Page 1

PUB

AGÊNCIA COMERCIAL PICO • 28721006

PUB

MOP$10

DIRECTOR CARLOS MORAIS JOSÉ • QUINTA-FEIRA 5 DE JANEIRO DE 2012 • ANO XI • Nº 2524

Ter para ler

TEMPO CHUVA FRACA MIN 8 MAX 11 HUMIDADE 60-95% • CÂMBIOS EURO 10.3 BAHT 0.2 YUAN 1.2

REFORMA ELEITORAL Políticos querem mais gente a escolher quem manda

Traz um amigo também Os responsáveis políticos de Macau desejam mais diversidade entre quem escolhe os representantes do povo na Assembleia e na Comissão Eleitoral. Dos jovens aos idosos, dos trabalhadores aos artistas, das mulheres aos líderes religiosos, para todos se pediu lugar. Haverá espaço? PÁGINA 4

HOTEL L’ARC EM HISTÓRIA POLÉMICA

CONTABILISTA ACUSADO DE DEFRAUDAR TRABALHADORES POR CAUSA DO JOGO Página 6

DEFENDE QUALIFICAÇÃO LABORAL

PROFESSOR UNIVERSITÁRIO PEDE OUTRA EDUCAÇÃO PARA OS DEALERS DOS CASINOS DE MACAU Página 6

REI MIDAS CHINÊS NOS MAIS RICOS DO MUNDO

A INCRÍVEL HISTÓRIA DO MAGNATA DO OURO QUE NÃO PÁRA DE ENRIQUECER Página 2


QUINTA-FEIRA 5.1.2012 www.hojemacau.com.mo

2

ACTUAL

Magnata do ouro não pára de facturar com boom asiático

O rei Midas da China

Q

UANDO mais de MOP 15 mil milhões, oriundos de uma entrada em Bolsa, aterraram na conta bancária da sua família, em meados de Dezembro, Cheng Yu-Tung tornou-se num dos homens mais ricos da Ásia, com uma fortuna acumulada de cerca de MOP 125 mil milhões, construída sobre duas palavras que movem a China: ouro e terras. Cheng, de 86 anos, é o patriarca de uma família de Hong Kong cujos membros abrangem três gerações. As suas propriedades vão desde o Hotel Carlyle, em Nova Yorque, até uma rede de concessionários da Ferrari na China. Controla também a Chow Tai Fook, a maior joalharia do mundo, segundo alguns indicadores, e fonte da fatia de dinheiro extra resultante do capital bolsista. A fortuna de Cheng tem acompanhado de perto os altos e baixos da China, país onde investe há 30 anos. Embora já seja há muito considerado como um dos grandes magnatas de Hong Kong, o recente boom da economia chinesa levou-o ao topo da lista das famílias mais ricas da Ásia, atrás de nomes como Li Ka-Shing e do empresário indiano Mukesh Ambani. “Sempre soubemos que a Chow Tai Fook era poderosa, mas até agora não sabíamos que era uma empresa tão grande”, disse Victor Zheng, professor da Universidade Chinesa de Hong Kong.

FUGA PARA MACAU

Cheng começou a sua carreira de joalheiro em 1940, aos 15 anos, quando fugiu do sul da China, então ocupado pelos japoneses, para o território de Macau, a 110 km de distância. Segundo uma biografia de 2003, escapou a um ataque de bandidos, viu a sua bicicleta ser roubada por soldados japoneses e terminou a viagem a pé, até à cidade de Zhuhai, na fronteira com Macau. A última etapa da fuga foi feita a bordo de um barco sobrelotado. Em Macau foi acolhido por Chow Chi-Yuen, um amigo da família, dono de uma loja de artigos de ouro chamado Chow Tai Fook, que pode ser traduzido como “boa sorte” em cantonês. Casou-se com a filha de Chow em 1942 e mudou-se em 1946 para Hong Kong, abrindo uma loja na antiga colónia britânica. “Souberam aproveitar a onda de prosperidade em Hong Kong”, disse Jeremy

Richdale, fabricante de jóias, que já vendeu pedras preciosas para a Chow Tai Fook. “E conseguiram atrair as esposas dos empresários que faziam fortuna.” O ouro desempenha um papel importante na cultura chinesa, como forma de guardar dinheiro e como presente tradicional. Aproveitando esse desejo, a cadeia de lojas Chow Tai Fook foi pioneira na venda de jóias de ouro 24 quilates, a que chamou “ouro puro 999,9”.

HOMEM SIMPLES

À medida que o negócio das jóias prosperava, Cheng começou a investir em imóveis. “No final dos anos 50 e início dos anos 60, estava na indústria de joalharia quando alguns amigos me aconselharam, dizendo que o sector de imóveis era melhor”, disse Cheng numa entrevista a analistas da corretora CLSA, em 2009. Em 1970 fundou o New World Development Co. Ltd., empresa que abarcou os seus investimentos imobiliários e outros fora do sector das jóias. Cheng exige que os seus funcionários, muitos dos quais estão na empresa há décadas, almocem na cantina da empresa, tal como ele fazia quando era aprendiz. Cada funcionário almoça em determinados dias e em lugares atribuídos numa das três mesas e todos comem pratos tradicionais da cozinha cantonesa, colocados no centro da mesa em estilo familiar. “Na cantina senta-se ao nosso lado e conversa muito informalmente”, disse Albert Cheng, director administrativo para o Extremo Oriente do Conselho Mundial do Ouro que, apesar do nome, não tem laços familiares com o magnata. “É um homem simples, não é o tipo de executivo que espera ser adorado.”

DONALD TRUMP AMUOU

Cheng, que gosta de usar ténis Nike e casacos feitos à medida, deixa a maior parte das operações para os seus gerentes, mas continua apaixonado pelo negócio das jóias, disse Charles Ho, um dos seus amigos, dono da empresa de comunicação Sing Tao News Corp Ltd. “A sua capacidade mental é muito apurada. Ainda conhece o stock e os preços das jóias. A Chow Tai Fook foi sempre a menina dos olhos de Cheng.” Cheng e o filho Henry, que começou a participar na liderança da empresa na década de 1980, foram dos primeiros a investir na

China continental, abrindo o China Hotel, na cidade de Guangzhou, em 1982. A violenta repressão aos protestos da Praça Tiananmen em 1989 assustou os investidores estrangeiros, mas Cheng apostou que as reformas de mercado no país iriam continuar. Nesse ano o New World Development fechou o seu primeiro negócio no sector de infra-estructuras, investindo na construção de uma auto-estrada em Guangzhou. Cheng também apostou nos maiores mercados imobiliários do mundo, nomeadamente em Nova York. Em 1994, liderou um consórcio de investidores de Hong Kong, que fechou um negócio de cerca de MOP 705 milhões com o magnata Donald Trump, por um complexo de apartamentos na região oeste de Manhattan, com vista para o rio Hudson. Mais tarde, em 2005, o grupo vendeu a sua participação por MOP 8 mil milhões, mas foi processado por Trump, que apesar de partilhar os lucros, alegou que o imóvel foi vendido por um preço muito baixo. A acção foi julgada improcedente em 2006.

DEZ ANOS ADIANTADO

O império imobiliário cambaleou no final dos anos 90, forçando o New World Development a vender activos e desvalorizando as acções em 97%. “Nós provavelmente chegámos 10 anos cedo demais à China”, admitiu Henry Cheng numa uma entrevista à CLSA. “Em retrospectiva, 96-97 teria sido o melhor momento para a expansão na China.” A drástica expansão da Chow Tai Fook na China acompanhou o recente boom do país. A empresa abriu a sua primeira loja em 1998, a milésima em 2010 e tinha 1.500 pontos de venda em Setembro, com a ambição de chegar a 2.000 até 2016. A receita subiu 47% nos últimos três anos fiscais, para MOP 31mil milhões, e espera-se que aumente mais de 30% durante o actual ano fiscal. “Toda a gente sabe que eles são a maior empresa do sector da Ásia”, diz Varda Shine, Presidente da Diamond Trading Council, o braço comercial da empresa de minas de diamantes De Beers.

“Na cantina senta-se ao nosso lado e conversa muito informalmente”, disse Albert Cheng, director administrativo para o Extremo Oriente do Conselho Mundial do Ouro. “É um homem simples, não é o tipo de executivo que espera ser adorado.”

A empresa abriu a sua primeira loja na China em 1998, a milésima em 2010 e tinha 1.500 pontos de venda em Setembro, com a ambição de chegar a 2.000 até 2016.


Hoje, em 2012, a China já é uma potência mundial ao ponto de comprar a dívida norte-americana e ainda emprestar dinheiro aos americanos para que eles comprem os produtos chineses... Carlos M. Cordeiro, P.15

A

China anunciou ontem a «oposição a sanções unilaterais» contra Teerão, numa referência à lei de financiamento do Pentágono, que reforça as sanções contra o sector financeiro iraniano para obrigar o país a abandonar o programa nuclear. «A China opõe-se a que uma lei nacional prevaleça sobre regras internacionais e imponha sanções unilaterais a outros países», declarou o porta-voz da diplomacia chinesa, Hong Lei, em resposta a uma questão sobre esta lei. O presidente norte-americano, Barack Obama,

QUINTA-FEIRA 5.1.2012 www.hojemacau.com.mo

3

Pequim opõe-se a sanções unilaterais

Norte-americanos contra Teerão promulgou a lei no sábado. As novas medidas podem autorizar Obama a congelar os bens de qualquer instituição financeira estrangeira que mantenha relações comerciais com o Banco Central iraniano no sector petrolífero.

EUROPA PONDERA

A União Europeia está também a ponderar um possí-

vel embargo ao petróleo iraniano. Teerão testou na segunda-feira novos mísseis na região do estreito de Ormuz e ameaçou fechar a zona, passagem de 35% marítimo mundial, no caso de imposição de novas sanções internacionais. Aliado internacional do Irão, a China tornou-se no

primeiro parceiro comercial, com trocas bilaterais de MOP 235 mil milhões. «A China tem trocas económicas e energéticas abertas e transparentes com o Irão e estas trocas não violam as resoluções do Conselho de Segurança da ONU e não atentam contra interesses de terceiros», acrescentou Hong.

As sanções contra o Irão permitiram às sociedades chinesas aumentar a presença neste país. Pequim repete frequentemente a sua oposição ao recurso à força ou a ameaças de recurso à força contra Teerão. As negociações nucleares entre o Irão e as grandes potências (grupo 5+1 - Es-

tados Unidos, Reino Unido, Rússia, França, China e Alemanha) estão suspensas há um ano. Após oito anos de investigações sobre o Irão, a Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA) publicou um relatório que evoca uma possível dimensão militar do programa nuclear iraniano.

JAPÃO AUMENTO DO IMPOSTO SOBRE CONSUMO

COREIA DO SUL PACTO MILITAR COM OS ESTADOS UNIDOS

O primeiro-ministro japonês, Yoshihiko Noda, reiterou ontem a sua intenção de apoiar o plano para aumentar o imposto sobre o consumo, de 4% para 10%, em 2015, apesar da oposição. A reforma fiscal, acordada na semana passada após dias de disputadas internas no Partido Democrata (PD), liderado por Noda, prevê o aumento do imposto sobre o consumo em 8% em 2014 e até 10% em 2015. O projecto de lei, que deverá ser apresentado no parlamento japonês antes do final do ano fiscal de 2011 (até Março de 2012), é rejeitado pela oposição e por alguns deputados do próprio partido no poder, indicou a agência Kyodo. Noda anunciou ainda querer “cooperar de forma mais estreita” com o Banco do Japão, para combater a deflação, e reiterou que o Executivo manterá os seus esforços para reconstruir o mais rapidamente possível as zonas afectadas por terramoto e tsunami do passado 11 de Março.

A Coreia do Sul e os Estados Unidos firmaram um plano de operações para fazer frente a eventuais ameaças da Coreia do Norte, que incluirá novos exercícios militares conjuntos periódicos, anunciou ontem o Ministério de Defesa sulcoreano. O anúncio do plano surge num cenário marcado pela transferência de poder na Coreia do Norte, Kim Jong-il, falecido em 17 de Dezembro, para o seu filho Kim Jong-un, que segundo alguns especialistas poderia fazer novas ameaças militares contra a Coreia do Sul para reforçar a sua liderança. A Coreia do Sul e os Estados Unidos realizarão exercícios conjuntos adicionais às operações “Ulchi Freedom Guardian” e “Foal Eagle” além das realizadas anualmente por ambos os países, de acordo com o Ministério da Defesa. “Depois de completar o nosso plano de contingência comum, levaremos a cabo exercícios regulares para estabelecer uma postura de defesa forte”, indicou o ministério em comunicado publicado pela agência sul-coreana Yonhap. A assinatura do novo pacto bilateral, prevista para este mês, confirma as decisões tomadas na Reunião Consultiva de Segurança (SCM) de Outubro pelos dois aliados, que acordaram reforçar o seu compromisso de manter uma forte preparação militar.


QUINTA-FEIRA 5.1.2012 www.hojemacau.com.mo

4

POLÍTICA

Reforma Política | Maioria quer mais representantes na AL e na Comissão Eleitoral

Mais gente significa melhor escolha?

Joana Freitas

N

joana.freitas@hojemacau.com.mo

A primeira sessão sobre o desenvolvimento do sistema político – que ontem juntou Chui Sai On, Florinda Chan, deputados e representantes de Macau no Comité Permanente daAssembleia Nacional Popular (ANP) -, há uma conclusão: são precisos mais grupos representativos na comissão que elege o Chefe do Executivo e na Assembleia Legislativa (AL). Para Chui Sai Cheong, a actual estrutura da AL – que engloba deputados nomeados pelo Chefe do Executivo e eleitos directa e indirectamente - deve ser mantida, mas podem ser acrescentados representantes do sector profissional. O deputado não avança com números concretos, mas para a comissão eleitoral do Chefe do Executivo sugere o acréscimo de mais 50 lugares. E adianta que os sectores da educação e da cultura são os que merecem mais representatividade. Kwan Tsui Hang admite poderem existir dificuldades na redução de deputados eleitos pela via indirecta e sugere, por isso, focar a atenção noutros aspectos. “O objectivo inicial para que tenhamos eleições diferentes em 2013 é aumentar o número de deputados eleitos directamente sem reduzir os outros.” A deputada – que foi primeiro indirecta e depois directamente eleita – afirma que o essencial é a alteração do método e o consenso de todos os membros da AL de forma a que não haja mais atrasos na reforma.

DO LABOR À JUVENTUDE

José Pereira Coutinho já demonstrou desacordo face a uma mudança que não implique sufrágio universal. Votará contra se a proposta do Executivo não incluir voto individual? “Depois vê-se.”

Quanto ao aumento de representantes na Comissão Eleitoral, Kwan Tsui Hang pede mais membros que falem dos problemas do sector laboral. “Neste momento, 40 pessoas são do sector laboral, mas esse número é baixo comparativamente aos representantes de outros sectores.” Para Sio Chi Wai, além dos profissionais também os jovens devem estar representados na comissão. Tina Ho, da Associação Geral das Mulheres, fala em aumentar todos os assentos naAL“de forma a aumentar a representatividade”. Pun Iok Lam, da mesma associação, sugere mais representantes dos grupos educativo, religioso, laboral e profissional

na comissão que decide o Chefe do Executivo. Na AL, a representante das mulheres de Macau pede mais deputados, mantendo a mesma estrutura. Ieong Wan Cheong, membro da Comissão Consultiva do Comité Permanente, avança com números: mais um lugar para deputados eleitos pela via indirecta, mais dois para a via directa e mais 50 membros na comissão eleitoral. Io Hong Meng é dos que apoiam mais lugares na comissão eleitoral, mais dois deputados eleitos de forma directa e dois indirecta. O sector profissional e da assistência social são os que mais quer ver representados. Angela Leong, por seu lado, pede

mais jovens e mais representantes da indústria do jogo na AL.

por organizações representativas da sociedade.

O QUE EXISTE

DO CONTRA

Recorde-se que, em Macau, a AL é composta por 29 membros eleitos ou nomeados de diferentes formas: 12 são eleitos por sufrágio universal directo (pelos cidadãos recenseados), dez por sufrágio universal indirecto (por organizações ou associações locais representativas dos interesses dos vários sectores da sociedade) e sete são nomeados pelo Chefe do Executivo. Já o líder do Governo é escolhido por uma Comissão Eleitoral, formada por 300 membros, nomeados

HOJE MACAU

A introdução de mais membros na Comissão que elege o líder do Governo é desejo comum da maioria dos políticos do território.

O sucesso e o desenvolvimento económico actuais de Macau provocam dúvidas face a uma possível alteração no sistema político. Tsui Wai Kwan foi o único presente na sessão de ontem que se mostrou contra uma alteração nos métodos de eleição. “Se este modelo sempre foi eficaz, porquê alterar o que está bem?” Apesar de quase todos os políticos do território concordarem que o desenvolvimento económico e social de Macau aconteceu sem reforma política, Tsui Wai Kwan é irredutível. “Não devemos seguir as ondas do mundo, mas construir o caminho próprio e o seu sistema capitalista.” O deputado dá como mau exemplo os EUA: “um voto por pessoa é bom? Dá estabilidade?”.

POPULAÇÃO DEVE SER MAIS INFORMADA

Foi unânime a sugestão de que a Lei Básica deve ser mais divulgada entre a população, para que o tão desejado consenso acerca reforma política seja alcançado. “Só assim se pode discutir a necessidade das alterações”, frisa Lai Chan Keong, do Comité Permanente. Os políticos do território pedem que seja dada mais informação à população, para que tenha uma ideia mais clara acerca das eleições.

MODELOS ELEITORAIS IMPORTADOS SÃO PARA EVITAR

Políticos de Macau não querem cópias S

E há ponto em que a maioria dos políticos do território está de acordo é que Macau deve seguir a sua própria realidade no que toca à reforma. Ontem, no primeiro dia dedicado a ouvir as opiniões de deputados e membros do Comité Permanente da Assembleia Nacional Popular (ANP) de Pequim, grande parte dos intervenientes votou a favor de uma reforma política, desde que ponderada e de acordo com a realidade. “Devemos ser independentes”, exigiu Ho Sio Kam, deputada da Assembleia Legislativa (AL). Para Io Hong Meng, delegado de Macau à ANP, o caminho de Macau é “respeitar a China” e não aplicar alterações no sistema político “só porque outros estão a fazê-lo”. Apesar de poucos terem referido quais as

regiões cujo modelo não deve ser copiado, Angela Leong foi directa. “Não podemos transportar as metodologias da RAEHK, mas elaborá-las de acordo com a nossa realidade.” “Devemos seguir o nosso caminho, não copiar”, referiu Leonel Leong Wai Tak, membro do Conselho Executivo. “Querer uma democracia não está errado, mas o ritmo deve estar de acordo com Macau. Diferentes sociedades exigem diferentes democracias e trazer à força outros modelos prejudica o desenvolvimento.”

HONG KONG “É CONFUSO”

Recorde-se que, em Hong Kong, os deputados pró-democratas fizeram um ultimato ao Governo, exigindo uma nova proposta de

reforma política. Uma das propostas baseia-se no aumento do número de membros do colégio eleitoral do Chefe do Executivo para 1200 e outra, mais controversa, na criação de dez lugares no hemiciclo, cinco para deputados eleitos por sufrágio directo e outros cinco para deputados eleitos pelos conselheiros distritais através de sufrágio indirecto. A promessa de eleições directas consta da Lei Básica de Hong Kong, mas Pequim já fez saber, em 2007, que o líder do Governo não será eleito pela população antes de 2017, nem os deputados antes de 2020, decisão que não satisfaz os pró-democratas. Para os políticos do território, toda a polémica em redor da reforma da vizinha RAEHK “é confusa”. - J.F.


MAIS TURISTAS CHEGARAM A MACAU NO ANO NOVO

Nos primeiros três dias do ano, Macau recebeu mais 8,06% turistas do que no período homólogo do ano passado, indicam dados revelados ontem. Segundo o Corpo da Segurança Pública, de 1 a 3 de Janeiro entraram em Macau 324.394 turistas, sendo que durante a época de ano novo registaram-se mais de 1,1 milhões de movimentos nas fronteiras do território. Destes, 552.465 correspondem a entradas e 553.758 a saídas. Por via terrestre entraram em Macau 430.772 pessoas, com a maioria a optar pelas Portas do Cerco (414.426). Já por via marítima chegaram 108.036 pessoas, enquanto pelo Aeroporto Internacional de Macau passaram 13.657 pessoas.

Joana Freitas

joana.freitas@hojemacau.com.mo

M

ANTER apenas três dos sete deputados nomeados, reduzir de dez para três os eleitos pela via indirecta e acrescentar mais três lugares aos 12 existentes para os deputados directos. Esta é a solução que Ng Kuok Cheong apresenta para alterar o método de eleição dos membros da Assembleia Legislativa (AL). O deputado esteve ontem presente na primeira sessão de discussão sobre a reforma política – dirigida aos responsáveis do território nesta área – e bateu o pé no que toca à necessidade de implementar o sufrágio directo pleno. “Nas eleições para a AL em 2013 e para o Chefe do Executivo em 2014, as pessoas já devem poder votar directamente. Isto é um direito que está na Lei Básica e de que não pudemos usufruir nas primeiras eleições para Chefe do Executivo.” José Pereira Coutinho e Paul Chan Wai Chi foram outros dos deputados que apoiaram Ng Kuok PUB

QUINTA-FEIRA 5.1.2012 www.hojemacau.com.mo

5

DEPUTADOS QUEREM SUFRÁGIO UNIVERSAL PARA ACABAR COM DIFERENÇAS

“Não sabemos quem são os governantes e quem são os empresários” A solução passará por implementar o que vem inscrito na Lei Básica de Macau – o direito ao voto individual. Os deputados pedem mesmo que o Governo elabore uma calendarização para a adopção do sufrágio directo. “Sinto que o Governo está a estratificar a sociedade em classes”, acrescenta Coutinho. “Parece que uns têm mais direito a votar do que outros.”

AMBIGUIDADES Cheong. Para os três membros da AL, a falta de sufrágio universal trouxe diversos problemas sociais. “O problema de Macau nos últimos 12 anos tem a ver com tráfico de in-

fluências, corrupção e o facto de não podermos fazer a diferença entre quem são os governantes e quem são os empresários”, acusou Pereira Coutinho à margem do encontro.

Também Paul Chan Wai Chi acredita que muitas ambiguidades na justiça e desigualdade sociais do território se devem à falta de desenvolvimento político. Acredita que se os residentes puderem escolher

o líder do Governo, esse terá de comprometer-se perante a população e não perante representantes desta. Ainda assim, admite que a alteração ao método de escolha do Chefe do Executivo deve ser feito gradualmente. Ng Kuok Cheong foi mais radical e sugeriu a extinção da Comissão que elege o Chefe do Executivo. “Aumentar o número de pessoas nesta comissão não passa de um espectáculo. Isso é algo que deve estar nas mãos da população. Todo o sistema deve ser transformado em sufrágio universal.” Pereira Coutinho pediu ainda o aumento de 350 para 600 no número de membros da comissão que elege o Chefe do Executivo.


SOCIEDADE

QUINTA-FEIRA 5.1.2012 www.hojemacau.com.mo

6

Salas de jogo VIP encerradas e contabilista na berlinda

Virginia Leung

U

virginia.leung@hojemacau.com.mo

M grupo de empregados das salas de jogo VIP do hotel L’Arc queixou-se esta terça-feira junto da Direcção dos Serviços para os Assuntos Laborais (DSAL) de não ter ainda recebido salários e outros pagamentos, que ascendem a mais de MOP 500.000, após o encerramento de uma das mais importantes salas de jogo daquele estabelecimento. Alguns acusam o contabilista da sala VIP de roubar o dinheiro e o ter perdido no casino. O representante do grupo de empregados, Wong, declarou que o encerramento no mês passado de uma

Acusações de roubo no hotel L’Arc das salas VIP se deveu a problemas de negociações contratuais, que nunca foram resolvidos. Segundo disse, o patrão (detentor da licença) tinha prometido a venda dos veículos da empresa de forma a poder pagar os vencimentos no fim do mês passado, e depois acusou o contabilista de ter roubado o dinheiro e o ter perdido a jogar no casino. No dia 2 de Janeiro, o contabilista, acompanhado pela mulher do patrão, entregou-se na Polícia Judiciária.

EXECUTIVO RECUPERA TERRENO PARA PLANO DE HABITAÇÃO PÚBLICA

O Executivo reduziu em 30% um terreno concedido à Pedreira da Empimac, em Seac Pai Van. O Governo justifica isto com a necessidade de integrar equipamentos sociais e infra-estruturas viárias no plano de urbanização de Seac Pai Van, que servirão de apoio à habitação pública no local. Em comunicado, a Direcção dos Serviços de Solos, Obras Públicas e Transportes (DSSOPT) explica que o terreno anteriormente concedido a favor da exploradora da pedreira sofreu uma alteração da finalidade – para habitação e comércio. A alteração implicou, então, a redução da terra. “O terreno afecto à pedreira foi concedido por arrendamento em 1972 a favor da concessionária para a construção dum complexo industrial para a produção de materiais de construção e depois, por meio da revisão realizada em 1984, a área do terreno passou para 33.814 m2. Contudo, para fazer face ao exigido no plano urbano de Seac Pai Van, veio a concessionária no 1.º semestre de 2011 solicitar a alteração da finalidade do terreno de indústria para habitação e comércio, bem como apresentar para o efeito um novo estudo prévio de aproveitamento do terreno.”Uma vez que ocupa “mais de metade” do terreno anteriormente concedido, o Executivo vai conceder um outro terreno à empresa, como forma de indemnização. - J.F.

Wong declara que, tanto quanto sabe, o contabilista nunca mostrou problemas de jogo, e duvida que haja “dinheiro sujo a passar por baixo da mesa”.

SOLUÇÕES LENTAS

Lei Cheng I, Vice-Presidente da Federação das Associações dos Operários de Macau (FAOM), declarou que a FAOM sempre recebeu queixas de salários em atraso e que nessas situações se devem procurar meios legais de forma a poder cobrar as dívidas, mas que os mecanismos de assistência aos trabalhadores deveriam ser mais rápidos e eficazes. Exortou ainda o Governo a criar um mecanismo que permitisse o pagamento das dívidas salariais em casos de falência. Lei Cheng I adiantou ainda que os processos de gestão de salários em atraso são inadequados, apesar da regulamentação contida na “Lei Laboral de Macau”. Sublinha que os trabalhadores não teriam de ser ainda mais castigados se conseguissem reaver os salários antes de a DSAL resolver o assunto. Nas indústrias de construção e de retalho, a maioria dos trabalhadores com dívidas salariais é estrangeira, o que dificulta mais ainda o

contacto, no caso de encerramento súbito da empresa. Lei critica a falta de um sistema de pagamento optimizado em casos de falência e acrescenta que, mesmo confiando no Fundo de Segurança Social, os requerentes têm de

Dealer mas não para toda a vida Z

1.

Faço saber que, o prazo de concessão por arrendamento dos terrenos da RAEM abaixo indicados, encontra-se terminado, e, que de acordo com o artigo 3.º da Lei nº. 8/91/M de 29 de Julho, conjugado com o artigo 2.º e o artigo 4.º da Portaria n.º 219/93/M, de 2 de Agosto, foi o mesmo automaticamente renovado por um período de dez anos a contar da data do seu termo, pelo que, deverão os interessados proceder ao pagamento da contribuição especial liquidada pela Direcção dos Serviços de Solos, Obras Públicas e Transportes. Localização dos terrenos: - Rua da Ribeira do Patane, n.os 183 a 183F (Edifício Iao Vai); - Estrada da Vitória, n.o 28D (Edifício Varic Garden). 2. Agradecemos aos contribuintes que, no prazo de 30 dias após a recepção da notificação do pagamento, ou, até

3.

31/01/2012, se dirijam ao Núcleo da Contribuição Predial e Renda, situado no rés-do-chão do Edifício Finanças, ao Centro de Serviços da RAEM, ou, ao Centro de Atendimento Taipa, para levantamento da guia de pagamento M/B, destinada ao respectivo pagamento nas Recebedorias dos referidos locais. Na falta de pagamento da contribuição no prazo estipulado, proceder-se-á à cobrança coerciva da dívida, de acordo com o disposto no artigo 6.º da Portaria acima mencionada. Aos, 28 de Dezembro de 2011. A Directora dos Serviços de Finanças, Vitória da Conceição

lhes é devido? Como é que se pode evitar as transferências de capital das empresas devedoras? O que deve ser feito para que seja o Governo a assumir a responsabilidade do pagamento de dívidas salariais?” Faltam as respostas.

ACADÉMICO APELA À MOBILIDADE NO TRABALHO

PUB

AVISO COBRANÇA DA CONTRIBUIÇÃO ESPECIAL

passar por um longo e complexo processo para conseguirem reaver os seus salários. “Mesmo que as entidades empregadoras consigam vender o seu património, quanto tempo é que os trabalhadores têm de esperar até receberem o que

ENG Zhonglu, professor no Instituto Politécnico de Macau (IPM) disse, em declarações ao jornal Ou Mun, que os novos projectos da indústria do jogo em Macau, que irão nascer este ano, devem manter a cidade no topo da lista mundial de receitas deste tipo, embora se possa prever algum abrandamento. No entanto, acrescenta que a procura de recursos humanos nesta indústria deverá continuar a crescer, sublinhando que em comparação com outras indústrias a pressão e a rotatividade destes recursos é muito menor. Zeng Zhonglu adiantou que as receitas do jogo em Macau devem manter um desenvolvimento estável, em sintonia com a economia chinesa. Com a abertura dos novos projectos, a importação de recursos humanos terá de crescer ainda mais. Uma

vez que, ainda muito recentemente, a indústria do jogo, ao expandir o seu mercado, absorveu uma grande parte da força de trabalho existente. O professor sugeriu que, no desenvolvimento a longo prazo, esta indústria deveria abandonar a importação de trabalhadores “de forma cuidadosa, lenta e com baixos salários” e, antes, investir na competitividade, motivação, e acréscimo de mobilidade dos seus recursos humanos. Destacou a posição do dealer, que no futuro deverá acompanhar o desenvolvimento da sociedade e deixar de ser, como até agora, um elemento com escassa educação ou de fracos recursos técnicos. Para Zeng, a motivação para maior mobilidade começa na educação e no acréscimo de competitividade. - V.L.


OPERÁRIO MORRE EM ACIDENTE DE TRABALHO

NOVO PROTESTO MARCA LUTA ANTIGA

Os pais sem os filhos Virginia Leung

Virginia.leung@hojemacau.com.mo

U

M grupo de pais da Associação para a Reunificação das Famílias de Macau reuniu-se ontem em frente ao gabinete do Chefe do Executivo, num protesto que durou mais de duas horas. Estes manifestantes exigem uma reunião com o Chefe do Gabinete, de forma a manifestar a sua indignação por aquilo que consideram uma profunda injustiça: a vinda de 90.000 trabalhadores da China para trabalhar em Macau é possível, mas o mesmo já não acontece com os cerca PUB

de 2000 dos seus filhos. Uma luta antiga, mas sem fim à vista. Lei Iok Lan, presidente da associação, sublinha a necessidade de mão-de-obra em Macau e questiona a acção do governo. “Por que é que o Governo não permite a vinda de crianças de maior idade da China, para fazer frente à procura de mão-de-obra? É irracional aprovar a importação de grandes quantidades trabalhadores e não permitir a vinda dos seus filhos.” São cerca de 150 os pais que apelam ao Governo, mas a única resposta que até agora receberam é que a questão ultrapassa a sua autoridade.

HOJE MACAU

Um homem morreu ontem num estaleiro da Avenida Marginal do Lam Mau, após um acidente de trabalho, ainda a ser investigado pela Direcção dos Serviços para os Assuntos Laborais (DSAL). A DSAL emitiu um comunicado ao final do dia apelando a que os trabalhadores da construção civil cumpram as regras de segurança. Este é o segundo acidente de trabalho fatal em estaleiros do território em apenas uma semana.

QUINTA-FEIRA 5.1.2012 www.hojemacau.com.mo

7


vida

QUINTA-FEIRA 5.1.2012 www.hojemacau.com.mo

8

Palawan é área de interesse mundial declarada pela UNESCO

Único no mundo Gonçalo Lobo Pinheiro

T

glp@hojemacau.com.mo

em dois parques nacionais considerados Património Mundial pela UNESCO: Tubbataha Reef National Marine Park e o Puerto Princesa Subterranean River National Park. Palawan é a ilha do arquipélago das Filipinas – situada entre o Mar da China Meridional e o Mar de Sulu - mais selvagem e com menos intervenção humana. Não só apresenta algumas das melhores praias do mundo como ainda tem comunidades indígenas Batak que vivem como há milhares de anos atrás. O território tem cerca de 450 quilómetros de comprimento e 50 de largura. A sua costa, com cerca de dois mil quilómetros de comprimento, é muito irregular e pontilhada com mais de 1700 ilhas e ilhotas. Vasta extensão do território abriga matas virgens e exuberantes, e o seu ponto culminante é o monte Mantalingahan, com 2086 metros de altura. Tem animais tão distintos como o Morcego-da-fruta-de-Palawan, o crocodilo de águas salgadas ou o faisão de Palawan. Muitas dessas espécies podem ser vistas no Palawan Wildlife Rescue and Consevation Center. O World Wildlife Fund (WWF) tem presença fixa na ilha. Fotos Gonçalo Lobo Pinheiro

O Palawan Crocodile Farm and Conservation Centre, para além de albergar diversos crocodilos, é um local onde se pode ver alguma da fauna endémica da ilha, bem como provar carne de crocodilo. E esta, hein?

Snake Island, o encontro de dois mares


ESPÉCIES ENDÉMICAS EM PALAWAN

De acordo com dados do World Wildlife Fund (WWF), a diversidade de habitats que existem em na ilha de Palawan albergam vários mamíferos como o Cervo Calamian (Axis calamianensis), o Morcego-da-fruta de Palawan (Acerodon leucotis) ou o Morcego-ferradura (Rhinolophus anderseni). Em relação às aves podemos encontrar o Faisão de Palawan (Polyplectron emphanum), o Pombo Imperial (Ducula pickeringii), a Ave Azul do Paraíso (Terpsiphone cyanescens), entre outros.

Sabia que... ...o Puerto Princesa Subterranean River National Park foi considerado igualmente uma das sete maravilhas naturais do mundo?

O Puerto Princesa Subterranean River tem cerca de 8,2 km e é um rio que corre muito tempo de baixo de espectaculares formações calcárias antes de desaguar no mar junto a Sabang. A gruta abriga diversas espécies de morcegos

A Big Lagoon e a ilha de Fondeando são locais privilegiados para a prática de mergulho ou snorkeling. Ali podemos ver diversos tipos de corais, bem como outros seres marinhos

QUINTA-FEIRA 5.1.2012 www.hojemacau.com.mo

9


PUB.

QUINTA-FEIRA 5.1.2012 www.hojemacau.com.mo

10 ANÚNCIO [N.º 1/2012]

Para os devidos efeitos, vimos por este meio notificar os representantes dos agregados familiares seleccionados da lista de espera de habitação económica abaixos mencionados: N.º do boletim de candidatura 51460 59528

Nome

N.º do boletim de candidatura 55267 67380

CHIO TONG KUN UN IN LENG

67164

LAM LAI ON

56432 51482 53427 63097 62391 57809 67357 51639

CHE WENG HANG VONG VAI MAN NG KUOK LEONG CHAN MOU I VONG LEC CHIANG SI LAI LEI KUAI CHAU TAM HAO KAM

69637

VONG MAN CHUNG

56786 59491 67255 55215 54051 56086 66882

FAN KUOK LEONG LEUNG WAI CHAI SOU FU KAM TAM PUI I FONG WAI LENG LAM TUN CHONG LEONG WAI MAN

66071

LIO CHAN NAM

55702

CHEANG CHAO

63176

Nome

67706

TAI MENG IEK LEONG U LEONG TCHEONG ANTONIO WONG KIT I LEI WAI LAM LAM OI I IP WAI KIN CHOI IOK I PUN LAI HENG KOK KAM FAI LOI SOK CHENG CHU TENG KAM ALIAS CHE TING KHIN CHEONG IONG MEI U KA MAN LEI LEI SAM CHUNG CHI KIN CHONG VAI SENG IEONG IOK LIN AO IEONG IN TAI TANG CHONG TENG LO KA POU ALIAS LUCIA LO HO MAN HA

57225

VONG IOK TONG

59565

71297 56945

CHAN CHI PAN CHAN CHI NGAI CHEONG KAM IONG IEONG CHOU MENG LOU KA WAI WONG MEI SAN LOU SAO HEONG STEPANOV

66101 63888

CHAN IOK HA LAM KUAI IENG ALIAS MA AYE SEIN PUN SOI I VONG MEI SUN

57790 72257 53251 59449 56888 53554 68772 66881 51704 67626 53363 60339 53642 53944 68690 53337 68643 67718 60115

59178 56932 67916 56769 60796

58726

LEI PEK SAI

55766 54122 62107

CHAN WAI I TANG KAM KAO HO WENG WA

67540

LEI IM HONG

De acordo com os termos do artigo 12.º do Decreto-Lei n.º 26/95/M, de 26 de Junho, o Instituto de Habitação (IH) informa os representantes dos agregados familiares acima referidos, através de ofícios, para se dirigirem pessoalmente ao IH, sita na Travessa Norte do Patane, n.º 102, Ilha Verde, Macau (perto da Escola Primária Luso-Chinesa do Bairro Norte), no dia 26 de Janeiro de 2012, às horas fixadas nos respectivos ofícios, para escolha das fracções de habitação económica disponíveis de T3 na zona de Taipa. Nessa altura, os agregados familiares da lista de espera acima referidos devem apresentar os documentos comprovativos (originais e cópias) abaixo mencionados, para efectuar a nova verificação dos requisitos da candidatura da aquisição de habitação económica. Caso as respectivas informações afectem os actuais requisitos da aquisição de fracção ou existirem mudança da composição dos agregados familiares acima referidos, este Instituto irá suspender, imediatamente, o procedimento da escolha de habitação económica: 1. 2. 3.

Documentos de identificação de todos os elementos do agregado familiar e os seus cônjuges (caso houver) registados no boletim de candidatura de habitação económica. Prova de casamento (aplicável aos indivíduos casados. Caso tenha entregue ao IH, nos últimos três meses, não é necessário a entregar de novo.) Boletim de candidatura dos dados dos agregados familiares de habitação económica devidamente preenchidos e assinados.

De acordo com os termos do n.º 2 do artigo 13.º do decreto-lei acima referido, com as alterações introduzidas pelo Regulamento Administrativo n.º 25/2002, caso os agregados familiares da lista de espera acima referidos não tenham comparecido no IH, no dia e horas fixados, e apresentado os documentos acima referidos, para escolha de habitação ou não pretendam adquirir nenhuma das fracções de habitação económica disponíveis no momento podem optar entre, por motivo não justificado, implica a perda do direito de escolha e passagem automática para o último lugar da lista geral; ou após a apreciação dos dados apresentados, verifique que não reunirem com os requisitos da candidatura, os agregados familiares seleccionados serão excluídos na lista geral. No intuito de proporcionar os agregados familiares seleccionados para terem mais conhecimentos sobre as informações das fracções de habitação económica disponíveis, o IH juntamente os ofícios enviará em anexo o catálogo com descrições das fracções para venda, tabela dos preços, rácio bonificado, pontos de observação, informações sobre a fracção de modelo. Caso os agregados familiares seleccionados não tenham recebidos os ofícios remetidos pelo IH, até sete dias antes da data fixada, poderão dirigir-se ao IH sito na Travessa Norte do Patane n.º 102, Ilha Verde, Macau) ou consultar através do telefone n.º 2859 4875, durante o horário de expediente. O Presidente, Tam Kuong Man 3 de Janeiro de 2012


CULTURA O

ITO novas salas de cinema abrem diariamente na China e, se a média se mantiver, o país poderá tornar-se o segundo maior mercado cinematográfico do mundo em 2012, logo a seguir aos Estados Unidos. As receitas de bilheteira terão aumentado mais de 30% em 2011, ultrapassando MOP 16 mil milhões, segundo estimativas oficiais citadas na imprensa de Pequim. Pelas contas da Administração Estatal da Rádio, Cinema e Rádio, a 15 de Dezembro as receitas somavam já mais de MOP 14 mil milhões, indicou o jornal Global Times. Aquele número corresponde a mais do dobro de há apenas dois anos e foi contabilizado antes da estreia de dois ‘blockbusters’ chineses: “The Flowers of War”, de Zhang Yimou, e “Flying Swords of Dragon Gate”, de Tsui Hark. “The Flowers of War”, a mais cara produção do cinema chinês, com Christian Bale no principal papel, é também o candidato da China a uma nomeação ao Óscar para o melhor filme estrangeiro.

PROTECÇÃO NACIONAL

Apesar da proliferação de DVD piratas, que custam cinco ou seis

Todos os dias abrem oito novas salas na China

O maior ecrã do planeta

vezes menos que um bilhete de cinema, em 2011. O número de salas de cinema subiu de cerca de 6.200 para mais de 9.000, um quarto das quais com capacida-

de para filmes 3D. Em 2009, a China tinha apenas 4.800 salas e seis anos antes não ia além das 2.500. Hoje, só em Pequim há mais de 600.

O governo protege a produção nacional, autorizando apenas a importação de 20 filmes por ano, mas, tal como em 2010, quando “Avatar” bateu o recorde de

PACO BANDEIRA EM JULGAMENTO POR VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E POSSE DE ARMA PROIBIDA

Ó Paco, ó Paco, tribunal à vista O

cantor português Paco Bandeira está a ser julgado por violência doméstica perpetrada contra a ex-companheira. O músico nega tudo, mas as acusações de maus tratos levaram-no ao banco dos réus: a primeira sessão realizou-se no dia 13 de dezembro, segundo o jornal Sol, e a segunda acontece já no próximo dia 10. Além de maus tratos e devassa da vida privada, o músico está acusado também de posse de arma proibida. Na origem do processo está uma denúncia feita não pela ex-companheira - que terminou a relação em Abril de 2009, depois de 12 anos de vida conjunta - mas por uma assessora do Gabinete de Apoio à Vítima de Lisboa, que data de Abril de 2009. Na base da denúncia estão relatos de insultos e ameaças

de morte (algumas feitas por escrito por Bandeira nas paredes da casa onde o casal vivia, em Oeiras), que levaram a que o Ministério Público ordenasse buscas à residência e automóveis do músico. Durante essas buscas, a polícia apreendeu duas ar-

mas de fogo (uma delas com licença caducada) e algumas munições - uma dessas armas será a que a primeira mulher do cantor usou para cometer suicídio, em 1996. Depois das buscas, Bandeira foi constituído arguido e ficou com termo de identidade e residência.

Segundo o jornal Sol, as testemunhas arroladas pela vítima para falar no julgamento descrevem Bandeira como “um homem com dupla personalidade, que conseguia ser extremamente sedutor socialmente, mas que se revelava ciumento, controlador, rude e verbalmente hostil para com a ex-companheira”. De acordo com o Correio da Manhã, apesar de rumores sobre o assunto, não está previsto nenhum acordo informal entre as duas partes do processo para manter as testemunhas em silêncio e colocar um ponto final ao processo por falta de provas. Tanto o advogado do cantor como o da ex-companheira negam a existência desse acordo, pelo que as 15 testemunhas arroladas para o processo começam a falar já na próxima semana.

QUINTA-FEIRA 5.1.2012 www.hojemacau.com.mo

11 bilheteira na China, este ano, o filme que mais facturou foi uma produção norte-americana: “Transformers: Dark of the Moon” Em segundo e terceiro lugares ficaram mais duas obras com a marca de Hollywood - “Kung fu Panda II” e “Pirates of the Caribbean: On Stranger Tides” - e, tal como na América, os espectadores acompanharam os filmes com pipocas. Há um ano, em termos de receitas do cinema, a China estava em terceiro lugar, a curta distância do segundo, Japão. Os Estados Unidos encabeçam a lista, com larga vantagem, mas uma semana antes do Natal as bilheteiras ainda não tinham atingido os valores registados 2010. Na China, a importação de filmes é monopólio do Estado e obedece a cotas: na década de 1990, eram apenas dez por ano, e após a entrada na Organização Mundial do Comércio, em 2001, passou para vinte. Os filmes de Woody Allen, Clint Eastwood, Martin Scorcese, Pedro Almodovar e outros grandes nomes do cinema ocidental também são vistos na China, mas só através de DVD piratas. -Lusa

SCORSESE HOMENAGEADO NA CERIMÓNIA DOS BAFTA

O realizador norte-americano Martin Scorsese vai ser homenageado em Fevereiro na cerimónia de entrega dos prémios de cinema britânicos Bafta, foi ontem anunciado. De acordo com a BBC, Scorsese irá ser nomeado sócio honorário da Academia Britânica de Cinema, a 12 de Fevereiro em Londres. “Martin Scorsese é uma lenda no seu tempo, uma verdadeira inspiração para todos os jovens realizadores”, afirmou o presidente dos Bafta, Tim Corrie. Para o realizador, cujo último filme, Hugo, tem sido aplaudido pela crítica, “é uma honra ser reconhecido pela Academia Britânica”. Scorsese, de 69 anos, já recebeu nove nomeações de melhor realizador nos Bafta, tendo vencido o prémio em 1991 com Tudo Bons Rapazes.


QUINTA-FEIRA 5.1.2012 www.hojemacau.com.mo

12

DESPORTO

Selecção portuguesa de basquetebol poderá fazer estágio em Macau

Driblar para o Eurobasket A preparação da selecção portuguesa de basquetebol para o Eurobasket, campeonato europeu da modalidade, pode vir a ser feita em Macau. Mário Saldanha, presidente da Federação Portuguesa de Basquetebol, confirmou ao Hoje Macau o interesse da equipa em realizar “uma preparação e vários jogos” com outras selecções. Contudo, a vinda da equipa, em Julho, vai depender do apoio financeiro do Governo local Andreia Sofia Silva

J

andreia.silva@hojemacau.com.mo

ULHO deverá ser o mês em que a selecção portuguesa de basquetebol poderá vir a Macau realizar o seu estágio de preparação para se qualificar para o campeonato europeu de basquetebol em 2013. A competição, também conhecida como Eurobasket, irá realizar-se na Eslovénia de 4 a 22 de Setembro. De acordo com Mário Saldanha, presidente da Federação Portuguesa de Basquetebol (FPB), a selecção portuguesa desta modalidade pretende efectuar

Marco Carvalho info@hojemacau.com.mo

F

ALHOU na última temporada a conquista do principal título do futebol do território por uma unha negra e parte por isso confiante para a nova época que se inicia, defendendo que o grande objectivo passa pela conquista do campeonato. O Clube Desportivo Monte Carlo, presidido por Firmino Mendonça, apresentou ontem o plantel com que vai disputar a edição de 2012 da Liga de Elite. O Monte Carlo volta a contar com Paulo Bento no comando técnico da equipa. O treinador português orientou o onze canarinho na recta inicial da época passada e regressa com ambições renovadas e com o objectivo de conquistar um título que já escapa ao clube desde 2008: “Não tenham dúvidas nenhumas que esta estrutura e este grupo de trabalho tem força suficiente

o estágio no território, por forma a realizar “uma preparação” e “vários jogos”, com outras selecções. O responsável referiu ainda que já foi entregue um documento “que mostra quais as necessidades que temos para os treinos e jogos de preparação da equipa”, e que será analisado em Fevereiro pela Associação Geral de Basquetebol de Macau-China (AGBMC) e pelo Instituto do Desporto da RAEM. Confirmadas estão as datas da visita da equipa lusa ao território, que será feita entre 8 e 20 de Julho. Contudo, coloca-se o problema de financiamento que garante a

vinda da equipa portuguesa. Ao Hoje Macau, Nelson Kot, vice-presidente da AGBMC, apontou “problemas de organização”, pois terá de ser gasto “muito dinheiro”, existindo a necessidade de “apoio do Governo”. “Temos de obter autorização do Governo, porque não é só uma equipa que temos de trazer, mas também outras. Gostávamos que a equipa de Portugal viesse para Macau, mas é muito cedo para dizer”, frisou Nelson Kot.

ESTÁGIO COM “SELECÇÕES FORTES”

O interesse de Mário Saldanha em trazer a selecção portuguesa

de basquetebol para Macau é elevado. O presidente da FPB falou da intenção de fazer “um estágio a sério com selecções boas, porque o trabalho que vamos fazer é muito sério e importante”. No território, é objectivo jogar com selecções “fortes”, como a China ou o Japão, embora ainda não haja qualquer confirmação a este nível. Tudo para garantir que Portugal faça boa figura na próxima edição do Eurobasket.

“O facto de irmos a Macau é para colocar a fasquia mais alta. A série que nos calhou tem países como a Turquia, Itália, Bielorrússia e República Checa, daí querermos fazer a preparação em Macau com selecções fortes”, explicou Mário Saldanha. Depois de Macau, a equipa promete continuar a preparar-se com dois torneios na Península Ibérica e os jogos de qualificação para o campeonato europeu.

MONTE CARLO APRESENTOU PLANTEL PARA A NOVA TEMPORADA

Canário com samba na asa para ombrear com os outros potenciais candidatos, ainda que entre esses candidatos haja equipas que fizeram fortes investimentos”, esclarece o antigo técnico do Sintrense. Para o assalto à competição, o Monte Carlo voltou a recorrer ao mercado brasileiro para reforçar a equipa. As saídas de Kamilo e de Ricardo Júnior para o futebol de Hong Kong deixaram um rombo nas estratégias ofensivas do clube, mas os responsáveis pelo conjunto canarinho não demoraram a suprir as lacunas. Fabrício Araújo, Renival e Wisley Shinaider são as armas com que o Monte Carlo pretende surpreender os adversários. Os reforços dos vice-campeões do território dizem-se preparados para ajudar a

equipa a atingir os objectivos a que se propõe. “O nosso objectivo é fazer um trabalho tão bom ou melhor ainda que o trabalho desenvolvido na última época pelo Kamilo e pelo Ricardo Júnior. Os nossos compatriotas deixaram o Brasil bem visto em Macau e nós queremos fazer o mesmo”, remata Fabrício Araújo. Aos 27 anos, o avançado formado nas escolas do Atlético Goianiense embarca para a primeira aventura no futebol asiático, depois de já ter representado o Torreense e clubes em campeonatos europeus. Araújo chega a Macau referenciado como um dos melhores marcadores do Luxemburgo, depois de na última temporada ter ajudado o Union 05 Kayl-Tétange a conquistar o campeonato da

II Divisão do Grã-Ducado. Dos três novos reforços do Monte Carlo para a nova temporada, apenas Renival não actuou em Portugal. Formado nas escolas do Corinthians e do Santos, o médio ofensivo de 23 anos tem em Macau a sua segunda experiência fora de portas, depois de há duas temporadas ter representado os polacos do Tur Turek. O antigo jogador da Portuguesa Santista quer apenas ser feliz e ajudar o Monte Carlo a conquistar os seus objectivos. “Espero ser feliz aqui em Macau. Sei que o pessoal que passou por aqui foi muito feliz. Tiveram um grande azar por não conseguirem ser campeões, mas nós esperámos ser campeões”, sustenta Renival. O terceiro reforço do Monte Carlo para a nove

temporada é também o menos experiente. Aos 18 anos, Wisley Shinaider embarca na primeira aventura como profissional, depois de há um ano ter estado ao serviço do modesto Anjos Desportivo, clube afiliado na Associação de Futebol de Lisboa. Formado nas camadas jovens do Real Massamá e do 1º de Dezembro, Wisley tem a noção de que necessita ainda de mostrar trabalho e entrega para conquistar um lugar no onze de Paulo Bento, mas garante que está de alma e corpo no Monte Carlo, preparado para dar o seu melhor. “A minha cabeça neste momento está no Monte Carlo e tudo o que eu quero é poder trabalhar e ajudar ao máximo a equipa.” Fabrício Araújo, Renival e

Wisley Shinaider são as principais novidades no plantel orientado por Paulo Bento, mas não são as únicas. Leong Siu Meng, Lei Ka In , Tse Hiu Tak e Choi Keng Sang são os outros reforços da equipa, num grupo de trabalho que aplaude ainda o regresso de Domingos Chan e de Chan Kin Seng.

CORRECÇÃO: DANIEL TAM ERA DANIEL CHAN Na edição de 29 de Dezembro do Hoje Macau, houve uma troca de nomes, por lapso, no artigo intitulado “Dá para baixar a fasquia?”, relacionado com o Grande Prémio de Motos de Macau. Em vez de Daniel “Chan” (comentador de desportos motorizados da NOW TV), saiu erradamente Daniel “Tam”. Aos dois visados, as nossas desculpas.


Cineteatro | PUB SALA 1

LAUGHING GOR TURNING POINT 2 [C]

Um filme de: Herman Yau Com: Michael Tse, Francies Ng, Chapman To 14.30, 16.15, 18.00, 21.45

THE TWILIGHT SAGA BREAKING DAWN PART1 [C]

Um filme de: Bill Condon Com: Kristen Stewart, Robert Pattinson, Taylor Lautner 19.45 SALA 2

THE AWAKENING [C] Um filme de: Nick Murphy

[ ] Cinema

[f]utilidades QUINTA-FEIRA 5.1.2012 www.hojemacau.com.mo

13

Com: Rebecca Hall, Dominic Wes 14.30, 16.30, 19.30, 21.30 SALA 3

NEW YEAR’S EVE [B] Um filme de: Garry Marshall Com: Halle Berry, Jessica Biel, JonBon Jovi 14.30, 16.45, 19.15

SHERLOCK HOLMES A GAME OF SHADOWS [B]

Aqui há gato

Um filme de: Guy Ritche Com: Robert Downey Jr., Jude Law, Noomi Rapace 21.30

VERTICAIS: 1-Que não e hábil. Espertalhão, atrevido. 2-Dente molar (Prov.). Poupança. 3-Ajuntem. Em seguida a. 4-Qualquer fruto seco, indeiscente, com uma só semente. Logo que. Empunhei. 5-Protecção. Actínio (s.q.). 6-Interpretas por meio da leitura. Acrescente. 7-Avenida (abrev.). Trajareis. 8-República (abrev.). Margem de rio. Rio da Suiça. 9- O m. q. exile. Sustente uma criança, alimente. 10-Macho da tartaruga (Amazonas). Prata (s.q.) 11-Discursam. Senhora.

SOLUÇÕES DO PROBLEMA

Su doku [ ] Cruzadas

HORIZONTAIS: 1-Atracção, encanto (Fig.). Gato (Prov.). 2-Vestígio que deixa uma substância suja ou gorda. Fazer passar alguém por uma vergonha. 3-Da cor do céu sem nuvens. Grande vasilha de aduela, para vinho. Benefício. Pessoa reles, sem préstimo e sem força (Prov.). Limite (abrev.). 5-Imposto de Circulação (abrev.). Ofício divino. 6-Relativo a lugar certo. Desembrulhem. 7-O m. q. ligara. Rádio (s.q.). 8-Reduza certo. Desembrulhem. 7- O m. q. ligara Rádio (s.q.). 8-Reduza a pó. Composição poética para se cantada. Guerreiro valente. 9-Estaca a que se liga a videira depois da poda. Soltar ais. 10-Desconfiada. Brotem, sobressaiam. 11-O m. q. oasiana. Molha, irriga.

[Tele]visão TDM 13:00 13:30 14:30 18:30 19:00 19:30 20:30 21:00 21:30 22:00 23:00 23:45 00:20 01:01 01:30

TDM News - Repetição Jornal das 24h RTPi DIRECTO That 70\’s Show (Que Loucura de Família) Olha Macau ( Repetição ) Amanhecer Telejornal TDM Talk Show Castle Passione TDM News Herman 2011 Reportagem Sic Telejornal (Repetição) RTPi DIRECTO INFORMAÇÃO TDM

RTPi 82 14:00 Telejornal Madeira 14:30 Especial Saúde 15:00 Grandes Livros II 16:00 Bom Dia Portugal 17:00 O Elo Mais Fraco 18:00 Resistirei 18:30 Correspondentes 19:00 Ingrediente Secreto 19:30 Tempo Final 20:00 Jornal Da Tarde 21:20 O Preço Certo 22:15 Prova dos 3 22:45 Portugal no Coração ESPN 30 13:00 13:30 14:00 14:30 16:30 19:30 20:00 20:30 21:00

(Delay) Argentina Chile Peru Dakar Rally 2012 Day 4 Global Football 2011 Crossing The Line NCAA Women’s Volleyball Championship SemiFinal #2 USC vs. Illinois 2012 Discover Orange Bowl West Virginia vs. Clemson (LIVE) Sportscenter Asia 2012 The Verdict Geico PBA Team Shootout Supreme Achievements

21:30 22:00 22:30 23:00

Argentina Chile Peru Dakar Rally 2012 Day 4 Sportscenter Asia 2012 The Verdict America’s Cup World Series 2012

STAR SPORTS 31 13:00 (LIVE) Hyundai Hopman Cup Xxiv Australia vs. China 17:00 (LIVE) Hyundai Hopman Cup Xxiv France vs. Spain 21:00 Australian Open Tennis 2004 Official Film 22:00 Global Football 2011 22:30 Game - New Year Special 23:00 FA Classics FA Cup 2003/04 Final Manchester United vs. Millwall FOX MOVIES 40 12:05 Step Up 3 13:55 Deadly Impact 15:35 The Lost Future 17:10 Cars 19:10 Dear John 21:00 Tron: Legacy 23:05 Centurion 00:45 My One And Only HBO 41 12:00 14:00 16:30 18:15 19:45 22:00 23:40 00:35

The King’S Speech Midnight In The Garden Of Good And Evil Temple Grandin Paradox It’S Complicated Did You Hear About The Morgans? True Blood Wedding Crashers

CINEMAX 42 12:45 14:15 16:00 17:45 19:15 19:45 20:15 22:00 00:05

Poltergeist Ii The Other Side Uncommon Valor Funeral In Berlin Frankenstein 1970 Hollywood Buzz 48 Atlantic City Boardwalk Empire Star Trek (2009) Camel Spiders

À VENDA NA LIVRARIA PORTUGUESA

HORIZONTAIS: 1-IMAN. TARECO. 2-NODOA. VEXAR. 3-A. AZUL. PIPA. 4-BEM. XEU. LIM. 5-IC. MISSA. T. 6-LOCAL. ABRAM. 7-N. LIARA. RA. 8-MOA. ODE. CID. 9-EMPA. AIAR. A. 10-CIOSA. SAIAM. 11-OASICA. REGA. VERTICAIS: 1-INABIL. MECO. 2-MO. ECONOMIA. 3-ADAM. C, APOS. 4-NOZ. MAL. ASI. 5-AUXILIO. ACA. 6-T. LES. ADA. 7-AV. USAREIS. 8-REP. ABA. AAR. 9-EXIL. R. CRIE. 10-CAPITARI. AG. 11-ORAM. MADAMA.

UM POLÍTICO ASSUME-SE - ENSAIO AUTOBIOGRÁFICO, POLÍTICO E IDEOLÓGICO • Mário Soares

Uma vida de militância desinteressada, com uma linha de orientação coerente, embora com ajustes, ruturas e adaptações às realidades mutáveis da Europa e do Mundo.

O SENTIDO DO FIM • Julian Barnes

Vencedor do Man Booker Prize 2011 O Sentido do Fim, o mais recente romance de Julian Barnes e livro recém-galardoado com o Man Booker Prize 2011 - é a história de um homem que se confronta com o seu passado mutável. Com marcas da literatura inglesa clássica - na apreciação do júri que o distinguiu - O Sentido do Fim constrói, com grande delicadeza e precisão, uma trama tensa, forte, e revela a mestria de um dos maiores escritores dos nossos tempos.

REGRAS |

Insira algarismos nos quadrados de forma a que cada linha, coluna e caixa de 3X3 contenha os dígitos de 1 a 9 sem repetição SOLUÇÃO DO PROBLEMA DO DIA ANTERIOR

SHORT MOVIES • Gonçalo M. Tavares

Gonçalo M. Tavares já nos habituou ao seu olhar sobre o mundo e os homens: atento, inteligente, perspicaz, crítico... Em Shortmovies esse olhar é circunscrito, intencionalmente dirigido a cenas específicas de um quotidiano tantas vezes mais absurdo do que seria de crer. E esse olhar tem ainda outra particularidade: conduz-nos com exactidão pelos mesmos caminhos que o autor percorreu. Neste livro, Gonçalo M. Tavares permite-nos partilhar a sua forma de alcançar esse seu tão exclusivo olhar. Um privilégio literário e humano para qualquer leitor. RUA DE S. DOMINGOS 16-18 • TEL: +853 28566442 | 28515915 • FAX: +853 28378014 • MAIL@LIVRARIAPORTUGUESA.NET

PROFISSÕES Um pequeno artigo difundido no Facebook a partir de Taiwan fala de um acontecimento que ocorreu recentemente naquele território. Uma mulher que passava com a filha diante de uma oficina de automóveis, ao ver o mecânico que aí trabalhava disse para a pequena: “Estás a ver, tens de te esforçar muito para não acabares assim, como um burro de carga, nojento, todo sujo e malcheiroso”. O que a mulher não sabia sobre o “burro de carga” é que ele era o proprietário da oficina, um apaixonado por Mecânica licenciado em Engenharia dessa especialidade na Universidade de Taiwan. O homem ficou envergonhado e, apesar de apaixonado pela sua profissão, não teve coragem de encarar a rapariga. Está-se a passar o mesmo em Macau. As pessoas vão enriquecendo e mudando de visual, de “estatuto”, e passam ter profissões invejáveis. Só demonstra quão superficiais somos. Se na infância frequentarmos boas escolas, e mais tarde nos licenciarmos com distinção, então teremos possibilidade de arranjar “bons empregos”. Mas o que são “bons empregos”? Quem trabalha em grandes empresas internacionais ou possui empregos repletos de regalias é superior a quem trabalha no duro? Aqueles que se sujam por paixão? Será que quem não tem aptidões para licenciaturas não é merecedor de respeito? Talvez a culpa não seja dos nossos pais, por desejarem que os filhos tenham boas profissões. Na sociedade materialista em que vivemos, tens de ter um bom emprego se queres sobreviver. É este o pensamento dominante. Um pensamento que vai distorcendo a mente da humanidade. Paixões e sonhos não te levam a lado algum. A realidade, se queres sobreviver é o dinheiro e a fama...

Pu Yi


QUINTA-FEIRA 5.1.2012 www.hojemacau.com.mo

14

OPINIÃO

Quando a China governa Ivan Krastev in Público

P

ARA um europeu, nos dias de hoje, pensar sobre o futuro é perturbador. A América está militarmente sobrecarregada, politicamente polarizada e financeiramente endividada. A União Europeia parece à beira do colapso e muitos não-europeus vêem o velho continente como uma potência aposentada, que ainda consegue impressionar o mundo com as suas boas maneiras mas não com coragem ou ambição. Inquéritos de opinião a nível mundial, realizados nos últimos três anos, indicam consistentemente que muitos estão a virar as costas ao Ocidente e – com esperança, medo ou ambos – vêem a China a avançar para o palco central. Como diz a velha piada, os optimistas estão aprender a falar chinês; os pessimistas estão aprender a utilizar uma Kalashnikov. Enquanto um pequeno exército de especialistas afirma que a ascensão da China ao poder não devia ser assumida e que os seus alicerces económicos, políticos e demográficos são frágeis, a sabedoria convencional afirma que o poder da China está a crescer. Muitos questionam-se como é que uma Pax Sinica [paz chinesa] mundial pode parecer: como é que a influência mundial da China se manifestaria? Como é que a hegemonia chinesa diferiria da variedade americana? Duma maneira geral, as questões de ideologia, de economia, de história e de poder militar dominam os debates actuais na China. Mas, quando se compara o mundo americano de hoje com um possível mundo chinês de amanhã, o contraste mais marcante consiste na forma como os americanos e os chineses experimentam o mundo para além das respectivas fronteiras. A América é uma nação de imigrantes, mas também é uma nação de pessoas que nunca emigram. Notavelmente, os americanos que vivem fora dos EUA não são chamados de emigrantes, mas sim de “expatriados”. A América deu ao mundo a ideia de ser um “caldeirão cultural” – um instrumento de cozinha alquímica onde diversos grupos étnicos e religiosos se misturam, voluntariamente, construindo uma nova identidade americana. E muito embora os críticos possam argumentar que o “caldeirão” é um mito nacional, tem tenazmente fundamentado o imaginário colectivo da América. Desde que os primeiros europeus se estabeleceram ali, no século XVII, as pessoas de todo o mundo têm sido atraídas para o sonho americano de um futuro melhor; o encanto da América é, em parte, a sua

Inquéritos de opinião a nível mundial, realizados nos últimos três anos, indicam consistentemente que muitos estão a virar as costas ao Ocidente e – com esperança, medo ou ambos – vêem a China a avançar para o palco central. Como diz a velha piada, os optimistas estão aprender a falar chinês; os pessimistas estão aprender a utilizar uma Kalashnikov.

capacidade de transformar os outros em americanos. Tal como um russo, agora professor universitário da Universidade de Oxford, disse: “Você pode tornar-se num americano, mas nunca se pode tornar num inglês”. Não surpreende, portanto, que a agenda mundial dos EUA seja transformadora; é a que dita as regras. Os chineses, por outro lado, não tentaram mudar o mundo, mas sim adaptar-se a ele. As relações da China com os outros países são canalizadas através da sua diáspora e os chineses percepcionam o mundo através das suas experiências como imigrantes. Hoje, vivem mais chineses fora da China do que franceses a viver em França e estes chineses que estão no exterior fazem parte do grande número de investidores na China. Na verdade, há apenas 20 anos, os chineses que viviam no estrangeiro produziam tanta riqueza como toda a população no interior da China. Primeiro, a diáspora chinesa teve sucesso, depois foi a própria China. Chinatowns – comunidades, muitas vezes insulares, localizadas nas grandes cidades do mundo – são o cerne da diáspora chinesa. Como o cientista político Lucien Pye observou uma vez, “os chineses vêem tal diferença absoluta entre eles e os outros que, inconscientemente, acham natural referirem-se aos nativos dos países que os acolhem como “estrangeiros”. Enquanto o “caldeirão cultural” americano transforma outras nacionalidades, as chinatowns ensinam os seus habitantes a adaptarem-se – a tirarem proveito das regras e dos negócios do país de acolhimento, ao mesmo tempo que permanecem separados. Enquanto os americanos levam a sua bandeira bem alto, os chineses trabalham arduamente para serem invisíveis. As comunidades chinesas, no mundo inteiro, conseguiram tornar-se influentes nos seus países de acolhimento, sem serem ameaçadas; conseguiram ser fechadas e não transparentes, sem provocarem a ira; conseguiram ser uma ponte de ligação com a China, sem parecerem ser uma “quinta coluna”. Como a China é de adaptação, não de transformação, é improvável que mude o mundo de forma dramática, caso venha a assumir as suas rédeas. Mas isso não significa que a China não explorará esse mundo para fins próprios. A América, pelo menos em teoria, prefere que os outros países partilhem os seus valores e ajam como americanos. A China só pode recear um mundo onde toda a gente aja como os chineses. Deste modo, num futuro dominado pela China, os chineses não definirão as regras, mas procurarão tirar o maior proveito possível das regras que já existem.


Ciclone

Felizmente que, quando as temperaturas descem abruptamente num lado – como ontem em Macau -, faz um calor de arrepiar três horas mais longe – como em pleno Phuket. Por Fernando

QUINTA-FEIRA 5.1.2012 www.hojemacau.com.mo

15 d a est r el a Carlos M. Cordeiro

Portugal será a nova Macau da China A

PROXIMEI-ME da porta. Era mesmo. Mais uma loja chinesa que acabava de abrir numa das avenidas novas de Lisboa. - Então, amigo, em tempo de crise abriu esta loja? Acha que vai vender alguma coisa? - Eu não venho para vender, mas sim para comprar... Compro tudo em Portugal! Esta ironia que aqui patenteio apenas serve para introduzir a conversa da semana em todas as tertúlias sócio-políticas pelo nosso país fora. Vêm aí os chineses. Pregão assustador a perturbar alguns. Parece a “Yellow Peril”, que existiu no Ocidente, no final do século XIX, quando se acreditava que os chineses podiam dominar o mundo, saliento eu. “É a salvação da Pátria”, retorquiu um outro cliente que estava ao meu lado na loja de produtos chineses e que tem andado atento à chegada do capital chinês em terra lusitana. Esta gente até parece que já se esqueceu de um dos grandes

Assim a modos comparativos com a ironia do destino, por que não pensarmos já que Portugal poderá transformar-se, com toda a simplicidade inerente à penúria em que se encontra, na nova Macau da China. objectivos da política de Deng Xiaoping, a partir de 1978, o qual era tornar a China numa potência mundial por volta do ano 2000 através das quatro modernizações: indústria, agricultura, ciência e tecnologia, e defesa. Hoje, em 2012, a China já é uma potência mundial ao ponto de comprar a dívida norte-americana e ainda emprestar dinheiro aos americanos para que eles comprem os produtos chineses... Agora, a chegada da riqueza chinesa a Portugal é bem uma vasta e envolvente estratégia internacional. A China vai avançar financeiramente por toda a Europa e há-de conquistar a Rússia. Nunca a EDP pensou ser tão importante. O capital da EDP ficou maiori-

tariamente nas mãos de uma empresa estatal chinesa. As vozes deram brado e fizeram eco do acontecimento. Um eco que se fez ouvir onde o investimento pode preocupar as mentes dirigentes. Dos que dirigem países sem terem a mínima noção que os chineses não chegaram ao mundo ontem ou anteontem. Há milhares de anos que a medicina oriental dá cartas e durante séculos que a maioria chinesa de Macau não comeu nenhum português ao pequeno almoço. Antes pelo contrário, diversos portugueses é que se fartaram de “comer” chineses ao almoço e ao jantar com a sua potencial e valorosa administração de um território que nunca se chegou a clarificar muito bem se pertencia aos “piratas” se aos chineses.

A EDP demonstra uma coisa simples. Portugal de tanga ficou à mercê de alguém que lhe baixasse a cueca. Cuecas que valem ouro. Portugal vende EDP pela Europa, Angola e Brasil. Mercados apetecíveis para qualquer chinês que se preze de ser dirigente da era moderna do Império do Meio. Portugal tem uma instituição bancária a falir, os chineses compram. Tem uma companhia de aviação deficitária, os chineses compram. Tem uma rede de energia a dar prejuízo, os chineses compram. Tem uma frota ferroviária ferrugenta, os chineses compram. Tem as pescas pelas ruas da amargura, os chineses trazem barcos. Tem as auto-estradas com dívida impagável, os chineses pagam. Assim a modos comparativos com a ironia do destino, por que não pensarmos já que Portugal poderá transformar-se, com toda a simplicidade inerente à penúria em que se encontra, na nova Macau da China.

Propriedade Fábrica de Notícias, Lda Director Carlos Morais José Redacção Andreia Sofia Silva; Gonçalo Lobo Pinheiro; Joana Freitas; José C. Mendes; Nuno G. Pereira; Virginia Leung Colaboradores António Falcão; António Graça de Abreu; Carlos Picassinos; Hugo Pinto; Marco Carvalho; Maria João Belchior (Pequim); Michel Reis; Rui Cascais; Sérgio Fonseca; Tiago Quadros; Vanessa Amaro Colunistas Arnaldo Gonçalves; Carlos M. Cordeiro; Boi Luxo; Correia Marques; Hélder Fernando; Jorge Rodrigues Simão; José I. Duarte, José Pereira Coutinho, Marinho de Bastos; Paul Chan Wai Chi; Pedro Correia; Peng Zhonglian Cartoonista Steph Grafismo Catarina Lau; Paulo Borges Ilustração Rui Rasquinho Agências Lusa; Xinhua Fotografia António Falcão, Gonçalo Lobo Pinheiro; Lusa; GCS; Xinhua Secretária de redacção e Publicidade Laurentina Silva (publicidade@hojemacau.com.mo) Assistente de marketing Vincent Vong Impressão Tipografia Welfare Morada Calçada de Santo Agostinho, n.º 19, Centro Comercial Nam Yue, 6.º andar A, Macau Telefone 28752401 Fax 28752405 e-mail info@hojemacau.com.mo Sítio www.hojemacau.com.mo


c a r t o on por Steff

O ESTREITO

QUINTA-FEIRA 5.1.2012 www.hojemacau.com.mo

EUA ROMNEY VENCE PRIMÁRIAS O antigo governador do estado do Massachusetts, Mitt Romney, venceu ontem as primárias que vão levar às próximas eleições presidenciais dos Estados Unidos. Os resultados dos “caucus”, ou assembleias populares, mostram que Romney venceu Rick Santorum com oito pontos de diferença. Candidatos pelo partido republicano, Romney e Santorum tiveram antes um empate técnico, em que cada um obteve 25 por cento dos votos. Este resultado obtido em Iowa mostra as divisões existentes no seio do partido para a escolha daquele que irá defrontar Barack Obama, nas presidenciais de Novembro.

FUTSAL ZHUHAI CONTRATA TREINADOR PORTUGUÊS O futsal da província de Guangdong vai receber uma autêntica armada portuguesa. A equipa de Zhuhai, que disputa a Liga Profissional de Futsal de Guangdong, será orientada pelo português David Gonçalves e com ele vêm Nuninho (ex-Viseu Futsal), Balão (ex-Operário) e Orlando (ex-Boavista). O treinador, que treinava o Monte das Pedras e já foi campeão na Roménia ao serviço do City’us Targu Mures, abraça assim um novo projecto aqui bem perto de Macau. Para além dos portugueses também chegarão à China para representar o Zhuhai os brasileiros Carlão, Murilo e Viola, que trabalharam com David Gonçalves no City’us Targu Mures. – G.L.P.

AFEGANISTÃO ATENTADOS MATAM 12 PESSOAS A cidade de Kandahar foi ontem palco de dois atentados à bomba que originaram 12 mortos e 28 feridos. De entre os mortos, contam-se quatro crianças e quatro polícias, segundo a agência noticiosa AFP. O primeiro incidente, reivindicado pelos talibãs, terá ocorrido ao início da tarde, quando um camicase explodiu perto de um posto de controlo policial. Já o segundo ataque terá sido provocado por um bombista suicida, no centro da cidade, segundo informações emitidas pelo general Abdul Razziq à AFP.

JAPÃO FUKUSHIMA TERÁ CENTRO DE SEGURANÇA Depois do incidente nuclear ocorrido em Fukushima, em Março do ano passado, o Governo japonês quer converter a província num centro de promoção da segurança nuclear. A informação foi transmitida por Goshi Hosono, ministro responsável pela gestão da crise nuclear no país, durante uma entrevista à televisão NHK. Este centro deverá contar com diversos especialistas em seguança nuclear e medicina radiológica, para além de servir à formação de profissionais.

Preocupação com ajustes na habitação social

Planeamento precisa-se Virginia Leung

A

virginia.leung@hojemacau.com.mo

LGUNS deputados da Assembleia Legislativa pediram mais atenção por parte do Governo na questão da habitação social, de forma a satisfazer a procura de diferentes tipos de famílias por este tipo de imóveis.

Ho Ion Sang sublinhou que o aumento dos limites de rendimentos para habitação social reflecte uma maior procura e que o Governo deveria estar melhor preparado para lidar com a situação, sugerindo a reabertura das candidaturas de forma satisfazer a procura. Mostrou-se ainda preocupado que este aumento de procura se possa reflectir no futuro dos preços

da habitação económica ,que já de si têm vindo a aumentar, o que vai contra o espírito da Lei da Habitação Económica. Kwan Tsui Hang, por seu turno, sugeriu que o aumento dos preços da habitação económica poderia estar relacionado com o aumento da inflação e não ter directamente a ver com a questão da habitação social.

JOHNSON CONHECE ZHIZHAO E DIZ QUE É UM FUTEBOLISTA MEDIANO

Chinês é golpe de marketing O CULTURA MARIA TERESA HORTA GANHA PRÉMIO D. DINIS A escritora Maria Teresa Horta venceu a edição deste ano do prémio literário D. Dinis, instituído pela Fundação Casa Mateus em 1980. O romance “As Luzes de Leonor”, obra lançada em 2011 pela editora D. Quixote e que aborda a vida da marquesa de Alorna, Leonor de Almeida Portugal de Lorena e Lencastre, valeu a distinção da escritora. Vasco Graça Moura, Nuno Júdice e Fernando Pinto do Amaral integraram o júri da edição deste ano do prémio.

Corinthians tinha anunciado a contratação de Chen Zhizhao como uma das promessas do futebol chinês, mas agora surgem informações contraditórias sobre os atributos do jovem médio de vinte anos. O avançado angolano Johnson, que jogou quatro anos na China, acaba de chegar ao Brasil, para jogar no Catanduvense, e garante que Chen Zhizhao nunca foi figura de destaque no campeonato chinês. Johnson jogou o Chongqing Lifan e chegou a defrontar a equipa de Chen, manifestando-se, agora, surpreendido com a campanha de marketing à volta de um jogador que qualifica como mediano. “Ele não conseguiu fazer nada contra a nossa equipa. Não era um jogador de destaque e a contratação dele é mais pelo marketing, porque pelo futebol não pode ser. Joguei contra ele e ele não é um grande jogador na China, nem se destacou por lá”, garante o avançado angolano. Johnson até elogia a evolução do futebol chinês e considera, inclusive, que poderia oferecer alguns talentos ao Brasil, mas defende que esse não é o caso de Chen que estava numa equipa que lutou até à última ronda pela manutenção. “A China vive um bom momento no futebol, tem contratado bons jogadores e

isso chama a atenção. Alguns podiam cair bem numa equipa como o Corinthians. O ideal seria procurar opções em equipas que lutam pela liderança, como o Guangzhou Evergande, não numa equipa que luta para não descer”, acrescentou.

FUTEBOL EUSÉBIO DE NOVO INTERNADO Depois de uma passagem pelos serviços de internamento do Hospital da Luz, em Lisboa, devido a uma pneumonia bilateral, e de ter tido alta no último dia de 2011, Eusébio voltou a ser internado esta terça-feira. Em causa estará o facto do Pantera Negra ter sentido dores nos ossos e ter apresentado sinais de tosse. Ontem o antigo futebolista tinha uma consulta marcada nesta unidade hospitalar. Contudo, os sintomas de doença fizeram com que Eusébio se tenha deslocado ao Hospital da Luz mais cedo. Em comunicado enviado às redacções portuguesas, esta unidade de saúde explicou que o ex-futebolista deu entrada no serviço de Atendimento Médico Permanente “com um quadro sistematológico compatível com uma cervicalgia aguda tendo permanecido em observação”. A antiga estrela do Benfica, com 70 anos, esteve internado de 19 a 31 de Dezembro, tendo estado três dias nos cuidados intensivos. Aquando da alta, ficou comprovado que Eusébio estaria “clinicamente curado”.

Hoje Macau 5 JAN 2012 #2524  

Edição do Hoje Macau de 5 de Janeiro de 2012 • Ano X • N.º 2524

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you