Issuu on Google+

GONÇALO LOBO PINHEIRO

MACAU NAS PARALIMPÍADAS

Tong Hio Sam com saudades da namorada e Lao In I cheia de optimismo PÁGINAS 14-15

PUB

AGÊNCIA COMERCIAL PICO • 28721006

PUB

MOP$10

DIRECTOR CARLOS MORAIS JOSÉ • TERÇA-FEIRA 4 DE SETEMBRO DE 2012 • ANO XI • Nº 2687

Ter para ler

TEMPO AGUACEIROS OCASIONAIS MIN 25 MAX 31 HUMIDADE 60-90% • CÂMBIOS EURO 9.7 BAHT 3.7 YUAN 0.7

PROCESSOS CONTRA STDM

Timothy Lam, pastor cristão, realça a importância de levar a educação sexual aos adolescentes. E as dificuldades

“Sabem mais de sexo do que os pastores” Num diálogo que congrega figuras religiosas e de movimentos cívicos há muitas diferenças. Contudo, um sentimento comum junta as pessoas contactadas pelo Hoje Macau: os jovens andam a aprender sobre sexo nos sítios errados. CENTRAIS

Do TSI para o tribunal colectivo PÁGINA 5

SMARTPHONES CHINESES

Lenovo prepara ataque aos EUA PÁGINA 7

DOAÇÕES AOS REPUBLICANOS

Wynn em sintonia com Adelson PÁGINA 2

GABINETE ENVOLVIDO EM BURLA

Kwan desconfia de coincidência PÁGINA 3

PINTURA DE XIN AN

Relíquias culturais da China em Macau PÁGINA 16


2

política

terça-feira 4.9.2012

www.hojemacau.com.mo

Outro magnata dos casinos de Macau a financiar campanhas republicanas nos EUA

Wynn faz como Adelson Joana Freitas

joana.freitas@hojemacau.com.mo

H

Á mais um magnata do jogo que anda a distribuir apoios aos candidatos republicanos às eleições norte-americanas, além de Sheldon Adelson. Steve Wynn financiou campanhas democratas em 2008, ano em que também votou em Barack Obama, mas agora mudou a direcção em que seguem os seus cheques.

A Wynn Resorts doou 475 mil dólares americanos ao Comité Republicano de Liderança do Estado, em Julho, diz a imprensa norte-americana. Desse montante – o mais alto e mais recente – alguns milhares caíram no projecto Crossroads GPS de Karl Rove, um grupo de acção política que se dedica a criar publicidade contra Obama e outros democratas. Quem é Rove? Foi o vice-presidente da Casa Civil da Presidência da República dos

Phelps rendido ao jogo O atleta mais medalhado dos Jogos Olímpicos virou-se agora para outros tipos de jogos. Michael Phelps foi parar à cidade do pecado e diz o site TMZ – o mesmo que publicou fotos do Príncipe Harry nu – que o nadador também não se afunda no póquer. Phelps terá saído com o bolso 100 mil dólares mais pesado, depois de apenas um jogo no Caeser’s Palace. Segundo a imprensa, o campeão olímpico terá gasto boa parte desse dinheiro num clube nocturno do Wynn de Las Vegas, embora não de forma tão excitante quanto o que mostrou ao público o príncipe de Inglaterra no mesmo resort. Mas Phelps ainda está na cidade. Será que o que acontece em Vegas fica mesmo lá?

PUB

EUA, sob a administração de George W. Bush. Consultor político antes disso, ficou conhecido no Texas como sendo o responsável por tornar este estado norte-americano dominado pelo partido republicano. Na imprensa norte-americana também é conhecido por ser o homem por trás das vitórias de Bush, como Governador do Texas (1994 e 1998) e como Presidente dos Estados Unidos (2000 e 2004).

EX-DEMOCRATA

Wynn gastou, ele próprio, 90 mil dólares em apoios a campanhas republicanas, em três partes iguais de 30 mil – para o Comité Nacional Republicano, para o Comité do Congresso Nacional Republicano e outros para os cofres da campanha de Mitt Romney. Os financiamentos não ficam por aqui. Em nome da sua empresa saíram ainda 350 mil dólares para

a Associação dos Governantes Republicanos. A generosidade do magnata foi mais pequena em 2008, quando estava mais virado para as campanhas democratas, tendo mesmo votado em Barack Obama. Wynn doou 3.500 dólares ao Comité Democrático para a Campanha do Senador e outros milhares a candidatos, entre eles Joe Biden. Mas a voz de Wynn – sempre pronta a fazer eco nos órgãos de comunicação social – depressa se virou contra Obama.

RETÓRICA E ACÇÃO

Steve Wynn foi, durante três anos, a voz representante da indústria do jogo num grupo não-oficial contra Obama. Mas não estaria sozinho – o seu companheiro era Sheldon Adelson, da Las Vegas Sands. Diz a imprensa norte-americana que

Wynn fornecia a retórica e Adelson o dinheiro. Apenas um ano depois de votar no actual presidente dos EUA, Wynn não perdeu a oportunidade de bater na administração Obama, pelo que considera “falhas em lidar com a economia”. Em 2009, disse à Fox News que o “um governo nunca aumentou os padrões de vida da população na história da civilização”. E o de Obama, na sua óptica, mantém o padrão. Em 2010, frisou a um jornalista de um canal de televisão de Hong Kong ter transferido a sua sede da empresa para Macau por causa das erradas políticas económicas de Obama. Mais tarde, contudo, disse que “foi mal interpretado”. Agora, o magnata do jogo tem-se mantido em silêncio, deixando que seja apenas o dinheiro a falar. As eleições norte-americanas são em Novembro.


terça-feira 4.9.2012

política

www.hojemacau.com.mo

Kwan Tsui Hang atribui culpas de burla ao Gabinete de Recursos Humanos

“Não haverá problemas no sistema de aprovação?” cecilia.lin@hojemacau.com.mo

O

Governo deve explicar melhor o caso de burla que envolve uma empresa de recursos humanos e duas entidades governamentais, pede Kwan Tsui Hang em interpelação escrita. A empresa enviava informações falsas para o Fundo de Segurança Social (FSS) e o Gabinete de Recursos Humanos (GRH), de modo a que fossem atribuídas quotas de trabalhadores não residentes às empresas suas clientes. No entanto, a deputada acha estranho o comportamento do GRH, acusando-o de aprovar os pedidos sem

dar a atenção a possíveis situações ilegais. O caso, avança, só veio na semana passada a público através de outros departamentos do Governo. Kwan Tsui Hang acredita que a suspeita de fraude já fez o mesmo “negócio” há cinco anos. “Já não é a primeira vez que se conhece este caso, não haverá problemas no sistema de aprovação?”, questiona. “De que forma vai o Gabinete de Recursos Humanos regulamentar este procedimento?” Por outro lado, adianta, não pode ser apenas a empresa suspeita de fraude a ter responsabilidades. “A empresa que obteve as quotas de trabalhadores estrangeiros também pode ser suspeita de crime?”, per-

GONÇALO LOBO PINHEIRO

Cecília Lin

Governo extingue Centro de Estudos “Um País, Dois Sistemas” do IPM

gunta ao Governo. Acima de tudo, Kwan Tsui Hang defende a transparência de dados para regulamentar o abuso de pedidos e aprovação do recursos humanos. “O Governo evita sempre publicar as empresas que fazem pedidos de trabalhadores estrangeiros. Mas se não se souber se preencheu o requisito mínimo de contratações de funcionários locais e a quota dos trabalhadores estrangeiros que foi dada, como é que a população sabe se a empresa está a cumprir com a lei?”

ESQUEMA NEUTRALIZADO

Na semana passada, a polícia deteve três pessoas suspeitas de burla qualificada e falsificação de documentos pertencentes a esta empresa de recursos humanos, que cobrava aos seus clientes 600 patacas por cada quota atribuída de trabalhadores não residentes. No entanto, nos dados facultados ao FSS e ao GRH, a empresa declarava que as clientes - mais de 20 – empregavam trabalhadores residentes quando de facto não tinham nenhum.

Princípio de Deng Xiaoping sem mais investigação Joana Freitas

joana.freitas@hojemacau.com.mo

F

OI encerrado o Centro de Estudos “Um País, Dois Sistemas”, criado em 2008. Um despacho assinado pelo Chefe do Executivo e publicado ontem em Boletim Oficial extingue o centro sem qualquer justificação para a decisão. A funcionar na dependência do Instituto Politécnico de Macau (IPM), incluindo no que aos encargos de funcionamento dizia respeito, o centro tinha como objectivo constituir uma base de informação sobre o princípio “Um País, Dois Sistemas” e, ao mesmo tempo, ser uma entidade de assessoria da Administração nesta área. Contudo, em quatro anos de funcionamento – mais dois do que o estipulado inicialmente – o Centro dedicou-se mais à edição de uma revista trimestral sobre os estudos feitos relativamente ao princípio concebido por Deng Xiao-

ping. A revista era publicada em três línguas - a versão chinesa era trimestral e as versões portuguesa e inglesa anuais. O Centro tinha ainda como linha de investigação estudos sobre os aspectos mais relevantes do sistema político de Macau. Com a extinção do organismo, são transferidas para o Instituto Politécnico de Macau as atribuições cometidas ao Centro de Estudos e o material e equipamento, incluindo os arquivos. O pessoal contratado pelo Centro de Estudos pode optar também por transitar para a instituição de ensino.

TRABALHO INACABADO

Em Março deste ano, o Centro de Estudos de “Um País, Dois Sistemas” lançou o primeiro volume da revista de estudos sobre o princípio político, em inglês e português. No mesmo estudo estavam presentes 17 artigos retirados das oito primeiras edições do “Academic Journal of ‘One Country, Two

Systems’”, publicação em língua chinesa, que já tem 11 números publicados no mercado. Na cerimónia de apresentação desta colectânea, Ieong Wan Chong, director do Centro de Estudos, mostrou-se satisfeito por poder estar acessível ao público, bem como a investigadores e estudiosos, parte das investigações feitas sobre a aplicação de sistemas da RAEM e a implementação efectiva da Lei Básica.  Mas, segundo o site do IPM onde consta uma área dedicada ao centro, há ainda projectos em curso. O organismo prometia uma cooperação entre universidades de Macau e o exterior, de forma a “internacionalizar” a investigação em torno do princípio político e da Lei Básica, a elaboração de uma “obra de referência” sobre a Lei Básica e ainda a constituição de um curso de especialização sobre a Lei Básica. Agora, não se sabe se estes estudos vão prosseguir.

3


4

sociedade

terça-feira 4.9.2012

www.hojemacau.com.mo

Ministro traz secretária de estado e comitiva de empresários

Economia portuguesa chega em força É já no próximo domingo que começa o Fórum de Economia e Turismo Global, com a vinda de Álvaro Santos Pereira a Macau. O ministro português traz uma delegação para participar num painel paralelo ao fórum Andreia Sofia Silva

andreia.silva@hojemacau.com.mo

O

S sectores da economia e do turismo em Portugal estarão representados ao mais alto nível no primeiro Fórum de Economia de Turismo Global, que começa no próximo domingo e termina dia 11 de Setembro. Álvaro Santos Pereira, ministro português que detém as pastas da economia e do trabalho, traz consigo Cecília Meireles, secretária de estado, bem como um conjunto de empresários. A delegação portuguesa está a preparar um evento paralelo ao próprio fórum, que irá servir como bolsa de contactos. “É uma oportunidade de estarem em Macau representantes da politica portuguesa, mas também empresários

Cecília Lin

cecilia.lin@hojemacau.com.mo

A

S casas económicas do edifício Cheng Choi, na Ilha Verde, começaram a ser escolhidas ontem pelos candidatos, mas os preços assustam a maioria. Cada apartamento está a ser vendido a 1.350 patacas por pé quadrado, valor que está 200 patacas acima do que o Executivo já tinha prometido. O Instituto da Habitação (IH) garante que os preços estão mais elevados devido aos ajustamentos feitos aos limites do rendimento para a habitação pública, aprovados pelo Chefe do Executivo há cerca de um mês. “São indicadores que temos quando calculamos o poder de compra das pessoas”, disse uma responsável do IH. “Os limites foram ajustados e por isso ajustámos também os preços.” O vice-presidente do IH, Kuoc Vai Han, afirmou ainda que os preços praticados são uma consequência do desenvolvimento da sociedade e do aumento salarial dos residentes. “Antes o preço

da área da economia e turismo, para que as empresas portuguesas possam entrar em contacto com as companhias da China”, explicou João Manuel Costa Antunes, di-

rector da Direcção dos Serviços de Turismo (DST). Pansy Ho, uma das figuras principais do fórum e presidente do Centro de Pesquisa de Economia de

Mais vistos não assustam Executivo Questionado sobre as autoridades chinesas terem alterado as regras na emissão de vistos nas seis principais cidades do continente, com a possibilidade de múltiplas entradas em Macau e Hong Kong, João Manuel Costa Antunes não se mostrou preocupado. “Admito que provavelmente poderemos atingir alguns números que iremos anunciar no início do ano. A capacidade de acolhimento da nossa cidade não está ultrapassada, o que significa que podemos continuar a receber mais visitantes.”

Turismo Global, levantou a ponta do véu quanto aos conteúdos do debate, que vai decorrer no segundo dia do fórum. “Na sessão iremos falar do turismo enquanto motor do desenvolvimento económico, a nível global. É um evento paralelo e estamos a ajudar a coordenar. Vamos ter a hipótese de apresentar as diversas oportunidades que existem ao nível do turismo português.” No total, irão participar mais de 600 elementos de delegações oriundas de 20 países e cidades, onde constam 25 províncias e cidades do interior da China. O lugar do turismo no desenvolvimento económico é o tema central deste evento, que promete trazer as principais figuras mundiais do sector. Costa Antunes não deixou de frisar que pode ser uma oportunidade para que os portugueses e

Decisão do IH gera rol de críticas

Casas económicas acima dos valores de mercado por pé quadrado rondaria as 1.100 patacas, mas agora, como os valores base aumentaram, os preços da habitação também têm de aumentar um pouco. Se os limites salariais das famílias aumentaram, os preços também têm de ser ajustados.”

CRÍTICAS REJEITADAS

Kuoc Vai Han rejeitou ainda as críticas que apontam para uma menor qualidade das casas económicas sobre as sociais. “Acredito que as pessoas têm sempre essa opinião porque a unidade de demonstração da habitação económica fica sempre na habitação social.” A semana passada o deputado Ung Choi Kun visitou a habitação social na zona de Mong Ha e disse que era melhor do que as casas económicas de Seac Pai Van, apontando

o dedo aos materiais de construção.

EDIFÍCIO ABERTO

Entretanto, já podem ser visitadas as fracções modelo do Edifício Cheng Choi da Ilha Verde, a partir de hoje. As fracções de habitação económica foram ontem mostradas aos jornalistas, em visita guiada pela presidente substituta do Instituto de Habitação (IH), Kuoc Vai Han, e pelos membros do Conselho para os Assuntos de Habitação Pública. O horário para as visitas é de segunda-feira a domingo, das 10H00 às 18H00. De acordo com o número de apartamentos disponíveis de habitação económica para atribuição antecipada, o IH tem enviado aos agregados familiares seleccionados, ofícios registados com aviso de recepção, para a escolha de habitação e diversas in-

operadores de turismo olhem com mais atenção para a RAEM.

GOVERNO DÁ UMA AJUDA

Quanto aos custos deste primeiro fórum, Pansy Ho agradeceu o apoio de concessionárias de jogo como a Wynn, a Sands China, a Sociedade de Jogos de Macau (SJM) e a MGM, bem como do Governo da RAEM. Só não avançou quaisquer valores. “O Governo garantiu a criação de um fundo do qual estamos capacitados a retirar financiamento. O Executivo financia um terço dos custos, enquanto parceiros e patrocinadores financiam dois terços.”

formações sobre os dados de venda das habitações, nomeadamente os preços de venda. Depois da visita às fracções, os representantes dos agregados familiares deverão deslocar-se à sede do IH, para escolherem as fracções, conforme a sua posição na lista.

BOA ZONA

O Edifício Cheng Choi, junto à Estrada do Canal dos Patos, é constituído por dois blocos, com 37 e 27 pisos, comportando um total de 500 fracções de habitação económica, distribuídas por 200 fracções de tipologia T2 e 300 fracções de tipologia T3. O rés-do-chão do Edifício Cheong Choi é destinado a espaço comercial, estacionamento público do 1.º até ao 3.º andar, escritórios no 4º andar e jardim situado no 5.º andar. O estacionamento público tem capacidade para mais de 600 lugares para veículos ligeiros e motas. Nesta zona, estão instaladas várias paragens de autocarros para a utilização dos residentes, havendo também mercados, escolas, jardins e instalações sociais.


terça-feira 4.9.2012

sociedade

www.hojemacau.com.mo

Processos contra a Sociedade de Turismo e Diversões de Macau julgados no TSI passam para tribunal colectivo

Mais processos, mais eficiência Joana Freitas

joana.freitas@hojemacau.com.mo

O

S processos interpostos por ex-funcionários da Sociedade de Turismo e Diversões de Macau à empresa vão ser julgados sumariamente em tribunal colectivo. Esta é uma das decisões do Tribunal de Segunda Instância (TSI), para que a quantidade de processos civis concluídos continue a aumentar, como aconteceu no ano judiciário passado. Segundo dados dos tribunais da RAEM – e publicados num relatório enviado às redacções –, os processos da STDM ocupam ainda a “maioria” dos processos pendentes no âmbito civil do TSI. A par de outra decisão, a escolha de dispensar a discussão detalhada de cada processo permitiu acelerar os julgamentos. Em Agosto do ano passado, a STDM foi condenada a pagar compensações por violar direitos dos trabalhadores, depois de lhe ter sido negado um recurso pelo TSI. Em Janeiro, um novo acórdão emitido pelo mesmo tribunal voltou a rejeitar outro recurso da operadora-mãe da Sociedade de Jogos de Macau. À velocidade de quase um processo concluído por cada duas semanas – desde Março até Julho de 2010 –, 12 acusações contra a STDM, que remontavam a 2007, davam conta de processos movidos por trabalhadores. Queixavam-se de não terem recebido compensação por descansos semanais, feriados obrigatórios (remunerados e não remunerados) e descansos anuais não gozados. Os processos continuaram a cair no TSI, após Julho. No total, e com os juros legais, a operadora foi condenada a abrir os cordões à bolsa em 2.913.707 patacas.

MÁQUINA OLEADA

No geral, os tribunais de Macau viram mais processos a entrar nas instâncias. O Tribunal de Última Instância (TUI) recebeu mais 69 processos do que no ano judiciário passado, um aumento de apenas 4%. Ainda assim, o tribunal com mais poder da RAEM não resistiu a uma subida em flecha no que diz respeito a algumas áreas. A interposição de recursos relativos ao direito de reunião e manifestação aumentou 250%. Muito menos foram os recursos em processo civil e laboral, que ainda assim registaram uma subida de 47%. O TUI tinha 11 processos pendentes do ano judiciário anterior,

5

ficando com 80 no total. Mas conseguiu concluir 73, uma taxa de resolução de 106%. O Tribunal Judicial de Base (TJB) admitiu mais 792 processos, um aumento de 7%, ficando com um total de 12380 processos a seu cargo. Foi na área penal que se deu o maior aumento – 524 processos. O Tribunal Administrativo viu subir em 115,65% o número de novos processos, com tendência para um crescimento mais saliente nos recursos contenciosos. Ainda assim, o TJB conseguiu concluir 14.771 processos de um total de 24.663, alguns deles herdados do ano anterior. Isto dá ao TJB uma taxa de conclusão de 187%.

NEM TUDO É BOM

O TSI foi o único que teve de lidar com menos processos. Foram 972 os que chegaram à Segunda Instância, menos 13,9% do que no ano anterior. Mas as notícias não são tão positivas quanto ao âmbito dos processos interpostos: menos relacionados com matéria civil, mas uma subida de 25% quanto à matéria penal. Apesar de ter recebido menos processos, o TSI tinha, contudo, 972 pendentes – por isso mesmo, um total de 1.874 ficaram a cargo dos juízes da Segunda Instância, sendo concluídos 980. Diz o relatório dos tribunais que a taxa de recursos em matéria civil concluídos aumentou “consideravelmente” (55%) devido a uma melhor divisão de tarefas. “Os juízes responsáveis pelo conhecimento dos processos civis deixaram de julgar os penais, passando a ter mais tempo.” Este foi um dos factores que contribuiu para haver uma taxa de resolução mais alta, a par, então, com o envio dos processos contra a STDM para tribunal colectivo.

Em início de aulas, autocarros ainda preocupam

Tempo de espera demasiado longo E

M mais um dia de início de aulas para muitas escolas do território, o fluxo de trânsito esteve ontem normalizado. Porém, segundo alguns cidadãos ouvidos pela TDM, o tempo de espera dos autocarros continua a preocupar os alunos que desejam chegar à escola a tempo. “Disseram que os autocarros vão passar com mais frequência, mas penso que não é suficiente”, frisou um pai de um estudante. Os alunos referiram

que lhes foi pedido para sair mais cedo das aulas, enquanto as escolas iniciaram os seus trabalhos com diferentes horários. Wong Wan, da Direcção dos Serviços para os Assuntos de Tráfego, esteve no terreno a acompanhar o funcionamento das operadoras de autocarros e garantiu aos jornalistas que tudo correu segundo o esperado. “O número de autocarros aumentou entre as 7h30 e as 8h30, e em algumas rotas a percentagem foi mais alta.”


6

nacional

terça-feira 4.9.2012

www.hojemacau.com.mo

Ministro da Defesa visita a Índia para fortalecer relações entre os dois países

Carinho na relação complexa

A

pouco habitual visita do ministro da Defesa da China, general Liang Guanglie, à Índia, deve ajudar a evitar atritos ao longo da fronteira entre os dois gigantes asiáticos, ambos detentores de armas nucleares, numa altura em que o governo chinês lida com as mudanças na liderança do país e com uma série de problemas com várias nações vizinhas no Mar do Sul da China, informou a Terra Notícias. Mas a visita de Liang – a primeira de um ministro chinês da Defesa nos últimos oito anos – é também um sinal da crescente competição entre as duas potências emergentes, que travam uma disputa por maior influência e recursos na Ásia. Liang chegou a Mumbai, na Índia, este domingo, depois de uma passagem pelo Sri Lanka, ao sul da Índia, localizado numa rota marítima vital para o comércio. No Sri Lanka, Liang procurou minimizar os temores de que a China esteja a criar um “colar de pérolas” na região, ou seja,

a cercar os países asiáticos ao financiar as infra-estruturas e o poderio militar dos vizinhos, desde o Paquistão às Maldivas. “A China atribui grande importância às suas relações

com as nações do sul da Ásia e compromete-se a estabelecer uma cooperação em que as duas partes ganhem e haja uma coexistência harmoniosa e benéfica entre elas”, disse Liang num

Nova explosão em mina faz 13 mortos

discurso dirigido a soldados do Sri Lanka.

SEM CONVULSÃO

Como vizinhos e potências emergentes, China e Índia mantêm

relações complexas. O comércio cresceu de forma surpreendente, mas o governo chinês vê com alguma preocupação os laços estreitos entre a Índia e os Estados Unidos. Da parte da Índia, as recordações de uma guerra de fronteiras entre os dois países há cerca de meio século ainda estão vivas na memória do governo. Apesar de 15 rondas de conversações para tentar resolver a disputa fronteiriça na região dos Himalaias, nenhuma das partes está disposta a ceder território. O assunto não deve entrar na agenda da visita de Liang. Alguns analistas dizem que a visita de Liang vai mostrar que a China está a gerir bem as suas relações com a Índia, quando faltam poucos meses para a transição de poder no governo chinês. “Os líderes da China têm um objectivo básico: continuar sem nenhuma convulsão”, disse o director da Fundação Nacional Marítima, Uday Bhaskar, entidade de investigação e estudos de Nova Délhi. No Sri Lanka, Liang prometeu ajuda militar no valor de cerca de 100 milhões de patacas, para além dos muitos milhões já gastos no apoio dado ao presidente Mahinda Rajapaksa para acabar com uma guerra civil de 25 anos e reconstruir portos e estradas destruídos pelo conflito.

Troca de cargos anunciada antes do congresso do Partido Comunista

Pelo menos 13 mineiros morreram na explosão este domingo numa mina de Gaokeng, na província oriental de Jiangxi pertencente ao grupo estatal de extracção de minério de Jiangxi, na qual trabalham 38 operários, dois dos quais estão desaparecidos, segundo informou a agência Xinhua. Apenas cinco dias depois do pior acidente no sector na China desde 2009, no qual 45 pessoas morreram e uma continua desaparecida devido a uma explosão de gás, um novo acidente deixa em evidência a insegurança nas explorações de minas do leste do país. Dos 23 funcionários que conseguiram escapar da explosão, dois sofreram ferimentos e tiveram de ser levados para um hospital, embora a agência estatal chinesa não tenha informado o estado das vítimas. Os trabalhos de resgate dos dois mineiros que ainda continuam desaparecidos estão a ser dificultados pelas altas temperaturas, a pouca visibilidade e a alta concentração de gás inflamável em certas partes do túnel de acesso à mina.

Cadeiras do poder começam a ser ocupadas O PUB

COMISSÃO DE REGISTO DOS AUDITORES E DOS CONTABILISTAS AVISO

Torna-se público, de acordo com o nº 4 do ponto 5º dos Regulamentos para a prestação de provas para inscrição inicial ou revalidação de registo como auditor de contas, contabilista registado e técnico de contas, elaborados nos termos do artigo 18.º do Estatuto dos Auditores de Contas, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 71/99/M, de 1 de Novembro, do artigo 13.º do Estatuto dos Contabilistas, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 72/99/M, de 1 de Novembro, e da alínea 3) do artigo 1.º do Regulamento da Comissão de Registo dos Auditores e dos Contabilistas, aprovado pelo Despacho do Chefe do Executivo n.º 2/2005, de 17 de Janeiro, que se encontra afixada, na sobreloja da Direcção dos Serviços de Finanças, sito na Avenida da Praia Grande n.os 575, 579 e 585, e colocado no respectivo “Web-site”, no local relativo à CRAC e para efeitos de consulta, a lista provisória dos candidatos à prestação de provas para inscrição inicial ou revalidação de registo como Auditor de Contas, Contabilistas Registado e Técnico de Contas no ano de 2012, elaborada e homologada por deliberação do Júri designado para o efeito. Em caso de dúvidas, agradecemos o contacto com a CRAC, durante as horas de expediente, através do telefone número 85990168 ou 85990139. Direcção dos Serviços de Finanças, aos 22 de Agosto de 2012. O Presidente do Júri, Iong Kong Leong

Partido Comunista da China (PCC) promoveu este sábado o chefe do partido da província de Ghizhoua, Li Zhanshu, a uma posição-chave. A agência oficial Xinhua informou que Li Zhanshu foi designado director do escritório-geral do comité central do PCC. A troca de cargos acontece antes do congresso do partido, no qual uma nova geração de líderes será nomeada. Li Zhanshu, de 62 anos, é considerado um aliado próximo de Xi Jinping, que deve ser o próximo líder do partido e também presidente do país. Li e Xi foram chefes do partido em condados da província de Hebei na mesma época durante a década de 80. Mais recentemente, Li ocupava o cargo de chefe

do partido da província de Ghizhou, no Sudoeste da China, desde 2010. Li substituirá Ling Jihua, um aliado leal e confidente do presidente Hu Jintao. Na política do Partido Comunista, o líder que está de saída e que construiu uma base de apoio durante o mandato, geralmente tenta reter o poder depois de deixar o cargo, com algum tipo de controlo sobre o novo governo.

JOGOS DE BASTIDORES

Apesar da percepção de que Xi não tem uma base forte dentro do partido, a escolha de Li antes do congresso do partido mostra que o provável novo líder está a ganhar poder, na avaliação de Cheng Li, um especialista em política chinesa do Brookings Institute em

Washington. Tais mudanças de pessoal normalmente ocorrem durante ou depois do congresso do partido. “É uma vitória para Xi Jinping. Esta é uma grande mudança porque trata-se de um cargo muito, muito importante.” O Partido Comunista não anunciou as datas do congresso, embora os observadores afirmem que este deva ocorrer em meados de Outubro. A Xinhua referiu ainda que Ling Jihua, de 55 anos, foi nomeado chefe do Departamento de Trabalho da Frente Unida, outra posição-chave no comité central. Ling é considerado suficientemente jovem para ascender nas fileiras do partido, provavelmente dando ao presidente Hu uma certa influência no partido durante um longo período.


terça-feira 4.9.2012

nacional

www.hojemacau.com.mo

Lenovo testa mercado de smartphones fora de portas

Entrada nos EUA em preparação

A

Lenovo, a segunda maior fabricante de computadores do mundo, disse que vai vender os seus smartphones na Índia, nas Filipinas e na Indonésia, na esperança de ganhar mais relevância e experiência no sector antes de entrar em mercados mais desenvolvidos como o dos EUA. Depois de iniciar as vendas de smartphones na China, a Lenovo está preparada para se expandir para além do seu mercado de origem, disse Milko Van Duijl, presidente da Lenovo para a região Ásia/Pacífico e América Latina. A Lenovo já encontrou três parceiros de distribuição, disse. A empresa vai recorrer à sua experiência de vendas de aparelhos móveis nas áreas rurais da

China, país onde os smartphones da Lenovo ultrapassaram o iPhone, da Apple, na quota de mercado, garantindo o segundo lugar nas vendas do segundo trimestre, de acordo com o IDC. A entrada nos mercados emergentes vai ajudar a empresa a expandir o seu negócio enquanto evita os altos custos de marketing e as barreiras de propriedade intelectual nos EUA e na Europa, disse Van Duijl.

PRÉ-ATAQUE

“Os EUA têm um mercado dominado por subsídios de operadoras, onde as taxas de rotatividade são mais importantes, assim como as marcas dos aparelhos”, disse Kishore Suratkal, analista do Religare Capital Markets, em Hong

Empresário tibetano vende água do monte Evereste

De professor primário a milionário

E

MBORA os tibetanos sejam mais pobres do que a média chinesa, o milagre económico das últimas décadas também produziu algumas fortunas locais. É o caso do empresário Dawa Dunzhu, de 49 anos, presidente da Dashi, um conjunto de empresas com 1.850 funcionários e activos de cerca de 2,5 mil milhões de patacas, conta este domingo o enviado da Folha de São Paulo ao Tibete. Um dos principais negócios é a venda da água Qomolangma, nome tibetano para o Evereste, a maior montanha do mundo, na fronteira com

o Nepal. Vendida a um preço médio de 15 patacas, a garrafinha é cara para os padrões tibetanos. Por isso, é comercializada principalmente noutras regiões da China. A ideia do empresário é, no futuro, criar uma marca de renome internacional, como a Perrier ou a San Pellegrino. Outro produto da Dashi é um óleo de cozinha feito com uma castanha típica do Tibete. Cada lata de 1 litro custa cerca de 615 patacas, valor igualmente proibitivo para ser distribuído localmente. Durante uma visita à sua empresa, combinada pelo governo local, Dunzhu contou

que trabalhava como professor primário no interior do Tibete até 1983, quando, incentivado pela abertura económica, investiu na compra de um camião de transporte.

UM OUTRO TIBETE

Em 1987, Dunzhu mudou-se para o sul da China, onde trabalhou como operário. Regressou três anos depois para a capital tibetana, Lhasa, onde abriu o seu próprio negócio. “Ganhei muita experiência com a fábrica no interior da China”, diz, em mandarim, cuja aprendizagem é essencial para a ascensão social no Tibete. “Em 1991 comecei a trabalhar como comerciante de importação e exportação.” Em 1997, depois de fazer um curso para empresários, criou uma empresa de construção civil. Três anos depois, passou a processar produtos agrícolas, com uma marca própria. A primeira fábrica foi inaugurada em 2004. Apesar da história bem sucedida de Dunzhu, o Tibete continua atrasado economicamente. O objectivo do governo é que a área rural, mais precária, atinja a média nacional apenas em 2020.

7

Kong. “Enquanto a Lenovo for uma marca forte de computadores, a mesma marca aplicada a smartphones ainda será desconhecida. Faz sentido para a Lenovo aperfeiçoar o portfólio de produtos nos mercados emergentes, onde a distribuição é mais importante do que as operadoras, estabelecer uma marca, e depois atacar o mercado dos EUA.”

OBSTÁCULOS

A fabricante de computadores está a concentrar os investimentos no desenvolvimento de smartphones, tablets e televisores com ligação à internet, para oferecer uma maior variedade de produtos aos consumidores, seguindo a estratégia da Apple e da Samsung. Nos Estados Unidos, a Lenovo teria de mudar a percepção dos consumidores da sua marca, conhecida por fabricar computadores ThinkPad, e não smartphones, disse Van Duijl. Negociar e garantir os direitos sobre patentes de outras empresas é mais difícil nos EUA.

Abertura da 2ª Expo China-Eurásia

Relações no melhor momento A

2ª Expo China-Eurásia começou este domingo em Urumqi, capital da Região Autónoma Uigur de Xijiang, no noroeste da China. Cerca de 90 líderes e representantes de governos de países da Ásia e da Europa e de organizações internacionais, assim como outros mil convidados chineses e estrangeiros, participaram da cerimónia de abertura. O primeiro-ministro chinês, Wen Jiabao, proferiu um discurso durante o evento, pedindo que a China e os países eurasiáticos abram os seus mercados e reforcem a cooperação em todas as áreas.

PIB da China deve crescer 7,5% a 8%

O líder chinês sublinhou que as regiões do centro, oeste e sul da Ásia e centro e leste da Europa mostram grande dinamismo e potencial de desenvolvimento. As relações entre a China e os países eurasiáticos estão no melhor momento da história e as cooperações de benefício mútuo alcançaram um novo patamar, disse. A 2ª Expo China-Eurásia, que durará seis dias, conta com a participação de seis organizações internacionais e 55 países de Ásia, Europa, África, América e Oceânia.

A economia chinesa está a estabilizar e o Produto Interno Bruto (PIB) deve crescer entre 7,5% e 8% este ano, disse este domingo Zhang Liqun, investigador associado ao Conselho de Estado da China. Segundo Zhang, os dois últimos cortes da taxa de juros e as políticas de crédito diferenciado ajudaram a sustentar a procura no mercado imobiliário. Zhang acrescentou que os investimentos no mercado imobiliário devem acelerar no quarto trimestre e as exportações chinesas melhorar a curto prazo. De acordo com o investigador, as autoridades chinesas vão acelerar o plano para a recolha de impostos imobiliários e de capital. Desde Junho, o banco central chinês reduziu duas vezes as taxas de juros numa tentativa de estimular a economia.


8

nacional

terça-feira 4.9.2012

www.hojemacau.com.mo

Xangai pode entrar em colapso em três anos por causa da população

16.828 pessoas por quilómetro quadrado

O

centro de Xangai, a segunda cidade mais populosa da China, com 23 milhões de habitantes, se mantiver o seu actual crescimento poderá entrar em colapso no espaço de três anos devido à falta de recursos, principalmente água. É o que diz o relatório da Conferência Consultiva Política do Povo de Xangai, o principal organismo assessor do governo local, que assegura que a densidade populacional do centro da capital económica da China chega a ser cinco vezes maior do que a média de outras grandes cidades do mundo. Segundo o jornal oficial Shanghai Daily, nos distritos do centro histórico de Xangai vive uma média de 16.828 pessoas por quilómetro quadrado, ou seja, 2,4 vezes o número de habitantes do centro de Tóquio, 3,5 vezes o de Londres e 4,8 vezes o de Paris. Estes dados significam que quase metade da população local, cerca de 11,5 milhões de pessoas, vive nos

distritos do centro urbano da cidade, recheados de ruas da época colonial, do final do século XIX e princípios do XX e que representam apenas 10% dos terrenos municipais. Apesar de ter renovado uma boa parte dos prédios do centro, Xangai apresenta um trânsito difícil de ser comparado com o de outras grandes metrópoles do país, já que a capital económica da China possui a difícil missão de acomodar 11,5 milhões de pessoas num traçado urbano de ruas estreitas, como as partes antigas de muitas cidades europeias. Desta maneira, incluindo todos os distritos suburbanos da metrópole chinesa, muito mais rurais, espaçosos e menos habitados, a densidade de população oficial de Xangai é de 9.589 pessoas por quilómetro quadrado, um nível que ainda é muito superior aos números de Tóquio, Londres e Paris, alerta a Comissão.

rias, o limite populacional que Xangai poderia assumir estaria entre os 25 e os 28 milhões de habitantes.

tranquilas nos arredores da metrópole.

COM SEDE

Outra preocupação da Conferência Consultiva é a possível escassez de água no centro urbano, já que actualmente a cidade está a tentar melhorar a sua rede para garantir a provisão a toda cidade para 2015, quando os moradores de Xangai já deverão ultrapassar os 26 milhões de pessoas. Se a população local superar os 30 milhões de habitantes e Xangai mantiver sua provisão actual, vão faltar pelo menos 2 milhões de toneladas de água por dia, o que equivale aproximadamente a 11% do máximo potencial de provisão que a cidade pode alcançar. Até o momento, só o município de Chongqing (centro), com 32,6 milhões de habitantes, supera os números totais de Xangai, embora a sua população esteja mais repartida devido ao seu amplo território suburbano.

ATÉ 28 MILHÕES

Segundo o organismo assessor, se a gestão dos terrenos da cidade apresentar melho-

China saúda “forma pacífica” como decorreu a votação em Angola

Uma cooperação que mostra crescentes resultados

PUB

A

PRÉMIO JOVEM INVESTIGADOR 2012 ÁREAS DE: CIÊNCIAS APLICADAS CIÊNCIAS SOCIAIS CONDIÇÕES DE CANDIDATURA Aberto a todos os alunos, professores ou investigadores das instituições de ensino superior registadas em Macau, e quaisquer licenciados ou graduados, com idade até 30 anos, completada até 31 de Dezembro de 2012. Termos e Regulamento disponíveis em www.iimacau.org.mo e Instituto Internacional de Macau, Rua de Berlim, Edf. Magnificent Court, 204, 2.º andar Tel: +853 2875 1727 Fax: +853 2875 1797

Mas, devido à chegada de muitos imigrantes de outras partes da China, este número poderia ser

ultrapassado nos próximos três anos. O número de 23 milhões de habitantes também tem por base o último censo oficial do país, realizado em 2010, mas essa marca já supera seguramente os 24 milhões, já que na última década a cidade aumentou a sua população registada em cerca de 630 mil novos habitantes por ano. Para atenuar o problema, o organismo consultivo propõe que o governo local controle rigorosamente o número de novos projectos imobiliários de alta densidade no centro, onde abundam os prédios residenciais de mais de 30 andares, e que melhore a qualidade dos serviços públicos dos arredores. A falta de qualidade do transporte e dos centros médicos e educativos, além das grandes distâncias para se chegar ao centro, fazem os moradores de Xangai partirem para áreas mais

China saudou ontem a “forma pacífica” como decorreram as eleições gerais angolanas de sexta-feira passada e reafirmou a disposição de prosseguir a cooperação com Angola. “Constatámos que Angola realizou com sucesso eleições gerais no dia 31 de Agosto e estamos satisfeitos com isso”, disse um porta-voz do ministério dos Negócios Estrangeiros chinês, Hong Lei, em resposta à agência Lusa.

Sem comentar os resultados do escrutínio, o porta-voz realçou que “a cooperação entre a China e Angola tem-se desenvolvido bem, com crescentes resultados”. “A China irá esforçar-se, em conjunto com Angola, para desenvolver a cooperação bilateral, para benefício de ambos os povos e países.” Angola é um dos principais fornecedores de petróleo à China e cerca

de 260 mil chineses trabalham naquele país africano, sobretudo em obras publicas e construção de infra-estruturas. Segundo os dados provisórios difundidos no domingo pela Comissão Nacional Eleitoral (CNE) de Angola, o partido no poder, MPLA tinha 72,85 por cento dos votos, quando estavam escrutinados 84,7 por centos dos boletins e 85,3 por cento das mesas de votação.

Estratégia da estrutura de consumo energético em causa

A China consumiu 3,425 mil milhões de toneladas de carvão em 2011, um valor correspondente a 68,3% do volume total do consumo de energia não renovável. O consumo mundial nesta área, porém, representa menos de 30% da quantidade total do consumo energético não renovável, razão pela qual, é preciso

um reajuste estratégico na estrutura de consumo energético. Os dados e a conclusão foram divulgados este sábado pela Sociedade de Pesquisa Energética da China, segundo a qual a China deve elevar o peso das energias limpas como petróleo, gás natural, hidroeléctrica, energia eólica e solar.


terça-feira 4.9.2012

O

líder religioso coreano Sun Myung Moon, fundador da Igreja da Unificação, morreu ontem aos 92 anos em Seul, em consequência de uma pneumonia, informou a agência sul-coreana Yohnap. Sun-Myung Moon foi o fundador da Igreja da Unificação, um controverso movimento espiritual com vários milhões de seguidores no mundo inteiro e que amealhou uma enorme fortuna. Pai de 15 filhos e avô de mais de 40 netos, o multimilionário reverendo Moon, autoproclamado “messias” perante os seus seguidores, viveu quase sempre rodeado de uma polémica que não o impediu de conjugar a sua faceta espiritual com actividades empresariais e políticas, principalmente na Ásia, nos Estados Unidos e na América Latina. Sun-Myung Moon nasceu em Janeiro de 1920 numa família de camponeses no território que é hoje a Coreia do Norte, quando o território se encontrava sob o jugo do império japonês. Depois de estudar engenharia em Tóquio, regressou à península coreana e pregou na Coreia do Norte, onde esteve preso três anos pelo governo comunista, sendo mais tarde libertado pela coligação liderada pelos EUA, quando explodiu a Guerra da Coreia (1950-1953). Na Coreia do Sul fundou em 1954 a Igreja da Unifi-

região

www.hojemacau.com.mo

Morreu o líder religioso coreano Sun Myung Moon

Messias e magnata cação, uma seita religiosa marcada pela glorificação do próprio Moon, o “pai autêntico”, que assegurava agir por mandato divino e sob os ensinamentos da Bíblia. Moon, que considerava a Coreia como uma “terra sagrada”, expandiu o seu movimento com um discurso neo-cristão e crenças como a chegada de um segundo messias, a comunicação com os mortos e a predestinação divina de todo indivíduo.

FUGA FISCAL

No começo dos anos 70 decidiu mudar-se para os EUA, onde passaria 13 meses na prisão em 1984 por fuga de impostos. O reverendo assegurava que o próprio Jesus Cristo lhe pediu para completar o trabalho evangelizador que Deus tinha encomendado e que não pôde finalizar ao ser crucificado. Os “moonies”, como se denominam os seguidores da Igreja da Unificação, ocuparam as capas das revistas por causa dos casamentos em massa simultâneos, nos quais dezenas de milhares de pessoas que não se conheciam contraíam casamento.

Na maior cerimónia cerca de 30 mil casais contraíram casamento em 1992, no estádio olímpico de Jamsil (Seul). Este tipo de evento suscitou as críticas de quem assegurava que o movimento tentava subjugar a vontade dos seus fiéis, já que frequentemente era o próprio Moon que escolhia os futuros maridos e esposas.

CASO DO BISPO

Se alguma coisa deu publicidade internacional à Igreja da Unificação foi a batalha na imprensa que manteve em 2001 com o Vaticano, por causa do famoso caso do bispo africano Emmanuel Milingo. O religioso católico contraiu casamento em Março daquele ano pelo rito da seita Moon com uma mulher sul-coreana, o que criou um grande rebuliço e representou a ameaça de excomunhão para o bispo rebelde, que finalmente voltou ao “rebanho” e mostrou o seu arrependimento perante João Paulo II. No plano político, Moon, apesar da sua forte tendência anticomunista, chegou a reunir-se com líderes como o fundador da Coreia do Norte, Kim Il-sung, no começo dos

anos 90; Richard Nixon nos anos 70; o último presidente da URSS, Mikhail Gorbachev, nos 80; e o argentino Carlos Menem, nos 90.

HOMEM DE NEGÓCIOS

Enquanto erguia o seu reinado espiritual, estabelecia-se como um activo magnata

empresarial, com negócios que iam desde meios de comunicação até à hotelaria, à indústria e ao desporto, na Coreia do Sul, nos Estados Unidos e na América Latina. Fundou vários meios de comunicação, entre eles o jornal americano The Washington Times, que re-

9

presenta um sólido ponto de vista conservador e que em 2010 tinha uma tiragem de perto de 40 mil exemplares. Moon também ficará na história por façanhas peculiares como publicar 450 volumes de sermões, fazer um discurso de 16 horas seguidas ou ser o único líder que em vida levou a sua religião a mais de 190 países, segundo sua organização. Após a sua morte, à frente da Igreja vai continuar o seu filho mais novo, Hyung Jin Moon, nomeado líder desta organização em 2008.

Contestação à Educação Nacional em Hong Kong aumenta no primeiro dia do ano lectivo

Braço de ferro

U

MAcoligação de grupos opositores à introdução da Educação Nacional nas escolas de Hong Kong ameaçou com novas acções caso o Governo não retirasse, até ao final da tarde de ontem, a disciplina dos currículos escolares, informou a RTHK. O “período introdutório”

de três anos da disciplina de Educação Nacional nas escolas teve início ontem, dia em que os alunos regressaram às escolas para um novo ano lectivo. De acordo com os planos do Governo, a Educação Nacional vai ser uma disciplina obrigatória nas escolas primárias em 2015 e nas escolas secundárias em 2016. O prazo dado pela Aliança Civil contra a Educação Nacional (ACEN) expirava às 17h00 locais. A ACEN pediu igualmente que os contestatários da medida

se vestissem de preto e se concentrassem pelas 15h00 junto à sede do Governo, onde dez pessoas estão em greve de fome, indicou a rádio e televisão pública de Hong Kong. O chefe do Executivo, C.Y. Leung, não mostrou, no entanto, sinais de vir a ceder ao ultimato, tendo insistido no domingo que o Governo “não tem motivos” para fazer lavagens cerebrais aos alunos, escreveu ontem o jornal publicado em Hong Kong, South China Morning Post (SCMP).


10

reportagem

terça-feira

www.hojemacau.com.mo

Dentro e fora da religião, há uma opinião unânime sexual. Timothy Lam, pastor cristão, diz que os jo

“A sociedade de traz mais tentaçõ O Hoje Macau contactou várias figuras, ligadas à religião e fora dela, encontrando um olhar comum: os mais novos estão a fazer a sua própria educação sexual, recorrendo à pornografia na net

Andreia Sofia Silva

andreia.silva@hojemacau.com.mo

Cecília Lin

cecília.lin@hojemacau.com.mo

O

território onde os panfletos que vendem sexo e caras bonitas abundam nas ruas leva a que existam cada vez mais jovens a iniciar a sua vida sexual cedo demais. É esta a opinião do pastor cristão Timothy Lam, que preside à União das Associações da Igreja Cristã Sheum Tao. Em entrevista ao Hoje Macau, mostrou-se preocupado quanto ao futuro dos mais novos. “A sociedade de Macau traz mais oportunidades

dos jovens caírem em tentação. Uma vez, durante uma actividade sobre educação sexual, algumas raparigas sabiam mais de sexo que os pastores. E desafiaram aquilo que eles diziam. A situação é embaraçosa, mas é real: os adolescentes ganham maturidade sexual cada vez mais cedo e retêm as informações que muitas vezes não são as ideais.” Embora Timothy Lam tenha frisado que a implementação da educação sexual nas escolas é da responsabilidade do executivo, não deixou de apontar o dedo à forma como é transmitida, mesmo não existindo ainda como uma disciplina autónoma. “O Governo tem

“Precisamos da ajuda dos pais, porque não podem continuar a encarar a sexualidade como fazem. O sexo é parte do corpo humano, não é apenas fazer amor” DEBBIE LEI, responsável pelo Centro Social do Bom Pasto vindo a fazer um esforço nesta área, e vemos que a educação sexual é popular e bem sucedida nas escolas. Porém, o tema ainda é muito sensível nos países orientais. Estamos a começar a olhar para o problema em vez de o evitar. As formas de educação sexual nas escolas também são diferentes. Há escolas ocidentais onde são oferecidos preservativos

e não concordo com isso. Não é a melhor medida para resolver as questões fundamentais. A educação dada com valores correctos vai fazer com que os jovens tenham o desejo de criar uma família estável, em vez de terem relações sexuais numa base de instabilidade.” Na terra onde as mesas de jogo nunca fecham, isso também acaba

por influenciar as relações familiares, segundo Lam. “Os casinos provocaram uma separação nas famílias. A Igreja tem o desafio de unir os familiares a conversarem sobre os seus problemas, um esforço que deve ser permanente.”

ESCOLA ENSINA O BÁSICO

O Hoje Macau falou com especialistas e todos garantem: o problema não está na sociedade, mas sim na forte ligação que os jovens têm com determinados conteúdos na internet e nos tabus que ainda existem nas escolas quando se fala em sexo. “Em Macau existem muitos clubes nocturnos e há prostituição,


a 4.9.2012

e: é preciso educação ovens estão muito expostos

e Macau ções”

conhecimento sobre sexo poderia ser ensinado de forma mais correcta nas escolas.” Debbie Lei, responsável pelo Centro Social do Bom Pastor, também defende que o mundo virtual, assim como as conversas entre amigos, acaba por influenciar mais os jovens do que pais e professores. Elsa Lei, da Comissão para os Assuntos das Mulheres, defende que os casinos não são os culpados pelo facto de o sexo chegar cada vez mais cedo à vida dos mais novos. “O problema relaciona-se com escolas, associações, professores e até os amigos. A educação sexual deve ser contínua e completa.” Como o que se descobre online nem sempre é a melhor solução, Agnes Lam optou por abordar a sexualidade de forma impressa. Actualmente coordena uma publicação de língua chinesa chamada “Nova Geração”, onde se pretende que os jovens tenham um melhor acesso a estas questões. Questionada sobre a situação em Hong Kong, a docente diz que não varia muito. “Há mais discussão sobre este assunto, mas lá os jovens também utilizam bastante a internet. A situação é muito similar.”

PAIS TAMBÉM NÃO SABEM

mas há muito tempo que assim é”, afirma Agnes Lam, docente da Universidade de Macau (UMAC) na área da comunicação. “O problema não é de Macau em si, não acredito que influencie os jovens de forma negativa. O facto de iniciarem a vida sexual cada vez mais cedo é devido ao que encontram na internet. Não têm uma educação sexual correcta, esse é o principal problema.” Para a académica, ainda se contam histórias de outros tempos aos alunos. “O Governo fala nestas questões há quase dez anos, mas ainda não existe uma abordagem correcta ao problema. A maioria das escolas ainda ensina conceitos mui-

reportagem

www.hojemacau.com.mo

to básicos, como as diferenças entre ser homem e mulher. E as pessoas pensam que se forem oferecidos preservativos isso vai influenciar ainda mais os jovens a ter sexo. Ainda se contam coisas como, por exemplo, ser mau ter sexo antes do casamento.”

O PROBLEMA DA INTERNET

A docente da UMAC acredita que a maioria dos jovens procura sexo na internet e nos filmes, não sendo essa a melhor maneira de iniciar a vida sexual. Paul Pun, secretário-geral da Caritas, concorda. “Em Macau os jovens não têm uma relação saudável com a internet a este nível. O

Se os jovens experimentam sem saberem bem o que fazem, os pais também andam longe de possuir a pedagogia certa neste tema. Debbie Lei acredita que precisam de aprender a lidar com a questão. “Os professores e os pais ainda olham para o sexo como um tema tabu. Precisamos da ajuda dos pais, porque não podem continuar a encarar a sexualidade como fazem. O sexo é parte do corpo humano, não é apenas fazer amor. O conhecimento sexual dos pais também não é completo e normalmente o casal não sabe muita coisa até ter os filhos. Era desejável que não só os jovens mas também os pais pudessem aprender mais, para saberem comunicar melhor em casa.” Paul Pun concorda e defende que se deve incentivar mais a participação da sociedade. “Nas escolas secundárias já existem aulas de educação sexual, mas temos de promover mais porque a participação social ainda não é suficiente. Os pais não deveriam proibir os filhos de namorar na escola e os jovens têm de ser melhor ensinados no que diz respeito às relações entre rapazes e raparigas. Seria bom que se promovesse mais estes debates ao fim-de-semana, que é quando os jovens têm tempo, e espero que mais especialistas possam participar no futuro.” O secretário-geral da Caritas acredita que poderiam ser usadas outras formas de aprendizagem, como filmes pedagógicos, visionados por pais e filhos, para que ambos pudessem aprender mais “sobre os relacionamentos entre os dois sexos”.

11

Um olhar cristão T

IMOTHY Lam é o líder da União das Associações da Igreja Cristã Sheum Tao. Garante que existem cerca de dez mil cristãos em Macau, mas que rondam os quatro mil os que frequentam a missa aos domingos. “As pessoas têm tantas pressões diárias no trabalho que ao fim-de-semana querem sempre sair de Macau e respirar outros ares. A igreja já não está tão atraente como antigamente. Mas acredito que quando a vida não correr tão bem às pessoas como corre hoje, vão virar-se mais para a Igreja. Embora o ritmo de vida em Macau seja cada vez mais rápido, acredito que as religiões vão ter uma influência mais positiva para as pessoas.” Como pastor cristão, é diferente a sua forma de abordar a sexualidade em relação à Igreja católica. “Enquanto que o cristianismo dá importância à família, os católicos encorajam a fertilidade. Mas o sexo antes ou fora do casamento, bem como a homossexualidade, são considerados pecados. Nós, cristãos, promovemos o casamento monogâmico e não a poligamia, ao contrário do que fazem outras religiões. Outra diferença enorme é que os bispos não se podem casar, mas os pastores podem.”

HOMOSSEXUALIDADE NUNCA

Quanto às relações entre o mesmo sexo, Lam é contra. “Achamos que a homossexualidade é uma

doença, não um comportamento sexual normal. É uma violação da natureza. Não ataco essas pessoas, mas mesmo que um homossexual seja fiel ao companheiro, considero que tem uma doença que precisa de ser curada.” Se para os cristãos a família é o pilar da vida, é importante que se mantenha com uma estrutura saudável para que os jovens tenham bons exemplos. Por essa razão, o divórcio só deve acontecer em casos extremos. “Não encorajo, a não ser que ocorram casos de violência doméstica ou outra situação grave. Existem muitas famílias desestruturadas, mas é a parte mais importante da vida de uma pessoa. Se alguém tiver de ganhar dinheiro longe da família, proponho que se abandone isso para estar mais perto dos familiares. Os casamentos bem sucedidos podem dar bons exemplos aos jovens.” O pastor cristão comentou também os abusos sexuais relatados na Igreja católica. “É difícil evitar este tipo de crimes, mesmo na Igreja. Também existem escândalos com este tipo de crimes onde estão envolvidos pastores, bem como casos de corrupção nos eventos religiosos. É muito triste, mas o ser humano nunca conseguiu evitar o pecado. Nós damos as boas-vindas a qualquer pessoa que tenha coragem para admitir os seus pecados e corrigi-los.”

“As pessoas pensam que se forem oferecidos preservativos isso vai influenciar ainda mais os jovens a ter sexo. Ainda se contam coisas como, por exemplo, ser mau ter sexo antes do casamento” AGNES LAM, docente da Universidade de Macau


12

publicidade

www.hojemacau.com.mo

Anúncio

O Pedido do Projecto de Apoio Financeiro do FDCT para à 3ª vez do ano 2012 (1)

Fins O FDCT foi estabelecido por Regulamento Administrativo nº14/2004 da RAEM, publicado no B. O. N° 19 de 10 de Maio, e está sujeito a tutela do Chefe do Executivo. O FDCT visa a concessão de apoio financeiro ao ensino, investigação e a realização de projectos no quadro dos objectivos da política das ciências e da tecnologia da RAEM.

(2)

Alvos de Patrocínio (i) Universidades, instituições de ensino superior locais, seus institutos e centros de investigação e desenvolvimento (I&D); (ii) Laboratórios e outras entidades da RAEM vocacionados para actividades de I&D científico e tecnológico; (iii) Instituições privadas locais, sem fins lucrativos; (iv) Empresários e empresas comerciais, registadas na RAEM, com actividades de I&D; (v) Investigadores que desenvolvem actividades de I&D na RAEM.

(3)

Projecto de Apoio Financeiro (i) Que contribuam para a generalização e o aprofundamento do conhecimento científico e tecnológico; (ii) Que contribuam para elevar a produtividade e reforçar a competitividade das empresas; (iii) Que sejam inovadores no âmbito do desenvolvimento industrial; (iv) Que contribuam para fomentar uma cultura e um ambiente propícios à inovação e ao desenvolvimento das ciências e da tecnologia; (v) Que promovam a transferência de ciências e da tecnologia, considerados prioritários para o desenvolvimento social e económico; (vi) Pedidos de patentes.

(4)

Valor de Apoio Financeiro (1) Igual ou inferior quinhentos mil patacas. (MOP$500.000,00) (2) Superior a quinhentos mil patacas. (MOP$500.000,00)

(5)

Data do Pedido Alínea (1) do número anterior Todo o ano Alínea (2) do número anterior A partir do dia 3 – Set. – 2012 até 5 – Nov. – 2012 (O próximo pedido será realizado no dia 2 –Jan. – 2013 ao 4 –Mar. – 2013)

(6)

Forma do Pedido Devolvido o Boletim de Inscrição e os dados de instrução mencionados no Art° 6 do Chefe do Executivo nº 273 /2004, «Regulamento da Concessão de Apoio Financeiro», publicado no B. O. N° 47 de 22 de Nov., para o FDCT. Endereço do escritória: Alameda Dr. Carlos d’Assumpção, n° 411-417, Edf. “Dynasty Plaza” 9° andar, Macau. Para informações: tel. 28788777; website: www.fdct.gov.mo.

(7)

Condições de Autorizações Por despacho do Chefe do Executivo nº 273 /2004, processa o «Regulamento da Concessão de Apoio Financeiro». O Presidente do C. A. do FDCT Tong Chi Kin 31 / 8 / 2012

terça-feira 4.9.2012


terça-feira 4.9.2012

vida

www.hojemacau.com.mo

13

Entrega de prémios ambientais às escolas é dia 14

Hou Kong e Rosa de Lima foram as vencedoras

A

cerimónia de entrega de prémios da 2.ª Edição do Prémio “Projecto Pedagógico de Educação Ambiental” terá lugar no próximo dia 14 de Setembro, à tarde, na Sala de Reuniões do Centro de Ciência de Macau. A Escola Secundária Hou Kong e o Colégio de Santa Rosa de Lima foram as vencedoras do 1.º Prémio do Grupo de Disciplinas Específicas à equipa “Estação de Energia e Baixo Carbono” e do 1.º Prémio do Grupo de Disciplinas Básicas à equipa “Green Life Buddies”, respectivamente. O “Projecto Pedagógico de Educação Ambiental” está in-

cluído no Plano de Parceria Eco-Escolas, da organização da Direcção dos Serviços de Protecção Ambiental (DSPA), com a colaboração de outras entidades públicas e privadas. Tem por objectivo estimular de modo contínuo o desenvolvimento da educação ambiental de Macau, incentivando o sector educacional a integrar os factores ambientais nos cursos pedagógicos regulares.

MAIS PARTICIPAÇÃO

Esta edição recebeu um total de 24 obras do Grupo de Disciplinas Específicas e seis do Grupo de Disciplinas Básicas, tendo-se

registado um aumento de 67% na quantidade total em comparação com a da edição anterior. No dia de entrega das distinções, a DSPA aproveitará a oportunidade para lançar o primeiro “Guia de Gestão Ambiental para as Eco-Escolas de Macau” cujo objectivo é divulgar o modelo de “Ciclo PDCA - Planeamento (PLAN) – Execução (DO) – Verificar (CHECK) – Acção (ACTION)” do sistema de gestão ambiental internacional, proporcionando instruções práticas de construção de Eco-Escolas aos estabelecimentos de ensino secundário e primário e escolas infantis de Macau.

Caminhar por passadeiras verdes na China

A pegada ambiental

É

uma tela em forma de passadeira criada para sensibilizar a população para a protecção ambiental. Jody Xiong, criativo chinês, pensou o “Green Pedestrian Crossing”, que aproveita as travessias pedonais para deixar a mensagem de um ambiente menos poluído. A intervenção artística resulta de uma campanha publicitária da Fundação de Protecção Ambiental da China (CEPF) e já foi estendida a mais de uma centena de estradas na China. A lona de 12, 6 metros de comprimento por sete de largura tem impressa uma árvore sem folhas, que vai sendo pintada de “folhas” verdes à medida que os peões atravessam a estrada. Nas duas margens da passadeira foram colocadas esponjas almofadadas, embebidas em tinta verde, lavável e ecológica, que permite que a pessoa ao pisar a esponja de tinta deixe pegadas verdes na tela, que se assemelham a folhas. Ao atravessarem a passadeira, os peões vão dando vida à árvore nua. A ideia é sensibilizar as pessoas que ao caminhar podem criar um ambiente mais verde. Actualmente, a campanha tem representação em sete estradas em Xangai e foi estendida para 132 estradas em 15 cidades na China, com a participação de quase quatro milhões de pessoas.

Descoberta molécula de açúcar perto de uma estrela

Um universo mais doce

“N

O disco de gás e pó que rodeia a estrela, encontrámos glicolaldeído, uma forma simples de açúcar, não muito diferente da que pomos no café”, explica Jes Jørgensen, do Instituto Niels Bohr (Dinamarca), autor principal do estudo que será publicado no Astrophysical Journal Letters. A molécula participa na formação de RNA, que, tal como o DNA, com o qual está relacionado, é um dos ingredientes fundamentais para haver vida, avança a revista portuguesa Ciência Hoje. O Observatório Europeu do Sul (ESO) anunciou a descoberta de moléculas de açúcar à volta de uma estrela. Com o radiotelescópio ALMA, situado no deserto de Atacama, no Chile, os cientistas conseguiram captar moléculas de glicolaldeído (C2H4O2) no gás que rodeia a estrela binária jovem IRAS 16293-2422, que tem uma massa semelhante à do Sol e situa-se a 400 anos-luz da Terra. Esta molécula já tinha sido descoberta no espaço, mas é a primeira vez que é localizada tão perto de uma estrela deste tipo, a uma distância equivalente à que separa Úrano do Sol. “As observações revelam que as moléculas de açúcar estão a ir em direcção a uma das

estrelas do sistema”, indicou Cécile Favre, da Universidade de Aarhus (Dinamarca). “As moléculas não só estão no lugar indicado para encontrarem o caminho para um planeta como também vão na direcção correcta. A descoberta demonstra que os elementos essenciais à vida estão no momento e no lugar certo para poderem existir nos

planetas que se formam à volta da estrela.” Os investigadores interrogam-se sobre o quão complexas podem chegar a ser estas moléculas antes que se incorporem em novos planetas. “Responder a esta questão pode dar uma ideia de como a vida pode nascer noutros lugares”, acredita Jørgensen.


jogos paralímpicos

14

Tong Hio Sam treina salto em comprimento com a cabeça em Macau

Gonçalo Lobo Pinheiro glp@hojemacau.com.mo Em Londres

GONÇALO LOBO PINHEIRO

Tudo pela namorada

DADOS PESSOAIS GONÇALO LOBO PINHEIRO

T

ONG Hio Sam treina o salto em comprimento com alguma falta de concentração. Percebe-se isso quando, por vezes, se perde entre cada salto ou entre este ou aquele alongamento. Ou simplesmente não ouve a indicação do treinador. O atleta de Macau está com a cabeça no território, onde deixou uma pessoa que considera muito especial, a namorada. “Deixei uma pessoa em Macau, que fez muita press��o para que viesse, da qual gosto muito e tenho muitas saudades. Não é fácil ela estar lá e eu aqui. Nem sempre me consigo concentrar como devia. É por ela que aqui estou e é por ela que tudo vou fazer.” O atleta entra hoje em acção, pelas 19h15 locais (2h15 em Macau), no Estádio Olímpico, perante 80 mil pessoas. Inserido na categoria F20 (atletas com QI inferior a 75), vai competir directamente na final do salto em comprimento, onde irá encontrar dez outros atletas, incluindo o português Lenine Cunha. “Não estou contente com as performances que tenho tido nos treinos, sou sincero. Consigo bem melhor. Como disse nem sempre me sinto bem psicologicamente para treinar mas estou a tentar conseguir o melhor possível. Para já estou encalhado nos 5,3 metros. Vamos ver como corre a final.” Para a final qualquer previsão, na óptica de Tong Hio Sam, não passará disso mesmo. Aliás, não se mostra obcecado por chegar ao pódio, deixando antever que lhe faltam capacidades para tal ou simplesmente pouco

• NOME Tong Hio Sam • DATA DE NASCIMENTO 08/05/1985 (27 anos) • CATEGORIA F20

acredita nelas. “É difícil fazer qualquer tipo de previsão para a final. Os atletas são todos muito bons e o máximo que posso tentar almejar, e isso seria maravilhoso, é o 4.º ou 5.º lugares. Muito sinceramente não estou obcecado com o resultado.”

LÍNGUA COMPLICA MUITO É a primeira vez que está a competir numas paralímpiadas mas, mesmo assim, Tong

Depois do recorde do mundo, sul-africano batido por brasileiro

O

terça-feira 4.9.2012

www.hojemacau.com.mo

Pistorius perde para Fonteles

brasileiro Alan Fonteles protagonizou, este domingo, o momento alto do dia ao derrotar Oscar Pistorius na final dos 200 metros (T44). Com isso, tornou-se no primeiro atleta a conseguir derrotar o sul-africano. Pistorius, que tinha conseguido estabelecer um novo recorde do mundo durante as eliminatórias, participou nos Jogos Olímpicos e é bicampeão paralímpico (Atenas

2004 e Pequim 2008), mostrou-se desgastado no final da corrida. Ainda assim, foi tão rápido a criticar as próteses de Fonteles como a pedir desculpas públicas por aquilo que foi entendido como uma reacção de mau perdedor. “Não queria ensombrar o momento de triunfo de outro atleta e quero pedir desculpa pela falta de oportunidade dos meus comentários após a corrida. Acredito que há uma questão e espero discuti-la com o

Comité Paralímpico Internacional (CPI), mas aceito que levantar estas preocupações imediatamente após deixar a pista foi errado.” Recorde-se que, na final dos 200 metros, Alan Fonteles realizou uma grande recuperação e terminou a prova com 21,45 segundos. Em segundo lugar ficou Oscar Pistorius, com 21,52, e o bronze foi para o americano Blake Leeper (22,46). - G.L.P

não se mostra deslumbrado. Os dias são passados na Aldeia Olímpica e nas pistas de treino. De Londres pouco tem visto, até porque a língua é sempre um impedimento. “Tenho levado uma vida reservada e ainda não fiz quaisquer amigos. Não falo com mais ninguém para além da comitiva de Macau. Não falo nem entendo inglês e isso deixa-me nervoso. Por outro lado, como não tenho

fãs aqui, ao contrário de Macau, tenho passado dias muito tranquilos.” Para Tong, estes Paralímpicos são mais uma competição entre tantas outras. “É uma evento interessante e para um atleta é muito bom, mas nada mais que isso.” Desde 2000, em Sydney, que os atletas com deficiência intelectual não participavam dos Jogos Paralímpicos.


terça-feira 4.9.2012

glp@hojemacau.com.mo Em Londres

A bela chinesa que fala português DADOS PESSOAIS GONÇALO LOBO PINHEIRO

GONÇALO LOBO PINHEIRO

E

15

Lao In I está com esperanças para a esgrima em cadeira de rodas

Gonçalo Lobo Pinheiro

STUDOUportuguês na Universidade de Macau (UMAC) mas, como não tem com quem falar, vai tendo alguma dificuldade em treinar a língua de Camões. Lao In I, de 27 anos, é a esperança de Macau para a esgrima em cadeira de rodas. “Até podíamos estar aqui a fazer esta entrevista em português”, começou por dizer a bonita Lao. “Estudei português na UMAC e trabalhei directamente com o português alguns anos, contudo hoje apenas percebo e sei ler tudo. Falar é que se torna mais difícil.” Lao In I, no entanto, demonstra com orgulho o gosto que tem pela Língua Portuguesa. “Sempre foi a minha primeira escolha, além do chinês. Acho uma língua difícil mas muito bonita e bastante importante para quem quer trabalhar em determinados sectores, como foi o meu caso.” Outra das grandes paixões de Lao é a esgrima, desporto que fazia desde 1999 e continuou a fazer depois de 2006, altura em que lhe foi diagnosticado um tumor na perna esquerda, que a incapacitou para o resto da vida. “Já faço esgrima há muito tempo e quando fiquei com problemas não quis abandonar.” Considerada por muitos como a grande esperança de uma medalha para Macau, Lao tem treinado com a selecção da China, no sentido de aprimorar, ainda mais, as suas visíveis qualidades. “Tenho a esperança de chegar às finais, pelo menos no florete, que é a disciplina onde me sinto melhor. Estou a treinar-me bem e agradeço, desde já, a disponibilidade

jogos paralímpicos

www.hojemacau.com.mo

• NOME Lao In I • DATA DE NASCIMENTO 19/10/1984 (27 anos) • CATEGORIA A (menos severa)

dos treinadores da China para me ajudarem também. É uma mais-valia para mim, não tenho dúvidas.” O treinador, Lok Man Tak, também considera que a ajuda vinda da mãe-pátria é bastante positiva e traça “grandes esperanças” para o florete. “Podermos contar com a ajuda da China é um ponto a nosso favor. A ideia é levar Lao o mais longe possível e, no florete, ela tem muito mais hipóteses de chegar até à final do que na espada. A ver vamos.”

MALVADA CASA DE BANHO

Mas para que Lao In I esteja totalmente concentrada na sua esgrima tem de estar bem psicologicamente e fisicamente. Se por um lado está com ganas de ganhar, por outro vive diariamente um problema na casa de banho do quarto que quase lhe custou uma lesão grave. “A casa de banho do meu quarto é muito pequena. Mal me posso mexer lá dentro e para além do mais tem poucos apoios para as mãos. Péssimo, pois isso fez com que eu caísse há dois dias, o que podia ter sido muito grave.”

MEDALHEIRO

Por momentos todos ficaram preocupados e só a confirmação de que tudo estava bem por parte do médico é que fez respirar de alívio a comitiva de Macau. “Magoei-me na minha perna deficiente e a organização nada fez. Limitaram-se a disponibilizar serviços de saúde, mas resolver as questões das casas de banho, zero.”

AGRADECER A MACAU

Lao In I tem a noção de que atingiu o topo de carreira como atleta ao participar numas paralímpiadas, mas ainda não está na hora de deixar de lado o desporto. “É muito importante para mim estar aqui em Londres. É motivo de orgulho para qualquer atleta e representa um topo de carreira. Estou muito feliz e isso dá-me forças para continuar.” A atleta de esgrima em cadeira de rodas, que compete hoje em florete, e amanhã em espada, sempre pelas 9h30 locais (16h30 no território), não esquece Macau e quem a tem incentivado a ir mais além. “Agradeço à minha família e a toda a população de Macau. Por eles prometo fazer o meu melhor.”

PARTICIPAÇÃO DE MACAU

Ouro Prata Bronze Total

HOJE

1 China

37

25

29

91

9h30

Qualificação de florete em esgrima em cadeira de rodas com Lao In I

2 Grã-Bretanha

16

24

15

55

13h30

Quartos de final de florete em esgrima em cadeira de rodas com Lao In I

(se passar)

3 Rússia

14

15

10

39

17h45

Meias-finais de florete em esgrima em cadeira de rodas com Lao In I

(se passar)

18h30

Final de florete em esgrima em cadeira de rodas com Lao In I

(se passar)

19h15

Final de salto em comprimento com Tong Hio Sam

4 Austrália

14

11

19

44

5 Ucrânia

14

10

13

37

6 EUA

9

8

16

33

AMANHÃ

7 Alemanha

7

8

9

24

9h30

Qualificação de espada em esgrima em cadeira de rodas com Lao In I

8 Brasil

7

3

3

13

13h30

Quartos de final de espada em esgrima em cadeira de rodas com Lao In I

(se passar)

9 França

4

9

7

20

17h45

Meias-finais de espada em esgrima em cadeira de rodas com Lao In I

(se passar)

10 Nigéria

4

4

0

8

18h30

Final de florete em espada em cadeira de rodas com Lao In I

(se passar)


16

cultura

terça-feira 4.9.2012

www.hojemacau.com.mo

Museu de Arte de Macau inaugura amanhã exposição “Mestres em Reclusão”

Relíquias culturais nacionais

Jin. Entre os pintores mais representativos da Escola estão Jian Jiang, Zha Shibiao, Wang Zhirui e Sun Yi, entre outros, sendo o primeiro considerado o seu expoente máximo, embora poucas das suas obras tenham chegado até nós. A exposição apresentará 67 autores mais ou menos relacionados com a Escola Xin An, incluindo a colecção completa de originais de Jian Jiang do Museu de Anhui.

DIVIDIDA EM TRÊS

José C. Mendes

josecmendes@hojemacau.com.mo

O

Museu de Arte de Macau (MAM), sob a tutela do IACM, colabora pela primeira vez com o Museu de Anhui para apresentar, de 6 de Setembro a 18 de Novembro, a exposição “Mestres em Reclusão - Obras de Arte

da Escola de Pintura de Xin An”, da colecção do Museu de Anhui. O MAM tem vindo a organizar, desde 2004, com o apoio dos principais museus e organizações culturais da China, uma série de exposições especiais sobre colecções de pintura e caligrafia de conceituados artistas dos períodos Ming e Qing, informa a nota de imprensa da organização.

Este ano, “Mestres em Reclusão” irá mostrar 120 peças/ conjuntos de pinturas originais de grandes mestres da Escola Xin An, do acervo do Museu de Anhui. A exposição oferece aos visitantes um retrato completo da Escola Xin An, permitindo entrever os estilos e temperamentos peculiares dos letrados chineses, que cultivavam a sua paz interior

Tradutor chinês recorda Jorge Amado

V

Simples e brincalhão

INTE e cinco anos depois do seu encontro com Jorge Amado, Fan Weixin recorda sobretudo a “simplicidade” e “boa disposição” do grande escritor brasileiro, nascido há um século. “Apesar de famoso, Jorge Amado era uma pessoa simples”, conta Fan Weixin, um dos mais conceituados tradutores chineses de português, cuja obra inclui a tradução de quatro títulos do autor brasileiro. “Como a Zélia [a mulher], ele era um brincalhão, gostava de rir e de conversar.” O encontro com Jorge Amado

– o primeiro de três no espaço de apenas um ano – ocorreu num hotel de Pequim no Verão de 1987, quando o escritor, cujo centenário do nascimento se assinalou a 10 de Agosto, visitou pela primeira vez a China. Jornalista da secção portuguesa da Rádio Internacional da China, nascido em 1940, Fan Weixin já tinha traduzido “Mar Morto” e estava a ultimar a tradução de “Dona Flor e seus Dois Maridos”, em colaboração com Sun Chengao. “Traduziu mesmo tudo?!!”,

quis saber Jorge Amado acerca do segundo livro, cuja atmosfera se ajusta mal aos “padrões socialistas” mais ortodoxos. “Literalmente”, respondeu Fan Weixin. “E eles autorizaram?!”, insistiu o escritor. Ao recordar este diálogo, o tradutor refere que, no tempo da Grande Revolução Cultural Proletária (1966-76), a publicação daquele romance “seria impossível”. Fan Weixin traduziria mais dois livros de Jorge Amado: “O Capitão de Longo Curso” e “Tocaia Grande”.

deliciando-se com a beleza dos cenários naturais. Algumas das obras presentes na exposição são consideradas relíquias culturais nacionais, exibidas pela primeira vez fora da China continental. A Escola Xin An foi uma escola de pintura activa na região de Huizhou (actual cidade de Huangshan), onde se estabeleceu a Prefeitura de Xin An, durante as dinastias Qin e

“Mestres em Reclusão” será apresentada em três partes: “Oito Mestres de Xin An”, “Elites da Escola” e “Pioneiros, Sucessores, Pares”. No piso da mostra será instalada uma secção educativa, com textos e ilustrações que darão informações adicionais sobre a Escola, incluindo antecedentes históricos e contextos económico e regional. O objectivo é dar a conhecer melhor o ambiente em que se desenvolveu a Escola Xin An, que viria a ser tão marcante na era de finais dos Ming, início dos Qing. Paralelamente, o MAM programou uma série de actividades complementares para escolas e organizações, por reserva. O Workshopde Pintura Paisagística em 3D terá lugar todas as terças e sextas, a partir de 15 de Setembro. Visitas guiadas para visitantes individuais e para grupos fazem também parte do programa de actividades do MAM. Para além disto o MAM irá ainda realizar a instalação de lanternas chinesas tradicionais rodopiantes, a serem exibidas sucessivamente em várias zonas da cidade.


terça-feira 4.9.2012

[ ] Cinema

futilidades

www.hojemacau.com.mo

17

Cineteatro | PUB THE DARK NIGHT RISES [B]

Um filme de: Christopher Nolan Com: Christian Bale, Gary Oldman,Anne Hathaway 19.00 SALA 2

BLACK & WHITE: THE DAWN OF ASSAULT [C] RED LIGHTS

FALADO EM MANDARIM, LEGENDADO EM CHINÊS E INGLÊS Um filme de: Tsai Yueh-hsun Com: Mark CHao, Angelababy, Huang Bo, Alex To 14.15, 16.45, 19.15, 21.45

SALA 1

SALA 3

Um filme de: Rodrigo Cortés Com: Robert De Niro, Sigourney Weaver, Cillian Murphy 14.30, 16.30, 21.45

FALADO EM MANDARIM, LEGENDADO EM CHINÊS E INGLÊS Um filme de: Gilles Young Com: Guey Lun Mei, Joseph Chang, Rhydian Vaughan 14.30, 16.30, 19.30, 21.30

RED LIGHTS [C]

GF*BF [C]

VERTICAIS: 1-Grande bráctea que envolve e protege a espiga das plantas espadices (Bot.). Animal ruminante. 2-Grespa, encarapinhada. 3-Dessa terra. Imagem ou estátua de falsa divindade. 4-Orladura. Espanto, chamada (Interj.). Tua (Arc.). 5-Reentrâncias das costas marítimas e lacustres. Afastados da conviência social. 6-Arte clínica, medicina. 7-Termina, conclui. Caminho (abrev.) 8-Gratuita. Dignatário etíope. Multidão, queixal (Prov.). 9-Preceptor de crianças ilustres. Alto, topo (pl.). 10-Dia de descanso, entre os Judeus (pl.). 11-Emagrece extraordinarimente. Porver ade aba.

SOLUÇÕES DO PROBLEMA

Sudoku [ ] Cruzadas

HORIZONTAIS: 1-Não estendida. 2-Campo semeado de cereais. Iam abaixo. 3-Reabilitado. 4-Antes-de-Cristo (abrev.). Rio costeiro de França que desagua no mar do Norte. Bário (s.q.). Escândio (s.q.). 5-Três (Pref.). Senhora (Bras.). Dá queda. 6-Cantor ambulante entre os antigos gregos. Ribanceira. 7-Teatro para vários géneros de representações. 8-Povoação de categoria superior a aldeia. Refresco feito com bicarbonato de soda e ácido tartárico com água açucarada. 9-Adiciono. Textualmente. No tempo de. 10-Aqui. Fazem soar um instrumento musical. Sua (Arc.). 11-Realizamos o casamento.

Aqui há gato [Tele]visão TDM 00:10 00:45 13:00 13:30 14:45 18:30 19:35 20:30 21:00 21:30 22:10 23:00 23:30

Telejornal (Repetição) RTPi DIRECTO TDM News - Repetição Jornal das 24h RTPi DIRECTO TDM Desporto (Repetição) Resistirei Telejornal TDM Entrevista Linha da Frente Hilda Furacão TDM News Heranças D\’Ouro INFORMAÇÃO TDM

RTPi 82 14:00 Telejornal Madeira 14:30 O Meu Bairro 15:00 Sal na Língua 15:30 Cenas do Casamento - SIC 16:00 Bom Dia Portugal 17:00 Decisão Final 18:00 Vingança 18:45 Best of Portugal 19:00 Velhos Amigos 20:00 Jornal da Tarde 21:15 O Preço Certo 22:00 Ler +, Ler Melhor 23:00 Verão Total - Évora 30 - ESPN 12:30 15:30 18:30 19:30 20:00 20:30 21:00 22:00 22:30 23:00 23:30

MLB Regular Season 2012 New York Yankees vs. Tampa Bay Rays ACC Football Georgia Tech vs. Virginia Tech (Delay) Baseball Tonight International 2012 (LIVE) Sportscenter Asia 2012 Great Manchester Run Great City Games Manchester Beach Soccer Highlights 2012 Sportscenter Asia 2012 Great Manchester Run Great City Games Manchester Beach Soccer Highlights 2012

13:30 14:30 15:30 16:30 17:00 18:00 19:00 19:30 20:00 21:00 21:30 22:00 22:30 23:00

FIM Mx1 Motocross World Championship 2012 Races Grand Prix of Benelux FIM Mx2 Motocross World Championship 2012 Races Grand Prix of Benelux Meydan FEI Nations Cup 2012 The Verdict International Motorsport News 2012 British Rally Championship 2012 - Highlights Engine Block 2012 Maxxis FIM Enduro World Championship 2012 MotoGP World Championship 2012 - Highlights Golf Focus 2012 (LIVE) Score Tonight 2012 The S-League Show Golf Focus 2012 Ladies Irish Open H/ls

40 - FOX Movies 11:50 Anger Management 13:40 Unstoppable 15:20 It’S A Wonderful Afterlife 17:05 X-Men: First Class 19:20 A Better Life 21:00 Black Swan 22:45 Wild Things 00:10 Spy Kids 4

HORIZONTAIS: 1-E. DOBRADA. E. 2-SEARA. CAIAM. 3-P. ILIBADO. A. 4-AC. AA. BA. SC. 5-TRI. SIA. CAI. 6-AEDO. A. RIBA. 7-POLITEAMA. 8-VILA. R. SODA. 9-ADO. SIC. SOB. 10-CA. TOCAM. SA. 11-A. CASAMOS. R. VERTICAIS: 1-ESPATA. VACA. 2-E. CREPIDA. 3-DAI. IDOLO. C. 4-ORLA. OLA. TA. 5-BAIAS. I. SOS. 6-R. B. IATRICA. 7-ACABA. F. CAM. 8-DADA. RAS. MO. 9-AIO. CIMOS. S. 10-A. SABADOS. 11-EMACIA. ABAR

31 - STAR Sports 13:00 Engine Block 2012

41 - HBO 12:00 The Man With The Golden Gun 14:05 Attack Force 16:00 Agent For H.A.R.M. 17:30 We’Re No Angels 19:20 Salt 21:00 Xiii 22:00 River Of Death 23:40 Striptease 42 - Cinemax 12:55 Vertical Limit 15:00 Curb Your Enthusiasm 16:00 Journey To The Far Side Of The Sun 17:40 Wonder Woman 18:55 Path Of Destruction 20:30 Hercules Ii 22:00 Supershark 23:30 Quarantine 2 00:55 Kick-Ass

À VENDA NA LIVRARIA PORTUGUESA A BRISA DO ORIENTE • Paloma Sánchez-Garnica

Em 1204, acompanhando o seu abade, Umberto de Quéribus, um jovem monge de Cister, inicia uma viagem que o levará a Constantinopla. A partir desse momento, arrastado para perigos e situações extremas, em que perde a candura infantil, a sua vida muda completamente. Durante a viagem de regresso ao mosteiro, conhece a insensatez da guerra, a violência desmedida e a imoralidade da avareza. Toma igualmente consciência das verdadeiras consequências da obediência cega e da enorme incerteza na destrinça do que está bem e do que está mal, imerso numa luta constante entre o que lhe ensinaram e o que de facto sente.

A BATALHA DO APOCALIPSE • Eduardo Spohr

REGRAS |

Insira algarismos nos quadrados de forma a que cada linha, coluna e caixa de 3X3 contenha os dígitos de 1 a 9 sem repetição SOLUÇÃO DO PROBLEMA DO DIA ANTERIOR

Quando após a Criação Javé adormeceu num sono milenar, o Paraíso Celeste foi palco de terríveis insurreições entre as hostes angélicas, que se arrastaram ao longo dos tempos e durante toda história da Humanidade. No momento do Apocalipse, Absalon, o valoroso líder dos revoltosos que havia sido condenado a vaguear pela Terra, é aliciado por Lúcifer, o Arcanjo Negro, para se juntar às suas hostes na batalha do Armagedão que decidirá não só o destino do mundo mas o próprio futuro do Universo. E a escolha de Absalon poderá ser decisiva. Uma grandiosa viagem pela história humana e um épico empolgante. RUA DE S. DOMINGOS 16-18 • TEL: +853 28566442 | 28515915 • FAX: +853 28378014 • MAIL@LIVRARIAPORTUGUESA.NET

DESEDUCAÇÃO SEXUAL Pela primeira vez, ouvi dizer que muitos casais chineses carecem de conhecimento sexual até terem bebés. Pois, o tema de sexo no Oriente é ainda mais tabu do que no Ocidente. Então como é que eles julgarão que os bebés aparecem? Dados pelos deuses? Porém, se pensar mais tempo sobre isso, entendo melhor: se os professores não ensinam nada sobre o tema, como é que os pais podem saber antes de casamento? Parece um círculo vicioso nesta terra, onde quem o quebra fá-lo pelas razões erradas. Isto porque a natural curiosidade é “educada” por ideias erradas, suposições sem nexo, riscos desnecessários. Além disso, com o acesso simplificado à net, a pornografia acaba por estar ao alcance de todos, com o sexo a ser apresentado de forma crua, sem qualquer pedagogia e espalhando mais uns quantos mitos. O assunto também dá para rir. Vi uma notícia da China continental onde se relatava a história de um casal que não conseguia ter filhos. Numa consulta onde foram os dois, o médico percebe que a mulher ainda é virgem, apesar de estar casada há anos. Intrigado, o médico pergunta-lhes como é possível. Ao fim de alguma conversa, lá percebe que eles acreditavam ser possível haver gravidez pelos simples facto de dormirem juntos. Claro que há muitas piadas sobre o baixo nível da educação sexual na China, mas as consequências não têm graça – os crimes sexuais aumentam, só para citar a mais grave. A educação sexual não pode ser sempre o tabu, na escola e na família. É preciso comunicar. Há quem acuse a educação sexual de não funcionar no Ocidente, porque se limita a “questões técnicas”, como saber colocar um preservativo, mas a realidade não é assim. Primeiro, porque sabendo o básico está-se preparado para evitar a gravidez indesejada e as doenças sexualmente transmissíveis; em segundo porque muitos dos responsáveis pelo ensino desta disciplina fazem-no com a conveniente moldura pedagógica, alertando para a importância do afecto. Bom, eu sou só um gato, mas não se esqueçam que quando espreito da minha janela vejo muita coisa. Faço só uma pergunta aos pais? Acham que se os vossos filhos quiserem namorar vão conseguir evitar?

Pu Yi


18

opinião

terça-feira 4.9.2012

www.hojemacau.com.mo

Cultura “nerd” passa pela homogeneização do gosto André Conti * in Folha de São Paulo

A

TÉ pouco tempo atrás, chamar alguém de “nerd” era um insulto forte. Representava um passo além do “quatro-olhos” e implicava carga de solidão, ausência de trato básico, inadequação para o chamado flerte e assim vai. Em algum lugar do caminho, os “nerds” venceram. Quando a internet se popularizou, eles já estavam lá, com território demarcado. E algo dessa cultura – que vai do senso de humor aos programas de TV a que assistiam – firmou-se na base da rede e direcionou um pouco sua linguagem e seus códigos de conduta. Tidos como antissociais, “nerds” passaram a dominar as novas formas de interação. Foi preciso, inclusive, aumentar a abrangência do termo “geek”, antes igualmente ofensivo. Nas palavras de um “hacker” célebre, “geek” virou sinônimo para “nerd com traquejo social”. Assim, colecionar gibis deixou de ser uma atividade clandestina, por exemplo. Como sacanear alguém lendo um quadrinho que deu origem ao filme visto por você e todos os amigos no fim de semana? O problema é que, se o sentimento de comunidade foi genuíno, ele trouxe consigo inúmeras

possibilidades de capitalização. Nada como um grupo unido, engajado em seus gostos, novidadeiro e, chegando à faixa dos 20 e 30 anos, com enorme capacidade de compra. Difícil pensar numa “commodity” mais valiosa. O que antes era uma cultura difusa – o “nerd” podia ser tanto o fã de “Jornada nas Estrelas” que nunca saiu da casa da mãe quanto o gênio matemático introspectivo – foi homogeneizado num discurso de fora para dentro, moldado em filmes, livros e jogos que visavam atender aquele público.

Em algum lugar do caminho, os “nerds” venceram. Quando a internet se popularizou, eles já estavam lá, com território demarcado Nesse sentido, nada mais natural que o sucesso de uma série como “The Big Bang Theory”, feita sob medida para um grupo de identidade tão variada. Ali, todos os estereótipos estão em harmonia: a inadequação social, o conhecimento enciclopédico de cultura pop, o gênio científico, a doçura de caráter etc.. Mas o que une mesmo todos esses fatores em

uma cultura homogênea é a infantilização. Como que se, para manter esse público ligado em jogos e quadrinhos e filmes, fosse preciso prendê-lo em uma adolescência nostálgica permanente. Numa série boa, como “Spaced”, feita pela BBC, essa paralisia é usada para retratar toda uma geração. Em “Big Bang Theory”, parece uma tentativa mal engravatada de vender camisetas, DVD e bordões. Não estou aqui advogando uma suposta pureza da cultura “nerd”, ou algo do tipo. Nem acho que ela possa existir, pelo menos não de forma tão artificialmente unificada. Mas, se houve uma confluência de interesses e gostos, o certo é que ela nunca foi pautada. Infelizmente, qualquer grupo tão grande de consumidores sempre passará, numa medida ou em outra, a pautar o que consome. Os prejuízos são imensos, basta ver a apropriação sistemática das culturas urbanas na moda e na publicidade. Diz a velha piada do Groucho que não entra em clube que o aceite como sócio. A onda de orgulho nerd vem na mesma esteira que elegeu os “tweens” como grandes consumidores da década passada. E é tão genuína quanto. Espero que passe. * Cronista brasileiro de tecnologia (texto reproduzido na grafia original)


terça-feira 4.9.2012

opinião

www.hojemacau.com.mo

Helder Fernando

19

à flor da pele

Obsessões I Por vezes, sentimo-nos obsessivos; é da nossa natureza. Por certas obsessões vamos lutando até pensarmos que se retiram, outras não conseguimos dominar quando damos conta delas. De alguma forma, lutámos por sermos melhores nos estudos, nas práticas desportivas, nos romances eternos ou de ocasião, nas profissões, como pais e mães, como avós, como seres sociáveis. Depois, vieram outras obsessões, quando e se vieram: pelo corpo esbelto, pelo carro moderno, pelo par ideal, pelo cargo mais visível, pelos trapinhos da butique, pela imitação de pensamentos e gestos de alguém, pelos óculos de marca, pelo calçado da moda. Nada disto traz muito mal ao mundo. Serão mais impressões do que obsessões. Bastante mais grave é aquela conhecida obsessão de jogar na desgraça e desprestígio alheio para auto-sobressair. Até porque a maior obsessão, essa sim, de alguns aparentes seres humanos, é serem perfeitos – os autodenominados “perfeccionistas”. Sendo certo que uns dizem que o são, sem saberem bem o significado, ouviram a expressão e acharam giro. A tal obsessão pela hipotética perfeição é igual a desconversar: uma idiotice. Na intimidade, esses “perfeccionistas” compulsivos são

A população mundial rondará sete mil milhões. Pensar, qualquer um de nós, que é um sujeito muito importante, indispensável até, na sociedade e na empresa, que a sua existência tem um significado muitíssimo acima do especial, para além das fronteiras do próprio ciclo íntimo, é uma soberba tolice uma bosta. Nos relacionamentos sociais e profissionais, uns cangalheiros. Portanto, sem emoções. Obsessões doentias, exactamente por o serem, dão dores de cabeça, dores de cotovelo e até dores de corno.Amarram os obcecados às cadeiras, vedam-lhes a criatividade, obstam-lhes qualquer espontaneidade, transformam-nos em serviçais robóticos, impelindo-os ao cinismo, impedindo-os de viver a vida enquanto vivos. Que péssimo aspecto. 
 II No entanto, há obsessões bem vindas, injustamente pouco praticadas:

- A obsessão por respeitar, valorizar e estimular o trabalho dos outros; - A obsessão por ser útil à comunidade sem falsos desinteresses; - A obsessão por ser feliz sem acotovelar; - A obsessão por ser livre sem aprisionar. III A população mundial rondará sete mil milhões. Pensar, qualquer um de nós, que é um sujeito muito importante, indispensável até, na sociedade e na empresa, que a sua existência tem um significado muitíssimo acima do especial, para além das fronteiras do próprio ciclo íntimo, é uma soberba tolice. Com méritos e deméritos, todos vamos caminhando para um final semelhante. Em vida, não podemos ser todos Gandhi, Einstein, Pessoa, Mozart, Callas, Fellini, Camões, Nureyev. Qualquer destes, a seu modo, trabalhou sem cessar na busca do conhecimento; exercitou-se, até ao limite das forças, para desempenhar o papel que lhe coube ou que soube, magistralmente, descobrir e desempenhar. Caramba, qual de nós não gostaria de ter sido, mesmo fugazmente, genial em alguma situação. Confesso que sim, falha-me a obsessão. Mas – indo buscar Alberto Caeiro – não olho para trás de mim e tenho pena.

Propriedade Fábrica de Notícias, Lda Director Carlos Morais José Editores Nuno G. Pereira; Gonçalo Lobo Pinheiro Redacção Andreia Sofia Silva; Cecilia Lin; Joana Freitas; José C. Mendes; Rita Marques Ramos Colaboradores António Falcão; António Graça de Abreu; Fernando Eloy; Hugo Pinto; José Simões Morais; Marco Carvalho; Maria João Belchior (Pequim); Michel Reis; Rui Cascais; Sérgio Fonseca; Tiago Quadros Colunistas Arnaldo Gonçalves; Boi Luxo; Carlos M. Cordeiro; Correia Marques; David Chan; Gonçalo Alvim; Helder Fernando; Jorge Rodrigues Simão; José Pereira Coutinho, Marinho de Bastos; Paul Chan Wai Chi; Pedro Correia; Peng Zhonglian; Vanessa Amaro Cartoonista Steph Grafismo Catarina Lau; Paulo Borges Ilustração Rui Rasquinho Agências Lusa; Xinhua Fotografia António Falcão, Gonçalo Lobo Pinheiro; Lusa; GCS; Xinhua Secretária de redacção e Publicidade Madalena da Silva (publicidade@hojemacau.com.mo) Assistente de marketing Vincent Vong Impressão Tipografia Welfare Morada Calçada de Santo Agostinho, n.º 19, Centro Comercial Nam Yue, 6.º andar A, Macau Telefone 28752401 Fax 28752405 e-mail info@hojemacau.com.mo Sítio www.hojemacau.com.mo


terça-feira 4.9.2012

www.hojemacau.com.mo

c a r t o on por Steff Espanha “Robin dos Bosques” volta a atacar

Noruega Atentado de Oslo em livro

Sánchez Gordillo, o “Robin dos Bosques” espanhol, promete mais surpresas para esta semana, durante as “marchas de trabalhadores” em Málaga e Sevilha. No mês passado, um grupo de sindicalistas andaluzes invadiu um supermercado, encheu os carrinhos com bens de primeira necessidade e passou pelas caixas sem pagar. À porta, o líder da acção, Sanchez Gordillo, justificava o assalto como um meio de “dar comer aos pobres”. Gordillo, presidente da câmara de Marinaleda, actua à margem da lei, resguardado pela imunidade de que goza como deputado do Parlamento regional da Andaluzia.

O jornalista Kjetil Stormark é o autor de um livro sobre os ataques em Oslo e na ilha de Utoya que, a 22 de Julho de 2011, mataram 77 pessoas. A obra tem como ponto de partida a correspondência de quatro contas de e-mail de Anders Breivik, que foram alvo de piratas informáticos, noticia hoje a AFP. “Estas mensagens não dão uma imagem completa [de Breivik], mas mostram como é paciente e compreensivo em determinadas situações”, afirmou o autor numa conferência de imprensa. Mais de sete mil e-mails do extremista de direita condenado a pelo menos 21 anos de prisão chegaram às mãos de Stormark e deram origem ao livro.

EUA Morte de Bin Laden dá livro

Angola A felicidade de Eduardo dos Santos

O presidente do MPLA, José Eduardo dos Santos, mostrouse no domingo à noite “feliz” pela vitória do seu partido nas eleições gerais em Angola, que lhe garante a eleição automática para a Presidência da República. “Estou feliz por ter sido escolhido pelo povo angolano”, disse José Eduardo dos Santos, citado pela agência Angop. Esta é a primeira reacção do presidente reeleito aos resultados eleitorais provisórios da votação realizada no dia 31 de Agosto, que garantem a vitória ao seu partido com uma maioria de 72,24 por cento. Em segundo lugar, surgia a União Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA), com 18,47 por cento dos votos, e em terceiro a Convergência Ampla de Salvação de Angola Coligação Eleitoral (CASA-CE) com 5,96 por cento.

Camboja Fundador do Pirate Bay extraditado

O sueco Gottfrid Svartholm Warg, um dos fundadores do portal de partilha de ficheiros na Internet The Pirate Bay, foi detido na capital do Camboja, Phnom Penh, e será extraditado para a Suécia, onde foi condenado por violação dos direitos de autor. As autoridades suecas emitiram um mandado de captura internacional, informou hoje o porta-voz da polícia do Camboja, Kirth Chantharith. Warg e outros três fundadores foram condenados em 2009 por um tribunal sueco por violação dos direitos de autor ao ajudarem milhares de utilizadores a fazerem o “download” ilegal de música, filmes e jogos de computador. Ward enfrenta um ano de prisão.

Juristas foram em visita académica ao continente

A lei a cruzar fronteiras

C

ERCA de 20 juristas de Macau, funcionários na área jurídica da Assembleia Legislativa e do Governo, foram de visita ao continente, mais precisamente à Academia de Liderança Executiva a RPC de Pudong, em Xangai, para presidirem a palestras e participar em intercâmbios de actividades para pessoal da mesma área na China. José Chu, director dos Serviços de Função Pública, entidade organizadora do evento a par com o Gabinete de Ligação do Governo Central da China na RAEM, referiu na cerimónia

de abertura ontem que o pessoal da área jurídica desempenha um papel muito importante para a garantia da plena implementação do princípio de “Um País, Dois Sistemas” na RAEM e do seu desenvolvimento contínuo. Desta forma, espera que através da intensificação da ligação e intercâmbio do Governo da RAEM e do interior da China se possa promover a cooperação das duas partes no âmbito da formação jurídica. Por sua vez, Chang Yuxing, coordenador Adjunto do Centro de Formação da Academia de Liderança Executiva de

Pundong, salientou que tratar correctamente a relação entre os poderes administrativo e legislativo constitui uma condição necessária para o melhoramento da legislação da RAEM.

APRENDIZAGEM PLENA

A visita à cidade vai ainda proporcionar visitas aos formandos para estes conhecerem a situação do desenvolvimento económico e social de Xangai e das cidades vizinhas, com o objectivo de aprofundar os seus conhecimentos sobre as condições nacionais e o sistema jurídico do Interior da China.

Chega amanhã às bancas aquele que é descrito como “o primeiro relato em primeira mão” da morte de Osama Bin Laden. O livro, que enfureceu a Casa Branca, tem a assinatura de Matt Bissonnette, um ex-militar dos SEAL que participou no raide em Abbottabad, e revela detalhes até agora desconhecidos. A grande novidade da obra é o relato dos minutos que antecederam a morte de Bin Laden, que difere da versão oficial. Bissonnette revela que o líder da Al-Qaeda foi alvejado com um tiro na cabeça quando espreitou pela porta do quarto. O relato oficial diz que Bin Laden foi morto no quarto quando tentou pegar numa espingarda.

Póquer Macau bate recorde

Stanley Choi é o nome do felizardo que, na última sextafeira, ganhou um pouco mais de 50 milhões de patacas no Macau High Stakes Challenge, o torneio de póquer com o maior prémio alguma vez dado na Ásia. A entrada custava 2,5 milhões de patacas, por cabeça, tendo entrado 73 participantes. Entre eles estavam vários profissionais muito conhecidos no meio, como Phil Ivey, John Juanda e Joe Hachem, mas foi o desconhecido Stanley Choi a sorrir. O torneio decorreu no StarWorld’s Poker King Club, com o apoio do junket Neptune Group Ltd.


Hoje Macau 4 SET 2012 #2687