Page 1

PUB

AGÊNCIA COMERCIAL PICO • 28721006

PUB

MOP$10

Ter para ler

DIRECTOR CARLOS MORAIS JOSÉ • SEGUNDA-FEIRA 30 DE SETEMBRO DE 2013 • ANO XIII • Nº 2945

LITERATURA

DESCOBERTO E REEDITADO ORIGINAL DE GARCÍA LORCA

PÁGINA 16

SALÁRIO MÍNIMO População auscultada

Que valor afinal? Até ao dia 15 de Novembro, a população de Macau pode dar a sua opinião sobre qual será o valor por hora do ordenado mínimo para os trabalhadores das áreas da limpeza e segurança em administração de propriedades. O Governo pretende que os residentes escolham um

valor entre as 23 e as 30 patacas, numa auscultação que “afectará” mais de 10 mil trabalhadores. Se para cima, se para baixo, todos terão a sua remuneração ajustada. PÁGINA 3

• ATP WORLD TOUR

JOÃO SOUSA VENCE EM KUALA LUMPUR E FAZ HISTÓRIA CENTRAIS

• INDÚSTRIAS CRIATIVAS

Governo confirma desistência definitiva da Casa Amarela PÁGINA 5

PUB

• TERMINAL DO PAC ON • ELEIÇÕES TRIBUNAL JÁ DECIDIU

51 VOTOS VALIDADOS NÃO ALTERAM RESULTADO FINAL PÁGINA 2

Deputado pede ao CCAC investigação dos orçamentos PÁGINA 2


2

POLÍTICA

hoje macau segunda-feira 30.9.2013

ELEIÇÕES TUI DECIDIU VALIDAR MAIS 51 VOTOS MAS NOVA CONTAGEM NÃO ALTERA MANDATOS

Deputados inalterados, palavra de tribunal A lista Nova Esperança pode respirar de alívio. E a Nova União para o Desenvolvimento de Macau terá de se resignar. Na sexta-feira foi finalmente colocado um ponto final na verificação e contagem dos votos das eleições para a V Assembleia Legislativa pelo Tribunal de Última Instância (TUI) e Leong Veng Chai mantém-se dentro do órgão legislativo e Kent Wong ficará de fora. Depois dos recursos apresentados por três listas candidatas - lista 1, 9 e 13 -, o TUI apurou mais 51 votos válidos que antes eram considerados nulos. De acordo com o acórdão divulgado, foram atribuídos mais quatro votos à lista de Angela Leong, mais onze votos à lista liderada

voto ser-lhe atribuído. Mas tal não aconteceu. A distância entre os números dois de ambas as listas era de 15 votos e agora demarca-se com 20,5 votos. Por essa razão, a atribuição de mandatos fica inalterada, ou seja, a lista 9, a Nova Esperança, de Pereira Coutinho, vê assim confirmada a eleição de um segundo deputado, Leong Veng Chai, o 14º mandato atribuído nas eleições pela via directa.

PALAVRA DE CHEFE

por Pereira Coutinho e mais 36 votos foram atribuídos à lista de Chan Meng Kam. A lista 1 precisaria de apurar

mais três dezenas de votos para que conseguisse apurar o seu segundo candidato, Kent Wong, isto se a lista 9 não visse mais nenhum

Depois de conhecida a decisão do TUI, o Gabinete do Porta-voz do Governo divulgou uma mensagem do Chefe do Executivo. Chui Sai On saúda os deputados eleitos num escrutínio que o líder do Governo diz marcar “um novo patamar no desenvolvimento

PEREIRA COUTINHO PEDE INTERVENÇÃO DO CCAC SOBRE ORÇAMENTO ESTIPULADO PARA O TERMINAL DO PAC ON

Derrapagens sem rei nem roque S constatar as razões que levaram à prática dos mencionados erros?”, questiona o tribuno. A par desta, outras duas questões se impõem. “O Governo vai obrigar a respectiva entidade supervisora [secretaria para os Transportes e Obras Públicas] a assumir a responsabilidade política e jurídica, pelas falhas TIAGO ALCÂNTARA

ÃO pelo menos cinco as obras públicas que, nos últimos anos, o recém-eleito deputado José Pereira Coutinho enumera como alvo de derrapagens orçamentais. A última e, por ventura, a mais flagrante é a do Terminal do Pac On, cujo o custo inicial de obra estava estipulado em 583 milhões de patacas e foi depois revisto em alta para três mil milhões de patacas, um valor cinco vezes superior ao orçamentado aquando da adjudicação do projecto. Uma vez mais, o deputado insiste que tem de haver responsabilização governamental sobre erros a esta escala. E, por outro lado, sugere que tais projectos passem pela aprovação e controlo dos deputados. Mas Pereira Coutinho questiona também o Governo sobre se pedirá a intervenção do Comissariado contra a Corrupção (CCAC). “Os cidadãos da RAEM estão seriamente preocupados, suspeitando da prática de actos ilícitos, tais como o tráfico de interesses e conluio entre funcionários do Governo e os comerciantes. Com vista a perceber se se trata de uma negligência ou de uma intenção propositada, o Governo vai pedir a intervenção do CCAC, de modo a

cometidas na tomada das decisões referentes ao projecto de construção do Terminal Marítimo de Pac On, por forma a salvaguardar a imagem da Administração Pública perante o público?”, apontando o dedo directamente a Lau Si Io. “O Governo vai aumentar a transparência na definição dos orçamentos, criando mecanismos de supervisão, nomeadamente através da submissão dos respectivos projectos à apreciação da AL, por forma a controlar a utilização dos recursos públicos?” Pereira Coutinho lembrou outras obras cujas despesas públicas ultrapassaram o previsto no planeamento, nomeadamente a construção da Nave Desportiva dos Jogos da Ásia Oriental de Macau - aumentou de 640 milhões para 1,3 mil milhões -, a construção do metro ligeiro - subiu de 4,2 mil milhões para 11 mil milhões de patacas -, a construção do novo campus da UMAC - acresceu de 800 milhões para dez mil milhões de patacas - e ainda a construção do túnel subaquático para peões - de 560 milhões para dois mil milhões de patacas. – R.M.R.

do sistema político de Macau”, concretizando os dois princípios da Lei Básica - “um país, dois sistemas” e “Macau governada pela gente de Macau”, com alto grau de autonomia, frisa. Chui Sai On afirma ainda que o “Governo irá, como sempre, manter uma comunicação activa e uma cooperação intensa com a Assembleia Legislativa, com a finalidade de aumentar a eficiência e aperfeiçoar a qualidade da legislação”. O gabinete congratulou também os média por se terem empenhado “na divulgação de informações oficiais e programas políticos das candidaturas, desempenhando um papel essencial na promoção e sensibilização da consciência cívica dos residentes de Macau”. - R.M.R.

DIA NACIONAL DA CHINA APROVEITADO PARA MAIS UM PROTESTO EM MACAU

O povo sai à rua D UAS associações de Macau vão desfilar nas ruas da cidade a 1 de Outubro, o Dia da Implantação da República Popular da China, ocasião habitualmente aproveitada para manifestações locais. Apesar do dia nacional, a Associação de Mútuo-Auxílio dos Operários de Macau vai desfilar cerca de duas centenas de metros entre a Praça da Amizade e o Palácio do Governo em protesto, segundo o Jornal Tribuna de Macau, contra o director dos Serviços de Regulação das telecomunicações, tudo devido a um diferendo entre a TV Cabo e anteneiros, distribuidores de sinal de televisão que, normalmente, não possuem direitos de transmissão. O diferendo, que o Governo tem tentado resolver pela via do diálogo e concertação veio piorar o serviço de televisão dispo-

nibilizado pelos a nteneiros nos prédios, facto que agora é contestado. Já a Associação de Força do Povo de Macau, na tradução para português feita pela Polícia de Segurança Pública, começa o protesto na zona norte da cidade, não concordou com o itinerário proposto pela PSP e vai contestar a detenção do candidato às eleições Lam Meng na noite eleitoral, por, alegadamente, estar a perturbar a contagem dos votos. O Dia Nacional abre mais um período denominado como Semana Dourada, tempo que muitas famílias chinesas aproveitam para uns dias de férias quer no país quer no exterior. A PSP apela aos participantes para se manifestarem de forma pacífica e seguindo as instruções da polícia, mantendo, por exemplo, idosos e crianças em zonas seguras do protesto. - Lusa


política 3

hoje macau segunda-feira 30.9.2013

SALÁRIO MÍNIMO TRABALHADORES “AFECTADOS” POR VALORES ENTRE AS 23 E 30 PATACAS

Os trabalhos de preparação sobre um salário mínimo para o sector privado estão em progresso. Os residentes são, a partir de hoje, auscultados sobre a sua posição relativamente a valores de remuneração mínima de empregados da limpeza e porteiros entre as 23 e as 30 patacas por hora. A DSAL espera ter uma proposta de lei para apresentar à AL em 2014 RITA MARQUES RAMOS rita.ramos@hojemacau.com.mo

S

UPONHA que o valor do salário mínimo por hora pode ser fixado entre as 23 e as 30 patacas?” A pergunta é feita pelo Governo numa consulta pública à população que será lançada entre hoje e 15 de Novembro para determinar uma proposta de lei que será lançada em 2014. Os residentes vão ter sensivelmente um mês e meio para se pronunciar sobre uma matéria que afectará empregadores e empregados na área limpeza e segurança em administração de propriedades. Os valores em vista podem garantir aos 10800 trabalhadores deste sector, incluindo não-residentes - segundo dados estatísticos referentes a 2012 - uma variação de salário entre as 4784 patacas por mês, calculando oito horas de trabalho diário sobre 26 dias mensais, e as 6240 patacas por mês. Mas o Governo propõe fazer a revisão do valor do salário mínimo de dois em dois anos. A Universidade de Macau (UMAC), responsável por um estudo sobre a fixação do salário mínimo para empregados da limpeza e porteiros do sector privado, com base em valores aprovados em sede de Concertação Social, determinou que estes profissionais e patronato serão “afectados” em larga medida. No entanto, escusa-se a avançar se o termo se refere a um aumento de salários ou à diminuição dos mesmos. Ontem, a Direcção dos Serviços para os Assuntos Laborais (DSAL) também não soube esclarecer. Segundo cálculos da UMAC, se o valor for determinado em 23 patacas por hora, pelo menos, 86% dos porteiros serão “afectados” sendo que mais ainda - pelo menos, 96% - serão “afectados” com o novo salário mínimo em 30 patacas. O mesmo se passa com os trabalhadores da limpeza, cujos va-

ANTÓNIO FALCÃO

População chamada a pronunciar-se

lores são ainda mais discrepantes. Se vigorar o menor valor determinado, agora em auscultação, cerca de 46% destes funcionários serão “afectados”, já se ficar determinado em 30 patacas, pelo menos 88% dos empregados da limpeza terão a sua remuneração ajustada. Mas o impacto também será visível para as empresas e associações de condóminos já que implica uma redução dos lucros das primeiras e um aumento das despesas de condomínio. As associações de condomínio, segundo dados apurados pela instituição de ensino superior, podem variar entre os 4% e os 7,28%, enquanto que os aumentos das despesas de condomínio irão variar entre as 7,87% e os 18,07%.

“PROPOSTA LEGISLATIVA NO PRÓXIMO ANO”

Sobre os resultados da consulta pública, o director da DSALexplica que “vão ser concluídos o mais breve possível”. “Tentaremos concluir todos os trabalhos até ao final do ano. Após recolha de opiniões, temos outros trabalhos preparativos. No próximo ano é que vamos dar seguimento à proposta legislativa”, explica Wong Chi Hong. Quando Francis Tam anunciou o espectro a considerar para o vencimento mínimo dos trabalhadores, cujo tecto máximo em equação até Junho era de 28 patacas, o secretário para a Economia e Finanças escusou-se a indicar uma data para a fixação geral de um salário mínimo em Macau, acreditando que primeiro é preciso avaliar os efeitos desta nova legislação. Também ontem Wong Chi Hong não avançou qualquer data para o salário mínimo generalizado. Mas o responsável explicou que foi este o sector escolhido para avançar com a política porque é “o que reúne o maior número de pessoas com os salários mais baixos”, sendo que o Governo continuará a ajudar as outras profissões com o subsídio

complementar aos rendimentos do trabalho, que apoia os trabalhadores permanentes que auferem remunerações inferiores a 4700 patacas, sendo que o valor da subvenção serve para colmatar a diferença. Recorde-se que a mesma cate-

goria de trabalhadores que prestam serviço em empresas privadas contratadas pela Administração já possui um vencimento mínimo definido e que foi estabelecido em 26 patacas por hora de trabalho, valor em vigor desde Junho.

O ESSENCIAL Segundo cálculos da UMAC, se o valor for determinado em 23 patacas por hora, pelo menos, 86% dos porteiros serão “afectados” sendo que mais ainda - pelo menos, 96% - serão “afectados” com o novo salário mínimo em 30 patacas. O mesmo se passa com os trabalhadores da limpeza, cujos valores são ainda mais discrepantes. Se vigorar o menor valor determinado, agora em auscultação, cerca de 46% destes funcionários serão “afectados”, já se ficar determinado em 30 patacas, pelo menos 88% dos empregados da limpeza terão a sua remuneração ajustada.

A DSAL vai realizar duas sessões de consulta pública no dia 6 de Outubro que terão lugar no World Trade Center, na Sala Flor de Lótus, destinadas aos trabalhadores da área de administração de propriedades (9h30 às 12h30) e aos empregadores (das 14h30 às 17h30). Isto porque, o documento de consulta do projecto lei acima mencionado faz também referência ao âmbito da aplicação, aos critérios para a determinação do regime de salário mínimo, ao valor do salário mínimo, ao mecanismo de actualização desse valor, apresentando uma síntese do relatório da “Realização de investigações sobre a situação actual do sector de administração de propriedades para o estudo da fixação do salário mínimo” elaborado pela UMAC.


4 política

hoje macau segunda-feira 30.9.2013

PORTUGAL E MACAU REFORÇAM COOPERAÇÃO BILATERAL

EUROPA NO CAMINHO CERTO, DIZ RESPONSÁVEL DA UE

ACAU e Portugal assinaram, em Lisboa, vários protocolos de cooperação bilateral nas áreas da Educação, do Ambiente, dos Direitos do Consumidor e do Turismo, no âmbito da segunda reunião da comissão mista Portugal/Macau. De acordo com um comunicado conjunto da comissão mista, as duas “partes expressaram satisfação com os resultados alcançados pela intensificação da cooperação e acordaram que a próxima reunião tenha lugar em Macau em 2014”. A importância que Portugal e Macau atribuem à relação bilateral está patente no fluxo de visitas políticas recíprocas e ao interesse em reforçar a cooperação, envolvendo tanto o sector público, como o sector privado, refere. “Neste sentido, fez-se o ponto de situação sobre a cooperação em várias áreas, em particular nos domínios da Cultura, Educação, Justiça, Segurança, Turismo, Ambiente, Comércio, Desporto, Direitos do Consumidor e Cartografia e Cadastro”, sublinha o comunicado. No encontro, os responsáveis destacaram a importância da cooperação no domínio da língua portuguesa, tendo em conta o crescente relevo internacional e o papel da Região Administrativa Especial de Macau enquanto plataforma de

líder da delegação da União Europeia para Hong Kong e Macau disse acreditar que a Europa está no caminho certo da recuperação económica, mas lembrou o desafio de criar emprego para os 27 milhões sem trabalho. Numa conferência organizada pela Associação Comercial França - Macau, subordinada ao tema da manutenção da economia europeia e do comércio, assinalou que hoje “pode, com alguma confiança”, dizer-se que a economia europeia conseguiu “fazer a curva” e retomar o crescimento. No entanto, mesmo com perspectivas de crescimento para 2014 entre 1,2 e 1,4%, não quer dizer que os problemas acabaram porque, defendeu, há que fazer face ao problema do desemprego que atinge cerca de 27 milhões de pessoas no bloco europeu. “O grande teste do sucesso será quando podermos oferecer

Mais amigos que nunca M

formação e difusão do português, indica o comunicado. As delegações foram chefiadas pelo director-geral de Política Externa do Ministério dos Negócios Estrangeiros de Portugal, embaixador Rui Macieira, e pelo chefe de gabinete do chefe do Executivo da RAEM, Alexis Tam. Participaram ainda na reunião, diversos representantes das áreas da Cultura e Educação, Economia, Direitos do Consumidor, Turismo, Ambiente e Justiça. O acordo-quadro de cooperação entre Portugal e a RAEM da República Popular da China foi assinado, em Macau, a 23 de Maio de 2001, e prevê que as duas partes se reúnam de dois em dois anos. A primeira reunião teve lugar em Macau, a 6 de Abril de 2011. - Lusa

Desafio: criar emprego O

uma perspectiva de emprego a estas pessoas”, disse. “Vai levar tempo porque para ter crescimento sustentado teremos de ter perseguir a nossa reforma económica estrutural e ter a certeza de que mantemos a estabilidade no nosso sistema financeiro”, acrescentou. Salientando que a Ásia, e a China em particular, são importantes na recuperação económica europeia, Vincent Piket recordou os últimos anos de crescimento

das exportações para este bloco, ao mesmo tempo que as importações registaram alguma contracção, metas conquistadas também com as políticas da Europa para a região. Instado a comentar a criação da Câmara de Comércio União Europeia - Macau, que oficialmente deverá começar a trabalhar até ao final do ano, Vincent Piket disse esperar que possa “potenciar o comércio e o investimento” entre as duas partes. - Lusa

PUB

ANÚNCIO 【N.º 185/2013】

ANÚNCIO 【N.º 187/2013】

Para os devidos efeitos vimos por este meio notificar as representantes dos agregados familiares da lista de candidatos a habitação social abaixo indicados, no uso da competência delegada pela alínea 11) do n.º 3 do Despacho n.º 62/IH/2013, publicado no Boletim Oficial da RAEM, n.º 34, II Série, de 21 de Agosto de 2013 e nos termos do n.º 2 do artigo 72.º do Código do Procedimento Administrativo, aprovado pelo DecretoLei n.º 57/99/M, de 11 de Outubro:

Para os devidos efeitos vimos por este meio notificar o representante do agregado familiar da lista de candidatos a habitação social abaixo indicado, no uso da competência delegada pela alínea 11) do n.º 3 do Despacho n.º 62/IH/2013, publicado no Boletim Oficial da RAEM, n.º 34, II Série, de 21 de Agosto de 2013 e nos termos do n.º 2 do artigo 72.º do Código do Procedimento Administrativo, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 57/99/M, de 11 de Outubro:

Nome

N.º do boletim de candidatura

LAM KUAI MUI

5025475

WONG SOK HENG

5023937

Após as verificações deste Instituto, notamos que as representantes dos agregados familiares de candidatos a habitação social acima mencionadas são elementos que figurem nos boletins de candidatura de outros agregados familiares, aos quais este Instituto já tenha autorizado a aquisição de habitação construída em regime de contratos de desenvolvimento para a habitação nos termos do Decreto-Lei n.º 13/93/M, de 12 de Abril, pelo que, este não reúnem os requisitos exigidos para a candidatura, nos termos das alíneas 3) do n.º 4 do artigo 3.º do Regulamento Administrativo n.º 25/2009(Atribuição, Arrendamento e Administração de Habitação Social). De acordo com os artigos 93.º e 94.º do Código do Procedimento Administrativo, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 57/99/M, de 11 de Outubro, devem apresentar, por escrito, as suas contestações e todas as provas testemunhais, materiais, documentais ou as demais provas, no prazo de 10 dias, a contar da data de publicação do presente anúncio. Se não apresentarem as contestações no prazo fixado ou as mesmas não forem aceites por este Instituto, as respectivas candidaturas serão excluídas da lista geral de espera por IH, nos termos dos n.º 1 do artigo 46.º do Regulamento Administrativo n.º 25/2009 (Atribuição, Arrendamento e Administração de Habitação Social), artigo 5.º e alínea 2) do artigo 11.º do Regulamento de Candidatura para Atribuição de Habitação Social, aprovado pelo Despacho do Chefe do Executivo n.º 296/2009, e n.º 2 do artigo 9.º do Regulamento de Candidatura para Atribuição de Habitação Social, aprovado pelo Despacho do Chefe do Executivo n.º 296/2009, alterado pelo Despacho do Chefe do Executivo n.º 141/2012. No caso de dúvidas, poderão dirigir-se ao IH, sito na Travessa Norte do Patane, n.º 102, Ilha Verde, Macau, durante as horas de expediente, ou contactar Sr. Wong através o tel. n.º 2859 4875 (Ext. 266), para consulta do processo. O Chefe do Departamento de Habitação Pública, Chan Wa Keong 26 de Setembro de 2013

Nome

N.º do boletim de candidatura

LAM SENG TIM 5049650 Após as verificações deste Instituto, notamos que o representante do agregado familiar e o seu cônjuge de candidatos a habitação social acima mencionado são ou têm sido proprietários de fracções autónomas na Região Administrativa Especial de Macau, desde o termo do prazo para entrega do boletim de candidatura até à data de assinatura do contrato de arrendamento com este Instituto e o representante do agregado familiar e o seu cônjuge são elementos que figurem no boletim de candidatura de outro agregado familiar, ao qual este Instituto já tenha autorizado a aquisição de habitação nos termos do Regulamento Adminstrativo n.º 24/2000(Regime de bonificação ao crédito para aquisição ou locação financeira de habitação própria), pelo que, este não reúnem os requisitos exigidos para a candidatura, nos termos das alíneas 2) e 4) do n.º 4 do artigo 3.º do Regulamento Administrativo n.º 25/2009(Atribuição, Arrendamento e Administração de Habitação Social). De acordo com os artigos 93.º e 94.º do Código do Procedimento Administrativo, aprovado pelo DecretoLei n.º 57/99/M, de 11 de Outubro, deve apresentar, por escrito, a sua contestação e todas as provas testemunhais, materiais, documentais ou as demais provas, no prazo de 10 dias, a contar da data de publicação do presente anúncio. Se não apresentar a contestação no prazo fixado ou a mesma não for aceite por este Instituto, a respectiva candidatura será excluída da lista geral de espera por IH, nos termos dos n.º 1 do artigo 46.º do Regulamento Administrativo n.º 25/2009(Atribuição, Arrendamento e Administração de Habitação Social), artigo 5.º e alínea 2) do artigo 11.º do Regulamento de Candidatura para Atribuição de Habitação Social, aprovado pelo Despacho do Chefe do Executivo n.º 296/2009, e n.º 2 do artigo 9.º do Regulamento de Candidatura para Atribuição de Habitação Social, aprovado pelo Despacho do Chefe do Executivo n.º 296/2009, com as alterações introduzidas pelo Despacho do Chefe do Executivo n.º 141/2012. No caso de dúvidas, poderá dirigir-se ao IH, sito na Travessa Norte do Patane, n.º 102, Ilha Verde, Macau, durante as horas de expediente, ou contactar Sr. Wong, através o tel. n.º 2859 4875 (Ext. 266), para consulta do processo. O Chefe do Departamento de Habitação Pública, Chan Wa Keong 26 de Setembro de 2013


SOCIEDADE

hoje macau segunda-feira 30.9.2013

ENTIDADES DA CASA AMARELA SEPARADAS, CONFIRMA GOVERNO

“Vamos dar por findo este projecto” Os Serviços de Turismo confirmam que o projecto ligado às indústrias criativas junto às Ruínas de São Paulo vai mesmo chegar ao fim. Cada entidade terá de arrendar o seu espaço, sem apoio do Executivo

ANDREIA SOFIA SILVA

andreia.silva@hojemacau.com.mo

É

o fim do edifício amarelo tal como o conhecíamos até aqui. A directora dos Serviços de Turismo (DST), Helena de Senna Fernandes, confirma que todas as entidades situadas no espaço junto às históricas Ruínas de São Paulo vão deixar de estar juntas e que terão de arrendar, individualmente, o seu próprio local a partir do próximo ano. “Já explicamos aos diferentes parceiros que vamos dar por findo este projecto. O Governo não tem um local onde possa pôr os diferentes componentes.” Tal significa que o restaurante Lvsitanvs, da Casa de Portugal em

Já explicamos aos diferentes parceiros que vamos dar por findo este projecto. O Governo não tem um local onde possa pôr os diferentes componentes HELENA DE SENNA FERNANDES directora dos Serviços de Turismo

Macau (CPM), ficará localizado individualmente noutro espaço. Pedro Lobo, da direcção da CPM, confirmou ao HM que não só não têm ainda um novo espaço em vista como não têm conhecimento da decisão oficial do Governo. Recorde-se que o edifício amarelo pertence à Future Bright Holdings, empresa do deputado Chan Chak Mo que quer ter novos arrendatários. A ideia inicial

do Turismo era manter a junção das entidades, mas tal não deverá realizar-se. “Este projecto foi da DST e naquela altura achámos que poderia ser interessante, mas infelizmente o dono do prédio tem outros pensamentos e isso não está dentro do nosso controlo. Explicamos durante as reuniões que se houvesse oportunidade iríamos continuar com alguma forma de colaboração com os parceiros, mas

TURISMO ESPERA MENOS DE UM MILHÃO DE TURISTAS

Talvez bom. Talvez mau O

Não há um número certo de quantos turistas estarão em Macau na Semana Dourada: em Agosto, Helena de Senna Fernandes disse que seriam mais de um milhão, fasquia atingida em 2012. Mas agora vem dizer que o valor não será ultrapassado

Governo afirma estar preparado para receber mais uma vaga de turistas que vão chegar ao território a partir do próximo dia 1 de Outubro, para comemorar a Semana Dourada. Contudo, a contradição parece existir para o lado dos Serviços de Turismo (DST). Isto porque em Agosto deste ano Helena de Senna Fernandes garantiu que este ano o número de turistas a visitar Macau seria mais do que um milhão, mas que não iriam ser criados quaisquer entraves para “não limitar a liberdade das pessoas”. Meses depois, as contas mudaram. “Ainda estamos a analisar a situação, mas achamos que, em principio, não vai ultrapassar o número de turistas do ano passado”, confirmou Helena de Senna Fernandes à margem das comemorações do Dia Mundial do Turismo. E há mesmo medidas para evitar os congestionamentos habituais. “Desde Março que, na fronteira, a policia disponibiliza na internet uma forma de se poder ver, em tempo real, a situação nas diferentes entradas e saídas de Macau. Assim os turistas podem planear as suas saídas e entradas”, confirmou Helena de Senna Fernandes. Por forma a dar resposta

às habituais enchentes nos espaços históricos, o Governo criou novos roteiros turísticos, intitulados “sentir Macau passo a passo”, fora da zona do Leal Senado. “Lançámos quatro novos roteiros. É uma nova iniciativa para introduzir mais sítios para os turistas visitarem, e queremos dispersar os turistas para diferentes zonas

da cidade. Já temos mapas impressos com informações e também temos vídeos que mostram o que as pessoas podem ver nestas rotas. Através desses vídeos estamos a tentar que os turistas conheçam melhor a cidade.”

MAIS CURSOS

Helena de Senna Fernandes garantiu ainda que existe um

5

já explicamos que neste momento, infelizmente, não temos essa possibilidade”, disse Helena de Senna Fernandes.

RENDAS SEM APOIO

Para além do Lvsitanvs, vivem no edifício amarelo outras entidades ligadas à promoção dos produtos portugueses e produzidos em Macau, como é o caso da casa de chá Something About Tea. Cada uma delas terá de procurar no mercado um espaço para arrendar, mas o Turismo não deverá dar qualquer apoio financeiro. “Neste momento não estamos a pensar neste tipo de apoio. Se querem procurar outro sítio, fica ao critério da associação”, garantiu Senna Fernandes. Questionada sobre o perigo da não continuação da marca Made in Macao por falta de espaços e apoios, a directora dos Serviços de Turismo disse que este tipo de produtos já estão expostos no Centro de Actividades Turísticas, mantendo-se a sua mostra ao público.

novo sistema de registo no alojamento em hotéis, “mais formatado e em que os hotéis podem inserir os seus dados directamente através de uma plataforma online. Não é como antes em que tinham de ser preenchidos formulários. Este tipo de informação pode chegar aos turistas e ao público com mais facilidade”, disse ainda a directora dos Serviços de Turismo, que confirmou novidades ao nível dos guias e agências de viagem. “Estamos a fazer diferentes cursos para guias, supervisores das agências de

viagens e outros elementos do sector”, disse Senna Fernandes, que garantiu ainda que os incidentes ocorridos em nada mudam o panorama do sector. “Não podemos dizer que o serviço em geral está a piorar. Claro que há incidentes que não são os mais agradáveis, mas não podemos dizer que por causa desses acontecimentos o turismo de Macau está a piorar. Estamos a fazer muitos esforços em conjunto com a industria para melhorar o nosso serviço.” – A.S.S.

BANDEJAS VELOZES

Corrida de Bandejas do Dia Mundial do Turismo, organizada pelos Serviços de Turismo fizeram furor, com muitos participantes e a população a sair à rua para assistir


6 sociedade

A

Universidade de Coimbra, a par do Conselho Superior dos Institutos Superiores Politécnicos (CCISP), é a instituição portuguesa que marca presença na Feira de Educação, certame que acabou ontem, depois de três dias aberto ao público no Venetian. A universidade mais antiga de Portugal pretende ver e ser vista nesta participação, onde se mostra interessada, por exemplo, no fortalecimento da cooperação do Curso de Verão, organizado pelo Gabinete de Apoio ao Ensino Superior (GAES) que levou, este ano, 56 alunos à Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, durante quatro semanas. Quem o disse foi Teresa Silva, da Coordenação da Mobilidade da Divisão de Relações Internacionais, que indica que cerca de 20 alunos de Macau e da China se encontra actualmente a estudar na Universidade de Coimbra. A intenção é conseguir mais parcerias para cativar mais estudantes. O mesmo interesse tem José Miguel Pereira. O responsável do CCISP quer atrair mais alunos de Macau para cursos portugueses embora, ressalve, as parcerias entre instituições de ensino superior de Macau com politécnicos de Portugal sejam já uma realidade. Os dois responsáveis salientam que disponibilizam várias opções académicas em português e inglês.

hoje macau segunda-feira 30.9.2013

EDUCAÇÃO ENSINO SUPERIOR PORTUGUÊS QUER CAPTAR MAIS ESTUDANTES DE FORA

Procura de parcerias em Macau

Exemplo da boa oportunidade que é estudar no estrangeiro é Li Xue Wing. A jovem de 21 anos natural de Pequim, encontra-se a tirar tradução e interpretação no Instituto Politécnico de Macau

(IPM) e seguiu em intercâmbio para o Politécnico de Leiria porque “queria estudar uma nova língua e a cultura no ambiente do país”. “Estando em Portugal, adquirimos com maior facilidade os hábitos das

HABITAÇÃO PÚBLICA ONZE EMPRESAS CONCORRERAM PARA O PATANE

Novo edifício em dois anos A

habitação pública na bacia norte do Patane, lotes L4 e L5, está prevista arrancar ainda este ano. A obra deverá estar concluída em dois anos e cinco meses (850 dias), sensivelmente. Este é, pelo menos, o calendário traçado pelo Gabinete para o Desenvolvimento de Infra-estruturas (GDI). No acto público de abertura de propostas para a empreitada de construção de habitação pública na bacia norte do Patane, foram 11 as empresas que apresentaram propostas em valores que variam entre os 355,8 milhões e os 438,7 milhões de patacas. A empreitada deverá criar cerca de 350 postos de trabalho. O terreno, situado junto à Sociedade de Abastecimento de Águas de Macau, terá uma área de implementação de cerca de 2000 metros quadrados, que servirá para albergar um edifício com 33 pisos, sendo que vai contar com equipamentos sociais e um parque de estacionamento para 150 lugares, entre automóveis e motociclos.

Este empreendimento irá fornecer 378 fracções T2. O GDI fez ainda saber que a empreitada de construção de habitação pública no bairro da Ilha Verde, Lote 3, e a do Fai Chi Kei estão na fase de escavação e de construção das lajes dos pisos. Por outro lado, a obra de habitação social Mong Há – Fase

2, a habitação pública no bairro da Ilha Verde, Lote 1 e 2, e a da Estrada Nordeste da Taipa estão na fase de execução de fundação por cravação de estacas. A habitação pública no Fai Chi Kei, lote E e F, está finalmente no processo de adjudicação. E a habitação pública na Rua de Choi Long, Taipa, está na fase de avaliação de propostas.

pessoas, entendemos melhor a sua cultura e isso foi positivo”, disse Li Xue Qing, que adoptou o nome português Sandra, em declarações divulgadas pela agência Lusa A estudar ainda em Macau, a

jovem chinesa gostaria de continuar a trabalhar na actual Região Administrativa Especial da China e não escondeu também o objectivo de ter uma oportunidade de regressar a Portugal. Presente com um stand esteve também o Instituto Português do Oriente (IPOR) que, apesar de não ser uma instituição de ensino superior, confere certificados de domínio da língua portuguesa e cursos de língua, ferramenta importante para quem procure estudar em Portugal, como sublinhou o director João Laurentino Neves. Além de Macau e Portugal, estiveram presentes na feira instituições da China, Hong Kong, Taiwan, Japão, Estados Unidos, Reino Unido, Canadá, Austrália, Nova Zelândia e Suíça. A feira, organizada pelas instituições de apoio à Educação e Ensino Superior de Macau e pela Sands China, proprietária do Venetian, pretendeu atrair milhares de jovens que procuram informações de cursos superiores, neste caso, das cerca de centena de instituições de ensino superior locais e estrangeiras que marcaram presença no evento.

Plano de Incentivo 100% Pais dá louvor a encarregados de educação

F

OI implementado este ano lectivo o Plano de Incentivo 100% Pais. A ideia é reforçar a educação familiar, elevar as capacidades dos encarregados de educação e incentivá-los a participar nas palestras sobre educação para pais e actividades para pais e filhos em serviços de voluntariado. Estas acções centram-se sobretudo no desporto e património cultural organizadas pela Direcção dos Serviços de Educação e Juventude (DSEJ), que poderá depois atribuir três prémios. Aos dez encarregados de educação que recebem cumulativamente os três prémios é atribuído o diploma de louvor “100% Pais” e, também,

como estímulo, uma viagem para pais e filhos ao exterior. O Plano de Incentivo 100% Pais é apoiado pelo Instituto Cultural, Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais, 43 unidades escolares, 17 associações de encarregados de educação e 10 instituições de serviços sociais para fornecerem 380 actividades aos encarregados de educação. Para promover o Plano de Incentivo 100% Pais entre os cidadãos, a DSEJ realizará a Cerimónia de Lançamento e Dia de Promoção Comunitária do “Plano de Incentivo 100% Pais”, no dia 29 de Setembro, entre as 14 e as 17h, na Escola Secundária Luso-Chinesa de Luís Gonzaga Gomes.

14 mil patacas para subsídio “Cidade Saudável”

Com vista a diminuir os efeitos negativos causados pela urbanização sobre a saúde pública, a Organização Mundial de Saúde promove o Programa da Cidade Saudável. Macau entrou para a iniciativa em 2004 sendo que a partir de 2008 começou a promover, anualmente, um subsídio para a realização de actividades promotoras da “Cidade Saudável”. Os temas das actividades propostas por organizações, associações e escolas devem centrar-se no modelo de vida saudável - área de gestão de pressão, desporto, alimentação equilibrada. O valor máximo de subsídio por actividade é de 14 mil patacas. Nos últimos cinco anos, registou-se um total de 40 mil participantes em 155 actividades subsidiárias.


sociedade 7

hoje macau segunda-feira 30.9.2013

RECOLHA DE LIXO GOVERNO NÃO ASSINA CONTRATO COM A CSR POR MAIS DEZ ANOS

Recurso põe travão a assinatura O

concurso para limpeza urbana e recolha de resíduos de Macau nos próximos dois anos foi ganho novamente pela CSR – Companhia de Sistema de Resíduos este ano, no entanto, não há ainda contrato assinado. E não haverá em breve, enquanto o recurso judicial interposto

por uma das empresas candidatas ao concurso estiver em curso. O anúncio foi feito pela Direcção dos Serviços de Protecção Ambiental (DSPA), num comunicado publicado pelo Gabinete de Comunicação Social, que escusou-se a avançar qual a empresa que está a recorrer.

DESEMPREGO MANTÉM-SE EM 1,9%, MAS SOBE POPULAÇÃO EMPREGADA

Haja trabalho A

sector da construção, que são já 35.000. Já o número de desempregados – 7.200 – subiu apenas 200 pessoas, mas os desempregados à procura do primeiro emprego aumentaram 3,4 pontos percentuais para um total de 13,6 % relativamente aos três meses terminados em Julho. Comparativamente ao mesmo período de 2012, a taxa de actividade subiu 0,5 pontos percentuais e a taxa de desemprego desceu 0,1 pontos percentuais. Em termos absolutos, entre Junho e Agosto de 2012 estavam empregadas 344 mil pessoas, menos 18.000 do que actualmente, e desempregadas 7.000 pessoas, menos 200 do que no período em análise. - Lusa

presa portuguesa SUMA e com participação do grupo Mota-Engil, uma das cinco candidatas ao concurso de prestação de serviços de limpeza urbana. A empresa espanhola apresentou no início de Maio um pedido de suspensão de eficácia da decisão administrativa de entrega do contrato de recolha do lixo à CSR

no Tribunal de Segunda Instância. No comunicado agora divulgado, a DSPA refere apenas que o Governo foi citado pelo Tribunal de Segunda Instância – que está a acompanhar o caso –, e revelam que, segundo a lei, não podem avançar para a assinatura do contrato com CSR. A DSPA disse, no

WYNN PROCESSA MAGNATA CHINÊS POR DÍVIDAS DE JOGO

Aproveitar a estadia em Hong Kong O casino Wynn Macau processou judicialmente um magnata chinês por dívidas de jogo de 1,81 milhões de dólares, noticiou o jornal South China Morning Post.

Segundo a queixa apresentada esta semana no Alto Tribunal de Hong Kong, o casino quer ser ressarcido daquele valor pelo magnata chinês Li Jun, dono do grupo de propriedadesAbest Group.

O território de Macau é o único local da China onde o jogo em casinos é autorizado, mas a recuperação de dívidas de jogo no continente é ilegal, segundo o jornal. TIAGO ALCÂNTARA

taxa de desemprego em Macau manteve-se em 1,9% nos três meses terminados em Agosto face ao trimestre concluído em Julho, mas foram criados mais 2.300 postos de trabalho. De acordo com estatísticas oficiais, no final do período Junho-Agosto, a população ctiva totalizava 369 mil pessoas, mais cerca de 2.500 pessoas do que nos três meses terminados em Junho, elevando a taxa de actividade a 72,8%. O número de pessoas empregadas foi calculado em 362 mil, mais 2.300 face aos três meses terminados em Julho, fundamentalmente pelo aumento de 3,5% dos trabalhadores do

Porém, é público que em Julho quando foi publicado em Boletim Oficial o despacho do Chefe do Executivo que autorizava a assinatura do acordo comercial entre o Governo e a empresa que actualmente presta serviços, a CSR, já corria nos tribunais a contestação da empresa Urbaser, subsidiária da em-

entanto, que foi considerado na apreciação das empresas a concurso certos requisitos como, a ampliação da rede de reciclagem de recursos, da inclusão de vários indicadores quantitativos de desempenho e a favor do ambiente, além de melhores garantias aos funcionários efectivos. O valor total do contrato é de cerca 2,07 mil milhões de patacas e prevê-se que tenha início em Novembro próximo. O encargo para o corrente ano é de 38,35 milhões de patacas, estando inscrito já no plano de investimentos público de 2013.

O processo identifica um hotel de Hong Kong como a morada de Li Jun. Li foi detido este mês em Hong Kong por forçar a entrada na residência da estrela da televisão Shen Xing. Libertado sob fiança, está proibido de abandonar o território. Este processo judicial ocorre numa altura em que a liderança chinesa adoptou uma linha dura contra a corrupção e os excessos. O processo do Wynn Macau sucede-se a processos semelhantes intentados pelo Venetian Macau, que processo Zou Yunyu, uma empresária de Xangai, e Xie Xiaoqing, membro do Congresso Popular provincial de Hubei, em Janeiro passado. - Lusa


8

CHINA

A

China lançou ontem a zona de comércio livre de Xangai, a capital financeira do país, revelou a imprensa estatal ao salientar que a zona será um campo de testes às reformas no país. A zona de comércio livre de Xangai inclui uma área de cerca de 29 quilómetros quadrados e entrou ontem em operação como uma plataforma de teste para os dirigentes chineses no estabelecimento de reformas orientadas para o mercado potenciando o vigor económico, refere a Xinhua. A nova zona fraca, a primeira do género na China, tem sido encarada pelos analistas como um dos mais importantes passos nas reformas eco-

hoje macau segunda-feira 30.9.2013

XANGAI ABRIU ZONA DE COMÉRCIO LIVRE

Teste a futuras reformas nómicas da última década, sendo que o facto de seleccionar uma pequena zona de menos de 30 quilómetros quadrados dá aos líderes chineses a possibilidade de ter um ‘laboratório controlado’ para experimentar regulações mais maleáveis em tudo, desde as taxas de juro, até à aprovação de investimentos estrangeiros”, escreveu o jornal britânico, Financial Times, na sexta-feira. Os planos do Governo chinês

são, no entanto, ainda pouco específicos, estando ainda muitas questões por resolver, dado que os pormenores são ainda escassos, o que leva alguns analistas contactados pelo Financial Times a baixar as expectativas. “[A zona franca] vai ser um veículo para integrar mais profundamente o nosso país na globalização e vamos trabalhar afincadamente para garantir esta experiência de reforma durante

os próximos dois ou três anos”, lê-se no comunicado emitido pelo Conselho de Estado chinês. “Vamos efectivamente construir uma zona franca que cumpra as normas internacionais para a facilitação do comércio e investimento, conversão da moeda, eficaz e conveniente regulação e também um ambiente legal normalizado”, acrescenta a declaração, citada pelo FT. Serviços financeiros, encomen-

das e logísticas, comércio, serviços profissionais como Direito e Engenharia, cultura e entretenimento, e serviços sociais incluindo a educação e a saúde são as áreas prioritárias, de acordo com o comunicado. Além da livre conversão da moeda chinesa, o yuan, a zona de Xangai irá também testar taxas de juro determinadas pelo mercado, que é visto por analistas como uma reforma fundamental para a economia da China. O investimento estrangeiro terá assim menos restrições dentro da zona de comércio livre que vai atenuar o controlo em 18 sectores de serviços que vão desde as finanças aos transportes e serviços culturais.

HONG KONG TEM 1,3 MILHÕES DE POBRES

TAAG EFECTUOU SEGUNDO VOO REGULAR DIRECTO LUANDA-PEQUIM

ONG Kong, uma das cidades mais ricas do mundo, reconheceu, pela primeira vez o problema de pobreza na Região, declarando 1,3 milhões de pessoas como pobres. O número das pessoas que estão abaixo da linha de pobreza cai, no entanto, para 1,01 milhões após o pagamento dos subsídios de assistência social previstos nas leis da antiga colónia britânica. Numa intervenção na cimeira especial sobre pobreza realizada sexta-feira e ontem descrita no diário South China Morning Post, o chefe do Executivo, C. Y. Leung, garantiu “não ter medo de tomar decisões difíceis” para resolver o problema. De acordo com as estatísticas oficiais, 19,6% da população da

S Linhas Aéreas de Angola (TAAG) efectuaram a semana passada o segundo voo regular directo entre Luanda-Pequim e tencionam lançar um terceiro em 2014, correspondendo ao aumento das relações entre os dois países. A ligação, de 14 horas, é assegurada por um Boeing 777-200 e a partir de Outubro, a tripulação contará com pessoal chinês. “Somos a única companhia aérea africana que emprega tripulantes chineses”, realçou o director da TAAG em Pequim, António Inácio, numa recepção oferecida no fim de semana na capital chinesa. A transportadora aérea angolana começou a voar para Pequim, uma vez por semana, em 2008.

Miséria aqui ao lado Trajectória de aproximação H A cidade - estimada em cerca de sete milhões - está classificada como pobre, número que cai para 15,2% após a atribuição dos subsídios governamentais. Por outro lado, mais de metade das pessoas abaixo da linha de pobreza têm, em casa, um ou mais trabalhadores a tempo inteiro e um em cada três idosos, num total estimado em 296.600 pessoas, são pobres. Uma pessoa que tenha um vencimento ou apoios abaixo de cerca de 3.700 patacas mensalmente é considerada pobre. O secretário-chefe do governo de Hong Kong, Carrie Lam Cheng Yuet-ngor, garantiu também que serão lançadas políticas de ajuda às famílias mais carentes, nomeadamente aos trabalhadores pobres e famílias com crianças.

A China “é um parceiro estratégico e privilegiado de Angola” e “Angola é hoje um dos principais parceiros comerciais da China em África”, disse o embaixador angolano em Pequim, João Garcia Bires. “O movimento de pessoas e bens entre as nossas duas capitais está aumentando (...) A cooperação demonstra uma trajectória de aproximação e crescente interdependência”, acrescentou o diplomata. Os voos da TAAG Luanda-Pequim saem às segundas e sextas-feiras, e regressam às terças e sábados. Cerca de 260.000 chineses vivem em Angola, constituindo a maior comunidade estrangeira residente naquele país.


china 9

hoje macau segunda-feira 30.9.2013

N

O dia 17 de Setembro, Yang Hui estava na aula de matemática quando foi chamado pelo vice-director da escola, segundo relatou o jovem estudante a um jornal estatal chinês. O rapaz de 16 anos percebeu imediatamente que tinha um grande problema. Três policias à paisana e um de uniforme estavam à sua esperava no gabinete do director. Pediram-lhe o telemóvel, e depois de o interrogar, levaram-no para a esquadra para esclarecer outros pontos onde acabou por ficar detido. O crime? Uma mensagem com muitas partilhas no Weibo. Há duas semanas, o governo anunciou novas regras destinadas a conter o suposto aumento da disseminação de rumores que, de acordo com as autoridades, dificultam o desenvolvimento harmonioso da Internet no país. Poucos chineses acreditam que as novas normas sejam muito diferentes da tentativa anterior - e mais pesada - de controlar dissidências on-line e assegurar o controlo sobre o que a China pensa, fala e “twitta” sobre os seus líderes. Os termos estipulam que qualquer um cuja mensagem seja reencaminhada mais de 500 vezes em perfis chineses ou vista por mais de 5 mil utilizadores pode ser condenado até três anos de prisão se a mensagem original for falsa. A aventura de Yang começou a 12 de Setembro, em Zhangjiachuan, um condado remoto na província de Gansu. Nessa semana, foi encontrado o corpo de um homem perto de um karaoke. Estes locais são fortemente associados à prostituição e ao crime organizado. As autoridades disseram que o homem cometeu suicídio saltando do último andar do prédio (versão suspeita, já que o edifício tinha apenas dois andares, segundo o jornal “Los Angeles Times”). Numa entrevista à imprensa chinesa, Yang contou que ouviu testemunhas a dizer que a vítima morreu depois de ter sido agredida por policias. Dois dias depois da morte em frente ao karaoke, Yang publicou o primeiro de seus posts, agora apagados, em dois serviços chineses de microblogues similares ao Twitter, o “China’s QQ” e o “Sina Weibo”. As mensagens questionavam a versão do governo, afirmavam que o dono do karaoke era um oficial de justiça (aparentemente, a informação não era verdadeira, e o karaoke pertencia à esposa de outro oficial) e convocava um protesto (houve realmente um encontro, mas não ficou claro se foi gerado pelos apelos do jovem). “Passaram-se três dias e duas noites desde o assassinato de Zhangjiachuan a 12 de Setembro, e a polícia ainda não age, a imprensa não reporta, e as pessoas não sabem a verdade”, denunciava uma das mensagens no QQ, de acordo com o jornal “Southern Metropolis Daily” que,

INTERNET ADOLESCENTE CHINÊS É PRESO POR MENSAGEM NO WEIBO

Cuidado com as partilhas embora estatal, é bastante independente do governo. “Ele, que morreu, pode descansar em paz, nós vamos fazer justiça!” Até ao dia 20 de Setembro, a mensagem tinha sido compartilhada 962 vezes, segundo os dados obtidos pelo “Southern Metropolis Daily”. Do ponto de vista do governo de Zhongjiachuan, durante esta sequência de acontecimentos, a conduta de Yang violou a lei contra a disseminação de rumores, o que fez com este que ganhasse uma

passagem só de ida para a detenção administrativa, sistema que permite à polícia prender criminosos que cometeram ofensas leves por 15 dias sem análise judicial. A prisão do jovem acabou por chamar a atenção. A notícia espalhou-se pela Internet praticamente a partir do momento da sua detenção. A maioria das pessoas revoltavam-se contra a lei sobre a disseminação de rumores e contra a prisão de Yang. As reacções ganharam proporções tão grandes que alguns termos associados ao

caso - como “detenção administrativa” - foram bloqueados do “Sina Weibo”. Um dos posts de protesto que dizia que o chefe da polícia local tinha comprado o cargo teve mais de 14.900 partilhas e 5.600 comentários. Mesmo assim, não foi apagado nem provocou que o autor fosse processado. As mensagens acabaram por surtir efeito, e Yang foi libertado na manhã do dia 22 de Setembro. No mesmo dia, o governo de Zhangjiachuan anunciou a suspensão do chefe de polícia

denunciado pelos cibernautas e a prisão do seu superior hierárquico. Este foi um pequeno passo na luta pela liberdade de expressão na Internet, tratando-se de uma pequena localidade afastada de Pequim. Yang, quando questionado sobre como a experiência o afectou, respondeu à imprensa chinesa. “Vou continuar a acompanhar os microblogues, mas as minhas mensagens serão mais prudentes, e baseadas em provas que possam ser confirmadas.”

POLÍCIA CHINESA RESGATA 92 CRIANÇAS SEQUESTRADAS PARA SEREM VENDIDAS

Centenas de suspeitos detidos A polícia chinesa resgatou 92 crianças e duas mulheres sequestradas por um bando de criminosos que pretendia vendê-las e prendeu 301 suspeitos, revelou a imprensa estatal este sábado, numa das maiores operações do tipo dos últimos anos.

A polícia investiu ao mesmo tempo em 11 províncias, depois de seis meses de investigações, informou a agência de notícias estatal Xinhua e a Televisão Central da China, citando o Ministério de Segurança Pública. Não foi fornecida uma

data exacta de quando é que as crianças foram resgatadas e de quando é que ocorreram as prisões. A imprensa estatal também não forneceu informações sobre o número de meninos e meninas sequestrados. Uma preferência tradicional por meninos,

principalmente nas áreas rurais, e uma rígida política de filho único contribuíram para um aumento do tráfico de crianças e de mulheres nos últimos anos. As mulheres sequestradas são vendidas em áreas remotas para homens que não conseguem encontrar

esposas devido ao desequilíbrio de género resultante da política de filho único, que também encoraja abortos selectivos. O governo irá impor punições mais duras sobre quem comprar crianças sequestradas, informou a televisão estatal.


10 publicidade

hoje macau segunda-feira 30.9.2013


hoje macau segunda-feira 30.9.2013

publicidade 11


12

TÉNIS

hoje macau segund

PORTUGUÊS VENCEU TORNEIO DA MALÁSIA, EM TRÊS S

João Sousa obtém a pri U M feito histórico após um torneio sem mácula. João Sousa, 24 anos, venceu o primeiro título profissional sénior, no circuito ATP World Tour, neste domingo, depois de ganhar a Julien Benneteau na final do torneio da Malásia, em Kuala Lumpur. É o primeiro título ATP do ténis português. Com os parciais de 2-6, 7-5 e 6-4, o tenista luso, natural de Guimarães, começou o encontro a perder e até enfrentou um ‘match point’ do adversário, mas deu a volta, e acabou por ganhar o torneio. No primeiro set, João Sousa manteve o equilíbrio até aos 2-2. Em seguida, o francês fez o 3-2 e quebrou, pela primeira vez, o serviço do tenista português, adiantando-se com 4-2. No sétimo jogo, Sousa conseguiu dois pontos, mas não evitou que Benneteau fechasse a seu favor, colocando o marcador em 5-2. O quinto cabeça de série do torneio fecharia depois o primeiro set a seu favor, com 6-2. Na segunda partida, o equilíbrio foi a nota dominante. Depois de servir para

5-4, o francês de 31 anos teve uma oportunidade de fechar o encontro a seu favor, mas Sousa, num arriscado ‘passing shot’ anulou o ‘match point’

Em pouco mais de duas horas, João Sousa quebrou dois recordes máximos do ténis português. Ao bater o francês Julien Benneteau (33.º mundial), Sousa conquistou um torneio do ATP World Tour e garantiu o melhor ranking de sempre para um tenista luso: 51.º

do adversário e manteve-se na luta, conseguindo igualar a 5-5. Logo a seguir, o representante luso quebrou o serviço e adiantou-se no marcador, conquistando depois o segundo set por 7-5 no seu serviço. Estavam decorridos pouco mais de 80 minutos de jogo, que entrou na terceira e decisiva partida. E que começou da melhor maneira para o desconhecido português que afastou diversos favoritos ao título: quebrou o serviço de entrada ao francês e chegou rapidamente ao 2-0, garantindo o seu jogo de serviço. Benneteau estava claramente por baixo, depois de ter desperdiçado o ponto de encontro, mas depois de perder quatro jogos consecutivos voltou ao encontro, reduzindo para 2-1. O francês foi tentando recuperar o break, teve oportunidade para isso no oitavo jogo, o mais demorado do encontro, mas João Sousa não vacilou perante o jogo de rede do adversário, melhor cotado no ranking ATP. A servir para o encontro, aproveitou o segundo ‘match-point’ para selar, ao fim


ténis 13

da-feira 30.9.2013

SETS, FRENTE A ADVERSÁRIO FRANCÊS

rimeira vitória portuguesa no ATP World Tour de 2h18, um triunfo histórico para a modalidade em Portugal.

RECORDES ATRÁS DE RECORDES

Em pouco mais de duas horas, João Sousa quebrou dois recordes máximos do ténis português. Ao bater o francês Julien Benneteau (33.º mundial), Sousa conquistou um torneio do ATP World Tour e garantiu o melhor ranking de sempre para um tenista luso: 51.º. Benneteau entrou melhor na final, fazendo uso da sua maior experiência em finais, embora nunca tivesse ganho nenhuma das oito que já disputara. Sólido no serviço e muito ofensivo, procurando constantemente a rede, o francês foi o primeiro a obter uma “quebra” de serviço. Sousa foi incapaz de inverter a situação e Benneteau venceu os últimos quatro jogos para fechar o set inicial ao fim de meia-hora. Sousa salvou um ‘match-point’ com um “passing-shot” ao longo do corredor num emocionante décimo jogo, antes de fazer o 5-5. Mas foi a esse jogo arrancado a

ferros, que o tenista português foi buscar a determinação para dispor dos primeiros break-points a seu favor e “quebrar” mesmo Benneteau. Nitidamente mais confiante, Sousa perdeu somente um ponto antes de fechar o segundo set. A tendência manteve-se no início do terceiro set, com Sousa a aproveitar algum desânimo do francês e a fazer novo break, para servir a 1-0. O número um português manteve a vantagem, mas teve de lutar para suster as tentativas de recuperação de Benneteau, em especial no oitavo jogo, em que anulou três break-points, antes de fazer o 5-3. A servir a 5-4, Sousa acusou a ansiedade, ao passar de 30-15 para 30-40. Mas salvou o break-point e obteve uma primeira oportunidade de fechar o encontro que Benneteau soube anular. No segundo ‘match-point’, Sousa foi mais assertivo. PUB


14 publicidade

hoje macau segunda-feira 30.9.2013


hoje macau segunda-feira 30.9.2013

publicidade 15


16

CULTURA

hoje macau segunda-feira 30.9.2013

LORCA “UM POETA EM NOVA IORQUE” MAIS PRÓXIMO DO PROJECTO ORIGINAL

O problema do livro órfão SÉRGIO ANDRADE In Público

N

ÃO haverá muitos “pequenos” livros com tanta história atrás de si. Falamos de “Um Poeta em Nova Iorque”, o livro de poesia que Federico García Lorca (18981936) escreveu quando estudou na Universidade de Columbia, na Big Apple (1929-30), mas que só seria publicado já postumamente, quase em simultâneo nos Estados Unidos e no México, pelo seu amigo editor José “Pepe” Bergamín. Desde a data da edição no final dos anos 30 que se discute se os 32 poemas de “Um Poeta em Nova Iorque” correspondiam ao projecto original de Lorca. Parece que não. Mas agora é possível perceber porquê. É que o original que o poeta assassinado pelos franquistas logo no início da Guerra Civil, em Agosto de 1936, deixara um mês antes no escritório de Bergamín, em Madrid, foi redescoberto várias décadas depois. E acaba de ser reeditado, esta semana, em Espanha, pela Galaxia Gutenberg/Círculo de Lectores, supostamente mais de acordo com a proposta original. Coincidentemente, é inaugurada, na Biblioteca Pública de Nova Iorque, uma exposição sobre o livro e as histórias que ele encerra, Back Tomorrow: A Poet in New York. Federico García Lorca. Vai até 21 de Julho e reúne, para além do texto original, poemas dispersos, desenhos, cartas e documentos. Vamos à história: no dia 13 de Julho de 1936, Lorca deixou no escritório de Bergamín, que na altura estava fora, o original de Um Poeta em Nova Iorque, acompanhado por esta nota: “Vim aqui para te ver, e devo voltar amanhã”. Não voltou. Seguindo a descrição de Andrew A. Anderson, um hispanista britânico, especialista na obra de Lorca e responsável pela nova edição da Galaxia Gutenberg, o texto original continha poemas manuscritos e outros dactilografados, além de desenhos, distribuídos por 124 páginas. A ideia do autor seria discutir com o editor a organização do livro, e Anderson admite que alguns dos poemas pudessem ficar de fora: “Lorca queria incluir a grande maioria, mas não todos. Aos sobrantes, chamar-lhes-ia ‘órfãos’”, nota o investigador, citado pelo El País. Bergamín pensou inicialmente em editar o livro em Paris. Acabou por fazê-lo em Nova Iorque e no México, país onde se exilou

O original que o poeta deixara um mês antes no escritório de Bergamín, em Madrid, foi redescoberto várias décadas depois e acaba de ser reeditado.

• Poema 1 Ruína Sem encontrar-se. Viajante pelo seu próprio torso branco. Assim ia o ar. Logo se viu que a lua era uma caveira de cavalo e o ar uma maçã escura. Detrás da janela, com látegos e luzes se sentia a luta da areia contra a água. Eu vi chegarem as ervas e lhes lancei um cordeiro que balia sob seus dentezinhos e lancetas. Voava dentro de uma gota a casca de pluma e celulóide da primeira pomba. As nuvens, em manada, ficaram adormecidas contemplando o duelo das rochas contra a aurora. Vêm as ervas, filho; já soam suas espadas de saliva pelo céu vazio. Minha mão, amor. As ervas! Pelos cristais partidos da morada o sangue desatou as suas cabeleiras. Tu somente e eu ficámos; prepara o teu esqueleto para o ar. Eu só e tu ficámos. Prepara o teu esqueleto; é preciso ir buscar depressa, amor, depressa, o nosso perfil sem sonho.

• Poema 2 Nova Iorque de lama, Nova Iorque de arame e de morte. Que anjo levas oculta na face? Que voz perfeita dirá as verdades do trigo?

fugindo do regime de Franco — coube-lhe, por exemplo, como organizador do Congresso Internacional de Escritores em Defesa da Cultura de 1937, encomendar Guernica a Picasso. Depois de editar Um Poeta em Nova Iorque, Bergamín ofereceu o original a um amigo no México, Jesús de Ussía. No final dos anos 1990, estava na posse da actriz espanhola Manola Saavedra que, então se apercebeu do valor comercial do caderno e decidiu levá-lo a leilão na Christie’s. Os descendentes de Lorca, através da fundação com o nome do poeta, contestaram o direito da actriz ao manuscrito. O Tribunal de Londres deu razão a Manola, e a fundação acabou por adquirir o documento em leilão, em 2003, por cerca de 200 mil euros. Dez anos depois, é sobre esse material que a nova edição chega às livrarias, e que se organiza a exposição de Nova Iorque. Mas continuará por se saber qual era a ideia de Lorca para o seu livro.


cultura 17

hoje macau segunda-feira 30.9.2013

ROTA DAS LETRAS ALARGADO PRAZO DE CONCURSO DE CONTOS DO FESTIVAL

10 mil patacas à espera A Rota das Letras alargou o prazo de recepção de textos do Concurso de Contos do Festival Literário de 30 de Setembro, para 31 de Outubro. O festival recebe textos em Português, Chinês e Inglês. Segundo o comunicado de imprensa da organização, todos os participantes que já tenham entregue os seus textos e que desejem entregar uma nova versão dos contos submetidos, podem também fazê-lo, contactando a organização. O concurso de contos decorre em moldes semelhantes ao do ano anterior, com os vencedores a serem seleccionados por escritores que passaram pela Rota das Letras, depois de haver uma pré-selecção a cargo de um júri composto por representantes da organização do festival e outros convidados. Este ano, o vencedor da edição em Português do concurso será decidido por Rui Zink; o vence-

dor da edição em Chinês terá o aval de Bi Feiyu; e o galardoado em Inglês será escolhido por Han Shaogong, tradutor, entre outros, de Fernando Pessoa, do Inglês para o Chinês, informa a nota de imprensa. Uma das novidades desta edição do concurso de contos é a introdução de prémios

pecuniários para os vencedores. A principal recompensa continuará a ser a publicação em livro – e nas três línguas – dos textos seleccionados, ao lado daqueles que serão escritos pelos autores que visitaram Macau em Março de 2013. Além disso, cada vencedor (um para cada idioma) rece-

Fotografia e Pintura em Azulejo na Fundação Rui Cunha

A

berá um prémio pecuniário no valor de 10 mil patacas. No ano de estreia do Concurso de Contos do Festival Literário de Macau – Rota das Letras, os vencedores foram Célia Matias, com “A Casa do Senhor Fung”, Lawrence Lei, com “Caça ao Lobo, e “A Minha Última Noite em Macau”, de Miodrag Kojadinovic.

Fundação Rui Cunha inaugura no próximo dia 5 de Outubro a exposição Azulejos em Macau, Vol.I, uma exposição fotográfica e de pintura emAzulejo por Carol Kwok  e Fernando Simões, respectivamente. Segundo o comunicado de imprensa da organização, aAssociação de Promoção das Indústrias Culturais Chinesas organiza esta mostra com o objectivo de melhor promover Macau como uma plataforma para trocas culturais entre a China e Portugal.  Alguns detalhes das peças fotografadas por Carol Kwok serão transformados em postais e estarão à disposição do público, informa a nota de imprensa. A Associação de Promoção das Indústrias Culturais Chinesas, convidou igualmente, o artista Fernando Simões para exibir a sua pintura em Azulejo. Segundo a Associação, esta iniciativa espera chamar a atenção do público para a cultura local e história que é uma fusão da cultura portuguesa e chinesa. Para Waison Ho, presidente daAssociação de Promoção das Indústrias Culturais Chinesas, as localizações esporádicas de arquitectura sino-portuguesa fazem de Macau um “ Museu ao vivo” . A exposição patrocinada em conjunto pelo Instituto Cultural de Macau e a Fundação Rui Cunha, estará aberta ao público até ao próximo dia 1 de Novembro.

PUB

O INSTITUTO PARA OS ASSUNTOS CÍVICOS E MUNICIPAIS FELICITA A REPÚBLICA POPULAR DA CHINA PELA PASSAGEM DO SEU 64.º ANIVERSÁRIO


18

VIDA

hoje macau segunda-feira 30.9.2013

ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS RELATÓRIO CONFIRMA MÃO HUMANA

Uma realidade sombria O

aquecimento da Terra e as alterações que está a provocar no sistema climático são “inequívocos” e não têm precedente no espaço de décadas a milénios, segundo um relatório concluído na madrugada desta sexta-feira pelo Painel Intergovernamental para as Alterações Climáticas (IPCC, na sigla em inglês). O relatório confirma que a maior parte do aquecimento global é de responsabilidade humana e que até 2100 o planeta pode aquecer 0,3 a 4,8 graus Celsius. “A atmosfera e o oceano aqueceram, diminuiu a quantidade de neve e de gelo, o nível do mar subiu e a concentração de gases com efeito de esfufa aumentou”, diz o relatório do IPCC publicado esta sexta-feira. “Isto é o que estamos a fazer [ao clima]”,

disse o presidente do IPCC, Rajendra Pachauri, na conferência de imprensa de apresentação do relatório.

É agora “extremamente provável” que a Terra esteja a aquecer devido à actividade humana, o que, na linguagem PUB

do IPCC, se traduz em 95% de certeza da atribuição da culpa. Segundo o “sumário para decisores políticos”, uma síntese de duas dezenas de páginas do relatório do IPCC, a temperatura global aumentou 0,85 graus Celsius entre 1880 e 2012. As três décadas passadas, entre 1983 e 2012, foram as mais quentes dos últimos 1400 anos no Hemisfério Norte. As concentrações de gases com efeito de estufa na atmosfera “atingiram valores sem precendentes em relação aos últimos 800.000 anos”, assegura o documento. As concentrações de dióxido de carbono (CO2), metano (CH4) e óxido nitroso (N2O) aumentaram 40%, 150% e 20%, respectivamente, em relação aos valores pré-industriais. “A influência humana no sistema climático é clara”, lê-se ainda no relatório. “Isto é evidente pelo aumento das concentrações na atmosfera dos gases com efeito de estufa, pela força de radiação positiva, pelo aumento observado da temperatura.” A previsão da subida do nível do mar, devido ao derretimento dos gelos e à expansão térmica dos oceanos, foi revista em alta. Em 2007, a previsão era de 18 a 59 centímetros até 2100; agora, admite-se que o nível das águas possa chegar de 26 a 82 centímetros (consoante os cenários mais optimistas ou mais pessimistas).

HOJE NO PRATO Paula Bicho

Naturopata e Fitoterapeuta • obichodabotica@gmail.com

Figo Nome botânico: Ficus carica L. Família: Moraceae. Nomes populares: Bebereira; Figueira-da-Europa; Figueira-de-Baco; Figueira-mansa. Delicioso, doce e suculento, o Figo é referido pelas suas virtudes medicinais desde há mais de 2700 anos. Cleópatra reverenciava-o; os atletas Gregos consumiam-no para refazer as suas forças e usavam-no como medalha pelos seus feitos olímpicos. A Figueira é uma planta bíblica: foi com as suas folhas que Adão e Eva se cobriram quando se aperceberam que estavam nus, e foi com uma cataplasma de Figos que o rei Ezequias, monarca do reino de Judá, sarou uma terrível chaga que o colocava em risco de vida. O Figo simboliza o princípio feminino e a fertilidade. Originária da região mediterrânica, a Figueira é uma pequena árvore de folhas grandes e ásperas que cresce em regiões quentes e secas. Na alimentação usam-se os frutos, em fitoterapia utiliza-se ainda o látex branco que emana das folhas e ramos da árvore. COMPOSIÇÃO O Figo apresenta uma grande riqueza em açúcares facilmente assimiláveis e fibras, e um baixo teor em proteínas e gorduras; contém ainda sais minerais e oligoelementos, vitaminas, enzimas digestivas, ácidos orgânicos e polifenóis antioxidantes. Secos, os Figos perdem as enzimas e cerca de dois terços de água, concentrando os açúcares, fibras, vitaminas e minerais. O látex contém diversas enzimas capazes de coalhar o leite e amaciar a carne. AÇÃO TERAPÊUTICA Alimento muito nutritivo, reconstituinte e tonificante, o Figo auxilia a equilibrar a dieta sendo um excelente complemento sempre que é necessário um aumento das necessidades nutritivas: gravidez, amamentação, crianças e adolescentes, idosos, convalescentes, estudantes, desportistas e em caso de esgotamento físico ou mental. Reforça o sistema nervoso e a memória sendo útil na depressão e diminui os riscos de anemia. Proporciona força muscular e é importante para o metabolismo dos ossos. Além de facilmente digerível, abre o apetite, promove a digestão, suaviza as mucosas inflamadas do tubo digestivo, estimula o trânsito intestinal

e favorece o funcionamento do fígado. Alimento de eleição na prisão de ventre pode ser igualmente benéfico nas gastrites. Este fruto medicinal suaviza as mucosas inflamadas do aparelho respiratório, facilita a expetoração, acalma a tosse e auxilia no combate às infeções, sendo tradicionalmente usado nas afeções das vias respiratórias como constipação e gripe, faringite, laringite, traqueíte, bronquite crónica e tosse seca ou irritativa. OUTRAS PROPRIEDADES Externamente, o Figo amadurece abcessos e furúnculos, resolve inflamações e cicatriza os tecidos. Utiliza-se triturado em cataplasma nas erupções da pele, feridas infetadas, úlceras, furúnculos e abcessos. Umas gotas de látex, aplicadas topicamente todos os dias, durante várias semanas, removem calos e verrugas. COMO CONSUMIR • O Figo pode ser consumido fresco ou seco. Quando fresco, deve estar ligeiramente mole. Deve ser colhido maduro pois o látex que contém, cáustico, só desaparece com a plena maturação. É frágil, conserva-se por poucos dias, mesmo no frigorífico. O Figo seco, disponível todo o ano, conserva-se durante vários meses em local fresco e seco, sem perder qualidade. O aspeto branco decorre da perda de água, são os açúcares que vêm à superfície. Demolhar o Figo seco durante a noite aumenta a sua digestibilidade. SUGESTÕES: • Ao natural, como fruta fresca Secos com Amêndoas, como snack • Aos cubinhos, adicionados aos cereais do pequeno-almoço ou em saladas • Em cozinhados de carne, caça, coelho ou aves • Para acompanhar pão, queijo ou presunto • Em geleias e compotas, bolos e tartes • Com o Figo se fabrica ainda aguardente • Cozimento: 10 a 12 Figos secos para um litro de água ou leite (de preferência vegetal). Ferver até reduzir o líquido a metade. Tomar 3 ou 4 chávenas por dia adoçadas com mel. Os Figos cozidos também se podem comer. PRECAUÇÕES Os diabéticos devem comer o Figo com muita moderação. Em caso de dúvida, consulte o seu profissional de saúde.


DESPORTO

hoje macau segunda-feira 30.9.2013

MARCO CARVALHO info@hojemacau.com.mo

A

selecção de Sub-16 do território que ao longo da última semana disputou a campanha de qualificação para o Campeonato Asiático da categoria despediu-se do certame com nova derrota. A formação orientada pelo macaense João Rosa já tinha o destino traçado antes mesmo de pisar o relvado do estádio do Hong Kong Football Club, mas não conseguiu evitar novo desaire no frente a frente com Singapura. Depois de ter perdido por cinco bolas a zero frente a Taiwan e a Hong Kong e de ter sido atropelada pela Austrália por 14-1, a formação da RAEM partia para o último desafio apostada em lavar a má imagem que deixou nos restantes desafios, mas no braço de ferro com a congénere da cidade-estado acabou novamente goleada. Os jovens craques do território não se mostraram capazes de corrigir alguns dos vícios e das fraquezas que pautaram a performance da equipa PUB

FUTEBOL SELECÇÃO DE SUB-16 DESPEDE-SE COM QUATRO DERROTAS

Singapura devastou Macau

frente à Austrália e voltaram a permitir que o adversário marcasse nos minutos iniciais do desafio. Muhammad Zulqarnael inaugurou o marcador ao fim de apenas três minutos e um quarto de horas depois duplicou a vantagem da selecção de Singapura

na cobrança exímia de uma grande penalidade. Haiqal Anugrah marcou o terceiro do grupo de trabalho da formação da cidade-estado, antes de Royston Tan Jia Jie apontar o primeiro dos três golos que marcou no desafio. O médio ofensivo

de origem chinesa voltou a bater Wong Chi Chon aos 24 minutos, antes de Prakash Nanthakumar inscrever também o nome nos anais da partida no derradeiro minuto da primeira parte. Singapura voltou a dominar quase sem oposição na eta-

pa complementar do desafio e aos 48 minutos Royston Tan apontou o terceiro da conta pessoal, antes de permitir que Muhammad Syukri também brilhasse. O avançado desperdiçou duas oportunidades flagrantes na primeira parte, mas na segunda metade não falhou,

19

batendo o guarda-redes do território, Wong Chi Chon por duas ocasiões, aos 54 e aos 61 minutos. A selecção do Lótus despediu-se da competição com uma derrota por nove bolas a zero e o terceiro pior registo obtido pelas selecções que disputaram o processo de qualificação. Com quatro derrotas em quatro jogos, um golo marcado e trinta e três sofridos, o descalabro de Macau só foi superado pela selecções de Guam e das Marianas do Norte, que disputaram o processo de apuramento para a fase final do Asiático integradas nos Grupos H e I. No Grupo G, a última jornada da campanha de qualificação não trouxe grandes surpresas, com aAustrália a derrotar Singapura por três bolas a uma e Hong Kong a levar a melhor sobre Taiwan pelo mesmo parcial. O triunfo valeu à selecção australiana o apuramento directo para a fase final da prova, que se disputa em Abril do próximo ano na Tailândia. De fora da competição está a Coreia do Sul. Os jovens craques sul-coreanos foram terceiros no grupo H, atrás da Malásia e do Laos.


20 publicidade

hoje macau segunda-feira 30.9.2013

FELICITAÇÕES PELO 64º ANIVERSÁRIO DA REPÚBLICA POPULAR DA CHINA

A ASSOCIAÇÃO DOS TRABALHADORES DA FUNÇÃO PÚBLICA DE MACAU FELICITA A REPÚBLICA POPULAR DA CHINA PELA PASSAGEM DO SEU 64.º ANIVERSÁRIO

A SANTA CASA DA MISERICÓRDIA FELICITA A REPÚBLICA POPULAR DA CHINA PELA PASSAGEM DO SEU 64.º ANIVERSÁRIO


FUTILIDADES

hoje macau segunda-feira 30.9.2013

21

TEMPO AGUACEIROS OCASIONAIS MIN 23 MAX 27 HUM 75-95% • EURO 10.8 BAHT 0.2 YUAN 1.3

[TELE]VISÃO TDM 13:00 13:30 14:30 17:30 18:30 19:30 20:30 21:00 21:30 22:10 23:00 23:30 00:00 00:30 01:00

TDM News - Repetição Telejornal + 360° (Diferido) RTPi DIRECTO Caminho das Índias (Repetição) Contraponto (Repetição) Vingança Telejornal TDM Desporto Cenas do Casamento Caminho das Índias TDM News Magazine Liga dos Campeões Com Ciência Telejornal (Repetição) RTPi DIRECTO

RTPi 82 14:00 14:35 15:00 15:35 16:00 17:00 17:30 18:15 19:00 20:00 21:15 22:00 22:30

Telejornal Madeira Consigo EUA – Nova Inglaterra Contacto – 2013 Em Reportagem (Madeira) Bom Dia Portugal Mar de Letras Portugueses Pelo Mundo O Teu Olhar (Telenovela) Trio d´Ataque Jornal da Tarde O Preço Certo EUA – Nova Inglaterra Contacto - 2013 Portugal no Coração

] C I N E M A

[

SALA 1

30 - FOX Sports 13:00 Dutch Eredivisie 2013/14 Feyenoord Rotterdam vs. ADO Den Haag 15:00 Liga Bbva 2013/14 RCD Espanyol vs. Getafe CF 17:00 Football Asia 2013/14 17:30 World Trail Racing Championship 18:00 Inside European Rally Championship 18:30 NASCAR Sprint Cup Series 2013 - Highlights 19:30 (LIVE) FOX SPORTS Central 20:00 Liga Bbva 2013/14 Weekly Review 21:00 La Liga 2013/14 UD Almeria vs. FC Barcelona 22:00 FOX SPORTS Central 22:30 Liga Bbva 2013/14 Weekly Review 23:30 La Liga 2013/14 Real Madrid CF vs. Atletico de Madrid 31 - STAR Sports 13:00 SBK Superbike World Championship 2013 - Race 2 14:00 Inside Sailing 2013 14:30 MotoGP World Championship 2013 - Main Races Grand Prix of Aragon 18:00 Liga Bbva 2013/14 UD Almeria vs. FC Barcelona 19:30 SBK Superbike World Championship 2013 - Race 1 & 2 21:30 (LIVE) Score Tonight 2013 22:00 Motorsports@ Petronas 22:30 MotoGP World Championship 2013 - Main Races Grand Prix of Aragon 40 - FOX Movies 12:40 Taken 2 14:15 Pirates Of The Caribbean 17:05 The Book Of Eli 19:05 Con Air 21:00 Moonrise Kingdom 22:40 Prometheus 41 - HBO 12:00 Battleship 14:10 Hbo Central 14:40 Beyonce: Life Is But A Dream 16:10 Lost In Space 18:15 The Adventures Of Tintin 20:00 The Newsroom 21:00 Boardwalk Empire 22:00 Ted 23:45 Interview With The Vampire 42 - Cinemax 12:45 What Planet Are You From? 14:30 Love And A Bullet 16:00 Catch-22 18:15 The Glass House 20:15 Texas Killing Fields 22:00 Kings Of South Beach 23:30 Strike Back

ELYSIUM [C]

Um filme de: Neill Blomkamp Com: Matt Damon, Jodie Foster, Sharlton Copley, Alice Braga 14.30, 16.30, 19.30, 21.30 SALA 2

2 RUNNER, RUNNER [C] ELYSIUM

Um filme de: Brad Furman Com: Justin Timberlake, Ben Affleck, Gemma Arterton 14.30, 16.30, 19.30, 21.30

Cineteatro SALA 3

SADAKO 2 [C]

FALADO EM JAPONÊS LEGENDADO EM CHINÊS Um filme de: Tsutomu Hanabusa Com: Miori Takimoto, Koji Seto, Itsumi Oosawa 14.30, 19.30

PARANOIA [B]

Um filme de: Roberto Luketic Com: Liam Hemsworth, Amber Heard, Harrison Ford 16.30, 21.30

M A C A U [ S Ã ] A S S A D O DEAD...

Foto: Facebook

POR MIM FALO

Pu Yi

na casa aberta

• Os parquímetros de Macau, quando não estão a funcionar a 100%, mostram a palavra “dead” escrito no seu visor. Se está morto, que se enterre. Nunca consegui compreender a moda dos parquímetros senão pelo simples facto de justificar a obtenção de dinheiro fácil, o que em Macau é incompreensível. Porque em relação ao caos no trânsito, existir ou não parquímetros, é indiferente. A situação está longe de morrer..

À VENDA NA LIVRARIA PORTUGUESA FURACÃO • Laurent Gaudé No coração da tempestade que devastou Nova Orleães, uma dezena de personagens enfrenta a fúria dos elementos, mas também a sua própria escuridão interior. Que resta ao ser humano quando as suas referências morais e sociais desaparecem por entre o caos e o medo de um cenário apocalíptico? Com Furacão, Laurent Gaudé oferece-nos uma espécie de ópera em que os solos das personagens se unem num amplo coro que nos transmite o grito da cidade abandonada à sua sorte. A gravidade da tragédia funde-se com a serenidade da fábula, para exaltar a fidelidade, a fraternidade, a comovente beleza dos que, apesar de tudo, permanecem de pé.

O GENERAL • Robert Muchamore O campo de treino militar em Fort Reagan, nos Estados Unidos, recria em detalhe uma cidade mergulhada na guerra civil, com milhares de figurantes. Neste cenário ultrarrealista, 40 soldados britânicos têm como missão neutralizar um regimento inteiro do exército dos EUA. O confronto parece desequilibrado, mas o comandante tem um truque na manga: tenciona infiltrar dez agentes Cherub e jogar o melhor jogo de guerra de sempre. RUA DE S. DOMINGOS 16-18 • TEL: +853 28566442 | 28515915 • FAX: +853 28378014 • MAIL@LIVRARIAPORTUGUESA.NET

falo palavras amordaçadas como preso em mim e no meu sentir. sou de desejar escrever até morrer, mas hoje desperto de um sol frio, coagido por ser outono e nas cores quentes deste dia, vomito o silêncio; estou inteiro, curvado perante ti e me uso da tua pele para me aquecer do frio da alma que circula, para lá e para cá, junto a mim. leio poesia de quem não se teme, apavorada, e sigo mais além onde encontro, num sorriso, a tua tez. nas letras despes a sabedoria de quem joga com as palavras no momento, mesclando odores de sonhos e de sons felizes, perdidos aqui, na casa aberta.


22

OPINIÃO

hoje macau segunda-feira 30.9.2013

U

ANTÓNIO MARINHO E PINTO in Jornal de Notícias

M dos fenómenos mais pitorescos da nossa vida política é o dandismo. A intervenção dos dândis na política reveste características enganadoras, pitorescas e, até, folclóricas. O dândi ou janota intelectual é uma pessoa que ostenta em regra um discurso intrinsecamente muito coerente. Tudo é harmonioso e perfeito nas doutrinas a que adere. Geralmente tem formação académica superior que o levou a contactar intelectualmente com muitas teorias políticas, de entre as quais escolheu sempre a mais perfeita do ponto de vista da coerência formal. Ele acha que é o melhor intérprete dos interesses do povo, embora, muitas vezes, não consiga esconder o desprezo que nutre pela vontade e aspirações populares. O dândi exsuda donaire intelectual. Do ponto de vista prático, a sua intervenção política apresenta duas peculiaridades: as permanentes divisões entre os seus membros e o ódio que nutre pelos partidos políticos que, ideologicamente, estejam mais próximos de si. A seguir ao 25 de Abril de 1974, ocorreu uma inusitada proliferação de grupos políticos, alguns dos quais ainda subsistem na sociedade portuguesa como testemunho dessa prolixidade de dândis. Dizia-se, até, que onde houvesse um aderente a uma ideologia dândi surgia logo o movimento político correspondente e onde houvesse dois aderentes haveria, inevitavelmente, uma cisão nesse movimento. Para o dândi, o pior inimigo do povo é o partido que, politicamente, mais próximo está de si. A “marcação” que o PCTP/MRPP fez ao PCP a seguir ao 25 de Abril será, porventura, o exemplo mais elucidativo. Prisioneiros da coerência formal de discursos ideológicos construídos em laboratórios intelectuais, os dândis políticos têm sempre uma enorme dificuldade em relacionar-se com a realidade social. Para eles, quase sempre, é a realidade que está errada e não as teorias que defendem como dogmas inquestionáveis. Por isso, aquela é que tem de adaptar-se a estas. Os concretos programas de acção política do dandismo acabam sempre remetidos para as margens da verdadeira luta política, distinguindo-se, em regra, pela defesa quase religiosa de causas ultra minoritárias que pouco ou nada têm a ver com os verdadeiros interesses do povo. Os direitos que exigem para os LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transexuais) adquirem dimensão escatológica e as legalizações das drogas ocupam lugar de destaque nos seus programas de ação, constituindo, em muitos casos, a sua única marca distintiva. Depois das fanfarras que o 25 de Abril lhe permitiu, o dandismo político foi diminuindo e, a partir dos finais dos anos 90, passou a exprimir-se através do Bloco de Esquerda

MAGRITTE, FILHO DO HOMEM

O dandismo em política

Do ponto de vista prático, a sua intervenção política apresenta duas peculiaridades: as permanentes divisões entre os seus membros e o ódio que nutre pelos partidos políticos que, ideologicamente, estejam mais próximos de si. (BE), partido resultante de uma fusão entre o Partido Socialista Revolucionário (PSR) e a União Democrática Popular (UDP), ou seja, entre seguidores de Leon Trotsky e de José Estaline, precisamente, as duas correntes ideológicas que historicamente mais se odiavam e combatiam no campo da esquerda. Para além de divergências teóricas assinaláveis, Trotsky fora assassinado na Cidade do México, em Agosto de 1940, por um sicário às ordens de Estaline. O BE entrou em decadência e cada vez mais

tenta esconder-se de si próprio e dissimular a sua impopular agenda política.Agora, disfarça-se, cada vez mais, de movimento unitário e, para melhor atingir os seus intentos, recorre a personalidades politicamente erráticas sempre disponíveis para uns fugazes instantes de glória. É o que tem estado a acontecer nestas eleições autárquicas com algumas das suas listas apresentadas como sendo o resultado de movimentos espontâneos e apartidários de cidadãos. Essa tentativa de logro atinge a sua expressão mais acabada no auto denomi-

nado Movimento Independente Cidadãos por Coimbra, ou seja, um movimento comandado pelos dândis do BE na cidade e integrado, predominantemente, por universitários e intelectuais politicamente à deriva. Esse movimento ao serviço do BE mais não pretende do que criar dificuldades eleitorais à CDU e, sobretudo, impedir a eleição do socialista Manuel Machado, único candidato de esquerda com possibilidades efectivas de (re) conquistar a presidência da Câmara Municipal à direita. Os dândis são assim.


opinião 23

hoje macau segunda-feira 30.9.2013

Ricardo Pinho

disse-me um passarinho...

twitter.com/ricardo

Um vício é bom ou mau conforme a sua utilidade. DAVID CHAN* legalpublicationsreaders@yahoo.com.hk • http://blog.yahoo.com/legalpublications

macau visto de hong kong

A

“Gelatina Herbácea” é uma gelatina com medicamentos feitos à base de ervas e faz parte da medicina tradicional chinesa. É também um alimento. Os chineses antigos acreditavam que a comida do quotidiano continha medicamentos e que por isso era mais saudável. A “Gelatina Herbácea” é um exemplo típico desta forma de pensar. A cadeia de lojas “Hoi Tin Tong” é famosa por vender “Gelatina Herbácea” na China, em Hong Kong e em Macau. No site da Hoi Tin Tong, a “Gelatina Herbácea” é descrita da seguinte forma: “A sua eficácia à base de ervas contribui para melhorar a saúde física em vários aspectos: melhora o funcionamento dos órgãos, rejuvenesce, previne tromboses nos mais velhos e mantém a pele saudável”. Pelo site ficamos também a saber que existem três lojas Hoi Tin Tong em Macau. No dia 14 de Setembro o site “news.on.cc” publicou uma notícia dando conta que a “Gelatina Herbácea” vendida na Hoi Tin Tong tinha problemas. Segundo a notícia, pessoal de uma loja tinha limpo umas “manchas brancas”, que pareciam ser bolor, com uma esponja molhada, sem ter fervido a água. Depois de limpa a gelatina foi posta à venda. No dia 11 de Setembro, o site “news. now.com” relatou que as “manchas brancas” reapareceram durante o processo de transporte. A empresa negou estas acusações e denunciou o caso à polícia. A notícia foi dada ao site “news.now. com”, por um ex-empregado da Hoi Tin Tong, na China, que não concordou com o que tinha sido feito e resolveu denunciar a situação publicamente. Este “caso de insegurança alimentar” não ficou por aqui. No dia 12 de Setembro, o site “hk.apple.nextmedia.com” informou que num teste realizado pelo Professor Associado, Dr. Hon-Yeung Cheung, do Departamento de Biologia e Química da Cidade Universitária de Hong Kong, não se encontrou “carapaça de tartaruga” na “Gelatina Herbácea”. A empresa Hoi Tin Tong respondeu que a “Gelatina Herbácea” foi produzida com tartaruga fresca. O teste da

ARCIMBOLDO, VERTEMNUS

A gelatina herbácea

No entanto, devemos salientar que até ao momento em que escrevo este artigo, não fazemos ideia se a “Gelatina Herbácea” da Hoi Tin Tong é ou não segura. Apenas se sabe que o nível de bactérias da “Gelatina Herbácea” vendida em Hong Kong, está dentro dos limites aceitáveis. Se a Hoi Ting Tong clarificar os componentes e as condições higiénicas da “Gelatina Herbácea” o público sentir-se-á mais seguro. Esta clarificação não é apenas uma questão de preencher os requerimentos legais, mas é também um sinal de que a Hoi Tin Tong se descarta da sua responsabilidade social neste caso. Trata-se de um produtor que pretende “ dar ao povo “comida e medicina saudáveis” universidade focou-se na carapaça seca de tartaruga e por isso não podia ser comparável. O site “hk.news.yahoo.com” publicou uma resposta da Universidade de Hong Kong, no dia 13 de Setembro, onde se dizia que o teste indicou que não havia vestígios de “Colla Carapacis et Plastri Testudinis” (CCPT), na

“Gelatina Herbácea”. A CCPT é uma das substâncias necessárias para a produção de “Gelatina Herbácea”, independentemente desta se fazer com tartaruga fresca ou com carapaça seca de tartaruga. O Hong Kong Customs and Excises Department já entrou em contacto com a

sucursal da Hoi Tin Tong no território vizinho e com a Universidade de Hong Kong. A investigação procura apurar se houve alguma violação da Trade Description Ordinance. A secção 7(1) (a) (i) desta regulamentação pode ser relevante. Diz que as descrições comerciais falsas, de quaisquer bens, em qualquer negócio, são crime. O nome do produto tem de estar ligado aos seus componentes. Logo, o produto “Gelatina Herbácea” deve conter CCPT. Se assim não for, a “Gelatina Herbácea”, não é “Gelatina Herbácea”. Pode ir contra a secção 7(1) (a) (i) porque a descrição das substâncias contidas no produto não corresponde à verdade. É uma infracção penal. Se o réu for culpado, terá de pagar uma multa de e arrisca uma pena de prisão até cinco anos. O Hong Kong Centre for Food Safety and Environmental Hygiene Department (食物安全中心) já tirou duas amostras da “Gelatina Herbácea” para inspecção. Este “caso Hoi Tin Tong” já decorre há alguns dias. O governo de Hong Kong reagiu imediatamente. Será necessário tomar alguma medida preventiva em Macau? Como todos sabemos, a Assembleia Legislativa de Macau aprovou a Lei n.º 5/2013, Lei de Segurança Alimentar no dia 27 de Março de 2013. A lei será efectiva a partir do dia 20 de Outubro. Neste caso da “Gelatina Herbácea” é fácil pensar na Lei de Segurança Alimentar. No entanto, devemos salientar que até ao momento em que escrevo este artigo, não fazemos ideia se a “Gelatina Herbácea” da Hoi Tin Tong é ou não segura. Apenas se sabe que o nível de bactérias da “Gelatina Herbácea” vendida em Hong Kong, está dentro dos limites aceitáveis. Se a Hoi Ting Tong clarificar os componentes e as condições higiénicas da “Gelatina Herbácea” o público sentir-se-á mais seguro. Esta clarificação não é apenas uma questão de preencher os requerimentos legais, mas é também um sinal de que a Hoi Tin Tong se descarta da sua responsabilidade social neste caso. Trata-se de um produtor que pretende “ dar ao povo “comida e medicina saudáveis”. Continua para a semana *Professor Associado no Instituto Politécnico de Macau

Propriedade Fábrica de Notícias, Lda Director Carlos Morais José Editor Gonçalo Lobo Pinheiro Redacção Andreia Sofia Silva; Cecilia Lin; Joana de Freitas; José C. Mendes; Rita Marques Ramos; Zhou Xuefei [estagiária] Colaboradores Amélia Vieira; Ana Cristina Alves; António Falcão; António Graça de Abreu; Hugo Pinto; José Simões Morais; Marco Carvalho; Maria João Belchior (Pequim); Michel Reis; Rui Cascais; Sérgio Fonseca; Tiago Quadros Colunistas Arnaldo Gonçalves; David Chan; Fernando Eloy ; Fernando Vinhais Guedes; Gonçalo Alvim; Helder Fernando; Isabel Castro; Jorge Rodrigues Simão; Leocardo; Paul Chan Wai Chi Cartoonista Steph Grafismo Catarina Lau; Paulo Borges Ilustração Rui Rasquinho Agências Lusa; Xinhua Fotografia António Falcão, Gonçalo Lobo Pinheiro; Tiago Alcântara; Lusa; GCS; Xinhua Secretária de redacção e Publicidade Madalena da Silva (publicidade@hojemacau.com.mo) Assistente de marketing Vincent Vong Impressão Tipografia Welfare Morada Calçada de Santo Agostinho, n.º 19, Centro Comercial Nam Yue, 6.º andar A, Macau Telefone 28752401 Fax 28752405 e-mail info@hojemacau.com.mo Sítio www.hojemacau.com.mo


hoje macau segunda-feira 30.9.2013

Terminou a operação de resgate do prédio que colapsou na Índia

Presidente Rohani recebido com apoios mas com sapatos

As autoridades deram por terminadas as operações de resgate para procurar pessoas debaixo dos escombros do prédio de cinco andares que colapsou sexta-feira em Bombaim e causou a morte a 61 pessoas. Fontes da unidade de controlo de desastres asseguraram à agência local PTI que embora o anúncio da finalização dos trabalhos ainda não tenha sido oficializado, pode dizer-se que «foi concluído». O desabamento do edifício correu durante a madrugada, altura em que muitos dos seus moradores ainda se encontravam a dormir.

Ban Ki-moon reuniu-se com líder da oposição síria

O secretário-geral da ONU, Ban Kimoon, encontrou-se, este sábado, pela primeira vez com o líder da oposição da Coligação Nacional Síria numa tentativa de o convencer a participar numa conferência de paz síria. O porta-voz da ONU, Martin Nesirky, explicou que o presidente da coligação, Ahmad Jarba, se mostrou disponível para enviar uma delegação para a conferência.

cartoon por Stephff

LUA-DE-MEL EM NOVA IORQUE

HISTÓRIA DO GRANDE PRÉMIO DE MACAU NO PORTO

60 anos até Portugal A exposição sobre a história do Grande Prémio de Macau, um dos mais antigos circuitos urbanos de corridas motorizadas que este ano assinala o 60.º aniversário, chega a 4 de Outubro ao Museu dos Transportes e Comunicações (MTC), no Porto. PUB

Desenvolvida em parceria com o Turismo de Macau, a exposição dedicada aos 60 anos de actividade contínua do Grande Prémio de Macau pretende apresentar um “enquadramento histórico trabalhado por décadas”, no período em que simultaneamente decorrem as corridas no Circuito da Guia, disse à agência Lusa Suzana Faro, coordenadora do MTC. No edifício da Alfândega, os visitantes são convidados, até ao final do mês, a conhecer, através de fotografias e texto, “os grandes nomes que correram”no circuito e, em alguns casos, a velocidade e o tempo que demoraram a fazer o percurso” do evento realizado anualmente nas ruas de Macau. A exposição foi “trabalhada por décadas, referindo em cada ano os grandes nomes que correram, os carros que correram, em alguns casos a velocidade e o tempo que demoraram a fazer o percurso”. “Por exemplo, na década de 1950, a velocidade média era de 79 quilómetros por hora, o que é uma coisa muito curiosa se pensarmos nas velocidades dos carros actuais”, descreveu Suzana Faro, destacando ainda algumas imagens curiosas dos carros que corriam, “que nada têm a ver com aquilo que estamos habituados hoje”. A exposição “parte dos veículos motorizados e do circuito do Grande Prémio de Macau mas articula-se quer com a exposição existente no Museu, quer com uma apresentação do centro histórico de Macau”, Património Mundial desde 2005. A coordenadora do Museu adiantou que será possível ver de perto uma réplica do carro de Fórmula 3 de Michael Schumacher, vencedor do Grande Prémio de Macau em 1990, peça já integrante do MTC, na exposição “O Automóvel no Espaço e no Tempo”. “Curiosamente, temos uma réplica do Fórmula 3 de Schumacher que correu no Grande Prémio de Macau. Uma peça que já estava no Museu, associada a uma exposição que temos e que se chama ‘O Automóvel no Espaço e no Tempo”, disse. “Este período em que a exposição vai estar aqui aberta ao público associa-se àquele em que as corridas vão decorrer em Macau, nos fins de semana de Novembro, a 9 e 10 e entre 14 e 17”, afirmou a responsável.

O presidente Hassan Rohani regressou este sábado a Teerão, depois de uma semana nos Estados Unidos, em que participou na Assembleia Geral das Nações Unidas e teve uma conversa histórica ao telefone com Barack Obama. Rohani foi recebido no aeroporto por inúmeros apoiantes, mas também por alguns opositores, tendo havido mesmo um incidente com o atirar de um sapato na sua direcção. A acção foi tomada por algumas pessoas que se opõem ao diálogo com os Estados Unidos. Atirar um sapato a alguém, ou mesmo mostrar a sola, é um ato considerado ofensivo no Médio Oriente. A sola está em contacto com o chão, o pó, a terra, portanto considera-se que se está a atirar terra a essa pessoa. Um incidente semelhante aconteceu com o anterior presidente, Mahmoud Ammadinejhad, numa visita ao Cairo.

“Espiões” da NSA vigiaram as namoradas

O caso deu que falar no mês passado e voltou às capas dos jornais. Analistas da Agência de Segurança Nacional (NSA) norte-americana recorreram a equipamentos dos serviços secretos para espiar as namoradas. O inspector-geral da agência, George Ellard, confirmou este sábado que pelo menos 12 analistas violaram, de propósito, as regras dos programas de vigilância, citado pela CNN. Na maior parte dos casos a quebra das normas ocorreu para os analistas espionarem, com recurso a escutas telefónicas ou a controlo de correio electrónico, as namoradas. Tais factos têm ocorrido nos últimos dez anos, explicou George Ellard, que divulgou os dados a pedido do senador republicano Charles Grassley. De referir ainda que em alguns destes casos os funcionários apanhados foram punidos. Cortes salariais temporários e despromoções estavam entre as sanções a quem foi apanhado a transgredir as leis da NSA. No entanto, a maior parte dos analistas não foi sequer punido, por se reformarem ou demitirem-se antes de serem chamados a responder pelas ilegalidades.

Hoje Macau 30 SET 2013 #2945  

Edição do jornal Hoje Macau N.º2945 de 30 de Setembro de 2013.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you