Page 1

pub

Agência Comercial Pico • 28721006

pub

Mop$10

Ter para ler

Director carlos morais josé • terça-feira 26 de março de 2013 • ANO XII • Nº 2819

trovoadas min 19 max 22 hum 80-98% • euro 10.1 baht 0.2 yuan 1.2

Venham mais cinco (séculos)

telecomunicações

Doutoramento em ciências

CTM promete fibra óptica em todas as casas

Ho wai tim acusado de plágio

Página 5

Página 5

Petição sobre união entre pessoas do mesmo sexo

Transexuais esquecidos Jason Chao entregou ontem uma petição à consideração da Assembleia Legislativa na qual faz alusão à proposta de Lei de União Civil entre Pessoas do Mesmo Sexo. O co-fundador do Grupo de Defesa dos Direitos da Comunidade LGBT de Macau pede para que os cidadãos transexuais sejam incluídos no diploma. A proposta de José Pereira Coutinho baseia-se na igualdade nas uniões com base na orientação sexual, contudo “os indivíduos transexuais não foram tomados em consideração”. Jason Chao quer ainda que o projecto de lei “reconheça explicitamente todas as parcerias do mesmo sexo registadas no exterior, independentemente das suas formas nas diferentes jurisdições”. Página 2

SEAC pai van

Novas rotas de autocarros começam a operar página 3

pub

entrevista Zou shiming

A felicidade de lutar pela primeira vez e em Macau página 12

Poluição na China

Depois dos porcos milhares de patos aparecem mortos última


2

política

Joana Freitas

joana.freitas@hojemacau.com.mo

J

ason Chao entregou ontem na Assembleia Legislativa (AL) uma petição sobre a proposta de Lei de União Civil entre Pessoas do Mesmo Sexo, recentemente aceite pelo hemiciclo. O co-fundador do Grupo de Defesa dos Direitos da Comunidade LGBT de Macau fez alguns pedidos a Lau Cheok Vá, presidente da AL, dois dias antes da proposta seguir para apreciação e votação dos deputados. Numa carta que seguiu com conhecimento de todos os deputados da AL, Jason Chao pede que os cidadãos transexuais sejam incluídos no diploma. Por agora, relembra, a proposta de lei apenas prevê que as uniões civis sejam feitas com base no género da pessoa, deixando de fora aqueles que fazem operações de mudança de sexo. A proposta, elaborada por José Pereira Coutinho, baseia-se na igualdade, diz Chao, mas esqueceu-se de um pormenor. “O projecto

Jason Chao entrega petição na AL sobre Lei de União Civil entre Pessoas do Mesmo Sexo

“Transexuais não foram tomados em consideração” abordou a preocupação com a igualdade para que sejam feitas uniões, mas com base na orientação sexual. No entanto, os indivíduos transexuais não foram tomados em consideração.” O co-fundador do Grupo de Defesa dos Direitos da Comunidade LGBT de Macau justifica-se com o pacto dos Direitos Humanos ratificado por Macau e pede, por isso, que a lei preveja explicitamente casos de união civil entre pessoas cujo sexo actual não seja o seu género natural. Mas a carta enviada a Lau Cheok Vá não se fica por aqui. Jason Chao quer

Assembleia Legislativa aprova, amanhã, leis na especialidade e faz novas análises

Estreias nas mãos dos deputados A

terça-feira 26.3.2013

www.hojemacau.com.mo

Lei de Segurança Alimentar e a de Contratação de Trabalhadores Não-Residentes podem vir a ser postas em prática brevemente. De acordo com a agenda do hemiciclo, os deputados da Assembleia Legislativa (AL) aprovam amanhã, na especialidade, as duas leis, a par de outros projectos de diplomas. A ser discutida desde Maio do ano passado, a Lei de Segurança Alimentar tem vindo a levantar muitas dúvidas entre os membros do hemiciclo. A sobreposição de funções dos serviços públicos foi um dos pontos que levantou mais discussão, já que o documento prevê que tanto o Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais (IACM), como a Direcção dos Serviços de Economia (DSE) e a Direcção dos Serviços de Turismo (DST) tenham competências na área da segurança alimentar. Os deputados da comissão encarregue de analisar o diploma na especialidade pediram ainda ao Executivo que fosse criado um laboratório externo e autónomo para a avaliação dos alimentos. O único laboratório existente no território pertence aos Serviços de Saúde que, segundo o diploma, passará agora para as mãos do IACM, com mais recursos e equipamentos. No entanto, os deputados discordam, defendendo que a criação de um laboratório autó-

nomo poderia fazer a contraposição dos resultados apresentados pelo Executivo. Na lista dos assuntos a ser apreciados está também a alteração à Lei de Contratação dos Trabalhadores Não-Residentes. O diploma, a ser discutido desde Novembro passado, foi alvo de pequenas mudanças técnicas recentemente, sendo uma delas a previsão de que outros motivos para que se veja findo o contrato, como motivos de doença. Uma das outras grandes alterações é à excepção ao regime de impedimento, que vai permitir aos trabalhadores não residentes de ficarem em Macau, por seis meses, depois de findo o contrato, ainda que fiquem sempre sujeitos a terem de procurar emprego na mesma área. O principal objectivo da lei é que os trabalhadores não residentes sejam obrigados a sair de Macau, por seis meses, em caso de cessação de contrato, havendo poucas excepções para que isso não aconteça, como o despedimento sem justa causa.

A primeira vez

Pela primeira vez nas mãos dos deputados, diplomas como o Direito Fundamental de Associação Sindical e as Uniões Civis Entre Pessoas do Mesmo Sexo vão ser amanhã apresentados por José Pereira Coutinho no hemiciclo.

Elaboradas recentemente pelo deputado, as duas propostas de lei são uma estreia em Macau. Há muito que vem sendo pedido um diploma que regule a formação de sindicatos. Agora, o projecto prevê não só a aplicação das normas a locais como aos trabalhadores não-residentes, para que estes gozem “em medida igual e sem discriminações” dos direitos consagrados no documento. A proposta frisa que “todos os trabalhadores por conta de outrém, sem excepção e incluindo os da Administração Pública, gozam de liberdade sindical concretizada no direito de associação e defesa e promoção dos direitos e interesses como profissionais”. “A lacuna na protecção dos trabalhadores foi identificada há muito tempo e houve já várias tentativas frustradas de a colmatar mediante a apresentação de sucessivos projectos de lei, os quais infelizmente não lograram a merecida e devida aprovação da AL”, escreveu Pereira Coutinho na nota justificativa da apresentação do projecto. O deputado diz ainda que com a aprovação da lei sindical, Macau deixará de ser a única jurisdição chinesa onde não existe legislação regulamentadora da liberdade sindical. Na calha para aprovação está também o recentemente anunciado aumento salarial para a função pública, de 6,06%. - J.F.

ainda que esteja mais explícito na proposta de lei o reconhecimento tanto do casamento como da união de facto dos casais homossexuais, da mesma forma que existe no estrangeiro. “Peço que o projecto de lei reconheça explicitamente todas as parcerias do mesmo sexo registadas no exterior, independentemente das suas formas nas diferentes jurisdições”, frisou. Entre os requerimentos feitos pelo autor da petição está também o desejo de que a lei não entre em vigor apenas 180 dias após a sua publicação, como escrito

por Pereira Coutinho, mas “imediatamente”. Foi este mês que a AL admitiu a proposta de lei, a primeira que permite a união civil entre pessoas do mesmo sexo. O projecto prevê igualdade no que diz respeito ao casamento civil entre pessoas de sexos diferentes, incluindo, por exemplo, o regime de bens, mas deixa de fora a possibilidade de adopção “em qualquer das suas modalidades”. Este foi outro dos pontos contestados por Jason Chao, que pede que, ao invés de se rever a lei em dois anos – como inicialmente proposto por Pereira Coutinho – se revejam apenas os pontos que a esse assunto dizem respeito. Jason Chao finalize a petição pedindo que os deputados ajudem a promover a inclusão da diversidade de orientações sexuais e identidades de género na sociedade de Macau. Um pedido que pode vir a levantar polémica, até porque alguns deputados já se mostraram contra o projecto de lei. A proposta sobe a plenário amanhã.

Aumentos de 50% nas pensões de idosos e de invalidez em vigor

Retroactivos a Janeiro

O

s idosos e pensionistas de Macau vão receber mais dinheiro do Regime de Segurança Social. Os aumentos de 50% entraram ontem em vigor, depois de terem sido publicados no Boletim Oficial.As subidas já tinham sido anunciadas pelo Governo, mas ficou ontem a saber-se que terão retroactivos a Janeiro deste ano. A partir de agora, os idosos vão passar a receber três mil patacas ao invés das duas mil, bem como os cidadãos que recebem pensões de invalidez. O Fundo de Segurança Social (FSS) assegurou, em comunicado, que vai atribuir a diferença do valor, o mais tardar, a 12 de Abril, “através do pagamento automático”.

Contudo, através de um novo cálculo, o Governo assegura justiça para todos os idosos. Em 2007, foi sugerida a atribuição da pensão conforme a percentagem correspondente à idade. “Com o intuito de, por um lado, satisfazer o pedido da sociedade, e por outro lado, realizar o princípio de imparcialidade, ou seja, não prejudicar os direitos dos beneficiários que não tivessem escolhido a antecipação da pensão, o cálculo da percentagem da antecipação da pensão para idosos mantém-se inalterado até 80 anos de idade. Com condições iguais, um beneficiário que recebe a sua pensão para idosos antecipada a partir de 60 anos de idade e outro beneficiário que recebe a sua pensão para idosos a partir de 65 anos de idade, quando eles completarem 80 anos de idade, o montante acumulado da pensão para idosos é igual”, refere o FSS em comunicado. - J.F.


terça-feira 26.3.2013

www.hojemacau.com.mo

sociedade

3

Seis rotas vão passar a partir de hoje em Seac Pai Van na zona do complexo de habitação pública

Cinco directas começam já em Abril Rita Marques Ramos rita.ramos@hojemacau.com.mo

A

inda não é certo quando os residentes do complexo de habitação pública de Seac Pai Van vão começar a habitar as mais de 9000 fracções, no entanto, hoje começam a operar as novas rotas de autocarros públicos que irão parar em quatro paragens do empreendimento. Serão seis rotas (25, 26, 26A, 50 e N3) que

sofrerão um ajustamento no seu percurso, passando a entrar pela rotunda de Seac Pai Van ou pela rotunda da Harmonia. Porém, o número de autocarros e trajectos ainda estão sujeitos a alterações. “Com a ocupação das habitações iremos ajustar as nossas rotas ou acrescentar novas mediante o aumento da população. Até esta altura ainda não temos o número concreto de habitantes, nem suas fases de entrada, mas vamos faremos o ajustamen-

to no futuro”, explica Lou Ngai Wa, o chefe de divisão de Gestão de Transportes da Direcção dos Serviços para os Assuntos de Tráfego (DSAT). Por outro lado, para salvaguarda o maior fluxo de passageiros nas horas de ponta serão disponibilizadas cinco novas rotas de ligação directa. “Nas horas de picos também temos pensado aumentar as rotas e nos princípios de Abril vão existir rotas directas: de Seac Pai Van ao terminal

das Portas do Cerco, à noite e de dia, Terminal Marítimo, Praça Ferreira do Amaral e Terminal da Barra”, salienta.

Quatro câmaras de fiscalização

O período experimental que, por agora, ainda não servirá a população daquele bairro – previsto habitar as suas casas a partir do terceiro trimestre, segundo últimos dados do Instituto de Habitação (IH) - mas irá servir para haver um

reconhecimento da zona por parte dos recursos humanos das empresas de autocarros públicos. “Os motoristas já conhecem muito bem essa zona, é sobretudo para eles saberem quais as estações onde têm de parar porque por norma têm duas vezes para conhecer o percurso e um supervisor para liderar os trajectos”, explica Lou Ngai Wa. Sobre a fiscalização ‘in loco’, o representante da DSAT indica que além de pessoal técnico da

DSAT destacado, já foram “instalados equipamentos de vídeo em cada estação” até para fiscalizar a frequência dos autocarros e tempo de espera dos passageiros, que deverá rondar os oito a dez minutos. A rede viária é constituída pelo acesso viário de 6 faixas de rodagem com cerca de 2000 m de extensão, com quatro e duas vias de circulação nos dois sentidos, numa obra com uma área global de 73000 metros quadrados.

Autocarros públicos movidos a gás natural começam a circular este ano

Frota com vinte viaturas encontra-se em testes W

ong Wan, dirigente da Direcção dos Serviços para os Assuntos de Tráfego (DSAT), prometeu para Outubro passado a circulação de autocarros a gás natural mas tal não se verificou. Passados cinco meses, em dia de conclusão da rede de gasodutos de gás natural no complexo habitacional de Seac Pai Van, o chefe de divisão de Gestão de Transportes da DSAT deu conta de que a frota constituída por duas centenas autocarros movidos a gás pode entrar em funções ainda este ano. “Ainda não há um calendário concreto, pretendemos fazer primeiro um plano deste novo projecto em Macau. Nesta primeira fase, haverá 20 autocarros da Sociedade de Transportes Colectivos de Macau (SCTM) que deverão

começar a circular em princípio este ano”, avança Lou Ngai Wa. “Neste momento estamos a planear, a fazer um estudo e agora já está na fase técnica.” Tal como já tinha sido anunciado por estes serviços, em Dezembro, a SCTM introduziu em Macau o primeiro autocarro movido a gás natural para testes. No entanto, é de recordar que Wong Wan deu garantias à TDM, em Setembro último, de que os primeiros testes com autocarros ecológicos iriam começar no mês seguinte, podendo substituir em parte os transportes públicos a diesel, mais poluentes. A ideia de introduzir veículos eléctricos já vem sendo desenvolvida por esta direcção, bem como pelos Serviços

de Protecção Ambiental pelo menos desde 2011, quando anunciado o projecto Fundo do Ambiente, que permitiria dar subsídios para a compra de automóveis ecológicos, além da recente alteração â proposta de lei do regulamento de imposto sobre veículos motorizados, que prevê benefícios na ordem dos 50% de redução do imposto para veículos amigos do ambiente até um limite máximo de 60 mil patacas. Contudo, até ao momento, a DSPA continua a estudar a viabilidade dos eco-veículos no território, estando agora a debruçar-se sobre a questão dos postos de recarregamento, passando depois a equacionar os tipos de eco-veículos, segundo informações divulgadas recentemente por Cheong Sio Kei, director da DSPA. – R.M.R.


4

sociedade

terça-feira 26.3.2013

www.hojemacau.com.mo

Governo estipula preços do gás natural para residências e empresas

Mais barato que o gás liquefeito Dois autocarros da TCM sofreram dois acidentes numa semana

Joana Freitas

joana.freitas@hojemacau.com.mo

Ontem, cerca de seis de manhã, um autocarro da TCM com 40 passageiros a bordo bateu num poste de luz quando seguia pela Avenida do Dr. Francisco Vieira Machado. Cerca de 11 pessoas, com idades entre os 25 e os 54 anos, ficaram feridas. O motorista, que passou no teste do álcool, explicou que tentava desviar-se de outro veículo quando se desviou da estrada. Todos os feridos tiveram alta do hospital ontem à tarde. Também na última quarta-feira, outro autocarro da TCM, este vazio, despistou-se na Rua 1.º de Maio, galgando um jardim que separava as vias. O acidente foi à mesma hora, com o motorista a ficar ligeiramente ferido, apesar de ter passado o exame de álcool. - C.L.

O

s preços do gás natural por metro cúbico vão estar fixados entre as cinco e as seis patacas para as residências. De acordo com um despacho ontem publicado em Boletim Oficial (BO), os preços de venda de gás natural - a praticar pela Companhia de Gás Natural Nam Kwong – vão diferenciar consoante os tipos de clientela: utentes, utentes públicos e de utilidade pública, operadores das instalações de gases combustíveis e operadores das estações de abastecimento de combustíveis.

Os preços foram anunciados no mesmo dia em que o Governo avançou também que já está concluída a rede de gasodutos de gás natural dos edifícios de habitação pública de Seac Pai Van. O coordenador do Gabinete para o Desenvolvimento do Sector Energético (GDSE), Arnaldo Santos, assegura que os preços possam vir a aumentar, devido à tendência “in-

ternacional e da Ásia”. Também no BO está previsto que os preços possam aumentar. “Tendo em conta esta situação não podemos negar a possibilidade de subidas no futuro. Mas, não há nesta altura, um estudo para confirmar que, de certeza, vai haver uma subida”, diz Arnaldo Santos, citado pela TDM. Ainda assim, o gás natural é mais em conta do que o gás lique-

Fundação Macau vai rever o seu processo de financiamentos

FDCT apresentou os relatórios dos projectos científicos

Mais e melhor para os residentes de Macau

Cecília Lin

cecilia.lin@hojemacau.com.mo

O

Fundo para o Desenvolvimento das Ciências e da Tecnologia (FDCT) realizou ontem uma conferência de imprensa onde deu a conhecer os relatórios académicos sobre os projectos de investigação

em Macau. Cheang Kun Wai, do conselho de administração do fundo, referiu que até Fevereiro passado pediram apoio um total de 54 projectos, que se encontram em fase de aprovação. No ano passado foram apresentados 84 projectos que obtiveram um total de 700 mil patacas de pub

feito. De acordo com os dados do Governo o gás natural por metro cúbico é seis patacas mais barato do que o outro para as habitações e três patacas mais barato para Pequenas e Médias Empresas. O GDSE estima que em meados deste ano seja possível fornecer gás natural à zona do campus da Universidade de Macau (UMAC) na Ilha da Montanha e avança que estão já concluídos 30% dos restantes trabalhos de construção da rede principal do Cotai. No ano passado, foi assinado um contrato entre o Governo e a Companhia de Gás Natural Nam Kwong, que prevê que em cinco anos esteja concluída a rede de gasodutos em todo o território.

apoios. Cheang Kun Wai acredita que em 2013 o número de projectos vai subir. Tempo ainda para o administrador explicar aos jornalistas o porquê da atribuição de um prémio científico a uma empresa da China continental, excluindo os residentes de poderem usufruir do produto

em questão, da área da medicina tradicional chinesa. “O processo para a entrada no mercado de Macau está a decorrer mas a passo lento. A FDCT vai esforçar-se em beneficiar os residentes”, assegurou.

O presidente da Fundação Macau, Wu Zhiliang, admitiu ontem que falta à Fundação Macau mecanismos no processo de financiamento às associações. Wu assumiu que a Fundação irá rever o regulamento ainda este ano. Em relação às empresas que não têm entregado as justificações para os dinheiros recebidos – 130 actividades financiadas estão por explicar - Wu Zhiliang disse que este ano pretende fortalecer a comunicação com as associações, de modo a evitar que a situação volte a acontecer.

Nova aplicação mostra postos fronteiriços em tempo real

Saber quanto atravessar a fronteira O

Corpo de Polícia de Segurança Pública (PSP) lançou ontem uma nova aplicação que permite fornecer informações sobre a situação em tempo real da circulação migratória de passageiros e veículos nos principais postos fronteiriços de Macau. O objectivo é facilitar o acesso de residentes e visitantes. Denominada “Plataforma de In-

formação em tempo real de postos fronteiriços”, a aplicação pode ser descarregada na página de Internet das Forças de Segurança de Macau ou da PSP. Residentes e visitantes podem obter informação visual da situação em tempo real da circulação migratória nas alas de entrada/saída, bem como nos corredores de circulação de veículos dos Posto Fronteiriço das Portas do

Cerco (PFPC), Posto Fronteiriço do Porto Exterior (PFPE), e Posto Fronteiriço do Cotai (PFC), do Serviço de Migração do CPSP. Para além de imagens, a Plataforma fornece ainda uma legenda que descreve, conforme a densidade de fluxo, a situação de passagem migratória nas alas de entrada/saída e o tempo de espera previsto.

Fundação Rui Cunha aproxima Macau da faculdade de Direito de Lisboa O Centro de Reflexão, Estudo e Difusão do Direito de Macau, e a Fundação Rui Cunha, assinam na terça-feira com a faculdade de Direito da Universidade de Lisboa um protocolo de cooperação que visa aproximar Macau e Portugal na área do Direito. “Através destes Protocolos, o Centro de Reflexão, Estudo e Difusão do Direito de Macau e a Fundação Rui Cunha, cumprem mais um dos

seus objectivos estatutários que é o ?estimular a cooperação jurídica, cultural e social entre Macau e os países da Comunidade de Países de Língua Portuguesa, a República Popular da China e as Comunidades com passado histórico comum, nomeadamente de Goa, Damão e Diu, na Índia’”, disse Rui Cunha, presidente da instituição. Por outro lado, acrescentou, o protocolo, que será

assinado numa cerimónia transmitida em videoconferência, visa as áreas da “formação prática, ciclos de conferências e seminários” e “parcerias”, como no caso de Coimbra, com quem assinaram protocolo idêntico, de “acesso exclusivo em Macau à biblioteca da faculdade de Direito”, e troca de livros para a biblioteca do centro da fundação sedeada em Macau.


terça-feira 26.3.2013

sociedade

www.hojemacau.com.mo

CTM quer fibra óptica em todas as residências e assume que o seu contrato de concessão não está em revisão

Jornal Exmoo News assegura existirem pescadores ilegais em Macau

A

tiago alcântara

Sem negociações mas com trabalho em mãos Companhia de Telecomunicações de Macau (CTM) assumiu ontem no almoço de Primavera da empresa aos órgãos de comunicação social que não está a negociar o contrato de concessão com o Governo. O administrador principal da empresa, Vandy Poon, desmentiu assim as notícias que davam conta de uma revisão dos valores das taxas retroactivas ao ano de 2001. “Até agora, não entrei em quaisquer discussões ou negociações com o governo para mudar o actual contrato.” Paralelamente à garantia de que não há nenhuma proposta da revisão das taxas a pagar pela empresa ao Governo, Vandy Poon revelou que a CTM espera estender a cobertura da fibra óptica a todas as unidades residenciais do território nos próximos 12 a 18 meses. “O nosso foco passa por levar a fibra óptica a todas as unidades residenciais. Até agora, a cobertura chega a mais de 70% e o nosso objectivo é levar ligações ou a fibra a todos os lares nos próximos 12 a 18 meses, conscientes de que a ligação por fibra ainda depende da escolha do cliente”, realçou Vandy Poon aos jornalistas, à margem de um almoço da empresa. Em meados de 2012, o director executivo da CTM tinha adiantado que alargar a rede de cobertura da fibra óptica a todos os pontos do território era o principal objectivo daquele ano, mas a meta não foi cumprida.

Agora, além de pretender dilatar o universo de utilizadores da fibra óptica, Vandy Poon identifica também o aumento da velocidade da Internet como uma meta a atingir, num processo em que o novo accionista maioritário pode ser fulcral, já que tem forte presença no interior da China e em Hong Kong, cuja velocidade de Internet é considerada a mais rápida do mundo. A CTM encerrou 2012 com lucros de 969 milhões de patacas, mais 4% do que no ano anterior.

5

D

Apesar de ter somado receitas superiores a 4.920 milhões de patacas - mais 24 % do que em 2011 -, estas acabaram por não ter significativo reflexo nos lucros devido aos elevados custos operacionais num “duro ambiente competitivo”. “Em 2012, a CTM registou um crescimento satisfatório em todos os ramos de negócio”, sublinhou o director executivo da maior empresa de telecomunicações de Macau, citando como exemplo o aumento da taxa de penetração dos telemóveis - que atingiu os 275% no ano passado - e o crescimento na ordem dos 18% do número de clientes de serviços móveis. Já o universo de utilizadores dos serviços de Internet sofreu um acréscimo de 5%, enquanto o de clientes de banda larga móvel subiu 34%, valor muito superior ao de outros concorrentes do mercado, elencou Vandy Poon. O director executivo da CTM indicou ainda que o processo de compra das acções da Portugal Telecom e da Cable & Wireless pela Citic está a decorrer de forma suave, devendo ser concluído dentro do previsto, ou seja, ainda no primeiro semestre deste ano. Com a aquisição, a Citic Telecom International Holdings, empresa que detinha 20% do capital da CTM antes de acordar a compra dos 28% da Portugal Telecom e dos 51% da Cable & Wireless, tornar-se-á no accionista maioritário da CTM.

À pesca nos lagos

e acordo com o jornal Exmoo News há dois locais onde têm sido vistos pescadores ilegais no território e outros dois onde alguns cidadãos estão a arriscar a vida por não respeitarem os regulamentos. No rio do Fai Chi Kei e os lagos de Sai Van não se pode pescar e no mar do parque de Hác Sá e perto do Centro Ciência de Macau é arriscado, mas nem por isso os pescadores são afastados. O jornal frisa que, apesar da qualidade da água ter vindo a decair e haver cada vez mais poluição, os entusiastas da pesca ainda escolhem esses locais para pescar, sendo que a maioria deles não tem medidas de segurança. O Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais (IACM) já tem avisos sobre a proibição de pescar no Fai Chi Kei e nos lagos de Sai Van, mas ainda falta incluir o mar perto de Centro Ciência

de Macau, bem como em Hac Sá, onde, em cima da rocha sem medidas de segurança, é possível cair ao mar. Segundo o catálogo das infracções, quem entrar, tomar banho, fazer lavagens, pescar ou proceder a qualquer actividade aquática na barragem, no reservatório, nos lagos ou nas lagoas, salvo em locais e nos períodos autorizados, pode ser multado até 300 patacas. De acordo com o IACM, que respondeu ao jornal, embora o mar ainda não tenha sido incluído na área de proibição de pesca, os pescadores precisam de cumprir as directrizes de segurança e as exigências dos serviços administrativos. O IACM também enviou funcionários para fazer inspecções e trabalhos de consultoria nos locais e recomenda ao público que pesque nas zonas estabelecidas pelo IACM. - C.L.

Ho Wai Tim acusado de suspeita de plágio em tese de doutoramento, mas desmente

“Não houve possibilidade de cometer uma fraude” Cecília Lin

cecilia.lin@hojemacau.com.mo

O

presidente da Associação de Ecologia de Macau (AEM), Ho Wai Tim, está de novo na ordem do dia, desta vez não pela quantidade de associações a que preside, mas por estar a ser acusado de plágio na sua tese de doutoramento. Publicado em diversas redes sociais, entre elas o Facebook, e enviado às redacções em formato de papel e CD, um documento cujo autor não é identificado indica que a tese de doutoramento de Ho não é original. O texto assegura que foram “copiados muitos textos de outras

pessoas”. No CD enviado ao Hoje Macau é apresentada a tese, com cerca de 50 páginas, e é ainda questionado como é que Ho Wai Tim – cuja licenciatura é na área da Administração -, tem a autorização para obter o doutoramento na área de científico natural. Em declarações ao Hoje Macau, Ho Wai Tim, recusou-se a comentar o caso, empurrando acusações. “Se me perguntar sobre assuntos da AEM posso responder. Mas para questões de outras associações não tenho mais comentários. Já expliquei que há conflitos entre mim e a Associação Novo Macau desde 2006. Como agora os membros

de Novo Macau também são da Macau Consciência, serei sempre um alvo.” O presidente da AEM alegou que serão os membros da Macau Consciência a lançar o documento sobre a tese, mas, apesar de terem partilhado o documento no Facebook, os membros da associação negaram ter sido os primeiros a sabê-lo. Contactado pelo Hoje Macau, o autor da informação no Facebook, Lei Kuok Keong, vice-presidente da Novo Macau e membro de Macau Consciência, assegurou ter consultado os documentos da universidade frequentada por Ho Wai Tim – a Jinan University

- e ter comparado a tese de Ho com outros textos semelhantes. Contudo, Lei Kuok Keong negou ter enviado a carta anónima para o jornal. “Não temos objectivos políticos. Só queríamos que o público soubesse que um homem que representa tantas associações não tem capacidade nesta área e ainda é suspeito de plágio na sua tese. Se ele dá assim tanta atenção ao sector, porque é que no domingo não foi para Coloane ajudar no evento para a protecção do local?” Ho Wai Tim alega que os membros da Macau Consciência têm “medo” que participe nas eleições à Assembleia Legislativa (AL). “O

assunto da protecção ambiental atraiu os jovens e eu sou um símbolo desta área em Macau”, frisou. Já na semana passada, Ho Wai Tim afirmou ao Hoje Macau que não tem vontade em participar na vida política e ontem voltou a repetir o mesmo. “Estudei ciência na escola secundária, embora a minha licenciatura não seja nessa área. Desde 2003 que comecei a participar no sector ambiental. Acabei o curso e o exame em 2008, não tenho medo das críticas dos outros, porque o meu doutoramento precisou de passar todos os exames e testes. Não houve possibilidades para que eu cometesse fraude.”


6

nacional

Tibetana imola-se pelo fogo em protesto contra controlo chinês

Uma mulher tibetana, mãe de quatro filhos, morreu após pegar fogo a si mesma na província chinesa de Sichuan, em protesto pelo “violento controlo” que o regime comunista impõe na região, informou esta segunda-feira a emissora Radio Free Asia (RFA). Kal Kyi, de 30 anos, morreu no acto após realizar uma autoimolação perto do mosteiro de Dzamthang, na cidade de Aba na citada província, o que eleva para 110 o número de incidentes deste tipo desde 2009, dos quais 90 resultaram na morte dos imolados. Os moradores removeram o corpo de Kal e transferiram-no para outro mosteiro próximo, o de Jonang, antes da chegada das forças de segurança chinesas, segundo a fonte. Kal é a 16ª mulher a praticar a auto-imolação desde o início da onda de protestos em Fevereiro de 2006. Kal deixa três filhos e uma filha, todos com menos de 15 anos.

terça-feira 26.3.2013

www.hojemacau.com.mo

Presidente chinês chega à Tanzânia e dá início a périplo africano

A caminho de Cimeira dos BRICS

Vice-Primeiro-ministro chinês mostra preocupação com economia

O vice-primeiro-ministro da China, Zhang Gaoli, sublinhou as suas preocupações com o sector financeiro da China e a desaceleração económica num discurso feito este domingo, informou o jornal estatal People’s Daily no seu site. Zhang, que no ano passado ascendeu ao Comité Permanente do Politburo, disse que, apesar dos progressos na criação de uma “sociedade de classe média”, o país ainda enfrenta uma série de desafios. “A reestruturação económica e a inovação tecnológica são tarefas árduas. A pressão económica e os excessos contraditórios na capacidade de produção estão a intensificar-se, e ainda existem riscos ocultos que permanecem no sistema financeiro”, disse. “Para resolver estas contradições e problemas, a solução fundamental é a reforma e abertura”, acrescentou.

pub

O

Presidente chinês chegou no domingo à capital económica da Tanzânia, Dar es Salaam, a primeira etapa de um périplo africano que irá passar pela África do Sul e pela República do Congo, também designada por Congo Brazzaville. Antes de viajar para a Tanzânia, o recém-eleito chefe de Estado chinês, Xi Jinping, deslocou-se a Moscovo (Rússia), a sua primeira visita oficial ao estrangeiro. O líder chinês deverá ficar durante um dia na Tanzânia, um parceiro africano privilegiado do governo de Pequim. De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros da Tanzânia, Xi Jinping deve proferir um importante discurso sobre as relações sino-africanas. Cerca de 20 acordos deverão ser assinados durante a breve visita à Tanzânia, protocolos que vão incidir nas áreas da economia, da cultura e do desenvolvimento. O Presidente chinês segue viagem depois para a África do Sul, onde vai participar, esta terça e na quarta-feira, em Durban, na 5.ª Cimeira das grandes potências emergentes – BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul). Após a cimeira, Xi Jinping desloca-se ao Congo Brazzaville, concluindo o périplo africano, que visa, entre outros aspectos, confirmar a importância dos países emergentes na política externa chinesa.

Calçado português assenta os pés na China

Maior representação de sempre

O

nze empresas portuguesas de calçado clássico e desportivo vão participar em Abril numa feira internacional em Xangai, na maior embaixada do género enviada à China, revelou à agência Lusa um responsável do sector. “A China é, para nós, um dos mercados com maiores potenciais de crescimento”, disse o porta-voz da Apiccaps (Associação Portuguesa de Industriais de Calçado, Componentes, Artigos de Pele e Sucedâneos), Paulo Gonçalves. “Vamos a Xangai em Abril e voltaremos em Julho, para participar noutra feira”, acrescentou. O primeiro certame, o “Micam Xangai 2013”, organizado pela Feira de Milão e a Associação Italiana de Fabricantes de Calçado, decorrerá de 09 a 11 de Abril, num centro

de exposições situado no centro da capital económica da China. “Será a nossa maior participação de sempre. Já exportamos para 132 países, mas, neste momento, a Europa está num período crítico e temos de conquistar novos mercados”, realçou o porta-voz da Apiccaps. Constituída por cerca de 500 empresas, aquela associação, fundada em 1975, representa 80% do sector. “Exportamos mais de 95% do que produzimos

e no ano passado ultrapassámos, pela primeira vez, as cerca de 10.000 milhões de patacas”, indicou também Paulo Gonçalves. “Portugal tem imenso potencial. O nosso calçado, por exemplo, é de grande qualidade”, disse Guilherme Faria, director-geral do “NOVOMANIA International Fashion Trade Show”. Os dois certames ocorrem num bom momento das relações comerciais luso-chinesas.


terça-feira 26.3.2013

região

www.hojemacau.com.mo

7

Seul e Washington implementaram novo plano contra eventuais agressões da Coreia do Norte

Resposta a provocações

A

Coreia do Sul e os Estados Unidos implementaram um novo plano conjunto de defesa para responder, sob a liderança de Seul, a possíveis “provocações” da Coreia do Norte, confirmou ontem o Ministério de Defesa sul-coreano. Até agora, a resposta a eventuais agressões norte-coreanas era responsabilidade exclusiva do exército da Coreia do Sul, enquanto a intervenção dos Estados Unidos era apenas contemplada em caso de guerra total. Segundo o novo plano, “quando a Coreia do Norte levar a cabo provocações limitadas contra a Coreia do Sul, esta desempenhará um papel

Directora do Banco Mundial diz, em Pequim, estar preocupada com risco de contágio financeiro na Europa

Nações “vulneráveis” mais expostas

A

directora do Banco Mundial, Mulyani Indrawati, alertou este domingo para o risco de contágio financeiro na Europa, em particular nos países “mais vulneráveis”, caso o plano de resgate de Chipre não evite um colapso bancário. “O primeiro impacto no ambiente global desta situação na Europa vem da percepção, porque é psicológico. E isso é contagioso, porque vem dos mercados de capitais, do mercado de acções, do sector financeiro”, disse Indrawati à margem de um fórum em Pequim. O Governo de Nicósia está envolvido numa corrida contra o tempo para concluir com os seus parceiros europeus, um plano de resgate financeiro, após o Parlamento cipriota ter rejeitado na terça-feira o projecto que previa o pagamento de um imposto sobre depósitos bancários. A União Europeia, e em par-

ticular a Alemanha, têm vindo a sugerir que o risco de contágio é limitado, dada a dimensão de Chipre, uma ilha de um milhão de habitantes. Apesar do arrastar das negociações, a agitação nos mercados financeiros europeus tem sido contida. Segundo Indrawati, se o plano para Chipre for mal recebido o contágio pode ameaçar outras nações “vulneráveis”, em particular na Europa. “Temos de observar muito de perto o que está a acontecer no Chipre (…) Não apenas a psicologia, mas… o acordo relacionado com o sistema bancário e o tratamento de depósitos”, adiantou. “A economia global não pode arriscar-se a mais volatilidade novamente. É por isso que os decisores políticos precisam de tomar decisões acertadas de uma maneira rápida, para reduzir a volatilidade e incerteza”, disse.

de liderança, enquanto os Estados Unidos oferecerá apoio”, afirmou em conferência de imprensa o porta-voz da Defesa de Seul. O porta-voz confirmou que o plano tem como objectivo dissuadir a Coreia do Norte de realizar acções armadas contra a Coreia do Sul e Estados Unidos, e foi elaborado tendo em conta várias situações

hipotéticas nas quais o regime de Kim Jong-un possa ser responsável por “provocações”, apontou. O acordo assinado em Seul, na sexta-feira, pelas autoridades do Estado Maior Conjunto da Coreia do Sul e forças norte-americanas no país asiático, entrou imediatamente em vigor e inclui “procedimentos de consulta e acção para permitir uma dura e decisiva resposta” dos aliados. O plano conjunto tem origem em 2010, quando os aliados decidiram intensificar a sua capacidade de resposta depois dos ataques ao navio sul-coreano Cheonan e à ilha de Yeonpyeong.

Coreia do Sul detecta endereços de IP nos EUA e Europa, após ataque cibernético

Responsáveis por ‘apagão’ de bancos e televisões A

polícia sul-coreana detectou endereços de IP dos Estados Unidos e de três países europeus durante a investigação lançada para encontrar os responsáveis pelo ataque informático de que foram alvo entidades do país na semana passada. As autoridades policiais limitaram-se a indicar que os endereços de IP (Protocolo de Internet) dos Estados Unidos e de três países europeus geraram

códigos perniciosos responsáveis pelo ‘apagão’ generalizado nos computadores dos bancos Nonghyup, Shinhan e Jeju e das televisões KBS, YTN e MBC. A polícia da Coreia do Sul pediu aos governos dos quatro países - Estados Unidos e dos três países europeus (os quais não identificou) - para que cooperem com a investigação, informou a agência Yonhap. Depois do incidente, que ocor-

reu na passada quarta-feira, o organismo de controlo das comunicações de Seul atribuiu inicialmente o ataque cibernético a um endereço de IP chinês, o que alimentou as especulações sobre uma eventual implicação da Coreia do Norte. Contudo, na sexta-feira, a Comissão de Comissões da Coreia reconheceu ter cometido um erro ao confundir o alegado IP chinês com um endereço local usado pelo Nonghyup.

Japão reabre acesso a Tomioka, localidade evacuada após acidente nuclear em Fukushima A localidade de Tomioka, situada a cerca de 10 quilómetros da central de Fukushima, evacuada desde o acidente nuclear, foi declarada como zona parcialmente acessível pelo governo japonês. A medida visa acelerar a reconstrução da localidade, atingida pelo tsunami de 2011, e permitirá a cerca de 11.200 habitantes, ou 70% da população total de Tomioka antes do acidente, voltar temporariamente às suas casas para limpá-las e reabilitá-las,

noticiou a estação Fugi TV. “Finalmente podemos começar a reconstruir as infra-estruturas da localidade”, explicou o presidente do município, Katsuya Endo.Desde a crise nuclear, apenas um agricultor, Naoto Matsumura, de 54 anos, que sobreviveu e alimentou os seus animais com bens doados por diversas associações, permaneceu no município. Tomioka encontra-se dentro perímetro de aceso proibido delimitado nos 20 quilómetros da central.


8

carnaval

terça-feira

www.hojemacau.com.mo

Associação dos Macaenses promoveu a tradição

Mascarados no Micareme N o passado sábado, a Associação dos Macaenses (ADM) e a Confraria da Gastronomia Macaense organizaram o Baile dos Mascarados – Micareme 2013. Uma iniciativa que recupera a tradição de Macau e que, na opinião de Miguel de Senna Fernandes, presidente da ADM, foi uma

festa que cumpriu o seu objectivo: boa disposição, bom convívio e espírito de fantasia e de folia. “O baile excedeu as expectativas, com aceitação patente de todos quantos nela participaram.” A organização pondera voltar a organizar a festa no próximo ano, mas para já fique com os melhores momentos.


26.3.2013

www.hojemacau.com.mo

pub

carnaval

9


10

vida

terça-feira 26.3.2013

www.hojemacau.com.mo

ATFPM organiza seminário sobre prevenção e tratamento da doença degenerativa macular

Cuidar dos olhos dos outros

N

uma sociedade de idosos e com tendência ao envelhecimento, são cada vez mais as pessoas de idade que sofrem da Doença de Degeneração Macular (DDM), actualmente apontada como a terceira causa mais comum de perda de visão no mundo. Por isso mesmo, a Associação dos Trabalhadores da Função Pública de Macau (ATFPM) organizou, no passado sábado, um seminário sobre a prevenção e tratamento da Doença de Degeneração Macular, tendo como convidados os médicos oftalmologistas Pedro Manuel Batalha e Wico Lai, da Clínica de Oftalmologia de Macau. Segundo um comunicado da associação, mais de cem pessoas participaram no evento, que teve como principal objectivo dar a

dores nem afecções notórias da visão”, explica um comunicado da ATFPM. “Quando a doença piora, a visão sofre mais danos até causar a cegueira dentro de alguns meses. O que se aconselha aos cidadãos é consultarem

os médicos oftalmologistas o mais rápido possível e regularmente para obter o tratamento adequado.” Actualmente, já é possível administrar uma injecção no globo ocular afectado pela doença com um medicamento

apropriado, entre outras terapias para controlar a doença. Segundo os dados da Organização Mundial da Saúde, o número dos pacientes da Doença de Degeneração Macular vai duplicar em 2030. - J.F.

Soldados veteranos regressam com problemas de saúde das guerras

conhecer os sintomas da doença e os métodos para a prevenir. Os médicos ofereceram mesmo um exame gratuito aos presentes. Depois das Cataratas e do Glaucoma da visão, esta doença causa a cegueira

especialmente em idosos com mais de 55 anos. “O Dr. Wico Lai explicou aos participantes que a Doença de Degeneração é o ‘assassino invisível’dos olhos, visto que no início da doença não aparecem sintomas óbvios, nem

pub

Do sistema digestivo até ao cognitivo N

o final da Guerra do Golfo houve um mal que muitos soldados trouxeram para casa caracterizado por dores crónicas, fadiga, disfunções cognitivas a que se chamou de Síndrome da Guerra do Golfe. Passados mais de 20 anos, uma equipa de investigadores conseguiu associar mudanças físicas no cérebro de alguns veteranos que sofrem deste problema. O trabalho foi publicado na revista PLoS One na semana passada e citado pelo jornal Público. Entre 1990 e 1991 centenas de milhares de soldados foram colocados no Médio Oriente na guerra liderada pelos Estados Unidos contra o Iraque. Mais de um quarto dos 697.000 soldados mobilizados voltaram com uma panóplia de problemas de saúde que afectam desde o sistema digestivo até ao sistema cognitivo. Muitos deles sentem dores em actividades normais. Embora estes soldados tenham estado expostos a vários químicos como agentes nervosos, pesticidas, herbicidas, nenhuma substância foi associada de uma forma definitiva a todos estes casos. Ainda assim, investigadores da Universidade de Georgetown, Washington, nos Estados Unidos,

conseguiram pela primeira vez ter aquilo que parece ser uma base neuro-anatómica da doença. A equipa liderada por James Baraniuk analisou os cérebros de 31 veteranos com esta síndrome e comparou-os com 20 pessoas que serviram como controlo. Os resultados dos exames de ressonância magnética mostraram que os veteranos tinham danos significativos nos axónios – os longos filamentos das células nervosas que transmitem impulsos eléctricos de modo a que a informação seja passada entre as várias regiões do cérebro. A região onde estes axónios se encontravam afectados no caso dos veteranos de guerra estava numa parte do lobo frontal do cérebro associado à dor mais intensa e à fadiga. “Esta via de neurónios está envolvida na fadiga, na dor, no processamento emocional e de recompensa. Esta via também suporta a actividade na rede de atenção, que procura por sinais inesperados no ambiente envolvente que podem ser interpretados erradamente como fontes de perigo ou causadores de dor”, explica num comunicado Rakib Rayhan, um dos autores do estudo.


terça-feira 26.3.2013

cultura

www.hojemacau.com.mo

11

Concerto de “A Naifa” dia 13 de Abril no Centro Cultural

De faca afiada

A

banda portuguesa A Naifa vai estar em Macau para actuar dia 13 de Abril, sábado, às 20h, no Grande Auditório do Centro Cultural de Macau. Aquela que foi considerada pela crítica portuguesa como uma das mais importantes bandas da década, chega à cidade a

convite da Casa de Portugal em Macau e da Fundação Oriente, com a colaboração especial do Ponto Final. Este ano, Macau deverá ser um dos momentos altos do percurso d’ A Naifa, que vai dedicar 2013 à consolidação da internacionalização da sua carreira, informa o comunicado de

imprensa da organização. Espera-se ouvir no Grande Auditório do Centro Cultural de Macau a voz de Maria Antónia Mendes (Mitó Mendes) a interpretar temas do quarto álbum “Não se deitam comigo corações obedientes”, mas também de álbuns anteriores, acompanhada

Albergue inaugura exposição de pintora japonesa radicada em Portugal

Paisagens em tons de azul

O

Albergue SCM inaugura esta quarta-feira, pelas 18h30, a Exposição de Pintura “Do Azul de Portugal”, da autoria de Takae Nitahara. Takae Nitahara, A pintora japonesa Takae Nitahara nasceu em Okayama, Japão, e estudou no Colégio de Artes de Musashino, e também no colégio de artes do Rio de Janeiro, no Brasil. Actualmente é membro da Associação de Aguarelas do Japão e da Associação de Artistas do Japão. Vive em Portugal há 10 anos, desde 2002, onde, nas palavras da pintora, o céu é azul, o mar igualmente azul e repleto de ondas quebradiças, os prados são vastos. Lá, Takae pinta e inspira-se nesse belo e bucólico cenário. Na sua obra, essencialmente inspirada em paisagens, a ideia de água é frequentemente interpretada como um fluxo turbilhante de vida. A elegância do preto e seus derivados, contrasta com o branco e a utilização de azuis extremamente suaves e transparentes, informa o comunicado de imprensa da organização. Os espaços extensos parecem ser varridos por fortes ventos, numa natureza que inspira respeito e ao mesmo tempo transmite serenidade. Por vezes as cores amareladas e avermelhadas do pôr-do-sol vêm aquecer fortemente o cenário.

A artista estrutura e reorganiza o espaço integrando cortes e representações lineares, como um “close up” generoso no espaço, acrescenta a nota de imprensa. O grande desejo da pintora é que as pessoas possam viver diariamente com um grande sorriso na face, e que estejam verdadeiramente satisfeitas com as suas vidas. A exposição, que a traz agora a Macau, é uma oportunidade para a comunidade artística local e o público em geral poderem apreciar a profundidade do seu trabalho, finaliza a nota. “Do Azul de Portugal” pode ser visto de 27 de Março até 28 de Abril, todos os dias das 12 às 20h, excepto às segundas-feiras, das 15 às 20h. A entrada é livre.

pela guitarra portuguesa de Luís Varatojo, Samuel Palitos na bateria e Sandra Baptista no baixo. A Naifa recebeu no início do ano o Prémio Autores 2013 da Sociedade Portuguesa de Autores (SPA) para melhor disco, atribuído pelo seu quarto álbum de originais “Não se deitam comigo corações obedientes”, lançado em 2012. Este foi o primeiro álbum de originais sem a participação de João Aguardela. A Naifa é um projecto

original de Luís Varatojo e João Aguardela, criado em 2004, com a voz de Maria Antónia Mendes (Mitó Mendes). Junta a música popular, o estilo pop, o Fado e a música electrónica, a canções e letras de qualidade, numa abordagem musical original, na qual a tradicional guitarra portuguesa é introduzida, com assumida inspiração no consagrado guitarrista português Carlos Paredes, por Luís Varatojo. Este é um músico ecléctico, intér-

prete de guitarra eléctrica com origens “punk” e que passou por bandas como Peste & Sida e Despe & Siga e Linha da Frente antes de criar com João Aguardela o projecto A Naifa. O repertório da banda é totalmente original e resulta de letras de novos poetas portugueses e temas com base em referências da música portuguesa, numa combinação singular entre a tradição e a música moderna.

pub

EDITAL Edital n :22/E/2013 Processo no :995/BC/2012/F Assunto :Início do procedimento de audiência pela infracção às respectivas disposições do Regulamento de Segurança Contra Incêndios (RSCI) Local :Travessa do Calão no 3, Edf. Mei Lam, 4o andar (CRP: A3), Macau. o

Chan Pou Ha, subdirectora da Direcção dos Serviços de Solos, Obras Públicas e Transportes (DSSOPT), no uso das competências delegadas pela alínea 7) do no 1 do Despacho no 09/SOTDIR/2009, publicado no Boletim Oficial da Região Administrativa Especial de Macau (RAEM) no 16, II Série, de 22 de Abril de 2009, faz saber por este meio ao dono da obra e ao proprietário do local acima indicado, o seguinte: 1.

O agente de fiscalização desta DSSOPT constatou em 07/11/2012 no local acima identificado a realização de obra sem licença, cuja descrição e situação é a seguinte: Obra 1.1

A renovação da gaiola metálica instalada no terraço de recuo junto à janela da fracção.

Situação da obra

Infracção ao RSCI e motivo da demolição

Em curso

Infracção ao no 12 do artigo 8o, obstrução do acesso aos pontos de penetração no edifício.

2.

Sendo o terraço de recuo da fracção acima referida considerada como ponto de penetração para realização de operações de salvamento de pessoas e de combate a incêndios, não pode ser obstruído com elementos fixos (gaiolas, gradeamentos, etc.) de acordo com o disposto no no 12 do artigo 8o d o RSCI, aprovado pelo Decreto-Lei no 24/95/M, de 9 de Junho. As alterações introduzidas pelos infractores nos referidos espaços, descritas no ponto 1 do presente edital, contrariam a função desses espaços enquanto ponto de penetração no edifício e comprometem a segurança de pessoas e bens em caso de incêndio. Assim, a obra executada não é susceptível de legalização pelo que terá necessariamente de ser determinada pela DSSOPT a sua demolição a fim de ser reintegrada a legalidade urbanística violada.

3.

Nos termos do no 7 do artigo 87o do RSCI, a infracção ao disposto no no 12 do artigo 8o, é sancionável com multa de $2 000,00 a $20 000,00 patacas.

4.

Considerando a matéria referida nos pontos 2 e 3 do presente edital, podem os interessados, querendo, pronunciarse por escrito sobre a mesma e demais questões objecto do procedimento, no prazo de 5 (cinco) dias contados a partir da data de publicação do presente edital, podendo requerer diligências complementares e oferecer os respectivos meios de prova, em conformidade com o disposto no nº 1 do artigo 95o do RSCI.

5.

O processo pode ser consultado durante as horas de expediente nas instalações da Divisão de Fiscalização do Departamento de Urbanização desta DSSOPT, situadas na Estrada de D. Maria II, no 33, 15o andar, Macau (telefones nos 85977154 e 85977227).

Aos 19 de Março de 2013

A Subdirectora dos Serviços Engª Chan Pou Ha


12

desporto

terça-feira 26.3.2013

www.hojemacau.com.mo

Entrevista Zou Shiming sobe à arena do Venetian para estreia em combate profissional

“Lutar pela primeira vez faz-me muito feliz” Joana Freitas

joana.freitas@hojemacau.com.mo

F

oi o primeiro lutador de boxe a ganhar uma medalha de ouro pela China, nos Jogos Olímpicos de 2008, e em Macau estreia-se novamente, desta vez num combate profissional. Zou Shiming, recentemente listado na conceituada promotora ‘Top Rank’, sobe à arena do Venetian no dia 6 de Abril num frente-a-frente com Eleazar Valenzuela. Em treinos com Freddie Roach, treinador de Manny Pacquiao, Zou Shiming diz ao Hoje Macau o que sente a menos de duas semanas de se estrear como lutador profissional. Esta é a sua estreia em combate profissional. Sente que é uma grande responsabilidade?

Claramente, tenho de treinar e estar na melhor forma de sempre da minha vida. Ainda assim, vai ser entusiasmante estar a combater em frente a um público que me apoia e terei de tirar

pub

Anúncio

HM-26-3-13-1ªvez Execução Ordinária n.º CV2-12-0078-CEO 2º Juízo Cível Exequente: BANCO INDUSTRIAL E COMERCIAL DA CHINA (MACAU), S.A., com sede em Macau, na Avenida da Amizade, nº 555 – Macau Landmark, torre ICBC, 18º andar. Executado: YOON, JAE JOUNG, com última residência conhecida em Macau, na Avenida da Amizade, n.º 271, Edifício Kam Wa Kok, 8.º andar “BB” andar “A”, ora ausente em parte incerta. YOON, HENRY HYUN, com última residência conhecida em Macau, na Avenida a Amizade, n.º271, Edifício Kam Wa Kok, 8.º andar “BB” andar “A”, ora ausente em parte incerta. *** Correm éditos de trinta (30) dias, a contar da segunda e última publicação do anúncio, citando os executados YOON, JAE JOUNG e YOON, HENRY HYUN, acima melhor identificado, para no prazo de vinte (20) dias, decorrido que seja o dos éditos, pagar ao exequente a quantia de MOP$61.196,24 (Sessenta e Uma Mil, Cento e Noventa e Seis Patacas e Vinte e Quatro Avos) e legais acréscimos, ou no mesmo prazo, deduzir oposição por embargos ou nomear bens à penhora, sob pena de, não o fazendo, ser devolvido ao exequente o direito de nomeação de bens à penhora, seguindo o processo os ulteriores termos até final à sua revelia. Tudo conforme melhor consta do duplicado da petição inicial que neste 2º Juízo Cível se encontra à sua disposição e que poderá ser levantado nesta Secretaria Judicial nas horas normais de expediente. Macau, aos 8 de Março de 2013. ***

vantagem disso, em meu benefício. Quais são as maiores diferenças entre os seus combates como amador e o de agora?Alguma coisa muda? É muito diferente passar de amador para profissional. Enquanto amador, uma pessoa tem de reunir a maior quantidade de pontos possível para ganhar uma luta, enquanto nos combates profissionais quase sempre tudo se resume ao golpe do KO. Ficou feliz pelo facto de a sua estreia como profissional ser na China? Sim, claro. Lutar pela primeira vez [enquanto profissional] em frente à minha família, amigos e tantos apoiantes chineses faz-me muito feliz. É a primeira vez que está em Macau? Não. Já cá estive antes e acho que é uma cidade espantosa.

Tem treinado com Freddie Roach. Como surgiu esse convite? Tem sido incrível treinar com o Freddie. Estou em mãos muito capazes. Os meus agentes discutiram a oportunidade com [Bob] Arum, [director-executivo do Top Rank], e ele conseguiu fazer com que acontecesse. Como é treinar com alguém como Freddie Roach? Consegue ver melhorias na sua performance? O Freddie é um dos melhores treinadores do mundo. Trabalhar com ele é definitivamente bom para que consiga tornar-me um profissional. Estou a sentir que fico mais forte de dia para dia. Freddie Roach comparou-o a um “Manny Pacquiao mais novo”. Qual o seu comentário sobre isso? Essa comparação é um elogio incrível. Mas preciso de ir para

Quem é Zou Shiming?

Quem é o adversário?

• Natural de Guizhou, China • 31 anos, nascido a 18 de Maio de 1981 • Categoria: Mosca-ligeiro • 49Kg, 1,64 metros • Seis medalhas de Ouro • Duas medalhas de Bronze • Uma medalha de Prata • Amador (até agora) • Treinado por Freddie Roach

• Eleazar Valenzuela • Natural de Sinaloa, México • Categoria: Mosca-ligeiro • Cinco combates – duas vitórias, uma por KO • Profissional

cima do ringue e combater antes que qualquer comparação seja feita. O Manny Pacquiao é uma lenda. Como se sente por fazer parte da equipa da ‘Top Rank’? É muito bom. Eles são pessoas fantásticas de trabalhar e cuidam bastante bem de mim. Estou mesmo muito feliz por fazer parte da ‘Top Rank’. Em 2008, ganhou a sua primeira medalha de ouro nos Jogos Olímpicos e a primeira medalha de sempre da nação chinesa em boxe. Como se sentiu quando concretizou isso? Foi um grande momento para mim ganhar uma medalha de

ouro. Ganhar uma medalha de ouro só é possível quando se tem todas as pessoas que te rodeiam e te apoiam. Fui abençoado com esse apoio. Porque escolheu o boxe como a sua arte marcial de eleição? Apaixonei-me pelo boxe quando era muito novo. As coisas apenas evoluíram a partir daí até este ponto. Quais são os seus planos futuros no que diz respeito ao boxe? Espero continuar a melhorar e, quem sabe, um dia ter a hipótese de competir por um título mundial no boxe. Esse é o meu objectivo e o meu sonho. Está preparado para o dia 6 de Abril? Estarei pronto.

Combates para o dia 6 de Abril • Super peso pena Cheroenchai Sithsaithng (Tailândia) VS David Penalosa (Filipinas) • Super peso pluma Ryusei Yoshida (Japão) VS Paul Fleming (Austrália) • Peso pluma Ngaotawan Sithsaithong (Tailândia) VS Dobbie Boy Penalosa (Filipinas) • Peso mosca Tommy Seran (Indonésia) VS Milan Melindo (Filipinas) • Peso Super Welter Javier Francisco Maciel (Argentina) VS Vanes Martirosyan (Califórnia)

Freddie Roach, treinador de estrelas Frederick “Freddie” Roach é um ex-pugilista e treinador americano, nascido em 1960. Actual treinador de George St. Pierre, campeão da UFC, e de Manny Pacquiao, o lutador filipino campeão do mundo, entre outros, Roach é conhecido como um dos melhores treinadores do mundo. Em 2003,2006, 2008, 2009 e 2010 recebeu o título de Treinador do Ano pela Associação de Críticos de Boxe dos EUA. De um total de 3 combates, Freddie Roach contabiliza 40 vitórias – 15 delas por KO - e 13 derrotas.

• Disputa pelo título mundial de peso mosca da WOB/WBA Juan Francisco Estrada (México) VS Brian Viloria (Havai) • Disputa pelo título internacional de super peso pena da WBO Yasutako Ishimoto (Japão) VS Wifredo Vasquez Jr. (Puerto Rico) • Disputa pelo título mundial de super peso pena da WBO Diego Magdaleno (Las Vegas) VS Roman Martinez (Puerto Rico) • Eleazar Valenzuela (México) VS Zou Shiming (China)


terça-feira 26.3.2013

[ ] Cinema

futilidades

www.hojemacau.com.mo

13

Cineteatro | PUB

Sala 2

Parker [C]

Um filme de: Taylor Hackford Com: Jason Statham, Jennifer Lopez 14.30, 16.45, 21.30

OZ: the great and powerful [3d] [b]

olympus has fallen

Um filme de: Sam Raimi Com: James Franco, Rachel Weisz, Michelle Williams, Mila Kunis 19.15 Sala 3

Sala 1

mama [c]

Um filme de: Andy Muschietti Com: Jessica Chastain, Nikolaj Coster-Waldau 14.30, 16.30, 19.30, 21.30

Aqui há gato

olympus has fallen [c]

Um filme de: Antoine Fuqua Com: Gerard Butler, Morgan Freeman, Aaron Eckhart 14.30, 16.45, 19.15, 21.30

VERTICAIS: 1-Rapariga que faz recados. Pessoa amada. 2-O m. q. olmeiro. Rádio (s.q.). 3-Emproada, envaidecida. Coliga. 4-Contetente, risonha. Deploração, lágrimas. 5-Óasis de Saará Central. Efeminado. 6-Peça de maderia para fixar ossos fracturados. Guarnecer de asas. 7-O m. q. cutucar (Bras.). República (abrev.). 8-Terreno plantado de oliveiras. Lâmina com muitos orifícios para coar água. 9-Defeito, senão. Lanterna de automóvel. 10-Outorga. Peixe raiado longitudinalmente, 11-Tio europeu. O m. q. cerume.

Soluções do problema

Sudoku [ ] Cruzadas

HORIZONTAIS: 1-Nome de mulher. Filtrada. 2-Terra cansada (Bras.). Asa (Arc.). 3-Peça quadrada de metal, empregada em tipografia, para abrir parágrafos. 4-O. cúbito (Ant.). Recompensa por serviço ou favor. 5-Espécie de avestruz. Camas de lona. 6-Interjeição usada para afastar certos animais (Prov.). Exprime a queda de um corpo (Interj.). Alumínio (s.q.). Nome de letra. 7-Barmir. Apresentar-se. 8-Juntais. Qualquer guisado ou ensopado (Bras.). 9-Olharam com atenção. 10-Érbio (s.q.). Tagarela. 11-Feiticeiros. Pó fecundante das plantas.

[Tele]visão TDM 13:00 13:30 14:40 18:30 19:30 20:30 21:00 21:30 22:10 23:00 23:30 00:00 01:00 01:30

31 - STAR Sports 12:00 Laureus World Sports Awards 2013 14:00 Rebel TV 20 14:30 FIA World Rally Championship 2013 - Event Highlights 15:30 International Motorsport News 2013 16:25 (LIVE) 2014 FIFA World Cup Brazil Asian Qualifiers Australia vs. Oman 18:30 Rebel TV 20 18:55 (LIVE) 2014 FIFA World Cup Brazil Asian Qualifiers Korea Republic vs. Qatar 21:00 Golf Focus 2013 21:30 (LIVE) Score Tonight 2013 21:55 (LIVE) 2014 FIFA World Cup Brazil Asian Qualifiers Jordan vs. Japan

TDM News - Repetição Telejornal + 360º (Diferido) RTPi DIRECTO TDM Desporto Vingança Telejornal TDM Entrevista Donas de Casa Desesperadas Sr.8 Escrito nas Estrelas TDM News Magazine Liga dos Campeões Portugal Aqui Tão Perto Telejornal – Repetição RTPi Directo INFORMAÇÃO TDM

RTPi 82 15:00 Telejornal Madeira 15:35 República do Saber 15:50 Portugal de… 16:35 AntiCrise 17:00 Bom Dia Portugal 18:00 Portugal Aqui Tão Perto 18:55 O Teu Olhar (Telenovela) 19:40 Best of Portugal 20:05 Mistérios de Lisboa 21:00 Jornal da Tarde 22:15 O Preço Certo 23:05 Portugal no Coração 30 - FOX Sports 13:00 NASCAR Nationwide Series 2013 - Highlights 14:00 World of Gymnastics 2013 14:30 US Open 9-Ball C’ship 2012 17:30 Toshiba Windsor Triathlon 2012 18:30 The Football Review 2012-2013 19:00 Tour De Taiwan 2013 Highlights 19:30 (LIVE) FOX SPORTS Central 20:00 Abu Dhabi Triathlon 2013 Highlights 20:55 (LIVE) 2014 FIFA World Cup Brazil Asian Qualifiers Uzbekistan vs. Lebanon 23:00 FOX SPORTS Central 23:30 Toshiba Windsor Triathlon 2012

40 - FOX Movies 11:05 Barney’S Version 13:20 Romeo And Juliet 15:20 Act Of Valor 17:15 Trespass 18:50 National Treasure 21:00 National Treasure: Book Of Secrets 23:05 The Walking Dead 23:55 The Recruit 41 - HBO 12:00 Phil Spector 14:00 Frequently Asked Questions About Time Travel 15:25 Mississippi Burning 17:45 Game Change 19:45 A Few Good Men 22:00 Saving Private Ryan 00:50 Country Strong 42 - Cinemax 12:30 Paradise Alley 14:15 Code Name: Wolverine 16:00 Murderers’ Row 17:45 Macarthur 19:50 Hollywood On Set 20:15 Sanctum 22:00 Banshee 23:00 The Debt 00:50 Piranha Ii

HORIZONTAIS: 1-PAULA. COADA. 2-A. FEITAL. AA. 3-QUADRATIM. R. 4-ULNA. LUVAS. 5- EMA. MACAS. C. 6-TO. PA. AL. BE. 7-A. URRAR. FOR. 8-UNAIS. RAGU. 9-B. ENCARARAM. 10-ER. TARELO. E. 11-MACOS. POLEN. VERTICAIS: 1-PAQUETA. BEM. 2-A. ULMO. U. RA. 3-UFANA. UNE. G. 4-LEDA. PRANTO. 5-AIR. MARICAS. 6-TALA. ASAR. 7-CATUCAR. REP. 8-OLIVAL. RALO. 9-A. MAS. FAROL. 10-DA. S. BOGA. E. 11-AAR. CERUMEN.

À venda na Livraria Portuguesa Os 50 Grandes Acontecimentos da História • Hugh Williams

REGRAS |

Insira algarismos nos quadrados de forma a que cada linha, coluna e caixa de 3X3 contenha os dígitos de 1 a 9 sem repetição solução do problema do dia anterior

São 50 factos essenciais que alteraram o curso da História, recordando Jesus Cristo, Henry Ford, Vasco da Gama ou a Internet. Compilados pelo prestigiado especialista britânico Hugh Williams, estes 50 momentos são basilares para compreensão da sociedade em que vivemos hoje, recheados ainda de apontamentos curiosos e factos históricos que nunca sonhou descobrir. Um livro repleto de personalidades, locais, batalhas e objectos, descritos com rigor e entusiasmo e tornando vivas as passagens mais marcantes da nossa História.

Contos Carnívoros • Bernard Quiriny

Um botânico enamorado da sua planta carnívora. Um padre argentino que tem a faculdade de se desdobrar em corpos diferentes. Onze escritores mortos que o leitor nunca leu. Uma mulher-laranja que se deixa literalmente beber pelos seus amantes. Uma sociedade de estetas fascinados pelas marés negras. Uma tribo de índios da Amazónia que nenhum linguista compreende. E o extraordinário Pierre Gould, que ressurge incessantemente em diferentes trajes e disfarces… Rua de S. Domingos 16-18 • Tel: +853 28566442 | 28515915 • Fax: +853 28378014 • mail@livrariaportuguesa.net

A Primeira-dama Quando a primeira-dama da China Peng Liyuan saiu do aeroporto, uma nova estrela política nasceu. Houve gente que se apressou a compará-la com Michelle Obama ou Carla Bruni, talvez porque esta também é cantora. Contudo, Peng é totalmente diferente. A minha cabecinha de gato leva-me a pensar que ela é mais parecida com a Primeira-dama da Coreia do Norte. São duas beldades orientais e têm companheiros com poder. Para mim a beleza é e será sempre um poder na política. Por falar em beldades na política. Lembrei-me agora de grandes nomes de mulheres de políticos: Jacqueline Lee Bouvier Kennedy Onassis, que embora se tenha tornado esposa de um magnata grego, a sua beleza afectou o comportamento político do seu ex-marido J.F. Kennedy; Grace Kelly, prestigiada actriz americana e esposa do príncipesoberano do Mónaco; Yulia Timochenko, política ucraniana com um cabelo sempre moderno e especial e primeira-ministra em 2005. Mas eu quero é falar de Peng Liyuan. Não é a primeira cantora que tem relação com a política. Song Zuying, a alegadamente amante do antigo Presidente da China Jiang Zeming também era cantora. Ainda bem que a nova Primeira-dama nunca esteve ligada a esse tipo de rumores, muito pelo contrário. Há mesmo um rumor que dava conta de que queria era separar-se de Xi Jinping, por causa da pressão que envolvia o casal. Peng Liyuan não quer saber de notícias cor-de-rosa. Para ela só a sua carreira interessa e agora o país. A China está com sorte por ter uma mulher tão bonita casada com o Presidente. A meu ver mostra que os chineses podem ter algum gosto pela moda e são bem educados. Era como voltar 1000 anos atrás, onde a China era um modelo no mundo. Rica culturalmente, poder económico. Durante muitos anos o Japão e a Coreia apenas aprendiam. Com o passar do tempo a China foi-se perdendo. Com tantas reformas políticas e económicas, quase sempre feitas do pior modo, a cultura chinesa sofreu muitos golpes e os próprios chineses perderam as suas maneiras. Hoje é difícil de dizer a célebre frase: “Paciência de chinês”, porque o chinês deixou de ter paciência, só pensa nele mesmo. É verdade, o vestido que Peng Liyuan vestiu na última vez que foi fotografada já está à venda mo Taobao por 499 RMB. E esta hein? Acho que me vou preocupar mas é em arranjar uma gatinha... Miau!

Pu Yi


14

opinião

www.hojemacau.com.mo

Sacudir o sangue do capote Ricardo Araújo Pereira in Visão

Q

ue farei quando tudo arde?”, perguntou Sá de Miranda no século XVI. “Nada”, respondeu Cavaco em 2013. Quem esteve 500 anos à espera talvez preferisse uma resposta mais completa, mas esta é menos simples do que parece. O prefácio do novo livro de intervenções públicas do Presidente da República esclarece aqueles rústicos que não sabem apreciar os vários tipos de silêncio nem os benefícios sociais da inacção. Uma coisa é não fazer nada de forma irresponsável; outra, bem diferente, é não fazer nada com profundo sentido de Estado. Cavaco, para nosso bem, optou por esta segunda forma de letargia institucional. Sabendo de antemão que os críticos não teriam o discernimento necessário para distingui-la da inactividade irresponsável, mesmo assim o Presidente arriscou levar a cabo uma inacção prenhe de significado, sustentada por um silêncio extremamente fecundo. Como se isso não fosse já suficientemente trabalhoso, no fim ainda tem de explicar aos ignorantes como funciona a inércia política. Quem já foi fotografado sabe que, se quer ficar bem na fotografia, o melhor é estar calado. E Cavaco sempre teve a preocupação de ficar bem na fotografia. Daí o silêncio. O Presidente está para a política como John Cage está para a música. Cage compôs a célebre peça 4’33”, em que a orquestra fica em silêncio durante quatro minutos e meio; Cavaco tem composto silêncios ainda mais

duradouros, como os 35 dias deste ano que esteve sem aparecer. Por sorte, trata-se de um silêncio virtuoso. Segundo escreve no prefácio, Cavaco considera que existe uma “relação inversa entre o protagonismo do Presidente da República e a sua influência efectiva sobre o processo político de decisão”. Significa isto que Cavaco tem sido muito influente sobre o processo político de decisão. Infelizmente para os historiadores do futuro, é uma influência operada às escondidas. Cavaco Silva é o primeiro Presidente da República clandestino da História de Portugal. No prefácio ao livro Roteiros VII, nota-se a influência de Saint-Exupéry: Cavaco diz-nos que o essencial da sua acção é invisível aos olhos. É o Principezinho aplicado à Presidência: o Presidentezinho. Também é pequenino, mas de outra maneira.

Cavaco Silva é o primeiro Presidente da República clandestino da História de Portugal É interessante que ninguém tenha notado ainda o seguinte: o Presidente não dispõe apenas do poder da palavra. Também influencia pelo exemplo. O estado de hibernação em que frequentemente se encontra constitui uma inspiração para os portugueses. Saibamos todos reduzir as funções vitais de nossos organismos a um mínimo necessário à sobrevivência. Pouparemos energia e reduziremos o consumo, duas condições essenciais para viver melhor em tempos de crise económica profunda.

terça-feira 26.3.2013


terça-feira 26.3.2013

opinião

www.hojemacau.com.mo

Helder Fernando

15

à flor da pele

Macau vive na quintessência de quê? I Portugal está cheio de gente que não dorme descansada desde que soube do regresso de Sócrates, o inesquecível anterior chefe do governo. E logo para comentador político na televisão por enquanto pública. Esta, naturalmente, a parte mais visível Já não bastava a irritação crescente, tanto em figuras da direita como da esquerda, por causa desse regresso com pré-aviso, anuncia-se agora para a próxima quarta-feira, depois do telejornal, uma entrevista ao ex-chefe do governo! Realmente, o divertido é sabermos que uma série de figuras e figurinhas, por lá, não vão dormir bem tão cedo. Ou muito me engano ou voltarão a ter de aturar o senhor José Sócrates Carvalho Pinto de Sousa muitíssimo mais cedo do que alguma vez imaginaram. Ah, mas o homem, governou mal, foi uma fábrica permanente de anticorpos, já ninguém o suportava. Pois sim. Mário Soares também era muito “odiado” à esquerda, ao centro e à direita, por todo o País, quando deixou de ser primeiro-ministro, Mas logo a seguir ganha as Presidenciais. E Cavaco, um susto, aquilo era pior que bater na avó, “toda” a gente estava farta dele e do “cavaquismo”. Perdeu à primeira, ganhou à segunda, e lá está, ensimesmado de fancaria, em Belém. Quanto a Sócrates e o seu retorno, ao que se pode imaginar em grande estilo, é de esperar muito de tudo. Como governante, não lhe apreciei o estilo nem a substância pormenor menos do que insignificante para a nação. Mas já estou, mesmo à distância, sentado na plateia pronto a vibrar alegremente com cada nova birra do comentador, cada coro de protestos de umas quantas personalidades, cada proclamação arrogante do ex-governante, cada enfurecimento que irá provocar. Antigos rivais vão espumar, políticos de ocasião vão espernear, arqui-inimigos, velhos malabaristas conhecidos do novo comentador, vão pensar em atirar-se pela Ponte Vasco da Gama abaixo. Outros ainda, mostrar-se-ão imensamente preocupados com a “falta de contraditório” nas prestações televisivas do engenheiro. Como

se, quando lhes convém, exijam a presença de algum contraditório. Neste particular, entretenho-me a imaginar se haverá ou não algum jornalista, e quem será, a servir de “ponto” ao entrevistado de quarta-feira e futuro comentador. Como certo, é Sócrates ir esquecer-se dos paninhos quentes em Paris. Ouviu nas suas costas o que não lhe disseram de frente, dentro e fora do seu partido. Não creio que tenha vocação para bode de expiação, acha-se divindade, nunca o sacrificado. Sobre possíveis cenários ocultos deste regresso às origens, a sofrível ingenuidade que por vezes me toma não é suficiente para olhar e, passivamente, apenas ver o que é publicamente mostrado. Cúmplice com muitos estimados leitores: já por cá andamos há muito tempo e já assistimos às mais variadas e desvairadas coisas. Na entrevista da próxima quarta, como posteriormente na ocasião do seu primeiro comentário televisivo, vai-se dar ares de senador, superior às tricas mundanas. Quando as reacções, então, se multiplicarem - aguarda-as venenosamente ansioso - Sócrates, só aparentemente sozinho, fará o que as oposições não têm sabido ou conseguido fazer: a explosão da actual governança. E talvez mais. II Entre as minoritárias comunidades estrangeiras residentes em Macau - que tanto contribuíram e continuam a contribuir para o melhor que Macau tem - perpassa uma onda de estranheza e alguma revolta pelo

Desejam as autoridades de Macau que um dia destes ninguém os respeite, ninguém, com sinceridade e não por protocolo ou temor, os estime, excepto os protegidos? Recuso-me solenemente a acreditar

facto de se avolumarem exemplos de extremas dificuldades com vistos de residência a cidadãos com garantias de certificação profissional, entusiasmados por darem o seu contributo à RAEM, nomeadamente de nacionalidade portuguesa e com profissões de que esta terra é muito carente. Como a via diplomática tem quase sempre a obrigação de falinhas mansas, é necessário saber, por outras vias, se existe algum dispositivo legal, escondido ou não, onde esta barreira encontra estribo. E se é aparente ou real a alegada má vontade de alguns serviços oficiais, exceptuando alguns contemplados, em apetrechar legalmente novos residentes. Imaginemos que cidadãos de Macau, não possuidores de passaporte estrangeiro, por necessidade ou mera opção, tivessem extrema dificuldade em obter residência e autorização para trabalhar, numa qualquer outra parte do mundo com relações diplomáticas excelentes com a República Popular da China. Seria isso indiferente para as autoridades locais? III Exploração imobiliária em Macau, é igual a um dos maiores atentados contra os cidadãos. As autoridades calcularam, à sua maneira,

mas calcularam, qual o salário médio da população. As autoridades sabem, ou devem saber, os valores da inflação. As autoridades sabem, ou devem saber, quanto aumentou nos últimos dois, quatro, seis anos o custo de vida. As autoridades sabem, ou devem saber que muitos milhares de cidadãos de Macau não podem pagar por habitação os preços que a ladroagem à solta exigiu anteontem, ontem, exige hoje e irá exigir amanhã sempre num crescendo vampiresco. As autoridades de Macau, as elites influentes, as capelinhas de troca de informações, não conseguem travar este assassinato rápido das pessoas que não pertencem ao número dos que sabem obter lucros rápidos e incontáveis? Alguém responsável - e que se saiba fazer ouvir - responde sobre o que se está a passar, por exemplo neste campo da gatunice desenfreada? Sociedade de livre mercado não é nada disto. Nem se resolve fazendo de Coloane, ou dos lagos Nam Van superfícies de betão na vertical. Falem com as pessoas. Os mais carenciados, a classe média sem negócios paralelos, sensibilizem-se com a gente da sua terra, bolas! Sensibilizem-se com as gentes de outras terras que para aqui vieram dar o maior dos seus esforços, o melhor do seu carinho, alguns deles descendentes dos que administraram esta terra, facilitando e apaparicando o nascimento de boa parte dos milionários de hoje. Olhem todos de frente e de coração aberto, vejam como estão errados e são muito graves os pontos de vista até aqui esboçados oficialmente sobre esta maldita questão. Desejam as autoridades de Macau que um dia destes ninguém os respeite, ninguém, com sinceridade e não por protocolo ou temor, os estime, excepto os protegidos? Recuso-me solenemente a acreditar. Será que Macau é uma quinta, duas quintas, três quintas? Ou a quintessência da irresponsabilidade social e no campo da cidadania?

Propriedade Fábrica de Notícias, Lda Director Carlos Morais José Editor Gonçalo Lobo Pinheiro Redacção Andreia Sofia Silva; Cecilia Lin; Joana Freitas; José C. Mendes; Rita Marques Ramos Colaboradores António Falcão; António Graça de Abreu; Fernando Eloy; Hugo Pinto; José Simões Morais; Marco Carvalho; Maria João Belchior (Pequim); Michel Reis; Rui Cascais; Sérgio Fonseca; Tiago Quadros Colunistas Arnaldo Gonçalves; Boi Luxo; Carlos M. Cordeiro; Correia Marques; David Chan; Gonçalo Alvim; Helder Fernando; Isabel Castro; Jorge Rodrigues Simão; José Pereira Coutinho, Leocardo; Maria Alberta Meireles; Mica Costa-grande; Paul Chan Wai Chi; Vanessa Amaro Cartoonista Steph Grafismo Catarina Lau; Paulo Borges Ilustração Rui Rasquinho Agências Lusa; Xinhua Fotografia António Falcão, Gonçalo Lobo Pinheiro; Lusa; GCS; Xinhua Secretária de redacção e Publicidade Madalena da Silva (publicidade@hojemacau.com.mo) Assistente de marketing Vincent Vong Impressão Tipografia Welfare Morada Calçada de Santo Agostinho, n.º 19, Centro Comercial Nam Yue, 6.º andar A, Macau Telefone 28752401 Fax 28752405 e-mail info@hojemacau.com.mo Sítio www.hojemacau.com.mo


terça-feira 26.3.2013

www.hojemacau.com.mo

c a r t oon Casas de dois portugueses assaltadas

fogo apagado

por Steff

O secretário de Estado das Comunidades, José Cesário, confirmou que as casas de dois portugueses foram assaltadas na capital da República CentroAfricana, depois do golpe de estado que depôs o presidente François Bozizé. Vivem no país cerca de 30 portugueses. Em declarações à TSF, Cesário garantiu que não houve ferimentos ou danos pessoais. “Foram assaltadas as casas de dois cidadãos portugueses. Não sabemos a dimensão exacta desses assaltos, mas não houve feridos, tanto quanto apurámos até ontem, quando tive as últimas informações. Os contactos estão muito difíceis”, disse. A eventual retirada dos cidadãos nacionais está a ser articulada com autoridades francesas, na sua representação diplomática.

Naufrágio faz dois mortos na Austrália

Pelo menos duas pessoas morreram e 93 foram resgatadas pelas autoridades australianas quando a embarcação na qual viajavam, alegadamente procedente da Indonésia, se afundou ao largo da ilha Christmas. O ministro da Administração Interna, Jason Clare, explicou que as pessoas estão a ser identificadas. A ilha Christmas, próxima da costa da Indonésia, é um dos pontos mais usados por imigrantes ilegais que procuram refúgio na Austrália. Milhares de ilegais tentam chegar à Austrália todos os anos, viajando em embarcações precárias e com excesso de passageiros, expostas ao risco de naufrágios, muitas vezes provocados para que tenha de haver assistência por parte das autoridades.

Líder rebelde Riad al Asaad ferido

O líder de uma das facções rebeldes da Síria, Riad al Asaad, ficou ferido após a explosão de uma bomba no veículo em que se deslocava na região de Deir al Zur, no leste da Síria. De acordo com o Observatório Sírio de Direitos Humanos, Asaad, líder do Exército Livre Sírio, terá perdido um pé com a explosão, não sendo certo se está ainda na Síria ou na Turquia. O líder rebelde, um antigo alto comandante do exército sírio, viajava de carro para Al Mayadin, quando a bomba explodiu. Asaad foi um dos primeiros militares de alta categoria a desertar do Exército sírio desde o começo da luta contra o presidente Bashar al-Assad, em Março de 2011.

Chipre Eurogrupo aprova plano de resgate

Depois dos porcos, perto de mil patos aparecem mortos num rio na China

´ Aguas venenosas N ão se sabe a origem nem o que provocou a morte dos mais 16 mil porcos que foram retirados nas últimas duas semanas do rio Huangpu, que fornece a água para consumo doméstico de Xangai. Agora, as autoridades chinesas enfrentam um novo caso mas com patos. Pelo menos mil aves surgiram mortas no rio Nanhe, na região de Pengshan, província de Sichuan, sudoeste da China. Os patos foram descobertos na última quinta-feira, mas só este domingo as autoridades de Pengshan confirmaram o caso. Em declarações à rádio nacional chinesa, Liang Weidong, do gabinete de relações públicas do departamento de Pengshan, avançou que foram encontrados 50 sacos com carcaças de animais no rio, com cerca de mil animais no total. Segundo o mesmo responsável, não foi ainda possível determinar a causa da morte dos patos tendo em conta que a maioria dos corpos estava em avançado estado de decomposição. Por precaução, Liang Weidong indicou que os animais foram desinfectados e enterrados numa área isolada. Este caso surge duas semanas depois de milhares de porcos terem aparecido a flutuar no rio Huangpu. Terminadas as operações de recolha de carcaças dos

animais, as autoridades indicaram que mais de 16 mil porcos foram encontrados e que estes terão sido deitados ao rio em Jiaxing, onde existem cerca de 100 mil suiniculturas, com 4,5 milhões de porcos criados por ano, segundo números avançados pela comunicação social chinesa. O receio de risco para a saúde pública motivou na altura centenas de comentários de habitantes de Xangai, nomeadamente no microblogging Weibo, uma espécie de Twitter chinês, e o caso dos patos está a causar a

mesma reacção, com a população a questionar as autoridades sobre a qualidade da água para consumo humano. “Os patos mortos no rio em Pengshan apresenta-nos um problema muito prático e mostra-nos como o limite do aceitável na sociedade é cada vez mais baixo”, escreveu no Weibo o utilizador “If So”, citado pela BBC. Às dúvidas da população de Pengshan, as autoridades respondem, para já, com garantias de que não há qualquer ameaça à qualidade da água para consumo doméstico ou animal.

Foi já de madrugada que os ministros das Finanças europeus aprovaram um novo plano para o resgate de Chipre. A troco de 100 mil milhões de patacas, o novo plano prepara a liquidação do segundo maior banco cipriota, o Banco Laiki, e taxas para os depósitos superiores a cem mil euros. O acordo, ainda apenas com linhas gerais, prevê que os depósitos inferiores a um milhão de patacas do banco Laiki sejam transferidos para o Banco do Chipre. Os superiores serão congelados e sofrerão uma perda. O acordo “põe fim às incertezas que afetavam o Chipre e a Zona Euro”, afirmou o presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem. O presidente cipriota, Nicos Anastasiades, mostrou-se satisfeito: “Temos um acordo que é do interesse do povo de Chipre e da União Europeia.” Anastasiades esteve reunido com os presidentes do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy, da Comissão Europeia, José Manuel Barroso, do BCE, Mario Draghi, do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem e com a diretora do FMI, Christine Lagarde.

Oposição síria ganha lugar na Liga Árabe

O lugar da Síria na Liga Árabe foi atribuído à oposição. A informação foi dada por uma fonte do organismo à agência AFP, na véspera de uma reunião da Liga em Doha, no Catar. O Conselho Nacional Sírio (CNS), movimento da oposição, anunciou domingo a recepção do convite e estará representado por Ghassan Hitto.

Prisão de Bagram em mãos locais

A missão da NATO no Afeganistão, a Isaf, cede esta segunda-feira às autoridades afegãs o controle total da prisão de Bagram, localizada numa base militar dos EUA nos arredores de Cabul. Na prisão estão muitos líderes dos rebeldes talibã, tendo Bagram sido a maior e mais importante prisão dos EUA no Afeganistão. Bagram esteve no centro de várias controvérsias e organizações como a Amnistia Internacional denunciaram várias vezes que os Estados Unidos mantiveram centenas de pessoas, inclusive menores, sem acesso a advogados nem tribunais.

Hoje Macau 26 MAR 2013 #2819  

Edição do jornal Hoje Macau N.º 2819 de 26 de Março de 2013

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you