Page 1

pub

Agência Comercial Pico • 28721006

hojemacau Mop$10

pub

Director carlos morais josé • quarta-feira 20 de abril de 2011 • ANO X • Nº 2354

tempo pouco nublado min 20 max 27 humidade 55-90% • câmbios euro 11.4 baht 0.26 yuan 1.23

Cada vez mais viciados no jogo Universidade de Macau revela que 2,8% da população é viciada no jogo. Um número que em 2003 era de 1,73% e já preocupava. Impedir os jovens com menos de 21 anos de entrar ou trabalhar no casino não está a ser tarefa fácil. Há quem argumente que isso irá causar escassez da mão-de-obra. > Página 6

Pilotos denunciam que Air Macau impediu constituição de associação

Corte das asas dos pilotos

No dia em que a Air Macau divulgou um comunicado a garantir que tudo vai bem lá em casa, exprofissionais revelaram ao Hoje Macau que a operadora aérea tudo fez para impedir a formalização da Associação de Pilotos de Aviões de Macau, que estava prestes a sair em Boletim Oficial. > PÁGINA 7

Ponte Macau-Zhuhai-HK

Halterofilismo

GOVERNO PREOCUPADO COM DECISÃO JUDICIAL

RAEM DÁ CARTAS. ZHANG TRAZ TRÊS OUROS PARA CASA

• PÁGINA 4

• última

O betão do Cotai em Munique Artista Rui Calçada Bastos leva até Munique uma mostra de fotografias tiradas no meio do caos do Cotai. Imagens “vazias e desoladas” que encataram a galeira Martin Mertens. > Página 10


quarta-feira 20.4.2011 www.hojemacau.com.mo

2

actual

Jornal chinês diz que a China “não pode copiar nenhum outro país”

Não “pirateamos” democracia

O

jornal chinês Global Times acusou ontem o Ocidente de promover a democracia como “um princípio bíblico” e reafirmou que, dada a sua dimensão, a China “não pode copiar nenhum outro país”. “O Ocidente só se preocupa com os princípios ‘democráticos’ sem ter em conta a realidade da China (…) A sociedade chinesa deve ser mais cautelosa antes de (adoptar) qualquer reforma”, diz

a publicação num editorial intitulado “O Ocidente pressionando a China como fazia à antiga à União Soviética”. Evocando as “perdas” que o país sofreu por o Partido Comunista Chinês (PCC) ter seguido outrora o marxismo de forma “dogmática”, o jornal diz que a China hoje “não seguirá dogmatismos e persistirá em resolver os problemas à sua maneira”. “A China é o primeiro país da

História com 1300 milhões de habitantes e está num período de rápido desenvolvimento. (…) A China não pode copiar nenhum outro país”, afirma o editorial. No mesmo editorial, o jornal sustenta que “a democracia desejada pelo povo chinês é uma vida melhor” e, sem precisar nomes, alerta que “alguns países que seguiram as exigências do Ocidente caíram muitas vezes na agitação social”.

A China converteu-se à economia de mercado em 1992, mas o “papel dirigente” do PCC continua a ser considerado “um principio cardial”. As três primeiras figuras da hierarquia do PCC (Hu Jintao, Wu Bangguo e Wen Jiabao) ocupam também os principais lugares do aparelho de Estado: Presidente da República, Presidente da Assembleia Nacional Popular e Primeiro-ministro, respectivamente.

Pequim apoia reformas económicas iniciadas por Cuba

Siga para bingo O

Governo chinês manifestou ontem o seu apoio ao plano de reformas económicas aprovado pelo 6.º Congresso do Partido Comunista de Cuba, assegurando que estas “terão grande importância para o desenvolvimento” da ilha, que conseguirá com sucesso “construir um socialismo com características cubanas”. “Trata-se de uma reunião muito importante para Cuba, dado que o país entrou num ponto crucial de desenvolvimento”, assinalou o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês, Hong Lei, assegurando que o congresso “terá uma grande influência a longo prazo”. A China “acredita que sob a liderança do Partido Comunista de Cuba o povo cubano superará toda classe de dificuldades no caminho em direção ao desenvolvimento”, acrescentou o porta-voz, que também informou que o Partido Comunista da China mandou uma carta de felicitação

para o seu par caribenho pela realização da reunião. As reformas económicas cubanas, similares às iniciadas pela China há mais de 30 anos sob a batuta de Deng Xiaoping, buscam “garantir a continuidade e a irreversibilidade do socialismo”, segundo a resolução do 6.º Congresso. Entre as reformas aprovadas estão medidas para promover o investimento estrangeiro, as cooperativas, os arrendamentos, os trabalhadores autónomos e outras actividades económicas que ajudem o desenvolvimento da ilha, o primeiro país latino-americano a iniciar relações bilaterais com o regime comunista chinês. Além desta tímida abertura rumo à iniciativa privada, a reforma procura cortar o excesso de funcionários públicos, assim como dar maior autonomia às empresas de propriedade estatal. pub

AVISO COBRANÇA DA CONTRIBUIÇÃO ESPECIAL 1. Faço saber que, o prazo de concessão por arrendamento do terreno da RAEM abaixo indicado, encontra-se terminado, e, que de acordo com o artigo 3.º da Lei nº. 8/91/M de 29 de Julho, conjugado com o artigo 2.º e o artigo 4.º da Portaria n.º 219/93/M, de 2 de Agosto, foi o mesmo automaticamente renovado por um período de dez anos a contar da data do seu termo, pelo que, deverão os interessados proceder ao pagamento da contribuição especial liquidada pela Direcção dos Serviços de Solos, Obras Públicas e Transportes. Localização do terreno: Estrada da Areia Preta, n.os 42D a 44N, Avenida de Venceslau de Morais, n.os 92 a 122 e Rua das Industrias, n.os 12 a 32 (Edifícios Lei Seng Kok, Lei Fung Kok e Lei Tim Kok). 2. Agradecemos aos contribuintes que, no prazo de 30 dias após a recepção da notificação do pagamento, ou, até 18/04/2011, se dirijam ao Núcleo da Contribuição Predial e Renda, situado no rés-do-chão do Edifício Finanças, ao Centro de Serviços da RAEM, ou, ao Centro de Atendimento Taipa, para levantamento da guia de pagamento M/B, destinada ao respectivo pagamento nas Recebedorias dos referidos locais. 3. Na falta de pagamento da contribuição no prazo estipulado, proceder-se-á à cobrança coerciva da dívida, de acordo com o disposto no artigo 6.º da Portaria acima mencionada. Aos, 11 de Março de 2011. A Directora dos Serviços de Finanças, Vitória da Conceição

Chineses são segundo grupo de alunos em Oxford

A conquistar Inglaterra C

erca de 750 chineses estudam na Universidade de Oxford, em Inglaterra, constituindo o segundo maior grupo de alunos estrangeiros da instituição a seguir aos norte-americanos, disse o vice-chanceler da Universidade, Andrew Hamilton. “A China é agora uma fonte muito significativa de estudantes da Universidade de Oxford”, disse Andrew Hamilton, numa entrevista difundida ontem pela agência noticiosa oficial chinesa. Para atrair mais estudantes chineses, Oxford estabeleceu “muitos programas de cooperação” com universidades de Hong Kong e da China continental, disse o vice-chanceler da famosa universidade britânica, fundada no século XII. Hamilton

precisou que os estudantes chineses de Oxford representam 4% dos 20 mil alunos da universidade. O vice-chanceler disse que nas universidades chinesas já há “excelente investigação na área da ciência e tecnologia”, mas “no domínio das humanidades e ciências sociais falta percorrer algum caminho”. Cerca de 1,27 milhões de jovens chineses estudavam fora da China no fim de 2010 e na maioria dos casos são as famílias que pagam os estudos, de acordo com estatísticas do Ministério da Educação chinês. O Reino Unido é o quarto país mais procurado pelos estudantes chineses, a seguir aos Estados Unidos, Austrália e Japão, indicou o Ministério.

Nestlé compra empresa chinesa A Nestlé comprou 60% da Yinlu Foods Group, empresa chinesa que já fabricava alguns produtos da multinacional suíça. O negócio, cujo valor não foi divulgado, ainda está sujeito à aprovação do regulador do mercado. Em comunicado oficial, a Nestlé diz que os produtos da Yinlu complementam o portefólio actual da empresa. A Nestlé já está na China há mais de 20 anos onde tem 23 fábricas, dois centros de investigação e desenvolvimento e emprega 14 mil pessoas. “[Esta parceria] demonstra o nosso investimento a longo prazo na China e o nosso compromisso em desenvolver mais marcas locais”, refere Paul Bulcke, CEO da Nestlé. Sobe investimento estrangeiro O investimento estrangeiro directo na China aumentou 29,4% no primeiro trimestre deste ano com relação ao mesmo período de 2010, alcançando 30,34 biliões de dólares, segundo o Ministério de Comércio. Em Março, o investimento estrangeiro directo cresceu 32,9% na comparação anualizada, aos 12,52 biliões de dólares, acima dos 7,8 biliões de Fevereiro, quando a alta foi de 32,2%. Em 2010, o investimento estrangeiro directo aumentou 17,4% com relação a 2009, aos 105,74 biliões de dólares. Homem fere seis e suicida-se Um homem esfaqueou e feriu seis pessoas no extremo oeste da China antes de se matar ao cortar a garganta. A agência de notícias oficial Xinhua disse que o homem, na faixa de 20 anos, atacou seis pessoas com uma faca e tesouras em Kashgar, em Xinjiang, uma área atingida pela violência étnica nos últimos anos. Todos as seis vítimas estão hospitalizadas. Um estudante encontra-se em estado grave.


quarta-feira 20.4.2011 www.hojemacau.com.mo

3 Livro promete revelar detalhes

Tudo sobre Cixi e os homossexuais A

s memórias de Sir Edmund Trelawny Backhouse, que viveu quase 50 anos na China do início do século XX, saem à venda com a promessa de revelar que a famosa Imperatriz Cixi foi assassinada e outros detalhes de uma época que o autor apresenta como de grande tolerância sexual. Backhouse, quem residiu no país de 1898 até sua morte, em 1944, foi um peculiar personagem com um perfeito conhecimento da língua chinesa e os seus excepcionais contactos com a corte manchu, cujas memórias prometem romper muitos estereótipos. O livro, intitulado “Decadence Mandchoue: The China Memoirs of Sir Edmund Trelawny Backhouse” é, segundo o seu editor, Derek Sandhaus, “uma fantástica fábula escrita por um encantador autor com um endiabrado senso de humor”. É também um desafio aos livros de história, ao assegurar que, diferentemente da crença habitual de que morreu de causas naturais, a Imperatriz Cixi teria sido assassinada, da mesma forma que o imperador Guangxu, que morreu um dia depois dela.

Uma característica importante de Backhouse é a sua homossexualidade, o que ia contra o puritanismo da época (ele saiu da Inglaterra quando Oscar Wilde, a quem deu publicamente seu apoio, foi processado por sodomia), e que em as suas memórias se reflecte em relatos sobre seus escarcéus sexuais. “A China tinha, pelo menos para os homens, uma cultura muito mais liberada sexualmente há cem anos que o Ocidente naqueles tempos”, explica Sandhaus à Agência Efe. Intelectuais chineses e integrantes da corte manchu mantinham relações homossexuais abertamente e grande parte da vida social desses círculos girava ao redor da Ópera de Pequim, que era inseparável da prostituição masculina, acrescenta o editor-chefe da

Earnshaw Books, primeira editoria a publicar estas memórias. O alto conteúdo sexual dificultou a publicação do livro na China, muito mais puritana do que há um século, porém, segundo Sandhaus, a edição inglesa estará disponível em livrarias do país, enquanto a chinesa por enquanto só será vendida em Hong Kong, como costuma ocorrer com livros barrados pela censura comunista. Outra questão em torno ao livro são as dúvidas sobre sua veracidade: Backhouse era conhecido por sua imaginação e as memórias foram relatadas a um médico quando ele já estava idoso e doente. Alguns historiadores duvidam da exactidão deste relato, o que fez com que passasse quase 60 anos sem ser publicado. No entanto, o jornal de Hong Kong “South China Morning Post” especifica que um dos grandes críticos destas memórias, o professor da Universidade de Oxford Hugh Trevor-Roper, confiou nos supostos diários de Adolf Hitler que finalmente provaram ser falsos. “Backhouse é uma figura contraditória, porque aparentemente tinha uma imaginação fértil, mas não devemos repeli-lo por isso”, ressaltou Sandhaus. “Viveu em Pequim durante o período que descreve, falava chinês e manchu e tinha um conhecimento da política e da cultura chinesa que supera em muito outros escritos daquele tempo”, acrescentou. “Inclusive se o que conta são fofocas, são fofocas de fonte bem informada, e na capital chinesa as intrigas costumam estar mais próximas da informação real do que os relatórios oficiais”, afirmou Backhouse, que era poliglota - falava também francês, russo, latim, grego, japonês, entre outros - trabalhou como intérprete para os diplomatas britânicos e evitava o contacto com outros estrangeiros, provavelmente pelo fato de ser homossexual. Os jornalistas ingleses da cidade de Pequim da época diziam que ninguém falava chinês como ele, mas que não era fácil encontrá-lo: quando passava perto de outros estrangeiros escondia o seu rosto e pedia aos seus empregados que lhe avisassem da proximidade de estrangeiros para evitá-los ao sair de casa. Testemunha de uma tumultuosa época, Backhouse morreu em um hospital de Pequim e está enterrado em um cemitério católico da capital chinesa.

pub

EDITAL Edital nº: 52 /E/2011 Processo nº: 213/OI/2011/F, 210/OI/2011/F, 214/OI/2011/F, 211/OI/2011/F, 212/OI/2011/F, 206/OI/2011/F Local: Avenida 1 de Maio, Edf. The Bayview, Bloco 3, fracções 5º andar F, 20º andar D, 21º andar A, 21º andar D, 21º andar F e 30º andar F, Macau. Chan Pou Ha, subdirectora da Direcção dos Serviços de Solos, Obras Públicas e Transportes (DSSOPT), no uso das competências delegadas pela alínea 7) do nº 1 do Despacho nº 09/SOTDIR/2009, publicado no Boletim Oficial da Região Administrativa Especial de Macau (RAEM), nº 16, II Série, de 22 de Abril de 2009, faz saber por este meio aos donos da obra e proprietários, o seguinte: 1. Em 28/02/2011, o agente de fiscalização desta DSSOPT deslocou-se ao local acima indicado e verificou a realização de obra sem licença cuja descrição e situação é a seguinte: Local

Processo nº

1.1

Fracção 5º andar F

213/OI/2011/F

1.2

Fracção 20º andar D

210/OI/2011/F

1.3

Fracção 21º andar A

214/OI/2011/F

1.4

Fracção 21º andar D

211/OI/2011/F

1.5

Fracção 21º andar F

212/OI/2011/F

1.6

Fracção 30º andar F

206/OI/2011/F

Obra Fechamento da varanda da fracção com janela em caixilharia de alumínio e gradeamento metálico. Demolição de uma parte da parede exterior do edifício para ampliação da janela original, bem como instalação de porta de correr. Fechamento da varanda da fracção com gradeamento metálico. Demolição de uma parte da parede exterior do edifício para ampliação da janela original, bem como instalação de portão metálico. Fechamento da varanda da fracção com gradeamento metálico. Instalação de suporte metálico na fachada do edifício. Demolição de uma parte da parede exterior do edifício para ampliação da janela original, bem como instalação de portão metálico. Fechamento da varanda da fracção com janela em caixilharia de alumínio. Demolição de uma parte da parede exterior do edifício para ampliação da janela original. Demolição de uma parte da parede exterior do edifício para ampliação da janela original. Fechamento da varanda da fracção com janela em caixilharia de alumínio. Demolição de uma parte da parede exterior do edifício para ampliação da janela original.

Situação da obra Concluída

Em curso

Concluída

Em curso Em curso Em curso

2. As obras acima indicadas foram executadas sem prévia apreciação do projecto e correspondente concessão de licença por esta DSSOPT, conforme exigido pelo nº 1 do artigo 3º do Decreto-Lei nº 79/85/M, alterado pela Lei nº 6/99/M de 17 de Dezembro e pelo Regulamento Administrativo nº 24/2009 de 3 de Agosto, pelo que as obras são consideradas ilegais. 3. Nos termos do n.os 1 e 5 do artigo 52º do mesmo decreto-lei, o agente de fiscalização ordenou a imediata suspensão da execução da obra das fracções mencionadas nos pontos 1.2, 1.4, 1.5 e 1.6 pelo prazo de 48 horas. 4. Nestas circunstâncias e em cumprimento do disposto no nos 1 e 5 do artigo 52º e do artigo 53º do mesmo decreto-lei, determinei o embargo da obra mencionada nos pontos 1.2, 1.4, 1.5 e 1.6, os notificados deverão:

4.1 Suspender de imediato as obras no local acima indicado.

5. Os interessados dos referidos pontos 1.2, 1.4, 1.5 e 1.6 não sejam cumprimento ao presente edital, é sancionável com multa de $2 500,00 patacas, sem prejuízo da responsabilidade criminal, em conformidade com o disposto do artigo 67.º do Decreto-Lei n.º 79/85/M. 6. Nos termos do artigo 59o do mesmo decreto-lei e das competências delegadas pelos nos 1 e 4 da Ordem Executiva no 124/2009, publicada no Boletim Oficial da RAEM, Número Extraordinário, I Série, de 20 de Dezembro de 2009, da decisão referida no ponto 4 do presente edital cabe recurso hierárquico necessário para o Secretário para os Transportes e Obras Públicas, a interpor no prazo de 15 dias contados a partir da data de publicação do presente edital. 7. O recurso referido no ponto anterior não tem efeito suspensivo, devendo por isso as obras mencionadas nos pontos 1.2, 1.4, 1.5 e 1.6 manterem-se embargadas. 8. Nestas circunstâncias e nos termos dos artigos 52º e 65º do Decreto-Lei nº 79/85/M, pode ser ordenado que os infractores acima indicados procedam à demolição da obra ilegal referida no ponto 1, e à reposição da parte do edifício de acordo com o projecto aprovado por esta Direcção de Serviços, pelo que, fica sujeito a uma multa de $1 000,00 a $20 000,00 patacas. 9. Nos termos dos artigos 93º e 94º do Código do Procedimento Administrativo, aprovado pelo Decreto-Lei nº 57/99/M, de 11 de Outubro, os interessados podem apresentar a sua defesa por escrito e as demais provas para se pronunciar sobre as questões que constituem objecto do procedimento, bem como requerer diligências complementares, no prazo de 10 (dez) dias contados o partir da data de publicação do presente edital. 10. O processo pode ser consultado durante as horas de expediente nas instalações da Divisão de Fiscalização do Departamento de Urbanização desta DSSOPT, situadas na Estrada de D. Maria II, nos 32-36, Edifício CEM, 2º andar, Macau (telefones nos 85977154 e 85977227). RAEM, aos 14 de Abril de 2011 A Subdirectora dos Serviços Enga Chan Pou Ha


política

quarta-feira 20.4.2011 www.hojemacau.com.mo

4 Gonçalo Lobo Pinheiro

À

glp@hojemacau.com.mo

margem do “1.º Encontro para a Cooperação no Sector de Serviços Logísticos entre Guangdong e Macau 2011” realizado ontem Victor Lei, presidente da Associação de Logística de Macau, lembrou a fraca aposta nos recursos humanos do território como uma pecha na cooperação de logística entre as duas regiões. “Há um grande problema a considerar e que ninguém está a falar neste encontro. Temos um grave problema de recursos humanos e o Governo da RAEM não aposta nos trabalhadores especializados que querem trabalhar no território e estes vêem-se obrigados a rumar para a China continental ou para Hong Kong. Isso causa uma falta de mão-de-obra

Acordo CEPA | Críticas à falta de incentivo

Recursos humanos em falta especializada local. Isso é que deveria ser discutido”, desabafou Victor Lei. Tendo em vista a concretização do Acordo de Estreitamento das Relações Económicas e Comerciais entre o Interior da China e Macau, conhecido pela sigla CEPA, bem como impulsionar a cooperação do sector logístico entre Guangdong e Macau, a Comissão de Economia e Informatização da província de Guangdong e a Direcção dos Serviços de Economia (DSE) do Governo da RAEM organizaram ontem o “1.º Encontro para a Cooperação no Sector de Serviços Logísticos entre Guangdong e Macau 2011”. pub

Anúncio

Desde 2007, as duas entidades organizadoras não só têm realizado várias actividades de intercâmbio no âmbito do sector logístico em Macau, como também já efectuaram visitas às principais infra-estruturas logísticas das regiões do Delta do Rio das Pérolas e pretendem aumentar a cooperação do controlo alfandegário. O “Acordo-Quadro de Cooperação GuangdongMacau” foi assinado no dia 6 de Março de 2011, em Pequim, no qual se definiu claramente o apoio ao desenvolvimento do sector logístico das duas regiões. Desde a entrada em vigor do CEPA, Macau tem reforçado progressivamente os investimentos no sector dos serviços da Província de Guangdong. Entretanto a DSE emitiu já 257 certificados no âmbito

Nº CV1-11-0022-CPE

1º Juízo Civel

REQUERENTE: O MINISTÉRIO PÚBLICO.----------------REQUERIDO: HO SI NGA, nascida a 10.12.1988, em macau, portadora do BIRM nº 7442119(9), filha de Ho Io Fai e de Mak Wai Chu, residente nº Edº Kwong Wa san Chun, Bloco 5, 7º andar/E, na Areia Preta, em Macau.----------------------------------------*** A MMª JUIZ DE DIREITO ANA MEIRELES DO 1º JUÍZO CIVEL DO TRIBUNAL JUDICIAL DE BASE DA R.A.E.M.-- FAZ SABER que no Tribunal e Juízo acima referidos, foi distribuída uma acção contra HO SI NGA, nascida a 10.12.1988, em macau, portadora do BIRM nº 7442119(9), filha de Ho Io Fai e de Mak Wai Chu, residente nº Edº Kwong Wa san Chun, Bloco 5, 7º andar/E, na Areia Preta, em Macau para o efeito de ser decretada a sua interdição por anomalia psíquica.-------------------------------------Aos 08 de Abril de 2011 *****

regiões aduaneiras autónomas. O conteúdo do Acordo CEPA inclui essencialmente três domínios: Comércio de Mercadorias, Comércio de Serviços e Facilitação do Comércio e Investimento.

mega-ponte | Processo pode ter graves consequências

À espera de Hong Kong

HM-2ª vez 20-04-11 ACÇÃO ESPECIAL DE INTERDIÇÃO POR ANOMALIA PSÍQUICA

do sector de transportes e logística. O Acordo CEPA é um protocolo assinado sob um mecanismo, semelhante a de uma parceria de comércio livre, dum país, com duas

Vanessa Amaro

vanessa.amaro@hojemacau.com.mo

D

epois de uma residente da ilha de Lantau, em Hong Kong, ter vencido um processo em tribunal contra a construção da mega-ponte Zhuhai-Macau-Hong Kong, o Gabinete para o Desenvolvimento de Infraestruturas (GDI) afirmou ao Hoje Macau que poderá haver “graves consequências” para o projecto. “No entanto, a decisão foi tomada em Hong Kong e temos agora de aguardar pela posição oficial do Governo da região vizinha. Mas é claro que poderá acarretar graves consequências”, admitiu ontem a porta-voz do organismo. A secretária para os Transportes de Hong Kong, Eva Cheng, referiu que o Governo irá agora analisar a sentença judicial, antes de tomar qualquer decisão referente ao projecto. Ainda assim, Cheang está confiante que “será possível concluir as obras até 2016”. A imprensa da ex-colónia britânica avançou na segunda-feira com a notícia de uma sentença proferida pelo Tribunal Superior a favor da residente Chu Yee Wah, que recorreu à Justiça para travar a construção da ponte

a ligar as três cidades. O juiz descobriu que uma avaliação de impacto ambiental sobre duas construções fundamentais da obra não terá sido alegadamente feita de forma correcta. A mulher, uma reformada de 65 anos que sofre de diabetes e problemas cardíacos, mostra-se preocupada com a libertação de partículas suspensas e o dióxido de enxofre durante as obras, o que poderia significar um risco para a saúde da população. A conclusão da ponte, que terá 38,8 quilómetros de extensão e será a maior travessia sobre a água, tem sofrido atrasos. Em 2005, por exemplo, os Governos das três regiões apontavam que o projecto estaria pronto para 2015, o mais tardar. Em 2007, a Comissão Nacional para o Desenvolvimento e Reforma da China (CNDRC) informou que um terço do projecto seria financiado pelos Governos de Macau, Guangdong e Hong Kong enquanto que os restantes dois terços seriam da responsabilidade da empresa a quem foi adjudicada a construção da ponte que ficará com a exploração das portagens durante 50 anos. As obras arrancaram em Dezembro de 2009 e vão custar, em princípio, 73 mil milhões de yuans.

fim da visita a Zhuhai e à Ilha da Montanha

Está firmado o objectivo claro de cooperação entre a província de Guangdong e Macau para os próximos dez anos. Terminou ontem a Conferência Conjunta de Cooperação GuangdongMacau 2011, onde ficou definido arrancar ainda este ano não só com o 12.º plano quinquenal, bem como com a concretização do Acordo Quadro para a Cooperação entre as duas regiões. Participar activamente na exploração da Ilha da Montanha, acelerar a transformação de Macau num centro internacional de lazer e turismo e impulsionar a diversificação económica são os objectivos principais desta cooperação, que passa ainda por impulsionar a construção do Parque Científico e Industrial de Medicina Tradicional Chinesa, cuja primeira pedra foi ontem lançada. O Chefe do Executivo, Chui Sai On, afirmou que este parque vai dar o mote para a cooperação de indústrias de Guangdong e Macau, e que, futuramente, será estudada uma forma de implementar indústrias criativas, culturais, turísticas, serviços, de exposição e convenção. Chui Sai On pretende ainda atrair as grandes empresas de medicina do país e do exterior para ali instalarem as suas sedes, já que o parque pretende ser uma base industrial internacional de medicina tradicional chinesa que inclui o tratamento médico, cuidados de saúde, transformação tecnológica, pesquisa e desenvolvimento de produtos de saúde, ao mesmo tempo que é uma plataforma internacional de comércio de matériasprimas amigas do ambiente e de produtos de saúde de elevada qualidade. No final da conferência, o Chefe do Executivo do território revelou que ambas as partes aprofundaram matérias inerentes aos benefícios fiscais e à distribuição de gestão fronteiriça, das quais se aguardam apreciação e aprovação por parte do Governo Central. Outras construções com destaque foram o campus da Universidade de Macau na Ilha da Montanha e a ponte Hong Kong-Zhuhai-Macau. - J.F.


Macau promovida em feiras de turismo no Interior da China

A Direcção dos Serviços de Turismo (DST) participou em duas feiras relacionadas com o sector para promover Macau como destino turístico. A DST esteve presente na “China Domestic Travel Fair” e na “China Outbound Travel & Tourism Market”, que é uma feira que funciona como bolsa contactos de negócios entre destinos turísticos de todo mundo e potenciais compradores de agências de viagem. O director da DST, João Manuel Costa Antunes, assegurou que, irá continuar a “consolidar e expandir províncias com potencial do Interior da China, a desenvolver activamente a indústria turística de Macau, a promover os produtos turísticos únicos, e a fortalecer o intercâmbio e cooperação com a indústria turística do Interior da China.”

quarta-feira 20.4.2011 www.hojemacau.com.mo

5

GCCP quer mais comentadores na TDM

Pais chineses recorrem ao Governo Central

Pela diversidade de opiniões

Esperança não morre

Gonçalo Lobo Pinheiro glp@hojemacau.com

O

Gabinete dos Conselheiros das Comunidades Portuguesas (GCCP) enviou ontem uma carta ao administradordelegado da Teledifusão de Macau (TDM), Leong Kam Chun, a pedir o alargamento do leque de comentadores aos directores e editores de todos os jornais de língua portuguesa nos programas em português da estação. A missiva, assinada por José Pereira Coutinho, Armando de Jesus e Fernando Gomes, sugere que seja introduzida uma rotatividade de comentadores no programa “Espaço Opiniões”, mediado pelo jornalista João Francisco Pinto. “Penso que isso pode permitir uma diversificação de opiniões que

retrate todos os quadrantes da sociedade de Macau”, afirmou o deputado da Assembleia Legislativa José Pereira Coutinho ao Hoje Macau. O GCCP defende ainda, ressalvando a qualidade do programa, que esse alargamento possa vir a ser estendido aos deputados da AL, como acontece, no canal em chinês da TDM. “Há diversas razões para o fazer. Cada vez há mais chineses a falar e a querer aprender português. No meu entender, este pedido trata-se de uma medida justa, equitativa e que vai potencializar a diversidade de opiniões porque cada um tem a sua e não podemos apenas ouvir uma”, concluiu Pereira Coutinho. O Hoje Macau sabe ainda que uma figura local ligada ao Partido Social Democrata (PSD)

já tinha anteriormente enviado uma carta ao director do canal português da TDM protestando contra a “falta de pluralidade” na rubrica “Espaço Opiniões”. No documento, a figura argumenta que o comentador José Rocha Dinis, como coordenador do Partido Socialista (PS) local, não poderia ser o único a comentar questões do território e, mais especificamente, temas de política portuguesa. O Hoje Macau tentou obter reacções por parte de Leong Kam Chun, mas este não se encontrava no território. Já João Francisco Pinto, responsável pelo canal em português e condutor do programa em questão, desconhecia tal carta. “Não faço a menor ideia do que me está a falar e como tal não vou fazer qualquer comentário a algo que não tenho conhecimento.”

Sarih Leng

sarih.leng@hojemacau.com.mo

D

epois da Sede do Governo e dos Serviços de Identificação, a Associação dos Filhos Não Beneficiados de Pais Residentes Permanentes de Macau bateu ontem à porta do Gabinete de Ligação do Governo Central para protestar pela falta de esforços em se reunir famílias divididas entre o território e a China Interior. Durante todo o mês passado, o grupo, composto maioritariamente por pessoas idosas, esteve acampado ora em frente à Sede do Governo, na Praia Grande, ora no Largo do Leal Senado. A reivindicação é antiga e até já levou o Chefe do Executivo, Chui Sai On, a pronunciar-se. Os pais são residentes permanentes e querem que os filhos maiores de idade, a viver na China, possam gozar do mesmo estatuto. Ontem, no protesto pacífico os representantes da associação apontaram que o “Executivo não está a ser transparente na resolução deste problema”.

Um pai de apelido Yip expressou a sua frustração perante o “ineficácia” do Governo Central e também local. “Estão sempre a passar a batata quente de um lado a outro, por isso não sabemos mais a quem devemos de acorrer. Já enviados muitas cartas, mas o Gabinete de Ligação nunca respondeu nenhuma”, referiu o homem em tom de indignação. “Por que é que o Governo Central não entende a nossa posição e dor? Por que é que não deixam os nossos filhos viverem cá para tomar conta de nós, que já somos idosos?”, questionou. No início do mês passado, Chui Sai On emitiu um comunicado a referir que a autorização de residência dos candidatos chineses deve ser aprovada pelo Governo Central e que todos os pedidos de agrupamento familiar devem ser feitos na China. A associação quer que seja o Executivo de Macau a autorizar as entradas e pede ao líder do Governo que se esforce nesse sentido.

pub

ANÚNCIO “Aquisição, pelo IACM, de 12(doze) automóveis ligeiros (VAN) mistos com caixa fechada” Concurso Público n° 001/IACM/2011 Faz-se público que, por deliberação do Conselho de Administração do IACM, tomada em sessão de 18 de Março de 2011, se acha aberto concurso público para a “Aquisição, pelo IACM, de 12(doze) automóveis ligeiros (VAN) mistos com caixa fechada”. O programa de concurso e o caderno de encargos podem ser obtidos, todos os dias úteis e dentro do horário normal de expediente, no Núcleo de Expediente e Arquivo do Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais ( IACM ), sito na Avenida de Almeida Ribeiro n.º 163, r/c, Macau. O prazo para a entrega das propostas termina às 17:00 horas do dia 25 de Maio de 2011. Os concorrentes ou seus representantes devem entregar as propostas e os documentos no Núcleo de Expediente e Arquivo do IACM e prestar uma caução provisória no valor de MOP28,000.00 ( vinte e oito mil patacas ). A caução provisória pode ser efectuada na Tesouraria da Divisão de Contabilidade e Assuntos Financeiros do IACM, sita no mesmo edifício n.° 163, r/c, por depósito em dinheiro, cheque, garantia bancária ou seguro-caução, em nome do Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais. O acto público de abertura das propostas realizar-se-á no auditório do Centro de Formação do IACM, sita na Avenida da Praia Grande, n.° 804, Edf. China Plaza 6.° andar, pelas 10:00 horas do dia 26 de Maio de 2011.

Macau, aos 13 de Abril de 2011. O Presidente do Conselho de Administração Tam Vai Man www. iacm.gov.mo

ANÚNCIO Faz-se saber que, em relação ao concurso público para «Empreitada de construção de Habitação Pública no Seac Pai Van lote CN5a», publicado no Boletim Oficial da Região Administrativa Especial de Macau n.º 12, II Série, de 23 de Março de 2011, foram prestados esclarecimentos, nos termos do artigo 2.2 do programa do concurso, e foi feita aclaração complementar conforme necessidades, pela entidade que realiza o concurso e juntos ao processo do concurso. Os referidos esclarecimentos e aclaração complementar encontram-se disponíveis para consulta, durante o horário de expediente, no Gabinete para o Desenvolvimento de Infra-estruturas, sito na Av. do Dr. Rodrigo Rodrigues, Edifício Nam Kwong, 10º andar, Macau. Gabinete para o Desenvolvimento de Infra-estruturas, aos 12 de Abril de 2011.

O Coordenador do Gabinete Chan Hon Kit

MANDADO DE NOTIFICAÇÃO N.º 178/AI/2011 -----Atendendo à gravidade para o interesse público e não sendo possível proceder à respectiva notificação pessoal, pelo presente notifique-se a infractora YANG XIUJU que, na sequência do Auto de Notícia n.º 39/DI-AI/2010, de 26.08.2010, levantado pela DST, por prestação ilegal de alojamento da fracção autónoma situada na Rua de Luis Gonzaga Gomes, Edf. Hung On Center, Bloco 2, 6º andar M, bem como por despacho do signatário de 18.04.2011, exarado no Relatório n.º 192/DI/2011, de 12.04.2011, foi determinado a aplicação de uma multa de $200,000.00 (duzentas mil patacas), e ordenado a cessação imediata da prestação ilegal de alojamento no prédio ou da fracção autónoma em causa, nos termos do n.º 1 do artigo 10.º e n.º 1 do artigo 15.º, todos da Lei n.º 3/2010.-------------------------------------------O pagamento voluntário da multa deve ser efectuado na Divisão Administrativa e Financeira destes Serviços, no prazo de 10 dias, contado a partir da presente publicação, de acordo com o n.º 1 do artigo 16.º dos Lei n.º 3/2010, findo o qual será cobrada coercivamente através da Repartição de Execuções Fiscais, nos termos do n.º 2 do artigo 16.º do mesmo diploma.--------Da presente decisão cabe recurso contencioso para o Tribunal Administrativo, a interpor no prazo de 60 dias, conforme estipulado na alínea b) do n.º 2 do artigo 25.º do Código do Processo Administrativo Contencioso, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 110/99/M, de 13 de Dezembro e no artigo 20.º da Lei n.º 3/2010.----------------Haverá lugar à execução imediata de decisão caso esta não seja impugnada.-------------------------------------Direcção dos Serviços de Turismo, em Macau, aos 18 de Abril de 2011. O Director dos Serviços, João Manuel Costa Antunes


quarta-feira 20.4.2011 www.hojemacau.com.mo

6

sociedade

Jogo | Aumento no número de jovens viciados realça revisões dos diplomas

Moderar os males do gigante económico Joana Freitas

A

joana.freitas@hojemacau.com.mo

proposta que pretende alterar a idade legal de entrada nos casinos de 18 para 21 anos pode vir a abranger também os jovens trabalhadores das operadoras de jogo. Pelo menos é o que esperam alguns membros do Conselho de Juventude que ontem estiveram uma reunião plenária. Davis Fong, chefe do Instituto de Estudos sobre a Indústria do Jogo da Universidade de Macau (UMAC), deu a conhecer as opiniões dos conselheiros que se mostram preocupados com a evolução da patologia do jogo, após um estudo da UMAC ter revelado um aumento no número de viciados no jogo. Em 2003 foram detectados 1,78% de cidadãos com problemas relacionados com o vício ligado às apostas, número que subiu para 2,6% em 2007 e para 2,8% no ano passado. Em análise estiveram os residentes de Macau com idades entre os 15 e os 64 anos. “A liberalização do jogo trouxe mais acesso às apostas”, apontou Davis Fong, acrescentando que “nas camadas sociais há cada vez mais a génese de aposta e

conselheiros passa ainda por reforçar os mecanismos de vigilância dos casinos, de forma a impedir a entrada dos jovens adultos. “Se fossem implementados castigos e expulsões mais eficazes, o problema diminuía”, referiu Davis Fong. O académico avança mesmo com a ideia de seguir o exemplo de Singapura, onde os infractores podem ter de pagar 10 mil dólares de Singapura de multa ou incorrer numa pena até um ano de prisão. “Podemos utilizar como mecanismo os croupiês, que são a última etapa para a identificação de menores”, adianta.

há mais oportunidades para isso, caso que se tem tornado grave”. No entanto, há conselheiros que se colocam do lado oposto e defendem que impossibilitar o emprego nos casinos dos jovens menores de 21 anos não só pode contribuir para elevar ainda mais a escassez de recursos humanos do território. Davis Fong ressalva, no entanto, que a restrição se faz apenas às zonas das apostas e que “há muitos outros trabalhos para os jovens nos casinos”, nomeadamente na área do marketing.

Más influências

De acordo com o académico, há três factores principais que influenciam os jovens ao vício do jogo, sendo eles os amigos e a família, o ambiente social e o próprio indivíduo. “Os familiares devem assumir a responsabilidade de educar os jovens”, disse Davis Fong. O responsável salientou a importância do seio familiar, que deve não só estar atento e combater os vícios do jogo, como pedir apoio junto dos agentes de aconselhamento. A concepção de jogo é errada entre os jovens, defendem ainda os conselheiros, cujo conhecimento

Propaganda

sobre o funcionamento das apostas não é aprofundado. Tomando como exemplo um estudo de Las Vegas, que mostra que muitos trabalhadores jovens se tornam viciados, Davis Fong sugeriu ainda alargar a restrição que impede os trabalhadores dos casinos de jogarem nos seus pub

locais de trabalho para as outras operadoras de jogo. “Convém criar uma regra que os impeça de jogar tanto nos seus como nos outros casinos”, avançou o chefe do Instituto de Estudos sobre a Indústria do Jogo da UMAC. Outra das sugestões dos

A propaganda ao sector do jogo, abundante por todo o território, pode ser também um factor contributivo para o contínuo aumento de viciados e, apesar de esta não ser uma competência de Direcção dos Serviços de Educação e Juventude (DSEJ), os membros do Conselho da Juventude defendem uma revisão no diploma relativo à utilização dos espaços públicos, a cargo do Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais (IACM). A publicidade relativa às apostas na internet incentiva os jovens a participarem

mais activa e facilmente, uma vez que os jovens fazem uso de cartões bancários dos adultos e se tornam mais complicadas as medidas de fiscalização. “A medida preventiva passa pelas mudanças dos códigos [dos cartões] mas se é o próprio adulto a permitir, a legislação não pode fazer nada. A educação de um jovem responsável parte da educação dos adultos”, acrescentou Davis Fong. A proposta de alteração da idade legal da entrada nos casinos já terá sido feita em 2007 pelo então Chefe do Executivo Edmund Ho e o secretário para a Economia e Finanças, Francis Tam, voltou a reafirmar a posição do Governo na semana passada. Segundo o responsável o processo legislativo que rectifica a idade de 18 para 21 anos vai começar a ser analisada já a meio do ano. A consulta pública sobre o diploma dará prioridade a associações juvenis e aos jovens tem início no próximo ano, depois de estar pronto o texto preliminar, conforme explicou Davis Fong. As alterações ao diploma vêm também alterar o funcionamento daquela que é a maior fonte de economia de Macau.

CTM anuncia lucros e fala em redução de preços

Internet a bombar DIRECÇÃO DOS SERVIÇOS DE SOLOS, OBRAS PÚBLICAS E TRANSPORTES Anúncio Faz-se saber que em relação ao concurso público para a execução da “Obra de Remodelação das instalações da DSE no 23° andar do Edifício Banco Luso Internacional”, publicado no Boletim Oficial da Região Administrativa Especial de Macau, n° 14, II Série, de 6 de Abril de 2011, foram prestados esclarecimentos, nos termos do artigo 2° do programa do concurso, e foi feita aclaração complementar conforme necessidades, pela entidade que realiza o concurso e juntos ao processo do concurso. Os referidos esclarecimentos e aclaração complementar encontram-se disponíveis para consulta durante o horário de expediente no Departamento de Edificações Públicas da DSSOPT, sita na Estrada de D. Maria II, Edifício CEM, n°s 32-36, 3° andar, Macau. Direcção dos Serviços de Solos, Obras Públicas e Transportes, aos 14 de Abril de 2011. O Director dos Serviços, Jaime Roberto Carion

A

s receitas de 2010 da CTM dilataram-se 13%, atingindo as 2,7 mil milhões de patacas. Os lucros também subiram 10%, para 814 milhões de patacas, segundo informações ontem avançadas pelo director executivo da empresa, Vandy Poon. A seguir a notícia dos grandes lucros, a CTM anunciou que a partir do mês de Junho as tarifas mensais para o serviço de banda larga sofreram uma redução. No final do mês passado, a CTM tinha 134 mil clientes no serviço Internet, um aumento de 5% face ao mesmo período do ano passado. No que toca o sector dos telemóveis, houve um acréscimo de 16% no número de clientes.

A CTM justifica esta última expansão com o lançamento do iPhone 4, que levou a que cerca de 30 mil pessoas subscrevessem planos de chamadas combinados a Internet para o aparleho da Apple. Durante este ano, a CTM pretende investir 50 milhões de patacas para levar o serviço de Internet por fibra óptica a todo o território. O objectivo é, até ao fim deste ano, alargar a abrangência do serviço para todas as residências Em Junho, as tarifas de todos os planos vão sofrer uma redução, sem que a companhia tenha especificado de quando será o desconto e se englobará apenas novos clientes. – V.A.


Abastecimento de água sem salinidade

Estão concluídas as obras do Reservatório de Zhuyin, em Zhuhai. Os trabalhos que terminaram ontem trazem a garantia de um abastecimento seguro de água para os dois territórios e elimina, de forma gradual, o constante problema de salinidade da água da RAEM. Zhuhai e de Macau assinaram o “Acordo de Fornecimento de Água GuangdongMacau”, construíram o terceiro canal do abastecimento de água bruta a Macau e promoveram as construções das obras hidráulicas. O reservatório de Zhuyin poderá aumentar mais de 40 milhões de metros cúbicos da capacidade de armazenamento para o sistema do abastecimento de água ao território. Ambas as províncias se comprometeram a continuar com elaboração de medidas, nomeadamente no que concerne à conservação dos recursos hídricos à impulsão da poupança de água no sector público.

www.hojemacau.com.mo

7

Air Macau reafirma cumprimentos mas impede união dos pilotos

Gonçalo Lobo Pinheiro

D

glp@hojemaau.com.mo

epois de meses com pilotos, ex-pilotos, assistentes de bordo e trabalhadores do Aeroporto de Macau terem, repetidamente, revelado inúmeras complicações com que a companhia de bandeira do território se depara, a Air Macau divulgou ontem um comunicado a garantir que tudo está conforme as normas internacionais e que a empresa tudo tem feito para “continuar a melhorar todo o suporte operacional bem como a manutenção dos aviões”. No entanto, no melhor pano cai a nódoa. De acordo com fontes ligadas aos pilotos da companhia, a Air Macau estará, alegadamente, na base do impedimento da criação da Associação de Pilotos de Aviões de Macau (MAPA, na sigla inglesa) e com despedimentos à mistura. “Era para o bem de todos, mas a Air Macau, mais uma vez não entendeu assim. Nesse sentido exerceu a sua influência para que a MAPA, com escritura feita, fosse impedida de ser publicada em Boletim Oficial”, revelou um ex-piloto. Com a criação desta associação, cujo tipo existe em quase todos os países com companhias de bandeira, os pilotos queriam ter uma

Uma no cravo, outra na ferradura

maior participação associativa e contavam com a companhia para participar nas actividades. “Se há associações para tudo porque não poderia haver uma associação de pilotos? Era nosso interesse reunir todos os vectores ligados às linhas aéreas de Macau. Queríamos convidar a Air Macau para participar nas nossas actividades no sentido de

harmonizar a aviação em Macau”, explicou um piloto. Seja como for, a companhia aérea da RAEM continua a defender que tem estado a cumprir rigorosamente tudo o que lhe tem sido pedido, essencialmente pela Airbus. Contrariamente às queixas dos profissionais da companhia aérea, a Air Macau garante que “a

saúde dos aparelhos de aviação tem sido aumentada e a sua manutenção tem sido feita de modo preventivo”. A Air Macau revelou no seu comunicado que tem feito acções correctivas para melhorar os seus sistemas e que isso tem sido regularmente transmitido à Autoridade de Aviação Civil de Macau (AACM).

Pequenos restaurantes locais recebem apoios financeiros

Preservar o que é daqui Sarih Leng

sarih.leng@hojemacau.com.mo

É

quarta-feira 20.4.2011

a segunda fase para ajudar os pequenos e médios restaurantes locais a desenvolverem e promoverem a comida e bebidas do território.AUnião dasAssociações dos Proprietários de Estabelecimentos de Restauração e Bebidas de Macau apresentou ontem, no restaurante Plaza, o processo que tem como objectivo diversificar o turismo da RAEM através da indústria da restauração. Com o apoio do Governo, a primeira fase do esquema foi completada no ano passado, com mais de uma centena de restaurantes a receberem o patrocínio da Fundação Macau, que cobriu as despesas de remodelação dos espaços, aconselhamento legal, aplicações de recursos humanos e consultas para a melhoria da gestão, a par de outros subsídios entregues pelo Governo.

A segunda fase será bastante similar à anterior, com cada candidato a receber aproximadamente 200 mil patacas para renovar e desenvolver o seu estabelecimento. As candidaturas têm apenas de cumprir os requisitos pedidos pela Associação, que passam por ter uma licença válida emitida pela Direcção dos Serviços de

Turismo (DST) ou pelo Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais (IACM), uma licença que ofereça até 50 lugares sentados para clientes e, no mínimo, dez anos aberto ao público. Outro dos requisitos exige que o restaurante venda produtos característicos do território e cuja preservação seja relevante.

A União das Associações dos Proprietários de Estabelecimentos de Restauração e Bebidas de Macau oferece, assim, a possibilidade de os velhos restaurantes locais fortalecerem as marcas e tradições do território, ao mesmo tempo que renovam os seus espaços. A data limite das candidaturas é 16 de Maio.

“É garantido que os nossos aviões têm tido a manutenção adequada de acordo com a regulamentação aérea internacional”, pode ler-se no comunicado. Numa breve abordagem à questão do tão polémico ‘wetlease’ de Pequim, a operadora assumiu, finalmente, ter alterado o seu módulo de manutenção operacional, o que vai ao encontro de muitos dos ensejos dos diversos pilotos que o Hoje Macau ouviu até hoje. Uma razoável notícia. De acordo com fontes próximas da Direcção dos Serviços para os Assuntos Laborais (DSAL), os pilotos têm recebido cheques com os retroactivos dos feriados não gozados, apesar de a companhia só ter pago ainda 2008. “São filas e filas de pilotos a irem buscar os seus retroactivos. Pilotos que já nem estão na companhia. Tiveram a decência de pagar, mas e os anos anteriores? Onde está esse dinheiro?”, questionou um ex-piloto quando confrontado com a informação.

Mulher encontrada morta em lago na Taipa O Corpo de Polícia de Segurança Pública (CPSP) deu o alerta na manhã de ontem após denúncia feita por um empregado de limpeza do Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais (IACM). Pelas 9h30 foi encontrada morta uma mulher de 74 anos, de apelido Lam e residente em Macau, a boiar no lago do jardim da Estrada da Ponta da Cabrita, na Taipa. O corpo estava coberto de folhas. O trabalhador estava a para limpar a água depois de nos dias anteriores terem caído chuvas intensas que despiram as árvores ao redor do lago. Foi então que o homem viu a cabeça e ligou, assustado, para as autoridades. Segundo a polícia, os pertences da mulher foram encontrados junto a uma das árvores que embelezam o jardim, o que permitiu identificação imediata do corpo. A Polícia Judiciária (PJ) deslocouse ao local para efectuar as primeiras diligências forenses e concluiu que se tratou de uma morte natural ou de um acidente. “Não há indícios de morte suspeita mas ainda não se sabe ao certo qual foi a causa de morte. O que podemos afirmar é que não aconteceu qualquer crime mas a autópsia vai revelar o resto”, explicou a assessoria da PJ ao Hoje Macau. No mês de Fevereiro também foi encontrada sem vida e no seu apartamento, uma mulher com 85 anos. Na altura, testemunhas falaram que a mulher, viúva e com o filho a viver no Brasil, podia já estar morta há mais de seis meses. - G.L.P.


quarta-feira 20.4.2011 www.hojemacau.com.mo

8

U

m pedaço de silício do tamanho de uma carta de jogo, quatro litros de água, um catalisador e o Sol é tudo o que é preciso para dar energia barata a uma casa ao longo de um dia. A mini-obra de engenharia foi apresentada recentemente pelo químico do MIT Daniel Nocera na Reunião Anual da Sociedade Americana de Química, na Califórnia. O processo assemelha-se ao que acontece nas folhas das árvores. As plantas utilizam a energia do Sol para produzir compostos orgânicos, um processo chamado fotossíntese. Durante este processo conseguem hidrolisar a água – transformar uma molécula de água (H20) em oxigénio e hidrogénio – e libertam oxigénio. A folha artificial da equipa de Nocera é também capaz de

vida

Co

“Jog árvo por torn

Folha artificial pode gerar energia para alimentar casas

Uma descoberta revolucionária hidrolisar a água. É feita de três bandas de silício. O material tem que estar submerso em água e directamente exposto ao Sol. Quando isso acontecer, capta a energia do Sol, o que provoca a hidrólise da água. O começo da reacção acontece devido a um catalisador que a equipa desenvolveu e está presente na folha de silício. Depois, é necessário recolher este hidrogénio e oxigénio para produzir electricidade a partir de células de combustível. O que ainda não foi desenvolvido. “Tem que haver algum truque de engenharia para recolher os gases que vêm do silício”, disse Nocera pub

durante a apresentação. “Ainda não sabemos como é que isso se faz.” O conceito não é novo. O primeiro aparelho semelhante foi construído em 1998 por John Turner, do Laboratório Nacional de Energias Renováveis dos Estados Unidos, em Boulder, no Colorado. “Mas usava materiais realmente caros”, disse Nocera. “Coisas que a NASA utilizaria.” Neste caso os materiais são mais baratos e não é necessária água pura. “Pode-se usar água vinda da natureza, o que é muito importante em partes do mundo em que é caro obter este tipo de água”, disse.

Japão utiliza robôs para medir radiação na cen

Para evitar contaminaç A

operadora da central nuclear de Fukushima, Tepco, começou a utilizar robôs telecomandados para medir os níveis de radiação nos edifícios dos reactores. Segundo a estação de televisão japonesa NHK, a Tepco (Tokyo Electric Power Company) está a utilizar desde ontem robôs telecomandados no primeiro andar dos reactores 1 e 3 para medir níveis de radiação, temperatura e densidades de oxigénio. A empresa anunciou que os robôs

Planeta em números

20%

foi a redução de recursos de combate a fogos em Portugal, anunciados na tarde de ontem Autoridade Nacional de Protecção Civil. No início do mês ficou definido o período crítico dos fogos, entre 1 de Julho e 30 de Setembro. Nesta fase, entre os meios de combate estarão 41 meios aéreos (menos 15 do que no ano passado) – entre helicópteros pesados, médios e ligeiros e aviões médios anfíbios -, 2197 equipas, grupos ou brigadas, 2019 viaturas e 9210 elementos

registaram níveis de radiação entre dez e 49 milisieverts por hora no edifício 1 e entre 28 e 57 milisieverts por hora no edifício 3. Uma exposição de quatro horas e meia ao nível máximo de radiação registado (57 milisieverts por hora) no edifício do reactor 3, ultrapassaria o limite de segurança estabelecido para os funcionários da central, que é de 250 milisieveters. As densidades de oxigénio em ambos os edifícios eram de 21%, o

Click ecológico

Desastre no Golfo do México • Os cientistas estão divididos um ano depois do derramamento de óleo e da explosão na plataforma de prospecção da petrolífera BP (British Petroleum) no golfo do México, que ocorreu em 20 de Abril e provocou a morte de 11 pessoas. Os cépticos sobre o “estado de saúde” da região afirmam que os chamados “indicadores naturais” preocupam

suficiente para funcionários. H os robôs no edi Entretanto, taminada num 2 continua a su A Tepco preten radioactiva par mazenamento até ao final des A Tepco já e cisos três mese


orinthians e Palmeiras: rivais no futebol, amigos no ambiente

gando pelo Meio Ambiente” é o projecto que promove a responsabilidade ambiental. Rivais dentro do campo, Corinthians e Palmeiras vão unir-se para incentivar à plantação de ores. Deola e Julio César são os embaixadores da causa. A cada jogo do Corinthians ou do Palmeiras, 100 árvores são plantadas. O mesmo acontece com cada golo marcado uma das duas equipas. A cada pénalti defendido pelos padrinhos Júlio Cesar ou Deola, outras 200 árvores serão plantadas. Caso alguma das duas equipas conquiste algum neio, haverá uma plantação bónus - mil árvores para o Campeonato Paulista e três mil para a Copa Sul-Americana. Um incentivo a uma rivalidade saudável e útil.

A equipa já testou durante 45 horas seguidas as placas de silício e elas mantêm a mesma actividade. De acordo com o cientista, este sistema é capaz de converter 5,5% de energia do sol em combustível de hidrogénio. Segundo os cálculos, serão necessários 3,78 litros de água para gerar energia para uma casa durante um dia. Para já, o catalisador desenvolvido para estas folhas

artificiais já vai ser utilizado para dar energia no terceiro mundo através dos painéis solares convencionais que ficam mais baratos com esta nova tecnologia. O grupo internacional Tata, sediado na Índia, já fez um contrato com Nocera e está interessado na tecnologia. “No final de 2011, vamos ter protótipos destes painéis, provavelmente na Índia”, disse o químico.

www.hojemacau.com.mo

9

Tubarões, raias e peixes podem desaparecer em poucos anos

Nem robalo nem pescada no prato U

m novo estudo afirma que 40 espécies marinhas que vivem no Mediterrâneo podem desaparecer dentro de poucos anos. Na lista dos que correm risco de extinção, devido à pesca irregular, poluição e perda de habitat, estão o tubarão e a raia e mais 12 tipos de peixes ósseos como atum-azul, robalo, pescada e garoupa. O relatório é assinado pela organização suíça IUCN (International Union for Conservation of Nature), que reúne ambientalistas de mil grupos espalhados em 160 países.

“As populações do atumazul no Mediterrâneo e no Atlântico Leste são uma preocupação em especial”, diz o coordenado Kent Carpenter, da IUCN. Segundo ele, a capacidade de reprodução do atum-azul diminuiu ao longo das últimas quatro décadas

de pesca intensiva por barcos japoneses. O Japão responde por 80% do consumo de peixes das duas regiões. O atum-azul, além de ser muito apreciado no preparo de sushi, é comercializado por preços elevados. Um com 342 quilos já foi negociado

por 30 milhões de patacas no mercado de Tsukiji, o maior leilão de peixes do país. A pesca no Mediterrâneo é regulada por tratados das Nações Unidas, a União Europeia e leis individuais assinadas com 21 nações. Em Novembro de 2010, a Comissão Internacional de Conservação de Atum do Atlântico votou pela redução anual de 4% da pesca - de 12.900 para 13.500 toneladas métricas. Os ambientalistas, contudo, afirmam que a medida não é suficiente e defendem a suspensão total da pesca.

paris estuda proibição de veículos poluentes no centro de grandes cidades

ntral nuclear de Fukushima

ção humana

permitir a entrada dos Hoje, a Tepco vai utilizar ifício do reactor 2. o nível da água conm dos túneis do reactor ubir, segundo a NHK. nde remover esta água ra uma unidade de arno exterior do edifício sta semana. estimou que serão prees para que comecem a

quarta-feira 20.4.2011

diminuir os níveis de radioactividade na central de Fukushima e nove meses para arrefecer os reactores. Depois do sismo e tsunami de 11 de Março, os sistemas de arrefecimento da central deixaram de funcionar, o que deu origem a uma série de explosões e fugas de radioactividade. Como consequência, cerca de 80 mil pessoas foram forçadas a abandonar as suas casas, num raio de 20 quilómetros em redor da central.

Prioridade para o bom ar O

s veículos mais poluentes deverão ser afastados em breve do centro das grandes cidades francesas. As restrições ao tráfego começarão em 2012 em oito cidades e irão prolongar-se por três anos. O anúncio foi feito pela ministra francesa do Ambiente, Nathalie Kosciusko-Morizet, e o objectivo é criar, a partir de 2012 e durante três anos, as chamadas “zonas prioritárias para o ar”. Para tal será criada uma lista de veículos mais poluentes, adiantou o diário espanhol “El País”, a qual servirá como guia para que cada cidade decida a que veículos deverá restringir o tráfego e se deverá fazê-lo

permanentemente ou apenas a determinadas horas. Paris, Lyon e Bordéus serão algumas das cidades em que a medida será aplicada. “É uma operação de reconquista das cidades e não uma operação para que o centro dessas cidades fique morto”, explicou a ministra francesa durante uma conferência sobre a qualidade do ar. Kosciusko-Morizet recordou que, segundo a Organização Mundial de Saúde, morrem em França cerca de 42 mil pessoas todos os anos prematuramente devido à contaminação ambiental, e sublinhou que mais de três milhões de franceses sofrem de asma. A partir de um programa europeu

para a qualidade do ar, designado Norma Euro 5, será criada uma lista de camiões, carros e motas mais poluentes. Os veículos serão qualificados numa escala que vai de uma a quatro estrelas e as autarquias irão decidir que veículos proibir e em que condições. Os infractores poderão ter de pagar uma multa até 68 euros (cerca de 700 patacas). A ministra francesa do Ambiente justificou a medida com alguns exemplos de restrição ao tráfego em cidades europeias. Londres criou uma zona a partir da qual se paga portagem, e Berlim adoptou restrições que permitiram reduzir em cerca de 25% a emissão de partículas poluentes.

Cientistas pedem sistema de alerta para mudança climática

Fazer soar o alarme U

m artigo publicado pela Royal Society ontem diz que os gases-estufa precisam de um sistema de monitorização que possa indicar mudanças climáticas relevantes e também fiscalizar os cortes de emissões assumidas pelos países em acordos ambientais. “A nossa rede de monitorização é muito, mas muito, limitada”, comenta o especialista em emissões de metano da Universidade de Londres, Euan Nisbet, cuja pesquisa se junta a mais outras 15

divulgadas na edição especial da “Philosophical Transactions of the Royal Society” sobre o tema. O documento cita que o sistema verificaria o cumprimento das metas de emissões propostas pelo Protocolo de Quioto, com prazo de validade em 2012, e seu plano sucessor. O clima na Terra tem se alterado em um período relativamente curto nos últimos tempos, com aquecimentos que ocorrem mais rápido do que há 12 mil

anos, provavelmente por causa das emissões criadas pelo homem. A diminuição do gelo no verão árctico, por exemplo, chegou a seu nível recorde em 2007. Cerca de 40 países indus-

trializados se comprometeram, com a assinatura do Protocolo de Quioto, a reduzir as emissões de gases-estufa no período de 2008-2012, mas ainda há erros no modo de medição e controlo. Algumas formas de cálculo dos gases poluentes, em nível nacional, já consideradas é contar todas as fontes de emissão - de carros a vacas -, melhorar as estações climáticas terrestres e colocar em 2013 um satélite-observatório do clima em operação.


quarta-feira 20.4.2011 www.hojemacau.com.mo

10

cultura

Entrevista | Rui Calçada Bastos, artista plástico

“Macau ainda tem muito que andar”

Filipa Queiroz

“S

filipa.queiroz@hojemacau.com.mo

e podes olhar, vê. Se podes ver, repara.” Assim escreveu Saramago quando ensaiou a cegueira e assim sente Rui Calçada Bastos quando vagueia pelas cidades, onde gosta de apreender e captar todas as “pequeninas coisas” que os outros já deixaram de ver. No ano passado foi a vez de Macau, a cidade onde o artista plástico português viveu uma década e gosta de visitar quando pode, apesar de não trocar por nada a fervilhante Berlim onde vive há nove anos. As memórias de uma visita à RAEM deram origem a toda uma nova experiência que Calçada Bastos contou em imagens, que por sua vez levaram a “New City” – a mostra de 13 fotografias tiradas na zona do Cotai e exibidas na galeria Art for All (AFA). Um ano depois, a “cidade nova” que Calçada Bastos captou por cá prepara-se para ser exposta em Munique, na Alemanha. A série de fotografias que apresentou no ano passado em Macau inaugura no dia 28 na galeria Martin Mertens, em Munique. Como surgiu esta oportunidade? Mostrei o trabalho que tinha apresentado em Macau a um galerista em Berlim e ele convidou-me para mostrar o meu trabalho na sucursal dele em Munique. É a mesma exposição, apesar de não ser o conjunto total

das fotografias, é uma reflexão de algumas das peças. Que foram todas tiradas em Macau? Sim, é tudo em Macau, na zona do Cotai, onde vão construir mais casinos, aliás que estavam em construção na altura. Basicamente a minha ideia ou percepção foi perceber que em Macau há cada vez menos espaço para o ser humano, está a ficar cada vez mais edificada e o ser humano fica uma coisa reduzida. Que fotos resolveu excluir? Na exposição de Macau só havia duas fotografias com pessoas por exemplo, uma com um homem e outra com uma mulher. Nesta de Munique fica só a do homem. Até porque, em termos fotográficos ,interessava-me mais essa do que a da mulher. Estão seleccionadas nove obras. O que é que acha que as pessoas em Munique conhecem de Macau? Zero. Aliás acho que o galerista gostou do trabalho não tanto pela temática mas pelas fotografias em si. São fotografias vazias, desoladas... penso que foi isso que agradou. Para completar a exposição também vou apresentar um vídeo que já tinha apresentado em Berlim há dois anos, chamada “Events – Life in a Bush of Ghosts”. No fundo são pequenos movimentos internos de pequenas coisas que acontecem nas cidades, desde um papel a voar a um copo que está deitado no chão e roda com o vento... uma sombra ou luz que entra... Coisas que estão ao nosso redor nas cidades e que nós praticamente já nem rui calçada bastos

Um ano depois de ter exposto “New City” em Macau, o artista plástico português Rui Calçada Bastos prepara-se para inaugurar uma nova versão da mostra na Alemanha e explica por que é que Macau continua a ser terra “non grata” para as artes

reparamos nelas. É quase um arquivo que fui fazendo em vídeo durante um ano e meio de pequenos movimentos internos das cidades. Em cada cidade por onde andava levava sempre uma câmara pequenina. Em Budapeste, Madrid, Berlim, Xangai... todas as pequeninas coisas que ia vendo, ia filmando. Depois foi uma questão de editar. Parece-me que faz sentido esta ideia de quase movimentos fantasmas internos na cidade juntamente com as fotografias em que o ambiente é também mais ou menos fantasmagórico, quase como se existisse ali uma

energia qualquer extra à volta. Mas que já é um grupo de trabalho diferente da exposição “New City” em Macau. Falou nas suas viagens, qual foi a última? Acabei de chegar da Califórnia. Tive uma bolsa “Villa Aurora”, destinada a artistas internacionais residentes na Alemanha, desde compositores, realizadores de cinema, escritores a artistas plásticos. Os artistas plásticos são os únicos que têm de ser nomeados, têm de se candidatar. Eu candidatei-me e ganhei. Foram dois meses em Los Angeles a trabalhar com fotografia e vídeo, agora o material está a ser de certa forma “cozinhado”. Estão a acontecer imensas coisas, estou com uma exposição em Madrid na galeria José Robles até dia 30 de Abril. Chama-se “Jogada a Três Bandas”, um evento de uma série de galerias a abrir em simultâneo como resistência à crise. A exposição é colectiva, com Ariadna Parreu e Pedro Luís Cembranos. E dia 29 deste mês uma peça minha, “Institutions”, vai passar a fazer parte do Museu de Santander por dois anos. Está então num momento de plena actividade. Deixar Berlim

está fora de questão? Não penso deixar Berlim, até porque o alemão é por natureza uma pessoa que precisa de ir observando o percurso dos outros, é tudo camada sobre camada. Acho que só agora é que começo a sentir que sou daqui, que tenho as minhas relações aqui, a minha base de trabalho. Que passa pela galeria que fundou, a “Intenden1”. Sim, somos seis artistas a dirigir o espaço. Cada um expõe de dois em dois anos e entretanto convidamos outros artistas como Pedro Cabrita Reis, por exemplo. Há uma série de gente, um nível qualquer já atingido, e no último ano sobretudo tem corrido muito bem. Até por causa do que dizia, os alemães demoram a perceber a seriedade das coisas, é preciso ser sério e continuar a insistir e apresentar resultados, não desesperar e fechar logo a loja. Estes anos fora de Portugal e de Macau mudaram de alguma forma a sua perspectiva enquanto artista? Em termos do trabalho talvez o facto de viver numa cidade onde vivem muitos artistas, e de ter o meu trabalho sempre em confronto com o dos outros, me permita ter mais termos de comparação. Porque Berlim é mesmo uma cidade única em termos do universo das artes, há um bocado de tudo e o próprio Governo tem por tradição ajudar os artistas, que é uma coisa muito difícil em Portugal. Agora o trabalho em si vem do ritmo da pessoa, é algo inato e ao mesmo tempo que vai sendo construído com a prática, mas está sempre dentro de nós. Macau está longe dos horizontes? Não. Eu acho que o problema de Macau é que, sem querer magoar ninguém, ainda tem muito que andar. Digo-o em termos de artistas a viverem do próprio trabalho. É muito difícil um artista em Macau viver da própria obra, as pessoas têm de ter um emprego e depois têm o seu ateliê ou fazem umas coisitas. Não há nenhum espaço profissionalizado a sério de mostra em Macau, existe o Museu de Arte mas não vejo uma internacionalização muito grande. Vão fazendo


Corrida aos bilhetes para o Festival de Artes de Macau

Já foram vendidos 70% dos bilhetes para o XXII Festival de Artes de Macau. De acordo com um comunicado da organização do evento que arranca no dia 29 de Abril, cerca de 14 mil bilhetes já desapareceram das bilheteiras, com especial destaque para os espectáculos de dança. O programa deste ano inclui dança com multimédia, dança contemporânea e moderna, danças tradicionais e de estilo mais urbano como o hip hop e o ‘break dance’. As duas actuações de “Scattered” dos britânicos Motionhouse já se encontram esgotadas. Os bilhetes para os espectáculos estão à venda na Rede Kong Seng, com desconto de 40% na compra de entradas para quatro ou mais espectáculos diferentes, e na compra simultânea de dois bilhetes para dois espectáculos locais.

coisas pontualmente. A AFA por exemplo, o José Drummond. Mas eu também tenho Berlim como termo de comparação, é um bocado ingrato. Mas conhece bem a realidade de Macau, viveu cá dez anos... Sim, e sei as lutas que são. Continua a não haver uma Escola de Artes em Macau, por exemplo. Isso à partida é logo terrível porque não há formação. As pessoas que são artistas em Macau são pessoas que já tiveram formação noutros sítios, vieram cair em Macau e vêem-se aflitas para ter espaços de apresentação. Ou então, se querem ter formação, não a têm. Têm no resto da China inteira, Pequim, Xangai, Hong Kong, mas em Macau em si falta uma série de estruturas muito básicas para florescer uma cena artística. Apesar de a exposição do Drummond em Lisboa, por exemplo, ser de certa forma representativa do que se passa em Macau, com tudo de bom e todas as fragilidades. Eu não vi a exposição, não posso comentar. Agora, não sei se é uma questão de vontade política, porque há dinheiro em Macau, existem condições. Eu próprio tive uma galeria em Macau, a Kuarto, onde expus o Mio Pang Fei, Ung Vai Meng, Carlos Marreiros. Era talvez o único espaço independente. Agora vejo a AFA, mas não vejo mais nada. A proposta das suas fotografias no ano passado partiu precisamente de José Drummond e da AFA. Pode repetir-se? Sempre que posso vou e trabalho sobre Macau, mas não é um sítio onde pretenda viver. A exposição teve a ver com o tal ritmo de trabalho, tinha estado três anos sem ir a Macau e a primeira coisa que fiz foi o reconhecimento, para depois começar a fotografar e pensar que abordagem poderia fazer em termos de trabalho. Daí escolher aquela zona do Cotai. Quando voltar, já tem uma ideia do que gostaria de captar? Gostava de fazer uma série sobre o jogo. O problema é que fotografar nos casinos é muito complicado. Se eu for a um casino e disser que sou um artista plástico, que quero fotografar, ninguém me vai ligar nenhuma. A não ser que saiba mexer os cordelinhos certos, que haja um envolvimento qualquer e a coisa se torne oficial. Mas era uma coisa que gostava muito, fotografar toda a cena de jogo, que já foi feito mas, não sei, era uma primeira abordagem.

Palestra de Pedro Barreiros amanhã no Albergue

A pincel e estetoscópio Filipa Queiroz

filipa.queiroz@hojemacau.com.mo

P

ara muita gente medicina e arte não terão, à primeira vista, uma ligação óbvia, mas Pedro Barreiros acredita que sim. “Há um elo comum entre a medicina, a pintura e a arte, que é a procura da harmonia”, explica o médico e artista plástico macaense, de regresso a Macau para a sua visita anual ao território. Barreiros vai apresentar “Conversa Arte médica- Arte poética – Arte pictórica” no Albergue SCM, uma iniciativa organizada pelo espaço cultural e o Instituto Internacional de Macau (IIM), que tem por objectivo fazer o paralelismo entre a medicina, a poesia e as artes plásticas, com base na própria experiência de vida de Barreiros. “Queria falar sobre a minha ideia de que a própria medicina não é uma cura científica de uma doença, os médicos não curam, tratam”, conta o artista plástico. Pedro Barreiros explica que as únicas doenças que se curam propriamente são as infecto-contagiosas - “com um

antibiótico o bichinho morre e o doente fica curado” -, mas as outras há que tratar, ou seja, fazer com que a pessoa se sinta bem. “Tratar quer dizer repor no doente a harmonia que a doença lhe tirou”, continua Barreiros. “Em relação à pintura e poesia há esse paralelo que eu gostava de realçar.”

Cidade ao ritmo tropicalista glp@hojemacau.com.mo

“O

lá, o meu nome é Giovanna Leoni e sou bailarina. Quero iniciar em Macau cursos de dança brasileira de salão. Conto com vocês”, respondeu a artista ao desafio do Hoje Macau em deixar uma mensagem aos seus leitores. Giovanna pretende que as pessoas saiam do trabalho e se desliguem de toda a confusão da cidade. “A minha proposta é trazer para Macau o bem-estar que a dança pode proporcionar. Para que as pessoas em alguns momentos da sua semana possam se reunir, relaxar, desligar a sua mente do barulho da cidade e entregar-se um pouco a um novo conhecimento, com a certeza de que isso se reflectirá de forma muito positiva em outras áreas de suas vidas”, referiu a bailarina. Hoje Giovanna dará uma aula aberta, das 19h às 20h30, num estúdio no edifício da Associação das Mulheres de Macau para fazer a apresentação daquilo que será o curso a iniciar na sexta-feira, dia 22. “O objectivo dessa aula aberta é o de as pessoas conhecerem os cursos que serão ministrados e de que se trata cada ritmo. Dessa forma podendo optar por

uma turma da sua preferência”, explicou. Aproveitando a sua característica “socializadora” gerada pela junção da música, passos bem coordenados, a diversidade de pessoas que se podem encontrar e conhecer numa mesma sala de aula, exercício físico e mental, a proposta da bailarina brasileira abrange três cursos distintos. O

www.hojemacau.com.mo

11

Apaixonado por pintura e poesia desde a infância, o neto do sinólogo e macaense ilustre José Vicente Jorge já fez várias exposições individuais, e algumas colectivas, com quadros quase sempre subordinados a esses temas. A inspiração vai buscá-la aos textos de Venceslau Morais e Cesário Verde que, diz, “pintavam com letras”. Também Camilo Pessanha, Fernando Pessoa e os japoneses Ai Kai e Li Bai. Em 1995 publicou em Macau, através do Instituto Cultural, a segunda edição de “Notas Sobre a Arte Chinesa”, com uma introdução sobre o seu avô e autor da obra. No mesmo ano editou em Lisboa “As Elegias Chinesas de Camilo Pessanha”, ilustradas com oito quadros seus sobre os poemas. Reformado da actividade de médico da Força Aérea e especialista de Medicina Interna, são a arte e a sua própria harmonia interior que trazem Pedro Barreiros a Macau todas as Primaveras, há 21 anos. “É aqui que encontro a minha identidade, aquela que em Lisboa só encontro na casa da minha mãe ou na minha, onde se vive à maneira de Macau e se come à maneira de Macau”, confessa. O serão com Pedro Barreiros tem lugar pelas 18h30 de amanhã, no Hall D1 do Albergue SCM.

Cursos de dança brasileira de salão começam hoje em Macau

Gonçalo Lobo Pinheiro

quarta-feira 20.4.2011

primeiro dedicado ao bolero, samba gafieira, soltinho e forró, ritmos tipicamente brasileiros, o segundo dedicado à salsa e o terceiro para quem estiver interessado em aprender zouk brasileiro. Através da sua academia “The Company- Dance Production”, Giovanna, formada pela Escola Técnica da Universidade Federal do Paraná, promete

uma “atmosfera saudável” para a aprendizagem das danças de salão e acredita que esta lacuna existente em Macau pode ser bem aproveitada. “Nos últimos tempos mantive várias conversas com pessoas que demonstraram algum interesse neste assunto. Como este tipo de dança não existia ou era pouco desenvolvida em Macau, resolvi avançar com as aulas.” A dança de salão é uma pratica muito popular no Brasil. Muitas pessoas dedicam-se a essa actividade com diferentes objectivos que culminam na mesma paixão pela dança. “Acredito que a dança é um movimento social e está ao alcance de todos. Desde muito tempo a dança está associada a realizações e sentimentos sublimes e faz parte da expressão humana natural”, afirmou a bailarina. Em Macau desde 2007, a carreira de Giovanna no território tem conhecido performances em diversos ‘shows’ para o Star World Casino, Sands, The Venetian ou City Of Dreams. Colabora regularmente com a LDS Events e agora está apostada em trabalhar na sua nova companhia, desenvolvendo aulas e coreografando. Citando Nietzsche, influente filósofo alemão do século XIX, para Giovanna também “perdido seja nós aquele da em que não se dançou nem uma vez”. As inscrições podem ser feitas pelo site www. thecompanydance.com.


quarta-feira 20.4.2011 www.hojemacau.com.mo

12

pub.


[f]utilidades Cineteatro | PUB

[ ] Cinema

quarta-feira 20.4.2011 www.hojemacau.com.mo

13

Sala 2

rango [a] Falado em cantonense Um filme de: Gore Verbinski 14.30, 16.30, 19.30, 21.30

Sala 1

SALA 3

Um filme de: Daniel Barnz Com: Vanessa Hudgens, Alex Pettyfer, Mare-Kate Olsen 14.30, 16.15, 20.00, 21.30

Falado em cantonense Um filme de: Carlos Saldanha 14.30, 16.15, 18.00, 19.45

the king’s speech [B]

the king’s speech [B]

Um filme de: Tom Hooper Com: Colin Firth, Geoffrey Rush, Helena Boham Carter 18.00

Um filme de: Tom Hooper Com: Colin Firth, Geoffrey Rush, Helena Boham Carter 21.30

Beastly [B]

rio [a]

VERTICAIS: 1-Pêra-de-engoxo. Pássaro fringílida de São Tomé. 2-Articulação das falanges dos dedos. Pião grande. Circuito fechado. 3-Homen desproporcionado. Símbolo químico do astato. Primitivamente, composição poética para ser cantada. 4-Antigamente, sim, em França. Planta papilionácea. 5-Porção de cartas do mesmo naipe. 6-Em Goa, é de algodão branco ordinário. Eixe! 7-Nome da letra do alfabeto arábico. Criada para companhia. Designação popular dos machados da idade da pedra. 8-Contrária. Símbolo químico de praseodímio. 9-Sebe. Pó céreo, que cobre frutos. 10-O vencimento diário de um soldado. Ah! ou oh! Mem. do computador. 11-Interjação que se utiliza quando não se acredita em alguma coisa. Pedra de cores vivas.

Soluções do problema HORIZONTAIS: 1-ENAO. CHASPA. 2-NONINHA. ERG. 3-G. ALAO. OVEO. 4-OZO. IGAPE. R. 5-XA. APOIO. UA. 6-ARABE. ASPA. 7-ATRIO. TRIO. 8-PO. URURAU. P. 9-A. OSACA. IRA. 10-DODO. HIPNAL. 11-ENE. NEORAMA. VERTICAIS: 1-ENGOXA. PADE. 2-NO. ZARAO. ON. 3-ANAO. AT. ODE. 4-OIL. ABRUSO. 5-NAIPEIRA. N. 6-CHOGO. OUCHE. 7-HA. AIA. RAIO. 8-A. OPOSTA. PR. 9-SEVE. UAI. RAM. 11-AGORA. OPALA.

REGRAS |

Insira algarismos nos quadrados de forma a que cada linha, coluna e caixa de 3X3 contenha os dígitos de 1 a 9 sem repetição solução do problema do dia anterior

Su doku [ ] Cruzadas

HORIZONTAIS: 1-Dantes, anão. Panela ou tacho, com tampa, largo e baixo. 2-Pessoa muito indolente, sem préstimo. Unidade de trabalho. 3-Cão para corrida, na caça. Que contem ovos. 4-Arsénico. Aguapé. 5-Título do soberano da Pérsia. Aplauso. Uma. 6-Aquele que é natural da Arábia. Cruz de pano, que se punha nos sambenitos. 7-Pátio, espaço defeso, na frente dos edifícios. Grupo ou conjunto de três pessoas. 8-Símbolo químico de polónio. Espécie de lagarto voraz. 9-Cidade japonesa. Mágoa ou paixão que a injúria desperta na pessoa injuriada. 10-Em Goa, peso equivalente a sete arrasteis. Medicamento hipnótico e antineurálgico. 11-Nome da letra n. Espécie de panorama.

[Tele]visão www.macaucabletv.com TDM 13:01 TDM News - Repetição 13:30 Jornal das 24h 14:30 Aurea “Live from Studio 7” 15:00 Chefe do Executivo na Assembleia Legislativa (Directo) 19:00 Montra do Lilau (Repetição) 19:30 Ganância 20:25 Acontecimentos Históricos 20:30 Telejornal 21:00 Jornal da Tarde da RTPi 22:10 Viver a Vida 22:55 Acontecimentos Históricos 23:00 TDM News 23:30 Mulher Polícia 00:50 Telejornal (Repetição) 01:20 RTPi DIRECTO 03:30 Final da Taça do Rei: Barcelona - Real Madrid (Directo) INFORMAÇÃO TDM RTPi 82 14:00 Telejornal Madeira 14:30 A+ Portugal 15:00 Magazine Venezuela Contacto 15:30 A Hora De Baco 16:00 Bom Dia Portugal 17:00 Quem Quer Ser Milionário – Alta Pressão 17:45 O Olhar Da Serpente 18:30 Trio D’Ataque 20:00 Jornal Da Tarde 21:15 O Preço Certo 22:00 Magazine Venezuela Contacto 22:30 Salvador 23:00 Portugal No Coração TVB PEARL 83 06:00 Bloomberg West 07:00 First Up 07:30 NBC Nightly News 08:00 Putonghua E-News 08:30 ETV 10:30 Inside the Stock Exchange 11:00 Market Update 11:30 Inside the Stock Exchange 11:32 Market Update 12:00 Inside the Stock Exchange 12:02 Market Update 12:30 Inside the Stock Exchange 12:35 Market Update 13:00 CCTV News - LIVE 14:00 Market Update 14:40 Inside the Stock Exchange 14:43 Market Update 15:58 Inside the Stock Exchange 16:00 Sesame Street 17:00 Escape From Scorpion Island 17:30 Let’s Get Inventin’ 18:00 Putonghua News 18:10 Putonghua Financial Bulletin 18:15 Putonghua Weather Report 18:20 Financial Report 18:30 Foot Brazil 19:00 Treks In A Wild World 19:30 News At Seven-Thirty 19:50 Weather Report 19:55 Earth Live 20:00 Cheese Slices 20:30 Bones 21:30 Popular Science’s Future of… 22:30 Marketplace 22:35 Whitechapel 23:35 The CEO Connection & World Market Update 23:40 News Roundup 23:55 Earth Live 00:00 Medium 00:55 Money Magazine 01:20 Get Reel Music Mix 01:45 European Art At The MET 02:30 Bloomberg Television 05:00 TVBS News 05:30 CCTV News ESPN 30 13:00 Sportscenter Special 14:00 Tiger Street Football 2011 15:30 Stihl Timbersports Series 16:00 MLB Regular Season 2011 New York Yankees vs. Toronto Blue Jays

19:00 (Delay) Baseball Tonight International 2011 19:30 (LIVE) Sportscenter Asia 20:00 Chang World of Football 20:30 FINA Aquatics World 2011 21:00 3 Days Of Panne 22:00 Baseball Tonight International 2011 22:30 Sportscenter Asia 23:00 Chang World of Football 23:30 KIA X Games Asia 2010 - BMX Vert STAR SPORTS 31 13:00 FIM Snowcross World Championship 2011 - Highlights 13:30 Golf Focus 2011 14:00 V8 Supercars Championship Series 2011-Races 16:00 Rc44 2010 Tour 16:25 FIA F1 World Championship Highlights 2011 Chinese Grand Prix 17:55 (LIVE) AFC Champions League 201 Jeonbuk Hyundai Motors vs. Cerezo Osaka 20:00 FA Cup 2010/11 Semifinal #2 Bolton Wanderers vs. Stoke City 22:00 Mobil 1 The Grid 2011 22:30 Ace 2011 23:00 (Delay) Score Tonight 23:30 Thailand Vs Challenger Series - Thailand V Germany STAR MOVIES 40 13:00 Pope Joan 15:45 Over The Top 17:25 Maximum Risk 19:10 Barbershop 2: Back In Business 21:00 The Rebound 22:45 Cabin Fever 2: Spring Fever 00:20 A Knight’S Tale HBO 41 13:00 Who Is Clark Rockefeller 14:25 Bob’S Weekend 16:00 Bionicle: The Legend Reborn 17:25 Away We Go 19:00 Gran Torino 21:00 The Book Of Eli 23:10 The Pacific CINEMAX 42 12:00 14:00 15:30 16:00 18:00 20:15

Diabolique (Pp) Lock, Stock And Two Smoking Barrels Hollywood Buzz 11 Covert Action Nevada Smith Hercules

22:00 Icarus 23:30 Critters 3 MGM 43 12:15 Saved By The Bell:Hawaiian Style 14:00 Windows 15:30 Evidence of Blood 17:15 The Program 19:15 Joe Dancer I: The Big Black Pill 21:00 Dressed to Kill 22:45 Carrie DISCOVERY CHANNEL 50 13:00 Mythbusters - Banana Slip, Double Dip 14:00 I Shouldn’t Be Alive 15:00 River Monsters - The Mutilator 16:00 Destroyed In Seconds 17:00 Dirty Jobs 18:00 How It’s Made 18:30 How Do They Do It? 19:00 Swamp Loggers - Swamp Fever 20:00 Deadliest Catch - Endless 21:00 Really Big Things with Matt Rogers 22:00 Aircrash Confidential - Terrorism 23:00 Perfect Disaste - Solar Storm 00:00 Really Big Things with Matt Rogers NATIONAL GEOGRAPHIC CHANNEL 51 12:30 About China - ShowReal Asia 13:25 Inside: Kung Fu Inc. 14:20 Samurai Bow 15:15 The Mafia: The Great Betrayal 16:10 Against All Odds 18:00 Is It Real? 19:00 True Stories 20:00 About China - ShowR al Asia 21:00 Animal Extractors 22:00 Animal Mega Moves - Rhinos 23:00 Monster Fish - Mekong Mystery 00:00 Hooked - Extreme Noodling ANIMAL PLANET 52 13:00 Austin Stevens: Most Dangerous... 14:00 Great Ocean Adventures 15:00 Europe Uncovered: Wild Poland 16:00 Extinctions - Jaguar 17:00 The Web Of Life 18:00 Animal Cops South Africa 19:00 The Most Extreme - Gourmets 20:00 Austin Stevens: Most Dangerous... 21:00 Europe Uncovered: Sea Eagles 22:00 Extinctions - Orangutan 23:00 The Web Of Life 00:00 Austin Stevens: Most Dangerous... HISTORY CHANNEL 54 13:00 The Making Of Adolf Hitler 14:00 How The Earth Was Made 15:00 Greatest Tank Battles 16:00 Weapons Racesle 17:00 Most Secret Place On Earth 18:00 Hitler’s Secret Science 19:00 Top Shot 20:00 How The Earth Was Made 21:00 Megaquake 10.0 23:00 Monumental Challenge 00:00 The Highland Towers Disaster

(MCTV 51) National Geographic Channel 00:00 Hooked - Extreme Noodling

STAR WORLD 63 13:00 Glee 13:50 Australia’s Next Top Model 14:45 Cougar Town 15:10 How I Met Your Mother 15:35 Desperate Housewives 16:25 Castle 17:10 Australia’s Next Top Model 18:05 Cougar Town 19:05 Masterchef US 20:00 Don’t Stop Believing 20:55 Got To Dance UK S2 21:50 Castle 22:45 Canada’s Next Top Model 23:40 Masterchef US 00:35 Don’t Stop Believing

Informação Macau Cable TV


quarta-feira 20.4.2011 www.hojemacau.com.mo

14

opinião en con t r os com a h i st ór i a Marinho de Bastos ( Ma Sü Tou )

Adeus, Maria Francisca E

ra mais conhecida por Maria Tranquilino e era natural de Hong Kong, onde também estudou, podendo ser considerada uma verdadeira “tong tông”, tendo também sangue de Goa, de onde trazia o apelido Lobato de Faria, um funcionário da Economia com fama de coleccionador de antiguidades chinesas. Usava expressões do patuá de Hong Kong, o dandu, uma tonalidade já quase extinta. Casou com Tranquilino Goares da Silva, funcionário do Banco Nacional Ultramarino, que chegou a ser sub-gerente da sucursal de Macau, nomeadamente nos anos 70, altura em que se abriu um contencioso que levou à criação do Istituto Emissor de Macau, mais tarde a Alta Autoridade Monetária e Cambial. Era uma mãe extremosa, gestora de uma enorme família, que havia de compreender economistas, bancários, funcionários púpub

blicos, médicos e até religiosas de Madre Teresa de Calcutá. Uma pessoa sempre bem disposta. Uma anfitriã bem macaense ,a viver numa vivenda da Avenida Conselheiro Ferreira de Almeida, em cantonês “Ho Lán Ün”, campo dos holandeses, onde os portugueses

conquistaram Macau aos holandeses, depois de estes terem tentado ficar com o território, a exemplo do que fizeram devido à ocupação espanhola em Angola e no Brasil. O monumento a assinalar este acontecimento ainda lá está, embora necessite de um retoque, no

Jardim da Vitória. Tranquilino Goares da Silva ajudou muitos comerciantes de Macau a progredir nos seus negócios em Angola, Moçambique e na então CEE, que importava têxteis e lanifícios de Macau. Nos anos 60 e 70 o convívio entre chineses e portugueses era muito estreito levando a um relacionamento difícil de esquecer alargado também aos primeiros passos da STDM a quem havia sido dada recentemente a concessão do jogo. Maria Tranquilino era na altura um membro destacado da comunidade macaense e aumentou o estreitamento das relações entre os portugueses e os chineses. São tempos que não se podem esquecer na memória de um Macau que existiu e a que Maria Tranquilino deu o seu melhor, orgulhando a comunidade macaense. Adeus, Maria Francisca!


Mas a lealdade, a iniciativa, a coragem, o entusiasmo, a dedicação, o amor, nada disto se pode comprar. É preciso Padre Manuel Teixeira [1912-2003]

ganhá-los.

quarta-feira 20.4.2011 www.hojemacau.com.mo

15 a p a l i ça d a Correia Marques

Sem sentido... Num arranco de loucura, filho desta confusão, vai todo o mundo à procura daquilo que tem à mão.

Será que faz algum sentido condenar à fome e à morte por inanição amplas camadas de populações mais desfavorecidas, em proveito de uns poucos parasitas sem escrúpulos?

António Aleixo, in «Este livro que vos deixo»

P

assavajá da meia noite quando me sentei à secretária do computador para tentar alinhavar a crónica para quarta-feira. Difícil sair qualquer coisa. Decidi: amanhã é dia de pica-boi e não faz sentido ficares aqui lutando contra o sono e contra a falta de inspiração. Amanhã mandas uma mensagem a dizer que não dá. Eles lá tapam o buraco com alguma coisa, com mais ou menos sentido! Oito da manhã, Hei! Antes do banho uma ida à balança. Encorajador, menos uns quilitos fruto de um corte nas carnes, nas batatas e nas bebidas brancas e de algum exercício. Nada que se note muito na silhueta, mas que sinto na ligeireza dos passos. E estou no terceiro dia sem fumar, tentando deixar de fumar definitivamente pela décima vez. Passo seguinte, medir a tensão arterial. Ufa, tensão alta, coisa sem sentido, agora que eu estava querendo colocar o corpo em sentido. Decidi. Não faz sentido seres preguiçoso, anda, antes do banho escreve lá alguma coisa, ainda que desprovida de sentido. E a primeira coisa que me veio à carola foi uma declaração recente num debate na Rádio Macau do meu velho (no sentido de antigo!) amigo e diretor deste jornal, Carlos Morais José, de que a saúde não é tudo na vida. Sim, a saúde é importante para a qualidade de vida, mas que sentido tem vegetar e prolongar uma vida sem sentido? O prazer também não é tudo na vida, mas dá-lhe sentido. Noblesse oblige, e há que trabalhar. Gravei (detesto o termo salvar) o que tinha escrito. Logo mais, na hora de almoço, prometi a mim mesmo, acabo o texto. Ao almoço fui a casa e aqueci, no microondas (essa coisa que torna a comida insossa, sem sentido que não seja o de suprir a crónica falta de tempo das nossas vidas) uma feijoada. Que se lixe, um dia não é dia. E, ao mesmo tempo que tratava da malvada, ouvi no telejornal de Portugal que o Serviço Nacional de Saúde, cada vez menos sem sentido e quem o diz é António Arnault, o seu

pai, contratou 42 médicos colombianos. Pois, tudo isto é fruto de uma política sem sentido, rendida aos lobies dos tubarões da medicina que, durante anos, impuseram um drástico numerus clausus no acesso às faculdades de medicina. E mudando os fusos horários, tremo de medo. Penso, e se me dá por estas bandas alguma maleita? Não faz sentido que a saúde numa terra onde abunda o dinheiro

ca rtoon

e, cada vez mais, internacional não existam cuidados de saúde de excelência. Mudando de assunto. Pelo Mundo parece que até já o FMI se acha preocupado com o rumo que as coisas levam neste planeta cada vez, sem sentido, menos azul. Um alto quadro antecipa uma ainda maior crise da economia mundial e fortes convulsões sociais devido a uma alta sem sentido do preço dos

alimentos essenciais, motivada pela transferência de fluxos especulativos do mercado de capitais para o mercado de futuros de bens alimentares, por parte de fundos de capitais incógnitos e não regulamentados, nem fiscalizados, sedeados em off shores. Será que faz algum sentido condenar à fome e à morte por inanição amplas camadas de populações mais desfavorecidas, em proveito de uns poucos parasitas sem escrúpulos? Um mundo de sentido único é um mundo sem sentido.

regime

por Steff

Propriedade Fábrica de Notícias, Lda Director Carlos Morais José Editor Vanessa Amaro Redacção Filipa Queiroz; Gonçalo Lobo Pinheiro; Joana Freitas; Rodrigo de Matos; Sarih Leng; Virginia Leung Colaboradores António Falcão; Carlos Picassinos; José Manuel Simões; Marco Carvalho; Maria João Belchior (Pequim); Rui Cascais; Sérgio Fonseca Colunistas Arnaldo Gonçalves; Boi Luxo; Correia Marques; Gilberto Lopes; Hélder Fernando; João Miguel Barros, Jorge Rodrigues Simão; José I. Duarte, José Pereira Coutinho, Luís Sá Cunha, Marinho de Bastos; Paul Chan Wai Chi; Pedro Correia Cartoonista Steph Grafismo Catarina Lau; Paulo Borges Ilustração Rui Rasquinho Agências Lusa; Xinhua Fotografia António Falcão, Gonçalo Lobo Pinheiro; António Mil-Homens; Lusa; GCS; Xinhua Secretária de redacção e Publicidade Laurentina Silva (publicidade@hojemacau.com.mo) Assistente de marketing Vincent Vong Impressão Tipografia Welfare Morada Av. Dr. Rodrigo Rodrigues nº 600 E, Centro Comercial First Nacional, 14º andar, Sala 1407 – Macau Telefone 28752401 Fax 28752405 e-mail info@hojemacau.com.mo Sítio www.hojemacau.com.mo


Se Mr. De Lapalisse não tivesse existido... Singapura Parlamento dissolvido Depois de ter o seu Parlamento dissolvido ontem pelo presidente Sellapan Ramanathan Nathan, Singapura anunciou eleições gerais para 7 de Maio. Mais de 2,3 milhões de pessoas serão chamadas às urnas para escolher 87 deputados de 27 circunscrições na CidadeEstado. Nas eleições de 2006, o PAP, partido do primeiroministro Lee Hsien Loong, obteve 66,6% dos votos e 82 das 84 cadeiras do Parlamento que estiveram em disputa na ocasião. Cuba Mercado imobiliário aberto Pela primeira vez desde a Revolução Comunista de 1959, os cubanos poderão comprar e vender os seus imóveis. Nos últimos 50 anos, só era permitido passar propriedades para os filhos ou trocá-las através de um sistema complicado e muitas vezes corrupto. A decisão foi tomada durante o primeiro congresso do Partido Comunista de Cuba em 14 anos, que procura revitalizar o sistema político e económico no país. O presidente cubano, Raúl Castro, alertou que a concentração de terras não será permitida, mas nenhum detalhe do novo sistema foi divulgado. Bélgica No Guinness por não ter governo A Bélgica entrou oficialmente no Guinness World Records por ser o país que ficou mais dias sem formar um governo, “destronando” o Iraque. O recorde foi batido a 30 de Março, quando a Bélgica chegou a 290 dias sem formar um governo e tornou-se o país a registar o período mais longo sem um Executivo em tempos de paz. No caso do Iraque, passaramse 289 dias até ao início de uma nova administração depois do conflito de 2003. Anteriormente, o recorde era da Holanda, que ficou 207 dias sem governo em 1977, lembra o texto do Guinness. Brasil Armas em número recorde As autoridades brasileiras apreenderam 752.934 armas durante acções violentas e crimes, um número quase equivalente ao arsenal das forças de segurança do Brasil, segundo um relatório do Conselho Nacional de Justiça brasileiro ontem divulgado. Um total de 552 mil armas, cerca de 73% do total apreendido pelas autoridades brasileiras, encontram-se em tribunais e depósitos especializados da polícia no estado do Rio de Janeiro.

quarta-feira 20.4.2011

Hoje ninguém...

www.hojemacau.com.mo

...Falaria dele

!!!

Halterofilismo | Macau entre os melhores da Ásia

Triplo ouro para Zhang Marco Carvalho

A

info@hojemacau.com.mo

edição de 2011 do Campeonato Asiático de Halterofilismo terminou no domingo na cidade continental de Tongling, na província de Anhui, e o desfecho da competição reservou uma surpresa de contornos históricos ao desporto da RAEM. Macau despediu-se do evento na terceira posição do ranking dos países e territórios mais medalhados, atrás da República Popular da China e do Irão, as duas principais potências continentais da modalidade. Macau pode agradecer um tal brilharete a uma prestação insuperável de Zhang Shaoling na prova feminina de atletas até 69 quilogramas. A atleta de 27 anos, nascida na China, levou a melhor sobre a concorrência e conquistou tudo o que havia para conquistar na cate-

goria em que competiu. Na prova de arranque, Zhang levantou um total de 105 quilogramas, vencendo a taiwanesa Wang Ya-jhen (que não superou a barreira dos cem quilos) e a norte-coreana Yu Un-bok. Nos exercícios de arremesso, a halterofilista voltou a levar a melhor sobre a arqui-rival da Formosa na corrida pela medalha de ouro, ainda que desta vez por uma margem menor de vantagem. Ao fim de três tentativas, Zhang ergueu pesos combinados na ordem dos 123 quilos, um a mais que o melhor resultado conseguido por Wang Ya-jhen. A japonesa Ayano Tani ainda tentou intrometer-se na disputa, mas não conseguiu melhor do que levantar 121 quilos nas lides do arremesso. Feitas as contas, Zhang Shaoling levantou um peso combinado de 228 quilos, batendo por um total de seis quilos a sua mais directa rival na luta pelo ouro, a taiwanesa Wang

Ya-jhen. A medalha de bronze conquistada por Ayano Tani na prova de arremesso catapultou a atleta nipónica para a terceira posição do pódio, numa corrida em que a norte-coreana Yu Un-bok acabou por ser a mais prejudicada. A performance excepcional de Zhang Shaoling e as três medalhas de ouro conquistadas pela atleta bastaram para colocar o halterofilismo do território entre os mais competitivos do continente asiático, ainda que o sucesso das cores da delegação do Lótus que participou no evento tenha surgido, de certa forma, a reboque do sucesso da própria República Popular da China. A competirem em casa, os atletas chineses dominaram por completo a competição, ao conquistarem um total de 43 medalhas, 35 das quais de ouro. O Irão posicionou-se na segunda posição da tabela, com um total de 12 medalhas, três de ouro, oito de prata e uma de bronze.

Imagem de Obama usada em chimpanzé

Fotomontagem causa polémica U

maresponsável republicana divulgou por email uma fotomontagem, que associa o rosto do presidente norte-americano, Barack Obama, a um chimpanzé. Várias pessoas saíram às ruas da Califórnia para exigir a demissão de Marilyn Davenport, que entretanto já pediu desculpas. Mas a imagem (e a polémica) já circula pelo mundo. A presidente da principal associação anti-racista norte-americana (NAACP), Alice Huffman, condenou a fotomontagem e pediu a demissão da sua autora, Marilyn Davenport, membro do comité do Partido Republicano de Orange, no sul de Los Angeles, e membro do grupo ultra-conservador “Tea Party”. “Representar o presidente dos Estados Unidos a não ser como um ser humano pode ser considerado racista”, disse Alice Huffman em comunicado. Duas outras associações norte-americanas de defesa dos direitos cívicos juntaram as suas vozes às críticas e aos apelos à demissão de Marilyn Davenport. A fotomontagem, divulgada por correio electrónico, apresentava a legenda: “Agora compreendemos porque ele (Obama) não tem certificado de nascença”, referindo-se a uma facção do movimento republicano que tem dúvidas sobre o nascimento de Barack Obama nos Estados Unidos, designadamente no Havai, apesar da publicação pelo Estado do certificado de nascimento do presidente norte-americano. Marilyn Davenport já pediu desculpas publicamente, na segunda-feira, sem, porém, se demitir: “A todos os cidadãos e pessoas que viram a minha mensagem de correio electrónico e que ficaram ofendidas, peço descul-

pa pelo meu comportamento imprudente”. Reconheceu ainda ser uma “cristã imperfeita, tentando dar o seu melhor para honrar Cristo” e prometeu “não repetir o mesmo erro”, depois de ter sido ameaçada de morte por causa da fotomontagem, segundo disse um colega seu republicano. O presidente do comité republicano de Orange, Scott Baugh, também condenou a fotomontagem, realçando, porém, que a lei da Califórnia o impede de destituir aquela responsável do cargo. “O máximo que podemos fazer é adoptar uma resolução que condene o seu acto e pedir-lhe para apresentar desculpas e demitir-se”, acrescentou. Em declarações à imprensa local, Marilyn Davenport disse: “Não vão fazer disto um escândalo, pois não? Enfim, todas as pessoas que me conhecem sabem que não sou racista. Era uma piada. Tenho amigos negros”, acrescentou.

Moçambique Voos proibidos na Europa Todas as transportadoras aéreas certificadas em Moçambique estão proibidas de realizar voos para a União Europeia, anunciou ontem, em Bruxelas, a Comissão Europeia que recebeu o apoio unânime do Comité da Segurança Aérea europeu para tomar esta decisão. Bruxelas explica a inclusão das transportadoras aéreas na “lista negra” da UE “dadas as graves deficiências detectadas na área da segurança”, e acrescenta que a situação “obriga a adoptar medidas decisivas”. Líbia 10 mil mortos O conflito na Líbia já fez 10 mil mortos e 55 mil feridos, afirmou ontem em Roma o ministro italiano dos Negócios Estrangeiros, Franco Frattini, citando o chefe do Conselho Nacional de Transição (CNT), Mustafá Abdeljalil, com quem se encontrou hoje. O CNT reúne opositores ao regime de Muammar Khadafi. Estima-se que só na cidade de Misurata - onde os confrontos entre as forças leais a Khadafi e os rebeldes se intensificaram nos últimos dias - tenham morrido cerca de mil pessoas nas últimas seis semanas. Os rebeldes dizem que a cidade está a ser palco de um “autêntico massacre”. Futebol Inter quer Mourinho O Inter deseja o regresso de José Mourinho, assim como a contratação do avançado argentino Sergio Agüero, do Atletico Madrid. Segundo o jornal italiano Corriere dello Sport, o Inter pretende reconquistar a Liga dos Campeões, troféu que ganhou na temporada passada com Mourinho. Caso o clube não consiga a contratação do português, o Inter vai procurar contratar Pep Guardiola. Em termos de jogadores, além de Agüero, os nomes citados são Carlos Tevez (Manchester City), Cesc Fábregas (Arsenal), Nuri Sahin (Borussia Dortmund), Kucka (Génova), Andrea Poli (Sampdoria) e Alexis Sanchéz (Udinese). Pultizer NY e LA Times premiados Os jornais norte-americanos New York Times e Los Angeles Times foram duplamente distinguidos este ano com os Pulitzer, prémios de excelência que distinguiram ainda o compositor chinês Zhou Long e a escritora Jennifer Egan. Os prémios Pulitzer são atribuídos desde 1917 pela Universidade de Columbia, nos Estados Unidos, e distinguem trabalhos de excelência na área do jornalismo, fotojornalismo, literatura e música, e os vencedores da edição de 2011 foram anunciados na segundafeira à noite.

Hoje Macau 20 ABR 2011 #2354  

Edição do Hoje Macau de 20de Abril de 2011 • Ano X • N.º 2354

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you