Issuu on Google+

PUB

AGÊNCIA COMERCIAL PICO • 28721006

PUB

MOP$10

DIRECTOR CARLOS MORAIS JOSÉ • SEGUNDA-FEIRA 2 DE JULHO DE 2012 • ANO XI • Nº 2642

Ter para ler

TEMPO AGUACEIROS OCASIONAIS MIN 26 MAX 31 HUMIDADE 60-95% • CÂMBIOS EURO 9.8 BAHT 0.2 YUAN 1.2

Dez mil assinaturas contra metro ligeiro PÁGINA 2

UNS RESIGNADOS, OUTROS ZANGADOS

Utentes vão pagar mais 23% nos autocarros

PORTAS DE VISITA À CHINA

Empresários portugueses explicam mercado

PÁGINA 5

Executivo volta atrás em polémica sobre residência de portugueses na RAEM. Fernando Gomes aplaude

PÁGINAS 6-7

GONÇALO LOBO PINHEIRO

PERCURSO PODE DAR TRIBUNAL

Sensibilidade e bom senso

O Presidente do Conselho das Comunidades Portuguesas dá os parabéns ao Executivo por reconsiderar decisão que considera “acto de insensatez” vindo de quem “agiu de má-fé”. Imigrantes vindos de Portugal continuam assim com a sua autorização de permanência no território simplificada. PÁGINA 3

O QUE GANHOU A SELECÇÃO NACIONAL NESTE EUROPEU

Futuro de Bento começou no passado de Queiroz CENTRAIS


política

2

segunda-feira 2.7.2012

www.hojemacau.com.mo

Petição foi entregue ao Chefe do Executivo

Metro Ligeiro pode chegar aos tribunais Chui Sai On recebeu mais de dez mil assinaturas em protesto contra a passagem do Metro Ligeiro na zona do NAPE. Caso o Governo não recue na decisão, associações e moradores vão pedir uma acção judicial Andreia Sofia Silva

andreia.silva@hojemacau.com.mo

Q

UEIXAM-SE que o Metro Ligeiro lhes vai tirar a vista sobre a cidade e causar perturbações sonoras. Por isso, os moradores da zona do NAPE apresentaram uma petição ao Chefe do Executivo, por estarem contra a passagem do troço do metro nas ruas de Londres e da Cidade do Porto.

Mais de dez mil assinaturas compõem o documento, onde também participam a Associação de Auxílio Mútuo da Zona Dinastia de Macau e ainda a Associação para o Desenvolvimento da Comunidade de Macau (ADCM). “Queremos pedir ao Chefe do Executivo para prestar atenção e levar em consideração o descontentamento de dezenas de milhar de pessoas”, disse o deputado José Pereira Coutinho. Membro da ADCM e principal voz no meio dos protestos, Coutinho admitiu ainda junto à sede do Governo que uma decisão judicial poderá ser uma forma de resolver a disputa. “Não pomos de

parte [associações e cidadãos] a interposição de uma acção judicial sobre esta questão. Temos uma ideia concreta de avançar para os tribunais contra o Gabinete para as Infra-estruturas de Transportes (GIT), caso este não recue na sua decisão.”

METRO NA ORLA EXTERIOR

A questão tem vindo a gerar alguma polémica e diversas reuniões entre moradores e o GIT. A última aconteceu no passado dia 15, com os responsáveis a afirmarem que não iriam ceder ao desejo da população. André Ritchie, coordenador-adjunto do GIT, afirmou

Davis Fong lidera grupo que estuda políticas laborais

“Temos de olhar para as experiências de fora”

A

questão do salário mínimo ficou de fora, bem como outras matérias, mas da primeira reunião da secção para o estudo das politicas de recursos humanos saiu a certeza de que há um trabalho cientifico a fazer no futuro. O grupo, que pertence ao Conselho para o Desenvolvimento Económico (CDE), vai continuar a partilhar informações com o Executivo. “Este encontro pretende trazer pontos de pesquisa e ideias na forma como se pode melhorar a competitividade dos recursos humanos no futuro”, disse Davis Fong, docente da Universidade de Macau (UMAC) e líder do grupo. “Os membros focaram-se em diversas áreas de interesse. Antes do dia 10 de Julho todos os membros terão de dar sugestões. Depois vamos juntar todas as matérias e propor que se faça outra reunião, para providenciar algumas recomendações ao Governo.”

“Os membros referiram que neste momento a área dos recursos humanos tem alguma estabilidade, sendo que a relação entre patrão e empregado também é mais harmoniosa”, referiu o responsável. Contudo, “muitos chamaram a atenção sobre o facto de, apesar de não existirem preocupações a curto prazo, existir a necessidade de mantermos a estabilidade dos recursos humanos no futuro”.

ZELAR PELAS PME

Para Davis Fong, mais do que importar trabalhadores,

é preciso importar mais qualificações. “Temos de olhar para as experiências mas também para os trabalhadores qualificados que vêm de fora, para fazer com que a posição de centro mundial de turismo e lazer se mantenha. Estamos no bom caminho, mas é preciso uma estratégia para que possamos competir entre as regiões.” Outro ponto focado durante a reunião prendeu-se com as Pequenas e Médias Empresas (PME). “Primeiro ponto, precisamos de trabalhadores qualificados, mas temos de pensar também em como fomentar a força laboral qualificada e não qualificada. Mas há que encontrar também um equilíbrio junto das PME, para garantir um desenvolvimento sustentável. O mercado em Macau é aberto e não podemos focar-nos numa única fonte de mão-de-obra, mais serão bem vindas.” – A.S.S.

que a altura da estrutura iria ser diminuída para não afectar a vista a partir das casas. Está previsto que os pilares de suporte ao viaduto terão seis metros de altura, enquanto a estrutura global terá mais de 13 metros. Apesar da posição oficial, Pereira Coutinho diz que a luta vai continuar para que o traçado mude para a zona da Orla Marítima Exterior. “Não acreditamos naquilo que o GIT diz. Só lidando com a realidade é que podemos ter medidas mais fiáveis de que tudo acontece com normalidade. E a melhor maneira de resolver este problema é mudar o projecto para

a Orla Marítima Exterior. Eles não querem fazer isso, e no final vai levar a um grande descontentamento por parte da população da zona.” Embora sem provas, Coutinho receia que tal “teimosia” em manter o trajecto tenha a ver com eventuais concessões ilegais dos terrenos da Orla Marítima Exterior. “Penso que esta teimosia de insistir no trajecto tem a ver com o facto do percurso inicial, que passaria pela Orla Marítima, ter sido posto de lado. Tudo devido ao facto de agora sabermos que dois terrenos concedidos por Ao Man Long, em 2001 e 2004, têm constituído barreiras para a não mudança do trajecto. Isto causa-me perplexidade e muitas dúvidas de que, tendo em conta o que o ex-secretário fez, pode existir a possibilidade dos terrenos terem sido obtidos por vias ilegais.” Para isso, Coutinho insiste uma vez mais numa investigação por parte do Comissariado contra a Corrupção (CCAC). “Deveria avaliar em que circunstâncias foram cedidos os dois terrenos.”

Processo legislativo aprovado por Pequim

Governo apresenta em breve propostas à AL C

HUI Sai On manifestou satisfação e agradecimento na sexta-feira ao Comité Permanente da Assembleia Popular Nacional pelas ratificações feitas às propostas de escolha do Chefe do Executivo e da nova metodologia da Assembleia Legislativa (AL) de Macau. Estes dois pontos do Anexo I e II da Lei Básica foram então validados e registados pelo Governo Central, o que significa a conclusão com sucesso de todo o processo legal de alteração destas duas metodologias e, consequentemente, do sistema político de Macau. O Governo vai apresentar à AL, o mais rápido possível, segundo indica, as propostas de lei de alteração às correspondentes disposições nas leis eleitorais locais, para dar andamento às eleições da quinta Assembleia Legislativa, a

realizar em 2013, e das eleições do quarto chefe do Executivo em 2014.

COMEMORAÇÕES EM HONG KONG

O Chefe do Executivo deslocou-se no sábado até Hong Kong, a convite de Donald Tsang, anterior Chefe do Executivo da ex-colónia britânica, para assistir às actividades comemorativas do 15º aniversário do regresso da RAEK, que decorreram ontem. CY Leung foi empossado como o terceiro líder do Executi-

vo da RegiãoAdministrativa Especial de Hong Kong, numa cerimónia presidida pelo presidente chinês Hu Jintao. Em Hong Kong, o responsável máximo da RAEM estará presente no banquete oficial de boas-vindas ao Presidente do Governo Central, bem como na sessão que assinalará o 15.º aniversário do regresso de Hong Kong à Pátria e respectivo espectáculo, além da cerimónia de tomada de posse do quarto governo da RAEHK.


segunda-feira 2.7.2012

política

www.hojemacau.com.mo

3

“Educação sexual é urgente para adolescentes”

O deputado Mak Soi Kun mostrou a sua preocupação pelo educação dos adolescentes em Macau, através de uma interpelação escrita ao Governo. “Uma pesquisa diz que 30% dos adolescentes entrevistados sofrem de depressão e 40% de ansiedade. A longo prazo, pensando nos viciados na internet, é provável que a situação seja ainda pior.” Questionou se o Governo tinha tido acesso ao estudo e se estava a trabalhar para resolver o problema. Depois, acusou a proliferação de folhetos pornográficos como má influência para os jovens, sugerindo acção concreta. “Os adolescentes não têm a capacidade suficiente para lidar com o assunto por faltar de conhecimento e experiências. O Governo tem que criar mais políticas apropriadas na educação sexual, liderar a curiosidade dos adolescentes sobre o sexo.” - C.L.

Anular conflitos entre empreiteiros e moradores

Andreia Sofia Silva* andreia.silva@hojemacau.com.mo

O

Governo recuou nas orientações relativas ao processo de concessão de residência a cidadãos portugueses que queiram viver em Macau e mantém todo o processo nos Serviços de Migração. Em resposta à agência Lusa, o gabinete do Secretário para a Segurança, Cheong Kuok Va, através do assessor Sam Chong Nin, disse que fica tudo na mesma, assumindo o engano. “O que posso dizer é que os processos de fixação de residência de portugueses serão tratados nos Serviços de Migração e de acordo com as leis em vigor em Macau”, afirmou o assessor. Explicou ainda que há regras para que todo o sistema funcione segundo o Regulamento Administrativo nº 5, datado de 2003. Sam Chong Nin não fez mais comentários, embora, em resposta anterior à Lusa, tenha dito que desde o dia 11 de Junho que era o Instituto para a Promoção do Comércio e Investimento (IPIM) a tratar dos processos. A causa seria a incapacidade dos Serviços de Migração de responder a todos os pedidos. Ao Hoje Macau, Fernando Gomes, presidente do Conselho das Comunidades Portuguesas (CCP), deu os parabéns ao Gover-

Governo reconsidera regras para portugueses fixarem residência. Fernando Gomes feliz

“Uma atitude correcta e sensata”

Fonte oficial do gabinete do Secretário para a Segurança garantiu que os pedidos de fixação de residência vão continuar a ser entregues nos Serviços de Migração. O Presidente do Conselho das Comunidades Portuguesas dá os parabéns ao Executivo pela decisão no. “Tomou uma atitude correcta e sensata. Foi óptimo para a comunidade e também para aqueles que ainda virão.” “Congratulo-me pelo facto de tudo ter ficado como está”, sublinhou também Maria Amélia António, presidente da Casa de Portugal em Macau.

“NUNCA ACREDITEI”

Fernando Gomes fala de um “acto de insensatez” da parte do Executivo e acredita que o assessor que emitiu a decisão “agiu de má-fé”. “Uma coisa é o princípio e outra é o que diz a lei, que ainda

existe e é para seguir. Se a lei está mal, então tem de ser mudada na Assembleia Legislativa.” Enquanto presidente do CCP, Fernando Gomes promete continuar a lutar pela manutenção desta regra. “Em tempo oportuno iremos estabilizar e cimentar esta decisão para que não apareça outro jurista a tomar a mesma decisão. Foi um erro, errar é humano e o importante é que se corrija.” Já Maria Amélia António diz que “nunca acreditou”. “Vi que estava algo mal, essa informação foi prestada incorrectamente por qualquer mecanismo que não

funcionou bem. Não considerei uma decisão bem tomada. Há dois Regulamentos Administrativos e são duas coisas distintas.” A polémica, revelada na quarta-feira pela rádio Macau, residia no facto de os Serviços de Migração terem estado a aconselhar os requerentes portugueses a darem entrada com os seus pedidos junto do IPIM, organismo que tem a seu cargo a análise dos pedidos de fixação de residência para efeitos de investimento ou de contratação de mão-de-obra especializada, mas apenas de carácter temporário. - * com Lusa

O deputado Ho Ion Sang propõe que o Governo crie um organismo para resolver os conflitos entres os construtores e os moradores que vivam perto das obras, na sua mais recente interpelação escrita. Dando como exemplo a obra perto do Edif. Yeng Va no Pário das Calhandras, afirma que causou o colapso de uma parede externa na última quarta-feira. Os moradores fizeram várias queixas à Direcção dos Serviços de Solos, Obras Públicas e Transportes antes de acontecer o acidente, pelo que o deputado questiona se o Governo não avaliou muito bem a construção dessa obra. “Se constroem com uma licença de construção legítima, então como é que foi possível haver o acidente”, pergunta. “Quando os moradores têm conflitos com origem nas obras perto de onde moram, têm depois à disposição um mecanismo de reclamações para ajudá-los com o problema? Além de compensar os danos depois do acidente, há mais medidas a partir da fonte para reduzir os acidentes e proteger a vida e a segurança da propriedade do público?” - C.L.


4

sociedade

Preso suspeito de organizar assassinato no caso Fok Hoi Em Janeiro, um proprietário de uma loja de automóveis, no Edifício Jardim Fok Koi, foi assassinado por uma homicida do Interior da China, que chegou a Macau por via clandestina. O residente Kun, de 28 anos, foi preso a 19 de Junho, depois de ter confessado ajudar os assassinos a virem a Macau clandestinamente, arranjando-lhes as armas do crime. O Ministério Público decretou prisão preventiva para Kun, que vai ser julgado juntamente com outros seis cúmplices, por suspeição de crime de associação criminosa e auxílio de imigração clandestina. Fica agora a aguardar julgamento, no Estabelecimento Prisional de Macau, junto com os outros três suspeitos neste caso, detidos em Macau. Os outros três suspeitos foram detidos também pelas autoridades de Zhuhai.

Legalidade da venda de notas especiais não está comprometida

Transacções monetárias em frente aos bancos O lançamento de notas de lótus relançou o mercado paralelo de transacção de notas. Esta edição do centenário do Banco da China, assim como a do dragão, juntaram-se nas mãos de vendedores ambulantes, que as compram e vendem mesmo ao pé das dependências bancarias Rita Marques Ramos rita.ramos@hojemacau.com.mo

O patrão da Las Vegas Sands nega que tenha dado luz verde à prostituição nos casinos da empresa em Macau. Sheldon Adelson rejeita, assim, as acusações do ex-administrador executivo da Sands China, Steve Jacobs, considerando-as um ataque pessoal ao seu carácter. Segundo a edição online do Financial Times, a posição da Las Vegas Sands é a de que as alegações de Jacobs não têm qualquer fundamento, até porque, garante a empresa, Adelson sempre se opôs à prostituição nos imóveis do grupo. A Las Vegas Sands adianta também estar a cooperar com o departamento de Justiça americano, que está a investigar o caso que opõe Steve Jacobs ao seu antigo empregador.

Mais 20% de negócios entre China e Lusofonia

O volume das trocas comerciais entre a China e os Países de Língua Portuguesa somou nos primeiros cinco meses deste ano, 51.771 milhões de dólares. Um aumento de 20% face ao período homólogo de 2011. As importações da China dos Países de Língua Portuguesa somaram 36.487 milhões de dólares, um aumento de 26% face ao mesmo período de 2011, enquanto as exportações da China para os Países de Língua Portuguesa somaram 15.284 milhões de dólares, um aumento de 8% face ao mesmo períodos de 2011. Neste mês, atingiram 12.665 milhões de dólares, uma subida de 13% face ao mês anterior.

Cecília Lin

cecilia.lin@hojemacau.com.mo

E

M frente ao Banco da China (BOC), no cruzamento entre a Avenida Almeida Ribeiro e a Avenida Praia Grande, vêem-se vendedores das notas de edições limitadas que fizeram disparar o interesse dos residentes, correndo a encomendá-las. Hoje, este papel monetário tem o valor que se lhe queira atribuir, nas mãos dos vendedores e compradores que jogam com as vendas personalizadas ou em sites online, como o Taobao e Jpcang.com. Lau, uma senhora sentada

T

Sheldon Adelson nega ter autorizado prostituição

segunda-feira 2.7.2012

www.hojemacau.com.mo

A

3

PENAS a CTM e a SmarTone têm um serviço de alerta sobre as informações das tempestades tropicais que podem abalar o território. A Rede 3 não tem o mesmo serviço para os seus clientes.

no passeio do BOC, é um dos negociantes à espera de clientes para as suas notas de lótus com valor facial de 10 a 1500 patacas. Ou, no caso de ter inscritas os números da sorte (três, seis e nove), 1,950 patacas. O negócio até já merece investimento ou não tivesse produzido cartões de contacto, com a identificação dos produtos à venda. “Para vender as notas de dragão do Banco da China, uma de 10 custa 180 patacas. Se for emitida pelo BNU custa 58 patacas. Compro as notas de lótus (10 patacas) a pelo menos 2.000 patacas. As notas do dragão do BOC compro a pelo menos 200 patacas.” Mas no fórum da CTM na internet, onde se fala da especulação destas notas limitadas, no início da emissão das notas de lótus em Março, o preço mais alto de compra chegou às 8 mil

patacas, enquanto na China o preço atingia 3.800 yuans (4.625 patacas). No entanto, ainda na semana passada, em Cantão os preços mantinham-se, enquanto a descida foi nítida nas transacções em Macau. No Taobao, o preço mínimo destas notas até hoje registado é de 649 yuans (790 patacas). Na mesma esquina, por sua vez, revela-se esta disparidade nas transacções. Se Lau vende as notas de 100 a 10 mil patacas, logo ao lado, Lei (nome fictício) vendia a mesma nota emoldurada com o custo de 1.300 patacas.

SEM IRREGULARIDADE

Não há qualquer impedimento legislativo para esta venda de notas nas esquinas de Macau, segundo informa o advogado Nuno Simões ao Hoje Macau. “Fora do comércio normal, em

princípio não há regulamento que impeça as pessoas de comprarem um pouco mais caro do que o que as notas valem. É uma actividade puramente especulativa mas que está fora do comércio. Portanto, não é ilegal.” Apenas criaria irregularidade, avança, caso a compra e a venda fossem de tal forma, e em tamanha quantidade, que distorcesse o mercado monetário. Nesse caso, poderia desvalorizar a moeda. Mas tudo indica que o mercado monetário continua a funcionar normalmente, portanto não há nada que impeça o processo. “Em Macau não há controlo nestas actividades especulativas e ao nível de margens de lucro que as pessoas possam ter. O preço de comércio é livre. Não há limites. É uma transacção fora do comércio jurídico, entre particulares, portanto não há problema de ser na rua.” Se houvesse maiores problemas seria sobre a especulação feita pelos bancos, mas mesmo os pacotes de notas - elementos que as fazem valer mais - que possam vender acima do valor da moeda, como já foi explicado pela banca, não está relacionada com mais lucro para o banco, já que o excedente é entregue para beneficência. Outro dos problemas teria a ver com burla, que ainda não se registou. “Haveria problema se fossem notas falsas. Ou se vendessem como se não estivessem em circulação, mas não há esse engano. Eles sabem quanto valem essas notas. Mas se estiverem a enganar, claro que há burla.”

Duas operadoras alertam sobre os tufões. Há uma sem fazê-lo

Rede 3 não informa clientes

Qualquer assinante das duas operadoras pode aceder ao serviço, desde que registe o serviço no seu telemóvel (2G ou 3G) e assim saberá qual o estado do tempo em dias de sinal preto ou de intensidade sinalizada. Um cliente da CTM tem apenas de ligar para

o número *68 e activar o serviço, que é feito em parceria com a Direcção de Serviços Meteorológicos e Geofísicos (DSMG), por sua vez um cliente da SmarTone tem de o activar a partir dos digitos: *110*#. Para já, no entanto, o ciclone Doksuri não

parece alarmar mais os residentes no território, até porque mesmo as chuvas parecem perder a intensidade durante esta semana. A DSMG garantiu que, pelo menos, durante o tempo que possa prever, sete dias fiáveis, não haverá tufão para breve.

Hoje os céus estarão nublados, o vento fraco a moderado, com as temperaturas a subir até aos 31º. De resto, durante toda a semana, a temperatura máxima pode variar entre os 31º e 33º, com alguns aguaceiros ocasionais durante a semana. - R.M.R.


segunda-feira 2.7.2012

Rita Marques Ramos rita.ramos@hojemacau.com.mo

Cecília Lin

cecilia.lin@hojemacau.com.mo

A

S deslocações de autocarro vão custar mais. O pedido de aumento das tarifas foi feito pelas três companhias de autocarro em Abril, junto da Direcção dos Serviços para os Assuntos de Tráfego (DSAT), e a Administração aprovou no sábado uma subida de 23% nos transportes rodoviários. Ainda não se sabe quando será feita a actualização em Boletim Oficial, mas o Governo encontra-se a proceder aos trâmites administrativos finais. Numa das zonas de maior tráfego, no centro de Macau, o Hoje Macau questionou cidadãos sobre a nova medida. A maioria ainda se mostra pouco informada sobre o aumento e contesta a falta de informação. Grande parte dos idosos inquiridos não se mostraram muito indignados com a subida de preços, contudo, sobretudo porque não serão expressivos no sector terciário (ver quadro). Vong, um senhor de 50 anos, confessa-se desprevenido face a este aumento. E nada agradado. “Não há razão para aumentarem os preços, a qualidade do serviço ainda não é boa. Os motoristas não têm paciência. Se existem muitos autocarros na estação abrem logo as portas para os passageiros descerem, mesmo antes da paragem do autocarro. Além de que nem esperam para os passageiros saírem.” O mecanismo de avaliação dos serviços dos autocarros vai ser uma realidade até ao final do ano, segundo informou o Governo em

sociedade

www.hojemacau.com.mo

Preços das tarifas dos autocarros vão aumentar 23%

Utentes sem voz na matéria O Governo aprovou o aumento das tarifas das três companhias de autocarros. O Hoje Macau foi ouvir as opiniões de alguns residentes sobre este aumento. Uns mais revoltados. Outros mais resignados. “É a inflação”, dizem comunicado. Os viajantes vão poder assim participar no controlo de qualidade dos serviços dos autocarros públicos. Algo que agradou a Vong. “Se nos dão oportunidade de manifestar as nossas opiniões, estarei no início de linha. Acho que ninguém se irá calar. Há muito a apontar.” Outras pessoas não estão tão cépticas quanto ao aumento. “Têm razão para aumentar o preço dos

serviços por causa da inflação”, acredita Cheung, uma residente de meia-idade, que vê nestes aumentos uma consequência do fenómeno inflacionário. “Se o Governo quer aumentar o preço, os cidadãos também não podem fazer nada porque já está decido. Só espero que o preço não aumente muito.” A senhora de apelido Lei também se conforma com a nova medida e não se mostra surpreendida porque

tudo o resto também tem vindo a subir. “O custo de vida aumenta, então não me importo que o preço dos serviços aumente por causa disso.” Se esta foi uma forma da Reolian balancear as contas devido às últimas indemnizações que pagou às vítimas de acidentes em que se envolveu, Lei prefere não especular. As operadoras podem requerer a actualização de tarifas uma vez por ano,

que passam depois a ser ponderadas pelo Governo de acordo com três índices: índice de preços no consumidor em Macau, salários médios dos trabalhadores remunerados em regime de tempo inteiro e o preço médio do gasóleo ligeiro para uso de veículos. Por sua vez, a Administração tem o direito de propor a actualização das tarifas em caso da descida dos três índices acima referidos.

NOVOS PERCURSOS

AUMENTO EXPECTÁVEL DOS TARIFAS AUTOCARROS

NORMAL

MACAU PASS

NOVAS TARIFAS

Dentro de Macau

3,2

2,0

3,9/2,5

Dentro da Taipa/Coloane

2,8

2,0

3,4/2,5

Macau > Taipa

4,2

2,5

5,2/3,1

Macau > Coloane

5,0

3,0

6,2/3,7

Macau > Hac Sá

6,4

3,0

7,9/3,7

Taipa > Coloane

3,2

2,5

3,9/3,1

Estudantes

- 1

1,23

Idosos

-

0,36

0,30

O Governo quer tomar conhecimento junto da população sobre a necessidade de reordenamento da rede das carreiras dos autocarros. Desta forma, vai lançar

5

uma auscultação pública no terceiro trimestre deste ano, para optimizar os serviços dos autocarros e responder às necessidades da população nas suas deslocações. A senhora Vong, 45 anos, mora na Taipa e desloca-se todos os dias a Macau. Se tiver oportunidade de solicitar novas carreiras, não vai hesitar. “Estou sempre muito tempo à espera do autocarro na minha ida e volta do emprego. Seria útil que aumentassem mais carreiras e percursos entre a Taipa e Coloane como a nova habitação pública. Mais de dez mil pessoas vão usar os serviços de autocarro, têm de ter atenção a isso.” Lam é estudante do secundário e faz do autocarro o seu transporte por excelência. Não se mostra muito satisfeito com a frequência das carreiras. Por isso, propõe mudanças. “Moro e estudo em Macau, quando está a chover quase não há um autocarro ou chegam logo três ao mesmo tempo. Para resolver este problema proponho mais autocarros e mais frequência a sair da estação.”

E a opinião da população? “A aprovação assim tão rápida é muito irresponsável e o pior é que o Governo não deu informações suficientes para o público”, alerta o deputado Paul Chan Wai Chi. Algo que, acredita, está contra a política do Executivo, de garantir que a sociedade é bem informada. “O Governo tem responsabilidade de usar bem os recursos públicos, só se pode aumentar os preços dos serviços quando o público aceitar isso.” Paul Chan Wi Chi defende ainda que a Administração não pode defender o aumento com a necessidade de subida de salários dos motoristas. “Se não corre bem o negócio a alguma companhia, a exploração do serviço tem de voltar para as mãos do Governo. As três companhias querem aumentar o preço ao mesmo tempo, é muito fácil deixar o povo pensar que há transferência de benefícios entre as companhias e o Governo.” O seu alvo principal é a Reolian. “O Governo não é uma ATM para as companhias de autocarro. Se aumentar o preço do serviço sem razão convincente, o nível dos serviços nunca irá aumentar porque não há concorrência.”


6

nacional

segunda-feira 2.7.2012

www.hojemacau.com.mo

Partido Comunista já tem mais de 82,5 milhões de filiados

O número de filiados no Partido Comunista Chinês (PCC) aumentou quase 3% em 2011, ultrapassando os 82,5 milhões, noticiou a imprensa oficial ontem, no 91º aniversário da fundação do PCC. É a maior organização política do mundo e está no poder desde Outubro de 1949, quando o então presidente do PCC, Mao Zedong, proclamou a República Popular da China. Segundo os números divulgados pelo Departamento de Organização do PCC, no ano passado o partido admitiu mais 3,16 milhões novos militantes, escolhidos entre 21,6 milhões de candidatos. No final de 2011, o PCC contava com 82,6 milhões de filiados, mais 2,9% do que um ano antes, indicou a mesma fonte. A organização é encabeçada por um órgão de apenas nove membros, o Comité Permanente do Politburo, e em que o número um da hierarquia é o secretário-geral do PCC e Presidente da República, Hu Jintao.

Uma nave espacial maior na forja

A China vai construir uma nave espacial maior para missões mais prolongadas no tempo, depois do sucesso da Shenzhou9 que abre agora a possibilidade de construção de uma estação espacial tripulada ou mesmo colocar um homem na lua, revelaram especialistas internacionais. A viagem de 13 dias da Shenzhou9, que regressou à terra na sexta-feira, foi a mais prolongada missão espacial chinesa e integrou, pela primeira vez, uma mulher entre os três astronautas. Durante o voo, a equipa de astronautas conseguiu também, pela primeira vez, uma acoplagem manual ao modelo Tiangong1, uma manobra de alto risco e feita em velocidade. Na próxima missão, que deverá acontecer no final deste ano ou em 2013, a Shenzhou10 vai novamente efectuar a manobra de acoplagem à Tiangong1, explicou Morris Jones, um perito australiano que acompanha o programa espacial chinês.

Paulo Portas chega à China. Diplomacia e economia confundem-se

O mercado visto por empresários Maria João Belchior Em Pequim

O

ministro dos negócios estrangeiros de Portugal, Paulo Portas, inicia hoje uma visita de oito dias à República Popular da China, acompanhado de uma comitiva de mais de 50 empresários. Sendo a primeira visita de um representante do mais recente governo português, é também a maior visita dos últimos cinco anos. Recuando aos últimos 12, é a terceira visita em que um alto representante do estado português vem acompanhado de uma

larga comitiva empresarial para o estabelecimento de contactos na China. Segundo dados do INE (Instituto Nacional de Estatísticas), nos primeiros quatro meses deste ano as exportações portuguesas para a China chegaram aos 301 milhões de euros. O valor, que é três vezes superior a igual período do ano passado, mostra que a aposta China está cada vez mais presente na mentalidade dos empresários portugueses. Nas cinco dezenas de empresas destacam-se pesos pesados como a Galp, a REN e a EDP. Na

comitiva estão também bancos como a Caixa Geral de Depósitos, o BES e o Millennium. Indústria agro-alimentar, tecnologias de informação, logística e materiais de construção englobam o resto do quadro de participantes. Em consequência da crise dos últimos anos, Portugal tem vindo a procurar apostar mais no mercado chinês. A compra de participação na EDP pela Three Gorges Corporation teve um efeito de estímulo para as relações bilaterais entre os dois países. Mas se ao nível diplomático os encontros oficiais têm sido recíprocos durante a última década em

viagens entre Pequim e Lisboa, ao nível económico Portugal continua com uma presença tímida e pouco conhecida no mercado final do consumidor chinês.

VISÃO DE LONGO PRAZO

Renato Roldão, presidente do Conselho Empresarial da Embaixada em Pequim, vê de forma positiva o esforço de internacionalização das empresas portuguesas. Realçando a importância de investimentos estratégicos que sejam sustentáveis a médio e longo prazo, diz que “a China tem de ser uma aposta do presente”.


segunda-feira 2.7.2012

não pode ser olhada como “tábua de salvação” agora que vivemos num cenário de crise. Para Pedro Pinto, o país deve tornar-se um dos principais parceiros de Portugal, aproveitando também o contexto dos países da CPLP. Na visita oficial de 2007, a Portugal Telecom inaugurou a empresa Archway, em Pequim, com a presença do então primeiro-ministro José Sócrates, que veio acompanhado por uma das maiores comitivas empresariais. O acordo estabelecia um investimento de dez milhões de Euros na Archway, através de uma empresa chinesa constituída como parceira do Ministério dos Transportes chinês. Mas a participação portuguesa na empresa de apoio logístico a frotas através de alta tecnologia e serviços de GPS teve curta duração e, pouco mais de um ano depois, a PT vendia a sua participação. Em 2007 anunciara-se que até ao fim de 2008 a facturação chegaria aos 100 milhões de euros num universo total de 300 mil clientes. Mas o retorno do investimento ficou apenas em projecção. Os sucessos e fracassos de Portugal na China desde o ano 2005, quando o então presidente Sampaio trouxe uma centena de empresários, são vários. Pela dimensão do mercado e dificuldade da língua, é preciso persistência. Cada vez mais, são as pequenas e médias empresas que se destacam na ousadia ao apostar no mercado chinês. Rui Oliveira, que trabalha no sector de importações e distribuição, salienta uma forma de gestão que é própria da Ásia. Renato Roldão partilha o ponto de vista de ser-se realista e ter planeamento estratégico. “O paradigma da China ser um mercado onde tudo se vende já acabou.”

ÁREAS DE DESTAQUE

portugueses Rui Oliveira, gestor português estabelecido em Ningbo, olha para esta visita com mais cepticismo porque, defende, “o importante não é ter muitas reuniões com muita gente, mas sim preparar com antecedência um ou duas reuniões que, essas sim, podem fazer a diferença para uma primeira visita”. Presidente de uma joint-venture sino-portuguesa em Ningbo, concorda com a necessidade de olhar a médio e longo prazo e frisa a necessidade de se estar no local, porque “a China, pela sua especificidade cultural e

nacional

www.hojemacau.com.mo

empresarial, não pode ser gerida à distância”. Segundo sublinha, para o sucesso são precisos pelo menos três anos de aposta neste mercado. Pedro Pinto, outro gestor português estabelecido em Pequim, refere um conjunto de ideias pré-concebidas em relação à China que persistem e que “na vertente comercial é deveras alarmante”. O investimento da Three Gorges e da State Grid em empresas portuguesas contribuiu, segundo ele, para o fim da ideia da “loja do chinês” que persistia na mentalidade de alguns empresários. Mas a China

Pedro Pinto assinala a crescente importância de Portugal no sector das energias, mas também no calçado e no sector automóvel, através da Auto-Europa. Além de azeite e vinho, Portugal começa a marcar pontos nas relações de contacto com a China, através do que Pedro Pinto chama “uma revolução futebolística pelo trabalho dedicado de treinadores como Jaime Pacheco, no Beijing Guo’An, Manuel Barbosa, no Shandong, e Nelo Vingada, no Dalian”. O empresário de 36 anos trabalha como gestor internacional numa empresa de capital chinês e vive na China a tempo inteiro há mais de três anos. Considera que faltam mecanismos que ajudem a divulgar as oportunidades do mercado para investidores portugueses. Renato Roldão e Rui Oliveira também contam vários anos de conhecimento do mercado chinês. Para Renato, também a área das energias e da indústria

automóvel através da Europa vão ser fundamentais para aumentar a visibilidade de Portugal. “Quem já se arriscou no mercado chinês deve estar de parabéns”, diz Pedro Pinto. Ver à frente do tempo levou alguns a chegar mais cedo. Hoje a competição é maior, mas continua a existir muito espaço. “A China não é só Macau, Hong Kong, Pequim e Xangai.” A responder à mesma pergunta em separado, os três portugueses realçam um mesmo ponto forte dos investidores portugueses que se arriscam no mercado chinês. Flexibilidade e capacidade de ajustamento, disse Renato Roldão, resiliência e flexibilidade se comparados com os americanos ou a Europa central, destacou Rui Oliveira, e grande capacidade de adaptação e integração, respondeu Pedro Pinto. Sendo a terceira grande visita de uma comitiva empresarial portuguesa à China (2005, 2007, 2012), ficam as dúvidas sobre que retorno económico a médio e longo prazo vai alcançar-se desta vez. Questionados sobre os pontos fracos que têm os mesmos investidores que chegam ao mercado, as opiniões dividem-se entre a falta de objectividade e de cultura empresarial que Rui Oliveira diz serem imprescindíveis, ou o fraco investimento e a estratégia de ziguezague num “toca e foge” por parte de algumas pequenas e médias empresas que Renato Roldão afirma tornar impossível “consolidar a operação”. Pedro Pinto alerta para a necessidade de parar a cópia. “Lá porque um negócio está em expansão não devemos todos enveredar pelo mesmo.” Para o gestor português é muito importante construir redes entre a comunidade de expatriados e usar as novas tecnologias para alargar a informação e os contactos. “Continua a existir muita pressa de lucro fácil e rápido e muitas empresas não têm nem estratégia de entrada nem estratégia de saída o que é muito importante também”, acrescenta Renato Roldão. “Temos de combater o nosso isolacionismo” respondeu Pedro Pinto ao referir a importância do “guanxi” na China. “Normalmente seguimos a máxima que o segredo é a alma do negócio e, embora seja útil em algumas ocasiões, noutras é contraproducente porque fecha o leque de oportunidades.” Realçando o papel positivo do aumento de investimentos portugueses na China, Rui Oliveira diz que é fundamental um conhecimento profundo do mercado. “Não é com uma nem duas ou três visitas que se fazem negócios aqui. Infelizmente continuo a ver passagens de modelos para aparecer na comunicação social em vez de se estar focado em conhecer o mercado, penetrar e, acima de tudo, começar a ter lucros.”

7

Autoridades aprovam lei que endurece controlo sobre imigração ilegal

A Assembleia Nacional Popular chinesa aprovou uma nova lei que endurece o controlo sobre a imigração ilegal que visa erradicar os estrangeiros que trabalham ilegalmente na China. De acordo com uma notícia publicada ontem no diário de língua inglesa South China Morning Post, que se publica em Hong Kong, as autoridades chinesas querem detectar as pessoas que entraram ilegalmente no país ou cuja estada ultrapassa o tempo permitido nos vistos. A nova norma foi aprovada pelo Comité Permanente do parlamento chinês e entra em vigor em Julho de 2013. Entre as novas medidas, as autoridades chinesas querem proibir, depois de as expulsarem, a entrada por 10 anos de pessoas que tenham sido detectadas ilegalmente no país e pretendem reforçar o controlo administrativo sobre aqueles que são chamados por várias empresas a trabalharem na China. Nos últimos anos, o controlo sobre os estrangeiros a residir na China tem vindo a aumentar e em Maio passado o governo iniciou uma campanha de 100 dias para identificar os estrangeiros a viverem na China sem os respectivos vistos de residência ou de trabalho. Segundo as estatísticas oficiais, já em 2012 mais de 20.000 estrangeiros foram investigados por entrarem ilegalmente no país com o objectivo de se instalarem para viver ou trabalhar, número que duplicou face a 1995. O número de estrangeiros a viverem legalmente na China está calculado em 300.000, numa população de cerca de 1.300 milhões de pessoas.


8

publicidade

www.hojemacau.com.mo

segunda-feira 2.7.2012


segunda-feira 2.7.2012

região

www.hojemacau.com.mo

Hong Kong Hu Jintao termina visita oficial de três dias

O garante das liberdades e direitos

O

presidente chinês, Hu Jintao, terminou ontem a visita oficial de três dias a Hong Kong, após ter assistido às cerimónias do 15.º aniversário da transferência de soberania e à tomada de posse do novo Governo liderado por CY Leung. Hu Jintao esteve de manhã no Centro de Convenções e Exibições do território, onde o novo Chefe do Executivo e a sua equipa prestaram juramento, tendo proferido o habitual discurso em que deixou várias mensagens à futura administração da Região Administrativa Especial e a garantia do apoio por parte de Pequim, mas partiu para a capital chinesa antes da habitual marcha de protesto que a organização espera seja participada por milhares de pessoas. No seu discurso, o presidente chinês apelou à harmonia e estabilidade em

de oportunidades, de atender às preocupações dos mais carenciados e cuidar da nova geração, de forma a que as pessoas em todos os sectores de Hong Kong possam beneficiar do desenvolvimento do território e ter uma vida melhor.

POPULAÇÃO RESPEITADA

Hong Kong, pois figuram como o sustento do desenvolvimento, defendendo que a melhoria da qualidade de vida da população afigura-se essencial para a construção uma sociedade harmoniosa e estável. “É imperativo

que o novo Governo siga o princípio de colocar as pessoas em primeiro lugar na sua administração, que meça com precisão a opinião pública e que tome medidas concretas e efectivas para responder de forma adequa-

da às questões relacionadas com o bem-estar das pessoas e as tensões sociais”, afirmou Hu Jintao. Neste sentido, exortou a nova equipa governativa a prestar mais atenção no sentido de garantir igualdade

Receitas do petróleo reduzem a partir de 2025

O

Perto do fim

Fundo Petrolífero de Timor-Leste tinha em Abril 10 mil milhões de dólares, mas as receitas petrolíferas, que alimentam a economia do país, são limitadas e analistas e Governo antecipam uma redução a partir de 2025. O Fundo é actualmente alimentado com imposto e royalties das explorações Bayu-Udan e Kitan. Segundo dados das autoridades timorenses, o principal campo de petróleo de Timor-Leste é o Bayu-Undan, na Área Conjunta de Desenvolvimento Petrolífera, que até 2025 continuará a ser uma fonte de receita. Timor-Leste tem depois um campo adicional, o Kitan, com cerca de 34,5 milhões de barris de petróleo e que deverá esgotar em 2017. Em Setembro de 2005, o fundo tinha um saldo inicial de 205 milhões de dólares e actualmente é superior a 10 mil milhões de dólares. “Todos os recursos são finitos. Obedecendo à lei natural das explorações, um campo petrolífero tem uma média de vida de 25/30 anos. Ao fim de quatro

anos a exploração começa a diminuir”, afirmou à agência Lusa um economista do Banco Central timorense. Além daqueles dois campos, Timor-Leste tem ainda por explorar o campo de petróleo e gás Greater Sunrise, que contribuirá com futuros retornos, mas também este tem uma duração de exploração de 25/30 anos. “Ou se encontram novos campos petrolíferos, ou em 2050

Timor-Leste poderá deixar de ter receitas petrolíferas”, acrescentou o analista.

REINVENTAR A ECONOMIA

Num balanço dos cinco anos do Governo, liderado por Xanana Gusmão, e que termina o seu mandato com as eleições legislativas de 7 de Julho, o ministro da Economia, João Gonçalves, também reconhece que as receitas do petróleo não são eternas e a ne-

A população de Hong Kong usufrui agora de liberdades e direitos democráticos de que nunca beneficiou antes, afirmou o presidente chinês, Hu Jintao. “Os residentes de Hong Kong nunca desfrutaram da gama de direitos democráticos e liberdades como hoje”, disse Hu Jintao, no discurso na cerimónia de tomada de posse do novo Governo, que decorreu no Centro de Convenções e Exibições, onde Leung Chun-ying (CY Leung) prestou juramente como Chefe do Executivo da Região Administrativa Especial. Nos últimos 15 anos, os

cessidade de criar uma economia não dependente daquele sector. São, contudo, aquelas receitas que têm permitido impulsionar o crescimento económico e o desenvolvimento do país, que este ano deverá rondar os 10%, segundo o último relatório do Fundo Monetário Internacional sobre Timor-Leste. “O panorama em termos de crescimento e de redução da pobreza é animador, uma vez que Timor-Leste deverá beneficiar em muito da sua riqueza petrolífera ao longo dos próximos anos. O Governo resolveu acelerar o desenvolvimento fazendo uso daquela riqueza”, afirmou o FMI. Para potenciar o crescimento económico e diminuir a dependência do petróleo, o Governo apostou na electrificação do país e definiu os sectores da agricultura, turismo e recursos naturais como aqueles que precisam de ser desenvolvidos e dinamizados para criar um sector privado forte. Apesar de um crescimento económico de dois dígitos, a pobreza continua a atingir cerca de 40% dos pouco mais de um milhão de habitantes e Timor-Leste continua a ter uma das mais altas taxas de desnutrição infantil no mundo.

9

princípios “um País, dois sistemas” e “Hong Kong governada pelas suas gentes” com elevado grau de autonomia foram plenamente implementados, declarou o líder chinês, apontando que os compatriotas de Hong Kong são agora donos do seu próprio destino, administrando, por conta própria, os assuntos que caem no âmbito da autonomia da Região. Desde o regresso de Hong Kong à “mãe-pátria”, o sistema político e a democracia desenvolveram-se de uma forma gradual e ordeira, tendo alcançado muitos progressos, advogou Hu Jintao, citado pela agência oficial Xinhua. “Devemos continuar a avançar com o progresso democrático em Hong Kong como previsto na Lei Básica e em conformidade com as deliberações do Comité Permanente da Assembleia Nacional Popular”, aditou. Antes de partir, Hu Jintao, que deverá ter visitado Hong Kong pela última vez na qualidade de Chefe de Estado, esteve reunido com CY Leung e com os novos líderes do executivo e, separadamente, com representantes dos órgãos legislativo e judicial.

Índia Voo atrasado porque piloto queria levar a mãe na cabine do avião

O piloto de um avião de passageiros da Air India sentou a mãe no ‘cockpit’, para um voo doméstico, recusando levantar voo sem ela, depois de não lhe ter conseguido um bilhete grátis, foi ontem noticiado. O piloto alegadamente exigiu para a mãe um cartão de embarque no aeroporto de Pune, na parte ocidental da Índia e instalou-a num lugar destinado à tripulação na cabine para o voo de duas horas para a capital, Nova Deli. “Quando o piloto insistia em levar a mãe a bordo, os departamentos operacional e comercial foram informados”, disse ao Sunday Express uma fonte oficial do aeroporto, citada pela AFP. “O piloto ameaçou não levantar voo sem a mãe”, dizendo que estava doente e não podia deixá-la no aeroporto, contou a mesma fonte. Segundo responsáveis da Air India, foi instaurado um processo disciplinar. Os pilotos da companhia têm direito a alguns bilhetes para si e para a família, sujeitos a lugares disponíveis. O voo estava completo, com 122 passageiros, e levantou com 20 minutos de atraso, devido ao incidente.


10

segunda-feir

www.hojemacau.com.mo

TREINADOR DE BANCADA NUNO G. PEREIRA

ENQUANTO MOURINHO NÃO VEM • A maior satisfação de ver a selecção portuguesa jogar é saber que se bate de igual para igual com qualquer equipa. Às vezes perdemos com grandes potências, às vezes ganhamos. Mas quando vencemos já é normal. Os dias da fatalidade acabaram. Os nossos jogadores competem nos melhores clubes do mundo e não se intimidam com o nome dos adversário. O pai desta mentalidade– e, por consequência, da actual selecção – é Carlos Queiroz. Dos tempos em que o complexo de inferioridade era a marca maior do futebol da selecção, registam-se dois “milagres”: em 1966, 3º lugar no Mundial; em 1984, 3º lugar no Europeu. No Mundial de 1986, no México, o “milagre” foi a qualificação, porque na fase final, após vitória sobre a Inglaterra, conseguimos ficar pelo caminho perdendo com Polónia e Marrocos, enquanto os jogadores andavam preocupados em receber um cachet maior. A normalidade medíocre, portanto. Queiroz começou a mudar isto no final dos anos 80. Agarrou em duas fornadas de talento e ensinou-as a vencer. De João Pinto a Fernando Couto, de Figo a Rui Costa, foi por aqui que desapareceram os 11 à espera do milagre e surgiram os 11 sem medo de ninguém. Aqueles de que Paulo Bento dispõe agora. De Queiroz, o mais curioso é que quase enterrou o espírito destemido que criara - no Mundial na África do Sul, parecia que todos nos assustavam outra vez. Da Costa do Marfim até à Espanha. Depois de despedido, desatou a zurrar por tudo e por nada, como se a dívida de Portugal para com ele fosse eterna. Em suma, Queiroz deu-me

três alegrias: o Mundial de Sub-19 de 1989, o de Sub-20 de 91 e o desastre táctico à frente do Sporting, quando o Benfas ganhou o título em Alvalade num atropelamento chamado 6-3. E isto em 1994, quando ainda não havia Youtube para explicar como é que o F.C.Porto ganha tantos campeonatos. Antes e depois do Queiroz derrotista, tivemos Scolari e Paulo Bento. O primeiro tinha sido campeão do mundo à frente do Brasil, o outro especializara-se em não ganhar campeonatos com o Sporting. Currículos bem diferentes de dois homens muito parecidos. Nenhum é mestre da táctica ou sumidade intelectual, mas sabem unir a equipa, liderando e inspirando. Pelos resultados obtidos, têm o perfil ideal para estar à frente das quinas. Os críticos de Bento alegam que devia ter arriscado mais neste Europeu. Podia fazê-lo? Claro. Pôr o Hugo Viana em campo, por exemplo, já que era o único número 10 no grupo. Antes ainda, na convocatória, levar Nuno Gomes ou, ousadia das ousadias, João Tomás, para goleador de serviço. Nada, porém, garantia resultados melhores. Ou alterava a realidade: não há maestro e ponta de lança dignos dessas posições, é injusto pedir mais a Paulo Bento. E, já agora, a Cristiano Ronaldo. Ao discutirmos treinadores e jogadores – a conversa mais apetecível -, esquecemos muitas vezes a evolução fantástica da selecção nacional nos últimos 20 anos. Continuamos sem ganhar um título, é certo, mas já achamos um escândalo que assim seja. Talvez seja essa a maior vitória.

• RELVADO PRINCIPAL

Dos génios e dos loucos Marco Carvalho info@hojemacau.com.mo

A

O bandido e ao borracho Deus coloca a mão por baixo. Em mais de 150 anos de futebol organizado, não são escassas as histórias de jogadores malditos, atletas em que o talento e a loucura se misturam em proporções tão irregulares que chegam a ser explosivas. Maradona, o argentino minúsculo que embasbacou o mundo na década de 80, é o exemplo perfeito do génio endiabrado, o

que subverte as regras do jogo e da vida sem, ainda assim, se deixar derrubar pela força da subversão. Garrincha, o brasileiro mulherengo, deixava jogadas a meio para enviar sorrisos às morenas deslumbrantes que ia encontrando no caminho da finta nas bancadas do Maracanã. O patrono dos atletas malditos do desporto-rei português empurrou duas equipas e um trio de arbitragem para uma das situações mais caricatas e hilariantes da história do

futebol luso, mas ao brinco de Vítor Batista faltou o carisma e a boa sorte que não raras vezes abençoa os rebeldes do futebol. Vítor Batista não foi o maior, mas bem o podia ter sido. Tal como Garrincha ou George Best. Ou ainda Balotelli. O jovem avançado italiano encarna na perfeição o estatuto de atleta maldito e é dele uma das imagens mais subversivas desta edição de 2012 do Campeonato da Europa de Futebol: enquanto os seus companheiros de selecção

na “SquadraAzzurra” trabalhavam o corpo numa sessão de treinos físicos, Mario – o tal que dizem que é Super – olhava e assobiava, mãos sobre os braços e olhar de puto traquinas.

AUF WIEDERSEHEN

Os italianos, que como Roberto Mancini, também se fartam de vez em quando da imaturidade do dianteiro, até podiam erguer a voz indignados, não fosse Balotelli uma força destrutiva quando acerta. Irregular e intempestivo, Ma-


ra 2.7.2012

11

www.hojemacau.com.mo

• À VOLTA DO ESTÁDIO de amanhã, entre Itália e Espanha, vão estar frente a frente dois dos melhores guarda-redes da Europa, mas o melhor é mesmo Buffon. “O valor de Casillas é indiscutível, é um guarda-redes de top a todos os níveis. Tem estado muito bem na competição e só sofreu golos da Itália no primeiro jogo. Mas o melhor é sem dúvida Buffon.”

LÁGRIMAS FALSAS APÓS GOLO DE BALOTELLI A cobertura televisiva do jogo das meias-finais entre a Alemanha e a Itália foi manipulada. Depois de o avançado italiano Balotelli ter marcado o seu segundo golo, a televisão mostrou uma mulher alemã, com lágrimas nos olhos. Contudo, a imagem não foi captada no momento. De acordo com relatos, reconhecidos pela UEFA, foi gravada previamente, quando o hino da Alemanha tocou. XAVI CONTENTE COM O FUTEBOL DA ESPANHA Xavi Hernandez, médio da selecção espanhola, aproveitou para defender o estilo de jogo praticado pela Espanha, depois dos elogios do seleccionador italiano Cesare Prandelli. “Parece-me fantástico que Itália nos elogie. O nosso futebol não nos aborrece, desfrutamos muito com ele. Todos os jogadores que chegam adaptam-se bem e os adeptos identificamse com o nosso futebol. Desfrutamos todos e não se pode pedir mais.” UEFA DISTRIBUI 100 MILHÕES PELOS CLUBES A UEFA vai distribuir 100 milhões de euros aos clubes que tiveram jogadores presentes no Euro-2012, mesmo apenas durante a fase de qualificação, decidiu o Comité Executivo do organismo, reunido em Kiev, na Ucrânia. No total serão cerca de 580 clubes a beneficiar desta distribuição, sendo que 40 milhões de euros destinam-se aos clubes que tiveram jogadores apenas presentes nas respectivas selecções durante a fase de qualificação. Os restantes 60 milhões serão entregues aos clubes que libertaram um ou mais jogadores para a fase final da competição que terminou este domingo na Ucrânia.

“CASILLAS É BOM MAS BUFFON FOI O MAIOR” Um dos maiores guarda-redes da história dos Azzurri e do futebol europeu, Dino Zoff não tem dúvidas. Na final

REMATES DO DIA

LAURENT BLANC ESTÁ DE SAÍDA Cumpridas as 48 horas de reflexão acordadas entre Laurent Blanc e o responsável da Federação francesa na reunião da passada quinta-feira, o site do diário desportivo L´Equipe noticia que o treinador não continuará no comando dos bleus. O contrato de Laurent Blanc terminou precisamente este sábado e o treinador terá já decidido que não vai prosseguir o trabalho na Selecção francesa tendo em vista o Mundial-2014. PLATINI QUER QUE O EURO 2020 SE JOGUE EM TODA A EUROPA A ideia pode parecer peregrina, mas vem do próprio presidente da UEFA. Michel Platini quer ver um Europeu realizado em toda a Europa. Apontando ao Campeonato Europeu de 2020, Platini gostaria de ver a competição ser recebida nas cidades mais importantes do continente. “Seria disputado nas 12 ou 13 maiores cidades da Europa, em vez de um país só.”

PAPA DEU OS PARABÉNS À SELECÇÃO ITALIANA Bento XVI felicitou a Selecção italiana pela presença na final do Euro 2012, assim como o presidente da República, Giorgio Napolitano. O Papa pediu ao cardeal Tarcisio Bertone que enviasse a mensagem de felicitações em seu nome, situação confirmada pelo porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi. Lembrou que, “como Bispo de Roma”, Bento XVI “partilhou a alegria com os seus fiéis”. GULLIT DISPONÍVEL PARA “LARANJA MECÂNICA” Ruud Gullit reconheceu que está disponível para substituir Bert Van Marwijk no comando da seleção holandesa. “Fiquei muito orgulhoso por ter sido capitão durante o Europeu, mas ser seleccionador seria um momento ainda mais importante para mim”, reconheceu. O treinador holandês está pronto para orientar a Holanda. “É verdade que seria um trabalho que gostava de ter. Nunca poderia recusar um pedido do meu país.”

• “ATINGI O AUGE DA MINHA CARREIRA” Pedro Proença, árbitro português destacado para apitar a final do Europeu

• “JOGAMOS UM TRABALHO DE MUITOS ANOS” Vicente Del Bosque, treinador da Espanha

• “NÃO VAMOS DOMINAR DURANTE 90 MINUTOS, MAS VAMOS ESCOLHER OS NOSSOS MOMENTOS” Cesare Prandelli, treinador da Itália

rio Balotelli é o protótipo de jogador que se ama e se odeia, ainda que nunca na mesma proporção. Frente à Alemanha, nas meias-finais, o dianteiro de origem ganesa não foi sequer humano: foi um poço de força, um tufão que entrou ali pela Baviera dentro, deu cabo da Saxónia e só parou no Schleswig-Holstein. Contra génios não há argumentos e na quinta-feira Balotelli foi Galileu, Newton, Darwin e Einstein todos juntos.

COM A BOLA TODA

FORA DE JOGO

• BALOTELLI

• ALEMANHA

O polémico avançado italiano está mesmo com a bola toda, como comprovam os dois golos marcados ante a temível Alemanha. O patinho feio da selecção italiana foi enorme, quase hercúleo e fuzilou a baliza de Neuer por duas vezes sem dar qualquer hipótese ao adversário. E Prandelli gostou do que viu. O treinador italiano diz que existe um “novo” Balotelli, “mais calmo e mais concentrado”.

Platini queria os alemães na final com os espanhóis, mas saiu-lhe o tiro pela culatra e saiu bem. Os germânicos fizeram pouco perante os italianos. Aliás, só se viu Alemanha, mais ou menos a sério, no final da segunda parte e já com Balotelli fora de campo. Ozil, Gomes, Khedira e companhia não fizeram o que estava ao seu alcance, mas também confirmaram aquilo que já tinham feito com Portugal - não eram candidatos ao título.

NOTA DA REDACÇÃO Devido ao horário tardio, aqui em Macau, da final do Euro-2012, disputada entre Espanha e Itália, será impossível dar-lhe hoje a análise do jogo e do que se passou à sua volta. Amanhã será apresentado esse trabalho, encerrando os especiais sobre a competição que o Hoje Macau preparou para si. Obrigado.


vida

12

segunda-feira 2.7.2012

www.hojemacau.com.mo

IACM apresentou novos espaços verdes

Animais com novo jardim para brincar Árvores mudam por causa do metro

A avenida Almeida Ribeiro vai ter flores nas ruas, enquanto que a Vieira Machado vai contar com um novo espaço para os cidadãos passearem os seus animais, com um investimento de quatro milhões de patacas Andreia Sofia Silva

andreia.silva@hojemacau.com.mo

O

Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais (IACM) anunciou a criação de um segundo jardim destinado ao lazer dos animais, por forma a colmatar o espaço que já existe junto ao Reservatório. Situado entre a avenida Ponte da Amizade e a rua Vieira Machado, o novo jardim será o primeiro a ter uma zona com equipamentos de lazer para cães. Mak Kim Meng, que pertence ao Conselho de Administração do IACM, explicou que serão investidas cerca de quatro milhões de patacas, devido à construção de uma passagem superior, que custará cerca de um milhão de patacas, e uma nova pavimentação em redor do jardim.

O IACM garantiu ainda que algumas árvores de espécies conservadas vão ser mudadas de lugar devido às obras do Metro Ligeiro. “Com as obras em curso há necessidade de voltar a plantar as árvores noutro sitio, e a mudança já está a ser feita”, disseram os responsáveis, garantindo que não se trata de um abate das espécies. Para além disso, “regularmente é feita uma inspecção das árvores antes da destruição, para saber se é necessário fazer uma poda ou qualquer outra alteração”.

“Registou-se um aumento de criadores de cães e há necessidade de criar mais zonas. O novo jardim estará dividido em três zonas, para cães pequenos, grandes e ainda a área com equipamentos especiais. Vamos ainda acrescentar pequenos pavilhões”, explicou Leung Kun Fong. Para além disso, os gradeamentos situados na avenida Almeida Ribeiro vão passar a ter plantas, por ser “uma artéria muito importante da cidade e que está ligada ao património”. Vão ser instalados 300 vasos com flores, principalmente na zona situada entre o Hotel Internacional e a Rua dos Mercadores, num investimento de 740 mil patacas, incluindo a manutenção dos espaços. “Queremos aproveitar para ter uma zona verde sem atrapalhar os trausentes”, frisaram ainda os responsáveis do IACM.

Uma feira dominical É já no próximo dia 15 de Julho que tem inicio a segunda fase da Feira da Taipa, a decorrer no Largo dos Bombeiros. Todos os domingos, até ao dia 23 de Dezembro, a zona vai receber cerca de 32 tendas com mostra de produtos artísticos e ainda a comida local. Com este evento, os responsáveis do IACM pretendem “salientar todas as características da feira na zona da Taipa”. A festa promete fazer-se entre as 11h e as 20h, contando ainda com espectáculos recreativos e culturais.

Estudo britânico desvaloriza riscos de técnica polémica para extracção de gás

A

extracção de gás natural através da destruição de rochas profundas tem poucas probabilidades de causar sismos ou contaminar a água, mas deve ser fortemente monitorizada, diz um relatório divulgado por cientistas e engenheiros britânicos. A pedido do consultor científico do Governo, a Royal Society – a principal associação científica do Reino Unido – e a Academia Real de Engenharia avaliaram os riscos da exploração do gás xistoso – uma forma não convencional de gás existente em formações rochosas

Sem problemas de maior

profundas – na sequência de pequenos sismos que ocorreram em Blackpool, no ano passado. A extracção deste gás é feita através de uma técnica conhecida como “fracking”, que consiste em quebrar a rocha através da injecção de

água, areia e químicos sob alta pressão. Largamente utilizada nos Estados Unidos, a técnica tem levantado preocupações quanto à contaminação de aquíferos subterrâneos, desestabilização dos solos e libertação de gases com efeito de estufa. O relatório agora divulgado conclui, no entanto, que a contaminação da água no Reino Unido é improvável, “desde que a extracção de gás xistoso ocorra a profundidades de centenas de metros ou quilómetros”. Também os riscos de terramotos são “baixos”, infe-

riores à sismicidade natural do país ou àquela que é induzida pela exploração de carvão. O relatório refere que o principal problema potencial da extracção de gás xistoso está na integridade dos poços em si. Ou seja, uma ruptura num poço de exploração pode causar muito mais danos do que a técnica de “fracking” em si. As duas organizações sugerem uma “monitorização robusta” das operações e a realização de avaliações de impacte ambiental para todos os projectos. A exploração de gás xistoso tem avançado sobretudo nos Estados Unidos, onde esta forma não convencional de combustível fóssil já representa um quarto do mercado de gás natural do país.


segunda-feira 2.7.2012

vida

www.hojemacau.com.mo

13

HOJE NO PRATO Paula Bicho

Naturopata e Fitoterapeuta • obichodabotica@gmail.com

Anis-estrelado NOME BOTÂNICO: Illicium verum Hook. f. FAMÍLIA: Illiciaceae (Magnoliaceae) NOMES POPULARES: Anis; Anis-da-China; Badiana; Badiana-da-China.

Logótipo biológico da UE entrou em vigor ontem

Marca única

D

ESDE ontem que o logótipo Eurofolha passa a ser obrigatório em todos os produtos de alimentação biológica, depois de um período de transição de dois anos para permitir a adaptação dos operadores às novas regras de rotulagem da União Europeia. O logótipo será obrigatório em todos os produtos alimentares pré-embalados produzidos nos Estados-Membros da União Europeia e que cumpram as normas aplicáveis. O campo visual do logótipo deve também conter o número de código do organismo de controlo e o local de produção das matérias primas agrícolas.

Segundo um comunicado da Comissão Europeia, divulgado na passada semana, o logótipo biológico Eurofolha foi introduzido a 1 de Julho de 2010, mas, para permitir que os operadores se adaptassem às novas regras e evitar desperdiçar as embalagens existentes, foi autorizado um período de transição de dois anos antes de o rótulo ser obrigatório em todos os produtos. No espaço de dois anos, desde que o logótipo foi criado, 24% dos cidadãos da União Europeia dizem reconhecê-lo, segundo dados de um relatório recente do Eurobarómetro sobre a atitude europeia em relação

à segurança e à qualidade dos alimentos e ao espaço rural, a publicar brevemente. Para o comissário europeu responsável pela Agricultura e o Desenvolvimento Rural, Dacian Ciolos, o logótipo é uma garantia para os consumidores de que “as mercadorias são produzidas inteiramente de acordo com a regulamentação rigorosa da UE no domínio da agricultura biológica”. O consumo de produtos biológicos na UE tem vindo a aumentar constantemente nos últimos anos, correspondendo actualmente a cerca de 2% do mercado da UE. Actualmente, a certificação biológica foi conferida a 5% da superfície agrícola e a mais de 2% das explorações agrícolas da UE (mais de 200.000 explorações). A Comissão Europeia adianta que já foi estabelecido este ano um acordo sobre as regras aplicáveis ao vinho biológico, que entrará em vigor em 1 de Agosto.

Greenpeace trava um dos maiores pesqueiros do mundo Activistas da organização ecologista Greenpeace impediram na passada semana a saída de um dos maiores navios pesqueiros do mundo de um porto holandês em direcção à Austrália, suspendendo-se do navio e colocando correntes em redor das hélices. O FV Margiris, que deveria ter partido para pescar a Sul da ilha da Tasmânia, foi bloqueado por uma equipa da organização ecologista internacional no porto holandês de Ijmuiden, segundo a Greenpeace. “Os activistas colocaram uma corrente em redor da hélice e dois especialistas em escalada amarraramse aos cabos entre o navio e o porto, a fim de impedir o barco de partir para a Tasmânia”, disse a organização. Este navio com 9500 toneladas e 143 metros

de comprimento é um dos maiores pesqueiros do mundo. No passado foi acusado pela Greenpeace de sobreexplorar os recursos pesqueiros na costa Oeste de África. “Onde este navio foi destruiu os stocks de peixes e o meio de subsistência dos pescadores”, disse Nathaniel Pelle, da campanha Oceanos na Greenpeace. Mas a autoridade australiana de gestão da pesca (AFMA) recusou estes argumentos, dizendo que o FV Margiris não teve quase nenhum impacto sobre o ecossistema e será submetido a limites rigorosos de quotas de pesca. Assim, só poderá pescar 10% dos peixes disponíveis, uma percentagem inferior às normas internacionais, segundo a autoridade australiana.

Originário das Índias Orientais, Sudoeste da China e Norte do Vietname, o Anis-estrelado é uma árvore sempre-verde, de grandes flores muito decorativas, actualmente muito cultivado na China e outras regiões tropicais. Embora utilizado durante vários séculos em medicina popular, só no século XVI surge nos herbários chineses. Os frutos, em forma de estrela, colhem-se antes do final da maturação e são secos ao Sol, adquirindo uma coloração castanho-avermelhada. Com um aroma intenso e sabor adocicado lembrando o da Erva-doce, além de utilizados em medicina botânica, são igualmente usados como condimento, integrando a tradicional mistura das Cinco Especiarias Chinesas. COMPOSIÇÃO Óleo essencial (anetol), óleo gordo, mucilagens, taninos e ácidos orgânicos. O óleo essencial que partilha com a popular Erva-doce, Anis ou Anis-verde, Pimpinella anisum L., é o responsável pelo seu aroma e sabor, assim como pelas suas propriedades. Do ponto de vista botânico estas duas espécies não se relacionam, apenas partilham o óleo essencial, sendo este mais potente no Anis-estrelado do que na Erva-doce. ACÇÃO TERAPÊUTICA O Anis-estrelado estimula o apetite, acalma e regulariza o funcionamento perturbado do estômago, auxilia a digestão, alivia as náuseas e ajuda a relaxar os músculos lisos das vísceras (estômago, intestinos e vesícula biliar), facilitando a libertação de gases e acalmando os espasmos gastrintestinais. É útil na falta de apetite, náuseas e vómitos, digestões difíceis, sensação de pressão no estômago, eructação, flatulência e meteorismo, gastrites e enterites, espasmos e cólicas gastrintestinais, sendo especialmente indicado para as crianças. Esta especiaria tem actividade anti-séptica, combatendo bactérias, vírus e fungos, activa a secreção de suor e facilita a expulsão da expectoração, sendo utilizada na tosse produtiva e na bronquite. É do Anis-estrelado que a indústria farmacêutica isola um princípio activo, o oseltamivir (nome comercial: Tamiflu®), que depois de ser metabolizado pelo fígado apresenta

acção selectiva contra o vírus influenza dos tipos A e B, sendo o principal fármaco utilizado na pandemia da gripe A. O Anis-estrelado produz igualmente efeitos estrogénicos: favorece a menstruação às mulheres com períodos irregulares e dolorosos, aumenta a produção de leite nas lactantes e facilita o parto nas parturientes; segundo alguns autores, estimula a líbido não só na mulher como no homem. COMO CONSUMIR O Anis-estrelado pode ser adquirido inteiro ou moído. Se preferir usar os frutos inteiros (o mais frequente), deve retirar as sementes com a ponta de uma faca, pois têm pouco sabor e podem amargar. O seu sabor é intenso e basta uma estrelinha para condimentar um cozinhado, que deve ser retirada no final da preparação. Se optar pelo pó, saiba que o sabor é ainda mais forte bastando usar uma pitada. Em qualquer dos casos, o Anis-estrelado deve ser armazenado em local escuro, num frasco de vidro hermeticamente fechado, de forma a preservar o seu aroma. Sugestões: Em caldos e sopas. Combina bem com Shoyu: Pode ser usado em marinadas, caldos e molhos. Em cozidos, guisados ou assados: De carne (frango, pato, vaca, porco), peixe ou frutos do mar; combina bem com pratos picantes. • Em pratos à base de abóbora. • Para aromatizar o arroz. • Para aromatizar saladas de frutas, sobremesas, geleias e compotas. • Para aromatizar chá ou café. • Como substituto das sementes de Erva-doce, com um sabor mais forte. • Frutos ou sementes: Podem ser mastigados no final da refeição para refrescar o hálito. • Infusão: 1 colher de chá de frutos secos para uma chávena de água fervente, 10 minutos de infusão. Tomar 2 chávenas por dia. PRECAUÇÕES Em doses elevadas, o óleo essencial é um excitante do sistema nervoso central apresentando toxicidade (tremores, delírios e convulsões). O Anis-estrelado não deve ser confundido com o Anis-estrelado japonês ou Badiana-do-Japão, Illicium religiosum Siebold & Zucc., cujo fruto origina intoxicação e é, por vezes, usado em falsificações. Embora semelhante, este último é mais pequeno e irregular e possui um aroma mais intenso e amargo, lembrando o da terebintina.


cultura

14

A

segunda-feira 2.7.2012

www.hojemacau.com.mo

UNESCO adicionou à lista de Património Mundial dez novos locais, incluindo as minas de mercúrio de Almadén, Espanha, e Idrija, Eslovénia, para além da sala de ópera de Bayreuth, na Alemanha. O Comité do Património Mundial, que vai estar reunido até à próxima sexta-feira, colocou na lista de locais classificados, segundo comunicado publicado na sua página da Internet, a sepultura de Gonbad-e Qabus, no Irão, a herança arqueológica do vale Lenggong, na Malásia, a paisagem de Grand-Pré, no Canadá, as duas maiores minas de mercúrio do mundo, localizadas em Espanha e na Eslovénia, a casa de ópera Margravial em Bayreuth, na Alemanha, cidade onde todos os anos se realiza o maior festival dedicado ao compositor Richard Wagner, para além da bacia mineira de Nord-Pas de Calais, em França. De manhã, aquela estrutura da UNESCO, composta por 21 Estados-membros, já tinha aprovado as propostas a Património Mundial dos 17 edifícios na cidade de Murharraq, no

Organização anunciou novas classificações em São Petersburgo

UNESCO inscreve mais dez Sala de ópera de Bayreuth

Barém, local de apanha de pérolas, bem como a denominada “Mesquita de Sexta-feira” no centro histórico de Isfahan, no Irão. Na sexta-feira, a UNESCO inscreveu a igreja da Natividade em Belém (Cisjordânia) no Património Mundial, através de um procedimento de urgência durante uma sessão em São Petersburgo, no noroeste da Rússia. Para além da igreja da Natividade, foi ainda incluída na lista

de Património Mundial Xanadu, a norte da Grande Muralha da China, a área de Bassari, no Senegal, e a primeira capital da Costa do Marfim, de nome Grand-Bassam. Também o Monte Carmel, em Israel, a lagoa do sul das Ilhas Rochosas, no Palau, a paisagem cultural de Bali, na Indonésia, e a cidade de Rabat, em Marrocos, foram incluídos na listagem da UNESCO.

TIMBUKTU E TÚMULO DE ASKIA EM PERIGO

A cidade de Timbuktu e o Túmulo de Askia perto da cidade Gao no norte do Mali foram inscritos, a pedido do Governo do Mali, na lista do património mundial em perigo, anunciou a UNESCO. A cidade de Timbuktu e o Túmulo de Askia na cidade de Gao,

um local edificado em 1495 que inclui nomeadamente um túmulo piramidal e uma mesquita, situam-se no norte do Mali, são controladas pelos islamitas desde meados de Março e estão inscritos como património da mundial da humanidade da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO) desde 2004. O Comité do património mundial, reunido em São Petersburgo, “aceitou o pedido formulado pelo Governo do Mali de inscrever Timbuktu, bem como o Túmulo de Askia, na lista do património mundial em perigo da UNESCO”, indicou a organização num comunicado. “A decisão visa favorecer a cooperação e o apoio a favor de locais ameaçados pelo conflito armado que atinge a região”, precisa o comunicado.

O comité também pediu aos vizinhos do Mali para “pôr tudo a funcionar para prevenir o tráfico de objectos culturais provenientes destes locais”, segundo o comunicado. Desde finais de Março, início de Abril, as cidades e regiões administrativas do norte do Mali - Timbuktu, Kidal e Gao -- caíram nas mãos de grupos armados islamitas, a tomada de controlo precipitada por um golpe de Estado que, a 22 de Março, depôs o Presidente Amadou Toumani Touré. A partir dessa altura, o exército do Mali não tem conseguido retomar o terreno perdido e as autoridades de transição colocadas em Bamako depois da retirada dos golpistas do poder a 6 de Abril parecem impotentes.

Sylvia Kristel internada depois de sofrer um derrame cerebral

Ladrão de arte devolve quadro de Dalí por correio

A missão impossível

U

M ladrão de arte surpreendeu tudo e todos ao devolver por correio um quadro de Salvador Dalí que tinha roubado numa galeria nova-iorquina e transportado para a Europa. Cartel de Don Juan Tenorio, um quadro de Dalí avaliado em cerca de 1,2 milhões de patacas, tinha sido roubado na semana passada, mas reapareceu poucos dias depois na caixa do correio da Venus Over Manhattan, a galaria da Madison Avenue onde estava exposto antes de ter sido roubado. A obra foi roubada por um

homem que se fez passar por um possível comprador e que pediu para fotografar o quadro. As câmaras de segurança mostram-no a tirar a obra da parede e a pô-la dentro de um saco de compras. De acordo com Adam Lindemann, dono da galeria, o quadro estava para venda e tinha seguro. “Esta é uma das mais bizarras e surrealistas experiências da minha vida no mundo da arte”, afirmou Lidemann em declarações ao The Telegraph. O quadro, que aparentemente foi devolvido a partir da Grécia, estava sem mol-

Famosa por protagonizar Emmanuelle, série clássica de filmes eróticos dos anos 70, Sylvia Kristel está hospitalizada em Amesterdão. A actriz holandesa de 59 anos sofreu um derrame cerebral na última quintafeira, em sua casa, e foi levada de urgência para o hospital. “Gostaria de dizer que há esperança de que recupere rapidamente, mas devemos ser realistas”, disse o seu filho Arthur. A actriz tem vindo a fazer um tratamento contra um cancro da garganta há dez anos.

dura e chegou dentro de um tubo. Neste momento, a obra está a ser examinada para que se detectem eventuais danos ou mesmo impressões digitais. Antes de receber a obra, o dono da galeria já tinha sido avisado pelo ladrão através de um e-mail de que esta iria ser devolvida em breve. Uma das explicações possíveis para esta devolução é o facto de ter havido tanta publicidade a este roubo a nível mundial, que a venda do quadro poderá ter-se tornado numa missão impossível para o ladrão.

PUB

PEDIDO DE DESCULPAS PARA PUBLICAÇÃO NO JORNAL “HOJE MACAU” DE 2 DE JULHO DE 2012

Aviso Alteração do Endereço Postal Avisam-se todos os interessados que o endereço postal desta Fundação irá mudar para o abaixo indicado, a partir do dia 1 de Julho de 2012, domingo, mantendo-se inalterados a localização do escritório, os números de telefone e fax. Novo Endereço: Telefone: Fax:

Avenida de Almeida Ribeiro, NºS 61-75, Circle Square, 7º-9º andares, MACAU 2896 6777 2896 8658

Para mais informações, poderá contactar para o telefone n.º 2896 6777 ou para o fax n.º 2896 8658. Fundação Macau

IN KAM SENG, Inspector Aposentado da Polícia Judiciária, residente em Macau, vem, em cumprimento de determinação judicial, apresentar publicamente as suas desculpas ao Exmo.º Sr. Dr. WONG SIO CHAK, Director da Polícia Judiciária de Macau e ao Exmo.º Senhor ADRIANO HO HOU HON, Inspector da Polícia Judiciária, pelo facto de ter escrito e/ou divulgado na Net dois textos que foram considerados ofensivos da honra e consideração devida ao/a visado/s, com os títulos “As pessoas de Hong Kong sofrem por tratamento injusto em Macau” e “Os seis pecados do Director da PJ, Wong Sio Chak”, reconhecendo que a divulgação dos referidos textos nos termos em que o foram e por força de expressões inapropriadas e indevidamente utilizadas, tinham uma carga ofensiva e ofenderam, efectivamente, os visados, pelo que reconhece ter tido, com a divulgação dos aludidos textos um comportamento incorrecto e difamatório dos visados, que lamenta. Feito em Macau, aos 29 de Junho de 2012 In Kam Seng


segunda-feira 2.7.2012

15

Jogador do Benfica de Macau não quer especular sobre futuro

glp@hojemacau.com.mo

A

notícia foi adiantada pelo jornal desportivo português A Bola. O defesa-central português do Benfica de Macau, Filipe Duarte, está referenciado pelo Belenenses como possível reforço para a época 2012/2013. O histórico clube português está a apostar em caras novas para o plantel da próxima época desportiva na tentativa de voltar à I Liga. O jogador, de 27 anos, encaixa dentro do perfil daquilo que o Belenenses pretende para a nova época. É português, tem uma formação sustentada, foi internacional português, tem menos de 30 anos e, caso abandone o Benfica de Macau, sairá a custo zero. Filipe Duarte, admitiu que soube da notícia mas não quis adiantar muito sobre a veracidade da mesma. “Neste momento não quero, nem vou, especular sobre isso”, atirou, assumindo ao Hoje Macau que está bem em Macau: “Sinto-me bem em Macau e no

Belenenses atento a Filipe Duarte Benfica. Fui muito bem recebido e sempre me trataram bem. Por enquanto não há nada de concreto que me faça voltar a Portugal.” Da parte do Benfica de Macau, o treinador Rui Cardoso garantiu que, para já, o jogador é – e deve continuar - dos quadros do clube. “Aquilo que sei é que o Filipe é jogador do Benfica de Macau. Pelo que tenho conversado com ele, penso que ficará em Macau.” Seja como for, não se pode negar que, pelo menos no campo desportivo, o Belenenses é mais apetecível do que o Benfica de Macau. Para Rui Cardoso, nenhum jogador do plantel dos encarnados “terá as pernas cortadas” num possível convite para outros voos. “O Filipe, como outros jogadores, tem contrato com o Benfica. Contudo não acredito que o clube impeça o jogador de querer seguir a sua

GONÇALO LOBO PINHEIRO

Gonçalo Lobo Pinheiro

Filipe Duarte (à direita na foto) está referenciado pelo Belenenses

Ka I Três reforços para atacar a Bolinha e a Liga de Elite de 2013

OUGLAS, Diego Borges e Kayo. O campeão Windsor Arch Ka I contratou três jogadores brasileiros, que chegam ao território amanhã, para atacar a Bolinha e, quiçá, permanecer para o plantel que disputará a Liga de Elite do próximo ano. A confirmação foi dada pelo treinador Josécler ao Hoje Macau que garantiu estarmos perante jogadores “fortes” do ponto de vista táctico e técnico. “Cheguei até eles através de contactos e amigos. Vi variados vídeos e fiquei contente com o que vi. São jogadores muito fortes no um contra um”, afirmou o treinador brasileiro. Douglas, de 24 anos, é um médio mais defensivo que também faz o corredor direito. No Brasil jogou no São Francisco, 15 de

Novembro, Santa Cruz e Operário-MS. Diego Borges, de 24 anos, é um médio ofensivo que jogou no Primavera onde, em 2008, foi campeão paulista da série B. Kayo, de 23 anos, é o único brasileiro que vem de Portugal. É um lateral-direito que, no Brasil, destacou-se ao serviço do Serra e da Desportiva, e que o ano passado recebeu um convite para treinar no Marítimo, em Portugal, onde nunca conseguiu jogar. Posteriormente alinhou pelo Eléctrico de Ponte de Sôr e pelo Alba.

A maioria dos jogadores estrangeiros que foram os obreiros da conquista do título de campeões da Liga de Elite pode estar de

partida do Ka I. Cesinha já assinou um contrato com o Olympiakos de Nicosia, no Chipre, Gustavo, a braços com um problema cardíaco, está dependente de exames médicos no Brasil para saber se pode prosseguir a sua carreira de futebolista. Gil ainda não sabe se quer continuar em Macau apesar do Ka I pretender a renovação com o jogador. Por isso, sobra Lucas que é, de acordo com Josécler, “o único jogador certo para a Bolinha e para a Liga de Elite de 2013”. “Estamos a tentar chegar a acordo com os outros. Vamos ver o que acontece.” O plantel ainda pode receber um avançado brasileiro, mas o treinador não quis adiantar muito mais pois “o jogador está apenas referenciado”. – G.L.P.

Diego Borges

Douglas

Kayo

DOS ESTRANGEIROS, SÓ LUCAS

carreira noutro projecto, como é o caso do Belenenses.” O treinador dos encarnados de Macau, que também é vice-presidente da agremiação, referiu ainda que Filipe Duarte “sempre fez um bom trabalho” pelos clubes por onde passou. “Penso que mesmo estando em Macau, ninguém esqueceu o seu passado até aqui. A meu ver o jogador tem valor para jogar no Belenenses ou noutro clube da mesma dimensão.” Filipe Duarte, que recentemente foi pai, chegou a Macau vindo do Oriental, onde jogou três épocas. Formado no Benfica, foi, por diversas vezes, internacional português nas camadas jovens, tendo inclusive disputado o Torneio de Toulon numa equipa onde já pontificava Cristiano Ronaldo. Jogou dois anos no Chipre, no Apollon Limassol, – onde foi campeão – e no Operário dosAçores.

Sherman Williams derrotou Chauncy Welliver no Grand Waldo

O tridente brasileiro D

desporto

www.hojemacau.com.mo

Fénix caribenha ressuscitou em Macau Marco Carvalho

info@hojemacau.com.mo

S

HERMAN Williams não deu por mal empregue a cansativa incursão que fez ao território. No regresso aos ringues após mais de um ano e meio de ausência, o pugilista das Bahamas, de 39 anos, não deixou créditos por mãos alheias e reclamou dois dos principais títulos do boxe da região da Ásia Pacífico ao bater o neo-zelandês Chauncy “Hillyard Hammer” Welliver em doze rounds bem disputados. Welliver, que defendia no Centro de Convenções e Exposições do Casino Grande Waldo os títulos de campeão reginal de pesos-pesados da Organização Mundial de Boxe para a região da Ásia-Pacífico, acabou por ser surpreendido por um Sherman Williams em grande forma. O atleta caribenho controlou com mão-de-ferro e com uma direita remarcávelmente eficiente o andamento de cada um dos doze rounds da contenda,

expondo Welliver a uma das derrotas mais consternadoras da sua carreira. Sem conseguir reagir, o neo-zelandês de origem norte-americana viu os juizes do desafio decidirem por maioria a favor de Sherman “The Tank” Williams, com dois dos árbitros a concederem a vitória ao caribenho por margem esclarecedora (115-112 e 119-110) e o outro a decidir-se por um empate técnico (114-114) entre ambos os pugilistas. Sherman apresentou-se no combate com 109,7 quilogramas, o peso menos rotundo que apresentou em mais de um década. Ágil e em boa forma, o lutador das Bahamas grangeou no Centro de Convenções e Exposições do Casino Grande Waldo a sua primeira vitória desde 12 de Dezembro de 2008, quando defrontou e venceu o norte-americano Andrew Greeley. Com a vitória alcançada sobre Chauncy Welliver, Williams juntou mais um triunfo ao currículo – conta agora com 34 vitórias, 11 empates e uma

derrota – e recuperou parte da auto-estima perdida quando defrontou em 2010 Evander Holyfield num dos combates mais polémicos dos últimos anos. O objectivo de Sherman Williams, diz o empresário do lutador caribenho, passa agora por disputar um título mundial na categoria de pesos-pesados: “O Sherman tem sido paciente e viu o seu trabalho finalmente recompensado. Ele não quer parar e quer recuperar o tempo perdido. O objectivo é disputar ainda este ano um grande combate e depois tentar o assalto ao título mundial” disse Si Stern ao jornal “Bahamas Tribune”. Para Chauncy Welliver a vinda a Macau não podia ter sido mais desastrosa. Para além de ter perdido o título de pesos-pesados da região da Ásia Pacífico da Organização Mundial de Boxe, o pugilista neo-zelandês – quinto classificado na tabela do Conselho Mundial de Boxe – perdeu pela primeira vez em mais de três anos, depois de dezoito combates em que não provou o amargo sabor da derrota.


publicidade

16

ANÚNCIO [N.º 205/2012]

Para os devidos efeitos, vimos por este meio notificar os representantes dos agregados familiares seleccionados da lista de espera de habitação económica abaixos mencionados: N.º do boletim de candidatura *27525

Nome *LEI PIT

*65440

*59717

*CHAN TAK LAM

*WONG SI CHAN

*1550

*WONG KUAN KAN

*SIN IAN IAN

*9037

*KAM NG MUI

*MAK CHUN KAM

*13614

*CHAN KUN KAO

*27538

*CHAN IOK HOU

*16457

Nome *CHEONG TAI SAN

*2552

*8502

N.º do boletim de candidatura *28689

*TANG WA KONG ALIAS DANG TY

*31668

*3295

*15794

*LEI OI LENG

*CHAN ION HENG

*LAM UT HOU

*26667

*29859

*CHEANG LAI CHAO

*31360

*58675

*LEONG SAI WENG

*104576

*LAO LIN HENG

*76575

*CHEANG U FUN

*90684

*WONG TAT CHUN

*33992

*LEI IN PENG

*8960

*U WAI OI

*77721

*27990 *35673

*35652

*LOU VENG CHI

*81728

*91689

*CHEANG KIM HAN

*119264

*92315

*TANG CHONG

*93721

*82424

*WONG KAM

*83946

*WONG SOK I

*96325

*AO IEONG PUI I

*52037

*88680

*85325

*96851

*KOU KA CHEONG

*LEONG KAM KUONG *LAM LAI SEONG *LEI MIO KUN

*LOU SOK LIN

*KOU KENG WAI *CHAO IAN LEI

*LEONG SOU FONG *LEI KA FAI

*LEI IO CHONG

*72563

*IEONG LAI FUN

*101499

*CHENG HIO CHONG

*71889

*LAO CHEOK UN

*117178

*HA YUEN LING JEALINAN

*96507

*126566

*WONG WAI CHAN

*121613

*UN MEI OI

Jaime Roberto Carion

*HONG IM LAI

*56554

*CHOI TIM HONG

*LAM CHOU ION

*90307

*IEK KAM FAI

*109205

*CHOI IENG NEI

*105354

*WONG MAN PAN

*52367

*52649

*LAM PENG CHI *HO LAI PENG

*LAM CHI LON

*NG FOK SENG *LAO UT HAN

Em virtude de não existirem fracções disponíveis da tipologia no local a que se candidataram, mas há outras fracções da mesma tipologia disponível em Coloane, de acordo com os termos do n.º 8 do artigo 60.º da Lei n.º 10/2011 (Lei da habitação económica) e do artigo 12.º do Decreto-Lei n.º 26/95/M, de 26 de Junho, o Instituto de Habitação (IH) informa os representantes dos agregados familiares acima referidos, através de ofícios, para se dirigirem pessoalmente ao IH, sita na Travessa Norte do Patane, n.º 102, Ilha Verde, Macau (perto da Escola Primária Luso-Chinesa do Bairro Norte), no dia 19 de Julho de 2012, às horas fixadas nos respectivos ofícios, para escolha das fracções de habitação económica disponíveis de T1 na zona de Coloane. Nessa altura, os agregados familiares da lista de espera acima referidos devem apresentar os documentos comprovativos (originais e cópias) abaixo mencionados, para efectuar a nova verificação dos requisitos da candidatura da aquisição de habitação económica. Caso as respectivas informações afectem os actuais requisitos da aquisição de fracção ou existirem mudança da composição dos agregados familiares acima referidos, este Instituto irá suspender, imediatamente, o procedimento da escolha de habitação económica: 1. 2. 3.

Direcção dos Serviços de Solos, Obras Públicas e Transportes, aos 29 de Junho de 2012.

*CHAN SAI PANG

*106606 *85811

Para o esclarecimento de quaisquer dúvidas sobre o assunto, queiram contactar durante o horário de expediente com a Srª Ng através do nº de telefone 8597 7119.

*102681

*LAM CHEOK HOI

*118226

Os candidatos admitidos condicionalmente devem apresentar os documentos em falta, no prazo de dez dias úteis, contados da data da publicação no Boletim Oficial da presente lista, sem os quais serão automaticamente excluídos. Os documentos devem ser apresentados durante o horário de expediente, no Departamento Administrativo e Financeiro sito na Estrada de D. Maria II, n.º 33, 13.º andar, Macau.

O Director dos Serviços,

*85176 *81928

Torna-se público que a lista provisória dos candidatos ao concurso comum, de ingresso externo, mediante a prestação de provas, referente ao aviso publicado no Jornal Hoje Macau, de 27.06.2012, para o recrutamento de um lugar de motorista de pesados, do 1º escalão, da carreira especial (Área de actividade de transporte) desta Direcção de Serviços, será publicada no Boletim Oficial da RAEM de 04.07.2012 e que a mesma estará afixada na DSSOPT, no Departamento Administrativo e Financeiro, sito na Estrada D. Maria II, nº 33, 13.º andar, bem como disponível a partir desta mesma data para consulta no website da DSSOPT (http://www.dssopt. gov.mo).

*MA KAN PUN

*SE WAI SAN

*93656

Aviso

*FOK VAI CHAN

*VONG KOK VAI

*86675

segunda-feira 2.7.2012

www.hojemacau.com.mo

Documentos de identificação de todos os elementos do agregado familiar e os seus cônjuges (caso houver) registados no boletim de candidatura de habitação económica. Prova de casamento (aplicável aos indivíduos casados. Caso tenha entregue ao IH, nos últimos três meses, não é necessário a entregar de novo). Boletim de candidatura dos dados dos agregados familiares de habitação económica devidamente preenchidos e assinados.

De acordo com os termos do n.º 2 do artigo 13.º do decreto-lei acima referido, com as alterações introduzidas pelo Regulamento Administrativo n.º 25/2002, caso os agregados familiares da lista de espera acima referidos não tenham comparecido no IH, no dia e horas fixados, e apresentado os documentos acima referidos, para escolha de habitação ou não pretendam adquirir nenhuma das fracções de habitação económica disponíveis no momento podem optar entre, por motivo não justificado, implica a perda do direito de escolha e passagem automática para o último lugar da lista geral; ou após a apreciação dos dados apresentados, verifique que não reunirem com os requisitos da candidatura, os agregados familiares seleccionados serão excluídos na lista geral. * Em caso da 2.ª convocação, os agregados familiares seleccionados que não tenham comparecido no IH, no dia e horas fixados, e apresentado os documentos acima referidos, para escolha de habitação ou não pretendam adquirir nenhuma das fracções de habitação económica disponíveis no momento podem optar entre, serão excluídos na lista geral, de acordo com os termos das alínea a) do artigo 14.º do decreto-lei acima referido, com as alterações introduzidas pelo Regulamento Administrativo n.º 25/2002 e alínea 2 do n.º 5 do artigo 60.º da Lei n.º 10/2011. No intuito de proporcionar os agregados familiares seleccionados para terem mais conhecimentos sobre as informações das fracções de habitação económica disponíveis, o IH juntamente os ofícios enviará em anexo o catálogo com descrições das fracções para venda, tabela dos preços, rácio bonificado, pontos de observação, informações sobre a fracção de modelo. Caso os agregados familiares seleccionados não tenham recebidos os ofícios remetidos pelo IH, até sete dias antes da data fixada, poderão dirigir-se ao IH sito na Travessa Norte do Patane n.º 102, Ilha Verde, Macau) ou consultar através do telefone n.º 2859 4875, durante o horário de expediente. A Presidente Subst.a, Kuoc Vai Han 29 de Junho de 2012


segunda-feira 2.7.2012

[ ] Cinema

futilidades

www.hojemacau.com.mo

17

Cineteatro | PUB THE AMAZINH SPIDER-MAN [3D] [B] Um filme de: Marc Webb Com: Andrew Garfield, Emma Stone 14.15, 16.45, 19.15, 21.45 SALA 3

PROMETHEUS [3D] [C] THE RAVEN

Um filme de: Ridley Scott Com: Naoomi Rapace, Michael Fassbender 14.30, 21.30

SALA 1

SALA 2

Um filme de: James McTeigue Com: John Cusack, Luke Evans, Alice Eve, Brendan Gleeson 14.30, 16.30, 19.30, 21.30

FALADO EM JAPONÊS LEGENDADO EM CHINÊS E INGLÊS Um filme de: Tsutomu Hanabusa Com: Satomi Ishihara, Kôji Seto 16.45, 19.30

THE RAVEN [C]

SADAKO [3D] [C]

VERTICAIS: 1-Aliança, acordo. Parte saliente do rosto. 2-Engano-me. Encaminhe. 3-Maneira de ecrever o plural da letra A equivalente à forma ÁS. Aia. A esse respeito. 4-Um dos dias da semana (pl.). 5-Ouro (s.q.). Porto aberto no mar, mais largo para dentro que a entrada (pl.). Oh!. 6-Diz-se do verso grego ou latino de dois pés. 9-Nota musical. Gavinha., Bário (s.q.). 10-Pátio, quintal. Altares. 11-Campo semeado de cereais. Transportará.

SOLUÇÕES DO PROBLEMA

Sudoku [ ] Cruzadas

HORIZONTAIS: 1-Pedestal. Desmoronar-se, ruir (Prov.). Pertences. 2-Pedra do altar. Urina, cauda (Pref.). Venda fiado. 3-Palavra onomatopeica do crocitar do corvo. Oferecida. 4-Porco (Prov.). Entingui, revoguei. Autor (Suf.). 5-Parte da fechadura que dobra sobre o bordo do batente, formando ângulo recto com a frente. Tenha amor. 6-Desejai. Água congelada. 7-Acrescente. Orelha. (Pref.). 8-Prata (s.q.). Nome de homem. Espaço vazio. 9-Caminhos públicos. Feitura, trabalho. 10-3 (Rom.). Rio da Rússia. Rio da Suiça que banha Berna. 11-Abreviatura de José. Estado do Brasil. Sua Alteza (abrev.).

Aqui há gato [Tele]visão TDM 13:00 TDM News - Repetição 13:30 Jornal das 24h RTPi 14:45 RTPi Directo 17:30 Música Movimento (Repetição) 18:00 Contraponto (Repetição) 19:00 Euro 2012: Final (Repetição) 20:30 Telejornal 21:00 TDM Desporto 22:10 Aquarela do Brasil 23:00 TDM News 23:30 Linha da Frente 00:00 Telejornal - Repetição 00:30 RTPi Directo

STAR Sports 12:30 14:30 15:30 16:00 16:30 17:00 17:30 18:30 INFORMAÇÃO TDM

RTPi 82 14:00 Telejornal Madeira 14:30 A Verde e a Cores 15:00 Magazine Canadá Contacto 15:30 Obra de Arte – Túnel do Rossio 16:00 Bom Dia Portugal 17:00 O Elo Mais Fraco 18:00 Vingança 18:45 Memórias de Autores Portugueses Maria Keil 19:15 Cuidado com a Língua 20:00 Jornal Da Tarde 21:15 Ler +, Ler Melhor 22:00 O Preço Certo 22:15 Verão Total - Guimarães ESPN 12:30 NASCAR Sprint Cup Series 2012 15:30 MLB Regular Season 2012 Oakland Athletics vs. Texas Rangers 18:30 (Delay) Baseball Tonight International 2012 19:30 (LIVE) Sportscenter Asia 2012 20:00 Cycling 21:00 Living The Dream 21:30 Spirit Of London 22:00 Sportscenter Asia 2012 22:30 X Games Los Angeles

Asean Basketball League 2012 San Miguel Beerman vs. Indonesia Warriors Ladies Swiss Open H/ls Game 2012 Planet Speed 2011/12 Intercontinental Rally Challenge 2012 When The Games Begin The Championships, Wimbledon 2012 Best Of Week 1 Highlights (LIVE) The Championships, Wimbledon 2012 Round Of 16

FOX Movies 12:40 Skyline 14:15 Glastonbury 2011 15:50 Scream 4 17:45 The One 19:20 Rio 21:00 Across The Universe 23:15 Nowhere Boy 00:55 Drive Angry HBO 12:00 Transformers 14:30 Along Came Polly 16:00 How Do You Know? 18:00 Intolerable Cruelty 19:45 A View To A Kill 22:00 Veep 22:30 Enlightened 23:00 Girls 23:30 Bridesmaids Cinemax 12:40 Never Back Down 2 14:25 Age Of Heroes 16:00 Downhill Racer 17:45 Superman/Batman 18:55 Blind Fury 20:20 Vampire Bats 22:00 The Lovely Bones 00:10 Shutter Island

HORIZONTAIS: 1-PE. LACAR. ES. 2-ARA. URO. FIE. 3-CRAS. I. DADA. 4-TO. ABOLI. OR. 5-O. ABA. AME. A. 6-AMAI. GELO. 7-N. ADA. OTO. T. 8-AG. OSCAR. AR. 9-RUAS. U. OBRA. 10-III. OBI. AAR. 11-ZE. CEARA. SA. VERTICAIS: 1-PACTO. NARIZ. 2-ERRO. A. GUIE. 3-AA. AMA. AI. 4-L. SABADOS. C. 5-AU. BAIAS. OE. 6-CRIO. CUBA. 7-AO. LAGOA. IR. 8-R. DIMETRO. A. 9-FA. ELO. BA. 10-EIDO. O. ARAS. 11-SEARA. TRARA.

À VENDA NA LIVRARIA PORTUGUESA O MONSTRO DE FLORENÇA • Douglas Preston, Mario Spezi

Em 2000, Douglas Preston mudou-se para uma pequena villa nas colinas a sul de Florença. Um amigo apresentou-o a Mario Spezi, um repórter criminal lendário que conhecia a fundo a polícia, e foi a partir desse encontro que Preston soube dos crimes do Monstro de Florença. Profundamente intrigado com esta série de duplos homicídios que se desenrolaram entre os anos 70 e 80 e tiveram como vítimas casais enamorados abatidos em momentos românticos, Preston inicia com Spezi uma investigação por conta própria que os levará aos meandros mais bizarros da mente criminosa e da incompetência policial. “O Monstro de Florença” é um relato verdadeiro e absolutamente fascinante.

O ARGUMENTO CINEMATOGRAFICO • Dominique Parent-Altier

REGRAS |

Insira algarismos nos quadrados de forma a que cada linha, coluna e caixa de 3X3 contenha os dígitos de 1 a 9 sem repetição SOLUÇÃO DO PROBLEMA DO DIA ANTERIOR

«Como escrever um guião para um filme?», «Quais as regras?», «Por onde começar?» Texto escrito para ser filmado, obra por definição invisível, o argumento presta-se a uma análise rigorosa, aqui conduzida através de cinco grandes eixos: a escrita, o enredo, a personagem, o conflito e a estrutura. Para além das regras formais desta actividade, este manual procura ainda oferecer ao leitor uma compreensão coerente dos fundamentos teóricos e práticos do argumento, apoiandose em exemplos de filmes que pertencem, na sua maioria, ao cinema popular contemporâneo. RUA DE S. DOMINGOS 16-18 • TEL: +853 28566442 | 28515915 • FAX: +853 28378014 • MAIL@LIVRARIAPORTUGUESA.NET

O TUFÃO QUE NÃO FOI Espera ver um tufão de sinal 8 mas parece que a coisa ficou aquém das expectativas. Não houve muito vento, houve algum. Não houve muita chuva, houve alguma. Enfim, esperava, pela primeira vez, assistir a tão famoso fenómeno natural. Os Serviços de Meteorologia e Geofísica ainda prometem mais tufões de sinal 8 para os próximos meses. Será que vamos assistir a algo de grandioso? Há quem tenha medo de trovoada. Muitas pessoas temem os raios. Eu também. Mas digam-me lá, não é fantástico ver a electricidade cruzar os céus? Não é um fenómeno natural belo? Eu acho que sim. Quando era mais pequeno, estes fenómenos faziam com que me escondesse mas hoje já tenho vontade de me colocar à janela para ver e apreciar tal dimensão. Chamem-me maluco, pouco me importa, mas sinto que gosto de ver estas coisas. Se houvesse um vulcão em Macau gostaria ainda mais, mas isso temo que nunca verei, a não ser na televisão. Como é bela uma erupção vulcânica. Toda aquela lava a jorrar da boca do vulcão. Agrada-me a natureza e tudo aquilo que Terra nos oferece. Há coisas fantásticas. Muitas delas podem provocar a destruição e o infortúnio dos povos, mas eu tento abster-me de pensar no lado da tragédia. Quero antes pensar na beleza dos acontecimentos. É como contemplar uma barreira de corais ou a savana africana. Não é bela a Natureza? Acho fantástico... Por isso, admire a Natureza, usufrua daquilo que mais belo ela lhe pode dar, mas respeite-a. Veja-a como um todo no qual você, humano, está inserido. Já agora uma palavra para o Governo de Macau: Proteja a Natureza. Salve as aves do território. Tudo para bem de um território que se está a tornar quase irrespirável.

Pu Yi


18

opinião

segunda-feira 2.7.2012

www.hojemacau.com.mo

David Chan*

macau visto de hong kong

Privacidade Hospitalar II

E

STE artigo não se aplicava à situação da paciente mais nova. A mulher de idade apenas a identificou por ter aberto a cortina. Esta acção pode ser designada como “uso de força para conhecer a identidade”. Mas a mulher mais velha não guardou informações pessoais da outra, não lhe tirou nenhuma fotografia. A Lei de Proteção de Dados Pessoais é inútil neste caso. Não havendo nenhuma outra lei que proteja a privacidade desta mulher, temos de consultar a Lei Básica da Região Administrativa Especial de Macau da República Popular da China, cujo artigo 30(2)º diz o seguinte: “Aos residentes de Macau são reconhecidos o direito ao bom nome e reputação e o direito à reserva da intimidade da vida privada e familiar.” Este artigo salvaguarda o direito à privacidade dos indivíduos. A paciente mais nova provavelmente poderá usá-lo para processar a outra e ser indemnizada. Mas eis que surge uma outra questão: será que um caso simples como este pode ser resolvido usando a nossa mini constituição – a Lei Básica da Região Administrativa Especial de Macau? O artigo 17 do “Pacto Internacional sobre os Direitos Civis e Políticos, Adoptado em Nova Iorque”, em 16 de Dezembro de 1966 é inútil para o nosso caso. É elaborado a partir do artigo 40 da Lei Básica da Região Administrativa Especial de Macau. Uma vez que o artigo 30(2) se revela útil, não temos necessidade de consultar mais pormenores da legislação. Analisada a relação entre as duas mulheres, concentremo-nos agora na relação entre a paciente mais nova e o hospital. Obviamente que ninguém poderá concordar com a declaração do massagista: o hospital é um espaço público. Devia ser um espaço privado.A cortina de separação é usada para salvaguardar a privacidade dos doentes. Embora não haja nenhuma política ou lei específicas que defendam a privacidade dos pacientes, a cortina de separação é um instrumento suficiente para atingir este pro-

pósito. Assim como a paciente mais nova não pode processar o hospital por violação de privacidade, também ninguém pode usar a força para violar os direitos dos outros. Neste caso, apenas podemos dizer que a mulher mais nova não teve sorte e que a mais velha foi muito indelicada. Se entrarmos nos sites das Autoridades que regulam os hospitais de Hong Kong, podemos verificar que estes têm leis que protegem os pacientes. As leis, como é óbvio, não conseguem impedir ninguém de usar a força para violar a privacidade alheia, mas ao menos oferecem alguma proteção aos doentes. Macau sofre presentemente desta falha. Para mais, em Hong Kong podíamos abrir um processo por “nuisance of law of tort” de forma a proteger esta mulher. Mas em Macau parece que os processos assentam na Lei Básica da Região Administrativa Especial de Macau. Penso que esta história é um bom exemplo para rever e estudar melhor a lei de Macau. Antes de acabar gostaria ainda de referir um outro ponto que me parece de vital importância. O comportamento da senhora de idade, a falar alto ao telemóvel, devia ser desde logo proibido. A atitude de abrir a cortina de separação só porque a outra paciente tentava que ela acabasse com o

Obviamente que ninguém poderá concordar com a declaração do massagista: o hospital é um espaço público. Devia ser um espaço privado. A cortina de separação é usada para salvaguardar a privacidade dos doentes telefonema é reveladora de uma pessoa zangada e sem educação. Pessoalmente, penso que a educação, e não a lei, deveria ser a melhor forma de resolver o conflito entre ambas as partes. Mas por enquanto a educação em Macau ainda é sofrível, uma vez que a vida universitária do território não chega a ter vinte anos. Não se pode ter muitas expectativas de grandes princípios morais num lugar com uma base educacional extremamente jovem. Talvez no futuro, quando mais gente frequentar as universidades este tipo de problemas deixe de acontecer. Até lá, devemos perdoar a senhora de idade. Juntos, fechemos os olhos e calemos as nossas bocas. *Professor Associado no Instituto Politécnico de Macau


segunda-feira 2.7.2012

opinião

www.hojemacau.com.mo

19

curva apertada

Chico Moore M É D I C O

Buracos negros e supernovas

N

ESTE Europeu, a soma de golos do Postiga, do Nélson Oliveira e do Hugo Almeida deu o espectacular total de um. Isto fez-me pensar no jeito que nos dava ter o meu ídolo de infância, Nené, na selecção. Um ponta-de-lança à Benfica, que não só marcava carradas de golos, como era conhecido por fazê-lo sem sujar o equipamento. Exactamente o oposto da linha avançada actual. Os mais novos também o conhecem, mas como pai da Filipa, que apareceu aos 16 anos, depois de fazer uma operação para deixar de ser o Paulo. E hoje, com a legitimidade que falta a tanto jogador da bola quando chega ao clube, a Filipa até pode dizer que é do Benfica desde pequenino. Apesar de a mudança de sexo ser um tema interessante, tenho acompanhado pouco a sua evolução. Mas lembro-me de um dado curioso: segundo investigação de 2011 em Portugal, o número de mulheres que queria ser homem era superior à cirurgia oposta, contrariando a tendência mundial. No caso dos homens, a mudança de sexo é uma decisão compreensível - também adoro sentir-me na pele de uma mulher. Por dentro, é verdade, mas o princípio está lá. Além disso, todos os homens já sonharam ter seios e genitália feminina, para passarem os dias a mexer em si próprios. Claro que esses

pensamentos só acontecem quando estamos precisamente a mexer em nós próprios. No que diz respeito às meninas, o clássico freudiano “inveja do pénis” dita-lhes a resolução. O estímulo não é usar o novo instrumento para brincar, mas possuir um símbolo de comando. Como se o prolongamento extra fosse suficiente para transportar toda a capacidade de liderança intrínseca ao macho.

No caso dos homens, a mudança de sexo é uma decisão compreensível - também adoro sentir-me na pele de uma mulher. Por dentro, é verdade, mas o princípio está lá Sendo Portugal dos raros países onde esta opção supera a outra, deduzo que aconteça por um problema de vistas curtas. Incapazes de uma visão mais ampla do verdadeiro macho lusitano, as nossas mulheres acham-se condicionadas na escolha: olhando para a frente, vêem o Zezé Camarinha, olhando para trás, o Tomás Taveira. Com tão desesperada opção, quem não mudava de sexo? A operação é complexa, pois substitui o nada pelo todo. Não falamos de plantar pêlos, voz grossa e musculatura mais avantajada.

Isso resolve-se com meia dúzia de hormonas. O que espera o cirurgião é transformar o vazio em virilidade, o eco em afirmação, o buraco negro em supernova. Obviamente demora, em especial se comparado com a intervenção de homem para mulher: “tens a certeza totó?”, corta, abre, palmadinha nas costas, “divirta-se minha senhora”. Quanto à Ásia, o que acontece? Fiz uma pesquisa rápida na internet e, fugindo a uma invasão de lady boys, tropecei noutro assunto ainda mais interessante. Trata-se de uma fantasia comum no Japão que tem alastrado para outros países da região, incluindo a China, com realce para Hong Kong: sexo com os intervenientes vestidos como as suas personagens favoritas de banda desenhada ou animação. Soa como coisa kinky de nicho, mas, segundo vários artigos, está bastante espalhado. Portanto, kinky, mas com muitos adeptos. Ora se o Mickey e a Minnie juntos no quarto me parecia motivo para iniciar uma desratização, esta novidade abriu-me horizontes. Comentei com um amigo e ele disse logo que era uma ideia tremenda para animar o seu casamento – a mulher vestia-se de Coiote, ele de Papa Léguas e ela nunca mais o apanhava. Eu confesso não saber de que personagem me vestiria, mas tenho uma fantasia tórrida com um desenho animado. A filha do Nené, claro.

Propriedade Fábrica de Notícias, Lda Director Carlos Morais José Editores Nuno G. Pereira; Gonçalo Lobo Pinheiro Redacção Andreia Sofia Silva; Cecilia Lin; Joana Freitas; José C. Mendes; Rita Marques Ramos Colaboradores António Falcão; António Graça de Abreu; Fernando Eloy; Hugo Pinto; José Simões Morais; Marco Carvalho; Maria João Belchior (Pequim); Michel Reis; Rui Cascais; Sérgio Fonseca; Tiago Quadros Colunistas Arnaldo Gonçalves; Boi Luxo; Carlos M. Cordeiro; Correia Marques; David Chan; Gonçalo Alvim; Helder Fernando; Jorge Rodrigues Simão; José Pereira Coutinho, Marinho de Bastos; Paul Chan Wai Chi; Pedro Correia; Peng Zhonglian; Vanessa Amaro Cartoonista Steph Grafismo Catarina Lau; Paulo Borges Ilustração Rui Rasquinho Agências Lusa; Xinhua Fotografia António Falcão, Gonçalo Lobo Pinheiro; Lusa; GCS; Xinhua Secretária de redacção e Publicidade Madalena da Silva (publicidade@hojemacau.com.mo) Assistente de marketing Vincent Vong Impressão Tipografia Welfare Morada Calçada de Santo Agostinho, n.º 19, Centro Comercial Nam Yue, 6.º andar A, Macau Telefone 28752401 Fax 28752405 e-mail info@hojemacau.com.mo Sítio www.hojemacau.com.mo


segunda-feira 2.7.2012

www.hojemacau.com.mo

c a r t o on Macau e China assinam IX suplemento do acordo CEPA

15O ANIVERSÁRIO DA TRANSFERÊNCIA DE SOBERANIA DE HONG KONG

por Steff

As autoridades de Macau e do Interior da China assinam, amanhã, o nono suplemento do acordo CEPA. Um acordo assinado em 2003 e que tem como objectivo promover o desenvolvimento do Interior da China e de Macau. Antes da cerimónia de assinatura vai decorrer a reunião de alto nível da Comissão de Acompanhamento Conjunta 2012 no âmbito do acordo, presidida, em conjunto, pelo vice-ministro do Comércio, Jiang Yaoping, e pelo secretário para a Economia e Finanças, Francis Tam.

Portugal tem actualmente 92.212 quilómetros quadrados. No entanto, este número não é fixo, assistindo-se à alteração do tamanho do país em virtude de outras mudanças. É o caso, também, das freguesias e municípios, podendo haver consequências nas eleições e nos financiamentos. O trabalho de medição do território do Continente, que nunca está acabado, fica a cargo da DircçãoGeral do Território (DGT), antigo Instituto Geográfico Português (IGP). É precisamente aí que, todos os anos, são feitas as cartas administrativas oficiais (CAOP) de Portugal e feitas as revisões dos limites de municípios. Estas cartas vão buscar informações aos trabalhos dos censos, as secções de cadastro geométrico da propriedade rústica, diplomas legais e mesmo cartas de Foral. Entre as alterações recentes podem citar-se os limites no estuário do Rio Sado, com a criação das freguesias da Comporta e do Carvalhal (do ano de 2008 para 2009); ou quando em 2010 as estruturas fixas do Porto de Sines foram incluídas dentro das freguesias; ou ainda, nesse ano, quando o desenho de Vale de Cambra se alterou. Para além das obras realizadas no território e que podem alterar o tamanho do mesmo, também as causas naturais são um fator determinante, destacando-se o caso da erosão costeira e fluvial, ou as alterações do nível médio do mar (cujo aumento pode tornar o País mais pequeno).

O ex-primeiro-ministro israelita Yitzhak Shamir morreu este sábado aos 96 anos. Chefe do Governo por duas vezes, entre 1983 e 1984 e entre 1986 e 1992, Shamir morreu vítima de doença prolongada. O político, que apoiava as colónias judaicas, foi militar, espião e líder do Likud, o partido de direita que é presidido por Benjamin Netanyahu. Afastado da vida pública desde 2004, Shamir padecia de Alzheimer há vários anos.

Shakira parou rua de Lisboa

Xangai Mundo da Finança reúne-se

Portugal tem 92.212 quilómetros quadrados

Yitzhak Shamir morreu aos 96 anos

Renminbi como moeda de troca Maria João Belchior Em Pequim

A

ideia da internacionalização do Renminbi como moeda de troca nos mercados continua a juntar especialistas em debate. Mas o dilema sobre a necessidade de uma reforma económica interna profunda, antes de internacionalizar a moeda chinesa, contribui para a difícil resolução do impasse. O Fórum Luijiazui em Xangai abriu na sexta-feira com o tema da reforma financeira e entidades de desenvolvimento económico. O encontro de três dias em Xangai juntou os directores dos principais bancos mundiais e instituições financeiras em Pudong onde se debateu a globalização do sistema financeiro chinês e a internacionalização do Renminbi. Em relação a este último, os prós e contras são vários. Perante o cenário de crise na Zona Euro, a China precisa de uma política monetária estável que impeça uma grande volatilidade do valor da moeda. Para

Ciclone

a abertura necessária, terá de se permitir uma maior oscilação do valor da moeda o que tem efeitos directos na balança comercial do país. E perante um tão grande e arriscado passo em frente, o governo continua a mostrar algumas reticências perante a reforma cambial.

UM PASSO EM FRENTE

A China já utiliza a moeda nacional para trocas comerciais com países vizinhos como o Laos, o Vietname e a Rússia. Em Hong Kong estabeleceu-se em 2009 um projecto-piloto de um entreposto cambial em offshore que permite que empresas da China continental utilizem o Renminbi nas transacções comerciais. Para transacções com a Indonésia, Argentina e Austrália, também se estabeleceram acordos comerciais específicos em que o Renminbi é utilizado. Mas apesar dos passos na direcção da internacionalização, não há datas definidas e por agora o Renminbi deve continuar com uma entrada cautelosa nos mercados internacionais. Para o Ocidente, a interna-

cionalização da moeda chinesa poderia contribuir para aumentar o comércio e os investimentos entre a China e o resto do mundo. Por agora, o ponto mais importante para quem lida com as moedas é deixar o Renminbi ser a moeda de troca nas transacções comerciais e adiar a entrada oficial, como igual, no grupo do Dólar, Euro, Libra e o Yen. Analistas prevêem esta entrada no grupo das moedas mais fortes a acontecer num período que pode ir de uma a duas décadas. É uma mudança que depende de Pequim que terá de flexibilizar os controles sobre o sistema financeiro. Hong Kong, a maior praça financeira chinesa, funciona desde há alguns anos como plataforma de teste para analisar a aceitação do Renminbi para produtos financeiros. O esforço do governo central pretende tornar Hong Kong uma referência para uma moeda com um papel mais internacional. Zhou Xiaochuan, presidente do Banco Central da China frisou em Xangai que a moeda chinesa deve continuar a ser usada nas trocas comerciais com países fronteiriços, aumentando também a sua circulação. Sobre a necessária reforma fiscal, Zhou Xiaochuan disse que a China pretende aumentar os esforços para além da reforma financeira, acelerar a reforma das taxas de juro e do valor do Renminbi. Mas os passos anunciados serão dados cautelosamente e a seu tempo devido.

Com amigos nunca se aposta a dinheiro, quanto muito a jantares ou a almoços. POR FERNANDO

A Avenida Fontes Pereira de Melo, uma das mais movimentadas de Lisboa, foi na tarde deste sábado palco de uma confusão pouco comum devido à gravação um videoclip de Shakira. Enquanto o namorado Gerard Piqué, futebolista espanhol que disputou ontem a final do Campeonato da Europa, está sob o olhar de milhões, a cantora quase passava despercebida no meio do aparato montado na avenida lisboeta. Na sexta-feira os preparativos já tinham começado, com várias viaturas a serem removidas na Rua Andrade Corvo. O trânsito na Avenida Fontes Pereira de Melo efectuou-se em meia avenida, e apenas quando as câmaras não estavam a rolar. Do outro lado, carros antigos, com cerca de 30 anos, compunham um cenário digno de uma produção de Hollywood. Escreve o Público que muitas câmaras, holofotes e bailarinos com plumas de várias cores encheram o local. À mesma fonte uma moradora confessou, quase em segredo, que a aparente confusão se deve à gravação de um videoclip da cantora colombiana. O equipamento em redor da cantora e das gravações não permitiam visualizar claramente o que se passava, mas foram muitos os curiosos que tentaram espreitar a cantora. “Isto é um viodeoclip da Shakira, mas como assinei um papel não lhe posso dizer mais nada”, revelou ao Público um dos funcionários responsáveis pelo som, enquanto um homem com um megafone dava indicações à equipa de filmagens e aos actores. A música que ida e volta se ouvia, acompanhada de coreografias, levou a que muitos dos curiosos tentassem captar o momento com uma fotografia, só para serem impedidos por elementos da equipa de segurança da comitiva de Shakira.


Hoje Macau 2 JUL 2012 #2642