Issuu on Google+

João Carlos Barradas explica como é vista a China, de longe, numa nova página quinzenal de opinião página 15

Beethoven é um cão, diz inquérito a estudantes universitários americanos centrais

tempo aguaceiros ocasionais min 26 max 32 humidade 60-90% câmbios euro 10.3 baht 0.25 yuan 1.19 pub

Agência Comercial Pico • 28721006

hojemacau Mop$10

CCAC

Serviços fecham os olhos a ilegalidades • P.6

pub

Director carlos morais josé • quinta-feira 19 de agosto de 2010 • ANO IX • Nº 2191

Livraria de S.Paulo fez concorrência à Livraria Portuguesa

Manuais escolares mais baratos Os pais dos alunos da Escola Portuguesa conseguiram poupar algumas patacas, ao adquirir os manuais escolares para o ano lectivo que tem início em Setembro. Pela primeira vez em várias décadas, outro estabelecimento comercial lançou-se na competição de um mercado dominado pela Livraria Portuguesa. >Última

Relatório do CCAC aponta irregularidades praticadas pelo GCS

Justiça

Nova prisão concluída em 2014

Exposição sem fundamento

• Última

Política

Operários criticam silêncio do Governo • P.5

Jornalistas

Federação mundial inclui Macau • P.7

Taiwan

Parlamento ratifica acordo histórico • P.2

Desporto

Benfica de olho em dois avançados • P.10

www.hojemacau.com.mo Ligue-se a nós

Página 4


quinta-feira 19.8.2010 www.hojemacau.com

2 China/EUA Relatório "não é benéfico"

O relatório anual do Pentágono sobre a defesa chinesa, que considera que a China "continua sem cessar" a reforçar-se militarmente, "não é benéfica" para as relações militares sino-americanas, considerou Pequim. "A difusão deste relatório não é benéfica para a melhoria e para o desenvolvimento das relações militares sino-americanas", indicou Geng Yansheng, porta-voz do ministério da defesa chinês, num comunicado. No seu relatório ao Congresso, publicado segunda-feira, o ministério norteamericano da Defesa considerou que Pequim "continua sem cessar" a reforçar-se militarmente, prevendo um conflito com Taiwan, apesar da aproximação política entre os dois lados do estreito.

Economia Yuan mais internacional

A China deu mais um passo na tentativa de internacionalizar sua moeda, disse o jornal britânico Financial Times. O governo anunciou nesta terça-feira que lançou um projecto piloto para permitir acesso de bancos centrais e de grandes investidores estrangeiros ao seu mercado de interbancário de títulos. “Pequim está a tentar estimular o uso do yuan no comércio como parte de um plano de longo prazo para o promover como moeda de reserva internacional e reduzir a exposição da China ao dólar, actualmente usado por grande parte do comércio chinês”, afirma o jornal.

actual Parlamento de Taiwan ratifica acordo de cooperação com a China


Viabilizado acordo histórico O parlamento de Taiwan ratificou o acordo de cooperação económica, assinado em Junho entre Pequim e Taipé, após uma longa sessão na qual o Partido Kuomintang (KMT) do presidente Ma Ying-jeou fez valer a sua maioria legislativa. Segundo o jornal "China Post", foram necessárias mais de 13 horas de debate na terça-feira à noite, em sessão transmitida integralmente pela televisão, para apoiar o texto, que foi aprovado com 68 votos em 112 possíveis. O Partido Democrata Progressista (PDP) expressou publicamente a sua recusa ao documento, com o apoio de manifestantes no exterior da câmara, mas não conseguiu bloquear o projecto. O acordo, considerado o mais importante assinado por China e Taiwan

Queda de caça mata suposto desertor

Mil milhões para o Equador

A vice-ministra das Finanças do Equador, Maria Dolores Almeida, disse que o país e a China completaram as negociações para um empréstimo de US$ mil milhões, e que o contrato será assinado no fim deste mês. Almeida disse que 80% do empréstimo estará disponível para ser utilizado pelo Equador, e que os 20% restantes serão utilizados em projectos conjuntos entre empresas dos dois países. O empréstimo terá uma taxa de juros fixa de 6,5%.

investimento estrangeiro directo baixa

Acidente na Manchúria China descansada

67 desaparecidos em deslizamentos

Pelo menos 67 pessoas estão desaparecidas depois de vários deslizamentos de terra causados por fortes chuvas terem atingido um pequeno povoado na província de Yunnan, no sudoeste da China, informou nesta quarta-feira a agência oficial de notícias "Xinhua". As chuvas interromperam os serviços de transporte e telecomunicação na área, e também elevaram o nível das águas do rio Nujiang. Segundo comunicado emitido pelo Escritório Provincial de Respostas de Emergência, várias equipas de resgate foram enviadas até a área do desastre, no alto das montanhas da fronteira com Mianmar.

em seis décadas, reduzirá tarifas a 539 artigos taiwaneses no mercado chinês (o que permitirá a Taiwan economizar de US$ 13,8 mil mi,hões) e a 239 importados da China (um lucro de cerca de US$ 2,86 mil milões para o continente). As indústrias petroquímica, de maquinaria e têxtil e os serviços não financeiros (auditorias, hospitais, manutenção de aviões, pesquisa e desenvolvimento) são alguns dos sectores que, segundo os especialistas, serão mais beneficiados pelo acordo, que, para a China, é só o princípio de uma maior abertura económica entre as duas partes. Actualmente, o comércio bilateral chega a US$ 110 mil milhões anuais, mas os especialistas acreditam que o número vai disparar a partir da entrada em vigência do acordo, em 2011.

Um caça norte-coreano de fabrico soviético sofreu um acidente perto da fronteira com a China que causou a morte do seu piloto, que poderia estar a tentar desertar para a Rússia, informou nesta quarta-feira a agência sulcoreana Yonhap. Num primeiro momento, as informações oficiais informavam que o aparelho era um helicóptero, e não um avião. Fontes dos serviços de inteligência chineses citados pela Yonhap afirmaram que o facto aconteceu na terçafeira, na província chinesa de Liaoning, perto da localidade de Fushun, e que a única pessoa a bordo do aparelho era o piloto, que morreu no local. As autoridades chinesas confirmaram o acidente de um pequeno aparelho na zona norte da província

de Liaoning, mas não deram detalhes da nacionalidade do piloto e nem mesmo confirmaram se houve vítimas. No entanto, a agência Yonhap mostra fotografias dos destroços do aparelho acidentado, tiradas aparentemente por um cidadão chinês que as publicou na internet, mostrando a insígnia nortecoreana na cauda do avião. O acidente teria acontecido numa zona a cerca de 200 Km da base aérea norte-coreana de Sinuiju, perto da fronteira com a China. Especialistas militares sulcoreanos indicaram que o avião militar que aparece nas fotos é um Mig-15, um caça de fabricação soviética que foi utilizado durante a Guerra da Coreia (1950-53) e que agora é usado para treino de pilotos. Segundo a agência sul-coreana, o piloto poderia ter-se perdido quando se dirigia à Rússia para desertar, já que Moscovo, ao contrário de Pequim, não tem acordos de repatriação com a Coreia do Norte. O número de desertores dentro das fileiras do Exército norte-coreano parece ter aumentado nos últimos meses devido à escassez de alimentos.

A expansão do investimento estrangeiro directo (IED) na China desacelerou fortemente em Julho, mas os economistas minimizaram a importância da flutuação mensal, dizendo que o vasto mercado do país continuará a ser um importante destino dos investimentos apesar da desaceleração económica global. A China atraiu US$ 6,92 mil milhões em investimento estrangeiro directo em Julho, 29,2% a mais do que no mesmo mês do ano passado, de acordo com o Ministério do Comércio. Em Junho, o total havia chegado a US$ 12,5 mil milhões, o que representou crescimento anual de 39,6%. "É difícil inferir a tendência do IED com base apenas num dado mensal", afirmou Ziqiang Xing, economista da China International Capital Corp. "Não estou preocupado com a projecção do IED." O economista afirmou que espera um crescimento de mais de 25% no investimento estrangeiro directo da China neste ano, o que seria uma aceleração em relação à alta de 20,65% do período Janeiro-Julho e dos 19,6% do período Janeiro-Junho.

Um indicador da actividade económica da China, divulgado nesta  terça-feira, também mostrou que o país continuará a oferecer vastas oportunidades de negócios apesar da moderada desaceleração da economia. O Índice dos Indicadores Antecedentes (LEI, na sigla em inglês) da Conference Board para a China aumentou 0,8% em Junho, para 147,0, depois de um crescimento de 0,9% em Maio e de ter ficado estável em Abril. "O aumento de Junho do LEI China sinaliza que a expansão moderada continua na segunda metade do ano", disse Bill Adams, economista da Conference Board China Center, em Pequim, acrescentando que o aumento também mostra uma economia que se adapta a uma dinâmica de crescimento pós-estímulos. O Ministério do Comércio, que divulgou os dados do IED, não apresentou nenhuma análise sobre os dados de Julho, mas disse que a actual recuperação das exportações é desigual, e que o crescimento das vendas externas deve continuar a desacelerar nos próximos meses.


As explicações dadas pelo Governo de Pequim, para justificar a recusa em autorizar a vinda do navio-escola Sagres a Macau, pecam por serem curtas e obscuras. Se acrescentarmos a isto a confusão patente nas declarações dos ministérios portugueses dos Negócios Estrangeiros e da Defesa e nos comentários feitos pelo comandante da Sagres, resulta óbvio que haverá alguma coisa mais do que a simples “falta de condições técnicas” por detrás da proibição. Paulo Reis P.14

Sagres | China recebeu o navio “com o melhor que tem”

Comandante satisfeito O comandante da “Sagres”, Luís Pedro Proença Mendes, congratulou-se com a forma como o navio foi ontem recebido em Xangai, afirmando que a recepção chinesa “revela que não há qualquer problema entre os dois países”. “A marinha chinesa recebeu-nos com o melhor que tem”, disse aquele oficial à agência Lusa. O navio-escola português chegou a Xangai cerca das 13:00, completando mais uma etapa de uma viagem de quase um ano à volta do mundo. Depois de entrar na barra de Xangai, a “Sagres” foi acompanhada por uma fragata da marinha chinesa e um jovem oficial chinês viajou, desde Tóquio, a bordo do navio português, contou o capitão-de-fragata Proença Mendes. “Chegámos sob uma grande chuvada, com relâmpagos e trovões, mas correu tudo bem”, disse à agência Lusa um tripulante do navio. O navio português ficará atracado até sexta-feira num cais situado perto do “Bund”, a famosa marginal neo-clássica de Xangai, no centro da cidade. “Atracámos num local espectacular e estamos a ser muito bem recebidos”, sublinhou Proença Mendes. A visita da “Sagres”, acordada em 2009 entre os

comandantes da marinha dos dois países, coincide com a Expo2010, a maior exposição universal de sempre, que decorre em Xangai até 31 de Outubro, e com os 500 anos da chegada dos portugueses à Ásia. A “Sagres” zarpou de Lisboa há sete meses, numa viagem de circum-navegação que terminará a 23 de Dezembro e cujo itinerário inclui dezanove países, do Brasil à Argélia. “Em qualquer país do mundo, a visita da ‘Sagres’ é sempre um motivo de orgulho para todos os portugueses que aí vivem. Estamos muito contentes com a visita da ‘Sagres’ e tenho a certeza que vai contribuir para a boa imagem de Portugal na China”, disse o embaixador português em Pequim, José Tadeu Soares. A “Sagres” tinha planeado vir também a Macau, na última semana de Agosto, mas não obteve a autorização (“diplomatic clearence”) para atracar aqui. As autoridades chinesas alegaram falta de “condições técnicas” do porto de Macau para o navio-escola “Sagres” ali poder atracar, disse à agência Lusa o embaixador José Tadeu Soares. “Segundo as informações que nos foram transmitidas pelo Ministério (chinês) dos Negócios Estran-

geiros, não havia condições técnicas para a ancoragem da ‘Sagres’ em Macau”, afirmou o diplomata. A interdição configura uma situação inédita para as embarcações nacionais. Trata-se da primeira vez que um navio português é barrado num porto. Alguns militares afirmaram que o sucedido nunca aconteceu nem com o Sagres, nem com qualquer outra embarcação da Marinha Portuguesa. No entanto, fonte do gabinete de imprensa da Marinha não foi capaz de confirmar estas informações.

pub

AVISO Faz-se público que, por despacho do Ex.mo Senhor Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, de 6 de Agosto de 2010, se encontra aberto o Concurso Público nº. 27/P/2010 “Empreitada de Fornecimento, Instalação e Ensaio da Unidade de Calandra com Equipamentos Complementares à Secção de Tratamento de Roupas e de Limpeza dos Serviços de Saúde, Incluindo os Projectos de Concepção sobre o Local da Instalação e a sua Obra Necessária”, cujo Programa do Concurso e o Caderno de Encargos encontram-se à disposição dos interessados desde o dia 18 de Agosto de 2010, todos os dias úteis, das 9:00 às 13:00 horas e das 14:30 às 17:30 horas, na Divisão de Aprovisionamento e Economato sita na Cave 1 do Centro Hospitalar Conde de S. Januário, onde serão prestados esclarecimentos relativos ao concurso, estando os interessados sujeitos ao pagamento do custo das respectivas fotocópias ou ainda mediante a transferência gratuita de ficheiros pela internet no website dos S.S. (www.ssm.gov.mo). Os concorrentes deverão comparecer no Cave 1 da Divisão de Aprovisionamento e Economato situada no Centro Hospitalar Conde de São Januário no dia 24 de Agosto de 2010 às 15:00 horas para visita às instalações a que se destina o objecto deste concurso.

As propostas serão entregues na Secção de Expediente Geral destes Serviços, situada no r/c do Centro Hospitalar Conde de S. Januário e o respectivo prazo de entrega das propostas termina às 17:45 horas do dia 21 de Setembro de 2010. O Acto Público deste concurso terá lugar em 22 de Setembro de 2010, pelas 9:30 horas na sala do “Museu” situada no r/c do Edifício da Administração dos Serviços de Saúde junto do C.H.C.S.J.. A admissão a concurso depende da prestação de uma caução provisória no valor de noventa mil patacas (MOP$ 90.000,00) a favor dos Serviços de Saúde, mediante depósito, em numerário ou em cheque, na Secção de Tesouraria destes Serviços ou através da Garantia Bancária/Seguro-Caução de valor equivalente. Serviços de Saúde, aos 12 de Agosto de 2010 O Director dos Serviços, Lei Chin Ion

quinta-feira 19.8.2010 www.hojemacau.com

3

China procura seis candidatos a tratadores de pandas

Um centro chinês de protecção dos pandas anunciou ter lançado no mundo inteiro um apelo para encontrar seis candidatos a tratadores, que se ocupariam dos mamíferos durante um mês. O "Projecto Panda" foi lançado pelo Centro de Chengdu, capital da província de Sichuan e o Fundo Mundial para a Natureza (WWF) e concederá aos seis seleccionados a possibilidade de observar a espécie protegida e de fornecer ajuda aos animais em caso de necessidade. Os tratadores poderão, também, assistir ao nascimento de pandas, explicou o centro à AFP. "Esperamos que graças ao projecto mais e mais pessoas se juntem à missão de protecção dos pandas e compreendam

a importância da preservação do habitat selvagem" dos animais, explicou Zhang Zhihe, director do Centro. Nas próximas seis semanas, os amantes dos pandas no mundo inteiro podem candidatar-se no site www. pandahome.com. Há apenas 1600 pandas em liberdade no mundo e 300 cativos, essencialmente na China, como parte de programas de preservação da espécie. Após terem conseguido nascimentos desses animais em cativeiro, os cientistas tentam, actualmente, introduzilos na natureza. A única tentativa terminou tragicamente. Xiang Xiang, deixado na floresta em 2006, foi encontrado morto, aparentemente por pandas selvagens da região.

pub

NOTIFICAÇÃO EDITAL (Reparação coerciva)

N.º 39/2010

Raimundo Vizeu Bento, Chefe do Departamento de Inspecção do Trabalho, manda que se proceda, nos termos dos artigos 12.º, 13.º, 14.º e 16.º do Regulamento da Inspecção do Trabalho, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 60/89/M, de 18 de Setembro conjugados com os artigos 58.º, 72.º n.º 2 e 136.º n.º 2 do Código do Procedimento Administrativo, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 57/99/M, de 11 de Outubro, à notificação do transgressor do Auto de Notícia n.º 546/2010, de 21 de Julho de 2010, Lam Hoi Keung, proprietário do estabelecimento “Gala Engineering”, sito na Rua de Coutinho n.º 33-37, Edifício Fu Lai Un, R/C, Loja R, Macau, para no prazo de 30 (trinta) dias, a contar do 1.º dia útil seguinte ao da publicação dos presentes éditos, proceder ao pagamento da multa aplicada no aludido auto de notícia, no valor de Mop$4.000,00 (quatro mil patacas), por prática das transgressões laborais previstas no artigo 11.º e artigo 28.º, do Decreto-Lei n.º 24/89/M, de 3 de Abril, punidas nos termos da alínea c) do n.º 1 do artigo 50.º do mesmo diploma, bem como, no mesmo prazo, proceder ao pagamento das quantias em dívidas aos trabalhadores WONG CHIO SON e KUOK KIM FONG, no valor de Mop$74.625,00 (setenta e quatro mil e seiscentas e vinte e cinco patacas), devendo ainda, nos 10 (dez) dias subsequentes ao do termo do atrás citado prazo, fazer prova dos pagamentos efectuados. A cópia do auto, o mapa de apuramento das quantias em dívida aos referidos trabalhadores, a guia de depósito e a guia de receita eventual deverão ser levantados, dentro das horas normais de expediente, no Departamento de Inspecção do Trabalho, sendo facultada a consulta do processo em causa, instruído por este Serviços. Decorridos os prazos, sem que tenha sido dado cumprimento à presente notificação, seguirse-á a tramitação Judicial, com a remessa do auto de notícia a Juízo. Direcção dos Serviços para os Assuntos Laborais – Departamento de Inspecção do Trabalho, aos 16 de Agosto de 2010. A Chefe de Departamento Substª, Lei Sio Fong


quinta-feira 19.8.2010 www.hojemacau.com

4

política Mais queixas e puxões de orelha

GCS repreendido por não abrir concurso para exposição sobre transferência

32 milhões de ânimo leve Vanessa Amaro

hojemacau@yahoo.com

Por que é que o Gabinete de Comunicação Social (GCS) não abriu concurso para uma empreitada de 32 milhões de patacas para a produção da exposição em Pequim sobre os dez anos da RAEM? A resposta, que havia apenas uma empresa em Macau com perfil para levar o projecto adiante, não convenceu e fez com que o GCS levasse um puxão de orelhas do Comissariado Contra a Corrupção (CCAC). O caso remonta a Setembro de 2008, quando o Chefe do Executivo instruiu o gabinete a assumir a responsabilidade pela organização do evento. Não houve concurso e a empreitada, que já se supunha, no início, ultrapassar as 750 mil patacas, foi parar à empresa Primedia, de Eva Lou. O deputado Ng Kuok Cheong, da Associação Novo Macau Democrático, criticou a decisão e entregou uma petição, em Agosto do ano passado, ao Governo, alegando que a obra adjudicada “não tinha um carácter de urgência”, não devendo por isso terse prescindido do concurso público. Ainda mais “a esta empresa”, referiu na altura, vincando que ela pertencia à então coordenadora-adjunta do gabinete de candidatura de Fernando Chui Sai On. Ontem, o CCAC divulgou a investigação que levou a cabo acerca do caso e concluiu que o GCS errou e, por mais de uma vez. A 28 de Outubro de 2008, numa data anterior à submissão ao Chefe do Executivo da proposta para adjudicar à Primedia, “por ajuste directo”,

frisa o organismo, “o GCS já tinha formulado a ‘intenção’ de adjudicar todos os serviços relacionados com a exposição à companhia P.” Já que tinha decidido não abrir concurso público de pré-qualificação “por não se encontrarem no mercado outras companhias com capacidade e experiência para a realização senão a companhia P.”, o GCS deveria ter informado de antemão o Chefe de Executivo sobre esta intenção. O GCS não o fez e baseou a sua decisão apenas na sua “vontade”. “O procedimento tendente ao reconhecimento deveria ser objectivo e

para a realização de concurso público. Além disso, naquela altura, o GCS já reconhecera a companhia P. como a única empresa possuidora das condições necessárias para a realização da exposição, pretendo adjudicar, por ajuste directo, à companhia P. todos os serviços relacionados com a mesma. A companhia P. já tinha igualmente manifestado a intenção de ser a empreiteira do projecto”, averiguou o CCAC. O GCS não conseguiu explicar ao CCAC em que é que fundamentou a sua decisão e chegou a alegar a sua falta de experiência na

procedimento de aquisição de bens e serviços e do Código do Procedimento Administrativo, evitando, deste modo e no futuro, essas irregularidades por não se reflectir, de forma devida, o modo como a Administração formulou a decisão com uma série de actos e formalidades ordenados nos processos administrativos”. Em resposta à repreensão, o GCS emitiu um comunicado a informar que respeita os resultados da investigação e aceita as recomendações deixadas. E garante que, ao instalarse em Macau, em Novembro, a ex-

O GCS não o fez e baseou a sua decisão apenas na sua “vontade”. “O procedimento tendente ao reconhecimento deveria ser objectivo e transparente, de modo a evitar a suspeita de ‘jogo de bastidores’ com todo o prejuízo para a reputação da Administração”, explica o CCAC. Além de ter adjudicado os serviços de concepção da exposição dos dez anos da RAEM à empresa de Eva Lou, o GCS também atribuiu a execução da empreitada à mesma companhia transparente, de modo a evitar a suspeita de ‘jogo de bastidores’ com todo o prejuízo para a reputação da Administração”, explica o CCAC no seu relatório de actividades do ano 2009. Além de ter adjudicado os serviços de concepção da exposição dos dez anos da RAEM à empresa de Eva Lou, o GCS também atribuiu, mais tarde, a 1 de Julho de 2009, a execução da empreitada à mesma companhia. “Era objectivamente previsível que o respectivo valor da despesa ultrapassaria inevitavelmente as 750 mil patacas, valor obrigatório

organização de exposições de grande envergadura. “Não se revelam detalhadamente nos respectivos processos os fundamentos que levaram o GCS a tomar a decisão de adjudicação directa à companhia P. por ‘ser a única que reunia as condições necessárias’”, frisa o organismo independente. Lição de moral

O gabinete, sob a responsabilidade de Victor Chan, recebeu uma carta de recomendações do CCAC “sugerindo que aprendesse com a experiência do presente caso, e que respeitasse as normas do

posição vai cumprir rigorosamente as normas. “O Gabinete de Comunicação Social convidou as três associações membros da Comissão para o Desenvolvimento de Convenções e Exposições) para desempenharem o papel de entidades consultoras da realização do certame em Macau”, diz o comunicado. Em Junho, foi assinado um protocolo de cooperação, segundo o qual as três associações contribuem com apoios e sugestões técnicas, enquanto o GCS procederá a todos os trabalhos relacionados com a exposição, “em conformidade com a legislação e a

Desde 2006 que o CCAC não recebia tantas queixas como no ano passado. Em 2009, a entidade foi informada de 923 queixas e participações, dos quais 768 eram de natureza criminal e o restante, administrativa. O aumento, segundo a entidade, “deve-se presumivelmente ao facto de haver em 2009 eleições, cujas actividades e integridade constituem objecto de atenção por parte da população”, justifica no seu relatório. No entanto, 661 queixas, ou 70% do total, foram descartadas por não reunirem condições para serem investigadas. Do que restou, foram instruídos 48 processos (44 de natureza criminal e quatro de natureza administrativa). Com os 71 casos transitados de 2008, foram tratados 119 participações, das quais 28 foram concluídas. Os procedimentos administrativos precisam ser melhorados, conclui o CCAC, já que “as decisões administrativas não resolveram o cerne das questões devido à confusão da competência de cada um dos serviços e à insuficiência da informação necessária”. As decisões são tomadas em desconformidade às normas jurídicas, os serviços não se adaptaram às mudanças sociais, há fraqueza da consciência da resolução atempada de problemas e erros são cometidos por não se recorrer ao apoio de técnicos especializados.

proposta apresentada pelas referidas associações”, explica. Cinco empresas responderam às exigências do processo para a prestação do primeiro pacote de serviços - projecto conceptual da exposição, montagem e uso de meios multimédia - e sete para os serviços relacionados com a cerimónia de inauguração, promoção e gestão durante o período da exposição. Até sexta-feira passada, prazo final para a aceitação dos projectos, a entidade organizadora recebeu duas propostas para a prestação de serviços de “projecto conceptual da exposição, montagem e uso de meios multimédia” (Nam Kwong Exhibition Service Co., Ltd. e Pico Internacional Macau, Lda). Para a prestação de serviços de “cerimónia de inauguração, promoção e gestão durante o período da exposição”, deu entrada um total de três propostas (Companhia de Convenções, Exposições e Promoções Destinations, Lda., Companhia Estudos Projectos Microchina, Lda. e Companhia de Desenvolvimento e Promoção de Actividades Desportivas, Culturais e Recreativas Proactivities, Lda.). Mas o que será exibido em Macau, durante um mês a seguir ao Grande Prémio, nada tem a ver com o que foi visto em Pequim. A começar pelo investimento de um milhão de patacas.


Chinês patenteia cama contra sismos Um chinês inventou uma cama que garante protecção total ao seu ocupante em caso de sismo. O reformado Wang Wenxi, de 66 anos, patenteou uma cama equipada com armários, que podem conter água potável, enlatados, um megafone e um martelo, o que permitiria a uma pessoa sobreviver vários dias em caso de sismo. Além disso, se a terra tremer, uma pesada chapa abre-se automaticamente sobre a cama, oferecendo ao ocupante um espaço hermético que o protege da queda de destroços. O inventor disse que sua cama anti-sismo foi concebida principalmente para edifícios de concreto ou ladrilho, com poucos andares.

Secretários desaparecem da discussão sobre o columbário

Política das avestruzes Diz o mito urbano que as avestruzes quando se assustam enfiam a cabeça na terra. Assustados com a polémica do caso “columbário”, os secretários têm-se escondido como podem do problema, sobre os quais nem institutos nem departamentos se têm podido pronunciar, conforme observou Ron Lam U Tou, uma cara nova na Federação das Associações dos Operários de Macau (FAOM) e assistente da deputada Kwan Tsui Hang. Se os responsáveis, eles próprios, não são livres de se pronunciar, considera Lam, então o porta-voz do Governo deveria vir a público explicar a posição do Governo. Num discurso no encontro habitual dos Conselhos Consultivos de Serviços Comunitários da Central, Ron Lam recordou o circo conspiratório que se ergueu em torno do “columbário” no edifício pub

U Wa. Lam considera que, se o responsável que tomou a decisão pudesse assegurar ao público que não defende a construção de um columbário numa zona residencial, os moradores ficariam mais calmos e os empresários interessados poderiam abandonar os seus planos. Dentro do Governo, uma declaração aberta da secretaria ajudaria a acelerar o esboço de legislação. Lam observou que os chefes dos departamentos têm melhorado a sua comunicação com o público, o que ficou bem demonstrado pela sua participação num debate aberto sobre o trajecto do metropolitano ligeiro de superfície, mas estão apenas a executar as políticas implementadas pelos secretários e, quando um incidente como o do columbário ocorre, não há maneira de esses responsáveis responderem efectivamente.

A cooperação interdepartmental pode ser importante, mas Lam notou que uma reacção pronta de quem toma as decisões no Governo pode ser igualmente importante para aliviar a preocupação entre o público, uma tarefa difícil de ser realizada por um director de departamento. Em jeito de “compromisso”, nomeou o “porta-voz do Governo” para fazer as declarações quando os departamentos não são capazes de lidar com problemas ad-hoc.

quinta-feira 19.8.2010 www.hojemacau.com

5

Associações criticam proposta de apoio judiciário aos funcionários públicos Mais seis associações representativas de trabalhadores vieram agora a público manifestar-se contra a proposta de lei que prevê a concessão de apoio judiciário aos funcionários públicos. O grupo uniu-se pela causa e assina uma carta conjunta destinada à Assembleia Legislativa (AL), em que critica a violação do princípio da igualdade entre todos os cidadãos de Macau “Estamos contra a proposta de lei, uma vez que a mesma viola o princípio da igualdade (“todos são iguais perante a lei”). Trata-se de abuso de poder e de nepotismo do Governo e ainda um acessório para destruir a liberdade de expressão, o que só contraria a ideia de criação de um Governo íntegro”, apontam a Associação Geral dos Operários Compatriotas de Macau, a União Geral dos Sectores do Jogo e da Construção Civil, a Associação da Armação de Ferro, os Compatriotas de Ng Yap, a Associação de

Activismo para a democracia e a Associação de Auto-auxílio dos Operários. Antes do fim da sessão legislativa, na semana passada, Florinda Chan, secretária para a Administração e Justiça, anunciou a retirada da palavra “honra” do artigo 4o do diploma, que se refere à possibilidade dos trabalhadores da Administração Pública demandarem terceiros. Na altura, Florinda Chan julgou que a polémica tinha chegado ao fim e reiterou que a o objectivo do Governo nunca foi ferir a liberdade de expressão. A proposta encontra-se em discussão na 1a Comissão Permanente da AL e vai voltar à mesa no regresso das férias dos deputados, em meados de Setembro. O Governo garante que vai continuar a ouvir todas as opiniões, para criar um diploma equilibrado. – V.A.


quinta-feira 19.8.2010 www.hojemacau.com

6

sociedade

Fornecedor de combustível operava ilegal e perigosamente

Kahon Chan

hojemacau@yahoo.com

Uma investigação do Comissariado contra a Corrupção (CCAC) sobre o armazém de garrafas vazias de gás de petróleo liquefeito (GPL) revelou que a Direcção dos Serviços de Solos, Obras Públicas e Transportes (DSSOPT) não apenas “autorizou tacitamente” uma ocupação irregular de terrenos, como também permitiu que não fosse instalado qualquer sistema anti-incêndio, sem justificação aparente, colocando em perigo a segurança dos moradores. Isto apesar de em 2003 um grave incêndio ter sido um alerta para isso. A Direcção dos Serviços de Economia (DSE) também permitiu que o fornecedor de GPL operasse sem licença durante cinco anos. O fornecedor de GPL, identificado como Empresa A, apresentou-se à DSSOPT em Janeiro de 2002 para obter a licença de ocupação provisória de um lote na Ilha Verde, destinado ao estabelecimento de armazéns temporários. Tendo a empresa A declarado que não iria fazer uma construção definitiva, os serviços competentes não exigiram a apresentação do plano de aproveitamento do terreno, obrigatório por lei. Alicença não foi renovada em 2003 porque a Empresa A não apresentou a tempo o plano de aproveitamento do terreno e a Lei de Terras deixava claro que o Governo deveria ordenar à companhia a retirada do lote. Mas a DSSOPT permitiu a ocupação a longo prazo pela empresa do respectivo terreno, sem licença para o efeito, não sentindo os serviços envolvidos, de acordo com a explicação dada, “qualquer preocupação em relação à devolução do terreno ocupado a título precário pela referida empresa, pelo facto de não existirem ainda projectos de aproveitamento do respectivo terreno por iniciativa do Governo”.

kahon chan

Quem não tem cão caça com gás

O CCAC não engoliu a explicação, uma vez que os moradores da Ilha Verde solicitaram a remoção de todos os armazéns temporários na zona na sequência do grande incêndio que ocorreu em 2003 e a DSSOPT é responsável pela aplicação das leis a serviço do público. “Traduzindose a atitude dos serviços respectivos numa ‘omissão’ (uma vez que não se iniciou o processo da devolução de terreno) consideramos terem os mesmos agido negligentemente em relação aos apelos feitos pelos residentes e pela associação dos moradores da zona da Ilha Verde contra a construção de armazéns intermediários na referida zona”, explica o CCAC no relatório. Licença precária

A Comissão de Terras só veio a emitir, a 11 de Dezembro de 2006, a respectiva licença de ocupação de terreno a título precário. Tendo em conta o incêndio de 2003 e a preocupação dos moradores, o CCAC acabou por fazer uma descoberta ainda mais preocupante. Em Março de

2004, a DSSOPT informou a Empresa A de que o Corpo de Bombeiros exigiu a esta a instalação de um sistema de “spray” para apagar fogos, mas a empresa quis ficar isenta, alegando “falta de pressão de água”. Um responsável da DSSOPT aceitou então o pedido da Empresa A, com a seguinte justificação: “(...) nem todos os armazéns que se encontram localizados na zona da Ilha Verde dispõem do SPCI [Sistema de Protecção Contra Incêndio]. Mesmo que disponham do SPCI, em

alguns desses armazéns é difícil garantir o seu efectivo funcionamento”. Numa carta de resposta enviada pela DSSOPT ao CCAC em Julho de 2008, a direcção acrescentava que o sistema era dispensável porque “o respectivo armazém intermediário de combustíveis não dispõe de cobertura na sua estrutura (sem cobertura em zinco)”, o que não convenceu de todo o CCAC. “Com o tratamento dado pelos serviços competentes à empresa A, o Governo perdeu a

A DSSOPT permitiu a ocupação a longo prazo pela empresa do respectivo terreno, sem licença para o efeito, não sentindo os serviços envolvidos, de acordo com a explicação dada, “qualquer preocupação em relação à devolução do terreno ocupado a título precário pela referida empresa, pelo facto de não existirem ainda projectos de aproveitamento do respectivo terreno por iniciativa do Governo”

confiança da população e provocou ainda a falta de conhecimento por parte dos residentes da zona da Ilha Verde sobre o risco de incêndio no local onde habitam”, refere o relatório. A investigação do CCAC revelou ainda que, apesar de a DSE saber que a Empresa A não ter solicitado a licença para trabalhar com GPL desde Março de 2002, fechou os olhos à ausência de licença durante cinco anos com base em argumentos como “acompanhamento dos pedidos de certidão de registo” e “de concessão de terreno apresentados pela mesma empresa”. A DSE acabaria por penalizar a empresa quando o CCAC interveio no assunto em 2007. Na altura, a entidade explicou a sua conivência com os seguintes argumentos: “O aparecimento da empresa A na RAEM poderia fazer aumentar a competitividade no mercado, permitindo assim a redução do preço de GPL” e “a empresa A já detém a sua carteira de clientes locais, [pelo que] a suspensão da actividade da empresa A será inconveniente para os cidadãos”. Preocupante

O CCAC não aceitou nenhuma dessas explicações, uma vez que o Governo não pode ignorar as leis para promover a concorrência no mercado, sobretudo quando a actividade com GPL é altamente perigosa. Como a Empresa A operava o seu negócio há anos em plena luz do dia, o público terá sido levado a crer que as suas operações decorriam no estrito cumprimento da lei. A DSE falhou em fazer cumprir a lei “contrariando assim a crença dos cidadãos de que os operadores de GPL que exercem publicamente as suas actividades na RAEM possuem a competente licença de funcionamento. A par disso, o ‘Regulamento de Segurança das Instalações de Produtos Combustíveis’

nunca passou do papel. Então, como se poderia garantir a ‘segurança pública’? A situação era, de facto, muito preocupante!” Com efeito, os moradores da Ilha Verde contactados pela Rádio Macau (chinesa) ontem à noite afirmaram-se chocados com as condutas da DSSOPT e da DSE. Temendo que um azar pudesse ocorrer, exigiram a suspensão da proposta de construção de um novo armazém provisório na Ilha Verde. Ieong Tat Wai, director da Associação de Beneficência e Assistência Mútua dos Moradores do Bairro da Ilha Verde, considerou o episódio “inaceitável” e exigiu tratamento disciplinar. A DSSOPT também não foi capaz de mostrar as plantas das novas instalações propostas. O director da DSSOPT, Jaime Roberto Carion, disse que a direcção iria aceitar e respeitar na íntegra as recomendações do CCAC, mas considera ter-se tratado apenas de uma “diferença de percepção” em relação às más práticas identificadas pelo CCAC, e reiterou que a empresa foi isentada de instalar um sistema anti-incêndio por razões “técnicas”, acrescentando que os cilindros de GPL armazenados no local se encontravam vazios e “relativamente seguros”. A construção do armazém de GPL proposto está prevista para arrancar no próximo mês e Carion admite ter havido pouca consulta aos cidadãos antevendo uma provável forte oposição. O responsável sublinhou que as novas instalações iriam apresentar o equipamento de segurança anti-incêndio essencial. A DSE, em comunicado à imprensa, aceitou as recomendações do CCAC: “De futuro, reforçar-se-ão as recomendações daquele organismo, de acordo com as sugestões relativas aos procedimentos de fiscalização administrativa a seguir”.


Autocarros mudam paragem na Almeida Ribeiro A partir de sábado, os autocarros 2, 3A, 5, 7, 10, 10A, 11 e 21A em direcção a Barra já não vão parar próximo ao banco Weng Hang, na avenida Almeida Ribeiro. Foi criada uma nova paragem junto à entrada Kam Pek Community Centre, na mesma avenida, como forma de melhorar a tomada e a largada de passageiros. A decisão foi tomada com base em auscultação pública e num estudo sobre o congestionamento da artéria central.

Mais pensões encerradas A Direcção dos Serviços de Turismo (DST) e a Direcção dos Serviços de Assuntos de Justiça (DSAJ) continuam a apertar o cerco contra as pensões ilegais, cuja lei de combate entrou em vigor no dia 13. Ontem, mais 22 apartamentos foram inspeccionados pelo grupo inter-serviços criado para o efeito. Na última semana, foram fiscalizadas 144 fracções autónomas, de entre as quais nove eram fracções residenciais e 21 eram suspeitas de prestação ilegal de alojamento. Foram detidos 110 ocupantes, incluindo cinco exploradores, três controladores, três angariadores de hóspedes e um hóspede que se recusou a colaborar. Entre os ocupantes, foram descobertos cinco que permaneciam ilegalmente em Macau e um imigrante ilegal. Depois de averiguada a suspeição, a DST acciona o processo sancionatório contra os exploradores, controladores e angariadores. De acordo com a lei, os exploradores e os controladores são punidos com uma multa até 800 mil patacas, os angariadores incorrem numa multa até 100 mil patacas e os hóspedes que não colaborem nas investigações são multados em 3000 patacas.

Novo recorde do jogo

As receitas dos casinos já está 51% acima este mês do valor total registado no final de Julho, aponta a Sterne Agee, após uma sondagem. Assim sendo, é possível que Agosto ultrapasse Maio, o mês de receitas recorde este ano, com 17,075 mil milhões de patacas. A empresa também sublinhou que a quota de mercado da Melco Crown Entertainment é crescente. Este mês, é provável que o grupo alcance os 18% de quota, contra 15% do mês anterior.

www.hojemacau.com

7

Jornalistas lusófonos unem-se para criar canal 24 horas e agência

Macau com um pé em televisão internacional

Alunos de Sichuan por cá

Um programa de intercâmbio promovido pela Cruz Vermelha de Macau trouxe ontem à cidade 58 alunos e seis professores de áreas atingidas pelo sismo na província de Sichuan, no sudoeste da China. Os estudantes e professores vêm das cidades de Mianyang e Zigong. Todos estudam ou trabalham em escolas construídas com fundos da Cruz Vermelha de Macau depois do sismo de magnitude oito que devastou a região em Maio de 2008. Durante o programa de quatro dias, os visitantes vão conversar com alunos de três escolas locais e conhecer a sede da Cruz Vermelha de Macau, além de marcos locais como as Ruínas de São Paulo. O programa, apoiado pelo governo, seleccionou alunos de famílias carenciadas que tiveram excelente desempenho escolar.

quinta-feira 19.8.2010

A imprensa de língua portuguesa de Macau vai passar a fazer parte da Federação de Jornalistas de Língua Portuguesa (FJLP), uma estrutura que está em processo final de formação. Os representantes da Associação de Imprensa em Português e Inglês de Macau (AIPIM), Paulo Azevedo e João Francisco Pinto, estão no Brasil a participar na formalização do organismo e a trocar ideias sobre o intercâmbio dos produtos jornalísticos que se produzem nos vários meios dos países lusófonos. A principal acção prevista pela federação é a criação de um canal internacional em português, com conteúdos produzidos por todos os membros e que funcionaria 24 horas por dia. A ideia foi lançada por Portugal e pelo Brasil, mas está aberta a receber contribuições também de Macau. Há ainda a vontade de encontrar outras estratégias comuns de divulgação da lusofonia, como a troca de documentários

pub

AVISO EXAME PARA AMADORES DE RADIOCOMUNICAÇÕES Avisam-se todos os candidatos aos Exames de Aptidão de Amador de Radiocomunicações, de Categorias B e C, que os mesmos serão realizados, no dia 5 de Setembro do corrente ano pelas quinze horas, na Direcção dos Serviços de Regulação de Telecomunicações, sita na Avenida da Praia Grande, n.º 789-795, 1.º andar. Região Administrativa Especial de Macau, aos 16 de Agosto de 2010. O Directora dos Serviços, Tou Veng Keong

de rádio e de televisão, a promoção de encontros de jornalistas da área de economia e a criação de uma agência noticiosa online.

Na terça-feira, durante a Bienal Internacional do Livro de São Paulo, os jornalistas de língua portuguesa iniciaram uma série de conferências que só vão terminar no fim-desemana, na cidade de Porto Alegre, durante o 34º Congresso Nacional dos Jornalistas brasileiros. Os representantes da FJLP - Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Macau, Moçambique e de Portugal - vão apresentar as conferências “Unidade dos jornalistas lusófonos na luta pelos interesses comuns como a profissão e a língua”, “A imprensa de língua portuguesa: experiências dos países e comunidades lusófonas pelo mundo” e “Cobertura internacional sobre e nas comunidades e países de língua portuguesa”.

pub

NOTIFICAÇÃO EDITAL N.º 206/2010 (Solicitação de Comparência do Trabalhador) Nos termos das alíneas b) e c) do n.º 1 do artigo 6.º do Regulamento da Inspecção do Trabalho, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 60/89/M, de 18 de Setembro, conjugado com o artigo 58.º e n.º 2 do artigo 72.º do Código do Procedimento Administrativo, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 57/99/M, de 11 de Outubro, notifica-se Sra. Liu Guofang, ex-trabalhadora da Fábrica de Artigos de Vestuário Rank Jeans Macau, Limitada, para no prazo de 10 (dez) dias, a contar do primeiro dia útil seguinte à da publicação dos presentes éditos, comparecer no Departamento de Inspecção do Trabalho, sita na Avenida do Dr. Francisco Vieira Machado, n.os 221-279, Edifício “Advance Plaza”, 1.º andar, Macau, a fim de prestar declarações no processo n.º 4334/2008, proveniente da queixa que a mesma apresentou nestes Serviços em 5/8/2008 e relativamente às matérias de salários e suspensão de trabalho. Direcção dos Serviços para os Assuntos Laborais – Departamento de Inspecção do Trabalho, aos 16 de Agosto de 2010. O Chefe de Departamento Substituta, Lei Sio Fong


quinta-feira 19.8.2010 www.hojemacau.com

8

cultura

Vinicius foi finalmente promovido a embaixador

Homem sempre actual Trinta anos depois da morte do ‘poetinha’, Lula reintegrou o diplomata expulso em 1968 e promoveu-o ao cargo máximo

Em cerimónia formal, o Presidente do Brasil, Lula da Silva, promoveu, postumamente, o poeta e compositor Vinicius de Moraes, que era diplomata de carreira, ao cargo máximo de embaixador ou ministro de primeira classe. O facto ocorre 30 anos após a morte daquele que era chamado, no Brasil, de “ poetinha”. Vinicius não apoiava o regime militar brasileiro, mas jamais foi um opositor radical, pois a política não o atraía. Foi aposentado compulsivamente pelos militares, no âmbito do Acto Institucional número 5, em 1968, sob a acusação de que, por ter vida boémia, não poderia dedicar-se à carreira diplomática. O seu afastamento ocorreu quando dava um recital em Lisboa, ao lado de Chico Buarque e Nara Leão. Ao saudar a novidade, nesta segunda-feira, o

chanceler (ministro dos Negócios Estrangeiros), Celso Amorim, declarou: “A força do humanismo é maior do que a força da arma.” Vinicius ficou mundialmente conhecido pela música Garota de Ipanema, cantada até por Frank Sinatra, mas a sua obra inclui 303 canções e muitos livros de poesia. O seu biógrafo, José Castello, afirma que Vinicius era um poeta maior, mas que, ao ser muito conhecido pelas músicas e shows, passou a ser discriminado por intelectuais e poetas em relação à sua obra literária. Boémio inveterado, Vinicius teve uma vida bastante activa. Casou- -se nove vezes e não escondia o seu encanto pelas mulheres. Além de Antonio Carlos Jobim (Tom), seu principal parceiro, compôs com Toquinho, Baden Powell, João Gilberto, Chico Buarque, Dorival Caymmi e Carlos Lyra. Consta que, pouco antes de ser aposentado, em 1968, Vinicius foi cercado por estudantes salazaristas,

após um show, em Lisboa. Os jovens protestavam contra o poeta, conhecido pela sua linha liberal. Sobre isso, informa a Wikipédia: “Avisado disso e aconselhado a se retirar pelos fundos do teatro, o poetinha preferiu enfrentar os protestos e, parando diante dos manifestantes, começou a declamar Poética I (“De manhã escureço/De dia tardo/De tarde anoiteço/De noite ardo”). Então, um dos jovens tirou a capa do seu traje académico e a colocou no chão para que Vinicius pudesse passar sobre ela - acto imitado pelos outros estudantes e que, em Portugal, é uma forma tradicional de homenagem académica.” Em declarações à revista Veja, no ano 2000, afirmou o general João Figueiredo (último presidente da ditadura militar, entre 1979 e 1985) que Vinicius de Moraes não foi aposentado compulsivamente por atitudes políticas, mas por “vagabundagem”: “No caso dele foi por vagabundagem mesmo. Eu era o chefe do Serviço Nacional de Informações e recebíamos constantemente informes de que ele, servindo no consulado brasileiro de Montevideu, ganhando seis mil dólares por mês, não aparecia por lá havia três meses. Consultámos o Ministério das Relações Exteriores, que nos confirmou a acusação. Checámos e verificámos que ele não saía dos botequins do Rio de Janeiro, tocando violão, se apresentando por aí, com copo de uísque do lado. Nem pestanejámos. Mandámos brasa.” O “poetinha” morreu há 30 anos, a 9 de julho de 1980, em sua casa, no Rio de Janeiro. - in DN

Camões

Tradução de “Os Lusíadas” em língua mira

O investigador Amadeu Ferreira acaba de traduzir o épico de Luís de Camões, “Os Lusíadas”, para a língua mirandesa, após oito anos de trabalho. Amadeu Ferreira revelou que a obra será apresentada a 17 de Setembro numa cerimónia promovida pela Câmara de Miranda do Douro, inserida nas comemorações do Dia da Língua Mirandesa, onze anos após o reconhecimento como língua oficial em Diário da República. A edição em mirandês de “Os Lusíadas” terá a chancela da Editora Âncora e Amadeu Ferreira assina com o pseudónimo de Fracisco Niebro. A tradução tem o pref��cio de Ernesto Rodrigues, professor na

Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. O especialista em mirandês afirmou que “os poemas cantados por Camões foram uma epopeia dos portugueses e, entre os portugueses, havia gente que possivelmente falava mirandês”. Amadeu Ferreira avançou que “todas a estâncias do poema foram vistas e revistas ao pormenor” e que “só nos últimos três anos é que a tradução ficou concluída”. O autor acrescenta que leu “muitas traduções de vários autores que serviram de apoio à tradução de ‘Os Lusíadas’ para mirandês, inclusive em latim”. O trabalho, sublinha, “não foi fácil na primeira

Estudantes americanos acham que Beethoven é um cão

Cinzas de Ruy Duarte de Carvalho no deserto d

De acordo com a lista "Mindset", um estudo feito anualmente por académicos da Universidade de Beloit, no Wiscosin, os alunos que se vão licenciar em 2014 pensam que Beethoven, o célebre compositor alemão, é apenas "um cão", enquanto que Michelangelo, o pintor italiano, não passa de "um vírus de computador". Os resultados da pesquisa são mesmo preocupantes quando os inquiridos acham que "só houve um papa", João Paulo II, que assumiu funções em 1978 e morreu em 2008, e desconhecem completamente que o apartheid existiu na África do Sul. Mais: a Checoslováquia e a Jugoslávia nunca existiu para estes estudantes. Para os finalistas do secundário, a Alemanha nunca foi dividida, os

As cinzas do escritor Ruy Duarte de Carvalho serão depositadas, entre o próximo sábado e segunda-feira num local do deserto do Namibe, em Angola, que o próprio escolheu. Segundo Luhuna de Carvalho, filho do escritor, a autópsia terá sido feita esta ontem e os resultados serão transmitidos hoje à família. A cremação será realizada esta tarde. As cinzas do escritor e antropólogo - que foi encontrado morto aos 69 anos, na passada quintafeira, na casa onde vivia em Swakopmund (Namíbia) - serão transportadas por familiares para um local do deserto do Namibe (antiga Moçâmedes) que o escritor escolheu, onde serão derramadas. Ruy Duarte de Carvalho viveu parte da infância e da adolescência no Namibe, onde mais tarde desenvolveu investigação de cariz antropológico. Ainda de acordo com o filho do escritor, o Ministério da Cultura de Angola está a organizar uma vigília no local das cerimónias fúnebres do escritor, onde serão depositadas as cinzas deste e que ficará assinalado com uma placa comemorativa. Outras organizações angolanas, entre as quais a União de

Exemplo a não seguir

atletas profissionais sempre competiram nos Jogos Olímpicos, os "reality shows" existem desde sempre e as companhias aéreas jamais permitiram fumar a bordo. No desporto, os conhecimentos também não melhoram. Para os estudantes norte-americanos, John McEnroe é um modelo de publicidade que nunca pôs os pés num court de ténis e Mike Tyson foi "sempre um delinquente". A lista "Mindset" foi elaborada pela primeira vez em 1998 pelo professor de Humanidades, Tom MacBride, e pelo ex-director de Relações Públicas, Ron Nief, da Universidade de Beloi. As conclusões surgiram a partir de perguntas feitas à geração que teria um diploma universitário em 2002. O objectivo era chamar a atenção

das autoridades na área da Educação para uma realidade: as referências culturais evaporam-se. A lista acabou por ganhar popularidade e passou a ser feita anualmente, tornando-se num género de radiografia dos conhecimentos de uma geração.

A vontade do escritor

Escritores Angolan ciação cultural e rec 1989, estão também para assinalar as c acrescentou Luhun O escritor luso-a sada quinta-feira se Swakopmund, apó des namibianas por tentavam contactar empresário da hot cônsul honorário no disse à agência Lusa de Swakopmund ar do escritor, pois ele d ser visto pelos vizin encontrava-se na g Português, natu angolano na década foi um autor multifa artes plásticas ao cin e também pela poe


Redesenhar a moda para chamar a atenção

s na raia

andesa levou oito anos

-

s s s e a o o s u

u s o , , a

quinta-feira 19.8.2010

É mais uma organização da ARTM - Associação de Toxicodependentes de Macau, que em colaboração com os Mocha Clubs promove o seu trabalho de prevenção anti-droga com um concurso de design de t-shirts. “Faça você mesmo”, pegue numa t-shirt e escreva uma declaração contra o consumo de droga, ajudando a espalhar a energia positiva. A imaginação toma conta do assunto. Os participantes só precisam de utilizar materiais recicláveis (como plástico, papel, metal, tecido) para dar um novo design a uma t-shirt normal. O estilo não importa. O primeiro prémio receberá duas mil patacas em vales do New Yaohan e Mocha.

fase”, uma vez que “sempre tentei aproximar-me da forma mais fiel do original”. O investigador comentou as dificuldades na tradução: “Nas estâncias tentei manter a rima, a métrica, a acentuação tanto na sexta como na décima sílaba, toda o ritmo e musicalidade do poema se aproxima do original ”. Amadeu Ferreira lançou, no ano passado a edição de “Os Lusíadas” em banda desenhada da autoria de José Ruy, traduzida para a língua mirandesa. Além de "Os Lusíadas", a dupla Amadeu Ferreira/José Ruy concluiu, também em banda desenhada, "História de um povo

e de uma língua", que conta as aventuras e desventuras do povo mirandês e da sua peculiar forma de comunicar. Amadeu Ferreira, que é vicepresidente da Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), é um dos maiores especialistas em língua mirandesa e publicou centenas de crónicas em mirandês no Público e Jornal Nordeste. Outro dos trabalhos emblemáticos de Amadeu Ferreira é a tradução para mirandês de três histórias de Astérix e dos Quatro Evangelhos da Bíblia. Tem ainda em curso a publicação, em parceria com José Pedro Ferreira, de um dicionário de mirandês-português.

Foi em pleno cenário de guerra que alguns arqueólogos do Afeganistão, onde militantes islâmicos dos Taliban combatem as forças estrangeiras e do governo liderado por Hamid Karzai, descobriram vearias relíquias da era budista numa área ao sul de Cabul, na região de Aynak, situada na província de Logar, disse uma autoridade na terça-feira. Mohammad Nader Rasouli, o chefe do Departamento de Arqueologia do Afeganistão, descreveu que há um templo com estátuas grandes e pequenas, duas delas com sete e nove metros de comprimento, juntamente com alguns frescos ornamentados com ouro, para além de moedas. O local situa-se numa zona de minério com mais de 12 quilómetros de extensão, que é actualmente explorada pela China, que investiu vários milhões de dólares americanos no local para a extracção de cobre, Rasouli relatou que as relíquias datam do século V da era cristã, mas que há indícios que alguns dos objectos encontrados pertencem à época antes de Cristo ou mesmo à pré-história. O responsável pela descoberta afirmou também que alguns contrabandistas saquearam e destruíram algumas relíquias antes que o trabalho de escavação tivesse começado, há um ano atrás. "Precisamos de assistência estrangeira para preservar o local e as reliquias, e o seu conhecimento para nos ajudar com novas escavações", afirmou ainda.

www.hojemacau.com

9

Arqueólogos afegãos relíquias budistas

O preço da história

Na época em que os Taliban governavam o Afeganistão, entre 1996 e 2001, os religiosos radicais destruíram os gigantescos Budas de Bamyan, por entenderem que as estátuas eram uma afronta ao Islão. Muitos outros pontos históricos do país foram destruídos ou pilhados durante décadas de guerras civis e intervenções estrangeiras. Hoje, quase totalmente muçulmano, o Afeganistão já passou,

durante a sua longa história, por períodos em que as crenças dominantes eram o hinduísmo, o budismo e o zoroastriano. Rasouli disse que o governo não tem recursos para transferir as relíquias do lugar onde estão, que tem registado alguns confrontos armados. Segundo o responsável, a intenção será de no futuro construir um museu no local da descoberta.

do Namibe

Movimento quer reabrir Catedral de Córdova ao culto islâmico

nos e a Chá de Caxinde, uma assocreativa fundada em Angola em m a organizar eventos em Luanda cerimónias fúnebres do escritor, na de Carvalho. angolano foi encontrado na pasem vida no seu apartamento de ós um alerta enviado às autoridar portugueses de Windhoek que o r há vários dias. Alfredo Pimenta, telaria na capital da Namíbia e omeado pelo governo português, a ter sido a seu pedido que a polícia rrombou a porta do apartamento deixara de atender o telefone e de nhos há vários dias e a sua viatura garagem do complexo. ural de Santarém, e naturalizado a de 1980, Ruy Duarte de Carvalho acetado, cuja obra se estendeu das nema, passando pela antropologia esia.

Amesquita de Córdova, no Sul de Espanha, passou a ser oficialmente uma catedral no século XIII. Hoje, em vez da chamada para a oração, ouve-se o toque dos sinos quando chega a hora da missa. Um grupo de espanhóis quer que a catedral de Córdova, uma antiga mesquita, reabra ao culto islâmico, mas as autoridades eclesiásticas cristãs consideram impossível a partilha de duas fés e o regresso ao passado, noticiou a CNN. A mesquita de Córdova, no Sul de Espanha, passou a ser oficialmente uma catedral no século XIII quando a monarquia

Todos juntos a rezar cristã reconquistou a terra aos mouros. Da antiga mesquita, o edifício, visitado diariamente por milhares de turistas, conserva um "mihrab", recanto de oração, que partilha a curiosidade dos visitantes com as pinturas da crucifixação de Cristo que estão sob os arcos brancos e vermelhos que ornamentam o que foi outrora o átrio de devoção muçulmana. Em tempos, o templo ficou conhecido por permitir que cristãos e muçulmanos rezassem juntos debaixo do mesmo tecto. São esses tempos que, agora, um movimento quer recuperar.

"Pensamos que é um bonito paradigma de tolerância, conhecimento, cultura, pessoas de diferentes religiões viverem em comunhão", sustentou Mansur Escudero, espanhol convertido ao islamismo, que lidera o movimento. Em Abril, mais de cem visitantes muçulmanos protagonizaram um protesto na catedral, ao desenrolarem os tapetes de oração e, depois, rezarem. Dois manifestantes foram detidos na sequência de confrontos com os seguranças, que os tentavam expulsar do local. Para o bispo de Córdova, Demetrio Fernandes,

este incidente demonstra que é impossível partilhar uma casa de oração. Além disso, advogou, "não faz sentido" converter a catedral em mesquita porque "a história é irreversível". Mas Mansur Escudero contra-ataca: "Queremos que [a catedral] seja um lugar onde qualquer pessoa, seja um muçulmano, um cristão ou um judeu, possa fazer a sua meditação, a sua oração ou o que quer que se lhe queira chamar." Em Espanha, pouco mais de 2% da população é muçulmana.


quinta-feira 19.8.2010 www.hojemacau.com

10 Anelka ri-se da suspensão

Nicolas Anelka diz que se ri da decisão da federação francesa de o afastar da selecção por 18 jogos na sequência dos alegados insultos ao ex-seleccionador Raymond Domenech durante o último Campeonato do Mundo. «Isto não faz sentido nenhum, virar a página porque o novo seleccionador Laurent Blanc precisa de trabalhar em paz. Estas pessoas são palhaços. Estou a rir à gargalhada. É uma charada para não perderem a face. Esta decisão não tem relevância nenhuma para mim», disse o jogador do Chelsea .

Quaresma marca e Besiktas adianta-se

O Besiktas bateu esta terça-feira o Helsínquia por 2-0, com um grande golo de Ricardo Quaresma, em jogo da primeira-mão do play off de acesso à Liga Europa. Ricardo Quaresma foi titular no jogo realizado em Istambul, a par de Guti, a outra contratação sonante do clube turco, e marcou aos 66 minutos, já depois de Hilbert ter feito o 1-0 aos 35 minutos. O golo merece ser visto: Quaresma recebe a bola de costas para a baliza, dá dois toque e fimalmente remata. O português foi substituído aos 88 minutos. Noutro jogo antecipado para esta terça-feira, o Aris Salonica venceu o Austria Viena por 1-0, con golo de Ruiz aos 90+3. Hoje completam-se os jogos da primeira-mão dos play off da Liga Europa.

Addy suspenso por um jogo

O defesa da Académica David Addy, expulso no jogo com o Benfica no domingo, em jogo da primeira jornada do campeonato, foi suspenso por um jogo pela Comissão Disciplinar da Liga. Addy foi expulso aos 50 minutos, tendo visto dois cartões amarelos quase consecutivos. Vai cumprir um jogo de suspensão e pagar 150 euros de multa.

Daniel Carriço com contrato melhorado

O processo de renovação de Daniel Carriço com o Sporting continua em marcha e além de já estar praticamente definido que o defesa-central vai rubricar um novo vinculo com os leões válido até 2015 - o actual expira em 2013 - já está acertado que o novo capitão de equipa vai triplicar o seu vencimento. Daniel Carriço vai passar para o segundo patamar de vencimentos do plantel, onde se encontram nomes consagrados como Anderson Polga ou Pedro Mendes, pelo que o internacional sub-21 mais do que triplicará o ordenado. Esta subida substancial no vencimento será acompanhada, também, por um aumento do valor inscrito na cláusula de rescisão do jogador. No contrato vigente o valor de referência são os 20 milhões de euros e este subirá, segundo os dados recolhidos pelo nosso jornal, para perto dos 30 milhões, numa perspectiva de resguardar o jogador.

desporto Benfica avança por avançado Salvio e lateral esquerdo Traoré

Mercado vermelho O Atlético de Madrid confirmou esta quarta-feira estar em negociações com o Benfica por Eduardo Salvio. O extremo não entra nas contas do técnico Quique Flores por ser extra-comunitário e poderá chegar às «águias» por empréstimo até final da temporada. No entanto, há um clube italiano, muito provavelmente a Fiorentina, de acordo com as informações dos últimos dias, que também tenta o concurso do internacional argentino. «Ainda estamos em negociações com o Benfica e com um clube de Itália. Estamos reunidos neste momento com o representante do jogador. Não garanto que ele vá para o Benfica, mas hoje (ontem) fica tudo resolvido», garantiu Enrique Cerezo, presidente dos «colchoneros». Eduardo Salvio, 20 anos, internacional argentino que o Benfica pretende contratar para reforçar as alas, admitiu ontem que o clube da Luz é um cenário a considerar para o seu futuro. O seu empresário está em Madrid e deverá definir futuro em dois dias. «É uma hipótese interessante, mas neste momento não posso dizer muito mais», disse o jogador, sempre com um discurso muito cauteloso. «Fala-se do interesse do Benfica mas nada sei de concreto. O meu empresário está em Madrid para tratar do meu futuro e vai conversar com os responsáveis do Atlético. Vamos aguardar e ver o que acontece.» El Toto, como é conhecido na Argentina, espera encontrar rapidamente uma solução - não poderá ficar no plantel devido ao excesso de extracomunitários. «Penso que em dois dias as coisas podem ficar definidas», sublinhou, garantindo que não pediu quaisquer informações sobre as águias aos compatriotas que defendem os encarnados - Aimar, Saviola, Gaitán e Jara - ou aos companheiros do Atlético que já passaram pela Luz - Tiago, Simão e Reyes (além do técnico Quique Flores). «Não conheço pessoalmente os argentinos do Benfica, só de nome. E também não falei com os meus colegas porque, como já disse, quero aguardar por algo concreto.» Negociações com o Arsenal por Traoré

O Benfica entrou em contacto com o Arsenal para aferir a disponi-

EDUARDO ANTONIO SALVIO

ARMAND MOHAMED TRAORÉ IDADE 20 anos (08.10.1989) NATURALIDADE Paris (França) NACIONALIDADE francesa ALTURA 1,85m PESO 82kg POSIÇÃO Lateral-esquerdo Internacional sub-21 pela França • CARREIRA 1996 - 1999 Suresnes (camadas jovens) 1999 - 2004 Racing Paris (camadas jovens) 2004/05 - Mónaco (júnior) 2006 - 08 Arsenal 2007/08 Portsmouth (empréstimo) 2008 - 10 Arsenal

bilidade do emblema londrino para transferir Armand Traoré. O jogador francês de 20 anos actua preferencialmente como lateralesquerdo, mas pode também jogar mais adiantado como médio-ala. As águias ainda não fecharam o plantel e entre as lacunas que Jorge Jesus, treinador do campeão nacional, pretende ver preenchidas está a posição de lateral-esquerdo. De facto, o técnico quer ter uma alternativa ao habitual titular Fábio Coentrão, até porque não estará inteiramente satisfeito com os desempenhos de César Peixoto que, por exemplo, jogou nessa posição no jogo da Supertaça com o FC Porto. O Benfica, recorde-se, quis contratar o espanhol Marcos Alonso, mas o jogador que representava o Real Madrid acabou por transferir-se para o Bolton, surgindo agora o internacional

IDADE 20 anos (17/07/1990) NATURALIDADE Avellaneda (Argentina) NACIONALIDADE Argentino ALTURA 1,73 m PESO 71 kg POSIÇÃO Extremo-direito e avançado internacional A

• CARREIRA 2008/09 e 2009/10 (metade da época) Lanús (Argentina) 2009/10 Atlético de Madrid (Espanha)

sub-21 gaulês como forte alternativa. Os valores pelos quais os gunners estarão disponíveis para negociar o passe de Traoré não são conhecidos. Mas o interesse das águias é para a uma contratação a título definitivo, e disso já terá dado conta ao Arsenal, não equacionando nesta altura negociar um empréstimo. De resto, o futuro do jogador poderá ficar definido nas próximas 24 horas. Contratado ao Mónaco em Agosto de 2006, tinha então apenas 16 anos, Traoré é considerado um jogador promissor por Arsène Wenger, treinador conhecido por estar sempre muito atento a jovens talentos, designadamente aqueles que se vão destacando nos escalões de formação em França. No entanto, a verdade é que Traoré não tem tido muitas oportunidades para mostrar o seu valor nos gunners e na tem-

porada de 2007/08 esteve cedido ao Portsmouth. O facto de não jogar regularmente no Arsenal - a época passada disputou 12 jogos - e de saber que a forte concorrência dos internacionais Clichy (França) e Gibbs (Inglaterra) vai continuar a tapar-lhe os caminhos da titularidade, alimentam o desejo de Traoré abandonar os londrinos, para jogar mais regularmente. Embora, como Fábio Coentrão, Traoré seja um lateral que se destaca pela sua capacidade ofensiva e velocidade, tem características diferentes do internacional português. Desde logo físicas, uma vez que é bastante mais alto - 1,85 metros. No entanto, é conhecido por ser um jogador com precisão nos cruzamentos, característica que muito agrada a Jorge Jesus e que também é assegurada pelo português natural de Caxinas.


Irão | “Maradona da Ásia” despedido por não jejuar no Ramadão O iraniano Ali Karimi está sem clube depois de ter sido despedido do Steel Azin FC por ter decidido não jejuar no período do Ramasão. O médio, conhecido por «Maradona da Ásia», desrespeitou um dos grandes costumes muçulmanos e a direcção do clube iraniano não lhe perdoou. Num comunicado divulgado no site oficial, o clube dá a conhecer os motivos que levaram à saída de Karimi, acrescentando que, para além do desrespeito aos hábitos muçulmanos, o antigo jogador do Bayern Munique, insultou elementos da Federação iraniana de futebol e um director do próprio clube, que o questionaram sobre a decisão.

Ferguson | “Não me parece que o ritmo das contratações caras vá abrandar”

As loucuras deverão continuar O técnico do Man. United, Alex Ferguson, esteve, esta terça-feira, na apresentação de Bebé, Javier Hernández e Chris Smalling, crítico no que diz respeito às contratações milionárias dos clubes rivais. “Não me parece que o ritmo das contratações caras vá abrandar. Nos últimos dois ou três anos vimos empresários muito ricos entrarem no negócio do futebol e desde então parece que há um esforço kamikaze para gastar o dinheiro deles”, comentou Ferguson, afirmando que “as somas de dinheiro que estão a ser gastas no futebol” são “espantosas”. Para Alex Ferguson, todos estes gastos avultados irão continuar “durante mais pub

dois ou três anos, altura em que os clubes e dirigentes vão perceber que não se alcança objectivos só por gastar dinheiro”. “Podíamos contratar um ou dois jogadores por muito dinheiro, mas, sinceramente, não acredito que isso nos

fosse tornar muito melhores. Dificilmente se encontra um jogador capaz de fazer o mesmo que Cantona, Rooney ou Ronaldo fizeram por nós. É disso que falo, de jogadores capazes de nos fazer dar um salto para um nível superior”, avançou.

“Vai haver uma altura em que precisaremos de contratar jogadores mais maduros, mas neste momento somos um clube de jogadores jovens. Estes jogadores vão crescer e daqui a 10 anos estaremos a pensar em substituí-los. É essa a lógica de ter um planeamento a longo prazo”, continuou. “Ter jogadores jovens introduz um espírito de lealdade que nos será sempre útil. Isso vê-se com Ryan Giggs, Paulo Scholes e Gary Neville. Os jogadores jovens desenvolvem-se se tomarmos conta deles. Talvez a diferença seja o facto de outros clubes não terem a mesma consistência do United com o staff”, concluiu.

quinta-feira 19.8.2010 www.hojemacau.com

11

Liga dos Campeões | Tottenham surpreendido pelo Young Boys O Tottenham foi surpreendido pelo conjunto suíço Young Boys, no jogo da primeira mão do playoff da Liga dos Campeões. A equipa inglesa, que não participava na prova desde 1962, sofreu três golos em 28 minutos, mas acabou por reduzir para 3-2. Os golos de Bassong (42m) e Pavlyuchenko (83m) evitaram um resultado completamente desastroso e fizeram renascer a esperança. Agora os spurs precisam vencer em Londres por 1-0, 2-1 ou por um resultado com mais de dois golos de diferença. Também em Praga se registou uma surpresa. O Sparta perdeu frente ao Zilina (0-2). Os golos de MCeesay e Oravec colocaram a equipa eslovaca em

boa posição para passar à fase de grupos. O Zenit, com Danny e Bruno Alves no onze titular, venceu o Auxerre, em jogo da primeira mão do play-off da Liga dos Campeões. Fernando Meira ficou no banco e Danny viu o cartão amarelo aos 33 minutos. A formação de São Petersburgo garantiu a vitória com um golo de cabeça de Aleksandr Kerzhakov, apontado logo aos três minutos.


quinta-feira 19.8.2010 www.hojemacau.com

o Hoje [r]ecomenda

12

[f]utilidades Su doku [ ] Cruzadas

HORIZONTAIS:1-Sem nome, não assinada. Segurei com a mão. 2-Estar na idade de. Prisão, xadrez (Gír.). Inseparável. 3-Caro, prezado. 4-Numeral. Fímbria, rebordo exterior. 5-Apelido. O trabalho do toureiro, lide (pl.). 6-Antiquado (abrev.). Um casal. Interior (abrev.). 7-Mulheres de cabelos loiros. Aguço. 8-Nome de homem. Mulher pequena, anã. 9-Desvairar. 10-Basta!. Embarcação de recreio. Dificilmente, apenas. 11-Substância tintorial usada na India. Ave pernalta da América do Sul também conhecida por seriema. VERTICAIS:1-Apertta com laçada. O m. q. galveta. 2-Nordeste (abrev.). Proprietários, senhores. Rio de França. 3-Relativo à orquite. 4-Umas (Arc.). Rabino. 5-Alces, ergas. Casaco comprido, desportivo, impermeável e com capuz (pl.). 6-Imensidão (Fig.). Nota musical (pl.). Letra grega. 7-Dar cor de anil. 6-Género típico das aceráceas. 8-Deixe para outro dia. O m. q. Alna. 9-Que tem todas as formas conhecidas. 10-Sigla automobilística da URSS. Desterrrava. Amerício (s.q.) 11-Que se impôs. Remoinho de água (Prov.).

Soluções do problema HORIZONTAIS:1-ANONIMA. ASI. 2-TER. CANA. UM. 3-A. QUERIDO. P. 4-DUAS. LIMBO. 5-GOIS. FAENAS. 6-ANT. PAR. INT. 7-LOIRAS. AFIO. 8-OSCAR. ANOA. 9-E. OBCECAR. 0 10-TA. IATE. MAL. AAL. SARIEMA. VERTICAIS:1-ATA. GALOETA. 2-NE. DONOS. AA. ORQUITICO. L. 4-N. UAS. RABI. 5-ICES. PARCAS. 6-MAR. FAS. ETA. 7-ANILAR. ACER. 8-ADIE. ANA. I. 9-A. OMNIFORME. 10-SU. BANIA. AM. 11-IMPOSTO. OLA.

REGRAS |

Insira algarismos nos quadrados de forma a que cada linha, coluna e caixa de 3X3 contenha os dígitos de 1 a 9 sem repetição solução do problema do dia anterior

‘ Skream’

No álbum de Skream a solo, ‘Outside the Box’, o destaque vai quase todo para ‘Where You Should You Be’, com voz de Sam Frank. Uma lindíssima balada para o século XXII. É um tema capaz de criar habituação auditiva aguda. Vai, certamente, figurar como um dos melhores temas de dança para 2010. ‘Outside the Box’ é mais do que isso, é uma viagem ao passado, fruto das influências de 2 Step e Grimme mas com clara apetência para desenhar novos caminhos para a música de dança contemporânea. Absolutamente brilhante.

[ Te l e ] v i s ã o TDM 13:00 Tdm News - Repetição 13:30 Jornal Das 24h 14:30 Rtpi Directo 18:10 Liga Dos Campeões: Braga Vs Sevilha (Repetição) 19:30 Olhos De Água 20:28 Acontecimentos Históricos 20:30 Telejornal 21:00 Jornal Da Tarde Da Rtpi 22:15 Novela: O Clone 22:58 Acontecimentos Históricos 23:00 Tdm News 23:35 Casas Com História 00:00 Câmara Café 00:30 Rtpi Directo INFORMAÇÃO TDM TVB PEARL 83 06:00 Bloomberg Rewind 07:30 NBC Nightly News 08:00 CCTV News – LIVE 08:30 ETV 10:30 Inside the Stock Exchange 11:00 Market Update 11:30 Inside the Stock Exchange 11:32 Market Update 12:00 Inside the Stock Exchange 12:02 Market Update 12:30 Inside the Stock Exchange 12:35 Market Update 13:00 CCTV News - LIVE 14:00 Market Update 14:40 Inside the Stock Exchange 14:43 Market Update 15:58 Inside the Stock Exchange 16:00 What’s Your News? 16:30 Dennis and Gnasher 17:00 Escape From Scorpion Island 17:30 The Spectacular Spider-Man 18:00 Putonghua News 18:10 Putonghua Financial Bulletin 18:15 Putonghua Weather Report 18:20 Financial Report 18:30 FIFA Football World 19:00 Parenting 19:30 News At Seven-Thirty 19:50 Weather Report 19:55 Earth Live 20:00 Walking With Dinosaurs 20:30 Medium 21:30 Dolce Vita 22:00 Modern Family 22:30 Marketplace 22:35 The Good Wife 23:30 World Market Update 23:35 News Roundup 23:50 Earth Live 23:55 Heroes 00:50 Superhuman Giants 01:05 European Art At The MET 02:00 Bloomberg Television 05:00 TVBS News 05:30 CCTV News ESPN 30 13:00 Barclays Premier League 2009/10 Chelsea vs. Sunderland 15:00 KIA X Games Asia 2010 15:30 MLB Regular Season 2010 New York Yankees vs. Texas Rangers 18:30 Total Rugby 19:00 Global Football 19:30 (LIVE) Sportscenter Asia 20:00 Premier League World 20:30 Total Rugby 21:00 KIA X Games Asia 2010 - Highlights Show 22:00 Sportscenter Asia 22:30 Premier League World 23:00 Soccerex 23:30 Goals Of The Season 2009/10 STAR SPORTS 31 13:00 Chio Aachen 2010 14:00 KFC World Band Competition 2010 Malaysian National Tournament 15:00 Asian Touring Car Series Rounds 3 & 4 16:00 Sports Max 2010/11 17:00 FA Classics FA Cup 1990/91 Final Tottenham Hotspur vs. Nottingham Forest

www.macaucabletv.com

20:00 Polar Storm 22:00 Earthquake 00:30 Solo MGM 43 12:30 Contamination. 7 14:15 Summer Heat 15:30 Eureka 17:30 The Pope of Greenwich Village 19:15 Cold Heaven 21:00 Palais Royale 22:45 Il Tango Della Gelosia 00:30 Golden Needles DISCOVERY CHANNEL 50 13:00 Mythbusters - Ninjas 2 14:00 Planet Green: Killer Rain 15:00 River Monsters - Killer Snakehead 16:00 Build It Bigger - Melbourne Stadium 17:00 Dirty Jobs - Snake Researcher 18:00 Factory Made 19:00 World War II In Colour - Victory In Europe 20:00 A Brief History Of Time-What We Knew Then 21:00 Build It Bigge - San Francisco Bay Bridge 22:00 Construction Intervention - Al Di La 23:00 Belly Of The Beast - Helicoptors 00:00 Build It Bigger - San Francisco Bay Bridge NATIONAL GEOGRAPHIC CHANNEL 51 13:00 Honor Killings 14:00 India To Nepal 15:00 Invisible People 16:00 Extreme Noodling 17:00 Monkey Thieves 18:00 Most Dangerous Moments 19:00 The Plane That Wouldn't Talk 20:00 Honor Killings 21:00 Navy Tanker 22:00 Grand Canyon Skywalk 23:00 Most Dangerous Moments 00:00 The Plane That Wouldn't Talk

(MCTV 63) Star World 23.50 glee

18:00 FIM Mx3 Motocross World C'ship 2010 - Highlights 18:30 Fina Aquatics World 19:00 Ricoh Women's British Open 2010 Day 3 21:00 Game 21:30 (LIVE) Score Tonight 22:00 Mobil 1 The Grid 22:30 Ace 2010 23:00 Fina Aquatics World 23:30 Game STAR MOVIES 40 11:40 Courage Under Fire 13:45 Stir Of Echoes: The Homecoming 15:20 The League Of Extraordinary Gentlemen 17:20 Picture Perfect 19:10 Dragonball: Evolution 21:00 The Santa Clause 2 22:55 Joy Ride 2: Dead Ahead 00:35 Picture Perfect HBO 41 13:00 Punisher: War Zone 14:35 Blind Date 16:05 Stripes 17:45 The Phantom 19:25 A Smile Like Yours 21:00 Made Of Honor 22:40 True Blood 23:40 Punisher: War Zone CINEMAX 42 12:00 Friday The 13Th 13:45 Them! 15:15 The Great Escape 18:15 The Thirteenth Floor

ANIMAL PLANET 52 13:00 Osprey Odyssey 14:00 The Path Of The Condor 15:00 Thresher Shark 16:00 Untamed & Uncut 17:00 I'm Alive - Brotherhood 18:00 Animal Witness 19:00 The Most Extreme - Medics 20:00 Running With Wild Dogs 21:00 Song Of The Humpback 22:00 Untamed & Uncut 23:00 I'm Alive - Last Man Standing 00:00 Running With Wild Dogs HISTORY CHANNEL 54 13:00 Bombhunters 14:00 Airborne Assault 15:00 Child Warriors 16:00 Odysseus: Warriors Revenge 17:00 Cannibals 18:00 Ivan The Terrible 19:00 Under The Rock 20:00 Fast Food Tech 21:00 Isle Of The Lost Tiger 22:00 First Response 23:00 Pawn Stars 00:00 Dare Not Speak STAR WORLD 63 13:00 Everybody Loves Raymond 13:30 Scrubs 14:00 Australia's Next Top Model 15:00 Grey's Anatomy 16:00 Private Practice 17:00 Australia's Next Top Model 18:00 How I Met Your Mother 19:50 Two and a Half Men 20:00 Glee 21:00 America's Got Talent 22:30 American Idol 23:50 Glee 00:40 American Idol

Informação Macau Cable TV


quinta-feira 19.8.2010 www.hojemacau.com

[O]bjectiva Manuel Malzbender

13 Raio [X] Gerente, este leite está azedo! Lime & Purple

trás-os-montes

Para[ ]comer • Pérola 3/F, Sands, Largo de Monte Carlo, no.203 8983 82222888 3352 http://www.sands.com.mo • VINHA Alm Dr. Carlos d' Assumpção 393 r/c AC 2875 2599vinha@macau.ctm.net http://www.vinha.com.mo • FAT SIU LAU (SINCE 1903) Av.Dr.Sun Yat-Sen,Edf.Vista Magnifica Court Rua de Felicidade No.64, R/C Macau 2857 3585fsl1903@macau.ctm.net http://www.fatsiulau.com.mo

• Casa Carlos Bispo Medeiros 28D 2852 2027

• HAC SA PARK Hac Sa Park-Hac Sa Beach Coloane 2888 2297 http://www.yp.com.mo/hacsa

• António (TP) R, dos Negociantes 3 28999998

• SOL NASCENTE (TP) Av Dr Sun Yat Sen No.29-37 R/C 2883 6288 http://www.yp.com.mo/solnascente • TENIS CIVIL (LEON) Av.da República N°14 1° Macau 2830 1189 http://www.yp.com.mo/leon • Platão Trav. São Domingos No.3 2833 1818 reservation@plataomacau.com • Banza (Tp) Nam San Bl.5, GH 28821519

• Galo (Tp) Clérigos 45 2882 7318 http://www.yp.com.mo/domgalo • Riquexó Av Sid Pais 69 2856 5655

• Clube Militar Av Praia Grande 795 2871 4000 cmm@macau.ctm.net • Espaço Lisboa Lda (Col) Gaivotas 8 2888 2226 2888 1850 • Camilo Av Sir Anders Ljungsted 37 2882 5688

• Dom Galo Vista Magnifica Court 2875 1383 domgalo@yp.com.mo http://www.yp.com.mo/domgalo • O Santos (TP) R. do Cunha 28827508 • Porto Exterior Ed Chong U 2870 3276 http://www.portoext.com.mo • Restaurante Fernando (Col) Praia Hác Sá 9 2888 2264

• Ó MANEL (Tp) Fernão M Pinto 90 2882 7571

• Litoral Restaurante Lda Alm Sérgio 261 2896 7878 2896 7996 http://www.yp.com.mo/litoral

• A PETISQUEIRA (TP) S João 15A 2882 5354

• Nga Tim Café (Col) Caetano 8 2888 2086

inception the sorcerer’s apprentice

Aquamarine Thai Café (Taipa) Jardim Nova Taipa Bl. 21 Tel. 2883 0010

• O Porto Interior Alm Sérgio 259B 2896 7770 • A Lorcha Alm Sérgio 289 2831 3195

Um filme de: Lee Unkrich 19.30

• Restaurante Thai Abreu Nunes 27E 2855 2255 • LA COMEDIE CHEZ VOUS Ed Zhu Kuan S/N G (Oppsite Cultural Centre) 2875 2021

• Bar Oporto Tv Praia 17 2859 4643 • Maria’s Comida Portuguesa Patane 8A 2823 3221

• LE BISTROT (Tp) Nova Taipa Garden Block 27, G/F 2884 37392884 3994

• Restaurante Pinocchio (Tp) Regedor 181-185 2882 7128 • Canal dos Patos Parque Municipal Sun Yat Seng 2822 8166

• CHURRASCÃO Nova Taipa Garden, Block 27 G/F, Taipa 2884 37392884 3994 • Yin Alª Dr Carlos d’Assumpção 33 2872 2735

Sala 1 Inception [C] Um filme de: Christopher Nolan Com: Leonardo Dicaprio, Ellen Page 14.15, 16.45, 21.30 falado em Cantonês

• Bangkok Pochana Ferrª Amaral 31 2856 1419 • Kruatheque Henrique Macedo 11-13 2835 3555

• Afonso III Central 11A 2858 6272

Cineteatro | PUB

Toy Story 3 [a]

• Sawasdee Thai Av Sid Pais 43AE 2857 1963 • Aquamarine Thai Café (Tp) Jardm Nova Taipa bl 21 2883 0010

• Fogo Samba VENETIAN-Grand Canal Shoppes Apt 2412 2882 8499

[ ] Cinema

SALA 2 crayon shin-chan: super-dimmension! the storm called my bride [B] falado em Cantonês

Um filme de: Akira Shigino 14.15, 16.00, 17.45, 19.30

the sorcerer’s apprentice [B] Um filme de: Jon Turteltaub Com: Nicolas Cage, Jay Baruchel 21.30

Sala 3 the last airbender [b] Um filme de: M. Night Shyamalan Com: Noah Ringer, Nicola Peltz 14.15, 18.00, 19.45, 21.45 Doraemon: nobita’s great battle of the mermaid king [a] falado em Cantonês

Um filme de: Kôzô Kusuba 16.15

Lime e Purple no tecido rochoso de um espaço ermo; um vale pela frente: - Nada, não é? - Não. Muita coisa. - Queria perguntar-te… - Pergunta! - Expressas-te bem com as pessoas de quem gostas? Expressas bem o que sentes? De modo claro? - Que surpresa essa conversa. Em que sentido? Em que contexto? - No contexto íntimo… No contexto íntimo dos sentimentos… - Posto dessa maneira e agora aqui entre a leitura desta vista… não sei. - Ou será mais uma coisa por bilhetinhos… por deixas…? - Mas os sentimentos expressam-se sempre claramente? [Purple coça a cabeça ao de leve e abana os pés ao vento.] - Não na maneira de os expressar mas de os dizer [...] às claras, abertamente! - Acho que é pelas duas maneiras, acho, quer dizer, sinto claramente, mas expressar às vezes é mais frustrante. - Mas o que sentes é normalmente o que expressas? - Nem sempre, a expressão acaba por ser uma coisa instrumental, não é? Em casos de ansiedade ou relativa violência existe a “não expressão”. - Mas é instrumental ou um instrumento que se toca? - É o instrumento do sentimento. - Mas há muito ruído? Coisas que não se percebem? - Entre mim e o outro? Nunca entenderei completamente e ao mesmo tempo acho que entendo. - O que é o instrumento… o sentimento ou a expressão? - A expressão! - E o sentimento é o quê? O veículo? - Não! Mas aqui com esta paisagem não se vai lá. Já te disse. [+ vento...] [e continua...] - Mas porque razão vem isto, estás a tentar explicar a tua situação? - Lembrei-me a propósito de um bilhetinho que ele deixou… - Qual? - …e ando sempre a pensar nestas coisas, nas relações e ambivalências das pessoas…! Aquilo é uma memória nossa, um poema, entendes? E claro que nem tudo é linguagem clara e transparente. Mas isto é Wittgenstein. O ínfimo segundo. Menor do que um momento. A ambiguidade da palavra, nas relações familiares com as outras palavras. - Tudo na verdade é uma pastelaria! [afiambra Lime] - E não disse o resto! - Que resto? - O resto. O gritar mais alto… - Aaaaaah… [e nisto o Sol põe-se...]

[Lime & Purple são dois cãezinhos muito pouco amestrados]


quinta-feira 19.8.2010 www.hojemacau.com

14

opinião t r a ves s a da s ver da des Paulo Reis

A

s explicações dadas pelo Governo de Pequim, para justificar a recusa em autorizar a vinda do navioescola Sagres a Macau, pecam por serem curtas e obscuras. Se acrescentarmos a isto a confusão patente nas declarações dos ministérios portugueses dos Negócios Estrangeiros e da Defesa e nos comentários feitos pelo comandante da Sagres, resulta óbvio que haverá alguma coisa mais do que a simples “falta de condições técnicas” por detrás da proibição. É certo que a Sagres não poderia ancorar nem no local onde esteve a última vez nem no Porto Interior. Mas o chamado porto de águas profundas de Ká Hó terá capacidade para um navio com a tonelagem e o calado do navio-escola da Marinha portuguesa. Mesmo que não tivesse, não seria de todo impossível que a Sagres ancorasse ao largo de Macau, um pouco antes da Ponte da Amizade, e que fosse disponibilizado um

ca r t o o n por Steff

O regresso da caravela Será que o Governo chinês vetou a deslocação da Sagres a Macau, devido ao facto de o navio-escola ser um símbolo de Portugal e uma reminiscência de outros tempos, de quando as caravelas portuguesas chegaram a Macau, ocupando uma parte do território chinês e aqui permanecendo vários séculos, depois de impor um “tratado desigual” ao então enfraquecido império chinês? serviço de carreiras marítimas, para quem quisesse visitar o navio. Também é óbvio que o ministério dos Negócios Estrangeiros e o ministério da Defesa, em Portugal, desafinaram bastante, na versão que deram aos jornalistas. A primeira explicação, pela voz do comandante da Sagres, dizia que a recusa tinha a ver com um “imbróglio jurídico” e que a legislação de Macau não previa a visita de

navios de guerra estrangeiros. Mais tarde, o mesmo militar da Armada corrigiu ligeiramente esta versão, adiantando que a autorização não foi concedida “porque em Macau não é permitida a visita de navios de guerra por se tratar de uma região chinesa com autonomia”. Para compor o ramalhete e ajudar à confusão, o embaixador de Portugal em Pequim veio a público com uma nova explicação: o

lapidação

Governo de Pequim alegou “falta de condições técnicas” do porto de Macau para o navio Sagres poder atracar. Saliente-se aqui o pormenor de Macau ter mais do que um porto e o embaixador não referir se a tal falta de condições técnicas abrangia os quatro portos do território. Já depois de esta nova versão ter sido divulgada, o ministério português da Defesa, através da assessora de Imprensa do ministro Santos Silva, insiste na sua versão, que não coincide com a do ministério dos Negócios Estrangeiros. Segundo a informação que foi transmitida ao ministério da Defesa pelo ministério dos Negócios Estrangeiros, a “razão que foi apresentada é a de que navios militares não podem atracar em Macau, seja qual for a sua nacionalidade”. Posto isto, resta acrescentar que a responsável pelas relações com a Imprensa do Comissariado do ministério dos Negócios Estrangeiros da República Popular da China em Macau referiu apenas que a resposta enviada ao governo português, em relação ao pedido de autorização para que a Sagres viesse a Macau, foi negativa, devido ao facto de “não haver condições”, em Macau, para aceitar a visita de navios de guerra estrangeiros. Era conveniente que este episódio fosse clarificado, por ambas as partes. Sabemos que, quando se comete uma “gaffe” ou há um lapso, envolvendo governos, responsáveis políticos e funcionários, a tendência é para tentar estender o manto do silêncio sobre o assunto. Não nos parece que seja a melhor solução, neste caso. Porque, sem mais explicações, ficará no ar – e na cabeça de muitas pessoas – a ideia de que a decisão de Pequim em não autorizar a visita do navio-escola português poderá ter a ver com “pruridos de nacionalismo”, talvez excessivos, parafraseando o deputado Leonel Alves, num debate na Assembleia Legislativa, onde a língua portuguesa foi atacada, por construir um obstáculo ao desenvolvimentos de Macau. Será que o Governo chinês vetou a deslocação da Sagres a Macau, devido ao facto de o navio-escola ser um símbolo de Portugal e uma reminiscência de outros tempos, de quando as caravelas portuguesas chegaram a Macau, ocupando uma parte do território chinês e aqui permanecendo vários séculos, depois de impor um “tratado desigual” ao então enfraquecido império chinês? É uma hipótese legítima, mas não gostaríamos que se confirmasse. Daí o apelo a ambos os governos para que esclareçam, sem margem para dúvidas, esta questão: quais são exactamente as condições de que Macau carece para que seja possível que a Sagres visite o território?


Quantas vezes nos entregamos cegamente a pessoas que depois nos Padre Manuel teixeira [1912-2003]

cravam um punhal nas costas.

quinta-feira 19.8.2010 www.hojemacau.com

15

a ch i n a a o l on g e João Carlos Barradas*

p

Chinês rico é o que se quer

rimeiro foi o austero The Economist a asseverar que salários mais altos para os trabalhadores chineses são coisa boa para o Ocidente. Se os rendimentos do trabalho aumentarem irão crescer o consumo doméstico e as importações e o relançamento global do emprego compensará o eventual aumento de custo nas importações da China. Tudo o que possa contribuir para o escasso consumo doméstico chinês, que presentemente corresponde a apenas 36% do Produto Interno Bruto (PIB), é, também, bem vindo para Die Welt. O diário conservador alemão sublinha que o envelhecimento demográfico torna a Europa cada vez mais dependente da expansão do consumo em países como a China e a Índia. Neste Agosto Le Monde saudou igualmente as reivindicações laborais na China e também no Bangladesh. Para o jornal parisiense uma alta salarial na Ásia contribuirá para travar a deslocalização de indústrias e serviços e criará novos consumidores para os produtos europeus. MESMO QUE GANHE POR FORA

O consenso sobre a valia do consumidor chinês deu ainda maior relevância a um estudo da Fundação para o Estudo da Reforma Económica da China patrocinado pelo Crédit Suisse. Os investigadores estimaram que o rendimento disponível não-declarado das famílias possa totalizar cerca de 9,3 triliões de yuans, ou seja 30 % do PIB de 2008. A Fundação de Pequim atribui, ainda, mais de 63% do rendimento não-declarado aos 10% mais ricos. Uma chuva de comentários sublinhou desde logo dois aspectos: a desigualdade social, oleada pela corrupção, é muito superior ao estimado, colocando a China a par dos piores países da América do Sul, e, tinha de ser!, o potencial de consumo ultrapassa as expectativas mais animadores. É GRANDE E VAI SER AINDA MAIOR

Tóquio reconheceu que entre Abril e Junho deste ano o PIB da China superou o do Japão: 1,337 triliões de dólares contra 1,288 triliões de dólares. Após ter ultrapassado a Alemanha em 2007, nos últimos trimestres de

2008 e 2009 o PIB nominal chinês superara o japonês, mas como no final do ano a economia da China tende a aquecer e Pequim não procede ao ajustamento de efeitos sazonais, os comentários foram mais contidos. “China é a segunda economia mundial” e “China a caminho de alcançar os Estados Unidos” foram algumas das manchetes que tinham ignorado no final de Julho o vicegovernador do banco central e responsável pelo reserva cambial de Pequim, Yi Gang, ao declarar que a economia chinesa era maior do que a japonesa. Pequim subestima sistematicamente certos dados estatísticos, sobretudo do sector de serviços, e exclui Macau e Hong Kong da contabilidade nacional, pelo que não era descabida a declaração de Yi Gang. TOMBA O SAMURAI

Bem pode o governo de Tóquio referir que, no primeiro semestre de 2010, a dimensão da economia japonesa ainda superava a chinesa. Era maior a economia japonesa nos últimos anos (5,067 triliões de dólares do Japão vs. 4,909 triliões da China em 2009 para 14,256 triliões dos Estados Unidos), mas é pouco crível que no final de 2010 se mantenha a diferença verificada neste primeiro semestre: 2,578 triliões para o Japão e 2,532 triliões para a China. A China poderá crescer este ano cerca de 9%, enquanto o Japão deverá ficar pelos 3%, e está, portanto, a um passo de se tornar na segunda maior economia mundial em preços de mercado expressos em dólares. A ascensão da China vai a par do declínio do Japão. Em 1968 o Japão arrebatava à Alemanha Federal o lugar de segunda economia mundial e em 1991 o seu PIB correspondia a 80% do norte-americano. O crash imobiliário e bolsista que se seguiu iniciou a lenta degradação da economia nipónica. SEREIS VELHOS ANTES DE ENRIQUECER

Já em 2001 o PIB chinês superara o japonês em paridade de poder de compra e, presentemente, as estatísticas referem, segundo os mesmos indicadores, valores de 14,2 triliões de dólares para os Estados Unidos, 8,8 triliões para a China e 4,1 triliões para o Japão. A China continua, no entanto, relegada numa base per capita para os escalões dos

“China é a segunda economia mundial” e “China a caminho de alcançar os Estados Unidos” foram algumas das manchetes que tinham ignorado no final de Julho o vice-governador do banco central e responsável pelo reserva cambial de Pequim, Yi Gang, ao declarar que a economia chinesa era maior do que a japonesa.

estados em vias de desenvolvimento: 3 620 dólares, ocupando o 124º lugar entre 213 países recenseados pelo Banco Mundial, em comparação com os 37 870 doláres do Japão ou os 47 240 dos Estados Unidos. Depois, há o peso do atraso e das assimetrias regionais e o modelo de desenvolvimento iniciado nos anos 80 com as reformas de Deng Xiaoping (descolectivização da agricultura e aposta em sectores exportadores de baixa tecnologia com mão-de-obra intensiva) esgotou-se. A degradação ambiental da China atingiu níveis insustentáveis de desflorestação, poluição industrial e escassez de água, enquanto o tão esperado incremento do consumo interno se confronta com uma rudimentar rede de assistência e segurança sociais. As estatísticas oficiais contabilizam mais de 150 milhões de pessoas subsistindo com menos de 1 dólar/dia e os efeitos perversos da política de filho único, introduzida em 1978, vão começar a fazer-se sentir com um envelhecimento acelerado. A faixa etária entre os 15 e 29 anos representará nas próximas duas décadas apenas 34% da população activa (entre 15 e 64 anos). O grupo dos 50 aos 64 anos, que conta actualmente para 22% da força de trabalho, passará a equivaler a 32% da mão-de-obra, enquanto a faixa dos 30 a 49 anos continuará a reduzir-se. As projecções da ONU cifram em meados da próxima década em 280 milhões o número de chineses com 65 anos ou mais, ou seja um em cada cinco habitantes. UM ETERNO POTENCIAL

Por essa altura é provável que em termos nominais a China esteja em vias de se tornar na maior economia mundial, tal como acontecia antes da Revolução Industrial. Tem um senão: será ainda um país relativamente pobre e a grande maioria dos seus velhos invejará a sorte de um vizinho ainda mais envelhecido, o Japão que contará com 30% de habitantes acima dos 65 anos. E, com a China ao longe, ainda se falará do potencial do consumidor chinês.

*Jornalista, comentador de política internacional da RTP, trabalhou em Macau em finais da década de 80

Propriedade Fábrica de Notícias, Lda Director Carlos Morais José editor Paulo Reis Redacção António Falcão; Kahon Chan; Rodrigo de Matos; Vanessa Amaro Colaboradores Carlos Picassinos; Francisco Isöo; João Carlos Barradas; José Manuel Simões; Marco Carvalho; Maria João Belchior (Pequim); Rui Cascais; Sérgio Fonseca; Severo Portela Colunistas Arnaldo Gonçalves; Boi Luxo; Correia Marques; Duarte Santos; Gilberto Lopes; Hélder Fernando; João Miguel Barros; Jorge Rodrigues Simão; José I. Duarte; Marinho de Bastos; Paul Chan Wai Chi; Pedro Correia; Zélia Ribeiro Cartoonista Steph Grafismo Paulo Borges; Catarina Lau Ilustração Rui Rasquinho Agências Lusa; Xinhua Fotografia António Falcão; António Mil-Homens; Lusa; GCS; Xinhua Secretária de redacção e Publicidade Laurentina Silva (hojemacau@gmail.com) Assistente de marketing Vincent Vong Impressão Tipografia Welfare Morada Av. Dr. Rodrigo Rodrigues nº 600 E, Centro Comercial First Nacional, 14º andar, Sala 1407 – Macau Telefone 28752401 Fax 28752405 e-mail hojemacau@yahoo.com Sítio www.hojemacau.com


kahon chan

quinta-feira 19.8.2010 www.hojemacau.com

CCAC aponta comportamentos impróprios e decisões irregulares

O novo estabelecimento prisional de Macau, com capacidade para 1500 reclusos, começou ontem a ser construído na ilha de Coloane para entrar em funcionamento em 2014, com soluções para a poupança de água e energia. “O actual estabelecimento prisional de Macau (EPM) está em funcionamento há cerca de duas décadas e a sua capacidade projectada era de 400 reclusos, mas hoje conta já com cerca de 900, está sobrelotado”, sublinhou o director do EPM, Lee Kam Cheong, em declarações aos jornalistas à margem da cerimónia de lançamento da primeira pedra da nova prisão do território. O responsável defendeu que as “instalações actuais não conseguem responder às necessidades, impedindo, por exemplo, o desenvolvimento de projectos como a formação dos reclusos”, que apenas poderão ser concretizados a partir de 2014 na nova prisão, que terá capacidade para 1500 reclusos, “mas que depois poderá ser aumentada para 2700”, acrescentou. A primeira de quatro fases de construção do novo estabelecimento prisional de Macau, que vai nascer numa área bruta de 69 mil metros quadrados, tem um orçamento de 113 milhões de patacas. O investimento total previsto para a obra não está ainda calculado, uma vez que as restantes três fases ainda se encontram em projecto, justificou o director dos Serviços de Solos, Obras Públicas e Transportes, Jaime Carion. O futuro estabelecimento prisional vai contar com materiais de construção ecológicos, sistemas de iluminação inteligente e de reciclagem de água para permitir poupar o consumo de água e electricidade. “A Administração espera que, através da introdução de medidas de protecção ambiental na construção civil, seja possível alcançar a meta que consiste na poupança de água e na absoluta racionalização dos recursos hídricos, de forma a conjugar assim com o objectivo de reforçar a criação de uma sociedade virada para a poupança de água”, refere um comunicado do executivo de Macau. De acordo com Jaime Carion, o desenho do projecto do novo estabelecimento prisional de Macau foi atribuído, por adjudicação directa, à empresa local GL Empresa de Construções, Estudos, Projectos de Engenharia, Lda, porque, neste caso, a “lei não prevê a obrigatoriedade de se realizar concurso público”. O responsável disse também aos jornalistas que não está ainda determinada a utilização futura do actual estabelecimento prisional, localizado também na ilha de Coloane. - K.C.

Kahon Chan

hojemacau@yahoo.com

Três em cada cinco casos da área da provedoria de Justiça referidos no Relatório de Actividades do Comissariado contra a Corrupção (CCAC) de 2009 eram referentes a comportamentos impróprios e decisões irregulares da responsabilidade do Instituto de Habitação de Macau (IHM) na supervisão de empresas de gestão de obras e na aplicação da habitação económica. Num caso envolvendo a legalidade da transmissão do poder de administração, o IHM foi acusado de não informar os proprietários individuais de uma propriedade de habitação económica sobre uma transferência ilegal do contrato de gestão do edifício. Uma empresa de gestão designada Companhia B assinou o contrato de gestão com o Prédio A, em Julho de 2004, mas a Companhia B viria a encerrar cinco meses depois, transferindo o

contrato de gestão para uma outra empresa, que adoptou o mesmo título de Companhia B. O proprietário, no entanto, mudou e a procuração foi apresentada ao IHM em Março de 2005. O CCAC recebeu uma queixa e a investigação posterior

concluiu que o IHM nunca chegou a verificar a legalidade da procuração durante mais de um ano, depois de ter sido informado da transferência da empresa de gestão, sem ratificação ou consentimento da administração do prédio A. O CCAC considerou que a procuração

kahon chan

Novo estabelecimento prisional deverá estar concluído em 2014

As más práticas do IHM

Manuais escolares em português

Vem de Jumbo que é mais barato António Falcão

hojemacau@yahoo.com

Os manuais escolares de língua portuguesa, em Macau, não são só uma dor de cabeça para os alunos mas também para os pais, porque são eles que os adquirirem. Mas este ano houve uma alternativa. Para os pais, além da despesa acrescida é sempre uma questão logística. Longe do local onde os livros são produzidos, é necessário, logo no início das férias, decidir qual a proveniência dos títulos que trazem a matéria de ensino dos seus filhos. Os educadores dividem-se: trazer os livros de Portugal ou comprá-los em Macau. A primeira escolha é sempre a menos dispendiosa. Mas é preciso transportá-los da sua origem, o que acaba por acontecer com naturalidade, já que as saudades apertam e a maioria das famílias

de portugueses a viver deste lado do planeta não resistem a dar um salto à sua pátria na época de Verão, mas é essencial uma sincronia porque só no final de Agosto é que as novas edições estão disponíveis. Em Macau, no entanto, o defeso foi revestido de novidade com a entrada da Livraria de São Paulo nesta equação. A Associação de Pais da Escola Portuguesa (APEPM), insatisfeita com o

preço dos livros escolares no território contactou a Livraria Portuguesa durante o ano lectivo para tomar conhecimento motivos desses encargos. Mas o segredo é a alma do negócio e a transparência nem sempre é sinónimo de fortuna. O passo seguinte foi contactar a Livraria de São Paulo, sugerindo-lhes que pudessem importar os mesmos manuais. A sugestão foi avante e os pais foram

era “juridicamente inviável”, de acordo com os artigos 251, 255 e 418 do Código Civil. Tendo em conta a autoridade do IHM sobre a empresa de gestão da habitação económica, o CCAC instou o IHM a melhorar a supervisão dessas companhias com uma base de dados efectivamente controlada. Em resposta, o IHM garantiu que a base de dados estava a ser criada. Os outros dois casos foram centrados nos equívocos e más práticas na aplicação das unidades de habitação económica. Na investigação de uma queixa apresentada por um candidato, o CCAC descobriu que o IHM não havia informado os candidatos sobre como recorrer por via judicial, o que constitui uma infracção do artigo 71 do Código do Procedimento Administrativo, mas o IHM negou que a omissão tivesse sido intencional. Outra queixa revelou que o IHM não foi capaz de verificar as condições de vida das famílias dos requerentes de habitação económica.

de imediato avisados através de um email enviado pela associação onde estavam expostas as duas opções. Mas no ar ficava a promessa de encontrar os livros a um preço relativamente mais acessível.Alguns optaram por esta nova solução, outros mantiveramse fiéis ao processo tradicional da Livraria Portuguesa, que apesar de toda a contestação sempre assegurou com fidelidade que as encomendas chegassem a tempo e horas. Para os consumidores a competição é sempre saudável. A Livraria Portuguesa aligeirou os seus preços e a sua congénere, cem metros ao cimo da mesma rua, conseguiu ainda reduzi-los com um valor na ordem dos 20%, assegurou-nos uma fonte da APEPM. Agora é esperar pela recepção das encomendas e pelo início do ano na segunda semana de Setembro. Para quem não apanhou o comboio só resta mesmo a livraria do IPOR, a única que ainda aceita encomendas ou então encontrar uma solução para o envio dos livros de Portugal onde o preço original é um terço mais barato.


Hoje Macau • 2010.08.19 #2192