Page 1

EFEMÉRIDE

Antero de Quental nasceu há 170 anos CENTRAIS

PUB

AGÊNCIA COMERCIAL PICO • 28721006

PUB

MOP$10

DIRECTOR CARLOS MORAIS JOSÉ • QUINTA-FEIRA 19 DE ABRIL DE 2012 • ANO XI • Nº 2593

Ter para ler

TEMPO AGUACEIROS OCASIONAIS MIN 21 MAX 25 HUMIDADE 80-95% • CÂMBIOS EURO 10.2 BAHT 0.2 YUAN 1.2

CASO AO MAN LONG

PÁGINA 3

Mais de 7000 patacas por mês vão para as drogas. Pais consomem cada vez mais

RUI RASQUINHO

Testemunhas culpam quem nunca lhes deu ordens claras ESCOLA PORTUGUESA

Prémio acaba em tribunal PÁGINA 4

REFORMA POLÍTICA

População contra deputados indirectos PÁGINA 2

Lobo mau em casa O consumo de droga em Macau está a começar a atingir outras faixas etárias para além dos jovens. Há um número crescente de pais de família a deixarem-se levar pelos estupefacientes. O encargo mensal com o vício aumentou mais de 30% em comparação com o ano passado. PÁGINA 5


2

política

quinta-feira 19.4.2012

www.hojemacau.com.mo

Residentes desconhecem auscultação pública sobre a reforma política

População não quer saber dos indirectos Andreia Sofia Silva

andreia.silva@hojemacau.com.mo

Cecília Lin

info@hojemacau.com.mo

O

inquérito encomendado pela Associação Novo Macau (ANM) ao Centro de Sondagens da Universidade de Hong Kong veio confirmar o que já se sabia: a maioria da população não sabe que está a ocorrer uma auscultação pública sobre o processo de reforma política. Contudo, o documento mostra posições que vão além da

fórmula “2+2”, ou seja, eleição de dois deputados por via directa e dois por via indirecta. A maior parte pretende mais assentos por via directa, em detrimento da outra opção. De uma amostra de 506 pessoas falantes de cantonense em Macau, 70,3% responderam. Dessa fatia, 42,5% afirma que só quer aumentar os lugares directos, enquanto 41,9% quer aumentar os directos, reduzindo os indirectos. Quanto à terceira opção, sobre a

O OUTRO ESTUDO A Associação Geral de Estudantes Chong Wa e a Associação da Nova Juventude Chinesa de Macau realizaram entre os dias 9 e 11 deste mês outro inquérito, onde participaram mais de mil pessoas. A fórmula “2+2” é defendida por 50%, enquanto 45% quer mais 100 membros na Comissão Eleitoral. Contudo, as “outras propostas”, tanto para os assentos da AL como para os membros da Comissão, merecem 30% das respostas.

Os cidadãos do território continuam a apostar na fórmula 2+2, mas preferem aumentar os assentos directos na Assembleia Legislativa ao invés dos indirectos, dado que estes “não são representativos” forma de reduzir os indirectos, 52,4% acredita que ambas as partes devem sofrer uma diminuição. Perante a questão “porque não concorda aumentar os indirectos?”, 36,3% afirma que “não são representativos”. Segundo Robert Cheung, director do Centro de Sondagens, “as pessoas apoiam verdadeiramente o aumento de deputados eleitos directamente. Não estão muito preocupados com os lugares eleitos indirectamente, bem como os nomeados.” Face às pessoas ouvidas, o responsável acredita que “a amostra é representativa da população de Macau, mas temos a dizer que é constituída pela amostra de falantes de cantonense. São a maioria, mas ainda assim é uma amostra.” Relativamente aos que querem aumentar os deputados indirectos na Assem-

bleia Legislativa (AL), 36,7% querem garantir o equilíbrio de assentos, enquanto 15,1% acredita que “os indirectos contribuem muito”.

CIDADÃO ENGANADOS, DIZEM OS DEMOCRATAS

Jason Chao, presidente da ANM, revela que o trabalho foi encomendado a uma instituição da região vizinha por “ser

independente” e que os resultados comprovam as críticas levantadas durante a greve de fome realizada pelo grupo no passado fim-de-semana. “O Governo deveria ter feito um estudo científico para mostrar as opiniões públicas sobre a reforma política. Este inquérito mostra que não houve uma proposta predominante. Não devem existir. Porque é que o

Executivo apenas promoveu a fórmula “2+2”? Os cidadãos de Macau têm sido enganados durante a consulta pública.” Jason Chao garantiu que os resultados serão entregues ao Governo amanhã, enquanto está prometida a realização de um referendo de rua, no próximo domingo. Os resultados serão tornados públicos na mesma noite, disse Scott Chiang ao Hoje Macau. Da amostra ouvida no inquérito, 58,9% das pessoas são do sexo feminino e 41,1% são homens. A maior parte possui uma licenciatura e ganha entre 10 a 20 mil patacas.

O QUE REVELA O INQUÉRITO • 53% - Não sabe que há uma consulta pública • 43,5% - Concorda com a fórmula “2+2”, mas para 24,1% “tanto faz” • 44,5% - Acha que os dois indirectos devem ser dos sectores cultural e social • 33,7% - Defendem dois indirectos do sector laboral • 63,4% - Sabem que o Governo entregou a proposta a Pequim


www.hojemacau.com.mo

política

Caso Ao Man Long Testemunhas dizem ter recebido indicações superiores mas não directamente do ex-secretário

também não acusa directamente o ex-secretário de ter dado instruções directas para as alterações aos concursos. “É uma presunção minha com base no conhecimento de funcionamento do gabinete, sem provas e sem dados.”

quinta-feira 19.4.2012

Sete testemunhas ontem ouvidas pelo TUI falam em instruções superiores para justificar as alterações que adjudicaram obras a certas empresas, mas descartam terem sido ordens directas de Ao Man Long. O caso que envolve o exsecretário contou com o testemunho de André Ritchie, que nega pressões para escolher a empresa que ficou com os terrenos onde está o La Scala Joana Freitas

joana.freitas@hojemacau.com.mo

A

concessão de cinco lotes de terreno em frente ao Aeroporto de Macau e a construção de um edifício no Parque Industrial Transfronteiriço foram os assuntos que mais obrigaram ontem à inquirição de testemunhas, naquela que foi a segunda audiência do terceiro julgamento de Ao Man Long. Todas as sete testemunhas ouvidas pelo Tribunal de Última Instância (TUI) no mega-processo de corrupção garantem ter recebido instruções superiores para que fossem feitas alterações que concedessem obras a determinadas empresas, mas nenhuma afirma que tenha sido o ex-secretário para as Obras Públicas e Transportes a dar directamente essas ordens. A sessão contou com a presença de pessoas que, à data dos crimes, trabalhavam nas Obras Públicas, sendo uma delas André Ritchie - na altura técnico superior do Gabinete de Desenvolvimento de Infra-Estruturas (GDI). O actual coordenador do Gabinete para as Infra-Estruturas e Transportes negou ter recebido qualquer tipo de pressão ou indicação para seleccionar a empresa a quem foram adjudicados os terrenos, mas admite ter ficado surpreendido com a proposta apresentada pela empresa vencedora. O caso remonta a 2006, altura em que Ao Man Long é acusado de ter autorizado a transmissão da concessão dos terrenos à Moon Ocean, empresa fruto de um consórcio entre dois empresários de Hong Kong, que terão pago 20 milhões de patacas a Ao para ficarem com os lotes. A Moon Ocean fez-se representar na licitação dos terrenos pela

Presunções hierárquicas Jones Lang La Salle. Os terrenos estavam inicialmente entregues a cinco empresas – Sam Hung Fat, Sang Hou Kong, Sam Vai Ip, Tai Lei Loi, Lei Tin -, controladas maioritariamente pelo Governo, sendo que também a STDM e a CAM detinham 5% cada uma. Na altura, foi José Castanheira Lourenço, então coordenador do GDI, que ordenou a André Ritchie que preparasse o concurso por convite para a licitação dos lotes. “Foi-me dito por ele que o mercado estava bom e que era altura oportuna para vender os lotes”, explicou Ritchie ao Ministério Público (MP). Mas Castanheira Lourenço era também o representante da Lei Pou Fat – empresa que incluía as cinco empresas do Governo – e terá sido nesse papel que pediu que os terrenos fossem entregues à Moon Ocean. André Ritchie garantiu ontem que não sabia que a alienação das terras estaria a ser levada a cabo por essa empresa. “Lembro-me que ao preparar o concurso fui corrigido porque a entidade promotora não seria o GDI, mas a Lei Pou Fat. Só mais tarde me apercebi que estava a trabalhar para essa empresa.” É nesses terrenos que está a ser construído o empreendimento La Scala (ver caixa).

CONCURSO PARA AMIGOS

A aquisição dos lotes foi então feita por concurso por convite, ao invés do normal concurso público, por ordem de Castanheira Lourenço, segundo Ritchie. Mas se foi Ao Man Long quem terá dado as instruções a Castanheira Lourenço, André Ritchie não garante. “Presumo que, com base no funcionamento do GDI, essa ordem tenha vindo do ex-secretário.” As empresas concorrentes – e convidadas – foram três, sendo uma de Macau e duas de Hong Kong: a STDM, a CB Richard Ellis e a Jones Long La Salle. Todas teriam de apresentar propostas para aproveitamento de terrenos em apenas dez dias desde a abertura do concurso. O tempo era curto, mas a Jones Long La Scalle conseguiu apresentar uma proposta demasiado detalhada, que levou os juízes do TUI a questionar se a companhia teria tido informações privilegiadas ou mais tempo para preparar o plano. “Obviamente que é a primeira coisa que nos vem à cabeça”, afirmou Ritchie. “Mas eu estava a trabalhar e não coloquei essa questão.”

O responsável do então GDI assegura desconhecer se isso aconteceu, mas afirma ter ficado com dúvidas. “Em dez dias teria sido muito difícil apresentar propostas com a qualidade que ela apresentou. Era possível, mas difícil. As diferenças foram ainda mais evidentes em comparação com as outras duas propostas.” Ritchie fala em desenhos tridimensionais como exemplo da qualidade superior da proposta da Jones Long La Salle, empresa que saiu, então, vencedora para a aquisição dos lotes. Apesar de não ter havido pres-

são para a escolha da empresa de Hong Kong, a abertura de concurso por convite põe o MP de pé atrás face à inocência de Ao Man Long. Até porque a empresa-mãe da Jones Long La Salle era a Moon Ocean, que se fez representar algo que não seria permitido num concurso público. A Moon Ocean está acusada, na pessoa de dois magnatas de Hong Kong, de ter pago subornos ao ex-secretário. Corrupção passiva é um dos nove crimes novos que Ao Man Long enfrenta. Ainda assim, da mesma forma que as outras testemunhas, Ritchie

Responsável do La Scala “é só testemunha” Joseph Lau, responsável pela construção do empreendimento La Scala, na Taipa, viu-se obrigado a emitir um comunicado onde explica ser apenas testemunha no processo de corrupção que envolve Ao Man Long. Depois do seu nome ter sido mencionado no tribunal, na segunda-feira, e das acções da empresa terem sido suspensas na bolsa de Hong Kong, o magnata fez questão de salientar que não tinha sido acusado formalmente de nenhuma tipo de crime. Este é o responsável, em conjunto com Steve Lo, pela empresa Chinese Estates Holding, que está a construir o La Scala nos terrenos em frente ao Aeroporto. Ao é acusado de ter recebido 20 milhões de patacas para adjudicar os terrenos aos dois homens de Hong Kong.

O La Scala pode estar construído em terrenos obtidos de forma fraudulenta

PONTOS EXTRA

3

A empreitada de concepção e construção do Edifício Industrial no Parque Industrial de Transfronteiriço, entregue à Companhia de Construção e Engenharia Civil China (CCECC), ocupou também parte do tempo na sessão de ontem. Ao Man Long é novamente acusado de ter intercedido nas decisões da Comissão de Avaliação das Propostas, para que esta subisse a pontuação desta empresa, de forma a que ficasse com a concepção e construção do edifício. Neste caso, foram ouvidas três testemunhas, que garantem o mesmo que Ritchie: a adjudicação da obra foi feita por concurso por convite a mando de um superior, mas sem certezas que esse tenha sido Ao Man Long. “A indicação para adjudicar as obras à CCECC foi-me dada por aviso verbal por Chan Hon Kit [subdirector da DSSOPT]”, referiu ao MP Chiang Ngoc Vai, actual subdirector da Direcção dos Serviços para os Assuntos de Tráfego e, na altura, elemento da DSSOPT. “Não tentei saber quem foi o superior que lhe deu as ordens a ele, mas era costume ser o secretário [Ao Man Long] e o director [Jaime Carion] transmitia.” As indicações para que a pontuação da CCECC fosse ajustada, de forma a vencer o concurso mesmo sem capacidade, sucederam da mesma forma. “Ao Man Long não falou comigo directamente para dar indicações.” Wong Chin Man, engenheiro civil, junta-se a Chiang para reiterar o que outras testemunhas também dizem: foi a urgência das obras que ditou que o concurso fosse por convite, as empresas já estavam escolhidas e foi notificado para que se alterassem as pontuações. “Eu fui notificado por Chan Hon Kit, que tinha sido por Jaime Carion. Calculo que ele tenha recebido indicação do superior, Ao Man Long.” Lei Cheong Ian, arquitecta e testemunha, foi outra das vozes semelhantes: “o meu superior disse que tinha recebido indicação superior, mas não disse o nome. Não tenho a certeza quem foi.” Depois de ter sido condenado em 2008 e em 2009 a 28 anos e meio de prisão – decididos em dois julgamentos -, o ex-secretário, que protagonizou o maior escândalo de corrupção da RAEM, chega ao terceiro e último julgamento acusado de seis crimes de corrupção passiva e três de branqueamento de capitais. O julgamento continua amanhã.


4

sociedade

quinta-feira 19.4.2012

www.hojemacau.com.mo

Escola Portuguesa envolvida em caso judicial por 47 mil patacas

Turismo está 10,15% mais caro

Prémio foi para outro

Os turistas e visitantes que chegaram a Macau no primeiro trimestre de 2012 viram os preços dos bens relacionados com o turismo mais caros 10,15% do que no mesmo período de 2011, indicam dados oficiais. O aumento de preços ficou a dever-se a subidas verificadas nos sectores da restauração e do alojamento. Os dados indicam também que os preços das secções “restauração”, “divertimento e actividades culturais”, “bens diversos” e “alojamento” registaram acréscimos significativos.

Andreia Sofia Silva

andreia.silva@hojemacau.com.mo

Projecto da Wynn para o Cotai com luz verde

O Governo e a Wynn Macau poderão assinar brevemente um contrato de concessão de terras para erguer um resort no Cotai. A notícia foi avançada ontem pelo Jornal Tribuna de Macau que citou fonte próxima do projecto. Tudo indica que o acordo será assinado até ao final deste mês, estando a bola do lado das Obras Públicas neste momento. No passado, a empresa já tinha anunciado formalmente ter aceite as condições da concessão de terras no Cotai por 25 anos. O contrato inclui um prémio no valor de 1,4 mil milhões de patacas, das quais 500 milhões já terão sido pré-pagas.

Terceira fase do Ponte 16 pode avançar

A Property Development Limited, empresa que detém o Sofitel Ponte 16, garantiu financiamento para a terceira fase do empreendimento. O empréstimo de cinco anos foi assegurado junto de 11 entidades bancárias. De acordo com a Rádio Macau, o valor é de 1,9 mil milhões de dólares de Hong Kong, mais 400 milhões de yuans. A obra, que deverá estar concluída em 2014, consiste num complexo comercial junto ao rio com uma área total de 40 mil metros quadrados. Além de lojas e restaurantes, vai ser aumentada a área destinada ao jogo e ao estacionamento de veículos.

O

Tribunal de Última Instância (TUI) aceitou o recurso interposto por uma antiga aluna da Escola Portuguesa de Macau (EPM) sobre a atribuição do Prémio Nascimento Leitão, com o valor de 47 mil patacas, anualmente atribuído pelo Governo ao melhor finalista do ensino secundário de uma escola de língua portuguesa do território. A aluna terá obtido as melhores classificações no ano lectivo de 2008/2009, mas o prémio em questão acabou por ser dado a outro aluno. Desta forma, a rapariga acusa a EPM de não a ter notificado sobre a questão. Depois de saber as suas notas finais, a aluna deslocou-se a Portugal em Julho de 2009 para ingressar na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto. Em Setembro, o prémio foi anunciado, tendo a cerimónia de entrega ocorrido em Novembro. No local, a mãe

PJ deteve suspeito de tráfico humano

da aluna assistiu ao evento e descobriu que, afinal, a filha não tinha sido contemplada. A mãe formalizou uma queixa junto à Direcção para os Serviços de Educação e Juventude (DSEJ) em Dezembro de 2009. Um mês depois, através de um despacho do secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Cheong U, a mãe veio a saber

que a reclamação não tinha sido aceite por já ter decorrido o prazo máximo de 30 dias para levantar objecções. Inconformada, a família da estudante apresentou um recurso no Tribunal de Segunda Instância (TSI), que lhe foi negado em Novembro do ano passado. Ontem, no entanto, o TUI deu razão à aluna e

revogou a decisão da instância anterior, anulando assim o despacho de Cheong U. O que estava em causa era o facto da EPM ter apenas informado os alunos agraciados através de um ‘banner’, ao invés da afixação de um edital correspondente aos procedimentos administrativos. “Não se provou que tenha sido afixado qualquer edital no local próprio da EPM (...) Provou-se apenas que relativamente aos prémios escolares referentes ao ano lectivo de 2008/2009, foi afixado, pelo menos, um ‘banner’”, refere o colectivo de juízes do TUI. Segundo a legislação, “para o aluno contemplado com o Prémio a notificação é obrigatória (...)”. No mesmo ano lectivo, o aluno que acabou por ficar com o prémio Nascimento Leitão arrecadou também o prémio Luís de Camões. A agora estudante de Medicina arrecadou os prémios Fundação EPM, EPM, Flor de Lótus, Fundação Henry Fok e ainda Fundação Choi.

Quem compra casa já não recebe matrícula para o veículo

Acabaram as placas de Zhuhai

A Polícia Judiciária (PJ) deteve um homem de 22 anos, da província de Hunan, por alegado envolvimento numa rede de tráfico humano. Como em tantos outros casos, a rede atraía mulheres para Macau com falsas promessas de emprego e obrigava-as a trabalhar como prostitutas. Com a detenção, a PJ salvou três vítimas, entre os 20 e 22 anos, num hotel do ZAPE. De acordo com a PJ, foi o hotel que chamou a polícia por suspeitar de hóspedes ilegais. A polícia acredita que o homem não agiu sozinho, mas as autoridades ainda não conseguiram descobrir outro suspeito.

Cecília Lin

info@hojemacau.com.mo

A

Autoridade de Transporte Público da Província de Cantão (ATPPC) divulgou na sua página oficial na Internet que, desde ontem,

quem comprar habitação em Zhuhai já não poderá usufruir de matrícula chinesa para o seu veículo. Desde há muito que alguns residents de Macau obtinham placas de matrícula depois de comprar casa na

cidade vizinha de Zhuhai. Com esta acção, a ATPPC pretende restrigir a compra de habitação em Zhuhai, por ser mais barata que em Macau, e, consequentemente, a atribuição de matrícula chinesa aos automóveis de Macau.

Para já, a decisão é definitiva. A ATPPC não confirmou nem desmentiu se no future os residentes de Macau poderão novamente ver-lhes atribuída uma licença de condução para usar na China porque compraram uma casa em Zhuhai.

PUB

AVISO

Faz-se público que, por despacho do Exmo. Senhor Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, de 22 de Março de 2012, e nos termos definidos na Lei n.º 6/2010 (Regime das carreiras de farmacêutico e de técnico superior de saúde), Lei n.º 14/2009 (Regime das carreiras dos trabalhadores dos serviços públicos) e no Regulamento Administrativo n.º 23/2011 (Recrutamento, selecção, e formação para efeitos de acesso dos trabalhadores dos serviços públicos), se acham abertos os concursos comuns, de ingresso interno, de prestação de provas, para o preenchimento de 18 vagas de farmacêutico de 2.ª classe, 2.º escalão, de 3 vagas de farmacêutico de 1.ª classe, 1.º escalão, de 2 vagas de farmacêutico sénior, 1.º escalão e de

4 vagas de farmacêutico consultor, 1.º escalão, da carreira de farmacêutico do quadro dos Serviços de Saúde. Os avisos respectivos encontram-se publicados no Boletim Oficial da Região Administrativa Especial de Macau n.º 16, II Série, de 18 de Abril de 2012. As condições de candidatura e demais informações encontram-se nos avisos acima referidos e na página electrónica dos Serviços de Saúde (http://www.ssm.gov.mo). Serviços de Saúde, aos 17 de Abril de 2012. O Director dos Serviços, Lei Chin Ion

AVISO CONCURSO PÚBLICO N.º 15/P/2012

Faz-se público que, por despacho do Ex.mo Senhor Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, de 3 de Abril de 2012, se encontra aberto o Concurso Público para «Fornecimento de Material de Consumo Especial de Cirurgia Geral do Bloco Operatório dos Serviços de Saúde», cujo Programa do Concurso e o Caderno de Encargos encontram à disposição dos interessados desde o dia 18 de Abril de 2012, todos os dias úteis, das 9,00 às 13,00 horas e das 14,30 às 17,30 horas, na Divisão de Aprovisionamento e Economato sita na Cave 1 do Centro Hospitalar Conde de S. Januário, onde serão prestados esclarecimentos relativos ao concurso, estando os interessados sujeitos ao pagamento de $38,00 (trinta e oito patacas), a título de custo das respectivas fotocópias ou ainda mediante a transferência gratuita de ficheiros pela internet no website dos S.S. (www.ssm.gov.mo). As propostas serão entregues na Secção de Expediente Geral destes Serviços, situada no r/c do Centro Hospitalar Conde

de São Januário e o respectivo prazo de entrega termina às 17,45 horas do dia 14 de Maio de 2012. O acto público deste concurso terá lugar no dia 15 de Maio de 2012, pelas 10,00 horas, na sala do «Museu» situada no r/c do Edifício da Administração dos Serviços de Saúde junto ao C.H.C.S.J. A admissão a concurso depende da prestação de uma caução provisória no valor de $ 100 000,00 (cem mil patacas) a favor dos Serviços de Saúde, mediante depósito, em numerário ou em cheque, na Secção de Tesouraria destes Serviços ou através da Garantia Bancária/Seguro-Caução de valor equivalente. Serviços de Saúde, aos 11 de Abril de 2012 O Director dos Serviços, Lei Chin Ion


quinta-feira 19.4.2012

sociedade

www.hojemacau.com.mo

5

Gastos médios mensais com droga ultrapassam as 7000 patacas

Pais de família consomem cada vez mais Cerca de 7000 patacas. É este o preço médio gasto em estupefacientes por cada toxicodependente em Macau, segundo a Comissão de Luta contra a Droga. Apesar da “ligeira” redução de jovens dependentes, o consumo é cada vez mais notório no seio das famílias Andreia Sofia Silva

andreia.silva@hojemacau.com.mo

O

consumo de droga em Macau está a começar a atingir outras faixas etárias para além dos mais novos. A conclusão é da Comissão de Luta contra a Droga, que apresentou no Instituto de Acção Social (IAS) o panorama anual dos trabalhos. Com o número de toxicodependentes com menos de 21 anos a registar uma “ligeira” redução, de 25,9% para 17,4% em 2011, o consumo é crescente no seio familiar. “Verifica-se uma subida da percentagem de toxicodependentes casados e com filhos, o que significa que a problemática da droga em Macau teve um grave impacto nas famílias e na economia de Macau”, explicou Hon Wai, responsável pela Divisão de Tratamento e Reinserção Social (DTRS) do IAS. Spencer Li, docente da Universidade de Macau (UMAC) que se debruça sobre as questões do consumo de droga e desenvolvimento infantil, olha para esta informação “com uma grande surpresa”. “Normalmente as pessoas que estão casadas e que têm filhos têm maiores responsabilidades, com empregos para manter. Seria normal essa tendência verificar-

-se nos pais solteiros, com menos responsabilidades e com mais tendência para a depressão. O Governo deveria estabelecer essa comparação entre os casados e os solteiros”, disse ao Hoje Macau. Apesar da surpresa, Spencer Li consegue enumerar alguns factores. “Existe a pressão da economia, em que as pessoas têm altas expectativas mas onde ainda existem baixos salários. A responsabilidade de cuidar dos filhos e os custos da sua educação, que ainda são elevados, são preocupações que podem levar a um aumento do consumo, especialmente de álcool.”

POSSÍVEL NEGLIGÊNCIA

Spencer Li fala de um comportamento que não acontece tanto

MAIS UM CENTRO DE APOIO O IAS promete avançar ainda este ano com uma base educativa de luta contra as drogas, algo que deverá servir de complemento ao centro já existente. “Há necessidade de criar esta base em Macau

para proporcionar mais tratamento e informação de carácter educativo, concentrando tudo numa só zona. Esperamos ainda este ano concretizar os trabalhos”, disse Hoi Va Pou.

em famílias tradicionais, mas sim mais jovens, onde o consumo se pode tornar “num hábito partilhado”. “Em alguns casos as mulheres querem experimentar algo diferente e partilhar novas emoções, e podem aprender os comportamentos uns dos outros, o que pode levar ainda mais ao consumo.” O docente acredita que o consumo familiar pode trazer consequências económicas. “Comprar drogas custa dinheiro, especialmente para as famílias de classe média. Estas podem não providenciar os apoios necessários para a educação dos filhos, e pode acontecer que estes tenham de sair da escola para ajudar no orçamento.” Do ponto de vista social, “quando os pais usam drogas, negligenciam responsabilidades, o que pode ser mau para o desenvolvimento das crianças.” Teresa Vong, socióloga da UMAC, associa a tendência de consumo ao crescimento das famílias de classe média. “São jovens que trabalham muitas vezes nos casinos e que consomem para diminuir o stress. Têm mais dinheiro e trabalham sob pressão. Desta forma, ficam sem muito tempo para ter outras actividades

sociais.” A docente acredita que o consumo no próprio lar “é mais seguro e a fonte para ter acesso às drogas também é mais fácil”.

GASTOS SÃO MAIORES

Outra das tendências apontadas prende-se com maiores gastos com estupefacientes. Segundo a Comissão, actualmente um toxicodependente gasta por mês, em média, 7.764 patacas, o que representa um aumento de 33% face a 2011. Hon Wai fala de consequências para a economia do território. “Os gastos de cerca de 7000 patacas em droga são nocivos porque o salário médio mensal ronda esse valor, e porque esse valor entra no mercado negro.”

Olhando ainda para o lado das famílias, os responsáveis afirmam que cada vez mais as residências próprias ou de amigos são os lugares preferidos para o consumo, com percentagens a rondar os 44,7%, o que dificulta a polícia ou os assistentes sociais na busca por novos casos. Com 673 dependentes registados em 2010, o ano passado o número desceu para 633. Já os jovens consumidores com menos de 21 anos preenchem agora 17,4% dos consumidores, sendo que em 2010 era de 25,9%. Para este ano, o IAS planeia gastar com os trabalhos de prevenção entre 2 a 3 milhões de patacas.

NOVAS DROGAS INSERIDAS NA LEI São quatro os novos tipos de drogas que vão constar no diploma sobre as drogas. As alterações realizadas em 2009 permitiram molduras penais mais leves, mas a descriminalização ainda está a ser estudada. “Temos dois articulados que permitem a reinserção dos

jovens, caso sejam crimes leves ou praticados pela primeira vez. Temos as experiências de 2011, com os casos de tratamento e reinserção a aumentar. Estamos numa fase de análise jurídica e queremos obter o consenso rapidamente”, disse Hon Wai.


6

publicidade

quinta-feira 19.4.2012

www.hojemacau.com.mo

Open Tender Notice

Request for Proposal –Design & Build for VIP Building at Macau International Airport (RFQ-141) 1. Company: Macau International Airport Co. Ltd. (CAM) 2.

Tendering method: Open tendering

3. Objective: To select a supplier to design and build the VIP Building at Macau 4.

International Airport.

Request for tender documents:

Tender Notice and Tender Document can be downloaded from MIA’s website www.macau-airport.com until 7days prior to the deadline for submission of

Bidders’ tenders. Please regularly check the website for any clarification or 5.

changes/modification/amendment in the Tender Document. Location and deadline for submission of Bidders’ tenders:

Macau International Airport Co. Ltd. (CAM)

4th Floor, CAM Office Building, Av. Wai Long, Taipa, Macau Before 12:00 (noon) on 28th May 2012 (Macau Time).

The addressee of the tender shall be Ms. Suning Liu – Executive Director. 6.

The tenders received after the stipulated date and time will not be accepted.

CAM reserves the right to reject any tender in full or in part without stating any reasons.

-END-


quinta-feira 19.4.2012

nacional

www.hojemacau.com.mo

China suspende deportações para a Coreia do Norte

Cá se fazem, cá se pagam

A

China decidiu suspender as deportações de norte-coreanos por não ter sido consultada por Pyongyang sobre o lançamento de um foguete na semana passada, informou ontem a imprensa japonesa, a citar fontes oficiais chinesas. De acordo com o jornal nipónico “Yomiuri Shimbun”, Pequim decidiu suspender as deportações dos norte-coreanos que atravessam a fronteira e entram no seu território. “Se os refugiados forem deportados, é o fim das suas vidas. Não podemos ignorar isso”, disse ao jornal um oficial da província chinesa de Liaoning, que faz fronteira com a Coreia do Norte, salientando que as deportações foram suspensas. Outro oficial chinês explicou que a decisão se deve ao facto de a China não ter sido consultada por Pyongyang sobre o lançamento de um foguete. “A Coreia do

Norte falhou ao não revelar os seus planos à China sobre o lançamento de um míssil”, disse o responsável sem ser identificado, segundo o qual Pyongyang “não teve a atenção necessária para com a sua amiga China”. A China detém e repatria desertores norte-coreanos,

que considera como migrantes económicos e não como potenciais refugiados. Desde a morte do ex-líder norte-coreano Kim Jong-il, em Dezembro, que as províncias de Liaoning e Jilin repatriaram “cerca de 30 norte-coreanos todos os dias”, segundo um dos ofi-

China apoia esforços da CPLP para resolver crise na Guiné-Bissau

Sem pista dos líderes guineenses A

China manifestou ontem o seu apoio aos esforços da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) e da Comunidade dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) para resolver a crise na Guiné-Bissau. “Apoiamos os esforços da CPLP e da CEDEAO para mediar a questão”, disse um porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros chinês, Liu Weimin, em resposta à agência Lusa em Pequim. “A China opõe-se à tomada do poder pela força na Guiné-Bissau e espera que o país possa alcançar a estabilidade política o mais depressa possível”, acrescentou. Quanto ao eventual envio para a Guiné-Bissau de uma “força de interposição”, proposta pela CPLP em articulação com a CEDEAO e com mandato definido pela ONU, Liu Weimin respondeu: “Não estou a par dos pormenores. Precisamos

de mais informação sobre isso”. Esta foi a segunda posição pública da China sobre a Guiné-Bissau no espaço de três dias. Na passada segunda-feira, o Governo chinês condenou o golpe de Estado na Guiné-Bissau e pediu a libertação dos líderes políticos detidos pelos golpistas. Um auto-denominado Comando Militar protagonizou um golpe de estado na Guiné-Bissau na quinta-feira passada, véspera do início da campanha eleitoral para a segunda volta das eleições presidenciais, disputadas pelo primeiro-ministro, Carlos Gomes Júnior, e Kumba Ialá, que, no entanto, se recusa a participar na votação. Desde então que se desconhece o paradeiro de Carlos Gomes Júnior e do presidente interino, Raimundo Pereira, tendo o golpe de Estado merecido ampla condenação internacional.

ciais citados pelo “Yomiuri Shimbun”. Entretanto a Coreia do Norte mantém a sua posição rejeitando a condenação da ONU sobre o lançamento do foguetão e garantiu que vai prosseguir com as tentativas de colocar um satélite em órbita.

Num comunicado do Ministério dos Negócios Estrangeiros divulgado ontem pela agência oficial norte coreana KNCA, o regime de Pyongyang “rejeitou resolutamente” a decisão do Conselho de Segurança da ONU e considerou que esta “desrespeita o direito legal do país em lançar um satélite”, Na segunda-feira, o Conselho de Segurança decidiu reforçar as sanções contra a Coreia do Norte, e avisou Pyongyang que “agirá consequentemente” no caso de um novo lançamento.

Li Changchun reúne com líderes britânicos

China vai ser o maior mercado de consumo mundial

O

membro do Politburo do Comité Central do Partido Comunista da China, Li Changchun, reuniu-se terça-feira, em Londres, com o primeiro ministro britânico e líder do Partido Conservador, David Cameron. Li Changchun afirmou que a China e o Reino Unido devem aumentar a confiança mútua, promover a cooperação com benefícios recíprocos, ampliar os intercâmbios culturais, além de promover a construção de mecanismos mais razoáveis e eficientes de administração internacional, a fim de manter a paz e o desenvolvimento mundial. Segundo Li, o Partido Comunista da China (PCC) quer reforçar o intercâmbio e a cooperação com os partidos britânicos para promover o desenvolvimento das relações entre os dois países.

Cameron disse que o seu país está disposto a reforçar intercâmbios de alto nível com a China e dá boas-vindas a empresas chinesas que queiram investir no Reino Unido. O PM inglês ainda elogiou ainda as políticas chinesas de promoção do crescimento económico através da ampliação da procura interna. No encontro com o ministro dos negócios estrangeiros britânico William Hague, Li Changchun trocou opiniões sobre as relações bilaterais e as questões regionais e internacionais. Li ainda participou num banquete e sublinhou num discurso que, no futuro, a China vai ser o maior país importador e o maior mercado de consumo, o que trará mais oportunidades comerciais para as empresas de todo o mundo.

7

China envia à Europa o “número dois” do Governo

O vice-primeiro-ministro executivo da China, Li Keqiang, visitará a Europa no final deste mês, na segunda viagem de um líder chinês ao continente em menos de uma semana, anunciou ontem o porta-voz do MNE chinês. Li Keqiang, apontado como o futuro chefe do Governo, visitará Rússia, Hungria e Bélgica a partir de 26 de Abril, um dia antes de o primeiroministro chinês, Wen Jiabao, concluir um périplo de uma semana por quatro países europeus (Islândia, Suécia, Polónia e Alemanha). A União Europeia é o maior mercado das exportações chinesas e a principal fonte de tecnologia para a China. “Número 2” do Governo chinês, Li Keqiang, 57 anos, deverá substituir Wen Jiabao em Março de 2013, quando o actual primeiro-ministro completar o seu segundo e último mandato.

MNE sírio garante em Pequim respeito pelo plano Annan

O ministro sírio dos Negócios Estrangeiros, Wallid al Mouallem, de visita à China a convite do seu homólogo chinês, Yang Jiechi, naquele que é o primeiro encontro bilateral de alto nível desde a entrada em vigor do cessar fogo na semana passada, garantiu ontem em Pequim que Damasco vai respeitar as exigências do plano de paz do emissário internacional Kofi Annan, nomeadamente o cessar-fogo. “O ministro sírio dos Negócios Estrangeiros, Wallid al Mouallem, (…) garantiu que a Síria continuará (…) a respeitar e a colocar em prática o plano de seis pontos do Sr. Annan”, declarou o ministro chinês dos Negócios Estrangeiros, Yang Jiechi.


8

nacional

quinta-feira 19.4.2012

www.hojemacau.com.mo

China e Hollywood prepararam-se para fazer mais filmes juntos com um porém

Guiões com um toque do Partido Comunista

D

AVID Franzoni, o laureado produtor de “ O Gladiador”, sabe como criar um filme a partir de um evento histórico, mas enfrenta agora um novo desafio: trabalhar com o Governo chinês, que tem as suas próprias ideias sobre como fazer filmes. Contratado no ano passado por uma produtora estatal para escrever o guião do drama de cerca de 240 milhões de patacas, passado durante a Dinastia Tang, Franzoni propôs usar um general rebelde como uma “janela” para aquela era remota. Mas para os censores chineses, o general não era nenhum herói, mas sim um intruso estrangeiro que traiu um imperador do século VIII. Os produtores disseram a Franzoni que deveria ser menos favorável ao general e concentrar-se mais no imperador e na sua consorte. O guionista submeteu então uma segunda versão que diz continuar fiel à sua visão, só que desta vez foi aprovada pelo Estado. As autoridades governamentais não quiseram comentar. Uma coisa é certa: a China e Hollywood estão a preparar-se para fazer mais filmes juntos. Hollywood quer ter acesso a um mercado em rápido crescimento, enquanto a China quer que Hollywood a ajude a fazer filmes de grande orçamento e gordas receitas, como os dos Estados Unidos. A gigante americana de entretenimento Walt Disney Co. e a chinesa DMG Entertainment anun-

ciaram esta semana a assinatura de um contrato para produzirem juntas, na China, o próximo filme do “Homem de Ferro”. Outros grandes estúdios americanos divulgaram nos últimos meses sociedades ou co-produções com a China. Mas a experiência de Franzoni com o filme da Dinastia Tang revela os desafios que existem pela frente. Embora as autoridades chinesas tenham dado passos importantes para atrair produtores de filmes, o

país ainda mantém um forte controlo sobre quem pode participar na sua indústria cinematográfica e que filmes podem fazer. No caso do “Homem de Ferro”, Dan Mintz, administrador da DMG Entertainment, não quis comentar se as autoridades chinesas já tinham visto o guião, mas disse que já tinha tido longas discussões com os representantes do governo e que estava confiante que qualquer problema de criação seria resolvido.

Mintz, que é americano, trabalha na China há muitos anos. Nos EUA, “só estamos realmente preocupados com um grupo de pessoas: o consumidor”, disse recentemente ao “The Wall Street Journal”. “Na China, temos de ser bons a lidar com o governo e com o consumidor.” Os estúdios dos EUA têm vindo há décadas a tentar furar as rigorosas restrições a filmes estrangeiros da China, com o objectivo de obter uma fatia maior das crescentes

Yuan tem mais espaço, mas ainda não está livre, diz economista

O

Moeda chinesa atrás das grades

analista de política económica Tom Orlik disse ontem ao “Wall Street Journal” que a moeda chinesa tem mais espaço, mas ainda não está livre. O yuan é como um prisioneiro que foi transferido da solitária para o convívio geral. Tem mais espaço, mas ainda não está livre, diz o economista. Desde segunda-feira a China tem permitido que os mercados influenciem a cotação do yuan em 1% a mais ou a menos do que a cotação de referência determinada todas as manhãs pelo Governo, um aumento face aos 0,5% anteriores. A mudança reflecte a confiança de Pequim de que a moeda está a aproximar-se da cotação equilibrada e não será forçada a valorizar-se por investidores optimistas, diz Orlik.

Mas este argumento assenta numa certa base. A abordagem padrão para se estimar a cotação justa de uma moeda é analisar o tamanho do superávit em conta corrente em relação ao produto interno bruto. Calcular quanto a moeda teria de se valorizar para deixar o superávit da balança chinesa em consonância com o padrão internacional fornece uma estimativa da actual subvalorização do yuan. Em 2007, o superávit em conta corrente da China atingiu um máximo de 10,1% do PIB e esperava-se que se mantivesse nesse nível, o que motivou os economistas William Cline e John Williamson, do Instituto Peterson, a estimar que a cotação do yuan estava 40% subvalorizada em relação ao dólar.

O superávit chinês caiu para 2,8% do PIB em 2011. Esta percentagem está bem abaixo da meta de 4% proposta uma vez pelo secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Timothy Geithner, o que indica que o grau de subvalorização do yuan diminuiu substancialmente. Mas outra maneira de calcular o verdadeiro valor do yuan sugere que ele continua muito barato. A abordagem de paridade do poder de compra determina que, quando convertido para uma moeda comum, o preço dos produtos deve ser o mesmo em países diferentes. Com base neste conceito, Arvind Subramanian, também economista da Peterson, calculou que o yuan ainda estava cerca de 31% subvalorizado em 2010.

O problema desta abordagem é a incerteza enorme sobre os preços na China. Os cálculos de Subramaninan são baseados na média de quatro estimativas, que vão de 14,5% a 47,4%. A confiança chinesa até agora parece ter fundamento. O dólar fechou segunda-feira cotado a 6,314 yuans, 0,3% abaixo da cotação de referência. Mas um yuan com uma cotação totalmente determinada pelo mercado ainda está distante. Com cerca de 24 biliões de patacas em reservas internacionais, Pequim continua a ser uma presença de peso no mercado. E, enquanto o país continua a encher-se de reservas, o yuan continua aprisionado e a sua justa cotação ainda tem que ser libertada, conclui Orlik.

receitas de bilheteira do país, que em 2015 devem atingir cerca de 40 mil milhões de patacas, de acordo com relatórios do governo, contra as cerca de 16 mil milhões de patacas do ano passado. Em Fevereiro, a China concordou em ter mais filmes estrangeiros dentro das suas fronteiras, permitindo 34 filmes por ano em vez de 20, e também vai deixar os estúdios americanos ficarem com cerca de 25% das receitas de bilheteira dos cinemas chineses. O acordo comercial aconteceu no mesmo dia em que a DreamWorks Animation SKG Inc. anunciou uma sociedade com três parceiras chinesas para produzir filmes e programas de televisão na China. Muitos das novas parcerias entre a China e os EUA pretendem criar filmes que agradem às audiências dentro e fora da China. Mas este é um equilíbrio delicado. Os próximos dois anos serão um teste. Até Novembro, a China Film Co-production Corp. tinha avaliado 87 inscrições de produtoras estrangeiras de filmes, incluindo sete dos EUA. Mais estão a caminho. No começo deste mês, um fundo patrocinado pelo Governo chinês informou que começaria a co-financiar e a co-produzir filmes tanto na China como nos EUA, e um empresário chinês de entretenimento criou um fundo de cerca de 6000 milhões de patacas para financiar filmes em todo o mundo.

Empurrão no mercado de novas energias A China vai promover a utilização de novas fontes de energia, como a solar, a eólica e a geotérmica, no sector da construção, durante a aplicação do 12.º Plano Quinquenal (20112015). Segundo informações oficiais, o Governo Central vai destinar este ano cerca de 5000 milhões de patacas para projectos de construção de habitação pública, escolas e hospitais, além de estimular os investimentos privados e dos governos locais para expandir o mercado da economia de novas energias no sector da construção. Considerando a área da construção uma prioridade e um exemplo na utilização de novas fontes de energias, o Governo chinês espera que estas fontes se tornem meios importantes para atender à procura da população de energias mais saudáveis.


quinta-feira 19.4.2012

região

www.hojemacau.com.mo

Hong Kong Residentes aconselhados a terem mais sexo

Os menos activos do mundo

E

SPECIALISTAS em sexo aconselham os residentes de Hong Kong a tirarem mais partido da vida sexual e a acabarem com a reputação de serem os amantes menos activos da Ásia. “As pessoas dizem que os residentes de Hong Kong são os que sabem menos de sexo a nível mundial. Uma das razões é a de que eles não têm sítio para ter sexo”, disse o professor Emil Ng, director associado do Instituto da Família da Universidade de Hong Kong. A pressão financeira, a prioridade dada à carreira e as limitações de espaço são vistos como os principais factores na base de uma das taxas de fertilidade mais baixas do mundo, com uma média de 1,04 nascimento por mulher, segundo o Banco Mundial. Ng aponta também os preços elevados do mercado imobiliário - que leva muitos jovens entre os 20 e os 30 anos a abandonarem tardiamente a casa dos pais e a dormirem em apartamentos sobrelotados -, como condicionantes da timidez sexual dos residentes de Hong Kong. “Hong Kong está sobrelotado

e não oferece a privacidade que as pessoas precisam para ter sexo”, disse Ng, que no mês passado organizou o quinto festival cultural de sexo da cidade (Hong Kong Sex Cultural Festival, na sigla inglesa). Um inquérito de uma universidade local [Community College of City University], realizado a cerca de mil adultos entre os 36 e os 80 anos, demonstra que os homens estão satisfeitos em terem sexo 1,9 vezes por semana e

as mulheres com uma frequência sexual semanal de 1,6 vezes, o que contrasta com a média superior a três vezes por semana dos gregos e de mais de duas vezes por semana dos indianos, segundo outro estudo de uma marca de preservativos. Já Petula Ho, especialista da Universidade de Hong Kong, considerou que o problema é ainda mais grave para as mulheres heterossexuais do que para os homens de Hong Kong, devido às questões

culturais ligadas ao estatuto e riqueza, e às expectativas sociais sobre o papel da mulher. Segundo os números oficiais divulgados no ano passado, há menos de um homem por cada 1,2 mulheres em Hong Kong, com idades entre os 20 e os 39 anos. “As mulheres heterossexuais em Hong Kong estão na pobreza em termos sexuais. Têm menos possibilidades e opções sexuais”, observou Petula Ho.

Timor-Leste Taur Matan Ruak conta com a Fretilin no seu Governo

“Ninguém será excluído” O

vencedor das eleições presidenciais de Timor-Leste, Taur Matan Ruak, anunciou ontem que aceita a responsabilidade que as eleições timorenses lhe conferiram, num discurso de mais de 20 minutos na sede de candidatura, perante mais de duas dezenas de apoiantes. “As minhas primeiras palavras vêm do fundo do meu coração e dirigem-se ao nosso querido povo de Timor-Leste. Souberam mostrar ao mundo que, com o vosso civismo, disciplina e empenho, estamos prontos a assumir a responsabilidade sobre o nosso futuro”, afirmou Taur Matan Ruak. “É com muita humildade que vos anuncio que aceito a responsabilidade que me atribuíram, através do voto livre e democrático”, acrescentou. “Quero dirigir uma palavra muito especial ao meu irmão e companheiro Lu Olo. A postura que assumiu ao longo de toda a campanha foi exemplar e digna. Aos

militantes da Fretilin desejo dizer que ninguém será excluído. O nosso país precisa de todos os timorenses”, afirmou. Segundo Taur Matan Ruak, enquanto cidadãos responsáveis, os militantes da Fretilin honram o partido que merece “todo o respeito”. No discurso, o futuro Presidente timorense agradeceu a todas as organizações, partidos e indivíduos que colaboraram na sua candidatura à presidência e ao Secretariado Técnico da Administração Eleitoral e Comissão Nacional de Eleições. “Provaram a todos que temos a vontade política e a competência para realizar um ato eleitoral democrático, livre e justo”, afirmou. Taur Matan Ruak agradeceu também aos observadores eleitorais e comunicação social internacional. “É através de vós que o mundo toma conhecimento do ambiente pacífico e de enorme maturidade com que foi realizado este ato eleitoral”, disse.

No final, dirigiu-se ainda ao actual presidente do país, José Ramos-Horta, agradecendo-lhe o apoio dado ao longo de anos. “Estou convicto que todos os cidadãos compartilham comigo um agradecimento profundo pelo nobre, competente e muito digno serviço que prestou à pátria”, disse, sublinhando que continuará a contar com o apoio de José Ramos-Horta. Aos cidadãos timorenses disse que é preciso participarem e empenharem-se para “levar o país para a frente”. Os resultados finais provisórios divulgados pelo Secretariado Técnico da Administração Eleitoral timorense dão a vitória na segunda volta das eleições presidenciais a Taur Matan Ruak, com 61,23 por cento dos votos. O candidato Francisco Guterres Lu Olo, apoiado da Frente Revolucionária do Timor-Leste Independente (Fretilin) ficou em segundo lugar com 38,77 por cento dos votos.

9

Governo filipino quer China em tribunal internacional

O Governo das Filipinas exortou as autoridades chinesas a resolverem as suas disputas territoriais no Mar do Sul da China no Tribunal Internacional do Direito do Mar, em Hamburgo (Alemanha). O ministro dos Negócios Estrangeiros das Filipinas, Albert del Rosario, afirma em comunicado que o objectivo é resolver “de forma pacífica” o contencioso com as autoridades chinesas, que qualificou de “amigas”. “Toda a gente sabe que a China tem mais navios e aviões do que as Filipinas, no entanto, esperamos que a lei internacional actue para equilibrar a situação”, disse o governante, que procura o apoio dos EUA. Del Rosario deverá debater a questão da disputa do banco de Scarborough, no Mar da China Meridional, a 229 quilómetros da costa filipina, com a Secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, num encontro que terão em Washington no dia 30.

Presidente birmanês quebra jejum com Japão

O presidente da Birmânia, Thein Sein, vai tornar-se esta semana no primeiro chefe de Estado do país a cumprir uma visita oficial ao Japão em 28 anos, informou ontem o Governo nipónico. Thein Sein vai deslocar-se ao Japão entre sexta e terça-feira para participar na cimeira entre o Japão e as cinco nações do delta do Mekong (Camboja, Laos, Birmânia, Tailândia e Vietname) e tem no sábado um encontro previsto com o primeiro-ministro nipónico, Yoshihiko Noda.

Boeing regressa a Malásia devido a avaria num motor

Um avião Boieng 747 da Malaysia Airlines, com destino a Londres, teve de regressar ontem ao aeroporto de Kuala Lumpur pouco depois de ter descolado devido a problemas num motor, informou a companhia aérea. Em comunicado, a Malaysia Airlines explicou que o aparelho, com 351 passageiros e 21 membros da tripulação a bordo, teve de regressar a Kuala Lumpur devido a um “problema técnico”, tendo aterrado sem incidentes. As causas da avaria estão a ser investigadas e os passageiros seguiram para Londres noutro avião.


10

efeméride

quinta-feira

www.hojemacau.com.mo

170 anos passaram desde o nascimento de Antero de Quental

Oda existência sentido NIRVANA Viver assim: sem ciúmes, sem saudades, Sem amor, sem anseios, sem carinhos, Livre de angústias e felicidades, Deixando pelo chão rosas e espinhos; Poder viver em todas as idades; Poder andar por todos os caminhos; Indiferente ao bem e às falsidades, Confundindo chacais e passarinhos; Passear pela terra, e achar tristonho Tudo que em torno se vê, nela espalhado; A vida olhar como através de um sonho; Chegar onde eu cheguei, subir à altura Onde agora me encontro - é ter chegado Aos extremos da Paz e da Ventura! Antero de Quental, in “Sonetos”

A

NTERO Tarquínio de Quental, poeta e um dos incontornáveis da chamada Geração de 70, nasceu há 170 anos. Ontem comemorou-se a efeméride com a editora Alma Azul a divulgar um texto nunca antes publicado que o poeta dedicou à mítica heroína francesa Joana D’Arc. O Google português também se lembrou do escritor e homenageou-o com o doodle [ver caixa]. Antero de Quental nasceu em Ponta Delgada, no arquipélago dos Açores, em 1842, tendo-se tornado uma das figuras mais marcantes da literatura e política da segunda metade do século XIX em Portugal. Quando estudava Direito na Universidade de Coimbra, a sua personalidade começou a destacar-se pela crítica feita aos defensores das concepções mais tradicionais da arte, em particular na polémica Questão Coimbrã, desencadeada por um grupo de jovens intelectuais, entre os quais Antero, que se ergueram contra o atraso cultural e o velho sentimentalismo do país, querendo trazer à tona o novo espírito científico europeu. Mais tarde, já após a conclusão da licenciatura e inspirado pelas ideias de Proudhon, organiza, em 1871, as célebres Conferências do Casino

marcaram o início da difusão das ideias socialistas e anarquistas em Portugal e da sua dedicação a dois novos pilares fundamentais: a liberdade e a fraternidade. Em 1890, encabeçou ainda um movimento patriótico que opôs portugueses a ingleses em relação à partilha de África. Suicidou-se a 11 de setembro de 1891, com dois tiros. A sua herança permaneceu, no entanto, através dos anos, associada à de outras figuras como Eça de Queiroz, Oliveira Martins, Ramalho Ortigão ou Guerra Junqueiro.

UMA POESIA METAFÍSICA

A poesia de Antero de Quental apresenta três faces distintas: a das experiências juvenis, a poesia militante e a busca de um sentido para a existência. A oscilação entre uma poesia de combate, dedicada ao elogio da acção e da capacidade humana, e uma poesia intimista, direccionada para a análise de uma individualidade angustiada, parece ter sido constante na obra madura de Antero, abandonando a posição que costumava revelar uma sequência cronológica de três fases. Antero atinge um maior grau de elaboração nos seus sonetos, considerados por muitos críticos uns dos

DIVINA COMÉDIA Erguendo os braços para o céu distante E apostrofando os deuses invisíveis, Os homens clamam: — «Deuses impassíveis, A quem serve o destino triunfante, Porque é que nos criastes?! Incessante Corre o tempo e só gera, inextinguíveis, Dor, pecado, ilusão, lutas horríveis, N’um turbilhão cruel e delirante... Pois não era melhor na paz clemente Do nada e do que ainda não existe, Ter ficado a dormir eternamente? Porque é que para a dor nos evocastes?» Mas os deuses, com voz inda mais triste, Dizem: — «Homens! por que é que nos criastes?» Antero de Quental, in “Sonetos”

melhores da língua e comparados aos de Camões e aos de Bocage. Há, na verdade, alguns pontos de contacto estilísticos e temáticos entre esses três poetas: os sonetos de Antero têm inegável sabor clássico, quer na adjectivação e na musicalidade equilibrada, quer na análise de questões universais que afligem o Homem.

GOOGLE CELEBRA ANIVERSÁRIO DE ANTERO DE QUENTAL O 170º aniversário de Antero de Quental foi, esta quarta-feira, a inspiração para o Google Doodle, o logótipo personalizado do motor de busca. A data é assinalada com uma ilustração representativa do escritor e poeta português, que tem incorporada a sua própria descrição da poesia, “a confissão sincera do pensamento mais íntimo de uma idade”.


a 19.4.2012

www.hojemacau.com.mo

efemĂŠride

11


12

vida

Governo japonês pretende reactivar dois reactores nucleares

Sabia que... ... o número de ONG voltadas para a protecção do meio ambiente cresceu 61% em apenas três anos?

Chuva de críticas e população desconfiada

O

A queda de asteróides pode possibilitar vida em Marte

Crateras escondem vida? U

M estudo feito por pesquisadores da Universidade de Edimburgo, na Escócia, revela que as crateras formadas pela queda de asteróides podem ser os locais mais propícios para se encontrar vida em planetas como Marte. Os cientistas acreditam que tais locais podem abrigar micróbios, sugerindo que crateras noutros planetas também podem “esconder vida”. Eles afirmam que foram descobertos organismos vivos sob o local onde um asteróide caiu na Terra há cerca de 35 milhões de anos.

SOBREVIVER NAS PROFUNDEZAS

Os pesquisadores escavaram por quase 2 quilómetros de profundidade sob a cratera de um grande asteróide que caiu em Chesapeake, Califórnia, EUA. Amostras subterrâneas mostram que os micróbios estavam espalhados, de forma desigual, sob a pedra, sugerindo que o meio-ambiente ainda se estaria

quinta-feira 19.4.2012

www.hojemacau.com.mo

ainda a adaptar ao evento, mesmo 35 milhões de anos após o impacto. Os pesquisadores dizem que o calor do impacto de uma colisão de asteróide mataria qualquer vida na superfície, mas falhas em rochas subterrâneas permitiriam que água e nutrientes chegassem até as profundezas, possibilitando a vida. Segundo a tese dos cientistas, as crateras proporcionariam um refúgio aos micróbios, protegendo-os dos efeitos de mudanças climáticas, como aquecimentos globais e eras glaciais. “As áreas profundamente fracturadas ao redor do local onde ocorreram os impactos poderiam proporcionar um refúgio seguro no qual os micróbios prosperariam por longos períodos de tempo” disse Charles Cockell, da equipa de pesquisadores. “Nossas descobertas sugerem que a o subterrâneo das crateras de Marte podem ser um local promissor para se procurar por evidência de vida.”

Governo japonês decidiu que é seguro reactivar dois reactores nucleares na província de Fukui, uma avaliação feita tendo em conta a catástrofe de Fukushima. A decisão foi recebida com uma chuva de críticas e a população ainda não está convencida. “Vamos fazer tudo o que pudermos para conseguir convencer os cidadãos”, disse o ministro da Indústria, Yukio Edano, em conferência de imprensa. Esta sua intervenção surgiu pouco depois da decisão do Governo de Yoshihiko Noda de aprovar a reactivação das unidades 3 e 4 da central de Oi, na província de Fukui. Este complexo nuclear é explorado pela companhia Kansai Electric Power que, de momento, tem todos os reactores parados e teme, por isso, cortes de electricidade neste Verão, na altura de picos de consumo. Os reactores 3 e 4 da central Oi foram parados, respectivamente, em Março e Julho de 2011 para inspecções de rotina, obrigatórias a cada 13 meses. No entanto, não foram reactivados porque o anterior Governo de Naoto Kan impôs uma nova bateria de testes de resistência, nomeadamente, face a catástrofes

naturais. Estas medidas de precaução foram tomadas por causa dos receios gerados aquando da catástrofe de Fukushima, depois do sismo e tsunami de 11 de Março de 2011. Antes da decisão do Governo em reactivar estes dois reactores, as avaliações à segurança da central de Oi foram validadas pela Agência de Segurança Nuclear nipónica e por uma comissão de trabalho. Mesmo em caso de sismo e de tsunami, os reactores da central Oi não correm o risco de sofrer os mesmos danos que a central de Fukushima, disse Edano, garantindo que estão conformes aos novos padrões de exigência.

POPULAÇÃO CÉPTICA

O ministro disse ainda que vai falar pessoalmente com os autarcas da região para os convencer a aceitar com confiança a reactivação dos reactores. Mas de momento, as populações estão muito cépticas. O Japão tem um total de 54 reactores nucleares e, de momento, só um está a funcionar. Mas mesmo este será desactivado nas próximas semanas para manutenção. “É difícil compreender por que razão o Governo insiste em reactivar os reactores”, escreve hoje o grande jornal diário japonês Mainichi

Shimbun, no editorial, afirmando que são necessárias inspecções mais minuciosas. “Estudos independentes mostram que não vai haver falta de energia” no Verão, reagiu Wakao Hanaoka, activista da organização Greenpeace no Japão. “Nem a indústria nuclear, nem o Governo estavam preparados para a catástrofe de Fukushima Daiichi e hoje querem considerar a central Oi segura, sem que tenham melhorado as medidas de segurança e de emergência”, acrescentou. Para o jornal Asahi Shimbun, “não é certo que as populações aceitem o projecto”. Recentemente, a operadora da central de Fukushima, Tepco (Tokyo Electric Power Company) difundiu novas imagens que revelam a escala dos estragos num dos tanques de armazenamento de combustível usado, do reactor 3, um dos mais críticos. Uma das imagens mostra uma grua de 35 toneladas – usada para retirar barras de combustível da água de arrefecimento do tanque – caída dentro do tanque, depois de uma explosão a 14 de Março de 2011. Outra fotografia mostra uma estrutura metálica deformada, mergulhada dentro da água de uma bacia de desactivação, a uma profundidade de 11,8 metros.

FESTA DA FRUTA FOI ONTEM CELEBRADA NAS ESCOLAS DE MACAU

A actividade constituiu uma das medidas da promoção da alimentação saudável nas escolas, através da qual, se deseja que estas funcionem como base da educação da alimentação saudável, estimulando professores e alunos a valorizarem a alimentação equilibrada, comendo com alegria, diariamente, duas porções de fruta e três de vegetais.


quinta-feira 19.4.2012

vida

www.hojemacau.com.mo

13

Ninhos dos primatas são obras de engenharia, dizem cientistas britânicos

Camas resistentes made in Orangotangos

O

S orangotangos são os símios que constroem as camas mais elaboradas e duradouras. Os seus ninhos, que permanecem nas árvores da floresta tropical, no arquipélago da Indonésia, resistem mesmo quando os seus donos prosseguem viagem. Pela primeira vez, uma equipa de cientistas britânicos descobriu que estas estruturas são uma obra de engenharia complexa, a começar na forma como os orangotangos utilizam os galhos das árvores na sua construção. O estudo, publicado nesta semana na revista norte-americana Proceedings of the National Academy of Science, é da equipa de Roland Ennos, da Universidade de Manchester, no Reino Unido. 
Aparentemente há uma tradição nos grandes símios chimpanzés, gorilas, orangotangos -, para construírem ninhos complexos. “Assim que deixam de mamar, todos os grandes símios constroem ninhos quase diariamente”, explica a equipa no artigo. É um processo inato, cujo desempenho melhora quando os

indivíduos têm a oportunidade de observar um adulto a fazê-lo.

SÍMIOS RUIVOS SÃO “ENGENHEIROS”

Evitam construir os ninhos em árvores de fruto, o que pode ser uma táctica para não terem de lidar com bichos que se alimentam destes frutos durante o sono, e têm preferências por certas árvores. Diariamente, sobem a árvores com alturas entre os 11 e 20 metros e em cerca de 15 minutos deixam a sua cama pronta, às vezes com uma versão símia de almofadas e lençóis. “Vimos orangotangos a construir ninhos seguros e confortáveis dobrando, mas não partindo totalmente, ramos grossos que entrelaçavam e a torcer e arrancar ramos mais pequenos para fazer

uma espécie de colchão”, explica Roland Ennos, num comunicado. “Parece que aprenderam sobre as propriedades mecânicas da madeira e usam este conhecimento de forma hábil.”

A equipa passou um ano a observar e a filmar orangotangos-de-samatra no centro de investigação de Ketambe, no Parque Nacional de Gunung Leuser, que fica no Noroeste da ilha de Samatra, na região onde restam os últimos 6600 indivíduos da espécie Pongo abelii, criticamente em perigo de extinção.

escolha dos ramos para diferentes partes do ninho é baseada no diâmetro e na rigidez dos ramos - , defende Ennos. Os ramos maiores ficam meio partidos e continuam agarrados às árvores, enquanto os mais pequenos são completamente arrancados. 
Os resultados destas escolhas e a forma como os ramos são entrelaçados na estrutura do ninho resulta num centro que é mais flexível e numa região lateral

mais rígida. Ou seja, eles dormem numa cama que é simultaneamente confortável e segura. Para o cientista, esta descoberta tem implicações no aparecimento da inteligência, da cognição e no fabrico de ferramentas durante a evolução humana. “O nosso estudo é uma prova que o desenvolvimento destas características começaram nos símios, porque eles precisavam de compreender o ambiente mecânico e não só o ambiente social.”

Macau Sã Assado

“OUTROSONO,OUTROCONFORTO” “Os orangotangos escolhem ramos fortes e rígidos para as partes do ninho que suportam o peso, e ramos mais fracos e flexíveis para o revestimento - o que sugere que a

Navegação pelo Árctico é possível com o degelo

Sem icebergs aparecem novas rotas

C

OM o degelo no Ártico, por culpa do aquecimento global, uma nova rota está disponível para navios. Conhecida como Passagem do Nordeste ou Rota Marítima do Norte, a região tornou-se uma opção viável em diferentes épocas do ano. A afirmação está no relatório “Segurança e Transportes 1912-2012, do Titanic ao Costa Concórdia”, elaborado pela seguradora alemã Allianz. ‘’A operação de navios na região está exposta a uma série de ris-

cos, como más condições climáticas e dificuldades de comunicação, e muitos permanecerão desconhecidos por muito tempo’’, acrescenta a pesquisa.

SEM CARTAS NÁUTICAS

Chris Parry, contra-almirante reformado que actuou por 35 anos na Marinha Real Britânica, diz que a principal dificuldade da navegação na região é o facto de que o Árctico ainda é amplamente desconhecido, sem cartas náuticas elaboradas.

‘’Embora a Marinha russa tenha operações no Árctico, a região ainda é desconhecida, e não há estruturas de resgate. Conforme esta rota for mais utilizada, haverá a necessidade de usar satélites para mapeá-la’’, diz. Ex-presidente do Comité de Gerenciamento Marinho da Grã-Bretanha, Parry avalia que a Rússia, os Estados Unidos e o Canadá devem ser os três países mais interessados na importância estratégica e comercial da

região. A rota comercial marítima deve ser mais utilizada durante a próxima década. O relatório da seguradora prevê ainda que as operadoras de navios deverão construir embarcações com estruturas específicas e treino especial para a tripulação. ‘’Outros aspectos que precisam de ser considerados são as implicações de segurança, a experiência da tripulação em navegação no gelo e treino de emergência’’, acrescenta o estudo.

BEYONCÉ A SALDO • Passar um bom momento com a cantora norte-americana Beyoncé custa-lhe apenas 138 patacas. Pelo menos é o que nos informa este panfleto, encontrado nas ruas de Macau. Tenha um bom proveito... Porque Macau sã assi, mas também sã assado

*NOTA DA REDACÇÃO O Hoje Macau substituiu a rubrica “Click Ecológico” por outra, intitulada “Macau sã assado”. O desafio serve para mostrar diversos aspectos do quotidiano caricato do território. Os nossos leitores ficam assim convidados a enviar fotos para o e-mail info@hojemacau.com.mo, em assunto “Macau sã assado” e uma breve legenda. As fotos devem retratar os momentos mais engraçados e insólitos do dia-a-dia de Macau e deverão ser identificadas com o nome do seu autor.

Foto: Gonçalo Lobo Pinheiro


14

cultura

quinta-feira 19.4.2012

www.hojemacau.com.mo

PUB

Competições artísticas e gastronómicas na Doca dos Pescadores

Novas cartas na manga Aviso (N.º 270/2012) Desocupação e demolição de barraca Local: Povoação de Sam Ká, na Taipa, Barraca n.º 21-06-06-025-001 (assinalada na planta em anexo) Considerando-se a verificação factual por este Instituto, verificou-se que a barraca acima mencionada encontra-se abandonada por período superior a 60 dias consecutivos, pelo que, foi publicado em jornal o aviso n.º 162/2012 no dia 12 de Março de 2012, foram solicitados os utilizadores, Kok Kuan, Sin Hou e Ung Ngo, da barraca acima mencionada e outras pessoas para apresentação da contestação, por escrito, no prazo de 10 dias, a contar da data de publicação do aviso. Visto que as pessoas acima referidas não apresentaram a contestação, por escrito, no prazo fixado, de acordo com os termos da alínea b) do n.º 2 do artigo 10.º, da alínea e) do artigo 17.º, e dos artigos 24.º e 28.º do Decreto-Lei n.º 6/93/M, de 15 de Fevereiro, por despacho do signatário, exarado na Informação n.º 0286/DAHP/DFH/2012, de 16 de Abril de 2012, vimos por este meio informar as seguintes decisões: a) São cancelados os elementos de registo dos residentes na edificação informal acima mencionada; b) As pessoas acima referidas devem desocupar esta barraca no prazo de 30 dias a contar da data de publicação do presente aviso. A não desocupação, decorrido o prazo acima referido, as acções de desocupação e demolição serão efectuadas coercivamente pela entidade competente. Habitação, no prazo de 15 dias, a contar da data de publicação do presente aviso, esta reclamação não tem efeito suspensivo, nos termos dos artigos 148.º e 149.º, e do n.º 2 do artigo 150.º do Código do Procedimento Administrativo, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 57/99/M, de 11 de Outubro. Os utilizadores podem interpor recurso contencioso no Tribunal Administrativo, no prazo de 30 dias, a contar da data de publicação do presente aviso, nos termos do artigo 25.º do Código do Processo Administrativo Contencioso, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 110/99/M, de 13 de Dezembro.

O Presidente, Tam Kuong Man 16 de Abril de 2012

Rita Marques Ramos rita.ramos@hojemacau.com.com

O

número de visitantes a passar pela Doca dos Pescadores, em 2008 e 2009, entusiasmou a organização, com uns expressivos 5,5 milhões. No entanto, nos últimos dois anos registou-se um abrandamento de visitas ao recinto - menos um milhão. O gabinete de marketing e operações do recinto adianta que, tal facto, é consequência da menor aposta na programação cultural e de entretenimento. Este ano prometem dar mais atenção com um programa que preenche todos os meses do ano. “O nosso objectivo é criar mais actividades para trazer o público à doca e para atrair mais pessoas às cerimónias”, afiança fonte do gabinete. Por essa razão, há eventos para todos os gostos, alguns já a começar.

DARDOS LANÇADOS

Começa hoje a “Afrikana Darts Competition”, um

concurso de dardos, a ter lugar no restaurante Afrikana. Os grupos inscritos, compostos por participantes locais, vão competir entre si, ao longo de mais de quatro semanas, por um prémio final aliciante, MOP6888. Além de, claro, serem congratulados com uma taça. O segundo e terceiro classificados também não saem de mãos a abanar. Receberão, respectivamente, MOP3888 e MOP1888. A par desta actividade, tem lugar uma outra competição, desta feita, de fotografia. Todos os interessados ainda vão a tempo de registar espaços atractivos ou momentos caricatos dentro de portões da Doca dos Pescadores, podendo enviá-los para a organização (MFWmarketing@ fishermanswharf.com.mo). O “Photo Shooting Contest” vai aceitar candidaturas até 3 de Junho e as melhores fotos serão depois publicas no Facebook. Na tentativa de igualar

o sucesso do ano passado mais de 12 mil visitantes -, a organização volta a trazer o “St Paul’s Fashion Show”. Organizado em parceria com o St Paul’s College, este evento que decorrerá a 11 de Maio, vai colorir o anfiteatro romano não só com um desfile de moda infantil, mas também com competições de dança e música. O Dia da Mãe, celebrado a nível internacional a 9 de Maio, também não passou ao lado desta programação. Nos dias 12 e 13, será realizado um buffet especial para as mães que passarem pela Doca. Mais para o fim do ano, a programação promete atrair mais e mais pessoas ao recinto, com a segunda edição do Boat Show (Novembro) e o Macau Shopping Festival (Dezembro). O primeiro, que levou 76 mil visitantes à Doca no ano passado, vai ter este ano em “exposição” 30 iates, com inúmeras actividades atractivas, e alguns botes espalhados pelas ruas das docas. O Macau Shopping Festival vai ter cerca de 400 lojas participantes, que abrirão as suas portas com preços mais atractivos, ao mesmo tempo que decorrerão desfiles, sorteios, e um carnaval de magia e balões, conta o gabinete de marketing. Com eventos, a Doca dos Pescadores, segundo dados cedidos ao Hoje Macau, recebe cerca de 15 a 17 mil visitantes, em média, por semana (mais de 8 mil em semanas sem actividades) e 60 a 70 mil visitas aos fins-de-semana (cerca de mais 50 mil em finais de semana sem eventos).

PROGRAMAÇÃO • JUNHO King David Competition Dragon Boat Festival • JULHO School’s drawing competition School’s band competition The 4th Mega Sale Carnival • AGOSTO Beef Festival (data com possibilidade de alteração)

• SETEMBRO Dog’ Carnival (data com possibilidade de alteração) Latin Food Festival International Food Festival • OUTUBRO International Cultural Food Festival • NOVEMBRO II Boat Show • DEZEMBRO – II Macau Shopping Festival


quinta-feira 19.4.2012

Rita Marques Ramos rita.ramos@hojemacau.com.mo

O

S olhos das crianças devem espelhar esperança no futuro. A vida é um ciclo, e numa altura em que os recursos naturais - tão essenciais à vida humana - parecem aproximar-se da extinção, não será o princípio do fim. Lili, pintora e escultora de Macau, quer transmitir esta mensagem em “The Mother of Land - Parte 1”. O desenvolvimento científico é uma das respostas vista com bons olhos nesta exposição. “Os cientistas estão a criar invenções que colmatam a escassez de recursos, ninguém saberá o que será criado daqui em diante mas podemos ter esperança no futuro”, explica Lili, ao retratar as pinceladas de “Peripatetic”, da primeira serie Stone of Life. Mas foi “Magical Lam Epilogue”, o seu projecto de graduação em Artes Visuais, em 2007, que ditou o mote de inspira-

15

O fim do mundo não chega com o esgotamento de recursos naturais

A esperança é a última a morrer “The Mother of Land” foi ontem inaugurada no Albergue SCM. Lili é a artista de Macau responsável por esta série de obras - pinturas a óleo e esculturas - que põem fé no equilíbrio do planeta, embora a Humanidade se veja a braços com a incontornável escassez de recursos da Natureza ção para todas as restantes pinturas e esculturas desta colecção “Mãe Natureza” (em português). A história “Magical Lamp”, entre outras tradicionais chinesas, abriram-lhe horizontes desde tenra idade e fizeram-na pensar que “as crianças são o pilar do futuro, e que devem lutar pelo que querem e ter esperança no futuro”. “Mirror of Sea” faz das Ruínas de São Paulo, o mar de onde se espelham diferentes culturas. “As ruínas são

um símbolo de Macau mas lá dentro esconde-se uma mistura de culturas - portuguesa (arquitectura), chinesa, japonesa - portanto, não é só Macau, é algo mais”. E é precisamente a mistura entre a cultura chinesa e portuguesa a fonte de inspiração para novas criações embora, ressalva a artista, seja dada maior ênfase à cultura tradicional chinesa. Se esta fusão de culturas deve continuar? “Claro que sim”, afirma, sem hesitação,

“a cultura portuguesa é muito importante em Macau e deve ter continuação, deve ter seguimento com o ensino em português”.

A ECONOMIA DITA AS NOSSAS VIDAS?

“Yi Jing”, um dos mais antigos textos clássicos chineses, serviu de prólogo à segunda parte da exposição. “Story of Yi Jing” é uma compilação de narrativas que explora o valor de cada pessoa, e de como cada um pode tirar proveito da sua

Três novos livros assinalam comemorações do 10 de Junho

A comunidade em livro

O

cultura

www.hojemacau.com.mo

Instituto Internacional de Macau (IIM) vai lançar três livros sobre a história de Macau e a comunidade portuguesa na China durante as comemorações do 10 de Junho no território, revelou o seu presidente, Jorge Rangel. “Macau 1937- 1955: Os anos da guerra”, do jornalista português João Botas; uma compilação de fotografias das aguarelas e gravuras do arquitecto Gustavo da Rosa, figura macaense que foi director da escola de arquitectura da Universidade de Manitoba, no Canadá e “The Portuguese in

Xangai”, de Pacheco Jorge Silva, arquitecto radicado nos Estados Unidos, são as três obras com que o IIM irá assinalar o Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas. “Durante a segunda Guerra Mundial toda esta área geográfica foi ocupada pelos japoneses. Macau continuou a ser um oásis de paz e de alguma tranquilidade, mas sem poder fugir de todas as influências nefastas da guerra nas zonas vizinhas. Finalmente temos um livro consistente, completo, sobre um período que merece ser muito mais conhecido”,

disse Jorge Rangel sobre “Macau 1937- 1955: Os anos da guerra”. O presidente do IIM referiu também que a obra sobre Gustavo da Rosa “será um álbum que contempla as aguarelas das cidades onde viveu: Macau, Hong Kong, Winnipeg, Vancouver e outras”, enquanto “The Portuguese in Xangai” é o resultado da seleção de um conjunto de fotografias de familiares dos portugueses que se estabeleceram em Xangai, à semelhança do que o autor já tinha feito com Hong Kong, numa edição também publicada pelo IIM. - Lusa

experiência de vida. “Reborn Hope” conta como pequenas células se tornam em embriões e de como a vida sempre se renovará. “The Light of Universe” espalha uma vida brilhante, ao centro - aquilo que pode ser encarado como o sol - centro do sistema solar. Mas na realidade, representa “a vida de cada um de nós” e todos os restantes planetas, são “elementos trazidos para a vida de cada um”, conta Lili. “Temos a nossa própria estrutura mas recebemos novos elementos do mundo exterior.” O mais emblemático de todos, porque mexe com o quadro de valores de cada pessoa, é “The Journey of Spirit Stone”. No quadro podem ser vistos números que pairam sem nexo, em órbitas

intercaladas com palavras indicativas: HSBC, BNU, (Bank of) CHINA. “Isto é a nossa realidade”, diz a artista, “na nossa vida enfrentamos dificuldades económicas e os números são os símbolos da vida”, analisa Lili. “Quero deixar ao critério dos visitantes, quero que olhem para o quadro e pensem qual a importância da economia nas suas vidas, se lhes traz altos e baixos, e que prioridade tem nas suas vidas.” “Mother of Land - parte 1” apresenta, até 20 de Maio, 11 quadros e três esculturas mas não se fica por aqui, segundo a autora. Por agora, todos os interessados podem diariamente dirigir-se à Galeria A2 no Albergue SCM, entre as 12h e as 20h, excepto às segundas (entre as 15h e as 20h).


16

desporto

quinta-feira 19.4.2012

www.hojemacau.com.mo

TDM garante transmissão da Liga dos Campeões

A UEFA anunciou ontem que a TDM garantiu os direitos de transmissão da Liga dos Campeões e da Liga Europa durante o período 201215. De acordo com a União das Federações Europeias de Futebol (UEFA), no torneio da Liga dos Campeões (Champions League), a TDM vai transmitir um encontro em directo em cada noite de jogos, bem como um programa de resumos, o mesmo acontecendo na Liga Europa (Europa League). Todos os jogos serão transmitidos em Macau em sinal aberto, através do canal TDM Desporto. Segundo a UEFA, todos os direitos foram concedidos com base numa plataforma neutra, pelo que serão também explorados através da Internet e das redes móveis.

Inter disposto a abdicar de Sneijder para recuperar Eto’o

A Imprensa italiana noticiou ontem que o Inter vai tentar resgatar Samuel Eto’o ao Anzhi, no próximo verão. Segundo o “Corriere dello Sport”, o clube de Milão vai responder afirmativamente ao interesse do Manchester United em Wesley Sneijder e aceitar a transferência do holandês para Old Trafford. O objectivo é conseguir verba para recuperar Eto’o, camaronês que no verão passado foi vendido ao Anzhi por 280 milhões de patacas. O jornal italiano assegura que o avançado de 31 anos está insatisfeito no clube russo, apesar de receber um salário anual de 200 milhões de patacas – é o futebolista mais bem pago do Mundo. Desta forma, o presidente do Inter, Massimo Moratti, quer anteciparse à concorrência do Paris Saint Germain e recuperar o goleador, campeão italiano e europeu com a equipa de Mourinho.

Chelsea marca presença em torneio de futebol de sete

Glamour britânico em Hong Kong Gonçalo Lobo Pinheiro

glp@hojemacau.com.mo

O

Chelsea confirmou que virá a Hong Kong para participar no Torneio Internacional de Futebol de Sete, organizado pelo Citibank HKFC, que terá lugar de 18 a 20 de Maio. “A presença do Chelsea é uma notícia fantástica”, referiu o presidente do torneio, Tony Bratsanos. Os clubes gigantes de Inglaterra e da Escócia vão marcar presença

só poderá trazer a equipa reserva. De qualquer forma estamos a falar de jogadores que estão à beira ou já se estrearam na equipa principal”, afirmou Bratsanos. Do lado do patrocinador as expectativas também estão em alta. “Como patrocinador oficial do torneio, o nosso objectivo é trazer as equipas de elite a Hong Kong, por isso estamos muito satisfeitos que um clube do calibre do Chelsea tenha confirmado a sua presença”, disse Weber Lo, director do Citibank.

Londres2012 Atletas chineses seguem regime alimentar para evitar doping

A

100 dias dos Jogos Olímpicos de Londres2012, muitos desportistas chineses estão a seguir um regime alimentar sem carne para evitar a ingestão de substâncias interditas no código antidopagem. Pelo menos 196 atletas da Federação chinesa de desportos aquáticos, em que se inclui a natação, estão privados de carne há 40 dias, referiu o jornal Yangtze Soir. Os desportistas têm suprimido as necessidades proteicas com o consumo de peixe e

proteína em pó, especifica ainda o jornal. Nos recentes casos de contaminação de comida na China está a presença na carne de porco de clembuterol, um anabolisante que reduz a gordura, potenciando a parte muscular, mas que é prejudicial ao ser humano. A campeã olímpica de judo Tong Wen foi suspensa por dois anos em 2010, depois de ter tido um controlo positivo de clembuterol. Na quarta-feira, a judoca foi ilibada pelo Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) devido a um erro processual. A China é frequentemente abalada por escândalos de ordem alimentar e de saúde, com a descoberta de empresas de óleos de cozinha reciclados, ovos com corantes nocivos, cogumelos cancerígenos, soja coalhada ou vinho falsificado. O caso mais recente é o de comprimidos feitos a partir de uma gelatina extraída de solas de sapatos. - Lusa

“Com os outros clubes grandes que estão confirmados, teremos um fim-de-semana de entretenimento emocionante em Hong Kong.” Os ingressos para o torneio de futebol, 120 dólares de Hong Kong/por dia ou 200 pelo fim-de-semana, já estão à venda e podem ser adquiridos on-line em www. hkticketing.com ou ligando para o HK Ticketing hotline (+852 3128 8288). Os titulares de qualquer cartão de crédito Citibank usufruem de 40% de desconto sobre o preço dos bilhetes.

Federação turca de futebol não coloca de parte a hipótese

Carne é que não

Pepe desresponsabiliza Coentrão do segundo golo em Munique O central luso-brasileiro Pepe considera que o Real Madrid tem todas as condições de virar o resultado desfavorável (1-2) de Munique e passar à final da Liga dos Campeões. “Queríamos ganhar a todo o custo, mas não foi possível. Perdemos um jogo que tínhamos bem encaminhado mas temos qualidade para passar no Bernabéu, onde tudo pode acontecer”, disse Pepe citado pela Marca. O Real Madrid sofreu o segundo golo na recta final, num lance em que foram atribuídas responsabilidades a Fábio Coentrão: “Ele não teve a culpa. Estava sozinho com dois ou três adversários e não foi uma falha individual. Todos tivemos culpa nessa jogada.”

no evento. Para além do Chelsea, Newcastle, Aston Villa, Sunderland, Celtic e Rangers, bem como West Ham e Leicester City, tornam o torneio de futebol mais forte. “Esta é uma oportunidade de ouro para os fãs destes clubes que vivem em Hong Kong. Algumas das estrelas terão presença no território.” No caso do Chelsea, o clube londrino será representado pelas reservas onde evoluem muitos jogadores que já contam com algumas presenças em jogos da equipa principal. “O Chelsea referiu que

Um dia, Carvalhal T

RABALHOU com Carlos Carvalhal durante perto de oito meses, tempo mais do que suficiente para Cengiz Zulfikaroglu poder avaliar o trabalho desenvolvido pelo treinador português, no Besiktas. Falamos de um ex-director para o futebol do clube de Istambul, e um dos atuais vice-presidentes da Federação Turca, cargo que aceitou após ter sido convidado por Yýldýrým Demiroren, novo presidente do organismo - durante oito anos, entre 2004 e Fevereiro de 2012, Demiroren foi o homem forte do Besiktas. Saudades. É a primeira palavra que vem à cabeça do dirigente quando se fala em Carvalhal. E não é o único. “Na Turquia, quando chega um treinador ou jogador estrangeiro, já é habitual terem direito a recepções apoteóticas no aeroporto de Istambul. O que não é normal é quando alguém vai embora acontecer precisamente o mesmo. Ora, isto quer dizer qualquer coisa. Recordo-me que quando Carlos Carvalhal partiu tinha perto de 400

adeptos do Besiktas à sua espera para lhe agradecerem e desejarem boa sorte”, refere ao jornal A Bola.

“TROUXE GLÓRIA PARA O BESIKTAS”

A época na Turquia ainda não terminou – joga-se o play-off de apuramento de campeão, entre Galatasaray, Fenerbahçe, Besiktas e Trabzonspor – mas Cengiz Zulfikaroglu não tem dúvidas em eleger o ponto alto da temporada, obviamente no que ao Besiktas diz respeito. Palavras nobres com Carvalhal em ponto de mira. “Carlos trouxe glória para o Besiktas, mesmo nada tendo ganho. Conseguiu um feito incrível e inolvidável para o futebol turco, vencer uma fase de grupos de uma competição da UEFA, no caso a Liga Europa, algo inédito no nosso país. No início, quando chegou, houve alguma desconfiança em relação a ele, depois, com o passar do tempo, até a imprensa teve de se render à qualidade do seu trabalho. Espero, sinceramente, que volte, deixou saudades”, finalizou o dirigente.


quinta-feira 19.4.2012

[ ] Cinema

futilidades

www.hojemacau.com.mo

17

Cineteatro | PUB SALA 2

MACHINE GUN PREACHER [C] Um filme de: Marc Forster Com: Gerard Butler, Michelle Monaghan 14.30, 16.30, 21.30

TITANIC [3D] [B]

Um filme de: James Cameron Com: kate Winslet, Leonardo Di Caprio 18.30

MACHINE GUN PREACHER

SALA 3

DARK FLIGHT [3D] [C]

SALA 1

BATTLESHIP [C]

Um filme de: Peter Berg Com: Taylor Kitsch, Brooklyn Decker 14.30, 16.45, 19.15, 21.30

Aqui há gato

(Falado em thai & english, com legenda em chinês) Um filme de: Isara Nadee Com: Macha Wattanapanich, Peter Knight 14.15, 21.30

VERTICAIS: 1-Imensidão (Fig.). Oitavos. 2-Antiga nota musical. O m. q. danubiano. 3-Corcovados. Produto anual que se tira de bens imóveis. 4-Afeição profunda de uma pessoa a outra. Relativo aos dias de semana. 5-A parte mais carnuda da perna da rês. Arriscar ao jogo. Parta. 7-Terreiro, praça. Nota música. 8-Nome de mulher. Traje para solenidades. 9-Flutuai. Vasos onde se depositavam as cinzas dos mortos. 10-Conhecimento das doenças, por observação dos seus sintomas. Condição. 11-Naipe das cartas de jogar. Solto. ais, gemo.

SOLUÇÕES DO PROBLEMA

Su doku [ ] Cruzadas

HORIZONTAIS: 1-Partida rápida e precipitada. Torno lindo. 2-Vagar, osacião. Coube em sorte. 3-Perfeita. Labutar. 4-Bolo de farinha e sal, usado pelos Romanso nos sacrifícios. Género de mamíferos da ordem dos prosímios. (Zool.). 5-Chefe político na Etiópia. Terrenos onde se cultivam flores para adorno (pl.). 6-Descanso, feriado. 7-O m. q. orégão (planta). Está acostumado. 8-Antigas habitantes da Ibéria. Rebanho de gado miúdo. 9-Tremer com frio, medo ou fome. (Pop.). Ilha de Ingalterra. 10-Porção de água do mar, que se eleva. Povoações de maior categoria que as aldeias. 11-Soalheira. Pessoas notáveis.

[Tele]visão TDM 13:00 13:30 14:30 19:00 19:30 20:30 21:00 21:30 22:15 23:00 23:35 23:50 00:40 01:15 01:45 02:55 05:00

TDM News - Repetição Jornal das 24h RTPi DIRECTO Montra do Lilau (Repetição) Amanhecer Telejornal TDM Talk Show Castle Passione TDM News Resumo Liga dos Campeões Herman 2012 Reportagem Sic Telejornal (Repetição) RTPi DIRECTO Liga Europa: Sporting - Atlético de Bilbao (Directo) RTPi DIRECTO INFORMAÇÃO TDM

RTPi 82 14:00 Telejornal Madeira 14:30 Gostos e Sabores 15:00 Poplusa 16:00 Bom Dia Portugal 17:00 O Elo Mais Fraco 18:00 Vingança 19:00 Tempos Modernos RTPi 19:20 Os Compadres 20:00 Jornal Da Tarde 21:20 O Preço Certo 22:00 Surf Total 22:30 Solidários Até à Medula ESPN 30 13:00 15:00 15:30 16:00 19:00 19:30 20:00 20:30 21:00 22:00

FIG World Cup Artistic Inside WTCC FIA World Touring Car Championship 2012 MLB Regular Season 2012 Minnesota Twins vs. New York Yankees (Delay) Baseball Tonight International 2012 (LIVE) Sportscenter Asia 2012 ABL 2012 Weekly H/L The Contenders Republic of Ireland vs. Euro Beach Soccer League Superfinal Portugal vs. Italy Sportscenter Asia 2012

22:30 23:00 23:30

ABL 2012 Weekly H/L Global Football 2011 Euro Beach Soccer League Superfinal Portugal vs. Italy

STAR SPORTS 31 13:00 Mobil 1 The Grid 2012 13:30 (LIVE) Volvo China Open Day 1 17:30 Smash 2012 18:00 Inside Grand Prix 2012 18:30 FA Classics 1996/97 FA Cup Semifinal Middlesbrough vs. Chesterfield 19:30 WTA Barcelona Ladies Open 21:00 Total Rugby 21:30 (LIVE) Score Tonight 2012 22:00 Global Football 2011 22:30 2 Wheels 23:00 (Delay) Volvo China Open - Highlights Day 1 FOX MOVIES 40 12:30 127 Hours 14:10 X-Men: The Last Stand 15:55 Father Of The Bride Part Ii 17:45 The House Bunny 19:25 Are We Done Yet? 21:00 Percy Jackson & The Olympians 23:00 You Don’T Mess With The Zohan 00:50 Homeland HBO 41 12:00 13:40 15:00 16:05 17:50 20:10 22:00 00:00

Bloodworth Universal Soldier Luck St. Elmo’S Fire Apollo 13 Gattaca Xxx The Devil’S Advocate

CINEMAX 42 12:45 14:15 16:00 18:30 20:15 22:00 23:40

The Guardian Dante’S Peak The Night Of The Generals Stripes Hard Target Hunt To Kill Cherry Falls

HORIZONTAIS: 1-FUGA. ALINDO. 2-TEMPO. SAIU. 3-M. BOA. LIDAR. 4-ADOR. GALAGO. 5-RAS. JARDINS. 6-N. FOLGA. O. 7-OUREGÃO. USA. 8-IBERAS. GREI. 9-TINIR. MAN. O. 10-ONDA. VILAS. 11-SOALHA. ASES. VERTICAIS: 1-F. MAR. OITOS. 2-UT. DANUBINO. 3-GEBOS. RENDA. 4-AMOR. FERIAL. 5-PA. JOGAR. H. 6-AO. GALÃS. VA. 7-L. LARGO. MI. 8-ISILDA. GALA. 9-NADAI. URNAS. 10-DIAGNOSE. SE. 11-OUROS. AIO. S.

À VENDA NA LIVRARIA PORTUGUESA OUTRA VIDA • Rodrigo Lacerda São 7h15 da manhã. Um homem, uma mulher e uma criança esperam na rodoviária o momento de embarcar na camioneta que os levará de volta à pequena cidade de onde vieram. Foram expulsos da capital pelos fantasmas do passado e pelas deformações do seu projeto comum. O marido, ligado a um escândalo de corrupção, agarra-se ao amor da filha e espera uma vida melhor. A mulher não se conforma com ter de abandonar o que conquistou. Enquanto esperam a hora da partida, os conflitos de cada um emergem de forma silenciosa e dramática, e o frágil equilíbrio que os mantém unidos ameaça ruir a qualquer momento. Outra Vida é um romance surpreendente sobre o relacionamento amoroso e uma narrativa que - a partir dos dilemas éticos e sociais de uma família - expõe magistralmente as encruzilhadas do mundo contemporâneo.

REGRAS |

Insira algarismos nos quadrados de forma a que cada linha, coluna e caixa de 3X3 contenha os dígitos de 1 a 9 sem repetição SOLUÇÃO DO PROBLEMA DO DIA ANTERIOR

O HORIZONTE • Patrick Modiano O Horizonte - um horizonte carregado de esperança que faz deste romance belíssimo uma obra peculiar dentro do universo hipnótico de Patrick Modiano. Jean Bosmans, um homem frágil perseguido pelo fantasma da mãe, recorda a sua juventude e as pessoas que entretanto perdeu. Sobretudo a enigmática Margaret Le Coz, a jovem mulher por quem se apaixonou nos já longínquos anos 60 e que um dia misteriosamente desapareceu. Quarenta anos depois, Bosmans parte à procura desse amor que a memória teimosamente conservou. RUA DE S. DOMINGOS 16-18 • TEL: +853 28566442 | 28515915 • FAX: +853 28378014 • MAIL@LIVRARIAPORTUGUESA.NET

COMER COM MAIS SEGURANÇA A resolução apresentada na terça-feira pelo Governo para garantir a máxima segurança sobre o que andamos a comer fora de portas é a solução que há muito faltava, principalmente numa cidade que se assume como “centro de turismo”. Como meros frequentadores dos restaurantes de esquina, todos sabemos que a higiene não é uma palavra muito comum por essas bandas. Fuma-se nas cozinhas, cortam-se as unhas perto dos tachos da comida e o chão é lavado com água suja quando cai a noite e mais um dia de negócio se encerra. Outro dia assustei-me: passeava por um supermercado quando vi um rato cair mesmo à minha frente, nem sei bem de onde. Mas ele caiu. Não importa se estamos perante comportamentos culturais ou não: quando temos um estabelecimento aberto para os outros, há regras universais a manter. A nova lei sobre segurança alimentar pretende reunir esforços e trabalhos num só organismo, o IACM, que já prometeu reforçar o número de funcionários. Resta agora esperar que a entidade tutelada por Raymond Tam faça ainda mais do que tem feito até aqui na fiscalização. Mais do que fiscalizar fornecedores, restaurantes e supermercados, é importante olharmos para a moldura penal. Tirando o que já consta no Código Civil, a proposta de lei vai aumentar as penas de três para cinco anos, o que nos deixa mais descansados. Em conferência de imprensa realizada no Verão do ano passado, o IACM disse que 39 restaurantes com infracções graves continuavam por ver, enquanto o historial regras violadas apontava para 46 estabelecimentos. E não podemos esquecer o episódio ocorrido num restaurante situado no edifício do Centro Internacional, onde uma explosão provocou 13 feridos no ano passado. É tempo do Governo ver quem faz o quê no meio desta história que, um dia, poderá ter contornos ainda mais graves. A criação de uma lei que organize o sistema é fundamental. Espera-se agora que não se demore séculos a pôr o diploma cá fora. Para bem dos cidadãos e de quem nos visita. Pu Yi


18

publicidade

www.hojemacau.com.mo

quinta-feira 19.4.2012


quinta-feira 19.4.2012

opinião

www.hojemacau.com.mo

Carlos M. Cordeiro

19

da estrela

Os trapos já não são velhos

A

QUI pela nossa querida serra da Estrela a neve voltou a cair em pleno Abril. Normalmente gela os campos, mas desta vez trouxe uma gélida batuta direccionada à orquestra dos idosos. O Tio Manel, proprietário do café da vila, tem assistido aos desabafos. O Ambrósio que toda a vida trabalhou numa fábrica cuja indústria têxtil tinha como objectivo a transformação de fibras em fios, de fios em tecidos e de tecidos em peças de vestuário, viu aos 56 anos encerrar a unidade fabril. O Baltazar tem 58 anos e é o indivíduo que vi a percorrer mais quilómetros incessantes com o intuito de arranjar qualquer trabalhinho. O Contreiras tem 61 anos e é um dos frequentadores do café do Tio Manel mais assíduos, um homem triste, reservado, de muito poucas falas, parece tentar encontrar no ecrã do televisor um certo modo de sobrevivência que somente existe na sua imaginação. O Custódio, da Fonte Velha, tem uma visão amargurada da vida, mas optimista. Joga às cartas, bebe muito, mas diz não desistir de encontrar um trabalho numa qualquer serralharia que é a sua especialidade. O Serôdio é político, extrovertido, sem papas na língua, enfrenta - através dos seus dizeres - toda a classe política que nos governa. É contundente, sabedor até dos direitos dos trabalhadores e apologista de

Qual, trabalho, qual trapaça? Onde é que está um país economicamente estável para que os seus cidadãos possam ter uma reforma aos 67? Nesta realidade humana a certeza é só uma: afinal, já nem os trapos são velhos...

manifestações contra os “exploradores” do povo, como ele tem gosto em referir. O Zé Alberto tem 64 anos e, nos últimos tempos, tem andado mais animado, alvitrando para quem o queira ouvir de que a sua reforma está à porta para descanso dos seus pecados. A dona Gertrudes com 62 anos anda de porta em porta na tentativa que alguém lhe diga para entrar, a fim de levar a cabo uma limpeza do solar, o que só acontece em Julho quando os emigrantes começam a chegar para férias. A dona Albertina, nos seus 64 anos, ocupa a maioria do seu tempo, sentada junto do umbral da porta, a costurar uns naprons, os quais vai vendendo pela vizinhança. Este panorama humano que vos apresento tem características comuns: estão desempregados e ainda não são reformados. Vegetam pelo mundo que os rodeia e aguardam por

qualquer coisa que nem sabem bem o que seja e que lhes modifique um pouco da precariedade da sua vivência. Mas, esta semana, tiveram uma surpresa noticiosa que lhes atravessou o coração de lado a lado. Alguns deles ficaram com a respiração suspensa diante do televisor do café do Tio Manel e não queriam acreditar: “Ah!... Logo agora que estava mesmo à beira de poder melhorar um pouco esta vida desgraçada com uma reformazita é que esta malandragem vai aumentar o tempo da reforma para os sessenta e sete anos!”. Assim, dura e crua, uma realidade governamental, possivelmente mais uma, para agradar à troika. Para os milhares de portugueses que estavam à beira dos 65 anos e que se arrastam por cabeços e vales, ruas e avenidas, a aguardar a tão ambicionada reforma, o balde de água fria foi enorme caindo da cabeça aos pés, como chuva gélida de Inverno. Para toda esta gente - na interpretação do Governo - a velhice ainda é tempo de tropa, de carregar os fardos, de semear o milho, de reparar o tractor, de vender o leite, o queijo e manteiga de aldeia em aldeia, de caminhar para a feira a fim de vender os produtos do patrão. Qual, trabalho, qual trapaça? Onde é que está um país economicamente estável para que os seus cidadãos possam ter uma reforma aos 67? Nesta realidade humana a certeza é só uma: afinal, já nem os trapos são velhos...

Propriedade Fábrica de Notícias, Lda Director Carlos Morais José Editores Nuno G. Pereira; Gonçalo Lobo Pinheiro Redacção Andreia Sofia Silva; Cecilia Lin; Joana Freitas; José C. Mendes; Rita Marques Ramos Colaboradores António Falcão; António Graça de Abreu; Carlos Picassinos; Hugo Pinto; José Simões Morais; Marco Carvalho; Maria João Belchior (Pequim); Michel Reis; Rui Cascais; Sérgio Fonseca; Tiago Quadros Colunistas Arnaldo Gonçalves; Boi Luxo; Carlos M. Cordeiro; Correia Marques; Gonçalo Alvim; Helder Fernando; Jorge Rodrigues Simão; José Pereira Coutinho, Marinho de Bastos; Paul Chan Wai Chi; Pedro Correia; Peng Zhonglian; Vanessa Amaro Cartoonista Steph Grafismo Catarina Lau; Paulo Borges Ilustração Rui Rasquinho Agências Lusa; Xinhua Fotografia António Falcão, Gonçalo Lobo Pinheiro; Lusa; GCS; Xinhua Secretária de redacção e Publicidade Madalena da Silva (publicidade@hojemacau.com.mo) Assistente de marketing Vincent Vong Impressão Tipografia Welfare Morada Calçada de Santo Agostinho, n.º 19, Centro Comercial Nam Yue, 6.º andar A, Macau Telefone 28752401 Fax 28752405 e-mail info@hojemacau.com.mo Sítio www.hojemacau.com.mo


quinta-feira 19.4.2012

www.hojemacau.com.mo

c a r t o on Itália Professora sexy fecha escola

PAZ FRÁGIL

por Steff

Birmânia Suu Kyi viaja em Junho

Michela Roth, a professora italiana que posou para um calendário sexy da Harley Davidson, vai fechar a escola em Junho por falta de alunos porque as mães destes a acharam “demasiado sexy” para ensinar os seus filhos. Italiana de origem americana, Michela Roth, de 38 anos, era professora e directora de uma escola préprimáriaem Castello di Serravalle, uma povoação de 5000 habitantes perto de Bolonha. Tudo corria bem até ao dia em que as mães das crianças descobriram no Facebook as fotografias que Michela tirara para um calendário sexy da Harley Davidson. E o escândalo rebentou.

Ex-ministro inglês acusado de tortura

O ex-ministro dos Negócios Estrangeiros britânico Jack Straw está a ser acusado por um antigo comandante rebelde líbio de ter sido cúmplice na sua captura e entrega por agentes da CIA ao regime de Muammar Khadafi, às mãos do qual diz ter sido vítima de “tortura, agressões e tratamento desumano”. Abdel Hakim Belhaj, que liderava em 2004 o Grupo de Luta Islâmico da Líbia (então considerado próximo da Al-Qaeda pelas autoridades britânicas), sustenta ter sido detido por agentes norte-americanos junto com a mulher, Fatima Bouchar, em Banguecoque, quando tentavam chegar ao Reino Unido para pedir asilo político depois de vários anos de exílio devido à sua oposição a Khadafi. Daí foram levados de avião para a Líbia.

A líder da oposição birmanesa, Aung San Suu Kyi, poderá deslocar-se à Noruega em Junho para receber o seu prémio Nobel da Paz de 1991. O anúncio da viagem foi feito em Oslo e ainda não foi confirmado pela própria, mas Suu Kyi pediu um passaporte, que por enquanto não lhe foi entregue. A notícia da possível deslocação a Oslo é um momento de grande simbolismo, já que a dirigente birmanesa foi até agora impossibilitada de se deslocar ao estrangeiro, ou por estar presa ou por temer que o regime militar a forçasse ao exílio.

DSEJ quer aumentar educação sexual entre jovens

Sexo à hora do jantar Cecília Lin

info@hojemacau.com.mo

A

NTIGAMENTE, conversas sexuais eram proibidas à mesa e os filhos não tinham qualquer tipo de abertura para falar com os pais sobre estes assuntos. Mudam-se os tempos e mudam-se os hábitos. Professoras das escolas de Macau têm dado conta de um número cada vez maior de preservativos descartados nas casas de banho e há notícias

crescentes de crimes sexuais a envolverem menores. A Direcção dos Serviços de Educação e Juventude (DSEJ) está de olho nas novas tendências sociais e pretende lançar um conjunto de acções para reduzir a incidência de crimes sexuais entre menores. Para já, o organismo convidou especialistas de Taiwan para dar formação sobre educação sexual a docentes no Centro de Educação Moral. O curso, que é direccionado a professores do ensino básico e secundário, equipa médica das

escolas, conselheiros estudantis e assistentes sociais, começa a 11 de Maio e terá uma carga horária de 36 horas. Mas até agora ainda há 60 vagas em aberto. Segundo a DSEJ, o objectivo é desmitificar o tabu em torno da palavra sexo, ou seja, explicar aos jovens que as relações sexuais fazem parte da vida dos seres humanos e que não há nada de mal nisso. O Governo acredita, contudo, que o assunto também é da responsabilidade dos pais, que tem de puxar pela conversa dentro de casa.

Número de portugueses nos hotéis de Macau quase duplica

Ricos viajantes

Breivik recebe cartas de simpatizantes de todo o mundo

O assassino de extrema-direita, Anders Behring Breivik, que está a ser julgado em Oslo pelos ataques a 22 de Julho passado na Noruega, onde matou 77 pessoas, mantém contacto com simpatizantes de todo o mundo através de cartas que estes lhe enviam para a prisão. “Estas cartas são declarações inequívocas de apoio, de pessoas com os mesmos valores e pontos de vista políticos. Nas cartas os simpatizantes usam a mesma linguagem e terminologia que Breivik”, afirmou o psiquiatra Terje Torrissen que efectuou ao assassino um segundo estudo da mente.

A

hotelaria de Macau recebeu em Fevereiro 939 hóspedes portugueses, o que representa um aumento de 94% face aos 484 registados em período homólogo em 2011, segundo dados divulgados pela Direcção dos Serviços de Estatística e Censos. Os dados indicam que os hotéis de cinco estrelas receberam o maior número de hóspedes, 457, o que representa

Ciclone

um crescimento de 94%, face aos 279 recebidos em Fevereiro de 2011. Nos dois primeiros meses, o número de clientes na hotelaria portuguesa teve um crescimento de 48%, ou de mais 492 hóspedes, para 1518. Por categorias, os hotéis de cinco estrelas voltaram a concentrar a maioria de clientes portugueses, 716, mais 102 do que em período homólogo em

2011, seguido dos quatro estrelas com mais 253 hóspedes, ou seja um total de 506. As pensões tiveram 15 clientes, mais dois que em período homólogo em 2011. A estada média de portugueses na região, no entanto, registou uma quebra, tanto em Fevereiro (de 2,6 noites em 2011 para 2,0 este ano), como nos dois primeiros meses, em que caiu de 2,5 noites para 2,0 este ano.

Não é fácil dar férias ao pensamento. POR FERNANDO

EUA Vídeo de autista torturado choca mundo Um autista de 18 anos foi torturado com choques eléctricos durante sete horas, numa escola do ensino especial nos EUA. André McCollins foi, ainda, privado de comida e bebida. O vídeo, com imagens que podem ferir os mais sensíveis, chegou agora à opinião pública, após longa batalha jurídica. André McCollins recusou tirar o casaco ao chegar à Escola do ensino especial Juiz Rotemberg, em Canton, no estado norteamericano de Massachusets. Em poucos segundos, um funcionário agiu, aplicando um choque eléctrico, que caiu no chão, contorcendo-se e gritando de dor. A recusa em despir o casaco continuou e os choques multiplicaram-se. A sessão durou cerca de sete horas.

Mauritania Corpos sob as asas de avião

Os corpos de duas pessoas foram descobertos na fuselagem de um avião de carga que chegou ao aeroporto da capital mauritana proveniente de Uagadugu, capital do Burkina Faso. Os corpos estavam debaixo de uma das asas do avião e estáse à espera da chegada do delegado do Ministério Público, que deverá constatar os factos antes de começar a investigação. As autoridades da Mauritânia detiveram recentemente mais de 700 estrangeiros que residem no país de forma ilegal, na sua maioria oriundos de países subsarianos. A Mauritânia é um dos principais países de destino dos emigrantes subsarianos, que aí procuram emprego ou uma forma de chegar à Europa.

Hoje Macau 19 ABR 2012 #2593  

Edição do Hoje Macau de 19 de Abril de 2012 • Ano X • N.º 2593

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you