Issuu on Google+

UM PAÍS, DOIS SISTEMAS CENTRAIS

AGÊNCIA COMERCIAL PICO • 28721006

PUB

De um lado, está o povo, a dignidade de quem trabalha, as empresas que querem produzir; do outro, estão os devoristas, a partidocracia, a justiça corrupta. Os portugueses acordaram e tomaram a rua que ainda é sua. No sábado, Portugal deixou de ter medo de existir.

PUB

MOP$10

DIRECTOR CARLOS MORAIS JOSÉ • SEGUNDA-FEIRA 17 DE SETEMBRO DE 2012 • ANO XII • Nº 2696

TEMPO POUCO NUBLADO MIN 23 MAX 30 HUMIDADE 40-80% • CÂMBIOS EURO 9.3 BAHT 3.7 YUAN 0.7

Instituto da Habitação revela ajudas a proprietários nas obras de edifícios

Em seis anos gastaram-se 246 milhões de patacas

Tam Kuong Man, presidente do IH, realçou que o valor despendido ao abrigo do Fundo de Reparação Predial abrangeu 2.241 beneficiários. PÁGINA 5

RÉUS SÃO ACUSADOS DE SUBORNAR AO MAN LONG

Julgamento começa hoje sob fortes críticas do advogado Neto Valente PÁGINA 3

ESTUDO DIZ QUE TURISTAS LIGAM POUCO

Vêm aí (ainda) mais cartazes contra o tabaco PÁGINA 5

NÃO HOUVE EXPLICAÇÕES OFICIAIS

Xi Jinping reaparece após ausência de 15 dias PÁGINA 7

A TRÊS MESES DE SAIR

Wan Kuok Koi vai ser vigiado pela Polícia Judiciária? PÁGINA 6


2

política

segunda-feira 17.9.2012

www.hojemacau.com.mo

Governo reitera que troca de terrenos com Macau Land Developments foi pelo interesse público

Mais fluidez no trânsito no fim do ano Joana Freitas

joana.freitas@hojemacau.com.mo

D

OIS dias depois de ter sido noticiado pelo Hoje Macau que a Macau Land Developments Limited desistiu de um terreno em troca de outro a favor da Administração, o Governo emitiu um comunicado onde vem reiterar que o negócio foi feito em prol do interesse público. O anúncio da troca foi publicado em Boletim Oficial. O Governo recebeu um terreno com 1.240 metros quadrados, no valor de 16.779.803 patacas e doou um outro, com 896 metros quadrados, de valor igual. Como já tinha sido frisado pelo Hoje Macau na quarta-feira, e segundo o despacho, a negociação com a concessionária foi “longa” (desde 2005), mas conseguiu-se chegar a acordo. A Administração sentiu, contudo, necessidade de repetir a razão do negócio. “Por motivo de interesse público, veio ultimamente a concessionária entregar uma parcela de terreno situado na Avenida do Almirante Lacerda, que revertido à posse da RAEM para a execução do prolongamento da Avenida do Ouvidor Arriaga e de um acesso viário de ligação entre o Bairro do Fai Chi Kei e o Patane, vai aumentar a fluidez do trânsito envolvente. E juntamente com a parcela de terreno com uma área de cerca de 400 m2, que foi também ultimamente entregue por força dos novos alinhamen-

tos pela concessionária e que foi revertida à posse da RAEM, veio então a concessionária, por outras palavras, desistir da concessão do terreno afecto à finalidade mista (habitação e comércio) de modo a articular com as obras de infra-estruturas da Administração, em troca da concessão a seu favor de um outro terreno com uma área de 896 m2.” Nesse terreno pode vir a ser construído um prédio de 21 andares.

PRÉDIOS DEMOLIDOS

A Macao Land Developments foi representada por Paulo Ho, bastante falado em 2007 por ser accionista na Many Town Company Limited, uma empresa de Hong Kong que tem também como dono o ex-chefe do Executivo Edmund Ho. Como foi uma troca de terrenos a favor do “interesse público”, houve dispensa de concurso. A sociedade já terá limpo o terreno da Avenida do Lam Mau, onde tinha dois prédios construídos. “A concessionária do terreno, após as negociações realizadas com a Administração, procedeu à demolição e desocupação dos edifícios construídos e depois vai entregar à RAEM para a execução do acesso viário. A obra viária teve início em meados de Julho do corrente ano e compreende sobretudo a execução dum acesso viário de 4 faixas de rodagem em ambos os sentidos. A obra poderá o mais rápido possível estar concluída em finais do corrente ano.”

Caso Ao Man Long Frederico Nolasco da Silva em liberdade condicional

O

Meia sentença cumprida e passaporte devolvido

ex-administrador da Companhia de Sistemas de Resíduos de Macau, Frederico Nolasco da Silva, já saiu da prisão e está em liberdade condicional, em Portugal. A notícia foi avançada na sexta-feira pela Rádio Macau, que cita fontes anónimas. O empresário foi condenado por corrupção activa a seis anos de prisão e cumpriu parte da pena na prisão da Carregueira, em Queluz. Frederico Nolasco da Silva estará em liberdade condicional desde o fim de Julho, mas o passaporte foi-lhe devolvido, pelo que não está impedido de viajar. O empresário de Macau co-

meçou a ser julgado em 2008, num processo ligado ao do ex-secretário Ao Man Long, e foi acusado de ter subornado o antigo secretário dos Transportes e Obras Públicas. Em tribunal, admitiu ter feito um pagamento a Ao Man Long e praticado um “acto ilegal”, mas alegou que só o fez por muita insistência do ex-secretário. O julgamento no Tribunal Judicial de Base terminou com uma condenação a 10 anos de prisão, mas Nolasco da Silva recorreu da sentença e conseguiu ver a pena diminuída para seis anos de prisão, tendo ainda sido absolvido do pagamento de uma

indemnização de 30 milhões de patacas.

PRIMEIRO COM PENA

Frederico Nolasco da Silva ainda cumpriu um ano de prisão no Estabelecimento Prisional de Macau, mas depois obteve autorização para ser transferido para Portugal. Durante o período de detenção, veio a Hong Kong para depor no julgamento em que foram condenados outros dois empresários, num processo ligado a Macau e a Ao Man Long. Ao todo, cumpriu três anos e meio de pena. Foi o primeiro empresário a cumprir pena no âmbito do caso Ao Man Long.


segunda-feira 17.9.2012

política

www.hojemacau.com.mo

3

Julgamento de empresários de Hong Kong acusados de subornar Ao Man Long começa hoje

Neto Valente aponta falhas ao tribunal

F

RANCIS Tam diz que a posição do Governo face à política da gestão do jogo é clara: todos os pedidos de concessão de terrenos para as operadoras feitos depois de 2008 não serão aceites. “Se as seis operadoras de jogo precisam de terrenos para instalar novos casinos, os pedidos deveriam ter sido apresentados ao Governo antes da aplicação da política de gestão do jogo em 2008, caso contrário, o Governo não irá ponderar o assunto”, reiterou o secretário para a Economia e Finanças. Francis Tam afirmou ainda que, até 2013, o número total de mesas de jogo em Macau manter-se-á abaixo de 5.500 e, posteriormente, a média anual de aumento não poderá ultrapassar os 3%. As declarações surgem depois de Lawrence Ho, da Melco Crown, ter afirmado que o jogo é “uma componente importante” para o novo projecto Macau Studio City, onde por várias vezes foi dito pelo Executivo que não ia haver mesas, versão desmentida por fontes ligadas ao sector. “O Studio City, Wynn Cotai e a segunda fase da Galaxy – estamos todos no mesmo processo”, frisou Lawrence Ho à TDM. “Todos temos de pedir à Direcção de Coordenação e Inspecção de Jogos as mesas de jogo. Ninguém tem ainda aprovadas mesas nesta fase, estamos todos na mesma situação, mas o Governo sabe perfeitamente que, devido ao investimento, no Studio

total, são oito pessoas chamadas a tribunal, incluindo Lau e Lo. Os dois empresários são acusados de oferecer 20 milhões de dólares de Hong Kong a Ao Man Long para a adjudicação dos terrenos em frente ao aeroporto. Neto Valente assume que al-

HOJE MACAU

C

OMEÇA hoje no Tribunal Judicial de Base (TJB) o julgamento dos dois empresários de Hong Kong, Steven Lo e Joseph Lau, constituídos arguidos em mais um dos processos conexos ao escândalo de corrupção Ao Man Long. A audiência pode vir a ser, contudo, adiada. Segundo o South China Morning Post, que cita Jorge Neto Valente, advogado de Macau que defende Steven Lo, a defesa quer adiar o julgamento porque não terá recebido os documentos de acusação e algumas testemunhas importantes não foram avisadas da audiência ou mesmo impedidas de testemunhar. O número de arguidos poderá ser também um problema, já que o horário é apertado. No

guns dos arguidos poderão faltar, mas há outros entraves: a juíza Alice Costa estará doente e de baixa há uma semana. O TJB não terá deixado uma testemunha “crucial” depor num tribunal estrangeiro, acusou ainda Neto Valente ao SCMP, e um oficial

de Macau, que iria testemunhar, não está no território neste momento. Ainda assim, a audiência de julgamento permanece marcada para hoje, às 9h15 no TJB, sendo apenas possível perceber o que pode vir a acontecer na sala do tribunal.

Chinese Estates Holdings interpõe recurso Estão entregues ao Tribunal de Segunda Instância (TSI) os documentos que servirão para que a Chinese Estates Holdings interponha recurso contra o Governo de Macau. Em declarações à Rádio Macau e ao South China Morning Post, Neto Valente – que representa a empresa – afirmou que a Moon Ocean apresentou recurso contencioso da decisão do Governo, que declarou

nula a concessão dos terrenos onde estava a ser construído o La Scala. “O recurso da sociedade Moon Ocean contra o despacho do Chefe do Executivo que declarou a nulidade dos despachos anteriores, de 2006, que tinham concedido os terrenos ao concessionário, à Moon Ocean, já foi interposto para o Tribunal de Segunda Instância, como manda a lei”, explicou à Rádio

Macau. “Já está entregue e agora seguirá o seu caminho normal.” O advogado realça que os prejuízos não são só para a empresa e para Joseph Lau e Steven Lo, mas também para os investidores que confiam na empresa. As decisões do Governo “fazem com que as pessoas não saibam se podem ter confiança numa Administração que procede desta maneira”.

Recusa pedidos de operadoras para terrenos, feitos depois de 2008

Governo controla crescimento do jogo City – que é igual ao do City of Dreams – o jogo seria uma componente importante.”

MUDANÇA DE MESAS

Francis Tam explicou que qualquer operadora

do jogo pode apresentar pedidos de abertura de casinos aos serviços responsáveis pela inspecção do jogo, se considerar que corresponde às disposições exigidas. E sublinha que as

autoridades competentes irão apreciar os pedidos consoante as directrizes da política do Governo definida há quatro anos. Em 2008 foi precisamente quando a Socie-

dade de Jogos de Macau apresentou o pedido para o novo projecto no Cotai, mas nada ainda foi decidido pelo Executivo. Ambrose So, director-executivo da sociedade,

pede celeridade no processo ao Executivo e anuncia que a SJM pretende transferir pelo menos 600 mesas de jogo dos seus casinos de Macau para o que poderá nascer no Cotai.


sociedade

4

segunda-feira 17.9.2012

www.hojemacau.com.mo

Caso Sands Juíza do Nevada diz que operadora violou normas e pode ser multada

Sands China e Adelson em maus lençóis joana.freitas@hojemacau.com.mo

G

RAVES violações dos deveres da honestidade.” É a mais recente acusação de Elizabeth Gonzalez aos advogados da Las Vegas Sands, no caso que opõe a operadora a Steve Jacobs, ex-director executivo da Sands China. A juíza do Nevada (EUA), onde decorre o processo que Jacobs interpôs por alegadamente ter sido despedido sem fundamento do casino de Macau em 2010, considera que os defensores da operadora tiveram graves falhas. A juíza pondera mesmo condenar a Sands ao pagamento de uma multa, mas também os seus advogados de defesa. Depois de uma audiência de três dias, a juíza considerou que a Las Vegas Sands e a Sands China cometeram violações por não terem permitido que os advogados de Jacobs vissem os mesmos documentos que a acusação. O pior, porém, foi a Sands China não ter entregue os documentos à própria juíza e à sua equipa, alegando que ainda não

S

TEVE Wynn vai receber mais 20 milhões de dólares americanos de Joe Francis. Um dia depois do veredicto de um juiz ter condenado o produtor de “Girls Gone Wild” a pagar o mesmo valor por ter feito falsos testemunhos, o castigo eleva-se para o dobro. O valor diz agora respeito a uma recompensa por danos morais. Barry Langberg, o advogado de Wynn, já tinha expressado o desejo de que a multa a pagar por Joe Francis fosse duplicada. O colectivo de juízes fez a vontade ao magnata: mais dinheiro para compensar eventuais danos à reputação do patrão do jogo e aos seus casinos. Depois do bater do martelo, o magnata emitiu um comunicado onde caracteriza Joe Francis como um novo tipo de criminoso: o “assassino digital”. “Aproveita-se do anonimato da internet para difamar a reputação das pessoas. Graças a Deus que a justiça enviou uma mensagem: se pensa que está a fazer uma coisa que não lhe vai trazer grandes custos, pode ser que isso seja bem mais dispendioso do que o que imaginou.”

NÃO APRENDE

A guerra começou com uma dívida de jogo de dois milhões

estavam na posse da operadora. Mas os ficheiros, que a empresa transferiu do computador de Jacobs de Macau para os EUA sem autorização, estavam já em Las Vegas.

federais sobre a empresa. A suspeita confirmou-se.

GONÇALO LOBO PINHEIRO

Joana Freitas

MULTAS NO HORIZONTE

Os advogados da operadora sempre garantiram que Jacobs não poderia reforçar a sua acusação com os documentos armazenados no computador que usara na empresa de Macau, porque não eram propriedade dele. Até depois de Jacobs ter pedido ao tribunal o mesmo acesso que os advogados de Adelson, os defensores da Las Vegas Sands argumentaram não ter permissão das autoridades de Macau para moverem os documentos para os EUA, devido à “rigorosa Lei dos Dados Pessoais que prevalece no território”. À juíza do Nevada sempre foi dito pelos advogados de Adelson ser impossível negociar com as autoridades de Macau este aspecto. Ainda assim, o Gabinete de Macau para a Protecção de Dados Pessoais seria quem teria a palavra final sobre cada documento ser transportado ou copiado. Gonzalez afirma que não mandará ninguém para a cadeia na próxima semana, altura da decisão, mas a Sands China e os seus advogados não devem escapar de multas.

MENTIRAS E OMISSÕES

Alegadamente, a acção de transferência dos documentos realizou-se alguns dias depois de Sheldon Adelson ter despedido o então director-executivo da Sands. A intenção seria preparar a defesa do magnata no processo que Jacobs interpôs no tribunal do Nevada. Steve Jacobs terá pedido cópias dos seus documentos ao tribunal, mas um advogado da Sands Macau, subsidiária da Las Vegas Sands aqui no território, afirmou não poder movimentar os ficheiros para fora da “jurisdição chinesa” sem autorização das autoridades locais. O advogado não mencionou que as cópias dos documentos estavam já nos EUA. Depois de todas estas controvérsias, surgiu ainda a acusação do próprio tribunal de Las Vegas, colocando em causa que a Las Vegas Sands estivesse a ser totalmente cooperante com as investigações

Guerra com Joe Francis dá mais 20 milhões de dólares a Wynn

O jackpot infinito

de dólares, mas está a aumentar exponencialmente. Depois da dívida, o juiz do tribunal de Las Vegas considerou que Francis fez falsos testemunhos – de forma consciente – contra Wynn, ao dizer que o magnata ameaçou matá-lo e enterrá-lo no deserto, condenando-o a pagar uma soma

que equivale a mais de dez vezes o que o produtor já devia ao magnata dos casinos. Mas Francis deve ainda 7,5 milhões por difamação, decisão de um juiz do Nevada também este ano. Aaron Aftergood, advogado do produtor, alega que a defe-

sa não mostrou qualquer tipo de prova sobre as finanças do seu cliente, pelo que, à falta de saberem a situação financeira de Joe Francis, os juízes não deveriam ter aumentado tanto a multa. “Hoje estou incrivelmente desapontado com o facto de o júri ter percebido mal todos os

Afastamento total de Okada é hipótese Amanhã, Kazuo Okada tem de enfrentar os advogados da Wynn Resorts. Uma audiência de julgamento vai obrigar o empresário japonês a sair de Hong Kong em direcção a Las Vegas, para o que será um primeiro confronto com as perguntas dos defensores de Steve Wynn. Em causa, o processo interposto em tribunal depois de Okada ter sido afastado da direcção da Wynn, após acusação de que estaria a negociar a abertura de casinos nas Filipinas. “Esta é uma táctica que pode resultar em vitória para o lado de Wynn”, referiu à Associated Press Matthew Close, um

advogado que não está envolvido no caso. “Os depoimentos podem ser definitivos para o caso.” Kazuo Okada será interrogado sob juramento, num depoimento pedido pelos advogados do magnata do jogo. Isto demonstra até que ponto Wynn está disposto a ir para voltar a ter controlo total da Wynn Resorts - fundada com Okada há dez anos. O japonês foi vicedirector da Wynn Resorts até Outubro de 2011, altura em que a empresa o terá afastado da direcção, depois de ele ter avançado com um projecto nas Filipinas contra a vontade dos accionistas da operadora, que consideravam esse desenvolvimento

como concorrência directas. O empresário japonês viu-se afastado, mas manteve uma taxa de 20% do capital da Wynn Resorts, enquanto Steve Wynn ficou com uma quota de 10% em 2010, após ter cedido metade do seu capital à ex-mulher, Elaine, depois do divórcio. O magnata ainda se vê a braços com outros problemas: a ex-mulher quer vender a sua percentagem na empresa e a Wynn Resorts ainda está a ser investigada pelas autoridades norteamericanas devido à doação de mil milhões de dólares de Hong Kong à Universidade de Macau, no ano passado.

factos apresentados em tribunal”, escreveu Joe Francis em comunicado. “Mantenho a versão de que a minha vida corre perigo e de que fui ameaçado e tenciono recorrer desta decisão. Um dia, as pessoas vão ver que a verdadeira vítima aqui sou eu e não o Steve Wynn. O veredicto dos juízes foi totalmente infundado.”

FRANCIS CONFIANTE

Francis afirma que o painel de jurados errou ao permitir que os advogados de Wynn se baseassem numa entrevista dada na TVa para dizer que ele difamou o magnata. Durante o período em que ocorreu o julgamento, o produtor apresentou-se no programa “Good Morning América”, onde reiterou todas as acusações contra Wynn. “A lei da Califórnia é clara”, queixou-se Francis. “Não se pode interpor recurso sobre uma acção que nada teve a ver com o julgamento no final deste. Por isso estamos confiantes que o juiz vá dar provimento ao nosso recurso.” No total, Wynn já tem a receber mais de 60 milhões de dólares. Dinheiro que, conforme prometeu, será doado para caridade.


segunda-feira 17.9.2012

sociedade

www.hojemacau.com.mo

5

Instituto da Habitação avança números do Fundo de Reparação Predial

246 milhões gastos em seis anos andreia.silva@hojemacau.com.mo

O

S problemas que podem acontecer na administração de edifícios foram o mote para a celebração do Dia de Promoção da Administração Predial, através de um evento ocorrido ontem na praça do Tap Seac. À margem das actividades, o presidente do Instituto da Habitação (IH), Tam Kuong Man, avançou os números do Fundo de Reparação Predial: entre 2007 e Setembro deste ano, o Governo já gastou 246 milhões de patacas para ajudar os proprietários a fazer reparações nos edifícios, num total de 2.241 casos. O IH revelou entretanto que este ano deverá estar concluído

um estudo sobre os impactos do Fundo de Reparação Predial, já encomendado à Universidade de Macau (UMAC). Antes das actividades na praça do Tap Seac ocorreu um seminário nas instalações do IH HOJE MACAU

Andreia Sofia Silva

sobre o mesmo tema. O deputado Gabriel Tong foi um dos oradores e ao Hoje Macau frisou que a administração predial tem que ser feita com a cooperação dos residentes, Governo e empresas de administração. “A instituição legislativa pode melhorar e ajudar a criar melhores condições para as pessoas nestes casos. Se não actuarmos com o objectivo de melhorar a legislação e a manutenção dos prédios, não podemos esperar que os outros possam fazer tudo.”

ATENÇÃO AOS ESCRITÓRIOS

Quem também esteve presente no seminário foi Edwin Ho, um especialista de Hong Kong. Frisou que “ao nível da gestão e regulação da propriedade privada, o sistema de

Residentes conscientes da lei, turistas nem por isso

Estudo diz que faltam cartazes anti-tabaco

Q

UEM vive em Macau aprendeu a ter novos comportamentos na hora de acender um cigarro, mas para os turistas milhares de avisos anti-tabaco não trouxeram qualquer mudança no seu comportamento. Ou influência na sua decisão de regressar a Macau. São estas as principais conclusões de dois estudos realizados pelo Instituto de Formação Turística (IFT), que analisaram os efeitos da nova lei anti-tabaco, em vigor desde Janeiro de 2012, nos comportamentos de residentes e visitantes. No estudo focado para os turistas, os investigadores do IFT entrevistaram mais de 1.000 visitantes, fumadores e com idade superior a 18 anos, sendo que a maioria veio de China, Hong Kong e Taiwan. As conclusões não deixam margem para dúvidas. “A atitude dos visitantes em relação ao tabaco teve uma ligação mais forte com a sua própria intenção comportamental do que com qualquer norma ou

qualquer atitude perante uma forma de controlo.” Perante isso, os investigadores concluem que é necessário “reforçar as mensagens da lei anti-tabaco para os visitantes”, algo que pode fazer com que aumente “a consciência sobre a lei”. Para tal, é proposto espalhar mais cartazes em pontos-chave como os terminais marítimos, avisos sobre as consequências da lei nas visitas turísticas e ainda colocar mais cartazes noutras línguas. Segundo dados fornecidos pelos Serviços de Saúde (SS) aos investigadores, 34,6% dos turistas violaram a lei anti-tabaco, contra 11% dos residentes. Enquanto isso, mais de metade dos entrevistados considera que a lei não tem qualquer influência para a visita ao território.

NOVAS SAÍDAS À NOITE

Quanto ao estudo focado no impacto do diploma no comportamento de quem cá vive, os números são satisfatórios. 97,7% revela ter consciência da existência da lei, contra

64,5% de turistas. Apesar da polémica que gerou o excesso de cartazes e aplicação de multas, 75,8% dos residentes concorda com a existência da lei, sendo que a percentagem de turistas a concordar é semelhante (76,7%). No geral, o estudo diz que “a lei anti-tabaco afectou de forma positiva os comportamentos dos residentes”. 50,4% dos inquiridos revela preocupar-se com a saúde dos outros, enquanto 55,8% diz preocupar-se com a sua própria saúde. Mais de 50% assume que fuma com menos frequência desde que a lei foi implementada. Mais de metade, na ordem dos 60% ou 70%, diz que a qualidade do ar aumentou em locais como bares, restaurantes e até nos espaços com transportes públicos. Quanto aos comportamentos na hora do divertimento, a maioria revelou jantar mais vezes fora, além de que 63,5% dos residentes disseram mesmo que passaram a procurar por novos bares e restaurantes. - A.S.S.

Hong Kong tem mais maturidade do que existe em Macau”. Contactada pelo Hoje Macau, a arquitecta Maria José de Freitas vê com bons olhos a aplicação do fundo. “Faz sentido que haja uma fiscalização do Governo, existe uma legislação que está a ser aplicada de forma rigorosa.” Contudo, aponta o dedo aos edifícios de escritórios, onde um entra e sai de empresas acaba por gerar problemas nos condomínios. “Existem infra-estruturas que não são fiscalizadas e há zonas que, por exemplo, deveriam estar isoladas nas canalizações, algo que põe em causa a segurança do prédio. Aí alguma coisa deveria ser feita. Se são as Obras Públicas, o IH ou os bombeiros não sei, mas talvez devessem ser os três em conjunto.”

Ex-jornalista da TDM fala em entraves à liberdade de imprensa

Na sexta-feira um ex-jornalista da TDM realizou uma conferência de imprensa nos escritórios da Associação Novo Macau (ANM) para falar sobre o que considera “um despedimento injusto”. Segundo a imprensa chinesa, o jornalista acusou a TDM de fazer uma revisão interna e de colocar entraves à liberdade de imprensa. O académico Bill Chou afirmou ainda que os membros do Conselho de Administração da TDM são nomeados pelo Governo e que a estação não responde a qualquer intenção de serviço público. A TDM já veio reagir e disse que esta demissão foi justa, que o jornalista em questão já tinha originado diversas críticas e que o despedimento foi legal. - C.L.

Chan Meng Kam recebeu desalojados no Sábado

Despejo de Ka Ho continua a gerar reacções Cecília Lin

cecília.lin@hojemacau.com.mo

A

acção de despejo realizada pela Direcção dos Serviços de Solos, Obras Públicas e Transportes (DSSOPT) na zona de Ka Ho, em Coloane, continua a gerar reacções de protesto. No sábado, dia 15, um grupo desalojados foi aos escritórios do deputado Chan Meng Kam, reclamando que a DSSOPT levou a cabo a acção sem o processo estar concluído em tribunal. Citado pela imprensa chinesa, Chan Meng Kam mostrou-se peremptório. “Se

o tribunal já julgou, então a execução da decisão tem de ser feita. Se o processo ainda não estiver terminado, o Governo tem de comunicar melhor com os moradores, a fim de evitar mais conflitos.” Também no sábado, os moradores realizaram uma conferência de imprensa para reclamar o direito de propriedade. “Temos o contrato desde os tempos da dinastia Qing, o Governo português aceitou-o, mas agora o Governo da RAEM não o aceita e acusou-nos de ocupar a terra de forma ilegal”, disseram os moradores, apontado para casos onde as

Residentes manifestam-se contra o Japão

A União Geral das Associações dos Moradores de Macau e a Associação Geral das Mulheres de Macau mostraram a sua insatisfação num protesto contra o Japão, por causa das ilhas Diaoyu. Na sexta-feira, afirmaram que o processo de “nacionalização” trouxe uma má relação entre a China e o Japão, e que os japoneses têm essa responsabilidade. Ontem outro representante das associações locais participou numa manifestação em Hong Kong, junto ao Consulado do Japão, onde foi entregue uma carta sobre o assunto. - C.L.

pessoas não têm para onde ir. O deputado Au Kam San também esteve presente na conferência e falou de um “mal entendido” legal. “Se continuar a não admitir a legalidade de um contrato antigo e evitar as questões históricas, os conflitos vão piorar. Os moradores não podem ser acusados de ocuparem a terra porque já moravam lá antes.” Na notícia sobre a desocupação dos terrenos de Ka Ho, na sexta-feira, o Hoje Macau afirmou serem cinco os detidos, mas foram 12, acusados pelas autoridades de desobediência e agressão.

Motorista da Reolian despista-se na Taipa

Um autocarro da Reolian esteve envolvido em mais um acidente ocorrido na sextafeira. O embate aconteceu na Taipa, junto ao Jockey Club, nas obras do Metro Ligeiro. O autocarro embateu na protecção de ferro junto às obras e o motorista apanhou um grande susto, escapando por sorte apenas com ligeiros ferimentos nas mãos, devido aos vidros partidos. Segundo o jornal Ou Mun ainda estão por apurar as causas do acidente. Não houve mais feridos porque o autocarro ia vazio. - C.L.


sociedade

6

segunda-feira 17.9.2012

www.hojemacau.com.mo

Paz confirmada no New Century

PJ terá esquema montado para vigiar Dente Partido cá fora

A três meses da liberdade

W

AN Kuok Koi, ou “Dente Partido”, vai ser posto em liberdade no dia 1 de Dezembro. A polícia garante estar atenta. Segundo o jornal Macau Daily

Times, a libertação do ex-líder da tríade 14K, depois de 14 anos e sete meses de prisão, vai levar a que a polícia monte um esquema para dar “as boas-vindas” a Wan Kuok Koi. Ao jornal em língua

inglesa, Dente Partido não especificou os seus planos depois de sair da prisão, mas o Daily Times avança que, pelas respostas, assume voltar ao mercado junket do jogo. Dente Partido era um dos

A empresa Amax Holdings, listada na Bolsa de Hong Kong, reduziu a participação de 49,9% para 24,8% no grupo Mitologia Grega, que opera o hotel/casino New Century em Macau, noticiou a imprensa local. De acordo com o Business Daily, a diminuição da participação tem por base um acordo para acabar com diferendos sobre o controlo do hotel/casino, na ilha da Taipa. Uma das pessoas no centro da disputa – o empresário Ng Man Sun – foi espancado por seis homens armados com paus e martelos, enquanto jantava com uma mulher, no complexo que alberga o casino. Ng Man San chegou a publicar, em Julho,

um anúncio no jornal Ou Mun, em língua chinesa, oferecendo 10 milhões de dólares de Hong Kong a quem disponibilizasse informações sobre o cérebro do ataque de que foi alvo. Ng Man Sun é também conhecido como Ng Wai, ou Kai Sze Wai, que na década de 1990 era considerado alegado rival do então líder da seita 14 Quilates, Pang Nga Koi. Ng Man Sun é o maior accionista na Amax Holdings e foi nomeado director-executivo da empresa na quarta-feira. Um sinal de pacificação na disputa que mantinha com a ex-namorada e a confirmação de uma notícia que abordava esta hipótese, publicada há dias.

Dente Partido estão muito activos no negócio, apesar de alegadamente outra tríade ter ficado com os negócios que seriam da 14 Quilates.

se terem empenhado em evitar que Wan Kuok Koi saísse da prisão – por mais de três vezes lhe foi negada a liberdade condicional –, está a chegar a hora H. Fontes do sector acreditam que há uma grande possibilidade de que Dente Partido tente recuperar o que perdeu. Mas uma fonte próxima à autoridade de segurança disse ao Macau Daily Times que a polícia criou uma unidade especial para vigiá-lo de perto.

FACTORES INSTÁVEIS

maiores chefes deste mercado – extremamente rentável em Macau – antes de ter sido preso. De acordo com a já extinta CasinoLeaks e outras fontes em Macau e Hong Kong, alguns dos seguidores

Diz o Daily Times que a Polícia Judiciária (PJ) assume ter “designado unidades para estudar e acompanhar todos os tipos de factores instáveis que possam perturbar a segurança social”. Depois de as autoridades

Especialista defende criação de um número “moderado” de hotéis económicos

M

Pelos turistas que procuram cultura

ACAU precisa de um número “moderado” de hotéis económicos para diversificar o tipo de visitantes e apostar noutros nichos, como o turismo cultural, defendeu na sexta-feira a presidente do Instituto de Formação Turística (IFT). “Temos muito mais oferta em termos de hotéis de luxo”, afirmou Fanny Vong. “Queremos mais hotéis económicos. Diria que necessitamos de um número moderado. Não porque precisamos de mais turistas, mas porque necessitamos de diferentes tipos de turismo.” Em declarações aos jornalistas à margem do 17.º aniversário do IFT, distinguiu jogo e entretenimento, sector que atrai o maior número de visitantes ao território, e o turismo cultural, nicho de mercado que poderá ser desenvolvido noutros segmentos hoteleiros que não o luxo. “Imaginem um professor que vem a Macau para apreciar a nossa herança cultural. Pode não ficar alojado num hotel de cinco estrelas. E os estudantes também podem escolher hotéis económicos.” Para a presidente do IFT, este

tipo de turistas pode contribuir para alargar a estada média dos visitantes em Macau, que de acordo com os dados de Julho divulgados hoje é de apenas 1,2 noites. “É do conhecimento geral que um destino turístico precisa de ter produtos diversificados”, salientou, ao enumerar que de-

vem ser feitos esforços ao nível da diversificação e qualidade dos serviços, através da criação, por exemplo, de mais actividades para as famílias.

SEM EXAGEROS

Fanny Vang recomendou, porém, um “número moderado” de uni-

Visitantes alojados em hotéis sobem 11,8% Cerca de 5,4 milhões de pessoas ficaram alojadas em hotéis em Macau entre Janeiro e Julho, indicam ontem hoje divulgados, que revelam uma subida de 11,8% no número de dormidas face ao mesmo período de 2011. Nos primeiros sete meses do ano, o número de hóspedes dos hotéis e pensões representou 64,9% do total no número de turistas, contra o peso de 61,5% registado entre Janeiro e Julho de 2011. Relativamente ao mês de Julho, cerca de 875 mil pessoas ficaram alojadas nos hotéis de Macau, evidenciando um aumento de 10% em relação a idêntico mês de 2011. Os hóspedes das pensões e hotéis permaneceram uma média de 1,2 noites no território. A ocupação média dos estabelecimentos hoteleiros de Macau foi de 85,6%, menos 3,2 pontos percentuais em relação ao período homólogo de 2011, enquanto que a taxa de ocupação das unidades de quatro estrelas destacou-se nas várias categorias, ao registar 90,1%.

dades, defendendo que o território não comporta tantos hotéis económicos como de cinco estrelas. “Isso são oportunidades do mercado que os empresários devem analisar”, afirmou, frisando a dinâmica das leis de mercado. Os hotéis de cinco estrelas representam 61% da oferta hoteleira

em Macau, que no final de Julho era de 66 hotéis e 33 pensões, com 24.235 quartos. A presidente do IFT comentou também a política de Pequim, que decidiu facilitar a emissão de vistos de múltiplas entradas em seis principais cidades chinesas, observando que a entrada de mais visitantes em Macau desafia a qualidade das infra-estruturas e serviços. “Claro que com mais turistas teremos mais desafios, em termos de qualidade dos serviços, das infra-estruturas e da rede viária. É compreensível ter algumas preocupações, mas enquanto destino livre, não podemos fechar o portão.”

GERIR FLUXOS

Para a líder do IFT, o desafio passa essencialmente pela “gestão dos fluxos turísticos” nas diferentes épocas (alta, média, baixa) e, quando os turistas já estão na cidade, encontrar alternativas para que não se concentrem em certas áreas ou localizações. “Mas isso são questões relacionadas com a gestão e planeamento e, ao permitirmos a entrada de mais pessoas, devemos estar preparados para estes desafios.” O director dos Serviços de Turismo, João Costa Antunes, disse no início da semana que Macau deverá ultrapassar os 28 milhões de visitantes em 2012.


segunda-feira 17.9.2012

O

vice-presidente chinês, Xi Jinping, reapareceu sábado em público, terminando duas semanas de especulação acerca da sua forma física. Contudo, não quebrou a opacidade de um sistema político que considera a saúde dos líderes um segredo de Estado. Uma notícia difundida pela agência noticiosa oficial Xinhua ao princípio da manhã anunciava apenas que Xi Jinping “tinha chegado à Universidade de Agricultura da China, em Pequim, para participar em actividades comemorativas do Dia Nacional da Popularização da Ciência”, sem fazer qualquer referência ao seu estado de saúde. A Xinhua difundiu também duas fotografias de Xi Jinping vestido com blusão escuro e camisa branca sem gravata, caminhando sem ajuda e aparentemente bem-disposto. Professores e estudantes daquela universidade, contactados por um jornal de Hong Kong, disseram que o vice-presidente chinês fez “um discurso de mais de dez minutos” sobre inovações tecnológicas e que a sua voz era “bastante normal”. Xi Jinping, de 59 anos, não era visto em público desde 1 de Setembro e, entretanto, cancelou encontros com vários dignitários estrangeiros, entre os quais a secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, que visitou Pequim na semana passada. Diplomatas norte-americanos citados na imprensa de Nova York disseram que Xi Jinping estava lesionado nas costas e por isso fora forçado

nacional

www.hojemacau.com.mo

Xi Jinping reapareceu mas explicação sobre a sua saúde ficou por dar

Doença? Qual doença? a cancelar o encontro com Clinton. A informação não foi confirmada nem desmentida pelas autoridades.

SECRETISMO ANACRÓNICO

Segundo alguns rumores, a alegada lesão teria ocorrido durante um jogo de futebol ou numa piscina, mas de acordo com outras versões Xi Jinping sofrera um ataque cardíaco ou ficara ferido num acidente de automóvel. “Não tenho qualquer informação a prestar-vos”, respondeu um porta-voz do ministério chinês dos Negócios Estrangeiros, na terça-feira passada, ao ser questionado sobre o estado de saúde de Xi Jinping. A falta de informação oficial sobre a prolongada ausência pública do vice-presidente chinês acabou por saltar para as primeiras páginas da imprensa internacional, incluindo em Hong Kong. O silêncio das autoridades neste domínio não é inédito, mas num país com mais de 500 milhões de pessoas ligadas à Internet, a maioria das quais assinante de redes sociais, aquele tipo de secretismo parece mais ainda anacrónico.

MEDO DA ESPECULAÇÃO

Além disso, 2012 é o ano em que o Partido Comunista Chinês (PCC) vai escolher a liderança do país para a próxima década.

A futura liderança, encabeçada precisamente por Xi Jinping, deverá assumir o poder no 18º Congresso do PCC, previsto para a segunda semana de Outubro.

Xi Jinping substituirá então o presidente Hu Jintao na chefia do Partido Comunista e em Março de 2013 assumirá também o cargo de Presidente da República.

“Na política chinesa, nada é mais sensível do que a informação sobre a saúde de um alto líder”, dizia na sexta-feira um investigador académico norte-americano.

Cimeira anual UE-China realiza-se na próxima semana

Será que é desta que se juntam? O

S líderes da União Europeia (UE) e da China vão reunir-se na próxima semana em Bruxelas, na sua XV cimeira anual, disse sexta-feira à agência Lusa fonte diplomática. A UE estará representada pelos presidentes da Comissão e do Conselho Europeu, Durão Barroso e Herman van Rompuy, respectivamente, e a China pelo primeiro-ministro Wen Jiabao, que viaja quarta e quinta-feia para Bruxelas. Wen termina em Março de 2013 o segundo e último

7

mandato consecutivo à frente do governo chinês. A UE é o maior parceiro comercial da China, mas, nos primeiros oito meses deste ano o comércio bilateral caiu 1,9% em relação a igual período de 2011. A UE é, também, uma crescente atracção para as grandes empresas chinesas, nomeadamente nas áreas da energia e infra-estruturas. Segundo estatísticas chinesas, em 2011, o investimento externo chinês na UE aumentou 94,1%, para 32 mil milhões de patacas.

No âmbito do acordo de parceria estratégica assinado no final da década de 1990, China e UE realizam anualmente uma cimeira.

PROMESSA DE APOIO

A XIV Cimeira, marcada para Outubro passado, acabou por ser adiada para Fevereiro deste ano devido à agenda dos líderes europeus e às frequentes reuniões políticas realizadas então na Europa para enfrentar a crise da dívida soberana. Há duas semanas, em Pe-

quim, após um encontro com a chanceler alemã,Angela Merkel, o primeiro-ministro chinês indicou que a China continuará a comprar títulos do Tesouro da UE “depois de avaliar plenamente os riscos” do investimento. “A China aumentará a comunicação e as consultas com a UE, o Banco Central Europeu, importantes fundos monetários e os principais países para apoiar os membros da UE afectados pela crise da dívida soberana a enfrentar as dificuldades”, disse Wen Jiabao.

“Obcecados com a estabilidade e inconfortáveis com a transparência, as autoridades receiam que qualquer revelação suscite apenas mais ondas de especulação.”

Ex-chefe da polícia ligado a Bo Xilai prestes a ser julgado

Um ex-chefe da polícia ligado a Bo Xilai que está no centro do maior escândalo político da China nas últimas décadas, será julgado a partir de terçafeira sob a acusação de traição e suborno. De acordo com um funcionário do Tribunal Popular Intermédio de Chengdu, citado pela agência AP e apenas identificado pelo apelido He, Wang Lijun, ex-chefe da polícia de Chongqing, começará a ser ouvido terça-feira num julgamento que decorrerá à porta aberta. Entre as acusações a Wang Lijun estão aceitação de suborno, abuso de poder e desrespeito pela lei, crimes que não mencionam Bo Xilai, seu chefe na altura, antes de cair em desgraça já este ano. Wang acabaria por ser a pessoa que espoletou o escândalo Bo Xilai em Fevereiro, ao refugiar-se num consulado norteamericano onde desvendou preocupação sobre a morte de um empresário britânico ligado a Bo Xilai, cujo homicídio acabaria por ser imputado à mulher do antigo líder regional.


nacional

8

segunda-feira 17.9.2012

www.hojemacau.com.mo

Nacionalismos ao rubro por causa das ilhas Diaoyu

Disputa de consequências imprevisíveis

C

ENTENAS de pessoas juntaram-se ontem em protesto junto à embaixada japonesa em Pequim, um dia depois de manifestantes terem tentado entrar na missão diplomática nipónica. A justificar as manifestações estão as ilhas Diaoyu, conhecidas no Japão como Senkaku, um arquipélago desabitado mais próximo de Taiwan do que do Japão, mas que as autoridades nipónicas reclamam como seu território, desejo também assumido pela China e por Taiwan. Há uma semana, o governo japonês revelou ter gasto 200 milhões de patacas na compra de parte das ilhas do arquipélago e reforçou o controlo da região, disputada por ser rica em petróleo e gás natural, recursos energéticos que ambos os países querem explorar. Após alguns protestos violentos no sábado, e

que levaram o Governo de Tóquio a apelar às autoridades chinesas garantias de protecção para os seus cidadãos, os manifestantes de ontem atiraram garrafas de água contra a embaixada e entoaram slogans anti-nipónicos, ao mesmo tempo que levantavam bandeiras da China e cantavam o hino nacional. A polícia está no local a bloquear o acesso à embaixada japonesa e não há registo de incidentes entre manifestantes e agentes policiais.

pados com viaturas, tendo bloqueado o trânsito nas ruas adjacentes.

MARINHA DE GUERRA

APELO À PROTECÇÃO

O ministro japonês dos Negócios Estrangeiros, Koichiro Gemba, apelou ao governo chinês para garantir a segurança dos seus cidadãos perante os violentos protestos em diversas cidades da China, devido às disputas territoriais das ilhas Diaoyu. No sábado, cerca de 40.000 cidadãos chineses

– números divulgados pela agência Efe – manifestaram-se em várias cidades do país, com especial violência em Pequim, onde cerca de mil protestantes

Empresa lusa premiada em Xangai

Economia crescerá 7,7%

A

economia chinesa crescerá 7,7% em 2012 e 7,8% no próximo ano, afirma o responsável de um importante grupo de reflexão do governo chinês, citado hoje pela agência noticiosa oficial Xinhua. “O crescimento do Produto

Os manifestantes lançaram ovos, garrafas e pedras contra a embaixada japonesa, que está a ser protegida por cerca de uma centena de efectivos da polícia equi-

Feira de mobiliário com boas notícias para Portugal

Grupo de análise avança previsão

Interno Bruto tem abrandado ao longo de nove trimestres consecutivos, mas o país ainda é capaz de alcançar um crescimento de 7,6% a 7,8% entre Julho e Setembro deste ano”, disse Fan Jianping, director do Departamento de Projecções Económicas do Centro de Informação do Conselho de Estado. A previsão excede em 0,2 pontos percentuais a meta preconizada pelo governo chinês no início de 2012. Mesmo assim, o crescimento previsto por aquele especialista para este ano representa um abrandamento de 1,5 pontos percentuais em relação a 2011 e menos 2,7 pontos do que em 2010. A China é a segunda maior economia, a seguir aos Estados Unidos, e é vista como um dos principais motores da recuperação económica global. No primeiro semestre de 2012 o PIB chinês cresceu 7,8%.

enfrentaram a polícia rompendo parte das barricadas instaladas em frente da embaixada do Japão, antes de serem controlados pela polícia de choque.

Os milhares de populares chineses saíram à rua em várias cidades. Além da violência em Pequim, houve pequenos confrontos noutras cidades chinesas, mas sem grande dimensão, indicou a agência Associated Press. Na sexta-feira, seis navios patrulha da China aproximaram-se do arquipélago que o Japão considera como suas águas territoriais, revelou a guarda costeira japonesa. O interesse pelo arquipélago prende-se com as enormes reservas de petróleo e gás natural que os especialistas acreditam existirem na região. A China mantém com diversos países da região – como as Filipinas ou o Vietname – diversos conflitos territoriais em zonas consideradas estratégicas e de grande potencial energético.

A

empresa portuguesa Fenabel, especializada no fabrico de cadeiras em madeira, ganhou o primeiro prémio de mobiliário infantil num dos maiores certames mundiais do sector, que decorreu em Xangai até sábado.

“Ganhar um prémio na China, no meio de tantos concorrentes e produtores, é de facto especial”, disse à agência Lusa a sócia-gerente da empresa, Elsa Leite. O prémio, que distinguiu a mais recente colecção de cadeiras para infantários criada pela Fenabel, foi atribuído durante a “China Furniture 2012”, um certame com cerca de 3.000 expositores de dez países. Trata-se de uma colecção lançada este ano, feita em faia, com “tratamento anti-manchas” e “as normas de conforto” certificadas internacionalmente, indicou Elsa Leite. Sediada em Paredes, a capital do mobiliário português, no norte do país, a Fenabel exporta cerca de 60% da sua

produção, sobretudo para França e Holanda. “Fazemos um produto personalizado, conforme o projecto, e só trabalhamos com madeira”, salienta a empresária portuguesa. Hotéis, restaurantes, infantários, escolas e lares para a terceira idade são os seus principais clientes.

RELAÇÃO COMERCIAL FELIZ

Além da Fenabel, quatro outras empresas portuguesas estiveram representadas este ano na “China Furniture”: ARC, Serip, Desenho Ibérico e Sempre Internacional. Foi a maior participação portuguesa de sempre no certame, coincidindo com um bom momento das exportações portuguesas para a China. Pelas contas da Administração-geral das Alfândegas Chinesas, nos primeiros sete meses de 2012, as exportações portuguesas aumentaram 59,46% em relação a igual período de 2011, para 7,4 mil milhões de patacas.


segunda-feira 17.9.2012

região

www.hojemacau.com.mo

9

Mugabe inaugura Academia Militar construída pela China

O amigo paga o tiro

O

presidente do Zimbabué, Robert Mugabe, inaugurou na sexta-feira uma academia militar construída pela China, num investimento 760 milhões de patacas, acusando na ocasião o Ocidente de querer invadir o país, noticia a AFP. “Esta academia vai permitir formar os oficiais das forças armadas do Zimbabué e os responsáveis governamentais nos fundamentos da segurança nacional, regional e internacional”, felicitou-se Mugabe na ocasião. A cerimónia de inauguração foi boicotada pelo primeiro-ministro, Morgan Tsvangirai, que também é o principal rival político de Mugabe. A academia, situada 20 quilómetros a Norte de Harare, foi construída pela empresa chinesa Anhui Foreign and Economic Construction Company

(AFECC) e financiada por um crédito concedido pelo China Export and Import Bank. Mugabe adiantou que a China e o Paquistão vão enviar peritos militares para a academia, onde também poderão ser formados oficiais de países vizinhos. “As consequências

negativas e funestas da globalização, que procura impor uma nova ordem mundial, sob os auspícios do neoliberalismo, aconselham-nos a ser vigilantes e alertam-nos sobre as táticas do inimigo”, disse também Mugabe na cerimónia. “O aventureirismo neocolonial condu-

O

número de idosos com mais de uma centena de anos ultrapassou pela primeira na história do Japão as 50.000 pessoas, indicam dados oficiais divulgados há dias pelo Ministério da Saúde do país. O estudo que o Ministério realiza anualmente desde 1963, estima que actualmente no Japão existam 51.376 centenários, mais 3.620 do que em 2011. Trata-se do 42º ano consecutivo de aumento do número de cidadãos com mais de cem anos. As mulheres lideram o grupo dos cen-

NÚMEROS PREOCUPANTES

Entre os 127,4 milhões de japoneses, 30,8 milhões são maiores de 65 anos e apenas 16,8 milhões estão no escalão etário entre os zero e os 14 anos, transformando a sociedade japonesa numa das mais envelhecidas do planeta. Previsões oficiais indicam que em 2060 o Japão poderá ter 40% da sua população com 65 ou mais anos. Em 1963, quando foi feito o primeiro estudo, foram contabilizados apenas 153 centenários e só em 1998 esse número ultrapassou a barreira dos 10.000. Em 2003 foram contabilizados mais de 20.000 centenários japoneses e em 2009 o número já era superior a 40.000.

Três soldados e uma mulher foram mortos a tiro por rebeldes no sul da Tailândia, antes dos seus corpos serem queimados pelos revoltosos, revelou no sábado a polícia local. Os quatro mortos foram emboscados pelos rebeldes durante a noite, acrescentaram as autoridades da região de Yala, um dos bastiões dos insurgentes da maioria muçulmana que pretende a criação de um estado islâmico separado da Tailândia. A luta entre rebeldes e militares na região já provocou a morte a mais de 5.300 pessoas nos últimos oito anos. De acordo com as autoridades policiais, as vítimas estariam mortas antes dos rebeldes lançarem fogo ao carro em que seguiam e os agentes deslocados para o local descobriram centenas de cápsulas de munições que terão sido usadas no ataque. Apesar da manifestação de vontade das autoridades em conversar com os rebeldes depois de vários meses de grande intensidade de ataques que fizeram dezenas de vítimas, analistas da política nacional estão cépticos quanto aos benefícios de tais conversações para a paz na região.

O filme que enfurece

Rua do século

Jiroemon Kimura

Quatro mortos na Tailândia em novo ataque rebelde

86 detidos em tentativa de invasão de consulado dos EUA na Índia

Japão conta mais de 50 mil pessoas acima dos 100 anos

tenários, com 87,3% do total ou 44.842 pessoas, mais 3.248 do que em 2011. O mais velho dos japoneses é, contudo, um homem – Jiroemon Kimura –, com 115 anos. Vive na província de Kioto, centro do país, e a sua longevidade está inscrita no livro dos recordes. Koto Okubo, nascida em 1897, é a mulher mais velha, com 114 anos. Os números foram revelados a poucos dias da realização da festa do Dia do Respeito pelos Idosos, num quadro de alguma preocupação pelo acelerado envelhecimento da sociedade nipónica – mais de 24% da sua população tem 65 anos ou mais.

ziu inclusive à ideia de invadir militarmente o Zimbabué.” Os elogios ao país amigo foram constantes no discurso de Mugabe. “Os chineses sempre foram nossos amigos, acompanharam-nos através dos altos e baixos, desde a nossa luta de libertação até ao nosso combate actual contra as sanções económicas impostas ilegalmente pelo Ocidente.” Mugabe referia-se às sanções económicas impostas em 2002 pelos países ocidentais, depois das eleições organizadas num clima de violência e intimidação. Em 2008, os partidários de Mugabe iniciaram uma onda de violência quando Tsvangirai venceu a primeira volta da eleição presidencial. Perante o risco de guerra civil, Tsvangirai retirou a sua candidatura, deixando o seu velho rival sozinho na segunda volta.

V

ÁRIAS centenas de manifestantes muçulmanos atacaram na sexta-feira o consulado dos Estados Unidos em Madras, na Índia, informou a polícia, acrescentando ter detido 86 pessoas. Segundo um oficial da polícia que pediu o anonimato à agência noticiosa francesa AFP, os manifestantes “atiraram pedras”, causando danos nas janelas do edifício e também nas câmaras de vigilância. Simultaneamente, tentaram saltar o muro do

consulado, “antes de serem dispersados”. Os confrontos seguiram-se a uma manifestação convocada para protestar contra o filme “A inocência dos muçulmanos”, da autoria de um cristão copta dos Estados Unidos, cujo conteúdo é considerado ofensivo para o Islão. A divulgação deste filme está a desencadear protestos e ataques contra as representações diplomáticas norte-americanas no Médio Oriente e em África, tendo já causado pelo menos uma

dezena de mortos em vários países islâmicos.

MORTE NA LÍBIA

Na terça-feira, um protesto contra o filme em Benghazi, no leste da Líbia, resultou na morte do embaixador dos Estados Unidos e de outros três funcionários diplomáticos, o que levou a administração de Barack Obama a retirar a maior parte do pessoal diplomático da Líbia e a aconselhar todas as representações a reverem e aumentarem a segurança.


10

editorial

segunda-feir

www.hojemacau.com.mo

O Portugal que somos nós

Lisboa

Carlos Morais José

Foram as maiores manifestações de sempre em Portugal desde o 1º de Maio de 1974. Um país inteiro, finalmente acordado, contra os devoristas, como disse o comentador José Adelino Maltês, ou seja, contra esse grupo de pessoas no poder e nas suas franjas, arregimentados por grupos de interesses aos quais não é imune a secreta Maçonaria, criados nas Jotas dos principais partidos e que mais não fizeram desde os anos 90 que extorquir dinheiro ao país. A rede é grande e poderosa. Está infiltrada nos partidos, nos tribunais, nas principais empresas. Arrastou o país para uma situação insustentável. O governo de Passos Coelho, com o primeiro-ministro à frente, representa hoje esses interesses sem rosto, vendidos aos estrangeiros que pretendem ver Portugal como destino de férias e de reforma, para serem servidos, à luz do nosso sol, por um povo de gentis trabalhadores a baixo custo e propriedades a bom preço. Finalmente, o povo parece ter

acordado e fez sua a rua que ainda lhe pertence, antes que seja tarde de mais. Ocupou-a sem o beneplácito dos partidos, dos sindicatos ou das empresas. É um povo com um rosto comum: ser português e sentir que está a ser espoliado de forma indecente por aqueles em que não se importou de confiar. De saber no seu íntimo que a austeridade não está a resolver nenhum problema mas a arruinar a economia do país e a empurrá-lo para um buraco sem outra saída que não seja o conforto

O povo saiu à rua e dela não pode desistir. Há que lutar para recuperar o país da mão dos devoristas. Felizmente parece que tal ainda poderá ser feito por meios pacíficos e legais. Se não for, então, valerá tudo. Acima de tudo, esse Portugal que somos todos nós

do capital estrangeiro, disposto sempre a elogiar redução de salários, a diminuição das regalias de quem trabalha e o empenhamento do futuro dos seus filhos. Neste processo são culpados os actuais governantes, o Partido Socialista e, principalmente, esse Presidente da República que, durante o tempo em que foi primeiro-ministro, deu início a este descalabro e cobertura à escumalha que, entre as finanças e a política, tem saqueado sem vergonha o país. Cavaco Silva foi a face que desculpabilizou, com o seu ar salazarento, os amigos que, fatia a fatia, retalharam Portugal, colocando nas suas contas bancárias o que deveria ter sido investido nas pessoas. Este sábado o povo português disse que basta. Disse-o em uníssono e nem os que foram pagos para desestabilizar as manifestações tiveram qualquer sucesso. Durante este período crítico pugnou-se pelo desmembramento dos valores relacionados com o trabalho, o empenhamento, a honestidade e a motivação. Foram realçados o enriquecimento rápido e


ra 17.9.2012

www.hojemacau.com.mo

editorial

Porto

fácil, o golpismo e a usura. Vendeu-se que isto era ser esperto, hábil e eficaz. Desvalorizou-se a cultura, o estudo, a seriedade, como coisas do passado, perseguidas por gente fora de moda, sem lugar neste maravilhoso mundo novo de um capitalismo contra a economia e pela golpada. Deu-se a entender aos jovens que estudar realmente, saber, trabalhar era para alguns palermas. Os verdadeiros homens de sucesso seriam os intermediários de negócios, os tipos do parlapié balofo, os transmissores de ideias, que ganham à percentagem. O resultado está à vista. Hoje temos um país na cauda da Europa, o dinheiro sumiu-se nalguns bolsos, desapareceu do país, não foi reinvestido localmente e as grandes fortunas que são públicas apressaram-se a colocar os milhões no estrangeiro. O povo saiu à rua e dela não pode desistir. Há que lutar para recuperar o país da mão dos devoristas. Felizmente parece que tal ainda poderá ser feito por meios pacíficos e legais. Se não for, então, valerá tudo. Acima de tudo, esse Portugal que somos todos nós.

Coimbra

Castelo Branco

11


12

publicidade

www.hojemacau.com.mo

segunda-feira 17.9.2012


segunda-feira 17.9.2012

www.hojemacau.com.mo

publicidade

13


14

vida

segunda-feira 17.9.2012

www.hojemacau.com.mo

HOJE NO PRATO Paula Bicho

Naturopata e Fitoterapeuta • obichodabotica@gmail.com

Ananás NOME BOTÂNICO: Ananas comosus (L.) Merr. (= Ananas sativa Lindl.) FAMÍLIA: Bromeliaceae NOMES POPULARES: Abacaxi; Abacaxiseiro; Ananaseiro.

Linda planta tropical que pode atingir 1 metro de altura, o Ananaseiro é originário do sul do Brasil e do Paraguai. Foi Cristóvão Colombo quem o trouxe para a Europa, tendo sido levado para a Ásia pelos Portugueses no decurso do século XVI. Na realidade este delicioso fruto exótico não é um fruto individual mas sim composto, resultante de inúmeros pequenos frutos, os frutilhos, inseridos em torno de um eixo central, o coração ou miolo. Os frutilhos identificam-se na casca do Ananás, apresentando no centro algo que se assemelha a um espinho, mas que é um vestígio do ovário da flor. COMPOSIÇÃO Bromelina ou bromelaína, uma poderosa mistura de enzimas que ajuda a degradar as proteínas, digerindo em poucos minutos uma quantidade várias vezes superior ao seu próprio peso. Vitaminas, sais minerais e oligoelementos; ácidos orgânicos; açúcares e fibras. A bromelina é responsável por grande parte das ações benéficas deste fruto. A sua maior concentração encontra-se no coração do Ananás, também mais rico em fibras. ACÇÃO TERAPÊUTICA O Ananás estimula o sistema imunológico, combate os radicais livres e reduz a formação de nitrosaminas no organismo (potenciais agentes cancerígenos encontrados em alguns alimentos curados como a carne e o peixe, queijo e cerveja, e que podem igualmente ser formados no meio ácido do estômago); dificulta ainda o crescimento de tumores malignos. Em pessoas a tomar antibióticos, o consumo deste fruto aumenta a sua eficácia. O Ananás inibe a agregação das plaquetas e favorece a dissolução dos coágulos sanguíneos, agindo como fluidificante do sangue e beneficiando situações como arteriosclerose ou angina de peito; é igualmente útil na anemia. Diurético e tonificante dos rins, au-

xilia em caso de litíase e infecções urinárias, hipertensão e regimes de emagrecimento; sendo alcalinizante, este fruto neutraliza os ácidos do sangue e dos humores, que tantas vezes se depositam nas articulações despoletando crises de gota e reumatismo. OUTRAS PROPRIEDADES Na obesidade, além de favorecer a eliminação de líquidos, o Ananás tem efeitos laxativos e desintoxicantes, e favorece a saída dos depósitos gordos das células combatendo o inestético efeito da pele casca de laranja. Uma das suas acções mais estudadas e comprovadas é a actividade anti-inflamatória, reduzindo a dor e o edema associados. Neste caso, utiliza-se a bromelina, pois obtém-se uma maior eficácia. Tromboflebites e hematomas, distensões, lesões musculares, traumatismos desportivos, artrite reumatóide e até inflamações pós-operatórias, são algumas das situações em que é utilizada. COMO CONSUMIR O Ananás deve ser consumido fresco e bem amadurecido (a bromelina existe apenas no fruto fresco). Maduro, o Ananás perde a acidez, desagradável para algumas pessoas; poderá saber se o está realmente, se conseguir arrancar com a mão uma folha da sua coroa. O Ananás fresco deve ser pesado, sem partes amassadas ou folhas apodrecidas, e emanar um aroma adocicado. Saiba que é uma fruta muito frágil, sensível aos choques e às temperaturas frias. Pode no entanto ser conservado no frigorífico, mas apenas por alguns dias. Se já estiver cortado, guarde-o num recipiente hermeticamente fechado com um pouco de sumo. O ideal é consumir o Ananás sozinho, ou então, no início de uma refeição completa. Sugestões: O sumo é óptimo em marinadas, amaciando a carne (devido às propriedades da bromelina) Em pratos de aves ou carne Em saladas frias à base de massa, de arroz, ou de vegetais Em saladas de frutas, combinando bem com outras frutas tropicais Em gelados, bolos ou doces Em sumo, como bebida refrescante (pode adicionar água com gás).

Serviços de Saúde apelam à prevenção

Vacinação antigripal começa hoje

O

S Serviços de Saúde (SS) começarão no dia 17 de Setembro a vacinação gratuita contra a gripe sazonal do Inverno de 2012-2013 para os grupos de alto risco. No corrente ano, encomendaram 108 mil doses de vacinas destinadas aos indivíduos que preenchem os requisitos para se submeterem à administração da vacina gratuita: residentes locais com idade inferior a 18 anos, com 60 anos ou mais, ou portadores de doenças crónicas, assim como pessoal de lares, creches, instituições de ensino primário e secundário e jardins infantis. Os SS afirmam que os alunos do ensino primário e secundário, com a concordância dos pais, bem como o pessoal das respectivas instituições, podem submeter-se à vacinação colectiva organizada pelos Serviços de Saúde.

Por sua vez, as crianças que não são alunos do ensino primário e secundário e os residentes locais com 60 anos ou mais de idade podem dirigir-se aos Centros de Saúde, ao Posto de Vacinação do Hospital Kiang Wu, às Clínicas dos Operários e ao Hospital da Universidade de Ciência e Tecnologia para a vacinação gratuita. Os utentes do Centro Hospitalar Conde de São Januário e dos Centros de Saúde podem submeter-se à vacinação gratuita junto dos postos de vacinação estabelecidos nestas instalações. Em simultâneo, os Serviços de Saúde enviarão o seu pessoal de saúde para os lares de idosos e deficientes para efectuar a vacinação colectiva. É de salientar que os cidadãos que se submeteram à vacina antigripal durante o período de Setembro de 2011 a Julho de 2012 devem vacinar-se de novo,

a partir do mês de Setembro de 2012, visto que a anterior vacina visa prevenir a gripe sazonal no prazo de Março a Agosto do ano de 2012 e, a última, de Março a Agosto do ano de 2013.

TOMAR QUANTO ANTES

Geralmente, o período de pico das gripes sazonais em Macau incide entre os meses de Fevereiro e Março, sendo um pouco mais tarde do que nas zonas temperadas (como Norte da China e Japão). Os SS apelam aos grupos de alto risco e aos indivíduos que tenham contactos frequentes com eles para administrarem a vacina tão rápido quanto possível. Mais informações pormenorizadas sobre a vacinação podem ser pesquisadas através do portal electrónico dos SS: www.ssm.gov. mo/vaccine/ou consultadas pelo telefone 287 008 00.

Acções contra febre do Dengue

Devido à confirmação recente de três casos de febre do Dengue, os Serviços de Saúde (SS) têm efectuado trabalhos de eliminação de mosquitos na zona das Portas do Cerco, reforçando os trabalhos de inspecção sanitária do ambiente circundante. Os SS examinaram os locais com maior probabilidade de problemas higiénicos e iniciaram os trabalhos de extinção das fontes de mosquitos, além de visitarem os apartamentos habitacionais para verificar eventuais problemas. Foi destacado pessoal para trabalhos de prevenção e combate à febre. Foram também instalados postos de recolha de sangue para análise nos edifícios onde foram confirmados os casos.


segunda-feira 17.9.2012

Postal gigante com imagens da cidade estabelece novo recorde

Macau manda um postal para o Guinness

M

AIS de 400 fotografias de Macau reproduzidas em 20 mil postais estabeleceram um novo recorde do Guinness e garantiram o título de maior postal fotográfico do mundo a uma iniciativa de estudantes do Instituto de Formação Turística. “Através desta competição, tivemos a oportunidade de aprender mais sobre Macau e perceber que não é apenas uma cidade de jogo”, disse sexta-feira a aluna do último ano de Gestão de Eventos em Turismo, Susanna Lam. A iniciativa intitulada “Geração Z, um destino” foi uma forma de “encorajar os jovens a darem o seu contributo à sociedade”, afirmou. Para o jovem Kenneth Ng, a competição permitiu também mostrar o lado

cultura

www.hojemacau.com.mo

mais antigo de Macau. “As pessoas concentram-se nos grandes ícones turísticos, mas se olharmos para os postais temos muitas imagens muito bonitas de ‘beleza perdida’, como algumas ruas antigas e alguns cenários e pessoas”, completou a colega Susanna Lam.

NAS REDES SOCIAIS

O concurso fotográfico gerou ainda fundos para duas instituições de solidariedade de Macau

– Caritas e Orbis – no valor de cerca de 119 mil patacas. A iniciativa decorreu no final do ano passado, tendo passado pela rede social Facebook, com a selecção de cerca de 40 fotos entre um acervo de mais de 400. O resultado foi um postal gigante, com quase 300 metros quadrados, que estudantes do IFT ajudaram a montar no exterior da Torre de Macau, onde esteve exposto durante as duas primeiras semanas de Dezembro.

15

Filme da Coreia do Norte projectado no vizinho do Sul

Estreia em dez anos A

Coreia do Sul autorizou a semana passada a projecção no Festival Internacional de Cinema de Busan de um filme produzido conjuntamente pela Coreia do Norte e pela Europa, o primeiro do regime comunista a passar no Sul desde 2003, há quase dez anos. O Ministério da Unificação de Seul disse à agência noticiosa espanhola EFE ter aprovado a exibição de “Comrade Kim Goes Flying” (“O Camarada Kim Vai Voar”), uma longa-metragem realizada conjuntamente por realizadores da Coreia do Norte, do Reino Unido e da Bélgica. “O Ministério permitiu a projecção da película apenas por uma questão de intercâmbio cultural” com a Coreia do Norte, indicou um porta-voz. A divulgação de conteúdos gráficos e audiovisuais do regime comunista da Coreia do

Norte está proibida na Coreia do Sul através da Lei de Segurança Geral. O porta-voz confirmou que os organizadores do evento expressaram a intenção de convidar o realizador e os actores norte-coreanos do filme, adiantando que o convite provavelmente será aprovado pelo ministério. Rodada em Pyongyang, com um elenco e uma equipa da Coreia do

Norte, a comédia romântica é a primeira longa-metragem de ficção com financiamento ocidental realizada totalmente na Coreia do Norte. Um total de 304 filmes de 75 países serão projectados no Festival Internacional de Cinema de Busan, considerado o mais importante da Ásia, que decorre durante 10 dias a partir de 4 de Outubro.

FOGO DE ARTIFÍCIO DE VOLTA Decorreu no Sábado mais uma manga do 24º Concurso Internacional de Fogo de Artifício de Macau, com forte afluência de público, espalhado ao longo das margens do lago Nam Van. Desta vez actuaram as equipas de Austrália e Taiwan, tendo ambas recolhido aplausos do público

Taiwan

Austrália


16

desporto

Marco Carvalho info@hojemacau.com.mo

A

Casa do Futebol Clube do Porto em Macau deu na última sexta-feira um passo de gigante rumo ao encontro decisivo do principal campeonato de futebol de sete do território, ao golear o campeão Lam Pak por 4-0. Os dragões ainda não perderam esta temporada nas lides da “Bolinha” e no fim-de-semana, no campo do Colégio D. Bosco, acabaram com as dúvidas sobre a sua candidatura ao título. Com um futebol fluido e objectivo, FC Porto e Lam Pak proporcionaram um bom espectáculo aos muitos adeptos que acompanharam o desenrolar da partida. Com a revalidação do título em risco, a formação orientada pelo veterano Chan Man Kin até entrou melhor na partida, forçando o guarda-redes Juninho a duas defesas atentas nos primeiros dez minutos do desafio. Apesar do fulgor do adversário, o FC Porto nunca abriu mão do controlo da partida e, aos 13 minutos, traduziu em golos a superioridade explanada, com Alison Brito a inaugurar o marcador na sequência de uma boa jogada individual. Em grande forma, o dianteiro cabo-verdiano emparelhou rapidez e bom toque de bola, numa jogada PUB

segunda-feira 17.9.2012

www.hojemacau.com.mo

FC Porto derrotou Lam Pak por 4 – 0

Via aberta para o título

a todos os níveis irrepreensível. A um minuto do fim, o suplente Pedro Lopes confirma a goleada, ao apontar com mestria o quarto e último golo da noite, numa jogada que nasce de novo nos pés de Nwarou. O triunfo dos dragões foi o quarto em cinco jogos disputados este ano no principal Campeonato de Futebol de Sete de Macau. O grupo liderado por Dani ainda não perdeu esta temporada e lidera as contas da Série A com 13 pontos, quatro pontos mais do que os segundos classificados Windsor Arch Ka I e Monte Carlo.

O OUTRO JOGO

de fino recorte técnico que premeditou o início do fim da resistência do Lam Pak. Os vencedores da edição de 2011 do principal Campeonato de Futebol de Sete de Macau estiveram, ainda assim, perto do empate aos 19 minutos, fruto de um atraso deficiente da defensiva azul e branca. Expedito na baliza do FC Porto, o brasileiro Juninho segurou a vantagem dos dragões. Seis minutos depois viu o seu conjunto festejar o segundo golo,

com Tita a desfeitear o guarda-redes adversário após livre directo apontado por Christopher Nwarou, à entrada da área do Lam Pak.

SEMPRE A SUBIR

O nigeriano tem sido um dos principais obreiros da soberba temporada que o FC Porto está a protagonizar na “Bolinha” e na sexta-feira voltou a ser preponderante. Aos 31 minutos, o antigo jogador do Ka I e do Vong Chiu enviou uma bola ao ferro na cobrança de novo livre

directo a punir falta sobre o guineense Taylor Gomes. 13 minutos depois, Gomes recupera a bola ao meio campo e impele o FC Porto para um contra-ataque rápido. Abre para Nwarou, que entrega depois para Alison Brito. Com a baliza praticamente escancarada, o avançado empurra para o fundo das redes do Lam Pak e aponta o terceiro tento, segundo da conta pessoal. A vencer por 3-0, o FC Porto assinou uma recta final de partida

No outro encontro disputado na sexta-feira, o Lam Ieng derrotou a formação B da Selecção de Sub-23 por três bolas a uma, num desafio que teve como principal figura Choi Iu Fai. O atleta da China apontou os três golos com que o Lam Ieng derrotou a formação da Associação de Futebol de Macau. Com o triunfo, o clube satélite do Lam Pak reforçou a segunda posição na Série B, em igualdade pontual com o Kuan Tai. A prova é liderada pela equipa A da Selecção de Sub-23, que se perfila cada vez mais como o mais que provável adversário do FC Porto no encontro decisivo da edição de 2012 do Campeonato da “Bolinha”.


segunda-feira 17.9.2012

[ ] Cinema

futilidades

www.hojemacau.com.mo

17

Cineteatro | PUB SALA 2

RESIDENT EVIL: RETRIBUTION 3D [C] Um filme de: Paul W. S. Anderson Com: Milla Jovovich, Michelle Rodriguez, Li Bing Bing 14.30, 16.30, 19.30, 21.30 SALA 3

THE THIEVES [C] RESIDENT EVIL: RETRIBUTION SALA 1

I MISS U [C] FALADO EM TAILANDÊS, LEGENDADO EM CHINÊS E INGLÊS Um filme de: Monthon Arayankoon Com: Jesdaporn Pholdee, Natthaweeranuch Thongmee, 14.30, 16.30, 19.30, 21.30

FALADO EM COREANO, LEGENDADO EM CHINÊS E INGLÊS Um filme de: Choi Dong-Hun Com: Kim Yoon-seok, Kim Hye-soo, Simon Yam, Jeon Ji-hyeon 14.30, 17.00, 21.30

THE COLD LIGHT OF DAY [C]

Aqui há gato

Um filme de:Mabrouk El Mechri Com: Henry Cavill, Bruce Willis, Sigourney Weaver 19.30

VERTICAIS: 1 – Dar a forma de batata a; assuma expressão alegre, 2 – Parte mais grossa da farinha; conhecer ou perceber pelo sentido da vista. 3 – Aquelas; insignificância; corda de esparto para alar ou arrastar certas redes, fixadas nos calções. 4 – Instrumento provido de puas com que se carda; ócio, descanso. 5 – Transferira para outro dia; o mesmo que lírio. 6 – Geme (gír.); seco, estéril. 7 – Faz passar por um filtro; nome da letra grega que corresponde ao P latino. 8 – Que se não pode evitar; apetite sexual dos animais em determinados períodos. 9 – Árvore do tipo das acecáceas; repercutir. 10 – Linguagem de um povo, considerada nos seus caracteres especiais; porção de água no mar ou de um rio que se eleva e se desloca. 11 – Campo de cereais; cobrir de areia.

SOLUÇÕES DO PROBLEMA

Sudoku [ ] Cruzadas

HORIZONTAIS: 1 – Avançam sobre o inimigo com o objectivo de o destruir; espécie de cegonha pequena. 2 – Que goza de saúde; composição poética de assunto elevado e destinada ao canto. 3 – Fluido gasoso, transparente e invisível que constitui a atmosfera; esteiro de rio ou braço de mar, geralmente navegável e que se ramifica pela terra; insípida. 4 – Entoação, canto; que ou aquele que dá. 5 – Diploma emanado de entidade competente em que se fazem concessões e nomeações, se deferem pretensões e mercês ou se aprovam estatutos, e que tem por fundamento disposições legais existentes; porção de remédio que se toma de cada vez. 6 – Tanto; grande caixa com tampa plana. 7 – Contr. da prep. a com o art. def. o; pequeno barco de recreio ou de formas finas e adelgaçadas. 8 – Sumo fervido de alguns frutos para conserva; coloração da face. 9 – Que não contém nada ou só contém ar; sólido de base circular ou elíptica, terminando em ponta. 10 – Desprezível, gracejo (pop.). 11 – Encolerizar, tornar pior.

[Tele]visão TDM 13:00 TDM News - Repetição 13:30 Jornal das 24h RTPi 14:45 RTPi Directo 19:00 Música Movimento (Repetição) 19:30 Resistirei 20:30 Telejornal 21:00 TDM Desporto 22:10 Hilda Furacão 23:00 TDM News 23:30 Linha da Frente 00:00 Telejornal - Repetição 00:30 RTPi Directo INFORMAÇÃO TDM

31 - STAR Sports 13:00 Red Bull MotoGP Rookies Cup 2012 Race 13 14:00 V8 Supercars Championship Series 2012 17:30 FIM Mx1 & Mx2 Motorcross W C 2012 - Highlights 18:30 Red Bull MotoGP Rookies Cup 2012 Race 13 19:30 Game 2012 20:00 The Verdict 20:30 Planet Speed 2012/13 21:00 Engine Block 2012 21:30 (LIVE) Score Tonight 2012 22:00 FIFA Beach Soccer World Cup 2013 Qualifiers Switzerland vs. England 23:00 The Verdict 23:30 FINA Aquatics World 2012

RTPi 82 14:00 Telejornal Madeira 14:30 Alta Pressão 15:00 EUA - New Jersey Contacto - 2012 15:30 Obra de Arte 16:00 Bom Dia Portugal 17:00 Decisão Final 18:00 Vingança 18:30 Novas Direcções 19:00 Trio D’Ataque 20:00 Jornal Da Tarde 21:15 O Preço Certo 22:15 Ler +, Ler Melhor 22:20 Portugal no Coração

40 - FOX Movies 12:35 Lincoln Lawyer 14:35 The Help 17:05 Command Performance 18:40 The Chronicles Of Narnia 21:00 Year One 22:40 The Mask Of Zorro

30 - ESPN 12:30 15:30 18:30 19:30 20:00 20:30 21:00 22:00 22:30 23:00

Pac 12 Conference Football USC vs. Stanford Ricoh Women’s British Open 2012 Day 4 (Delay) Baseball Tonight International 2012 (LIVE) Sportscenter Asia 2012 FINA Aquatics World 2012 World of Gymnastics 2012 FIFA Beach Soccer World Cup 2013 Qualifiers Russia vs. Switzerland Sportscenter Asia 2012 Engine Block 2012 MotoGP World Championship 2012 Grand Prix of San Marino

41 - HBO 12:00 Bridesmaids 14:05 Dinner For Schmucks 16:05 Mystic Pizza 18:00 The Bridges Of Madison County 20:15 Senna 22:00 Life’S Too Short 03 22:30 How To Make It In America 23:00 Bored To Death 23:30 Friends With Benefits 42 - Cinemax 12:00 The Devil’S Advocate 14:15 Paul 16:00 The Incredible Shrinking Man 17:20 Octopussy 19:25 Nowhere To Run 21:00 Xiii 22:00 Into The Sun 23:40 Lost Boys: The Thirst

HORIZONTAIS: ATACAM. IBIS. 2-SADIO. ODE. 3-AR. RIA. FRIA. 4-TOADA. DADOR. 5-ALVARA. TOMA. 6-TÃO. ARCA. 7-AO IOLE. 8-CALDA. COR. 9-VAZIO. CONE. 10-RELES. PIADA. 11-IRAR. PIORAR. VERTICAIS: 1-ABATATAR. RI. 2-ROLÃO. VER. 3-AS. AVO. CALA. 4-CARDA. LAZER. 5-ADIAR. LIS. 6-MIA. ARIDO. 7-COA. PI. 8-FATAL. CIO. 9-BORDO. COAR. 10-IDIOMA. ONDA. 11-SEARA. AREAR.

À VENDA NA LIVRARIA PORTUGUESA LOANDA • Isabel Valadão

Através do retrato de Maria Ortega e Anna de São Miguel, a autora leva-nos até Luanda do século XVII, de encontro ao percurso, queda e ascensão dos escravos e exilados do reino português. Cruzando a História com um ritmo narrativo forte e surpreendente, Loanda é ainda marcada pelo tom biográfico de personagens que deixaram a sua marca naquele território.

CARTAS DE AMOR DE FERNANDO PESSOA A OFÉLIA QUEIROZ • Fernando Pessoa

REGRAS |

Insira algarismos nos quadrados de forma a que cada linha, coluna e caixa de 3X3 contenha os dígitos de 1 a 9 sem repetição SOLUÇÃO DO PROBLEMA DO DIA ANTERIOR

Pela primeira vez, as cartas de amor de Fernando Pessoa e de Ofélia Queiroz são apresentadas em edição conjunta. Uma edição conjunta é a forma mais adequada para dar a ler uma correspondência, que pressupõe sempre um diálogo, uma interacção, a existência concreta de dois interlocutores. Cada carta é, em si mesma, ou a resposta a outra carta ou pretexto para ela. Até quando o destinatário opta por não responder, de algum modo, o seu silêncio se inscreve na carta seguinte. Assim, uma relação amorosa, sustentada epistolarmente, como a de Pessoa e Ofélia, só é, na verdade, entendível quando os dois discursos se cruzam e mutuamente se reflectem. RUA DE S. DOMINGOS 16-18 • TEL: +853 28566442 | 28515915 • FAX: +853 28378014 • MAIL@LIVRARIAPORTUGUESA.NET

UM BALANÇO POUCO ORIGINAL Cada vez que se termina alguma coisa, é sempre a melhor altura para se fazer um balaço. Mas convém que esse mesmo balanço vá melhorando aos poucos. Quero eu dizer, na minha inteligência de gato, que de ano para ano o balanço já não pode ter as mesmas críticas: se as tiver, é porque a coisa não está a correr bem. Como nas críticas apontadas por Lau Cheok Va quanto à falta de diálogo entre o Governo e a Assembleia Legislativa (AL). Já cheiram a velho. Já um sol abrasador nos torrava o cérebro em Agosto passado e o presidente da AL lançava o mesmo discurso. Para o ano é que ia ser, dizia ele, mais produção de leis, mais coordenação... Este ano sucedeu o facto de a sessão legislativa terminar já em Setembro, porque o trabalho não foi feito a tempo e horas. Alegadamente o Governo analisava os regulamentos de outra forma e havia discussões pelo meio. E o trabalho atrasava. As críticas de Lau Cheok Va, apesar de cheirarem a bolas de naftalina, são graves, muito graves. O Governo foi acusado de ocultar informações adjacentes a um projecto de lei. Podemos estar a falar, por exemplo, daquelas opiniões da Associação dos Advogados de Macau (AAM) que só foram descobertas quando a revisão do Código do Projecto Penal ia no adro. O presidente da AL continuar a insistir que existem interpretações diferentes de leis e regulamentos na hora de analisar outra lei, que a população precisa de ser mais ouvida e que a própria AL precisa de um regime novo, para saber como agir, deveria ser um factor de máxima urgência para o Executivo. Macau precisa de se desenvolver em muitos pontos. Falta legislar matérias importantes, muitas delas nem eu imagino. Por isso, senhor Chui Sai On, ainda vai a tempo de melhorar a conversa com a sua AL. Faça lá isso depressa, para nos deixarmos de balanços muito pouco originais.

Pu Yi


18

opinião

segunda-feira 17.9.2012

www.hojemacau.com.mo

curva apertada

Chico Moore ECONOMISTA

Estímulos económicos

Bragança pode parecer muito longe da China, mas às vezes aprende-se tanto sobre o mundo nas mudanças de uma pequena cidade como na evolução de um país gigantesco

U

MA notícia da norte-americana CNBC deu conta de uma pesquisa curiosa, assinada por um grupo de analistas do banco HSBC: o comércio de produtos de luxo pode começar a regredir a sua espectacular expansão na China, porque os homens estão a ter menos amantes. Parece piada, mas a fonte é insuspeita. O HSBC é um colosso bancário espalhado por todo o globo, com forte implantação na China. Segundo a notícia, por muito que os maridos chineses não o admitam, a compra de presentes de luxo para a sua “segunda mulher” faz deles dos melhores clientes das grandes marcas. O relatório dos analistas do HSBC adianta ser comum que chineses casados e ricos possuam uma amante (ou mais), o que se denomina de “xiao san”, literalmente traduzido por “pequeno três”, a terceira pessoa na relação. Informa também que está em curso uma mudança nesta mentalidade. Será por haver mais mulheres independentes na China, pouco dispostas a tolerar tal “tradição”? A análise dos consultores não entra em pormenores, centrando-se naquilo que lhes interessa: menos amantes, menos negócio. A continuar, a mudança de mentalidade terá, garantem, efeitos bem reais na factu-

ração das marcas de luxo, que encontraram na China o seu El Dorado na última década, com as vendas a crescerem imparáveis ano após ano. Uma das causas é portanto os homens darem presentes vistosos às amantes, recorrendo ao impacto, por exemplo, das malas Louis Vuitton, que batem recordes de vendas. “A amante é uma forma de projectar poder na sociedade chinesa”, afirmou à CNBC Tom Doctoroff, presidente da JWT North Asia e autor do livro “O que querem os chineses”. “Para as amantes, as marcas de grande nome dão muito mais nas vistas. E as amantes querem exibir-se.” * Na zona da fronteira entre Portugal e Espanha, são comuns os bordéis. No Norte, em particular, tiveram grande expansão nos anos 90. Do lado lusitano, geraram-se por causa disso vários fenómenos, como os idosos que gostavam de dar um pulo até terras castelhanas. Viúvos e não só juntavam as reformas durante uns meses (estamos a falar de quando ainda havia reformas em Portugal), até que um autocarro enviado pelo dono do bordel vinha buscá-los para um fim-de-semana de folia. Em Bragança, os homens escusavam de ir a Espanha. Um contingente calculado em cerca de 250 brasileiras invadiu a cidade transmontana no novo milénio, transformando pouco a pouco a oferta local de lazer com a multiplicação de clubes de strip e casas de alterne. O mercado masculino adorava, mas não era só entre as “mininas” e os bragantinos que as coisas se mexiam bem – o melhor movimento da cidade era económico. Cabeleireiros, butiques, restaurantes, táxis, ourivesarias, de repente todo um mundo

de negócios velhos florescia como nunca. A cidade estava feliz. Ou quase. Do outro lado da trincheira, as esposas devotas fumegavam pelas orelhas, fulas com aquelas vagabundas que lhes levavam maridos e parte considerável do orçamento familiar. Em 2003 – já depois de uma reportagem internacional sobre o caso, na Time –, unem-se sob o epíteto de “Mães de Bragança”, exigindo o fim das prostitutas brasileiras à sua volta. Numa das muitas reportagens feitas então, fica para a memória a mulher a ferver por causa da amante do marido, que se atravessa à frente de um patrão do alterne e lhe pergunta o clássico “o que é que ela tem que eu não tenha?”. “15 quilos a menos”, respondeu o outro, entre as gargalhadas da populaça. Com tanto impacto mediático, as prostitutas acabaram mesmo expulsas. Os fios em ouro ficaram na montra, os vestidos sensuais acumularam-se nos armazéns, os taxistas passaram horas à espera da chamada. Só as mães sorriram vencedoras, mas depressa o doce amargou. Antes do fim-de-semana, chegaram autocarros à cidade, prontos a carregar maridos com saudades das amantes. Agora elas trabalhavam do outro lado da fronteira. * A economia chinesa está a desacelerar e a portuguesa, que caiu da ravina há uns tempos, continua a despenhar-se. Da China até Bragança são muitas diferenças, começando na maneira como as mentalidades evoluem. Uma verdade geograficamente ubíqua, porém, sai limpinha dos factos: quanto mais mulheres os homens tiverem, mais vigor ganha a economia. Por isso, não contem comigo para ficar de braços cruzados enquanto Portugal vai ao fundo.


segunda-feira 17.9.2012

opinião

www.hojemacau.com.mo

David Chan*

19

macau visto de hong kong

Uma história terrível do nosso Direito Médico IV

N

O dia 17 de Julho de 2012, um site chinês deu a seguinte notícia: alguns hospitais de Nova Iorque não adquiriram seguro de negligência médica. As verbas que os hospitais têm de pagar quando são confrontados com queixas desta natureza são gigantescas e as soluções adoptadas passam por reduzir orçamentos, fechar alguns departamentos, recorrer a fundos, etc.. Um mês antes, o site da China News deu a notícia que um repórter tinha recebido tratamento hospitalar nos EUA por ter partido um dedo. O que se segue é o relato dessa história passada nos EUA. A grande maioria dos médicos nos EUA são particulares. Exceptuando os casos de emergência, quase todos os cidadãos americanos são tratados por médicos particulares. Os raros “médicos de família” apenas tratam de casos menores e não se encaixam em nenhuma área particular. Quando um membro da família está doente o tratamento inicial é receitado pelo médico de família que recomenda os tratamentos posteriores. Se, por exemplo, um doente tiver problemas de estômago, o médico de família recomenda tratamento num especialista dessa área. As especialidades médicas nos EUA são imensas. Os especialistas de ossos, podem dividir-se em inúmeras categorias. Há especialistas de ossos dos braços, das pernas, da mão, etc.. O médico e o hospital são coisas distintas. De um modo geral os médicos são trabalhadores independentes contratados pelo hospital. O hospital cobra aos pacientes pela utilização de equipamentos hospitalares. O tratamento médico é pago através do seguro de saúde dos doentes. Uma vez que toda a medicação é da responsabilidade dos médicos, os casos de negligência recaem de um modo geral sobre os médicos e não sobre os hospitais. Quando um doente apresenta uma queixa de negligência médica, o caso é defendido pela companhia de seguros do médico em causa, que pode assim poupar tempo e energia. O seguro de negligência médica é bastante caro, atingindo cerca de 10% dos rendimentos dos profissionais de medicina, variando consoante as especialidades. Os seguros dos profissionais de obstetrícia e de ginecologia são dos mais altos, atingindo cerca de 15% a 18% do rendimento anual desses profissionais.

Com o contínuo abandono de especialistas da áreas de ginecologia e obstetrícia em Nova Iorque, o prémio de seguro subiu acentuadamente. Para evitar que isto acontecesse, alguns estados, como o da Califórnia, estabeleceram um valor limite para as indemnizações O prémio de seguro de negligência médica cresceu rapidamente. Em 1981 era de cerca de 63 mil patacas. Em 2009 já era de mais de um milhão. Devido ao aumento do prémio de seguro, o médico Mitch Essig deixou de fazer partos, evitando assim naturalmente acções judiciais em casos de nascimentos de crianças com deficiência. Dando apenas consultas médicas reduziu em cerca de um terço o valor do seguro. A decisão do doutor Mitch Essig não é nova e teve duas consequências. Muitos jovens médicos começaram a evitar as especialidades de ginecologia e obstetrícia e muitos dos profissionais nessas áreas já existentes em Nova Iorque seguiram-lhe o exemplo porque não conseguiam suportar as despesas do seguro. O prémio de seguro é uma decisão puramente comercial. Se o número de médicos e doentes num Estado for grande, a base de divisão do prémio é maior e o valor do seguro baixa. Com o contínuo abandono de especialistas da áreas de ginecologia e obstetrícia em Nova Iorque, o prémio de seguro subiu

acentuadamente. Para evitar que isto acontecesse, alguns estados, como o da Califórnia, estabeleceram um valor limite para as indemnizações. Para além disto os médicos do estado de Nova Iorque sugeriram a criação de uma empresa responsável pela manutenção de um fundo de reserva que garantisse os pagamentos de queixas de negligência médica. A experiência americana pode ser útil para Macau. Lembram-se da sugestão que fiz há duas semanas de criação de um fundo? Para além da contribuição financeira do governo e dos pacientes, devíamos também considerar a hipótese de estabelecer cuidadosamente um valor limite neste fundo, para as indemnizações de casos de negligência médica, que garantisse o pagamento para quem precisa e não a qualquer um. Nos casos em que o valor limite da indemnização não cobrisse o valor requerido pelo queixoso, o assunto seria resolvido em Tribunal. Por outro lado, os médicos também deveriam entender quais são as raízes da negligência profissional para acabar com ela. Devíamos também estudar a possibilidade de os médicos contribuírem para este fundo de forma significativa. Havendo tão poucas companhias de seguros em Macau, é natural que o seguro de negligência médica seja insuficiente. A implementação das medidas acima referidas visa melhorar os serviços de assistência médica e facilitar o pagamento das indemnizações às vitimas de negligência. Quanto mais diminuirmos o risco aos olhos das companhias de seguros, maior será a possibilidade de forneceram seguros de saúde e de negligência médica. Os leitores podem verificar que as estratégias sugeridas são umas de ordem administrativa e outras de ordem legislativa. Talvez a Assembleia Legislativa tenha problemas em fazer avançar rapidamente a promulgação de um Lei de Saúde, mas as sugestões propostas podem ser aplicadas imediatamente. Para a semana falaremos do Conselho Médico e da formação na área da medicina, assuntos que não estão resolvidas e que são uma barreira à implementação do Direito Médico em Macau. *Professor Associado no Instituto Politécnico de Macau

Propriedade Fábrica de Notícias, Lda Director Carlos Morais José Editores Nuno G. Pereira; Gonçalo Lobo Pinheiro Redacção Andreia Sofia Silva; Cecilia Lin; Joana Freitas; José C. Mendes; Rita Marques Ramos Colaboradores António Falcão; António Graça de Abreu; Fernando Eloy; Hugo Pinto; José Simões Morais; Marco Carvalho; Maria João Belchior (Pequim); Michel Reis; Rui Cascais; Sérgio Fonseca; Tiago Quadros Colunistas Arnaldo Gonçalves; Boi Luxo; Carlos M. Cordeiro; Correia Marques; David Chan; Gonçalo Alvim; Helder Fernando; Jorge Rodrigues Simão; José Pereira Coutinho, Marinho de Bastos; Paul Chan Wai Chi; Pedro Correia; Peng Zhonglian; Vanessa Amaro Cartoonista Steph Grafismo Catarina Lau; Paulo Borges Ilustração Rui Rasquinho Agências Lusa; Xinhua Fotografia António Falcão, Gonçalo Lobo Pinheiro; Lusa; GCS; Xinhua Secretária de redacção e Publicidade Madalena da Silva (publicidade@hojemacau.com.mo) Assistente de marketing Vincent Vong Impressão Tipografia Welfare Morada Calçada de Santo Agostinho, n.º 19, Centro Comercial Nam Yue, 6.º andar A, Macau Telefone 28752401 Fax 28752405 e-mail info@hojemacau.com.mo Sítio www.hojemacau.com.mo


segunda-feira 17.9.2012

www.hojemacau.com.mo

c a r t o on por Steff

A FÚRIA

EUA Aviso de conflito na Ásia

Os conflitos territoriais na Ásia, nomeadamente entre a China e vários países da região, poderão desencadear uma guerra se os governos continuarem as “suas provocações”, declarou hoje o secretário da Defesa norteamericano, Leon Panetta. “Estou preocupado porque vejo países envolvidos em provocações e porque isso pode levar à violência e depois a um conflito”, disse, ao chegar a Tóquio. O Japão apelou hoje à China para proteger os seus cidadãos, um dia depois de manifestações contra a compra, por Tóquio, de ilhas cuja soberania é reivindicada por Pequim, enquanto milhares de chineses voltaram a sair à rua para manifestarem a sua cólera em várias cidades chinesas. Panetta disse que ele e a secretária de Estado, Hillary Clinton, recomendam que “estes países – em vez de um comportamento provocatório – façam um esforço para encontrar modos de resolver pacificamente este tipo de questões”.

Macau Bolo Lunar dá milhões a quem precisa

Chong Chao, o Festival de Bolo Lunar, é um dos festivais de maior importância no território, pois representa a reunião dos membros das famílias chinesas e, sendo um dos festivais mais tradicionais, os chineses prestamlhe a maior atenção. No intuito de manifestar as preocupações com as camadas vulneráveis da sociedade, a Fundação Macau irá, em cooperação com mais de 20 associações bem enraizadas na sociedade, oferecer prendas aos residentes mais carenciados. Foi disponibilizada uma verba de cerca de 4,3 milhões para a Acção de Prendas e, aproximadamente, 20.000 residentes serão beneficiados. A distribuição ocorre a partir desta semana.

Coreia do Sul Última homenagem a Moon

Dezenas de milhar de pessoas de luto participam nas cerimónias fúnebres do reverendo Myung Moon, fundador da Igreja da Unificação e que construiu um império de negócios que se estende da península coreana aos Estados Unidos. Myung Moon era um auto-proclamado messias, conhecido pela realização de casamentos em massa e pelos seus esforços em construir um mundo multicultural. Morreu a 3 de Setembro, com 92 anos. As cerimónias fúnebres de Myung Moon decorrem na cidade de Gapyeong, a nordeste da capital Seul e de acordo com as autoridades locais mais de 180 mil pessoas visitaram a zona no período de luto e antes do funeral.

Japão Tufão Sanba corta energia

Terceira edição “Macau Cover Girl”

Vitória da macaense Vera Rodrigues José C. Mendes info@hojemacau.com.mo

A

cerimónia de eleição da vencedora do “Macau Cover Girl”, edição de 2012, teve lugar na última sexta-feira à noite, no Albergue da Santa Casa da Misericórdia. Depois de dois meses de treinos e de uma série de eliminatórias, as oito concorrentes finais desfilaram finalmente na passerelle instalada no Albergue, no Bairro de S. Lázaro. Com a Natureza como tema de fundo as finalistas exibiram os seus talentos, desfilando em vestidos criados por designers de moda locais, representando os quatro elementos: ar, água, fogo e terra. A primeira alegria da noite foi para a jovem macaense Ana Carvalho, que recebeu o prémio de Miss Simpatia, com o voto do publico. “Estou muito contente, gostei muito desta experiência. Aprendi tanta coisa...” Ao Hoje Macau, afirmou ainda, convicta, que vai continuar a perseguir o sonho de ser modelo. O júri, composto por Carlos Marreiros, Guiomar Pedruco, Grace Yu e Ruby Chan, elegeu como grande vencedora desta edição a também macaense Vera Rodrigues. “Estou muito contente! Este é o dia mais feliz da minha vida”, disse a jovem

estudante de gestão, na Universidade de S. José.

INESPERADO

“Para já vou continuar a estudar e depois tentar entrar numa agência como modelo, em Macau ou em Hong Kong ou em qualquer lugar do mundo...” Para Vera, a experiência dos meses passado com o grupo de raparigas tornou-

-se inesquecível. “Foi fantástico. Ficámos todas amigas como se fossemos uma família”. Ganhar era um sonho que não passava pela cabeça da jovem. “Não estava nada à espera”, declarou entre risos a aspirante a modelo profissional. “Estar entre as três primeiras já era muito bom, mas não pensei ficar em primeiro. Estou muito contente!”

Dezenas de milhar de casas ficaram hoje sem energia no sudoeste do Japão devido à passagem do tufão Sanba na região das ilhas de Okinawa, que paralisou também as comunicações marítimas e aéreas. A tempestade tropical, comum nesta época do ano, provocou fortes chuvas e ventos ao atravessar a região e dirige-se agora para a península coreana. A agência meteorológica japonesa registou ventos de 250 quilómetros por hora e alertou os moradores das regiões afectadas para permanecerem em casa, enquanto que as autoridades marítimas e aeronáuticas cancelaram todas as ligações aéreas e marítimas. Apesar de não existirem relatos de mortes ou ferimentos na região, as autoridades estimam que mais de 60.000 habitações ficaram privadas de energia ou foram de alguma forma afectadas, principalmente por inundações.

Japão Yamaguchi bate recorde em bruços

O nadador japonês Akihiro Yamaguchi bateu no sábado o recorde mundial dos 200 metros bruços, durante os Jogos Nacionais do Japão, em Gifu, ao nadar a distância em 2.07,01 minutos. Com apenas 18 anos, Yamaguchi melhora por 27 centésimos a marca registada pelo húngaro Daniel Gyurta (2.07,28 segundos) a 1 de Agosto, nos Jogos Olímpicos Londres-2012. Yamaguchi, que falhou o apuramento para Londres, já se tinha aproximado uma vez da melhor marca mundial, ao nadar em 2.07,84 durante os campeonatos escolares japoneses, a 17 de Agosto.

Turismo Lisboa e Macau associam-se

Lisboa e Macau são duas das fundadoras da “primeira organização internacional dedicada exclusivamente ao turismo nas cidades”, denominada World Tourism Cities Federation (WTCF), anunciou hoje a imprensa oficial chinesa. Trata-se de “uma organização não-governamental���, com sede em Pequim, onde durante o fim-de-semana decorreu a primeira assembleia-geral da WTCF, e cujo lema é “O turismo torna a vida urbana ainda melhor”. Entre os 58 membros fundadores da WTCK figuram dez cidades europeias, entre as quais Lisboa, Roma, Barcelona e Berlim. A China é um dos mais concorridos destinos turísticos do mundo, a seguir à França e aos Estados Unidos, e também um dos maiores emissores de turistas. Em 2011, o número de chineses que passaram férias fora do continente cresceu 20%, para 69 milhões, e este ano deverá exceder 80 milhões.


Hoje Macau 17 SET 2012 #2696