Page 1

PUB

AGÊNCIA COMERCIAL PICO • 28721006

hojemacau MOP$10

PUB

Ter para ler

DIRECTOR CARLOS MORAIS JOSÉ • QUARTA-FEIRA 17 DE AGOSTO DE 2011 • ANO X • Nº 2434

TEMPO AGUACEIROS OCASIONAIS MIN 27 MAX 32 HUMIDADE 65-95% • CÂMBIOS EURO 11.5 BAHT 0.3 YUAN 1.3

Centro de Ciência muda de presidente e começa a dar nas vistas

Limpeza com resultados Mudam-se os presidentes, muda-se a eficiência. Moribundo no ano passado, o Centro de Ciência está a passar por uma revolução interna com um novo líder a comandar a mudança. Todas as galerias já estão a funcionar, o português está bem tratado e há turistas a passar por lá. > PÁGINAS 6 E 7

Ruínas de São Paulo

Revolução em Pequim

A PEDIDO DO POVO, PROJECÇÃO VOLTA POR 10 NOITES

CHINESES JÁ PODEM PROCESSAR ÓRGÃOS DO GOVERNO

• PÁGINA 10

• PÁGINA 2

Chan Meng Kam

AVISO AO COMANDANTE: OUÇA OS DEPUTADOS • PÁGINA 4


QUARTA-FEIRA 17.8.2011 www.hojemacau.com.mo

2 COREIAS PIOR CRISE DA HISTÓRIA A península coreana enfrenta a “pior crise” da sua história, defende um editorial publicado ontem pelo jornal oficial do Partido dos Trabalhadores norte-coreano, o Rodong Sinmun, após o início das manobras militares conjuntas de Washington e Seul. “A península coreana enfrenta a pior crise da sua história. Uma guerra total poderá ser despoletada pelo menor incidente”, refere um despacho da agência oficial norte-coreana KCNA, que cita um editorial do Rodong Sinmun. As manobras militares conjuntas anuais dos Estados Unidos e Coreia do Sul, designadas “Freedom Guardian” (Guardião da Liberdade), iniciaram-se ontem e vão ter uma duração de dez dias, contando com a participação de milhares de soldados dos dois exércitos. Estes exercícios “habituais de defesa”, segundo os dois países, ocorrem todos os anos, mas Pyongyang condena-os, considerando que se trata da preparação de uma invasão do norte da península. Segundo o Rodong Sinmun, que exprime as opiniões do regime comunista de Pyongyang, estas manobras pretendem anualmente desenvolver as capacidades de ataque sobre as unidades de produção nuclear e de mísseis do Norte. “O nosso exército e povo não ficarão imóveis perante a mobilização massiva de soldados pelos americanos imperialistas, que ameaçam os nossos direitos soberanos”, afirma o jornal. SHAANZI GOLFE LEVA A RACIONAMENTO DA ÁGUA Dois novos campos de golfe na província chinesa de Shaanxi estão a provocar severas restrições de água aos agricultores daquela região do nordeste da China, podendo vir a ser encerrados pelas autoridades. Segundo o jornal oficial “China Daily”, os dois campos localizados na cidade de Yulin, junto ao deserto de Loess Plateau, gastarão, pelo menos, cinco milhões de toneladas de água por ano, sendo que na província de Shaanxi a precipitação anual não vai além dos 400 milímetros. De acordo com agricultores das aldeias a cerca de três quilómetros dos campos de golfe – um dos quais já está em funcionamento –, o nível das águas subterrâneas diminuiu consideravelmente nos últimos quatro anos e as duas novas infra-estruturas desportivas irão acelerar a escassez de água na região. Os projectos são ainda criticados pelo fato de um dos campos de golfe ter sido promovido pelas autoridades locais como “parque desportivo que iria enriquecer as vidas dos residentes locais e melhorar o ecossistema no deserto”, mas apresentam preços na ordem dos 1800 yuans por volta, que poucos residentes podem pagar.

ACTUAL Chineses podem processar Governo por obstrução da informação

Supremo Tribunal dita direitos

O

Supremo Tribunal Popular da China deliberou que os cidadãos têm o direito de processar qualquer departamento governamental que recuse divulgar informação pública e não confidencial ou que altere informação já publicada. Esta deliberação “é entendida por muitos como o último passo do Governo [chinês] no sentido de

elevar o seu nível de transparência e proteger o direito dos cidadãos de acesso à informação sobre assuntos públicos”, escreveu ontem o “China Daily”, jornal oficial chinês com a maior distribuição em língua inglesa. A interpretação daquela que é a principal autoridade judicial da China, que contém 13 artigos, indica ainda que os cidadãos, empresas

e outras organizações poderão processar o governo e pedir compensações se as informações divulgadas violarem a sua privacidade ou segredos de negócio. Com base na decisão do Supremo Tribunal, as agências governamentais ficam obrigadas a justificar o porquê da recusa da disponibilização de informação solicitada.

Em 2007, o Conselho de Estado chinês adoptou as Regulamentações relativas à Divulgação de Informação do Governo para garantir o acesso do público aos registos governamentais. Não obstante, nem todos acreditam que a regulação terá os efeitos desejados. Citado pelo “China Daily”, o professor de direito da Academia de Ciências Sociais Chinesa, Zhou Hanhua, duvida até que ponto é que os governos serão legalmente responsabilizados por recusarem fornecer informações solicitadas, e observa fortes probabilidades de arquivamento de eventuais queixas interpostas pela recusa de divulgação de documentos públicos. “Na verdade, muitos membros do Governo consideram até que quem pede este tipo de informação está a ser inconveniente”, afirmou. Em 2010, 51 de 59 departamentos governamentais sob a tutela do Conselho de Estado e 70% de 43 governos municipais falharam na avaliação de transparência administrativa, de acordo com um relatório anual divulgado pela Academia Chinesa de Ciências Sociais. Mais de 50% dos departamentos do Governo obtiveram classificações entre os 30 e os 50 pontos, numa escala de 100 pontos, sendo que o pior classificado não chegou a atingir os 10 pontos.

MONGE TIBETANO REGA-SE COM GASOLINA E INCENDEIA-SE EM SICHUAN

Longa vida ao Dailai Lama U

M monge tibetano morreu após se imolar pelo fogo na província chinesa de Sichuan, em protesto contra a ocupação do Tibete pela China, naquele que foi o segundo incidente do género este ano na região. O monge Tsongwon Norbu, de 29 anos, do mosteiro tibetano de Nyitso, no distrito de Dawu, imolou-se na segunda-feira. De acordo com um comunicado da organização Free Tibet, sedeada em Londres, o monge bebeu gasolina e despejou o produto pelo corpo e túnica, incendiando-se de seguida. Antes de morrer, o monge gritou “Longa vida ao Dalai Lama” e outros slogans de protesto a favor do líder religioso tibetano no exílio. Em consequência da imolação, as autoridades chinesas cercaram o mosteiro tibetano, e cortaram o seu abastecimento de víveres, água

e electricidade, situação que se mantém há dois dias, indicaram testemunhas à AFP. “Há pelo menos mil soldados e polícias destacados em volta do mosteiro e cerca de 100 monges no seu interior”, declarou um religioso daquela congregação por telefone à AFP. As medidas de segurança foram confirmadas por hotéis e restaurantes nas imediações contactados pela AFP. Em Março, outro monge tibetano de 16 anos, de nome Rigzin Phuntsok, também morreu por imolação na mesma província chinesa, incidente que coincidiu com o terceiro aniversário dos protestos contra o Governo chinês realizados na região em 2008. A imolação de Março desencadeou semanas de fortes tensões entre as autoridades chinesas e o mosteiro de Kirti – um dos mais importan-

tes para o budismo tibetano –, a que pertencia o monge imolado e de onde outros religiosos foram levados para campos de reeducação após o sucedido. As forças de segurança chinesas chegaram a cercar o mosteiro, impedindo as entradas e saídas do recinto. Nos últimos anos, sobretudo desde os episódios de 2008, têm-se registado vários confrontos entre os monges e as autoridades chinesas desde a Região Autónoma do Tibete às províncias chinesas vizinhas, como Sichuan, Qinghai ou Gansu. A China defende que o Tibete é parte integrante do seu território há séculos, enquanto os tibetanos argumentam que a região foi durante muito tempo virtualmente independentemente até ser ocupada pelas tropas comunistas em 1951.


FÁBRICA NO MÉXICO PARA VENDER AUTOMÓVEIS NOS EUA

O Governo e empresários da província chinesa de Anhui querem instalar uma fábrica de automóveis no estado de Yucatán, no sudeste do México, tendo em vista as exportações para os Estados Unidos. A intenção foi manifestada pelos responsáveis chineses durante um encontro da delegação da província de Anhui, encabeçada pelo governante local, Ni Fako, com a governadora do estado de Yucatán, Ivonne Ortega. No encontro, os empresários chineses demonstraram também interesse em investir no sector da habitação e fomentar o comércio com aquele estado mexicano.

O

S jornalistas chineses passam agora por uma forte onda de entusiasmo depois de terem desafiado colectivamente a censura do Partido Comunista, durante a cobertura contundente do choque entre dois comboios de alta velocidade no mês passado. “A capacidade do partido de controlar-nos está a enfraquecer”, diz o editor de um jornal estatal. Numa tentativa de reconquistar a iniciativa após duas semanas de reportagens críticas publicadas pela imprensa sobre a tragédia de 23 de Julho na província oriental de Zhejiang, na qual morreram 40 pessoas, autoridades do Partido criticaram abertamente os meios de comunicação pela cobertura que fizeram do desastre. Houve também consequências sérias para alguns dos jornalistas que, para as autoridades, se excederam. Wang Qinglei, produtor na emissora estatal CCTV, foi suspenso depois do seu programa ter questionado o modelo de desenvolvimento da China e elogiado jornalistas que desafiam a censura, descrevendo-os como a alma do país. Mas o acidente ferroviário chamou atenção para uma transição que já estava em curso. A imprensa

QUARTA-FEIRA 17.8.2011 www.hojemacau.com.mo

3

Jornalistas chineses batem de frente contra censura

Sem medo de falar ou escrever

chinesa está a tornar-se uma força em favor de transformações. Zhang Jiang, professor de jornalismo na Universidade de Estudos Estrangeiros de Pequim, diz que no passado a reportagem investigativa era praticada por alguns poucos órgãos selectos, mas que “desta vez pudemos verificar que muitos outros veículos têm ambições semelhantes, incluindo

os produtos culturais dos média do partido e governamental”. Zhang Zh’ian, professor de jornalismo na Universidade Sun Yat-sen, em Cantão, estima que a China conte hoje com um leque de até 500 repórteres investigativos, e muitos estudantes de jornalismo querem seguir o mesmo caminho. A ascensão das redes sociais nos

últimos anos também está a abrir novos canais de comunicação. O microblog Sina Weibo, semelhante ao Twitter, já conta com 140 milhões de usuários. A notícia que o governo teria preferido ocultar o número de vítimas foi revelada no Weibo e disseminou-se rapidamente. Hoje, jornalistas cujos artigos são censurados ou modificados frequentemente publicam por conta própria. “No passado, os jornalistas ressentiam-se da censura em silêncio, mas quando se vai ao Weibo, pode-se constatar que toda a gente sente a mesma coisa”, diz Zuo Zhijian, director de notícias do jornal de negócios “21st Century Business Herald”. “A existência do Weibo está a ajudar a imprensa a rejeitar,

pouco a pouco, autocensura e autointimidação e a retornar ao teor concreto das notícias.” Além disso, há uma mudança de gerações em jogo. Muitos jornalistas na casa dos 20 ou 30 anos hoje ocupam cargos relativamente seniores nos média tanto on-line como tradicional, e as suas preocupações diferentes manifestam-se no modo como definem os temas noticiosos. “Os profissionais dos meios de comunicação estão a perder a capacidade de comprar imóveis com base nos seus salários”, observa Zhu Yuchen, da revista “Caijing”. “O seu sentimento de insegurança está a crescer, e esse facto está estreitamente vinculado ao senso de insegurança nesta sociedade.”

QUINTA DO VALLADO DECIDIU FAZER UMA APOSTA DE LONGO PRAZO NA ÁSIA

“A China é uma coisa evidente para quem quer exportar” N

O seguimento de uma visita de um grupo de jornalistas do Oriente a Portugal em 2009, a convite dos “Douro Boys” - grupo de cinco produtores que visa a promoção dos vinhos do Douro do qual faz parte -, a Quinta do Vallado decidiu “consolidar os contactos” então estabelecidos, para “tentar capitalizar essa iniciativa”. Foi assim, explica João Álvares Ribeiro, director executivo da companhia vitivinícola, que começou a aventura da marca no Império do Meio. Com 40 mil garrafas vendidas, a China não é o maior mercado de exportação da companhia - lugares actualmente ocupados pelos EUA e Brasil, que, cada, “correspondem aproximadamente a 15,5%

do total das exportações”. O mercado, reconhece Álvares Ribeiro, tem as suas dificuldades próprias, como “o idioma, a distância e a inexistência de um mercado de vinhos estabelecido”. Estes são “pontos que se apresentam como obstáculos e que nos cabe superar”, afirma, acrescentando: “a forma de ultrapassar estes pontos é deslocarmo-nos até lá, é estar presente localmente sempre que se justifica”. A dimensão do mercado justifica assim uma aposta, que é “para continuar”, apesar do “muito trabalho que há a fazer”, reconhece o administrador: “ir para a China é uma coisa evidente para quem quiser exportar”, sublinha. Num “mundo que está

completamente imprevisível”, Álvares Ribeiro, que durante 25 anos esteve na área da banca de investimento, vê ainda “algumas certezas”, como o “crescimento fortíssimo” do Brasil, mercado prioritário para a companhia de vinhos do Douro. A Quinta do Vallado tem conseguido, também, defende, “resultados muito bons” em alguns países da Europa, como a Polónia e o Reino Unido. E não esquece Portugal: “crescemos 40% no mercado interno” em 2010. Este ano, “aumentámos os preços em 4%, algo que a companhia não fazia há “três ou quatro anos”, argumenta. Mas, ainda assim, a previsão anual de facturação que, em Março passado, Álvares

Ribeiro contabilizava em 2,5 milhões de euros - em linha com o vendido em 2010 e visto como “um bom resultado” - já foi revista. “As expectativas, neste momento, são de aumentar para aproximadamente 2,8 milhões de euros”, o que representa um crescimento anual acima de 10%. Na exportação, a evolução deverá ser mais significativa, na ordem dos 23% em valor, para 950 mil euros e de 42,8% em volume, para 200 mil garrafas vendidas. Além da produção de vinhos, a Quinta do Vallado é hoje símbolo de enoturismo, com um projecto hoteleiro (recuperação e ampliação da quinta setecentista) no valor de 1,5 milhões de euros.

PROTESTO CONTRA LI KEQIANG

O vice-primeiro-ministro da China Li Keqiang iniciou ontem uma visita de três dias a Hong Kong, considerada um “sinal” do compromisso de Pequim para criar mais oportunidades de negócio e investimento. Esta é a primeira vez que Li Keqiang se desloca oficialmente a Hong Kong na qualidade de vice-primeiro-ministro, cargo que assumiu em 2008. À porta do hotel onde Li está hospedado, um manifestante (na foto) discutiu com a polícia para ter acesso ao oficial chinês.


QUARTA-FEIRA 17.8.2011 www.hojemacau.com.mo

4

POLÍTICA

Críticas ao Governo no balanço dos trabalhos do ano legislativo

HOJE MACAU

Passividade e falta de transparência

Virginia Leung

virginia.leung@hojemacau.com.mo

O

uso dos dinheiros públicos é tão controlado quanto maior for a transparência, pelo que a forma como são feitos os gastos em alguns grandes projectos de obras públicas deve ser sempre anunciada de forma activa para o esclarecimento público. Mas nessa área, o Governo tem sempre agido com falta de iniciativa e de forma no mínimo passiva, afirmou o deputado Ung Choi Kun, durante o balanço dos trabalhos do ano legislativo. Para Ung Choi Kun, todos os problemas que aparecem na sociedade devem ser resolvidos de raiz, e isso só se consegue através de legislação adequada e melhoramento das políticas. O exemplo da das pensões ilegais mostra que, mesmo que os problemas não sejam totalmente resolvidos, depois de aprovada a legislação ao menos o Governo tinha um caminho a seguir, valendo-se da lei para combater as actividades ilegais. Ung Choi Kun e Chan Meng Kam, os dois deputados que representam a pró-empresarial

Associação dos Cidadãos Unidos de Macau (ACUM) na AL, dizem ter recebido 4216 pedidos de ajuda (324 casos a mais do que os 3982 referentes à anterior sessão legislativa, um aumento de 8%) incluindo 1415 casos que precisam de acompanhamento posterior. Entre estes, nota-se um claro aumento das queixas contra a Administração, o que mostra também, de acordo com Ung, um aumento da consciencialização das pessoas em relação à protecção dos seus direitos e um aumento da confiança em relação aos deputados. Ao mesmo tempo, deixam também evidente que a qualidade do serviço público deve melhorar e, por isso, os deputados sugerem ao Governo que abandone a mentalidade “padrão oficial” para verdadeiramente “servir a comunidade”, reforçando a comunicação e coordenação interna para aumentar a qualidade do serviço público e prevenir a “ausência de canais para reclamações”. Ung apontou três questões principais onde ainda havia espaço a melhoramentos: segurança social, habitação e transportes. Sobre a Proposta de Lei do Fundo de Segurança Social, o parlamentar

notou que apesar de terem sido criadas contas individuais para os residentes, estes ficavam obrigados a residir em Macau pelo menos 183 dias por ano. A proposta de lei criou alguns problemas que trouxeram ao de cima a falta de comunicação e coordenação entre os departamentos competentes. Quanto à habitação, houve um claro aumento no número de pedidos de auxílio, isto enquanto a questão da “propriedade dos imóveis” é mantida no centro das preocupações. A habitação económica, defende, não deve ser desviada para o mercado privado e deve ser vendida a preços abaixo de custo para os residentes qualificados. Por isso, a Lei da Habitação Económica não pôde alcançar o conceito de forma abrangente mas pelo menos o Governo deu importantes passos para a resolução dos problemas habitacionais das classes mais desfavorecidas, que são, considera, o mais grave problema para a subsistência da população. Agora, é preciso que o Executivo tome medidas científicas e de longo prazo para concretizar a legislação, de forma a acelerar o processo de construção de habitação económica.

Além disso, os problemas com os transportes são muito preocupantes, sendo o trânsito a pulsação do desenvolvimento de cada cidade, pelo que o departamento competente deveria contar com soluções práticas para melhorar verdadeiramente os transportes. O novo serviço de autocarros públicos, aponta Ung, é insatisfatório, a qualidade do serviço de táxis deve melhorar, o aumento do número de veículos privados e a consequente ultrapassagem dos limites de capacidade das ruas estão a atingir o ponto de saturação, pelo que, o trânsito se vem tornando cada vez mais uma problema que “não pode ser ignorado”.

POR UMA MUDANÇA DE ATITUDES

Os deputados da AL não só têm toda a autoridade para fiscalizar se o Governo está ou não a agir de acordo com o definido na Lei Básica, como é mesmo uma das suas responsabilidades expor as suas dúvidas e criticar os problemas existentes e as faltas cometidas, defendeu o deputado Chan Meng Kam. Os funcionários do Governo responsáveis, se sabem que estão a fazer a coisa certa, não deveriam

por isso ter medo de críticas, que não têm efeito a menos que sejam certeiras. Por isso, quando se deparam com as dúvidas e críticas dos deputados, os funcionários deveriam antes ter uma atitude de aceitar as críticas construtivas como um incentivo para que possam corrigir o que está mal. As atitudes dos responsáveis do Governo deveriam distanciar-se por isso do “deixa andar” ignorando tudo o que ouvem e não admitindo as suas próprias falhas, negando-as mesmo, apelou o parlamentar. O correcto uso dos fundos públicos foi uma das questões fundamentais abordadas por Chan Meng Kam, que sublinhou que o Governo estava a arrecadar somas astronómicas em receitas fiscais, mas juntamente com o aumento do dinheiro estavam a aumentar também de forma descontrolada as despesas do Governo. O Executivo, criticou, gasta 12 mil milhões de patacas em salários de funcionários e essa despesa tem tendência a aumentar devido à expansão dos serviços públicos. O Governo, sublinhou Chan, devia saber como “se preparar para um dia chuvoso”. Os problemas da inflação, habitação, transportes e saúde foram também referidos por Chan Meng Kam como sendo aqueles que maior preocupação despertam normalmente junto do público. O Governo, admitiu, já tomou algumas medidas para ajudar os mais pobres a combater a inflação, o que mostra existir a consciência do seu impacte para a população. No entanto, enquanto os governantes se centram nos problemas das classes mais desfavorecidas, deveriam também ter em conta as pressões a que está a ser sujeita a classe média, deixada de parte da maior parte das medidas de apoio à subsistência. O parlamentar aconselhou por isso o Governo a expandir a sua zona de preocupação para combater os problemas resultantes do empobrecimento da classe média. Chan Meng Kam aconselhou ainda o Governo a criar boas plataformas para os jovens assumirem um papel na resolução de questões sociais. Por outro lado, deixou um conselho também para os jovens: estejam preparados e tenham sempre em mente “não perguntar o que a sociedade lhes pode dar, mas o que eles podem dar à sociedade”.


ENCERRADAS MAIS DE 150 PENSÕES ILEGAIS UM ANO APÓS A NOVA LEI

Um total de 152 fracções autónomas foram seladas em Macau pelas autoridades devido à suspeita de se tratarem de pensões ilegais desde que a lei que pune a actividade entrou em vigor, há um ano. De acordo com a Direcção dos Serviços de Turismo, desde 13 de Agosto do ano passado foram investigadas mais de mil fracções e mais de 720 ocupantes foram identificados, dos quais 68 estavam em situação irregular. Num ano foram instaurados 152 procedimentos sancionatórios, tendo sido aplicada uma multa de 200 mil patacas a 46 exploradores de pensões ilegais. Do total, apenas dois dos visados pagaram a multa dentro do prazo previsto por lei, enquanto 15 casos foram remetidos para as autoridades fiscais para efeitos de cobrança coerciva.

Virginia Leung

FORNECEDOR DE GÁS NATURAL NÃO CUMPRE CONTRATO DE CONCESSÃO

virginia.leung@hojemacau.com.mo

Macau a perder gás

C

ONTRATADA para estabelecer uma estação de gás natural liquefeito e assumir o papel de fornecedor de gás natural a longo prazo para Macau, a verdade é que a empresa concessionária não tem conseguido cumprir com o contrato, ao não ser capaz de garantir o fornecimento do combustível em quantidade e de forma estável. A denúncia foi feita pela deputada Kwan Tsui Hang, numa interpelação escrita apresentada ontem na Assembleia Legislativa (AL). O Governo anunciou o investimento de 120 milhões de patacas para garantir um fornecimento estável de electricidade. Mas quanto à interrupção do fornecimento de gás natural, o Governo desculpou-se com as obras na Ilha da Montanha, que seriam razão para a sua paralisação durante 190 dias. O montante anteriormente referido seria então destinado a subsidiar o capital da electricidade e manter estáveis as contas da luz, numa altura em que o corte no

fornecimento de gás natural ditaria um aumento dos custos. Kwan Tsui Hang não podia estar mais em desacordo com essa prática que, considera a deputada, não garante efectivamente o forne-

cimento estável e em quantidade do gás natural, além de obstruir o caminho a que outras companhias presentes no “Concurso público para a Concessão do Serviço Público de Distribuição de Gás

Natural na Região Administrativa Especial de Macau” comecem os trabalhos de construção da rede de gasodutos, levando a que o projecto respectivo venha sendo constantemente adiado. Kwan considera

QUARTA-FEIRA 17.8.2011 www.hojemacau.com.mo

5 que essa política vem entravando seriamente o processo de aplicação do gás natural e fazendo com que o Governo tenha dificuldades em implementar políticas de importação de fontes de energia mais limpas e diversificadas. Na sua interpelação, Kwan Tsui Hang não percebe porque é que a concessionária não é responsabilizada pela interrupção no fornecimento de gás e questiona o Governo sobre a ausência de penalizações para a empresa em causa por não ter sido capaz de cumprir com o prometido. Adeputada eleita directamente para a AL quer saber também qual a lógica para o Governo subsidiar os custos de electricidade e porque é que esse montante não é cobrado à concessionária. Além disso, a representante da tradicionalista União Para o Desenvolvimento (UPD) quer saber quais os planos da empresa para garantir a estabilidade do fornecimento no futuro e até quando pretende o Governo adiar as políticas que permitam a importação de fontes de energia alternativas mais amigas do ambiente.

PUB

EDITAL Edital nº: 136/E/2011 Processo nº: 446/OI/2011/F Local: Rua do Almirante Sérgio, Edf. Riviera Macau, Bloco 2, fracções M20, K23, N24, N36, I40 e I41, Macau. Jaime Roberto Carion, director da Direcção dos Serviços de Solos, Obras Públicas e Transportes (DSSOPT), faz saber por este meio aos donos da obra e proprietários, o seguinte : 1. Em 07/06/2011, o agente de fiscalização desta DSSOPT deslocou-se ao local acima indicado e verificou a realização de obra sem licença cuja descrição e situação é a seguinte: Fracção

1.1

1.2

M

K

Obra

20

Demolição de uma parte da parede exterior do edifício junto à janela da fracção, bem como tapamento com chapa metálica e betão no lugar para instalação de compressores de ar condicionado.

Em curso

23

Demolição de uma parte da parede exterior do edifício junto à janela da fracção, bem como tapamento com chapa metálica e betão no lugar para instalação de compressores de ar condicionado.

Em curso

40

Demolição de uma parte da parede exterior do edifício junto à janela da fracção, bem como tapamento com chapa metálica e betão no lugar para instalação de compressores de ar condicionado.

Em curso

1.4

I

41

Demolição de uma parte da parede exterior do edifício, bem como tapamento com chapa metálica e betão no lugar para instalação de compressores de ar condicionado.

Em curso

24

Tapamento com chapa metálica e betão no lugar para instalação de compressores de ar condicionado.

Em curso

36

Tapamento com chapa metálica e betão no lugar para instalação de compressores de ar condicionado.

Em curso

1.6

N

5.

Suspender de imediato as obras no local acima indicado.

6.

Os interessados do referido ponto 1 não sejam cumprimento ao presente edital, é sancionável com multa de $2 500,00 patacas, sem prejuízo da responsabilidade criminal, em conformidade com o disposto do artigo 67.º do Decreto-Lei n.º 79/85/M.

8.

9.

2. As obras acima indicadas foram executadas sem prévia apreciação do projecto e correspondente concessão de licença por esta DSSOPT, conforme exigido pelo nº 1 do artigo 3º do Decreto-Lei nº 79/85/M, alterado pela Lei nº 6/99/M de 17 de Dezembro e pelo Regulamento Administrativo nº 24/2009 de 3 de Agosto, pelo que as obras são consideradas ilegais. 3.

Nestas circunstâncias e em cumprimento do disposto no nos 1 e 5 do artigo 52º do Decreto-Lei nº 79/85/M, determinei o embargo das obras mencionadas no ponto 1, os notificados deverão :

Nos termos do artigo 59o do Decreto-Lei n.º 79/85/M e das competências delegadas pelos nos 1 e 4 da Ordem Executiva no 124/2009, publicada no Boletim Oficial da RAEM, Número Extraordinário, I Série, de 20 de Dezembro de 2009, da decisão referida no ponto 4 do presente edital cabe recurso hierárquico necessário para o Secretário para os Transportes e Obras Públicas, a interpor no prazo de 15 dias contados a partir da data de publicação do presente edital.

7. O recurso referido no ponto anterior não tem efeito suspensivo, devendo por isso as obras mencionadas no ponto 1 manterem-se embargadas.

I

N

4.

6.

1.3

1.5

execução da obra das fracções mencionadas no ponto 1 pelo prazo de 48 horas.

Situação da obra

Andar

EDITAL

Nos termos do n.os 1 e 5 do artigo 52º do Decreto-Lei nº 79/85/M, o agente de fiscalização ordenou a imediata suspensão da

Nestas circunstâncias e nos termos dos artigos 52º e 65º do Decreto-Lei nº 79/85/M, pode ser ordenado que os infractores acima indicados procedam à demolição das obras ilegais referidas no ponto 1, e à reposição da parte do edifício de acordo com o projecto aprovado por esta Direcção de Serviços, pelo que, fica sujeito a uma multa de $1 000,00 a $20 000,00 patacas. Nos termos dos artigos 93º e 94º do Código do Procedimento Ad ministrativo, aprovado pelo Decreto-Lei nº 57/99/M, de 11 de Outubro, os interessados podem apresentar a sua defesa por escrito e as demais provas para se pronunciar sobre as questões que constituem objecto do procedimento, bem como requerer diligências complementares, no prazo de 10 (dez) dias contados o partir da data de publicação do presente edital.

10. O processo pode ser consultado durante as horas de expediente nas instalações da Divisão de Fiscalização do Departamento de Urbanização desta DSSOPT, situadas na Estrada de D. Maria II, nos 32-36, Edifício CEM, 2º andar, Macau (telefones nos 85977154 e 85977227). RAEM, aos 12 de Agosto de 2011

O Director dos Serviços Jaime Roberto Carion

Edital no: 135/E/2011 Processo no: 1100/BC/2011/F Assunto: Início do procedimento de audiência pela infracção às respectivas disposições do Regulamento de Segurança Contra Incêndios (RSCI) Local: Rua 1o de Maio no 472-C, Edf. The Residencia Macau, fracção B28 de Tower 1, Macau. Jaime Roberto Carion, director da Direcção dos Serviços de Solos, Obras Públicas e Transportes (DSSOPT), faz saber por este meio aos dono da obra e proprietário, cujas identidades se desconhecem, da obra existente no local acima indicado, o seguinte: 1.

1.1

O agente de fiscalização desta DSSOPT constatou no local acima identificado a realização de obra sem licença, cuja descrição e situação é a seguinte: Tower

Fracção

Andar

Obra

1

B

28

Instalação de portão no corredor comum junto à fracção, ocupando o espaço comum.

Situação da obra Concluída

Infracção ao RSCI e motivo da demolição

Infracção ao no 4 do artigo 10o, obstrução do caminho de evacuação.

2. Sendo as escadas e corredores comuns e pódio do edifício considerados caminhos de evacuação, devem os mesmos conservar-se permanentemente desobstruídos e desimpedidos, de acordo com o disposto no no 4 do artigo 10o do RSCI, aprovado pelo Decreto-Lei no 24/95/M, de 9 de Junho. As alterações introduzidas pelos infractores nos referidos espaços, descritas no ponto 1 do presente edital, contrariam a função desses espaços enquanto caminhos de evacuação, pontos de penetração no edifício e comprometem a segurança de pessoas e bens em caso de incêndio. Assim, a obra executada não é susceptível de legalização pelo que terá necessariamente de ser determinada pela DSSOPT a sua demolição a fim de ser reintegrada a legalidade urbanística violada. 3. Nos termos do no 3 do artigo 87o do RSCI, a infracção ao disposto no no 4 do artigo 10o é sancionável com multa de $4 000,00 a $40 000,00 patacas. Além disso, de acordo com o no 4 do mesmo artigo, em caso de pejamento dos caminhos de evacuação, será solidariamente responsável a entidade que presta os serviços de administração ou segurança do edifício. 4. Considerando a matéria referida nos pontos 2 e 3 do presente edital, podem os interessados, querendo, pronunciar-se por escrito sobre a mesma e demais questões objecto do procedimento, no prazo de 5 (cinco) dias contados a partir da data de publicação do presente edital, podendo requerer diligências complementares e oferecer os respectivos meios de prova, em conformidade com o disposto no nº 1 do artigo 95o do RSCI. 5. O processo pode ser consultado durante as horas de expediente nas instalações da Divisão de Fiscalização do Departamento de Urbanização desta DSSOPT, situadas na Estrada de D. Maria II, nos 32-36, Edifício CEM, 2o andar, Macau (telefones nos 85977154 e 85977227). Aos 12 de Agosto de 2011 O Director dos Serviços Jaime Roberto Carion


QUARTA-FEIRA 17.8.2011 www.hojemacau.com.mo

6

SOCIEDADE

Peter Lam, presidente do Conselho de Administração do Centro de Ciência de Macau

“É difícil criar um negócio, mas é mais complicado mantê-lo a rolar”

Entrou em Janeiro na Administração do Centro de Ciência de Macau com as ideias fixas: mudar para melhor. Peter Lam, o novo presidente da entidade, falou ao Hoje Macau sobre a situação actual do espaço e os futuros projectos. Abrir o local a quem queira criar vai ser um dos muitos planos a juntar-se às três principais motivações: promover a ciência entre os jovens, tornar o CCM um novo marco para o turismo e oferecer uma plataforma para espalhar ciência. Desde colaboração com um hotel local a mudanças na decoração, tudo serviu para abrir ao público um centro mais atractivo – mesmo sabendo que existem dificuldades Joana Freitas

joana.freitas@hojemacau.com.mo

Q

UAL é a situação actual do Centro de Ciência? Já têm as galerias todas abertas? Todas abertas. Agora, temos 14 galerias e todas estão prontas e temos 14 exibições diferentes. Estão todas disponíveis ao público, já arranjamos tudo o que faltava e entre elas 12 vão estar patentes durante três anos. Depois temos duas temporárias, a número dois e seis. O que pode ser visto nessas salas temporárias? A seis está equipada com uma exposição sobre o Sistema de Metro Ligeiro, para os cidadãos poderem ver, e a número dois está com a exposição do Da Vinci.

MUDANÇA RADICAL

A exposição do Da Vinci estava inicialmente prevista para terminar em Julho, mas foi prolongada? Recebemos muitos pedidos de pessoas e escolas, que diziam que a exposição era maravilhosa mas que se queixavam que o tempo de exibição era muito curto. Eu disse que tentaríamos o nosso melhor para manter os produtos aqui e que teríamos de falar com o Museu de Florença (de onde é originária a exposição). Felizmente, eles concordaram. Por isso, está aberta até dia 2 de Outubro, porque dia 1 é feriado e as pessoas têm mais facilidade em deslocar-se aqui ao museu. Fechamos no dia 2 de Outubro. Quantos visitantes receberam até agora? Desde Janeiro até este último domingo recebemos um total de

Oito meses depois da primeira visita do Hoje Macau ao Centro de Ciência, as diferenças são notórias. Além de todas as galerias estarem já abertas, pode ver-se mais crianças e visitantes nas instalações, entre os quais bastante turistas estrangeiros. A entidade prolongou ainda a exposição de Leonardo Da Vinci, do Museu de Florença, que iria terminar no passado mês. Para breve estão planeadas mais uma sala de exposições com ideias de fora e da equipa do próprio centro e ainda um espaço inteiramente dedicado à mecânica e robótica, ciências bastante apreciadas pelos jovens do território. “O Centro de Ciência vai oferecer um atelier para workshop de mecânica para que as escolas possam usufruir do espaço e se não tiverem equipamento suficiente para construir o Centro providencia”, explicou ao Hoje Macau Peter Lam. Para os mais novos, a entidade tem um papel mais didáctico – nas galerias é possível experimentar o mundo da água e até construir uma casa, com direito aos equipamentos de segurança necessários.

quase 200 mil visitantes. No ano passado tivemos mais de 300 mil visitantes. Agora já passaram oito meses e temos contabilizados 156.058. O planetário recebeu mais 39.161. Desde a última visita do Hoje Macau ao Centro de Ciência, em Dezembro, sente-se mais movimento. Sim, temos mais movimento. Eu entrei para a presidência a 1 de Janeiro deste ano e já podem ver muitas mudanças, até aqui no lobby, nos espectáculos a 3D [no planetário]... Qual foi a maior mudança? Fizemos muita coisa e não podemos definir uma como a principal. Fizemos um grande trabalho, promovemos o centro, fizemos uma ‘joint-venture’ com um dos hotéis do território – um que não está relacionado com jogo

ou negócios – para promover o turismo de Macau. Em que consiste essa colaboração, o que pretendem com ela? Primeiro o Centro de Ciência tem três alvos principais: a educação científica para os mais jovens e a utilização do próprio edifício, que foi desenhado por Ieoh Ming Pei, para atrair turistas, porque não queremos que as pessoas de Macau digam que o território só oferece jogo, mas também cultura. Depois, temos o Centro de Conferências integrado no edifício e queremos publicitá-lo para que as pessoas o utilizem, essencialmente para fins científicos. A ideia de colaborar com o hotel, cujo objectivo foi alcançado e estamos todos satisfeitos, é para que as pessoas cheguem aqui e saibam que

podem vir também com a família e que podem contar com outras áreas culturais e diferentes locais de visita. Notou, com isso, que o número de turistas está a aumentar? Sim, muito mais do que antes. Aliás, quando me perguntam qual a maior diferença no movimento, eu respondo: mais pessoas estrangeiras a visitar-nos. Posso mesmo dizer que mais de 50% dos visitantes são estrangeiros, especialmente estes últimos três meses. De todos os locais: Hong Kong, alguns da Europa. O Mandarin Oriental [hotel que colabora com o Centro] fez uma grande promoção em Hong Kong, onde há muitos estrangeiros, e no seu website. As pessoas vêem a publicidade e já ficam com a ideia de que vêm cá visitar o Centro de Ciência.


REPRESENTANTES DO COMÉRCIO LUSÓFONO EM MACAU Mais de 20 responsáveis pelo comércio de cinco países lusófonos, incluindo dois portugueses, estão de visita a Macau, no âmbito do “Colóquio sobre Facilitação do Comércio para os Países de Língua Portuguesa”. Esta é a fase final de um colóquio que começou na China, com o apoio do Secretariado Permanente do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa.

Encontrou dificuldades em gerir o Centro desde que tomou posse? Sim, muitas dificuldades. Chegaram ao cerne da questão. Um ditado chinês diz que “é difícil criar um negócio, mas é mais complicado ainda mantêlo a rolar”. Quando o Centro de Ciência abriu, as pessoas sentiram curiosidade e quiseram vir visitar, portanto tivemos um grande número de visitas. Mas no segundo ano, as pessoas perderam a curiosidade e isso fez descer as entradas. Mas como podemos manter o negócio? E como podemos manter a concentração para atingirmos os nossos três alvos? É difícil, mas desde Janeiro até agora podemos dizer que temos feito um grande trabalho. Todos nós temos o mesmo objectivo: fazer o Centro de Ciência servir os visitantes. E podem ver uma pequena amostra desse trabalho: no ano passado quando [o Hoje Macau] veio cá, não viram ninguém a entrar. Tínhamos uma sala para as pessoas se sentarem depois de visitarem o Centro, ficarem lá. Mas eu achei isso um desperdício de espaço e agora esse local vai ser utilizado para os visitantes, vai albergar um outro tipo de exibição. O que pretendem fazer para tornar o Centro mais dinâmico? Nós queremos que o Centro de Ciência tenha vida. Não queremos fazer as coisas normais do quotidiano e sem criatividade. Por isso, vamos ter a nossa própria exibição, com design das pessoas que cá trabalham. Fiz uma proposta ao quadro, que foi aprovada, de fazer um estudo para criar um departamento que

faça pesquisa e as exposições por nós próprios. Claro que temos de contar com a colaboração de especialistas e universidades que queiram criar. E também efectuar acordos de cooperação com outros centros de ciência, na Europa, em Taiwan, na China... Trocando produtos de exposição, ideias e design de novos produtos. Esse estudo que está a ser elaborado, quem o está a fazer e quando fica pronto? Penso que antes de Outubro e está a ser levado a cabo por uma entidade privada, de forma a ser mais neutro e para que possam ser dadas novas ideias e mais opiniões.

“Quando o Centro de Ciência abriu, as pessoas sentiram curiosidade e quiseram vir visitar, portanto tivemos um grande número de visitas. Mas no segundo ano, as pessoas perderam a curiosidade e isso fez descer as entradas” Já sabem quais as novas exposições que vão ter nas salas temporárias, assim que as agora presentes terminarem? Sim, mas não podemos revelar. Estará uma na sala onde está patente a do Da Vinci agora, antes do final de Outubro mas como é originada por outra entidade não podemos dizer a ideia. Eles estão a prepará-la há meio ano. Quais são as galerias preferidas dos visitantes?

A do Da Vinci, a número um – Galeria de Ciência do Espaço -, a três – Galeria da Ciência Divertida -, e a quatro – Galeria de Ciência para Crianças. Na altura da nossa visita ao Centro, alguns entrevistados disseramnos que as galerias eram muito infantis. Esse é o vosso objectivo? Não podemos dizer isso mas, temos de ser sinceros, nós somos muito novos nisto. E temos de perceber do que gostam os mais novos, porque o nosso alvo principal é promover a ciência entre os jovens. Receberam opiniões directas dos visitantes? Sim, positivas até. Mas nós sabemos que somos novos e estamos a caminhar na direcção certa. Temos muitas exibições de alta tecnologia e amigas do ambiente. Procuramos sempre novos produtos para trazer para Macau e para mostrar às pessoas. Quando ouvimos dizer que as galerias eram infantis, procuramos novas coisas. As opiniões são importantes para nós, estamos a trabalhar muito e tentamos usar todos os espaços para servir as pessoas. A política do Centro de Ciência é servir todos os visitantes, porque isto é financiado pelo Governo de Macau. Quanto mais pessoas vierem partilhar a experiência, mais vêm depois. O que pensa relativamente ao recente relatório lançado pelo Comissariado de Auditoria sobre problemas na gestão do Centro de Ciência? É um bom relatório, bastante profissional. Nós podemos utilizálo como guia para fazer controlos internos e melhorar. As coisas podem sempre ser feitas de uma melhor maneira. Não tenho nada a comentar acerca do relatório.

QUARTA-FEIRA 17.8.2011 www.hojemacau.com.mo

7

FAOM CRITICA ATITUDE DOS JOVENS

Sucesso sem trabalho

Virginia Leung

virginia.leung@hojemacau.com.mo

O

S jovens em geral mostram uma tendência para se candidatarem a lugares de chefia sem antes passarem pela base das hierarquias. A atitude mostra “vista curta” e mereceu duras críticas de Wong Kuai Leng, chefe da Federação das Associações dos Operários de Macau (FAOM). Cargos governamentais são os mais procurados pela juventude, seguidos pelo trabalho em casinos, observa Wong Kuai Leng. Para a responsável da FAOM, os jovens deveriam sempre começar por baixo e tentar buscar o seu auto-aperfeiçoamento para terem

uma melhor ideia de todas as etapas e níveis dentro da organização em que trabalham. Os jovens, considera, deveriam olhar mais para a sua própria evolução, em vez de ficarem a culpar o ambiente social que os impede de começar logo pelo seu emprego ideal. “Estou actualmente a trabalhar como vendedor em ‘part-time’ numa joalharia, ao mesmo tempo em que tento terminar a milha licenciatura”, contou Sou, um estudante da Universidade de Macau. “No entanto, pensava encontrar um trabalho com base nos meus interesses e o dinheiro é só um segundo critério. Espero encontrar um emprego que seja o ideal para mim e em que possa ter comunicação e interacção com os clientes, de forma a poder trabalhar com interesse.” Wong Kuai Leng acrescentou ainda que, entre os jovens contactados por ela, a maioria esperava encontrar um emprego como funcionário público e mostrava, em geral, uma entrega a grandes e ambiciosos sonhos durante as entrevistas. A directora da FAOM concluiu que os jovens de hoje trabalhavam em qualquer emprego, mas ao mesmo tempo sempre a procurar outro melhor.

QUATRO PESSOAS ACUSADAS DE CONTRAFEIÇÃO

De marca chinesa W

U, de 30 anos, vendeu numa loja local, durante quase um ano, telemóveis e artigos electrónicos contrafeitos ao preço dos originais. Os produtos, provenientes do interior da China, foram apreendidos por agentes alfandegários, que seguiram as queixas dos consumidores. Na loja de Wu os agentes encontraram telemóveis, carregadores e baterias contrafeitos da marca Nokia e Vertu. Outras duas suspeitas, Chan e Wan, de 29 e 26 anos, e um homem, Chio, de 24 anos, abriram uma empresa em Novembro de 2009 que vendia roupa. Era Chan quem geria a loja, mas os lucros eram distribuídos

entre os três sócios conforme o volume das acções que detinham. Com a ajuda de Wan e Chio, Chan pôs à venda na sua loja produtos contrafeitos, que incluíam sacos para cosméticos, malas e artigos de pele da marca Dior e Agnés B. Os produtos foram apreendidos pelos agentes alfandegários em Fevereiro de 2010. Acusados de venda, circulação e ocultação de produtos contrafeitos, os quatro suspeitos aguardam julgamento. Segundo comunicado do MP, a conduta dos suspeitos “prejudicou os interesses dos consumidores assim como a imagem de Macau enquanto cidade turística internacional”. Os casos estão, agora, em tribunal.


vida

QUARTA-FEIRA 17.8.2011 www.hojemacau.com.mo

8

U

MA nova pesquisa aponta que pares de aves do mesmo sexo têm relacionamentos tão estáveis e duradouros como os casais de pássaros do sexo oposto. Os cientistas da Universidade da Califórnia Berkeley e da Universidade Saint-Etienne, na França, analisaram o comportamento de mandarins (“Taeniopygia guttata”), aves canoras que cantam para os parceiros, num hábito apontado como algo que fortalece o relacionamento do casal. Segundo os pesquisadores, pares formados por aves do mesmo sexo cantam e cuidam um do outro da mesma forma que os casais formados por aves do sexo oposto. A pesquisadora americana Julie Elie, que liderou o estudo, afirma que os resultados mostram que “relacionamentos entre animais podem ser mais complexos do que apenas um macho e uma fêmea que se encontram e se reproduzem”. Elie e os outros pesquisadores da equipa interessaram-se pelo comportamento dos mandarins, pássaros que estabelecem relacionamentos que duram a vida toda e são muito sociais. Os machos cantam para os parceiros, e os pássaros alisam as penas uns dos outros, além de dividir um ninho. “Interesso-me por como eles esta-

MOSQUITOS ESTÉREIS VIRAM AR

A fidelidade da fêmea de mosquito pode ser a chave para o controle publicado na revista científica “PNAS” mostrou que a técnica pode f se alimenta de sangue. Durante a picada ela injecta na vítima a saliv do Imperial College (Reino Unido) usou engenharia genética para es

Casais de aves do mesmo sexo podem ter relação estável

Fiéis mandarins belecem os relacionamentos e como usam a comunicação acústica nas suas interacções sociais”, disse Elie à BBC. “As minhas observações levaram-me a um resultado surpreendente: indivíduos do mesmo sexo também interagem de uma forma associativa, como pares de machos e fêmeas”, afirmou. O estudo foi publicado na revista especializada “Behavioural Ecology and Sociobiology”. Julie Elie e os colegas de pesquisa, Clementine Vignal e Nicolas Mathevon, da Universidade de Saint-Etienne, criaram jovens mandarins em grupos do mesmo sexo. Mais da metade dos pássaros formaram pares com outra ave. A equipa então acompanhou os pássaros para captar sinais de que os pares estavam totalmente ligados. Segundo Elie, pares de aves que formaram casais ficavam lado a lado e faziam ninhos juntos. Também cumprimentavam-se tocando os bicos. No estágio seguinte da pesquisa,

os cientistas introduziram fêmeas nos grupos de pares de machos. De oito machos que já tinham formado casais do mesmo sexo, cinco ignoraram completamente as fêmeas e continuaram interagindo com o parceiro macho. Segundo os pesquisadores, as descobertas indicam que, mesmo entre aves, o impulso para encontrar um parceiro é bem mais complicado do que simplesmente a necessidade de reprodução. “O relacionamento de um par entre espécies socialmente monogâmicas representa uma parceria cooperativa que pode dar vantagens para a sobrevivência. Encontrar um parceiro social, não importa o seu sexo, pode ser uma prioridade”, diz a cientista. Além dos mandarins, existem outros exemplos de casais do mesmo sexo entre aves. Entre gaivotas e albatrozes monogâmicos, este tipo de relacionamento dá às fêmeas a hipótese de criar filhotes sem um parceiro macho. “Fêmeas copulam com machos, e então criam os filho-

tes juntas”, afirma a pesquisadora Julie Elie. Em cativeiro, ocorreram pelo menos dois casos de pinguins machos formando relacionamentos longos entre si quando existiam fêmeas disponíveis. Talvez o caso mais famoso seja o de dois pinguins machos, Roy e Silo, do zoológico do Central Park, de Nova Iorque. Formaram um casal e não deram atenção para nenhuma fêmea durante pelo menos um ano. Até construíram um ninho juntos e chocaram um ovo doado a eles por um dos tratadores.

PELA PRIMEIRA VEZ, NAVIO A ENERGIA SOLAR ATRAVESSA O MAR DA CHINA

A prova de que o sol resolve tudo U

M navio movido a energia solar chegou nesta segunda-feira a Hong Kong, depois de seis dias de difícil navegação por causa das condições meteorológicas nas Filipinas, e tornou-se a primeira embarcação deste tipo a atravessar o mar da China. A superfície da embarcação serve como “gerador solar” e ela pode navegar, inclusive, sem insolação directa, pois a energia produzida é armazenada numa bateria. No trajecto de mil quilómetros, que separam as Filipinas de Hong Kong, o navio passou por condições delicadas, entre a monção e as tempestades tropicais, declarou a equipe suíça responsável pela iniciativa. Agora ancorado em Hong Kong, a embarcação, chamada PlanetSolar, participará de vários eventos. O navio começou sua volta ao mundo em Setembro de 2010, no Mónaco, e espera-se que termine em Maio de 2012. O objectivo do projecto é que o navio passe oito meses no mar, movido unicamente pela energia solar para provar que o sol é uma fonte confiável para o transporte ecológico de pessoas e mercadorias pela via marítima.

Click ecológico NAS PROFUNDEZAS DA CAVERNA HANG SON DOONG

• O fotógrafo britânico Carsten Peter fez registos inéditos das profundezas da caver do mundo. A passagem subterrânea é tão grande que seu fim ainda não foi encontrad de 150 cavernas no Parque Nacional Phong Nha-Ke Bang, a cerca de 500 quilómetr uma equipe da Associação Britânica de Pesquisa de Cavernas, que descobriu a entr sido usada como esconderijo contra os bombardeios americanos durante a Guerra


RMA ANTI-MALÁRIA

QUARTA-FEIRA 17.8.2011

e da transmissão da malária, se associada com a produção de machos sem espermatozóides. Um estudo funcionar com o principal vector da doença na África, o Anopheles gambiae. Apenas a fêmea dos mosquitos va com o parasita. Depois de inseminada pelo macho, a fêmea se torna “refractária” a fazer sexo. A equipe sterilizar machos, os quais também conseguiram “fidelizar” as fêmeas da espécie.

rna Hang Son Doong, no Vietname a maior do. Hang Son Doong é parte de uma galeria ros da capital, Hanói. Peter acompanhou rada do local em 2009. A caverna já havia do Vietname.

www.hojemacau.com.mo

9

REINO UNIDO DIVULGA 9000 PÁGINAS DE INVESTIGAÇÕES SOBRE ÓVNIS

Acredita em seres do espaço? O

governo britânico lançou a público quase 9.000 páginas de arquivos secretos sobre supostas aparições de óvnis (Objectos Voadores Não Identificados). Os 34 arquivos foram colectados entre 1985 e 2007. Num dos documentos, um comandante militar prevê que a população ficaria decepcionada se soubesse que “falta de fundos e outras prioridades” estavam a impedir o prosseguimento das investigações sobre os óvnis. “Um dos documentos mais interessantes nos arquivos é de um oficial do serviço secreto que afirma que, apesar dos milhares de relatos recebidos desde a Segunda Guerra Mundial, eles nunca estudaram ou gastaram

dinheiro com o assunto e que as pessoas não acreditariam nisso se soubessem”, diz o consultor dos arquivos David Clarke. O documento datado de 5 de Julho de 1995 afirma que a imagem que os média passaram da agência britânica de Inteligência DI55 “como defensora da Terra contra o perigo alienígena” estaria “anos-luz de distância da verdade”. O ex-investigador do ministério da Defesa britânico Nick Pope, que trabalhou na entidade entre 1991 e 1995, diz que “o fascinante sobre os arquivos é que eles reflectem o debate que existe na sociedade: é interessante sermos visitados por alienígenas ou é pura estupidez?” “Nós tínhamos

os mesmos debates no Ministério da Defesa”, diz ele. Entre os documentos está o testemunho feito em 2001 de um controlador de voo então aposentado da aeronáutica sobre um incidente ocorrido na região de Suffolk em 1956. Freddie Wimbledon diz ter enviado jactos para interceptar um óvni captado por radar e testemunhos de pessoas. Um dos aviões seguiu o óvni de perto antes que ele partisse a “uma velocidade incrível”. Outros documentos relatam o testemunho de várias pessoas que dizem ter visto um óvni sobre o festival de Glastonbury, em 2003 e um disco voador sobre Nottinghamshire. Mas há também o registo da recla-

mação de uma mãe e filha que foram ao Ministério da Defesa relatar terem visto um óvni “com o formato de um verme” sobre o bairro londrino de East Dulwich em 2003. Durante o seu depoimento, dois homens “vestidos em trajes espaciais e óculos escuros que se diziam chamar Mok e Mindy” juntaram-se aos policias, numa brincadeira com a denúncia das duas mulheres. Na carta, a mulher diz acreditar que isso aconteceu “para nos fazer parecer idiotas e presumir que nossa história era inacreditável”. Os arquivos podem ser baixados gratuitamente durante 30 dias.

CIENTISTAS CRIAM PRIMEIRO ANIMAL COM INFORMAÇÃO ARTIFICIAL NO CÓDIGO GENÉTICO

Proteínas falsas que brilham A

técnica, segundo os cientistas, pode dar aos biólogos “controlo átomo por átomo” das moléculas em organismos vivos. O trabalho da equipa de pesquisadores usou vermes nematóides e foi publicado na revista especializada “Journal of the American Chemical Society”. Os vermes, da espécie Caenorhabditis elegans, têm um milímetro de comprimento, com apenas mil células que formam o seu corpo transparente. Segundo o estudo, o que torna o animal único é que seu código genético foi estendido para criar moléculas biológicas que não são conhecidas no mundo natural. Genes são as unidades hereditárias dos organismos vivos que permitem construir o seu mecanismo biológico - as moléculas de proteína - a partir de “blocos de construção” mais simples, os aminoácidos. Nos organismos naturais vivos, são encontrados apenas 20 aminoácidos, unidos em diferentes combinações para formar as dezenas de milhares de proteínas diferentes necessárias para manter a vida.

Mas os pesquisadores Jason Chin e Sebastian Greiss fizeram um trabalho de reengenharia da máquina biológica do verme para incluir um 21º aminoácido, não encontrado na natureza. Jason Chin, do Laboratório de Biologia Molecular da Universidade de Cambridge, afirma que a técnica tem um potencial transformador, pois proteínas poderão ser criadas sob controlo total dos pesquisadores. Mario de Bono, especialista

em vermes Caenorhabditis elegans e que também trabalha no Laboratório de Biologia Molecular, afirma que este novo método poderá ser aplicado em uma ampla variedade de animais. No entanto, até o momento, esta é apenas uma prova de um princípio. A proteína artificial que é produzida em cada célula do minúsculo corpo do verme contém um corante fluorescente que brilha a vermelho cereja quando colocada sob a luz ultravioleta. Se o truque genético tivesse fracassado, não haveria o brilho. Chin afirma que qualquer aminoácido artificial poderia ser escolhido para produzir novas propriedades específicas, e De Bono sugere que esta abordagem agora pode ser usada para introduzir em organismos proteínas criadas que podem ser controladas pela luz. Os dois pesquisadores planeiam agora colaborar num estudo detalhado de células neurais no cérebro do nematóide, com o objectivo de activar ou desactivar neurónios isolados de forma precisa e com minúsculos flashes de laser.

ACTIVIDADE FÍSICA | 15 MINUTOS AUMENTAM ESPERANÇA MÉDIA DE VIDA

Perca uns minutos e ganhe três anos Q

UINZE minutos de actividade física por dia reduzem o risco de morte em 14 % e aumentam a esperança de vida em três anos, indica um estudo realizado em Taiwan. O trabalho, publicado no domingo na Internet pela revista The Lancet, seguiu 400 mil participantes durante

uma média de oito anos, a partir de 1996 e até 2008 no máximo. A finalidade era averiguar se um nível de exercício menor a 150 minutos semanais poderia ter benefícios para a saúde. “Saber que com apenas 15 minutos de exercício por dia se pode reduzir substancialmente

o risco de morte pode encorajar mais pessoas a desempenhar algum tipo de actividade física nas suas vidas ocupadas”, assinalam os responsáveis do estudo, coordenado por equipas do Instituto Nacional de Investigação de Saúde de Taiwan e da Universidade Nacional de Desporto da ilha.

Planeta em números

115

minutos é o suficiente para produzir quantidades de lixo semelhantes ao peso de 127 elefantes adultos


QUARTA-FEIRA 17.8.2011 www.hojemacau.com.mo

10

CULTURA

Mapping Audiovisual volta a ser exibido a partir do dia 26

Dez dias para ver e rever as Ruínas Vanessa Amaro

vanessa.amaro@hojemacau.com.mo

O

povo pediu e o Instituto Cultural (IC) vai dar. Durante mais dez dias, o espectáculo “Encontros: Mapping Audiovisual das Ruínas de São Paulo” vai voltar a iluminar o Centro Histórico de Macau entre os dias 26 deste mês e 4 de Setembro, sempre às 20h, com entrada livre. Bastou uma semana em Maio residentes e turistas de Macau renderam-se aos efeitos especiais de luz projectados sobre a fachada das Ruínas de São Paulo que inundaram de curiosos o já sobrelotado ponto turístico do território. Produzido com tecnologia avançada de projecção de vídeo sobre o marco histórico da cidade, e acompanhado por um

participação local e internacional considerável”, destacou o organismo. Assim sendo, em Julho o IC anunciou que repetiria a dose, a fim de “retribuir o apoio e satisfazer os pedidos dos cidadãos e turistas”. Em 53 inquéritos que o IC realizou sobre o espectáculo da empresa de Barcelona Telenoika, cerca de 40% dos inquiridos disse ter-se sentido “afectado pelo espectáculo” do colectivo espanhol. Mais de 90% apoiava a repetição do evento, mas 6% queria a projecção apenas ao fim-de-semana e antes das 22h. O grupo criado no Facebook a propósito do Mapping já conta com mais de 6000 membros, a maioria deixando comentários que sugere à entidade organizadora o prolongamento ou até mesmo a permanência do espectáculo audiovisual no território.

fundo musical, estima-se que mais de 4000 pessoas tenham assistido diariamente ao espectáculo, que explora a profundidade histórica e herança cultural de Macau. O espectáculo retrata vários capítulos da história, desde a chegada dos portugueses, ao incêndio que destruiu grande parte da igreja, passando pelo florescimento económico da cidade e pelas culturas ocidental e oriental. Depois da primeira ronda de exibições, no âmbito do Festival de Artes, o IC sentiu pressão por fazer mais. A gravação oficial do espectáculo ultrapassou as 100 mil visualizações na Internet e foi tema de discussão nas principais redes sociais como o Facebook, fóruns e sites de partilha de vídeos, tornando-se “um tema cultural com uma popularidade raramente vista nos últimos anos, com uma

EXPOSIÇÃO MOSTRA “PATRIMÓNIO” PORTUGUES NO CHÃO

ESTILISTA CÉLEBRE AFINAL TRABALHAVA PARA HITLER

Calçada roda o mundo

Espia nazi de malinha Chanel

U

MA exposição de fotografia da autoria de Ernesto Matos, que mostra a arte da calçada portuguesa nos quatro cantos do mundo, está patente agora na Alliance Française na capital sul-africana, Pretória. A exposição, composta por 20 ampliações de fotografias que fazem parte de um livro daquele fotógrafo dedicado à calçada portuguesa, desde a Europa à Ásia, esta aberta ao público sul-africano até ao fim deste mês. “Ela marca o início de uma colaboração muito importante com a Alliance Française, instituição

com a qual temos uma parceria para o ensino do Português e que envolve professores da rede a leccionarem neste instituto português para adultos”, disse à Lusa o coordenador do ensino na África do Sul, Rui de Azevedo. O responsável revelou que, no quadro desta colaboração entre a Alliance Française e o Instituto Camões, irá realizar-se nas instalações da Alliance Française em Pretória uma série de eventos culturais: uma conferência com o escritor José Luís Peixoto, ainda este mês, e ciclos de cinema português, até ao fim do ano.

O embaixador de Portugal na África do Sul, João Ramos Pinto, esteve presente na abertura da exposição “Calçada Portuguesa no Mundo”, assim como diversos diplomatas e entusiastas sul-africanos, portugueses e franceses da arte secular dos artesãos portugueses homenageados pelas fotografias de Ernesto Matos. A exposição esteve já patente na capital moçambicana, Maputo, e na cidade da Beira. Em seguida será exibida em Windhoek, capital da Namíbia, regressando posteriormente a Maputo, disse Rui de Azevedo.

C

OCO Chanel teria sido espia dos nazis durante a Segunda Guerra Mundial e conseguiu escapar da prisão e da morte como colaboradora para se reinventar, no exílio na Suíça, revela uma explosiva biografia sobre a estilista francesa que será lançada hoje, nos Estados Unidos. “Sleeping with the Enemy: Coco Chanel’s Secret War”, do jornalista Hal Vaughan, afirma ter juntado todas as peças do quebra-cabeças sobre os rumores nunca verificados sobre o passado nazi desta rainha da moda. “Sleeping with the Enemy’ fala sobre como Coco Chanel tornou-se parte da operação de inteligência alemã; como e porque foi alistada em missões de espionagem; como escapou da prisão na França depois da guerra, apesar do conhecimento de suas actividades”, afirma a editora Knoff em comunicado. Entre as revelações do livro estão incluídas documentação com o número de

agente nazista de Chanel, uma missão que realizou na Espanha, em troca da libertação de um sobrinho detido e a sua relação com líderes do nazismo, como Hermann Goering e Joseph Goebbels, entre outros. O livro do escritor e jornalista americano Hal Vaughan também apresenta provas sobre as acções de Chanel para encobrir outros espiões

nazistas e uma tentativa de apropriar-se de bens de seus sócios judeus, afirma a editora na nota à imprensa. Hal Vaughan descreve em detalhes a relação de Chanel com o barão Hans Gunther von Dincklage, um oficial alemão dos serviços secretos, mencionada em outras biografias da estilista, mas cuja verdadeira influência é apresentada pela primeira vez. “Dincklage é revelado aqui como um mestre da espionagem nazi e um agente da inteligência militar alemão que tinha a seu dispor uma rede de espiões no Mediterrâneo e em Paris que reportava directamente ao ministro de propaganda nazi Joseph Goebbels, considerado a mão direita de Hitler”, diz o comunicado. A vida de Coco Chanel (1883-1971) é um filme em si, já que de órfã pobre transformou-se numa das grandes estilistas do século 20 e que ainda fascina, 40 anos depois de sua morte.


REMBRANDT ROUBADO DE UM HOTEL EM LOS ANGELES

Um “golpe bem pensado e bem executado”. Foi assim que a polícia de Los Angeles definiu o roubo de um desenho de Rembrandt van Rijn do luxuoso Ritz-Carlton de Marian del Rey, na Califórnia. “O Julgamento”, assim se chama a obra do mestre holandês do século XVII, terá sido feito a tinta-da-china por volta de 1655 e estava exposto no átrio do hotel a pedido do Linearis Institute de S. Francisco para atrair compradores. Está avaliado em 2 milhões de patacas. A obra - um desenho com 28 x15 centímetros - terá sido roubada no sábado entre as 22h20 e as 22h35, quando uma terceira pessoa distraiu por breves instantes o comissário da pequena exposição.

O

actor Antonio Banderas, protagonista do último filme de Pedro Almodóvar, “Apele que habito”, disse que este trabalho do realizador espanhol funcionou como o “perdão” do cineasta que considerou uma traição a sua ida para Hollywood, noticia a agência Efe. “Ele criou-me, em certo sentido eu era algo seu. Viu a minha partida como uma traição e precisou de tempo para me perdoar”, refere Antonio Banderas, antes da estreia do novo filme em França, marcada para hoje. O actor espanhol acrescentou que ainda que ainda que nestas décadas tenham falado pelo telefone e encontrado com “regularidade” as trajectórias profissionais dos dois foram marcadas por desencontros. Em 1991, quando Almodóvar lhe propôs que entrasse em “Kika”, Banderas acabara de ser convidado para o

QUARTA-FEIRA 17.8.2011 www.hojemacau.com.mo

11

Banderas diz que Almodóvar demorou duas décadas a perdoá-lo

20 anos à espera de perdão

filme “Os reis do mambo”. E Almodóvar não aceitou bem a recusa de Banderas em integrar o elenco de “Kika”. “Teve palavras muito duras: ‘Hollywood vai arrasar-te, vais desbaratar o talento. Eu

avisei-te’”, disse Banderas, citando os avisos que Almodóvar lhe fez na altura. Sublinhou porém nunca ter guardado qualquer rancor a Pedro Almodóvar, considerando-o um “génio

que revolucionou o cinema”. “Gosto muito dele e sempre gostarei”, indicou. Segundo o diário, ambos queriam reencontrar-se a nível profissional mas algo sempre se interpunha entre eles.

“Em 1998, na antestreia de ‘A máscara de Zorro’ disse-me: Vais tornar-te tão caro que não poderemos voltar a trabalhar juntos. Tinha encontrado a desculpa perfeita, mas com o tempo tornou-se mais razoável e o desejo de fazer bons filmes foi mais forte que outra coisa”, disse. Em “A pele que habito”, Almodóvar ofereceu-lhe um papel diferente do que o actor malaguenho estava habituado. “Trata-se de um psicopata, mas Pedro deixou logo muito claro que não queria que eu interpretasse um monstro, não queria nada ao estilo de Hollywood”, disse Banderas, acrescentando que o

realizador espanhol o avisou imediatamente que desta vez tinha que ser “subtil”. “[Pedro Almodóvar] empurrou-me para um estilo que não era o meu, fez-me superar limitações e explorar o meu lado obscuro, encontrei a mesma excitação que nos primeiros filmes, o mesmo desejo de Pedro surpreender, de fazer o melhor de forma diferente. Em resumo, envelhece mas não muda”, concluiu. “Labirinto de paixões” (1982), “Matador” (1986), “A lei do desejo” (1987), “Mulheres à beira de um ataque de nervos” e “Ata-me!” (1990) são alguns dos filmes do início de carreira de Banderas realizados por Almodóvar.

LEILÃO DA ÚLTIMA OBRA DE MALANGATANA FOI ANULADO

Ninguém quis pagar por carro O

recente leilão da última obra de Malangatana, “A Italiana”, vai ficar sem efeito, revelou à Lusa o filho do artista, Mutxhini Malangatana, afirmando que as licitações para o automóvel ficaram bastante aquém do “valor pretendido”. “Não foi vendido, porque não atingiu o valor pretendido”, disse Mutxhini Malangatana, justificando que a oferta deveria situar-se “no triplo” da única proposta pública conhecida,

150 mil dólares oferecidos pelo Banco Comercial de Investimentos (BCI), no qual a Caixa Geral de Depósitos é accionista maioritária. Em Maio, a Fundação Malangatana em conjunto com a empresa João Ferreira dos Santos, doadora do automóvel Fiat 500, lançaram o leilão da obra, na Internet. A obra consiste numa pintura sobre a superfície do automóvel. O leilão, que terminou no dia 6 de Julho, apenas obteve duas

propostas, mas apenas a do BCI foi tornada pública. Mutxhini Malangatana disse ainda à Lusa que “A Italiana” irá novamente a leilão, mas, desta vez, este será feito “directamente por especialista na área”, apontando um prazo nunca “inferior a dois anos”. “A Italiana” foi a última e única obra do género, de Malangatana Valente Ngwenya, que morreu em Janeiro deste ano, em Matosinhos, Portugal, com 74 anos.

PUB

DIRECÇÃO DOS SERVIÇOS DE TURISMO ANÚNCIO A Direcção dos Serviços de Turismo faz público que, de acordo com o Despacho de 3 deAgosto de 2011, do Exmº. Senhor Secretário para osAssuntos Sociais e Cultura, se encontra aberto concurso público para a “Prestação de Serviço de Limpeza das Instalações e Equipamentos da responsabilidade da Direcção dos Serviços de Turismo nos anos 2012 e 2013”. O Processo do Concurso e Caderno de Encargos encontram-se disponíveis para efeitos de consulta, podendo as cópias do processo de concurso ser obtidas, no Balcão de atendimento da Direcção dos Serviços de Turismo, sita no Edifício “Hot Line”, Alameda Dr. Carlos d´Assumpção nºs 335-341, 12º andar, Macau, a partir da data de publicação do presente anúncio, dentro do horário normal de expediente ou ainda mediante “download” do ficheiro na página electrónica da Direcção dos Serviços de Turismo (http://industry. macautourism.gov.mo). No auditório da Direcção dos Serviços de Turismo, sita no Edifício “Hot Line”, Alameda Dr. Carlos d´Assumpção nºs 335-341, 14º andar, Macau, pelas 11:30 horas do dia 25 de Agosto de 2011, será realizada uma sessão para esclarecimento das dúvidas referentes ao presente concurso público. Os critério de apreciação das propostas e respectivos factores de ponderação são os seguintes: - Preço proposto (60%); - Experiência na prestação do serviço de limpeza (30%); - Certificação da qualidade do serviço de limpeza prestado por concorrente (10%) Os concorrente devem entregar as suas propostas no Balcão de Atendimento da DST, sita no Edifício “Hot Line”, Alameda Dr. Carlos d´Assumpção nºs 335-341, 12º andar, Macau dentro do horário normal

de expediente, cujo prazo de entrega é até às 17:45 horas do dia 19 de Setembro de 2011. Devem ainda, os concorrentes prestar uma caução provisória, no valor de MOP80,000.00 (oitenta mil patacas). A forma de pagamento dessa caução provisória pode ser efectuada: 1) mediante depósito bancário à ordem, da Direcção dos Serviços de Turismo, no Banco Nacional Ultramarino; 2) mediante garantia bancária; ou 3) depósito nesta Direcção dos Serviços em numerário, em ordem de caixa ou em cheque visado, emitidos à ordem da Direcção dos Serviços de Turismo. O acto público do concurso realizar-se-á no Auditório da Direcção dos Serviços de Turismo, sita no Edifício “Hot Line”, Alameda Dr. Carlos d´Assumpção nºs 335-341, 14º andar, Macau pelas 10:00 horas do dia 20 de Setembro de 2011. Em caso de encerramento destes Serviços por causa tempestade ou força maior, o termo do prazo de entrega das propostas, a data e a hora de abertura das propostas serão adiados para o primeiro dia útil imediatamente seguinte, na mesma hora. Os representantes legais dos concorrentes deverão estar presentes no acto público do concurso para efeitos de apresentação de eventuais reclamações e/ou para esclarecimento de eventuais dúvidas dos documentos apresentados ao concurso, nos termos do artigo 27.º do Decreto-Lei n.º 63/85/M, de 6 de Julho. Direcção dos Serviços de Turismo, aos 10 de Agosto de 2011.

A Directora dos Serviços, Subst.ª Maria Helena de Senna Fernandes

DIRECÇÃO DOS SERVIÇOS DE TURISMO ANÚNCIO A Direcção dos Serviços de Turismo faz público que, de acordo com d´Assumpção nºs 335-341, 12º andar, Macau dentro do horário normal o Despacho de 3 de Agosto de 2011, do Exmº. Senhor Secretário para de expediente, cujo prazo de entrega é até às 17:45 horas do dia 15 de os Assuntos Sociais e Cultura, se encontra aberto concurso público para Setembro de 2011. a “Prestação de Serviço de Vigilância e Segurança das Instalações Devem ainda, os concorrentes prestar uma caução provisória, no valor e Equipamentos da responsabilidade da Direcção dos Serviços de de MOP240,000.00 (duzentas e quarenta mil patacas). A forma de pagamento Turismo nos anos 2012 e 2013”. dessa caução provisória pode ser efectuada: 1) mediante depósito bancário à O Processo do Concurso e Caderno de Encargos encontram-se disordem, da Direcção dos Serviços de Turismo, no Banco Nacional Ultramarino; poníveis para efeitos de consulta, podendo as cópias do processo de concurso 2) mediante garantia bancária; ou 3) depósito nesta Direcção dos Serviços ser obtidas, no Balcão de atendimento da Direcção dos Serviços de Turismo, em numerário, em ordem de caixa ou em cheque visado, emitidos à ordem sita no Edifício “Hot Line”, Alameda Dr. Carlos d´Assumpção nºs 335-341, da Direcção dos Serviços de Turismo. 12º andar, Macau, a partir da data de publicação do presente anúncio, dentro O acto público do concurso realizar-se-á no Auditório da Direcção do horário normal de expediente ou ainda mediante “download” do ficheiro dos Serviços de Turismo, sita no Edifício “Hot Line”, Alameda Dr. Carlos na página electrónica da Direcção dos Serviços de Turismo (http://industry. d´Assumpção nºs 335-341, 14º andar, Macau pelas 10:00 horas do dia 16 de macautourism.gov.mo). Setembro de 2011. No auditório da Direcção dos Serviços de Turismo, sita no Edifício Em caso de encerramento destes Serviços por causa tempestade ou “Hot Line”, Alameda Dr. Carlos d´Assumpção nºs 335-341, 14º andar, Macau, força maior, o termo do prazo de entrega das propostas, a data e a hora de pelas 10:00 horas do dia 25 de Agosto de 2011, será realizada uma sessão abertura das propostas serão adiados para o primeiro dia útil imediatamente para esclarecimento das dúvidas referentes ao presente concurso público. seguinte, na mesma hora. Os critério de apreciação das propostas e respectivos factores de Os representantes legais dos concorrentes deverão estar presentes ponderação são os seguintes: no acto público do concurso para efeitos de apresentação de eventuais - Preço proposto (60%); reclamações e/ou para esclarecimento de eventuais dúvidas dos documentos - Experiência na prestação do serviço da segurança e vigilância (30%); apresentados ao concurso, nos termos do artigo 27.º do Decreto-Lei n.º - Certificação da qualidade de segurança prestado pelo concorrente (5%); 63/85/M, de 6 de Julho. - Proposta entre número de trabalhadores com 2 anos de experiência Direcção dos Serviços de Turismo, aos 10 de Agosto de 2011. profissional e toda a equipa de trabalho (5%) Os concorrente devem entregar as suas propostas no Balcão de A Directora dos Serviços, Subst.ª Atendimento da DST, sita no Edifício “Hot Line”, Alameda Dr. Carlos Maria Helena de Senna Fernandes


QUARTA-FEIRA 17.8.2011 www.hojemacau.com.mo

12 JOGADOR CANADIANO ENCONTRADO MORTO O jogador de hóquei Rick Rypien, dos Winnipeg Jets, Canadá, foi encontrado na segunda-feira morto na sua casa em Coleman, nove meses depois de ter tirado uma licença da NHL para tratar de assuntos pessoais que não revelou. Segundo a polícia canadiana, Rypien, de 27 anos, teve morte súbita. Este foi o segundo jogador da NHL encontrado morto este ano, depois de, em Maio, Derek Boogaard ter morrido em sequência da ingestão conjunta de álcool e do analgésico oxycodone. Rick Rypien tinha assinado em Julho um contrato de um ano, de cerca de 485 mil euros, com os Winnipeg Jets, depois de ter passado seis épocas nos Vancouver Canucks, que a 25 de Novembro anunciaram ter autorizado a ausência do jogador por tempo indeterminado. Foi a segunda vez em três anos que Rypien deixara a equipa para resolver assuntos pessoais, que não foram revelados. SUSPENSO PARA SEMPRE A SELECÇÃO DA ROMÉNIA Adrian Mutu, avançado ao serviço do Cesena da Série A italiana, foi banido da selecção romena de futebol para sempre. O internacional romeno foi apanhado a beber num bar um dia antes do amigável da sua selecção contra San Marino. A punição é imposta também a Gabriel Tamas, defesa do West Bromwich Albion que acompanhou Mutu na saída nocturna. Esta punição ‘vitalícia’ não é o primeiro incidente protagonizado pelo avançado de 32 anos. Em 2004, então ao serviço do Chelsea de José Mourinho, Mutu acusou vestígios de cocaína no sangue num teste anti-doping e foi suspenso durante sete meses. A par do incidente, o internacional romeno seria ainda condenado a pagar cerca de 17 milhões de euros por ter quebrado unilateralmente o contrato que o ligava ao clube londrino. Em Outubro de 2010, quando ainda estava na Fiorentina, o avançado agrediu um ‘barman’ quando lhe faltava só cerca de uma semana para regressar de outra suspensão, igualmente relacionada com doping.

DESPORTO Volta a Portugal | Ciclista algarvio vence competição

Ricardo Mestre consagrado

O

português Ricardo Mestre (Tavira-Prio) venceu a 73.ª edição da Volta a Portugal em bicicleta. O italiano Francesco Gavazzi (Lampre) venceu a 10.ª e última etapa da prova. Ricardo Mestre alcançou aos 27 anos a vitória mais importante da sua carreira e sucedeu no historial de vencedores da prova ao espanhol David Blanco, seu antigo companheiro de equipa, que triunfou na Volta em quatro ocasiões. A vitória do corredor algarvio é a primeira de um português desde 2003, ano em que o triunfo coube a Nuno Ribeiro, e a quarta consecutiva do Tavira, equipa vencedora das três edições anteriores, com David Blanco. Em termos colectivos, a formação tavirense também saiu vencedora. A derradeira tirada da Volta a Portugal ligou Sintra a Lisboa, na distância de 152,6 quilómetros. Profissional desde 2006, sempre em representação da equipa do Tavira, Mestre fez a sua melhor época de sempre, tendo ganho o Troféu Joaquim Agostinho em Julho, antes de se impor na Volta a Portugal, com apenas um triunfo, no contra-relógio da sétima etapa, na qual assumiu a liderança.

Segundo algarvio a vencer a Volta a Portugal, depois de José Martins em 1946 e 1947, Mestre levou a camisola amarela desde a Guarda até Lisboa, para terminar com 1m31s de avanço sobre o companheiro de equipa André Cardoso e 2m24s sobre Rui Sousa (Barbot-Efapel). Na capital, a vitória da última etapa foi discutida ao sprint. O italiano Francesco Gavazzi, que completou a tirada em 3h57m12s, conseguiu o seu segundo êxito em etapas desta edição, batendo os portugueses Sérgio Ribeiro (Barbot-Efapel) e Samuel Caldeira (Onda-Boavista). No entanto, Sérgio Ribeiro subiu ao pódio pelo segundo ano consecutivo com a camisola branca, que distingue o primeiro da classificação por pontos, enquanto o uruguaio Fabrício Ferrari (Caja Rural), com a camisola azul, assegurou o prémio da montanha. De laranja ficou o espanhol Bravo Garikoitz, também da Caja Rural, melhor jovem da Volta a Portugal.

Classificações finais Geral individual: 1. Ricardo Mestre, Por (Tavira-Prio), 42h34m44s 2. André Cardoso, Por (Tavira-Prio), a 1m31s 3. Rui Sousa, Por (Barbot-Efapel), a 2m24s 4. Nelson Vitorino, Por (Tavira-Prio), a 2m48s 5. Hernâni Broco, Por (LA-Antarte), a 2m58s 6. Sérgio Ribeiro, Por (Barbot-Efapel), a 5m12s 7. Vergílio Santos, Por (LA-Antarte), a 6m44s 8. Sérgio Sousa, Por (Barbot-Efapel), a 7m13s 9. João Cabreira, Por (Onda-Boavista), a 8m15s 10. Daniel Silva, Por (Onda-Boavista), a 8m16s Geral por equipas: 1. Tavira-Prio, Por, 127h48m49s 2. Barbot-Efapel, Por, a 9m54s 3. Onda-Boavista, Por, a 13m54s

OS MILHÕES DA LIGA | FC PORTO VALE 135 MILHÕES DE EUROS

Onze portista é o mais valioso

PUB

O

Mandado de Notificação N.o 329/AI/2011 ----- Não sendo possível proceder à respectiva notificação pessoal, pelo presente notifique-se à infractora LEE KUK CHUN, que na sequência do Auto de Notícia nos 18/DI-AI-2010 e 18.1/DI-AI/2010, de 17.08.2010, levantado pela DST, por quem angariar pessoal com vista ao seu alojamento na fracção autónoma situada na Avenida do Dr. Rodrigo Rodrigues, Efifício Veng Tai, 6o andar B, bem como por despacho do signatório de 15.08.2011, exarado no Relatório n.o 355/DI/2011, de 08.08.2011, foi determinado a aplicação de uma multa de $20.000,00 (vinte mil patacas), nos termos do n.o 2 do artigo 10o da Lei no 3/2010.-------------------------- O pagamento voluntário da multa deve ser efectuado no Departamento Administrativo e Financeiro destes Serviços, no prazode 10 dias, contado a partir da presente notificação, de aordo com o no 1 do artigo 16o da Lei no 3/2010, findo o qual será cobrada coercivamente através da Repartição de Execuções Fiscais, nos termos do no 2 do artigo 16o do mesmo diploma.------------------ Da presente decisão cabe recurso tencioso para o Tribunal Administrativo, a interpor no prazo de 60 dias, conforme estipulado na alínea b) do no 2 do artigo 25o do Código do Processo Administrativo Contencioso, aprovado pelo Decreto-Lei no 110/99/M, de 13 de Dezembro e no artigo 20o da Lei no 3/2010.-------------------------------------------------------------------- Haverá lugar à execução imediata de decisão caso esta não seja impugnada.--------------------------------------------------- O processo administrativo pode ser consultado, dentro das horas normais de expediente, no Departamento de Licenciamento e Inspecção desta Direcção de Serviços.-------------------------------------------------------------------------------------------- Direcçnao de Serviços de Turismo, em Macau, aos 15 de Agosto de 2011.----------------------------------------------------------

Director de Serviços, Substo Manuel Gonçalves Pires Júnior

onze titular do FC Porto, avaliado em 135 milhões de euros, é o mais valioso dos crónicos candidatos ao título, superando em larga escala o do Benfica e quase duplicando o do Sporting. De acordo com o site alemão Transfermarkt, especializado no mercado de transferências, os campeões nacionais dominam também por sectores (defesa, meio-campo e ataque), perdendo apenas para os ‘leões’ nos guarda-redes. Além da qualidade, a idade é outro factor de peso

para definir o valor de mercado de um jogador. Não é, por isso, de estranhar que o guardião sportinguista Rui Patrício, aos 23 anos, tenha uma cotação mais elevada do que o portista Helton, de 33, ou o benfiquista Artur, de 30. O facto de Capdevilla, Aimar e Saviola já estarem, ou a entrar, na casa dos 30 tira alguns ‘milhões’ ao Benfica, em contraste com um FC Porto que, à excepção de Helton, dispensa ‘trintões’ – Belluschi, com 27, é o segundo mais velho.

Com um onze-tipo menos valorizado, o Sporting paga não só a falta de resultados internacionais – que dão visibilidade e inflacionam a cotação dos jogadores –, como o menor investimento dos últimos anos. Apesar dos 14 reforços que esta época ‘aterraram’ em Alvalade, o mais ‘caro’ continua a ser Rui Patrício. E não chega sequer aos 10 milhões de euros, fasquia acima da qual o Benfica conta com três elementos e o FC Porto com seis.


[f]utilidades Cineteatro | PUB SALA 1

THE FORTUNE BUDDIES [B] FALADO EM CANTONENSE Um filme de: Chung Shu Kai Com: Eric Tsang, Cho-Iam Wong, Siu Cheung Yuen 14.15, 16.00, 17.45, 21.45

[ ] Cinema

Um filme de: Rupert Wyatt Com: James Franco, Freida Pinto, John Lithgow 19.30

Um filme de: Raja Gosnell Com: Hank Azaria, Neil Patrick Harris 14.15, 18.00, 19.45, 21.45

SALA 2

CARS 2 [A]

RISE OF THE PLANET OF THE APES [B]

FALADO EM CANTONENSE Um filme de: John Lasseter 14.15, 16.00, 18.00, 19.45

Um filme de: Rupert Wyatt Com: James Franco, Freida Pinto, John Lithgow 16.00

THE SMURFS [A]

VERTICAIS: 1-No tempo de. Pessoa ordinária mas presumida (Prov.). 2-Tiveram a natureza de. Indicativo de um movimento apressado, na execução musical. 3-Conhecer por meio da leitura. Imperfeitamente. 4-Impedi. Ramo (Pref.). 5-Escritor e político português (1799-1854) Setembro (abrev.). 6-No corrente ano (abrev. lat.). Pedira a Deus 501 (Rom.). 7-Poema lírico ou narrativo da época medieval. Arbusto aromático aplicado em perfumaria, em terapêutica e também em actos de crendice. 8-Cálculo por estimativa. Preferira uma coisa entre duas ou mais. 9-Raiva contra alguém. Preposição e artigo (pl.). 10-Ajustara uma peça noutra, servindo-se da suta. Fruto da romãzeira. 11-Consequências. Coisa grande (Ant.).

SOLUÇÕES DO PROBLEMA

Su doku [ ] Cruzadas

HORIZONTAIS: 1-Senegalês. 2-Agente (Suf.). Mulheres devassas (Pop.). O m. q. ufa!. 3-Dar balidos. Copie, tome por modelo. 4-Metropolitano. Rezai. 5-Vassoirara (o forno) depois de aquecido. Artigo (abrev.). 6-Avenida (abrev.). Latino, romano. A ele. 7-Termo, remate. Sobe a sítio de difícil acesso. 8-Pôr ou criar ovos ou ovas. Artista que representa em teatros. 9-Friccionas contra o ralador. Nivelou. 10-Imposto de Circulação (abrev.). Determinar a extensão ou a quantidade. 1.500 (Rom.). 11-Acto de legitimar.

HORIZONTAIS: 1-SENEGALENSE. 2-OR. VACAS. UF. 3-BALIR. IMITE. 4-METRO. ORAI. 5-S. RAERA. ART. 6-AV. ITALO. AO. 7-FIM. TREPA. S. 8-OVAR. ACTOR. 9-RALAS. RASOU. 10-IC. MEDIR. MD. 11-LEGITIMAÇÃO. VERTICAIS: 1-SOB. SAFORIL. 2-ERAM. VIVACE. 3-N. LER. MAL. G. 4-EVITAI. RAMI. 5-GARRETT. SET. 6-AC. ORARA. DI. 7-LAI. ALECRIM. 8-ESMO. OPTARA. 9-N. IRA. AOS. Ç. 10-SUTARA. ROMÃ. 11-EFEITOS. UDO.

SOLUÇÃO DO PROBLEMA DO DIA ANTERIOR

13

Um filme de: Rupert Wyatt Com: James Franco, Freida Pinto, John Lithgow 21.45 SALA 3

Insira algarismos nos quadrados de forma a que cada linha, coluna e caixa de 3X3 contenha os dígitos de 1 a 9 sem repetição

www.hojemacau.com.mo

RISE OF THE PLANET OF THE APES [B]

RISE OF THE PLANET OF THE APES [B]

REGRAS |

QUARTA-FEIRA 17.8.2011

[Tele]visão www.macaucabletv.com TDM 13:01 13:30 14:30 19:30 20:25 20:30 21:00 22:10 22:55 23:00 23:30 00:50 01:30

TDM News - Repetição Jornal das 24h RTPi DIRECTO Ganância Acontecimentos Históricos Telejornal Jornal da Tarde da RTPi JK Acontecimentos Históricos TDM News Aparelho Voador a Baixa Altitude Telejornal (Repetição) RTPi DIRECTO

14:00 17:00 17:30 21:00 21:30 22:00 22:30 23:00

INFORMAÇÃO TDM

RTPi 82 14:00 Telejornal Madeira 14:30 A Hora de Baco 15:00 Viver é Fácil 15:30 Reportagem RTP 16:00 Bom Dia Portugal 17:00 Quem Quer Ser Milionário – Alta Pressão 17:45 Resistirei 18:30 Trio D’Ataque 20:00 Jornal Da Tarde 21:15 O Preço Certo 22:00 Portugueses pelo Mundo 23:00 Verão Total – Vieira do Minho TVB PEARL 83 06:00 Bloomberg West 07:00 First Up 07:30 NBC Nightly News 08:00 Putonghua E-News 08:30 ETV 10:30 Inside the Stock Exchange 11:00 Market Update 11:30 Inside the Stock Exchange 11:32 Market Update 12:00 Inside the Stock Exchange 12:02 Market Update 12:30 Inside the Stock Exchange 12:35 Market Update 13:00 CCTV News - LIVE 14:00 Market Update 14:40 Inside the Stock Exchange 14:43 Market Update 15:58 Inside the Stock Exchange 16:00 Sesame Street 17:00 Scooby-Doo! Mystery Incorporated 17:30 Eco Company 18:00 Putonghua News 18:10 Putonghua Financial Bulletin 18:15 Putonghua Weather Report 18:20 Financial Report 18:30 Foot Brazil 19:00 Lonely Planet: Best in Asia 19:30 News At Seven-Thirty 19:50 Weather Report 19:55 Earth Live 20:00 Jimmy’s Food Factory 20:30 Summer Fun: Junior MasterChef Australia and Leading Brands of the World 21:30 Man vs Wild 22:30 Marketplace 22:35 Fringe 23:30 The CEO Connection 23:35 World Market Update 23:40 News Roundup 23:55 Earth Live and Leading Brands of the World 00:00 Universiade 2011 – Daily Bulletin 01:00 Money Magazine 01:30 Global Football 02:00 Bloomberg Television 05:00 TVBS News 05:30 CCTV News ESPN 30 12:30 Spar European Team Championships 15:30 Chinese Badminton Super League Highlights 16:30 Izod Indycar Series At New Hampshire 19:00 (Delay) Baseball Tonight International 2011 19:30 (LIVE) Sportscenter Asia 20:00 Chang World of Football 20:30 Geico PBA Team Shootout 21:00 Mundialito De Clubes - Beach Soccer Seattle Sounders vs. Sporting Portugal 22:00 Sportscenter Asia 22:30 Chang World of Football 23:00 Mundialito De Clubes - Beach Soccer Barcelona vs. Boca Juniors STAR SPORTS 31 13:00 Game 13:30 Golf Focus 2011

Mission Foods World Netball Championships 2011 Golf Focus 2011 MotoGP World Championship 2011 - Main Race Grand Prix Ceske Republiky HSBC Sevens World Series 2010/2011 (LIVE) Score Tonight Mobil 1 The Grid 2011 Ace 2011 Red Bull MotoGP Rookies Cup 2011 - Races

STAR MOVIES 40 12:00 Lies & Illusions 13:40 Deuce Bigalow: Male Gigolo 15:10 Tooth Fairy 16:55 Vip Access 17:25 Law Abiding Citizen 19:15 Anacondas 21:00 The 6Th Day 23:10 Predators HBO 41 12:00 13:50 15:40 17:10 18:40 20:20 22:00 23:50

The Positively True Adventures Of The Alleged Texas Cheerleader-Murdering Mom Chasing Liberty Airplane! Crocodile Hunter Rocky Iv Home Fries Get Him To The Greek Stevie

CINEMAX 42 12:30 14:00 16:00 17:45 20:15 22:00 00:10

Wild Things Out Of Sight Land Raiders 2001: A Space Odyssey Suspect Zero Body Of Lies The Amityville Horror

MGM 43 11:45 13:30 15:15 17:15 19:15 21:00 22:45 00:15

Contamination. 7 Troll 2 The Claim Separate Tables Nothing Personal Heart of Midnight Steel and Lace Betrayed

DISCOVERY CHANNEL 50 13:00 Mythbusters 14:00 Sons Of Guns 15:00 I Shouldn’t BE Alive 16:00 Moments Of Impact

17:00 18:00 18:30 19:00 19:30 20:00 21:00 22:00 23:00 00:00

Dirty Jobs Everything You Need To Know How Do They Do It Deconstructed Factory Made Storm Chasers 2010 Time Warp Treeman River Monsters With Jeremy Wade Time Warp

NATIONAL GEOGRAPHIC CHANNEL 51 11:00 Asia’s Titanic 17:00 Animal Impact 22:00 Dog Whisperer ANIMAL PLANET 52 13:00 Predators’ Prey: 13:30 Fooled By Nature 14:00 Nick Baker’s Weird Creatures 15:00 Dogs 101 16:00 Whale Wars 17:00 Animal Cops Houston 18:00 Pandamonium 19:00 Luke Gamble’s Vet Adventures 20:00 Predators’ Prey 20:30 Fooled By Nature 21:00 Rocket Dogs 22:00 Whale Wars 23:00 Animal Cops Houston 00:00 Pandamonium HISTORY CHANNEL 54 13:00 Modern Marvels 14:00 WWII Lost Films: The Air War 16:00 Underwater Universe 17:00 IRT Deadliest Roads 18:00 Modern Marvels 19:00 Monsterquest 20:00 Seven Deadly Sins 21:00 It’s Good To Be The President 23:00 Hidden Cities 00:00 IRT Deadliest Roads BIOGRAPHY CHANNEL 55 12:00 Marilyn Monroe 14:00 Obsessed 15:00 Storage Wars 16:00 Neiman Marcus 17:00 Trauma: Life In The E.R. 18:00 Heavy 19:00 Rendezvous With Simi Garewal 19:30 Shatner’s Raw Nerve 20:00 My Ghost Story 21:00 Heavy 22:00 Gene Simmons: Family Jewels 22:30 Storage Wars 23:00 Breakthrough with Anthony Robbins 00:00 Celebrity Ghost Stories AXN 62 12:15 13:05 14:00 14:50 15:40 16:30 18:15 19:10 20:05 20:35 21:05 22:00 22:55 23:50

Csi: Ny Blue Bloods Wipeout Chuck Csi: Ny Hawaii Five-O Ncis: Los Angeles Csi: Miami Criss Angel Mindfreak Ebuzz Hawaii Five-0 Breaking The Magician’S Code Csi: Crime Scene Investigation So You Think You Can Dance

STAR WORLD 63 12:10 Masterchef Australia 13:35 Hell’s Kitchen 14:30 The Glee Project 15:25 Glee 16:20 Parenthood 17:15 Got To Dance UK 18:10 How I Met Your Mother 18:35 Masterchef Australia 20:00 Hell’s Kitchen 20:55 The Glee Project 21:50 Glee 22:45 Masterchef Australia 00:05 Hell’s Kitchen (MCTV 50) Discovery Channel 20:00 STORM CHASERS 2010 Informação Macau Cable TV


QUARTA-FEIRA 17.8.2011 www.hojemacau.com.mo

14

PUB.


OPINIÃO

QUARTA-FEIRA 17.8.2011 www.hojemacau.com.mo

15

ca r t a a o d i r ect or

Exmo. Senhor Director do jornal Hoje Macau Os moradores dos edifícios Pátio da Guia, na Rua Nova à Guia, já não sabem a quais serviços devem dirigir esta queixa. Em tempos, os moradores dos rés-do-chão situados no Pátio da Guia queixaram-se ao Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais (IACM), para que este organismo transferisse uns contentores de lixo que estavam antes a poucos metros de distância da entrada do Jardim de São Francisco. Estavam assim longe de perturbar a saúde dos moradores. Não se sabe porque é que o

IACM voltou a colocá-los no sítio onde até então os havia deixado, ou seja, mesmo a uns metros de distância do rés-do-chão de uma das moradias. Como sabemos os contentores tem sempre os tampões abertos e todo o lixo vai lá parar. Não poucas vezes os moradores do bairro atiram comidas para dentro dos contentores sem que estejam fechadas em sacos plásticos. É claro que este cheiro nauseabundo tem sido prejudicial à saúde. E para nos incomodar ainda mais aparecem cães que fazem as suas

necessidades à volta dos contentores. Mas este assunto já foi levado ao conhecimento superior para estudar se é viável o pedido de remoção dos contentores. Por outro lado, aparece um outro inconveniente que é o de a parte traseira que dá acesso às moradias se ter transformado num parque de estacionamento de motociclos, ocupando ainda toda a restrita extensão, onde as crianças lá iam para se recrearem. A presença destas viaturas impede os moradores de terem acesso

livre às suas casas, obrigando-os a desviar delas, o que ainda torna-se muito prejudicial aos idosos. O parqueamento no sítio representa um perigo de incêndio. Basta tomar o exemplo de actos de vandalismo noutras zonas da cidade com motos incendiadas por questões de vingança. o que se originou em outros sítios por motivos de vingança. Do mesmo modo, têm aparecido no local drogados, que lá pernoitam. O que os moradores querem é ter a paz e o sossego que durante

longos anos usufruíram. Tudo isto incomoda-nos e, como não podia deixar de ser, os serviços responsáveis, embora saibam destas anomalias gravemente prejudicais à saúde e segurança dos moradores, não avançam para nenhuma diligência. Simplesmente põem em risco o bem-estar e a segurança dos moradores dos edifícios 7 e 9 do Pátio da Guia. Os leitores dos edifícios Pátio da Guia

Propriedade Fábrica de Notícias, Lda Director Carlos Morais José Editor Vanessa Amaro Redacção Gonçalo Lobo Pinheiro; Joana Freitas; Patrícia Ferreira: Rodrigo de Matos; Virginia Leung Colaboradores António Falcão; Carlos M. Cordeiro; Carlos Picassinos; José Manuel Simões; Marco Carvalho; Maria João Belchior (Pequim); Rui Cascais; Sérgio Fonseca Colunistas Arnaldo Gonçalves; Boi Luxo; Correia Marques; Gilberto Lopes; Hélder Fernando; Jorge Rodrigues Simão; José I. Duarte, José Pereira Coutinho, Marinho de Bastos; Paul Chan Wai Chi; Pedro Correia Cartoonista Steph Grafismo Catarina Lau; Paulo Borges Ilustração Rui Rasquinho Agências Lusa; Xinhua Fotografia António Falcão, Gonçalo Lobo Pinheiro; António Mil-Homens; Lusa; GCS; Xinhua Secretária de redacção e Publicidade Laurentina Silva (publicidade@hojemacau.com.mo) Assistente de marketing Vincent Vong Impressão Tipografia Welfare Morada Av. Dr. Rodrigo Rodrigues nº 600 E, Centro Comercial First Nacional, 14º andar, Sala 1407 – Macau Telefone 28752401 Fax 28752405 e-mail info@hojemacau.com.mo Sítio www.hojemacau.com.mo


cartoon

MERCADOS

por Steff

REINO UNIDO MULTADOS EM SEGUNDOS O número de multas no Reino Unido disparou, devido a um sistema de vídeo-vigilância para o controlo de estacionamentos. Já foram emitidas cerca de quatro milhões de multas. Até condutores que pararam por alguns segundos não escaparam. Desde que surgiram os carros equipados com as câmaras CCTV, mais de quatro milhões de multas de estacionamento foram emitidas. Em vez do tradicional bilhete de aviso no pára-brisas do carro, os condutores recebem a multa, gerada automaticamente pelo sistema, pelo correio, o que tem contribuído para o aumento exagerado da emissão de multas. O mau uso das câmaras de estacionamento tem sido criticado pelas autoridades britânicas. Mais de oito mil motoristas têm recorrido aos tribunais por considerarem ter sido injustamente multados.

www.hojemacau.com.mo

EUA HOMEM DECAPITA FILHO Um norte-americano confessou ter decapitado o filho deficiente de sete anos, deixando a sua cabeça na rua para que a mãe pudesse vê-la ao regressar a casa. O crime ocorreu domingo na cidade de Thibodaux, no estado do Louisiana, e o infanticida confesso está detido por homicídio em primeiro grau, com uma caução de cinco milhões de dólares. Jeremiah Lee Wright, de 30 anos, renunciou ao direito a ter advogado e confessou a autoria do homicídio meiahora após ser levado para a esquadra da cidade norteamericana. Justificou o seu acto por “estar cansado” de tratar da criança, que se deslocava numa cadeira de rodas, sofria de paralisia cerebral e tinha problemas cardíacos, precisando de ser alimentada através de um tubo.

ESPANHA CRIANÇAS MORTAS EM CENTRO DE ACOLHIMENTO Três crianças, com idades compreendidas entre os três e os 14 anos, morreram, aparentemente de forma violenta, num centro de acolhimento de uma localidade da região de Valladolid. Uma monitora do centro, que apresentava cortes nos pulsos e na cabeça, foi hospitalizada e está sob custódia das autoridades locais. As crianças, duas de nacionalidade espanhola e uma de nacionalidade estrangeira, foram encontradas sem vida no centro dos Mensageiros da Paz. O centro está vocacionado para acolher crianças que sofrem de mobilidade reduzida, explicaram fontes próximas do caso, em declarações à agência noticiosa espanhola EFE. NEWS OF THE WORLD ESCUTAS ERAM CONHECIDAS Uma carta escrita pelo exeditor do tablóide “News of The World”, Clive Goodman, afirma que as escutas ilegais que levaram ao fechamento da publicação e a um inquérito público - eram discutidas abertamente na redacção e endossadas expressamente pelos jornalistas na chefia da publicação. Goodman estava no centro do primeiro momento escândalo de escutas ilegais realizadas pelo tablóide para obter informações exclusivas. Em 2006, ele e o detective particular Glenn Mulcaire foram condenados a quatro e seis meses de prisão respectivamente por grampear funcionários e membros da família real.

QUARTA-FEIRA 17.8.2011

Hábitos saudáveis não contribuem para longevidade

É a genética que manda

C

IENTISTAS e peritos em saúde assumiram desde sempre que o segredo para uma vida longa dependia, sobretudo, de exercício regular, dieta e abstenção de tabaco e álcool. Porém, um novo estudo norte-americano dá conta que, mais importante que estes factores, o que poderá mesmo fazer a diferença são os genes. Investigadores da Albert Einstein School of Medicine, da Universidade Yeshiva, em Nova Iorque, compararam um grupo de judeus asquenazes - provenientes da Europa Central e Europa Oriental - que têm actualmente a idade de 95 e mais anos com um grupo de idosos que morreram por volta dos 70 anos. Os investigadores perguntaram a este grupo de judeus asquenazes quais eram os seus hábitos alimentares e de vida quando tinham cerca

de 70 anos e comparou os resultados com as respostas dadas por idosos, entretanto falecidos, quando rondavam essa idade ao estudo americano Nacional Health and Nutrition Examination Survey. Depois de analisarem as respostas de ambos os grupos - dos idosos quase centenários que permanecem vivos e dos que morreram por volta dos 70 anos de idade - os cientistas descobriram que havia pouca ou nenhuma diferença entre os dois universos em termos de obesidade, prática de exercício e consumo de álcool e tabaco. De acordo com um artigo publicado pelos investigadores no “Journal of the American Geriatrics Society”, as pessoas com longevidade excepcional não tiveram hábitos mais saudáveis que os demais. Por exemplo, o índice de massa corporal era semelhante, não havia diferenças

marcantes em termos de obesidade e ambos os grupos bebiam sensivelmente a mesma quantidade de álcool durante o dia. No que toca à actividade física, apenas 43% dos homens centenários tinha praticado exercício de forma regular, em comparação com os 57% dos homens do universo que morreu mais cedo. Após a comparação destes dados, os cientistas concluíram que a genética poderá ter um papel mais importante do que os hábitos e o estilo de vida na determinação da longevidade de uma pessoa. Os investigadores sublinham, porém, que não se poderá daqui inferir que os factores relacionados com a alimentação, os vícios e o exercício poderão ser descartados do debate, especialmente se considerarmos maus hábitos como o tabagismo ou o excesso de peso.

CHRISTINE LAGARDE INVESTIGADA POR ABUSO DE PODER

Fundo Monetário cheira mal A justiça francesa abriu ontem oficialmente um processo de investigação ao papel da nova directora-geral do FMI, Christine Lagarde, num negócio associado ao empresário Bernard Tapie quando era ministra das Finanças de França. A comissão de instrução do Tribunal de Justiça da República (TJR) - única instância habilitada em França para julgar ministros por factos cometidos no exercício de funções - foi mandatada para investigar o eventual envolvimento de Christine Lagarde em 2008 no processo de Bernard Tapie, anunciou o tribunal. Segundo o ministério público francês, Christine Lagarde, nas funções de ministra das Finanças, pode ter cometido o crime de abuso de poder quando solucionou um litígio de negócios que opunha Bernard Tapie a uma estrutura pública que geria activos do banco

Crédit Lyonnais, resgatado da falência nos anos 1990 pelo Estado francês. Para evitar longos processos e resolver este antigo litígio sobre a venda pelo Crédit Lyonnais do Grupo Adidas, Christine Lagarde escolheu um tribunal arbitral, ou seja uma instância de justiça privada, que decidiu favoravelmente a Tapie, que ficou assim dispensado de pagar pelo menos 200 milhões de euros ao Estado francês. A comissão de instrução do TJR, composta por três magistrados do tribunal de recursos, investigará se a exministra poderá ser acusada de “cumplicidade para defraudar” e de “cumplicidade no desvio de bens públicos”, delitos que podem acarretar uma pena máxima de 10 anos de prisão. Desde a sua criação, em 1993, o TJR já examinou mais de mil processos, mas levou a julgamento apenas seis ministros.

JARDIM “DÁ MÁ IMAGEM DAS ILHAS” O PS/Açores acusou o líder regional madeirense, Alberto João Jardim, de dar uma “má imagem” das regiões autónomas, considerando que, por sua causa, existe no continente uma ideia errada do que são as autonomias regionais. “Alberto João Jardim traz má imagem para as regiões autónomas”, afirmou Francisco César, numa conferência de imprensa em Ponta Delgada, acrescentando que as declarações do líder madeirense “motivam que, no continente, as pessoas tenham uma má perceção do que são as autonomias regionais”. O porta-voz do Secretariado Regional do PS/Açores considerou que, “cada vez que (Alberto João Jardim) fala, perdem-se anos de persuasão cívica no país sobre as virtudes das autonomias insulares”. KOBE BRYANT 1 MILHÃO POR MÊS NA CHINA Kobe Bryant pode estar mais perto de deixar a NBA e rumar à China, onde tem alegadamente à sua espera uma proposta irrecusável. Devido ao lockout que se arrasta na liga norte-americana de basquetebol, são várias as estrelas a jogarem noutros campeonatos enquanto não se vislumbra uma solução. Segundo a imprensa norteamericana, os agentes de Bryant asseguram ter recebido uma oferta de um emblema chinês na ordem de 1,5 milhões de dólares por mês, aumentanto assim a vontade já expressa de Bryant - que já declinara um convite do Besiktas - experimentar a China numa eventual saída dos EUA.

Hoje Macau 17 AGO 2011 #2434  

Edição do Hoje Macau de 17 de Agosto de 2011 • Ano X • N.º 2434