Page 1

WWW.HOJEMACAU.COM.MO

hojemacau

STEPHAN KESSLER SANTO ANTÓNIO COM O MENINO JESUS

DIRECTOR CARLOS MORAIS JOSÉ

MOP$10

S E X TA - F E I R A 1 3 D E J U N H O D E 2 0 1 4 • A N O X I I I • N º 3 1 0 9

Taipa Melinda Chan contra a bomba POLÍTICA PÁGINA

4

AUTOCARROS

Nova Era debaixo de fogo cruzado Desta vez é Au Kam San quem aponta o dedo à falta de transparência e de lógica nos critérios apresentados pelo Governo para justificar a escolha da nova operadora.

POLÍTICA PÁGINA

2

PADROEIRO DE LISBOA FOI MILITAR EM MACAU

O SANTO CAPITÃO

Reza a tradição que vindo de Goa com mais cem soldados portugueses no primeiro presídio militar que seguiu o governador D. Francisco Mascarenhas, Santo António foi soldado em Macau de 1623 a 1783.

PUB PUB

AGÊNCIA COMERCIAL PICO 28721006

h PÁGINAS 16 E 17

EDUCAÇÃO

Chumbo à inteligência SOCIEDADE PÁGINA

5

MUNDIAL

A BOLA JA´ RODA

O maior espectáculo do mundo do futebol arrancou ontem. Para hoje, o prato forte é a reedição da final de há quatro anos. A Espanha defronta a “Laranja CENTRAIS Mecânica”.


POLÍTICA

TIAGO ALCÂNTARA

2

hoje macau sexta-feira 13.6.2014

“Agora já assinaram o contrato, não se pode mudar nada, mas quero que o Governo faça uma análise no futuro, consolidando a regulamentação da qualidade dos serviços de autocarro, para eliminar a insatisfação do público AU KAM SAN Deputado

AUTOCARROS DEPUTADO CRITICA AJUSTE DIRECTO E PEDE CONCURSO INTERNACIONAL As críticas à operação de substituição da Reolian não páram. Falta de FLORA FONG O deputado democrata diz um papel de supervisão, diminuindo que este seja internacional, para que suspeitar de falta de lógica para as suspeitas do público.” as “empresas estrangeiras competentransparência e a justificação da atribuição dos Au Kam San diz esperar que, tes” possam participar. O deputado falta de lógica são U Kam San disse ontem serviços à Nova Era, que se baseou dentro de três anos – altura em que diz mesmo que o Governo não pode que espera que, daqui no facto de esta empresa “ter expe- termina o contrato com a nova em- novamente ‘fechar as portas’ para algumas das queixas a três anos, haja um riência” nos serviços de transportes presa – o Governo possa implemen- atribuir a concessão a uma empresa concurso público para a públicos locais. Ora, Au Kam San tar um concurso público e permita já destinada para a receber. que o deputado concessão dos serviços de autocarros não concorda. Au Kam San põe e que este seja internacional. Em “Agora já assinaram o contradeclarações ao Jornal do Cidadão, to, não se pode mudar nada, mas em cima da mesa, HO ION SANG QUER o deputado critica a forma de adju- quero que o Governo faça uma dicação dos serviços da Reolian à análise no futuro, consolidando a AJUSTAMENTO DE CARREIRAS ao mesmo tempo nova operadora – por ajuste directo regulamentação da qualidade dos os problemas da repetição e não Também Ho Ion Sang tocou ontem -, acusando o Governo de negociar serviços de autocarro, para eliminar que pressiona correspondência das carreiras. no assunto dos autocarros, pedindo sempre à porta fechada e nunca a insatisfação do público e a desconAnteriormente, o Governo fez ao Governo que avance finalmente o Executivo enfrentar o público. fiança gerada em torno do concurso apenas pequenas alterações para com o ajustamento das carreiras A dispensa do concurso público, público”, começou por dizer. “Acho resolver estes problemas, mas de autocarros para evitar que haja a apresentar diz Au Kam San, faz com que a so- bem que o mecanismo de avaliação algumas carreiras são ainda repetições de rotas. O deputado ciedade suspeite e critique o processo pode ser o critério de ajustamento demasiado longas e repetidas e relembra que o Governo já se tinha publicamente os faltam outras na zona norte de preparado para fazer uma consulta da concessão, considerando este feito para o apoio financeiro máximo que Macau que levem as pessoas pública sobre a optimização das critérios adoptados por baixo da mesa e sem transparência. o Governo vai dar à empresa, mas até às urgências dos hospitais”, carreiras de autocarros, mas, diz, “A nova operadora, Nova Era, espero que o Executivo publique raapontou Ho Ion Sang. O deputado até agora não há avanços. para a escolha da pertence à TCM, cuja qualidade pidamente o conteúdo de avaliação pede também um aumento da “O Governo é quem tem os de serviços não é muito aceite pela e os critérios adoptados, de forma a transparência e mais supervisão dados das três empresas de nova operadora de sociedade e não satisfazem comple- aumentar o nível de transparência e dos serviços, inclusive do GPS autocarros, pode aproveitar esta mente a população”, diz Au. fazer com que a sociedade possa ter dos autocarros. período para ajustar e melhorar autocarros

Governar à porta fechada info@hojemacau.com.mo

A


política 3

hoje macau sexta-feira 13.6.2014

TIAGO ALCÂNTARA

CONSUMO GOVERNO DÁ MAIS PODER A CONSELHO DE CONSUMIDORES

Pelos direitos de todos

O objectivo é proteger o consumidor informando-o do preço justo, mesmo que este não seja praticado pelas lojas. O CC reforça ainda a sua posição passando a ter voz activa na aplicação de multas. A legislação vai ser revista depois de finda a consulta pública que teve ontem início JOANA FREITAS

joana.freitas@hojemacau.com.mo

O

Governo anunciou que vai rever a legislação relativa aos direitos do consumidor, ainda que isto aconteça apenas depois de uma consulta pública que começou ontem e vai até 12 de Agosto. Numa conferência de imprensa convocada ontem, André Cheong referiu que a principal ideia da revisão da lei é proibir práticas comerciais desleais e perceber quais os preços razoáveis para cada produto, de forma a que os consumidores locais possam ser informados disso. Ainda assim, o director para os Serviços dos Assuntos da Justiça (DSAJ) alerta que a alteração das leis não vai alterar o preço praticado pelas lojas. Com a revisão – que vai incluir alterações à Lei da Defesa do Consumidor e à Lei de Reestruturação do Conselho de Consumidores

(CC) – o CC terá mais poderes, que vão incluir a aplicação de sanções. “Queremos dar mais poder e atribuições ao CC e também queremos mais transparência nas lojas, saber se têm um preço justo ou não”, referiu Cheong. “Temos de melhorar as atribuições para acompanhar o desenvolvimento. Se o CC tem o poder de gerir [as informações face à protecção do consumidor] e não de sancionar,

“Queremos dar mais poder e atribuições ao CC e também queremos mais transparência nas lojas, saber se têm um preço justo ou não” ANDRÉ CHEONG Director da DSAJ

REGIME DE GARANTIAS MACAU CONSCIÊNCIA PROMOVE DEBATE POLÍTICO ESTE SÁBADO

Para nunca esquecer LEONOR SÁ MACHADO

leonor.machado@hojemacau.com.mo

O

grupo Macau Consciência, liderado por Jason Chao, vai organizar, já este sábado, um encontro pensado para promover o debate político e falar sobre o Regime de Garantias para os Altos Cargos, que tem gerado bastante polémica, tendo mesmo instigado à realização de duas das maiores manifestações das últimas décadas em Macau. Intitulada “Regressar ao início – Diz Não ao próximo Regime de Garantias”, vai ter lugar na praça do Tap Seac e está prevista para começar às 18 e acabar às 20 horas. O intuito deste encontro, ao qual todos os participantes deverão comparecer com roupa branca, é “aprofundar as ideias democráticas no seio da comunidade” depois do movimento contra a aprovação da proposta de lei que prevê com-

pensações e regalias para os Altos Cargos do Governo de Macau. “Em primeiro lugar, queremos relembrar os cidadãos da pequena vitória contra a proposta e tentar ganhar vantagem sobre a mesma”, disse Jason Chao ao HM. O activista acrescentou ainda que “foi o próprio sistema político que fez com que o Governo propusesse uma lei tão ridícula e sem sentido como esta”. O grupo de activistas Consciência de Macau frisou ainda que a recente manifestação contra a referida proposta de lei ficará “escrita na história” do território, servindo para “estabelecer um marco” de desenvolvimento da sociedade civil de Macau. O nome do evento deve-se ao facto dos activistas quererem voltar ao local onde todas as manifestações começaram: a praça do Tap Seac. O local deverá ainda acolher outras actividades, como música, discursos e apresentação de filmes.

então é incapaz de fazer outros trabalhos.” André Cheong explica, por exemplo, que vão haver multas fixas para casos mais simples, mas está a ser ponderado aplicar uma multa para os casos mais graves que tenha em conta a percentagem do lucro conseguido com a violação ao direito do consumidor. O responsável reitera que as alterações à lei são necessárias de forma a garantir mais protecção, mas também alerta que esta não é uma revisão simples. Para o CC, actualmente, “é difícil resolver os problemas” precisamente devido ao facto de o organismo ser apenas um departamento de queixas e informações. Com a revisão da lei, o CC vai poder obrigar as lojas a dar informações necessárias para proteger o consumidor. Na revisão está incluída a venda pela internet, porta a porta e nas lojas de rua.

SALÁRIO MÍNIMO GOVERNO AVANÇA COM 30 PATACAS POR HORA

É bom, mas não é para todos V

AI chegar em breve à análise da Assembleia Legislativa (AL) a proposta de Lei sobre o Salário Mínimo. Dois anos depois de ter começado a discussão sobre o assunto, o Governo anunciou ontem que a lei vai finalmente avançar ainda que só para os trabalhadores da limpeza e da área de segurança.

O montante está fixado em 30 patacas por hora, o que vai originar um salário mínimo de 6240 patacas mensais. A proposta de lei não vai incluir, contudo, o pagamento de horas extraordinárias, nem o 13º mês. O montante do salário agora fixado vai ser revisto anualmente, indicou ontem Leong Heng

Teng, porta-voz do Conselho Executivo, que não admitiu que não há ainda avanços para a implementação deste salário para todos os trabalhadores. “Chegámos a considerar o facto de o salário mínimo ser geral, mas achamos mais adequado começar com estas duas áreas, porque poderia causar impactos e prejuízos à sociedade e ao ambiente de negócios, especialmente das pequenas e médias empresas.” Numa consulta pública feita o ano passado, 98% das pessoas que deram opinião sobre o salário mínimo pediam que este fosse fixado em 30 patacas. O Governo ouviu e envia, agora, a proposta de lei para a AL. Ainda não se sabe quando poderá esta ser analisada. No total, serão 11800 os trabalhadores ligados a departamentos públicos que vão ser abrangidos pela lei. - J.F.


4 política

TAIPA MELINDA CHAN PEDE CANCELAMENTO DE BOMBA DE GASOLINA

Trocas e baldrocas TIAGO ALCÂNTARA

A deputada junta a sua voz aos protestos contra a localização do posto de abastecimento da ilha da Taipa

hoje macau sexta-feira 13.6.2014

FLORA FUNG

info@hojemacau.com.mo

M

ELINDAChan pediu ao Governo, através de uma interpelação escrita, que suspenda a obra de construção do posto de gasolina na Taipa e a volte a planear novamente num outro local. Tendo em conta o recente protesto contra a construção da nova bomba de gasolina na Estrada Almirante Marques Esparteiro, a deputada fez questão de frisar que já existem cinco postos de abastecimento de combustível no raio de 7,6 quilómetros da ilha, havendo mesmo um posto do outro lado da rua, pelo que não faz sentido que se destrua uma área de recreação para construir a infra-estrutura.

M

AIS de 80% dos funcionários públicos tiveram uma classificação de “satisfaz muito”, segundo os dados do regime de avaliação de desempenho entre 2005 e 2012 facultados pelo Governo à 2.ª Comissão Permanente da Assembleia Legislativa e citados pela Rádio Macau. A Comissão está a analisar o Regime do Contrato de Trabalho nos

“Podemos dizer que, na Taipa, abastecer o carro é mais fácil do que comprar arroz, o que quer dizer que a oferta de abastecimento para a população já é suficiente. Não é razoável desmantelar a área de recreação, que é uma das raras áreas verdes daquela zona. Além disso, o local não é seguro para

construir uma bomba de gasolina, porque há zonas de lançamento de foguetes nas imediações, para além de que vai destruir o meio-ambiente”, diz Melinda Chan. Para a Direcção dos Serviços de Solos, Obras Públicas e Transportes (DSSOPT), a substituição

dos locais tem o objectivo de coordenar o desenvolvimento da Taipa. No entanto, a deputada comentou que a substituição demonstra imprudência no ordenamento de terrenos por parte das autoridades responsáveis, bem como a falta de consideração para com a população.

“Podemos dizer que, na Taipa, abastecer o carro é mais fácil do que comprar arroz...”

FUNÇÃO PÚBLICA MAIS DE 80% AVALIADOS COM “SATISFAZ MUITO”

Maioria positiva Serviços Públicos. Chan Chak Mo, presidente da Comissão, resumiu o processo de avalição, que prevê que, no caso de a pontuação ser 3,5 arredonda-se para 4 e, se for 3,4 passa para 3, menção de ‘satisfaz’”, indica a rádio.

“Nos dados de 2012, 84% dos funcionários obtiveram ‘satisfaz muito’. Parece que não é difícil alcançar esta menção de ‘satisfaz muito’”, disse Chan Chak Mo. Foram cerca de 14 mil os funcionários com “satisfaz PUB

Assine-o TELEFONE 28752401 | FAX 28752405 E-MAIL info@hojemacau.com.mo

www.hojemacau.com.mo

“As autoridades acham que não são precisas mais bombas de gasolina no bairro da Areia Preta, mas consideram que a Estrada Almirante Marques Esparteiro precisa de dois postos tão próximos um do outro? Qual é o critério de escolha do local?”, questionou Chan. A deputada perguntou ainda ao Governo se foi realizado um relatório de avaliação de protecção ambiental e se a DSSOPT vai suspender as obras e rever novamente o planeamento. Chan continua, criticando as autoridades por falhas na escolha do local e na imprudência relativa ao ordenamento, exemplificando com a mudança do Centro de Informação de Segurança Rodoviária para as Casas-Museu da Taipa, em 2012, que não aconteceu. A decisão provocou críticas por parte da população e perda de fundos públicos. A deputada questionou ainda se haverá mecanismos para evitar novos problemas semelhantes ao que acontece com a actual questão da bomba de abastecimento. “Será que as autoridades vão aprender com estas experiências e falhas?”, insistiu.

muito”. A segunda maior fatia, 11% (1774 funcionários), é composta pelos que obtiveram “satisfaz”. Nas restantes categorias, os que conseguiram a nota máxima, “excelente”, foram 847 e representam 5%, significativamente mais do que os que não satisfazem, já que nenhum funcionário obteve a classificação mais baixa num total de 16.880 pessoas incluídas na avaliação de desempenho. “’Satisfaz pouco’ houve 15 pessoas, ou 0%. Não satisfaz foi zero”, explicou Chan Chak Mo, citado pela rádio. Na reunião esteve ainda em discussão o artigo que determina que se o Governo não renovar o contrato não precisa de notificar com antecedência o trabalhador. Se o serviço público não manifestar intenção de renovar 60 dias antes do termo, então o contrato caduca tacitamente. Houve deputados que defenderam mais comunicação, mas o Governo apenas disse que “vai ponderar a possibilidade de introduzir alterações”.


SOCIEDADE

hoje macau sexta-feira 13.6.2014

Fórum Macau PLP e RAEM presentes em Nanjing

O município de Nanquim – província de Jiangsu – contou ontem com a visita de embaixadores dos Países de Língua Portuguesa (PLP) e do Secretário Permanente do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa. O encontro teve em vista a discussão de assuntos relativos à 4ª Cimeira para o Desenvolvimento Comercial e Industrial de Jiangsu, Macau e os PLP, a realizar-se em Macau, entre os dias 23 e 26 de Outubro. Presentes estiveram vários representantes de Hong Kong, Cabo Verde, Guiné-Bissau e Angola. Durante a reunião foram abordados outros temas como o aproveitamento de Macau enquanto plataforma entre a China e os PLP ou a criação de planos conceptuais que elevassem o estatuto da RAEM como plataforma de serviços.

DSEJ GOVERNO QUER LIMITAR CHUMBOS NAS ESCOLAS

Inteligência fora

Não se trata de uma meta a atingir, mas sim de uma obrigatoriedade que a DSEJ quer ver implementada nas escolas de Macau: taxas de chumbo fixas para os vários anos de escolaridade. A reformulação do currículo e horário escolares será feita ao longo de seis anos, findando em 2020 LEONOR SÁ MACHADO

leonor.machado@hojemacau.com.mo

Artes visuais AFA atribui bolsas de estudo

A AFA (Art for All Society) anunciou ontem que vai atribuir bolsas de estudo para artes dirigido a jovens artistas locais. Se for um residente local com menos de 30 anos e pretender tirar cursos em disciplinas de artes visuais como pintura, fotografia, multimédia, artes performativas, entre outros, pode submeter a aplicação para uma destas bolsas. Como requisito, a AFA pede que o interessado tenha sido já aceite numa instituição de ensino. Um painel formado por membros da AFA e artistas locais vão ser os responsáveis pela selecção das candidaturas. O estudante pode mesmo vir a ser convidado para participar em futuras exposições ou feiras de arte organizadas pela AFA. Estabelecido em 2009, este programa já patrocinou estudos a 13 estudantes locais em sítios como Pequim, Cantão, Sichuan, Taiwan, Londres e Hong Kong e foi estabelecido com o intenção de levar mais jovens locais a enveredar pelo estudo das artes. O prazo limite para as candidaturas é 31 de Julho.

A

Direcção dos Serviços de Educação e Juventude (DSEJ) sugere que seja criada uma percentagem fixa dos chumbos que são permitidos para os alunos dos ensinos pré-primário, primário e secundário de Macau. A obrigatoriedade de aprovação de todos os alunos do ensino infantil é sugerida para impedir que “as criancinhas se sintam desmotivadas” por ficarem para trás. Do quarto ao primeiro ano, apenas

4% dos alunos poderão chumbar, comparativamente com os 8% de chumbos que serão permitidos para os jovens a partir do sexto ano de ensino. Estas percentagens foram estabelecidas porque alunos mais velhos “já podem aceitar uma certa exigência” no que toca à aprendizagem. Os regimes foram idealizados a pensar nos sistemas de ensino de territórios como Hong Kong ou Taiwan. A ser implementada, esta medida pode fazer com que vários alunos, mesmo com dificuldades de aprendizagem e falta de capaci-

dades, passem para o ano seguinte sem estarem preparados. A pensar nisto, a DSEJ criou uma cláusula que prevê casos extremos de alunos com dificuldades profundas. A pedido da escola ou dos encarregados de educação, a entidade responsável poderá estudar o processo do aluno e decidir se este deverá, ou não, repetir o ano. A coordenadora de inspecção escolar da DSEJ, Wong I Lin, afirmou que a entidade responsável “deve permitir uma taxa [de reprovações] mais flexível sobre as escolas onde os alunos têm mais dificuldade”.

PJ Descobertas drogas no valor de um milhão

A

Polícia Judiciária (PJ) confiscou mais de um milhão de patacas em droga e deteve dois homens e uma mulher do interior da China para investigação. A apreensão foi efectuada na noite da passada quarta-feira num edifício do Porto Interior, quando um homem estava a realizar uma transacção de estupefacientes. O indivíduo tinha consigo 10 gramas de quetamina. Momentos a seguir, foi encontrada cocaína, ice e 50 gramas de

cetamina e no apartamento arrendado pelo mesmo homem. Durante a sucedido, a Policia Judiciária reparou que duas pessoas tinham deitado uma mala para fora do apartamento, tendo descoberto que o objecto continha mais substâncias no valor de um milhão de patacas, incluindo 512 gramas de quetamina, 83 gramas, 163 cápsulas de MDMA, 190 comprimidos de Nimetazepam, entre outras drogas e utensílios para tratar a droga no valor de 1,06 milhões

de patacas. As autoridades acreditam que os estupefacientes são provenientes do interior da China e que há mais suspeitos por apreender. De acordo com as investigações, a PJ considera que o grupo de tráfico de droga operava em Macau há um mês e que os narcóticos têm sido vendidos principalmente a clientes frequentes de estabelecimentos nocturnos e casinos. As transacções seriam efectuadas através de telefonemas. - F.F.

5

O regime de avaliação diversificada – implementado em 2006 e que pretende analisar o desempenho dos alunos através de outros mecanismos que não exames e testes finais – foi tido como algo “bastante positivo” por Wong, que afirmou que os alunos piores não devem ser desmotivados com testes finais. Disciplinas como a língua chinesa ou portuguesa são avaliadas através da realização de peças de teatro, por exemplo. “Pretende-se criar um sistema de avaliação contínua e não final”, justificou Wong. As duas sugestões deverão ainda ser alvo de estudo por parte de especialistas e direcções de várias escolas do território, para mais tarde seguirem para consulta pública. Todo este processo serve para que eventualmente possa ser criado um acto legislativo. A reunião plenária do Conselho de Educação para o Ensino Não Superior discutiu ainda a reformulação do actual sistema de ensino da RAEM. A DSEJ quer estender o período lectivo para 195 dias, o que deverá aliviar a carga horária – diária e semanal – dos alunos e dos docentes, ao mesmo tempo permitindo que seja dada mais matéria a longo prazo. Também esta medida foi pensada para equiparar o sistema de ensino do território ao de outros locais como Hong Kong, por exemplo. Esta reforma no sistema, que tem vindo a ser discutida já há vários meses pelo Governo, compreende uma mudança profunda no currículo de aulas que se encontra actualmente em vigor. A DSEJ quer que os alunos façam mais ginástica e cumpram um determinado número de horas de actividades extracurriculares. A implementação do novo programa vai ser faseada e executada por anos de escolaridade, sendo que o currículo de ensino dos mais pequenos arranca já no próximo período lectivo de 2014-2015. A DSEJ assegurou que todo o ensino escolar não superior estará reformulado até ao ano de 2019-2020, incluindo as crianças do ensino infantil até aos jovens do ensino secundário normal e complementar.


6 sociedade

hoje macau sexta-feira 13.6.2014

JOVENS EMPRESÁRIOS DE MACAU EM PORTUGAL

Incubadora na mala A Associação dos Jovens Macaenses (AJM) e a Federação de Juventude de Macau (FJM) partem sábado para Portugal para uma visita de intercâmbio e contacto com a realidade portuguesa que inclui a assinatura de protocolos de cooperação. Em declarações à agência Lusa, Duarte Alves, presidente da AJM explicou que os protocolos de entendimento, a assinar com as Associação Nacional de Jovens Empresários (ANJE) e a Associação Nacional de Empresas de Tecnologias de Informação e Electrotécnica (ANETIE), visam criar uma “plataforma de oportunidades de negócio entre jovens de Macau, China e Portugal no âmbito da plataforma de Macau”. “Tendo em conta que o Governo de Macau vai criar três centros - convenções e exposições, distribuição de produtos alimentares e serviços comerciais para pequenas e médias empresas dos países de língua portuguesa -, o acordo quadro de cooperação Guangdong Macau e os laços de cooperação com Portugal, vamos criar uma ‘incubadora’ na ilha da Montanha especificamente dedicada às oportunidades entre a China e Portugal, mas também com os restantes países de língua portuguesa”, disse. Duarte Alves salientou

ainda que a cooperação com Portugal “compromete todas as partes em ajudar a dar vida ao centro de desenvolvimento empresarial de jovens empresários da China e Portugal”.

A delegação de Macau terá cerca de 30 pessoas e pretende vincar um “contacto o mais variado possível com a realidade portuguesa”, destacando-se as oportunidades de negócio.

DISPONÍVEL NOVA EDIÇÃO DE PLATAFORMA AMBIENTAL

Ambiente com rede A

nova edição da plataforma Informação Geo-Ambiental de Macau permite a partir de agora à população “aceder mais facilmente a diversas informações geográficas ambientais”, revelaram os Serviços de Protecção Ambiental. Em comunicado, os serviços explicam que a nova edição permite “melhorar os dados existentes sobre a central de incineração de resíduos sólidos, sobre o tratamento de águas resi-

duais e a monitorização de ruído”, acrescentando ainda novas informações sobre o tratamento de resíduos, como por exemplo, relativamente ao aterro de materiais de construção, à estação de tratamento de resíduos especiais e perigosos de Macau, entre outros. Estão também disponíveis informações sobre os programas “amigos do ambiente”: pontos verdes, postos de recolha de resíduos recicláveis, empresas verdes

e sobre o prémio Hotel Verde de Macau, que segundo dados de Abril deste ano foi atribuído a quatro estabelecimentos hoteleiros na categoria de “ouro”, a seis hotéis na categoria “prata” e a outros seis na categoria “bronze”. São já 31 os hotéis designados como “verdes”, o que representa cerca de 30% das unidades existentes em Macau e 17.000 quartos, correspondentes a 60% dos quartos disponíveis em todas as unidades locais.

PUB


sociedade 7

hoje macau sexta-feira 13.6.2014

CRECHES GOVERNO ALTERA NORMAS DE FUNCIONAMENTO

JOANA FREITAS

joana.freitas@hojemacau.com.mo

O

Hotel Westin muda de nome

O Hotel Westin, situado na ilha de Coloane, vai mudar de nome no próximo dia 22, passando a chamar-se Grand Coloane Beach Resort. A alteração foi anunciada ontem pela Sociedade de Turismo e Desenvolvimento Insular S.A e serve para realçar o estabelecimento hoteleiro enquanto boutique resort de luxo na costa da ilha de Coloane e que dá para a praia de Hac Sá.

Grupo Galaxy quer registar marca “Broadway”

De acordo com anúncio feito em Boletim Oficial (BO), o grupo Galaxy Entertainment candidatouse para o registo da marca norte-americana “Broadway”, que gere vários negócios e empresas relacionadas com o universo do jogo e dos hotéis. Segundo o BO, a empresa requereu o registo das marcas Broadway, Broadway Hotel and Casinos, Broadway Casino, Broadway Hotel, Broadway Resort e, finalmente, Broadway Cotai. Embora a notícia tenha surgido em Boletim Oficial, o grupo Galaxy recusou-se a comentar o assunto ao jornal Business Daily.

desenvolvimento da economia e o aumento da taxa de natalidade são algumas das razões apontadas para a implementação de O Governo vai alterar as regras para o funcionamento das creches, de forma a que possam ser abertas mais vagas para as crianças. O anúncio foi feito ontem pelo porta-voz do Conselho Executivo e mostra que o Governo prevê conseguir mais 440 vagas, algo que, diz Leong Heng Teng, será “imediato”. “Não vai haver necessidade de se proceder às alterações físicas das 41 creches actualmente existentes”, explicou Leong Heng Teng. “A área útil destinada a cada criança passará a ser no mínimo de 1,8 metros quadrados, em vez dos dois metros quadrados actualmente considerados, e a capacidade máxima por sala de actividades passará de 28 para 30 crianças.”

Cresce e aparece assegura que as crianças terão espaço suficiente. Os problemas das vagas nas creches têm sido constantes, uma vez que todas estão cheias, e o Governo justifica que são necessárias estas medidas, especialmente devido ao rápido desenvolvimento da economia, ao aumento da taxa da natalidade, ao aumento do número de famílias em que os pais têm emprego e “à alteração do pensamento da sociedade quanto ao serviço de creches”. Ainda assim, Leong Heng Teng assegura que Macau, com-

primeiro tufão de 2014 deve chegar no final deste mês. A previsão é do director dos Serviços Meteorológicos e Geofísicos (SMG) e é citada pela rádio Macau. Fong Soi Kun fala num 2014 com menos chuva e menos tufões do que 2013 e diz para se esperar entre quatro a seis tempestades tropicais e apenas uma com intensidade que mereça o sinal de aviso número 8. De acordo com o meteo-

MAIS CRECHES ESTE ANO

Presente na sessão de ontem, esteve também o presidente do Instituto de Acção Social (IAS), que assegurou que brevemente entra em funcionamento uma cre-

che em Seac Pai Van e, em Setembro, mais duas entram em funcionamento em Macau e na Taipa. Mas, Iong Kong Io promete mais. “Também vamos ter mais creches de meio dia [que aceitam crianças diferentes durante as metades do dia] que vão originar cerca de mil vagas. Com as outras creches, teremos cerca de oito mil vagas este ano.” O presidente do IAS assegura que, até 2015/2016, podem surgir mais creches e mais vagas e também que, em Agosto, vai começar a ser já implementado o serviço de amas, prometido este ano.

“A área útil destinada a cada criança passará a ser no mínimo de 1,8 metros quadrados (...) e a capacidade máxima por sala de actividades passará de 28 para 30 crianças” As alterações às normas – que vão ser permitidas por decisão do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Cheong U – podem fazer-se quando “for evidente a procura intensa do serviço de creches”. Estas são apenas medidas especiais, frisou o porta-voz do Conselho Executivo, que

Tailândia Viagens permitidas a partir de 24 de Junho

Menos chuva e menos tufões este ano

O

parativamente a outras zonas, “não está assim tão mau” face à procura de creches. Leong dá como exemplo Hong Kong, que, diz, só consegue assegurar cerca de 12% da procura.

rologista, diz ainda a rádio, “o ano passado foi muito especial, em precipitação e em tufões. Foi muito acima do normal, principalmente a chuva em Maio e Setembro. O número de tufões, sete, também foi anormal”. Precisamente porque no ano passado houve uma precipitação fora do normal, os Serviços Meteorológicos e Geofísicos precaveram-se e este ano reforçaram o número de estações terrestres

para vigiar as inundações. De acordo com Fong Soi Kun, “neste momento nós temos 17 estações. As novas, além de medirem a altura de inundações, conseguem através de câmaras, transmitir imagens e também receber a quantidade de precipitação, temperatura, vento e pressão. As imagens podem ser consultadas no ‘website’ dos SMG”, que vai ser alvo de uma renovação até ao final do ano.

O

Gabinete de Gestão de Crises de Turismo (GGCT) da RAEM anunciou ontem que vão recomeçar a ser vendidos pacotes de viagens em grupo para a Tailândia, mas apenas será permitido reservar viagens a partir de dia 22 de Junho. Contudo, os turistas que já tenham marcado viagens para datas anteriores a 16 deste mês continuam sem poder fazer o circui-

to. Embora a imposição de recolher obrigatório tenha sido levantada nas principais zonas turísticas do país, o GGCT aconselha todos os cidadãos de Macau que tenham viagens para a Tailândia para planearem a sua visita de acordo com as regras e os conselhos das autoridades do país e que respeitem o recolher obrigatório nas zonas onde ainda se encontra imposto.

O Governo da RAEM pede ainda aos turistas que se mantenham atentos às novidades providenciadas pelas autoridades locais. Até ontem, o GGCT recebeu 35 inquéritos por parte de cidadãos de Macau, mas nenhum pedido de assistência. Ainda assim, frisa que a embaixada da China e o Consulado na Tailândia estarão disponíveis para prestar auxílio, se necessário.


8 sociedade

hoje macau sexta-feira 13.6.2014

TERMINAL DA TAIPA SEGUNDA INSTÂNCIA ORDENA REVISÃO DO PROCESSO DE ILEGAIS NO TERMINAL DA TAIPA

Nem tanto ao mar, nem tanto à terra O TJB absolveu quatro arguidos ligados à existência de trabalhadores ilegais no terminal do Pac On, por considerar que não se provou que estes estariam a trabalhar na jurisdição da RAEM. A Segunda Instância ordenou que o processo voltasse à estaca zero por considerar que o TJB se contradisse na sua decisão JOANA FREITAS

joana.freitas@hojemacau.com.mo

A

decisão que absolveu a empresa responsável pelas obras do Terminal Marítimo do Pac On por empregar trabalhadores ilegais voltou à estaca zero. Uma conclusão do Tribunal de Segunda Instância (TSI) dá conta que se considerou ter havido fundamentações contraditórias para a condenação e ordenou que o processo seja novamente

revisto pelo Tribunal Judicial de Base. “A fundamentação contraditória afecta directamente a decisão de condenar ou não pelos crimes de emprego ilegal, de auxílio à imigração ilegal e de acolhimento de imigrantes ilegais imputados aos arguidos pelo Ministério Público (MP)”, frisa o acórdão do TSI. “Pelo exposto, julga-se procedente o recurso interposto pelo Ministério Público e [acorda-se em] reenviar todo o objecto do processo ao Tribunal

Judicial de Base para novo julgamento por outro Tribunal Colectivo.” O caso diz respeito aos trabalhadores ilegais encontrados nas obras de construção do Terminal Marítimo do Pac On, na Taipa, uma obra do Governo mas adjudicada à Companhia de Construção de Obras Portuárias Zhen Hwa, que sub-adjudicou a empreitada a uma outra empresa de engenharia. A questão começou por ser levantada pelo deputado Chan Meng Kam

PUB

Notificação No uso dos poderes conferidos pela Deliberação nº 01/PDCA/2014, publicada no n.º 20, série II do “Boletim Oficial da Região Administrativa Especial de Macau”, de 15 de Maio de 2014, e nos termos da alínea 10) do artigo 10º do Regulamento Administrativo n.º 32/2001, de 18 de Dezembro, notifico, por meu despacho de 05 de Junho de 2014, o autor que colocou ilegalmente um objecto no Pátio Hó Chin Sin Tong, deve, no prazo de 30 (trinta) dias a contar do dia seguinte da data da publicação desta notificação, proceder à remoção do referido objecto que se encontrem nesse local. Caso o interessado não cumpra a obrigação referida, no prazo acima mencionado, o IACM procederá, nos termos do n.º 2 do artigo 144º do Código do Procedimento Administrativo, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 57/99/M, de 11 de Outubro, à execução de tal tarefa, ficando neste caso todas as despesas por conta do interessado. Segundo as disposições do artigo 149º e n.º 2 do artigo 155º do Código do Procedimento Administrativo, o interessado poderá apresentar, dentro do prazo de 15 (quinze) dias a partir do dia seguinte da data da publicação desta notificação, reclamação junto do signatário e/ou apresentar recurso hierárquico facultativo junto do Conselho de Administração do IACM, no prazo de 30 (trinta) dias, a partir do dia seguinte da data da publicação desta notificação, sem prejuízo do interessado poder ainda, dentro do prazo definido pelo artigo 25º do Código do Processo Administrativo Contencioso, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 110/99/M, de 13 de Dezembro, apresentar recurso contencioso junto do Tribunal Administrativo. Aos 5 de Junho de 2014. O Presidente do Conselho de Administração Vong Iao Lek

WWW. IACM.GOV.MO

na Assembleia Legislativa: de manhã e à noite era possível ver trabalhadores a serem transportados da China para Macau de barco. A PSP fez saber ao HM, na altura, que foram encontrados um total de 103 trabalhadores ilegais em 2011 e 68 sem permissão de trabalho em 2012. Depois de uma investigação do MP, o processo estaria já em fase final, sendo que o TJB decidiu condenar quatro pessoas. Na altura em que a PSP foi ao local, 33 dos trabalhadores que lá estavam fugiram por uma ponte de madeira junto ao estaleiro ligada a uns barcos, mas acabaram interceptados. Eram todos residentes do interior da China e contratados pela empresa de engenharia, tendo sido o responsável condenado pela prática dos crimes de acolhimento e de auxílio e crime de emprego ilegal. Também outros três arguidos, proprietários dos barcos que transportavam os trabalhadores, foram condenados por auxílio à imigração

ilegal e de acolhimento. Os homens recebiam 12 mil yuan por mês pelo transporte.

SALVOS PELO MAR

Após o julgamento, contudo, o TJB decidiu que não se provou a culpa dos arguidos. “Ficou provado que, na altura, estavam eles a trabalhar no estaleiro de construção civil no Terminal Marítimo, mais precisamente, na plataforma no mar que, estando em construção, ainda não estava ligada à terra. Atenta a localização do Terminal Marítimo, não há dúvida que este se situa na porção de mar em que a RAEM é autorizada a exercer jurisdição. Porém, dado que a entidade pública responsável pelas obras em causa afirmou que a exigência de os trabalhadores serem residentes locais ou terem documentos legais para trabalhar em Macau apenas dizia respeito àqueles que trabalhassem na terra, os arguidos não estavam em condições de prever que a sua conduta consubstanciaria a prática de crimes, daí a falta de intenção dolosa.”

O tribunal considerou que estes não se consideravam sujeitos à jurisdição da RAEM, pelo que não podiam ser condenados e absolveu os arguidos. O MP interpôs recurso da decisão e o TSI concordou. “Se o TJB deu por provado que logo que viram os veículos policiais a entrarem no estaleiro de construção civil, vários trabalhadores se puseram em fuga em direcção ao mar e abordaram uns barcos então ancorados numa zona daí perto, tendo três guardas detectado que algumas das pessoas no estaleiro de construção civil, ao ver os veículos policiais a entrarem no estaleiro, se tinham posto em fuga, que quando os veículos policiais entraram no estaleiro diversos trabalhadores fugiram do local em direcção aos barcos estacionados junto à margem (...) não se podia reconhecer ao mesmo tempo que não foi provado, sob pena de se contradizer a si mesmo, que na altura da ocorrência do facto, os trabalhadores estavam a trabalhar em terra”, atira o TSI. O tribunal considera ainda que o TJB também decidiu que, devido à localização do terminal, não há dúvida que este se situa na porção de mar em que a RAEM é autorizada a exercer jurisdição, pelo que o TJB não pode dizer ao mesmo tempo que não pertence. O processo vai voltar ao TJB, mas vai ser analisado por outro colectivo de juízes.

Seac Pai Van Governo quer centros de saúde 24 horas O s Serviços de Saúde (SS) vão considerar abrir centros de saúde 24 horas em Seac Pai Van. Isso mesmo anunciou Lei Chin Ion, director do organismo, depois de ter recebido queixas dos moradores da zona. Os cidadãos de Seac Pai Van consideram os serviços médicos da zona insuficientes e afirmam que faltam centros de saúde e farmácias que abram durante o período nocturno, ainda que o local seja habitado por muitos idosos. Lei Chin Ion disse que iria considerar “abrir os serviços 24 horas”, até porque ouviu queixas de que é complicado para os cidadãos saírem do local e deslocarem-se a zonas com hospitais ou centros de saúde. Uma representante da comunidade solicitou que “fosse tida em consideração” a necessidade das pessoas e que por isso seria necessário concluir a obra de reconstrução do Centro de Saúde de

Coloane e do novo centro de saúde de Taipa localizado no Edifício do Lago e do Complexo de Cuidados de Saúde das Ilhas. Lei Chin Ion assegura que está atento e que essas infraestruturas estarão instaladas nos próximos dois a três anos. “Estamos a acompanhar a procura nos serviços médicos e quando for necessário, serão ponderados os serviços médicos em regime de chamada durante 24 horas”, disse ainda, acrescentando que vai também ser pensado o licenciamento das farmácias privadas instaladas em Seac Pai Van em três meses. O director dos SS informou também que recentemente terminou o trabalho de desenho preliminar de concepção do Complexo de Cuidados de Saúde das Ilhas e que actualmente está em curso a obra do nivelamento do terreno. “Em 2017, pode entrar em funcionamento”, assegura. - J.F. com F.F.


CHINA

hoje macau sexta-feira 13.6.2014

O primeiro-ministro chinês visita a Grã-Bretanha a partir do próximo dia 16, retribuindo a viagem de David Cameron à China no ano passado quando o PM inglês anunciou regras menos rigorosas para os bancos chineses

LI KEQIANG ACORDOS FINANCEIROS NA AGENDA DE VIAGEM À GRÃ-BRETANHA

Porta aberta ao renminbi de reciprocidade à viagem do líder britânico à China no ano passado. Li visitará também a Grécia durante a viagem de 16 a 21 de Junho. O ministro das Finanças da Grã-Bretanha, George Osborne, abriu a porta para mais investimentos chineses durante visita a Pequim em 2013.

“Londres tem-se dedicado para ser um centro de comércio do renminbi. Vários departamentos relevantes na China e na Grã-Bretanha tiveram investigações próactivas para atingir esse objectivo”

O

primeiro-ministro da China, Li Keqiang, irá discutir acordos de infra-estruturas, transporte ferroviário de alta velocidade e das áreas nuclear e financeira na próxima semana, durante uma viagem à Grã-Bretanha, bem como o papel de Londres como um centro de operação do yuan no exterior, afirmou esta quinta-feira a vice-ministra do Comércio chinês, Gao Yan. Li irá encontrar-se com o primeiro-ministro britânico David Cameron na sua residência em Londres a 17 de Junho, numa visita

GAO YAN Vice-ministra do Comércio

S. TOMÉ E PRÍNCIPE PRESIDENTE EM VISITA PRIVADA À CHINA

Viagem de negócios O Presidente de S. Tomé e Príncipe, Manuel Pinto da Costa, líder de um dos raros países africanos que mantém relações diplomáticas com Taiwan, encontra-se na China em visita privada, indicou fonte oficial chinesa na quarta-feira.

9

É a primeira visita de um presidente de S. Tomé e Príncipe à República Popular da China em quase vinte anos, mas a porta-voz do ministério dos Negócios Estrangeiros chinês, Hua Chunying, evitou valorizar politicamente a viagem, afirmando que Pinto da Costa veio participar

“numa actividade comercial e empresarial”. Já em Outubro passado, uma delegação são-tomense chefiada pela ministra dos Negócios Estrangeiros, Natália Umbelina, também se deslocou à China, ilustrando a crescente aproximação entre os dois países.

“S. Tomé e Príncipe já participa nas actividades do Fórum Macau (para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa) e do Fórum China-África”, disse ontem à agência Lusa um diplomata africano colocado em Pequim. China e S. Tomé e Príncipe cortaram relações em 1997, quando aquele país africano estabeleceu relações diplomáticas com Taiwan, a ilha onde se refugiou o antigo governo chinês depois de o Partido Comunista ter tomado o poder no continente, em 1949, e que Pequim considera uma província chinesa e não uma entidade política soberana. Além daquela colónia portuguesa, apenas mais dois países africanos mantêm relações com Taiwan: Burkina Faso e Suazilândia. Manuel Pinto da Costa, 77 anos, eleito há cerca de três anos, foi o primeiro Presidente de S. Tomé e Príncipe, logo após a independência do país, em 1975, e nessa altura tinha boas relações com Pequim.

Osborne anunciou regras menos rigorosas para os bancos chineses que operam em Londres, num esforço para tornar a capital britânica no principal centro no exterior para a negociação de moeda e de títulos da China Osborne também abriu o caminho para os investidores chineses assumirem participações maioritárias em futuras centrais nucleares britânicas. Falando aos jornalistas antes da visita de Li, Gao Yan sinalizou que serão assinados novos acordos. “Londres tem-se dedicado para ser um centro de comércio do renminbi. Vários departamentos relevantes na China e na Grã-Bretanha tiveram investigações pró-activas para atingir esse objectivo”, disse, usando o nome formal para a moeda da China. “Nesta visita à Grã-Bretanha do primeiro-ministro Li, acredito que haverá uma evolução positiva sobre esta questão, incluindo em matéria de cooperação financeira”, acrescentou Gao. “Vamos usar a posição de Londres como um centro financeiro para desenvolver ainda mais a indústria de finanças da China.”

Pequim reage a acusações japonesas sobre aviões

O Ministério da Defesa Nacional da China refutou ontem a acusação japonesa de que os aviões chineses se tenham “aproximado anormalmente” de aviões de reconhecimento do Japão. O porta-voz do Ministério da Defesa Nacional da China, Geng Yansheng, afirmou ontem que o comportamento japonês de distorção dos factos tem como objectivo enganar a comunidade internacional e denegrir a imagem da China e do exército chinês e aumentar a tensão na região. Geng Yansheng disse que no dia 11 de Junho, entre as 10h17 e 10h28, dois aviões japoneses F-15 seguiram um avião chinês Tu-154, mantendo uma distância de 30 metros, quando estes sobrevoavam a Zona de Identidade de Defesa Aérea no Mar Oriental da China, ameaçando gravemente a segurança do avião chinês. E no mesmo dia, os aviões das Forças de Autodefesa japonesas, YS11EB e OP3C, realizaram acções de investigação na Zona de Identidade de Defesa Aérea da China. Num esforço para evitar uma nova contingência, dois aviadores chineses voaram para o espaço aéreo e efectuaram vigilância sobre os dois aviões japoneses a uma distância de 150 e 200 metros. Os pilotos chineses realizaram operações profissionais e normais e mantiveram-se contidos face aos actos provocatórios do Japão, disse o porta voz.


10 china

O mundo é composto de mudança e a histórica aliança operário-camponesa vê um dos seus pilares perder terreno para uma classe de técnicos e gestores que ganha cada vez mais peso na composição do maior partido político do mundo

O

S operários constituem menos de 10% dos filiados no Partido Comunista Chinês (PCC), contradizendo a natureza proletária da organização, enquanto os técnicos e gestores de empresas representam quase um quarto, revelou ontem um jornal do PCC. “O número de militantes duplicou nos últimos vinte anos, PUB

hoje macau sexta-feira 13.6.2014

PARTIDO COMUNISTA OPERÁRIOS SÃO MENOS DE 10%

Um elo cada vez mais fraco PCC FILIADOS • 85,13 milhões de militantes • 25,35 milhões “trabalhadores do sector agrícola” • 20,2 milhões técnicos e gestores • 15,54 milhões de reformados • 7,2 milhões de operários

ultrapassando 85 milhões, mas a percentagem de operários, um dos pilares essenciais do partido, caiu para 8,5%”, segundo o Global Times, que cita o Departamento de Organização do PCC. Segundo estatísticas oficiais, no final de 2012, o PCC tinha 85,13 milhões de filiados, entre os quais 15,54 milhões de reformados e 2,9 milhões de estudantes. O grupo maior (25,35 milhões) é descrito como “traba-

lhadores do sector agrícola”, seguido dos técnicos e gestores (20,2 milhões). O maior partido político do mundo, no poder há 65 anos, o PCC pretende agora “controlar o crescimento” da sua organização e “melhorar a qualidade e promover o papel dos militantes na sociedade” através de novas regras de recrutamento. “O objectivo é tentar reviver algumas das velhas tradições

• 2,9 milhões de estudantes

do Partido que foram ignoradas durante o processo de reforma e abertura (iniciado no final da década de 1970)”, disse um académico, citado pelo Global Times, uma publicação do grupo Diário do Povo, o órgão central do PCC. Nas últimas três décadas, a China tornou-se a segunda economia

mundial, com um crescimento médio anual de cerca de 10%, mas as desigualdades sociais agravaram-se e a corrupção minou muito a credibilidade do PCC. “Como partido dirigente, o PCC atrai naturalmente diferentes grupos de interesses que aderem ao partido não porque partilham a sua ideologia, mas porque assim ganham acesso ao poder ou à riqueza”, afirmou ao Global Times o professor Cai Zhiqiang, da Escola do Comité Central do PCC. “A missão do Partido não é representar grupos de interesses, mas servir o povo, e é por isso que o PCC precisa de ser mais prudente na selecção de novos membros e de estabelecer um eficiente sistema de avaliação, que actualmente falta”, acrescentou. Desde o XVI Congresso do PCC, em 2002, os próprios empresários privados, mesmo os mais ricos, já podem filiar-se no PCC. As novas regras de recrutamento - adianta o Global Times - privilegiam o “critério político” e em particular a “crença no marxismo”. De acordo com o primeiro artigo da Constituição chinesa, “a Republica Popular da China é um Estado socialista sob a ditadura democrática do povo, liderada pela classe trabalhadora e assente na aliança operário-camponesa”.


REGIÃO

hoje macau sexta-feira 13.6.2014

O

primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, está disposto a viajar para a Coreia do Norte para resolver a questão do sequestro de cidadãos japoneses por parte do regime de Pyongyang, anunciou ontem fonte oficial. “O primeiro-ministro está completamente preparado para se reunir” com o líder norte-coreano, Kim Jong-un, “se isso for necessário para resolver a questão dos sequestros, mas não para falar por falar”, revelou o ministro de Estado responsável pelos assuntos relacionados com os sequestros de japoneses pela Coreia do Norte, Keiji Furuya, sem facultar mais detalhes, num programa televisivo emitido na noite de quarta-feira. No início do mês, o próprio primeiro-ministro japonês avançou a possibilidade de viajar para a Coreia do Norte, apesar de ter ressalvado ser “demasiado cedo” para tomar uma decisão a esse respeito, durante uma intervenção que proferiu diante do parlamento. A concretizar-se a visita, seria a primeira de um chefe

JAPÃO PM DISPOSTO A IR A PYONGYANG PARA DISCUTIR SEQUESTROS

Desafio para frente a frente Há mais de dez anos que os líderes dos dois países não se reúnem. Apesar de não terem relações diplomáticas, o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, está aberto a dar um passo em frente desde que não seja para “falar por falar” de Governo japonês à Coreia do Norte desde 2002, altura em que o primeiro-ministro Junichiro Koizumi se deslocou a Pyongyang, onde se reuniu com o falecido líder norte-coreano Kim Jong-il, pai do actual dirigente. O Japão já anunciou o envio de representantes diplomáticos e de elementos das suas forças de segurança à Coreia do Norte para investigar o sequestro de cidadãos japoneses por parte do regime de Pyongyang no quadro da recente aproximação entre os dois países. O Japão sustenta que, entra 1977 e 1983, pelo menos 17 japoneses foram

11

sequestrados pela Coreia do Norte para ministrarem aulas de línguas e cultura no âmbito dos seus programas de formação de espiões. No entanto, este número poderá ser muito mais elevado, dado que o executivo japonês tem uma lista de mais de 400 pessoas desaparecidas, das quais muitas poderão ter sido sequestradas, segundo anunciou, no domingo, o ministro porta-voz, Yoshihide Suga. Até ao momento, apenas cinco cidadãos sequestrados regressaram ao Japão, tendo Pyongyang assegurado que os restantes morreram ou nem sequer pisaram território norte-coreano, uma versão colocada em causa pelo Executivo nipónico. O regime norte-coreano comprometeu-se recentemente a criar uma comissão de inquérito, apesar de muitas vozes no Japão, incluindo familiares dos sequestrados, estarem de pé atrás, dado que Pyongyang prometeu, em 2008, resolver o assunto e desde então não se verificaram progressos. O Japão e a Coreia do Norte não têm relações diplomáticas.

TAILÂNDIA MILHARES DE IMIGRANTES ILEGAIS CAMBOJANOS EM FUGA

De mala aviada a caminho de casa M

ILHARES de imigrantes ilegais cambojanos fugiram da Tailândia ou foram deportados pela junta militar após o golpe de Estado no país, a 22 de Maio, informou ontem a imprensa cambojana. Pelo menos 7.500 cambojanos regressaram ao seu país nos primeiros nove dias de Junho, segundo dados do Governo do Camboja, reproduzidos pelo jornal Phnom Penh Post, que cita estimativas de organizações humanitárias que elevam o número até 10 mil. A maioria dos imigrantes está concentrada em acampamentos improvisados na

localidade fronteiriça de Poipet, onde chegam em camiões militares tailandeses, cujo fluxo passou de um a dois diários para mais de 30 desde o golpe, segundo o jornal. Din Phivorn, um dos deportados, disse que a empresa para a qual trabalhava o instou

a regressar temporariamente a casa depois de a junta militar ter anunciado sanções de cerca de 2300 patacas por cada imigrante ilegal e a detenção do trabalhador em causa. A Organização Internacional para as Migrações (OIM) também denunciou um aumento do fluxo de imigrantes em Poipet, onde, alertou, existe escassez de água, de comida e de alojamento, bem como de assistência médica para essas pessoas, das quais metade são mulheres e crianças. “Normalmente chegam cerca de cem imigrantes por dia, contudo, agora chegam mais de mil e não sabemos o que teremos nos próximos

dias”, disse o chefe da missão da OIM no Camboja, Leul Mekonnen. Entre 100 mil e 250 mil cambojanos sem documentos trabalham na Tailândia, segundo o Governo cambojano que assegura ter entrado em contacto com as autoridades de Banguecoque para evitar qualquer tipo de punição contra estes imigrantes. Milhares de imigrantes ilegais, a maioria procedente da Birmânia e do Camboja, estão empregados nos sectores da construção, agricultura e pesca, entre outros, na Tailândia, onde se encontram muitas vezes expostos a abusos e à exploração.

Austrália Gado exportado pela primeira vez para Timor-Leste

Mais de 200 cabeças de novilho vão ser enviadas para a Timor-Leste nas próximas semanas, no âmbito de uma parceria agrícola entre o Território do Norte, Austrália, e as autoridades timorenses, noticiou ontem a imprensa australiana. Segundo a rádio ABC, é a primeira vez que a Austrália vai exportar gado para Timor-Leste e a parceria tem como objectivo melhorar a genética e aumentar o tamanho dos animais no país. “O número é na ordem das centenas. Não vai ser grande, mas é um bom mercado emergente e vai ajudá-los a construir um rebanho à sua dimensão nacional e a tornarem-se auto-suficientes”, afirmou Bem Hindle, da Associação de Exportadores de Gado do Território do Norte, citado na rádio.


12

MUNDIAL

hoje macau sexta

Argentina Maradona pede a Messi para vencer Mundial

´ DO F O PRINCIPIO FASE FINAL É O CLÍMAX DE UM LONGO PROCESSO

Diego Armando Maradona, figura histórica do futebol mundial e da selecção argentina, pediu a Lionel Messi para quebrar o jejum da albiceleste, que dura desde 1986, e vencer o Mundial do Brasil. «Houve demasiados futebolistas na Argentina que foram apelidados de ‘o novo Maradona’. Messi é o único com o qual encontro muitas semelhanças. Força, Leo, vence por nós! O Mundial de 1986 já foi há 28 anos. Estamos todos à espera de ser campeões mundiais novamente. E tu podes consegui-lo. Cuidado, Brasil. Aqui vem o Lionel Messi. Este rapaz é um génio, há muitos anos que digo isto», escreveu Maradona na sua coluna no jornal Times of India. O antigo internacional argentino disse ainda que a má época do Barcelona poderá vir a ser uma «bênção» para a albiceleste, uma vez que Messi e os seus companheiros do Barcelona tiveram mais tempo para descansar.

Paulo Futre «Portugal é um dos grandes candidatos»

Paulo Futre acredita que a Selecção Nacional figura no lote dos candidatos à conquista do Mundial deste ano, desde que Cristiano Ronaldo recupere por completo dos problemas físicos que o têm atormentado. «Portugal é um dos grandes candidatos. O maior é a Espanha, duas vezes campeã da Europa, uma vez campeão do Mundo, depois Brasil, Argentina e Alemanha. Portugal está neste grupo, desde que o Ronaldo esteja a 100 por cento. Contra a Alemanha ele vai estar a 70, 80 por cento, não vamos ver um grande Cristiano, mas contra os Estados Unidos ele já deverá estar a 100 por cento. Se ele estiver bem, podemos chegar ao máximo, e o máximo é chegar à final, e talvez ganhá-la», disse Paulo Futre. Sobre a vitória diante da Irlanda, por 5-1, o antigo internacional português afirmou tratar-se de um jogo «para o seleccionador», para Paulo Bento desfazer «algumas dúvidas que tinha, especialmente em relação ao avançado».

Trânsito cancela jogo entre EUA e Bélgica

O jogo de preparação entre Bélgica e Estados Unidos, adversário de Portugal, previsto para esta quinta-feira, foi cancelado. A justificação apontada pelos norte-americanos para a mudança nos planos foi que Marc Wilmots, treinador da selecção belga, não quis enfrentar o caótico trânsito de São Paulo para fazer o duelo. Os belgas estão concentrados em Mogi das Cruzes, interior paulista, e a viagem, que dura normalmente duas horas, poderia demorar o dobro por causa dos condicionamentos do Mundial. 

C

FIFA Blatter pensa num Mundial... interplanetário

No dia em que anunciou a intenção de continuar na presidência da FIFA, e na véspera do arranque do Campeonato do Mundo, Josepp Blatter surpreendeu ao perspectivar um Mundial... interplanetário. «Devemos questionar de um dia o nosso jogo não será jogado noutros planetas? Por que não? Então não teremos apenas um Campeonato do Mundo, mas competições interplanetárias», disse o suíço. As declarações surpreendentes não ficaram por aqui. Blatter sugeriu também, no Congresso da FIFA, que os treinadores tenham duas possibilidades, durante os jogos, de contestar decisões de arbitragem. «Penso que é bom colocar o jogo e o controlo do jogo em causa. Falei com antigos jogadores e treinadores, e penso que é uma ideia que pode ser discutida pelo International Board», defendeu o presidente da FIFA. LUSA

AMPEÃ do mundo em título, a Espanha é a selecção a abater nos relvados brasileiros e poucas selecções terão tantas ganas de obter um triunfo frente aos pupilos de Vicente del Bosque como a Holanda. O desafio inaugural das contas do grupo B dificilmente se poderia afigurar mais promissor, com os dois finalistas da última edição do Campeonato do Mundo a reeditarem o improvável duelo que há quatro anos garantiu aos espanhóis o seu primeiro e único título mundial. No Brasil, a Espanha veste pela primeira vez a pele de defensora da principal honra

JOGO ESPANHA – HOLANDA 03:00 – Arena Fonte Nova • HISTORIAL J V E D GM GS Oficiais 3 2 0 1 10 8 Amigáveis 6 2 1 3 3 2 Total 9 4 1 4 13 10

ESPANHA E HOLANDA REEDITAM FINAL DE HÁ QUATRO ANOS

A laranja quer a vingança futebolística do planeta e é, como tal, tida como uma das principais candidatas ao triunfo na competição, mas o percurso para a revalidação do título inicia-se com um duelo à altura da tarefa que os comandados de del Bosque têm em mãos. A flamejante Holanda, com Arjen Robben ao meio-campo e o explosivo Robin van Persie na frente de ataque, vão procurar saldar cara a derrota sofrida em Julho de 2010 no estádio SoccerCity, em Joanesburgo. Presente pela terceira vez no mais apetecido dos encontros, a Laranja Mecânica não conseguiu contrariar uma maldição com mais de três décadas. Para muitas selecções, chegar à final de um Campeonato do Mundo é já um êxito retumbante, mas para a Holanda – que perdeu por três vezes nesta

instância - é sobretudo sinónimo de fracasso. No Brasil, a Holanda conta com uma geração talentosa para romper com a maldição e quer iniciar a aventura brasileira embalada pelo travo doce da vingança, com um triunfo

frente à Espanha. A história não joga, no entanto, a favor dos holandeses: a Laranja Mecânica nunca conseguiu derrotar as selecções ibéricas na fase final do Campeonato do Mundo de Futebol e o balanço frente aos espanhóis

OS NÚMEROS

15

Quantidade máxima de golos apontados pela Holanda na fase final de um Campeonato do Mundo de Futebol. A Laranja Mecânica facturou por quinze ocasiões em 1974 e repetiu o feito quatro anos depois, na Argentina;

6

O número de triunfos consecutivos alcançados pela Espanha na última edição do Campeonato do Mundo de Futebol, depois de se impor frente à Holanda no encontro decisivo da competição. Andrés Iniesta apontou o único golo da partida, ao facturar durante o prolongamento;


mundial 13

a-feira 13.6.2014

info@hojemacau.com.mo

O

Brasil-Croácia da última madrugada pautou o arranque oficial da fase final da vigésima edição do Campeonato do Mundo de Futebol, mas o Mundial vai muito para além da autêntica maratona que

terá os relvados brasileiros como palco até 13 de Julho. O principal certame futebolístico do planeta é também um dos mais extensos e desenganem-se os que pensam que o pontapé de saída na competição foi esta madrugada dado naArena Corinthians, em São Paulo. O arranque oficial da edição número 20 do Campeonato do Mundo de Futebol registou-se há quase três anos, a

• 5705

o número total de jogadores que participaram na campanha de qualificação para a fase final do Campeonato do Mundo de Futebol;

• 2350 os golos marcados desde o apito inicial do desafio

entre Monserrat e Belize, seis mais que nas eliminatórias para o Mundial de 2010. Apesar do número de tentos apontados ter sido maior, a média de golos por partida foi apenas de 2,87, já que o número de encontros disputados na primeira fase da prova foi menor do que durante a campanha que culminou com o triunfo de Espanha na África do Sul;

• 820 encontros disputados durante a fase de qualificação,

menos 33 do que os que se jogaram ao abrigo da campanha de apuramento para o Mundial da África do Sul. O facto do Brasil ser o país anfitrião e de quase todas as confederações terem alterado as regras regionais de qualificação contribuiu para a cifra;

• 2 o número de ocasiões em que foi necessário recorrer à

lotaria das grandes penalidades para decidir quem seguiria em frente na competição. A primeira teve lugar no desafio entre as selecções de Santa Lúcia e de Aruba, em partida a contar para a primeira fase da campanha de qualificação na zona CONCACAF. A segunda materializou-se no encontro de repescagem referente à zona asiática, num desafio que opôs o Uzbequistão e a Jordânia. O onze jordano venceu por 9-8.

• 0 o número de golos apontados por Andorra na fase de apu-

ramento. A selecção andorrenha foi a única selecção europeia que não conseguiu marcar um único tento. São Marino só não se cingiu à mesma prestação porque Della Valle marcou

é francamente favorável à “Roja”. Espanha e Holanda defrontaram-se em desafios oficiais por três ocasiões, com os espanhóis a vencerem duas partidas e os holandeses uma. Em encontros amigáveis, regista-se um maior equilíbrio com Espanha a vencer dois encontros, a empatar um desafio e a perder três. - M.C.

OUTROS JOGOS CHILE – AUSTRÁLIA 06:00 – Arena Pantanal • HISTORIAL J V Oficiais 1 0 Amigáveis 4 4 Total 5 4

E D GM GS 1 0 0 0 0 0 9 4 1 0 9 4

MÉXICO - CAMARÕES 00:00 – Estádio das Dunas • HISTORIAL J V Oficiais 0 0 Amigáveis 1 1 Total 1 1

E D GM GS 0 0 0 0 0 0 1 0 0 0 1 0

15 de Junho de 2011, na ilha caribenha de Montserrat. A selecção local, à época uma das mais frágeis do mundo, foi derrotada pela congénere do Belize por cinco bolas a duas. O desafio pautou o início da grande aventura que agora culmina no Brasil. Recorde os números com que se ilustrou a fase menos visível da mais aguardada das festas do futebol:

na derrota (1-5) frente à Polónia e impediu que a selecção da mais antiga República do mundo ficasse em branco na prova.

• 11 o número de golos apontados pela tripla de jogadores que mais facturaram durante a fase de qualificação. Aos consagrados Robin Van Persie e Luis Suárez juntou-se o desconhecido Deon McCaulay, dianteiro do Belize. Dos três, o que disputou menos encontros foi o avançado caribenho. • 399 o número de triunfos alcançados pelas equipas que

jogaram na qualidade de anfitriãs, situando a percentagem de triunfos caseiros em 48,6 por cento das vitórias registadas durante a fase de qualificação;

• 185 o número de empates que se registaram durante a campanha de apuramento para a fase final do Mundial. A cifra equivale a 22,6 por cento de todos os encontros disputados: • 236 o número de vitórias alcançadas por conjuntos visitantes no terreno dos adversários, um valor que equivale a 28,8 por cento dos triunfos registados; • 101 o número de cartões vermelhos exibidos pelo ár-

bitros na campanha de qualificação para o Campeonato do Mundo, numa média de uma expulsão por cada quase oito jogos disputados;

• 2916 os cartões amarelos exibidos pelos árbitros ao longo das 820 partidas disputadas no âmbito do processo de apuramento para a fase decisiva do Campeonato do Mundo de Futebol. Uma média de 3,56 jogadores amarelados por cada partida disputada LUSA

FIM

MAR CO CARVALHO

Andrea Pirlo abandona selecção após Mundial Andrea Pirlo afirmou esta quarta-feira estar a ponderar a renúncia à seleção italiana após a realização do Mundial’2014, que começa quinta-feira, no Brasil. “Penso parar após o Mundial. Já tenho uma certa idade e é hora de dar o lugar aos mais novos, pois parece-me inútil continuar”, disse o jogador da Juventus, com 35 anos, e que prolongou o contrato com o clube de Turim até 2016. A dois dias da estreia italiana, frente à Inglaterra, um clássico dos Mundiais, o médio admitiu, em conferência

de imprensa, que estará “sempre pronto” a regressar à selecção, embora considere isso “um problema”, pois ficará “nervoso se não jogar”, razão pela qual acha que “é melhor ficar em casa”. Andrea Pirlo tem 109 internacionalizações pela “squadra azurra” e estreouse nas fases finais dos campeonatos do mundo em 2006. O médio chegou à Juventus há três temporadas e confirmou hoje ter prolongado por mais duas épocas a sua ligação ao emblema campeão de Itália.

SOFÁ INCLINADO CARLOS MORAIS JOSÉ

Festa Quando o leitor se debruçar sobre estas linhas, já o Brasil terá jogado contra a Croácia, o jogo que abriu este Mundial. A pergunta que muitos colocam é: se a coisa correr mal à selecção canarinha, será que o Mundial chega ao fim? Mas isto são as vozes dos pessimistas. Cá para mim, competição começada e tudo vai correr sobre rodas ou não sejam os brasileiros doidos por futebol. É muito interessante ver as manifestações anti-Mundial. Raramente ali se vê alguém com ar de pertencer às classes mais baixas do Brasil. Pelo contrário, a maior parte dos manifestantes é claramente classe média. Em todas as entrevistas que vi realizadas nas favelas (que agora se chamam, de forma politicamente correcta, comunidades) o povão demonstrava apenas o seu entusiasmo pelo evento e não qualquer posição contrária à sua realização. Estamos, portanto, perante um movimento social em que os mais favorecidos reivindicam para si (de facto, os professores são estupidamente mal pagos) mas também para aqueles que têm ainda muito menos ou quase nada, em nome da educação, da saúde, etc.. Mas, ao que parece, esqueceram-se de explicar ao povo porque razão o governo fazia mal em pretender organizar o Mundial e gastar o dinheiro que gastou nos estádios. Ou o povo não percebeu. Não deixa de ser curioso que os manifestantes tenham acordado tão tarde e quando se sabe que nada fará agora parar o evento. O dinheiro já está gasto e a pergunta que se impõe à razão é: por que razão não protestaram mais cedo, se já sabiam há muito que ia acontecer, quando tal ainda podia ter algum efeito, nomeadamente impedir o Mundial e evitar a construção dos estádios ou, no mínimo, exigir maior controlo sobre a corrupção e as sobre-orçamentações? E do mesmo modo questiono: será que a classe média brasileira só agora acordou para as injustiças sociais do seu país? É estranho que precisem deste pretexto para sair para as ruas. É mesmo muito estranho... Sobretudo quando sabem que esta agitação (que parece circunscrita ao tempo que dura o futebol) prejudica seriamente a imagem do país e a entrada de divisas. No entanto, se me explicarem que manifestação é festa, como as greves do JorgeAmado, então eu compreendo: a classe média brasileira deve andar deprimida...


14

DESPORTO

hoje macau sexta-feira 13.6.2014

Real Madrid Pepe pode ir para Inglaterra

SÉRGIO FONSECA CHEONG CHI WAI info@hojemacau.com.mo

P

ARA a grande maioria dos pilotos de Macau, a 61ª edição do Grande Prémio de Macau tem início este fim-de-semana com a primeira das duas jornadas duplas do Campeonato de Macau de Carros de Turismo (MTCS). Em jogo, no Circuito Internacional de Guangdong, estão as entradas directas dos pilotos do território nas corridas “Taça de Carros de Turismo de Macau” e “Macau Road Sport Challenge”. Em ano de novos regulamentos e menos categorias – o MTCS passou de três classes para apenas duas – o número de vagas para pilotos locais para a corrida rainha diminuiu. Os novos regulamentos mudarão a imagem do paddock, tendo vários pilotos sido obrigados a fazer pesados investimentos em viaturas e material. No entanto, e ao que aos números diz respeito, o campeonato organizado pela Associação Geral Automóvel de Macau-China (AAMC) continua de boa saúde: 29 inscritos na classe “AAMC Challenge” e 23 na “Macau Road Sport”.

A GRANDE INCÓGNITA

A obrigatoriedade de usar viaturas de produção com motores 16 litros turbo derivados de origem tornou as antigas viaturas

APURAMENTO PARA OS PILOTOS LOCAIS COMEÇA EM CANTÃO

Pontapé de saída das classes “AAMC Challenge” e “N2000” inutilizáveis para o renovado “AAMC Challenge”. Peugeot RCZ, Ford Fiesta ST e MINI Cooper S são por agora os bólides escolhidos para substituir os eternos Honda de Grupo N e os antigos carros ex-WTCC. Apesar da lista de inscritos constarem vários nomes sonantes das corridas locais, o facto do pelotão estar todo munido de viaturas novas torna árdua a tarefa de apontar favoritos. No torneio de preparação “GIC Challenge”, Leong Chi kin dominou os acontecimentos, com um MINI comprado em Inglaterra. Contudo, a concorrência desta vez estará a outro nível. A lista de inscritos tem três vencedores do saudoso Troféu Hotel Fortuna - Chau Chong In, Chou Keng Kuan e Álvaro Mourato. A estes junta-se os credenciados macaenses Eurico de Jesus e Célio Alves Dias. A representação de

matriz portuguesa conta ainda com Luciano Lameiras, Hélder Rosa, filho do também ex-piloto José Mariano da Rosa, e Rui Valente. O piloto português vai começar a temporada com um MINI alugado, esperando na segunda jornada, no mês de Julho, alinhar à partida com uma viatura do construtor inglês já preparada por si. Destaque ainda para a presença de Jo Merszei, um habitual representante da RAEM na Corrida da Guia, e o regresso de Rui Clemente, vencedor da Taça ACP do Grande Prémio em 1992. Em jogo estarão quinze lugares para a prova de Novembro.

MAIS FORTE QUE NUNCA

A Road Sport era o parente pobre do MTCS. No entanto, esta temporada a categoria recebeu um influxo de novos concorrentes, alguns de bastante valor. Porém, na lista de inscritos destaca-se a ausência de Sun Tit Fan, piloto cujo o nome e

“...o facto do pelotão estar todo munido de viaturas novas torna árdua a tarefa de apontar favoritos.”

o seu pujante Mitsubishi se confundiam com a própria categoria. Entre os “novatos” estão os super experientes Jerónimo Badaraco, cujo Mazda RX7 da Vang Iek Group foi construído no Japão, e Filipe Clemente Souza, que se estreia na classe com um Subaru WRX preparado pela Team Works Motorsport de Hong Kong. Mas os candidatos ao título não se ficam por aqui, há que contar com Un Wai Kai, campeão de 2012, Leong Ian Veng, campeão do “AAMC Challenge” nos últimos dois anos, Ng Kin Veng, que estreia um Mitsubishi Evo9, e os ex-Fórmula 3 Lei Kit Meng e Michael Ho, este último ao volante de um Lotus Exige V6 apoiado pela filial local. A lista de participantes conta ainda com outros nomes portugueses. HélderAssumpção repete, em Mitsubishi Evo9, enquanto o veterano Belmiro Aguiar se estreia com um Honda S2000. Por fim, e face a uma concorrência muito melhor equipada e com outro tipo de orçamento, o português Sérgio Lacerda, num regresso à categoria, vai ter a tarefa hercúlea de tentar qualificar-se para o Grande Prémio com um Nissan Fairlady Z.

Manchester City segue o central português e pode abrir os cordões à bolsa. Apesar de fundamental no esquema de Carlo Ancelotti, a transferência pode consumar-se por 30 milhões de euros. Pode ser uma das surpresas do mercado de transferências em Espanha. Pepe, central português, pode vir a deixar o Real Madrid, rumando ao Manchester City. Isto a troco de 30 milhões de euros, valor que os merengues pagaram ao FC Porto pelo atleta há sete anos. A notícia é avançada esta quintafeira pelo jornal catalão Sport, que sublinha o facto de o treinador dos campeões ingleses, Manuel Pellegrini, ser admirador das características do futebolista luso, que aos 31 anos tem vínculo com os blancos por mais dois anos. Carlo Ancelotti é que não estará muito interessado em perder uma das peças chave do onze do Real Madrid, embora o montante em causa possa convencer o presidente do emblema da capital do país vizinho.

Chelsea Cech pode estar de saída

Continua a limpeza no balneário do Chelsea: depois de Frank Lampard, Ashley Cole e Samuel Eto`o, Petr Cech deverá ser o próximo veterano dos Blues a deixar Stamford Bridge, de acordo com o ‘Daily Express’. José Mourinho, treinador do Chelsea, quer trabalhar com Thibaut Courtois, que esteve emprestado ao Atlético de Madrid esta época, pelo que autorizará a saída de Cech, que está na mira dos franceses do Paris Saint-Germain. O internacional checo representa o Chelsea desde 2004, quando se transferiu do Rennes para o clube londrino


h ARTES, LETRAS E IDEIAS

hoje macau sexta-feira 13.6.2014

Thomas Lim*

FAZER UM FILME EM MACAU: DO GUIÃO ÀS FILMAGENS Capítulo XII: O próximo filme “É por causa da alegria que me dá ver o trabalho concluído que eu continuo a criar filmes”

A

SSIM que o primeiro filme estiver pronto, deve come� ç������������������������� ar imediatamente a prepa� rar o seu pr���������������� ó��������������� ximo filme. Ex� perimente trabalhar com várias ideias ao mesmo tempo e vá tomando notas. Há que deitar vários anzóis ao mar para obter uma mordidela. Quanto mais guiões tiver preparados, mais hipóteses tem de um deles ter sucesso. Tenha sempre consigo um bloco de notas – ou, hoje em dia, use o seu iPho� ne - para apontar ideias soltas ou até sonhos que possa ter. Se prestar mais aten������������������������������� çã����������������������������� o a estes pensamentos inespe� rados pode ser que descubra algo pro� pício para ser convertido num filme. Cada um obt����������������������� é���������������������� m inspira������������� çã����������� o à�������� ��������� sua ma� neira. Curiosamente, eu vim a perceber que sou mais criativo quando estou no duche. Por isso, mesmo tomando um banho, tenho sempre a minha ‘tablet’ por perto – dentro de um saco ‘ziplo� ck’ para a proteger da á��������������� ���������������� gua -, caso ne� cessite de tirar apontamentos. No mês passado escrevi uma sinopse de uma página inteira enquanto tomava banho. Pessoalmente, acho que o proces� so de amadurecimento de um cineasta passa pela sua capacidade de ir cons� tantemente melhorando o processo de criação da história que tem para contar e da gestão do seu tempo. Se quiser fazer uma longa-metragem comercial, analise outras que tenham sido feitas antes e tente descobrir porque é que umas se dão melhor do que outras. Compare-as mesmo com a sua própria ideia para tentar desvendar se vai ter sucesso ou não. E o mesmo deve ser feito se decidir enveredar por filmes “art house” [indies, feitos para públicos espec��������������������������������� í�������������������������������� ficos]. Veja filmes com frequ��� ê�� n� cia, leia sobre cinema e tente conhecer outros realizadores. A verdade é que, se quiser mesmo produzir um filme, vai acabar por faz�� ê� -lo. Se for determinado e persistente, vai acabar por atrair as pessoas certas e convencê-las a ajudá-lo, especialmente em Macau, visto a comunidade ser pe� quena e os cineastas colaborarem fre� quentemente entre si. Diria que 90%

do processo de produção de um filme é preenchido com a necessidade de resol� ver problemas que, à partida, parecem n������������������������������������ ã����������������������������������� o ter solu������������������������� çã����������������������� o. Mas, uma vez supera� dos, o sentimento de prazer e realiza� ção pessoal é indescritível. É algo que apenas um realizador pode entender. E é por causa da alegria que me d������������ á����������� ver o tra� balho concluído que eu continuo a criar filmes. É o que me dá alegria na vida. Tornar-me um cineasta foi a maneira que encontrei para exprimir as minhas experiências pessoais e partilhá-las com o mundo. Se acha este tipo de vida inte� ressante, espero que se junte a mim nes� ta minha jornada como cineasta e que venha a concretizar os seus sonhos, com a produção dos seus próprios filmes.

SEJA DETERMINADO E NÃO DESISTA DOS SEUS SONHOS, VAI VER QUE ATÉ SE VAI SURPREENDER A SI PRÓPRIO Pegue j������������������������� á������������������������ no seu computador e co� mece a escrever o seu gui������������ ã����������� o hoje mes� mo. Depois, compre uma boa câmara e comece a filmar. Investigue. Aprenda tudo sobre as á���������������������� ����������������������� reas que ainda n������ ã����� o do� mina. E se precisar da ajuda de alguém para realizar o seu projecto, arran� je maneira de o contactar. Se houver possibilidade de arranjar investidores, faça tudo para conseguir obter apoio financeiro. Seja determinado e n������ ã����� o de� sista dos seus sonhos, vai ver que até se vai surpreender a si próprio pela sua capacidade de gerir os poucos recursos que tem ao seu dispor. Se ficar à������ ������� espe� ra nunca vai conseguir alcançar os seus objectivos. Marque uma data para o início das filmagens e se tiver vontade suficiente para concretizar o projecto, vai ver que até parece que o universo inteiro conspira para garantir que te� nha sucesso. Eu volto em breve com mais sobre a arte de fazer filmes. * realizador, guionista e actor do filme ‘Roulette City’

15


h

16

hoje macau sexta-feira 13.6.2014

José Simões Morais TEXTO E FOTOGRAFIA

O SOLDO DE SANTO ANTÓNIO

A

instituição militar portuguesa fechou portas em Macau em 1975, mas continua a existir na Igreja Paroquial de Santo António a imagem do mais antigo militar português, apesar de já não receber o seu soldo. Ele é Sto. António, que em Macau foi soldado de 1623 a 1783 e capitão entre 1783 e 1973. - Mas quem era S. António? É com o relato de Benjamim Videira Pires que ficamos a saber sobre a sua vida. Com o nome de Fernando de Bulhão nasceu em Lisboa provavelmente no dia 15 de Agosto de 1195. O pai, D. Martinho de Bulhão descendia do conquistador de Jerusalém, D. Martinho de Bouillon e a sua mãe era D. Maria Teresa de Taveira de Pelágio, apelido que prediz ter como antepassado o Rei das Astúrias. O seu pai, como era oficial do exército, meteu-o como pensionista da comunidade dos cónegos da Sé de Lisboa. Aos 15 anos entrou “para o Convento que os Cónegos Regulares de Latrão possuíam em S. Vicente, fora das muralhas de Lisboa. Estes clérigos dedicavam-se ao serviço das igrejas e seguiam a regra de S. Agostinho, que lhes fora dada pelo Papa Inocêncio II.” Um ano depois, passou para o Convento de Santa Cruz de Coimbra, onde durante nove anos se entregou ao estudo das Escrituras e dos Santos Padres, sendo aí ordenado sacerdote. Em 1216, chegaram a Portugal os primeiros franciscanos e instalaram-se num pequeno mosteiro, hoje o Santo António dos Olivais perto de Coimbra. É após a entrega pela rainha D. Urraca ao Mosteiro de Santa Cruz das relíquias dos cinco franciscanos martirizados a 16 de Janeiro de 1220 em Marrocos, que o Padre Fernando de Bulhão encontra o desejo de dar a vida pela fé. Em Julho de 1220, obteve autorização para ser admitido no convento franciscano, onde tomou o nome de António e, em Dezembro do mesmo ano, partiu para Marrocos. A perseguição tinha aí amainado, mas durante todo o Inverno a febre perseguiu e por isso, regressou de barco a Portugal. Durante a viagem, uma tempestade arrastou a embarcação para a Sicília, tendo o frade António ficado no convento de Messina. Em 1221, em conjunto com três mil religiosos, António assistiu ao capítulo geral da Ordem Franciscana e aí conheceu S. Francisco de Assis. Perante a humildade e votos de pobreza do

REZA A TRADIÇÃO TER SIDO S. ANTÓNIO ALISTADO EM MACAU COMO SOLDADO EM 1623, ANO QUE VEIO DE GOA INCORPORADO COM MAIS CEM SOLDADOS PORTUGUESES NO PRIMEIRO PRESÍDIO MILITAR, QUE ACOMPANHOU O PRIMEIRO GOVERNADOR, D. FRANCISCO MASCARENHAS fundador da Ordem, o frade António resolveu levar uma vida de eremita e assim, passou nove anos no eremitério do Monte Paulo, junto a Forli. Certo dia, descendo a Forli, acompanhando alguns frades menores e dominicanos que aí iam ser ordenados, o Ministro Provincial obrigou-o a subir ao púlpito e fazer a pregação à assembleia de religiosos. Com tamanha eloquência o fez, que a comunidade pediu ao superior para destinar o frade António à pregação e ao ensino. O próprio S. Francisco de Assis escreveu uma carta a bem-dizer o Santo e pedindo-lhe para que ele ensinasse os livros da santa teologia aos irmãos. Assim começou o seu magistério em Bolonha, Montpellier e Pádua. “Entregou-se ao apostolado da palavra, combatendo os hereges cátaros e patarinos.” De notar que os cátaros, também conhecidos por albigenses, ou a seita branca, vivendo nos Pirenéus, no Sul de França, tiveram como principais inimigos os dominicanos, já que eram uma séria ameaça para a vida da Igreja e aos fundamentos da sociedade. A razão estava em não reconhecerem o Papa e negarem, os sacramentos, a necessidade do culto externo, a hierar-


artes, letras e ideias 17

hoje macau sexta-feira 13.6.2014

quia, os dízimos e o direito à posse dos bens temporais pelo clero. Por isso, em 1176, o Papa Alexandre III excomungou os albigenses, mas eles continuaram indiferentes à censura papal e por isso foram organizadas três Cruzadas contra eles. A primeira ocorreu em 1208 e foi pregada por Inocêncio I, sendo dirigida por Arnaud, o Abade de Cister e o Conde de Montfort. Apesar dos cruzados se apoderarem da Praça de Beziers, derrotando os albigenses, muitos continuaram a existir. No ano seguinte, ocorreu a Segunda Cruzada e junto a Muret, no 13 de Setembro de 1209, eles quase foram exterminados. Passados dez anos, em 1219, ocorreu a Terceira Cruzada sob o comando de quem mais tarde haveria de ser Luís VIII de França e assim foram eliminados todos os albigenses. Este extermínio nunca foi reconhecido pela igreja e muito menos pelos franceses, no qual varreram da História este capítulo. Mas continuemos com a vida do frade menor António. Em Rimini fez o célebre milagre da mula e miraculosamente é transportado de Pádua para Lisboa, onde defendeu o seu pai da falsa acusação de homicídio. Inúmeros milagres foram praticados pelo santo. Percorreu a França numa campanha contra os ideais dos albigenses e os seus sermões converteram muitos pecadores. Deixou a França em 1226 e foi para Pádua onde escreveu muitos sermões e outras obras, sendo louvado pelo Papa pelo seu conhecimento da Bíblia. No Verão de 1231 retirou-se para o convento de Camposampiere e numa floresta próxima, onde fora construído um eremitério, aí passou dias e noites em oração, descendo apenas para a ceia. No dia 13 de Junho de 1231 sentindo-se desfalecer, confessou-se e cantou o seu hino predilecto a Nossa Senhora, “O gloriosa Domina”. Nesse mesmo dia morreu em Pádua com 36 anos de idade. A 31 de Maio de 1232 foi pelo Papa Gregório canonizado como Santo António de Lisboa e elevado às honras dos altares.

SANTO ANTÓNIO EM MACAU Sem soldados, nem fortalezas em Macau até ao ano de 1622, por aqui viviam sobretudo mercadores, comerciantes e padres. Com a tentativa dos holandeses em conquistar Macau, a cidade pediu ajuda a Manila, que enviou mais de cem soldados armados, com boa artilharia e comandados pelo sargento-mor J. Fernando da Silva.

Mas a cidade continuou a ser cobiçada pelos holandeses, inimigos dos espanhóis e portugueses e por isso, o Governo de Macau requereu ao Vice-Rei da Índia um Capitão-geral e cem soldados, pedido que logo foi aceite e executado.

nuel Teixeira refere: “Por coincidência começou a cidade a sofrer contínuos desastres que o povo ingénuo logo atribuiu ao desacato feito ao Santo, que fora substituído por um soldado de carne e osso.” Por tal razão, a 17 de Setembro de 1783, o governador Bernar-

STO. ANTÓNIO FOI EM MACAU SOLDADO ENTRE 1623 A 1783 E CAPITÃO ENTRE 1783 E 1973, TENDO ASSIM PRESTADO SERVIÇO MILITAR NESTA CIDADE DURANTE 350 ANOS Reza a tradição ter sido S. António alistado em Macau como soldado em 1623, ano que veio de Goa incorporado com mais cem soldados portugueses no primeiro presídio militar, que acompanhou o primeiro governador, D. Francisco Mascarenhas. S. António, como soldado, aqui começou por receber o seu soldo de seis reis por mês, mas em 9 de Maio de 1780, foi-lhe suspenso o soldo, já que o Senado recebeu instruções para que cada fortaleza tivesse uma guarnição real de vinte soldados. O padre Ma-

do Aleixo de Lemos de Faria solicitou do Senado a renovação da matrícula de Santo António. E Luís Gonzaga Gomes complementa: “a 27 de Dezembro de 1783, tendo há três anos experimentado a cidade contínuas infelicidades atribuídas ao facto de a vereação passada ter dado baixa de soldo ao glorioso St.º António, que o recebia, anualmente, como soldado, desde que houve presídio militar nesta cidade, por motivo de cada guarnição de fortaleza ter sido reduzida, em 9 de Maio de 1780, a vinte soldados efectivos, o Senado, re-

conhecendo a necessidade da protecção deste Santo, resolveu dar-lhe outra vez alta, com o vencimento do soldo de capitão e com o título de Capitão da Cidade.” Não só foi promovido a capitão, com um ordenado de cinco pardaus, mas o Senado mandou-lhe pagar os salários atrasados. O que veio a acontecer a 12 de Junho de 1784, quando o Senado pagou o soldo dos três anos e um mês que estava em falta como soldado, 93 taéis, 7 mazes e 5 condrins e como capitão, recebeu no mesmo dia 49 taéis, 1 maz e 4 caixas dos soldos vencidos em 7 meses e 26 dias. Nos anos 50 do século XX, o soldo do capitão Sto. António era de seis mil patacas por ano. Numa publicação de 1956 encontra-se o seguinte: “No dia 16 de Junho à tarde a comissão administrativa do Leal Senado fez a entrega de $ 120 000 correspondente ao soldo anual vencido pelo capitão desta cidade, Santo António de Lisboa. A importância reverte a favor do cofre do “Pão dos Pobres”. Sto. António foi em Macau soldado entre 1623 a 1783 e capitão entre 1783 e 1973, tendo assim prestado serviço militar nesta cidade durante 350 anos.


18

EVENTOS

hoje macau sexta-feira 13.6.2014

AMBIENTE GDSE COM ACTIVIDADES EM SEMANA DE CONSERVAÇÃO ENERGÉTICA

Uma hora de escuridão

São muitos os eventos que marcam a semana a favor de uma utilização mais eficaz da energia. Casinos, bancos, hotéis e alguns estabelecimentos comerciais já aderiram à iniciativa de desligar as luzes durante uma hora, no dia 16

C Gabriel Garcia Marquez no top 10 dos livros mais vendidos na China

O

romance de Gabriel Garcia Marquez “Cem Anos de Solidão” encabeça a lista dos dez livros de ficção mais vendidos na China em Maio passado, confirmando a persistente popularidade do escritor colombiano, revelou ontem um jornal chinês. Um outro título do mesmo autor, “Amor em Tempo de Cólera”, figura no “top-ten” divulgado pelo Global Times, juntamente com obras de mais oito escritores, chineses e estrangeiros, entre os quais “The Kit Runner”, de Khaled Hosseini, escritor afegão naturalizado norte-americano. A classificação foi estabelecida por uma empresa especializada a partir de dados recolhidos em mais de 2000 livrarias da China, refere aquele jornal, que passará a publicar mensalmente o “top-ten” dos livros mais vendidos no país. Entre os escritores chineses, que constituem metade da lista, figuram Jiang Rong e Yan Geling,

autores de duas obras adaptadas este ano ao cinema pelos realizadores Jean-Jacques Annaud (“The Wolf Totem”) e Zhang Yimou (“Coming Home”). Gabriel Garcia Marquez, galardoado em 1982 com o Prémio Nobel da Literatura, morreu em Abril passado na Cidade do México. Tinha 87 anos. O único autor chinês residente na China que já ganhou o Nobel da Literatura (Mo Yan, em 2012) é conhecido como admirador de Garcia Marquez e em particular do romance “Cem Anos de Solidão”. “Quando li ‘Cem Anos de Solidão’ pela primeira vez, em 1984, fiquei surpreendido que se pudesse escrever romances assim”, disse Mo Yan numa conferência realizada em Dezembro numa universidade chinesa. A própria obra de Mo Yan é frequentemente associada ao “realismo mágico” da literatura latino-americana, um estilo popularizado por Garcia Marquez.

OMEÇA a 15 deste mês e vai até dia 21: o Gabinete para o Desenvolvimento do Sector Energético (GDSE) promove uma série de actividades que integram a “Semana da Conservação Energética 2014”. A cerimónia de abertura terá lugar no dia 15 na Arena do Venetian com um programa para toda a família. O “Mensageiro das Energias QQ” irá transmitir a mensagem da conservação energética, acompanhado de espectáculos de música, dança, canções, jogos e questionários sobre o tema, culminando na atribuição de prémios aos participantes.

À VENDA NA LIVRARIA PORTUGUESA JESUS CRISTO BEBIA CERVEJA • Afonso Cruz Uma pequena aldeia alentejana transforma-se em Jerusalém graças ao amor de uma rapariga pela sua avó, cujo maior desejo é visitar a Terra Santa. Um professor paralelo a si mesmo, uma inglesa que dorme dentro de uma baleia, uma rapariga que lê westerns e crê que a sua mãe foi substituída pela própria Virgem Maria, são algumas das personagens que compõem uma história comovente e irónica sobre a capacidade de transformação do ser humano e sobre as coisas fundamentais da vida: o amor, o sacrifício, e a cerveja.

Depois, no dia 16, terá lugar a acção “Desligar as luzes durante uma hora” entre as 20:30 e as 21:30. Para este ano já confirmaram a sua participação seis casinos, vários hotéis, bancos e estabelecimentos comerciais. A ideia é que todos participem, desligando as luzes durante uma hora. Para reforçar a mensagem terá lugar, quase ao mesmo tempo, o concerto - “Desligar as luzes durante uma hora”, no Fórum Macau, onde vão acontecer várias actuações de vários cantores e grupos musicais de Macau, como Long Sai Kit, Sio U, Josie, Hyper Lo, AJ, Macao Classical Guitar Duo, Macao A

Cappella, Macao Handbells Association, etc. A TDM irá transmitir o espectáculo em directo. Já no dia 19, no Instituto Politécnico de Macau, terá lugar o “Seminário sobre as Práticas mais Recentes e Aplicação das Tecnologias de Conservação Energética e Workshop para Intercâmbio de Experiências”. Para o seminário, foram convidados especialistas da Coreia do Sul e da China e os workshops envolverão a partilha e intercâmbio de experiências sobre a aplicação da conservação energética na indústria hoteleira e nas pequenas e médias empresas.

No dia 21, a fechar o programa, irá realizar-se no Campo dos Operários a “Actividade de promoção de bicicletas de conservação energética”, concebido para introduzir o conceito de conservação energética às escolas e à comunidade em geral. O público será convidado a pedalar numa série de bicicletas preparadas para produzir electricidade enquanto se pratica desporto, mostrando aos participantes que a energia não é fácil de obter e por isso é preciso valorizá-la e conservá-la.

CONCURSO DE FOTOGRAFIA

Tal como nos anos anteriores, terá também lugar o concurso de fotografia da “Semana da Conservação Energética de Macau 2014”. Este concurso, co-organizado pelo Gabinete de Comunicação Social e pela Associação Fotográfica de Macau, tem a conservação energética como o seu mote e ambiciona construir um registo fotográfico de destaques da “Semana da Conservação Energética” e de acções diárias de conservação de energia. Todos os vencedores terão os seus trabalhos em exibição no Centro de Ciência de Macau. Este ano, em que se celebra a oitava edição da Semana da Conservação Energética, o evento adoptou o tema “Reduza o consumo de energia e as emissões de carbono, adopte uma Vida Verde!” e conta estas actividades, todas de entrada livre.

RUA DE S. DOMINGOS 16-18 • TEL: +853 28566442 | 28515915 • FAX: +853 28378014 • MAIL@LIVRARIAPORTUGUESA.NET

AS GRANDES PROFECIAS DA HISTÓRIA • Canal História O livro “As Grandes Profecias da História” apresenta os principais e mais famosos vaticínios da História da humanidade: profecias religiosas, bíblicas, profanas, de iluminados anónimos ou de ilustres personagens. Numa abordagem rigorosa mas acessível a alguns dos maiores mitos de sempre, este livro ajuda a compreender e a desmistificar muitas das questões que inquietam a humanidade.


eventos 19

hoje macau sexta-feira 13.6.2014

HOJE NA CHÁVENA Paula Bicho

Naturopata e Fitoterapeuta • obichodabotica@gmail.com

Segurelha

Exposição de cartazes antigos no Tap Seac

A

BRE no próximo dia 20 de Junho a exposição “Um Século de Cartazes”, que estará patente na galeria do Tap Seac a partir das 18h30. Organizada pelo Instituto Cultural, esta mostra apresenta um total de 80 cartazes raros da colecção particular do coleccionador de arte holandês Martijn F. Le Coultre. Os cartazes que abrangem um século inteiro (de 1880 a 1990) e são oriundos da Europa, América e Ásia. A exposição apresenta inúmeros trabalhos representativos do desenvolvi-

mento do design de cartazes, incluindo litografias de Jules Chéret (1836-1932), conhecido com o “Rei do Cartaz”, e de Alfons Maria Mucha, uma figura central do movimento artístico Art Nouveau. Também ainda peças imponentes de artistas pioneiros do cartaz como Henri de Toulouse-Lautrec, Leonetto Cappiello, Joost Schmidt e Raymond Savignac, entre outros. A exposição estará patente até 24 de Agosto e tem entrada livre. Com o objectivo de

Alemanha VS Portugal em directo no Café Oriente

O Café Oriente, situado no IPOR, convida-o a assistir ao jogo do Mundial de Futebol entre a Alemanha e Portugal, que vai ter lugar às 23:55 do dia 16 de Junho, em directo. Para celebrar esta iniciativa que é promovida pelo Instituto Português do Oriente e pelo Consulado-Geral de Portugal em Macau e Hong Kong, o café vai preparar uma ementa especial tipicamente portuguesa que inclui caldo verde, pão com chouriço, moelas, fêveras, vinho e cerveja.

aprofundar os conhecimentos do público sobre as exposições, a organização convidou Martijn F. Le Coultre para proferir uma palestra sobre as peças exibidas, apresentando não só cada uma delas mas também partilhando a sua longa experiência de coleccionador de arte. A palestra, proferida em inglês com tradução em cantonense, terá lugar no dia 21 de Junho entre as 15:30 e as 17:00, na Galeria do Tap Seac. Os lugares são limitados e serão cedidos por ordem de chegada.

Nome botânico: Satureja montana L. Família: Lamiaceae (Labiatae). Nomes populares: Satureja-das-montanhas; Segurelha-das-montanhas; Segurelha-silvestre; Segurelha-vivaz.

diuréticas e, sendo depurativa, beneficia obesos, artríticos e gotosos. Nas dores menstruais funciona como antiespasmódico. Embora de efeitos lentos e progressivos, é ainda usada na impotência e frigidez.

Originária da região mediterrânica, a Segurelha disseminou-se pelas regiões temperadas da Europa e América, preferindo os climas secos e solarengos. Cresce cerca de 30 ou 40 cm acima do solo e apresenta folhas finas e brilhantes; as flores são pequenas, bilabiadas, do branco ao rosa ou lilás. A sua presença faz-se notar pelo aroma intenso e perfumado que emana e, se dela nos aproximarmos, podemos observar nas folhas umas pequenas covas: é o local onde se encontram as glândulas produtoras do óleo essencial. Com uma utilização milenar, os antigos já lhe conheciam as virtudes condimentares e medicinais. Dotada de poderes afrodisíacos, os Gregos dedicaram-na a Dionísio (Baco para os Romanos), tendo os frades da Idade Média proibido o seu cultivo nas suas hortas. Foi usada como antissético contra pragas e para combater os gases provocados pelas leguminosas. São usadas as sumidades floridas.

OUTRAS PROPRIEDADES Externamente, a Segurelha desinfeta e cicatriza, desinflamando e regenerando os tecidos. Está indicada nas inflamações da pele e mucosas, tais como estomatite, amigdalite, faringite, vaginite, feridas e queimaduras ligeiras. Preparações com o óleo essencial são usadas em micoses (é fungicida), otites, queda de cabelo incipiente e dores articulares. As folhas frescas esmagadas e aplicadas topicamente acalmam as picadas de abelha.

COMPOSIÇÃO Óleo essencial, ácidos fenólicos, taninos, ácidos triterpénicos e flavonoides. Sabor amargo e picante, algo semelhante ao do Tomilho. AÇÃO TERAPÊUTICA A Segurelha abre o apetite, favorece a digestão, fortalece o funcionamento do estômago, combate espasmos e facilita a eliminação de gases; tem atividade antissética, adstringente e antidiarreica e ajuda a expulsar os vermes intestinais. Tem sido usada como aperitivo e nas perturbações digestivas (náuseas, sensação de enfartamento, flatulência e cólicas gastrintestinais), gastrite, diarreia, gastrenterite aguda e parasitas intestinais (oxiúros). Tónica sobre o sistema nervoso, é um bom adjuvante em caso de debilidade, astenia, fadiga crónica e hipotensão. Na bronquite e outras inflamações das vias respiratórias, apresenta ação balsâmica (suaviza as mucosas respiratórias) e expetorante, combate os vírus e ajuda a baixar a febre. Na inflamação da bexiga é usada pelas propriedades

Muay Thai estreia-se na Arena do Venetian

COMO CONSUMIR • Uso interno: Na culinária, pode ser empregue fresca, seca, ou em pó (moer na hora da preparação num moinho de moer Pimenta). É ótima para temperar alimentos ricos em fécula, como as feijoadas ou guisados de favas, tornando-os mais digeríveis. O seu sabor intenso compensa os efeitos de uma dieta sem sal. A Segurelha é um dos ingredientes das Herbes de Provence, uma famosa mistura de ervas secas oriunda da mesma região. Ideal para temperar grelhados e guisados de carne. As Azeitonas pretas temperadas com sal, Alho, Segurelha e casca de Laranja ficam deliciosas. Infusão: 1 colher de sobremesa de sumidades floridas por chávena de água fervente, 10 minutos de infusão. Tomar 3 ou 4 chávenas por dia. • Uso externo: Infusão: 30 a 50 gramas de sumidades floridas por litro de água fervente. Em bochechos e gargarejos, lavagens e compressas. PRECAUÇÕES Contraindicada em caso de hipersensibilidade ao óleo essencial (carvacrol). Em caso de dúvida, consulte o seu profissional de saúde. OBSERVAÇÕES De composição e usos semelhantes pode ainda ser usada a Segurelha-dos-jardins, Satureja hortensis L., embora a sua ação e sabor sejam menos intensos.

É a primeira competição de boxe tailandês – Muay Thai – na Arena do Venetian e vai ter lugar no dia 28 deste mês, pelas 18:30. O anúncio foi feito ontem pelo resort. A competição de Muay Thai - intitulada Thai Fight – foi promovida pela companhia tailandesa Sport Art Co. LTD – a dona do franchise Thai Fight - e pelo Venetian. “Ásia VS Europa” é a tema da competição, onde lutadores de Hong Kong e da China vão combater contra atletas da Europa. A competição Thai Fight vai trazer a Macau pugilistas de renome, como Yodsanklai Fairtex, Sudsakorn Sor.Klinmee, Saiyok Pumpanmuang Windysport, Antoine - Leo Pinto e Iquezang Kor. Rungthanakeat e será transmitida em directo na Tailândia. Os bilhetes já estão à venda e vão das 180 patacas às 2480 patacas.


20

( F ) UTILIDADES

TEMPO

POUCO

NUBLADO

MIN

26

MAX

32

hoje macau sexta-feira 13.6.2014

HUM

50-80%

EURO

LÍNGUA DE gATO

10.7

BAHT

Cineteatro

0.2

YUAN

1.2

CINEMA

SABOTAGE SALA 1

MALEFICENT [B]

Pu Yi

Um filme de: Robert Stromberg Com: Angelina Jolie, Sharlto Copley, Elle Fanning, Sam Riley 14.30, 16.30, 21.30

Mais vale ficar Às vezes ponho-me a pensar se não seria boa ideia escapulir-me por entre a porta da redacção, dar asas à minha imaginação e aos meus sonhos e começar a correr mundo fora, esgueirando-me entre barcos, autocarros e aviões. Depois acordo e apercebo-me que sou um gato e que aquilo de que gosto mesmo é de me espreguiçar na cadeira dos humanos que para aqui andam. Eu gosto de Macau. Na verdade, eu adoro esta terra. Foi nela que nasci e é aqui que tenciono acabar. Ao contrário de mim, há quem não se tenha conseguido adaptar a esta cultura, mas também é algo que me custa entender. Talvez por ser gato, sou pouco tolerante com pessoas inflexíveis. Muitos dos portugueses que cá estão queixam-se da falta de educação – principalmente cívica – dos chineses, da humidade constante, do barulho das buzinas e da poluição dos motores dos carros, da lentidão com que são processados os serviços públicos e da falta de consideração que a comunidade maioritária tem pelos restantes habitantes. Pois bem, sempre ouvir dizer que em Roma se deve ser romano. Sei que já falei sobre o “colonialismo pósmoderno”, mas desta vez, é a adaptabilidade que está em causa. Não condeno quem foge dos problemas e dos obstáculos – está bem, confesso que o faço, mas só um bocadinho – mas sim quem por aqui decidiu continuar, sempre criticando e mal dizendo o local que escolheram para subir na carreira e ganhar mais uns belos tostões ao final do mês. Talvez por se terem esquecido de como é viver em Portugal. Só lá fui de férias e por breves momentos, mas ouvi dizer que se vive mal. Os ordenados são baixos, mal distribuídos e extremamente injustos. Todos se arrastam pelas ruas como se alguém lhes devesse algo que nunca pagou. Os portugueses têm sol e praia, boa comida e belas paisagens, mas insistem na auto-comiseração, em manter aquele tão vincado sentimento de pobres coitados que nunca tiveram sorte na vida. Pela minha experiência de felino, a sorte não é algo que se apanhe que nem vírus ou bactéria. Acontece quando nos esforçamos no momento certo. E às vezes é preciso correr atrás dela. Agora voltar para Portugal talvez também não seja assim tão boa ideia. Certo?

MALEFICENT [3D] [B]

Um filme de: Robert Stromberg Com: Angelina Jolie, Sharlto Copley, Elle Fanning, Sam Riley 19.30 SALA 2

SABOTAGE [C]

Um filme de: David Singer Com: Arnold Schwarznegger,

ACONTECEU HOJE

Olivia Williams, Sam Worthington 14.30, 16.30, 19.30, 21.30

X-MEN: DAYS OF FUTURE PAST [B]

Um filme de: Bryan Singer Com: Patrick Stewart, Ian McKellen, Hugh Jackman, James McAvoy 14.30, 19.15 SALA 3

EDGE OF TOMORROW [C] Um filme de: Doug Liman Com: Tom Cruise, Emily Blunt, Bill Paxton, Kick Gurry 16.45, 21.30

13 DE JUNHO

O dia em que Portugal viu nascer e morrer grandes nomes

U M L I V R O H O J E FAZES-ME FALTA INÊS PEDROSA (DOM QUIXOTE) Este é daqueles livros com um título absolutamente genial, por ser algo tão próximo do nosso quotidiano. Talvez por isso, este livro da escritora e jornalista Inês Pedrosa tenha sido um sucesso de vendas. Mas nas suas páginas é fácil perdermo-nos nas palavras de dois amigos que o destino ousou separar: ela morreu, ele ficou velho a pensar na juventude dela. Um bom romance para pensar a vida, a morte, a amizade, o desejo e, porque não, o amor. - Andreia Sofia Silva

fonte da inveja

A diferença entre a esquerda e a direita é fundamentalmente moral.

•FernandoPessoa,VascoSantana,AntónioVariações,Hermínia Silva, Eugénio de Andrade e Álvaro Cunhal. Nomes das artes, da política e da História de Portugal, que nasceram ou morreram a 13 de Junho, dia em que Portugal assina com a Inglaterra a mais antiga aliança entre nações em vigor. Hoje, esta aliança praticamente não é invocada, em virtude da integração de Portugal e da Inglaterra em instituições como a União Europeia e a Nato. No entanto, foi de extrema importância na política externa portuguesa, ao longo de mais de 500 anos. A 13 de Junho, assinala-se o nascimento de Fernando Pessoa, um dos grandes nomes da História da Literatura portuguesa. Recorda-se ainda Vasco Santana, António Variações, Hermínia Silva e Eugénio de Andrade, nomes de diferentes artes, que morreram no mesmo dia. Recorda-se também Álvaro Cunhal, nome incontornável da política lusa, personalidade que morreu a 13 de Junho de 2005. Nasceram neste dia Thomas Young, físico, médico e egiptólogo britânico (1773), James Clerk Maxwell, físico britânico (1831), Fernando Pessoa, poeta português (1888), Maria Helena Vieira da Silva, pintora portuguesa (1908), John Forbes Nash, matemático norte-americano (1928), Paul Veyne, arqueólogo e historiador francês (1930), e Ban Ki-moon, secretário-geral da ONU (1944). Morreram neste dia ‘Alexandre, o Grande’, conquistador do mundo antigo (323), Santo António de Lisboa, santo católico (1231), Vasco Santana, actor português (1958), António Variações, músico, compositor e barbeiro português (1984), Hermínia Silva, fadista portuguesa (1993), Álvaro Cunhal, político português (2005), Eugénio de Andrade, poeta português (2005), e Fernanda Barroso, militante comunista, viúva de Álvaro Cunhal (2006). Hoje, festeja-se o Santo António em diversas cidades portuguesas, entre as quais a capital do País.

João Corvo


OPINIÃO

hoje macau sexta-feira 13.6.2014

um grito no deserto

RÁDIO MACAU

PAUL CHAN WAI CHI*

21

A política não é um jogo

O

povo de Macau aderiu em massa ao protesto promovido pelo grupo “Macau Consciência” contra a proposta de lei para o Regime de Garantias para os altos cargos - mesmo após as declarações do Chefe do Executivo que visaram clarificar a situação e acalmar os ânimos dos protestantes - e fez o Governo retirar esta proposta de lei. De acordo com o Regimento da Assembleia Legislativa, esta lei já não vai poder voltar a ser discutida nas sessões legislativas do ano corrente e só pode voltar a ser introduzida depois de 16 de Outubro, altura em que começa a nova legislatura. A população local duvida da capacidade da Assembleia Legislativa para supervisionar o desempenho da Administração, optando assim cada vez mais por acções sociais colectivas para pressionar o Governo e influenciar a opinião pública. E prevê-se a realização de mais protestos se, no seu novo mandato, o Governo insistir em passar propostas de lei para benefício próprio sem realizar a devida auscultação pública e contando apenas com o apoio da AL e outros grupos pró-governamentais. Os nossos jovens estão cada vez mais bens informados e participativos. A política não pode continuar a ser um jogo de troca de influências ou uma maneira de enriquecer

apenas alguns grupos ou sectores da comunidade. Os nossos políticos vão ter que passar a respeitar a opinião da população e ter com ela um dialogo franco e aberto, ao invés dos monólogos pomposos a que já nos habituaram. Há ainda muitas injustiças na nossa sociedade, especialmente no que concerne à assistência social, e creio que a população vai continuar a desconfiar do Executivo enquanto estes problemas não forem resolvidos. Muitas promessas têm sido feitas que nunca se chegam a materializar, e isso faz o povo suspeitar que os nossos dirigentes se preocupam apenas com o seu próprio bem-estar e que trocam influências para beneficiar um grupo restrito de apoiantes. O que é preciso é ver mais trabalho e menos discursos para que a sociedade não se sinta enganada. O que é a política? O Dr. Sun Yat-sen disse que era tudo o que abordava questões públicas. Pessoalmente, acho que é obrigatório os políticos terem como principal preocupação os interesses da população em geral e não os interesses de alguns grupos ou indivíduos influentes. Ninguém deve por os seus interesses pessoais acima dos interesses da sociedade, pois um indivíduo não consegue ser feliz se a sociedade que integra estiver infeliz. Após uma visita à Academia Donglin (situada na cidade de Wuxi, província de Jiangsu) há vários anos atrás apercebi-me o quanto é importante que os políticos te-

nham ética e se interessem no bem-estar da população em geral, em vez de tentar viver isolados dela, preocupados apenas com o beneficio próprio. Os professores da Academia Donglin ocuparam no passado altos cargos públicos, mas deixaram os círculos do poder quando perceberam que teriam de abandonar os seus princípios para poder prosseguir nas suas carreiras e obter promoções. Ficaram tão

Só pessoas honestas e íntegras é que são capazes de servir o povo – na verdade, é o povo que as põe no poder, por isso esse poder deve ser utilizado para salvaguardar os interesses do povo! desiludidos com o sistema, dominado pelos ricos, corruptos e poderosos, que nem quiseram compensação quando foram forçados a abandonar os seus cargos. Optaram então por passar ao ensino de maneira a incentivar mais pessoas a participar na política, acompanhando com atenção as decisões do Governo e criticando-o quando necessário.

Obviamente que sofrem retaliações e ataques frequentes, mas nunca desistem da sua missão e integridade, por isso considero que são verdadeiros patriotas. É comum ver por esse mundo fora políticos charlatães fazer inúmeras promessas durante as suas candidaturas, mas uma vez eleitos, dão um volte -face e mudam o discurso. São truques usados por aqueles que não têm escrúpulos e que estão dispostos a fazer tudo o que for preciso para garantir a vitória. Estes lunáticos, uma vez no poder, tentam livrar-se da oposição o mais rapidamente possível e tentam consolidar o seu poder implementando ou mudando leis. Só pessoas honestas e íntegras é que são capazes de servir o povo – na verdade, é o povo que as põe no poder, por isso esse poder deve ser utilizado para salvaguardar os interesses do povo! Todas as decisões políticas devem ter como fundamento o bem-estar da população em geral, mesmo que isso vá contra os interesses pessoais do político em questão. Não devemos permitir que políticos utilizem este tipo de truques para enganar a população – apenas aqueles que são sinceros e que ambicionam servir as pessoas é que merecem o nosso apoio e respeito. E em Macau, também se observa esta situação? Também encontramos aqui charlatães e lunáticos? Obviamente que sim… *Ex-deputado e membro da Associação Novo Macau Democrático


22 opinião

hoje macau sexta-feira 13.6.2014

À

ISABEL CASTRO

isabelcorreiadecastro@gmail.com

cartoon por Stephff

A viagem

Mas sabemos todos que as coisas nem sempre são assim. Por aqui também há quem faça demasiadas contas à vida. Também é esta a vida de quem partiu e passou a fazer parte do activo nacional no estrangeiro.

Estou à espera que um dia mandem, a um 10 de Junho, um emissário de Lisboa que tenha lido a lírica de Camões. Que não esteja em perpétua campanha eleitoral. Que fale como se eu fosse portuguesa. Que não me diga que estou bem, porque não preciso que me digam que estou bem, muito bem obrigada, que eu é que sei como estou

FRANK CAPRA, IT HAPPENED ONE NIGHT

S tantas é do tempo a passar. Os anos vão e com ele vão as memórias, algumas memórias, os cheiros, alguns cheiros, as pessoas, algumas pessoas. Os hábitos, quase todos os hábitos. Nunca fui de datas, mas as datas dão que pensar no que perdemos e no que, entretanto, ganhámos. É mais ou menos como o Natal, que pode ser todos os dias mas que acontece ser a 25 do último mês do ano. O 10 de Junho é mais ou menos a mesma coisa – podia ser todos os dias, mas só a 10 de Junho se recita Camões, se recorda Camões, se celebra Portugal, se elogiam os portugueses na diáspora. Os portugueses na diáspora. O número oficial mudou dos cinco milhões para os cinco milhões e meio e o número não me agrada, como em geral não me agrada qualquer outro número, porque os números são substitutos manhosos das pessoas. O número da diáspora não me agrada por saber do que ela agora é feita, da crise, a consequência da crise, das reestruturações, das sinergias, das reformas, dos activos. E dos passivos. O H. não faz parte da diáspora. Perdeu o emprego no dia a seguir ao 10 de Junho. Foi um entre muitos. Talvez venha a fazer parte dos activos da diáspora. A L. ficou sem trabalho há mais tempo e, ela assim, já engrossa o número das comunidades. Trocou a serra dela pelo Sul, mais quente, mais agreste, menos casa. O R. partiu mais ou menos na mesma altura. Também foi para Sul. Por aqui, a Oriente, a diáspora cresceu.

E todos sabemos que não cresceu porque calhou, não cresceu porque houve uma colectiva vontade de descobrir o mundo e viver novas aventuras. Aqui também há um H. que ficou sem emprego, uma L. que deixou de ter trabalho. Não são jovens,

contramão

nem velhos. Estão mais ou menos a meio da vida – como se a vida tivesse um dia certo para ir embora. Chegam na idade de ter filhos, uns já com filhos às costas, com promessas de emprego e o desejo simples de chegar sossegadamente ao final do mês.

MUNDIAL

E depois temos os discursos. Os discursos que se ouviram um dia antes de o H. ter sido despedido. Os discursos no Portugal onde ele ainda está, mas onde já não está a L., nem o R., nem eu – que saí da zona de conforto quando ainda havia conforto, numa altura em que se saía só porque apetecia. Os discursos que chegaram ao Sul, que chegaram aqui. Os discursos que se ouviram aqui. Os discursos da política levezinha, pequenininha, que ninguém ouve porque o calor é muito. Os discursos dos activos, de como o Estado conta connosco, os discursos das contas de merceeiro, da economia de mão-de-obra empobrecida. Os discursos para as pessoas que parece que deixaram de ser pessoas, que passaram a ser interesses estratégicos nacionais, embaixadores por conta própria e sem subsídio estatal de uma ideia qualquer que, de repente, se quer vender ao mundo. Às tantas é do tempo a passar, mas tenho cada vez menos paciência. Estou à espera que um dia mandem, a um 10 de Junho, um emissário de Lisboa que tenha lido a lírica de Camões. Que não esteja em perpétua campanha eleitoral. Que fale como se eu fosse portuguesa. Que não me diga que estou bem, porque não preciso que me digam que estou bem, muito bem obrigada, que eu é que sei como estou. Eu e os outros. Estou à espera que um dia mandem cá alguém que venha cá, que venha cá mesmo, e que me diga – a mim, portuguesa, nascida em Portugal, filha de portugueses e mãe de uma portuguesa – que o meu país continua a existir. Para mim, para o H., para a L., para o R. e para todos os outros que, de malas feitas ou com elas já desfeitas, deixaram de saber se algum dia voltam a casa.

Propriedade Fábrica de Notícias, Lda Director Carlos Morais José Redacção Joana Freitas (Coordenadora); Andreia Sofia Silva; Cecilia Lin; José C. Mendes; Leonor Sá Machado Colaboradores António Falcão; António Graça de Abreu; Hugo Pinto; José Simões Morais; Marco Carvalho; Maria João Belchior (Pequim); Michel Reis; Rui Cascais; Sérgio Fonseca; Tiago Quadros Colunistas Agnes Lam; Arnaldo Gonçalves; Correia Marques; David Chan; Fernando Eloy ; Fernando Vinhais Guedes; Isabel Castro; Jorge Rodrigues Simão; Leocardo; Paul Chan Wai Chi; Paula Bicho Cartoonista Steph Grafismo Catarina Lau Pineda; Paulo Borges Ilustração Rui Rasquinho Agências Lusa; Xinhua Fotografia Hoje Macau; Lusa; GCS; Xinhua Secretária de redacção e Publicidade Madalena da Silva (publicidade@hojemacau.com.mo) Assistente de marketing Vincent Vong Impressão Tipografia Welfare Morada Calçada de Santo Agostinho, n.º 19, Centro Comercial Nam Yue, 6.º andar A, Macau Telefone 28752401 Fax 28752405 e-mail info@hojemacau.com. mo Sítio www.hojemacau.com.mo


PERFIL

hoje macau sexta-feira 13.6.2014

23

NUNO ASSIS, ARQUITECTO

MEMÓRIA FOTOGRÁFICA E NÃO SÓ LEONOR SÁ MACHADO

leonor.machado@hojemacau.com.mo

F

OI numa calma, recatada e pequena livraria – com livros maioritariamente em língua chinesa – do Leal Senado que me encontrei com Nuno Assis, jovem arquitecto de 29 anos, natural da cidade portuguesa de Tomar. Não foi por acaso que escolhi Nuno Assis para o perfil desta semana. É que as suas fotografias do Instagram – rede social mundial de partilha de imagens – têm dado que falar por esse mundo fora. Tiradas em diferentes locais, espelham a realidade perspectivada por um jovem arquitecto, a residir em Macau há cinco anos. Foi a sua namorada Catarina que, em Março do ano passado, deu a conhecer o Instagram a Nuno. Gosta de fotografia desde que se lembra, mas foi na faculdade de arquitectura, em Portugal, que o bichinho veio para ficar, como forma de “captar memórias” e não só. “O gosto específico pelo Instagram surgiu porque é uma plataforma pela qual podemos contactar com pessoas dos sítios mais inesperados e perceber as suas vivências e os seus espaços. No fundo, é uma forma mais poética de captar a vida”, diz o jovem. “Neste momento, estou a tentar integrar mais as pessoas na minha fotografia porque acho que só a arquitectura pode ser um bocado abstracta”. Isto porque o autor quer mostrar as “vivências das pessoas e o corpo no espaço”. As películas presentes na página pessoal de Nuno são normalmente captadas no estrangeiro, durante viagens mais ou menos longas a vários cantos do mundo, principalmente na Ásia e com enfoque em paisagens, ruas e multidões.

Veio primeiramente para Macau em regime de estágio, uma oportunidade lançada por uma antiga professora de faculdade. Sobre trocar a arquitectura pela fotografia, diz apenas que “e surgir a oportunidade, porque não?”. Profissionalmente, continua a rever-se no papel de arquitecto, mas ninguém sabe o dia de amanhã e pode dizer-se que a fotografia é uma paixão bastante forte de Nuno. A exposição e venda dos trabalhos é uma hipótese que tem vindo a ser ponderada pelo arquitecto e artista que, com apenas um ano e alguns meses de experiência no Instagram, já figura na lista – criada pelo website Buzzfeed – dos 21 perfis mais criativos da plataforma social. “Estou a pensar em que modelo e com que temas é que pode ser

feita [uma eventual mostra]. Ainda estou a progredir no meu trabalho, mas acho que é uma coisa que, a médio-longo prazo, pode ser feita”, confessa. O facto de ter sido nomeado pela Buzzfeed como tendo um dos perfis de Instagram mais criativos de 2013 deveu-se a uma das experiências mais originais de Nuno. De entre os vários tipos de captações fotográficas, criou uma colecção que tem vindo a ganhar especial destaque no meio online. Lembrou-se de utilizar filtros de fotografia coloridos

“ (o Instagram) No fundo, é uma forma mais poética de captar a vida”

para integrar nas fotografias, dando relevo às formas geométricas, principalmente no caso de paisagens, por exemplo. O intuito destas películas foi o de “criar uma relação entre a geometria e algo que está por trás, na fotografia”. Acredita que as suas experiências teóricas e práticas do mundo da arquitectura contribuem em grande medida para a forma como vê o mundo e a fotografia em especial. Ao aperceber-se de que estava entre os melhores perfis do ano passado, o jovem ficou “surpreendido” porque nunca haveria imaginado que “alguém fosse pegar naquilo”. Os seguidores não param de aumentar e, embora Nuno confesse que não sabe muito bem como é que isso foi acontecendo, fica contente por saber que aquilo que faz “tem cada vez mais projecção”. Para tudo isto têm contribuído Catarina e vários amigos, que se juntam aqui, em Hong Kong e noutros locais para conviver e tirar fotografias. “No fundo, o que o Instagram vem fazer é aproximar pessoas que têm este gosto pela fotografia”, acrescenta. Questionado sobre o local que mais gostou de visitar, o jovem arquitecto de profissão e fotógrafo nos tempos livres confessa que é sempre uma pergunta complexa, mas acaba por dizer que “talvez o Japão”, por ser um local “muito diferente de tudo aquilo a que estamos habituados”. Não foi à capital nipónica, mas correu montes, vales e até algumas ilhas, passando por cidades como Kyoto e Kobe. Continua a publicar várias fotografias no Instagram e não tenciona deixar de o fazer. O seu perfil é público, estando disponível para que qualquer amante de fotografia possa consultar e, quem sabe, talvez se inspirar.


hoje macau sexta-feira 13.6.2014

WIFI GO TRÊS EMPRESAS A CONCURSO PARA SERVIÇO DE INTERNET

Serviços de Saúde advertem para uso de Lypolysis II

Os Serviços de Saúde (SS) advertem a população para que deixe de consumir o medicamento Lypolysis II por ser composto por sibutramina, uma substância não autorizada pelas entidades de saúde do território. O composto químico actua como inibidor de apetite e pode aumentar o risco de doenças cardiovasculares, tendo a importação de Lypolysis II para Macau sido proibida. O apelo, feito ontem pelos SS, surgiu depois de informação lançada pela entidades de saúde de Hong Kong. Entretanto, a situação já está a ser investigada pelos SS, nomeadamente no que diz respeito à comercialização e consumo deste produto médico. Os cidadãos que já adquiriram Lypolysis II devem cessar a sua toma e entregar o medicamento ao Departamento dos Assuntos Farmacêuticos dos SS.

PUB

Navegar por aí S ÃO três as empresas a concorrer para a construção da rede WiFi GO em mais 20 locais da RAEM, para além dos já existentes. O orçamento para o projecto está estabelecido nos quatro milhões de patacas. Os concorrentes foram seleccionados de entre um conjunto de cinco empresas e apenas a Companhia de Telecomunicações de Macau (CTM), a MTEL e a China Telecom preencheram os requisitos pedidos pela Direcção dos Serviços de Regulação de Telecomunicações (DSRT), entidade governamental que está a gerir o projecto. Até à tarde de ontem, a China Telecom tinha alguns documentos em falta e que deverão ser entregues até hoje para que possa continua na corrida. As duas outras empresas a concurso eram a Acel Engineering, que confessou não poder participar, e a Sociedade Tecnológica Dak Lei Limitada,

que entregou a proposta fora do prazo estipulado pela DSRT. A juntar à criação de rede de WiFi GO em mais 20 locais do território, o director da DSRT, Hoi Chi Leong, disse que importa ainda a manutenção e conservação de toda a rede já existente. De acordo com a Rádio Macau, o montante de quatro milhões anunciado ontem por Hoi é apenas uma estimativa, uma vez que “só após uma comparação das propostas” é que vai ser possível confirmar o valor. O sistema de internet sem fios implementado em Macau já chega a 147 pontos do território, pretendendo-se que cubra ainda mais sítios. De acordo com o director dos DSRT, o Instituto de Acção Social e

147

locais de internet sem fios em Macau

os Serviços de Educação estão pensados para integrar o circuito de WiFi GO, em funcionamento desde Setembro de 2010. Até final de 2011, a CTM monopolizou o mercado das comunicações de rede fixa e, apesar de não deter exclusividade na licença dos serviços de internet, era a única empresa a operar neste segmento. - L.S.M.

Mulher é violada por três polícias em esquadra na Índia

Uma mulher que procurava notícias sobre o marido, detido previamente por porte de arma, foi violada por três polícias numa esquadra do estado de Uttar Pradesh, no norte da Índia, informou ontem a imprensa local. De acordo com a fonte, a violação ocorreu na madrugada de quarta-feira numa esquadra do distrito de Hamirpur, onde a vítima pretendia falar com o marido após inúmeras tentativas. Durante a madrugada, a vítima foi chamada pelo sub-inspector da polícia local, Rahul Pandey, para abordar a detenção do marido e, após um tempo de espera, acabou por ser violada por aquele agente juntamente com outros dois agentes. Após o acto, que ter-se-á prolongado por duas horas, os oficiais arrastaram a mulher até uma esquina próxima. Depois de ameaçar e libertar a vítima, os agentes também libertaram o marido três horas depois, embora tenham reforçado as ameaças. No entanto, tanto a vítima como o marido registaram queixa junto do superintendente da polícia do distrito, V.K. Shekhar.

Hoje Macau 13 JUN 2014 #3109  

Hoje Macau N.º3109 de 13 de Junho de 2014.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you