Page 1

PUB

AGÊNCIA COMERCIAL PICO • 28721006

PUB

MOP$10

DIRECTOR CARLOS MORAIS JOSÉ • QUINTA-FEIRA 12 DE JANEIRO DE 2012 • ANO XI • Nº 2529

Ter para ler

TEMPO PERÍODOS DE CHUVA MIN 13 MAX 17 HUMIDADE 65-90% • CÂMBIOS EURO 10.1 BAHT 0.2 YUAN 1.2

CHINA TEM EDIFÍCIO NO TOP DOS DEZ MAIS FEIOS DO PLANETA Págs. 10 e 11

CASO GEOFREDO FIFA diz que Associação de Futebol de Macau deve explicação

Embaraço do tamanho do mundo Macau evidencia-se no planeta futebol pelas piores razões: o voto do capitão Geofredo Cheung para eleger o melhor jogador do globo foi feito por outra pessoa. Em resposta ao Hoje Macau, FIFA remete justificações para a AFM, que se mantém em silêncio sobre o caso. Tal como o seleccionador da equipa da RAEM. PÁGINA 12

PRISIONEIROS EM MACAU

CADEIA SEPARA FUMADORES DE NÃO FUMADORES Página 7

COUTINHO PÕE DEDO NA FERIDA

NÃO É PRECISO MAIS DEPUTADOS, TÊM É DE SER MELHORES Página 4

CHUI SAI ON EM VISITA A BRUXELAS Durão Barroso elogia o “desenvolvimento económico impressionante de Macau” Página 5


QUINTA-FEIRA 12.1.2012 www.hojemacau.com.mo

2

ACTUAL

Fábrica fornecedora da Microsoft e da Apple na China

300 trabalhadores ameaçaram suicidar-se

C

ERCA de 300 trabalhadores da empresa Foxconn, o maior fabricante de componentes electrónicos do mundo, que fornece empresas como a Microsoft, a Apple, a Nintendo e a Dell, ameaçaram atirar-se do telhado de uma fábrica em Whuan, se as suas exigências após terem perdido os postos de trabalho não fossem satisfeitas. Segundo o site do China Jasmine Revolution, organização revolucionária inspirada na revolta tunisina que se espalhou pelo Médio Oriente, o grupo de empregados da fábrica apresentou um pedido de aumento salarial junto da administração. Como resposta obtiveram um ultimato: ou abandonavam a empresa com

indemnizações de um mês de salário por cada ano de trabalho ou continuavam a trabalhar, mas com as mesmas condições. A maioria dos funcionários escolheu a primeira opção, mas a empresa não terá cumprido o prometido e nenhum recebeu a compensação acordada. Os empregados voltaram à fábrica no dia seguinte e decidiram subir ao telhado ameaçando suicidar-se. Após horas de negociações com o presidente da câmara de Wuhan, que entretanto interveio no conflito, os trabalhadores decidiram finalmente descer do telhado.

MICROSOFT FALOU

Um porta-voz da Microsoft enviou uma declaração à estação

norte-americana de TV CBS, em Seattle, abordando o assunto. “A Microsoft leva as condições de trabalho nas empresas onde os

PAÍS ASIÁTICO CHEGA A NÚMERO UM MUNDIAL EM 2011

Ninguém compra tanto Rolls-Royce como a China comparação com os valores do ano passado. O valor mínimo de cada automóvel desta marca ronda os MOP dois milhões. A empresa planeia criar um modelo especialmente dirigido ao mercado chinês, com um padrão de dragão nos assentos, que poderá custar à volta de MOP 12 milhões.

PAIS GENEROSOS

O

número de milionários na China continua a crescer. A comprová-lo estão os dados estatísticos compilados pelo Los Angeles Times, que colocam a China pela primeira vez à frente dos EUA na compra de Rolls-Royces. Em 2010, a China já ocupava a segunda posição mundial na aquisição destes

veículos de luxo, apenas superada pelos EUA, e à frente de países como Grã-Bretanha, Emiratos Árabes Unidos e Japão. Em 2011, a China assume a liderança, ultrapassando pela primeira vez os Estados Unidos. A Rolls-Royce informou que o valor de vendas na Ásia aumentou cerca de 170% em

Um vendedor da Rolls-Royce afirmou ao Wall Street Journal que a maior parte dos compradores chineses são a segunda geração de famílias abastadas. “Os progenitores chineses adoram os filhos e são capazes de lhes dar tudo o que eles pedem.” O volume de vendas da Rolls-Royce é frequentemente usado como indicador do nível de riqueza de um país.

seus produtos são construídos muito a sério e está a investigar o sucedido. Temos um código de conduta rigoroso, acompanhamos

de forma contínua as condições de trabalho dos funcionários, e tratamos de resolver os problemas assim que eles surgem. A politica da Microsoft é assegurar um tratamento justo para com os seus funcionários, assim como zelar pela sua segurança.” A Foxcomm já em 2010 teve de lidar com o suicídio de 14 trabalhadores da sua fábrica de componentes para a Apple. Na altura, emitiu um comunicado dizendo que considerava a vida dos seus empregados como um bem valioso. Enquanto isso, outras das suas fábricas exigiam aos trabalhadores contratados que assinassem um documento em que declaravam que não cometeriam suicídio.

DIA BOM PARA AS RELAÇÕES CHINA-EUA COM IRÃO NO HORIZONTE

América destaca “cooperação muito forte” O

S EUA têm uma “relação de cooperação muito forte” com a China em matéria de não proliferação nuclear, afirmou ontem o Secretário do Tesouro, Timothy Geithner, que procura o apoio chinês para aumentar a pressão sobre o Irão. “Pretendemos reforçar e aprofundar a nossa cooperação com a China em várias

questões económicas e estratégicas”, declarou Geithner no início de um encontro com o vice-presidente chinês, Xi Jinping, apontado como o próximo líder da China. “Em matéria de crescimento económico, de estabilidade financeira mundial ou sobre a não proliferação, temos aquilo que consideramos ser uma relação de

cooperação muito forte com o governo chinês.” O Secretário do Tesouro americano deverá “discutir a coordenação com os parceiros sobre as formas de aumentar a pressão sobre o Irão”, que fornece 11% do petróleo consumido pela China. Pequim “opõe-se a sanções unilaterais” contra Teerão.


Para Medina Carreira “o grande problema, pano de fundo das actuais dificuldades, é a globalização, o empobrecimento das indústrias do Ocidente que se deslocam basicamente para o Oriente. Isso é que faz que o nível de vida caia, o desemprego suba, não haja direitos adquiridos, não haja coisa nenhuma”. Com todo o respeito que me merece este prestigiado fiscalista, sou obrigado a discordar e a apontar-he o dedo da contradição. Carlos M. Cordeiro, P.15

QUINTA-FEIRA 12.1.2012 www.hojemacau.com.mo

3

Governo proíbe tratamentos sem licença oficial

Células estaminais só com autorização pagam fortunas por tratamentos divulgados pela Internet. Um porta-voz do ministério disse que os fornecedores de serviços de saúde teriam de suspender a cobrança pela utilização experimental de células estaminais.

DENÚNCIAS NA REUTERS

A

China ordenou a suspensão de todos os tratamentos e testes clínicos com células estaminais que não tiverem a aprovação oficial, informou a imprensa estatal na terça-feira. A decisão acontece na altura em que o governo tenta controlar a

ampla oferta de tratamentos com células estaminais no país. O Ministério da Saúde também parou de aceitar novos requerimentos para programas de células estaminais, o que irá durar até Julho e ocorre no momento em que a China dá início a um programa de um ano

para melhorar a regulamentação do sector, disse um porta-voz do ministério. Um número crescente de hospitais e clínicas especializadas, em grandes cidades chinesas, tem oferecido tratamento com células estaminais nos últimos anos para

tratar de doenças como cancro, Alzheimer e lesões na coluna vertebral. Muitos destes tratamentos têm pouco ou nenhum fundamento científico e são considerados, no melhor dos casos, experimentais. Alguns dos casos envolvem grandes hospitais, em que pacientes

Segundo alguns médicos, pacientes e familiares, que conversaram anteriormente com a agência noticiosa Reuters, aqueles que receberam tratamentos, tiveram poucas ou nenhumas melhorias e muitos deles morreram por via dos mesmos. Recibos a que a Reuters teve acesso indicam que um desses hospitais é administrado pelo Exército chinês. Este tipo de tratamentos fraudulentos com células estaminais não ocorrem apenas na China, mas um pouco por todo o mundo. Especialistas já denunciaram anteriormente esta prática em clínicas e hospitais em países como México, Índia, Turquia ou Rússia.

GOVERNO DEFENDE DIREITO AO USO DO ADEREÇO

Véu islâmico nas escolas da Tailândia O

ministro da Educação da Tailândia defendeu o direito das alunas muçulmanas usarem o véu islâmico, depois da sua proibição numa escola de Banguecoque, informou ontem a imprensa local. O detentor da pasta da educação proferiu estas declarações depois de uma escola da capital tailandesa ter penalizado com suspensão duas alunas por usarem o véu islâmico, o que motivou um protesto esta terça-feira em frente à sede do governo. “A missão do Ministério é oferecer educação a qualquer pessoa independentemente da sua religião”, afirmou o ministro, sem especificar se a escola em causa será obrigada a aceitar o uso do véu islâmico (‘hijab’) nas

suas aulas. O governante realçou que, uma vez que o uso do véu não contradiz as normas do Ministério da Educação tailandês, o caso será discutido directamente

com a direcção do colégio. A organização não governamental Grupo Muçulmano para a Paz denunciou que a escola em causa negou a entrada das estudantes desde que, no ano passado, proibiu o uso do véu, alegando que a escola se encontra no recinto de um templo budista. Uma das jovens suspensas regressou às aulas no início de Dezembro, tendo-lhe sido negada a entrada por uma vez desde então. Noutra ocasião um segurança do estabelecimento de ensino tirou-lhe o véu. A Tailândia é um país de maioria budista, mas conta com uma importante população muçulmana, principalmente em Banguecoque e nas províncias do sul.

MAIS DE 2700 DESERTORES DA COREIA DO NORTE

Bem-vindos a Seul M

AIS de 2700 refugiados norte-coreanos chegaram à Coreia do Sul em 2011, o que eleva para mais de 23 mil o número de norte-coreanos que se instalaram no país vizinho desde o fim da Guerra da Coreia (1950-53). De acordo com os dados do ministério da unificação sul-coreano, citados pela

agência noticiosa Yonhap, existe um fluxo crescente de pessoas que fogem da Coreia do Norte para a Coreia do Sul. No total, 2737 cidadãos norte-coreanos, dos quais 70% são mulheres, chegaram a terras sul-coreanas durante o ano passado, o que representa um aumento de 15% face a 2010. Em 2009

foi registado um recorde histórico de 2927 norte-coreanos que concretizaram, com êxito, a sua deserção do regime comunista. Seul aceita os refugiados da Coreia do Norte como cidadãos de pleno direito e oferece-lhes meios materiais e formação para os ajudar a iniciar uma nova vida.


QUINTA-FEIRA 12.1.2012 www.hojemacau.com.mo

4

POLÍTICA

Pereira Coutinho explica porque não concorda com aumentos na AL

Suficientes, mas não eficientes Joana Freitas

O

joana.freitas@hojemacau.com.mo

S 29 deputados da Assembleia Legislativa (AL) são suficientes para representar a população, diz José Pereira Coutinho. O deputado, que sempre discordou com as sugestões de aumentar para 33 o número de membros do hemiciclo, assegura que o único problema é a falta de eficácia. “Na realidade, só quatro deputados representam a população na AL”, afirmou. “Os outros são como um comboio, andam sempre uns atrás dos outros porque têm interesses entre eles.” Pereira Coutinho acredita que se a decisão do Governo for aumentar dois deputados pela via indirecta e outros dois pela via directa é “marcar o passo” e deixar que tudo fique na mesma. “É continuar com a teia do tráfico de influências, tentar manter a via indirecta para beneficiar ilegitimamente o que deve ser entregue ao povo.” Para o também presidente da Associação dos Trabalhadores da Função Pública (ATFPM), o problema da AL passa por ter apenas oito deputados directos, sendo que só quatro falam pela população –

Virginia Leung

Virginia.leung@hojemacau.com.mo

A

Associação Novo Macau (ANM) e o deputado à Assembleia Legislativa Paul Chan Wai Chi promoveram ontem uma acção de rua junto ao Leal Senado, para promoverem a sua proposta de reforma do sistema político e sensibilizar os cidadãos para a questão do sufrágio universal. A ANM criticou as falhas ocorridas no registo online para a consulta pública, que segundo esta associação pode levar o governo a escrutinar a lista final. “Estamos na rua porque sentimos que os residentes e as gerações mais novas não dão a devida importância à reforma do sistema político. O actual sistema é injusto e como tal é importante ter objectivos

ele próprio e os três democratas. Os nomeados, diz, não falam e os indirectos limitam-se a representar sectores. “A maioria está lá para representar sectores, mas não se vai para a AL representar sectores, vai-se para falar pela população.” Coutinho afirma que os membros do hemiciclo deixam de lado os direitos da sociedade e defende-se como presidente de uma associação da função pública. “Eu sou da ATFPM, mas também defendo os interesses da população.”

SOCIEDADE IMATURA

POPULAÇÃO QUIS FALAR

Ontem, a ATFPM realizou na sua sede uma sessão de debate para o público sobre a reforma política. Foi também uma forma de manifestar o desagrado perante a decisão do Executivo em realizar apenas uma sessão pública. “Uma única sessão é muito limitado e não chega para apurar qual maioria das opiniões sobre a melhor forma de eleger os deputados.” Diversas pessoas – incluindo jovens e idosos – quiseram usar da palavra. A maioria concorda com a votação individual directa para os deputados e Chefe do Executivo e houve mesmo quem sugerisse o aumento de 300 para 2000 membros na comissão eleitoral do líder da RAEM.

Muitos são os que concordam com a opinião de Pereira Coutinho e dos deputados democratas, que têm pedido o aumento dos deputados directos para uma maioria na AL. “Se um deputado desempenhar bem o papel da população, é eleito outra vez, defendeu um dos presentes na sessão de ontem.”

A BOMBA ATÓMICA

Sobre se Pereira Coutinho vai abster-se ou votar contra a proposta final do Governo, o deputado ainda não avança com qualquer decisão, mas também afirma que não fará diferença. “Sou o único lá dentro e nada vai alterar o resultado final”, afirmou. “Tudo passa na AL, mesmo que Macau queira colocar uma bomba atómica.” As sugestões de ontem foram recolhidas pela ATFPM e vão ser entregues ao Chefe do Executivo, no qual Pereira Coutinho diz ter, mesmo assim, confiança.

Um dos jovens presentes frisou a necessidade de existirem mais deputados directos. “Não devia haver deputados nomeados, porque esses apoiam o Governo e as nossas opiniões não são auscultadas.” Hugo Silva foi o único presente

que falou em língua portuguesa. Para o funcionário da Conservatória do Registo Civil, a representação da população na AL não está a ser bem feita. “Andamos a pagar para deputados que não fazem nada.”

ASSOCIAÇÃO PROMOVE ACÇÃO DE RUA PARA ALERTAR CIDADÃOS SOBRE REFORMA POLÍTICA

Falhas no registo online

A comparação de Macau a Hong Kong – onde se planeia implementar o sufrágio universal directo em 2017 – não faltou, com a população a considerar que o território está atrasado. O pedido de um calendário para o sufrágio universal foi, por isso, dos pedidos mais efectuados ao longo da sessão de ontem. “Devemos caminhar no sentido do sufrágio universal, mesmo que seja necessário alterar a Lei Básica”, defendeu Coutinho. Ainda assim, houve quem defendesse que esse não pode ser um método imediato no território. “O problema é que os cidadãos não sabem política, só querem saber quanto mais dinheiro vão receber.” A imaturidade da sociedade foi um dos aspectos criticados, com alguns a defenderem que ainda não há condições para o voto directo imediato. “O Governo só dá benefícios à população, porque acha que se a população não souber nada de política, pode controlá-la melhor.” A comparticipação pecuniária anual é um dos entraves, apontam, assim como a falta de educação cívica e políticas nas escolas e universidades.

claros de modo a atingir as reformas necessárias.” Criticaram ainda o sistema de inscrição online para a consulta pública que, denunciam, é mal organizado e permite às pessoas inscreverem-se várias vezes com o mesmo nome ou com identidades falsas. “Esperamos que estas falhas do sistema não reflictam a atitude do governo. Se reflectirem, só demonstra que o Executivo não dá real valor à consulta pública. Por que é que esta consulta teve de ser feita à pressa? Será a reforma política menos importante do que o metro ou a electricidade, que tiveram consultas públicas atempadas e bem organizadas?” Por isso mesmo, a ANM anunciou ainda que tenciona fazer a sua própria consulta pública no dia 4 de Fevereiro,

em função do pouco espaço que o governo disponibilizou para os cidadãos exporem as suas ideias.

O QUE REALMENTE IMPORTA

A questão do número exacto de deputados a ser eleitos directa ou indirectamente é secundária, afirmam. “O que realmente importa é que um dos lados tem de aumentar e o outro de diminuir. A verdadeira representatividade dos cidadãos só será conseguida com o aumento de deputados eleitos por sufrágio.” Recorde-se que a associação reclama que deveria ser maior o número de deputados a serem eleitos directamente, de modo a haver mais vozes a defender a comunidade na Assembleia Legislativa (AL).  


GUANGDONG E MACAU COM GRUPO PARA ESTUDAR MELHOR COOPERAÇÃO

O Grupo de Estudos Estratégicos para o Desenvolvimento Guangdong-Macau foi criado ontem pelos dois territórios, para pesquisar a melhor forma de desenvolver, a curto e longo prazo, as regiões. As partes pretendem fazer intercâmbio de colóquios e debates, onde poderão apresentar temas que têm grande influência na cooperação entre Guangdong e Macau. A viabilidade da política, o mecanismo de cooperação e a estratégia de cooperação foram os temas mais abordados. Para já, há metas traçadas; reforçar o estudo das políticas na exploração da Ilha de Hengqin, proceder à avaliação sobre a construção conjunta da área metropolitana, reforçar o estudo sobre uma cooperação turística e reforçar o estudo sobre a promoção das facilidades de passagem na fronteira.

A

União Europeia (UE) está disponível para alargar a cooperação para o desenvolvimento com Macau, disse ontem Durão Barroso. O presidente da Comissão Europeia reuniu com Chui Sai On, em Bruxelas, e afirmou a pretensão do velho continente em apoiar a diversificação económica do território. “Tive ocasião de trocar opiniões sobre o desenvolvimento económico impressionante de Macau, que tem hoje um dos melhores desempenhos a nível económico no mundo.” A delegação da RAEM deu a conhecer a Durão Barroso o objectivo e necessidade de não depender apenas do jogo, mas alterar a forma como se produz a economia da região. “A UE está a trabalhar com Macau nesse sentido e pensamos, por exemplo, que a cooperação na área cultural, na área da Universidade (de Macau), que procura uma maior internacionalização, na área de contactos entre populações e no capítulo do intercâmbio de estudantes e investigadores é uma cooperação importante.”

“Tive ocasião de trocar opiniões sobre o desenvolvimento económico impressionante de Macau, que tem hoje um dos melhores desempenhos a nível económico no mundo.” DURÃO BARROSO Chui Sai On classificou o encontro com Durão Barroso como muito positivo e disse ter sido uma forma de perspectivar o futuro. O Chefe do Executivo indicou o reforço das actividades comerciais, o ensino superior e as actividades culturais, os aspectos que Macau está agora a reforçar. Salientou, contudo, que no ensino superior a cooperação passa ainda pelo intercâmbio de estudantes, docentes e investigadores. Macau e a União Europeia têm um acordo de cooperação multidisciplinar desde 1992 e ao longo dos anos têm vindo a reforçar os diversos programas. - Lusa

QUINTA-FEIRA 12.1.2012 www.hojemacau.com.mo

5

UE disposta a apoiar diversificação económica de Macau

Intercâmbios e cultura

NEGÓCIOS COM A BÉLGICA NA MIRA Esta é a primeira deslocação de Chui Sai On à “capital” europeia desde que tomou posse como líder do Governo, em 2009. Além de Durão Barroso, o Chefe do Executivo encontrou-se com o vice-primeiro-ministro belga e titular da pasta dos Negócios Estrangeiros, Comércio e Negócios Europeus, Didier Reynders. O governante belga manifestou interesse em aumentar as relações comerciais em áreas como saúde, produtos farmacêuticos e ambiente. De acordo com o porta-voz do Governo, Alexis Tam, as duas partes manifestaram disponibilidade para reforçar a cooperação e Macau mostrou-se interessado em receber propostas do lado do país europeu. Em concreto ficou assegurada, no entanto, uma visita de Didier Reyn-

ders em meados do ano a Macau, aquando de uma deslocação oficial que o governante belga vai realizar à China e ao Japão. Chui Sai On aproveitou ainda o encontro para explicar o sucesso do sector do turismo de Macau. Salientou os 28 milhões de turistas em 2011 e abordou a aposta do Governo nas áreas extra casinos, com o objectivo de tornar a cidade no centro mundial de turismo e lazer. Por outro lado, o Governo manifestou-se ainda receptivo a potenciar o papel de plataforma que Macau pode desempenhar, para atrair investidores da China e de Macau no país e reforçar acordos de âmbito de tarifas e impostos, explicou Alexis Tam, sublinhando o interesse de Macau em captar investimento belga. - Lusa

PUB

ANÚNCIO

HM-1ª VEZ 12-01-2012 Divórcio Litigioso n.º CV1-11-0059-CDL

1º Juízo Cível

Autor: LEONG CHI WAI, casado, de nacionalidade chinesa, residente em Macau, na Avenida da Concórdia, Edifício Wang Son, Bloco IV, 3º andar W.-----------------------------------------------------Ré: ZULLY DE JESUS MOLINARES PACHECO, casada, de nacionalidade Venezuelana, ora ausente em parte incerta.--------------------------------------------------------------------------*** ------FAZ-SE SABER que pelo Tribunal Judicial de Base da RAEM, correm éditos de TRINTA DIAS, contados a partir da segunda e última publicação do anúncio, citando a ré ZULLY DE JESUS MOLINARES PACHECO acima identificada, para no prazo de TRINTA DIAS, findo dos éditos, contestar, querendo, a petição inicial dos autos de divórcio litigioso acima indicados, apresentada pelo autor, na qual o mesmo pede que seja decretado o divórcio entre ele e a ré, tudo como melhor consta da petição inicial, cujo duplicado se encontra nesta Secretaria à sua disposição, sendo obrigatória a constituição de advogado, nos termos do artigo 74º do Código Processo Civil.-----------------------------------------------A ré é expressamente advertida de que a falta de contestação não importa o reconhecido dos factos articulados pelo autor e o referido processo seguirá os seus termos à sua revelia.----------------***


PUB.

QUINTA-FEIRA 12.1.2012 www.hojemacau.com.mo

6

ANÚNCIO CONCURSO PÚBLICO PARA OBRA DE REMODELAÇÃO DAS INSTALAÇÕES DO FSS NO 13.O ANDAR A-E,P DO EDIFÍCIO PAK TAK (CHINA CIVIL PLAZA) 1. Entidade que põe a obra a concurso: Fundo de Segurança Social (FSS). 2. Modalidade do concurso: Concurso Público. 3. Local de execução da obra: Alameda Dr. Carlos D’Assumpção no. 249-263, Edifício Pak Tak(Edifício China Civil Plaza) 13.º andar A-E, P. 4. Objecto da empreitada: obra de remodelação interior no local de execução da obra. 5. Prazo máximo de execução: 60 dias (sessenta dias). 6. Prazo de validade das propostas: o prazo de validade das propostas é de 90 dias, a contar da data do acto público do concurso, prorrogável, nos termos previstos no Programa de Concurso. 7. Tipo de empreitada: a empreitada é por série de preços. 8. Caução provisória: MOP60,000.00 (sessenta mil patacas), a prestar mediante depósito em dinheiro, garantia bancária ou seguro caução aprovado nos termos legais. 9. Caução definitiva: 5% do preço total da adjudicação (das importâncias que o empreiteiro tiver a receber, em cada um dos pagamentos parciais são deduzidos 5% para garantia do contrato, para reforço da caução definitiva a prestar). 10. Preço base: não há. 11. Condições de admissão: serão admitidas como concorrentes as entidades inscritas na Direcção dos Serviços de Solos, Obras Públicas e Transportes para execução de obras, bem como as que à data do concurso tenham requerido a sua inscrição, neste último caso a admissão é condicionada ao deferimento do pedido de inscrição. 12. Local, dia e hora limite para entrega das propostas: Local: Divisão Administrativa e Financeira do FSS, sito na Rua Eduardo Marques, n.º 2 a 6, 1.º andar, Macau. Dia e hora limite: 15 de Fevereiro de 2012 (quarta-feira), até às 12:00 horas. 13. Local, dia e hora do acto público: Local: Sala de reuniões do FSS, sito na Rua Eduardo Marques, n.º2 a 6, garagem, Macau. Dia e hora: 16 de Fevereiro de 2012 (quinta-feira), pelas 09:30 horas. Os concorrentes ou seus representantes deverão estar presentes ao acto público de abertura de propostas para os efeitos previstos no artigo 80.º do Decreto-Lei n.º 74/99/M, e para esclarecer as eventuais dúvidas relativas aos documentos apresentados no concurso. 14. Local, dia, hora e preço para obtenção da cópia e exame do processo: Local: Divisão Administrativa e Financeira do FSS, sito na Rua Eduardo Marques, n.º2 a 6, 1.º andar, Macau. Hora: durante o horário de expediente (das 9:00 às 12:45 horas e das 14:30 às 17:00 horas). Preço: MOP300,00 (trezentas patacas). 15. Critérios de apreciação das propostas e respectivos factores de ponderação: - Preço razoável: 60%; - Plano de trabalhos: 15%; - Experiência e qualidade em obras semelhantes: 20%. - Registo comprovativo de que os sócios da sociedade concorrente ou o próprio concorrente não tenham sido sentenciados pelo tribunal ou órgão administrativo, de terem empregado trabalhadores ilegais, contratado trabalhadores para o exercício de funções fora da empreitada ou não autorizados nos últimos cinco anos: 5%. 16. Documentos adicionais de esclarecimento: Os concorrentes deverão comparecer na Divisão Administrativa e Financeira do FSS, sito na Rua Eduardo Marques, n.º2 a 6, 1.º andar, Macau, a partir de 30 de Janeiro de 2012 até à data limite para a entrega das propostas, para tomar conhecimento de eventuais esclarecimentos adicionais.

Fundo de Segurança Social, aos 04 de Janeiro de 2012.

O Presidente do Conselho de Administração, Ip Peng Kin.

DIRECÇÃO DOS SERVIÇOS DE FINANÇAS EDITAL DECLARAÇÃO DE RENDIMENTOS DO IMPOSTO PROFISSIONAL RESPEITANTE AO EXERCÍCIO DE 2011 1. Em conformidade com o disposto no artigo 10.º, n.º 1 do Regulamento do Imposto Profissional, avisam-se todos os contribuintes do 1.º Grupo (assalariados e empregados por conta de outrem) e do 2.º Grupo (profissões liberais e técnicas) – sem contabilidade devidamente organizada – do referido imposto, que deverão entregar, durante os meses de Janeiro e Fevereiro de 2012, na Repartição de Finanças de Macau, em duplicado, uma declaração de rendimentos, conforme o modelo M/5, de todos os rendimentos do trabalho por eles recebidos ou postos à sua disposição no ano antecedente. 2. Ficam dispensados da apresentação da referida declaração os contribuintes do 1.º Grupo cujas remunerações provenham de uma única entidade pagadora. 3. Os contribuintes do 2.º Grupo (profissões liberais e técnicas) – com contabilidade devidamente organizada conforme n.º 1 do artigo 11.º do mesmo Regulamento – deverão entregar, a partir de 1 de Janeiro até 15 de Abril de 2012, na Repartição de Finanças de Macau, uma declaração de rendimentos, conforme o modelo M/5 e o Anexo A, em duplicado, juntamente com os seguintes documentos: a) Balanços de verificação ou balancetes progressivos do razão geral, antes e depois dos lançamentos de rectificação ou regularização e de apuramento dos resultados do exercício; b) Mapa modelo M/3 de depreciações e amortizações dos activos fixos tangíveis e intangíveis e mapa modelo M/3A da discriminação dos elementos alienados a título oneroso e dos abatidos a que se refere a alínea d) do n.º 1 do artigo 13.º do Regulamento do Imposto Complementar de Rendimentos; c) Mapa modelo M/4 do movimento das previsões a que se refere a alínea e) do n.º 1 do artigo 13.º do Regulamento do Imposto Complementar de Rendimentos. 4. Todas as entidades patronais deverão entregar nos meses de Janeiro e Fevereiro de 2012, na Repartição de Finanças de Macau, uma relação nominal, em duplicado, conforme o modelo M3/M4, dos as salariados ou empregados a quem, no ano anterior, hajam pago ou atribuído qualquer remuneração ou rendimento. 5. Conforme o Regulamento do Imposto Profissional, a falta da entrega da declaração de rendimentos e das relações nominais dos empregados ou assalariados, ou a inexactidão dos seus elementos, será punida com a multa de 500,00 a 5.000,00 patacas. 6. Os impressos da declaração e das relações nominais são disponíveis no Núcleo do Imposto Profissional do Edifício de Finanças, no Centro de Atendimento Taipa e no Centro de Serviços da RAEM. Aos 14 de Dezembro de 2011. A Directora dos Serviços,

Vitória da Conceição


SOCIEDADE Número de prisioneiros aumentou em 2011 e nasceu uma nova liberdade

Num ano onde 40% dos reclusos foram para a cadeia por causa de crimes relacionados com droga, inaugurou-se a separação de fumadores e de não fumadores em celas diferentes.

Soltos do fumo

Virginia Leung

O

virginia.leung@hojemacau.com.mo

Director do Estabelecimento Prisional de Maçai (EPM), Lee Kam Cheong, disse que em 2011 foi contabilizado “um total de 1.030 reclusos, 400 dos quais - 40% - por crimes relacionados com droga”. Além disso, e de acordo com a aplicação da nova lei do tabaco, o estabelecimento prisional determinou zonas de fumadores e de não fumadores nas suas instalações. “O EPM vai cumprir a nova lei do tabaco. Decidimos dividir a área de dormitórios entre fumadores e não fumadores,

uma vez que o Governo nos deixou essa possibilidade.” Os números correspondem a um aumento de 101 detidos, que vêm juntar-se aos 929 já existentes em 2010, o que perfaz um total de 1.030 prisioneiros, a maioria oriunda de Macau e da China

O

centro de actividades do mercado municipal Tamagnini Barbosa foi o local escolhido para um encontro, onde o Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais (IACM) apresentou aos moradores diversas obras realizadas na zona norte, entretanto já concluídas. Contudo, houve espaço para anunciar a construção de duas estações de tratamento de água na zona do Fai Chi Kei. De acordo com Raymond Tam, presidente do IACM, existe o plano de construção de uma nova estação para tratar as águas sujas, sendo que Setembro é a data prevista para a sua conclusão. Isto porque “é uma zona muito afectada pelos maus cheiros das águas”. Também na zona do Canídro-

As obras de amplificação dessa ala já foram adjudicadas e Lee acredita que o empreendimento deve arrancar em breve. “A lotação da ala de mulheres nos últimos dez anos rondava as 80 detidas, mas presentemente temos 180 prisioneiros do sexo fe-

www.hojemacau.com.mo

7

minino.” Acrescentou ainda que existe um crescimento notório de prisioneiros estrangeiros e que a percentagem de locais está a diminuir. Outro dado referido tem que ver com transferências entre A RAEM e o seu território vizinho - foram recentemente transferidos 70 prisioneiros para Hong Kong, mas nenhum de Hong Kong para Macau.

humanos do EPM são agora mais escassos devido à mudança de filosofia dentro da prisão. Presentemente tentamos preparar melhor os prisioneiros para o seu regresso à sociedade. Para tal providenciamos toda uma série de actividades que exigem uma quantidade considerável de recursos humanos e veículos.”

VAGAS DE EMPREGO

O EPM possui cerca de 400 guardas prisionais, menos de 100 dos quais são estrangeiros. Devido ao aumento de detidos de outras nacionalidades, teve também de se aumentar o número de aulas de inglês para os guardas prisionais durante o estágio. Quanto à conclusão do novo estabelecimento prisional para 2014, com capacidade para 2.700 prisioneiros, Lee Kam Cheong pensa que o empreendimento deverá sofrer algum atraso. No que diz respeito à sua permanência no cargo de director, admite que gostava de continuar, mas sublinha que a decisão pertence ao Governo. Entretanto, o EPM e a Caritas de Macau estão a preparar a festa do novo ano lunar chinês, com a ajuda dos prisioneiros. O espectáculo, que inclui Dança Leão, Artes Marciais e Magia, será interpretado pelos próprios reclusos.

Quanto às vagas para guardas prisionais, Lee salientou existirem ainda 100 empregos por preencher e que o EPM já deu início ao recrutamento de novos funcionários, o que irá acontecer durante os próximos dois anos, sublinhando existir uma nova fornada de guardas prisionais já a receber formação. “Anteriormente tínhamos 60 vagas para guardas e mais de 700 candidatos. No entanto apenas 47 se qualificaram, e destes 10 desistiram, ficando apenas 37 a estagiar”. O EPM está criar mais 80 vagas para guardas masculinos e femininos. “As candidaturas que recebemos ficaram muito abaixo das expectativas. Gostaríamos que houvesse um número maior de jovens a abraçar esta profissão.” Declarou ainda que o EPM está a planear levar a cabo algumas acções de sensibilização junto das universidades. “Os recursos

AULAS DE INGLÊS

DOIS NOVOS CENTROS DE TRATAMENTO DE ÁGUA NO FAI CHI KEI

Andreia Sofia Silva

andreia.silva@hojemacau.com.mo

interior, 38.1% (392) e 35.5% (366), respectivamente. Os restantes são estrangeiros. Segundo, Lee Kam Cheong o aumento de reclusos nos últimos dois anos fez-se sentir sobretudo na ala feminina, cujas instalações estão sobrelotadas.

QUINTA-FEIRA 12.1.2012

IACM apresenta obras na zona norte mo vai ser instalado um novo centro de tratamento das águas da chuva. Raymond Tam aponta que, apesar de já existir um local de análise da água, tal não é suficiente. O objectivo é “aliviar a situação de inundações em épocas de muita chuva”. Já na marginal do Canal das Hortas, o sistema de drenagem de esgotos também deverá ser melhorado. “As actuais instalações não são suficientes e já houve inundações.”

NOVA BIBLIOTECA

As necessidades sentidas pelos moradores do bairro e o aumento

de número de estudantes levou ao projecto de construção de uma nova biblioteca no jardim municipal Sun Chon San, que deverá estar a funcionar em meados deste ano. O espaço, já em desenvolvimento, terá 500 metros quadrados e vai constituir um apoio acrescentado à biblioteca existente. Em 2011, a zona norte teve novos melhoramentos. A rua 2 do Iao Hon ganhou novos vendilhões, o que trouxe “mais condições para os comerciantes”. A zona de lazer na rua Canal dos Patos ganhou instalações e mais árvores, para o IACM poder “organizar mais actividades culturais”.


vida

QUINTA-FEIRA 12.1.2012 www.hojemacau.com.mo

8

Descoberta uma

V

ENCONTRADO NA AUSTRÁLIA MINERAL QUE SÓ HAVIA NA LUA

Rochas de outro mundo A

tranquilitita tinha sido encontrada, há quase 43 anos, na Lua. Foi uma das amostras de rocha trazidas pela missão norte-americana Apolo XI. Os cientistas desconheciam que podia, também, existir na Terra. O material foi agora, após exames exaustivos, encontrado no ocidente da Austrália e é igual ao trazido da lua, há quase 43 anos. A tranquilitita deve o nome ao local onde foi encontrada pela

equipa do Apolo XI, no Mar da Tranquilidade, na superfície lunar, em 1969. A evolução da tecnologia, nos últimos anos, que permite desfazer as pedras num pó ultra-fino foi determinante para confirmar a descoberta, que começou com um acaso, quando os cientistas se encontravam a analisar em detalhe pedaços de rocha para detectar electrões. O mineral, descoberto em 2009

e analisado durante dois anos para confirmar que era igual ao da Lua, já foi encontrado em seis pontos da Austrália ocidental, em rochas como a dolerita, conhecida popularmente como granito negro, um dos últimos minerais que cristalizam do magma. O mineral, que é avermelhado e tem a forma de minúsculas agulhas, aparece em quantidades ínfimas e não tem valor comercial.

Click ecológico

A Matild

IVE nas montanhas da Tanzânia. É uma víbora amarela e preta, com escamas que parecem pequenos cornos por cima dos olhos. A serpente só agora foi descoberta pela ciência, anunciou a Sociedade de Conservação da Vida Selvagem, mas a espécie está já em risco, devido à acção humana. A espécie foi descrita na edição de Dezembro da revista Zootaxa. De acordo com Michele Menegon, do Museu de Ciência de Trento, em Itália, e colegas, o habitat do réptil não ultrapassa alguns quilómetros quadrados. Tanto a indústria da madeira como a da produção de carvão ameaçam a região e os autores esperam que a víbora seja classificada como estando em perigo crítico, a categoria da escala da União Internacional para a Conservação da Natureza reservada para as espécies mais ameaçadas. O habitat exacto da víbora não foi revelado e o réptil já está a ser alvo de uma campanha de conservação. A víbora já tem nome – Matilde – e mede cerca de 66 centímetros. Os estudos genéticos dizem que se separou evolutivamente da sua parente mais próxima, a atheris ceratophora, há apenas 2,2 milhões de anos.

ONU QUER METAS GLOBAIS PARA O DESENVOLVIM

Obrigar os países a a A

ONU vai propor a adopção de metas globais para o desenvolvimento sustentável, numa mega-conferência sobre o tema, que se realiza em Junho, no Rio de Janeiro.

AUSTRÁLIA EM PETRÓLEO • Um mar revolto arrastou ontem o navio “Tycoon” contra as rochas de uma ilha ao largo da Austrália. O navio está a derramar petróleo para a costa australiana, desde que se partiu a meio, no passado domingo. Foto: Lisa Preston/Público

A ideia consta de um documento-base para as decisões da Rio+20, um encontro de líderes mundiais que avaliará o progresso das ideias lançadas na Conferência das Nações


BAR INGLÊS SERVE CERVEJA A CÃES

Os cães podem sentar-se à mesa do “Brandling Villa”, em Inglaterra. Tudo, porque o dono decidiu fazer uma bebida especial, apenas para os convidados caninos. O bar, que recebe qualquer animal de estimação, decidiu criar uma espécie de cerveja sem álcool para cães. A bebida, feita de malte e lúpulo, tem extractos de carne, foi um sucesso e esgotou de imediato. Além da cerveja, o bar serve ainda menus concebidos especialmente para a espécie canina, que incluem sobremesas.

QUINTA-FEIRA 12.1.2012 www.hojemacau.com.mo

9

a nova víbora na Tanzânia

de está em risco

Sabia que... ... à excepção da agricultura, a indústria do vestuário e do calçado consomem mais recursos do que qualquer outra?

MENTO SUSTENTÁVEL

atingir o verde Unidas sobre Ambiente e Desenvolvimento, em 1992 – a Eco-92 – e indicará novos caminhos. Uma versão do documento divulgada esta terça-feira pelo

jornal britânico “The Guardian”, propõe que na reunião de Junho seja lançado um processo para a adopção, até 2015, de metas globais para o desenvolvimento

sustentável, para serem atingidas até 2030. Cada país abordaria as metas à sua maneira. Até agora, a ONU contabiliza 677 propostas, das quais 100 são de

governos, 74 vêm de organismos internacionais e a maior fatia, 493, tem origem num vasto conjunto de entidades diversas, como organizações governamentais e

não-governamentais, empresas, fundações ou sindicatos. O documento reconhece que, apesar de ter havido progressos, o desenvolvimento sustentável – baseado em três pilares, ambiente, economia e bem-estar – ainda é uma miragem distante. Além de reafirmar a necessidade de se cumprirem várias outras promessas feitas no passado em conferências semelhantes, o texto urge os governos, as empresas e os cidadãos a unirem-se em torno de um esforço renovado. A conferência Rio+20 não deverá, no entanto, fixar compromissos vinculativos para os países.


QUINTA-FEIRA 12.1.2012 www.hojemacau.com.mo

10

CULTURA

1. HOTEL RYUGYONG

• PYONGYANG, COREIA DO NORTE Tal como o regime da Coreia do Norte, este espécime estético provoca reacções intensas e dúbias: alguns adoram, muitos nem por isso.

CNN Go elege exemplos do pior da arquitectura

Os 10 mais feios Nuno G. Pereira

O

nunopereira@hojemacau.com.mo

mais feio e o mais bonito são sempre eleições de alto grau subjectivo, mas nem por isso se deixam de fazer. Desta vez foi o CNN Go, site do grupo CNN dedicado a viagens, arquitectura e lazer, a elaborar uma lista do género, escolhendo

os 10 piores exemplos da arquitectura recente. A China está na lista, na nona posição, mas sem qualquer edifício de Macau. A escolha recaiu no prédio Fang Yuan, em Xenyang. Um exemplo agudo de fealdade, na perspectiva do júri, embora também não lhe faltem admiradores. Aliás, como em todos os projectos seleccionados - podem ser feios, mas também há quem

4. TORRE DA TELEVISÃO ZIZKOV • PRAGA, REPÚBLICA CHECA

O que dizer deste conjunto de concreto e alumínio com bebés trepadores, em 216 metros de altura. Harmonioso ou sinistro, basta escolher uma palavra.

6. MAUSOLÉU HO CHI MINH • HANÓI, VIETNAME

Não há ideia que, na sua actual condição, Ho Chi Minh se importe muito com o lado estético do túmulo, mas “lindo de morrer” é coisa que não se ouve sobre ele.

5. PROJECTO EXPERIÊNCIA MÚSICA • SEATTLE, ESTADOS UNIDOS

Assinado pelo mestre Frank Gehry, mereceu inúmeros elogios. Também se disse que alguém partiu uma guitarra gigante e depois lhe vomitou em cima.

os adore, sendo por isso, mais do que feios ou bonitos, exemplos claros de polémica. O vencedor deste top de fugir é uma obra monumental do regime norte-coreano, o hotel Ryugyong, em Pyongyang. Erguido como resposta à realização dos Jogos Olímpicos de Seul, realizados na vizinha Coreia do Sul em 1988, fica para a história por muitos motivos. A beleza não será um deles.


QUINTA-FEIRA 12.1.2012 www.hojemacau.com.mo

11

2. HOTEL ATLANTIS

3. PALÁCIO DO PARLAMENTO

Erguido junto a apetitosas águas tépidas, este sonho molhado das mil e uma noites tem muito mais moedas investidas do que admiradores da obra.

Para erguer este mamarracho com 1.100 quartos e 12 andares, Ceausescu mandou deitar abaixo 30 mil casas e 28 igrejas. Ajuda a explicar o final que teve.

• DUBAI, EMIRADOS ÁRABES UNIDOS

• BUCARESTE, ROMÉNIA

7. CATEDRAL METROPOLITANA • LIVERPOOL, INGLATERRA

Religião e estética já mostraram que podem atingir o céu juntas, como na Capela Sistina. Em Liverpool, é melhor continuar a falar-se dos Beatles.

9. EDIFÍCIO FANG YUAN • XENYANG, CHINA

Há muito para dizer sobre esta obra emblemática da China moderna. Infelizmente, os elogios não estão presentes nessa conversa.

8. EDIFÍCIO PORTLAND

10. SEDE DA PETROBRÁS

Uma obra típica dos anos 80, a mesma altura em que as camisolas aos losangos coloridos fizeram furor e os homens com maquilhagem eram um must.

A prova de que uma empresa petrolífera, com rios de dinheiro, quando sofre os seus momentos de desorientação é em grande.

• PORTLAND, ESTADOS UNIDOS

• RIO DE JANEIRO, BRASIL


QUINTA-FEIRA 12.1.2012 www.hojemacau.com.mo

12

DESPORTO AFM ainda não explicou caso Geofredo

Gonçalo Lobo Pinheiro

M

glp@hojemacau.com.mo

AS afinal quem votou por Geofredo? O mistério adensa-se. A Associação de Futebol de Macau (AFM) e o seu seleccionador, Leung Sui Wing, mantêm o silêncio sobre a recente polémica do futebol do território e a FIFA, em resposta ao Hoje Macau, refere que as justificações têm de ser dadas pela associação. O organismo máximo de futebol explicou que “recebe os votos das diferentes categorias para a Bola de Ouro enviados pelas federações e associações”. “Qualquer voto e escolha em nome da AFM terá de ser verificado com eles”, acrescentou a assessoria da FIFA. Recorde-se que Geofredo de Sousa Cheung, capitão da Selecção de futebol

O mistério do voto

O que eles acham? • “Isso tem de ser esclarecido. Não sei qual é a posição da Associação de Futebol de Macau mas alguém tem de esclarecer essa situação” Rui Cardoso Treinador do Benfica de Macau • “Acho que não devemos transcender a situação. Tudo deve ser tratado internamente, contudo penso que temos de saber quem é que votou no lugar do Geofredo. É preciso mostrar uma boa imagem da Associação de Futebol de Macau” Paulo Bento Treinador do Monte Carlo • “As regras são para cumprir. Se alguém votou por ele fez mal. Não é o caso mas admitamos um cenário em que o Messi e o Ronaldo estavam empatados, como seria?” Daniel Pinto Treinador do FC Porto de Macau

de Macau, revelou esta terça-feira ao Hoje Macau que, desde que é capitão, nunca votou na eleição do melhor jogador de mundo. “Não votei agora e não votei desde que sou capitão. Não sei o que diga mais. Se aparece, oficialmente, a minha votação no documento que a Federação Internacional de Futebol Associado (FIFA) disponibiliza isso quer dizer que alguém votou por mim.” A votação atribuída a Geofredo revelou que o jogador tinha votado em Iker Casillas como preferência maior. Ao Hoje Macau, o jogador foi peremptório: “Nunca votaria em Iker Casillas”.

via fax, para a sede do organismo máximo do futebol em Zurique, na Suíça. Já no processo dos media, segundo nos contou Joaquim Rita – representante português –, os jornalistas enviam os seus votos para a revista France Football. Joaquim Rita não quis comentar a situação de Macau por desconhecer o método atribuído à votação por Selecções e tão pouco conhecer a realidade de Macau.

UM PROCESSO SIMPLES

A votação para a Bola de Ouro é simples. De acordo com a assessoria da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), a Federação Internacional de Futebol Associado (FIFA) envia um formulário que deve ser preenchido pelo selecionador do país ou da região e pelo capitão de equipa. Posteriormente, a FPF tem um prazo para enviar a votação,

ECOS EM PORTUGAL MANDADO DE NOTIFICAÇÃO N.° 8/AI/2012

O Director dos Serviços, João Manuel Costa Antunes

O outro irmão J

Á cá esteve mas porque tem um curso de Gestão de Empresas para terminar voltou a África do Sul. Ricardo Torrão está de volta a Macau e ao Ka I. “Estou entusiasmado com a Liga de Elite deste ano. Estão a chegar jogadores com experiência que podem tornar o campeonato de Macau mais competitivo”, revelou Torrão ao Hoje Macau. O jogador chega hoje ao território e quer rapidamente chegar ao ritmo que lhe permita “rebentar”. “Estou cheio de vontade e 100% concentrado no futebol e no Ka I”, assegurou. Em Macau encontrará o seu irmão mais velho. Niki Torrão é um dos avançados na equipa do Ka I e, pela primeira vez, os irmãos vão jogar juntos oficialmente. “Já jogámos juntos e um contra o outro mas nada oficial. Vai ser a primeira vez que jogo com ele na mesma equipa e isso é muito especial.” E um regresso a Portugal? Ricardo Torrão sabe que o Mafra o “recebe de braços abertos”. “É difícil jogar nas grandes equipas de Portugal e como tal, devido à falta de condições financeiras, penso que não dá. Macau é uma óptima escolha.” Quem foi companheiro de Torrão em Portugal foi o guarda-redes do Benfica de Macau, Juan Castro. Jogaram juntos no Mafra e o luso-brasileiro assume que o Ka I vai contar com um “bom jogador”. “Ele ainda é novo mas é um bom jogador. Tem uma entrega ao jogo única. É um jogador que eu gosto.” Juan Castro relembra ainda que a adaptação de Torrão será facilitada pela presença do irmão. “Para além dele conhecer bem Macau, acho que estar na mesma equipa que o irmão vai trazer-lhe alguma tranquilidade.” - G.L.P.

Ricardo Torrão

PUB

-----Atendendo à gravidade para o interesse público e não sendo possível proceder à respectiva notificação pessoal, pelo presente notifique-se os infractores 陈明才 e 彭帝貴 que, na sequência do Auto de Notícia n.º 21/DI-AI/2011, de 17.03.2011, levantado pela DST, por prestação ilegal de alojamento da fracção autónoma situada na Rua do Terminal Marítimo, Edifício Centro Internacional de Macau, Bloco 2, 2° andar D, bem como por despacho do signatário de 06.01.2012, exarado no Relatório n.º 8/DI/2012, de 04.01.2012, foi determinado a aplicação de uma multa de $200.000,00 (duzentas mil patacas), e ordenado a cessação imediata da prestação ilegal de alojamento no prédio ou da fracção autónoma em causa, nos termos do n.˚1 do artigo 10.º e n.˚1 do artigo 15.°, todos da Lei n.º 3/2010. ------O pagamento voluntário da multa deve ser efectuado no Departamento de Licenciamento e Inspecção desta Direcção de Serviços, no prazo de 10 dias, contado a partir da presente publicação, de acordo com o n.° 1 do artigo 16.° dos Lei n.° 3/2010, findo o qual será cobrada coercivamente através da Repartição de Execuções Fiscais, nos termos do n.° 2 do artigo 16.° do mesmo diploma.-----------------------------Da presente decisão cabe recurso contencioso para o Tribunal Administrativo, a interpor no prazo de 60 dias, conforme estipulado na alínea b) do n.° 2 do artigo 25.° do Código do Processo Administrativo Contencioso, aprovado pelo Decreto-Lei n.° 110/99/M, de 13 de Dezembro e no artigo 20.° da Lei n.° 3/2010.----------------------------------------------------------------------------------------------------------Haverá lugar à execução imediata de decisão caso esta não seja impugnada. -----------------------------------------------------------------------O processo administrativo pode ser consultado, dentro das horas normais de expediente, no Departamento de Licenciamento e Inspecção desta Direcção de Serviços, sito na Alameda Dr. Carlos d’Assumpção n.ºs 335-341, Edifício “Centro Hotline”, 18° andar, Macau. ------Direcção dos Serviços de Turismo, em Macau, aos 6 de Janeiro de 2012.

KA I REFORÇA-SE COM RICARDO TORRÃO

O jornal português A Bola deu destaque à polémica do voto de Geofredo Cheung. Referindo o Hoje Macau, o desportivo fez manchete na Internet: “O facto não altera em nada a eleição de Lionel Messi, porém em Macau estranha-se o sucedido e questionase se foi um caso único.” Quem também abordou o assunto online foi o Diário de Notícias. O generalista fala que “a eleição da FIFA fica ainda marcada por alguma polémica” referindo-se ao caso Geofredo e ainda à não votação das capitãs da equipa feminina espanhola. “O cargo não está institucionalizado e é rotativo por quatro jogadoras. E todas elas garantiram que não votaram em ninguém”, pode ler-se no DN.

• BIOGRAFIA Nome: Ricardo João de Almeida Torrão Nacionalidade: Portugal Nascimento: 18-02-1991 (20 anos) Naturalidade: Joanesburgo África do Sul Posição: Médio Altura: 1,77 m Peso: 70 kg • CLUBES POR ONDE PASSOU 2012 2010 2009/10 2009 2009 2007/08 2006/07

Windsor Arch Ka I Windsor Arch Ka I Mafra Chengdu Blades Lam Pak (não jogou) Pêro Pinheiro Est. Amadora


Cineteatro | PUB SALA 1

LAUGHING GOR TURNING POINT 2 [C]

Um filme de: Herman Yau Com: Michael Tse, Francies Ng, Chapman To 14.30, 16.15, 18.00, 21.45

THE TWILIGHT SAGA BREAKING DAWN PART1 [C]

Um filme de: Bill Condon Com: Kristen Stewart, Robert Pattinson, Taylor Lautner 19.45 SALA 2

THE AWAKENING [C] Um filme de: Nick Murphy

[ ] Cinema

[f]utilidades QUINTA-FEIRA 12.1.2012 www.hojemacau.com.mo

13

Com: Rebecca Hall, Dominic Wes 14.30, 16.30, 19.30, 21.30 SALA 3

NEW YEAR’S EVE [B] Um filme de: Garry Marshall Com: Halle Berry, Jessica Biel, JonBon Jovi 14.30, 16.45, 19.15

SHERLOCK HOLMES A GAME OF SHADOWS [B]

Aqui há gato

Um filme de: Guy Ritche Com: Robert Downey Jr., Jude Law, Noomi Rapace 21.30

VERTICAIS: 1-Unir; Estampilhar. 2-Fundador da seita dos arianos; Unidade monetária da Itália (antes do euro). 3-Naquele lugar; Erudito; Eles. 4-Califa do Islão, genro de Maomé; Incólume. Pega. 5-Unidade de distância percorrida por um navio; Úncio. 6-Objecto voador não identificado; Espaço de doze meses (pl.). Ilha onde vivia a feiticeira Circe (mit.); Sair. 8-Aqui estão; Chiste; Molde em que se faz o quiejo. 9-Não digas mais!; Tirar com violência; Abalar. 10-Desacerta; Olmeiro. 11-Afligir; Mulheres (pop.).

SOLUÇÕES DO PROBLEMA

Su doku [ ] Cruzadas

HORIZONTAIS: 1-Guardar silêncio; Infundir. 2-De viva voz; Divindade aquática, na mitologia indígena brasileira. 3-Percebi; Avesso; Regimento de Lanceiros (abrev.). 4-A eles; Tribo que habita a Terra do Fogo; Medida argelina usada na venda dos grãos e que vale 48 litros. 5-Carta de jogar; Saudável (fem.). 6-Rebordos dos chapéus; Prego de pau. 7-Satélite de Júpiter, descoberto por Galileu em 1610; Além. 8-Cada uma das peças de uma corrente; Juntei; Caminho público. 9-Lítio (s.q.); Fruto silvestre; Compreendi o sentido de. 10-Argolas; Pilha. 11-Tocar levemente; Pequenos orifícios da derme.

[Tele]visão TDM 13:00 13:30 14:30 18:30 19:00 19:30 20:30 21:00 21:30 22:00 23:00 23:45 00:20 01:01 01:30

TDM News - Repetição Jornal das 24h RTPi DIRECTO That 70\’s Show (Que Loucura de Família) Olhar Macau Amanhecer Telejornal TDM Talk Show Castle Passione TDM News Herman 2011 Reportagem Sic Telejornal (Repetição) RTPi DIRECTO INFORMAÇÃO TDM

RTPi 82 14:00 Telejornal Madeira 14:30 Correspondentes 14:55 Vida Animal em Portugal e no Mundo 15:00 Grandes Livros II 16:00 Bom Dia Portugal 17:00 O Elo Mais Fraco 18:00 Resistirei 18:45 Os Compadres 19:30 Tempo Final 20:00 Jornal Da Tarde 21:20 O Preço Certo 22:15 Com Ciência 22:45 Portugal no Coração ESPN 30 13:00 (Delay) Argentina Chile Peru Dakar Rally 2012 Day 11 13:30 Big East Conference Basketball Syracuse vs. Villanova 15:30 Len European Short Course Swimming Championships 17:30 Big East Conference Basketball Syracuse vs. Villanova 19:30 (LIVE) Sportscenter Asia 2012 20:00 Geico PBA Team Shootout 21:00 Global Football 2011 21:30 Argentina Chile Peru Dakar Rally 2012 Day 11

22:00 22:30 23:30

Sportscenter Asia 2012 Geico PBA Team Shootout Closeness Of Victory

STAR SPORTS 31 13:00 Spirit Of Yachting Series 2011 13:30 Goal! - FA Cup 2011/12 14:00 Australian Open Classic Match 2008 17:00 Sports Max 2011/12 18:00 FA Classics 2005/06 FA Cup Final Liverpool vs. West Ham United 19:00 Goal! - FA Cup 2011/12 19:30 FA Cup 2011/12 Manchester City vs. Manchester United 21:30 (LIVE) Score Tonight 2012 22:00 Global Football 2011 22:30 Game 23:00 Australian Open Tennis 2010 Official Film FOX MOVIES 40 11:40 Gigli 13:40 One Fine Day 15:30 Stealth 17:35 Vantage Point 19:15 Tangled 21:00 It’s A Wonderful Afterlife 22:45 500 Days Of Summer 00:25 Closer HBO 41 12:00 14:05 16:05 17:35 20:00 22:00 23:40 00:35

Syriana The Score Malibu’S Most Wanted Godzilla Kill Speed The Last Airbender True Blood White Sands

CINEMAX 42 12:30 14:15 16:00 17:45 20:10 22:00 00:20

Poison Ivy Ii Starsky & Hutch Land Raiders The Night Of The Generals Boardwalk Empire Watchmen Kindergarten Cop

HORIZONTAIS: 1-Calar; Meter. 2-Oral; Iara. 3-Li; Invês; RL. 4-Aos; Ona; Saa. 5-Ás; Sã. 6-Abas; Taco. 7-Io; Lá. 8-Elo; Uni; Rua. 9-Li; Amora; Li. 10-Aros; Rima. 11-Rasar; Poros. VERTICAIS: 1-Colar; Selar. 2-Ario; Lira. 3-Lá; Sábio; Os. 4-Ali; São; Asa. 5-Nó; Um. 6-OVNI; Anos. 7-Ea; Ir. 8-Eis; Sal; Aro. 9-Tá; Sacar; Ir. 10-Erra; Ulmo. 11-Ralar; Saias.

À VENDA NA LIVRARIA PORTUGUESA MANUEL HERMÍNIO MONTEIRO - M.H.M. • ANDRÉ GODINHO

O Hermínio gostava de partilhar os seus segredos. Trás os Montes era um segredo, como a noite de Lisboa. A comida era um segredo, como o vinho e os charutos. Os amigos eram um segredo, como os poetas, que também eram os amigos. E os livros eram o maior segredo. Desvendou-os todos na Assírio & Alvim.

ANNIE LEIBOVITZ - A VIDA ATRAVÉS DE UMA LENTE • BARBARA LEIBOVITZ

Com o seu trabalho para as revistas Rolling Stone, Vanity Fair e Vogue, Annie Leibovitz construiu algumas das imagens mais icónicas dos últimos 30 anos e é, literalmente, uma das mais influents fotógrafas. Fotografou os ricos e os poderosos, os académicos e os poderosos, os excepcionais e os infames. A sua câmara documentou os horrores da guerra – mais recentemente em Sarajevo e no Ruanda. Mestre na arte de expor os seus fotografados, a vida de Annie sempre se manteve privada e protegida. Neste filme, tomou a decisão de revelar em frente à câmara o seu processo artístico, a sua carreira e o delicado equilíbrio que faz entre a fama e a família.

REGRAS |

Insira algarismos nos quadrados de forma a que cada linha, coluna e caixa de 3X3 contenha os dígitos de 1 a 9 sem repetição SOLUÇÃO DO PROBLEMA DO DIA ANTERIOR

6=0 HOMEOSTÉTICA • BRUNO DE ALMEIDA

Documentário sobre o movimento Homeostética, que surgiu em Lisboa nos anos 80 e foi constituído pelos artistas Fernando Brito, Ivo, Pedro Portugal, Pedro Proença, Manuel João Vieira e Xana. Utilizando o humor como estratégia de demarcação crítica, a Homeostética manteve sempre uma posição marginal de fortes influências Dadaistas e desenvolveu uma intensa produção que resultou em exposições, textos, manifestos, filmes, concertos e outras performances colectivas. Discretos nas suas realizações e desprezando olimpicamente a sua própria glorificação, os homeostéticos perderam em visibilidade externa o que vieram a ganhar em modo de existência. RUA DE S. DOMINGOS 16-18 • TEL: +853 28566442 | 28515915 • FAX: +853 28378014 • MAIL@LIVRARIAPORTUGUESA.NET

UNIDOS

Os habitantes de Hong Kong protestaram recentemente em frente à loja da Dolce & Gabbana contra o facto de um segurança ter impedido um cidadão de tirar fotografias diante do estabelecimento comercial. No domingo passado mais de cem pessoas juntaram-se no local a tirar fotografias com os telemóveis, o que levou ao corte da rua.  O acontecimento conseguiu chamar as atenções. Talvez seja uma questão de cultura, mas as pessoas de Hong Kong são mais unidas e defendem melhor os seus direitos quando tentam suprimilos de forma despropositada. O mesmo não se passa com a reforma do sistema politico. Não parece haver grande interesse no tema e as pessoas parecem não se aperceber da importância da mudança. Talvez seja da cultura, talvez os habitantes de Macau estejam satisfeitos com o actual estado das coisas, talvez seja das 7 mil patacas, talvez não tenham grande sensibilidade politica. Se os residentes de Macau dessem mais atenção às mudanças e fossem mais unidos, seria mais fácil fazeremse ouvir. Por vezes os habitantes de Hong Kong reagem de forma “exagerada” em relação a alguns assuntos, mas o “exagero” também os leva a estar sempre atentos aos acontecimentos. Os habitantes de Macau têm uma atitude reactiva. As coisas acontecem, as associações dão-lhe um determinado valor e tentam levar os cidadãos a intervir. No entanto, se os habitantes da RAEM tivessem mais sensibilidade politica, não seria necessário pedir ao Governo mais canais de comunicação para toda a espécie de residentes, porque eles provavelmente encontrariam o seu próprio caminho. Se fossem mais unidos.  Pu Yi


QUINTA-FEIRA 12.1.2012 www.hojemacau.com.mo

14

OPINIÃO

Outras vias Alberto Castro

“Antes desta crise, o modelo seguido em Portugal foi induzindo um crescendo de desigualdade territorial e social que pôs uma grande pressão sobre a função redistributiva do Estado. Esses recursos teriam melhor utilização se fossem encaminhados para fins produtivos mas as disparidades consumiram-nos”

In Jornal de Notícias

P

ONTO de ordem: já todos sabemos que sem crescimento não conseguimos sair da alhada em que nos metemos. Sem crescer não conseguiremos pagar as dívidas acumuladas, pública e privada, e empobreceremos. Sabemos, também, que não vai ser fácil por razões internas (limitada qualificação de empresários e trabalhadores, estrutura produtiva pouco competitiva, dependência do Estado, sistema de justiça iníquo e ineficaz, inércia e resistência à mudança) e externas (conjuntura económica pouco animadora, instabilidade e inabilidade política, concorrência). O problema é a dívida e o seu custo. Talvez seja, também, o nível de vida: não somos pobres (75% dos países estão abaixo de nós), mas também não somos ricos. Não fora isso e o país poderia pôr-se a questão de saber se não poderíamos viver relativamente bem com o que já alcançámos, desde que o redistribuíssemos um pouco melhor, de modo a evitar fenómenos de pobreza. Pela força

cartoon por Steff

das circunstâncias, não temos essa escolha. Justifica-se, ainda assim, olharmos, por uma vez, para um país, outrora modelo de crescimento, e que pouco ou nada tem crescido na última década e meia. Refiro--me ao Japão. É certo que tem um rendimento médio cerca de 50% superior ao nosso, mas o “país do sol nascente” tem sabido gerir esta estagnação com uma mestria asiática, sem convulsões, criando mecanismos de apoio aos mais velhos e desfavorecidos, garantindo as condições

indispensáveis para que haja a harmonia e paz que se reflectem numa qualidade de vida que vai muito para além dos aspectos materiais com que continuamos obcecados. Antes desta crise, o modelo seguido em Portugal foi induzindo um crescendo de desigualdade territorial e social que pôs uma grande pressão sobre a função redistributiva do Estado. Esses recursos teriam melhor utilização se fossem encaminhados para fins produtivos mas as disparidades

O CLUBE DE FUMADORES

consumiram-nos. A redistribuição foi pretexto para o aumento da presença, tutelar e interventiva, do Estado ela própria consumidora de mais recursos. Uma história sem fim, sobretudo se as medidas com que se procura atacar o défice e a dívida são indutoras de um aprofundamento da desigualdade. Soube-se, há pouco, que teria sido assim, até meados do ano passado, no que toca à dimensão social. Arriscaria dizer que as conclusões não seriam muito diferentes se olhássemos para o território. O que é uma contradição nos termos. Ao aprofundar a desigualdade, ostracizando pessoas e regiões para além do limiar da dignidade, o Estado cria a si mesmo responsabilidades para as quais tem de canalizar os fundos que lhe faltam noutros níveis. É neste contexto, de algum desânimo e tensão latente, que devem ser lidas as reacções às decisões da família Soares dos Santos. O percurso pessoal e empresarial do seu patriarca, Alexandre, faz dele uma personalidade inspiradora. Lutador, corajoso, frontal, determinado, empreendedor. Um líder. Uma fonte de esperança num modo de ser diferente, sem subserviência ao Estado. Por isso, não obstante a sua legitimidade, a decisão desilude, desampara, soa não apenas a descrença como a desistência. Revolta. Legitima procedimentos dos que, não podendo acautelar o seu património desta maneira, encontram nos expedientes, mais ou menos legais, uma saída. Para já não falar na saída propriamente dita: a emigração começa a ser, para muitos, a melhor maneira de proteger o seu principal activo, as suas competências. Governar, tal como gerir, é procurar fazer acontecer o que, de outro modo, não sucederia. Soares dos Santos apontou razões para a sua decisão. O melhor que Passos Coelho teve a dizer foi que a compreendia. Não se esperava que a criticasse mas, pelo menos, que desafiasse: se formos capazes de mudar algumas das condições fiscais, regressa? O Governo não está a ser capaz de ter um discurso mobilizador. É altura de amplificar os bons exemplos dos que vão lutando e medrando sem esperar por ele. Se souber ultrapassar o imediatismo sensacionalista, a comunicação social tem uma palavra a dizer. Fica o desafio!


Ciclone

Uma nesga daquele “subsídio manhoso” bem ajudaria a alguns coitados para não passarem mal de frio. Por Fernando

QUINTA-FEIRA 12.1.2012 www.hojemacau.com.mo

15 d a est r el a Carlos M. Cordeiro

Daqui a uns anos veremos U

M dos factores mais importantes da minha querida Serra da Estrela, para que se viva saudavelmente e com um bom estado de espírito, é sem dúvida o ar puro que se respira. As conversas de café e as notícias na televisão enervam-nos e algumas deprimem-nos. Acto contínuo caminhamos para casa e inspiramos relaxadamente a frescura da altitude onde o oxigénio tem outro “sabor”. A partir desse momento dá para meditar calmamente nos desmandos que percorrem as tertúlias da má língua e os debates televisivos dos especialistas. “Se fosse eu que mandasse corria com esses chineses todos daqui para fora”, alvitra um dos frequentadores do café do Ti Manel. Mas por quê, homem? “Porque estão a abrir lojas por todo o lado, a comprar a EDP e qualquer dia a serem os donos do país todo”. É esta mentalidade que se instalou por Portugal fora a partir de afirmações ou de atitudes que foram levadas a cabo por intervenientes da política e que nunca tiveram as mínimas bases do conhecimento vivencional do povo chinês ou das políticas económicas da China. Aculpa começa logo pelos letrados, como o professor Medina Carreira, que concedeu uma entrevista e pronunciou-se sobre a actual situ-

Para eles, a China era um país miserável onde se comia cão para não se morrer à fome, onde só os membros do Partido Comunista tinham direito a casa e onde eram fuzilados todos os cidadãos que tivessem mais de um filho. Acabrunhado, meio envergonhado, sem perceber quase nada sobre a China, deixei-os falar e tive de aceitar o cutelo linguístico de quem se achava grande conhecedor dos assuntos chineses. Se bem me lembro, parece que um dos meus interlocutores tinha cumprido serviço militar em Macau e achava-se um professoral em matérias do foro oriental. Possivelmente um especialista em massagens... ação na Europa como uma crise reproduzida em inerência ao avanço económico que se vem registado nos últimos anos na China. Para Medina Carreira “o grande problema, pano de fundo das actuais dificuldades, é a globalização, o empobrecimento das indústrias do Ocidente que se deslocam basicamente para o Oriente. Isso é que faz que o nível de vida caia, o desemprego suba, não haja direitos adquiridos, não haja coisa nenhuma”. Com todo o respeito que me merece este prestigiado fiscalista, sou obrigado a discordar e a apontar-lhe o dedo

da contradição. Por um lado, afirma que o factor casuístico da crise está na transferência das indústrias para o Oriente e, por outro, anuncia que em Portugal “não há coisa nenhuma”. [Se nada temos ainda bem que existe o escape das lojas chinesas com preços acessíveis]. E afinal, que culpa tem a China que a sua fabricação seja muito menos dispendiosa que a accionada na Europa? Que culpa tem a China de que os empresários europeus, sedentos de lucros exacerbantes, decidam encerrar as suas fábricas e transferir a sua produção para locais de mão-de-obra

mais barata? Como diria o outro, que culpa tem a China de existir? Há mais de 20 anos que li num livro da biblioteca cá da minha querida Covilhã, que a China iria ser uma potência mundial, um país rico, desenvolvido, produtor de tudo e que avançaria pelo mundo fora. Depois de salientar junto de amigos o atrevimento do autor, riram-se do que eu acabara de ler. Para eles, a China era um país miserável onde se comia cão para não se morrer à fome, onde só os membros do Partido Comunista tinham direito a casa e onde eram fuzilados todos os cidadãos que tivessem mais de um filho. Acabrunhado, meio envergonhado, sem perceber quase nada sobre a China, deixei-os falar e tive de aceitar o cutelo linguístico de quem se achava grande conhecedor dos assuntos chineses. Se bem me lembro, parece que um dos meus interlocutores tinha cumprido serviço militar em Macau e achava-se um professoral em matérias do foro oriental. Possivelmente um especialista em massagens... Resta-me a satisfação de me recordar perfeitamente de lhes ter respondido, debaixo da minha admissível ignorância sobre o potencial do maior país do Oriente, com uma simples expressão: “Daqui a uns anos veremos...”.

Propriedade Fábrica de Notícias, Lda Director Carlos Morais José Redacção Andreia Sofia Silva; Gonçalo Lobo Pinheiro; Joana Freitas; José C. Mendes; Nuno G. Pereira; Virginia Leung Colaboradores António Falcão; António Graça de Abreu; Carlos Picassinos; Hugo Pinto; Marco Carvalho; Maria João Belchior (Pequim); Michel Reis; Rui Cascais; Sérgio Fonseca; Tiago Quadros; Vanessa Amaro Colunistas Arnaldo Gonçalves; Carlos M. Cordeiro; Boi Luxo; Correia Marques; Hélder Fernando; Jorge Rodrigues Simão; José I. Duarte, José Pereira Coutinho, Marinho de Bastos; Paul Chan Wai Chi; Pedro Correia; Peng Zhonglian Cartoonista Steph Grafismo Catarina Lau; Paulo Borges Ilustração Rui Rasquinho Agências Lusa; Xinhua Fotografia António Falcão, Gonçalo Lobo Pinheiro; Lusa; GCS; Xinhua Secretária de redacção e Publicidade Laurentina Silva (publicidade@hojemacau.com.mo) Assistente de marketing Vincent Vong Impressão Tipografia Welfare Morada Calçada de Santo Agostinho, n.º 19, Centro Comercial Nam Yue, 6.º andar A, Macau Telefone 28752401 Fax 28752405 e-mail info@hojemacau.com.mo Sítio www.hojemacau.com.mo


QUINTA-FEIRA 12.1.2012 www.hojemacau.com.mo

David Gonçalves e André Lima entram em 2012 a vencer

Armada lusa conquista Cantão Marco Carvalho

P

info@hojemacau.com.mo

EUA ROMNEY MAIS PERTO DE OBAMA Mitt Romney ganhou as primárias republicanas no estado americano do New Hampshire, uma semana depois de ter vencido no Iowa. Apesar de ser um candidato presidencial que não entusiasma o próprio partido, o ex-governador do Massachusetts conseguiu o que nenhum outro republicano alcançara antes dele, pelo menos desde que o Iowa e o New Hampshire se tornaram cruciais no calendário eleitoral americano, na década de 1970: conquistou vitórias consecutivas em dois estados que têm uma tradição de escolher candidatos diferentes. Mitt Romney poderá ser o candidato dos republicanos para desafiar Barack Obama nas eleições presidenciais de Novembro. Com a vitória no New Hampshire, Romney reforçou a sua condição de candidato presumível. PUB

ARA os clubes que disputam a principal prova de futsal da província de Guangdong, Portugal tornou-se sinónimo de sucesso e o contributo dado pelo técnico André Lima e por atletas como Guri (ex-Viseu Futsal) e Hugo Agra (ex-Nogueirense) parece ter arrepiado caminho para a expansão do contingente luso. Nuninho (antigo companheiro de Guri no Viseu Futsal), Balão (ex-Operário) e Orlando Coelho (antigo atleta do Boavista) integraram a última leva de jogadores portugueses a desembarcar no sul da China. Na última segunda-feira, o trio estreou-se com a camisola do Zhuhai Ming Shi FC, formação que disputa a Liga Profissional de Futsal da província de Cantão. O clube anunciou em meados de Dezembro a contratação de David Gonçalves, técnico que em 2010 conduziu o City US Tirgu Mures ao título romeno. O experiente treinador aceitou o desafio, mas impôs a contratação de seis atletas com quem trabalhou ao longo das últimas temporadas. A armada lusa estreou-se na Liga Profissional de Cantão com um triunfo sólido, ao vencer na deslocação à quadra do Huizhou por oito bolas a três. Expressiva, a vitória permite à equipa comandada por David Gonçalves continuar a

alimentar a esperança do apuramento para a segunda fase da prova. Os portugueses Orlando, Nuninho e Balão fizeram o gosto ao pé, mas a principal figura do encontro foi o brasileiro Viola que apontou três dos oito golos do Zhuhai.

BONS VENTOS DE CANTÃO

Liderada por André Lima, a formação do Guwang Gu Guang Ming também entrou em 2012 com o pé direito. O emblema orientado pelo português terminou a primeira volta do Campeonato com uma vitória que vale ao Guwang o primeiro posto da classificação. A competir em duas frentes (a Liga de Guangdong e a Liga Chinesa de Futsal), o Guangzhou Bayunshan Pharma tem nos portugueses Guri e Hugo Agra duas das suas principais referências. Depois de um arranque difícil de Campeonato, a formação da cidade de Cantão conseguiu recuperar terreno na tabela e entrou em 2012 na terceira posição do principal campeonato chinês com 61 pontos, menos nove que o líder Shenzhen Nanling Iron Wolf.

PALAVRA DE ESPECIALISTA

Para Manuel Cunha, antigo adjunto de Ku Chan Kuong na selecção de futsal do território, o contingente português pode ajudar a operar uma revolução com a qual Macau deve aprender. Garante que técnicos como André Lima e David Gonçalves têm experiência e know how suficiente para ajudar a

transformar a China numa potência da modalidade: “Em Portugal investiu-se bastante no futebol ao longo da última década e a vinda de técnicos e de jogadores portugueses para esta região do planeta só espelha o grande prestígio internacional de que goza o futsal português. Conheço bem o André Lima e o David Gonçalves e sei bem que vão tentar fazer aqui o que fizeram em Portugal. Vão tentar mudar mentalidades e procurar zelar pela evolução do próprio futsal”, sustenta. Os bons resultados obtidos pela armada lusa do outro lado das Portas do Cerco devem de resto, e na opinião de Manuel Cunha, servir de exemplo aos responsáveis pela Associação de Futebol de Macau. Há menos de um ano na RAEM, Cunha colocou a sua experiência como antigo praticante da modalidade ao serviço da selecção do território e ajudou a preparar a formação do Lótus para a participação na campanha de qualificação para o Campeonato Asiático de Futsal. A prestação do conjunto local redundou em desastre, mas o antigo adjunto reconhece que não era fácil fazer melhor com as condições em que a modalidade sobrevive na RAEM: “Sem treinos regulares e sem competição regular, o futsal em Macau nunca irá a lado nenhum. Há jogadores com muito potencial no território, mas a modalidade continua a ser vista como se fosse um apêndice do futebol de onze e esse é o grande problema que impede o desenvolvimento da modalidade”, lamenta o ex-atleta.

Hoje Macau 12 JAN 2012 #2529  

Edição do Hoje Macau de 12 de Janeiro de 2012 • Ano X • N.º 2529

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you