Page 1

NOS MEANDROS DA RELIGIÃO QUE SEPAROU TOM CRUISE E KATIE HOLMES

Purificação e controlo à moda da cientologia CENTRAIS

PUB

AGÊNCIA COMERCIAL PICO • 28721006

PUB

MOP$10

Ter para ler

DIRECTOR CARLOS MORAIS JOSÉ • QUARTA-FEIRA 11 DE JULHO DE 2012 • ANO XI • Nº 2649

TEMPO POUCO NUBLADO MIN 27 MAX 33 HUMIDADE 55-90% • CÂMBIOS EURO 9.6 BAHT 0.2 YUAN 1.2

FUNÇÃO PÚBLICA

Grupo de trabalho criado pelo Governo não faz nada, acusa Lee Chong Cheng

Especulação imobiliária sem rédeas Deputado exige medidas concretas para combater um dos maiores problemas do território, sublinhando que a criação de um grupo específico para este assunto não trouxe qualquer resultado até ao momento. PÁGINA 2

Concursos causam polémica PÁGINA 3

ESCOLA PORTUGUESA

Metade chumba a matemática PÁGINA 5

A PARTIR DO DIA 16

Três Candeeiros será só para peões PÁGINA 4 PUB


2

política

Cecília Lin *

cecilia.lin@hojemacau.com.mo

O

S elevados preços da habitação foram tema de crítica do deputado da Assembleia Legislativa (AL) Lee Chong Cheng, que frisa na sua interpelação escrita a falta de capacidade do Executivo para criar medidas concretas de combate à especulação imobiliária.\ Chong Cheng acusou as empresas de investimento, bem como os compradores a título individual, de serem a causa para os preços elevados das habitações. “O Governo já estabeleceu um grupo de promoção ao desenvolvimento sustentável para o mercado imobiliário, mas este grupo só tem nome e nada fez até ao momento. Mesmo a Lei de Actividade da Mediação Imobiliária, que já está em processo de análise na AL,

quarta-feira 11.7.2012

www.hojemacau.com.mo

Lee Chong Cheng preocupado com preços elevados das casas

Especulação continua a dominar Governo

O deputado Lee Chong Cheng quer medidas concretas de combate à especulação imobiliária, acusando o grupo de trabalho criado pelo Executivo de nada ter feito serve apenas para resolver os problemas de há dez anos. A resolução dos problemas actuais, como o da especulação por parte dos agentes imobiliários, não está prevista na lei.” O deputado diz ainda que “não é de estranhar que os cidadãos suspeitem que o Governo concede benefícios aos investidores”, prometendo ainda no documento que vai acompanhar

de perto o trabalho do grupo criado pelo Executivo.

PREÇOS PROIBITIVOS

O deputado aponta na sua interpelação o facto de os altos preços das habitações para venda tornarem impossível o desejo do trabalhador comum em adquirir casa própria. “Os investidores preferem olhar para os seus interesses e ignoram a responsabilidade social.

Então temos os empregados a sonhar apenas em ter uma casa, mas nunca conseguem comprar uma. Têm de ser criadas medidas para equilibrar o problema, porque o mercado da propriedade privada e o poder de compra dos cidadãos atravessam um grave desequilíbrio. Este ponto poderá ser a causa para que o número de habitações públicas continue a crescer.” Lee Chong Cheng pro-

pôs ainda no documento entregue ao Executivo que deve-se estender a aplicação do imposto de selo especial. “A eficácia da medida já foi comprovada no mercado imobiliário, mas ainda existem problemas com investidores que acumulam propriedades, o que origina o problema de pouca oferta no mercado. Será possível cobrar o imposto especial às propriedades que não estão

a ser utilizadas e aos compradores não residentes?” O diploma intitulado “Imposto de selo especial sobre a transmissão de bens imóveis destinados a habitação” entrou em vigor o ano passado e tem como objectivo dissuadir quem investe na compra de uma casa apenas para a vender a seguir. Contudo, algumas agências não vêem com bons olhos esta medida. Ao Hoje Macau, Jacky Shek, director de vendas da agência Centaline, disse que o principal efeito seria a redução das transacções no mercado e não a baixa de preços. “O que é certo é que as transacções no mercado vão diminuir, mas a maior parte delas nem sequer teria nada a ver com especulação”, considerou o director de vendas. “O principal mercado em Macau é o dos proprietários-moradores que desejam mudar-se para casas melhores.” - com A.S.S.


quarta-feira 11.7.2012

política

www.hojemacau.com.mo

Cancelamento de concursos na Função Pública causa revolta

Irregularidades motivam queixas vai enviar uma nova interpelação escrita ao Executivo, que deverá ser oficialmente entregue na próxima semana. “Já estou a finalizar uma interpelação sobre o incumprimento dos serviços.” Tal situação, garante, foi uma confusão derivada da incompetência dos serviços públicos. “Mas este não foi um caso isolado. Não respeitam a legislação especial nem os códigos dos procedimentos administrativos.”

Diversos departamentos públicos são acusados por cidadãos de não respeitarem regras. Pereira Coutinho interpela Governo sobre o assunto Andreia Sofia Silva *

RESPOSTA DOS SAFP

andreia.silva@hojemacau.com.mo

A

Entretanto, José Chu, director dos Serviços de Administração e Função Pública (SAFP), prestou esclarecimentos ao Ou Mun Tin Toi, admitindo a existência de irregularidades. “O Governo tem enviado alguns avisos para os departamentos, tendo apontado que o seu processo de contratação não cumpriu os princípios de liberdade e igualdade de oportunidades dos candidatos. Os avisos de teste não especificaram o âmbito das atribuições das ofertas de emprego ou não estão conforme as disposições pertinentes nos métodos de selecção.” Chan Cheuk Wah é docente do curso de Administração Pública

principal voz da Função Pública, o deputado Pereira Coutinho, volta a frisar a existência de diversas irregularidades na contratação de funcionários para a máquina governamental. As críticas do também presidente da Associação dos Trabalhadores da Função Pública de Macau (ATFPM) surgem no seguimento de queixas apresentadas ao canal chinês da Rádio Macau, o Ou Mun Tin Toi, por parte de diversos cidadãos. Dizem que diversos concursos públicos foram cancelados sem aviso. Por esse motivo, Pereira Coutinho garantiu ao Hoje Macau que

3

no Instituto Politécnico de Macau (IPM) e considerou que os departamentos devem pedir desculpa, além de garantirem que todo o processo de selecção e recrutamento deve ter toda a abertura possível.

SSM COM MAIS CASOS

Pereira Coutinho afirma que “os casos mais notórios” acontecem nos Serviços de Saúde de Macau (SSM). “Tornou-se uma situação habitual e não dão quaisquer explicações”, aponta o deputado, que sabe de casos onde “candidatos foram aprovados, estavam à espera de serem admitidos e depois viram o concurso ser cancelado”. Esta não é, aliás, a primeira vez que o também deputado pede explicações sobre a matéria. Em Setembro do ano passado, o Governo recebeu uma interpelação escrita que versava sobre um caso ocorrido nos SSM. Em causa estava o recrutamento de novos adjuntos-técnicos em regime além do quadro. “Quais foram as razões e a base legal de terem sido admitidos para além dos 26 candidatos aprovados conforme publicado no concurso?”, questionava então Coutinho. “Quais as razões, fundamentos e base legal para admitirem mais de setenta candidatos aprovados e de não terem sido admitidos a totalidade dos 132 candidatos aprovados? Quais as razões da urgência na contratação de mais 69 trabalhadores de mesma categoria?” - *com Cecília Lin

Ng Kuok Cheong quer pensões mais altas para idosos

Uma ajuda da Fundação Macau

O

deputado da Assembleia Legislativa (AL), Ng Kuok Cheong, defende que parte do financiamento concedido à Fundação Macau (FM) deveria ser injectado no Fundo de Segurança Social (FSS) para apoiar o desenvolvimento do apoio social. Em interpelação escrita, o deputado da Associação Novo Macau (ANM) acusa ainda o Governo de aumentar as tarifas dos autocarros, enquanto a questão das pensões permanece inalterada. “O índice mínimo de subsistência aumentou este

mês e ainda não há uma proposta para o aumento das pensões. Os idosos ficaram desapontados com a decisão do Governo. Muitos vieram falar comigo e disseram que a FM, que tem falta de supervisão, poderia colocar mais financiamento no FSS, por forma a contribuir para os aumentos o mais rapidamente possível.” O deputado diz ainda que as pensões de velhice deveriam ser aumentadas em concordância com o índice mínimo de subsistência. “O FSS respondeu-me, a 18 de Maio, que o aumento das pensões tem de ser feito em conjunto com o aumento do montante das contribuições. Foi-me confirmado também que o Conselho Permanente de Concertação Social (CPCS) iria entregar as propostas para o aumento das pensões na segunda metade do ano.”

Recentemente, em plenário da AL, Ip Peng Kin, do conselho de administração do FSS, admitiu que os aumentos das contribuições estariam definidos até 2013, para a evitar a

falência do sistema. Ip Peng Kin adiantou haver necessidade de conjugar a pensão de velhice com o índice mínimo de subsistência. Os deputados concordaram, mas defen-

Mais cuidado na atribuição de dinheiro Depois de anteontem a Associação Novo Macau Democrático ter denunciado uma alegada infracção praticada pelo jornal Ou Mun - que acusa de estar a arrendar um piso do novo edifício-sede, não cumprindo o contrato de concessão -, a Fundação Macau veio a público afirmar que terá mais cuidado na atribuição de dinheiro. Em causa está o apoio financeiro de 10 milhões de patacas que a Fundação deu ao Centro de Estudo do Desenvolvimento de Qualidade dos Cidadãos de Macau, instalado no 12º andar do edifício. O ano passado um relatório do Comissariado de Auditoria apontava falhas à fiscalização da Fundação Macau, na atribuição de dinheiro a associações. Uma dessas falhas, recorda a TDM, foi agora detectada pela ANMD e prende-se com o centro. Se o centro recebe apoio da Fundação e paga renda ao Ou Mun, então, deduz a ANMD, o dinheiro da fundação entra directamente no jornal. Um dos responsáveis da Fundação Macau prometeu agora mais cuidado na fiscalização dos pedidos de apoio.

dem que não deve existir o princípio de indexação de ambos.

INSTITUIÇÃO QUESTIONADA

Muito antes do relatório da Comissão de Auditoria vir dizer que a FM não fiscaliza o suficiente o dinheiro que concede às muitas associações do território, já Ng Kuok Cheong tinha questionado o Executivo sobre o assunto. “Apresentei perguntas ao Governo em 2007 para que fossem investigados, de forma aprofundada, os problemas de financiamento da FM, mas até ao momento não tive qualquer resposta. O Executivo nunca considerou a possibilidade de uma parte dos 1,6% da receita de jogo, que é dada à FM, poder ser transferida para o FSS, para apoiar o seu desenvolvimento.” – C.L./A.S.S.

Chui Sai On em Pequim para discutir nova fronteira

O Chefe do Executivo, Fernando Chui Sai On, vai estar na capital chinesa de 15 a 17 deste mês para discutir a criação da nova via de acesso interterritorial entre a Província de Guangdong e Macau. Em Pequim, Chui Sai On vai reunir-se com membros do Governo Central.


4

sociedade

quarta-feira 11.7.2012

www.hojemacau.com.mo

Três Candeeiros será zona pedonal a partir de 16 de Julho

Ir às compras em segurança Cecília Lin

cecilia.lin@hojemacau.com.mo

O

anúncio vem na página online do Instituto de Assuntos Cívicos e Municipais (IACM). A partir do dia 16, a Rua

da Emenda e outras três vizinhas passarão a ter circulação exclusiva de pessoas em horário diurno. A medida é aplicada de forma a criar um ambiente comercial pedestre na zona, explica o IACM em comunicado, e uma circu-

lação segura e confortável para todos os residentes, comerciantes e compradores. A excepção é feita para veículos de mercadorias, que têm agora uma área específica e delimitada para cargas e descargas.

Procura de emprego aumenta apesar do desemprego diminuir

Despedimento na ordem do dia D

E acordo com os dados da Direcção dos Serviços para os Assuntos Laborais (DSAL), divulgados ontem e relativos ao 2º trimestre de 2012, 2.138 candidatos inscreveram-se nos pedidos de emprego, correspondendo a mais 161 candidatos face ao 1º trimestre, ou seja, um aumento de 8%. As principais razões apresentadas pelos candidatos foram o “despedimento” e o “termo do contrato”, representando cerca de 50% do total de candidatos inscritos, seguindo-se a “mudança de ambiente de trabalho”, com 34%. Os que “acabaram de chegar a Macau” representaram 6% e os que “procuram o 1º emprego” eram 6%, enquanto as “outras razões” representaram 4%. Em relação às idades dos candidatos inscritos, verificou-se que a maioria tinha “45 a 59 anos”, representando 52% do total de candidatos inscritos no 2º trimestre. Os candidatos com “25 a 44 anos” significaram 30%, enquanto os com “menos de 25 anos” representaram 10% e aqueles com “60 ou mais anos” ocuparam 8%. No que diz respeito às habilitações académicas, os candidatos com o “ensino secundário” ocuparam a 1ª posição, com 52%, enquanto os candidatos com o “ensino primário ou nível inferior”, que representaram 33%, ocuparam a 2ª posição. Os candidatos com “bacharelato e licenciatura” representaram 14% e os que possuem “mestrado e doutoramento” abrangeram 1%.

SEGURANÇAS E LIMPEZAS

Relativamente às inscrições para pedido de emprego, verificou-se que as cinco

profissões mais procuradas no 2º trimestre pelos candidatos inscritos foram: “segurança/porteiro de prédios”, “trabalhador não

qualificado dos estaleiros de obras de construção”, “vendedor”, “empregado administrativo” e “empregado de limpeza”, sendo o

salário médio mensal pretendido de 8.630, 10.643, 7.641, 8.736 e 6.984 patacas, respectivamente; enquanto, o salário médio mensal oferecido pelos empregadores para cargos semelhantes foi de 6.710, 9.525, 6.551, 7.470 e 5.881, respectivamente. Constatou-se que o salário médio mensal oferecido pelos empregadores para as cinco profissões foi mais baixo do que o pretendido pelos candidatos, tendo as maiores diferenças sido observadas nos salários de “segurança/porteiro de prédios” (-29%) e “empregado de limpeza” (-19%).

MELHORES ORDENADOS

Quanto às ofertas de emprego, as cinco profissões que no 2º trimestre tiveram maior número de ofertas foram: “empregado de mesa”, “empregado de limpeza”, “vendedor”, “cozinheiro”, “assentador de tijolos e tacos/estucador”, sendo o salário médio mensal oferecido pelos empregadores de 6.472, 5.881, 6.551, 7.337 e 11.588 patacas, respectivamente; enquanto, o salário médio pretendido pelos candidatos para cargos semelhantes foi de 7.567, 6.984, 7.641, 10.372 e 15.702 patacas, respectivamente. Constatou-se que o salário médio mensal oferecido pelos empregadores para as cinco profissões atrás mencionadas ainda ficou distante do pretendido pelos candidatos, tendo as maiores diferenças sido observadas nos salários de “cozinheiro” (-29%) e de “assentador de tijolos e tacos/estucador” (-26%).

As zonas estarão estabelecidas em cinco ruas: perto do supermercado San Mio, na rua de Brás da Rosa; na Rua da Barca, perto da rua da Emenda; na Estrada de Coelho do Amaral, no cruzamento com a Rua de Tomé Pires;

outra perto da Rua Brás da Rosa; e ainda na travessa do Bem-Estar. A entrada a veículos e motociclos estará vedada, em período diurno, entre as 8h00 e as 21h00. A nova medida será implementada faseadamente, sendo que a primeira estrada beneficiada é a Rua da Emenda, a partir de 16 de Julho, depois a Rua de Tomé Pires e a Rua do Rebanho, no dia um do próximo mês e, por último, a Rua do Lu Cao a partir de 16 do Agosto.

Macau participou no “Taipei International Food Show 2012”

A primeira vez com sucesso

O

RGANIZADA pelo “Taiwan External Trade Development Council” (TAITRA), realizou-se nos dias 27 a 30 de Junho a “ Taipei International Food Show 2012”. O Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau (IPIM) organizou uma delegação empresarial de Macau, chefiada por Irene Lau, que se deslocou a Taipei para participar. Pela primeira vez, o IPIM levou 50 pessoas provenientes de diversos sectores, nomeadamente, comercial, de produtos alimentares, restauração, venda a retalho, tecnologia ambiental e design de publicidade. Além de visitas à Feira, a delegação de Macau participou também noutras actividades inerentes, incluindo, nomeadamente, nas bolsas de contacto e no jantar de intercâmbio. Tudo no intuito de, através dessa série de actividades, estreitar os laços entre as empresas de Macau e as suas congéne-

res em Taiwan, criando, por esta via, condições para o encetamento de cooperação empresarial.

CERTAME DE PRESTÍGIO

A “Taipei International Food Show” é a exposição de produtos alimentares mais conceituada de Taiwan. Pela primeira vez, a Feira engloba a mostra de produtos alimentares, de máquinas para fabrico de produtos alimentares e de embalagens de produtos alimentares. O recinto foi estendido para incluir o “Nangang Exhibition Hall” e o “Exhibition Hall 1” do Taipei World Trade Centre, com vista a comportar as 1530 empresas expositoras, com 3.537 stands, correspondentes a um crescimento de 15% comparativamente ao ano anterior. O evento atraiu cerca de 6.000 compradores profissionais, tendo registado, no total, 61.000 entradas dos participantes e visitantes locais e externos.


quarta-feira 11.7.2012

sociedade

www.hojemacau.com.mo

5

Idosa pede ajuda ao Chefe do Executivo

Ontem de manhã, uma idosa entregou uma carta ao Chefe do Executivo, pedindo ajuda para resolver um problema que enfrenta, relacionado com uma propriedade que possui em Guangzhou. A mulher suspeita que um advogado do continente, em conluio com um oficial do governo de Guangzhou, a defraudou. Garante que a propriedade foi dada pela sogra ao seu marido (a mãe dele, portanto), cumprindo todo os preceitos legais, em 1956. O casal emigrou para a RAEM em 1980 e a construção na propriedade foi demolida por um empreiteiro, que lhe prometeu uma casa nova, em 1989. Só que depois, segundo alega a idosa, o empreiteiro afirmou que o terreno não era dela, não lhe deu qualquer casa e os documentos que provavam a verdadeira dona terão sido roubados pelo advogado que ela tinha. Depois de já ter recorrido a várias instâncias, sem êxito, a mulher tenta agora, em desespero, que Chui Sai On resolva o problema. - C.L.

Depósitos protegidos a partir de Outubro

Metade dos alunos do 12º ano da Escola Portuguesa de Macau reprovou em exame nacional

A contas com a Matemática À semelhança do que aconteceu em Portugal, também as notas dos exames nacionais não foram muito satisfatórias em Macau. O Hoje Macau esteve na Escola Portuguesa, onde avaliou a situação Joana Freitas

joana.freitas@hojemacau.com.mo

O

S alunos da Escola Portuguesa de Macau (EPM) não conseguiram desviar-se das baixas médias dos exames nacionais às principais disciplinas do secundário - a língua portuguesa ainda conseguiu manter-se à tona, com média geral positiva, mas a matemática não escapou à negativa. Dos cerca de 44 alunos que se sentaram à secretária para fazer o

exame de português do 12º ano, apenas cinco reprovaram. A nota mais alta foi 17 – dois alunos conseguiram atingir este nível -, inserida numa média geral de 12 valores. Apesar de a maioria ter sido avaliada de forma positiva, houve quem não conseguisse contornar as dificuldades da língua de Camões e obtivesse apenas sete valores. Por caricato que possa parecer, as notas mais altas dos exames nacionais de português foram atribuídas a alunos de língua portuguesa não-materna. Meia dezena de estudantes da EPM desta categoria conseguiram elevar a pauta a uma média geral de 16 valores – um deles atingiu 19 pontos, os restantes mantiveram-se nos 15.

NÚMEROS SEM BRILHO

É nas ciências ditas exactas que os alunos do ensino secundário da EPM se vêem mais aflitos. As matemáticas (A e B), economia e físico-química fizeram descarrilar o comboio das médias positivas. Na EPM, a matemática A – mais completa e exigente – valeu

a reprovação de mais de metade dos alunos inscritos a exame. Em 32, 17 não conseguiram atingir o objectivo de passar numa das duas disciplinas principais, um número mais alto do que os que conseguiram realmente passar o ano – 15. A média geral dos exames nacionais de matemática ficou-se por oito valores, perdidos entre notas de um e quatro valores e apenas uma de 19 – a mais alta. Matemática B contou com cinco reprovações de um total de oito alunos e obteve média geral de seis valores, enquanto economia e físico-Química ainda conseguiram positivas – os alunos de economia obtiveram média geral de 12 valores, os outros ficaram no limite para a positiva, alcançando nota dez. As informações referidas pelo Hoje Macau – constantes das pautas afixadas nos quadros da EPM –referem-se apenas à primeira fase. Apesar de Nuno Crato, ministro português da Educação e Ciência, ter manifestado desagrado perante os resultados dos exames – que classificou de insatisfatórios -, alguns alunos da

EPM têm outra visão. Ao canal português da rádio, mostraram-se surpresos com as suas notas. Foi o caso de Sidney Monteiro que disse ter gostado das notas, apesar da dificuldade da matemática lhe ter valido dez valores, menos do que a português – que considerou mais fácil. A EPM assegura que vai comentar hoje os resultados dos exames nacionais.

Alunos do ciclo conseguem mais positivas Se os exames nacionais ao nível do secundário não atingiram resultados tão bons, no 2º e 3º ciclos os alunos portaram-se melhor. Na EPM, os estudantes do 6º ano conseguiram média geral de quatro – numa escala de zero a cinco – a português, não descurando a matemática, onde atingiram a mesma nota. Também o 9º ano conseguiu obter bons resultados, à semelhança do que aconteceu em Portugal, onde mais de metade dos alunos destes anos passaram.

O novo diploma que implementa o Regime de Garantia de Depósitos foi publicado em Boletim Oficial na segunda-feira e deverá entrar em vigor a partir do mês de Outubro. Tal lei pretende proteger os depósitos em caso de falência dos bancos, sendo que todos os cidadãos têm direito a um reembolso no valor de 500 mil patacas. O Governo vai injectar um montante inicial de 150 milhões de patacas no Fundo de Garantia de Depósitos, o qual terá contribuições das próprias instituições bancárias no futuro. Ao jornal Business Daily, a Autoridade Monetária de Macau já garantiu que o Fundo estará operacional no prazo estipulado. Segundo declarações de um analista financeiro, o Governo “já iniciou os procedimentos” necessários.

Casos graves de infecção por enterovírus

Os Serviços de Saúde (SS) afirmaram, em comunicado, que à medida que começam as férias de Verão escolares, a situação epidemiológica de infecção por enterovírus poderá ser atenuada. Nos últimos dias foram notificados dois casos graves de infecção por enterovírus, pelo que os SS apelaram aos cidadãos para não afrouxarem a sua atenção. A situação epidemiológica de infecção por enterovírus em Macau tem vindo a diminuir de meados de Junho de cerca de 100 casos por semana para 60 casos por semana, contudo, foram notificados hoje dois casos graves.


6

publicidade

quarta-feira 11.7.2012

www.hojemacau.com.mo

Direcção dos Serviços de Administração e Função Pública AVISO Programa de Aprendizagem de Tradução e Interpretação das Línguas Chinesa e Portuguesa

Direcção dos Serviços de Administração e Função Pública AVISO Programa de Formação de Tradução e Interpretação das Línguas Chinesa e Portuguesa

Faz-se público que, por despacho de 5 de Julho de 2012, da Exmª. Senhora Secretária para a Administração e Justiça, se acha aberto o processo de recrutamento e selecção para a admissão de 25 participantes ao Programa de Aprendizagem de Tradução e Interpretação das Línguas Chinesa e Portuguesa, cujos Princípios Reguladores se encontram previstos na Ordem Executiva n.º 24/2011. I - Caracterização 1. O Programa de Aprendizagem de Tradução e Interpretação das Línguas Chinesa e Portuguesa, adiante designado por Programa de Aprendizagem, sendo uma das políticas de formação do pessoal de tradução e interpretação da Região Administrativa Especial de Macau (RAEM), tem por objectivos: 1) A aprendizagem das técnicas de tradução e interpretação consecutiva e simultânea nas línguas chinesa e portuguesa; 2) A aprendizagem dos conhecimentos de tradução nas línguas chinesa e portuguesa nas áreas administrativa e jurídica; 3) A aprendizagem da teoria sistemática de tradução; 4) A aquisição de experiência profissional através de aprendizagem em contexto real de trabalho e formação prática em contexto real de trabalho. 2. O Programa de Aprendizagem tem a duração não superior a 2 anos e divide-se em duas partes. 2.1. A primeira parte compreende duas fases: I – Fase de aprendizagem teórica (tradução) e de aprendizagem em contexto real de trabalho (tradução e interpretação) a leccionar na RAEM, com a duração de 5 meses, que compreende os seguintes módulos de aprendizagem: 1) Curso Básico para a Tradução Chinês-Português / Português-Chinês na Área Administrativa; 2) Curso Básico para a Tradução Chinês-Português / Português-Chinês na Área Jurídica; 3) Aprendizagem em Contexto Real de Trabalho para a Tradução e Interpretação Chinês-Português/ Português-Chinês a decorrer no Departamento dos Assuntos Linguísticos (DAL) da Direcção dos Serviços de Administração e Função Pública (SAFP); II - Fase de aprendizagem teórico-técnica (interpretação), a decorrer na RAEM, na Bélgica e em Portugal, com a duração de 5 meses, que compreende aulas de aprendizagem teórico-técnica, no âmbito de interpretação de conferência, constituídas por: 1) Módulo de interpretação consecutiva, a realizar na RAEM; 2) Módulo de interpretação simultânea, a realizar na Bélgica e em Portugal. 2.2. Constitui a segunda parte do Programa de Aprendizagem a Formação Prática em Contexto Real de Trabalho para a Tradução e Interpretação Chinês-Português/Português-Chinês, a decorrer no DAL do SAFP, e que é composta por 2 períodos, cuja duração é de 5 meses e meio cada. 3. O Programa de Aprendizagem pode ser complementado por outras actividades ou acções de aprendizagem, designadamente conferências, seminários, colóquios e visitas de estudo. 4. Bolsas do Programa de Aprendizagem 1) Durante a frequência da fase da primeira parte do Programa de Aprendizagem que decorra na RAEM, os participantes sem vínculo à Administração Pública auferem uma bolsa mensal no valor equivalente ao índice 100 da tabela indiciária de vencimento da função pública; durante a frequência da segunda parte da formação prática em contexto real de trabalho a decorrer no DAL do SAFP, uma bolsa mensal no valor equivalente ao índice 410 da tabela indiciária de vencimento da função pública; 2) Durante a frequência da fase de aprendizagem teórico-técnica que decorra na Europa, os participantes auferem uma bolsa mensal no valor de € 1.700,00; 3) Durante a frequência do Programa de Aprendizagem (incluído a primeira parte e a segunda parte), os participantes com vínculo à Administração Pública conservam o direito ao vencimento correspondente ao índice da sua situação de origem, sendo a bolsa a atribuir durante o período de aprendizagem que decorre na Europa acumulável com o vencimento de origem. 5. Declaração de compromisso Os participantes, que obtenham aproveitamento no Programa de Aprendizagem, estão obrigados a prestar serviço à Administração Pública, por um período de 2 anos, sendo admitidos no SAFP, em regime de contrato além do quadro, na categoria de ingresso da carreira de técnico superior, 1.º escalão. Os participantes com vínculo à Administração Pública podem optar, após a obtenção de aproveitamento no Programa de Aprendizagem, por prestar serviço à Administração Pública, por um período de 2 anos, sendo admitidos no SAFP em regime de contrato além do quadro, na categoria de ingresso da carreira de técnico superior, 1.º escalão. A opção referida implica a cessação automática da situação jurídico-funcional anteriormente detida. 6. Regulamento do Programa de Aprendizagem O Regulamento do Programa de Aprendizagem encontra-se disponível no balcão do SAFP, sito na Rua do Campo n.º 162, Edf. Administração Pública, r/c, Macau, e na página electrónica da mesma Direcção de Serviços, em http://www.safp.gov.mo. II - Processo de recrutamento e selecção 1. Requisitos de candidatura Podem candidatar-se ao Programa de Formação os indivíduos que reúnam os seguintes requisitos: 1. Ser residente permanente da RAEM; 2. Ser maior; 3. Ser detentor de qualquer licenciatura; 4. Ter capacidade profissional; 5. Ter aptidão física e mental; 6. Residir na RAEM. 2. Apresentação de candidatura O prazo para requerer a admissão ao processo de recrutamento e selecção para admissão ao Programa de Formação é de 10 dias, contados a partir do primeiro dia útil imediato ao da publicação do presente aviso no Boletim Oficial da RAEM. As candidaturas são formalizadas por requerimento dirigido ao presidente do júri, em impresso próprio disponibilizado pelo SAFP; o qual deve ser instruído com os documentos comprovativos dos requisitos de candidatura, acima indicados, e entregue pessoalmente, dentro do prazo fixado e durante horário de expediente, nas instalações do SAFP sitas na Rua do Campo, n.° 162, Edifício Administração Pública, r/c. Os documentos a apresentar são os seguintes: 1) Candidatos não vinculados à função pública: a) Cópia do documento de identificação; b) Original ou cópia dos documentos comprovativos das habilitações académicas exigidas no presente aviso; c) Nota curricular, devidamente assinada, donde constem, detalhadamente, a habilitação académica, formação profissional e experiência profissional, devendo o candidato apresentar documentos comprovativos do mencionado. 2) Candidatos vinculados à função pública: Os candidatos vinculados à função pública devem apresentar os documentos referidos nas alíneas a), b) e c) e ainda um registo biográfico emitido pelo serviço a que pertencem, do qual conste, designadamente, os cargos anteriormente exercidos, a carreira e categoria que detêm, a natureza do vínculo, a antiguidade na categoria e na função pública. Os candidatos vinculados à função pública ficam dispensados da apresentação dos documentos referidos nas alíneas a) e b), bem como do registo biográfico, se os mesmos já se encontrarem arquivados nos respectivos processos individuais, devendo ser declarado expressamente tal facto na apresentação da candidatura. Se o candidato entregar cópias de documentos não autenticadas por notário deve exibir no acto de entrega os respectivos originais para efeitos de autenticação pelos trabalhadores que recebem as candidaturas. O requerimento, em impresso próprio acima referido (Boletim de Inscrição – Programa de Aprendizagem de Tradução e Interpretação das Línguas Chinesa e Portuguesa, SAFP/ CFTSP-DOF Modelo 133/ver.001, de 08/09/2011), encontra-se disponível no balcão do SAFP e na página electrónica da mesma Direcção de Serviços, em http://www.safp.gov.mo. 3. Métodos de selecção São métodos de selecção os seguintes: 1.º método : Prova escrita de conhecimentos das línguas chinesa e portuguesa (com carácter eliminatório) ; 2.º método: Prova oral de conhecimentos das línguas chinesa e portuguesa (com carácter eliminatório), caso aprovado na prova escrita; 3.º método : Entrevista profissional, caso aprovado na prova oral; 4.º método : Análise curricular. Objectivos dos métodos de selecção Provas de conhecimentos — avaliar o nível de conhecimentos gerais ou específicos, exigíveis para a frequência do Programa de Aprendizagem; Entrevista profissional — determinar e avaliar elementos de natureza profissional relacionados com a qualificação e a experiência profissionais dos candidatos face ao perfil das exigências da função; Análise curricular — examinar a preparação do candidato para o desempenho da respectiva função, ponderando a habilitação académica e profissional, a qualificação e experiência profissionais, os trabalhos realizados e a formação profissional complementar. 4. Sistema de classificação 1.º método: Prova escrita de conhecimentos das línguas chinesa e portuguesa (com carácter eliminatório) – 30% Parte A - Tradução de textos de chinês para português e vice-versa: 50% Parte B - Composição em chinês e em português: 50% 2.º método: Prova oral de conhecimentos das línguas chinesa e portuguesa (com carácter eliminatório) – 30% Parte A - Interpretação de discursos de chinês para português: 50% Parte B - Interpretação de discursos de português para chinês: 50% 3.º método : Entrevista profissional – 30% 4.º método : Análise curricular – 10% Os resultados obtidos na aplicação dos métodos de selecção são classificados de 0 a 100 valores. O candidato que falte ou desista de qualquer prova é automaticamente excluído. As provas escrita e oral de conhecimentos têm caracter eliminatório. Os candidatos que obtenham classificação inferior a 50 valores na prova escrita são excluídos da prova oral. Os candidatos que obtenham classificação inferior a 50 valores na prova oral são excluídos da entrevista profissional. A classificação final resulta da média ponderada das classificações obtidas nos métodos de selecção utilizados, sendo considerados excluídos os candidatos que obtenham classificação inferior a 50 valores. Em caso de igualdade de classificação, os candidatos serão ordenados, de acordo com a ordem de preferência prevista no n.º 1 do artigo 9.º da Ordem Executiva n.º 24/2011. 5. Programa das provas A prova escrita, com a duração máxima de 3 horas, é composta por: Parte A - Tradução de textos de chinês para português e vice-versa Parte B - Composição em chinês e em português A prova oral, com a duração máxima de 30 minutos, é composta por: Parte A - Interpretação de discursos de chinês para português Parte B - Interpretação de discursos de português para chinês As provas escrita e oral terão como conteúdo, nomeadamente, matérias relativas à Administração Pública da RAEM, actualidades e assuntos nacionais e internacionais . Na prova escrita apenas será permitido consultar dicionários em suporte de papel. 6. Indicações para melhor esclarecimento dos interessados As listas provisórias, definitivas e classificativas, juntamente com a calendarização das provas, bem como as informações de interesse dos candidatos, serão afixadas nas instalações do SAFP sitas na Rua do Campo, n.º 162, Edifício Administração Pública, r/c, bem como disponibilizadas na página electrónica da mesma Direcção de Serviços. Os critérios de apreciação e avaliação das provas de conhecimentos, da entrevista profissional e da análise curricular, bem como as fórmulas de classificação dos métodos de selecção e da classificação final serão facultados aos candidatos sempre que solicitados. 7. Legislação aplicável O processo de selecção rege-se pelas normas constantes nos seguintes diplomas legais e regulamentares: - Código do Procedimento Administrativo, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 57/99/M; - Lei n.º 14/2009 (Regime das carreiras dos trabalhadores dos serviços públicos); - Regulamento Administrativo n.º 23/2011 (Recrutamento, selecção, e formação para efeitos de acesso dos trabalhadores dos serviços públicos); - Ordem Executiva n.º 24/2011 que define os Princípios Reguladores do Programa de Aprendizagem de Tradução e Interpretação das Línguas Chinesa e Portuguesa. 8. Composição do Júri O júri terá a seguinte composição: Presidente: Joana Maria Noronha, Subdirectora. Vogais efectivos: Lao Sou Mui, intérprete-tradutora assessora; Leonardo Calisto Correia, intérprete-tradutor assessor. Vogais suplentes: Fong Chi Ioi, intérprete-tradutora assessora; Che Man Kun, intérprete-tradutora assessora. III. Informações e esclarecimentos – SAFP Dra. Lúcia Santos Tel.: 89871234

Faz-se público que, por despacho de 5 de Julho de 2012, da Exmª. Senhora Secretária para a Administração e Justiça, se acha aberto o processo de recrutamento e selecção para a admissão de 25 participantes ao Programa de Formação de Tradução e Interpretação das Línguas Chinesa e Portuguesa, cujos Princípios Reguladores se encontram previstos nas Ordens Executivas n.º 50/2009 e n.º 23/2011. I - Caracterização 1. O Programa de Formação de Tradução e Interpretação das Línguas Chinesa e Portuguesa, adiante designado por Programa de Formação, sendo uma das políticas de formação do pessoal de tradução e interpretação da Região Administrativa Especial de Macau (RAEM), tem por objectivos: 1) O aperfeiçoamento das técnicas de tradução e interpretação consecutiva e simultânea nas línguas chinesa e portuguesa; 2) O reforço dos conhecimentos de tradução nas línguas chinesa e portuguesa nas áreas administrativa e jurídica; 3) O aprofundamento de aprendizagem da teoria sistemática de tradução; 4) A aquisição de experiência profissional através da formação prática em contexto real de trabalho. 2. O Programa de Formação tem a duração não superior a 1 ano e integra as seguintes fases: I – Fase de formação teórico-prática (tradução) e de formação prática em contexto real de trabalho (tradução e interpretação) a leccionar na RAEM, com a duração de 5 meses, e que compreende os seguintes módulos de formação: 1) Formação Prática em Contexto Real de Trabalho para a Tradução e Interpretação Chinês-Português/Português-Chinês a decorrer no Departamento dos Assuntos Linguísticos (DAL) da Direcção dos Serviços de Administração e Função Pública (SAFP); 2) Curso de Formação Essencial para a Tradução Chinês-Português / Português-Chinês na Área Administrativa; 3) Curso de Formação Essencial para a Tradução Chinês-Português / Português-Chinês na Área Jurídica; II - Fase de formação teórico-prática (interpretação), a decorrer na RAEM, na Bélgica e em Portugal, com a duração de 5 meses, e que compreende aulas teóricas e práticas, no âmbito do Curso de Formação de Intérpretes de Conferência constituído por: 1) Módulo de interpretação consecutiva, a realizar na RAEM; 2) Módulo de interpretação simultânea, a realizar na Bélgica e em Portugal. 3. O Programa de Formação pode ser complementado por outras actividades ou acções de formação, designadamente conferências, seminários, colóquios e visitas de estudo. 4. Bolsas de formação 1) Durante a frequência da fase de formação teórico-prática e formação prática em contexto real de trabalho que decorra na RAEM, os participantes sem vínculo à Administração Pública auferem uma bolsa mensal no valor equivalente ao índice 100 da tabela indiciária de vencimento da função pública; 2) Durante a frequência da fase de formação teórico-prática que decorra na Europa, os participantes do Programa de Formação auferem uma bolsa mensal no valor de € 1.700,00; 3) Durante a frequência da fase de formação teórico-prática e formação prática em contexto real de trabalho, os participantes com vínculo à Administração Pública conservam o direito ao vencimento correspondente ao índice da sua situação de origem, sendo a bolsa a atribuir durante o período de formação que decorra na Europa acumulável com o vencimento de origem. 5. Declaração de compromisso Os participantes que obtenham aproveitamento no Programa de Formação, estão obrigados a prestar serviço à Administração Pública, por um período de 1 ano, sendo admitidos no SAFP, em regime de contrato além do quadro, na categoria de ingresso da carreira, 1.º escalão, para a qual possuam as habilitações académicas ou profissionais necessárias. Os participantes com vínculo à Administração Pública, podem optar, após a obtenção de aproveitamento no Programa de Formação, por prestar serviço à Administração Pública, por um período de 1 ano, sendo admitidos no SAFP em regime de contrato além do quadro, na categoria de ingresso da carreira, 1.º escalão, para a qual possuam as habilitações académicas ou profissionais necessárias. A opção referida implica a cessação automática da situação jurídico-funcional anteriormente detida. 6. Regulamento do Programa de Formação O Regulamento do Programa de Formação encontra-se disponível no balcão do SAFP, sito na Rua do Campo, n.° 162, Edifício Administração Pública, r/c, e na página electrónica da mesma Direcção de Serviços, em http://www.safp.gov.mo. II - Processo de recrutamento e selecção 1. Requisitos de candidatura 1) Indivíduos que sejam residentes permanentes da RAEM nos termos previstos na Lei Básica; e 2) Preencham os requisitos gerais para o desempenho de funções públicas, previstos no artigo 10.º do Estatuto dos Trabalhadores da Administração Pública de Macau (ETAPM), aprovado pelo Decreto-Lei n.º 87/89/M, de 21 de Dezembro; e 3) Curso superior de tradução e interpretação ou de língua; ou 4) Licenciatura em tradução e interpretação ou em língua. 2. Apresentação de candidatura O prazo para requerer a admissão ao processo de recrutamento e selecção para admissão ao Programa de Formação é de 15 dias, contados a partir do primeiro dia útil imediato ao da publicação do presente aviso no Boletim Oficial da RAEM. As candidaturas são formalizadas por requerimento dirigido ao presidente do júri, em impresso próprio disponibilizado pelo SAFP; o qual deve ser instruído com os documentos comprovativos dos requisitos de candidatura, acima indicados, e entregue pessoalmente, dentro do prazo fixado e durante horário de expediente, nas instalações do SAFP sitas na Rua do Campo, n.° 162, Edifício Administração Pública, r/c. Os documentos a apresentar são os seguintes: 1) Candidatos não vinculados à função pública: a) Cópia do documento de identificação; b) Original ou cópia dos documentos comprovativos das habilitações académicas exigidas no presente aviso; c) Nota curricular, devidamente assinada, donde constem, detalhadamente, a habilitação académica, formação profissional e experiência profissional, devendo o candidato apresentar documentos comprovativos do mencionado. 2) Candidatos vinculados à função pública: Os candidatos vinculados à função pública devem apresentar os documentos referidos nas alíneas a), b) e c) e ainda um registo biográfico emitido pelo serviço a que pertencem, do qual conste, designadamente, os cargos anteriormente exercidos, a carreira e categoria que detêm, a natureza do vínculo, a antiguidade na categoria e na função pública. Os candidatos vinculados à função pública ficam dispensados da apresentação dos documentos referidos nas alíneas a) e b), bem como do registo biográfico se os mesmos já se encontrarem arquivados nos respectivos processos individuais, devendo ser declarado expressamente tal facto na apresentação da candidatura. Se o candidato entregar cópias de documentos não autenticadas por notário deve exibir no acto de entrega os respectivos originais para efeitos de autenticação pelos trabalhadores que recebem as candidaturas. O requerimento, em impresso próprio acima referido (Boletim de Inscrição – Programa de Formação de Tradução e Interpretação das Línguas Chinesa e Portuguesa, SAFP/CFTSPDOF Modelo 131/ver.001, de 08/09/2011), encontra-se disponível no balcão do SAFP e na página electrónica da mesma Direcção de Serviços, em http://www.safp.gov.mo. 3. Métodos de selecção São métodos de selecção os seguintes: 1.º método : Provas de conhecimentos das línguas chinesa e portuguesa (com carácter eliminatório), que revestir-se-ão sob a forma de prova escrita e de prova oral e desenvolverse-ão em 2 fases: 1.ª fase : prova escrita, com a duração máxima de 3 horas; 2.ª fase: prova oral, com a duração máxima de 30 minutos. 2.º método : Entrevista profissional, com a duração máxima de 30 minutos; 3.º método : Análise curricular. Objectivos dos métodos de selecção Provas de conhecimentos — avaliar o nível de conhecimentos gerais ou específicos, exigíveis para a frequência do Programa de Formação; Entrevista profissional — determinar e avaliar elementos de natureza profissional relacionados com a qualificação e a experiência profissionais dos candidatos face ao perfil das exigências da função; Análise curricular — examinar a preparação do candidato para o desempenho da respectiva função, ponderando a habilitação académica e profissional, a qualificação e experiência profissionais, os trabalhos realizados e a formação profissional complementar. 4. Sistema de classificação 1.º método : Provas de conhecimentos das línguas chinesa e portuguesa (com carácter eliminatório) – 60% 1.ª fase : prova escrita – 30% Parte A - Tradução de textos de chinês para português e vice-versa – 50% Parte B - Composição em chinês e em português– 50% 2.ª fase: prova oral – 30% Parte A - Interpretação de discursos de chinês para português – 50% Parte B - Interpretação de discursos de português para chinês– 50% 2.º método : Entrevista profissional – 30% 3.º método : Análise curricular –10% O candidato que falte ou desista de qualquer prova é automaticamente excluído. Os resultados obtidos na aplicação dos métodos de selecção são classificados de 0 a 100 valores. Os resultados das provas de conhecimentos serão publicados em lista classificativa e os candidatos aprovados serão convocados para a entrevista profissional. Não serão admitidos à entrevista profissional nem à fase de análise curricular, sendo considerados excluídos, os candidatos que obtenham classificação média inferior a 50 valores nas provas de conhecimentos. A classificação final resulta da média ponderada das classificações obtidas nos métodos de selecção utilizados, sendo considerados excluídos os candidatos que obtenham classificação inferior a 50 valores. Em caso de igualdade de classificação, os candidatos serão ordenados, de acordo com a ordem de preferência prevista no n.º 1 do artigo 9.º da Ordem Executiva n.º 50/2009. 5. Programa das provas As provas de conhecimentos revestirão a forma de prova escrita, com a duração máxima de 3 horas, e prova oral, com a duração máxima de 30 minutos, tendo como conteúdo, nomeadamente, matérias relativas à Administração Pública da RAEM, actualidades e assuntos nacionais e internacionais. Prova escrita: Parte A - Tradução de textos de chinês para português e vice-versa Parte B - Composição em chinês e em português Prova oral: Parte A - Interpretação de discursos de chinês para português Parte B - Interpretação de discursos de português para chinês Na prova escrita apenas será permitido consultar dicionários em suporte de papel. 6. Indicações para melhor esclarecimento dos interessados As listas provisórias, definitivas e classificativas, juntamente com a calendarização das provas, bem como as informações de interesse dos candidatos, serão afixadas nas instalações do SAFP sitas na Rua do Campo, n.º 162, Edifício Administração Pública, r/c, bem como disponibilizadas na página electrónica da mesma Direcção de Serviços. Os critérios de apreciação e avaliação das provas de conhecimentos, da entrevista profissional e da análise curricular, bem como as fórmulas de classificação dos métodos de selecção e da classificação final serão facultados aos candidatos sempre que solicitados. 7. Legislação aplicável O processo de selecção rege-se pelas normas constantes nos seguintes diplomas legais e regulamentares: - Estatuto dos Trabalhadores da Administração Pública de Macau (ETAPM), aprovado pelo Decreto-Lei n.º 87/89/M, de 21 de Dezembro - Código do Procedimento Administrativo, aprovado pelo Decreto-lei n.º 57/99/M; - Lei n.º 14/2009 (Regime das carreiras dos trabalhadores dos serviços públicos); - Regulamento Administrativo n.º 23/2011 (Recrutamento, selecção, e formação para efeitos de acesso dos trabalhadores dos serviços públicos); - Ordens Executivas n.º 50/2009 e n.º 23/2011 que definem os Princípios Reguladores do Programa de Formação de Tradução e Interpretação das Línguas Chinesa e Portuguesa. 8. Composição do Júri O júri terá a seguinte composição: Presidente: Lúcia Abrantes dos Santos, Chefe do DAL do SAFP. Vogais efectivos: Manuela Teresa Sousa Aguiar, intérprete-tradutora assessora do SAFP; Gonçalo de Amarante Xavier intérprete-tradutor assessor da DSAJ. Vogais suplentes: Vong Kuai Ieng, intérprete-tradutora assessora do SAFP; Tang Hin Kuong, intérprete-tradutor chefe do SAFP. Dra. Lúcia Santos Tel.: 89871234 III. Informações e esclarecimentos – SAFP

Macau, aos 5 de Julho de 2012. A Directora, substituta

Joana Maria Noronha

Macau, aos 5 de Julho de 2012. A Directora, substituta Joana Maria Noronha


quarta-feira 11.7.2012

www.hojemacau.com.mo

publicidade

7


8

nacional

quarta-feira 11.7.2012

www.hojemacau.com.mo

Parceiras da Galp e Ren entre as dez maiores multinacionais do mundo

Os grandes amigos de Portugal

A

S parceiras chinesas das empresas portuguesas Galp e Ren - a Sinopec e a State Grid, respectivamente - estão entre as dez maiores companhias do planeta, segundo a classificação da revista norte-americana Fortune divulgada ontem. Na última lista anual da Fortune 500, elaborada em função das re-

ceitas de 2011, a China ascendeu ao segundo lugar, com 73 empresas, mais 12 do que em 2010 e mais cinco do que o Japão, que passou para a terceira posição. Além da Sinopec e da State Grid, que ocupam o 5.º e o 7.º lugares, há outra empresa estatal chinesa entre as dez maiores, a China National Petrolium (6.º lugar).

Há uma década, havia apenas 11 empresas chinesas na Fortune 500, realçou a revista. A lista deste ano é encabeçada pela anglo-holandesa Royal Dutch Shell, cujas receitas aumentaram 28,1% em 2011, para 394,5 mil milhões de euros. A norte-americana Wal-Mart, que nos dois últimos anos liderou a Fortune 500, desceu para o ter-

ceiro lugar, atrás da Exxon Mobil, também dos Estados Unidos.

LIGAÇÃO ÚNICA

No último ano, a State Grid comprou 25% da Ren (Redes Energéticas Nacionais) por 287 milhões de euros e a Sinopec investiu 3,81 mil milhões na Petrogal Brasil. Uma outra empresa chinesa, a China Three Gorges, pagou ao estado português 2,7 mil

milhões de euros por 21,35% do capital da Edp, tornando-se o maior accionista da eléctrica portuguesa. “Foi um facto não frequente na União Europeia e que mostra a diferença de Portugal: três grandes companhias chinesas conquistaram posições em grandes companhias portuguesas, num processo transparente e competitivo, em que ganhou quem apresentar a melhor proposta”, salientou, na semana passada, em Pequim o ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros de Portugal, Paulo Portas. Segunda maior economia mundial, a seguir aos Estados Unidos, a China tem as maiores reservas cambiais do planeta, estimadas em 2,6 biliões de euros.

União Europeia e China dispostas a “ampliar cooperação”

Interdependência em crescimento C

HINA e União Europeia (UE) anunciaram ontem a disposição de “ampliar a cooperação sobre questões internacionais” e “tratar as suas divergências de uma maneira construtiva”, considerando que as duas entidades são “cada vez mais interdependentes”. “A China reafirmou o apoio à integração europeia e aos esforços da Europa para resolver a crise da divida” e “a União Europeia reafirmou o apoio ao

desenvolvimento pacifico da China e respeito pela sua soberania e integridade territorial”, diz o comunicado conjunto difundido no final da 3ª ronda do Diálogo Estratégico de Alto Nível China-UE. Os 27 estiveram representados por Catherine Ashton, Alta Representante da UE para a Política Externa e de Segurança, e o conselheiro de Estado Dai Bingguo representou a China nas

conversações, que decorreram durante dois dias em Pequim. “Num mundo em mutação, União Europeia e China partilham largos interesses comuns e são cada vez mais interdependentes”, realça o comunicado conjunto.

ABERTURA ASSUMIDA

As duas partes concordaram “estar abertas a novas ideias para um efectivo trabalho conjunto e continuar empenhados em ser um bom exem-

plo de cooperação internacional no século XXI”. União Europeia e China “devem continuar a consolidar a sua parceria estratégica global, na base do respeito e das vantagens mútuas”, proclama ainda o comunicado conjunto. No primeiro semestre de 2012, o crescimento do comércio China-UE quase estagnou, mas os 27 continuam a ser o maior parceiro comercial da China e a sua principal fonte de tecnologia.


quarta-feira 11.7.2012

Empresas automobilísticas chinesa e alemã fomentam cooperação

Juntos para vencer

O

fabricante chinês de carros Great Wall Motors assinou um acordo de cooperação estratégica com a empresa alemã de peças de automóveis Hella KGaA Hueck &Co., informaram no sábado fontes da companhia chinesa. Ambas as partes fortalecerão sua cooperação no campo de pesquisa de módulos electrónicos e de controle de carros, assim como em tecnologia de iluminação, de acordo com a fonte. A empresa Great Wall Motors tem a oportunidade de oferecer produtos competitivos, sempre e quando os desenvolver segundo as leis e os regulamentos da União Europeia, indicou Huang Yong, vice-presidente da empresa. “Estamos a cooperar tecnologicamente com essa companhia internacional de componentes automobilísticos de qualidade superior para atender as elevadas exigências da procura no futuro”, explicou Huang. A colaboração entre as empresas melhorará os seus intercâmbios e a Hella oferecerá tecnologias e serviços competitivos ao parceiro chinês, com quem trabalhará para o desenvolvimento da indústria automobilística, disse Jan Monnekemeyer, vice-presidente da Hella na China.

GIGANTE MUNDIAL

A Great Wall Motors, que originariamente era um fabricante de carrinhas, incluiu SUV, autocarros e berlinas na sua linha de produção. A empresa chinesa foi cotada no mercado de valores de Hong Kong em 2003 e em Xangai em Setembro de 2011. A Hella é uma das maiores companhias mundiais na produção e venda de componentes de automóveis, conta com ramificações em mais de 70 cidades de mais de 30 países. Actualmente, tem dez bases de produção, pesquisa e desenvolvimento e administração na China, nas quais emprega mais de 4.000 pessoas.

nacional

www.hojemacau.com.mo

9

Pequim construirá mais 110 mil lugares de estacionamento

Espaço para os invasores

A

cidade de Pequim planeia criar 110 mil novos estacionamentos na zona central até o final de 2013, para melhorar a resposta aos seus 5 milhões de carros, informou no sábado o jornal Beijing Morning Post. A capital chinesa regista actualmente 2,48 milhões de vagas de estacionamento para os 5 milhões de veículos, ou seja, uma carência de 3 milhões de lugares, segundo o Relatório de Desenvolvimento para as Cidades Chinesas 2011. Para encorajar a construção de lugares de estacionamento, o governo municipal paga 2.000 yuans por cada nova vaga construída nos novos bair-

ros residenciais. Até Setembro deste ano, cerca de 9 mil lugares serão criados em 68 comunidades residenciais no centro da cidade, disse a comissão municipal de transportes de Pequim no seu site. Para os motoristas da capital, é muito difícil encontrar uma vaga para estacionar. Muitos têm que estacionar na calçada ou ao longo das ruas. O governo municipal adoptou diversas medidas para controlar o rápido crescimento do número de novos veículos, como a distribuição de licenças através de um sistema de sorteios, graças ao qual o número de novos veículos está limitado a 240 mil unidades por ano.

Exportações cresceram 9,2%. E superaram as importações

Mais fora do que dentro

A

S exportações chinesas cresceram 9,2% no primeiro semestre de 2012, para 776, 36 mil milhões de euros, superando o aumento das importações, anunciou hoje a Administração Geral das Alfandegas da China. No conjunto, o comércio externo chinês aumentou 8% em relação ao primeiro semestre do ano passado, para 1,496 biliões de euros, com um saldo de 55,93 mil milhões de euros favorável à China, indicou a mesma fonte. As importações da China aumentaram apenas 6,7%, para 720,41 mil milhões de euros. Para este ano, o crescimento do comércio externo preconizado pelo governo chinês ronda os 10 por cento. “O crescimento do comércio com a União Europeia, Japão e outros mercados tradicionais quase estagnou, mas

cresceu acentuadamente com os mercados emergentes”, disse o porta-voz da Administração-Geral das Alfandegas, Zheng Yuesheng. Em Junho, o crescimento das exportações chinesas abrandou para 11,3%, menos quatro pontos percentuais do que no mês anterior, e as importações também abrandaram, de 12,7% para 6,3%. O excedente comercial da China, entretanto, aumentou 42,9% em relação a Junho de 2011, para 25,8 mil milhões de euros. Segunda economia mundial, logo a seguir aos Estados Unidos, a China é também o maior exportador do mundo.


10

região

quarta-feira 11.7.2012

www.hojemacau.com.mo

Filha de ditador Park anuncia candidatura às presidenciais de Dezembro

Continuidades na Coreia do Sul

A

deputada veterana Park Geun-hye, filha do falecido ditador Park Chung-hee, anunciou hoje a sua candidatura à presidência da Coreia do Sul pelo partido governante Saenuri, cujas eleições estão agendadas para Dezembro. “Farei todos os possíveis para que a Coreia do Sul seja um país em que a toda a gente possa realizar os seus sonhos”, afirmou hoje Park Geun-hye, que caso vença as eleições tornar-se-á na primeira mulher a assumir o cargo de Chefe de Estado desde a fundação do país, em 1948. A deputada do partido conservador Saenuri centrou o seu discurso na promessa de melhorar a qualidade de vida dos sul-coreanos com uma economia justa e comprometeu-se ainda a “cortar o círculo vicioso da desconfiança, confrontação e incerteza”, para melhorar as relações

há muito deterioradas com a Coreia do Norte. Park Geun-hye goza de um forte apoio entre os sul-coreanos de uma faixa etária mais avançada, já que muitos são simpatizantes do seu pai que, entre 1962 e 1979, colocou em prática políticas repressivas que, contudo, impulsionaram um rápido crescimento económico e estabeleceram as bases para o desenvolvimento que se seguiu. No entanto, a política veterana não parece captar o apoio por parte dos mais jovens, em regra geral críticos do partido conservador do actual presidente Lee Myung-bak e desejosos de uma mudança capaz de solucionar problemas como o desemprego juvenil, que ronda os 8%, mais do dobro relativamente à média global de 3,4%.

SOLTEIRA E SEM FILHOS Pouco antes de ser anunciada a candidatura de Park Geun-hye, um grupo

de universitários organizou uma manifestação para exigir à possível próxima presidente da Coreia do Sul uma diminuição das elevadas propinas e a oferta de mais postos de trabalho para quem acaba de concluir o ensino superior. Com 60 anos, solteira e sem filhos, Park Geun-hye, dedicou grande parte da sua vida à política, desde que em 1974, com apenas 22 anos, assumiu o papel de primeira-dama depois de um terrorista norte-coreano ter assassinado a sua mãe, Yuk Young-soo. Depois de concluir o seu ‘trabalho’ como primeira-dama após o homicídio do seu pai, morto pelo chefe de inteligência em 1979, a filha de Park Chung-hee não ocupou um cargo público até 1998, quando foi eleita pela primeira vez deputada da Assembleia Nacional, um assento que detém até hoje.

Procura reforçar voos para a Europa através de aliança com Swiss e Austrian Airlines

A

Companhia japonesa estica as asas

transportadora aérea japonesa All Nippon Airways (ANA) anunciou ontem uma aliança com as companhias Swiss International Airlines e Austrian Airlines, para que formem parte da sociedade que mantém com a Lufthansa nas rotas entre o Japão e a Europa. A ANA, que procura reforçar os voos internacionais face à crescente concorrência interna, solicitou hoje ao ministério dos Transportes do Japão a aprovação da aliança, a efectivar a partir de 2013, informa a empresa num comunicado. Na sequência da eventual luz verde do ministério, a

ANA e as três companhias aéreas europeias “planeiam lançar vendas conjuntas” e coordenar preços “a partir da primavera de 2013”, indica o mesmo documento. Actualmente, a aliança formada pela ANA e a Lufthansa tem sete rotas entre o Japão e a Europa, com 126 voos semanais. Com a incorporação da Swiss Air e da Austrian Airlines, as rotas entre o Japão e a Europa passariam a ser nove e as ligações semanais 154.

PERTO DA RIVAL

A operadora japonesa começou a operar voos europeus em conjunto com a alemã Lufthansa no ano passado,

sendo que com a ampliação da aliança conseguiria alargar a quota de lugares disponíveis entre o Japão e o velho continente em cerca de 5%, até aos 33,9 por cento, segundo dados publicados pelo diário económico Nikkei. Tal contribuiria ainda para a aproximar da sua principal concorrente, a Japan Airlines (JAL), que detém uma quota de 34,7% e conta com a British Airways e a Air France-KLM como aliados. No início do mês, a ANA anunciou que planeia efetuar um aumento de capital de 200.000 milhões de ienes através uma nova emissão de acções. Grande parte deste capital destinar-se-ia à aquisição de aeronaves Boeing 787 Dreamliner, para aumentar as suas rotas internacionais.


quarta-feira 11.7.2012

www.hojemacau.com.mo

PUB

Timor-Leste começa apuramento nacional, após intervenção do tribunal para dirimir conflito

A

Pequenos problemas pós-eleitorais

Comissão Nacional de Eleições (CNE) de Timor-Leste iniciou ontem o apuramento nacional dos resultados das legislativas de sábado, depois da intervenção do Tribunal de Recurso para dirimir um conflito com o Secretariado Técnico da Administração Eleitoral (STAE). Em conferência de imprensa, o presidente da CNE, Faustino Cardoso, disse que aquele órgão se viu “impedido de proceder ao apuramento nacional”, porque a maior parte dos distritos não tinha enviado os documentos originais das actas de apuramento distrital e dos centros de votação. “O não envio dos documentos requeridos por lei levou ao impedimento da execução das funções da CNE de apuramento

nacional”, afirmou Faustino Cardoso, salientando que enviou uma carta ao Tribunal de Recurso a solicitar a intervenção. Ontem, em resposta ao pedido da CNE, o Tribunal de Recurso ordenou ao Secretariado Técnico da Administração Eleitoral, Tomás Cabral, para enviar “imediatamente à Comissão Nacional de Eleições os originais das atas de apuramento inicial dos distritos, sob pena de incorrer no crime de desobediência”. “O processo de apuramento nacional teve início hoje, por volta do meio-dia”, afirmou Faustino Cardoso, salientando que as actas do distrito de Ainaro já foram processadas. A CNE tem até sexta-feira para anunciar os

resultados provisórios nacionais, que depois serão enviados para o Tribunal de Recurso, para validar os resultados como oficiais.

RESULTADOS PROVISÓRIOS

Segundo os resultados provisórios distritais divulgados domingo pelo STAE, apenas quatro partidos CNRT, Fretilin, PD e Frente Mudança - conseguiram ser eleitos para o Parlamento nacional. O Conselho Nacional da Reconstrução de Timor-Leste, de Xanana Gusmão, venceu o escrutínio, com 36,66%, seguido da Frente Revolucionária de Timor-Leste Independente (Fretilin), com 29,87% dos votos. O Partido Democrático (PD) obteve 10,31% e a Frente Mudança 3,11%.

EUA criticam rara aparição de personagens da Disney em espectáculo na Coreia do Norte

Não mexam no Rato Mickey!

O

S Estados Unidos criticaram o uso, sem autorização, de personagens da Disney na Coreia do Norte, na sequência de um espectáculo em que personagens como Rato Mickey e Winnie the Pooh apareceram diante do líder norte-coreano, Kim Jong-un. “Todos os países devem cumprir as normas e leis de comércio internacional, incluindo o respeito pelos

direitos de propriedade intelectual”, disse um porta-voz do Departamento de Estado norte-americano, citado pela agência sul-coreana Yonhap. O feito mereceu forte atenção mediática, por se tratar da primeira vez que o regime da Coreia do Norte, geralmente relutante a influências externas, realiza um espectáculo com personagens da cultura dos

Estados Unidos, país que considera inimigo. A televisão estatal KCNA exibiu imagens de um espectáculo em que os intérpretes, disfarçados de personagens da Disney, protagonizaram uma actuação para o líder norte-coreano, Kim Jong-un, e sua comitiva, acompanhadas de projecções da firma norte-americana de desenhos animados.

região

11


12

internacional

A igreja que tem Tom Cruise e outras estrelas de Hollywood como cabeças de cartaz diz que o autoconhecimento espiritual é uma meta. Ao contrário das outras religiões, porém, garante expandir a ciência

quarta-feira

www.hojemacau.com.mo

Religião superior para uns, seita sem credibilidade para outros

Espirituais ou espi Nascimento da Cientologia

Rita Marques Ramos rita.ramos@hojemacau.com.mo

O

S detractores afirmam que é uma perigosa seita, onde a lavagem cerebral e a exploração financeira são o que na realidade tem para oferecer. Por outro lado, tem várias estrelas de Hollywood entre as suas fileiras – como Tom Cruise e John Travolta -, o que lhe traz um poder de sedução diferente da maioria das religiões. Mas o que é, afinal, este misto de ficção científica com poder espiritual? O Hoje Macau foi à fonte institucional para saber como se define a cientologia, pelas suas próprias palavras. Ou seja, o site oficial. A religião foi fundada por L. Ron Hubbard (nascido em 1911), nos anos 50 - viu no homem mais do que massa física e pensamento, identificando-lhe “a génese do espírito”. Segundo o fundador (ver caixa), o ser humano, sendo mais do que corpo e mente, agrega também a inteligência, a consciência e o ser, a que chama de “thetan”. Desta forma, associado à capacidade espiritual está então a sabedoria, assente em algumas verdades de base. Os dogmas são claros: “Homem é um ser espiritual e imortal”, “As suas experiências estendem-se muito além de um ciclo de vida” e “As capacidades do Homem são ilimitadas, mesmo que não realizadas”. O grande objectivo da cientologia é a “verdadeira iluminação espiritual e a liberdade de todos”. No entanto, para lá chegar há diferentes etapas a percorrer. A primeira é perceber que o instinto do homem na Terra é a sobrevivência face a diferentes dinâmicas, que constituem a vida. Estas dinâmicas são oito necessidades de sobrevivência que, tal como explica a doutrina, se reúnem numa série de círculos concêntricos, ou etapas, que começam do núcleo (o ser) e passam por “criatividade”, “sobrevivência em grupo”, “espécies”, “formas de vida”, “universo físico”, “o capacidade espiritual” e, a oitava dinâmica, o “infinito” ou a natureza suprema (criador). Só quando se atinge a sétima ou oitava dinâmica se consegue atingir o pleno da iluminação espiritual e liberdade e apenas se é feliz quando se atingem todos os anéis. Outra dos dogmas é que o Homem é “bom por natureza” e que são as suas experiências que o levam a

Lafayette Ronald Hubbard, nascido em 1911, foi militar de carreira e escritor de ficção científica. Fundou a cientologia e um método de terapia alternativa, a dianética. “Um marco para o homem comparável à descoberta do fogo e superior à invenção da roda e do arco.” Hubbard descreveu a sua filosofia em mais de cinco mil obras - entre livros de auto-ajuda, obras de ficção, textos sobre administração de negócios, ensaios e poesia - e três mil conferências gravadas. Em Agosto de 1950, um dos primeiros livros de Hubbard tinha vendido 55 mil cópias, tendo sido traduzido para francês, japonês e alemão. Os membros da cientologia podem vir de todos os quadrantes da vida, segundo o fundador, que estabeleceu missões e Igrejas nos seis continentes. Morreu aos 75 anos, em 1986.

O “Super Power Building”, edifício de referência da Cientologia, fica em Clearwater, na Florida

Kerry Hyatt foi até Clearwater conhecer a comunidade de cientologistas

cometer acções maldosas, ou seja, “muitas vezes o Homem resolve os seus problemas considerando apenas os seus interesses, o que lhe causa problemas e aos outros”.

CIENTOLOGIA NÃO É CIÊNCIA

Em 1952, Hubbard “mediu e descreveu o espírito humano”, enquanto

“demonstrava objectivamente que a capacidade espiritual poderia ajudar no avanço do pensamento científico”. Esta potencialidade, avançada na nova teoria, é parte de cada ser humano e universalmente acessível, segundo proclama o fundador. Pelo que acabou por defini-la como o culminar dos objectivos de todas as

religiões: libertar a alma através da sabedoria. Ao todo, as obras de L. Ron Hubbard sobre cientologia e dianética - método de terapia alternativa - constituem a maior documentação sobre mente humana e espírito, mais de 5.000 obras e 3.000 conferências gravadas. Neste espólio, encontram-

-se, segundo o autor, respostas para os mistérios mais profundos da vida: a existência, a morte, a realização de estados de espírito não descritos em literatura anterior. Mas a cientologia, que oferece a “maior felicidade”, também arranja soluções para problemas sociais aparentemente sem esperança, como o abuso de drogas, o declínio dos padrões morais e o analfabetismo. A partir das obras surgem também “tecnologias” da cientologia para criar filhos, reparar a vida familiar, organizar e prestar socorro em tempos de doenças ou sofrimento. O desenvolvimento desta religião nova, que “isolou as leis fundamentais da vida”, teve uma rápido desenvolvimento e promulgação em parte possível pelos avanços nas ciências físicas da primeira metade do século XX. A cientologia é ainda uma religião prática, na medida em que tem diferentes igrejas, onde pode ser praticado o seu culto, e onde se observa um convite permanente de Hubbard: “Estamos a estender-lhe o dom precioso da liberdade e imortalidade - factualmente, honestamente.”

DIA DE UM CIENTOLOGISTA

Kerry Hiatt escreveu um artigo no jornal britânico Daily Mail onde conta a sua experiência numa das


a 11.7.2012

irituosos? casas de culto e de promoção da cientologia, no bairro Clearwater no estado da Florida (EUA), onde se agrega uma forte comunidade de nove mil cientologistas e detém “mais de 200 lojas, restaurantes, hotéis, bancos, escolas, centros de dia, clínicas de reabilitação e pequenos negócios”. Hiatt deu conta de algumas das suas experiências num dia, que diz não voltaria a repetir. “Fui beliscada com força, num estranho detector de mentiras, e vi salas onde algumas pessoas iam para se ‘purificar’.” Não sendo membro da religião, Hiatt foi a uma festa com um familiar, que por ter trabalhado há 10 anos para a comunidade, tinha um convite, que por si só não garantia acesso imediato. “’Nome?’, pediu um guarda. E, de repente, vi no ecrã de um computador todas as nossas informações. A minha morada de casa estava lá.” Para seu espanto, descreve Hiatt, o parente estava “limpo”, um reconhecimento que o próprio desconhecia. Esta condição é um dos mais altos níveis da cientologia. Em Clearwater, tal como explica Hyatt, os símbolos da cientologia estão em toda a parte. As câmaras de segurança também, até “escondidas no matagal”. “Qualquer movimento e conversação pode ser monitorizado. Parece incrivelmente sinistro.” A cidade é dominada pelo Super Power Building, o edifício-sede local, cujo valor se estima em cerca de 450 milhões de patacas. Já no recinto da festa, Hyatt viu cartazes dos actores americanos John Travolta e Kirstie Alley a promover filmes da religião, assim como zonas de merchandising - filmes, livros, canetas - e ainda uma montra dedicada a “comprimidos de vitamina coloridos em boiões, usados para o processo de purificação”, segundo um membro explicou a Hyatt. “Quando começamos serviços, é importante vermo-nos livres das toxinas das nossas vidas

internacional

www.hojemacau.com.mo

Separação de Tom Cruise O casal de actores Tom Cruise e Katie Holmes separou-se recentemente, ao fim de quase seis anos de casamento. Um divórcio desde logo associado à cientologia, da qual supostamente Katie terá querido libertar-se e afastar a filha da respectiva influência. Isto porque Tom Cruise é um dos homens fortes da religião. A actriz é católica e teria medo que Suri fosse enviada para Clearwater e educada segundo esta doutrina.

anteriores, seja de pesticidas, álcool ou uso de droga. Pode ver as salas onde passamos muitas horas durante a purificação.”

SALAS DE PURIFICAÇÃO

Hyatt teve acesso às “salas de purificação”, que não eram mais do que “um pequeno ginásio e uma sauna”. Nesse espaço, foi procurada por um cientologista que, por se aperceber que era uma cara nova, a levou a ser “testada e avaliada”. “No centro de teste, depois de uma breve introdução à cientologia através de um DVD, fui ligada a um ‘e-meter’, um dispositivo electrónico usado durante a ‘audição’.” Segundo lhe foi explicado, o aparelho é um indicador para saber se

Críticas das ciências A dianética foi mal recebida por cientistas e médicos. A Associação Americana de Psicologia criticou as afirmações de Hubbard por “não serem suportadas pela evidência empírica”. A associação Scientific American disse que o livro de Hubbard continha “mais promessas e menos provas por página do que qualquer publicação desde a invenção da imprensa”, enquanto a revista The New Republic chamou-lhe uma “mistura ousada e indecente de um disparate completo e um bom senso perfeitamente razoável, tiradas de longas descobertas reconhecidas e disfarçadas e distorcidas por uma louca e recéminventada terminologia”.

está pura, ou seja, se ultrapassou as suas experiências passadas, que são um impedimento espiritual. “Para ilustrar como estava presa a más experiências do passado, fui beliscada várias vezes, para pensar em memórias, o que me levou a imaginar o ‘Música no Coração’ para ver o que iria acontecer.” Sem surpresa, o ‘e-meter’ fez o que era esperado. “Foi-me dito que carregava memórias dolorosas que me estavam a reter na vida.” Após a primeira experiência, ainda foi levada para um teste de personalidade, que lhe foi recomendado. “Deve responder a uma serie de questões, antes de lhe avaliar os passos que tem de tomar”, disse-lhe a cientologista. Nas horas seguintes, ficou em observação pelos membros da “Sea Org” - a elite de cientologistas - enquanto respondia a perguntas como “Sorri muito?” ou “A vida parece-lhe vaga e irreal?”. Depois de analisados os resultados no computador, foi-lhe dito que era nervosa e irresponsável. “Está nervosa? Carrega muito nesta vida e sente que não consegue carregar com isso?” Hyatt respondeu com alguma abertura de espírito, segundo disse, ainda que se considere uma pessoa reservada, o que lhe causou alguma estranheza. Até que se recordou de um pormenor que ouvira. “Lembrei-me que já tinha lido que muitos membros da ‘Sea Org’ usam a hipnose como técnica de comunicação. Não podia acreditar que tinha sido hipnotizada mas certamente disse muito mais do que pretendia.”

13

Saunas onde se deve “purificar” o corpo, segundo os membros da cientologia

LIBERDADE TOTAL

“É uma pessoa muito esperta que pode rapidamente subir para ‘A Ponte’”, disseram-lhe. “A Ponte Para a Liberdade Total” é o processo de treino através do qual cientologistas podem atingir o estado de “purificação”. E depois subir para outros níveis.” Foram-lhe então propostos cursos, a cerca de 500 patacas cada. A seguir, levaram-na a salas de estudo, onde estudaria durante algumas horas diárias. “Temos muitas salas neste edifício, incluindo algumas especificamente para crianças.” “As crianças começam a estudar a partir do momento em que conseguem ler e escrever”, explicaram a Hyatt. “O que me fez pensar na Katie Holmes e na Suri [mulher e filha do cientologista Tom Cruise, ver caixa].” O processo de purificação custa entre 20 mil e 40 mil patacas. “São precisas muitas horas por dia a suar as toxinas da nossa vida, enquanto se adere a um rígido regime de vitaminas”, explicou a cientologista a Hyatt. Tentou que ela aderisse à cientologia, mas Hyatt recusou. Salienta que, por toda a invasão de privacidade, controlo cerrado e persuasão excessiva, pôs de parte voltar a qualquer evento do género.

FACTOS CURIOSOS • Uma das formas preferidas de mostrar o seu poder é através de aquisições imobiliárias multimilionárias. A cientologia é proprietária de vários edifícios históricos em Hollywood (mais do que qualquer outra entidade), além de sumptuosas sedes em vários países • Vários antigos membros confirmaram que a cientologia aplica uma política de “desconexão”. Ou seja, obriga os seus seguidores a separaremse dos seus familiares de outras religiões • Quem ingressa na cientologia, o que pode acontecer a partir dos sete anos, compromete-se por mil milhões de anos • Para os cientologistas, a culpada do holocausto foi a psiquiatria, ramo da medicina que condenam abertamente • Em 2009, a cientologia tornou-se a primeira grande organização a ser proibida de intervir na Wikipedia, depois de passar anos a alterar todas as entradas com referência a esta igreja Fonte: El Pais


14

publicidade

quarta-feira 11.7.2012

www.hojemacau.com.mo

AVISO CONCURSO PÚBLICO N.º 19/P/2012

ANÚNCIO Concurso Público «Prestação de Serviços de Gestão e Manutenção das Zonas Ecológicas I e II no Cotai» Faz-se publico que o prazo para entrega das propostas no âmbito deste concurso foi prolongado por mais 21 (vinte e um) dias, passando a data limite para entrega das propostas para o dia 17 de Julho de 2012, até às 17,00 horas, e a data de realização do acto público para o dia 18 de Julho de 2012, pelas 9,30 horas. Direcção dos Serviços de Protecção Ambiental, aos 06 de Julho de 2012.

O Director Cheong Sio Kei

ANÚNCIO Faz-se saber que, em relação ao concurso público para «Empreitada de Construção de Habitação Pública no Bairro de Ilha Verde, Lote 1&2», publicado no Boletim Oficial da Região Administrativa Especial de Macau n.º 23, II Série, de 6 de Junho de 2012, foram prestados esclarecimentos, nos termos do artigo 2.2 do programa do concurso, e foi feita aclaração complementar conforme necessidades, pela entidade que realiza o concurso e juntos ao processo do concurso. Os referidos esclarecimentos e aclaração complementar encontram-se disponíveis para consulta, durante o horário de expediente, no Gabinete para o Desenvolvimento de Infra-estruturas, sito na Av. do Dr. Rodrigo Rodrigues, Edifício Nam Kwong, 10º andar, Macau. Gabinete para o Desenvolvimento de Infra-estruturas, aos 3 de Julho de 2012. O Coordenador do Gabinete Chan Hon Kit

ANÚNCIO CONCURSO PÚBLICO PARA «EMPREITADA DE CONSTRUÇÃO DE HABITAÇÃO PÚBLICA NA ESTRADA NORDESTE DA TAIPA» 1. Entidade que põe a obra a concurso: Gabinete para o Desenvolvimento de Infra-estruturas. 2. Modalidade de concurso: concurso público. 3. Local de execução da obra: Estrada Nordeste da Taipa. 4. Objecto da Empreitada: Construção de Habitação Pública. 5. Prazo máximo de execução: 950 (novecentos e cinquenta) dias. 6. Prazo de validade das propostas: o prazo de validade das propostas é de noventa dias, a contar da data do acto público do concurso, prorrogável, nos termos previstos no programa do concurso. 7. Tipo de empreitada: a empreitada é por série de preços. 8. Caução provisória: $10 000 000,00 (dez milhões de patacas), a prestar mediante depósito em dinheiro, garantia bancária ou seguro-caução aprovados nos termos legais. 9. Caução definitiva: 5% do preço total da adjudicação (das importâncias que o empreiteiro tiver a receber em cada um dos pagamentos parciais são deduzidos 5% para garantia do contrato, para reforço da caução definitiva a prestar). 10. Preço base: não há. 11. Condições de admissão: serão admitidos como concorrentes as entidades inscritas na DSSOPT para execução de obras, bem como as que à data do concurso, tenham requerido a sua inscrição, neste último caso a admissão é condicionada ao deferimento do pedido de inscrição. 12. Local, dia e hora limite para entrega das propostas: Local: sede do GDI, sito na Av. do Dr. Rodrigo Rodrigues, Edifício Nam Kwong, 10.º andar; Dia e hora limite: dia 23 de Agosto de 2012, quinta-feira, até às 17,00 horas. 13. Local, dia e hora do acto público: Local: sede do GDI, sito na Av. do Dr. Rodrigo Rodrigues, Edifício Nam Kwong, 10.º andar, sala de reunião; Dia e hora: dia 24 de Agosto de 2012, sexta-feira, pelas 9,30 horas. Os concorrentes ou seus representantes deverão estar presentes ao acto público de abertura de propostas para os efeitos previstos no artigo 80.º do Decreto-Lei n.º 74/99/M e para esclarecer as eventuais dúvidas relativas aos documentos apresentados no concurso. 14. Local, hora e preço para obtenção da cópia e exame do processo: Local: sede do GDI, sita na Av. do Dr. Rodrigo Rodrigues, Edifício Nam Kwong, 10.º andar; Hora: horário de expediente; Preço: $8 000,00 (oito mil patacas). 15. Critérios de apreciação de propostas e respectivos factores de ponderação: - Preço razoável 60%; - Plano de trabalhos 10%; - Experiência e qualidade em obras 18%; - Integridade e honestidade 12%; 16. Junção de esclarecimentos: Os concorrentes poderão comparecer na sede do GDI, sita na Av. do Dr. Rodrigo Rodrigues, Edifício Nam Kwong, 10.º andar, a partir de 8 de Agosto de 2012 inclusive, e até à data limite para a entrega das propostas, para tomar conhecimento de eventuais esclarecimentos adicionais. Gabinete para o Desenvolvimento de Infra-estruturas, aos 28 de Junho de 2012. O Coordenador Chan Hon Kit

Faz-se público que, por despacho do Ex.mo Senhor Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, de 22 de Junho de 2012, se encontra aberto o Concurso Público para «Fornecimento e Instalação de Dois Sistemas de Terapia Renal Substitutiva aos Serviços de Saúde», cujo Programa do Concurso e o Caderno de Encargos encontram à disposição dos interessados desde o dia 11 de Julho de 2012, todos os dias úteis, das 9,00 às 13,00 horas e das 14,30 às 17,30 horas, na Divisão de Aprovisionamento e Economato sita na Cave 1 do Centro Hospitalar Conde de S. Januário, onde serão prestados esclarecimentos relativos ao concurso, estando os interessados sujeitos ao pagamento de $29,00 (vinte e nove patacas), a título de custo das respectivas fotocópias ou ainda mediante a transferência gratuita de ficheiros pela internet no website dos S.S. (www.ssm.gov.mo). As propostas serão entregues na Secção de Expediente Geral destes Serviços, situada no r/c do Centro Hospitalar Conde de São Januário e o respectivo prazo de entrega termina às 17,45 horas do dia 6 de Agosto de 2012. O acto público deste concurso terá lugar no dia 7 de Agosto de 2012, pelas 10,00 horas, na sala do «Museu» situada no r/c do Edifício da Administração dos Serviços de Saúde junto ao C.H.C.S.J. A admissão a concurso depende da prestação de uma caução provisória no valor de $ 16 000,00 (dezasseis mil patacas) a favor dos Serviços de Saúde, mediante depósito, em numerário ou em cheque, na Secção de Tesouraria destes Serviços ou através da Garantia Bancária/Seguro-Caução de valor equivalente. Serviços de Saúde, aos 2 de Julho de 2012 O Director dos Serviços, Lei Chin Ion

Rectificação Por ter saído inexacta a alínea d) do n.º 7 do Aviso desta Direcção dos Serviços de Finanças, referente à Abertura de Concurso Público - Atribuição de Moradias da RAEM aos funcionários dos Quadros Locais de Nomeação Definitiva dos Serviços e Organismos Públicos, pulicado nas edições dos dias 20 e 21 de Junho de 2012, rectifica-se: Onde se lê: «d» O candidato não pode ter adquirido, à DSF, moradia da RAEM, mesmo que já a tenha vendido no momento da apresentação da candidatura; Deve ler-se: «d» O candidato não pode, por si, por membro do seu agregado familiar, ou por interposta pessoa, ter adquirido qualquer moradia da RAEM ou moradia de outra entidade pública, mesmo que já a tenha vendido no momento da apresentação da candidatura.

Direcção dos Serviços de Finanças, aos 6 de Julho de 2012.

A Presidente do Júri do concurso, Chong Seng Sam.

ANÚNCIO Faz-se saber que, por despacho do Ex.mo. Senhor Secretário para a Economia e Finanças, 22 de Junho de 2012, foi determinada a abertura do Concurso Público n.º 2/CP/DSF-DAF/2012, para a prestação de serviços de limpeza às instalações e equipamentos da Direcção dos Serviços de Finanças. O respectivo programa do concurso e o caderno de encargos encontram-se disponíveis, para efeitos de consulta durante o horário de expediente, no 14.º andar do Edifício Finanças, sito na Avenida da Praia Grande, n.ºs 575, 579 e 585, em Macau, a partir da data de publicação deste anúncio no Boletim Oficial da Região Administrativa Especial de Macau, e também disponíveis gratuitamente, a partir da mesma data, na “homepage” desta Direcção d2 Serviços (http://www.dsf.gov.mo). As propostas devem ser entregues até às 12 horas da manhã do dia 09 de Agosto de 2012, na Divisão Administrativa e Financeira da Direcção dos Serviços de Finanças, sita no 14.º andar do Edifício Finanças. É obrigatória a prestação de uma caução provisória a favor da RAEM, no valor de MOP$36.000,00 (trinta e seis mil patacas), a qual garantirá o exacto e pontual cumprimento das obrigações que assumem com a apresentação da proposta. A caução provisória poderá ser feita por depósito em dinheiro, para o que se deve solicitar a respectiva guia de depósito na Divisão Administrativa e Financeira da Direcção dos Serviços de Finanças, ou mediante garantia bancária. O acto público do concurso realizar-se-á no dia 10 de Agosto de 2012, pelas 10h00, no Auditório da Cave do Edifício Finanças, sito na Avenida da Praia Grande, n.ºs 575, 579 e 585, em Macau. Em caso de encerramento destes serviços por causa de tempestade ou de outros motivos de força maior, o termo do prazo de entrega das propostas ou a data e a hora estabelecidas para o acto público do concurso, serão transferidos para o primeiro dia útil seguinte.

No critério que preside à adjudicação intervêm os seguintes factores com a ponderação que se indica: a) Preço proposto (45%); b) Certificado ISO (5%); c) Formação profissional na área da actividade a concurso, que seja reconhecida, do pessoal a empregar (10%); d) Declaração de compromisso de emprego em exclusivo de trabalhadores residentes (10%) ou Declaração de compromisso de emprego maioritariamente de trabalhadores residentes (5%); e) Instrumentos próprios de limpeza (8%); f) Os detergentes de limpeza prestados devem corresponder aos critérios ecológicos (8%); g) Experiência (6%); h) Número de trabalhadores (Dimensão da empresa) (5%); i) Cartas de recomendação (3%).

Macau, aos 05 de Julho de 2012 A Directora dos Serviços, VitóriaAliceMariadaConceição


quarta-feira 11.7.2012

www.hojemacau.com.mo

EDITAL Edital nº: 67/E/2012 Processo nº: 259/OI/2012/F Local: Avenida da Amizade nº 1023, Edf. Nam Fong, fracções 4º andar A, I, L, M, N, O, P, Q, R, S, T, V, X, Z, Macau Chan Pou Ha, Subdirectora da Direcção dos Serviços de Solos, Obras Públicas e Transportes (DSSOPT), no uso das competências delegadas pela alínea 7) do nº 1 do Despacho nº 09/SOTDIR/2009, publicado no Boletim Oficial da Região Administrativa Especial de Macau (RAEM), nº 16, II Série, de 22 de Abril de 2009, faz saber por este meio ao dono da obra – Agência de Viagens e Turismo Juventude Multinacional, Limitada ou seu mandatário, ao encarregado da obra, aos técnico responsável pela obra e executores da obra existente no local acima indicado, cujas identidades se desconhecem, o seguinte: 1. Em 07/06/2012, o agente de fiscalização desta DSSOPT deslocou-se ao local acima indicado e verificou a realização de obra cuja descrição e situação é a seguinte:

1.1 1.2

Obra Obra de modificação no interior das fracções Instalação de suporte metálico na fachada do edifício junto ao pátio das fracções 4º andar V, X

Situação da obra Em curso Em curso

2.

A obra acima indicada foi executada sem prévia apreciação do projecto e correspon dente concessão de licença por esta DSSOPT, conforme exigido pelo nº 1 do artigo 3º do Decreto-Lei nº 79/85/M de 21 de Agosto, alterado pela Lei nº 6/99/M de 17 de Dezembro e pelo Regulamento Administrativo nº 24/2009 de 3 de Agosto, pelo que a obra é considerada ilegal. 3. Nos termos dos n.os 1 e 5 do artigo 52º do Decreto-Lei nº 79/85/M, o agente de fiscalização ordenou a imediata suspensão da execução da obra das fracções mencionadas no ponto 1 pelo prazo de 48 horas. 4. Nestas circunstâncias e em cumprimento do disposto nos nos 1 e 5 do artigo 52º e do artigo 53º do Decreto-Lei nº 79/85/M acima indicado, determinei o embargo da obra mencionada no ponto 1, os notificados deverão: 4.1 Suspender de imediato a obra no local acima indicado. 4.2 Apresentar no prazo de 8 dias o projecto de legalização da obra mecionada no ponto 1.1 com visita à avaliação da possibilidade de legalização da mesma. 5. Caso os interessados não dêem cumprimento ao presente edital, são sancionáveis com multa de $2 500,00 patacas, sem prejuízo da responsabilidade criminal que caso houver, em conformidade com o disposto no artigo 67º do Decreto-Lei nº 79/85/M. 6. Nos termos do artigo 59o do Decreto-Lei nº 79/85/M e das competências delegadas pelos nos 1 e 4 da Ordem Executiva no 124/2009, publicada no Boletim Oficial da RAEM, Número Extraordinário, I Série, de 20 de Dezembro de 2009, da decisão referida no ponto 4 do presente edital cabe recurso hierárquico necessário para o Secretário para os Transportes e Obras Públicas, a interpor no prazo de 15 dias contados a partir da data de publicação do presente edital. 7. O recurso referido no ponto anterior não tem efeito suspensivo, devendo por isso a obra mencionada no ponto 1, manter-se embargada. 8. Nestas circunstâncias e nos termos dos artigos 52º e 65º do Decreto-Lei nº 79/85/M, pode ser ordenado que os infractores procedam à demolição da obra ilegal referida no ponto 1, e à reposição da parte comum afectada do edifício(fachada do edifício) de acordo com o projecto aprovado por esta Direcção de Serviços, pelo que, são sancionáveis com multa de $1 000,00 a $20 000,00 patacas. 9. Nos termos dos artigos 93º e 94º do Código do Procedimento Administrativo, aprovado pelo Decreto-Lei nº 57/99/M, de 11 de Outubro, os interessados podem apresentar a sua defesa por escrito e as demais provas para se pronunciar sobre as questões que constituem objecto do procedimento, bem como requerer diligências complementares, no prazo de 10 (dez) dias contados a partir da data de publicação do presente edital. 10. O processo pode ser consultado durante as horas de expediente nas instalações da Divisão de Fiscalização do Departamento de Urbanização desta DSSOPT, situadas na Estrada de D. Maria II, nº 33, 15º andar, Macau (telefones nos 85977154 e 85977227) Aos 04 de Julho de 2012 A Subdirectora dos Serviços

Engª Chan Pou Ha

publicidade

15


16

vida

quarta-feira 11.7.2012

www.hojemacau.com.mo

Taxa de diabetes em crianças já é maior na China do que nos EUA

A multiplicar por quatro

U

M estudo publicado na revista americana Obesity Reviews, principal publicação da Associação Internacional para o Estudo da Obesidade, apontou que os jovens chineses têm taxas de diabetes quatro vezes maiores do que as dos seus pares americanos. Entre os principais factores que explicam a saúde precária dos adolescentes do país estão a mudança drástica no estilo de vida e nutrição, além da elevação nos índices de excesso de peso e obesidade que o gigante asiático tem registado nas últimas décadas. De acordo com o estudo, os jovens chineses também estão

M

AIS de 85% dos recifes do Triângulo de Coral, na Ásia, estão a ser directamente ameaçados pelo Homem, através da pesca em excesso, poluição e desenvolvimento costeiro, segundo um relatório divulgado nesta segunda-feira. Se acrescentarmos o branqueamento dos corais, provocado pelo aumento da temperatura da água dos oceanos, a percentagem de recifes ameaçados ultrapassa os 90%. Este valor é bastante superior à média global, que é de 60%, refere o estudo lançado no XII Simpósio Internacional sobre Recifes de Coral que decorre em Cairns, na Austrália, até sexta-feira. “Ao longo da região do Triângulo de Coral, as comunidades costeiras dependem dos recifes de coral para comer, para o seu bem-estar e para se protegerem das ondas durante as tempestades. Mas as ameaças aos recifes nesta região são incrivelmente elevadas”, diz Lauretta Burke, investigadora do Instituto Mundial de

mais susceptíveis a doenças cardiovasculares. Nos últimos anos, a China tem experimentado um crescimento económico sem precedentes. Mas, em contrapartida, o país passou por dramáticas transformações no

padrão de dieta, peso, e actividade física da população. Para investigar o fenómeno, cientistas da Universidade da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, acompanharam durante duas décadas 29 mil pessoas em

300 comunidades na China. A cada dois anos, os cientistas actualizavam os dados de mudanças de peso, hábitos alimentares e níveis de actividade física dos pacientes. No fim do estudo, constataram «um grande aumento nos factores

Mais de 85% dos recifes do Triângulo de Coral da Ásia estão ameaçados

Estragar até não dar mais Recursos e uma das autoras do relatório “Recifes em risco revisitados no Triângulo de Coral”. O Triângulo de Coral, com 5,7 milhões de quilóme-

tros quadrados partilhados por seis países – Filipinas, Malásia, Indonésia, Timor-Leste, Papuásia-Nova Guiné e Ilhas Salomão –, contém cerca de 30% dos recifes de

coral existentes no mundo e dá abrigo a mais de 3000 espécies de peixes. Segundo o documento, mais de 130 milhões de pessoas que vivem nesta região dependem

de risco cardiometabólico e de excesso de peso» dos chineses. Os cientistas também observaram uma incidência de diabetes e pré-diabetes de 1,9% e 14,9% respectivamente em crianças de entre 7 e 17 anos. De acordo com a pesquisa, na China, 1,7 milhões de crianças entre 7 e 18 anos têm diabetes e outras 27,7 milhões são consideradas pré-diabéticas. Segundo eles, as elevadas taxas aumentam os riscos de doenças cardiovasculares. Quando compararam os dados com os da Pesquisa Nacional de Saúde e Nutrição (NHANES) dos Estados Unidos, os cientistas descobriram que as taxas de diabetes e factores de risco cardiovascular são quatro vezes maiores entre a população jovem chinesa do que entre crianças e adolescentes americanos. “Além disso, mais de 35% das crianças menores de 18 anos têm níveis elevados de, pelo menos, um factor de risco cardiometabólico”, afirma Barry Popkin, responsável pelo estudo. Segundo ele, se nada for feito urgentemente para inverter essas tendências, o sistema de saúde pública na China terá de enfrentar um enorme desafio nos próximos anos. “O que é inédito é a mudança na dieta, peso e risco cardiovascular em crianças de 7 anos ou mais”, destaca Popkin. “Esses números mostram o enorme fardo que o sistema de saúde da China terá de enfrentar se nada mudar”, acrescenta.

dos ecossistemas dos recifes para garantir alimentação, emprego e as receitas do turismo. O relatório refere ainda que cinco dos seis países do Triângulo de Coral estão no topo da lista dos países mais vulneráveis aos impactos sociais e económicos da perda dos serviços associados à existência dos corais. O estudo alerta também para a vulnerabilidade e falta de

protecção dos recifes de coral: apenas 16% dos recifes da região do Triângulo de Coral estão inseridos em áreas protegidas, um valor abaixo da média mundial (28%). Os autores do estudo recomendam um reforço da protecção daquela zona, identificando como mais urgentes as medidas que permitam evitar a sobrepesca e a pesca destrutiva. O relatório, que foi elaborado pelo Instituto Mundial de Recursos em parceria com organizações ambientais, como o Fundo Mundial para a Natureza (WWF), vai servir de base à concretização dos planos de acção lançados pelos seis países do Triângulo de Coral, com vista a uma melhor gestão dos recifes de coral. O simpósio que decorre na Austrália realiza-se de quatro em quatro anos e conta com a participação de cerca de 2500 cientistas de 80 países, entre os quais Portugal, Espanha, Brasil, Argentina, Chile, Colômbia, Panamá e Venezuela.


quarta-feira 11.7.2012

vida

www.hojemacau.com.mo

17

Cientistas refutam “nova forma de vida”

Panorâmica de Marte nos 15 anos de presença robótica

Eis o Planeta Vermelho

A

PÓS vários meses de captura de imagens de Marte, a NASA publicou uma fotografia panorâmica que resulta da combinação de 817 imagens, registadas pela câmara panorâmica (PAN-

CAM) instalada no veículo Opportunity. A imagem mostra uma enorme cratera com vários milhões de anos. Dentro dela, pode ver-se o Opportunity. Esta é a imagem mais detalhada que se conseguiu até agora de Marte.

As mais de 800 fotografias que compõem esta imagem foram tiradas desde Dezembro de 2011 até Maio de 2012. O seu lançamento coincide com dois momentos que a NASA está a assinalar: os três mil dias de missão da

Opportunity e os 15 anos da presença robótica em Marte, que começou com a PathFinder, em 1997. A cena revela o contexto geológico em que se desenvolveu o trabalho sobre a química e os minerais do

planeta vermelho, isto porque mostra a imagem da cratera onde foi feita a investigação. A Opportunity e a Spirit aterraram em Marte, em Janeiro de 2004, para começarem a realizar uma missão que teria a duração de três meses. No entanto, ambos o veículos continuam a funcionar. A próxima geração de veículos criada pela NASA – Curiosity – já está preparada para ser enviada. O que acontecerá no próximo mês.

Dois estudos científicos, publicados este domingo, defendem não ser verdadeira a controversa reivindicação de cientistas da NASA, em 2010, de que tinha sido descoberta uma nova forma de vida em bactérias que vivem em arsénio. “Ao contrário do veiculado no relatório original, a nova descoberta mostra claramente que a bactéria -- a GFAJ-1 -- não pode substituir o arsénio por fósforo para sobreviver”, aponta um comunicado da revista “Science”, que publicou o estudo original. Em Dezembro de 2010, cientistas da NASA afirmaram ter encontrado num lago na Califórnia, nos Estados Unidos, bactérias que vivem em arsénio, uma descoberta que se afirmou ter impacto na investigação de formas de vida extraterrestre.

Macau Sã Assado

PATRIOTISMO A QUANTO OBRIGAS? • Será que é patriota? Será que apenas ama a Selecção portuguesa de futebol? Uma coisa é certa, este condutor gosta de Portugal. E não é caso único. Por Macau é recorrente ver chineses a apelarem às cores lusas, seja de que forma for. Macau sã assi mas também sã assado

Foto: Gonçalo Lobo Pinheiro

Centrais nucleares suíças passam teste de resistência a sismos As quatro centrais nucleares da Suíça serão capazes de resistir a um sismo grave sem colocar as populações em perigo, concluiu nesta segunda-feira a Inspecção federal para a Segurança Nuclear. “As centrais nucleares suíças podem resistir a um tremor de terra como os que acontecem, no máximo, uma vez em cada 10.000 anos”, disse Georg Schwarz, responsável pelo departamento de centrais nucleares da Inspecção Federal para a Segurança Nuclear (IFSN). “A protecção da população e do ambiente face a uma dose de radioactividade elevada está garantida”, acrescentou, em comunicado. A IFSN concluiu que o arrefecimento do núcleo e das piscinas de armazenamento de elementos combustíveis continua garantido,

mesmo sob o efeito de um tremor de terra. “O limite legal de dose de radioactividade, de 100 milisieverts, é respeitado durante esses incidentes”, acrescenta o comunicado. O tsunami de 11 de Março de 2011 no Japão, causado por um sismo de magnitude 9 na escala de Richter, provocou um acidente nuclear na central de Fukushima, o mais grave desde a catástrofe de Tchernobil, na Ucrânia, em 1986. Desde então, vários países testaram a capacidade de resistência das suas centrais a acidentes semelhantes. Em Setembro de 2011, o Parlamento suíço aprovou o abandono progressivo do nuclear. A Suíça conta actualmente com cinco reactores atómicos, que serão desligados da rede até 2034.


18

cultura

quarta-feira 11.7.2012

www.hojemacau.com.mo

Macau recebe, este mês, o Festival Juvenil Internacional

A multiculturalidade da dança

O

Festival Juvenil Internacional de Dança 2012, organizado pela Direcção dos Serviços de Educação e Juventude (DSEJ), terá lugar de 20 a 26 de Julho no território. Co-organizado com o Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais (IACM) e o Fórum de Educação da Ásia, o festival servirá para criar uma plataforma para os jovens amadores da dança, de diferentes países e regiões do mundo. A organização pretende ainda desenvolver o intercâmbio cultural e actuações de danças diversificadas, dando a oportunidade de os jovens aprenderem as técnicas uns dos outros, aumentando assim o nível artístico e a apreciação, manifestando, em Macau a mistura das diferentes culturas mundiais. Para já estão confirmados um total de quinze grupos oriundos dos mais diversos pontos do mundo: Austrália, Canadá, Coreia, Equador, Filipinas, Malásia, República Checa, Roménia, Singapura, Tailândia, Turquia, Taiwan-China,

província Guizhou e Hong Kong, já derão o OK à participarão neste Festival de Dança. Com esta diversidade, a DSEJ tem o desejo de que se dê a conhecer a cultura das diversas partes do mundo, assim como, as diferentes características dos diversos tipo de danças. De Macau estarão presentes dez grupos: Grupo de Dança do Colégio do Sagrado Coração de Jesus, Grupo de Dança da Escola Hou Kong, Grupo de Dança da Escola Kao Yip, Grupo de Dança da Escola Secundária Luso-chinesa Luís Gonzaga Gomes, Grupo de Dança da Escola dos Moradores de Macau, Grupo de Dança da Escola Secundária Pui Ching, Associação de Dança Ieng Chi, Associação de Danças e Cantares Portugueses “Macau no Coração”, Associação de Dança de Música Pop de Macau e Associação de Dançarinos Regina.

ETNOGRAFIA E MUITO MAIS

O Festival de Dança divide-se em três partes: desfile etnográfico, duas exibições no interior e duas no exterior. Este ano, o desfile in-

Concurso Internacional de Desenho de Selos

À procura de artistas

J

Á começou o 18.° Concurso Internacional de Desenho de Selos organizado pela Administração Postal da Coreia. Até 20 de Setembro, o Museu das Comunicações está disponível para receber os trabalhos de concorrentes de Macau. O principal objectivo é promover o coleccionismo de selos e incentivar as pessoas que

gostam de desenhar a mostrarem a sua criatividade, participando neste concurso de desenho de selos. Serão concedidos magníficos prémios aos vencedores do concurso. Para além de uma futura emissão pela Administração Postal da Coreia de selos dos desenhos que conquistarem os Prémios Grande e Ouro os concorrentes residentes locais que enviarem os seus trabalhos através do Museu das Comunicações e ganhem os Prémios Grande ou Ouro receberão dos Correios de Macau passagens aéreas de ida e volta Macau-Coreia para participarem na cerimónia de entrega de prémios, a realizar-se naquele país. O 18.° Concurso Internacional de Desenho de Selos com os temas “Saudações de Ano Novo” e/ou “Conservação de Energia” está dividido em Categoria Juvenil (para os nascidos após 01/01/1994) e Categoria Universidade / Geral (para os nascidos antes de 31/12/1993). Para mais informações, todos os interessados são bem-vindos a consultar as páginas electrónicas da Administração Postal de Coreia e do Museu das Comunicações: http://www.koreastamp.go.kr, http://www.koreapost.go.kr ou http:// macau.communications.museum.

cluirá, também, uma cerimónia de abertura, para além dos artistas de rua, postados ao longo do percurso do desfile, que irão interagir com os turistas e outros espectadores, criando assim um ambiente, ainda, mais festivo; para a actuação em recinto fechado, os bailarinos, dos diferentes países, irão fundir diferentes culturas, coreografando e actuando em conjunto numa dança que vai expressar a alegria que sentem por partilhar os palcos de Macau. Foi, ainda, organizada uma actuação especial, ao ar livre, para os moradores da Taipa, alargando, assim, o alcance desta actividade. Para os interessados, os horários das três actuações são, respectivamente, às 17h15, do dia 21 de Julho (sábado) para o desfile, que parte das Ruínas de S. Paulo, passa pela Rua de S. Paulo, Rua da Palha, Rua de S. Domingos e termina no Largo do Senado, o que permitirá que os diferentes grupos de dança actuem perante os turistas e cidadãos, fortalecendo assim o intercâmbio e a interacção. As exibições no interior serão no Fórum I, de Macau, às 20h00, nos dias 23 (2.ª feira) e 26 (5.ª feira) de Julho; as exibições no exterior serão, respectivamente, na Praça do Tap Seac, no dia 24 de Julho (3.ª feira), às 20h00, e ao lado do Jardim da Cidade das Flores, na Taipa, no dia 25 de Julho (4.ª feira), às 20h00.

Reclassificação dos Teatros S. João e D. Maria II aprovada

O

Monumentos nacionais

Teatro Nacional de São João (TNSJ), no Porto, e o Teatro Nacional de D. Maria II, em Lisboa, foram reclassificados e são agora monumentos nacionais. A reclassificação dos monumentos foi aprovada em Conselho de Ministros, a 24 de Maio, e publicada em Diário da República (DR), esta terça-feira. O TNSJ, da autoria do arquitecto José Marques da Silva, tinha já a classificação de imóvel de interesse público desde 1982. Este teatro foi inaugurado em 1920, após ter sido reconstruído devido a um incêndio que destruiu praticamente o edifício original. Em 1992, o monumento foi adquirido pelo Estado e readaptado a teatro, “tendo sofrido importantes obras de remodelação, essencialmente orientadas pelos cadernos de encargos originais, e de renovação técnica e acústica, tendo merecido a partir dessa data a designação de Teatro Nacional de S. João”, lê-se no DR. O Governo justifica a re-

classificação deste monumento considerando que, “na sequência do programa de requalificação e da entrada em vigor do teatro em funcionamento regular, o imóvel passou a constituir uma referência incontornável no panorama cultural do país, e foi plenamente recuperada a dignidade arquitectónica e artística deste exemplar notável da linguagem beaux-arts”. O Teatro Nacional D. Maria II, classificado como imóvel de interesse público desde 1928, também foi afectado por um incêndio, em Dezembro de 1964, que destruiu totalmente o seu interior, tendo sido re-

construído de acordo com um projecto do arquitecto Rebello de Andrade e reaberto as portas ao público em Maio de 1978. De acordo com o DR, “à luz dos novos conceitos patrimoniais, que se pretendem mais abrangentes, considerou-se a necessidade de reequacionar a categoria da classificação, tendo em vista não apenas a importância individual do imóvel mas, igualmente, a sua importância relativa no cenário cultural e arquitectónico do país”. O Governo sustenta esta reclassificação, afirmando que, “de facto, e desde a sua construção em 1846, inspirada por Almeida Garrett, o Teatro Nacional D. Maria II veio constituir uma referência cultural incontornável, unindo o seu papel de sala de espectáculos e escola de arte dramática ao valor arquitectónico e artístico de uma das obras mais emblemáticas do neoclassicismo de raiz palladiana que Lisboa possui, e que se impõe como elemento estruturante da principal praça da baixa Pombalina”.


quarta-feira 11.7.2012

desporto

www.hojemacau.com.mo

19

Hendra Adi Bayauw bisa e devasta o Lótus

Indonésia impõe terceira derrota a Macau Marco Carvalho info@hojemacau.com.mo

T

RÊS encontros, outras tantas derrotas, três golos marcados, onze sofridos. A Selecção de Sub-22 que representa Macau na fase de qualificação para a Taça Asiática da categoria não conseguiu evitar ao fim da tarde de ontem, na ilha de Sumatra, novo desaire na competição. A jogar perante o seu próprio público, a anfitriã Indonésia não deixou créditos por mãos alheias, derrotou a jovem Selecção do território por duas bolas a uma e mantém viva a esperança de conseguir marcar presença na fase decisiva do certame, não obstante a forte oposição de Japão e Austrália, os actuais líderes do ranking asiático. Depois de se ter estreado na prova com uma derrota constrangedora frente ao Japão (por seis tentos sem resposta), o grupo de trabalho orientado por Leung Sui Wing deixou boas indicações frente ao todo poderoso onze australiano, ao encerrar o exigente desafio com um desaire por três bolas a duas após ter sofrido três golos nos minutos iniciais da partida.

Frente à Indonésia, Iuri Capelo e Vinicio Morais Alves – atletas que vestem a camisola da Casa do Sport Lisboa e Benfica de Macau – voltaram a merecer a confiança de Leung Sui Wing e a ser chamados à titularidade, mas nem o talento e a rapidez dos atletas encarnados impediram o onze do Lótus de somar o seu terceiro desaire consecutivo na competição. Os três golos sofridos de rajada frente à Austrália tiveram repercussões na estratégia montada pelo seleccionador da RAEM e perante a equipa da casa, os jovens

do território procuraram a todo o custo impedir que a linha avançada indonésia chegasse ao golo nos minutos iniciais da partida. A resistência do onze de Macau durou 24 minutos e ruiu com um remate certeiro de Hendra Adi Bayauw. O jovem avançado do Persija Jakarta isolou-se na frente de ataque indonésia e no um contra um com o guarda-redes do território manteve a frieza suficiente para inaugurar o marcador, ao bater o desamparado Ho Man Fai com um disparo rasteiro. Bayauw voltou a levar a melhor

Luisinho vê Benfica como trampolim para outros voos

Com olhos na Selecção

O

defesa-esquerdo Luisinho, reforço da equipa de futebol do Benfica, disse nesta terça-feira nada temer na sua nova experiência, a qual proporciona o sonho de chegar à Selecção portuguesa. No segundo dia de estágio do Benfica em Évian-les-Bains, em França, e primeiro de treinos, Luisinho, contratado ao Paços de Ferreira, mostrou-se satisfeito com o que tem aprendido, realçando a exigência do técnico Jorge Jesus. “Tenho aprendido muito, neste aspecto tem sido espectacular”, começou por dizer o jogador, citado pelo sítio oficial do Benfica, explicando que era extremo e que, por isso, é normal sentir ainda “algumas dificuldades no aspecto defensivo”. Fábio Coentrão, jogador do Real Madrid que se notabilizou na Luz e que também passou

de extremo a lateral, era uma referência no clube “encarnado”, mas Luisinho diz que cada um tem o seu “estilo”. No estágio em França, onde Jorge Jesus conta com um grupo de 28 jogadores, o ex-pacense é o único lateral esquerdo – na última época a equipa contava com Emerson, Capdevilla e Luís Martins –, mas o futebolista diz que a falta de concorrência não muda nada. “A mim compete-me trabalhar. Para já não posso dizer se é benéfico para mim ou não a ausência de outras opções. Não tenho que temer nada”, explicou. A Selecção também é uma meta para o jogador, de 27 anos, e a chegada ao Benfica pode facilitar a estreia. “Estando num clube grande é natural que aspire chegar à Selecção. Sonhar é sempre possível”, referiu.

no confronto directo com o guarda-redes do Lótus aos 41 minutos, mas acabou por rematar à malha lateral da baliza da RAEM. O segundo golo do conjunto anfitrião fazia-se, no entanto, anunciado e aos 43 minutos, Hendra Adi Bayauw não falhou, dando o melhor seguimento a um passe de Eko Hendra Utomo para o coração do último reduto da RAEM.

MUITO TÍMIDO

Macau não conseguiu fazer melhor do que esboçar uma reacção tímida a uma primeira metade de

alto nível por parte da Selecção anfitriã e aos 62 minutos Pan Chi Hang conseguiu reduzir na sequência de uma acção de contra-ataque da linha avançada do território. O golo acabou por não se revelar suficiente para alterar o desenlace do desafio, não obstante o grupo de trabalho orientado por Leung Sui Wing ter demonstrado maior acerto em termos defensivos. Nos dois outros encontros do Grupo E ontem disputados, o Japão venceu e a Austrália sofreu o seu primeiro percalço na competição. Enquanto que o conjunto nipónico levou a melhor sobre Timor-Leste, com um golo apontado aos 24 minutos por Matsumoto, a Austrália não foi além de um empate sem golos frente à frágil formação de Singapura. Praticamente apurado para a fase final da Taça Asiática, o Japão lidera com nove pontos, seguida da Austrália com sete e da Indonésia com seis. Macau e Timor-Leste ainda não somaram qualquer ponto na fase de qualificação e fecham por isso as contas do Grupo E. A Selecção do território volta a entrar em campo na quinta-feira, dia em que enfrenta a sua congénere de Singapura.

Equipa de Nelo Vingada ganha fora e sobe a 10.º

O Dalian Shide, equipa orientada pelo técnico português Nelo Vingada, venceu no campo do Changchun, por 1-0, subindo ao 10.º lugar da Superliga chinesa de futebol. O avançado zambiano do Dalian Shide James Chamanga marcou o único golo do encontro aos 11 minutos, de grande penalidade. Ao fim da 16.ª jornada, a equipa de Nelo Vingada soma 19 pontos, tantos como o nono classificado, o Tianjin, e menos 17 do que o líder da tabela e actual detentor do título, o Guangzhou Evergrande. A outra equipa orientada por um técnico português - o Beijing Guo’An, de Jaime Pacheco ocupa o terceiro lugar, com 28 pontos, menos um do que o segundo, o Jiangsu, e menos oito do que o Guangzhou Evergrande.

Mark Webber rejeita Ferrari e fica na Red Bull

O australiano Mark Webber admite que recebeu um convite da Ferrari, mas preferiu renovar contrato com a Red Bull por mais um ano, até ao fim de 2013. “Houve conversações com a Ferrari, mas a minha decisão é ficar aqui”, revelou o piloto australiano, num comunicado divulgado pela Red Bull, no dia em que foi anunciada a renovação de contrato. Webber, que ganhou o Grande Prémio da Grã-Bretanha no último fim-de-semana, chegou à Red Bull em 2007, depois de estrear na F1, em 2002, pela Minardi. O australiano, de 35 anos, é actualmente o segundo classificado do Mundial de pilotos, a 13 pontos do líder Fernando Alonso.


20

publicidade

www.hojemacau.com.mo

quarta-feira 11.7.2012


quarta-feira 11.7.2012

[ ] Cinema SALA 1

futilidades

www.hojemacau.com.mo

21

Cineteatro | PUB

SALA 3

PAINTED SKIN II [C]

FALADO MANDARIM LEGENDADO EM CHINÊS E INGLÊS Um filme de: Wuershan Com: Chen Kun, Zhou Xun, Mini Yang 14.30, 16.45, 19.15, 21.30

ABRAHAM LINCOLN: VAMPIRE HUNTER [3D] [C] Um filme de: Timur Bekmambetov Com: Benjamin Walker, Anthony Mackie, Dominic Cooper 14.30, 19.30, 21.30, 23.30

SALA 2

THE AMAZING SPIDER-MAN [3D][B]

Um filme de: Marc Webb Com: Andrew Garfield,, Emma Stone 14.15, 16.45, 19.15, 21.45

SALA 3

ICE AGE 4: CONTINENTAL DRIFT [3D] [A]

Aqui há gato

Um filme de: Steve Martino, Mike Thurrneier 16.30

VERTICAIS: 1-Espiolhais. Produto mais ou menos fluido, contendo micróbios, que se forma nas feridas infectadas. 2-O que soa aos ouvidos (pl.). Oferecido. 3-Ausência (Pref.). Empréstimo que dever ser retribuído no mesmo género, quantidade e qualidade. Argónio (s.q.). 4-Encontras pela frente. Vislumbras. 5-Da mesma maneira. Nome dado em Itália (Toscana) aos terrenos pantanosos e insalubres, situados à beira-mar. 6-Soror. Extrai-se da água do mar. Catalão (abrev.). 7-Relativo à fauce. Cure. 8-Textualmente. Quebrei, reparti. 9-Vogal (pl.). Remediai (Fig.). Agente (Suf.). 10-Coisa que aperta e não deixa os movimentos muito livres (Fig.). Fedores (Bras.). 11-Criado grave. Empregamos.

SOLUÇÕES DO PROBLEMA

Sudoku [ ] Cruzadas

HORIZONTAIS: 1-Contente, saciada. 2-Mancha, mácula. Tira-se donde estava. 3-Pessoa que sobressai por seus méritos. Grande ave galinácea. (pl.). O lado do navio virado para o vento (Náut.). Conquistam. Corta, apara. 5-Abertura exterior do recto (Anat.). Tira para fora à força. 6-Instituto Superior Técnico (abrev.). De modo diferente do que devia ser. Nelas. 7-Tumores hemorroidais. Mamífero roedor da América do Sul. 8-Sofrer, magoar. Retirem-se. 9-Exprime choque de corpos (Interj.). Enxugar. Sem companhia. 10-Graúda. Veste superior de certas religiosas. 11-Que faz as coisas pela calada.

[Tele]visão TDM 13:01 13:30 14:45 19:00 19:35 20:30 21:05 21:30 22:15 23:00 23:35 01:20 01:50

TDM News - Repetição Jornal das 24h RTPi DIRECTO TDM Entrevista (Repetição) Resistirei Telejornal O Missionário dos Refugiados Brothers and Sisters (Irmãos e Irmãs) Aquarela do Brasil TDM News Passagem por Lisboa Telejornal (Repetição) RTPi DIRECTO INFORMAÇÃO TDM

RTPi 82 14:00 Telejornal Madeira 14:30 Surf Total 15:00 Com Ciência 15:30 Cenas do Casamento - SIC 16:00 Bom Dia Portugal 17:30 O Elo Mais Fraco 18:00 Vingança 18:45 Destino: Portugal - Sintra 19:15 Portugueses Pelo Mundo - Banguecoque 20:00 Jornal Da Tarde 21:15 Portugal Hoje - Turismo 30 - ESPN 11:30 14:30 15:00 15:30 18:30 19:30 20:00 20:30 21:00 22:00 22:30 23:30

US Women’s Open Championship 4th Round Living The Dream The Football Review All STAR Game Regular Season (Delay) Baseball Tonight International 2012 (LIVE) Sportscenter Asia 2012 Global Football World of Gymnastics 2012 2012 Espys Nomination Special Sportscenter Asia 2012 Open Championship Official Film 2006 Open Championship Official Film 2007

31 - STAR SPORTS 12:00 The Championships, Wimbledon 2012

14:00 Meydan FEI Nations Cup 2012 15:00 Jakarta World Junior Golf Championship 2012 Highlights 16:00 MotoGP World Championship 2012 Grand Prix of Germany 19:30 Intercontinental Rally Challenge 2012 20:00 The Championships, Wimbledon 2012 Day #13 Highlights 21:00 Mobil 1 The Grid 2012 21:30 (LIVE) Score Tonight 2012 22:00 When The Games Begin 22:30 Smash 2012 23:00 The Championships, Wimbledon 2012 40 - FOX MOVIES 12:25 Glastonbury 2011 14:00 Step Up 3 15:50 The Incredibles 17:50 Dylan Dog 19:40 Anderson Silva 21:00 The Joneses 22:40 Hancock 00:15 Dylan Dog 41 - HBO 12:00 Don Juan Demarco 13:35 The Lord Of The Rings 16:50 Lambada 18:30 Romy And Michele’S High School Reunion 20:00 Diamonds Are Forever 22:00 The Rundown 23:40 Vanishing On 7Th Street 42 - CINEMAX 12:05 13:55 16:00 18:20 20:00 22:00 23:30 00:20

Age Of Heroes The Last Boyscout Ocean’S 11 Sinbad Of The Seven Seas The Eagle The Big Hit Strike Back Innocent Blood

HORIZONTAIS: 1-SATISFEITA. 2-C. NODOA. SAI. 3-AS. PERUS. LO. 4-TOMAM. CISA. 5-ANUS. SACA. U. 6-IST. MAL. NAS. 7-S. UVAL. PACA. 8-DOER. SAIAM. 9-PA. SECAR. SO. 10-UDA. MANTO. S. 11-SORRATEIRO. VERTICAIS: 1-CATAIS. PUS. 2-S. SONS. DADO. 3-AN. MUTUO. AR. 4-TOPAS. VES. R. 5-IDEM. MAREMA. 6-SOR. SAL. CAT. 7-FAUCAL. SANE. 8-E. SIC. PARTI. 9-IS. SANAI. OR. 10-TALA. ACAS. O. 11-AIO. USAMOS.

À VENDA NA LIVRARIA PORTUGUESA NÃO EXISTES OU O BREVE MANUAL PRÁTICO DE COMO ESQUECER UM AMOR ANTIGO • Gonçalo Lobo Pinheiro

“Não Existes ou o breve manual prático de como esquecer um amor antigo”, preconiza, não uma forma de olhar a relação amorosa, que cessou, e que se torna necessário tornar o objecto amado em algo próximo do imaginário, mas uma forma de ver, de interpretar a própria vida, superando cada instante, cada pormenor porque urge seguir a própria viagem.

SILÊNCIO • Susan Cain

REGRAS |

Insira algarismos nos quadrados de forma a que cada linha, coluna e caixa de 3X3 contenha os dígitos de 1 a 9 sem repetição SOLUÇÃO DO PROBLEMA DO DIA ANTERIOR

Pelo menos um terço das pessoas que conhecemos é introvertido. Estas pessoas são as que preferem ouvir a falar, ler a socializar; que inovam e criam, mas não gostam de se autopromover; que privilegiam o trabalho solitário às sessões de brainstorming coletivo. Embora seja habitual rotulá-los de «silenciosos», é aos introvertidos que devemos muitos dos grandes contributos para a sociedade - dos girassóis de Van Gogh à invenção do computador pessoal. Esta investigação notável e recheada de histórias pessoais inesquecíveis demonstra até que ponto se subestima a introversão, e como essa atitude conduz ao menosprezo de enormes talentos. RUA DE S. DOMINGOS 16-18 • TEL: +853 28566442 | 28515915 • FAX: +853 28378014 • MAIL@LIVRARIAPORTUGUESA.NET

O DINHEIRO FALA MAIS ALTO Hoje apetece-me mostrar-vos o que sinto relativamente às empregadas domésticas. A minha, que todos os dias me limpa a areia que está fora do caixote – sim, porque a de dentro que está suja fica para os meus tios aqui da redacção – é uma querida. Chega aqui às sete da manhã, cantarola enquanto limpa o escritório e, às vezes, raramente, até brinca comigo. Mas mesmo quando não o faz, dá-me pena ao que sujeitam as empregadas domésticas filipinas – só conheço destas – aqui em Macau. Nem é pelas horas extraordinárias que trabalham, nem pela forma subserviente com que falam com os patrões ou as pessoas mais “bem vestidas”. Nem é tanto o ‘mam’ para aqui ou o ‘sir.’ para ali que me inquieta... É a forma como alguns portugueses – só falo do que conheço - gostam de elevar este tratamento. Gostam de tratar estas empregadas como a criadagem, os reles e os mais baixos, da base da pirâmide. São úteis, sim, e há trabalhos que se lhes dão só porque os meus amigos humanos portugueses não querem sujar as mãos. Eu também não gosto de sujar as patinhas... Mas isso não implica que o tratamento que é dado a estas mulheres seja tão baixo e de forma tão suja como os trabalhos a que estão sujeitas. A superioridade de quem ganha um bocadinho mais do que o normal aqui neste território é algo que me enoja. Mesmo. Faz-me vomitar, mesmo sem bolas de pêlo presas na garganta. É ver as damas a entregar as crianças às empregadas... as crianças a mandar nas empregadas. O ‘por favor’ e o ‘obrigado’ a serem substituídos por “faz, traz-me, vai ali, anda cá”. Sem mais nem menos, pessoas que já pela sua condição se deixam explorar em termos de horários, ainda ficam mais exploradas. E desprovidas de mais além do trabalho, não recebem um sorriso nem uma palavra bonita, tudo porque o dinheiro fala mais alto. E quem o tem é quem tem a palavra.

Pu Yi


22

opinião

www.hojemacau.com.mo

quarta-feira 11.7.2012

Futebol pós-nacional? Ian Buruma* In Público

A

LGUNS dos jornais alemães mais hilariantes culparam a derrota da Alemanha contra a Itália, nas semifinais do campeonato europeu, ao facto de poucos jogadores se terem preocupado em cantar o hino nacional. Algo que contrastou com os jogadores italianos, visto todos terem cantado a letra de Il Canto degli Italiani [O Canto dos Italianos]. Na verdade, o capitão, Gigi Buffon, cantou com os olhos fechados, como se estivesse a rezar. Mas os italianos não tiveram qualquer hipótese na final contra Espanha, a melhor equipa do mundo, a qual nenhum dos seus jogadores abriu a boca durante o hino Espanhol Marcha Real – o que é óbvio, uma vez que a Marcha Real não tem letra. E, além disso, os jogadores da Catalunha sentem-se desconfortáveis com o hino nacional, o qual foi bastante promovido sob o governo do falecido ditador Francisco Franco, que odiava o nacionalismo catalão. Sabemos que no futebol, as equipas mais bem-sucedidas nem sempre são as que têm as grandes estrelas. Os campeões trabalham em equipa – de forma coesa, serenos face ao egoísmo dos protagonistas, cada jogador disposto a trabalhar em prol dos outros. Será o patriotismo realmente a chave para este tipo de espírito nas equipas nacionais, como os críticos alemães da sua própria equipa acreditam?

cartoon por Steff

O futebol tem sido muitas vezes apelidado de substituto de guerra – uma forma simbólica, mais ou menos pacífica, de lutar contra as rivalidades internacionais. Os fãs das faces nacionais são actores numa espécie de carnaval patriótico, vestidos com os trajes dos seus estereótipos nacionais: os fãs ingleses como cavaleiros medievais, os holandeses com tamancos, os espanhóis como toureiros. Os alemães, compreensivelmente, têm um problema com o simbolismo nacional, mas identifiquei alguns fãs com trajes quase bávaros. O prémio para a máscara mais humorística deve de ir para os italianos vestidos de papas e de cardeais. No passado, os fãs ingleses – mas não eram os únicos – levavam a metáfora da guerra longe demais e agiam mais como exércitos invasores do continente europeu, aterrorizando cidades e azarando qualquer jogo da Inglaterra. Mas também os jogadores não conseguiam, às vezes, ocultar as animosidades nacionais: quando a Holanda venceu a Alemanha, numa memorável semifinal em 1988, um dos jogadores holandeses limpou ostensivamente o rabo com uma camisola alemã. Dada a força do sentimento nacional nestas disputas, não surpreende que as pessoas gostem de projectar as características nacionais no estilo de jogar. Na rara ocasião em que a Inglaterra ganha um grande jogo recentemente, a vitória é atribuída ao espírito de luta “tipicamente” inglês, conjugado com o “fair play”. Os alemães jogam com “disciplina”, os

italianos com a capacidade defensiva dos guerreiros romanos, os holandeses com o individualismo do espírito livre, os espanhóis com a elegância dos toureiros e assim por diante. Quando os franceses ganharam o Mundial em 1998, atribuíram a vitória à multietnicidade da sua equipa – a personificação do compromisso da França com a liberté, égalité, fraternité. Mas, quando as equipas perdem, estas virtudes estereotipadas são amaldiçoadas com igual convicção, como sendo defeitos característicos: Falta de imaginação dos alemães, medo de atacar dos italianos, egoísmo dos holandeses, falta de sentimento nacional entre as minorias étnicas em França e assim por diante.

Uma bandeira, uma língua ou uma história nacional comum, pode certamente contribuir para induzir as pessoas a trabalharem juntas em harmonia por uma causa comum Na verdade, a realidade dos estilos de futebol é um pouco mais complicada. A proveniência dos grandes jogos espanhóis, de hoje, não é a praça de touros, mas sim a equipa do Barcelona constituída por Johan Cruijff nas décadas de 1970 e de 1980. A origem da sua filosofia “futebol total” de manter a posse de bola com passes rápidos,

TERCEIRA TENTATIVA

curtos e a passagem iluminada da defesa para o ataque, foi o Ajax, Amesterdão, no final da década de 1960. Como muitas vezes acontece com os modelos inovadores, outros adoptam-nos e, como no caso de Espanha, melhoram-nos e refinam-nos. Agora toda a gente tenta jogar “futebol total” – com excepção dos ingleses, que “tipicamente” se mantêm distantes das ideias estrangeiras. Os italianos abandonaram as suas tácticas defensivas. Até mesmo os alemães trocam a bola com talento e imaginação. A diferença entre Espanha e os outros é que os espanhóis fazem-no melhor. Daniel Cohn-Bendit, o antigo líder estudantil franco-alemão, em 1968, e deputado dos Verdes no Parlamento Europeu, afirmou num recente artigo que as estrelas modernas do futebol não jogam verdadeiramente pelos seus países. Como profissionais insensíveis, eles jogam acima de tudo por eles próprios. Eles são, para utilizar a sua expressão, “mercenários”.Isso talvez seja demasiado cínico. As lágrimas que corriam na cara de Andrea Pirlo e de Mario Balotelli, após a derrota de Itália, não eram de profissionais insensíveis. Eles queriam ganhar, não só pelo dinheiro ou pelo bem das suas carreiras, mas pela glória. Ainda deve ser bom sentir-se como um herói nacional, ser saudado nas ruas de Roma, Madrid, Londres ou Berlim como um guerreiro que regressa de uma batalha bem-sucedida. E, ainda assim, Cohn-Bendit não está totalmente errado. O que foi notável durante este campeonato europeu foi a íntima colegialidade entre os jogadores adversários. Eles consolaram-se e felicitaram-se mutuamente, abraçando-se como velhos amigos e colegas que muitas vezes são. A maioria dos melhores jogadores joga nos mesmos clubes em Espanha, na Alemanha, em Inglaterra ou na Itália. Muitos falam várias línguas europeias com a fluência dos empresários internacionais, que eles também são. Os melhores clubes europeus são todos, agora, multinacionais. Os jogadores seguem o dinheiro. E os principais clubes são também os mais ricos: Real Madrid, Chelsea, Barcelona, Manchester City, Bayern de Munique, etc. Alguns dos mais difíceis e exigentes protagonistas causam, geralmente, menos atrito quando vestem o equipamento multinacional, do que aquele que causam nas suas equipas nacionais. Se houver uma moral nesta história, é mesmo esta: uma bandeira, uma língua ou uma história nacional comum, pode certamente contribuir para induzir as pessoas a trabalharem juntas em harmonia por uma causa comum. Mas tal pode esclarecer o interesse pessoal. No mais alto nível das conquistas humanas – quer seja na arte, na ciência ou no futebol – pode realmente ser o factor mais importante.

*Especialista em política, cultura e religião, é professor no Bard College


quarta-feira 11.7.2012

opinião

www.hojemacau.com.mo

Ciclone

23

Se Portugal não tem representantes comerciais nas embaixadas e consulados, que vêm cá fazer os papa almoços e jantares com conversa de rã? POR FERNANDO

Correia Marques

a paliçada

A ilustre casa

M

ACAU, sobretudo cada vez que é visitada por um qualquer político vindo de Portugal, revela comportamentos que me fazem lembrar algo do universo literário queirosiano. Algo parecido com a monotonia (que nem as luzes dos casinos conseguem disfarçar) que Gonçalo Mendes Ramires vai encontrar na sua aldeia, quando a ela retorna após a conclusão do curso de Direito em Coimbra, em “Ilustre Casa de Ramires”. Assim a mediocridade da vida provinciana e a necessidade de se impor levam Ramires a (enquanto, paralelamente, administra a sua quinta) escrever um romance genealógico, no qual enaltece e exacerba os feitos heróicos de Tructesindo, seu antepassado longínquo, preparando, com isso, a sua carreira política e acabando por ser eleito. E Eça de Queirós, através da sua fina ironia, demonstra o caráter frágil desta aristocracia arruinada e incapaz de dar continuidade à grandeza do passado português. Hoje, leia-se classe política em lugar de aristocracia. Em Macau o provincianismo leva a este tipo de comportamentos, designadamente de cariz pseudo-intelectual e de afetação comportamental. E esse mesmo provincianismo faz com que o português em Macau, seja ele aqui nascido ou expatriado, goste de ir ao beija-mão real, à lasca de presunto pata negra, ao croquete e ao pastel de bacalhau no Bela-Vista, sempre que um qualquer titular de qualquer coisa aporta a estas bandas. A mim não me viram, nem me verão lá, asseguro. E não é por falta de convite, nem por qualquer outra razão especial. Apenas porque não é esse o meu habitat e não curto apertos de mão lânguidos (sinal de hipocrisia e de falsidade), como não consigo mostrar os dentes a quem não gosto. Como diz a minha mãezinha, perco mais do que o que ganho, mas burro velho vale mais matá-lo do que ensiná-lo. Desta vez foi Paulo Portas, Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros que, no final de uma viagem de caixeiro viajante à Grande China, onde promoveu os nossos vinhos, os nossos azeites, os nossos enchidos e o nosso garanhão cavalo lusitano (digam lá se não resulta insinuante e algo erótica esta associação), passou por Macau. Foi à Escola Portuguesa encontrar a comunidade (sem croquetes, louvo-lhe a medida), visitou

Quanto à Casa de Portugal e ao projeto Lusitanvs, o ministro fechou-se em copas. E logo se disse que tal aconteceu porque os seus assessores não fizeram o trabalho de casa. Haja o que houver os assessores têm as costas largas. Cá por mim não acredito que tal tenha acontecido, porque Portas é um animal político ronhento e calejado a APOMAC onde lhe terão sido expostas as dificuldades de os pensionistas, que recebem as reformas de Portugal, fazerem a anual prova de vida (!), o que se compreende porque para tanto é preciso estar vivo. E até conversou em privado com a proprietária da Mercearia Portuguesa (passe a publicidade), o que logo levou as más línguas a insinuarem

que tal só aconteceu porque Catarina Portas, irmã do ministro, é uma das fornecedoras da mercearia. Invejas de paróquia. Quanto à Casa de Portugal e ao projeto Lusitanvs, o ministro fechou-se em copas. E logo se disse que tal aconteceu porque os seus assessores não fizeram o trabalho de casa. Haja o que houver os assessores têm

as costas largas. Cá por mim não acredito que tal tenha acontecido, porque Portas é um animal político ronhento e calejado. Penso, outrossim, que ele continua a preferir, para as suas campanhas políticas, as feiras e os arraiais aos workshops. Tiro-lhe o chapéu, senhor ministro, o povo gosta é de folia e de comes e bebes nas tasquinhas, ao ar livre, sem mofo e sem bafio. Outra hipótese que me foi aventada por fonte não oficial, mas bem informada, foi a de que o ministro, que se esforçou por fazer passar na China a imagem do pós-moderno cavalo lusitano como o melhor cavalo do mundo, não quis arriscar uma visita ao Lusitanvs (arcaico), não fosse isso lançar confusões promocionais entre o equídeo contemporâneo, fruto de apurados cruzamentos entre os mais belos e saudáveis exemplares equestres de ambos os sexos, e o seu ancestral romano e medieval “caballu lusitanvs”, mais selvagem e menos apurado na raça. Veja-se que o ministro em Hong Kong visitou o Club Lusitano. Em tempo: porque estamos falando do macho lusitano, é notícia de última hora que, pelas praias do Algarve, Zezé Camarinha anda avisando os amigos e os conhecidos de que não terão mais do que um ano para terem de o passar a tratar por doutor. Isto porque, diz, se vai inscrever na Universidade Lusófona e não tem dúvidas de que lhe será concedida, por equivalências, a licenciatura em relações internacionais e interraciais, porquanto tem muito maior experiência do que o ministro Relvas, nesse capítulo. Pois que se vangloria das suas múltiplas e íntimas relações, durante dezenas de anos, com suecas, belgas, inglesas, russas, alemãs, francesas, uzbeques, americanas, espanholas, and so on. Diz ele que lhe falta conhecer poucas nacionalidades ou regiões e que uma delas é a Polinésia, por medo de canibalismo, apenas. Mais, assegura Camarinha, logo após a licenciatura vai tirar o mestrado em sociologia, porque já manteve relações estreitas com gentes das mais variadas origens e classes sociais, ou mesmo em direito constitucional, porque nas suas relações não discrimina ninguém em razão de ascendência, religião, raça, local de origem ou convicções políticas ou ideológicas. Este texto foi escrito ao abrigo do novo acordo ortográfico

Propriedade Fábrica de Notícias, Lda Director Carlos Morais José Editores Nuno G. Pereira; Gonçalo Lobo Pinheiro Redacção Andreia Sofia Silva; Cecilia Lin; Joana Freitas; José C. Mendes; Rita Marques Ramos Colaboradores António Falcão; António Graça de Abreu; Fernando Eloy; Hugo Pinto; José Simões Morais; Marco Carvalho; Maria João Belchior (Pequim); Michel Reis; Rui Cascais; Sérgio Fonseca; Tiago Quadros Colunistas Arnaldo Gonçalves; Boi Luxo; Carlos M. Cordeiro; Correia Marques; David Chan; Gonçalo Alvim; Helder Fernando; Jorge Rodrigues Simão; José Pereira Coutinho, Marinho de Bastos; Paul Chan Wai Chi; Pedro Correia; Peng Zhonglian; Vanessa Amaro Cartoonista Steph Grafismo Catarina Lau; Paulo Borges Ilustração Rui Rasquinho Agências Lusa; Xinhua Fotografia António Falcão, Gonçalo Lobo Pinheiro; Lusa; GCS; Xinhua Secretária de redacção e Publicidade Madalena da Silva (publicidade@hojemacau.com.mo) Assistente de marketing Vincent Vong Impressão Tipografia Welfare Morada Calçada de Santo Agostinho, n.º 19, Centro Comercial Nam Yue, 6.º andar A, Macau Telefone 28752401 Fax 28752405 e-mail info@hojemacau.com.mo Sítio www.hojemacau.com.mo


www.hojemacau.com.mo

GIT debate obra do centro modal com associações do sector dos transportes

Ultimar pormenores

O

Gabinete para as Infra-estruturas de Transportes (GIT) reuniu-se, ontem, com os responsáveis pela Associação Geral dos Empregados do Ramo dos Transportes e Associação Geral dos Motoristas de Actividade Turística por forma a trocar opiniões sobre as disposições dos transportes no que se refere à empreitada da construção do centro modal relacionadas com o Metro Ligeiro. No encontro, que teve lugar nas instalações do GIT, discutiu-se principalmente as disposições de transportes relativas ao período de execução da obra da 1.ª fase do centro modal de transportes da Estrada Governador Albano de Oliveira da Taipa que terá o arranque integral em breve. Atendendo ao desenvolvimento da obra do centro modal de transportes vai ser afectado o parque de estacionamento ao ar livre junto do Jockey Clube, uma vez que os lugares de estacionamento do bairro vão começar a ser vedados gradualmente a partir dos meados de Julho. De acordo com o comunicado do Gabinete de Comunicação Social (GCS), Chow Wai

Tak, assessor técnico do GIT, referiu que na sequência do avanço progressivo das obras relativas ao segmento da Taipa do Metro Ligeiro e ao centro modal de transportes o GIT não só vai continuar a proceder à coordenação com os serviços competentes no sentido de reduzir possivelmente os impactos causados como também espera manter o diálogo íntimo com o sector de transporte assim como dispõe de contacto permanente para publicar em tempo oportuno as informações sobre as disposições de execução da obra de modo a articular com o funcionamento do sector concernente. No centro modal de transportes subterrâneo será criado o parque de estacionamento dos autocarros turísticos; à superfície reserva-se para a paragem dos autocarros públicos; na superstrutura serão instalados o centro comunitário, o corredor verde costeiro e o espaço de arborização de modo a intensificar a ligação, conveniência e segurança entre o centro modal de transportes, as estações do Metro Ligeiro e as zonas residenciais envolventes.

Folclore valorizou currículo de Relvas

Ter sido presidente da assembleia geral da Associação de Folclore da Região de Turismo dos Templários - o que aconteceu entre 2001 e 2002 - valeu a Miguel Relvas a valorização do seu currículo pela Universidade Lusófona. Segundo o “Diário de Notícias” e o “Correio da Manhã”, a experiência profissional do ministro Adjunto e dos Assuntos Parlamentares permitiu-lhe conseguir 160 dos 180 créditos necessários para concluir a licenciatura de Ciências Políticas e Relações Internacionais. Miguel Relvas fez depois exames a quatro das 36 disciplinas obrigatórias: Quadros Institucionais da Vida Económica, Política e Administrativa, Introdução ao Pensamento Contemporâneo, Teoria do Estado da Democracia e da Revolução e Geoestratégia, Geopolítica e Relações Internacionais. A Universidade Lusófona disponibilizou, entretanto, aos jornalistas, por 30 minutos, o processo curricular do ministro, que completou a licenciatura em 2006/2007. Miguel Relvas pagou cerca de 17 mil patacas para tirar o curso na Lusófona.

PUB

quarta-feira 11.7.2012

Hoje Macau 11 JUL 2012 #2649  

Edição do Hoje Macau de 11 de Julho de 2012 • Ano X • N.º 2649

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you