Hoje Macau 10 AGOSTO 2022 #5068

Page 1

GCS

HOJE MACAU

www.hojemacau.com.mo•facebook/hojemacau•twitter/hojemacau

QUARTA-FEIRA 10-8-2022

Nº 5069

MOP$10

DIRECTOR CARLOS MORAIS JOSÉ

Fora de jogo

PUB

O Chefe do Executivo voltou ontem a insistir na tecla da diversificação económica. No hemiciclo, Ho Iat Seng reforçou a necessidade de se encontrar novas vias de desenvolvimento extra jogo. O líder do Governo prometeu ainda assegurar a manutenção dos postos de trabalho. Como? Ficou por explicar. PÁGINAS 4-5 HABITAÇÃO

APOIOS

EXCLUÍDOS DOPÁGINAS COSTUME 4-5

SEM DINHEIRO PARAPÁGINA A RENDA 6

IAS

CHINA | TAIWAN

PORTAS FECHADAS PÁGINAS 2-3

ALERTAS E DISTORÇÕES PÁGINAS 10-11

SURTO

OPINIÃO

NADA NAPÁGINAS MANGA 2-3

RELIGIÃO

CRISTIANISMO NA CHINA CENTRAIS

ANO ESCOLAR DAVID CHAN


2 especial covid-19

IAS

10.8.2022 quarta-feira

www.hojemacau.com.mo

ASSOCIAÇÕES CRITICAM DECISÃO “APRESSADA” DE FECHAR SERVIÇOS

Em cima do joelho Zhuhai Detectado mais um caso positivo na cidade vizinha

As Autoridades de Saúde de Zhuhai declararam ontem a descoberta de mais um caso positivo de covid-19, em que o infectado não apresentava sintomas. O caso diz respeito a um homem de 22 anos, que vive na Vila de Mawan, Cidade de Baijaio no distrito de Doumen. O caso foi registado durante um teste realizado na segunda-feira, sendo que o indivíduo frequentou vários centros comerciais e restaurantes em Jing’an. O comunicado das autoridades de Zhuhai não apresentou qualquer ligação entre o caso apresentado ontem, e o caso que na segunda-feira foi classificado como “importado de Macau”.

Mulheres Apelo à vacinação com dose de BioNTech

Leung Mei Leng, vice-presidente da Associação das Mulheres, apelou à população para se vacinar o mais depressa possível e contribuir para criar uma barreira imunológica contra a covid-19. Segundo Leung, os residentes devem seguir as orientações dos Serviços de Saúde, levar uma dose da vacina da BioNTech, porque só desta forma vai ser possível normalizar a vida em Macau. A representante da associação tradicional argumentou também que, com o tempo, o efeito das vacinas anteriores enfraquece, e que, portanto, é fundamental levar uma dose de reforço. A dirigente pediu ainda aos Serviços de Saúde que abram mais postos de vacinação, além dos quatro existentes.

Uma associação de familiares de portadores de deficiência, e um responsável por creches geridas pelos Kaifong criticaram a forma repentina como foram encerrados ontem todos os equipamentos sociais subsidiados. Ron Lam destacou a falta de base científica da decisão e lembrou que instalações desportivas e restaurantes estiveram abertos

S

EM tempo para reagir. Esta foi a forma geral como a Associação dos Familiares Encarregados dos Deficientes Mentais de Macau encarou a decisão anunciada na segunda-feira pelo Instituto de Acção Social de encerrar todos os equipamentos sociais subsidiados durante o dia de ontem, incluindo creches, serviços de cuidados especiais diurnos para idosos e serviços de apoio vocacional para as pessoas deficientes. O secretário-geral da Associação dos Familiares Encarregados dos Deficientes Mentais de Macau, Im Ka Wai, revelou ao jornal Ou Mun que se viu obrigado a suspender os centros que prestam apoio a portadores de deficiência e que foram afectados cerca de 40 utentes. Im Ka Wai afirmou que mal soube da suspensão, informou os cuidadores e foram disponibilizados serviços online, sem especificar de que natureza. O responsável frisou que embora tenham ficado desapontados, os pais ou cuidadores mostraram compreensão perante a necessidade de encerrar.

Tufão Posto de testes fecha se houver sinal 8

O Centro de Coordenação de Contingência do Novo Tipo de Coronavírus avisou ontem a população para o encerramento de todos os postos de testes de ácido nucleico, no caso de ser içado o Sinal 8 de Tufão. O aviso foi deixado durante a tarde de ontem, depois de ter sido içado o Sinal 3. A partir desse momento foi também anunciado que todo os “18 postos de teste de ácido nucleico ao ar livre” tinham sido suspensos. Em relação a estas suspensões, as pessoas com marcações para os testes ao ar livre foram aconselhadas a deslocarem-se aos centros de testes interiores mais próximos do local da marcação original.

Apesar da decisão repentina, o dirigente associativo indicou que as instalações geridas pela associação estavam ontem prontas para abrir, como previsto, para o período de normalização, após desinfecção profunda e coordenação com os trabalhadores que iriam sair da gestão de circuito fechado. Face à questão se considera proporcional fechar todos os serviços quando se verificar um caso positivo, o responsável defendeu a implementação de medidas de prevenção rigorosas, devido “à imunidade fraca dos portadores de deficiência”. Porém, indicou que a descoberta de um caso não é suficiente para justificar a manutenção da gestão de circuito fechado e obrigar os funcionários a permanecerem no local de trabalho. Por seu turno, a vice-director-geral dos serviços sociais da União Geral das Associações dos Moradores de Macau, Cheong Un Si, apontou que as creches geridas pela associação disponibilizaram desde o período de estabilização, que começou a 2 de Agosto, apenas 50 por cento das vagas. Segundo a estimativa da responsável,

Interior Quem chega de avião e barco passa a ser testado

Os viajantes do Interior da China que chegam a Macau de avião ou de barco passam a estar obrigados a fazer um teste de covid-19, de acordo com um comunicado publicado ontem pelo Centro de Coordenação de Contingência do Novo Tipo. Até ontem, apenas tinham de mostrar um resultado negativo do teste covid-19 com validade de sete dias. Segundo a informação oficial, o primeiro teste é gratuito. No entanto, agora passa também a vigorar a obrigação de realizar um outro teste nos dois dias seguintes à chegada, com o custo suportado pelos turistas. A medida deixa de fora a cidade de Zhuhai.


quarta-feira 10.8.2022

108 crianças foram afectadas pela suspensão de ontem. Devido à notificação repentina, Cheong Un Si afirmou que algumas famílias se queixaram de falta de tempo para encontrar quem tomasse conta dos filhos durante o seu horário de trabalho.

Pouca ciência

O encerramento dos serviços sociais levou o deputado Ron Lam a enviar ontem uma carta para o IAS a questionar os motivos científicos que justificaram a medida, assim como a apelar ao Governo para não tomar decisões precipitadas que deixem a população desprevenida. Além disso, o deputado destacou a falta de sentido nas políticas de prevenção da pandemia por se encerrarem serviços sociais e manter funcionários em regime de circuito fechado, enquanto se permite a abertura de instalações desportivas e restaurantes com serviço de mesa.

Ron Lam destacou a falta de sentido nas políticas de prevenção da pandemia por se encerrarem serviços sociais e manterem funcionários em regime de circuito fechado, enquanto se permite a abertura de instalações desportivas e restaurantes com serviço de mesa

O IAS anunciou ontem que entre hoje e a próxima segunda-feira “os equipamentos sociais diurnos e subsidiados retomarão gradualmente o seu funcionamento”. Porém, na fase inicial, vão continuar suspensas as actividades que envolvam aglomeração de pessoas e manter limitado “o número de participantes nos grupos de serviços essenciais”. Os trabalhadores das creches, centros de apoio, lares de idosos e demais instalações subsidiadas de serviço social vão deixar de ser obrigados a realizar testes (antigénio e ácido nucleico) antes de entrarem nas instalações. Além disso, a partir de hoje, vão ser “levantadas todas as medidas de gestão em circuito fechado aplicadas a 11 lares de reabilitação e a um lar de tratamento de desintoxicação”, indicou o IAS, acrescentando que “a partir de 15 deAgosto, serão levantadas todas as medidas de gestão em circuito fechado actualmente vigentes em 24 lares de idosos” e serão permitidas visitas. Nunu Wu com João Luz

ZONAS-ALVO NOVAS ÁREAS FIZERAM TESTES

Q

UEM habita ou circulou nas zonas-alvo frequentadas pelo indivíduo identificado como positivo em Zhuhai foi submetido ontem a teste de ácido nucleico obrigatório. O Centro de Coordenação de Contingência do Novo Tipo de Coronavírus informou ontem que os destinatários sujeitos a testes nas zonas alvo eram residentes, ou pessoas que trabalham, na Rua Central da Areia Preta, Avenida do Nordeste, Rua Central de Areia Preta, Rua 1 de Maio, por serem adjacentes ao Edifício Polytec Garden. Nas imediações das Portas do Cerco, foi testado quem reside e trabalha na Praça das Portas do Cerco, Rua da Paz, Rua Dois do Bairro Iao Hon, Rua Quatro do Bairro Iao Hon, Istmo de Ferreira do Amaral, Travessa de Artur Tamagnini Barbosa, Rua de Lei Pou Ch’ôn, Travessa Um da Cidade Nova de T’oi Sán, Rua Dois da Cidade, Rua do Canal das Hortas e Rua dos Currais. Considerando o alto risco nas áreas relevantes, não ficaram isentos bebés e crianças pequenas nascidos após o dia 1 de Julho de 2019, assim como idosos com dificuldade de locomoção que necessitem de cuidados de acompanhamento e pessoas com deficiência. As pessoas sujeitas a teste foram avisadas por SMS.

especial covid-19 3

www.hojemacau.com.mo

De outro mundo Surtos devido a produtos importados altamente improvável - virologista

O

virologista Celso Cunha, do Instituto de Medicina e Higiene Tropical (IMHT), considera que a probabilidade dos surtos de covid-19 em Macau terem origem em alimentos contaminados é “extremamente baixa” e tem mais motivos políticos que científicos. “Não temos nenhuma evidência de que o vírus se possa transmitir através da ingestão de alimentos”, disse o investigador, comentando a atribuição do surto de covid-19 em Macau a “objectos ou produtos vindos do estrangeiro”, avançada pelo Governo. No passado mês de Julho, Macau suspendeu, inicialmente durante uma semana, a importação de mangas de Taiwan, após ter detectado vestígios do novo coronavírus, responsável pela covid-19, no exterior de uma embalagem. “A probabilidade de ficar infectado dessa maneira é extremamente baixa. Não é zero, porque não há probabilidades zero”, afirmou o cientista. E acrescentou: “É uma questão política das autoridades de Macau, por um lado, a quererem ficar bem perante as autoridades do continente, e a quererem culpar Taiwan”. “A situação em Macau parece estar a ficar um pouco descontrolada e a população está a ficar descontente. É muito mais fácil arranjar

um inimigo externo do que assumir a culpa”, disse. O virologista esclarece que, efectivamente, “uma ou outra [manga] poderiam

estar com partículas virais infecciosas, mas a probabilidade de ter vindo daí [o surto] é extremamente baixa”. E recordou que “o

cuidado que se tem que ter com a fruta é lavá-la bem e descascá-la”.

Seguir o líder

Sobre a situação em Macau, reconhece que, “estando a população chinesa e a de Macau vacinada, como está, com vacinas chinesas, mas está, não há motivo para aquela quantidade de pessoas infectadas que têm agora”. Mas lembra que os chineses foram vacinados com as vacinas que eles próprios aprovaram, uma delas aprovada pela Organização Mundial de Saúde (OMS), mas mesmo essa com uma protecção não tão elevada como as da Pfizer, Moderna e Astrazeneca. “Em termos páticos, o Governo de Macau vai continuar a agir mediante as directivas que recebe. Se disserem que são mangas são mangas, se são bananas, são bananas, se for peixe-galo é peixe-galo”. E concluiu: “Já temos informação mais que suficiente para dizer que isso que está a ser veiculado, muito provavelmente não corresponde à realidade”.

PUB.

AVISO

AVISO

Faz-se saber que em relação ao concurso público para empreitada de obra pública designada por « Empreitada de concepção e construção de habitação pública no lote A5 da Nova Zona de Aterro A », publicado no Boletim Oficial da Região Administrativa Especial de Macau n.º 28, II Série, de 13 de Julho de 2022 e n.º 30, II Série, de 27 de Julho de 2022, foi feita aclaração complementar conforme necessidades, pela entidade que realiza o concurso e junta ao processo do concurso.

Faz-se saber que em relação ao concurso público para empreitada de obra pública designada por « Empreitada de concepção e construção de habitação pública no lote A6 da Nova Zona de Aterro A », publicado no Boletim Oficial da Região Administrativa Especial de Macau n.º 28, II Série, de 13 de Julho de 2022 e n.º 30, II Série, de 27 de Julho de 2022, foram prestados esclarecimentos e foi feita aclaração complementar conforme necessidades, pela entidade que realiza o concurso e juntos ao processo do concurso.

A referida aclaração complementar encontra-se disponível para consulta, durante o horário de expediente, na Direcção dos Serviços de Obras Públicas, sita na Av. do Dr. Rodrigo Rodrigues, Edifício Nam Kwong, 9.º andar, Macau.

Os referidos esclarecimentos e aclaração complementar encontram-se disponíveis para consulta, durante o horário de expediente, na Direcção dos Serviços de Obras Públicas, sita na Av. do Dr. Rodrigo Rodrigues, Edifício Nam Kwong, 9.º andar, Macau.

Direcção dos Serviços de Obras Públicas, aos 4 de Agosto de 2022.

Direcção dos Serviços de Obras Públicas, aos 4 de Agosto de 2022.

O Director, substituto Sam Weng Chon

O Director, substituto Sam Weng Chon


4 assembleia legislativa

10.8.2022 quarta-feira

FOTOS GCS

www.hojemacau.com.mo

DESEMPREGO GOVERNO PROMETE REGULAR POSTOS DE TRABALHO COM REDUÇÃO DO JOGO

O futuro marca a hora Ho Iat Seng foi ontem ao hemiciclo dizer que o Governo está a ser “activo” na resolução do desemprego, mas não avançou detalhes sobre a forma como serão mantidos postos de trabalho com o novo concurso para as licenças do jogo. A palavra de ordem é a transição para os elementos não jogo e para a criação de novas indústrias nesta fase de transição, sobretudo tendo em conta o novo concurso público para a atribuição de licenças de jogo. O futuro passará, sem dúvida, pela maior aposta nos elementos não jogo e por uma diversificação de indústrias, tendo sido dados os exemplos das áreas

da ciência, saúde e inteligência artificial, entre outras. “Com o novo concurso esperamos ter uma via de desenvolvimento para Macau e as novas concessionárias poderão trabalhar nas áreas não jogo. Quer em termos de lei e dos contratos vamos

ECONOMIA EXECUTIVO AVANÇA COM OBRIGAÇÕES E LEILÕES DE TERRENOS PÚBLICOS

C

OM as receitas oriundas dos impostos do jogo a cair, o Governo começa a pensar em outras possibilidades para encher os cofres públicos. Ho Iat Seng, Chefe do Executivo, garantiu ontem, numa sessão plenária destinada a responder a dúvidas dos deputados, que vão ser lançadas obrigações a subscrever pelos residentes, além de serem leiloados terrenos públicos. “Analisamos a possibilidade de lançar obrigações. Pedimos um relató-

rio de análise a um banco e ainda estamos a fazer estudos. Com o consenso da sociedade e o aval da Assembleia Legislativa (AL) poderemos vir a lançar obrigações.” Ho Iat Seng frisou também que será criada legislação que regulamente esta

área. Sobre os terrenos, o governante declarou que terá de ser feito primeiro um estudo à condição dos solos. “Não tenhamos muitas expectativas face às receitas obtidas, pois não queremos que os valores dos terrenos sejam inflacionados e os residentes fiquem a perder com isso. Vamos ter terrenos para leiloar, mas só depois de termos os relatórios com os dados sobre as perfurações dos solos é que as pessoas poderão calcular os preços dos terrenos”, concluiu.

EDWARD-WONG-SCMP

A

S autoridades querem reduzir o peso do jogo na economia, mas Ho Iat Seng, Chefe do Executivo, não conseguiu ontem explicar, com detalhes, aos deputados, como é que serão garantidos os postos de trabalho

regular a questão dos postos de trabalho”, frisou. Ho Iat Seng fez um exercício de memória sobre os tempos áureos do sector do jogo, entre 2013 e 2014, quando os casinos registaram os melhores números de sempre em matéria de receitas, para lembrar que a linha política actual não deverá seguir esse rumo. “Esperamos que haja um equilíbrio para o desenvolvimento dos sectores económicos. Tínhamos em 2013 e 2014 [melhores resultados do jogo], mas não era uma situação saudável. Queremos que as associações do sector industrial possam ver as áreas económicas que possam ser desenvolvidas e os sectores

“Será que os desempregados podem fazer o mesmo trabalho que os TNR fazem? Teremos de pensar.” HO IAT SENG CHEFE DO EXECUTIVO


quarta-feira 10.8.2022

assembleia legislativa 5

www.hojemacau.com.mo

Covid-19 Mais de 7 mil idosos sem vacinas

O Chefe do Executivo, Ho Iat Seng, disse ontem no plenário que há mais de sete mil idosos, sem estarem nos lares, que ainda não foram vacinados contra a covid-19. Nesse sentido, o Chefe do Executivo pediu ajuda aos deputados ligados às associações tradicionais, por terem um contacto mais próximo com os idosos. “A taxa de vacinação nos lares de idosos é alta devido aos esforços dos trabalhadores, e isso pode reduzir o risco de infecção nos lares. Incentivamos os restantes idosos a que tomem as vacinas. Faço um apelo aos deputados que têm mais contacto com eles. Esperamos poder contar com o vosso apoio para uma maior vacinação dos idosos”, disse.

Hemiciclo Dia de todos os agradecimentos com maior potencial, mas temos de esperar pelos estudos. O sector do jogo já é fixo, mas o essencial é que haja uma maior optimização.” Assumindo que “a pandemia é uma incógnita”, pois um novo surto “pode aparecer de repente”, há que manter “aquilo que mantemos” em termos sócio-económicos. “Estamos a trabalhar arduamente para atrair mais turistas. Este é o nosso primeiro passo, pois ainda não atingimos os objectivos da diversificação económica e temos de a manter com aquilo que temos”, apontou o Chefe do Executivo.

“Esperamos que haja um equilíbrio para o desenvolvimento dos sectores económicos. Tínhamos em 2013 e 2014 [melhores resultados do jogo], mas não era uma situação saudável.” HO IAT SENG CHEFE DO EXECUTIVO

Retirar TNR?

Relativamente ao desemprego, que regista actualmente uma taxa de 4,8 por cento, o Governo “diz estar muito activo na resolução do problema”. “Cada um por cento representa três mil pessoas, portanto com quase cinco por cento temos 15 mil pessoas no desemprego. Temos oito mil desempregados registados na Direcção dos Serviços para os Assuntos Laborais (DSAL) e pedimos aos residentes que

O

Chefe do Executivo, Ho Iat Seng, afastou ontem a possibilidade de o Governo vir a disponibilizar um apoio financeiro aos trabalhadores não residentes (TNR) no contexto da pandemia. A sugestão de atribuir três mil patacas em cartão de consumo aos TNR, e também em dinheiro, com a criação de um subsídio universal, partiu da Associação Comercial de Macau, uma das mais tradicionais e influentes do território, mas nem isso faz o Executivo mudar de posição. “Quanto às opiniões das associações, essa não é a política do Governo, mas vamos continuar a analisá-

não tenham trabalho que se registem, para que possamos fazer os nossos trabalhos de apoio. Esperamos que as empresas possam disponibilizar cinco mil postos de trabalho para a construção de habitação pública”, exemplificou. Muitos deputados, incluindo Ella Lei e Leong Sun Iok, falaram da necessidade de garantir empregos para residentes. Ho Iat Seng disse que essa ideia está sempre em cima da mesa, mas que haverá locais que não querem fazer determinados trabalhos. “Vamos cancelar [todas as quotas] para trabalhadores não residentes (TNR) e resolver a elevada taxa de desemprego? Claro que sim, porque o número de TNR é muito maior, mas será que os desempregados podem fazer o mesmo trabalho que os TNR fazem? Teremos de pensar”, declarou. O Chefe do Executivo disse que já houve uma redução de 34 mil TNR nas áreas da hotelaria e restauração, incluindo a construção civil. Andreia Sofia Silva

Sugestões em saco rôto

Afastada atribuição de apoios a trabalhadores não residentes

-las”, começou por dizer Ho Iat Seng na sessão plenária destinada a responder às questões dos deputados. “A política dos TNR difere daquela que apresentamos a 16 de Julho. Cada associação ou pessoas podem apresentar as suas opiniões. O Governo vai ouvi-las, mas não podemos aceitá-las todas.”

Sem absoluta igualdade

O deputado José Pereira Coutinho foi um dos que abordou a questão, ao alertar para

casos em que pessoas pedem dinheiro na rua. “Há sempre grupos mais desfavorecidos. Porquê esta reacção à política das três mil patacas a atribuir aos TNR? Há idosos acamados que gastam cerca de mil patacas em fraldas, há muitas necessidades”, exemplificou. Ho Iat Seng pediu ao deputado para “não induzir as pessoas em erro ou misturar as coisas”. “O apoio de três mil patacas é sugerido pelas associações e, da nossa parte, limitamo-nos a recolher as opiniões. Mas será que há

uma igualdade absoluta? Não. Este é o terceiro ano em que fazemos a mesma coisa [atribuir apoios económicos]. Sabemos as dificuldades que as camadas mais baixas da população sofrem e podem sempre deslocar-se ao Instituto de Acção Social. O deputado pode ir com esses residentes ao IAS para pedir apoios”, rematou o Chefe do Executivo. Muitos deputados questionaram ainda quando é que a segunda ronda de apoios financeiros, no valor de 10

mil milhões de patacas, vai começar a chegar aos bolsos dos residentes, tendo Ho Iat Seng pedido mais tempo, garantindo que depois do dia 17 deste mês serão conhecidos mais detalhes. “Peço que nos dêem algum tempo. O secretário [para a Economia e Finanças, Lei Wai Nong, disse que ia analisar o quanto antes, e só depois de autorizar a primeira verba [de 10 mil milhões de patacas] é que iremos analisar a segunda. A AL vai entrar de férias e temos de fazer isso em primeiro lugar. Só depois da aprovação do Orçamento é que poderemos aprovar os nossos trabalhos”, rematou. A.S.S.

Ho Iat Seng aproveitou ontem a ida à Assembleia Legislativa para agradecer a todos os intervenientes, desde funcionários públicos, a voluntários e aos trabalhadores em circuito fechado, entre outros, sobre o trabalho desenvolvido durante o último surto de covid-19. Foram ainda deixadas condolências pelo falecimento de seis idosos por complicações de saúde originadas pela covid-19. “Agradeço a toda a população [sobre a postura] durante a última vaga pandémica, mas também aos médicos e a todos os que participaram nos trabalhos de prevenção e combate. Agradeço ainda aos trabalhadores dos lares pelo esforço feito por não poderem ir a casa. Houve seis mortes devido à pandemia e lamento esta situação”, disse.

FSS Nem tudo vem do jogo, diz CE

O Chefe do Executivo comentou ainda o estado das finanças do Fundo de Segurança Social (FSS), tendo garantido que nem sempre o sector do jogo é o grande financiador do Governo. “35,5 por cento do dinheiro injectado (no FSS) vem do jogo, mas o dinheiro injectado pelo Governo representa 64,5 por cento, pelo que a fatia principal das receitas do FSS não provém do sector do jogo. Não podemos dizer que tudo vem do jogo”, adiantou.

Balanço Três anos cheios de problemas

O líder do Governo declarou ser difícil fazer previsões sobre a economia ou o evoluir da pandemia. “Estou no cargo há três anos e tenho enfrentado diversos trabalhos por causa da pandemia. Sempre pensámos que iríamos ter melhores planos para o período do Verão, mas com a pandemia não foi possível. Tivemos sempre problemas nos períodos dourados [de viagens e férias prolongadas], e em Outubro foi quando sofremos mais. A nível mundial também [há dificuldades], com a guerra [da Ucrânia]. Este ano é difícil fazemos previsões”, apontou.


6 política

10.8.2022 quarta-feira

www.hojemacau.com.mo

HOJE MACAU

WAI LONG PROJECTO DE CONCEPÇÃO CONCLUÍDO ATÉ DEZEMBRO

O

Chefe do Executivo garantiu ontem na Assembleia Legislativa que o projecto de concepção das casas públicas no terreno situado na avenida Wai Long, junto ao aeroporto, deverá estar concluído no final deste ano, devendo ser destinado à chamada classe sanduíche. Outro projecto que também deverá estar concluído ainda este ano é a proposta de lei sobre a habitação para a classe sanduíche. “O projecto na avenida Wai Long não está suspenso, mas prevemos que o número de facções na zona A já corresponde às necessidades dos residentes. Talvez tenhamos de reservar [o terreno] na avenida Wai Long

Wong Kit Cheng, deputada “Os residentes esperam que os preços no mercado privado sejam ajustados de forma racional, criando oportunidades para as famílias com necessidades.”

HABITAÇÃO WONG KIT CHENG DENUNCIA DIFICULDADES NO PAGAMENTO DE RENDAS

Realidade bate à porta

Com o adensar da crise económica, o peso das rendas no orçamento familiar e a impossibilidade de comprar casas, Wong Kit Cheng afirma ter recebido várias queixas de residentes descontentes com o cancelamento do plano para construir habitação económica na Avenida Wai Long Ao mesmo tempo, face a situações de layoff intermináveis, vários meses sem terem ordenado estável, e sem expectativas de verem a situação melhorar nos próximos tempos, os preços das rendas no mercado privado são cada vez mais um problema. “O pagamento das rendas não deixa as famílias respirar”, vincou Wong Kit Cheng. “Os residentes esperam que os preços no mercado privado sejam ajustados de forma racional, criando oportunidades para as famílias com necessidades”, acrescentou. Apesar de desejar que o acesso à habitação seja um direito dos residentes, Wong admite que a situação é muito diferente. “Segundo as estatísti-

cas oficiais, os preços das casas em Macau caíram muito pouco desde o início da pandemia, e as notícias do aumento das taxas de juros, que devem voltar a subir no terceiro trimestre deste ano, vai tornar a compra de habitação cada vez menos acessível”, sustentou.

Caminho sem alternativa

Após a realização de um estudo, com o custo de 16 milhões de patacas, sobre o tipo de habitação pública a ser construído na Avenida Wai Long, o Executivo suspendeu o projecto de construção económica. Este tipo de habitação é vendido ao preço do custo de construção. No ano passado, a medida do Governo colhia apoio

entre alguns deputados, que consideravam ser mais importante desenvolver habitação intermédia, também conhecida como habitação para a classe sanduíche. Este é um novo tipo de habitação pública a pensar nas famílias com rendimentos superiores aos que permitem aceder à habitação económica, mas que não têm capacidade para adquirir habitação no mercado privado. Agora, Wong Kit Cheng vem pedir ao Governo que clarifique o que pretende fazer com o terreno e avisa que as classes desfavorecidas vão estar muito atentas ao destino atribuído ao terreno que inicialmente ia servir para a construção de 8 mil fracções habitacionais. João Santos Filipe

Desporto NJCM pede mais instalações para encorajar jovens

A Associação de Nova Juventude Chinesa de Macau defende a melhoria das instalações desportivas no território, de forma a encorajar os jovens a praticar mais desporto. A opinião foi deixada pela vice-presidente, Choi Hang Kit, e vem a reboque das alterações feitas no Interior da China à legislação que regula o desporto. Segundo Choi, a indústria desportiva está em rápido desenvolvimento no Interior, mas que o mesmo não acontece em Macau. Por isso, a também membro do Conselho de Juventude apelou às autoridades e associações locais para serem mais dinâmicas e imitarem o que se faz do outro lado da fronteira. Segundo a dirigente associativa, citada pelo jornal Cheng Pou, só com a práticas de desporto a juventude pode ficar preparada para a “Nova Era” chinesa, por isso, o Governo tem de resolver a questão da falta de espaços para a prática. OLGA SANTOS

W

ONG Kit Cheng, deputada ligada à Associação Geral das Mulheres, está preocupada com o plano do Governo de desistir da construção de habitação económica na Avenida Wai Long, na Taipa. As dúvidas foram reveladas num comunicado, em que a legisladora fala de uma situação em que as famílias não conseguem respirar. Segundo a deputada, com a crise económica a prolongar-se há mais de dois anos e meio “cada vez mais famílias enfrentam uma enorme pressão financeira”. Motivo pelo qual, as queixas relativas ao acesso à habitação terem aumentado no gabinete de deputada.

para as necessidades dos jovens. Talvez possamos apresentar a proposta de lei sobre a habitação para a classe sanduíche ainda este ano”, referiu Ho Iat Seng perante os deputados. O governante avançou ainda mais detalhes sobre o tamanho dos apartamentos em Wai Long, uma vez que as tipologias T1 e T2 “terão áreas diferentes das habitações privadas”. “Vamos concluir todos os trabalhos de concepção até ao final do ano. Queremos que os jovens possam escolher entre uma fracção económica e intermédia. O terreno poderá ser usado o quanto antes, mas há ainda procedimentos administrativos a resolver”, apontou.


quarta-feira 10.8.2022

sociedade 7

www.hojemacau.com.mo

CRIME GRUPO QUE FINGIA FACILITAR CRÉDITOS DEFRAUDOU EMPRESÁRIOS EM MAIS DE MEIO MILHÃO

Bom demais para ser real

A

Polícia Judiciária revelou ontem ter desmantelado uma rede criminosa que se dedicava a defraudar empresários do Interior.Ainvestigação policial levou à detenção de quatro elementos na zona do ZAPE, na península de Macau, um residente de Hong Kong e três pessoas oriundas do Interior da China. Segundo as autoridades, foram defraudadas, pelo menos, duas vítimas num valor superior a 500 mil dólares de Hong Kong (HKD). Os suspeitos, três homens e uma mulher, com idades entre 56 anos e 63 anos, faziam-se passar por profissionais do sector da banca em Hong Kong e Macau para aliciar as vítimas. O chamariz para atrair empresários do Interior era a promessa de acesso a créditos que poderiam chegar aos 200 milhões de HKD para financiar as suas empresas. Porém, para obter crédito as vítimas teriam de abrir

O chamariz para atrair empresários do Interior era a promessa de acesso a créditos que poderiam chegar aos 200 milhões de HKD. Para obter crédito as vítimas teriam de abrir uma conta e depositar uma quantia elevada uma conta bancária e depositar uma quantia elevada. Segundo o jornal Ou Mun, a polícia terá apurado que foi exigido o depósito de 2.4 milhões de yuans como condição para garantir o empréstimo. O crédito acabaria por ser concedido através de um cheque sem cobertura.

Construção Salários crescem 1 por cento

A Direcção dos Serviços de Estatística e Censos (DSEC) anunciou que o salário diário médio dos trabalhadores da construção foi de 795 patacas no segundo trimestre, um crescimento de 1 por cento face ao primeiro trimestre. Os números foram revelados ontem através de um comunicado. Segundo a mesma fonte, o salário diário médio dos trabalhadores residentes (976 patacas) e o dos trabalhadores não residentes (719 patacas) cresceram 0,8 por cento e 0,5 por cento, respectivamente. No entanto, quando é analisado o índice do salário real dos trabalhadores da construção, ou seja, sem o impacto da inflação, a DSEC admite que houve perdas. “Eliminado o efeito da inflação, o índice do salário real dos trabalhadores da construção (96,2) no trimestre em análise cresceu 0,4 por cento, em termos trimestrais, salientando-se que o dos trabalhadores da construção residentes (96,5) desceu 1,2 por cento”, pode ler-se.

Jiayuan International Quebras nas receitas e lucros

A empresa Jiayuan International Group avisou os investidores para uma redução dos lucros que pode atingir os 75 por cento em comparação com os primeiros seis meses do ano passado. O aviso foi deixado num comunicado à Bolsa de Hong Kong, em que é igualmente admitido que as receitas registaram quebras de 25 por cento. A imobiliária do Interior, que comprou o terreno mais caro de sempre em Macau, está a ser afectada pela crise no sector, que já levou a que várias empresas entrassem em incumprimento. Além disso, a Jiayuan International Group enfrenta dois pedidos de insolvência nos tribunais de Hong Kong. Em 2017 a Jiayuan International Group adquiriu pelo preço recorde de 3,51 mil milhões de dólares de Hong Kong dois terrenos na Taipa, na Avenida Dr. Sun Yat-Sen. PUB.

Rol de crimes

Quatro suspeitos foram detidos no domingo quando se preparavam para repetir uma burla que já teria rendido mais de 500 mil dólares de Hong Kong. O modus operandi do grupo passava por atrair empresários do Interior com a perspectiva de empréstimos de centenas de milhões. Os suspeitos foram encaminhados para o Ministério Público

Parte do esquema passava por convencer as vítimas de que teriam acesso a crédito na banca de Hong Kong em instituições com elevada reputação. Porém, devido à pandemia, os empréstimos seriam concedidos por bancos de Macau. O grupo de suspeitos foi detido num quarto de hotel quando se preparava para burlar outra vítima, que terá sido avisada pelas autoridades do esquema que estava a ser montado para o defraudar. Os detidos são suspeitos da prática dos crimes de burla de valor elevado (pena de prisão até 5 anos ou pena de multa até 600 dias), falsificação de documentos de especial valor (pena de prisão de 1 a 5 anos) e crime de associação criminosa (pena de prisão de 3 a 10 anos). Os suspeitos foram ontem encaminhados João Luz para o Ministério Público.

BURLA FALSO DIRECTOR DE ESCOLA ENGANA ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO

U

M burlão conseguiu infiltrar-se num grupo de WeChat para encarregados de educação e enganou dois utilizadores com o alegado pagamento de taxas de inscrição. O caso foi relatado ontem pelo canal chinês da Rádio Macau, com base na informação disponibilizada pela Polícia Judiciária (PJ), mas a identidade da escola não foi revelada. Segundo a versão apresentada, a 3 de Agosto, o indivíduo teve acesso ao grupo de conver-

sação e fingiu ser o director da escola. Nesta condição, informou os pais que teriam de fazer o pagamento de 395 patacas, por aluno, em “lai sis” electrónicos pagos com a aplicação Alipay. A necessidade do montante foi justificada com a compra de manuais extra para os estudantes. Entre os presentes no grupo, apenas dois procederam de imediato ao pagamento. Ouvidos pelas autoridades, os encarregados burlados justificaram ter

acreditado que o perfil era verdadeiro, uma vez que apresentava a mesma fotografia que o director, tal como o nome apresentado. Os pais só perceberam que tinham sido burlados, quando cerca de meia hora depois da primeira mensagem os profes-

sores começaram a dizer que o pagamento de 395 patacas não tinha sido pedido pela escola. Com o caso a ser discutido no próprio grupo, o burlão acabou abandonar a conversa. Por sua vez, os dois pais deslocaram-se à Polícia Judiciária onde apresentaram a queixa. Ao dia de ontem, as autoridades ainda estavam a investigar o caso e a tentar perceber como é que o burlão tinha conseguido infiltrar-se no grupo de WeChat.

AVISO Faz-se saber que em relação ao concurso público para empreitada de obra pública designada por « Empreitada de concepção e construção de habitação pública no lote A10 da Nova Zona de Aterro A », publicado no Boletim Oficial da Região Administrativa Especial de Macau n.º 28, II Série, de 13 de Julho de 2022 e n.º 30, II Série, de 27 de Julho de 2022, foram prestados esclarecimentos e foi feita aclaração complementar conforme necessidades, pela entidade que realiza o concurso e juntos ao processo do concurso. Os referidos esclarecimentos e aclaração complementar encontram-se disponíveis para consulta, durante o horário de expediente, na Direcção dos Serviços de Obras Públicas, sita na Av. do Dr. Rodrigo Rodrigues, Edifício Nam Kwong, 9.º andar, Macau. Direcção dos Serviços de Obras Públicas, aos 4 de Agosto de 2022. O Director, substituto Sam Weng Chon


8 religião

10.8.2022 quarta-feira

www.hojemacau.com.mo

Traçando a história do cristiani (HISTÓRIA DA PRIMEIRA ENTRADA DO CRISTIANISMO NA CHINA • PARTE 1) raízes em Macau, não é a primeira vez na história que entra na China.

Nestorianismo antecede os jesuítas por mil anos

Até agora, de acordo com a “A estela de Da Qin Nestoriana espalhada na China” (Nota 2) no Museu da Floresta de Estelas em Xi’an, os círculos arqueológicos ou religiosos geralmente reconhecem que o catolicismo chegou à China pela primeira vez durante a dinastia Tang e pertencia à seita nestoriana. O nestorianismo foi fundado mais de mil anos antes dos jesuítas serem conhecidos do povo de Macau (os jesuítas foram fundados em 1534). A Wikipédia descreve, “O nestorianismo originou-se no que hoje é a Síria e foi estabelecido na Pérsia entre 428 e 431 d.C. pelo padre sírio, Patriarca Nestório de Constantinopla. O nestorianismo é considerado a primeira seita cristã a entrar na China e tornou-se um campo activo de pesquisa em Sinologia.”

A mente e a confiança da Dinastia Tang Figura 1. Estátua de bronze do Bispo D. Belchior Carneiro na faixa esquerda da Igreja da Misericórdia

O

cidadão de Macau não é alheio ao catolicismo, que deve ser chamado correctamente de cristianismo. Este nome não se refere ao “cristianismo” (protestante) que surgiu mais tarde. Isso é especificamente declarado no meu artigo em chinês, porque os chineses chamam ao cristianismo “a religião de Deus” (“Tian zhu jiao” em mandarim), enquanto o protestantismo é chamado de “cristianismo” (“Ji du jiao” em mandarim). Na história moderna, Macau não foi apenas o primeiro lugar no Extremo Oriente a estabelecer uma diocese católica, mas tornou-se também num importante “entreposto” (Nota 1) para governar os assuntos católicos na China, Japão, Vietname e Sudeste Asiático (excluindo as Filipinas). Muitos missionários famosos viajaram para a China continental via Macau para realizar missões. Em 1568, D. Belchior Nunes Carneiro Leitão (Figura 1), jesuíta, foi nomeado bispo de Macau pelo Papa Júlio II. Embora o catolicismo possa criar

Em 17 de Novembro de 2021, o Papa Francisco encontrou-se com Mar Gewargis III, Patriarca da Igreja Assíria Oriental, no Vaticano (Figura 2). Esta antiga igreja foi subitamente sinalizada novamente. A “Igreja Assíria Oriental” também era chamada de “Nestianismo” na China antiga. Em 635 d.C., o imperador Taizong Li Shimin (Figura 3) encontrou-se com o bispo nestoriano Aroben da Síria e permitiu que o nestorianismo se estabele-

Macau não foi apenas o primeiro lugar no Extremo Oriente a estabelecer uma diocese católica, mas tornou-se também num importante “entreposto” (Nota 1) para governar os assuntos católicos na China, Japão, Vietname e Sudeste Asiático cesse em Chang’an e realizasse o trabalho missionário, de modo que a igreja se expandiu para as planícies centrais por duzentos anos. A Dinastia Tang não apenas aceitou o nestorianismo, mas teve também uma atitude aberta para aceitar outras culturas e religiões estrangeiras, de modo que o budismo, o islamismo, o zoroastrismo e o maniqueísmo pudessem sucessivamente “aterrissar” em Chang’an e expandir-se para outras partes da China. A razão pela qual os imperadores da Dinastia Tang tinham uma mente tão aberta e confiança mostrou que havia um ambiente político estável e uma forte força nacional naquela época. De volta à “ A estela de Da Qin Nestoriana espalhada na China”. Em 1623, no final da Dinastia Ming, esta estela foi escavada no Oeste de Xi’an (Figura 4), o que não só chocou os círculos arqueológicos e religiosos na China e no exterior, mas também atraiu muitos especialistas e pessoas para Xi’an

Figura 2. Basílica de São Pedro, Cidade do Vaticano

Figura 4. Torre do Tambor de Xi›an

para observar e estudar esta estela. Além disso, um grande número de jornais chineses e estrangeiros ou artigos introdutórios apareceram para apresentar esta antiga estela. Até agora, através de muitos documentos ou da Internet podem consultar-se informações relevantes. Vale a pena ressaltar que a estela tornou-se uma das “quatro estelas” de maior prestígio na história das descobertas arqueológicas do mundo (Nota 3). No Inverno, há dois anos, fui a Xi’an visitar parentes. Para ter um vislumbre deste autêntico trabalho arqueológico, enfrentei o frio para

Figura 3. Imperador Taizong permitiu que várias religiões entrassem na China

ir ao Museu da Floresta de Estelas para ver “A estela de Da Qin Nestoriana espalhada na China” (Figura 5). Além disso, em 2001, na mostra “A Civilização da Dinastia Tang rumo ao mundo” realizada pela Câmara Municipal de Macau Provisória (actual Municipal Affairs Bureau), o papel de fricção da estela foi uma das peças importantes da exposição. (Figura 6)

Traços de Nestorianismo foram vistos antes da Dinastia Tang

Devido à descoberta da “ A estela de Da Qin Nestoriana espalhada na China”, é amplamente reconhecido que o catolicismo pisou pela primeira vez a China no nono ano de Tang Zhenguan, 635 d.C. Mas o que é surpreendente é que alguns documentos antigos e muitos estudiosos agora revelam que o catolicismo chegou às planícies centrais da China antes da dinastia Tang. A 19 de Fevereiro de 2016, o jornal português “Hoje Macau” publicou um artigo de José Simões Morais “Os primeiros cristãos na China”, o conteúdo apresenta de forma concisa e clara a expansão do cristianismo para o leste e a situação histórica do nestorianismo na China. A primeira frase do artigo afirma, “Como lenda, o Apóstolo S. Tomé teria visitado a China no século I, onde dessa data há pedras gravadas com


quarta-feira 10.8.2022

religião 9

www.hojemacau.com.mo

ismo na China a partir da estela TEXTO E IMAGENS: RITCHIE LEK CHI, CHAN

Wei do Norte, uma passagem sobre “Templo Yongming” no Volume 4, “Os monges de centenas de países, mais de 3.000 pessoas, aqueles das regiões do extremo oeste e até mesmo do Grande Reino de Qin, todos eles estão no que diz respeito ao mundo”. Diz-se que no templo budista em Luoyang, capital da Dinastia Wei do Norte no início do século VI, havia mais de 3.000 católicos nas regiões ocidentais (o Grande Estado Qin). O site do condado de Luoning, cidade de Luoyang, apresentou o antigo templo local Xiangshan Temple, expressou muito claramente a situação do nestorianismo chegando à China naquela época, “O cristianismo, conhecido como nestorianismo na literatura chinesa antiga, originou-se na Palestina no início do primeiro século d.C. Acredita-se geralmente que o cristianismo foi introduzido na China durante a Dinastia Wei do Norte, quando para os locais o cristianismo e o budismo eram colectivamente chamados de ‘monastérios’. O antigo livro “Luoyang Jialan Ji” regista que o Templo Yongming em Luoyang construído pelo Imperador Xuanwu da Dinastia Wei tinha monges de Da Qin . Naquela época, a religião em que Daqin acreditava era o cristianismo, e o Templo de Yongming deveria ser a primeira igreja cristã na China. “

Figura 5. A estela de Da Qin Nestoriana espalhada na China

desenhos em baixos-relevos de histórias bíblicas”. Na segunda parte do artigo, o último parágrafo que descreve a Igreja de S. Tomé refere que, “uma nova actualidade quando Wang Weifan, mestre estudioso da História do Primitivo Cristianismo assim como de Arte e Cultura Chinesa, ao analisar as pedras em baixo-relevo de dois túmulos da dinastia Han do Leste (25-220)

É surpreendente é que alguns documentos antigos e muitos estudiosos agora revelam que o catolicismo chegou às planícies centrais da China antes da dinastia Tang

encontradas em Xuzhou, na província de Jiangsu, nelas descobriu representados episódios Bíblicos. Se os estudos provarem que Wang Weifan tem razão, então a chegada do Cristianismo à China recua para o final do século I, quinhentos anos antes do que até hoje se pensava”.

Três mil monges na Dinastia Wei do Norte (386 d.C. – 535 d.C.)

Embora esta afirmação não tenha sido comprovada, não é infundado que o catolicismo tenha entrado no Império Chinês antes da Dinastia Tang. Do que se sabe actualmente, um artigo da página Daily Headlines, o título é “A China espalhou o cristianismo tão cedo?!” O artigo expõe que no livro “Luoyang Jialan Ji” (Mosteiro Budista na cidade de Luoyang, província de Henan) escrito por Yang Xuanzhi, um escritor de prosa da Dinastia

A evidência dos dois livros coincide

“A Descoberta da Arte Nestoriana nas Regiões Ocidentais (da China)”, coautoria de Lin Meicun, professor da Escola de Arqueologia da Universidade de Pequim, e Szonja Buslig, professora da Universidade Húngara Roland. Além de mencionar “Luoyang Jialan Ji” de Yang Xuanzhi, o artigo também lista evidências mais específicas. “No século V d.C., o nestorianismo espalhou-se para o leste até o vale de Amu Darya, na Ásia Central, e muitas igrejas foram construídas nas cidades-estados de Sogdian (Nota 4). No início do século VI, o mais tardar, os sacerdotes nestorianos chegaram a Luoyang, a capital da Dinastia Wei do Norte, ao longo da antiga rota da seda. Ao descrever a “Igreja de São Tomé”, o artigo também usa um livro chinês antigo “Zizhitongjian” (Reflexos da Governança) Volume 147 regista o oitavo ano Tianjian (509 d.C.) da descrição do Impe-

Notas: 1. Em 23 de Janeiro de 1576, foi instituída a Diocese de Macau, segundo a ordem do Papa Gregório XIII, a primeira diocese da Ásia Oriental. 2. “A estela de Da Qin Nestoriana espalhada na China”, Daqin referese à Roma antiga. “Quando os antigos chineses descobriram o Império Romano, eles o chamaram de Daqin, que significa ‘grande China’, porque reconheceram que o reino governado pelo Império Romano, tanto em tamanho quanto em poder político, era o mesmo da China naquela época. .O domínio da dominação é bastante”. Há também registos escritos sobre Roma no “Livro da Dinastia Han Posterior”: “O Grande Estado Qin (Roma), um arado (Grécia)...”. Figura 6. O papel de fricção da “ A estela de Da Qin Nestoriana espalhada na China”

rador Liang Wu: “Naquela época, o budismo floresceu em Luoyang. Além dos monges chineses, havia mais de 3.000 monges das regiões ocidentais”. O imperador Xuanwu da dinastia Wei do Norte também construiu mais de 1.000 salas de meditação no Templo Yongming para abrigá-los.” Os dois livros antigos “Luoyang Jialan Ji” e “Zizhi Tongjian” coincidentemente descrevem o conteúdo do Nestorianismo, indicando que havia mais de 3.000 católicos na Dinastia Wei do Norte, todos “fora dos monges”, que imigraram de Daqin para a cidade de Luoyang na China e as actividades no noroeste da China e nas planícies centrais são os primeiros materiais históricos chineses que reflectem a entrada do catolicismo na China (Nota 5). Se de acordo com as informações em livros chineses antigos e sites relacionados, pode ver-se que o Nestorianismo chegou à China antes da data indicada na “A estela de Da Qin Nestoriana espalhada na China”, então o ano exacto em que o primeiro grupo de cristãos chegou à China e acredita-se que seja anterior. Por mais de duzentos anos, esse argumento ainda não foi completamente estudado e confirmado por especialistas arqueológicos e históricos.

3. As quatro estelas de pedra são “A estela de Da Qin Nestoriana espalhada na China” da Floresta de Steles em Xi’an, a “Rosetta Stele” egípcia no Museu Britânico em Londres, a “Jordan Moab Stele” no Museu do Louvre em Paris e a “Pedra do Calendário Solar” no Museu Nacional do México. (Monumento Ztec Time Service). 4. Sogdian, uma antiga nação na Ásia Central, a raça iraniana na corrida Europa, os chineses chamam de “Nove Sobrenomes de Zhaowu” ou “Nove Sobrenomes Hu”, distribuídos principalmente no Tajiquistão, Quirguistão e Uzbequistão e vários países oásis. O Han Oriental Dynasty começou a controlar a Rota da Seda da Ásia Central para Roma e Pérsia. 5. “Comemorando 1500 Anos de Cristianismo Entrando na China,” http://www.aiming4j.net/history9. htm.


10 china

www.hojemacau.com.mo

10.8.2022 quarta-feira

MNE DISTORCER PRINCÍPIO DE UMA SÓ CHINA ESTÁ CONDENADO AO FRACASSO

Uma questão de Tibete Fechado Palácio de Potala devido a surto

As autoridades chinesas fecharam o famoso Palácio de Potala, em Lhasa, no Tibete, depois de um pequeno surto de covid-19 ter sido detectado na região dos Himalaias. A decisão ressalta a adesão da região à política de tolerância zero à covid-19, que implica bloqueios, testes em massa, quarentenas e outras restrições. Um aviso difundido através da conta oficial do palácio na rede social Wechat anunciou que a estrutura, onde outrora residiram os líderes budistas do Tibete, fechou desde ontem. A data de reabertura vai ser anunciada posteriormente. A economia do Tibete é fortemente dependente do turismo e Potala é uma atracção importante. A China anunciou, entre segunda e terça-feira, 828 novos casos de covid-19, entre os quais 22 foram detectados no Tibete. O Tibete não registava casos do novo coronavírus há 920 dias. Mais de 80.000 turistas permanecem também retidos na ilha turística de Hainan, no extremo sul do país, sob a exigência de que testem negativo para o vírus durante cinco dias seguidos, antes de poderem sair da ilha.

PUB.

AVISO Faz-se saber que em relação ao concurso público para empreitada de obra pública designada por « Empreitada de concepção e construção de habitação pública no lote A11 da Nova Zona de Aterro A », publicado no Boletim Oficial da Região Administrativa Especial de Macau n.º 28, II Série, de 13 de Julho de 2022 e n.º 30, II Série, de 27 de Julho de 2022, foram prestados esclarecimentos e foi feita aclaração complementar conforme necessidades, pela entidade que realiza o concurso e juntos ao processo do concurso. Os referidos esclarecimentos e aclaração complementar encontram-se disponíveis para consulta, durante o horário de expediente, na Direcção dos Serviços de Obras Públicas, sita na Av. do Dr. Rodrigo Rodrigues, Edifício Nam Kwong, 9.º andar, Macau. Direcção dos Serviços de Obras Públicas, aos 4 de Agosto de 2022. O Director, substituto Sam Weng Chon

O Ministério dos Negócios Estrangeiros chinês reagiu com firmeza à declaração conjunta dos ministros dos Negócios Estrangeiros dos Estados Unidos, Austrália e Japão sobre a questão de Taiwan. Wang Wenbin instou estes países a honrarem os seus compromissos, alertando para os perigos que poderão advir de estimular as forças independentistas da ilha

A

China expressou esta segunda-feira firme oposição à tentativa de certos países de distorcer, obscurecer e esvaziar o princípio de Uma Só China, dizendo que tais práticas são ilegais e nulas. O porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros chinês, Wang Wenbin fez estas observações em resposta a uma recente declaração conjunta emitida pelos ministros dos Negócios Estrangeiros dos Estados Unidos, Austrália e Japão, em que se teria dito que não houve alterações nas respectivas políticas dos três países relativas a Uma Só China, “quando aplicável”, bem como nas suas posições básicas sobre Taiwan. Tal maneira de afirmar o princípio de Uma Só China revela a tentativa de distorcer, turvar e esvaziar o princípio de Uma Só China, que é ilegal e nula, segundo o porta-voz, citado pela agência estatal Xinhua. Wang disse que o princípio de Uma Só China é um consenso na comunidade internacional e uma norma básica universalmente reconhecida que rege as relações internacionais, e constitui uma parte da ordem internacional pós-Segunda Guerra Mundial. Isso foi confirmado na Resolução 2758 da Assembleia Geral da ONU e serviu como base política para a China e outros países

estabelecerem e desenvolverem relações diplomáticas. As conotações do princípio de Uma Só China são claras e não deixam dúvidas: há apenas uma China, Taiwan é parte da China, e o governo da República Popular da China é o único governo legítimo representando toda a China. “A aplicação do princípio de Uma Só China é universal e incondicional, e não há dúvida”, disse Wang, acrescentando que todos os países que estabeleceram relações diplomáticas com a China e todos os Estados-membros da ONU devem cumprir incondicionalmente o princípio de Uma Só China e seguir a Resolução 2758.

Avisos e alertas

“Um homem sem integridade não se pode estabelecer, e um país só cairá em declínio se perder a credibilidade”, disse Wang, instando certos países a honrarem os seus compromissos e a perceberem as consequências perigosas de renegar as suas próprias palavras e encorajar forças que procuram a “independência de Taiwan”. As tentativas de desafiar o princípio de Uma Só China, o Estado de direito internacional e a ordem internacional têm a oposição da comunidade internacional e estão condenadas ao fracasso, disse o porta-voz.

Wang Wenbin, MNE O princípio de Uma Só China é um consenso na comunidade internacional e internacional pós-Segunda Guerra Mundial


quarta-feira 10.8.2022

honra

china 11

www.hojemacau.com.mo

CRIPTOMOEDA PAÍS ENCERRA 12.000 CONTAS NAS REDES SOCIAIS

A

Administração do Ciberespaço da China encerrou 12.000 contas nas redes sociais chinesas que promoviam investimentos em criptomoedas, cujas actividades foram declaradas ilegais pelas autoridades do país, informou ontem a imprensa local. De acordo com o portal de notícias económicas Yicai, o órgão regulador da Internet na China “continua a realizar uma campanha de alta pressão contra a especulação em criptomoedas”, no âmbito da qual exigiu que as plataformas Weibo ou Baidu – equivalentes locais do Twitter e Google – encerrassem as contas mencionadas. Além disso, mais de 51.000 mensagens contendo “informações ilegais” sobre como “investir em Bitcoin para ganhar dinheiro facilmente” foram apagadas. As autoridades fecharam também mais de uma centena de portais que promoviam criptomoedas e difundiam tutoriais sobre mineração ou “especulação transfronteiriça” com criptoactivos. A Administração do Ciberespaço prometeu “fortalecer” ainda mais a sua campanha contra as criptomoedas, que causaram, segundo a sua análise, um “aumento na especulação e fraude”. No ano passado, o Banco Popular da China declarou todas as actividades relacionadas com criptomoedas, PUB.

incluindo transações, mineração e publicidade, como “ilegais e criminosas”. Pequim argumenta que a proibição é necessária para “manter a ordem económica, financeira e social”. A campanha faz parte dos planos de redução de riscos financeiros do Governo chinês. O país está também a trabalhar na sua própria moeda digital, mas que, ao contrário das criptomoedas,

não pretende descentralizar, mas justamente aumentar o controlo do banco central sobre as actividades no sistema monetário. Os “mineradores” chineses chegaram a controlar mais de 65 por cento do poder de computação do mundo dedicado à mineração de Bitcoin, graças em parte aos baixos preços de electricidade praticados em certas regiões do país.

HM • 1ª vez • 10-8-22

ANÚNCIO ACÇÃO DESPEJO nº.

CV2-21-0045-CPE

AUTORA:COMPANHIA DE SOUTH BAY CENTRO LIMITADA (南灣中 心有限公司), registada na Conservatória dos Registos Comercial e de Bens Móveis de Macau sob o n.º 18883(SO), com sede em Macau, na Avenida da Ponte da Amizade, nº 144, Edifício La Marina R/C-AV. Ré : 悅美容(澳門)有限公司, registada na Conservatória dos Registos Comercial e de Bens Móveis de Macau sob o n.º 46287(SO), com última morada de contado conhecida em Macau, Rua Do Campo, nº 202, Edifício Fu Lun, C7, ora ausente em parte incerta. ***

uma norma básica universalmente reconhecida (...), e constitui uma parte da ordem

SEXTO DIA DE EXERCÍCIOS O Exército chinês anunciou ontem que vai prolongar pelo sexto dia consecutivo os exercícios militares que está a realizar em redor de Taiwan, como retaliação pela visita à ilha da líder do Congresso norte-americano, Nancy Pelosi. Em comunicado, o Exército de Libertação Popular indicou que “vai continuar a organizar manobras conjuntas, orientadas para o combate pelas vias marítima e aérea”, que se vão focar em “operações de contenção e segurança conjunta”. As manobras que Pequim iniciou na quinta-feira passada incluíram o uso de fogo real e o lançamento de mísseis de longo alcance. Por sua vez, Taiwan iniciou também ontem exercícios militares de defesa da ilha contra um possível ataque chinês, utilizando também fogo real. Taipé realiza regularmente exercícios militares a simular uma invasão chinesa e no mês passado efectuou manobras do mar, num cenário em que procurava repelir ataques numa “operação de intercepção conjunta”, como parte dos seus grandes exercícios anuais.

Faz saber que, por este Juízo, correm éditos de 30 (TRINTA) DIAS, contados da segunda e última publicação do anúncio, citando a ré, na pessoa do seu administrador IP, CHUN HENG WILSON (葉俊亨), para no prazo de quinze (15) dias, decorrido que seja o dos éditos, contestar, querendo, o pedido formulado na petição inicial nos mencionados autos, que resumidamente consistem que seja deve a presente acção ser julgada procedente, por provada, e em consequência: a) ser decretada a resolução do contrato de arrendamento celebrado em 28 de Junho de 2019, entre a Autora e a Ré, relativamente às fracções autónomas do 2.º andar designadas por “A2”, “B2”, “C2”, “D2”, “E2”, “F2”, “AM2”, “AN2”, “AO2”, “AP2”, “AQ2”, “AR2”, “AS2”, “AT2”, “AU2”, “AV2”, “AW2”, “AX2”, “AY2”, “AZ2”, “BA2”, “BB2”, “BC2”, “BD2”, “BE2”, “BF2”, “BG2”, “BH2”, “B12”, “BJ2”, “BK2”, “BL2” e “BM2”, todas para comércio, do prédio denominado “Edifício The Macau Square”, sito em Macau, com os n.ºs 2 a 16-A da Rua do Dr. Pedro José Lobo, n.ºs 43 a 53-A da Avenida do Infante D. Henrique e n.ºs 81 a 113 da Avenida Doutor Mário Soares, descrito na CRP sob o n.º 19681, inscrito na matriz predial urbana sob o n.º 73427, freguesia da Sé, com fundamento no incumprimento culposo da Ré, decorrente da falta de pagamento das rendas contratualmente vencidas e não pagas a partir do mês de Julho de 2021; b) ser a Ré condenada a despejar e a restituir imediatamente à Autora as referidas fracções autónomas (os “Locados”), livres e devolutas de pessoas e bens, nas mesmas e boas condições em que se encontravam aquando da celebração do contrato de arrendamento; c) ser a Ré condenada a pagar à Autora, a título de rendas vencidas e não pagas, a quantia de HKD$1.240.592,00 (um milhão duzentos e quarenta mil quinhentos e noventa e dois Dólares de Hong Kong) equivalente a MOP$1.280.292,00 (um milhão duzentas e oitenta mil duzentas e noventa e duas Patacas), acrescida dos juros de mora à taxa contratualmente acordada de 15% e, que nesta data (8/10/2021) se contabilizam em HKD$23.707,20 (vinte e três mil setecentos e sete Dólares de Hong Kong e vinte cêntimos) equivalente a MOP$24.465,85 (vinte e quatro mil quatrocentas e sessenta e cinco Patacas e oitenta e cinco avos), bem como daqueles que se vierem a vencer até efectivo e integral pagamento, reconhecendo-se à Auto-

2º Juízo Cível

ra o direito a deduzir do referido montante o valor da caução – HKD$930.444,00 (novecentos e trinta mil, quatrocentos e quarenta e quatro Dólares de Hong Kong), equivalente a MOP$960.219,00 (novecentas e sessenta mil, duzentas e dezanove Patacas) – prestada pela Ré no âmbito do Contrato; d) ser a Ré condenada a pagar à Autora a quantia correspondente às rendas vincendas desde a entrada desta petição até à data da resolução do Contrato, acrescida dos respectivos juros de mora calculados à taxa contratualmente acordada de 15% ao ano ou, caso a data da dita resolução venha a proceder a data contratualmente acordada para o termo do Contrato (20/12/2022), deverá ser a Ré condenada a pagar à Autora a quantia correspondente às rendas vincendas desde a entrada desta petição em juízo até 20/12/2022, acrescidas dos juros de mora, vencidos e vincendos, à taxa convencionada de 15% ao ano, até efectivo e integral pagamento; e) na eventualidade de os Locados não serem imediatamente restituídas à Autora após a declaração judicial de resolução do contrato de arrendamento e condenação no respectivo despejo, deverá a Ré ser condenada, nos termos do artigo 1027.º n.º 1 e 2 do CC a pagar à Autora, a título de indemnização, o montante correspondente ao dobro da renda estipulada desde a data dessa ordem de despejo até à data da efectiva restituição dos Locados, livres de pessoas e bens, sempre sem prejuízo da obrigação da Ré em proceder ao pagamento das rendas devidas à data acordada para o termo do Contrato (20/12/2022), acrescida dos juros, caso a dita resolução e ordem de despejo venham a ter lugar em momento anterior; f) ser a Ré condenada no pagamento das custas judiciais e procuradoria condigna; g) ser ordenado o cancelamento da licença de estabelecimento denominado “About Beauty 悅榕莊” para a sua exploração nos Locados. Tudo conforme melhor consta do duplicado da petição inicial que neste 2º Juízo Cível se encontra à sua disposição e que poderá ser levantado nesta Secretaria Judicial nas horas normais de expediente. Macau, aos 25 de Abril de 2022. ***


12 publicidade

10.8.2022 quarta-feira

www.hojemacau.com.mo

ANÚNCIO Concurso Público n.º 001/DIS/2022 Prestação de Serviços de Gestão Integrada dos Mercados Públicos sob a Gestão do IAM

ANÚNCIO “Prestação de serviço de desinfecção de embalagens de produtos alimentares para o IAM” Concurso Público n° 002/DGF/2022

Faz-se público que, por autorização do Secretário para a Administração e Justiça, de 29 de Julho de 2022, se acha aberto o concurso público para a “Prestação de Serviços de Gestão Integrada dos Mercados Públicos sob a Gestão do IAM”.

Faz-se público que, por deliberação do Secretário para a Administração e Justiça, de 14 de Julho de 2022, se acha aberto o concurso público para a “Prestação de serviço de desinfecção de embalagens de produtos alimentares para o IAM”.

O Programa de Concurso e o Caderno de Encargos podem ser obtidos, durante o horário de expediente, no Núcleo de Expediente e Arquivo do IAM, sito na Avenida de Almeida Ribeiro, n.º 163, r/c, Macau, como também ser descarregados gratuitamente da página electrónica do IAM (http://www.iam.gov.mo). Os concorrentes que pretendam fazer o descarregamento dos documentos acima referidos assumem também a responsabilidade pela consulta de eventuais actualizações e alterações das informações na nossa página electrónica durante o período de entrega das propostas. O prazo para a entrega das propostas termina às 12:00 horas do dia 5 de Setembro de 2022. Os concorrentes ou seus representantes devem entregar as suas propostas e os documentos no Núcleo de Expediente e Arquivo do IAM, e prestar uma caução provisória, de acordo com o grupo a que pretendem concorrer (vide tabela seguinte, para o montante). A caução provisória pode ser prestada em numerário ou garantia bancária. Caso seja em numerário, a prestação da caução deve ser efectuada na Tesouraria da Divisão de Assuntos Financeiros do IAM ou no Banco Nacional Ultramarino de Macau, juntamente com a guia de depósito (em triplicado), havendo ainda que entregar a referida guia na Tesouraria da Divisão de Assuntos Financeiros do Instituto, após a prestação da caução, para efeitos de levantamento do respectivo recibo oficial. As despesas resultantes de prestação da garantia constituem encargos do concorrente. Grupo Caução provisória Grupo 1: Mercado Municipal de S. Lourenço MOP 184.000,00 Grupo 2: Mercado Municipal da Taipa e Mercado Municipal de Coloane MOP 114.000,00 Grupo 3: Mercado Municipal Tamagnini Barbosa MOP 122.000,00 O acto público do concurso realizar-se-á na Divisão de Formação e Documentação do IAM, sita na Avenida da Praia Grande, n.º 804, Edifício China Plaza, 6.º andar, Macau, pelas 10:00 horas do dia 6 de Setembro de 2022. O IAM organizará uma sessão pública de esclarecimento em Complexo Municipal do Mercado de S. Lourenço, 4º andar, Macau, pelas 10:00 horas do dia 18 de Agosto de 2022, e uma visita in loco, pelas 12:00 horas do dia 18 de Agosto de 2022. Aos 03 de Agosto de 2022

O Administrador do Conselho de Administração para os Assuntos Municipais www. iam.gov.mo

Lam Sio Un

O programa do concurso e o caderno de encargos podem ser obtidos, em todos os dias úteis e dentro do horário normal de expediente, no Núcleo de Expediente e Arquivo do Instituto para os Assuntos Municipais (IAM), sito na Avenida de Almeida Ribeiro nº 163, r/c, Macau ou descarregados de forma gratuita através da página electrónica deste Instituto (http://www.iam.gov.mo). Se os concorrentes quiserem podem descarregar os documentos acima referidos, sendo também da sua responsabilidade a consulta de actualizações e alterações das informações na nossa página electrónica durante o período de entrega das propostas. O prazo para a entrega das propostas termina às 12:00 horas do dia 29 de Agosto de 2022. Os concorrentes ou os seus representantes devem entregar as propostas e os documentos no Núcleo de Expediente e Arquivo do IAM e prestar uma caução provisória no valor de MOP240.000,00 (duzentas e quarenta mil patacas). A caução provisória pode ser prestada em numerário ou garantia bancária. Caso seja em numerário, a prestação da caução deve ser efectuada na Tesouraria da Divisão de Assuntos Financeiros do IAM ou no Banco Nacional Ultramarino de Macau, juntamente com a guia de depósito (em triplicado), tendo ainda que entregar a referida guia na Tesouraria da Divisão de Assuntos Financeiros do Instituto, após a prestação da caução, para efeitos de levantamento do respectivo recibo oficial. Caso seja sob a forma de garantia bancária, a prestação da caução deve ser, obrigatoriamente, efectuada na Tesouraria da Divisão de Assuntos Financeiros do IAM. As despesas resultantes da prestação da caução constituem encargos do concorrente. O acto público de abertura das propostas realizar-se-á no Centro de Formação do IAM (sito na Avenida da Praia Grande, Edifício China Plaza, 6.º andar), pelas 10:00 horas do dia 30 de Agosto de 2022. O IAM organizará uma sessão de esclarecimento pública no Centro de Formação do IAM (sito na Avenida da Praia Grande, Edifício China Plaza, 6.º andar), pelas 10:00 horas do dia 17 de Agosto de 2022. Macau, aos 2 de Agosto de 2022. O Administrador do Conselho de Administração para os Assuntos Municipais www. iam.gov.mo

Lam Sio Un

ANÚNCIO Concurso Público n.º 004/DGF/2022 Prestação de serviço de aluguer de bebedouros, sua manutenção e análise da qualidade da água em locais do IAM abertos ao público Faz-se público que, por autorização do Secretário para a Administração e Justiça, do dia 7 de Junho de 2022, se acha aberto o concurso público para a “Prestação de serviço de aluguer de bebedouros, sua manutenção e análise da qualidade da água em locais do IAM abertos ao público”. O Programa de Concurso e o Caderno de Encargos podem ser obtidos, durante o horário de expediente, no Núcleo de Expediente e Arquivo do IAM, sito na Avenida de Almeida Ribeiro, n.º 163, r/c, Macau, ou descarregados gratuitamente da página electrónica do IAM (http://www.iam.gov.mo). Os concorrentes que pretendam fazer o descarregamento dos referidos documentos assumem também a responsabilidade pela consulta de eventuais actualizações e alterações das informações na nossa página electrónica, durante o período de entrega das propostas. O prazo para a entrega das propostas termina às 17:00 horas do dia 30 de Agosto de 2022. Os concorrentes devem entregar as propostas e os documentos no Núcleo de Expediente e Arquivo do IAM e prestar uma caução provisória no valor de MOP 120.000,00 (cento e vinte mil patacas). A caução provisória pode ser prestada em numerário ou garantia bancária. Caso seja em numerário, a prestação da caução deve ser efectuada na Tesouraria da Divisão de Assuntos Financeiros do IAM ou no Banco Nacional Ultramarino de Macau, juntamente com a guia de depósito (em triplicado), havendo ainda que entregar a referida guia na Tesouraria da Divisão de Assuntos Financeiros do Instituto, após a prestação da caução, para efeitos de levantamento do respectivo recibo oficial. Caso seja sob a forma de garantia bancária, a prestação da caução deve ser, obrigatoriamente, efectuada na Tesouraria da Divisão de Assuntos Financeiros do IAM. As despesas resultantes da prestação de cauções constituem encargos do concorrente. O acto público do concurso realizar-se-á no Centro de Formação do IAM (sito na Avenida da Praia Grande, Edifício China Plaza, 6.º andar), pelas 10:00 horas do dia 31 de Agosto de 2022. O IAM organizará uma sessão pública de esclarecimento no Centro de Formação do IAM (sito na Avenida da Praia Grande, Edifício China Plaza, 6.º andar), pelas 10:00 horas do dia 18 de Agosto de 2022. Aos 1 de Agosto de 2022, O Administrador do Conselho de Administração para os Assuntos Municipais www. iam.gov.mo

Lam Sio Un

Aviso Faz-se público que, por despacho do Secretário para a Administração e Justiça, de 7 de Junho de 2022, e nos termos do Regulamento Administrativo n.º 14/2016 «Recrutamento, selecção e formação para efeitos de acesso dos trabalhadores dos serviços públicos», republicado e renumerado pelo Regulamento Administrativo n.º 21/2021, da Lei n.º 14/2009 «Regime das carreiras dos trabalhadores dos serviços públicos», com as alterações introduzidas pela Lei n.º 2/2021, se encontra aberto o concurso de avaliação de competências profissionais ou funcionais, comum, externo, do regime de gestão uniformizada, para o preenchimento de um lugar vago de letrado de 1.ª classe, 1.º escalão, da carreira de letrado (língua portuguesa), do quadro do pessoal da Direcção dos Serviços de Administração e Função Pública. O respectivo aviso publicado no Boletim Oficial da Região Administrativa Especial de Macau, n.º 32, II Série, de 10 de Agosto de 2022, será afixado para consulta, no rés-do-chão do Edifício Administração Pública, sito na Rua do Campo, n.º 162, Macau e disponibilizado na página electrónica dos SAFP - http://www.safp.gov.mo/. O prazo para apresentação de candidatura decorre entre 11 de Agosto de 2022 e 22 de Agosto de 2022. Direcção dos Serviços de Administração e Função Pública, aos 2 de Agosto de 2022 O Director Kou Peng Kuan


quarta-feira 10.8.2022

XUNZI

O ritual encurta aquilo que é demasiado longo e alonga aquilo que é demasiado curto. Subtrai àquilo que é excessivo e adiciona àquilo que é insuficiente. Assegura a forma apropriada ao amor e ao respeito e traz à perfeição a beleza de executar yi [justiça]. Assim, belos ornamentos e materiais grosseiros, música e lamentos, felicidade e desgosto – estas são coisas opostas, mas o ritual faz uso de todas elas, empregando-as e alternando-as no momento apropriado. Belos ornamentos, música e felicidade servem para responder a eventos pacíficos e homenagear a boa fortuna. Grosseiras vestes de luto, lamentos e desgosto servem para responder a eventos ameaçadores e prestar homenagem à má fortuna. Assim, o ritual usa belos ornamentos de forma a evitar a exorbitância e indulgência. A sua forma de recorrer a vestes grosseiras serve para evitar a enfermidade ou o desânimo. A forma de usar a música e a felicidade serve para evitar a perversão ou a preguiça. A sua forma de usar lamentos e desgosto serve para evitar o desalento e a autoflagelação. É este o caminho moderado do ritual.

www.hojemacau.com.mo

h

13

ELEMENTOS DE ÉTICA, VISÕES DO CAMINHO

Discurso Sobre o Ritual

Quando as mudanças de disposição e aparência são suficientes para diferenciar boa e má fortuna e esclarecer as medidas apropriadas para os nobres e para os ignóbeis, parentes próximos e distantes, o ritual cessa. Ir para além destas coisas seria vil e, mesmo que fosse um feito de espantosa dificuldade, a pessoa exemplar ainda continuaria a considerá-lo baixo. E assim, medir a nossa comida e comê-la, medir a cintura e cingi-la com a faixa de luto, fazer espectáculo de emaciação e enfermidade àqueles de alta posição – essa é a via da pessoa vil. Não é o padrão próprio do ritual e de yi, nem a disposição de um filho filial, mas sim o comportamento de alguém que age com propósitos ulteriores. Assim, uma iluminação de alegria e rosto brilhante, um olhar triste e ar miserável, são as formas das disposições de boa e má fortuna, felicidade e desgosto se expressarem no nosso viso. Cantar e rir, chorar e soluçar são as formas das disposições de boa e má fortuna, felicidade e desgosto se expressarem na nossa voz. Boas carnes e cereais e vinho e peixe, ou papas e sopas ralas e água são as formas das

VIII

disposições de boa e má fortuna, felicidade e desgosto se expressarem na nossa comida e bebida. Chapéus cerimoniais e insígnias bordadas e padrões entretecidos, roupas ásperas e faixas de luto na cabeça e sandálias de cânhamo são as formas das disposições de boa e má fortuna, felicidade e desgosto se expressarem no nosso modo de vestir. Casas e palácios e almofadas e camas e mesas e tapetes, ou um telhado de colmo e uma barraca de luto e um tapete áspero e almofadas de terra são formas das disposições de boa e má fortuna, felicidade e desgosto se expressarem no nosso modo de habitar. Quando as pessoas nascem, os princípios destas duas disposições estão presentes nelas desde a origem. Se estas disposições forem cerceadas ou estendidas, se forem alargadas ou estreitadas, as acrescentarmos ou delas subtrairmos, as fizermos conformarse às suas classes apropriadas e as exprimirmos completamente, se as fizermos abundantes e belas, dermos azo à raiz e o ao ramo, o princípio e o fim correrem suavemente e se harmonizarem, isso é o que o ritual faz. Só uma pessoa exemplar devota e culta o poderá entender.

Xunzi (荀子, Mestre Xun; de seu nome Xun Kuang, 荀況) viveu no século III Antes da Era Comum (circa 310 ACE - 238 ACE). Filósofo confucionista, é considerado, a par do próprio Confúcio e Mencius, como o terceiro expoente mais importante daquela corrente fundadora do pensamento e ética chineses. Todavia, como vários autores assinalam, Xunzi só muito recentemente obteve o devido reconhecimento no contexto do pensamento chinês, o que talvez se deva à sua rejeição da perspectiva de Mencius relativamente aos ensinamentos e doutrina de Mestre Kong. A versão agora apresentada baseia-se na tradução de Eric L. Hutton publicada pela Princeton University Press em 2016.


2 5 4 14 [f]utilidades

5 4

TEMPO

2

1 2

3 2 7

6

T3

MIN

6 5

24

5

MAX

26

27

HUM

5www.hojemacau.com.mo 3 6 3 1 7 3 80-98% UV 3 (MODERADO) 1 2 7

31

UM LIVRO HOJE S4 U D O K U 5 6 1 3 7 2 7 2 3 4 29

7 2 2 3 1 4 3 5

3 7 1 6 2 4 5

6 4 2 7 3 5 1

4 1 5 2 6 7 3

28

30

5 7 3 4 5 2 3 6 7 3 4 5 1 6 2

4 6 5 7 2 1 4 1 6 7 3 5 2 4

2 4 1 5 6 7 3 2 5 6 1 4 3 7

3 6 5 7 7 6 2 1 4 5 2 3 4 7 1 6

PUB.

7 2 5 6 3 1 4

3 4 1 2 7 5 6

1 5 6 4 2 7 3

2 3 7 5 6 4 1

5 7 3 1 4 6 2

4 6 2 7 1 3 5

6 1 4 3 5 2 7

SOLUÇÃO DO PROBLEMA 28

1 3 6 4 7 2 6 1

PROBLEMA 29

6 1 2 1 3 5 7 6

3 1 6 2 5 4

1 5 7 3 4 6

33

30

6 4 55 16 2 7 4

73 24 3 6 1 5 6

1 2 7 4 54 6 3

6 52 33 2 4 7 1

10.8.2022 quarta-feira

EURO

32

BAHT

0.22

5 3 4 5 1 2 dos maiores marcos na obra literária 4 Um 2 1francês, 7 “Morte 4 3a 6 maldito do escritor representa a visão existencia6 Crédito” 1 5 6 3 4 lista do alter-ego do autor, um médico dá consultas na periferia pobre 1 que 6 2 1 7 5 de Paris. O afastamento do personada comunidade médica, reflecte 7 gem 4 3 2 6 7 a ostracização a que Celiné se votou ser largamente elogiado por 3 depois 5 7 Sartre. 3 2“Morte 6 1 como 5 Jean-Paul vultos Crédito” tem uma narrativa confusa, 2 acom 7 6e estilísticos, 4 5 mas 1 3saltos temporais com a prosa ímpar de um dos 2sempre mais mal amados génios literários do

7 6 2 4 5 1 3

6 5 7 3 1 4 2

YUAN

1.20

C I N E M A

CINETEATRO

MORTE A CRÉDITO | L.F. CÉLINE

século XX.

8.26

SALA 1

LIGHTYEAR [B]

FALADO EM CANTONÊS Um filme de: Angus MacLane 14.30, 16.30, 19.30, 21.30 SALA 2

TOP GUN: MAVERICK [B] Um filme de: Joseph Kosinski Com: Tom Cruise, Jennifer Connely, Val Kilmer, Miles Teller 14.00, 19.15

JURASSIC WORLD: DOMINION [B] Um filme de: Colin Trevorrow

Com: Chris Pratt, Bryce Dallas Howard, Laura Dern, Jeff Goldblum 16.30, 21.45

THE LOST CITY [B]

Um filme de: Adam Nee, Aaron Nee Com: Sandra Bullock, Channing Tatum, Daniel Radcliffe, Brad Pitt 14.30, 16.30, 21.45 SALA 3

EVERYTHING EVERYWHERE ALL AT ONCE [C]

Um filme de: Daniel Kwan, Daniel Scheinert Com: Michelle Yeoh, Stephanie Hsu, Ke Huy Quan, James Wong 19.00

34João Luz

3 7 2 1 4 6 5 2 3 6 7 5 4 1 4 6 1 3 7 5 2 5 7 4 3 2 1 6 LIGHTYEAR 1 2 5 6 3 7 4 7 6 1 4 3 5 2 5 4 7 2 1 3 6 3 5 2 1 6 7 4 Propriedade Fábrica de Notícias, Lda Director Carlos Morais José Editores João Luz; José C. Mendes Redacção Andreia Sofia Silva; João Santos Filipe; Pedro Arede, 7 3 4 Nunu 5Wu Colaboradores 6 2 1Anabela Canas; António Cabrita; 4 Ana 2 Jacinto 7 Nunes; 5 Amélia1Vieira;6Duarte3Drumond Braga; Gonçalo Waddington; José Simões Morais; www. 2 1 6 Julie 7Oyang;5Paulo4Maia e3Carmo; Rosa Coutinho Cabral; 6 Rui1Cascais; 5 Sérgio2Fonseca; 4 Colunistas 3 7André Namora; David Chan; João Romão; Olavo Rasquinho; Paul Chan Wai Chi; Paula Bicho; Tânia dos Santos Grafismo Paulo Borges, Rómulo Santos Agências Lusa; Xinhua Fotografia Hoje Macau; Lusa; GCS; Xinhua hojemacau. Secretária de redacção e Publicidade Madalena da Silva (publicidade@hojemacau.com.mo) Assistente de marketing Vincent Vong Impressão Tipografia Welfare com.mo 6 5 3 Morada 4 Pátio 2 da Sé,1n.º22,7Edf. Tak Fok, R/C-B, Macau; 1 Telefone 4 3287524016 Fax 7 2 5 28752405; e-mail info@hojemacau.com.mo; Sítio www.hojemacau.com.mo 35

5 1 3 7 4 6 2

2 7 4 5 1 3 6

4 3 6 1 7 2 5

7 5 2 6 3 4 1

3 6 5 4 2 1 7

1 2 7 3 6 5 4

6 4 1 2 5 7 3

36

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11.

12.

13.

14. 15. 16.

4 5 3 6 2 7 1

3 2 7 4 5 1 6

7 1 6 3 4 2 5

5 4 2 1 6 3 7

2 3 5 7 1 6 4

1 6 4 2 7 5 3

6 7 1 5 3 4 2

ANÚNCIO CONCURSO PÚBLICO N.º 15/P/22 EMPREITADA DE CONCEPÇÃO E DE REMODELAÇÃO DO CENTRO ENDOSCÓPICO

Entidade que põe a obra a concurso: Serviços de Saúde. Modalidade de concurso: Concurso Público. Local de execução da obra: Centro Hospitalar Conde de São Januário. Objecto da Empreitada: Empreitada de Concepção e de Remodelação do Centro Endoscópico do Centro Hospitalar Conde de São Januário. Prazo máximo de execução: Trezentos e sessenta (360) dias (incluindo a fase de projecto, a entrega de equipamentos, instalação e fase de construção do projecto de renovação). Prazo de validade das propostas: O prazo de validade das propostas é de 90 (noventa) dias, a contar da data do Acto Público do Concurso, prorrogável, nos termos previstos no Programa de Concurso. Tipo de empreitada: Por preço global. Caução provisória: MOP539.400,00 (quinhentas e trinta e nove mil e quatrocentas patacas), a prestar mediante depósito em dinheiro, garantia bancária ou seguro-caução, aprovado nos termos legais. Caução definitiva: 5% (cinco por cento) do preço total da adjudicação (das importâncias que o empreiteiro tiver a receber, em cada um dos pagamentos parciais são deduzidos 5% (cinco por cento) para garantia do contrato, para reforço da caução definitiva a prestar). Preço Base: Não há. Condições de Admissão: Serão admitidos como concorrentes as entidades inscritas na DSSCU para execução de obras, bem como as que à data do concurso, tenham requerido a sua inscrição ou renovação, neste último caso a admissão é condicionada ao deferimento do pedido de inscrição ou renovação. As pessoas, singulares ou colectivas, por si ou sob forma de consórcio, só podem submeter uma única proposta. As sociedades e as suas filiações são consideradas como sendo uma única entidade, devendo submeter apenas uma única proposta, por si ou sob forma de consórcio com outras pessoas. As pessoas singulares ou colectivas que participam no consórcio, devem ter no máximo até três (3) membros, não sendo necessário existir entre os membros qualquer modalidade jurídica de associação. As entidades que participam no consórcio não podem apresentar outra proposta em nome individual ou participar noutro consórcio. Se for adjudicado, a pessoas singulares ou colectivas que participam no consórcio, antes da assinatura do contrato de adjudicação, são obrigados a proceder às formalidades, em modalidade de consórcio externo, nos termos das disposições referidas no Livro III do Código Comercial aprovado pelo Decreto n.º 40/99/M, de 3 de Agosto. Local, dia e hora limite para entrega das propostas: Local: Secção de Expediente Geral dos Serviços de Saúde, que se situa no r/c do Edifício do Centro Hospitalar Conde de São Januário; Dia e hora limite: Dia 26 de Setembro de 2022 (Segunda-feira), até às 17:45 horas. Em caso de encerramento dos Serviços Públicos da Região Administrativa Especial de Macau, em virtude de tempestade ou motivo de força maior, a data e a hora estabelecidas para a entrega de propostas, serão adiadas para o primeiro dia útil seguinte, à mesma hora. Local, dia e hora do acto público: Local: Rua do Campo, n.º 258, Edifício Broadway Center, 3.º andar C, Macau. Dia e hora: Dia 27 de Setembro de 2022 (Terça-feira), pelas 10:00 horas. Em caso de encerramento dos Serviços Públicos da Região Administrativa Especial de Macau, em virtude de tempestade ou motivo de força maior, a data e a hora estabelecidas para o acto público de abertura das propostas do concurso público, serão adiadas para a mesma hora do dia útil seguinte. Os concorrentes ou seus representantes deverão estar presentes ao acto público de abertura de propostas para os efeitos previstos no artigo 80.º do Decreto-Lei n.º 74/99/M, de 8 de Novembro, e para esclarecer as eventuais dúvidas relativas aos documentos apresentados no concurso. Visita às instalações: Os concorrentes deverão comparecer na sessão de esclarecimentos no dia 15 de Agosto de 2022 (Segunda-feira), às 10:00 horas, no Departamento de Instalações e Equipamentos do Centro Hospitalar Conde de São Januário. Local, hora e preço para consulta do processo e obtenção da cópia: Local: Divisão de Aprovisionamento e Economato dos Serviços de Saúde, sita na Rua do Campo, n.º 258, Edifício Broadway Center, 3.º andar C, Macau. Hora: Horário de expediente (das 9:00 às 13:00 horas e das 14:30 às 17:30 horas). Preço: MOP140,00 (cento e quarenta patacas), local de pagamento: Secção de Tesouraria dos Serviços de Saúde, que se situa no r/c do Edifício do Centro Hospitalar Conde de São Januário. Critérios de apreciação de propostas e respectivos factores de ponderação: A

17.

Preço 45% Experiência em execução das obras B1 Experiência em obras de clínica médica (5%) B B2Estrutura das equipas executoras da obra e alocação dos recursos humanos 10% -Estrutura das equipas executoras da obra (2%) -Experiência em execução das obras do pessoal principal de engenharia (3%) Programa de concepção de trabalho (10%) 30% C -- Fluxo Utilização eficaz do espaço (10%) - Controle de infecção (10%) Programa de trabalhos D1 Programa de execução da obra - Plano de trabalho (3%) - Técnicas a aplicar (2%) D 10% D2 Cronograma de execução da obra - Progresso da obra (2%) - Fases da obra (2%) - Operabilidade (1%) E Prazo global de execução da obra 5% Junção de esclarecimentos: Os concorrentes poderão comparecer na Divisão de Aprovisionamento e Economato dos Serviços de Saúde, sita na Rua do Campo, n.º 258, Edifício Broadway Center, 3.º andar C, Macau, a partir de 10 de Agosto de 2022 (Quarta-feira) até à data limite para a entrega das propostas, a fim de tomar conhecimento de eventuais esclarecimentos adicionais. Serviços de Saúde, aos 4 de Agosto de 2022 O Director dos Serviços de Saúde Lo Iek Long


quarta-feira 10.8.2022

opinião 15

www.hojemacau.com.mo

macau visto de hong kong

David Chan

DURANTE O PERÍODO de consolidação, que já dura há vários dias, Macau não registou mais nenhum caso de Covid 19. Espera-se que tudo corra pelo melhor e que a vida dos habitantes de Macau possa voltar aos poucos à normalidade, depois de 1 de Agosto. Todos poderão voltar a trabalhar e a estudar como de costume. O surto eclodiu subitamente em Junho, de forma que as aulas dos ensinos básico e secundário tiveram de ser interrompidas e os estudantes não puderam realizar os exames finais. Portanto, havia a preocupação se as escolas abririam em Setembro. Em circunstâncias normais, existe ensino presencial nas universidades e nas escolas básicas e secundárias, pelo que professores e alunos têm de comparecer na sala de aulas, mas, para que isto seja possível, Macau não pode ter casos de Covid. Por isso, a retoma do ensino presidencial vai depender da evolução da pandemia. Ainda falta um mês para Setembro. Depois dos postos de testagem se retirarem das escolas, pode dar-se início à preparação para a reabertura e, ao mesmo tempo, aproveitar para assegurar se a epidemia está controlada. Se isso acontecer, o regresso às aulas está praticamente ao virar da esquina. A maior urgência está na reabertura das universidades. Em situação normal, o ensino universitário recomeça em meados de Agosto, ou seja, daqui a sensivelmente duas semanas. Face à actual conjuntura, as universidades devem preparar-se para aulas online ou para aulas presenciais? Estes dois métodos são naturalmente diferentes. No ensino online, não é fácil para os professores perceberem até que ponto os alunos estão a entender as matérias. Nas avaliações, as perguntas devem ser formuladas de forma a que os alunos não encontrem facilmente as respostas na Internet. Estes problemas podem ser evitados no ensino presencial. Portanto, no ensino online, os conteúdos das disciplinas são mais diversificados e os professores devem orientar os alunos para que reflictam sobre os problemas a partir de diferentes perspectivas, para aplicarem as suas competências e para desenvolverem o conhecimento das matérias. No entanto, o ensino presencial é mais linear para os professores, só precisam de explicar e ilustrar os assuntos em detalhe. O início das aulas nas universidades está cada vez mais perto. Como ainda não é certo que a situação epidémica venha a estar completamente controlada, deveriam as universidades considerar a reabertura com aulas online? Por exemplo, emAgosto reabriam com aulas online e quando a situação estivesse clarificada em Setembro, decidia-se se este método se mantinha ou se se retomavam as aulas presenciais. Os estudantes universitários são mais velhos, mais maduros e mais focados, o

OLGA SANTOS

ANO ESCOLAR INICIA EM AGOSTO*

que os torna mais bem preparados para o ensino online. Ao mesmo tempo, nos últimos dois anos, as universidades têm feito muitos cursos online. Os professores já têm experiência deste método e, desde que haja tempo para se prepararem, as aulas online não devem constituir um problema. Quer as universidades optem pelo ensino online, quer pelo presencial, vão precisar de tempo para se prepararem. Ainda não foi tomada nenhuma decisão e o início das aulas deve ocorrer dentro de duas semanas. Se a decisão for adiada, o tempo de preparação será ainda mais limitado. O facto de o surto epidémico ter acontecido em Junho, implicou uma experiência importante para o sector da

Com diferentes datas de reabertura e os diferentes níveis de adaptabilidade ao ensino online, as universidades, e as escolas básicas e secundárias podem considerar a questão de optarem separadamente pelo ensino online ou pelo ensino presencial

educação. No futuro, se outro surto epidémico surgir no final de um semestre, a escola pode tomar medidas de precaução, preparar-se o mais cedo possível, e emitir indicações para “preparar o ensino online no novo semestre” o quanto antes. Tanto os professores como os alunos serão beneficiados. Além disso, com diferentes datas de reabertura e os diferentes níveis de adaptabilidade ao ensino online, as universidades, e as escolas básicas e secundárias podem considerar a questão de optarem separadamente pelo ensino online ou pelo ensino presencial. *Artigo escrito em 30 de Julho

Professor Associado da Escola Superior de Ciências de Gestão/ Instituto Politécnico de Macau • Consultor Jurídico da Associação para a Promoção do Jazz em Macau • legalpublicationsreaders@yahoo.com.hk • http://blog.xuite.net/legalpublications/hkblog


quarta-feira

“Não existe amor mais sincero do que aquele pela comida.” PALAVRA DO DIA

CHINA DETECTADOS 35 CASOS EM HUMANOS DE UM NOVO VÍRUS DE ORIGEM ANIMAL

SEUL OITO MORTOS DEVIDO ÀS CHUVAS MAIS FORTES EM OITENTA ANOS

S

U

PUB.

M estudo científico revelou a detecção em duas províncias da China de 35 infecções em seres humanos de um novo vírus de origem animal, da família dos Henipavírus, informou ontem a imprensa estatal do país asiático. Os casos, nenhum deles grave, foram encontrados em Shandong e Henan, segundo o jornal oficial Global Times, que cita um artigo publicado por cientistas da China e Singapura no New England Journal of Medicine, uma das mais prestigiadas revistas médicas do mundo. O vírus, para o qual actualmente não há vacinas ou tratamentos, foi detectado através de de amostras recolhidas da garganta de pacientes que tiveram contacto recente com animais, e está associado a sintomas como febre, cansaço, tosse, perda de apetite, dores de cabeça e musculares, e náuseas. Segundo o jornal, investigações posteriores revelaram que 26 dos 35 pacientes portadores deste henipavírus desenvolveram sintomas clínicos, aos quais se somam irritabilidade e vómitos. De acordo com o portal de notícias estatal The Paper, o henipavírus é uma das principais causas emergentes do salto de doenças de animais para seres - humanos - um processo designado zoonose - na região da Ásia - Pacífico. “O coronavírus não será a última doença contagiosa a causar uma pandemia, pois novas doenças terão um impacto crescente na vida quotidiana dos seres humanos”, disse o vice-director do Departamento de Patologias Infecciosas do Hospital Huashan, afiliado à Universidade de Fudan, em Xangai, citado pelo jornal.

10.8.2022

Bernard Shaw

Entre os documentos estarão cartas do ex-presidente Barack Obama e do líder norte-coreano, Kim Jong-un, mas também vários documentos marcados como “informação classificada de segurança nacional”

Assalto à casa do Lago FBI efectua buscas na residência de Trump por documentos oficiais

A

S buscas realizadas na residência de Donald Trump em Mar-a-Lago (Florida) estão relacionadas com uma investigação sobre documentos oficiais que terão sido levados para a propriedade do ex-presidente, noticiaram ontem os meios de comunicação norte-americanos. Citando fontes conhecedoras do processo, que não identificam, a Fox News, a CNN ou a agência AP noticiaram que os agentes do FBI recuperaram várias caixas com documentos na residência de Trump, que foi Presidente dos Estados Unidos entre 2017 e 2021. Trump não se encontrava em Mar-a-Lago na altura da busca, segundo o jornal The New York Times. Uma das fontes citadas disse ao canal CBS News que os serviços secretos foram notificados pouco antes de o mandado de busca ser executado para que os agentes que protegem o ex-presidente republicano soubessem da chegada do FBI. O FBI e o Departamento de Justiça não comentaram a busca e a Casa Branca disse que não foi previamente informada. O próprio Donald Trump anunciou a realização da busca num comunicado que divulgou ainda na segunda-feira. “Estes são dias sombrios para a nossa nação, a minha bela casa, Mar-a-Lago em Palm Beach, Florida, está sitiada e foi invadida e ocupada por numerosos

agentes do FBI”, disse Trump num comunicado, afirmando ser vítima de “perseguição política”. Trump, com 76 anos, poderá candidatar-se à Casa Branca pelo Partido Republicano em 2024, depois de ter perdido a reeleição para um segundo mandato para Joe Biden, em 2020, resultado que nunca aceitou. “Depois de trabalhar e cooperar com as agências governamentais relevantes, esta busca sem aviso prévio da minha casa não foi nem necessária nem apropriada”, disse Trump. “Eles até arrombaram o meu cofre”, denunciou. A advogada do ex-presidente, Christina Bobb, disse à NBC News que o FBI apreendeu alguns documentos durante a busca. Imagens aéreas de Mar-a-Lago mostraram carros da polícia fora da propriedade. Depois de Trump ter divulgado o comunicado, algumas dezenas dos seus apoiantes manifestaram-lhe apoio no exterior de Mar-a-Lago. Um dos apoiantes ouvidos pela Fox News, um canal televisivo pró-republicano, disse que o Departamento de Justiça estava a “tentar criar algum tipo de acusação” para evitar que Trump concorra às presidenciais. O líder dos conservadores na Câmara dos Representantes, Kevin McCarthy, citado pela AFP, apontou o que considera uma “instrumentalização política intolerável” do Departamento de Justiça.

McCarthy prometeu uma investigação sobre o funcionamento do Departamento de Justiça quando os republicanos regressarem ao poder. “Usar o poder do governo para perseguir os opositores políticos é algo que já vimos muitas vezes de ditaduras marxistas do terceiro mundo”, escreveu o senador republicano Marco Rubio na rede social Twetter, citado pela BBC.

Obrigações presidenciais

Os presidentes dos Estados Unidos são obrigados pela Lei dos Registos Presidenciais a transferir todas as suas cartas, documentos de trabalho e correio electrónico para os Arquivos Nacionais. Em Fevereiro, a agência que gere os Arquivos Nacionais disse que tinha de recuperar na Florida 15 caixas de documentos que Trump alegadamente levou consigo quando deixou Washington em Janeiro de 2021. Entre os documentos estarão cartas do ex-presidente Barack Obama e do líder norte-coreano, Kim Jong-un, mas também vários documentos marcados como “informação classificada de segurança nacional”, de acordo com o jornal Washington Post. Trump tem sido alvo de várias suspeitas desde que deixou a Casa Branca e uma comissão parlamentar está a tentar esclarecer o papel que desempenhou no assalto ao Capitólio, em 06 de Janeiro de 2021.

UBIU para oito o número de mortos devido às inundações causadas pelas chuvas mais fortes que atingiram Seul em 80 anos, deixando ainda seis pessoas desaparecidas, disseram ontem autoridades locais. Partes da capital sul-coreana, bem como da cidade portuária de Inchon e da província de Gyeonggi, registaram fortes chuvas de mais de 100 milímetros durante várias horas consecutivas nas primeiras horas da manhã de ontem, informou a agência noticiosa Yonhap. A precipitação excedeu mesmo 140 milímetros numa hora no distrito de Dongjak de Seul, a chuva mais forte registada em 60 minutos desde 1942. Entre as vítimas mortais estão duas mulheres e uma adolescente, todas da mesma família, que se encontravam numa cave no distrito de Gwanak de Seul. Um funcionário público perdeu a vida ao tentar remover árvores caídas na via pública, possivelmente electrocutado. As inundações deixaram cinco pessoas mortas e outras quatro desaparecidas em Seul, enquanto no resto da província de Gyeonggi, três pessoas perderam a vida em deslizamentos de terra e no desabamento de uma estação de autocarro e duas outras estão desaparecidas. As fortes chuvas provocaram inundações de casas, veículos, edifícios e estações subterrâneas, de acordo com a Yonhap. Quase 800 edifícios em Seul e nas cidades vizinhas ficaram danificadas e pelo menos 790 pessoas tiveram de ser retiradas das suas casas, revelou o Ministério do Interior e Segurança da Coreia do Sul.