a product message image
{' '} {' '}
Limited time offer
SAVE % on your upgrade

Page 1

P•1

Ano VI - Nº 89 07 a 17 de março de 2020

www.gujsp.com.br

Cresce em 53% número de moradores de rua na capital Foto: Reprodução/TV Globo

Saiba como tratar as queimaduras e tratamentos

Foto: Portal Tua saúde

PÁGINA 11

Pesquisa divulgada pelo Censo apontou que mais de 20 mil pessoas vivem em situação de rua na capital Paulista

PÁGINA 2

A dermatologista Bárbara Carneiro fala sobre o tema e explica qual a melhor forma de tratar este problema

Concurso público aberto em São Paulo para níveis médio e superior PÁGINA 6

Taça das Favelas 2020: segunda edição da competição será iniciada em março

Foto: PMSP

Polícia Civil abrirá concurso com mais de 2 mil vagas

PÁGINA 3

Competição, que agora faz parte do calendário oficial da cidade de São Paulo, contará com a participação de mais de 2.800 atletas


P•2

Ano VI - Nº 89 07 a 17 de março de 2020

SAÚDE

www.gujsp.com.br

Queimaduras: tipos, causas e tratamentos Foto: Portal Tua saúde

POR PRISCILA MORTENSEN

A queimadura é uma lesão provocada pelo contato direto com alguma fonte de calor ou frio, produtos químicos, corrente elétrica, radiação, ou mesmo alguns animais e plantas (como larvas, água-viva, urtiga), entre outros. Se a queimadura atingir 10% do corpo de uma criança ela corre sério risco. Já em adultos, o risco existe se a área atingida for superior a 15%. As queimaduras térmicas acontecem por fontes de calor: fogo, líquidos ferventes, vapores, objetos quentes e excesso de exposição ao sol. Já queimaduras químicas são provocadas por substância química em contato com a pele ou por meio de roupas. As queimaduras por eletricidade ocorrem ao contato com descargas elétricas.

A dermatologista Bárbara Carneiro fala sobre o tema e explica qual a melhor forma de tratar este problema As queimaduras podem ser classificadas como: 1º grau: atingem as camadas superficiais da pele. Apresentam vermelhidão,

inchaço e dor local suportável, sem a formação de bolhas; 2º grau: atingem as camadas mais profundas da pele. Apresentam bolhas, pele avermelha-

www.gujsp.com.br

da, manchada ou com coloração variável, dor, inchaço, despreendimento de camadas da pele e possível estado de choque. Queimaduras de 2º grau

profundas são aquelas que acometem toda a derme, sendo semelhantes às queimaduras de 3º grau. Como há risco de destruição das terminações nervosas da pele, este tipo de queimadura, que é bem mais grave, pode até ser menos doloroso que as queimaduras mais superficiais. As glândulas sudoríparas e os folículos capilares também podem ser destruídos, fazendo com a pele fique seca e perca seus pelos. A cicatrização demora mais que 3 semanas e costuma deixar cicatrizes. 3º grau: atingem todas as camadas da pele e podem chegar aos ossos. Apresentam pouca ou nenhuma dor e a pele branca ou carbonizada. Segundo a dermatologista Dra. Bárbara Carneiro, quando ocorre uma queimadura a primeira atitude a tomar é colocar a parte queimada debaixo da

água corrente fria, com jato suave, por, aproximadamente, dez minutos. “Compressas úmidas e frias também são indicadas. Se houver poeira ou insetos no local, mantenha a queimadura coberta com pano limpo e úmido”, fala a médica. No caso de queimaduras em grandes extensões do corpo, por substâncias químicas ou eletricidade, a vítima necessita de cuidados médicos urgentes. Não toque a queimadura com as mãos, não fure as bolhas, não tente descolar tecidos grudados na pele queimada, não retire corpos estranhos ou graxa do local queimado, não coloque manteiga, pó de café, creme dental ou qualquer outra substância sobre a queimadura. Somente o médico é capaz de avaliar a gravidade e determinar o tratamento adequado.

jornaluniaosp@gmail.com

SILVIA FURTADO

consultora de negócios (11) 96678-8790 whatsApp (11) 2803-4901 silviaseguros10@hotmail.com

JORNAL UNIÃO SÃO PAULO Sede: Rua Nara Leão, 38 - Itaim Paulista - SP CEP 08152-030 - Fone: (11) 2831-4247 / 4396-8833 Sucursal ABC: Administração, redação e publicidade: Av. Maria Servidei Demarchi, 1.898 - Demarchi S.B Campo/SP - CEP 09820-000 - Fone: (11) 4396-8833 / 2831-4247 Editores Responsáveis: José de Lima Ribeiro MTB 56.758 Antonio de Lima Ribeiro Fotos: Acacio Nascimento e Milleny Rosa Comercial: Aylton Ribeiro

Jornalista: Barbara Guerra - MTB 68975/SP Carolina Cristina - 85.002/SP Priscila Mortensen - MTB 44507/SP

O Jornal ‘União São Paulo’ requereu registro da marca no Instituto Nacional de Propriedade Industrial, sob o protocolo nº 840555750, está registrado na Junta Comercial do Estado de São Paulo, sob o n˚ 0.480.939/13-5 O Jornal União São Paulo tem distribuição gratuita e pode ser encontrado nos principais semáforos da cidade de São Paulo, com destaque para o entorno da Av. Paulista, próximo às estações do metrô, trens e corredores de ônibus, também em diversos bairros e nos edifícios, condomínios e comércio em geral. “Os artigos não refletem a opnião deste jornal, sendo as opiniões e matérias de inteira responsabilidade de seus autores. Fica assegurado o direito de resposta a quem interessar, na forma do Artigo 5º incisos V da Constituição Federal.”.

Tiragem: 60.000 exemplares | Fotolito e Impressão: Atlantica www.gujsp.com.br jornalismogujsp@gmail.com; jornalismo@jornaluniaosp.com.br

Periodicidade: Semanal

Assessoria Jurídica: Jazanias & Advogados Associados - Av. Portugal, 397 - sala 1004 - Centro - Santo André - SP - CEP:09040-010 ( (11) 4903-1903 / 98109-1625 - www.jazanias.com.br


P•3

Ano VI - Nº 89 07 a 17 de março de 2020

SOCIAL/ESPORTE

www.gujsp.com.br

Youtuber Lívia Oliveira grava vídeo no espetáculo "Turma da Mônica O Show" Fotos Divulgação

DA REDAÇÃO

A youtuber Lívia Oliveira, 9 anos, foi convidada para acompanhar o espetáculo "Turma da Mônica O Show", que está em cartaz no Teatro Santander, em São Paulo. Chegando ao local, a pequena foi recebida por Mauricio de Sousa e Mauro Sousa. Pai e filhos trabalham juntos, como de costume em todas as novidades da Mauricio de Sousa Produções, cuja família é unida e se dedica com as atividades da empresa. Provavelmente este seja o motivo de tanto sucesso dos produtos da marca. Com o musical não é diferente. Após turnê internacional por Estados Unidos e Japão, o espetáculo voltou para São Paulo para uma curta temporada até o dia

Para acompanhar o vídeo com a entrevista que Lívia Oliveira fez, basta acessar o canal que leva seu nome: Youtube.com/ LiviaOliveira. Já a conta de instagram da pequena Lívia também tem fotos de bastidores da gravação. Para acompanhar, acesse: Instagram: @Livia.OliveiraOficial

www.gujsp.com.br

9 de fevereiro. Lívia Oliveira acompanhou o show e entrevistou Mauricio de Sousa e Mauro Sousa para seu canal no youtube. Durante a entrevista, eles conversaram sobre acessibilidade e expectativas para novos projetos. A youtuber nos contou que achou tudo incrível e recomenda o show. "Turma da Mônica O Show é um musical maravilhoso que me emocionou demais. Notei que os adultos também amaram e isso significa que o show é maravilhoso para todas as idades, afirma". Para acompanhar o vídeo com a entrevista que Lívia Oliveira fez, basta acessar o canal que leva seu nome: Youtube.com/LiviaOliveira

jornaluniaosp@gmail.com

Taça das Favelas 2020: segunda edição da competição será iniciada em março Foto: PMSP

DA PMSP A Central Única das Favelas (CUFA) anunciou na manhã desta segunda-feira (2), no Museu do Futebol, os detalhes da 2ª Edição da Taça das Favelas. A competição, promovida com o apoio da Prefeitura de São Paulo, será iniciada no dia 28 de março e contará com a participação de 128 equipes, sendo 96 masculinas e 32 femininas, reunindo mais de 2.800 jogadores e jogadores de favelas da capital paulista. Segundo o secretário municipal de Esportes e Lazer, Maurício Bezerra Landim, o principal objetivo da administração municipal é contribuir para formação de cidadãos. “A edição do ano passado foi um sucesso, com o Pacaembu lotado na final.

Competição, que agora faz parte do calendário oficial da cidade de São Paulo, contará com a participação de mais de 2.800 atletas Mas o mais importante é a inclusão social”, destacou. A competição passa a integrar a partir de 2020 o calendário oficial da cidade de São

Paulo. Para 2020, a Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (SEME) disponibilizou o campo do Centro Esportivo da Vila Manchester, no

Carrão, na Zona Leste, para realização dos jogos da fase de grupos até a semifinal. A arquibancada do clube vai permitir a proximidade dos

atletas com suas comunidades quando a bola estiver rolando. No total, a competição terá 190 jogos. A grande final (feminina e masculina) acontece no dia 6 de junho, no Estádio do Pacaembu. No ano passado, cerca de 35 mil pessoas compareceram ao Pacaembu para assistir às finais, que consagraram o Complexo da Casa Verde como campeão no feminino, e o Parque Santo Antônio no masculino. “O futebol é uma das maiores ferramentas de inclusão social do mundo. O futebol não faz só o jogador de futebol, ele faz o cidadão. A Taça das Favelas está comprovando isso”, afirmou o pentacampeão mundial e um dos embaixadores da competição, Cafu.

Histórico A Taça das Favelas começou no Rio de Janeiro, em 2012, organizada pela Central Única das Favelas. Atualmente, mais de 100 mil jovens participam, desde as peneiras iniciais nas comunidades até a final nos Estados onde a competição é realizada. É o maior torneio entre favelas do mundo e, além de promover a inclusão e integração social, também revela jovens talentos para o futebol. O mais recente é Patrick de Paula, jogador profissional do Palmeiras que foi descoberto na Taça das Favelas do Rio de Janeiro. Após a 1ª edição do torneio em São Paulo, em 2019, cerca de 10 jovens foram chamados para testes em equipes profissionais.


P•4

SINDICAL

Ano VI - Nº 89 07 a 17 de março de 2020

www.gujsp.com.br

Vereador Zé Turin visita a sede do Sindicato dos Trabalhadores em Edifícios e Condomínios de São Paulo POR CAROLINA BOZZI Na última sexta-feira, dia 21 de fevereiro, o vereador Zé Turin visitou a sede do Sindicato dos Trabalhadores em Edifícios e Condomínios de São Paulo. Esta categoria tem 60 anos de história e é responsável por representar zeladores, porteiros, vigias, faxineiros, garagistas, folguistas, manobristas, ascensoristas e demais funcionários. Ao todo são mais de 300 mil trabalhadores representados na cidade. Durante a visita do vereador, o Presidente do Sindicato Paulo Ferrari destacou a importância de receber um vereador de São Paulo. “Para nós é uma satisfação receber um companheiro que pode contribuir muito com a nossa categoria”, afirmou. Zé Turim agradeceu a recepção do Sindicato e do diretor social Isaías Araújo Santos, e colocou seus serviços como vereador à disposição em prol da categoria. “O nosso gabinete está de portas abertas para apoiar o Sindicato e todos os trabalhadores da categoria”, finalizou Zé.

Foto:Jornal União SP

O vereador e a equipe de seu gabinete se reuniram com o diretor social Isaías Santos Araújo para firmarem parceria em prol da categoria


P•5

Ano VI - Nº 89 07 a 17 de março de 2020

REGIONAL

www.gujsp.com.br

www.gujsp.com.br

jornaluniaosp@gmail.com

Paralisação da Linha 15 Prata causa confusão entre os passageiros entre São Mateus a Vila Prudente

POR CAROLINA BOZZI

Na manhã da última segunda-feira, 02 de março, passageiros que utilizam a Linha 15-Prata do Metrô da estação Vila Prudente enfrentaram dificuldades para conseguirem se locomover por conta da paralisação da linha, ocorrida por questões técnicas do transporte. Consequentemente, a estação ficou super lotada, o que causou revolta nos paulistanos que dependem do transporte. Este é um problema que começou na última quinta-

Foto: Adamo Bazani

Linha está parada desde sábado, 29 de fevereiro devido a problemas nos pneus das composições

-feira, 27, quando o pneu de um dos veículos estourou. O que fez com que a composição fosse transferida para a área de manutenção. Depois disso, o Metrô começou a fazer testes e os pneus de todos os outros trens que também apresentaram danos foram removidos.Para tentar solucionar o problema, a operação PAESE foi acionada. Com isso, os ônibus que percorrem todo o trajeto da Linha 15-Prata estavam sendo oferecidos gratuitamente para tentar minimizar os problemas.


P•6

Ano VI - Nº 89 07 a 17 de março de 2020

CONCURSO

www.gujsp.com.br

Concurso público aberto em São Paulo para níveis médio e superior Foto: Getty Images

POR CAROLINA BOZZI Diário Oficial de São Paulo divulgou no último sábado, dia 29, um novo Concurso do TCM - Tribunal de Contas do Município de São Paulo. Desta vez, o objetivo é contratar profissionais com formação média e superior para ocupar as funções de Auxiliar Técnico de Fiscalização e Agente de Fiscalização. A organização está sendo feita pela VUNESP. O cargo com maior número de vagas é o de Auxiliar Técnico de Fiscalização nas especialidades Suporte Administrativo onde é necessário que os interessados tenham concluído o ensino médio. Para esta vaga, o salário inicial é de R$ 10.317,50, sendo composto por R$ 5.046,82 de vencimento básico e R$ 5.270,50

Oportunidades são para diversos profissionais. Salários chegam a R$ 18.829,00 de Gratificação de Incentivo à Especialização e Produtividade - GIEP. A carreira ainda conta com mais sete níveis, com progressões salariais que podem chegar até R$ 15.105,37. Cargos

Escolaridade média: Auxiliar Técnico de Fiscalização nas especialidades Suporte Administrativo e Técnico de Informática; Escolaridade superior: Agente de Fiscalização nas especialidades Adminis-

tração, Ciências Atuariais, Ciências Contábeis, Ciências Jurídicas, Economia, Engenharia Civil e Tecnologia da Informação. O valor inicial do salário para os candidatos de nível médio é no valor

de R$10.317,30 e a soma do vencimento básico de R$5.046,82 e a gratificação de incentivo, especialização e produtividade que chega a R$5.250,70. Já para o nível superior a remuneração inicial do concurso é a soma do salário R$ 10.818,37 mais a gratificação de R$ 8.011,16 chegando a R$ 18.829,53. Inscrições As inscrições serão abertas do dia 5 de março até 26 de março apenas pela internet, por meio da página da organizadora da seleção - Fundação Vunesp - www. vunesp.com.br. Para os cargos de nível médio (auxiliar), a taxa é de R$75,00. Já para os cargos de nível superior (agente), o valor a ser pago é de R$120,00. Já a realização das provas para os cargos de Auxiliar Técnico de Fiscalização es-

tão previstas para ocorrer no dia 26 de abril. A duração é de 4 horas e 30 minutos. Já as provas de Agente de Fiscalização ocorrerão dia 19 de abril, sendo: manhã: provas objetivas – 5 horas de duração; tarde: redação e discursiva – 3h30 de duração. A confirmação da data, horário e informação sobre o local e sala, para a realização da prova objetiva deverá ser acompanhada pelo candidato por meio do site da Vunesp a partir das 10 horas do dia 09 de abril para Agente de Fiscalização e do dia 17 de abril para Auxiliar Técnico de Fiscalização. Após a aprovação dos candidatos, a validade deste concurso público será de dois anos, podendo ser prorrogado, a critério da Administração, uma única vez e por igual período.


P•7

Ano VI - Nº 89 07 a 17 de março de 2020

SOCIAL

www.gujsp.com.br

A Orquestra de Sucata une música e conscientização ambiental beneficiando milhares de crianças e jovens do ensino público Foto: André Martins

POR JOZENE NOAL Desde 2014 a Orquestra de Sucata leva às crianças e jovens do ensino público, situados em regiões periféricas dos municípios beneficiados, temas sobre sustentabilidade e responsabilidade ambiental. Utilizando instrumentos alternativos, confeccionados de sucata e material reciclado, o projeto desenvolve a conscientização ambiental, destacando que cada um é importante e pode fazer a diferença no local onde vive. A Orquestra de Sucata busca promover a cultura e educação através da música, além de fomentar o trabalho em equipe, tendo em vista a necessidade de unir diversos instrumentos para produzir harmonizações sonoras. Além disso, procura suprir necessidades sociais, quando funciona como fonte de geração de renda e oportunidade de trabalho para os profissionais da área artística. O fato de utilizar sucata e material reciclado, unindo arte e meio ambiente, prova para o público que é possível construir realidades sustentáveis, visando um planeta limpo, sem deixar de lado o estímulo da criatividade da população. Nesse sentido destaca-se a importância da coleta seletiva e da reutilização de materiais para outros fins, onde a correta separação do lixo auxilia na redução de acidentes, de danos ambientais e na proliferação de insetos e doenças, diminuindo o índice de contaminação nas

As apresentações com entrada gratuita acontecem de 09 de março a 29 de junho de 2020 nos Centros Educacionais Unificados da cidade de São Paulo (CEUS). Ao total serão 92 espetáculos da Orquestra de Sucata que demonstra um conceito de sustentabilidade e responsabilidade ambiental através da música. comunidades. O projeto é realizado por profissionais da educação e da música e utiliza recursos da Lei de Incentivo á Cultura, conhecida como Lei Rouanet, por meio do patrocínio de empresas privadas parceiras, como a FORONI e o GRUPO ALDO. Em 2020, através dos 92 espetáculos didáticos com entrada franca, será possível alcançar um público estimado em 40.000 crianças e jovens destas comunidades. As apresentações oferecem estrutura completa de sonorização, iluminação, filmagem, fotografia e uma equipe de cinco técnicos e oito músicos instrumentistas. Além disso, dis-

tribui material impresso para o acompanhamento das apresentações e dispõe de Intérprete de Libras, material impresso em Braille e espaço prioritário para pessoas com deficiência. Na internet é possível acessar aos vídeos tutoriais, contendo o passo a passo para a construção dos instrumentos alternativos que fomentam a continuidade dos trabalhos pelos professores e alunos em sala de aula. Confira a programação e informações sobre os espetáculos no site www.orquestradesucata.com.br e participe desta iniciativa realizada pelo Ministério da Cidadania, com apoio do Grupo Aldo e Foroni, Secretaria Especial de Cultura e Governo Federal através do Pronac 194686. Foto: André Martins

As apresentações com entrada gratuita acontecem de 09 de março a 29 de junho de 2020 nos Centros Educacionais Unificados da cidade de São Paulo (CEUS). Ao total serão 92 espetáculos da Orquestra de Sucata que demonstra um conceito de sustentabilidade e responsabilidade ambiental através da música.


P•8

Ano VI - Nº 89 07 a 17 de março de 2020

REGIONAL

www.gujsp.com.br

Saiba quem consegue aposentadoria integral com as novas regras Foto: Divulgação

POR CAROLINA BOZZI Desde que a nova Reforma da Previdência foi anunciada, muitos trabalhadores e empresários ficaram dúvidas e até mesmo preocupados sobre quais rumos a aposentadoria terá. Portanto, é necessário entender como é atualmente e como será. Confira: Como é atualmente Aposentadoria por idade: Mulher 60 anos e homens 65 anos Tempo de contribuição: 15 anos de registro para quem se aposenta por idade. Para se aposentar por tempo de contribuição, é necessário ter trabalhado 35 anos (homens) e 30 anos (mulheres). Pensão por morte: Uma pessoa que ficou viúva pode receber até 100% do valor da aposentadoria que a pessoa

Trabalhadores ainda possuem dúvidas sobre a situação da aposentadoria após reforma. Veja como é atualmente e como será falecida recebia. BCP (Benefício de Prestação Continuada): Todos os idosos e pessoas deficientes que possuem baixa renda recebem

um salário mínimo. PIS/PASEP: É pago para quem ganha até dois salários mínimos. Como será: Aposentadoria por idade: Mu-

lher 62 anos e homens 65 anos. Tempo de contribuição: Mínimo de 15 anos para as mulheres e 20 anos de contribuição para os homens. Para se aposentar com

valor integral do salário, será necessário ter trabalhado registrado por 40 anos. No texto anterior, que foi apresentado pelo Presidente Jair Bolsonaro, a proposta era que o tempo de contribuição fosse de 20 anos para ambos os sexos. Porém, o tempo de contribuição para as mulheres conseguirem se aposentar caiu para 15 anos. Já os homens mantiveram o tempo de 20 anos. Pensão por morte: Haverá diminuição de 50% no valor da pensão + 10% por dependente. Caso o falecido não tenha filho, o cônjuge contará como dependente e poderá receber até 60% do valor. BCP (Benefício de Prestação Continuada): Pessoas deficientes que possuem 60 anos e baixa renda irão receber R$ 400,00. Aos 70 anos de idade, o valor do salário passa a ser integral. Lembrando que deficientes mais jovens e que possuem baixa renda não irão so-

frer alterações nos valores que já recebem. PIS/PASEP: Este benefício passará a ser pago para quem recebe até 1 salário mínimo. Como a aposentadoria é calculada atualmente? O INSS faz um cálculo da média salarial com os 80% dos maiores salários, sem descontar o valor do benefício. Após a Reforma da Previdência, como este cálculo será feito? Serão considerados todos os salários, sem descontar as menores contribuições. Os trabalhadores que alcançarem a idade para se aposentar (Mulheres 62 anos e homens 65), e tiverem um registro de 20 anos de contribuição, irão conquistar 60% do valor da aposentadoria. Para receber o valor integral, é necessário ter contribuído 40 anos.


Pโ€ข9

Ano VI - Nยบ 89 07 a 17 de marรงo de 2020

www.gujsp.com.br

www.gujsp.com.br

jornaluniaosp@gmail.com


P • 10

IMÓVEIS

Ano VI - Nº 89 07 a 17 de março de 2020

www.gujsp.com.br


P • 11

Ano VI - Nº 89 07 a 17 de março de 2020

REGIONAL

www.gujsp.com.br

Cresce em 53% número de moradores de rua na capital Foto: Portal GGN

POR CAROLINA BOZZI Uma pesquisa divulgada recentemente pelo Censo População em Situação de Rua revelou que, até o fim de 2019, 24.344 pessoas estavam vivendo em situação de rua na cidade de São Paulo. Este é um número 53% maior do que a quantidade apresentada em 2015, quando foram encontradas 15.905 pessoas dormindo em calçadas ou abrigos públicos. Dentro destes números, de acordo com a pesquisa, 11,7 mil dormem em abrigos e 12,6 mil estão em calçadas ou sob viadutos. A grande maioria, 69,35, é negra, sendo 47,6% pardos e 21,7% pretos. Os indígenas somam 1,7% e os brancos, 28%. A grande maioria, 85%, são homens. Em relação à identidade de gênero, 386 se declararam transsexuais.

Pesquisa divulgada pelo Censo apontou que mais de 20 mil pessoas vivem em situação de rua na capital Paulista A situação é ainda mais precária no centro da cida-

www.gujsp.com.br

de. A região da Sé, registrou o maior número de

casos, com 45% do total. A Mooca, na zona leste,

jornaluniaosp@gmail.com

apareceu como a segunda região em número de

pessoas nestas condições, com 19% dos casos. Segundo a Qualitest, empresa responsável pela realização do censo, o número de pessoas em situação de rua cresceu acima das estimativas, com base no ritmo de aumento dos últimos anos. Na velocidade que vinha aumentando, essa população deveria ser de 18 mil pessoas em 2019. No entanto, o resultado verificado nas ruas ultrapassou em 32% essa expectativa. A maior causa apontada pelas pessoas para ficarem sem residência foram os conflitos familiares (50%). Outros fatores também apareceram com destaque nos questionários, como a perda do trabalho (23%), problemas com álcool e drogas (33%), a perda da moradia (13%) e a passagem pelo sistema penitenciário (3%).


P • 12

Ano VI - Nº 89 07 a 17 de março de 2020

REGIONAL

www.gujsp.com.br

Muitos buracos causam incômodos aos moradores do jardim Bartira

Foto: Milleny Rosa/Jornal União São Paulo

POR CAROLINA BOZZI

Nos últimos dias, além dos buracos espalhados pelas ruas, há uma quantidade de lixo considerável acumulada na Rua Nara Leão próximo ao muro da escola estadual Padre Chico Falconi. O fato tem causado transtorno aos moradores da região, que em contato com nossa redação, pedem que a prefeitura solucione urgente este problema. Em resposta à redação do jornal, a subprefeitura informou que a solicitação foi encaminhada para a Coordenadoria de Projetos e Obras da cidade, mas ainda não tivemos retorno.

Em resposta à redação do jornal, a subprefeitura informou que a solicitação foi encaminhada para a Coordenadoria de Projetos e Obras da cidade, mas ainda não tivemos retorno

www.gujsp.com.br

jornaluniaosp@gmail.com

Profile for gujsp

Edição 89 SP  

Edição 89 SP  

Profile for gujsp
Advertisement