Issuu on Google+

GUI CUNHA CLIPPING


FOTO: Guilherme Cunha

GARIMPO

ATMOSFErA ArTiFiCiAl, 2013

GUILHERME CUNHA POR ELISA MAIA

A

tmosfera artificial (2013), de Guilherme Cunha, integra a mostra Diálogos imaginários, individual do artista que esteve em exposição este ano, no Centro de Arte Contemporânea e Fotografia de Belo Horizonte. Para essa instalação, Guilherme usou 24 cilindros de um gás respirável, purificado e engarrafado industrialmente, chamado de “ar medicinal” devido às altas taxas de oxigênio presentes na composição. Os cilindros, geralmente utilizados na recuperação de pacientes hospitalizados, ficaram abertos ao longo de um mês, criando uma espécie de oásis para os visitantes que circulavam em meio à atmosfera poluída da cidade. O artista conta que a ideia surgiu a partir de uma pesquisa sobre os processos cognitivos e de um desejo de desmaterialização da obra – “Como fazer algo que existisse apenas em sua carga poética e potência experimental, sem estar refém dos suportes materiais ou das narrativas textuais?”. O trabalho foi pensado, então, como uma “escultura de ar”, “insípida, inodora e incolor”, capaz de se tornar “parte integrante da constituição atômico-molecular” dos espectadores que a consumiram.

74

Embora as pesquisas de Guilherme privilegiem uma abordagem da arte enquanto processo criativo, e não enquanto objeto, a valorização das ideias não ocorre às custas da dimensão sensível da obra. Suas instalações enfatizam não apenas a presença do corpo dos visitantes, mas também os aspectos sensuais envolvidos na experiência estética que, no caso de Atmosfera artificial, torna-se também uma experiência terapêutica. Investigando os trajetos entre as dimensões sensória e cognitiva, seu trabalho explora e desafia o dualismo entre o sensível e o inteligível – “a capacidade de se produzir conhecimento sobre algo percebido é um dos pontos centrais dessa reflexão”. Para pensar essa relação entre as percepções sensoriais e a produção de conhecimento, Guilherme amplia seu foco de interesse para contemplar diferentes campos da produção intelectual – “transito bastante entre o vídeo, a medicina, a engenharia sonora e acústica, o desenho, a escultura e os estudos de óptica na física.” Para saber mais, acesse www.guilhermecunha.fif.art.br.


C L I P P I N G

Guilherme Cunha


BeloHorizonte,sexta-feira,12.4.2013 10 BeloHorizonte,sexta-feira,12.4.2013 HOJEEMDIA 10 HOJEEMDIA

Cultura Cultura

hojeemdia.com.br hojeemdia.com.br

‘Diálogos imaginários’ imaginários’ de de Gui Gui Cunha Cunha ‘Diálogos Exposiçãono noCentro Centrode deArte ArteContemporânea ContemporâneaeeFotografia Fotografiareúne reúnecinco cincotrabalhos trabalhosinéditos inéditosde depesquisa pesquisado doartista artista >Exposição >  GUI CUNHA/DIVULGAÇÃO GUI CUNHA/DIVULGAÇÃO

ClarissaCarvalhaes ClarissaCarvalhaes

Umalinha linhade depesquisa pesquisa Uma diferente, conduzida diferente, conduzida pelaimaginação. imaginação.Uma Uma pela mostra peculiar que nemostra peculiar que necessita da participação cessita da participação dopúblico público– –espectadoespectadodo res que se transforres que se transformam em interlocutomam em interlocutoresda daobra. obra. res “Diálogos Imaginá“Diálogos Imaginários” é obra que dánonorios” é obra que dá me à exposição que ocume à exposição que ocupa,a apartir partirdedeamanhã, amanhã, pa, o Centro de Arte Cono Centro de Arte Contemporânea e Fotogratemporânea e Fotografia.OOtrabalho trabalhoestá estáenenfia. tre outros cinco inéditre outros cinco inéditos,todos todosdo doartista artistavivitos, sual belo-horizontino sual belo-horizontino GuiCunha, Cunha,31 31anos. anos. Gui A exposição, resultaA exposição, resultadodedetrês trêsanos anosdedeinvesinvesdo tigação, interpela estigação, interpela ooespectador sobre conceipectador sobre conceitose eformas formasdos dosprocesprocestos sos cognitivos, levantansos cognitivos, levantandoquestões questõesque quevão vãodesdesdo de o nascimento do pende o nascimento do pensamentoaté atéa aforça forçada da samento palavra. palavra. O PODER DO O PODER DO GESTO GESTO mostraé éum umlaboralabora“A“Amostra tório onde há a tentatitório onde há a tentati-

ALÉMDISSO ALÉMDISSO

> > 

ccarvalhaes@hojeemdia.com.br ccarvalhaes@hojeemdia.com.br

‘Grumixama’ ‘Grumixama’ trazBAX trazBAX eJuçaraCostta eJuçaraCostta De13a20destemês,aVila De13a20destemês,aVila Fátima,chácaralocalizada Fátima,chácaralocalizada naregiãodaPampulha, naregiãodaPampulha, serátransformadaemum serátransformadaemum museuacéuabertopara museuacéuabertopara abrigaraexposição abrigaraexposição “Grumixama”(inspirado “Grumixama”(inspirado emárvoredaMata emárvoredaMata Atlântica),umapromoção Atlântica),umapromoção doColégioLoyola. doColégioLoyola. São30obrasdeoito São30obrasdeoito artistasmineiroseum artistasmineiroseum paulista,entreelesBax paulista,entreelesBax (1927-2009),Juçara (1927-2009),Juçara CosttaeLeandroGabriel. CosttaeLeandroGabriel. À FLOR DA PELE – Obra de Gui Cunha é uma experiência íntima que pede a imaginação do público para decifrar sons, À FLOR DA PELE – Obra de Gui Cunha é uma experiência íntima que pede a imaginação do público para decifrar sons, gestos, palavras, dentro e fora d’ água gestos, palavras, dentro e fora d’ água

deconverter converterperceppercepvavade ções e impulsos sensoções e impulsos sensoriais em conhecimento”, riais em conhecimento”, explicaGui. Gui. explica Segundo ele,ooconjunconjunSegundo ele, to de obras especialmento de obras especialmen-

produzidopara paraesta esta teteproduzido exposição foi desenvolviexposição foi desenvolvidocom comooobjetivo objetivode desese do construir um ambiente construir um ambiente deexperimentações experimentaçõespoépoéde ticas, explorando difeticas, explorando dife-

rentesaspectos aspectosdas daspoporentes tências sensíveis e pertências sensíveis e perceptivasdo doser serhumano. humano. ceptivas Uma mostra para adulUma mostra para adultos, irresistível também tos, irresistível também paraasascrianças. crianças. para

“DiálogosImaginários”,de “DiálogosImaginários”,de GuilhermeCunhanoCentrode GuilhermeCunhanoCentrode ArteContemporâneaeFotografia ArteContemporâneaeFotografia (av.AfonsoPena,737,Centro). (av.AfonsoPena,737,Centro). Terçaasábadodas9h30às21h. Terçaasábadodas9h30às21h. Domingodas16às21h.Até26/5 Domingodas16às21h.Até26/5

A mostra fica aberta ao A mostra fica aberta ao público na Vila Fátima (r. público na Vila Fátima (r. Sebastião Salvador Sebastião Salvador Corrêa, 222, Braúnas) de Corrêa, 222, Braúnas) de segunda a sexta das segunda a sexta das 8h30 às 17h30. Sábado 8h30 às 17h30. Sábado das 9h às 21h. Domingo das 9h às 21h. Domingo das 9h às 17h. das 9h às 17h.


C L I P P I N G

Guilherme Cunha


C L I P P I N G

Guilherme Cunha


C L I P P I N G

Guilherme Cunha


C L I P P I N G

Guilherme Cunha


C L I P P I N G

Guilherme Cunha


C L I P P I N G

Guilherme Cunha


C L I P P I N G

Guilherme Cunha


C L I P P I N G

Guilherme Cunha


C L I P P I N G

Guilherme Cunha


C L I P P I N G

Guilherme Cunha


C L I P P I N G

Guilherme Cunha


C L I P P I N G

Guilherme Cunha


C L I P P I N G

Guilherme Cunha


C L I P P I N G

Guilherme Cunha


C L I P P I N G

Guilherme Cunha


C L I P P I N G

Guilherme Cunha


C L I P P I N G

Guilherme Cunha


C L I P P I N G

Guilherme Cunha


C L I P P I N G

Guilherme Cunha


C L I P P I N G

Guilherme Cunha


C L I P P I N G

Guilherme Cunha


C L I P P I N G

Guilherme Cunha


C L I P P I N G

Guilherme Cunha


C L I P P I N G

Guilherme Cunha


C L I P P I N G

Guilherme Cunha


C L I P P I N G

Guilherme Cunha


C L I P P I N G

Guilherme Cunha


C L I P P I N G

Guilherme Cunha


C L I P P I N G

Guilherme Cunha


C L I P P I N G

Guilherme Cunha


C L I P P I N G

Guilherme Cunha


C L I P P I N G

Guilherme Cunha


C L I P P I N G

Guilherme Cunha


C L I P P I N G

Guilherme Cunha


C L I P P I N G

Guilherme Cunha


C L I P P I N G

Guilherme Cunha


CLIPPING - PRESS - 2014