Guia da Mantiqueira - Itajubá e Região - Edição 08 - Novembro 2013

Page 1

ANO 01 | EDIÇÃO Nº 08 | NOVEMBRO 2013 DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

Salve, Centenária! Unifei completa 100 anos e engrandece a cidade 01


0213,5x9,0cm AnĂşncio quinta-feira, 22 de agosto de 2013 17:38:00


03


Sumário

Expediente

06 Conversa Franca

100 anos de incentivo ao desenvolvimento

12 Na Estrada

Pedralva: a cidade das artes

ANO 01 | EDIÇÃO Nº 08 | NOVEMBRO 2013

14 Aqui Tem

Direção e Edição Kelly Monteiro (MTB 06.447/MG)

16 Almanaque

Jornalistas Colaboradores Gustavo Cortez (MTB 12.858/MG) Juliana Cunha (MTB 17.025/MG) Marco Antônio Gonçalves (MTB 17.873/MG) Marianna Medeiros (MTB 16.807/MG)

Coyote Moto Clube

18 Opinião

Lost in Translation - Perdidos na Tradução

20 Educação & Cursos

INCA enriquece o conhecimento

22 Viver Bem

Curtindo a melhor idade

24 Comemoração

Empreendedora de sucesso

26 Esportes

Unifei oferece atividades esportivas para a comunidade

28 Especial

CDL: 41 anos de história

Foto de Capa: Otto Simas Tiragem: 3 mil exemplares Impressão Gráfica Novo Mundo Av. Pedro Ribeiro Arantes, 1813, Vale dos Pinheiros. São Lourenço (MG) Tel.: 35 3339-3333 /GuiadaMantiqueira

Fotografia Renato Olivas Editoração Eletrônica Andréa Aparecida Pereira

www.guiadamantiqueira.inf.br As informações e imagens contidas nos anúncios são de total responsabilidade dos anunciantes.

Diretor Comercial Adilson Santos Tel.: (35) 9225-8832 Todos os direitos reservados. A adilson.guiadamantiqueira@ reprodução das matérias e das gmail.com imagens somente será permitida se for previamente autorizaRedação e Publicidade da, com crédito da fonte. Tel.: (35) 3622-4818 comercial.guiadamantiqueira@ Guia da Mantiqueira - Itajubá e Região é uma publicação da gmail.com Rumo Comunicação Ltda.

30 Especial

Baixe o leitor QR Code, posicione a câmera do seu celular, leia o código e saiba tudo o que acontece em Itajubá e região.

34 Gastronomia

Guia da Mantiqueira mais perto de você!

Draga Itajubá completa 30 anos

Arte que começa na roça

36 Sabor da Terra

O doce sabor do chocolate

38 Por Aqui, Por Ali 46 ‘Poncovô’ em Itajubá 47 ‘Poncovô’ em Maria da Fé 48 ‘Poncovô’ em Delfim Moreira 48 ‘Poncovô’ em Piranguinho 50 Utilidades 50 Classificados 04


Editorial

A medida do sucesso O que é ter sucesso? Há quem o associe a um carro novo ou àquela tão sonhada viagem. Há quem busque realização profissional, seja fazendo carreira em uma mesma empresa, encontrando a tão afamada estabilidade, ou investindo no próprio negócio e assim passando a correr riscos e a viver sob o caos da imprevisibilidade. Segundo a reportagem “Vocação para empreender”, publicada na edição de junho/julho de 2013, da revista Passo a Passo, do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Minas Gerais (Sebrae Minas), Itajubá figura no décimo lugar do Índice de Competitividade dos Municípios Mineiros 2012, ou seja, a cidade possui forte cultura empreendedora, e isto se deve às ações de formação e políticas destinadas aos que querem executar ideias e criar seu negócio. Isto é bom! Mostra que o itajubense não tem medo de arriscar e investir em seus sonhos e mais: mostra que aqui é um ótimo lugar para quem quer investir! E existe perfil adequado? Diz-se que são características empreendedoras estar sempre em busca de novas oportunidades e correr riscos calculados. Além disso, o empreendedor costuma exigir qualidade e eficiência, encontrando maneiras de realizar seu trabalho de maneira mais rápida, mantendo a excelência.

Banca J. Sousa Praça Getúlio Vargas

Para o professor da Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP), Clóvis de Barros Filho, em seu mais recente livro - “A filosofia explica as grandes questões da humanidade”, escrito em parceria com Júlio Pompeu, para ter sucesso e ser feliz é preciso que cada um busque sua paixão vital. Ou seja, não importa se são 100, 41, 30 ou 3 anos de trabalho. Para ter sucesso é necessário haver comprometimento e persistência, sacrificando até mesmo interesses pessoais para alavancar seu empreendimento, mantendo os clientes satisfeitos e os colocando em primeiro lugar - sem, contudo, desistir. O Guia da Mantiqueira parabeniza a Universidade Federal de Itajubá (Unifei), a Câmara de Dirigentes Logistas, a Draga Itajubá e a dentista Paula Simões pelos anos de atuação na cidade. O leitor poderá constatar que, cada um a seu modo, são histórias de sucesso! Boa leitura! Kelly Monteiro Editora

Revistaria Nova Cultural Praça Adolpho Olinto

Onde você, caro leitor, pode retirar gratuitamente o Guia da Mantiqueira 05


Conversa Franca

100 anos

de incentivo ao desenvolvimento

“As iniciativas do centenário são presentes para a cidade que nos acolheu”. Campus Professor José Rodrigues Seabra Reportagem e Fotos: Kelly Monteiro

atuais e futuras do mercado, com incentivo ao empreendedorismo e comprometimento com o desenvolvimento local e regional, como faz atualmente em Itajubá.

A Universidade Federal de Itajubá (Unifei) completa, em 23 de Novembro, 100 anos de existência. Desde 2012 a instituição vem realizando ações e eventos em comemoração à data, uma das mais importantes na história da Universidade e de Itajubá. Fundada em 1913 com o nome de Instituto Eletrotécnico e Mecânico de Itajubá (IEMI), por iniciativa de Theodomiro Carneiro Santiago, que desejava criar um estabelecimento para a formação de engenheiros mecânicos e eletricistas, a Unifei tornou-se referência em engenharia, agregando, hoje, cerca de 20 cursos de graduação, além de cursos de extensão, pós-graduação, mestrado e doutorado. Além do Campus de Itajubá, a Unifei estendeu-se para Itabira (MG), onde a proposta é ser uma universidade essencialmente inovadora e tecnológica, com ensino e pesquisa voltados às demandas 06

O reitor da Universidade, professor Dagoberto Alves de Almeida, e o diretor de cultura da Pró-reitoria de Extensão, Paulo Cezar Nunes Junior, receberam o Guia da Mantiqueira para esta Conversa Franca. Confira! Como avaliam as comemorações do centenário da Unifei desde que as atividades começaram? Prof. Dagoberto: Assumi a reitoria da Unifei há dez meses e além de começar uma administração com obrigações típicas da gestão universitária, havia a incumbência de entregar para a sociedade celebrações à altura do centenário de uma universidade. Se imaginarmos que a Unifei foi uma das primeiras do País na área em que atua, especialmente em tecnologia, os 100 anos realmente são dignos de nota e merecem ser celebrados. A celebração envolve eventos esportivos, culturais,


Conversa Franca acadêmicos e eventos puramente festivos. Na maioria destes eventos não se pode utilizar dinheiro público. Portanto, boa parte daquilo que fizemos e queremos fazer depende de doações. Dinheiro público pode ser utilizado para o resgate do patrimônio histórico da universidade. A comunidade itajubense pode reparar que o casarão está em processo de reforma. É um prédio maravilhoso e estava se deteriorando. O patrimônio histórico inclui o casarão, ao lado da Matriz Nossa Senhora da Soledade, e dois edifícios anexos. No casarão ficará o salão de atos da reitoria, no qual as grandes solenidades irão ocorrer. Também resgataremos o escritório do Dr. Pedro Mendes e em ocasiões solenes a reitoria se transferirá para o casarão e para o escritório. A obra deve ser entregue até o dia 23 de novembro, quando culminam as comemorações. Além disto, também estão sendo restaurados dois laboratórios históricos: o laboratório termo hidrelétrico, que envolve máquinas da década de 1920, equipamentos raríssimos, e a nossa intenção é que isso faça parte do Museu Theodomiro Santiago. Além deste, estamos trabalhando no laboratório de medidas elétricas. Os dois edifícios e o casarão representam cerca de 2 mil

Professor Dagoberto Alves de Almeida

metros quadrados, respeitando a Fundação Theodomiro Santiago e o museu para o qual trabalharemos de forma mais ampla no ano que vem. Aquela estrutura, além de atender às finalidades atuais, também será resgatada como parte da universidade, com salas de aulas, gabinetes de docentes e laboratórios. Nisto podemos usar dinheiro público. Em que não se pode usar dinheiro público? Prof. Dagoberto: Não posso usar dinheiro público, por exem-

07


Conversa Franca plo, nas três estátuas que inauguraremos na Praça do Engenheiro, no Campus. São estátuas do Dr. Pedro Mendes, do Dr. Theodomiro Santiago e do professor Rodrigues Seabra. É um presente reverenciando o passado, para que ele sirva de exemplo às gerações futuras. Existe uma vontade de, ao longo dos anos, povoarmos as praças da universidade com estátuas do tamanho natural de personalidades ilustres. Este resgate histórico é importante para a Unifei e para a comunidade itajubense, que nem sempre sabe quem foram as pessoas que construíram a universidade. As iniciativas do centenário são presentes para a cidade que nos acolheu, na qual a Unifei nasceu. Este carinho que a universidade está devotando à cidade fará com que a mesma fique mais bonita, mais respeitosa, mais digna e com bons exemplos, em um momento em que lamentavelmente há tantos exemplos de falta de cidadania, de violência, de intransigência, de intolerância. Não estamos celebrando só o passado, mas também o presente e o futuro. Outro projeto que faz parte das comemorações é o lançamento de um livro sobre a história da Unifei. Como está a produção? Prof. Dagoberto: O livro retratará os cem anos de história da Unifei, começando em 23 de novembro de 1913 e terminando em 23 de novembro de 2013, quando haverá o baile de gala. A expectativa é que o livro fique pronto em 2014, e que seja lançado no início do ano, no salão de atos da reitoria. A intenção é mostrar a saga da Unifei, os momentos críticos, os desafios. Não queremos um 08

Professor Paulo Cezar Nunes Junior

livro muito acadêmico, mas um livro que fale sobre as pessoas, as personalidades, que mostre o aspecto pitoresco, sentimental, sonhador, dinâmico, as repúblicas, para que as pessoas leiam e se interessem. A comunidade itajubense abraçou o centenário, ou seja, se envolveu com as comemorações? Prof. Dagoberto: A sociedade hoje é motivada pela vontade de aprender, mas também pela diversão, pelo cultural, pelo entretenimento. Os eventos que disponibilizamos, e que esperamos serem uma constante na vida da universidade, têm feito, de alguma maneira, as pessoas pensarem um pouco a respeito. Prof. Paulo: O projeto do centenário engloba várias áreas e a receptividade tem sido boa. Na área esportiva, as competições movimentaram muitos times. Na parte acadêmica foram realiza-


09


Conversa Franca dos vários eventos técnico-científicos, como o Seminário Academia Empresa. Avalio como muito positiva a participação de todos os setores na execução do centenário. O que a cidade pode esperar para Novembro, mês em que efetivamente se comemoram os 100 anos da instituição?

Prof. Paulo: No dia 20 haverá o Seminário Educação e Tecnologia e a apresentação do músico Ivan Vilela, aberta à comunidade. Em Itabira, concerto de choro no Teatro Municipal Carlos Drumond de Andrade. Não falamos de toda a programação cultural de Dezembro, que inclui o Na-

Eventos marcam o Centenário O mês de Novembro está repleto de atividades que marcarão efetivamente as comemorações do centenário da Universidade Federal de Itajubá (Unifei). No dia 18/11, às 15h10, na Praça do Engenheiro, no Campus Itajubá, haverá o Abraço Simbólico e Soltura de Balões - Manifesto pela Paz. No mesmo local, também no dia 18, às 16h, será realizada uma Celebração Ecumênica. No dia 20/11, das 8 às 18h, é a vez do Seminário Educação, Tecnologia e Infraestrutura, no Espaço Castelli, no qual haverá, na mesma data,às 19h, um concerto de jazz, com a Banda Itié. No dia 21/11, às 19h, vale a pena prestigiar o concerto de música instrumental Ivan Vilela Solo, também no Espaço Castelli. A sede campestre do Clube Itajubense receberá alunos, ex-alunos e servidores da Unifei para o Encontrão, no dia 22/11, das 10h às 17h. E no dia 23/11, data de fundação da Universidade, a celebração inicia às 9h, com a homenagem à Theodomiro Santiago realizada pela Academia Itajubense de História e pela Banda da Polícia Militar de Pouso Alegre. Ainda no dia 23/11, às 10h, haverá aposição de flores no Mausoléu de Theodomiro Santiago seguida pelo Descerramento de Placa de Bronze - Benfeitores da Unifei: Vidal Dias, João Braz e José Braz. Logo após acontecerá o descerra10

mento de Placa Comemorativa dos 100 anos da Unifei, a inauguração do Salão de Atos da Reitoria - Assinatura de Convênio entre Unifei e Marinha do Brasil, e entrega de medalhas de ouro. Todas as atividades serão no Prédio Central da Unifei. De volta ao Campus da Unifei em Itajubá, serão inauguradas as estátuas de Theodomiro Santiago, José Rodrigues Seabra e Pedro Mendes, às 16h, na Praça do Engenheiro. Uma grande queima de fogos, no Morro do Zé Turquinho, próximo à Praça do Soldado, está agendada para as 22h, e às 23h inicia-se o Baile de Gala. No dia 29/11, dando sequência às comemorações, o público poderá prestigiar um Concerto de Música Instrumental com a Big Band Palácio das Artes, de Belo Horizonte, às 20h, na entrada do Prédio da Reitoria no Campus Itajubá. Todas as atividades são gratuitas e abertas ao público. Mais informações sobre a programação, bem como a aquisição de convites para o Baile de Gala, constam no site www.centenario.unifei.edu.br.


Conversa Franca tal. A abertura será com o grupo Barbatuques e teremos show de Renato Teixeira, além de um grupo circense, que ainda é surpresa. Além disso, haverá oficinas, o concurso de cartões de Natal, as mesas postas e presépios, que será no casarão para brindar a restauração do prédio. Prof. Dagoberto: No site do centenário, atualizado diariamente, há a programação dos eventos. A exposição do Leonardo da Vinci, por exemplo, foi um presente que ganhamos, e está no site. As pessoas também podem acompanhar o diário de obras do casarão, a evolução da reforma. Também há a reforma do CTC, o teatro que foi construído no passado, envolvendo iniciativa da Prefeitura, da Unifei e de associações como a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL).

Estamos reformando o teatro e a Prefeitura está nos ajudando alargando a calçada do CTC. Será um semi calçadão para que as pessoas possam entrar no recinto com segurança. Gostaria de inaugurar o teatro com uma peça de grupos da cidade, antes do dia 23. Em relação ao baile, que é por adesão, tem sido um sucesso, pois toda vez que disponibilizamos um lote de convites, acaba rapidamente. Teremos a Rio Jazz Orquestra, que é especializada e requintada. Será um momento de alegria e congraçamento. Existem outras iniciativas, mas ainda não podemos adiantar, para a semana do Centenário.

11


Na Estrada

Pedralva:

a cidade das artes

“O cenário artístico do município é composto por diversos grupos musicais e de variados estilos, escritores, poetas e pintores, além de artistas cênicos.”

Vista da cidade Reportagem: Gustavo Cortez Fotos: Ana Bustamante e pedralvamaisalem.blogspot.com.br

Rodeadas por montanhas, a cidade de Pedralva é conhecida por suas ladeiras e pelas belas paisagens naturais. Com todas as características de uma cidade interiorana, o município, com aproximadamente 14.600 habitantes, é habitado por gente simples e acolhedora. A arquitetura histórica e a topografia acidentada da Serra da Mantiqueira também são características marcantes da cidade. A natureza exuberante do município é propícia para a prática de esportes de aventura, ecoturismo e turismo rural. Pedralva está localizada entre a Serra da Pedra Branca, que dá nome ao município, e a Pedra do Pedrão. A Serra tem 1.986 metros de altitude e oferece uma visão privilegiada e panorâmica da região. A Pedra do Pedrão está 1.400 metros de altitude e é bastante utilizada para a prática de vôo livre, escaladas e caminhadas que podem compreender trechos de mata atlântica e cachoeiras. 12

A atividade econômica gira em torno da agropecuária. A cidade produz café, banana, arroz, milho, hortifrutigranjeiros. Os orgânicos cultivados em Pedralva possuem destaque regional.

Eventos badalados As pinturas do artista Paulinho, os bordados das Mulheres ‘Bordando Minas’, os tapetes de tear da Art’Elis e as imagens trabalhadas das Arteiras In Box são os destaques do artesanato da cidade. Todas estas atividades estão ligadas a Associação de Artesãos Pedralvenses. O cenário artístico do município é composto por diversos grupos musicais e de variados estilos, escritores, poetas e pintores, além de artistas cênicos. Os eventos desenvolvidos por lá, todos carregados de tradição e cultura, são produzidos pela própria comunidade. Entre eles, destaca-se o Pedrock, realizado no mês de Julho. São três dias de muito rock’nroll, assim como o


Na Estrada desfile do Bloco do Pink Floyd, na época do Carnaval. Outro evento bastante conhecido no município é a Mostra Cultural realizada geralmente no segundo semestre, com diversas apresentações de artistas pedralvenses. Entre as festas religiosas, Pedralva conta com a tradicional Festa de São Sebastião, padroeiro da cidade, que acontece em Janeiro, e a Festa de Santo Antônio, em Junho. Há ainda o Carnaval com apresentação de bandas de marchinhas, Rodeio e Exposição Agropecuária. Entre tantas peculiaridades, Pedralva também é conhecida como a cidade dos gêmeos, devido a grande quantidade de famílias com irmãos nascidos de uma mesma gestação em sua constituição.

Igreja Matriz de São Sebastião

13


Aqui Tem

Coyote

Moto Clube

Com o passar do tempo, os passeios somente não satisfaziam a turma. A vontade de transferir a alegria, a vontade de viver e a amizade se transformaram em solidariedade. Bom humor, motociclismo e solidariedade é a receita de sucesso dos ‘Coyotes’ Reportagem: Juliana Cunha Fotos: Arquivo Pessoal

Colete, bota preta e jeans. Botons, bandana, motocicleta; alguns bons amigos apaixonados pela estrada e uma vontade em comum: ajudar ao próximo. É assim que o Coyote Moto Clube faz a diferença em Itajubá e na região. Criado em 2006, os 12 integrantes do grupo se uniram com o objetivo de reunir quem curte motociclismo para passear pelas estradas da região. Com o passar do tempo, os passeios somente não satisfaziam a turma. A vontade de transferir a alegria, a vontade de viver e a amizade se transformaram em solidariedade. Desde o início, os integrantes do Clube reúnem os ‘Coyotes’ e fazem a famosa ‘vaquinha’. Com o dinheiro arrecadado distribuem cestas básicas, brinquedos, roupas e outras doações. Diogo Rodrigo Simão, presidente do Coyote Moto Clube, afirma que na época do Natal, os ‘motoamigos’ arrecadam e distribuem brinquedos pela cidade, assim como no Dia das Crianças. “Não há como 14

explicar a satisfação em ajudar o próximo e discernir a alegria de ajudar alguém”, diz emocionado Douglas Oliveira, conselheiro do Clube. José Ivo da Silva, tesoureiro do Coyote, destaca que nem sempre o outro necessita só de doação material: “Muitas vezes, precisa de uma palavra amiga ou um conselho. Podemos fazer a diferença oferecendo nossa amizade. Sou muito grato por poder participar dessa irmandade”. A vontade de levar o bem ao próximo é tão forte que os integrantes do Moto Clube criaram o Grupo de Palhaços, que com teatro, improvisação e muita alegria, desperta risadas e proporciona mensagem de esperança por onde passa. “Vamos de moto, carro, bicicleta ou a pé. Tanto faz! O importante é levar alegria às pessoas”, conta Diogo.

Respeito ao próximo Atualmente, em Itajubá, há aproximadamente 15 Moto Clubes. Lúcio José Ferreira, integrante do


Aqui Tem Coyote, ressalta que entre os amantes do motociclismo não há rivalidades e sim união e muita disposição. Para participar do Coyote Moto Clube basta gostar de motociclismo, de viagens e ser habilitado. Além disso, é preciso respeitar as leis de trânsito e levar a sério as regras do Clube. “Nosso lema é: ‘Zueira tô fora!’ Somos motociclistas, não motoqueiros. Respeitamos as leis de trânsito e as regras para se ter uma boa viagem. Viajamos juntos, um amparando ao outro, devagar, não corremos, só curtimos o passeio e as companhias”. No dia 15 de Novembro o Coyote irá arrecadar alimentos. Um caminhão e os motociclistas do Clube saem pelas ruas da cidade recebendo os donativos. Em dezembro, o Clube irá participar do Natal Solidário em Lorena (SP). Além disso, em

Itajubá, o Coyote faz a alegria das crianças distribuindo brinquedos. “Conseguimos realizar isto graças ao apoio de ‘padrinhos’ que doam quantia em dinheiro”, conta Douglas. Quem quiser participar do grupo ou mesmo doar brinquedos, alimentos e roupas para a ação social desenvolvida pelos Coyotes basta entrar em contato. Os motociclistas se reúnem toda segunda sexta-feira do mês, às 19h30. Para entrar em contato com os Palhaços o e-mail é palhacozeitona@yahoo.com.br. Coyote Moto Clube Tel.: 3012-1240

15


Almanaque

Memória A Casa Rosada, localizada na Praça Wenceslau Braz, no Centro de Itajubá, foi construída entre 1911 e 1912, e pertenceu ao ex-presidente da República que dá nome à praça. Tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (IEPHA), a casa apresenta estilo eclético republicano, com pinhas e ornatos dos palacetes do final do século 19. Suas paredes internas conservam a cor original e pinturas feitas pelo artista plástico Luiz Teixeira, em estilo italiano (afrescos). As portas e janelas de madeira são originais, e o teto, também em madeira, conserva pinturas do artista. Uma cu-

Casa Rosada Foto: Kelly Monteiro

riosidade é que 40% dos móveis são originais.

Você sabia...

Livro traz dizeres mineiros Fonte: Estas são Mineiras, Editora Lexia

... que o médico itajubense Francisco de Assis Renó Almeida fez um levantamento dos dizeres populares utilizados em Minas Gerais e que ganharam notoriedade até mesmo em outras regiões do Brasil? Do resultado desta pesquisa nasceu o livro “Estas são Mineiras”, no qual o leitor pode descobrir, por exemplo, o significado de expressões bem peculiares como “Ideia de girico”, “Malemá”, “Perder a Tiana”, “Pudim de cachaça”, “Quem fala demais dá bom dia para cavalo” e “Revestréis”, entre muitas outras.

Tem uma história curiosa ou um fato histórico para contar? Você pode ser o autor desta página: comercial.guiadamantiqueira@gmail.com 16


17


Opinião

Lost in Translation - Perdidos na Tradução Por: Marco Antônio Gonçalves A criatividade na hora de colocar nomes em português nos filmes estrangeiros sempre foi uma questão muito controversa. Grande parte das vezes, o nome original não é respeitado e o título do filme acaba ficando um tanto quanto esdrúxulo. “Annie Hall” virou “Noivo Neurótico, Noiva Nervosa”. O filme clássico de Woody Allen, que ganhou o Oscar em 1978, talvez seja um dos maiores exemplos de equívocos na tradução. Nomes próprios em inglês não podem ser títulos de filmes no Brasil, seguindo essa lógica. “Shane” virou “Os Brutos Também Amam”. E quando o nome do protagonista é aceito como título do filme tem que vir com um travessão e um subtítulo. “Forrest Gump” ficou como “Forrest Gump - Contador de Histórias”. Assim também acontece com “Erin Brockovich - Uma Mulher de Talento” e “Patch Adams - O Amor é Contagioso”. No Brasil são muitas as traduções estranhas. “The Sound of Music” tornou-se “A Noviça Rebelde”. No filme chamado no Brasil de “Amnésia” (“Memento”, no original), o personagem fala claramente que a doença dele não é amnésia. E o que dizer de “Meu Primeiro Amor”, filme clássico da sessão da tarde? O título em português estaria perfeito se não tivesse uma continuação, que ganhou o nome de “Meu Primeiro Amor - Parte 2”. Traduções que contam parte da história também são uma categoria interessante. “Foi Apenas Um Sonho” foi o nome escolhido para “Revolutionary Road”, de 2008, onde no final revela-se que tudo foi apenas um sonho (clichê clássico). “Um Corpo que Cai”, de Hitchcock, originalmente “Vertigo” (Vertigem, em português) também revela parte importante de sua história no título. Em Portugal ficou pior. Na terra de Camões, o filme 18

se chama “A Mulher que Viveu Duas Vezes”. Portugal também tem outras traduções duvidosas, como “Pequena Miss Sunshine”, que virou “Uma Família a Beira de Um Ataque de Nervos” e “Ferris Bueller’s Day Off”, que virou o Rei dos Gazeteiros, bem pior do que o título brasileiro: “Curtindo a Vida Adoidado”. Há também o recurso “palavra-chave”. Comédias costumam ter no título “loucura”, “confusão” ou “muito louco”, enquanto filmes de terror são facilmente identificados por termos como “maldito”, “assombrada” e “mortal”. Há também casos em que a tradução soa melhor que o título original. Como é o caso do filme “Giang”. Gigante não ficaria um nome ruim, mas a criatividade foi usada para o bem e o filme ganhou o belo título de “Assim Caminha a Humanidade”. “O Poderoso Chefão” é um título que tem muito mais a ver com o filme do que “O Padrinho”, caso tivessem optado pela tradução literal de “The Godfather”. “Bonequinha de Luxo” é um título excelente para “Breakfast at Tyffany’s” (Café da Manhã na Tyffany). O filme “The Molly Maguires” (1970), protagonizado por Sean Connery, recebeu o título “Verte-ei no Inferno”. É um bom nome porque não é sempre que se acha uma mesóclise bem usada por aí. *Lost in Translation é o nome de um filme americano de 2003, que no Brasil recebeu o singelo título de “Encontros e Desencontros”.


19


Educação & Cursos

INCA enriquece o

conhecimento

Jovens à procura da batida perfeita. Um mesmo olhar sob diferentes ângulos. Skate na veia. Um berimbau. Um palco. Grafite. Dançar para não dançar. Muitos sorrisos. O que tudo isso tem em comum? Alunos do Colégio XIX de Março: participação ativa Reportagem: Marco Antônio Gonçalves Fotos: Divulgação

A designação do termo “arte” vem do latim Ars, que significa habilidade. É definida como uma atividade que manifesta a estética visual, desenvolvida por artistas que se baseiam em suas próprias emoções. Geralmente a arte é um reflexo da época e cultura vividas. A arte existe desde os primeiros indícios do desenvolvimento do homem, inicialmente utilizada para suprir as necessidades de sobrevivência, como utensílios de cozinha e inscrições em cavernas. Hoje em dia, durante a infância e a adolescência, muitas vezes o ambiente escolar com suas disciplinas muito bem estabelecidas, suas regras, seus exercícios e provas não deixam que o aluno se manifeste artisticamente. É isto que o Colégio XIX de Março, em Itajubá, resolveu mudar. O Colégio, com anos de tradição, percebeu que a linha que separa a arte da educação é muito tênue e criou o Intervalo Cultural e Artístico (INCA). 20

Jovens à procura da batida perfeita. Um mesmo olhar sob diferentes ângulos. Skate na veia. Um berimbau. Um palco. Grafite. Dançar para não dançar. Muitos sorrisos. O que tudo isso tem em comum? São manifestações de arte e cultura feitas por adolescentes descobrindo um novo mundo fora da sala de aula. Este é o objetivo máximo do INCA, que teve como maior inspiração o Festival Itajubense de Cultura e Arte (FICA). Alunos e professores do colégio participaram das primeiras edições do festival e tiveram a ideia de também levar arte e cultura para dentro da escola. O idealizador e coordenador deste projeto é o professor de inglês, Antonio Márcio Rennó. O intervalo veio para incentivar os alunos a expressar a sua arte. São 45 minutos mensais de muita música, dança teatro e até esporte. São 45 minutos que mudam a rotina da escola e deixam o ambiente melhor. Que lugar é mais adequado para levar arte se não dentro da escola onde se formam os futuros profissionais, homens e mulheres do País?


Educação & Cursos Durante o INCA são muitos os talentos mostrados e em diversos ambientes da escola. Um poema, um desenho, uma foto, um passo, um timbre, uma nota musical, uma manobra, entre tantas outras coisas. O Colégio XIX de Março abre seu espaço para que os alunos possam adquirir diferenciais que levarão pela vida afora. Além dos alunos e professores, vários artistas convidados participam da festa. No primeiro evento do ano, que aconteceu em Março, a escola recebeu a visita dos professores do Instituto Mantiqueira de Música e Arte (IMMA). Em Setembro, o INCA fez parte da programação oficial da terceira edição do FICA. As apresentações aconteceram na escola e trabalhos dos alunos foram expostos nos palcos do festival.

Artes plásticas: uma iniciativa do INCA

O INCA é um quadro pintado com as cores em movimento de uma juventude que cria e inspira. É a educação mostrando que não pode estar separada da arte. Colégio XIX de Março Rua Padre João Batista Van Royen, 56, Oriente. Tel.: 3621-1514

21


Viver Bem

Curtindo a

melhor idade

Pesquisas comprovam que os senhores e senhoras do Brasil estão atentos e muito interessados em adquirir saúde e qualidade de vida. Atividades como teatro e dança transformam a vida dos idosos Reportagem: Juliana Cunha Foto: Unimed Preventiva Itajubá Fonte: BBC Brasil www.bbc.co.uk/portuguese

Quem passa pelas manhãs na Avenida BPS, em Itajubá, pode avistar diariamente um cenário dotado de bem estar, vida, saúde, disposição e muita alegria. E olha que não estamos falando dos muitos jovens que seguem para a Universidade da cidade. A vitalidade brota, faça chuva ou faça sol, do Grupo Novos Amigos, integrantes do Programa de Crônicos, promovido e oferecido pela Unimed Preventiva de Itajubá há quatro anos. Os dispostos senhores e senhoras, que têm entre 50 e 94 anos, fazem do Grupo mais do que um momento para a prática de atividade física, mas uma oportunidade para partilhar histórias, estreitar laços de amizades, trocar informações sobre saúde e, com isso, afastar de vez os probleminhas que chegam junto com o passar dos anos. Pesquisas comprovam que os senhores e senhoras do Brasil estão atentos e muito interessados em adquirir saúde 22

e qualidade de vida. Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que o número de idosos com mais de 65 anos vai quadruplicar até 2060. Segundo o órgão, a população idosa deve passar de 14,9 milhões (7,4% do total) em 2013, para 58,4 milhões (26,7% do total), em 2060. A expectativa de vida do brasileiro deve aumentar de 75 anos para 81 anos. E segundo a Organização Alzheimer Disease International, o número de pessoas idosas que precisarão de cuidados em todo o mundo irá triplicar em 2050. O número saltará de 101 milhões para 277 milhões no mesmo ano.

Para ser saudável Como cada etapa da vida, a ‘melhor idade’ tem características próprias como as limitações físicas, fragilidades e incapacidades que podem interferir emocionalmente e alterar o convívio social. Por isso, além da caminhada acompanhada por médicos e fisioterapeutas, o Grupo participa de uma extensa programação com dinâmicas, palestras informativas, oficinas de


Viver Bem artesanato, hora da leitura, cinema, teatro e música. Atividades que possibilitam minimizar qualquer aspecto limitante da idade e adquirir saúde, motivação, disposição, qualidade de vida e muitos amigos. Para acompanhar essa turma, uma equipe dotada de especialistas como nutricionistas, médicos, psicólogos, enfermeiros e fisioterapeutas ficam à disposição. Rosane Leuba, coordenadora do Núcleo de Medicina Preventiva de Itajubá, conta que muitas outras atividades interessantes ainda estão por vir até o final de 2013. “Teremos aulas de dança, curso de ponto cruz, musicoterapia, passeios, palestras sobre alimentação para o final do ano e muitas outras atividades. Nossos idosos precisam aproveitar”, afirma.

Tudo isso é oferecido pela Unimed Preventiva de Itajubá a todos os clientes da Unimed em pré-pagamento. Para participar, basta comparecer a Avenida BPS, nº 304, todas as quartas-feiras, das 14h30min às 16 horas. Ao final de cada reunião, os jovens senhores e senhoras desfrutam do ‘Café com Novos Amigos’, onde a socialização e amizade se tornam ainda mais presentes. A Unimed Preventiva oferece curso para gestantes, grupo de apoio contra o tabagismo, controle de obesidade e ainda um grupo específico para os diabéticos. Mais informações sobre os cursos e grupos pelo telefone 3622-1000.

23


Comemoração

Empreendedora de

sucesso

As mulheres transformam seus sonhos em realidade ao apostarem na oferta de um serviço diferenciado e de qualidade. Dra. Paula: atendimento com foco no bem estar do paciente Reportagem: Kelly Monteiro Foto: Renato Olivas

System, um aparelho autoligado que reduz o tempo de tratamento e, na maioria dos casos, evita a necessidade de extração dos dentes.

Novidades Cada vez mais inseridas no mercado de trabalho, as mulheres vêm se destacando como empreendedoras. Em Minas Gerais, 51% dos empreendimentos iniciais, ou seja, com mais de 3 meses e menos de 42 meses de existência, e 41% dos empreendimentos estabelecidos, aqueles que estão em atividade há mais de 42 meses, foram criados por mulheres. Em Itajubá não poderia ser diferente. As mulheres transformam seus sonhos em realidade ao apostarem na oferta de um serviço diferenciado e de qualidade, como é o caso da Dra. Paula Simões, graduada pela Unincor, em Três Corações (MG) e especialista em ortodontia. Há três anos, mais precisamente no dia 22 de Novembro de 2010, a dentista abriu seu consultório na cidade, e de lá para cá vem aprimorando a técnica que utiliza em seus pacientes: o tratamento ortodôntico com Damon 24

O consultório entra em seu quarto ano expandindo suas atividades. “É necessário oferecer aos pacientes o máximo conforto possível. Assim pretendemos, com a contratação de novos profissionais, agilizar o atendimento e disponibilizar, na medida do possível, outras áreas da Odontologia em nossa clínica”, afirma a Dra. Paula. Durante o mês de Novembro, será sorteada uma cesta de chocolate e um kit de higienização bucal aos clientes, atuais e novos, que forem até lá e preencherem a ficha de inscrição. Participe! Dra. Paula Simões Rua Dr. Pereira Cabral, 174, Sala 208. Centro. Itajubá. Tel.: 3621-4808. consultorioceo@yahoo.com.br


25


Esportes

Unifei oferece atividades esportivas

para a comunidade

São diversos projetos relacionados ao esporte, ao lazer e à qualidade de vida, focados nas várias manifestações da cultura corporal. Equipe focada em projetos esportivos Reportagem: Gustavo Cortez Fotos: Arquivo Pessoal

A prática de esportes está mais perto de você do que pode imaginar! Por exemplo, em Itajubá, o Centro Poliesportivo da Universidade Federal de Itajubá (CPE-Unifei) oferece atividades esportivas não só para a comunidade acadêmica como também para a população como um todo. São diversos projetos relacionados ao esporte, ao lazer e à qualidade de vida, focados nas várias manifestações da cultura corporal. Os responsáveis pelo desenvolvimento dos projetos e da administração do Poliesportivo são os Técnicos Desportivos Rafael de Paiva Pereira Thiers Vieira, Vinicius Rodrigues Costa de Oliveira, Gabriel Dambros e Ricardo de Melo Dias. Rafael é o Diretor do Centro Poliesportivo e Vinicius, Diretor para Expansão do Centro Poliesportivo. Segundo Rafael, o principal objetivo do Centro é suprir as necessidades da cidade e incentivar o esporte. A diretoria 26

atua em duas frentes de trabalho. Uma delas é o Programa de Extensão ao Esporte Integrativo que visa à promoção da saúde e à integração social por meio da prática físico-esportiva. “No Programa há a participação da comunidade Itajubense em projetos como o CRIA-Itajubá, que trabalha com crianças e adolescentes através do ensino do Atletismo. Sediamos também o projeto Corpo a Corpo, coordenado pela Universidade Cultural (UC), que oferece várias atividades abertas à comunidade”, informa Rafael. Outra frente de atuação do Centro é o Programa de Extensão Esporte Competitivo. Nesta linha de atividades são formadas equipes representantes da Unifei para competições. Entre as principais atividades oferecidas pelo Poliesportivo estão: Zouk (estilo de dança caribenha), Teatro D´EFEIto, Dança do Ventre e Breaking (dança de rua), estas abertas para a Unifei (discentes, docentes e servidores técnico-administrativos) e a comunidade em geral.


Esportes Atletismo, Basquete, Beisebol, Futebol, Futsal, Handebol, Judô, Rúgbi, TaeKwon-Do, Tênis, Tênis de Mesa, Vôlei e Xadrez são as modalidades destinadas aos alunos da Universidade, com foco competitivo. Em relação à estrutura física, o Diretor para Expansão do CPE, Vinicius Oliveira, informa que foi elaborado um projeto de recuperação e expansão em longo prazo do Poliesportivo. “O objetivo é que o Complexo Esportivo seja referência nacional. Ainda este ano haverá reforma das quadras externas, pintura externa do Ginásio Poliesportivo e construção de uma Pista de Atletismo com piso de padrão internacional”, enfatiza.

Toda a comunidade pode participar das atividades

Rafael ressalta que os projetos são semestrais, com início na primeira semana letiva, período aberto para a matrícula dos interessados em participar dos projetos.

27


Especial

CDL:

41 anos de história A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL Itajubá) completou 41º de fundação em 18 de outubro e, em clima de festa, realizou a tradicional homenagem a duas personalidades que se destacam por sua profissão, independente da área de atuação, contribuindo com o crescimento e desenvolvimento local ou projetando o nome de Itajubá no cenário mundial. O presidente da CDL, Daniel Saponara El Alam, ressaltou a importância da entidade que constrói sua história pautada, principalmente, pelo trabalho incansável em favor dos lojistas e do desenvolvimento socioeconômico de Itajubá. O médico Esper Georges Kallás e o publicitário Eugênio Mohallem foram os homenageados por se destacarem em suas atividades profissionais, elevando e projetando o nome de Itajubá em outros municípios, estados e países. A CDL, exclusivamente este ano, prestou justa homenagem à Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI) por seus 100 anos de existência. “Em minha carreira fiz o que aprendi nessa cidade: a não me contentar com dogmas; não me contentar com explicações fáceis; ter sempre o interesse em descobrir as coisas através do avançar do conhecimento; ter espírito científico baseado na observação, na confirmação das informações e nas evidências que fazem a gente concluir tudo que aprendemos no dia a dia”, disse o médico Esper Georges. O diretor de criação da Y&R, publicitário Eugênio Mohallem, também 28

Prof. Dagoberto Alves de Almeida, reitor da Unifei; Daniel Saponara El Alam, presidente da CDL e os homenageados, Doutor Esper Kallás e o publicitário Eugênio Mohallem Reportagem: Kelly Monteiro Foto: Herika Nogueira

agradeceu a homenagem e falou sobre sua trajetória profissional, lembrando que “a propaganda ajuda o comércio, ela ajuda a movimentar a economia, a gerar renda, ajuda as cidades a arrecadarem mais e assim ajuda as pessoas a terem um pouco mais de acesso a coisas bacanas como, por exemplo, a medicina de primeiro mundo praticada pelo Doutor Esper”.

Breve história A Câmara de Dirigentes Lojistas de Itajubá foi fundada no dia 12 de outubro de 1972 por iniciativa de Hanna Nakle El Mouallem, conhecido como Jean Mouallem. Entidade reconhecida como de Utilidade Pública desde 1977, pela Câmara Municipal de Itajubá, a CDL sempre foi parceira do comércio e também da comunidade itajubense, construindo uma história participativa e de compromisso com o desenvolvimento do município e região.


29


Especial

Draga Itajubá completa

30 anos

Uma das mais renomadas empresas da cidade, a Draga Itajubá completa, neste mês de Novembro, 30 anos de história. História esta de determinação, perseverança e superação de obstáculos que tem como personagem principal o empreendedor Benedito Martins. Aos 21 anos de idade, ele e seu pai, Antônio Martins, iniciaram os negócios da família, comprando uma draga em Piranguinho. Da extração de areia de rio, Benedito abriu o leque para o serviço de terraplanagem, aprimorou com a venda de autopeças, investiu em construção e em uma loja de material que lhe daria suporte neste segmento. Conheça um pouco mais e inspire-se nesta história. Como nasceu a Draga Itajubá? Benedito: Começamos a trabalhar com areia em 1983. Eu estava voltando de São José dos Campos para Piranguinho. Minha família é de lá, mas há 15 anos me mudei para Itajubá. Em 1986, compramos 30

“Temos que fazer a nossa parte. Se você planta e cuida, a possibilidade de colher é muito grande”.

Família unida e muito trabalho: receita de sucesso Reportagem: Kelly Monteiro Fotos: Renato Olivas e Arquivo Pessoal

uma empresa em Itajubá, chamada Draga São Sebastião e mudamos o nome para Draga Itajubá. No início, trabalhávamos somente com extração de areia de rio e vendíamos. Aos poucos, passamos a fazer pequenos trabalhos de terraplanagem. Fomos conquistando mais clientes e ficando mais conhecidos. Pediam-nos para construir. E começamos a fazer algumas obras, nascendo a construtora. Já fizemos de tudo: prédios, pontos comerciais e estrutura de loteamentos, que é o nosso carro chefe. Ao começarmos a construir, notamos que precisávamos também de uma loja de material de construção.Com a persistência e o trabalho fomos ganhando credibilidade e os clientes foram pedindo


Especial mais. Atualmente, temos atividades de terraplanagem, construção e montamos a loja de peças, que nasceu do almoxarifado da oficina. No início usei a minha experiência como mecânico, fiz o curso pelo Senai, pois era complicado comprar um caminhão novo ou uma máquina. Não sonhávamos com isto... Comprávamos máquinas antigas, e com a minha experiência de mecânico ia reformando-as. Assim, montei um almoxarifado de peças para atender a oficina. Quando as pessoas perceberam que tínhamos peças em nosso estoque, passaram a vir comprar. Extração de areia, terraplanagem, oficina mecânica, autopeças para caminhões e tratores, construtora e a loja de material de construção são segmentos que se complementam. Existe receita para chegar a 30 anos? Benedito: A receita é perseverança, não podemos desanimar. Crises, tivemos muitas, não dá para enumerar por quantas passamos. Quando comecei a trabalhar, em 1986, chegamos a conviver com inflação de 80% ao mês. Depois veio o Plano Collor, que confiscou dinheiro... Não sonhávamos em comprar um equipamento novo. Hoje, com o Finame a 3% ao ano, 60 meses para pagar, quase todas as empresas conseguem comprar caminhões e má-

quinas novas, e agora temos alguns caminhões novos. Quando começamos a receita vinha da compra de máquinas em mau estado, que transformávamos em equipamentos que produzissem. Eu ia fazer um trabalho e conseguia outro. A receita é honestidade, seriedade, cumprir prazos e superar as expectativas. Levam-se muitos anos para construir um nome e tenho muito orgulho do nome que a Draga Itajubá conquistou nessa região. Fui fazer um trabalho em Alfenas e fiquei surpreso com a quantidade de pessoas que já conheciam a Draga Itajubá. Não temos dificuldade de abrir crédito, e isso nos orgulha. A família, como entrou nessa história? Benedito: A Luiza, minha esposa, está há bastante tempo comigo na empresa, cerca de 20 anos. Aos poucos ela começou a me ajudar no escritório, na parte administrativa, passou para o financeiro, e agora cuida da loja de materiais de construção. Os quatro filhos - Gabriel, Laís, André e Bruno -, demorei

31


Especial muito para trazê-los para a empresa. Para os pais os filhos nunca crescem, porém o sonho de todo pai é que os filhos deem continuidade ao seu negócio. Fiz uma proposta a eles para que escolhessem entre trabalhar em outra empresa ou na Draga, o que me deixaria muito contente. Não eram obrigados, e para a minha surpresa todos os quatro vieram trabalhar comigo. O Gabriel cuida da oficina mecânica e da loja de peças, a Laís e a Luiza cuidam da loja de materiais de construção, e eu, com o apoio do André e do Bruno, cuidamos da construtora e da Draga. Quantos funcionários há e qual a região em que a empresa atua? Benedito: São cerca de 100 funcionários. Já fiz obras até 1.150 quilômetros daqui em uma cidade chamada Buritis, perto de Brasília (DF). Mas limitei o meu trabalho em um raio de 170 quilômetros no máximo, no Vale do Paraíba e Sul de Minas. Esta é uma distância que dá para ir e voltar em um dia e facilita para fazer a manutenção de máquinas. A nossa região tem muitas cidades, é desenvolvida. Com a duplicação da Rodovia Fernão Dias, a região de Pouso Alegre e Extrema está se desenvolvendo muito, e é onde mais estamos atuando hoje.

Draga Itajubá: quando a grande empresa começou 32

Há alguma obra que o senhor destacaria? Benedito: Fizemos muitas obras,todas elas muito importantes para a empresa. Podemos citar entre elas os aterros para ampliação da Mahle e a construção do novo prédio da Helibrás; a terraplanagem e a construção do prédio administrativo da Orteng; trabalhei para a Areva, fizemos a atual garagem da Gardênia; e o loteamento Dr. João Luiz, no BPS, que é um condomínio fechado. O que ainda sonha em fazer? Benedito: O meu próximo sonho é passar esta empresa para os meus filhos. Passamos por muitas crises; a última crise internacional de 2008 nos afetou muito, perdemos contratos importantes. Mas agora as coisas estão caminhando melhor. Estou fazendo a transição da empresa para os meus filhos, pois quero parar de trabalhar com saúde. O comércio mudou muito, é mais dinâmico, e eles estão mais bem preparados para esta nova dinâmica do que eu. Acredito que eles farão mais sucesso com a empresa do que eu fiz. Sempre tive muita vontade de produzir e comecei a trabalhar com muita determinação e humildade Durante cerca de oito anos trabalhei sem parar. A bondade de Deus foi muito maior do que o meu esforço. Temos que fazer a nossa parte. Se você planta e cuida, a possibilidade de colher é muito grande. Mas quem não cuida ou não se preocupa em plantar, não vai colher.


33


Gastronomia

Arte que começa

na roça

Falar em comida sulmineira certamente envolve imaginar uma panela de pedra borbulhando alguma coisa gostosa por em cima de um fogão à lenha. Mercado Municipal: espaço rico em termos gastronômicos Reportagem: Mariana Medeiros Foto: Renato Olivas

de uma lista bastante numerosa de preciosidades que só são contempladas por aqui. Desse modo, o potencial da região é enorme e ainda pode ser muito explorado.

Comer bem é fundamental. Sendo assim, valorizar a culinária regional é algo que seduz turistas, deixa os habitantes locais orgulhosos e “com a barriga cheia”. No Sul de Minas, esse processo está acontecendo gradualmente, mas já é possível dizer que existe uma gastronomia que atrai adeptos e admiradores. Para a enóloga e cozinheira profissional, Amana Castelo Branco, a região da Mantiqueira é abundante em ingredientes, produtos e técnicas de preparo. O pastel de milho, por exemplo, é um prato tipicamente sul-mineiro, que dificilmente será encontrando em outro lugar. Além disso, Amana conta que o Mercado Municipal de Itajubá é um local bastante rico em termos gastronômicos: “É lá que encontramos cafés especiais, queijos variados, cachaças artesanais, trutas, doces, hortaliças, feijões e arrozes de diferentes espécies, como o vermelho”. Todos esses alimentos são parte 34

Mas não para por aí. Segundo a profissional, a alma da gastronomia encontra-se muito antes de um prato bem apresentado. “Ela envolve sentimento, que se inicia lá na roça, no plantio de um pé de café, por exemplo. Cuidar dele como se fosse um filho, tanto no momento da colheita, quanto na escolha dos grãos, da torra, até que ele chegue aos lares, enchendo a casa com um dos perfumes mais nostálgicos de nosso Estado. Nas mãos de uma cozinheira, ele vira ingrediente para bolos, biscoitos, geleias... Sem limites para transformar e surpreender. Isto é gastronomia”.

Forneando quitandas Falar em comida sul-mineira certamente envolve imaginar uma panela de pedra borbulhando alguma coisa gostosa por em cima de um fogão à lenha. Carne de porco, pão de queijo, caldi-


Gastronomia nho de feijão, doce de leite e, claro, temperos frescos. Não se pode negar que a culinária regional é repleta de peculiaridades e delícias. Talvez tenha vindo daí o encantamento de Amana. Mineira criada em Itajubá, desde menina passa dias aconchegantes com a família em um sítio em Piranguçu. Foi lá que viu a mãe e outras mulheres cuidando da horta e forneando quitandas no forno à lenha. Logo percebeu que havia herdado delas a arte de lidar com os alimentos Com a chegada da maturidade, Amana fez o curso de Cozinheiro Profissional do SENAC em Belo Horizonte e de Enologia, no Estado de Rio Grande do Sul. Também morou na França e na Espanha,

onde trabalhou em um restaurante na cidade de Barcelona. Atualmente, leciona enologia no Instituto Gastronômico da América, em Belo Horizonte. Além disso, desenvolve um trabalho de valorização e releitura da gastronomia mineira, por meiode pequenos cursos e do blog casalgastromg.blogspot.com.br. “Mesmo com tantas voltas, tenho a convicção de que, no final das contas, continuamos presos e ligados às nossas raízes”, conclui. Amana Castelo Branco Tel.: 31 9396-3662 Facebook.com/CasalGastro

35


Sabor da Terra

O doce sabor do

chocolate

Boas receitas não faltam na internet, para quem quer começar a se aventurar no mundo da culinária ou para quem já é experiente. No site Tudo Gostoso há receitas de doces, lanches, salgados, bolos para todas as ocasiões. Experimente esta receita de Brigadeirão, uma delícia como sobremesa ou para festas.

Brigadeirão Fotos: Imagem de Internet

Preparo: Bata o leite condensado, o leite de vaca, a manteiga, o chocolate em pó e os ovos no liquidificador. Unte uma forma com buraco no meio e polvilhe com açúcar. Ponha a mistura liquidificada na forma e leve ao forno para assar em banho-maria por mais ou menos 1 hora a 150ºC.

Ingredientes: - 2 latas de leite condensado - 1 lata de leite de vaca - 1 colher de manteiga - 200 gramas de chocolate em pó - 4 ovos - Açúcar suficiente para polvilhar a forma 36

Dica: Coloque a água do banho-maria já quente no forno. www.tudogostoso.com.br


37


Por Aqui, Por Ali

Eventos 1ª Conferência Municipal de Turismo de Cristina. O Circuito Turístico Caminhos do Sul de Minas e o Sebrae Minas realizam o evento, com o objetivo de que o Poder Público e a sociedade se unam e tracem metas e objetivos capazes de transformar Cristina em um destino turístico de destaque. Dias 11, 12 e 13 de novembro, das 19 às 22h. Local: Centro de Cultura e Arte “Sebastião Alves Pereira”. Rua Aureliano Ribeiro, s/n - Centro Referência: Anexo à Prefeitura Municipal de Cristina.

manidade. A exposição foi concebida pela Coordenação de Museologia do Museu de Astronomia e Ciências Afins (MCTI/ MAST) e está sendo montada com o apoio do Laboratório Nacional de Astrofísica (MCTI/LNA), da Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI) e Prefeitura Municipal de Itajubá. As visitas poderão ser realizadas de segunda a domingo, das 8 às 22h, até 2 de fevereiro de 2014. Biblioteca Mauá (BIM). Campus Unifei. Av. BPS, 1303, Pinheirinho. Tel.: 3629-1259.

IV Samba de Noel. O evento que já virou tradição em Cristina é considerado a melhor roda de samba da região. É realizado anualmente às vésperas do Natal e é uma homenagem ao grande poeta do samba Noel Rosa. Arrecada alimentos não perecíveis para distribuição em instituições filantrópicas da cidade. Dia 21 de dezembro. Aguarde informações sobre venda de ingressos e atrações na edição de dezembro do Guia da Mantiqueira.

Palestra. Participe da palestra Assédio Moral nas Organizações, no dia 21 de novembro, às 19h, na ACIEI. Gratuito. Inscrições na Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Itajubá (ACIEI). Av. Cel. Carneiro Jr., 192, 1º andar. Tel.: 3622-1020.

Branca de Neve. Vem aí o tão aguardado espetáculo de balé do Studio de Dança Carina Paranhos,que faz parte do III Festival de Verão do IMMA. Branca de Neve, o clássico universal da literatura, fascina o público infantil e o adulto. A história faz parte do folclore popular alemão e teve como compiladores os Irmãos Grimm. Com direção artística de Carina Paranhos, e produção do Instituto Mantiqueira de Música e Arte (IMMA), o espetáculo conta com 50 bailarinos dentre crianças, jovens e adultos. Dia 29 de novembro, às 20h, no Anfiteatro Albert Sabin da Faculdade de Medicina de Itajubá. Ingressos: R$ 15,00. À venda no IMMA, na Papelaria Lápis de Cor e na Convicsom.

Grupo Feminino de Percussão. Chame as amigas e monte sua turma para participar do Grupo de Percussão Feminino do Instituto Mantiqueira de Música e Arte (IMMA). Aulas com o professor Gil Guta. Inscrições abertas. IMMA. R. Dr. Xavier Lisboa, 167, Bairro Varginha. Tel.: 36212669. Facebook.com/institutomantiqueira.

Confraria do Samba. Devido ao sucesso do grupo com o show “Confraria Canta Chico Buarque”, o grupo se apresenta no IMMA. O show faz parte do III Festival de Verão do IMMA. Dia 30 de novembro, às 21h. Espaço Imaginário. Mesas a R$ 80,00 (4 lugares). Instituto Mantiqueira de Música e Arte (IMMA). Rua Dr. Xavier Lisboa, 167, Bairro Varginha. Itajubá. Tel.: 3621-2669. Leonardo da Vinci - Maravilhas Mecânicas. A exposição vem exemplificar, através da apresentação de réplicas de alguns dos projetos de Leonardo, como a sua visão foi revolucionária. Dividida em quatro áreas, simbolizadas pelos quatro elementos da natureza (ar, água, fogo e terra), a exposição traz peças, textos e imagens de invenções que justificam sua fama de um dos maiores gênios da Hu38

Cursos

Jazz. Aulas de dança com o coreógrafo Marcílio Bastos: Clube Itajubense, aulas de jazz infantil, aero jazz e jazz adulto, com mensalidade especial para sócios e alunos das escolas municipais. Aero jazz no IMMA. Jazz infantilno Clube XVI de Julho. Mensalidade especial para sócios e alunos das escolas municipais. Colégio Castelo do Saber, aero jazz. Consulte os dias e horários. Informações: 84328078/3622-0085/3623-8864.

Bares - Itajubá Alex. Localizado em uma chácara próxima à cidade, serve tira-gostos tradicionais da culinária mineira, cerveja, entre outras bebidas. A programação musical de qualidade é um diferencial e tem reunido gente interessante e descolada. Estrada do Ra¯à malhete s/n, Anhumas.


39


Por Aqui, Por Ali Bar do Pedro. Para acompanhar a cerveja gelada, o tira-gosto mais famoso é o frango crocante. O lugar também é frequentado por quem busca mais badalação, principalmente em dias de música ao vivo. Aberto de segunda-feira a sábado, serve almoço entre 11h e 14h e reabre as portas a partir das 19h30. Av. BPS, 996, Pinheirinho. Tel.: 3621-1817. ¯ à

Õ

Barzim. Classic Rock e Blues Bar fazem o estilo do Barzim, assim como a cerveja e o chope Musa. Oferece porções caprichadas, como a de batata-frita com bacon. Música ao vivo as sextas-feiras e sábados. Rua Pereira Cabral, 74, Centro. Tel.: 9186¯à 7034. Buteko Choperia & Cachaçaria. Happy hour diário, futebol às quartas-feiras, música ao vivo das terças e sextas-feiras animam as noites no Buteko. Lá você encontra porções caprichosamente preparadas, chope Brahma, sucos variados, além do Clube do Uísque. Possui dois ambientes: área interna com 4TVs de 42”, e área externo com mesas amplas e ombrelones. Há ainda o ButekoKids, para entretenimento da criançada. Av. Rennó Jr. ¯à 109, Bairro Medicina. Tel.: 3621-2223. Chopinho. Localizado no Mercado Municipal, é ponto de encontro de uma galera animada nos finais de tarde. Além do chope Musa, se destaca por servir água de coco, que pode ser para viagem, Mercado Municipal. Avenida Vicente de Paulo. ¯ à Tel.: 3012-2023.

Õ

Five Stars. Ponto de encontro dos universitários que aproveitam a localização estratégica para promoverem suas festas estudantis. Cerveja e a tradicional porção de babata-frita com queijo e bacon é uma das boas pedidas, sempre “NA HORA”. Praça Theodomiro Santiago, 53, Centro. Tel.: 3622-4059.¯ à

Õ

Jaci. O grande barato do Bar do Jaci é ficar do lado de dentro do balcão e saborear os tradicionais pratos como costelinha, frango caipira, língua de vaca e a Tutuzela, a campeã de vendas. Há cachaças de qualidade para acompanhar os tira-gostos. Rua da Floresta, 66, Cruzeiro. Tel.: 8876-2040. à

Õ

Mineirinho. A decoração confere charme ao bar, mesclando objetos antigos a fotos dos áureos tempos do futebol itajubense, entre outros. Serve porções de filé que acompanham bem a cerveja. Música ao vivo às quintas-feiras. Rua Padre José Joaquim Santana, 13, São Vicente. ¯ à

Õ

Noé. Quem entra no Mercado Municipal não fica 40

indiferente ao cheiro dos tira-gostos do tradicional boteco. Para o almoço há arroz na estufa, que combinado às opções de porções, dá uma boa refeição. Durante a noite, não é raro que alguns amigos se reúnam para degustar cerveja, tocar violão e cantar. Av. São Vicente de Paulo, s/n, Lj. 2, Mercado Municipal. à

Õ

Quintal Paulista. O ambiente remete aos bares bacanas da capital paulista. Serve espetinhos diferentes, como de camarão, batatinha e espeto frio, que caem bem acompanhados de cerveja geladas e de drinks especiais. Música ao vivo aos domingos e terças-feiras. Av. Dr. Antônio ¯à Braga Filho, 1055. Tel.: 3012-2017. Quiosque Chopp Brahma. A especialidade é o chope cremoso, claro ou escuro, e caipirinhas. Os tira-gostos vão de fritas com bacon abolinho de aipim com carne seca, carne da cumbuca e filé de três queijos. Rua Cap. João Rennó, 50, Morro Chic. Tel.: 3629-0533. à

Õ

Red Bar e Chopp. Dispõe de ambientes diferenciados, como o 170 Bistrô e a área externa, mais despojada e procurada para happy hour. Uma das porções mais apreciadas é a de cebolas empanadas. As crianças têm seu espaço reservado no playground. Av. Dr. Henriqueto Cardinali, ¯à 393, Varginha. Tel.: 3750-1153. Sushi House. Para os amantes da culinária oriental há opções diversificadas: sushis e tempurás ou uma porção de batatas fritas, além de prato mais requintados. Almoço self service contendo sushi e churrasco. Para acompanhar, caipirinhas de saquê, cerveja, sucos ou chope Musa, Sushi House Villa Nova Shopping. Rua Dona Maria Carneiro, 100, Boa Vista. Tel.: 3622-2956. à

Õ

Comidinhas- Itajubá A Deliciosa. A mais tradicional sorveteria da cidade ainda mantém a produção de sorvetes artesanais e naturais. A afamada vitamina simples e especial é única, e há outras opções de vitamina e de refrescos. Praça Dr. Theodomiro Santiago, 23, Centro. Tel.: 3622-2760. à


41


Por Aqui, Por Ali Bona - Pizza em Cone. Variados sabores de pizza em cone, salgadas e doces. Todos os cones salgados acompanham molho de tomate e orégano. Faz entregas. Rua Miguel Braga, 173, loja 2. Tel.: 36217165. à

Õ

Café do Vadinho. É ponto de encontro dos itajubensese turistas para um cafezinho acompanhado de salgados, lanches, pão na chapa e das consagradas fogazzas fritas na hora. A variedade de sucos também é grande, mas há quem prefira um leite achocolatado ou café expresso. Rua Coronel. Rennó, 113, Centro. Tel. 3622-3860. à

Õ

Café Tanton. Que tal saborear um delicioso bolo de rolo acompanhado de um café especial ou de um Capuccino tradicional, ou Maltine, ou Capuccino de Doce de Leite, entre outros? Experimente as delícias do Café Tanton. Rua Dr. Américo de Oliveira, 344, Centro. Tel.: 3622-8943.

Õ

Fórum Café. Tomar um bom café e comer folheados saborosos, e poder se distrair lendo revistas bacanas. Este é o charme do Fórum Café, bastante procurado para reuniões informais, entre pessoas que estão no centro da cidade. Rua Antônio Simão Mauad, 149, Centro.

Õ

Ilha do Pastel. Saborear pastéis de diferentes sabores, em tamanhos maiores do que os tradicionais e com muito recheio? Basta ir à Ilha do Pastel, lanchonete inspirada na cidade de Ilhabela, litoral paulista, cuja decoração trás fotos da cidade produzidas pelo fotógrafo Geraldo Gomes. Rua Cel. Francisco Braz, 153, Centro. Tel. 3622-3796. à

Õ

Nagib’s. As esfihas abertas e fechadas vão além das tradicionais de carne e frango: há esfihas de escarola, cheddar, ricota e chocolate. Há também quibes, doces libaneses, além de pratos especiais às terças-feiras. Faz entregas. Av. João Antônio Pereira, 13, Varginha. Tel.: 3622-0988. à

Õ

Seu Mostarda. Especialista em cachorro quente com recheios variados, além do delicioso prensado, que podem ser saboreados nas mesas dispostas em um ambiente que lembra uma varanda. Serve almoço. Praça Adolfo Olinto, 14. Centro. Tel.: 36221703. à

Õ

Torta na Mesa - Doceria e Café. Deliciosos bolos dos mais variados sabores, preparados com mousse de chocolate, mousse de limão, sonho de valsa, nozes, entre outros. Serve cafés diferenciados, bombons e lanches. Loja 1: Rua Cel. Francisco Braz, 71. Tel.: 42

3621-2128. Loja 2: Av. Capitão Gomes, 188. Tel.: 3621-3447.

Õ

Restaurantes - Itajubá Bella Vista Espaço Gastronômico. Local certo para apreciar pratos à la carte, massas frescas com deliciosos molhos, trutas, pizzas com o molho da casa, batatas recheadas e hambúrgueres, além do famoso Burritos da culinária mexicana. Serve almoço aos domingos com variedade de massas frescas. Abre de segunda a segunda, a partir das 19h. Rua Pedro Bernardo Guimarães, 46, Centro (descida para a Santa Casa). Tel.: 3622-2797. à

Õ

Casa Grande. Os pratos típicos mineiros ficam sobre o fogão à lenha. As massas também são muito saborosas, bem como as sobremesas. Funciona como bufê, com estrutura de palco para som ao vivo e amplo espaço para os convidados. Rua Alcides Faria, 10, Centro. Tel. 3622-2037.

Õ

Cantina Pé de Porco. Tem como principal prato a feijoada, que deu origem ao nome do local e tem um sabor inigualável. Vez por outra amigos se reúnem no local para uma roda de samba. Rua Cel. Francisco Braz, 226, Centro. Tel.: 3622-1951. à

Õ

Carvão e Lenha. Costela no bafo servida na telha, acompanhada de um saboroso arroz com alho, farofa e vinagrete é o carro chefe da casa. A pizza na pedra também é um diferencial. Serve almoço (self-service) preparado no fogão à lenha. Av. dos Ferroviários, 89, Boa Vista. Tel.: 3623-5497. à

Õ

Dom Cesário. Especializado em alta gastronomia, este restaurante também oferece pizzasesobremesas diferenciadas. Ambiente bonito e agradável, com toques de requinte. Rua Thiago Carneiro Santiago, 16, Centro. Tel.: 3623-5700/3622-3198. à

Õ

Itajubá Flat Bistrô. Charmoso restaurante no interior do Itajubá Flat. Local certo para jantar romântico e para almoçar aos domingos. A mesa de frios é um atrativo a parte e a carta de vinhos oferece várias opções. Música ao vivo com Neco e seu violão às quintas-feiras, a partir das 19h.


43


Por Aqui, Por Ali Aceita reservas. Rua Antônio Corrêa Cardoso 164, Varginha, Itajubá. Tel.: 3622-2210. ¯ à

Õ

Ora Pro Nobis. O único restaurante ovo-lacto-vegetariano da cidade, com variedade de pratos frios e quentes, bem elaborados e saborosos. Decoração moderna com elementos que remetem ao estilo de vida vegano. Av. Cesário Alvim, 264, Centro.Tel.: 3622-4227.

Imagem de Internet

Õ

as melhores da cidade e as massas caseiras são elaboradas com receitas italianas e se tornam um bom pedido, acompanhadas dos melhores vinhos oferecidos pela casa. Disk Pizzas e massas. Rua Pres. Tancredo Neves, 136, Bairro Itagyba. Tel.: 3624-1281. à Kraemerbierhaus. A casa da cerveja Kraemerfass é um espaço de entretenimento para famílias, casais e amigos que buscam apreciar a arte da cultura cervejeira. Abriga a fábrica e o restaurante, com inspiração na Normandia, em estilo enxaimel, ambos abertos ao público. O lugar certo para degustar cervejas gourmet e petiscos. Disponível para encontros empresariais e confraternizações. Av. Juscelino Kubitschek de Oliveira, 332, Centro. Tel.: 3624-1334. à

Õ

Ranchinho do Pastel de Milho. Preserva a tradição do pastel de milho, produto genuíno da culinária de Itajubá. Decorado com objetos antigos, possui amplo espaço para reunir os amigos. Serve pratos da culinária mineira. Música ao vivo as quartas, quintas e sextas-feiras. Aberto de terça a domingo, a partir das 18h. Rua José Marciano Filho, 120, Boa ¯à Vista. Tel.: 3621-6028. Sem Nome. Oferece pratos variados, churrasco e sobremesas durante o almoço (self service). No período noturno o serviço é ala carte, com a mesma qualidade. Rua Capitão João Rennó, 47, Centro. Tel. 3623-5050. à

Õ

Xodó. Destaque para os pratos à base de peixe, camarão, bacalhau e massas. Serve churrasco, pratos executivos e sopas. A decoração acompanha o estilo do casarão e no teto é possível ver uma ‘laje’ de tijolos em formato abobadado do sobrado. Abre de terça a sábado, das 11h às 15h, e das 19h às 23h, e aos domingos, das 11h às 16h. Rua Cel. Rennó, 381, Centro. Tel. 3622-4433. à

Õ

Restaurantes - Delfim Moreira Cantina Lanza. Tradicional pizzaria e casa de massas artesanais. Ambiente familiar e amplo local para confraternizações, reuniões, festas e encontro com a família e amigos. As majestosas pizzas marguerita, mineira, frango com alho entre outras são 44

Pousada e Restaurante La Luna. Pratos da culinária italiana caprichosamente preparados e servidos pelos proprietários na calorosa cozinha da Pousada La Luna. Abre para almoço, serve pizzas e caldos em ambiente aconchegante, tudo isso regado à vinhos, cervejas e música ao vivo. Facebook.com/ lalunadelfim. Rua Marechal Deodoro, 40, Centro. Tel.: 3624-1310. ¯ à

Õ

Restaurante Ninho da Águia. Abre todos os dias, servindo almoço e porções. Investe em pratos que valorizam a culinária mineira como a Truta, peixe típico da região. Tudo isso em meio à paisagem da Serra da Mantiqueira. Frango caipira e leitoa devem ser solicitados com pelo menos uma hora de antecedência. Aceita Visa e Mastercard. Rod. Itajubá - Delfim Moreira, KM80.

Õ

Restaurantes - Maria da Fé Restaurante Três Marias. Comida mineira no fogão à lenha. Macarronada, leitoa, saladas variadas, frango caipira e sobremesas caseiras. Av. José de Campos Sales, 151.

Õ

Restaurante Carioca. Oferece comida caseira, marmitex, prato feito, feijoada todas as sextas e sábados. Uma boa opção, com preço justo. Dom Bosco, 06, Centro.

Õ


Por Aqui, Por Ali

Restaurantes - Piranguçu Restaurante Caipira Pé na Roça. Deliciosa comida mineira feita no fogão à lenha e pizzas com bordas recheadas, assadas na fornalha. Tem como especialidade a leitoa à pururuca, o frango caipira e variados tipos de pratos quentes, saladas e sobremesas. Ambiente familiar, parquinho para as crianças, lago com pedalinho, loja de artesanato, espaço para eventos, estacionamento e atendimento de qualidade. Abre aos sábados, domingos e feriados. Estrada dos Antunes, Km2. Tel.: 3643-1115. ¯ à

Õ

Pizzarias- Itajubá Dom Peppi. Uma das mais tradicionais da cidade, oferece pizzas à base de alho, bacon, calabresa, palmito, lombo, frango, verduras, queijo, presunto, peixe, além de pizzas especiais como a Mexicana, Aliche e Alcaparra. Faz calzones de todos os sabores de pizzas. Aberta todos os dias a partir das 18h. Pedidos podem ser feitos a partir das 17h. Rua Miguel Viana, 268, Morro Chic. Tels.: 3623-5669 e 3623-6646. à Kilogrego. A tradicional pizzaria da Praça Adolfo Olinto possui uma filial no Pinheirinho, com vista da cidade. Na compra de uma pizza grande (15 sabores na promoção) o cliente recebe um refrigerante grátis. Rua Domiciano Costa Moreira, 350,Pinheirinho. Tel.: 3621-3213. à

Õ

Nápoli. Todos os sabores de pizza são excelentes, mas a Napolitana (com alho) é das melhores da cidade, assim como a de Lombinho com abacaxi. Possui delivery. Rua Primo Capelo, 10, Centro. Tel.: 3622-1415. à Skina da Pizza. Forno à lenha e os mais variados sabores de pizzas, entregues em sua casa. Pizzas em promoção, como Alho, Calabresa, Mexicana, Presunto e Banana. Destaque para pizza de Bacalhau, Califórnia, Pêssego e Carne Moída. Rua Cel. Joaquim Francisco, 158, Varginha. Tel.: 3622-8011. à Toca da Nona. Restaurante e pizzaria com aura de cozinha italiana. Oferece pizza gigante, que rende 16 pedaços. Aos sábados, os pés de valsa da cidade se reúnem no salão do piso superior para dançar ao som dos melhores conjuntos musicais da região. Rua Eduardo Piquet, 78, São Vi¯ à cente de Paulo. Tel.: 3621-1311.

Õ

Varanda. Linda vista da cidade, impecável decoração, excelente atendimento e o sabor inigualável das pizzas e demais iguarias. Rua Comendador Antônio Rodrigues de Oliveira, 254, Cruzeiro. Tel.: 3621-4413. à

¯MÚSICA

AO VIVO

ÕDIA

àNOITE

Quer o seu estabelecimento ou o serviço que oferece retratados neste espaço? Envie sua nota gratuitamente. comercial.guiadamantiqueira@gmail.com

45


Artesanato e Afins

Arquivo GM

‘Poncovô’ em ITAJUBÁ

Aventura Cachoeira do Corredor Serra dos Toledos, km 3 - Serra dos Toledos. Corredeira do Rio Manso Estrada do Rio Manso, km 3. Serra da Pedra Aguda Estrada do Anhumas, Km 10, Anhumas (Visita Guiada).

Bibliotecas Associação de Artesanato Artes da Terra Praça Getúlio Vargas - Tel.: 3621-7386.

Mercado Municipal Av. Paulo Chiaradia, Bairro São Vicente. De 2ª a 6ª feira, das 7h às 18h; sábados e domingos, das 7h às 12h.

Imagem de Internet

Associação de Artesãos de Itajubá Praça Wenceslau Braz - Tel.: 3622-3646.

Biblioteca Infanto-Juvenil Bernardo Guimarães Praça Dr. José Braz, s/n, Morro Chic. Tel.: 3692-1801.

Atrativos Culturais Espaço Cultural João Baptista Brito Praça Theodomiro Santiago, 104, Centro. Tel.: 3692-1808. De 2ª a 6ª, da 8h às 18h. Casa Centenária Rua Cel. Rennó, 55, Centro. Tel.: 3622-5237. Igreja Matriz de Nossa Senhora da Soledade Praça Padre Paulo, 18, Centro. Museu Municipal Wenceslau Braz Praça Dr. João Braz, s/n, Boa Vista. De 2ª a 6ª feira, das 8 às 12h e das 14 às 17h. Santuário de Nossa Senhora da Agonia Rua Projetada, s/nº, Nossa Senhora da Agonia. Tel.: 3623-2512. Todos os dias, das 7h às 21h. 46

Biblioteca Mauá Campus Prof. José Rodrigues Seabra Av. BPS, 1303, Pinheirinho. Telefax: 3629-1124. Biblioteca Municipal Praça Theodomiro Santiago, 104, Centro. Tel.: 3692-1743.

Livrarias Lume Cultural Rua Dr. Pereira Cabral, 304, Centro Tel.: 3012-2597 Nobel Praça Adolfo Olinto, 28, Centro Tel.: 3622-4410


‘Poncovô’ em MARIA DA FÉ

Atrativos Culturais

Estúdio Domingos Tótora Rua Darci Cardoso, 300. Tel.: 36621328.

Igreja Matriz Nossa Senhora de Lourdes Praça Nossa Senhora de Lourdes.

Oficina Gente de Fibra Rua Teodomiro Santiago, 160. Tel.: 3662-1702.

Arte e Design

Ateliê Leonardo Bueno Trevo Maria da Fé - Cristina, 55. Tel.: 36621299. Ateliê JP Ecodesign Av. Dr. Silvestre Dias Ferraz, 474, Laje. Tels.: 4105-0717/8443-0039. Casa do Artesão Mariense - Centro Cultural Praça Getúlio Vargas, 01, Centro. Tel.: 36621135.

Aventura commons.wikimedia.org

Ateliê Arte da Terra Av. Luiz Corrêa Cardoso, 96, Turquia. Tel.: 9161-2728.

Cachoeira Véu de Noiva Estrada Velha de Itajubá - 4 km. Pico da Bandeira Acesso pelo bairro da Pedra Preta - 8 a 10 km do centro da cidade.

47


‘Poncovô’ em DELFIM MOREIRA

Aventura

Associação de Artesãos da Fundação Roge Rua Clementino Batista da Cunha, s/n, Vargem. Tels.: 3624-1529/3624-1222.

Cachoeira Ninho da Águia Rod. MG 350, Km 79, Bairro Água Limpa. Tel.: 3621-2216.

Alquimia Rural Artesanato Rua Pres. Tancredo Neves, 135, Itagyba. Tels.: 3624-1391/9929-7615.

Arquivo GM

Artesanato

Atrativos Culturais Museu Histórico e Cultural de Delfim Moreira Agendamento de visitas: de 2ª a 6ª, das 8 às 11h e das 13 às 17h. Tel.: 3624-1288. Igreja Matriz de Nossa Senhora da Soledade Praça Sebastião Rodrigues Ferreira, s/nº, Centro. Tel.: 3624-1104. Todos os dias, das 7h às 19h30.

Cachoeira do Areião Rodovia Itajubá-Lorena BR459, Km 187.

Atrativos Culturais Igreja de Nossa Senhora do Carmo Bairro do Capote

Robson Grilo

‘Poncovô’ em PIRANGUINHO

Wikimapia.org

Matriz de Santa Isabel Praça Coronel Braz

Estação Ferroviária de Olegário Maciel Bairro Olegário Maciel 48


49


Utilidades DDD 35 Itajubá Hospedagem a Hotel A Modelar Tel.: 3623-1466 a Hotel Amantykir Tel.: 3622-5252 a Hotel Bramig Tel.: 3623-5252 a Hotel Brasil Tel.: 3623-7800 / 3623-3430 a Hotel Centenário Tel.: 3622-1146 3622-1866 a Hotel Coroados Tel.: 3622-1977 a Hotel Embaixador Tel.: 3622-4646 a Hotel Oriente Tel.: 3623-5317 3623-4122 a Hotel Senzala Tel.: 3621-3267 a Itajubá Flat Tel.: 3622 -2210 a Novo Hotel Tel.: 3623-5422 a Palace Hotel Tel.: 3623-4500 a Poeta Flat Hotel Tel.: 3622-9598 a Real Hotel Tel.: 3623-1422 Empresas de Ônibus a Expresso Gardênia Tel.: 3623-5274 a Expresso Valônia Tel.: 3621-1414

a Viação Bel Tour Tel.: 3623-5377 a Viação Natércia Tel.: 3623-4274 a Viação Pássaro Marrom Tel.: 3623-5180 a Viação Santa Teresinha Tel.: 3623-5424 a Viação São José Tel.: 3623-5424 a Viação Transul Tel.: 3623-5377 Esportes e Turismo a Circuito Turístico Caminhos do Sul de Minas Tel.: 3621-1859 a iGama Turismo e Entretenimento Tel.: 8867-3562 a Primata - Escalada e Aventura Tel.: 3622 2481 a Triboo! Montanhismo Tel.: 3622-5673 Hospitais a Hospital Escola de Itajubá Tel.: 3629-7600 a Hospital Odontomed Tel.: 3621-2000 a Hospital Saúde Ceam Tel.: 3629-8000 a Santa Casa de Misericórdia Tel.: 3622-0011

a Unimed Itajubá Tel.: 3629-5304 Pontos de Táxi a Ponto Avenida Tel.: 3623-1975 a Ponto de Táxi 2 Tel.: 3623-4620 a Ponto de Táxi Mercado Municipal Tel.: 3622-0604 a Ponto de Táxi Praça Central Tel.: 3622-0597 a Ponto de Táxi da Rodoviária Tel.: (35) 3623-5369 Serviços Públicos a 4º Pelotão de Bombeiros Militar de Minas Gerais Tel.: 3692-1790 (Urgência: 193) a 33ª Delegacia Regional de Polícia Civil Tel.: 3623-5511 a Departamento de Defesa Civil de Itajubá Tel.: 3692-1802 (Urgência: 199) a Polícia Militar Tel.: 3623-1900 (Urgência: 190)

Maria da Fé Hospedagem a Hotel Colonial Gold Tel.: 3662-2032

Classificados Armarinhos Loja Nova. Armarinhos e aviamentos a partir de R$ 1,99. Av. Cel. Carneiro Jr., 150, Centro. Tel.: 36218303. Festas Crepe Suíço e Mini Pizza. Aceita encomendas. Fale com Cristina. Na Praça Getúlio Vargas ou Tel.: 8814-4544. 50

Sebos

Serviços

Toca do Zeu. Revistaria e Sebo de livros e discos. R. Prof. Cornélio de Faria, 126. Tel.: 8875-0207.

Desentupidor e encanador Vitor Bonafé. Rua Projetada C, 263. Tel.: 3622-3326

Vende-se Vende-se mini cama branca semi nova. R$ 200,00. Tratar pelo telefone 3622-5338 ou 9117-4101. Falar com Romilda.

Execução e renovação de PPRA, treinamentos, palestras, adequações conforme a NR e outros. Emilson Fernandes. Tels.: 8817-4825 (Oi), 91859364 (Tim), 3622-5974 (Res.)

a Sítio Arvoredo Tel.: 8424-9444 a Pousada Flor de Cerejeira Tel.: 9105-6892 a Pousada Maria da Fé Tel.: 3662-1411 a Pousada Vovó Pina Tel.: 3662-1753 a Pousada da Serra Tel.: 3662-1301 a Pousada JC Tel.: 3662-1361 a Hotel Dona Marta Tel.: 3662-1293

Delfim Moreira Hospedagem a Fazenda Boa Esperança 9927-6655 a Hotel Serra Bonita 3624-1456/3624-1561 a Pousada Fazenda Lageado - 3626-1110 / 3662-1316 a Pousada e Restaurante La Luna - 3624-1310 a Pousada Solar da Mantiqueira 9963-6677 a Rancho Wind Inn 9996-7894

Piranguçu Hospedagem a Pousadas e Cachoeira São Bernardo 8449-2008/9632-5068 a Pousada Verde Maratea 3643-1188/9820-1401


51


52