Guia da Mantiqueira - Itajubá e Região - Edição 07 - Outubro 2013

Page 1

ANO 01 | EDIÇÃO Nº 07 | OUTUBRO 2013 DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

Brincadeira de Criança Confira as dicas de presentes e uma surpresa especial para os pequenos

01


0213,5x9,0cm AnĂşncio quinta-feira, 22 de agosto de 2013 17:38:00


03


Imagem de Internet

Sumário 06 Conversa Franca

O jovem e a mídia: uma questão de escolha

10 Na Estrada Piranguinho: a capital do pé de moleque 12 Aqui Tem Saci Pererê 14 Arte& Cultura

Qualidade que começa no processo de produção

16 Almanaque 18 Turismo As maravilhas da Pedra do Pedrão

Expediente

20 Evento

Itajubá sedia Jornada “A Liberdade”

22 Especial FICA 2013

E depois do FICA, o que fica?

26 Capa

Para crianças modernas e cheias de estilo

ANO 01 | EDIÇÃO Nº 07 | OUTUBRO 2013

Direção e Edição Kelly Monteiro (MTB 06.447/MG)

32 Memória

Jornalistas Colaboradores Gustavo Cortez (MTB 12.858/MG) Juliana Cunha (MTB 17.025/MG) Marco Antônio Gonçalves (MTB 17.873/MG) Marianna Medeiros (MTB 16.807/MG)

34 Virou Notícia

Fotografia Renato Olivas e Geraldo Gomes

28 Garimpo

12 de Outubro - Dia das Crianças

30 Só Para Crianças

O Sérgio Leal que vive em nós

36 Serviços

Gás de cozinha: cuidados básicos

38 Bicho & Cia.

Doença do Carrapato: como prevenir?

40 Bares & Restaurantes

Para comer e viver bem: Pé na Roça

42 Sabor da Terra

Mistura harmoniosa

43 Por Aqui, Por Ali 56 ‘Poncovô’ em Delfim Moreira 57 ‘Poncovô’ em Maria da Fé 57 ‘Poncovô’ em Delfim Moreira 58 Utilidades 58 Classificados 04

Foto de Capa: Renato Olivas Tiragem: 3 mil exemplares Impressão Gráfica Novo Mundo Av. Pedro Ribeiro Arantes, 1813, Vale dos Pinheiros. São Lourenço (MG) Tel.: 35 3339-3333 /GuiadaMantiqueira

Editoração Eletrônica Andréa Aparecida Pereira Diretor Comercial Adilson Santos Tel.: (35) 9225-8832 adilson.guiadamantiqueira@ gmail.com

www.guiadamantiqueira.inf.br As informações e imagens contidas nos anúncios são de total responsabilidade dos anunciantes. Todos os direitos reservados. A reprodução das matérias e das imagens somente será permitida se for previamente autorizada, com crédito da fonte.

Redação e Publicidade Guia da Mantiqueira - Itajubá Tel.: (35) 3622-4818 comercial.guiadamantiqueira@ e Região é uma publicação da Rumo Comunicação Ltda. gmail.com Baixe o leitor QR Code, posicione a câmera do seu celular, leia o código e saiba tudo o que acontece em Itajubá e região. Guia da Mantiqueira mais perto de você!


Editorial

Por um mundo de brincadeiras Outubro. Mês da criança, mês dos animais, mês das bruxas! Se nos Estados Unidos da América (EUA) é Hallowen, aqui no Brasil, 31 de outubro virou o Dia do Saci, este divertido personagem do nosso folclore, conhecido por pular em uma perna só, fumar cachimbo e usar gorro vermelho. Conta a lenda que o comportamento é a marca registrada do Saci. Muito divertido e brincalhão, ele passa todo tempo aprontando travessuras nas matas e nas casas. Assusta os viajantes, esconde objetos domésticos, emite ruídos, assusta os cavalos e bois no pasto etc. Apesar das brincadeiras, não pratica travessuras com o objetivo de prejudicar alguém ou fazer o mal. Vem daí uma lição: em um mundo conturbado como o atual, talvez devêssemos fazer mais travessuras saudáveis, brincar mais, assim como as crianças e o Saci, e domar as atitudes grotescas que prejudicam o próximo. Talvez este seja o princípio da paz, em todos os sentidos.

ERRAMOS

E é pensando no brincar que esta edição do Guia da Mantiqueira traz sugestões de moda para a criançada, dicas especiais de presentes para o tão aguardado Dia das Crianças e um desenho de Paulo César Prince, ilustrador e escritor de Delfim Moreira que acaba de lançar o Ao contrário do que foi publicado na matéria Rugby, esporte que ensina valores!, na edição de Setembro do Guia da Mantiqueira, nas páginas 12 e 14, a professora Estela Maria de Oliveira não é a responsável pela Seção Francesa do Curso G9. Ela atuou, sim, como mediadora para que o projeto Rugby fosse implantado no colégio.

Travessuras do Saci Foto: linguadefogo.com/blog/?p=19205

livro Ovídio e Merle - Aventuras na Pradaria, pela Editora Tanta Tinta. Aqui também você pode saber mais sobre a história do divertido personagem folclórico e sobre o criatório de Sacis que existe em Itajubá! Ficou curioso? Que venha o Dia do Saci! Boa leitura!

O projeto Rugby nasceu, há um ano, no Curso G9, como um projeto pedagógico para integrar os alunos franceses que estudam no colégio e logo ganhou apoio da Faculdade de Ciências Sociais do Sul de Minas (Facesm). A prática desse esporte cresceu, agregou alunos de escolas públicas e atraiu novos parceiros: Helibras, Contexto As-

Kelly Monteiro Editora sessoria em Comunicação, Confecção Clara Assis e Prefeitura de Itajubá. O time itajubense tem apoio institucional da Facesm e do Curso G9 - que cederam espaço para a sede do clube, disponibilizam campo e quadra para treinamentos, parte do material esportivo e espaço para o almoxarifado do clube. 05


Conversa Franca

O jovem e a mídia: uma questão de escolha

“A publicidade nos induz a comprar coisas que não precisamos, mas aderir a esses estímulos depende de nós. No caso da criança, é essencial saber a história familiar.”

Ana Maria Menicali, professora e psicóloga Reportagem: Mariana Medeiros Foto: Arquivo Pessoal

Como já afirmou Aristóteles, o homem é um ser social. Relacionar-se em sociedade é inerente à condição humana, mas às vezes também é preciso voltar para dentro de si, entender os próprios sentimentos e, principalmente, aprender a fazer escolhas. É o que explica a professora e psicóloga Ana Maria Faria Menicali. Atuante na área de educação e família, a coordenadora da Clínica-Escola do Centro Educacional de Itajubá -FEPI acredita que o grande desafio da atualidade é lidar com as frustrações provocadas pelo excesso de informação e estímulo ao consumo. Nesta entrevista, Ana Maria fala sobre a influência da mídia no desenvolvimento dos jovens e do quanto é importante que os pais promovam em seus filhos o autoconhecimento. “É fundamental que os jovens saibam quem são e o que querem. Isso determina a 06

forma como eles absorvem todas as informações que temos à disposição atualmente. Sabendo escolher, tudo o que a gente vive só pode fazer bem.” Qual é o papel da mídia na formação da personalidade do indivíduo? A personalidade é construída em cima de alguns pilares: herança genética, experiência de vida e cognição. Todo ser humano possui lado interno e externo. O desafio é equilibrar os dois. Quem sou eu dentro de mim e o que se passa fora, o outro. A mídia é esse outro. É impossível negar o efeito dela. Por exemplo, a publicidade nos induz a comprar coisas que não precisamos, mas aderir a esses estímulos depende de nós. No caso da criança, é essencial saber a história familiar, pois conforme a educação e o ambiente em que os pais vivem, mostra-se para os filhos o que é importante. Os exemplos são muito fortes.


Conversa Franca Portanto, a família é um modelo mais marcante do que a mídia? Até um tempo, sim. Depois a criança passa a fazer escolhas. Na adolescência, é comum comparar a própria família com a dos outros. É fundamental questionar, pois é nesta fase que se constrói a identidade pessoal e social. Os jovens precisam sair de casa, conhecer coisas diferentes. Como os pais devem agir para orientar bem os filhos? Os pais devem saber quais são as escolhas deles mesmos. Se você quer instruir uma criança a não consumir determinadas coisas, você tem que dar o exemplo. Além disso, a educação é um projeto para o futuro: educa-se para a vida. Os pais devem ensinar os filhos a terem autonomia. Às vezes, os pais dão ótimos exemplos, mas a criança não os absorver. Por quê? É uma questão de variantes de personalidade e estilos de vida. O adolescente é curioso e a mídia é tão forte que quando diz que alguma coisa é legal, ele sente que precisa experimentar. É inútil pensar que não vamos ter essa influên-

cia, o mundo está aí. Ele não é bom nem mal, as escolhas que faço é que vão determinar o meu caminho. Até em relação às drogas: muitos experimentarão, mas apenas alguns vão gostar. O ato experimentar é positivo? É. O desafio é fazer com que se experimente e não goste. O nosso poder está em saber escolher. A televisão nos mostra muitas coisas, mas eu posso desligá-la. As notícias relacionadas a jovens que suicidam tem sido frequentes. Isto pode ser reflexo de uma sociedade imediatista, que não tem paciência para lidar com frustrações? Sim. O primeiro conceito da pós-modernidade é a instabilidade e os jovens não estão sabendo lidar com esta situação. A mídia atual propõe um padrão hedonista muito forte: tudo é prazer. Eu costumo brincar que o jovem quer “comidão”, “baladão”, tudo “ão”. A própria virtualidade colocou esse imediatismo. Ela encurta distâncias, mas eu não posso construir

07


Conversa Franca

“A educação é um projeto para o futuro”, diz Ana Maria Imagem de Internet

um amor em dois dias, assim como também não consigo estruturar uma carreira em dois anos. Parece-me que é proibido sofrer... Este é outro ponto importante, pois somos seres da angústia. A partir do momento em que quero e não tenho, surge a angústia e tenho que suportá-la. Eu percebo muitos jovens querendo pegar atalhos. O imediatismo e o princípio do prazer são enganosos. Vendem por aí que tudo é fácil. Há um forte apelo sexual em algumas produções midiáticas, em músicas 08

e filmes. Qual é a relação com a gravidez na adolescência? Tudo está relacionado ao hedonismo. É a ideia da erotização, o princípio do prazer pelo corpo. Além disso, o apelo à imagem, à estética, principalmente para as mulheres, é escravo. A mídia nos vende bem-estar. Eu acho que falta às pessoas ouvirem o que se passa dentro delas. Precisamos de mais interiorização para saber quem somos e o que queremos. A felicidade é isso: lidar com os desejos.


09


Na Estrada

Piranguinho:

a capital do pé-de-moleque

Com população estimada em pouco mais de 8 mil habitantes distribuídos em 130,33 Km², Piranguinho nasceu no século XIX, por conta do interesse de autoridades em desenvolver um projeto chamado ‘Rede Mineira de Viação’. Jeito mineiro de receber os visitantes Reportagem: Juliana Cunha Fotos: Divulgação

também mais um da Barraca Amarela, outro na Barraca Azul, um na Laranja e para arrematar o último na Barraca Marrom. Huuum! Passear por Piranguinho é recordar, em pleno século XXI, a arquitetura do Brasil caboclo, com sua agropecuária, gado variado e café. Tudo isto regado ao bom e velho jeitinho mineiro de receber os visitantes, que ao passarem pela cidade não deixam de saborear o tradicional e irresistível pé-de-moleque piranguinhense. Com população estimada em pouco mais de 8 mil habitantes distribuídos em 130,33 Km², Piranguinho nasceu no século XIX, por conta do interesse de autoridades em desenvolver um projeto chamado ‘Rede Mineira de Viação’. O objetivo era construir uma estrada de ferro que ligasse Itajubá à Santa Rita do Sapucaí.

O pé-de-moleque Feito com rapadura, amendoim gigante ou moído, misturado ao chocolate ou tradicional. Não dá para resistir a um pé-de-moleque da Barraca Vermelha de Piranguinho. E por que não saborear 10

Originalmente brasileiro, o doce nasceu em meados do século XVI, com a chegada da cana-de-açúcar na região e, em 1930 o doce começou a ser produzido em Piranguinho. Há quem diga que o pé-de-moleque é assim chamado, pois a aparência lembra a cor e os calos nos pés das crianças que corriam pelas ruas de terra batida de Piranguinho. Mas há também quem conte que recebeu o nome por conta das crianças que suplicavam para as cozinheiras um pouquinho do doce. Enquanto mexiam seus tachos elas diziam: ‘Pede, moleque!’. É produzido por meio da mistura de amendoins torrados e moídos que, em seguida, são misturados à rapadura derretida. Ao atingir o ponto de cristalização, o doce é distribuído sob uma superfície lisa de pedra, detalhe essencial para que adquira a consistência macia, que derrete na boca.


Na Estrada O pé-de-moleque, que movimenta o turismo na região, gera empregos e renda, foi reconhecido em 1º de abril de 2009 como Patrimônio Imaterial de Minas Gerais pela Lei Estadual 18.057 e como Produto Âncora de Identidade Gastronômica do Circuito Turístico Caminhos do Sul de Minas. As barracas, intituladas por cores, garantem oferecer o doce mais fresquinho e saboroso. Algumas vendem online.

Destaques turísticos Quem passeia por Piranguinho pode conhecer pontos turísticos, como a Ponte de Ferro sobre o Rio Sapucaí, localizada no bairro Estação; a Estação Ferroviária de Olegário Maciel, que conserva a arquitetura antiga; a Praça Coronel Bráz, onde fica

a Matriz de Santa Isabel, padroeira da cidade; o Marco Zero de Piranguinho, monumento que marca o local onde foi instalado o Engenho de Serra; e a Igreja de Nossa Senhora do Carmo, construída em 1875, localizada no bairro do Capote. Barraca Vermelha - Tel.: 3644-1250 www.barracavermelha.com.br Barraca Laranja - Tel.: 3644-1264 barracalaranja.com.br/lojavirtual Barraca Amarela - Tel.: 3644-1095 barracaamarelapedemoleque. blogspot.com.br Barraca Azul - Tel.: 3644-1793 barracaazul.webnode.pt Barraca Marrom - Tel.: 3644-1819

11


Aqui Tem

Saci Pererê

Em Itajubá, muita gente jura que já viu o Saci. Outros têm medo de um dia chegar a vê-lo com seu gorrinho vermelho e seu cachimbo na cabeça. Saci na versão do cartunista Ziraldo Reportagem: Marco Antônio Gonçalves Fotos: Imagem de Internet e Lais Camargo (Revista Poranduba)

Criação de Sacis em Itajubá

De um lado, uma data com séculos de história e tradições, mas que veio “importada” ao Brasil. Do outro, uma reação patriótica surgida há menos de uma década para exaltar o folclore. No dia 31 de Outubro, os “oponentes” desta disputa não oficial são o Halloween (ou Dia das Bruxas), tradicional feriado dos Estados Unidos da América (EUA) e de outros países de língua inglesa, e o Dia do Saci, que busca chamar atenção para nosso mito maior e outras lendas nacionais pouco difundidas hoje em dia. O Halloween é uma festa de origem Celta e era celebrada somente nos países de língua inglesa. Com a invasão da cultura estadunidense em todo o mundo, a festa passou a ser global e no Brasil, passou a figurar no calendário de muitas pessoas. Este fato causou incômodo há uma parte nacionalista de sociedade e a Câmara dos Deputados instituiu, em 2003, o último dia de Outubro como o Dia do Saci. 12

Em Itajubá, o Dia Municipal do Saci - 2 de Outubro foi instituído antes, em 2002, pela a Câmara de Vereadores. Em 2004, a Câmara revogou essa Lei e o dia 2 de outubro deixou de figurar no calendário da cidade como o Dia do Saci, que passou a ser comemorado junto com o resto do País, no dia 31 do mesmo mês. Aqui, a lenda ganhou ares de realidade. Foi um morador de Itajubá que não deixou que os Sacis fossem extintos, segundo a história da Associação Nacional dos Criadores de Saci (ANCS). O engenheiro José Oswaldo Guimarães é o presidente e fundador da Associação e diz que mantém uma criação de Sacis, em Botucatu, no interior de São Paulo. Ele conta que resolveu criar a Associação depois que descobriu a existência de Sacis em Itajubá, pois conheceu um homem que criava Sacis na zona rural da cidade. Depois que conseguiu a


Aqui Tem confiança do tal homem, Oswaldo foi com ele até o sítio e conheceu a “criação de Sacis”. Os Sacis estavam em viveiros e cada um media cerca de dois metros e meio, chegando até quatro metros e meio. Havia também filhotes de Saci. O engenheiro conta que ficou impressionado e quis levar alguns para sua cidade natal, de onde os Sacis haviam desaparecido por conta do desenvolvimento. “Sacis odeiam luz”, conta ele. O criador relutou, mas depois de um tempo permitiu que Oswaldo levasse os Sacis para Botucatu, desde que sua identidade não fosse revelada. Segundo a Associação, existem relatos de criação de Sacis em Jundiaí, Porangaba e Itajubá. Para o escritor Monteiro Lobato, os Sacis nascem em bambuzais, vivem 77 anos, têm um furo na palma da mão e, quando morrem, se transformam em orelhas-de-pau. Os Sacis imaginados por José Oswaldo são diferentes. Primatas de pele escura, parecidos com o homem, eles atingem um metro e meio de altura e têm uma penugem cor de fogo na cabeça, parecida com um gorro. “O cachimbo também não passa de um pedaço de bambu que eles gostam de mastigar”, explica. Em Itajubá, muita gente jura que já viu o Saci. Outros têm medo de um dia

José Oswaldo, presidente da Associação Nacional dos Criadores de Saci

chegar a vê-lo com seu gorrinho vermelho e seu cachimbo na cabeça. O fato é que o Saci povoa o imaginário de muita gente e as histórias sobre ele são muitas. O povo de Itajubá conserva o folclore brasileiro cada vez que relembra alguns causos ou acredita que em algum lugar, no meio da roça, há um viveiro com vários sacis.

13


Arte & Cultura

Qualidade que começa no

processo de produção

Fibra de banana, papelão e criatividade: receita que leva Maria da Fé ao exterior Pigmentos à base de terra são utilizados na pintura Reportagem: Juliana Cunha Fotos: Arquivo Pessoal

tesãos que continuam a evidenciar e a proteger o patrimônio natural da comunidade. Elenice Braga revela a máxima de seu instrutor, Domingos: “Sustentabilidade não é o que se fala, mas o que se faz”. Maria da Fé, situada no alto da Serra da Mantiqueira, é conhecida internacionalmente não só pela agricultura, mas principalmente pelo artesanato feito a partir da fibra extraída do tronco da bananeira. Pratos, luminárias, cestos, gamelas, divisórias, mesas, fruteiras, castiçais e artigos decorativos em geral são apreciados e exportados para países como China e Alemanha. Domingos Tótora, idealizador da Cooperativa Mariense de Artesanato e das Oficinas Gente de Fibra, criou o projeto há 15 anos. A missão é valorizar o trabalho dos artesãos marienses e conduzir o nome da cidade por todo o Brasil e mundo. A Cooperativa oferece oficinas de artesanato, fortalece economicamente a comunidade, gera renda para os artesãos e oferece ao mercado produtos de altíssima qualidade. A Gente de Fibra, que comemorou 15 anos em 3 de setembro, conta com dez ar14

Por essas e outras razões que em agosto de 2012, a Gente de Fibra recebeu, pela segunda vez, o certificado ‘Prêmio Top 100 de Artesanato’, que insere a Cooperativa entre as 100 unidades produtivas mais competitivas do Brasil. Também está entre as sete organizações brasileiras que concorreram, no mesmo ano, ao ‘Prêmio Internacional de Dubai para Melhores Práticas.’ Tanto reconhecimento é fruto de peças de qualidade, dotadas de originalidade. Quem observa o design das peças fica curioso para conhecer o processo de produção, no qual são feitas delicadamente, uma a uma. O processo tem início na coleta de papelão pelas ruas da cidade e nos pontos comerciais que descartam o material. O papelão fica de molho durante um dia, posteriormente é batido no liquidificador


Arte & Cultura e o excesso de água é retirado. Depois é batido com cola, fibra da bananeira e alguns conservantes. Já o ingrediente principal, a fibra de bananeira, é extraída do tronco da bananeira que é descartado por quem produz a fruta. Além de fazer parte da massa, que é moldada pelos artesãos, a fibra é fatiada, cozida, tingida e lavada. Em seguida é penteada com um garfo e inserida nas peças. As tintas utilizadas na pintura das peças são pigmentos naturais à base de terra. Dentre as peças produzidas, Elenice conta que a mais procurada é o Prato Igreja, que inspirado no piso da Igreja N. S. de Lourdes, traz consigo um pouquinho das raízes e história de Maria da Fé. Mas outras peças como Arca Borda, que é tipo um cachepô para mesas, o Prato Barrado

Marfim e o Prato Quadrado Borda também merecem destaque. Gente de Fibra Tel.: 3662-2386 E-mail: gentedefibra@hotmail.com www.gentedefibra.com.br.

Fibra de bananeira

15


Almanaque

Memória O Postinho Esso, localizado na Av. Cel. Carneiro Júnior (Rua Nova), em frente à Praça Dr. Pereira dos Santos, foi desativado no final de 2011, devido a uma determinação da Federação Estadual do Meio Ambiente (FEAM). Pertencente à Sociedade dos Motoristas do Sul de Minas, o Postinho foi construído em 1955 e naquela época não havia regulamentação sobre preservação ambiental, por isso os tanques de combustível, retirados em 2012, ficavam sob a Rua Nova e a Rua Pres. Roosevelt. As bombas de abastecimento e o oval que continha o símbolo da Esso tam-

Postinho Esso Foto: Imagem de Internet

bém foram retirados, mas o Postinho permanece lá, registrando a memória de uma época...

Você sabia... ... que a cidade de Cristina possui ‘causos’ e lendas muito peculiares? Conta-se que nas noites de lua cheia, em determinada época, uma mulher vestida de noiva desce a Rua do Clube Operário com um buquê de flores brancas na mão, arrastando o seu vestido. Ela vai até a Matriz e depois desaparece. As sextas-feiras da Quaresma vê-se um velho que desce a Rua do Hospital fumando cachimbo, batendo a bengala e some quando termina a ladeira. Ah! E nas noites de lua cheia quem vai para os lados da “Piscina” de madrugada pode ver o Lobisomem atravessar a rua, passar pela cerca de arame e desaparecer pelos pastos... Dizem ainda que nos arredores do Cha-

Chafariz Fonte: www.cristina.mg.gov.br Foto: Jô Miyagui

fariz pode-se ver um velho barbudo carregando baldes de sangue de madrugada, e perto da Torre do Cruz aparece uma enorme bola de fogo que segue as pessoas. Quer conferir?

Tem uma história curiosa ou um fato histórico para contar? Você pode ser o autor desta página: agencia.rumocomunicacao@gmail.com 16


17


Turismo

As maravilhas da

Pedra do Pedrão

Além de ser uma bela formação rochosa, a Pedra do Pedrão é refúgio de animais silvestres e plantas.

Pedra do Pedrão chama a atenção pela magnitude Reportagem: Kelly Monteiro Fotos: Imagem de Internet

Passear pelo Sul de Minas é sempre um prazer, pois o visitante se depara a todo o momento com paisagens fantásticas. Uma destas paisagens de tirar o fôlego fica em Pedralva (MG): é lá que os mais ávidos por aventura encontram um imenso paredão contendo 1.464 metros de altitude e 300 metros de extensão chamado Pedra do Pedrão.

trada íngreme. O paredão possui seis vias de escaladas concluídas e há uma ruína de pedras sobrepostas que teria sido a habitação de um antigo eremita chamado Benaía, na década de 1940.

Onde ficar? Para visitar a Pedra a dica é se hospedar na Pousada Domiciliar do Pedrão, uma casa típica de vilarejo mineiro, com amplo quintal e conforto. O visitante

Além de ser uma bela formação rochosa, a Pedra do Pedrão é refúgio de animais silvestres e plantas. Também é o destino de praticantes de esportes radicais como montanhismo e voo livre. Quem curte acampar pode aproveitar a área de camping selvagem com vista para as cidades de Pedralva, Itajubá, São José do Alegre, Santa Rita do Sapucaí, Pouso Alegre e Maria da Fé. Para chegar ao alto da Pedra basta seguir de carro até o Morro da Bananeira e, a partir deste ponto, aventurar-se de jipe, veículo que consegue transpor a es18

Casa típica de vilarejo mineiro


Turismo pode desfrutar da singular hospitalidade mineira, curtir a boa prosa dos moradores do bairro, as delícias da culinária regional e a tranquilidade da zona rural de Pedralva, além é claro das belezas naturais do sopé da Serra da Mantiqueira. A pousada fica a 14 quilômetros da cidade. Pousada Domiciliar do Pedrão Rua Pintor Verdadeiro, s/nº. Bairro Estação do Pedrão. Facebook/ PousadaDomiciliarDoPedrão Tel.: 35 9131-7667

Vista panorâmica da Pedra do Pedrão

Fonte: http://pedralvaonline.blogspot. com.br / http://pedraominas. blogspot.com.br

19


Eventos

Itajubá sedia Jornada

“A Liberdade”

A Jornada surgiu da necessidade de espaços para a reflexão e a construção de novas propostas para os relacionamentos humanos. Cartaz do evento Reportagem: Gustavo Cortez

‘A Liberdade’. Este será o tema da Jornada Internacional 2013, evento multidisciplinar, que será realizada nos dias 18 e 19 de Outubro, em São Paulo (SP), e nos dias 25 e 26, no Diretório Acadêmico (DA) da Universidade Federal de Itajubá (Unifei).A Jornada é um conjunto de conferências interdisciplinares, com a participação de convidados brasileiros e argentinos, já confirmados, e de outros países caso surjam profissionais com disponibilidade. Organizada pela Etc e Tal... Psicanálise e Sociedade, entidade civil e sem fins lucrativos, constituída em março de 1991, em São Paulo, esta instituição atua de forma multi e interdisciplinar e conta com profissionais de diversas áreas. Médicos, psicólogos, antropólogos, jornalistas e 20

professores compõem a equipe e estudam fatores de exclusão, além de atuarem pela prevalência dos direitos humanos. As atividades iniciais da entidade tiveram como objetivo lutar pela livre orientação sexual e pelo engajamento social de pessoas discriminadas. Desde então diversas organizações foram apoiadas e inúmeras pesquisas e projetos sobre a sexualidade humana foram desenvolvidos. Entres as diversas instituições em que a Etc. e Tal já atuou destacam-se a Secretaria Municipal dos Portadores de Deficiência Física e o Conselho Municipal do Idoso, ambos da capital paulista, e na


Eventos primeira manifestação ocorrida na Praça Roosevelt, marco zero do que viria a ser a Parada de Orgulho GLBT. A Jornada surgiu da necessidade de espaços para a reflexão e a construção de novas propostas para os relacionamentos humanos. Em 2010 foi realizada a primeira edição com o tema “A Banalidade do Mal”. No ano seguinte, o evento discutiu o “Mal Estar na Cultura: A Solidão”. Em 2012 foi a vez de falar sobre o medo, com o tema: “Mal Estar na Cultura: O Medo”.

Participantes Entre os profissionais que ministrarão as palestras, 11 são atuantes em Itajubá: Aidecivaldo Fernandes de Jesus, Amaury Vieira Fernandes, Ângela Maria Teixeira,

José Vitor da Silva, Kleber Lincoln Gomes, Maria Aparecida de Carvalho, Maria Vilela Nakasu, Paulo Cezar Nunes Junior, Paulo Roberto Tavares Pereira, Rita de Cássia Magalhães Trindade Stano e Vergílio Pioltine Filho A Jornada, cuja equipe coordenadora em Itajubá é composta por Ângela Maria Teixeira, Cláudia Riêra, Gílcia Maria Salomon Bezerra, Gildes Bezerra, Maria Aparecida Carvalho e Rita Slano, destina-se ao público em geral, mas principalmente para as pessoas que atuam na área e em serviços de atendimento social. As inscrições podem ser feitas pelo e-mail: etcetal.participardajornada@gmail.com.

21


Especial FICA 2013

E depois do FICA,

o que fica?

Em cinco dias o que se viu foi uma cidade rica em cultura e arte para todas as idades e gostos. De graça. Oficina de Arte para Crianças: atividade que poderia se repetir sempre! Reportagem e Fotos: Kelly Monteiro

Theodomiro Santiago, em pleno sábado de manhã. O espetáculo, por meio do humor ácido, propõs a reflexão sobre o ridículo do ser humano, focado na Idade Média, mas especialmente atual.

“E depois do FICA, o que fica?”. Com esta frase, uma das integrantes do Grupo Teatral Filhos da Imundice, de Campinas (SP) encerrou a peça Decameron, encenada no Palco Mulher de Bronze, em frente ao Cemitério Paroquial de Itajubá, e na Praça

E depois do FICA, o que fica? É a pergunta que não quer calar. Em cinco dias o que se viu foi uma cidade rica em cultura e arte para todas as idades e gostos. De graça. Nas praças e ruas. Com a cara e a coragem de pessoas que vieram de outras cidades e estados e apostaram em fazer um Festival aqui e

Cortejo agitou a Praça Central com o Maracatu Baque Virado, de São Bento do Sapucaí (SP) e fanfarras de escolas itajubenses 22


Especial FICA 2013

Decameron, com a trupe Filhos da Imundice: humor ácido e questionador

fomentar o intercâmbio entre artistas locais e de outros cantos no País. Na raça! As imagens valem mais do que mil palavras. Mostram que os itajubenses querem sim assistir a peças teatrais, ouvir música de qualidade, presenciar momentos inusitados, serem inseridos e participar de movimentos artísticos e culturais, e abrir a mente ao novo. Basta que eles aconteçam! E para isto é preciso mais investimento tão esperado para a edição do FICA em 2014. Parabéns a toda a coordenação do Festival Itajubense de Cultura e Arte, aos voluntários que cederam seu tempo e esforço para fazer o Festival acontecer e aos curadores. Parabéns à Pró-Reitoria de Extensão da Universidade Federal de Itajubá (Unifei) e a todos aqueles - pessoas físicas e empresas -, que valorizaram e apoiaram o FICA 2013.

Oficina de arte pelos animais realizada pela ONG Não Mate 23


Emiliane Paixão

Especial FICA 2013

Eber Cordi

Não Lugar, a galeria do FICA: Arte com propósito

Carol Cortez

Vivi Catielle

Seresta Amigos do FICA embalou a noite itajubense

3 anos de valorização da cultura: continuidade é necessária 24

Oficina Eu Lírico na obra de Chico Buarque com a professora Maria Aparecida Fernandes


25


Capa

Para crianças modernas e

cheias de estilo

Para os pequenos, a moda segue as mesmas tendências do mundo adulto, com algumas adaptações. Maria Clara Cunha de vestidinho da Rolú Reportagem: Mariana Medeiros Fotos: Renato Olivas

sear e para brincar. Os vestidos, preferência entre as meninas, pedem tecidos leves e acompanham a referência da temporada, que é o encontro de etnias. Para os meninos, a combinação camiseta ou polo e bermuda sempre cai bem. Mas tem que ter estilo: listras e estampas também são tendências.

Chegou a Primavera e, com ela, a temperatura começa a ficar mais alta. É o calor chegando! Está na hora de guardar os casacos no armário e aproveitar o clima agradável para usar roupas frescas e coloridas. Para os pequenos, a moda segue as mesmas tendências do mundo adulto, com algumas adaptações: tecidos leves, tons pastéis, muitas estampas sem, contudo, abrir mão do conforto e estragar a brincadeira. O jeans permanece em alta e esta será a estação dos macaquinhos, sinônimo de elegância e de conforto, para pas26

Inspirada na própria miscigenação brasileira, a ideia é buscar combinações que mesclam florais, rendas, bordados, formas geométricas bem definidas, volumes contrapostos e o animal print. As peças artesanais também surgem com força. O conceito do “feito à mão” está em alta e pode ser encontrado no TieDye, tramados de palha e motivos indígenas. Veja as sugestões da loja de moda infantil João e Maria! Um charme! João e Maria - Moda Infantil Rua Major Belo Lisboa, 219, Centro. Itajubá. Tel.: 3622-5688


Capa

Sophia Corrêa veste macaquinho verdeágua da D’Viller: é hora de brincar

A sempre fashion Clarinha Barros de conjunto PullaBulla

Todo o charme de Caio Mendes de bermudão e camisa da Milon

Sophia Manso de vestido Alphabeto e Ana Luiza de macaquinho jeans da D´Viller 27


Garimpo

12 de Outubro

Dia das Crianças Presentes para todos os gostos e bolsos que farão a alegria da criançada! Escolha o seu!

Vestido em Paetês D’Viller. R$ 198,00. João e Maria Moda Infantil. R. Major Belo Lisboa, 219, Centro. Tel.: 3622-5688.

Kit de 3 sabonetes decorados Café com Morango da Kapeh. R$ 16,90. www.kapeh. com.br. Representante Kaphe em Itajubá: Laiz Figueiredo. Tel.: 9847-0430.

Barbie Butterfly - Casal. 189,00. Mendes Presentes & Brinquedos. Av. Cel. Carneiro Jr., 346, Centro. Tel.: 3622-4304.

Imagin e Brinq xt Barco P ue ira Tel.: 3 dos. Pça. W ta. R$ 349 ,9 621-3 ences 000. lau Br 9.Casa Jok a az, 12 1, Cen tro.

o quinh Maca 3x de . a Pakit 00. OFT , R$ 35 r Teens. fo Only r Belo jo M . R a , 317, a o b Lis l.: o. Te Centr 824. 6 3622 28

R$ 45,00. Sandália culino as M s ni Tê Sapatinho 0. R$ 55,0 Pé Fofo - R$ 40,00. fantis. In s do Calça Alvim, io Av. Cesár a. Tel.: nh gi ar V , 30 2. 32 8812-9


29


S贸 Para Crian莽as

Hora de Colorir!!!

30


Só Para Crianças Esta ilustração faz parte do livro Ovídio e Merle - Aventuras na Pradaria (Editora Tanta Tinta). Dê seu toque especial à ilustração do autor Paulo César Prince. E divirta-se!

31


Memória

O Sérgio Leal que vive em nós! O jornalista Sérgio Leal vai fazer muita falta pelo profissional que se tornou durante toda a sua carreira. Era um homem brilhante, com capacidades múltiplas de ler e reler uma realidade, um fato. Conselheiro de primeira linha e de primeiras páginas, sempre soube encontrar palavras para destacar uma grande manchete. Um profissional do ‘métier’ com todas as circunstâncias. Sérgio foi um homem simples, mas tinha riquezas interiores que valem muito mais que ouro e prata. Sabia cativar e conquistar uma matéria;garimpava, como ninguém, as notícias, e comentava, como poucos, o seu desenrolar. Era ágil nas frases e expressava com galhardia suas opiniões. Como jornalista, contava-nos sobre os tempos da ditadura e falava de suas peripécias para informar e ser informado. Correu atrás e teve, muitas vezes, que se esquivar de situações de risco. Viveu seu tempo e suas histórias, informando e instruindo seus leitores com sua vivacidade e capacidade de comunicar. Sérgio Leal foi um professor de primeira grandeza, pois nos ensinava a história recente deste País, narrando os fatos que vivera. Suas frases vinham recheadas de realidades. Suas histórias nos empolgavam, pois nelas víamos um homem disposto a registrar suas opiniões com clareza, objetividade e exatidão. Em nossos poucos ‘Encontros de Jornalistas’ tinha uma intensidade nas palavras e nos seus comentários. O jornalismo na cidade de Itajubá e região ganhou muito com a vinda de Sérgio para cá. Aprendemos muito com ele, com suas experiências e seu profissionalismo. 32

Sérgio Leal Sérgio soube enfrentar e respeitar opiniões diversas. Leal aos seus princípios e à profissão apresentou-nos matérias expressivas. Sérgio sabia beber da fonte, cavar fundo um assunto e, depois, apresentá-lo com o seu peculiar estilo. Para o Sérgio, o tempo parou. A comunicação para ele agora é outra, em outro plano, sobre outra ótica, ao lado de quem também já se fora. A realidade, para nós, continua e teremos que aprender a conviver com ela. Mas, como a vida ensina e os exemplos arrastam, faz-se necessário continuar seu legado; ao menos, dar sequência aos seus ensinamentos. Sérgio não mais escreverá para nós, mas o que ele já escreveu será o suficiente para sabermos que vale a pena continuar escrevendo e falando da vida, assim como ele fez e viveu suas histórias. Texto: Jornalista Antônio Trotta


33


Arquivo GM

Arquivo GM

Virou Notícia

O delfinense, escritor e ilustrador, Paulo César Prince, lançou o livro infantil “Ovídio e Merle - Aventuras na Pradaria” (Editora Tanta Tinta), no estande da Lume Livraria, durante a Feira Regional, Industrial, Comercial e de Turismo de Itajubá (FRICI 2013). O lançamento também ocorreu na Pousada La Luna, em Delfim Moreira, no dia 22 de setembro. Na foto, Paulo com Kelly Monteiro, diretora do Guia da Mantiqueira, e Zeca Maurício, presidente do Circuito Turístico Caminhos do Sul de Minas.

Emiliane Paixão

Arquivo Pessoal

O Guia da Mantiqueira participou da Feira Regional, Industrial, Comercial e de Turismo (FRICI 2013), realizada em Itajubá pela Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Itajubá (ACIEI). O estande recebeu visitas importantes, como a dos nossos parceiros do iGama Turismo e Entretenimento, André Gama e Bruna Nehara, com o diretor comercial Adilson Santos. A edição de setembro, com destaque para o Festival Itajubense de Cultura e Arte (FICA 2013) chamou a atenção dos visitantes da Feira, que se surpreendiam com a qualidade do conteúdo e a riqueza de informações.

O vice-prefeito de Itajubá, Christian Gonçalves, odiretor do Laboratório Nacional de Astrofísica (LNA), Bruno Castilho, e o reitor da Universidade Federal de Itajubá (Unifei), professor Dagoberto Alves de Almeida, prestigiaram a abertura da exposição Leonardo da Vinci - Maravilhas Mecânicas, na Biblioteca Mauá (BIM), no Campus da Unifei em Itajubá. A exposição, que abriu o Festival Itajubense de Cultura e Arte (FICA 2013) permanece em cartaz até o dia 22 de fevereiro de 2014. 34

Mariana Mendonça comemorou seu aniversário de 15 anos ao lado dos pais Lucimeire Helena de Souza Mendonça e Mozart Marcos Mendonça, e entre amigos, em uma festa requintada no MPM Buffet. Um dos pontos altos da festa foi a valsa, que ganhou uma nova roupagem, misturando baladas, rock e funk. A moçada aproveitou os hits na pista de dança!


35


Serviços

Gás de cozinha: cuidados básicos

Manter o botijão em locais em que há circulação de ar e comprar apenas de empresas credenciadas pela ANP são os principais cuidados para prevenir acidentes Cuidados com o botijão são essenciais Reportagem: Mariana Medeiros Foto: Divulgação

cuidados simples já garantem a segurança.

O GLP (Gás Liquefeito de Petróleo) costuma ser visto como o grande vilão das residências. Explica-se: é esse o nome científico do famoso gás de cozinha, aquela substância cujo vazamento é capaz de causar verdadeiro pânico em donos(as) de casa de primeira viagem. Não é por acaso. Apesar de pouco frequentes, existem relatos de explosões provocadas por ele. Além disso, trata-se de um composto químico asfixiante. Por ser mais pesado que o ar, quando há vazamento em um local fechado, se acumula e expulsa gradualmente o oxigênio do ambiente. Ou seja, vira praticamente uma bomba-relógio. Mas existem formas de evitar o perigo. Com poucas medidas, o risco de acontecer acidente é muito pequeno, quase inexistente. É o que explica Fernando Pereira, proprietário do Grupo Iwata e Pereira, que distribui gás e água na cidade de Itajubá e região. Para ele, 36

Fernando conta que existe um rígido controle de qualidade nas empresas, inclusive com a fiscalização do Corpo de Bombeiros. Desse modo, as distribuidoras indicadas pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) costumam ser confiáveis. Sendo assim, é importante só comprar de fornecedores credenciados e, se possível, manter o botijão de gás fora de casa. Para verificar se a empresa está na lista da ANP, basta acessar o site www.anp.gov.br, perguntar ao Corpo de Bombeiros ou observar o rótulo do botijão, que deve conter os códigos de segurança. Outras cautelas também são importantes: analisar no corpo da mangueira se a mesma não está vencida, fechar o registro do gás quando não estiver usando, não aceitar botijão enferrujado, com o lacre violado ou sem o rótulo de identificação do distribuidor e


Serviços até mesmo fazer manutenção periódica no fogão.

Se houver vazamento... Quando não é possível prevenir, ainda pode-se remediar. Se o vazamento já ocorreu, Fernando orienta que a primeira providência é manter a calma: “Apavorar em casos de pane aumenta muito os riscos. É preciso estar tranquilo para tomar as medidas necessárias”, afirma. Primeiramente, deve-se evitar focos de incêndio: apagar as luzes ou não acendê-las, desligar o relógio de energia, abrir todas as janelas da casa e chamar os bombeiros. Ele salienta que nos casos em que o gás está instalado em um lo-

cal com pouca circulação de ar, o perigo cresce consideravelmente. “Gás confinado é uma bomba”, alerta. Quando houver suspeita de pequenos vazamentos é válida a técnica de passar água e sabão na área. Se aparecerem bolhas, o gás realmente está vazando. Nestes casos, o mais aconselhável é chamar o profissional que instalou o produto. É ele a pessoa mais indicada para resolver esse tipo de problema. Grupo Iwata e Pereira Rua Anardino de Souza, 253, Bairro Santos Dumont. Itajubá. Tel.: 3622.9515 / 0800 073 9515

37


Bichos & Cia.

Doença do Carrapato: como prevenir?

A Doença do Carrapato ou a Erliquiose, é uma patologia infecciosa severa que acomete os cães. Raramente atinge gatos ou seres humanos, embora não seja impossível. Carrapatos se proliferam no Verão Reportagem: Gustavo Cortez Fotos: Imagem de Internet

O inconveniente carrapato, um artrópode da ordem dos ácaros, além de causar coceira, pode trazer consequências graves à saúde dos bichinhos. A Doença do Carrapato ou a Erliquiose, é uma patologia infecciosa severa que acomete os cães. Raramente atinge gatos ou seres humanos, embora não seja impossível. É uma doença mais comum durante o Verão, pois os carrapatos precisam de calor e umidade para se reproduzirem. Segundo a veterinária da Clínica Planeta Bichos, em Itajubá, Rayssa Almeida, mesmo com a proliferação de casos no Verão, não se pode descartar a possibilidade da doença ocorrer no Inverno. Ela explica que os sintomas mais frequentes da Doença do Carrapato são: febre, perda de apetite e peso, fraqueza muscular, palidez de mucosa, tristeza, vômitos, diarréia, sangramento nasal, manchas avermelhadas na pele e, em alguns casos, dificuldade respiratória. 38

Rayssa alerta que a presença de apenas um carrapato pode causar a Doença. “O exame de sangue é o melhor procedimento a ser realizado quando é detectada a presença de um carrapato no animal, mesmo que não apresente os sintomas de imediato”, indica a veterinária. O tratamento da Erliquiose é realizado com antibióticos e leva aproximadamente 30 dias, dependendo da fase da doença. “Também são utilizados medicamentos para controlar a anemia, soroterapia, até mesmo transfusão de sangue em algumas fases da doença”, informa Rayssa. Outra dica da profissional é a prevenção. Segundo ela, a higiene do animal é fundamental para evitar a doença e, ao mesmo tempo, o proprietário precisa estar atento para presença dos carrapatos nos cachorros. Desinfetar o ambiente em que o animal vive com produtos específicos também ajuda bastante. Além disso,


Bichos & Cia. os cães podem usar produto carrapaticida. “Prevenir é sempre o melhor remédio para combater os casos de Erliquiose para preservar a saúde de nossos animais”, enaltece.

Fases da doença A Erliquiose pode apresentar três fases. A primeira é chamada de fase aguda, na qual o animal doente pode transmitir a doença e ainda é possível que se encontre carrapatos.A segunda fase é a subclínica e pode durar de seis a dez semanas, sendo que alguns animais podem nela permanecer por um período maior. A última é terceira fase é a crônica. Neste estágio, os sintomas são percebidos mais facilmente, pois se detecta a presença de infecções secundárias tais como pneu-

Higiene do animal é fundamental para evitar a doença

monias, diarreias, problemas de pele, entre outras. Clínica Planeta Bichos Rua Thiago Carneiro Santiago, 395, Centro. Itajubá. Tel.: 3622-3040

39


Bares & Restaurantes

Para comer e viver bem:

Pé na Roça

Fora a beleza natural que circunda o Pé na Roça, o carro chefe são as delícias preparadas em fogão à lenha.

Pratos saborosos Reportagem e Fotos: Kelly Monteiro

Roça serve também pizzas com bordas recheadas, assadas na fornalha.

Fim de semana chegou e você busca um lugar para descansar, curtir a natureza e, acima de tudo, comer bem? Pois aqui na região, em Piranguçu, se localiza o Restaurante Caipira e Pizzaria Pé na Roça, um espaço destinado ao lazer e a mais perfeita gastronomia mineira. Construído em um sítio, o espaço possui lago com pedalinho, árvores frutíferas, animais, playground com casa na árvore, pontes e loja de artesanato. Fora a beleza natural que circunda o Pé na Roça, o carro chefe são as delícias preparadas em fogão à lenha, como o tradicional leitão à pururuca, frango caipira, pastel de milho, mandioca frita, farofa, entre outros pratos, cujas receitas são, em sua maioria, desenvolvidas na casa. Tanto que os visitantes podem adquirir, na lojinha de artesanato ou pelo Facebook, o livro Receitas da Roça, com sugestões incluindo carnes, aves e peixes, além de doces. À noite, o Pé na 40

“A ideia surgiu do meu pai, Edésio, que sempre teve o sonho de montar um restaurante que poderia trazer de volta algumas tradições de Minas, como o fogão a lenha, a calma e tranquilidade e o ar de roça. Começamos com o pesqueiro Santa Edwiges, no qual trabalhamos por um ano, e vimos que poderíamos ir além e resolvemos investir”, conta Giovanni Chiaradia, sócio proprietário do Pé na Roça. Ele destaca que além da boa comida, o diferencial do restaurante é o atendimento, pois como acrescenta o também sócio, Alessandro Chiaradia, eles mesmos fazem questão de atender aos clientes. “Digo que não temos clientes, mas sim grandes amigos que vêm nos visitar”, lembra Giovanni.

Festas temáticas Durante todo o ano Giovanni e Alessandro realizam festas temáticas no Pé na Roça, como a


Bares & Restaurantes caça aos Ovos de Páscoa, o almoço especial para o Dia das Mães, o aniversário da casa no mês de Agosto, e o grande Luau Cigano, que acontecerá no dia 19 de Outubro. O restaurante também é o local certo para a realização de eventos, pois os proprietários alugam o espaço para festas em geral. O Pé na Roça também integra a Trilha Turismo, uma parceria entre a ONG Abutres da Mantiqueira, a Pousada Verde Maratea e o restaurante. O objetivo é oferecer aos turistas passeios por trilhas na Serra da Mantiqueira, comida mineira de qualidade e hospedagem em pousada simples e acolhedora. Mais informações sobre a Trilha podem ser obtidas no site atrilhaturismo.blogspot. com.br.

Restaurante faz parte da Trilha Turismo

Restaurante Caipira e Pizzaria Pé na Roça Estrada dos Antunes Km2. Piranguçu. Aberto as sextas-feiras, das18 às 23h, sábados das 11 às 23h, e aos domingos e feriados das 11 às 17h. Tel.: 3643-1115 www.penaroca.com

41


Sabor da Terra

Mistura

harmoniosa

Dias quentes pedem uma comida leve, à base de peixe. Como sugestão do Restaurante Xodó, experimente preparar esta receita de Truta ao molho de Gorgonzola. Depois, nos conte sua experiência! Truta ao molho de Gorgonzola Fotos: Imagem de Internet

gonzola e depois acrescentar o creme de leite. Sirva a truta com o molho de gorgonzola e a batata soutè.

Ingredientes: -2 trutas de 300 gramas cada - 200 gramas de batatas cozidas -100 gramas de queijo gorgonzola -2 dentes de alho

Pode ser acompanhada de um bom vinho branco! Bom apetite! Restaurante Xodó Rua Cel. Rennó, 381, Centro. Itajubá. Tel.: 35 3622-4433 Aberto das 11 às 15h, e das 19 às 23h.

-1 caixa de creme de leite -50 gramas de manteiga

Preparo: Tempere a truta com sal,alho e limão. Deixe marinar por trinta minutos no tempero. Grelhar a truta na chapa ou frigideira. Cortar as batatas cozidas em quatro pedaços, refogar na manteiga e finalizar com salsinha picada. Para o molho: Derreter o queijo gor42

Truta: peixe de inigualável sabor e disponível na região


43


Eventos 5ª ECOSUL. A Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas do Sul de Minas (FACESM) realizará o 5º Encontro Científico Sul Mineiro de Administração, Contabilidade e Economia (ECOSUL), organizado pelo Instituto de Pesquisa, Pós-Graduação e Extensão (INPPEx), nos dias 21 e 22 de outubro, das 19 às 22h40, no Campus da FACESM. O tema oficial do evento este ano é “A importância das ciências sociais aplicadas para o desenvolvimento econômico”, e o objetivo do evento é promover e difundir estudos desenvolvidos por pesquisadores, professores e alunos, nas áreas das ciências sociais aplicadas, de forma a contribuir para a elevação do número de publicações e estudos científicos no Sul de Minas Gerais e de todo País, além de representar uma alternativa pedagógica para professores e alunos universitários, na forma de obtenção do conhecimento. FACESM. Av. Pres. Tancredo de Almeida Neves, 45, Itajubá. Tel.: 3629-5700. Arte Como Terapia. Exposição de atividades artesanais como recursos terapêuticos do CAPS - Centro de Atenção Psicossocial. De segunda a sexta-feira, das 8 às 18h. Até 29 de Outubro. Espaço Memória Inatel. Prédio V, 2º Piso. Instituto Nacional de Telecomunicações (INATEL). Av. João de Camrgo, 510, Santa Rita do Sapucaí. Tel.: 3471-9200. Feira do Conhecimento. O Curso G9 realiza a 19ª edição da Feira do Conhecimento, projeto institucional que envolve alunos da Educação Infantil ao Ensino Médio. O tema, este ano, é “Matemática Modelando a Vida”. O evento é aberto à visitação de escolas de Itajubá e região e da comunidade. A abertura será dia 16, às 20h; a visitação será dia 21, das 10h às 20h e dia 22, das 8h às 17h, nas dependências do Curso G9. Mais informações pelo telefone 3623-1877 ou pelo site www.curso-g9. com.br. Leonardo da Vinci - Maravilhas Mecânicas. A exposição vem exemplificar, através da apresentação de réplicas de alguns dos projetos de Leonardo, como a sua visão foi revolucionária. Dividida em quatro áreas, simbolizadas pelos quatro elementos da natureza (ar, água, fogo e terra), a exposição apresenta peças, textos e imagens de invenções que justificam sua fama de um dos maiores gênios da Humanidade. A exposição foi concebida pela Coordenação de Museologia do Museu de Astronomia e Ciências Afins (MCTI/MAST) e está sendo 44

www.centenario.unifei.edu.br

Por Aqui, Por Ali

montada com o apoio do Laboratório Nacional de Astrofísica (MCTI/LNA), da Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI) e Prefeitura Municipal de Itajubá. As visitas poderão ser realizadas de segunda a domingo, das 8 às 22h, até 2 de fevereiro de 2014. Biblioteca Mauá (BIM). Campus Unifei. Av. BPS, 1303, Pinheirinho. Tel.: 3629-1259. Sons da Minha Terra. A cantora Sandra Cascardo traz para Itajubá este show temático composto por músicas de compositores mineiros, visando resgatar nossas origens e mineiridade. Durante a década de 1980, Sandra atuou no cenário musical mineiro, na Banda Miragem. Hoje realiza trabalhos com a música, como cantora e professora de musicalização infantil, no Balneário Camboriú (SC). No repertório, música de Lô Borges, Beto Guedes, Tavinho Moura, Milton Nascimento, Flávio Venturine, Renato Teixeira, Ceumar, entre outros. Dia 19 de Outubro, às 22h, no Bar do Alex. Ingressos a venda na Delta Contabilidade (Norival Cascardo ou Edilamar). Av. São Vicente de Paula (em cima do Supermercado Rosa Garcia). Tel.: 3622-2250.

Cursos Canto Feminino. O Instituto Mantiqueira de Música e Arte (IMMA) oferece a oportunidade de você montar um grupo vocal. Faça aulas de Canto como professor Caio Emídio. Todas às terças-feiras, às 10 horas. Aula experimental gratuita. IMMA. R. Dr. Xavier Lisboa, 167, Bairro Varginha. Tel.: 3621-2669. Facebook.com/ institutomantiqueira.


45


Por Aqui, Por Ali Grupo Feminino de Percussão. Chame as amigas e monte sua turma para participar do Grupo de Percussão Feminino do Instituto Mantiqueira de Música e Arte (IMMA). Aulas com o professor Gil Guta. Inscrições abertas. IMMA. R. Dr. Xavier Lisboa, 167, Bairro Varginha. Tel.: 3621-2669. Facebook.com/institutomantiqueira.

e petiscos, além do atendimento de primeira. Rola som ao vivo as sextas-feiras e sábados. Rua Pereira Cabral, 74, Centro. ¯à Tel.: 9186-7034. Buteko’s. Seus dias podem ficar mais animados: do happy hour diário, futebol às quartas-feiras, à música ao vivo das sextas, nunca faltam o chope Brahma bem gelado e petiscos. Terças-feiras, som ao vivo (19h) e chope em dobro (das 18h às 21h); quarta-feira, futebol (acertando o placar a mesa ganha uma rodada de chope); quinta-feira, som ao vivo (19h) e chopp em dobro (das 18h as 21h); sexta-feira, som ao vivo a partir das 20h. Dois ambientes distintos: área interna com 4TVs de 42”, e ambiente externo com mesas amplas e ombrelones. Possui área para crianças: o ButekoKids. Av. Rennó Jr. 109, Bairro Me¯à dicina. Tel.: 3621-2223.

Jazz. Aulas de dança com o coreógrafo Marcílio Bastos: Clube Itajubense, aulas de jazz infantil, aero jazz e jazz adulto, com mensalidade especial para sócios e alunos das escolas municipais. Aero jazz no IMMA. Jazz infantilno Clube XVI de Julho. Mensalidade especial para sócios e alunos das escolas municipais. Colégio Castelo do Saber, aero jazz. Consulte os dias e horários. Informações: 8432-8078/3622-0085/3623-8864.

Bares - Itajubá Alex. Localizado em uma chácara próxima à cidade, o que contribui para o clima fresco mesmo em dias quentes. O local serve tira-gostos tradicionais da culinária mineira, cervejinha gelada e bebidas quentes para quem preferir. A programação musical de qualidade é um diferencial e tem reunido gente interessante e descolada. Estrada do ¯à Ramalhete s/n, Anhumas.

Caçador. Tradicional bar da Boa Vis-ta, às sextas-feiras apresenta o melhor do samba com o grupo Confraria do Samba, aliado a um bom papo em uma roda de amigos. Entre uma dança e outra, pausa para uma cerveja gelada servida por garçons com samba no pé e simpatia de sobra. Rua Mi¯à guel Braga, s/n, Boa Vista.

Bamboo. O nome faz referência à decoração. Destaque para a porção de isca de tilápia. Além da cerveja, sempre gelada, existe a opção do chope claro, escuro, carioca ou o de vinho. Som ao vivo todas as sextas e sábados. Aberto de terça a domingo. Av. São Vicente de Paulo, 240. Tel.: 3622-2547. ¯à

Bar do Pedro. O atendimento diferenciado, com o proprietário visitando as mesas, contribui para o bom atendimento. Para acompanhar a cerveja gelada, o tira-gosto mais famoso é o frango crocante. O lugar também é frequentado por quem quer mais badalação, principalmente em dias de som ao vivo. Aberto de segunda-feira a sábado, serve almoço entre 11h e 14h e reabre as portas a partir das 19h30. ¯ à Av. BPS, 996, Pinheirinho. Tel.: 3621-1817.

Õ

Barzim. Classic Rock e Blues Bar fazem o estilo do Barzim, assim como a cerveja e o chope Musa sempre gelados e que acompanham os tira-gostos 46

Õ

Imagem de Internet

Bar da Maria. Tradicional bar da cidade, aberto de domingo a domingo. Serve jantares, porções, lanches e os tradicionais caldinho de feijão e torresmo. Possui espaço para as crianças. Av. São Vicente de Paulo, 1034, Medicina. Tel.: 3622-4947. à

Chopinho. Lá não falta nunca a água de coco gelada, inclusive para viagem. Lugar certo para a happy hour e para o chopp Musa gelado nos finais de semana. Mercado Municipal. Avenida Vicente de Paulo. ¯ à Tel.: 3012-2023.

Porção de Mandioca com Bacon, uma delícia do Bar do Pedro


47


Por Aqui, Por Ali Five Stars. Ponto de encontro dos universitários que aproveitam a localização estratégica e a boa cerveja para promoverem suas festas estudantis. Tradicional bar da cidade, conta com a cervejinha “NA HORA” do agradável Mozart. Praça Theodomiro Santiago, 53, Centro. Tel.:3622-4059. ¯ à

Õ

Foca. Apresenta como atrativo os pratos preparados com frutos de rio e mar. A deliciosa culinária torna-se ainda mais agradável quando apreciada ao ar livre, uma peculiaridade do bar. Destaque para o torresmo de tilápia, sempre crocante e bem temperado. Rua Dr. Osvaldo Cruz, 640, Varginha. Tel.: 3622-0801.¯à Gordinho. Muito frequentado por estudantes da Fepi, recebe também clientes de toda a cidade. Oferece lanches, porções, refeições e Espetinho do Marquinho, que tem seu lugar cativo servindo saborosos espetinhos. Av. Dr. Antônio Braga Filho, 213, Varginha. Tel.: 3622-4722. à

Õ

Jaci. Lá o balcão não é privilégio de alguns, pois todos se sentam em bancos em frente aos vários balcões de mármore. Além dos tira-gostos tradicionais, como costelinha, frango caipira, língua de vaca, apresenta outros especialmente criados para o Festival Itajubar, como a Tutuzela, a campeã de vendas. A cerveja é sempre gelada e há cachaças de qualidade para acompanhar os tira-gostos. ‘Seu’ Jaci e sua esposa Clarissa recebem bem os novos clientes, que também são acolhidos pelos ‘veteranos’. Rua da Floresta, 66, Cruzeiro. Tel.: 8876-2040. à

Õ

Mineirinho. A decoração mescla objetos antigos a fotos dos áureos tempos do futebol itajubense. Há a opção de escolher alguma mesa ou sentar-se ao balcão, como fazem os clientes mais assíduos, que muitas vezes auxiliam para que a cerveja chegue aos que estão nas mesas. Tira-gostos bem feitos e cerveja gelada não faltam. Rua Padre José Joaquim Santana, 13, São Vicente de Paulo. ¯ à

Õ

Noé. Quem entra no Mercado Municipal não fica indiferente ao cheiro dos tira-gostos do tradicional boteco. Se optar por almoçar ali mesmo não há problema, pois sempre há um arroz na estufa, que combinado às opções de porções, dá uma boa refeição. Durante a noite, não é raro que alguns amigos se reúnam para degustar cerveja, tocar violão e cantar. Av. São Vicente de Paulo, s/n, Lj. 2, Mercado Municipal. à

Õ

Planeta Bola - Bar do Meko. Localizado no alto do morro do bairro Medicina, tem uma linda vista da cidade. É frequentado tanto pela galera que 48

joga uma pelada no Planeta Bola, quanto por pessoas que são atraídas pela boa culinária do Meco. É um lugar muito procurado para happy hours e confraternizações de colegas de faculdade e de empresa. Rua Mário Gomes Rennó, 90, ¯ à Medicina. Tel.: 9121-4395.

Õ

Queijaria do Mário. Funciona como queijaria durante o dia e a partir das 18h01 se transforma em um bar, que além de petiscos oferece cervejas especiais. Entre as especialidades estão os sanduiches de linguiça, de filé mignon e o Metido a Besta, além dos tira-gostos de queijo, como a badalada Provoleta. Rua Dr. Américo de Oliveira, 36, Centro. à

Õ

Quintal Paulista. O ambiente remete aos bares bacanas da capital paulista. Serve espetinhos diferentes, como de camarão, batatinha e espeto frio, que caem bem acompanhados de cerveja geladas e de drinks especiais. Música ao vivo aos domingos e terças-feiras. Av. Dr. Antônio ¯à Braga Filho, 1055. Tel.: 3012-2017. Quiosque Chopp Brahma. A especialidade é o chope cremoso, claro ou escuro, mas serve boas caipirinhas. Os tira-gostos vão de fritas com baconàbolinho de aipim com carne seca, carne da cumbuca e filé de três queijos. Rua Cap. João Rennó, 50, Morro Chic. Tel.: 3629-0533. à

Õ

Red Bar e Chopp.Dispõem de ambientes diferenciados, como o 170 Bistrô e a área externa, mais despojada e procurada para happy hour. Uma das porções mais apreciadas é a de cebolas empanadas. As crianças têm seu espaço reservado no playground. Av. Dr. Henriqueto Cardinali, 393, Bairro Varginha. Tel.: 3750-1153. ¯à Sushi House. Para os amantes da culinária oriental há opções diversificadas: o típico saquê ou a tradicional brasileiríssima cerveja, que chega à mesa deliciosamente gelada; o chopp Musa, sushis e tempurás ou uma porção de batatas fritas. No Sushi do Shopping, almoço self service. Rua Dr. João de Azevedo, 140, centro. Tel. (35) 3622-7911. Sushi House Villa Nova Shopping. Rua Dona Maria Carneiro, 100, Boa Vista. Tel.: 3622-2956. à

Õ


Por Aqui, Por Ali Taberna - Pirate Bar. Um dos atrativos é justamente a temática pirata. O corsário busca pelos sete mares uma grande variedade de cervejas e destilados, ambos importados. Serve porções tradicionais e outras criadas pela casa. Aberto de terça a domingo, em horário alternativo, das 20h às 06h, é o local ideal para quem curte o bom rock’nroll. Rua Cel. Francisco Braz, 57b, Centro. Tel.: 3622-5631. à

Café do Vadinho. Lanchonete tradicional em Itajubá, o Vadinho hoje é comandado pelos filhos do fundador, Vivaldi. É ponto de encontro dos itajubenses e frequentadores da cidade, para um cafezinho acompanhado de salgados, lanches, pão na chapa e das consagradas fogazzas fritas na hora. A variedade de sucos também é grande, mas há quem prefira um leite achocolatado. Rua Coronel. Rennó, 113, Centro. Tel. 3622-3860. à

Õ

Comidinhas - Itajubá A Deliciosa. Fundada em 1960 por Edgar Carvalho, a mais tradicional sorveteria da cidade ainda mantém a produção de sorvetes artesanais e naturais. A afamada vitamina simples e especial é única, e há outras opções de vitamina e de refrescos. Praça Dr. Theodomiro Santiago, 23, Centro. Tel.: 3622-2760. à Bona - Pizza em Cone. Variados sabores de pizza em cone, salgadas e doces. Todos os cones salgados acompanham molho de tomate e orégano. Faz entregas. Rua Miguel Braga, 173, loja 2. Tel.: 36217165. à

Õ

Café Floresta. Neste requintado espaço, é servido o consagrado Café Floresta em suas diferentes versões, como Petit Four e outros acompanhamentos. Há também opções de salgados para um café da tarde. A decoração impecável tem como uma das mais belas peças as mesas com tampo de vidro sobre grãos de café torrados que formam feições de personalidades brasileiras e estrangeiras. Rua FranciscoMasseli, 436, Centro. Tel. 3622-0385.

Õ

Fórum Café. Tomar um bom café e comer folheados saborosos, e além dis-so poder

49


Por Aqui, Por Ali se distrair lendo revistas bacanas. Este é o charme do Fórum Café, bastante procurado para reuniões informais, entre pessoas que estão no centro da cidade e distante do escritório. Rua Antônio Simão Mauad, 149, Centro. à Ilha do Pastel. Saborear pastéis de diferentes sabores, em tamanhos maiores do que os tradicionais e com muito recheio? Basta ir à Ilha do Pastel, lanchonete inspirada na cidade de Ilhabela, litoral paulista, cuja decoração trás fotos da cidade produzidas pelo fotógrafo Ge-raldo Gomes. Rua Cel. Francisco Braz, 153, Centro. Tel. 3622-3796. à

Õ

Império da Empada. Oferece grande variedade de empadas, desde a tradicional de frango, passando por quatro queijos, palmito, camarão, entre outras. Também possui delivery, pelo qual é possível pedir o empadão. Avenida Coronel Carneiro Júnior, 13, Centro. Tel. 3622-0199.

Õ

Restaurantes - Itajubá Bella Vista Espaço Gastronômico. Local certo para apreciar pratos à la carte, massas frescas com deliciosos molhos, trutas, pizzas com o molho da casa, batatas recheadas e hambúrgueres, o famoso Burrito da culinária mexicana. Serve almoço aos domingos com variedade de massas frescas. Abre de segunda a segunda, a partir das 19h. Rua Pedro Bernardo Guimarães, 46, Centro (descida para a Santa Casa). ¯ à Tel.: 3622-2797.

Õ

Casa Grande. Self service com churrasqueira. Os pratos típicos mineiros ficam sobre o fogão à lenha. As massas também são muito saborosas, bem como as sobremesas. Funciona como bufê, com estrutura de palco para som ao vivo e amplo espaço para os convidados. Rua Alcides Faria, 10, Centro. Tel. 3622-2037.

Õ

Cantina Pé de Porco. Tem como principal prato a feijoada, que deu origem ao nome do local e tem um sabor inigualável. Vez por outra amigos se reúnem no local para uma roda de samba. Rua Cel. Francisco Braz, 226, Centro. Tel.: 3622-1951. à

Õ

Mix Potato. As deliciosas batatas assadas, recheadas com diversos sabores é a alternativa para quem quer fugir das opções mais tradicionais para saciar a fominha noturna. Avenida Doutor Henriqueto Cardinali, 361, Varginha. Tel.: 3620-0550. à

Õ

Nagib’s. As esfihas abertas e fechadas vão além das tradicionais de carne e frango: há esfias de escarola, cheddar, ricota e chocolate. Há também quibes, doces libaneses, além de pratos especiais às terças-feiras. Atendimento pode ser delivery ou no próprio local. Avenida João Antônio Pereira, 13, Varginha. Tel.: 3622-0988. à

Õ

Seu Mostarda. Quem gosta de cachorro quente tem um lugar especializado. Com recheios variados e com o delicioso cachorro quente prensado, o Seu Mostarda fica em frente à ‘Praça do Banco do Brasil’ com as mesas dispostas em um ambiente que lembra uma varanda. Praça Adolfo Olinto, 14. Centro. Tel.: 3622-1703. à

Õ

50

Cantina Tati. Serviço à la carte, com pratos bem elaborados e saborosos. Procurado por quem quer beber cerveja e comer boas porções no fim de tarde. A novidade são os pratos executivos, com a qualidade das tradicionais refeições. Pç. Theodomiro Santiago, 10, Centro. Tel.: 3622-5047. à

Õ

Carvão e Lenha. Costela no bafo servida na telha, acompanhada de um saboroso arroz com alho, farofa e vinagrete é o carro chefe da casa. A pizza na pedra também é um diferencial. Serve almoço (self-service) com comida quentinha sobre o fogão à lenha. Av. dos Ferroviários, 89, Boa Vista. Tel.: 3623-5497. à

Õ

Dom Cesário. Alta gastronomia, onde o chef Dom Cesário recebe pessoalmente os seus clientes. As pizzas são muito procuradas e as sobremesas diferenciadas. Ambiente bonito e que protegerá os clientes do frio no inverno. Rua Thiago Carneiro Santiago, 16, Centro. Tel.: 36235700/3622-3198. à

Õ


51


Por Aqui, Por Ali Itajubá Flat Bistrô. Charmoso restaurante no interior do Itajubá Flat. Local certo para jantar romântico e para almoçar aos domingos. A mesa de frios é um atrativo a parte e a carta de vinhos oferece várias opções. Música ao vivo com Neco e seu violão às quintas-feiras, a partir das 19h. Aceita reservas. Rua Antônio Corrêa Cardoso 164, Varginha, ¯ à Itajubá. Tel.: 3622-2210.

ras são elaboradas com receitas italianas e se tornam um bom pedido acompanhadas dos melhores vinhos oferecidos pela casa. Quem for visitar a EXPO 2013, visite a Cantina Lanza a apenas 50m do Parque de Exposição. Disk Pizzas e massas. Rua Pres. Tancredo Neves, 136, Bairro Itagyba. Tel.: 3624-1281. à

Ora Pro Nobis. O único restaurante ovo-lacto-vegetariano da cidade, com variedade de pratos frios e quentes, bem elaborados e saborosos. Decoração moderna com elementos que remetem ao estilo de vida vegano. Avenida Cesário Alvim, 264, Centro. Tel.: 3622-4227.

Lanza Arte e Sabor. Recém-inaugurada, a mais nova opção de Lanchonete da cidade oferece lanches, panquecas, porções, deliciosos sorvetes e açaí. Ambiente familiar agregando sofisticação e o mais saboroso fastfood da cidade. Quem for visitar a EXPO 2013, visite Lanza Arte e Sabor a apenas 100m do Parque de Exposição. Temos serviço no Disk Lanches e panquecas. Rua Benedito Valadares, 30, Centro. Tel.: 3624-1644. à

Õ

Õ

Ranchinho do Pastel de Milho. Preserva a tradição do pastel de milho, produto genuíno da culinária de Itajubá. Decorado com objetos antigos, possui amplo espaço para reunir os amigos. Serve pratos da culinária mineira. Música ao vivo as quartas, quintas e sextas-feiras. Aberto de terça a domingo, a partir das 18h. Rua José Marciano Filho, 120, Boa ¯à Vista. Tel.: 3621-6028. Sem Nome. Funciona como self service com balança no horário do almoço, com grande variedade de pratos, carnes de churrasco e sobremesas. No período noturno serve à la carte, com a mesma qualidade. Rua Capitão João Rennó, 47, Centro. Tel. 3623-5050. à

Õ

Toca do Caboclo. Self service com pratos típicos da culinária mineira e decoração temática caipira. Oferece churrasco e há parquinho para crianças. Av. Antônio Braga Filho, 819, Varginha. Tel.: 36223306.

Õ

Xodó. Destaque para os pratos a base de peixe, camarão, bacalhau e massas. Serve churrasco, pratos executivos e sopas. A decoração acompanha o estilo do casarão e no teto é possível ver uma ‘laje’ de tijolos em formato abobadado do sobrado. Abre de terça a sábado, das 11h às 15h, e das 19h às 23h, e aos domingos, das 11h às 16h. Rua Cel. Rennó, 381, Centro. Tel. 3622-4433. à

Õ

Restaurantes - Delfim Moreira Cantina Lanza. Tradicional pizzaria e casa de massas artesanais, possui ambiente familiar amplo local para confraternizações, reuniões, festas e encontro com a família e amigos. As majestosas pizzas margherita, mineira, frango com alho entre outras são as melhores da cidade, as massas casei52

Õ

Kraemerbierhaus. A casa da cerveja Kraemerfass é um espaço de entretenimento para famílias, casais e amigos que buscam apreciar a arte da cultura cervejeira. Abriga a fábrica e o restaurante, com inspiração na Normandia, em estilo enxaimel, ambos abertos ao público. O lugar certo para degustar cervejas gourmet e petiscos. Disponível para encontros empresariais e confraternizações. Av. Juscelino Kubitschek de Oliveira, 332, Centro. Tel.: 3624-1334. à

Õ

Pousada e Restaurante La Luna. Pratos da culinária italiana caprichosamente preparados e servidos pelos proprietários na calorosa cozinha da Pousada La Luna. Abre para almoço, serve pizzas e caldos em ambiente aconchegante, tudo isso regado à vinhos, cervejas e música ao vivo. Veja mais em: facebook.com/lalunadelfim. Rua Marechal Deodoro, 40, Cen¯ à tro. Tel.: 3624-1310.

Õ

Restaurante Ninho da Águia. Abre todos os dias, servindo almoço e porções. Com comida caseira, disponibiliza também de algumas refeições a la carte. Investe em pratos que valorizam a culinária mineira e possui pratos como a Truta, peixe típico da região. Tudo isso em meio à paisagem da Serra da Mantiqueira. Frango caipira e leitoa devem ser solicitados com pelo menos uma hora de antecedência. Aceita Visa e Mastercard. Rod. Itajubá - Delfim Moreira, KM80.

Õ


53


Por Aqui, Por Ali

Restaurantes - Maria da Fé Restaurante Três Marias. Comida mineira no fogão à lenha. Macarronada, leitoa, saladas variadas, frango caipira e sobremesas caseiras. Av. José de Campos Sales, 151.

Õ

Restaurante Carioca. Oferece comida caseira, marmitex, prato feito, feijoada todas as sextas e sábados. Uma boa opção, com preço justo. Dom Bosco, 06, Centro.

Õ

Restaurantes - Piranguçu Restaurante Caipira Pé na Roça.Oferece deliciosa comida mineira feita no fogão à lenha e pizzas com bordas recheadas, assadas na fornalha. Tem como especialidade a leitoa à pururuca, o frango caipira e variados tipos de pratos quentes, saladas e sobremesas. Ambiente familiar, parquinho para as crianças, lago com pedalinho, loja de artesanato, espaço para eventos, estacionamento e atendimento de qualidade. Abre aos sábados, domingos e feriados. Estra¯ à da dos Antunes, Km2. Tel.: 3643-1115.

Õ

Pizzarias - Itajubá

(15 sabores na promoção). Rua Domiciano Costa Moreira, 350, Bairro Pinheirinho. Tel.: 3621-3213. à

Õ

Pizzaria Nápoli. Especializado em delivery e atende muito bem a quem quer saborear a pizza ali mesmo. Todos os sabores de pizza são excelentes, mas a Napolitana (com alho) é das melhores da cidade. Rua Primo Capelo, 10, Centro. Tel.: 3622-1415. à Skina da Pizza. Forno à lenha e os mais variados sabores de pizzas, entreguem em sua casa. Pizzas em promoção, como Alho, Calabresa, Mexicana, Presunto e Banana. Destaque para pizza de Bacalhau, Califórnia, Pêssego e Carne Moída. Rua Cel. Joaquim Francisco, 158, Bairro Varginha. Tel.: 3622-8011. à Toca da Nona. Restaurante e pizzaria com uma aura de cozinha italiana. Oferece pizza gigante, que rende 16 pedaços. Aos sábados, os pés de valsa da cidade se reúnem no salão do piso superior para dançar ao som dos melhores conjuntos musicais da região. Rua Eduardo Piquet, 78, Bairro São Vicente de Paulo. Tel.: 3621-1311. ¯ à

Õ

Varanda. Linda vista da cidade, impecável decoração, excelente atendimento e o sabor inigualável das pizzas e demais iguarias. Rua Comendador Antônio Rodrigues de Oliveira, 254, Bairro Cruzeiro. Tel.: 3621-4413. à

Kilogrego. A já tradicional pizzaria da Praça Adolfo Olinto, agora tem uma filial no Pinheirinho, com uma linda vista do bairro. O delivery também é uma ótima opção, com a promoção que dá uma Coca-Cola na compra de uma pizza grande

Vipão. Acaba de migrar da Av. BPS para o centro da cidade, mantendo a qualidade das pizzas (noite) e refeições (dia). Agora localizadoem um charmoso casarão, com salas amplas e arejada varanda. As novidades são o almoço de domingo e o chope Musa. Rua Dr. João de Azevedo, 85, centro. Tel.: 3621-3558. à

Õ

¯MÚSICA

AO VIVO

ÕDIA

àNOITE

Quer o seu estabelecimento ou o serviço que oferece retratados neste espaço? Envie sua nota gratuitamente. agencia.rumocomunicacao@gmail.com 54


55


Atrativos Culturais Espaço Cultural João Baptista Brito Praça Theodomiro Santiago, 104, Centro. Tel.: 3692-1808. De 2ª a 6ª, da 8h às 18h.

monneratesimoes.com.br

‘Poncovô’ em ITAJUBÁ

Casa Centenária Rua Cel. Rennó, 55, Centro. Tel.: 3622-5237. Igreja Matriz de Nossa Senhora da Soledade Praça Padre Paulo, 18, Centro. Museu Municipal Wenceslau Braz Praça Dr. João Braz, s/n, Boa Vista. De 2ª a 6ª feira, das 8 às 12h e das 14 às 17h.

Biblioteca Mauá Campus Prof. José Rodrigues Seabra Av. BPS, 1303, Pinheirinho. Telefax: 3629-1124.

Santuário de Nossa Senhora da Agonia Rua Projetada, s/nº, Nossa Senhora da Agonia. Tel.: 3623-2512. Todos os dias, das 7h às 21h.

Biblioteca Municipal Praça Theodomiro Santiago, 104, Centro. Tel.: 3692-1743.

Artesanato

Associação de Artesãos de Itajubá Praça Wenceslau Braz - Tel.: 3622-3646.

Imagem de Internet

Associação de Artesanato Artes da Terra Praça Getúlio Vargas - Tel.: 3621-7386.

Compras

Aventura Abrigo do Clube Montês Itajubense Pedra da Piedade, 1, Capituba. Tel.: 36225673. Cachoeira do Corredor Serra dos Toledos, km 3 - Serra dos Toledos. Corredeira do Rio Manso Estrada do Rio Manso, km 3.

Mercado Municipal Av. Paulo Chiaradia, Bairro São Vicente. De 2ª a 6ª feira, das 7h às 18h; sábados e domingos, das 7h às 12h.

Bibliotecas

Passeio

Biblioteca Infanto-Juvenil Bernardo Guimarães Praça Dr. José Braz, s/n, Morro Chic. Tel.: 3692-1801.

Serra da Pedra Aguda Estrada do Anhumas, Km 10, Anhumas (Visita Guiada).

56


‘Poncovô’ em MARIA DA FÉ

Atrativos Culturais

Aventura

Igreja Matriz Nossa Senhora de Lourdes Praça Nossa Senhora de Lourdes.

Cachoeira Véu de Noiva Estrada Velha de Itajubá - 4 km.

Arte e Design

Pico da Bandeira Acesso pelo bairro da Pedra Preta - 8 a 10 km do centro da cidade.

Ateliê Arte da Terra Av. Luiz Corrêa Cardoso, 96, Turquia. Tel.: 9161-2728. Ateliê Leonardo Bueno Trevo Maria da Fé - Cristina, 55. Tel.: 3662-1299. Ateliê JP Ecodesign Av. Dr. Silvestre Dias Ferraz, 474, Laje. Tels.: 4105-0717/8443-0039.

Estúdio Domingos Tótora Rua Darci Cardoso, 300. Tel.: 3662-1328. Oficina Gente de Fibra Rua Teodomiro Santiago, 160. Tel.: 3662-1702.

Arquivo GM

Casa do Artesão Mariense - Centro Cultural Praça Getúlio Vargas, 01, Centro. Tel.: 36621135.

‘Poncovô’ em DELFIM MOREIRA

Aventura

Associação de Artesãos da Fundação Roge Rua Clementino Batista da Cunha, s/n, Vargem. Tels.: 3624-1529/3624-1222.

Cachoeira Ninho da Águia Rod. MG 350, Km 79, Bairro Água Limpa. Tel.: 3621-2216.

Alquimia Rural Artesanato Rua Pres. Tancredo Neves, 135, Itagyba. Tels.: 3624-1391/9929-7615.

Arquivo GM

Artesanato

Atrativos Culturais Museu Histórico e Cultural de Delfim Moreira Agendamento de visitas: de 2ª a 6ª, das 8 às 11h e das 13 às 17h. Tel.: 3624-1288. Igreja Matriz de Nossa Senhora da Soledade Praça Sebastião Rodrigues Ferreira, s/nº, Centro. Tel.: 3624-1104. Todos os dias, das 7h às 19h30.

Cachoeira do Areião Rodovia Itajubá-Lorena BR459, Km 187. 57


Utilidades DDD 35 Itajubá Hospedagem a Hotel A Modelar Tel.: 3623-1466 a Hotel Amantykir Tel.: 3622-5252 a Hotel Bramig Tel.: 3623-5252 a Hotel Brasil Tel.: 3623-7800 / 3623-3430 a Hotel Centenário Tel.: 3622-1146 3622-1866 a Hotel Coroados Tel.: 3622-1977 a Hotel Embaixador Tel.: 3622-4646 a Hotel Oriente Tel.: 3623-5317 3623-4122 a Hotel Senzala Tel.: 3621-3267 a Itajubá Flat Tel.: 3622 -2210 a Novo Hotel Tel.: 3623-5422 a Palace Hotel Tel.: 3623-4500 a Poeta Flat Hotel Tel.: 3622-1932 a Real Hotel Tel.: 3623-1422 Empresas de Ônibus a Expresso Gardênia Tel.: 3623-5274 a Expresso Valônia Tel.: 3621-1414

a Viação Bel Tour Tel.: 3623-5377 a Viação Natércia Tel.: 3623-4274 a Viação Pássaro Marrom Tel.: 3623-5180 a Viação Santa Teresinha Tel.: 3623-5424 a Viação São José Tel.: 3623-5424 a Viação Transul Tel.: 3623-5377 Esportes e Turismo a Circuito Turístico Caminhos do Sul de Minas Tel.: 3621-1859 a iGama Turismo e Entretenimento Tel.: 8867-3562 a Primata - Escalada e Aventura Tel.: 3622 2481 a Triboo! Montanhismo Tel.: 3622-5673 Hospitais a Hospital Escola de Itajubá Tel.: 3629-7600 a Hospital Odontomed Tel.: 3621-2000 a Hospital Saúde Ceam Tel.: 3629-8000 a Santa Casa de Misericórdia Tel.: 3622-0011

a Unimed Itajubá Tel.: 3629-5304 Pontos de Táxi a Ponto Avenida Tel.: 3623-1975 a Ponto de Táxi 2 Tel.: 3623-4620 a Ponto de Táxi Mercado Municipal Tel.: 3622-0604 a Ponto de Táxi Praça Central Tel.: 3622-0597 a Ponto de Táxi da Rodoviária Tel.: (35) 3623-5369 Serviços Públicos a 4º Pelotão de Bombeiros Militar de Minas Gerais Tel.: 3692-1790 (Urgência: 193) a 33ª Delegacia Regional de Polícia Civil Tel.: 3623-5511 a Departamento de Defesa Civil de Itajubá Tel.: 3692-1802 (Urgência: 199) a Polícia Militar Tel.: 3623-1900 (Urgência: 190)

Maria da Fé Hospedagem a Hotel Colonial Gold Tel.: 3662-2032

Classificados Armarinhos Loja Nova. Armarinhos e aviamentos a partir de R$ 1,99. Av. Cel. Carneiro Jr., 150, Centro. Tel.: 36218303. Festas Crepe Suíço e Mini Pizza. Aceita encomendas. Fale com Cristina. Na Praça Getúlio Vargas ou Tel.: 8814-4544. 58

Sebos

Serviços

Toca do Zeu. Revistaria e Sebo de livros e discos. R. Prof. Cornélio de Faria, 126. Tel.: 8875-0207.

Desentupidor e encanador Vitor Bonafé. Rua Projetada C, 263. Tel.: 3622-3326

Vende-se Vende-se mini cama branca semi nova. R$ 200,00. Tratar pelo telefone 3622-5338 ou 9117-4101. Falar com Romilda.

Execução e renovação de PPRA, treinamentos, palestras, adequações conforme a NR e outros. Emilson Fernandes. Tels.: 8817-4825 (Oi), 91859364 (Tim), 3622-5974 (Res.)

a Sítio Arvoredo Tel.: 8424-9444 a Pousada Flor de Cerejeira Tel.: 9105-6892 a Pousada Maria da Fé Tel.: 3662-1411 a Pousada Vovó Pina Tel.: 3662-1753 a Pousada da Serra Tel.: 3662-1301 a Pousada JC Tel.: 3662-1361 a Hotel Dona Marta Tel.: 3662-1293

Delfim Moreira Hospedagem a Fazenda Boa Esperança 9927-6655 a Hotel Serra Bonita 3624-1456/3624-1561 a Pousada Fazenda Lageado - 3626-1110 / 3662-1316 a Pousada e Restaurante La Luna - 3624-1310 a Pousada Solar da Mantiqueira 9963-6677 a Rancho Wind Inn 9996-7894

Piranguçu Hospedagem a Pousadas e Cachoeira São Bernardo 8449-2008/9632-5068 a Pousada Verde Maratea 3643-1188/9820-1401


59


60