Guia da Mantiqueira - Itajubá e Região - Edição 05 - Agosto 2013

Page 1

ANO 01 | EDIÇÃO Nº 05 | AGOSTO 2013 DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

RESGATE CULTURAL

Museu Histórico e Cultural de Delfim Moreira abre as portas à comunidade

01


02


03


Sumário

Expediente

06 Conversa Franca

Banda Vinil Retro: o retorno da geração 80

08 Na Estrada

Natureza: o maior patrimônio de Piranguçu

12 Aqui Tem

Comida Mexicana: Burritos

14 Arte& Cultura

Um Prisma à Utopia é tema do FICA 2013

16 Almanaque 18 Capa

Museu de Delfim Moreira é inaugurado

20 Educação& Cursos

Guia da Mantiqueira é fonte de pesquisa em escola

ANO 01 | EDIÇÃO Nº 05 | AGOSTO 2013

Edição e Revisão Kelly Monteiro (MTB 06.447/MG) Alexander Carvalho (MTB 10.850/MG) Jornalistas Colaboradores Marianna Medeiros (MTB 16.807/MG) Marco Antônio Gonçalves (MTB 17.873/MG) Gustavo Cortez (MTB 12.858/MG)

22 Opinião

Fotografia Renato Olivas

24 Especial

Projeto Gráfico Andréa Aparecida Pereira e Bruna Ariane

28 Viver Bem

Editoração Eletrônica Andréa Aparecida Pereira

32 Moda& Decoração

Diretor Comercial Adilson Santos Tel.: (35) 9225-8832 adilson.guiadamantiqueira@ gmail.com

O Brasil e as músicas de protesto (ou a falta delas)

VI Festival de Inverno Arte e Design de Maria da Fé

Pilates: exercício para o corpo e para a mente

Charme e beleza para o homem

33 Garimpo

Dia dos Pais cheio de carinho!

34 Evento 15 mil pessoas prestigiam a Expo Delfim Moreira 36 Negócios

Consórcio chega ao mercado de decoração

38 Bichos & Cia

Vacine seu animal contra a Raiva!

40 Bares & Restaurantes

Barzim: o reduto do rock

42 Gastronomia

Delícias caseiras e requintadas

44 Sabor da Terra

Quiche de Pinhão

46 Por Aqui, Por Ali 56 ‘Poncovô’ em Itajubá 57 ‘Poncovô’ em Maria da Fé 57 ‘Poncovô’ em Delfim Moreira 58 Utilidades 58 Classificados 59 GPS 04

Impressão Gráfica Novo Mundo Rua Pedro Ribeiro Arantes, 1813, Vale dos Pinheiros. São Lourenço (MG) Tel.: 35 3339-3333 Foto de Capa: Geraldo Gomes da Silva /GuiadaMantiqueira /rumo.comunicacao www.guiadamantiqueira.inf.br As informações e imagens contidas nos anúncios são de total responsabilidade dos anunciantes. Todos os direitos reservados. A reprodução das matérias e das imagens somente será permitida se for previamente autorizada pela Rumo Comunicação Ltda., com crédito da fonte. Guia da Mantiqueira - Itajubá e Região é uma publicação da Rumo Comunicação Ltda.

Redação e Publicidade Tel.: (35) 3622-5338 / 3622-4818 agencia.rumocomunicacao@ gmail.com Baixe o leitor QR Code, posicione a câmera do seu celular, leia o código e saiba tudo o que acontece em Itajubá e região. Guia da Mantiqueira mais perto de você!


Editorial

Os sabores do Inverno Você sabia que em Itajubá tem comida mexicana? E que o brigadeiro pode ter diferentes sabores? Mais curioso ainda é que o pinhão, a semente da Araucária, é utilizado para incrementar vários pratos, além de fazer bem para a saúde. Deu para perceber que a edição de Agosto do Guia da Mantiqueira está ‘recheada’, não é? Utilizando os mais variados ingredientes, as criações da chef Duda Medrano, do Bella Vista Espaço Gastronômico, são de dar água na boca. É dela o Burritos 100% mineiro e itajubense, adaptado a partir do prato tradicional do México. Após muito estudar, ela testou ingredientes, a massa e até mesmo o tipo de forno e nasceu o Burritos, um prato para ser saboreado em todos os momentos. Nesta edição trazemos também a história do Brigadeiro, que hoje ganhou incríveis variações pelas mãos da chef Maria de Loudes Mancilha, a professora Lou. Tem brigadeiro até de milho verde,

de ameixa e de avelã. Em sequência a esta edição gastronômica, não deixe de fazer e saborear a Quiche de Pinhão, receita cedida pela chef Lou Tenório, do Restaurante e Pousada La Luna, de Delfim Moreira. Você descobrirá ainda que o pinhão é um importante aliado no combate a doenças cardiovasculares e também é considerado um poderoso antioxidante. Aproveite para checar o roteiro de bares, restaurantes e pizzarias na seção Por Aqui, Por Ali. A cada edição, novas opções para você comer bem e se divertir! Aproveite! Boa leitura! Kelly Monteiro Editora

Brigadeiro: versões gourmets da sobremesa com ingredientes que vão além do tradicional chocolate Imagem de Internet

05


Conversa Franca

Banda Vinil Retro: o retorno da

geração 80

Antônio Márcio Matos (voz e violão), Kiko Corrêa (bateria e vocal), Marcelo Balzi (baixo e vocal) e Evaristo Alckimin (guitarra e vocal) voltaram para agitar as noites da região com as músicas que marcaram os anos 1980. Quarteto da Vinil Retro Entrevista: Gustavo Cortez Fotos: Arquivo Pessoal

como nasceu a Vinil Retro?

Os amantes da geração musical dos anos 1980 podem comemorar. Quem curtiu as bandas itajubenses Miragem Som, Assassinato em Veneza e Cereal Killer poderá, em breve, conferir a apresentação oficial de parte dos músicos que fizeram sucesso em Itajubá e na região, pois eles se uniram para dar vida ao Vinil Retrô. Antônio Márcio Matos (voz e violão), Kiko Corrêa (bateria e vocal), Marcelo Balzi (baixo e vocal) e Evaristo Alckimin (guitarra e vocal) voltaram para agitar as noites da região com as músicas que marcaram os anos 1980. O repertório da banda está praticamente pronto com os maiores sucessos da década. Em uma entrevista bem descontraída, os músicos afirmam que o ‘destino’ sempre quis reuni-los, mas que este é momento dos quatro fazerem ‘o som’ juntos. Após terem suas histórias ligadas a bandas itajubenses da década de 1980, 06

Kiko: A ideia começou a partir de um encontro meu com o Antônio Márcio, há alguns meses, em um restaurante da cidade. Coincidentemente, estávamos em um show cover do Cazuza e Renato Russo. Começamos a conversar sobre o assunto, lembramos-nos do Marcelo e do Evaristo e combinamos de nos encontrar. O encontro foi em um bar (risos) e decidimos, de fato, montar a banda. Marcamos o primeiro ensaio; o Evaristo tem um estúdio montado na casa dele e já, de cara, saíram 15 músicas, acredito que pela experiência de todos e afinidade musical que temos. Mesmo sem ter se apresentado oficialmente, a Vinil Retro já chama a atenção das pessoas. Qual é a avaliação de vocês sobre esta repercussão? Antônio Márcio: Ficamos até um pouco assustados. Esperávamos, sim, que fosse haver repercussão, mas não como está


Conversa Franca tendo. O negócio está sério. O pessoal que viveu aquela época conosco está nos parabenizando e até a nova geração, que já ouviu falar das nossas antigas bandas, está curiosa para nos ver tocar. Para nos apresentarmos nos locais de encontro da juventude de hoje, como o Bar Cultural e Albatroz, só se for em festas temáticas dos anos 1980 mesmo. Mas tenho certeza que curtirão o nosso som. O repertório da banda é somente o som daquela época? Kiko: Sim. Vamos nos manter nessa linha até quando formos tocar músicas de bandas que estão na ativa até hoje, como Barão Vermelho e Paralamas do Sucesso. Vamos incluir no repertório somente as músicas que foram lançadas na década de 1980. Antônio Márcio: Tem que ser! Começamos na música naqueles anos e vivemos intensamente a época. Vimos o nascimento de bandas como Legião Urbana e Barão Vermelho; ‘perseguíamos’ os anos 1980. A Vinil Retro veio totalmente a calhar, porque agora está na moda o ‘revival’ total desta época. Em quais tipos de festas e o público que a banda quer atingir? Kiko: Com certeza tocaremos em festas temáticas e o foco principal são as pessoas que viveram os anos 1980, mas também podemos fazer shows para a nova geração quando solicitarem o nosso som em suas festas. Como está sendo a rotina de ensaios de vocês? Kiko: Ensaiamos todas as quartas-feiras, às 20 horas, na casa do Evaristo. É im-

pressionante o tanto de músicas que estamos conseguindo reunir para o nosso repertório. Tenho certeza que o público gostará do que virá nas apresentações. Como enxergam a questão cultural em Itajubá? O que mudou daquela época para os dias de hoje, no que se refere ao apoio cultural? Marcelo: Mesmo naquela época era difícil conseguir patrocínio e incentivos do Poder Público. Itajubá, na área cultural, possui bons artistas em todos os setores. O que falta para que eles deslanchem é o apoio da Prefeitura, o que nunca tivemos. Sempre batalhamos sozinhos. A ideia dos músicos de Itajubá sempre foi divulgar o trabalho para fora, porque aqui dentro da cidade não somos valorizados. Todos os patrocínios que já tivemos foram de empresas privadas. Insistimos porque gostamos mesmo de música. O que a Vinil Retro já fez de oficial até agora e como o público pode acompanhar os passos da banda? Kiko: Gravamos um clipe e um programa especial para o Canal 20, despertamos o interesse da mídia local e está sendo muito legal. Acredito que isso se deve ao ônus que cada um teve na época. Para divulgar nosso som estamos com a página no Facebook/Vinil Retro. É só acessar e ficar sabendo das novidades que estamos preparando. 07


Na Estrada

Natureza:

o maior patrimônio de Piranguçu

“Com pouco mais de 5 mil habitantes, Piranguçu é a cidade da grande pedra vermelha, como diz seu nome em tupi-guarani, e também é a cidade das cavalgadas, das cachoeiras, das trilhas e de uma natureza exuberante.” Piranguçu cercada por montanhas Reportagem: Marco Antônio Gonçalves Fotos: Geraldo Gomes

Uma colina, uma igreja no alto, montanhas ao fundo e uma cidade que cresceu em volta dessa igreja. É com este cenário bucólico, típico das pequenas cidades mineiras, que Piranguçu recebe os visitantes. Com pouco mais de 5 mil habitantes, Piranguçu é a cidade da grande pedra vermelha, como diz seu nome em tupi-guarani, e também é a cidade das cavalgadas, das cachoeiras, das trilhas e de uma natureza exuberante. Encravada no meio da Serra da Mantiqueira, na divisa com o Estado de São Paulo, Piranguçu tem altitude média de 907 metros e 50 anos de história como Município. Seu relevo atrai praticantes de esportes de aventura, como escaladores, pilotos de parapente e motociclistas off-road. Um dos eventos esportivos mais importantes é o Enduro ao Pé da Serra, realizado desde 2007, pela ONG Abutres da Mantiqueira. 08

Sem dúvida, a natureza é o maior patrimônio de Piranguçu. As belas paisagens atraem amantes da ecologia, contempladores e preservadores do meio ambiente. Entre as belezas naturais, destaca-se a represa da Vila Maria, conhecida também como Represa de São Bernardo, que fica na estrada que liga Itajubá a Campos do Jordão, no Km 28, em uma altitude de 1800 metros, entre a divisa dos Estados de Minas Gerais e São Paulo. A represa fica em uma região de clima frio, principalmente entre maio a agosto. A temperatura é propícia para o cultivo de hortênsias e azaléias, que quando florescem dão um colorido todo especial na Primavera da região. No Inverno, os dias são ensolarados e claros, longe da poluição das cidades, um céu azul intenso e, não raras às vezes, com geada pela madrugada. O acesso se faz por Itajubá, Piranguçu (28 quilômetros) ou por Campos do Jordão (29 quilômetros), por uma estrada de terra batida, não


09


Na Estrada

Matriz de Santo Antônio de Pádua: referência para a cidade

muito aconselhável em períodos muito chuvosos, com Araucárias e córregos cristalinos nas margens. O artesanato da cidade pode ser encontrado na Associação Piranguçuense de Artesanato, que apresenta a arte e o talento deste povo acolhedor em peças criativas e originais. O engenho construído em 1870, no Bairro Sobradinho, produz uma das melhores cachaças artesanais da região e um dos mais importantes produtos da cidade. A fé e as tradições estão presentes em suas festas, manifestações religiosas, culturais e em sua arquitetura, sendo a Matriz de Santo Antônio de Pádua sua maior referência. Quitutes e quitandas típicos do Sul de Minas enfeitam e enchem de sabores as mesas dos cafés. Hoje, a cidade é animada por festas, como o Torneio Leiteiro com gado de várias raças e a Exposição de Artesanato. Os bairros rurais são o que há de 10

mais charmoso na cidade. Uma das melhores dicas para quem passa pelas estradas rurais de Piranguçu é parar para conversar com os moradores da região. É certeza de uma boa prosa e de boas histórias. Restaurante Pé na Roça Estrada dos Antunes, km 2. Tel.: 3643-1115 Restaurante Delicado Rua João Antunes Siqueira, 373. Tel.: 3643-1253 Paróquia Santo Antônio de Pádua Tel.: 3643-1371 Pousada Verde Maratea Rodovia Itajubá-Piranguçu. Km 11. Tel.: 3643-1188 ONG Abutres da Mantiqueira www.abutresdamantiqueira.com.br


11


Aqui Tem

Comida Mexicana:

Burritos

“Aqui, o Burritos ganhou novas características, pois foi totalmente adaptado ao gosto mineiro por Duda.” Chef Duda Medrano e o Burritos, sua criação Reportagem: Kelly Monteiro Fotos: Renato Olivas

o Brasil, chegando a Itajubá pelas mãos da chef Duda Medrano, no Bella Vista Espaço Gastronômico. Aqui, o Burritos ganhou novas características, pois foi totalmente adaptado ao gosto mineiro por Duda. Diz-se que um dos pratos mais famosos da culinária mexicana, o Burritos, nasceu na época da Revolução (1910-1921), na cidade de Chihuahua. Um senhor chamado Juan Mendez vendia comida próximo ao Rio Bravo, que separa as fronteiras do México e dos Estados Unidos da América (EUA). Do lado americano, em El Paso, no bairro de Sunset Heights, moravam refugiados mexicanos que ‘encomendavam’ a Juan a comida de seu país. Para a comida não esfriar, ele teve a ideia de fazer enormes tortillas de trigo e rechear com arroz, feijão, carne etc., enrolando as tortillas e as colocando dentro de sacolas para mantê-las quentinhas. Eram tantos pedidos, que Juan decidiu comprar um burro, pois só assim conseguiria cruzar o Rio Bravo. As tortillas eram então transportadas pelo “burrito” e o sucesso foi tanto que mexicanos e gringos perguntavam pela comida do “burrito”. O invento de Juan Mendez cruzou a fronteira e conquistou o mundo, inclusive 12

Duda, que cursou Gastronomia no Senac em Campos do Jordão (SP) e na Escola Wilma Kövesi de Cozinha, em São Paulo, revela que foram cerca de três meses de experiência para chegar ao Burritos que ela queria: “Testei massa, recheios, como enrolar, assar, qual o melhor forno, pois o forno comum não é o ideal para o Burritos; o jeito adequado para abrir a massa, para cortar, a espessura certa, o tempero...”. Além disso, a chef precisou descobrir o que o mineiro gosta e passou a fazer as Noites Mexicanas. “Mineiro não gosta de pimenta e o Burritos original é apimentado. Nas Noites Mexicanas testo os meus pratos e vejo o que dá certo ou o que não dá”.

Variedade Os sabores do Burrito são os mais variados. Vão de filé ao alho à sugestão “Do Chef”, feito com berinjela,


Aqui Tem carne moída, molho pomodoro e mussarela. Há ainda os Burritos doces, muito apreciados. Mas, e o segredo do Burritos, Duda? “O segredo do Burritos é a Duda, como diz o Javier, meu marido”, se diverte. “Fico horas pensando, idealizo, coloco no papel... Todos os Burritos são acompanhados de salada e de um molho especial: este é o segredo! Dá um sabor azedinho, diferente”, diz a chef. A dica é: para entender o que realmente é o Burritos da Duda, só mesmo indo até lá para experimentar. Ela está sempre inserindo novidades no cardápio e adianta que está bolando o Bella Vista Fest Burguer, com vários tipos de pães e hambúrgueres. Temos que cozinhar com sentimento e a gastronomia procura por tendências. O que faz com que você seja um chef de cozinha reconhecido? É a sua criação, o seu amor e a sua dedi-

Prato cuidadosamente preparado

cação. E o dom. Estou atrás disso. O Burritos é 100% meu. Estou procurando chegar a isso com o hambúrguer também”. Vamos aguardar, pois o sucesso é certo! Bella Vista Espaço Gastronômico Aberto de segunda a quinta-feira, das 19 às 23 horas, e as sextas, sábados e domingos, das 19 horas a meia noite. Rua Pedro Bernardo Guimarães, 46, Centro. Itajubá. Tel.: 3622-2797.

13


Arte & Cultura

Um Prisma à Utopia é tema do

FICA 2013

“A utopia está lá no horizonte. Aproximo-me dois passos, ela se afasta dois passos. Caminho dez passos e o horizonte corre dez passos. Por mais que eu caminhe, jamais alcançarei. Para que serve a utopia? Serve para isso: para que eu não deixe de caminhar”.

Lançamento do FICA 2013 Reportagem: Marco Antônio Gonçalves Foto: Divulgação

Prepare-se, pois Itajubá mais uma vez irá colorir e respirar arte e cultura: o Festival Itajubense de Cultura e Arte (FICA), em sua terceira edição, será realizado de 11 a 15 de setembro. Com uma proposta inovadora e explorando vertentes variadas, o Festival apresenta o tema “Um Prisma à Utopia”. O coordenador do festival, Paulo Cezar Nunes Júnior, usa uma frase do escritor uruguaio Eduardo Galeano para explicar o tema: “A utopia está lá no ho- rizonte. Aproximo-me dois passos, ela se afasta dois passos. Caminho dez passos e o horizonte corre dez passos. Por mais que eu caminhe, jamais alcançarei. Para que serve a utopia? Serve para isso: para que eu não deixe de caminhar”. Neste sentido, o FICA 2013 se apresenta como um brinde a esta possibilidade. “Um prisma à utopia, para fazer com que possamos vislumbrar outros feixes de cores para iluminar a rotina, desnudar os li-mites do conser14

vadorismo e do não tem jeito”, frisa Paulo. O FICA 2013 está maior, mais bem estruturado quanto à equipe e à programação. 32 pessoas trabalham diretamente na organização do Festival, que conta ainda com produtores voluntários. Haverá novidades também na programação, pois o FICA 2013 trará o Palco Cabaré, o Palco do Improviso, Serestas em Centros de Idosos, além dos palcos que fizeram sucesso nas edições anteriores. O Festival é realizado pela Pró-Reitoria de Extensão e Cultura da Universidade Federal de Itajubá (Unifei) e todos os eventos são gratuitos. Festival Itajubense de Cultura e Arte (FICA 2013) www.ficaitajuba.com.br


15


Almanaque

Memória

Prédio onde nasceu o IEI Imagem de Internet

A Universidade Federal de Itajubá (Unifei) foi fundada em 1913 com o nome de Instituto Eletrotécnico e Mecânico de Itajubá (IEMI), por iniciativa de Theodomiro Carneiro Santiago. A primeira turma formou 16 engenheiros mecânicos-eletricistas, em 1917, ano em que o Instituto foi oficialmente reconhecido pelo Governo Federal. O curso tinha, na época, a duração de três anos, passando para cinco anos em 1936, ano em que foi reformulado para que se equiparasse ao curso da Escola Politécnica do Rio de Janeiro, passando a ser o curso de Engenharia Elétrica e o nome da escola foi modificado para Instituto Eletrotécnico de Itajubá (IEI).

Voce sabia... ... que reside em Itajubá um personagem de histórias em quadrinhos? Este ‘personagem’ é o professor Paulo Nogueira, ou melhor, o “Coruja” (símbolo da sabedoria), criado pelo cartunista Ziraldo em A Turma do Pererê, a primeira revista em quadrinhos ge- nuinamente brasileira. A revista já não existe, mas a Turma continua atuante em um seriado da TV Cultura e em álbuns periodicamente editados. Ziraldo deu aos animais da fauna brasileira os nomes de seus amigos, inclusive o “Prof. Nogueira”, que é como se chama a coruja das histórias.

Prof. Paulo Nogueira Foto: Renato Olivas

Tem uma história curiosa ou um fato histórico para contar? Você pode ser o autor desta página: agencia.rumocomunicacao@gmail.com 16


17


Capa

Museu de Delfim Moreira

é inaugurado

“Esta memória históricocultural pode agora ser mais bem estudada, estimulada e preservada neste que pretende ser um museu de referência para o sul do Estado e para a região do Vale do Rio Paraíba do Sul, em São Paulo.” Museu Histórico e Cultural de Delfim Moreira: patrimônio público Reportagem: Kelly Monteiro Colaboração: José Mucinho Fotos: Geraldo Gomes

O Museu Histórico e Cultural de Delfim Moreira está de portas abertas para receber você, que mora na cidade e na região, e também os turistas. Inaugurado em julho, a restauração e construção do Museu foi fruto de um projeto de iniciativa municipal, desenvolvido por meio das Secretarias de Educação e de Cultura e Turismo. Este projeto envolveu a comunidade, que disponibilizou peças históricas e contribuiu para o trabalho de pesquisa, também realizado por museólogos e por alunos do Ensino Fundamental. As transformações pelas quais passa Delfim Moreira, as manifestações artísticas, os novos meios e métodos de produção, tudo isso clamava por um espaço como o do Museu, de conhecimento, de expressão, de preservação e de visitação, que irá não apenas resgatar o passado de Delfim Moreira, como também preparar o desenho do futuro. Instalado com recursos provenientes do Edital Mais Mu18

seus, do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), do Ministério da Cultura, torna-se um novo marco da cidade. “Conheça, Preserve, Visite” será o seu lema.

Em ascensão Com mais de 300 anos de história, Delfim Moreira passou por vários ciclos econômicos e transformações sociais, fatos que legaram objetos, construções, costumes, elementos que remontam ao tempo da Estrada Real, do Brasil Império, e passam pelo auge da indústria do doce na região. Esta memória histórico-cultural pode agora ser mais bem estudada, estimulada e preservada neste que pretende ser um museu de referência para o sul do Estado e para a região do Vale do Rio Paraíba do Sul, em São Paulo. O município tem atraído a atenção da mídia e de investidores por vários aspectos, em es-


Capa pecial pela produção de orgânicos (frutas, hortaliças, óleos), pela qualidade de sua água, pelo clima tropical de altitude (verões suaves e invernos secos), que estimula o turismo mesmo na baixa estação, com passeios ecológicos a cachoeiras, fazendas, laticínios, pesqueiros etc. Na gastronomia, Delfim Moreira se destaca na oferta da tradicional comida mineira, ao pé do fogão a lenha, em pratos de cozinha internacional (alemã, italiana), na truta assada e nos pratos a base de pinhão. Muitas das receitas são heranças das famílias delfinenses, de antepassados indígenas e bandeirantes, transmitidas a gerações.

A exposição “Delfim no Coração da Mantiqueira”, do fotógrafo Geraldo Gomes, também pode ser apreciada no Museu Histórico e Cultural de Delfim Moreira, por tempo indeterminado. São fotos que mostram recantos do Município, a beleza da simplicidade de quem vive na Serra da Mantiqueira, no contato direto com a terra e seus elementos naturais.

Na área educacional, a Fundação ROGE, há mais de dez anos no município, também se destaca pelo ensino de excelência oferecido aos adolescentes e jovens do local. Outro destaque é o sucesso que vem alcançando os autores delfinenses. Por exemplo: Alex Sens Fuziy recebeu um importante prêmio do Governo do Estado para produzir seu primeiro romance. O estudante Luiz Augusto Guimarães, de apenas 14 anos, ganhou o primeiro lugar em um concurso de redação dos Correios e foi tema de selo comemorativo. Vários outros estudantes da Escola Estadual Marques de Sapucaí também receberam prêmios por seus textos. O escritor Paulo César Prince Ribeiro segue produzindo incansavelmente suas histórias, que ele mesmo ilustra, para crianças e adolescentes, e lança em breve, pela Editora Tanta Tinta, o livro “Ovídio e Merle - Aventuras na Pradaria”. Vera Giffoni, uma multiartista delfinense, havia publicado seu primeiro livro de poemas em 2013, porém uma tragédia abreviou seus muitos planos. A cidade guarda hoje sua memória e suas outras obras - Vera também pintava -, certamente farão parte deste Museu que agora surge. Museu Histórico e Cultural de Delfim Moreira Agendamento de Visitas: De segunda a sexta, das 8h às 11h e das 13h às 17h Telefone: 35 3624-1288 19


Educação & Cursos

Guia da Mantiqueira é fonte de pesquisa em escola

“Quando recebi essa revista em minhas mãos percebi que era o que eu estava procurando como fonte de pesquisa para transmitir nossa cultura e história. No Guia é possível saber sobre nossa gastronomia, com os bares e restaurantes, história, eventos, cursos etc..” Alunos conectados com outros jovens no exterior Reportagem: Alexander Carvalho Fotos: Divulgação

Dominar um segundo idioma no mundo globalizado é importantíssimo, porém não é nada fácil estimular o interesse dos alunos, principalmente pela pequena carga horária das aulas de Língua Inglesa na Rede Estadual de Ensino. Diante disto, a professora Vanda Gomes da Silva, da Escola Estadual Barão do Rio Branco, criou o projeto Intercâmbio Cultural - Conectando Culturas. Segundo a professora, o projeto tem por objetivo desenvolver as habilidades necessárias para que o aluno lide com situações práticas do uso do Inglês, tendo em vista sua competência comunicativa, tanto na modalidade oral quanto na escrita. A ferramenta para o projeto a professora encontrou na Internet. Trata-se do site www.epals.com, utilizado por mais de 500 mil escolas do mundo inteiro. Ainda assim a ideia da professora Vanda é pioneira, pois no Brasil apenas 15 es20

colas públicas são cadastradas no site. Por meio do Epals os alunos do primeiro ano do Ensino Médio da E.E. Barão do Rio Branco podem trocar textos de apresentação pessoal e de informação a respeito de diferentes aspectos do local onde vivem, por e-mail. A professora vai ainda mais além ao solicitar aos alunos, par ao segundo semestre letivo, que elaborem um folder com informações sobre Itajubá e microrregião. Em sua busca por fontes de pesquisa ela encontrou o Guia da Mantiqueira, que será utilizado para retirar informações necessárias para o projeto. “Quando recebi essa revista em minhas mãos percebi que era o que eu estava procurando como fonte de pesquisa para transmitir nossa cultura e história. No Guia é possível saber sobre nossa gastronomia, com os bares e restaurantes, história, eventos, cursos etc.”, afirma. Vanda relata que, por meio


Educação & Cursos do projeto, alunos de países como Índia, Estados Unidos da América (EUA) e Canadá estão conhecendo um pouco mais sobre a nossa cultura e ao mesmo tempo, informando aos alunos daqui sobre a cultura de lá. “Há a constante significação e reconstrução do próprio aprendizado e ao entrar em contato com outras formas de perceber o mundo, o estudante pode contrapor as diferenças culturais e passar a questionar-se sobre os próprios valores e crenças, compreendendo melhor a si mesmo e ao mundo a sua volta”, comenta. O projeto também trabalha outras disciplinas, que são exigidas no momento dos alunos criarem os e-mails para enviar para os colegas estrangeiros. “Repasso para os outros professores o que estou trabalhando, principalmente os professores de História e Geografia, que em suas aulas reforçam e aprofundam o

conteúdo sobre a região onde estão as escolas com as quais estamos nos comunicando”, revela a professora. A educadora conta ainda que apesar do projeto acontecer no 1º primeiro Colegial, há alunos no 2º Colegial que fizeram amizade via redes sociais com os alunos das escolas estrangeiras e se comunicam em Inglês até hoje. O projeto foi um dos cinco selecionados para participar do I Congresso de Práticas Educacionais da Rede Pública de Ensino do Estado de Minas Gerais, organizado pela Escola Magistra. “Pude divulgá-lo e muitos colegas da área de Língua Inglesa quiseram saber mais a respeito”, conclui.

21


Opinião

O Brasil e as músicas de protesto

(ou a falta delas)

O Brasil viu, nos últimos meses, o povo sair às ruas buscando melhores condições de vida, bradando contra a corrupção, contra tudo e contra todos. Movimentos assim não aconteciam no País desde 1992, quando os caras-pintadas ajudaram a derrubar Collor do poder. O Brasil se acostumou a ver protestos durante a ditadura e na campanha das Diretas, que pedia a volta à democracia. Estes movimentos sempre tiveram músicas populares que os marcaram. Artistas jovens compunham hinos que eram levados às ruas e cantados a plenos pulmões pelos ativistas. Mas, e hoje? Que música seria cantada nas ruas? Que artista jovem representaria este movimento? Durante a ditadura surgiram músicas que se tornaram clássicas canções de protesto, como “Para não dizer que não falei das flores” de Geraldo Vandré, que até hoje é símbolo de resistência. Chico Buarque é autor de diversas músicas usadas para protestar, como “Apesar de Você” e “Roda-Viva”. Chico virou um marco contra a ditadura, mesmo que não assuma este rótulo. Quando o povo foi às ruas, a partir de 1984, no movimento das “Diretas Já”, o rock estava dominando as rádios e a televisão brasileira. Logo, um dos maiores hinos do movimento veio de uma banda de rock paulistana que dizia que “a gente somos inútil”. A música do Ultraje a Rigor virou um dos símbolos do movimento e teve seu papel no imenso movimento que tomou as ruas do Brasil. No mesmo movimento, vários cantores estavam engajados e Fafá de Belém, cantando Coração de Estudante, de Milton Nascimento e Wagner Tiso, foi consagrada como a “Musa das Diretas”. É claro que nas Diretas Já, músicas como as de Vandré e Chico foram lembradas. Entretanto, neste período, bandas de rock surgiam para dar um tom novo e um ar mais jovial ao 22

“Mas, e hoje? Que música seria cantada nas ruas? Que artista jovem representaria este movimento?“ Por Marco Antônio Gonçalves

movimento. Barão Vermelho e Legião Urbana representam bem o período, muito embora não tenham participado diretamente do movimento. No dia em que Tancredo foi eleito para a presidência, tinha início o primeiro Rock in Rio e Cazuza subia ao palco enrolado em uma bandeira do Brasil e dizia que o Brasil precisava mostrar a sua cara. No início dos anos 1990, estas caras foram pintadas de verde e amarelo pedindo o impeachment de Collor. Aí, apareceu “Zé Ninguém”, do Biquíni Cavadão. “Eu sou do povo, eu sou um Zé Ninguém, aqui embaixo as leis são diferentes” cantavam os jovens nas ruas. Hoje, nas ruas não se canta uma música atual, simplesmente porque não se tem nada no cenário musical de hoje que fique na memória e na história. A música que faz sucesso no Brasil hoje é altamente comercial e artistas são preparados para fazer sucesso. Tudo muito efêmero. Algo que surgisse dizendo representar o movimento seria puramente por oportunismo e certamente de péssima qualidade. Os gritos de torcida de futebol e uma ou outra música antiga foram cantados nas ruas, mas o povo não ouviu algo novo. Os professores de história não poderão ligar o movimento a uma canção como hoje se faz nas salas de aula. O que resta ao povo é torcer para que o País melhore e isso se aplica também à música.


23


Especial

VI Festival de Inverno Arte e Design

de Maria da Fé

Turistas desfrutaram de momentos agradáveis e puderam conhecer a arte dos designers e artesãos locais.

Artesanato: destaque no Festival de Inverno Reportagem e Fotos: Kelly Monteiro

Mais uma vez, o Festival de Inverno de Maria da Fé atraiu centenas de visitantes durante os dois finais de semana de Julho em que foi realizado. Turistas desfrutaram de momentos agradáveis e puderam conhecer a arte dos designers e artesãos locais. Entre os pontos altos do evento estão os shows musicais, caprichosamente organizados pela Agência Planet Pepper: João Lúcio e Banda, Fernando Amarante, Blues Corporation e Banda Trip foram algumas das atrações, além do 2º Encontro de Corais Vozes da Montanha. A gastronomia local também se destacou, em especial a Comida di Buteco e os Burritos servidos pelo Bella Vista Espaço Gastronômico, as delícias do Café com Prosa, a Goiabada Gourmet, a batata assada e os caldos da Maria Lanches e o bobó de camarão e o caldinho de feijão servidos por Breno e Paula Simões no estande do Guia da Mantiqueira e da Planet Pepper. 24

Parceiros comerciais se uniram ao Guia e à Planet neste desafio e colaboraram para que os seis dias do Festival fossem um sucesso. Nossos agradecimentos à Attual Móveis e Decorações, City Shoes, Arooma, Minasul, Rbitencourt, Buteko’s Burguer e Grill, Five Stars, Queijaria do Mário, Oficina da Malha, Dra. Paula Simões Ortodontista, Pousada La Luna e Pousada Flor de Cerejeira. Confiram alguns dos melhores momentos do Festival de Inverno Arte e Design de Maria da Fé.

Graciele Rezende, proprietária da Arooma, também prestigiou o estande e o evento


Especial

A primeira dama, Ana Paula, e o prefeito Adilson dos Santos

Bruno Mendes, sócio-proprietário da Attual Móveis e Decorações, entrega o brinde à sorteada, Amanda Lopes, da Cooperativa Gente de Fibra

O design Leonardo Bueno em um momento de descanso no estande do Guia e da Planet

A chef Duda Medrano estreia no Festival 25


Especial

Prefeitura de Maria da Fé

Música ao vivo no estande do Guia e da Planet: visitação constante

26

O pró-reitor de Cultura e Extensão da Unifei, Wanderlei Marangon, sua esposa, Luciana Alvim Scianni e Rafael, ao lado da amiga Sophia, também prestigiaram o evento

Ciclistas vencedores da 1ª Maratona de Mountain Bike de Maria da Fé

Rita, proprietária da Rbitencourt, com sua equipe: apoio e sucesso com as almofadas de personagens

2º Encontro de Corais Vozes da Mantiqueira reuniu coros de várias cidades da região

Cida levou o nome da Maria Flor Pijamas ao Festival de Inverno


27


Viver Bem

Pilates:

exercício para o corpo e para a mente

“O Pilates sofreu influência do Yoga, das artes marciais e até do estudo do movimento dos animais. Foi trazido para o Brasil em meados da década de 1990 e está se popularizando cada vez mais”.

Pilates favorece a saúde e a beleza Reportagem: Mariana Medeiros Fotos: Renato Olivas

Fortalecimento muscular, alongamento, aumento da capacidade pulmonar e realinhamento postural. Estes são apenas alguns dos benefícios que o Pilates proporciona. Não é por acaso que o método é considerado uma atividade física completa, que trabalha a saúde como um todo. A técnica foi concebida por Joseph Pilates durante a Primeira Guerra Mundial e tem como base a ideia de que é a mente que esculpe o corpo. O Pilates sofreu influência do Yoga, das artes marciais e até do estudo do movimento dos animais. Foi trazido para o Brasil em meados da década de 1990 e está se popularizando cada vez mais. Os exercícios são realizados de forma suave, precisa e com poucas repetições. A intenção é estimular a concentração, trabalhar a respiração e desenvolver a consciência e o equilíbrio corporal. 28

De acordo com a fisioterapeuta Juliana Leuba, existem seis princípios básicos que devem ser trabalhados em todas as aulas: concentração, respiração, alinhamento corporal, controle do centro de força (powerhouse), eficiência e fluidez. É por isso que os movimentos são leves e lentos, pois mais vale um exercício executado de maneira correta do que muitas repetições erradas. Além disso, o corpo é trabalhado no ritmo da respiração, favorecendo assim a ventilação pulmonar. “As pessoas costumam associar alguns exercícios aos passos do balé, pois os movimentos são elegantes e graciosos”, conta Juliana.

O método Com tantos benefícios, talvez fique a sensação de que a técnica é de difícil execução. Ao entrar em uma sala em que estão os aparelhos utilizados em uma


Viver Bem aula, a impressão é mesmo de que atravessamos uma máquina do tempo e estamos na Idade Média, em uma câmara de tortura! No entanto, o medo desaparece logo no início. De fato, a aula é agradável e individualizada. Com um vasto repertório de exercícios, a fisioterapeuta consegue preparar uma série de acordo com as necessidades e as predisposições físicas de cada paciente. Sendo assim, não existem muitas restrições a respeito de quem deve aderir ao método. Qualquer pessoa, a partir dos oito anos de idade, pode praticar. Juliana faz apenas uma observação sobre mulheres grávidas: “Só atendo se a gestante já for minha paciente, porque eu já conheço o corpo dela”.

no Estúdio de Pilates, onde Juliana atende. A técnica auxilia em quadros de dores nas costas e problemas com a postura, em razão do fortalecimento muscular. Também ajuda a perder medidas (não necessariamente com emagrecimento) e delinear o corpo. Desse modo, quem pratica Pilates consegue um grande aliado no combate ao estresse e ao sedentarismo. Com os músculos mais fortes, o corpo fica alinhado e a postura, correta. Mais do que estéticos, os ganhos são para a saúde do indivíduo.

Além disso, existem casos em que o Pilates é recomendação médica. Inclusive, este é o motivo de mais procura

Estúdio de Pilates Juliana Renó Leuba Av. Henriqueto Cardinali, 611, Varginha. Itajubá. Tel.: 8861-0329

Exercícios desenvolvem o equilíbrio corporal 29


30


31


Moda & Decoração

Charme e beleza para o

homem

Está chegando o Dia dos Pais, 11 de agosto, e você já comprou o presente do seu grande herói? Pois uma dica bacana para a ocasião é investir em roupas, seja seu pai moderno ou clássico. Tons azuis: sempre presentes no guarda-roupa masculino Reportagem: Alexander Carvalho Fotos: Renato Olivas

A tendência nesta meia estação finalzinho do Inverno e próximo da Primavera, pede roupas confortáveis e tecidos já nem tão pesados. As cores mais vistas nos desfiles de moda foram os cinzas, azuis e castanhos dos mais variados tons, e o clássico preto e branco, que nunca perde a majestade. As estampas geométricas também vieram para ficar e dão um toque especial ao figurino masculino, assim como os xadrezes. Na boutique Parthenon (templo feminino, dedicado à Deusa Athena), você encontra roupas masculinas para compor os mais diferentes estilos. Greycielle R. S. Carvalho Vallin, proprietária da loja, indica as bermudas coloridas e xadrezes, as camisas estampadas e pólo e de meia malha lisas e listradas. Ela avisa que os preços estão convidativos também para os Jeans, sempre uma boa opção de presente. Visite a Pathernon: lá você encontra ainda qualidade, bom atendimento, compromisso, tendências, dedicação, bom preço, bom gosto e um brilho especial para o estilo de cada pai. 32

Tênis: boa opção de presente

Xadrez é destaque na moda Outono-Inverno 2013

Greycielle: qualidade e bom gosto na butique Parthenon


Garimpo

Dia dos Pais cheio de carinho! Faça um agrado ao seu melhor amigo e escolha um super presente para ele. Confira as dicas!

Violão V og Nylon o ga u de Aç o. R$ 165,0 0 Convics à vista. om Major B . R. elo Lisb oa, 313, Ce ntr 3622-75 o. Tel.: 49.

Kit m R$ 6 as 8 edo, ,00. Aroo culino pó s 400, m Centr a. R. Dr -barba. . Joã o. Te o l.: 36 22-7 de 828. Porta-retratos digital Lelong. R$ 169,00. Raquel Recargas. R. Major Belo Lisboa, 350, Centro. Galeria Dimicenter, Loja 4. Tel.: 3622-6074. Azev

58,00. culino. R$ Pijama Mas Pres. . R Pijamas. Maria Flor . o tr en 109, C Roosevelt, . 4 17 Tel.: 3622-4

io

d ,00. Stu . R$ 35 ody a is m a C B too and Mell Ta R. Francisco g. Piercin 0, Centro. li, 8 e s s a M 5. 05-104 4 Tel.: 1

Bandeja de sofá. R$ 90,00. Attual Móveis e Decorações. R. Dr. Henriqueto Cardinali, 321, Varginha. Tel.: 3621-7993. 33


Evento

15 mil pessoas prestigiam a

Expo Delfim Moreira

Evento movimentou a economia local e atraindo investidores da área agropecuária, de turismo e cultura.

Autoridades presentes na abertura da Expo Reportagem: Kelly Monteiro Fotos: Divulgação

A Expo Delfim Moreira, evento do qual fizeram parte a XXIV Exposição Agropecuária, Cultural e Artesanal, a XXX Exposição de Equinos e o XXX Torneio Leiteiro, reuniu mais de 15 mil pessoas no Parque de Exposições Cica, movimentando a economia local e atraindo investidores da área agropecuária, de turismo e cultura. Além da área de alimentação, dos estandes de artesanato e da área vip, a Expo trouxe para a população delfinense e das cidades vizinhas diversos shows como o do comediante Antônio Prado, da TV Aparecida, e da Orquestra da ESA, de Poços de Caldas. O Grupo Rhaas também levou muita gente ao Parque de Exposições, assim como a cantora Paula Fernandes. O representante do Governador de Minas Gerais, Antônio Augusto Junho Anastasia, prestigiou o evento, ao lado do prefeito de Delfim Moreira, José Fernando Coura Vice-Prefeito, vice-prefeito 34

e secretário de Cultura e Turismo, Túlio Godoy Santos Azevedo, prefeito de Marmelópolis, Antônio Carlos Lacerda Ribeiro, prefeito de Piranguinho, Antônio Carlos Silva, prefeito de Pedralva, Joel Silva; além de representantes de deputados.

Estande da Fundação Roge presente no evento

Praça de alimentação lotada todas as noites


Igor Dias

Edvaldo Carniati

Evento

Parque lotado no show do Grupo Rhaas.

Paula Fernandes se apresenta em na Expo Delfim Moreira

35


Negócios

Consórcio chega ao mercado de

decoração

“Para ingressar no consórcio basta que o cliente passe os dados pessoais e pague a primeira parcela. Após o cliente ser sorteado é feito um contrato para formalizar a venda.” Sala de estar com muito glamour e sofisticação Reportagem: Alexander Carvalho Foto: Arquivo Attual Móveis e Decoração

Moradias requerem, cada vez mais, conforto e principalmente funcionalidade. Para deixar a sua casa ou apartamento com estilo e bem decorados, a novidade é o consórcio criado pela Attual Móveis e Decoração: por meio dele, é possível adquirir objetos de decoração vendidos na loja e até mesmo aquele tão sonhado móvel para o quarto, sala ou cozinha. Bruno Mendes, sócio proprietário da Attual, relata que cada grupo de consórcio é formado por dez pessoas que pagam por cotas no valor de R$ 50,00. Cada cliente pode adquirir uma ou mais cotas. Assim, adquirindo uma cota, a compra será no valor de R$ 500,00. Ao pagar por duas cotas, o cliente terá direito a R$ 1.000,00 e assim sucessivamente. Os sorteios são mensais e atualmente a loja possui quatro grupos formados. Para ingressar no consórcio basta que o cliente passe os dados pessoais e pague a primeira parcela. Após ser contemplado é feito um contrato para formalizar a venda. 36

“É uma maneira de dividir uma venda em 10 vezes sem precisar de aprovação de banco, ou seja, é mais informal. É também uma forma estratégica de trazer o cliente para a loja. Sempre que ele vem pagar acaba vendo nossas novidades e comprando mais”, revela Bruno. Quem já está participando do consórcio, amigos e clientes fazem a divulgação e ajudam a aumentar o número de participantes. Segundo Bruno, outro fator importante são os arquitetos que utilizam as peças de decoração e os móveis da Attual em seus projetos. “Muitos trazem os clientes para escolherem juntos. Há ainda várias pessoas que não são profissionais, mas gostam de decorar ambientes de residências de amigos e parentes, que também são grandes parceiros”, afirma.

Tendências Para quem quer criar ambientes bonitos em casa e não tem muito jeito e tampouco recursos para contratar um decorador, não há problema. As vendedoras da At-


Negócios tual têm conhecimento de decoração e há um programa de computador pelo qual é possível montar o ambiente que o cliente tem em casa, em 3D. O cliente pode visualizar como ficará o cômodo com os novos objetos. Se a pessoa preferir receber o vendedor em sua casa para que ele dê as dicas, também basta agendar. Outro diferencial é que quem irá se casar pode fazer a lista de presentes na Attual. A vantagem é que o presente pode ser comprado por meio do consórcio, bastando combinar com os noivos que o mesmo será entregue quando o consorciado for sorteado. Há também o sistema de cotas para a lista de presentes, em que se divide o valor do presente e várias pessoas, convidados dos noivos, pagam. Após o

casamento os noivos podem completar o valor dos presentes que não foram pagos integralmente ou então utilizar os valores recebidos em forma de vale-presentes para trocar por outras peças. Para mais informações e para aderir ao consórcio, passe na Attual e sinta-se em casa! Pois Bruno e Artur, assim como todos os funcionários, recebem sempre com simpatia e muita atenção! Attual Móveis e Decoração Rua Dr. Henriqueto Cardinali, 321, Varginha. Tel.: 3621-7993 Ápice Móveis Planejados Rua Dr. Henriqueto Cardinali, 353, Varginha. Tel.: 3622-0707

37


Bichos & Cia.

Vacine seu animal contra a

Raiva!

“A vacina antirrábica tem duração de apenas um ano e, por isso, os proprietários de animais não devem se descuidar. É preciso ficar sempre atento às campanhas realizadas pelas prefeituras e buscar informações com um veterinário de confiança”. Proprietário responsável não deixa de vacinar seu cães ou gatos Reportagem: Gustavo Cortez Foto: Divulgação

alizadas pelas prefeituras e buscar informações com um veterinário de confiança. A Raiva não tem cura e é uma zoonose, ou seja, uma doença transmitida do animal para o ser humano e vice-versa. Por isso, o veterinário Antônio Luiz de Oliveira Brandão Pereira, mais conhecido como ‘Tonhão’, que atende na Pelos & Penas Marcão Rações, localizada no Mercado Municipal de Itajubá, alerta que todos os cães e gatos devem ser vacinados, assim como todos os animais de sangue quente, entre eles eqüinos e bovinos. O veterinário enfatiza que a imunização é a única forma de proteção contra vários tipos de doenças. A raiva se dá pela entrada do vírus contido na saliva do animal infectado tanto pela mordida quanto pelo arranhão ou até mesmo a lambida de mucosas ou feridas. “Tanto faz o contágio do animal para o homem ou vice-versa, o perigo é o mesmo”, alerta o veterinário. A vacina antirrábica tem duração de apenas um ano e, por isso, os proprietários de animais não devem se descuidar. É preciso ficar sempre atento às campanhas re38

Para eqüinos e bovinos, Antônio recomenda a vacinação duas vezes ao ano, principalmente em regiões endêmicas, onde existe grande incidência de morcegos. “É importante lembrar que a vacinação é um ato de amor do dono para com seu animal e do dono para com a sua família. Por isso, em casos de mordidas e arranhões de animais é necessário procurar um médico”, enfatiza. A vacinação antirrábica é feita pelo veterinário na Casa de Aves Marcão por meio de agendamento e também em parceria com o Vet Móvel, em atendimento domiciliar.

Vacinação gratuita A Prefeitura Municipal de Itajubá, por meio da Vigilância Sanitária, realizará a vacinação gratuita de cães e gatos até o dia 30 de agosto. Na Zona Urbana, haverá vacinação em 37 bairros, sendo


Bichos & Cia. que nos maiores haverá mais de um ponto, data e horário de vacinação, totalizando 67 locais. A vacinação também será realizada em 26 bairros da Zona Rural, que servirão de referência para outras comunidades menores. Informações sobre os locais e horários da vacinação podem ser conferidos no site da www.itajuba.mg.gov.br.

Mês do ‘cachorro louco’ Crenças e acontecimentos históricos estão ligados a possíveis explicações para que o mês de Agosto seja conhecido como o mês do ‘cachorro louco’. No que diz respeito a acontecimentos históricos, a Primeira Guerra Mundial começou no dia 1º de agosto de 1914 e as cidades de Hiroshima e Nagasaki foram atacadas pe-

los norte-americanos com bombas atômicas nos dias 6 e 9 de agosto de 1945. Vale ressaltar também que Adolf Hitler se tornou chefe de estado no dia 2 de agosto de 1934. Outra interpretação dada ao termo é que no mês de Agosto a concentração de cadelas no cio aumenta bastante devido às condições climáticas, por isso, os cachorros ficam loucos e brigam para conquistar a fêmea. Enfim, são tantas as possíveis explicações para o termo que fazem de Agosto um mês carregado de superstição e magia! Pelos e Penas - Marcão Rações Mercado Municipal, Box 03 - Bairro São Vicente. Itajubá. Tel.: 3622-3012.

39


Bares & Restaurantes

Barzim:

o reduto do rock

“O nome passa uma mensagem subliminar, pois sempre que alguém disser que está indo para um ‘barzinho’, acabará lembrando do ‘Barzim’”. Bandas se apresentam no Barzim e animam os clientes Reportagem: Alexander Carvalho Foto: Charlie Curcio

Um bar para quem gosta de bar: é assim que o proprietário Charlie Curcio define o Barzim. Sim, pode ser que o local seja simples como ele diz, mas não é nada comum. Como funciona em uma casa, proporciona uma aura mais intimista, quase que como um clube. O nome passa uma mensagem subliminar, pois sempre que alguém disser que está indo para um ‘barzinho’, acabará lembrando do ‘Barzim’. “É também um nome mineiro e nós estamos em Minas; eu me criei aqui e minha esposa Tatiane, é mineira”, diz. O estilo musical do local não poderia ser outro: é Rock e Blues, pois tanto Tatiane como Charlie são músicos e tiveram bandas por muito tempo. O horário de funcionamento do bar reflete os costumes dos músicos, que trabalham na noite, por isso nem perca seu tempo indo para lá antes das 18h, pois só abrem a partir deste horário e daí por diante até quando tiver clientes estará aberto. A decoração remete a uma pegada 40

Rock’n roll e, segundo Charlie, quem vai ao Barzim com frequência percebe as mudanças: iluminação intimista, mesa de bilhar e a fachada, que foi patrocinada pela Heineken, com as cores da cerveja, e luminoso.

A música Sexta-feira e sábado são noites de música ao vivo. Além dos músicos e das ‘canjas’, quem tem interesse em tocar por lá acaba pedindo para mostrar o trabalho no intervalo. “Assim, revelamos alguns talentos que já estão tocando em outros lugares por aí. Geramos emprego, pois a maioria dos músicos que tocam no Barzim são estudantes, e o que ganham os ajuda a pagar aluguel e outras despesas que têm na cidade”, revela Charlie. Outra característica do Barzim é a variedade de cervejas, como Brahma e Skol; Heineken de 600 ml, a mais vendida e exclusiva do bar; Serramalte, Budweiser, Teresópolis e Kraemerfass, fabricada em Delfim Moreira.


Bares & Restaurantes Entre as demais bebidas, o carro chefe é o whisky Jack Daniel’s. “O Jack está muito ligado aos grandes artistas do Rock, que tomam a bebida misturada com Coca Cola”, afirma Charlie. Os drinks, também criações do Barzim, surgiram em uma festa Anos 80 que aconteceu bem no início, como o Blood Jason (Sexta-feira 13), Tropical, Caipicafé, Amarula Caseira, entre outras. “Trabalhamos com um vinho que vem direto do Rio Grande de Sul, temos também uma catuaba especial só encontrada aqui”, relata o proprietário.

O que comer? O origem libanesa de Tatiane misturada com a ‘mineires’ deu origem a um cardápio diferenciado. Além da tradicional fritas, torresmo e outras porções, o Barzim oferece

espetinhos variados, porção de bacon e um delicioso sanduíche de pão sírio. Com um ano de vida completado em maio, Charlie diz que tem muito a comemorar. “Hoje o Barzim é mais um bar dentro da rota dos melhores bares da cidade. Consideramos a maior conquista ter aqui colegas donos de bar”, declara. O aniversário do Barzim foi comemorado em grande estilo no DA Unifei, com um evento que reuniu, entre clientes e amigos, cerca de 1.200 pessoas. Barzim Aberto de segunda-feira a sábado e eventualmente aos domingos. Rua Pereira Cabral, 74, Centro. Itajubá. Tel.: 9186-7034

41


Gastronomia

Delícias

caseiras e requintadas

“Votem no brigadeiro, que é bonito e solteiro”. Brigadeiros dos mais variados sabores Reportagem: Mariana Medeiros Fotos: Arquivo Pessoal

Do tradicional ao gourmet

O brigadeiro é o doce predileto da maioria dos brasileiros. Com uma receita simples, a iguaria agrada até os gostos mais exigentes. Basicamente, a combinação de leite condensado, chocolate e manteiga em uma panela a fogo baixo já é capaz de produzir resultados gastronômicos significativos. A origem da sobremesa é curiosa. Em 1945, o Brasil encontrava-se em período eleitoral para a sucessão presidencial. Os dois principais candidatos eram o general Eurico Gaspar Dutra e o brigadeiro Eduardo Gomes. Em uma estratégia de marketing pessoal, Gomes criou o slogan “Votem no brigadeiro, que é bonito e solteiro”. Para agradar ao “galã” e angariar fundos para a campanha, as moças da época faziam o doce e o vendiam como “o doce preferido do brigadeiro”. Gomes não ganhou as eleições, mas o doce certamente conquistou o coração das pessoas. 42

Atualmente, é possível encontrar versões gourmets da sobremesa, com a utilização de ingredientes que vão muito além do tradicional. A chef e também professora de português e inglês, Maria de Lourdes Mancilha Nunes Matos é a criadora da marca itajubense “Brigadeiros DaLou”, que comercializa mais de 30 sabores do doce. Ela conta que disponibiliza desde os habituais: chocolate, chocolate branco e meio amargo, até alguns mais exóticos e sofisticados como brigadeiros de milho verde, Romeu e Julieta (goiabada com queijo), avelã, ameixa preta, entre outros. “Havia a impressão de que

Embalagem especial para presentear


Gastronomia brigadeiro era doce de festa de criança e hoje já não é mais assim. A ideia não é essa. Virou algo mais requintado”, afirma. Com o intuito de fornecer ao consumidor uma sobremesa simples, porém refinada, a chef capricha tanto na receita quanto na forma de apresentação. Os produtos podem vir enrolados, em caixas e até mesmo em um recipiente especial, para ser comido utilizando-se uma colher. Tudo depende do gosto do freguês. Além disso, Maria de Lourdes não abre mão da qualidade. Prepara ela mesma todas as receitas e faz questão de servi-las frescas, com no máximo um dia de preparo. “O bom brigadeiro é aquele que se come no dia em que foi feito”, salienta.

Sucesso que começou em família Tanto zelo, às vezes, significa trabalho extra. Diretora de ensino do Colégio XIX de Março, além de professora de português na mesma escola e de inglês no Projeto Línguas, Lou precisou aprender a dividir seu tempo entre as duas paixões: lecionar e cozinhar. Tudo começou em reuniões de família, ocasiões em que a professora aproveitava para demonstrar seu cari-

Brigadeiros de milho verde: novidade da Lou

nho com a oferta do doce às pessoas queridas. O sucesso foi tanto que logo começaram as encomendas, tanto dos amigos quanto dos alunos, seus principais fregueses. Hoje, ela se define como uma “professora que faz brigadeiros nas horas vagas”. Além de poder encomendar os brigadeiros, eles estão à venda no Projeto Línguas, na Casa Joka Café e no restaurante Dom Cesário. Confira também no Facebook/ BrigadeirosDaLou a variedade de sabores e apresentações especiais para Chá de Bebê, aniversários, casamentos, festas de 15 anos, entre outros eventos. Encomendas pelos telefones: 3622.4781 e 9155.8449.

43


Sabor da Terra

Quiche de

Pinhão

“Além dos benefícios à saúde, o pinhão garante um toque especial a receitas como esta”

Ingredientes da massa - 200g de farinha - 100g de manteiga sem sal - Sal a gosto - 1 ovo Misturar os ingredientes até obter uma massa homogênea. Preencher com ela o fundo e as laterais de uma ou mais formas (de fundo removível), tipo “tartelete”. Leve ao forno a 180º, para pré assar por 5 minutos. Retire e reserve.

Ingrediente do recheio Imagem de Internet

O Outono e o Inverno são as estações do pinhão! Rico em nutrientes, o pinhão, semente da Araucária, árvore típica da região meridional do Brasil, apresenta vários benefícios à saúde. Pesquisas indicam que o alimento contém cobre, zinco, manganês, ferro, magnésio, cálcio e fósforo e auxilia na prevenção de problemas cardiovasculares e intestinais. Além disso, é rico em fibras, favorecendo a eliminação de sais biliares do intestino, reduzindo o colesterol. Quando cozido, a semente do pinhão absorve pigmentos da casca e este pigmento é antioxidante, ou seja, ajuda a reduzir os danos dos radicais livres às células. Quer mais motivos para comer pinhão? Além dos benefícios à saúde, ele garante um toque especial a receitas como esta, cedida pela Chef Lou Tibério, do Restaurante e Pousada La Luna, localizado em Delfim Moreira (MG). Para um rendimento de 8 porções, siga os seguintes passos: 44

- 300g de pinhão cozido e fatiado (deixe inteiro algum se quiser fazer um enfeite final). Refogue com alho, cebola, azeite e sal a gosto. Reserve.

Ingredientes do complemento - 2 caixas de creme de leite (200g cada) - 2 ovos - Noz moscada a gosto Misture bem. Reserve.

Preparo Despejar o pinhão (recheio) nas formas com a massa pré-assada; Despejar o complemento em seguida, e levar ao forno por 30 minutos. Desenformar e servir. Bom apetite! Restaurante e Pousada La Luna Rua Marechal Deodoro, 40, Centro. Delfim Moreira. Tel.: (35) 3624-1310


45


Por Aqui, Por Ali

Eventos

Cursos

VIII Job Shop. A empresa Unifei Jr. convida os alunos da Instituição e das universidades da região para participarem da 8ª edição do evento, o qual visa estreitar o contato entre os futuros profissionais e o mercado de trabalho. O evento faz parte das comemorações do Centenário da Entidade. Dias 21 e 22 de agosto, no Campus da Universidade Federal de Itajubá (Unifei - Itajubá).

Coral Municipal de Itajubá. Você gosta de cantar? Então participe do Coral Municipal de Itajubá. Ensaios as terças-feiras, às 19h30, no Palácio “26 de fevereiro”, Pça. Adolfo Olinto, 67, Centro, e as quartas-feiras, às 8h, no Cerepi (Centro de Referência do Professor de Itajubá), na Av. João Antônio Pereira, 444, Varginha. Mais informações pelo telefone 3692-1896.

Conferência Municipal de Cultura. Vem aí a Conferência Municipal de Cultural, na qual serão debatidos temas pertinentes e as carências culturais de Itajubá. O cadastramento comecará às 8h, seguidopor abertura com Canto Coral. As 9h será realilzada a palestra “Uma Política de Estado para a Cultura: Desafios do Sistema Nacional de Cultura”. Após o coffee break, haverá a divisão dos Eixos: I - Implementação do Sistema nacional de Cultura; II - Produção Simbólica e Diversidade Cultura; III - Cidadania e Direitos Culturais; IV - Cultura e Desenvolvimento. Após o almoço, retorno à discussão sobre os eixos e término da Conferência às 17h. Dia 10 de agosto, na BIM - Biblioteca Mauá - Universidade Federal de Itajubá (Unifei). Expo Noivas Itajubá 2013. Organizado pela empresa Somos Eventos, a Expo Noivas irá promover um encontro entre os diversos segmentos que compõem o mercado para casamentos, para ampliar ainda mais as oportunidades de bons negócios para empresas e consumidores. Dias 31 de agosto e 1º de setembro. Estandes à venda. O evento será na Agromundo. Rua Cel Joaquim Francisco, 284, Bairro Varginha. FICA 2013. De 11 e 15 de setembro, em centros culturais, praças, escolas e em outros espaços públicos, acontece o Festival Itajubense de Cultura e Arte (FICA), com oficinas, espetáculos (arte cênica, dança e música) e mostras (artes visuais e performáticas). Artistas e grupos da cidade, além de convidados de outras regiões, participam do FICA, evento organizado pela Próreitoria de Extensão e Cultura da Universidade Federal de Itajubá (Unifei). Algumas atividades serão dedicadas ao Centenário da Universidade. O FICA foi aprovado pela Lei Rouanet do Ministério da Cultura (Pronac 126714) e pela Lei Estadual de Incentivo a Cultura (Protocolo: 0792/001/2012). Informações e inscrições: www. ficaitajuba.com.br. 46

Especialização em Gestão Fiscal e Planejamento Tributário. O curso visa ensinar aos profissionais da área para que se tornem especialistas na área tributária, permitindo-lhes prestarem consultoria fiscal-tributária. Pós-graduação Lato Sensu, Modalidade: Especialização. Início: 24 de agosto, das 8h às 12h e das 13h às 17h. Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas do Sul de Minas (FACESM). Av. Presidente Tancredo de Almeida Neves, 45. Tel.: 3629-5700. Escolinha de Futebol. Aulas de futebol para crianças de 6 a 17 anos.Os jogadores podem fazer testes na Toca da Raposa e seguirem carreira no time de base do Cruzeiro. Treinos de quarta-feira a sábado, das 9h às 14h, e das 14h às 16h30. Faça sua inscrição. Escolinha de Futebol do Cruzeiro Esporte Clube - Unidade Itajubá. Itajubá Tênis Clube (ITC). Av. Paulo Chiaradia, 371. Telefone 3622-1150. Técnicas de Vendas. Tem como objetivo apresentar ao participante o papel do profissional de vendas e as habilidades de relacionamento comercial necessárias à venda consultiva. De 19 a 22 de agosto, das 18h15 às 22 horas. Investimento: R$ 75,00. Informações e inscrições: CDL Itajubá. Praça Wenceslau Braz, 42, Centro. Tel.: 3622-3511.

Bares - Itajubá Bar do Alex. Localizado em uma chácara próxima à cidade, o que contribui para o clima fresco mesmo em dias quentes. O local serve tira-gostos tradicionais da culinária mineira, cervejinha gelada e bebidas quentes para quem preferir. A


Por Aqui, Por Ali programação musical de qualidade é um diferencial e tem reunido gente interessante e descolada. Estrada do Ramalhete s/n, Anhumas. ¯à Bar do Caçador. Tradicional bar da Boa Vis-ta, às sextas-feiras apresenta o melhor do samba com o grupo Confraria do Samba, aliado a um bom papo em uma roda de amigos. Entre uma dança e outra, pausa para uma cerveja gelada servida por garçons com samba no pé e simpatia de sobra. Rua Miguel Braga, s/n, Boa Vista. ¯ à

Õ

Bar do Chopinho. Lá não falta nunca a água de coco gelada, inclusive para viagem. Lugar certo para a happy hour e para o chopp Musa gelado nos finais de semana. Mercado Municipal. Avenida Vicente de Paulo. Tel.: 3012-2023. ¯ à

Õ

Bar do Foca. Apresenta como atrativo os pratos preparados com frutos de rio e mar. A deliciosa culinária torna-se ainda mais agradável quando apreciada ao ar livre, uma peculiaridade do bar. Destaque para o torresmo de tilápia, sempre crocante e bem temperado. Rua Dr. Osvaldo Cruz, 640, Varginha. Tel.: 3622-0801. ¯ à

Õ

Bar do Jaci. Lá o balcão não é privilégio de alguns, pois todos se sentam em bancos em frente aos vários balcões de mármore. Além dos tira-gostos tradicionais, como costelinha, frango caipira, língua de vaca, apresenta outros especialmente criados para o Festival Itajubar, como a Tutuzela, a campeã de vendas. A cerveja é sempre gelada e há cachaças de qualidade para acompanhar os tira-gostos. ‘Seu’ Jaci e sua esposa Clarissa recebem bem os novos clientes, que também são acolhidos pelos ‘veteranos’. Rua da Floresta, 66, Cruzeiro. Tel.: 8876-2040. à

Õ

Bar do Gordinho. Muito frequentado por estudantes da Fepi, recebe também clientes de toda a cidade. Oferece lanches, porções, refeições e Espetinho do Marquinho, que tem seu lugar cativo servindo saborosos espetinhos. Av. Dr. Antônio

Braga Filho, 213, Varginha. Tel.: 36224722. à

Õ

Bar do Noé. Quem entra no Mercado Municipal não fica indiferente ao cheiro dos tira-gostos do tradicional boteco. Se optar por almoçar ali mesmo não há problema, pois sempre há um arroz na estufa, que combinado às opções de porções, dá uma boa refeição. Durante a noite, não é raro que alguns amigos se reúnam para degustar cerveja, tocar violão e cantar. Av. São Vicente de Paulo, s/n, Lj. 2, Mercado Municipal. à

Õ

Bar do Pedro. O atendimento diferenciado, com o proprietário visitando as mesas, contribui para o bom atendimento. Para acompanhar a cerveja gelada, o tira-gosto mais famoso é o frango crocante. O lugar também é frequentado por quem quer mais badalação, principalmente em dias de som ao vivo. Aberto de segunda-feira a sábado, serve almoço entre 11h e 14h e reabre as portas a partir das 19h30. Av. BPS, 996, Pinheirinho. Tel.:3621-1817. ¯ à

Õ

Barzim. Classic Rock e Blues Bar fazem o estilo do Barzim, assim como a cerveja e o chope Musa sempre gelados e que acompanham os tira-gostos e petiscos, além do atendimento de primeira. Rola som ao vivo as sextas-feiras e sábados. Rua Pereira Cabral, 74, Centro. Tel.: 9186-7034. ¯à Buteko’s. Seus dias podem ficar mais animados: do happy hour diário, futebol às quartas-feiras, à música ao vivo das sextas, nunca faltam o chope Brahma bem gelado e petiscos. Terças-feiras, som ao vivo (19h) e chopp em dobro (das 18h às 21h); quarta-feira, futebol (acertando o placar a mesa ganha uma rodada de chopp); quin-

47


Por Aqui, Por Ali ta-feira, som ao vivo (19h) e chopp em dobro (das 18h as 21h); sexta-feira, som ao vivo a partir das 20h. Dois ambientes distintos: área interna com 4TVs de 42”, e ambiente externo com mesas amplas e ombrelones. Possui área dedicada ao público infantil, o ButekoKids, sempre com a supervisão de uma monitora. Av. Rennó Jr. 109, Bairro Me¯à dicina. Tel.: 3621-2223. Five Stars. Ponto de encontro dos universitários que aproveitam a localização estratégica e a boa cerveja para promoverem suas festas estudantis. Tradicional bar da cidade, conta com a cervejinha “NA HORA” do agradável Mozart. Praça Theodomiro Santiago, 53, Centro. Tel.:3622-4059. ¯ à

Õ

Mineirinho. A decoração mescla objetos antigos a fotos dos áureos tempos do futebol itajubense. Há a opção de escolher alguma mesa ou sentar-se ao balcão, como fazem os clientes mais assíduos, que muitas vezes auxiliam para que a cerveja chegue aos que estão nas mesas. Tira-gostos bem feitos e cerveja gelada não faltam. Rua Padre José Joaquim Santana, 13, São Vicente de Paulo. ¯ à

Õ

Queijaria do Mário. O estabelecimento funciona como queijaria durante o dia. A partir das 18h01, como frisa Mário, o local se transforma num bar, onde é possível encontrar cervejas especiais. Na culinária, as especialidades são os sanduíches, como o de linguiça, de filé mignon e o Metido a Besta. Como não poderia deixar de ser, há ainda excelentes tira-gostos de queijo, como a badalada Provoleta. à

Õ

Quintal Paulista. O ambiente remete aos bares bacanas da capital paulista. Serve espetinhos diferentes, como de camarão, batatinha e espeto frio, que caem bem acompanhados de cerveja geladas e de drinks especiais. Música ao vivo aos domingos e terças-feiras. Av. Dr. Antônio Braga Filho, 1055. ¯à Tel.: 3012-2017. Planeta Bola - Bar do Meko. Localizado no alto do morro do bairro Medicina, tem uma linda vista da cidade. É frequentado tanto pela galera que joga uma pelada no Planeta Bola, quanto por pessoas que são atraídas pela boa culinária do Meco. É um lugar muito procurado para happy hours e confraternizações de colegas de faculdade e de empresa. Rua Mário Gomes Rennó, 90, Medicina. Tel.: 9121¯ à 4395.

Õ

Quiosque Chopp Brahma. A especialidade é o chope cremoso, claro ou escuro, mas serve boas caipirinhas. Os tira-gostos vão de fritas com ba48

conàbolinho de aipim com carne seca, carne da cumbuca e filé de três queijos. Rua Cap. João Rennó, 50, Morro Chic. Tel.: 3629-0533. à

Õ

Red Bar e Chopp.Dispõem de ambientes diferenciados, como o 170 Bistrô e a área externa, mais despojada e procurada para happy hour. Uma das porções mais apreciadas é a de cebolas empanadas. As crianças têm seu espaço reservado no playground. Av. Dr. Henriqueto Cardinali, 393, Bairro Varginha. Tel.: 3750-1153. ¯à Sushi House. Para os amantes da culinária oriental há opções diversificadas: o típico saquê ou a tradicional brasileiríssima cerveja, que chega à mesa deliciosamente gelada; o chopp Musa, sushis e tempurás ou uma porção de batatas fritas. Música ao vivo as sextas e segundas-feiras no Sushi do Centro. No Sushi do Shopping, almoço self service, sushi e churrasco. Rua Dr. João de Azevedo, 140, centro. Tel. (35) 3622-7911. Sushi House Villa Nova Shopping. Rua Dona Maria Carneiro, 100, Boa Vista. Tel.: 3622-2956. ¯ à

Õ

Taberna - Pirate Bar. Um dos atrativos é justamente a temática pirata. O corsário busca pelos sete mares uma grande variedade de cervejas e destilados, ambos importados. Serve porções tradicionais e outras criadas pela casa. Aberto de terça a domingo, em horário alternativo, das 20h às 06h, é o local ideal para quem curte o bom rock’nroll. Rua Cel. Francisco Braz, 57b, Centro. Tel.: 3622-5631. à

Comidinhas– Itajubá A Deliciosa. Fundada em 1960 por Edgar Carvalho, a mais tradicional sorveteria da cidade ainda mantém a produção de sorvetes artesanais e naturais. A afamada vitamina simples e especial é única, e há outras opções de vitamina e de refrescos. Praça Dr. Theodomiro Santiago, 23, Centro. Tel.: 3622-2760.

Õ

Bona - Pizza em Cone. Variados sabores de pizza em cone, salgadas e doces. Todos os cones salgados acompanham molho de tomate e orégano. Faz entregas. Rua Miguel Braga, 173, loja 2. Tel.: 3621-7165. à

Õ


49


Por Aqui, Por Ali Café do Vadinho. Lanchonete tradicional em Itajubá, o Vadinho hoje é comandado pelos filhos do fundador, Vivaldi. É ponto de encontro dos itajubenses e frequentadores da cidade, para um cafezinho acompanhado de salgados, lanches, pão na chapa e das consagradas fogazzas fritas na hora. A variedade de sucos também é grande, mas há quem prefira um leite achocolatado. Rua Coronel. Rennó, 113, Centro. Tel. 3622-3860. à

Õ

Café Floresta. Neste requintado espaço, é servido o consagrado Café Floresta em suas diferentes versões, como Petit Four e outros acompanhamentos. Há também opções de salgados para um café da tarde. A decoração impecável tem como uma das mais belas peças as mesas com tampo de vidro sobre grãos de café torrados que formam feições de personalidades brasileiras e estrangeiras. Rua FranciscoMasseli, 436, Centro. Tel. 3622-0385.

Õ

Fórum Café. Tomar um bom café e comer folheados saborosos, e além dis-so poder se distrair lendo revistas bacanas. Este é o charme do Fórum Café, bastante procurado para reuniões informais, entre pessoas que estão no centro da cidade e distante do escritório. Rua Antônio Simão Mauad, 149, Centro.

Õ

Ilha do Pastel. Saborear pastéis de diferentes sabores, em tamanhos maiores do que os tradicionais e com muito recheio? Basta ir à Ilha do Pastel, lanchonete inspirada na cidade de Ilhabela, litoral paulista, cuja decoração trás fotos da cidade produzidas pelo fotógrafo Ge-raldo Gomes. Rua Cel. Francisco Braz, 153, Centro. Tel. 3622-3796. à

Õ

Império da Empada. Oferece grande variedade de empadas, desde a tradicional de frango, passando por quatro queijos, palmito, camarão, entre outras. Também possui delivery, pelo qual é possível pedir o empadão. Avenida Coronel Carneiro Júnior, 13, Centro. Tel. 3622-0199.

Õ

Mix Potato. As deliciosas batatas assadas, recheadas com diversos sabores é a alternativa para quem quer fugir das opções mais tradicionais para saciar a fominha noturna. Avenida Doutor Henriqueto Cardinali, 361, Varginha. Tel.: (35) 36200550. à

Õ

Nagib’s. As esfihas abertas e fechadas vão além das tradicionais de carne e frango: há esfias de escarola, cheddar, ricota e chocolate. Há também quibes, doces libaneses, além de pratos especiais às terças-feiras. Atendimento pode ser delivery ou no 50

próprio local. Avenida João Antônio Pereira, 13, Varginha. Tel.: 3622-0988. à

Õ

Ranchinho do Pastel de Milho. Preserva a tradição do pastel de milho, produto genuíno da culinária de Itajubá. Decoração com objetos antigos. O pastel sempre quentinho, fritado na hora, com cerveja gelada é o que os clientes procuram. Abre às 17h30 e tem delivery. Rua José Marciano Filho, 120, Boa Vista. Tel.: 3621-6028. à Seu Mostarda. Quem gosta de cachorro quente tem um lugar especializado. Com recheios variados e com o delicioso cachorro quente prensado, o Seu Mostarda fica em frente à ‘Praça do Banco do Brasil’ com as mesas dispostas em um ambiente que lembra uma varanda. Praça Adolfo Olinto, 14. Centro. Tel.: 3622-1703. à

Õ

Restaurantes - Itajubá Bella Vista Espaço Gastronômico. Local certo para apreciar pratos à la carte, massas frescas com deliciosos molhos, trutas, pizzas com o molho da casa, batatas recheadas e hambúrgueres, o famoso Burrito da culinária mexicana. Serve almoço aos domingos com variedade de massas frescas. Abre de segunda a segunda, a partir das 19h. Rua Pedro Bernardo Guimarães, 46, Centro (descida para a Santa Casa). Tel.: 3622-2797. à

Õ

Casa Grande. Self service com churrasqueira. Os pratos típicos mineiros ficam sobre o fogão à lenha. As massas também são muito saborosas, bem como as sobremesas. Funciona como bufê, com estrutura de palco para som ao vivo e amplo espaço para os convidados. Rua Alcides Faria, 10, Centro. Tel. 3622-2037.

Õ

Cantina Pé de Porco. Tem como principal prato a feijoada, que deu origem ao nome do local e tem um sabor inigualável. Vez por outra amigos se reúnem no local para uma roda de samba. Rua Cel. Francisco Braz, 226, Centro. Tel.: 3622-1951. à

Õ

Cantina Tati. Serviço à la carte, com pratos bem elaborados e saborosos. Procurado por quem quer beber cerveja e comer


51


Por Aqui, Por Ali boas porções no fim de tarde. A novidade são os pratos executivos, com a qualidade das tradicionais refeições. Pç. Theodomiro Santiago, 10, Centro. Tel.: 3622-5047. à

Õ

Carvão e Lenha. Costela no bafo servida na telha, acompanhada de um saboroso arroz com alho, farofa e vinagrete é o carro chefe da casa. A pizza na pedra também é um diferencial. Serve almoço (self-service) com comida quentinha sobre o fogão à lenha. Av. dos Ferroviários, 89, Boa Vista. Tel.: 3623-5497. à

Õ

Dom Cesário. Alta gastronomia, onde o chef Dom Cesário recebe pessoalmente os seus clientes. As pizzas são muito procuradas e as sobremesas diferenciadas. Ambiente bonito e que protegerá os clientes do frio no inverno. Rua Thiago Carneiro Santiago, 16, Centro. Tel.: 3623-5700/3622-3198. à

Õ

Itajubá Flat Bistrô. Charmoso restaurante no interior do Itajubá Flat. Local certo para jantar romântico e para almoçar aos domingos. A mesa de frios é um atrativo a parte e a carta de vinhos oferece várias opções. Música ao vivo com Neco e seu violão às quintas-feiras, a partir das 19h. Aceita reservas. Rua Antônio Corrêa Cardoso 164, Varginha, Itajubá (MG). Tel.: 3622-2210. à

Õ

Sem Nome. Funciona como self service com balança no horário do almoço, com grande variedade de pratos, carnes de churrasco e sobremesas. No período noturno serve à la carte, com a mesma qualidade. Rua Capitão João Rennó, 47, Centro. Tel. 3623-5050. à

Õ

Toca do Caboclo. Self service com pratos típicos da culinária mineira e decoração temática caipira. Oferece churrasco e há parquinho para crianças. Av. Antônio Braga Filho, 819, Varginha. Tel.: 36223306.

Õ

Xodó. Destaque para os pratos a base de peixe, camarão, bacalhau e massas. Serve churrasco, pratos executivos e sopas. A decoração acompanha o estilo do casarão e no teto é possível ver uma ‘laje’ de tijolos em formato abobadado do sobrado. Abre de terça a sábado, das 11h às 15h, e das 19h às 23h, e aos domingos, das 11h às 16h. Rua Cel. Rennó, 381, Centro. Tel. 3622-4433. à

Õ

Restaurantes - Delfim Moreira Cantina Lanza. Tradicional pizzaria e casa de massas artesanais, possui ambiente familiar am52

plo local para confraternizações, reuniões, festas e encontro com a família e amigos. As majestosas pizzas margherita, mineira, frango com alho entre outras são as melhores da cidade, as massas caseiras são elaboradas com receitas italianas e se tornam um bom pedido acompanhadas dos melhores vinhos oferecidos pela casa. Disk Pizzas e massas. Rua Pres. Tancredo Neves, 136, Bairro Itagyba. Tel.: 36241281. à Lanza Arte e Sabor. Recém-inaugurada, a mais nova opção de Lanchonete da cidade oferece lanches, panquecas, porções, deliciosos sorvetes e açaí. Ambiente familiar agregando sofisticação e o mais saboroso fastfood da cidade. Temos serviço no Disk Lanches e panquecas. Rua Benedito Valadares, 30, Centro. Tel.: 3624-1644. à

Õ

Kraemerbierhaus. A casa da cerveja Kraemerfass é um espaço de entretenimento para famílias, casais e amigos que buscam apreciar a arte da cultura cervejeira. Abriga a fábrica e o restaurante, com inspiração na Normandia, em estilo enxaimel, ambos abertos ao público. O lugar certo para degustar cervejas gourmet e petiscos. Disponível para encontros empresariais e confraternizações. Av. Juscelino Kubitschek de Oliveira, 332, Centro. Tel.: 3624-1334. à

Õ

Pousada e Restaurante La Luna. Pratos da culinária italiana caprichosamente preparados e servidos pelos proprietários na calorosa cozinha da Pousada La Luna. Abre para almoço, serve pizzas e caldos em ambiente aconchegante, tudo isso regado à vinhos, cervejas e música ao vivo. Veja mais em: facebook.com/lalunadelfim. Rua Marechal Deodoro, 40, Centro. Tel.: 3624-1310. ¯ à

Õ

Restaurante Ninho da Águia. Abre todos os dias, servindo almoço e porções. Com comida caseira, disponibiliza também de algumas refeições a la carte. Investe em pratos que valorizam a culinária mineira e possui pratos como a Truta, peixe típico da região. Tudo isso em meio à paisagem da Serra da Mantiqueira. Frango caipira e leitoa devem ser solicitados com pelo menos uma hora de antecedência. Aceita


53


Por Aqui, Por Ali Visa e Mastercard. Rod. Itajubá - Delfim Moreira, KM80.

Õ

Restaurantes - Maria da Fé

uma Coca-Cola na compra de uma pizza grande (15 sabores na promoção). Rua Domiciano Costa Moreira, 350, Bairro Pinheirinho. Tel.: 3621-3213. à

Õ

Restaurante Três Marias. Comida mineira no fogão à lenha. Macarronada, leitoa, saladas variadas, frango caipira e sobremesas caseiras. Av. José de Campos Sales, 151.

Õ

Restaurante Carioca. Oferece comida caseira, marmitex, prato feito, feijoada todas as sextas e sábados. Uma boa opção, com preço justo. Dom Bosco, 06, Centro.

Õ

Restaurantes - Piranguçu

Restaurante Caipira Pé na Roça. Oferece deliciosa comida mineira feita no fogão à lenha e pizzas com bordas recheadas, assadas na fornalha. Tem como especialidade a leitoa à pururuca, o frango caipira e variados tipos de pratos quentes, saladas e sobremesas. Ambiente familiar, parquinho para as crianças, lago com pedalinho, loja de artesanato, espaço para eventos, estacionamento e atendimento de qualidade. Abre aos sábados, domingos e feriados. Estrada dos Antunes, Km2. Tel.: 3643-1115. ¯ à

Õ

Pizzarias - Itajubá Kilogrego. A já tradicional pizzaria da Praça Adolfo Olinto, agora tem uma filial no Pinheirinho, com uma linda vista do bairro. O delivery também é uma ótima opção, com a promoção que dá

Pizzaria Nápoli. Especializado em delivery e atende muito bem a quem quer saborear a pizza ali mesmo. Todos os sabores de pizza são excelentes, mas a Napolitana (com alho) é das melhores da cidade. Rua Primo Capelo, 10, Centro. Tel.: 3622-1415. à Skina da Pizza. Forno à lenha e os mais variados sabores de pizzas, entreguem em sua casa. Pizzas em promoção, como Alho, Calabresa, Mexicana, Presunto e Banana. Destaque para pizza de Bacalhau, Califórnia, Pêssego e Carne Moída. Rua Cel. Joaquim Francisco, 158, Bairro Varginha. Tel.: 3622-8011. à Toca da Nona. Restaurante e pizzaria com uma aura de cozinha italiana. Oferece pizza gigante, que rende 16 pedaços. Aos sábados, os pés de valsa da cidade se reúnem no salão do piso superior para dançar ao som dos melhores conjuntos musicais da região. Rua Eduardo Piquet, 78, Bairro São Vicente de Paulo. Tel.: 3621-1311. ¯ à

Õ

Varanda. Linda vista da cidade, impecável decoração, excelente atendimento e o sabor inigualável das pizzas e demais iguarias. Rua Comendador Antônio Rodrigues de Oliveira, 254, Bairro Cruzeiro. Tel.: 3621-4413. à Vipão. Acaba de migrar da Av. BPS para o centro da cidade, mantendo a qualidade das pizzas (noite) e refeições (dia). Agora localizadoem um charmoso casarão, com salas amplas e arejada varanda. As novidades são o almoço de domingo e o chope Musa. Rua Dr. João de Azevedo, 85, centro. à

Õ

¯MÚSICA

AO VIVO

ÕDIA

àNOITE

Quer o seu estabelecimento ou o serviço que oferece retratados neste espaço. Entre em contato pelo e-mail: agencia.rumocomunicacao@gmail.com 54


55


‘Poncovô’ em ITAJUBÁ

Atrativos Culturais

Cachoeira do Corredor Serra dos Toledos, km 3 - Serra dos Toledos

Espaço Cultural João Baptista Brito Praça Theodomiro Santiago, 104, Centro. Tel.: 3692-1808 De segunda a sexta, da 8h às 18h

Corredeira do Rio Manso Estrada do Rio Manso, km 3 (navegável no período das chuvas novembro a março)

Casa Centenária Rua Cel. Rennó, 55, Centro. Tel.: 3622-5237

Bibliotecas Imagem de Internet

Igreja Matriz de Nossa Senhora da Soledade Praça Padre Paulo, 18, Centro

Museu Municipal Wenceslau Braz Praça Dr. João Braz, s/n, Bairro Boa Vista De 2ª a 6ª feira, das 8 às 12h e das 14 às 17h Santuário de Nossa Senhora da Agonia Rua Projetada, s/nº. Bairro Nossa Senhora da Agonia. Tel.: 3623-2512 Todos os dias da semana, das 7h às 21h

Artesanato Associação de Artesanato Artes da Terra Praça Getúlio Vargas - Tel.: 3621-7386 Associação de Artesãos de Itajubá Praça Wenceslau Braz - Tel.: 3622-3646

Aventura Abrigo do Clube Montês Itajubense Pedra da Piedade, 1, Bairro Capituba. Tel.: 3622-5673 56

Biblioteca Infanto-Juvenil Bernardo Guimarães Praça Dr. José Braz, s/n, Morro Chic. Tel.: 3692-1801 Biblioteca Mauá Campus Prof. José Rodrigues Seabra Av. BPS, 1303, bairro Pinheirinho, Itajubá - MG Telefax: 3629-1124 Biblioteca Municipal Praça Theodomiro Santiago, 104, Centro. Tel.: 3692-1743

Compras Mercado Municipal Av. Paulo Chiaradia, Bairro São Vicente Aberto de 2ª a 6ª feira, das 7h às 18h, e aos sábados e domingos das 7h às 12h.

Passeio Horto Florestal Anhumas Rua Brasópolis, n°2. Bairro São Judas Tadeu. Tel.: 3692-1837 De terça-feira a domingo. Serra da Pedra Aguda Estrada do Anhumas Km 10. Bairro Anhumas (Visita Guiada)


Atrativos Culturais Igreja Nossa Senhora de Lurdes Praça Nossa Senhora de Lurdes Templo da Eubiose de Maria da Fé Rua João Gonçalves da Costa, 173, Centro. Tel.: 3662-1338

Prefeitura de Maria da Fé

‘Poncovô’ em MARIA DA FÉ

Arte e Design Ateliê Arte da Terra Av. Luiz Corrêa Cardoso, 96, Turquia. Tel.: 9161-2728 Ateliê Leonardo Bueno Trevo Maria da Fé - Cristina, 55. Tel.: 3662-1299

Oficina Gente de Fibra Rua Teodomiro Santiago, 160. Tel.: 3662-1702

Ateliê JP Ecodesign Av. Dr. Silvestre Dias Ferraz, 474, Laje. Tels.: 4105-0717/8443-0039

Aventura Cachoeira Véu de Noiva Estrada Velha de Itajubá - 4 km

Casa do Artesão Mariense - Centro Cultural Praça Getúlio Vargas, 01, Centro. Tel.: 36621135

Pico da Bandeira Acesso por estrada de terra (bairro da Pedra Preta) com cerca de 8 a 10 km do centro da cidade

Estúdio Domingos Tótora Rua Darci Cardoso, 300. Tel.: 3662-1328

‘Poncovô’ em DELFIM MOREIRA

Artesanato

Aventura

Associação de Artesãos da Fundação Roge Rua Clementino Batista da Cunha, s/n, Bairro Vargem. Tels.: 3624-1529/3624-1222

Cachoeira Ninho da Águia Rod.MG 350, Km 79, Bairro Água Limpa. Tel.: 3621-2216

Alquimia Rural Artesanato Rua Pres. Tancredo Neves, 135, Bairro Itagyba. Tels.: 3624-1391/9929-7615

Cachoeira do Areião Rodovia Itajubá-Lorena BR459, Km 187

Igreja Matriz de Nossa Senhora da Soledade Praça Sebastião Rodrigues Ferreira, s/nº, Centro. Tel.: 3624-1104 Todos os dias, das 7h às 19h30.

Arquivo GM

Atrativos Culturais

57


Utilidades Itajubá - DDD 35 Empresas de Ônibus DD DD DD DD DD

Expresso Gardênia - Tel.: 3623-5274 Expresso Valônia - Tel.: 3621-1414 Viação Bel Tour - Tel.: 3623-5377 Viação Natércia - Tel.: 3623-4274 Viação Pássaro Marrom - Tel.: 3623-5180 DD Viação Santa Teresinha - Tel.: 3623-5424 DD Viação São José - Tel.: 3623-5424 DD Viação Transul - Tel.: 3623-5377

Esportes e Turismo DD Circuito Turístico Caminhos do Sul de Minas - Tel.: 3621-1859 DD Triboo! Montanhismo - Tel.: 36225673 DD Primata - Escalada e Aventura - Tel.: 3622 2481

Hotéis DD DD DD DD DD DD DD DD

DD DD DD DD DD DD

Hotel Senzala - Tel.: 3621-3267 Itajubá Flat - Tel.: 3622 -2210 Novo Hotel -Tel.: 3623-5422 Palace Hotel - Tel.: 3623-4500 Poeta Flat Hotel - Tel.: 3622-1932 Real Hotel - Tel.: 3623-1422

Hospitais DD Hospital Escola de Itajubá - Tel.: 3629-7600 DD Hospital Odontomed - Tel.: 36212000 DD Hospital Saúde Ceam - Tel.: 36298000 DD Santa Casa de Misericórdia - Tel.: 3622-0011 DD Unimed Itajubá -Tel.: 3629-5304

Pontos de Táxi DD Ponto Avenida - Tel.: 3623-1975 DD Ponto de Táxi 2 - Tel.: 3623-4620 DD Ponto de Táxi Mercado Municipal Tel.: 3622-0604 DD Ponto de Táxi Praça Central - Tel.: 3622-0597 DD Ponto de Táxi da Rodoviária - Tel.: (35) 3623-5369

Hotel A Modelar - Tel.: 3623-1466 Hotel Amantykir - Tel.: 3622-5252 Hotel Bramig - Tel.: 3623-5252 Hotel Brasil - Tel.: 3623-7800/36233430 Serviços Públicos Hotel Centenário -Tel.: 3622DD 4º Pelotão de Bombeiros Militar 1146/3622-1866 de Minas Gerais - Tel.: 3692-1790 Hotel Coroados -Tel.: 3622-1977 (Urgência: 193) Hotel Embaixador -Tel.: 3622-4646 Hotel Oriente -Tel.: 3623-5317/3623- DD 33ª Delegacia Regional de Polícia Civil - Tel.: 3623-5511 4122

DD Departamento de Defesa Civil de Itajubá - Tel.: 3692-1802 (Urgência: 199) DD Polícia Militar- Tel.: 3623-1900 (Urgência: 190)

Maria da Fé - DDD 35 Hotéis DD Hotel Colonial Gold -Tel.: 3662-2032 DD Sítio Arvoredo - Tel.: 8424-9444 DD Pousada Flor de Cerejeira - Tel.: 9105-6892 DD Pousada Maria da Fé - Tel.: 36621411 DD Pousada Vovó Pina - Tel.: 3662-1753 DD Pousada da Serra - Tel.: 3662-1301 DD Pousada JC -Tel.: 3662-1361 DD Hotel Dona Marta- Tel.: 3662-1293

Delfim Moreira - DDD 35 Hotéis DD Fazenda Boa Esperança - 9927-6655 DD Hotel Serra Bonita - 36241456/3624-1561 DD Pousada Fazenda Lageado- 36261110 / 3662-1316 DD Pousada e Restaurante La Luna 3624-1310 DD Pousada Solar da Mantiqueira 9963-6677 DD Rancho Wind Inn - 9996-7894

Classificados Idiomas

Manicure

Veterinário

Aprenda italiano com o professor Alessandro Giaccari. Tel.: 8846-5120. sgiaccari@gmail.com.

Faça sua unha em casa! Atende às segundas-feiras. Celina Damazia. Tel.: 92010988.

Veterinária Santa Teresinha. Tel.: 3621-1215/99861251. www.veterinaria santateresinha.com.br

Aprenda francês com a professora Ylca Maciel da Costa. Tels.: 3622-4427/99900052. Armarinhos Loja Nova. Armarinhos e aviamentos a partir de R$ 1,99. Av. Cel. Carneiro Jr., 150, Centro. Tel.: 36218303. Farmácias Farmácia Santa Edwiges. Aberta até meia-noite. Praça Pereira dos Santos, 7. Tel.: 3623-4696. Festas Crepe Suíço e Mini Pizza. Aceita encomendas. Fale com Cristina. Na Praça Getúlio Vargas ou Tel.: 8814-4544. 58

146 - Casa - Nossa Senhora da Agonia - Alto Padrão - R$ 800 mil

Sebos

517 - Apto em construção - 2 dormitórios (1 suíte) parcelado obra avançada R$ 260 mil

Toca do Zeu. Revistaria e Sebo de livros e discos. R. Prof. Cornélio de Faria, 126. Tel.: 8875-0207.

511 - Venda Apto Novo - Varginha Batalhão - 2 dormitórios (1 suíte) - R$ 228 mil

Serviços

Imóveis Venda 121 - Casa Pinheirinho Alto Padrão - R$ 780 mil

Serbam Créditos. Empréstimos a aposentados, pensionistas, servidores públicos . Av. Cesário Alvim, 161. Tel. 3622-5131.

000 - Casa Pinheirinho Alto Padrão - R$ 800 mil

Cutelaria Afie Aqui. Afia alicates de cutícula, tesoura, facas, máquina de corte e tosquia. Av. Cel. Carneiro Jr., 89B, Centro.

132 - Casa - Porto Velho - 3 dorms (1 suíte) - R$ 280 mil

Desentupidor e encanador Vitor Bonafé. Rua Projetada C, 263. Tel.: 36223326

128 - Casa - Varginha Batalhão - 3 dormitórios (1 suíte) - R$ 300 mil

134 - Casa - Varginha - 4 dormitórios (1 suíte) - R$ 400 mil 138 - Sobrado - Bela Vista 3 dormitórios (1 suíte) - R$ 350 mil

520 - Venda Apto Novo Varginha - 2 e 3 dormitório (1 suíte) R$ 200 mil e R$ 240 mil 522 - Venda Apto - N.S. Agonia - 2 dormitório (1 suíte) - R$ 260 mil


GPS

59


60