Issuu on Google+

ENTREVISTA Eliana Pedorsa falou sobre mudança de partido, PSD e futuro fora da CLDF Página 3

ANUNCIE AQUI

Sua empresa na primeira página

www.guardiannoticias.com.br PORTAL E IMPRESSO

CLDF Prédio que foi inaugurado em 2010 tem graves problemas em sua estrutura Página 4

GUARDIÃO NOTÍCIAS 61 3039-4458 / 3233-1539

A NOTÍCIA E SEUS BASTIDORES

WWW.GUARDIANNOTICIAS.COM.BR

ANO 1 NÚMERO 30 - BRASÍLIA, 9 À 15 DE SETEMBRO DE 2013

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

NO SERASA comunidade, deputados e especialistas questionam se negativar o nome de devedor é uma boa medida da caesb

FOTO: REPRODUÇÃO

FOTO:REPRODUÇÃO

n aSSÉDIo MoraL

após inundação, sala pósanestésica do HBDF está sem condições de uso Página 6

FOTO: REPRODUÇÃO

n oBra

Quadra de esportes passa por reforma eterna no recanto das emas Página 10

GAtA dA SemANA atualmente trabalhando como ring girl, a gata da semana mostra seus atributos aos leitores

Página 8

FOTO: REPRODUÇÃO

Página 13


2 DA REDAÇÃO G

roYaLTIeS

UARDIÃO

NOTÍCIAS

BRASÍLIA, 9 à 15 de SetemBRo de 2013

RÁdIo l Na briga

Dilma sancionou sem vetos na segunda-feira, 9, a lei dos royalties para educação e saúde. Matéria destina 75% dos royalties para educação e 25% para saúde

LeIA dIARIAmeNte: WWW.BLoGRAdIoCoRRedoR.Com.BR

CoRRedoR BAStIdoReS dA PoLÍtICA - Odir Ribeiro

l surpresa

IPV6:

l De olho

NoVA dImeNSÃo VIRtUAL l Por Luciana Ramos redacao@guardiannoticias.com.br

Se espiar a equipe de governo inteira, chega-se a seguinte conclusão: apenas o Subsecretário de Saúde, Elias Miziara, com certeza não será candidato em 2014. Miziara está se queimando de tanto segurar a barra do titular Rafael Barbosa, que só aparece quando o assunto é muito bom.

O jogo do bicho anda muito perto do poder e isso pode dar zebra a qualquer momento. No jogo do bicho não há zebra, mas se alguns políticos não abrirem bem os olhos à vaca pode ir para o brejo.

l Mudanças

l Deserto

Contrariando seu slogan, na Câmara Legislativa do Distrito Federal não “está chegando junto”. A prova disso é o baixo quórum nas sessões.

GUARDIÃO NOTÍCIAS

Que País é este? Aqui é o País das maravilhas. Eleição sem fraude. Inflação caindo. Sigilo garantido. Renda aumentando. Poder de compra. Sergio Nogueira @sergiosnogueira

FGUARDIAN AGÊNCIA DE NOTÍCIAS LTDA CNPJ: 13.102.752/0001-05 End: SAAN Quadra 03 Bloco A número 79 sala 208 CEP: 70.632-300 Acesse o Portal www.guardiannoticias.com.br Contatos: (61) 3039-4458 / (61) 3233-1539

O ex-deputado distrital Raimundo Ribeiro está caminho do PPS-DF. Outros bons nomes estão bem cotados para cerrar fileiras ao lado de Roberto Freire e Augusto Carvalho, como o do ex-deputado Peniel Pacheco, do jornalista, radialista e ex-secretário de Juventude Luciano Lima e do Guarda Jânio.

‘Sexo é como truco, Se você não tem um bom parceiro, é melhor que tenha uma boa mão...’ Aqui Tem Mundo @Aquitemmundo

DIRETORIA EXECUTIVA Diretor Superintendente João Zisman Diretoria de Redação Odir Ribeiro Sub-Editor Ricardo Faria

Q

ue a internet é a rede mundial de computadores, a maioria dos usuários sabe. O que nem todos sabem é que ela é formada por protocolos: conjuntos específicos de padrões ou regras geralmente relacionadas à comunicação entre dois ou mais computadores. A versão de protocolo utilizada atualmente na internet é o IPV4 – responsável por criar um endereço (IP) para cada máquina conectada à rede – que está ficando sem espaço para novas conexões e quebrando, assim, a visão de “ilimitada” que se tinha sobre a world wide web. O problema com o IPV4 começou com o rápido crescimento da rede mundial. As grandes empresas influenciaram muito nisto: por possuírem grandes faixas de IPs, diminuem o número de endereços disponíveis para outros usuários. A Ford Motors Company, por exemplo, é detentora da faixa de IPs que vai de 19.0.0.0 até 19.255.255.255; mesmo que a companhia não utilize todos os IPs ao seu dispor, eles continuarão em sua reserva, gerando grande desperdício de endereços. Esta situação ocorre em uma frequência relativamente grande

O presidente nacional do PPS, Roberto Freire, apoia uma candidatura própria no DF. Caso José Serra filie-se a legenda, um palanque em Brasília será fundamental. A deputada distrital Eliana Pedrosa já entendeu o recado.

l Retorno Artur Nogueira, tio do deputado Cristiano Araújo, deve voltar a Administração do Riacho Fundo I. Até pouco tempo atrás Artur era administrador até o caldo entornar entre o deputado Cristiano e o governador Agnelo Queiroz.

l parceiros O governador Agnelo Queiroz e o presidente nacional do PDT estão cada dia mais amigos. Amizade entre Lupi e Agnelo deve perdurar até 2014. Mas especialmente até abril.

Se o conceito for o mesmo do @padilhando, que tal importar um Presidente para a Petrobras, da Arabia Saudita? Estranho no Ninho @DESILUDIDODF

Diretores de Produção Edilson Carlos Torres Edney Torres Diretor Comercial César de Almeida Cruz Gerente Administrativa Meire Coimbra Gerente de Tecnologia Jean Paul Rodrigues

para um protocolo escasso como o IPV4. Devido a essas e outras complicações a IETF (Internet EngineeringTask Force) – comunidade internacional encarregada de estudar problemas técnicos relacionados à Internet e propor soluções – desenvolveu o IPV6 com um novo conjunto de padrões que incorporam conceitos e métodos para a atualização do IPV4. As mudanças encontradas no IPV6, em nível de endereçamento, se referem à quantidade de endereços disponíveis – suportando 8,5x1029 IPs a mais a mais que a versão anterior, que só suportava 4 bilhões – e a representação em hexadecimal – IPs com letras e números, e não só com números, como na versão anterior. O crescimento de usuários na internet nos últimos 8 anos subiu em torno de 342,2 %. Se o ritmo se mantiver, em menos de 2 anos teremos 2 bilhões de usuários, e em menos de 4 anos superaríamos a capacidade do IPV4 de nos conectar à rede. Diante disto, as novas funcionalidades do protocolo IPV6 são fundamentais para as atuais necessidades de interconexão de redes de computadores, sanando os problemas ocasionados pelo esgotamento dos endereços IPV4 e resgatando a visão de que a internet é, sim, ilimitada.

Ederson Marques; Fala sério... os caras criaram a Bancada da Papuda. Esse Congresso é reflexo da sociedade brasileira. Um deputado ou senador corrupto é reflexo do cidadão que joga uma lata de refrigerante pela janela do carro. Nunca vi uma Casa tão representativa quanto ele. Uma vergonha.

Projeto Gráfico Crio Editora Mateus Lopes da Silva mateusmwm@gmail.com

Distribuição Francisco Jamanta Ricardo Pina Roberto Morango

Reportagem Crislene Santos Jaqueline Mendes Jean Márcio Soares Lucas Alencar Nayara Ribeiro

Colaboradores Graciliano Cândido Henrique Fonseca Chaves Homero Mateus Ildecer Amorim José Bonetti

José Maria Samarco Luiz “Batata” Mendes Luiz Solano Raimundo Ribeiro Roberto Morgado Santos Tiragem 15.000 exemplares Impressão Imprima Editora & Gráfica (61) 3356-7654


no PPS Com a iminente mudança de partido, a deputada distrital Eliana Pedrosa deverá formar uma das mais temidas alianças para as eleições de 2014

GUARDIÃO NOTÍCIAS

ENTREVISTA 3 BRASÍLIA, 9 à 15 de SetemBRo de 2013

"existe uma insatisfação muito grande com o governo", diz eliana l Por Ricardo Faria e Jean márcio redacao@guardiannoticias. com.br

E

sse provavelmente será o ultimo ano de Eliana Pedrosa como deputada distrital. Pelo menos foi o que a parlamentar afirmou em entrevista ao jornal Guardião notícias. A distrital deixa bem claro que pretende se candidatar ao Buriti. E para que isso aconteça, Pedrosa poderá até deixar o PSD e ir para outra legenda. Por achar que não tem guarida no PSD e para alçar uma candidatura ao Buriti, ele já vem se articulando com outros partidos. Em questão, e provavelmente sua futura casa está o PPS, que já ofereceu toda sua estrutura política para apoiar Eliana Pedrosa em sua nova etapa. Eliana Pedrosa já adquiriu experiência suficiente para galgar outros passos na política. São três mandatos seguidos como distrital. Nessa entrevista exclusiva, ela fala de seu futuro político como pré-candidata ao governo, a possível troca de partido, a possibilidade de compor uma chapa majoritária com os ex-governadores Roriz e Arruda. A parlamentar aproveita, também, para criticar a forma que a Câmara Legislativa do Distrito Federal gasta o dinheiro na hora de divulgar o trabalho dos parlamentares. GUARdIAN NotÍCIA - A Senhora mantém a posição de pré-candidatura ao governo do Distrito Federal em 2014? l eLIANA PedRoSAEu já coloquei meu nome a disposição do partido. Isso se o partido entender que eu posso representá-lo bem nessa postulação majoritária. Desde o dia que eu fiz essa proposta, até hoje não

mudei minha opinião. GN- A senhora é uma pessoa que anda muito por todo o DF, o que tem sentido nas ruas? A sua pré-candidatura está sendo bem recebida pelas pessoas? l eLIANA PedRoSAO que eu percebo nas ruas é que existe uma insatisfação muito grande com o atual governo do DF, que no início do mandato, veio com um discurso que haveria mudança de paradigmas, no entanto, isso não ocorreu. Portanto, todos os lados que ando percebo a insatisfação da população. Diante desse cenário, as pessoas acabam entendendo que candidaturas novas estão sendo bem acolhidas. GN - E quanto ao futuro, existe a possibilidade de a senhora deixar o PPS para viabilizar uma candidatura ao Buriti? l eLIANA PedRoSAEu penso sim em deixar o PSD. Não por causa de uma candidatura ao Buriti, mas porque é um partido novo que apostei muito e as coisas não ocorreram como deveriam ocorrer. Agora já se passou mais de um ano, e não percebo aquela chama do debate e do processo democrático interno. Todas essas coisas pesaram muito. No entanto, não tenho nenhuma queixa do partido. Gosto de discutir os caminhos, nesse contexto, vejo que haverá hora que minha proposta poderá vencer, e outra em que não. Infelizmente por um motivo ou por outro, essas coisa não aconteceram no PSD. GN – A senhora acredita que o seu possível ingresso no PPS permitirá a formação de uma coalizão de forças políticas mais amplas, inclusive com a presença de

senador Cristovam e do deputado Reguffe? l eLIANA PedRoSAA partir do momento que vi que não teria guarida no PSD para me candidatar ao Buriti, fui conversar com outros partidos, entre eles, o PPS. Quando a gente vai para um determinado partido, espera-se que internamente a legenda apresente condições para que o parlamentar possa levar propostas para a sociedade, a fim de juntar elementos suficientes para trazer outros partidos que possam comungar as mesmas ideias, propostas e objetivos. GN – Existe a possibilidade de uma aliança com os ex-governadores Joaquim Roriz e José Roberto Arruda para compor uma chapa majoritária, desde que ambos não sejam candidatos ao GDF? l eLIANA PedRoSA- Essa é uma questão que ainda está distante ao tempo. Essa não é uma decisão apenas minha, é uma decisão, também, do partido. Em primeiro lugar, é o partido que tem de decidir se eu vou compor uma chapa majoritária ou não. Eu não posso sair atropelando tudo e a todos, tenho que respeitar a decisão e hierarquia interna. Segundo é a executiva do partido que vai decidir com quais legendas buscarão uma coalizão. Pode ser que um desses personagens que são grandes nomes da história política de Brasília esteja inserido no mesmo partido que eu. GN - Em caso de sua candidatura ao GDF não for viabilizada, a senhora já pensou em alternativa ou é martelo batido, a senhora só será candidata ao Buriti em 2014?

l eLIANA PedRoSATodas as pessoas tem que ter mais de uma alternativa. Desde que eu me dispus a disputar um cargo majoritário, o meu foco é que eu seja escolhida pelo partido para esse cargo. Se não for possível, tem outras vagas aí que eu possa pleitear, mas de qualquer maneira, descarto qualquer possibilidade de disputar uma eleição para distrital. Eu estou no meu terceiro mandato, já fiz um ciclo de aprendizado e de participação. GN – Qual o balanço que a senhora faz do mandato parlamentar? l eLIANA PedRoSA- Em síntese eu procuro fazer um equilíbrio dos mandamentos constitucionais. Outra coisa é que sempre procurei trabalhar muito em cima de projetos de lei, cumprindo uma atribuição que é a propositura de leis. Outro fator que vale a pena ser mencionado, é que trabalho fortemente na questão fiscalizatória, através, de pedidos de correção e rumos de informes a sociedade, daquilo que não está correto no governo. Eu penso que todos aqueles que têm a função publica, tem que ir constantemente as bases e escutar o que verdadeiramente as pessoas querem e estão necessitando. GN – Já que está na moda essa questão da “transparência”, qual tem sido o trabalho que a senhora tem feito para divulgar os gastos do seu mandato? l eLIANA PedRoSATodos os gastos do meu mandato estão no meu site, e além disso, também os gastos são apresentados no portal da própria Câmara Legislativa do Distrito Federal. Entretanto no meu site, existe um link especifico chama-

do de transparência, onde todos e qualquer cidadão pode verificar os gatos. GN - O que a senhora está achando da postura da Mesa Diretória em relação ao caso dos parlamentares Roney Nemer, Benedito Domingos, Ayton Gomes e Raad Massouh? l eLIANA PedRoSAEu não fiz parte da mesa diretora do caso Raad Massouh e nem acompanhei a documentação, então, não tenho condições de me manifestar sobre o assunto. GN – Em sua opinião, a CLDF já conseguiu recuperar a imagem junto à sociedade? l eLIANA PedRoSAAinda não. Eu credito isso a nossa pouca capacidade, ainda, de mostrar o trabalho feito aqui. A CLDF tem uma verba para divulgação institucional que não está sendo bem aproveitada. Um exemplo é sobre o dia do “Meio Ambiente” é importante divulgar a data, porém, o mais importante é mostrar o que a Casa tem feito em prol do meio ambiente. Quais as ações que os parlamentares estão realizando. Teve alguma audiência publica? Quais os projetos de lei aprovados? E como a CLDF vem fiscalizando tudo? É isso que deve ser feito. Vejo que a um erro na comunicação do órgão, pois, não retrata com ênfase o trabalho dos parlamentares. Se for feita uma boa comunicação à população vai reconhecer. GN - Com relação ao caso do dos fakes, é sabido que o GDF estaria envolvido em um suposto caso de difamação contra adversários. A senhora defende a criação de uma CPI para investigar esse episódio?

l eLIANA PedRoSA- Eu gostaria que a CLDF tivesse instalado uma CPI para investigar. Já participei de uma CPI e deu muito resultado, que foi a CPI da Saúde no meu primeiro mandato. A CPI proporciona instrumentos que podem dar celeridade na busca de elementos para poder subsidiar um inquérito. Acima de tudo, eu confio no Ministério Publico e confio também, em nossa polícia. Acredito que nossas instituições vão desvendar toda essa história. Teve vários distritais que foram alvo dessa difamação, e, por tanto, a CLDF não poderia se omitir e abrir uma CPI. GN - Há respeito na convivência entre oposição e o governo Agnelo? l eLIANA PedRoSASim. Existe respeito na convivência. Nós convivemos na base do governo e é necessário respeitar a condição de cada um aqui dentro. GN - A senhora acha que o sistema de ciclos foi um erro cometido pelo GDF? l eLIANA PedRoSAAcredito que foi um erro sim, pois, não houve planejamento e discussão com a comunidade escolar. Os responsáveis em implantar o Ciclo escolar deveriam ter chamado os professores, os pais dos alunos e explicado o que é o Ciclo de Aprendizagem e como seria implantado, o que não ocorreu. Um bom exemplo deu foi o estado de São Paulo. Lá o Ciclo foi implantado, porém, antes, teve uma ampla discussão com a comunidade escolar. Em Brasília as coisas aconteceram de qualquer forma, e ninguém entendeu o que estava sendo feito, com isso, cada escola seguiu do seu jeito, até chegar ao ponto da justiça intervir.


4 POLÍTICA

GUARDIÃO NOTÍCIAS

BRASÍLIA, 9 à 15 de SetemBRo de 2013

RePÓRteR do PLANALto

l veRGoNHa BRasileiRa O Brasil é verdadeiramente um país psicodélico. Querem agora refazer o julgamento do Mensalão. Isto é uma vergonha. Advogados pagos a peso de ouro e com apoio de magistrados indicados pela seita estão fazendo de tudo para livrar a cara dos condenados, É inadmissível pensar e muito menos concordar que condenados pela mais alta corte de Justiça deste país, ainda esteja livres, como se nada devessem. É muita cara de pau, tanto daqueles que já estão condenados, como daqueles que fazem o jogo para retardar o cumprimento das sentenças. Imagino um pai de família pego roubando alimentos para saciar a fome de sua família, como aconteceu em Fortaleza. Coitado, já estaria preso, condenado e cumprindo penas em alguma penitenciária. Mas neste país psicodélico e de pouca memória, ex-ministro, banqueiros, empresários e deputados condenados continuam soltos. Isto é o mesmo que dar um tapa na cara do povo. A lei existe para todos. l cURso paRa eMpResÁRios A WP Cursos DF, em parceria com a Sudeco e ACDF, realizará ,o Hotel Nacional de Brasília, Workshop Empresarial, onde serão apresentadas pelo Superintendente do Sudeco, Marcelo Dourado, os programas de financiamento de projetos empresariais e pelo professor Walber Pinheiro, um estudo de caso sucesso de empresas que superaram suas metas de crescimento, aplicando técnicas de marketing digital. O presidente da Associação Comercial do Distrito Federal, Cleber Pires, conduzirá uma rodada de debates, com o tema “Como conquistar o consumidor da Era Digital”. Cerca de sessenta pessoas já se inscreveram neste curso de grande importância para o setor empresarial da Capital Federal. l Nossas leis Há crianças espalhadas pelo mundo, que trabalham. Trabalham e estudam, ou só trabalham, ou só estudam. Há um outro mundo que proíbe o trabalho infantil. Mas nesse mundo há miséria, falta de escolas, e drogas são vendidas e consumidas abertamente. Nesse mundo as leis protegem os direitos das crianças, dos idosos, dos índios, dos negros, dos homossexuais. Leis que dividem o povo em castas, mas são apenas leis de papel. Nenhuma cumpre o que promete. Esse mundo do faz de conta é o Brasil: aqui criança não pode trabalhar, mas pode roubar se prostituir, se drogar e mendigar nas ruas. Assim está sendo construído o nosso futuro

Mercado prevê mais crescimento e menos inflação para 2013. Analistas também estimam uma alta maior dos juros básicos neste ano. Para 2014, cenário é inverso: estimativa é de mais inflação e menos PIB

Prédio da CLDF tem problemas graves em suas instalações n edifício que foi inaugurado em 2010 já sofre com problemas que podem causar graves acidentes. construção custou r$ 120 milhões ao gDF

FOTO: REPRODUÇÃO

LUIZ SoLANo

econoMIa

l Por Jean marcio redacao@guardiannoticias.com.br

O

desperdício e a má gestão dos recursos públicos estão retratados no prédio da Câmara Legislativa do Distrito Federal. A obra, que custou aos cofres públicos R$ 120 milhões, e foi inaugurada em 2010. Porém, o que era para ser um exemplo de edificação vem mostrando o descaso e o abandono por parte dos gestores públicos. Para ser ter uma ideia, basta uma simples caminhada pelos andares da CLDF para perceber que a obra apresenta graves falhas. E o problema mais visível está no piso do órgão. Ao andar pelo local, as placas do piso flutuante balançam, dando impressão que a pessoa vai cair. Em algumas situações, é possível até colocar uma caneta esferográfica, entre um bloco e outro. Não há quem trafegue pelo local que não perceba a irregularidade, que para muitos, acaba causando indignação. Um funcionário do órgão, que não quis se identificar está revoltado com toda essa situação, principalmente sabendo que para a construção do novo prédio da CLDF o governo gastou três vezes mais o valor o inicial da obra, que era estava orçada inicialmente em R$42 milhões. “É uma tremenda vergonha uma coisa dessas, foi muito dinheiro gasto nessa obra, para já está assim”, declara o servidor indignado.

ReclaMações: E as irregularidades não param por aí. Em vários andares do órgão, é possível perceber ainda placas do forro do teto soltas, podendo causar algum acidente. Assim como os elevadores do órgão, que chega a ser comparado por alguns servidores com os elevadores da Rodoviária do Plano Piloto, pois sempre estão com problemas. Na última semana, a reportagem do jornal Guardian Notícias flagrou a deputada distrital Arlete Sampaio (PT) reclamando dos elevadores. “Esses elevadores não funcionam direito é um saco”, frisou a distrital, apertando todos os botões enquanto aguardava a chegada de um elevador. MeMÓRia: O fato mais grave ocorreu no ano de 2010, quando um dos elevadores do órgão chegou despencar do 5º andar, causando graves ferimentos a duas servidoras. O episódio fez com que o Sindicato dos Servidores do Poder Legislativo e do Tribunal de Contas (Sindical-DF) ameaçasse paralisação da categoria por falta de condições de trabalho. Ao Guardião Notícias, o secretario geral da CLDF, Joan Martins, informou que o problema do piso se dá por falta de manutenção, no entanto, no último mês de julho, a Mesa Diretoria contratou uma empresa, que fará toda a manutenção no piso da Casa. Com relação ao elevador que está sem funcionar, Martins informou ainda que está sendo trocado uma peça na engrenagem do parelho e logo estará funcionando normalmente.


GUARDIÃO NOTÍCIAS

BRASÍLIA, 9 à 15 de SetemBRo de 2013

POLÍTICA 5

LeIA dIARIAmeNte: WWW.GUARdIANNotICIAS.Com.BR

PoLItIQUÊS ANÁLISe PoLÍtICA Com CoRAGem e HUmoR João Zisman

lsíndrome de estocolmo

o primeiro grande momento de 2014

charge da semana l Por Ricardo Callado

A

redacao@guardiannoticias.com.br

O caso do deputado Chico Leite com o PT já pode ser tipificado na psiquiatria forense. É a conhecida Síndrome de Estocolmo. Mesmo sendo sempre preterido em suas aspirações, o deputado continua nutrindo amor pelo seu partido.

lareia

lcadê meu lugar?

ltenda dos Milagres

Circula que a Polícia Federal está acompanhando de perto o “espetáculo” de um deputado distrital que atua no Mercado Cultural de Brasília. Haja Trabalho!

lprocura-se

As condições do gramado do Estádio Nacional estão mais propícias a receber um jogo da seleção brasileira de Beach Soccer e não da canarinha de futebol de campo. Tem jogador se sentindo em plena praia de Copacabana.

limundície

Do jeito que a coisa anda, logo logo o PT-DF vai ter que anunciar nos jornais a vaga de vice-governador na próxima chapa de 2014. No meio político, restam poucos nomes a serem convidados. Os que já foram negaram elegantemente.

lMudança geral Segundo uma fonte infalível, o novo Secretário de Educação, Marcelo Aguiar, terá carta branca do Governador Agnelo para promover as mudanças necessárias em todas as áreas da Pasta. Vai ser difícil ficar alguém.

A sinalização que indica a numeração dos assentos no Estádio é hoje apenas uma mancha. Ninguém acha mais o seu caríssimo lugar. Do jeito que vão as coisas o torcedor vai ter que chegar com três dias de antecedência para sentar na cadeira certa.

lÉ água! Os torcedores que tiverem sede e não quiserem pagar R$ 6,00 nas latinhas de refrigerantes vendidas nos bares do Estádio Nacional, se preparem para levar uma toalhinha. Os bebedores que funcionam sempre estão alagados a sua volta. É um banho só!

lpadrinho forte É melhor mandar suspender a venda de cachorro quente, acarajé e outros quitutes na área externa e interna do Estádio Nacional. O risco de caos é iminente. Não se vê papel higiênico, sabonetes e nem papel toalhas e nenhum dos mais de 300 banheiros espalhados por lá.

O comentário que já anda circulando entre pessoas próximas do principal gabinete do Buriti, é de que nomeação de Marcelo Aguiar para a Secretaria de Educação do DF não tem nada a ver com o reingresso do PDT na base. O técnico Aguiar teria recebido as bênçãos do deputado Patrício.

menos de um mês do prazo final para filiações partidárias, a política brasiliense se agita. A criação de novos partidos contribui para a movimentação. É mais fácil deixar uma legenda e ir para uma nova. Não tem o risco de perder o mandato. Quem nos últimos meses foi para uma legenda recém-criada também pode sair sem preocupação. Quem mais vai perder será o PSD. Com quatro deputados distritais, corre o risco de ficar com um ou nenhum. Eliana Pedrosa está com um pé no PPS. Também tem convite do PSDB. Washington Mesquita vai para o PTB. Liliane Roriz e Celina Leão estudam convites. Eliana quer ser candidata ao Governo do Distrito Federal e o PSD não está disposto a bancar sua campanha. O PPS deve cair no colo do senador Rodrigo Rollemberg (PSB). Com ou sem Eliana. Seu presidente nacional, deputado federal Roberto Freire, quer ser reeleito à Câmara Federal. Em 2010, Freire deixou Pernambuco devido a perseguição do PT e foi eleito por São Paulo graças ao apoio de José Serra (PSDB). Com o PT fragilizado em sua terra natal, ele retorna a Recife e tem a garantia de apoio desta vez do governador Eduardo Campos (PSB). O acordo deve levar o PPS ao palanque do PSB em vários estados e no Distrito Federal. Liliane também quer o Palácio do Buriti. Mas pode compor uma chapa majoritária, como vice. Rollemberg sondou a herdeira do clã rorizista. Hoje, ela pende mais para um chapa de extrema direita. O seu caminho pode ser ao lado do vice-governador Tadeu Filippelli (PMDB). O rompimento de Filippelli com o governador Agnelo é iminente. Em conversas não tão reservadas, afirma que será candidato ao governo. Liliane seria a vice e o ex-governador José Roberto Arruda poderá ser o candidato ao Senado. Nesse grupo ainda entrariam o apoio do ex-governador Joaquim Roriz, do senador Gim Argello (PTB) e do ex-senador Luiz Estevão (PRTB). Se Arruda não puder, outros nomes estão sendo estudados. Uma outra chapa de direita, pendendo mais ao centro, seria composta por Eliana Pedrosa, os deputados federais Luiz Pitiman (PMDB, ainda) e Izalci Lucas (PSDB), Alberto Fraga (DEM). Pitiman está de malas prontas para o PSDB. Eliana precisa que o apoio do PPS ao PSB – caso esse seja mesmo o seu caminho -, não se concretize. Do contrário, ou mudaria de caminho ou tentaria uma vaga na chapa majoritária de Rodrigo, como ao Senado. Nada impede, ainda, que as duas direitas entre em acordo e fechem aliança. A questão é que quem está de fora apoiando tem mais voto de quem é candidato. O fardo é pesado. E esse é o principal problema encontrado. Se pudessem, Arruda e Roriz seriam os candidatos.

Rodrigo Rollemberg tem a chapa desenhada. O deputado distrital Chico Leite (PT) seria o vice-governador e o deputado federal José Antônio Reguffe (PDT) o candidato ao Senado. Chico teria que mudar de partido. A Rede sendo criada, esse será o seu destino. A presidenciável Marina Silva está mais perto do que longe de concretizar o seu projeto. Falta muito pouco. Assim como o prazo é escasso. É uma corrida contra o relógio. Chico ainda tem duas outras opções. A primeira é o Solidariedade, que está sendo formado pelo deputado Paulinho da Força Sindical (PDT-SP). O suplente de deputado federal Augusto Carvalho está fechando com a nova legenda. Outra alternativa para Chico é o PROS, Partido Republicano da Ordem Social. A Rede também pode ser o destino de Reguffe. O clima no PDT não ainda nada bom depois que o governador Agnelo Queiroz e o presidente nacional da sigla, Carlos Lupi, fecharam acordo. Uma ordem de cima pode colocar o PDT na chapa de Agnelo. Rodrigo também conta com outras alternativas. O PSOL de Toninho e de Maninha poderia se unir a coligação. O primeiro seria candidato a deputado federal e a ex-deputada voltaria à Câmara Legislativa. Seria uma posição mais à esquerda para Rodrigo. Seria também uma forma de fortalecer o PSol no DF, que em 2010 teve muito voto, mas não tem nenhum representantes com mandato. E político sem mandato não é ninguém. Um acordo nacional pode unir no Distrito Federal PSDB e PSB. Seria um viés mais a direita na candidatura de Rodrigo. Entrariam nessa coligação o PPS, o Solidariedade, o PROS e até a Rede. Rodrigo teria três palanques presidenciais: Eduardo Campos, Aécio Neves e Marina Silva. Não parece, mas é viável. A autorização lá de cima já foi dada. Nesse cenário, Toninho sairia candidato ao Palácio do Buriti. No máximo, fecharia com legendas de extrema esquerda, como PCB, PSTU e PCO. Tiraria voto principalmente de Agnelo e Rodrigo. E poderia embalar a candidatura com as manifestações de ruas. Agnelo também articula, mesmo que atrasado. Primeiro desafio é achar um vice que agregue. E um candidato a Senado competitivo, que deverá ser o deputado Geraldo Magela. Além de um leque de partidos que lhe dê um bom tempo de TV. O problema de Agnelo é que ao invés de construir e consolidar a sua candidatura, o grupo político priorizou eliminar adversários. A estratégica deu errado. Os adversários se multiplicaram. E a disputa será acirrada. A política no Distrito Federal só vai dar uma clareada depois de 5 de outubro. Quem quiser ser candidato terá que estar filiado até esse dia em alguma partido. É o primeiro grande momento das eleições de 2014. Cada um calcula o risco. Uma decisão errada pode comprometer todo o projeto político.


6 CIDADES

Morar BeM

GUARDIÃO NOTÍCIAS

BRASÍLIA, 9 à 15 de SetemBRo de 2013

Os candidatos inscritos no “Minha Casa, Minha Vida/Morar Bem” poderão atualizar endereço, telefone e e-mail cadastrados no programa, pela internet ou pelo telefone 156, opção 5

SaÚDe

Sala de recuperação do HBDF está comprometida n após vazamento, sala pós-anestésica do Hospital de Base não tem condições de ser usada. Secretaria de

Saúde do DF informou que local passa por reformas, por isso não é possível fazer o uso do local até o término FOTO: REPRODUÇÃO

l Por Nayara Ribeiro redacao@guardiannoticias.com.br

A

coNceito: De acordo com a coordenadora do Núcleo de Estudo de Saúde Pública (NESP) Maria Fátima de Sousa, a população brasiliense teve uma expectativa muito grande em relação à saúde pública na Capital Federal. “Depois que o Agnelo Queiroz entrou no mandato, não obtivemos nenhuma estrutura sobre a saúde no DF. A cada dia que passa, o caos se torna maior e a desvalorização da saúde vai passando para trás”, ressalta.

Descaso: O descaso com os hospitais públicos se repete constantemente. Quando não é pela falta de infraestrutura, o atendimento aos pacientes que precisam de urgência é outro grave problema do sistema de saúde do Distrito Federal.

Um dos exemplos desse descaso é o que ocorreu a aposentada Francisca Alves de Paiva, 71, moradora do Recanto das Emas, que sofre há um ano com um problema na bexiga. Encaminhada para o Hospital Regional da Ceilândia (HRG), a idosa soube que precisava passar por uma cirurgia. No entanto, o caso de dona Francisca, segundo os médicos, não é de emergência, com isso, a idosa espera há cinco meses pelo procedimento. Assim como dona Francisca, milhares de pessoas esperam na fila por uma cirurgia eletiva (que não é de urgência) todas convivem com a incerteza e enfrentam idas e vindas aos hospitais e laboratórios. Como foi o caso de Orlando Emiliano Barbosa, 73, que esperava por oito meses por um procedimento na próstata (leia aqui), durante todo este período, o idoso teve que usar uma sonda e por causa dela teve inúmeras infecções. A família de seu Orlando procurou a redação para pedir socorro. Com a repercussão da história, o idoso que teve quatro marcações de cirurgias e todas frustradas, recebeu finalmente uma resposta e uma nova remarcação. O senhor irá passar pelo procedimento no próximo dia 13 de setembro.

JUstiFicativas: Procurada pelo Guardião Notícias, a Secretária de Saúde (SES) informa que o HBDF está passando por reforma, reparo e troca da tubulação. Foi realizada na última terça-feira, 2, a troca de canos, que com a pressão da água estouraram. Imediatamente a equipe técnica solucionou o caso. Mesmo com o ocorrido, os atendimentos não pararam por causa da situação, disse a SES por meio da assessoria de imprensa. FOTO: AGENCIABRASI

pós receber uma denuncia do Presidente da Associação Brasiliense de Médicos Residentes (ABRAMER) e médico do Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF) Rafael Vinhal, é possível perceber que a saúde pública da Capital Federal não transmite mudanças positivas para a população. O que foi apontado através de vídeos, os quais o Guardião teve acesso, é que a sala de recuperação do pós-anestésica do HBDF foi inundada e que atualmente a estrutura está completamente comprometida. Os pacientes foram transferidos para Unidade de Terapia Intensiva (UTI) com urgência, sendo que e o Centro Cirúrgico só está aberto para urgências.


GUARDIÃO NOTÍCIAS

BRASÍLIA, 9 à 15 de SetemBRo de 2013

CIDADES 7

açÃo

Denuncias do Guardião Notícias geram resultados n rede pública de sáude do Distrito Federal vem enfrentando vários problemas, mas atuação da imprensa

FOTO: REPRODUÇÃO

pressiona órgãõ, que agiliza atendimentos, principalmente para idosos, que ficam muito tempo na fila de espera

l Por Jaqueline mendes redacao@guardiannoticias.com.br

T

odos os dias milhares de pessoas sofrem na fila de espera por uma cirurgia nos hospitais do Distrital Federal. Os principais afetados com a demora são os idosos. Há algumas, semanas o Guardian Notícias mostrou a situação do senhor Orlando Emiliano Barbosa, de 73 anos, que há oito meses esperava por uma cirurgia na próstata. Na manhã de ontem, 3,

seu Orlando finalmente foi operado, no Hospital Regional de Taguatinga (HRT). A família do idoso procurou a redação e pediu socorro. Orlando estava usando uma sonda há oito meses e por este motivo, durante este período teve várias infecções. A cirurgia do paciente já havia sido marcada quatro vezes, mas sempre era adiada. A equipe do Guardian Notícias entrou em contato com a Secretaria de Saúde (SES) que se comprometeu a averi-

guar o caso do idoso. O órgão entrou em contato com a direção do HRT e em menos de duas semanas seu Orlando, foi atendido. A família do paciente agradeceu a disposição SES e ao Guardião Notícias. “Para nós a cirurgia foi uma grande conquista, meu pai está ótimo, após a operação nem dor ele está sentindo”, declarou Isabel Cristina, filha do idoso, e acrescentou. “Temos que lutar pelos nossos direitos, ainda mais quando se trata de uma vida”.

oUtRo caso - O desfecho do caso de seu Orlando trouxe esperança a família de outra idosa. A aposentada Francisca Alves de Paiva, 71, moradora do Recanto das Emas, sofre há um ano com um problema na bexiga. Encaminhada para o Hospital Regional da Ceilândia (HRG), a idosa soube que precisava passar por uma cirurgia. No entanto, o caso de dona Francisca, segundo os médicos, não é de emergência, com isso, a idosa espera há cinco meses pelo procedimento. Segundo a assessoria do HRG, mais 17 pessoas estão esperando por uma cirurgia como a de dona Francisca. Procurada pelo Guardião Notícias, a equipe da Secretaria de Saúde (SES), explicou que tem consciência sobre a situação dos pacientes. No entanto, a prioridade dos centros cirúrgicos é para os casos de emergência e casos de câncer. Na situação de dona Francisca, a secretaria disse que a informação sobre a falta de anestesista não procede, e garantiu que até outubro a cirurgia da idosa será realizada.


8 CIDADES

BRASÍLIA, 9 à 15 de SetemBRo de 2013

GUARDIÃO NOTÍCIAS

conFuSÃo

Proposta da Caesb de incluir nome de devedor no Serasa gera polêmica n Medida não é bem vista por especialistas, deputados e comunidade, que questionam se negativar

devedores é a melhor forma de diminuir a inadimplência. Órgão garante que irá incuir nome no Serasa

l da Redação

A

Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) irá colocar o nome dos devedores Serasa. Essa medida está sendo considerada polêmica. De acordo com o órgão, os cidadãos que não quitarem seus pagamentos da conta de água devidamente, terão seus nomes negativados. A decisão gerou revolta de alguns deputados distritais. De acordo com a deputada distrital Eliana Pedrosa (PSD), essa medida é extremamente sem cabimento para. “Quem deixará de pagar uma conta de água, sendo que precisamos dela para sobreviver? Um bem que já se tornou mais que primordial na vida do ser humano. Ou seja, fora do comum essa iniciativa da Caesb, de querer “sujar” o nome das pessoas em vão”, ressalta. Para a parlamentar, o mais complicado dessa situação, é saber que aqueles que passam dificuldades financeiras, terá um problema maior para limpar seu nome. “O nome da pessoa vai para o Serasa, e quando a pessoa tentar limpar seu nome sujo, terá mais custo, maior até do que a conta que deve na Caesb. Será indispensável à avaliação dessa proposta”, completa.

Revolta: A professora Rafaela Sena, 29, explica que o método que será utilizado pela Caesb, passou longe de se tornar um meio mais eficaz de ter controle das pessoas que pagam ou não suas contas. “Todo esse procedimento trará dor de cabeça para aqueles que tiverem com os nomes comprometidos no Serasa. O governo terá de refazer todo esse procedimento e elaborar um outro meio , que não prejudique tanto a população”, conclui.

explicações: De acordo com o presidente do Instituto Brasileiro de Estudo e Defesa das Relações de Consumo (Ibedec), Geraldo Tardin, a Agência Nacional de Águas (ANA) permite o corte do fornecimento de água. Ele afirma que o consumidor tem que ser notificado com antecedência e prazo para efetuar o pagamento. “Em situações como a de uma pessoa doente, que não pode pagar e não pode ficar sem o fornecimento, a pessoa tem direito de ir à Justiça para regularizar isso”, finaliza.

sitUação: Procurada pelo Guardião Notícias, a Caesb por meio de sua assessoria de imprensa, informou que os clientes que atrasarem em 30 dias a data de vencimento da conta serão incluídos no cadastro. O fornecimento de água será interrompido após 60 dias de atraso. A companhia irá contratar a Serasa para a prestação do serviço de inclusão e exclusão do nome de clientes inadimplentes. O contrato será de um ano, no valor de R$ 250 mil. Qualquer cliente que atrasar o pagamento de sua conta poderá ter seu nome incluído na Serasa, após ser comunicado pelo órgão. O prazo para a inclusão do nome será decidido no contrato, que ainda não foi assinado. O objetivo da medida é diminuir a inadimplência e evitar o corte no fornecimento de água dos clientes.

FOTO: REPRODUÇÃO

redacao@guardiannoticias.com.br


GUARDIÃO NOTÍCIAS

BRASÍLIA, 9 à 15 de SetemBRo de 2013

CIDADES 9

FercaL

Sol de Primavera no Queima Lençol n a instalação de maquinas industriais de corte e costura na sede da associação comunitária do Queima Lençol na última semana trouxe mais alegria para as mães do projeto "Mãe ambiente Femube/cIPLan" l Por Zuleka Lopes redacao@guardiannoticias.com.br

A

entrada do mês de setembro trouxe uma nova Primavera para as agentes do Projeto Mãe Ambiente Femube/CIPLAN.A instalação das nove máquinas industriais de corte e costura, na sede da Associação Comunitária do Queima Lençol e a chegada de materiais como linhas,agulhas,tesouras,tintas, pincéis, retalhos de tecidos e alfinetes coloridos trouxeram sorrisos floridos à todas.Atentas,com lápis e cadernos nas mãos escutaram as explicações de manuseio das máquinas ultramodernas. Após passarem quatro meses entre treinamentos com palestras e educação ambiental nos locais como o Jardim Botânico de Brasília,as 20 mulheres com idade entre 21 e 80 anos,puderam constatar que chegou a hora de colocar a mão na massa.Arregaçar as mangas e partir para a execução das sacolas e ecobags recicladas de sacos de cimento.O processo de aprendizagem é lento e produtivo.Nem todas possuem habilidades com máquinas de costura ou com corte de tecidos e papel.A artista plástica Silza Freire, instrutora do projeto, pediu garra e coragem a todas.”Não é a hora de pensar em desistir.Este é um patrimônio de todas vocês , da comunidade do Queima Lençol. Cuidem como se estivesse dentro de suas casas”, incentivou. Após tantos meses de convivência podemos sentir a alegria em cada rosto e gestos descontraídos.São trocas de informações, de alegrias, de tristezas, e, principalmente,companheirismo Em uma comunidade pequena, há 50km de Brasília, está nascendo uma nova história.Entre gados pastando e galinhas ciscando, o novo Centro Comunitário está de portas abertas para abrigar a sustentabilidade.Uma nova concepção de consciência ambiental para gerar renda, patrocinada pela CIPLAN.

o QUe elas peNsaM paRa o FUtURo l Liliana Santos Batista tem 22 anos, 3 filhos de com idades entre dois a seis anos.Mora na comunidade há 10 anos.Nunca trabalhou fora. “Estou no projeto para ter a oportunidade de ter uma profissão e trabalhar próximo da minha casa para poder cuidar dos meus filhos”. l Zuleide da Costa Silva tem 38 anos,nasceu em Sobradinho e sempre morou na comunidade.Casou e tem dois filhos.Não trabalha fora.Atualmente está fazendo regime e já emagreceu 3kg. “Me esforço ao máximo para comparecer a todas as aulas.Somos mães e pensamos no futuro de nossos filhos.Este projeto é o primeiro grande investimento da empresa CIPLAN para a comunidade.De nossa determinação e garra

dependerá a continuidade deste e a chegada de novos como na área de esportes para os jovens”. l Carmem já passou dos oitenta anos com comportamento e atitudes de uma jovem senhora.Incentivadora de todos é sempre a primeira que levanta a mão para todas as atividades. Tem muitas orações e histórias para contar. “Só penso que as máquinas chegaram e agora vamos poder começar a produzir.Vou ter o maior amor para ensinar as outras que não sabem costurar.Estas máquinas são modelos ultramodernos.Estranhei só um tiquinho, mas vou em frente”. l Luzinete Pacheco tem 38 anos,nasceu na Bahia e tem 23 anos de comunidade.Já trabalhou

em casa de família e quer um futuro diferente. “Estou aqui para aprender e colocar em prática rapidamente. Sou uma pessoa reservada, mas o convívio com as colegas facilita o entrosamento. Passei até a brincar mais”. l Tatiana é uma morena jambo.Iniciado o projeto passou a se maquiar mais e sempre sorridente.”Estou aqui para aprender a costurar.Este sempre foi o meu sonho.E vou logo avisando: não vou parar por aqui.Vou colocar a mão na massa e ir adiante”. l Já Cleuzinha Onorosa não sabe ficar quieta. Sempre procurando reciclar resíduos sólidos, procura na internet novas formas de praticar o que mais gosta. Passa de mão em mão as fotos de uma samambaia

que fez com garrafas pets. “A cabeça tem que estar funcionando para coisas úteis.Não quero ficar parada.Acredito que este projeto veio para nos transformar com incentivos”. l Maria Luzia da Silva, de 47 anos, tomava muitas medicações diárias.Atualmente já diminuiu as doses e alegre, consegue vender tapetes de tecidos para as colegas, às funcionárias da Femube e sua mais nova forma de reciclagem é sacolas de panos com tecidos jeans, que já vende para suas companheiras de projeto. “Hoje tenho a certeza que sonhos podem ser realizados.Sempre quis costurar em uma máquina moderna e prática.Chegou a nossa vez e vamos aproveitar ao máximo esta oportunidade”.


10 RECANTO DAS EMAS BRASÍLIA, 9 à 15 de setembro DE 2013

Segurança Apesar dos investimentos em segurança, a comunidade do Recanto das Emas ainda convive com os altos índices da criminalidade na cidade. Eles pedem melhorias e mais PMs nas ruas

Descaso

Quadra de esportes passa por reforma eterna

n Há mais de seis meses em reforma, espaço não pode ser utilizado pela comunidade da Quadra 109.

Administração da cidade e órgãos resposáveis informaram que não tem previsão da conclusão da obra

l Nayara Ribeiro redacao@guardiannoticias.com.br

U

m morador do Recanto das Emas procurou a redação do Guardian Notícias para citar alguns problemas que acontecem na cidade diariamente. A única quadra de esportes que tem na quadra 109 da região passa por reformas desde janeiro deste ano, e até o momento, a obra está sem

conclusão. A quadra é única alternativa de entretenimento das crianças nos finais de semana. Revoltado com a situação, o prefeito da quadra, Francisco Barboza Rego, 47, diz que a própria administração da cidade não zela pela quadra há tempos. “Seria necessário que a administração do Recanto das Emas tivesse mais conscientização que nós moradores precisamos de um lugar para se divertir”,

ressalta. Francisco ainda explica que os moradores já estão ficando indignados com a situação, que se arrasta há mais de seis meses. “Já entramos em contato com a administração diversas vezes, e já informaram que a situação iria mudar, mas até o momento continuamos na mesma. Está insuportável jogar bola ou até mesmo usar a quadra. A comunidade precisa ser mais respeitada”, lamenta.

Revitalização: Desde abril deste ano, que o Governo do Distrito Federal (GDF) em parceria com a Secretária de Obras (SEO) decidiu melhorar as quadras de esporte do Distrito Federal e melhorar a qualidade de vida e da população para estimular a prática de atividades físicas. Em diversas regiões administrativas, algumas unidades passaram por obras e várias outras estão com licitação em andamento para revitalizar esses espaços, que funcionam como polos de lazer e pontos de encontro da comunidade. A estimativa era investir cerca R$ 4 milhões nesse trabalho. Na época, o secretário de Obras, David Matos, explicou que existia um esforço concentrado para a melhoria dos espaços públicos. “Essas reformas e manutenções fazem parte de uma nova política de recuperação do bem público. É uma forma de fazermos novas obras, mas mantermos as coisas antigas em funcionamento. Além do investimento de R$ 4 milhões, estamos com licitação em andamento para parquinhos, quadras e praças no valor de R$ 18 milhões”, concluiu.

Explicações: Procurada pelo Guardião Notícias, a Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (NOVACAP) explicou por meio de sua assessoria de imprensa, que o projeto de execução, prevê a construção de cinco quadras poliesportivas no Recanto das Emas. Destas, quatro já foram concluídas de acordo com o projeto, porém, uma, exatamente a da quadra 109 apresentou fissuras no piso de concreto. Após duas vistorias, o órgão determinou a demolição de todo o piso para que fosse refeita a compactação do terreno. A Novacap ressalta ainda que a empresa contratada não recebeu o valor referente a reforma da quadra, já que a obra ainda não foi concluída. Já a Secretária de Obras explicou por meio de nota, que a obra ainda não foi recebida pela secretaria em função de problemas apresentados na sua execução e, por isso, nenhum valor foi pago. E que a empresa WRM – Engenharia e Construções já foi notificada em três oportunidades para que solucionasse os problemas detectados. Se ainda assim os problemas não forem solucionados, o contrato será cancelado, podendo a empresa WRM ser considerada inidônea e uma nova empresa será contratada para que a quadra de esportes seja entregue a população em perfeitas condições de uso.


caDaSTro O decreto 34.577 que dispõe sobre a contratação artística entrou em vigência no dia 16 de setembro. Pela lei, qualquer artista que quiser ser contratado pela Administração Pública terá que se cadastrar no Sistema de Cadastro Geral para Contratação Artística (Siscult), desenvolvido pela Secretaria de Cultura.

l Por Jaqueline mendes redacao@guardiannoticias.com.br

O

cantor e compositor, Tiago Miranda, um dos ícones do pop rock em Brasília, anunciou está semana com exclusividade ao Guardião Notícias, que em outubro o público irá curtir e ver bastantes novidades em sua carreira. O que podemos adiantar aos caros leitores é que, de acordo com a assessoria do cantor, o primeiro CD será lançando com as principais composições do artista. Também o clipe da música “Nada”, está previsto para o mesmo período. Além disso, o álbum de Tiago contará com participações de vários artistas de Brasília. O jovem Tiago Miranda representa a nova geração do Rock Brasília. Cantor e compositor ele nasceu e cresceu em Brasília. Em 2010 fundou com amigos uma banda de pop rock, apresentando suas primeiras canções autorais, mas em agosto de 2012, Tiago decidiu seguir em carreira solo. Sua principal motivação foi o desejo de expor suas letras, marca registrada de sua arte, que refletem uma realidade de uma vida urbana expressa em poesia e protestos sociais, regados a doses de romantismo, ironia cômica e ideologia política. “Meu principal intuito é ser um exemplo para uma nova geração de roqueiros em Brasília, estamos vivendo um momento em que muitas bandas boas estão fazendo apenas cover. Temos muitos talentos e é importante mostrarmos nossa verdade, nossos sonhos e anseios por meio de nossas composições”, declara o cantor. Este ano Tiago lançou seu primeiro CD, um compacto EP, com 6 canções autorais, na internet e dois webclipes.

GUARDIÃO NOTÍCIAS

CULTURA 11 BRASÍLIA, 9 à 15 de SetemBRo de 2013

vem com tudo no próximo mês


12 CULTURA

GUARDIÃO NOTÍCIAS

BRASÍLIA, 9 à 15 de SetemBRo de 2013

Variedades Jaqueline Mendes

enTreTenIMenTo

LIGAIA MAKEUP

Olhos Felinos

E

stampas Naturais, conhecidas como animal prints invadiram nossos guarda-roupas assim que apareceram nas passarelas. Peças como estas são realmente lindas, mas alguns tropeços para combiná-las pode virar um desastre! Isso também vale na hora de se maquiar. Então é sempre aconselhável o bom senso para que o look saia como

desejado. Para quem gosta de seguir as tendências da moda, a animal print é a dica. A estampa animal veio tão forte na última estação, que não se importou em estender para o inverno, e continua fazendo grande sucesso com o público feminino, permitindo a criação de look’s mais descontraídos, como também elegantes.

FAMA

Quem é esse tal de Nobu Kahi?

lUlUziNHa teeN

N

obu Kahi. O cara com a fama mais tosca do planeta Terra. Cover-sósia-dançarino do cantor Sul-Coreano Psy e só de uma música do cara: Gangnam Style (Ah! Ele também não fazer certinho a dançinha que tem que jogar as perninhas pro lado). Além de fracassar ao tentar decorar a letra. Também , é ATOR de cinema e teatro. Produtor e realizador audiovisual. Ganhou a pseudo-fama

por fazer diversos trabalhos para a internet. Sendo que nunca ganhou nem um real com isso. Toda monetização do seu canal de youtube está em R$ 0,04. É um sucesso na internet! Guitarrista, Trompetista e Compositor. Trabalha na ATA - Agrupação Teatral Amacaca sob a supervisão do mago Hugo Rodas. Sempre presente na noite Brasiliense e acha que conhece a cidade toda. Ah! e Nobu é um cara muito sangue bom.


GUARDIÃO NOTÍCIAS

BRASÍLIA, 9 à 15 de SetemBRo de 2013

FOTO: RODRIGO CARLETTI

GataSemana da

BELDADE 13

l Jaqueline mendes redacao@guardiaonoticias.com.br

J

anine Proazzi já foi Melissinha, musa do Brasileirão pelo Vasco, fez editoriais de moda fitness e vários ensaios para sites. Agora ela é a nossa Gata da Semana. Formada em enfermagem e pós-graduada em UTI, a gata é gerente em um hotel em Anápolis. A carreira da modelo começou quando ela participou e foi uma das finalistas do concurso Loira do Tchan, em 2007. A modelo que já atua na área a 10 anos, atualmente faz trabalhos como Ring Girl.

Casada e mãe de dois filhos, Breno, de 13 anos e Iago, de 11 anos, a modelo mora em Anápolis – GO. Adora tirar uma soneca nas horas vagas, com um gosto bem eclético, ela curti, Pop, MPB, Samba e Sertanejo. Quanto aos cuidados com o corpo, Janine faz aulas de ginastica localizada e dança; quando o assunto é musculação a gata confessa que é um tanto preguiçosa para levantar peso, mesmo assim frequenta a academia quatro vezes por semana. Seus projetos para o futuro são ter uma estabilidade profissional e uma casa própria.


14 ESPORTES

Foco

GUARDIÃO NOTÍCIAS

BRASÍLIA, 9 à 15 de SetemBRo de 2013

Após a goleada por 6x0 diante da seleção da Austrália, o técnico Luiz Felipe Scolari elogio a postura séria do time brasileiro, que para ele, jogou como se fosse uma partida oficial

FuTeBoL

Paranoá vence a quarta seguida e assume a vice liderança da segundona n cobra Sucuri dá mais um passo para o acesso à primeira divisão do futebol do Distrito Federal ao bater o Dom Pedro por 3x2 em jogo dramático. equipe agora está na segunda colocação da Série B do candangão

FOTO: REPRODUÇÃO

l Por Paulo Victor Soares esporte Candango redacao@guardiannoticias.com.br

F

oi suado, brigado, dramático, mas o Paranoá fez o dever de casa contra o Dom Pedro, pela 8ª rodada da Segunda Divisão do Candangão e agora é o segundo colocado na tabela de classificação da competição. Jogando no estádio da Metropolitana, a Cobra Sucuri venceu o time do técnico José Lopes Risada por 3x2, com grande atuação de Gilson, autor de dois gols, e se tornou sério candidato a uma das vagas na elite do futebol local em 2014. Jogando como mandante, o Paranoá precisava se impôr para permanecer vivo na briga por uma vaga no Candangão do ano que vem. A vitória era o único resultado que interessava ao time do técnico Jorge Luís. Com 12 pontos, a Cobra Sucuri praticamente jogava a vida na competição local. Do outro lado, o Dom Pedro entrou em campo reformulado. O clube dispensou parte dos jogadores que atuaram na Segunda Divisão. Com maior interesse no jogo, o Paranoá não demorou a marcar território. Logo aos quatro minutos, Geraldinho recebeu dentro da área do Dom Pedro. O camisa sete chutou e contou com a ajuda do desvio na zaga dos visitantes para atrapalhar o goleiro Fernando e inaugurar o placar da Metropolitana. O Dom Pedro não parecia muito interessado na partida, mas, ainda assim, chegou ao

empate. Em bobeira da zaga do Paranoá a bola parou nos pés de Michel. O camisa nove teve calma para colocar a bola no canto esquerdo de Diego, aos 11 minutos. Após o empate, o Paranoá passou a ceder espaços para o Dom Pedro e por pouco não sofreu a virada. Mais calmo, o time passou a tocar a bola e marcou mais um, com Gilson, aos 32’. Dez minutos depois, o mesmo Gilson marcou o terceiro da Sucuri, após escorada de cabeça do zagueiro

Fabinho, em cobrança de escanteio, deixando os mandates em vantagem no placar antes do intervalo. No retorno para o segundo tempo, o técnico José Lopes Risada sacou o volante PC para a entrada do centroavante Chefe, alterando o esquema tático do Dom Pedro, atuando agora com dois homens de referência dentro da área do Paranoá. A mexida não surtiu tanto efeito nos primeiros momentos da etapa final. O Paranoá mantinha a posse de bola e ad-

ministrava o resultado, e o jogo esfriou nos trinta primeiros minutos do tempo derradeiro. No ultimo terço do segundo tempo as coisas se complicaram para o Paranoá. Cansados, os homens de frente do time não conseguiam seguir a bola no ataque e o Dom Pedro passou a rondar com maior perigo o gol de Diego. A situação ganhou ares de drama quando Fernando Veiga diminuiu, aos 40 minutos, chutando forte após bola lançada na área

do Paranoá. Um minuto depois, o lateral Adriano por pouco não marcou o gol que complicaria a vida dos mandantes no campeonato, em pancada de fora da área, que beliscou a trave esquerda. Com cinco minutos de acréscimo, o Paranoá tomou outro susto quando Chefe ajeitou de cabeça para dentro da pequena área e Fernando Veiga quase marcou mais um. Mas a pressão não resultou no terceiro gol e o Paranoá respirou aliviado com o apito

final. A importante vitória garantiu ao time do técnico Jorge Luís a vice-liderança da divisão de acesso do Candangão, agora com 15 pontos. A Cobra Sucuri agora seca Bolamense e Santa Maria, e torce para que o líder Formosa perca os pontos por conta da suposta escalação irregular do lateral Araújo. Na próxima rodada, o Paranoá joga contra o Guará. O Dom Pedro cumpre tabela com o Planaltina.


GUARDIÃO NOTÍCIAS

BRASÍLIA, 9 à 15 de SetemBRo de 2013

carIDaDe

ESPORTES 15

SeLeçÃo

Seleção australiana faz doação a projeto da estrutural

FOTO: REPRODUÇÃO

Lucas admite dificuldade: ‘Falta confiança’

n antes de sofrer goleada diante do Brasil, equipe australiana FOTO: REPRODUÇÃO

mostrou solidariedade ao fazer doação à escolinha de futebol

C

omuns até pouco tempo atrás, os gritos de “Lucas, Lucas...” já não são mais ouvidos nas arquibancadas nos jogos da Seleção. Nos amistosos preparatórios e nas partidas da primeira fase da Copa das Confederações, o meia-atacante era sempre o primeiro jogador do banco a ser pedido pelos torcedores quando o time passava por alguma dificuldade em campo. No entanto, com atuações apagadas, o jovem, de 21 anos, vem

perdendo espaço e admite que tem tido dificuldades para repetir com a amarelinha o futebol que apresentou no São Paulo e o levou a ser comprado pelo Paris Saint-Germain por € 45 milhões. - Falta um pouco mais de confiança. É difícil para quem está no banco entrar e arrebentar em alguns minutos. Você não tem aquela confiança que tinha no clube. Todo mundo cria grande expectativa. Você acaba errando uma ou outra jogada e fica ainda mais difícil - reco-

ZIDane l Fonte: Agência Brasília redacao@guardiannoticias.com.br

A

Seleção Australiana foi recebida na manhã da última quinta-feira (05/09), na Embaixada da Austrália, por representantes diplomáticos, convidados e jornalistas. Em uma animada cerimônia de recepção, os socceroos, como são chamados pelos torcedores locais, esbanjaram não apenas simpatia, mas também solidariedade: com apoio da embaixada, eles doaram R$ 5 mil à Escolinha de Futebol de Salão do Ajax, da Estrutural. A calorosa recepção aos jogadores, que no sábado enfentaram o Brasil, no Mané Garrincha, ficou a

cargo do embaixador australiano Brett Hackett, que não escondeu o orgulho de ver a equipe de seu país enfrentar a Seleção Brasileira. “É uma grande honra o nosso time jogar com um top team mundial. A presença de vocês também é importante para aproximar os dois países e dar à Austrália maior visibilidade entre os brasileiros”, disse. escoliNHa Do aJax: O destaque da cerimônia, no entanto, ficou por conta da entrega de um cheque simbólico de R$ 4.962,00 pelo capitão da seleção australiana, Lucas Neill, a Alessandro Maciel (35) e Weberson Nego (12), respectivamente coordenador do Projeto Social de

Futebol do Ajax e aluno da unidade do projeto da Estrutural. Criada há 16 anos e em operação em outras localidades do DF, a Escolinha de Futebol do Ajax teve sua unidade na Estrutural selecionada em edital para apoio a projetos esportivos lançado pela embaixada australiana por ocasião da partida deste sábado. Os recursos doados serão revertidos em materiais esportivos e bolas. “Hoje temos de 800 a mil crianças atendidas também no Sudoeste e Cruzeiro, mas é na Estrutural que estão as mais carentes. Essa doação será importante para darmos continuidade às atividades de lá”, comemorou Alessandro.

‘Nenhum jogador vale $100 milhões’

O

verdadeiro valor pago pelo Real Madrid ao Tottenham por Gareth Bale ainda não foi revelado, mas a quantia segue sendo motivo de polêmica na Europa. Desta vez, foi Zinedine Zidane, auxiliar do técnico Carlo Ancelotti, que deu sua opinião sobre o assunto. Para o francês, os possíveis € 101 milhões (R$ 306,3 milhões) pagos pelos merengues são muito para qualquer joga-

dor. - Há 10 anos, eu mesmo reconhecia que não valia € 75 milhões (R$ 227,5 milhões, atualmente). Hoje em dia, tenho tendência a dizer o mesmo, que nenhum jogador vale isso. Mas dois clubes acordam um preço sem se sentirem obrigados a fazê-lo. Assim é o futebol, infelizmente. É incompreensível com tudo o que acontece hoje em dia - declarou Zidane ao “Canal+” da França.


WWW.CAMPEAODACONSTRUCAO.COM.BR

ELÉTRICA, HIDRÁULICA, FERRAMENTAS, ILUMINAÇÃO, REVESTIMENTO, UMA INFINIDADE DE PRODUTOS

COMECE BEM SUA CONSTRUÇÃO OU REFORMA

EQNM 03/05 BLOCO E LOTES DE 1 A 5 CEILÂNDIA SUL-DF

CAMPEÃO DA CONSTRUÇÃO

3372-0708


Guardião 30º