Page 1

AGOSTO 2011 - EDIÇÃO 7

EM REVISTA

PATERNIDADE

PRISÃO DE VENTRE

Pãe: desafio paterno

Livre-se deste sufoco

AÇÚCAR

HALITOSE

O vilão do século XXI

Não passe constrangimento


SUMÁRIO

EDITORIAL Pai, nosso melhor amigo Ser pai é ser aluno, ler e contar histórias. É ser professor, corrigir e dar explicações; ensinar e, eternamente, aprender a ensinar. É ser um espelho, um exemplo de admiração – um ídolo, o maior, um super-herói invencível e um porto de abrigo acolhedor. Sabemos que ser pai é muito mais, e precisaríamos de alguns merecidos capítulos de um livro para explicar, mais ou menos, o seu significado. Por isso, estamos dedicando mais uma edição a este alguém que, além de tudo, é nosso melhor amigo. Para eles, a Angélica em Revista preparou uma matéria superespecial: Pãe desafio paterno, como ser pai e mãe ao mesmo tempo. Atualmente, os homens têm assumido a difícil tarefa de ser pai e mãe, e mais que isso: eles vêm provando que são capazes de vencer os desafios exigidos pela dupla responsabilidade. Acompanhe uma matéria sobre acidentes no trabalho e o que você pode fazer para evitá-los. Considerado o maior vilão de todos os tempos, o açúcar pode comprometer a qualidade de nossas vidas, de acordo com pesquisas e uma série de estudos sobre o assunto. Para regular o intestino, aprenda o que você pode fazer para garantir mais disposição a um dos órgãos mais importantes do corpo. Assuntos como dermatite atópica e, ainda, sobre os hábitos orais infantis também podem ser conferidos nesta edição. A seguir, acompanhe muitas outras matérias que preparamos para lhe manter sempre atualizado. Uma boa leitura e até a próxima. Feliz Dia dos Pais! Renata Pinheiro | Gerente Geral – Drogarias Angélica

pg.

05

Açúcar

O vilão do século XXI

pg.

13

PÃE: DESAFIO PATERNO Como ser pai e mãe

Expediente Gerente Geral: Renata Pinheiro Gerente Comercial: Jane Machado Assessoria de Comunicação – Grupo SB: Jean Mara Tavares (Coordenadora de Marketing), Kadmah Almeida (Supervisora de Marketing), Israel de Brito, Reideson Rocha, Samuel Souza (Design/Marketing) e Bruno Santos (Relacionamento com o Cliente).

06

ACONTECEU

08

CAFÉ DA MANHÃ

10

fonoaudiologia

12

cabelos

14

HALITOSE

18

ACIDENTES DO TRABALHO

22

PERFIL

24

NATAÇÃO

28

DERMATITE ATÓPICA

30

APIMENTE SEU CARDÁPIO

pg.

Principais ações do Grupo SB

A principal refeição do dia

Hábitos orais, cuidado!

10 erros que acabam com os fios

Não passe constrangimento

Como preveni-los

Samantha Oliva: Profissionalismo, determinação e talento

Benefícios dentro e fora d’água

Medidas que aliviam a pele da garotada

Ela faz bem para a sua saúde

16

GINÁSTICA FACIAL Faça uma careta para as rugas

pg.

26

PRISÃO DE VENTRE Livre-se deste sufoco

Projeto Gráfico e Diagramação: Editora Avant E-mail: avant_top@hotmail.com / Tels: (92) 3238-6328 / 9984-8700 UMA PUBLICAÇÃO QUADRIMESTRAL EDITADA PELA EDITORA AVANT. Todas as informações e fotos contidas nos anúncios são de inteira responsabilidade dos anunciantes. Todos os textos estão escritos e corrigidos conforme a nova Reforma Ortográfica. Os assuntos enviados ou assinados não representam necessariamente a opinião da revista.


Alerta

Açúcar O vilão do século XXI A verdade, às vezes, é amarga, mas o vilão do século XXI – acredite, é bem doce! Esse nosso velho conhecido, que antes figurava como o mais desejável de todos os sabores, está agora sendo visto como um forte inimigo da saúde. Pesquisas recentes, na área de nutrição e metabologia, mostram que o açúcar está associado a doenças como obesidade, diabetes, problemas cardiovasculares e, até mesmo, ao tão temido câncer. Puro, branco e mortal: assim foi classificado, pelo Dr. John Yudkin, nutricionista internacionalmente conhecido, do Queen Elizabeth College de Londres. O açúcar é composto por glicose, que é metabolizada por todas as células do corpo; e por frutose, esta processada pelo fígado. Em experimentos realizados com ratos de laboratório, foi observado que, quando os animais ingeriam altas quantidades de frutose, o fígado convertia grande parte desse monossacarídeo em gordura e, em conjunto, parecia induzir, também, a resistência à insulina – o que pode estar relacionado a um continente de doenças. “O açúcar é um veneno e deveria ser considerado tão ruim e viciante quanto o cigarro e o álcool”, afirma Robert Lustig, especialista em desordens hormonais e obesidade infantil – da Escola de Medicina da Universidade da Califórnia, na palestra “Sugar: The Bitter Truth (Açúcar: a Verdade Amarga)”, disponível no site YouTube. E Lustig não está se referindo apenas ao açúcar refinado, conhecido como sacarose, mas também ao xarope de milho, rico em frutose (HFCS) – um adoçante encontrado nos refrigerantes carbonatados, néctares, xaropes, geleias e outros produtos adoçados. Para o pesquisador, é o alto consumo de açúcar, e não o de gordura, que é responsável pelo aumento vertiginoso do número de americanos obesos e diabéticos, nos últimos 30 anos.

Estudos mostram que a maior vítima das complicações causadas pela frutose é o fígado. Contrariamente, este órgão foi aperfeiçoado por milhões de anos para processar pequenas quantias de frutose – não as altas doses que o homem moderno ingere a partir do consumo diário de produtos industrializados. Nosso corpo evoluiu para tirar maior proveito de outro tipo de açúcar: a glicose. Tanto que todas as células do organismo são capazes de processar essa molécula e obter energia a partir dela. A glicose é nosso combustível universal. Já a frutose é uma espécie de bônus – podemos viver perfeitamente sem ela, visto que o seu processamento “força” o funcionamento do fígado. Existem algumas evidências de que a ingestão de açúcar, em demasia, pode provocar até mesmo o câncer. Isso porque o excesso de insulina promove o crescimento tumoral, e a maioria das células malignas dependem de insulina para crescer e se multiplicar. Então, quanto mais insulina circular no sangue, mais facilmente o câncer se desenvolve. Segundo pesquisadores, muitas células cancerígenas jamais se transformariam em malignas se não tivessem insulina a seu dispor. A preocupação com a alimentação ganhou um grande espaço em nossas vidas, nos últimos tempos. Porém, apesar de todo o nosso esforço para seguir à risca uma alimentação saudável, na maioria das vezes não conseguimos afastar de forma eficaz o que realmente faz mal. Enquanto não surgem estudos definitivos a respeito do açúcar, vale a pena seguir as sugestões da maioria dos nutricionistas, mantendo uma dieta rica em frutas e vegetais e, ao mesmo tempo, com pouca gordura, sal, carne vermelha e, claro, maneirar açúcar! Afinal, aquele que adoça o seu café e sobremesa pode causar um número infindável de malefícios a sua saúde. ANGÉLICA EM REVISTA

05


Aconteceu

Arraiá do Grupo SB

06

Três santos são intensamente comemorados em junho, em todo o Brasil, desde o período colonial: Santo Antônio, São João e São Pedro. No nordeste brasileiro, principalmente, estes santos são reverenciados e pode-se dizer que a importância destas festas, para as populações nortista e nordestina, ultrapassa a do Natal, principal festa cristã – e que elas são, historicamente, o evento festivo mais importante destas regiões, tanto cultural como politicamente. E é por isso, que o Arraiá do Grupo SB continua a dar vida às tradições populares, ao mesmo tempo em que se renova a cada ano. Viva Santo Antônio, São João e São Pedro! A festa, que já está na sua 7ª edição, foi um verdadeiro sucesso entre colaboradores, familiares e amigos do Grupo, no dia 11de junho. Apesar da concorrência das diversas atrações realizadas na cidade, o evento reuniu mais de três mil pessoas em uma noite repleta de danças, bingos e maravilhosas guloseimas do cardápio típico junino. A Palhaça Cafuxa mais uma vez alegrou a garotada – que, além de dançar quadrilha, teve uma série de brinquedos e atividades lúdicas à disposição. Enquanto os adultos, deixaram-se contagiar contagiar pelas bandas de forró e pela irreverência e animação do apresentador Paraíba Branco.

Angélica fez a festa no Cocoricó

Dia do Propagandista

A palavra “sucesso” marcou mais uma ação da Drogarias Angélica, no evento Cocoricó – O show. Para a ocasião, além da distribuição de kits Angélica, foram apresentadas ao público duas novidades: um stand exclusivo de vendas e a distribuição de arquivos e mensagens via Bluetooth, o chamado Bluetooth Marketing, utilizado para realizar a dinâmica do sorteio de 4 ingressos, entre os clientes da Praça de Alimentação do Studio 5. A iniciativa se destacou no quesito inovação e atraiu a atenção de todos os presentes. “As pessoas não param de compartilhar informações. Show de Bola!”, comentou um dos participantes do evento. Os colaboradores vestiram a camisa da empresa, e com o empenho e a dedicação de sempre, mostram o melhor de suas funções, para elevar o conceito de excelência no atendimento. Prova disso, que de 2005 a 2011 a Drogarias Angélica é a marca mais lembrada no Top of Mind.

A parada obrigatória para a comemoração ao Dia do Propagandista, desta vez, foi no Nippaku. Na sua 5ª edição, o coquetel renovou seus votos ao homenagear o excelente trabalho dessa equipe de profissionais, que tanto colabora com a classe médica, divulgando e informando sobre lançamentos de produtos. A noite do dia 14 de julho foi embalada pelo som de Adriano Arcanjo com trio, voz e violão, bateria e baixo, e reuniu gestores, propagandistas, gerentes, responsáveis pelo setor de RH e supervisão, compradores e colaboradores, em clima de pura descontração. A realização de sorteios agitou os 300 convidados, no maior clima de pura descontração. Parabéns, propagandistas! Sem vocês, não adiantaria a indústria produzir novidades, porque os médicos, simplesmente, não as conheceriam e não as receitariam aos seus pacientes. E esta, é apenas uma parte da fórmula do nosso sucesso: reconhecer o trabalho de quem nos ajuda a alcançá-lo.

ANGÉLICA EM REVISTA


Ação Social

É tempo de solidariedade Criança Ajuda Criança 2011 Travessuras e brincadeiras regem o imaginário infantil. As crianças gostam mesmo de brincar e, claro, serem amadas. É preciso ter em mente, que elas são o espelho da sociedade de amanhã. Então, cuidar desses anjinhos, proporcionar-lhes bons momentos e suporte emocional é, no mínimo, uma jogada de mestre para a garantia de um futuro melhor. O projeto Criança Ajuda Criança (CAC) iniciou suas atividades em agosto de 2006, com o objetivo de trabalhar o lado social do Grupo SB e ajudar as crianças carentes, tendo o apoio de colaboradores, clientes e fornecedores. A cada ano, a ação conta com o envolvimento dos segmentos do Grupo SB: Drogarias Angélica, Farmabem, Distribuidora e Atacadão SB Log e Emporium Roma – pontos de coletas e vendas dos itens para fazer a divulgação da campanha e o armazenamento dos produtos arrecadados. O programa, que tanto contribui para a construção de sonhos, este ano vai começar mais cedo com a venda de camisas e o recebimento de donativos, que serão destinados novamente ao Lar Batista Janell Doyle. A instituição filantrópica foi fundada em 12 de outubro de 1996, pela União Feminina Missionária Batista do Amazonas e idealizada pela sua presidente, Magaly Araújo. O público atendido são crianças que se encontram em situação de risco. Entre as acolhidas, também estão as vítimas de HIV, com necessidades especiais e câncer. O Lar desenvolve programas como o sócio-familiar Sonho de Criança, que presta atendimento a 150 crianças de 0 a 5 anos e a seus familiares, moradores do bairro do Mauazinho. Dessa forma, as atividades visam incentivar a família e assistir as crianças, proporcionando-lhes subsídios para sua reorganização e resgate de suas funções básicas, através das seguintes ações: inserção em

atividades produtivas, grupo de orientação sócio-familiar, atendimentos psicológicos individuais e em grupos, atividades lúdicas e recreativas. Aos interessados em colaborar, a instituição aceita doações e busca o trabalho voluntário de profissionais que possam doar algumas horas por semana com prestação de serviço, como recreadores, médicos, professores de informática, música, inglês, artesanato, teatro, dança, entre outros. Sempre com um diferencial, a cada ano, o projeto Criança Ajuda Criança ganha maiores proporções e, também conquista mais voluntários. Por isso, faça parte desse trabalho, cujo objetivo é ajudar a quem precisa. Participe e colabore!

01/08 a 30/09 ANGÉLICA EM REVISTA

07


Desjejum

A principal refeição do dia por Heloisa Rocha – A médica da estrelas A primeira refeição é fundamental para o corpo de uma pessoa, pois é ela que vai garantir todos os nutrientes que darão a energia necessária para as atividades que serão desenvolvidas ao longo do dia. Um estudo divulgado nos EUA, demonstrou que as pessoas que tomam café da manhã podem até consumir mais calorias no dia, porém pesam menos do que aquelas que “pulam” essa refeição. Além disso, vários outros estudos nacionais e internacionais de nutrição revelam que crianças e jovens que vão para o colégio sem o desjejum correto, tendem a ter menor atenção e a capacidade de aprendizado diminui, pois nesse período o organismo praticamente esgotou as reservas de energia, que se não forem repostas, podem causar desatenção e fraqueza, prejudicando o desempenho seja em atividades físicas ou intelectuais. Nenhum alimento pode ser considerado bom ou ruim, o risco é sempre o excesso. Vale ressaltar, que o café da manhã é um auxílio no controle do apetite para as próximas refeições do dia. Além disso, ele estimula o gasto de energia para a digestão e absorção dos alimentos consumidos. Devemos tomar sempre o desjejum, mas é necessário cuidar das quantidades e valorizar os alimentos saudáveis para tal momento. Mas o que comer no café da manhã? É fundamental ter uma fonte proteica – principalmente para quem faz uma atividade aeróbica. Alimentos como peito de peru ou presunto magro, clara de ovos ou queijo branco (minas, cottage, ricota, mussarela de búfala ou tofu), devem estar inclusos na sua dieta, pois ajudam a nivelar o índice de açúcar e aumentar a saciedade. Recomenda-se a ingestão de carboidratos de carga glicêmica média ou baixa – como morangos, pera, melão ou cereais ricos em fibras All Bran e um copo pequeno de suco verde. Quanto maior a diversidade de frutas, melhor o aproveitamento de vitaminas e minerais.

08

ANGÉLICA EM REVISTA

CAFÉ DA MANHÃ: Dicas de Heloisa Rocha • Desjejum para quem não malha: omelete de clara com uma fatia de peito de peru, um copo de suco de melão ou um copo de suco verde. • Desjejum para quem malha aeróbico (para perda de peso): uma fatia de pão integral light + um fino fio de azeite em cima + duas fatias de queijo minas, morangos (aproximadamente seis unidades). • Desjejum para quem malha com treino de hipertrofia (ganho de massa muscular): proteínas (ovos ou albumina em pó), queijo branco, frios de escolha, proteína tipo Whey + um copo de leite de baixa lactose + uma banana, uma fatia média de mamão ou maçã pequena + uma colher dosadora de Whey + um sanduíche no pão integral com azeite e uma fatia média de queijo minas. • Receita do suco verde citado acima: - ½ pepino. - Uma cenoura média. - Uma maçã grande. - Duas folhas de couve em fatias. - Uma colher de sopa de semente de girassol. - Uma colher de sopa de capim limão e erva cidreira, ou de capim limão e hortelã e/ou menta. Dra. Heloisa Rocha – cardiologista, formada em Medicina pela Faculdade de Valença e especializada em Terapia Ortomolecular, é responsável pela boa forma de lindas mulheres como Paola Oliveira, Luiza Brunet e Carol Castro.


Fonoaudiologia

Hábitos orais, cuidado! Eles têm sido alvo de grande interesse dos profissionais da saúde, ligados à área de motricidade. A sucção, seja de chupeta, dedo ou qualquer outro objeto, pode acarretar uma série de danos Hábitos orais são costumes que podem se instalar quando a criança ainda é bem pequena. Eles podem ser definidos como um determinado comportamento praticado diversas vezes e que passam a ser incorporados à personalidade da criança, de maneira inconsciente. Dentre os hábitos que podem causar má-oclusão, destacam-se a sucção digital e de chupeta, bem como a escolha e o uso inadequado do bico da mamadeira, respiração oral e a interposição lingual. São considerados deletérios, a partir do momento em que possuem intensidade e frequência altas, provocando mudanças no crescimento e desenvolvimento da face e dos arcos dentários. Estudos revelam, que à medida em que a alimentação do bebê é feita através de mamadeiras, por exemplo, ele não recebe estimulação sensório-motora adequada, o que pode gerar uma deglutição atípica, devido à estimulação inapropriada da musculatura, com sequelas a longo prazo, comprometendo a formação da

10

ANGÉLICA EM REVISTA

arcada dentária e do céu da boca. Geralmente, esses comportamentos são tolerados ou até incentivados pelos adultos, que os utilizam como forma de acalmar ou entreter as crianças, sem muitas vezes se darem conta das reais interferências desses atos no desenvolvimento infantil. Perceber essas alterações, buscar suas causas, prevenir ou sanar seus efeitos é importante para o desenvolvimento da criança, pois, se não trabalhadas, podem acompanhar a pessoa por toda a vida, sendo comuns alterações de fala na fase adulta, decorrentes de hábitos orais utilizados na infância e que afetam suas relações pessoais e profissionais, já que um bom padrão de fala é algo bastante valorizado, sendo inclusive fator de exclusão do mercado de trabalho. A seguir, confira uma entrevista exclusiva com a fonoaudióloga Ana Galvão e saiba mais a respeito sobre o que a especialista em motricidade orofacial, tem a dizer sobre o assunto.


– O que são hábitos orais prolongandos de sucção e quais problemas eles podem causar? “Hábitos prolongados de sucção são fatores que podem desencadear um desequilíbrio das forças que atuam na face e na cavidade oral, agindo de forma negativa no desenvolvimento das estruturas ósseas e dentárias, da musculatura do sistema orofacial e, consequentemente, em suas funções, o que produz distúrbios miofuncionais orofaciais. Tais hábitos costumam causar prejuízos no processo de desenvolvimento da criança, em todos os aspectos: social, emocional, físico e intelectual”. – Dentre os hábitos de sucção que podem causar má­­­oclusão, quais os mais frequentes no universo infantil? “Podemos exemplificar como hábitos de sucção mais frequentes, o uso da chupeta, de mamadeira, sucção digital, sucção dos lábios e sucção da língua. Os pais devem estar cientes de que tais hábitos, quando prolongados, podem vir a causar alterações na face e na cavidade oral, no que diz respeito à musculatura, estrutura óssea e funcional. Portanto, evitá-los é o mais indicado. A melhor conduta é a prevenção através da amamentação materna, na qual o bebê realiza um intenso trabalho muscular para se alimentar e assim supre sua necessidade de sucção de forma natural”. – A exercitação da musculatura periorbicular (isto é, da área facial) ajuda no estabelecimento de um padrão correto de deglutição, respiração e também pode evitar o surgimento de alterações na fala? “A mastigação tem um papel fundamental nisso tudo. Por isso, é importante que a criança seja estimulada, desde cedo, a mastigar alimentos de consistência mais sólida. Muitas crianças costumam manter uma dieta líquida ou pastosa, por muito tempo. Os alimentos são amassados ou batidos em liquidificador, ocasionando, desta forma, uma diminuição do estímulo mastigatório, levando a consequências negativas, tanto estruturais quanto funcionais”. – O que é a Síndrome do Respirador Oral? Quais as principais consequências e a forma de tratamento mais indicada? “É um conjunto de sinais e sintomas que caracterizam uma disfunção no padrão de respiração, por via nasal. As alterações na arcada dentária são bem frequentes, assim como flacidez na musculatura orofacial, mastigação ineficiente, distúrbios de aprendizagem, inquietações no sono, alterações na postura corporal, modificações comportamentais e dificuldades na alimentação. A conduta para tratamento dependerá de cada caso. O encaminhamento para profissionais de outras áreas, como otorrinolaringologista, alergologista, fisio-

terapeuta e ortodontista, é fundamental para o início do tratamento fonoaudiológico”. – Quais os tipos de tratamento com essa finalidade, você realiza ou recomenda? “A conduta fonoaudiológica dependerá do parecer médico, pois este especialista irá avaliar o quadro clínico do paciente. A terapia fonoaudiológica normalmente é iniciada após o tratamento médico, quando houver indicação. Se não houver alteração, ficando claro de que se trata apenas de um “hábito”, este paciente deverá iniciar a fonoterapia, com o objetivo de restabelecer o padrão de respiração nasal, evitando consequências negativas no seu desenvolvimento. O fonoaudiólogo deve sempre estar ciente dos limites anatomofuncionais do paciente, antes de iniciar a fonoterapia”. – Considerações finais. “Vários métodos podem ser utilizados na tentativa de eliminar os hábitos orais. A família deve ser orientada sobre as consequências que tais hábitos causam para o desenvolvimento da criança. O apoio familiar e a motivação do paciente, para a remoção do hábito, são imprescindíveis. Procurar por um profissional de saúde, seja médico, psicólogo, fonoaudiólogo ou dentista, é importante pois um desses profissionais, cada qual na sua área de atuação, saberá conduzir as estratégias para um possível tratamento. A orientação familiar tem o objetivo de evitar que os pais tenham condutas negativas diante do hábito oral que a criança apresenta”.

Ana Galvão é formada em Fonoaudiologia, pela Universidade de Fortaleza – UNIFOR, há 19 anos, e especialista em Motricidade Orofacial pelo CEFAC. ANGÉLICA EM REVISTA

11


Check List Capilar

Cabelos 10 erros que acabam com os fios Difícil encontrar uma mulher que não tenha alguma reclamação para fazer em relação ao próprio cabelo. Mas fatores como oleosidade, pontas duplas, ressecamento, fios preguiçosos, quebradiços e opacos podem estar com os dias contados. A seguir, confira quais são os hábitos que mais prejudicam os fios, com recomendações simples, que podem ser feitas em casa. 1. Passar condicionador na raiz: ele contribui para o aumento da oleosidade e da incidência de caspa, por obstruir os poros capilares. Alguns tipos de cabelo possuem raiz oleosa, e isso faz com que o condicionador intensifique a produção de sebo. Fique atenta, também, para não exagerar na dose. 2. Deixar o condicionador no cabelo: os condicionadores abrem as escamas dos fios. Desse modo, conseguem penetrar e tratá-los. Mas existe um “porém”: deixar o produto após o banho, não permite que as escamas se fechem e isso torna o cabelo mais elástico e vulnerável a quedas. 3. Esquecer as hidratações: a hidratação tem a capacidade de dar leveza e nutrir os cabelos, ao mesmo tempo em que recupera a maciez, o brilho e o aspecto saudável. Assim, sua função é reverter as agressões geradas por produtos químicos, como tinturas e alisamentos. 4. Lavar os cabelos com água quente: evite a água muito quente, pois ela pode causar irritações no couro cabeludo. Os profissionais recomendam variar, sempre, o xampu e o condicionador. Outra importante dica, é usar um xampu de limpeza profunda, uma vez por semana ou a cada 15 dias, para retirar os excessos de químicas, sujeira e oleosidade. A medida serve, também, para manter o equilíbrio capilar.

12

ANGÉLICA EM REVISTA

5. Usar máscara hidratante na praia: para tomar sol, o ideal é passar um creme sem enxágue, com proteção solar e nada mais. Muitas mulheres acham que, usando uma máscara mais poderosa, estão protegendo o cabelo, e na verdade, o que acontece é a queima e o enfraquecimento dos fios. 6. Prender os fios molhados: fazer isso uma vez ou outra, não tem problema. Mas, manter o couro cabeludo molhado por muito tempo faz juntar fungos e criar caspa, além de enfraquecer a raiz e provocar a queda. 7. Passar chapinha no cabelo molhado: os fios são profundamente agredidos e, além de queimados, quebram-se com uma facilidade absurda. E o único modo de reparo, é cortando. Para usar a prancha, seque os cabelos completamente. 8. Usar o secador do jeito errado: procure mantê-lo a 30 centímetros de distância da cabeça e sempre com a temperatura intermediária ou fria, nunca na máxima, para não queimar e danificar os fios. Também evite direcionar o jato quente para a cabeça, isso estimula a oleosidade na raiz e diminui a duração da escova. 9. Cortar o cabelo sempre: não é “papo” de cabeleireiro. Após três meses que o cabelo foi cortado, as pontas começam a abrir e os fios quebram-se com frequência. Os arrepiados aumentam o volume e os fios fracos começam a cair. 10. Fazer mais de duas químicas: uma coisa ou outra. Relaxamento, coloração, progressiva, luzes. Toda essa mistura deixa os fios porosos e fracos, arrebentando todas as pontas. O indicado é escolher dois tratamentos, no máximo, e fazer hidratações mensais, no mínimo.


Paternidade

”Pãe”: Desafio paterno Os pais são como ídolos para os filhos. Sem dúvida, as crianças enxergam na figura paterna o herói mais destemido que conhecem – que por sinal, não precisam, sequer, de uma fantasia de super-homem. Em suas cabecinhas, a força e a coragem paterna são fontes de inspiração e incentivo para a vida toda. Infelizmente, nem sempre é possível que pai e mãe convivam juntos, mas isso não é motivo para que as crianças sintam o reflexo dessa distância. “É uma tendência inovadora para a nossa sociedade, que os homens vêm assumindo a responsabilidade pela criação de seus filhos, o que favorece a mudança do papel do homem, se tornando um pai que além de provedor, terá que desenvolver outras habilidades”, avalia a psicóloga Erika Dávila, especialista em terapia cognitiva comportamental. Semelhante às mulheres, muitos homens também são capazes de educar seus filhos sozinhos, contando com o apoio da família. Erika acredita que há um certo preconceito em relação aos pais que criam seus filhos sozinhos, mas garante: “A sociedade está se adequando e passando a ter um olhar diferenciado sobre os novos papéis familiares mediante as constantes mudanças “. A maioria desses pais trabalha em tempo integral, e costuma conciliar ligações ao longo do dia, e assim, acompanhar o comportamento dos filhotes. À noite, todo um relatório de perguntas para saber o desempenho na escola e auxiliá-los no dever de casa. Dedicação que Erika acredita ser possível. “Quando há disposição, o pai consegue muito bem desempenhar este papel. Deve-se ressaltar que não é uma tarefa

fácil, se necessário, deve sim, recorrer a ajuda de parentes e de profissionais para orientá-lo nessa transição. O que deve ser analisado nesse caso é qual a melhor situação para a criança”. A psicóloga orienta que o diálogo contínuo com a criança é fundamental. É evidente que pais e mães contribuem de maneira específica e especial para o desenvolvimento social e emocional das crianças, mas os homens, assim como as mulheres, são capazes de “dar conta do recado”. Por isso, assuntos como virgindade, prevenção, primeiro amor, gravidez, dentre outros, nunca devem ser adiados. Pais que assumem o papel de mãe devem estar preparados para esses momentos. O industriário José Silva*, pai de dois filhos adolescentes, conta que após a separação, há 9 anos, a mãe das crianças foi viver em outro estado. ”Quando se é ‘pãe’ precisa-se definir prioridades, e sendo assim me dediquei intensamente em acompanhar o desenvolvimento dos meus filhos”. José afirma que apesar das dificuldades e dos desafios, faria tudo novamente. “É uma experiência que trouxe um aprendizado ímpar para a minha vida, onde descobri que sempre podemos superar as dificuldades, bastando acreditar em você, e saber que é necessário o apoio das pessoas que o cercam”. José deixa a dica para os pais que, atualmente, vivem a mesma situação. “É possível e muito enriquecedor, sendo necessário muita dedicação e acompanhamento de cada etapa de desenvolvimento dos filhos, e que certamente vai valer a pena.” ANGÉLICA EM REVISTA

*O nome utilizado na matéria é fictício, para preservar a identidade do entrevistado.

Como ser pai e mãe ao mesmo tempo

13


Higiene Bucal

Halitose Não passe constrangimento Quem nunca passou aquele “aperto” em conversar com um amigo do trabalho ou da escola e ter se arrependido de puxar a conversa? O motivo, embora constrangedor, é óbvio: o mau hálito. Situações como essas são muito comuns em nosso dia a dia. Mas, em muitos casos, a convivência pode ficar insustentável, porque muitas vezes sentimos vergonha em dar aquele “toquezinho” no “camarada”. Simplesmente acionamos o piloto automático e passamos a evitar a pessoa, mas o problema é maior do que se imagina. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), aproximadamente 40% da população mundial é afetada com os sintomas da halitose. De acordo com o órgão, trata-se de uma alteração do hálito que o torna desagradável, podendo significar ou não uma mudança patológica. É um sinal indicativo de que alguma disfunção orgânica (que requer tratamento) ou fisiológica (que requer apenas orientação) esteja acontecendo. Ela geralmente está associada à existência de cáries e à má higiene bucal, porém pode ter origem respiratória, digestiva (erupção gástrica, dispepsia, neoplasias e úlcera duodenal) e a de origem metabólica e sistêmica (diabetes, enfermidades febris, alterações hormonais, secura da boca, estresse, etc.). A maioria das bactérias que causam o mau hálito produz uma substância chamada composto sulfurado volátil (CSV). Quem tem o problema, geralmente não o percebe e, consequentemente, não busca ajuda. É importante ressaltar que isso pode prejudicar a vida social, afetiva e profissional. Para isso, é importante ter conhecimento do problema e se despir de qualquer pudor para enfrentá-lo. Amigos e familiares podem ajudar. Pergunte a eles se, ao falar, seu hálito está normal. Ou se não se sentir à vontade, uma boa alternativa é cobrir sua boca e nariz com a mão, exalar e sentir o hálito. Apresentando o sintoma, busque ajuda especializada. Se as técnicas simples de higiene bucal não derem resultado (confira dicas ao lado), é aconselhável uma

14

ANGÉLICA EM REVISTA

consulta ao médico ou dentista, para assegurar-se de que a causa não seja um problema mais sério. O diagnóstico é feito pela história clínica e constatação do mau cheiro característico. A investigação inicial inclui o exame detalhado da boca, da língua e da parte dentária, em busca de sinais de higienização precária, gengivites e periodontite, além da saburra lingual (parecido com uma massa branca). De acordo com especialistas, há cerca de 50 causas possíveis para o mau hálito ou halitose. Uma delas pode estar relacionada com a alimentação, jejum prolongado, má higiene oral ou baixo fluxo salivar, além de outras patologias, que somente um profissional saberá diagnosticar com precisão e indicar o tratamento mais adequado. Então, fica a dica: cuide de sua saúde bucal e valorize a sua imagem.

Como evitar a halitose • Escove seus dentes e a língua sempre após as refeições, evitando o acúmulo de bactérias. • Consulte sempre um dentista, principalmente se você possui muitas restaurações, próteses fixas ou adesivas, pois as mesmas podem estar com áreas que retenham restos de alimentos. • A realização de “bochechos”, com produtos antissépticos, também são ótimos aliados. Bochechar água com uma pitada de bicarbonato de sódio também aumenta a eficiência da limpeza. • Procure aliar ao cardápio, uma alimentação rica em cenoura, maçã e outros alimentos fibrosos que auxiliam na promoção de uma limpeza total na área dos dentes e gengivas.


Estética & Beleza

Ginástica Facial Faça uma careta para as rugas Esticar a testa, contrair os lábios, puxar os olhos: esses são alguns movimentos da ginástica facial. Se você capricha nos exercícios para manter o bumbum em alta e a barriga “zerada”, por que não fazer o mesmo para o seu rosto continuar firme e lisinho com o passar dos anos? A ação do tempo é inevitável, mas você não deve esperar as primeiras ruguinhas se transformarem em sulcos profundos para começar a agir. Afinal, não é só o corpo que precisa de exercícios físicos para ficar em forma. Os músculos do rosto, pescoço e do colo também necessitam continuar firmes e com aspecto jovem. Então, antes de enfrentar um bisturi, a dica é fazer caretas em frente ao espelho. A ginástica facial atua como alternativa nos tratamentos para evitar a flacidez e as rugas causadas pelos movimentos involuntários, que fazemos no decorrer do dia a dia. É recomendada para todas as idades, e quanto mais cedo começar os exercícios, entre os 25 e 30 anos, mais preventivo será o resultado. Além de relaxar a face, ela tira a tensão e fortalece a musculatura. Quando o rosto está tenso e flácido, a circulação no local diminui. O exercício aumenta o metabolismo celular, a oxigenação e a circulação sanguínea, ativando a produção de colágeno, que sustenta a pele. No processo de emagrecimento, a ginástica facial é indicada para combater a flacidez, sulcos e rugas que podem aparecer devido a uma perda repentina de massa muscular e gordura subcutânea. Durante o envelhecimento, essa perda acontece de forma lenta e gradual, acompanhada de diminuição de massa óssea. Os exercícios vão compensar essa perda, através da hipertrofia natural da musculatura da face, que ocorre quando os músculos são exercitados corretamente. Ela pode ser feita em casa. Dedicar 20 minutos por dia já é suficiente para minimizar os sinais do tempo. As caretinhas devem ser feitas lentamente, em frente ao espelho, de preferência, para controlar os músculos trabalhados e relaxar

16

ANGÉLICA EM REVISTA

os outros ligamentos da face – e podem ser divididas por áreas: testa e couro cabeludo, pálpebras e globo ocular, nariz e maçãs do rosto, boca e bochechas, queixo e linha da mandíbula, debaixo do queixo e pescoço. Confira, a seguir, um guia de exercícios. Faça caras e bocas, e divirta-se. Sua pele agradece!

EXERCÍCIO

Antes de realizá-lo, recomenda-se passar um hidratante indicado para o seu tipo de pele:

Com o polegar e o indicador, forme um L e puxe, sem fazer força, a pele do rosto para trás. Repita a técnica várias vezes, em sessões alternadas.

Levante as sobrancelhas e depois aperte os olhos como se não conseguisse enxergar direito. Segure, contando até 12 e solte, aos poucos, em seis tempos. Suas pálpebras agradecem!

Pressione o dedo no ponto que fica entre as sobrancelhas e movimente-o, fazendo um minicírculo no sentido horário. A sensação é de “relax” total.


Segmentação

Espaço For Man Drogarias Angélica Passou o tempo em que cuidar da saúde e da beleza eram exclusividades das mulheres Dados da Abihpec apontam que, de 2004 a 2008, o faturamento do mercado brasileiro de cosméticos masculinos passou de R$ 1,19 bilhão para R$ 2,18 bilhões, o que representa crescimento acumulado bruto de 82%. E tem mais: segundo o Instituto Euromonitor, o Brasil ocupa hoje a segunda posição no ranking mundial de cosméticos masculinos, com participação de 9% de market share, à frente do Japão, que tem 6%, e perdendo apenas para os EUA, que têm 18%. O mercado mundial de produtos masculinos movimentou cerca de US$ 26,7 bilhões em 2009, com projeção para, em 2012, alcançar US$ 28,6 bilhões. Foi-se a época em que o público feminino decidia o que os homens iriam vestir, calçar e usar de produtos e acessórios. Eles não se contentam em “surrupiar” o creme da mulher ou da namorada, mais que isso: querem lugar na pia do banheiro para seus próprios frascos, potes e bisnagas. Anseiam escolher e comprar o que veem nos amigos. Pesquisam na internet e leem opiniões. O homem passou a ser mais consumista e menos conservador. Foi percebendo essa tendência, que a Drogarias Angélica resolveu criar um espaço voltado só para o universo masculino. “Percebemos as mudanças no comportamento dos

homens, em relação aos cuidados com saúde e beleza. Iniciamos esse foco no ano de 2010, oferecendo um mix de cosméticos, produtos de higiene pessoal, e uma linha entre nacionais e importadas, de produtos para barbear”, destaca Renata Pinheiro, Gerente Geral Drogarias Angélica. Todo mundo sabe que a aparência soma vários pontos a favor, inclusive, na hora de selecionar profissionais. O pressuposto é o de que o funcionário também compõe a imagem pública de uma empresa. Esse fato, de ordem concretíssima, colaborou bastante para que os homens deixassem de ter receio de usar produtos de beleza. A vaidade nunca foi uma prerrogativa feminina. Mas os homens costumavam expressá-la de uma forma que excluía a preocupação cotidiana com a pele ou com os cabelos. Era um impulso que, delimitado por rígidos códigos sociais, os levava apenas a comprar uma gravata bonita, um terno bem cortado ou um relógio vistoso. Quando muitos desses códigos mudaram seus paradigmas, eles puderam buscar também, sem que isso fosse motivo de vergonha, músculos mais delineados. A adesão à cosmética é a quebra do último tabu que restava à plena manifestação da vaidade masculina. ANGÉLICA EM REVISTA

17


Saúde Ocupacional

Acidentes do trabalho Como preveni-los Em decorrência da atividade profissional que exercem, todos os dias milhões de pessoas, por falta de atenção, colocam em risco a própria vida. Por isso, é muito importante estar atento ao local de trabalho, obedecer as regras de segurança e utilizar os equipamentos individuais que sua profissão ou cargo exigem. Com base na Lei nº 8.213, de 24/07/91, acidente do trabalho é aquele que ocorre pelo exercício do trabalho a serviço da empresa, provocando lesão corporal ou perturbação funcional, que cause a morte ou redução, permanente ou temporária, da capacidade para o trabalho. Lembrando que, além dos acidentes internos, são considerados também os que acontecem durante o percurso de ida à empresa e quando o funcionário faz seu trajeto de volta para casa. A seguir, a técnica em segurança do trabalho, Simone Ozório, que há 11 anos atua na área, esclarece alguns procedimentos em casos de acidentes.

ao INSS, até o 1º dia útil após a ocorrência. Em caso de morte, avisar as autoridades competentes de imediato”. – Quais as medidas preventivas que a empresa deve adotar para ajudar a evitar os acidentes no trabalho? “Primeiramente, um bom sistema de gestão: Trabalhar no sentido da prevenção e na identificação de possíveis perigos, analisando assim os riscos, incentivando a tomada de ação antes que os acidentes aconteçam”. – E os funcionários, que medidas devem tomar? “A principal dica é que as pessoas compreendam e sintam-se responsáveis por sua saúde e integridade física. E a partir disso, exercitar comportamentos preventivos, trabalhar com atenção, conhecer os riscos a que estão expostas em seu ambiente de trabalho e cumprir as normas de segurança, de modo a trabalhar com seriedade e segurança”.

– Acidentes no trabalho: o que é preciso entender? “Que o acidente de trabalho traz sérios problemas, capazes de afetar não só o homem, mas toda uma cadeia social atrelada a esse trabalhador, que sofre uma lesão ou simplesmente uma interrupção em suas atividades”. – O fator humano deve ser apontado como o único desencadeante de acidentes no trabalho? “De modo algum. Geralmente, o fator humano é apontado como o principal responsável nas ocorrências de acidentes, porém, jamais devemos deixar de considerar os fatores de trabalho, que são desencadeados por uma série de condições de segurança abaixo do padrão”. – O que fazer em casos de acidentes de trabalho? “Comunicar a chefia direta e procurar atendimento médico ou hospitalar; informar o Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT) e à Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA), para realizar a investigação do acidente. Abrir o Comunicado de Acidente do Trabalho (CAT) e encaminhar

18

ANGÉLICA EM REVISTA

Simone Ozório, técnica em segurança do trabalho, pedagoga e especialista em gestão de pessoas. Chefe em gestão de segurança no polo de duas rodas


Valores da Nossa Terra

Alan Nascimento Varrendo a falta de consciência com música Cantar renova a alma. Diversos estudos e especialistas garantem que a música estimula a reabilitação de pacientes, em casos de doenças degenerativas do cérebro, como Parkinson e Alzheimer e desenvolve a coordenação motora de deficientes físicos. Com a música também é possível transformar o mundo para melhor. E foi na música que Alan Nascimento, mais conhecido como Gari Cantor, encontrou a fórmula para conscientizar as pessoas sobre a maneira correta de manter a limpeza dos bairros e da cidade de Manaus. Tudo começou com um projeto chamado Caça Talentos, entre os garis. “Entrei na prefeitura em 2003, e trabalhava como gari. Antes de me descobrirem como cantor, o pessoal já gostava dos meus desenhos. A oportunidade surgiu porque estavam procurando um talento na música. Eu cantei e os organizadores gostaram. Então, pediram-me para compor uma música, em homenagem à classe, a qual ficou conhecida como o Hino do Gari”. Com o sucesso do Hino do Gari, Alan não parou mais. Atualmente, ele ocupa o cargo de agente de conscientização, no qual é responsável, junto com uma equipe, por levar mensagens sobre os danos que o lixo causa ao meio ambiente e aos igarapés. “Só falando, muitas pessoas não ficavam interessadas, diziam que estavam ocupadas e nem nos ouviam. Então, surgiu a ideia de cantar músicas de conscientização. E o resultado não poderia ser melhor”, orgulha-se. Canções como Um Grito de Alerta (o Hino do Gari) e Uma Nova Missão, garantiram ao cantor as páginas dos jornais Folha de São Paulo e, ainda, nos telejornais SBT Repórter e Jornal Nacional. Alan também canta em hotéis, restaurantes e barzinhos. Para mais informações e shows, entre em contato pelos telefones (92) 9179-0959 e 8199-1179.

20

ANGÉLICA EM REVISTA

Alan Nascimento, mais conhecido como Gari Cantor, ficou famoso por compor e cantar canções com foco no meio ambiente, para sensibilizar as pessoas.

Na entrevista a seguir, confira um pouco mais sobre a carreira do Gari Cantor. – Você alguma vez sentiu vergonha de ser gari? “Nunca. Sempre procurei valorizar o meu trabalho. As pessoas pensam que ser gari é motivo para ter vergonha, mas não é. Qualquer profissão tem que ser desempenhada com dedicação, carinho e muito profissionalismo. Assim, as pessoas valorizam você não só como ser humano, mas também como profissional. Toda profissão tem seu mérito. Independente do trabalho, o segredo é valorizá-lo, dar o melhor de si. É gostar de coração do que faz”. – O que falta no mercado de música em Manaus? ‘‘Apesar de ser muito bom, acredito que ainda precisa ter um maior reconhecimento, pois se pagassem o profissional como está estabelecido pela Ordem dos Músicos, seria muito melhor”. – Como você lida com o sucesso? “Por mais que eu tenha, de certa forma me destacado dessa maneira, não me considero um astro. Aliás, muito longe disso. Pois acredito que a humildade é a forma mais bonita de você ser lembrado por alguém. As oportunidades aparecem mais e você sempre terá a sua, de um jeito especial”. – Uma mensagem para quem desistiu ou pensa em desistir de seus sonhos? “Nunca pense que o sonho acabou, pois todo ser humano que trabalha, com dedicação, embora ache que não está sendo reconhecido, continue fazendo seu trabalho. Porque um dia, alguém vai bater no seu ombro, na porta de sua casa e reconhecer o seu esforço”.


Perfil

Samantha Oliva Profissionalismo, determinação e talento Samantha Kreta M. Benevides Oliva Analista Jurídico do Grupo SB.

O nome Samantha vem do aramaico e significa “aquela que ouve” – grandiosa virtude para uma advogada, que precisa constantemente se reinventar, adquirir experiências e confrontar ideias. Formada em Direito pela Universidade Paulista (UNIP), no ano de 2007, Samantha Oliva é apaixonada pelo que faz e acredita que, para mover o mundo, é necessário primeiramente mover a si mesmo. Aos 27 anos, sua filosofia de vida e profissional trilham pelos caminhos da sabedoria. “Honestidade, lealdade e respeito são três qualidades essenciais e indiscutíveis. Sem uma delas, eu não conseguiria viver a vida sem o receio de olhar pra trás”, confessa a advogada, que trabalha há pouco mais de quatro anos no Grupo SB, e atualmente exerce a função de Analista Jurídico. Foi como aprendiz, que sua história teve início no Grupo SB. Começou na função de Estagiária de Direito para representar as audiências, apenas no segmento da Drograrias Angélica, e em apenas seis meses efetivou-se no cargo que hoje ocupa. Doze meses se passaram e Samantha continuou a desempenhar seu trabalho com responsabilidade, sabedoria e comprometimento, até receber o convite de responder pelos demais segmentos do Grupo SB. “A primeira competência e, acredito que a mais importante no meu histórico profissional, nesta empresa, foi a criação do Setor Jurídico, no momento em que fui efetivada ao cargo, pois, até então, não havia um setor individual para tratar dos assuntos inerentes ao Judiciário. Sem dúvida, foi um grande desafio para mim”, recorda Samantha – satisfeita com a confiança que sempre lhe foi depositada, pela Gerência de Segmento e pela Diretoria. Casada, Samantha revela seu maior sonho: ser mãe; e determinada como uma típica taurina, deixa a dica: “É preciso viver um dia após o outro”. A seguir, ela responde a algumas perguntas e fala um pouco mais sobre a sua atuação profissional.

22

ANGÉLICA EM REVISTA

– Uma frase ou pensamento que te inspira. “O meu direito acaba no momento em que inicia o direito do outro”. – Em sua opinião, quais características são necessárias para se destacar no âmbito profissional? “Primeiro acreditar na sua capacidade, mas sempre com humildade para reconhecer que a cada dia é um aprendizado. Ter atitude em suas decisões. Dedicar-se às suas tarefas, vestir a camisa da empresa e mostrar que está sempre disposto a contribuir. Acrescento, ainda, que é essencial agir com honestidade e transparência. É preciso estar sempre atento às mudanças e às atualizações. Um profissional deve sempre se reciclar, buscar novos conhecimentos”. – Como é sua rotina de trabalho? “A cada dia é um novo desafio, um novo aprendizado. Respondo pelo setor jurídico da empresa, sempre em parceria com a assessoria jurídica terceirizada. Acompanho todos os processos administrativos e judiciais, desde a citação ou notificação, até a fase de execução. Análise de contratos, pareceres, sindicâncias internas. Desenvolvo, ainda, procedimentos preventivos, em especial na esfera trabalhista”. – O que você tem a dizer a respeito do Grupo SB? Qual o diferencial da empresa? “O Grupo SB é uma empresa que dá a oportunidade de seus colaboradores mostrarem para o quê vieram, e quando este profissional consegue suprir as necessidades e se destacar pelo seu trabalho e dedicação, com certeza, ele terá seu devido reconhecimento. E vai mais adiante, quando percebe que seu colaborador precisa apenas de um estímulo e de um incentivo, resgata esse profissional e o ajuda a trilhar seu caminho. O Grupo SB visa sempre o bem-estar dos seus profissionais”.


Terapia e Lazer

Natação:

Benefícios dentro e fora d’água A água é um tesouro em nossas vidas e seus benefícios vão além do que podemos imaginar. Suas propriedades não se restringem aos adultos, e se estendem à criançada. Para elas, exercícios como a natação desenvolvem a coordenação motora, fortificam a respiração, ativa ma circulação sanguínea, dentre outros. De acordo com os pediatras, a idade ideal para a prática do exercício é a partir dos 6 meses. Porém, quanto mais cedo iniciar a natação, mais relaxado o bebê ficará na água. Essa adaptação exige duas presenças fundamentais: a de um professor especializado e, principalmente, a dos pais. Além do lado lúdico e da aprendizagem, a natação costuma ser recomendada para crianças com necessidades especiais (PNEs), como a síndrome de Down, as que apresentam quadro de esquizofrenia e autismo, sendo indicada também para bebês com diagnóstico de alergia, com tendência a bronquite ou rinite alérgica. A especialista em fisioterapia neurofuncional e reabilitação aquática, Carla Beatriz Macêdo, explica que, nos casos de crianças PNEs, a natação promove maior segurança, torna-a mais sociável, além de estimular a cognição, a fala, a audição e o tato. A seguir, a fisioterapeuta responde a algumas questões.

movimentos, como um canal para expressar seus sentimentos e pensamentos”. – A natação pode ser recomendada para todas as crianças portadoras de necessidades especiais? “Infelizmente, temos crianças que não são aptas a tal atividade, como, por exemplo, as que não controlam seus esfíncteres (bexiga, intestino). Há crianças com traqueostomia, (cânula respiratória ligada diretamente à traqueia através de um orifício aberto) ou com sonda nasoenteral (sonda ligada ao estômago)”. – Como os pais podem ajudar? “A presença da mãe ou do pai proporciona à criança maior segurança, ela interage melhor, ajudando na velocidade do tratamento. Mas a criança também precisa criar seus sistemas de defesas, para lidar com suas dificuldades, sem ter o tempo todo a superproteção dos pais”.

– No caso de crianças especiais, quais as vantagens podem ser observadas com a natação? “Em se tratando de uma criança PNE, a natação estimula indireta e cognitivamente áreas cerebrais que são prejudicadas por algum fator. Estimula a movimentação, além da questão da interação social da criança, tornam-se mais comunicativas, aprendem a explorar melhor o universo que vivem”. – Quais seriam outras dificuldades que merecem atenção e como a natação contribui? “A questão da dificuldade de estar sentado, deitado, andando, isso de acordo com suas necessidades ou dificuldades. Outra dificuldade é a comunicação, muitos deles não falam, não verbalizam suas vontades, tendo os

24

ANGÉLICA EM REVISTA

Carla Beatriz Macêdo é fisioterapeuta e especialista em fisioterapia neurofuncional, pela Bio Cursos / Faculdade Ávila – SP e reabilitação aquática pela Valéria Figueiredo – SP.


Intestino Preguiçoso

Prisão de Ventre Livre-se deste sufoco Mesmo não sendo considerada uma doença, a prisão de ventre incomoda e afeta a qualidade de vida dos indivíduos que sofrem com a patologia, impedindo-os de realizar simples atividades diárias, como ir à escola e, até mesmo, ao trabalho. O mal é, atualmente, uma das queixas mais frequentes em consultórios médicos, e suas causas precisam ser investigadas. De forma simples, poderia ser definida como a dificuldade de evacuar e, ainda, como a baixa frequência das evacuações. Pessoas com o quadro, geralmente evacuam menos de três vezes por semana; as fezes são duras, secas, pequenas e difíceis de serem eliminadas. Alguns dos efeitos colaterais são comuns, como dores no abdômem e a frequente sensação de inchaço e intestino cheio. É mais comum nas mulheres, mas ainda não se encontrou uma razão para isso, sendo muito frequente também em idosos. Porém, quase todas as pessoas já apresentaram prisão de ventre alguma vez na vida, sendo a maior parte dos casos temporária. Entender as causas, prevenção e tratamento ajudarão a amenizar e, mesmo, resolver o problema. Uma das principais causas é a baixa ingestão de fibras e o consumo inadequado de líquidos, visto que eles são fundamentais na hidratação das fezes e facilitam sua eliminação. Outros contribuintes para o surgimento ou agravamento são fatores como sedentarismo, gravidez, inibição da vontade de evacuar, etc. Existem medicamentos que têm efeito constipante, devendo-se ficar atento ao seu uso. São analgésicos potentes (morfina e derivados), suplementos de ferro, alguns medicamentos para tratamento da hipertensão, como nifedipina, verapamil, diltiazen, diuréticos, alguns antiácidos, antidepressivos, como a amitriptilina, nortriptilina, imipramina e, ainda, medicamentos para tratamento de epilepsia (convulsões), etc. Por isso, só o médico pode garantir um diagnóstico correto. Importante ressaltar que são várias as doenças que podem causar constipação. Alguns exemplos são as diabetes, hipotireoidismo (redução de hormônio da tireoide),

26

ANGÉLICA EM REVISTA

intoxicação com metais pesados; e neurológicas, doença de Parkinson, lesão de medula espinhal, esclerose múltipla, acidente vascular encefálico (derrame), síndrome do intestino irritável, depressão, doenças cardíacas, etc. Portanto, evite esse sufoco e busque orientação especializada. Não há motivos para se envergonhar. O tratamento é simples e a alimentação é fator relevante. Por isso, inclua em seu cardápio alimentos como fibras e frutas como abacate, ameixa, banana-maçã crua, goiaba branca, kiwi, pera, castanha, além de outros alimentos como lentilha, cenoura, beterraba, aveia e couve.

ALIMENTAÇÃO A CHAVE PARA AJUSTAR SEU RELÓGIO BIOLÓGICO Fibras Essenciais para o bom funcionamento do intestino: arroz, trigo, pão, milho, aveia e granola são alguns exemplos. Uma porção desses alimentos por dia é suficiente. Acrescente também nozes e castanhas. Vitaminas Os probióticos são compostos por organismos vivos, que quando ingeridos em uma quantidade correta, exercem efeitos benéficos no balanço da flora bacteriana intestinal. Iogurtes e outros produtos lácteos enriquecidos com os micro-organismos. Pratique exercícios e beba água A atividade física apressa os movimentos de resíduos através do intestino. Beba de 1 a 2 copos de água morna ao acordar, pois isso estimula o cólon de forma natural.


Dermatologia

Dermatite Atópica Medidas que aliviam a pele da garotada Ela deixa a pele seca, sensível e toda “empipocada”. Se o seu filho vive se coçando e ainda tem histórico de rinite, bronquite ou asma na família, é provável que ele sofra de um distúrbio comum no mundo inteiro, mas pouco diagnosticado: a dermatite atópica. A doença em questão costuma aparecer cedo, aos 3 meses de idade, e, embora possa persistir por toda a vida, desaparece em 60% dos casos até os 12 anos. Cerca de 20% das crianças no mundo são acometidas pelo mal, mas a tendência é que o organismo se adapte e os sintomas deixem de ser tão intensos com o passar do tempo. A coceira é marca registrada nos bebês, afetando mais o rosto, o pescoço e as “dobrinhas” da perna e dos braços. Já nos adolescentes, manifesta-se em algumas regiões do tronco e das pernas. E o pior, é que a coceira gera vermelhidão e até machucados. O problema pode, inclusive, causar manchas e cicatrizes, mas as sequelas mais evidentes são as de ordem psicológica. Apesar de não ser contagiosa, algumas crianças sofrem preconceito e se tornam tímidas, retraídas ou agressivas. Daí a importância de o pequeno ser apoiado pela família e receber ajuda médica. Pensando em todos esses aspectos, selecionamos algumas medidas para facilitar a vida do seu “filhote”. Confira a seleção de dicas a seguir. 1 – Nada de coçar A dermatite atópica é um problema marcado por crises recorrentes. O ato de esfregar, no entanto, só piora as coisas. Ensinar disciplina e autocontrole à garotada é fundamental. Para os bebês, aposte em luvinhas e banhos frescos com amido de milho ou aveia, que acalmam a irritação. E é imprescindível manter as unhas dos pequenos sempre aparadas. 2 – Moda antidermatite Como o problema é fruto de uma sensibilidade exagerada, diante de tudo o que entra em contato com a pele, é importante ficar de olho nas roupas das crianças.

28

ANGÉLICA EM REVISTA

Dê preferência aos tecidos 100% de algodão e evite lãs e fibras sintéticas. Recomenda-se usar o mínimo de sabão em pó, dispensar amaciantes e outros produtos na lavagem. Outra orientação é recortar a etiqueta das blusas, que costuma arranhar a pele. 3 – O tratamento à risca Só com a ajuda de um médico e da terapia prescrita, é possível controlar a dermatite. Seguir recomendações como abolir bichos de pelúcia, redutos de pó e ácaro, bem como conservar o quarto do pequeno arejado. Além de hidratantes, o tratamento conta com antialérgicos orais para acelerar o fim da crise. Também são receitadas pomadas ou cremes à base de corticoide, que atenuam a inflamação na pele. 4 – Cardápio seguro A maioria dos casos de dermatite atópica aparece aos 3 ou 4 meses de idade, período que coincide com o desmame e a introdução do leite de vaca. Assim como algumas crianças têm alergia à proteína do leite, outros alimentos podem favorecer a aparição de lesões na pele. Enlatados, ovos, cítricos, chocolates, alguns corantes, conservantes e hormônios lideram a lista de elementos desencadeadores. Se houver suspeita, é necessário solicitar exames de sangue para descobrir se a criança é alérgica a determinados alimentos. 5 – Diário de bordo O lápis e o caderno podem ser aliados da criança com dermatite. Como a doença é fruto de uma interação entre os genes e o meio ambiente, os médicos acreditam que anotar os momentos em que a crise apareceu é um meio eficiente de identificar os fatores de risco. Afinal, será que a dermatite irrompeu depois de um dia de calor intenso? Manifestou-se após uma refeição? Deu “as caras” no momento em que brincava no quarto? O registro desses dados são de grande importância para o sucesso do tratamento.


Cardápio Saudável

Apimente seu cardápio Ela faz bem para a sua saúde

Apesar do tamanho, não se deixe enganar e aproveite os benefícios que a pimenta é capaz de proporcionar. Inúmeras pesquisas têm demonstrado suas potentes propriedades anti-inflamatórias. Ela também é aliada até na hora de espantar o mau-humor e uma ótima fonte de preservar a vaidade. E tem mais! As substâncias picantes que apresentam (capsaicina e piperina) melhoram a digestão, estimulando as secreções do estômago. Ela reduz a formação de gases e melhora a produção do suco gástrico. Estimula a circulação no estômago, favorecendo a cicatrização de feridas (úlceras), desde que, é claro, outras medidas alimentares e de estilo de vida sejam aplicadas conjuntamente. Mas, é importante ressaltar que o ingrediente é contraindicado para quem já sofre de gastrite ou úlcera. Existem cada vez mais estudos demonstrando a potente ação antioxidante (antienvelhecimento) da capsaicina e piperina. As pimentas também mostram seu “poder de fogo” contra uma série de males, desde dor de cabeça até artrites, passando por reumatismo, má-digestão, colesterol alto e doenças circulatórias. – E que tal emagrecer comendo? Canadenses e holandeses descobriram que a pimenta ajuda a vencer a obesidade. As evidências vêm de um trabalho em parceria com cientistas da Universidade Laval, em Quebec, no Canadá e pesquisadores do Centro de Ciências Alimentícias de Wageningen, na Holanda. Segundo o estudo, a pimenta poderia derreter os estoques de energia acumulados em forma de gordura corporal. Isso graças à capsaicina, substância presente na parte mais esbranquiçada, onde ficam as sementes. Independente da ardida capsaicina, as pimentas em geral estão cheias de betacaroteno, molécula que se transforma em vitamina A e que tem potente ação

30

ANGÉLICA EM REVISTA

antioxidante, e também oferecem cerca de quatro vezes mais vitamina C do que a laranja. Mesmo em doses moderadas, a mistura caprichada explica a boa atuação do tempero, no uso cotidiano, para prevenir doenças. E as proezas desse tempero vão mais além. A pimenta possui até propriedades anticancerígenas. Recentemente, cientistas de Taiwan observaram a morte de células cancerosas do esôfago. As pimentas que mais provocam a queima de calorias na digestão são: habanero, malagueta, caiena, cambuci, cumari e a jalapeno. A pimenta-do-reino, muito utilizada no Brasil, é um dos mais antigos temperos conhecidos. Os seus grãos são bastante utilizados na culinária de diversos países. Tem um sabor forte, levemente picante, proveniente de um composto químico chamado piperina. Por essa razão foi utilizada desde a Idade Média para disfarçar o sabor dos alimentos em estado de decomposição. Mas, cuidado! Se você não é nenhum chilli head (viciado em pimenta), vá com calma. Comece aos poucos a apimentar seu cardápio e, desfrute também, das maravilhas que ela proporciona.

História apimentada Originária das Américas, foi cultivada na China, Índia e Pérsia, para fazer uma substância ardida e corrosiva, usada em torturas de assaltantes e assassinos. Os espanhóis e portugueses foram os primeiros, além dos nativos, que a levaram para todos os lugares, adquirindo características e nomes próprios em cada um deles, fazendo parte de cada cultura.


OPT_Angélica em Revista 7  

Pãe: desafio paterno Pãe: desafio paterno Pãe: desafio paterno EM REVISTA O vilão do século XXI O vilão do século XXI O vilão do século XXI...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you