Issuu on Google+

capa_escolhida.qxd

3/31/08

3:49 PM

Page 1

NATURAL DA

TERRA

& Banquete Os sabores da primavera

VIAGEM A encantadora Barcelona

N AT U R A L DA T E R R A | ANO I - Nº 3

Alcachofra

A RAINHA DA ESTAÇÃO


04_editorial.qxd

8/29/06

9:37 AM

Page 2

carta do leitor |

Diretora Responsável - Mariella Lazaretti Diretor Executivo - Georges Schnyder Rua Andrade Fernandes, 297 - CEP 05421-010 - São Paulo-SP Tel/Fax.: (11) 3023-5509 - E-mail: 4capas@4capas.com.br Projeto Editorial - 4 Capas Editora

Cardápio saudável Nesta edição estamos com um menu de delícias tentadoras que vão agradar em cheio os leitores. Começamos pelo

Jornalista Responsável - Ricardo Castilho

maravilhoso e saudável mundo das frutas. Fomos até Pirapora, em Minas Gerais, conferir a superprodução de uvas, caqui e mamão de extrema qualidade que a cidade abriga. Na reportagem, mostramos as etapas do plantio, colheita, armazenamento e embalagem, até a chegada às lojas do Natural da Terra. Aproveitamos também a temporada da alcachofra, para revelar os segredos e ensinar pratos com essa flor que é unanimidade na gastronomia. Outro campeão de audiência que está em nossas páginas é o amado tomate, verdadeira paixão nacional, ou você consegue imaginar uma bela pizza ou macarronada sem um tenro e encorpado molho? Nosso cardápio se completa com o perfil de uma convidada ilustre, a atriz Karina Bacchi, que, além de brilhar na televisão e nas capas de revista, ajuda a comandar a ONG Florescer, que cuida de crianças carentes. Se não bastasse, ela usa e abusa das frutas em sua alimentação. Espero que você goste desta edição, prepare nossas receitas e mande seus comentários e sugestões. Assim, estaremos cada vez mais em sintonia.

IMPRESSÃO Prol Gráfica, Av. Papaiz, 58 - Diadema - São Paulo

Um abraço

é uma publicação do Natural da Terra Diretor Administrativo - Florisvaldo Ruiz Gerente de Marketing - Fabiana Marin

R E D A Ç Ã O Diretor de Redação - Ricardo Castilho Diretor de Arte - Fábio Santos Assistente de Arte - Eduardo Galdieri Editora - Letícia Rocha

Colaboraram nesta edição: Texto - Cláudia Esquilante, Consuelo Zurlo, Daniel Rizzo, Patrícia Lapertosa, Paulo Roberto Pompêo (revisão) Foto - Alexander Landau, António Rodrigues, Guilherme Andrade, Inês Rabelo, Luiz Roberto Pereira, Pedro Bueno, Raul Zito, Rogério Voltan e Tadeu Brunelli Produção Cristina Esquilante PUBLICIDADE marketing@naturaldaterra.com.br

A revista não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos assinados. As pessoas não listadas no expediente não estão autorizadas a falar em nome da revista ou a retirar qualquer tipo de material sem prévia autorização emitida pela redação ou pelo departamento de marketing do Natural da Terra.

Fabiana Marin Marketing marketing@naturaldaterra.com.br


18.05.06

16:28

Page 1

MAIS!AGIENCIA

An Agua na boca 202X275 AP

Dá água na boca até em vegetariano.

E s p e c ia l p

®

or natureza. É Organic Beef.

A linha Organic Beef foi criada para atender a um seleto grupo de consumidores, que exigem produtos saudáveis e de extrema qualidade na preparação de pratos à base de carne bovina. ® Organic Beef apresenta maciez, sabor e suculência incomparáveis, resultado de um sistema de produção baseado em agricultura e pecuária orgânicas, isentas de conservantes, aditivos e agrotóxicos. Produzida a partir de gado selecionado de fazendas da ASPRANOR – Associação dos Produtores de Animais Orgânicos, a linha

®

®

Organic Beef possui o selo de certificação do IBD – Instituto Biodinâmico, conferido a produtos que cumprem um papel social com o homem do campo, através de relações de trabalho justas e da proteção da infância e do meio-ambiente. ®

Organic Beef está disponível em 15 cortes diferentes, e em porções entre 1,5 a 1,7 kg, prontas para uso.

Vendas atacado: 11 3144 4511


Document1

8/29/06

9:47 AM

Page 1


07_09_sumario.qxd

8/28/06

10:46 AM

Page 7

sumário 10 | VIDA SAUDÁVEL Pequenas pílulas para o seu bem-estar

14 | HORTIFRÚTI DE QUALIDADE Vale do São Francisco, em Minas Gerais, produz frutas especiais

22 | PRODUTOS DA ESTAÇÃO Aproveite a temporada de... 22 | Alcachofra • 30 |Nêspera •32 |Tomate

42 | TENTAÇÕES Úteis e lindos, objetos perfeitos para sua cozinha

47 | SETOR Açougue: conheça o trabalho de nossa equipe 47

22 14

42


07_09_sumario.qxd

8/28/06

10:46 AM

Page 9

sumário

63

70

48 | PERFIL Todo o encanto e beleza da atriz Karina Bacchi

52 | COZINHA FÁCIL Um menu especial para brindar a chegada da primavera

58 | ESPORTES Aceite o desafio e corra a São Silvestre!

63 | HISTÓRIA Natural da Terra cria programa de estímulo aos funcionários

64 | VIAGEM A fervilhante Barcelona, na Espanha

70 | SEU BAIRRO De gastronomia a hipismo, boas dicas da zona sul da cidade

72 | DICAS DO FREGUÊS Nova seção: aqui, o cliente é quem manda!

76 | DUPLO SABOR Sobremesas com frutas, um doce encontro

82 | PRODUTOS 48

Os destaques da nossa cozinha japonesa


10_12_vidasaudavel_3pags.qxd

8/28/06

9:47 AM

Page 10

vida saudável | P O R

L E T I C I A

R O C H A

G A S T R O N O M I A

TENDÊNCIA NATURAL Um novo conceito vem ganhando os adeptos da alimentação saudável. Trata-se do biodinâmico, que prega muito mais do que um cultivo sem

O restaurante é criterioso, do cardápio até o uniforme dos funcionários

&

FOTOS | DIVULGAÇÃO

agrotóxicos e sem aditivos químicos. O sistema busca a harmonia entre o ser humano e os elementos – água, plantas, animais e insetos. E a tendência já ganha espaço na alta gastronomia. Em São Paulo, o Clube Chocolate, misto de loja e espaço gourmet, na badalada Oscar Freire, acaba de lançar a sua versão que segue totalmente esse conceito. Batizado de Clube Chocolate Orgânico, o restaurante é criterioso, do cardápio até o uniforme dos funcionários, que é feito com algodão orgânico e de fibras de garrafas PET recicladas. A iniciativa já recebeu a certificação do Instituto Biodinâmico (IBD), associação sem fins lucrativos responsável pela inspeção de produtos extrativistas, orgânicos e biodinâmicos. Clube Chocolate Rua Oscar Freire, 913, Jardins, tel. 3084-1500, www.clubechocolate.com.br

NATURAL DA TERRA

10

11


10_12_vidasaudavel_3pags.qxd

8/28/06

9:48 AM

Page 11

RELAX NA CIDADE O agitado cotidiano das grandes cidades pede uma pausa para relaxar. Naquelas horas que você quer fugir de tudo, nem que seja por algumas horas, a dica é visitar o Praça São Lourenço. Muito mais do que um restaurante, é um espaço que mescla natureza e alimentos para o corpo e para a alma, tudo isso bem no coração da agitada Vila Olímpia. Com influência italiana, o cardápio busca uma cozinha saudável e natural e algumas receitas são preparadas no fogão a lenha, mas são servidas com a rapidez que a vida moderna exige. Você pode até levar a criançada, pois há monitores esperando para distrair meninas e meninos, enquanto contempla sabor e arte, em meio a muito verde. Praça São Lourenço Rua Casa do Ator, 608, Vila Olímpia, São Paulo, tel. 3044-1434, www.pracasaolourenco.com.br.

L I V R O

MANIAS DE CHEF O jovem chef Jamie Oliver, fenômeno mundial graças à sua série de TV da BBC de Londres, está de volta às livrarias. Depois do sucesso de seu primeiro livro, que se tornou um best-seller, ele lança “Jamie Oliver – O Retorno do Chef sem Mistérios”. A idéia é esquecer comida de restaurante e de chef, e mostrar que é possível transformar a cozinha do dia-a-dia em algo prazeroso e divertido. Enquanto conta suas receitas preferidas, revela-se um grande apaixonado por molhos e saladas e dá dicas ótimas que você pode aproveitar muito na sua cozinha. “Por que um garoto de 24 anos acha que é muito esperto pelo simples fato de preparar seus molhos em vidros de geléia? Simplesmente enfie todos os ingredientes dos seus molhos em um vidro de geléia, aperte a tampa e sacuda. Tempere sua salada, e o que sobrar pode permanecer dentro do pote, no fundo da geladeira, louco para temperar a próxima. Descobri que molhos à base de vinagre continuam com um sabor ótimo por cerca de uma semana, mas os molhos feitos com suco de limão ou laticínios devem ser usados em apenas dois dias.”

RECEITA DE MOLHO THAI 4 colheres (sopa) | de suco de limão 3 colheres (sopa) | de óleo de oliva 1 colher (sopa) | de óleo de gergelim 1 colher (sopa) | de shoyu 1 boa pitada | de açúcar mascavo 1 colher (sopa) | de gengibre fresco, descascado e picado bem fino 1/2 | dente de alho, picado bem fino 1 | pimenta (chilli) vermelha fresca, sem sementes e picada bem fino 1 punhado grande | de coentro e manjericão frescos, picados (Receita do livro “Jamie Oliver, O Retorno do Chef sem Mistérios”, Ed. Globo)


10_12_vidasaudavel_3pags.qxd

8/28/06

9:48 AM

Page 12

A L I M E N T A Ç Ã O

MELHOR DO MUNDO

Todas as atenções do mundo da saúde estão voltadas para o quinua. Considerado pela Academia de Ciências dos Estados Unidos como o melhor alimento de origem vegetal para consumo humano. Mas afinal o que é esse tal “quinua”? É um cereal encontrado apenas no deserto Uyuni, no Altiplano Boliviano, região com 3,8 mil metros quadrados acima do nível do mar. Riquíssimo em aminoácidos – cerca de 20, dos quais 10 são essenciais para o organismo. Possui vitaminas A, B6, B1, C e E; é rico em minerais, tais como ferro, fósforo e cálcio; tem baixo colesterol e fitoestrógenos, que ajudam a amenizar os efeitos da menopausa. Tem lisina, que fortalece a imunidade e melhora a memória. Auxilia também na prevenção do câncer de mama, osteoporose e problemas cardíacos. A literatura conta que já era cultivado há 8 mil anos pelos incas, que o chamavam de “grano de oro”. Hoje, pesquisadores chegam a compará-lo apenas ao leite materno em valor nutritivo. Já a Nasa incluiu o quinua na dieta dos astronautas em vôos de longa duração. Por tudo isso, o cereal ganhou o mundo e chegou ao Brasil há pouco tempo. Encontrado em flocos, grãos e farinha, pode ser usado no preparo de saladas, sucos e sopas e mais – como não contém glúten, substância presente na farinha de trigo, que causa alergia em muita gente, é ótima alternativa para não deixar de lado aquelas receitas de pães, biscoitos e massas que a gente adora.

S Á U D E

MATE EM PESQUISA A maioria das pessoas já conhece o poder antioxidante do aclamado chá verde. Agora, as pesquisas começam a analisar a erva-mate, que segundo especialistas também possui propriedades semelhantes. É o que revela o estudo do bioquímico Edson Luiz da Silva, do departamento de análises clínicas da Universidade Federal de Santa Catarina. O pesquisador observou a ação do mate na prevenção e no tratamento de aterosclerose, que é a formação de placas de gorduras nas artérias. O estudo foi feito com 12 voluntários, que tomaram meio litro da infusão das folhas secas e moídas da erva-mate. Depois de uma hora, amostras de sangue apontam para a redução de 65% em média das atividades oxidantes no sangue, o que evita o mau colesterol e confirma o forte poder antioxidante do chá mate. NATURAL DA TERRA

12


14_20_hortifruit.qxd

8/28/06

9:49 AM

Page 14

hortifrĂşti |

NATURAL DA TERRA

14

15


8/28/06

9:49 AM

Page 15

FOTOS | INÊS RABELO

14_20_hortifruit.qxd

Frutas especiais BANHADO POR RIOS POTENTES, O VALE DO SÃO FRANCISCO, EM MINAS GERAIS, PRODUZ ALGUMAS DAS MELHORES FRUTAS DO BRASIL P O R PAT R Í C I A L A P E R T O S A

a medida certa, água, luz, calor e a terra lavrada são fatores básicos para o sucesso do cultivo de frutas no Vale do São Francisco. Seca e ensolarada, a região é banhada pelo maior rio de águas exclusivamente brasileiras — o velho Chico que nasce ao sul de Minas Gerais, na Serra da Canastra, e deságua no oceano Atlântico na divisa de Alagoas e Pernambuco. Além de sua potência natural (seu curso d’água atinge 2.700 quilômetros), os afluentes do São Francisco são também importantes para a prática da agricultura, sobretudo o rio das Velhas, que, em Pirapora, faz parte do projeto de irrigação iniciado pelo governo federal, ainda na década de 1960. Graças à iniciativa, a agricultura irrigada no Vale tem sido praticada em diversas culturas — de frutas a hortaliças, produzidas e comercializadas em larga escala para o mercado local, nacional e até internacional, incrementando a economia local.

N


14_20_hortifruit.qxd

8/29/06

9:58 AM

Page 16

hortifrúti |

Cooperativa de Pirapora Em 1994, pequenos e médios produtores reuniram-se para formar a Cooperativa Agrícola de Pirapora (CAP) – basicamente um pólo de vendas voltado para centros atacadistas de Belo Horizonte, Brasília, Goiânia, Rio de Janeiro, São Paulo e também Campinas. O forte da produção são as frutas, especialmente a uva, de várias qualidades, além de banana, mamão, laranja, maracujá e culturas mais recentes como a tangerina poncã. Segundo o técnico Renato Muniz da Silva, a produção de uvas atinge cerca de 500 mil caixas, mas este ano deve chegar a 350 mil, devido às chuvas prolongadas em novembro e dezembro passados. De qualquer modo, “seja uma boa safra ou não, a cooperativa está estruturada para vender o que os produtores colhem, sem que nada sobre nas lavouras”, conta, orgulhoso, Ricardo Takeo Watanabe, diretor comercial da CAP. As vendas são proporcionais à área de plantio de cada produtor e a agilidade comer-

cial entre o pedido de compra, a colheita das frutas e a entrega no destino final, que leva apenas três dias, permite que os cooperados trabalhem com a fruta fresca, sem necessidade de resfriamento. “Uma economia que traz benefícios a todos — dos produtores aos vendedores e seus consumidores”, como argumenta Rosilene Barbosa Lima, compradora da AM Frutas em Pirapora, empresa paulista que comercializa todas essas frutas para as lojas Natural da Terra, em São Paulo. Não sem motivo, as capitais brasileiras escolhidas estão a uma distância razoável de Pirapora, que varia de 350 (até Belo Horizonte) a 900 quilômetros (até São Paulo e Campinas). Uvas variadas, qualidade única “Com a irrigação e a correção adequada do solo, o clima seco e quente do cerrado torna-se perfeito para a fruticultura”, explica o agricultor Antônio Nobuyoshi Iida que, com a esposa, Sati, o irmão Henrique e a cunhada Mesue, comanda

o Grupo Iida. Uma das empresas mais prósperas do Vale do São Francisco, os japoneses pertenceram inicialmente à CAP, mas, com o tempo, se desligaram para dar agilidade ao bem-sucedido negócio familiar. Com dedicação e experiência, eles se diferenciam de outros produtores por obter safras prolongadas em relação à época natural de colheita das frutas. O segredo é o correto manejo das plantações, adotando a irrigação por aspersão como fator primordial e as boas condições climáticas da região. E, claro, “união e muito trabalho, porque nada vem de graça na vida”, constata a bem-humorada Sati. O plantio de videiras é trabalhoso e exige acompanhamento constante. Da “planta-cavalo”, uma videira rústica, enxerta-se galhos da espécie desejada, formando-se, assim, um parreiral para cada espécie com cerca de 3 a 5 hectares. Os produtores da região utilizam o sistema de latada, que apresenta uma cobertura de arame trançado como

NATURAL DA TERRA

16

17


14_20_hortifruit.qxd

8/29/06

10:00 AM

Page 17


WT PUBLICIDADE

Há mais de vinte anos a Paulifruti oferece todas as variedades de melão, através de nossas parcerias com os melhores produtores do Brasil, o que garante frutas de alta qualidade o ano inteiro. Além dos melões, agora você também encontra aqui as melhores uvas e maçãs, nacionais e importadas. Nossos profissionais especializados cuidam do produto desde a produção até a chegada ao ponto de venda, com o melhor e mais rápido atendimento. Contamos também com uma área de refrigeração própria, o que garante produtos sempre fresquinhos.

Av. Dr. Gastão Vidigal, 1946 – Vila Leopoldina Pav: MFE-B – Móds: 214 à 219 – CEAGESP São Paulo - SP – 05314-000 Tel: (11) 3834-2966 / 3834-2424 paulifruti@uol.com.br


14_20_hortifruit.qxd

8/28/06

9:51 AM

Page 19

&

Como a uva é um fruto extremamente delicado, exige cuidados especiais, da colheita à embalagem

suporte para cada pé. À medida que cresce, os galhos são fixados em forma de escama de peixe, um para esquerda, outro para direita, sucessivamente. Sob a grade, erguida a cerca de 2 metros de altura, as próprias folhas garantem luz e sombra na medida certa para o crescimento dos frutos. Entre as qualidades plantadas, destacam-se a itália e a rubi e cerca de dez variações do mesmo tema: benitaka, niágara, red globe, red mary e as espécies sem sementes centenial e as BRS clara, BRS linda e BRS morena, estas últimas desenvolvidas pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) . Além da qualidade obtida no campo a partir de tratos culturais diversos, como poda, adubação, controle de doenças etc., que asseguram, por exemplo, o nível ideal de brix (o teor de açúcar da fruta), superior ao exigido pela legislação (14º), as uvas são colhidas com cuidados especiais e embaladas com destreza, depois de serem selecionadas pelo tamanho do cacho e das bagas e pela coloração, para chegar à mesa do consumidor com qualidade superior e, mais que isso, praticamente frescas, já que o tempo entre a colheita e a remessa é mínimo.


14_20_hortifruit.qxd

8/28/06

9:52 AM

Page 20

hortifrúti |

durante o acondicionamento. Depois de lavadas em água pura e em soluções fungicidas, as frutas são imersas em cera líquida de carnaúba; deslizam numa esteira sob uma secadora até alcançar uma bancada, onde, secas, são novamente selecionadas pela aparência e coloração. Enroladas em papel comum são acondicionadas em caixas de madeira para o comércio interno. As exigências para exportação começam pela fruta: o mamão havaí é o preferido, embora o formosa também seja exportado. Deve ter aparência perfeita (sem arranhões ou manchas) e tamanho médio a pequeno. São enrolados em papel fino e “redinha” e embalados em caixas de papelão, contendo três a cinco frutas. E o pedido deve chegar, pontualmente, 24 horas após a remessa.

&

Outras colheitas selecionadas Este ano, o Grupo Iida aguarda com curiosidade a primeira colheita de caqui — uma nova experiência que deve render bons frutos. Da mesma forma, Fernando Oliveira Risério, gerente da Fazenda Marambaia, planeja substituir nos próximos meses a primeira plantação de mamão (59 hectares de formosa e 5 hectares de havaí gold), que vende para o país e o exterior. A seleção do mamão formosa começa na colheita, a partir de uma escala padrão que classifica o grau de maturação da fruta (M0, verde e M6, completamente maduro) e pelo tamanho, que não deve ultrapassar 30 centímetros (1,5 quilo). O ideal (M3) é a cor verde com raios alaranjados de pouca extensão, da base para a cabeça da fruta. E, também,

A nova aposta do grupo é o mamão, que é vendido em todo o país e já ganhou o mercado externo

NATURAL DA TERRA

20


WT PUBLICIDADE

Os melhores produtos como pimentão amarelo e maduro, berinjela, alcachofra, pepino japonês e tomate, você encontra na Guaraçaí, que garante a máxima qualidade

exigida por você.

Av. Dr. Gastão Vidigal, 1946 – Vila Leopoldina Pav: APC – Box: 53-54-55 – CEAGESP – São Paulo - SP – 05314-000 Tel: (11) 3643-9162 / 3643-9163


8/28/06

9:54 AM

Page 22

produtos da estação |

B

FOTO | ROGÉRIO VOLTAN

22_29_alcachofra.qxd

NATURAL DA TERRA

22

23


22_29_alcachofra.qxd

8/28/06

9:55 AM

Page 23

Rainha da

Estação FLOR EXÓTICA, ORIGINÁRIA DO ORIENTE, A ALCACHOFRA É APRECIADA NA MESA, MAS TAMBÉM É UMA PLANTA MUITO UTILIZADA NOS TRATAMENTOS DE SAÚDE P O R

D A N I E L

R I Z Z O

ultivada no Mediterrâneo desde a Antiguidade, principalmente, na ilha italiana da Sicília e na Grécia, onde era encontrada tanto em jardins quanto em hortas, a alcachofra é uma planta perfeita e de múltiplos usos. Na verdade, trata-se de uma flor, pertencente à família das Compostas, a mesma das margaridas e dos girassóis. Segundo relatos históricos é consumida desde a época do Império Romano, quando suas propriedades nutritivas e medicinais foram descobertas e a alcachofra passou a ser privilégio apenas da mesa de nobres e reis. Porém, com o tempo passou a ser contrabandeada para as mesas mais simples e, claro, adorada por todos. Dela consumimos apenas a parte carnuda das “pétalas” e o centro, ou seja, seu generoso coração. Com sabor único e muito agradável, a alcachofra combina perfeitamente com verduras, legumes, massas e risotos ou apenas com um delicioso molho de azeite.

C

Chegada ao Brasil As alcachofras foram trazidas para o Brasil pelos imigrantes europeus, há pouco mais de cem anos. Nativa do Oriente, no início a alcachofra reinou no sul da Europa e norte da África, regiões de clima temperado e áreas úmidas. Em regiões quentes vegeta bem, mas não forma os botões florais comestíveis. Mesmo assim, os Estados Unidos deram um jeito de produzi-la em fazendas na Califórnia. De agosto a novembro, estamos em plena época de colheita da alcachofra. É quando a encontramos com ótima qualidade e melhores preços. São quatro as variedades mais comercializadas: Violeta de Proença, Roxa de São Roque, Verde Lion e Verde Grande da Bretanha.

ALCACHOFRA QUE FAZ A NONNA FELIZ 4 P O R Ç Õ E S 4 | alcachofras (com o talo) 150 g | de farinha de rosca 4 | filés de anchova 50 g | de alcaparras pequenas 50 g | de bacon cortado em cubos Azeite de oliva, sal e pimenta-do-reino moída na hora a gosto

Modo de preparo 1. Misture todos os ingredientes (menos a alcachofra) até alcançar uma consistência compacta. Reserve. 2. Corte a ponta e o cabo das alcachofras e abra, com as mãos, cada uma delas. Lave-as com limão e água corrente. 3. A seguir, recheie as alcachofras e leve-as ao fogo baixo em uma panela tampada e untada apenas com um fio de azeite. 4. Depois de 10 minutos e cozimento, adicione água até a metade da alcachofra e deixe evaporar. 5. Quando as folhas começarem a soltar, desligue o forno e sirva. I VITELLONI Receitas do chef Hamilton Mellão Jr. Tel. (11) 3813-3756


8/28/06

9:56 AM

Page 24

produtos da estação |

B

FOTOS | GUILHERME ANDRADE

22_29_alcachofra.qxd

FUNDOS DE ALCACHOFRA RECHEADOS 4 P O R Ç Õ E S 400 g | mussarela de búfala cortada em cubos 16 | fundos de alcachofra em conserva 16 | fatias de presunto cru 80 ml | azeite de oliva Manjericão fresco, sal e pimenta-do-reino moída na hora a gosto

Modo de preparo 1. Misture a mussarela de búfala com o manjericão e recheie os fundos de alcachofra. 2. Disponha-os numa assadeira e leve para gratinar em forno previamente aquecido até a mussarela derreter e dourar levemente. 3. Retire do forno, arrume em um prato e coloque as fatias de presunto sobre cada fundo de alcachofra. 4. Misture o azeite, sal e a pimenta-do-reino e regue as alcachofras. 5. Sirva quente decorado com ervas frescas.

Propriedades nutritivas A cada 100 g comestíveis, são encontradas boas doses de vitaminas do complexo B, potássio, cálcio, fósforo, iodo, sódio, magnésio e ferro. A lista de suas qualidades terapêuticas também é digna de registro. Para começar, o sabor amargo estimula as secreções digestivas. A água do cozimento da alcachofra é um verdadeiro chá de efeito diurético, estimulante da vesícula biliar e ativador da digestão. Além disso, a alcachofra é um eficiente auxiliar da digestão. A ciarina – substância amarga encontrada na planta estimula as secreções do fígado e da vesícula – e, com isso, ajuda a melhorar o funcionamento desses dois importantes órgãos do aparelho digestivo. A medicina popular já consagrou esta iguaria como um perfeito alimento-remédio, ideal para as pessoas com problemas hepáticos e para os diabéticos. Várias experiências realizadas com o extrato da alcachofra atestaram sua eficiência na redução do excesso de gordura no sangue, porém, o simples fato de consumila já traz inúmeras vantagens, entre elas, o poder de combater anemias e raquitismo, pela boa dose de ferro e vitamina C que contém.

FOTO | LUIZ ROBERTO PEREIRA

Receita do chef David Eleutério Tel. (11) 3167-2147

NATURAL DA TERRA

24

25


22_29_alcachofra.qxd

8/28/06

9:57 AM

Page 25


22_29_alcachofra.qxd

8/28/06

9:57 AM

Page 26

produtos da estação |

B

4 P O R Ç Õ E S ALCACHOFRA 4 | fundos de alcachofra pré-cozidos 1 dente | de alho picado 1 colher (sopa) | de cebola picada Sal e pimenta-do-reino a gosto SUFLÊ DE INHAME 200 g | de inhame 40 g | de queijo suíço ralado 2 | claras de ovos batidas 4 ramos | de tomilho CONTRAFILÉ DE VITELA 800 g | de contrafilé de vitela 2 colheres | de manteiga 4 dentes | de alho com a casca 4 ramos | de tomilho Sal e pimenta-do-reino branca do moinho a gosto MOLHO 150 g | de manteiga 30 ml | de vinagre balsâmico 150 ml | de polpa de açaí 1 colher (sopa) | de salsa lisa picada Sal e pimenta-do-reino a gosto

Modo de preparo

ALCACHOFRA 1. Puxe os fundos de alcachofra na manteiga. 2. Acrescente alho e cebola bem picadinhos. 3. Tempere com sal e pimenta-doreino. Reserve. SUFLÊ DE INHAME 1. Faça um purê de inhame. 2. Misture com o queijo suíço e as claras. 3. Recheie os fundos de alcachofra com o purê. 4. Leve ao forno a 180ºC por cerca de 12 minutos. 5. Decore com um ramo de tomilho por cima de cada alcachofra. CONTRAFILÉ DE VITELA 1. Corte-o em 4 porções de 200 g cada uma. 2. Tempere com sal e pimenta-doreino branca. 3. Grelhe bem devagar na manteiga com os dentes de alho na casca e os ramos de tomilho. 4. Retire da panela e guarde.

FOTO | ALEXANDER LANDAU

CONTRAFILÉ DE VITELA, MOLHO “RASPA DE AÇAÍ”, SUFLÊ DE ALCACHOFRA E INHAME

MOLHO 1. Na panela do cozimento da vitela, coloque a manteiga e deixe cozinhar até ficar marrom clara. 2. Junte vinagre balsâmico e polpa de açaí e deixe reduzir a 1/4. 3 Tempere com sal e pimenta-do-reino. 4. Finalize com a salsa lisa picada. Montagem 1. Corte o contrafilé em dois e coloque no prato. 2. Regue com o molho de açaí. 3. Coloque uma alcachofra e o suflê em cima. 4. Finalize com tomate em cubos e a baby rúcula. 5. Decore com dentes de alho e tomilho do cozimento da vitela.

OLIMPE Receita do chef Claude Troisgros Rua Custódio Serrão, 62, tel. (21) 2537-8582, São Paulo, SP

Dicas de compra

& Validade

O ideal é consumir a alcachofra no mesmo dia da compra, pois ela começa a perder suas qualidades logo depois de colhida. Recomenda-se escolher as que apresentarem talo longo e inflorescência firme e bem arroxeada. Para os apreciadores desta flor comestível, os "espinhos" só devem ser retirados após o cozimento – é quando chegamos ao gran finale da iguaria: o famoso fundo da alcachofra. Recomenda-se consumir a planta logo após o cozimento ou preparo, para melhor aproveitamento de suas propriedades medicinais e nutricionais.

de preparo & Dicas Corte o talo perto da base e lave a alcachofra em água corrente abrindo bem as pétalas para que a água penetre. Deixe de molho em água com sal e algumas gotas de limão ou vinagre para não escurecer. No cozimento, use panelas esmaltadas ou de aço inoxidável. As panelas de alumínio escurecem a alcachofra. O tempo médio de cozimento é de aproximadamente 40 minutos, dependendo do tamanho e idade da alcachofra. Em panela de pressão o tempo cai para uns 20 minutos. Para saber se a alcachofra está cozida, é só puxar uma folha: se ela se soltar com facilidade é porque está no ponto. No cozimento, evite o excesso de água: coloque o suficiente para cobrir metade da alcachofra. Os talos das alcachofras também podem e devem ser aproveitados. Para isso, é só retirar a parte fibrosa que os envolve, descascando-os com uma faca. Depois, deixe os talos mergulhados em água com limão ou vinagre durante alguns minutos e leve para cozinhar por 30 minutos ou 15 minutos em panela de pressão.

NATURAL DA TERRA

26

27


FOTO | ALEXANDER LANDAU

22_29_alcachofra.qxd

8/28/06

9:59 AM

Page 27


WT PUBLICIDADE

A Frutícola Trindade oferece o que há de melhor em frutas exóticas, como nêspera, sapucaia, tucumã, graviola, embu, jujube, melão andino, physalis, abricó do pará, cupuaçu, açaí, abil, egg frut, sapoti, pitaia, kino, cacau, jambo, mangostin, além de frutas sazonais.

Av. Dr.Gastão Vidigal, 1946 – Vila Leopoldina Pavilhão: MFE-B – Módulos: 58/59 – CEAGESP São Paulo - SP – Fone: 3643-8776 fruticolatrindade@uol.com.br


8/28/06

9:59 AM

CARPACCIO DE ALCACHOFRA 4 P O R Ç Õ E S 6 | alcachofras bem tenras Suco de 1 limão siciliano Queijo parmesão cortado em lascas Azeite de oliva, sal e alcaparras a gosto

Modo de preparo 1. Retire o talo, as pétalas e os pêlos do fundo das alcachofras já cozidas. 2. Em seguida, corte-os em lâminas bem finas. 3. Arrumeas no prato e reserve. 4. Misture o suco de limão, azeite e o sal, e tempere. 5. Salpique o queijo e a alcaparra no fim.

STEFANO Receita da chef Daniela Borsarelli (11) 4714 1464

Page 29

FOTOS | TADEU BRUNELLI

22_29_alcachofra.qxd


8/28/06

10:12 AM

Page 30

produtos da estação |

B

FOTOS | GUILHERME ANDRADE

30_31_nespera.qxd

NATURAL DA TERRA

30

31


30_31_nespera.qxd

8/28/06

10:17 AM

Page 31

Desfrute da doçura

da Nêspera JÁ QUE ESTAMOS NA SUA TEMPORADA, É HORA DE USAR E ABUSAR, DESSA FRUTA, EM SALADAS E ATÉ EM RECEITAS AGRIDOCES P O R

L E T I C I A

R O C H A

nêspera é uma fruta bem amarelinha, de polpa suculenta e um leve toque aveludado. Muitos a conhecem “erroneamente” como ameixa-amarela ou ameixa-japonesa, mas sua verdadeira origem é a China, que até hoje é o grande produtor, ao lado de Japão e Israel. O Brasil é o terceiro país com maior área de cultivo, com destaque para a região de Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo. É considerada uma fruta tipo “pomo”, assim como a maçã, a pêra e o marmelo. É bem refrescante e saudável – contém cerca de 90% de água, é rica em vitamina A e C, sais minerais, cálcio e fósforo. Na hora das compras, a dica é observar se a cor é uniforme, sem manchas e amassados. Para melhor conservação, guarde na gaveta da geladeira, sem lavar, em um saco plástico. De sabor suave, além do consumo “in natura” ou em saladas de frutas, é muito utilizada na produção de geléias, compotas e licores. Na gastronomia, a fruta pode ser um grande curinga para dar um toque especial nas receitas. Quem usa e abusa da nêspera é Malu Facchini, chef e proprietária de três restaurantes em São Paulo, o Catherine e o Caroline, nos Jardins, e o Josephine, na Vila Nova Conceição. Malu ainda presta consultoria gastronômica a diversos restaurantes e dedica-se à sua fábrica de massas artesanais, localizada no Brás, onde dá continuidade ao dom que aprendeu com sua “mamma”, que ensinou a receita de uma legítima massa caseira. Mas é em uma de suas receitas de maior ibope que a nêspera faz bonito. “Fiz um molho de nêspera para acompanhar o confit de pato, uma carne mais encorpada, que ganha um interessante realce agridoce com suavidade.” Confira e prepare a receita. Os aplausos são certos.

A

Modo de preparo

1. Asse as aparas de carne e o osso até dourar bem. 2. Refogue bem os demais ingredientes picados grosseiramente na manteiga e azeite. 3. Acrescente as aparas de carne e os ossos e deixe cozinhar um pouco. 4. Coloque o vinho tinto e a água, deixe reduzir a 1/4, tirando as impurezas que vão se formando na superfície com uma escumadeira. Quando o molho estiver com uma consistência de um creme ralo, peneire e resfrie.

CONFIT DE PATO AO MOLHO DE NÊSPERA 2 P O R Ç Õ E S 2 | coxas ou sobrecoxas de pato 500 ml | de gordura vegetal 1 colher (chá) | de tomilho 1 colher (chá) | de sálvia 1 colher (chá) | de alecrim 6 colheres (sopa) | de açúcar 12 | nêsperas 6 colheres (sopa) | de vinagre 200 ml | de molho rôti 4 colheres (sopa) | de manteiga 300 g | de paglia e fieno Sal a gosto Pimenta-do-reino moída na hora

CATHERINE Rua Haddock Lobo, 1416, tel. (11) 3068-0601, Jardins, São Paulo/SP


8/28/06

5:29 PM

Page 32

produtos da estação |

B

O FOTO | ROGÉRIO VOLTAN

32_39_tomates1.qxd

NATURAL DA TERRA

32

33


32_39_tomates1.qxd

8/28/06

5:30 PM

Page 33

O versátil

Tomate ALÉM DA DIVERSIDADE NA COZINHA, O PRODUTO É FONTE DE NUTRIÇÃO E SAÚDE

O

riginário da América Central, o tomate conquistou o mundo, graças à sua versatilidade na cozinha. Presente nas mesas de muitos povos, é um daqueles ingredientes indispensáveis na lista de compras, já que vai bem para uma simples salada até criações da alta gastronomia. Algumas receitas são verdadeiros ícones do universo gourmet, como o molho de tomates com manjericão, que deixa aquela massa italiana tentadora. O Bloody Mary, bebida à base de suco de tomate temperado, vodca e pimenta, é outro clássico. Criado pelo barman americano Ferdinand Petiot, do Harry's New York Bar de Paris, nos anos 20, a bebida é um grande sucesso até hoje. Também é importante destacar os benefícios do fruto para a saúde. É rico em potássio e vitaminas C e E, contém betacaroteno, cálcio, fósforo, magnésio e ferro. Mas o grande destaque é sua poderosa fonte de licopeno, substância com propriedades anticancerígenas e antioxidante, que combate os radicais livres e protege o sistema imunológico. Para explorar ainda mais esses benéficos, opte pelos frutos de cor intensa, já que o licopeno é o componente responsável da coloração vermelha do tomate. É absorvido melhor pelo organismo na presença de gorduras saudáveis, por isso a dica é acrescentar um fio de azeite de oliva extravirgem à sua receita.

Modo de preparo 1. Corte em fatias as caldas da lagosta. 2. Em uma panela preaquecida, coloque o azeite e as fatias de lagosta. 3. Tampe e deixe cozinhar por 1 minuto. 4. Acrescente a pimenta cortada, o tomate pelado sem água e cortados em pedaços. 5. Refogue e acrescente sal

a gosto. Cozinhe a massa em água e sal por 6 ou 7 minutos aproximadamente. 6. Retire a massa quando estiver cozida, junte o molho e misture bem. 7. Decore com salsinha e folhas de manjericão. 8. Sirva em prato fundo e bem quente.

SPAGHETTINI COM LAGOSTA, TOMATE E PIMENTA 4 P O R Ç Õ E S 500 g | de lagosta (só a calda limpa) 350 g | de spaghettini 200 g | de tomate pelado italiano 3 | pimentas vermelhas (médias) 100 ml | de azeite extravirgem de oliva 30 g | de salsinha picada 20 g | de manjericão Sal a gosto

FASANO Receita do chef Salvatore Loi Tel. (11) 3896-4000


8/28/06

5:31 PM

Page 34

produtos da estação |

B

FOTOS | GUILHERME ANDRADE

32_39_tomates1.qxd

TOMATE MEIO CRISTALIZADO COM SORVETE DE MANJERICÃO 4 P O R Ç Õ E S CALDA 2 l | de água 300 g | de açúcar 100 g | de glicose TOMATE CRISTALIZADO 4 | tomates 4 bolas | de sorvete de manjericão SORVETE DE MANJERICÃO 5 | gemas 80 g | de açúcar 500 ml | de leite integral 1/2 | fava de baunilha 250 g | de creme de leite fresco Manjericão a gosto MOLHO 150 g | de morango 1 colher (sopa) | de açúcar de confeiteiro

Modo de preparo Calda | 1. Junte todos os ingredientes em uma panela e mexa bem. 2. Deixe ferver por 5 minutos até incorpar. Reserve. Tomate | 1. Assim que finalizar a calda, desligue o fogo e coloque os tomates sem pele de maneira que fiquem submersos. Deixe descansar por 24 horas. 2. Em um escorredor, coloque os tomates para escorrer a calda por 4 horas. 3. Repita o processo 5 vezes. Sorvete | 1. Misture as gemas com o açúcar. 2. Coloque o leite para ferver com a fava de baunilha e com o manjericão. 3. Misture o leite com a gema, o açúcar e o manjericão e deixe cozinhar, mas com o cuidado de não ferver. 4. Peneire e misture com o creme de leite e leve para gelar. Molho | 1. Leve o morango e o açúcar para o liquidificador. 2. Bata até adquirir a consistência de um molho.

Montagem Corte os tomates cristalizados ao meio e coloque uma bola de sorvete de manjericão. Sirva com o molho de morangos. NATURAL DA TERRA

34

35


32_39_tomates1.qxd

8/28/06

5:43 PM

Enchendo o carrinho O Natural da Terra traz, para esta temporada, uma seleção com dez variedades disponíveis no mercado. São elas: caqui, carmem, cereja (vermelho e amarelo), débora, holandês, italiano, mamotaro, mozzart e perinha. Vale conhecer os vários tipos de tomate, assim você leva para casa o ideal para sua receita.

Page 35

Variedades

DICAS IMPORTANTES COMPRA – Lembre-se de comprar de acordo com o que vai preparar. Para molhos, sopas ou cremes, leve os bem maduros. Já para saladas, use os de cor uniforme, firme e lisos. Se o fruto não estiver tão bonito, mas sem manchas, prefira prepará-lo cozido ou em sucos. É melhor optar sempre pelos que estejam entre o vermelho e o verde, porque dá para controlar o tempo de amadurecimento, que fora da geladeira é mais rápido. Na dúvida quanto a que tipo levar, os especialistas em tomate dão um truque infalível – italiano (molho), carmem (salada), caqui (de lanche à salada) e cereja (aperitivo e decoração). ARMAZENAR – Na fruteira, o tempo de amadurecimento é mais rápido. Mas, para prolongar a conservação, prefira a refrigeração. Lave, enxugue e guarde na gaveta inferior da geladeira. Geralmente dura três semanas. Esse período diminui para uma semana, se já comprar maduro.

HOLANDÊS

MOZZART

MAMOTARO

CEREJA

CAQUI

CARMEM

PREPARO – Se você quer fazer aquela salada e percebeu que o tomate está muito mole. O truque é colocá-lo em água gelada por 15 minutos. Ele fica firme de novo e dá para cortar em fatias. Já para dar o toque final no molho, adicione uma colher (café) de açúcar, que equilibra o tempero e a acidez.

DÉBORA

ITALIANO


8/29/06

10:58 AM

Page 37

FOTO | GUILHERME ANDRADE

32_39_tomates1.qxd

GASPACHO ALENTEJANO 1 0 P O R Ç Õ E S ( C O L H E R ) 5 | tomates bem maduros 1 dente | de alho 100 ml | azeite extravirgem Sal Torradas, pepino e pimentão em cubos

Modo de preparo 1. Tire a pele e as sementes. 2. Bata os tomates, com sal, alho e o azeite no liquidificador. 3. Sirva com torradas, pepino e pimentão em cubos.

BUFFET ALÊ DIVANI Receita da chef Alê Divani (11) 3031-4698


8/28/06

11:47 AM

Page 38

produtos da estação |

BRUSCHETA DE TOMATE FRESCO 4 P O R Ç Õ E S 4 fatias grandes | de pão italiano redondo 6 | tomates maduros e picados em cubinhos 4 dentes | de alho inteiros 1 xícara | de folhas de manjericão Azeite de oliva e sal a gosto

FOTO | ANTÓNIO RODRIGUES

32_39_tomates1.qxd

B

Modo de preparo

1. Coloque o tomate, alho, sal, azeite e manjericão em uma vasilha e deixe marinar por 1 hora. 2. Doure a fatia de pão em uma grelha dos dois lados. Em seguida, esfregue só um lado da fatia com o alho, regue com um fio de azeite. 3. Coloque o tomate sobre o pão, salpique com pimenta-do-reino, regue com um fio de azeite e leve ao forno para esquentar por alguns minutos. 4. Sirva quente.

LA VECCHIA CUCINA Receita do chef Sérgio Arno Tel. (11) 3079-7115 NATURAL DA TERRA

38

39


8/28/06

11:49 AM

Page 39

FOTO | PAULO MERCADANTE

FOTO | ANTÓNIO RODRIGUES

32_39_tomates1.qxd

BLOODY MARY 1 D R I N Q U E 1 dose | de vodca 1 colher (café) | de molho inglês 1 colher (chá) | de suco de limão 4 gotas | de tabasco 250 ml | de suco de tomate Sal Pimenta-do-reino Cubos de gelo

Modo de preparo 1. Coloque em um copo a vodca, o molho inglês, o suco de limão, o tabasco, sal e a pimenta-do-reino. 2. Misture e adicione o suco de tomate gelado. 3. Misture novamente e acrescente cubos de gelo. 4. Decore com uma fatia de limão. BAR BRASAMORA Receita do barman João Tel. (11) 5083-0858 www.brasamorabar.com.br


Sa borée s s e nc i a l . Mus apr oduzome l hora z e i t e el e v ae s t es a bora49pa í s e s . De s de1940nos s oa z e i t ei ns pi r a osa ma nt e sdac ul i ná r i ac om t oque sdege ni a l i da de e ms ua sr e c e i t a s . Az e i t eMus a .Pur ai ns pi r a ç ã o.

De s d e 1 9 4 0 Di s t r i bui dore x c l us i v onoBr a s i l-Br a z e i t eI nd.eCom.S. A. T e l . :2 122536303•www. a z e i t e mus a . c om

Ca v e a t

Az e i t e , i nd i s p e ns á v e l . Mus a , i ns ub s t i t uí v e l .


42_43_tentacoes.qxd

8/29/06

11:20 AM

Page 42

tentações P O R

OBJETOS DE DESEJO PARA CANDIDATOS A CHEF OU GOURMETS

C R I S T I N A

E S Q U I L A N T E

Mix é a palavra da vez Madeira, cerâmica e vidro. Aposte nessa tendência e leve

Cerâmica com estilo Estas taças de cerâmica prometem deixar a salada de frutas ainda mais apetitosa. Já as xícaras tipo “consomê” são cheias de estilo, perfeitas para quem não abre mão dos caldos e sopas, mesmo nos dias quentes. Fabricadas pela artista Hideko Honma, são atóxicas e vão ao microondas, forno convencional e lava-louças. Atelier da ceramista. Preço sugerido:

&

FOTOS | PEDRO BUENO

R$ 60 cada peça

&

&

Santa Cozinha. Preço sugerido: R$ 63,90

Dica refrescante

É um daqueles objetos que a gente ama. Mescla a delicadeza do vidro e a praticidade de servir sobremesas sempre geladinhas. São duas partes que se encaixam, uma para o alimento e um bowl inferior para o gelo.

NATURAL DA TERRA

42

43


42_43_tentacoes.qxd

8/28/06

10:20 AM

Page 43

todos para sua cozinha

Em alta O bambu está mais na moda do que nunca. Esta fruteira, com dois cestos e traços étnicos, além de muito útil, esbanja beleza e decora o ambiente. Dica: pode ser usada também como um centro de mesa.

&

Santa Cozinha. Preço sugerido: R$ 54,80

Salada & ecologia

&

Design polonês

Politicamente correta. Esta saladeira, feita com madeira reflorestada pela Behling, vem com dois pegadores e é puro charme. Pode ser lavada normalmente, só não vai ao forno e à geladeira. Santa Cozinha. Preço sugerido: R$ 80,40

Recebeu visitas e vai servir um suco? Abuse do design arrojado desta jarra, modelo Niska, da marca polonesa Krosno. O misturador, de madeira e estanho, é uma graça para compor a mesa.

&

Kirk’s. Preço sugerido:

R$ 180 (jarra) e R$ 64 (misturador)

ENDEREÇOS: • Santa Cozinha- Rua João Cachoeira, 1346, tel. (11) 3849-2439, Itaim Bibi, São Paulo/SP/ • Kirk’s- Rua Bueno Brandão, 80, tel. (11) 3842-9237, Vila Nova Conceição, São Paulo/SP/ • Atelier Hideki Honma,Rua Pintassilgo, 429, tel. (11) 5042-4450, Moema, São Paulo/SP


44_47_acougue3pag.qxd

8/28/06

3:02 PM

Page 44

Paixão nacional CONHEÇA TODOS OS CUIDADOS QUE O AÇOUGUE NATURAL DA TERRA TEM PARA SEMPRE OFERECER CARNE COM MÁXIMA QUALIDADE POR CONSUELO ZURLO

carne é um dos ingredientes principais da mesa brasileira. Tanto que alguns ícones, como o nosso tradicional churrasco, e a suculenta picanha, ganharam fama mundial. Se você só de pensar, já fica com água na boca, precisa conhecer o Açougue Natural da Terra, setor que merece destaque dentro da rede. Quem supervisiona tudo é José Eduardo Passuelo, profissional que conhece muito bem o mercado. “Como todo menino, cresci admirando meu pai, que era proprietário de um açougue. Com 8 anos, adorava ficar com ele por lá. Fui crescendo e o que era diversão passou a ser o meu trabalho”, conta emocionado Passuelo, que comemora a evolução do setor ao longo de seus 45 anos de experiência na área.

A

Entenda como tudo acontece... Para a carne chegar fresquinha aos seus clientes, há um rigoroso padrão de qualidade. Sob a coordenação de

Passuelo, uma equipe especializada acompanha toda a logística – da escolha dos frigoríficos, cuidados com o transporte na temperatura ideal até o recebimento nas lojas Natural da Terra. O próximo passo é fiscalizar se o produto segue as normas estabelecidas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e pelo Ministério da Agricultura. “Observamos a textura e a coloração da carne, aspectos que identificam um produto fresco”, afirma Jussara de Macedo, nutricionista responsável pelo processo. No setor de manuseio, uma área devidamente climatizada e de acesso restrito a funcionários uniformizados, com máscaras, luvas e toucas, há a seleção em cortes especiais. Há ainda a facilidade de comprar carnes já temperadas e embaladas a vácuo, sistema que aumenta o tempo de validade do produto. “Muitos lugares não seguem esse padrão, mas no Natural da Terra é primordial todo esse cuidado, porque a carne chega ao cliente com suas melhores características de frescor, sabor e maciez”, diz Passuelo. NATURAL DA TERRA

44

45

FOTOS | GUILHERME ANDRADE

açougue |


&

44_47_acougue3pag.qxd

8/28/06

10:23 AM

José Eduardo Passuelo

Page 45

FOTOS | GUILHERME ANDRADE

“comecei aos 8 anos e hoje são 45 anos de experiência na área”


44_47_acougue3pag.qxd

8/28/06

3:03 PM

Page 47

Se você tem dúvidas quanto à compra, aos cortes, à conservação e ao preparo, nada melhor do que conferir as dicas do especialista do Natural da Terra, José Eduardo Passuelo. Confira:

& Validade

Procure consumir sempre o produto fresco. Mas se optar por congelar, a carne preserva suas qualidades de 15 a 30 dias. Mas atenção, se embalada a vácuo resfriada, passa para 14 dias e se já temperada cai para três. Lembre-se de que uma vez descongelada, nunca se deve congelar novamente.

& Vácuo

Quando a carne é embalada por esse processo, que retira o oxigênio ao empacotar, ela pode apresentar um odor diferente. Porém, não se preocupe, é perfeitamente normal, faz parte do processo e as melhores características do produto são mantidas.

& Escolha

Procure comprar a carne (que sempre deve estar bem vermelhinha) adequada à receita que vai preparar. Por exemplo, para a sopa prefira o músculo; churrasco, picanha e similares; bife, alcatra ou contrafilé; filé à milanesa, coxão mole e patinho. Para as dietas, prefira a fraldinha, que possui baixo teor de gordura e é muito versátil, e serve tanto para estrogonofe como para churrasco.

& Preparo

Nunca corte no sentidos das fibras ou na diagonal. Use sempre a faca na vertical para assegurar que a maciez natural da carne seja mantida. Se quiser dar um toque especial, experimente levar a carne para marinar (vinagre, azeite e ervas) por algumas horas. Ganha muito em sabor e apresenta-se de maneira diferente.

&

Dicas de compra

Setor de manuseio e seleção de cortes especiais


WT PUBLICIDADE

A Fazenda Palmares, em Porto Seguro, Sul da Bahia, é palco desde 1987 de uma revolução no plantio de mamão. É lá que a Gonsalez Comércio de Frutas implantou o projeto do Mamão Haway Sunrise, variedade que se destaca pelo sabor, qualidade, visual e durabilidade. É por este motivo que a Gonsalez é a número 1, quando o assunto for mamão.

Av. Dr. Gastão Vidigal, 1946 – Vila Leopoldina Pav: HFD – Box: 86 – CEAGESP São Paulo - SP – 05316-900 Tel: (11) 3643-7426 / Fax: 3834-1276 egonsalez@uol.com.br – www.frutasgonsalez.com.br


48_50_perfil.qxd

8/29/06

perfil |

10:12 AM

Page 48

N

FOTOS | EGBERTO NOGUEIRA

KARINA BACCHI

NATURAL DA TERRA

48

49


48_50_perfil.qxd

8/29/06

10:12 AM

Page 49

A bela que é fera AOS 30 ANOS, ESBANJANDO JUVENTUDE E BELEZA, A ATRIZ KARINA BACCHI APOSTA EM UMA DIETA RICA EM FRUTAS P O R

A &

Karina Bacchi: “com a vida particular e a atuação na ONG, Karina dá muito valor à alimentação e aos cuidados com a saúde”

M I G U E L

I C A S S AT T I

atriz Karina Bacchi é um exemplo de que Vinícius de Moraes estava certo ao apregoar, em seu poema “Receita de Mulher”, que beleza é fundamental. Sim, é, e no caso de Karina esse substantivo ultrapassa os olhos verdes, o sorriso perfeito e os cabelos de um incerto tom castanho-dourado. Karina também é dona daquela, como dizem, beleza interior, tão valorizada. Desde 1990 ela e sua família mantêm a Organização Não-Governamental Florescer, que leva cultura, computação e aulas de inglês a cerca de mil crianças da comunidade de Paraisópolis, a segunda maior favela de São Paulo. "Você não sabe como é a sensação de ver aqueles rostinhos abrindo um grande sorriso pra mim, quando vou visitá-los", diz Karina, que, aos 30 anos, está no auge de uma carreira que começou nos estúdios fotográficos, passarelas e chegou à televisão, desde que saiu de São Manoel, no interior do estado, aos 14 anos, para viver em São Paulo. Atualmente no elenco da novela “Cidadão Brasileiro”, da TV Record – ela interpreta a advogada Bruna Montovani –, a atriz já foi fotografada para a capa e ensaios de dezenas de revistas e participou, entre outras produções, das globais “O Clone” e “Da Cor do Pecado” e do programa “Turma do Didi”. Para conciliar a rotina de gravações e viagens – pois o parque cenográfico da Record fica no Rio de Janeiro – com a vida particular e a atuação na ONG, da qual faz parte do Conselho, Karina dá muito valor à alimentação e aos cuidados com a saúde. "Esse cuidado se reflete no meu dia-a-dia: aumenta minha disposição, minha pele fica bonita e, inevitavelmente, meu corpo ganha com isso", diz. Seu dia começa com um copo de iogurte natural, granola, uma fruta e uma fatia de pão integral com queijo-de-minas. No almoço, não pode faltar uma salada


48_50_perfil.qxd

8/29/06

perfil |

10:15 AM

Page 50

N

KARINA BACCHI

Karina Bacchi ao lado de sua mãe Nadia Rubio Bacchi à frente da Organização NãoGovernamental Florescer, que atende 850 crianças da comunidade Paraisópolis

FOTO | EGBERTO NOGUEIRA

Saudade mesmo sente é da comida de seus tempos de criança, no interior paulista. "Adorava mingau de maisena." E não se esquece da sopa de legumes que sua avó fazia. Tudo era colhido na horta de casa e imediatamente preparado para ir à panela e depois ao prato. "Eu me divertia porque era gostoso ajudá-la a cozinhar", lembra Karina, cuja especialidade maior na cozinha, hoje, são os risotos, como o de tomate seco com mussarela de búfala e rúcula. Se dermos os ingredientes, Karina, você prepara um pra gente?

&

com palmito e folhas verdes "bem frescas". Durante o dia, entre uma e outra cena, tenta arrumar tempo para um lanche. Mas nada de coxinhas ou sanduíches calóricos. A pausa deve ter frutas, suco e muita, muita água. "Adoro abacate, banana e manga", garante ela, que diz não ser assim uma formiguinha quando o assunto é doce. "A refeição perfeita, para mim, deve ser a mais natural possível." Carne, por exemplo, Karina diz que não come há treze anos. "Não tive de fazer nenhum grande esforço, apenas fui perdendo a vontade", conta.

NATURAL DA TERRA

50


52_56_cozinha facil.qxd

8/28/06

10:28 AM

Page 55


52_56_cozinha facil.qxd

8/29/06

11:31 AM

Page 52

cozinha fácil |

Um brinde à nova estação APROVEITE O CHARME DAS FLORES, CHAME OS AMIGOS E PREPARE UMA FESTA CHEIA DE SABOR POR LETICIA ROCHA

4 P O R Ç Õ E S 4 | pimentões sem pele (em conserva) 200 g | de carne de caranguejo cozida 2 colheres (sopa) | de azeite 1 | dente de alho picadinho 100 g | de maionese 1 | pão tipo baguette cortado em fatias na diagonal Sal e pimenta-do-reino a gosto Alcaparras (para decorar)

P

ara brindar o frescor da chegada da primavera, excelente opção de diversão é reunir os amigos em volta da mesa. Aproveite os dias mais luminosos, leve a mesa para o jardim ou mesmo improvise no terraço do apartamento, abuse das flores para decorar e prepare um almoço cheio de charme. A pedida é servir comidinhas leves, de fácil preparo, mas com muito sabor. Nossa sugestão de menu conta com três pratos – entrada com pimentões e caranguejo; o prato principal traz um peixe servido com couscous marroquino e legumes e termina com colorido mosaico de frutas frescas. Confira o passo-a-passo deste cardápio, elaborado pelo buffet de Marcela Maragliano, dê sua interpretação pessoal a cada receita e aguarde os aplausos! FOTOS | ANTÓNIO RODRIGUES

PIMENTÕES RECHEADOS COM CARANGUEJO

Modo de preparo 1. Numa frigideira, esquente o azeite e doure o alho. 2. Acrescente a carne de caranguejo e refogue por 1 minuto. Retire e deixe esfriar. 3. Quando estiver frio, misture a carne de caranguejo à maionese. Tempere com sal e pimentado-reino. 4. Enquanto isso, corte os pimentões ao meio e recheie-os com a carne de caranguejo. 5. Enrole para fechar e coloque sobre uma fatia de pão fresco. 6. Decore com fios de maionese e alcaparras miúdas. Receitas de Marcela Maragliano Culinária e Buffet Tel. (11) 3082-2145 NATURAL DA TERRA

52

53


52_56_cozinha facil.qxd

8/29/06

11:34 AM

Page 54

cozinha fácil |

BADEJO COM SALSA VERDE E COUSCOUS MARROQUINO 4 PORÇÕES PEIXE 1 | badejo de aproximadamente 2 kg cortado em filés Sal e pimenta-do-reino moída na hora a gosto Suco de 1 limão Farinha de trigo, o quanto baste, para empanar Azeite de oliva (ou óleo) para fritar SALSA VERDE 2 | maços de salsinha 1 | dente de alho 7 | filés de anchova 4 colheres (sopa) | de alcaparras 7 | pepinos em conserva (cornichons) Sal a gosto 350 ml | de azeite de oliva extravirgem COUSCOUS 1 xícara (chá) | de couscous marroquino 1 xícara (chá)| de caldo de galinha quente 1 | abobrinha italiana picadinha 1 | cenoura média picadinha 200 g | de vagem picadinha 2 | dentes de alho picadinhos 6 colheres (sopa) | de azeite Pinoles levemente torrados (para decorar) Sal a gosto

Modo de preparo PEIXE 1. Tempere o peixe com sal, pimenta-doreino e o suco de limão. 2. Passe o peixe na farinha de trigo e frite numa frigideira de fundo largo, com azeite ou óleo. SALSA VERDE 1. Corte bem picadinho a salsinha, alho, anchova, alcaparra e o pepino. 2. Misture todos os ingredientes. Tempere com sal e regue com o azeite. 3. Esse molho é para ser servido à parte, frio, para acompanhar o peixe.

caldo de galinha quente. 3. Deixe hidratar por 15-20 minutos. Desgrude os grãos do couscous mexendo com um garfo. 4. Numa panela com água fervente e sal, mergulhe os legumes por 2 minutos. Escorra-os e rapidamente leve para uma tigela com água gelada. 5. Numa frigideira, coloque metade do azeite e refogue os legumes por 1 ou 2 minutos. 6. Misture o couscous aos legumes e tempere com sal. 7. Regue com o azeite restante na hora de servir e decore com pinoles.

COUSCOUS 1. Pique bem miúdo a abobrinha, a cenoura, a vagem e o alho. 2. Numa tigela, coloque o couscous e sobre ele derrame o

MONTAGEM 1. Disponha em um prato uma posta do filé com salsa verde. 2. Ao lado, coloque o couscous enformado e decore com pinoles.

NATURAL DA TERRA

54


52_56_cozinha facil.qxd

8/28/06

10:30 AM

Page 56

cozinha fácil | MOSAICO DE FRUTAS FRESCAS 4 P O R Ç Õ E S FRUTAS 2 | laranjas descascadas e cortada em gomos 200 g | de uvas rosadas sem sementes 400 g | de frutas vermelhas frescas (morangos, framboesas e amoras) GELATINA DE VINHO 150 ml | de água 100 g | de açúcar cristal 12 g | de gelatina em pó branca sem sabor 500 ml | de vinho branco Suco de meio limão

CALDA DE LARANJA 400 ml | de suco de laranja coado 30 ml | de açúcar cristal 4 | raminhos de hortelã 10 ml | de amido de milho

Modo de preparo

FRUTAS 1. Hidrate a gelatina em 60 ml de água por 2 ou 3 minutos. Dissolva a gelatina hidratada no microondas por 20 segundos (ou em banho-maria). 2. Numa panela, coloque o restante da água com o açúcar e mexa até dissolvê-lo. Ferva por 5 minutos. 3. Junte a gelatina dissolvida à calda de açúcar enquanto está quente e misture bem. Junte o vinho e o suco de limão à panela. 4. Com uma concha, despeje o suficiente de gelatina de vinho na fôrma para criar uma camada de 1 cm. 5. Leve para gelar por 30 minutos até tomar consistência. Reserve o restante em temperatura ambiente. 6. Numa tigela, misture delicadamente as frutas com as mãos. Coloque-as sobre a gelatina solidificada na fôrma. 7. Com a concha, disponha a gelatina restante sobre as frutas. Cubra e leve para gelar por 6 horas, no mínimo. CALDA DE LARANJA 1. Numa panela, coloque o suco de laranja com o açúcar e a hortelã e leve ao fogo até ferver. 2. Cozinhe por 1 minuto. Descarte os ramos de hortelã. 3. Numa tigela pequena, misture o amido de milho com um pouquinho de suco de laranja e junte à panela, mexendo. 4. Deixe a calda ferver novamente por 1 minuto e desligue. 5. Retire a panela do fogo e deixe esfriar. Desenforme o mosaico de frutas e sirva com a calda de laranja. NATURAL DA TERRA

56


WT PUBLICIDADE


58_60_esporte.qxd

8/28/06

esporte |

10:34 AM

Page 58

I

FOTOS | RAUL ZITO

10

DICAS PARA SE DAR BEM NA

SÃO SILVESTRE

F

alta menos de três meses para a prova de rua

&

mais famosa do país, a São Silvestre. E você, já pensou em participar dessa competição? Acha impossível? Que nada. Basta pegar o tênis e seguir com muita dedicação os “10 mandamentos do sucesso”, elaborado pelo personal trainer Eric Haddad, da Reebok Sports Club, unidade Morumbi, em São Paulo. “Além de ser um desafio saudável, é um verdadeiro exemplo de superação. Não precisa ser atleta. Basta acreditar”, enfatiza Haddad.

1 - O que usar Prefira roupas leves, feitas com tecido que permita fácil transpiração. Não use roupas de algodão, que retêm o suor e ao longo do treino se tornam muito pesadas. Os tênis devem ter amortecimento de impacto variando conforme o enfoque do treinamento. O calçado certo evita lesões e garante melhor desempenho.

Eric Haddad, personal trainer da Reebok Sports Club, unidade Morumbi, em São Paulo

NATURAL DA TERRA

58

59


58_60_esporte.qxd

8/29/06

12:11 PM

Page 59

2 - Exames Submeta-se ao teste de esforço, em esteira ou bicicleta ergométrica. Ele revela seu nível de condicionamento físico e indica se há algum problema cardíaco.

3 - Avaliação

&

É muito importante seguir um programa personalizado. Com a avaliação física, o treinador vai traçar um roteiro dos melhores exercícios para alcançar seus objetivos. Dia a dia, ele vai observar o rendimento, otimizando os treinos de acordo com seu rendimento. O acompanhamento de um profissional, sempre presente para orientar, é vital para prevenir lesões e acidentes.


matsusako.pdf

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

8/28/06

1:56:52 PM


63_historia.qxd

8/28/06

10:36 AM

Page 63

história |

Incentivo ao crescimento NATURAL DA TERRA CRIA PROGRAMA QUE ESTIMULA O CRESCIMENTO PROFISSIONAL DOS FUNCIONÁRIOS P O R

C O N S U E L O

Z U R L O

P

ara estimular o desenvolvimento profissional de seus funcionários, o Natural da Terra acaba de lançar o interessante programa “Agora vamos crescer juntos”. A iniciativa busca garimpar os talentos da casa, identificar o potencial de cada um e estimular o crescimento de suas carreiras dentro da empresa, ou seja, mostrar que santo da casa faz, sim, milagre. Para participar não existe pré-requisito, basta apenas motivação. A idéia é criar ações de incentivo, dar suporte e capacitação profissional para despertar o sentimento de crescer com a família Natural da Terra. Hoje, a rede,

&

|

F O T O

R A U L

Z I T O

que conta com três lojas, pretende em seu projeto de expansão dar prioridade de promoção aos próprios funcionários de acordo com o surgimento de novas vagas. Para reforçar o projeto, foi criado “Novo Manual de Política Natural da Terra”, um canal transparente de comunicação para funcionários e colaboradores. Dentro dessas ações, destaque para a caixa de sugestões aberta a novas idéias e a críticas, importante ferramenta para o bom funcionamento do dia-a-dia da empresa. E, para ilustrar suas campanhas, o Natural da Terra agora conta com a alegria do Naturito, um simpático mascote, que chega para reforçar esse time campeão.

Caixa de sugestões

“Importante ferramenta para o bom funcionamento do dia-a-dia da empresa”


Untitled-3 1

11/8/2006 15:52:59


WT PUBLICIDADE

A Jacareí Agricultura e Comercio é uma empresa conceituada no meio agrícola por sua alta eficiência no cultivo de hortaliças. Em 35 anos, a família Lopes construiu uma estrutura respeitável, com 6 propriedades localizada em São Paulo (Aracilia, Igaratá, Jacareí, Jarinú, Santa Isabel) e Andradas em Minas Gerais, responsáveis hoje pela produção diária de mais de 120.000 unidades de alface.

Av. Dr. Gastão Vidigal, 1946 Vila Leopoldina – Pav: MLP Box: 201 à 204 – CEAGESP São Paulo - SP – 05314-000 Tel: (11) 4656-2799 / 3643-9077 vendas@jacareiagricultura.com.br www.jacareiagricultura.com.br


8/28/06

viagem |

4:32 PM

Page 64

G

FOTOS | ROGERIO VOLTAN

64_69_barcelona2

NATURAL DA TERRA

64

65


64_69_barcelona2

8/28/06

4:34 PM

Page 65

Barcelona

é uma festa A CAPITAL DA CATALUNHA É A CIDADE MAIS FESTEIRA DA ESPANHA, ALÉM DE TER MUITA CULTURA E GASTRONOMIA PARA O TURISTA P O R

T &

Casa Milá, no centro da cidade: cartão-postal da capital catalã

C L A U D I A

E S Q U I L A N T E

erra de gênios como Joan Miró, Pablo Picasso (nasceu em Málaga, mas viveu sua fase fervilhante na cidade) e Antoni Gaudí, Barcelona é uma majestosa colcha de retalhos, com muita arte, cultura e gastronomia de vanguarda, com chefs inovadores, pratos que encantam e vinhos que ficam na memória. Um lugar mágico que você precisa visitar pelo menos uma vez na vida. A cidade mistura o clássico e o moderno como nenhum outro pedaço da Europa. Passeie pelas ruas e observe os monumentos e prédios antigos, como os do Barrio Gótico — berço da cidade, fundado pelos romanos há 2 mil anos —, que convivem com as construções arrojadas de Gaudí. As surpresas continuam seja com sua Catedral, feita sobre os alicerces de um templo romano e de uma mesquita mourisca ou com o Templo da Sagrada Família, obra inacabada de Gaudí. A célebre avenida de La Rambla, que o escritor Ernest Hemingway já considerou a mais bonita do mundo, é imperdível. Ela não pára um minuto sequer, seu calçadão arborizado abriga palácios, hotéis, lojas e, claro, o La Boquería, o mais famoso mercado do mundo. Lá se encontra de tudo: vinhos, queijos, frutas, cogumelos diversos e peixes. Se não bastasse, ótimas livrarias e lugares para matar a fome.


64_69_barcelona2

8/28/06

viagem |

4:34 PM

Page 66

G

&

La Boquería, o mais famoso mercado do mundo

Além de tanta história, sua culinária tradicional sabe explorar aromas, combinar diferentes elementos e conviver pacificamente com os inovadores liderados pelo mago Ferran Adria, que mantém seu laboratório de experiências na cidade. Entre os sabores de Barcelona, um deles identifica a gastronomia como poucos, o pão com tomate: uma fatia de pão na qual se esfrega tomate, tudo regado com azeite e uma pitada de sal. Está pronto o mais típico prato catalão. Essa aposta na simplicidade, no frescor e qualidade da matéria-prima são encontrados por todos os cantos. Além do pão com tomate, uma refeição deve começar por uma tradição de toda a Espanha: tapas. São por-

ções pequenas de presunto cru, tortillas (ovos batidos com batata), camarões ou qualquer outra combinação da casa. Depois, delícias como arroz negro (com frutos do mar, tingido com tinta de lula), fideua (macarrão bem fino com frutos do mar), butifarra amb mongetes (feijão branco com lingüiça preta grelhada) ou, ainda, bacalhau, camarão, cordeiro e vitela. Tudo isso pode vir acompanhado de uma outra mania catalã, o allioli (maionese de alho). De sobremesa, crema catalana (creme de ovos com uma fina camada de açúcar), uma delícia dos deuses. Barcelona é cosmopolita e está sempre de braços abertos esperando o turista, garanto que você não vai se arrepender.

NATURAL DA TERRA

66

67


5:56 PM

Page 67

As ruas centrais de Barcelona sĂŁo repletas de obras de arte

&

8/29/06

Vista aĂŠrea da regiĂŁo central, cortada pela Ramblas

&

64_69_barcelona2


64_69_barcelona2

8/28/06

viagem |

4:37 PM

Page 68

G

&

Sagrada Família e detalhes do trabalho de Gaudí: galeria de arte a céu aberto

NATURAL DA TERRA

68

69


64_69_barcelona2

8/28/06

4:38 PM

Page 69

Roteiro de delicias 4GATS Esse misto de bar e restaurante, fundado em 1897, em um edifício projetado pelo arquiteto Puig y Cadafalch, é uma espécie de reduto cultural da Catalunha. Por lá Picasso fez sua primeira exposição. Gaudí também era freqüentador. Calle Montsió, 3 bis, Barcelona, tel. (93) 342 4242 LA MIFANERA É o templo do arroz, com diversas receitas levando o cereal à condição de estrela. No comando está o chef Roger Martínez. Há arroz negro com lulas, tailandês com camarões e o tradicional com bacalhau, receita típica da Catalunha. Calle Sagués, 16, Barcelona, tel. (93) 240-5912 TORRE SIMON O chef Jordi Verdaguer é um defensor da culinária tradicional e o faz com grande sabedoria. Em um ambiente luxuoso, que remete aos antigos palácios, de decoração pesada, mas aconchegante, pode-se provar delícias como o bacalhau com tomates e cebolas confitadas, o espaguete com lulas e a irresistível terrine de foie gras. Antiga Carretera Norte, 152, 75, Tona, tel. (93) 8833045

&

Arena de touradas e cena do bairro mais antigo

Visitas obrigatórias • Um mergulho no prazer e no passado pelas ruazinhas estreitas ladeadas de altos muros de pedra do Barrio Gótico. • A Catedral de Santa Eulália, com seus corredores que ladeiam um elegante jardim, começou a ser construída no século XIII e só foi terminada 200 anos depois, sob os restos de uma antiga basílica visigoda. • Museu Picasso, um palácio que guarda pinturas, desenhos e outras obras do artista andaluz que se instalou em Barcelona. • Palau de la Música Catalana, onde quase sempre há um bom espetáculo para ser visto. • Eixample, elegante bairro de Barcelona, que abriga a Casa Milá, obra civil mais importante de Antoni Gaudí, grande arquiteto catalão. No último andar funciona um museu dedicado a Gaudí. • Parc Güell, outra obra de Gaudi. Parque suspenso por colunas tortas, delimitada por bancos sinuosos de cacos de azulejo. • A Sagrada Família, obra inacabada de Gaudí. São impressionantes suas quatro torres.

Onde ficar

TORRE CATALUNYA Localização e bela vista da cidade são apenas dois de seus atrativos. Vale muito a pena conhecer seu restaurante, batizado de Visual, por ficar no 23o andar e ter um cenário maravilhoso de Barcelona. Av. Roma, 2 – 4, Barcelona, tel. (93) 93 6006999 COLÓN Totalmente reformado, quase todos os quartos contam com varandas com vista para o mar. Possui dois restaurantes. O Mariagalante, gastronômico, com menus degustação; e o La Hacienda, com opções light e vegetarianas. Piscina coberta e aquecida. Plaça de les Barques, s/no, Barcelona, tel. (93) 7910400


70_71_bairrov2.qxd

8/28/06

10:37 AM

Page 70

seu bairro

GIRO URBANO

UM ROTEIRO PELOS BAIRROS MAIS CHARMOSOS DA ZONA SUL Hoje, o Natural da Terra conta com três lojas na zona sul da cidade. A rede escolheu os melhores endereços nos bairros do Itaim, Moema e Alto do Boa Vista, pensando especialmente em seus clientes. A região é sempre badalada e está repleta de opções de compra, lazer e cultura. Um giro revela boas dicas, aproveite!

&

FOTO | JEFFERSON PANCIERI

Parque do Ibirapuera: uma ótima opção de lazer e cultura

Parque do Ibirapuera

Jockey Club de São Paulo Av. Lineu de Paula Machado, 599, Cidade Jardim, 2161-8300. Visitas agendadas: das 8 às 17 h. Corridas, aos sáb. e dom., das 14 às 20h; seg., das 19 às 23 h. Hipódromo grátis, www.jockeysp.com.br Fundado em 1941, o Jockey é uma associação civil e possui algumas áreas restritas aos sócios. Mas o hipódromo, os bares e restaurantes têm entrada grátis e são a garantia de um passeio animado. As corridas ocorrem três vezes por semana – noites de segunda e tardes de sábado e domingo, com uma média de dez páreos cada uma. Depois, a pedida é esticar para um programa cheio de sabor – o Charlô Jockey Club ou a Mercearia do Jockey são ótimas opções. Já quem deseja visitar o local nos dias em que não há eventos é necessário agendar o passeio.

FOTO | DIVULGAÇÃO

Av. Pedro Álvares Cabral, s/no, Ibirapuera, 5573-4180, diariamente, das 6 às 22 h, grátis Considerado um dos cartões-postais da cidade, é muito mais do que só um parque. A agenda cultural do Ibirapuera é rica, sempre há shows, exposições e mostras em cartaz em seus espaços. Vale consultar o site www.cidadedesaopaulo.com, que traz a programação de arte e cultura de São Paulo.

Sociedade Hípica Paulista Rua Porto Martins, 342, tel. 5504-6166, Brooklin, www.sociedadehipicapaulista.com.br É um verdadeiro parque de diversões para quem é apaixonado por hipismo. Oferece escola de equitação, adestramento, pólo e até um pônei clube, destinado para o treinamento de crianças de 3 a 12 anos. Há até equoterapia, um tratamento que utiliza o cavalo para a habilitação ou reabilitação de pessoas portadoras de deficiência. NATURAL DA TERRA

26 70

27 71


8/28/06

10:38 AM

Page 71

FOTO | REPRODUÇÃO

FOTO | ANTÓNIO RODRIGUES

70_71_bairrov2.qxd

Av. Prof. Alceu Maynard de Araújo, no 32, Santo Amaro, tel. 5642-2214 Espaço destinado à preservação da história do bairro, que tem seus primeiros registros no século XVI. O Cetrasa também é o responsável pela administração do Museu de Santo Amaro, que é repleto de quadros de Júlio Guerra, importante artista plástico da região, nascido em 1912.

&

Centro de Tradições de Santo Amaro (Cetrasa)

João Belezia Personal Chef Rua Capitão Otávio Machado, 667, Alto da Boa Vista, tel. 5183-7159, www.joaobelezia.com Uma interessante alternativa gourmet. O personal chef João Belezia promove semanalmente encontros gastronômicos temáticos, com diferencial bem bacana. Os eventos são fechados, com poucas vagas, e você literalmente “coloca a mão na massa” durante a aula, ajudando a preparar o grande jantar, que será servido logo mais. É uma grande festa!

NATURAL DA TERRA

Alto da Boa Vista Avenida Santo Amaro, 6618. Tel. (11) 5188-8108

Corrida no Jockey: ocorrem três vezes por semana. Confira!

&

O chef João Belezia com a mão na massa durante aula gastronômica

&

O escultor Júlio Guerra, durante a construção do Borba Gato

Itaim Rua João Cachoeira, 1352. Tel. (11) 3845-7747

Moema Alameda dos Nhambiquaras, 1856. Tel. (11) 5042-3005


8/28/06

10:38 AM

Page 72

dicas do freguês |

FOTOS | GUILHERME ANDRADE

72_74_fregues.qxd

Y

Passeio dominical O SIMPÁTICO GLEUSE CONTA SEUS CANTINHOS PREFERIDOS NO NATURAL DA TERRA P O R

D

omingo, sete e meia da manhã. O Natural da Terra, do Alto da Boa Vista, abre suas portas. Logo, o primeiro cliente chega. E os funcionários o conhecem bem. Gleuse Grave, 73 anos, empresário, já é considerado um ícone por lá. “Para mim, é muito mais do que ir às compras. Faz parte do meu programa dominical, passo a manhã toda lá degustando, conhecendo novos produtos e batendo papo”, conta o simpático senhor, que faz questão de ressaltar que é fanático por Fórmula 1 e por isso, nos domingos que há transmissão na TV, os funcionários o ajudam nas compras, pois eles sabem bem os produtos que gosta de levar para casa. “Conheço as três lojas, moro perto da do Itaim, mas sou cliente fiel do Alto da Boa Vista, desde sua abertura em 2004, porque tem a padaria, que me conquistou. Acordo cedo só pensando naquelas delícias.”

C O N S U E L O

Z U R L O

E nada melhor do que estrear a seção Dicas do Freguês da revista “Natural da Terra” com um cliente tão especial. Gleuse nos recebeu numa dessas manhãs de domingo, sem Fórmula 1 e contou um pouquinho do seu “passeio dominical”. CONHEÇA A LOJA Confesso que quando passei pela primeira vez em frente do Natural da Terra, pensei é tudo tão bonito, que deve ser caro. E não é, os preços são justos. Faça como eu, não fique na curiosidade, entre. Sempre brinco com os meus amigos; ‘vá até lá e leve ao menos um pé de alface, mas eles vão e acabam sempre com o carrinho cheio’. Eu mesmo, que vou toda semana, sempre volto para casa com uma novidade. O MEU ROTEIRO Começo pelo hortifrúti, meu espaço preferido. As frutas estão muito presentes no meu cardápio semanal e só de pensar na imensa variedade, já fico com

NATURAL DA TERRA

72

73


8/28/06

10:39 AM

Page 73

&

FOTOS | GUILHERME ANDRADE

72_74_fregues.qxd

As queridinhas

“maçã, banana e laranja não podem faltar”


72_74_fregues.qxd

8/28/06

10:40 AM

Page 74

dicas do freguês |

Y água na boca. Depois vou para os frios e acho muito bom poder escolher na hora e pedir para fatiar do jeito que eu gosto, já que prefiro os frios bem fininhos. Em muitos lugares por aí já vem tudo embalado, sem falar que não dá para saber se está fresquinho. De lá vou para a peixaria, o setor que acho bárbaro. É o único lugar que conheço que não possui o odor forte dos peixes. Como sou curioso, já perguntei como eles conseguem esse fato, que, segundo o Natural da Terra, é feito por meio de um processo de purificação do ar, com uma aparelhagem própria, o que garante ambiente agradável em todo o estabelecimento e um produto de qualidade. AS QUERIDINHAS A maior parte do meu carrinho eu recheio com as frutas. Não podem faltar as tradicionais maçã, banana, laranja, mas com tantas frutas regionais, a maioria exótica para muita gente, sempre procuro provar uma diferente. Em uma dessas aventuras, me apaixonei pelo sapoti, uma fruta deliciosa, bem docinha, muito comum na região Norte do país. COMPRANDO E APRENDENDO O brasileiro está acostumado só com o que é vendido nas feiras e nos mercados. Muita gente não sabe que mesmo as frutas mais comuns possuem diversos tipos. É o caso do melão, do abacaxi, da pêra e do maracujá, por exemplo. E aqui eles fazem questão de mostrar essas variedades. Além de ganhar saúde, ganho conhecimento a cada compra. Depois de passar algumas horas, o carrinho já está cheio, me despeço, vou para a casa, conto para os amigos as minhas descobertas da semana e logo fico pensando “o que será que vai despertar a minha curiosidade na semana que vem?”

NATURAL DA TERRA

74


Document2

8/29/06

10:32 AM

Page 1


8/28/06

10:41 AM

Page 76

FOTOS | TADEU BRUNELLI

76_81_sobremesas.qxd

sobremesas |

Doces pecados CONSOMÊ DE MANGA E ABACAXI COM ERVA-CIDREIRA E SORBET 2 P O R Ç Õ E S 2 | mangas haden sem casca 1/2 | abacaxi graúdo descascado 500 ml | de água mineral 250 g | de açúcar refinado 1/2 maço | de erva-cidreira 1 fava inteira | de baunilha 4 bolas | de sorvete de limão

Modo de preparo

1. Numa panela, faça um xarope com água e açúcar, em fogo baixo. Acrescente um buquê feito com a ervacidreira e a baunilha, esta com um corte longitudinal percorrendo a fava. Deixe cozinhar lentamente, sem mexer e sem tampar, por 30 minutos. 2. Corte o abacaxi e a manga em cubos de 2X2 cm. Primeiro, coloque o abacaxi na calda, por 10 minutos, depois acrescente a manga, por mais 5 minutos. Retire do fogo, deixe esfriar e sirva com o sorvete.

SOBREMESAS COM FRUTAS, ESSA DUPLA PROMETE ATIÇAR O SEU PALADAR

E

ncerrar uma boa refeição com frutas, ou melhor, sobremesas com frutas, é um dos prazeres que agradam a todos. Cheias de frescor, aromas e sabores, as frutas não podem faltar em nenhuma dieta alimentar. Sugerimos três combinações, elaboradas por experts da cozinha. Manga, abacaxi e ervacidreira foram escolhidos pelo chef Douglas Santi, do restaurante Santi, para preparar um refrescante consomê. Já Severo Emanuel, chef do Constantino, resgatou a tradicional receita de creme brûlée e uniu com a suavidade da pêra banhada em calda de laranja e canela. Já Sylvio Lazzarini, do Varanda Grill, sugere um espetinho de frutas grelhadas. Sua receita leva morango, manga, abacaxi e kiwi, regadas com um leve toque de licor. Escolha a sua preferida e delicie-se com esses doces pecados.

SANTI Receita do chef Douglas Santi Tel. (11) 3167-1658 NATURAL DA TERRA

76

77


76_81_sobremesas.qxd

8/28/06

10:41 AM

Page 77


76_81_sobremesas.qxd

8/28/06

10:42 AM

Page 78

FOTOS | GUILHERME ANDRADE

sobremesas |

Modo de preparo PÊRA BRÛLÉE 6 PORÇÕES 250 g | de creme de leite fresco 250 ml | de leite integral 75 g | de açúcar refinado 4 | gemas 1 fava | de baunilha 30 g | de açúcar cristal 6 | pêras Açúcar, suco de laranja, canela em pau e raspas de laranja a gosto

1. Ferva o leite (reserve uma parte) com a fava de baunilha aberta, o creme de leite e metade do açúcar refinado. 2. Em outra vasilha, bata as gemas com o restante do leite e do açúcar e coloque em banho-maria. 3. Adicione a essa mistura, a parte restante do leite fervente. Com um batedor, misture bem para ficar aerado e espumante. 4. Retire do banho-maria, volte ao fogo e cozinhe até engrossar, mexendo sempre. 5. Despeje em fôrmas e asse por aproximadamente 20 minutos em banho-maria a 150 graus. Deixe

esfriar e leve à geladeira. 6. Depois de gelado, polvilhe açúcar cristal e caramelize com um maçarico ou uma salamandra. 7. Cozinhe as pêras numa mistura de água e açúcar, suco de laranja, canela em pau e raspas de laranja. 8. Deixe por 30 a 40 minutos ou até que a calda fique bem líquida. CONSTANTINO Receitas do chef Severeno Emanuel Tel. (11) 5041-7141

NATURAL DA TERRA

78


Document3

8/29/06

10:42 AM

Page 1


76_81_sobremesas.qxd

8/29/06

12:05 PM

Page 80

sobremesas |

NATURAL DA TERRA

80

33 81


8/29/06

12:06 PM

Page 81

FOTOS | ROGÉRIO VOLTAN

76_81_sobremesas.qxd

FRUTAS TROPICAIS GRELHADAS 4 PORÇÕES FRUTAS 2 | mangas haden 1/2 | abacaxi 8 | kiwis 12 | morangos grandes 1 colher (sopa) | de manteiga 2 colheres (sopa) | de açúcar 1 dose | de Cointreau ou outro licor de laranja 4 bolas | de sorvete de creme

Modo de preparo 1. Monte quatro espetos com cubos de manga, abacaxi, kiwi e metade dos morangos. 2. A seguir, leve-os para a grelha, virando o lado para não queimar. 3. Bata o restante das frutas em um liquidificador, coe e reserve. 4. Em uma frigideira, junte a manteiga e o açúcar e mexa com uma colher de pau até formar a calda. 5. Acrescente o suco de frutas e flambe com o Cointreau. Reserve. 6. Retire as frutas do espeto e escolte-as com uma bola de sorvete de creme e a calda de frutas. VARANDA GRILL Receitas do restaurateur Sylvio Lazzarini Tel. (11) 3887-8870


82_produtos.qxd

8/28/06

10:44 AM

Page 82

produtos Nossa cozinha japonesa CONHEÇA O ESPAÇO ORIENTAL DO NATURAL DA TERRA A culinária oriental é pura saúde. Pensando nisso, o Natural da Terra criou um cantinho japonês em cada uma de suas três lojas*. Recheado de tentações, o cardápio oferece cerca de 50 opções, de clássicos a criações mais ousadas, com um gostinho de Brasil. Tudo é feito ali, na hora, sob os olhos atentos do cliente, que pode escolher degustar ali mesmo no balcão, nas simpáticas mesinhas da área de alimentação ou levar para casa! Para ficar com água na boca, saboreie essa amostra grátis...

COMBINADOS

&

Peixes bem fresquinhos e cortes perfeitos são sempre uma boa pedida. Sushis de salmão, atum, kani e pepino; sashimis de salmão, atum, peixes brancos, niguiris e jhon. Oferece desde minicombinados até porções tamanho família.

TEMAKIS

Uma verdadeira perdição. Lâminas de salmão picadas finamente recebem tempero especial, segredinhos da casa (foto). Tem ainda os de pepino, kani, califórnia, atum, camarão, tako e o especial... Irresistível!

&

FOTOS | GUILHERME ANDRADE

ACELGAMAKI E já que estamos em um hortifrúti, temos de abusar das verduras e legumes. A prova disso são essas delícias de acelga, nas versões atum ou salmão, recheadas com maionese, cebolinha e tabasco.

&

* A Nossa Cozinha Japonesa funciona, diariamente, das 11 h às 21h30 (Alto da Boa Vista). De segunda a sábado, das 11 h às 21h30 (Moema). De segunda a sábado, das 11 h às 21h30 e domingo das 11 h às 15 h (Itaim).

NATURAL DA TERRA

82


WT PUBLICIDADE

Alto padrão em maçãs e grande variedade de frutas

Av. Dr. Gastão Vidigal, 1946 – Vila Leopoldina Pav. MFE-B Mód. 117/118 – CEAGESP CEP 05316-900 – São Paulo - SP amfrutas@terra.com.br Fone: (11) 3643.7451 – Fax: 3643.7450

Há 50 anos a AM Frutas atua no segmento de frutas de alto padrão. A empresa conta com produção própria, além de parceria com os melhores produtores de diversos estados. Seu forte é a grande variedade de frutas, com ótima qualidade. Também atua no setor de importados. Uma de suas filiais é especializada em maçãs, representando produtores de grandes marcas. São as melhores maçãs do país.


Natural da Terra | 03