Maquinas 72

Page 18

manutenção e ajustes

Corte e captação bem a Um dos principais pontos de perdas na colheita é o sistema de corte da colhedora. A manutenção adequada dos componentes desse conjunto constitui-se no primeiro passo para garantir maior eficiência na operação

N

Fotos Plínio Pinheiro

o momento da colheita do milho e da soja, buscamos condições que possam reverter o quadro de altos índices de perdas dessas culturas no processo constatado nas últimas safras, ou pelo menos que possam minimizar tal situação. O Brasil perdeu nas últimas safras em torno de 40 milhões de sacas de soja somente na colheita. Grande parte desse volume nem chegou a entrar nas máquinas colhedoras, com as perdas causadas pelo desajuste dos mecanismos de captação e corte. Baseado nisso, é oportuno informar onde e em que setores da colhedora ocorrem os problemas. É visível que a manutenção inadequada de

Detalhe de buchas do molinete desgastadas, que geram folgas no sistema, ocasionando perdas de grãos

18 • Março 08

componentes que formam o setor industrial da colhedora tem grande responsabilidade nos elevados índices de perda, o que merece um alerta para os trabalhos de preparação da máquina antes da operação. Através de acompanhamento a campo avaliou-se cada setor da colhedora em operação, obtendo-se as conclusões a seguir expostas e justificadas.

PREPARAÇÃO DA MÁQUINA Os problemas na colheita se confundem, porque fatores determinantes das perdas podem estar ou não relacionados com regulagens da colhedora. Mas não se trata apenas de regulagem. Há casos em que os componentes estão de tal forma deteriorados, pela má conservação e manutenção, que não mais podem ser regulados adequadamente. A manutenção aqui referida não está relacionada apenas com simples troca de óleo, filtros, correias e rolamentos, por exemplo, que também são importantes, porém, na questão das perdas, referimo-nos à eliminação de folgas em buchas do molinete, de caracol, dedos e navalhas, componentes do sistema industrial da colheitadeira. Em resumo, os componentes do sistema industrial devem ser alvo de grande atenção do proprietário e ou operador da colheitadeira. Com relação à regulagem, é impor-

tante ter o cuidado ao diagnosticar problemas pois raramente a solução está no setor onde aparecem. Constata-se cada vez mais a importância do treinamento do operador no sentido de conhecer internamente a colheitadeira e o funcionamento de seus sistemas para que haja um fluxo regular e contínuo do produto dentro da máquina, possibilitando o processamento do mesmo (planta, palha, grão) de forma que não haja sobrecarga do sistema. Esse treinamento gera capacidade no operador de diagnosticar corretamente quando alguma regulagem esteja incompatível com as necessidades impostas à maquina de acordo com as condições momentâneas exigidas pela cultura.