Page 1

Revista ACA N.º 001 Fevereiro 2010 Distribuição gratuita www.grupo-aca.com

Alberto Couto Alves, S.A.


PONTAPÉ DE SAÍDA

Esta distinção enche-me de orgulho.

Que a ACA é um bom sítio para se trabalhar já todos sabíamos, mas este ano, pela 1ª vez, tivemos um reconhecimento vindo do exterior. Somos, entre as grandes, a 14ª melhor empresa para se trabalhar em Portugal. Esta distinção enche-me de orgulho e relembra-me que o investimento e a confiança que temos vindo a depositar em cada um dos nossos colaboradores tem provado ser uma boa aposta. Os resultados positivos que temos tido na “luta” contra a crise devem-se, sobretudo, à equipa motivada e profissionalmente realizada que se encontra distribuída pelas obras e pelo escritório.

2

Esta linha de pensamento é transversal a todas a empresas do Grupo ACA, sem excepção, pelo que este reconhecimento é, no fundo, para todos. Temos agora uma responsabilidade em mãos: continuar, avançar, evoluir, crescer. Não pelos prémios, mas pelas pessoas. Confio e aposto em cada uma. Bom 2010 Alberto Couto Alves Presidente do Conselho de Administração do Grupo ACA


TEMA DE CAPA

Alberto Couto Alves S.A. Entre as grandes, 14ª melhor empresa para se trabalhar em Portugal. “As melhores Empresas para Trabalhar” é o nome dado ao estudo realizado pela empresa Heidrick & Struggles para a revista Exame. Este projecto teve como objectivo analisar as empresas portuguesas e as suas práticas ao nível dos recursos humanos, premiando as que investem nesta área. A partir deste estudo foram seleccionadas as 85 melhores empresas para trabalhar em Portugal. As empresas foram divididas em 3 grupos: Grandes, Médias e Pequenas e Micro. A Alberto Couto Alves, SA ficou em 14º lugar do ranking das Grandes empresas, com a nota de 70,82%, sendo assim uma das melhores para trabalhar em Portugal. O estudo foi realizado através de um questionário enviado aos colaboradores e às administrações, de forma a apurar o grau de satisfação com a empresa e com as práticas de gestão dos recursos humanos. A Alberto Couto Alves SA foi distinguida pela sua capacidade em se adaptar às tendências do sector e pela satisfação que os seu trabalhadores sentem – estes são valorizados, não só pelas boas condições de trabalho que lhes são dadas, mas também pelas oportunidades de progressão na empresa. De salientar o facto de todos os colaboradores e familiares poderem usufruir de descontos nas empresas com as quais temos parcerias e que vão desde o sector da saúde ao do lazer. A ACA proporciona ainda acesso gratuito ao ginásio que fica junto a sede em Famalicão. Os colaboradores expatriados usufruem também de óptimas condições que lhes são dadas pela empresa. São-lhes disponibilazados vários serviços tais como alojamento, refeições, serviços de lavandaria, apoio à prática desportiva, etc.

Apostamos nas pessoas e esperamos que elas fiquem e cresçam cá dentro.

3


a empresa

Pequenos almoços de trabalho. Mensalmente, um departamento do Grupo ACA encontra-se com Presidente para uma reunião informal onde tem a oportunidade de apresentar e discutir as suas ideias.

1º pequeno almoço com o Departamento de Planeamento

4

2º pequeno almoço com o Departamento de Orçamentos


OBRAS

Abertura oficial ao público do Parque Urbano da Mealhada

Ministra da Educação visita Escola de Cabeceiras de Basto

A obra Parque Urbano da Mealhada, foi aberta ao público no dia 17 de Setembro de 2009. Foi feito um campo de areia para a prática de futebol de praia e voleibol, dois campos de ténis, um polidesportivo para prática de futebol, andebol e basquetebol, entre outros. A inauguração contou com actividades desportivas, entrega de prémios, ranchos folclóricos, bandas de música e dança.

No dia 14 de Outubro de 2009, a empreitada de substituição integral das instalações da escola Básica de Cabeceiras de Basto, adjudicada à ACA, foi visitada pela segunda vez pela Exma. Sra. Ministra da Educação, Sra. Prof.ª Doutora Maria de Lurdes Rodrigues, onde se destacou o bom andamento dos trabalhos, o enquadramento feito com empresas do concelho e o profissionalismo e dinamismo demonstrado pela empresa adjudicatária. Mais uma vez foi elogiado o trabalho desenvolvido pela ACA nas palavras do Sr. Presidente do Municipio, Eng.º Joaquim Barreto e da Sra. Ministra. Durante a visita foi apresentado o projecto da construção do novo pavilhão gimnodesportivo da escola, outrora prevista apenas a sua remodelação. Foi deixado o convite pelo Sr. Presidente à Sra. Ministra para uma nova visita à obra na sua conclusão.

5


OBRAS

Relvados para Futebol, uma nova era!

Assista ao video da execução da obra em: http://www.youtube.com/mktgrupoaca http://www.vimeo.com/grupoaca

Numa clara manifestação de maturidade, o melhor sistema oferecido pelo mercado foi eleito para substituir a relva natural do Estádio do Bessa Sec.XXI. “O Boavista está na vanguarda. Isto é o futuro”. As palavras do presidente adjunto do Boavista, Eng.º Rui Gonçalo, parecem confirmar-se. Agora que passaram quase dois mês após a inauguração da nova superfície de jogo, e passados que foram, com distinção, os complicados dias de pluviosidade anormalmente intensa, é possível concluir que as expectativas foram amplamente superadas. O sistema instalado no Bessa, onde sobressai a natureza orgânica das cargas de enchimento (“Geofill”) é, de facto, um sucesso! Apelemos à nossa memória e tentemos recordar um tão grande número de públicas reacções positivas a uma superfície de jogo. Ainda que estas partam de profissionais, legitimamente exigentes, é possível, fruto das qualidades e das particularidades da instalação, ultrapassar a objecção de consciência de que são alvo as relvas sintéticas. Porque nesta fase de rescaldo a mais importante “palavra” cabe aos jogadores, treinadores e directores, últimos destinatários do produto resultante do nosso trabalho atentemos a algumas reacções publicadas na imprensa: • Álvaro Braga Júnior elogia a qualidade do piso que passará a servir o Estádio do Bessa e sentencia: “É melhor do que grande parte dos relvados naturais existentes na Liga Sagres.”; in Jornal A Bola, edição de 22 de Dezembro de 2010. • “O relvado sintético do Bessa tem despertado interesse internacional, já recebi a visita de perto de 60 pessoas de todo o Mundo”, Álvaro Braga Júnior in Jornal A

6

Bola, edição de 22 de Dezembro de 2010. ”Pensei em várias soluções, mas quis ter a melhor. Tentei informar-me e falaram-me, de Itália, de um sistema que seria muito bom e dava garantias de qualidade e durabilidade. Optei por esse sistema e o que posso dizer é que estou encantado com o que tenho. Entre as várias hipóteses que conheço, esta é, sem dúvida, a melhor.”, Sérgio Conceição in Jornal A Bola, edição de 22 de Dezembro de 2010, numa reacção ao relvado de idêntica natureza que a Global Stadium instalou em sua casa. ”Dá para jogar à vontade e parece mesmo que estamos a jogar num relvado natural!”, Sérgio Conceição in Jornal A Bola, edição de 22 de Dezembro de 2010, numa reacção ao relvado de idêntica natureza que a Global Stadium instalou em sua casa. “Eu era completamente contra os sintéticos e mudei de opinião quando passei a trabalhar todos os dias neste”, Victor Paneira in Diário de Notícias, edição de 23 de Janeiro de 2010; “Relvado sintético do Boavista encanta russos e ucranianos”, in Diário de Notícias, edição de 23 de Janeiro de 2010

Face ao exposto, permitam-nos a ousadia de dizer que surgiu uma nova era de relvados para a prática de futebol! NOTA: Quatro equipas principais de clubes participantes na Liga Sagres já treinaram/jogaram no novo Relvado do Bessa, sendo de realçar a unanimidade das reacções altamente positivas.


Angola

Dia do Construtor Angolano

Inauguração - Jango de N’Dalatando

A Direcção Provincial de Obras Públicas (DPOP) de Benguela promoveu o Dia do Construtor Angolano, que se comemora anualmente a 3 de Dezembro. O programa comemorativo que se desenvolveu ao longo do mês de Novembro de 2009, contemplou várias actividades incluindo um torneio de futebol de salão entre empresas de construção civil e obras públicas da região, onde a Angolaca foi convidada a participar. A Angolaca saiu vencedora na final, após prolongamento e penaltis, contra a equipa DPOP. Foi um jogo renhido e bem disputado, mas sempre com o fair-play presente. A comemoração terminou no Dia do Construtor Angolano com um almoço entre representantes da Direcção Provincial de Obras Públicas e diversas empresas do sector, estando a Angolaca representada pelo seu responsável da produção e três colaboradores. Este momento de confraternização culminou com a entrega aos representantes da Angolaca dos troféus do 1º lugar do torneio de futebol e prémios de melhor marcador e guarda-redes, Desta forma, além da relevância de desempenho na actividade empresarial, a Angolaca, também se destaca perante os eventos sociais e culturais do quotidiano de Angola.

No passado dia 17/10/2009 realizou-se em N’Dalatando a reunião mensal da direcção da Angolaca, tendo como final a inauguração do novo espaço de convívio no estaleiro central no Kwanza Norte em N’Dalatando, “O Jango”. Para quem não está familiarizado com a cultura africana, o jango (Do umbundo onjo, «casa» + hango, «conversa») é um espaço de convívio e reunião que existe em praticamente todas as “comunas” e bairros espalhados pelo país, onde os populares se reúnem para conversar e comer. Foi da iniciativa dos residentes no estaleiro de N’Dalatando a construção de um jango, também na nossa “Comuna”, com a mesma finalidade de convívio e confraternização. De forma a assinalar esta iniciativa e por acharmos que se trata do reflexo do slogan da empresa “Estamos Juntos!” decidimos também criar, numa das paredes do jango, um local onde todos os residentes e visitantes podem deixar o seu nome, quando passam pelo nosso estaleiro em N’Dalatando, dando assim corpo ao espírito subjacente ao slogan da empresa.  O PCA deu-nos a honra de inaugurar o mural, deixando a sua assinatura, seguindo-se os restantes convidados. 

7


ANGOLA

Campanha de Solidariedade Angola Os Colaboradores do Grupo ACA contribuíram e finalizaram em Benguela (Angola) uma iniciativa solidária promovida em Portugal pela Dra Maria Virgínia Freitas. O programa previa a entrega de roupa, brinquedos, livros infantis e bolas. As instituições visitadas foram a Casa do Gaiato e a Aldeia de Crianças SOS em Benguela, ambas com mais de 100 crianças. A organização, a harmonia e a paz transmitida na Casa do Gaiato pelo fundador do projecto em Benguela, Padre Manuel, contrastou com a alegria e bulício da Aldeia de Crianças SOS composta por 12 casas, cada qual com uma “mãe” responsável por 10 crianças. O acolhimento desta acção, por parte das entidades, foi excelente. A campanha Solidariedade Angola foi mais uma prova do esforço que o Grupo ACA realiza no sentido de promover o intercâmbio de cultura, conhecimento e ajuda entre os países onde actua. Todos os colaboradores do Grupo ACA que participaram, directa ou indirectamente, nesta iniciativa estão de parabéns. Lançamos um apelo a todos os colegas, para que continuem a colaborar para que estas iniciativas possam repetir-se com maior frequência. Voltamos a lembrar que todos poderão participar com donativos, nomeadamente roupas (de verão), calçado, livros e brinquedos que já não usem.

8


Angola

Pré-Fabricação - Benguela É com grande orgulho que Benguela vem falar da sua pré–fabricação que, em parte, reflecte o prestígio e autonomia da AngolACA na província. A AngolACA começou a participar no início das empreitadas de requalificação de vários arruamentos da cidade que decorreram durante o ano transacto, adjudicados pela Direcção Provincial de Obras Públicas de Benguela. Desde o primeiro momento a AngolACA tomou a liderança da maior parte dos arruamentos, incluindo as principais artérias da cidade. No sentido de dar cumprimento ao proposto iniciou-se um esforço conjunto resultando no crescimento da préfabricação existente em Benguela. Este crescimento tomou forma pela aquisição de duas novas máquinas poedeiras que se juntaram às duas existentes, aumento da pista para cerca de 5500 m2, montagem de uma central de betão automatizada composta por um conjunto de tolvas, dois silos de 60 toneladas cada, duas misturadoras de 600 litros, uma misturadora de 1000 litros, dois empilhadores e um multifunção. Para fazer face à produtividade solicitada, além do reforço de equipamento, houve um investimento humano bastante grande que incluiu a formação de novos operadores e uma produção contínua de 24h suportada por 35 colaboradores.

9


Pessoas

Entrevista a Ana Maria Santos Chefe de cozinha - AngolACA P - Há quanto tempo está em Angola? R - Encontro-me ao serviço da empresa desde 29 de Agosto de 2008.

das pessoas que me rodeavam então uma colega de formação deu-me conhecimento que a Angolaca tinha uma vaga para a função que hoje desempenho.

P - O que fazia antes? R - Em Portugal estava a dar Formação na área da restauração na escola Saul Dias, na escola Alternância e também realizava workshops.

P - Que idade tem? R - 51 anos.

P - Senão fosse cozinheira o que gostaria de ser? R - Penso continuar a fazer a minha carreira sempre ligada à restauração, mais concretamente tenciono terminar o curso de Gestão Hoteleira. P - Que sugestões de melhoria daria? R - Para conseguir um melhor resultado, gostaria que em termos da entrega dos produtos alimentícios chegassem atempadamente para as capitações certas semanalmente. A escassez dos produtos no mercado e o seu preço condicionam a variedade de ementas. Sugeria também uma câmara de refrigeração para a conservação dos alimentos. P - Que conselhos daria aos colegas da Angolaca que já cá estão e aos que estão para vir? R - Diria a todos que cá estão e para os que virão que sejam uma “Equipa” em que se trabalhe com um objectivo comum à empresa. P - Qual a maior dificuldade que sentiu quando chegou cá? R - Interacção com os Nacionais e insatisfação dos expatriados. P - Como é o seu dia-a-dia? R - O meu horário de trabalho é das 7.00 horas as 17,00 horas de segunda-feira até sexta-feira, ao sábado das 7.00 horas as 16.00 horas e ao Domingo é dia de descanso. Inicio o meu dia com a organização do pequeno-almoço, posteriormente toda a preparação inerente á confecção do almoço, de seguida faço toda a supervisão em termos de lavandaria inicio a preparação do jantar, faço o coffee breake e o termino do almoço. Toda a organização do Economato é da minha responsabilidade. Tenho o cuidado de variar nas ementas por isso a necessidade de uma pesquisa na internet .De seguida preparo/organizo o lanche e de seguida dou inicio á preparação do jantar. Salientando todos os serviços de limpeza que exigem da minha parte uma orientação e controle. Finalizo o meu dia de trabalho com o inicio da preparação do almoço para o dia seguinte, descendo aos meus aposentos por volta das 21.30 Horas. P - Quais os motivos que a fizeram vir para Angola? R - O conhecer outra cultural completamente diferente da nossa, o adquirir novos conhecimentos, evoluir profissionalmente e pessoalmente e inevitavelmente o factor monetário. P - Qual a sua relação com os restantes colegas? R - Tenho uma atitude profissional com todos os colegas de trabalho. P - Como é que veio trabalhar para a Angola? R - Desde sempre Angola me aliciou e era do conhecimento

10

P - Tem filhos? R - Um filho. P - Conhece o PCA? R - JÁ falei profissionalmente algumas vezes com o Sr. Alberto Couto Alves. P - Que opinião tem acerca dele? R - Um administrador acessível, interessado e sempre a pensar no melhor para todos os seus colaboradores.


INTERCÂMBIO CULTURAL

Bife à Portuguesa

O Embondeiro...

Confecção:

“É uma árvore de folha caduca que começa a cair durante o período do cacimbo (de Maio a Setembro). Em Outubro já se vêem árvores com alguma folhagem, apesar de outras continuarem ainda despidas. O tronco é poroso. Quando chove em abundância armazena água para a época de seca. Os frutos (mucua) da época anterior, se não forem retirados pelos habitantes locais ainda se mantêm, por mais algum tempo na árvore. Segundo os locais, a mucua só se utiliza para fazer gelado. Mas, de vez em quando alguns comem-na tal qual como foi apanhada, como se fosse rebuçado.”   Tânia Correia

Tempere o bife com sal e pimenta. Numa frigideira, coloca-se o azeite e os dentes de alho previamente esmagados com a lâmina de uma faca. Quando o azeite estiver bem quente, coloca-se o bife, virando rapidamente de modo a que ganhe uma crosta exterior de ambos os lados sem queimar. Baixa-se a intensidade do lume e coloca-se a fatia de presunto sobre o bife a meio da cozedura. À parte passa-se por manteiga quente as batatas cozidas às rodelas e colocam-se à volta do bife. Pode-se acompanhar com uma salada. Ingredientes: • • •

Um bife da vazia 1 Dl de azeite 1 Dente de alho

Adm. de Laboratório AngolACA

• • •

1 Fatia de presunto Uma batata média cozida Q.b. de sal e pimenta

Ana Maria Santos Chefe de cozinha, AngolACA

Demos sangue. Demos vida. Decorreu, no dia 9 de Fevereiro 2010, nas instalações da Sede do grupo ACA, uma acção de recolha de sangue dirigida por uma equipa do Instituto Português do Sangue, que aí se deslocou. Nesta iniciativa participaram 57 colaboradores. Foi uma óptima experiência que voltaremos a repetir em breve.

11


Angola

Foto da reunião Geral AngolACA Out 2009

Visita do Governador - N’Dalatando No passado dia 22 de Janeiro o Sr. Governador do Kwanza Norte, Dr. Henrique André Júnior, deu-nos a honra de visitar as obras e o estaleiro da Angolaca em N’Dalatando. Nesta visita teve oportunidade de acompanhar a execução dos trabalhos que estamos a desenvolver na cidade de N’Dalatando, nomeadamente, a execução de lancis, passeios e drenagem. No período da tarde recebemos o Sr. Governador e restante comitiva no nosso estaleiro onde tomou consciência das actividades desenvolvidas pelo  laboratório local, bem como dos restantes centros que temos a laborar: central de pré-fabricação, central de britagem e central de massas betuminosas. Foi uma visita muito positiva e que muito nos orgulhou, tendo o Sr. Governador ficado bastante impressionado com a capacidade de trabalho que a AngolACA demonstra em todo o País e também no Kwanza Norte

12


Natal

As Crianças também têm lugar no nosso Natal Comemorações em Angola Jantares de Natal do Grupo ACA www.grupo-aca.com


Natal 2009

Festa das Crianças - Portugal Realizou-se no dia 19 de Dezembro 2009, no Guimarães Shopping, o convívio de Natal para os filhos dos colaboradores do Grupo ACA. As cerca de 115 crianças presentes puderam assistir ao filme Planeta 51 após a exebição do qual foi feito um lanche e entrega de prendas. Foi uma manhã bem passada e alegre, tanto para as crianças como para os pais.

14


Natal 2009

Almoço de Natal - Luanda A grande azáfama do almoço de Natal de Luanda centrou-se na cozinha, onde todos deram o seu contributo. Mais uma vez a D. Ana Maria como responsável de messe caprichou, deixando os presentes com água na boca. Durante e após o almoço reinou a boa disposição e partidas entre colegas especialmente durante a entrega dos brindes AngolACA.

Almoço de Natal - Panguila Boa disposição não faltou no convívio de Natal de Panguila. As pessoas não resistiram a dar um pezinho de dança ao som de ritmos como Kuduro e Kizomba. A AngolACA distribuiu brindes que foram recebidos por todos com grande Alegria. O acto mais solene do almoço decorreu aquando da leitura do discurso do nosso PCA Exm.º Sr. Alberto Couto Alves tendo sido destacado o papel de todos os colaboradores no crescimento exponencial da empresa e o investimento na vertente social da empresa.

15


Natal 2009

Festa das crianças - N’Dalatando

Festa de Natal - N’Dalatando

No passado dia 19 de Dezembro de 2009 a Angolaca teve o prazer de participar na festa de Natal das Crianças de N’Dalatando que teve lugar num dos bairros limítrofes da cidade. Estiveram presentes as mais altas entidades do Município e da Província do Kwanza Norte, nomeadamente o Sr. Governador do Kwanza Norte, a Sr.ª Administradora do Kwanza Norte, entidades religiosas, politicas e militares. Este evento contou com a participação de mais de 600 crianças de várias idades e de todos os bairros do Município, com musica, jogos e um lanche que foi servido a todos os convidados. Do cabaz de lembranças fez parte a bola de futebol da Angolaca que tivemos a oportunidade de oferecer à entidade promotora do evento, bem como patrocínio para ajudar à realização da festa.

No passado dia 14 de Dezembro de 2009 teve lugar no estaleiro de N’dalatando a festa de Natal da Angolaca que reuniu todos os trabalhadores para um pequeno convívio com entrega de lembranças AngolACA. Tivemos a oportunidade de transmitir, a todos os colaboradores e às entidades que nos deram a honra de estar presentes, nomeadamente a Administradora de N’Dalatando e o director de Obras Publicas do Kwanza Norte, uma mensagem do nosso PCA, Sr. Alberto Couto Alves, com um resumo da actividade da Angolaca em Angola bem como a projecção do futuro da nossa Empresa.

Festa de Natal - Dondo Em 12 de Dezembro de 2009 realizou-se no Dondo o convívio de Natal da Bcom e Angolaca, onde para além de transmitirmos a mensagem de votos de Boas Festas do nosso PCA, também a BCOM na voz do Sr. Capitão Canoa teve a oportunidade de fazer uma pequena prelecção a todos os presentes. Foi realizado um almoço e procedeu-se à entrega de lembranças a todos os colaboradores.

16


Natal 2009

Lanche de Natal - Huambo A 14 de Dezembro de 2009, na Central de Pré-Fabricação de Huambo, realizou-se o Lanche de Natal que teve como principal objectivo a confraternização entre os colaboradores da AngolACA, da BCOM - Casa Militar e algumas Entidades Locais. As condições climatéricas criaram sérias dificuldades à realização do evento, mas o ânimo e a vontade dos cerca de 170 participantes levaram a melhor. Os colaboradores nacionais (Angolanos) contribuíram para a festa com música e alegria. Todos dançaram e se divertiram. O Lanche correu muito bem e no final todos comeram e receberam prendas AngolACA. Agradecemos a presença das seguintes Entidades Públicas, que nos deram o prazer de nos acompanhar: Direcção Provincial das Obras Públicas; Direcção Provincial do Ordenamento do Território, Urbanismo e Ambiente; Empresa de Águas do Huambo; Sobas e Representante do Partido; E ainda o o Exmo. Sr. Major Simão Pedro da Casa Militar, actualmente promovido a Tenente-Coronel.

17


Jantar de Natal Realizou-se no dia 8 de Janeiro de 2010, na Sala VIP do Estádio do Dragão, no Porto, o Jantar de Natal do Grupo ACA que reuniu cerca de 400 colaboradores. Reinou a boa disposição e não faltaram os prémios: foram sorteados 3 computadores, telemóveis, 3 viagens entre outros. A festa acabou bem perto da 1h da manhã com distribuição de 1 bolo rei a cada um dos presentes.


GRUPO ACA (Apartado 453) Av. dos Descobrimentos, Ed. Las Vegas 3, nº 63

4760-011 V.N. Famalicão PORTUGAL

Tel (00351) 252 308 250 Fax (00351) 252 313 694

E-mail aca@grupo-aca.com www.grupo-aca.com

ETAR compacta Solução para tratamento e reutilização de águas residuais

Reutilize a água tratada para regar ou lavar

Vantagens: Compacta Funcionamento automático Reutilização da água Sem odores Sem aditivos

www.ambiagua.pt

Revista_ACA_01  

Alberto Couto Alves, S.A. Revista ACA N.º 001 Fevereiro 2010 Distribuição gratuita www.grupo-aca.com TEMA DE CAPA PONTAPÉ DE SAÍDA Bom 2010...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you