Issuu on Google+

PEDRO MORENO RAMOS Espectテ。culo

SテグMAMEDE GALERIA DE ARTE


1. Acrobata 2013 Escultura em Madeira 145x50x45 cm


2. Ilusionista 2013 Escultura em Madeira 200x91x48 cm


Pedro Moreno Ramos (1990) faz parte de uma muito promissora geração de jovens escultores que, na Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa, tem feito a sua formação superior (Licenciatura e Mestrado em Escultura). A obra do escultor tem, desde logo, o mérito de se assumir como Escultura, em vez dos lugares comuns que estão na moda, das “artes plásticas” e da “arte pública”. O voltar aos campos tradicionais das “Artes do Desenho” (Arquitectura, Pintura e Escultura) é fundamental e quase obrigatório num panorama marcado, cada vez mais, por uma vasta poluição conceptual, lúdica e pseudo-artística. A escultura de Pedro Ramos assume-se exactamente como Escultura, no sentido clássico do termo, em estátuas (do latim e italiano statua, de statuo, colocar, erigir, de stoas, estar firme), o mesmo é dizer, em figuras isoladas em todo o vulto, modeladas, esculpidas ou fundidas, representando homens, mulheres, divindades ou outras imagens (Francisco de Assis Rodrigues - Diccionario Technico e Historico de Pintura, Esculptura, Architectura e Gravura. Lisboa, 1875, p. 175). Escusado será dizer que, para Assis Rodrigues, a Escultura compreendia a estatuária e a escultura de ornamentos, que era inseparável da arquitectura (Ibid., p. 167). Deste modo, a obra escultórica de Pedro Ramos consegue ser profundamente clássica e contemporânea. Clássica, como sempre foi e será a Escultura, também pela utilização do material: a madeira, material antiquíssimo usado pelos escultores (como o barro, a pedra, o bronze e outros metais). Mas a madeira é ainda, na história da escultura portuguesa, com o barro, um dos seus materiais mais importantes e com importantes leituras iconográficas. Neste sentido, o escultor usa, inventa e reinventa um material tipicamente português, com uma técnica irrepreensível. Finalmente, a sua escultura é também contemporânea, no sentido da forma, da anatomia, do esboço e do fragmento (sendo este último um valor ligado ao Romantismo) que o espectador tem de imaginar e de completar a cada instante. As estátuas de Pedro Ramos, completas e/ou fragmentadas possuem ainda um inegável sentido de imagem cinematográfica Futurista, ligada, quiçá, à maior invenção de todo o Modernismo: o movimento e a procura da velocidade, consequência do espaço e do tempo. Eduardo Duarte Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa

3. Malabarista I 2013 Escultura em Madeira 152x60x45 cm

As estátuas de Pedro Moreno Ramos


4. Malabarista II 2013 Escultura em Madeira 152x60x45 cm

Pedro Moreno Ramos

Nasceu em Lisboa em Abril de 1990. Licenciado em Escultura pela Faculdade de Belas-Artes de Lisboa, Pedro Moreno Ramos participa frequentemente em várias Exposições Internacionais e Feiras de Arte pela região ibérica, tal como a Exposição Internacional de Vendas Novas e a Exposição Vive Arte em Espanha, expondo na Galeria São Mamede desde Junho de 2012. Frequenta atualmente o Mestrado de Escultura da mesma faculdade, com principal enfoque na Escultura Pública. Exposições Individuais Galeria São Mamede, (2013); Câmara Municipal de Sobral de Monte Agraço (2013); Escultura e Desenhos, Galeria Pop Out, Bica (2012); MorphoGenesis, Portela (2011) Exposições Colectivas 15ª - 18ª Exposição Internacional de Artes Plásticas de Vendas Novas (2009 — 2013); Exposição Colectiva de Verão, Galeria São Mamede, Lisboa (2012, 2013); IX Bienal de Antiguidades de Lisboa, Cordoaria Nacional, Lisboa (2013); 2º — 4º Vive Arte, Villafranca de Los Barros, Espanha (2010 — 2012); Casa da Guia, Cascais (2012); Exposição de Finalistas da FBAUL, Jardim Botânico do Lumiar (2011); Primeira, Hospital S. Francisco Xavier, Lisboa (2010); Trait-d-Union: Semana de França em Portugal, Centro Europeu Jean Monnet, Lisboa (2010); Não Percas a Cabeça, Castelo de Pirescoxe (2008); De Mãos e Pés Atados, Castelo de Pirescoxe (2008) Residências Artísticas Participação na Residência Artística Vales das Fontes, Castelo Branco (2012); Participação na Residência de Escultura Limite(s), Feital, Guarda (2011) Escultura Pública Monumento a D. Pedro e D. Inês, Moledo, Lourinhã (2012) Galeria São Mamede

Miguel Santana e Sara Pires • Texto Eduardo Duarte • Impressão

• Tiragem 300 exemplares


8. Espectador 2013 Escultura em Madeira 157x60x80 cm capa: 6. Equilibrista 2013 Escultura em Madeira 130x103x80 cm

SÃOMAMEDE GALERIA DE ARTE

R. D. MANUEL II, 260 4050-343 PORTO TEL/FAX +351 226 099 589 M +351 934 388 500

R. ESCOLA POLITÉCNICA, 167 1250-101 LISBOA TEL +351 213 973 255 FAX +351 213 952 385

www.saomamede.com galeria@saomamede.com

CENTRO CULTURAL SÃO LOURENÇO R DA IGREJA – SÃO LOURENÇO 8136-901 ALMANSIL M +351 939 382 472


PEDRO MORENO RAMOS