Page 1

www. marazzi.com.br

N0 11 – JANEIRO 2014

automóveis e motocicletas

lançamentos - impressões - história

esportivo

mercedes-benz

SLS AMG Black Series

lançamento toyota etios cross

conceito

Plataforma do novo Uno e suspensão da Strada

Novo Ford Ka Concept

adeus

o último fiat uno

clássicos

encontro nacional

do fusca

Novo Fiat Fiorino Mercedes Benz A45 AMG

lançamento


E DI TOR I

AL

Muitas novidades nos esperam em 2014 U

m novo ano, 2014 promete muitas novidades. Todas as marcas instalados no Brasil – e algumas que ainda estão chegando – deverão encher a agenda de lançamentos. Enquanto isso, fechamos 2013 com uma amostra do que virá.

Para brigar entre os compactos de entrada, a Ford prepara terreno para seu novo Ka, que poderá inclusive ter outro nome quando substituir o antigo e também o Fiesta RoCam.

nnn

O Toyota Etios também ganha sua roupa de piquenique. Mas esqueceu os sapatos.

nnn

O Fiat Fiorino se renova apoiado na renovação dos modelos oferecidos, que devem ter airbag e freios nnn com ABS. Agora baseado no novo Uno, já que o anti- O nosso querido Fiat Uno, go se aposenta, o novo fio- presente em nossas vidas há rino só levou vantagem 30 anos, se despede não com um “tchau”, mas com nnn um “muito obrigado”.


NESTA EDIÇÃO No 11 - Janeiro 2014

11 sumário

04

Pelo Mundo O que acontece no mundo dos lançamentos de automóveis

06

Fiat Fiorino Agora baseado no novo Uno, o furgão ficou melhor e mais seguro

10 Ford Ka Concept A Ford se prapara para lançar seu novo compacto 12

Toyota Etios Cross Ganhou adornos para se transformar em uma versão aventureira

14 Fiat Grazie Mille O Brasil agradece os 30 anos de serviços prestados pelo Fiat Uno 16

Mercedes-Benz A45 AMG O compacto com tração dianteira também ganha uma versão AMG

18 Encontro Nacional de Fusca Janeiro é o mês em que se comemora o Dia Nacional do Fusca


pelo mundo

novos BMW no brasil

Os novos BMW incrementam ainda mais a relação de amor e paixão que nutrem os apaixonados pela marca. A série GT Sport é um belíssimo cupê de 4 portas A BMW lançou oficialmente no Brasil os novos BMW 320i GT Sport, 328i GT M Sport e BMW X5 xDrive50i. O BMW Série 3 GT alia espaço a esportividade. Tem silhueta baixa, com teto inclinado, faróis e lanternas alongadas e para-choques envolventes. O porta-malas tem 520 litros. O BMW 320i GT Sport e o BMW 328i GT

4 Janeiro 2014 Cultura do Automóvel

M Sport têm com motor 2.0 4 cilindros TwinPower Turbo, com injeção direta de combustível e transmissão automática de oito velocidades. No 320i GT Sport são 184 cv e no328i GT M Sport, 245 cv. As rodas têm aro 19” e as suspensões são da linha M. O BMW 320i GT Sport custa R$ 159.950 e o BMW

328i GT M Sport R$ 204.950. Já o BMW X5 xDrive50i, na terceira geração, tem cinco configurações, Endurance de 5 e 7 lugares, Experience de 5 e 7 lugares e M Sport de 5 lugares. O motor 4.4 V8 TwinPower Turbo de injeção direta tem 450 cv, 50 cv a mais em relação à versão anterior. O câmbio é

automático de oito velocidades e tração integral. As versões Endurance e Experience têm rodas aro 19” e a versão M Sport rodas de aro 20”, além do sistema de som Bang&Olufsen e suspensões adaptativas. O novo BMW X5 xDrive50i custa de R$ 399.950 a R$ 429.950.


pelo mundo

mercedes-Benz

sls coupé black series

O Mercedes-Benz SLS Coupé AMG Black Series é 60 cv mais potente que a versão em que se baseia, o SLS AMG. O esportivo custa a partir de US$ 499.000 Chegou ao Brasil o Mercedes-Benz SLS AMG Coupé Black Series, o asa de gaivota mais rápido de todos os tempos. Quinto integrante da família Black Series da AMG, marca de performance da Mercedes-Benz, a versão topo de linha do SLS AMG Coupé tem motor AMG V8 de 6,3 litros com 631 cv de potência, acelerando de 0 a 100 km/h em 3s6. A máxima

velocidade é de 317 km/h. Suspensão AMG Ride Control, freios de cerâmica AMG, rodas forjadas AMG e novos pneus esportivos são algumas das especialidades do novo carro. O SLS tem ainda diferencial traseiro AMG com bloqueio eletrônico e câmbio AMG Speedshift DCT de sete marchas. O Mercedes-Benz SLS AMG Coupé Black Series é o AMG

de alto desempenho com motor a combustão mais potente da atualidade. Apenas o Mercedes-Benz SLS AMG Coupé Electric Drive, de 750 cv, oferece potência maior. Os 60 cv adicionais de potência, em comparação aos 571 cv do SLS AMG, foram obtidos com o aumento da rotação máxima de 7.200 para 8.000 rpm, novo projeto de trem de válvulas ,com

ressaltos modificados, maiores dutos de admissão de ar e reformulação do programa de gerenciamento do motor, que é instalado logo atrás do eixo dianteiro. Com peso de 1.625 kg, o SLS AMG Coupé Black Series é 70 kg mais leve que o SLS AMG e oferece a melhor relação peso/potência entre todos os veículos AMG Black Series, 2,57 kg/cv.

Cultura do Automóvel Janeiro 2014 5


lançamento

Fiat Fiorino O furgão tem agora a mesma cara do novo Uno

O

nome até que já é bem manjado, pois surgiu pela primeira vez na linha Fiat com a picape derivada do 147 e depois com a versão furgão. Até o fim do ano passado, o nome Fiat Fiorino sobreviveu apenas no furgão, derivado do antigo Uno, depois que a picape, já derivada do Fiat Palio, passou a se chamar Strada. Duas foram as razões para que o furgão Fiat 6 Janeiro 2014 Cultura do Automóvel

Fiorino passasse por uma total transformação para 2014: a necessidade de atualizar um dos utilitários urbanos mais apreciados do Brasil e o fim do Fiat Mille, antiga versão do Fiat Uno. O resultado não poderia ser mais feliz, uma vez que o novo furgão Fiorino, agora baseado no novo Uno – que foi lançado em 2010 –, evoluiu em espaço e segurança. Além, é claro, na

aparência. Junto com a plataforma do novo Uno, o furgão Fiorino ganha também o motor 1.4 Evo flex de 88 cv, uma grande evolução em relação ao antigo motor 1.3 flex de 71 cv. Em relação à capacidade de carga, o novo Fiat Fiorino 2014 ficou 200 mm mais longo, 21 mm mais largo e 27 mm mais alto, com distância entreeixos 140 mm maior. O volume do baú de carga,

no entanto, não foi substancialmente aumentado. A capacidade de carga, no entanto, é agora 30 kg maior que a da geração anterior do modelo, passando a 650 kg. Para tanto, a suspensão traseira do Fiorino 2014 passa a ser a mesma da picape Strada. Quanto à estética, as imagens do novo Fiorino falam por si: toda a frente é a do novo Uno, já consagrada pela ousadia


lançamento

As portas traseiras são assimétricas, abrindo primeiro a esquerda,

que é a maior, e depois a direita. Elas podem parar a 90o ou a 180o,

apenas acionando uma trava nas dobradiças de cada porta

das linhas, baseadas no conceito “round-square” (quadrados arredondados). Parece que todos gostam dessa qualidade visual do novo Uno. A grande melhoria estética, no entanto, ficou na parte traseira, desde as laterais do baú fechado (sem janelas laterais) até as enormes lanternas traseiras verticais.e as duas portas traseiras assimétricas, que opcionalmente podem ter vidros (nesse

caso, há um vidro também na parede divisória, entre a cabine e o baú). No interior, as inovações são as mesmas que contemplaram o novo Uno, que tem mais espaço para o motorista e maiores ergonomia e funcionalidade nos comandos e nos instrumentos. Sõ não há mais espaço para o passageiro, uma vez que a colocação do pneu de estepe dentro da cabine, atrás do banco

direito, fez com que este quase encoste na tampa do porta-luvas. É aconselhável que um entregador urbano que utilize o novo furgão Fiorino contrate um ajudante de pernas bem curtas. A maior diferença funcional entre a antiga versão do furgão Fiorino e a atual é a separação total da cabine do baú traseiro. Em termos de segurança, perfeito. Para a máxima eficiência do arcondicionado, idem, já que o sistema não tem mais que refrigerar o compartimento de carga. O vão entre o teto da cabine e a parte superior do baú foi aproveitado para um prático portaobjetos, com acesso apenas pelo compartimento de carga. São grandes diferenças dinâmicas entre o velho Fiorino 1.3 de 71 cv e o novo, que tem motor Evo flex de 88 cv. Mas não são todas elas provenientes do melhor desempenho do motor, que torna o transporte de cargas mais fácil. A nova plataforma exclusiva, derivada da plataforma do novo Uno mas com a suspensão traseira da valente picape Strada, torna a condução mais confortável. Afinal, há uma diferença de 30 anos entre os dois projetos. O novo furgão Fiorino é mais suave e de reações mais macias das suspensões, da mesma forma que o novo Uno é mais confortável que o antigo (que agora descansa em paz). Por outro lado, é justamente esse trabalho mais suave das suspen-

sões que torna o utilitário mais propenso a rolagem em curvas, principalmente se carregado. Mas o conforto adicional vale a pena. No uso urbano, como característica normal dos furgões, a visibilidade lateral e traseira é bastante prejudicada. O modelo avaliado tinha os vidros intermediário e traseiros opcionais, mas estes não ajudam muito em uma marcha a ré. O Fiat Fiorino nem tem o espelho retrovisor interno. Extremamente útil é o sensor de marcha a ré, que avisa quando algum objeto externo está ficando muito perto do párachoque traseiro do furgão. Aí é melhor frear. Os dois retrovisores externos, muito maiores que os da antiga versão do furgão Fiorino, devem ser bastante utilizados, principalmente em mudanças de faixa e ao entrar em uma via preferencial. Mas não resolvem 100% o problemas da visibilidade. Aquele ajudante de pernas curtas deverá ter, também, uma boa acuidade visual para poder ajudar o motorista nessas manobras. O teste definitivo do novo furgão Fiat Fiorino 2014 foi feito na prática: carregamos o baú com exatos 650 kg de carga e saímos por aí. De acordo com a Fiat, essa carga vai além do peso do motorista e do ajudante, que em nosso caso acresciam em mais 150 kg. Ou seja, rodamos pela cidade com uma carga total de 800 kg sobre o Fiorino. Cultura do Automóvel Janreiro 2014 7


lançamento fiat fiorino

Fora o esforço extra que o motor teve que exercer para sair da imobilidade com esse peso todo, o que já era esperado, o pequeno utilitário se saiu muito bem em vias planas. Em subidas mais íngremes, logicamente é preciso se antecipar às reações do veículo, para, por exemplo, não dar vexame empacando em um aclive. Nos declives, é bom

também poupar freios para que eles não percam eficiência após uma longa descida. O maior cuidado com o veículo em sua carga máxima deve ser com a estabilidade, uma vez que a suspensões macias tendem a permitir uma rolagem lateral ainda mais acentuada, principalmente se a carga for alta, o que eleva o centro de gravidade do conjunto.

Por R$ 38.540, peladão (só com airbags e ABS obrigatórios), é preciso muito mais para que o furgão fique bom para ser utilizado durante horas a fio. Só o ar-condicionado e a direção hidráulica acrescem mais de R$ 5.000.

Ficha técnica fiat fiorino

O painel de instrumentos principal é simples mas eficiente

A lista de equipamentos de série e opcionais é bem ampla, seguindo a da linha Uno. Logicamente, freios com ABS e duplo airbag são de série, como devem ser todos os carros a partir de 2014. O acelerador é drive-by-wire (eletrônico, sem cabo) e os vidros são verdes. Como itens opcionais, há o ar-condicionado, banco do motorista com regulagem de altura, brake-light, computador de bordo, conta-giros, calotas integrais, direção hidráulica, faróis de neblina, vidros traseiros, rádio USB, comandos mecânicos para os espelhos externos, vidros e travas elétricas. Ah, e o sensor de estacionamento, que deveria ser de série. Alarme com travamento por controle remoto, nem opcional.

Motor: 4 cil. em linha Cabeçote: 8V Cilindrada: 1.368 cm3 Combustível: flex Potência: 88 cv Torque: 12,5 kgfm Câmbio: manual, 5 m Tração: dianteira Pneus: 175/70 R14 Compr. : 4.384 mm Largura: 1.643 mm Altura: 1.900 mm Entre-eixos: 2.717 mm Tanque: 58 litros Peso: 1.118 kg Vol. carga: 3.100 litros

Com 341 mm a mais no entre-eixos em relação ao Uno, essa não é a única diferença estrutural. O Fiorino tem a suspensão traseira da Strada 8 Janeiro 2014 Cultura do Automóvel


fiat fiorino lançamento

O interior é o mesmo do Fiat Uno, apenas com a diferença que o banco do passageiro é bastante avançado para a frente, devido ao estepe

O estepe do Fiat Fiorino fica atrás do encosto do banco do passageiro

Os detalhes de conveniência do furgão são os mesmo do Uno

Bancos reclináveis são de série, mas praticamente tudo mais é opcional para o Fiat Fiorino, incluindo o console de teto e o rádio Cultura do Automóvel Janreiro 2014 9


apresentação

Ford Ka Concept Este será o ano dos compactos. E a Ford já está preparando o caminho para seu novo modelo

N

a onda de renovação dos modelos de entrada que praticamente todas as marcas estão participando, a Ford já começou a mostrar qual será o seu novo automóvel. O por enquanto apenas chamado de Ka Concept deverá ocupar o lugar ao mesmo tempo do atual Ford Ka

10 Janeiro 2014 Cultura do Automóvel

e do Fiesta RoCam. De acordo com o fabricante, o novo carro chega para aproveitar as oportunidades geradas pela crescente demanda global de veículos compactos. O próprio presidente do Conselho Mundial da Ford, Bill Ford, mostrou o novo conceito para a imprensa brasileira, no

Complexo Industrial Ford Nordeste, em Camaçari. Além de visitar as fábricas brasileiras, Bill Ford veio à América do Sul para participar da comemoração dos 100 anos da Ford na Argentina. Aproveitando que o segmento dos compactos deverá crescer para cerca

de 6,2 milhões de veículos até 2017, o Ka Concept poderá ser lançado este ano. Assim como as marcas concorrentes, a Ford está projetado o novo carro com muitos recursos normalmente reservados para veículos mais caros, sem abrir mão da economia de combustível e de um


apresentação

No esboço do novo carro, os designeres mostram a preocupação em dotar o modelo com o visual moderno dos segmentos superiores

interior espaçoso e confortável para cinco pessoas. Ar-condicionado mais eficiente e uma série de outras tecnologias de conveniência e conforto são algumas das premissas para o novo compacto. O Ka Concept é o segundo veículo desenvolvido pela Ford Brasil depois do EcoSport. Do ponto de vista de design, o Ka Concept incorpora muitos elementos da linguagem global da Ford, incluindo a grade dianteira trapezoidal e o trabalho apurado de superfície, que refletem o DNA da nova geração de veículos globais da Ford. O capô vincado transmite eficiência e precisão. Os faróis oblíquos denotam uma proposta arrojada e

contribuem para o alongamento visual da carroceria. A lateral exibe vincos ascendentes que criam a sensação de movimento. A linha do teto avança na traseira até o aerofólio incorporado à tampa do portamalas, com lanternas amplas e linhas que ajudam a criar uma aparência robusta. O Ford Ka Concept tem também o melhor design interno da categoria, com uma qualidade de acabamento raramente encontrada nesse segmento. Suas soluções inteligentes incluem uma rede porta-objetos ao lado do console e um compartimento no painel que servirá como ponto de conexão do motorista com o mundo da mobilidade.

O Ka Concept é o segundo modelo desenvolvido pela Ford Brasil

O carro exposto na apresentação à imprensa, em Camaçari Cultura do Automóvel Janeiro 2014 11


apresentação

Toyota Etios Cross A versão aventureira chega à linha Etios com a adição de adornos que lembram uso radical. Faltou suspensões elevadas e pneus maiores

N

a onda dos visuais aventureiros, a Toyota mostrou sua nova versão do compacto Etios, o Cross, que tem como base a versão topo de linha XLS, agrega os itens de conforto da linha 2014, como o interior Total Black, e tem os elementos esperados para um visual e aventureiro, com exceção do principal, que são as suspensões ligeiramente elevadas e rodas e pneus maiores, justamente

12 Janeiro 2014 Cultura do Automóvel

para fornecer o visual pretendido. Na dianteira, o Toyota Etios Cross tem filete único na grade, com entrada de ar mais larga em relação à versão convencional e para-choques mais largos. Completam o conjunto dianteiro os faróis com máscara negra que se estendem até a grade frontal e as luzes de neblina acopladas ao para-choque, com molduras também na cor prata.

A moldura preta do para-choque dianteiro, que está presente em toda a lateral do veículo, é meio exagerada no tamanho e tem o nome da versão gravada em baixo relevo. O Etios Cross ganhou ainda luz de seta nos retrovisores externos, que são revestidos com uma capa na cor da carroceria, e rodas de liga leve com acabamento exclusivo em tom preto e prata e raios mais largos. No interior, o Etios

Cross tem o mesmo acabamento da linha 2014, com o painel Total Black, velocímetro e tacômetro com grafia Black & Blue, maçanetas na cor prata fosco e travamento das portas e acionamento elétrico dos vidros. O Cross está ainda equipado com sistema de áudio Double DIN com rádio AM/FM, CD player e USB. O volante esportivo de base reta, com acabamento de couro e costura diferen-


apresentação

O interior do Etios Cross agrega os novos itens da linha 2014, como o interior Total Black, com velocímetro e tacômetro Black & Blue

Os bancos do Etios Cross têm costura branca e nome em alto relevo

Na dianteira, grade de filete único e entradas de ar mais largas

ciada, tem controle do sistema de áudio integrado. Os bancos têm costura branca e o nome do veículo gravado em alto relevo no encosto dos assentos dianteiros. O acionamento elétrico dos retrovisores externos é de série. As cores disponíveis para o novo Toyota Etios Cross são branco, preto, cinza, azul, prata, vermelho e amarelo e a versão aventureira tem preço sugerido de R$ 45.690.

Ficha técnica toyota etios cross

O adorno plático preto na traseira leva o nome em baixo relevo

Motor: diant.transversal Cilindros: 4 em linha Cabeçote: DOHC 16V Cilindrada: 1.496 cm3 Potência: 96,5 cv Torque: 13,9 kgfm Combustível: flex Câmbio: manual 5m Tração: dianteira Pneus: 185/60 R15 Compr. : 3.893 mm Entre-eixos: 2.460 mm Tanque: 45 litros Porta-malas: 263 litros

Cultura do Automóvel Janeiro 2014 13


apresentação

Grazie, Mille

Após 30 anos mantendo o status de um dos “queridinhos do Brasil”, o Fiat Uno sai de cena com uma versão comemorativa

T

odos merecem uma homenagem. Assim como a perua Kombi, que depois de 56 anos de Brasil, se despediu com uma edição especial numerada de 1.200 unidades, o Fiat Uno, aquele que conhecemos em 1984, ganha uma edição comemorativa que tem um nome muito especial: Grazie Mille. Ou seja, “obrigado, Mille”, em sua língua original, o italiano. Está 14 Janeiro 2014 Cultura do Automóvel

certo que para os amantes do carrinho ele foi e sempre será o Fiat Uno, mas como esse nome continuará na nova versão do compacto, lançada em 2010, o “tchau!” fica apenas para o nome das últimas versões, que tinham o motor 1.0, ou seja, de “mil cilindradas”, o Fiat Mille. O ícone da Fiat foi o primeiro carro mundial da marca e superou 9 milhões de unidades ven-

didas em todo o mundo. A Fiat não acredita em “adeus”, uma vez que, com mais de 3,7 milhões de unidades produzidas no Brasil, o Mille vai continuar a rodar por aqui por muito tempo. Para marcar o momento, a Fiat lançou no final de dezembro a última edição do Mille, a Série Especial Grazie Mille, com produção de 2 mil carros numerados. Uma placa no painel do carro

indica o número da unidade, de 1 a 2.000. O Fiat Grazie Mille já vem com ar-condicionado, direção hidráulica, vidros e travas elétricas, desembaçador e limpador do vidro traseiro e retrovisor externo com comando interno. A cores disponíveis são verde Saquarema, exclusiva para essa versão, e prata Bari. Por dentro, o Grazie tem bordados com o


apresentação

As cores disponíveis para o Fiat Grazie Mille são o exclusivo verde Saquarema e o prata Bari

Bancos bordados

No interior, o Grazie Mille tem como destaques as pedaleiras esportivas e o rádio com MP3, Bluetooth e viva-voz

nome do carro, nova grafia dos instrumentos, pedaleiras esportivas e rádio Connect com CD/ MP3/USB e conexão Bluetooth para celular com viva voz. Externamente ele tem faróis com máscara negra, rodas de liga leve de 13” e ponteira esportiva no escapamento. O preço do Grazie Mille é de R$ 31.200, contra os R$ 22.540 da versão normal.

A plaquinha indica o número

Externamente, destaque para as rodas e o logotipo Grazie Mille Cultura do Automóvel Janeiro 2014 15


lançamento

Mercedes-Benz

A45 AMG

O compacto com preparação especial acelera de zero a 100 km/h em 4s6 e tem tração nas quatro rodas. Custa R$ 259.900

C

lasse A é o nome de um Mercedes-Benz muito conhecido pelos motoristas brasileiros. A maioria deles, no entanto fez força para esquecê-lo. Mas o atual Classe A, na terceira geração, é outro carro. Melhor ainda e a versão AMG desse modelo, o A45, recem-lançado. O novo Mercedes-Benz A45 é o primeiro AMG na categoria dos compactos, que utiliza motor transversal e tração dianteira. Mas é um autêntico AMG. O motor de 1.991 cm3 oferece potência de 360 cv a 6.000 rpm,

16 Janeiro 2014 Cultura do Automóvel

com torque de 46 kgfm a partir de 2.250 rpm. Além de ser o motor de 4 cilindros de série mais potente do mundo, é também o que tem a maior potência específica (180,8 cv/litro). Esse motor faz parte da família BlueDirect, com turbo twin-scroll de pressão máxima de 1,8 bar e injeção direta de gasolina. O sistema de escapamento conta com um defletor automático que, dependendo do tipo de condução, libera os gases, aumentando a eficiência e, ao mesmo tempo, proporcionando um ronco esporti-

vo muito agradável. O maior desempenho desse motor exigiu alguns cuidados na refrigeração, que inclui um circuito exclusivo para resfriamento do óleo do sistema de transmissão. O câmbio é o AMG SpeedShift DCT, de dupla embreagem e sete marchas, exclusivo da versão AMG, mas o ponto alto na parte mecânica do carro é a tração integral 4Matic, que direciona o torque desde 100% no eixo dianteiro, quando utilizado em trechos retos, até 50-50%, para maior eficiência das suspensões e

aderência em curvas. Dotado do sistema automático de largada Race Start, o A45 acelera, de acordo com o fabricante, de zero a 100 km/h em 4s6. Assim como em todos os modelos que passam pela AMG, o motor do A45 também é construído à mão, levando uma placa com o nome do engenheiro responsável pela unidade. Quanto ao desempenho, o Mercedes-Benz A45 AMG nada tem em comum com o do A200, as suspensões exclusivas AMG grudam o carro no asfalto e os


lançamento

Suspensões especiais AMG, freios de alto desempenho e tração integral fazem do Mercedes-Benz A45 AMG grudar no asfalto em curvas

No interior, detalhes vermelhos dão o toque esportivo

Ficha técnica mercedes-benz a45 amg

freios com discos de 350 mm na dianteira e 300 mm na traseira seguram bem em entradas de curvas. Boa posição de pilotagem, com ajustas elétricos para os bancos dianteiros e regulagem em quatro vias da coluna da direção. O pacote inclui bancos de couro perfurado preto e vermelho, cintos de segurança vermelhos e painel de instrumentos AMG. As rodas pretas de 19 polegadas mostram as pinças de freio vermelhas, os faróis são de gás xenônio (alto e baixo) e há leds de iluminação diurna.

Câmbio SpeedShift DCT automatizado, sete marchas, dupla embreagem

As rodas AMG deixam à mostra as belas pinças vermelhas dos freios

Motor: 4 cil. em linha Cabeçote: 16V turbo Cilindrada: 1.991 cm3 Combustível: gasolina Potência: 360 cv Torque: 46 kgfm Câmbio: automatiz, 7m Tração: integral Pneus: 235/40-R19 Compr. : 4.292 mm Largura: 2.022 mm Altura: 1.433 mm Entre-eixos: 2.699 mm Tanque: 56 litros Peso: 1.480 kg Porta-malas: 341 litros

Cultura do Automóvel Janeiro 2014 17


cl谩ssicos

Um dia s贸 de Fusca

Encontro no Aut贸dromo de Interlagos comemorou o seu Dia Nacional

F

oi no dia 5 de janeiro, logo no comecinho de 2014, o 21o Encontro Nacional do Fusca. O evento reuniu cerca de 200 Volkswagen, a grande maioria Fusca mesmo, mas tamb茅m havia outros VW refrigerados a ar e alguns modelos mais modernos da marca. A Kombi foi um dos destaques do dia.


clรกssicos


Cultura do Automóvel  

Edição 11 - janeiro/2014

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you