Page 1

www. marazzi.com.br

N0 4 – Abril 2013

automóveis e motocicletas

top cars

viper srt

time attack

lançamentos - impressões - história

impressões

pick-up

lançamento

linha 2014

VW fox rely rock in rio

novo peugeot 208

motocicleta

Triumph

tiger 800xc

h inteiramente novo h igual ao atual Europeu h motores 1.5 ou 1.6 h mais espaçoso que o 207 chevrolet

prisma

Muito mais que o antigo sedã do Chevroelt Celta

Audi TT RS dodge durango jeep grand cherokee crd BMW série 6 gran coupé audi a4 attraction


E DI TOR I

AL

A cultura do automóvel

N

em é preciso repetir que o brasileiro é apaixonado por automóveis. Seja para transporte, para diversão, para coleção ou mesmo para admiração, parece que tudo na vida gira em torno deles. É por isso que estamos transformando as notícias que diariamente nos chegam sobre lançamentos ou qualquer outra atividade em relação aos automóveis – e às motocicletas – em uma revista. Cultura do Automóvel vai mostrar com mais detalhes e opinião os carros e motos dos quais já ouvimos falar. nnn Nesta edição as novidades são o Peugeot 208, produzido no Brasil e praticamente idêntico à versão europeia, e a linha 2014 dos hatches e sedãs compactos da Volkswagen, que inclui uma versão que poderá interessar até aos fanáticos pela música: o Fox Rock In Rio nnn

Temos motocicleta, também. A marca Triumph, que já esteve por aqui por duas vezes, assumindo oficialmente o mercado nacional já dá o que falar com seus modelos de médias e grandes cilindradas. A Tiger 800XC é um bom exemplo disso. nnn Os automóveis antigos também não ficarão longe da Cultura do Automóvel. Nesta edição mostramos que até corridas de calhambeques são organizadas por esse Brasil afora. É o antigomobilismo se tornando cada vez mais popular. nnn Acompanhe a revista Cultura do Automóvel e o site marazzi.com.br para conhecer um pouco mais desse fascinante mundo do que é movido por motores. Sejam eles a gasolina, a etanol, a óleo diesel ou elétricos.


NESTA EDIÇÃO No 4 - Abril 2013

04 Pelo Mundo

4 sumário

O que acontece no mundo dos lançamentos de automóveis

06 Chevrolet Prisma

O novo sedã compacto é bonito e muito mais evoluído que a versão anterior

10 Peugeot 208

Finalmente o nosso compacto premium alcançou seus primos europeus

12 Audi A4 Attraction

Em sua oitava geração, chega a versão de entrada da linha A4

14 BMW Série 6 Gran Coupé

O primeiro cupê de quatro portas da marca chega em grande estilo

18

Jeep Grand Cherokee CRD Agora também com a opção de motor a diesel

20

Pick-up Rely A pequena picape chinesa encara o trabalho nos grandes centros urbanos

22

Audi TT RS O pequeno esportivo só não tem tamanho: são 340 cv de potência

24

Dodge Durango Um utilitário esportivo com cara de durão, baseado na picape Dakota

26 Toda a linha 2014 dos compactos da Volkswagen

Fox, Gol, Polo, Voyage e Golf ganham tecnologia e nova nomenclatura

30

Triumph Tiger 800XC Uma motocicleta boa de asfalto e boa de terra

32

Viper SRT Time Attack Uma série especial na cor laranja de apenas 33 unidades

35

Clássicos Conheça uma autêntica corrida de calhambeques


pelo mundo

mercedes-Benz 6x6 Com motor de 544 cv, este Classe G AMG tem o conforto como destaque Tração integral 6 x 6, motor V8 AMG biturbo e aparência que não deixa dúvidas: o Mercedes-Benz G 63 AMG 6 x 6, uma versão de exibição de um modelo em vias de produção, é um veículo fora de estrada que representa a última palavra em potência de impulsão, muito além dos caminhos comumente trilhados. Os 544 cv, tração 6 x 6, reduzida, cinco bloqueios de diferenciais, eixos tipo portais, sistema de controle da pressão dos pneus e um chassi especial permitem circular em trilhas bastante radicais. 4 Março 2012 Motor Quatro

O motor é um V8 AMG biturbo com 78 kgfm de torque e transmissão automática AMG Speedshift Plus 7G-Tronic. O Mercedes 6x6, no entanto, não foi feito para um rali do tipo Dakar, mas sim para obter máximo conforto dos ocupantes em um passeio por locais agrestes. Os dois veículos G 63 AMG 6 x 6 existentes foram desenvolvidos sob o comando da MercedesBenz pelo departamento de desenvolvimento da Classe G, baseado em Graz, na Áustria.


linha Corolla 2014

peugeot 208 nas pistas O 208 GTi Peugeot Sport é a quarta edição do 208 de corrida, uma evolução das três edições anteriores (T16, R2 e Racing Cup). A preparação do primeiro protótipo começou em janeiro de 2013 para uma apresentação no início de fevereiro e, finalmente, a primeira unidade do carro

ao final do mesmo mês. Ele tem componentes mecânicos desenvolvidos para os 208 T16, 208 R2, 208 Racing Cup e também pelo RCZ Racing Cup – esse último, uma referência na categoria SP2T na Alemanha, com conquistas nas 24 Horas de Nürburgring de 2012.

A Toyota já apresentou a Linha Corolla 2014. O sedã tem como principal novidade a central de multifunções com tela de LCD touchscreen de 6,1” , que incorpora, navegador GPS, câmera de ré, sistema de áudio e Bluetooth. O Corolla 2014 mantém as versões GLi e

XLi, com transmissão automática de 4 velocidades ou manual de 6 velocidades e motor de 1.8L 16V Flex, e Altis, XRS e XEi, com câmbio automático de quatro velocidades e motor de 2.0L 16V Flex. Os preços partem de R$ 60.200 e vão até R$ 84.150.

nissan frontier 2014

Com preços partindo de R$ 91.990 e chegando a R$ 128.590, a picape Nissan Frontier ganhou nova nomenclatura para o ano-modelo 2014. A versão de entrada XE passa a se chamar S, a intermediária SE vira SV Attack e a LE torna-se SL. A mudança padroniza as versões da Frontier com a de outros modelos da Nissan, como, por exemplo, o hatch March e o sedã Versa. A Frontier SL AT tem novas rodas de aro 18 e todas as versões tiveram a oferta de itens de série atualizada.

land Rover freelander 2 2013

A linha Freelander 2 da Land Rover teve algumas melhorias para este ano, com o objetivo de melhorar os níveis de conforto du utilitário esportivo. e uma experiência de condução bastante refinada. Entre as mudanças, a nova opção de motor 2.0 a gasolina de 2.0 litros e o novo painel de instrumentos. As maiores mudanças ficaram para a parte interna do veículo. No painel de instrumentos, uma tela de 5” entre o velocímetro e o contagiros permite ao motorista visualizar as informações

básicas do veículo, como a temperatura, nível de combustível, marcha selecionada quando em modo de câmbio sequencial e a função do modo Terrain Response selecionada. Em termos de acabamento, a linha 2013 tem mais opções de cores para o couro Premium que reveste os bancos, volante e acabamentos das portas. O Freelander 2 passa a ser equipado com o sistema de som Meridian, em duas opções: 380 W com 11 altofalantes ou 825 W com 17 alto-falantes. Motor Quatro Março 2012 5


lançamento

Chevrolet Prisma O novo sedã do Onix é muito mais carro do que o Prisma derivado do velho Celta

O

nome do mais recente lançamento da Chevrolet no Brasil pode não ajudar muito na hora de escolher um sedã compacto. É que Prisma ficou conhecido como a versão sedã do veículo de entrada da marca, o Celta, que percorreu uma trajetória de grande sucesso no país justamente por ser essencialmente simples e rústico. E por isso, barato. 6 Junho 2012 Motor Quatro

Além do nome, o novo Chevrolet Prisma nada tem a ver com o Celta, uma vez que é o sedã derivado de outro hatch compacto, o Onix, lançado no ano passado. O novo Prisma não é simplesmente um Onix com porta-malas saliente, já que foi desenvolvido em um projeto independente e paralelo ao do hatch, e o sedã vai um pouco além disso, pois incorpora uma

identidade peculiar, pelo menos no que diz respeito aos compactos: é chamado pelo fabricante de sedã esportivo. A traseira ao estilo fastback do novo Prisma até permite que assim o cosidere, apesar de, mecanicamente, ele ser exatamente igual ao Onix. Conforme define Carlos Barba, diretor executivo de Design da GM América do Sul, os “ombros” laterais

avantajados da traseira do novo Prisma fazem do terceiro volume o ponto alto do belo visual do carro. Pela linguagem do “design”, ela foi desenvolvida para que houvesse uma superfície escultural que concedesse dinamismo e velocidade ao desenho do carro. No perfil, o jogo de luz e sombra das linhas contínuas conferem o charme do sedã com o apelo do esportivo.


chevrolet prisma lançamento

De acordo com os padões atuais de beleza, as linhas laterais do novo Prisma realmente agradam. E o coeficiente aerodinâmico é de 0,32

Não é preciso que seus criadores alardeiem as qualidades visuais do carro. Pelo menos na traseira, que é a grande novidade (a frente é a mesma do Onix), o novo Prisma é realmente um automóvel muito bonito. Os detalhes se repetem, como os chamados “efeitos de jóia” em todos os pontos do interior do veículo, como bancos, portas e painel de equipamentos. O conceito do Dual Cockpit, inspirado em esportivos da marca dos anos 50, mescla mostradores analógicos e digitais, com LEDs no painel de instrumentos e na configuração Ice Blue, que

transmite jovialidade ao interior do carro. Abusando dos nomes em inglês, os criadores do estilo interior do Prisma combinam cores como preto “Jet Black” e o marrom “Very Dark Neutral” nos painéis e nas portas. O tecido do estofamento tem costuras “Golden Coast” que ornam com os detalhes cromadosdos botões, aros das saídas de ar, maçanetas e o anel da manopla de câmbio. Compartilhando algumas dimensões do Onix, como a distância entre-eixos de 2.528 mm e a largura de 1.705 mm, o Prisma é pouco mais de 300 mm

mais longo, com 4.275 mm de comprimento. Desenvolvido a partir da arquitetura de modelos como Sonic, Cobalt, Spin e Onix, o Chevrolet Prisma leva as características fundamentais do DNA global da GM. De acordo com William Bertagni, vice-presidente de Engenharia de Produto da GM América do Sul, a rigidez torsional o novo Prisma é 25% mais eficiente do que a do modelo anterior, baseado no Celta, e o coeficiente aerodinâmico, que norteia resultados como economia de combustível e conforto acústico, é de apenas 0,32.

Costuras “Golden Coast”

Ficha técnica chevrolet prisma1.4 LTZ

O interior do Chevrolet Prisma, idêntico ao do Onix, é baseado no conceito do Dual Cockpit

Motor: 4 cil. em linha Cilindrada: 1.389 cm3 Combustível: flex Potência: 106 cv Torque: 13,9 kgfm Câmbio: manual, 5 m Tração: dianteira Rodas: aço, 15” Pneus: 185/65-R15 Compr. : 4.275 mm Largura: 1.705 mm Altura: 1.484 mm Entre-eixos: 2.528 mm Tanque: 54 litros Peso: 1.079 kg Porta-malas: 500 litros Motor Quatro Junho 2012 7


lançamento chevrolet prisma

Com tampa com abertura “wrap-around”, o porta-malas do Chevrolet Prisma tem ótimos 500 litros

O motor 1.0 tem 80 cv de potência e o

O novo Chevrolet Prisma usa de suas linhas esportivas para garantir um fluxo aerodinâmico otimizado, justamente buscando eficiência energética. A utilização de pneus com baixa resistência ao rolamento corroboram com esse objetivo. O Chevrolet Prisma é o segundo modelo do novo portifólio da marca a utilizar os motores denominados de Smart Performance Economy 4 cilinders – SPE/4 – que, em sua versão 1.0, rende 80 cv com etanol

ABS com EBD, ajuste de altura do banco do motorista e duplo airbag são itens de série para o sedã, que tem garantia de três anos sem limite de rodagem. O porta-malas leva 500 litros de bagagem, com tampa abrindo no sistema “wrap-around”, o que facilita o acesso às bagagens. Já o tanque de combustível tem capacidade de 54 litros. O Sistema Multimídia MyLink é opcional na versão LT e de série na versão LTZ do Prisma.

e 78 cv utilizando gasolina. O torque é de 9,8 kgfm e 9,5 kgfm, respectivamente. Já o motor 1.4 oferece a potência de 106 cv com etanol e 98 cv com gasolina, com torques respectivos de 13,9 kgfm e 13,0 kgfm. Nos dois casos, a transmissão manual conta com caixa de câmbio de cinco velocidades, a mesma F17 geração 1.5 empregada nos modelos Onix e Cobalt. As versões de acabamento oferecidas para o novo Chevrolet Prisma são a LT,

que pode ter o motor 1.0 ou o 1.4, e a LTZ, exclusivamente com o motor 1.4. A expectativa é que, em breve, o Chevrolet Prisma LTZ 1.4 possa oferecer a opção de um câmbio automático, o que tornaria o modelo extremamente versátil. Esse câmbio já faz parceria com o mesmo motor 1.4 nos Chevrolet Spin e Cobalt. O Prisma automático está previsto para o segundo semestre. Sensor de estacionamento, direção hidráulica, freios

concorrentes

Hyundai HB 20 S

Toyota Etios Sedan

VW Voyage

Fiat Siena

de R$ 39.945 a R$ 53.995 Motor 1. 0 de 80 cv Motor 1. 6 de 128 cv Esteticamente é o maior rival do Prisma, pois tem linhas esportivas e atuais. Com motor 1.6 mais potente que o 1.4 do Prisma, compensa com preços mais elevados.

de R$ 36.190 a R$ 44.690 Motor 1.5 de 96,5 cv Não emplacou, por ser extremamente espartano e com soluções bizarras, como o painel de instrumentos no centro do carro, que obriga o motorista a olhar para o lado. Mas é ótimo para dirigir.

de R$ 33.790 a R$ 49.980 Motor 1.0 de 76 cv Motor 1.6 de 104 cv Apesar de bastante atualizado, o sedã do Gol ainda é considerado bem conservador em relação aos novos sedãs, em especial o Chevrolet Prisma e o Hyundai HB 20 S.

de R$ 29.490 a R$ 32.150 Motor 1.0 de 75 cv Motor 1.4 de 86 cv De projeto muito antigo, a versão 1.0 tem preço realmente baixo em relação aos rivais 1.0. Já o Fiat Grand Siena 1.4 custa R$ 37.210 e o Grand Siena 1.6 custa R$ 41.770.

8 Junho 2012 Motor Quatro


chevrolet prisma lançamento

motor 1.4 tem 106 cv de potência

É justamente esse sistema MyLink, já existente no Onix porém bastante melhorada para o Prisma, que está agradando tanto aos novos usuérios do sedã. O conceito “Bring Your Own Media” (traga sua própria mídia), que permite ao usuário trazer suas músicas, fotos, vídeos e aplicativos do celular para dentro do carro, além de fazer ligações telefônicas pelos sistema Bluetooth e HFT (Hands Free Telephone – viva voz), e permitir ao usuário configurar algumas funções do veículo de acordo com as suas preferências, agora conta com dois novos aplicativos além do Stitcher, o TuneIn e o BringGo. Com o primeiro, é possível que usuários sintonizem mais de 70 mil estações de rádio em todo o mundo pela internet. O aplicativo permite a pesquisa das estações por nome, localidade, idioma, país, estilo musical ou categoria (música, esporte, noticias etc). Já o BringGo fornece ao motorista um sistema de navegação completo que, além de mapas 3D, apresenta atualização do trânsito em tempo real. O aplicativo também inclui pontos de interesse,

Para um sedã compacto, o Chevrolet Prisma tem tudo para agradar: ótimo preço e linhas realmente belas

como, por exemplo, restaurantes, hotéis, postos de gasolina, entre outros. Os usuários que desejarem utilizar os aplicativos precisam fazer o download em um smartphone compatível com o MyLink, nas lojas App Store ou Todo o sistema MyLink tem interface intuitiva e de fácil navegação, usando a tela LCD touch screen de sete polegadas. Por meio do sistema,é possível controlar muitas configurações funcionais do carro, como avisos sonoros de faróis ligados, acionamento do limpador traseiro, travamento automático das portas, entre outros. Em relação aos equipamentos de série, já na versão de entrada, com motor 1.0, o Prisma LT, que custa R$ 34.990, oferece comodidades como travamento automático das portas a 15 km/h, sistema de luz “sigame” (faróis permanecem acesos por um período de tempo após o desligamento do motor e fechamento/ travamento das portas) e sistema de luz “leve-me” (as luzes externas do carro se acendem automaticamente ao destravamento das portas pelo controle remoto),

além de abertura elétrica do porta malas por controle remoto localizado na chave tipo canivete, acionamento elétrico dos vidros das portas dianteiras com sistema tipo “um toque” para subida e descida com dispositivo anti-esmagamento, abertura e fechamento automático dos vidros das portas acionado pelo Keyless Entry System ao travar e destravar o veículo. Itens como cintos de segurança de três pontos (frontais e traseiros), coluna de direção com regulagem em altura, alarme anti-furto, brake light traseiro, protetor de cárter, sistema de imobilização do motor, trava de segurança suplementar nas portas traseiras (trava para crianças), espelhos retrovisores externos com cobertura na cor do veículo, dobrável, parachoques dianteiro e traseiro na cor da carroceria, spoiler traseiro e vidros verdes com para-brisa laminado também estão disponíveis. As rodas são de aço de 14” com calotas integrais. Equipado com a motorização 1.4, a versão LT, que custa R$ 39.090, tem ainda espelho retrovisor interno com regulagem dia e noite,

lanternas traseiras escuras, banco dianteiro com encosto reclinável e com regulagem para frente/trás, além de rodas de aço de 15” com calotas integrais. Por fim, a versão LTZ, topo de linha com preço de R$ 45.990, oferece ainda faróis de neblina dianteiros, vidros traseiros e espelhos retrovisores com controle elétrico, computador de bordo com 5 funções (consumo médio, velocidade média, autonomia, temperatura externa e tempo de viagem) e rodas de alumínio de 15” com pintura escurecida e acabamento diamantado. Quanto aos acessórios, o Chevrolet Prisma pode ter câmera de ré para o sistema My Link, DVD de encosto de cabeça, bancos de couro, pedaleira esportiva, friso com inserto cromado e lâmpadas para lanternas e faróis Effect Blue. Seguindo a tendência de customização dos veículos, o Prisma terá kits de personalização interna com adesivos e apliques temáticos a serem escolhidos ou até mesmo criados pelo próprio cliente, por meio de uma parceria entre a GM e a empresa 3M. Motor Quatro Junho 2012 9


lançamento

Peugeot 208

Alinhado com o modelo mundial, enfim um novo carro

S

e você é uma daquelas pessoas que dá mais importância à atualidade do projeto do que ao próprio automóvel e acha que não vai considerar o novo Peugeot 208 como um importante lançamento devido ao 207 ser o mesmo carro que o 206, pare! O Peugeot 208, produzido no Brasil na fábrica de Porto real, no Rio de janeiro, e que está sendo lançado neste mês de abril, é tão atualizado quanto à versão que acaba de ser lançada na Europa e, colocada ao lado da versão atual, o 207 reestilizado do 206, nota-se nitidamente que se trata de dois corros completamente diferentes. Logicamente, o 208 brasilei10 Setembro 2012 Motor Quatro

ro teve ligeiras alterações em relação ao projeto original, para adaptação às condições de nosso país. É o caso dos motores flex – nosso 208 terá um motor 1.5 8V de 93 cv e um motor 1.6 16V de 122 cv – das suspensões recalibradas, para enfrentar pisos mais agrestes, e da maior área frontal de refrigeração do motor, devido ao clima mais quente. Cada um desses motores tem um destaque funcional: o 1.5 flex conquistou a classificação A no Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular do Inmetro – a que atesta o menor consumo de combustível – e o 1.6 Flex Start dispensa o uso do tanquinho de gasolina para partida a frio.

Compartilhando a plataforma do novo Citroën C3 (as duas marcas fazem parte do Grupo PSA), o novo Peugeot 208 é 94 mm maior que a versão anterior, sendo que a distância entre-eixos cresceu ainda mais, 98 mm, fazendo com que o carro pudesse ter maior espaço interno e também maior ângulo de ataque nas extremidades, facilitando a entrada e saída de rampas e garagens. O porta-malas ganhou 40 litros. Com projeto visual baseado na nova identidade estética da marca, assim como o Peugeot 508, o 208 tem elementos ousados, considerados pelo fabricante como “esculturas flutuantes”. Com certo exagero, mas verdadeiros.

Um bom exemplo disso são as lanternas traseiras, cujo formato pode ser realmente o mais ousado que já existiu em um compacto de grande série. A maior quebra de conceitos que integra o novo Peugeot 208 está em seu interior, mais precisamente na posição de condução. Diferentemente da esmagadora maioria dos automóveis, que têm o quadro de instrumentos visualizado através do volante de direção, no 208 ele está elevado, obrigando ao condutor a posicionar o banco de forma a enxergá-lo por cima. Facilita essa situação o pequeno diâmetro do volante, que ainda tem a base achatada, como os de automóveis de competição.


peugeot 208 lançamento

Mais curto e com maior entre-eixos que a versão anterior, o novo Peugeot 208 ficou mais ágil e preciso

Os instrumentos ficam situados na linha de visão acima do volante

Lanterna em forma de bumerangue

Ficha técnica

Volante de pequeno diâmetro, com a basa inferior achatada

Dois motores: 1.5 8V flex de 93 cv e 1.5 16V FlexStart de 122 cv

peugeot 208 1.6 Griffe

Apesar de ter muitas regulagens de altura no banco e no volante, o que permite achar facilmante uma boa posição de dirigir, a novidade não agradou a todos. Quem gosta do banco bem baixo fica sem enxergar muitas informações do painel. O interior do novo 208 o coloca muito distante do velho 207/206. Com materiais considerados mais nobres, o resultado é realmente muito positivo. O habitáculo passa uma boa sensação de sofisticação mesmo considerando-se que se trata de um compacto premium. O nível dos equipamentos oferecidos também é superior. A tela colorida da central multimídia no centro do painel, que controla os sistemas de navegação, áudio, comunicação e controles gerais do veículo, é sensível ao toque e de fácil manuseio. Além disso, o 208 tem ar-condicionado automático digital bizone (nas versões com motor 1.6), computador de bordo, controlador de velocidade e uma série de outros sistemas eletrônicos. O Peugeot 208 será oferecido em três versões, Active e Allure, equipadas com o motor 1.5, e Griffe, com motor 1.6, este com câmbio manual ou automático. O 208 Griffe tem ainda acendedor automático dos faróis, sensor de chuva, sensores de estacionamento traseiros, alarme periférico, faróis elípticos com luz diurna de leds, rodas Helium de ligaleve diamantadas de 16” com pneus 195/55 R16, ponteira de escapamento cromada, consolde de teto e teto panorâmico de vidro. Com o câmbio automático, a versão de topo tem ainda comandos para trocas de marchas no volante. O Peugeot Active 1.5 começa com preço de R$ 39.990, o Allure 1.5 custa R$ 45.990, o Griffe com câmbio manual custa R$ 50.690 e o Griffe com câmbio automático tem preço de R$ 54.690. O carro já teve sua produção iniciada e chega às lojas no dia 13 de abril.

Motor: 4 cil. em linha Cabeçote: 16V Cilindrada: 1.587 cm3 Diâmetro: 78,5 mm Curso: 82,0 mm Combustível: flex Potência: 115 cv Torque: 15,5 kgfm Câmbio: manual, 5 m Tração: dianteira Rodas: alumínio 16” Pneus: 195/95-R16 Compr. : 3.966 mm Largura: 1 .702 mm Altura: 1.472 mm Entre-eixos: 2.541 mm Bitola: 1.467 mm Tanque: 55 litros Peso: 1.189 kg Porta-malas: 285 litros Motor Quatro Setembro 2012 11


apresentação

Audi A4 Attraction

Chega ao Brasil a versão de entrada da linha Audi A4, o Attraction com motor 2.0 TFSI de 180 cv e câmbio Multitronic. Por R$ 118.900

Fotos audi

O

A4, o sedã mais vendido no Brasil pela Audi, acaba de incluir em seu catálogo a versão mais acessível do modelo, o Attraction. Mesmo sendo o mais barato da linha – custa R$ 118.900 – não abre mão do conforto e da tecnologia. A oitava geração do A4 – contando o antecessor Audi 80 lançado em 1972 – é um sedã de extrema suavidade, em parte devido à transmissão CVT de relações continuamente variáveis, que não tem trocas de marchas. Para quem ainda gosta de sentir a 12 Dezembro 2011 Motor Quatro

mudança de relações de marchas que ocorrem nos câmbios convencionais, o A4 tem um sistema etrônico que simula 8 marchas. O motor do Audi A4 Attraction é um 2.0 de 4 cilindros em linha equipado com o sistema TFSI – Turbo Fuel Stratified Injection – com potência de 180 cv e torque de 32,7 kgfm. O sedão não é nada bobinho quando se aperta o pedal direito. Externamente o A4 mudou um pouco, a grade frontal tem novo formato e os faróis auxiliares são agora

retangulares. Os faróis principais também mudaram, adotando formato de onda na parte inferior. têm lâmpadas de xenônio de série e luzes diurnas, que passaram a ter quatro leds. Na traseira, as lanternas também são de leds e o para-choque foi redesenhado. Na parte interna, o novo Audi A4 Attraction ficou mais refinado, graças ao acabamento Platinum. O volante esportivo revestido de couro é multifuncional e com shift-paddles e tem novo desenho. A alavanca de câmbio agora é de couro.

Alguns itens de série são o pacote de luzes, o teto moldado de tecido e vidros com isolante térmico. O comprador do A4 pode ainda escolher entre quatro combinações de cores para bancos e revestimentos de porta e forro do teto. Os comandos multimídia, tanto no volante quanto no console, foram aprimorados e, ao mesmo tempo, ficaram mais simples e intuitivos de usar. O ar-condicionado é automático e o porta-malas, que tem tapete reversível, manteve a capacidade de 480 litros de bagagem.


apresentação

Na traseira, o novo Audi A4 Attraction tem lanternas de leds e teve o para-choque redesenhado. O porta-malas tem capacidade para 480 litros

Quadro de instrumentos eletrônico, com display central que informa vários sistemas do carro

Ficha técnica audi a4 attraction 2.0

O novo Audi A4 pode contar com o opcional MMI Plus (Multi Media Interface) com sistema de navegação e comando de voz ativo (o veículo interage com o condutor via voz). É possível navegar pelas diversas mídias (jukebox, SD, card, rádio e sistema de navegação) utilizando apenas a voz. O Audi A4 Attraction tem freio de estacionamento eletromecânico e, entre os itens de áudio e comunicação, vem equipado, de série, com rádio Symphony e conexão bluetooth.

Câmbio contínuo Multitronic

O volante multifuncional tem shift-paddles e tem novo desenho

Motor: 4 cil. em linha Cabeçote: TFSI 16V Cilindrada: 1.984 cm3 Combustível: gasolina Potência: 115 cv Torque: 32,7 kgfm Câmbio: multitronic Tração: dianteira Pneus: 225/50-R17 Compr. : 4.701 mm Largura: 1 .826 mm Altura: 1.427 mm Entre-eixos: 2.808 mm Tanque: 65 litros Peso: 1.465 kg Porta-malas: 480 litros Motor Quatro Dezembro 2011 13


lançamento

bmW Gran coupé

É o primeiro cupê de quatro portas da história da BMW 14 Setembro 2012 Motor Quatro


lançamento

U

m automóvel como o BMW Série 6 Gran Coupé representa muita coisa. Do ponto de vista de quem elege esse veículo como o “seu” carro, representa muito bom gosto. Afinal, não apenas a marca alemã sempre primou pela sofisticação sem exageros, mas, em especial com este novo modelo, parece que os

alemães atingiram a excelência nesse aspecto. Do ponto de vista da indústria automobilística mundial e suas tendências, o Gran Coupé representa uma quebra de paradigma, já que é a primeira vez que a BMW produz um cupê de quatro portas. O BMW Gran Coupé é o terceiro modelo do line-up da Série 6, que se junta à Série 6 Cabrio e à Coupé, se diferenciando deste último por ter

uma carroceria de quatro portas. Motores potentes e uma estrutura carregada de alta tecnologia foram combinadas para resultar uma experiência impressionante na dinâmica de pilotagem do novo modelo. O BMW Série 6 Gran Coupé também deixa a sua marca com características exclusivas de equipamentos e um nível de praticidade inigualável em comparação aos de seus concorrentes premium neste segmento.

bmw série 6 gran coupé 640i

Ficha técnica

Motor: 6 cil. em linha Cilindrada: 2.979cm3 Potência: 320 cv Torque: 46 kgfm Câmbio: autom., 8 m Tração: traseira Compr. : 5.007 mm Largura: 1.894 mm Altura: 1.392 mm Entre-eixos: 2.968 mm Tanque: 70 litros Peso: 1.750 kg Porta-malas: 460 litros Motor Quatro Setembro 2012 15


lançamento bmw série 6 gran coupé O BMW Série 6 Gran Coupé integra um novo conceito de um cupê de quatro portas, cujos parâmetros são definidos por uma nova interpretação de um três volumes: um capô extenso, uma longa distância entre-eixos, fornecendo ao veículo uma aparência sofisticada e elegante, e mais espaço interno para os passageiros que viajam no banco traseiro. Além disso, sua altura baixa e o teto que passa por um arco na parte traseira pretendem dar ao BMW Série 6 Gran Coupé o status de referência estética entre os veículos de quatro portas. O interior do carro privilegia também os ocupantes do banco traseiro, oferecendo a opção de 4+1 lugares, ao mesmo tempo em que o rebatimento dos encostos traseiros ampliam a capacidade do porta malas de 460 para 1.265 litros. Os motores TwinPower Turbo disponíveis para o

BMW Série 6 Gran Coupé são referência em esportividade e eficiência. O motor a gasolina de 6 cilindros em linha do BMW 640i Gran Coupé tem potência de 320 cv, com torque de 46 kgfm. O top da linha BMW 650i Gran Coupé é equipado com motor V8 de 450 cv. A tecnologia BMW TwinPower Turbo de 8 cilindros de nova geração também inclui agora o controle do curso variável das válvulas Valvetronic. As duas opções de motores vêm com transmissão automática de oito velocidades e função Auto Start/Stop. O modo Eco Pro é ativado usando o Driving Experience Control para reduzir o consumo de combustível. o que inclui também a regeneração da energia de frenagem. Seria perda de tempo e energia citar todos os equipamentos e sistema que acompanham o BMW Série 6 Gran Coupé: ele tem todos. A versão 650i tem ainda equipamentos adicionais, como pacote visual M

Condução ao estilo BMW: boa posição e tudo à mão

Sport, rodas aro 20”, bancos Comfort, acabamento interno em Alumínio Hexagon, volante em couro M, e moldura das janelas em high gloss shadow line, Soft Close, BMW HeadUp Display e sistema de som

Bang&Olufsen High End Surround. O BMW Série 6 Gran Coupé 640i, a primeira versão a ser vendida por aqui, custará R$ 399.950. O mesmo que um Porsche Panamera.

Com 2.968 mm de distância entre-eixos e mais de 5 metros de comprimento, o Gran Coupé é um carro para 4 pessoas. Mas pode levar o quinto 16 Setembro 2012 Motor Quatro


bmw série 6 gran coupé lançamento

Mais que esportividade, o BMW Série 6 Gran Coupé se distingue pela sofisticação de seu interior. Os ocupantes se sentem especiais

No 640i, o motor 3.0 de 6 cilindros em linha e TwinTurbo tem 320 cv

Mesmo com as quatro portas, a aparência esportiva de um cupê

Externamente o BMW Série 6 Gran Coupé não difere do restante dos modelos de luxo da marca, no que diz respeito aos detalhes Motor Quatro Setembro 2012 17


LANÇAMENTO

jeep grand chero Acaba de chegar a nova versão do “jipão” de luxo da Jeep, o Cherokee Limited Turbodiesel CRD, com o motor Multijet II 3.0 V6 de 241 cv

P

ara os amantes dos motores movidos a óleo diesel, o excelente motor V6 Pentastar a gasolina pode não ser o suficiente para que o utilitário esportivo “full-size” Jeep Grand Cherokee – que depois de décadas se aperfeiçoando atingiu sua maturidade como SUV – seja considerado perfeito. Esse foi um dos motivo que levaram a Chrysler passar a 18 Março 2011 Motor Quatro

comercializar por aqui também a versão com motor a diesel, o Jeep Grand Cherokee CRD, apresentada ao público no Salão Internacional de São Paulo do ano passado. Uma única versão será oferecida com esse motor, a Limited, que tem de série todos os equipamentos disponíveis na gama do modelo. O novo motor, produzido na Itália pela

VM Motori, é um V6 turbo de 3 litros com potência de 241 cv a 4.000 rpm e torque de 56 mkgf a 2.800 rpm, valores cerca de 10% superiores aos da geração anterior do Grand Cherokee. O novo motor é também mais econômico e menos poluente. A tecnologia aplicada nesse motor é a Multijet II, a mesma que tem destacado os motores do Grupo

Fiat na Europa. A turbina utilizada é uma VGT 2056 da Garret, contando com o auxílio termodinâmico de um intercooler ar-ar. O câmbio automático tem cinco marchas e o sistema de tração nas quatro rodas é o Quadra-Trac II. Sendo a versão mais equipada e sofisticada da linha Grand Cherokee, o CRD oferece bastante conforto aos ocupantes.


LANÇAMENTO

okee crd jeep cherokee crd

Ficha técnica Motor: V6, longitudinal Cilindrada: 2.897 cm3 Combustível: diesel Potência: 241 cv Torque: 56 kgfm Câmbio: autm., 5 m Rodas: alumínio, 18” Pneus: 265/60 R18 Compr. : 4.822 mm Largura: 1 .943 mm Altura: 1 .761 mm Entre-eixos: 2.915 mm Vão livre: 218 mm Porta-malas: 457 litros Tanque: 93,1 litros Peso: 2.347 kg

Com revestimento dos bancos de couro, os traseiros reclinam em até 18o. Aproveitando o know-how do Grupo Fiat, o sistema de entretenimento é gerenciado pelo sistema MyGig, com central de controle no painel e equipamento de áudio Alpine, com subwoofer e som surround Matrix. O novo Grand Cherokee está disponível nas 42 concessionárias do Chrysler Group do Brasil, com preço sugerido de lançamento de R$ 219.900. O Jeep Grand Cherokee Limited a gasolina custa R$ 179.900.

As suspensões do CRD foram ligeiramente endurecidas, em relação às da versão a gasolina

Todas a versões do Grand Cherokee têm rodas de 18” e ganchos para reboque de série

Motor 3.0 V6 turbodiesel com potência de 241 cv e torque de 56 kgfm

O interior do Grand Cherokee CRD é inteiramente revestido de couro Motor Quatro Março 2011 19


impressões

Rely Pick-up

O tamanho total é a grande vantagem. Mesmo assim leva uma boa carga

FOTOS marcel mano e divulgação

E

sta nova picapinha, que começa a circular pelas ruas brasileiras, ainda precisa acostumar o público adepto ao pequenos utilitários com o seu nome, Rely – que em alguns mercados atende por “relái” –, mas não precisa se preocupar demais com o sobrenome. É que essa nova marca de utilitários, importada pelo grupo Venko Motors, faz parte do grupo Chery, marca que já ficou bastante conhecida entre os brasileiros. Para ser mais preciso, a Rely é a divisão de comerciais leves Chery que, por um acordo local, não será importada nem comercializada pela marca chinesa. 20 Outubro 2012 Motor Quatro

Entre os vários modelos da família Rely de comerciais leves que a Venko pretende importar para o Brasil, a pequena picape, que tem o nome apenas de Pick-up, é o primeiro a ser vendido por aqui. De acordo com o importador, o trunfo da Pick-up Rely sobre as concorrentes que já existem no mercado – Changan Mini Star, Hafei Towner e Effa ULC – é a maior potência do motor, capaz de permitir maior capacidade de carga do que as rivais. A Pick-up Rely pode transportar até 800 kg de carga. O motor da pick-up, que fica situado embaixo do

banco e tem acesso levantando-se o assento do passageiro, é um quatro cilindros 16V com cilindrada de 999 cm3, potência de 64 cv a 6.000 rpm e torque de 8,9 kgfm a 3.500 rpm. Com tração traseira, o câmbio manual de 5 marchas é um pouco impreciso e de engates difíceis, mas tem escalonamento compatível com uma utilização comercial preferencialmente urbana. Na estrada, onde foi feita a avaliação, a sensação é outra. Apesar de ter firmeza de direção e suspensões, manter velocidade acima de cerca de 80 km/h não é muito confortável.

a favor As dimensões externas reduzidas, excelente para uso em grandes cidades, a posição de dirigir, com boa ergonomia, e o tamanho da caçamba. Ar-condicionado e diração hidráulica.

contra Câmbio impreciso, apesar de ter bom escalonamento, espaço reduzidíssimo dentro da cabine e desempenho incompatível com autoestradas, nas quais de deve manter boa velocidade de cruzeiro.


impressões

Mesmo com razoável potência para um motor de 1 litro, manter velocidade de cruzeiro em uma viagem não é fácil, principalmente em aclives. Carregada, deve ser ainda mais preocupante. Voltada para uso nas grandes cidades, as reduzidas dimensões do utilitário e a grande capacidade da caçamba, que tem comprimento de 2,5 metros, são seus grandes atrativos.

Por outro lado, motorista e ajudante têm espaço muito limitado dentro da cabine, apesar de não chegar a ser considerada apertada. Uma mochila, apenas, já não encontra lugar junto aos dois ocupantes do veículo. A posição de dirigir é bastante vertical mas sem grandes problemas de ergonomia (a não ser a posição da alavanca de câmbio, que nã deverá agradar a todos).

O acesso ao motor é feito levantando o assento

A Pick-up Rely deverá convencer bem seus proponentes de suas qualidades, já que seu preço não é muito competitivo no segmento. Custa R$ 29.990, mais que a Changan Mini Star (R$ 28.632), que a Towner (R$ 24.215) e que a Effa (R$ 20.480). Mas já vem com ar-condicionado e direção hidráulica de série. Estão previstos para breve outros modelos da marca,

como a mesma Pick-up, mas com maior entre-eixos e caçamba de 3 metros, uma Pick-up também de entreeixos longo mas com caçamba curta e cabine dupla, uma van para 7 passageiros com o mesmo motor 1.0 de 64 cv, uma van para 7 passageiros com motor 1.3 de 84 cv e uma van para 14 passageiros com motor 2.0 a gasolina de 170 cv.

Ficha técnica pick-up rely

O interior é agradável, com boa posição para dirigir mas com pouquíssimo espaço

Motor: Dianteiro, longitud. Cilindros: 4 em linha Combustível: gasolina Cilindrada: 999 cm3 Potência: 64 cv Torque: 8,9 kgfm Câmbio: manual, 5m Tração: traseira Rodas: aço, 13” Pneus: 165 R13 Compr. : 4.356 mm Largura: 1.603 m m Altura: 1.894 mm Vão livre: 155 mm Entre-eixos: 2.600 mm Comp. caç.: 2.500 mm Altura: caç.: 328 mm Entre-eixos: 2 300 mm Peso: 1 .030 kg Tanque: 40 litros Capac. carga: 800 kg Vel. máxima: 110 km/h 0-100 km/h : 12s6 Motor Quatro Outubro 2012 21


impressões

Audi TT RS

O pequeno esportivo faz 15 anos. E está comemorando

FOTOS audi

O

primeiro protótipo do Audi TT, que foi mostrado no Salão de Frankfurt de 1995, causou mais curiosidade pelos materiais aplicados à sua construção do que propriamente por seu estilo. Ficou mais atraente com a versão Roadster que surgiu também como protótipo pouco tempo depois no Tokyo Motor Show. O Audi TT Coupé, então, foi lançado em 1998, com o Roadster chegando no ano seguinte. No Brasil, ele foi apresentado no Salão do Automóvel de 1998. Na segunda geração do Audi TT, lançada em 2005, foi mantida a silhueta mas 22 Agosto 2012 Motor Quatro

os detalhes ganharam aparência mais moderna, seguindo a identidade dos carros da marca. Além disso, ele ficou ligeiramente mais longo. Comemorando o aniversário de 15 anos do pequeno esportivo, mostramos a última versão do TT, a RS Coupé, equipada com o incrível motor turbo 2.5 TFSI, injeção direta, tração integral quattro e câmbio S-tronic de 7 velocidades. Esse motor de 5 cilindros, com potência de 340 cv e torque de 46 kgfm, é uma usina de diversão, com direito até a um sistema que intensifica o ronco do escape ouvido pelo piloto.

a favor Tudo a favor! O carrinho é impressionante quanto ao desempenho, mas detalhes dinâmicos como o ronco do motor e a troca de marchas como um Fórmula 1 é que nos fazem apaixonar por ele

contra Apenas o preço, que faz o brinquedo ficar inacessível à maioria dos grandes apaixonados por esse tipo de carro. Mas se isso não depõe contra o TT RS, nada mais o fará


impressões

Interior esportivo mas muito ergonômico. Bom mesmo é o botão Sport que aumenta a diversão

O atual motor do Audi TT RS, com turbo e intercooler, e o primeiro Audi TT Coupe de 1998

Ficha técnica Audi TT RS coupé

Como se essa força toda não fosse suficiente, ao apertar a tecla Sport no painel, além de liberar a passagem de gases pelo escape, o que deixa o ronco ainda mais excitante, o sistema otimiza o funcionamento do motor e câmbio. O Audi TT RS Coupé tem aerofólio traseiro fixo e maior do que na versão convencional do modelo. Custa R$ 399.000. Já a versão Roadster do Audi TT RS tem capota elétrica feita de uma mistura de aço e alumínio que, além de a tornar muito leve, funciona como isolante térmico e acústico. O TT RS Roadster custa R$ 419.000.

Motor: Dianteiro,transv. Cilindros: 5 em linha Cabeçote: 20 válvulas Cilindrada: 2.480 cm3 Potência: 340 cv Torque: 46 kgfm Câmbio: S-tronic, 7m Tração: integral Quattro Rodas: liga leve, 18” Pneus: 245/40 R18 Compr. : 4.198 mm Largura: 1.842 m m Altura: 1.342 mm Entre-eixos: 2.468 mm Peso: 1.475 kg Tanque: 60 litros Porta-malas: 292 litros Motor Quatro Agosto 2012 23


lançamento

Dodge Durango

Um utilitário esportivo com cara de durão. Bem ao estilo norte-americano

P

arece que a Chrysler do Brasil sempre evitou o nome deste utilitário esportivo derivado da picape Dakota, que foi muito popular por aqui. Mas agora não havia saída: o Dodge Durango deverá conquistar muitos adeptos dos SUVs, que não precisarão se preocupar com o significado do nome de seu carro na gíria brasileira. 24 Outubro 2012 Motor Quatro

As linhas marcantes do Dodge Durango, bem ao estilo country de sua terra natal, os Estados Unidos – ele é produzido na fábrica de Jefferson North, em Detroit, dão ao veículo uma cara de durão. Com suspensão independente nas quatro rodas e tração integral permanente, o Durango tem dirigibilidanotadamente superior à de

seu parente Jeep Grand Cherokee (pg. 18), justamente um de seus melhores atributos. Outro deles é a capacidade para sete ocupantes. Mas não se pode deixar de elogiar o excelente motor do Dodge Durango, um Pentastar V6 de 3,6 litros que fornece 286 cv, com uma autonomia que pode chegar a 882 km. Esse

motor já equipa outros modelos do grupo, como o Jeep Grand Cherokee, com o qual compartilha plataforma, o Chrysler Town & Country, o Dodge Journey, o Jeep Wrangler e o sedã Chrysler 300C. O câmbio automático que equipa o Dodge Durango tem cinco marchas e o sistema de tração é permanente nas quatro rodas.


lançamento

O Dodge Durango tem interior bastante agradável e boa posição de dirigir

Ao volante, o Durango se comporta quase como um carro de passeio, graças aos sistemas de suspensão, a dianteira de braços curtos e longos e a traseira multilink conta com berços isolados. A tração integral faz com que ele se saia bem também em caminhos mais agrestes. Para as famílias que fazem viagens longas e precisam manter as crianças entretidas, o Dodge Durango oferece recursos hi-tech para manter os olhos do motorista na estrada e os passageiros distraídos. O sistema

de entretenimento traseiro, presente na versão Citadel, consiste de uma tela de 10” no teto, dois fones de ouvido sem fio e controle remoto. Os dois fones permitem usufruir dos dois canais de programação, sendo possível, por exemplo, um passageiro ouvir rádio enquanto o outro assiste um DVD. O Dodge Durango será oferecido em duas configurações, a de entrada Crew e a completa Citadel. A primeira tem preço sugerido de R$ 179.900 e a outra, mais equipada, tem preço sugerido de R$ 199.900.

dodge durango

Ficha técnica

O utilitário esportivo tem linhas clássicas e muito harmoniosas. E leva sete pessoas

Motor: dianteiro, longitud. Cilindros: V6 DOHC Combustível: gasolina Cilindrada: 3.604 cm3 Potência: 286 cv Torque: 35,4 kgfm Câmbio: autom., 5m Tração: integral Rodas: alumínio, 18” Pneus: 265/60 R18 Compr. : 5.075 mm Largura: 1.924 m m Altura: 1.800 mm Entre-eixos: 3.042 mm Vão livre: 207 mm Peso: 2.262 kg Tanque: 93,1 litros Porta-malas: 490 litros Motor Quatro Outubro 2012 25


apresentação

Linha VW 2014 Nova nomenclatura global é um dos destaques

26 Julho 2012 Motor Quatro

Para ser mais exato, as linhas Gol, Polo e Golf apenas incorporam alguns itens de série, antes oferecidos opcionalmente, além de receberem novos tecidos e acabamentos internos. E a linha Fox, que ainda não estava atualizada em relação ao Gol, é que ganham a nova arquitetura eletrônica. Essa atualização nos Fox permitem funções como o “comfort blinker”, que aciona os piscas por alguns segundos com apenas um leve toque. Ótimo para, por exemplo, mudar de faixa em uma rodovia. O ESS (Emergency Stop Signal, Sinal de Frenagem de Emergência), que já

existia em carros mais caros, como Passat e Tiguan, faz piscar as luzes de freio em caso de uma parada de emergência, posteriormente acionando o pisca-aletra enquanto o veículo ainda estivar parado. Tudo automaticamente. Quanto à nomenclatura global, as versões de topo das famílias Gol e Fox passam a chamar Highline, identificação já existente nas linhas do sedã Jetta e da picape Amarok. O Voyage Comfortline passa a ser Voyage Highline, o Gol Power passa a ser Gol Highline e o Fox Prime passa a ter o nome de Fox Highline.

Ficha técnica volkswagen fox 1.6

T

oda a linha de compactos de passeio da Volkswagen já pode ser chamada de 2014. Gol, Fox, Polo, Voyage e Golf foram apresentados em grande estilo para mostrar as sutis diferenças que os modelos receberam em suas mais recente versões. Visualmente poucas diferenças podem ser percebidas em todos os modelos em relação à linha do ano passado, no entanto os carros passam a ter agora uma nova arquitetura eletrônica, o que só pode ser notado em alguns detalhes de funcionalidade. Outra mudança foi a padronização da nomenclatura dos modelos.

Motor: 4 cil. em linha Cilindrada: 1.598 cm3 Combustível: flex Potência: 104 cv Torque: 15,6 kgfm Câmbio: 5 m, manual Tração: dianteira Rodas: aço, 15” Pneus: 155/55 R15 Compr. : 3.823 mm Largura: 1.641mm Altura: 1.543 mm Entre-eixos: 2 465 mm Tanque: 50 litros Peso: 1 059 kg Porta-malas: 260 litros


linha vw 2014 apresentação

Entre as novidades funcionais do Fox, há o Comfort Blinker de acionamento dos piscas

O VW Fox tem agora o rádio global RCD 320 e acionador rotativo dos faróis

As principais características da nova linha 2014

Voyage O Voyage 1.0l TEC passa a ter alarme keyless, chave tipo canivete, vidros traseiros elétricos, copo portaobjetos no console central, luz de leitura traseira no teto, travamento central e abertura interna da tampa do porta-malas. O Comfortline passa a ser Voyage Highline.

Polo

Fox

Golf

Polo hatch e Sedan ganham novos revestimentos dos bancos e, desde a sua versão de entrada, tem de série freios ABS, airbags frontais, ar-condicionado, direção hidráulica, computador de bordo, vidros e travas elétricas e rádio com MP3, USB, SD, auxiliar e Bluetooth.

Para toda a linha Fox, que inclui o CrossFox, a maior novidade é a nova arquitetura eletrônica, que o equipara à linha Gol. O quadro de instrumentos tem novos grafismos e o acionamento dos faróis é agora feito por comando rotativo com acabamento chrome effect.

Na linha 2014 o Golf recebeu, em sua versão de base, grade do radiador pintada de preto brilhante e apliques nas grades inferiores do parachoque. O modelo passa a ter controlador de velocidade desde as versões de entrada, tanto com motor 1.6 quanto com o motor 2.0. Motor Quatro Julho 2012 27


apresentação linha VW 2014

A jovialidade do Fox Rock In Rio Para homenagear um dos festivais de música mais icônicos do Brasil, o VW Fox ganhou a versão Rock in Rio, que se baseia nos equipamentos de série da versão topo de linha Highline. O VW Fox Rock In Rio é oferecido exclusivamente com motor 1.6 e sólidas vermelho Tornado, branco Cristal, preto Ninja, azul Boreal e prata Sargas. A série especial será produzida apenas durante seis meses, de abril até setembro, quando acontece o festival musical. Alguns dos diferenciais dessa versão são a grade do radiador, adesivos laterais nas portas, logotipos Rock in Rio resinados, espelhos externos em Chrome effect, rodas de liga leve 15”, lanternas escurecidas, adesivos entre os refletores. adesivo sob a placa traseira, spoiler na cor do veículo. interior escurecido com detalhes vermelhos, volante revestido de couro, coifa com costuras vermelhas, novos figurinos de bancos com bolsos laterais e etiquetas bordadas cinzeiro com logotipo resinado e adesivo de soleira com placa metálica.

No interior, filetes vermelhos e a etiqueta com a guitarra nos bancos

Gol top de linha agora se chama Gol Highline A versão mais equipada do Volkswagen Gol, que antes tinha o nome de Power, agora é chamada de Gol Highline (O Voyage Comfortline também passa a ser Highline). Assim como no Fox, o Gol Highline tem ar-condicionado de série e, como já disponível com a denominação anterior, tem de série os freios com sistema antitravamento ABS e airbags frontais, o que inclui os cintos 28 Julho 2012 Motor Quatro

de segurança dianteiros com prétensionador e limitador de carga. O Gol tem também como opcional o pacote BlueMotion Technology, disponível apenas com o motor 1.0l TEC. Essa configuração inclui pneus verdes 175/70 R14, que têm menor resistência ao rolamento, indicador digital de consumo instantâneo de combustível e indicador digital da marcha ideal.

Comando rotativo para acionar faróis


linha VW 2014 apresentação

O Volkswagen Golf geração IV, ainda produzido no Brasil, logo dará lugar à sétima geração

Voyage, Polo Hatch Sportline e Polo Sedan Comfortline ganham novos detalhes de acabamento

Confira o preço de todos os novos Volkswagen 2014 Gol G4 1.0 2 portas R$ 25.750 Gol G4 1.0 Ecomotion 2 portas R$ 25.750 Gol G4 1.0 4 portas R$ 27.780 Gol G4 1.0 Ecomotion 4 portas R$ 27.780 Novo Gol 1.0 2 portas R$ 28.280 Novo Gol 1.0 4 portas R$ 29.910 Novo Gol 1.6 2 portas R$ 33.210 Novo Gol 1.6 4 portas R$ 34.850 Novo Gol 1.6 I-Motion 2 portas R$ 36.000 Novo Gol 1.6 I-Motion 4 portas R$ 37.640 Novo Gol 1.6 Highline 4 portas R$ 44.690 Novo Gol 1.6 Highline I-Motion 4 portas R$ 47.480 Novo Voyage 1.0 4 portas R$ 33.790 Novo Voyage 1.6 4 portas R$ 38.590 Novo Voyage 1.6 I-Motion 4 portas R$ 41.380 Novo Voyage 1.6 Highline 4 portas R$ 47.190 Novo Voyage 1.6 Highline I-Motion 4 p. R$ 49.980

A linha Fox foi a que mais se atualizou. Agora, todas as versões são equipadas de série com direção hidráulica, conta-giros, banco do motorista com regulagem de altura, chave canivete, faróis com máscara negra, rodas de aço de 15” com calotas, para-choques pintados na cor da carroceria, limpador, lavador e desembaçador do vidro traseiro e aviso sonoro dos faróis ligados. O rádio do Fox, que tem entradas auxiliar, USB e cartão SD, tem maior interação com o I-System, que fornece informações na tela do rádio e no display central do painel. Quando equipado com o sensor de de obstáculos traseiro, o rádio mostra na tela e uma barra indicando a distância do obstáculo, com beep. O sistema de mensagens no painel também informa o ECO Comfort, dispositivo presente em todas as versões com I-System que orienta o motorista a dirigir de forma mais econômica. , como a mensagem: “Não acionar o acelerador na partida do motor” e “Não acionar o pedal do acelerador com o veículo parado”.

Fox 1.0 4 portas R$ 33.770 Fox 1.6 4 portas R$ 37.470 Fox 1.6 I-Motion 4 portas R$ 40.260 Fox 1.6 Rock in Rio 4 portas R$ 44.690 Fox 1.6 Highline 4 portas R$ 45.990 Fox 1.6 Highline I-Motion 4 portas R$ 48.780 CrossFox 1.6 4 portas R$ 50.600 CrossFox 1.6 I-Motion 4 portas R$ 53.390 Polo 1.6 4 portas R$ 47.810 Polo 1.6 I-Motion 4 portas R$ 50.600 Polo 1.6 BlueMotion 4 portas R$ 52.210 Polo 1.6 Sportline 4 portas R$ 50.900 Polo 1.6 Sportline I-Motion 4 portas R$ 53.690 Polo Sedan 1.6 4 portas R$ 50.570 Polo Sedan 1.6 I-Motion 4 portas R$ 53.360 Polo Sedan 1.6 Comfortline 4 portas R$ 52.800 Polo Sedan 1.6 Comfortline I-Motion 4 p. R$ 55.590 Polo Sedan 2.0 Comfortline 4 portas R$ 56.290 Golf 1.6 4 portas R$ 52.760 Golf 1.6 Sportline 4 portas R$ 57.290 Golf 2.0 Sportline A/T 4 portas R$ 62.620 Golf 2.0 A/T 4 portas R$ 59.580 Motor Quatro Julho 2012 29


impressões

TRIUMPH TIGER 800XC Uma big trail cheia de emoções. A começar pelo ronco

FOTOS guilherme marazzi e divulgação

P

ode até ser um clichê, mas não poderia iniciar a descrição dos atributos da Triumph Tiger 800XC sem mencionar o ronco do motor. E com um certo entusiasmo. Mas o que há de especial nesse motor, além de ser um competente tricilíndrico em linha transversal com cilindrada de 799 cm3, duplo comando e quatro válvulas, que fornece 94 cv de potência a 9.300 rpm e 8,1 kgfm de torque a 7.850 rpm? Pode ser o caso de um certo saudosismo, mas tudo 30 Outubro 2012 Motor Quatro

começou com os automóveis DKW nos anos 60. Seus motores de três cilindros em linha marcaram uma geração de aficionados por corridas, já que a marca participava ativamente das competições. Nos anos 70 foi a vez das Kawasaki e das Suzuki tricilíndricas cutucarem nossa memória emocional novamente pelo ronco inconfundível desse tipo de motor. E não se trata do som do escapamento, mas sim da frequência de vibração que apenas um tricilíndrico pode ter.

As Triumph já têm como característica mais marcante a utilização de tricilíndricos que, mesmo sendo de quatro tempos e não de dois, como nos casos anteriores, ainda assim fazem a alegria desses mesmos aficionados. Fácil deduzir, então, que o melhor desta Triumph Tiger 800XC é esticar as primeiras marchas apenas para curtir um som. A Tiger, no entanto, tem outras virtudes, como, por exemplo, a versatilidade que permite utilização tanto na estrada como fora dela.

a favor A versatilidade de uma ótima on/off road, com suspensões perfeitamente adaptadas a esses dois usos, a elasticidade do motor, a boa posição de pilotagem e o atraente visual.

contra A relação muito alongada das primeiras marchas, o que às vezes sacrifica o conforto em uso urbano. A roda dianteira de 21” não facilita curvas rápidas no asfalto, mas torna a Tiger ótima no off road.


impressões triumph tiger 800xc

Ficha técnica

O banco pode ser regulado na altura para ficar de 845 mm até 865 mm

A big trail tem excelente desempenho e estabilidade tanto no asfalto como fora dele

Motor: transversal,4T Cilindros: 3 em linha Cilindrada: 799 cm3 Refrigeração: a água Potência: 94 cv Torque: 8,1 kgfm Câmbio: 6 marchas Transmissão: corrente Partida: elétrica Pneu (d): 90/90 ZR 21 Pneu (t): 150/70 ZR 17 Compr. : 2.215 mm Largura: 865 m m Altura: 1.390 mm Entre-eixos: 1.545 mm Altura do banco: 865 mm Peso: 215 kg Tanque: 19 litros

O motor é elástico o suficiente para uma pilotagem bastante esportiva, principalmente nas rotações mais elevadas. Em rotações mais baixas o tricilíndrico já não é tão suave, mas dispõe de torque suficiente para uso urbano. Apenas as relações mais alongadas das primeiras marchas às vezes atrapalha quando se deseja rodas muito na maciota. A Tiger 800XC é alta e tem porte de big trail, mas é possível regular o banco para que fique até 20 mm mais baixo. Certamente uma boa possibilidade não só para os mais baixinhos como também para quem quer pilotar na cidade com mais conforto e segurança na hora de colocar os pés no chão. A lista de equipamentos adicionais para a Tiger é grande, incluindo um conjunto de malas para longas viagens. Montada em Manaus, AM, a Tiger 800XC custa R$ 39.900, com freio ABS de série, e tem como principal rival a bicilíndrica BMW F 800GS, também montada na capital amazonense, custando R$ 43.300. Motor Quatro Outubro 2012 31


top cars

Viper srt

time attack

VersĂŁo despojada pesa menos e terĂĄ apenas 33 unidades na exclusiva cor Orange Crusher

32 Agosto 2012 Motor Quatro


P

ara atrair a fiel clientela de Porsche e Ferrari, a quinta geração do Viper, lançada há quase um ano, ficou muito mais luxuosa e sofisticada. Mas essa é uma característica que se pode esquecer quando o assunto for a edição especial TA – Time Attack. Mais leve e muito mais potente, o Viper SRT TA dispensa firulas como bancos de couro ou sistema de áudio, agregando basicamente apenas aquilo que pode resultar em máximo desempenho, aumentando a força do motor e reduzindo o peso do carro.

top cars O objetivo dessa versão do Viper, que se assemelha à de competição ACR porém é homologado ser utilizado para ruas e estradas, foi a de oferecer um esportivo capaz de ter excelente desempenho nas 150 pistas de corrida dos Estados Unidos, nas quais seus proprietários têm o costume de passar algum tempo acelerando. Com a vantagem de poder ir e voltar para casa com o próprio carro. A configuração das suspensões visa maximizar o desempenho dos pneus Pirelli P Zero Corsa, que são montados em ultra-leves rodas Sidewinder II. Os amortece-

dores Bilstein Damptronic de duas vias apresentam níveis de amortecimento ainda mais firmes do que os dos atuais Viper GTS. Amortecedores, molas barras estabilizadoras de competição têm ótimo desempenho em pistas. Os braços das suspensões, originalmente de alumínio, foram substituídos por braços de fibra de carbono, firmemente ancorados nos quatro apoios do compartimento do motor, o que contribui para o aumento de 50% na rigidez à torção do Viper Time Attack. Com base no excelente desempenho do sistema de

freio de classe mundial na SRT Viper 2013, os engenheiros da SRT trabalharam em conjunto com a equipe da Brembo para conseguir chegar em um sistema que aumenta a capacidade térmica e otimiza a dissipação de calor, proporcionando maior eficiência em situações extremas. As pinças dos freios do Viper SRT TA têm acabamento anodizado preto com o logotipo do Viper laranja, na exclusiva cor Crusher Orange, a mesma cor da carroceria. Um avançado pacote aerodinâmico inclui splitters dianteiros e spoilers traseiros de fibra de carbono.

Motor Quatro Agosto 2012 33


top cars

O Viper SRT Time Attack terá apenas 33 unidades pintadas nesse tom de laranja, chamado de Crusher Orange

viper srt time attack

Ficha técnica

...o torna arisco e divertido

Um pacote aerodinâmico inclui splitters dianteiros e spoiler traseiro de fibra de carbono

O alumínio da suspensão deu lugar à fibra de carbono 34 Agosto 2012 Motor Quatro

O motor do Viper SRT TA, que fica posicionado atrás do eixo dianteiro do carro, é artesanal, todo em alumínio e com 8,4 litros de cilindrada. Trata-se de um V10 de 640 cv de potência e 83 kgfm de torque – a maior entre todos os esportivos naturalmente aspirados de todo o mundo. O Viper SRT TA pesa 1.520 kg. No interior, o SRT Viper TA tem configuração do cockpit totalmente orientada

Motor: V10 Cilindrada: 8.382 cm3 Potência: 640 cv Torque: 83 kgfm Câmbio: manual, 6 m Tração: traseira Pneus: 335/30-ZR19 Compr. : 4.463 mm Largura: 1.941 mm Altura: 1.247 mm Entre-eixos: 2.510 mm Tanque: 70 litros Peso: 1.520 kg

para o piloto, com bancos do tipo concha da Sabelt revestido de tecido balístico de competição. Tanto o piloto quanto o passageiro têm cintos de segurança de 6 pontos. Apenas 33 unidades do Viper SRT TA na exclusiva cor Crusher Orange serão produzidos na fábrica de Detroit, com previsão de início apenas no terceiro trimestre de 2013. O preço? O Viper Time Attack custará cerca de US$ 100.000. Lá.


clássicos

Corrida de calhambeques

Anualmente, uma corrida de clássicos agita o interior de São Paulo

S

e estas fotografias fossem em preto e branco, qualquer um poderia jurar que esta corrida aconteceu há mais de 70 anos. Mas o Pé na Tábua – Corrida de Calhambeques – é uma prova atual, promovida por um apaixonado pelos carros clássicos no interior de São Paulo. No autódromo do Speed Park, em Franca, SP, 60 automóveis fabricados

até 1936, conhecidos popularmente por calhambeques, participaram de vários tipos de competição, inclusive aquela que dá o nome do show: com o “pé na tábua”. É emocionante ver os “Fordinhos deitando o cabelo”. Mas também há a prova da Marcha Lenta, na qual quem vence é quem chega por último. Detalhe: o “piloto” conduz o carro a pé, apenas manten-

do o carro em movimento na marcha lenta por uma distância de 100 m. A categoria Miscelânea traz o charme dos automóveis do começo do século passado, e na pista, eles desfilavam com elegância seus detalhes de cromados e acabamentos. Na categria Speed, a mais rápida, o vencedor foi o piloto Nelson Piquet e seu Lincoln 1927 de corrida. Motor Quatro Outubro 2011 35


Cultura do Automóvel  

Edição 4 - abril/2013

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you