Page 1

Mário, o menino imaginário Victor Peres e Perez Ilustrações de Arthur Vergani


Tum-tum... tum-tum... Quem bate à porta é o Mário. Só que ninguém o vê, É um menino imaginário!


...


Mário, o menino imaginário Victor Peres e Perez Ilustrações de Arthur Vergani


Meninos imaginários Como Kevin, Luigi e Tião Têm amigos de verdade, Só o Mário não tem, não!

6

Kevin, grande amigo do Felipe, É astronauta e gosta de sorvete. Juntos passeiam pelo mundo Viajando num foguete!

7


O Luigi é amigo da Mariana E faz pizza que é uma beleza. Brincam que ele é o cozinheiro E que ela é uma princesa!

8

O Tião é amigo do Fernando. Toca pandeiro, gaita e violão, Inventam músicas compridas Que nunca chegam ao refrão.

9


Em um belo dia de verão, O Luigi apareceu chorando. Todos quiseram saber o motivo E ele foi logo se explicando.

10

“Mariana vai ter um irmãozinho E logo vai me abandonar Ele será seu amigo, Eu vou perder meu lugar...”

11


“E de onde vem o menino?”, O Tião quis entender. “Vem da barriga da mãe Fica lá até nascer.”

12

“Mas eu não nasci de barriga”, Disse Kevin impaciente. “Uma criança me criou Isso é bem diferente.”

13


“Você tem toda razão”, Mas logo acrescentou “Mesmo sendo imaginário Alguém um dia te inventou!”

14

“Alguém me imaginou?” Mário pensa em quem seria E lembrou-se de um menino Que há muito ele não via.

15


“Um menino de verdade Foi o meu único amigo. Brincava o dia inteiro Eu com ele, ele comigo.” Roberto era seu nome. Era um grande inventador, Contava histórias sem fim E todas elas de amor.

16

17


Pesquisou na internet Até achar o tal Roberto. Descobriu que trabalhava Em local ali bem perto. 18

Correu para o escritório E ao chegar na portaria Um rapaz lhe perguntou O que é que ele queria. 19


“Posso falar com o Roberto? Diga a ele que é o Mário!” “Mário? Mas que Mário?” “Mário, o menino imaginário!”

20

Quando Roberto atendeu Achou que era brincadeira, Mas o porteiro alertou: “Esta história é verdadeira!”

21


Roberto então se lembrou Que quando ele era criança Inventou um grande amigo Que o enchia de esperança.

Desceu correndo as escadas, Coração batendo forte. Quando olhou de longe o Mário, Viu que tinha muita sorte! 22

23


“Que saudades, meu amigo!” Deu no Mário um belo abraço. “Vou te levar pra passear E contar o que eu faço.”

24

Voltaram a lugares da infância, Andaram por ruas e praça. Roberto até subiu em árvore, E Mário em tudo achava graça.

25


“Por que me abandonou?”, Mário queria saber E Roberto gaguejou, Não sabia responder!

Quando pararam um pouquinho Pra comer cachorro-quente Surgiu logo uma pergunta Até um pouco indecente: 26

27


“Peço desculpas, amigo... A gente cresce, é estranho. Já não corre mais na rua, Já não canta mais no banho...” “Hoje, vivo trabalhando Desde cedo todo dia Faço isso, faço aquilo, Mas perdi a alegria...” 28

Então, Mário disse: “Eu sei bem o que é isso, Também vivo bem cansado Só que não tenho serviço!” 29


Roberto deu um sorriso, Então Mário perguntou: “Em que você trabalha?” “Hoje, eu sou escritor...”

“Você ainda inventa histórias!” Disse Mário, bem contente. “Ande logo, conte agora Uma história diferente!” “Não é bem assim, amigo. Preciso de inspiração...” “Ora, não seja bobo... Apenas ouça seu coração!”

30

31


Tum-tum... tum-tum... O coração bate toda hora, Mas este toque é diferente. Quem está batendo agora?

Roberto fechou os olhos, Cara de concentração, Um dedo botou no ouvido E no peito, a outra mão. 32

33


Tum-tum... tum-tum... Roberto abriu a porta. “Bem-vindo”, falou ao Mário, “Como é bom te ter de volta!”

34

35


Evoluir, 2016 Este livro atende às normas do novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, em vigor desde janeiro de 2009. Título original: Mário, o menino imaginário Autor: Victor Peres e Perez Ilustrações: Arthur Vergani Design gráfico: Gabriela Ferreira Revisão: Elisa Andrade Buzzo

Conselho editorial: Bia Monteiro, Chico Maciel, Fernando Monteiro, Flavia Bastos, Lilian Rochael e Uriá Fassina

Fonte: Dupper Tiragem: 3600 unidades Papel miolo: Offset 180g/m² Papel capa: Suzano Art Premium Tech 300g/m² Impressão: Meltingcolor isbn: 978-85-8142-111-7 Impresso em novembro de 2016

Esta obra é licenciada sob uma Licença Creative Commons 4.0 Internacional que permite que você faça cópias e até gere obras derivadas, desde que não as use com fins comerciais e que sempre as compartilhe sob a mesma licença. Evoluir · fbf Cultural Ltda. Rua Aspicuelta, 329 · São Paulo-sp · cep 05433-010 (11) 3816-2121 · ola@evoluir.com.br · www.evoluir.com.br

Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) P438m

Perez, Victor Peres e. Mário, o menino imaginário / Victor Peres e Perez ; ilustrações: Arthur Vergani. – São Paulo : Evoluir, 2016. 36 p. : il. ; 24 cm. 1. Literatura infantojuvenil brasileira. 2. Imaginação. 3. Rimas infanto-juvenis. I. Vergani, Arthur. II. Título.

cdu 087.5 cdd 028.5

Índices para catálogo sistemático 1. Literatura infantojuvenil brasileira 087.5 Bibliotecária responsável: Sabrina Leal Araujo – crb 10/1507

sobre o autor Victor é um gestor ambiental e vive inventando e contando histórias. Autor de diversos textos lidos apenas por amigos, realizou um de seus muitos sonhos ao publicar seu primeiro livro pela Evoluir, empresa onde trabalhou na área de projetos socioeducativos.

sobre o ilustrador Arthur Vergani é designer e ilustrador. Trabalhou como designer na Cosac Naify, editora conhecida por seus projetos gráficos inovadores. Atualmente, se dedica ao estúdio Pindó, escritório onde é sócio e fundador.


Em um grupo de amigos imaginários, Mário é o único que não tem um amigo real. Ao lembrar que um dia foi criado por um menino de verdade, Mário embarca numa jornada para reencontrá-lo.

realização

v e n da pro ibida

Mário, o menino imaginário  
Mário, o menino imaginário  
Advertisement