Page 1

cola

Es

A

na

..

ma


..


APRESENTAĂ‡ĂƒO Com a ďŹ nalidade da formulação de um projeto de ESCOLA, o presente trabalho busca integrar a necessidade de um local de ensino em uma comunidade que sofre com a falta de uma instituição pĂşblica no seu entorno. Deste modo, o grupo visou um modelo escolar capaz de ser instaurado em um curto perĂ­odo de tempo visto proximidade com a realidade. No entanto, ainda assim foram abrangidos conceitos utĂłpicos desde o mĂŠtodo pedagĂłgico instaurado atĂŠ a tipologia ďŹ nal, criando um ambiente lĂşdico em contraponto com as tipologias existentes atualmente, que limitam a criatividade dos alunos. O trabalho compĂľe a avalização da matĂŠria de Projeto ArquitetĂ´nico 6 da FAU | UnB, orientado pela professora Raquel Blumenschein e o professor Augusto Esteca.

.. Filipe Alves | Gabriela Tavares | Vitor Charao


INTRODUÇÃO Localizado no distrito de Paranoá - DF, a escolha do terreno, com 10.726,785 m², decorre da demanda pelo ensino PÚBLICO no entorno. Deste modo, objetiva-se atender a necessidade da população com relação a falta de creches, possibilitando que as famílias possam trabalhar e ter um espaço próximo como referência educacional, e também notou-se a escassez dos módulos de pré-escola e do fundamental 1, tendo atualmente mais alternativas privadas e distantes.

O ambiente escolar visa permitir a INTEGRAÇÃO com o entorno, não sendo um espaço fechado para dentro, mas sim aberto para a COMUNIDADE, com o intuito de permitir um acesso a CULTURA por intermédio de oficinas, teatros, danças e esportes, sendo assim, atividades que englobem todos.

Quanto ao ensino, busca-se o ALTERNATIVO como visão da nova educação, permitindo que os alunos construam seu conhecimento, como defendido pelo método construtivista, onde o professor tem papel de orientador. E deste modo, a arquitetura se insere através da DINAMICIDADE da forma e do contato com o local para servir como ferramenta de inspiração para a educação.


LEGISLAÇÃO LEI 9394/96 | ECA

• Garantia do transporte; • Educação no meio rural: adequado a zona; • Educação básica gratuita e obrigatóra; • Organizar calendário e método pedagógico adequado ao local/população; • Atendimento especializado para alunos especiais; • Garantia de alimentação; • Serviço de apoio para educação especial; • Criança e adolescente têm direito a brincar e divertir-se; • Vaga na escola mais próxima a partir dos 4 anos;

RCA INTE

I MP

NORMATIVOS • A entrada de alunos deve estar, preferencialmente, localizada na via de menor fluxo de tráfego de veículos; • Faixa de pedestre, sinalização e semáforo; • Refeitório térreo voltado para o nascente e em bloco isolado; • Sanitários com acessibilidade; • Janelas ao alcance visual das crianças;

NORMATIVOS • Espaço arborizado, com 20% da área total construída e brinquedos de playground; • Todos os elementos do mobiliário da edificação, como bebedouros, balcões, bancos de alvenaria, entre outros, devem ser acessíveis.


LOC A

| PARANOÁ O Ã Ç A Z LI


ANÁLISE DO TERRENO Coordenadas: 15º45’43,8’’S 47º45’08,2’’W Area: 10.169,103 m²

O terreno apresenta dissimilitude de 10 metros entre o pontos mais alto e mais baixo, assim aconselhando-se uma equidade entre os cortes e aterros; A orientação longitudinal (sentido leste-oeste.) tem a maior dimensão. Dado essa informação, trabalhamos as fachadas orintadas ao norte e sul. Onde não foi possível essa orientação, o trabalho de brises fora aplicado as fachadas.

As massas de edificações ao entorno do lote, se dá em suma maioria de áreas residenciais tradicional e conjunto habitacional de interesse social. Ao norte e sul são dadas as pretenções de futuras incorporações de edificação com tipologia institucional no eixo paralelo a uma grande via.

Foram identificados 2 grandes fluxos (A nordeste e oeste) que converge ao terreno e que, a partir deles, determinaram-se os 2 principais acessos do projeto. e um traçado regulador do projeto ao abraçar esses dois grandes fluxos e reforçando a diretriz de integração entre a comunidade.


PROGRAMA D

- Creche I . 6 - 11 meses : Duas salas de 62m² com fraldário - Creche II . 1 - 2 anos: Duas salas de 40 m² - Creche III . 2 - 4 anos: Duas salas de 40 m² - Banheiro: Masculino c/ PNE - 31 m² ; Feminino c/ PNE - 31 m² - Sala dos cuidadores - 16 m² - Cozinha + despensa - 40,5 m² Para preparo dos alimentos sem precisar percorrer até o refeitório - Lactário - 5 m² Para armazenamento de leite materno - Lavanderia + armários - 9 m² - Sanitário PNE - FEM. e MASC. - 20 m² cada

FUN D

HE

A L O C S E

PRÉ -

CRE C

* COM BASE NO PROGRAMA DO FNDE

TAL 1 N E AM

- Salas Apoio: 6 salas temáticas para revezamento durante o mês, para trazer dinamicidade e curiosidade nas crianças. As salas também apresentam móveis flexíveis que permitem ser encaixados para o espaço ficar livre para atividades e hora da soneca. 40 m²

- Salas Rotativas: 10 salas temáticas para revezamento durante o mês, para trazer dinamicidade e curiosidade nas crianças. As salas também apresentam móveis flexíveis que permitem ser encaixados para o espaço ficar livre para atividades e hora da soneca. 48 m²

- Laboratórios divertidos: 2 laboratórios - ciência maluca e matemágica - para despertar o conhecimento na prática com brincadeiras. 40 m²

- Laboratórios divertidos: 2 laboratórios - ciência maluca e matemágica - para despertar o conhecimento na prática com brincadeiras. 48 m²

- Mini-biblioteca: Espaço de contato direto com livros, adaptado ao tamanho das crianças para terem acesso quando quiserem. 20 m²

- Biblioteca: Espaço de contato direto com livros, adaptado ao tamanho das crianças para terem acesso quando quiserem.

- Banheiros: Adaptado ao tamanho das crianças e com PNE incluso. Banheiro femino e masculino 22 m²

- Banheiros: Adaptado ao tamanho das crianças e com PNE incluso. Banheiro femino e masculino 22 m²


ADM

E NECESSIDADES TRAÇÃO S I N

- Recepção : Com secretário e local de espera - Escritórios: Para funções administrativas e atendimentos rápidos

REF EI

RIO TÓ

- Cozinha : Com espaço para cocção, preparo e lavagem

MULTIUSO O Ç

PAIS A

ESP A

- Despensa: Para diferentes alimentos e em contato direto com carga e descarga

MO GIS

- Sala dos professores: Ficando os professores do pré embaixo e do fundamental em cima.

- Almoxerifado: Para depósito de materiais de escritório e máquinas específicas como impressoras grandes.

- Banheiros: Com acessibilidade para os funcionários.

- Coordenação: Sala separada para a administração geral da escola

- Área para comer: No caso há uma dentro do espaço destinado ao refeitório, que é coberta totalmente e há um externa para lanches ao ar livre

- Depósito: Para diferentes alimentos e em contato direto com carga e descarga

- Banheiros: Exigência por normativo

- Recepção Com função de distribuir os fluxos quando o espaço for usado pela comunidade do Paranoá

- Sala de teatro Com finalidade de estimular a interação das pessoas/crianças

- Sala de música Para treinamentos com local para depósito de instrumentos

- Sala de artes Com material de apoio adaptável as diferentes idades/alturas

- Vestiário Para os funcionários trocarem de roupa e deixar seus pertences. - Área de serviço

- Salas para aulas / workshop Salas para oferta de aulas extras como curso para cuidados com a horta

- Sala de dança Para estimulo de todos e inclusão de exercícios físicos

- Biblioteca Com grande acervo e espaços ergonômicos

- Tatame Como a sala de dança, serve para estimular a prática de esportes por todos

- Entradas + Entrada espaço multiuso A finalidade é voltar todas as faces da escola para as ruas, não criando espaços cegos e retomando o conceito de convergência

- Horta A horta foi colocada no interior da escola para que sempre seja cuidada e lembrada, mas o acesso para ela é válido para todos.

- Pátios Espaços livres para brincar, sentar na grama, nos bancos e comer onde quiser.

- Parquinhos Foi pensado dois parquinhos levando em conta a diferença de estaturas entre as crianças

- Banheiros Nos dois módulos para atender melhor a população - Elevador e escada para emergência Necessidade visto salas de aula acima, respeitando deste modo a norma do corpo de bombeiros

- Área de lanches A fim de trazer a vivência ao espaço e explorar a área foi criado um local para lanchar do lado de fora, ou mesmo apenas para sentar em um local com cobertura diferente.

- Estacionamento Em contrapartida com o Código de Obras do DF, optou-se por colocar apenas estacionamento para ônibus escolar, para estimular o transporte público e o emprego local.

- Externo Paisagismo para abranger todos e direcionar para o interior da escola.

- Carga e Descarga Prevista em contato com o refeitório para facilitar a função de abastecimento.


CONCEITOS + DIRETRIZES Integração

A arquitetura no conjunto educacional tem a finalidade de buscar a funções culturais, esportivas e de lazer, com uso em turno integral, para poder propiciar espaços convergentes que agreguem a comunidade, fazendo com que essa se sinta acolhida e atuante no processo da educação das crianças e tendo um espaço de lazer.

Dinamicidade

Aplicado através configuração de linguagens e vocabulário contemporâneo, para que possa se justificar e melhor aplicar formas luúdicas através de curvas. A apropriação do espaço se dá essêncialmente e através de cores, forma e função para compor o conceito de dinamicidade.

Permeabilidade

Permeabilidade visual com conciliação com o vocabulário contemporâneo e seus materiais. Deste modo a escola precisa ser aberta para todo os lados, permitindo um fluxo dinâmico e quebrando a ideia de espaço ocioso quando não em aula.

Modular

Estrutura dada através de módulos; Módulos dados por pórticos, gerando uma maior simplicidade para expansões e posteriores alterações visto vedações sem papel estrutural. Deste modo, opta-se por utilizar vedações no mesmo material que os pórticos, permitindo melhor trabalho das estruturas e visando uma obra rápida e com baixos resíduos.

Biofilia

Contiguidade do usuário com a natureza através da presença de materiais como a madeira, desfruto de bolsas verde integradas a necessidade dada pelo método pedagógico. Assim trazendo um maior conforto para quem utilizar o local.


Referências Arquitetônicas SOU FUJIMOTO

MA YANSONG

Arquiteto japonês que traz com frequência o conceito da biofilia utilizando internamente em seus projetos espécies de planta, integrando os espaços e permintindo a permeabilidade visual

Projetos:

Arquiteto chinês que demonstra grande aptidão com formas orgânicas, desafiando a estrutura e utilizando tecnologias para isto.

Projetos:


ZON EA M

O T EN

S O X U L F E N O zoneamento foi pensado com base nos acessos que consideramos importante, por isso há um caminho estruturador que permitiu termos dois acessos para alunos nas fachadas laterais do terreno e um acesso central para os momentos que o local estiver aberto para o entorno. LEGENDA Tensor Primário Tensor Secundário Tensor Terciário Entradas Pátios internos Creche

Estacionamento

Administração Pré-escola + Fundamental 2 Espaço Comum com Comunidade Refeitório

Logo, priorizou-se por destinar o espaço multiuso em maior contato com a rua, ficando assim a parte de ensino e refeitório privados principalmente por questões sonoras provenientes do acesso de ônibus escolares. Ressalta-se que apesar de nomeado como uso comum, este espaço também será usado pelo alunos, criando pertencimento e senso de dono de todos, buscando assim um cuidado com o espaço público.


FORMA GERADORA N

A forma foi iniciada pensando na geometria que direciona, no caso foi estudado a circunferência, que apresenta um ponto central de modo que todos as linhas radiais saem de lá. Com isso foi possível buscar a fundo o conceito de integração defendido pelo grupo, no intuito de abranger toda a população do entorno para fazer parte do projeto.

Em sequência levou-se em conta os fluxos predominantes no terreno, de acordo com o fluxo do transporte e o de pessoas. Foi notório que o terreno fica na divisa com uma habitação de interesse social, o Parque Paranoá. Desde modo, a escola entra como papel de integradora do espaço, unindo duas metades separadas por um projeto segregador.

N

N

N

Seguindo a intenção agregadora e centralizada que permite a forma circular, estudou-se o uso de uma grelha estrutural radial, desse modo a estrutura poderia ser independente da vedação e permitiria configurações variadas de acordo com a necessidade do espaço, podendo, assim, se modificada posteriormente.

Por fim chegou-se a uma forma que abrange os conceitos defendidos, permitindo o uso do espaço em tempo integral e não gerando um espaço ocioso, visto apresentar diferentes funções de acordo com necessidades culturais de uma região.


Sistema Construtivo Na mesma linha dos pórticos, foram pensadas estruturas capazes de sustentar uma cobertura curva e criar espaço para as caixas d’água e casa de máquinas. Além disto, sua forma permite o acesso da ventilação natural e o aproveitamento da iluminação.

Pórtico de madeira laminada colada. Responsáveis pela estrutura do prédio, tem vão de 10m e também funciona como elementro estético, gerando a dinamicidade do conceito também no interior, onde em conjunto com o forro apresenta forma curva.

A opção da rampa foi escolhida com a finalidade de gerar acessibilidade para o segundo pavimento, deste modo, sua forma curva conecta-se a forma de toda edificação, mantendo o conceito e o lúdico.

Conectando os espaços há uma passarela, que permite o acesso dos alunos do fundamental 1 para outras salas. Como o uso é de passagem esta foi possível sem o uso de treliças para sustentação, estando apoiadas nos pórticos.

Para vedações optou-se por wood frame e janelas na altura das crianças. O wood frame foi escolhido para manter o uso da madeira em toda estrutura e permitir melhor trabalhabilidade dos materiais compatíveis.


Movimento Convergente


PRANCHAS


Fachada Norte

Fachada Leste

Fachada Oeste

Planta - Piso TĂŠrreo

Norte

Fachada Sul


Inclinação = 1%

Abaixo

Inclinação = 1%

Inclinação = 1%

Inclinação = 1%

Desce

Desce

Inclinação = 1% Inclinação = 1%

Planta - 2º pavimento

Corte

Norte


Caderno | PA6 - Escola Anama  

Caderno Final de Projeto Arquitetônico 6

Caderno | PA6 - Escola Anama  

Caderno Final de Projeto Arquitetônico 6

Advertisement