Page 1

FUNFARME n

o

t

Ano XV / Nº 184 - Julho - 2017

í

c

i

a

s

Governador Geraldo Alckmin, secretário de Saúde, David Uip, autoridades e lideranças do complexo Funfarme descerram as placas de inauguração da Unidade de Radioterapia

Governador Geraldo Alckmin e secretário David Uip inauguram Unidade de Radioterapia Páginas 4 e 5

Equipe da nova Unidade do Hospital de Base, na sala do Acelerador Linear Varian, modelo Trilogy, um dos mais modernos do mundo


Revista Funfarme

Editorial

Crescimento contínuo e sustentável Em meio a uma das maiores crises por que passa a Saúde na história do Brasil, o complexo hospitalar da Funfarme mantém-se não só em pleno funcionamento, como vem realizando importantes investimentos em novos setores e instalações, tecnologia em equipamentos e na capacitação e aprimoramento de seus colaboradores, tudo em benefício da população. Esta edição da Revista Funfarme, a exemplo das anteriores, retrata esta realidade, a começar pelo fato mais significativo, a inauguração da Unidade de Radioterapia, que faz do nosso complexo referência também no tratamento de câncer no Estado de São Paulo. A Radioterapia é o exemplo mais recente do que a nossa Fundação vem realizando nos últimos 9 anos. Números expressivos, sobretudo se considerarmos a crise econômica que vivemos ao longo deste período. Nestes 9 anos, realizamos 109 obras, entre reformas, melhorias e construções de novos setores e edificações, e adquirimos 2.794 equipamentos. Ao mesmo tempo em que fizemos tantos investimentos, conseguimos manter as finanças da Funfarme equilibradas. Durante a inauguração da Radioterapia, o governo Geraldo Alckmin e o secretário da Saúde do Estado, David Uip, fizeram questão de destacar esta nossa realidade, como você pode conferir na página 4 desta edição. São conquistas resultantes da seriedade e responsabilidade com que conduzimos a gestão da Funfarme e de suas Unidades e da dedicação e profissionalismo de cada um de vocês, colaboradores. Importante destacar que tanto investimento é feito por uma instituição em que 80% ou mais do atendimento é dedicado ao SUS, cuja remuneração pelos nossos serviços está há muito defasada. Não devemos, no entanto, nos iludir. A crise é gravíssima e o futuro, preocupante. Temos que tomar decisões e agir com responsabilidade e de acordo com nossas possibilidades para que a Funfarme mantenha este curso, de crescimento contínuo e sustentável. Isso tem acontecido graças ao trabalho diário dos nossos cerca de 5.000 colaboradores. Que continuemos assim!

Diretoria da Funfarme

Expediente Gestão 2017/2021 Informativo da Fundação Faculdade Regional de Medicina (Funfarme) Ano XV / Nº 184 Julho - 2017 • Presidente dos Conselhos da Funfarme: Dr. Dulcimar Donizeti de Souza • Diretor Executivo da Funfarme: Dr. Jorge Fares • Vice-Diretor Executivo da Funfarme: Dr. Luiz Sérgio Ronchi • Diretora Administrativa do HB: Dra. Amália Tieco R. Sabbag • Vice-Diretor Administrativo do HB: Dr. João Fernando Picollo de Oliveira • Diretor Clínico do HB: Dr. Alceu Gomes Chueire • Vice-Diretor Clínico do HB: Dr. Valdeci Hélio Floriano

2

Funfarme Notícias - Julho - 2017

• Diretor Técnico do HB: Dr. Paulo Nogueira • Vice-Diretor Técnico do HB: Dr. Maurício de Nassau Machado • Diretor do Hemocentro Dr. Octávio Ricci Junior • Diretora Técnica do Hemocentro: Dra. Andreia Aparecida G. Guimarães • Diretor do Ambulatório: Dr. Luiz Sérgio Ronchi • Diretora do Lucy Montoro: Dra. Regina Chueire • Diretor Técnico do Instituto do Câncer: Dr. Carlos Eduardo Miguel • Diretora Administrativa do HCM: Dra. Leila Neves Bastos Borim • Vice-Diretora Administrativa do HCM:

Dra. Maria Lúcia Luiz Barcelos Veloso • Diretor Clínico do HCM: Dr. Paulo Poiati Junior • Vice-Diretor Clínico do HCM: Dr. Wagner Vicensoto • Diretor Técnico do HCM: Gustavo Henrique de Oliveira Produção Editorial: Intermídia Comunicação Empresarial Telefone: 17 3011-5435 Jornalista responsável: MTB 24.527 Jornalista: Fernanda Martinazzi Estagiários: Marina Biaso e Alexandre Souza Diagramação: Roger Goulart Impressão: Gráfica Fotogravura Rio Preto Tiragem: 2000 exemplares


Revista Funfarme

Rio Preto Country Bulls promove Desafio do Bem em prol do HB A partir da esquerda, João Evaristo, responsável pela Captação de Recursos do HB, Robson de Pádua, diretor financeiro da Funfarme, Dr. José Luis Esteves Francisco, diretor adjunto de Administração da Famerp, Dr. Dulcimar Donizeti de Souza diretor geral da Faculdade, Dr. Jorge Fares, diretor executivo da Fundação, Dr. Alceu Chueire, diretor clínico do HB, e Dra. Regina Chueire, diretora do Lucy Montoro

Certamente, a solidariedade foi a grande conquista desta ação e vocês, os verdadeiros vencedores. O valor arrecadado será revertido em benefício a vocês, seus filhos, amigos e parentes que são atendidos na Emergência do SUS do HB. Em nome de toda Fundação, parabéns e obrigado a todos! Dr. Jorge Fares, diretor executivo da Funfarme

Uma parceria, que a comunidade do complexo Funfarme espera que continue por muito tempo, foi firmada este ano. A organização do Rio Preto Rodeio Country Bulls, um dos três maiores do Brasil, dedicou uma de suas noites ao Hospital de Base. No último dia, o grupo de voluntários “Orgulho Caipira” promoveu o “Desafio do Bem”, embate solidário entre o touro Não Me Rele e o peão Leandro Carvalho, durante o qual a renda obtida foi revertida ao HB. O touro venceu, mas não importa. “A real conquista da disputa foi a grande participação da comunidade e de empresários presentes no evento. Agradecemos à Companhia Paulo Emílio e ao Orgulho Caipira por esta iniciativa. Esperamos repeti-la nos próximos anos”, disse o diretor executivo da Funfarme, Dr. Jorge Fares. Além do embate, foi realizado também leilão de uma camiseta autografada do Corinthians, doada pelo jogador Danilo, que levantou R$ 6.500,00 para a instituição. Já o valor obtido no embate solidário, até o fechamento desta edição da revista, ainda não tinha sido totalizado.

Municípios da região arrecadam doações em prol do HB Moradores de Álvares Florence e Potirendaba estiveram na Funfarme, em julho, para entregar o valor arrecadado no 4° Leilão de Gado da cidade, que reuniu cerca de 600 pessoas no Salão de Festas de Santos Reis. Moradores contribuíram para viabilizar o leilão doando peças de roupa, quadros e outros objetos. Em Álvares Florence, a população também contribuiu com a Fundação ao participar do Bazar Solidário, que ofereceu utensílios de cozinha, roupas e acessórios, com valores entre 2 e 5 reais. “Estamos felizes com o resultado e poder ajudar o HB, que é muito importante para a nossa cidade e região”, afirmou Vanice Fernandes, uma das organizadoras do evento.

Em nome da organização do bazar de Álvares Florence, a moradora Vanice Fernandes (ao centro), esteve no HB para entregar os R$ 2.411,00 arrecadados, sendo recebido pela diretora do HB, Dra. Amália Tieco, o superintendente financeiro Robson de Pádua Ribeiro, os diretores da Funfarme, Drs. Luiz Sérgio Ronchi e Jorge Fares, e João Evaristo, responsável pela Captação de Recursos do HB

Grupo de moradores que organizou o leilão de Potirendaba entrega à diretoria e lideranças da Funfarme os R$76.366,89 arrecadados no evento Funfarme Notícias - Julho - 2017

3


Revista Funfarme

Governador Alckmin, autoridades e lideranças da Funfarme observam o teto da radioterapia, cujas luzes remetem à lembrança a estrelas: detalhe que reflete humanização do atendimento

Radioterapia consolida Funfarme como referência no tratamento do câncer no Estado O complexo Funfarme consolidou-se definitivamente como centro de referência no tratamento do câncer no Estado de São Paulo ao inaugurar, no dia 17 de julho, a Unidade de Radioterapia do Hospital de Base, com a presença do governador Geraldo Alckmin, do secretário de Estado da Saúde, A inauguração da David Uip, de prefeitos, depuRadioterapia reforça tados, demais autoridades e o HB como um dos lideranças da Fundação. melhores hospitais do Com alta tecnologia, profissionais altamente qualificaBrasil e o complexo dos, acomodações modernas Funfarme como e humanizadas, a nova Unidaexemplo de como se de irá beneficiar uma populapode oferecer serviços ção de 2 milhões de habitande excelência na Saúde tes, sobretudo, pacientes do SUS. “Grande parte dos pacom menor custo possível, beneficiando a cientes de Rio Preto e região tinha que se deslocar para serpopulação. viços em cidades bem distantes, algumas em outras regiGovernador Geraldo ões do Estado. Se pensarmos Alckmin

100

pacientes poderão ser tratados, ao mesmo tempo, pela Unidade, prioritariamente, do SUS. 4

Funfarme Notícias - Julho - 2017

que o tratamento radioterápico, A Funfarme e normalmente, se prolonga por seus hospitais são 30 dias resta a estas pessoas ter que permanecer nas cidades dos instituições sérias, serviços, afastando-se de suas atique demonstram vidades e de seus familiares ducompetência e zelo rante este período”, destaca Dr. com o dinheiro Jorge Fares, diretor executivo da público. São centro Funfarme. A Fundação passa assim a ofede excelência em recer um serviço completo de ensino, pesquisa tratamento de câncer, com exae assistência à mes diagnósticos, quimioterapia, comunidade. radioterapia, cirurgias, realizados no Hospital de Base, Hospital da Secretário da Saúde Criança e Maternidade (HCM) e no do Estado, David Uip Setor de Radioterapia. “Podemos agora realizar todo o tratamento dentro de nosso complexo hospitalar, não sendo mais preciso que os pacientes se locomovam para outro serviço, tendo mais comodidade, o que é importante para pessoas que estão muitas vezes debilitadas”, afirmou Dra. Amália Tieco, diretora administrativa do HB.

2.000 ou mais procedimentos radioterápicos deverão ser feitos por mês.


Revista Funfarme

Acelerador é um dos mais modernos do mundo “Precisão e segurança são fundamentais no tratamento radioterápico”, resume Dr. Julio César Pereira Cardoso, radioterapeuta responsável pela nova Unidade. “E são estes requisitos que agora o HB oferece a seus pacientes ao contar com o acelerador linear Varian, modelo Trilogy, um dos mais modernos do mundo”, completa. A tecnologia do acelerador oferece extrema precisão, permitindo ao médico aplicar a dose de radiação no tumor sem prejudicar as células saudáveis ao redor, preservando tecidos sadios. Esta precisão é assegurada

As biomédicas Mariana dos Santos e Izabela Christal, no comando do acelerador

Paciente é preparado para tratamento no acelerador

porque o aparelho conta com recurso tecnológico chamado RAPID ARC e um braço robótico que executa a radioterapia guiada por imagem. Dra. Cejana Casimiro de Deus Cardoso, radioterapeuta também da equipe da Unidade, explica que a radioterapia é, atualmente, indicada para a maior parte dos tipos de cânceres, em alguma fase de seu tratamento. “Pode ser utilizada, por exemplo, para o tratamento de pacientes com câncer na cabeça e pescoço, cerebral, colo de útero, endométrio, próstata, pulmão, intestino, estômago, esôfago, vesícula, bexiga, colorretais, ósseo, mama, entre outros”, relata. Segundo ela, também pode ser uma complementação de cirurgia para reduzir o risco de recidiva local. Em pacientes com doença metastática, a radioterapia é aplicada para reduzir dor, sangramento e falta de ar, esta causada pela obstrução de vias aéreas.Os pacientes do transplante de medula óssea também serão beneficiados, pois poderão contar com uma técnica que irradia o corpo inteiro.

Instalações completas, humanizadas e confortáveis A nova Unidade ocupa 1.524 metros quadrados no subsolo dos futuros blocos C e D da Funfarme. Toda climatizada, conta com ampla e confortável recepção, seis consultórios e uma sala de recuperação com 5 leitos para receber os pacientes que passaram pelo tratamento radioterápico. Médicos, profissionais de enfermagem e administrativos dispõem de salas específicas para se reunirem e planejarem o tratamento de cada paciente.

A humanização do atendimento na Radioterapia se traduz em ambientes amplos, decorados e confortáveis

Um dos seis consultórios da nova Unidade Funfarme Notícias - Julho - 2017

5


Revista Funfarme

HCM ganha prêmio no Congresso Mundial de Cardiologia e Cirurgia Cardíaca Pediátrica

Bruna com o prêmio, ladeada pela Dra. Kathy Jenkins, Dr. Ulisses Croti e a enfermeira Patricia Hickey

O Setor de Cardiologia e Cirurgia Cardíaca Pediátrica do HCM ganhou o prêmio de Melhor Projeto de Qualidade, no Congresso Mundial de Cardiologia e Cirurgia Cardíaca Pediátrica, realizado em Barcelona, na Espanha. O projeto descreve a implantação do grupo de qualidade na UTI CardioPed para reduzir infecções hospitalares e foi apresentado no evento pela enfermeira Bruna Cury Borim. O projeto do HCM foi um dos quatro escolhidos, entre mais de 20 concorrentes do mundo para ser apresentado durante a Pré-Conferência do Congresso Mundial. Este evento foi organizado pelo Programa Internacional de Melhoria da Qualidade de Cirurgia em Crianças com Cardiopatia Congênita em Países em Desenvolvimento (IQIC), da Universidade de Harvard, e pelo Hospital da Criança de Boston. Bruna e o chefe do Setor, Dr. Ulisses Alexandre Croti, ministraram palestras no Congresso, do qual participaram também Dras. Lilian Beani, Fabiana Avona e Danielle Dantas, da Cardiologia Pediátrica e Neonatologia do HCM.

Equipe da Vascular do HB recebe prêmio por trabalho sobre Síndrome de May-Thurnerv Na segunda edição do maior congresso do interior paulista na área, o SimVasc de 2016, a equipe da Vascular do Hospital de Base (HB), sob a liderança do médico Dr. Daniel Miquelin, conquistou o 1º lugar no evento pelo estudo clínico intitulado “Síndrome de May-Thurner – tratamento endovascular”. Representada no congresso pelo residente do 3º ano na especialidade, Dr. Gabriel Augusto Geromel, a instituição concorreu com mais de 50 trabalhos de outras entidades de medicina. O prêmio de 2 mil reais, concedido pela colocação no evento, foi revertido para a compra de um aparelho fleboscópio para o HB. O equipamento auxilia o médico em procedimentos cirúrgicos, ao gerar imagem dos vasos sanguíneos que o vascular pretende analisar. Dr. Gabriel recebe prêmio dos Drs. Winston Yoshida, da Unesp Botucatu, e Edwaldo Joviliano, da USP de Ribeirão Preto

1° Simpósio de Cirurgia Vascular traz principais evoluções na área As últimas novidades em cirurgias e colocações de próteses endovasculares em pacientes com aneurismas e trombose venosa profunda foram temas do 1° Simpósio de Cirurgia Vascular, organizado pela Funfarme, no dia 21 de junho, reunindo médicos e residentes do complexo hospitalar, docentes e alunos da Famerp. “Por ser minimamente invasiva, a cirurgia endovascular permite que o paciente tenha menor tempo de internação em UTI, dentre outros benefícios, quando comparada ao procedimento convencional”, explicou o cirurgião vascular Daniel Miquelin. Para Danilo Fernandes Silva, residen6

Funfarme Notícias - Julho - 2017

Os cirurgiões vasculares Luiz Fernando Reis, Fernando Reis Neto, Daniel Gustavo Miquelin foram alguns dos especialistas que contribuíram com novos conhecimentos da área

te do Serviço de Cirurgia Vascular, o simpósio trouxe conhecimentos científicos importantes para complementar

a experiência prática cotidiana. “Eventos como este são cruciais para estimular mais avanços na área”, disse.


HB realiza transplantes inéditos de medulas ósseas de doadores europeus Pela primeira vez, o hospital realizou dois transplantes de medulas ósseas de doadores europeus. Em janeiro, dois doadores compatíveis, cada qual com um receptor diferente, foram encontrados e mobilizou toda equipe médica da TMO para que os procedimentos fossem feitos em até 48 horas, período em que as células se mantêm vivas após retiradas do corpo do doador. O médico responsável pelo setor, Dr. João Victor Piccolo Feliciano, reitera que o grande diferencial destes dois casos foi a coordenação entre a coleta dos doadores e a realização dos transplantes. “Tivemos tudo sincronizado para que os procedimentos fossem um sucesso; pensamos em tudo, desde o momento que as medulas deixaram a Europa até a hora em que os receptores passaram pelos transplantes. O mais importante disto tudo é a saúde e a recuperação destes pacientes que estão sendo devidamente acompanhados por nós”, pontua o médico.

As doações foram feitas por aférese (com utilização do aparelho ao fundo) e os pacientes hoje são acompanhados pelos médicos, a partir da esquerda, Drs. Emerson Rafael Lopes, João Victor Piccolo Feliciano e Marcos Roberto Pedron

Câmara dos Deputados confere Moção de Louvor ao HB pelos transplantes A Moção de Louvor foi iniciativa do deputado e médico Sinval Malheiros, que relata no documento o sucesso dos procedimentos, além de ressaltar a importância do complexo, não só para a região Noroeste, como para o Estado de São Paulo e o Brasil.

Médico referência em endoscopia demonstra nova cirurgia no HB O Serviço de Endoscopia do Hospital de Base de Rio Preto realizou, no dia 29 de julho, evento de atualização em novos procedimentos endoscópicos e videolaparoscópicos, no qual recebeu uma das maiores autoridades do mundo na área, Dr. Paulo Sakai. Coordenador do Serviço de Endoscopia do Hospital das Clínicas da USP, ele realizou duas cirurgias nas quais combinou videolaparoscopia e endoscopia para retirar tumores maiores do que dois centímetros. “É uma técnica que oferece vários benefícios ao paciente. Por ser minimamente invasiva, ou seja, sem necessidade de fazer grandes incisões, o tempo de cirurgia e o de internação pós-cirúrgica é muito menor. A recuperação ocorre em 12 a 24 horas, com alta hospitalar”, explicou Dr. Paulo Sakai, autor de livros referências em endoscopia. Os dois procedimentos realizados no Centro Cirúrgico do HB foram transmitidos, ao vivo, para o anfiteatro do hospital, onde médicos do Serviço de Endoscopia da Funfarme e de outras instituições de Rio Preto os assistiram, enquanto podiam fazer observações e esclarecer dúvidas. O objetivo da atualização é dar oportunidade aos médicos de avaliar a nova técnica para utilizá-la no HB, informou Dr. Francisco Alves Drs. Shiniti Morita, Arantes, chefe do Serviço Paulo Sakai, Francisco Arantes, do Endoscopia. Norberto Osaki e Kenji Miyazaki

Fábio Perles, de 31 anos, foi um dos receptores do tecido e é citado na Moção

Serviço de Endoscopia impressiona palestrante

Dr. Francisco mostra Setor a Dr. Paulo Sakai

Com a experiência de ter visitado alguns dos maiores hospitais do mundo, Dr. Sakai ficou impressionado ao visitar as instalações do Serviço do HB. “O Serviço tem infraestrutura comparável a dos melhores hospitais do mundo. Fico feliz em ver que a Diretoria investe nesta e em outras áreas, dando condições a seus profissionais de desenvolverem as melhores técnicas.” Funfarme Notícias - Julho - 2017

7


Revista Funfarme

Mutirões da Funfarme reduzem tempo de espera na região Empenhada em antecipar o atendimento aos seus pacientes, a Funfarme manteve em 2017 ritmo intenso de mutirões para reduzir o tempo de espera das filas por exames e cirurgias. “Os mutirões beneficiam a população, pois atendem aos pacientes emergencialmente, sem interferir no andamento das filas de exames e cirurgias já agendados.

No caso dos exames de imagem, é agilizado o acesso do médico ao resultado do qual ele depende para conduzir o tratamento do paciente”, explica a diretora administrativa do HB Amália Tieco R. Sabbag. A intenção da diretoria é, na medida do possível, promover mais ações como essas ao longo do ano.

cirurgias ortopédicas *informações coletadas até 27 de julho

27 mutirões de cirurgia ortopédica feitos pelo HB

177 cirurgias realizadas

54

dias de cirurgias

11

profissionais envolvidos por cirurgia (ortopedistas, anestesistas, técnicos anestesistas, enfermeiros e técnicos de enfermagem).

20%

de redução na fila de espera

Equipe da ortopedia, durante atendimento

exames de imagens

398

137

exames realizados

14

ressonâncias magnéticas envolvendo cinco profissionais por exame

161

40

densitometrias ósseas, que envolvem três profissionais por exame

60

cintilografias do miocárdio, cada uma envolvendo nove profissionais

ultrassons realizados por 11 profissionais cada um

Dra.Amália Tieco, diretora do HB, observa exame durante mutirão

8

Funfarme Notícias - Julho - 2017

dias de exames

Mutirões do HB/ICA adiantam em seis meses as filas de espera por exames de imagem

28

profissionais envolvidos

*informações coletadas até 27 de julho


Revista Funfarme

encerra com grande adesão da comunidade O programa Funfarme Materna finalizou, em 28 de junho, a quinta edição de seu curso, que prepara pais colaboradores da instituição e da comunidade com informações valiosas sobre a gestação, o pré-natal, a escolha do parto e os cuidados à mãe e ao recém-nascido. Profissionais do HCM ministraram palestras para 23 participantes, dos quais, 13 da comunidade externa. Nas aulas, eles esclareceram dúvidas e trocar experiências entre si. Composto de quatro encontros em um mês, o Funfarme Materna é gratuito e aberto à comunidade. O início das inscrições para o próximo curso está previsto para setembro. Ao final do último dia, todas as mamães

receberam bolsas maternidade como cortesia

HCM recebe 16 novos voluntários brinquedistas Dando continuidade ao projeto dos brinqueditas no HCM, a instituição recebeu 16 novos voluntários. Eles passaram por treinamento e tiveram aulas sobre as regras e procedimentos de um hospital. São voluntários que desenvolvem atividades lúdico-educativas com os pacientes internados. A literatura mostra que o fomento ao brincar durante a hospitalização pode levar à superação de diversos traumas, diminuição da ansiedade e do estresse da criança.

Enfermeira Ligia Sequini dá palestra aos novos brinquedistas

Ser voluntária da brinquedoteca é muito mais do que estar lá e brincar com as crianças. É estar com o coração aberto para ajudar e descobrir que cada risada e cada sorriso em forma de gratidão me transformam por dentro, sendo o meu combustível para estar com elas toda semana. Nathália Goes, vonluntária brinquedista desde 2 de junho de 2017

HB e Famerp promovem prevenção à hepatite C

Profissionais do HB e alunos da Famerp que atenderam população carente no IEFA

Para evidenciar o Dia Mundial de Combate às Hepatites (28 de julho), profissionais do HB e alunos da Famerp participaram de atendimento à população na praça Rui Barbosa, em parceria com a Prefeitura, e, no dia seguinte, atenderam pessoas carentes, no Instituto Educacional Francisco de Assis (IEFA), no bairro Romano Calil. Foram realizados exames rápidos de detecção da hepatite C em 139 pessoas que procuram assistência social no IEFA, dentre os quais, três deram resultado positivo. Eles foram orientados a procurar o serviço de saúde mais próximos de suas casas. Funfarme Notícias - Julho - 2017

9


Revista Funfarme

EITA ARRAIÁ BÃO SÔ Junho e Julho são época de festa com comidas típicas, como quentão, pipoca, doces e bolos. A Funfarme não ficou de fora das festividades e cada setor fez seu arraial. Confira como foi e, para ver mais fotos, acesse a intranet.

Unidade Canguru HCM

5º Andar HCM

Radiologia (tomografia e ressonância)

Núcleo Fiscal Contabilidade

Farmácia Subsolo (noturno) Central de Exames Laboratório Central

Medicina do Trabalho

Farmácia Subsolo

10 Funfarme Notícias - Julho - 2017


Revista Funfarme

Recursos Humanos CIP (Centro Integrado de Pesquisa)

Serviço Social de Nefrologia e Transplante Renal Farmácia de Alto Custo SND (Serviço de Nutrição e Dietética)

Onco em Festa Entre os dias 10 e 13 de julho, a oncologia pediátrica do HCM esteve em clima de festa junina. Vários grupos de voluntários organizaram-se e não faltou comida, dança e alegria. Veja como foi, sô (você pode acessar todas as fotos na intranet)!

Funfarme Notícias - Julho - 2017 11


Revista Funfarme

Meu setor

Hemodinâmica completa 20 anos em tratamentos de alta complexidade

O setor da Hemodinâmica foi inaugurado no ano de 1997 no HB e, esse ano, completou 20 anos. Desde então, a evolução foi constante, tanto em conhecimentos e aprimoramento dos profissionais, quanto no avanço tecnológico que proporciona. Hoje, oferece atendimento de alta complexidade e excelência a todos os pacientes. O campo profissional é divido em três grandes áreas, Neuro Endovascular, Cardiologia Intervencionista e Angiorradiologia. O setor realiza cerca de 560 procedimentos por mês, entre diagnósticos e terapêuticos. O diferencial do HB está em seus aparelhos de imagem de última geração, que proporcionam aos médicos imagens 3D, com riqueza de detalhes e alta definição. Esta moderna tecnologia agregada lança menos radiação, o que expõe menos os pacientes aos raios. Além disso, os procedimentos realizados ali são denominados de Não Invasivos, feitos por meio de cateteres, sem a necessidade de intervenção cirúrgica. Isto reduz o tempo de recuperação dos atendidos.

Sala de Neuro Endovascular equipada com aparelho de imagens 3D

3 grandes áreas deste setor Neuro Endovascular Trata de doenças circulatórias, utilizando cateteres e guias, manipulados à distância e monitorados por telas de computadores. Os aparelhos que geram imagem digital de alta resolução que auxiliam os médicos nos procedimentos

Desempenha os seguintes procedimentos:

. Embolização de tumores vasculares cerebrais, da cabeça e pescoço . Aneurisma cerebral . Malformação cerebral . Trombectomia mecânica Sala da Cardiologia Intervencionista com equipamentos de imagem digital

Cardiologia Intervencionista e eletrofisiologia Realiza procedimentos minimamente invasivos para estudar a circulação cardíaca e arterial, com a finalidade de diagnosticar e tratar doenças do coração.

Angiorradiologia Esta é a parte da cirurgia vascular que faz o diagnóstico e o tratamento minimamente invasivo, com o auxílio de aparelhos de última geração que obtém imagens 3D.

Desempenha os seguintes procedimentos:

. Cateterismo Cardíaco (exame para detectar a existência, localização e gravidade de obstruções nas artérias do coração) . Valvuloplastia (cirurgia realizada para correção de um defeito em uma válvula do coração) . Angioplastia Coronária (procedimento minimamente invasivo para desobstrução das artérias coronárias) . Ablação 12 Funfarme Notícias - Julho - 2017

Desempenha os seguintes procedimentos:

.Endopróteses abdominais e ilíaca .Angioplastias periféricas .Quimioembolização .Implantes de cateter


Revista Funfarme

Sucessos da Funfarme

A paixão por cuidar 2005 início

2007

Limpeza

2009

Copeira

atualmente 2011

Cozinheira

No ano de 2005, a colaboradora Sirlene Rodrigues, foi contratada para o setor de limpeza onde trabalhou por dois anos, logo depois, participou de um recrutamento interno do hospital para copeira, foi bem sucedida no teste e pôde ter mais contato com os pacientes, o que a motivou devido aos elogios recebidos pela atenção que tinha com eles. Aproveitando novas oportunidades mudou novamente de setor, dessa vez, para cozinha buscando sempre o aprimoramento e a satisfação no seu trabalho, onde ficou por mais dois anos. De olho nas chances que o complexo

Auxiliar de Enfermagem

Técnica em Enfermagem

oferece, ela se viu diante de uma prova de bolsa para auxiliar técnica em enfermagem. “Aprendi muito enquanto copeira e vendo minhas colegas de trabalho na hemodiálise. Observava a maneira de trabalhar de cada uma, tudo o que elas faziam eu ficava atenta e aprendia.” Com esse conhecimento adquirido no dia a dia, prestou a prova de bolsa com mais 20 colaboradoras, para apenas três vagas e foi selecionada. Foi questão de tempo para que Sirlene se tornasse técnica em enfermagem, por meio de sua dedicação, paixão pelo que faz e o carinho com que cuida de cada paciente.

Perfil Profissional

Educação permanente Aprender deve ser uma constante em nossas vidas, seja profissional, ou pessoal. A equipe de Recursos Humanos da Fundação reitera os benefícios desta máxima: Buscar aprimoramento permanentemente em sua área, ampliando seu conhecimento e o domínio de suas atividades, tendo em vista atender a missão da instituição. Casada, mãe de duas filhas e nenhuma desculpa para interromper o processo de aprendizagem, Lidiane Barretta, do Cieps, resume que só para de adquirir conhecimento quem quer. Enfermeira, tem três especializações, mestrado e planeja-se para seu doutorado. Somou tais experiências ao período que atuou como enfermeira clínica na Unidade de Transplante de Medula Óssea e como enfermeira de cobertura. Ela admite que ter trabalhado em diversos setores da instituição foi importante para que hoje atuasse com maior segurança no Cieps.

Como facilitadora da educação permanente em uma instituição de saúde, reconheço que a Fundação trabalha e possibilita aprendizado constante. Em 2016 e 2017 fiz minhas últimas atualizações pela Funfarme, por meio de parcerias com o Ministério da Saúde, à distância, ou de forma presencial e sem custos para os participantes. A oportunidade existe, mas a atitude de continuar a desenvolver-se, deve partir de cada um. É preciso querer fazer! O aprendizado é a experiência inicial na busca pela melhoria, seja como pessoa, ou como profissional. Lidiane Miotto Barretta, enfermeira do Cieps

Funfarme Notícias - Julho - 2017 13


Revista Funfarme

Funfarme homenageia O setor de Recursos Humanos (RH) da Funfarme tem como um dos seu principais objetivos a valorização do colaborador. Por isso, todo mês tem-se comemorado os Dias das Profissões com encontros cheios de aprendizado. Confira quais foram os homenageados dos meses de junho e julho.

8 de junho

Profissionais do Departamento Pessoal e de Recursos Humanos

Os colaboradores do Departamento Pessoal e RH comemoraram seus dias com a vinda de um palestrante especial, o ex-menor aprendiz da Funfarme Rafael Primo, que atualmente é psicólogo e consultor de RH. Além de exibir vídeos e realizar dinâmicas sobre o tema do “Talento Pessoal”, Rafael ressaltou as principais características de cada participante do evento.

9 de junho

Para a auxiliar de Departamento Pessoal Regiane Carvalho Lima, “a escolha do tema foi excelente! Cada vez mais precisamos observar não só os nossos talentos, mas as boas características da empresa como um todo. Quanto mais atentas as equipes de DP e RH estiverem, melhores serão o atendimento e amparo oferecidos a todos os colaboradores”.

Profissionais da Portaria

No seu Dia de Profissão, a equipe da portaria participou de palestras e dinâmicas de grupo relacionadas ao “Desenvolvimento Pessoal e Profissional”. De acordo com Anália Cocheto da Silva, porteira e recepcionista do convênio, “a reunião ajudou a conhecer melhor as pessoas do setor, a forma como desenvolvem suas atividades e a identificar o que cada um pode adaptar para melhorar o serviço prestado em seu local de trabalho. Além de nos fazer pensar em como melhorar profissionalmente”. Essenciais para direcionar todas as 3.100 pessoas que passam diariamente pela Funfarme aos locais corretos da instituição, os porteiros contribuem também para a manutenção da segurança ao avaliar quem pode ou não circular pelo complexo hospitalar.

14 Funfarme Notícias - Julho - 2017


Revista Funfarme

colaboradores por seu Dia 12 de junho

Profissionais do Faturamento

A equipe do Faturamento celebrou seu dia de profissão com palestra e dinâmicas sobre “Desenvolvimento Pessoal e Profissional”. Para o assistente de recursos de glosas Ricardo Marcelino, “a iniciativa de comemorar o dia do profissional é muito boa, pois valoriza cada um que colabora para que a instituição funcione em conjunto. Saímos do encontro ainda mais motivados e unidos, o que faz com que busquemos ser mais inovadores e produtivos”. Responsáveis por conferir cada etapa do prontuário do paciente e transformá-la em receita, os profissionais do faturamento analisam atendimentos ambulatoriais, procedimentos e internações e geram em média 66.191 contas por mês. Portanto, o setor é, dentre outras áreas administrativas, fundamental para a continuidade das atividades da Funfarme.

29 de junho

Profissionais de Telecomunicações

No seu dia, as telefonistas do Call Center e PABX assistiram palestra sobre “A Atividade da Comunicação” e participaram de uma dinâmica em grupo sobre a importância da prática do elogio na rotina de trabalho em equipe. Segundo a supervisora de telecomunicações, Gislaine Aparecida Lopes Cardoso, “O evento foi uma ótima oportunidade para incrementar ainda mais o relacionamento entre as telefonistas e deveria ser feito sempre. A ação do RH é importante para valorizar cada profis-

sional que contribui para a excelência da Funfarme”. Responsáveis por atender a cerca de 85 mil ligações ao mês, as telefonistas são a porta de entrada no complexo através do telefone. “Ao fazermos a triagem da informação que chega até nós, conseguimos direcionar os pacientes e o público interno aos locais corretos da instituição. Assim, colaboramos para que o trabalho de todos os setores possa ser produtivo como é”, comenta Gislaine.

Funfarme Notícias - Julho - 2017 15


Revista Funfarme

21 de junho

Profissionais de Pesquisa

Os pesquisadores da Funfarme, que desenvolvem suas atividades no CIP – Centro Integrado de Pesquisa, comemoraram o Dia investigando quais valores são importantes para cada um, de tal forma que possam tomar decisões mais alinhadas com seu propósito de vida. Foi esta a proposta apresentada a eles no evento promovido pelo RH com a temática “Autoconhecimento”, durante o qual assistiram ao vídeo “O que estou fazendo de mim?”, do historiador Leandro Karnal, e fizeram o exercício “Autoconhecimento para uma decisão mais assertiva”. Atualmente, 50 pesquisadores contribuem para o CIP ser reconhecido como um dos principais centros de pesquisa clínica do Brasil. Desde sua inauguração, em 2011, os profissionais já desenvolveram 203 estudos nacionais e internacionais.

Palestra enfoca testes genéticos e defeitos congênitos O Serviço de Cardiologia e Cirurgia Cardiovascular Pediátrica (Seccap) do HCM reuniu 30 profissionais da saúde para assistirem palestra sobre testes genéticos e defeitos congênitos, oferecida pela bióloga geneticista Dra. Agnes Fett Conte. O curso visa atualizar os profissionais da área em relação aos principais exames que determinam problemas cardíacos de origem genética. O evento faz parte do Programa de Educação Continuada.

Solidariedade Junina

Para celebrar o Dia Mundial do Doador de Sangue (14 de junho), o Hemocentro preparou uma festa junina nos dias 13 e 14 de junho, com programação especial para todos aqueles que doaram. A instituição foi enfeitada com decoração típica da festa. Todos aqueles que doaram receberam pipocas e algodão-doce, oferecidos pela equipe do Grupo Prever, e puderam aproveitar o som do cantor Zeca Barreto. Doador há 13 anos, Caio Romancini vem ao hemocentro a cada três meses para fazer este ato solidário. Para ele, a maior motivação é saber que ajudará o próximo “faço questão. Sei que posso salvar até quatro vidas doando meu sangue e o melhor de tudo é que é só uma ‘picadinha’, não dói nada e é rápido.”

16 Funfarme Notícias - Julho - 2017


Revista Funfarme

Projeto “Você faz a diferença” é ampliado no HCM

Após sucesso na primeira edição do projeto “Você faz a diferença”, que ocorreu em 2016 e início de 2017, o HCM atendeu aos pedidos dos colaboradores e, em junho, expandiu a ação para todo o hospital. Durante duas semanas, todos puderam preencher bilhetes dispostos nas secretarias e recepções dos setores do hospital e deixar mensagens que fizessem a diferença no dia-a-dia de um colega de trabalho de sua escolha. Após recolhidos, os bilhetes foram destinados às chefias de cada setor, que fizeram a entrega aos profissionais elogiados. Assim como na edição anterior, a ação teve grande participação. Ao todo, foram 69 bilhetes trocados entre colaboradores de diversas áreas, como recepção, manutenção,

limpeza, médicos e equipe multiprofissional. “Por mais que a instrução fosse de elogiar apenas uma pessoa, muitos funcionários deixaram recados a equipes inteiras ou a todo o turno de trabalho, propagando ainda mais o foco do projeto que é tornar o elogio uma atividade habitual. Algumas chefias colocaram bilhetes em murais do setor para compartilhar as mensagens”, diz Gianna Barrêa Matheus, gerente administrativa do HCM. “A proposta do HCM é incentivar a prática do elogio, do sentimento de união entre equipes e da empatia no ambiente de trabalho, deixando-o cada vez mais acolhedor e descontraído”, explica Jéssica Aires, profissional do Serviço de Psicologia, que foi a idealizadora do projeto no hospital.

Resultado positivo em vários setores Os profissionais da portaria e recepção do HCM Weidiana Oliveira (à esquerda) e Josué Alves Carneiro dos Santos (à direita) receberam os elogios de seus colegas de trabalho , por meio da chefia do setor, Joseane Santos, que reforçou a importância do projeto para destacar o trabalho dedicado daqueles que se empenham e têm carinho pela instituição. Para Weidiana, “é bom saber que as mudanças colocadas em prática no nosso trabalho são reconhecidas pelos colegas. Antes, eu era mais tímida e, na primeira edição do projeto, me orientaram a ter mais desenvoltura. Resolvi colocar as dicas em prática e, agora, vi que consegui melhorar”. Josué, profissional mais elogiado na edição anterior da ação, conta o segredo que o manteve com avaliação positiva esse ano, “procuro trazer alegria ao ambiente de trabalho, estar sempre atento às pessoas que atendo e tratar os colegas com gentileza. Amo o que faço e, por isso, realizo minhas atividades com dedicação”.

“Todos os dias acompanho o trabalho de várias pessoas e elas o meu, mas pouco paramos para dizer o que cada um faz de bom. O reconhecimento que vem através do projeto é motivador, deixa -nos animados para viver a rotina e incentiva a melhorar nosso próprio trabalho”, diz o auxiliar de manutenção Vanderlucio Leal dos Santos.

Comida mais saudável e sempre fresca Dentre as diversas melhorias pelas quais a Fundação passa, um setor que já as recebeu e avançou muito foi o Refeitório/Cozinha. Desde a entrega do novo prédio para as refeições, realizada em agosto de 2015, aconteceram diversas mudanças e o estímulo para comer na instituição aumentou muito. Dentre elas, a troca da bandeja por pratos, climatização e humanização do ambiente, aumento do espaço e do números de lugares, a disponibilização de azeite extravirgem para a salada, arroz integral no almoço e suco concentrado sem açúcar. Tudo isso tornou a comida oferecida mais saudável. A praticidade de uma refeição sempre fresca e nutritiva faz com que muitos colaboradores, estudantes, residentes, aprimorandos e aperfeiçoandos troquem a comida de casa pela do refeitório.

Luiz, da Manutenção, elogia cardápio Luiz Moreira, do Setor de Manutenção Engenharia Elétrica, prefere almoçar todos os dias no HB. Para ele, o cardápio balanceado e variado, preparado pelo Serviço de Nutrição e Dietética, é essencial para manter sua saúde em dia. “Aqui a gente se sente bem, o ambiente é agradável, a limpeza é muito boa, a comida é ótima e o carinho das cozinheiras com o preparo dos alimentos faz toda diferença”.

Funfarme Notícias - Julho - 2017 17


Revista Funfarme

Biblioteca Dicas de livros da “Biblioteca Dr. José Paulo Cipullo”, situada no térreo do HB. Colaboradores, pacientes e acompanhantes podem retirá-los. Informações no ramal 1843.

Agradecimentos Colaborador, leia os agradecimentos abaixo! São o reconhecimento à qualidade do profissional da Funfarme

A garota no trem De Paula Rawkins

Todas as manhãs Rachel pega o trem de Ashbury para Londres. No percurso que ela conhece de cor, observa diariamente a casa de número 15 e imagina a vida do casal que mora lá, a quem chama de Jason e Jess. Certo dia, segundos antes de o trem seguir viagem, Rachel testemunha uma cena chocante. Dias depois, descobre que Jess está desaparecida. Sem conseguir se conter, vai à polícia e conta o que viu, e acaba se envolvendo com os acontecimentos. Muito mais que 5 minutos De Kefera Buchmann

Com apenas 22 anos, a curitibana Kéfera Buchmann reúne quase doze milhões de seguidores em suas mídias sociais. Seu canal no YouTube, “5inco minutos” é o 4° mais visto do Brasil. Conhecida por dizer o que pensa, Kéfera traz em “Muito mais que 5inco minutos” sua vida antes da fama. A menina super sensível que sofreu bullying na infância e se reinventou como uma jovem forte e alegre.

O TAO de Warren Buffett

De Mary Buffet e David Clark

“Wall Street é o único lugar para onde as pessoas vão de RollsRoyce pedir conselhos a quem pega metrô”. O autor desta frase é Warren Buffett - mago dos investimentos – que, em 2006, ao doar US$ 32 bilhões para a fundação beneficente de Bill Gates, tornou-se o maior filantropo da história. 18

Funfarme Notícias - Julho - 2017

“Trabalho na área da saúde em São Paulo capital desde 1994. Conheço uma centena de hospitais entre SUS e convênios, mais foi aqui, em Rio Preto, que senti dignidade, respeito, profissionais éticos, etc, mesmo sendo atendido pelo SUS, mas em nível de Albert Einstein. Ótimo atendimento desde o controlador de acesso até chegar ao cirurgião chefe. Todo o atendimento perfeito por parte de cada profissional. Gostaria que 10% dos hospitais fossem assim. Obrigado e parabéns.” Luiz Diniz - São Paulo

“Gostaríamos de parabenizar o Hospital da Criança e Maternidade, onde ficamos hospedados para o nascimento do filho de Natália Toscano. Agradecer pelo belo tratamento, em especial, a todos os enfermeiros, técnicos de enfermagem e às copeiras e o serviço de limpeza, que realizaram o seu trabalho com grande profissionalismo e carinho com que fomos tratados. Trata-se de um hospital de excelência em serviço de obstetrícia e pediatria. As demais entidades deveriam se espelhar pelo serviço de qualidade aqui oferecido.” Família Toscano - São José do Rio Preto

“Quero registrar meu sentimento de gratidão aos profissionais excepcionais que dão a esta instituição valor e prestigio diferenciados. No dia 1º de junho, minha mãe deu entrada na emergência com AVC hemorrágico e Isquêmico, sendo atendida pela Dra. Juliana. Mesmo no cenário conturbado, a Doutora me abordou com uma humanidade surpreendente. Esse comportamento faz toda a diferença. Saindo destruída e desolada da emergência, me deparo com o atendente da recepção Renato e... novamente a humanidade personificada. De forma polida, educada, única vêm a meu encontro e me diz: “Calma, vai ficar tudo bem!” Não conseguindo acreditar que, de fato, “Tudo iria ficar bem”, falo um obrigada, vazio, no nada, e ele me ajudando a acreditar que tudo ficaria bem! Madrugada de 1 para 2 de junho, sem palavras para a excelência da equipe que fez a cirurgia. Capricho inclusive nos pontos da cabeça, mesmo onde crescerá cabelo. No SAC, Dona Célia e sua equipe me recepcionaram sempre de braços abertos. Precisa de algo, a Super Célia chama daqui, fala de lá, te alenta daqui. Méritos e méritos para essa mulher, abnegada em seu oficio. Ela é valiosa! Não existem palavras para descrever a equipe da UTI Geral SUS do 7º andar. Todos... prestem atenção!... todos os profissionais são de fato envolvidos. A equipe de psicólogas, as técnicas e técnicos presentes em todos os momentos, o êxito do trabalho médico se dá sim pelo pronto diagnóstico, o êxito da enfermagem se dá pela sensibilidade em entender quais cuidados são necessários e o êxito do trabalho da equipe de técnicos se dá pelo primor com o qual colocam a mão na massa. É uma engrenagem em plena sinergia! Dr Wesley, obrigada por acreditar, por se importar e ainda por escutar minhas humildes opiniões. Agradeço a cada um por tudo, por cada apoio, por cada incentivo, por cada carinho e mimo.” Radige Rios Tufaile - São José do Rio Preto


Revista Funfarme

MENINGITE MENINGOCÓCICA O que é? É uma infecção aguda causada por uma bactéria chamada Neisseria meningitidis (meningococo). A meningite meningocócica é a mais frequente delas e a meningococcemia, a forma mais grave, caracterizada por início abrupto de febre e exantema petequial, podendo progredir para púrpura fulminante em 5 a 20% dos casos. Existem 12 diferentes sorogrupos que causam a doença. Os sorogrupos A, B, C, Y, W e X são os principais responsáveis pela ocorrência de epidemias, sendo o sorogrupo C o mais frequente no Brasil. A incidência é maior durante o inverno e entre adolescentes e adultos jovens. Como é transmitida? A bactéria coloniza a nasofaringe do homem (reservatório) e a transmissão se dá por meio do contato direto de pessoa a pessoa, por meio de secreções respiratórias de pessoas infectadas (gotículas de saliva, espirro, tosse, beijo), doentes ou assintomáticas. Cerca de 10% da população pode ser portador assintomático, ou seja, o portador não adoece, mas transmite a bactéria. O período de incubação em média é de 3 a 4 dias, podendo variar de 2 a 10 dias, porém, a transmissão da bactéria se mantém até que meningococo desapareça da nasofaringe. Quais são os sinais e sintomas mais comuns? Febre, vômitos e/ou náuseas, letargia, irritabilidade, recusa alimentar, cefaleia, dor muscular/articular, dificuldade respiratória e rigidez de nuca. Em recém-nascidos com meningite a rigidez de nuca nem sempre está presente, mas pode-se observar hipotermia, recusa alimentar, cianose, convulsões, apatia, irritabilidade e abaulamento e/ou aumento de tensão da fontanela. As convulsões estão presentes em 20% das crianças com meningite. Qual o tratamento? Antibioticoterapia, e deve ser realizado o mais precocemente possível, de preferência, logo após a coleta de líquor e a coleta de sangue para hemocultura. O uso de antibióticos deve ser associado a reposição de líquidos e cuidadosa assistência. Em geral, a bactéria é eliminada da nasofaringe 24 horas após o inicio do tratamento. Como se prevenir? A vacinação é considerada a forma mais eficaz na prevenção da doença. Está disponível na rede pública a vacina meningocócica C conjugada para crianças, com esquema de 2 doses (3º e 5º mês de vida), reforço no 12º mês de vida e para adolescentes de 12 a 13 anos. Existe também a quimioprofilaxia, que é indicada para os contatos próximos (moradores do mesmo domicílio e/ou mesmo dormitório, comunicantes) do cliente suspeito de doença meningocócica.

Doenças e Agravos de Notificação Compulsória (DNC), notificadas no NHE/HB/FUNFARME no período de janeiro de 2017.

Referências: 1 Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Guia de vigilância em saúde. – Meningite Meningicócica. – Brasília: Ministério da Saúde, 814 p., 2014. 2 Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Situação epidemiológica da doença meningocócica, Brasil, 2007-2013–Vol. 47 – Nº 29, 2016. ISSN 2358-9450 Tabela 1 - Casos de doenças meningocócicas notificadas por evolução no NHE/HB/HCM no período de 2008 a maio de 2017*.

Fonte: SINANnet-SINANweb-FIN-FII-NHE/HB/ HCM/FUNFARME *Dados provisórios, investigações em andamento, levantamento até dia 10/01/2017. **SRAG(Síndrome Respiratória Aguda Grave) internados/óbitos Not.(notificados) Conf.(confirmados) Dengue e influenza até 08/05/2017

• Fonte: SINAN_Net-NHE/ HB/HCM/FUNFARME • 2017* dados provisórios até 8/5/2017 • MCC-Meningococcemia • MM- Meningite meningocócica •MM+MMC - Meningite Meningocócica + meningococcemia

Doenças de Notificação Compulsória! - NOTIFIQUE NHE/FUNFARME - Ramais do NHE/HB – 1380 e 1837. Segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h30. http://www.hospitaldebase.com.br/nhe À noite, nos finais de semana e feriados, o telefone do plantão da Vigilância Epidemiológica do município de São José do Rio Preto é (17) 3227-8814. Funfarme Notícias - Julho - 2017 19


Revista Funfarme

ESPAÇO

A ASFF preparou para você, associado, uma programação especial. Confira, planeje-se e não fique de fora!

Feijoada da ASFF A ASFF realizou, no dia 15 de julho, a “1ª Feijoada do Clube ASFF”. Gostaríamos de agradecer o apoio da Diretoria e da Superintendência Administrativa, organizadores, parceiros, patrocinadores e a todos que compareceram.

20 Funfarme Notícias - Julho - 2017

Revista hb julho 2017  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you