NA REDE | Nº 29 l A PUBLICAÇÃO DA FUNDAÇÃO TÊNIS l MAIO 2017

Page 1

O INFORMATIVO DA FUNDAÇÃO TÊNIS l Nº 29 l MAIO l 2017

15 ANOS

Com foco no futuro A Fundação Tênis se transformou para melhor atender a seus jovens alunos CRISTIANO SANT’ANNA - ARQUIVO

Todo o trabalho da ONG busca fazer com que crianças e adolescentes nunca deixem de sonhar e construir seus projetos de vida

Presidente dos Correios fala da parceria que tem com a Fundação Tênis junto à CBT

Alunos do Núcleo Igrejinha foram selecionados para curso do SENAI-RS

PÁGINA 3

PÁGINA 10


MENSAGEM

Apesar do atual cenário adverso, trabalhamos em um planejamento de prazo mais dilatado Durante o ano de 2016, quando o nosso país experimentou e segue experimentando crises de ordem política e econômica, evidentemente a Fundação Tênis não ficou imune a todo este contexto. Os incentivos fiscais, provenientes do imposto de renda de pessoas físicas e jurídicas, uma das principais fontes de financiamento das nossas atividades, tiveram sensível retração, uma vez que os resultados das empresas e a renda das pessoas foram atingidas diretamente. Neste quadro recessivo, graças a convênios estabelecidos anteriormente com entidades particulares e governamentais, pudemos, com muito esforço, manter nossas atividades, sem necessidade de reduzir o número de crianças assistidas. Mas, como vemos que esta situação adversa não poderá perdurar por longa data, os esforços que estamos mantendo trazem consigo um aprendizado importante para enfrentarmos dificuldades futuras que poderão ocorrer. Assim foram mantidas todas as atividades de assistência aos nossos alunos e, com inspiração nos recentes Jogos Olímpicos, que tiveram lugar na cidade do Rio de Janeiro, nossos instrutores levaram ao conhecimento dos alunos outras modalidades de esportes, todas ligadas ao evento citado. Realizamos também o tradicional campeonato Rolando Garra no Parque Esportivo da PUCRS e tivemos a presença da premiada

judoca Mayra Aguiar, que conquistou a medaPara o desenvolvimento deste trabalho, lha de bronze na Olimpíada do Rio. Considera- a Fundação Tênis conta com a colaboração mos que a presença de um atleta medalhista ao do consultor Filipe Tafas, da Qualitin, e, evento, como tem acontecido há alguns anos, com o cumprimento e adesão às linhas mestraz, às crianças assistidas, uma relevante tras deste plano de longo prazo, pretende-se mensagem e exemplo de determinação, perse- buscar respostas sobre a perenidade e susverança, disciplina e tantos outros atritentabilidade da nossa instituição. butos, não só necessários para Para finalizar esta mensao esporte, mas também gem, cabe informar que topara a conquista de dos os projetos, através um lugar de destados quais recebemos Com muito esforço, que na vida. os recursos finanNestes cinco ceiros necessários mantivemos todas as meses decorao funcionamento atividades de assistência aos ridos do ano da Fundação, têm nossos alunos e passamos de 2017, ainda recebido visitas de não vislumbrainspeção, sejam de por um aprendizado mos que podeentidades privadas importante rão ocorrer senou públicas, para síveis mudanças da acompanhamento da situação atual do Braaplicação dos recursos sil e, sendo assim, o planedisponibilizados. jamento para este ano contempla Temos orgulho em afirmar que, a manutenção do atual número de crianças, tal sem exceção, todas as nossas atividades requal vinha acontecendo no ano de 2016. fletidas em fatos e dados contábeis têm sido Internamente, a diretoria da Fundação, alvo de aprovação e elogios, por parte de sempre preocupada com o desenvolvimento quem tem nos apoiado, o que nos dá persfuturo das suas atividades, vem se dedicando a pectiva de continuidade das colaborações um trabalho de planejamento com prazo mais recebidas. dilatado, não se cingindo ao plano de atividades de um período de tempo mais curto. Paulo Roberto Leke

NA REDE – INFORMATIVO SEMESTRAL DA FUNDAÇÃO TÊNIS – Nº 29 – MAIO/2017 Coordenação: Eduardo Soeiro e Luis Carlos Enck Textos e edição: Cláudia Coutinho

Revisão: Press Revisão Produção e edição gráfica: Carolina Porto Ruwer Impressão: Comunicação Impressa

Fundação Tênis no mundo digital:

2

Diretoria da Fundação Tênis: José Francisco Cirne Lima Paulo Roberto Leke Superintendente: Luis Carlos Enck

www.fundacaotenis.org.br

@fundacaotenisbrasil

/fundacaotenis


ENTREVISTA

A inclusão social está no DNA dos Correios Os Correios integram o time de mantenedores da Fundação Tênis a partir de parceria com a Confederação Brasileira de Tênis (CBT). Nesta entrevista exclusiva para o NA REDE, o presidente da empresa, Guilherme Campos, fala sobre o papel do Terceiro Setor. Os Correios, que tiveram sua origem no Brasil em 25 de janeiro de 1663, realizam importante função de integração e inclusão social. Desde a criação do Banco Postal, por exemplo, milhares de pessoas, que antes precisavam se deslocar até uma cidade vizinha para fazer uma simples operação bancária, agora efetuam tais operações no local onde moram.

papel das organizações não governamentais como auxiliares na implantação das políticas públicas e, por isso, damos muito valor a elas.

reios celebram contratos com as confederações, que têm várias contrapartidas. Dentre elas, estão as atividades desenvolvidas pelo Terceiro Setor na realização de eventos ou projetos, notadamente os de cunho social. Ao destinar, por força de contrato, recursos para a atuação das confederações na área social, os Correios estão agindo indireta, porém fortemente, na promoção de organizações do Terceiro Setor.

Seguindo as diretrizes maiores que norteiam as ações de responsabilidade social dos Correios, os valores que mais perseguimos são os de inclusão social e fomento à cidadania, que pode se dar por meio do esporte voltado às populações em áreas de risco, exigência de desempenho escolar, entre tantas outras características de um projeto como o da Fundação Tênis.

Os Correios carregam em seu DNA a responsabilidade pela inclusão social e universalização do acesso a serviços postais, funcionando, em muitos rincões, como o principal elo da população com o Estado. Essa vocação para o social faz com que nossa empresa valorize as ações e as entidades que assumem papel importante no desenvolvimento social. Este tem sido o papel do Terceiro Setor, ao somar-se às ações do Estado, complementando-as, indo onde as instituições públicas, por vezes, não chegariam. O governo brasileiro e, por consequência, nossa empresa compreendem o

Os Correios patrocinam os projetos sociais da Fundação Tênis, por meio da CBT, desde 2012, que vem desenvolvendo um tra-

a cidadania são característicos da prática esportiva e devem ser explorados nos projetos esportivos comunitários, tais como: igualdade, esforço recompensado, solidariedade, trabalho em equipe, disciplina, objetivos coletivos, entre outros. O esporte é um excelente meio de educação para a cidadania.

balho de grande relevância através de projetos bem-sucedidos, com excelentes resultados para a sociedade.

Quais são as ações planejadas ou realizadas pela empresa direcionadas para a área?

Quais aspectos os Correios poderiam destacar do trabalho realizado pela FundaEm nossos patrocínios esportivos, os Cor- ção Tênis há 15 anos?

Como os Correios avaliam a prática Como os Correios avaliam a parceria esportiva no processo de formação Qual é a visão dos Correios sobre o firmada com a Fundação Tênis, junto de cidadãos? Terceiro Setor? Alguns dos valores mais relevantes para à Confederação Brasileira de Tênis?

Guilherme Campos, presidente dos Correios, destaca os resultados alcançados pelo trabalho da Fundação Tênis

CAIO NANTES/DIVULGAÇÃO CORREIOS

3


RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2016

15 anos de transformações e ótimos resultados FOTOS CRISTIANO SANT´ANNA - ARQUIVO

Em 2016, a nona edição do torneio Rolando Garra reuniu 700 alunos

4

AÇ ÃO TÊNIS

COMO ÉRAMOS • Um único núcleo no Parque Marinha do Brasil. • Cerca de 30 crianças, dos 07 aos 13 anos. • Parceria institucional com o CEDEL (Centro Diaconal Evangélico Luterano) e com a EMEF Vereador Martin Aranha (Porto Alegre/RS). • Não existia nenhum programa direcionado para os jovens que deixavam a ONG.

COMO SOMOS

ARQUIVO FUND

Na Fundação Tênis, o ano de 2016 teve como marco o aniversário de 15 anos, comemorado no dia 11 de maio. A importância da data traz consigo a consolidação de um projeto iniciado nas quadras públicas do Parque Marinha do Brasil, a fim de levar a prática do tênis a jovens carentes e que se transformou em um programa socioassistencial, desenvolvido por meio do Esporte e com proposta pedagógica baseada na Educação Olímpica. Os indicadores que apresentamos nestas páginas mostram o crescimento da nossa ONG e reforçam nosso compromisso de promover o desenvolvimento de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade, possibilitando que se percebam como cidadãos e reescrevam seus projetos de vida.

Em 2001, a Fundação Tênis começou com duas turmas no Marinha do Brasil

• Atuamos em 09 núcleos no Rio Grande do Sul e 02 em São Paulo. • Assistimos a 1.051 crianças, que ingressam na ONG com idade entre 07 e 14 anos. • Temos parceria institucional com o CEDEL, com a Fundação Pão dos Pobres e com 14 escolas da rede pública no Rio Grande do Sul e em São Paulo. • O Programa Pós-Tênis, da Fundação Tênis, encaminha seus alunos para cursos profissionalizantes a partir de parcerias com outras instituições educacionais.

R$ 1,8 milhão foi o total de investimento realizado em 2016. O investimento mensal de um aluno na Fundação Tênis foi de R$ 177,60.


Indicadores da nossa evolução Conheça o perfil de nossos alunos: 27,9%.... dos 07 aos 10 anos 34,5%......... de 11 e 12 anos 26,8%......... de 13 e 14 anos 10,8%..... dos 15 aos 17 anos

Alunos da Fundação Tênis precisam frequentar a escola

FIQUE POR DENTRO • O Programa Pós-Tênis foi criado pela Fundação Tênis em dezembro de 2005, com o objetivo de valorizar a Educação e encaminhar seus alunos para cursos profissionalizantes ou para estágios.

60,4% meninos

39,6% meninas

11,8%....... no 1º ao 3º ano do

Ensino Fundamental

54,8%..... no 4º ao 6º ano do

Ensino Fundamental

28,2%..... no 7º ao 9º ano do

• Para viabilizar o Pós-Tênis, foram estabelecidas parcerias com o Centro de Educação Profissional São João Calábria, com a Fundação Pescar, com o Jovem Aprendiz (CIEE-RS) e com o Programa Novos Horizontes (Sistema FIERGS).

Os sonhos sempre estiveram presentes no dia a dia da Fundação Tênis. Nas aulas, professores e monitores são incansáveis ao mostrar que todos podem e devem querer buscar o melhor para si e para os outros. Do lado de fora das quadras, toda a rede de colaboradores, voluntários ou não, parceiros e mantenedores trabalham para que estes jovens não deixem de sonhar e sejam capazes de enfrentar diferentes desafios e alcançar novas conquistas em suas vidas. Acompanhe alguns de nossos indicadores:

Alunos assistidos

• Os alunos da Fundação Tênis que seguem no Programa Pós-Tênis são chamados de Alunos Evoluídos.

2016

• Desde a criação do programa, a Fundação Tênis soma 259 alunos evoluídos.

2011

853

2006

377 377

Acompanhe a evolução:

1.051 1.051

0

Ensino Fundamental

4,7%........... no Ensino Médio 0,5%...... são alunos especiais

42

2016

23

2011

Nossa evasão efetiva foi de

116 alunos

durante todo o ano. Esse dado nos mostra que, mês a mês e em cada um dos núcleos, temos uma evasão de

0,87 aluno. ZERO

é a evasão escolar dos alunos que frequentam a Fundação Tênis.

42

0

10

20

23

96,9 96,9

2016

30

40

1000 1500

Taxa de ocupação (%)

11

2006

500

853

50

Muitos são os motivos que levam nossos

2011

94,9

94,9

2006

377

94,8

92,0

94,0

96,0

98,0

Frequência efetiva (%)

alunos a deixar a Fundação Tênis – mudança de endereço, necessidade de cuidar dos

2016

irmãos menores e oferta de outras atividades

2011

extracurriculares. Por isso, valorizamos

2007*

muito o retorno deles. Em 2016, 57 jovens voltaram a participar da ONG.

73,4 73,7 377

68,0

70,0

73,4 73,7

70,7 72,0

74,0

(*) Como este indicador não era medido em 2006, apresentamos o dado de 2007.

5


RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2016

Um ano muito movimentado, com eventos, ações e prêmio FOTOS CRISTIANO SANT’ANNA/ARQUIVO

9º Rolando Garra A nona edição do Rolando Garra, torneio de integração da Fundação Tênis, realizada nos dias 7 e 8 de dezembro, no Parque Esportivo da PUCRS, reuniu cerca de 700 alunos. Durante os dois dias, foram disputados 862 jogos em 26 categorias, definidas de acordo com a faixa etária e as habilidades de cada um dos jovens para a prática do esporte. O Núcleo Igrejinha foi o campeão. Os vencedores e vice de cada categoria receberam troféus, e todos os participantes conquistaram uma medalha. Confira alguns dos momentos importantes do 9º Rolando Garra:

Campeões e vice do torneio vibraram com a conquista dos troféus

6

A judoca gaúcha Mayra Aguiar, campeã mundial e duas vezes medalhista olímpica, participou da cerimônia de abertura

Os irmãos Itamar e João Pedro Prestes, ex-alunos da ONG, falaram sobre o impacto da Fundação em suas vidas no encontro com os mantenedores


MARCELLO ZAMBRANA/ARQUIVO

Aniversário de 15 anos Cada um dos 11 núcleos da Fundação Tênis realizou atividades para que todos celebrassem os 15 anos da ONG, no dia 11 de maio. No Núcleo Chapéu do Sol, em Porto Alegre, por exemplo, a data foi comemorada juntamente com o Dia das Mães. Os alunos criaram cartazes para enfeitar as quadras.

O prêmio foi entregue ao superintendente, Biba Enck (E)

Prêmio Tênis 2016 A Fundação Tênis conquistou o Prêmio Tênis 2016 na categoria Melhor Projeto Social. A distinção, avalizada pela Confederação Brasileira de Tênis (CBT) e Correios, foi entregue em cerimônia realizada no dia 03 de março deste ano, em São Paulo.

Campeonato Internacional Juvenil O Dia das Crianças foi comemorado em cada um dos núcleos com diferentes atividades. Aconteceram torneios de tênis, jogos de vôlei e de futebol, entre outros.

Educação e Transparência

Como acontece anualmente desde 2005, os alunos da Fundação Tênis assistem aos jogos do Campeonato Internacional Juvenil de Porto Alegre. Em 2016, a turma esteve na Associação Leopoldina Juvenil durante dois dias para acompanhar os jogos dos 18 anos. Aproveitaram para torcer pelos brasileiros e fazer selfies. HEUSI ACTION/ARQUIVO

Três vezes ao ano, a Fundação Tênis promove o Encontro com as Famílias. São reuniões importantes não só para tratar de aspectos administrativos e pedagógicos, mas também para estreitar os laços.

Comunicação

HEUSI ACTION/ARQUIVO

Para marcar os 15 anos, a Fundação Tênis lançou um novo filme e estreou um novo site. O endereço, no entanto, segue o mesmo: www. fundacaotenis.org.br.

Seminário de capacitação

Durante o ano, dois seminários de capacitação foram realizados com os colaboradores da ONG. No primeiro, que ocorreu em maio, o A Fundação Tênis foi uma das tema foi “A Fundação Tênis transformando vidas” e teve como um 25 organizações da sociedade ci- dos palestrantes o ex-aluno Pablo Goulart (na foto, ao centro). ARQUIVO FUNDAÇÃO TÊNIS vil (OSCs) selecionadas pela ONG Parceiros Voluntários e pelo Instituto CSHG, principal investimento social do Credit Suisse Brasil, que participaram da terceira edição do “Educando para a Transparência”. O objetivo do curso foi aprimorar as ferramentas de gestão a fim de melhor trabalhar os princípios de transparência e prestação de contas.

No Programa Volta às Aulas, da Fundação Tênis, os alunos recebem um kit com material escolar no início do ano.

7


RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2016

Legado olímpico? Nós construímos No ano em que o Rio de Janeiro recebeu os Jogos Olímpicos, a Fundação Tênis estreitou ainda mais seu compromisso com a Educação Olímpica e, em consequência, com os Valores Olímpicos de Amizade, Respeito e Excelência. O Programa Ciclo Olímpico, iniciado em agosto de 2015, chegou ao seu final em agosto de 2016. Durante todo este período, a cada mês, os alunos aprenderam e praticaram diferentes esportes olímpicos de acordo com calendário previamente elaborado. A maratona marcou o encerramento da atividade que movimentou todos os núcleos da ONG. No dia da celebração do Olimpismo em Porto Alegre, 7 de julho, com a passagem da tocha olímpica pela cidade, um grupo de alunos do Núcleo Pão dos Pobres esteve no Parcão para participar de momento tão importante. Todos se divertiram e aproveitaram os espaços montados pelo GNU (Grêmio Náutico União) e pela Sogipa para interagir com alunos das escolinhas desses clubes. Além de tudo isso, todos os núcleos da Fundação Tênis no Rio Grande do Sul receberam a visita da tocha olímpica dos Jogos 2016, no Rio de Janeiro. Em muitos, foram feitas “caminhadas” de revezamento. A tocha olímpica foi cedida pelo professor de Educação Física Nelson Todt, que participou do revezamento realizado em Porto Alegre no dia 7 de julho. Nelson é também presidente do Comitê Brasileiro Pierre de Coubertin, instituição parceira da Fundação Tênis.

FOTOS ARQUIVO FUNDAÇÃO TÊNIS

Alunos do Núcleo Pão dos Pobres estiveram no Parcão

Presente em Simpósio

Núcleo Humaitá recebeu a visita da tocha olímpica

A Fundação Tênis participou do 2º Simpósio Internacional Pierre de Coubertin, no dia 8 de agosto, no Rio de Janeiro, paralelamente aos Jogos Olímpicos de 2016. Foram apresentados três trabalhos: “A estrutura organizacional da Fundação Tênis, seu organograma, núcleos de atividades, processo de gestão e o programa Pós-Tênis”, pelo superintendente Luis Carlos Enck, o Biba; “Os Valores Olímpicos no plano de aula de um programa social e esportivo: o caso da Fundação Tênis”, pelo coordenador-geral Gastão Englert; e a experiência do Programa Olímpico desenvolvido durante um ano pela ONG, pela coordenadora de núcleo Marina Sodré. O Simpósio foi organizado pelo Comitê Internacional Pierre de Coubertin (CIPC) e pelo Comitê Brasileiro Pierre de Coubertin (CBPC).

Encerramento do Ciclo Olímpico no Núcleo PUCRS

8


PARCERIA COMUNICAÇÃO ALJ

Rosane integra a atual diretoria

ALJ valoriza o esporte na formação dos jovens A Associação Leopoldina Juvenil, que completa 154 anos no próximo 24 de junho, tem o tênis presente em sua origem. Não por acaso, portanto, o tradicional clube do Moinhos de Vento foi o escolhido para receber o evento que, oficialmente. apresentou a Fundação Tênis à sociedade gaúcha. Foi no dia 5 de dezembro de 2002 no “Clubinho”. Mais do que isso: o Juvenil foi uma das primeiras instituições a apoiar o trabalho da Fundação e há 14 anos integra o time de mantenedores da ONG. Nesta entrevista, a diretora de Cultura e Solidariedade da ALJ, Rosane Menezes Freda, fala sobre a importância desta parceria e destaca a visão do clube sobre ações direcionadas para o Terceiro Setor.

A ALJ é uma das mantenedoras mais de convivência e prática esportiva. Podeantigas da Fundação Tênis. Como o mos fazer e pensar melhor a nossa sociedade. Cada setor tem muito a contribuir. clube avalia esta parceria? Para a Associação Leopoldina Juvenil, é uma honra poder apoiar um projeto como a Fundação Tênis. Temos uma paixão em comum que nos une: o tênis. E ambas as instituições acreditam na importância do esporte para a vida. É uma satisfação observar que a prática do tênis tem mudado o futuro de muitas crianças e jovens.

Quais são os aspectos que a ALJ destacaria sobre o trabalho realizado pela ONG? Além do treinamento de excelente qualidade, destacamos a preocupação em desenvolver as crianças de forma integral. Nota-se que o trabalho vai muito além do esporte. O acompanhamento escolar, a disciplina exigida e a transmissão de valores geram resultado significativo na educação completa desses jovens. A Fundação Tênis está de parabéns!

Como a ALJ vê as ações direcionadas para o Terceiro Setor? Temos a convicção que o clube pode ser mais que um espaço

Através do Juvenil Solidário, patrocinamos e apoiamos projetos e eventos comprometidos com valores de cidadania.

Quais são os projetos ou ações direcionados para o público em situação de vulnerabilidade que estão sendo apoiados? Apoiamos algumas instituições ligadas ao esporte, disponibilizamos espaços da nossa sede para realização de eventos beneficentes, criamos eventos culturais e esportivos para arrecadação de donativos e dedicamos tempo para visitação a entidades que atendem indivíduos com necessidades especiais. Atualmente, formamos um comitê para desenvolver um calendário anual de ações solidárias, possibilitando maior envolvimento de associados voluntários. Responsabilidade Social tem sido um assunto cada vez mais em pauta nas diversas áreas do clube. Queremos estender nosso olhar para além dos nossos muros, pois acreditamos que uma maior consciência de contribuição é fundamental para formação de uma sociedade mais justa.

FIQUE POR DENTRO A Fundação Tênis conta com um grupo de mantenedores. Muitos deles apoiam a ONG há mais de cinco anos, o que reforça os compromissos assumidos e os bons resultados alcançados. Confira o tempo de parceria do nosso time de mantenedores: • Gerdau - 16 anos • ALJ - 14 anos • Lojas Colombo - 12 anos • White Martins - 09 anos • Banrisul - 08 anos • BNP Paribas e Piccadilly - 07 anos • CBT Correios e Évora - 06 anos • Sulgás - 05 anos • XP Investimentos - 04 anos • Instituto Lojas Renner, Public Broker, Zaffari e 3ia.com - 3 anos • BRDE e Liberty Seguros - 01 ano

9


NOSSOS ALUNOS

Oportunidades junto à indústria do calçado DIVULGAÇÃO

O QUE ELES DIZEM Quatro dos 12 alunos da Fundação Tênis que estudam no SENAI Igrejinha falam sobre o curso: Luana Machado, 15 anos, estudante do primeiro ano do Ensino Médio: Nunca havia pensado em trabalhar com calçados até o dia em que surgiu a oportunidade de fazer este curso. Estou achando bem legal. É uma experiência nova e interessante.

Alunos da Fundação Tênis na entrada do SENAI Igrejinha durante um dos intervalos de aula

Curso de três semestres foi criado para atender à demanda da Piccadilly, uma das mantenedoras da Fundação Tênis Desde o dia 20 de fevereiro deste ano, um grupo de 12 alunos do Núcleo Igrejinha da Fundação Tênis realiza o Curso de Multioperador na Confecção de Calçados, no Centro de Formação Profissional SENAI Nelson Heidrich, no município. Todos passaram por um processo seletivo bem rigoroso e se mostram felizes com a vaga conquistada e com as oportunidades que terão pela frente (leia os depoimentos no quadro à direita).

10

Este curso, com duração de 1.200 horas, o equivalente a três semestres, foi formatado exclusivamente para atender às demandas da Piccadilly, uma das mantenedoras da Fundação Tênis. As aulas são ministradas de segunda a sexta, ou no turno da manhã, ou no turno da tarde. E ao longo deste um ano e meio os jovens passarão por todas

as etapas da fabricação do calçado. Foram disponibilizadas 50 vagas. - Nós realizamos um processo seletivo apurado, buscando o aluno com melhor escolaridade e menor repetência e com a idade adequada para que, ao término do curso, já tenha mais de 16 anos e possa ser aproveitado pela empresa – observa o coordenador de Educação do SENAI Igrejinha, Cláudio Hoffmeister. De acordo com os dados da instituição, o aproveitamento dos alunos formados no mercado de trabalho vem crescendo. - As empresas sinalizam essa tendência, porque buscam aproveitar quem tem formação final – salienta Cláudio. A formatura desta turma está prevista para o final do primeiro semestre de 2018.

Eduardo Sebastião, 16 anos, estudante do primeiro ano do Ensino Médio: É bem legal. Me dá chances de entrar no mercado de trabalho. E também de fazer novas amizades. Taonara Scheffel, 15 anos, estudante do primeiro ano do Ensino Médio: Estou adorando fazer o curso. Estou aprendendo coisas novas. Sthephanie dos Santos, 15 anos, estudante do primeiro ano do Ensino Médio: Logo que surgiu a possibilidade de fazer o curso pensei que seria bem legal. Eu poderia aprender um monte e poderia ganhar o meu dinheiro para ajudar em casa e poder comprar as minhas coisas. Estou amando as aulas. OBS.: Além desses quatro jovens, os demais alunos da Fundação Tênis que participam do curso são Amanda Gafree da Silva, Amanda Jóris, Débora Dreher, Dionatan Fontoura, Graziela Klein, Greice de Souza, Lucas Cassiano e Letielly Luciane Ohlweiler


QUEM FAZ A FUNDAÇÃO TÊNIS

Henrique Hammes:

“O mais importante do nosso trabalho são as crianças” CRISTIANO SANT’ANNA/ARQUIVO

Professor nos núcleos Igrejinha e Sapiranga fala do orgulho de trabalhar com os alunos da Fundação

Henrique (centro) durante a cerimônia de premiação no Rolando Garra Henrique Hammes Touguinha chegou à Fundação Tênis ainda estudante universitário de Educação Física para atuar como monitor no Núcleo Sapiranga. O convite partiu de seu primo Rafael Hammes, que já trabalhava na unidade como professor. Na época, até ficou um pouco receoso. Afinal, nunca havia vivenciado um projeto social. Mas a vontade de encarar o desafio falou mais alto. Lá se vai quase uma década. Hoje, aos 29 anos, já formado em licenciatura e finalizando o bacharelado e também atuando no Núcleo Igrejinha, Henrique não se imagina longe da Fundação Tênis. - Além de contarmos com toda a estrutura necessária para desenvolver nosso trabalho, a Fundação nos dá todo o suporte

para lidar com as crianças, que, para mim, são o mais importante do nosso trabalho – assegura o educador físico. Focado no compromisso da ONG de possibilitar que crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade reescrevam seus projetos de vida, Henrique revela o orgulho que sente quando se encontra com um jovem que viu entrar bem menino na Fundação e ouve a trajetória de conquistas que está sendo traçada. – É muito legal ver que aquela criança que cresceu no projeto e

“Os alunos da Fundação Tênis me ensinaram a valorizar ainda mais a família e os amigos.” Henrique Hammes Touguinha, professor nos núcleos em Igrejinha e Sapiranga

foi encaminhada para um curso profissionalizante tem hoje uma profissão. Fica o sentimento de missão cumprida – assegura. Por outro lado, não esconde a tristeza ao saber que algum de seus alunos não conseguiu rechaçar o mundo da violência: - Quando perdemos um aluno, fico muito frustrado. Henrique conta que estar em

quadra com os alunos da Fundação Tênis é também uma aprendizagem: - Algumas vezes reclamamos da vida. Mas, em muitas dessas vezes, nossos problemas são mínimos perto do que nossos alunos enfrentam. Em quadra, procuro mostrar para eles os aspectos positivos. Também busco fazer com que eles nunca aceitem o rótulo que a própria sociedade lhes impõe de que, por serem mais humildes, não têm oportunidades. Além de dar sequência aos estudos, Henrique sonha com a ampliação da Fundação: - Seria muito bom poder atingir mais crianças e ver que o trabalho deu resultado e que essas crianças reescreveram seus projetos de vida – conclui.

11


AV. NOVA YORK - 10 - 408 AUXILIADORA - CEP 90550-070 PORTO ALEGRE - RS - 51 3325.1068 contato@fundacaotenis.org.br www.fundacaotenis.org.br

Mantenedores

Lei de Incentivo e Convênios Municipais Paulo

Lei de Incentivo

Apoiadores

Lei de Incentivo e Convênios Municipais Paulo Lei de Incentivo e Convênios Municipais

Lei de Incentivo Estadual - Sede São Paulo

Lei de Incentivo Federal

Lei de Incentivo Federal

Lei de Incentivo Fe