Issuu on Google+

DEZ. 2013 | PT

Índia - O mercado do futuro FSE comprovado na prática 2º Wheel Detection Forum A Frauscher Índia está muito bem equipada

A interface de software Frauscher possui certificação SIL4

Grande interesse e excelentes retornos


IN SIDE AVISO LEGAL Proprietário e editor: Frauscher Sensortechnik GmbH Gewerbestraße 1 4774 St. Marienkirchen, Áustria T: +43 7711 2920-0 F: +43 7711 2920-25 E: office@frauscher.com Internet: www.frauscher.com Chefe de redação: Christian Pucher Design: Schuller & Kneidinger Kommunikationsberatung GmbH, 4020 Linz, Áustria Fotos: Foto Bartl, Foto Steiger, Frauscher, Network Rail, Shutterstock. Impressão: Wambacher Vees e.U.

A Frauscher fornece sistemas de contagem de eixos para metrôs no mundo todo, entre outros, em Estocolmo. Maiores informações na página 15

Especial A Frauscher Índia está muito bem equipada

Página 4

Inovação O protocolo FSE comprova na prática Soluções individuais para BÜSA

Página 6 Página 8

Comunicação Wheel Detection Forum se estabelece

Página 10

Atualidades A Frauscher agora na América Latina Inovações na TRAKO na Polônia FAdC® bem-sucedido no Reino Unido Projetos de metrô, novo serviço de informação Visão geral Programa de promoção da saúde Datas de treinamento e de feiras

Página 12 Página 13 Página 14 Página 15 Página 16

DEZEMBRO 2013


EDITORIAL

3

Prezados leitores, na última edição do ultimate rail informamos sobre a abertura, bem como o desenvolvimento da nossa filial indiana. Baseado na importância deste mercado, assim como no desenvolvimento positivo das nossas atividades, dedicamos também nesta edição da Frauscher Sensor Technology um destaque em Bangalore. O Diretor Alok Sinha conseguiu formar uma equipe de mais de 20 colaboradores qualificados e prepará-los para as tarefas vindouras. Entretanto, a Índia não é o único mercado novo que provê boas notícias.

trada em cena no Brasil, confirmam que essa foi uma decisão acertada.

De acordo com o nosso lema "Global Leader + Local Partner" criamos filiais próprias ou representantes em mercados estrategicamente importantes para nós. Queremos estar no local do cliente, poder nos comunicar em seu idioma e estar rapidamente à disposição para perguntas ou suporte.

Desejo uma boa leitura a todos.

No Brasil estamos justamente implantando uma filial própria, que será dirigida por Maicon Ferrari. Esse passo foi motivado pelo aumento de demandas, pelo crescimento no interesse em sistemas de contagem de eixos inovadores assim como pela execução de uma instalação de teste na ALL (América Latina Logística). O grande número de visitantes em nosso estande na feira "Business on Rail", como também o feedback positivo da nossa primeira en-

A estratégia bem-sucedida da internacionalização também refletiu no segundo Wheel Detection Forum, tanto nos palestrantes como também nos participantes. 16 palestrantes de nove nações e 150 participantes de 29 países demonstram que a Frauscher Sensortechnik se estabeleceu como Global Player na área de detecção de rodas e contagem de eixos.

Michael Thiel


ESPECIAL

Índia: A direção e 

Michael Thiel (Presidente, Frauscher Sensor Technology), A S Shankar (Engenheiro Chefe, BMRCL) e Anshul Gupta (Diretor, Coordenação empresarial, Railtel Corporation) inauguram o novo escritório.

Desde a fundação da empresa da Frauscher Índia em julho desse ano (ver ultimate rail 1/2013) muito se fez: Atualmente a nova filial já dispõe de mais de 20 colaboradores e foi instalada uma outra instalação de teste para a homologação geral.

Alok Sinha, Diretor das Frauscher Sensor Technology India Private Limited

A Frauscher Sensor Technology India em Bangalore organizou uma cerimônia de inauguração em 11 de outubro. Mais de 100 convidados aproveitaram a oportunidade para visitar o novo escritório e para participar da cerimônia. O escritório foi inaugurado oficialmente por A S Shankar, Chief Signal and Telecom Engineer, BMRCL (Metro Bangalore), Anshul Gupta, Executive Director, Corporate Coordination, RailTel Corporation of India, e Michael Thiel, CEO Frauscher Sensor Technology. No dia seguinte a filial organizou uma inauguração tradicional, a assim chamada festa Audha­ pooja. Todos os colaboradores da Frauscher Índia, como também representantes da central da empresa participaram desta cerimônia. Um sacerdote consagrou e abençoou as instalações, os produtos, os colaboradores e a equipe de gerência. "Agora criamos uma excelente base para iniciar e desenvolver o nosso negócio aqui na Índia. No final do ano teremos cerca de 30 colaboradores, que estão muito bem treinados e preparados para as funções e os projetos vindouros",

disse Alok Sinha, Diretor da Frauscher Sensor Technology India. "Também fizemos progresso na localização de serviços de planejamento e de produção. Para uma outra instalação de teste no âmbito da homologação RDSO realizamos o planejamento e a configuração, e também fabricamos uma parte dos componentes. Os sensores de roda e os racks continuamos importando da Áustria, porém, o cabeamento e a montagem final ocorrem aqui no local. Os componentes como caixa de conexão de via, caixa de reset ou defletores de roda são fabricados na nossa própria produção indiana. Assim estamos no bom caminho e agora criaremos os recursos e capacidades de acordo com os pedidos." Outra instalação de teste para a homologação RDSO No âmbito do processo de homologação a RDSO solicitou à Frauscher a construção de uma instalação de teste em um trecho principal. A RDSO escolheu para isso a seção Chhata – Kosi Kalan em Uttar Pradesh, na rede da operadora North Central Railways. Com estes

DEZEMBRO 2013


5

 stá definida

testes deve ser comprovado que o sistema de contagem de eixos ACS2000 também pode ser usado de forma segura em linhas principais indianas para a detecção de via livre. Além disso, serão testadas a funcionalidade da supressão digital de veículos trolley, bem como a disponibilidade em uma tração de 25 kV de corrente alternada. Todo o equipamento foi instalado e devidamente testado no final de outubro para a inspeção pela RDSO em Bangalore. Após a aceitação bem-sucedida a instalação de teste pôde entrar em operação em meados de novembro, conforme planejado. Supressão digital de trolleys A supressão de push-trolleys é um requisito específico do mercado indiano. Já no ano de 2007 a Frauscher testou várias soluções para a supressão de trolleys no âmbito de um teste em Chandigarh, Punjab. Contudo, nem os enfoques sobre a avaliação do diâmetro da roda, nem a adaptação dos algoritmos levaram a resultados satisfatórios para a Frauscher.

Com o "controle do ponto de contagem" patentado, agora é possível detectar os push-trolleys, mas não contar estes pulsos como eixos. Se apenas dois eixos passarem pelo sensor e ao mesmo tempo as seções de via livre estiverem "livres", estes dois eixos serão suprimidos e não encaminhados ao sistema de contagem de eixos. Esta solução digital para a supressão de trolleys já está em uso bem-sucedido há vários meses na MRVC.


INOVAÇÃO

FSE torna-se protocolo de Modernas instalações de tecnologia de sinalização requerem uma alta integração de todos os sistemas parciais e interfaces eficazes. Uma troca de dados eficiente entre subsistemas somente é possível com interfaces de software. Para isso a Frauscher desenvolveu o Frauscher Safe Ethernet (FSE). Como fornecedor independente de sistemas de detecção de rodas e de contagem de eixos é de importância estratégica poder se comunicar via interfaces de software com todos os fabricantes de sistemas e integradores. Por isso, o desenvolvimento de modernas interfaces de comunicação é especialmente importante para a Frauscher. Foi formada uma equipe de desenvolvimento própria, que se ocupa exclusivamente com este tema específico e altamente complexo. A operação bem-sucedida, bem como os retornos positivos dos projetos com interfaces de software – seja com protocolos específicos de cliente ou com o protocolo de software próprio – comprovam que a Frauscher dispõe de um conhecimento profundo de perito nessa área. A Frauscher desenvolveu um protocolo de software próprio FSE Além dos requisitos básicos, no que se refere à segurança (SIL4) e disponibilidade, estavam no ponto central os seguintes requisitos funcionais: • implementar de forma simples e rápida; • definição flexível e livre dos conteúdos de dados a serem transmitidos; • conexão ponto a ponto simples, redundante e com capacidade de operação em rede; • aplicação universal para a respectiva aplica-

ção de detecção de rodas e de contagem de eixos, assim como para qualquer outra aplicação, na qual é necessário trocar dados de forma segura entre dois sistemas. Com este novo protocolo de interface – Frauscher Safe Ethernet FSE – podem ser transmitidos de forma segura ciclicamente até 512 bytes. A Frauscher coloca este protocolo à disposição gratuitamente e presta apoio na implementação com o seu know-how. O parceiro recebe todas as informações detalhadas e as especificações de aplicação, de protocolo e de teste. Além disso, são disponibilizados um simulador e extratos do source-code. FSE se desenvolve para um padrão Atualmente clientes de vários países já fazem uso da interface FSE em diferentes plataformas de hardware, para se comunicar com a nova geração de contagem de eixos FAdC® e ­FAdC®i. Cada vez mais integradores de sistema estão em discussão, definição de detalhes com a Frauscher ou fazem a implementação do protocolo FSE. Se esta tendência continuar, o FSE se desenvolverá para um quase padrão na área da detecção de rodas e de contagem de eixos. A especificação de software, bem como outras informações sobre o protocolo FSE estão disponíveis para download gratuito no site www.frauscher.com/FSE.

posto de sinalização

Interface de software FSE (certificação SIL4)

• Livre/ocupado • Reset • Sentido • Diagnóstico Ethernet

Cluster

Cluster COM

Bus interno AEB

Cluster COM

COM

Bus interno

AEB

AEB

Bus interno

AEB

AEB

AEB

Interno Externo ZP 4

ZP 1

FMA 3

FMA 1

ZP 5

ZP 2

FMA 4

FMA 2

ZP 6

ZP 3

DEZEMBRO 2013


7

software padrão

Implementação bem-sucedida na Rússia Vjatcheslav Sergeevich Zamyatin, chefe substituto do setor de sistemas de controle do processo da ASK Rússia, sobre suas experiências na implementação do protocolo FSE: "Instalamos pela primeira vez o sistema de contagem de eixos FAdC®i com o protocolo de software FSE em um terminal de carvão da empresa OAO 'Vostochnij Port'. A troca de dados através dessa interface de software entre o sistema de posto de sinalização em base Simatic S7-400 e o sistema de contagem de eixos Frauscher oferece uma série de vantagens. Assim, além das informações básicas "livre/ocupado" e "reset" também são transmitidos dados sobre o número de eixos, sentido de marcha e informações de diagnóstico. Outro ponto positivo é que não há necessidade de componentes adicionais para a interface de relé. Isso reduz os custos de investimento e o dispêndio de cabeamento. Pudemos implementar o protocolo FSE num prazo de dois meses e já integrá-lo no projeto no local. Isso mostra como é fácil o uso do protocolo FSE para os integradores de sistema. Além disso, a Frauscher presta uma excelente assessoria e apoio. Apesar deste protocolo ter uma concepção simples e ser de fácil integração, do nosso ponto de vista, ele é especialmente apropriado para a troca de dados entre o posto de sinalização e o sistema

de contagem de eixos. O protocolo FSE da Frauscher é a solução ideal para integradores de sistema que não possuem um protocolo de ­software próprio."


INOVAÇÃO

BÜSA: sempre a

As formas e variantes da execução técnica de sistema de segurança de passagem de nível (BÜSA) são bastante diversificadas. Os motivos disso são, sobretudo, especificações de execução, segurança e de homologação de cunho nacional, bem como as diferentes normas e soluções técnicas dos fornecedores geralmente locais e regionais. Como fornecedor independente de componentes, a Frauscher Sensortechnik atende uma série destes fabricantes e, portanto, já realizou as mais diferentes variantes de configuração. Os elementos centrais do BÜSA são os sistemas para a detecção dos veículos ferroviários. As informações das instalações externas são usadas na lógica de controle do BÜSA para a ativação e desativação ou cancelamento. Passagens de nível tecnicamente seguras são ativadas ou desativadas através da inclusão em função do sinal como também através de movimentos de trens. As tecnologias dos circuitos de via e loops de via ainda bastante divulgadas estão perdendo cada vez mais em importância neste contexto. Hoje se aposta na detecção de rodas que, por efeitos de sinergia, muitas vezes é combinada com a técnica de contagem de eixos. Variantes de configuração

pode ser realizada através de pontos de detecção, seções de via livre, seções de via livre sobrepostas, através da combinação de pontos de detecção com seções de via livre ou, por exemplo, com ativação em função da velocidade. Por isso, recomenda-se entrar em contato o quanto antes possível com os fabricantes do BÜSA, bem como da instalação externa, para discutir possíveis cenários. O amplo portfólio de produtos da Frauscher, no que se refere a tipos de sensores de roda, plataformas de avaliação e interfaces, oferece aqui ótimos pré-requisitos para uma adaptação específica de cliente, integração simples e a consideração de futuros requisitos.

Não há limites para a diversidade de variantes nas possibilidades de configuração dos sistemas de detecção de rodas e de contagem de eixos. A configuração, por exemplo, somente

DEZEMBRO 2013


9

configuração correta Sentido A

A

Sentido B 4 Fl Ri Imp

1 Fl Ri Imp

1 Fl Ri Imp

1 Fl Ri Imp

4 Fl Ri Imp

DP 1

DP 2

DP 3

FMA 1

B

FMA 2

ZP 1

ZP 2

1 Fl Ri Imp

DP 4 FMA 3

ZP 3

ZP 4

FMA 1

C

ZP 1

ZP 2

ZP 3

ZP 4 FMA 2

4 Fl Ri Imp

D

DP 1

4 Fl Ri Imp

FMA 1

4 Fl Ri Imp ZP 2

Sentido Velocidade

4 Fl Ri Imp ZP 3

DP 4 Sentido Velocidade

FMA 1

E DP 1

ZP 2

Configurável nas variantes A: com pontos de detecção B: com seções de via livre C: com seções de via livre sobrepostas D: com ponto de detecção e seção de via livre E: com ativação em função da velocidade

ZP 3

ZP = Ponto de contagem DP = Ponto de detecção

DP4

faces abertas ou universais, como acopladores ópticos e saídas de relé, o ACS2000 é de integração simples e segura no BÜSA. Os requisitos específicos de cliente podem ser realizados de forma individual e flexível graças à grande seleção de módulos pré-configurados. FAdC®

O Frauscher-Advanced-Counter (FAdC® / FAdC®i) é a mais nova geração de sistemas de contagem de eixos com base em uma interface de software baseada em Ethernet (opcionalmente também é possível a interface de relé). Graças a esta estrutura de comunicação aberta o FAdC® / FAdC®i pode ser integrado de forma otimizada no BÜSA e requer apenas poucos componentes. Assim, este sistema oferece uma série de vantagens no que se refere à funcionalidade, necessidade de espaço, bem como aos custos de investimento e de operação. A integração pode ocorrer através do desenvolvimento de uma interface específica de cada cliente, como também através do protocolo Frauscher (FSE).

FMA = Seção de via livre Fl Ri Imp = Pulso de direção de flanco

Detecção de rodas Os sistemas de detecção de rodas RSR180 / RSR123, compostos de dois sistemas independentes, baseiam-se em processos indutivos e geram o aspecto de sinal analógico. Este é proporcional à atenuação e é transmitido para o módulo de avaliação EB como sinal de corrente contínua. O respectivo módulo de avaliação EB assume a avaliação destes sinais e disponibiliza padrões de comutação digitais à interface, de acordo com a aplicação do cliente. A interface para a aplicação do cliente pode ser disponibilizada, de acordo com o desejo do cliente, através de contatos de comutação eletrônicos (acopladores ópticos), contatos de relé (livres de potencial) ou baseada em software (protocolo de dados serial). ACS2000 A arquitetura de sistema do sistema de contagem de eixos Frauscher ACS2000 tem uma estrutura muito simples, sendo que a cada ponto de contagem e a cada seção de via livre é atribuído um módulo seguro. Uma vez que os respectivos módulos já são pré-configurados na produção, a configuração específica de aplicação ocorre exclusivamente através do hardware (chave DIP ou pontes de solda). Através de inter-

A Frauscher já forneceu sistemas de detecção para BÜSA em mais de 30 países em conjunto com 25 diferentes parceiros. Para perguntas detalhadas, entre em contato com Martin Rosenberger, Gerente de Gestão de Produto: martin.rosenberger@frauscher.com

Na edição de dezembro da revista técnica Signal+Draht há um artigo detalhado da Frauscher sobre este tema.


COMUNICAÇÃO

Segundo Wheel Detec  W H E E L

DETECTION

F O R U M

2015 O 3º Wheel Detection Forum ocorrerá no ou­ tono europeu de 2015. Informações atuais, fotos, declarações sobre o evento você encontra sob www. wheeldetectionforum. com

Quase 150 participantes de 29 nações aproveitaram a oportunidade para se informar em primeira mão sobre as tendências atuais e para trocar experiências com especialistas do ramo. O grande interesse, assim como os retornos muito positivos, confirmam que o Wheel Detection Forum se estabeleceu como encontro internacional do setor. O próximo WDF ocorrerá no outono europeu de 2015. Tendências na área da detecção de rodas e contagem de eixos A detecção de rodas com base em sensores indutivos e a técnica de contagem de eixos definem o estado da arte para as mais diferentes aplicações na técnica de controle e de segurança. No mundo todo, cada vez mais operadores apostam nesta tecnologia. De acordo com uma estimativa, existem cerca de 350.000 sensores de roda em operação no mundo e anualmente são instalados cerca de 30.000 novos sensores de roda, com tendência crescente. Apesar de esforços intensivos em avançar na introdução de ETCS Level 3, não se espera nos próximos 15 a 20 anos que a detecção de via livre seja possível de forma segura e econômica sem um sistema de contagem de eixos ou uma tecnologia de circuito de via. Painel 1: Tecnologias alternativas para sensores indutivos Existe uma série de tecnologias alternativas promissoras e interessantes que, contudo, hoje ainda não estão disponíveis para a detecção de

via livre em base SIL4. Hoje ainda não é possível responder se e quando será possível substituir os sensores indutivos para esta aplicação. Em todo o caso, vale a pena aprimorar as tecnologias, otimizá-las para aplicações individuais ou também combiná-las com sensores indutivos.

16 palestrantes internacionais transmitiram um know-how atual e fundamentado

DEZEMBRO 2013


11

 tion Forum bem-sucedido Primeiras declarações sobre o Wheel Detection Forum 2013 Antonio Casazza, Ansaldo STS S.p.A.: "Eu pude fazer uma série de novos contatos, estabelecer boas relações e conhecer pessoas interessantes. As apresentações mostraram um nível de qualidade elevado e recomendo este fórum a todos os engenheiros de sinalização. Todo o evento foi organizado com perfeição e parabenizo a Frauscher por este fórum bem-sucedido." Annika Granlund, Bombardier Sweden: "Gosto da iniciativa Frauscher de convidar todo o negócio: clientes, parceiros e concorrentes, para compartilhar experiências e explorar novas tecnologias para detecção de via livre, para aumentar a competência e a concorrência do negócio ferroviário. Além disso, uma boa organização, interessantes visitas de estudo à ÖBB e a nova estação ferroviária principal e, não por último, a saborosa comida austríaca, contribuíram para o sucesso do evento."

Painel 2: Decisão de sistema – circuito de via em relação à contagem de eixos No processo de decisão sobre qual tecnologia é a mais apropriada para a detecção de trens, é necessário analisar e avaliar muitos pontos de vista diferentes. Além das condições gerais do ponto de vista técnico e operacional, os LifeCycle-Costs (LCC) (custos de ciclo de vida) e a avaliação de funcionalidades adicionais são critérios de decisão essenciais. Os custos de investimento de sistemas de contagem de eixos são comparáveis ou um pouco mais altos que em sistemas de circuito de via. A diferença varia um pouco em função da região do mercado. Uma vez que os custos de operação de sistemas de contagem de eixos são bem menores, também os Life-Cycle-Costs são 20–30% menores durante um período de 25 anos. Exemplos de boas práticas dos diferentes segmentos ferroviários, assim como visitas técnicas na ÖBB e no Bahnorama complementaram o abrangente programa do Wheel Detection Forum.

O evento noturno no Museu Técnico de Viena foi muito oportuno

A documentação do simpósio pode ser solicitada por e-mail sob marketing@frauscher.com mediante uma taxa nominal de € 50,00.


ATUALIDADES

Fundação da empresa no Brasil Para estar presente também na América Latina está sendo fundada uma filial no Brasil. Assim os clientes já existentes e também os novos poderão ser assessorados de forma ideal em seu próprio idioma no local. municação traz uma vantagem adicional para os operadores."

Gilmar De Souza (Gerente de Pós Venda) e Maicon Ferrari (Diretor Executivo) na feira "Business on Rail" em São Paulo

A nova empresa tem sua sede em São Carlos, na Grande São Paulo, o polo econômico e tecnológico do Brasil. A Frauscher Brasil é responsável pela importação, venda e serviço pósvenda nos 25 países da América Latina. Maicon Ferrari, Diretor da Frauscher Brasil, sobre a sua nova função: "Nossos produtos já estão em uso bem-sucedido em alguns projetos no Brasil. Atualmente estamos operando uma instalação de teste na ALL (América Latina Logística), uma das maiores empresas de transporte e logística do país. Os primeiros feebacks e resultados de teste são positivos e promissores. Para esse projeto será aplicada a mais nova geração de contagem de eixos FAdC® assim como o sensor de roda RSR180. Em um próximo passo também será testada a transmissão de dados via radiofrequência nessa instalação. Uma vez que os trechos e as distâncias nos países da América Latina são enormes, essa forma de co-

A primeira participação em uma feira "Business on Rail" em novembro foi um grande sucesso. O estande da feira foi muito bem visitado nos três dias da feira. A Frauscher teve a oportunidade de saudar muitos for­ madores de opinião e tomadores de deci­ são em seu estande. Os visitantes internacionais ficaram impressionados com os ultra modernos detectores de rodas e os contadores de eixos de ponta, bem como com as diferentes possibilidades de aplicação.

Maicon Ferrari, MSc Executive Director Latin America maicon.ferrari@br.frauscher.com Telefone: +55 16 3307 2069 Celular: +55 11 9 9619 3137 Frauscher Brasil Rua Passeio dos Flamboyants, 60 Sala 904 - Tríade Londres São Carlos | São Paulo CEP 13.561-352 Brasil

Referências na América Latina: País

Operador

Parceiro

Segmentos Aplicação

Brasil Brasil Brasil Brasil Chile Chile Colômbia Argentina

CPTM São Paulo MSP São Paulo MSP São Paulo Tranvía de Cuiabá Chilean Railways Chilean Railways Fenoco UGOFE

Invensys Alstom Bombardier CAF Signalling Enyse Enyse Indra Invensys

Metrô Metrô Metrô Tram Main Line Main Line Main Line Main Line

Detecção de via livre Detecção de via livre Detecção de via livre Detecção de via livre Detecção de via livre Passagem de nível Detecção de via livre Passagem de nível

DEZEMBRO 2013


13

Inovações na TRAKO Há muitos anos a feira TRAKO na Província de Posen é um ponto de encontro importante para o ramo ferroviário da Polônia. O grande número de visitantes ficou impressionado com os novos produtos desenvolvidos e também com as soluções inovadoras.

FAdC® apresentado pela primeira vez Além do comprovado e muito utilizado sistema de contagem de eixos ASC2000, o centro dos interesses dessa vez foi a mais nova geração de contagem de eixos FAdC® da Frauscher. As vantagens da interface de software assim como a simples escalonabilidade e a alta flexibilidade do FAdC® despertaram grande interesse. "Com a nova concepção do estande de feira foi possível apresentar o amplo portfólio de produtos de forma ampla e visualizável. Com esta entrada em cena a Frauscher Polônia pôde destacar de forma impressionante a força de inovação e a liderança tecnológica nas áreas de detecção de rodas e contagem de eixos. Isto foi confirmado também através dos debates e dos retornos positivos dos inúmeros visitantes interessados", comemora Janusz Mikolajczyk, Diretor da Frauscher Polônia. ACS2000 integrado em sistema de blocos CBL2010 A Frauscher Polska não apenas conquistou um bom nome como fabricante de sensores de roda e sistemas de contagem de eixos, mas também é visto como um importante parceiro de desenvolvimento. Isto foi comprovado novamente pela Frauscher na integração do ACS2000 no novo sistema de blocos CBL2010 da empresa Kontron East Europe. Aqui a empresa pôde fazer uso da experiência de inúmeros projetos realizados na PKP. O sistema CBL2010 já dispõe de uma homologação irrestrita das autoridades UTK polonesas. Os primeiros três projetos já estão em operação bem-sucedida na PKP. Os primeiros retornos sobre a funcionalidade e rentabilidade são muito positivos.

Frauscher ACS2000 como componente integrado do CBL2010


ATUALIDADES

Frauscher Reino Unido no trilho do sucesso

Andrew McCarthy e o Diretor Richard Colman

A bem-sucedida introdução no mercado do FAdC® na Network Rail e o consequente desenvolvimento comercial positivo da Frauscher Reino Unido, tornaram necessário um aumento da equipe e a aquisição um novo escritório. Na metade desse ano a Frauscher Reino Unido mudou o seu escritório para o edifício Regus em Frimley, Surrey. Agora o novo escritório dispõe de excelentes conexões rodoviárias e ferroviárias, e está localizado a apenas 30 minutos do aeroporto Heathrow. Além de moderníssimas possibilidades de comunicação para áudio e videoconferências, assim como conferências web, este edifício oferece também um business lounge, uma cafeteria e várias salas de reuniões. FAdC® em uso bem-sucedido na Network Rail O primeiro projeto na Network Rail a Frauscher realizou em conjunto com Invensys Rail (Siemens) no trecho ferroviário duplicado entre Crewe e Shrewbury. Esse projeto foi realizado conforme o programa "Modular Signalling" em arquitetura descentralizada. Visto que os assim chamados Object-Controller estão conectados via Ethernet com o posto de sinalização Westrace M II, foi fácil vincular também o sistema de contagem de eixos através do protocolo próprio Invensys (WNC). Assim é possível explorar todas as vantagens do FAdC® no que se refere ao uso das funcionalidades adicionais e à economia de custos. Em março desse ano entrou em operação bem-sucedida a primeira fase do projeto Cardiff Area Signalling Renewal (CASR). O Diretor de Projeto Conor Linnell da Atkins sobre o andamento do projeto: "O maior desafio foi o curtíssimo tempo para a realização. Os produtos inovadores como o sensor de roda RSR123, com montagem por meio de garras, e cabos encaixáveis, assim como o sistema de contagem de eixos FAdC®, também contribuíram para que pudéssemos cumprir o apertado cronograma. Levamos apenas 52 horas para a colocação em funcionamento de, por exemplo, 75 sensores de roda. Através de uma intensiva e boa cooperação entre a Atkins, a Frauscher e a Network Rail, foi possível realizar as primeiras fases com sucesso. Todo o sistema funciona de forma extremamente segura."

Conor Linnell, Diretor de Projeto CASR

DEZEMBRO 2013


15

Tendência de sistemas de contagem de eixos em metrôs Na modernização ou expansão de linhas de metrô é aplicada cada vez mais a tecnologia Communication Based Train Control (CBTC) como sistema automático de controle de trens e de segurança de trens. Os sistemas CBTC devem estar equipados com sistemas alternativos para a situação de uma falha. Para isso são usados cada vez mais os sistemas de contagem de eixos, uma vez que as vantagens, no que se refere à funcionalidade e custos operacionais, são consideravelmente maiores em comparação com sistemas de circuito de via. O sistema de contagem de eixos sempre está na função stand-by, oferecendo um sistema alternativo redundante e seguro. No caso de uma falha do sistema CBTC, o sistema de contagem de eixos assume a detecção de via livre, para poder assegurar a qualquer hora um controle de trens seguro.

Atualmente a Frauscher projeta e fornece sistemas de contagem de eixos para projetos de metrô, entre outros, nas seguintes cidades: Hamburgo, Estocolmo, Amsterdã, Hong Kong, Pequim, Chengdu, Chongqing, Teerã, Lima e São Paulo.

Os modernos sistemas de contagem de eixos permitem uma ótima integração a nível mundial em todos os sistemas de postos de sinalização, seja através de uma interface de relé como também de software.

Novo: Eventos de Produtos abertos na Frauscher O espectro de aplicações e de possibilidades de integração de sistemas de detecção de rodas e de contagem de eixos, como também o portfólio de produtos da Frauscher, estão cada vez mais abrangentes. Por isso, adicionalmente aos treinamentos de produto estabelecidos, a empresa oferecerá um novo serviço de informações no próximo ano. Nos Eventos de Produtos de dois dias da Frauscher os participantes são introduzidos na teoria como também nos princípios ativos de sensores de roda indutivos, montagem e funcionamento de sistemas de contagem de eixos, assim como obtêm uma visão geral para quais aplicações essas tecnologias são apropriadas. Nesta oportunidade são explicadas e discutidas as vantagens dos respectivos tipos de sensores de roda, sistemas de contagem de eixos, bem como variantes de interfaces. Os grupos-alvo para estes Eventos de Produtos são colaboradores de operadores, integradores de sistema, consultores, autoridades e fornecedores, que desejam receber uma viNovo serviço de informação: A partir de 2014 serão oferecidos Eventos de Produtos Frauscher

são geral sobre o tema de detecção de rodas e contagem de eixos, como também em especial sobre o portfólio de produtos Frauscher. As datas para os eventos em 2014, em idioma alemão, são 10 e 11 de abril e 16 e 17 de outubro, em inglês, 24 e 25 de abril e 23 e 24 de outubro.


VISÃO GERAL

Rundum g‘sund (muito bem de saúde) O Grupo Frauscher dá um valor especial na promoção da saúde de suas colaboradoras e seus colaboradores. No âmbito do programa para a promoção da saúde na empresa "Rundum g‘sund" (muito bem de saúde), serão apoiadas atividades e medidas especiais, tanto no trabalho como também no tempo livre. Durante todo o ano são oferecidos cursos, check-ups de saúde e palestras, em grande parte gratuitamente. As equipes esportivas internas da empresa nas modalidades futebol, vôlei e também o novo TrialClub Frauscher gozam de grande popularidade. O grupo empresarial investiu em duas motocicletas Electro-Trial, instalou um parcour no pavilhão de aparas de madeira próprio da empresa e fundou um clube Trial. Em 6 de novembro de 2013 ocorreu a abertura oficial do trial parcour pelo presidente do clube e fundador da

A equipe de futebol Frauscher participou do torneio de futebol Pilz

empresa, Eng°. Josef Frauscher. No Trial-Club Frauscher trata-se do prazer de pilotar de forma segura, no qual se ganha adicionalmente habilidade para a condução na rua. As Electro-Trials, além disso, são carregadas com o sistema foto­voltaico próprio da empresa, portanto, são silenciosas e ecológicas.

Electro-Trials para colaboradores Frauscher

Datas Eventos de Produtos Frauscher Em alemão: 10–11/4 e 16–17/10/2014 Em inglês: 24–25/4 e 23–24/10/2014 Perguntas para Elke Gimplinger, T: +43 7711 2920-9284 ou E: training@frauscher.com

Datas de feiras Frauscher 1º semestre de 2014 Railway-Forum Berlim: 17–18/3/2014, Berlim/GE Metro Rail – Europe 2014: 1–2/4/2014, Londres/Reino Unido Rail Solutions Asia: 7–9/5/2014, Kuala Lumpur/MY InfraRail: 20–22/5/2014, Londres/Reino Unido

DEZEMBRO 2013


Ultimate Rail 02/2013 PT