Page 1

Ano 8 - Maio de 2014

São Pedro / Caiçaras e Adjacências - Juiz de Fora-MG

Na imagem, a garotada que participou do II Campeonato Homenagem “Projeto Amigos da Bola” de Futebol, versão Campeonato Brasileiro. Na ocasião, a equipe do Cruzeiro foi a campeã, a do São Paulo obteve a segunda colocação e a do Frlamengo foi a terceira colocada.

Hoje quando vejo a foto acima, me faz voltar ao tempo e reviver boas recordações. Quantos são os garotos, hoje já homens feitos, dos quais muito me orgulho de ter participado da sua formação. Tudo fruto de um trabalho honesto e destemido que ao longo de oito anos tivemos a coragem e o privilégio de executar. Neste período, foram oito campeonatos com entregas de troféus e medalhas e muita coisa rolou. Estou convocando todos a fazerem parte de mais um capítulo desta história bonita e envolvente. Vamos dar início à II Copa do Mundo de Futebol, onde aprovei-

tando os agitos da Copa do Mundo de Futebol do Brasil, teremos mais uma vez a oportunidade de nos envolvermos novamente para um congraçamento geral com toda a nossa comunidade através do esporte. As inscrições já começaram e os interessados em participar do evento devem me procurar no Campinho do Parque São Pedro, aos sábados, a partir das 16:30h. Nosso campeonato tem o apoio do professor Sérgio Moraes, e vamos contar também com a sua participação. Precisamos de material esportivo, medalhas e troféus.


4 Quando Deus criou as mães

A utilização de aparelhos de som (sejam celulares, rádios portáteis ou tocadores de MP3 e MP4) sem fones de ouvido dentro de ônibus urbanos está proibida em Juiz de Fora. A lei, de autoria dos vereadores José Emanuel de Oliveira (PSC), José Fiorilo (PDT) e José Sóter Figueirôa (PMDB), já está entrou em vigor, depois de ser sancionada pelo Executivo e publicada nos Atos do Governo. Segundo a assessoria da Prefeitura, a Secretaria e Transportes e Trânsito (Settra) ainda precisa regulamentar a norma, “para criar instrumentos de fiscalização e aplicação de penalidades”. Apesar disso, ainda de acordo com a assessoria, como a nova legislação já está em vigor, os profissionais das empresas de ônibus, incluindo motoristas e cobradores, já podem abordar quem insistir em ouvir música alta dentro dos veículos, sem fone, à revelia dos outros passageiros. Conforme o texto da lei, o não cumprimento da determinação pode levar a multa de R$ 250 a R$ 500, em caso de reincidência. No argumento usado durante votação na Câmara, os três autores da matéria alegaram que o comportamento de usar aparelhos sem fone de ouvido tem incomodado e atrapalhado os usuários do transporte coletivo e violado o respeito à individualidade. Além das penalidades, a norma prevê também campanhas educativas e a afixação de cartazes dentro dos veículos com a frase: “É proibido o uso de quaisquer aparelhos sonoros sem os fones de ouvido no interior dos coletivos urbanos, ficando o infrator sujeito à aplicação de multa e retirada do veículo, mediante força policial”.

Sandálias, quanto mais duras, pior para os filhos. Casamento começa em motel e termina em pensão! Que mulher nunca comeu uma caixa de Bis por ansiedade, uma folha de alface por vaidade e um cafajeste por saudade? É muito triste quando se é rico, bonito e sensual e aí vem o despertador e acaba com tudo. Li que fumar fazia mal, parei de fumar. Li que beber fazia mal, parei de beber. Li que fazer sexo fazia mal. Parei de ler. Tô correndo atrás do prejuízo, mas parece que ele é Queniano. Malandro é o Canguru que já nasce com o Bolsa Família. Antes de falar, ouça. Antes de agir, pense. Antes de desistir, tente. Antes de cagar, veja se tem papel. Se você é feio, pobre, burro e, mesmo assim, tem um monte de mulher dando em cima de você, só tem uma explicação. Você mora embaixo de uma zona.

Diz uma lenda que o dia em que o bom Deus criou as mães, um mensageiro se acercou Dele e Lhe perguntou o porquê de tanto zelo com aquela criação. Em quê, afinal de contas, ela era tão especial? O bondoso e paciente Pai de todos nós lhe explicou que aquela mulher teria o papel de mãe, pelo que merecia especial cuidado. Ela deveria ter um beijo que tivesse o dom de curar qualquer coisa, desde leves machucados até namoro terminado. Deveria ser dotada de mãos hábeis e ligeiras que agissem depressa preparando o lanche do filho, enquanto mexesse nas panelas para que o almoço não queimasse. Que tivesse noções básicas de enfermagem e fosse catedrática em medicina da alma. Que aplicasse curativos nos ferimentos do corpo e colocasse bálsamo nas chagas da alma ferida e magoada. Mãos que soubessem acarinhar, mas que fossem firmes para transmitir segurança ao filho de passos vacilantes. Mãos que soubessem transformar um pedaço de tecido, quase insignificante, numa roupa especial para a festinha da escola. Por ser mãe deveria ser dotada de muitos pares de olhos. Um par para ver através de portas fechadas, para aqueles momentos em que se perguntasse o que é que as crianças estão tramando no quarto fechado. Outro para ver o que não deveria, mas precisa saber e, naturalmente, olhos normais para fitar com doçura uma criança em apuros e lhe dizer: Eu te compreendo. Não tenhas medo. Eu te amo, mesmo sem dizer nenhuma palavra. O modelo de mãe deveria ser dotado ainda da capacidade de convencer uma criança de nove anos a tomar banho, uma de cinco a escovar os dentes e dormir, quando está na hora. Um modelo delicado, com certeza, mas resistente, capaz de resistir ao vendaval da adversidade e proteger os filhos. De superar a própria enfermidade em benefício dos seus amados e de alimentar uma família com o pão do amor. Uma mulher com capacidade de pensar e fazer acordos com as mais diversas faixas de idade. Uma mulher com capacidade de derramar lágrimas de saudade e de dor, mas ainda assim, insistir para que o filho parta em busca do que lhe constitua a felicidade ou signifique seu progresso maior. Uma mulher com lágrimas especiais para os dias da alegria e os da tristeza, para as horas de desapontamento e de solidão. Uma mulher de lábios ternos, que soubesse cantar canções de ninar para os bebês e tivesse sempre as palavras certas para o filho arrependido pelas tolices feitas. Lábios que soubessem falar de Deus, do Universo e do amor. Que cantassem poemas de exaltação à beleza da paisagem e aos encantos da vida. Uma mulher. Uma mãe. Homenagem a Telma Stenner

Participe do Facebook: Movimento Espirita JF


Segurança, Conforto e Dedicação

Saída de São Pedro para: Cossete, João XXIII Duque de Caxias e Colégio do Carmo

TEL.:(32) 3231-0282 - 8866-3863 Contato: 8839-8767 9965-8800

TABELA DE JOGOS

Revelação Digital Fotos p/ Documentos - Foto Produtos

(32) 3216-1785 Rua Marechal Deodoro, 418 Loja 3A Centro – Juiz de Fora/MG

(32) 3222-1422 Rua Marília, 541 – Benfica Juiz de Fora/MG

Email.: fotopavao@gmail.com - site: www.fotopavao.com.br

32.3214-1670 / 8867-3560 AV. PRES. COSTA E SILVA, 2445 - SÃO PEDRO - JUIZ DE FORA/MG

Corretor e Avaliador de Imóveis

Enfoque alvorecer maio de 2014  

Informativo mensal que circula na região do Bairro São Pedro, Juiz de Fora/MG.

Advertisement