Voz de Nazaré

Page 1

ARQUIDIOCESE

DE BELÉM

www.fundacaonazare.com.br belém, De 19 a 25 de maio de 2017

D o jornal católico da família D

Pe. Florence Dubois Fundador

ANO CIII - Nº 772 - PREÇO AVULSO: R$1,00

O cárcere e a vida sem grades As diversas questões que afetam a situação do sistema penal do Estado e a humanização do cárcere na pauta da Semana do Encarcerado. Pastoral Carcerária participa do evento. CADERNO 2, Página 11. divulgação

w abertura da Semana do Encarcerado na Defensoria Pública do Pará. Entre autoridades, o Arcebispo de Belém Dom Alberto, e o diácono Ademir

CNBB promove ação cidadã no Marajó Diversos órgãos públicos junto com o Regional Norte 2 da CNBB levam serviços de

cidadania para a comunidade do arquipélago marajoara. caderno 2, página 57.

Recadastramento da Família Nazaré Fundação Nazaré inicia recadastramento dos membros da Família Nazaré. CADERNO 1, PÁGINA 11.

Belém repleta e iluminada pela fé luiz estumano

Milhares de fiéis foram às ruas de Belém para prestar homenagem a Nossa Senhora de Fátima, na tradicional Procissão Luminosa que aconteceu no sábado, dia 13 de maio. caderno 2, página 7.

Autorização para conteúdo 'on demand ' Fundação Nazaré recebe certificação para comercialização de conteúdo.

w procissão Luminosa reuniu este ano cerca de 300 mil pessoas pelas ruas do centro da capital paraense divulgação

Paróquias celebram padroeiro Neste mês de maio o calendário da Arquidiocese é marcado por festividades em diversas paróquias. caderno 2, página 6.

caderno 2. página 3.

w paróquia do Divino Espírito Santo, na Cidade Nova, em festividade

Casa de formação há 51 anos M i s s a c o m e m o ra o aniversário do Seminário Pio X na Arquidiocese de Belém esta semana. caderno 2, página 1.


2

belém, De 19 a 25 de maio de 2017

Opinião Privilégio de ser católico João Carlos Pereira

charge do andré abreu

Jornalista e professor jcparis@orm.com.br

Festa em Fátima e em Belém

Comente esta charge:

O

voz@fundacaonazare.com.br

Panorama José Pereira Ramos joseulina1@gmail.com

Festas de Nossa Senhora de Fátima (1)

F

Economista e escritor

oi grandiosa a comemoração do Dia das Mães em nossa cidade, aliando-se a diversos eventos, como o cinquentenário da Paróquia de Nossa Senhora de Fátima. Cumprimento Mons. Raimundo Possidônio, que fez interessantes esclarecimentos. Pela primeira vez a procissão das velas saiu da Basílica de Nazaré para Fátima. Foi um dos pontos altos da programação no dia da canonização dos dois pastorinhos. Na década de 60 minha mãe Aurora já reclamava do filho bispo, Dom Alberto Ramos, a falta de uma paróquia dedicada a Fátima. A extensão da paróquia de Nazaré exigia uma modificação e era preocupante a situação do então bairro da Matinha. A paróquia foi iniciada, com a cessão

Encontro Fraterno ivens Coimbra Brandão

ivenscb@gmail.com

Eucaristia

N

Engenheiro civil e escritor

o último mês de janeiro, quando o tempo chuvoso já se fazia sentir em nossa cidade, deixamos de participar da Missa em dois ou três domingos seguidos, considerado nosso estado de saúde, que estava a merecer as devidas cautelas. Mas logo que melhoramos, já no primeiro domingo seguinte participamos da Missa na Capela de nossa paróquia. Chegado o momento da distribuição da Eucaristia, me posicionei na fila que estava recebendo as hóstias das mãos de um ministro de certa idade, nosso co-paroquiano. Chegada a minha vez, ao tomar a hóstia em minhas mãos, e logo levando à boca, verifiquei que sua espessura estava acima do normal, logo concluindo eu que estavam ali, como que coladas, duas ou três partículas. Nos minutos seguintes, fiquei

Fun­da­do em 5 de ju­lho de 1913 fundador Pe. Flo­ren­ce Du­bois, bar­na­bi­ta

arquidiocese de belém-pará

presidente Dom Alberto Taveira Corrêa Arcebispo Metropolitano de Be­lém do Pa­rá vice-presidente Monsenhor Marcelino Ferreira Vigário-geral da Arquidiocese de Belém do Pa­rá

da capela do Colégio São Paulo, da Irmãs Angélicas. Mais tarde a sede passou para uma casa ao lado, onde hoje se ergue o belo prédio do Centro Evangélico. Durante anos foi uma pequena igreja que exigia um melhor tratamento. Aqui tenho uma confidência a revelar. O diácono Rui Silva, que era suboficial da Aeronáutica e morava na travessa Curuzu, sonhou aproveitar a praça no início da avenida Duque de Caxias, transformando-a no belo local da Igreja de Nossa Senhora de Fátima.O diácono, de grande atividade no Movimento Serra, falou ao Arcebispo, que respondeu que seria difícil a prefeitura ceder. O diácono não esmoreceu e recorreu a outro companheiro, também militante do Serra, o vereador Emanuel Ó de Almeida. Como presidente da Câmara Municipal, ao assumir o cargo de prefeito interino, conseguiu a maioria para a doação do terreno. Dom Alberto Ramos recorreu ao seu amigo Comendador Marques dos Reis, presidente do Conselho da Comunidade Portuguesa do Pará, que, sendo devoto de Nossa Senhora, empolgou-se pela ideia e conseguiu que o projeto se tornasse realidade.Continuaremos. então a meditar que, quem sabe, a Providência estaria a me recompensar pelas faltas involuntárias. Para nós, cristãos, a Eucaristia é muito importante. Pode-se dizer que é o Memorial da Paixão e Ressurreição do Cristo que a Igreja celebra e oferece ao povo como alimento para a alma. Minha esposa recorda que seu pai – que ela tem como seu primeiro catequista –logo de manhãzinha enfrentava qualquer tempo, chuvoso que fosse, mas não deixava de receber a Eucaristia. Aliás, desde os primórdios da Igreja, os Santos Padres já proclamavam o valor da Eucaristia. Santo Agostinho (354430), Bispo e Doutor da Igreja, nos legou: “A Eucaristia é o nosso pão cotidiano. A virtude própria desse alimento divino é uma força de união que nos une ao Corpo do Salvador e nos faz seus membros a fim de que nos transformemos naquilo que recebemos...” (Aquino, Felipe – Na Escola dos Santos Doutores - Lorena/ SP, 6ª edição. 2008). Nestes dias, quando a Igreja celebra a estada entre nós do Ressuscitado, busquemos na Eucaristia a renovação de nossas forças, da nossa conversão.

DIRETOR GERAL Padre Roberto Emílio Cavalli Junior diretor administrativo e financeiro ­Marcos Aurélio de Oliveira diretor de comunicação Mário Jorge Alves da Silva diretor de captação de recursos ­Arnaldo Pinheiro

mundo católico (só o católico?) assistiu, encantado, diria mais, com lágrima nos olhos, à viagem do papa Francisco a Fátima, semana passada, para presidir a celebração do centenário das aparições de Nossa Senhora aos três pastorinhos e declarar santos Francisco e Jacinta Marto. Em Belém, vendo tudo pela televisão, muitas vezes chorei, não apenas lembrando das vezes em que estive naquele lugar, mas, sobretudo, tocado pela simplicidade das pessoas, pela beleza da imagem da Senhora e pela humildade do “bispo vestido de branco”, feito peregrino entre os peregrinos”, acenando com seu lenço branco, como se fosse mais um, entre milhares. Nas ruas de nossa cidade, o novo trajeto da procissão – com apenas uma curva – parece ter agradado em cheio. Primeiro, porque recuperou a tradição da saída da imagem da Basílica Santuário. Segundo, porque houve uma espécie de trasladação pelas ruas do bairro que leva o nome da Senhora. Assim, os moradores de Fátima continuaram a ver a Padroeira passando diante de suas casas, e os de Nazaré/São Brás puderam tê-la um pouco mais perto. Ninguém perdeu, todos ganharam. Não sei se a mudança foi definitiva ou se ocorreu apenas para celebrar o centenário e coincidir com as festividades de Fátima. Mas a verdade é que ficou tudo tão bonito, que valia a pena repensar trajeto e data. Mesma rota e mesmo dia de 2017. Deixo a sugestão. A partir de agora, de forma oficial, a lista dos santos possui mais dois que falam português. Mas isso é um detalhe. No céu, a língua corrente é a do amor. Todos se entendem pela graça do bem que fazem aos homens, na interlocução com Deus, nosso Pai. Mas para nós, que aqui ficamos, é gostoso poder “conversar” com nossos intercessores na língua deles e nossa. PS.: Por um erro de digitação, saiu na coluna da semana passada, que o papa São João Paulo II foi baleado em 1991. Não foi. O atentado aconteceu dez anos antes: 1981. Peço desculpas.

Assim na terra como no céu ... Pe. Helio Fronczak

heliofronczak@gmail.com

Construir o Amor

O

que é preciso para construir uma casa? Sabemos que são muitas coisas: ter um terreno para construir; reunir o material necessário; encontrar pessoas entendidas (pedreiro, eletricista, encanador, pintor, e outros) para construir, etc. Certamente não pode faltar um projeto; aliás, só considerando o projeto é que se decidem as outras coisas, como o tamanho do terreno necessário, a quantidade de material, etc. Se se trata da construção da “nossa casa”, então escolhemos o melhor material existente, não é mesmo? É bem verdade que a situação econômica muitas vezes nos condiciona, pois nem sempre podemos comprar aquilo que gostaríamos, não é verdade? Antes de começar a erguer as paredes de uma casa é necessário - indispensável mesmo - preparar o fundamento, pois se isto faltar a construção corre sério risco de desabar no primeiro vento forte que vier. A nossa vida é como uma casa. Deus nos projetou e nos criou; e confiou a nós a responsabilidade da construção. Cada um de nós é o pedreiro da própria vida. A nós a tarefa de reunir o material necessário, usar os instrumentos adequados, dar-se ao trabalho e, tijolo após tijolo, construir e completar a obra. E qual é o fundamento de nossa vida que não pode faltar de jeito nenhum? É só abrir o Evangelho em Mt 7, 21-29: “Aquele que ouve as minhas palavras e as põe em prática é semelhante a um homem prudente, que edificou sua casa sobre a rocha. Caiu a chuva, vieram as enchentes, sopraram os ventos e investiram contra aquela casa; ela, porém, não caiu, porque estava edificada na rocha”.

coordenação Bernadete Costa (DRT/PA 1326) conselho de programação e editoração Padre Agostinho Filho de Souza Cruz Cônego Cláudio de Souza Barradas Edwaldo Lobo Monteiro editoração eletrônica Sérgio Santos (DRT/PA 579) As­si­na­tu­ras, dis­tri­bui­ção, ad­mi­nis­tra­ção e re­da­ção Av. Go­v. Jo­sé Mal­cher, Ed. Pau­lo VI, 915 CEP: 66055-260

- Na­za­ré, Be­lém - PA Te­l.: (91) 4006-9200/ 4006-9209. Fax: (91) 4006-9227 Re­da­ção: (91) 4006-9200/ 4006-9238/ 4006-9239/ 4006-9244/ 4006-9245 Site: www.fundacaonazare.com.br E-mail: voz@fundacaonazare.com.br Um veí­cu­lo da Fun­da­ção Na­za­ré de Co­mu­ni­ca­ção ­CNPJ nº 83.369.470/0001-54 Im­pres­so no par­que grá­fi­co de O Li­be­ral

fundação nazaré de comunicação


belém, De 19 a 25 de maio de 2017

Conversa com meu povo

3

Arcebispo

Dom Alberto Taveira Corrêa Arcebispo Metropolitano de Belém do Pará

O

Os cristãos e seus desafios divulgação

cristianismo se dise preze luta até derramar, fundiu a partir da se for preciso, o seu sangue, experiência da pripela Verdade, a Justiça e o meira Comunidade de JeruAmor. Faz-se necessário ter salém, conduzida pelo Espía coragem de nadar contra a rito Santo, tendo à frente o correnteza, plantando valores grupo dos Apóstolos, sendo diferentes, acreditando no Simão Pedro sinal de unibem que podem fazer os dade. A partir daí, as perconsiderados pequenos na luta pela vida, apoiar as seguições fizeram dispersar os primeiros cristãos, fainiciativas de solidariedade, zendo com que a Semente comunhão e participação. da Boa Nova se espalhasse Acredito muito mais nas por toda parte (Cf. At 8,5pessoas que arregaçam 8.14-17). Fundamental foi a as mangas e começam a participação de São Paulo, a fazer diferente do que as grande figura de convertido, rumorosas manifestações cuja pregação, testemunho públicas, nas quais o ódio e a e viagens alargaram as fronrevolta podem se impor. teiras do Evangelho, já nos O cristão tem que abrir primeiros decênios. os olhos para o horizonte. Não foram pequenas as Até a volta do Senhor, dificuldades encontradas cabe a nós a visibilidade pelos cristãos de todas da ação de Deus a favor as gerações. No entanto, de seu povo. Só que não desde o início, o Espírito estamos sozinhos, pois Santo, prometido e enviado Jesus prometeu e enviou o por Jesus (Cf. Jo 14,15-21), Espírito Santo, o amor do consolida a fé em Jesus Pai e do Filho. Um roteiro Cristo, fortalece para o de coragem e ousadia pode martírio, ilumina as mentes ser assim resumido: para o testemunho coerente - Amar a Jesus é guardar do Evangelho. E como os os seus mandamentos. Não cristãos de ontem e hoje se falatório, mas vida concreta, colocam diante dos desafios de fidelidade ao Senhor. que se apresentam? - Acolher o Espírito Santo Podemos começar dentro Consolador, o Paráclito, o de casa, em nosso coração e Defensor, que permanece no âmbito de nossos limites sempre em nós. Ele nos pessoais. Há que contar concede a audácia dos com o fato de sermos mártires, a força dos profetas e c o n f e s s o re s d a f é , a pecadores, limitados em simplicidade das virgens. São nossa vontade, pusilânimes w Cristão que se preze luta até derramar, se preciso, seu sangue, pela Verdade forças que desmontam os nas decisões. Deus, que não se cansa de perdoar, sabe poderes do maligno! - Buscar os caminhos de diálogo e quem somos e como somos, e de escuta com quem pensa diferente está sempre pronto a manifestar de nós. Para isso, valorizar o bem sua misericórdia e seu perdão. que o Espírito Santo já plantou Ninguém se desespere das próprias fraquezas. A sabedoria popular no coração das pessoas, mesmo onde nosso fraco julgamento julga diz que “perdão foi feito pra gente pedir”. Contar com as fraquezas e contagia pequenos e grandes? Em a propaganda do pecado, a da impossível. Não imaginar que exista d o s o u t ro s e a s n o s s a s , n ã o torno a nós floresce um relaxamento impureza e da injustiça. É hora um mundo ou um pedaço de mundo imaginar que em qualquer lugar do geral das consciências, a prática da rendição diante do inimigo? em que todos pensam como nós. - Nunca alimentar um espírito de mundo encontraremos um grupo dos escambos mais escandalosos, Absolutamente, não! Cristão que orfandade e tristeza. Cristão olha de perfeitos e impecáveis! Do outro para a frente, aponta para o alto, sabe lado, a coragem para recomeçar que a vitória final pertence a Deus. do zero se for necessário. E, uns - Enfim, a sábia recomendação com os outros, ter a coragem para de São Pedro: “Quem é que vos dizer: “quando você falhar, saiba fará mal, se vos esforçais por fazer que antes de julgar ou condenar, o bem? Mais que isso, se tiverdes encontrará em mim disposição que sofrer por causa da justiça, para empreender e perdoar, assim felizes de vós! Não tenhais medo de como a ajuda necessária para se suas intimidações, nem vos deixeis erguer dos próprios fracassos”. perturbar. Antes, declarai santo, Para tanto, ter clareza dos valores em vossos corações, o Senhor Jesus em que acreditamos, não perder de Cristo e estai sempre prontos a vista os grandes ideais que norteiam dar a razão da vossa esperança a os nossos passos, ser radicais na todo aquele que a pedir. Fazeibusca da Verdade e do Bem, o o, porém, com mansidão e que significa superar todo tipo de respeito e com boa consciência. acomodamento. Ninguém se renda Então, se em alguma coisa fordes diante do mal circunstante, mas lute difamados, ficarão com vergonha bravamente para superá-lo. Quem aqueles que ultrajam o vosso bom nivela a própria vida pelo rodapé procedimento em Cristo. Pois será da existência e se acomoda com melhor sofrer praticando o bem, se os pequenos ou grandes defeitos tal for a vontade de Deus, do que bloqueia a ação da graça de Deus praticando o mal. De fato, também que pode e quer vir ao encontro da Cristo morreu, uma vez por todas, pessoa fragilizada. por causa dos pecados, o justo pelos Olhe ao seu redor! Com certeza injustos, a fim de nos conduzir a o mar dos contravalores existentes Deus. Sofreu a morte, na existência e propagandeados lhe causa uma humana, mas recebeu nova vida no forte impressão. E que dizer da Espírito” (1Pd 3, 15-18). repisada corrupção que se espalha

“Contar com as fraquezas dos outros e as nossas, não imaginar que...encontraremos um grupo de perfeitos e impecáveis!”


4

belém, De 19 a 25 de maio de 2017

Arquidiocese agenda de dom alberto corrêa

agenda de dom irineu roman

n De 19 a 25 de maio de 2017 w SEXTA, 19 DE MAIO

n De 19 a 25 de maio de 2017 w SEXTA, 19 E SÁBADO,

7h - Missa - Festa de Santa Rita de Cássia (Paróquia São José de Queluz) 19h - Missa (Paróquia Santa Rita de Cássia) - Ananindeua

8h - Gravações 15h30 - Audiências 18h - Missa de Encerramento da Semana do Encarcerado (Basílica Santuário)

8h - Visita Pastoral - Paróquia Santa Teresinha (Tenoné) 8h30 - Reunião do clero

w DOMINGO, 21 DE MAIO

8h - Seminário da REPAM - Cenóbio Castanhal 19h - Crisma - Paróquia São Judas Tadeu

MAIO

8h - Seminário Sobre a “Laudato Si” e “Repam” (Cenóbio da Transfiguração - Castanhal) 12h - Cursilho de Cristandade (Benevides) 17h - Missa com a juventude (Paróquia São Francisco de Assis – Capuchinhos) 19h30 - Missa e Crismas (Paróquia do Mistério da Transfiguração)

w QUINTA, 25 DE MAIO

20 DE MAIO

8h - Seminário da REPAM - Cenóbio Castanhal

w TERÇA, 23 E QUARTA, 24 DE

w SÁBADO, 20 DE MAIO

Teresinha (Tenoné)

Comissão Episcopal Para os Textos Litúrgicos (Brasília – DF)

w QUINTA, 25 DE MAIO

8h30 - Reunião do Presbitério em 2017 19h - Reunião do Conselho Arquidiocesano de Diáconos Permanentes

w DOMINGO, 21 DE MAIO

w SEGUNDA, 22 DE MAIO

8h30 - Audiências 12h - Missa - Paróquia Santa Rita de Cássia (Cidade Nova) 19h - Missa - Comunidade Santa Rita de Cássia Paróquia Imaculada Conceição (Carananduba)

w TERÇA, 23 DE MAIO

8h30 - Missa e Crismas (Paróquia Nossa Senhora de Fátima - Belém) 19h - Missa e Crismas (Paróquia de Santa Rosa de Lima - Benevides)

10h - Missa - CNBB 18h - Visita Pastoral - Paróquia Santa Teresinha (Tenoné)

w QUARTA, 24 DE MAIO

w SEGUNDA, 22 DE MAIO

Visita Pastoral - Paróquia Santa

Os compromissos de Dom Alberto Taveira podem sofrer alterações sem aviso prévio.

Os compromissos de Dom Irineu Roman podem sofrer alterações sem aviso prévio.

Seminário Laudato Si e festa para Santa Rita de Cássia Nesta semana diversos compromissos movimentam a Arquidiocese de Belém. A celebração de encerramento da Semana do Encarcerado, no dia 19, na Basílica Santuário, será o primeiro compromisso será o Seminário Laudato Si, da Rede Eclesial Pan-Amazônica (Repam), do qual participam o Arcebispo, assim como o seu Bispo Auxiliar, Dom Irineu Roman, no Cenóbio da Transfiguração, em Castanhal.

Sábado, 20, Dom Alberto estará em Benevides, participando do Cursilho de Cristandade e no dia 21 ministra Crisma nas paróquias de Nossa Senhora de Fátima, em Belém, e de Santa Rosa de Lima, em Benevides. O Arcebispo participará de reunião da Comissão Episcopal para Textos Litúrgicos (CETEL) da CNBB, em Brasília (DF). O Bispo Auxiliar, Dom Irineu, ministrará Crisma na Paróquia São Judas Tadeu, no dia 21. Na

segunda-feira, 22, a Igreja dedica à memória de Santa Rita de Cássia, celebrações solenes que contarão com a presença tanto de Dom Irineu como de Dom Alberto nas comunidades que guardam devoção à santa padroeira das causas impossíveis em Belém e Ananindeua. E a partir do dia 23, Dom Irineu estará em visita pastoral à Paróquia Santa Teresinha, no Tenoné, conhecendo a realidade daquela comunidade.

Homilia Dominical B) Comentário

Padre Romeu Ferreira romeufsilva@gmail.com

A) Texto: Jo 14,15-21

Formado em Exegese pelo Pontifício Instituto Bíblico de Roma

D

isse Jesus 15“Se me amais, guardareis os meus mandamentos, 16e eu rogarei ao Pai, e ele vos dará um outro defensor, para que permaneça sempre convosco: 17o Espírito da verdade, que o mundo não é capaz de receber, porque não o vê nem o conhece. Vós o conheceis, porque ele permanece junto de vós e estará dentro de vós. 18Não vos deixarei órfãos. Eu virei a vós. 19Pouco tempo ainda, e o mundo não mais me verá, mas vós me vereis, porque eu vivo e vós vivereis. 20Naquele dia sabereis que eu estou no meu Pai e vós em mim e eu em vós. 21Quem acolhe os meus mandamentos e os observa, esse me ama. Ora, quem me ama será amado por meu Pai e eu o amarei e me manifestarei a ele”.

Diz o mestre: “Se me amais, guardareis os meus mandamentos” (v 15). Ora, cumprir os mandamentos de Jesus é expressão concreta de amor por ele. Pode-se ver que o amor em São João, não é entendido de modo romântico, mas de maneira concreta: “Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a vida por seus amigos” (Jo 15,13). Portanto, fazer o que Jesus manda, é amá-lo: “Quem acolhe os meus mandamentos e os observa, esse me ama” (v 21). “Mandamentos” é o plural daquilo que é mandado, plural de ordens emanadas. É mais fácil mandar que obedecer; sabe-se que não é agradável obedecer! Mas quando o que rege no comando é o amor, o panorama muda. O pedido de alguém que amamos já é uma ordem. Portanto, o mandamento se torna um pedido, embora imperioso!

O amor altera tudo para melhor, e todos saímos ganhando. A eficiência está em amar o que fazemos ou autorizamos; o que emitimos com autoridade amorosa. Quando se ama, a ordem deixa de ser um fardo e se torna oportunidade de correspondência afetiva. O afeto sempre nos afeta positivamente. Como é bom sentir-se amado, sentir-se amada! “Se me amais, guardareis os meus mandamentos”, comenta o mestre. Aos que amam a Jesus, ele promete interceder junto ao Pai: “e eu rogarei ao Pai, e ele vos dará um outro defensor, para que permaneça sempre convosco” (v 16). O defensor é chamado Paráclito. E Paráclito s i g n i f i c a “ c h a m a d o ” ( p a ra ajudar) em defesa num tribunal; equivalente a um advogado. O Paráclito tem entre outras, a função de guiar e continuar nos discípulos a obra de Jesus. Na bíblia, muitas vezes a

imagem de discípulos entre si é tida como irmãos (2Rs 2,3) e a figura do mestre o é também de Pai, como no caso de Eliseu discípulo de Elias: “Elias subiu ao céu no turbilhão. Eliseu olhava e gritava: ‘Meu pai! Meu pai! Carro e cavalaria de Israel’” (2Rs 2,3-12). Jesus se apresenta agora na função de pai dos discípulos, quando diz: “Não vos deixarei órfãos” (v 18). Em outras ocasiões ele já dissera: “Eu estarei convosco todos os dias até o fim do mundo” (Mt 28,20); o mundo tem fim, mas Jesus não. E assim ele diz: “Pouco tempo ainda, e o mundo não mais me verá, mas vós me vereis, porque eu vivo e vós vivereis” (v 19). Certamente Jesus faz aqui referência direta à sua Ressurreição. Mas é bom entender que a vida eterna é anunciada e garantida por Jesus, no amor que demonstrarmos por ele no dia a dia, vivendo, observando suas orientações, seus mandamentos.

Liturgia da Semana w 19/05, SEXTA-FEIRA

Cor (Branco) Leitura (At 15,22-31) Responsório (Sl 56) Evangelho (Jo 15,12-17)

w 20/05, SÁBADO

Cor (Branco) Leitura (At 16,1-10)

Responsório (Sl 99) Evangelho (Jo 15,18-21)

w 21/05, DOMINGO

Cor (Branco) Primeira Leitura (At,5-8.14-17) Responsório (Sl 65) Segunda Leitura (1Pd 3,15-18)

Evangelho (Jo 14,15-21)

w 22/05, SEGUNDA-FEIRA Cor (Branco) Leitura (At 16,11-15) Responsório (Sl 149) Evangelho (Jo 15,26-16,4a)

w 23/05, TERÇA-FEIRA

Cor (Branco) Leitura (At 16,22-34) Responsório (Sl 137) Evangelho (Jo 16,5-11)

w 24/05, QUARTA-FEIRA Cor (Branco) Leitura (At 17,15.22-18,1)

Responsório (Sl 148) Evangelho (Jo 16,12-15)

w 25/05, QUINTA-FEIRA

Cor (Branco) Leitura (At 18,1-8) Responsório (Sl 97) Evangelho (Jo 16,16-20)


belém, De 19 a 25 de maio de 2017

5

Vaticano

Papa termina peregrinação à ‘Casa da Mãe’

fotos: divulgação

Peregrinação ao Santuário mariano de Fátima

C

om informações da Rádio Vatic a n o . O Pa p a Francisco realizou na sexta-feira e sábado uma peregrinação ao Santuário mariano de Fátima por ocasião do primeiro Centenário das Aparições de Nossa Senhora na Cova da Iria a três crianças. Duas delas canonizadas no sábado, 13, Francisco e Jacinta, a terceira Lúcia, em processo de beatificação. Po u c o m a i s d e 2 3 h o ra s e m t e r ra s lusitanas, quatro discursos, sete presentes, dois encontros privados, um almoço com os bispos portugueses e a oração do Terço diante da imagem de Nossa S e n h o ra e a S a n t a Missa com a presença de milhares de fiéis e peregrinos. Poucas horas, mas intensas. A paz e a

e s p e ra n ç a f o ra m o lema da peregrinação ao santuário que tem na paz a sua melhor mensagem. Francisco veio a Fátima como o peregrino da esperança e da paz acolhendo o convite do Presidente da República e dos Bispos portugueses. Como o próprio Francisco disse aos cerca de 70 jornalistas presentes no avião papal, esta foi uma “viagem um pouco especial, uma viagem de oração, um encontro com o Senhor e com a Santa Mãe de Deus”. Na grande vigília de oração na sexta-feira Francisco rezou diante da imagem de Nossa Senhora. Ali aos pés da imagem colocou flores e depois uma Rosa de Ouro, pediu paz e concórdia para o mundo, e para os

povos. Recordou os pastorzinhos e que podemos também ser peregrinos de todos os caminhos, derrubando muros e fronteiras. Papa peregrino

O Papa peregrino foi doce mas preciso em suas palavras, numa mensagem na qual falou de perdão, da humanidade e dos mais fracos. Francisco recordou que não há Cristianismo sem Maria e avisou que é um erro pensar em Deus ou em Nossa Senhora como figuras “castigadoras” do pecado. São misericordiosos. O Papa Francisco entregou a todos u m a p e rg u n t a q u e certamente os peregrinos vão levar na sua bagagem espiritual; Peregrinos com Maria… Qual Maria? Uma “Mestra de vida

w papa coloca rosa dourada ao pés de estátua da Virgem Maria

espiritual”, a primeira que seguiu Cristo pelo c a m i n h o “ e s t re i t o ” da cruz dando-nos o exemplo, ou então uma Senhora “inatingível” e, consequentemente, inimitável? A “Bendita por ter acreditado” s e m p re e e m t o d a s as circunstâncias nas palavras divinas, ou então uma “Santinha” a quem se recorre para obter favores a baixo preço? Francisco exortou os fiéis a deixarem de lado as próprias ambições e interesses. Fátima tocou e toca o coração das pessoas, como certamente tocou o coração de Francisco.

Também ele trouxe aos pés da mãe os pedidos e anseios de toda uma humanidade; trouxe no coração as preces de uma humanidade ferida e oprimida em tantas situações de guerras, perseguições e injustiças. Canonização

E na sua passagem por Fátima Francisco deu à Igreja dois novos santos, duas crianças, os mais jovens santos não mártires a serem canonizados. Um novo capítulo na história da Igreja no que diz respeito à infância. A peregrinação de Francisco à Fátima

certamente ficará na memória deste Santuário e dos peregrinos que o visitam. Deste lugar sagrado o Sucessor de Pedro falou de uma “revolução” centralizada na misericórdia e no perdão, palavras-chave de seu pontificado, a revolução da ternura e do carinho. Com Maria, disse, possamos ser sinal e sacramento de misericórdia de Deus, que perdoa sempre, perdoa tudo. Francisco concluiu, como tantos outros fiéis a sua peregrinação a Fátima. Ele como tantos outros percorreu o caminho até a “Casa da Mãe”.

Vaticano acolhe encontro mundial sobre o Mal de Huntington Com informações Rádio Va t i c a n o . O Va t i c a n o acolheu no dia 18 de maio o maior encontro mundial dedicado ao Mal de Huntington e debater o tema do estigma e da vergonha que circundam a doença. O Papa prestigiou o evento, em solidariedade com os doentes, familiares e médicos que se ocupam da doença. O evento nasce da condição vivida por famílias provenientes da América do Sul, onde a enfermidade tem uma incidência de 500 a 1000 vezes maior em relação a outras regiões do mundo. Cerca de 7 mil pessoas de vários lugares do mundo participaram do evento, entre doentes, familiares, médicos, organizações humanitárias e

interessados na questão. Huntington é uma doença hereditária causada por uma mutação genética que afeta de maneira p ro g re s s i va a s c é l u l a s nervosas do cérebro. Há c e rc a d e u m m i l h ã o d e pessoas afetadas em todo o mundo. Os sintomas incluem movimentos involuntários e a l t e r a ç õ e s c o g n i t i va s e psiquiátricas. Muitos enfermos têm vergonha da opinião pública e escondem a doença com medo da discriminação. O objetivo do encontro é dar maior visibilidade sobre a doença e incentivar pesquisas para tratamento e cura. No Brasil, aproximadamente 20 mil famílias são cadastradas com o Mal de Huntington.

Apelo: diálogo e amizade social para acabar com violência e guerras

J P

esus nos pede para ser contemplado, reconhecido e amado. (16 de maio) ara seguir fielmente Jesus, peçamos a graça de fazê-lo não com as palavras, mas com os fatos, e ter a paciência de suportar a nossa cruz. (15 de maio)

Com informações da Rádio Vaticano. Domingo, 14 de maio, o Papa Francisco convidou ao diálogo e à reconciliação para acabar com as guerras no mundo, “especialmente no Oriente Médio”, onde muitas pessoas sofrem as “trágicas violências” de questões religiosas ou étnicas. “Confio a Maria, Rainha da Paz, a sorte dos povos atingidos

por guerras e conflitos, especialmente no Oriente Médio” disse da sacada do Palácio Apostólico, de onde rezou o Regina Caeli, oração que substitui o Angelus no tempo pascal. Francisco prosseguiu dizendo que “atualmente, muitas pessoas inocentes sofrem duramente, cristãs, muçulmanas ou de minorias como os

yazidis, que padecem trágicas violências e discriminações”. “À minha solidariedade, uno a recordação na oração e agradeço as pessoas engajadas que fornecem ajudas humanitárias. Encorajo as comunidades a optar pelo caminho do diálogo e da amizade social para construir um futuro de respeito, segurança e paz, distante de todo tipo de guerra”.


6

belém, De 19 a 25 de maio de 2017

Igreja no Mundo Santuário registra aumento de peregrinos Número de peregrinos que visitam o lugar das aparições aumentou nos últimos anos

C

om informações da agência Gaudium Press. O Diretor de Serviços ao Peregrino do Santuário de Fátima, Portugal, indicou à agência CNA que o número de peregrinos que visitam o lugar das aparições da Santíssima Virgem aos três pastorinhos aumentou nos últimos 10, com um crescimento nos últimos três ou quatro anos por causa dos preparativos da atual celebração do Primeiro Centenário das aparições. “Nos últimos anos o número de peregrinos f o i i n c re m e n t a d o ” , indicou o Dr. Gomes, que estimou a presença de “cinco a seis milhões

d e p e re g r i n o s ” p o r ano. O cálculo inclui aos participantes nas diferentes atividades oficiais do Santuário, mas não a muitos que ingressam sem registro ou sem participar das celebrações. Além do incremento normal na proximidade do Centenário, o Diretor destacou um aumento de consciência sobre a importância da Mensagem de Fátima no mundo. Aos peregrinos de Portugal e Espanha, mais próximos ao Santuário, s e s o m a m n o t á ve i s delegações da Polônia e Itália, assim como dos Estados Unidos e Brasil. Mas o que chama a atenção do Dr.

fotos: divulgação

a

w um dos motivos celebração do Primeiro Centenário das aparições

Gomes é a afluência de peregrinos asiáticos, “o qual é algo novo que começou nos últimos 10 anos”. A Coreia do

Sul é o país de maior procedência. Um dos grupos decidiu após sua peregrinação edificar um templo em honra

de Nossa Senhora de Fátima na fronteira com a Coreia do Norte para orar pelo fim da divisão entre os dois países.

Indulgência Plenária

O Santuário de Fátima, em Portugal, por mandato do Papa Francisco, anunciou a concessão de Indulgência Plenária aos fiéis que cumprirem determinados preceitos durante o Centenário das Aparições de Nossa Senhora, que se desenrola de 27 de novembro de 2016 a 26 de novembro de 2017. Para obter a indulgência plenária, os fiéis sinceramente arrependidos e animados pela caridade d eve m a t e n d e r a s seguintes condições: Confissão sacramental, comunhão eucarística e orações segundo as intenções do Papa.

O importante trabalho dos salesianos no Vietnã Com informações da agência Gaudium P re s s . D o n o r t e a o sul do Vietnã, os salesianos desenvolvem importantes trabalhos, particularmente junto aos jovens. A primeira obra salesiana no Vietnã foi um albergue em Hanoi, que foi aberto

no ano de 1952 e teve que ser fechado no ano de 1954. Os motivos foram políticos. Após 40 anos os salesianos puderam retornar e reconstruir a Igreja da região. Atualmente são 21 salesianos que atendem aos jovens e a Igreja local através de 10 presenças ao Norte

do Vietnã. No mês de setembro se estabeleceu canonicamente a primeira comunidade em Cat Dam. Implantar o carisma salesiano nesta região, onde há décadas não havia rastro de sacerdotes, não é fácil. Os salesianos estão abrindo os primeiros

oratórios e trabalham c o m o s j ove n s d a s escolas rurais. Na Diocese de KontumP l e i ko u , n o c e n t ro do país, se encontra a missão salesiana entre a minoria étnica de Gia Rai. Eles representam a g ra n d e p a r t e d o s católicos nas zonas rurais da região, são por volta

de 400 mil e sua forma tradicional de vida se vê ameaçada pela cultura contemporânea. Nesta região se encontram 09 salesianos q u e v i ve m e m s e i s lugares diferentes e animam cinco paróquias rurais com um total de 22 estações missionárias e levam a cabo atividades

no oratório, cuidam da catequese e gerenciam vários internatos para as povoações indígenas. Em Dong Thuan, no Sul do Vietnã, 12 salesianos e 03 Irmãs de Maria Auxiliadora são os administradores de um centro de formação profissional que alberga por volta de 145 jovens.

Igreja no Brasil

C

om informações agência Gaudium Press. Pertencente ao conjunto arquitetônico que compõe o Engenho Massangana, no Cabo de Santo Agostinho, Região Metropolitana do Recife, a histórica capela dedicada a São Mateus reabrirá suas portas com a retomada das santas missas. O local de batismo do abolicionista Joaquim Nabuco foi reaberta no sábado, 6 de maio, com celebração eucarística conduzida pelo pároco da Paróquia Cristo Rei, do bairro da Cohab, Padre Osvaldo Lopes.

Histórica capela é reaberta no Recife A capelinha encontrava-se há três anos com as atividades pastorais interrompidas, bem como as celebrações de missas regulares. Agora, com a retomada dos afazeres, o pároco pretende organizar para o dia de São Mateus, 21 de setembro, a tradicional festa do padroeiro, com o tríduo e procissão, envolvendo assim toda a comunidade local em uma festividade devocional. A capela de São

Mateus é uma edificação situada no ponto mais alto dos dez hectares do terreno do Engenho Massangana, no Cabo de Santo Agostinho. Foi construída no final do século XVIII com a típica hierarquia arquitetônica dos engenhos de cana-de açúcar da época. Outro detalhe curioso é que o templo abriga um museu, que reúne uma exposição de longa duração de objetos que remontam ao tempo em que foi edificada.

CNBB lança subsídio com orientações pastorais para exorcismos Com informações da agência Gaudium Press. A Conferência Nacional dos Bispos dos Brasil lançou na quarta-feira, 3, um subsídio intitulado “Exorcismos: reflexões teológicas e orientações pastorais”. Elaborado pela Comissão Episcopal Pastoral para a Doutrina da Fé, o documento apresenta reflexões e diretrizes da Igreja no

Brasil sobre o exorcismo, reforçando a indicação de que cada Diocese possua um exorcista nomeado pelo Bispo. O subsídio doutrinal t ra z s e t e c a p í t u l o s que vão tratar, entre eles, dos demônios na Sagrada Escritura, Jesus exorcista, o maligno segundo a tradição cristã e ensinamentos do Magistério recente. No

último capítulo, o material mostrará uma reflexão e sugestões práticas diante dessa realidade. Dom Pedro Carlos Cippolini, presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Doutrina da Fé, explicou que o subsídio foi um pedido dos Bispos. O documento é focado na reflexão sobre o problema do mal.

w histórica capela dedicada a São Mateus aberta para celebrações

Seminário Acordo Brasil em Florianópolis Com informações da agência Gaudium Press. Entre os dias 4 e 5 de julho deste ano, a capital catarinense de Florianópolis acolherá o Seminário Acordo Brasil - Santa Sé: Implicações Jurídicas e Administrativas. O evento, que está com inscrições abertas, é promovido pela CNBB e

pelo Instituto Superior de Direito Canônico Santa Catarina (ISDCSC). O Acordo entre a República Federativa do Brasil e a Santa Sé, referente ao Estatuto Jurídico da Igreja Católica no Brasil, foi firmado na Cidade d o Va t i c a n o , e m 13 de novembro de 2008 e aprovado pelo

Congresso Nacional por meio do Decreto Legislativo Nº 698, de 7 de outubro de 2009. Nos termos do seu artigo 20, entrou e m v i g o r e m 10 d e d e z e m b ro d e 2 0 0 9 , sendo promulgado p e l o P re s i d e n t e d a República através do Decreto Nº 7.107, de 11 de fevereiro de 2010.


belém, De 19 a 25 de maio de 2017

7

Igreja

MENSAGEM DO PAPA FRANCISCO 51º Dia Mundial das Comunicações Sociais

G

«“Não tenhas medo, que Eu estou contigo” (Is 43, 5) Comunicar esperança e confiança, no nosso tempo»

raças ao progresso tecnológico, o acesso aos meios de comunicação possibilita a muitas pessoas ter conhecimento quase instantâneo das notícias e divulgá-las de forma capilar. Estas notícias podem ser boas ou más, verdadeiras ou falsas. Já os nossos antigos pais na fé comparavam a mente humana à mó da azenha que, movida pela água, não se pode parar. Mas o moleiro encarregado da azenha tem possibilidades de decidir se quer moer, nela, trigo ou joio. A mente do homem está sempre em ação e não pode parar de «moer» o que recebe, mas cabe a nós decidir o material que lhe fornecemos (cf. Cassiano o Romano, Carta a Leôncio Igumeno). Gostaria que esta mensagem pudesse chegar como um encorajamento a todos aqueles que diariamente, seja no âmbito profissional seja nas relações pessoais, «moem» tantas informações para oferecer um pão fragrante e bom a quantos se alimentam dos frutos da sua comunicação. A todos quero exortar a uma comunicação construtiva, q u e , re j e i t a n d o o s preconceitos contra o outro, promova uma cultura do encontro por meio da qual se possa aprender a olhar, com convicta confiança, a realidade. Creio que há necessidade de romper o círculo vicioso da angústia e deter a espiral do medo, resultante do hábito de se fixar a atenção nas «notícias más» (guerras, terrorismo, escândalos e todo o tipo de falimento nas vicissitudes humanas). Não se trata, naturalmente, de promover desinformação onde seja ignorado o drama do sofrimento, nem de cair num otimismo ingénuo que não se deixe tocar pelo escândalo do mal. Antes, pelo contrário, queria que todos procurássemos ultrapassar aquele sentimento de mauhumor e resignação que muitas vezes se apodera de nós, lançando-nos na apatia, gerando medos ou a impressão de não

ghghghghgh

w Alimentamo-la Iendo sem cessar a Boa Notícia, aquele Evangelho

ser possível pôr limites ao mal. Aliás, num sistema comunicador onde vigora a lógica de que uma notícia boa não desperta a atenção, e por conseguinte não é uma notícia, e onde o drama do sofrimento e o mistério do mal facilmente são elevados a espetáculo, podemos ser tentados a anestesiar a consciência ou cair no desespero. Gostaria, pois, de dar a minha contribuição para a busca dum estilo comunicador aberto e criativo, que não se prontifique a conceder papel de protagonista ao mal, mas procure evidenciar as possíveis soluções, inspirando uma abordagem propositiva e responsável nas pessoas a quem se comunica a notícia. A todos queria convidar a oferecer aos homens e mulheres do nosso tempo relatos permeados pela lógica da «boa notícia». A boa notícia A vida do homem não se reduz a uma crónica asséptica de eventos, mas é história, e uma história à espera de ser contada através da escolha duma chave interpretativa capaz de selecionar e reunir os dados mais importantes. Em si mesma, a realidade não tem um significado unívoco. Tudo depende do olhar com que a enxergamos, dos «óculos» que decidimos pôr para a ver: mudando as lentes, também a realidade aparece diversa. Então, qual poderia ser o ponto de partida bom para ler a realidade com os «óculos» certos?

Para nós, cristãos, os óculos adequados para decifrar a realidade só podem ser os da boa notícia: partir da Boa Notícia por excelência, ou seja, o «Evangelho de Jesus Cristo, Filho de Deus» (Mc 1, 1). É com estas palavras que o evangelista Marcos começa a sua narração: com o anúncio da «boa notícia», que tem a ver com Jesus; mas, mais do que uma informação s o b r e J e s u s , a b o a notícia é o próprio Jesus. Com efeito, ao ler as páginas do Evangelho, descobre-se que o título da obra corresponde ao seu conteúdo e, principalmente, que este conteúdo é a própria pessoa de Jesus. Esta boa notícia, que é o próprio Jesus, não se diz boa porque nela não se encontra sofrimento, mas porque o próprio sofrimento é vivido num quadro mais amplo, como parte integrante do seu amor ao Pai e à humanidade. Em Cristo, Deus fez-Se solidário com toda a situação humana, revelandonos que não estamos sozinhos, porque temos um Pai que nunca pode esquecer os seus filhos. «Não tenhas medo, que Eu estou contigo» (Is 43, 5): é a palavra consoladora de um Deus desde sempre envolvido na história do seu povo. No seu Filho amado, esta promessa de Deus – «Eu estou contigo» – assume toda a nossa fraqueza, chegando ao ponto de sofrer a nossa morte. N’Ele, as próprias trevas e a morte tornam-se lugar de comunhão com a Luz e a Vida. Nasce, assim,

uma esperança acessível a todos, precisamente no lugar onde a vida conhece a amargura do falimento. Trata-se duma esperança que não dececiona, porque o amor de Deus foi derramado nos nossos corações (cf. Rm 5, 5) e faz germinar a vida nova, como a planta cresce da semente caída na terra. Visto sob esta l u z , q u a l q u e r n ovo drama que aconteça na história do mundo torna-se cenário possível também duma boa notícia, uma vez que o amor consegue sempre encontrar o caminho da proximidade e suscitar corações capazes de se comover, rostos capazes de não se abater, mãos prontas a construir. A confiança na semente do Reino Para introduzir os seus discípulos e as multidões nesta mentalidade evangélica e entregar-lhes os «óculos» adequados para se aproximar da lógica do amor que morre e ressuscita, Jesus recorria às parábolas, nas quais muitas vezes se compara o Reino de Deus com a semente, cuja força vital irrompe precisamente quando morre na terra (cf. Mc 4, 1-34). O recurso a imagens e metáforas para comunicar a força humilde do Reino não é um modo de reduzir a sua importância e urgência, mas a forma misericordiosa que deixa, ao ouvinte, o «espaço» de liberdade para a acolher e aplicar também a si mesmo. Além disso, é o caminho privilegiado para expressar a dignidade imensa do mistério pascal, deixando que sejam as imagens – mais do que os

conceitos – a comunicar a beleza paradoxal da vida nova em Cristo, onde as hostilidades e a cruz não anulam, mas realizam a salvação de Deus, onde a fraqueza é mais forte do que qualquer poder humano, onde o falimento pode ser o prelúdio da maior realização de tudo no amor. Na verdade, é precisamente assim que amadurece e se entranha a esperança do Reino de Deus, ou seja, «como um homem que lançou a semente à terra. Quer esteja a dormir, quer se levante, de noite e de dia, a semente germina e cresce» (Mc 4, 26-27). O Reino de Deus já está no meio de nós, como uma semente escondida a um olhar superficial e cujo crescimento acontece no silêncio. Mas quem tem olhos, tornados limpos pelo Espírito Santo, consegue vê-lo germinar e não se deixa roubar a alegria do Reino por causa do joio sempre presente. Os horizontes do Espírito A esperança fundada na boa notícia que é Jesus faz-nos erguer os olhos e impele-nos a contemplá-Lo no quadro litúrgico da Festa da Ascensão. Aparentemente o Senhor afasta-Se de nós, quando na realidade são os horizontes da esperança que se alargam. Pois em Cristo, que eleva a nossa humanidade até ao Céu, cada homem e cada mulher consegue ter «plena liberdade para a entrada no santuário por meio do sangue de

Jesus. Ele abriu para nós um caminho novo e vivo através do véu, isto é, da sua humanidade» (Hb 10, 19-20). Através «da força do Espírito Santo»,podemos ser «testemunhas»e comunicadores duma h u m a n i d a d e n ova , redimida, «até aos confins da terra»(cf. At 1, 7-8). A confiança na semente do Reino de Deus e na lógica da Páscoa não pode deixar de moldar também o nosso modo d e c o m u n i c a r. Ta l confiança que nos torna capazes de atuar – nas mais variadas formas em que acontece hoje a comunicação – com a persuasão de que é possível enxergar e iluminar a boa notícia presente na realidade de cada história e no rosto de cada pessoa. Quem, com fé, se deixa guiar pelo Espírito Santo, torna-se capaz de discernir em cada evento o que acontece entre Deus e a humanidade, reconhecendo como Ele mesmo, no cenário dramático deste mundo, esteja compondo a trama duma história de salvação. O fio, com que se tece esta história sagrada, é a esperança, e o seu tecedor só pode ser o Espírito Consolador. A esperança é a mais humilde das virtudes, p o rq u e p e r m a n e c e escondida nas pregas da vida, mas é semelhante ao fermento que faz levedar toda a massa. Alimentamo-la lendo sem cessar a Boa Notícia, aquele Evangelho que foi «reimpresso» em tantas edições nas vidas dos Santos, homens e m u l h e re s q u e s e tornaram ícones do amor de Deus. Também hoje é o Espírito que semeia em nós o desejo do Reino, através de muitos «canais» vivos, através das pessoas que se deixam conduzir pela Boa Notícia no meio do drama da história, tornando-se como que faróis na escuridão deste mundo, que iluminam a rota e abrem novas sendas de confiança e esperança. Va t i c a n o , 2 4 d e janeiro - Memória de São Francisco de Sales – do ano de 2017. Francisco


8

belém, De 19 a 25 de maio de 2017

Nazaré Repórter J PELA VIDA

Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará (FSCMP) inicia segundafeira, 19, a IV Semana Estadual de Doação de Leite Materno em Belém. O evento celebra 30 anos do Banco de Leite Humano da Santa Casa e 15 anos do projeto “Bombeiros da Vida”, do Corpo de Bombeiros Militar do Pará. “A que ponto estamos envolvidos, comprometidos e disponíveis com a doação de leite materno?” é o tema da campanha pelo ?” para discutir o tema, incentivar e apoiar a doação de leite humano e a amamentação.

rádio nazaré fotos: divulgação

Rodas de conversa, oficinas e palestras na programação de manhã e à tarde, em auditórios e salas da Santa Casa. Dia 21, exclusivamente, o

evento será na praça da República, das 8h às 12h, a fim de credenciar novas doadoras e retirada do excedente de leite materno das mamães que estejam

dispostas a doar. Atualmente 170 bebês dependem do leite materno, mas o estoque do banco de leite humano não é suficiente para todos.

J ZIKA - fim da emergência O Ministério da Saúde declarou o fim da emergência nacional decretada em novembro de 2015 devido ao vírus Zika e sua associação com microcefalia e consequências neurológicas. A decisão deve-se ao fato de que o Brasil não preenche mais os requisitos exigidos para manter o estado de emergência, segundo os critérios da Organização Mundial da Saúde (OMS). Ou seja, os casos não são mais incomuns ou inesperados e já há conhecimento científico suficiente”, atesta a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

J MARCHA CONTRA AS DROGAS A legalização, regulamentação e liberação de drogas no Brasil são temas de preocupação constante na sociedade e mobilizam a Frente Pará Contra as Drogas. Por isso, em Belém, um grupo apoiado pela Frente Pará Contra as Drogas. Walmir Gomes,

presidente da Frente, avisa que dia 10 de junho será a Marcha contra as drogas 2017 com a concentração a partir das 8h, na avenida Presidente Vargas, próximo à rua Carlos Gomes, com destino a São Brás. Informações: (91) 981281289. Participe!

J KAIRÓS A Fraternidade “O Caminho” realizará um Kairós no dia 21, das 8h às 18h, no Centro de Formação e Cultura Cristã (CCFC), situado na rodovia BR-316. Oração, dança, louvor, Adoração Eucarística vão animar o evento com a pregação do padre Paulo da Eucaristia e Frei Plácido,

e Santa Missa como ponto culminante da programação. No espaço haverá venda de lanches e almoço, além da lojinha com artigos religiosos produzidos pela comunidade. A entrada é mediante ingresso. Informações: (91)98299 – 5489/98260-1818 98222-2239.

J Congresso da Catholic Fraternity A Catholic Fraternity promove o “I Congresso Catholic Fraternity - Brasil - Região Norte” de 26 a 28 deste mês em Belém. Membros e aspirantes de novas comunidades da região são público alvo do evento no Centro de Cultura e Formação Cristã

(CCFC), em Ananindeua. Inscrições mediante ficha e pagamento de taxa disponíveis no link:http:// bit.ly/1ccfbrasilnorte. Mais informações via e-mail para catholicfraternitybrasil@ gmail.com ou ligar para (81) 99621-2350.

J Arcon prorroga

atualização cadastral

Acontece até esta sexta-feira, 19, a atualização cadastral dos operadores do transporte intermunicipal de passageiros no Estado, realizado pela Agência de Regulação e Controle dos Serviços Públicos do

Estado do Pará (Arcon-PA). A renovação cadastral é realizada apenas de forma presencial, na sede da Arcon, localizada na rua dos Pariquis, 1905, no bairro de Batista Campos, em Belém. O atendimento é feito das 8h às 14h.

fm

z mh 3 . 91

l DEPRESSÃO INFANTIL: TEMA NA RÁDIO NAZARÉ Segunda-feira, 22, o programa “Saúde e cidadania” abordará a depressão infantil. Transtornos que alteram o humor e demonstração de tristeza, associados a transtornos que afetam o sono e alimentação caractaerizam a doença. Na criança, além da tristeza, é evidente a irritabilidade, o mau humor e a anedonia manifestada pela falta de prazer com as atividades habituais, como brincar, sair com os amigos, em jogar videogame ou assistir televisão. O psiquiatra da infância e adolescência, Kleber Oliveira será

entrevistado no programa. Sintonize a Rádio Nazaré FM – 91.3 Mhz a partir das 16h. Acompanhe também pela redes sociais twitter. com/radionazare e facebook.com/ radionazare. O ouvinte pode interagir durante a programação ligando para a central de atendimento, no número 4006-9211. Participe!

Rádio Nazaré FM - 91,3. A serviço da vida. nossa missão é evangelizar!

rede nazaré de televisão

al can

30

J Vigília A Pastoral da Aids Arquidiocesana de Belém celebra em unidade com a Igreja, a Vigília Mundial pelos mortos em função da doença. O momento de oração acontecerá na praça Batista Campos, às 18h, no dia 20. A mobilização mundial em solidariedade às pessoas afetadas pela AIDS ocorre

sempre no 3º domingo do mês de maio. Este ano o tema é “Tantas vidas não podem se perder”. Por ocasião da missa do domingo, os párocos e lideranças pastorais estão convocados a inscreverem nas intenções da Santa Missa do 3º domingo de maio a Vigília Mundial Pelos Mortos de Aids.

J Teologia

J Semana de

A Comunidade Shalom realiza quarta-feira, 24, às 19h30, o curso “Teologia da Amizade”, ministrado pelo Vigário da Catedral de Belém, padre João Paulo Dantas, e Sheila Soares, consagrada daquela comunidade. Compreender as amizades e construí-las na vontade de Deus é o objetivo do curso na sede da comunidade, situada à travessa 3 de Maio, entre avenidas Gentil Bittencourt e Magalhães Barata, São Brás. Entrada Franca: (91) 99837-2078.

“É o amor de Cristo que nos move” (2 Cr, 5, 1420) o tema da Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos (SOUC) na Paróquia Nossa Senhora do Carmo, no período de 28 de maio a 4 de junho, em Benevides. Os convidados são representantes da igreja presbiteriana, luterana, movimento dos Focolares e do Centro de Estudo Bíblico (CEBI). Informações pelo telefone: (91) 98846-1506.

da Amizade

oração pela unidade dos cristãos

J Reduz infestação de Aedes em Belém O terceiro Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRAa) feito pela Secretaria Municipal de Saúde em 2017 apontou uma redução no índice de infestação predial (IIP) do mosquito transmissor dos vírus da dengue, zika e chikungunya. O IIP fechou em 1,8% em maio. Em janeiro, o índice foi de 2,6%, já em março, o indicador foi de 2,1%. Este número menor de índice de infestação também significa menos pessoas doentes, como mostra o comparativo de casos de dengue no período de janeiro a abril: neste ano de 2017 há 48 casos confirmados

l Programa para as crianças A TV Nazaré está com novo programa no ar, destinado ao público infantil. “Tá na hora de brincar” está sendo exibido pela emissora de segunda a sextafeira, pela manhã e à tarde, trazendo ensinamentos básicos

portal nazaré

na representação de brincadeiras para crianças e divertimento para a família. A produção é apresentada por meio de parceria da TV Nazaré com a Empresa Brasileira de Comunicação (EBC). w. ww re. aza on m.br a c co da fun

l Portal Nazaré: interatividade pelas redes sociais A comunidade pode contribuir com a evangelização da Arquidiocese de Belém por meio da internet. Basta acessar as redes sociais da Fundação Nazaré pelo facebook e pelo twitter. Por esses canais, o internauta pode enviar perguntas para a equipe

de produção dos veículos da Fundação Nazaré (rádio, jornal, portal e TV), assim como interagir com a programação difundida pela Rádio e TV Nazaré, além de encontrar links de notícias que remetem aos principais fatos da Arquidiocese de Belém.


belém, De 19 a 25 de maio de 2017

9

Opinião Mater ecclesia

Pe. Wiremberg Miranda (wiremberg.miranda@gmail.com)

A

Igreja Católica que está no Brasil, através de sua conferência Episcopal (CNBB), celebra este ano (2016-2017) o contexto das comemorações dos 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida, no rio Paraíba do Sul e, portanto, institui assim, o Ano Nacional Mariano. A referida Conferência destaca que a celebração dos 300 anos é uma “grande ação de graças”. Desde 2014, portanto, as dioceses do Brasil se preparam para esta celebração recebendo a visita da imagem peregrina de Nossa Senhora Aparecida. Para os bispos do Brasil, o gesto de percorrer cidades e periferias lembra aos pobres e abandonados que eles são os prediletos do coração misericordioso de Deus. Na imagem de Nossa Senhora Aparecida “há

Ano Mariano Nacional – 2017 Aparecida, a Mãe do povo brasileiro (parte 1) algo de perene para se aprender”. “Deus ofereceu ao Brasil a sua própria Mãe” (Papa Francisco). Por misericórdia de Deus e ajudados pela sua Divina Providência, a Igreja no Brasil, caminha rumo ao tricentenário (1717-2017), ou melhor, encontra-se, neste evento de suma importância para a vida eclesial e nacional, do encontro da imagem de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, Rainha e Padroeira do Brasil, encontrada, achada nas águas do Rio Paraíba do Sul nas redes de três pescadores daquela região. Entre eles estavam Domingos Garcia, João Alves e Felipe Pedroso. É motivo de júbilo e alegria celebrar com

grande solenidade tal evento e ocorrido entre nós, por desígnio de Deus, pode ser, e o cremos que o seja. A história do encontro da milagrosa “pesca” da imagem de Aparecida se entrelaça com a história do Brasil, com a nossa tradição, com a nossa cultura e com os nossos costumes e crença. Contemplemos Maria como modelo de fé, Mãe da Fé e Mãe de Deus que se deixa guiar pela Palavra e seguimento do Cristo. Nossa Igreja em festa. Por ocasião do Jubileu dos 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil

(CNBB) instituiu o Ano Nacional Mariano, iniciado em 12 de outubro de 2016, na solenidade da Padroeira do Brasil, concluindo-se no dia 11 de outubro de 2017. É um tempo favorável para contemplar Maria como modelo de fé e seguimento do Cristo. Ao contemplar a pequenina imagem da Sen h o r a que é um

dom para o povo brasileiro, cultuada em seu Santuário Nacional, em Aparecida, interior paulista, mergulhamos no amor infinito de Deus, pois quis Ele nos oferecer Sua própria Mãe, como lemos acima, na afirmação de Sua Santidade, o Papa Francisco. Somos filhos de Deus e também filhos de Maria por Graça e na ordem da Graça, como nos ensina o Concilio Vaticano II, e com ela [Maria], participamos do Plano Divino da Copiosa Redenção. A imagem, que desde o seu nicho olha e vela por cada um de seus filhos e protege a nação a qual quis estabelecer seu olhar sobre todos, na qual deixou-se recolher

pelos brasileiros das águas do rio Paraíba do Sul, que quer dizer “rio inútil”, por três pescadores, na segunda quinzena de outubro de 1717, de acordo com os escritos e documentos citados pelos historiadores da época. A pequena e singela imagem é de barro “terracota”. Ao ser recolhida pelos pescadores, não tinha cabeça, essa fora achada depois e unida ao corpo. Sua tonalidade é castanho-escuro. De branca, qual Senhora da Conceição, torna-se escura, lembrando a cor negra dos escravos. Isso se deve ao fato de ser retirada do fundo do rio e ainda pelo picumã das velas acesas, quando venerada pelas famílias que rezavam e pediam sua proteção.

Pela ação do Cursilho, muitos assumiram a vocação de ser sal da terra, luz do mundo e fermento da massa. Na Arquidiocese de Belém em torno de 10 mil pessoas fizeram o cursilho. Alguns morreram, outros ainda estão vivos e trabalham para iniciar ou fazer crescer o Reino de Deus. A palavra ‘cursilho’ é espanhola, e significa ‘pequeno curso’. É um cursinho de dois ou três dias. No Cursilho é apre-

sentado aos cursilhistas o querigma, a essência da vida cristã. Algumas pessoas dão sua mensagem, mas quem age mesmo é o Espírito Santo que às vezes faz maravilhas. Se você já é cursilhista, parabéns. Se você ainda não é cursilhista, um dia poderá ser. Se você quiser conhecer melhor este movimento, leia esta coluna que será publicada no Jornal Voz de Nazaré a cada quinze dias.

Cursilho de Cristandade

Pe. Antônio Mattiuz, csj (antoniomattiuz@gmail.com)

Que é o Cursilho? N

uma reunião com o clero de Belém falei aos padres da importância de apoiar o Movimento de Cursilho de Cristandade da Arquidiocese de Belém. Um dos padres perguntou: “Mas, ainda existe o Cursilho de Cristandade?”. Respondi que sim, e que está muito ativo no mundo, no Bra-

sil e também nesta Arquidiocese. Outro padre me perguntou: ‘Mas o Cursilho não é ultrapassado e desatualizado, que deu frutos no passado, mas que agora não serve mais’?! Essas perguntas vieram de bons padres e espelham o pensamento de muita gente, mas que não correspondem à realidade.

O Cursilho de Cristandade é obra do Espírito Santo que não envelhece e nem se de-

A palavra ‘cursilho’ é espanhola, e significa ‘ pequeno curso’

satualiza. O M ov i m e n t o d e Cursilho nasceu na Espanha, logo antes do Concílio Vaticano II. Ele surgiu como luz e fermento de vida cristã. Aos poucos foi se espalhando pelo mundo, inclusive no Brasil, produzindo belas flores e os mais deliciosos frutos de vida cristã. Por meio do Cursilho, grande número de católicos descobriram para que foram batizados e crismados.

Vida Religiosa Consagrada Pe. João Mendonça, sdb (pe.mendonca@hotmail.com)

Vida Religiosa Consagrada: um Bioma da fraternidade A CF 2017 tem como tema: Biomas Brasileiros e defesa da vida. O tema é complexo e podemos perguntar sobre a importância disto para a VRC? Temos que fazer uma leitura complementar para inserir nosso projeto de missão dentro deste grande contexto que, vivido na Quaresma, pede também a metanoia – conversão no interior de nós mesmos – para chegar a práticas e transformações segundo a vontade de Deus; afinal, é Deus que realiza as maravilhas (Lc 1,46-55).

A Vi d a Re l i g i o s a Consagrada pode ser considerado um Bioma que teve sua origem na vida eremítica (monge sozinho), depois migrou para a experiência cenobítica (monge comunitário), por alguns séculos ambas coexistiram juntas, depois evoluiu para Ordens das viúvas, depois surgiram os monges dedicados ao silêncio e a oração contemplativa. “O Espírito Santo suscitou ainda as diversas famílias de Cónegos regulares, as Ordens mendicantes, os Clérigos regulares, e as Congregações re-

divulgação

w pE. João, autor da coluna, com religiosas

ligiosas masculinas e femininas, em geral, dedicadas à atividade apostólica e missionária e às múltiplas obras que a caridade cristã” (Cf. Vita Consecrata, 8-10).O mesmo Espírito fez desabrochar no século XIX os Institutos Seculares, homens

e mulheres consagrados, porém, atuantes na sociedade sem vida comunitária. As Sociedades Apostólicas, algumas delas com votos temporários, assumiram também um papel importante no mosaico da VRC. Atualmente “surgi-

ram novas formas de vida consagrada, que se vêm juntar às antigas, testemunham a constante atração que a doação total ao Senhor, o ideal da comunidade apostólica, os carismas de fundação continuam a exercer mesmo sobre a geração atual, e são sinal também da complementaridade dos dons do Espírito Santo” (Cf. Vita Consecrata, n. 12). Trata-se de biomas que interagem, recriam, mas não rompem a cadeia de vida da VRC como grupo humano inserido em contextos eclesiais sempre mais diversos e

desafiadores. Podemos dizer que a VRC sofre as mutações do tempo, inclusive o desaparecimento de alguns carismas fundacionais, sem perder, no entanto, sua originalidade, ou seja, a fraternidade (Cf. Vita Consecrata, 42). Se há uma realidade microbiológica da VRC é a fraternidade com suas bactérias próprias e sua capacidade de transformar-se ao longo do tempo sem eliminar grupos humanos, mas enriquecendo as células com novo oxigênio a partir do dinamismo do Espirito Santo.


10

belém, De 19 a 25 de maio de 2017

Santa Missa Horários de Missas nas paróquias da Arquidiocese de Belém Região Episcopal Sant’Ana

17h30 e 19h30 Telefone: 3266-1392/3226-0503

Nossa Senhora da Graça (Catedral) Cidade Velha - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h e 19h Telefone: 2121-3723/ 2121-3724

Santa Maria Goretti Guamá - Belém Domingo: 9h30 e 18h Telefone: 3283-6023

N. Sra. das Mercês (Reitoria) Comércio - Belém Sábado: 12h e 17h Domingo: 12h e 17h Sant'Ana da Campina Comércio - Belém Sábado: 12h (Igreja Matriz) Domingo: 7h (Col. D. Bosco) 9h (Igreja Matriz) Telefone: 3230-3734 São Judas Tadeu Condor - Belém Sábado: 19h. Domingo: 7h, 9h e 19h Telefone: 3115-6020 Santa Teresinha do Menino Jesus Jurunas - Belém Sábado: 6h e 18h30 Domingo: 6h30, 8h30 e 18h Telefone: 3272-2251 Santo Antônio de Lisboa Batista Campos - Belém Sábado: 6h30, 12h, 17h e 18h30 Domingo: 8h, 11h, 17h, 18h30 e 20h Telefone: 3215-7004/ 3222-0097 Santíssima Trindade Campina - Belém Sábado: 16h Domingo: 7h, 10h, 11h30, 17h30 e 19h Telefone: 3215-7007/ 3242-4917 Nossa Senhora da Conceição Cidade Velha - Belém Sábado: 18h30 Domingo: 7h, 9h e 18h Telefone: 3215-7006 São José Umarizal - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 11h e 19h Telefone: 3230-1633 Santa Luzia Jurunas - Belém De terça a sexta-feira: 19h Sábado: 18h30 Domingo: 7h; 9h; 18h30 Telefone: 3271-2146 Nossa Senhora de Lourdes Nazaré - Belém Seg a Sáb: 6h30 e 18h Domingo: 7h, 9h, 17h30 e 19h30 Telefone: 3223-5728 Nossa Senhora do Carmo Cidade Velha Sábado: 18h - Domingo: 7h Região Episcopal Santa Maria Goretti Santa Maria de Belém Terra Firme - Belém Terça: 19h Sábado: 19h - Domingo: 7h30 e 19h Telefone: 3253-5422 São Pedro e São Paulo Guamá - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h e 18h30 Telefone: 3283-6021/3259-0413 São José de Queluz Canudos - Belém Segunda a sábado: 6h30 e 19h Domingo: 7h, 8h30, 17h e 19h Telefone: 3226-2612 São Domingos de Gusmão Terra Firme - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h e 19h30 Telefone: 3253-2656/3274-4746 São Miguel Arcanjo Cremação - Belém Sábado: 18h30 Domingo: 7h30, 11h e 18h30 Telefone: 3283-6022 Nossa Senhora de Fátima Fátima - Belém Sábado: 17h30 Domingo: 6h45, 8h30,

Rua São Benedito, Barreiro Terça a sexta-feira - 19h Sábado - 8h (missa com crianças) Domingos - 7h30 e 18h30 Região Episcopal São João Batista

Telefone: 3289-5368

Telefone: 3237-8351

Nossa Senhora de Lourdes Coqueiro - Ananindeua Sábado: 17h. Domingo: 7h e 19h Telefone: 3275-2391 Santo Antônio de Pádua Coqueiro - Ananindeua Sábado: 19h. Domingo: 7h e 18h Telefone: 98152-2200

Pedro Pescador Baía do Sol - Mosqueiro Ter a sexta: 19h (Igreja S. Sebastião) Quarta: Matriz - 19h Sábado:19h (Igreja São Sebastião) Domingo: 8h (Ig. S. Sebastião); 10h30 (Ig. Div. Esp. Santo); 19h ( Matriz) Telefone: 99919-4153

Arcanjo São Miguel Una - Ananindeua Sábado: 19h Domingo: 7h30. 9h30 e 19h Telefone: 3234-4674

Área Missionária São Paulo, Apóstolo Rodovia BR-316 Domingo: 9h e 11h Telefone: 98292-9199

Nossa Senhora de Nazaré (Basílica Santuário) Nazaré - Belém Sábado: 7h, 8h30,12h,17h Domingo: 6h30, 8h, 10h, 16h30, 18h e 20h Telefone: 4009-8400

São João Batista e Nossa Senhora das Graças Icoaraci - Belém Terça a sexta: 6h30 Sábado: 6h30, 17h, 20h Domingo: 7h e 18h Telefone: 3297-7250

São Francisco de Assis (Capuchinhos) São Brás - Belém Sábado: 19h30 Domingo: 6h, 7h30, 9h30,18h, 20h Telefone: 3073-1500

São Francisco de Assis Tapanã - Belém Domingo: 7h e 18h30 Telefone: 3258-8036

Região Episcopal Menino Deus

Região Episcopal São Vicente de Paulo

Nossa Senhora de Fátima Icoaraci - Belém Terça, quinta e sexta: 18h30 Sábado: 19h - Domingo: 19h Telefone: 3297-7251

N. Senhora Auxiliadora Anita Gerosa (Aurá) - Ananindeua Domingo: 7h e 18h Telefones: 3255-3828

Cristo Rei Guanabara - Ananindeua Domingo: 7h, 9h30 e 19h Telefone: 3235-1405

Jesus Bom Samaritano Tapanã - Belém Domingo: 7h30 e 19h30 Telefone: 3033-2004

N. Senhora das Vitórias Almir Gabriel - Marituba Sábado: 19h Domingo: 7h, 19h Telefone: 3256-7655

Santo Antônio do Tucunduba Guamá - Belém Sábado: 19h30 Domingo: 7h e 19h30 Telefone: 3274 -9001 Região Episcopal Santa Cruz Imaculada Conceição Castanheira - Belém Sábado: 17h. Domingo: 7h e 19h Telefone: 3277-4642/98111-8110 São Sebastião Sacramenta - Belém Sábado e domingo: 7h, 17h e 19h Telefone: 3264-9060/3254-7354 Jesus Ressuscitado Marambaia - Belém Sábado: 18h Domingo: 7h, 10h e 18h Telefone: 3277-4643 São Geraldo Magela Val de Cans - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h30, 10h30 e 18h Telefone: 3257-7950

São Francisco das Ilhas Cotijuba - Belém Terça e quinta: 19h30 Sábado: 19h30 Domingo: 7h e 19h30 Telefone: 3247-1438 Nossa Senhora da Imaculada Conceição Outeiro - Belém Terça e quinta: 19h; Sábado: 9h Domingo: 7h e 18h Telefone: 3267-1174 Nossa Senhora do Livramento Icoraci - Belém Terça, quinta, sexta e sábado:19h Domingo: 7h e18h Telefone: 3288-4250

N. Sra do Perpétuo Socorro Segunda a sábado: missa - 19h Domingo: missa: 7h, 8h30, 17h30 e 19 h - Telefone: 3233 1797

Divina Misericórdia Águas Negras - Icoaraci Terça a sexta: 18h30 Sábado: 17h e 19h30 (comunidade) Domingo: 7h e 19h 30

São Jorge Marambaia - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h, 17h e19h Telefone: 3277-4641

Santo Afonso de Ligório Pratinha - Belém Sábado: 19h Domingo: 8h30 e19h Telefone: 3258-1554/3274-8281

São Raimundo Nonato Umarizal - Belém Sábado: 6h30 e 18h Domingo: 6h30, 8h30 e 18h Telefone: 3277-4644

São Francisco de Assis Campina - Icoaraci Domingo: 7h, 9h e 18h30 De terça-feira a sexta-feira: 19h Telefone: 3297-0765

Santa Cruz Marco - Belém Sábado: 7h e 18h30 Domingo: 7h, 9h, 11h30 e 18h30 Telefone: 3277-4640/3276-0941

Região Episcopal Coração eucarístico de jesus

Nossa Senhora da Conceição Aparecida Pedreira - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h e 19h Telefone: 3233-4224/3276-9573 São Francisco Xavier Marco - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h e 18h Telefone: 3352-8845 N. Senhora, Mãe da Divina Providência Val de Cans - Belém Sábado:19h - Domingo: 7h e 19h Telefone: 3257-2388 Sagrada Família Curió Utinga - Belém. Sábado: 7h e 19h30 Domingo: 7h, 9h e 19h30 São João Paulo II Souza - Belém De terça a sábado: 18h Domingos: 8h e 18h Telefone: 3277-4062 Nossa Senhora de Loreto Marco - Belém Telefone: (91) 3355-6302 Sábado: 17h Domingo: 7h, 9h, 11h, 17h e 19h São Benedito

Coração Eucarístico de Jesus Catalina - Belém Sábado: 18h Domingo: 7h, 10h e 18h Telefone: (91) 3285-1433

Sagrado Coração de Jesus Júlia Seffer - Ananindeua Sábado: 19h Domingo: 7h30, 9h e18h Telefone: 3265-5413 Sagrado Coração de Jesus Distrito Industrial - Ananindeua Sábado: 19h Domingo: 7h, 8h30 e 17h30 Telefone: (91) 98855 - 2232 Menino Deus Centro - Marituba Domingo: 6h, 8h30 e 18h Telefone: 3237-8351 N. Sra. de Nazaré Quarta - feira Horário de Missa: às 19h Domingos: às 8h30 Telefone: 98040-5117 /98102 - 7344 N. Sra. das Graças Centro - Ananindeua Sábado: 19h Domingo: 7h e 19h Telefone: 3255-2654 N. Sra. do Ó Vila - Mosqueiro Sábado: 19h30 Domingo: 6h30, 9h30 e 19h30 Telefone: (91) 3771-1278 São Pio X Águas Lindas - Ananindeua Domingo: 7h30 e 19h30 Telefone: 32155-2583 Santa Rosa de Lima Independente - Benevides Terça a Sexta:18h Sábado:17h, 19h Domingo: 07h30 e 19h Telefone: (91)3724- 1135

Santa Edwiges Mangueirão - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h30 e18h Telefone: 3279-1654

Bom Pastor Nova Marituba - Marituba Segunda a Sexta: 18h Sábado: 6h, 9h30 e 19h Domingo: 6h, 9h30 e 19h Telefone: 4106-0202

N. Senhora Rainha da Paz Bengui - Belém Domingo: 7h, 9h e 18h30 Telefone: 3277-4645

N. Sra da Conceição Praça Matriz - Benfica Domingo: 6h15 e 19h30 Telefone: 3450-8147

Nossa Senhora do Bom Remédio Conjunto Satélite - Belém Sábado: 17h30 Domingo: 7h e 18h30 Telefone: 3289-5355/3248-1136

N. Sra da Conceição Carananduba - Mosqueiro Ter a Sex: 18h30 Sábado: 18h30 - Domingo: 7h e 19h Telefone: 3772-1183

Natividade de Nosso Senhor Jesus Cristo Conjunto Sideral - Belém Domingo: 7h, 9h e18h Telefone: 3067-2017 Santa Luzia do Bom Futuro Cabanagem - Belém Sábado: 17h - Domingo: 7h e 19h Santa Teresinha do Menino Jesus Tenoné - Belém Domingo: 7h e 18h

Santa Bárbara Centro - Santa Bárbara Domingo: 7h30 e 19h Telefone: 3776-1529 São Marcos Uriboca - Marituba Terça: 19h. Domingo: 7h e 19h

Divino Espírito Santo Cidade Nova - Ananindeua Sábado: 7h. Domingo: 7h, 9h e 18h Telefone: 3263-0603 Santo Inácio de Loyola Icui Guajará - Ananindeua Domingo: 7h e18h Telefone: 991541971 São Lucas Evangelista Guajará - Ananindeua Sábado: 19h. Domingo: 7h e 19h Telefone: 3279-2621 Santa Maria Mãe de Deus Maguari - Ananindeua Terça, quarta, sexta e sábado: 7h Quinta: 19h; Domingo: 7h e 19h Fone: (91) 3255-5284 Santa Teresinha Águas Lindas - Ananindeua Domingo: 7h30 e 18h Telefone: 9916-4548/99169-3443 N. Senhora de Guadalupe Coqueiro - Ananindeua Terça a sexta: 19h Sábado: 18h30 Domingo: 7h ,9h e18h Telefone: 3245-7440 Cristo Peregrino Jaderlândia - Ananindeua De Segunda a Sábado: 19h Domingo: 7h,17h e19h Telefone: 3237-9891 Santa Paula Frassinetti Cidade Nova VI - Ananindeua Segunda e quarta: 18h30 Terça e quinta: 19h30 Sexta: 7h. Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h, 18h Telefone: 3279-2620 Transfiguração do Senhor Curuçambá - Ananindeua Sábado: 18h30 e 20h Domingo: 7h e 18h30 Telefone: 3286-8570 Santa Rita de Cássia Cidade Nova V - Ananindeua. Sábado: 6h30 e 17h30 Domingo: 6h30, 8h30, 7h30 e 19h30. Telefone: 3273-3191/ 3273-3310 São Vicente de Paulo Paar - Ananindeua Domingo: 7h, 8h30 e 19h São José Operário Conj. Carnaúba, Icuí - Ananindeua Domingo: 7h e 18h Telefone: 3295-3545/3031-1172 Nossa Senhora do Amparo Cidade Nova 8 - Ananindeua Terça a Sexta: 19h30 Sábado: 19h30 Domingo: 7h, 9h e 18h Telefone: 3287-2418 Santo André Apóstolo Coqueiro - Ananindeua Segunda a sexta - 19h Sábado: 19h45 - Domingo: 8h 19h Telefone: (91) 3235-1658

Não encontrou o horário da sua paróquia aqui? Entre em contato com seu pároco ou com a secretaria da sua paróquia e solicite que nos informem para podermos publicar.


belém, De 19 a 25 de maio de 2017

11

Fundação Nazaré

Recadastramento Família Nazaré Benfeitores devem atualizar informações urgente

V

ocê que contribui para a divulgação do Evangelho, faça a sua atualização cadastral. Com essa atualização e sua contribuição vamos poder continuar a evangelizar. Informe seu nome, e n d e r e ç o e C P F.

Sua ajuda é muito importante pra nós. Atualize seu cadastro pelo telefone (91) 4006-9211, pelo Whatsapp (91) 993155743, pelo site www. fundacaonazare.com. br e também nas nossas redes sociais. Continue mantendo os

meios de Comunicação da Arquidiocese de Belém. Preencha o cupom ao lado e entregue na Fu n d a ç ã o N a z a r é , s i t u a d a n a ave n i d a Governador José Malcher, 915 - Edifício Paulo VI, no bairro de Nazaré, em Belém.

Testemunho de Fé divulgação

H

á 14 anos minha família passava por uma dificuldade no âmbito da saúde. Minha sobrinha Beatriz Cibele Rodrigues Magalhães, que hoje tem 15 anos, foi diagnosticada com uma doença no coração. Era uma sexta feira, ante véspera do círio de Nossa Senhora de Nazaré e estávamos com o coração angustiado, foi como uma bomba sobre nossa primeira sobrinha e tínhamos todas as expectativas do mundo. No entanto, nos víamos naquela situ-

ação. Aí, nossa família pediu a intercessão de Nossa Senhora e na segunda feira pós-círio ela refez o exame e para honra e Glória do Senhor ela estava curada. Até hoje pagamos as promessas para louvar e agradecer a Deus por nos ter dado essa graça. Thiago Gomes Magalhães, 30 anos, pedagogo

Parabéns para você! divulgação

S

enhor, obrigado por permitir que eu chegasse até aqui e no trajeto desta vida sempre me amparaste com tua misericórdia. Que minha vida seja um hino de louvor ao teu amor. Miguel Júnior Rodrigues Ribeiro, 36 anos, funcionário público 19/05

19/05 Casal Oziel dos Reis Gomes e Carla Roso Conceição Baia Celestina Loureiro de Souza Cilene Ferreira e Silva Elza Oliveira Fernandes Iraci Bulhões da Silva Maria Anízia Cardoso Maria do Carmo dos Santos Barbosa

Mario Augusto Fonseca Gomes Miguel Júnior Rodrigues Ribeiro Raimunda Fátima Mesquita Rocha Rosa Maria Garcia Monteiro 20/05 Carmen Dutra dos Santos Medeiros Casal Francisco Antônio Chaves e Aldenei Loureiro Chaves Hilma Salomão Barile Ivete Pinheiro Kátia Lindomar Evangelista dos Santos Maria de Nazaré Dias da Costa Maria Sonia da Silva Luz Minervina da Conceição R.Trindade Oscar Manoel dos Santos Raimundo Victor Rodrigues 21/05 Amélia de Jesus Gomes Caiado Casal Edvan Nunes Viana & Simone Cristina Costa Casal Evaldo Manoel Batista e Ivoneide Nazaré R.Andrade Edna Pereira de Medeiros Idelzuite Medeiros Ferreira Jacinete Ratis da Silva Maria Celeste Souza Gutierrez Maria de Lourdes de Oliveira Barbosa Maria do Socorro Sousa de Abreu Maria Júlia Menezes da Costa Raul de Oliveira Marques 22/05 Filomena Brandão Barroso Rebello Grupo de Oração da Mãe Rainha Três Vezes Admirável (Sueli Augusto Moreira Figueiredo) Jair dos Santos e Deusalina Ribeiro Manoel da Luz Sousa Renan Mendes Ribeiro Rita de Fátima da Silva e Silva Suely Machado Pereira

23/05 Cerza Wagner Monteiro da Silva Elísia Maria da Silva Costa Ivan Pinheiro Silva José Perilo da Rosa Neto José Wilson Malheiros da Fonseca Maria do Amaral dos Santos Maria do Céu Matos Rodrigues Maria Emiliana Ramos de Souza Maria Helena Azevedo Duarte Maria Raimunda Paiva da Silva Terezinha Manaia Dias 24/05 Jani Custódio Maia Sá Maria Amélia Campos Donati Jorge Maria Oneyde Santos w

Odim de Moraes Pinheiro Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora (Especial) Trindade do Socorro Quaresma Zoraida Wlasta Frazão Vasconcelos 25/05 Diácono Ronaldo Lira da Conceição Francisca Lina Alves da Silveira Heraldo da Costa Paredes Jair Moreira da Paz João Luiz Martins Mericias José Gonçalves da Silva Júnior Lourdes Vasconcelos de Andrade Margarida Maria Arouche Sampaio Maria de Lourdes Santos de Oliveira Maria Madalena Pinheiro Marques Raimunda Dias Oliveira

Aniversário natalício de padres e diáconos diocesanos 19/05 - Pe. Agostinho Filho de Sousa Cruz 19/05 - Diác. Severino dos Ramos de Moura Jr. 20/05 - Diác. Aldo Cativo da Silva 21/05 - Pe. João Gilvan Gomes Costa 22/05 - Diác. Jorge Daniel Rêgo de Souza 23/05 - Côn. Sebastião Fialho de Freitas 23/05 - Pe. Tadeu Flávio Santos dos Santos 23/05 - Diác. José Wilson Malheiros da Fonseca 24/05 - Diác. David Dias Souza 24/05 - Diác. José Gonçalves da Silva Júnior 24/05 - Diác. Ronaldo Lira da Conceição 25/05 - Diác. José Lourenço da Costa 25/05 - Diác. Márcio Dennis de Souza Monteiro 25/05 - Pe. Raimundo Nonato Viana de Souza

w

Aniversário de ordenação dos padres e diáconos diocesanos 25/05 - Pe. Antônio de Pádua Rodrigues da Silva

Ajude a manter a Fundação Nazaré de Comunicação. Ligue para 4006-9200 e seja sócio da Família Nazaré.


12

belém, De 19 a 25 de maio de 2017

Arquidiocese

7ª Semana de Comunicação Social Atividades serão desenvolvidas em comemoração ao Dia Mundial das Comunicações Sociais

A

Pastoral da Comunicação Arquidiocesana de Belém em comemoração ao 51º Dia Mundial das Comunicações Sociais promove a 7º Semana de Comunicação da Arquidiocese de Belém de 21 a 28 de maio. O evento é destinado ao público em geral e objetiva desenvolver e aprimorar as habilidades de comunicação, oratória e relacionamentos. A semana acontece na Paróquia Cristo Peregrino, no Jaderlandia, em Ananindeua. A programação conta com workshops, curso de comunicação de alta performance (Coaching, PNL e Oratória) entre outras atividades. São esperados para o evento estudantes, profissionais liberais, executivos, líderes, professores, animadores e outros que deseja expressar bem as suas ideias de forma clara, precisa e atraente. A estimativa da organização é que cerca de 80 pessoas participem

das atividades diárias. O aproveitamento do curso corresponde a 30% de teoria e 70% de prática, cuja didática aplicada visa despertar em cada participante as suas habilidades obscurecidas pelo medo e ainda outros agentes inibidores da expressão livre e eficaz. Os estudos serão realizados a partir de reflexões, leitura dinâmica, trabalho em grupo, trava-língua, apresentação dos participantes, técnicas de respiração, conhecimento do aparelho respiratório, prática de exercícios e noções desinibitórias de comunicar bem. O coordenador da Pastoral da Comunicação Arquidiocesana, Padre N i l t o n C e s a r Re i s , ressalta a importância do evento: “Esta iniciativa visa dar continuidade aos projetos formativos da Pastoral de Comunicação Arquidiocesana iniciados nas coordenações anteriores. O que tem sido de grande valia para os participantes, visto a inclusão de novos cursos

divulgação

tema “Não tenhas medo, que Eu estou contigo” (Is 43, 5) - Comunicar esperança e confiança, no nosso tempo.

Serviço 7º Semana de Comunicação da Arquidiocese de Belém 21 a 28, exceto nos dias 25 e 26 não haverá programação. Todas as atividades são gratuitas, exceto a do dia 27. As inscrições devem ser feitas na secretaria da matriz da Paróquia Cristo Peregrino, localizada na Rua União, 21, Atalaia, Jaderlandia 1, em Ananindeua. Informações: 32379891.

w Padre Nilton durante um dos eventos promovidos pela Pastoral

como expressão verbal e oratória, rádio jornalismo e a comunicação de alta Performance”. As atividades serão desenvolvidas em comemoração ao Dia Mundial das

Comunicações Sociais, dia 28 de maio. A partir do Concílio Vaticano II, a Igreja quis chamar a atenção da sociedade para o vasto e complexo fenômeno dos meios de comunicação

social, que passaram a ser características da civilização moderna. Nascia assim, em 7 de maio de 1967, o 1º Dia Mundial das Comunicações Sociais. A 51° edição tem como

Programação Domingo, 21 -

Abertura da Semana nos Núcleos Paroquiais / Núcleo São Sebastião: Missa às 7h - Mensagem de Abertura da Semana.

Segunda-feira, 22 - a quarta-feira, 24 - Workshop sobre

temas da Comunicação S o c i a l n a Pa ro q u i a Cristo Peregrino, às 20h - participação aberta ao público. Sábado, 27 - Curso de Comunicação de alta performance (Coaching, PNL e Oratória). Paróquia

Cristo Peregrino, das 8h30 às 16h – Inscrições R$ 50,00. Domingo, 28 Encerramento da Semana nos Núcleos Paroquiais / Núcleo São Sebastião: C u rs o d e O ra t ó r i a , no Salão Paroquial,

das 8h30 às 11h30, com a par ticipação do coordenador da Pascom Arquidiocesana, Padre Nilton Cezar Reis, inscrições gratuitas. / Missa às 17h - Mensagem de Encerramento da Semana.

Catedral abre inscrições para casamento comunitário A C a t e d ra l Metropolitana de Belém abre inscrições para os casamentos comunitários que irá realizarno dia 24 de novembro deste ano. Os interessados devem procurar a secretaria paroquial para obter mais informações. As inscrições vão até o dia 30 de julho. Os documentos

necessários são Certidão de Nascimento, de batismo atualizado para casamento, comprovante de residência mais taxa de inscrição. Os casais que desejam participar passarão por uma formação durante três meses com promovida pela Pastoral Familiar com a abordagem dos seguintes temas:

“O que é a família?”, “Espiritualidade Conjugal”, “Harmonia conjugal”, “Fidelidade conjugal”, “Diálogo conjugal”, “Exercício da sexualidade humana”, “Planejamento familiar”, “O sacramento do matrimônio”, “A celebração litúrgica do matrimônio” e “ C o n ve r s a a d o i s ” . Uma espiritualidade

quadrinhos andré abreu

com todos os participantes marcará o encerramento. Segundo Adriana Baia, coordenadora da Pastoral Familiar “o sacramento do matrimonio foi algo instituído por Jesus e quando os casais decidem viver uma nova vida com Cristo, tomar a decisão de regularizar sua situação

perante Deus e a Igreja é algo maravilhoso e transformador. A benção matrimonial muda nossas atitudes, pois é um sacramento que tem base o amor”. Quando todos os casais tiverem oficialmente casados a intenção é levá-los a se engajar na Pastoral e em outros grupos e serviços na sua comunidade. O

BOA DICA

objetivo é fazer que eles construam uma família sólida com base nos ensinamentos cristãos. Serviço-Inscrições para casamentos comunitários na Catedral Metropolitana de Belém, localizada na Praça Dom Frei Caetano Brandão. Informações pelo telefone: (91) 21213724.

livros e cd's

n NOS PASSOS DE SÃO LUÍS E SANTA ZÉLIA Os pais de Santa Teresinha - Luiz Alexandre Solano Rossi - Livro (Paulinas, R$ 13,00)

L

uís e Zélia são santos pelo testemunho de seriedade de sua fé vivida na família. Não eram sacerdotes, não pertenciam a nenhuma ordem religiosa, nem eram teólogos. Quem eram então? Um homem e uma mulher que se amaram e desejaram formar uma família para a glória de Deus.

eu indico

Cleide Lúcia Santos, 30 anos

E

u indico o CD “Ofício da Imaculada Conceição”, da comunidade Canção Nova, pois ele traz a história de como surgiu o ofício e ajuda a difundir ainda mais a devoção à virgem Maria.

n SABEDORIA E BONDADE - Dom Vicente Zico, cm - Livro (Paulinas, R$ 30,00)

E

ste livro, nascido da gratidão e da saudade, propõe-se a apresentar o perfil de Dom Vicente a partir de três enfoques intercomplementares: seus principais traços biográficos, uma breve seleção de seus escritos espirituais e pastorais e uma coletânea de imagens. Algumas pessoas atingem níveis muito profundos de humanidade. São pessoas que só fazem o bem, irradiando sabedoria e bondade por onde passam, que conseguem conservar a serenidade e a leveza em meio às agitações e sobressaltos da vida. Assim era Dom Vicente Joaquim Zico, querido Arcebispo Emérito de Belém, falecido em maio de 2015.


belém, De 19 a 25 de maio de 2017

2º C aderno

Seminário Maior São Pio X completa 51 anos

luiz estumano

Missa em Ação de Graças reúne seminaristas e reitores na capela do Seminário

O

Seminário Maior São Pio X completa 51 anos de fundação na sexta-feira, 19. A comemoração da Arquidiocese de Belém será na quinta-feira, dia 18, com a celebração da Santa Missa em Ação de Graças pelo transcurso da data, presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa. Concelebrará a celebração eucarística o reitor do Seminário São Pio X, Cônego Vladian Alves, e demais formadores dos seminários arquidiocesanos. A Missa será às 18h30, na capela do seminário, situado na rodovia BR 316, Km 6, no bairro de Águas Lindas, em Ananindeua. A ocasião será c o m e m o r a d a especialmente por aqueles que residem ali, como os seminaristas da Arquidiocese de Belém, oriundos do Seminário São João M a r i a Vi a n n ey, d o Seminário Monsenhor Edmundo Igreja, do Seminário Redemptoris Mater e do Seminário

P ro p e d ê u t i c o D o m Tadeu Prost, e também pelos respectivos reitores de cada uma dos seminários. O Seminário São Pio X tem a missão de formar vocacionados a servir a Igreja como padres no futuro, e há 51 anos tem desempenhado com êxito esse objetivo. No complexo onde está localizado o Seminário São Pio X está instalado o Centro de Cultura e Fo r m a ç ã o C r i s t ã (CCFC), a Matriz Paroquial de São Pio X, o Seminário Propedêutico Dom Tadeu Prost e a Faculdade Católica de Belém, que é local de estudo de mais de 200 Seminaristas de novas comunidades, Congregações e Dioceses do Regional Norte 2. O reitor do Seminário São Pio X, Cônego Vladian Alves, destaca a importância do espaço de formação. “O seminário sempre foi visto pela Igreja como coração, o lugar para onde se pode cultivar as vocações. São os seminaristas que nutrem na Igreja uma esperança

de termos outros padres que possam um dia estar animando uma comunidade, celebrando os sacramentos, ajudando as pessoas no caminho de Deus. Seminário é o lugar da espera ativa, isto é, pela vida comunitária, pela oração, pelo trabalho... então é um tempo de espera para receber o Dom do sacerdócio, que é concedido pela Igreja, pela mediação do Bispo, dos formadores, da família, da comunidade e por tantas pessoas que colaboram com a formação dos seminaristas”. Após a criação da sede episcopal do Pará em 1719, o padre jesuíta Gabriel Malagrida fundou o Seminário Nossa Senhora das Missões em 1745. O tempo passou e o prédio da era colonial que abrigava o Seminário desgastou-se e precisou ser fechado para reformas. Entre relocações, adaptações e transformações, a casa formativa recebeu de Dom Antônio Macedo

Arquidiocese vai apresentar cartaz do Círio 2017 A Arquidiocese de Belém já está em c l i m a d e p re p a ra ç ã o para o Círio de Nazaré 2017. Na programação da comemoração do aniversário de elevação da Basílica de Nazaré a santuário mariano, um dos momentos mais esperados é a apresentação do cartaz oficial do Círio para os fiéis no dia 26, na praça Santuário, após a Santa Missa das 18h na Basílica. O cartaz oficial do Círio de Nazaré reflete-se em uma das tradições mais antigas e conhecidas da maior festa religiosa do Estado do Pará. Pa ra a D i re t o r i a da festividade é uma peça importante para a divulgação da festa mariana. Para os devotos, uma peça obtida com muita fé e guardada com respeito.

Histórico

A tradição tem demonstrado que várias famílias, empresas e órgãos p a ra e n s e s c o s t u m a m afixar cartazes do Círio nas portas, como forma de homenagem a Senhora de Nazaré. Tr a d i ç õ e s à p a r t e , o cartaz tem sido um instrumento de evangelização e divulgação da festa. O primeiro foi feito em Portugal em 1826. Inicialmente as peças eram elaboradas à mão para impressão. Atualmente o cartaz é produzido a partir de fotografias e há 26 anos tem sido elaborado por uma agência de publicidade voluntária. Foi escolhido por uma comissão formada de integrantes da Diretoria da Festa de Nazaré e o Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa.

w SEMINÁRIO PIO X Lugar de estudos e formação de sacerdotes

Costa, o nome de Seminário Maior Nossa Senhora da Conceição. Em 1953, Belém sediou o VI Congresso Eucarístico Nacional. Dom Mário de Miranda Villas Boas, então Arcebispo Metropolitano, vê nessa ocasião uma o p o r t u n i d a d e p a ra iniciar a campanha de aquisição de terreno e construção de um novo Seminário, sob a proteção de São Pio X, grande difusor do culto Eucarístico e Pontífice que elevou a Diocese de Santa Maria de Belém do Grão Pará à Arquidiocese, em 1906. Dom Mário fomentou em sua Igreja o desejo pelo Seminário, mas coube ao seu sucessor, um bispo paraense, Dom Alberto Gaudêncio Ramos, continuar o sonho. Muito apoiado por seu auxiliar, Dom Tadeu Prost, ambos se empenharam em angariar recursos financeiros para a construção da nova casa

de formação sacerdotal. Dom Tadeu viajava anualmente para sua terra natal, os Estados Unidos, onde coletava doações de familiares e amigos. Em março de 1958 eles conseguiram, por doação da Prefeitura Municipal de Belém, um terreno grandioso localizado à margem da BR 316, principal entrada e saída da cidade. A partir desse fato, na memória da Igreja Amazônica, se escrevia uma história marcada pela Providência de Deus manifestada na generosidade de tantas pessoas que ajudaram na obra. Após as construções, a 19 de maio de 1966, aproveitando a visita de Dom Sebastião Baggio, Núncio Apostólico do Brasil, foi inaugurado o Seminário São Pio X com uma solene celebração eucarística muito prestigiada por autoridades e fiéis de todo o estado que queriam presenciar o

ato histórico. Em 1999, o Seminário passou por algumas reformas estruturais, e passou a abrigar o Centro de Cultura e Formação Cristã, e também o Instituo Regional de Formação Presbiteral, agora chamado de Instituto Dom Vicente Zico, além do Seminário P ro p e d ê u t i c o D o m Tadeu Prost e, desde 2013, a Paróquia São Pio X. Em 51 anos de história, muitos foram os momentos marcantes, entre eles a visita e hospedagem do Papa João Paulo II, em julho de 1980. Após visitar uma colônia de hansenianos na cidade de Marituba, região metropolitana, o Santo Padre almoçou e repousou no Seminário São Pio X que até hoje mantém essa lembrança viva através de placas, fotos, recortes de jornais e o quarto onde repousou o então Pontífice, agora santo.

Revista Catholica disponível A Revista Catholica, elaborada pela Faculdade Católica de Belém já está disponível na Arquidiocse de Belém. A revista acadêmica da Faculdade Católica foi organizada pelo padre João Paulo Dantas, Vigário da Catedral Metropolitana de Belém. A publicação tem quase 300 páginas e o conteúdo é, em grande parte, um avervo de memória do do XVII Congresso Eucarístico Nacional, realizado em Belém em agosto do ano passado. A revista traz as principais homilias e também conteúdo do simpósio teológico. Segundo o autor, a revista Catholica foi confeccionada para ser um diálogo com a comunidade acadêmica, e com todos os demais interessados em conhecer a identidade da Faculdade Católica de Belém. aquisição - A revista está disponível para venda na Faculdade Católica, na Catedral de Belém e na Fundação Nazaré de Comunicação. Mais nformações: (91) 4006-9211.


2

5

belém, De 19 a 25 de maio de 2017

Igreja

2º Caderno Miscelânea

Côn. Cláudio Barradas (claudiobarradaspe@gmail.com)

Lições de Jesus na viagem a Jerusalém

C

ontinuando o estudo das li ções de Jesus em sua última viagem a Jerusalém, a que o levaria à morte na cruz, interrompido há exatamente dezesseis semanas e reiniciado na edição passada, na qual relembramos sua recomendação aos discípulos enviados em missão aos lugares a que Ele pretendia ir. A recomendação: quando não os recebessem, dissessem em praça pública que, antes de sair, sacudiriam toda a poeira que se lhes colara aos pés, para não levar consigo nadíssima dali. E acrescentou-lhes o que aconteceria a esses lugares no dia do Juizo: seu julgamento seria muito mais rigoroso que o da malfadada Sodoma. Sacudir, em tais casos, a poeira colada aos pés,

era uma ação simbólica explicada em palavras, como faziam os profetas. Por que sacudi-la? Porque, estando, como estava, contaminada, urgia livrar-se dela, antes de voltar a pisar o solo pátrio, tido e havido acertadamente como sagrado. Segue-se, ainda em Lucas (10,13-15), uma fortíssima recriminação – para alguns, mais que, apenas, uma re c r i m i n a ç ã o : u m a condenação – também relatada por Mateus (11, 20-24), a três cidades da Galileia, Corazim, Betsaida e Cafarnaum, antecedida, em Mateus, pela explicação da razão dessa atitude extrema de Jesus: apesar de nelas Ele ter realizado a maioria de seus milagres, seus habitantes, textualmente, “não se arrependeram” (Mateus 11,20).

divulgação

w e tu, cafarnaum, pretendes elevar-te até o céu? Mas cairás até o abismo

A condenação, em Mateus: “Ai de ti, Corazim, ai de ti, Betsaida! Pois, se em Tiro e Sidónia - c i d a d e s r e p r e s e n t a t i va s d o poderio comercial dos f e n í c i o s - t i ve s s e m sido feitos os milagres realizados em vós, há tempo teriam feito penitência com pano de saco e cinza. Pois eu vos digo que o dia do

julgamento será mais leve para Tiro e Sidónia que para vós. E tu, Cafarnaum, pretendes elevar-te até o céu? Mas cairás até o abismo. Pois se em Sodoma tivessem sido feitos os milagres realizados em ti, ela subsistiria até hoje. Pois eu vos digo que o dia do julgamento será mais leve para Sodoma que para ti! (Mt, 11, 21-24). E em Lucas, para o

leitor poder cotejá-las: “Ai de ti, Corazim! Ai de ti, Betsaida! Porque, se em Tiro e Sidónia tivessem sido feitos os milagres realizados em vós, há tempos teriam feito penitência sentados nas cinzas com pano de saco. E assim, a sorte de Tiro e Sidónia no julgamento será mais branda que a vossa. E tu, Cafarnaum, pretendes elevar-te até o céu? Mas

cairás até o abismo. “(Lc 10, 13- 15). Ambas as citações foram extraídas da Bíblia do Peregrino, edição da “Paulus”, São Paulo, 2002. Como se pode ver, em Mateus q u a t r o ve r s í c u l o s , enquanto que em Lucas apenas três, isto porque Lucas omite o final relatado por Mateus: “Pois se em Sodoma tivessem sido feitos os milagres realizados em ti, ela subsistiria até hoje. Pois eu vos digo que o dia do julgamento será mais leve para Sodoma que para ti!” E eu, aqui, fico a me perguntar, temeroso, qual será, nesse dia terribilíssimo, o julgamento de nossa Belém, tão agraciada pela Virgem de Nazaré, Mãe de Jesus, e, no entanto, incompreensivelmente, tão injusta e cruel para com os inúmeros pobres de suas esquecidas, para não dizer desprezadas, baixadas e periferias. Shalon!

Santos da semana Diác. Benedito Otávio (artpresent@superig.com.br)

3/05 - Terça-feira São Doroteu - Monge russo

19/05 - Sexta-feira Beata Pina Suriano - Religiosa

Na Rússia, há uma grande reverência a dois santos: Doroteu e Hilário, fundadores de mosteiros e divulgadores da fé católica. Doroteu, em Pskov, 1615, quando os suecos ameaçavam invadir a região, teve um sonho: A Mãe de Deus pedia-lhe para ir buscar o ícone da Hodegetria (um quadro parecido com o de N. Sra. do Perpétuo Socorro, muito venerado pelos russos). No caminho de volta, ele pendura o quadro entre os ramos de uma árvore para descansar. Ao tentar remové-lo, o quadro não saía, razão pela qual o monge permaneceu lá até sua morte em 1622. Ali foi construído uma igreja para seu corpo e para seu ícone milagroso, no ocidente conhecido como “N. Sra. do Caminho”.

Esta palermitana, ou seja, nascida na cidade de Parlemo, ilha da Sicília, Itália, viveu de 1915 a 1950. Pertenceu à Ação Católica, movimento secular, que já antes do Vaticano II mostrava uma ação leiga na Igreja, com o apoio de Pio IX, 1867, depois Pio XI, nos mostra que a Igreja está sempre de portas abertas para aqueles que venham somar. Pina, Alberto e Pedro Tarrés foram beatificados em 2004. Em 2008, Bento XVI comemorou 140 anos da ação católica. Na Wikipédia, há uma pesquisa inexata afirmando que ela foi fundada no século XX. 20/05 - Sábado Beato Alcuíno - Monge e teólogo erudito Vários autores não admitem a importância da Igreja como incentivadora do desenvolvimento da educação, da arte, da ciência, etc. Quantos deles ignoram, por exemplo, que um monge inglês, Alcuíno de York, em pleno século VIII, desenvolveu tudo isso que citei e muito mais, com o apoio de Carlos Magno. Um desenvolvimento que ficou conhecido como “Renascimento Carolíngio”. Visto como uma das mentes mais esclarecidas da Idade Média, Alcuíno teve grandes alunos como João Escoto, Erígena e Rábano Mauro. 21/05 - 6º Domingo da Páscoa Santos Beínio, Fabio, Emanuele e Fermo - Mártires “E não há criatura oculta à sua presença. Tudo está nu e descoberto aos olhos daquele a quem devemos prestar contas” (Hb 4, 13). Um santo não se esconde da História. Nossos irmãos citados acima foram descoberto a partir da construção do convento das Carmelitas Descalças de Viena, 1633. Foram trazidos das catacumbas de Roma cerca de 200 relíquias de santos para o novo convento. Ao serem catalogadas, o nome de Emanuel era lembrado em 21/05 e os demais em 27 e 30/05 e 1º de Junho. Com ajuda de documentos, constatou-se que todos foram martirizados na mesma data, 21 de maio.

24/05 - Quarta-feira São Manaém ou Manahen - Patriarca de Antioquia

22/05 - Segunda-feira Santa Júlia da Córsega - Virgem e Mártir Neste dia especial para os devotos de S. Rita, peço vénia para apresentar outra grande santa, esta do séc. V: Uma jovem nobre da corte cartaginense, conhecida como Giulia de Cartago. Diz-se que fora vendida como escrava e levada à Síria. O navio em que ia quase naufragou, assim como também o que estava o papa de então. No porto, ela o conheceu e se converteu. Quando foram oferecer sacrifícios aos ídolos por terem escapado da morte, ela se recusou, pelo que foi pregada a uma cruz e atirada ao mar. Avisados em sonho, um grupo de monges a encontrou e com ela um estranho pergaminho relatando o que tinha acontecido.

A maioria das bíblias diz que ele foi “companheiro” ou “cresceu” com Herodes (At 13, 1). No rodapé da Bíblia de Jerusalém vemos que ele, mas outros quatro citados, já mostram a organização estrutural da Igreja como os doze (At 1, 13) e os sete (At 6, 5). Por certo, quando Lucas relata sua ligação na infância com o terrível Herodes, assassino de João Batista, ai está uma prova de que Deus chama quem ele quer e tira do meio dos pecadores. A Igreja Ortodoxa celebra-o um dia antes. 25/05 - Quinta-feira São Beda, o venerável - Sacerdote e Doutor da Igreja Nasceu em Jarrow, Inglaterra, em 673. Foi educado e ordenado no mosteiro beneditino de Wearmouth, sob a orientação de São Bento Biscop, festa 12/01. Após profunda formação, exerceu seu ministério dedicando-se ao ensino e à atividade literária. Escreveu monumentais obras de teologia, história, patrística e grandes comentários bíblicos, dos quais temos prova nos quatro volumes da liturgia das horas. Até seus últimos momentos de vida ele ditava aos seus alunos. Cutberto, um deles, narra esse momento.


belém, De 19 a 25 de maio de 2017

3

Panorama

2º Caderno luiz estumano

w AO VIVO canal no Youtube já realiza transmissões em tempo real

luiz estumano

w Paul Adrian avalia que a certificação permite alcançar público maior

Fundação Nazaré recebe autorização para exibir conteúdo ‘on demand ' Permissão permitirá a instituição alcançar um novo público

N

o início do mês de maio, precisamente no dia 2, a Fundação Nazaré de Comunicação obteve a certificação digital para a comercialização de conteúdo ‘On Demand’ (no português,

sob encomenda) na plataforma de vídeos Youtube. Com esta última licença a Fundação está habilitada para futuramente veicu lar conteúdos como m i s s a s , p ro g ra m a s , e s p e c i a i s e n t re o u -

tros produzidos pela instituição. A certificação digital da Fundação Nazaré aconteceu após mini curso oferecido pelo próprio Youtube e realizado pela equipe da Central de Processamento de Dados, CPD, responsável pela postagem de conteúdo no Youtube. De acordo

com o coordenador da CPD, Paul Adrian, estas publicações respeitam a políticas de direitos autorais da plataforma o que considera ser crucial para a certificação. Para Paul a certificação para o conteúdo sob encomenda abre novos horizontes para a Fundação Nazaré. “É uma grande vantagem para nós que temos conteúdo

On demand O conteúdo ‘on demand’ já é conhecido do público de assinantes de TV paga, onde o usuário compra um filme ou programa para assisti-lo quando quiser, ficando disponível por um período de tempo e por um preço determinado pela empresa de TV a cabo. Com o advento da internet o serviço foi ampliado para

empresas que trabalham com streaming de vídeo, como no caso do Youtube que lançou em 2005 o Youtube Red, ainda não disponível no Brasil, mas que oferece conteúdo próprio e permite baixar vídeos no celular smartphones, tablets e Smartv para vê-los offline. Os serviços de streaming on demand possibilitam que o usuário

sendo disponibilizado em mídia física como DVD. Agora será possível fazer na modalidade digital e alcançar um público bem maior”, afirmou. Agora, de acordo com o coordenador, será estudado entre a diretoria da Fundação Nazaré a melhor forma de fazer valer esta nova possibilidade. Ao todo a Fundação

Nazaré possui 13 certificados na plataforma Youtube. Em outubro de 2016 a instituição obteve a licença para realizar transmissões em tempo real da programação da Rede Nazaré. Com isso, foi possível transmitir todos os momentos do Círio de Nazaré 2016 e alcançar países estrangeiros.

O que é streaming? esteja no controle do que vai assistir, quando e onde. Ele acessa os dados ao mesmo tempo em que os recebe, sem a necessidade de esperar um download ou de ocupar espaço em seu HD com o armazenamento de conteúdo. Também é possível controlar a exibição, pausando, avançando ou retrocedendo o vídeo ou a música.

S t r e a m i n g é u m a t e c n o l o g i a q u e e n v i a informações multimídia, através da transferência de dados, utilizando redes de computadores, especialm ente a Internet, e foi criada para tornar as conexões mais rápidas. Um grande exemplo de streaming é o site Youtube, que utiliza essa

tecnologia para transmitir vídeos em tempo real. O streaming possibilita que um usuário reproduza mídia, como vídeos, que são sempre protegidos por direitos autorais, de modo que não viole nenhum desses direitos, tornando-se bastante parecido com o rádio ou a televisão aberta.

Belém recebe projeto “Movimento Brasil sem parasitose” Até o próximo sábado, 20, o projeto itinerante da saúde que atendeu mais de 10 mil pacientes em 11 cidades brasileiras no ano passado, estará no centro de Belém, de 8h as 17h, realizando orientação médica gratuita de gastroenterologistas e pediatras à população. O projeto já passou por oito capitais até o momento e até junho irá passar por mais seis cidades. O projeto “Movimento Brasil sem Parasitose” é uma iniciativa da Federação Brasileira de Gastroenterologia e em 2017 percorrerá ao todo 14 cidades do país, com o objetivo de reduzir a ocorrência das doenças parasitológicas, evitando consequências severas e o óbito, bem como avaliar as doenças do sistema digestório (boca, estômago, esôfago e intestinos), tais como refluxo esofágico, gastrite, úlceras, prisão de ventre, diarreias,

da Saúde de controle de parasitoses intestinais, que leva orientação à população por meio do site, das redes sociais e, também, atendimento gratuito à população na Unidade Móvel de Saúde. Com equipe formada por cerca de 2 0 p ro f i s s i o n a i s d a saúde o movimento também apresentará à população as patologias tratadas pelo médico gastroenterologista e que acometem o sistema digestório. Parasitoses intestinais

Embora mais prevalentes nas regiões infecções intestinais, entre outras. Embora mais prevalente nas regiões carentes de saneamento básico existe a necessidade d e c o n s c i e n t i za r a população das regiões metropolitanas, que as parasitoses atingem

todas as camadas socioeconômicas da população, nas diversas faixas etárias. A primeira c i d a d e a re c e b e r a unidade médica de saúde esse ano foi Campinas, passando por São Paulo, Santos, Porto Alegre, Campo Grande, Cuiabá e Goiânia. Em seguida,

o projeto seguirá para Te r e s i n a , J u a z e i r o do Norte, Campina Grande, Caruaru, Vitória e Rio de Janeiro. Movimento

É um projeto social e educacional, alinhado às diretrizes da Organização Mundial

carentes de saneamento básico, as parasitoses atingem todas as camadas socioeconômicas da população, nas diversas faixas etárias. Mesmo as pessoas cuidadosas com a higiene pessoal e familiar e que vivem em regiões de saneamento adequadas estão expostas às parasitoses intestinais. Além das condições precárias de higiene, as dificuldades econômicas e o desconhecimento sobre medidas preventivas são fatores que também contribuem para que as populações menos favorecidas se tornem alvo da proliferação das parasitoses intestinais.

Serviço Unidade médica móvel com consultórios médicos adaptados em uma carreta. Médicos Gastroenterologistas e pediatras. Local: Felipe Patroni Endereço: Rua Desembargador Inácio, Campina, Belém, Pará Horário de atendimento: das 8h às 17h Informações do projeto: www.brasilsemparasitose. com.br


4

5

belém, De 19 a 25 de maio de 2017

Arquidiocese Catedral de Belém promove Semana Mariana

2º Caderno

Celebrar o ano de festa vivido pela Igreja

E

m comemoração aos 300 anos do achado da imagem de Nossa Senhora Aparecida, a Catedral Metropolitana de Belém promove a Semana Mariana no período de 21 a 28 de maio. O evento será um momento de aproximar os fieis a mãe de Deus e celebrar este ano de festa em que a igreja

no Brasil vivencia esse momento especial. A Santa Missa de Abertura, às 19h, será presidida pelo Padre Roberto Cavalli Junior, Cura da Sé e, pelo vigário paroquial, Padre João Dantas. Ao longo da programação haverá celebrações eucarísticas, terço organizado pela Legião de Maria, palestra com o tema

“Maria e lectio divina”. No encerramento, dia 28, após a Santa Missa haverá a apresentação “Um canto para Maria”, feita pela Schola cantorum, com repertório de músicas sobre Nossa Senhora; este evento é gratuito qualquer pessoa pode participar. Esta é uma proposta da Arquidiocese de

Belém em que todas as paróquias devem promover a Semana Mariana com suas programações em comemoração ao ano tricentenário do achado da imagem da

padroeira do Brasil. A conferência Nacional do Bispos do Brasil ( CNBB) iniciou o ano Jubilar dedicado a Mãe Aparecida no dia 12 de outubro de 2016 e encerra no dia 12 do

mesmo mês de 2017. A imagem foi encontrada no rio Paraíba tirada da rede dos três pescadores daquela região Domingos Garcia, João Alves e Felipe Pedroso.

Rede Eclesial Pan Amazônica realiza seminário Laudato si O seminário Laudato si promovido pela Rede Eclesial Pan Amazônica (Repam) será de 19 a 21 de maio no auditório da Catedral de Santa Maria mãe de Deus, na Diocese de Castanhal. O objetivo é consolidar e fortalecer ação eva n g e l i za d o ra d a Igreja Católica na região amazônica do território brasileiro, ouvindo os clamores dos seus povos, articulando, apoiando e visibilizando iniciativas de defesa da vida humana e do bioma amazônico, junto com o Regional Norte 2 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil. Do evento participam re p re s e n t a n t e s d o s diversos territórios e dioceses da região, re p re s e n t a n t e s d o s p ovo s t r a d i c i o n a i s da região, indígenas, ribeirinhos, quilombolas, movimentos sociais e grupos de pesquisa

divulgação

articulações presentes na região. Também visa contribuir para o intercâmbio e colaboração dos esforços em defesa da vida, da floresta amazônica, das populações locais e do bem comum em toda a bacia amazônica dando uma atenção especial para as fronteiras. Repam

w no ano passado o seminário do Repam foi realizado em Icoaraci, Sementes do Verbo

acadêmicas. A programação contará também com presença de Dom Alberto Taveira e Dom Irineu Roman, da Arquidiocese de Belém, Dom Jesus Maria Cizaurre, da Diocese de Bragança, Dom Jose Maria, da Diocese de Abaetetuba e Dom

Evaristo Spengler, da Plelazia do Marajó. Além da apresentação da encíclica Laudato si do Papa Francisco, a programação consta também de discussões sobre violências e tráfico de pessoas, ecologia h u m a n a , s o b e ra n i a alimentar e a palestra sobre a atuação da Igreja

na Amazônia, proferida pelo Monsenhor Raimundo Posidônio. O bispo da Diocese de Castanhal, Dom Carlos Verzeletti, presidirá celebração eucarística d u r a n t e o e ve n t o . No encerramento haverá apresentação das propostas e compromissos e a

criação da comissão que irá assumir as propostas estabelecidas para esse ano e avaliação do encontro. A realização do seminário no Regional Norte 2, da CNBB, contribui para estabelecer uma base da plataforma de mapeamento das

A Rede Eclesial PanAmazônica (Repam) foi criada com o objetivo de fortalecer a presença missionária no território amazônico, por meio de uma parceria entre diversas entidades como o Conselho Episcopal Latino-Americano, a Re d e C á r i t a s e a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). A proposta da Repam é unir forças e criar caminhos de diálogo, cooperação e articulação entre todos os atores eclesiais presentes na região.

Compêndio do Catecismo da Igreja Católica O Jornal Voz de Nazaré continua as reflexões iniciadas em 2013, Ano da Fé, com a publicação do Compêndio do Catecismo da Igreja Católica. De maneira concisa, a publicação apresenta, numa visão de conjunto, todo o panorama da fé católica, com seus elementos fundamentais.

III Parte (A Vida em Cristo) CAPÍTULO SEGUNDO “Amarás o teu próximo como a ti mesmo” O QUINTO MANDAMENTO: NÃO MATARÁS

471

. Quais procedimentos médicos são consentidos quando a morte é considerada iminente?

Os cuidados que ordinariamente se devem a uma pessoa doente não

podem ser legitimamente interrompidos. São, porém, legítimos o uso

de analgésicos que não tenham a morte como objetivo, e a renúncia à

“obstinação terapêutica”, ou seja, à utilização de procedimentos médicos

desproporcionais e sem razoável esperança de êxito positivo. 2278-2279


belém, De 19 a 25 de maio de 2017

Arquidiocese

2º Caderno

P

ara marcar o Dia Nacional de Combate à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, comemorado no dia 18, o Regional Norte 2, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) em parceria com a Polícia Civil, Defensoria Pública do Estado e a sociedade civil, realizou uma ação social em Santa Cruz do Arari, no arquipélago do Marajó, no último dia 17. A ação social teve como objetivo proporcionar um dia de muita informação e prestação de serviço para a comunidade. “Que a pessoas possam se aproximar da sua reflexão, consciência de que também são portadores da vida plena”, destaca Ir. Henriqueta Cavalcante da Comissão de Justiça e Paz (CJP) da CNBB Norte 2. O evento, realizado no Centro Católico de Evangelização, teve início com palestra sobre a exploração sexual infantil, ministrada por Irmã Henriqueta. Para ela a ação foi “um momento de fortalecimento, formação e orientação sobre os direitos humanos, em um contexto que grita pela vida”. Foram oferecidos vários

5

CNBB e instituições públicas realizam ação social no Marajó Ação foi realizada em Santa Cruz do Arari com palestra e serviços à população fotos: divulgação

w serviços foram disponibilizados pelos órgãos envolvidos na programação na ilha

w população Ioltou o centro de evangelização em Santa Cruz do Arari para partcipar

serviços à população da cidade que é considerada umas das mais pobres do Brasil, como a emissão da carteira social, certidão de nascimento, carteira de trabalho, carteira de identidade (2ª via), corte de cabelo, orientação jurídica, e diversos serviços de saúde. Segundo dados divulgados pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), Maranhão, Pará, Amazonas e Piauí são os Estados que mais aparecem na lista de populações com baixo poder de consumo. Dentre os representantes paraenses, Santa Cruz do Arari (15,1%); Limoeiro do Ajuru (15,9%); Chaves (16,1%); Augusto Corrêa (16,1%); Afuá (16,3%); Viseu (16,9%); e Porto de Moz (17%). “A cidade precisa de ações como essa, o povo é muito carente. É muito importante fazer o bem”, disse o delegado da Polícia Civil, Rodrigo Amorim.

Semana Mariana na Paróquia Santa Teresinha do Menino Jesus Po r o c a s i ã o d o tricentenário de achado da imagem de Nossa Senhora Aparecida e do Ano Mariano Nacional, a Pa r ó q u i a S a n t a Teresinha do Menino Jesus, no Jurunas, em Belém, realiza Semana Mariana entre os dias 23 a 30. Com celebrações de missa, oração do santo terço e coroação de Nossa Senhora, a programação visa ser uma oportunidade de viver o jubileu mariano.

“Somos todos chamados a participar”, afirma Monsenhor Marcelino Ferreira, pároco de Santa Teresinha do Menino Jesus, ao referenciar-se ao objetivo da Semana Mariana que está de acordo com as orientações da Arquidiocese e em sintonia com toda a Igreja no Brasil que vive o Ano Mariano Nacional. Ainda de acordo com o pároco o evento contempla também o planejamento

YOUCAT

paroquial para 2017. O programa da Semana inicia na terçafeira, 23, com celebração de abertura, às 18h, com entronização da Imagem de Nossa Senhora Aparecida. No dia seguinte, 24, a programação tem início logo pela manhã, às 6h30, com missa e consagração a Nossa Senhora, e à noite, outra missa com exposição do tema “O sim de Maria” e oração do Terço e Ladainha de

Nossa Senhora. O encerramento da semana no dia 30 será com missa e novena às 6h30 com consagração a Nossa Senhora. Às 18h haverá nova missa com novena seguida da Coroação da Imagem de Nossa Senhora Aparecida e oferta de alimentos para a Sala da Partilha. A paróquia está localizada na avenida Roberto Camelier, 808, Jurunas. Informações: (91) 3272-2251.

TERCEIRA PARTE

A VIDA EM CRISTO PRIMEIRO CAPÍTULO

A dignidade do ser humano

O

Jornal Voz de Nazaré segue os estudos sobre o YOUCAT Catecismo da Igreja Católica escrito para JOVENS que querem saber em que acreditam. Este projeto iniciouse por ocasião da Jornada Mundial da Juventude, Rio, 2013.

Logo da JMJ 2019 A organização da Jornada Mundial d a J u ve n t u d e 2 01 9 divulgou no dia 14 o logo oficial do evento a ocorre no Panamá de 22 a 27 de janeiro de 2019. O canal do Panamá, a Cruz Peregrina e a imagem de Nossa Senhora com um coroa de cinco pontos, referência aos cinco continentes formam o logo no formato que lembra um coração. Ambar Calvo, 20 anos, é a autora. Desde muito pequena a estudante

de Arquitetura na Universidade do Panamá, participa de várias jornadas. Calvo explica que o canal simboliza o caminho do peregrino que descobre em Maria o meio para se encontrar com Jesus; a silhueta do istmo panamenho remete ao local de acolhida; e os pontos na coroa de Maria os peregrinos de cada continente. O Comitê Executivo da JMJ, com o Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida o escolheu entre 103 propostas.

Pode uma pessoa fazer o mal 292-para que daí surja o bem?

Congresso do Apostolado

Não, não se deve fazer ou aceitar algo mau para que daí surja algo bom. Muitas vezes, porém, temos de aceitar um mal menor, para impedir um maior. [1755-1756, 1759-1761].

“E o Verbo se fez carne” (Jo 1, 14) é o tema do C o n g re s s o A rq u i d i o c e s a n o d o Apostolado da Oração no seu Jubileu de Prata. O evento será no Hangar, no dia 18 de junho, das e 8h às 15h, em unidade com o Ano

Os fins não justificam os meios. Não é correto praticar

adultério para estabilizar o casamento. Também é incorreto utilizar embriões para a investigação em células estaminais, mesmo que daí advenham resultados decisivos para a Medicina. É errado ajudar a vítima de uma violação com o aborto do filho.

Mariano no Brasil. O Apostolado da Oração já existe há 132 anos na Arquidiocese de Belém. Com devoção pelo Sagrado Coração de Jesus, o Apostolado da Oração foi fundado em 1885 no colégio Santo Antônio.


6

5

belém, De 19 a 25 de maio de 2017

Festividades

2º Caderno divulgação

Cristo Peregrino celebra padroeiro No dia 26 de maio será aberta a festividade 2017 da Paróquia Cristo Peregrino, no bairro Atalaia, em Ananindeua. A programação que seguirá até 4 de junho tem o tema “Com Maria, a estrela da evangelização, seguimos O Cristo Peregrino em Missão” e o lema “No ano mariano somos todos missionários”. Na parte litúrgica, haverá missas presididas por um sacerdote convidado ou pelo pároco, Padre Nilton Reis. O Bispo Auxiliar, Dom Irineu Roman preside celebração no dia 29, que tem

como intenção as famílias. Ainda no período da festividade as noites serão movimentadas com vendas de comidas típicas, brincadeiras, sorteios e shows.

Serviço “Com Maria, a estrela da evangelização, seguimos O Cristo Peregrino em Missão” A Paróquia Cristo Peregrino está localizada na Rua União, Atalaia, Ananindeua. Informações: 3237-9891.

w santa rita festejada em duas paróquias, em Canudos e Cidade Nova

Festividades movimentam a Arquidiocese de Belém Padroeiros e padroeiras são celebrados com diversas programações

N

este mês de maio o calendário da Arquidiocese de Belém é marcado por festividades em d i ve r s a s p a r ó q u i a s que desenvolvem suas programações em devoção aos padroeiros. Com

celebrações eucarísticas e demais atividades culturais, as festividades reúnem a comunidade p a ro q u i a l e é u m a ótima oportunidade para conhecer a vida das igrejas. Em algumas programações

haverá a participação do Arcebispo Metropolitano, Dom Alberto Taveira Corrêa e do seu Auxiliar, Dom Irineu Roman. Confira as programações e as atividades litúrgicas e sociais. Participe!

Paróquia Divino Espírito Santo Com o tema “O Espírito Santo descerá sobre ti e a força do Altíssimo te envolverá com a sua sombra”, a Paróquia Divino Espírito Santo, na Cidade Nova 7, em Ananindeua realiza sua festividade entre os dias 25 a 28 de maio e 1º a 4 de junho próximo. No seguimento da festividade as missas serão sempre às 19h, exceto que no domingo será às 18h, com louvor, animação e vendas de lanches após as santas missas. No período de 25 a 28 a paróquia realiza semana mariana com palestras após as celebrações do dia. No dia 25, o tema “Maria: cheia de graça” será ministrada pelo Padre Idamor da Mota Jr, pároco em Santa Paula Frassinetti, no dia 26 será vez do Padre Edvaldo Andrade palestrar sobre

os Dogmas Marianos. No sábado, 27, o professor Ricardino Lassadier palestra sobre “Devoção Mariana: o que a igreja ensina” e no domingo, 28, o tema “Maria, mãe da Igreja” é orientado pelo Cônego Vladian Alves. Entre os dias 1º e 4 de junho haverá programação cultural.

Serviço “O Espírito Santo descerá sobre ti e a força do Altíssimo te envolverá com a sua sombra” A Paróquia Divino Espírito Santo está situada na Avenida Dom Vicente Zico (Arterial 18), Cidade Nova, em Ananindeua. Informações: (91) 3263-0603.

Nossa Senhora Auxiliadora em festa A Paróquia de Nossa Senhora Auxiliadora, situada no bairro Anita Gerosa, em Ananindeua, realiza festividade a partir deste sábado, 20, com o tema “No coração de mãe, o amor tem reflexos de Deus”; a programação segue até o dia 28, com missas às 19h, seguida de apresentações culturais. No dia 20, abertura da festividade, haverá missa, 19h, presidida pelo Padre Valdinei Lima seguido do traslado com a imagem de Nossa Senhora Auxiliadora, iniciando na Matriz e indo em direção até a Comunidade Divino Espírito Santo. No dia 21 será realizado o Círio de Nossa Senhora

Auxiliadora que inicia com missa às 7h na Comunidade Divino Espírito Santo. À chegada do Círio haverá nova missa na Matriz. Durante o período da festividade haverá apresentações culturais, concurso de miss e mister, bandas, teatro e sorteio de prêmios.

Serviço “No coração de mãe, o amor tem reflexos de Deus” A Paróquia está situada na Rua 27 de outubro, 16, Conjunto Carlos Marighela, Anita Gerosa, Ananindeua. Informações: (91) 3255-3828.

Santa Paula Frassinetti O tema “A exemplo de Maria e Santa Paula, aprendamos a fazer a vontade de Deus” e o lema “Vontade de Deus: tu és meu paraíso” anima a Paróquia de Santa Paula Frassinetti, no Cidade Nova VI, durante os dias 4 a 11 de junho. Nesse período a Matriz e seus setores missionários vão celebrar a padroeira com festividade. O pároco, Padre Idamor da Mota Júnior, informa

e convida a todos a participarem.

Serviço A Paróquia Santa Paula Frassinetti está localizada na WE 72, 762, Conjunto Cidade Nova VI, Ananindeua. Informações: (91) 3279-2620

Santíssima Trindade A Paróquia da Santíssima Trindade, no bairro da Campina, convida a todos para sua 17ª festividade que tem o tema “Trindade e a Virgem: Sede da Sabedoria”. O pároco José Gonçalo Vieira vai conduzir a comunidade em extensa programação que envolve confissões, terço, adoração ao Santíssimo Sacramento, Procissão Luminosa, missas e programação cultural com

apresentações de corais, festival de danças e arraial todas as noites no período de 4 a 11 de junho.

Serviço Paróquia Santíssima Trindade está situada na Praça Barão do Rio Branco, 71, Campina. Informações: (91) 3215-7007.

Em Canudos Com a temática “Santa Rita, fiel discípula do amor”, a Paróquia São José de Queluz, em Canudos, promove o festejo em devoção à Santa Rita de Cássia, padroeira das causas impossíveis. A programação que iniciou no dia 14 segue até o dia 22 com celebrações às 7h, 10h30, 12h, 17h e 19h, seguida de arraial e apresentações de bandas. Neste sábado, 20, haverá jantar, às 19h, no pátio paroquial. N o d o m i n g o , 21 , h a v e r á trasladação da imagem da padroeira saindo da Comunidade Santa Rita

até a Matriz. No dia 22, dia da festa litúrgica de Santa Rita, haverá missa solene às 7h, presidida por Dom Alberto Taveira, seguido da tradicional Procissão das Rosas que percorre as ruas do bairro.

Serviço “Santa Rita, fiel discípula do amor” Pa r ó q u i a S ã o J o s é d e Queluz está situada na Avenida Cipriano Santos, 311, Canudos. Informações: 3226-2151.

Santa Rita em Ananindeua A partir da temática “No ‘sim’ de Maria, com Santa Rita aprendemos a lição do amor” a Paróquia Santa Rita de Cássia, na Cidade Nova V, em Ananindeua, realiza festejo em honra a padroeira. Iniciada no dia 18, a programação segue até o próximo dia 28 deste mês. Nas atividades litúrgicas estão terço mariano às 17h30, liturgia das horas às 18h15 e celebrações sempre às 19h, presidida pelo pároco, Padre André Teles ou por um sacerdote convidado. Ao final de cada missa, há programação cultural com apresentações musicais e sorteio de prêmios. N es t e domingo, 21, haverá procissão das crianças saindo da Comunidade Perpétuo Socorro até a Matriz. À chegada do cortejo haverá Eucaristia presidida pelo pároco. No dia da festa litúrgica de Santa Rita, 22 de maio, haverá celebrações às 7h, 9h,

12h presidida por Dom Irineu Roman, Bispo Auxiliar da Arquidiocese, 16h e 19h, sendo esta última presidida por Dom Alberto e transmitida ao vivo pela Rede Nazaré de Televisão. No dia 28 haverá a Procissão das Rosas, às 7h, que inicia com missa na Paróquia Nossa Senhora de Guadalupe, depois sairá o cortejo até a Matriz de Santa Rita de Cássia. No mesmo dia, às 19h, Padre André preside missa de encerramento da festividade na matriz.

Serviço “No ‘sim’ de Maria, com Santa Rita aprendemos a lição do amor” Paróquia Santa Rita de Cássia, localizada na Travessa WE 32, 642, Coqueiro. Informações: 3273-3191.


belém, De 19 a 25 de maio de 2017

7

Festividades

2º Caderno fotos: luiz estumano

w momento da incensação da imagem da Virgem por Dom Alberto

w dom alberto, Dom Irineu, Mons. Raimundo Possidônio na Missa

Procissão das N velas ilumina ruas da capital

Cortejo teve tripla comemoração no sábado, 13

o sábado, 13, dia de Nossa Senhora de Fátima, milhares de fiéis foram às ruas de Belém para prestar homenagem a Nossa Senhora, na tradicional Procissão Luminosa, ou das Velas como também é conhecida. A romaria, que teve início às 19h, foi precedida por santa missa presidida pelo Arcebispo Metropolitano, Dom Alberto Taveira Corrêa, na Basílica Santuário de Nazaré, região central da capital. A celebração eucarística marcada para às 17h, contou com a participação maciça dos fiéis que lotaram a Basílica. Mesmo com a chuva, que caiu durante

a tarde, naquele dia, a movimentação do lado de fora da Igreja era grande, com fiéis se reunindo na Praça Santuário e adjacências. A Eucaristia teve início com uma procissão com a imagem de Nossa Senhora de Fátima sendo entronizada na Basílica enquanto que o ministério de música executava a “Treze de maio”, sob aplausos da assembleia. Em sua homilia Dom Alberto refletiu sobre as comemorações que marcavam a celebração, como o Ano Mariano, tricentenário de Nossa Senhora de Aparecida, centenário das aparições em Fátima e cinquentenário da Paróquia de Fátima e

das suas relações com a Virgem Maria. “Ah, o sentido que o tempo pode ter, quando é visto não apenas pelo calendário, mas pela fé que o ilumina! Olhemos para Maria revestida de sol e vestida da Palavra de Deus. Se Jesus é a Palavra encarnada, Maria é a Palavra vivida”. Por fim, falou da canonização dos dois pastorinhos, Francisco e Jacinta Marto, acontecida no mesmo dia em Fátima, Portugal: “Hoje é dia de experimentarmos a graça imensa do convite à santidade, olhando para as crianças que nos convidam à santidade. A estrada da santidade é simples e possível, por isso é difícil e exigente”.

w cada ano cresce o número de devotos que compõem a procissão

w percurso louvores e demonstração de fé durante todo o trajeto

w Olhares comovidos dirigidos à Imagem da Virgem de Fátima

Homenagens e demonstração de fé Após a missa, por volta de 19h, o cortejo saiu da Basílica Santuário em direção à Matriz de Fátima, no bairro do mesmo nome. Este ano houve mudanças no itinerário e no dia de realização da procissão: voltou a ser no dia 13 e saiu da Igreja de Nazaré, como em seus primeiros anos. A celebração foi marcada por uma tripla comemoração, pois naquele dia celebravam-se o

centenário das aparições da Virgem em Portugal, a canonização dos pastorinhos Jacinta e Francisco e o cinquentenário da fundação da Paróquia de Fátima, na capital paraense. Para Monsenhor Raimundo da Mata, pároco de Fátima, a procissão das velas foi o momento de agradecer e louvar por tudo que se comemorava no dia: “Hoje é dia de ação

de graças, de gratidão a Deus e a Nossa Senhora, por aquilo que ela proporcionou nesses cinquenta anos. Isso se concluiu com essa beleza de procissão, uma espécie de louvor a Deus e que rezamos para que possa frutificar na relação das pessoas, na vida fraterna e familiar”. Participando há mais de 20 anos da procissão, César Monteiro, 54 anos, achou excelente

reunir todas as comemorações no dia de Fátima: “É uma das mais belas procissões no calendário da Arquidiocese de Belém. Venho principalmente para agradecer”. Participando pela primeira vez, a aposentada Albertina Espírito, 75 anos, ficava animada ao ver tanta gente reunida: “Todo ano assistia pela televisão e achava tão bonita e dizia para mim mesma: um dia ainda vou. E hoje estou aqui.

As comemorações de hoje só me deram mais motivos para vir”. S e g u n d o a organização, cerca de 300 mil pessoas foram às ruas portando velas acesas como demonstração de fé e devoção. Entre elas, jovens, adultos, idosos e crianças, todos cantando e louvando, animados por um trio elétrico. Com a pequena Ana Laura de dois anos no colo, Elvis Airosa, 35 anos, acredita ser

importante apresentar a filha desde cedo a Nossa Senhora: “É uma procissão que reúne muitas pessoas e este ano resolvi trazê-la para que futuramente ela continue essa devoção na família”. A procissão, com a duração de duas horas, percorreu cerca de 3 km, até chegar à Matriz, por volta das 21h, sendo a imagem da Senhora recebida, com aplausos e lágrimas por centenas de fiéis.


8

5

belém, De 19 a 25 de maio de 2017

Em Nazaré

2º Caderno

fotos: divulgação

w momento aconteceu na Capela do Bom Pastor, Centro Social de Nazaré

N

o d i a 10 d e maio, a Pastoral da Acolhida da Paróquia de Nazaré realizou a sua primeira Espiritualidade do ano de 2017. O momento aconteceu na Capela Bom Pastor, no Centro Social de Nazaré, e objetivou integrar e evangelizar todos os voluntários que atuam na Pastoral, além de prepará-los espiritualmente para o período de maior atuação da Pastoral, que é durante as programações do Círio de Nazaré. Pa d r e G i ova n n i Incampo, diretor espiritual da Pastoral

w objetivo: integrar e evangelizar todos os voluntários

Círio 2017: Pastoral da Acolhida realiza primeira Espiritualidade Preparar espiritualmente para o período de maior atuação da Pastoral da Acolhida e pároco de Nazaré, participou do evento e agradeceu a presença e atuação de todos: “É com g ra n d e a l e g r i a q u e recebemos o sim de vocês rumo a um novo Círio. Que Deus e Nossa S e n h o ra d e N a za r é desde já abençoem a

missão de cada um, concedendo sabedoria e força para ajudar a todos que chegam ao Santuário da Rainha da Amazônia”. A Pastoral

O serviço da Pastoral é realizado durante todo o ano, mas é no período do Círio de

Nazaré que as atividades se intensificam para acolher e dar apoio aos mais de 16 mil romeiros que vêm de longe para participar da maior manifestação católica do mundo. Um dos principais objetivos do serviço oferecido é acolher com dignidade os grupos de

romeiros e peregrinos que se destinam à Basílica Santuário em longas caminhadas a pé ou de bicicleta, para pagar promessas por graças alcançadas por intercessão de Nossa Senhora de Nazaré. O grupo de voluntários proporciona a primeira acolhida com

cuidados básicos como massagens, lavagem dos pés, curativos, água, comida, atendimento médico e espaço de descanso. O trabalho da Pastoral é totalmente voluntário e todo o material utilizado durante os atendimentos aos romeiros é fruto de doações.

Pastur realiza mais uma edição do Mini Círio Pelo 4º ano consecutivo, a Pastoral do Turismo da Basílica Santuário de Nazaré (Pastur) realizará no dia 20 de maio, a partir das 8h, o Mini Círio de Nossa Senhora de Nazaré, que já é uma tradição e faz parte também da programação de elevação da Basílica de Nazaré à categoria de Santuário Mariano. A p ro c i s s ã o s e r á no entorno da Praça Santuário e contará com a participação do coral da Paróquia de São Sebastião. A concentração para a saída da procissão será em frente ao espaço Memória de Nazaré, localizado no estacionamento da Basílica Santuário. O encerramento será no altar da Praça Santuário.

Novo meio de comunicação do Santuário da Rainha da Amazônia A Basílica Santuário de Nazaré está com u m n ovo m e i o d e comunicação para a promoção, divulgação e aproximação do Santuário aos fieis, o Informativo de Nazaré. O primeiro número do informativo foi distribuído gratuitamente no dia 13 de maio na Basílica Santuário e nas seis comunidades que integram a Paróquia de Nazaré. Ele traz informação e noticiais sobre as principais programações do Santuário durante

cada mês e, assim, o fiel pode acompanhar mais de perto o trabalho de evangelização desenvolvido por pastorais, grupos, movimentos e serviços de Nazaré. O informativo será distribuído sempre no segundo domingo de cada mês, dia dedicado aos dizimistas, após as missas na da Basílica Santuário de Nazaré e nas comunidades Sagrado Coração de Jesus, Santa Bernadete, N o s s a S e n h o ra d a s Graças, São Brás,Santo Antônio Maria Zaccaria

Pastoral da Acolhida realiza bazar no sábado, 20 A Pastoral da Acolhida da Basílica Santuário de Nazaré está preparando uma programação super especial que acontecerá no próximo sábado, dia 20 de maio, na Casa de Plácido, Centro Social de Nazaré. O momento, chamado de “Dia Alegre da Pastoral da Acolhida”, contará com bingo, venda de comidas, bazar e música. Toda a renda será destinada aos custos da Pastoral da Acolhida

no atendimento aos romeiros durante a quadra nazarena. A

cartela para participar do evento pode ser adquirida no atendimento da

Basílica Santuário de Nazaré, pela importância de R$: 10,00. Participe!


belém, De 19 a 25 de maio de 2017

9

Em Nazaré

2º Caderno

Basílica recebe imagem de Fátima fotos: divulgação

Comemoração dos cem anos das aparições

A

Basílica Santuário de Nazaré foi anfitriã de uma das mais lindas procissões católicas, a Procissão das Velas 2017, realizada pelo Santuário de Fátima. Este ano comemoram-se os cem anos das aparições de Nossa Senhora em Fátima, Portugal, a canonização dos pastorinhos Francisco e Jacinta pelo Papa Francisco e os 50 anos da Paróquia de Fátima. A Procissão das Velas é uma

w imagem de Nossa Senhora de Fátima foi acolhida na Basílica

Diretoria da Festa realiza show em homenagem às mães Na noite do dia 12 de maio, a Diretoria da Festa de Nazaré, em parceria com a Assembleia Paraense, p ro m ove u a 1 5 ª edição do “Mamãe Superstar”. O evento beneficente em homenagem ao Dia

das Mães trouxe como atração o show do cantor Erasmo Carlos. Mais do que uma homenagem às mães, o evento faz parte da agenda oficial do Círio de Nazaré. A partir de eventos como esse,

a o rg a n i za ç ã o d a Festividade de Nossa Senhora de Nazaré consegue custear as despesas do Círio e manter várias obras sociais da Paróquia de Nazaré, como creches e outros projetos sociais.

w show com o cantor Erasmo Carlos em homenagem às mães

w membros da Diretoria da Festa de Nazaré

das maiores procissões de Belém, ficando atrás apenas do Círio e da Trasladação. O cortejo saiu após a Santa Missa presidida pelo Arcebispo de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa, que em sua homilia pediu que sigamos o exemplo de pureza e bondade dos humildes pastores que foram agraciados com o privilégio de poder ver em vida a Mãe de Jesus e nossa mãe; “Irmãos e irmãs, a estrada da

santidade é simples, por isso é difícil e exigente. Perguntei a um grupo de crianças, e gosto de repetir isso, ‘O que é ser santo?’, e um menino de seis anos levantou a mão e disse: ‘eu sei’. E logo respondeu: Ser santo é assim: na hora de rezar a gente reza, na hora de brincar a gente brinca e na hora de estudar a gente estuda’. Ou seja, é fazer bem todas as coisas” disse. Veja íntegra da homilia em www.nazare10.com.br

w santuário foi anfitrião de uma das mais lindas procissões católicas

Pastoral Familiar prepara encontro para Casais de 2ª União No dia 21 de abril a Pastoral Familiar d a Pa r ó q u i a d e Nazaré realizará o 18º Encontro de Reflexão para Casais em Segunda União, grupo “Bom Pastor 2017”. Com o tema “Maria, estrela da Misericórdia”, o encontro objetiva reunir os casais e lhes mostrar sua importância da doação de suas vidas para o serviço na

Igreja de Cristo. De acordo com o casal coordenador da Pastoral, Liduina e Rômulo Braga, a programação é essencial para promover o acolhimento dos casais. O objetivo, segundo eles, é acolhé-los , evangelizálos e acompanhá-los através dos círculos de estudos mensais, utilizando temários, direcionamento espiritual com sacerdote, e integrá-los na

paróquia/comunidade, para que possam engajar-se. O 18º Encontro acontecerá no Centro Social de Nazaré, das 7h30 às 19h. As inscrições estão sendo feitas na secretaria da Basílica Santuário, Pastoral Familiar, localizada no Centro Social, ou nas comunidades da Paróquia de Nazaré. Para mais informações: (91) 40098436 / 8815-8815.


10

5

belém, De 19 a 25 de maio de 2017

Igreja B

elém será a sede do 2° Encontro Regional da Pastoral da Criança que acontece de 23 a 26, com a presença de coordenadores da instituição em nível estadual, regional e diocesano, além de uma equipe da coordenação nacional. Esse encontro, que ocorre na sede da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Avenida Barão do Triunfo, bairro do Marco, objetiva esclarecer dúvidas, compartilhar experiências e refletir sobre a continuidade do trabalho. Entre os participantes destacam-se a coordenadora nacional da Pastoral da Criança, I r m ã Ve n e r a n d a Alencar, e o coordenador internacional e adjunto, Nelson Arns Neumann, filho da fundadora da Pastoral da Criança, a saudosa Dra. Zilda Arns Neumann. “São dias de fortalecimento da missão, reencontros com lideranças que amam muito a missão da Pastoral da Criança. Sou até suspeita em falar, mas o Encontro Regional do Norte me

2º Caderno

Encontro Regional da Pastoral da Criança em Belém No Pará existem mais de 11 mil voluntários, que atuam diretamente nas ações fotos: divulgação

w encontro realizado no ano passado com grande participação

motiva bastante, me fortalece e me alegra, porque foi de lá toda minha experiência missionária na Pastoral da Criança”, disse irmã Veneranda. E mais: “A missão da Pastoral da Criança também é evangelizar, fazer o que Jesus fez, ir ao encontro dos que mais precisam, levando amor e fé a serviço da vida e da esperança. Somos todos chamados a partilhar dons e conhecimentos, ou seja, multiplicar os

nossos saberes”. Setores

S e g u n d o a coordenadora Estadual da Pastoral da Criança, irmã Lucidrene Silva, o Estado do Pará possui 15 setores da Pastoral da Criança, sendo que a Arquidiocese de Belém se divide em três setores e as dioceses e prelazias do estado. No Pará existem mais de 11 mil voluntários, que atuam diretamente nas ações da Pastoral da Criança. Os voluntários atendem

por mês cerca de 60 mil famílias, totalizando aproximadamente 74 mil crianças acompanhadas. I r m ã L u c i d re n e ressalta a importância do evento: “O Encontro Regional é o fortalecimento da missão de olhar algumas necessidades e procurar novos conhecimentos para que a gente possa estar cada vez mais atualizada. Um compromisso que temos também é repassar para as lideranças que não

participaram todas as temáticas analisadas, para que essa liderança possa desenvolver bem as ações da Pastoral na base, no acompanhamento das famílias, das crianças e gestantes”. No dia 26, pela manhã, o bispo diocesano de Ponta de Pedras, Dom Teodoro Mendes, que é bispo referencial da Pastoral da Criança no Estado do Pará, presidirá missa de encerramento. A programação conta com as seguintes oficinas: “A ação do Ac o m p a n h a m e n t o Nutricional”, “ D e s e n vo l v i m e n t o infantil”, “Missão das coordenações”, “Questões financeiras” e o “Novo aplicativo Visita Domiciliar”. O 1° Encontro Regional da Pastoral da Criança foi aconteceu no Centro-Oeste, de 16 a 19 de março, em

Goiânia (GO). Em maio, além da Região Norte, o evento acontecerá na Região Sul; em junho, em parte do Nordeste e, em julho, parte no Sudeste e parte n=o Nordeste. A Pastoral

A Pa s t o ra l d a Criança, organismo de Ação Social da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), vem sendo apontada como uma das mais importantes organizações de todo o mundo a trabalhar em saúde, nutrição e educação da criança do ventre materno aos seis anos de vida, envolvendo necessariamente famílias e comunidades.A Pastoral da Criança hoje se faz presente em todos os estados brasileiros e em outros 11 países da África, Ásia, América Latina e Caribe.

Evangelização no Terceiro Milênio Maria Elisa Bessa de Castro

Santo Sacrifício da Missa: o tesouro escondido (parte 2) Da necessidade da Santa Missa para aplacar a ira de Deus: “Se não houvesse o Sol, o que seria da Terra? Tudo seria trevas e horror, esterilidade e desolação. E se faltasse no mundo a Santa Missa, que seria de nós? Infelizes! Estaríamos privados de todos os bens, oprimidos com o peso de todos os males. Estaríamos expostos a todos os raios da cólera de Deus”. Com estas Palavras, São Leonardo de Porto Maurício inicia sua argumentação sobre a Necessidade do Santo Sacrifício da Missa para aplacar a ira de Deus (In

As Excelências da Santa Missa). Afirma ele que

antes da Encarnação do Verbo, o Deus da Antiga Aliança se nominava “O Deus dos Exércitos”, que falava com o povo do meio das nuvens e armado de raios, castigando as infidelidades com o rigor de sua divina justiça. De certo, lembra o autor, por um único adultério, Deus passou a fio de espada cinco mil homens da Tribo de Benjamim (Jz 20, 46); e, por um leve sentimento de orgulho de Davi, ao contar o seu povo, Deus enviou uma

terrível peste que em poucas horas fez perecer setenta mil pessoas (2Sm 6, 19). Eis que agora, o mesmo Deus sofre, com paciência, as vaidades e as inconstâncias, bem como os mais repugnantes pecados de impurezas e a s m a i s t e r r í ve i s blasfêmias dirigidas ao Seu Santíssimo Nome. Questiona, então, São Leonardo: como é possível tão grande mudança de conduta? As ingratidões do homem do Novo Testamento são mais desculpáveis do que eram ao tempo do Antigo Testamento? No dizer do humilde Santo da Eucaristia, os pecados do homem do seu tempo eram ainda mais criminosos do que os do tempo da Antiga Aliança, nomeadamente se considerarmos que os benefícios divinos que Deus nos concede aumentam cada vez mais. Diria eu que no presente século XXI, a situação espiritual do homem é ainda mais grave. Por que, então, Nosso Senhor é tão clemente? Responde o piedoso autor: “A

verdadeira razão dessa clemência admirável é a Santa Missa, na qual o Cordeiro sem mancha se oferece sem cessar ao Eterno Pai, como vítima expiatória dos pecados do mundo. Eis aí o Sol que enche de júbilo a Santa Igreja, que dissipa as nuvens e torna sereno o céu. Eis aí o arco-íris que detem os raios da Divina Justiça. E estou firmemente convencido de que sem a Santa Missa o mundo estaria já no abismo e teria desaparecido, incapaz de suportar o imenso fardo de sua iniquidade. O Adorável Sacrifício do Altar é a poderosa coluna que o sustenta”.

São Leonardo leva o leitor a vislumbrar qual será o pensamento de Deus-Pai quando o Sacerdote ergue a Hóstia Santa, apresentando a inocência de seu Divino Filho? Afirma ele que o amor do Eterno-Pai não pode resistir à vista do Cordeiro sem mancha. Ele se sente como que obrigado a acalmar nossas tormentas e atender todas as nossas necessidades. E conclui:

w JOÃO PAULO II, ainda Papa, e Bento XVI diante da Santa Eucaristia

“Sem esta Santa Vítima sacrificada por nós – primeiro na Cruz e todos os dias sobre nossos Altares – estaríamos perdidos...”Como

Tesouro da Santa Missa ao nosso alcance, nos é assegurado o Paraíso como herança. Pergunto eu, então: sendo nós sabedores da grandiosidade do Mistério da Santa Missa, podemos ficar indiferentes ao que se dá no Altar da Cruz? Certamente que não. Cabe-nos, ao contrário, dar-lhe toda honra, respeito, humildade e amor, além de uma postura de perfeita modéstia e contrição diante do Santo Sacrifício. Como bem nos exorta o pio São Leonardo,

devemos dar incessantes graças ao Eterno Pai que nos deu o mandamento tão doce de oferecer-lhe muitas vezes a Vítima Celeste e sobretudo pelos imensos frutos espirituais que Dela haurimos, quando somos fiéis não apenas em oferecêla, mas, também, em oferecé-la consoante a finalidade para a qual nos foi concedido esse dom tão precioso. Finalizo, elevando

o espírito ao Cordeiro Divino, a entoar estrofes de uma bela música: “Ó meu Jesus-Eucaristia, eu te recebo em comunhão; pois mesmo sem que eu mereça, ve n s f a z e r m o ra d a no meu coração. Eu te adoro, meu Jesus, Doce Mistério no meu coração. Como um Deus tão grande e soberano se faz pequeno, um pedaço de pão, só por amor?”

Maria Elisa Bessa de Castro Movimento Apostólico da Divina Misercórdia Adoradores Eucarísticos da Igreja das Mercês bessadecastroadv@gmail.

Próximo artigo: Prof. Ricardino Lassadier


belém, De 19 a 25 de maio de 2017

11

Arquidiocese

2º Caderno

fotos: divulgação

w presença dezenas de pessoas participaram da programação na Defensoria Pùblica

Semana do Encarcerado debate a questão prisional

tes de órgãos públicos, comunidade acadêmica e sociedade. Iniciada no dia 15, no auditório da Defensoria Pública do Pará, acontecerá, excepcionalmente, nos dias 22, 23 e 24 deste mês. A abertura, dia 15, contou com apresentação do coral Timbres da Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado (Susipe). C o m p u s e ra m a mesa, nessa ocasião, o Arcebispo Metropolitano, Dom A l b e r t o Ta v e i r a Corrêa, o Juiz Claudio Rendeiro, titular da S e g u n d a Va r a d e execução penal, o Coronel André Cunha, superintendente do Sistema Penitenciário d o E s t a d o d o Pa r á e representantes da Universidade Federal do Pará (UFPA) e do Centro de Recuperação Feminino. Com o tema “Por uma vida sem grades; Po r g ra d e s m a i s

“Por uma vida sem grades; Por grades mais humanas” é o tema deste ano

C

om o objetivo de discutir a situação do

encarcerado no Estado, a Arquidiocese de Belém, por meio

da Pastoral Carcerária, promove a décima edição da Semana do

Encarcerado, que discute temas pertinentes com representan-

w dom alberto participou da abertura dos trabalhos junto com o diácono Ademir Silva

humanas”, a décima edição da Semana do Encarcerado discute a criação de políticas públicas voltadas para a h u m a n i za ç ã o d a pena, motivando o apenado a buscar uma vida nova em Cristo sob todos os aspectos. “Esperamos com essa iniciativa contribuir com as autoridades e segmentos sociais afins no estímulo e fomento à observância e ações voltadas para pratica dos Direitos Humanos, com uma participação efetiva da iniciativa privada e da sociedade em geral”, afirmou o diácono Ademir da Silva, coordenador da Pastoral Carcerária. Ainda segundo ele, o objetivo é “alertar a sociedade para que tenha uma nova visão da comunidade carcerária e a apóie social e espiritualmente, proporcionando-lhe condições reais de um recomeço digno após o cumprimento da pena”.

Programação As atividades da Semana do Encarcerado serão realizadas excepcionalmente na próxima semana, a partir do dia 22, no auditório do Instituto de Ciências Aplicadas da UFPA, no Campus do Guamá. As atividades acontecerão até a próxima quarta-feira, 24,com início sempre às 8h30, ministradas pela professora Ve rô n i c a d o C o u t o A b re u , d o u t o ra n d a em sociologia, com a par ticipação de um representante de uma das instituições ligadas ao tema. No dia 22, haverá

a mesa redonda “A M u l h e r / M u l h e r Mãe e o direito à prisão domiciliar” com participação da d i re t o ra d o C e n t ro de Reeducação Feminino, Carmen B o t e l h o . N a t e rç a feira, 23, o tema será “Desencarceramento x Superlotação”, com presença do Juiz Cláudio Rendeiro. O último dia, terá a par ticipação da defensora pública Edna Silva, cabendolhe abordar o tema da superlotação. Nesta sexta-feira, 19, serão realizadas, às 8h30, missas no Centro de Recuperação, no

Coqueiro, Centro de Reeducação Feminino, em Ananindeua, e na Paróquia Nossa Senhora do Bom Remédio, Nova Marambaia, em Belém. Ainda no mesmo dia, às 18h, na Basílica Santuário de Nazaré, haverá missa de encerramento, presidida por Dom Alberto Taveira. Ao final da celebração será lançada mais uma edição do concurso de pintura “Libert’art”, que reúne obras produzidas por apenados a partir de uma temática. Na ocasião, haverá a divulgação do cartaz e o regulamento do referido concurso.

Semana do Encarcerado A Semana do Encarcerado surgiu dentro da Arquidiocese de Belém para manter vivos os ideais da Campanha da Fraternidade de 1997 que teve como

temática “Fraternidade e encarcerados” e o lema “Cristo liberta de todas as prisões”. A campanha daquele ano incentivou a implantação de políticas públicas na promoção da

cultura de paz, apoiando os direitos humanos junto à comunidade carcerária e estimulando a oportunização de trabalho, educação, saúde e lazer.


12

belĂŠm, De 19 a 25 de maio de 2017