Voz de Nazaré

Page 1

ARQUIDIOCESE

DE BELÉM

PE. FLORENCE DUBOIS FUNDADOR

www.fundacaonazare.com.br O JORNAL CATÓLICO DA FAMÍLIA

BELÉM, DE 14 A 20 DE SETEMBRO DE 2018

ANO CIV - Nº 841 - PREÇO AVULSO: R$1,00

Cartaz, fé e o Círio em Belém A Arquidiocese de Belém e a Fundação Nazaré de Comunicação iniciam contagem regressiva para o Círio de Nossa Senhora de Nazaré no dia 14 de outubro em Belém do Pará. Leitores do Voz recebem seu cartaz oficial. CAD. 2, PÁG. 1. LUIZ ESTUMANO

w EXPECTATIVA para o Círio de Nazaré mobiliza os fiéis. Nos lares, o cartaz oficial sinaliza o tempo de festa e devoção LUIZ ESTUMANO

Igreja dedicada à Rainha da Paz

DIVULGAÇÃO

No Bengui, Arcebispo de Belém, Dom Alberto, presidiu a Dedicação. CADERNO 2, PÁGINA 6.

Igreja e teologia por Bento XVI Papa Emérito inspira estudos da Jornada Ratzingeriana em Belém. CADERNO 2, PÁGINA 3.

w JOSEPH RATZINGER, vida e pensamento sobre a Igreja DIVULGAÇÃO

w DEDICAÇÃO durante Missa, presidida por Dom Alberto

Legião de Maria: 60 anos de missão Dom Irineu presidiu evangelização confiada à Missa na Basílica pela Virgem. CAD. 2, PÁG. 4.

w CELEBRAÇÃO presidida na Basílica por Dom Irineu comemorou aniversário da Legião


2

Opinião

BELÉM, DE 14 A 20 DE SETEMBRO DE 2018

1º Caderno

PRIVILÉGIO DE SER CATÓLICO

CHARGE DO ANDRÉ ABREU

João Carlos Pereira

Jornalista e professor jcparis1959@gmail.com

Não se trata de idolatria

T

Comente esta charge: voz@fundacaonazare.com.br

Relembrando com saudade nosso querido chargista André Abreu

PANORAMA José Pereira Ramos joseulina1@gmail.com

Os arcebispos de Belém - II

O

Economista e escritor

5º Arcebispo de Belém, sucessor de Dom Lustosa, foi Dom JAIME DE BARROS CÂMARA, nascido em Sta. Catarina. Foi reitor do seminário de Florianópolis e nomeado 1º Bispo de Mossoró, RN, pelo Papa Pio XI, em 02/02/1936. Transferido para Belém do Pará, pelo Papa Pio XII a 15/09/1941, tomou posse na Catedral de Belém em 01/01/1942. Procedeu reformas no velho seminário. Adquiriu o Colégio Santa Maria de Belém (com herança que recebera pelo falecimento de um irmão), construiu a sede do Círculo Operário de Belém e o Seminário Ferial em Icoaraci a que deu o nome de “Tabor”. Em virtude de sua sabedoria e extraordinária atividade, não chegou a completar dois anos como Arcebispo de Belém. Com o faleci-

ENCONTRO FRATERNO Ivens Coimbra Brandão ivenscb@oi.com.br; ivenscb@gmail.com

Plena confiança em Deus (conclusão)

P Engenheiro civil e escritor

rossegue-se no assunto, ora citando um dos trechos do Livro de Jó, que julgamos dos mais fortes, mostrando o reconhecimento por Deus de Jó como um homem íntegro, reto e temente a Deus, o que levou Satanás a incitá-Lo, para que lhe impusesse tribulações para prová-lo: (cf. 2, 1-7). Assim, o Antigo Testamento já prenunciava que a caminhada em busca da santidade – e aí se tem o testemunho de tantos santos – é marcada por tentações. Os capítulos seguintes tratam das lamentações de Jó, que diante de tanto sofrimento abriu a boca para amaldiçoar o dia em que havia nascido (cf. 3, 1-2). Nos debates que Jó manteve com os seus três severos questionadores – Elifaz, Baldad e Sofar – seu passado foi confrontado com o sofri-

Fundado em 5 de julho de 1913 FUNDADOR Pe. Florence Dubois, barnabita

ARQUIDIOCESE DE BELÉM-PARÁ

PRESIDENTE Dom Alberto Taveira Corrêa Arcebispo Metropolitano de Belém do Pará VICE-PRESIDENTE Monsenhor Marcelino Ferreira Vigário-geral da Arquidiocese de Belém do Pará

mento do Cardeal Leme, foi nomeado Arcebispo de São Sebastião do Rio de Janeiro, então Capital Federal do Brasil. Antes de se retirar de Belém, Dom Jaime, em 21/07/1943, nomeou o seu secretário particular, o Pe. Alberto Ramos, Cônego Catedrático, com apenas 28 anos de idade e 4 de padre, empossando-o na Missa de sua despedida da Catedral de Belém em 25/07/1943. Dom Jaime tomou posse na Catedral do Rio de Janeiro no dia 15/09/1943. No dia 18/02/1946 foi elevado a Cardeal. Mons. Argemiro Maria de Oliveira Pantoja foi eleito Vigário Capitular para administrar a arquidiocese até à chegada do substituto, que foi Dom MÁRIO DE MIRANDA VILAS BOAS, então Bispo Diocesano de Garanhuns, PE. Tomou posse na Catedral de Belém, no dia 05/01/1945. Sendo um dos maiores oradores sacros dos país, angariou muita simpatia, foi grande incentivador da “Ação Católica”, organizou o 6º Congresso Eucarístico Nacional. Houve grande desenvolvimento das vocações sacerdotais e flagrante necessidade de um novo Seminário, sendo iniciado o sonho da construção do Seminário São Pio X. Continuarei. mento presente imposto, deixando à mostra suas fraquezas: “As tuas palavras eram o sustentáculo dos vacilantes e fortalecias os joelhos trêmulos. Mas, agora que o açoite caiu sobre ti, desfaleces? Quando és atingido perturbas-te? (4, 4-5). As respostas de Jó são de confiança em Deus. Sobre a réplica de Elifaz, assim se manifesta: “Oh! se pudesse encontrá-Lo e chegar até Seu próprio trono! Oporia Ele contra mim o Seu grande poder? Com certeza não! Atender-me-ia” (23, 3.6). Surgiu então a intervenção do jovem Eliú, como que a suavizar o ímpeto de seus antecessores: “Também eu sou o que tu és diante de Deus, como tu, fui formado do barro. Portanto, nada tens a temer de mim, e o peso das minhas palavras não te acabrunhará” (33, 6-7). Estava preparado o caminho que levaria Jó ao encontro com Deus: “Os meus ouvidos tinham ouvido falar de Ti, mas, agora, viram-Te meus próprios olhos. Por isso retrato-me e faço penitência no pó e na cinza” (42, 5-6). “Enquanto Jó rezava pelos seus amigos, o Senhor restituiu-lhe o seu primeiro estado e aumentou, em dobro, tudo o que antes possuía” (42, 10).

DIRETOR GERAL Padre Roberto Emílio Cavalli Junior DIRETOR ADMINISTRATIVO E FINANCEIRO Marcos Aurélio de Oliveira DIRETOR DE COMUNICAÇÃO Mário Jorge Alves da Silva DIRETOR DE CAPTAÇÃO DE RECURSOS Arnaldo Pinheiro

odas as vezes que vejo a imagem peregrina de Nossa Senhora de Nazaré passar, ou chegar a alguns lugares, sou tomado por uma emoção tão forte que, invariavelmente, me leva às lágrimas. Como pode? É o que sempre me pergunto: uma pequena imagem tocar tão profundamente meu coração, a ponto de comover-me. Isso não acontece com nenhum outro ícone católico. Sinto-me assim exclusivamente com a Peregrina ou com a imagem do achado, chamada pelo povo, equivocadamente, de “a verdadeira”, como se as outras – a do Gentil e a Peregrina – fossem falsas. É modo de falar, eu sei, mas soa estranho. A presença da Peregrina nos ambientes de trabalho ou em clubes, hospitais, escolas, universidades, quarteis, tribunais, enfim, onde quer que seja convidada, mostra o quanto as pessoas estão precisando da visita evangelizadora de Nossa Senhora. Ela vai até seus filhos e, no dia da grande romaria, as pessoas caminham ao seu encontro,

como se retribuíssem a visita. Nas peregrinações, Nossa Senhora não é apenas uma imagem, feita de madeira, é o ícone sagrado da Mãe de Jesus, que leva a Sua Palavra aos que pediram para estar em seu meio. O sacerdote ou o diácono não são portadores de um ídolo, mas das verdades de fé de que o redentor se fez portador, ao encarnar no seio dAquela que está representada artisticamente. Quando recebemos a Peregrina, na verdade acolhemos Jesus, tão evidente em seus braços, numa posição frontal, que nos permite entender claramente o que Ela quer dizer: “eis aqui O que recebe as homenagens”. Nosso carinho para com a imagem Peregrina nada tem a ver com idolatria, prática de que somos injustamente acusados por gente de pouco entendimento e de muita má vontade. Somente manifestamos nosso amor pela Mãe de Jesus de uma forma bem humana. Mas o propósito, ninguém esquece, é louvar o Cristo – caminho, verdade e vida.

ASSIM NA TERRA COMO NO CÉU ... Pe. Helio Fronczak heliofronczak@gmail.com

Manter o coração limpo: isto é santidade

“F

elizes os puros de coração, porque verão a Deus”. É nos números 83-86 que o Papa Francisco comenta esta bem-aventurança: “Esta bem-aventurança diz respeito a quem tem um coração simples, puro, sem imundície, pois um coração que sabe amar não deixa entrar na sua vida algo que atente contra esse amor, algo que o enfraqueça ou coloque em risco. Na Bíblia, o coração significa as nossas verdadeiras intenções, o que realmente buscamos e desejamos para além do que aparentamos: ‘O homem vê as aparências, mas o Senhor olha o coração’ (1 Sam 16, 7). Ele procura falar-nos ao coração (cf. Os 2, 16) e nele deseja gravar a sua Lei (cf. Jer 31, 33). Em última análise, quer darnos um coração novo (cf. Ez 36, 26). ... É verdade que não há amor sem obras de amor, mas esta bem-aventurança lembra-nos que o Senhor espera uma dedicação ao irmão que brote do coração, pois ‘ain-

COORDENAÇÃO Bernadete Costa (DRT/PA 1326) CONSELHO DE PROGRAMAÇÃO E EDITORAÇÃO Padre Agostinho Filho de Souza Cruz Cônego Cláudio de Souza Barradas Edwaldo Lobo Monteiro EDITORAÇÃO ELETRÔNICA Sérgio Santos (DRT/PA 579) Assinaturas, distribuição, administração e redação Av. Gov. José Malcher, Ed. Paulo VI, 915 CEP: 66055-260

da que eu distribua todos os meus bens e entregue o meu corpo para ser queimado, se não tiver amor, de nada me vale’ (1 Cor 13, 3). Também vemos, no Evangelho de Mateus, que é ‘o que provém do coração (...) que torna o homem impuro’ (15, 18), porque de lá procedem os homicídios, os roubos, os falsos testemunhos (cf. 15, 19). Nas intenções do coração, têm origem os desejos e as decisões mais profundas que efetivamente nos movem. Quando o coração ama a Deus e ao próximo (cf. Mt 22, 36-40), quando isto é a sua verdadeira intenção e não palavras vazias, então esse coração é puro e pode ver a Deus. São Paulo lembra, em pleno hino da caridade, que ‘vemos como num espelho, de maneira confusa’ (1 Cor 13, 12), mas, à medida que reinar verdadeiramente o amor, tornarnos-emos capazes de ver ‘face a face’ (1 Cor 13, 12). Jesus promete que as pessoas de coração puro ‘verão a Deus’.

- Nazaré, Belém - PA Tel.: (91) 4006-9200/ 4006-9209. Fax: (91) 4006-9227 Redação: (91) 4006-9200/ 4006-9238/ 4006-9239/ 4006-9244/ 4006-9245 Site: www.fundacaonazare.com.br E-mail: voz@fundacaonazare.com.br Um veículo da Fundação Nazaré de Comunicação CNPJ nº 83.369.470/0001-54 Impresso no parque gráfico de O Liberal

FUNDAÇÃO NAZARÉ DE COMUNICAÇÃO


1º Caderno

Arcebispo

BELÉM, DE 14 A 20 DE SETEMBRO DE 2018

3

Conversa com meu povo Dom Alberto Taveira Corrêa Arcebispo Metropolitano de Belém do Pará

T

Cidadania e Reino de Deus

oda a pregação de Jesus revela a paixão pelo Reino de Deus. Suas parábolas estabelecem comparações com elementos da natureza, os animais e a vida das pessoas, com acontecimentos alegres ou tristes, sempre apontando para a realidade do Reino. E esse Reino assume tamanha prioridade a ponto de o Senhor afirmar: “Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas vos serão dadas por acréscimo” (Mt 6,33). No decorrer de sua vida pública o Senhor comunicou os valores do Reino. Reino de Paz e de Justiça, Reino de Vida e Verdade, Reino de Amor e de Graça, Reino que sofre violência, Reino que não é deste mundo, Reino que já começou, Reino que não terá fim! Entretanto, foi diante de Pôncio Pilatos que o Senhor afirmou categoricamente a natureza de seu Reino: “Pilatos entrou, de volta, no palácio, chamou Jesus e perguntou-lhe: ‘Tu és o Rei dos Judeus? ’Jesus respondeu: ‘Estás dizendo isto por ti mesmo, ou outros te disseram isso de mim? ’Pilatos respondeu: ‘Acaso sou eu judeu? Teu povo e os sumos sacerdotes te entregaram a mim. Que fizeste? ’Jesus respondeu: ‘O meu reino não é deste mundo. Se o meu reino fosse deste mundo, os meus guardas lutariam para que eu não fosse entregue aos judeus. Mas o meu reino não é daqui’. Pilatos disse: ‘Então, tu és rei? ’ Jesus respondeu: ‘Tu dizes que eu sou rei. Eu nasci e vim ao mundo para isto: para dar testemunho da verdade. Todo aquele que é da verdade escuta a minha voz’” (Jo 18, 33-37). Muito tempo antes, a realeza de Je-

DIVULGAÇÃO

w PRIMAZIA "Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas vos serão dadas".

...nestes dias que antecedem as eleições, vale a pena ressaltar alguns critérios dos cidadãos do Reino na cidadania da terra.” sus tinha dado trabalho a Herodes e seus cortesãos quando de seu nascimento em Belém! Agora, quando está para ser conduzido à morte, ele se proclama rei, deixando embasbacados a todos os circunstantes, pois é de espinhos a sua coroa, seu cetro é uma cana e seu trono é a Cruz! Até hoje a humanidade procura o sentido e os valores do Reino de Jesus! Nós cristãos somos cidadãos do Reino de Deus e desejamos anunciá-lo e contribuir para o seu crescimento com nossas palavras, nossos sentimentos e ações, tudo iluminado pela fé em Jesus Cristo, nosso Senhor e nosso Rei. No entanto, somos também cidadãos do mundo, estamos num país que tem suas leis e costumes, somos chamados a contribuir com nossos impostos e nossa participação. Há um texto dos pri-

meiros séculos da vida da Igreja, a “Carta a Diogneto”, no qual se testemunha o modo como somos chamados a viver: “Os cristãos não se distinguem dos outros homens nem por sua terra, nem por sua língua, nem por seus costumes... Sua doutrina não foi inventada por eles, nem se deve ao talento e à especulação de homens curiosos; eles não professam, como outros, nenhum ensinamento humano. Pelo contrário: mesmo vivendo em cidades gregas e bárbaras, conforme a sorte de cada um, e adaptando-se aos costumes de cada lugar quanto à roupa, ao alimento e a todo o resto, eles testemunham um modo de vida admirável e, sem dúvida, paradoxal. Vivem na sua pátria, mas como se fossem forasteiros; participam de tudo como cristãos, e suportam tudo como estrangeiros.

Toda pátria estrangeira é sua pátria, e cada pátria é para eles estrangeira. Casam-se como todos e geram filhos, mas não abandonam os recém-nascidos. Compartilham a mesa, mas não o leito; vivem na carne, mas não vivem segundo a carne; moram na terra, mas têm a sua cidadania no céu; obedecem às leis estabelecidas, mas, com a sua vida, superam todas as leis; amam a todos e são perseguidos por todos; são desconhecidos e, ainda assim, condenados; são assassinados, e, deste modo, recebem a vida; são pobres, mas enriquecem a muitos; carecem de tudo, mas têm abundância de tudo; são desprezados e, no desprezo, recebem a glória; são amaldiçoados, mas, depois, proclamados justos; são injuriados e, no entanto, bendizem; são maltratados e, apesar disso, prestam tributo;

fazem o bem e são punidos como malfeitores; são condenados, mas se alegram como se recebessem a vida”. Justamente nestes dias que antecedem as eleições, vale a pena ressaltar alguns critérios dos cidadãos do Reino na cidadania da terra. Há valores irrenunciáveis, com os quais encontramos parâmetros para decidir o nosso voto. O Valor inalienável da vida desde a concepção até a morte natural é o primeiro, com o qual saberemos distinguir em quem votar. O currículo do candidato deve ser conhecido e iluminar as decisões: seu passado e suas ações, o que efetivamente fez e pode fazer, o seu sentido de bem comum, sua prática de vida familiar, seu exercício profissional, o gosto pelo trabalho, o uso do dinheiro, inclusive no financiamento das campanhas. Para tocar naquilo que nos cabe, como Igreja, o que os candidatos pensam a respeito da liberdade religiosa? Pode acontecer que

o argumento de uma sociedade “laica” seja confundido com uma sociedade “atéia”, inclusive com a negação do pleno exercício da fé que as pessoas professam. Mas é também complicado e inadequado quando grupos de qualquer religião venham a pretender o poder pelo poder! As eleições são para cargos executivos e legislativos, no âmbito Federal e Estadual. Estejamos atentos, pois uma pessoa que pretende uma função legislativa não tem a força e nem os meios para resolver todos os problemas sociais, cabendo-lhe antes a elaboração de leis e a fiscalização do poder executivo. Assistir à propaganda eleitoral durante este período pode levar uma pessoa desavisada a imaginar que um verdadeiro paraíso terrestre se avizinha, dada a proporção das promessas que são feitas, e nós as sabemos tantas vezes irrealizáveis! Cidadãos do Reino, sejamos cidadãos dos reinos da terra com consciência e discernimento!


4

Arquidiocese

AGENDA DE DOM ALBERTO TAVEIRA CORRÊA

BELÉM, DE 14 A 20 DE SETEMBRO DE 2018

1º Caderno

AGENDA DE DOM ANTÔNIO DE ASSIS RIBEIRO

AGENDA DE DOM IRINEU ROMAN

n De 14 a 20 de setembro de 2018

n De 14 a 20 de setembro de 2018

n De 14 a 20 de setembro de 2018

n SEXTA, 14 DE SETEMBRO 8h - Gravações 10h - Audiências 14h - Viagem a Sobral (CE) n SÁBADO, 15 E DOMINGO, 16 DE SETEMBRO Comunidade Rainha da Paz - Sobral (CE) n SEGUNDA, 17 DE SETEMBRO 8h - Gravações 15h - Visita da imagem Peregrina às casas penais (Centro de Triagem Masculino II) n TERÇA, 18 DE SETEMBRO Atualização Teológica do Clero de Belém 15h - Visita da imagem Peregrina às casas penais (UASE) 19h30 - Missa de aniversário da Comunidade ACAS (Catedral de Belém) n QUARTA, 19 DE SETEMBRO 15h - Visita da imagem Peregrina às casas penais (CIJAM - Centro de Internação Juvenil de Adolescentes) 19h - Missa e festividade (Paróquia Nossa Senhora do Amparo) - Cidade Nova n QUINTA, 20 DE SETEMBRO Atualização Teológica do Clero de Belém 15h - Visita da imagem Peregrina às casas penais (Centro de Internação de Adolescente Feminino) 19h30 - Missa com a Comunidade Mensageiros da Boa Nova (Paróquia do Mistério da Transfiguração)

n SEXTA, 14 DE SETEMBRO 8h30 - Audiências 15h - Visita da imagem Peregrina às casas penais (Fábrica Esperança) 19h - Missa à Fraternidade Ágape da Cruz (Conj. Julia Seffer) n SÁBADO, 15 DE SETEMBRO 8h - Visita da imagem Peregrina (Comunidade Semeando com Maria) 19h - Missa - Paróquia Rainha da Paz (festividade) n DOMINGO, 16 DE SETEMBRO 9h - Missa - Pastoral das Ilhas 18h - Missa - Comunidade Nossa Senhora da Libertação (Paróquia Nossa Senhora do Livramento) - Paracuri - Icoaraci n SEGUNDA, 17 DE SETEMBRO 9h - Visita da imagem Peregrina às casas penais (Centro de Recuperação de Mosqueiro) n TERÇA, 18 DE SETEMBRO 8h30 - Atualização Teológica do Clero 10h - Atividades (CNBB) 19h - Missa - Paróquia Nossa Senhora do Amparo (festividade) n QUARTA, 19 DE SETEMBRO Simpósio: Atualização Teológica do Clero n QUINTA, 20 DE SETEMBRO Atualização Teológica do Clero - Centro de Cultura e Formação Cristã (CCFC) 14h - Programa “Entre nós” - Rádio Nazaré FM - 91.3 Mhz 19h - Missa - Comunidade São Mateus (Paróquia Divino Espírito Santo) - Ananindeua

n SEXTA, 14 A DOMINGO, 16 DE SETEMBRO

Os compromissos de Dom Alberto Taveira podem sofrer alterações sem aviso prévio.

Roma - Curso para novos Bispos

n SEGUNDA, 17 DE SETEMBRO

10h - Entrevista com Imprensa 16h - Retorno da Visita Pastoral na Paróquia Jesus Ressuscitado

n TERÇA, 18 DE SETEMBRO

Atualização Teológica do Clero 15h - Audiências 19h - Missa - Comunidade São João Paulo II - Marituba

n QUARTA, 19 DE SETEMBRO

8h - Visita da imagem Peregrina à SEMAS 14h - Programa “Fé e vida” - Rádio Nazaré FM 15h15 - Audiências

n QUINTA, 20 DE SETEMBRO

8h30 - Atualização Teológica do Clero 15h - Encontro com profissionais da Fundação Nazaré de Comunicação 17h - Reunião - Coordenação do Setor Juventude da Arquidiocese de Belém

Os compromissos de Dom Antônio de Assis podem sofrer alterações sem aviso prévio.

Os compromissos de Irineu Roman podem sofrer alterações sem aviso prévio.

Homilia Dominical Padre Romeu Ferreira romeufsilva@gmail.com

A) Texto: Mc 8, 27-35

Formado em Exegese pelo Pontifício Instituto Bíblico de Roma

27Jesus partiu com seus discípulos...No caminho perguntou...: “Quem dizem os homens que eu sou?” 28 Eles responderam: “Alguns dizem que tu és João Batista;...que és Elias;... que és um dos profetas”. 29 Então ele perguntou: “E vós, quem dizeis que eu sou?” Pedro respondeu: “Tu és o Messias”. 30Jesus proibiulhes...de falar a alguém a seu respeito. 31Em seguida, começou a ensiná-los, dizendo que o Filho do homem devia sofrer muito, ser rejeitado pelos anciãos, pelos sumos sacerdotes e doutores da lei; devia ser

morto e ressuscitar depois de três dias. 32Ele dizia... abertamente. Então Pedro tomou Jesus à parte e começou a repreendê-lo. 33Jesus voltou-se, olhou para os discípulos e repreendeu a Pedro...: “Vai para longe de mim, satanás! Tu não pensas como Deus, e sim como os homens”. 34 Então chamou a multidão... e disse: “Se alguém me quer seguir, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz e me siga. 35Pois quem quiser salvar a sua vida vai perdê-la; mas quem perder a sua vida por causa de mim e do evangelho vai salvá-la”. B) COMENTÁRIO É bom saber, quem somos diante dos desafios que temos. Pedro é repreendido. O mestre lhe diz:

“Vai para longe de mim, satanás! Tu não pensas como Deus, e sim como os homens” (v 33). Jesus “jogou pesado” com Pedro para ensinar a todos e a nós hoje; pois antes do comentário dá uma olhada aos circunstantes, para mudar o pensar de quem seja apóstolo: “Tu não pensas como Deus, e sim como os homens”. O homem pensar como homem, é o natural! Mas Jesus veio trazer o sobrenatural. Deus se fez homem, para ensinar o homem a pensar como Deus! Que é “pensar como Deus”? O homem pensa na: riqueza; ganância; prazer; poder...E Deus pensa na simplicidade; humildade; no doar a própria vida... “Se alguém me quer seguir, renuncie a si

mesmo...(v 34). Deus é entrega total; é amor total que deixa o homem desobedecê-Lo, maltratá-Lo, até matá-Lo. É atitude de amor, e “Deus é amor” (1 Jo 4,8.16). Vida compartilhada: Jesus caminha com seus discípulos e eles com Jesus. Enquanto caminham, o mestre indaga. As perguntas são chaves, para entrar na vida dos que vivem conosco: “E vós, quem dizeis que eu sou?” (v 29). “Quem é Jesus”? Eis a indagação essencial, esperando resposta. Ele capta informações do grupo sobre o que “dizem por ai” de sua pessoa; e logo procura ver o que o próprio grupo diz. Um deles, Pedro, é a voz de todos: “Tu és o Messias” (v 29). No final, o que Jesus de-

seja é saber a resposta pessoal: a minha, a sua, a de cada um em relação a ele. Jesus seria um dos principais personagens bíblicos (v 28); mas o espelho ainda não é fidedigno na imagem, e indaga: “E vós, quem dizeis...?” (v 29). Na resposta a figura do mestre não coincide com a ideia dos judeus a respeito do Messias. O povo só alcançava ver nele o profeta Elias que anteciparia o Messias esperado. Agora Pedro diz que ele é o Messias. E Jesus explica (v 31-33) que seu messianismo deverá passar pela renúncia de si: no desprezo, no sofrimento e na morte, para triunfar na Ressurreição. Ele é o único caminho à salvação: “Se alguém me quer seguir,...” (v 34s). Então venha!

Liturgia da Semana w 14/09, SEXTA-FEIRA Cor (vermelho) Primeira leitura (Nm 21, 4-9) Responsório (Sl 77,1-2.34-35.36-37.38) Evangelho (Jo 3, 13-17) w 15/09, SÁBADO Cor (branco)

Primeira Leitura (Hb 5, 7-9) Responsório (Sl 115,12-13.17-18) Evangelho (Jo 19, 25-27) w 16/09, DOMINGO Cor (verde) Primeira Leitura (Is 50, 5-9) Responsório (Sl 114, 1-2. 3-4. 5-6. 8-9)

Segunda Leitura (Tg 2,14-18) Evangelho (Mc 8,27-35) w 17/09, SEGUNDA-FEIRA Cor (verde) Primeira Leitura (1Cor 11,17-26.33) Responsório (Sl 39) Evangelho (Lc 7,1-10) w 18/09, TERÇA-FEIRA

Cor (verde) Primeira Leitura (1Cor 12,12-14.27-31a) Responsório (Sl 99) Evangelho (Lc 7,11-17) w 19/09, QUARTA-FEIRA Cor (verde) Primeira Leitura

(1Cor 12,31-13,13) Responsório (Sl 32) Evangelho (Lc 7,31-35) w 20/09, QUINTA-FEIRA Cor (vermelho) Primeira Leitura (1Cor 15,1-11) Responsório (Sl 117) Evangelho (Lc 7,36-50)


1º Caderno

“A

brir-nos às necessidades dos nossos irmãos sofredores e necessitados de ajuda, rejeitando o egoísmo e o fechamento do coração.” Foi a exortação do Papa Francisco na alocução que precedeu a oração do Angelus ao meio-dia do XXIII Domingo do Tempo Comum, rezado com fiéis e peregrinos na Praça São Pedro.

Vaticano

BELÉM, DE 14 A 20 DE SETEMBRO DE 2018

Papa: fugir do egoísmo e do fechamento do coração Destaque foi para episódio da cura milagrosa de um surdo-mudo feita por Jesus FOTOS: DIVULGAÇÃO

NÃO FICAR SURDO E MUDO DIANTE DA DOR DOS IRMÃOS

Atendo-se à liturgia deste domingo, Francisco ressaltou que o Evangelho do dia nos traz o episódio da cura milagrosa de um surdo-mudo, feita por Jesus. “L evaram-lhe um surdo-mudo, pedindo que lhe impusesse a mão. Ele, ao invés, realizou vários gestos: em primeiro lugar levou-o para fora da multidão. Nesta ocasião, como em outras, Jesus sempre age com discrição. Não quer impressionar o povo, Ele não está à procura de popularidade ou do sucesso, mas deseja somente fazer o bem às pessoas. Com essa atitude, Ele nos ensina que o bem deve ser feito sem clamores, sem ostentação, sem tocar a trombeta. Deve ser feito em silêncio”, observou.

5

w PAPA Francisco no Angelus do domingo dia 9 de setembro

Descrevendo o episódio narrado pelo evangelista São Marcos, Francisco ressaltou que “estando afastado da multidão, Jesus colocou os dedos nas orelhas do surdo-mudo e com a saliva lhe tocou a língua. Este gesto remete à Encarnação”, acrescentou o Santo Padre. O Filho de Deus, continuou o Papa, “é um homem inserido na realidade humana: se fez

homem, portanto, pode compreender a condição penosa de outro homem e intervém com um gesto no qual é envolvida toda sua humanidade”. “Ao mesmo tempo, Jesus quer levar a entender que o milagre se dá devido a sua união com o Pai: por isso, levantou os olhos para o céu. Depois gemeu e pronunciou a palavra resolutiva ‘Effatha’, que significa

‘Abre-te’. E imediatamente o homem ficou curado: abriram-se-lhe os ouvidos e a língua se lhe desprendeu. A cura foi para ele uma ‘abertura’ aos outros e ao mundo”. CURA DO MEDO

Esta narração do Evangelho ressalta a exigência de uma dúplice cura, continuou o Pontífice. “Em primeiro lugar, a cura da doença

e do sofrimento físico, para restituir a saúde do corpo; embora esta finalidade não seja completamente alcançável no horizonte terreno, apesar dos muitos esforços da ciência e da medicina”, sublinhou. Mas há uma segunda cura, talvez mais difícil, frisou o Papa, é a cura do medo, ou seja, do nosso medo. A cura do medo que nos leva a marginalizar o doente, a marginalizar o sofredor, o portador de deficiência. “E existem muitos modos de marginalizar, mesmo com uma pseudo piedade ou com a remoção do problema; se permanece surdos e mudos diante das dores das pessoas marcadas por doenças, angústias e dificuldades. Muitas vezes o doente e o sofredor se tornam um problema, enquanto deveriam ser ocasião para manifestar a solicitude e a solidariedade de uma sociedade para com os mais frágeis.” O Pontífice acrescen-

tou que Jesus revelounos o segredo de um milagre que podemos repetir também nós, “tornando-nos protagonistas do ‘Effatha’, daquela palavra ‘Abre-te’ com a qual Ele restituiu a palavra e a audição ao surdo-mudo”. “Trata-se de abrir-nos às necessidades dos nossos irmãos sofredores e necessitados de ajuda, rejeitando o egoísmo e o fechamento do coração. Foi propriamente o coração, ou seja, o núcleo profundo da pessoa, que Jesus veio ‘abrir’, libertar, para tornar-nos capazes de viver plenamente a relação com Deus e com os outros.” Jesus se fez homem para que o homem, “tendo se tornado pelo pecado surdo e mudo, possa ouvir a voz de Deus, a voz do amor que fala a seu coração, e assim aprenda a falar, por sua vez, a linguagem do amor, traduzindo-o em gestos de generosidade e de doação de si”.

Santa Sé reitera pedido de banimento total de armas nucleares Desde o alvorecer da era nuclear a Santa Sé pediu um banimento total das armas nucleares. Foi o que disse o observador permanente da Santa Sé na ONU, Dom Bernardito Auza, na sessão das Nações Unidas, em Nova York, sobre o Dia internacional contra os testes nucleares – celebrado em 29 de agosto. HUMANIDADE PEDE LIBERTAÇÃO DA AMEAÇA NUCLEAR

Em fevereiro de 1943, dois anos e meio antes do primeiro teste para uma arma nuclear (Trinity test), o Papa Pio XII expressara profunda preocupação pelo uso violento da energia atômica. Após Hiroshima e Nagasaki, observando as consequências totalmente incontroláveis e indiscriminadas das armas nucleares, o Papa Pacelli pediu a efetiva proibição da guerra atômica, lembrou o representante vaticano. A Santa Sé reitera o grito da humanidade que pede para ser libertada da ameaça da guerra nuclear e, por conseguinte, defende ativamente todas as iniciativas que contribuem a um mundo livre de armas nucleares.

“Proibir os testes nucleares é um grande passo rumo a esse objetivo – disse o arcebispo filipino. Esta comemoração e promoção do Dia internacional contra os testes nucleares é também uma importante afirmação da nossa determinação comum a criar as condições e os passos necessários para o banimento dos testes nucleares. Por este motivo, a Santa Sé continua solicitando a rápida entrada em vigor do Tratado Global de Proibição de Testes Nucleares (Comprehensive Nuclear TestBan Treaty).” SUPERAR OS OBSTÁCULOS

Quando em 2003 a Conferência se reuniu para a entrada em vigor do Tratado para o banimento total dos experimentos nucleares, 168 Estados tinham assinado e 104 tinham ratificado o Tratado. Hoje, 183 Estados assinaram e 166 o ratificaram. “A Santa Sé acrescenta sua voz ao apelo aos Estados cuja ratificação é necessária para a entrada em vigor do Tratado. Passaram-se vinte e dois anos desde que o Tratado foi aberto para a assi-

w POR um mundo livre de armas nucleares

natura e a ratificação”, afirmou Dom Auza. O DESARMAMENTO

A entrada em vigor do Tratado Global de Proibição de Testes Nucleares pode verificar-se somente se houver uma confiança recíproca, sobretudo entre os Estados cuja ratificação é necessária para a entrada em vigor do Tratado. Os Tratados sobre o desarmamento não são somente obrigações jurídicas, mas também compromissos morais baseados na confiança entre Estados e radicados na confiança que os cidadãos depositam em seus governos, acrescentou.

Todos devem contribuir para construir e consolidar a confiança necessária por um mundo livre de armas nucelares. A entrada em vigor do Tratado Global de Proibi-

M J

ção de Testes Nucleares será uma pedra angular da confiança recíproca da qual precisamos”, concluiu Dom Auza. Recorda-se que na Assembleia Geral da ONU,

de 7 de julho de 2017, a Proibição Nuclear (Nuclear Ban) foi votada com grandíssima maioria. Um Tratado vinculador que torna ilegal todas as armas nucleares, quer as ogivas existentes (nas mãos dos EUA, Rússia, Inglaterra, França, China, Índia, Paquistão, Israel e Coreia do Norte), quer o desenvolvimento de novos sistemas de armas nucleares. O texto do Tratado foi aprovado com 122 votos favoráveis, um voto contrário (Holanda) e uma abstenção (Cingapura). Após anos de trabalho para tornar o Tratado uma realidade, mesmo dificultado pelos países detentores de armas nucleares e pelos países da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte).

aria nossa Mãe conhece as alegrias e as fadigas que experimentamos no nosso caminho. (12 de setembro) esus desceu à terra para nos fazer subir ao céu: este é o mistério da cruz. (11 de setembro)


6

Igreja no Mundo

BELÉM, DE 14 A 20 DE SETEMBRO DE 2018

1º Caderno

Peregrinação reúne fiéis em Angola Peregrinos vão ao Santuário de Nossa Senhora da Conceição da vila da Muxima, em Angola FOTOS: DIVULGAÇÃO

w FIÉIS provenientes de diversas regiões participaram da peregrinação

C

om informações agência Gaudium Press. Milhares de fiéis provenientes de diversas regiões da Angola e inclusive de outros países realizaram peregrinação ao Santuário de Nossa Senhora da Conceição da vila da Muxima/Angola. A peregrinação anual deste ano ao Santuário ocorreu entre os dias 1 e 2 de setembro com o lema ‘Jovem, com Maria, caminhemos hoje,

ao encontro de Jesus’. O lema se inspira na temática pastoral da Conferência Episcopal de Angola e São Tomé (CEAST), que dedica o triênio à juventude, manifestando-se “solidária e preocupada com as principais inquietações dos jovens”. Celebrações Eucarísticas, Vigílias, Adorações e Catequeses fazem parte da programação do evento. A Missa de en-

cerramento será presidida pelo Bispo da Diocese de São Tomé e Príncipe, Dom Manuel Antônio dos Santos, que é o convidado especial para a peregrinação deste ano. Em 1589, a vila foi ocupada pelos portugueses que, dez anos depois, construíram uma fortaleza e a igreja de Nossa Senhora da Conceição, também conhecida como ‘Mamã Muxima’, a Mãe do Coração.

Capela dedicada a Nossa Senhora da Paz é inaugurada na Polônia Com informações agência Gaudium Press. Foi inaugurado em 1º de setembro no convento polonês de Niepokalanow, o Centro “Maria, Rainha da Paz”, um local de oração pela paz. O centro foi inaugurado dentro do contexto do 79º aniversário da invasão da Polônia pela Alemanha nazista de Hitler e o começo da Segunda Guerra Mundial. Fundado no ano de 1927 por São Maximiliano Kolbe, o convento franciscano de Niepokalanow (‘Cidade da Ima-

culada’) ofereceu refúgio a muitos soldados feridos na campanha polonesa de 1939 durante a II Guerra Mundial. Durante esse período, diversos franciscanos foram presos pelos nazistas e mortos nos campos de extermínio. Um dos mais conhecidos talvez tenha sido São Maximiliano Kolbe, que foi martirizado no dia 14 de agosto de 1941 no campo de concentração de Auschwitz, onde se ofereceu para salvar a vida de um homem de família, Franciszek Gajowniczek.

Desde o ano de 2009 diversas capelas foram erguidas em locais particularmente marcados por conflitos. Nestes locais os fiéis podem se recolher em adoração perpétua ao Santíssimo Sacramento e rezar pela paz. Até o momento já foram construídas capelas nas seguintes cidades: Belém, Israel; Medjugorje, Bósnia-Herzegovina; Cazaquistão; Costa do Marfim; Namyang, território da Coreia do Sul; Kibeho, Ruanda; e em breve se construirá uma em Dagupan nas Filipinas.

w CAPELA inaugurada na localidade entre muitas erguidas na região

Igreja no Brasil

Festa da Exaltação da Santa Cruz acontece no Piauí

C

w É GRANDE a devoção à Santa Cruz

om informações agência Gaudium Press. Entre os dias 5 e 14 de setembro, o Santuário Santa Cruz dos Milagres, no Piauí, acolherá milhares de romeiros para os festejos da Exaltação da Santa Cruz, inspirados no tema “Cristãos Leigos e Leigas na Igreja e na Sociedade”. Com a intenção de reforçar a alegria e a devoção, o encontro realizado no terceiro maior destino de romaria da região Nor-

deste e no único santuário reconhecido pelo Vaticano, no Piauí, será motivado pela missão de acolher os peregrinos, segundo a equipe de organização. Tradição do calendário religioso do Estado, a festa pretende reunir, durante dez dias, milhares de romeiros em uma programação que inclui missas na igreja matriz e no Santuário, além da cerimônia de acolhida das romarias com a Celebração da Cruz. “O Cristo crucificado,

a quem nós celebramos, é para nossa redenção, o Salvador. Então é a Ele que invocamos pelas bênçãos nesse momento de preparação que antecede os dias de festejos”, afirmou o Padre Raniery Alencar, reitor do Santuário Arquidiocesano. Em sintonia com o Ano do Laicato, o Padre Raniery Alencar, reitor do Santuário Arquidiocesano deseja que a mensagem passada, através da Santa Cruz, chegue a todos os leigos e lei-

gas. “Mensagem de que nós podemos abraçá-la (a cruz) diariamente e desta forma podemos transformar as nossas derrotas, enfermidades e dores em comunhão com a cruz do Senhor, em sinal de benção, louvor e glória”, completou. No dia 14, no encerramento dos festejos da Exaltação da Santa Cruz, aconteceu a tradicional procissão com a presença do Arcebispo de Teresina, Dom Jacinto Brito.

São Paulo ganha uma nova Basílica Menor Com informações agência Gaudium Press. A cidade de São Miguel Arcanjo, em São Paulo, terá a primeira Basílica Menor dedicada ao Arcanjo. A missa de instalação da Basílica Santuário São Miguel Arcanjo aconteceu em 1º de setembro, com cerimônia presidida pelo bispo da Diocese de Itapetininga, Dom Gorgônio Alves da Encarnação.

Em 21 de junho passado, o Vaticano emitiu o anúncio do título, que logo, foi comemorado pela comunidade local com um badalar dos sinos no santuário. O pedido de concessão do título foi enviado pelo bispo Dom Gorgônio ao Vaticano e a Congregação para o Culto Divino e a Disciplina Sacramental avaliou se o Santuário atendia aos

critérios necessários para ser elevada à Basílica Menor. O documento, escrito em latim e assinado no dia 25 de maio pelo Cardeal Robert Sara autoriza o templo a se tornar uma basílica. Agora, a igreja poderá oferecer graças especiais. Sendo assim, os fiéis que a visitarem poderão obter a Indulgência Plenária, observando as condições habituais

(confissão sacramental, comunhão eucarística e oração pelas intenções do Santo Padre), em datas especiais estabelecidas pela Igreja Católica. Em setembro, as celebrações na basílica serão ainda mais especiais, uma vez que o local deve receber um número expressivo de visitantes para a festa de seu padroeiro, que ocorrerá entre 20 e 30 do próximo mês.

w BASÍLICA Santuário São Miguel Arcanjo

“Em clima especial de festa devido ao recente título recebido, acreditamos que neste ano tere-

mos um número grande de visitantes devotos de nosso Padroeiro”, afirmou o Padre Márcio.


Igreja 7 Jovens da Amazônia em preparação

1º Caderno

BELÉM, DE 14 A 20 DE SETEMBRO DE 2018

Atividade realizada pela Repam em Manaus é um processo de escuta para Sínodo da Amazônia

J

ovens da Amazônia brasileira estiveram reunidos em Manaus (AM) entre os dias 07 e 09 de setembro, em um processo de escuta para o Sínodo da Amazônia em 2019. Em atividade realizada pela Rede Eclesial Pan-Amazônica/Repam-Brasil, os 30 representantes, de uma diversidade de grupos juvenis, refletiram sobre o Sínodo e responderam ao questionário do Documento Preparatório. Pastorais, movimentos eclesiais e sociais, congregações religiosas, comunidades indígenas e quilombolas estiveram representadas no encontro de escuta. De acordo com a jovem

DIVULGAÇÃO

Krisla Ripardo, de Rio Branco (AC), é preciso, nesse processo sinodal, ter um olhar amoroso, cuidadoso e esperançoso para com a realidade da Amazônia. JOVENS E A ‘LAUDATO SI’

O encontro começou com um resgate da história da atuação da Igreja na Amazônia. Passando pelos diversos marcos, como o Encontro de Santarém, em 1972, e as Campanhas da Fraternidade que trataram dos povos indígenas e da Amazônia, a juventude foi convidada e fazer memória dos momentos e recordar os impactos das atividades na reali-

w ENCONTRO representantes de diversidades de grupos juvenis

dade local de cada um. Num segundo momento, a juventude reunida reconstruiu o mapa da Amazônia legal destacando os rios, as cidades dos presentes na atividade, os povos indígenas de cada localidade, as belezas da criação, as ameaças e os projetos positivos já em

curso em cada território. Estudar e discutir a Encíclica Laudato Si’ fez parte das atividades. Para preparar o grupo e situá-lo no contexto da Ecologia Integral, Ir. Joao Gutemberg, da Repam, contribuiu com a reflexão dos jovens. “Nos apropriar do vocabulário da Lauda-

to Si’ nos ajuda a entender melhor as questões socioambientais e nos empodera nas discussões que precisamos ter aqui e nos espaços em que atuamos”, chamou a atenção do grupo Ir. João. No segundo dia de trabalhos, o grupo reunido em Manaus teve

acesso ao Documento Preparatório do Sínodo. Em seguida, os jovens destacaram algumas das questões do Documento preparatório e responderam ao questionário. Uma síntese das respostas foi feita, na manhã do terceiro dia, e uma carta aberta à Igreja e à sociedade. No texto, que reflete as respostas ao questionário, os jovens indígenas, caboclos, ribeirinhos, quilombolas, extrativistas, habitantes da zona rural e urbana, moradores das periferias e das fronteiras, afirmam que são “afetados diretamente pelas ameaças que dia a dia excluem, matam, degradam e cerceiam a vida dos povos”.

Mundo juvenil e a fé cristã Dom Antônio de Assis Ribeiro - Bispo Auxiliar de Belém (domantoniodeassis@arqbelem.org)

A experiência da Amizade e o sentido da Vida (parte 9) INTRODUÇÃO

U

ma das mais autênticas experiências humanas que muito contribui, alicerça e alimenta o sentido da vida, é aquela da amizade. Na beleza do dinamismo da amizade, encontram-se harmoniosamente a força vital e renovadora da sociabilidade e a da afetividade. No dinamismo da experiência da amizade estão presentes também a verdade e a justiça, a solidariedade e a compaixão, a ternura e a gratuidade, o espírito de iniciativa, a firmeza e a doçura diante do outro que deve lhe ser caro. O sentido da vida é alimentado pela experiência das boas amizades! Pessoas que vivem com profundidade, entusiasmo, alegria e generosidade, são aquelas que amadureceram através da amizade. Por isso, é tão importante esse valor humano! Reflitamos, pois, como a amizade contribui para consolidação do sentido da vida.

1

A superação dos vínculos familiares À medida que crescemos, naturalmente vamos expandindo nossa visão de mundo, nossos conhecimentos e também a nossa rede de relacionamentos. É no encontro com os outros que, aos poucos, vamos conquistando a segurança pessoal, fundamental para a construção de nossa fortaleza interior. Não temos medo dos nossos parentes porque os conhecemos. Mas, à medida que nos afastamos desse universo de confiança, mudam os nossos sentimentos. Isso significa que a natureza humana deseja o estabelecimento de relações de confiança com outras pessoas! As relações de confiança começam na família e, gra-

dualmente, vão nos projetando para fora, nos levando a explorar outros níveis de relacionamentos. A história das nossas relações cresce em espiral e segue em evolução, sempre se expandindo. O primeiro ambiente do qual passamos a usufruir de grandes riquezas humanas, fora do âmbito familiar, é a escola. Ela nos proporciona a possibilidade das primeiras amizades com aqueles da nossa mesma faixa etária. Algumas dessas amizades primaveris nos acompanham por toda a nossa vida!

4

Firmar relações de confiança Como bem o sabemos, o oásis proporcionado pelas relações de confiança em família não nos acompanha por toda a vida! Por necessidade, seguindo o dinamismo da nossa história pessoal, nos afastamos do convívio familiar; mas não passamos a viver isoladamente! Aos poucos, vamos tecendo a nossa rede de relacionamentos de confiança; é um processo lento e gradual. Muitos passam por nós, mas são poucos aqueles que ficam e perduram. A amizade tem algo de misterioso! Trata-se de uma construção tão bonita que, quando se torna sólida e amadurecida, curtida com o tempo e problemas superados, passamos a considerar certas pessoas mais íntimas até do que os nossos próprios pais, irmãos e parentes. Na verdade, esse fenômeno nos fala da necessidade que o ser humano tem de firmar relações maduras que perdurem por toda a vida. Quando o outro se torna uma referência para nós, com ele nos identificamos e partilhamos alegrias, dores e sonhos.

3

A Amizade é responsabilidade! Diz o ditado popular que “amigo não se compra, nem se vende e nem se acha!” Amizade é, antes de tudo, história de relacionamento! Aliás, todo mundo que tem bom senso, fica desconfiado quando alguém, sem história conosco, se aproxima de nós usando de certa intimidade e gratuidade. Faz bem desconfiar! Mas, quando se trata de um amigo, é diferente, porque já conquistou margem de confiança e liberdade, já caminhou conosco, calçou as nossas sandálias, tem por nós respeito, reconhece os limites que o tempo de amizade estabeleceu. Sem história não há amizade! Por isso, para sermos amigos é preciso paciência, processo, conhecimento, confiança, prova de fidelidade, cuidado! A relação de amizade é maravilhosa porque pressupõe reciprocidade e isso só acontece quando os dois chegam ao mesmo nível de confiança e amadurecimento humano. É por isso que a traição de um amigo é pecado grave, violência, agressão e prejuízo irreparável! É como um cristal quebrado, impossível de ser reconstruído. A amizade, por ser uma relação de reciprocidade, de um para com o outro, requer cuidado em todas suas circunstâncias existenciais: na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, na vitória e na derrota, na dúvida e na certeza, no risco e na esperança!

4

A Amizade reforça o sentido da vida A experiência da amizade verdadeira está naturalmente voltada para a vida, porque tem como fonte o amor! Quem tem amigos é porque, por diversos

modos, desenvolveu em si a capacidade de amar e, visto que onde há amor há paixão pela vida, logo, quem vive a experiência da amizade é apaixonado pelo bem viver! Nessa perspectiva da íntima relação entre amor e vida, a amizade ajuda na superação dos nossos desafios existenciais; é realmente muito doloroso o suicídio de um amigo, sobretudo, quando isso acontece no silêncio. Por que isso é grave? Porque a amizade pressupõe “uso” do espaço que damos ao outro para verbalizar com liberdade sua situação existencial, seus problemas, seus dramas, seus medos, suas dificuldades...Quem diz que tem amizade com alguém, mas não lhe confidencia seus problemas mais pesados, simplesmente para não preocupálo, não compreende o sentido da amizade! Amigo é pra isso mesmo! O amigo ama o outro não porque ele não tem problemas, mas porque sabe da importância do conforto da sua presença, da força da sua palavra educativa, da compreensão e fidelidade diante daquilo que lhe é exposto. Os amigos devem ser provocados, inquietados, procurados, corresponsabilizados! Poupar os amigos dos nossos males e fraquezas é negarlhes a nossa confiança; mais, ainda, é reduzir o conceito de amizade, considerando-a somente como uma experiência de alegrias e prazeres.

zade não é concordismos! A amizade tem fronteiras! As fronteiras da amizade são as mesmas fronteiras do amor, da justiça e da verdade. A ética na amizade é bem-vinda e nos livra da corrupção. Querer estabelecer relações sem limites, sem levar em conta a dignidade humana, convicções morais, princípios religiosos e valores éticos, é descaracterizar sua consistência. É justamente nesse dinamismo da relação entre amizade, verdade e justiça, que percebe-se a importância da amizade. O amigo é sempre alguém que só nos faz o bem. “O amor nada faz de inconveniente” (cf. 1Cor 13,5). Cuidado para não nos iludirmos pensando que em nossas “redes sociais” só temos amigos! Cuidado para não espalhar confidências a desconhecidos! Ao contrário, o “amigo fiel é proteção poderosa, e quem o encontrar, terá encontrado um tesouro. Amigo fiel não tem preço, e o seu valor é incalculável” (Eclo 6,15-16). Os amigos, portanto, não são simplesmente aqueles que se divertem juntos, mas são aqueles que também, juntos, buscam a verdade, vivem na sinceridade, são autênticos e justos. Uma boa amizade muito nos ajuda a promover a qualidade do nosso modo de pensar e encarar a Vida. Uma boa amizade é um excelente ingrediente que contribui para o sentido da vida.

5

REFLEXÃO: Em que a experiência da amizade contribui para o sentido da vida? Você concorda que deve existir uma profunda relação entre amizade, justiça e verdade? Apresente três características de uma falsa amizade.

Amizade, verdade e justiça são inseparáveis A amizade, por ser uma relação que brota da autenticidade do amor, está em estreita relação com a verdade e a justiça. Portanto, na relação de amizade não vale tudo! Ami-

1 2 3


8

Nazaré Repórter

BELÉM, DE 14 A 20 DE SETEMBRO DE 2018

1º Caderno

FOTOS: DIVULGAÇÃO

J FESTIVIDADE DE SÃO BENEDITO O padre José Reinaldo Ferreira (foto), pároco da Paróquia São Benedito, convida o povo de Deus para a festividade paroquial. Animados pelo tema "São Benedito, exemplo de leigo comprometido com a paz", os paroquianos fazem as suas homenagens ao

RÁDIO NAZARÉ

padroeiro no período de 27 de setembro a 5 de outubro. Prestigie a comunidade. A Paróquia de São Benedito está localizada em Belém, na avenida Pedro Álvares Cabral - Passagem São Benedito, 382, no bairro do Barreiro.

l CUIDADOS COM AVES SERÁ TEMA NA RÁDIO NAZARÉ FM

J LECTIO DIVINA A Catedral de Belém promove nos dias 3 e 17 de outubro a Lectio Divina, atividade gratuita no Salão dos Pontificais, na Catedral. Os participantes farão uma profunda experiência

baseada na Sagrada Escritura, orientados pelo padre João Paulo Dantas, vigário da Catedral. Participe! A igreja fica na praça Frei Caetano Brandão, na Cidade Velha.

J SÃO MIGUEL

J NO JURUNAS

A Paróquia do Arcanjo São Miguel, no bairro do Una, vai iniciar sua festividade. Guiados pelo tema "Arcanjo São Miguel, combatei junto aos leigos pela paz", os paroquianso vão homenagear o padroeiro, sob a coordenação do pároco, padre Moacir Robledo de Oliveira. A programação será concentrada na igreja Matriz com Missas todas as noites. Dia 29, dia de São Miguel, haverá Missa pelos idosos e enfermos, exorcismo de São Miguel e três Missas solenes. A igreja fica na rua Jarbas Passarinho, número 1, no Una. Informações: (91) 98903-5819.

O bairro do Jurunas começa a festvidade pela padroeira Santa Teresinha do Menino Jesus. O pároco, Monsenhor Marcelino Ferreira, e padre Fábio Giovanni oficializam na noite do dia 20 a abertura oficial da festa com Missa Solene às 18h30. Após a celebração, várias procissões conduzem réplicas da imagem da padroeira para o Núcleos de Evangelização. Dia 24, os paroquianos receberão a visita da imagem Peregrina de Nossa Senhora de Nazaré às 18h, antecipando a Missa das 19h, presidida pelo Bispo Auxiliar de Belém, Dom Irineu Roman. O tema da festa é "Teresinha, jovem, missionparia, sal e luz no copração da Igreja".

J ARRAIAL

J CÍRIO - CASAIS A SERVIÇO DA IGREJA A Fundação Nazaré de Comunicação manteve reunião na última quartafeira, 12, com o Encontro de Casais com Cristo (ECC) arquidiocesano. Na pauta, a atuação dos casais que atuam voluntariamente nas principais procissões do Círio de Nossa Senhora de Nazaré, percorrendo

o trajeto das romarias, a fim de realizar a coleta dos donativos dos fiéis, destiandos a manter a obra evangelizadora da Arquidiocese de Belém por intermédio dos veículos de comunicação. Durante a reunião foram tratados detalhes da participação dos casais no Círio 2018.

Z MH 3 . 91 FM

Sexta-feira, 21, será aberto o Parque do Arraial de Nazaré, e os stands de produtos variados, no estacionamento da Basílica, em Nazaré. Este ano tudo será desmontado no dia 18 de novembro. Informação de Alexandre Chaves, em visita à Fundação Nazaré. Ele integra a Diretoria de Recursos Sócioeconômicos e Filantrópicos, que atua na organização do Círio 2018, responsável pela também pela administraçãos das arquibancadas da avenida Presidente Vargas.

J PEREGRINAÇÃO A Fundação Nazaré de Comunicação promove, a partir do dia 17 deste mês, a peregrinação com a imagem de Nossa Senhora de Nazaré pelos diversos setores da instituição, visando o êxito do trabalho de cobertura do Círio 2018. No dia 9 de outubro, a culminância com Missa e visita da imagem Peregrina à Cúria Metropolitana.

O Programa Saúde e Cidadania desta segunda-feira, 17 de Setembro, abordará o tema “Cuidados necessário para as aves”. Os pássaros são ótimos animais de estimação e visitantes bem-vindos nos jardins. Muitas das doenças em pássaros são causadas pela falta de limpeza nos comedouros e bebedouros, por exemplo. Um especialista vai falar sobre o assunto. Sintonize 91,3 MHz a partir das 16h para ficar por dentro de

tudo sobre o assunto. Lembrando que o ouvinte pode interagir durante a programação ligando para a central de atendimento, no número 4006-9211 ou pelo facebook.com/ radionazare. Participe!

RÁDIO NAZARÉ FM - 91,3. A SERVIÇO DA VIDA. NOSSA MISSÃO É EVANGELIZAR!

REDE NAZARÉ DE TELEVISÃO

AL CAN

30

l ELEIÇÕES: ACOMPANHE PELA TV NAZARÉ Acompanhe pela TV Nazaré, Canal 30.1 – ou na sintonia de sua cidade – a transmissão do programa Pensando Bem, que a partir de quarta-feira, 12, está entrevistando os candidatos ao Governo do Estado do Pará.

PORTAL NAZARÉ

O Pensando Bem vai ao ar toda quarta-feira, às 19h15. Os programas vão ao ar nesse horário especial até o dia 26 de setembro. Sintonize a Rede Nazaré de Televisãoe acompanhe para saber mais do seu candidato. W. WW RE. A NAZ .BR O A COM DAC FUN

J FESTIVIDADE NA IGREJA DAS MERCÊS

J REFORMAS O cônego Sebastião Fialho, pároco da Paróquia São José, localizada no bairro do Umarizal, em Belém, está em mobilização junto com a comunidade paroquial para angariar recursos para a reforma que será feita naquela igreja da Arquidiocese de Belém.

Dentre as reformas almejadas constam a inversão do presbitério, reparos no telhado, torres, rampa, etc. Quem puder contribuir, dirija-se à Domingos Mareiros, 104, no Umarizal. Mais informações: (91) 3230-1633/98121-0569.

A Igreja Nossa Senhora das Mercês estará em festividade a partir do dia 22 até o dia 24 de setembro. O convite para o povo de Deus participar é do cônego Antônio Beltrão, reitor daquela igreja. "Seguir a Cristo, como Maria, a primeira cristã" é o tema que norteará a programação que consta do Santo Terço, Ofício de Nossa Senhora e a Santa Missa, todos os dias. Participe!

l CONTAGEM REGRESSIVA PARA O CÍRIO NO PORTAL

A igreja está situada na rua Gaspar Viana - Praça das Mercês, no bairro da Campina, em Belém.

Faça a contagem regressiva para o Círio 2018 e relembre alguns momentos do ano passado em nossas redes sociais. A partir desta sexta-feira, 14, você acompanha a contagem regressiva para o Círio 2018 em nossas redes sociais. E em todas as quintas-feiras do mês de setembro, você relembra momentos marcantes da

grande procissão com o #TBT especial, em nossa Page no facebook. com/FNCBelem e em nosso perfil no Twitter @ FundacaoNazare. Ajude-nos a realizar toda a cobertura do Círio 2018. Contribua conosco, ligue para o telefone (91) 4006-9211 ou acesse o site da campanha sejamaisum. Contamos com você!


1º Caderno

Igreja

BELÉM, DE 14 A 20 DE SETEMBRO DE 2018

9

CNBB promove “Debate de Aparecida”, no dia 20 Projeto será realizado na arena do Centro de Eventos

C

om informações CNBB. No dia 20 de setembro, às 21h30, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) promove o “Debate de Aparecida”, que reunirá candidatos à presidência da república para as eleições de 2018. O projeto, organizado e gerado pela TV Aparecida, acontece no Santuário Nacional, na arena do Centro de Eventos Padre Vítor Coelho de Almeida. A jornalista Joyce Ribeiro fará a mediação. Às vésperas da ocasião, o padre Evaldo César de Souza, administrador da TV Aparecida e responsável pela organização do “Debate de Aparecida” falou sobre os últimos acertos e ajustes do encontro. De acordo com ele, a equipe está finalizando os detalhes referentes ao convite formal aos partidos e coligações; e organizando a lista de jornalistas das emissoras católicas e bispos que irão fazer perguntas aos candidatos presentes no dia. “Com o aceite das regras pelos partidos, o processo deslanchou e os encaminhamentos podem ser feitos com mais propriedade. Estruturas de recepção, logística para o dia do debate, organização de equipes de operação e produção,

tudo está praticamente fechado”, afirma o padre Evaldo. Ainda de acordo com ele, a Sala de Imprensa do Santuário Nacional, que é quem está cuidando do credenciamento da imprensa, estima que já tenham 40 profissionais cadastrados para fazer a cobertura do evento. Esse processo, segundo ele, pode ser feito até o dia 15 de setembro. Foram separadas 400 vagas para mídias diversas. “O processo do Debate de Aparecida segue as leis eleitorais, ou seja, nesse primeiro momento temos apenas o compromisso dos partidos e coligações com as regras”, afirma o padre. Ele explica ainda que o convite formal para a participação foi enviado no dia 13 de setembro e que, os partidos terão até o dia 17 para efetivar a confirmação. “O que temos foi uma recepção muito positiva dos partidos sobre a iniciativa da CNBB em promover o debate e acreditamos que os candidatos estarão todos aqui no dia 20 para esse momento de cidadania”, diz. Questionado sobre qual é a importância que o Debate de Aparecida adquire, especialmente no cenário de crise pelo qual passa o país, o padre Evaldo é entusiasta.

FOTOS: DIVULGAÇÃO

PADRE EVALDO CÉSAR DE SOUZA, responsável pela organização do debate

“Esperamos que, como em outros momentos, os candidatos à presidência do Brasil possam expor com clareza e com tranquilidade suas ideias e planos de governo. A polarização política pela qual passa nosso país, com extremos disputando pleito, toda e qualquer informação com credibilidade vai ser o diferencial para ajudar nosso povo a tomar decisões e garantir que o processo seja transparente e democrático”, afirma. “A CNBB presta um maravilhoso serviço ao

povo brasileiro, especialmente para os homens e mulheres de fé, em promover este Debate de Aparecida”, finaliza o padre. TRANSMISSÃO E FORMATO

Promovido pela CNBB, o evento contará com a transmissão das emissoras de TV e rádio de inspiração católica, além de portais na internet. Quanto ao formato, terá perguntas apresentadas aos políticos por sorteio, outras feitas por bispos da CNBB e

jornalistas previamente inscritos. Também estão previstas perguntas entre os próprios candidatos. Réplicas e tréplicas serão permitidas em alguns momentos. A previsão de duração é de duas horas, divididas em cinco blocos. No primeiro, a mediadora fará a abertura, discorrendo sobre as emissoras que estão transmitindo. Em seguida, vai citar os nomes dos candidatos que estão presentes e os que não compareceram ao encontro. Na sequência, o GC (Gerador de Caracteres) cita os nomes dos outros candidatos sem representação na Câmara dos Deputados e que não participarão do debate. A primeira pergunta – destinada a todos os candidatos, que terão 2 minutos – será feita por um (arce)bispo designado pela presidência da CNBB. No segundo bloco, será aberta a possibilidade de confronto direto entre os candidatos, com tema livre. O mediador vai sortear o candidato que irá perguntar e o outro que responderá. A pergunta deverá ser feita em até 30 segundos, com resposta em 2 minutos, réplica em 1 minuto e meio e tréplica

em 1 minuto. No terceiro bloco, as perguntas serão feitas por jornalistas das emissoras filiadas à Signis Brasil. Os temas serão definidos previamente e as perguntas pré-definidas pela organização do debate. Será feito um sorteio na hora para definir qual candidato irá responder, no tempo máximo de dois minutos. No quarto bloco, será aberta a possibilidade de confronto direto entre os candidatos, com tema livre. O mediador fará o sorteio do candidato que irá perguntar e de outro para responder. A pergunta deverá ser feita em até 30 segundos, com resposta em dois minutos, réplica em 1 minuto 30 segundos e tréplica em 1 minuto. No quinto e último bloco as perguntas, com tema livre, serão feitas por bispos indicados pela CNBB, sendo um bispo para cada candidato. O mediador vai sortear na hora o candidato que irá responder. A pergunta será feita em até 30 segundos e as respostas em 2 minutos. Neste bloco também serão feitas as considerações finais de cada candidato, sendo que cada um terá 1 minuto.

Francisco anuncia desejo de visitar o Japão em 2019 Cidade do Vaticano - O Papa Francisco expressou seu desejo de visitar o Japão durante uma reunião na manhã de quarta-feira, 12, quando recebeu em audiência privada uma delegação de jovens proveniente do Japão que visitava o Vaticano. Os participantes da delegação foram recebidos na antessala Paulo VI estando acompanhados pelos sacerdotes Padre Renzo De Luca e Padre Shinzo Kawamura.

E foi, então, que o próprio Francisco manifestou seu desejo: “Gostaria de anunciar-lhes a minha vontade de visitar o Japão no ano que vem. Espero poder fazê-lo “, disse o Pontífice. Francisco não deixou de elogiar a associação à qual pertencem os membros da delegação elogiando e incentivando os jovens a prosseguirem em seu esforço de criar um fundo de ajuda para a formação de jovens e

órfãos, com a contribuição de empresas sensíveis a seus problemas. Segundo Francisco, o pensamento dos jovens a propósito da ecologia coincide com o que ele escreveu na Carta Encíclica Laudato Si, sobre o cuidado ambiental. Ao despedir-se o Pontífice agradeceu a visita pedindo que levassem a seu “maravilhoso povo e a seu grande País a amizade do Papa e a admiração de toda a Igreja católica”.

w JAPÃO poderá receber visita do Papa Francisco em 2019

w O SENHOR, destaque maior do evento em Palmas no sábado

Arquidiocese de Palmas realiza evento de adoração na capital Palmas, Tocantins - A Arquidiocese de Palmas realiza no próximo sábado, 15, o 23º Adorai, considerado o maior evento católico de adoração do Tocantins. Inspirado no tema “Tu porém, não tenhas medo servo meu. Não te apavores, pois aqui estou Eu, para te salvar” (Jr 30, 10), o encontro terá lugar na escola de Tempo Integral

Professora Elisângela Glória Cardoso. Com início às 8h, o evento contará com a participação de 35 caravanas de diversas cidades do interior. Segundo o organizador, padre Fábio Gleiser, a expectativa com o Adorai “é ajudar as pessoas a um encontro com Jesus Cristo, como tem pedido do Papa Francisco”.

A programação traz diversas atividades: pregações, momentos de adoração, orações, confissões e louvor. O encerramento será às 19h, durante a Santa Missa presidida pelo Arcebispo de Palmas, Dom Pedro Brito Guimarães. Para a participação no evento, basta levar um quilo de alimento não perecível, pede a coordenação.


10

Santa Missa

BELÉM, DE 14 A 20 DE SETEMBRO DE 2018

1º Caderno

Horários de Missas nas paróquias da Arquidiocese de Belém REGIÃO EPISCOPAL SANT’ANA

(Basílica Santuário) Nazaré - Belém Sábado: 7h, 8h30,12h,17h Domingo: 6h30, 8h, 10h, 16h30, 18h e 20h Telefone: 4009-8400

Telefone: 3297-7250

N. Sra. das Mercês (Reitoria) Comércio - Belém Sábado: 12h e 17h, Domingo: 12h e 17h

São Francisco de Assis (Capuchinhos) São Brás - Belém Sábado: 19h30 Domingo: 6h, 7h30, 9h30,18h, 20h Telefone: 3073-1500

Nossa Senhora de Fátima Icoaraci - Belém Terça, quinta e sexta: 18h30 Sábado: 19h - Domingo: 19h Telefone: 3297-7251

N. Senhora Auxiliadora Anita Gerosa (Aurá) - Ananindeua Domingo: 7h e 18h Telefones: 3255-3828

Sant'Ana da Campina Comércio - Belém Sábado: 12h (Igreja Matriz) Domingo: 7h (Col. D. Bosco) 9h (Igreja Matriz) Telefone: 3230-3734

Santo Antônio do Tucunduba Guamá - Belém Sábado: 19h30 Domingo: 7h e 19h30 Telefone: 3274 -9001

Jesus Bom Samaritano Tapanã - Belém Domingo: 7h30 e 19h30 Telefone: 3033-2004

N. Senhora das Vitórias Almir Gabriel - Marituba Sábado: 19h Domingo: 7h, 19h Telefone: 3292-0013

Nossa Senhora da Graça (Catedral) Cidade Velha - Belém Sábado: 19h, Domingo: 7h, 9h e 19h Telefone: 2121-3723/ 2121-3724

São Judas Tadeu Condor - Belém Sábado: 19h. Domingo: 7h, 9h e 19h Telefone: 3115-6020 Santa Teresinha do Menino Jesus Jurunas - Belém Sábado: 6h e 18h30 Domingo: 6h30, 8h30 e 18h Telefone: 3272-2251 Santo Antônio de Lisboa Batista Campos - Belém Sábado: 6h30, 12h, 17h e 18h30 Domingo: 8h, 11h, 17h, 18h30 e 20h Telefone: 3215-7004/ 3222-0097 Santíssima Trindade Campina - Belém Sábado: 16h,Domingo: 7h, 10h, 11h30, 17h30 e 19h Telefone: 3215-7007/ 3242-4917 Nossa Senhora da Conceição Cidade Velha - Belém Sábado: 18h30, Domingo: 7h, 9h e 18h Telefone: 3215-7006 São José Umarizal - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 11h e 19h Telefone: 3230-1633 Santa Luzia Jurunas - Belém De terça a sexta-feira: 19h Sábado: 18h30 Domingo: 7h; 9h; 18h30 Telefone: 3271-2146 Nossa Senhora de Lourdes Nazaré - Belém Seg a Sáb: 6h30 e 18h Domingo: 7h, 9h, 17h30 e 19h30 Telefone: 3223-5728 Nossa Senhora do Carmo Cidade Velha Sábado: 18h - Domingo: 7h REGIÃO EPISCOPAL SANTA MARIA GORETTI Santa Maria de Belém Terra Firme - Belém Terça: 19h Sábado: 19h - Domingo: 7h30 e 19h Telefone: 3253-5422 São Pedro e São Paulo Guamá - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h e 18h30 Telefone: 3283-6021/3259-0413 São José de Queluz Canudos - Belém Segunda a sábado: 6h30 e 19h Domingo: 7h, 10h, 17h e 19h Telefone: 3226-2612 São Domingos de Gusmão Terra Firme - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h e 19h30 Telefone: 3253-2656/3274-4746 São Miguel Arcanjo Cremação - Belém Sábado: 18h30 Domingo: 7h30, 11h e 18h30 Telefone: 3283-6022 Nossa Senhora de Fátima Fátima - Belém Sábado: 17h30 Domingo: 6h45, 8h30, 17h30 e 19h30 Telefone: 3266-1392/3226-0503 Santa Maria Goretti Guamá - Belém Domingo: 9h30 e 18h Telefone: 3283-6023 Nossa Senhora de Nazaré

REGIÃO EPISCOPAL SANTA CRUZ Imaculada Conceição Castanheira - Belém Sábado: 17h. Domingo: 7h e 19h Telefone: 3277-4642/98111-8110 São Sebastião Sacramenta - Belém Sábado e domingo: 7h, 17h e 19h Telefone: 3264-9060/3254-7354 Jesus Ressuscitado Marambaia - Belém Sábado: 18h Domingo: 7h, 10h e 18h Telefone: 3277-4643 São Geraldo Magela Val de Cans - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h30, 10h30 e 18h Telefone: 3257-7950 N. Sra do Perpétuo Socorro Telégrafo - Seg. a sábado: missa - 19h Domingo: missa: 7h, 8h30, 17h30 e 19 h - Telefone: 3233 1797 São Jorge Marambaia - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h, 17h e19h Telefone: 3277-4641 São Raimundo Nonato Umarizal - Belém Sábado: 6h30 e 18h Domingo: 6h30, 8h30 e 18h Telefone: 3277-4644 Santa Cruz Marco - Belém Sábado: 18h30 Domingo: 7h, 9h, 11h e 18h30 Telefone: 3277-4640/3276-0941 Nossa Senhora da Conceição Aparecida Pedreira - Belém Terça a Sábado: 18h Dom.: 7h, 9h e 18h/1ª Sexta-mês: 9h Telefone: 3233-4224/3276-9573 São Francisco Xavier Marco - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h e 18h Telefone: 3352-8845 N. Senhora, Mãe da Divina Providência Val de Cans - Belém Sábado:19h - Domingo: 7h e 19h Telefone: 3257-2388 Sagrada Família Curió Utinga - Belém. Sábado: 7h e 19h30 Domingo: 7h, 9h e 19h30 São João Paulo II Souza - Belém De terça a sábado: 18h Domingos: 8h e 18h Telefone: 3277-4062 Nossa Senhora de Loreto Marco - Belém Telefone: (91) 3355-6302 Sábado: 17h Domingo: 7h, 9h, 11h, 17h e 19h São Benedito Rua São Benedito, Barreiro Terça a sexta-feira - 19h Sábado - 8h (missa com crianças) Domingos - 7h30 e 18h30 REGIÃO EPISCOPAL SÃO JOÃO BATISTA São João Batista e Nossa Senhora das Graças Icoaraci - Belém Terça a sexta: 6h30 Sábado: 6h30, 17h, 20h Domingo: 7h e 18h

São Francisco de Assis Tapanã - Belém Domingo: 7h e 18h30 Telefone: 3258-8036

São Francisco das Ilhas Cotijuba - Belém Terça e quinta: 19h30 Sábado: 19h30 Domingo: 7h e 19h30 Telefone: 3247-1438 Nossa Senhora da Imaculada Conceição Outeiro - Belém Terça e quinta: 19h; Sábado: 9h Domingo: 7h e 18h Telefone: 3267-1174 Nossa Senhora do Livramento Icoraci - Belém Terça, quinta, sexta e sábado:19h Domingo: 7h e18h Telefone: 3288-4250 Divina Misericórdia Águas Negras - Icoaraci Terça a sexta: 18h30 Sábado: 17h e 19h30 (comunidade) Domingo: 7h e 19h 30 Santo Afonso de Ligório Pratinha - Belém Sábado: 19h Domingo: 8h30 e19h Telefone: 3258-1554/3274-8281 São Francisco de Assis Campina - Icoaraci Domingo: 7h, 9h e 18h30 De terça-feira a sexta-feira: 19h Telefone: 3297-0765 REGIÃO EPISCOPAL CORAÇÃO EUCARÍSTICO DE JESUS Coração Eucarístico de Jesus Catalina - Belém Sábado: 18h Domingo: 7h, 10h e 18h Telefone: (91) 3285-1433 Santa Edwiges Mangueirão - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h30 e18h Telefone: 3279-1654 N. Senhora Rainha da Paz Bengui - Belém Domingo: 7h, 9h e 18h30 Telefone: 3277-4645 Nossa Senhora do Bom Remédio Conjunto Satélite - Belém Sábado: 17h30 Domingo: 7h e 18h30 Telefone: 3289-5355/3248-1136 Natividade de Nosso Senhor Jesus Cristo Conjunto Sideral - Belém Domingo: 7h, 9h e18h Telefone: 3067-2017 Santa Luzia do Bom Futuro Cabanagem - Belém Sábado: 17h - Domingo: 7h e 19h São José de Anchieta Alameda Ns-13, 65 - Coqueiro Sexta - 7h30 Domingo - 7h; 18h Santa Teresinha do Menino Jesus Tenoné - Belém Domingo: 7h e 18h Telefone: 3289-5368 Nossa Senhora de Lourdes Coqueiro - Ananindeua Sábado: 17h. Domingo: 7h e 19h Telefone: 3275-2391 Santo Antônio de Pádua Coqueiro - Ananindeua Sábado: 19h. Domingo: 7h e 18h Telefone: 98152-2200 Arcanjo São Miguel Una - Ananindeua

Sábado: 19h Domingo: 7h30. 9h30 e 19h Telefone: 3234-4674 REGIÃO EPISCOPAL MENINO DEUS

Sagrado Coração de Jesus Júlia Seffer - Ananindeua Sábado: 19h Domingo: 7h30, 9h e18h Telefone: 3265-5413 Sagrado Coração de Jesus Distrito Industrial - Ananindeua Sábado: 19h Domingo: 7h, 8h30 e 17h30 Telefone: (91) 98855 - 2232

Área Missionária São Paulo, Apóstolo Rodovia BR-316 Domingo: 9h e 11h Telefone: 98292-9199 Santíssimo Sacramento Nova União - Marituba Sábado: 18h30 (Capela N. Sra. do Perpétuo Socorro) Domingo: 18h30 (Capela S. Francisco de Assis) REGIÃO EPISCOPAL SÃO VICENTE DE PAULO Cristo Rei Guanabara - Ananindeua Domingo: 7h, 9h30 e 19h Telefone: 3235-1405 Divino Espírito Santo Cidade Nova - Ananindeua Sábado: 7h. Domingo: 7h, 9h e 18h Telefone: 3263-0603 Santo Inácio de Loyola Icui Guajará - Ananindeua Domingo: 7h e18h Telefone: 991541971

Paróquia Nossa Senhora do Carmo Benevides Sábado - 19h Domingo - 8h e 19h Telefone: (91) 3724-1098

São Lucas Evangelista Guajará - Ananindeua Quinta : 7h e 18h30. Sexta: 18h30 Sábado: 9h e18h30. Domingo: 7h, 17h e 19h Telefone: 3353-0364

Menino Deus Centro - Marituba Domingo: 6h, 8h30 e 18h Telefone: 3237-8351

Santa Maria Mãe de Deus Maguari - Ananindeua Terça, quarta, sexta e sábado: 7h Quinta: 19h; Domingo: 7h e 19h Fone: (91) 3255-5284

N. Sra. de Nazaré Marituba - Quarta - feira Horário de Missa: às 19h Domingos: às 8h30 Telefone: 98040-5117 /98102 - 7344

Santa Teresinha Águas Lindas - Ananindeua Domingo: 7h30 e 18h Telefone: 9916-4548/99169-3443

N. Sra. das Graças Centro - Ananindeua Sábado: 19h Domingo: 7h e 19h Telefone: 3255-2654

N. Senhora de Guadalupe Coqueiro - Ananindeua Terça a sexta: 19h Sábado: 18h30 Domingo: 7h ,9h e18h Telefone: 3245-7440

N. Sra. do Ó Vila - Mosqueiro Sábado: 19h30 Domingo: 6h30, 9h30 e 19h30 Telefone: (91) 3771-1278

Cristo Peregrino Jaderlândia - Ananindeua De Segunda a Sábado: 19h Domingo: 7h,17h e19h Telefone: 3237-9891

São Pio X Águas Lindas - Ananindeua Domingo: 7h30 e 19h30 Telefone: 32155-2583

Santa Paula Frassinetti Cidade Nova VI - Ananindeua Segunda e quarta: 18h30 Terça e quinta: 19h30 Sexta: 7h. Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h, 18h Telefone: 3279-2620

Santa Rosa de Lima Independente - Benevides Terça a Sexta:18h, Sábado:17h, 19h Domingo: 07h30 e 19h Telefone: (91)3724- 1135 Bom Pastor Nova Marituba - Marituba Segunda a Sexta: 18h Sábado: 6h, 9h30 e 19h Domingo: 6h, 9h30 e 19h Telefone: 4106-0202 N. Sra da Conceição Praça Matriz - Benfica Domingo: 6h15 e 19h30 Telefone: 3450-8147 N. Sra da Conceição Carananduba - Mosqueiro Ter a Sex: 18h30 Sábado: 18h30 Domingo: 7h e 19h Telefone: 3772-1183 Santa Bárbara Centro - Santa Bárbara Domingo: 7h30 e 19h Telefone: 3776-1529 São Marcos Uriboca - Marituba Terça: 19h. Domingo: 7h e 19h Telefone: 3237-8351 Pedro Pescador Baía do Sol - Mosqueiro Ter a sexta: 19h (Igreja S. Sebastião) Quarta: Matriz - 19h Sábado:19h (Igreja São Sebastião) Domingo: 8h (Ig. S. Sebastião); 10 h 3 0 ( I g . D i v. E s p . S a n t o ) ; 19h ( Matriz) Telefone: 99919-4153

Transfiguração do Senhor Curuçambá - Ananindeua Sábado: 18h30 e 20h Domingo: 7h e 18h30 Telefone: 3286-8570 Santa Rita de Cássia Cidade Nova V - Ananindeua. Sábado: 6h30 e 17h30 Domingo: 6h30, 8h30, 7h30 e 19h30. Telefone: 3273-3191/ 3273-3310 Paróquia Santíssimo Redentor Icuí-Guajará - Ananindeua Sábado: 19h30 - Igreja Matriz Domingo: 7h - Igreja Matriz 9h - Comunidade Santo Afonso 17h - Igreja Matriz 19h - Comunidade Cristo Rei São Vicente de Paulo Paar - Ananindeua Domingo: 7h, 8h30 e 19h São José Operário Conj. Carnaúba, Icuí - Ananindeua Domingo: 7h e 18h Telefone: 3295-3545/3031-1172 Nossa Senhora do Amparo Cidade Nova 8 - Ananindeua Terça a Sexta: 19h - Sábado: 19h30 Domingo: 7h, 9h e 18h Telefone: 3287-2418 Santo André Apóstolo Coqueiro - Ananindeua Segunda a sexta - 19h Sábado: 19h45 - Domingo: 8h 19h Telefone: (91) 3235-1658

Não encontrou o horário das missas da sua paróquia aqui? Entre em contato com seu pároco ou com a secretaria da sua paróquia e solicite que nos informem para podermos publicar.


1º Caderno

Fundação Nazaré 11

BELÉM, DE 14 A 20 DE SETEMBRO DE 2018 LUIZ ESTUMANO

w O SANTO TERÇO às 14h30 dá início à celebração mensal

N

esta sexta-feira, dia 14, a Arquidiocese de Belém e a Fundação Nazaré de Comunicação celebram a Missa em Ação de Graças pela vida dos benfeitores que formam a Família Nazaré. A celebração eucarística acontece uma vez por mês, sempre na primeira sexta-feira. Entretanto, neste mês de setembro, a primeira sexta-feira coincidiu com o feriado do Dia da Independência do Brasil. Por isso, excepcionalmente,a Missa ficou para essa data. Revestida de especial importância para a Arquidiocese de Belém, a Missa é celebrada na capela da Fundação Nazaré de Comunicação com a finalidade de agradecer a Deus por cada pessoa que todos os meses exercem com fidelidade o seu compromisso de contribuir para a manutenção dos veículos de comunicação da Arquidiocese, sustentados pe-

LUIZ ESTUMANO

w INTERCESSÃO Missa destinada a agradecer a Deus pelos benfeitores

Sexta-feira, dia 14, às 15h, Missa pela Família Nazaré Com Terço Mariano e transmitida ao vivo pela TV Nazaré la Fundação Nazaré de Comunicação. A Fundação Nazaré, por sua vez, empenhase na preparação de toda a estrutura para a Rede Nazaré de Televisão transmitir ao vivo a Santa Missa, que é antecedida pela oração do Santo Terço, a cargo do Movimento Arquidiocesano do Terço dos Homens Mãe Rainha. O Terço Mariano começa às 14h30 e, às 15h, tem início a Santa Missa. O benfeitor pode comparecer á capela da Fundação Nazaré. Mas se por alguma razão não puder ir à sede da instituição, pode acompanhar a Santa Missa ao vivo pe-

los veículos da Fundação - Rádio Nazaré FM – 91.3 Mhz, pelo site da Fundação Nazaré (www. fundacaonazare.com. br) buscando os links da Rádio Nazaré FM e da TV Nazaré ao vivo, e ainda pelas redes sociais, a exemplo do Facebook, através da fanpage da Fundação Nazaré. CELEBRANTE - A Santa Missa será presidida pelo padre José Reinaldo Ferreira, pároco da Paróquia São Benedito, localizada no bairro do Barreiro. A Missa contará com a presença de um grupo de paroquianos que acompanham o sacerdote, a fim de conduzir ao presbitério

a imagem de São Benedito, uma vez que aquela paróquia encontra-se em período de peregrinação com vistas à festividade de seu padroeiro. A participação da Família Nazaré ajuda a Igreja de Belém a manter a Fundação Nazaré de Comunicação, instituição que tem a missão de propagar o trabalho de evangelização diocesana para toda a Amazônia Legal, e para o mundo pelos veículos da mídia arquidiocesana. LOCAL - A Missa pelos benfeitores da Família Nazaré é celebrada na capela da Fundação Nazaré de Comunicação. A Fundação Nazaré fica na

avenida José Malcher, 915, edifício Paulo VI, no bairro de Nazaré. AO VIVO - A TV Nazaré transmite ao vivo a Missa para toda a Amazônia Legal pela Rede Nazaré de Televisão, canal 30.1 ou na sintonia da sua cidade - a partir das 14h30, com a oração do Santo Terço, seguido da celebração eucarística. A Missa pode também ser acompanhada pelos outros veículos da Fundação Nazaré, como a Rádio Nazaré FM - 91.3 Mhz, e pelo Facebook (fanpage da Fundação) e pelo canal da Fundação Nazaré no Youtube. TERÇO - Já é de costume também que a Mis-

sa pela Família Nazaré é sempre precedida do Terço Mariano, rezado pelo Movimento Arquidiocesano do Terço dos Homens “Mãe Rainha”. O Santo Terço tem início às 14h30. Às 15h, começa a Santa Missa.

SEJA UM BENFEITOR - Quem não faz par-

te ainda da Família Nazaré pode cadastrar-se no Portal Nazaré (www. fundacaonazare.com. br), através do link Doação on line, ou ligue para o número 4006-92110. Dessa maneira, qualquer pessoa que queira contribuir com a missão evangelizadora da Arquidiocese de Belém, assume esse compromisso e passa a fazer parte da família de benfeitores (Família Nazaré). A contribuição dos benfeitores da Família Nazaré é um dos principais fatores que concorre para o êxito da evangelização, realizada pelos diversos projetos pastorais da Igreja de Belém.

Parabéns para você! DIVULGAÇÃO

M

eu Senhor e meu Deus, te agradeço pela minha vida. Que ela seja por ti e para ti. Te adoro, Senhor! Agradeço à Virgem Maria, ao Glorioso São José e aos arcanjos por toda a proteção da minha vida e da família amada. CRISTIANE CHAGAS XIMENES MOREIRA, bióloga, 44 anos 17/09

14/09 Maria Varela da Silva Exaltina França da Trindade Maria tereza abdon Alves Rosalina Lobato Ribeiro Rosa Maria Mota da Silva Osvaldo Emerson de Souza Lima 15/09 Rauzilda Leão

Roque Ribeiro Souza Maria dos Santos Soares Cardoso Maria de Nazaré Valente Maria das Dores da Paixão Ramos Maria Antonete Terezinha Ferreira e Ferreira Carmen Lúcia Santos Carvalho Maria de Nazaré Duarte Rodrigues Raimundo Barbosa dos Santos José Maria Pacheco Neri Maria Vera Lúcia Martins Walena Madeira Machado da Silva Sérgio Bittencourt Prazeres Benedito Magno Coelho Costa Ana Júlia Silva Costa Kátia Cistina Santo dos Santos Rita de Cássia Matos Carneiro Lúcio Alcântara Damasceno Maria das Dores dos Santos Miranda 16/09 Dionéa Cardoso Nobre Claida Edith Palha Vasconcelos Ametista Lauro do Couto Felipe Resque Goncalvez Maria do Socorro Guimarães Cristiana Magno Charone Sebastiana Cardoso Paes Dídimo Freitas Figueiredo Lourival Beltrão Martins Júnior Ana Cláudia de Souza Silva Rony José Nunes de Souza Thaís Cardoso dias 17/09 Raimunda Melo de Oliveira Maria de Nazaré Pena Bahia Raimunda de Souza Falcão Regina de Souza (in memorian) Maria de Fátima Ferreira de Sousa Raimundo Álvares Moreira Júnior

Regina Anaissi Luiz Carlos de Carvalho Maria Telma Araújo Roberto Carlos Dantas Andrade Cristiane Chagas Ximenes Moreira Benieriton Monteiro Barbosa - 17 18/09 Raimunda Fernandes Mendes Georgina Souza Lima Onedina Rodrigues Lobato Maria do Perpétuo Socorro Silva Almeida Márcia Conceição Oliveira e Silva Maria Tereza Gurgel Murta Arquimimo de Oliveira Cardoso Júnior Lucimar Auxiliadora Monteiro Lima Paes Neusalina do Socorro Monteiro Muribeca Andréa Solon Maria Zenaide Sampaio Batista 19/09 Januária Constância da Costa Almeida Maria Lindalva Costa Gatinho w

Bernadete Maria Pereira Lima Claudionor Cardoso de Carvalho Maria Silva Gurjão Augusto Daniel Barata Ferreira Ângela Maria Maués Maria do Socorro Bastos Bittencourt Raimundo Germano Silva de Amorim Ana Cristina da Silva Tavares Rita de Cássia Pinheiro Souza Kellen Cristine Souto Silva Danin Neyla Rosa Nascimento Laranjeira Casal Marco Antônio Teixeira e Ciane Helena do Nascimento Cardoso 20/09 Nazaré Lima de Melo Benedita Rosiclair Corrêa Pinheiro Alaíde Maria Ferreira Elizabeth de Fátima Portugal Roberto Porpino de Oliveira Ana Maria Soares Pinho Fernandes Socorro de Nazaré Martins Belarmino Gilcélia Melo Costa

Aniversário natalício de padres e diáconos diocesanos 15/09 - Pe. Antônio Idarcy Mattiuz 16/09 - Frei Luiz Carlos Albim 17/09 - Diác. Benedito Balieiro da Silva 18/09 - Pe. Jaime Bernardi 18/09 - Diác. Milber das Mercês Corrêa Dias 19/09 - Pe. Luis Mosconi 19/09 - Diác. Manoel Gomes da Silva

w

Aniversário de ordenação dos padres e diáconos diocesanos 17/09 - Pe. Paolo Andreolli 17/09 - Diác. Emanoel Nazareno Martins Brito

AJUDE A MANTER A FUNDAÇÃO NAZARÉ DE COMUNICAÇÃO. LIGUE PARA 4006-9200 E SEJA SÓCIO DA FAMÍLIA NAZARÉ.


12

Igreja

BELÉM, DE 14 A 20 DE SETEMBRO DE 2018

1º Caderno FOTOS: DIVULGAÇÃO

w JOVENS de toda a arquidiocese estão convidados a participar

w DIVERSAS atividades juvenis antecedem a Missa da Juventude

Missa com a Juventude da Arquidiocese de Belém no dia 23 É

um compromisso da Arquidiocese de Belém a Missa preparada especialmente para a juventude arquidiocesana, com participação das lideranças do Setor Juventude arquidiocesano. No próximo dia 23 a celebração eucarística será para a Região Episcopal São João Batista, prestigiada por todas as paróquias daquela re-

gião. A Santa Missa será no Centro Educacional de Icoaraci (CEI), localizado na rodovia Augusto Montenegro, 650, no bairro da Agulha. PROGRAMAÇÃO - A programação inicia às 14h com a acolhida à juventude, antecipando a chegada de Dom Antônio de Assis Ribeiro, às 14h30. Ele é um dos bispos auxiliares de Be-

Missa reunirá os jovens da Região Episcopal São João Batista lém e Bispo Referencial para o Setor Juventude na arquidiocesano. Momentos que antecedem a Missa são de congraçamento entre os jovens. Às 15h terão início as apresentações preparadas pelas expressões juvenis especialmente para a ocasião, um bate-papo com

a juventude, apresentação de peça teatral ás 16h e às 17h, a culminância de tudo com a Santa Missa. Participe! A MISSA - É uma celebração que tem a finalidade de promover um avivamento na missão juvenil arquidiocesana, visando fortalecer a vivência da fé entre os jovens e incentivar a unidade pastoral das atividades juvenis nas paróquias, a Arquidiocese de Belém estabeleceu a ce-

lebração da Santa Missa nas regiões episcopais como uma oportunidade para a confraternização dos jovens que tomam para si o desafio de evangelizar. A programação é uma iniciativa da Arquidiocese que começou no dia 22 de abril deste ano, reunindo no ginásio Almir Gabriel (Abacatão), em Ananindeua, a juventude das paróquias da Região Episcopal São Vicente de Paulo. A par-

tir de então, as atividades vem acontecendo nas demais regiões episcopais, segundo um cronograma pré-estabelecido e orientado pelo Bispo Auxiliar de Belém, Dom Antônio de Assis Ribeiro, Referencial da Juventude em nível arquidiocesano em Belém. Ainda será celebrada a Missa para a juventude Região Episcopal Coração Eucarístico de Jesus no dia 25 de novembro deste ano.

w MISSA principal momento da programação com a juventude

eu indico

E

u indico o livro “Todos os caminhos levam a Roma”, Scott e Kimberly Hanh, porque a história me incentivou a conhecer ainda mais a beleza da Igreja Católica, além de fortalecer a minha fé com o belo testemunho de alguém que criticava a Igreja de Cristo e, que ao procurar argumentos reais para continuar criticando, começou a se apaixonar pela Igreja.

MARIA ÂNGELA MORAES,

universitária, 25 anos

BOA DICA

LIVROS E CD'S

n BÍBLIA: PERGUNTAS QUE O POVO FAZ – Livro (Paulus, R$ 24,00)

O

autor, Frei Mauro Strabeli, parte das perguntas mais frequentes que o povo faz ao ler a Bíblia. Embora se apoie em especialistas para mostrar como caminham hoje os estudos bíblicos, o autor par tilha integralmente das preocupações pastorais que procuram tomar a Bíblia como instrumento de organização e reflexão das comunidades engajadas no projeto de Deus. O trabalho de responder às perguntas mais comuns liberta a leitura da Bíblia dos entraves que dificultam a compreensão do que o texto tem a dizer sobre a caminhada social e histórica do povo de Deus.

n UMA ÚNICA CONTA DO ROSÁRIO – Livro (Paulinas, R$ 31,40)

N

arrativa da história da família de Kate, reunida para uma oração no local do acidente de avião que tirou a vida de sua avó. Subitamente, Kate encontra uma conta do rosário de sua avó - a que traz suas iniciais gravadas! Outras contas são encontradas e sua família se vê envolvida em uma jornada misteriosa, repleta de eventos inexplicáveis que não parecem apenas coincidências, mas verdadeiros milagres! Leitura fascinante sobre amor, família e fé, destinada a adolescentes e jovens, mas certamente irá cativar também aos adultos e renovar sua confiança em Deus, diante de temas como luto, depressão, sentimento de culpa, perdão e o poder da oração, mostrando como é importante a união familiar sob a intercessão de Maria, a Mãe do Céu, e a força do Senhor.


BELÉM, DE 14 A 20 DE SETEMBRO DE 2018

Caderno Dois

Leitores do jornal Voz de Nazaré ganham cartaz do Círio

LUIZ ESTUMANO

A peça circula encartada no semanário arquidiocesano

w LANÇAMENTO do cartaz meses antes do Círio, na praça Santuário

A

LUIZ ESTUMANO

Arquidiocese de Belém e a Fundação Nazaré de Comunicação presenteiam os leitores do Jornal Voz de Nazaré com o cartaz oficial do Círio de Nossa Senhora de Nazaré deste ano. A peça estabeleceuse como um dos ícones representativos que remetem à maior festa religiosa de devoção mariana do Estado do Pará. O cartaz circulará na edição nº 841 do semanário arquidiocesano, que compreende o período de 14 a 20 de setembro de 2018. A lembrança para os leitores do jor-

nal associa-se aos plenos preparativos para o Círio deste ano que tem como tema “Uma jovem chamada Maria”. A Arquidiocese de Belém divulgou o cartaz no dia 26 de maio, durante Missa Solene na Basílica Santuário de Nazaré, presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa. Diferentes cores, estilos e estampas sagradas já ornamentaram a peça que tem sempre como destaque a imagem de Nossa Senhora de Nazaré, em primeiro plano.

O histórico em torno do cartaz do Círio dá conta de que o mais antigo deles é uma peça de 1909, entretanto, foi somente na década de 70 que os fiéis o tomaram como relevante símbolo da festividade nazarena, e responsável por boa parte da divulgação da festa mariana não somente no Pará, mas mundo afora. O cartza tem 64 cm de altura por 46 cm de base em formato vertical. No ano de 2001 houve uma variação da tradição e o cartaz teve formato na horizontal.

SORTEIO PARA A FAMÍLIA NAZARÉ

w CÍRIO FLUVIAL terá a participação dos benfeitores da Família Nazaré CAMPANHA SEJA MAIS UM - Colabore com a obra

de evangelização da Arquidiocese sendo mais um benfeitor da Fundação Nazaré de Comunicação. O cadastro pode ser feito pessoalmente na sede da Fundação, situada na avenida José Malcher, nº 915 – Edifício Paulo VI, Nazaré, de segunda a sábado, das 7h às 19h. Ou pelos sites oficiais (www.sejamaisum. com), (www.fundacaonazare.com.br), ou pelo telefone (91) 4006-9211. Se preferir entrar em contato por e-mail, envie mensagem para famjor@fundacaonazare.com.br e faleconosco@fundacaonzare.com.br

Almejando contemplar os benfeitores da Família Nazaré neste tempo do Círio de Nazaré, a Arquidiocese de Belém irá sortear 10 ingressos para acompanhamento da Romaria Fluvial. O sorteio será no dia

9 de outubro por ocasião da visita da imagem Peregrina de Nossa Senhora de Nazaré à Fundação Nazaré e à Cúria Metroplotana de Belém, dias antea do Círio. Para participar do sorteio, o sócio benfei-

tor deve estar em dias com a sua contribuição mensal. Cadastre-se e ajude a Arquidiocese a evangelizar. Contribuintes em dia poderão participar do Círio Fluvial deste ano com a Arquidiocese de Belém. Participe!


2

Igreja

BELÉM, DE 14 A 20 DE SETEMBRO DE 2018

2º Caderno

Miscelânea Côn. Cláudio Barradas (claudiobarradaspe@gmail.com)

E

m prosseguimento à síntese cronológica, que aqui venho fazendo, há várias edições de “Miscelânea”, do culto à Virgem de Nazaré em nossa Belém, começo esta de agora vendo o que, na passada, por meu espaço ter chegado ao fim, teve de ficar de fora. 1986: - Com o parecer favorável do doutor Clóvis Moraes Rêgo, em nome do Conselho de Cultura e apoio do Governo Jader Barbalho, vem à luz “Círio - Painel de Vida”, de autoria de Mízar Bonna. - O Programa do Círio torna-se revista, com fotos coloridas e em preto e branco e vários artigos, quer informativos, quer formativos. - O tenente Orlando Bezerra de Souza, um não católico que, como já informei, detalhadamente, numa das edições, desde 1966, por dezoito anos interruptos, comandou o ritmo da corda com seu apito, - um silvo e ela se punha a andar, dois silvos e ela parava - é obrigado a não mais fazê-lo, premido

A propósito do Círio (40) pela idade e por sério problema de saúde, com ênfase na audição. Seu depoimento: “O que se vê na corda é fé mesmo. Ninguém faria isso por um simples folclore.” - Introduzida a Romaria Fluvial, ideia do falecido historiador Carlos Rocque, presidente da Paratur, órgão do Governo do Estado, cuja função cuidar do turismo, aceita imediatamente pelo Arcebispo Dom Alberto Gaudêncio Ramos. Acontece no sábado que antecede o Círio, pela manhã. Após a Santa Missa no Trapiche de Icoaraci, a imagem da Senhora da Berlinda é trazida solenemente, numa corveta do 4º Distrito Naval, seguida de mais de uma centena de embarcações, até à Escadinha do Cais do Porto, na Presidente Vargas, e levada processionalmente até o Colégio Gentil, à frente da Romaria dos Motoqueiros, a cada ano mais

DIVULGAÇÃO

w DGHGHGH Aghghgh

numerosa. 1987: - O Padre carioca Antônio Maria Borges, ao vir a Belém para o Círio, lança, em disco da gravadora de Carlos Santos, o belo hino, salvo engano, letra e música de sua autoria, “Senhora da Berlinda”, que logo pegou, sendo considerado, com toda a razão, o “hino do Círio”. Isso é tudo que sei dos anos 80. Como ainda

tenho espaço, entremos logo nos anos 90. 1990: - No domingo que medeia a Festividade, 21 de outubro, pela manhã, logo após a Missa, acontece a primeira Romaria das Crianças, cujo trajeto, com duração de cerca de uma hora, se tanto, as imediações da Basílica. À chegada à praça Santuário, bênção com a imagem da Virgem de Nazaré,

que a presidira. - Grande parte do trajeto do Círio recebeu projetores de som, com o que unificou-se o som da grande romaria, possibilitando ao povo cantar e rezar as mesmas coisas, ao mesmo tempo, animado pela pastoral da Comunicação da Arquidiocese, posicionada, salvo engano meu, na Concha Acústica, situada na Praça Santuário. - A Trasladação, cujo trajeto mudou muitas vezes, a partir desse ano passa a ter o mesmo do Círio, só que em sentido inverso. Nos anos 50, se não me falha a memória, ao sair do Gentil, ela vinha pela Avenida Nazaré, dobrava à direita pela Generalíssimo Deodoro até à São Jerônimo, atual Governador José Malcher, seguia por ela até em frente ao Palacete Bolonha, dobrava na Doutor Moraes, seguia até à Avenida Nazaré on-

de dobrava em direção à Praça da República, passava por ela, seguindo pela Presidente Vargas, antiga 15 de agosto, dobrava na Santo Antônio, indo por ela e pela João Alfredo, passava ao lado da Praça do Relógio, dava a volta por todo o Largo da Sé até, finalmente, (uf!) chegar à Porta Central da Igreja da Sé, em cujo interior pernoitava até à manhã seguinte, dia do Círio. Como se pode ver, eram voltas e mais voltas, quase todas, em meu entender, desnecessárias, pura perda de tempo, coisa de que Nossa Senhora, perfeita como é, certamente não aprovava. Não fosse ela paciente e compreensível, e teria reclamado: parem de fazer meu povo sofrer. Diminuam esse trajeto! Para ela não me dizer o mesmo, vou ficando por aqui. Até à próxima edição, se for vontade de Deus. Shalom!

Santos da semana Diác. Benedito Otávio (artpresent@superig.com.br)

18/09 - TERÇA-FEIRA. São José Copertino - Sacerdote e Místico.

14/09 - SEXTA-FEIRA. Santa Notburga de Eben - Doméstica.

Nascida em 1265, Áustria. Trabalhou como cozinheira no castelo de Henry County. Em meio à fartura e ao desperdício (coisa muito corriqueira em nossas casas; restaurantes; até em nossas famosas “partilhas” nos grupos da igreja), ela dava as sobras aos pobres. Foi repreendida, pois era para dar aos porcos. Acabou despedida. Foi então trabalhar nos campos em Eben. Seu capataz era rude. E, não aceitava que parassem o trabalho para rezar, jogou sua foice nela e o instrumento paralisou no ar. Isso causou grande espanto. O conde, seu antigo patrão, chamou-a de volta, pois atribuía grande desgraça ao fato de tê-la despedido.

Em Nápoles, Itália, nascia em 1603 o pequeno José em um estábulo, assim como Nosso Senhor. Quando jovem, entrou para o convento Capuchinho, porém pediram-lhe para sair, devido à confusão vocacional que tinha na mente. Sofreu muito mas não desistiu e acabou sendo aceito pelos Franciscanos. Tinha dificuldade de estudar, porém manifestou os dons de cura e levitação. Tornou-se consultor de padres, bispos e até cardeais, pelas respostas ricas em sabedoria, mesmo com pouca instrução. Faleceu em 1663 aclamado como “santo súbito", isto é, santo já!

15/09 - SÁBADO. Santa Caterina Fieschi Adorno de Gênova - Viúva e Fundadora.

19/09 - QUARTA-FEIRA. Nossa Senhora de la Salette - Memória facultativa.

O exemplo desta santa nos mostra a diferença da vida com a caridade, que supera o tédio, a mesmice e outros males que engordam, causam doenças e, principalmente, afastam-nos de Deus. De uma das principais famílias genovesas do séc. XV, sua vida parecia estar toda traçada: obedecendo às tradições, casou à força com um conde, que depois veio a falecer. Foi pioneira em trabalhos pastorais, um modelo na expansão leiga na Igreja mais tarde. Fundou a Sociedade do Divino Amor, seguida por outros grupos de cidades italianas.

França, montanhas de la Salette, 1846. N. Sra. aparece a dois adolescentes, Maximino, 11, e Mélanie, 15 anos. Sentada numa pedra, com as mãos no rosto, a chorar pela humanidade. Ficando de pé, chamou-os. Trazia no pescoço um crucifixo com um martelo (o pecador que crucifixa Jesus) e um alicate (o virtuoso que arranca os pregos pela sua fidelidade). Assim como em Lourdes e Fátima, em la Salette ela pede oração e luta para a conversão.

16/09 - 24º DOMINGO TEMPO COMUM. São Cornélio e São Cipriano - Papa e Bispo Mártires.

Cornélio foi papa de 251 a 253, durante a dura perseguição do imperador Décio. Era uma época em que a coragem predominava. Quem não a possuía não era considerado cristão, mas Cornélio foi brando com irmãos que não confessavam a fé fervorosamente, causando um cisma entre os bispos, mas Cipriano, famoso orador e escritor, colocouse ao lado do santo padre. Cornélio morreu no exílio em 253 e Cipriano foi decapitado em 258.

17/09 - SEGUNDA-FEIRA. São Roberto Belarmino - Bispo e Dr. da Igreja.

Viveu entre os séc XVI e XVII, lutou contra os erros do protestantismo na sua obra “Controvérsias”. Redigiu um catecismo popular e muitas outras obras. Destacou-se como exegeta, comentando os Salmos. Foi diretor espiritual de São Luís Gonzaga. Nomeado cardeal, entregou-se com zelo a seu ofício, sendo modelo de prelado e pastor de almas. Foi conselheiro de vários Papas, aos quais, com coragem e evangélica franqueza, não hesitava em censurar respeitosamente. Faltou muito pouco para ser eleito papa.

20/09 - QUINTA-FEIRA. Santos André Kim Taegón e 102 companheiros - Mártires.

A Igreja coreana tem uma característica incomum das outras terras de missão que foram evangelizadas por missionários estrangeiros. O cristianismo chegou lá pelos próprios leigos, que, nas viagens que faziam à China (evangelizada pelos Xaverianos), trouxeram a novidade cristã à sua pátria. Não foram aceitos, sendo mortos entre 1785 e 1882. André, família nobre e católica, tornou-se sacerdote para trabalhar melhor pela Igreja de Cristo. Morto por decapitação, com outros padres, homens, mulheres e crianças.


2º Caderno

A

Faculdade Católica de Belém promove a Jornada de Estudos Ratzingeriana: a Teologia de Joseph Ratzinger, no dia 22 de setembro, das 9h às 18h, no auditório Guará da instituição, localizado na Rodovia BR 316, Km 6, bairro de Águas Lindas, em Ananindeua. O evento objetiva o aprofundamento teológico dos alunos da faculdade, mas também de toda a sociedade, visando levála a refletir e crescer do ponto de vista intelectual acadêmico. Na ocasião, haverá o lançamento do livro “Bento XVI, a Igreja Católica e o Espírito da Modernidade”, de Rudy Albino de Assunção. A iniciativa foi encorajada pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) que durante a Assembleia Geral realizada em 2017 fundou a “Sociedade Ratzinger do Brasil”, responsável pela tradução em Língua Portuguesa e edição da Opera Omnia, (obras completas) do teólogo Joseph Ratzinger, assim como a difusão da teologia, através da promoção de encontros, congressos, simpósios sobre a teologia de Joseph Ratzinger. A Jornada de Estudos terá como conferencistas Rudy Albino, atualmente coordenador do curso de Teologia do Centro Universitário Católica (UniCatólica) - Quixadá (CE), Joel Gracioso Faculdade São Bento (SP) e do padre João Paulo Dan-

Arquidiocese

BELÉM, DE 14 A 20 DE SETEMBRO DE 2018

3

Faculdade realiza Jornada de Estudos Ratzingeriana, dia 22

Promover conhecimento, estimular grupos de estudos e enriquecimento intelectual do Concílio Vaticano II e, depois do Concílio, foi um dos teólogos que interpretaram corretamente o Concílio Vaticano II. Influenciou, participou e interpretou corretamente o Concílio Vaticano II”. LANÇAMENTO

“Bento XVI, a Igreja Católica e o espírito da modernidade” é o nome do livro de autoria do leigo Rudy Albino de Assunção, que será lançado na ocasião pela Paulus editora. Sinopse do livro: Igreja e modernidade: duas palavras que, frequentemente, são colo-

cadas em lados opostos, causando confusão e desentendimentos. Mas muita coisa mudou a partir do Concílio Vaticano II (1962-1965), embora haja quem afirme que a postura eclesial não permaneceu a mesma no pontificado de Bento XVI. Mas afinal, Bento XVI é um papa moderno, antimoderno ou pós-moderno? É o que este livro pretende esclarecer a partir de um estudo abrangente sobre a obra do Papa Emérito, a fim de apresentar o seu pensamento sobre as aproximações e confrontos entre a Igreja e o mundo moderno.

INSCRIÇÕES tas, vigário da Catedral Metropolitana de Belém, docente na Faculdade Católica de Belém e coordenador do setor de pós-graduação e extensão, e na Facoltà di Teologia di Lugano. O evento será dividido em seis conferências. Segundo o padre João Paulo, um dos conferencistas, a jornada busca a promoção do conhecimento: “Promover o conhecimento, estimular grupos de es-

tudos e o enriquecimento intelectual, acadêmico de pessoas interessadas no tema; um pensamento muito atual, contemporâneo que enfrenta as grandes questões da atualidade, como, por exemplo, o relativismo, uma sociedade que tenta viver como se Deus não existisse. Joseph Ratzinger foi eleito papa em 2005, assumindo o nome de Bento XVI. Em 2013 renunciou à Cátedra de

Pedro, tornando-se papa emérito. Padre João Paulo explica porque ele é um personagem singular, considerado internacionalmente um dos maiores teólogos: “Ele foi um dos teólogos que mais influenciaram o Concilio Vaticano II. Ele é um precursor da Teologia do Vaticano II, e por outro lado trabalhou diretamente nas comissões que escreveram os principais documentos

Os interessados de participar podem se inscrever presencialmente na Faculdade Católica de Belém, situada na Rodovia BR 316, Km 6, bairro de Águas Lindas, em Ananindeua. Informações pelo telefone: (91) 3255-2324 / 98442-5713 (WPP). Também na Catedral Metropolitana de Belém, situada na Praça Dom Frei Caetano Brandão, bairro

Cidade Velha, Belém. Informações: (91) 2121-3722 ou 21213723. Ou, ainda, pelo site http://catolicadebelem.com.br/. O investimento é de R$15,00 com Certificado de Horas Complementares. A jornada que será realizada em Belém será semelhante às que ocorrerão em 2019, em São Paulo, Manaus, Fortaleza e outros lugares.

Encontro dos Crismandos e Crismados com Dom Alberto No dia 30 deste mês acontecerá mais uma edição do Encontro de Crismandos e Crismados com o Arcebispo de Belém, Dom Alberto Taveira, no Ginásio Poliesportivo Municipal de Marituba, das 8h às 12h, com expectativa de público de quatro mil pessoas. O evento cujo tema “Vocação, um chamado à santidade” e o lema “Eu vos escolhi” (Jo15,16b), acontece anualmente e é promoção da Arquidiocese de Belém, através da Pastoral da Catequese. Seu objetivo principal: evidenciar a unidade da Igreja em Belém aos jovens e adultos, que fazem ou fizeram sua caminhada de iniciação à vida cristã com o sacramento da crisma. Dom Alberto Taveira se dirige aos jovens e adultos como o pastor que conduz o rebanho e estes por sua vez têm a oportunidade de conhecer de modo muito mais sensível o que é pertencer ao corpo místico de Cristo, a Igreja. Os jovens serão motivados a

LUIZ ESTUMANO

w DOM ALBERTO Arcebispo de Belém

juntar-se aos agentes de pastorais e demais fiéis das paróquias e comunidades das sete Regiões Episcopais da Arquidiocese e partilharem entre si vivências comunitárias de diferentes realidades. Em harmonia com a campanha da CNBB, “Cada Comunidade Uma Nova Vocação”, a preparação para o dia 30 dar-se-á através das peregrinações de oratórios pelas paróquias da arquidiocese, com o intuito de motivar o público a rezar pelas vocações de suas comu-

nidades e suscitar respostas positivas ao chamado de Deus e, no dia do encontro, poder celebrar os momentos e experiências vocacionais vividos através de oração, louvor, reflexão e Santa Missa. A programação iniciase às 8h com acolhida, seguida da abertura com a entrada dos oratórios que peregrinaram às sete regiões episcopais. Às 9h haverá apresentação da temática e, logo após, a palavra do Arcebispo Metropolitano. E mais: apresentações e Santa Missa.


4

Arquidiocese

BELÉM, DE 14 A 20 DE SETEMBRO DE 2018

Movimento Legião de Maria comemora aniversário em Belém

2º Caderno FOTOS: DIVULGAÇÃO

Os 60 anos do movimento é celebrado com missa na Basílica

w HOMENAGENS ao fundador do movimento

w CELEBRAÇÃO eucarística reuniu um número expressivo de legionários na Basílica Santuário

O

s 60 anos do Movimento L egião de Maria na Arquidiocese de Belém foi marcado com Missa em Ação de Graças na Basílica Santuário de Nossa Senhora de Nazaré, no sábado, dia 8 de setembro. A celebração eucarística foi presidida por Dom Irineu Roman, um dos bispos auxiliares de Belém, estavam presentes os legionários adultos e os jovens, cujo compromisso é a evangelização das famílias. A celebração ocorreu pela manhã e reuniu um número expressivo de legionários, entre eles os jovens, que estavam participando da 6º edição do “Encontro Estadual da Juventude Legionária”, com o tema “Somos filhos consagrados da Virgem Imaculada” e o lema “Totus Tuus Maria”. O evento ocorre a cada dois anos e celebrou o

Jubileu de Brilhante do movimento, nos dias 7, 8 e 9. O Movimento leigo abrange as sete Regiões Episcopais da Arquidiocese de Belém, sendo seu diretor espiritual o

padre Rafael Brito, pároco da Paróquia de São Judas Tadeu, no bairro da Condor. Atualmente cerca de 15 mil membros das categorias ativos e auxiliares compõem o movimento, que tem co-

mo missão evangelizar as famílias, através de visitas a hospitais e aos lares e posteriormente encaminhá-los para o auxilio nas pastorais. Em Belém, a sede do movimento fica locali-

zada na Avenida Gentil Bittencourt, 3064, bairro São Brás. A aposentada Maria Onete Torres, 83 anos, legionária há 30 anos, assim destaca a Legião de Maria: “Para mim é um movimento completo para os adultos e para os jovens legionários. É um trabalho bem visto pelos bispos. Na nossa sede, nós temos

uma galeria dos bispos de Belém, com fotos de Dom Alberto Gaudêncio Ramos, Dom Vicente Joaquim Zico, Dom Orani João Tempesta e Dom Alberto Taveira Corrêa,. Todos eles reconheceram a importância do movimento. Exclusivamente realizamos visitas e orações,. Para mim a Legião de Maria é tudo”.

TRAJETÓRIA DO MOVIMENTO A Legião de Maria é um movimento leigo, formado por grupos de pessoas da Igreja Católica que têm como vocação a missão evangelizadora de Jesus Cristo. Sua espiritualidade mariana consiste em celebrar e testemunhar com a Virgem Maria o mistério de Cristo, levando Maria ao mundo, porque considera esta uma forma infalível de conquistar o mundo para Jesus. O movimento foi fundado por Frank Duff, em Myra Rou-

YOUCAT

se, Dublin, na Irlanda, em 7 de setembro de 1921. A organização nascente ficou conhecida, no início, como “Associação de Nossa Senhora da Misericórdia”. Foi rapidamente crescendo e dando origem a novos grupos. Em 1928, expandiuse para outros países. Chegou ao Brasil em 7 de julho de 1951. Aqui o primeiro grupo formou-se na Igreja Nossa Senhora de Fátima, no Rio de Janeiro, trazido pelo irmão João Cref, MS, que conhe-

cera o movimento em Paris. No Estado do Pará o movimento foi fundado em 1958, na cidade de Belém. Logo se expandiu pelo interior, mais precisamente pelas cidades de Soure, Santarém, Altamira, Castanhal e Santa Izabel. A primeira Cúria de Belém surgiu em 1962, com o nome de Maria Imaculada. O crescimento foi contínuo, abrangendo várias regiões dos Estados do Pará e Amapá. A Legião é atuante

nas Dioceses de Castanhal, Santarém, Bragança, Conceição do Araguaia, Amapá, Marabá, Ponta de Pedras, Óbidos, Cametá e nas Prelazias de Altamira, Soure e Itaituba, faltando apenas na Diocese de Abaetetuba. As características do movimento são oração, reunião e serviço, tudo isto com o objetivo de proporcionar ao legionário a oportunidade de progredir na sua santificação pessoal e a oportunidade de colaborar na obra

salvífica de Cristo, atraindo para a Igreja, através de um trabalho orientado, um grande número de pessoas. O trabalho primordial é a visita domiciliar a todas as pessoas de qualquer crença ou religião. Realizam-se também visitas aos doentes nos lares e hospitais, idosos, trabalhos com menores carentes, presos, com todas as pessoas que de algum modo estão necessitando de uma palavra de conforto, esperança, solidarie-

TERCEIRA PARTE

A VIDA EM CRISTO PRIMEIRA SEÇÃO

Para que estamos na terra, o que devemos fazer e como nos ajuda o Espírito Santo de Deus? SEGUNDO CAPÍTULO

A Comunhão Humana

O

Jornal Voz de Nazaré segue os estudos sobre o YOUCAT - Catecismo da Igreja Católica, escrito para JOVENS que querem saber em que acreditam. Este projeto iniciou-se por ocasião da Jornada Mundial da Juventude, Rio, 2013.

que significa 359. Por que motivo Deus quer que santifiquemos o Seu nome? 360.oOsinal da cruz? Dizer a alguém o seu nome é um sinal de confiança. Se Deus nos disse seu nome, é porque ele se dá a conhecer e porque nos permite o acesso a Ele mediante esse mesmo nome. Deus é todo Verdade; por isso, peca gravemente quem invoca a verdade e o nome de Deus para testemunhar uma mentira. [2142-2155,2160-2164]

Pelo “sinal da cruz” nos colocamos sob a proteção do Deus Trino. [2157, 2166]


Arquidiocese 5 Capela de Santo Expedito recebe doações para reconstrução de espaço

2º Caderno

N

a última quartafeira, 5, uma forte chuva de aproximadamente uma hora de duração atingiu a capital paraense causando diversos transtornos no trânsito e danos materiais como quedas de árvores em diversos pontos. Um desses locais foi uma estrutura anexa da Capela Militar de Santo Expedito, situada dentro do Comando Geral do Corpo de Bombeiros, próximo ao elevado Daniel Berg, em Belém que ficou parcialmente destruída. A mangueira, que tombou após uma forte chuva, atingiu a área externa do espaço reservado a orações. O local era utilizado como área anexa à capela e ficou com o telhado destruído. Diante desse cenário, a Comunidade Cristo Alegria, que realiza suas atividades dentro da capela mobiliza ações para angariar recursos financeiros para reconstrução da estrutura. O Corpo de Bombeiros na manhã do dia 10 realizaram a retirada do tronco. Segundo o Diácono Emanuel Duarte, coordenador do Cristo Alegria e Capelão do CBMPA, o vendaval causou danos estimados em R$ 15 mil reais. Toda a estrutura metálica foi comprometida e o isolamento, já providenciado pelos Bombeiros, impede por questões de segurança a circulação de pessoas: “O telhado está bem destruído, sem condições mesmo. Talvez um ferro ou outro ainda possa ser utilizado na reconstrução, mas o que vemos é perda total. De início pensamos em fazer uma nova estrutura mesmo”.

BELÉM, DE 14 A 20 DE SETEMBRO DE 2018

Espaço religiosos funciona dentro do Comando Geral do Corpo de Bombeiros DIVULGAÇÃO

w TODA a estrutura metálica foi comprometida

DIVULGAÇÃO

w REPAROS no local precisam de urgêncis DIVULGAÇÃO

w A FORTE provocou vários transtornos em toda a cidade ocasionando a queda de árvores

Para a reconstrução, a Comunidade Cristo Alegria está promovendo bazares para angariar fundos. Nesse sentindo a comunidade solicita doações de itens como roupas e objetos diversos para venda. “Tudo até agora construído foi na providência divina e com ajuda dos fiéis acreditamos que é possível refazer esse espaço. Esse espaço nos dá muito apoio nas atividades, porque fica ao lado da igreja que não cabe todo mundo. É nessa espécie de pracinha que as pessoas se aglomeram para participar das adorações, missas, grupos de oração. Então pedimos que as pessoas acreditem e nos ajudem pois é uma obra que vai ajudar ao Senhor”, afirma Diácono Emanuel. Além disso, a comunidade conjuntamente com empresas de materiais de construção realiza o levantamento do que será necessário na obra. Tanto os itens para venda como para reconstrução podem ser entregues na sede da comunidade, na capela do Comando Geral do CB. Ainda podem ser realizados depósitos bancários em uma conta das obras sociais da Capelania Militar de Santo Expedito. A conta é 44524-9, agência do Itaú 2939 e o CNPJ: 04.807.736/0001-27.

Clero arquidiocesano passa por atualização teológica Com vistas ao Sínodo dos Bispos para a Juventude a ser realizado no próximo mês de outubro, a Arquidiocese de Belém, com intermédio da Pastoral Presbiteral, promove nos dias 18, 19 e 20 a atualização teológica do Clero Arquidiocesano acerca da juventude, no Centro de Cultura e Formação Cristã (CCFC), na BR-316 km 6, Ananindeua. Voltado principalmente para sacerdotes e diáconos, a atualização teológica é aberta também para seminaristas e candidatos ao diaconato da Escola Diaconal Santo Efrém, explica o Cônego Roberto Cavalli Jr, da Pastoral Presbiteral. Segundo ele, as formações serão realizadas pela manhã, de 8h às 13h, com objetivo de aprofundamento sobre a

LUIZ ESTUMANO

w LOCAL DO EVENTO Centro de Cultura e Formação Cristã (CCFC)

w CÔNEGO Roberto, da Pastoral Presbiteral

juventude na realidade arquidiocesana. “As diretrizes, tanto da formação sacerdotal quanto do ministério sacerdotal e diaconal, nos falam de uma formação permanente. Então todo ano a Arquidiocese de Belém procura fazer es-

ano e também nos aprofundarmos em temas atuais que a juventude está envolvida e, assim, orientá-los melhor.” A atualização teológica será orientada por Márcio Amaral, leigo, de São Paulo (SP). As inscrições para as três ma-

sa formação permanente através da atualização teológica. Tem sua importância ao suscitar a reflexão sobre temas que servem para o nosso dia a dia.”, afirma Cônego Roberto. Ele prossegue: “nós trabalhamos muito com a juventude, e, até depois

com a chegada de Dom Antônio, nós tivemos esse impulso muito grande para o Setor Juventude. Então, a atualização, é uma forma de nós conhecermos um pouco mais sobre tudo aquilo que vai acontecer no Sínodo da Juventude que será este

nhãs serão realizadas no primeiro dia do evento e com taxa de inscrição no valor de R$ 50,00. O Centro de Cultura e Formação Cristã está situado no Complexo São Pio X, BR-316 km 6, Ananindeua. Maiores informações: (91) 3215-7003


6

Arquidiocese

BELÉM, DE 14 A 20 DE SETEMBRO DE 2018

2º Caderno FOTOS: LUIZ ESTUMANO

w DOM ALBERTO durante a deposição da relíquia de São Pio X

C

om grande júbilo a Paróquia de Nossa Senhora Rainha da Paz vive a sua festividade 2018, cujo tema “Maria, Rainha do Mundo e da Paz”. Ela se estende até o próximo domingo, 16. Dentro dos festejos a comunidade viveu ainda com grande alegria, no último domingo, 9, a dedicação do novo altar, reformado recentemente, ungido e abençoado durante Missa Solene presidida por Dom Alberto Taveira Corrêa, arcebispo metropolitano. Desde o final de junho passado a matriz paroquial passou por reforma em todo o seu presbitério. Após a Santa Missa reinaugurou-se o espaço celebrativo que agora conta com novo altar, novo ambão e o novo crucifixo. Ainda fará parte da obra a nova cadeira presidencial, bem como a nova pia batismal que serão apresentadas posteriormente. Em sua homilia, Dom Alberto destacou a beleza do novo altar, parabenizando os padres Vanderson Jorge e Luiz Fernando, respectivamente, pároco e vigário, e também a comunidade, pelo trabalho em conjunto: “O povo desta paróquia, ao celebrar seus 30 anos, deve olhar para tudo que passou e dizer “que beleza! Que coisa boa! Que lindo!“. Houve problemas? Hou-

w MOMENTO em que o arcebispo abençoa a assembleia

Dom Alberto Taveira dedica novo altar de Matriz no Bengui

Dedicação ocorreu dentro da festividade de Nossa Senhora Rainha da Paz ramou o óleo do Crisma sobre ele. Ao final, após a incensação do novo altar, acontece o revestimento e iluminação, sendo o altar enxugado com toalhas novas e colocadas as velas e flores trazidas por pessoas que fundaram a comunidade. A reforma do novo altar compreende a troca do revestimento da escada, agora boleada e em granito, troca da

pia batismal, novo pelicano banhado a ouro, suporte no Círio Pascal, novo ambão, substituição do sacrário, nova cadeira presidencial, novo nicho da padroeira e de São José que, posteriormente, ladearão o crucifixo de dois metros colocado na parede atrás do altar. Posteriormente, será inaugurada a Capela do Santíssimo.

FESTIVIDADE w CERIMONIA religiosa contou com intensa participação de devotos

ve, mas devemos dizer igual à Sagrada Escritura: “Até aqui o Senhor nos ajudou”. Houve mais coisas boas do que ruins e uma das coisas bonitas que estamos fazendo é a dedicação deste altar.” Sobre o rito de dedicação, o arcebispo explicou que a bênção com água benta e a unção com o óleo do Crisma rememoram os passos da iniciação cristã de todo fiel, que são o Batismo e a Crisma. Sobre a relíquia de São Pio X a ser colocada no novo altar,

Dom Alberto destacou a ligação entre o papa e a arquidiocese: “Ano que vem completaremos 300 anos de criação e este papa, cuja relíquia colocaremos e cuja imagem temos aqui ao lado, fez a nossa diocese tornar-se arquidiocese. São coisas bonitas que a providência divina nos oferece. Construir esse presbitério? Ajuda em dinheiro, quem fez a arte do altar, os trabalhadores, mas tudo feito com gosto. Para Deus devemos

fazer o melhor. Não tem luxo, tem dignidade. Que essa paróquia evangelize, tenha pastoral, tenha catequese, que seja uma comunidade viva, bonita”. Após a homilia, o rito de dedicação prosseguiu com a deposição da relíquia de São Pio X, doada pelo frade franciscano Frei Rodolfo Pimentel, da mesma ordem que Frei Prudêncio, responsável pela construção da Igreja. Depois houve a unção do altar, momento em que o arcebispo der-

Fundada em 15 de setembro de 1988, a Paróquia de Nossa Senhora Rainha da Paz completa este ano 30 anos durante a realização da festividade. Nesta sexta-feira, 14, haverá Terço da Alvorada e Ofício de Nossa Senhora às 7h; Santa Missa Solene com a Juventude, às 19h, presidida pelo padre Adrick José, reitor do Seminário Monsenhor Edmundo Igreja; em seguida, show cultural. N o s á b a d o, 1 5 , dia do 30º aniver-

sário de fundação da paróquia, haverá Santa Missa em Ação de Graças, às 19h, presidida por Dom Irineu Roman, um dos bispos auxiliares de Belém. No dia 16, último dia da festividade, haverá, às 7h, santa missa e procissão das crianças. Às 17h, procissão luminosa com saída da Comunidade São José Operário. À chegada, prevista para as 18h30, missa presidida pelo pároco. Após, sorteio de prêmios e arraial.

Campanha Missionária pede superação da violência A necessidade da superação da violência é o foco da Campanha Missionária 2018, que acontecerá no mês de outubro. Neste ano, as Pontifícias Obras Missionárias (POM) celebram 40 anos de missão. Na ocasião, serão lembradas a vida de tantos missionários que construíram essa história. Com o tema “Enviados para testemunhar o Evangelho da paz” e o lema: “Vós sois todos irmãos” (Mt 23,8), o objetivo do mês missionário é sensibilizar, despertar vocações missionárias e retomar a temática da

superação da violência. O presidente da Comissão Episcopal Pastoral para Ação Missionária e Cooperação Intereclesial da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Dom Esmeraldo Barreto de Farias, diz que a violência é uma realidade gritante e forte que perpassa todas as realidades da sociedade brasileira e por isso exige a retomada em termos de reflexão sobre os fatos de violência, as raízes da violência e passos para a superação da violência. “Além do ver a realidade, a campanha missioná-

ria quer iluminar com a Palavra de Deus a fim de que estejamos conscientes da atitude de Jesus que pregou a Paz e entregou sua vida pela Paz, pois ele sabia muito bem que violência gera violência. Levando em conta a nossa realidade mar-

cada pela violência e as luzes que encontramos na Palavra de Deus e em muitas experiências concretas nas comunidades urbanas e rurais, a campanha missionária deseja valorizar e fortalecer as práticas já existentes que contribuem para

a superação da violência e apontar caminhos de paz”, destaca. Alinhados com a Campanha da Fraternidade 2018 que refletiu a construção da cultura de paz, as Arqui/dioceses de todo o Brasil vão reforçar a reflexão na temática superação da violência durante o mês de outubro. O Papa Francisco, desde o início de seu pontificado, convida o cristão a agir sem medo e sem rigidez, com coragem e igualmente “dóceis” ao Espírito, para além das estruturas que nos asfixiam. Uma Igreja não

burocrática, mas uma Igreja em saída, próxima das pessoas. Neste espírito, e em comunhão com a Campanha da Fraternidade de 2018, queremos viver juntos o grande projeto de Deus de construir a civilização do amor, trecho do texto da novena missionária, frisa Dom Esmeraldo. Esmeraldo ressalta que o Papa Francisco tem sido não um proclamador da Paz, mas os seus gestos têm sido um testemunho verdadeiro de superação da violência, exemplo para todos os povos.


2º Caderno

Panorama

BELÉM, DE 14 A 20 DE SETEMBRO DE 2018

TV Nazaré entrevista candidatos ao Governo do Pará

LUIZ ESTUMANO

7 LUIZ ESTUMANO

As entrevistas serão ao vivo no programa “Pensando bem” w PADRE BRUNO contribui com as entrevistas

D

esde o dia 12, quarta-feira, a TV Nazaré está entrevistando os candidatos ao governo do Pará. Os eleitores podem acompanhar pelo canal 30.1,

sempre as quartas-feiras, às 19h15. No programa conduzido pelo jornalista Marcos Valério Reis e padre Bruno Sechi, os candidatos serão entrevista-

w MARCOS VALÉRIO condução do porgrama

dos por uma hora respondendo a perguntas sobre os seus respectivos programas de governo. As entrevistas começam com Cleber Rabelo e Márcio Miranda. Até

o dia 26 de setembro o programa entrevistará Fernando Carneiro, e Paulo Rocha, encerrando-se com o candidato Helder Barbalho. Sintonize a TV Nazaré!

Parto humanizado é tema de simpósio Especialistas participantes do 5º Simpósio Internacional de Assistência ao Parto ressalta-

ram a importância de os profissionais brasileiros da área acompanharem os processos fisiológicos

normais, sem deixar de reconhecer sinais para ajudar mãe e bebê durante o processo do parto

DIVULGAÇÃO

e nascimento. O Brasil lidera partos cesárias do mundo, com 55% dos nascimentos via cesariana no Sistema Único de Saúde (SUS) e 84% na saúde privada, enquanto a recomendação d a O rg a n i z a ção Mundial da Saúde (OMS) w MATERNIDADE humanizada em discussão estabelece apenas 15% dos nascimen- nham direito à priva- to no hospital é cultucidade, que não sejam ral e atinge o mundo tos por via cirúrgica. A quinta edição do vítimas de nenhum tipo todo, “mas quando essimpósio, que acontece de abuso, que não sejam tudamos os países em na capital paulista, re- usadas como cobaias pa- que o parto em casa úne palestrantes com ra estudos ou aprendiza- faz parte do sistema de práticas cientificamen- gem de alunos em hos- saúde, os números são te comprovadas para o pital escola, com uso de muito positivos”. “Na prática, a ideia de protagonismo da mulher forceps para treinar. O parto humanizado idealque o parto em casa não durante a gestação, parmente implica em uma é seguro, não é real. O to e puerpério. E em um dos temas mulher bem informada que traz segurança é ter em debate, Paciência com direito a escolha, um sistema obstétrico Ativa, foi defendida a analgesia do jeito que ela integrado, com um ótimo necessidade de os profis- desejar”, disse a obstetriz pré-natal, uma ótima assionais serem capazes de e idealizadora do Siapar- sistência onde quer que escutar e esperar para to, Ana Cristina Duarte. ela esteja e a possibilidaSegundo a médica, de de um atendimento acompanhar os processos fisiológicos normais. embora haja a ideia ge- emergencial cirúrgico de O spinning babies (girar neralizada de que parto rápido acesso”. A obstetriz destacou bebês) é o nome de uma humanizado é um parto alternativo, isso não que a recomendação patécnica criada pela parteira americana Gail é verdade. Ela explicou ra que a mulher opte paTully, que propõe sequ- que essa modalidade ra o parto humanizado é ências de movimentos de parto é baseada em o entendimento de que para que durante o tra- evidências e traz as me- essa mulher tenha uma balho de parto a mu- lhores práticas e o me- gravidez que não seja de lher consiga encontrar lhor uso da tecnologia, risco e que ela não preposições que ajudem às vezes envolvendo cisará de nada no parto, o bebê a se encaixar analgesia de parto, uso a não ser vigilância de corretamente na pelve, de medicamentos, in- seus sinais vitais. Segunfacilitando o parto e re- tervenções, mas sempre do Ana Cristina, devede forma racional e não se levar em conta que duzindo a dor. “A ideia do parto hu- para todas as mulheres eventualmente algumas manizado é a de que que escolhem o parto mulheres podem precisar de ajuda emergendentro de uma determi- humanizado. Ana Cristina ressal- cial, por isso o conceito nada instituição todas as tou que a ideia de que é usar esse tipo de intermulheres sejam tratadas com respeito, todas te- é necessário ter o par- venção racionalmente.


8

Em Nazaré

BELÉM, DE 14 A 20 DE SETEMBRO DE 2018

2º Caderno FOTOS: ALINE ANDRADE

w ESTACIONAMENTO da Basílica Santuário já se encontra fechado

w EXPECTATIVA de, nos próximos dias, já estar tudo pronto para a vistoria

Começou a montagem do arraial de Nazaré

T

odos os anos crianças e jovens se divertem no arraial de Nazaré. A montagem dos aparelhos exige cuidados especiais de modo a garantir a segurança dos

Montagem exige cuidados especiais para garantir a segurança dos usuários usuários. Para o início dos trabalhos o estacionamento da Basílica Santuário já se encontra

fechado e a expectativa é de que nos próximos dias já esteja tudo pronto para a vistoria do Cor-

po de Bombeiros. Além dos brinquedos no local há a tradicional feirinha de produtos e área com

vendas de comidas. Este ano o arraial funcionará até o dia 18 de novembro, em virtude do tem-

po litúrgico do Advento, depois do que, o estacionamento voltará a funcionar normalmente.

Carro dos Anjos segue com inscrições abertas Seguem abertas as inscrições para as crianças que estarão nos Carros dos Anjos durante o Círio 2018. O cadastro é necessário por motivos de segurança, para se evitaren transtornos aos pais, responsáveis e para as próprias crianças que nele serão levadas durante a procissão. Dos 13 carros que fazem parte do cortejo, quatro são destinados às crianças vestidas de anjos, geralmente em virtude do pagamento de promessas feitas pelos pais ou responsáveis. Cada carro

comporta cerca de 40 crianças (totalizando 160 vagas), devidamente identificadas por um crachá emitido pelo grupo responsável. Ao longo do percurso os voluntários desse serviço distribuem água e lanche às crianças e atuam com todos os cuidados necessários para com os pequeninos. As inscrições podem ser feitas por pais ou responsáveis até o dia 28 de setembro, ou enquanto houver vagas, em um balcão posicionado no corredor lateral da Basílica Santuário, de se-

gunda a sexta, das 9h às 13h. Deverão ser apresentados uma cópia da certidão de nascimento da criança, RG e CPF dos pais ou responsáveis, além do comprovante de residência e de um número de contato atualizado. Podem participar crianças entre três e nove anos de idade. A concentração no dia do Círio será a partir das 05h30 no local previamente agendado pela coordenação dos carros dos anjos. As crianças já devem estar devidamente caracterizadas como anjos.

Pastur de Nazaré capacitou mais agentes Na última semana a Pastoral do Turismo de Nazaré realizou a capacitação dos agentes voluntários que atuarão no recebimento dos turistas durante o Círio de Nazaré. A formação foi promovida em duas semanas com palestras, oficinas e a visita guiada à Basílica Santuário de Nazaré. A equipe de voluntários para o Círio 2018 já está em atuação e a novidade para este ano é que além do espaço Memória de Nazaré, o grupo conta agora com um ponto de informações turísticas dentro da Basílica Santuário. Para agendar uma visita ou saber mais sobre a promoção do turismo religioso pela Pastur basta entrar em contato pelo telefone (91) 4009 8429 ou email pasturbasilicadenazare@gmail.com

w AGENTES que atuarão na acolhida dos turistas


2º Caderno

BELÉM, DE 14 A 20 DE SETEMBRO DE 2018 FOTOS: ALINE ANDRADE

w PROGRAMAÇÃO aconteceu no auditório Dom Vicente Zico

Concurso de redação do Círio de Nazaré Seguem abertas as inscrições para os alunos do ensino médio de escolas públicas e particulares de todo o Estado do Pará desejosos de participar da 24ª edição do Concurso de Redação do Círio. A prova será realizada no dia 23 de setembro, às 9h da manhã, no Centro Social de Nazaré. Os três primeiros colocados serão premiados com um notebook, um smartphone e um tablet, assim como seus professores orientadores. O tema do texto em prosa que os alunos terão que desenvolver deve girar em torno do te-

w PRESENÇA de jovens de diversas escolas

ma do Círio 2018, “Uma jovem chamada Maria”. Uma banca formada por

três professores de língua portuguesa avaliará as redações.

SERVIÇO O edital e a ficha de inscrição do concurso estão disponíveis no site oficial do Círio de Nazaré: ciriodenazare.com.br. As inscrições vão até o dia 20 de setembro.

Em Nazaré 9 Diretoria da Festa promoveu sorteio dos carros de promessas Eles serão os responsáveis pela coleta de ex-votos dos romeiros durante o Círio

N

a última semana a Diretoria da Festa de Nazaré (DFN) realizou o sorteio dos colégios dos carros de promessas, durante o Círio de Nazaré, responsáveis pela coleta de ex-votos dos romeiros. A programação, coordenada pelas esposas

dos diretores da DFN, aconteceu no auditório Dom Vicente Zico, no Centro Social de Nazaré. Estiveram presentes diretores, coordenadores e representantes das escolas da rede pública e privada de ensino de Belém. A manhã de forma-

ção dos alunos designados por seus colégios contemplados pelo sorteio será no sábado, dia 22, a partir das 15h, na Casa de Plácido, no Centro Social de Nazaré. A animação ficará por conta da Comunidade Cristo Alegria.

CONFIRA A LISTA DAS ESCOLAS SORTEADAS E DOS RESPECTIVOS CARROS Carro Sagrada Família: Colégio São Paulo Carro Dom Fuas: Escola Madre Celeste e Colégio Olimpus Carro de Plácido: Escola Santa Madre Irmãs Imaculadas e Centro de Serviços Educacionais do Pará Barca Nova: Colégios Salesianos (Colégios do Carmo, Belém e Ananindeua e, Instituto Dom Bosco) Barca com Velas: Colégio Santa Rosa e Colégio Gentil Bittencourt Barca Portuguesa: Colégio Sucesso e EEEFM Dr. Freitas Barca com Remos: EEEM Souza Franco e Colégio Impacto Cesto de Promessas: Colégio Avante e Cooperativa Educacional Nossa Escola

OS PELOTÕES SERÃO FORMADOS PELAS SEGUINTES ESCOLAS Sistema de Ensino Universo Colégio Santa Catarina EEEFM Oneide de Souza Tavares e Colégio Santo Antônio Escola Tenente Rêgo Barros Escola de Aplicação da UFPA


10

A

Igreja 2º Caderno Comissão para a Juventude reúne responsáveis diocesanos em Brasília

alegria deve ser a marca daqueles que trabalham com a evangelização da Juventude. É o que destacou o bispo de Imperatriz (MA) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Dom Vilsom Basso, em sua homilia na manhã de sábado, dia 8 de setembro, durante o 14º Encontro Nacional Responsáveis Diocesanos de Juventude. “Nós que trabalhamos, que caminhamos com as juventudes, devemos ser homens e mulheres que transparecem essa alegria de um coração que entrega, que é dado, doado a Deus e às pessoas”, afirmou. Para Dom Vilsom, que fez memória de toda a trajetória do trabalho de evangelização da juventude no âmbito da CNBB, que ele mesmo fez parte como assessor, na década de 1990, é importante “partilhar o prazer de assumir isso como vocação, com leveza, com seriedade, entregando ao Senhor toda essa causa”. O presidente da Comissão para a Juventude ressaltou a alegria de ver a comunhão acontecendo com tantas expressões juvenis. Após a criação da Comissão, em 2011, com trabalhos diversos que eram promovidos

BELÉM, DE 14 A 20 DE SETEMBRO DE 2018

E enfatiza que a evangelização juvenil deve ser selada com a alegria de todos DIVULGAÇÃO

w NOVIDADE Comissão propôs novo projeto de evangelização até 2020

pelas Pastorais da Juventude, movimentos, congregações, tiveram momentos difíceis, “hoje sentimos o clima mais favorável”, aponta. O clamor de Jesus aos apóstolos de que sejam um se faz “atual e urgente” nos dias de hoje, segundo dom VIlsom. “A juventude tem dado esse testemunho para as outras comissões e pastorais, para outros países. São passos que o Espírito vai suscitando e pessoas vão corajosamente propondo”. Por isso, a “alegria de par-

tilhar esses passos dados na comunhão com tantas e tantas expressões juvenis”. Dos passos dados, a Comissão para a Juventude da CNBB propôs para o período de 2017 a 2020 um novo projeto de evangelização, chamado IDE. Ele dá continuidade às iniciativas do Rota 300, trabalhando os eixos Missão, Formação, Estruturas de Acompanhamento, Ecologia e Políticas Públicas. Dom Vilsom destacou que este projeto dará “devagarinho, no respei-

to às diferenças, aos carismas, à metodologia”, um caminho comum como Igreja no Brasil no trabalho com os jovens. O ENCONTRO - O 14º Encontro Nacional Responsáveis Diocesanos de Juventude reuniu padres, religiosos e religiosas e leigos adultos que trabalham com juventude, em Brasília, nos dias 7 e 8 de setembro. O tema “A mística e eclesiologia de papa Francisco na Evangelização da Juventude a partir do Projeto IDE” animou as discussões dos

cerca de 200 participantes de todas as regiões do Brasil. O Sínodo dos Bispos deste ano, que tem a juventude como centro das reflexões, também foi abordado durante o evento. Os bispos membros da Comissão para a Juventude da CNBB também participaram. Conduziu as reflexões sobre a temática do encontro o assessor da Comissão Episcopal Pastoral para a Doutrina da Fé da CNBB, monsenhor Antônio Catelan. Sobre o Sínodo, que neste ano terá a sua XV Assembleia Geral Ordinária, com o tema “Os jovens, a fé e o discernimento vocacional”, os participantes trabalharam temas que nortearão os debates dos padres sinodais escolhidos pelo papa Francisco e que estarão em Roma no próximo mês. A Comissão para a Juventude da CNBB preparou vários projetos para a juventude do Brasil acompanhar o Sínodo. Estará disponível um hotsite sobre o Sínodo no site Jovens Conec-

tados. Será promovido momento oracional para que os grupos juvenis rezem pelo Sínodo. Serão oferecidos ainda conteúdos sobre o Sínodo para aprofundamento, entrevistas diárias com os bispos e jovens do Brasil que estarão no Sínodo, fotos dos acontecimentos abertos do Sínodo e série de perguntas e respostas sobre o Sínodo. A Comissão ainda apresentou os cursos na modalidade de Educação a Distância (EAD) de Acompanhamento, Assessoria, Liderança e Políticas Públicas. Já são 2000 pessoas inscritas. O calendário da Pastoral Juvenil para 2019 também foi partilhado. LIVRO - Ainda durante o encontro nacional de responsáveis diocesanos, a Comissão realizou o lançamento do livro “ENCONTROS – Grupos Juvenis” da editora Edições CNBB. A publicação trabalha as 8 linhas de ação do Documento 85 da CNBB. Tags Comissão Juventude CNBBProjeto IDEsínodo

Servindo à verdade Prof. Ricardino Lassadier

O

lá, meu irmão e minha irmã. Volto a tratar de um tema que toca ao laicato. Mês passado fui à paroquia de São Domingos de Gusmão ministrar uma palestra sobre os pilares de nossa fé: Sagrada Tradição, Sagrada Escritura e Sagrado Magistério. Essa palestra foi transmitida via Facebook. Obviamente que o alcance das redes sociais é significativo, no entanto, foi além das nossas expectativas, já que o acesso à palestra pode acontecer muito tempo depois do momento realizado. Como eco desse evento ainda hoje recebo perguntas. Poucos dias atrás, conversando com uma pessoa via rede social, surgiu um questionamento mais ou menos nos seguintes termos: “Eu achava que os católicos não liam a Bíblia. Que na Igreja Católica só os padres podem estudar e ler a Bíblia Sagrada”. Perguntei quem havia dito isso e obtive a seguinte resposta: “Foi o pastor da minha igreja quem falou. Ele disse que a Igreja Católica proíbe o acesso à Bíblia. Disse que se o povo ler

O leigo e a Bíblia a Bíblia vai deixar de ser católico. É assim desde a Idade Média. E foi Lutero quem colocou a Bíblia na mão do povo”. É curioso como inventam história! É curioso como pessoas usam do subterfugio da falta de informação e da desonestidade para arrebanhar gente. Ah, como seria bom se nós católicos conhecêssemos a história da Igreja! Como seria maravilhoso se nós católicos fossemos bem formados e bem informados na Doutrina da Igreja, denominada por São Paulo da Sã (santa) Doutrina! Não seriamos vítimas de pastores que na verdade são lobos. Usar da mentira, do falseamento da verdade para conquistar fiéis é prova de falta de caráter e falta de fé. Já nos tempos apostólicos São Pedro ensinava que devemos estar preparados para apresentar a todos que nos pedirem a razão de nossa fé, de nossa esperança (cf. 1Pd 3, 15). Não significa que

vamos sair atacando os outros. Significa que precisamos estar ancorados no conhecimento de nossa fé. Isso requer uma catequese sólida. Etimologicamente, catequese origina-se dos termos KATÁ (algo que nos vem do alto) e ECHÉO – EKÓS (ação que faz ecoar, eco). Então catequese pode ser entendida como algo que faz ecoar aquilo que vem do alto: Jesus (Deus que salva), Emanuel (Deus conosco, que se fez um de nós, se fez pessoa humana, se fez homem). Para que se realize eficaz e plenamente essa missão é que a Igreja, inspirada pelo Espírito Santo, elaborou o CIC (Catecismo da Igreja Católica). O CIC quer, portanto, justamente fazer ecoar Deus em Sua sã Doutrina. Afirmar que a Igreja tem medo que seus filhos leigos leiam a Bíblia é uma mentira deslavada. Atenção: dizer que algo é deslavado, é dizer que esse algo é sujo.

É verdade que no passado as pessoas não liam a Bíblia. Porém, isso não é culpa da Igreja. Foi o momento histórico. Antes do advento da prensa móvel, os livros em geral (e não somente a Bíblia) eram copiados e costurados à mão. Lembre que não existia caneta, máquina de escrever e menos ainda computador. O processo de produção de um livro podia levar mais de um ano. Dependendo das condições climáticas e estações do ano, a feitura de uma Bíblia poderia levar mais de dois anos. Isso nos dá uma ideia de como era custoso produzir um livro. Estima-se que no período medieval, na região onde é a Itália, se uma pessoa pretendesse ter em casa somente o Novo Testamento, teria que trabalhar e juntar dinheiro por cerca de dois anos. Você percebe que praticamente ninguém tinha condições de ter uma Bíblia em casa? Mas o que a Igreja fazia? Deixava um exem-

plar acorrentado numa biblioteca, num mosteiro, para que, quem quisesse pudesse consultar. Mas era tradição que os livros fossem escritos em latim. Isso dificultava o acesso. Ao mesmo tempo, vale lembrar que a população em geral não era letrada. A popularização da alfabetização só começou acontecer a partir de meados do século passado. Então, ter a Bíblia na mão, não significava que a pessoa pudesse ler. A verdade é que a Igreja jamais escondeu a Escritura. Mas sempre se preocupou que o acesso a ela fosse feito de modo adequado. Ora, todos sabem (embora por causa de uma moda protestante, poucos admitam), a leitura da Escritura não é algo fácil. Requer um

mínimo de preparação. A livre interpretação da Bíblia, preconizada por Lutero e repetida ao infinito, é um engodo. Veja, se qualquer interpretação é válida, nenhuma é verdadeira. A prova disso, além da multiplicação e fragmentação das comunidades protestantes, é que todas as heresias sugiram de uma interpretação inadequada da Escritura. No próximo ‘Servindo à Verdade” veremos algumas orientações que a Mãe Igreja nos oferece para que possamos ler e compreender a Sagrada Escritura adequadamente. Sigamos em frente pensando com a Igreja no serviço da Verdade. Fique com Nossa Senhora e São José.

Graduado (Bacharel e Licenciado) e Especialista em Filosofia pela UFPA e Especialista em Teologia pelo CESUPA.

PRÓXIMO ARTIGO: Maria Elisa Bessa de Castro


2º Caderno

BELÉM, DE 14 A 20 DE SETEMBRO DE 2018

Festividades 11

Festa da Exaltação da Santa Cruz no Marco Um dos principais símbolos do Cristianismo

C

om o tema “Santa Cruz, Mistério da morte que nos trouxe a vida”, a Paróquia da Santa Cruz, no Marco, realiza a festividade 2018 até o próximo domingo, 16. Na programação missas, procissão e café da manhã. As atividades que tiveram início no domingo passado, 9, constaram de celebrações eucarísticas, casamento comunitário e tarde alegre. Em mensagem, o pároco, padre Plínio Moraes Pacheco, afirma: “É com grande júbilo e confiança no Senhor, nossa vida, que nos preparamos para celebrar a Festividade da Exaltação da Santa Cruz, neste ano nacional do laicato. Queremos confessar a centralidade de Jesus Cristo em nossas vidas, pela obediência à sua amada Igreja”. Ainda segundo ele, a temática “Santa Cruz, mistério da morte que nos trouxe a vida”, quer

testemunhar o verdadeiro signo que é a Cruz, instrumento de dor que nos gera a salvação em Cristo: “desejo que estes encontros sejam vividos na intensidade da fé, que da Igreja recebemos e que devemos professar. Que sejamos, primeiramente, encontrados pelo Senhor, vencedor da morte, que nos deu nova vida em sua Páscoa.” A programação prossegue nesta sexta-feira, 14, dia da Exaltação da Santa Cruz, com procissão às 18h, saindo da Matriz e percorrendo o seguinte trajeto: Avenida Almirante Barroso, Rua Barão do Triunfo, Avenidas Rômulo Maiorana e Lomas Valentina, novamente Avenida Almirante Barroso até retornar à Matriz. À chegada, prevista para as 19h, haverá celebração eucarística. No domingo, 16, encerramento dos festejos, haverá celebrações às 7h, 9h, 11h e 18h30. Ainda

no dia 16 haverá, a partir das 7h, café da manhã no estacionamento da matriz paroquial. SÍMBOLO DO CRISTIANISMO

Um dos principais símbolos do Cristianismo e da Igreja Católica, a Cruz tem um significado especial para os fiéis cristãos. No dia 14 de setembro, de acordo com o calendário litúrgico cristão, é a festa de Exaltação da Santa Cruz, dedicado à celebração do instrumento de salvação e de purificação. Em Belém a Paróquia da Santa Cruz, no Marco, realiza a festividade como forma de devoção. No dia da festa litúrgica da Santa Cruz todos os cristãos católicos reúnem-se com os santos para exaltar a Santa Cruz, que é fonte de santidade e símbolo revelador da vitória de Jesus sobre o pecado, a morte e o demônio. Também na Cruz encontramos

o maior sinal do amor de Deus, por isso “Nós, porém, pregamos um Messias crucificado, escândalo para os judeus, loucura para os pagãos” (I Cor 1,23). A festividade está ligada à dedicação de duas

importantes basílicas construídas em Jerusalém por ordem de Constantino, filho de Santa Helena. Uma, sobre o Monte do Gólgota e outra, no lugar em que Cristo Jesus foi sepultado e ressuscitado pelo poder de

Deus. A dedicação dessas duas basílicas remonta ao ano 335, quando a Santa Cruz foi exaltada ou apresentada aos fiéis. Encontrada por Santa Helena, foi roubada pelos persas e resgatada pelo imperador Heráclio.

Nossa Senhora do Amparo é homenageada em Ananindeua A matriz da Paróquia de Nossa Senhora do Amparo realiza neste sábado, 15, a partir das 18h, procissão em honra a padroeira da matriz, localizada na Cidade Nova 8, em Ananindeua. A procissão dá inicio a série de programações que ocorrerão até o dia 23 de setembro, data do encerramento da festividade, que este ano tem como tema “Cristãos leigos: Sal da terra e luz do mundo”, (Mt 5, 13-14). Os festejos compreendem novenas, missas, procissão das crianças e

programação cultural. A concentração da procissão será na Comunidade São José, localizada na Cidade Nova 8, Alameda Tancredo Neves, nº 25, com saída prevista para às 18h, rumo à matriz localizada na Travessa SN 3, entre WE 31 e WE 32. À chegada, haverá novena de Nossa Senhora do Amparo, às 18h30 e em seguida Santa Missa, presidida pelo padre Lucivaldo Corrêa, às 19h. Após a celebração acontece o arraial com duas atrações, a primeira, a

partir das 20h30 e a segunda, a partir das 21h30. Esta é a 6º edição da festividade em honra a Nossa Senhora do Amparo, durante o período haverá novenas de Nossa Senhora do Amparo, às 18h30 e em seguida Santa Missa às 19h, a cada noite um celebrante convidado. No dia 18, Dom Irineu Roman, um dos bispos auxiliares de Belém, preside celebração eucarística às 19h. No dia 19, o Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa, preside Santa

Missa, às 19h. No encerramento, dia 23, às 8h, acontece a Procissão das Crianças. A procissão percorrerá as principais ruas do bairro, rumo à matriz. Na chegada, haverá Missa das Crianças, presidida pelo padre Adrick Sousa. No mesmo dia à noite, às 19h, padre Ivan Conceição, pároco da matriz de Nossa Senhora do Amparo,

preside Santa Missa de encerramento da festividade. ´ Todas as noites acontecem programação cultural com atrações locais, exceto no dia 16, domingo, com a participação do diácono Nelsinho Corrêa e Noite de Louvor. Lembrando que todas as atrações são gratuitas e no espaço do arraial serão comercializadas comidas da região entre outras.


12

BELÉM, DE 14 A 20 DE SETEMBRO DE 2018

Especial Juventude

Jovens protagonistas de um mundo melhor

O

Vaticano prepara para outubro de 2018 o Sínodo dos Bispos, com o tema “Os jovens, a fé e o discernimento vocacional”, visando estabelecer os pilares da atividade pastoral da Igreja com os jovens, na XV Assembleia Geral Ordinária dos Bispos. O Jornal Voz de Nazaré vem destacando nesta página a atuação da juventude nos vários espaços. Nesta edição o destaque para a realização da Vigília “Sol da Meia Noite” nos Capuchinhos. FOTOS: DIVULGAÇÃO

w NA PROGRAMAÇÃO pregações, encenações e adoração

w FREI VANDO idealizador do projeto que já está em vários estados

Vigília Sol da Meia Noite nos Capuchinhos Evento ocorre sábado, 15, promovido pela Pastoral da Juventude da Paróquia de São Francisco

N

este sábado, dia 15, uma vigília temática voltada para a juventude, denominada “Sol da Meia Noite”, acontecerá na Casa da Palavra da Paróquia de São Francisco de Assis (Capuchinhos), em São Brás. A programação começa às 23h com previsão de término às seis horas da manhã. A vigília, cujo tema “Vai e reconstrói a juventude”, é promção da Pastoral da Juventude da Paróquia de São Francisco, com o apoio dos jovens das paróquias da Região Episcopal de Santa Maria Goretti e dos frades Capuchinhos da matriz. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas na secretaria da matriz, situada na Travessa Castelo Branco, 1541, bairro de São Brás. Em Belém, acontece a primeira edição do evento, que objetiva trazer os jovens para a Igreja, através de uma programação dinâmica que compreende, entre outros, de apresentação teatral, música, animação, Santa Missa, pregações, testemunhos. A iniciativa nasceu no Estado do Maranhão em 2016. De lá pra cá as edições sempre ocorrem na madrugada de sábado para

domingo, horário em que os jovens buscam se divertir. Desta vez na presença de Deus. O evento visa ser uma luz diferente na madrugada dos jovens, cujo sol da meia noite é Jesus que ilumina as trevas, as noites escuras e, sobretudo, as noites escuras dos jovens. Segundo o idealizador do projeto, frei Vando Oliveira, OFM Cap, o evento busca motivar os jovens: “Tem como intuito trabalhar os jovens que já estão engajados nos grupos, motivá-los a continuar, animá-los na sua caminhada na atividade que desenvolvem na Igreja e, também, trazê-los para a Igreja que precisam de alguma forma conhecer”. Frei Vando destaca ainda a realização do evento em Belém e o reconhece como uma ferramenta de evangelização: “Fazer o Sol da Meia Noite em Belém é uma graça de Deus muito grande. Um projeto que a gente viu nascer em uma cidade. Eu digo a gente porque tive ajuda de leigos para dar forma ao evento. Saber que o projeto saiu de uma cidade e foi para outra e veio para Belém é uma

graça muito grande! Nas outras cidades sempre foi uma ferramenta de evangelização para conseguir chegar ao jovem que não tem esse hábito de frequentar a Igreja ou tem dificuldade de se encontrar em alguma pastoral. Para alguns jovens que fizeram a experiência no ano passado na cidade que nós promovemos, foi uma porta de entrada para se engajarem nas pastorais, grupos jovens, após sua realização”. UMA EXPERIÊNCIA COM DEUS

A o rg a n i z a ç ã o d o evento promete que os jovens ficarão surpresos com a noite repleta de atividades, todas voltadas para a juventude. Por ser uma vigília temática, nela tudo os levará a seu verdadeiro

propósito, uma experiência com Deus, através da apresentação teatral, das músicas, da Santa Missa, das pregações e outras. “A gente não vai descaracterizar o foco que é a oração, o foco que é Deus, afinal Jesus Cristo que é o sol da meia noite, é Deus, por isso que ele entra num momento muito especial que a gente está preparando de adoração. Tudo gira em torno Dele, e tudo que a gente está preparando é para que Ele seja adorado”. Dentre os relatos mais curiosos após a experiência é de não ver o tempo passar, ou seja, a noite é cheia da presença de Deus de tal modo que o tempo voa, tudo proporcionado pela decoração dos espaços e pela programação que ocorre na

SERVIÇO A vigília dinâmica “Sol da meia noite” com o tema “Vai e reconstrói a juventude”, acontece neste sábado, 15, a partir das 23h, na Casa da Palavra, na matriz da Paróquia de São Francisco de Assis (Capuchinhos), localizada na Travessa

Castelo Branco, 1541, em São Brás. A organização solicita que os interessados cheguem às 21h30, para participar da Santa Missa. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas na própria secretaria da matriz. Informações: (91) 3073-1500.

HISTÓRICO O projeto Sol da Meia Noite começou por uma inspiração de Deus em 2014, partilhada em 2015 pelo idealizador do projeto, frei Vando, OFM Cap. Após um almoço que reuniu amigos, pediu-lhes que rezassem pelo projeto, que ainda nem nome tinha. Em 2016, realizou-se a primei-

ra experiência de oração na madrugada, em Imperatriz no Maranhão, com o Grupo Restauração. Para muitos, ela foi uma vigília diferente. Em 2017, em Trizidela do Vale (MA), a vigília ganhou nome, com a finalidade de chamar a atenção dos jovens que não estão na Igreja.