Voz de Nazaré

Page 1

ARQUIDIOCESE

DE BELÉM

PE. FLORENCE DUBOIS FUNDADOR

www.fundacaonazare.com.br BELÉM, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2018 A 3 DE JANEIRO DE 2019

O JORNAL CATÓLICO DA FAMÍLIA

ANO CV - Nº 856 - PREÇO AVULSO: R$1,00 DIVULGAÇÃO

«A paz esteja nesta casa!» Jesus, ao enviar em missão os seus discípulos, disse-lhes: «Em qualquer casa em que entrardes, dizei primeiro: “A paz esteja nesta casa!” E, se lá houver um homem de paz, sobre ele repousará a vossa paz; se não, voltará para vós» (Lc 10, 5-6). Oferecer a paz está no coração da missão dos discípulos de Cristo. E esta oferta é feita a todos os homens e mulheres que, no meio dos dramas e violências da história humana, esperam na paz. A «casa», de que fala Jesus, é cada família, cada comunidade, cada país, cada continente, na sua singularidade e história; antes de mais nada, é cada pessoa, sem distinção nem discriminação alguma. E é também a nossa «casa comum»: o planeta onde Deus nos colocou a morar e do qual somos chamados a cuidar com solicitude. Eis, pois, os meus votos no início do novo ano: «A paz esteja nesta casa!» Papa Francisco


2

Opinião

1º Caderno

BELÉM, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2018 A 3 DE JANEIRO DE 2019

IGREJA E VIDA CRISTÃ EM IMAGENS

PRIVILÉGIO DE SER CATÓLICO João Carlos Pereira

Jornalista e professor jcparis1959@gmail.com

Ano novo ou vida renovada?

N

w PAINEL - adoração dos pastores ao menino Jesus, situado no alto do altar-mor de nossa Catedral LUIZ ESTUMANO (JORNAL VOZ DE NAZARÉ)

PANORAMA José Pereira Ramos

joseulina1@gmail.com

Quarenta anos de Carmelita

M Economista e escritor

aria Bernadette Pandolfo Ramos é o nome de nossa segunda filha. Recebemos este valioso presente de Deus no dia 25/04/1959. No dia seguinte foi levada pelo pai e padrinhos, da maternidade à Igreja da Santíssima Trindade para ser batizada pelo tio, Dom Alberto Ramos, que viajaria nesse dia. Criada com simplicidade e amor, estudou no Colégio Santo Antônio e, quando mudamos para o bairro de Nazaré, no Santa Catarina. Muito jovem engajou-se no Movimento dos Focolares, sempre dedicada aos estudos e ao amor à Igreja de Jesus Cristo. Aluna do curso de Literatura da UFPA (por coincidência na mesma turma do prof. João Carlos Pereira), demonstrava enorme interesse pelas coisas da Igreja. Tam-

ENCONTRO FRATERNO Ivens Coimbra Brandão

ivenscb@oi.com.br; ivenscb@gmail.com

Sagrada Família

A Engenheiro civil e escritor

Sagrada Família foi planejada pelo Criador desde o princípio, chegando ao povo de Deus os primeiros sinais da Encarnação do Verbo pela boca do profeta, entre os anos 700 e 800 a.C.(cf. Is 61, 1-2), depois confirmada pelo próprio Cristo, dizendo que n’Ele havia-se cumprido a Escritura (cf. Lc 4, 20-21). Para que Deus, em Jesus Cristo, se inserisse na história da humanidade, foi preparada uma criatura Sua, concebida sem o pecado original, conforme reconhecimento da Igreja na bula ‘Ineffabilis Deus’, do Papa Pio IX em 1854, o que foi confirmado por Nossa Senhora na 4ª aparição em Lourdes, na França, em 1858. Maria, a jovem escolhida, habitava Nazaré, uma aldeia na região da Galiléia. Estava assim preparado o berço, sem mácula, para acolher o Filho de Deus (cf. Lc

Fundado em 5 de julho de 1913 FUNDADOR Pe. Florence Dubois, barnabita

ARQUIDIOCESE DE BELÉM-PARÁ

PRESIDENTE Dom Alberto Taveira Corrêa Arcebispo Metropolitano de Belém do Pará VICE-PRESIDENTE Monsenhor Marcelino Ferreira Vigário-geral da Arquidiocese de Belém do Pará

bém estudava piano e passou a tocar órgão no conjunto do “GEN”. Pediu aos pais licença para deixar a universidade e ingressar na vida de religiosa contemplativa das Carmelitas Descalças. Assim, no dia 01/01/1979, entrou no Carmelo de Fortaleza, sendo recebida por sua tia, Irmã Maria da Paz, que era a Priora. Seis anos após, chegou aos Votos Solenes (Perpétuos) no dia 01/01/1985, em Missa presidida pelo tio, Dom Alberto. Seu nome de Religiosa passou a ser Irmã Maria Bernadette da Santa Mãe de Deus. Em 10/08/1996 assumiu o cargo de Mestra de Noviças, por 12 anos consecutivos, quando foi eleita Priora, em 19/09/2008. Depois de três mandatos consecutivos, conforme a Regra, retornou em 2017 a Mestra de Noviças. Exerceu outros cargos como Coordenadora dos Carmelos do Norte e foi uma das representantes das Carmelitas do Brasil, no encontro do Papa Francisco com as Congregações Contemplativas, em Roma. Assumiu a responsabilidade da restauração do Carmelo de Jacarépaguá, no Rio de Janeiro, com total sucesso. Agradecemos ao Espírito Santo a vocação de nossa filha. 1, 26-31). Para completar a Família Sagrada, Deus escolheu para pai adotivo de Jesus o carpinteiro José, da tribo de Davi, um homem justo, isto é ‘repleto de virtudes’. José, noivo de Maria, foi avisado em sonho pelo Anjo do Senhor, de que Maria havia concebido pela ação do Espírito Santo (cf. Mt 1, 18-24). A Família Sagrada deu testemunho de sua missão ao enfrentar dificuldades, desde o deslocamento de Nazaré até Belém, para onde José e Maria viajaram, ante a ordem de recenseamento do imperador de Roma (cf. Lc 2, 1-5).Em Belém, completaram-se os dias para o parto. Não havendo sequer uma hospedaria para acolhê-los, Jesus nasceu em uma estrebaria, sendo o recém-nascido colocado em uma manjedoura (cf. Lc 2, 6-7). Seguiu-se a fuga para o Egito, diante da ordem do rei Herodes que,‘alarmado’ com o nascimento de Jesus, mandou matar os meninos de dois anos para baixo, nascidos em Belém e cercanias (cf. Mt 2, 16). Que o testemunho da Sagrada Família inspire as famílias do mundo inteiro a perseverar diante das vicissitudes deste mundo.

DIRETOR GERAL Padre Roberto Emílio Cavalli Junior DIRETOR ADMINISTRATIVO E FINANCEIRO Marcos Aurélio de Oliveira DIRETOR DE COMUNICAÇÃO Mário Jorge Alves da Silva DIRETOR DE CAPTAÇÃO DE RECURSOS Arnaldo Pinheiro

a próxima semana, já estaremos sob os olhares de 2019. É hora de me despedir de 2018 com a melhor – e provavelmente única – palavra que posso usar para dizer adeus ao ciclo que termina: gratidão. Apesar das dificuldades, todasnaturais e inerentes à vida, sobretudo à vida no Brasil, há muito mais motivos para celebrar do que razões para lamentar. O mais importante de todos é vida, que Deus nos dá a cada manhã. Conheço muita gente que chega ao final do ano, maldizendo os dias passados, como se eles, formando uma espécie de coroa de momentos ruins, tivessem reinado sobre a vida. Claro que, para todos nós, deve ter havido instantes delicados, medos, aflições, doenças, problemas financeiros (poucas pessoas não reclamam deles), atrapalhações, incertezas, brigas, incompreensões e talvez até morte. Mas quem passou por agruras semelhantes e não aprendeu nada com elas, seguramente não terá meios de fazer de 2019 um ano melhor.

Não tomar o passado como lição é abrir portas para os mesmos desacertos. Obstáculos nos fazem crescer. Dias felizes, também. E quantos deles ficaram na conta de 2018? Estranho é que a gente só tem dedos para contar os males e pouca memória para agradecer. Por isso que escolhi gratidão como a palavra síntese de 2018. Não existe receita de felicidade para o ano novo. Ao me converter ao catolicismo, esqueci aquelas bobas práticas da virada do ano e aos céus consagro os dias que começam. Assim como faço aos domingos, no final da missa, entrego minha semana aos cuidados de Nossa Senhora de Nazaré e vou em frente. Na semana seguinte, agradeço e a Ela confio novamente meus passos. Com a chegada de 2019 faço o mesmo. Ele já está sob o manto da Rainha da Amazônia. E nossa Mãe. Feliz 2019!

Feliz vida nova ampliada na fé e no amor ao mundo e, em especial, aos leitores da VOZ de NAZARÉ.

ASSIM NA TERRA COMO NO CÉU ... Pe. Helio Fronczak

heliofronczak@gmail.com

O tempo passa O tempo passa. Mais um final de ano se aproxima. Celebramos mais um Natal. E assim o tempo vai passando ... Em meio a incertezas, angústias e inseguranças. Mas também com muita luta, esperança e fé! Pois, sem esperança não haveria luta; Sem a certeza do amor de Deus, presente na história e nas lutas, não haveria vida. Na escuridão da crise, do medo, da fome e dos sofrimentos, nasce uma nova luz. Transformando a noite escura em noite feliz... Jesus nasceu! Nasce uma nova esperança. Brilha uma nova luz. A paz é possível. Um futuro novo se faz presente... Jesus nasceu! O amor de Deus continua vivo entre nós! Que as alegrias do natal continuem a cada dia do novo ano vem. (Texto: Pe. Sérgio J. Hemkemeier, Orações 55, Paulinas, SP).

COORDENAÇÃO Bernadete Costa (DRT/PA 1326) CONSELHO DE PROGRAMAÇÃO E EDITORAÇÃO Padre Agostinho Filho de Souza Cruz Cônego Cláudio de Souza Barradas Edwaldo Lobo Monteiro EDITORAÇÃO ELETRÔNICA Sérgio Santos (DRT/PA 579) Assinaturas, distribuição, administração e redação Av. Gov. José Malcher, Ed. Paulo VI, 915 CEP: 66055-260

- Nazaré, Belém - PA Tel.: (91) 4006-9200/ 4006-9209. Fax: (91) 4006-9227 Redação: (91) 4006-9200/ 4006-9238/ 4006-9239/ 4006-9244/ 4006-9245 Site: www.fundacaonazare.com.br E-mail: voz@fundacaonazare.com.br Um veículo da Fundação Nazaré de Comunicação CNPJ nº 83.369.470/0001-54 Impresso no parque gráfico de O Liberal

FUNDAÇÃO NAZARÉ DE COMUNICAÇÃO


1º Caderno 1º

Arcebispo

BELÉM, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2018 A 3 DE JANEIRO DE 2019

3

Conversa com meu povo Dom Alberto Taveira Corrêa Arcebispo Metropolitano de Belém do Pará

O

Cenários de fim de ano

Natal e a chegada do ano novo trazem consigo retrospectivas, revisão de vida, expectativas para o tempo que vai chegar, todas estas realidades humanas que apontam para o fato de não sermos máquinas ligadas à energia elétrica, mas pessoas carregadas de sentimentos e emoções. E estas mostram as escolhas feitas, opções que determinam o rumo da vida. Conhecemos até pessoas que têm verdadeira ojeriza pelas festas natalinas e de ano novo, também porque estas tantas vezes se afastaram de seu sentido original. O Natal sem Jesus Cristo pode ser uma verdadeira tortura, trazendo consigo lembranças no mais das vezes negativas para quem passou por traumas profundos, solidão e tristeza. De nossa parte, desejamos lançar nosso olhar sobre o ano que termina e oferecer nossa contribuição para que a luz que é Jesus Cristo penetre todos os recantos da vida e abra o horizonte do ano que vai começar dentro de poucos dias. Olhar o Natal como quem o vê de fora. Ele pode ser visto como um fato histórico, um acontecimento que serve de baliza para a contagem do tempo, que corre antes ou depois de Cristo. Daí se segue a visão de seus frutos para a história da humanidade. É honesto reconhecer que o cristianismo, cuja semente estava justamente ali, no nascimento ocorrido em Belém de Judá, deixa suas marcas. Foram milhões e milhões de pessoas que até hoje a Jesus se referiram, nem que seja para datar um documento! Que se reconheça o cabedal de valores insuflado pelo

DIVULGAÇÃO

w A SEMENTE do Cristianismo está justamente ali, no nascimento ocorrido em Belém de Judá

Que todos entrem no presépio e experimentem ver o mundo e os acontecimentos do lado de Deus! cristianismo na vida da humanidade. Beira a total ignorância a empáfia presente na declaração feita por uma figura de proa na política brasileira de que seria necessário banir da sociedade a moral cristã e católica. Nossa civilização tem raízes judaico-cristãs que hão de ser reconhecidas e valorizadas, para que, purificadas, ajudem no crescimento da humanidade. Convivendo com os cristãos, o mundo pluralista em que vivemos pode descobrir caminhos de diálogo e colaboração. Nós, cristãos, acabamos de cantar “Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens por ele amados”. E não há pessoa humana excluída do amor de Deus. Há sementes do Verbo de Deus, assim acre-

ditamos, espalhadas por todos os recantos! Quem vê de fora a Igreja deve nela encontrar este espaço de relacionamento. Há um espaço de interseção a ser valorizado! Por outro ângulo, somos cristãos e olhamos a história e o mundo do lado de dentro! Conheci neste Natal um presépio original, no qual se vê de dentro da gruta de Belém o mundo e os acontecimentos. De lá, com os personagens nele envolvidos, o cenário fica diferente. O filtro com o qual as imagens são captadas, para aproximar-nos da linguagem dos meios de comunicação, é todo outro. Colocandome dentro dele, começo a imaginar as figuras que nestes dias nos são apresentadas, fazendo uma aproximação das

diversas cenas. Parece-me enxergar com o olhar profundo do homem justo que era José, os ambientes de trabalho, as lutas de tantas pessoas que desejam um mundo mais justo. Dá vontade de cerrar fileiras com todas as pessoas que nestes dias olham para o ano novo dispostas a fazer diferente, com menos azedume e pessimismo, ajudando-se mutuamente a construir o bem. Peço o olhar de ternura da Mãe de Deus e nossa para enxergar a inocência, a bondade, as mulheres grávidas de esperança, as crianças que crescem e descobrem o mundo, e a escuto dizendo “fazei tudo o que ele vos disser” como programa para o ano novo. Os anjos presentes

no presépio me fazem recobrar o desejo de levar a boa nova a todos os recantos, desarmado diante das pessoas e dos acontecimentos. O ano que vai começar só poderá ser novo a partir de dentro dos corações das pessoas. Não existe magia de ano novo, mas gente renovada na graça do Espírito que resolve deixar um timbre diferente em tudo o que faz. E precisamos arregimentar muitos anjos nesta hercúlea tarefa! Ao lado da cena central do presépio diferente, os animais que ali foram colocados, e junto com eles a estrela, me ajudaram a ver a obra de Deus, que foi bem feita, não havendo nela raiz de maldade, como convite a saber usar sem destruir todos os presentes que Deus colocou nas mãos da humanidade. Os recursos da terra, se bem usados, são suficientes para sua vida e

felicidade! Mas a figura principal, o Menino Deus, é que dirige a cena do presépio! De seu coração e de suas mãos abertas, com o olhar puro, que quer se repetir nas pessoas de todas as idades, brota o amor que ressoa salvação, redenção, pois é para salvar a humanidade que ele, Verbo de Deus, Filho eterno do Pai, desceu a este mundo. E vi que não pode mais existir mundo sem Jesus, o Cristo. É verdade o que ele disse: “sem mim nada podeis fazer”! (Jo 15,5) Só nele, caminho, verdade e vida, os dias que se seguirão no ano novo encontrarão seu sentido e valor. E aqui está a oportunidade para, a modo de mensagem de ano novo, sugerir que todos entrem no presépio e experimentem ver o mundo e os acontecimentos do lado de Deus! Simples assim! E o ano novo será feliz!


4

Arquidiocese

AGENDA DE DOM ALBERTO TAVEIRA CORRÊA

BELÉM, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2018 A 3 DE JANEIRO DE 2019

1º Caderno

AGENDA DE DOM ANTÔNIO DE ASSIS RIBEIRO

AGENDA DE DOM IRINEU ROMAN

n De 28 de dezembro de 2018

n De 28 de dezembro de 2018

n De 28 de dezembro de 2018

n SEXTA, 28 DE DEZEMBRO

n SEXTA, 28 DE DEZEMBRO

n SEXTA, 28 DE DEZEMBRO

a 3 de janeiro de 2019

a 3 de janeiro de 2019

8h - Gravações 19h - Missa -Paróquia Sagrada Família (festividade) n DOMINGO, 30 DE DEZEMBRO

11h - Missa (Fazenda da Esperança) 19h - Missa - Comunidade Sagrada Família (Paróquia São Marcos) n SEGUNDA, 31 DE DEZEMBRO

10h - Missa pela posse no novo governador (Catedral da Sé) 21h - Missa referente à Solenidade da Santíssima Mãe de Deus (Catedral da Sé) TERÇA, 1 DE JANEIRO DE 2019

7h30 - Missa (Comunidade Maíra) n QUARTA, 2 DE JANEIRO

8h - Missa de Abertura do Capítulo das Irmãs Missionárias do Coração Eucarístico de Jesus 11h - Missa (Comunidade Sementes do Verbo) n QUINTA, 3 DE JANEIRO

16h - Missa e Eleições nas Irmãs Missionárias do Coração Eucarístico de Jesus 19h - Missa de envio - Neocatecumenato (Basílica Santuário) Os compromissos de Dom Alberto Taveira podem sofrer alterações sem aviso prévio.

a 3 de janeiro de 2019

11h - Missa - Fazenda Esperança n SÁBADO, 29 DE DEZEMBRO 9h - Missa - Pastoral das Ilhas 19h - Missa - Comunidade de Nossa Senhora de Guadalupe (Paróquia de São Sebastião) n DOMINGO, 30 DE DEZEMBRO 9h - Missa - Pastoral das Ilhas 19h - Missa - Paróquia de Santa Rosa de Lima n SEGUNDA, 31 DE DEZEMBRO 19h30 - Missa - Paróquia Santo Antonio de Pádua (Coqueiro) n TERÇA, 1º DE JANEIRO DE 2019 9h - Missa - Pastoral das Ilhas 18h - Missa - Basílica Santuário n QUARTA, 2 DE JANEIRO 8h30 - Audiências 19h - Missa - Comunidade Ágape da Cruz- Cj. Julia Seffer - Ananindeua n QUINTA, 3 DE JANEIRO 8h30 - Audiências 14h - Programa “Entre nós” - Rádio Nazaré FM - 91.3 Mhz 19h - Missa - Comunidade Semeando com Maria Sacramenta Os compromissos de Dom Irineu Roman ser alterados sem aviso prévio.

6h30 - Missa - Residência Episcopal 8h - Audiências 14h - Audiências

n SÁBADO, 29 DE DEZEMBRO

17h - Missa - Comunidade São Bartolomeu (Paróquia Nossa Senhora das Vitórias)

n DOMINGO, 30 DE DEZEMBRO

8h - Missa - Comunidade Sagrada Família (Paróquia Santa Edwiges) - Cabanagem 17h - Missa - Paróquia São José de Queluz - São Braz

n SEGUNDA, 31 DE DEZEMBRO

19h30 - Missa - Paróquia Arcanjo São Miguel - Una

n TERÇA, 1 DE JANEIRO DE 2019

19h - Missa - Igreja Matriz Santíssimo Redentor - IcuíGuajará

n QUARTA, 2 DE JANEIRO

9h - Audiências 14h - Programa “Fé e vida” - Rádio Nazaré FM - 91.3 Mhz 16h - Reunião - Animação Juvenil Missionária 19h - Missa - Paróquia São Domingos de Gusmão

n QUINTA, 3 DE JANEIRO

8h30 - Audiências 15h - Reunião com a Pastoral Carcerária 18h - Gravações - TV Nazaré

Os compromissos de Dom Antônio de Assis podem sofrer alterações sem aviso prévio.

Homilia Dominical Padre Romeu Ferreira romeufsilva@gmail.com

A) Texto: Lc 2,41-52.

Formado em Exegese pelo Pontifício Instituto Bíblico de Roma

41 Os pais de Jesus iam todos os anos a Jerusalém, para a festa da Páscoa. 42 Quando ele completou doze anos, subiram para a festa, como de costume. 43 Passados os dias da Páscoa, começaram a viagem de volta, mas o menino Jesus ficou em Jerusalém, sem que seus pais o notassem. 44 Pensando que ele estivesse na caravana, caminharam um dia inteiro. Depois começaram a procurá-lo entre os parentes e conhecidos. 45 Não o tendo encontrado, voltaram para Jerusalém à sua procura. 46 Três dias depois, o encontraram

no templo. Estava sentado no meio dos mestres, escutando e fazendo perguntas. 47 Todos os que ouviam o menino estavam maravilhados com sua inteligência e suas respostas. 48 Ao vê-lo, seus pais ficaram muito admirados e sua mãe lhe disse: “Meu filho, por que agiste assim conosco? Olha que teu pai e eu estávamos, angustiados, à tua procura”. 49 Jesus respondeu: “Por que me procuráveis? Não sabeis que devo estar na casa de meu Pai?” 50 Eles, porém, não compreenderam as palavras que lhes dissera. 51 Jesus desceu então com seus pais para Nazaré e era-lhes obediente. Sua mãe, porém, conservava no coração todas estas coisas. 52 E Jesus crescia em sabedoria, estatura e gra-

ça, diante de Deus e diante dos homens. B) COMENTÁRIO

Eis a perda e o encontro de Jesus no templo. É um dos mistérios na oração do rosário. Mas onde está a força do mistério: ao perder-se ou quando se encontrou Jesus? Surge a questão: Quem é Jesus? Quem é ele para Maria e José, para os mestres do templo, para nós? Jesus foi perdido – mistério – como é possível que os pais de um só filho o deixem perder-se? Não houve o devido cuidado? E Deus, como entra na façanha? Deus teria se equivocado ao escolher a mãe de Seu Filho? Mas Deus não se engana, sabia que Maria seria a melhor mãe pa-

ra Jesus! Ninguém melhor que Deus para escolher! E então quem teria falhado aqui, Maria como mãe? Certamente não. Deus permitiu que seu Filho sofresse e morresse na cruz. Então Deus falhou como Pai? Certamente não. Entra-se no âmbito da predestinação de Deus: só Ele sabe reger e acompanha a história da Salvação. Jesus foi encontrado – mistério – o local onde ele estava, suas respostas e perguntas deixam todos perplexos. Quem é este garoto que fala aos pais de outra paternidade, e ensina os letrados? José e Maria vivem com Jesus, e, no entanto ele se lhes escapa; o veem,com os olhos da carne e não o captam com os olhos de fé.

Para eles e para nós, é só a fé que consegue o acesso ao Cristo; e por ele o acesso ao Pai. Maria sofre o filho perdido, e a situação lhe provoca uma indescritível dor. Ela deixa escapar a sua pena expressando a angústia partilhada com José. Aquela serva pacata, obediente a Deus e humilde, na angústia de mãe se impõe e pede contas a Deus: “Meu filho, por que agiste assim conosco? Veja que teu pai e eu estávamos angustiados, à tua procura” (v 48). A resposta é inquietante (v 50). Jesus participava de toda a vida familiar e social: “subiram para a festa” (v 41); “Jesus desceu e era-lhes obediente” (v 51); “Jesus crescia diante de Deus e diante dos homens” (v 52): são ensinamentos para nós.

Liturgia da Semana w 28/12, SEXTA-FEIRA Cor (vermelho) Primeira Leitura (1Jo 1,5–2,2) Responsório (Sl 123) Evangelho (Mt 2,13-18) w 29/12, SÁBADO Cor (branco) Primeira Leitura (1Jo 2,3-11)

Responsório (Sl 95) Evangelho (Lc 2,22-35) w 30/12, DOMINGO Cor (branco) Primeira Leitura (Eclo 3,3-7.14-17a) Responsório (Sl 127) Segunda Leitura (Cl 3,12-21)

Evangelho (Lc 2,41-52) w 31/12, SEGUNDA Cor (branco) Primeira Leitura (1Jo 2,18-21) Responsório (Sl 95) Evangelho (Jo 1,1-18) w 01/01, TERÇA-FEIRA Cor (branco)

Primeira Leitura (Nm 6,22-27) Responsório (Sl 66) Segunda Leitura (Gl 4,4-7) Evangelho (Lc 2,16-21) w 02/01, QUARTA-FEIRA Cor (branco) Primeira Leitura (1Jo 2,22-28)

Responsório (Sl 97) Evangelho (Jo 1,19-28) w 03/01, QUINTA-FEIRA Cor (branco) Primeira Leitura (1Jo 2,29–3,6) Responsório (Sl 97) Evangelho (Jo 1,29-34)


1º Caderno 1º

Vaticano

BELÉM, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2018 A 3 DE JANEIRO DE 2019

5

Papa: “Paz para esta casa!”

Com estes votos o Papa inicia o novo ano e abre a sua Mensagem para o Dia Mundial da Paz

C

om informações Vatican News. “Paz para esta casa!” Com estes votos o Papa Francisco inicia o novo ano e abre a sua Mensagem para o Dia Mundial da Paz, divulgada na terça-feira, 18, em decorrência do próximo 1º de janeiro. São as palavras com as quais Jesus envia os apóstolos em missão e a casa da qual fala, é “toda família, comunidade, todo país, todo continente” e é também “a nossa casa comum”, da qual Deus nos confia os cuidados. O DESAFIO DA BOA POLÍTICA

O coração da mensagem, datada de 8 de dezembro de 2018, é a estreita relação entre a paz e a política da qual Francisco descreve potencialidades e vícios na perspectiva presente e futura, colocando ambas em um “desafio” diário, em um “grande projeto” fundado “na responsabilidade recíproca e na interdependência dos seres humanos”. A paz, como uma “flor frágil que tenta florescer no meio das pedras de violência” - escreve o Papa, citando o poeta Charles Peguy – se choca com “abusos” e “injustiças”, “marginalização e destruição” que a política provoca, quando “não é vivida como um serviço à comunidade”.

FOTOS: DIVULGAÇÃO

A boa política, por outro lado, é um “veículo fundamental para construir cidadania e obras” e, se “implementada no respeito fundamental da vida, liberdade e dignidade”, pode se tornar uma “forma eminente de caridade”.

A POLÍTICA DA PAZ

CARIDADE E VIRTUDE

E se a ação do homem é sustentada e inspirada pela caridade, recorda Francisco citando Caritas in Veritate de Bento XVI - “contribui para a edificação daquela cidade universal de Deus para a qual avança a história da família humana”. É um programa em que os políticos de todas as afiliações podem encontrar-se, contanto que operem para o bem da família humana, praticando virtudes que “sujeitam-se ao bom agir político”: justiça, equidade, respeito, sinceridade, honestidade, lealdade. O bom político é conforme descrito pelas bem-aventuranças do cardeal vietnamita François Xavier Nguyn Vãn Thun que o Papa retoma - quem tem a consciência de seu papel, quem é coerente, credível, capaz de ouvir, corajoso e comprometido com a unidade e a mudança radical. Disto a certeza expressa na Mensagem de que “a boa política está a serviço da paz”. VIRTUDES E

líbrio das forças e do medo. Manter o outro sob ameaça significa reduzilo ao estado de objeto e negar a sua dignidade.

w O CORAÇÃO DA MENSAGEM estreita relação entre a paz e a política VÍCIOS DA POLÍTICA

Mas a política não é feita apenas de virtudes e de respeito pelos direitos humanos fundamentais. Francisco dedica um parágrafo de sua Mensagem aos “vícios” que “enfraquecem o ideal de uma autêntica democracia”. São aqueles que ele define “inépcia pessoal”, “distorções no meio ambiente e nas instituições”, sobretudo a corrupção e, em seguida, o não respeito das regras, a justificação do poder com a força, a xenofobia, o racismo: eles “tiram credibilidade aos sistemas”, são “a vergonha da vida pública e colocam em perigo a paz social”. CONFIANÇA NO OUTRO

Mas há também outro aspecto vicioso da política que o Papa destaca e que tem a ver com o fu-

turo e os jovens. Quando o exercício do poder político - escreve ele - visa apenas “salvaguardar os interesses de certos indivíduos”, o futuro “fica comprometido e os jovens podem ser tentados pela desconfiança, por se verem condenados a permanecer à margem”. Quando, por outro lado, a política é concretamente traduzida em encorajar jovens talentos e vocações que requerem a sua realização, a paz propaga-se nas consciências e “torna-se uma confiança dinâmica”. Uma política está, portanto, a serviço da paz - afirma Francisco. - se reconhece os carismas de cada pessoa entendida como “uma promessa que pode liberar novas energias”. ARTESÃOS DA PAZ

Mas o clima de confiança, é a consideração do Pontífice, não é “sem-

pre fácil”, em particular “nestes tempos”. A esse respeito, Francisco recorda o “medo do outro” generalizado, os “fechamentos”, “os nacionalismos” que marcam a política de hoje, colocando em discussão a fraternidade de que nosso mundo globalizado tanto necessita. Disto a referência a “artesãos da paz” e autênticos “mensageiros” de Deus que animam nossas sociedades. A este desejo se soma também, por parte do Papa, um apelo - cem anos após o fim da Primeira Guerra Mundial - de cessar com a “proliferação descontrolada de armas” e com a “escalada em termos de intimidação”. Recordam-nos a paz – diz o Pontífice - especialmente as muitas crianças vítimas da guerra . “A paz não pode jamais reduzir-se ao mero equi-

O afresco que emerge da Mensagem do Papa conclui-se no último parágrafo com ênfase na relação entre direitos e deveres, para reiterar que - como nos recorda o septuagésimo aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos - o “grande projeto político da paz” baseia-se na “responsabilidade recíproca e na interdependência dos seres humanos”. Isso nos desafia no compromisso diário e nos pede uma “conversão de coração e da alma”. Para aqueles que querem se comprometer na “política da paz”, o Papa sugere por fim o espírito do Magnificat que Maria canta em nome de todos os homens: A «misericórdia [do Todo-Poderoso] estende-se de geração em geração sobre aqueles que O temem. Manifestou o poder do seu braço e dispersou os soberbos. Derrubou os poderosos de seus tronos e exaltou os humildes (...), lembrado da sua misericórdia, como tinha prometido a nossos pais, a Abraão e à sua descendência, para sempre» (Lc 1, 50-55).

Família: um grande encontro de Francisco em 2018

w PAPA FRANCISCO no Encontro Mundial das Famílias em Dublin

C C

risto nasceu para nós! Venham todos vocês que buscam o rosto de Deus: Ele está ali, naquele Menino, colocado numa manjedoura. (25 de dezembro) ontemplando o Deus Menino, que emana luz na humildade do presépio, podemos nos tornar também nós testemunhas de humildade, ternura e bondade. (24 de dezembro)

Com informações Vatican News. Em 2018 um destaque particular foi a Viagem do Papa Francisco ao IX Encontro Mundial das Famílias em Dublin na Irlanda, onde destacou momentos importantes para a família. Francisco alertou para os perigos da “cultura do provisório e do efêmero” e de um amor que não seja para toda a vida. “Entre todas as formas da fecundidade humana, o matrimônio é único” – lembrou o Papa salientando que “o sacramento do matrimônio, participa de modo especial no mistério do amor eterno de Deus” – afirmou. O Santo Padre realçou ainda a importância da oração em família e a vivência da solidariedade com aqueles que sofrem. “O mundo diz-nos para sermos fortes e independentes, preocupando-nos pouco com aqueles que estão sozinhos ou tristes, rejeitados ou doentes”

– disse o Papa afirmando que “o nosso mundo precisa duma revolução de amor! Que esta revolução comece por vós e pelas vossas famílias!” O Pontifice destacou também a importância do diálogo e do convívio entre gerações: “as crianças não crescem no amor se não aprendem a comunicar com os seus avós. Então deixai que o vosso amor lance raízes profundas!” – afirmou Francisco. Grande momento com o Papa foi a Festa das Famílias no Croke Park Stadium em Dublin na Irlanda. O Papa afirmou que a família é a esperança da Igreja e do mundo: “vós, famílias, sois a esperança da Igreja e do mundo”. Foram vários e intensos os testemunhos de famílias que apresentaram experiências de vida matrimonial e familiar, vividas em várias partes do mundo. O Papa referiu-se a estes testemunhos proferindo um discurso continuamente

aplaudido pela multidão presente no estádio. Francisco considerou a Festa das Famílias como uma verdadeira “celebração familiar de ação de graças a Deus pelo que somos” – disse o Papa – “uma única família em Cristo, espalhada pela terra”. O Santo Padre defendeu o Batismo das crianças em tenra idade para que façam parte, desde pequeninas, da grande família de Deus. O Papa salientou que o “Evangelho da família é, verdadeiramente, alegria para o mundo”, pois nas “nossas famílias, sempre se pode encontrar Jesus” que “lá habita, em simplicidade e pobreza, como fez na casa da Sagrada Família de Nazaré” – assinalou. Francisco sublinhou a beleza da vocação ao matrimónio exortando as famílias para a revolução do amor e da ternura sendo esperança da Igreja e do mundo.


Igreja no Mundo Polônia terá santuário elevado à Basílica 6

BELÉM, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2018 A 3 DE JANEIRO DE 2019

1º Caderno FOTOS: DIVULGAÇÃO

Dignidade será conferida no ano de 2019

C

om informações agência Gaudium Press. O Bispo de Koszalin - Kolobrzeg, Polônia, Dom Edward Dajczak, anunciou em uma coletiva de imprensa no dia 18 de dezembro, a decisão da Santa Sé de elevar a dignidade de Basílica o Santuário de Santa Maria das Dores de Skrzatusz. A dignidade será conferida durante o ano de 2019 e a Dio-

cese se preparará durante nove meses para este acontecimento. A próxima Basílica de Nossa Senhora das Dores será a segunda da Diocese, segundo explicou o prelado. “Agora teremos dois pontos no mapa de nossa Diocese. A primeira é a Basílica em Kolobrzeg com suas características históricas. O segundo ponto será Skrzatusz, que para

minha alegria se converte no centro espiritual da Diocese”. O Santuário de Nossa Senhora das Dores foi construído entre os anos de 1687 a 1694 como um voto dos povoadores locais. O templo sobreviveu aos ataques da Segunda Guerra Mundial e das forças soviéticas. A imagem da Santíssima Virgem Maria que se venera neste templo data

w ELEVAÇÃO Santuário de Santa Maria das Dores de Skrzatusz

do século XV e recebeu a Coroação Pontifícia das mãos do Cardeal Józef Glemp em 1988. O templo é um importante centro de peregrinação e numerosos devotos afirmam ter obtido mi-

lagres e favores de Deus através da mediação da Santíssima Virgem neste lugar. Ao tratar-se de um templo votivo, em sua fundação no século XVII assistiram cerca de dez mil peregrinos de todos os

estados do país em uma grande festividade que recebeu uma indulgência especial. Desde esse momento as peregrinações não cessaram, inclusive durante a Segunda Guerra Mundial.

Cresce o número de visitas à Basílica da Natividade em Belém Com informações agência Gaudium Press. Belém é um dos lugares da Terra Santa mais visitados por ocasião do Natal. E não é para menos, já que é uma terra abençoada, pois ali nasceu o Menino Jesus, o salvador do mundo. “Nunca recebemos este número de turistas que vem à Palestina. Especialmente em uma cidade como Belém, o turismo cria ondas em toda a economia”, assinalou Rula Ma’ayah, Ministra de Turismo da Palestina. Espera-se que os trabalhos de restauração da Basílica, que foram

iniciados em 2013, culminem em 2020. Para então as autoridades de Belém, prevêem que além de se estimular o turismo e a economia, se freie a migração de cristãos que se gerou pelos diferentes conflitos ali presentes. A Basílica da Natividade é um dos principais tesouros do cristianismo. Foi construída sobre a Gruta onde, segundo a tradição, nasceu Cristo. Consiste em um templo de cinco naves, cujo ingresso é simples e humilde. O testemunho mais antigo que se tem da Gruta do nascimento

w BASÍLICA DA NATIVIDADE é um dos principais tesouros do cristianismo

de Jesus, após os Evangelhos, é o de Justino, mártir, e data do século II. Ele assinalou: “No

momento do nascimento do Menino em Belém, como não tinha aonde ir naquele povo, José pa-

rou diante de uma gruta próxima e enquanto estavam ali, Maria deu a luz a Cristo e o colocou

em um presépio, onde os Magos que vinham da Arábia o encontraram”. A primeira edificação que se realizou data do século IV com o imperador Constantino e sua mãe Santa Helena. No século VI a Basílica foi substituída por outra de dimensões maiores, que é a que se pode visitar hoje. Epicentro de toda a edificação é a Gruta da Natividade, situada sob o presbitério. É uma pequena capela, com um altar, e sob ele uma estrela de prata que marca o lugar onde nasceu Cristo, com a inscrição: ‘Hic de Virgine Maria Iesus Christus natus est’.

Igreja no Brasil

Farroupilha prepara Romaria Votiva a Nossa Senhora de Caravaggio

C

om informações agência Gaudium Press. O Santuário de Nossa Senhora de Caravaggio, em Farroupilha - Rio Grande do Sul, se prepara para receber no próximo dia 2 de fevereiro a 119ª edição da Romaria Votiva. A tradicional festa é marcada pelas bênçãos às máquinas agrícolas trazidas ao Santuário por agricultores que suplicam graças a Nossa Senhora de Caravaggio pela chuva alcançada em 1899, quando uma seca atingiu a região. “A grandeza e a beleza da criação fazem contemplar seu Criador” será o lema deste ano, inspirado na encíclica “Laudato Si”, do Papa Francisco, que fala do cuidado com a criação. A preparação para a festividade tem início no dia 20 de janeiro, com a realização

w TRADICIONAL procissão das máquinas agrícolas

de celebrações nas comunidades da Paróquia Santo Antônio, de Forqueta. Entre os dias 25 de janeiro e 1º de fevereiro, as paróquias participam das missas diretamente no Santuário de Nossa Se-

nhora de Caaravaggio. No dia da 119ª Romaria Votiva, depois das celebrações, ocorre a tradicional procissão das máquinas agrícolas pela Avenida Dom José Barea e bênção em frente ao Santuário.

Projeto 10 Milhões de Estrelas pede oração e reflexão pela paz Com informações Portal Notícias Católicas. No ano de 2018, o projeto “10 Milhões de Estrelas”, uma iniciativa da Cáritas Brasileira, chega à sua quarta edição tendo como tema central a paz. De acordo com o coordenador do projeto, Jaime Conrado de Oliveira, o principal objetivo é sensibilizar as pessoas, nas comunidades, nos bairros, nos grupos, nas periferias e em diversos lugares a refletir sobre o tema. A iniciativa tem como principal ação incentivar as pessoas, durante o período do advento a acenderem uma vela e rezarem pela paz. Segundo o coordenador do projeto, a intenção é que pessoas do mundo todo não se esqueçam da jornada em busca de um futuro melhor e mais justo para toda a criação, na casa comum e no planeta. O nome do projeto faz alusão às milhares de luzes que as velas emanarão, que se assemelham ao das estrelas. Para Oliveira, juntas, as velas

movimentarão uma constelação pela paz. O projeto teve sua origem em 1984, na França, no período do advento, e é realizado também em outros países. “A cada ano, o projeto vem se concretizando sendo mais conhecido pelas pastorais, organismos da igreja, movimentos sociais e a comunidade em geral. É um gesto concreto e coletivo, na perspectiva da consolidação da cultura de paz, da justiça social e de uma espiritualidade comprometida”, contou o coordenador do “10 Milhões de Estrelas” no Brasil. Este ano, a iniciativa foi lançada no dia 28 de novembro com uma celebração ecumênica pública. Essa celebração teve como tema: migrantes e refugiados. A inspiração bíblica foi o texto do apóstolo Mateus (Mt 1,18-24), que relaciona o sonho de José e a realização do projeto do Reino para todas as pessoas.


1º Caderno 1º

A

Jornada Mundial da Juventude Panamá 2019 está próxima. Em dezembro foram apresentados à imprensa os primeiros números do evento. Segundo o diretor de comunicação da JMJ, Giancarlos Candanedo, são esperados para o evento mais de 200 mil inscritos dos cinco continentes, destes, 37 mil já completaram os procedimentos oficiais, e outros 168 mil estão concluindo. Para Candanedo, muitos jovens comparecerão sem inscrição. São 155 os países envolvidos até agora. Mais de 37 mil voluntários estão comprometidos na logística, assistência e preparação: muitos vêm do Brasil, da Costa Rica, mas também da França e da Polônia. “Será uma grande festa de fé”, reafirmou Dom José Domingo Ulloa, Arcebispo do Panamá. Dom Ulloa recordou a caravana de

Igreja

BELÉM, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2018 A 3 DE JANEIRO DE 2019

7

Organização apresenta primeiros números da JMJ 2019 "Sim" incondicional de Maria inspira a jornada e peregrinos aguardam o Papa

milhares e milhares de migrantes de Honduras, El Salvador e Guatemala

em direção dos Estados Unidos. “Esperamos o Papa e a esperança que

ele levará para toda a América Central. Os jovens serão chamados a

serem protagonistas da mudança”, comentou. Criando uma ligação com o recente Sínodo da Juventude realizado no Vaticano, o bispo indicou o “sim” incondicional de Maria como o caminho para construir um mundo diferente. O prelado, salientando que a Igreja Centroamericana é “uma Igreja de Martírio”, mostrou a necessidade dos jovens terem modelos críveis e indicou a força, a beleza, a determinação e o testemunho de muitos Santos entre os quais Oscar Arnulfo Romero, Rosa da Lima, José Sán-

chez del Rio, João Paulo II. Ele confirmou que o Papa vai encontrar todos os bispos. A JMJ será precedida pelo Encontro Mundial de Jovens Indígenas, que já tem confirmada a participação de mais de 1.000 indígenas de várias partes do mundo que participarão do Encontro Mundial da Juventude Indígena, que começará três dias antes da JMJ. A embaixadora do Panamá junto à Santa Sé, Miroslava Rosas, sublinhou o grande esforço organizativo do governo: “Um pequeno país pronto para uma grande acolhida”.

Mundo juvenil e a fé cristã Dom Antônio de Assis Ribeiro - Bispo Auxiliar de Belém (domantoniodeassis@arqbelem.org)

O documento do Sínodo dos Jovens Capítulo II: os jovens e seus relacionamentos (N. 32-44) INTRODUÇÃO

O

terceiro capítulo do documento do Sínodo sobre os jovens fala sobre os grandes nichos de relacionamento dos jovens como, por exemplo, a família, o ambiente cultural em que vivem, a experiência de grupo de amigos, o mundo do trabalho e os diversos contextos de carências e sofrimentos. Os jovens vivem a experiência da vulnerabilidade de comportamento que depende, em muitos casos, das situações em que vivem; apesar de tudo, conservam suas grandes e inestimáveis riquezas. Seja qual for o contexto em que vivam os jovens, a Igreja é chamada a acompanhá-los e educá-los para o sentido da vida!

1

A família como ponto de referência privilegiado (N. 32-33) “A família continua a ser o principal ponto de referência para os jovens”. Apesar das situações de crise familiar (separações, divórcios, segundas uniões, famílias monoparentais...), os jovens apreciam o amor, o cuidado dos pais, defendem os laços familiares e aspiram formar uma família. No lar a figura materna continua exercendo uma função que os jovens consideram essencial para o seu crescimento; muitos pais cumprem com dedicação o seu papel, mas não se ignora a crise da paternidade (ausência, opressão, autoritarismo...).

2

As relações entre as gerações (N. 34). O Sínodo reconhece a dedicação de muitos pais e

educadores que se esforçam profundamente por assegurar a transmissão dos valores humanos e morais apesar das dificuldades do contexto cultural. Em muitos lugares, o papel dos idosos é muito importante na educação e na formação da identidade pessoal dos jovens. Todavia, com o influxo da globalização, em alguns lugares, os jovens sentem as tradições familiares como opressivas e as abandonam vivendo sua caminhada sem pontos de referências. Entretanto, há regiões do mundo em que, entre jovens e adultos, não existe um conflito geracional propriamente dito. O acolhimento geracional favorece a transmissão dos valores fundamentais da existência, a assimilação do estilo de vida da cultura, o fortalecimento da educação e da cultura.

3

Jovens e raízes culturais (N. 35) “Os jovens estão orientados para o futuro e enfrentam a vida com energia e dinamismo”. Todavia, sentem-se tentados pelo presentismo (concentração no presente), pelo descaso à memória do passado e pela alienação à bagagem cultural da sociedade em que vivem. A Igreja, através da pastoral juvenil, é chamada a “ajudar os jovens a descobrir a riqueza viva do passado, conservando a memória e servindo-se dela para as suas decisões e possibilidades; esta perspectiva de corresponsabilidade constitui um gesto de amor autêntico para com eles, visando o seu crescimento e as opções que são chamados a realizar.

4

Amizade, afetividade e sexualidade (N. 36-39) Para os jovens as relações entre coetâneos constituem uma experiência fundamental de interação e progressiva do desapego do contexto familiar. A amizade e o intercâmbio que acontece em grupos possibilitam reforçar competências sociais e relacionais num contexto onde não se sentem avaliados nem julgados. A experiência de grupo constitui um grande recurso para a partilha da fé, bem como é um espaço no qual o jovem encontra ajuda. Nos grupos, os jovens são capazes de guiar outros jovens, vivendo um verdadeiro apostolado no meio dos seus amigos. No grupo a experiência da amizade, da afetividade e da sexualidade tem uma essencial importância... São elementos constituintes da identidade do jovem. A cultura contemporânea tem estimulado uma forte mudança em relação à concepção do corpo e seu tratamento, sendo visto como objeto modificável, introduz-se elementos artificiais no organismo (próteses); o corpo é visto, muitas vezes apenas, como instrumento de prazer (emoções). A mudança de concepção tem favorecido outros fenômenos na esfera da sexualidade: a gravidez precoce, a promiscuidade, o turismo sexual, a pedofilia, o culto à aparência física, a pornografia digital, o exibicionismo, etc. No que diz respeito à afetividade e sexualidade, os jovens nem sempre conseguem acolher com serenidade os ensinamentos da Igreja, para

viverem as relações interpessoais de acordo com a lógica do Evangelho. Por, isso chegam até a se afastar da Igreja. Por outro lado, também a Igreja reconhece que nem sempre consegue traduzir essa necessidade numa proposta de educação afetiva e sexual adequada. Onde isso acontece, os resultados são positivos. Os evangelizadores dos jovens devem ajudá-los a compreenderem a relação que existe entre a sua adesão de fé em Jesus Cristo e o modo de viver a afetividade e as relações interpessoais.

5

O mundo do trabalho (N. 40) O mundo do trabalho é o espaço onde os jovens manifestam a sua criatividade e a capacidade de inovação. Ao mesmo tempo, eles experimentam formas de exclusão, a marginalização, o desemprego. A falta de trabalho priva os jovens de darem a sua contribuição inovadora para o desenvolvimento da sociedade; em muitos países, há também falta de capacitação para o trabalho, bem como, o subemprego.

6

Lamentáveis relações de violência (N. 41-44) O documento do Sínodo nos convida a refletir sobre o drama da violência presente no mundo juvenil. A violência se manifesta numa incalculável variedade de formas onde os jovens são, de um lado, sujeitos e por outras vítimas: raptos, extorsões, crime organizado, tráfico de seres humanos, escravidão, exploração sexual, estupros de guerra, perseguição por causa da fé, terrorismo...

Jovens e crianças também vivem promovendo crimes e violências: crianças-soldado, grupos armados e criminosos, tráfico e consumo de droga, terrorismo, presidiários etc. Todas essas situações questionam e interpelam a Igreja. Dentro do contexto de violência e mal-estar juvenil estão outros fenômenos: marginalização, exclusão social, gravidez precoce, aborto, a propagação do HIV, as diferentes formas de dependência (drogas, jogos de azar, pornografia, mídia eletrônica, etc.), encarceramento. A fragilidade e a ausência do sentido da vida, acompanhado de muitas experiências negativas proporcionam fortes sofrimentos nos jovens. São diversos os fenômenos promotores de sofrimento juvenil como a depressão, doenças mentais, distúrbios alimentares, infelicidade, incapacidade de encontrar uma posição no seio da sociedade, suicídios... A cultura do descarte contribui para o aumento de vítimas. É preciso a promoção da cultura da solidariedade. A comunidade cristã consciente de todas estas demandas juvenis, animada pela alegria do Evangelho, com criatividade e afetividade, é capaz de ser alternativa de resposta para muitos desses problemas. REFLEXÃO:

1 2

Por que a família é importante para os jovens? Quais são as causas dos conflitos de gerações? Quais são as consequências do presentismo? No seu parecer, qual é a mais profunda forma de violência juvenil?

3


8

Nazaré Repórter

BELÉM, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2018 A 3 DE JANEIRO DE 2019

J ENCONTRO

RÁDIO NAZARÉ

A Pastoral Familiar da matriz da Paróquia de Santo Antônio de Lisboa realiza o Encontro de Preparação para a Vida Matrimonial, de 19 a 20. O encontro para noivos visa alicerçar o Sacramento do Matrimônio antes do sim. Os casais serão acompanhados durantes esses dias com palestras e dinâmicas. As inscrições, mediante pagamento, podem ser feitas na secretaria da matriz, localizada na rua dos Tamoios, 1875, Batista Campos. Mais informações: (91) 3215-7004.

Z MH 3 . 91 FM

l ESPECIAL ANO NOVO NA RÁDIO NAZARÉ J CURADOS PARA AMAR A Comunidade Católica Kerygma promove no dia 6 de janeiro, o primeiro “Curados Para Amar” 2019, sob o tema “A felicidade está em fazer a vontade de Deus”. A comunidade convida todos a participarem desse encontro, que será realizado no Seminário São Pio X, localizado na rodovia BR 316, km 6, em Ananindeua/PA. O evento ocorre de 8h às 17h. A programação envolve adoração ao Santíssimo Sacramento, pregação, louvor e Santa Missa. Participe! Mais informações: (91) 98156-1222.

A Rádio Nazaré FM realiza uma programação especial de Ano Novo nos dias 31 de dezembro e 1º de janeiro. No dia 31, às 21h, transmissão da Santa Missa, direto da Catedral de Belém. No dia 1º de janeiro, o Dia da Paz e a confraternização entre os povos, a

programação terá meditações apresentadas pelos sacerdotes da Arquidiocese de Belém e colaboradores da Fundação Nazaré de Comunicação. A Rádio Nazaré FM deseja a todos os ouvintes um ano novo de paz, amor, saúde e muitas bênçãos.

RÁDIO NAZARÉ FM - 91,3. A SERVIÇO DA VIDA. NOSSA MISSÃO É EVANGELIZAR!

J DIREÇÃO ESPIRITUAL A Paróquia São Raimundo Nonato, localizada na Avenida Senador Lemos, 1054, bairro do Umarizal em Belém, promove todas as sextas-feiras, a partir das 15h, uma direção espiritual

1º Caderno

REDE NAZARÉ DE

com acompanhamento do Padre Fantico Borges. Todos podem participar, mas deve agendar horário na secretaria antes. Mais informações: (91) 32774644.

TELEVISÃO

AL CAN

30

l TV NAZARÉ EXIBE “E O VENTO LEVOU”

J GET KIDS 2019 J CELEBRAÇÃO PELO ANO NOVO

A Paróquia São José, localizada na rua Domingos Marreiros, 104, bairro do Umarizal, em Belém, convida todos a participarem da Santa Missa do Réveillon, no dia 31, às 20h; e no dia 1 de janeiro, Santa Missa em dois horários, pela manhã, às 11h, e de noite, às 19h. Participe com sua família! Mais informações: (91) 3230-1633.

A Paróquia Mãe da Divina Providência, localizada no conjunto Providência, na avenida Val-de-Cans em Belém, abriu as inscrições para o Get Kids 2019. O evento é voltado para crianças de 7 a 12 anos, e tem o intuito de evangelizálos com alegria, amor e

muita diversão, privilegiando a infância. Os encontros iniciam em fevereiro, e ocorrem no 1º e 3º domingo do mês, de 9h as 10h30. As inscrições podem ser feitas na secretaria paroquial durante as celebrações. Mais informações: (91) 32572388.

Acompanhe pela TV Nazaré, canal 30.1 – ou na sintonia de sua cidade – o programa Cine Nostalgia, que exibirá no dia 31 de dezembro, segunda-feira, às 18h, o longa-metragem “E o vento levou”, um filme

PORTAL NAZARÉ

clássico do cinema. E no dia 1º de janeiro será exibida a continuação do filme, as 20h30. O longa foi vencedor de vários Oscar em diferentes categorias em 1940, em destaque como melhor filme daquela premiação. W. WW RE. AZA ON M.BR A C CO DA FUN

J SORTEIO

J ESTOQUE A Paróquia São Geraldo Magela realiza neste domingo, 30, o dia todo no salão paroquial, o evento “Ponta de Estoque São Geraldo”. Localizada na rua São Paulo, 246, conj. Marex, bairro de Val de Cães ,em Belém, a igreja busca com essa atividade arrecadar valores que serão destinados às obras sociais na paróquia.O evento traz algumas peças de roupas direto de fábrica a preço abaixo do custo e convida a todos a fazer uma visita a sua lojinha. Mais informações: (91) 3257-7950.

secretaria paroquial. O sorteio ocorrerá no dia 12

A Fraternidade Jovens Providentinos, que pertence à Paróquia São Domingos de Gusmão, está promovendo o sorteio de um kit providência, que contém uma imagem da Mãe da Divina Providência, um quadro com a reprodução da mesma imagem e um terço. Os jovens Providentinos têm como grande missão no bairro da Terra Firme levar todos a conhecer Cristo. Adquira sua cartela na secretaria paroquial. O sorteio ocorrerá no dia 12 de janeiro pela loteria federal. Mais informações: (91) 98269-2457.

J MEIO AMBIENTE Durante a inauguração da Biblioteca da Semas, na quarta-feira, 26, no prédio sede do órgão de gestão ambiental do Pará, foram assinados dois Termos de Cooperação Técnica entre a Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade e as universidades Estadual do Pará (Uepa) e Federal Rural da Amazônia (Ufra), ambos para o desenvolvimento de atividades de

regularização ambiental. A nova Biblioteca da Semas é um ambiente com salas totalmente reformuladas, apropriadas para leitura e pesquisa sobre meio ambiente. Aberta ao servidor e ao público em geral, tem espaço para estudo, salas de ambiente multimídia e infantil, área de leitura em mais de 200 metros, além de espaço administrativo, banheiros e copa. Na Lomas Valentinas, 2717.

l DIVULGUE SUA ATIVIDADE PAROQUIAL NO PORTAL Quer enviar sua sugestão para o Portal Nazaré? Envie um e-mail para: portal@fundacaonazare. com.br. Lembre-se! É indicado que as pautas estejam de acordo com a missão da Fundação Nazaré de Comunicação: “Promover a formação integral da pessoa

humana e a defesa da vida, à luz do evangelho, através dos meios de comunicação”. Você também pode nos ajudar a levar mais longe o Evangelho participando da Campanha Seja Mais Um e fazendo parte da Família Nazaré. Acesse: www.sejamaisum.com ou ligue: (91) 4006-9211.


1º Caderno 1º

BELÉM, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2018 A 3 DE JANEIRO DE 2019

Fundação Nazaré

Escute na Rádio Nazaré FM 91.3 SEXTA - FEIRA 05h00 - ABERTURA DA EMISSORA 05h00 - Lírio Mimoso 05h05 - Cura-me Senhor 05h10 - Ângelus - Liturgia das horas - Láudes 05h30 - Oração do Terço - Mistérios Dolorosos 06h00 - A Voz do Pastor 06h15 - Forrozinho da fé 07h00 - Horário político 07h30 - Jornal Brasil Hoje 08h00 - Igreja ponto a ponto 09h00 - Seja+Um 09h30 - Informe Noticias 10h00 - Nazaré em revista 10h30 - Informe Notícia 11h55 - Momento de Oração - Ângelus, Pai - nosso 12h00 - A voz do pastor 12h15 - Cardápio Instrumental 14h00 - Segurança e Cidadania 14h30 - Informe Noticias 15h00 - Terço da Misericórdia 15h30 - Informe Noticias 16h00 - Varanda Musical 17h45 - Ângelus - Liturgia das Horas - Vésperas 18h00 - A Voz do Pastor 18h15 - Oração do Terço - Mistérios Dolorosos 18h40 - Musical Mariano 19h00 - Voz do Brasil 20h00 - Saudade em Versos e Canções 22h00 - A voz do pastor 22h30 - Jornal RNA 23h00 - Programa Salmos ao Deus da Vida 23h50 - Mensagem de Encerramento 00h00 - Rede Milícia Sat - Igreja no Rádio SÁBADO 05h00 - ABERTURA DA EMISSORA 05h00 - Lírio Mimoso 05h05 - Cura-me Senhor 05h10 - Ângelus Liturgia das horas - Láudes 05h30 - Oração do Terço - Mistérios da Alegria 06h00 - A Voz do Pastor 07h00 - Horário Político 07h30 - Musical Mensagem 08h00 - Conhecendo Jesus 10h00 - Maria de Todos os Povos 11h55 - Momento de Oração - Ângelus, Pai - nosso 12h00 - A voz do pastor 12h15 - Cardápio Instrumental

14h00 - Musical Nazaré 14h30 - Terço da Misericórdia 15h00 - Criança Evangelizando Criança 16h00 - Evangelizando Através do Dizimo 17h00 - A vida e o tempo 18h00 - A Voz do Pastor 18h15 - Ângelus - Liturgia das Horas - Vésperas 18h15 - Peregrinação de Nossa Senhora de Nazaré 18h30 - Musical Mariano 19h00 - Musical Nazaré 22h00 - A voz do Pastor 22h15 - Domínio jovem 23h50 - MENSAGEM DE ENCERRAMENTO 00h00 - Rede Milícia Sat DOMINGO 05h00 - ABERTURA DA EMISSORA 05h00 - Lírio Mimoso 05h05 - Cura-me Senhor 05h10 - Regina Coeli - Liturgia das horas - Láudes 05h30 - Oração do Terço – Mistérios Gloriosos 06h00 - A Voz do Pastor 07h00 - SANTA MISSA 08h00 - Vem e Segue-me 10h00 - Domingo Alegre 11h55 - Momento de Oração - Ângelus, Pai - nosso 12h00 - A voz do pastor 12h15 - Cardápio Instrumental 14h00 - Universo Acadêmico 15h00 - Terço da Misericórdia 18h00 - A Voz do Pastor 18h15 - Ângelus - Liturgia das Horas - Vésperas 18h30 - Peregrinação de Nossa Senhora de Nazaré 19h00 - Clássico Nazaré 20h00 - Circuito M P B 22h00 - A voz do Pastor 22h15 - Especial PE. Zezinho 23h50 - MENSAGEM DE ENCERRAMENTO 00h00 - Rede Milícia Sat – Igreja no Rádio SEGUNDA - FEIRA 05h00 - ABERTURA DA EMISSORA 05h00 - Lírio Mimoso 05h05 - Cura-me Senhor 05h10 - Ângelus - Liturgia das horas - Láudes 05h30 - Oração do Terço - Mistérios alegria 06h00 - A Voz do Pastor 06h15 - Forrozinho da fé

9

Ligue: (91) 4006-9251 07h00 - Horário político 07h30 - Jornal Brasil Hoje 08h00 - Igreja ponto a ponto 09h00 - Seja+Um 09h30 - Informe Noticias 10h00 - Nazaré em revista 10h30 - Informe Notícia 11h50 - Momento de Oração - Ângelus, Pai - nosso 12h00 - A voz do Pastor 12h20 - Cardápio Instrumental 14h00 - Varanda Musical 14h30 - Informe Notícia 15h00 - Terço da Misericórdia 15h30 - Informe Notícia 16h00 - Saúde e Cidadania 16h30 - Informe Notícia 17h30 - Informe Notícia 17h45 - Ângelus - Liturgia das Horas - Vésperas 18h00 - Voz do Pastor 18h15 - Peregrinação de Nossa Senhora de Nazaré 18h40 - Musical Mariano 19h00 - Voz do Brasil 20h00 - Crescendo na Fé 21h00 - Orando com Você - Com. Maíra 22h00 - A voz do pastor 22h30 - Jornal RNA 23h00 - Programa Salmos ao Deus da Vida 23h50 - MENSAGEM DE ENCERRAMENTO 00h00 - Rede Milícia Sat – Igreja no Rádio TERÇA - FEIRA 05h00 - ABERTURA DA EMISSORA 05h00 - Lírio Mimoso 05h05 - Cura-me Senhor 05h10 - Ângelus - Liturgia das horas - Láudes 05h30 - Oração do Terço - Mistérios alegria 06h00 - A Voz do Pastor 06h15 - Forrozinho da fé 07h00 - Horário político 07h30 - Jornal Brasil Hoje 08h00 - Igreja ponto a ponto 09h00 - Seja+Um 09h30 - Informe Noticias 10h00 - Nazaré em revista 10h30 - Informe Notícia 11h55 - Momento de Oração - Ângelus, Pai - nosso 12h00 - A voz do Pastor 12h15 - Cardápio Instrumental 14h00 - Varanda Musical

14h30 - Informe Notícia 15h00 - Terço da Misericórdia 15h30 - Informe Notícia 16h00 - Direito e cidadania 16h30 - Informe Notícia 17h25 - Informe Notícia 17h30 - Ângelus - Liturgia das Horas - Vésperas 17h45 - Voz do Pastor 18h00 - Novena Nossa Senhora Perpétuo Socorro 18h30 - Peregrinação de Nossa Senhora de Nazaré 19h00 - Voz do Brasil 20h00 - Família em Ação 22h00 - A voz do pastor 22h30 - Jornal RNA 23h00 - Programa Salmos ao Deus da Vida 23h50 - MENSAGEM DE ENCERRAMENTO 00h00 - Rede Milícia Sat – Igreja no Rádio QUARTA - FEIRA 05h00 - ABERTURA DA EMISSORA 05h00 - Lírio Mimoso 05h05 - Cura-me Senhor 05h10 - Ângelus - Liturgia das horas - Láudes 05h30 - Oração do Terço - Mistérios alegria 06h00 - A Voz do Pastor 06h15 - Forrozinho da fé 07h00 - Horário político 07h30 - Jornal Brasil Hoje 08h00 - Igreja ponto a ponto 09h00 - Seja+Um 09h30 - Informe Noticias 10h00 - Nazaré em revista 10h30 - Informe Notícia 11h55 - Momento de Oração - Ângelus, Pai - nosso 12h00 - A voz do Pastor 12h15 - Cardápio Instrumental 13h30 - Informe Notícia 14h00 - Varanda Musical 14h30 - Informe Notícia 15h00 - Terço da Misericórdia 15h30 - Informe Noticia 16h00 - Educação e Cidadania 16h30 - Informe Notícia 17h30 - Informe Notícia 17h45 - Regina Coeli - Liturgia das Horas - Vésperas 18h00 - A Voz do Pastor 18h15 - Peregrinação de Nossa Senhora de Nazaré

18h40 - Musical Mariano 19h00 - Voz do Brasil 20h00 - Musical Mensagem 21h00 - Orando com Você - Com. Mar adentro. 22h00 - A voz do pastor 22h30 - Jornal RNA 23h00 - Programa Salmos ao Deus da Vida 23h50 - MENSAGEM DE ENCERRAMENTO 00h00 - Rede Milícia Sat - Igreja no Rádio QUINTA - FEIRA 05h00 - ABERTURA DA EMISSORA 05h00 - Lírio Mimoso 05h05 - Cura-me Senhor 05h10 - Ângelus - Liturgia das horas - Láudes 05h30 - Oração do Terço - Mistérios alegria 06h00 - A Voz do Pastor 06h15 - Forrozinho da fé 07h00 - Horário político 07h30 - Jornal Brasil Hoje 08h00 - Igreja ponto a ponto 09h00 - Seja+Um 09h30 - Informe Noticias 10h00 - Nazaré em revista 10h30 - Informe Notícia 11h55 - Momento de Oração - Ângelus, Pai - nosso 12h00 - A voz do pastor 12h15 - Cardápio Instrumental 13h30 - Informe Notícia 14h00 - Entre nós 14h30 - Informe Notícia 15h00 - Terço da Misericórdia 15h15 - Musical Nazaré 15h30 - Informe Notícia 16h00 - Varanda Musical 16h30 - Informe Notícia 17h30 - Informe Notícia 17h45 - Ângelus - Liturgia das Horas - Vésperas 18h00 - A Voz do Pastor 18h15 - Peregrinação de Nossa Senhora de Nazaré 18h40 - Musical Mariano 19h00 - Voz do Brasil 20h00 - Musical Mensagem 21h00 - Orando com Você 22h00 - A voz do Pastor 22h30 - Jornal RNA 23h00 - Programa Salmos ao Deus da Vida 23h50 - MENSAGEM DE ENCERRAMENTO 00h00 - Rede Milícia Sat - Igreja no Rádio

Assista na TV Nazaré - Canal 30.1 SEXTA-FEIRA 00:00 Fraternidade em Ação 00:10 Adoração Ao Santíssimo 01:10 Terra Santa News 01:30 Mãe Maria 01:40 Comunidade Viva 02:00 Igreja que Sofre 02:30 Caminhando Na Fé 02:45 Mãe Maria 02:55 Palavra de Vida Eterna 03:00 EvangelizaShow 04:00 Diálogo Aberto 05:00 TeleCurso - Ensino Médio 05:30 TeleCurso - Ensino Médio Espanhol 05:45 Palavra de Vida Eterna 05:50 Mãe Maria 06:00 Terço Doloroso 06:25 Palavra de Vida Eterna 06:30 Caminhando Na Fé 06:45 Em Família 06:55 Preparando a Festa 07:00 Santa Missa Mantinal 08:00 Palavra de Vida Eterna 08:05 Mulher.com 10:15 Fraternidade em Ação 10:25 Palavra de Vida Eterna 10:30 Caminhando Na Fé 10:45 Mãe Maria 10:55 Meu Pensamento 11:00 Desenho 12:00 Nazaré Notícias 12:45 Novena de Nossa Senhora do Nó 12:55 Palavra de Vida Eterna 13:00 Fazendo Esperança 13:30 Caminhando Na Fé 13:45 Sal da Terra 14:00 Igreja que Sofre 14:30 Fraternidade em Ação 14:40 Em Família 14:50 Palavra de Vida Eterna 14:55 Meu Pensamento 15:00 De Mãos Dadas 16:00 TeleCurso - Ensino Médio 16:30 Fazendo Esperança 17:00 Palavra de Vida Eterna 17:05 Caminhando Na Fé 17:20 Fraternidade em Ação 17:30 Terço Doloroso 17:55 Preparando a Festa 18:00 Santa Missa Vespertina 19:00 Nazaré Notícias 19:45 Caminhando Na Fé 20:00 EvangelizaShow 21:00 Espaço Cultural 22:30 Terra Santa News 22:50 Novena de Nossa Senhora do Nó 23:00 Palavra de Vida Eterna 23:05 Caminhando Na Fé 23:20 Fraternidade em Ação 23:30 Terço Doloroso 23:55 Meu Pensamento SÁBADO 00:00 Música Mensagem 02:00 Fiacolata 03:00 EvangelizaShow 04:00 Despertai Para o Amor 05:00 Telecurso Ensino Fundamental 06:00 Terço Gozoso 06:25 Conversa com Meu Povo 06:55 Palavra de Vida Eterna 07:00 Notícias Pastorais 07:45 Sal da Terra 08:00 Palavra de Vida Eterna 08:05 Comunidade Viva 08:25 Meu Pensamento 08:30 Conversa com Meu Povo

09:00 Missa no Rio de Janeiro-RJ 10:00 Pesca Amazônia 11:00 Sal da Terra 11:15 Mãe Maria 11:25 Meu Pensamento 11:30 Palavra de Vida Eterna 11:35 Igreja no Brasil 11:40 Terra Santa News 12:00 Notícias Pastorais 12:45 Meu Pensamento 12:50 Mãe Maria 13:00 Viagem pela Amazônia 13:30 Conversa com Meu Povo 14:00 Pensando Bem 15:00 Despertai Para o Amor 16:00 Sal da Terra 16:15 Conversa com Meu Povo 16:45 Notícias Pastorais 17:30 Terço Gozoso 17:55 Palavra de Vida Eterna 18:00 Música Mensagem 20:00 Conversa com Meu Povo 20:30 Cine Nostalgia 21:30 Fiacolata 22:30 Despertai Para o Amor 23:30 Terço Gozoso 23:55 Meu Pensamento DOMINGO 00:00 Música Mensagem 02:00 Despertai Para o Amor 03:00 Sal da Terra 03:15 Notícias Pastorais 04:00 Igreja que Sofre 04:30 EvangelizaShow 05:30 Palavra de Vida Eterna 05:35 Terra Santa News 05:55 Palavra de Vida Eterna 06:00 Terço Glorioso 06:30 Sal da Terra 06:45 Fraternidade em Ação 06:55 Meu Pensamento 07:00 Santa Missa Dominical 08:00 Notícias Pastorais 08:45 Desenho 09:30 Comunidade Viva 09:50 Meu Pensamento 09:55 Palavra de Vida Eterna 10:00 Diálogo Aberto 11:00 Pesca Amazônia 12:00 Notícias Pastorais 12:45 Ângelus 13:00 Encantos da Amazônia 14:00 Terra Santa News 14:20 Palavra de Vida Eterna 14:25 Meu Pensamento 14:30 Igreja que Sofre 15:00 Cine Nostalgia 16:00 Dedo de Prosa 17:00 Palavra de Vida Eterna 17:05 Sal da Terra 17:20 Mãe Maria 17:30 Terço Glorioso 17:55 Palavra de Vida Eterna 18:00 EvangelizaShow 19:00 Despertai Para o Amor 20:00 Espaço Cultural 21:30 Janela Aberta 22:30 Palavra de Vida Eterna 22:35 Questão de Fé 23:35 Terço Glorioso SEGUNDA-FEIRA 00:00 Fraternidade em Ação 00:10 De Mãos Dadas 01:10 Terra Santa News 01:30 EvangelizaShow

02:30 Caminhando Na Fé 02:45 Mãe Maria 02:55 Palavra de Vida Eterna 03:00 Encantos da Amazônia 04:00 Diálogo Aberto 05:00 TeleCurso - Ensino Médio 05:30 TeleCurso - Ensino Médio Espanhol 05:45 Palavra de Vida Eterna 05:50 Mãe Maria 06:00 Terço Gozoso 06:25 Palavra de Vida Eterna 06:30 Caminhando Na Fé 06:45 Em Família 06:55 Preparando a Festa 07:00 Santa Missa Mantinal 08:00 Palavra de Vida Eterna 08:05 Mulher.com 10:15 Fraternidade em Ação 10:25 Palavra de Vida Eterna 10:30 Caminhando Na Fé 10:45 Mãe Maria 10:55 Meu Pensamento 11:00 Desenho 12:00 Nazaré Notícias 12:45 Novena de Nossa Senhora do Nó 12:55 Palavra de Vida Eterna 13:00 Fazendo Esperança 13:30 Caminhando Na Fé 13:45 Mãe Maria 13:55 Palavra de Vida Eterna 14:00 Igreja que Sofre 14:30 Fraternidade em Ação 14:40 Em Família 14:50 Palavra de Vida Eterna 14:55 Meu Pensamento 15:00 De Mãos Dadas 16:00 TeleCurso - Ensino Médio 16:30 Fazendo Esperança 17:00 Palavra de Vida Eterna 17:05 Caminhando Na Fé 17:20 F raternidade em Ação 17:30 Terço Gozoso 17:55 Preparando a Festa 18:00 Santa Missa Vespertina 19:00 Nazaré Notícias 19:45 Caminhando Na Fé 20:00 Janela Aberta 21:00 Cine Nostalgia 22:00 Nazaré Notícias 22:45 Novena de Nossa Senhora do Nó 22:55 Meu Pensamento 23:00 Caminhando Na Fé 23:15 Fraternidade em Ação 23:25 Palavra de Vida Eterna 23:30 Terço Gozoso 23:55 Meu Pensamento TERÇA-FEIRA 00:00 Igreja no Brasil 00:10 De Mãos Dadas 01:10 Conversa com Meu Povo 01:40 Palavra de Vida Eterna 01:45 Meu Pensamento 01:50 Mãe Maria 02:00 Igreja que Sofre 02:30 Conversa com Meu Povo 03:00 Religare 03:30 De Coração 04:00 Janela Aberta 05:00 Telecurso Ensino Médio 05:30 Telecurso Espanhol 05:45 Palavra de Vida Eterna 05:50 Em Família 06:00 Terço Doloroso 06:25 Conversa com Meu Povo 06:55 Preparando a Festa 07:00 Santa Missa Mantinal 08:00 Palavra de Vida Eterna

08:05 Mulher.com 10:15 Palavra de Vida Eterna 10:20 Mãe Maria 10:30 Conversa com Meu Povo 11:00 Desenho 12:00 Nazaré Notícias 12:45 Novena de Nossa Senhora do Nó 12:55 Palavra de Vida Eterna 13:00 Sal da Terra 13:15 Meu Pensamento 13:20 Mãe Maria 13:30 Conversa com Meu Povo 14:00 Desenho 15:00 Novena do Perpétuo Socorro 15:45 Sal da Terra 16:00 Telecurso Ensino Médio 16:30 Conversa com Meu Povo 17:00 Palavra de Vida Eterna 17:05 Comunidade Viva 17:25 Meu Pensamento 17:30 Terço Doloroso 17:55 Preparando a Festa 18:00 Santa Missa Vespertina 19:00 Nazaré Notícias 19:45 Sal da Terra 20:00 Conversa com Meu Povo 20:30 Terra Santa News 20:50 Em Família 21:00 Questão de Fé 22:00 Nazaré Notícias 22:45 Novena de Nossa Senhora do Nó 22:55 Meu Pensamento 23:00 Conversa com Meu Povo 23:30 Terço Doloroso 23:55 Meu Pensamento QUARTA-FEIRA 00:00 Fraternidade em Ação 00:10 De Mãos Dadas 01:10 Terra Santa News 01:30 Encantos da Amazônia 02:30 Caminhando Na Fé 02:45 Mãe Maria 02:55 Palavra de Vida Eterna 03:00 Novena do Perpétuo Socorro 03:45 Caminhando Na Fé 04:00 Questão de Fé 05:00 TeleCurso - Ensino Médio 05:30 TeleCurso - Ensino Médio Espanhol 05:45 Palavra de Vida Eterna 05:50 Mãe Maria 06:00 Terço Glorioso 06:25 Palavra de Vida Eterna 06:30 Caminhando Na Fé 06:45 Em Família 06:55 Preparando a Festa 07:00 Santa Missa Mantinal 08:00 Palavra de Vida Eterna 08:05 Mulher.com 10:15 Fraternidade em Ação 10:25 Palavra de Vida Eterna 10:30 Caminhando Na Fé 10:45 Mãe Maria 10:55 Meu Pensamento 11:00 Desenho 12:00 Nazaré Notícias 12:45 Novena de Nossa Senhora do Nó 12:55 Palavra de Vida Eterna 13:00 Fazendo Esperança 13:30 Caminhando Na Fé 13:45 Sal da Terra 14:00 Igreja que Sofre 14:30 Fraternidade em Ação 14:40 Em Família 14:50 Palavra de Vida Eterna 14:55 Meu Pensamento 15:00 De Mãos Dadas

16:00 TeleCurso - Ensino Médio 16:30 Fazendo Esperança 17:00 Palavra de Vida Eterna 17:05 Caminhando Na Fé 17:20 Fraternidade em Ação 17:30 Terço Glorioso 17:55 Preparando a Festa 18:00 Santa Missa Vespertina 19:00 Nazaré Notícias 19:45 Caminhando Na Fé 20:00 Pensando Bem 21:00 Encantos da Amazônia 22:00 Nazaré Notícias 22:45 Novena de Nossa Senhora do Nó 22:55 Meu Pensamento 23:00 Caminhando Na Fé 23:15 Fraternidade em Ação 23:25 Palavra de Vida Eterna 23:30 Terço Glorioso 23:55 Meu Pensamento QUINTA FEIRA 00:00 Igreja no Brasil 00:05 Palavra de Vida Eterna 00:10 De Mãos Dadas 01:10 Conversa com Meu Povo 01:40 Palavra de Vida Eterna 01:45 Meu Pensamento 01:50 Mãe Maria 02:00 Igreja que Sofre 02:30 Conversa com Meu Povo 03:00 Encantos da Amazônia 04:00 Pensando Bem 05:00 Telecurso Ensino Médio 05:30 Telecurso Espanhol 05:45 Palavra de Vida Eterna 05:50 Em Família 06:00 Terço Luminoso 06:25 Conversa com Meu Povo 06:55 Preparando a Festa 07:00 Santa Missa Mantinal 08:00 Palavra de Vida Eterna 08:05 Mulher.com 10:15 Palavra de Vida Eterna 10:20 Mãe Maria 10:30 Conversa com Meu Povo 11:00 Desenho 12:00 Nazaré Notícias 12:45 Novena de Nossa Senhora do Nó 12:55 Palavra de Vida Eterna 13:00 Sal da Terra 13:15 Meu Pensamento 13:20 Mãe Maria 13:30 Conversa com Meu Povo 14:00 Desenho 14:55 Meu Pensamento 15:00 Adoração Ao Santíssimo 16:00 Telecurso Ensino Médio 16:30 Conversa com Meu Povo 17:00 Palavra de Vida Eterna 17:05 Terra Santa News 17:25 Meu Pensamento 17:30 Terço Luminoso 17:55 Preparando a Festa 18:00 Santa Missa Vespertina 19:00 Nazaré Notícias 19:45 Sal da Terra 20:00 Conversa com Meu Povo 20:30 Comunidade Viva 20:50 Em Família 21:00 Diálogo Aberto 22:00 Nazaré Notícias 22:45 Novena de Nossa Senhora do Nó 22:55 Meu Pensamento 23:00 Conversa com Meu Povo 23:30 Terço Luminoso 23:55 Meu Pensamento


10

Santa Missa

BELÉM, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2018 A 3 DE JANEIRO DE 2019

1º Caderno

Horários de Missas nas paróquias da Arquidiocese de Belém REGIÃO EPISCOPAL SANT’ANA Nossa Senhora da Graça (Catedral) Cidade Velha - Belém Sábado: 19h, Domingo: 7h, 9h e 19h Telefone: 2121-3723/ 2121-3724 N. Sra. das Mercês (Reitoria) Comércio - Belém Sábado: 12h e 17h, Domingo: 12h e 17h Sant'Ana da Campina Comércio - Belém Sábado: 12h (Igreja Matriz) Domingo: 7h (Col. D. Bosco) 9h (Igreja Matriz) Telefone: 3230-3734 São Judas Tadeu Condor - Belém Sábado: 19h. Domingo: 7h, 9h e 19h Telefone: 3115-6020 Santa Teresinha do Menino Jesus Jurunas - Belém Sábado: 6h e 18h30 Domingo: 6h30, 8h30 e 18h Telefone: 3272-2251

(Basílica Santuário) Nazaré - Belém Sábado: 7h, 8h30,12h,17h Domingo: 6h30, 8h, 10h, 16h30, 18h e 20h Telefone: 4009-8400 São Francisco de Assis (Capuchinhos) São Brás - Belém Sábado: 19h30 Domingo: 6h, 7h30, 9h30,18h, 20h Telefone: 3073-1500 Santo Antônio do Tucunduba Guamá - Belém Sábado: 19h30 Domingo: 7h e 19h30 Telefone: 3274 -9001 REGIÃO EPISCOPAL SANTA CRUZ Imaculada Conceição Castanheira - Belém Sábado: 17h. Domingo: 7h e 19h Telefone: 3277-4642/98111-8110 São Sebastião Sacramenta - Belém Sábado e domingo: 7h, 17h e 19h Telefone: 3264-9060/3254-7354

Santo Antônio de Lisboa Batista Campos - Belém Sábado: 6h30, 12h, 17h e 18h30 Domingo: 8h, 11h, 17h, 18h30 e 20h Telefone: 3215-7004/ 3222-0097

Jesus Ressuscitado Marambaia - Belém Sábado: 18h Domingo: 7h, 10h e 18h Telefone: 3277-4643

Santíssima Trindade Campina - Belém Sábado: 16h,Domingo: 7h, 10h, 11h30, 17h30 e 19h Telefone: 3215-7007/ 3242-4917

São Geraldo Magela Val de Cans - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h30, 11h e 18h Telefone: 3257-7950

Nossa Senhora da Conceição Cidade Velha - Belém Sábado: 18h30, Domingo: 7h, 9h e 18h Telefone: 3215-7006

N. Sra do Perpétuo Socorro Telégrafo - Seg. a sábado: missa - 19h Domingo: missa: 7h, 8h30, 17h30 e 19 h - Telefone: 3233 1797

São José Umarizal - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 11h e 19h Telefone: 3230-1633 Santa Luzia Jurunas - Belém De terça a sexta-feira: 19h Sábado: 18h30 Domingo: 7h; 9h; 18h30 Telefone: 3271-2146 Nossa Senhora de Lourdes Nazaré - Belém Seg a Sáb: 6h30 e 18h Domingo: 7h, 9h, 17h30 e 19h30 Telefone: 3223-5728 Nossa Senhora do Carmo Cidade Velha Sábado: 18h - Domingo: 7h REGIÃO EPISCOPAL SANTA MARIA GORETTI Santa Maria de Belém Terra Firme - Belém Terça: 19h Sábado: 19h - Domingo: 7h30 e 19h Telefone: 3253-5422 São Pedro e São Paulo Guamá - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h e 18h30 Telefone: 3283-6021/3259-0413 São José de Queluz Canudos - Belém Segunda a sábado: 6h30 e 19h Domingo: 7h, 10h, 17h e 19h Telefone: 3226-2612 São Domingos de Gusmão Terra Firme - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h e 19h30 Telefone: 3253-2656/3274-4746 São Miguel Arcanjo Cremação - Belém Sábado: 18h30 Domingo: 7h30, 11h e 18h30 Telefone: 3283-6022 Nossa Senhora de Fátima Fátima - Belém Sábado: 17h30 Domingo: 6h45, 8h30, 17h30 e 19h30 Telefone: 3266-1392/3226-0503 Santa Maria Goretti Guamá - Belém Domingo: 9h30 e 18h Telefone: 3283-6023 Nossa Senhora de Nazaré

São Jorge Marambaia - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h, 17h e19h Telefone: 3277-4641 São Raimundo Nonato Umarizal - Belém Sábado: 6h30 e 18h Domingo: 6h30, 8h30 e 18h Telefone: 3277-4644 Santa Cruz Marco - Belém Sábado: 18h30 Domingo: 7h, 9h, 11h e 18h30 Telefone: 3277-4640/3276-0941 Nossa Senhora da Conceição Aparecida Pedreira - Belém Terça a Sábado: 18h Dom.: 7h, 9h e 18h/1ª Sexta-mês: 9h Telefone: 3233-4224/3276-9573 São Francisco Xavier Marco - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h e 18h Telefone: 3352-8845 N. Senhora, Mãe da Divina Providência Val de Cans - Belém Sábado:19h - Domingo: 7h e 19h Telefone: 3257-2388 Sagrada Família Curió Utinga - Belém. Sábado: 7h e 19h30 Domingo: 7h, 9h e 19h30 São João Paulo II Souza - Belém De terça a sábado: 18h Domingos: 8h e 18h Telefone: 3277-4062 Nossa Senhora de Loreto Marco - Belém Telefone: (91) 3355-6302 Sábado: 17h Domingo: 7h, 9h, 11h, 17h e 19h

São Francisco de Assis Tapanã - Belém Domingo: 7h e 18h30 Telefone: 3258-8036 Nossa Senhora de Fátima Icoaraci - Belém Terça, quinta e sexta: 18h30 Sábado: 19h - Domingo: 19h Telefone: 3297-7251 Jesus Bom Samaritano Tapanã - Belém Domingo: 7h30 e 19h30 Telefone: 3033-2004 São Francisco das Ilhas Cotijuba - Belém Terça e quinta: 19h30 Sábado: 19h30 Domingo: 7h e 19h30 Telefone: 3247-1438 Nossa Senhora da Imaculada Conceição Outeiro - Belém Terça e quinta: 19h; Sábado: 9h Domingo: 7h e 18h Telefone: 3267-1174 Nossa Senhora do Livramento Icoraci - Belém Terça, quinta, sexta e sábado:19h Domingo: 7h e18h Telefone: 3288-4250 Divina Misericórdia Águas Negras - Icoaraci Terça a sexta: 18h30 Sábado: 17h e 19h30 (comunidade) Domingo: 7h e 19h 30 Santo Afonso de Ligório Pratinha - Belém Sábado: 19h Domingo: 8h30 e19h Telefone: 3258-1554/3274-8281 São Francisco de Assis Campina - Icoaraci Domingo: 7h, 9h e 18h30 De terça-feira a sexta-feira: 19h Telefone: 3297-0765 REGIÃO EPISCOPAL CORAÇÃO EUCARÍSTICO DE JESUS Coração Eucarístico de Jesus Catalina - Belém Sábado: 18h Domingo: 7h, 10h e 18h Telefone: (91) 3285-1433

Domingo: 9h e 11h Telefone: 98292-9199

N. Senhora Auxiliadora Anita Gerosa (Aurá) - Ananindeua Domingo: 7h e 18h Telefones: 3255-3828

Santíssimo Sacramento Nova União - Marituba Sábado: 18h30 (Capela N. Sra. do Perpétuo Socorro) Domingo: 18h30 (Capela S. Francisco de Assis)

N. Senhora das Vitórias Almir Gabriel - Marituba Sábado: 19h Domingo: 7h, 19h Telefone: 3292-0013 Sagrado Coração de Jesus Júlia Seffer - Ananindeua Sábado: 19h Domingo: 7h30, 9h e18h Telefone: 3265-5413 Sagrado Coração de Jesus Distrito Industrial - Ananindeua Sábado: 19h Domingo: 7h, 8h30 e 17h30 Telefone: (91) 98855 - 2232

Santa Luzia do Bom Futuro Cabanagem - Belém Sábado: 17h - Domingo: 7h e 19h São José de Anchieta Alameda Ns-13, 65 - Coqueiro Sexta - 7h30 Domingo - 7h; 18h Santa Teresinha do Menino Jesus Tenoné - Belém Domingo: 7h e 18h Telefone: 3289-5368

REGIÃO EPISCOPAL SÃO JOÃO BATISTA

Nossa Senhora de Lourdes Coqueiro - Ananindeua Sábado: 17h. Domingo: 7h e 19h Telefone: 3275-2391 Arcanjo São Miguel Una - Ananindeua Sábado: 19h Domingo: 7h30. 9h30 e 19h Telefone: 3234-4674

Santo Inácio de Loyola Icui Guajará - Ananindeua Domingo: 7h e18h Telefone: 991541971

Santa Maria Mãe de Deus Maguari - Ananindeua Terça, quarta, sexta e sábado: 7h Quinta: 19h; Domingo: 7h e 19h Fone: (91) 3255-5284

N. Sra. de Nazaré Marituba - Quarta - feira Horário de Missa: às 19h Domingos: às 8h30 Telefone: 98040-5117 /98102 - 7344 N. Sra. das Graças Centro - Ananindeua Sábado: 19h Domingo: 7h e 19h Telefone: 3255-2654 N. Sra. do Ó Vila - Mosqueiro Sábado: 19h30 Domingo: 6h30, 9h30 e 19h30 Telefone: (91) 3771-1278 São Pio X Águas Lindas - Ananindeua Domingo: 7h30 e 19h30 Telefone: 32155-2583

Bom Pastor Nova Marituba - Marituba Segunda a Sexta: 18h Sábado: 6h, 9h30 e 19h Domingo: 6h, 9h30 e 19h Telefone: 4106-0202

Natividade de Nosso Senhor Jesus Cristo Conjunto Sideral - Belém Domingo: 7h, 9h e18h Telefone: 3067-2017

Divino Espírito Santo Cidade Nova - Ananindeua Sábado: 7h. Domingo: 7h, 9h e 18h Telefone: 3263-0603

Menino Deus Centro - Marituba Domingo: 6h, 8h30 e 18h Telefone: 3237-8351

Santa Edwiges Mangueirão - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h30 e18h Telefone: 3279-1654

Nossa Senhora do Bom Remédio Conjunto Satélite - Belém Sábado: 17h30 Domingo: 7h e 18h30 Telefone: 3289-5355/3248-1136

Cristo Rei Guanabara - Ananindeua Domingo: 7h, 9h30 e 19h Telefone: 3235-1405

São Lucas Evangelista Guajará - Ananindeua Quinta : 7h e 18h30. Sexta: 18h30 Sábado: 9h e18h30. Domingo: 7h, 17h e 19h Telefone: 3353-0364

Santa Rosa de Lima Independente - Benevides Terça a Sexta:18h, Sábado:17h, 19h Domingo: 07h30 e 19h Telefone: (91)3724- 1135

N. Senhora Rainha da Paz Bengui - Belém Domingo: 7h, 9h e 18h30 Telefone: 3277-4645

REGIÃO EPISCOPAL SÃO VICENTE DE PAULO

Paróquia Nossa Senhora do Carmo Benevides Sábado - 19h Domingo - 8h e 19h Telefone: (91) 3724-1098

Santo Antônio de Pádua Rod. Mário Covas - Coqueiro, Ananindeua Sábado: 19h. Domingo: 7h e 18h Telefone: 98152-2200

São Benedito Rua São Benedito, Barreiro Terça a sexta-feira - 19h Sábado - 8h (missa com crianças) Domingos - 7h30 e 18h30

São João Batista e Nossa Senhora das Graças Icoaraci - Belém Terça a sexta: 6h30 Sábado: 6h30, 17h, 20h Domingo: 7h e 18h Telefone: 3297-7250

REGIÃO EPISCOPAL MENINO DEUS

N. Sra da Conceição Praça Matriz - Benfica Domingo: 6h15 e 19h30 Telefone: 3450-8147 N. Sra da Conceição Carananduba - Mosqueiro Ter a Sex: 18h30 Sábado: 18h30 Domingo: 7h e 19h Telefone: 3772-1183 Santa Bárbara Centro - Santa Bárbara Domingo: 7h30 e 19h Telefone: 3776-1529 São Marcos Uriboca - Marituba Terça: 19h. Domingo: 7h e 19h Telefone: 3237-8351 Pedro Pescador Baía do Sol - Mosqueiro Ter a sexta: 19h (Igreja S. Sebastião) Quarta: Matriz - 19h Sábado:19h (Igreja São Sebastião) Domingo: 8h (Ig. S. Sebastião); 10 h 3 0 ( I g . D i v. E s p . S a n t o ) ; 19h ( Matriz) Telefone: 99919-4153 Área Missionária São Paulo, Apóstolo Rodovia BR-316

Santa Teresinha Águas Lindas - Ananindeua Domingo: 7h30 e 18h Telefone: 9916-4548/99169-3443 N. Senhora de Guadalupe Coqueiro - Ananindeua Terça a sexta: 19h Sábado: 18h30 Domingo: 7h ,9h e18h Telefone: 3245-7440 Cristo Peregrino Jaderlândia - Ananindeua De Segunda a Sábado: 19h Domingo: 7h,17h e19h Telefone: 3237-9891 Santa Paula Frassinetti Cidade Nova VI - Ananindeua Segunda e quarta: 18h30 Terça e quinta: 19h30 Sexta: 7h. Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h, 18h Telefone: 3279-2620 Transfiguração do Senhor Curuçambá - Ananindeua Sábado: 18h30 e 20h Domingo: 7h e 18h30 Telefone: 3286-8570 Santa Rita de Cássia Cidade Nova V - Ananindeua. Sábado: 6h30 e 17h30 Domingo: 6h30, 8h30, 7h30 e 19h30. Telefone: 3273-3191/ 3273-3310 Paróquia Santíssimo Redentor Icuí-Guajará - Ananindeua Sábado: 19h30 - Igreja Matriz Domingo: 7h - Igreja Matriz 9h - Comunidade Santo Afonso 17h - Igreja Matriz 19h - Comunidade Cristo Rei São Vicente de Paulo Paar - Ananindeua Domingo: 7h, 8h30 e 19h São José Operário Conj. Carnaúba, Icuí - Ananindeua Domingo: 7h e 18h Telefone: 3295-3545/3031-1172 Nossa Senhora do Amparo Cidade Nova 8 - Ananindeua Terça a Sexta: 19h - Sábado: 19h30 Domingo: 7h, 9h e 18h Telefone: 3287-2418 Santo André Apóstolo Coqueiro - Ananindeua Segunda a sexta - 19h Sábado: 19h45 - Domingo: 8h 19h Telefone: (91) 3235-1658

Não encontrou o horário das missas da sua paróquia aqui? Entre em contato com seu pároco ou com a secretaria da sua paróquia e solicite que nos informem para podermos publicar.


Família Nazaré 11 Arquidiocese agradece pela Família

1º Caderno 1º

BELÉM, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2018 A 3 DE JANEIRO DE 2019

Sempre na primeira sexta-feira do mês, às 15h, na sede da Fundação Nazaré de Comunicação

A

Arquidiocese de Belém e a Fundação Nazaré de Comunicação informam que as Missas mensais em ação de graças pela Família Nazaré seguem sendo celebradas normalmente em 2019, sempre na primeira sexta-feira do mês. Em janeiro de 2019, a primeira Missa dedicada aos benfeitores será celebrada no dia 4. A Eucaristia é precedida do Terço Mariano. A Missa é uma iniciativa da Arquidiocese para agradecer pela Família Nazaré, todas as pessoas de boa vontade que contribuem para a manutenção da obra de evangelização da arquidiocesana através dos meios de comunicação. A missa será celebrada com a participação da Paróquia de Santa Maria Mãe de Deus, a partir das 15h.

LUIZ ESTUMANO

w MISSAS pela Família Nazaré seguem sendo celebradas na capela da Fundação Nazaré

A celebração será transmitida ao vivo pela TV Nazaré, canal 30.1, ou na sintonia da emissora em sua cidade. A missa também pode ser acompanhada ao vivo e em tempo real pelo Por-

tal Nazaré (www.fundacaonazare.com.br) e também pela Rádio Nazaré FM – 91.3 Mhz. A missa é antecedida da oração feita pelo Movimento Terço dos Homens, e Apostolado

da Oração, que também será transmitido ao vivo pela TV Nazaré e Portal Nazaré, às 14h30. A partir das 15h, a TV Nazaré, a Rádio Nazaré FM e o Portal Nazaré entram em cadeia para trans-

missão ao vivo da Missa. CONVITE

A Missa acontece sempre na capela da Fundação Nazaré de Comunicação. A comunidade em geral é convidada a

participar. A participação do benfeitor é importante também, pois eles são a razão de existir a Família Nazaré. Portanto, o sócio evangelizador pode comparecer à capela, localizada na sede da Fundação Nazaré, localizada na avenida Governador José Malcher, 915 - Edifício Paulo VI, no bairro de Nazaré. A celebração mensal, sempre na primeira sexta-feira do mês, tem, ainda, a finalidade de honrar a devoção da Igreja ao Sagrado Coração de Jesus. Por esse motivo, a Fundação Nazaré também estende o convite aos membros do Apostolado da Oração para participarem da Santa Missa. As celebrações são sempre nas primeiras sextas-feiras do mês.

Testemunho de Fé

E

m 2017 fui diagnosticada com um tumor na supra-renal, acima dos meus rins, doença rara e sem médicos especialistas em Belém.Tudo indicava ser maligno com urgência de retirá-lo. Em 29 de setembro, dia de São Miguel, fui atendida com cirurgia marcada para 4 de dezembro. Em outubro, meu filho Hugo, 38 anos, acompanhou o círio de Nazaré na corda, como faz desde os quinze anos, levando o terço com que, dois meses depois, eu entraria para a cirurgia. Com o Terço nas mãos em todo o trajeto, ao chegar em frente à Basílica Santuário, amarrou um pedaço da corda no gradil da Igreja e fez uma oração no momento. Chegou o dia

DIVULGAÇÃO

da minha cirurgia, correu tudo bem e logo fui para casa. Um mês depois, o resultado da biópsia indicava um tumor benigno e no mesmo dia Hugo foi até a Basílica e fez uma foto com a corda que ainda estava amarrada e o terço em mãos para agradecer. Hugo também sempre sonhou em ser pai e pediu em oração a intercessão de Nossa Senhora junto a Deus e conseguiu. Este ano, em agosto, recebemos a pequena Cecília cheia de saúde. Agradecido, ele foi este ano na corda com uma camisa ilustrada com fotos da filha e a mensagem “pede à Mãe que o Filho atende”. Esses momentos são marcantes para mim e agradeço, sempre. Nunca percam a fé, pois Deus é tão misericordioso conosco.

ROSANA SOUZA LEÃO, 58 anos, técnica em Enfermagem

Edilza Barbosa Vilhena Gilmar Franco Mota Herondina Lima Chaves Gomes Iza Chagas Rodrigues José Eudes Nascimento Lindalva dos Santos Cabral Maria das Graças Campos Sampaio Maria de Jesus Leão Cardoso Maria Nazaré Lopes Oliveira Renato Rêgo Silva Renilda Rodrigues da Silva Sônia Maria Leão dos Santos Sueli da Silva e Silva Terezinha de Jesus do Nascimento 02/01 Ângela Maria Fernandes da Silva Braulino Custódio Rabelo Neto Consuelo de Medeiros Nunes Cristina do Socorro Lemos Bentes Elza de Souza Brito Iolanda Brandão da Cruz Izidório Dias dos Santos Justina Xavier Eliziário Luiz Filipe Chaves Gomes

Márcia Maria Xavier Veloso Maria Adélia de Sousa Damasceno Maria da Conceição Oliveria Goés Maria das Graças Martins Magno Maria Joana da Rocha Pessoa Odila Formigosa Siqueira Olinda Maria Almeida dos Santos Perpétua Socorros Campos Mourão Régia Nazaré Sardinha Corrêa 03/01 Angélica Gomes de Souza Camila Souza Pereira Casal Otacílio Farias Gaia E Ilka Cunha Gaia Graciete Silva dos Santos Luciana Amaral Marques Maria Antônia Guimarães Ferreira Maria de Fátima Vieira da Silva Maria de Lourdes Conceição Costa Maria Dulcelinda Cunha Morgana Alves de Araújo Morgan Nair Cândida Sarmento de Souza Onedina dos Santos Soares Oscar Noberto da Silva Virginia Moy Buainain

Parabéns para você!

G

ostaria de agradecer por mais um ano de vida, e que Deus me dê sempre saúde, paz, tranquilidade, equilíbrio, alegrias, perseverança e felicidades para mim e à minha família que amo tanto. Agradeço por ter tido a graça de comemorar mais um aniversário ao lado de pessoas queridas. JOÃO MELO DA SILVA FILHO, aposentado, 61 anos 28/12

28/12 Adilson do Carmo de Almeida Casal João Ivan Neves Monteiro e Raimunda de Barros Silva Casal Rodolfo Carlos Pinheiro E Marivalda Maria Santos Silva Cecy Barbosa da Cruz Cláudia das Graças Chaves da Costa Eduardo Raimundo de Queiroz Alves Júnior João Melo da Silva Filho Maria de Nazaré Castro Martins Maria Luiza Rodrigues Oliveira Maria Tereza Souto da Silva Nazaré Miraci Matias Paiva Pedro Lopes 29/12 Ana Luiza de Souza Lima Ana Maria Brito de Aquino André Steckelberg Guerra m 2017 fui diagnosticada com um tumor na supra-renal, acima dos meus rins, doença rara e sem médicos especialistas em Belém.Tudo indicava ser maligno com urgência de retirá-lo. Em 29 de setembro,

Bertila do Socorro Bittencourt Gaspar Casal João Roberto de Macedo E Vanessa Sintra Cavaleiro Deraldo de Oliveira Leite Ermelinda Cabral Ilza Regina Barbosa da Silva Luciano Rodrigues de Sousa Maricélia de Oliveira Barata Rosa Lopes Mendonça Rosiane Oliveira de Aragão 30/12 Aluizio Dopazo Antônio José Anísia Pinheiro de Morais Dejeane Maria Arnaud Oliveira Leila Masoller Went Maria Edina Cunha da Silva Maria Edna Cunha da Silva Regina Célia Alves da Silva Sabina da Costa Aquino Sabina Marques da Costa Sabino Maximiano de Jesus 31/12 Alberto Nazareno dos Santos Carvalho Ana Clara Souza Barbosa Ângela Maria Leal da Silva Cinthia de Jesus Viana Santos Izabela Mayra Soriano de Matos João Naif Daibes José Vianey Marvão de Paulo Maria da Graça Zamith Braga Maria de Fátima Zamith Braga Maria Sueli Lopes Pinheiro Raimunda Celeste Pinheiro Raimunda Nonata Souza Martins 01/01 Ana de Lima Barreto Ana Tereza Xavier da Cruz Benedita Ferreira da Silva

w

Aniversário natalício de padres e diáconos diocesanos 28/12 - Pe. Moacir Robledo de Oliveira 29/12 - Diác. André Steckelberg Guerra 31/12 - Diác. Alberto Nazareno dos Santos Carvalho 02/01 - Pe. Manoel Abraão Farias Pinto

w

Aniversário de ordenação dos padres e diáconos diocesanos 31/12 - Diác. Fábio Lobato Cândido Silva

AJUDE A MANTER A FUNDAÇÃO NAZARÉ DE COMUNICAÇÃO. LIGUE PARA 4006-9200 E SEJA SÓCIO DA FAMÍLIA NAZARÉ.

anos, levando o terço com que, dois meses depois, eu entraria para a cirurgia. Com o Terço nas mãos em todo o trajeto, ao chegar em frente à Basílica Santuário, amarrou um pedaço da corda no gradil da Igreja e

E


1º Caderno Panorama CNBB produz Documentário especial de fim de ano sobre ‘Igreja em Saída’ 12

BELÉM, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2018 A 3 DE JANEIRO DE 2019

Programação será exibida pela Rede Nazaré de Televisão neste final de ano em dois horários

A

Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) preparou para os festejos de final e ano o “Documentário: Igreja em Saída” que será veiculado nas principais emissoras de TVs de inspiração católica do país entre o Natal e o Ano Novo. As práticas da CNBB projetaram espiritualidade e solidariedade em todo o país, reafirmando o caráter evangelizador da instituição. Neste documentário, o destaque será para os principais acontecimentos da Igreja no Brasil em 2018. Um dos exemplos é o Ano Nacional do Laicato que realizou diversas ações reforçando o protagonismo dos leigos e leigas. “O ano de 2018 caracterizou pelo ano nacional do Laicato. O que aconteceu de bonito durante esse ano, percebemos de Norte a Sul, de

sionário, o sínodo dos jovens e o fim da gestão da atual também fazem parte do documentário que traz depoimento de bispos presidentes das comissões episcopais pastorais sobre os temas tratados e a mensagem da presidência sobre o Natal e o Ano Novo. O eixo: “Uma Igreja em Saída” conduz toda a narrativa do documentário que tem um duração de 16 minutos. O documentário será exibido nas TVs de inspiração católica durante este período. Leste a Oeste do Brasil que os cristãos leigos e leigas, o clero, em nossas dioceses estudando o documento 105 da CNBB, que diz exatamente sobre os cristãos leigos e leigas, Sal na Terra e Luz do Mundo. Esse documento, ele despertou dentro dos cristãos uma grande ale-

gria de ser igreja e também cidadãos”, disse em entrevista o bispo de Caçador (SC) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para o Laicato, dom Severino Clasen. A Campanha da Fraternidade 2018 também faz parte do documentário que mostra a Superação da Violência como um desafio

que fez a Igreja se colocar em saída e olhar para a realidade da violência que faz muitas vítimas em nosso país. A Campanha ajudou os cristãos a desenvolverem ações concretas de promoção da não violência, de novas relações e cuidados fraternos e refletiu sobre as causas e consequência dos diferentes

tipos de violência. A 56ª Assembleia Geral realizada de 10 a 20 de abril, em Aparecida (SP) não podia ficar de fora. Durante os dez dias, os bispos dialogaram e atualizaram as Diretrizes para Formação de Presbíteros que vai contribuir na formação do clero brasileiro. O mês mis-

REDE NAZARÉ

A Rede Nazaré de Televisão, um dos veículos que integra a Fundação Nazaré, vai exibir o documentário Igreja em Saída em dois horários no dia 31, 15h e 20h15. A emissora vai exibir também o documentário sobre o aborto no dia 30, às 18h e 23h.

Prova de nivelamento de cursos livres dia 9 de janeiro na UFPA A Universidade Federal do Pará (UFPA) lançou edital de matrícula para os Cursos Livres de Língua Estrangeira (CLLE). As turmas são para o primeiro semestre de 2019 e as inscrições começarão no dia 14 de janeiro. Os candidatos inscritos no teste de nivelamento farão prova no dia 9. Conforme o edital disponível no site da FADESP (www.portalfadesp.org.br), a prova de nivelamento será aplicada para os cursos de Inglês, Francês e Espa-

nhol, nos níveis de 2 a 7. Pela manhã, será para as turmas de níveis 1 e 2 de Inglês. À tarde, será para os demais. Os candidatos aprovados poderão se matricular no respectivo nível durante o período de matrículas que ocorrerá por etapas, no site da FADESP. Para começar, será realizada a inscrição para o nível 1, de 14 a 16 de janeiro, com encerramento assim que as turmas forem preenchidas. As vagas são disponibilizadas a partir das 9h, mas os candidatos

que ainda não possuem cadastro no site da FADESP podem se cadastrar logo. O cadastramento antecipado não garante a vaga, mas ajuda porque essa é a primeira etapa da inscrição. Como são autofinanciáveis, os cursos exigem investimento de R$ 430,00 para as turmas regulares de Inglês, Francês e Espanhol, instrumental presencial e Árabe online. Já as turmas de Inglês instrumental online e Português para estrangeiro

eu indico

E

u indico o livro ‘Nós, os católicos romanos’, do Pe. Zezinho, SCJ. Este livro nos ensina e traz as respostas de algumas perguntas que nós costumamos fazer sobre nossa Igreja, uma demonstração do muito que devemos conhecer sobre a nossa religião. Muitos não sabem ler livros grandes ou nem têm tempo para um estudo mais profundo de sua fé. Então, nessa leitura você encontra uma introdução ao catolicismo, sendo um ótimo livro para todos os que desejam estar atualizados nas coisas que estão ligadas à nossa religião.

THAMINA ÍRIS RENDEIRO FERNANDES

universitária, 20 anos

custam R$ 555,00 e R$ 600,00, respectivamente. Os valores podem ser parcelados. Aprendizagem - Através dos CLLE ofertados pela Faculdade de Letras Estrangeiras Modernas, os alunos têm a oportunidade de aprenderem outra língua com a qualidade garantida por um corpo docente qualificado, metodologia e equipamento adequados, além de laboratório de última geração. O investimento é considerado acessível a muitos. Em geral, os Cursos

BOA DICA

Livres têm atendido a um número significativo de estudantes da UFPA e da comunidade em geral, assim como profissionais que desejam se aperfeiçoar. Os CLLE

também são importantes para alunos de graduação de diferentes cursos e de iniciação científica, além de pessoas que desejam realizar estudos de pós-graduação.

CALENDÁRIO DE MATRÍCULA 1º nível: 14 a 16/01/2019 2º nível: 17 a 19/01/2019 3º nível: 21 a 22/01/2019 4º e 5º nível: 23 a 24/01/2019 6º e 7º nível: 25/01 a 26/01/2019 Inglês, Francês e Espanhol Instrumental presencial, Curso de Inglês Instrumental Online, Árabe Online e Português para Estrangeiros: 28 a 29/01/2019.

LIVROS E CD'S

n SANTO AGOSTINHO - CANTA E CAMINHA - CD (Paulus, R$19,90)

n VAI! EU ESTOU CONTIGO!

I

O

nspirado nas experiências e obras do grande doutor da Igreja, para quem a vida deve ser música e liturgia, puro louvor a Deus, este CD consta de cantos festivos e solenes para a Celebração Eucarística (Missa completa para o Tempo Comum), além de canções diversas, das quais muitos textos são conhecidos de todos nós. Dois hinos - a Santa Mônica e a Santo Agostinho - e uma bela canção à Trindade, completam o repertório musical.

- Livro (Paulinas, R$16,80)

que Deus q u e r de mim? O que Deus quer de nós? Qual a minha vocação? São essas perguntas fundamentais de todo o ser humano que o autor deste livro tenta responder a partir dos grandes vocacionados da Bíblia: Abraão, Sara, Moisés, entre outros. Apresenta Jesus como o paradigma maior dos vocacionados de todos os tempos e lugares; ele foi fiel à sua vocação e chamou outras pessoas para partilhar com ele a vida e a missão. Todo o cristão é chamado a seguir Jesus.


BELÉM, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2018 A 3 DE JANEIRO DE 2019

Caderno Dois

FOTOS: LUIZ ESTUMANO

w AO FINAL DO PROGRAMA foi realizado o sorteio de um presépio

w VISITAS funcionários da Fundação Nazaré acolhendo os visitantes

Fundação Nazaré promove mais uma edição do especial “Em Família” Presença de vários convidados animou a manhã de mais um especial, o último do ano de 2018

A

Fundação Nazaré de Comunicação realizou na manhã da sexta-feira, dia 21, mais uma edição do programa especial “Em Família”. Numa programação repleta de convidados especiais, a manhã foi um convite para ficar sintonizado no especial transmitido pela Rede Nazaré de Televisão em cadeia com a Rádio Nazaré 91,3, ambos veículos de comunicação da Arquidiocese de Belém. O Jornal Voz de Nazaré e o Portal Nazaré, também veículos que compõem os meios de comunicação da arquidiocese, integraram a cobertura do evento; todos unidos em prol da evangelização. O programa foi apresentado por Elyvane Barbosa, coordenadora da Rádio Nazaré FM e pelo padre Wagner Maria, diretor de programação da Rádio Nazaré FM. No início do programa, o Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa, destinou aos telespectadores e aos ouvintes a seguinte mensagem: “Que bom viver o dia de hoje, esta manhã,

na partilha, na alegria, experiências bonitas e pessoas que conversam conosco e se abrem para nos ajudar. O que eu sempre digo: a Fundação Nazaré de Comunicação com todos os seus instrumentos de comunicação não é uma emissora ou um sistema comercial”. E concluiu, reforçando a importância de cada um que ajuda a manter os meios de comunicação da Arquidiocese de Belém: “Só depende de você. Quando você se sente família, então nós levamos para a frente. E se estamos levando para a frente esse trabalho de evangelização através dos meios de comunicação, é por causa de você que está em casa. Você também faz o apostolado de convidar outras pessoas e as conduzir a nos ajudarem a cumprirmos essa missão”. O programa foi animado pela banda Agnus, o coral do Tribunal de Contas do Estado (TCE), e o coral Vozes da Amazônia, do Banco da Amazônia. Outra presença marcante foi o cantor Thiago Brado, conhecido nacionalmente no

Ano Jubilar - 300 anos de Diocese de Belém. PRÓXIMA EDIÇÃO

w DOM ALBERTO na abertura do programa: "trabalho de evangelização"

meios católicos: “Fico feliz em voltar a Belém. Com certeza as rádios alcançam lugares que a gente nem imagina. Belém está de parabéns por ter esses meios de

comunicação tão fortes e tão sérios no sentido de levar a verdade, o amor e a música que toca o coração, as mensagens que acrescentam e somam na vida”.

Participaram do quadro de entrevista o diácono Miguel Pinto e monsenhor Raimundo Possidônio, pároco da Paróquia de Nossa Senhora de Fátima, que falou sobre o

O “Em Família” está no ao ar desde 2017, para o diretor de comunicação, Mário Jorge Alves cada edição do programa é um momento ímpar: “É uma oportunidade de se ter essa interação com o grupo que nos apóia, que apóia o veículo de comunicação da Arquidiocese de Belém. A Família Nazaré mantém essa obra e esse programa, que para mim é uma retribuição e um retorno”. Ao final do programa aconteceu o sorteio do presépio, cujo ganhador foi a Congregação de Santa Dorotéia do Brasil, benfeitora desde 2002. O próximo programa “Em Família” será em maio de 2019.

BENFEITORES Como verdadeiros anfitriões os funcionários da Fundação Nazaré de Comunicação (FNC) acolheram os visitantes que vieram conhecer as dependências da (FNC). Maria Teresa Guimarães, 81 anos, uma das benfeitoras mais antigas da instituição, compareceu às instalações. Para ela, é uma verdadei-

w PARTICIPAÇÃO coral do Tribunal de Contas do Estado (TCE)

ra satisfação contribuir: “Eu sinto gratidão e satisfação em realizar a contribuição mensalmente”. A telespectadora da Rede Nazaré de Televisão, Maria Célia Sarmento, 80 anos, conheceu a Fundação Nazaré de Comunicação e os funcionários. Na ocasião realizou o seu cadastro de Sócio

Evangelizador da Família Nazaré. Segundo ela, a sensação é de dever cumprido, pois se une aos demais benfeitores: “Agora vou trazer mais pessoas para fazerem parte da “Campanha Seja Mais Um”, para aderirem a esta causa, que é manter essa obra que só me traz felicidade”.

wOUTRO CORAL presente foi Vozes da Amazônia, do Banco da Amazônia


2

Igreja

2º Caderno

BELÉM, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2018 A 3 DE JANEIRO DE 2019

Miscelânea Côn. Cláudio Barradas (claudiobarradaspe@gmail.com)

Influências (continuação)

N

a edição passada de “Miscelânea” depois de elencar as peças – ao todo quatro: “Quadros da Paixão”, “E a Luz brilhou nas Trevas”, “O trovador de Deus” e “As mãos de Eurídice” – montadas por mim, em 1954, no palco do salão Bento XV, centro paroquial do Santuário de São Francisco de Assis, área de atuação, até os dias de hoje, dos abnegados frades capuchinhos, um dos quais o saudoso frei Alfredo de Como que, junto com Alberto Mendes, já citado aqui, e comigo, fundou a operosa Juventude Franciscana, comecei a detalhar cada uma delas. Como então só deu para falar de “Quadros da Paixão” e de “E a Luz brilhou nas Trevas”, vamos hoje às outras duas. Antes, porém, peço vênia para transcrever literalmente o que disse sobre a última o extinto jornal católico, semanal, “A Palavra”, em sua edição de 1º de janeiro de 1955, pág. 4: “E a Luz brilhou nas Trevas. Dentre as representações natalinas deste ano sobressai, de certo, a que vem sendo encenada, caprichosamente, no Teatro Bento XV, pelo elenco por demais conhecido da Juventude Franciscana, sob a

DIVULGAÇÃO

orientação de Frei Alfredo de Como e direção artística de Cláudio Barradas. O drama pastoril do Bento XV, que tem o nome de “E a Luz brilhou nas Trevas”, título extraído do início do Evangelho de São João, vem agradando plenamente a quantos freqüentam o tradicional teatro da Castelo Branco, dado o ineditismo da apresentação. Nada de fantasia. A verdade pura e cristalina, tal como se encontra nos livros santos. Aliás, cumpre ressaltar que as palavras foram extraídas, em sua quase totalidade, das Sagradas Escrituras. Hoje, às 20h, haverá apresentação, seguindo-se outras nos dias 5 e 6. Os acompanhamentos w FRANCISCO abraça um leproso ao piano estão a cargo da exímia pianista professora conheceu.” Laura Rocha. “A Palavra” recoAgora, sem mais, às demenda a todos os seus leitores mais: “E a Luz brilhou nas Trevas”, Desejoso de ver montado uma primorosa apresentação no Bento XV um espetáculo da História mais verdadeira e sobre São Francisco, mas não mais sublime que o mundo já gostando do texto que tinha

em mãos, “O Cavaleiro do Amor”, por sinal apresentado, no tempo em que eu era aluno, claro que interno, do Seminário Nossa Senhora da Conceição, num estrado desmontável, que fazia às vezes de palco, armado no final do alpendre em que nos recreávamos, incumbiu-me de bolar uns quadros vivos que apresentassem os momentos mais marcantes da vida do santo, para o que emprestou-me uma de suas biografias, salvo engano de autoria de Maria Sticco, e o clássico “I fioretti”. Voltando a “O Cavaleiro do Amor”: integrava um dos números das “Leituras Católicas de Dom Bosco”, publicação mensal dos salesianos, edição popular, da qual alguns de nós, dentre os quais eu, éramos assinantes. Na montagem do Seminário eu interpretava um leproso, curado por São Francisco. Na estréia, pespegaram-me no rosto, a modo chagas, uns

chumaços de algodão, avermelhados, que, por terem sido mal colocados, a certa altura do espetáculo começaram a cair. Fiquei nervoso e, não sei por que, com vontade de rir, a muito custo me prendendo, ao passo que a platéia chorava, comovida. Como escrevi há pouco, Frei Alfredo desejava, apenas, uns quadros vivos e, como tal, estáticos. Mas, ao invés do solicitado, ao dar por mim, sem querer estava saindo uma peça. Escrevi-a, quase no final de dezembro de 53, mês em que comecei a trabalhar, precisamente no dia 1º, na Companhia Internacional de Seguros, no ramo Vida, ligado diretamente a seu gerente, o Sr. Orlando Sousa Filho, um dos homens mais calmos e finos que já conheci. Era eu quem lhe datilografava a correspondência e elaborava os mapas mensais do ramo. Apesar de meus constantes erros, corrigia-os em silêncio, sem jamais me repreender. Tendo meu espaço chegado ao fim, na edição vindoura direi como escrevi a peça em questão. Frutuoso 2019. Shalom!

Santos da semana Diác. Benedito Otávio (artpresent@superig.com.br)

28/12 - SEXTA-FEIRA Beata Mattia Nazarei - Mística Clarissa

01/01 - TERÇA-FEIRA São David III, o restaurador - Rei da Geórgia

Nascida em 1235 em Matelica, Itália, pertencia à família nobre de Nazarei. Cresceu rodeada dos amorosos cuidados familiares, que fizeram tudo para prepará-la ao casamento. Porém o exemplo das irmãs Clara e Inês de Assis mudaram tudo isso. O pai tentou impedir, mas não conseguiu. Teve uma fecunda caminhada religiosa, chegando a abadessa, e em vida, operou milagres. Até mesmo após a morte, seu corpo permaneceu incorrupto e suava sangue ao ponto de empapar lençóis. As irmãs ainda distribuem as relíquias com o sangue.

Tinha apenas dez anos, 1089, quando seu pai ordenou-lhe a coroa imperial. Reinou de 1089 a 1130. É chamado “o restaurador” devido a grande inteligência e diligência. Trouxe ao reino à sua antiga glória e para o povo uma vida melhor. Também restaurou a Igreja da Geórgia. Expulsou os inimigos do país. As igrejas e mosteiros demolidos foram reconstruídos. Patrocinou o trabalho de instituições culturais. Em comunhão com os bispos realizou sínodos para resgatar a disciplina entre o clero e o povo cristão. Morreu em 1130.

29/12 - SÁBADO Beato Gerard de Valenza - Mercedário Mártir Nascido em Piemont, 1267, já era órfão de pai quando veio a falecer sua mãe em 1290, daí foi viver como peregrino a mendigar o que comer, porém, em suas andanças, visitou os santuários: Roma, Nápoles, Catânia. Em 1307, impressionado com a fama de santidade de Louis de Anjou, bispo de Toulouse, ingressou na Ordem dos Frades Menores na Sicília. Seu testemunho e vida santa impressionou a todos, pois não demonstrava semblante abatido pelos atrozes da vida. Certeza de entrega total a Nossa Senhora que causou isso. 30/12 - DOMINGO DA SAGRADA FAMÍLIA – ANO C Beato João Maria Boccardo - Pároco e fundador Oriundo de Moncalieri, Turim, 1848, o mais velho de dez filhos. Começa a freqüentar o ginásio dos padres Barnabitas e acaba entrando no seminário. Ordenação em 1871, demonstra grande amor a Igreja e torna-se pároco em Pancalieri, 1882. Dedicadíssimo à pregação; ensino do catecismo; promove a boa imprensa; visita as prisões; ajuda as pessoas com cólera. Consulta Dom Bosco e abre um hospício em Pancalieri. Fundou a ordem das Filhas Pobres de S. Caetano. Foi padre incansável até o fim. Morreu em 1913 e beatificado pelo Papa João Paulo II em 1998.

02/01 - QUARTA-FEIRA São Telésforo - Papa e Mártir

31/12 - SEGUNDA-FEIRA Beata Giuseppina Nicoli - Irmã vicentina De família muito religiosa, cresceu em um ambiente pacífico, embora, infelizmente, a morte levou alguns irmãos de pouca idade. Estudou em Voghera e Pavia, até ser traída pelo carisma vicentino tornando-se Filha da Caridade. Fez curativos em Paris, na Rue du Bac, onde a Virgem Maria, há 50 anos antes, havia aparecido a jovem Catarina Labouré, cuja festa também se celebra hoje. Após sua morte foi encontrado atrás de seu crucifixo a inscrição: “Quero sempre fielmente te servir, praticando a pobreza, castidade, obediência e servir aos pobres por sua causa”.

De origem grega, substituiu Sisto I, também santo, na cátedra de Pedro, sendo o 8º papa da história, de 125 a 136. Apesar de ser um período de paz, sem editos de perseguições aos cristãos, santo Ireneu de Lião, que viveu na mesma época, em sua obra: Adversus Haereses Contra as Heresias, nos relata que Telésforo foi martirizado. Em 11 anos de pontificado, realizou muitas obras, como a Missa do Galo, a penitência na Quaresma e o Gloria in excelsis Deo nas liturgias. Os carmelitas tem um apreço por ele pois quando era eremita, passou um tempo de meditação no Monte Carmelo. 03/01 - QUINTA-FEIRA Santo Antero - Papa e Mártir E para o nosso maior conhecimento dos papas, eis mais um grego, o 19º pontífice sucessor de Pedro. Teve um curto pontificado, por volta de 40 dias atravessando do ano 235 para o ano 236. O papa João Paulo I foram menos dias ainda, 33, de 26/08/1978 a 28/09/1978. Há registros que Antero converteu grande número de romanos e gregos e ordenou o Ato dos Mártires para organizar e não ter enganos sobre a veracidade das histórias, e foi o que causou seu martírio por ordem do imperador Maximino.


1º Caderno 1º

Arquidiocese

BELÉM, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2018 A 3 DE JANEIRO DE 2019

3

Programações em honra à Sagrada Família Celebrações em honra aos padroeiros

A

pós a Igreja celebrar o nascimento de Cristo, o momento seguinte é o da celebração da Sagrada Família, conhecida como exemplo de família. Formada por Jesus, Maria e José, a Sagrada Família é celebrada neste domingo, 30, por toda Igreja. Programações celebrativas em honra aos padroeiros serão realizadas por diversas comunidades paroquiais. Na Paróquia situada na Passagem Alberto Engelhard, no bairro do Curió Utinga, haverá Santa Missa no dia 29, às 19h, presidida por Dom Alberto Taveira Corrêa, Arcebispo Metropolitano, na Igreja Matriz. Na Comunidade Sa-

grada Família, pertencente à Paróquia de São José de Queluz, em Canudos, o festejo, cujo tema “Família é o berço da vida e escola de acolhida e amor”, iniciou dia 26 com Adoração ao Santíssimo Sacramento. No dia 27, a comunidade organizou o dia da família com palestra e encontro com as famílias. Nesta sexta-feira, 28, noite de louvor e o encerramento no dia 29, sábado, com missa solene presidida pelo pároco, Frei Alessandro Moreira Dias. Na Comunidade Sagrada Família da Paróquia de Nossa Senhora Mãe do Perpétuo Socorro, no Telégrafo, a festividade, orientada pelo

tema “Com as bênçãos da Sagrada Família, caminhamos para a Santidade em um mundo ferido” procedeu com Tríduo iniciado no dia 27, quinta-feira, com Missa na Capela. Nesta sextafeira, 28, segunda noite do Tríduo, haverá nova Missa na Capela, situada na Passagem Assunção, 196, Telégrafo. O encerramento da festividade será no domingo, 30, com Santa Missa na Matriz do Perpétuo Socorro, às 7h, e logo após, procissão nas principais ruas da comunidade. Todas as noites contam apresentações de grupos, bingos, sorteios, vendas de comidas e shows de talentos.

Modelo da família cristã A devoção à Sagrada Família começou a ter grande popularidade no século XVII, quando os cristãos começaram a prestar atenção ao fato de que Jesus, o Filho de Deus, desceu do céu e se fez homem dentro de uma família. Ele nasceu numa família comum. Seus pais eram pessoas comuns, simples, trabalhadores, como tantas famílias espalhadas pelo mundo. Maria, uma dona de casa, José um carpinteiro e Jesus, um filho exemplar e obediente. Uma família feliz e simples. Depois que os cristãos descobriram

esta riqueza, a devoção foi se propagando com velocidade pela Europa e, mais tarde, pelo continente americano, tanto do norte quanto do sul. A festa da Sagrada Família foi instituída pelo papa Leão XIII, em 1883. Depois disso, foi estendida pelo papa Bento XV a toda a Igreja. Em 1994, o então Papa João Paulo II, em sua carta dirigida à família, por ocasião do Ano Internacional da Família escreveu: “A Sagrada Família, imagem modelo de toda a família humana, ajude cada um a caminhar no espírito de Nazaré; ajude cada nú-

cleo familiar a aprofundar a própria missão civil e eclesial, mediante a escuta da Palavra de Deus, a oração e a partilha fraterna da vida! Maria, Mãe do amor formoso e José, Guarda e Redentor, nos acompanhem a todos com a sua incessante proteção”. Toda família é chamada a imitar as virtudes da Sagrada Família. A Sagrada Família vive por Deus e para Deus. O seu projeto é sempre fazer a vontade de Deus. A sagrada Família é a própria escola de todas as virtudes. O Papa Leão XIII escreveu: Os pais de família têm em

DIVULGAÇÃO

w DEVOÇÃO a Sagrada Família, modelo de família cristã

São José um modelo admirável de vigilância e solicitude paterna; as mães podem admirar

na Virgem Santíssima um exemplo insigne de amor, de respeito e de submissão; os filhos

têm em Jesus, submisso a seus pais, um exemplo divino de obediência.

Pastoral da Criança organiza programação em memória de Zilda Arns A Pastoral da Criança organiza para janeiro de 2020 o Triduo pela Caminhada da Pastoral da Criança e em memória da doutora Zilda Arns Neumann, fundadora da pastoral. A data marca os 10 anos de falecimento de Zilda Arns e lembra do grande exemplo de amor e dedicação que ela representa. O evento vai reunir líderes, coordenadores e voluntários da Pastoral da Criança de todo o Brasil A programação vai ocorrer nos dias 10, 11 e 12 de janeiro de 2020, na sede do Museu da Vida, em Curitiba, no Paraná, iluminada pela frase da fundadora “A solidariedade é a grande

alavanca para a paz”. Atualmente a pastoral está inserida em todo o Brasil e em outros países. No Estado do Pará existem mais de 11 mil voluntário, que atuam diretamente nas ações da Pastoral da Criança, cujos voluntários atendem por mês cerca de 60 mil famílias, que totaliza aproximadamente 74 mil crianças acompanhadas. A missão da Pastoral da Criança é promover o desenvolvimento das crianças, à luz da evangélica opção preferencial pelos pobres, do ventre materno aos seis anos, por

que suas famílias e comunidades realizem sua própria transformação, daí a passagem bíblica que inspira os trabalhos da Pastoral “Para que todas as crianças tenham vida em abundância” (Cf. Jo 10, 10). ATUAÇÃO

meio de orientações básicas de saúde, nutrição, educação e cidadania,

fundamentadas na mística cristã que une fé e vida, contribuindo para

A Pastoral da Criança, organismo de ação social da CNBB, alicerça sua atuação na organização da comunidade e na capacitação de líderes voluntários que ali vivem e assumem a tarefa de orientar e acompanhar as famílias vizinhas em ações básicas de saúde,

educação, nutrição e cidadania tendo como objetivo o desenvolvimento integral das crianças, promovendo, em função delas, também suas famílias e comunidades, sem distinção de raça, cor, profissão, nacionalidade, sexo, credo religioso ou político. Fundada em 1983, na cidade de Florestópolis, Paraná, pela médica sanitarista e pediatra, Zilda Arns Neumann, e pelo então arcebispo de Londrina, Dom Geraldo Majella Agnelo. A Pastoral da Criança hoje se faz presente em todos os estados brasileiros e em outros 11 países da África, Ásia, América Latina e Caribe.


4

Arquidiocese

2º Caderno

BELÉM, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2018 A 3 DE JANEIRO DE 2019

Oratório salesiano Francisco Kesy FOTOS: DIVULGAÇÃO

n Pe. João Mendonça, sdb

Pároco - Paróquia Nossa Senhora das Graças (Ananindeua)

C

om o intuito de participar do Projeto Educativo Pastoral Arquidiocesano e também aproximar mais ainda os jovens da Paróquia Nossa Senhora das Graças, em Ananindeua, iniciamos neste ano o oratório festivo nas noites de quinta-feira. O espaço é o estacionamento paroquial que se transforma num pátio salesiano com muita alegria e repleto de adolescentes e jovens. A iniciativa surgiu da ação conjunta das lideranças da Matriz e jovens líderes. Depois o conselho da juventude assumiu o protagonismo das atividades e continua com muito sucesso proporcionando momentos agradáveis. Após a Missa das 19h os jovens correm para as mesas de xadrez, pingue-pongue, dama,

campo de futsal, vôlei, muita música e dança, uma boa merenda e a oração de boa noite, sempre com uma breve mensagem do pároco. Faltava um nome para o oratório. Recorrendo à memória litúrgica do dia 12 de junho, data da beatificação dos jovens mártires poloneses pelo Papa São João Paulo II, resolvemos propor aos coordenadores o nome Francisco Kesy e seus 4 companheiros. Foram cinco jovens oratorianos que na segunda guerra mundial na cidade de Poznan, Polônia, 1942, foram presos, torturados e assassinados pelo fato de professarem a fé católica. Achamos sugestivo o nome e, assim, foi batizado o oratório. Com certeza esses cinco jovens mártires nos

w ORATÓRIO Vitoriosa evangelização juvenil continuará em 2019

darão a força necessária para continuarmos com alegria esta ação evangelizadora oratoriana de que eles gostavam tanto. O oratório salesiano é festivo, ou seja, é um ambiente aberto, uma casa comum, onde os jovens são acolhidos para viver uma experiência de família oratoriana com o

mínimo de normas. O que não pode faltar é o querer bem a todos e todas. No oratório não há tempo para discriminações e preconceitos. Não é uma grande estrutura, aliás, o oratório é muito mais uma forma de estar com os jovens do que uma grande estrutura. Dom Bosco começou o

oratório na sacristia da Igreja de São Francisco de Assis, na cidade de Turim. Usava também um pequeno espaço que tinha ao lado em que, porque apertado, cabiam 15 jovens. Tudo muito precário, porém, ele estava ali com seus jovens. Onde estava Dom Bosco estava o oratório. Hoje

também é assim. Onde está o salesiano, ali está o oratório! Atualmente no oratório Francisco Kesy os jovens do conselho paroquial juvenil são os animadores. Na noite de quarta-feira, dia 20, tivemos o encerramento das atividades 2018. Ao som de muita música, gincana, merenda e já deixando saudades nos despedimos dos oratorianos com a agenda marcada para começarmos no dia 17 de janeiro. A todos os coordenadores agradeço, de coração, em nome da comunidade paroquial. Que o oratório seja um espaço privilegiado de evangelização dos jovens, sobretudo dos mais necessitados. Assim a comunidade paroquial se rejuvenesce, alimenta a alegria do encontro e favorece a presença juvenil de forma leve, livre, amiga e solidária. Deus abençoe a todos os oratorianos.

As mãos do sacerdote n Ir. Marília Menezes

Adoradora do Sangue de Cristo

Ao Cônego José Gonçalo Vieira, pároco da Paróquia Santíssima Trindade, nos 30 anos de sua Ordenação, a 20 de dezembro de 2018. Perguntou a Jesus um sacerdote : Por que não cancelaste, Por que não apagaste, ó Jesus, em tua Ressurreição, As chagas das tuas mãos? E Jesus respondeu: - É porque essas chagas luminosas foram gravadas em ti, ó sacerdote! Em tuas mãos, no dia inesquecível da tua Ordenação. E Jesus, cada dia, te repete: - Eu quis gravar com o meu Sangue Não o esqueças, jamais, - junto com o óleo da tua Ordenação as minhas chagas - não o esqueças jamais em tuas mãos sacerdotais. Mãos que tremiam, ungidas pelo Bispo, com o sinal da Cruz, marcadas com o meu Sangue, nas tuas mãos e em teu coração. Este sinal se tem multiplicado, através das tuas mãos em tantos Sacramentos que conferes, quando pousas tua mão na cabeça de alguém, enxugando uma lágrima, acalmando uma dor dizendo uma palavra santa em nome do Senhor.

YOUCAT

O

Jornal Voz de Nazaré segue os estudos sobre o YOUCAT Catecismo da Igreja Católica, escrito para JOVENS que querem saber em q ue acredit am. Este projeto iniciouse por ocasião da Jornada Mundial da Juventude, Rio, 2013.

w CÔNEGO Gonçalo (com incenso) presidindo Missa nos 30 anos

E o que dizer, na Santa Eucaristia quando, no instante inefável da Consagração ao segurar o pão, ao segurar o cálice, com tuas mãos bem firmes, tu repetes: Isto é o meu Corpo, isto é o meu Sangue que é dado por vós! E relembrando, ó Padre, aquele dia, esse dom infinito, ao qual foste consagrado, eu osculo as tuas mãos, eu beijo as tuas mãos! Que elas, sempre mais, sejam benditas, em toda a tua vida: São as mãos de Jesus Crucificado! São as mãos de Jesus Ressuscitado!

TERCEIRA PARTE

A VIDA EM CRISTO SEGUNDA SEÇÃO: OS DEZ MANDAMENTOS SEGUNDO CAPÍTULO

Ama o teu próximo como a ti mesmo - Podem realizar-se - Por que protege o quinto 385embriões 386 investigações em mandamento a integridade vivos e em células corporal e espiritual do ser humano? estaminais embrionárias?

Não. Os embriões são seres humanos, porque a vida humana começa com a fusão de um espermatozóide com um óvulo [2275, 2323].

O direito à vida e à dignidade de um ser humano constituem uma unidade; estão inseparavelmente ligados. Também é possível matar uma pessoa espiritualmente [2284-2287, 2326].


2º Caderno 1

A paz esteja nesta casa!

Jesus, ao enviar em missão os seus discípulos, disse-lhes: «Em qualquer casa em que entrardes, dizei primeiro: “A paz esteja nesta casa!” E, se lá houver um homem de paz, sobre ele repousará a vossa paz; se não, voltará para vós» (Lc 10, 5-6). Oferecer a paz está no coração da missão dos discípulos de Cristo. E esta oferta é feita a todos os homens e mulheres que, no meio dos dramas e violências da história humana, esperam na paz.[1] A «casa», de que fala Jesus, é cada família, cada comunidade, cada país, cada continente, na sua singularidade e história; antes de mais nada, é cada pessoa, sem distinção nem discriminação alguma. E é também a nossa «casa comum»: o planeta onde Deus nos colocou a morar e do qual somos chamados a cuidar com solicitude. Eis, pois, os meus votos no início do novo ano: «A paz esteja nesta casa!»

2

O desafio da boa política A paz parece-se com a esperança de que fala o poeta Carlos Péguy;[2] é como uma flor frágil, que procura desabrochar por entre as pedras da violência. Como sabemos, a busca do poder a todo o custo leva a abusos e injustiças. A política é um meio fundamental para construir a cidadania e as obras do homem, mas, quando aqueles que a exercem não a vivem como serviço à coletividade humana, pode tornar-se instrumento de opressão, marginalização e até destruição. «Se alguém quiser ser o primeiro – diz Jesus – há de ser o último de todos e o servo de todos» (Mc 9, 35). Como assinalava o Papa São Paulo VI, «tomar a sério a política, nos seus diversos níveis – local, regional, nacional e mundial – é afirmar o dever do homem, de todos os homens, de reconhecerem a realidade concreta e o valor da liberdade de escolha que lhes é proporcionada, para procurarem realizar juntos o bem da cidade, da nação e da humanidade».[3] Com efeito, a função e a responsabilidade política constituem um desafio permanente para todos aqueles que recebem o mandato de servir o seu país, proteger as pessoas que habitam nele e trabalhar para criar as condições dum futuro digno e justo. Se for implementada no respeito fundamental pela vida, a liberdade e a dignidade das pessoas, a política pode tornar-se verdadeiramente uma forma eminente de caridade.

3

Caridade e virtudes humanas para uma política ao serviço dos direitos humanos e da paz O Papa Bento XVI recordava que «todo o cristão é chamado a esta caridade, conforme a sua vocação e segundo as possibilidades que tem de incidência na pólis. (…) Quando o empenho pelo bem comum é animado pela caridade, tem uma valência superior à do empenho simplesmente secular e político. (…) A ação do homem sobre a terra, quando é inspirada e sustentada pela caridade, contribui para a edificação daquela cidade universal de Deus que é a meta para onde caminha a história da família humana».[4] Trata-se de um programa no qual se podem reconhecer todos os políticos, de qualquer afiliação cultural ou religiosa, que desejam trabalhar juntos para o bem da família humana, praticando as virtudes humanas que subjazem a uma boa ação política: a justiça, a equidade, o respeito mútuo, a sinceridade, a honestidade, a fidelidade. A propósito, vale a pena recordar as «bem-aventuranças do político», propostas por uma testemunha fiel do Evangelho, o Cardeal vietnamita Francisco Xavier Nguyen Van Thuan, falecido em 2002: Bem-aventurado o político que tem uma alta noção e uma profunda consciência do seu papel. Bem-aventurado o político de cuja pessoa irradia a credibilidade.

5 5

Igreja Mensagem do Papa Francisco para o Dia Mundial da Paz 2019 BELÉM, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2018 A 3 DE JANEIRO DE 2019

A boa política está ao serviço da paz DIVULGAÇÃO

w PAPA FRANCISCO tema relaciona a paz com o exercício da boa política

Bem-aventurado o político que trabalha para o bem comum e não para os próprios interesses. Bem-aventurado o político que permanece fielmente coerente. Bem-aventurado o político que realiza a unidade. Bem-aventurado o político que está comprometido na realização duma mudança radical. Bem-aventurado o político que sabe escutar. Bem-aventurado o político que não tem medo.[5] Cada renovação nos cargos eletivos, cada período eleitoral, cada etapa da vida pública constitui uma oportunidade para voltar à fonte e às referências que inspiram a justiça e o direito. Duma coisa temos a certeza: a boa política está a serviço da paz; respeita e promove os direitos humanos fundamentais, que são igualmente deveres recíprocos, para que se teça um vínculo de confiança e gratidão entre as gerações do presente e as futuras.

4

Os vícios da política A par das virtudes, não faltam infelizmente os vícios, mesmo na política, devidos quer à inépcia pessoal quer às distorções no meio ambiente e nas instituições. Para todos, está claro que os vícios da vida política tiram credibilidade aos sistemas dentro dos quais ela se realiza, bem como à autoridade, às decisões e à ação das pessoas que se lhe dedicam. Estes vícios, que enfraquecem o ideal duma vida democrática autêntica, são a vergonha da vida pública e colocam em perigo a paz social: a corrupção – nas suas múltiplas formas de apropriação indevida dos bens públicos ou de instrumentalização das pessoas –, a negação do direito, a falta de respeito pelas regras comunitárias, o enriquecimento ilegal, a justificação do poder pela força ou com o pretexto arbitrário da «razão de Estado», a tendência a perpetuar-se no poder, a xenofobia e o racismo, a recusa a cuidar da Terra, a exploração ilimitada dos recursos naturais em razão do lucro imediato, o desprezo daqueles que foram forçados ao exílio.

5

A boa política promove a participação dos jovens e a confiança no outro Quando o exercício do poder político visa apenas salvaguardar os interesses de certos indivíduos privilegiados, o futuro fica comprometido e os jovens podem ser tentados pela desconfiança, por se verem condenados a permanecer à margem da sociedade, sem possibilidades de participar num projeto para o futuro. Pelo contrário, quando a política se traduz, concretamente, no encorajamento dos talentos juvenis e

das vocações que requerem a sua realização, a paz propaga-se nas consciências e nos rostos. Torna-se uma confiança dinâmica, que significa «fio-me de ti e creio contigo» na possibilidade de trabalharmos juntos pelo bem comum. Por isso, a política é a favor da paz, se se expressa no reconhecimento dos carismas e capacidades de cada pessoa. «Que há de mais belo que uma mão estendida? Esta foi querida por Deus para dar e receber. Deus não a quis para matar (cf. Gn 4, 1-16) ou fazer sofrer, mas para cuidar e ajudar a viver. Juntamente com o coração e a inteligência, pode, também a mão tornar-se um instrumento de diálogo».[6] Cada um pode contribuir com a própria pedra para a construção da casa comum. A vida política autêntica, que se funda no direito e num diálogo leal entre os sujeitos, renova-se com a convicção de que cada mulher, cada homem e cada geração encerram em si uma promessa que pode irradiar novas energias relacionais, intelectuais, culturais e espirituais. Uma tal confiança nunca é fácil de viver, porque as relações humanas são complexas. Nestes tempos, em particular, vivemos num clima de desconfiança que está enraizada no medo do outro ou do forasteiro, na ansiedade pela perda das próprias vantagens, e manifesta-se também, infelizmente, a nível político mediante atitudes de fechamento ou nacionalismos que colocam em questão aquela fraternidade de que o nosso mundo globalizado tanto precisa. Hoje, mais do que nunca, as nossas sociedades necessitam de «artesãos da paz» que possam ser autênticos mensageiros e testemunhas de Deus Pai, que quer o bem e a felicidade da família humana.

6

Não à guerra nem à estratégia do medo Cem anos depois do fim da I Guerra Mundial, ao recordarmos os jovens mortos durante aqueles combates e as populações civis dilaceradas, experimentamos – hoje, ainda mais que ontem – a terrível lição das guerras fratricidas, isto é, que a paz não pode jamais reduzir-se ao mero equilíbrio das forças e do medo. Manter o outro sob ameaça significa reduzi-lo ao estado de objeto e negar a sua dignidade. Por esta razão, reiteramos que a escalada em termos de intimidação, bem como a proliferação descontrolada das armas, são contrárias à moral e à busca duma verdadeira concórdia. O terror exercido sobre as pessoas mais vulneráveis contribui para o exílio de populações inteiras à procura duma terra de paz. Não são sustentáveis os discursos políticos que tendem a acusar os migrantes de todos os males e a privar os pobres da esperança. Ao con-

trário, deve-se reafirmar que a paz se baseia no respeito por toda pessoa, independentemente da sua história, no respeito pelo direito e o bem comum, pela criação que nos foi confiada e pela riqueza moral transmitida pelas gerações passadas. O nosso pensamento detém-se, ainda e de modo particular, nas crianças que vivem nas zonas atuais de conflito e em todos aqueles que se esforçam para que a sua vida e os seus direitos sejam protegidos. No mundo, uma em cada seis crianças sofre com a violência da guerra ou pelas suas consequências, quando não é requisitada para se tornar, ela própria, soldado ou refém dos grupos armados. O testemunho daqueles que trabalham para defender a dignidade e o respeito das crianças é extremamente precioso para o futuro da humanidade.

7

Um grande projeto de paz Celebra-se, nestes dias, o septuagésimo aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos, adotada após a II Guerra Mundial. A este respeito, recordemos a observação do Papa São João XXIII: «Quando numa pessoa surge a consciência dos próprios direitos, nela nascerá forçosamente a consciência do dever: no titular de direitos, o dever de reclamar esses direitos, como expressão da sua dignidade; nos demais, o dever de reconhecer e respeitar tais direitos».[7] Com efeito, a paz é fruto dum grande projeto político, que se baseia na responsabilidade mútua e na interdependência dos seres humanos. Mas é também um desafio que requer ser abraçado dia após dia. A paz é uma conversão do coração e da alma, sendo fácil reconhecer três dimensões indissociáveis desta paz interior e comunitária: - a paz consigo mesmo, rejeitando a intransigência, a ira e a impaciência e – como aconselhava São Francisco de Sales – cultivando «um pouco de doçura para consigo mesmo», a fim de oferecer «um pouco de doçura aos outros»; - a paz com o outro: o familiar, o amigo, o estrangeiro, o pobre, o atribulado..., tendo a ousadia do encontro, para ouvir a mensagem que traz consigo; - a paz com a criação, descobrindo a grandeza do dom de Deus e a parte de responsabilidade que compete a cada um de nós, como habitante deste mundo, cidadão e ator do futuro. A política da paz, que conhece bem as fragilidades humanas e delas se ocupa, pode sempre inspirar-se no espírito do Magnificat que Maria, Mãe de Cristo Salvador e Rainha da Paz, canta em nome de todos os homens: A «misericórdia [do Todo-Poderoso] estende-se de geração em geração sobre aqueles que O temem. Manifestou o poder do seu braço e dispersou os soberbos. Derrubou os poderosos de seus tronos e exaltou os humildes (...), lembrado da sua misericórdia, como tinha prometido a nossos pais, a Abraão e à sua descendência, para sempre» (Lc 1, 50-55). Vaticano, 8 de dezembro de 2018. FRANCISCUS

[1] Cf. Lc 2, 14: «Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens do seu agrado». [2] Cf. Le Porche du mystère de la deuxième vertu (Paris 1986). [3] Carta ap. Octogesima adveniens (14/V/1971), 46. [4] Carta enc. Caritas in veritate (29/ V/2009), 7. [5] Cf. «Discurso na Exposição-Encontro “Civitas” de Pádua»: Revista 30giorni (2002-nº 5). [6] Bento XVI, Discurso às Autoridades do Benim (Cotonou, 19/XI/2011).


6

Panorama

BELÉM, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2018 A 3 DE JANEIRO DE 2019

2º Caderno

Rede Permanente Cáritas Atua para superar as desigualdades sociais

E

m matéria divulgada no portal da Cáritas Brasileiras, organizadores fazem um apelo: “Acreditamos que é possível superar as desigualdades sociais. É possível transformar a situação de milhares de pessoas. Mas para isso acontecer é preciso um trabalho conjunto, somando os esforços de cada um e cada uma de nós“. “Nos últimos dez anos, a Cáritas Brasileira contribuiu para transformar a vida de mais de 300 mil

famílias em todo o país. Destas, cerca de 100 mil reconstruíram suas vidas após grandes catástrofes ambientais. Outros 10 mil trabalhadores e trabalhadoras encontraram na Economia Popular Solidária uma alternativa de renda. Mais de 100 mil famílias convivem com o Semiárido graças às obras hídricas que captam e armazenam as águas da chuva e garante colheita o ano todo, mesmo em períodos de grandes secas“,

relatam. O s o rg a n i z a d o re s explicam: “Esses são apenas alguns dos projetos desenvolvidos pela Rede Cáritas. E eles só acontecem porque mãos solidárias acreditam e apoiam o nosso trabalho. Constroem com a gente um mundo mais justo e igualitário. Somos uma grande rede mundial e lutamos junto com os excluídos e excluídas para a superação das mazelas que deixam milhares de seres humanos à margem da ga-

rantia de seus direitos“. E finalizam: “A sua solidariedade também pode

transformar vidas e, juntos/as, podemos construir um mundo mais justo pa-

ra todos/as. Se você acredita na força da solidariedade, junte-se a nós“.

Incentivo a projetos culturais em 2019 Por meio dos Editais Públicos de Patrocínios, em 2019, o Banco da Amazônia vai patrocinar, em toda a região amazônica, 112 projetos que abrangem os segmentos social, cultural, esportivo, ambiental e de eventos (feiras, congressos e exposições). Deste total, 42 foram selecionados somente no Estado do Pará. O valor destinado para patrocinar esses projetos será de R$ 2,55 milhões. De acordo com o Secretário Executivo do Banco, Alcir Erse, neste valor está

contido o apoio financeiro à cultura que a Instituição oportuniza por meio da Chamada Pública para a Lei Rouanet, que é de R$ 700 mil e, ainda, o quanto é destinado através do Edital de Pautas do seu Espaço Cultural que é de R$ 75 mil. Ao todo, o Banco recebeu 751 projetos para o Edital de Patrocínios, sendo que o maior número foi do Pará, onde foram protocolados 332 pedidos. O segundo colocado em inscrições foi o Amazonas, com 107 projetos.

Segundo o coordenador de Patrocínios do Banco, Ewerton Alencar, a análise dos projetos inscritos levou em conta se o projeto apresentou compatibilidade entre as despesas e atividades necessárias à execução do projeto, ações inovadoras para a comunidade amazônica, melhores práticas de sustentabilidade e socioambientais e se estava em acordo com o Edital divulgado. A Chamada Pública para a Lei Rouanet 2019 é voltada à seleção de

projetos culturais incentivados pela lei federal, com objetivo em contribuir para a melhoria do acesso à cultura regional. Neste edital, o Banco da Amazônia contempla projetos de artes cênicas (teatro, dança, performance, ópera e circo), cinema (mostras e festivais) e música, sendo priorizados àqueles que apresentarem diversidade temática, multiplicidade de linguagens e, principalmente, qualidade artística. O Edital de Pautas do

Espaço Cultural, também denominado “Prêmio Banco da Amazônia de Artes Visuais” destina-se à seleção de projetos para serem expostos na galeria da Instituição, localizado em Belém. O Espaço Cultural completará 17 anos de existência em 2019 e é reconhecido pela classe artística regional e nacional como apoiador de projetos de artistas consagrados, mas também como formador de novas expressões regionais que tem sua arte admirada e reconhecida.

Os selecionados foram Maria Madalena Pinho com a mostra “Paisagens da Memória – Trajetórias de um olhar”, o qual terá fotografias de Geraldo Ramos; Elaine Arruda, com a exposição Mastarel; e Marcelo Silva, com o projeto “Chamando os ventos: Por uma cartografia dos Assobios”. A relação completa dos projetos aprovados encontra-se no site institucional: http://www. bancoamazonia.com.br/ index.php/edital-patrocinio-2019

Ano letivo no Estado começa dia 11 de março DIVULGAÇÃO

w AULAS na rede estadual começam em 11 de março nos 144 municípios do Pará

EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA A 10ª ASSEMBLEIA ORDINÁRIA DA ANPB ANPB - Associação Nacional de Presbíterio do Brasil CNPJ: 37.115.672/0001-52 "25 anos Resgatando e Fortalecendo o Associativismo entre os Presbìteros"

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) divulga o Calendário Escolar 2019 para as escolas da rede pública estadual de ensino, válido nos 144 municípios paraenses. Segundo a Portaria nº 56/2018 – GAB/Saen, o calendário começará em 11 de março, e visa garantir o cumprimento da carga horária mínima anual de 800 horas, distribuídas por, no mínimo, 200 dias de trabalho escolar, excluído o tempo reservado aos exames finais, quando houver. A Portaria estabelece que “é facultado à Unidade de Ensino apresentar proposta de Calendário Letivo diferenciado do Oficial, considerando as peculiaridades

locais, climáticas, de cada município”. Propostas nesse sentido podem ser tratadas diretamente com a Secretaria Adjunta de Ensino da Seduc (Saen). As escolas também podem propor calendário diferenciado em decorrência de obras de reforma e/ou ampliação das instalações, mediante encaminhamento de proposta à Secretaria Adjunta de Ensino. Pelo Calendário Escolar das unidades da rede estadual de ensino, as atividades pedagógicas de 2019 terminarão em 30 de janeiro de 2020. O começo do ano letivo de 2020 está previsto para 3 de março. A Portaria e o Calendário Escolar 2019 estão disponíveis no Portal Seduc.

E

m conformidade com o artigo 12º do Estatuto da Associação Nacional de Presbíteros do Brasil - ANPB, a Presidência convoca os sócios desta entidade para a 10ª Assembleia Ordinária Eletiva que realizar-se-á na Cidade de Brasília (EQ 26/29, AE, ST Oeste – GAMA), nos dias 11 a 15 do mês de fevereiro de 2019, para a mudança de Estatuto, eleição da Diretoria e prestação de contas do triênio 2016 a 2018. Telefones de contato, para anunciar sua chegada e, chegando à Brasília: 061-3484-5757 (Fixo - casa paroquial), 061-996828141 (móvel - Euclides Gonçalves), 083-99862-1039 (móvel Paulo Cabral), 021-99537-0107 (móvel Maciel). Brasília, 11 de dezembro de 2018 Pe. Maciel Bezerra da Silva Presidente da Associação Nacional de Presbíteros do Brasil


2º Caderno

7

BELÉM, DE 9 A 15 DE NOVEMBRO DE 2018

FOTOS: LUIZ ESTUMANO

w ARCEBISPO Dom Alberto Taveira Corrêa

w DOM IRINEU atua como Bispo Auxiliar

w DOM ANTÔNIO é também Bispo Auxiliar

De Belém de Judá a Belém do Pará Um pouco das origens da Diocese de Belém do Pará, atual Arquidiocese de Belém

I

nformações da Arquidiocese de Belém - O ano de 2019 será especial na Arquidiocese de Belém. O novo ano impulsionará nesta Igreja particular uma extensa programação comemorativa aos 300 anos de criação da Diocese de Belém do Pará. Nesta página, uma dissertação das origens da diocese, sob considerações de Monsenhor Raimundo Possidônio, Vigário Geral da Arquidiocese de Belém e historiador, e do Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa. Chegamos às celebrações do Natal do Senhor, momento importante para nós, católicos. A chegada do Menino Jesus, que nasceu na pequena cidade de Belém de Judá, discreta até o seu nascimento, mas hoje é uma das mais importantes de Jerusalém, onde todos querem passar para conhecer o berço do Menino Jesus salvador. "Herodes reuniu todos os sumos sacerdotes e os escribas do povo, para perguntar-lhes onde o Cristo deveria nascer. Responderam: ‘Em Belém da Judéia, pois assim escreveu o profeta: E tu, Belém, terra de Judá, de modo algum és a menor entre as principais cidades de Judá, porque de ti sairá um príncipe que será o pastor do meu povo, Israel’” (Mt 2, 4-6). Nossa Igreja também nasceu em uma pequena vila chamada Santa Maria de Belém, hoje a capital do Estado e nossa sede da Província Eclesiástica, referência na Igreja da Amazônia. “Vivemos em Belém, não de Judá, mas do Pa-

rá, cidade nascida em torno do presépio; cidade que deve sempre reportar-se às suas mais legítimas origens cristãs, para ser digna do nome que recebeu e a ele ser fiel, abrindo espaço para aquele que aqui veio para ficar”, comenta Dom Alberto. Nós viemos pra ficar! São quase trezentos anos como diocese contribuindo com a capital paraense. Nossa história começa com a fundação da cidade que dá início também à evangelização na Amazônia. Depois veio a criação da diocese, nascida aqui na pequena e desconhecida Belém do Pará, a grande e importante igreja de Belém, responsável por toda Amazônia legal. Monsenhor Raimundo conta que quando começou a evangelização aqui na Amazônia há mais de 400 anos, nossa Igreja era sujeita ao Maranhão, assim como praticamente todo o norte do Brasil; então quando a diocese foi criada, territorialmente, era compreendia no que hoje é a Amazônia legal, e por isso era grande a dificuldade para o bispo desenvolver seu trabalho pastoral. “Imagina o bispo daquela época percorrer todos esses caminhos de rios para fazer as visitas pastorais. Quando um bispo ia fazer visita demorava mais de ano até visitar todos os lugares. Teve uma visita ao alto Rio Regro que foram dias e dias subindo rios para visitar as aldeias, paróquias, o processo durou cerca de dois anos. Uma realidade difícil e gigantesca, que hoje foi diminuindo

w A SEDE da Cúria Metropolitana que coordena a evangelização da Arquidiocese de Belém

w MONSENHOR RAIMUNDO Vigário Geral e historiador

nesses trezentos anos da diocese, que compreende um território relativamente pequeno no ponto de vista geográfico, embora enorme no ponto de vista populacional, são quase dois milhões e meio de pessoas que devem ser atingidas pelo território. Mas nesses trezentos anos, de fato, quando olhamos a Amazônia geograficamente, percebemos que os trabalhos realmente eram de gigantes, de heróis e

de santos também”, conclui Monsenhor. Ele relata que por muitos anos essa era a realidade dos leigos, missionários e religiosos que tinham a missão de levar o evangelho ao seu povo, de 1719 até 1892 era só Belém, a partir do início do século 20 a Igreja de Belém se tornou arquidiocese, referência de circunscrição eclesiástica da Amazônia, que também abraçava o Piauí e o Maranhão.

“O Maranhão continuou sendo diocese até 1921, mas o então bispo da Arquidiocese de Belém passou a ser “Bispo Primaz” de toda essa região amazônica, incluindo também Maranhão e o Piauí. Naquela época isso tinha um significado, um valor, mas hoje foi relativizado, porém, a história mostra a importância desta diocese (de Belém) que foi o portal de evangelização para toda a Amazônia durante mui-

tos anos”, explica Monsenhor. Por ser a quinta diocese no Brasil, a Igreja de Belém foi responsável pelo surgimento de muitas outras prelazias, dioceses e arquidiocese, não por acaso hoje é sede da Província Eclesiástica, sendo a maior do Brasil, com 14 circunscrições em dois Estados: Pará e o Amapá. A Diocese de Belém do Pará foi precursora da criação das Arquidioceses de São Luís, Manaus, Amapá, Porto Velho; Dioceses de Abaetetuba, Bragança do Pará, Cametá, Castanhal, Macapá, Marabá, Óbidos, Ponta de Pedras, Santarém, Santíssima Conceição do Araguaia; e as Prelazias do Marajó, Itaituba e Prelazia do Xingu. Em seus 300 anos como diocese e 112 anos de arquidiocese, a história mostra a grande importância de nossa Província Eclesiástica para Igreja do Brasil, pois nossa Igreja de Belém do Pará se tornou a precursora do catolicismos e do cristianismo na Amazônia.


8

Em Nazaré

BELÉM, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2018 A 3 DE JANEIRO DE 2019

2º Caderno FOTOS: DIVULGAÇÃO

w PE. GIOVANNI Incampo presidindo celebração eucarística na Comunidade Sagrada Família

Procissão da Comunidade Sagrada Família neste domingo, 30 Na programação, Missas, tríduo, adoração ao Santíssimo Sacramento e procissão

C

om o tema “Sagrada Família, modelo de família cristã” a Comunidade Sagrada Família, que integra a Paróquia de Nazaré, continua em festividade. A programação consta de

Missas, tríduo, adoração ao Santíssimo Sacramento e procissão. A Comunidade Sagrada Família fica na Rua Domingos Marreiros, 938, entre Alcindo Cacela e 14 de Março.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO 27/12 (Quinta-feira) - 18h - Tríduo a Maria Santíssima, seguido de missa 28/12 (Sexta-feira) - 18h - Tríduo ao Menino Jesus, seguido de missa 29/12 (Sábado) - 17h30 - Adoração ao Santíssimo Sacramento 30/12 (Domingo) - 8h – Procissão, seguida de missa de encerramento da festividade.

Natal de Jesus, Natal da humanidade n Padre Francisco Maria Cavalcante Júnior

Nesse mês em que celebramos o nascimento de nosso Salvador, somos exortados a conhecê-Lo e deixar que Ele, misticamente, nasça em nosso ser. Na raiz da espiritualidade Paulino-Zaccariana está a busca de uma constante renovação do fervor cristão. Nesse contexto, os escritos de Santo Antônio Maria Zaccaria, de forma implícita e explícita, dão-nos pistas do valor desse empreendimento. Aqui é importante ressaltar que Zaccaria nos conduz a perceber que somos criaturas, por isso, nascer é algo que faz parte de nossa condição e, nascendo, somos convidados a conhecer, a cada dia, o novo de Deus que toca nossa história renovando com Ele nossa aliança, a qual, a cada dia nos possibilita beber dos mananciais celestes, fazendo com que a chama de nosso fervor não se apague e seja sempre renovada. Nascer significa surgir para a vida: nascemos no coração de Deus enquanto projetos de Seu infinito amor, nascemos aqui na terra enquanto frutos do encontro entre homem e mulher. Isso nos faz

perceber que, em sua essência, o ser humano aspira à vida, é chamado constantemente a lutar por ela. Em outras palavras, recebemos vida de outrem, portanto, é possível afirmar que nas raízes da vida se encontra o amor, ele aí se faz presente porque vida é amor, é doação. Ainda que uma criança venha ao mundo sem ser desejada, isto é, sem amor humano, o amor de Deus aí estará se entregando sem reservas. Estamos por celebrar o natal de Jesus. A cada ano os cristãos revivem o colossal acontecimento devido ao qual a humanidade teve a graça de contemplar a Deus face a face, o Divino encarnado e adorado em uma paupérrima manjedoura. Eis aí uma singela declaração de amor feita pelo Divino ao humano: o amor do Pai, por meio do Filho, no Espírito Santo, tocou nossa humanidade mostrando que é possível conjugar o verbo amar em nossa simplicidade existencial, em nosso “presépio interior”. O natal de Jesus é uma exortação à humanidade a conhecer mais de perto a Deus, Ele já não nos fala por meio de intermediários Hb 1,1ss, agora nos permitiu con-

templá-Lo e, por sua vez, conhecê-Lo para, logo, amá-Lo mais e mais. O natal de Jesus é também o natal da humanidade, nascemos espiritualmente com Cristo para ajudar a construir na nossa história o tão sonhado reino de Deus. Assim sendo, celebrar o Natal implica dar a nossa existência um “sabor de céu”. Com gozo sabemos que após o nascimento do Emanuel, nosso coração de carne poderá bater na mesma cadência do coração de Deus, pois o Pai deu um coração de carne ao Filho e exultantes percebemos que no coração do Filho estão as marcas do Amor do Pai e em nosso coração estão as marcas do amor do Filho. Contemplar a Jesus na manjedoura leva a descobrir o poder redentor de Deus em nossa história, exorta a mergulhar no mistério infinito do Amor do Senhor. Tudo isso nos induz a concluir que buscando-O chegaremos a conhecê-Lo, conhecendo-O poderemos amá-L o e amando-O nos abandonaremos em seus braços como Ele um dia o fez no colo de Sua mãe. Feliz Natal!


5 9

Em Nazaré “Belém, a Casa do Pão” na Paróquia de Nazaré

2º Caderno

BELÉM, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2018 A 3 DE JANEIRO DE 2019

Neste projeto, a Paróquia de Nazaré teve a missão de angariar mais de três mil cestas básicas

s

abendo-se que, como Jesus Cristo ensinou, a fé, a esperança e a caridade formam o tripé das virtudes da conduta cristã, a Arquidiocese de Belém promove, tradicionalmente, a Campanha “Belém, a Casa do Pão”, que objetiva arrecadar alimentos não perecíveis para doar às famílias carentes e em situação de vulnerabilidade social. Nesse projeto, a Paróquia de Nazaré teve a missão de angariar 3.500 cestas básicas. Em 2018, a expectativa foi promover para as 30 mil famílias um Natal mais feliz. As sete comunidades, pastorais, movimentos e os grupos que compõem a paróquia ficam responsáveis por arrecadar tipos de alimentos diferentes para formar a cesta básica. A Campanha “Belém, a Casa do Pão” objetivou fazer com que

DIVULGAÇÃO

w ALGUNS dos mantimentos arrecadados na campanha "Belém, a casa do pão" e um grupo de voluntários

toda comunidade cristã se organize para que em nenhuma família falte a alegria de ter o necessário para viver dignamente, como seres humanos amados infinitamente por Deus. De acordo com o páro-

co de Nazaré, o Barnabita Padre Giovanni Maria Incampo, no período de preparação para o Natal, o cristão não deve pensar na sua salvação de forma individual, mas precisa olhar ao seu redor e preocupar-se com os que não

têm condições de viver como pessoas humanas na sua própria dignidade: “O cristão deve abrir os olhos e perceber a presença de tantos irmãos que precisam até das coisas mais importantes e insubstituíveis da própria

sobrevivência, ajudandoos com alegria naquilo que puder, para que ao menos neste período ninguém passe fome, fique triste ou abandonado”. A Paróquia de Nazaré agradece a todos que, por mais um ano, em

gesto de solidariedade e amor ao próximo, colaboraram com a doação e confecção das cestas básicas. Que Nosso Senhor Jesus Cristo abençoe cada um dos que trilham uma vida missionária.

NATAL: nascimento de Jesus, filho de Deus e de Maria, nosso Salvador n Padre Giovanni Incampo, pároco de Nazaré

N A T A L

ova humanidade, nova mentalidade, novo mundo da eternidade.

colhida de Deus que se torna humano, nosso irmão e companheiro.

odos amados, de toda raça, de toda língua, de toda nação e de todos os tempos. mor, única e suprema lei de convivência em uma única família.

uz infinita e eterna que ilumina cada homem e que é uma Pessoa: JESUS.

NATAL, nascimento de Jesus, lembra e valoriza os nossos três nascimentos: natal biológico: o nosso aniversário natalício como ser humano; natal eclesial: o nosso Batismo e nosso nascimento como ser divino; natal celestial: nascimento para o Céu e para a vida eterna. Temos motivos importantes para nos alegrar e comemorarmos por existir na terra, sermos cristãos na Igreja e bem aventurados no Céu, agradecidos aos nossos pais pela vida terrena, à Igreja pela vida sacramental e de Fé, e à Santíssima Trindade pela Vida Eterna. Por tudo isso: FELIZ e SANTO NATAL 2018!


Panorama 2º Caderno PRF divulga dados da Operação de Natal 10

BELÉM, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2018 A 3 DE JANEIRO DE 2019

DIVULGAÇÃO

Muitos condutores foram presos. Houve óbitos.

D

uas pessoas morreram nas estradas federais e seis motoristas foram presos embriagados durante a Operação de Natal empreendida pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). O objetivo foi reforçar a fiscalização desde o dia 21 até terçafeira, 25, cujo balanço foi divulgado na quarta-feira (26). O alvo do policiamento foram as rodovias federais no Pará, vistoriadas com reforço do efetivo que con-

w POLICIAMENTO resultou em 1.632 autos de infrações gerais

centrou a fiscalização em locais e horários de maior fluxo e incidência de acidentes graves e de criminalidade. Números - A PRF fiscalizou mais de 2 mil veículos em cindo dias de operação, registrando 14 acidentes, sendo quatro graves, oito pessoas feridas e duas mortes. Quase 1.500 testes com o etilômetro foram realizados, 38 motoristas foram flagrados nas fiscalizações e seis fo-

ram detidos. O saldo da operação foi 1.632 autos de infrações gerais, sendo 240 ultrapassagens em faixa dupla contínua, uma manobra proibida. As infrações mais cometidas foram o não uso do cinto de segurança do motorista e de passageiros, respectivamente 15 e 67 multas; crianças sem a cadeirinha, assento de elevação ou bebê conforto que resultaram em mais 26 autuações.

Eleitos tomam posse no dia 1º de janeiro

O governador eleito do Pará, Helder Barbalho (MDB), tomará posse no dia 1º de janeiro de 2019. A posse se desenvolverá em dois atos públicos: em Belém e no interior do estado. Marabá e Santarém, no oeste do estadual, foram os locais escolhidos. Santarém acolhe a posse no dia 1º, às 1 8 h , e m f re n t e a o Centro Cultural João Fona, na rua Adriano Pimentel, bairro Prainha. Autoridades políticas, da segurança pública e lideranças, além da população em geral são os convidados do eleito. Helder Barbalho

foi eleito no dia 28 de outubro, derrotando Márcio Miranda, do DEM, com quem disputou o segundo turno das eleições. Helder obteve 55,43% dos votos (2.068.319 votos) e Márcio Miranda, galgou 44,57% (1.663.045 votos) do eleitorado. Helder Barbalho, 39 anos, é formado em administração. Nasceu em Belém a 18 de maio de 1979, filho de Jader Barbalho e Elcione Barbalho, ambos políticos pelo MDB. Helder enveredou pela política como vereador de Ananindeua em 2000. Em 2002 foi eleito deputado estadual. Nas

eleições de 2004, elegeu-se prefeito de Ananindeua. Em 2008, foi reelegeu-se com 50% dos votos. Em 2014, candidatou-se a governador do Pará, mas foi

derrotado por Simão Jatene, do PSDB. Helder foi ministro da Pesca e Agricultura no governo Dilma e após a extinção do Minitério, por meio da reforma ministerial,

assumiu como ministro-chefe da Secretaria Nacional dos Portos. Helder pediu demissão da secretaria em 20 de abril de 2016, sendo nomeado ministro da Integração Nacional pe-

lo presidente Michel Temer (MDB). Em Brasília - Cerimônia deve reunir 500 mil pessoas na Esplanada dos Ministérios em 1.º de janeiro para a posse de Jair Bolsonaro, eleito presidente da República do Brasil. A expectativa do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), órgão ligado à defesa da Presidência, é de que até 500 mil pessoas participem do evento que ocorre na Esplanada dos Ministérios, em Brasília. O presidente eleito deve chegar à Esplanada dos Ministérios por volta das 14h30.

Palavra de vida Chiara Lubich “Segue estritamente a justiça.” (Dt 16,20)

O Livro do Deuteronômio se mostra como uma série de discursos pronunciados por Moisés no final da sua vida. Ele recorda às novas gerações as leis do Senhor, enquanto contempla de longe a Terra Prometida, rumo à qual guiou corajosamente o povo de Israel. Nesse Livro, a “lei” de Deus é apresentada antes de mais nada como a “palavra” de um Pai que cuida de todos os seus filhos. É um caminho de vida, que Ele doa ao seu povo para realizar um projeto de Aliança. Se o povo a observar fielmente, mais por amor e gratidão do que por medo dos castigos, continuará a saborear a proximidade e a proteção de Deus. Um dos modos para realizar concretamente essa Aliança presenteada por Deus consiste em procurar decididamente a justiça. O fiel cumpre a justiça quando lembra com gratidão como

Deus escolheu o seu povo e evita adorar quem quer que seja, além do Senhor. E a cumpretambém quando rejeita benefícios pessoais que ofuscam a sua consciência diante das necessidades do pobre. “Segue estritamente a justiça.”

A experiência do dia a dia nos coloca diante de inúmeras situações de injustiça, até mesmo graves, sobretudo às custas dos mais fracos, daqueles que sobrevivem às margens das nossas sociedades. Quantas pessoas fazem como Caim, usando de violência contra o irmão ou a irmã! Erradicar desigualdades e abusos é uma exigência fundamental da justiça, a começar pelo nosso coração e pelos espaços da nossa vida social. Mesmo assim, Deus não exerce a sua justiça destruindo Caim; pelo contrário, preocupa-se em protegê-lo para que

retome o caminho1. A justiça de Deus consiste em dar vida nova. Nós somos cristãos porque encontramos Jesus. Com suas palavras e seus gestos, mas sobretudo com a entrega da própria vida e com a luz da Ressurreição, Ele nos desvendou que a justiça de Deus consiste no seu amor infinito por todos os seus filhos. Por meio de Jesus se abre também diante de nós o caminho para colocar em prática e difundir a misericórdia e o perdão, que são o fundamento também da justiça social. “Segue estritamente a justiça.”

Esse versículo da Escritura foi escolhido para celebrar a Semana de Oração pela Unidade Cristã de 2019 2. Se também nós acolhermos essa Palavra, poderemos empenhar-nos em procurar os caminhos da reconciliação, antes de tudo entre os cristãos.

Colocando-nos depois a serviço de todos, curaremos de modo eficaz as feridas da injustiça. É essa a experiência feita há alguns anos por cristãos de várias Igrejas que, juntos, se dedicam aos detentos na cidade de Palermo (Itália). A iniciativa se deve a Salvatore, membro de uma associação evangélica: “Eu me dei conta das necessidades espirituais e humanas desses nossos irmãos. Muitos deles não tinham familiares em condições de ajudá-los. Confiei em Deus e falei do assunto com muitos irmãos da minha Igreja e de outras Igrejas”. Christine, da Igreja Anglicana, acrescenta: “Poder ajudar esses irmãos necessitados é uma alegria para nós, porque concretiza a providência de Deus, que quer fazer chegar o seu amor a todos, por meio de nós”. E Nunzia, católica: “Pareceu-nos uma oportunidade, seja para ajudar os irmãos necessitados, seja para contribuir

em anunciar Jesus, inclusive por meio das pequenas coisas materiais”. É uma realização daquilo que Chiara Lubich expressou, na igreja evangélica de Sant’Ana em Augsburg (Alemanha), durante um encontro ecumênico: (...) Se nós, cristãos, observarmos a nossa história(...), não podemos evitar a consternação por constatar que muitas vezes ela foi uma sucessão de incompreensões, de brigas, de lutas. A culpa, certamente, é das circunstâncias históricas, culturais, políticas, geográficas, sociais..., mas também do desaparecimento, entre os cristãos, daquele elemento unificante típico deles: o amor. Um trabalho ecumênico será realmente fecundo em proporção a quanto quem a ele se dedicar reconhecer em Cristo crucificado e abandonado, que volta a abandonar-se ao Pai, a chave para compreender toda e qualquer falta de unidade e recompôla. (...) E a unidade vivida

tem um efeito (...). Tratase da presença de Jesus entre várias pessoas, na comunidade. “Onde dois ou três – disse Jesus – estiverem unidos em meu nome, ali estou eu no meio deles” (Mt 18,20). Jesus entre um católico e um evangélico que se amam, entre anglicanos e ortodoxos, entre uma fiel da Igreja Armênia e uma da Igreja Reformada que se amam. Quanta paz desde já! Quanta luz para um reto caminho ecumênico!3 LETIZIA MAGRI

1Cf. Gn 4,8-16 2No hemisfério Norte a Semana de Oração pela Unidade Cristã (SOUC)ocorre de 18 a 25 de janeiro (festas, respectivamente, de são Pedro e de são Paulo). No hemisfério Sul ela é celebrada entre a Ascensão e Pentecostes (em 2019 será de 2 a 9 de junho). 3Chiara Lubich, “Oração ecumênica do Advento”, 29 de novembro de 1998.


2º Caderno

Igreja

BELÉM, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2018 A 3 DE JANEIRO DE 2019

5 11

“Urbi et Orbi”: Papa pediu paz para a Terra Santa, a África e a Venezuela

Mensagem de Natal do Pontífice foi ouvida por 50 mil fiéis presentes na praça São Pedro

“S

em a fraternidade que Jesus Cristo nos concedeu, os nossos esforços por um mundo mais justo ficam sem fôlego, e mesmo os melhores projetos correm o risco de se tornar estruturas sem alma“, disse o Pontífice em sua mensagem de Natal, diante dos 50 mil fiéis reunidos na Praça São Pedro. O Papa pediu paz em particular para a Terra Santa, a África, Venezuela, Nicarágua, Iêmen, Síria, Ucrânia, Península Coreana. “Glória a Deus nas Alturas e Paz na terra aos homens de boa vontade”. Votos natalinos de fraternidade a todos os irmãos em humanidade! Após a solene celebração da Missa do Galo na Noite de Natal, o Santo Padre pronunciou sua Mensagem natalina ao meio dia de terça-feira, 25 de dezembro, Dia de Natal, na sacada central da Basílica de São Pedro, dirigida aos fiéis do mundo inteiro. “Queridos irmãos e irmãs, Feliz Natal! Aos fiéis de Roma, aos peregrinos e a todos os que, das diversas partes do mundo, estão sintonizados conosco, renovo o jubiloso anúncio de Belém: “Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens de boa vontade”. Como os pastores, os primeiros que acorreram à gruta, disse o Papa, ficamos maravilhados com o sinal que Deus nos deu: “Um Menino envolto em panos e deitado numa manjedoura”. Em silêncio, ajoelhemos e O adoremos! E perguntou: “O que aquele Menino, que nasceu para nós da Virgem Maria quer nos dizer neste dia? Qual a sua mensagem universal? E Francisco respondeu: “Ele nos diz que Deus é um bom Pai e nós somos todos irmãos. Esta

verdade está na base da visão cristã da humanidade. Sem a fraternidade que Jesus Cristo nos concedeu, os nossos esforços por um mundo mais justo não têm sentido e até os nossos melhores projetos correm o risco de se tornar sem alma. Por isso, as minhas felicitações natalinas são os votos de fraternidade”. Seus votos de Fraternidade vão às pessoas de todas as nações e culturas; às de ideias diferentes, mas capazes de se respeitar e ouvir umas às outras; e às pessoas das diferentes religiões. E acrescentou: “Jesus veio revelar o rosto de Deus a todos os que procuram. O rosto de Deus manifestou-se em um rosto humano, concreto; não sob a forma de um anjo, mas de homem, nascido em um tempo e lugar concretos. Assim, com a sua encarnação, o Filho de Deus nos indica que a salvação passa através do amor, da hospitalidade, do respeito pela nossa pobre humanidade, com a sua variedade de etnias, línguas, culturas. Mas, todos somos irmãos em humanidade!” Logo, disse Francisco, as nossas diferenças não constituem um dano nem um perigo, pelo contrário, são uma riqueza, como nos ensina a nossa experiência de família, onde há um laço indissolúvel de amor. E expressou seus sinceros votos de que este Natal nos faça redescobrir os laços de fraternidade que nos unem como seres humanos e interligam todos os povos: ISRAELENSES E PALESTINOS

“Que este Natal permita a Israelenses e Palestinos retomar o diálogo e embocar um caminho de paz; que possam colocar um ponto final em um conflito

DIVULGAÇÃO

ra favorecer a reconciliação e, juntos, construir o futuro do país”. O Santo Padre recordou também os povos que sofrem colonizações ideológicas, culturais e econômicas, que veem dilaceradas a sua liberdade e identidade e sofrem por causa da fome e da carência de serviços educativos e sanitários. CRISTÃOS PERSEGUIDOS

w PAPA "Sem Jesus, os melhores projetos são estruturas sem alma"

que, há mais de setenta anos, dilacera a Terra que o Senhor escolheu para mostrar seu rosto de amor”. O Santo Padre fez seus votos de Natal, acompanhados de seus apelos. também a outros povos: SÍRIA

“Que o Menino Jesus permita, à amada e atormentada Síria, reencontrar a fraternidade depois destes longos anos de guerra. Que a Comunidade Internacional trabalhe com decisão para uma solução política que acabe com as divisões e os interesses de parte, de modo que o povo sírio, especialmente os que foram obrigados a deixar as suas terras e buscar refúgio em outros lugares, possa voltar a viver em paz na sua pátria”. Francisco continuou elevando seu pensamento a outros países, aos quais faz seus apelos de paz, por ocasião do Natal do Senhor: IÊMEN

“Penso no Iêmen,

com a esperança de que a trégua mediada pela Comunidade Internacional possa, finalmente, levar alívio a tantas crianças e às populações exaustas pela guerra e a carestia”. ÁFRICA

“Penso na África, onde milhões de pessoas refugiadas ou deslocadas precisam de assistência humanitária e segurança alimentar. O Deus Menino, Rei da Paz, faça calar as armas e surgir uma nova aurora de fraternidade em todo o Continente, abençoando os esforços de quantos trabalham para favorecer percursos de reconciliação a nível político e social”. PENÍNSULA COREANA

“Que o Natal fortaleça os vínculos fraternos, que unem a península da Coreia, e permita prosseguir no caminho de aproximação empreendido para se chegar a soluções compartilhadas e a todos assegurar progresso e bem-estar”.

VENEZUELA

“Que este tempo de bênção permita à Venezuela reencontrar a concórdia e, a todos os componentes da sociedade, trabalhar fraternalmente para o desenvolvimento do país e prestar assistência aos setores mais vulneráveis da população”. UCRÂNIA

“O Recém-nascido leve alívio à amada Ucrânia, ansiosa de ter uma paz duradoura, que tarda a chegar. Só com a paz, respeitadora dos direitos de cada nação, é que o país poderá se recuperar das tribulações sofridas e restabelecer condições de vida dignas para os seus cidadãos. Solidário com as comunidades cristãs daquela Região, rezo para que possam tecer relações de fraternidade e amizade”. NICARÁGUA

“Que, diante do Menino Jesus, os habitantes da querida Nicarágua redescubram ser irmãos, que não prevaleçam as divisões e as discórdias, mas todos trabalhem pa-

Por fim, Francisco dirigiu seu pensamento às inúmeras pessoas que não têm voz e sofrem por causa do nome do Senhor Jesus: “Meu pensamento vai, de modo particular, aos nossos irmãos e irmãs que celebram a Natividade do Senhor em contextos difíceis, para não dizer hostis, especialmente onde a comunidade cristã é uma minoria, por vezes frágil ou desconsiderada. Que o Senhor conceda a eles e a todas as minorias, a graça de viver em paz e ver reconhecidos os seus direitos, sobretudo a liberdade religiosa”. CRIANÇAS

Francisco concluiu sua Mensagem de Natal pedindo ao Menino Jesus, que hoje contemplamos na manjedoura, que proteja todas as crianças da terra e todas as pessoas frágeis, indefesas e descartadas. “Que todos nós possamos receber a paz e o conforto do Nascimento do Salvador, para que, sentindo-nos amados pelo único Pai celeste, possamos nos reencontrar e viver como irmãos! Após a sua Mensagem de Natal, – um verdadeiro apelo de Paz para muitas Nações, – o Santo Padre concedeu a sua Bênção apostólica “Urbi et Orbi” à Cidade de Roma, aos peregrinos presentes na Praça São Pedro e a todos os fiéis espalhados pelo mundo.

Dom Hélder Câmara: Há 1 ano declarado patrono dos Direitos Humanos Um dos fundadores da CNBB, Dom Hélder Câmara, ícone da resistência contra a ditadura militar, foi declarado Patrono Brasileiro dos Direitos Humanos pela Comissão de Cultura da Câmara dos Deputados. O órgão técnico aprovou, por unanimidade, o Projeto de Lei 7230/14, no dia 27 de dezembro de 2017. O texto foi publicado no Diário

Oficial da União.

PATRONO - O título

de patrono de determinada categoria é muito relevante, pois reconhece a atuação de figuras importantes para o País e serve de inspiração para todos. Dom Helder é uma dessas figuras, enquanto Arcebispo de Olinda e Recife foi um dos expoentes católicos que sempre lutou em

benefício de melhores condições de vida para os mais pobres, especialmente na época da ditadura militar. Falecido em 1999, o religioso é reconhecido como exímio defensor dos Direitos Humanos. Na década de 1950, Dom Helder fundou obras sociais como a Cruzada São Sebastião, cujo objetivo era atender os

moradores das favelas, e o Banco da Providência, que organizava doações e microcrédito para as famílias de baixa renda. Dom Helder exerceu ainda funções na Secretaria de Educação do Rio de Janeiro e no Conselho Nacional de Educação. Foi também um dos fundadores da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e por sua

trajetória, reconhecida internacionalmente, foi o único brasileiro cotado quatro vezes para o Prêmio Nobel da Paz. Em seus mais de 20 livros publicados – boa parte traduzida para outros idiomas –, Dom Helder defendeu ainda o seu ideal de “não-violência” e a necessidade de profundas reformas por um Brasil menos desigual.

O combate às violações de direitos humanos custou em 1969 a morte do seu assessor, Padre Henrique, preso e torturado até a morte pelos militares. Local onde Dom Helder viveu os últimos anos de vida, fundos da Igreja de Nossa Senhora da Assunção das Fronteiras, no Recife (PE), foi transformado em museu.


Arquidiocese Programação de Ano Novo nas paróquias da Arquidiocese 12

BELÉM, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2018 A 3 DE JANEIRO DE 2019

2º Caderno LUIZ ESTUMANO

Celebrações até 6 de janeiro de 2019

A

Arquidiocese de Belém se prepara para celebrações de Ano Novo nas paróquias das sete Regiões Episcopais, programações que serão realizadas até 6 de janeiro de 2019. Na noite da véspera da virada de ano, Dom Alberto Taveira Corrêa, Arcebispo de Belém, presidirá às 21h, na Catedral Metropolitana. No dia dos Santos Inocentes, na sextafeira, 28, missa com as

intenções em todas as paróquias. No domingo seguinte ao Natal a igreja celebra a Sagrada Família, que este ano será no dia 30 e contará com programação especial nas paróquias. Dom Alberto presidirá na Comunidade da Sagrada Família, pertencente à Paróquia de São Marcos, em Marituba. Dom Irineu Roman, um dos bispos auxiliares, preside missa às 19h, na Matriz da Paróquia de Santa Rosa de Lima, em

Benevides, e Dom Antônio de Assis Ribeiro, às 8h, também presidirá missa na Igreja Sagrada Família da Paróquia de Santa Edwiges, bairro do Mangueirão, e, também, às 17h na Matriz da Paróquia de Queluz, em São Brás. Dia 31, segunda-feira, Dom Irineu celebrará às 19h, na Matriz de Santo Antônio de Pádua, no Coqueiro, e Dom Antônio, às 19h30, na Igreja Matriz de Arcanjo São Miguel, situada no Una.

w CATEDRAL DE BELÉM com horários diferenciados de celebrações

No dia 1º de janeiro, dedicado à Santa Maria Mãe de Deus, haverá celebração eucarística na Sé, às 19h, conduzida pelo Cônego Roberto Emílio Cavalli Junior. Dom Irineu estará pre-

sidindo o ato eucarístico, às 18h, na Basílica Santuário de Nazaré. Dom Antônio, às 19h, na Matriz da Paróquia do Santíssimo Redentor. A Arquidiocese de Belém convida a todos

os fiéis a buscarem suas comunidades para participar deste momento de confraternização aguardando o vindouro ano. Nesta página programações das regiões episcopais.

PROGRAMAÇÃO GERAL DAS CELEBRAÇÕES (MISSAS) CATEDRAL METROPOLITANA (CIDADE VELHA) 28 de dezembro (Santos Inocentes) – Missa às 19h 30 de dezembro (Sagrada Família) - 19h 31 de dezembro (Véspera de Ano Novo) - 21h 1º de janeiro (Santa Maria Mãe de Deus) - 19h

PARÓQUIA NOSSA SENHORA DE NAZARÉ - BASÍLICA DE NAZARÉ 30 de dezembro (Sagrada Família) - Missa às 6h30, 8h, 10h, 16h30, 18h e 20 31 de dezembro (Véspera de Ano Novo) - 20h 1º de janeiro (Santa Maria Mãe de Deus) - 7h, 8h30, 12h, 18h 06 de janeiro (Epifania do Senhor) - 6h30, 8h, 10h, 16h30, 18h e 20

PARÓQUIA SANTA TERESINHA DO MENINO JESUS (JURUNAS) 28 de dezembro (Santos Inocentes) - Missa às 19h 30 de dezembro (Sagrada Família) - 6h30, 8h30 e 18h 31 de dezembro (Véspera de Ano Novo) - 19h 1º de janeiro (Santa Maria Mãe de Deus) - 18h 06 de janeiro (Epifania do Senhor) - 6h30, 8h30 e 18h

PARÓQUIA NOSSA SENHORA RAINHA DA PAZ (BENGUÍ) 31 de dezembro (Véspera de Ano Novo) - Missa às 19h 1º de janeiro (Santa Maria Mãe de Deus) - 19h

PARÓQUIA SANTA TERESINHA DO MENINO JESUS (JURUNAS) 28 de dezembro (Santos Inocentes) - Missa às 19h 30 de dezembro (Sagrada Família) - 6h30, 8h30 e 18h 31 de dezembro (Véspera de Ano Novo) - 19h 1º de janeiro (Santa Maria Mãe de Deus) - 18h 06 de janeiro (Epifania do Senhor) - 6h30, 8h30 e 18h

PARÓQUIA SÃO BENEDITO (BARREIRO) 28 de dezembro (Santos Inocentes) - Missa às 19h 30 de dezembro (Sagrada Família) - 7h30 e 18h30 31 de dezembro (Véspera de Ano Novo) - 22h 1º de janeiro (Santa Maria Mãe de Deus) - 19h 06 de janeiro (Epifania do Senhor) - 7h30 e 18h30

PARÓQUIA SANTA ROSA DE LIMA (BENEVIDES) 28 de dezembro (Santos Inocentes) - Missa às 19h 30 de dezembro (Sagrada Família) - 19h 31 de dezembro (Véspera de Ano Novo) - 19h 1º de janeiro (Santa Maria Mãe de Deus) - 18h30 06 de janeiro (Epifania do Senhor) - 7h e 19h

PARÓQUIA NOSSA SENHORA DO AMPARO (CIDADE NOVA) 28 de dezembro (Santos Inocentes) - Missa às 19h 30 de dezembro (Sagrada Família) - 19h 31 de dezembro (Véspera de Ano Novo) - 21h 1º de janeiro (Santa Maria Mãe de Deus) - 19h 06 de janeiro (Epifania do Senhor) - 19h

PARÓQUIA SANTA MARIA DE BELÉM (TERRA FIRME) 28 de dezembro (Santos Inocentes) - Missa às 19h 30 de dezembro (Sagrada Família) - 6h30 e 18h 31 de dezembro (Véspera de Ano Novo) - 19h30 1º de janeiro (Santa Maria Mãe de Deus) - 19h30 06 de janeiro (Epifania do Senhor) - 6h30, 8h30 e 19h30

PARÓQUIA SÃO JOÃO BATISTA E NOSSA SENHORA DAS GRAÇAS (ICOARACI) 28 de dezembro - Missa às 6h30 31 de dezembro - 20h 1º de janeiro - 19h30


Issuu converts static files into: digital portfolios, online yearbooks, online catalogs, digital photo albums and more. Sign up and create your flipbook.