Voz de Nazaré

Page 1

ARQUIDIOCESE

DE BELÉM

PE. FLORENCE DUBOIS FUNDADOR

www.fundacaonazare.com.br BELÉM, DE 22 A 28 DE MARÇO DE 2019

O JORNAL CATÓLICO DA FAMÍLIA

ANO CV - Nº 868 - PREÇO AVULSO: R$1,00

Dom Alberto festeja episcopado IVAN CARDOSO/ARQUIVO

Dom Alberto Taveira Corrêa tomou posse no dia 25 de março de 2010 como Arcebispo da Arquidiocese de Belém. Entre suas realizações, destaca-se a criação de

mais de 30 de paróquias, sendo o arcebispo que mais criou paróquias. Celebração eucarística marca nove anos de pastoreio em Belém. CADERNO 2, PÁGINA 1. DIVULGAÇÃO

w DIÁC. HUMBERTO será ordenado presbítero em Belém

Arcebispo preside ordenação presbiteral w DOM ALBERTO celebrará com o povo de Deus os nove anos de pastoreio em Belém

Alegria pela Fazenda

Dom Alberto ordenará o dia 25, na Paróquia do Bom diác. Humberto Brito no Remédio. CAD. 2, PÁG. 1. LUIZ ESTUMANO

O grupo “Amigas da Es- programação especial para rança Nossa Senhora de perança” realiza no dia 27 ajudar a Fazenda da Espe- Nazaré. CAD. 2, PÁG, 11. LUIZ ESTUMANO

w PE. MÁRIO faleceu dia 12 deste mês, aos 87 anos

Igreja despede-se do padre Mário Pozzolli w FAZENDA DA ESPERANÇA, em Mosqueiro, recebe ajuda das "Amigas da Esperança"

Sacerdote Barnabita de dedicada atuação na faleceu, deixando legado Igreja. CAD. 2, PAG. 8.


2

Opinião

BELÉM, DE 22 A 28 DE MARÇO DE 2019

IGREJA E VIDA CRISTÃ EM IMAGENS

1º Caderno

PRIVILÉGIO DE SER CATÓLICO João Carlos Pereira Jornalista e professor jcparis1959@gmail.com

DIVULGAÇÃO

A felicidade de poder ir à Missa

w A IMAGEM PEREGRINA da Virgem de Nazaré venerada por uma jovem

durante a última jornada vocacional

(FOTO: LUIZ ESTUMANO (JORNAL VOZ DE NAZARÉ)

PANORAMA José Pereira Ramos Economista e escritor

joseulina1@gmail.com

Mais um Barnabita no céu

N

a noite de 11 para 12 do corrente, o venerando Padre Mário Pozzoli, sacerdote da Congregação dos Clérigos Regulares de São Paulo, mais conhecidos como “Barnabitas”, foi chamado por Deus para a Glória Eterna. Conheci o Pe. Mário quando chegou a Belém. Reuniu a juventude da Paróquia de Nazaré, fundando o “Mojuvena”. Movimentava-se dirigindo uma motocicleta. Naquela época, um padre de motocicleta era algo que chamava a atenção. A seu convite fiz palestras para os jovens. Pertencia ao Mojuvena o meu ho-

mônimo José Ramos das Mercês, que foi para o seminário e voltou para ser ordenado e se transformar num dos mais destacados sacerdotes desta Província Barnabítica. Padre Mário seguiu sua missão missionária por outras plagas, inclusive com grande trabalho social em Belo Horizonte, (MG). Voltou a Belém já alquebrado pelos anos de trabalhos apostólicos e, com problemas de saúde, participava das concelebrações em cadeira de rodas. Creio que foi recebido com festa na Vida Eterna pelos seus coirmãos Barnabitas, que traba-

ENCONTRO FRATERNO Ivens Coimbra Brandão Engenheiro civil e escritor

ivenscb@oi.com.br; ivenscb@gmail.com

Mudança de rumo

O

s profissionais que trabalham em navegação, seja aérea, marítima ou mesmo fluvial, bem sabem que, ao conduzirem a aeronave ou embarcação que lhes foram confiadas, devem manter-se em permanente estado de alerta para, diante do perigo, avaliar a necessidade de mudar o rumo, de conversão. O trecho do Evangelho a ser proclamado neste domingo trata de conversão (cf. Lc 13, 1-9), mostrando que o tempo urge, conforme o relatado nos versículos 6 a 9. Assim, a ‘embarcação’ a nós confiada pelo Criador é a nossa própria vida, pela

qual devemos zelar, utilizando-nos dos dons do discernimento, da consciência moral e da vontade. Somos, pois, responsáveis pelas nossas atitudes diante das vicissitudes, ou mesmo armadilhas, que o mundo, por vezes coloca ao longo de nossa caminhada. Nos dias de hoje, enquanto aviões e embarcações contam com os sinais do radar que alertam sobre perigos iminentes, a oração, seguida da meditação,nos protege das ciladas do maligno. No já citado trecho do Evangelho, consta, nos versículos mencionados, que Jesus nos leva a refletir so-

Fundado em 5 de julho de 1913 FUNDADOR Pe. Florence Dubois, barnabita

ARQUIDIOCESE DE BELÉM-PARÁ

PRESIDENTE Dom Alberto Taveira Corrêa Arcebispo Metropolitano de Belém do Pará VICE-PRESIDENTE Monsenhor Marcelino Ferreira Vigário-geral da Arquidiocese de Belém do Pará

lharam na Paróquia de Nazaré do Desterro, desde 1907, em especial pelos dois últimos que de nós se despediram: os padres PAULO CATEL e LUCIANO BRAMBILLA, que com extraordinária dedicação trabalharam anos seguidos em defesa do povo e da Fé Católica. Cito os três últimos Barnabitas falecidos em Belém, por ter tido a felicidade de conhecer parte de suas funções. Os três eram alguns anos mais novos que eu. Isto aumenta a minha responsabilidade em permanecer fiel à doutrina de Cristo, por eles fortemente pregada e vivida. Neste momento em que nossa sociedade convive com tantas entidades que divulgam teorias contrárias aos Mandamentos de Deus, agradeço o abnegado trabalho desses sacerdotes. São um exemplo para o novo clero. bre a urgência da conversão, de darmos frutos. Conforme já deixei escapar aqui neste espaço, há cerca de três anos fui submetido a uma cirurgia julgada de risco, quando foi removida a metade de um dos meus pulmões. No entanto, tudo saiu bem, levando-me a comentar com familiares e amigos que estou vivendo um tempo de ‘saldo’. Na verdade,foi a graça de Deus que me deu uma nova chance de conversão, levando-me ao compromisso de produzir frutos. “É muito importante que a vida não permaneça sem fertilidade: (...) Deus nos espera todas as manhãs quando acordamos para nos dar de novo esse presente. Cuidemos dele com amor, gentileza e naturalidade” (Papa Francisco – Deus é jovem: uma conversa com Thomas Leoncini – págs. 156/157 –Ed. Planeta, SP - 2018).

DIRETOR GERAL Padre Roberto Emílio Cavalli Junior DIRETOR ADMINISTRATIVO E FINANCEIRO Marcos Aurélio de Oliveira DIRETOR DE COMUNICAÇÃO Mário Jorge Alves da Silva DIRETOR DE CAPTAÇÃO DE RECURSOS Arnaldo Pinheiro

U

m dia desses, minha amiga e antiga colega da Rádio Nazaré, Vera Sampaio, postou numa rede social a imagem de um sacerdote segurando a Hóstia, com inspiradora legenda sobre a importância de ir à Missa. Dizia o breve e sábio texto que quem vai à Missa fica, mesmo sem saber, protegido dos imensos perigos da vida. Ir à Missa não deve ser uma obrigação semanal. Trata-se de um encontro pessoal, voluntário, com Jesus Sacramentado, realizado de forma amorosa e espontânea. Há quem consiga ir à Missa todos os dias; outros, quando podem, vão algumas vezes ao longo da semana, mas a maioria só participa da sagrada celebração, cumprindo o preceito dominical. E o mais curioso é que, num templo lotado, poucos, considerando a quantidade de presentes, aproximam-se da Mesa da comunhão. A Missa é um bem precioso, que a Igreja nos oferece e, muitas vezes, é tão mal aproveitado. As portas estão abertas, ninguém cobra nada

de ninguém. As ofertas são voluntárias. O mínimo que se deseja é que a pessoa entre de coração livre para receber a Palavra e o próprio Cristo. Penso nisso quando vejo os bancos lotados de gente que busca sinceramente o Senhor e me pergunto o porquê de nem todos irem à Comunhão. Aqui e ali escuto a mesma explicação: não estou preparado. Para quem me diz isso, procuro dizer que Jesus está preparado para receber os que os buscam com sinceridade. O argumento é irrefutável, mas ainda há quem diga que não comunga porque não gosta de se confessar. É aí que começa o segundo passo. Esse mais difícil que o anterior, porque se trata de um convencimento, que deve ser carinhoso e não impositivo. A confissão é o sacramento da reconciliação. Se as pessoas que o “temem” soubessem como é bom confessar-se, o fariam sempre que se sentissem afastadas do Coração de Jesus. Esse é um tema encantador e prometo retornar a ele, na semana que vem.

ASSIM NA TERRA COMO NO CÉU ... Pe. Helio Fronczak

heliofronczak@gmail.com

O Amor Divino em nós

A

quilo que o Amor/Ágape faz é desprender todas as potencialidades positivas de todo tipo de amor. Informando-o de dentro o faz crescer e florescer, o enriquece, o embeleza, o amadurece, o faz duradouro, o renova constantemente. Verdadeiramente, “o Amor protege o amor” (C. Lubich). “Se a fonte do amor humano corre o risco de acabar, a sua fonte divina é inesgotável quanto às profundezas insondáveis do afeto de Deus” (Paulo VI). Relacionando-se entre eles com a mesma qualidade de

COORDENAÇÃO Bernadete Costa (DRT 1326) CONSELHO DE PROGRAMAÇÃO E EDITORAÇÃO Padre Agostinho Filho de Souza Cruz Cônego Cláudio de Souza Barradas Edwaldo Lobo Monteiro EDITORAÇÃO ELETRÔNICA Sérgio Santos (DRT/PA 579) Assinaturas, distribuição, administração e redação Av. Gov. José Malcher, Ed. Paulo VI, 915 CEP: 66055-260

relações que unem as Pessoas da Trindade, os seres humanos entram no circuito do ágape divino. “Divino e trinitário é o ágape com o qual o Pai ama o Filho e no Filho os homens; divino e trinitário é o ágape com o qual o homem ama a Deus e em Deus os homens. Divino e trinitário é o ágape com o qual se amam uns aos outros os membros da Igreja” (P. Foresi). Este é o amor que somos chamados a viver em nossos relacionamentos cotidianos. Um aventura: uma aventura divina.

- Nazaré, Belém - PA Tel.: (91) 4006-9200/ 4006-9209. Fax: (91) 4006-9227 Redação: (91) 4006-9200/ 4006-9238/ 4006-9239/ 4006-9244/ 4006-9245 Site: www.fundacaonazare.com.br E-mail: voz@fundacaonazare.com.br Um veículo da Fundação Nazaré de Comunicação CNPJ nº 83.369.470/0001-54 Impresso no parque gráfico de O Liberal

FUNDAÇÃO NAZARÉ DE COMUNICAÇÃO


1º Caderno

Arcebispo

BELÉM, DE 22 A 28 DE MARÇO DE 2019

Conversa com meu povo

“O

mundo atual apresenta-se simultaneamente poderoso e débil, capaz do melhor e do pior, tendo patente diante de si o caminho da liberdade ou da servidão, do progresso ou da regressão, da fraternidade ou do ódio. E o homem torna-se consciente de que a ele compete dirigir as forças que suscitou, e que tanto podem esmagá-lo como servir. Por isso se interroga a si mesmo. Os desequilíbrios de que sofre o mundo atual estão ligados com aquele desequilíbrio fundamental que se enraiza no coração do homem, porque no íntimo do próprio homem muitos elementos se combatem. Por uma parte, ele se experimenta, como criatura que é, multiplamente limitado; por outra, sente-se ilimitado nos seus desejos, e chamado a uma vida superior. Atraído por muitas solicitações, vêse obrigado a escolher entre elas e a renunciar a algumas. Mais ainda: fraco e pecador, faz muitas vezes aquilo que não quer e não realiza o que desejaria fazer. Sofre assim em si mesmo a divisão, da qual tantas e tão grandes discórdias se originam para a sociedade. A Igreja acredita que Jesus Cristo, morto e ressuscitado por todos, oferece aos homens pelo seu Espírito a luz e a força para poderem corresponder à sua altíssima vocação. E nem foi dado aos homens sob o céu outro nome, no qual devam ser salvos. A chave, o centro e o fim de toda a história humana se encontram no seu Senhor e mestre” (Cf. Concílio Vaticano II, Constituição Pastoral Gaudium et Spes, 9-10). Sempre atuais estas palavras do Concílio Vaticano II, elas se revelam mais ainda oportunas diante de fatos que deixam estarrecidas as pessoas, como temos assistido nos últimos meses, em

3

Dom Alberto Taveira Corrêa Arcebispo Metropolitano de Belém do Pará

Cuidado para não cair! DIVULGAÇÃO

w JESUS EXPULSA os vendilhões do templo

"Quem julga estar de pé tome cuidado para não cair”...Para não cair, só a volta a Jesus Cristo, e por ele, a conversão dos costumes nosso país e no mundo inteiro. E não estamos distantes, por convivermos com a “violência nossa de cada dia”, tamanha a sua força que podemos ficar anestesiados, como se fossem apenas mais alguns dentre os muitos fatos. A Liturgia da Quaresma, em seu terceiro domingo (Cf. Lc 13, 1-9), relata as reações de Jesus diante de desastres do tempo ou a violência perpetrada por autoridades. Parece estar lendo as páginas policiais do jornal do dia! Com Jesus e com as lições da história, suscitadas pelo Espírito Santo no correr dos tempos, somos todos convidados a refletir sobre as causas dos acontecimentos recentes, perguntar-nos o que está ao nosso alcance fazer e dar o passo necessário para a conversão, apelo contínuo oferecido misteriosamente por todos eles, pois tudo

contribui para o bem dos que amam a Deus (Cf. Rm 8,28). As lições são acolhidas por aqueles que amam a Deus em quaisquer circunstâncias. Uma das consequências será responder com amor aos desafios lançados pelo ódio que se espalha. Continua atual a oração atribuída a São Francisco: “Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz. Onde houver ódio, que eu leve o amor. Onde houver ofensa, que eu leve o perdão. Onde houver discórdia, que eu leve a união. Onde houver dúvida, que eu leve a fé. Onde houver erro, que eu leve a verdade. Onde houver desespero, que eu leve a esperança. Onde houver tristeza, que eu leve a alegria. Onde houver trevas, que eu leve a luz. Ó mestre, fazei que eu procure mais, consolar que ser consolado, compreender que ser compreendido, amar

que ser amado, pois é dando que se recebe, é perdoando que se é perdoado, e é é morrendo que se vive para a vida eterna”. Entretanto, “quem julga estar de pé tome cuidado para não cair” (1Cor 10,12). No Evangelho de São Lucas, Jesus comenta um massacre ordenado por autoridades. A interpretação popular levava a crer que por trás havia o castigo de Deus por pecados cometidos. O Senhor leva as pessoas a dar um salto qualitativo, entendendo que os acontecimentos sociais e políticos devem suscitar um exame de consciência, e chama à conversão. Para reforçar, Jesus se refere a um desastre acontecido por causa de uma tormenta. Também este fato traz consigo o convite à conversão. Para Jesus e para os cristãos de todos os tempos. O mundo é transparente e revelador da presença

e dos apelos de Deus. O que podemos aprender com os acontecimentos recentes de violência, atentados, absurdos, irresponsabilidades e daí por diante? Uma primeira lição pode vir da velocidade com que correm as informações e notícias, muitas vezes acolhidas e repassadas com ingenuidade, outras vezes com maldade, pois o mistério do ser humano nos faz assistir pessoas que querem “ver o circo pegar fogo”, ou querem incendiar até o país e o mundo, em vista da força de suas ideologias e até sonhos malucos. Faz-se urgente um discernimento diante das notícias que correm nas redes sociais, para não repassá-las com avidez e falta de espírito crítico. Podemos ainda perguntarnos sobre o que entra em nossa casa através de filmes, postagens, jogos eletrônicos, inclusive alguns deles com programação de atos violentos contra os outros, a sociedade e a própria vida. Basta percorrer uma vez os

títulos dos filmes constantes no guia aos canais por assinatura para ver a quantidade de “ofertas” de violência, erotismo desenfreado e pornografia. Um dos fatos mais desconcertantes e originais que vivemos no presente é que nossas tradições culturais já não se transmitem do mesmo modo de uma geração a outra. Isso afeta, inclusive, o núcleo mais profundo de cada cultura, a experiência religiosa, que parece agora igualmente difícil de ser transmitida através da educação e da beleza das expressões culturais, alcançando a própria família que, como lugar do diálogo e da solidariedade intergeracional, havia sido um dos veículos mais importantes da transmissão da fé. Os meios de comunicação invadiram todos os espaços e todas as conversas, introduzindo-se também na intimidade do lar. Ao lado da sabedoria das tradições, em competição, localizamse agora a informação de último minuto, a distração, o entretenimento, as imagens dos vencedores que souberam usar a seu favor as ferramentas tecnológicas e as expectativas de prestígio e estima social, o que faz com que as pessoas busquem denodadamente uma experiência de sentido que preencha as exigências de sua vocação, ali onde nunca poderão encontrála (Cf. Documento de Aparecida, 39). “Quem julga estar de pé tome cuidado para não cair”. Acolhamos os ensinamentos do Concílio! Para não cair, só a volta a Jesus Cristo e, por causa dele, a conversão dos costumes. Cada pessoa continue a tornar concretas as respostas aos desafios, em sua própria realidade!


4

Arquidiocese

AGENDA DE DOM ALBERTO TAVEIRA CORRÊA

BELÉM, DE 22 A 28 DE MARÇO DE 2019

1º Caderno

AGENDA DE DOM ANTÔNIO DE ASSIS RIBEIRO

AGENDA DE DOM IRINEU ROMAN

n De 22 a 28 de março de 2019

n De 22 a 28 de março de 2019

n De 22 a 28 de março de 2019

n SEXTA, 22 DE MARÇO

n SEXTA, 22 DE MARÇO

n SEXTA, 22 DE MARÇO

08h - Gravações 17h30 - Audiências

8h - Entrevista com Diáconos 14h - Gravação Programa em Família (FNC)

n SÁBADO, 23 DE MARÇO

Encontro da Comissão Episcopal da Pastoral Juvenil (Brasília - DF)

9h - Audiências 18h - Missa na VI Imersão Mariana - Terço dos Homens (Benevides)

n SÁBADO, 23 DE MARÇO

10h - Missa com Ministério de Catequistas -Catedral 18h - Missa de Implantação da Área Missionária do Murinim (Benevides)

n DOMINGO, 24 DE MARÇO

n DOMINGO, 24 DE MARÇO n SEGUNDA, 25 DE MARÇO

8h - Gravações 19h - Abertura da Semana Missionária com Missa de Ordenação Presbiteral do Diácono Humberto (Paróquia Nossa Senhora do Bom Remédio)

n TERÇA, 26 DE MARÇO

8h - Gravações 10h - Audiências 19h - Missa (Paróquia Nossa Senhora Rainha da Paz)

n QUARTA, 27 DE MARÇO

8h - Gravações 10h - Audiências 19h - Missa (Paróquia Santo Antônio de Pádua)

n QUINTA, 28 DE MARÇO

8h30 - Reunião do Presbitério de Belém (Paróquia do Bom Remédio) 21h - Reunião com Diretoria da Festa e Patrocinadores do Círio (Auditório Dom Vicente Zico- Faepa) Os compromissos de Dom Alberto Taveira podem sofrer alterações sem aviso prévio.

n SÁBADO, 23 DE MARÇO

16h – Formação e Missa no Seminário Providentino

8h - Roteiro Turístico Comunidade do Cacau(Vigia) 19h - Missa - Comunidade São José Operário (Paróquia Transfiguração do Senhor) 10h - Missa com Ministério de Catequistas -Catedral 18h - Missa - Ágape da Cruz

n SEGUNDA, 25 DE MARÇO

Semana Missionária - Região Coração Eucarístico

n SEGUNDA, 25 DE MARÇO

8h30 - Audiências 19h - Abertura da Semana Missionária com Missa de Ordenação Presbiteral do Diácono Humberto (Paróquia Nossa Senhora do Bom Remédio)

n TERÇA, 26 DE MARÇO

Semana Missionária - Região Coração Eucarístico 8h - Missão na Paróquia Santa Luzia do Bom Futuro 19h - Missa - Paróquia Rainha da Paz (Missa da Juventude)

n QUARTA, 27 DE MARÇO

Semana Missionária Região do Coração Eucarístico 8h - Missão na Paróquia do Bom Remédio

n QUINTA, 28 DE MARÇO

Semana Missionária - Região Coração Eucarístico 8h30 - Reunião do Presbitério 14h - Programa Entre Nós 18h - Missa e Procissão Luminosa - Paróquia da Natividade de Nosso Senhor

n DOMINGO, 24 DE MARÇO

9h - Missa - Comunidade N. Sra das Graças Canaã 18h - Missa - Paróquia Divino Espírito Santo Ananindeua

n SEGUNDA, 25 DE MARÇO

19h - Abertura da Semana Missionária com Missa de Ordenação Presbiteral do Diácono Humberto (Paróquia Nossa Senhora do Bom Remédio)

n TERÇA, 26 DE MARÇO

7h - Aulas na Faculdade Católica 15h - Encontro Formativo com os Estagiários Seminaristas 19h - Missa - Paróquia Santa Rosa de Lima – (Benevides)

n QUARTA, 27 DE MARÇO

8h - Missão na Paróquia Bom Remédio 15h - Reunião com os párocos e representantes das comunidades Santo Antônio

n QUINTA, 28 DE MARÇO

8h30 - Reunião do Presbitério de Belém 15h - Audiências 18h - Gravações na TV Nazaré

Os compromissos de Dom Antônio podem ser alterados sem aviso prévio.

Os compromissos de Dom Irineu Roman ser alterados sem aviso prévio.

Homilia Dominical A) Texto: Lc 13,1-9. 1 Naquele tempo, vieram algumas pessoas trazendo notícias a Jesus a respeito dos galileus que Pilatos tinha matado, misturando o seu sangue com o dos sacrifícios que ofereciam. 2 Jesus lhes respondeu: “Vós pensais que esses galileus eram mais pecadores do que todos os outros galileus por terem sofrido tal coisa? 3 Eu vos digo que não. Mas, se vós não vos converterdes, ireis morrer todos do mesmo modo. 4 E aqueles dezoito que morreram quando a torre de Siloé caiu sobre eles? Pensais que eram mais culpados do que todos os outros moradores de Jerusalém? 5 Eu vos digo que não. Mas, se não vos con-

verterdes, ireis morrer todos do mesmo modo”. 6 E Jesus contou esta parábola: “Certo homem tinha uma figueira plantada na sua vinha. Foi até ela procurar figos e não encontrou. 7 Então disse ao vinhateiro: ‘Já faz três anos que venho procurando figos nesta figueira e nada encontro. Corta-a! Por que está ela inutilizando a terra?’ 8 Ele, porém, respondeu: ‘Senhor, deixa a figueira ainda este ano. Vou cavar em volta dela e colocar adubo. 9 Pode ser que venha a dar fruto. Se não der, então tu a cortarás”. B) COMENTÁRIO

Jesus recebe uma notícia(v 1); faz um comentário e apro-

Padre Romeu Ferreira - Formado em Exegese pelo Pontifício Instituto Bíblico de Roma (romeufsilva@gmail.comg) veita para emitir sua mensagem ao respeito. A mensagem principal do texto é a conversão. Isto, tanto para os dois casos: assassinato (Pilatos) e catástrofe (Torre), como para a parábola apresentada pelo mestre. O destaque nos casos é dado nestes termos: “Mas, se vós não vos converterdes, ireis morrer todos do mesmo modo” (v 3 e 5). A conversão vem indicada por Jesus, como única via segura para a salvação, pois na falta dela se terá a morte eterna. A conversão é uma necessidade premente para a vida em plenitude. Com o fato da parábola (v 6) se nota o aceno à conversão, na chance à figueira sugerida pelo vinhateiro: “Vou

cavar em volta dela e colocar adubo. Pode ser que venha a dar fruto”. (v 8 e 9). No texto desponta também o conceito de pecado como culpa: “eram mais pecadores do que todos os outros”...? (v 2); “eram mais culpados do que todos os outros”...? (v 4). O remédio para o pecado, para a culpa, é a conversão. E o que é a conversão? Ela consiste no arrependimento, em perspectiva de retorno; ímpeto de Fé e Vida Nova (Mt 1,4; 4,17; 18,3; Mc 1,4; 1,15; Lc 3,1-18; 22,32). A imagem da figueira improdutiva, plantada na vinha de certo homem, parece representar Israel, povo eleito; porém se refere também a cada um de nós, convocados à conversão.

Segunda Leitura (1Cor 10,1-6.10.12) Evangelho (Lc 13,1-9) w 25/03, SEGUNDA Cor (roxo) Primeira Leitura (Is 7,10-14;8,10) Responsório (Sl 39) Segunda Leitura (Hb 10,4-10)

Evangelho (Lc 1,26-38) w 26/03, TERÇA-FEIRA Cor (roxo) Primeira Leitura (Dn 3,25.34-43) Responsório (Sl 24) Evangelho (Mt 18,21-35) w 27/03, QUARTA-FEIRA Cor (roxo)

Existem alguns comentaristas que tratam e apontam a ilimitada paciência de Deus, na história da salvação. Mas neste caso ela surge como empenho e decisão quase imediata ou limitada, quando se lê no texto: “Senhor, deixa a figueira ainda este ano” (v 8); “este ano”! Deus está disposto a deixar mais “um ano de graças” a seu povo; a cada um de nós! Portanto é necessário que aproveitemos as oportunidades que Deus nos concede, pois há uma expectativa e esperança na concessão ou chance de mudança, quando é dito: Pode, pode ser, “pode ser que venha a dar fruto” (v 9). A vinha e a figueira estão ai. Contudo os frutos dependem do atuar de cada pessoa!

Liturgia da Semana w 22/03, SEXTA-FEIRA Cor (roxo) Primeira Leitura (Gn 37,3-4.12-13a.17b-28) Responsório (Sl 104,16-21) Evangelho (Mt 21,33-43.45-46) w 23/03, SÁBADO Cor (roxo)

Primeira Leitura (Mq 7,14-15.18-20) Responsório (Sl 102,1-12) Evangelho (Lc 15,1-3.11-32) w 24/03, DOMINGO Cor (roxo) Primeira Leitura (Êx 3,1-8a.13-15) Responsório (Sl 102)

Primeira Leitura (Dt 4,1.5-9) Responsório (Sl 147) Evangelho (Mt 5,17-19) w 28/03, QUINTA-FEIRA Cor (roxo) Primeira Leitura (Jr 7,23-28) Responsório (Sl 94) Evangelho (Lc 11,14-23)


1º Caderno

Vaticano

BELÉM, DE 22 A 28 DE MARÇO DE 2019

Papa no Angelus: a oração ilumina

Reflexão sobre a liturgia do 2º Domingo da Quaresma

C

om informações Vatican News. O evento da Transfiguração do Senhor inspirou as palavras do Papa Francisco antes de rezar com os fiéis na Praça São Pedro a oração mariana do Angelus, no domingo 17 de março. O evangelista Lucas nos mostra Jesus transfigurado sobre a montanha, que é o local da luz, símbolo fascinante da singular experiência reservada aos discípulos Pedro, Tiago e João.

Eles sobem a montanha com o Mestre, veem-no imergir-se em oração e, a um certo ponto, o seu rosto muda de aparência. E ao lado de Jesus apareceram Moisés e Elias, que falam com Ele de sua morte. Francisco explicou que a Transfiguração se realiza num momento singular da missão de Cristo, depois de confiar aos discípulos que sofrerá, morrerá e ressuscitará no terceiro dia. Jesus quer que saibam

5

FOTOS: DIVULGAÇÃO

w FIÉIS na Praça São Pedro acompanhando oração do Angelus

que este é o caminho através do qual o Pai fará alcançar a glória para o seu Filho, ressuscitando-o dos mortos. “E este será também o caminho dos discípulos: ninguém alcança a vida eterna senão seguindo Jesus, carregando a própria cruz na vida terrena. Cada um de nós tem a própria cruz. O Senhor nos mostra o fim deste percurso, que é a Ressurreição, a beleza, carregando a própria cruz”. Portanto, acrescentou o Papa, a Transfiguração de Cristo nos mostra a perspectiva cristã do sofrimento: “Não é sado-

masoquismo, é uma passagem necessária, mas transitória”. O ponto de chegada ao qual somos chamados é luminoso como o rosto de Cristo transfigurado: Nele está a salvação, a bem-aventurança, a luz, o amor de Deus sem limites. Mostrando a sua glória, Jesus nos garante que a cruz, as provações, as dificuldades nas quais nos debatemos têm a sua solução e a sua superação na sua Páscoa. O Papa fez então um convite aos fiéis:

“Nesta Quaresma, subamos também nós a montanha com Jesus! De que modo? Com a oração. A oração silenciosa, a oração do coração, a oração sempre buscando o Senhor. Permaneçamos alguns momentos em recolhimento, todos os dias um pouquinho, fixemos o olhar interior no seu rosto e deixemos que a sua luz nos adentre e se irradie na nossa vida”. É assim, reiterou Francisco: a oração em Cristo e no Espírito Santo transforma a pessoa a partir de dentro e pode iluminar os outros e o

mundo circunstante. “Quantas vezes encontramos pessoas que iluminam, que emanam luz dos olhos, que têm aquele olhar luminoso! Rezam e a oração faz isto: nos faz luminosos com a luz do Espírito Santo.” “Prossigamos com alegria o nosso itinerário quaresmal”, concluiu o Pontífice. “Vamos dar espaço à oração e à Palavra de Deus. Que a Virgem nos ensine a permanecer com Jesus mesmo quando não o entendemos e compreendemos. Porque somente permanecendo Nele veremos a sua glória.”

“A esmola não é só material, mas também espiritual”

w PAPA FRANCISCO recebe em audiência presidente do Sudão do Sul

Papa manifesta desejo de visitar o Sudão do Sul Com informações Vatican News. O Papa Francisco recebeu em audiência na manhã do sábado, 16, no Vaticano, o presidente da República do Sudão do Sul, Salva Kiir Mayardit. Segundo comunicado da Sala de Imprensa da Santa Sé, no encontro foram evidenciadas as boas relações bilaterais, além da contribuição da Igreja Católica no âmbito da saúde e da

S C

educação e no processo de reconciliação e de reconstrução do país. Falou-se ainda de questões concernentes à aplicação do acordo alcançado recentemente pelos políticos locais, em vista da solução definitiva dos conflitos, do regresso dos deslocados e dos refugiados e do desenvolvimento integral da nação. Neste contexto, o Papa Francisco manifestou

o desejo de que se verifiquem as condições para que ele possa visitar o Sudão do Sul, como sinal de proximidade à população e de encorajamento ao processo de paz. Depois da audiência com o Santo Padre, o presidente sul-sudanês se reuniu com o secretário de Estado, Card. Pietro Parolin, acompanhado do secretário das Relações com os Estados, Dom Paul Richard Gallagher.

ão José, esposo da Virgem Maria, cuide sempre de toda a Igreja e a proteja em todo momento. (19 de março) omo se faz para não julgar, não condenar e perdoar? “Dai e vos será dado”: sejam generosos ao doar. Não somente esmola material, mas também esmola espiritual: dedicar tempo a quem precisa, visitar um doente, sorrir. (18 de março)

Com informações Vatican News. Não julgar os outros, não condenar e perdoar: deste modo, imita-se a misericórdia do Pai. Na missa celebrada na Casa Santa Marta, na segunda-feira, 18 de março, o Papa Francisco recordou a todos que na vida, para não errar, é preciso “imitar Deus”, “caminhar diante dos olhos do Pai”. Partindo do Evangelho do dia, extraído de Lucas (Lc 6,36-38), o Pontífice falou antes do mais sobre a misericórdia de Deus, capaz de perdoar as ações mais “graves”. A misericórdia de Deus é algo tão grande, tão grande! Não nos esqueçamos disto. Quantas pessoas [dizem]: “Eu fiz coisas tão graves. Eu comprei meu lugar no inferno, não poderei voltar atrás”. Mas pense na misericórdia de Deus, não? Recordemos aquela história da pobre viúva que foi se confessar com o cura d’Ars (o marido tinha se suicidado; tinha se lançado da ponte num rio, não?). E chorava. Disse: “Mas eu sou uma pecadora, coitada. Mas coitado do meu marido! Está no inferno! Ele se suicidou e o suicídio é um pecado mortal. Está no inferno”. E o cura d’Ars disse: “Mas espere senhora, porque da ponte até o rio existe a misericórdia de Deus”. Mas até o fim, até o fim, há a misericórdia de Deus.

w PAPA Na celebração na Casa Santa Marta BONS HÁBITOS NA QUARESMA

Para colocar-se no sulco da misericórdia, Jesus indica conselhos práticos. Antes de tudo, não julgar: um péssimo costume do qual absterse, sobretudo neste tempo de Quaresma. É um hábito que se infiltra na nossa vida sem que percebamos. Sempre! Até mesmo para começar uma conversa, não? “Mas você viu aquela pessoa e o que fez?”. O julgamento sobre o outro. Pensemos quantas vezes por dia nós julgamos. Mas por favor! Parecemos todos juízes, não? Todos. Mas sempre para começar uma conversa, um comentário a respeito do outro, julgam: “Mas olha, fez uma plástica! Está pior do que antes”. O julgamento. Depois, perdoar, mesmo que seja “tão difícil”, porque as nossas ações dão “a medida a Deus de como deve fazer conosco”. Na homilia, o Papa convidou todos a apren-

der a sabedoria da generosidade, via mestra para renunciar às “fofocas”, em que “julgamos continuamente, condenamos continuamente e dificilmente perdoamos”. O Senhor nos ensina: “Dai”. “Dai e vos será dado”: sejam generosos em doar. Não tenham os bolsos fechados; sejam generosos em doar aos pobres, àqueles que precisam e dar também tantas coisas: dar conselhos, dar sorrisos às pessoas, sorrir. Sempre dar, dar. “Dai e vos será dado. E vos será dado numa boa medida, calcada, sacudida, transbordante”, porque o Senhor será generoso: nós somos um e Ele nos dará cem de tudo aquilo que nós damos. E esta é a atitude que blinda o não julgamento, o não condenar e o perdoar. A importância da esmola, mas não só a esmola material, mas também a esmola espiritual; dedicar tempo a quem precisa, visitar um doente, sorrir.


1º Caderno Igreja no Mundo Aplicativo incentiva oração C durante a Quaresma na Polônia 6

om informações agência Gaudium Press. De maneira simultânea com o início do tempo da Quaresma, a Agência de Informação Católica da Polônia (KAI), anunciou o lançamento da edição polonesa do aplicativo ‘Magnificat’, uma revista mensal e plataforma de oração que conta com cerca de um milhão de usuários em todo o mundo. “A Quaresma é um tempo de oração profunda e reflexão. Mais e mais pessoas usam os materiais disponíveis na Internet nesse momento”, comentou o editor-chefe da publicação, o Diácono permanente Bogdan Sadowski. “Estou seguro de que uma das propostas mais interessantes é o Magnificat mensal”. O aplicativo vai unido a uma revista publicada através da internet e combina os artigos da mesma com orações diárias baseadas na Liturgia das Horas, as leituras diárias da Santa Missa,

BELÉM, DE 22 A 28 DE MARÇO DE 2019

Lançamento da plataforma e da revista polonesa do aplicativo ‘Magnificat’ meditações e outras ajudas pastorais. “Realmente vale a pena ter com você um companheiro de oração”, motivou. Entre as seções especiais para a Quaresma 2019 se encontram conteúdos sobre a figura do Santo Patriarca José, cuja festa se celebra no dia 19 de março, assim como reflexões sobre o mistério da Anunciação à Santíssima Virgem Maria e a Encarnação do Filho de Deus (25 de março). A Santa Via Sacra, oração especialmente promovida durante a Quaresma e que permite obter

FOTOS: DIVULGAÇÃO

indulgência plenária, conta com meditações escritas pelo Padre Marek Dobrzeniecki. O ‘Magnificat’ mensal foi fundado na França em 1992 e agora está disponível em sete idiomas. O propósito da plataforma é desenvolver a vida de oração, estimular a participação na Missa diária, propor os Santos como modelos para os fiéis, compartilhar as meditações extraídas dos escritos dos Padres da Igreja e antigos e contemporâneos mestres da espiritualidade e contemplar obras mestras da arte sacra.

Monjas de clausura utilizam Wathsapp para evangelizar

w MENSAGENS são enviadas os dias pela manhã

Com informações Gaudium Press. Quando se fala de monjas de clausura existe a crença de que estão totalmente incomunicáveis do mundo, mas nem sempre é assim. Ao menos é o que demonstram as dominicanas do Mosteiro de São Brás em Lerma, Burgos, Espanha, que apesar de ser uma comunidade em claustro, encontrou uma maneira de sair das paredes do convento fazendo uso das novas tecnologias.

Todos os dias, começando pela manhã, as monjas enviam através do WhatsApp uma reflexão que tem chamado de ‘O desafio do amor’; mensagens que para assombro delas mesmas se tornaram virais. Através de um vídeo publicado no site www.dominicaslerma.es, as Irmãs explicam como funciona o desafio: ‘O desafio do amor’ nasceu há alguns anos quando uma das dominicanas fazia o acompanhamento espiritual de uma

jovem que viveu um processo forte de conversão. Nestes acompanhamentos a monja realizava reflexões matutinas que tinham por objetivo ajudar a jovem a se manter na presença de Deus. Em pouco tempo algumas pessoas manifestaram seu interesse em receber tais reflexões, as quais foram abertas ao resto da comunidade; de tal maneira que qualquer uma das Irmãs podia compartilhar a leitura cristã dos fatos cotidianos.

Igreja no Brasil

C

om informações agência Gaudium Press. Após permanecer por quase quatro anos fechada para restauração, em setembro de 2018 foram reabertas as portas da Catedral Basílica do Salvador, a primeira basílica do Brasil, localizada na capital baiana. Para celebrar esse reencontro dos fiéis com a “Igreja Mãe” arquidiocesana e com as riquezas históricas restauradas no templo construído pelos jesuítas no século XVII, a Arquidiocese de Salvador promoveu uma série de iniciativas. Uma dessas iniciativas foi o lançamento de selos comemorativos, em parceria com os Correios. “Queremos agora, através dos selos, confirmar que a reabertura da Catedral foi um momento importante, um momento histórico, e nós nos alegramos de poder entregar esta Igreja ao povo, à comunidade.

Salvador celebra reabertura da primeira Catedral do Brasil Os selos serão sempre uma lembrança daquele momento”, afirmou o Arcebispo de Salvador e vice-presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Dom Murilo Krieger, por ocasião do lançamento dos selos comemorativos. Outra iniciativa será uma Exposição Fotográfica intitulada “Uma Nova Catedral”, promovida pela Pastoral da Comunicação de Salvador, que ocorrerá entre os dias 17 e 30 de março. A mostra é composta por registros da catedral feitos pelos participantes de um mini-curso de fotografia realizado pela Pascom em 2018.

De acordo com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), a Catedral Basílica possui um acervo de grande valor, com telas de diversos autores seiscentistas, móveis em jacarandá e diversos objetos sacros em ouro e prata. A Basílica conta com altarmor, ornado 92 anjos; o altar do Santíssimo Sacramento, cujo acabamento é em prata e estava escondido por duas camadas de tinta; 13 altares laterais. Azulejos, entalhes dos altares em cedro, ouro e prata são outros materiais que fizeram parte da restauração, devolvendo a beleza ao templo.

Reunião da Pastoral da Criança em Montevidéu

w PRESENÇA brasileiros e representantes de outros países na reunião

Com informações CNBB. Aconteceu, de 25 a 27 de fevereiro de 2019, em Montevidéu, Uruguai, reunião da Pastoral da Criança Internacional e do Conselho Diretor do Brasil. Durante a reunião da Pastoral da Criança Internacional, foram discutidas estratégias para a Campanha Pequenos

Reis Magos 2019/2020, a situação dos países com atuação, apresentação e aprovação das contas do exercício fiscal 2018 com auditoria da empresa KPMG; e houve posse de dois novos membros do Conselho de Administração da Fundação - Monseñor Pablo Jourdan, Bispo Auxiliar de Montevideo, e Dr. Oscar

Castillo, médico peruano que, como oficial de saúde do UNICEF, colaborou muitos anos com a Pastoral da Criança e ainda hoje o faz. Ainda, o Conselho Diretor da Pastoral da Criança do Brasil, também reunido na mesma ocasião, aprovou três textos com orientações para a missão no Brasil.


1º Caderno

“A Verdade da Escolha”, documentário pró-vida A produtora Estação Luz Filmes e o “Movimento pela vida e não violência”, de Fortaleza, apresenta nova obra cinematográfica em defesa da vida

A

s obras “Flores de Marcela”, “Eu, Vitória”, “Doonby” dão continuidade ao trabalho da Estação Luz Filmes sobre a defesa incondicional da vida do ser humano, após o

sucesso do esclarecedor documentário “Blood Money – Aborto Legalizado”, dirigido pelo norte-americano David Kyle. E na mesma linha de atuação, a Estação Luz Filmes apresenta

agora ao público o documentário “A Verdade da Escolha”, também dirigido por David Kyle, e Lucas Dantas. Segundo o diretor Lucas Dantas, “a intenção e o foco do filme neste momento

Mundo juvenil e a fé cristã INTRODUÇÃO

A

tragédia acontecida há poucos dias na Escola Raul Brasil, na cidade de Suzano, no Estado de São Paulo, convida-nos a múltiplas reflexões. Dois ex-alunos da mesma escola promoveram uma chacina banhando de sangue o ambiente onde eles mesmos deveriam ter assimilado os mais nobres valores humanos, éticos e alimentado dentro de si os bons ideais para uma vida plena. O ambiente dos crimes não foi uma rua, uma praça, um estádio de futebol, mas um dos mais nobres espaços de aprendizagem e treinamento de convivência, amizade e aprimoramento do ser humano: a escola! Numa escola todos são responsáveis pela qualidade do ambiente e das relações humanas. O massacre de Suzano tem um grave significado que vai muito além da questão da segurança.

1

Somos todos questionados Por ter uma missão tão nobre e os educadores como referência, é natural que todo adulto tenha saudade da sua escola, forte carinho para com seus colegas, admiração pelos gestores e gratidão por seus professores. Afinal, a escola é o útero de formação humana e cidadania que, juntamente com a família, nos capacita para os desafios da vida. Todavia, a desgraça promovida por dois jovens ex-alunos da referida escola nos chama a atenção por estar numa perspectiva frontalmente oposta àquela que se espera dos egressos de qualquer ambiente educativo. O fato nos questiona? A que os pais, educadores e evangelizadores devem estar mais atentos? Mesmo que possamos não ter respostas definiti-

Igreja

BELÉM, DE 22 A 28 DE MARÇO DE 2019

7 DIVULGAÇÃO

histórico é clarear para a sociedade brasileira que existe uma escolha positiva acerca da vida”. A ação vem corroborar com movimento em defesa da vida no Brasil, que já conseguiu uma grande vitória no Senado Federal através de um requerimento do Senador eleito Luís Eduardo Girão que resultou no desarquivamento do Projeto de Emenda Constitucio-

nal (PEC) nº 29/2015, a chamada “PEC da Vida”, cuja finalidade é a “explicitação inequívoca da inviolabilidade do direito à vida, desde a concepção”. Mas o ano sinaliza muitos desafios para o movimento pró-vida. Segundo Fernando Lobo, membro do “Movimento pela vida e não violência” (MOVIDA), “vai ser um dos anos mais difíceis do movimento, principalmente por

este ativismo judicial do STF que insiste em legislar e só a mobilização de todo o movimento pró-vida poderá conter essas ações”. A produtora Estação Luz Filmes lança o documentário “A Verdade da Escolha” na quinta-feira, 28 de março, em Fortaleza, (CE). São Paulo verá o documentário no dia 2 de abril, seguido de Brasília, (DF) a 4 de abril.

Dom Antônio de Assis Ribeiro - Bispo Auxiliar de Belém (domantoniodeassis@arqbelem.org)

Educar para a promoção de sadias relações humanas vas, essa tragédia nos convida à reflexão sobre a complexidade do dinamismo das relações humanas no mundo de hoje na família, nos centros de educação e nas Igrejas.

2

A cultura niilista contemporânea Muitos pensadores da era contemporânea acusam o fenômeno do niilismo (do latim nihil = nada) e o esgotamento do sentido do humano nas relações interpessoais. O filósofo alemão Karl-Otto Apel nos alertou nos anos 80 para esse fato, dizendo que estamos imersos num mundo de crises e a matriz de todas as crises é a crise de identidade do ser humano. A crise de identidade gera impacto sobre a qualidade das relações do sujeito em questão. Uma grave concepção niilista da vida ameaça a visão, o desenvolvimento e a exploração das naturais capacidades humanas. A concepção niilista da vida é uma atitude de descrença no ser humano, que se manifesta no pessimismo, no sentimento de impotência, na atitude vitimista e derrotista diante dos naturais e ordinários desafios da vida! É sinal da ausência do exercício da subjetividade sadia, é a miopia da razão que não possibilita o enxergar a consistência da vida como é, dom de Deus, cheio de naturais valores, possibilidades e responsabilidades. A concepção niilista da vida também se manifesta através da intolerância frente a qualquer forma de frustração que gera revolta, agressividade e os

mais terríveis atos de violência. O niilista vive uma espécie de aliança com a cultura de mortem, porque nada é digno de sentido. Enfim, a concepção niilista da vida é clara na cultura do imediatismo e do presenteísmo, que não favorece, sobretudo aos jovens, o cultivo da paciência para percorrer processos e, passo a passo, fazerem justas e honestas conquistas. Tudo isso tem a ver com a necessidade da promoção de uma correta visão da vida humana, da sua dignidade e da busca de saudável relacionamento consigo e com os outros.

3

O clamor da violência O fenômeno da violência atualmente, com as suas mais variadas manifestações, já não é coisa de adulto como no passado. Lamentavelmente, quando ela se manifesta através de crianças e adolescentes, mostra que estamos diante de um grito de alerta de uma sociedade doentia. A violência infanto-juvenil acusa a família, a escola e nossa cultura de modo geral. É reflexo da realidade social que padece de um profundo malestar psicológico, onde as relações humanas estão perdendo sua significatividade. Estamos diante da urgência da promoção das sadias relações humanas em todos os ambientes: na família, na escola, nas igrejas, no mundo do trabalho e dos esportes. O fenômeno da banalidade da violência, sobretudo que provém do brutal comportamento infanto-juvenil, é uma grave sirene que soa alto e deve in-

comodar e inquietar profundamente o nosso ser em busca de respostas que possam mudar essas realidades. A violência é sempre um atentado contra a harmonia das relações humanas. Mas antes, para o próprio criminoso, há uma violência interior, moral, psicológica, afetiva, religiosa...O violento é uma pessoa, previamente, fragmentada e violentada!

4

Laboratório de relações humanas Para que alguém seja capaz de bem conviver é necessário que passe por um processo de desenvolvimento de uma série de habilidades humanas: aprender a refletir para não agir por impulso; respeitar limites para conservar a própria integridade; saber esperar para não atropelar processos; obedecer regras reconhecendo os direitos dos outros; saber dialogar para melhor interagir e se enriquecer; treinar-se na experiência da solidariedade como reconhecimento de igualdade e senso de responsabilidade para com os outros. Tudo isso não é automático, exige educação, que começa basicamente na família e a ultrapassa! Por isso, somos chamados a aprofundar a identidade da verdadeira escola; ela é chamada a ser perita na reflexão sobre a humanidade e ser um verdadeiro laboratório de relações humanas. Deve, portanto, propor, refletir e aprofundar valores humanos, o significado e as consequências das nossas atitudes. Isso só será possível se, antes, em cada projeto pedagógico es-

colar forem assegurados princípios éticos basilares orientadores da gestão educacional e um profundo comprometimento de toda a comunidade Educativa (diretoria, coordenação, técnicos, professores, estudantes, pais...), capaz de testemunhar ação em sinergia e comunhão de ideais. Nesse contexto, as intervenções pedagógicas baseadas na interação afetiva e na corresponsabilidade promovem o amadurecimento dos estudantes, estimulando neles a paixão pelo bem. A educação é relação! Não acontece a verdadeira educação onde não existe uma relação harmoniosa, respeitosa, delicada e de confiança entre os sujeitos. Sendo assim, a primeira habilidade do educador deve ser aquela de qualificarse nas relações humanas. Os gestores de uma escola humanista zelam pela harmonia das relações interpessoais entre todos internamente (direção, alunos, professores, família, colaboradores, prestadores de serviço, do porteiro ao diretor). Dar atenção à pessoa deve ser a primeira e mais forte característica de uma escola; trata-se de uma atitude que brota do zelo para com a dignidade humana. Sem esse compromisso básico, o resto fica sem base! REFLEXÃO:

1 2 3

Você concorda que a questão do massacre de Suzano vai além da segurança pública? Como se caracteriza a cultura niilista contemporânea? O que significa a escola como “laboratório de relações humanas?”


8

Nazaré Repórter

J VISITA Dom Antônio Augusto Dias Duarte, Bispo Auxiliar da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, visitou a Fundação Nazaré de Comunicação no dia 15, acompanhado do Diretor Geral da instituição, cônego Roberto Cavalli, também Cura da Sé, e coordenador da Pastoral Presbiteral da Arquidiocese de Belém. Dom Antônio foi o pregador do II Retiro Anual do Clero Arquidiocesano, realizado de 11 a 14 deste mês na Casa de

BELÉM, DE 22 A 28 DE MARÇO DE 2019 LUIZ ESTUMANO

Retiros Monte Tabor, situado no distrito de Icoaraci. Dom Antônio exerce importantes atuações na Igreja no Brasil: é o Bispo Referencial da Pastoral

Familiar e da Pastoral da Saúde no Regional Leste 1 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Durante a visita, ele foi recepcionado pelos

diretores da Fundação Nazaré, assim como pelos coordenadores das mídias arquidiocesanas.

J TEATRO O pároco da Paróquia São José Trabalhador, padre Milton Trindade de Souza, a Comunidade São João Batista e a diretoria do Centro Comunitário de Vila do Conde convidam o povo de Deus para a encenação da Paixão de Cristo, no município de Barcarena. Denominado “Paixão de Cristo, Paixão do povo”, o espetáculo do Grupo de Teatro “Filhos da Terra” já é uma tradição naquela região e será apresentado ao público no período da Semana Santa, nos dias 18 e 19 de abril, na praça da Matriz em Vila do Conde. Prestigie! Informações: (91) 983495954/98501-4032.

1º Caderno

RÁDIO NAZARÉ

Z MH 3 . 91 FM

l SEJA MAIS UM SÓCIO EVANGELIZADOR. SEJA FAMÍLIA NAZARÉ! A partir deste mês de março, o programa “Seja mais um” passa a ter dois apresentadores: Elyvane Barbosa, às segundas e padre Wagner Lima, de terça a sexta, sempre das 9h às 10h. O ouvinte pode interagir durante a programação, ligando para a central

de atendimento, número 4006-9211, pelo WhatsApp da Rádio Nazaré 98814-0275. Ou ainda nos números 40069253 / 4006-9254 onde terá a oportunidade de participar do quadro “Melhor de três” e conversar ao vivo com os apresentadores. Sintonize 91,3 Mhz e participe!

RÁDIO NAZARÉ FM - 91,3. A SERVIÇO DA VIDA. NOSSA MISSÃO É EVANGELIZAR!

REDE NAZARÉ DE J DÍZIMO Nos dias 23 e 24, a Equipe Arquidiocesana da Pastoral do Dízimo (EAPADI) convida os coordenadores e os membros das equipes do dízimo nas paróquias para um encontro de formação a ocorrer na Matriz da Paróquia

Santa Rita de Cássia, com a finalidade de capacitá-los para a missão em suas comunidades à luz do tema central para o ano de 2019 “Dízimo: gesto consciente de um coração agradecido a Deus”. A participação é mediante pagamento de taxa. Mais informações:

TELEVISÃO

J FESTIVIDADE

O Sacramento do Batismo é o conteúdo do curso que a Paróquia da Santíssima Trindade promoverá dia 25, às 19h40, visando a formação e a preparação de pais e padrinhos de batizandos naquela comunidade. As inscrições para o curso podem ser feitas até no momento da atividade, no local do curso, o auditório Monsenhor Geraldo Menezes, na praça. Barão do Rio Branco, 71, no bairro da Campina, em Belém. Informações na secretaria paroquial, pelos números 3223-4871 / 3242-4917, pelo e-mail: secretaria@trindadepa.com.br e também no site da paróquia (www. trindade-pa.com.br)

A Paróquia de Nossa Senhora de Fátima, em Icoaraci, prepara-se para a sua festividade deste ano. Com o tema “Com Maria, Mãe da Igreja, ide e anunciai o Evangelho de Jesus Cristo”, a comunidade vivenciará sua festividade de 1 a 13 de maio, em sintonia com as celebrações jubilares dos 300 anos da Diocese de Belém e o Sínodo sobre a Panamazônia. Iniciando a mobilização, os fiéis já conheceram o cartaz oficial da festividade e seguem com os preparativos para o êxito das atividades.

A Faculdade Católica de Belém, no bairro de Águas Lindas, está com as inscrições abertas para o curso de extensão para formação. O curso ocorre em março, das 14h às 17h nos seguintes horários: Grego, às segundas-feiras; Hebraico, às terçasfeiras; Libras, às quartas-feiras; Latim, às sextas-feiras. As aulas seguem até junho, na Faculdade Católica de Belém, localizada, na Rodovia BR 316, bairro Águas Lindas, Ananindeua. Ao final do curso será emitido certificado. O investimento é de 30,00 a 40,00, dependendo da escolha do curso. Mais informações: 3255-2324 ou https:// facbel.edu.br/.

30

(91) 3212-9411/ 981338494 e pelo e-mail arquidiocesedebelem. eapadi@gmail.com

J PAIS E PADRINHOS

J CURSO DE EXTENSÃO

AL CAN

l CINEMA E NOSTALGIA NA TV NAZARÉ Acompanhe pela Rede Nazaré de Televisão, canal 30.1 – ou na sintonia da sua cidade – o Cine Nostalgia. São três filmes do “Gordo e o Magro” (“Areias quentes”,

PORTAL NAZARÉ

“Laranjas e limões” e “Seja rápido, carregador!”). Os filmes são exibidos às segundas-feiras, às 21h; sexta-feira, às 20h50; sábado, às 20h30; e domingo, às 15h. W. WW RE. AZA ON M.BR A C CO DA FUN

J LANÇAMENTO

J AÇÃO SOCIAL A Catedral Metropolitana de Belém, no bairro da Cidade Velha, realiza “Ação Solidária” no próximo sábado, dia 30. A ação, voltada à comunidade, está em sintonia com o tema da Campanha da Fraternidade 2019. Dentre os serviços disponibilizados gratuitamente estão: orientação nutricional, avaliação oftalmológica e consulta clinica. A ação ocorre das 8h às 12h, no CESJPII, localizado na Rua Doutor Assis, 130, bairro Cidade Velha.

Em Ananindeua, no dia 5 de abril, a Igreja Matriz de Santa Paula Frassinetti convida sua comunidade a prestigiar o lançamento da festividade 2019. A data contará com a presença do cantor, Thiago Brado, com a Noite Minha Essência. O evento será dentro da Igreja com missa às 19h30 e em seguida Adoração com a participação do Thiago Brado. A matriz fica localizada no Conjunto Cidade Nova 6, WE 72, 762.

l TARDE ALEGRE E MUITAS ESPERANÇAS Acesse o portal Nazaré: www.fundacaonazare. com.br e confira matéria sobre a “Tarde alegre” em prol da Fazenda da Esperança, que será realizada no próximo dia 27, às 16h, na Casa de Plácido. Acesse nosso portal e nossas redes sociais: Facebook:/ FNCBelem e Twitter: @

FundacaoNazare e fique informado sobre as atividades e eventos da Igreja de Belém. Faça parte da Família Nazaré e nos ajude a levar o Evangelho mais longe por meio de nossos veículos de comunicação. Ligue: (91) 4006-9211 ou acesse www.sejamaisum. com e seja um sócio evangelizador.


Igreja 9 Datas variáveis da celebração da Páscoa

1º Caderno

BELÉM, DE 22 A 28 DE MARÇO DE 2019

Uma detalhada explicação sobre a forma como a Igreja calcula a data da solenidade da Páscoa

C

om informações agência Gaudium Press. O Irmão Guy Consolmagno, Diretor do Observatório do Vaticano, publicou no blog da Fundação do Observatório Vaticano, ‘The Catholic Astronomer’, uma detalhada explicação sobre a forma como a Igreja calcula a data da solenidade da Páscoa que resulta em datas variáveis. “De maneira contrária à concepção popular, o Observatório do Vaticano não fixa a data da Páscoa”, esclareceu o religioso. “Mas desde que a reforma do calendário do Papa Gregório em 1582 marcou o início do apoio do Vaticano à astronomia, temos uma conexão histórica”. Os calendários têm uma inevitável dependência com os eventos astronômicos. O Irmão Consolmagno recordou, por exemplo, que a duração do mês provém do período de 29.5 dias da lua, enquanto que a duração do ano provém da observação do movimento aparente do sol. As atividades das sociedades determinam quais destes acontecimentos são tidos em conta. “Se sua cultura se centra nos animais: pesca, caça, cuidado dos reba-

nhos na noite, a luz da lua e as marés controlarão sua vida e seu calendário seguirá a Lua”, comentou o astrônomo. “Se

cultiva, as estações são mais importantes e um calendário solar tem mais sentido”. “O calendário judeu, in-

cluindo festividades como a Páscoa, é lunar; o calendário civil de Roma, estabelecido por Julio César, é solar”, recordou o religioso. “O calendário da Igreja é um matrimônio sagrado de ambos. Assim, a maioria dos dias dos Santos se fixa no calendário anual, como Natal; mas a Páscoa foi estabelecida pelo Concílio de Nicéia como o primeiro domingo depois da Páscoa”. Para a Idade Média, o estudo astronômico já permitiu antecipar a data dos eventos lunares, mas os cálculos são notavelmente difíceis na prática. “No século XVI, quando o cristianismo se estendeu por todo o mundo, se fez mais urgente encontrar uma forma simples e confiável de informar a todos com antecipação quando se celebram a Páscoa e suas festas associadas”, relatou o Irmão Consolmagno. Por este motivo se abandonou a prática de determinar a posição da lua de forma perfeita e antecipar com precisão o primeiro dia da primavera, para conseguir uma forma mais simples e bastante próxima de cumprir o preceito de celebrar a Ressurreição do Senhor o primeiro

domingo depois da Páscoa. O autor das correções ao calendário é o grande astrônomo Aloysius Lilius, que estabeleceu uma nova fórmula que ainda exigia ‘desaparecer’ com 11 dias para sua implementação. Este é o Calendário Gregoriano, o principal calendário em uso na atualidade, e incorpora um ciclo variável para a celebração da Páscoa que não depende das observações da Lua. “O mais cedo que pode cair a Páscoa é no dia 22 de março; isto ocorre aproximadamente uma vez a cada dois séculos. Uma data de 23 de março, como a tivemos em 2008, é um evento de uma vez por século; a próxima é em 2160”, descreveu o astrônomo. “Entretanto, a Páscoa mais tardia pode ocorrer no dia 25 de abril, o que ocorrerá em 2038; nesse ano, a quarta-feira de cinzas será no dia 10 de março”. “O que é mais significativo, no entanto, é o princípio subjacente por trás desta fórmula arbitrária”, concluiu o Diretor do Observatório. “O sábado se fez para o homem, não o homem para o sábado: nossas festas religiosas não estão controladas pela Lua”.

dologia, que compreende o “propor”, os participantes dispuseram de um painel para discutir os elementos de um itinerário de iniciação cristã, considerando o processo, a pessoa, a introdução a Jesus e à vida da Igreja, a mediação

da Palavra e dos Sacramentos, a mudança de atitude e testemunho de comunidade. A semana de iniciação à vida cristã também contou em sua dinâmica com momentos de trabalho em grupos, celebrações, como a dos 40 anos

da III Conferência Geral do Episcopado Latino-americano e do Caribe, missa na basílica de Nossa Senhora de Guadalupe, momentos culturais e a conclusão com a Eucaristia com renovação das promessas batismais e envio missionário.

Encontro do Celam: reflexão sobre a iniciação à vida cristã na América Latina A cidade de Puebla de los Ángeles, no México, recebeu de 18 a 22 de março a I Semana Latino-Americana sobre a Iniciação à Vida Cristã. O evento foi promovido pelo Departamento de Missão e Espiritualidade do Conselho Episcopal Latino-Americano (Celam) e teve a presença do arcebispo de Curitiba (PR) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-Catequética da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom José Antônio Peruzzo, e do assessor da Comissão, padre Antônio Marcos Depizzoli. Várias temáticas no con-

texto da iniciação à vida cristã foram pautados no encontro para serem discutidas, refletidas e aprofundadas, a partir da metodologia contemplar – discernir – propor. Na primeira parte, os aspectos de mudança de época e crise na transmissão da fé. Na segunda, perspectivas da iniciação à vida cristã: bíblica, com reflexão conduzida por dom Peruzzo; Patrística e Pastoral a do Magistério Latino-americano, considerando o processo evangelizador da Igreja, o processo de formação dos discípulos missionários e o Rito de Iniciação Cristã de Adultos (RICA). A terceira parte da meto-

Cursilho de Cristandade

O

MCC é formado pelos Grupos de Cursilhistas. Os cursilhistas de cada Paróquia ou de outros ambientes se reúnem uma vez por mês. Nesses encontros eles rezam, lêem a Palavra de Deus, sentem a presença do Senhor, reforçam sua amizade, se encorajam mutuamente para o trabalho pastoral, trocam idéias, fazem planos... Com isso, depois eles

Pe. Antônio Mattiuz, csj (antoniomattiuz@gmail.com)

Participar das reuniões do Grupo fazem verdadeiros milagres para si mesmos, para os afastados e necessitados. Alguns cursilhistas alegam trabalhos e falta de tempo, e assim se esquivam dessas reuniões. As conseqüências são sempre muito prejudiciais para eles e para todos, pois esfriam, en-

tram num marasmo e o Reino de Deus fica muito prejudicado. Um dia um cursilhista deixou de participar do seu Grupo. Certo tempo depois o coordenador do grupo foi visitá-lo. Era um dia frio e o encontrou em sua casa, sentado diante da lareira onde ardia um fogo acolhedor.

O homem deu-lhe as boas vindas, uma cadeira e ficou quieto esperando o recado. Após alguns minutos, o coordenador examinou as brasas e cuidadosamente selecionou uma delas, a mais brilhante, empurrando-a para o lado e voltou a sentar-se. Aos poucos a brasa

solitária diminuiu o seu brilho até se apagar por completo. Antes ela era brilhante, quente e luminosa. Agora virou um carvão preto e sem brilho. O coordenador do grupo antes de se despedir, recolocou aquele carvão, frio e inútil, de volta no meio do fogo, e ele retornou a ser incan-

descente. Quando o coordenador estava na porta para ir embora, o cursilhista lhe disse: “Obrigado pela belíssima mensagem. Eu voltarei ao convívio do grupo”. Cursilhista, tu continuas incandescente e brilhante, ou viraste um carvão preto, frio e inútil? É no convívio do teu Grupo de MCC que brilhas, aqueces e iluminas.


10

Santa Missa

BELÉM, DE 22 A 28 DE MARÇO DE 2019

1º Caderno

Horários de Missas nas paróquias da Arquidiocese de Belém REGIÃO EPISCOPAL SANT’ANA Nossa Senhora da Graça (Catedral) Cidade Velha - Belém Sábado: 19h, Domingo: 7h, 9h e 19h Telefone: 2121-3723/ 2121-3724 N. Sra. das Mercês (Reitoria) Comércio - Belém Sábado: 12h e 17h, Domingo: 12h e 17h Sant'Ana da Campina Comércio - Belém Sábado: 12h (Igreja Matriz) Domingo: 7h (Col. D. Bosco) 9h (Igreja Matriz) Telefone: 3230-3734 São Judas Tadeu Condor - Belém Sábado: 19h. Domingo: 7h, 9h e 19h Telefone: 3115-6020 Santa Teresinha do Menino Jesus Jurunas - Belém Sábado: 6h e 18h30 Domingo: 6h30, 8h30 e 18h Telefone: 3272-2251

(Basílica Santuário) Nazaré - Belém Sábado: 7h, 8h30,12h,17h Domingo: 6h30, 8h, 10h, 16h30, 18h e 20h Telefone: 4009-8400 São Francisco de Assis (Capuchinhos) São Brás - Belém Sábado: 19h30 Domingo: 6h, 7h30, 9h30,18h, 20h Telefone: 3073-1500 Santo Antônio do Tucunduba Guamá - Belém Sábado: 19h30 Domingo: 7h e 19h30 Telefone: 3274 -9001 REGIÃO EPISCOPAL SANTA CRUZ Imaculada Conceição Castanheira - Belém Sábado: 17h. Domingo: 7h e 19h Telefone: 3277-4642/98111-8110 São Sebastião Sacramenta - Belém Sábado e domingo: 7h, 17h e 19h Telefone: 3264-9060/3254-7354

Santo Antônio de Lisboa Batista Campos - Belém Sábado: 6h30, 12h, 17h e 18h30 Domingo: 8h, 11h, 17h, 18h30 e 20h Telefone: 3215-7004/ 3222-0097

Jesus Ressuscitado Marambaia - Belém Sábado: 18h Domingo: 7h, 10h e 18h Telefone: 3277-4643

Santíssima Trindade Campina - Belém Sábado: 16h,Domingo: 7h, 10h, 11h30, 17h e 19h Telefone: 3215-7007/ 3242-4917

São Geraldo Magela Val de Cans - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h30, 11h e 18h Telefone: 3257-7950

Nossa Senhora da Conceição Cidade Velha - Belém Sábado: 18h30, Domingo: 7h, 9h e 18h Telefone: 3215-7006

N. Sra do Perpétuo Socorro Telégrafo - Seg. a sábado: missa - 19h Domingo: missa: 7h, 8h30, 17h30 e 19 h - Telefone: 3233 1797

São José Umarizal - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 11h e 19h Telefone: 3230-1633 Santa Luzia Jurunas - Belém De terça a sexta-feira: 19h Sábado: 18h30 Domingo: 7h; 9h; 18h30 Telefone: 3271-2146 Nossa Senhora de Lourdes Nazaré - Belém Seg a Sáb: 6h30 e 18h Domingo: 7h, 9h, 17h30 e 19h30 Telefone: 3223-5728 Nossa Senhora do Carmo Cidade Velha Sábado: 18h - Domingo: 7h REGIÃO EPISCOPAL SANTA MARIA GORETTI Santa Maria de Belém Terra Firme - Belém Terça: 19h Sábado: 19h - Domingo: 7h30 e 19h Telefone: 3253-5422 São Pedro e São Paulo Guamá - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h e 18h30 Telefone: 3283-6021/3259-0413 São José de Queluz Canudos - Belém Segunda a sábado: 6h30 e 19h Domingo: 7h, 10h, 17h e 19h Telefone: 3226-2612 São Domingos de Gusmão Terra Firme - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h e 19h30 Telefone: 3253-2656/3274-4746 São Miguel Arcanjo Cremação - Belém Sábado: 18h30 Domingo: 7h30, 11h e 18h30 Telefone: 3283-6022 Nossa Senhora de Fátima Fátima - Belém Sábado: 17h30 Domingo: 6h45, 8h30, 17h30 e 19h30 Telefone: 3266-1392/3226-0503 Santa Maria Goretti Guamá - Belém Domingo: 9h30 e 18h Telefone: 3283-6023 Nossa Senhora de Nazaré

São Jorge Marambaia - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h, 17h e19h Telefone: 3277-4641 São Raimundo Nonato Umarizal - Belém Sábado: 6h30 e 18h Domingo: 6h30, 8h30 e 18h Telefone: 3277-4644 Santa Cruz Marco - Belém Sábado: 18h30 Domingo: 7h, 9h, 11h e 18h30 Telefone: 3277-4640/3276-0941 Nossa Senhora da Conceição Aparecida Pedreira - Belém Terça a Sábado: 18h Dom.: 7h, 9h e 18h/1ª Sexta-mês: 9h Telefone: 3233-4224/3276-9573 São Francisco Xavier Marco - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h e 18h Telefone: 3352-8845 N. Senhora, Mãe da Divina Providência Val de Cans - Belém Sábado:19h - Domingo: 7h e 19h Telefone: 3257-2388 Sagrada Família Curió Utinga - Belém. Sábado: 7h e 19h30 Domingo: 7h, 9h e 19h30 São João Paulo II Souza - Belém De terça a sábado: 18h Domingos: 8h e 18h Telefone: 3277-4062 Nossa Senhora de Loreto Marco - Belém Telefone: (91) 3355-6302 Sábado: 17h Domingo: 7h, 9h, 11h, 17h e 19h

São Francisco de Assis Tapanã - Belém Domingo: 7h e 18h30 Telefone: 3258-8036 Nossa Senhora de Fátima Icoaraci - Belém Terça, quinta e sexta: 18h30 Sábado: 19h - Domingo: 19h Telefone: 3297-7251 Jesus Bom Samaritano Tapanã - Belém Domingo: 7h30 e 19h30 Telefone: 3033-2004 São Francisco das Ilhas Cotijuba - Belém Terça e quinta: 19h30 Sábado: 19h30 Domingo: 7h e 19h30 Telefone: 3247-1438 Nossa Senhora da Imaculada Conceição Outeiro - Belém Terça e quinta: 19h; Sábado: 9h Domingo: 7h e 18h Telefone: 3267-1174 Nossa Senhora do Livramento Icoraci - Belém Terça, quinta, sexta e sábado:19h Domingo: 7h e18h Telefone: 3288-4250 Divina Misericórdia Águas Negras - Icoaraci Terça a sexta: 18h30 Sábado: 17h e 19h30 (comunidade) Domingo: 7h e 19h 30 Santo Afonso de Ligório Pratinha - Belém Sábado: 19h Domingo: 8h30 e19h Telefone: 3258-1554/3274-8281 São Francisco de Assis Campina - Icoaraci Domingo: 7h, 9h e 18h30 De terça-feira a sexta-feira: 19h Telefone: 3297-0765 REGIÃO EPISCOPAL CORAÇÃO EUCARÍSTICO DE JESUS Coração Eucarístico de Jesus Catalina - Belém Sábado: 18h Domingo: 7h, 10h e 18h Telefone: (91) 3285-1433

Domingo: 9h e 11h Telefone: 98292-9199

N. Senhora Auxiliadora Anita Gerosa (Aurá) - Ananindeua Domingo: 7h e 18h Telefones: 3255-3828

Santíssimo Sacramento Nova União - Marituba Sábado: 18h30 (Capela N. Sra. do Perpétuo Socorro) Domingo: 18h30 (Capela S. Francisco de Assis)

N. Senhora das Vitórias Almir Gabriel - Marituba Sábado: 19h Domingo: 7h, 19h Telefone: 3292-0013 Sagrado Coração de Jesus Júlia Seffer - Ananindeua Sábado: 19h Domingo: 7h30, 9h e18h Telefone: 3265-5413 Sagrado Coração de Jesus Distrito Industrial - Ananindeua Sábado: 19h Domingo: 7h, 8h30 e 17h30 Telefone: (91) 98855 - 2232

Santa Luzia do Bom Futuro Cabanagem - Belém Sábado: 17h - Domingo: 7h e 19h São José de Anchieta Alameda Ns-13, 65 - Coqueiro Sexta - 7h30 Domingo - 7h; 18h Santa Teresinha do Menino Jesus Tenoné - Belém Domingo: 7h e 18h Telefone: 3289-5368

REGIÃO EPISCOPAL SÃO JOÃO BATISTA

Nossa Senhora de Lourdes Coqueiro - Ananindeua Sábado: 17h. Domingo: 7h e 19h Telefone: 3275-2391 Arcanjo São Miguel Una - Ananindeua Sábado: 19h Domingo: 7h30. 9h30 e 19h Telefone: 3234-4674

Santo Inácio de Loyola Icui Guajará - Ananindeua Domingo: 7h e18h Telefone: 991541971

Santa Maria Mãe de Deus Maguari - Ananindeua Terça, quarta, sexta e sábado: 7h Quinta: 19h; Domingo: 7h e 19h Fone: (91) 3255-5284

N. Sra. de Nazaré Marituba - Quarta - feira Horário de Missa: às 19h Domingos: às 8h30 Telefone: 98040-5117 /98102 - 7344 N. Sra. das Graças Centro - Ananindeua Sábado: 19h Domingo: 7h e 19h Telefone: 3255-2654 N. Sra. do Ó Vila - Mosqueiro Sábado: 19h30 Domingo: 6h30, 9h30 e 19h30 Telefone: (91) 3771-1278 São Pio X Águas Lindas - Ananindeua Domingo: 7h30 e 19h30 Telefone: 32155-2583

Bom Pastor Nova Marituba - Marituba Segunda a Sexta: 18h Sábado: 6h, 9h30 e 19h Domingo: 6h, 9h30 e 19h Telefone: 4106-0202

Natividade de Nosso Senhor Jesus Cristo Conjunto Sideral - Belém Domingo: 7h, 9h e18h Telefone: 3067-2017

Divino Espírito Santo Cidade Nova - Ananindeua Sábado: 7h. Domingo: 7h, 9h e 18h Telefone: 3263-0603

Menino Deus Centro - Marituba Domingo: 6h, 8h30 e 18h Telefone: 3237-8351

Santa Edwiges Mangueirão - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h30 e18h Telefone: 3279-1654

Nossa Senhora do Bom Remédio Conjunto Satélite - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h e 19h Telefone: 3248 0515

Cristo Rei Guanabara - Ananindeua Domingo: 7h, 9h30 e 19h Telefone: 3235-1405

São Lucas Evangelista Guajará - Ananindeua Quinta : 7h e 18h30. Sexta: 18h30 Sábado: 9h e18h30. Domingo: 7h, 17h e 19h Telefone: 3353-0364

Santa Rosa de Lima Independente - Benevides Terça a Sexta:18h, Sábado:17h, 19h Domingo: 07h30 e 19h Telefone: (91)3724- 1135

N. Senhora Rainha da Paz Bengui - Belém Domingo: 7h, 9h e 18h30 Telefone: 3277-4645

REGIÃO EPISCOPAL SÃO VICENTE DE PAULO

Paróquia Nossa Senhora do Carmo Benevides Sábado - 19h Domingo - 8h e 19h Telefone: (91) 3724-1098

Santo Antônio de Pádua Rod. Mário Covas - Coqueiro, Ananindeua Sábado: 19h. Domingo: 7h e 18h Telefone: 98152-2200

São Benedito Rua São Benedito, Barreiro Terça a sexta-feira - 19h Sábado - 8h (missa com crianças) Domingos - 7h30 e 18h30

São João Batista e Nossa Senhora das Graças Icoaraci - Belém Terça a sexta: 6h30 Sábado: 6h30, 17h, 20h Domingo: 7h e 18h Telefone: 3297-7250

REGIÃO EPISCOPAL MENINO DEUS

N. Sra da Conceição Praça Matriz - Benfica Domingo: 6h15 e 19h30 Telefone: 3450-8147 N. Sra da Conceição Carananduba - Mosqueiro Ter a Sex: 18h30 Sábado: 18h30 Domingo: 7h e 19h Telefone: 3772-1183 Santa Bárbara Centro - Santa Bárbara Domingo: 7h30 e 19h Telefone: 3776-1529 São Marcos Uriboca - Marituba Terça: 19h. Domingo: 7h e 19h Telefone: 3237-8351 Pedro Pescador Baía do Sol - Mosqueiro Ter a sexta: 19h (Igreja S. Sebastião) Quarta: Matriz - 19h Sábado:19h (Igreja São Sebastião) Domingo: 8h (Ig. S. Sebastião); 10 h 3 0 ( I g . D i v. E s p . S a n t o ) ; 19h ( Matriz) Telefone: 99919-4153 Área Missionária São Paulo, Apóstolo Rodovia BR-316

Santa Teresinha Águas Lindas - Ananindeua Domingo: 7h30 e 18h Telefone: 9916-4548/99169-3443 N. Senhora de Guadalupe Coqueiro - Ananindeua Terça a sexta: 19h Sábado: 18h30 Domingo: 7h ,9h e18h Telefone: 3245-7440 Cristo Peregrino Jaderlândia - Ananindeua De Segunda a Sábado: 19h e 20h Domingo: 7h, 8h30 e19h Telefone: 3237-9891 Santa Paula Frassinetti Cidade Nova VI - Ananindeua Segunda e quarta: 18h30 Terça e quinta: 19h30 Sexta: 7h. Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h, 18h Telefone: 3279-2620 Transfiguração do Senhor Curuçambá - Ananindeua Sábado: 18h30 e 20h Domingo: 7h e 18h30 Telefone: 3286-8570 Santa Rita de Cássia Cidade Nova V - Ananindeua. Sábado: 6h30 e 17h30 Domingo: 6h30, 8h30, 7h30 e 19h30. Telefone: 3273-3191/ 3273-3310 Paróquia Santíssimo Redentor Icuí-Guajará - Ananindeua Sábado: 19h30 - Igreja Matriz Domingo: 7h - Igreja Matriz 9h - Comunidade Santo Afonso 17h - Igreja Matriz 19h - Comunidade Cristo Rei São Vicente de Paulo Paar - Ananindeua Domingo: 7h, 8h30 e 19h São José Operário Conj. Carnaúba, Icuí - Ananindeua Domingo: 7h e 18h Telefone: 3295-3545/3031-1172 Nossa Senhora do Amparo Cidade Nova 8 - Ananindeua Terça a Sexta: 19h - Sábado: 19h30 Domingo: 7h, 9h e 18h Telefone: 3287-2418 Santo André Apóstolo Coqueiro - Ananindeua Segunda a sexta - 19h Sábado: 19h45 - Domingo: 8h 19h Telefone: (91) 3235-1658

Não encontrou o horário das missas da sua paróquia aqui? Entre em contato com seu pároco ou com a secretaria da sua paróquia e solicite que nos informem para podermos publicar.


Família Nazaré 11 Terço e Santa Missa pela Família Nazaré

1º Caderno

A

exemplo do que ocorre todo mês, a Arquidiocese de Belém celebrará no dia 5, a Santa Missa em ação de graças pelos benfeitores do projeto de evangelização arquidiocesana, os sócios evangelizadores da Família Nazaré. A fidelidade nas doações de recursos financeiros por parte dessas pessoas de boa vontade é imprescindível para a manutenção do trabalho da Fundação Nazaré pelos meios de comunicação. A celebração mensal pelos benfeitores é transmitida ao vivo pela Rede Nazaré de Televisão, a partir das 14h30, quando inicia a recitação do Terço Mariano, com a participação do Movimento Arquidiocesano do Terço dos Homens. A oração mariana, assim como a Santa Missa, podem ser acompanhados pelo benfeitor

BELÉM, DE 22 A 28 DE MARÇO DE 2019

Na primeira sexta-feira de abril, dia 5, na capela da Fundação Nazaré LUIZ ESTUMANO

w PE. MAURÍCIO presidirá a Santa Missa pelos benfeitores

na capela, ou pelos veículos da Fundação – além da TV Nazaré, transmitem a Missa

simultaneamente a Rádio Nazaré FM (91.3 Mhz), o Portal Nazaré (www.fundacaonaza-

re.com.br), pela página da Fundação Nazaré no Facebook, e ainda pelo canal da Fundação no Youtube. Paróquias – A Missa pela Família Nazaré, todo mês, conta com a participação de uma paróquia que soma-se ao Movimento Arquidiocesano do Terço, para rezar pelo dom da vida dos benfeitores na celebração eucarística. Assim, no mês de abril, a Missa pela Família Nazaré terá a participação da Paróquia de Jesus Ressuscitado, localizada no bairro da Marambaia. Acompanhado de um grupo de fiéis, o pároco,

padre Maurício Henrique Almeida dos Santos, presidirá a celebração na capela da Fundação Nazaré, localizada na avenida Governador José Malcher, 915 - edifício Paulo VI, no bairro de Nazaré. DOAÇÕES - A Família Nazaré é formada por pessoas que contribuem mensalmente com doações de recursos financeiros que ajudam a Arquidiocese de Belém a manter a obra de evangelização desenvolvida pelo jornal Voz de Nazaré, TV Nazaré, Rádio Nazaré FM e Portal Nazaré. Para fazer parte da Família Nazaré você pode entrar em contato com a Fundação Nazaré. Demais informações junto à ficha abaixo. Cadastre-se e ajude a evangelizar conosco!

CAMPANHA SEJA MAIS UM - Colabore com a obra de evangelização da Arquidiocese sendo mais um benfeitor da Fundação Nazaré de Comunicação. O cadastro pode ser feito pessoalmente na sede da Fundação, situada na avenida José Malcher, nº 915 – Edifício Paulo VI, Nazaré, de segunda a sábado, das 7h às 19h. Ou pelos sites oficiais (www.sejamaisum.com), (www.fundacaonazare.com.br), ou pelo telefone (91) 4006-9211. Se preferir entrar em contato por e-mail, envie mensagem para famjor@fundacaonazare. com.br e faleconosco@fundacaonazare.com.br

Parabéns para você!

A

gradeço imensamente ao Pai do Céu pelas 33 primaveras. Ele tem me mostrado que é fiel em todos os momentos, por meio de meus familiares, amigos e irmãos de comunidade. Grata pelo carinho da Fundação Nazaré. Que prosperemos na fé em Cristo. LAURA VIVIANI DOS SANTOS BORMANN, 33 anos, professora (26/03)

Laura Viviani dos Santos Bormann Maria Cecília Macedo Soares Maria da Conceição Viana Lages Maria das Graças Furtado Costa Maria Marilene da Silva Modesto 27/03 Amélia Moreira Cabeça Angelina de Jesus Viana Antônio Maria Moura Sobral Casal Benjamin Alhades Sobrinho e Maria José André Gláfira Dias Gomes Hubert Nazareno da Silva Oliveira Maria Ferreira Moreira Tereza Santa Brógida Moura

w 22/03 Guiomarina Rocha Sales Lucideia Oliveira Maia Luiz Gonçalves dos Santos Maria Georgina Mesquita de Freitas Maria Marcilene Batista dos Reis Nelcy Maria Machado Pereira Walquíria de Nazaré Corrêa de Souza 23/03 Antonieta Couto de Oliveira Carmen Hage Cecim Rolin Darcy M. Quintela

Diác. Marcus Vinícius Amaral Soares

Gisele Taiana Velasco Cerqueira Pinheiro José Leônidas Rodrigues Santos José Pedro dos Santos Maria de Nazaré do Vale Lucas Maria Mariléia Modesto da Costa Manoel Marques de Oliveira Nazira Salomão Reis Rosa Barra E. S. Sandra de Fátima Luz Morais

Solange Maria de Souza Ribeiro 24/03 Adarcy Brasil Félix Fonseca Alberto Barreto de Sousa Maria das Graças Martins da Silva Maria de Fátima César Beckman 25/03 Ana Maria Fernadez Miléo Antônio Henrique Matheus Souza Araci Andrade dos Anjos Gabrielle Tereza Costa de Souza Leônidas Ernesto de Souza Lucas Rodrigues Fuertes Maria Anunciação Barbosa Paraense Maria da Anunciação Santos Reis Mírian Alcântara Carvalho Nazaré Silva Reginaldo e Raimunda Helena Santos Sílvia Tânia Braga 26/03 Diác. Herson José Bentes Picanço José Farias da Costa

Vera Lúcia Clandrine Azevedo 28/03 Augusto César Silva da Anunciação Filho Célia Maria Santos Rebouças Joana Ferreira Santana João Duarte Moraes José Antenor de Carvalho Neto Jozimar Lacerda Gomes Maria de Fátima Paulo Teles Maria do Carmo de Oliveira Alcântara Maria do Socorro Gonlaves Martins de Barros Maria Elizabeth de Lima Simões Nilza de Souza Ferreira Nilza Ferreira Santa Brígida Sandra de Jesus Leal Corrêa

Aniversário natalício de padres e diáconos diocesanos 23/03 - Diác. Marcus Vinícius Amaral Soares 24/03 - Pe. Francisco Monteiro Ferreira (Pe. Red) 24/03 - Pe. Valdinei de Lima Silva 24/03 - Pe. Otávio Brasil de Andrade Vieira 25/03 - Pe. José Anchieta Lima Costa 25/03 - Diác. Evandro Raimundo da Costa Pinheiro 26/03 - Pe. Ivan Silva da Conceição 26/03 - Pe. Márcio José Sousa Motta 26/03 - Diác. Herson José Picanço 28/03 - Diác. João da Silva Teixeira 29/03 - Pe. Odorico Raffin 29/03 - Diác. José Otávio Alves Maia

w

Aniversário de ordenação dos padres e diáconos diocesanos 23/03 - Pe. Divã Anísio de Sousa 24/03 - Pe. José Bispo de Sousa 24/03 - Pe. Nilton Cézar Reis 25/03 - Pe. Wiremberg José da Silva 28/03 - Pe. Manoel Abraão Farias Pinto

AJUDE A MANTER A FUNDAÇÃO NAZARÉ DE COMUNICAÇÃO. LIGUE PARA 4006-9200 E SEJA SÓCIO DA FAMÍLIA NAZARÉ.


1º Caderno Arquidiocese Comunidade Mar a Dentro promove Via Sacra às sextas, em Belém e Outeiro 12

BELÉM, DE 22 A 28 DE MARÇO DE 2019

Preparação espiritual para viver a Páscoa do Senhor

esmola: “A quaresma nos faz contemplar o sofrimento de Jesus na Cruz. Com nossa cruz e nossas intenções percorremos essa Via Sacra observando as dores d’Ele por nós”. Tanto em Belém como na Ilha de Outeiro, o evento é aberto a toda a comunidade do entorno. Na capital, sempre às 19h30, na sede da comunidade na Avenida Alcindo Cacela, 708, no Umarizal. Na Ilha, a comunidade concentra o evento em sua sede, na Rua Manoel Barata, 1666, ou na casa de uma das famílias que participam do projeto “Comunidade em Vida”. Participe!

A

Quaresma é um caminho bíblico, pastoral e litúrgico muito importante dentro do calendário litúrgico. O tempo favorável, que se inicia na Quarta-feira de Cinzas e conclui com a Páscoa da Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo, consta de vários exercícios quaresmais que visam à conversão dos fiéis. A Comunidade Mar a Dentro, uma das novas comunidades da Arquidiocese de Belém, tem promovido todas as sextas-feiras, às 19h30, o exercício da Via Sacra em suas duas casas, Belém e Outeiro, aberto ao público. A Via Sacra é um exercício de piedade, no qual os fiéis percorrem mentalmente o caminho de Jesus Cristo, do Pretório de Pilatos até o

monte Calvário. Esse exercício muito antigo, que remonta aos primeiros séculos da Igreja, tomou forma com o tempo, até a Via Sacra, como conhecemos em nossos dias. Durante a Quaresma, a Via Sacra (“Caminho Sagrado”) ou Via Crúcis (“Caminho da Cruz”) é uma ótima oportunidade de preparação espiritual para viver a Páscoa do Senhor,

acompanhando os seus passos nas 14 estações, vividos por Jesus e por Maria desde a injusta condenação do Messias à morte até o Seu sepultamento. Para Eliane Lourenço, da comunidade Mar a Dentro, a programação oferece a oportunidade de viver o Evangelho de Cristo neste tempo que propõe aos fiéis fortalecimento da oração, jejum e

ORIGEM

Desde os primórdios, os fiéis veneravam os lugares santos, onde viveu, morreu e foi glorificado Jesus Cristo. Peregrinos de países mais longínquos iam à Palestina para orar nesses lugares. Em consequência dessas peregrinações, surgiram narrativas, das quais as mais importantes da antiguidade são a de Etéria e a do peregrino de

Bordéus, que datam do século IV. Muitos desses peregrinos reproduziam, em pinturas ou esculturas, os lugares sagrados que visitaram. Para o Papa Francisco, meditar a Via Crúcis é realizar um gesto de confiança em Deus: “Na Cruz de Cristo está todo o amor de Deus, está a sua imensa misericórdia. E este é um amor em que podemos confiar. Confiemos em Jesus, abandonemo-nos a Ele, porque Ele nunca desilude ninguém! Só em Cristo morto e ressuscitado encontramos a salvação e a redenção”. RETIRO DE PÁSCOA

A Via Sacra promovida pela Comunidade Mar a Dentro, será concluída com o retiro de Páscoa, a ser realizado no Centro de Cultura e Formação Cristã (CCFC), na Rodovia BR316, KM 6, nos dias 18 a 21 de abril. Tema: “Jesus Cristos nos amou e se entregou por nós”. A programação iniciar-se-á com a cerimônia do Lava-Pés, às 19h do dia 18. Informações para as inscrições: (91) 3228-4452 // 99941-2770.

Centro MAGIS Amazônia oferece oficina de linguagens artísticas O Centro MAGIS Amazônia, ligado à Capela de Nossa Senhora de Lourdes, em Nazaré, está com as inscrições abertas para a oficina de linguagens artísticas, a ser promovida de 26 a 28 de março, com o objetivo de proporcionar um laboratório para suscitar expressões artísticas. Com vagas limitadas, as inscrições são gratuitas e efetuadas por formulário on-line. A oficina de linguagens artísticas é uma atividade do centro Magis para marcar o mês da mulher, como é conhecido março. O workshop tem por objetivo ser um espaço que possibilite aos participantes experimentar a expressão corporal fora do cotidiano, viven-

ciando lugares de escuta. Serão três encontros, em que será desenvolvido um laboratório para potencializar e despertar algumas das linguagens artísticas existentes e que perpassam de algum modo a vida cotidiana, explica Thalia Sarmanho, ministrante do curso e voluntária no Centro MAGIS Amazônia: “Vamos trabalhar algumas das diversas linguagens artísticas presentes em nosso meio de vida. Abordar o que de alguma forma já vivenciamos ou algo que está adormecido. Alguns dos pontos primordiais são o autoconhecimento, a percepção individual e em grupo, e a expressão. Esses três pilares são parte do labo-

ratório, cujpo objetivo experimentar e vivenciar a prática artística fora do cotidiano.” Qualquer pessoa pode participar desde que esteja dentro da faixa etária de 18 a 32 anos. Também não é necessária nenhuma iniciação artística, apenas vontade em experimentar: “só basta a experiência de vida, e a permissão pra querer vivenciar algo fora do cotidiano. Permitir habitar esses outros ambientes de si, e artísticos.” O workshop tem início no dia 26, próxima terça-feira, das 18h30 às 20h30, e será concluído na quinta, 28, no Centro MAGIS, Avenida Governador José Malcher, 1169, Belém. Thalia, que possui formação em Técnica em Canto

eu indico

E

u indico o livro “Santos de calças jeans”, de Adriano Gonçalves. É uma leitura muito dinâmica dessa busca da santidade, e fala principalmente da forma de como os jovens podem

ter santidade no meio em vivem e em suas atividades. Nesta obra, Adriano nos mostra que a santidade está ao alcance de todos, inclusive daqueles que almejam ser santos em sua juventude.

Popular pela EMUFPA, experiências como preparadora vocal, regente de coral e instrumentista, além de cursar canto lírico pelo Conservatório Carlos Gomes, deixa o convite aos interessados: “Convido a todos que vão que desejem se autoconhecer melhor, não só através da prática artística, mas do encontro com o próximo. E que vão com roupas leves, pra deixar o corpo fluir, e mergulharmos juntos nos três dias.” INSCRIÇÕES

As inscrições para a oficina de linguagens artísticas são realizadas via formulário disponível em: http://bit.do/eL25G. Nele é obrigatório informar

BOA DICA

nome completo, endereço de e-mail, data de nascimento, telefone para contato e se já houve participação em alguma atividade do centro. Informações: (91) 3223-5728

LIVROS E CD'S

n CICLO DA PÁSCOA (O) - Celebrando a redenção do Senhor - Livro (Paulinas, R$ 20,00)

T

ratamos do Ciclo da Páscoa, conforme os Anos A, B e C, com seu tempo de preparação, a Quaresma, numa perspectiva batismal, cristológica e penitencial. O livro se coloca como um convite à vivência da Páscoa de Cristo de modo mais consciente e destina-se aos fiéis de boa vontade, sobretudo às Equipes paroquiais de Liturgia, que desejam preparar celebrações mais autênticas e orantes. A obra, ao nos levar a

participar de maneira consciente, ativa e frutuosa da Liturgia, ajuda a nos apropriar-nos dos mistérios da Paixão, da Morte e da Ressurreição de Cristo, bem como a compreender a beleza de nosso Batismo, pelo qual fomos inseridos em Cristo e formamos com ele um só corpo, uma vez que a Quaresma será o impulso necessário para a renovação de nossa fé batismal na noite santa da Ressurreição.

n YOUCAT PARA CRIANÇAS (LUXO) - Livro(Paulus, R$ 39,00)

“C

LUCIANA REGINA DE QUEIROZ PINHO ,

38 anos, pedagoga

CENTRO

O Centro MAGIS Amazônia é um local de formação, acompanhamento, pesquisa, articulação e irradiação do trabalho com jovens na Plataforma Apostólica Amazônia. Um espaço idealizado pela Companhia de Jesus e por jovens que vivem o Magis inaciano. Objetiva proporcionar aos jovens uma formação humana, afetiva, espiritual, cultural, intelectual, com diretrizes socioambientais.

onfio a vocês o YOUCAT para crianças. Não se cansem de tirar suas dúvidas e de compartilhar a fé que possuem. Quando os filhos perguntarem, não deixem de responder. Sejam como uma corrente viva que possibilite a presença do Evangelho, de geração a geração, em nossas famílias, comunidades e na Igreja” - Papa Francisco. É nessa perspectiva que a Paulinas apresenta uma alternativa para levar o apropriado conhecimento da Doutrina Católica para as crianças.


BELÉM, DE 22 A 28 DE MARÇO DE 2019

Caderno Dois

Dom Alberto completa nove anos à frente da Arquidiocese É o arcebispo que mais criou paróquias

E

m 30 de dezembro de 2009, foi nomeado o 10º Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa, que tomou posse no dia 25 de março de 2010. Entre suas realizações à frente da arquidiocese es-

tá a criação de paróquias, trinta e uma, sendo a mais nova a de Santa Teresa de Calcutá, no conjunto Angelim II. Dom Alberto é o arcebispo que mais criou paróquias. No dia 24 passado, instalou a Área Missio-

nária São Clemente, no Bengui. Além disso, criou o Seminário Redemptoris Mater, a Fazenda Esperança Nossa Senhora de Nazaré, para recuperação de dependentes químicos, o projeto Belém em Mis-

IVAN CARDOSO/ARQUIVO

w DOM ALBERTO recebendo o báculo do Núncio Apostólico Baldisseri

são, a Faculdade Católica, restaurou o Cabido Catedral, e presidiu em agosto de 2016 o XVII Congresso Eucarístico Nacional. Dom Alberto é, também, presidente do Instituto Dom Vicente Zico,

Grão Chanceler da Faculdade Católica de Belém, Presidente da Fundação Nazaré de Comunicação, Presidente da Festa do Círio de Nazaré e apresentador dos Programas Conversa com Meu Povo (TV Nazaré), Palavra de

Vida Eterna (TV Nazaré) e A voz do Pastor (Rádio Nazaré FM), além de ser Articulista no jornal Voz de Nazaré e autor do livro Retiro Popular Quaresmal, há 26 anos, com publicação anual pela Editora Canção Nova.

Arcebispo ordena presbítero Diácono Humberto Paiva Na próxima segunda-feira, 25, durante a comemoração do IX aniversário de posse na Arquidiocese de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa, Arcebispo Metropolitano, preside, às 19h, o rito de ordenação presbiteral do Diácono Permanente Humberto Paiva Brito, na Matriz da Paróquia de Nossa Senhora do Bom Remédio, no Conjunto Satélite. A Santa Missa de ordenação e o aniversário de posse estão entre os atos celebrativos do Tricentenário de criação da Diocese. Isto porque Humberto Brito é o primeiro Diácono Permanente viúvo, na Arquidiocese de Belém, a ser admitido no sacerdócio, o que é motivo de grande alegria para Dom Alberto, segundo o diácono: “Dom Alberto, ao me dizer que o meu era o primeiro caso na Arqui-

diocese de Belém, disse estar muito feliz, porque abria precedentes. Disse que outros diáconos viúvos podem ver meu exemplo e decidam imitá-lo”. Para que se entenda melhor, o Diácono Humberto frequentou por quatro anos a Escola diaconal Santo Efrém. Ao longo deles recebeu os ministérios do leitorado e do acolitato. Após sua ordenação em 11 de setembro de 2011, também por Dom Alberto, foi provisionado para a Paróquia de Nossa Senhora do Bom Remédio, além de auxiliar os párocos nas paróquias circunvizinhas. E foi assim nos últimos sete anos e cinco meses até o falecimento de sua esposa, com quem estava casado 45 anos e que frutificou em três filhas e quatro netos. Sua morte há

DIVULGAÇÃO

w DIÁCONO Humberto Paiva Brito

11 meses possibilitou a Humberto pudesse receber o sacerdócio,

uma vez que, segundo o Código de Direito Canônico, cân. 1141, “o

matrimônio ratificado e consumado não pode ser dissolvido por nenhum poder humano nem por nenhuma causa além da morte.” Na Solenidade de Pentecostes de 2018, em conversa com Dom Alberto, o diácono solicitou sua ordenação, no que foi atendido, iniciando-se então o processo documental e anuência das filhas, findo o qual Humberto fez no Monte Tabor, em Icoaraci, o retiro espiritual exigido para qualquer ordenação sacerdotal. Humberto não esconde sua felicidade em poder realizar essa nova etapa, aos 63 anos de idade: “sinto uma profunda alegria em meu coração em poder escolher o celibato e em seguir os ensinamentos de Jesus e da Igreja. Minhas filhas estão felizes com a minha decisão e apóiam-na integralmen-

te, confirmando que me seguirão aonde quer que eu vá com Jesus.” HUMBERTO PAIVA BRITO

Formado em Pedagogia pela UEPA e em Filosofia pela UFPA, o futuro sacerdote possui pós graduação em Administração Escolar, em Ética e Filosofia Política, além de mestrado em Ciência e Meio Ambiente. Atualmente, exerce o magistério na Faculdade Católica. Como lema sacerdotal, escolheu o Salmo 27, 4: “Uma coisa pedi ao Senhor, morar na casa do Senhor todos os dias da minha vida, para contemplar a beleza do Senhor, e zelar pelo seu templo”. Após a ordenação, o sacerdote atuará como vigário paroquial na Paróquia de Santo Antônio de Pádua, Coqueiro, Ananindeua.

24 horas para o Senhor na Arquidiocese de Belém Vaticano - O Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização divulgou que no próximo dia 29 de março, o Papa Francisco presidirá uma liturgia penitencial na Basílica de São Pedro na qual ministrará o sacramento da Confissão a alguns fiéis. O ato marcará o começo da iniciativa ‘24 horas para o Senhor’, promovida internacionalmente pelo Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização. A sexta edição do evento tem seu tema retirado do Evangelho de

DIVULGAÇÃO

São João, ‘Nem eu te condeno’ (Jo 8, 11) Através de uma nota, o dicastério vaticano explicou que com esta passagem “se propõe contemplar a imagem de Jesus que, ao contrário da multidão reunida para julgar e condenar, oferece sua infinita misericórdia, como uma oportunidade para acolher a graça e w AS 24H EM ROMA Papa atenderá confissões uma nova vida”. Em sua Carta Apostólica ‘Misericordia ciliação deve reencon- 24 horas para o Senhor et Misera’, o Papa Fran- trar o seu lugar central “encontra muito apoio cisco ressaltou que “o na vida cristã”, e que a nas Dioceses e continua Sacramento da Recon- realização da iniciativa sendo um forte chamado

pastoral a viver intensamente o Sacramento da Confissão”. BELÉM - A Arquidiocese de Belém vem acompanhando a Santa Sé na iniciativa ‘24 horas para o Senhor’. E em 2019 não será diferente. As ‘24 horas para o Senhor’ acontecerão na Reitoria Nossa Senhora das Mercês. O Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom AlbertoTaveira Corrêa, convida o povo de Deus para participar da vigília no dia 29 de março, iniciando às 17h

de sexta-feira, 29, até às 17h de sábado, dia 30. Os fiéis serão acolhidos pelo reitor das Mercês, cônego Antônio Beltrão, para momentos de oração e espiritualidade para engrandecer o Senhor com louvores, reflexões e canções para a conversão de toda a humanidade, uma extensa programação religiosa que inclui a Adoração ao Santíssimo Sacramento e a Santa Missa. A Igreja Nossa Senhor das Mercês fica na rua Gaspar Viana – Praça das Mercês, snº, no bairro da Campina, em Belém.


LUIZ ESTUMANO

2

Igreja

Côn. Cláudio Barradas

Miscelânea

D

ou continuidade, nesta edição, à síntese histórica da Diocese/Arquidiocese de Belém, apresentada por mim por ocasião da abertura das comemorações dos trezentos anos de sua criação. Bom proveito. Esse pedido – da criação da Diocese, encaminhado ao Vaticano em 1684 por Dom Pedro II, rei de Portugal - nem sequer chegou a ser levado em conta. Pura e simplesmente porque Dom Gregório dos Anjos, primeiro Bispo do Maranhão, que detinha o governo eclesiástico conjunto do Pará e desse Estado, graças a seu poder de veto conseguiu anular a bula de minha criação, prestes a ser expedida, e impedir-lhe a concretização até sua morte em 1689. Somente em 1718, isto é, trinta e quatro anos depois, o rei de Portugal, Dom João V, encaminhou a Roma nova proposta. Como não foi atendido, renovou-a no ano seguinte, sendo então atendido. E assim, nesse ano, 1719, precisamente no dia 4 de março, tornei-me diocese, com o mesmo nome, a meu ver belíssimo, desta cidade: diocese de Santa Maria de Belém, graças à Bula “Copiosus in Misericordia”, do Papa Clemente XI. Consequentemente, fiquei in-

2º Caderno

BELÉM, DE 22 A 28 DE MARÇO DE 2019

(claudiobarradaspe@gmail.com)

Síntese histórica II LUIZ ESTUMANO

dependente da Diocese O sexto, Dom Frei Caedo Maranhão, da qual tano Brandão, não eridependente desde sua giu nenhuma paróquia, criação em 1677 e pasmas criou, no antigo sei a ser sufragânea, isto Largo da Sé, o Hospital é, dependente, do arceDom Jesus dos Pobres, bispado de Lisboa. Nesdaí porque acabo de cisa mesma data a matriz tá-lo. Está perenizado de Nossa Senhora da numa imponente estáGraça, a primeira destua, no centro da praça te Estado, foi elevada a em frente à Catedral, Catedral, sob a mesma considerada, por quem invocação de Nossa Seentende de escultura, nhora da Graça a quem a mais bela do Brasil. O já consagrada. sétimo, Dom Manuel de Gostaria de saber por Almeida de Carvalho, que reduziram meu nocriou, em 1814, minha me a diocese de Belém. quarta paróquia, a da Quero, desejo, e mais Santíssima Trindade. que quero e desejo, exi- w ESTÁTUA D. Frei Caetano Brandão O décimo, o heróico jo, repito, exijo, que um Dom Antônio de Macedos frutos deste tricentenário só termine com a vitória. do Costa, aprisionado injustaseja eu voltar a ser chamaNos meus 187 anos como mente, com Dom Vital, bispo da de Arquidiocese de Santa diocese, tive cinco paróquias do Maranhão, durante a QuesMaria de Belém. Nada de me e treze bispos. A primeira, a tão Religiosa, pelo imperador abreviarem o nome. de Nossa Senhora da Graça, Dom Pedro II, foi quem me Estou querendo demais, o foi criada em 1617, portanto, governou mais tempo: trinta impossível? 102 anos antes de mim. Meu anos. Trouxe para cá as priPois então prometam, à primeiro bispo, o carmelita meiras congregações religiosas frente meu atual arcebispo Dom Frei Bartolomeu do Pi- femininas: as Irmãs Dorotéias e seus dois bispos auxiliares, lar, governou-me por nove e as Filhas de Sant’Ana. Criou empenhar-se ao máximo para anos. Criou minha segunda minha quinta paróquia, a de quem de direito me fazer justi- paróquia, a de Sant’Ana da Nossa Senhora de Nazaré do ça, devolvendo-me esse nome. Campina. O terceiro, Dom Desterro, em cuja matriz, miPrometem? Frei Miguel de Bulhões, criou, nha querida Basílica de NazaE que essa campanha come- em Benfica, a terceira, a de ré, reina, no imponente Glóce, o mais tardar já amanhã, e Nossa Senhora da Conceição. ria, a imagem encontrada por

(artpresent@superig.com.br)

22/03 - SEXTA-FEIRA Nossa Senhora das Dores Castelpetroso

26/03 - TERÇA-FEIRA São Ludgero de Münster - Bispo e Confessor

Caravaggio, Itália, 1432. Guadalupe, México, 1548. Paris, França, 1830. La Salette, França, 1846. Lourdes, França, 1858. Fátima, Portugal, 1917. Esses são os lugares e datas mais conhecidos das aparições de Nossa Senhora. Há outros na África, Europa oriental e a comemoração de hoje, Castelpetroso, Itália, 1888. Como nas outras, Nossa Senhora aparece a pessoas humildes, Giovanna, Serafina e outras pessoas. No caso, de joelhos perante seu Filho morto. Na época, o Santo Ofício não reconheceu, mas em 1973, Paulo VI declaroua padroeira daquela região.

Nasceu em 742 em Zuilen, Friesland, (atualmente, região norte da Holanda) e foi um dos grandes evangelizadores do seu tempo. Era monge beneditino quando Carlos Magno o enviou como missionário junto aos bárbaros saxões, hoje Alemanha, os quais soube atrair para a Igreja Católica. Foi o primeiro bispo de Münster, onde fundou várias igrejas, escolas e novas paróquias. Contribuiu para a conversão de sua pátria, a Holanda. Morreu em 809. 27/03 - QUARTA-FEIRA Beato Francisco Faà de Bruno - Sacerdote

23/03 - SÁBADO Beata Annunciata Cocchetti - Virgem

24/03 - 3º DOMINGO DA QUARESMA São Bernolfo - Mártir venerado em Mondovì

Em 1514, durante a consagração do altar-mor da catedral, o bispo Lorenzo Fieschi lembrou ter colocado lá as relíquias de São Donato e também do mártir São Bernolfo. Daí, conheceu-se sua história. Foi bispo da cidade santa, Jerusalém. Morto esfolado vivo, durante uma das muitas invasões sarracenas ocorridas no sul do Piemont Atlântica entre os séc. IX e X. No local de seu martírio construiu-se uma capela. A foto ao lado é a de um relicário com seus restos mortais. Também há uma pintura que mostra seu martírio.

Continua... Shalom! Diác. Benedito Otávio

Santos da semana

Nascida em Rovato, Itália, 9/5/1800, ficou órfã aos sete anos. Aos 17 abriu sua casa a uma escola para meninas pobres. Aos 22, tornou-se a primeira mulher professora em Rovato. Com a morte de sua avó, passou seis anos em Milão. Em 1831 foi para Val Camonica onde fundou outra escola. Mudou-se para Veneza em 1842, onde se consagrou como freira Dorotéia. Foram 40 anos dedicados à educação, principalmente de meninas, e à fundação do Instituto das Irmãs Doroteias. Faleceu em 23/3/1882. Beatificada em 21/4/1991.

Plácido José de Souza, motivadora da maior romaria católica do Brasil, senão do mundo, nosso Círio de Nazaré. Cantemos a primeira estrofe, com seu refrão, de seu hino oficial, Vós sois o lírio, etc. (Ao final): Viva a padroeira do Pará, Nossa Senhora de Nazaré! Viva o grande Dom Macedo Costa! Como justa homenagem a ele, a Casa do Ancião, no Souza, cuja finalidade inicial abrigar órfãos e idosos sem teto, hoje Escola Militar, foi chamada Asilo Dom Macedo Costa. Como o critério que achei por bem adotar foi citar os que criaram paróquias, deixei de fora os que não criaram ao menos uma, sem com isso querer desmerecê-los, pois todos eles, sem uma única exceção, deram por mim tudo de si e fizeram do melhor modo possível o que puderam fazer. Os paroquianos, aqui presentes, das cinco paróquias criadas enquanto eu era diocese, a de Nossa Senhora da Graça, a de Sant’Ana, a de Nossa Senhora da Conceição de Benfica, a da Santíssima Trindade e a de Nossa Senhora de Nazaré – queiram apresentar-se, ficando de pé e dizendo bem alto: Aqui estamos! Palmas para todos eles

25/03 – SEGUNDA-FEIRA São Nicodemos de Mammola – Asceta Nasceu em Catanzaro, Itália, no início do séc. X. Teve a assistência espiritual de um sacerdote muito piedoso e erudito. Enquanto isso, avançava nas ciências sagradas e na prática da piedade. Teve forte chamado para a vida monástica, mas a princípio foi rejeitado por ter corpo franzino devido ao que não suportaria a rigidez do monastério. Nessa época houve muitos que, como Nicodemos, conhecidos como "monges gregos", preferiram vida rigorosa, vestindo roupas de pele de animais. Por operar milagres, seu túmulo é muito visitado.

O testemunho de Francisco é de perseverança, observância no que Deus nos mostra e pede em nossa vida, pois ele parecia ter já traçado a sua. Tentou ser militar, mas não gostou da falta de fé entre eles. Doutorou-se em ciências exatas, sendo dedicado professor de matemática em Turim. Foi grande amigo de Dom Bosco. Ajudou muito a Igreja em diversas obras e fundou as Irmãs de N. Sra. do Sulfrágio. Até que, em 1875, aos 50 anos, encontra-se definitivamente com a vocação e tornase padre, para a glória de Deus e a salvação das almas. Faleceu em 1888. 28/03 - QUINTA-FEIRA São Cirilo de Heliópolis - Diácono e Mártir

Segundo o Martirológio Romano, em Heliópolis, Fenícia, Líbano de hoje, Cirilo era diácono e foi morto cruelmente sob as ordens do imperador Juliano, o Apóstata. No tempo de Constantino, ele lutava contra o paganismo. Quando veio o império de Juliano ele foi uma das primeiras vítimas do Apóstata. No Sinassário de Constantinopla, consta que depois de ser torturado, vieram “feras” para devorar-lhe o fígado. Os cristãos do oriente celembram-no em 29 de março.


Arquidiocese Papa Francisco assinará Exortação Pós-Sinodal em Loreto

2º Caderno

N

o dia 25 de março, Solenidade da Anunciação do Senhor, o Papa irá a Loreto, onde assinará a Exortação Apostólica Pós-Sinodal, do Sínodo sobre os Jovens, realizado em outubro no Vaticano. A Solenidade da Anunciação do Senhor, no próximo dia 25 de março, contará com a presença do Papa Francisco em Loreto, Itália, ocasião em que pretende “oferecer a Virgem Maria a Exortação Pós-Sinodal” do Sínodo dos Bispos, realizada em outubro passado, sobre o tema: “Juventude, fé e discernimento vocacional”. A confirmação da viagem foi dada na manhã de domingo, 17 de março, pelo diretor “interino” da Sala de Imprensa da Santa Sé, Alessandro Gisotti. O momento central da visita será a Missa na Santa Casa de Loreto, prevista para às 9h45, ao final da qual assinará a Carta PósSinodal aos Jovens. De acordo com o programa, o Papa chegará em um helicóptero por volta das 9h no Centro Juvenil “João Paulo II” em Montorso, sendo recebido por Dom Fabio Dal

5 3

BELÉM, DE 22 A 28 DE MARÇO DE 2019

Pontífice encorajará os jovens em seu entusiasmo, confiando-os a Maria FOTOS: DIVULGAÇÃO

w MISSA na Santa Casa de loreto - Local escolhido pelo Papa para assinar exortação

Cin, arcebispo Prelado de Loreto e por autoridades civis. A chegada, de carro, no Santuário está prevista para às 9h30. Depois da Missa, na

sacristia haverá uma saudação à comunidade dos Frades Capuchinhos e, no Santuário, aos doentes presentes. Então, no adro da igreja, o Papa

encontrará os fiéis presentes a quem dirigirá algumas palavras. No final do Angelus, almoçará com os bispos. Às 15h45, previsto o retorno ao Va-

ticano de helicóptero. Gratidão - A propósito da visita, Dom Dal Cin expressou sua sincera gratidão ao Papa, enfatizando que o Santo Padre irá co-

mo um peregrino à Santa Casa. “Ele virá - continuou - para confirmar na fé, na esperança e na caridade os habitantes de Loreto e os peregrinos; na fidelidade à missão eclesial os sacerdotes e as famílias; no testemunho do Reino de Deus, os irmãos e irmãs consagrados. Isso trará consolo aos doentes. Encorajará os jovens em seu entusiasmo e os confiará a Maria, para que os tome pela mão e os guie na alegria de um “Eis-me aqui!” pleno e generoso”. O arcebispo também enviou um telegrama ao Santo Padre, no qual ele destaca a expectativa para este encontro, “certos - ele diz - que ver Petrum confirmará a fé e aumentará a caridade”. Dom Dal Cin também quis que, em vista da visita, uma oração particular seja recitada em cada Missa e encontro comunitário”.

JMJ 2022/Lisboa: Papa espera que seja ocasião Evangelização O Cardeal-patriarca D. Manuel Clemente presidiu à eucaristia de encerramento da ´Missão País 2019´, uma iniciativa de universitários católicos que contou com mais de três mil missionários de 43 faculdades e passou por 55 localidades. O Papa espera que a próxima Jornada Mundial da Juventude, em Lisboa, seja uma ocasião de “evangelização” e de “missão”. Um pedido que o Papa Francisco fez no encontro que teve há duas semanas com o Cardeal Patriarca de Lisboa sobre as próximas Jornadas Mundiais da Juventude que terão lugar na capital portuguesa em 2022, nos “últimos dias de julho e primeiros de agosto”. D. Manuel Clemente

w JOVENS participantes do encontro Misssão País 2019, realizado em Lisboa este mês

partilhou este apelo do papa na homilia da missa de encerramento da ´Missão País 2019´, que teve lugar no passado dia 16 de março na igreja de

S. Domingos, em Lisboa. “Perguntei ao Papa o que quer da Jornada Mundial da Juventude, em Lisboa, em 2022?’ Ele disse uma palavra e dis-

se-a devagarinho: ‘Evangelização’”, lembrou D. Manuel Clemente que reforçou outra afirmação de Francisco ao pedir uma “Evangelização em mis-

são, em saída”. Neste contexto, o Patriarca de Lisboa disse ainda ter partilhado com o Papa o projeto ´Missão País´, um exemplo de ati-

vidades para os jovens que acontecem “em saída”. “Vamos para a frente, vamos mobilizar as 20 dioceses de Portugal e oferecer isto aos jovens de todo o mundo”, acrescentou D. Manuel Clemente que considera que o valor maior da ´Missão País´ está no fato de ser uma iniciativa dos jovens universitários que dedicam uma semana das suas férias ao serviço das comunidades onde são desafiados a dar testemunho cristão e solidário. A ´Missão País 2019´ contou com mais de três mil missionários de 43 faculdades e passou por 55 localidades. Na missa de encerramento foram anunciados os responsáveis nacionais da Missão País 2020: Joana Cerqueira e Miguel Cordovil.

Solenidade da Anunciação do Senhor

w IGREJA celebra dia 25 a Solenidade da Anunciação

A Igreja, refletindo sobre a mãe de Jesus, celbra a Anunciação no dia 25. Entendendo, pouco a pouco, toda a verdadade da figura singular de Maria, a Igreja chegou compreende que o pecado original, tendo marcado para sempre a história da humanidade, não lançou raízes no ser de Maria. Vivendo num mundo de egoísmo, ela não foi contaminada pelo pecado. Esta graça e privilégio, conferidos por Deus à mãe do Salvador, aconte-

ceram por causa de Jesus Cristo. Deus preparou para receber seu Filho, que seria imune da culpa original, um ventre não corrompido pelo pecado. Maria, de certo modo, experimentou, por antecipação, o fruto da ação de seu filho Jesus, que viria ao mundo para salvar a humanidade do pecado. A mãe foi a primeira a tirar partido da missão do Filho. A santidade do Filho Jesus santificou todo o ser da mãe Maria, desde que fora concebida. A proclamação do an-

jo “Ave, cheia de graça, o Senhor está contigo” fundamenta a total santidade de Maria. Cheia de graça, nela não podia haver espaço para o pecado e para a infidelidade a Deus. E sua existência, desde o início, só podia ser total comunhão com Deus. E toda a vida de Maria foi marcada pela pessoa de Jesus, a quem estaria ligada desde o momento do anúncio da encarnação. A concepção imaculada é, pois, mais uma maravilha da graça de Deus na vida de Maria.


Igreja 2º Caderno Dom Alberto dá posse às novas N coordenações do Terço dos Homens 4

BELÉM, DE 22 A 28 DE MARÇO DE 2019

o último dia 9, sábado, Dom Alberto Taveira Corrêa presidiu, na Catedral Metropolitana, a missa de posse das novas coordenações de região episcopal e da coordenação arquidiocesana do Movimento Terço dos Homens Mãe Rainha (THMR) biênio 20192020. A solenidade acontece a cada biênio, quando as coordenações são renovadas. Esta celebração tem importância muito grande para todos os homens que então assumem o compromisso com o movimento com a Igreja, com Jesus e com Maria. É o dia do envio para a evangelização com amor e fé nos diversos ambientes e setores na Igreja e na sociedade como um todo. A s c o o rd e n a ç õ e s são formadas por sete homens que exercem as seguintes funções dentro do movimento: coordenador, vice-coordenador, secretário, vice-secretário, tesoureiro, vice-tesoureiro e vogal (relações públicas). Em cada uma das sete (7) regiões episcopais da

Solenidade acontece a cada biênio quando as coordenações são renovadas FOTOS: DIVULGAÇÃO

w NOVA COORDENAÇÃO da região episcopal e arquidiocesana

Arquidiocese de Belém, existe uma coordenação e há a coordenação arquidiocesana que é a coordenação

geral do movimento nesta arquidiocese. Também cada comunidade, seja a matriz ou uma comunidade me-

nor, onde o movimento atua, tem sua equipe com o mesmo número de componentes e as mesmas funções citadas.

Cada uma das equipes é criteriosamente escolhida, com a ajuda do Arcebispo, que também auxilia na escolha das

coordenações da região episcopal, e com a ajuda dos párocos na escolha da coordenação setorial, que são as coordenações das comunidades. A importância da renovação dessas coordenações, a cada biênio, é para que nenhum dos componentes seja perpetuado em uma função, pois isso, segundo o regimento do movimento THMR, não pode acontecer, e também para que outros irmãos tenham a oportunidade de contribuir na missão organizadora do movimento. É de extrema importância lembrar que além do Arcebispo e de seus bispos auxiliares, que orientam espiritualmente os homens do THMR, conta-se com a grande força de padres e diáconos, na missão.

Quatro formas de ganhar indulgência plenária durante a Quaresma Com informações agência Gaudium Press. Milhões de católicos ao redor do mundo iniciam na Quarta-feira de Cinzas as práticas penitenciais do tempo da Quaresma em preparação espiritual para a celebração das solenidades do Tríduo Pascal. A Igreja concede o benefício extraordinário da indulgência plenária a várias práticas cotidianas que podem oferecer valor à vivência da Quaresma. A primeira delas pode ser a recitação da Santa Via Sacra, a devoção especialmente dedicada à meditação dos mistérios da Paixão e Morte de Jesus Cristo. O ‘Enchiridion Indulgentiarum’, manual oficial da Santa Sé sobre as indulgências, estabelece prescrições como o realizar a oração diante de estações legitimamente erigidas e caminhar entre as diferen-

tes estações, fazendo leituras e meditações sobre os sofrimentos de Cristo. As normas admitem que esta indulgência seja obtida uma vez por dia, cumprindo os requisitos ordinários para a obtenção das indulgências,

YOUCAT

que se expõem ao final desta nota. Uma segunda devoção de grande relevância para a Quaresma que está premiada com uma indulgência plenária é o Santo Rosário. O mesmo documento da Santa Sé

que regula as indulgências estipula que esta graça se outorga ao fiel que “recite devotamente o Rosário mariano em uma igreja ou oratório, ou em família, em uma comunidade religiosa, em uma reunião de fiéis

e em geral, quando vários se reúnem para um fim honesto”. O benefício do Santo Rosário se estende à recitação do Santo Rosário dirigido pelo Sumo Pontífice e difundido “por meio de um instrumento televisivo ou radiofônico”. Os fiéis devem meditar devotamente os mistérios contemplados no Santo Rosário e cumprir as condições usais. Esta indulgência também pode ser obtida diariamente. Uma terceira alternativa ao alcance dos fiéis é a Adoração Eucarística. As normas da Igreja concedem a indulgência plenária, cumprindo as condições usuais, aos fiéis que adoram a Jesus no Santíssimo Sacramento do Altar durante ao menos meia hora. Fi-

nalmente, os fiéis podem obter a indulgência plenária lendo ou escutando as Sagradas Escrituras. “Se concede indulgência plenária ao fiel cristão que leia a Sagrada Escritura com a veneração devida à palavra divina e à maneira de leitura espiritual por espaço de meia hora, pelo menos”, indica o documento. “É necessário também, além da repulsa de todo afeto a qualquer pecado, até venial, o cumprimento das três condições seguintes: confissão sacramental, comunhão eucarística e oração pelas intenções do Sumo Pontífice (se costuma rezar um Pai Nosso, uma Ave María e um Glória)”, recordou Monsenhor João S. Clá Dias. “Uma Confissão pode valer para obter todas as indulgências plenárias durante o período de um mês”.

TERCEIRA PARTE

A VIDA EM CRISTO SEGUNDA SEÇÃO: OS DEZ MANDAMENTOS SEGUNDO CAPÍTULO

Ama o teu próximo como a ti mesmo

O

Jornal Voz de Nazaré segue os estudos sobre o YOUCAT - Catecismo da Igreja Católica, escrito para JOVENS que querem saber em que acreditam. Este projeto iniciou-se por ocasião da Jornada Mundial da Juventude, Rio, 2013.

- Porque razão a Igreja é contra as - Como pode alguém viver 407 relações sexuais antes do Matrimônio? 408 como um jovem cristão, se já vive uma relação pré- matrimonial?

Porque ela quer proteger o amor. Uma pessoa não pode dar nada maior a outra do que a si mesma. “Eu amo-te”significa, para ambas, “eu quero-te somente a ti, quero-te totalmente e quero-te para sempre!”Porque assim é, não se pode dizer “eu amo-te” apenas por um período de tempo ou por uma prova, mesmo que seja apenas com o corpo.[2350, 2391]

Deus ama-nos em cada momento, em cada em cada estado obscuro, e até em estado de pecado. Deus ajuda-nos a procurar a verdade total do amor e a encontrar caminhos para o viver cada vez mais inequívoca e decididamente.


2º Caderno

BELÉM, DE 22 A 28 DE MARÇO DE 2019

Arquidiocese

5 5

Retiro de catequistas da Região Episcopal Santa Maria Goretti A partir desta sexta-feira na Casa de Plácido

“I

de e anunciai” (Mc 16,15) será o tema do retiro de catequistas da Região Episcopal Santa Maria Goretti, promovido pela coordenação da região episcopal, a ser realizado a partir desta sexta-feira, 22, na Casa de Plácido, em Nazaré e concluído no sábado, às 20h. Os catequistas participam ainda da celebração eucarística do Ministério de Catequista no domingo, 24, às 10h, na Catedral Metropolitana. O retiro é voltado para todos os catequistas da Região Episcopal Santa Maria Goretti, sem a necessidade de inscrição prévia. A coordenação, no entanto, informa que haverá uma taxa para aqueles que optarem pela alimentação, estes deverão repassar o nome e valor R$20,00 para o seu coordenador paroquial. A programação consta de formação, pregação, leitura orante (Lectio Divina), adoração ao Santíssimo Sacramento e Santa Missa na Basílica Santuário. O retiro

é realizado anualmente a fim de reforçar a espiritualidade do catequista e motivá-los diante dos inúmeros desafios enfrentados na formação de discípulos missionárias em suas paróquias, explica Hugo Carvalho, da coordenação da região Santa Maria Goretti. Segundo ele, é momento também de celebrar a unidade da Igreja quanto região: “a participação dos catequistas é de grande importância para que a missão de anunciar Jesus tenha a mesma sinergia em todas as paróquias e ainda sim, possa contemplar a realidade de cada uma delas. Oportunidade de revigorar o espírito, para que o corpo não desista.” Ao final do retiro, catequistas das demais regiões episcopais estarão presentes na Santa Missa em ação de graças pelo mistério de catequistas, no domingo, 24, na Catedral. Dentro do Ano Jubilar, a celebração eucarística pontua toda a colaboração dos catequistas e a ati-

vidade catequética ao longo dos 300 anos da Diocese de Belém. Para o coordenador arquidiocesano da catequese, padre Evandro do Carmo, este é um momento muito importante visto que a Arquidiocese de Belém formou no ano passado a primeira turma no ministério catequista. Foram 80 pessoas, coordenadores paroquiais de catequese, investidos durante celebração eucarística, presidida por Dom Alberto Taveira Corrêa, Arcebispo Metropolitano. A investidura no ministério é uma atenção ao que prevê o Diretório Nacional da Catequese, documento aprovado em 15 de agosto de 2005 pela CNBB durante assembléia. O Diretório Nacional prevê o exercício do ministério de catequista, com uma disponibilidade de exercer de forma mais estável esse ministério além de frisar a formação sistemática e continuada do catequista. “O ministério é com-

posto por uma formação básica para que catequistas consigam exercer o ministério e depois aprofunda-se, sobretudo, a doutrina da Igreja, a dimensão litúrgica e pedagógica, sendo realizada bimestralmente.”, destaca padre Evandro. Ele prossegue: “é um movimento de valoriza-

ção do catequista daquilo que ele faz e da própria pessoa dele. Estamos com novas turmas e as paróquias também estão atentas para essa melhor formação do ministro catequista. Tem trazido muita coisa boa na participação da transmissão da fé para as novas gerações.

E conclui: “essa celebração, no dia 24, corresponde a isso, depois de um ano da conclusão da primeira turma, instituída por Dom Alberto na Catedral. Será momento muito festivo e significativo, comemorando a atuação da catequese ao longo desses anos neste ano jubilar.” FOTOS: DIVULGAÇÃO

w ASSEMBLEIA de lideranças foi conduzida por Dom Antônio

w ESPIRITUALIDADE marcou o envio da nova coordenação da pastoral

Pastoral da Criança Arquidiocesana com nova coordenação Acompanhada pelo Bispo Auxiliar, Dom Antônio de Assis Ribeiro, responsável pelas pastorais sociais na Arquidiocese de Belém, a Pastoral da Criança Arquidiocesana vivencia mudanças. Em dezembro do ano passado, durante assembleia realizada com as lideranças da Pastoral da Criança nas paróquias diocesanas, a voluntário Maria Eurides da Silva Borges substituiu Lucila Freitas na Coordenação Arquidiocesa. "Agradeço a Deus pelos seis anos em que fiquei á frente da pastoral, na certeza do devr cumprido. Repasso ago-

ra à minha irmã de caminhada Eurides. Que ela possa ter êxito na busca da vida plena para nossas crianças", declarou Lucila. "Recebo com muita alegria esta missão que Deus colocou na minh vida. Peço oração de todos para eu conseguir este êxito", disse a nova coordenadora Eurides. ENVIO - Dia 16 deste mês, em reunião na Cúria Metropolitana, Dom Antônio conduziu o planejamento de metas das lideranças da Pastoral da Criança. Foi uma manhã de oração e encaminhamento das ações para esta nova fase de alterações na

CONSELHOS PASTORAIS - Dom Antônio

w METAS da ação pastoral inclui formação para os agentes diocesanos

coordenação. Ao fim da reunião houve oração para interceder por Eurides

e a suplente Rozilene do Socorro Maros Maciel. Lucila Freitas assume a

coordenação da Pastoral da Criança no Estado do Pará.

afirma: "A Igreja é uma comunidade de servidores. A mudança da equipe coordenadora de uma pastoral, faz parte do dinamismo da gestão dos serviços internos de cada comunidade". Ele informou que durante a reunião foram traçadas metas para melhorar os serviços da Pastoral da Criança n Arquidiocese de Belém, e intensificar a presença dela nas comunidades para promover a dignidade a um número ainda maior de crianças e seus familiares.


6

Igreja

BELÉM, DE 22 A 28 DE MARÇO DE 2019

2º Caderno FOTOS: DIVULGAÇÃO

w TERCEIRA IDADE projetos sociais são voltados aos idosos

C

ursos profissionalizantes, consultas médicas e projetos voltados aos idosos, adolescentes e crianças, são os serviços oferecidos pelo Centro Social Santo Agostinho (CSSA), no bairro de Canudos, em Belém. Os serviços prestados são destinados às pessoas do bairro de Canudos, além dos bairros próximos, como Terra Firme, Guamá, Marco, São Brás e outros que procuram atendimento no local. O Centro Social Santo Agostinho fica localizado na Avenida Cipriano Santos, ao lado da Matriz de São José de Queluz, no bairro de Canudos. O CSSA foi inaugurado em 2003. Sua edificação foi em resposta ao centenário de atuação dos padres Agostinianos Recoletos no Brasil, durante a Assembleia Agostiniana, em 1999. O centro foi um presente dos padres Agostinianos à Matriz da Paróquia de São José de Queluz, visando atender às necessidades da área de saúde, educação e assistência social da comunidade. Segundo Eliana Kemper, coordenadora do CSSA, o espaço é uma manifestação do compromisso com a causa do reino de Deus: “O Centro Social Santo Agostinho não se limita apenas a uma resposta à celebração do centenário dos Agostinianos Recoletos no Brasil, é mais que isso! É uma manifestação do compromisso com a causa do reino de Deus, dos mais diversificados campos, onde o trabalho de evangelização integral da pessoa humana acontece diretamente relacionado com a formação e cidadania”. O CSSA capacita pessoas para atuar no mercado de trabalho e desenvolve projetos para atender na prevenção de doenças e no desenvolvimento do ser humano. O espaço oferece cerca de 20 cursos profissionalizantes, como por exemplo, informática, confeitaria, panificação, pintura em tecido, manicure, manutenção de

w ATENDIMENTOS para crianças e adolescentes são realizados no local

Centro Social Santo Agostinho disponibiliza serviços à comunidade Serviços prestados destinados às pessoas do bairro de Canudos e redondeza restritas aos moradores do bairro de Canudos e proximidades. PROJETOS SOCIAIS

w REPRESENTANTES dos diversos grupos que integram o centro

w KARATÊ uma das modalidades oferecidas dentro dos projetos sociais

computador, operador de caixa, atendente de farmácia. Voltado a pessoas de baixa renda da comunidade, faculta ao assistido a oportunidade no mercado de trabalho. Todos os meses abremse novas turmas, com a oferta de cerca de 20 vagas, nos turnos da manhã, tarde e noite, e em sua maioria com carga

horária de 20h a 30h. Ao final do curso é entregue o certificado ao aluno. Na área da saúde os serviços oferecidos contam com a parceria de instituições de ensino superior de Belém, como a Universidade Federal do Pará (UFPA). As consultas médicas contemplam as especialidades de clinica médica,

odontologia, acupuntura e pediatria, objetivando contribuir para a elevação da qualidade de vida da população atendida pelo Centro Social Santo Agostinho. O centro possui uma infraestrutura com sete consultórios, podendo as consultas ser agendadas no próprio centro, ao preço de 10,00 a 30,00,

Os projetos sociais são voltados aos idosos, adolescentes e crianças. Os idosos são atendidos através do Grupo da Terceira Idade CSSA, com atividades físicas para terceira idade, o que o caracteriza como projeto educacional que procura instrumentalizar os idosos. Para crianças e adolescentes há o projeto “Só Arte” com atividade de balé. Atualmente são 130 crianças, neste projeto que visa promover uma mudança nas crianças e nos adolescentes atendidos. Para participar do projeto o aluno tem de frequentar a escola, ou seja, estar devidamente matriculado, gostar de dançar e pertencer a família de baixa renda, que recebe até dois salários mínimos. Há ainda a modalidade de Karatê, projeto que atende 50 crianças de 6 a 15 anos; o projeto Educar, que é um reforço escolar para as crianças, com o objetivo de fazer a crianças ler e escrever, e o projeto de futebol para crianças. Segundo frei Wesley Silva Rosa, diretor do Centro Social Santo Agostinho, o centro vai ao encontro da comunidade: “Os serviços do Centro Social Santo

Agostinho são de grande proveito para comunidade local, são de alto nível e de fácil acesso. Estão organizados com o mínimo de burocracia para não impedir o bem desenvolvimento da caridade, indo ao encontro da pessoa humana. A ligação do centro com seu padroeiro Santo Agostinho vai de encontro não diretamente com a figura do santo, mas sim com a comunidade Agostiniana Recoleta, que tem como um de seus pilares carismáticos a dimensão do apostolado, o serviço ao corpo de Cristo, que é o seu povo espalhado pelo mundo inteiro”. Os interessados devem procurar o Centro Social Santo Agostinho, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 18h, com o documento original da carteira de identidade e duas fotos 3x4 atuais. No ato da inscrição é cobra-se uma taxa de 10,00 a 50,00 reais, dependendo do curso, do projeto e da especialidade médica. O centro tem cerca de 60 voluntários. O valor da taxa cobrada é destinado à manutenção do espaço e ao fornecimento de material apostilado aos alunos inscritos. O Centro Social Santo Agostinho CSSA fica anexo à Matriz de São José de Queluz, na Avenida Cipriano Santos, bairro Canudos. Mais informações: 3246-5835.

ORDEM DOS AGOSTINIANOS RECOLETOS A Ordem dos Agostinianos Recoletos é herdeira da família religiosa fundada por Santo Agostinho. Os Agostinianos Recoletos vivem em comunidade fraterna, almejam seguir e imitar a Cristo, casto, pobre e obediente; procuram a verdade e estão a serviço da Igreja; esforçam-se para conseguir a perfeição da ca-

ridade segundo o carisma de Santo Agostinho. Patrimônio espiritual da Ordem são a vida, a doutrina e a Regra de Santo Agostinho, assim como os exemplos de santidade e os trabalhos pelo Reino de Deus de tantos homens ilustres que, no decorrer dos séculos, deram esplendor à grande família agostiniana.

HISTÓRICO

A Matriz da Paróquia São José de Queluz tem mais de um século de existência, precisamente, 106 anos, completados no dia 19, dia do padroeiro, São José. A matriz foi fundada na época pelo então Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Santiago Maria Coutinho da Silva. Desde o

início da sua fundação está Igreja foi administrada pelos frades Capuchinhos, posteriormente, em 1948, a administração passou para as mãos dos padres diocesanos, sendo seu primeiro pároco o padre Edmundo Igreja. Em janeiro de 1959, os frades Agostinianos Recoletos assumiram a Igreja São José de Queluz.


Arquidiocese Pastoral Bíblico Catequética promove formação em Ananindeua

2º Caderno

E

5 7

BELÉM, DE 22 A 28 DE MARÇO DE 2019

m Ananindeua, a matriz da Paróquia de Nossa Senhora das Graças, através da Pastoral Bíblico Catequética, realiza formação para catequistas no período de março a novembro. A formação aberta ao público em geral visa engajar os catequistas, leigos e leigas, para o processo de iniciação à vida cristã, cujo facilitador é o pároco da Igreja Matriz de Nossa Senhora das Graças, padre João Mendonça. As inscrições seguem abertas até o próximo domingo, dia 24, na secretaria da matriz, localizada na Praça Vera Cruz, 262. O livro “Afinal, quem é Jesus de Nazaré - Formação de Catequistas no estilo catecumenal”, de autoria do padre João Mendonça, lançado em janeiro deste ano pela editora Santuário, vai subsidiar as formações, cujo título oferece reflexões para o processo de iniciação à vida cristã.

O livro constitui-se um importante instrumento para o ministério dos catequistas, ajudando-os a descobrir a catequese

A Comunidade Católica Shalom realiza o retiro para casais de 22 a 24 de março na casa de Retiro Nossa Senhora de Lourdes, Casa Mãe, localizado na Passagem Providência, 14, Cidade Nova, em Ananindeua. O Seminário de Vida no Espírito Santo para casais será norteado pelo tema “Sereis uma só carne” e a programação consta de Santa Missa, Adoração ao Santíssimo Sacramento, pregações e momento de partilha. Os casais interessados podem se inscrever até esta sexta-feira, para realizar as inscrições, através do link http://bit. ly/sereiumasocarne. A primeira edição do retiro ocorreu em agosto de 2018 e, devido ao sucesso e a procura dos casais, neste final de se-

mana ocorre a segunda edição, que objetiva proporcionar uma experiência com Deus ao casal, renovar o amor conjugal e mostrar para o casal que seu matrimônio é verdade de Deus, suscitado pela passagem Bíblica: “Deixará o homem a seu pai e a sua mãe e unir-se-á a sua mulher. E serão os dois uma só carne e, assim, já não serão dois, mas uma só carne” (Mc 10,7-9). A programação conta com a participação do casal de Fortaleza, Ana Cecília Silva e Jorge Antônio Silva, casados há 30 anos, consagrados de aliança da Comunidade Shalom. Eles realizarão as pregações e contarão as suas experiências de casal, fortalecidos nos ensinamentos de Deus para os presentes. No sábado, 23, haverá uma

Engajar catequistas, leigos e leigas para o processo de iniciação à vida cristã FOTOS: DIVULGAÇÃO

processo, a experiência de ritos e a mudança de perspectiva para a ação catequética, rompendo com o paradigma aula para vivência comunitária”, disse. Henrique Fernandes, um dos coordenadores da formação, destacou o papel da Igreja na realização da formação. “Padre Zezinho utiliza

muito a frase: ‘A fé precisa ser explicada’, porque quando a gente faz a formação à vida cristã, a gente utiliza muito a leitura da Bíblia, não só a leitura, a contemplação, a meditação, então tudo isso gera um resultado em busca incessante do próprio Cristo. Vejo que é um papel fundamental da Igreja”.

SERVIÇO w PROGRAMAÇÃO ocorre na Paróquia de Nossa Senhora das Graças

com estilo catecumenal. Segundo padre João Mendonça, autor de 17 livros, a formação vai proporcionar momentos

ricos de profundo aprendizado. “A formação dos catequistas no estilo catecumenal vai proporcionar a vivência do

As inscrições seguem podendo ser feitas presencialmente na secretaria da matriz, das 8h às 12h e das 14h às 18h, taxa única no valor de 15,00 reais, com material incluso. As formações serão ministradas de 31 de março a 24 de novembro, aos domingos, após a missa da manhã, na matriz de Nossa Senhora das Graças, facilitada pelo padre João Mendonça, das 9h às 11h, no salão anexo à matriz. Informações: (91) 9 9622-0096, (91) 9 85101121 ou (91) 9 8334-4497.

Retiro para casais ocorre neste final de semana

w PARTICIPANTES da primeira edição do evento ocorrido em 2018

programação muito especial para unir ainda mais os casais, com a realização do jantar romântico a luz de velas. O jantar romântico será embalado por canções acústicas para descontração dos casais presentes. Antes do jantar haverá a Adoração. Layna Cravo, coorde-

nadora do setor família da comunidade, fala do diferencial do retiro da comunidade: “Existem muitos encontros de casais na cidade, mas o grande diferencial deste é não só que os participantes tenham uma experiência matrimonial entre si e com os filhos, mas esperamos neste

seminário que cada um de forma pessoal tenha uma experiência verdadeira com Jesus Cristo. Pois acreditamos que somente Ele é capaz de renovar as famílias e dar sentido às exigências próprias do casamento. Deus é o centro desse retiro e desejamos que aqueles que se sentirem

chamados a serem uma nova família possam vir viver essa experiência que não passa”, disse. As inscrições, no valor de R$ 160 por casal, ainda podem ser feitas na Comunidade Católica Shalom, localizada na Travessa Três de Maio, 1618, bairro São Brás, ou através do link http:// bit.ly/sereiumasocarne, neste até às 20h de sexta-feira, dia 22. O retiro começa no dia 22 a partir das 19h e segue até o dia 24 às 16h. Por ser um retiro a equipe organizadora do evento solicita que os casais levem seus objetos pessoais, como roupas de cama. Os inscritos terão direito a estadia e a alimentação durante a realização do retiro. Mais informações: (91) 98404-7487 ou (91) 988641111.

Comunidade Fraternidade O Caminho promove mais um “Resgata-me” A Comunidade Católica Fraternidade O Caminho, através dos membros da juventude “O Caminho”, promovem o retiro espiritual “Resgatame”, na próxima semana, de 30 a 31, na Escola Estadual Doutor Justo Chermont, localizado na Avenida Pedro Miranda, n° 916, bairro Pedreira. O evento voltado ao público em geral, em especial aos jovens a partir dos 15 anos visa resgatá-los do mundo das drogas, das inquietações, para o encontro pessoal com Jesus. O retiro espiritual “Resgata-me” ocorre desde 2006, evento anual da comunidade fundada há 18 anos e tem como carisma ‘Jesus todo, todo de Jesus’.

O último foi realizado em novembro de 2018. O retiro consta de uma programação diversificada, com pregações, oração, louvor e Santa Missa, porém há outras atividades que são mantidas em segredo pela organização realizadora do evento, para instigar ainda mais a presença dos jovens que gostam de novidades e de serem surpreendidos. Durante a realização do retiro todos os participantes serão acomodados na Escola para vivenciarem plenamente o retiro, que segundo Eloany Paloma Palheta, membro da Juventude O Caminho, acompanhada pelos leigos e religiosos da Comunidade, serão

w JUVENTUDE participando em um dos retiros promovidos

momentos de transformação na vida pessoas, um retorno para vida de Igreja. “Desde quando os

nossos retiros começaram aqui em Belém, e em outros lugares, porque ele ocorre em todo Brasil, a

gente pode perceber um encontro muito forte dos jovens com Deus, é algo muito profundo. Através

do retiro os jovens mudam de vida, é possível perceber jovens que viviam uma vida totalmente fora de Deus e hoje, luta todo dia para permanecer em Deus, de fato, é um encontro muito profundo com o Senhor”. As inscrições seguem abertas e custam 20,00 reais. Jovens a partir de 15 anos de idade, podem participar do retiro que inicia no dia 30 e segue até o dia 31, na Escola Estadual Doutor Justo Chermont, localizado na Avenida Pedro Miranda, n° 916, bairro Pedreira. Mais informações através seguintes números: (91) 99237-1797, (91) 98142-0828 e (91) 98362-1484.


8

Em Nazaré

BELÉM, DE 22 A 28 DE MARÇO DE 2019

VANESSA ALEXANDRINO

w PADRE Mário Maria Pozzoli

2º Caderno

KAROL COELHO

w DOM ALBERTO presidiu celebração

KAROL COELHO

w CELEBRAÇÃO missa de corpo presente

O adeus ao Padre Mário Maria Pozzoli KAROL COELHO

Prestes a completar 88 anos de vida no dia 25 deste mês

F

aleceu na última terça-feira (12), aos 87 anos, o padre Mário Maria Pozzoli, Missionário da Ordem dos Clérigos Regulares de São Paulo (Barnabitas), vítima de infecção generalizada, que estava internado desde a última segunda-feira (11) no Hospital Amazônia. Morava na Basílica Santuário de Nazaré, em Belém do Pará, e estava prestes a completar 88 anos de vida no dia 25 deste mês. A despedida do sacerdote foi cercada de muita emoção, no inicio da manhã da quarta-feira (13). A missa de corpo presente foi presidida na Basílica de Nazaré, pelo Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa, acompanhado do Reitor do Santuário, padre Luiz Carlos Nunes Gonçalves, além do Pároco de Nazaré, padre Giovanni Incampo e

de diversos sacerdotes e seminaristas Barnabitas. A igreja estava repleta de pessoas que conviveram com o religioso, em especial integrantes de pastorais, movimentos e comunidades da Paróquia de Nazaré. Durante a homilia, Dom Alberto falou sobre a diferença do sacramento do matrimônio e da vocação ao sacerdócio. “Não estamos aqui numa celebração de saudade, mas estamos fazendo um ato de entrega de um homem, de um cristão, de um sacerdote que não viveu para si. O rastro da sua vocação e presença vindo muito jovem para trabalhar no Pará, depois Minas Gerais, passou fazendo bem. Eu fico pensando naquela inquietação do padre Mário quando teve que se recolher aqui, depois de deixar o trabalho maravilho-

w IGREJA repleta de amigos e religiosos

so em Belo Horizonte, uma obra social de um alcance impressionante, um homem santamente inquieto. E aqui, quando estava na cadeira de rodas na sua presença nas nossas celebrações conversava com Nossa Senhora, como um filho conversa com mãe mandando beijo. Quantas vezes nas missas eu chegava com o Corpo e Sangue do Senhor para que ele comungasse e eu vi esses olhos de gratidão que expressavam também uma amizade e respeito bonito que Deus criou entre nós dois durante esses anos. Temos

muitas coisas que agradecer, os padres Barnabitas sabem muito bem o quanto devem agradecer por esse irmão consagrado sacerdote que viveu intensamente a sua entrega a Nosso Senhor. Tenho certeza que ele recebe no céu diante de Deus tudo aquilo que nessa vida soube esperar com Fé”concluiu o Arcebispo. Ao final da missa todos deram seu adeus ao querido Padre Mário. O sepultamento ocorreu às 11h no Cemitério Santa Izabel, em Belém. Que o exemplo permaneça na vida e nas atitudes de todos que ti-

veram a oportunidade de conhecer a vida e a obra deste servo de Deus. HISTÓRIA: Padre Mário Pozzoli nasceu em Lentate Sul Seveso, Província de Monza e Brianza, na Itália, no dia 25 de março de 1931. Sentiu ainda menino o chamado para a vida religiosa: aos 10 anos de idade, rezando aos pés de Nossa Senhora do Rosário. A partir daí, passou a dedicar sua vida a atender àquele claro apelo. Foi ordenado em 31 de dezembro de 1958, em Roma, Itália. Em 1960, aos 29 anos, foi enviado ao Brasil, à cidade de Bragança, no Pará. Anos depois, foi transferido para a Basílica de Nazaré, onde em 1970 fundou o Movimento da Juventude Nazarena, MOJUVENA, grupo que se mantém vivo até hoje e realiza diversas ações de inclusão e evangelização. O barnabita também foi responsável pela criação do Grupo

das Madrinhas das Vocações, que contribui material e espiritualmente com a formação dos sacerdotes. Após 20 anos atuando em Belém, foi transferido para o Rio de Janeiro, onde permaneceu por cinco anos, e depois foi para Belo Horizonte, em Minas Gerais, onde deu início a um dos projetos sociais mais expressivos de todo o Brasil: a Associação Divina Providência, obra social que objetiva atender crianças e jovens da periferia. Chegou a atender mais de três mil crianças diariamente na capital mineira. Em 2013 retornou à Basílica Santuário de Nazaré, onde desde então acompanhou de perto todos os trabalhos desenvolvidos e também auxiliou os confrades em seus projetos. Até 87 anos de idade, Padre Mário Pozzoli se manteve em atividade nas programações do Santuário da Rainha da Amazônia, em especial, nas missas das 18h.

Círio 2019: Diretoria da Festa de Nazaré participou de espiritualidade DIVULGAÇÃO

w ESPIRITUALIDADE em preparação ao Cirio de Nazaré deste ano

Os integrantes da Diretoria da Festa de Nazaré participaram de uma espiritualidade neste final de semana em preparação para o Círio

2019. O momento aconteceu no Monte Tabor, localizado no Distrito de Icoaraci, e contou com a presença do Presidente da DFN e Reitor da Ba-

sílica Santuário, Padre Luiz Carlos Nunes Gonçalves e do Padre Edivaldo Amaral, pertencente à Paróquia Santo Inácio de Loyola.


5 9

Em Nazaré Comunidade celebra aniversário de fundação

2º Caderno

BELÉM, DE 22 A 28 DE MARÇO DE 2019

Comunidade São Paulo Apóstolo comemorou na última semana o seu primeiro aniversário

A

Comunidade São Paulo Apóstolo, a sétima a integrar a Paróquia de Nazaré, comemorou na última semana o seu primeiro aniversário de fundação. A celebração aconteceu durante a Santa Missa das 18h na Basílica Santuário de Nazaré, presidida pelo Pároco, Padre Giovanni Maria Incampo. A criação da nova comunidade se deu por conta da necessidade de ter um contato mais próximo com as pessoas que

moram entorno da região, segundo Pároco de Nazaré, Padre Giovanni Incampo, “A Comunidade Nossa Senhora das Graças se tornou pequena para abranger as necessidades da população católica que frequenta a capela, por isso, há algum tempo, pensamos em criar outra comunidade próximo, daí nasceu a Comunidade São Paulo Apóstolo”, explicou o sacerdote. Durante a homilia, Padre Giovanni Incampo agradeceu todos os inte-

grantes da comunidade por seu empenho e dedicação neste primeiro ano: “É uma comunidade onde os integrantes se fazem presentes, ativos e operantes isso é a graça de Deus no meio de nós, pois Ele deseja ver o povo empenhado em prol da evangelização”. A Comunidade São Paulo Apóstolo fica localizada na Alameda Lúcio Amaral, nº 77, no Conjunto Jardim Independência, entre Tv. 14 de Março e Alcindo Cacela.

DIVULGAÇÃO

w INTEGRANTES da Comunidade São Paulo Apóstolo com Pe. Giovanni

Homenagens a São José "Mamãe Vai Dançar Na terça-feira (19), a Igreja celebrou o dia de São José. Na Paróquia de Nazaré, a Confraria que o tem como padroeiro, promoveu uma procissão em honra ao santo. O momento iniciou na Basílica Santuário e seguiu pela Rua Dom Alberto Ramos, Av. Generalíssimo Deodoro e Av. Nazaré, onde retornou ao Santuário da Rainha da Amazônia. Logo após, foi celebrada a Santa Missa presidida pelo Padre Barnabita, Francisco Carlos Saraiva. Na oportunidade, três novas

YÊDA SOUSA

w SAÍDA da procissão em honra a São José

integrantes do grupo receberam suas insígnias. A Confraria de São José, em parceria com o projeto “A Casa do Pão” da

Igreja dos Capuchinhos, promoveu um café solidário dedicado às pessoas idosas em situação de vulnerabilidade social. YÊDA SOUSA

2019", dia 04 de maio A Sede Campestre da Assembléia Paraense será mais uma vez o palco da tradicional homenagem às mamães organizada pela Diretoria da Festa de Nazaré Além de proporcionar um momento de confraternização, a festa também objetiva angariar recursos destinados às ações desenvolvidas pelas Obras Sociais de Nazaré. O evento será realizado no dia 04 de maio, a partir das 21h, tendo como grande atração o cantor Fagner. No repertório as grandes canções já consagradas pelo público e novos sucessos do cantor e compositor. A venda de mesas e camarotes já começou. ATRAÇÃO

w INTEGRANTES da Confraria de São José da Paróquia de Nazaré

R aimundo Fagner Candido Lopes é cearense de Orós e nasceu no dia 13 de outubro de 1949. Iniciou sua carreira ainda criança e já aos seis anos de idade, no Dia das Mães, recebeu

na Ceará Rádio Clube o prêmio de Melhor Intérprete cantando “Mãezinha querida”. Grandes nomes da música brasileira como Luiz Gonzaga, Orlando Silva, Nelson Gonçalves são referências em sua trajetória. Começou a ganhar fama como compositor e intérprete após participar de festivais em seu estado e depois na Universidade de Brasília (UnB), onde ingressou no curso de Arquitetura, em 1970. A música “Mucuripe”, composta em parceria com Belchior ganhou o primeiro lugar no Festival de Música Jovem, promovido pelo Centro Estudantil da Universidade de Brasília, em 1971. A mesma canção foi gravada depois pela cantora Elis Regina. De lá pra cá tornouse uma das principais expressões da Música Popular Brasileira, dono de uma voz forte e marcante e composições que fazem parte

da trilha sonora da vida de muitas pessoas. Além de compor e cantar, Fagner também já participou como artista plástico de uma exposição no Espaço Cultural da Câmara dos Deputados em Brasília e criou em 2000 a Fundação Social Raimundo Fagner (www.frfagner.com. br), que recebeu vários prêmios, entre eles o Itaú/UNICEF (duas vezes), Cultura Viva (do Ministério da Cultura) e Criança Esperança. Desde 1971 já gravou ou contou com participação em 75 discos, incluindo internacionais, em espanhol, e gravou quatro DVD’s. Em abril deste ano será lançada sua biografia, escrita pela jornalista Regina Echeverria, a mesma de “Furacão Elis”. O livro tem o título “Quem me levará sou eu”, nome de canção de Dominguinhos e Manduka defendida, em 1979, pelo cantor em um festival.


10

Opinião Evangelização no Terceiro Milênio

N

este mês dedicado ao Glorioso São José, veio-me à memória minha infância em Macapá, capital do então Território Federal do Amapá (hoje Estado), onde Ele reina como amado padroeiro do povo e da cidade. 19 de março naquelas terras é dia de festa católica, procissão grandiosa, Missa Solene, piedade popular, povo feliz, almoço em família, enfim, aqueles dias pontuais do ano em que sentimos no coração a alegria de sermos visitados pelo Céu. Eis que meditando sobre o Castíssimo Esposo da Virgem Maria, nestes dias de março, veio-me novamente, em vídeo, a história milagrosa da ESCADA MILAGROSA DE SÃO JOSÉ. Muito embora eu já conhecesse essa impressionante história, no presente ano, especificamente, meu olhar foi diferente. Os registros históricos contam que a congregação conhecida como “Irmãs de Loreto” fundaram, em 1853, na cidade de Santa Fé (EUA) uma escola exclusiva para a educação de meninas, denominada Escola de Nossa Senhora da Luz (Loreto). O empreendimento prosperou e, assim, as freiras decidiram construir uma capela dedicada à sua Padroeira, Nossa Senhora de Loreto, optando por uma arquitetura em estilo gótico. A ideia era que a Capela fosse uma réplica da famosa Sainte-Chapelle, de Paris. Concluída a obra em

2º Caderno

BELÉM, DE 22 A 28 DE MARÇO DE 2019

Maria Elisa Bessa de Castro

A escada milagrosa de São José DIVULGAÇÃO

w ESCADA DE SAO JOSÉ na Sainte-Chapelle, em Paris

1878, as religiosas perceberam o absurdo descuido do arquiteto, a saber: ele havia esquecido a escada de acesso ao Coro, situado há aproximadamente dez metros de altura do chão. Por certo, a construção de uma escada simples, comum, deformaria o estilo arquitetônico da Capela e, também, reduziria o espaço útil já pequeno. A título de buscar uma solução para o problema que se apresentou, consultaram vários arquitetos, carpinteiros e outros profissionais. A única solução por todos eles apresentada era o uso de uma escada portátil. Todavia, as irmãs desejavam que a pequena Igrejinha fosse bela, digna da Rainha do Céu e da Terra. Desta feita, pensaram elas, se o conhecimento humano era incapaz de resolver o problema, recorreriam a Deus, para

quem “nada é impossível”, pela intercessão do Glorioso São José. Assim, com muito fervor e confiança, iniciaram uma novena ao Santo Esposo de Nossa Senhora. Argumentavam elas que, sendo Ele um carpinteiro inigualável, haveria de se empenhar para que uma igreja dedicada à sua Santíssima Esposa fosse em tudo perfeita, como Ela. No exato nono e último dia da novena, apresentou-se à Capela um carpinteiro à procura de trabalho. Chamou a atenção das freiras o fato de que o carpinteiro tinha uma postura de muita humildade e contrição, tendo lá chegado montado num jumento, trazendo nas mãos sua caixa de ferramentas. As irmãs logo o contrataram para executar a obra, tida por impossível. O silencioso Carpinteiro trabalhou com diligência

e discrição durante cerca de seis meses. Eis que em um determinado dia, as freiras, dirigindo-se à Capela, foram surpreendidas ao se depararem com escada já construída, leia-se, uma esplêndida escada em forma de caracol. Elas ficaram deslumbradas e impactadas com o que visualizavam. Com efeito, para resolver um mero problema funcional, o discreto e eficiente artífice havia adornado a pequena Capela com uma autêntica obra de arte talhada em madeira, uma preciosidade. Passado o assombro, foram à procura do Carpinteiro. Contudo, como que, por um milagre, Ele havia desaparecido sem se despedir de ninguém. Interessante que o misterioso Carpinteiro não recebeu pagamento pelo serviço realizado, nem tampouco um simples agradecimento.

Semeando

E

m 19 de março, a Igreja celeb ra, com paramentos

brancos e liturgia solene, o Glorioso São José, esposo fiel da Virgem Maria, “pai” terreno de

Jesus, referência valiosa para todos nós. A quem as Escri-

turas chamam de “justo” (Mt 1,19), homem íntegro, esposo corajoso e leal, filho sensível a Deus, aberto totalmente à vontade do Criador que lhe confiou a guarda e proteção de Seu Filho Jesus.

à Capela montado em jumento, a inexplicável perfeição da obra sob o ponto de vista humano e o misterioso desaparecimento do artista após a conclusão daquela, as irmãs não tiveram dúvida em concluir que o Esposo Castíssimo da Virgem Maria viera, ele próprio, construir aquela esplêndida escada, em homenagem a Ela. Aquilo que o conhecimento humano, próprio dos especialistas, julgava impossível realizar, José, o Justo, em sua humildade e amor, veio fazêlo, em homenagem à sua Puríssima e Bela Esposa; deixando-nos um sinal milagroso, para atestar a assinatura sobrenatural daquela espetacular obra. De Macapá, em plena Região Amazônia, à Santa Fé, nos EUA, o Glorioso São José, em sua poderosa intercessão, permanece amado e festejado pelo povo. Seja para conseguir um emprego, a cura de uma doença, ou a complexa solução de um problema arquitetônico em uma Capela, o Santíssimo Esposo da Virgem Maria, Pai Adotivo de Jesus Cristo, é o nosso refúgio e certeza da vitória. Valei-me São José! Salve São José!

Movimento Apostólico da Divina Misercórdia Adoradores Eucarísticos da Igreja das Mercês bessadecastroadv@gmail.com

PRÓXIMO ARTIGO: Prof. Ricardino Lassadier

Leno Carmo (lenocarmo@yahoo.com.br)

Ao Glorioso São José iminência de ser apedrejada e que junto ao Mestre, encontrou amor, perdão e liberdade (Lc 8,2); nem desprezando, em outra ocasião, a samaritana à qual ofertou a água viva “que sacia toda a sede”, o dom de Deus (Jo 4,7). Quanta sensibilidade e solicitude, aliada à graça, herança da família de Nazaré.

Quanta alegria me traz à memória a figura deste homem

Valoroso São José, que obediente às ordens do alto le-

que “saiu de si mesmo” para atender e cumprir com dignidade sua missão de guardião, protetor, pastor de sua casa. Homem decidido que tão bem ensinou Jesus no trabalho, na obediência a Deus, no trato com as crianças, doentes, homens e mulheres,

vou o Menino e sua Mãe para o Egito em fuga para protegê-los (Mt 2,13) e depois os conduziu com segurança para Nazaré (Mt 2,23). Assim agia José, permanecendo firme na confiança em Deus, suportando os impactos da vida, encorajando os seus e se responsabilizando em abençoar e edificar a sua casa, nossa referência, a Sagrada Família. Que

as quais sempre respeitou a dignidade humana, as acolhendo com amor e compaixão, não acusando nem préjulgando mas amando e escutando, como fez com a pecadora que caiu aos seus pés na

As freiras procuraramno por toda a cidade, inclusive por meio de um anúncio publicado em jornal; porém, não o encontraram. Registre-se, por outro lado, que à época foi feito uma meticulosa análise técnica naquela magnífica escada que, em todos causava admiração, dada a sua inexplicável estrutura, inigualável elegância e beleza com que ela se elevava ao Coro. A esplêndida escada é composta de impressionantes detalhes em sua construção, os quais, até hoje, deixam os especialistas perplexos. A escada, que ocupa um mínimo de espaço, eleva-se elegantemente em caracol, fazendo duas voltas completas de 360 graus, sem nenhum apoio colateral e é toda feita de encaixes, sem utilização de um único prego. Algumas de suas peças são de um tipo de madeira inexistente na região. Tudo nela é harmônico e deslumbrante ao olhar. Considerando as circunstâncias em que foi feita a prodigiosa escada, primeiramente antecedida da recitação da novena dedicada a São José, além do fato do carpinteiro ter chegado

exemplo de homem, de pai, de pastor, de guardião, que inspiração para nós homens, no cuidado com a proteção

de nossa casa e no temor de Deus. José, modelo seguro de pai, moldado por Deus para nos orientar o exemplo de uma autoridade que se fez serviço de amor e de vigilância constante contra o mal, na fortaleza de sua humildade, na pureza de sua castidade e na santidade inquestionável, que ajudou sobremaneira no crescimento do Filho de Deus em estatura, sabedoria e graça (Lc 2,52). Ao receber a missão extraordinária de ser na terra o “pai” de Jesus, José o acolheu pleno em seu coração de humilde carpinteiro aquele que era ao mesmo tempo, “seu filho” e seu

Deus. José lhe deu nome, o educou, estabeleceu limites, teve paciência e firmeza, investindo tudo o que de melhor podia dar na limitação de sua humanidade, deu o melhor de si, agiu na extensão maior de

sua humanidade para cuidar dos grandes tesouros de Deus que protegeu e guardou; o pequeno Jesus e a Virgem Maria, com a qual viveu a continência de um amor plenamente vivo, fecundo, de entrega, dedicação e contemplação, amor oblativo e que soube revelar-se como união no cuidado com o Cristo, esposo bom e fiel, este é José (Lc 2,44). Bendito São José, celebrado às quartas-feiras, no quarto dia da criação, quando o Senhor criou o tempo, por meio dos luzeiros que conferiram realidade ao dia e à noite, o sol, a lua e as estrelas (Gn 1,16). São José, o marco, o equilíbrio do tempo, o Padroeiro dos trabalhadores, dos operários, o protetor das famílias. Querido São José, o pano sobre a âmbula que guarda Jesus - hóstia viva, a memória do Filho de Deus ao referir-se ao trabalho (Jo 5,17). José, o guardião que traba-

lha em silêncio, que não deixou registrada nenhuma frase, palavra, expressão mas que viveu um eloquente amor de entrega e cuidado do Menino e sua Mãe, sen-

tinela de amor que esqueceu de si mesmo para compreender o todo, não se perdendo no que é supérfluo nem se distraindo com realidades que passam mas agarrando-se totalmente ao que é eterno, ao “Verbo que se fez carne e habitou entre nós” (Jo 1,14) A ti, Glorioso São José, que soube sempre o seu lugar e ficou nele até o fim, que recebe a graça de ser guardião de Jesus porque soube viver a graça de ser filho amado, a vida eterna no céu. A ti, José, o “justo e o santo na fé de Abraão”, pedimos ensinar-nos como ser homem “na Família, na Igreja e na Sociedade”, a ti que viveu intensamente a escola de Nazaré;

no trabalho, na oração e no silêncio, faço meu pedido que rogues a Deus pelas famílias do mundo inteiro. Que assim seja! Viva São José!


2º Caderno

Arquidiocese 11

BELÉM, DE 22 A 28 DE FEVEREIRO DE 2019

Tarde Alegre em prol da Fazenda da Esperança Programação será realizada no dia 27, às 16h, na Casa de Plácido

N

a próxima quarta-feira, 27, o grupo “amigas da Esperança” realiza Tarde Alegre em prol da Fazenda da Esperança Nossa Senhora de Nazaré, a partir das 16h, na Casa de Plácido, situada no Centro Social de Nazaré. A Tarde Alegre inicia a partir das 16h, com venda de produtos produzidos na Fazenda da Esperança, testemunho dos acolhidos, venda de produtos da marcenaria confeccionados pelos acolhidos e um bingo com vários prêmios, sorteios e brincadeiras. As cartelas estão à venda e podem ser adquiridas no escritório da Fazenda da Esperança, situado na Cúria Metropolitana,

localizada na avenida Governador José Malcher, edifício Paulo VI, 915, no bairro de Nazaré, no horário comercial. O evento está sendo promovido com o objetivo de arrecadar fundos para a construção da cozinha industrial da Fazenda da Esperança. O evento é uma iniciativa do grupo “amigas da Esperança”, formado apenas por mulheres voluntárias (cerca de 35 pessoas) responsáveis por promover eventos para arrecadação de recursos para ajudar a Fazenda da Esperança, localizada no distrito de Mosqueiro. O grupo surgiu em 2015, junto com a implantação da instituição na Arquidiocese de Belém. Naía de Barros Guerra, uma

das voluntárias do grupo, afirma que o trabalho da Fazenda é de recuperação de vida e da dignidade da pessoa humana. Ela participa do grupo desde o seu surgimento e explica o que significa ser voluntária. “É gratificante fazer parte de algo que está mudando a vida das pessoas. A gente sente que está ajudando a fazer um mundo melhor”, conclui. FAZENDA DA ESPERANÇA

A Fazenda da Esperança Nossa Senhora de Nazaré é uma instituição filantrópica, sem fins lucrativos, que há 36 DIVULGAÇÃO

w IRMÃ HENRIQUETA em momento de palestra no município de Chaves, no Pará

anos desenvolve um trabalho de recuperação de dependentes de substâncias psicoativas com base em três pilares: espiritualidade, convivência familiar e trabalho, que busca resgatar os valores perdidos, o amor próprio e a cidadania de todos os que passam pela referida Obra. Na Arquidiocese de Belém, a Fazenda da Esperança foi implantada no dia 28 de fevereiro de 2015 pelo Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa. E está localizada no Sítio Pratiquara, no distrito de Mosqueiro. O projeto acolhe pessoas

(homens e mulheres) na faixa etária de 15 a 45 anos. Atualmente, a Instituição acolhe 56 pessoas. Na Fazenda da Esperança, os acolhidos plantam grãos, criam animais e produzem produtos de artesanato, que auxiliam no sustento e na formação.

SERVIÇO Tarde Alegre - Fazenda da Esperança Data: 27/03/2019. Horário: 16h. Local: Casa de Plácido Centro Social de Nazaré.

CJP participa de encontro do MPF sobre abuso sexual de crianças e adolescentes Foi realizado dia 14 de março no município de ChavesPA, arquipélago do Marajó, a quarta edição do encontro: “Diálogos do Ministério Público do Estado do Pará com a Rede de Garantia de Direitos da Criança e do Adolescente no Combate à Violência Sexual no Arquipélago do Marajó”. O evento contou com a presença da Comissão Justiça e Paz, da CNBB Norte 2, através de sua

coordenadora, Marie Henriqueta Cavalcante. O principal objetivo era o de debater estratégias de combate efetivo ao abuso sexual de crianças e adolescentes. O encontro contou também com a presença de autoridades civis e membros do Ministério Público do Estado do Pará (MPE). O vilarejo de São Sebastião de Arapixi, em Chaves, foi o local escolhido para a realização do encontro.

Suzano: Papa Francisco convida à promoção da cultura da paz Cidade do Vaticano Diante desta “abominável tragédia”, o Papa Francisco manifestou ao povo brasileiro o seu pesar pelo triste acontecimento que resultou em morte de estudantes na escola Raul Brasil, município de Suzano, em São Paulo. Francisco convida a promover a “cultura da paz com o perdão, a justiça e o amor fraterno, como Jesus nos ensinou“. O Pontífice reza pela

recuperação dos feridos e concede a todos a sua benção apostólica. “Profundamente entristecido”, o Papa Francisco enviou um telegrama ao bispo de Mogi das Cruzes, Dom Pedro Luiz Stringhini, manifestando sua solidariedade e conforto espiritual às famílias atingidas pelo “insano ataque” à escola Raul Brasil. O telegrama assinado pelo secretário de Estado, Cardeal

Pietro Parolin, foi lido ao final da celebração eucarística realizada em Suzano. Eis o texto do telegrama: «Exmo. e revmo. Dom Pedro Luiz Stringhini Bispo de Mogi das Cruzes

Profundamente entristecido pela notícia do insano ataque contra alunos, professores e funcionários da

escola estadual Raul Brasil, na cidade de Suzano, Sua Santidade, o Papa Francisco, deseja assegurar através de Vossa Excelência Revma. Solidariedade e conforto espiritual às famílias que perderam seus entes queridos, ao mesmo tempo que eleva orações pela recuperação dos feridos. O Santo Padre convida a todos, diante desta abominável tragédia, a promo-

ver a cultura da paz com o perdão, a justiça e o amor fraterno, como jesus nos ensinou. Como penhor de conforto, o Papa Francisco concede às pessoas atingidas por este luto e quantos participam na missa de exéquias a Bênção Apostólica Cardeal Pietro Parolin Secretário de Estado de Sua Santidade


12

BELÉM, DE 22 A 28 DE MARÇO DE 2019

Especial Juventude

Jovens protagonistas de um mundo melhor

O

destaque desta edição é a realização da Páscoa Jovem 2019 promovida pela Comunidade Católica Casa da Juventude (Caju); evento acontece Cenóbio da Transfiguração, em Castanhal.

Caju promove Páscoa Jovem em abril

DIVULGAÇÃO

Uma experiência profunda com o mistério pascal

P

ara o mês de abril a Comunidade Católica Casa da Juventude (Caju) tem uma programação especial. De 12 a 14 de abril vai ocorrer a Páscoa Jovem 2019, retiro católico para jovens e adultos, a partir de 14 anos de idade. O encontro, que tem como objetivo proporcionar uma experiência profunda com o mistério pascal, centro da fé cristã, será realizado no sítio Cenóbio da Transfiguração, em Castanhal, na Região Metropolitana de Belém. As inscrições iniciaram neste mês, na secretaria da sede da Caju, localizada na Avenida Almirante Barroso, 883, entre as Travessas Vileta e Humaitá. Para a coordenadora geral da Caju, Walena Santos, a Páscoa Jovem (PJ) é um retiro que busca ser uma preparação

para se viver plenamente a Páscoa do Senhor. “A Páscoa Jovem é uma linda oportunidade de preparação para o momento mais importante de nossa Igreja Católica, a Páscoa! Permita-se viver as graças de Deus através de um retiro onde revivemos a Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus de uma maneira única”, salienta a coordenadora. Destaca-se, também, que durante o encontro são formados sete grupos de partilha e convivência: cordeiro, cruz, eucaristia, pão, peixe, uva e vela. A Páscoa Jovem 2019 vem com o tema “Eu te escolhi!”, inspirado no evangelho de João 15:16. De acordo com a coordenadora de Encontros da Caju, Marjorie Begot, a linha temática da PJ desse ano, escolhida pelos coordenadores

w PROGRAMAÇÃO uma oportunidade de preparação para vivenciar a Páscoa do Senhor

que criam o retiro, vem refletir três situações: a amizade de Jesus Cristo; a eleição de Jesus por cada um de nós; e, o chamado de resgate que Ele nos faz. Ainda, de acordo a coordenação de Encontros, a PJ 2019 busca tocar os congressistas de forma diferente através da simplicidade

e mostrando o carisma da comunidade que é a Alegria do Cristo Ressuscitado. “A Páscoa Jovem é um retiro que fala muito ao meu coração, porque fala do que somos, fala dessa Alegria que nasce no vazio do sepulcro e preenche os vazios dos nossos corações. Estar nessa construção é pura obra de misericórdia de Deus comigo, é a certeza de que Ele quer ser meu amigo, quer caminhar comigo, assim como quer isso a todos. É a certeza de que somos chamados pelo nome. O

retiro está ficando lindo! Deus fará grandes maravilhas nesses três dias. Quem tiver a oportunidade de ir, corra que vale muito a pena. Eu fui como congressista uma única vez. É incrível como o mistério da Páscoa

Litúrgica se torna mais próximo de nós. A PJ é, de fato, uma excelente preparação para vivermos a Páscoa do Senhor, essa prova máxima de amor que deu a vida em uma cruz para salvar a todos nós”, destaca Marjorie.

SERVIÇO O retiro Páscoa Jovem 2019 está aberto para pessoas a partir de 14 anos, ocorre de 12 a 14 de abril, no Sítio Cenóbio da Transfiguração, em Castanhal. As inscrições podem ser feitas na secretaria da Caju, de segunda à sexta-feira das 13h30 às 19h30 e sábado das 08h às 12h, localizada na Avenida Almirante Barroso, 883, entre as travessas Vileta e Humaitá. Taxa de inscrição 175,00. Total de vagas 140. Informações: (91) 3236-1188 ou secretaria@comunidadecaju.com.br.

SOBRE O ENCONTRO O retiro ocorre sempre no final de semana que antecede a Semana Santa. Os participantes são levados a um sítio a fim de se retirarem das atividades corriqueiras para conhecerem a Paixão, morte e Ressurreição de Jesus Cristo. A Páscoa Jovem a cada ano possibilita que mais pessoas vivam uma experiência de resgate da sua fé em Cristo ressuscitado e possibilita uma

melhor vivência no tempo da Páscoa. Por meio de dinâmicas, orações, louvor, convivência fraterna, formação e muita alegria, os congressistas refletem sobre a entrega de Jesus por amor a humanidade e são convidados a vivenciarem o verdadeiro sentido da Páscoa. A saída dos congressistas acontecerá na noite de sexta-feira 12, partindo da sede da Caju. O traslado

ao local do encontro já está incluso na taxa de inscrição, assim como alimentação e hospedagem. O retorno acontecerá no domingo, após almoço, onde os congressistas irão para o encerramento do retiro com a celebração da Santa Missa do Domingo de Ramos, às 17h30, no ginásio da Universidade do Estado do Pará (Uepa), situado na avenida Almirante Barroso.