__MAIN_TEXT__

Page 1

ARQUIDIOCESE

DE BELÉM

PE. FLORENCE DUBOIS FUNDADOR

www.fundacaonazare.com.br BELÉM, DE 21 A 27 DE DEZEMBRO DE 2018

O JORNAL CATÓLICO DA FAMÍLIA

ANO CV - Nº 855 - PREÇO AVULSO: R$1,00 DIVULGAÇÃO

MENINO JESUS: A LUZ DO MUNDO! FELIZ NATAL!


2

Opinião

BELÉM, DE 21 A 27 DE DEZEMBRO DE 2018

IGREJA E VIDA CRISTÃ EM IMAGENS

1º Caderno

PRIVILÉGIO DE SER CATÓLICO João Carlos Pereira

Jornalista e professor jcparis1959@gmail.com

O único sentido do Natal

D

w GLORIOSO SÃO BENEDITO - Homenagens na Marujada, em Bragança do Pará LUIZ ESTUMANO (JORNAL VOZ DE NAZARÉ)

PANORAMA José Pereira Ramos

joseulina1@gmail.com

Presentes para o Menino Jesus

G Economista e escritor

uiados pela estrela, Reis do Oriente vieram até Belém de Judá para adorar o Messias, ofertando presentes valiosos ao Menino Rei. Daí nasceu o costume de os cristãos presentearem as crianças. E os adultos aderiram ao costume. Muitos grupos reúnem, confraternizam, comem e bebem. Alguns se cotizam e distribuem com os mais pobres. Os grupos econômicos logo aproveitaram da boa vontade dos cristãos e criaram instrumentos persuasivos, como a figura do Papai Noel, as árvores de natal e uma quantidade de adornos, alguns que nada têm a ver com o simples e pobre ambiente em que nasceu Jesus. Nos últimos anos, a Arquidiocese de Belém criou nas suas paróquias uma arrecadação de donativos para

ENCONTRO FRATERNO Ivens Coimbra Brandão

ivenscb@oi.com.br; ivenscb@gmail.com

Encarnação do Verbo de Deus

D Engenheiro civil e escritor

esde os primórdios que Deus manteve a comunicação com as suas criaturas. Consultada a Sagrada Escritura, assim foi com Noé (cf. Gn 7, 1-5); também com Abrão, depois Abraão, ano 1800 a.C. (cf. Gn 12, 1-6), que haveria de corresponder com fidelidade incondicional ao submeter-se à ‘grande prova’ (cf. Gn 22, 1-18). Seguiu-se a comunicação do Criador com Moisés, o libertador dos hebreus do jugo egípcio (ano 1250 a. C.), com sinais expressivos, que formaram os Dez Mandamentos, a Constituição do povo hebreu. Com a conquista de Canaã, a Terra Prometida, as doze tribos de Israel foram unificadas pelo rei Davi, seguindo-se um tempo de prosperidade, com o rei Salomão. Nos anos 600 a.C. Jerusalém foi conquistada pelos babilônios,

Fundado em 5 de julho de 1913 FUNDADOR Pe. Florence Dubois, barnabita

ARQUIDIOCESE DE BELÉM-PARÁ

PRESIDENTE Dom Alberto Taveira Corrêa Arcebispo Metropolitano de Belém do Pará VICE-PRESIDENTE Monsenhor Marcelino Ferreira Vigário-geral da Arquidiocese de Belém do Pará

subsidiar a distribuição de milhares de cestas básicas. Isto é muito bom e oferece a muitas famílias cristãs a oportunidade de partilhar com quem tem menos posses. Vejo, porém, muitas das chamadas “confraternizações” em que os excessos de adornos e comilanças levam à insanidade, e o homenageado da festa, o Menino Jesus, é esquecido. Minha mulher ainda me falou: “Não escreve essas coisas”. Mas eu respondi: “Como leigo cristão, devo me manifestar”. Seria muito bom oferecermos ao Menino Jesus os nossos sentimentos, o nosso coração, a fidelidade à nossa fé. Deixar de lado a vaidade, a ambição, a soberba e fazermos um balanço da nossa vida. Como me comportei durante este ano? Como foi o relacionamento com minha esposa e os meus filhos? Como tratei os que dependem de mim ou aqueles de quem eu dependo? Aos políticos eu gostaria de perguntar como atenderam às promessas que fizeram aos seus eleitores. Não deixemos de preparar um bom presente ao Menino Jesus, renunciando ao nosso egoísmo e às nossas omissões. Um Santo Natal para todos. quando a liderança do povo hebreu foi exilada para a Babilônia. De volta do exílio, os hebreus prosseguiram sua caminhada, somando conquistas e provados com revezes, mas sempre acompanhados pelos profetas, que anunciavam a Salvação, como também denunciavam os descaminhos do povo. Chegada a plenitude dos tempos, o Verbo de Deus se inseriu na história da humanidade,quando o Espírito Santo fecundou a Virgem Maria (cf. Lc1, 28-31). Assim, Deus fez-se carne em seu Filho Jesus Cristo, para comunicar-Se ‘diretamente’, com suas criaturas. Viveu, pregou e se deixou levar ao Sacrifício Supremo sem deixar nenhum registro escrito. Seu legado foi a Palavra, proferida de forma simples e objetiva, a todos oferecida, para levar à Salvação. Todavia, nos dias de hoje, marcados pela evolução da tecnologia, o homem vem se isolando, utilizando prioritariamente o WhatsApp, abdicando de manifestarse através da própria voz, deixando de revelar sentimentos os mais diversos. Que neste Natal estejamos atentos à Palavra do Senhor, para sermos impulsionados pelo dom da voz, assim nos comunicando. Feliz Natal!

DIRETOR GERAL Padre Roberto Emílio Cavalli Junior DIRETOR ADMINISTRATIVO E FINANCEIRO Marcos Aurélio de Oliveira DIRETOR DE COMUNICAÇÃO Mário Jorge Alves da Silva DIRETOR DE CAPTAÇÃO DE RECURSOS Arnaldo Pinheiro

as tradições do Natal, o presépio é a que mais me encanta. Lembro que, desde criança, gostava da representação do nascimento de Jesus. Na casa de minha bisavó, na Cidade Velha, onde nasci, havia um presépio com peças grandes, bonitas e roupas vistosas. Não sei quem herdou aquela beleza, repleta de animais, pastores e casinhas, que cercavam as figuras tradicionais. Há algum tempo adquiri um de que gosto muito. Os pastores e a sagrada família usam roupas de pano e possuem expressão facial bastante delicada. Como não disponho de muito espaço, dou a eles o maior lugar que tenho, mas nada se compara ao que Maria Ruth e Maria de Belém Menezes armavam em sua casa. Ruth e Belém eram filhas da professora Francisquinha, minha avó por adoção, digamos assim, e do poeta Bruno de Menezes. Elas afastavam as cadeiras de balanço da grande sala e armavam um presépio lindo, enorme, flores naturais e cenas paralelas à do nasci-

mento de Jesus. O trabalho era demorado, mas valia a apena. Virava atração dos amigos, que iam ao número 26 da rua João Diogo só para vê-lo. Dos irmãos Menezes, apenas minhas amadas amigas irmã Marília e Lenora e o dr. José estão entre nós para contar como era uma verdadeira obra de arte o presépio das suas irmãs. Monsenhor Geraldo, Ruth e Beloca e o desembargador Stélio estão no céu. Depois delas, apenas uma pessoa conheci que faz um presépio-monumento. É a senhora Maria Izabel Benzlzinsky. Ela usa uma sala inteira de seu apartamento para recriar a cena imortalizada por São Francisco. É um presépio moderníssimo, com “prédios” iluminados, brinquedos, trenzinho e tudo que se possa imaginar, trazido de viagens ao exterior. Um show de bom gosto e de criatividade, num lar que se veste para receber o Menino Jesus. Crianças e adultos amam a instalação. Mas os olhos correm mesmo é para a figura central. Sem Jesus, não há sentido no Natal.

ASSIM NA TERRA COMO NO CÉU ... Pe. Helio Fronczak

heliofronczak@gmail.com

A Deus através do irmão

C

risto, que entrou na História há mais de dois mil anos, quer entrar na nossa vida, mas

a estrada em nós está cheia de obstáculos. É necessário aplainar as montanhas, remover os pedregulhos. Quais são os obstáculos que podem obstruir a estrada a Jesus? São todos os desejos que nascem na nossa alma e não

estão de acordo com a vontade de Deus. São os apegos que a atormentam. Desejos mínimos de falar ou de ficar calados, quando se deve fazer pre-

cisamente o contrário. Desejos de afirmação, de estima, de afeto. Desejos de coisas, de saúde, de vida… quando Deus não o quer. Desejos piores, de revolta, de julgar, de vingança… Eles surgem na nossa alma e a invadem totalmente. É preciso apagar com decisão esses desejos, tirar esses obstáculos, colocarmo-nos de novo na vontade de Deus e assim preparar o caminho do Senhor.

É preciso - diz a Palavra - endireitar as suas veredas. Endireitar: isso, isso

mesmo. Os desejos nos desviam do nosso caminho. Apa-

COORDENAÇÃO Bernadete Costa (DRT/PA 1326) CONSELHO DE PROGRAMAÇÃO E EDITORAÇÃO Padre Agostinho Filho de Souza Cruz Cônego Cláudio de Souza Barradas Edwaldo Lobo Monteiro EDITORAÇÃO ELETRÔNICA Sérgio Santos (DRT/PA 579) Assinaturas, distribuição, administração e redação Av. Gov. José Malcher, Ed. Paulo VI, 915 CEP: 66055-260

gando-os, voltamos a nos identificar com a vontade de Deus e reencontramos o caminho. Mas há um modo para termos a certeza de percorrer um caminho direto, que leva com segurança à meta, a Deus. Ele

tem uma passagem obrigatória: chama-se irmão.

Lancemo-nos de novo, neste Natal, a amar cada irmão que encontrarmos durante o dia.

Acendamos no nosso coração aquele ardente e louvável desejo que Deus, com certeza, quer: o desejo de amar cada próximo, fazendo-nos um com ele em tudo, com amor desinteressado e sem limites. O amor reavivará relacionamentos e pessoas e

não permitirá que surjam desejos egoístas, ou melhor, será o seu melhor antídoto. Poderemos, assim, preparar para o Natal, como um presente para Jesus que vem, o nosso fruto: rico e suculento; e o nosso coração: queimado, consumido de amor. CHIARA LUBICH

Do livro E volta Natal, Ed. Cidade Nova, 1997, pág 76/79

- Nazaré, Belém - PA Tel.: (91) 4006-9200/ 4006-9209. Fax: (91) 4006-9227 Redação: (91) 4006-9200/ 4006-9238/ 4006-9239/ 4006-9244/ 4006-9245 Site: www.fundacaonazare.com.br E-mail: voz@fundacaonazare.com.br Um veículo da Fundação Nazaré de Comunicação CNPJ nº 83.369.470/0001-54 Impresso no parque gráfico de O Liberal

FUNDAÇÃO NAZARÉ DE COMUNICAÇÃO


1º Caderno

Arcebispo

BELÉM, DE 21 A 27 DE DEZEMBRO DE 2018

3

Conversa com meu povo Dom Alberto Taveira Corrêa Arcebispo Metropolitano de Belém do Pará

Preparar com Nossa Senhora o Natal do Senhor

“T

u, Belém de Éfrata, pequenina entre as aldeias de Judá, de ti é que sairá para mim aquele que há de ser o governante de Israel. Sua origem é antiga, de épocas remotas. Por isso Deus os abandonará até o momento em que der à luz aquela que deve dar à luz” (Mq 5,1-2). Vivemos em Belém, não de Judá, mas do Pará, cidade nascida em torno do presépio, cidade que deve sempre reportar-se às suas mais legítimas origens cristãs, para ser digna do nome que recebeu e a ele ser fiel, abrindo espaço para aquele que aqui veio para ficar. Os poucos dias que nos separam do Natal sejam bem aproveitados. Nas casas, não falte o presépio. Às crianças se ensine que nascemos do Presépio e a ele devemos sempre retornar. Os presentes trocados sejam expressões de agradecimento pelo presente maior que é Jesus, recebido do Pai do Céu pelas mãos de Nossa Senhora. Entretanto, existe um desafio latente em nosso Natal: o que fazer para que Belém seja mais Belém, Casa do Pão, lugar onde o Senhor se agrade de habitar? A Paz que os Anjos cantaram quando nasceu Jesus estará certamente entre as coisas mais importantes a serem edificadas. E esta Paz só pode chegar quando acontecer verdadeira conversão da cidade e dos homens e mulheres ao valor de cada pessoa humana. Assistimos a vida vilipendiada absurdamente, acompanhamos largas porções de nossa Grande Belém em profunda miséria. Buscamos uma defesa baseada no medo! É urgente que seja Natal, que o único Salvador seja de novo acolhido.

DIVULGAÇÃO

w UM PRESÉPIO: o primeiro da História foi ao vivo, obra de São Francisco de Assis

Com alegria e realismo preparamos de novo o Natal do Senhor aqui em Belém, e a melhor companhia é Nossa Senhora Com alegria e realismo preparamos de novo o Natal do Senhor aqui em Belém, e a melhor companhia é Nossa Senhora, que nestes dias chamamos Nossa Senhora da Esperança, Nossa Senhora do Bom Parto e Nossa Senhora do Ó! O estado de expectativa que as mulheres grávidas bem entendem é carregado de ensinamentos. Elas carregam dentro de si a promessa e a participação no crescimento da humanidade. Ensinamnos o respeito pela vida em flor, a capacidade de amar o que ainda não vemos e a ternura a ser cultivada por meses a fio. Não há cena mais bela do que uma mulher grávida, pois traz consigo a vida e a esperança.

Em Maria grávida, o olhar para o futuro prometido por Deus, com a garantia de séculos de expectativa confiante nos faz recuperar com alegria tudo o que os profetas viram realizado ao longe. Acreditar naquilo que ainda não vemos com os nossos olhos é também realismo, quando estamos dependurados naquele que fez as promessas, e ele não falha. Natal se vive de modo sobrenatural. Não é possível entendê-lo e muito menos vivê-lo olhando só para a terra, pois esta está muito machucada. E aqui faz-se necessário fazer um salto qualitativo, que nos leva a enxergar o invisível, e este é mais real do que aquilo que podemos tocar com nossas mãos. A

Virgem Maria apostou tudo no anúncio do Anjo que lhe disse não ser impossível o que vem de Deus. O convite que ela faz, indo à nossa frente e sendo criatura como todos nós, é a viver olhando para o Céu de Deus. Tendo recebido a saudação do Anjo, Nossa Senhora começou a viver uma gravidez inaudita e original. Muito jovem, teve que aprender tudo, certamente ajudada por familiares. Arrumar tudo o que era necessário para o nascimento do Menino Jesus, segundo os hábitos do tempo. Parece-me encontrar aqui outra linha de ensinamento para o nosso natal, que é arrumar a casa. Uma visita que chega - e que visita!

– há de ser bem acolhida. Podemos imaginar a harmonia com a qual Nossa Senhora cuidava de suas coisas. Quando enfeitamos de azul espaços destinados a homenageá-la, podemos entrever a delicadeza e a atenção com que os detalhes eram pensados. Nosso mundo carece de menos correria e atitudes atabalhoadas, mais tempo para estar com as pessoas, dedicação às tarefas diárias. E por dentro? Organizar os pensamentos, acertar os ideais com os quais viveremos o ano que vai chegar, além de uma limpeza “em regra”, feita com uma boa confissão! Com Maria, Nossa Senhora, não houve perda de tempo. Abrindo-se para o chamado de Deus, o Espírito a conduziu a uma outra e empenhativa resposta (Lc 1,39-45), ao saber da gravidez de sua prima avançada em idade.

Preparou-se para o Natal de seu Filho através do serviço, coisa que vemos também em tantas mães. Na casa de Isabel, podemos imaginála preparando o enxoval da criança, limpando a casa, cozinhando! Treinava para ser mãe de família servindo, nas tarefas mais simples de um lar. E Natal se prepara fazendo bem e com espírito de serviço e disponibilidade o que nos cabe a cada dia, em casa ou no trabalho. E de Maria aprendemos que tudo há de ser feito com presteza e dedicação. Pedimos com carinho a proteção de Nossa Senhora para preparar-nos bem ao Natal do Senhor: “Ó Mãe do Redentor, do céu ó porta, ao povo que caiu, socorre e exorta, pois busca levantar-se, Virgem pura, nascendo o Criador da criatura: tem piedade de nós e ouve, suave, o anjo te saudando com seu Ave!”


4

Arquidiocese

AGENDA DE DOM ALBERTO TAVEIRA CORRÊA

BELÉM, DE 21 A 27 DE DEZEMBRO DE 2018

AGENDA DE DOM ANTÔNIO DE ASSIS RIBEIRO

AGENDA DE DOM IRINEU ROMAN

n De 21 a 27 de dezembro de 2018

n De 21 a 27 de dezembro de 2018

n SEXTA, 21 DE DEZEMBRO

n SEXTA, 21 A SEGUNDA,

8h - Gravações 10h - Audiências 15h - Reunião 16h - Audiência 19h30 - Missa - Renovação Compromissos da Comunidade Semeando com Maria n SÁBADO, 22 DE DEZEMBRO

10h - Missa e Crismas (Missão Belém) 19h - Renovação de compromissos dos Missionários da Rainha da Paz (Paróquia Nossa Senhora da Conceição – Carananduba) n DOMINGO, 23 DE DEZEMBRO

n De 21 a 27 de dezembro de 2018

n SEXTA, 21 DE DEZEMBRO

10h – Missa com servidores e gestores dos órgãos de Segurança 14h - Assembleia Juvenil REPAM 19h - Casamento Comunitário na Área Missionária Canaã - Marituba

24 DE DEZEMBRO

Em viagem

n TERÇA, 25 DE DEZEMBRO

n SÁBADO, 22 DE DEZEMBRO

9h – Missa - Pastoral das Ilhas 19h - Missa de Natal - Paróquia São José (Umarizal)

n QUARTA, 26 DE DEZEMBRO 20h - Confraternização do clero

21h - Missa Vigília de Natal (Catedral da Sé)

9h - Missa - Pastoral das Ilhas 14h - Programa “Entre nós” – Rádio Nazaré FM 19h – Missa - Comunidade São João Evangelista (Paróquia São Vicente de Paulo)

n QUINTA, 27 DE DEZEMBRO

n TERÇA, 25 DE DEZEMBRO

7h - Missa de Natal (Paróquia Menino Deus) 18h - Missa (Comunidade Madre Teresa de Calcutá) n QUARTA-FEIRA, 26 DE DEZEMBRO

20h - Confraternização de Natal com Presbitério da Arquidiocese

8h30 – Assembleia Juvenil REPAM 11h - Faculdade Católica 12h - Assembleia Juvenil REPAM 19h - Missa -Paróquia Menino Deus (festividade) Marituba

n DOMINGO, 23 DE DEZEMBRO

7h - Missa (Catedral da Sé) 11h - Missa (Fazenda da Esperança) 19h - Missa (Paróquia da Natividade)

n SEGUNDA, 24 DE DEZEMBRO

1º Caderno

Os compromissos de Dom Irineu Roman ser alterados sem aviso prévio.

7h – Missa - Paróquia Nossa Senhora de Guadalupe – Ananindeua 10h - Compromisso na Área Missionária Canaã – Marituba 11h - Missa e conclusão da Assembleia Juvenil REPAM 17h - Missa e Batismo na Residência Episcopal 19h - Missa com Crisma - Paróquia Santa Tesezinha (Águas Lindas)

n SEGUNDA, 24 DE DEZEMBRO

n QUINTA, 27 DE DEZEMBRO

9h - Missa no shopping (Tv. Pe. Eutíquio) 19h - Missa - Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora - Ananindeua

20h - Missa de Consagração (Igreja São João Paulo II)

n TERÇA, 25 DE DEZEMBRO

Os compromissos de Dom Alberto Taveira podem sofrer alterações sem aviso prévio.

10h - Missa - Paróquia na comunidade Genipauba (Santa Bárbara) 19h - Missa do Natal – Área Missionária do Canaã (Paróquia São Judas Tadeu)

n QUARTA, 26 DE DEZEMBRO

14h - Programa “Fé e vida” – Rádio Nazaré FM 15h - Reunião com a Diretoria da CARITAS 20h - Confraternização do Presbitério

n QUINTA, 27 DE DEZEMBRO

14h30 – II Reunião Missionária Terra Firme 19h - Missa - Paróquia Divina Providência – Val de Cans

Os compromissos de Dom Antônio de Assis podem sofrer alterações sem aviso prévio.

Homilia Dominical Padre Romeu Ferreira romeufsilva@gmail.com

A) Texto: Lc 1,39-45

Formado em Exegese pelo Pontifício Instituto Bíblico de Roma

39Maria partiu para a região montanhosa, dirigindo-se apressadamente, a uma cidade da Judéia. 40Entrou na casa de Zacarias e cumprimentou Isabel. 41Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança pulou no seu ventre e Isabel ficou cheia do Espírito Santo. 42Com um grande grito, exclamou: “Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre! 43 Como posso merecer que a mãe do meu Senhor me venha visitar? 44Logo que a tua saudação chegou aos meus ouvidos, a criança pulou de alegria no meu

ventre! 45Bem-aventurada aquela que acreditou, porque será cumprido o que o Senhor lhe prometeu”. B) COMENTÁRIO

Este domingo que precede o Natal nos projeta a visita de Maria a Isabel; duas mães em potência, duas mulheres fecundas do extraordinário da ação de Deus em suas vidas. Isabel recebe Maria, e em conseqüência, exclama: “como posso merecer que a mãe do meu Senhor me venha visitar?” (43). O mandamento do Senhor sobre os pais é bem claro: “honrar pai e mãe” (Ex 20,12; Dt 5,16; Lv 19,3; Eclo 3,1-16). Para Isabel, Maria já não é mais a mesma de antes, agora é reconhecida como “a mãe

do meu Senhor”; digna de reverência, de encanto e gratidão! Visita é ser presença ou ação de Deus, como lamenta Jesus sobre a indiferença de Jerusalém: “Ah! Se neste dia tu conhecesses a mensagem de paz! Agora, ...isso está escondido a teus olhos... não deixarão de ti pedra sobre pedra, porque não reconheceste o tempo em que foste visitada!” (Lc 19,41-44). Isabel em seu comentário à visita recebida nos faz recordar a humildade daquele homem que pede socorro a Jesus e logo se acha indigno de recebê-lo em visita a sua casa (Lc 7,6): “Senhor, não sou digno de que entres em minha casa...”. E agora Isabel comenta: “como posso merecer...” tamanha

honra! Quem sou eu para receber em casa, “a mãe do meu Senhor”? A humildade é qualidade dos destinatários das bênçãos, das graças de Deus! Isabel entende que Maria é feliz por ser mulher de fé: “Bem-aventurada aquela que acreditou...”. Logo, “Bem-aventurada = Feliz”, pois “feliz” é tradução da mesma palavra original grega “makária”: “Feliz as entranhas que te trouxeram... Feliz, antes, os que ouvem a palavra de Deus e a observam” (Lc 11,27s). Maria é a mais “makária” entre todas as mulheres. Portanto, ninguém viveu tanto a palavra de Deus, como Maria, já que a Palavra se fez vida em sua vida: Jesus (Jo 1,14; Gl 4,4). A mãe de Jesus é exemplo de serviço: na visita, na

ajuda e companhia a Isabel. Maria gerou a Palavra em seu ventre, e nós a devemos gerar em nossos corações, para que nossas ações e visitas revelem a todos, as maravilhas de Deus! Uma visita completa e modelar é a de Maria a Isabel, pois Maria ajuda sua parente gestante, e adquire ao mesmo tempo a experiência para o nascimento de seu futuro filho. É bom frisar que é lição preliminar, a de que toda visita movida pela caridade, impelida pela espiritualidade, é sempre um caminho vigoroso em duplo sentido: se dá e se recebe muito mais, os benefícios procedentes de Deus, através das pessoas. Como articulamos nossas visitas, que pretendemos com elas?

Liturgia da Semana 21/12, SEXTA-FEIRA Cor (roxo) Primeira Leitura (Ct 2,8-14) Responsório (Sl 32) Evangelho (Lc 1,39-45) w 22/12, SÁBADO Cor (roxo) Primeira Leitura (1Sm 1,24-28)

Responsório (1Sm 2,1-8) Evangelho (Lc 1,46-56) w 23/12, DOMINGO Cor (roxo) Primeira Leitura (Mq 5,1-4a) Responsório (Sl 79) Segunda Leitura (Hb 10,5-10) Evangelho (Lc 1,39-45)

w 24/12, SEGUNDA Cor (roxo) Primeira Leitura ( 2Sm 7,1-5.8b-12.14a.16) Responsório (Sl 88) Segunda Leitura (Tt 2,11-14) Evangelho (Lc 1,67-79) w 25/12, TERÇA-FEIRA

Cor (branco) Primeira Leitura (Is 52,7-10) Responsório (Sl 97) Segunda Leitura (Hb 1,1-6) Evangelho (Jo 1,1-18) w 26/12, QUARTA-FEIRA Cor (vermelho) Primeira Leitura

(At 6,8-10; 7,54-59) Responsório (Sl 30) Evangelho (Mt 10,17-22) w 27/12, QUINTA-FEIRA Cor (branco) Primeira Leitura (1Jo 1,1-4) Responsório (Sl 96) Evangelho (Jo 20,2-8)


Vaticano 5 “A sua presença é a fonte da alegria”

1º Caderno 1º

BELÉM, DE 21 A 27 DE DEZEMBRO DE 2018

No Angelus, o Papa destacou que o terceiro Domingo do Advento convida a todos à alegria

C

om informações Vatican News. “A consciência de que nas dificuldades podemos sempre dirigir-nos ao Senhor, e de que Ele jamais refuta nossas invocações, é um grande motivo de alegria”: disse o Papa Francisco na oração do Angelus ao meiodia do terceiro Domingo do Advento, em 16 de dezembro, chamado domingo da alegria. De fato, o Santo Padre enfatizou que neste domingo a liturgia nos convida à alegria, destacando as palavras com as quais o profeta Sofonias se dirige à pequena porção do povo de Israel: “Alegra-te, filha de Sião, grita de alegria, Israel, exulta e aclama com todo o coração, filha de Jerusalém!” (3,14). “Gritar de alegria, exultar, alegrar-se: este é o convite deste domingo”, prosseguiu. “Os habitantes da cidade santa são chamados a alegrar-se porque o Senhor revogou a sua condenação”, frisou o Pontífice e acrescentou – atendo-se à liturgia dominical - que Deus perdoou, não quis punir, consequentemente, para o povo não há mais motivo de tristeza e de desconforto, mas tudo leva a uma gratidão alegre a Deus, que quer sempre resgatar e salvar aqueles que ama. O amor do Senhor pelo seu povo é incessante,

FOTOS: DIVULGAÇÃO

w NESTE DOMINGO o Papa realizou a tradicional benção das imagens do Menino Jesus

comparável à ternura do pai pelos filhos, do esposo pela esposa, como diz ainda Sofonias: “Alegrarse-á por tua casa, renovar-te-á por seu amor, exultará por ti com grito de alegria” (v. 17). “Este é – assim se chama – domingo da alegria. O terceiro domingo do Advento, antes do Natal”, destacou Francisco. Este apelo do profeta é particularmente apropriado no tempo em que nos preparamos para o Natal, disse o Papa, “porque se aplica a Jesus, o Emanuel, o Deus-conosco: a sua presença é a fonte da alegria”. “As palavras do anjo Gabriel à Virgem são como um eco das palavras do profeta. O que diz o arcanjo Gabriel?: ‘Alegrai, cheia de graça, o Senhor é convosco’ (Lc 1,28). Isso é, ‘alegrai-

vos’, diz a Nossa Senhora. Numa aldeia perdida da Galileia, no coração de uma jovem mulher desconhecida para o mundo, Deus acende a centelha da felicidade para o mundo inteiro.” E hoje o mesmo anúncio é dirigido à Igreja, chamada a acolher o Evangelho para que se torne carne, vida concreta, e diz à Igreja, a todos nós: «Alegrai-vos, pequena comunidade cristã, pobre e humilde, mas bonita a meus olhos porque desejai ardentemente meu Reino, tendes fome e sede de justiça, teceis com paciência com textura de paz, não segui os poderosos do momento, mas permaneceis fielmente ao lado dos pobres. E, assim, não tendes medo de nada, mas vosso coração é na alegria”.

NA PRESENÇA DO SENHOR

“Se nós caminharmos assim, na presença do Senhor, nosso coração estará sempre na alegria. A alegria de alto nível, quando há, repleta, e a alegria humilde de todos os dias, isto é, a paz. A paz é a menor alegria, mas é a alegria.” Francisco lembrou que também São Paulo na liturgia deste domingo nos exorta a não angustiar-nos sem esperança por nada, mas em toda circunstância apresentar a Deus nossos pedidos, nossas necessidades, nossas preocupações, “com orações e súplicas” (Fil 4,6). “Nenhuma preocupação, nenhum medo jamais conseguirá tirarnos a serenidade que vem não de coisas humanas, das consolações

humanas: não; a serenidade que vem de Deus, do saber que Deus guia amorosamente nossa vida, e o faz sempre. Mesmo em meio aos problemas e aos sofrimentos, esta certeza alimenta a esperança e a coragem.” ADVENTO, TEMPO DE CONVERSÃO

Mas para acolher o convite do Senhor à alegria, prosseguiu o Santo Padre, é preciso ser pessoas dispostas a interrogar-se. O que significa isso? “Justamente como aqueles que, após ter ouvido a pregação de João Batista, lhe perguntam: ‘Tu pregas assim. E nós, o que devemos fazer? O que devo fazer? (Lc 3,10)’. Essa pergunta é o primeiro passo para a conversão que somos convidados a realizar neste tempo do Advento”, exortou Francisco.

Na saudação aos vários grupos de fiéis e peregrinos presentes, o Pontífice lembrou que na semana passada foi aprovado em Marraquexe, em Marrocos, o Pacto Mundial por uma Migração Segura, Ordenada e Regular, que se propõe a ser um quadro de referência para a comunidade internacional. Portanto, faço votos de que a comunidade internacional, “graças também a este instrumento, possa atuar com responsabilidade, solidariedade e compaixão por aqueles que, por vários motivos, deixaram seu país, e confio esta intenção às orações de vocês”, disse o Papa. BÊNÇÃO DOS “BAMBINELLI”

Francisco dirigiu-se de modo especial às crianças de Roma, presentes na Praça São Pedro para a bênção dos “Bambinelli”, imagens do Menino Jesus a serem colocadas no presépio natalino. O Pontífice agradeceu aos Oratórios Romanos e aos voluntários. O Papa abençoou as imagens do Menino Jesus ressaltando que o Espírito Santo colocará no coração delas a humildade, a ternura e a bondade de Jesus. “Este é o verdadeiro Natal! Que seja assim para vocês e para seus familiares.”

Feliz Aniversário, Santo Padre! O Papa Francisco completou na segundafeira, 17 de dezembro, 82 anos de vida. Nossos parabéns! Bergoglio é o primeiro Papa filho do Continente Americano, o primeiro não europeu em mais de doze séculos, o primeiro Papa originário da “Companhia de Jesus” e o primeiro a chamar-se Francisco. Eleito sucessor de Pedro em 13 de março de 2013, governa a Igreja há mais de cinco anos. Jorge Mario Bergoglio nasceu em uma família católica, em 17 de dezembro de 1936, em Buenos

Aires. Seus pais, Mário José Bergoglio e Regina Maria Sívori, eram imigrantes italianos. ORDENAÇÃO SACERDOTAL

Em 11 de março de 1958, ingressou para a Companhia de Jesus e concluiu seus estudos no Seminário Jesuíta de Santiago do Chile. Durante o Curso de Teologia foi ordenado sacerdote em 13 de dezembro de 1969. Partiu para a Espanha, em 1970, onde terminou seus estudos e fez sua profissão perpétua como Jesuíta.

Ao voltar à Argentina, foi mestre de noviços, professor na Faculdade de Teologia de San Miguel, consultor provincial da Companhia de Jesus e reitor do Colégio Máximo da Faculdade San José. ARCEBISPO DE BUENOS AIRES

Jorge Bergoglio foi nomeado bispo auxiliar de Buenos Aires, pelo Papa João Paulo II, em 1992; depois coadjutor e, em 1998, sucessor do cardeal Antônio Quarracino, tornando-se Arcebispo de Buenos Aires. Foi criado cardeal por João Paulo

w FRANCISCO nos parabéns com as crianças do dispensário pediátrico

II em 21 de fevereiro de 2001, ocupando muitos cargos importantes na Igreja. O cardeal Bergoglio foi presidente da Conferência Episcopal Argentina, por dois períodos consecutivos (2005-2011) e membro do Conselho Episcopal Latino-Americano (CELAM). ESTILO DE VIDA SIMPLES E AUSTERO

A A

legria, oração e gratidão são as três atitudes que nos preparam para viver o Natal de maneira autêntica. (16 de dezembro)

nossa vida espalha luz quando a gastamos no serviço. O segredo da alegria é viver para servir. (15 de dezembro)

Contudo, o cardeal Bergoglio sempre manteve um estilo de vida simples e austero: vivia em um pequeno apartamento, em vez do palácio arquiepiscopal; utilizava os transportes públicos para se locomo-

ver e fazia a sua comida; gostava de óperas, tango e futebol, sendo sócio e torcedor do time São Lourenço de Almagro. Ao completar 75 anos, o cardeal Bergoglio apresentou sua renúncia, por limite de idade, ao Papa Bento XVI, e queria retirar-se em uma Casa para Sacerdotes idosos ou enfermos, levando uma vida de oração e de direção espiritual. ELEIÇÃO À CÁTEDRA DE PEDRO

Porém, no dia 11 de fevereiro de 2013 o Papa Bento XVI renunciou ao governo da Igreja, sendo convocado um novo Con-

clave, durante o qual o cardeal Jorge Mário Bergoglio foi eleito, em 13 de março de 2013, seu Sucessor, escolhendo para si o nome de Papa Francisco, em honra a São Francisco de Assis. Bergoglio é o primeiro Papa do Continente Americano, o primeiro não europeu em mais de doze séculos, o primeiro da Companhia de Jesus e o primeiro a chamarse Francisco. Hoje, com 82 anos de idade, o Papa Francisco, proveniente “quase do fim do mundo”, como ele mesmo afirmou, governa a Igreja há mais de cinco anos.


Igreja no Mundo 1º Caderno Polônia fabrica maior sino do mundo 6

BELÉM, DE 21 A 27 DE DEZEMBRO DE 2018

Encomenda do Santuário Divino Pai Eterno, um dos maiores centros de culto religioso do Brasil FOTOS: DIVULGAÇÃO

w PEÇA contém motivos característicos da fauna e flora brasileiras

C

om informações agência Gaudium Press. O maior sino de badalo do mundo foi produzido em Cracóvia, Polônia. Para a realização desse feito foram necessários 100 trabalhadores. Fabricada em bronze e pesando 55 toneladas, a peça possui mais de 4 metros de altura e um diâmetro de 4,5 metros. Depois de forjado, com montagem, o badalo terá 6 metros de comprimento e seu jugo pesará 10 toneladas. Até então, o maior sino oscilante do mundo, pesava mais

de 36 toneladas e está localizado no balneário japonês de Gotenba, na encosta do Monte Fuji. Batizado como ‘Vox Patris’ (‘A voz do Pai’), a peça foi encomendada pelo Santuário Divino Pai Eterno, um dos maiores centros de culto religioso do Brasil, e fará parte do novo templo que está sendo construído em Trindade, Goiás. A ornamentação do sino ilustra a história e atualidade do Santuário em Trindade, além de conter motivos característicos da fauna e flora

brasileiras. O grande desafio agora será seu transporte até o Brasil. Durante o inverno do hemisfério norte, o sino deverá permanecer enterrado no solo para esfriar e chegar ao seu estado final. Em seguida, seguirá de navio em uma viagem que deverá durar aproximadamente um ano. Técnicos avaliarão todas as forças do repicar do sino, que será instalado em uma torre de mais de 100 metros, para avaliar seu impacto na construção.

Espanha inaugura presépio bíblico monumental Com informações agência Gaudium Press. Com o propósito de evangelizar por meio do mistério da Encarnação através do presépio, foi inaugurado este mês em Alhama de Granada, Espanha, um presépio bíblico monumental. Montado no Convento de San Diego, que em anos anteriores já acolheu esta proposta natalina. A ideia de um Presépio de grandes proporções foi

do padre Víctor Manuel Valero Mesa, pároco de Alhama, que ainda colocou toda sua criatividade para a realização das cenas do presépio. A cada ano o sacerdote supera o projeto, e neste ano de 2018 projetou um presépio de 80 metros quadrados, sendo o maior de Granada, compreendendo mais de 300 figuras e mais de mil miniaturas. Também é bíblico

porque ali estão representadas todas as cenas do nascimento de Jesus desde a Anunciação até a fuga ao Egito, que foram tomadas dos Evangelhos de São Mateus e São Lucas. Além disso, contêm uma narração de 20 minutos, que é toda uma catequese auditiva, mas, sobretudo visual, com o acendimento das luzes e evocando o dia e a noite. Padre Valero destacou

w PRESÉPIO monumental está montado no Convento de San Diego

que “Não podemos perder de vista que o protagonista de tudo é Jesus Cristo, e por muito que façamos, e muito que

ponhamos, tudo colocamos por Ele e fazemos por Ele. O presepista dá a conhecer aos demais o mistério de Deus fei-

to homem conosco”. O Presépio monumental da Natividade de Jesus poderá ser até o dia 06 de fevereiro.

Igreja no Brasil

Catedral de Porto Alegre recebe exposição de presépios de vários países

C

om informações agência Gaudium Press. Recentemente, a Catedral Metropolitana de Porto Alegre inaugurou a exposição de presépios oriundos de diversas partes do mundo como Angola, Itália, Bolívia e Peru. As 19 peças são pertencentes a colecionadores e podem ser admiradas até o dia 13 de janeiro de 2019, no interior da Catedral, com w PRESÉPIOS são 19 peças pertencentes a diversos colecionadores entrada gratuita. Durante a cerimônia de comerciais, empresas e cen- vador, e o seu amor pela humanidade’ (Tt 3,4). É Natal!”, abertura da mostra, o Arce- tros de difusão da cultura. “Esta é uma forma privi- completou o prelado. bispo de Porto Alegre, Dom legiada para promover a saA realiz ação da exposição é Jaime Spengler, lembrou que “a tradição do presépio se es- cralidade inviolável do Natal; uma parceria da Arquidiocese palhou mundo afora”, sendo sacralidade que é aquela da de Porto Alegre com a Comismontado tanto nas igrejas própria vida! No presépio con- são Arquidiocesana de Arte quanto nas famílias, espaços templamos a manifestação ‘da Sacra (CAAS) e a Catedral públicos, estabelecimentos bondade de Deus nosso Sal- Metropolitana.

Mostra de presépios é inaugurada no Museu de Arte Sacra de São Paulo Com informações da agência Gaudium Press. “Os Artesãos e seus Presépios” entra em sua segunda edição no Museu de Arte Sacra de São Paulo (MAS-SP). Na Sala MAS - Metrô Tiradentes, “Os Artesãos e seus Presépios II” exibe 33 presépios criados por 15 artesãos paulistas, selecionados por meio de edital da Subsecretaria do Trabalho Artesanal nas Comunidades (SUTACO). Nesta mostra, é possível conferir peças em técnicas de modelagem, pintura, esmaltação e queima, marcenaria, escultura em madeira, com reutilização de resíduos têxteis, trançado e tingimento em palha de milho, reciclagem de papel e torção em metal.

“Essa exposição tem como objetivo mostrar como os artesãos paulistas homenageiam a chegada do Menino Jesus com figuras tradicionais e também de forma inovadora, difundindo a cultura popular”, afirma Marlene Augusta dos Santos, subsecretária substituta da SUTACO.


Igreja 7 Documento final do Sínodo sobre a juventude está disponível em português

1º Caderno

BELÉM, DE 21 A 27 DE DEZEMBRO DE 2018

"Resultado de um verdadeiro trabalho de equipe", diz Dom Sérgio da Rocha, relator sinodal

J

á está disponível a versão em português do Documento final do Sínodo sobre a Juventude, realizado em outubro deste ano. Dividido em três partes, 12 capítulos, 167 parágrafos e 60 páginas, o documento tem como fio condutor a passagem do Evangelho de Lucas sobre os discípulos de Emaús. “Pôs-se com eles a caminho”, “’Os seus olhos abriram-se’ – Um novo Pentecostes” e “Voltaram imediatamente’ – Uma Igreja jovem” são os títulos de cada uma das três partes do texto. Para o Arcebispo de Brasília (DF) e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do

Brasil (CNBB), Cardeal Sergio da Rocha, que foi o relator geral do Sínodo, o texto é “o resultado de um verdadeiro trabalho de equipe” dos padres sinodais, juntamente com os outros participantes no Sínodo e “em modo particular os jovens”. A primeira parte do documento recebeu a tradução “Pôs-se a com eles a caminho. Nela, é apresentado o contexto no qual os jovens estão inseridos. Ressalta-se a Igreja em escuta, apontam-se “três pontos cruciais” e são abordadas questões como identidade e relacionamento, além do ser jovem hoje. A segunda parte, “os

DIVULGAÇÃO

w DOCUMENTO tem como base o evangelho de São Lucas

olhos abriram-se”, reforça o papel renovador da juventude na Igreja,

portadora de uma “sã inquietação”. Acolhimento, respeito e acom-

panhamento ao dinamismo dos jovens são indicações deste trecho,

que aborda o dom da juventude, o mistério da vocação, a missão do acompanhamento e a arte de discernir. Por fim, em seu último título, que foi traduzido como “Voltaram imediatamente”, são pontuadas a sinodalidade missionária da Igreja, a caminhada conjunta com os jovens no cotidiano, o renovado ímpeto missionário e a formação integral. É desta parte do texto que sai o convite às Conferências Episcopais e às Igrejas particulares para prosseguir no processo de discernimento com o objetivo de elaborar soluções pastorais específicas à realidade juvenil.

Mundo juvenil e a fé cristã Dom Antônio de Assis Ribeiro - Bispo Auxiliar de Belém (domantoniodeassis@arqbelem.org)

O II Capítulo do Documento do Sínodo sobre os jovens: Três fenômenos cruciais (N. 21-36) INTRODUÇÃO

O

segundo capítulo do documento do Sínodo sobre os jovens aborda três fenômenos de grande impacto em nossos dias: o mundo digital, o fenômeno migratório e o drama da diversidade dos abusos. Tais fenômenos não estão longe uns dos outros, mas se cruzam provocando desastrosas consequências. A pastoral juvenil, profundamente encarnada nos contextos das juventudes, não pode desconsiderar tudo aquilo que perpassa a cultura e o mundo juvenil. Todavia, como apóstolos dos jovens, e bons pastores, somos chamados a crescer na sensibilidade pedagógica rica de discernimento e firmeza profética.

1

O mundo digital (N. 21-24) As novidades do ambiente digital nos apresentam três grandes características: tratase de uma realidade invasiva, que se expande nas redes digitais e tem uma profunda ambiguidade, sendo ao mesmo tempo, portadora de aspectos positivos como também geradora de oportunidades que possibilitam o acesso para o fomento de profundos males. a) O mundo digital é invasivo: o ambiente digital caracteriza o mundo contemporâneo; grande parte da humanidade está mergulhada na cultura digital de forma normal e contínua. Por isso, não se trata apenas de uma questão de «uso» de novos instrumentos de comunicação, mas de uma

nova cultura, uma nova mentalidade que mudou a relação espaço tempo. A cultura digital abraça atualmente o universo das relações humanas: «o ambiente digital não é um mundo paralelo nem puramente virtual, mas faz parte da realidade quotidiana de muitas pessoas, especialmente dos mais jovens». b) No mundo digital há boas oportunidades: as redes sociais constituem hoje uma «praça» onde os jovens vivem e passam o tempo deles; o mundo digital “nos oferece uma extraordinária oportunidade de diálogo, encontro e intercâmbio entre as pessoas, bem como de acesso à informação e ao conhecimento”; também nos favorece a participação sociopolítica e a cidadania ativa; por outro lado, também nos oportuniza a possibilidade de vivência de novas iniciativas pastorais voltadas para a evangelização dos jovens. Contudo, a cultura digital ainda não é um fenômeno igual em todas as regiões do mundo. c) O mundo digital tem obscuridades: o “ambiente digital é também um território de solidão, manipulação, exploração e violência”; por isso se usa hoje o termo “dark web” para designar o lado negativo do mundo digital. Os meios de comunicação digitais podem gerar dependência, isolamento, perda progressiva de contato com a realidade concreta; constata-se também diversas formas de violência como: o “cyberbullying”, notícias falsas (fake news), pornografia, preconceito, ódio,

difamação, discriminação e a exploração das pessoas para fins sexuais ou através do jogo de azar.

2

O fenômeno migratório (N. 25-28) Outro fenômeno muito forte, de dimensão mundial, da atualidade e que atinge diretamente o mundo juvenil, é a questão migratória que se manifesta pluriforme. O fenômeno migratório é estrutural, e não uma emergência transitória. Trata-se de uma realidade presente no interior de todos os países e que sempre aconteceu ao longo das eras. a) A migração tem muitas causas: as causas da migração são muitas, e podemos citar alguns exemplos, tais como: fuga da guerra, da violência, da perseguição política ou religiosa, dos desastres naturais, das mudanças climáticas e da pobreza extrema: muitos desses indivíduos são jovens, e partem, buscando em sua maioria oportunidades para si mesmos e para a sua família, sonhando com um futuro melhor para todos! A Igreja não deve se fechar para este processo, sobretudo diante da realidade juvenil: pois somos, todos nós, «estrangeiros e peregrinos sobre a terra» (Hb 11, 13). b) Os migrantes são explorados: muitos migrantes são levados por fantasias, expectativas irrealistas que acabam expondo-os a desilusões. Vivendo em condições de vulnerabilidade são violentados e explorados pelo tráfico de seres humanos, sofrem abuso psicológico, físico e tribulações

indescritíveis. Em muitos lugares cresce a xenofobia. c) O sofrimento psicoafetivo: os jovens migrantes se separando de seus contextos de vida sofrem com o desenraizamento cultural, religioso e a separação dos seus parentes. A Igreja é chamada a estimular a promoção da cultura do acolhimento e promoção da defesa da dignidade humana.

3

O drama dos abusos (N. 29-31) O terceiro grande fenômeno humano apresentado no segundo capítulo do documento do Sínodo dos jovens é a questão dos abusos sexuais cometidos por alguns líderes religiosos e leigos causando profundo sofrimento para suas vítimas e para toda a Igreja e sociedade. a) Perdão e prevenção: a Igreja, reconhecendo o pecado de poucos que feriu a dignidade de suas vítimas e atingiu a dignidade da própria Igreja, pede perdão e reconhece que, em alguns lugares, isso provocou um sério obstáculo para a sua missão. O Sínodo renovou o compromisso do “firme empenho na adoção de rigorosas medidas de prevenção que impeçam a sua repetição, começando pela seleção e formação das pessoas às quais serão confiadas tarefas de profunda responsabilidade e posturas educacionais rígidas”. b) Existem vários tipos de abusos: os bispos reconheceram que esse fato não está isolado, pois há outros tipos de abusos, tais como: abuso de poder, abusos econômicos, abuso de consciência...

c) Causas dos abusos: a diversidade dos tipos de abusos tem causas variadas: o desejo de domínio, a falta de diálogo e de transparência, ambiguidade, vazio espiritual, fragilidade psicológica, doença, corrupção, o clericalismo... d) Gratidão e encorajamento: apesar dos males que a fazem sofrer, a Igreja reconhece, aprecia e encoraja o compromisso sincero de incontáveis leigos, leigas, sacerdotes, consagrados, consagradas e bispos generosos que servem todos os dias com honestidade e dedicação, ao serviço dos jovens. O Serviço da Igreja “é como uma floresta que cresce sem fazer barulho. Também muitos dos jovens presentes no Sínodo manifestaram gratidão a quantos os têm acompanhados, reiterando a grande necessidade de terem modelos a ser seguidos”. O Senhor Jesus, que nunca abandona a sua Igreja, dá-lhe a força e os instrumentos necessários para que percorram um caminho novo, sem, porém, desviarmos o olhar dos seus ensinamentos de amor. REFLEXÃO:

1 2 3

Você tem aproveitado as oportunidades do mundo digital para evangelizar? Quais iniciativas podemos tomar para irmos ao encontro dos jovens migrantes? Quais as múltiplas formas de abusos que encontramos hoje na sociedade que fere a dignidade humana? E o que podemos fazer para promover a cultura do equilíbrio e do respeito?


8

Nazaré Repórter

BELÉM, DE 21 A 27 DE DEZEMBRO DE 2018

J CAMPANHA DE

J AÇÃO NATALINA

A Paróquia Santo Antônio de Lisboa, localizada na rua dos Tamoios, 1875, bairro Batista Campos, em Belém, está em campanha de arrecadação de alimentos não perecíveis para o natal, chamada “Belém a casa do Pão”, onde envolve todas as paróquias da Arquidiocese. O projeto tem como objetivo arrecadar estes alimentos para distribuir às famílias carentes no Natal. Faça sua doação na secretaria paroquial. Mais informações: (91) 3215-7004.

A Paróquia São Raimundo Nonato, localizada no bairro do Umarizal em Belém, convida a todos a participarem neste sábado, 22, a partir das 8h, do Café da manhã com moradores de rua e necessitados, em frente à igreja matriz. Leve algo para ser partilhado. O objetivo é levar o espírito natalino e oferecer um café da manhã especial para os mais necessitados. Também estão sendo arrecadados na secretaria paroquial alimentos não perecíveis que, serão destinados a Campanha “Belém Casa do Pão”. Contribua! Mais informações: (91) 32774644.

ARRECADAÇÃO

J RÉVEILLON DA PAZ SHALOM A Comunidade Shalom Belém convida a todos a participarem do Réveillon da Paz. O evento acontece no dia 31 de dezembro, no Cassazum, localizado na avenida Duque de Caxias, 1375, bairro do Marco, a partir das 22h. Durante a programação, haverá Santa Missa, adoração e show da cantora Victória

Salzer e banda para animar a noite. Reúna sua família e amigos, leve sua ceia e brinde a chegada de um novo ano, consagrando 2019 a Jesus! Os ingressos estão sendo vendidos online no site através do link: http://bit.ly/reveillondapaz ou nas livrarias Shalom São Brás e Cidade Nova. Mais informações: (91) 3353-9956.

1º Caderno

RÁDIO NAZARÉ

Z MH 3 . 91 FM

l PLANEJAMENTO FINANCEIRO É ASSUNTO NA RÁDIO NAZARÉ FM Fim do ano se aproxima... é hora de começar a pensar no planejamento do ano que se inicia e rever como foi sua situação financeira. Pensando nesse assunto, a Rádio Nazaré FM apresenta na próxima quarta-feira, 26, no programa "Educação e cidadania" o tema “Educação Financeira”. Um especialista vai falar sobre a temática. Sintonize 91,3 MHz

a partir das 16h. O ouvinte pode interagir durante a programação ligando para a central de atendimento, no número 4006-9211, no whatsApp da Rádio Nazaré 98814-0275 ou ainda pelo facebook.com/ radionazare. Participe!

RÁDIO NAZARÉ FM - 91,3. A SERVIÇO DA VIDA. NOSSA MISSÃO É EVANGELIZAR!

REDE NAZARÉ DE TELEVISÃO

AL CAN

30

J CANTATA NATALINA O Ministério de música "Unidos por Jesus", que pertence à Paróquia Rainha da Paz, localizada na rua Ajax de Oliveira no bairro do Benguí, em Belém, realiza neste domingo, 23, a Cantata natalina sob o tema “Nascerá o amor de Deus entre nós”. Durante a programação, haverá teatro, encenações e apresentação musical. O evento ocorre após a Santa Missa paroquial, às 19h. Participe com a sua família! Mais informações: (91) 3277-4645.

J AUTO DE NATAL

J CAMPANHA BELÉM CASA DO PÃO

A Paróquia Nossa Senhora do Bom Remédio, localizada no Conjunto Satélite WE 6, bairro do Coqueiro em Belém, promove neste sábado, 22, o Auto de Natal encenado pelo grupo de jovens da paróquia, chamado “Mojomi”. O evento ocorre na quadra de esportes da paróquia, após a Santa Missa, as 20h30. Participe deste momento com sua

A Paróquia Mãe da Divina Providência, em parceria com a Associação Cáritas Arquidiocesana Belém iniciou a campanha “Belém Casa do Pão”, que tem como objetivo arrecadar alimentos não perecíveis para distribuição de cestas básicas para as famílias carentes neste final de ano. Você pode doar e ajudar na campanha. Entregue sua contribuição na secretaria da Paróquia Mãe da Divina

família! Mais informações: (91) 3289-5355.

l MISSA DO GALO NA TV NAZARÉ Acompanhe pela TV Nazaré, canal 30.1 – ou na sintonia de sua cidade – a transmissão ao vivo da Missa do Galo, no dia 24, às 21h, na Catedral Metropolitana de Belém,

PORTAL NAZARÉ

presidida pelo Arcebispo Dom Alberto Taveira Corrêa. Dia 25, a Santa Missa de Natal, também na Catedral, às 19h, presidida pelo cônego Roberto Cavalli. W. WW RE. AZA ON M.BR A C CO DA FUN

Providência em horário comercial. Mais informaçõe pelo número (91) 32572388.

l TV NAZARÉ: PROGRAMA “EM FAMÍLIA”

J ADORAÇÃO AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO

J FORMAÇÃO DE LÍDERES

A Paróquia São Domingos de Gusmão promove toda quintafeira, às 19h, a Adoração ao Santíssimo Sacramento, com muita música e louvor, na Comunidade Cristo Libertador, localizada na

A Paróquia Mãe da Divina Providência, localizada no conjunto Providência, em Belém, abriu as inscrições para a Escola de Formação de Líderes que aborda temas relacionados à Teologia, introdução literária às Sagradas

passagem 1º de Maio, entre passagem Canaã e passagem Leão. Todos estão convidados a participar deste momento de graça, louvando e adorando Jesus Cristo. Mais informações: (91) 3274-4746.

Escrituras, história da Igreja Católica e assuntos espirituais. O curso terá duração de seis meses e inicia em janeiro de 2019. As inscrições podem ser realizadas na secretaria paroquial. Mais informações: (91) 3257-2388.

Nesta sexta-feira, 21, a Fundação Nazaré de Comunicação realiza mais uma edição do programa especial “Em Família”, a partir das 9h, em sua sede na avenida Governador José Malcher, no edifício Paulo VI, 915, no bairro de Nazaré. A Fundação estará de portas abertas para receber os sócios evangelizadores e todos

que desejam conhecer um pouco mais dos bastidores e do trabalho realizado pelos veículos de comunicação da instituição. Participe ou acompanhe tudo ao vivo pela Rede Nazaré de Televisão, Rádio Nazaré FM, Portal Nazaré e redes sociais. Envie sua mensagem para nossa página no Facebook: /FNCBelem ou Twitter: @ FundacaoNazare.


1º Caderno

C

om informações da CNBB - A Nunciatura Apostólica no Brasil comunicou quarta-feira, 19, a decisão do Papa Francisco em nomear bispo para a vacante Diocese de Palmeira dos Índios, no Estado de Alagoas, o padre Manoel de Oliveira Soares Filho, atualmente pároco da Paróquia Nossa Senhora Aparecida em Dom Eliseu, no Pará. Padre Manoel de Oliveira Soares Filho nasceu em 26 de setembro de 1965, em São Domingos do Capim (PA). Ingressou para a vida religiosa no seminário menor Santo Alexandre Saulli, em 20/02/1983. Cursou Filosofia no seminário arquidiocesano São Pio X e Teologia no Instituto Pastoral Regional (IPAR), ambos em Belém (PA). Também formou-se em Ciências da Religião pela Universidade Vale do Acaraú, em 2003,

Igreja 9 Papa nomeia paraense para Diocese de Palmeira dos Índios BELÉM, DE 21 A 27 DE DEZEMBRO DE 2018

Padre Manoel de Oliveira Soares Filho segue para a Igreja de Alagoas FOTOS: DIVULGAÇÃO

w PE. MANOEL despede-se do rebanho de Dom Eliseu, no Pará

e em Sociologia pela Universidade Federal do Pará (UFPA), em 2008. Possui pós-graduação em Desenvolvimento Urbano, Políticas Públicas e Ordenamento Territorial também pela UFPA. Em 28/06/1992, ordenou-se diácono na Paróquia Nossa Senhora Aparecida em Rondon do Pará (PA). Ordenou-se padre em 26/09/1993, em São Domingos do Capim (PA). Foi vigário nas paróquias Santa Luzia do Pará, em cidade homônima, Nossa Senhora da Conceição, em Ourém

(PA), Sagrado Coração de Jesus, em Bragança (PA), Nossa Senhora da Piedade, Irituia (PA) e Nossa Senhora Aparecida, Dom Eliseu (PA). Exerceu as funções de Coordenador Diocesano de Pastoral, de 1996 a 2001. Desde 2000, é membro do Conselho Presbiteral e também é vigário geral. SAUDAÇÃO - A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) enviou saudação ao padre Manoel. O texto é assinado pelo secretário-geral da Conferência, Dom Leonardo Steiner.

Mater ecclesiae Pe. Wiremberg Miranda (wiremberg.miranda@gmail.com)

S

anta Maria é presente em todo o ano litúrgico e civil, terminando mais um ano civil 2018, gostaria de trazer à mens essa reflexão: a presença de Nossa Senhora em todo nosso ano, seja pela liturgia presente de modo físico e sistemático mês a mês no missal romano, seja pelas diversas manifestações populares que temos em nossa realidade eclesial de diversos “círios” celebrados ou noutros momentos variados. Um dos hinos mais belos da liturgia bizantina do Natal canta: “O que te ofereceremos Ó Cristo? Que coisa podemos oferecer-te? Tu que por nós apareceste, homem, sob a terra! Cada uma das (criaturas criadas) por ti oferecem a ação de graças: os anjos, O hino; os céus, a estrela; os magos, os dons; os pastores, o espanto; a terra, a gruta; o deserto, a manjedoura; mas nós te oferecemos uma Mãe Virgem” (Antho loghiondituttol´anno, Vol. I, Roma 1999, 1155) (tradução nossa).

Presença de Maria no nosso ano 2018 A Virgem Maria, portanto, está presente em

todas as orações eucarísticas no seu devido

lugar de honra, ainda no Credo na missa: “...

nasceu da Virgem Maria”, no ato penitencial “... e peço a Virgem Maria” e naquelas mis-

sas que lhe são próprias e devidas, no comum de Nossa Senhora, na memória de Santa Maria aos sábados, e na coletânea de missas a Ela dedicada. Conquanto, sabemos ser Santa Maria uma mulher litúrgica no mais alto grau de alcance da palavra. A Mãe de Deus é aquela que contém todo o mistério de Cristo, assim sendo é considerada o principio e o fim, “Alfa e ômega”, como escreve meu professor de Roma católico/bizantino, da mesma celebração litúrgica. Isto, portanto, reconduz ao papel fundamental que Maria ocupa na história da

w IMAGEM de Nossa Senhora

salvação e que continua desde sempre a portar-se na liturgia da Igreja, como o quer o tradicional “lexorandi, lexcredendi”

a (lei da oração a lei do crer e celebrar).A lei da oração é a lei da crença ou “o conteúdo da oração é o conteúdo da fé “,

refere-se à relação entre adoração e fé: Porém aquilo que une as Igrejas do Oriente e do Ocidente é a comum certeza da real e materna presença da Mãe de Deus na vida dos fiéis, a liturgia bizantina, portanto, supera longamente e de longas, aquela nossa romana por seus conteúdos e suas expressões requintadamente mariana. Paulo VI na MarialisCultus reconhece que as liturgias orientais louvam a Virgem com “alto lirismo e profunda doutrina” (n. 32). O Culto a Virgem Maria se difunde em toda Igreja do Oriente depois passa ao Ocidente ao tempo do Papa Sergio I (+ 701) a este grande papa devemos muitas memorias marianas celebradas no Oriente e no Ocidente. Portanto, devemos redescobrir a cada momento do ano litúrgico que celebramos as origens da nossa devoção a Mãe de Deus, devemos

conhecer o patrimônio litúrgico mariano e nos permitir de fazê-lo, seja do Oriente que do Ocidente para contemplarmos uma parte da beleza, seja nas imagens tema de um de nossos artigos, a imagem, o ícone, o local sagrado de nossas Igrejas e devoções. Caríssimos leitores e amigos no final de mais um ano desejo a todos um Feliz e Santo Natal, e a gratidão sempre a Deus e sua Mãe Santíssima duma esperança vindoura,Feliz Ano Novo. E que Deus vos ilumine sempre com seu Natal. Obrigado a equipe do VOZ de Nazaré e a todos nossos leitores, em 2019 continuemos firme na esperança em Cristo Nosso Senhor!

Ao Rei dos séculos Imortal e Invisível, juntamente com sua Mãe a Santíssima Virgem – honra e glória pelos séculos dos séculos. Amem!

Cursilho de Cristandade Pe. Antônio Mattiuz, csj (antoniomattiuz@gmail.com)

C

Dizem que os humanos descendem dos macacos

erto dia três macacos sentados na copa de um coqueiro discutiam sobre coisas que ouviram dizer. O macaco mais velho disse: há rumor de que os humanos descendem da nossa nobre raça, mas não pode ser verdade. O outro respondeu: Essa idéia é uma desgraça. O terceiro macaco

disse: Não pode ser. Nunca se ouviu dizer que alguma mãe macaca deixou seus bebês famintos ou que os arrancou de seu ventre. O 1º macaco disse: Também nunca se ouviu dizer que alguns macacos cercassem coqueiros e deixassem outros macacos sofrendo a fome enquanto que os cocos se apodrecem.

Também nunca se ouviu dizer que algum macaco tenham assaltado e matado outros macacos da sua espécie para roubar o que eles tinham. Jamais se ouviu dizer que um macaco saiu por ali com arma para matar outros macacos. Jamais se ouviu dizer que macacos tenham devastado florestas, ate-

ado fogo na mata, sujado as águas dos rios e das fontes onde bebemos. E os três macacos concordaram: É impossível os humanos descenderem da nossa nobre raça. Eles descendem de alguma outra espécie bem rude”. O macaco mais velho disse: manos, com certeza os humanos não descendem de nós e nem

são nossos parentes, pois a maldade deles é demais grande. Infelizmente aqueles três macacos tinham razão. A maldade de alguns humanos imensa: furtam, roubam, estupram até crianças, jogam no ar som tão alto que estouram os tímpanos e os nervos e abalam a harmonia e a saúde das

pessoas. São poucos os humanos tão perversos, mas eles envergonham toda a raça e são uma praga danosa. A maldade desses poucos inferniza e desonra a raça humana. Amigo, honra a raça humana, vive a tua dignidade de filho de Deus e colabora para um mundo melhor.


10

Santa Missa

BELÉM, DE 21 A 27 DE DEZEMBRO DE 2018

1º Caderno

Horários de Missas nas paróquias da Arquidiocese de Belém REGIÃO EPISCOPAL SANT’ANA Nossa Senhora da Graça (Catedral) Cidade Velha - Belém Sábado: 19h, Domingo: 7h, 9h e 19h Telefone: 2121-3723/ 2121-3724 N. Sra. das Mercês (Reitoria) Comércio - Belém Sábado: 12h e 17h, Domingo: 12h e 17h Sant'Ana da Campina Comércio - Belém Sábado: 12h (Igreja Matriz) Domingo: 7h (Col. D. Bosco) 9h (Igreja Matriz) Telefone: 3230-3734 São Judas Tadeu Condor - Belém Sábado: 19h. Domingo: 7h, 9h e 19h Telefone: 3115-6020 Santa Teresinha do Menino Jesus Jurunas - Belém Sábado: 6h e 18h30 Domingo: 6h30, 8h30 e 18h Telefone: 3272-2251 Santo Antônio de Lisboa Batista Campos - Belém Sábado: 6h30, 12h, 17h e 18h30 Domingo: 8h, 11h, 17h, 18h30 e 20h Telefone: 3215-7004/ 3222-0097 Santíssima Trindade Campina - Belém Sábado: 16h,Domingo: 7h, 10h, 11h30, 17h30 e 19h Telefone: 3215-7007/ 3242-4917

Nossa Senhora de Nazaré (Basílica Santuário) Nazaré - Belém Sábado: 7h, 8h30,12h,17h Domingo: 6h30, 8h, 10h, 16h30, 18h e 20h Telefone: 4009-8400 São Francisco de Assis (Capuchinhos) São Brás - Belém Sábado: 19h30 Domingo: 6h, 7h30, 9h30,18h, 20h Telefone: 3073-1500 Santo Antônio do Tucunduba Guamá - Belém Sábado: 19h30 Domingo: 7h e 19h30 Telefone: 3274 -9001 REGIÃO EPISCOPAL SANTA CRUZ Imaculada Conceição Castanheira - Belém Sábado: 17h. Domingo: 7h e 19h Telefone: 3277-4642/98111-8110 São Sebastião Sacramenta - Belém Sábado e domingo: 7h, 17h e 19h Telefone: 3264-9060/3254-7354 Jesus Ressuscitado Marambaia - Belém Sábado: 18h Domingo: 7h, 10h e 18h Telefone: 3277-4643 São Geraldo Magela Val de Cans - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h30, 11h e 18h Telefone: 3257-7950

Telefone: 3297-7250 São Francisco de Assis Tapanã - Belém Domingo: 7h e 18h30 Telefone: 3258-8036 Nossa Senhora de Fátima Icoaraci - Belém Terça, quinta e sexta: 18h30 Sábado: 19h - Domingo: 19h Telefone: 3297-7251

São Francisco das Ilhas Cotijuba - Belém Terça e quinta: 19h30 Sábado: 19h30 Domingo: 7h e 19h30 Telefone: 3247-1438

Sagrado Coração de Jesus Júlia Seffer - Ananindeua Sábado: 19h Domingo: 7h30, 9h e18h Telefone: 3265-5413

Nossa Senhora da Imaculada Conceição Outeiro - Belém Terça e quinta: 19h; Sábado: 9h Domingo: 7h e 18h Telefone: 3267-1174

Sagrado Coração de Jesus Distrito Industrial - Ananindeua Sábado: 19h Domingo: 7h, 8h30 e 17h30 Telefone: (91) 98855 - 2232

Nossa Senhora do Livramento Icoraci - Belém Terça, quinta, sexta e sábado:19h Domingo: 7h e18h Telefone: 3288-4250

Paróquia Nossa Senhora do Carmo Benevides Sábado - 19h Domingo - 8h e 19h Telefone: (91) 3724-1098

Divina Misericórdia Águas Negras - Icoaraci Terça a sexta: 18h30 Sábado: 17h e 19h30 (comunidade) Domingo: 7h e 19h 30

São José Umarizal - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 11h e 19h Telefone: 3230-1633

São Jorge Marambaia - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h, 17h e19h Telefone: 3277-4641

São Francisco de Assis Campina - Icoaraci Domingo: 7h, 9h e 18h30 De terça-feira a sexta-feira: 19h Telefone: 3297-0765

Santa Luzia Jurunas - Belém De terça a sexta-feira: 19h Sábado: 18h30 Domingo: 7h; 9h; 18h30 Telefone: 3271-2146

São Raimundo Nonato Umarizal - Belém Sábado: 6h30 e 18h Domingo: 6h30, 8h30 e 18h Telefone: 3277-4644

REGIÃO EPISCOPAL CORAÇÃO EUCARÍSTICO DE JESUS

Nossa Senhora do Carmo Cidade Velha Sábado: 18h - Domingo: 7h REGIÃO EPISCOPAL SANTA MARIA GORETTI Santa Maria de Belém Terra Firme - Belém Terça: 19h Sábado: 19h - Domingo: 7h30 e 19h Telefone: 3253-5422 São Pedro e São Paulo Guamá - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h e 18h30 Telefone: 3283-6021/3259-0413 São José de Queluz Canudos - Belém Segunda a sábado: 6h30 e 19h Domingo: 7h, 10h, 17h e 19h Telefone: 3226-2612 São Domingos de Gusmão Terra Firme - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h e 19h30 Telefone: 3253-2656/3274-4746 São Miguel Arcanjo Cremação - Belém Sábado: 18h30 Domingo: 7h30, 11h e 18h30 Telefone: 3283-6022 Nossa Senhora de Fátima Fátima - Belém Sábado: 17h30 Domingo: 6h45, 8h30, 17h30 e 19h30 Telefone: 3266-1392/3226-0503 Santa Maria Goretti Guamá - Belém Domingo: 9h30 e 18h Telefone: 3283-6023

Santa Cruz Marco - Belém Sábado: 18h30 Domingo: 7h, 9h, 11h e 18h30 Telefone: 3277-4640/3276-0941 Nossa Senhora da Conceição Aparecida Pedreira - Belém Terça a Sábado: 18h Dom.: 7h, 9h e 18h/1ª Sexta-mês: 9h Telefone: 3233-4224/3276-9573 São Francisco Xavier Marco - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h e 18h Telefone: 3352-8845 N. Senhora, Mãe da Divina Providência Val de Cans - Belém Sábado:19h - Domingo: 7h e 19h Telefone: 3257-2388 Sagrada Família Curió Utinga - Belém. Sábado: 7h e 19h30 Domingo: 7h, 9h e 19h30 São João Paulo II Souza - Belém De terça a sábado: 18h Domingos: 8h e 18h Telefone: 3277-4062 Nossa Senhora de Loreto Marco - Belém Telefone: (91) 3355-6302 Sábado: 17h Domingo: 7h, 9h, 11h, 17h e 19h São Benedito Rua São Benedito, Barreiro Terça a sexta-feira - 19h Sábado - 8h (missa com crianças) Domingos - 7h30 e 18h30 REGIÃO EPISCOPAL SÃO JOÃO BATISTA São João Batista e Nossa Senhora das Graças Icoaraci - Belém Terça a sexta: 6h30 Sábado: 6h30, 17h, 20h Domingo: 7h e 18h

N. Senhora Auxiliadora Anita Gerosa (Aurá) - Ananindeua Domingo: 7h e 18h Telefones: 3255-3828 N. Senhora das Vitórias Almir Gabriel - Marituba Sábado: 19h Domingo: 7h, 19h Telefone: 3292-0013

Santo Afonso de Ligório Pratinha - Belém Sábado: 19h Domingo: 8h30 e19h Telefone: 3258-1554/3274-8281

Nossa Senhora de Lourdes Nazaré - Belém Seg a Sáb: 6h30 e 18h Domingo: 7h, 9h, 17h30 e 19h30 Telefone: 3223-5728

REGIÃO EPISCOPAL MENINO DEUS

Jesus Bom Samaritano Tapanã - Belém Domingo: 7h30 e 19h30 Telefone: 3033-2004

N. Sra do Perpétuo Socorro Telégrafo - Seg. a sábado: missa - 19h Domingo: missa: 7h, 8h30, 17h30 e 19 h - Telefone: 3233 1797

Nossa Senhora da Conceição Cidade Velha - Belém Sábado: 18h30, Domingo: 7h, 9h e 18h Telefone: 3215-7006

Domingo: 7h30. 9h30 e 19h Telefone: 3234-4674

Coração Eucarístico de Jesus Catalina - Belém Sábado: 18h Domingo: 7h, 10h e 18h Telefone: (91) 3285-1433 Santo Antônio de Pádua Rod. Mário Covas - Coqueiro, Ananindeua Sábado: 19h. Domingo: 7h e 18h Telefone: 98152-2200 Santa Edwiges Mangueirão - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h30 e18h Telefone: 3279-1654 N. Senhora Rainha da Paz Bengui - Belém Domingo: 7h, 9h e 18h30 Telefone: 3277-4645 Nossa Senhora do Bom Remédio Conjunto Satélite - Belém Sábado: 17h30 Domingo: 7h e 18h30 Telefone: 3289-5355/3248-1136 Natividade de Nosso Senhor Jesus Cristo Conjunto Sideral - Belém Domingo: 7h, 9h e18h Telefone: 3067-2017 Santa Luzia do Bom Futuro Cabanagem - Belém Sábado: 17h - Domingo: 7h e 19h São José de Anchieta Alameda Ns-13, 65 - Coqueiro Sexta - 7h30 Domingo - 7h; 18h Santa Teresinha do Menino Jesus Tenoné - Belém Domingo: 7h e 18h Telefone: 3289-5368 Nossa Senhora de Lourdes Coqueiro - Ananindeua Sábado: 17h. Domingo: 7h e 19h Telefone: 3275-2391 Arcanjo São Miguel Una - Ananindeua Sábado: 19h

Menino Deus Centro - Marituba Domingo: 6h, 8h30 e 18h Telefone: 3237-8351 N. Sra. de Nazaré Marituba - Quarta - feira Horário de Missa: às 19h Domingos: às 8h30 Telefone: 98040-5117 /98102 - 7344 N. Sra. das Graças Centro - Ananindeua Sábado: 19h Domingo: 7h e 19h Telefone: 3255-2654 N. Sra. do Ó Vila - Mosqueiro Sábado: 19h30 Domingo: 6h30, 9h30 e 19h30 Telefone: (91) 3771-1278 São Pio X Águas Lindas - Ananindeua Domingo: 7h30 e 19h30 Telefone: 32155-2583 Santa Rosa de Lima Independente - Benevides Terça a Sexta:18h, Sábado:17h, 19h Domingo: 07h30 e 19h Telefone: (91)3724- 1135 Bom Pastor Nova Marituba - Marituba Segunda a Sexta: 18h Sábado: 6h, 9h30 e 19h Domingo: 6h, 9h30 e 19h Telefone: 4106-0202 N. Sra da Conceição Praça Matriz - Benfica Domingo: 6h15 e 19h30 Telefone: 3450-8147 N. Sra da Conceição Carananduba - Mosqueiro Ter a Sex: 18h30 Sábado: 18h30 Domingo: 7h e 19h Telefone: 3772-1183 Santa Bárbara Centro - Santa Bárbara Domingo: 7h30 e 19h Telefone: 3776-1529 São Marcos Uriboca - Marituba Terça: 19h. Domingo: 7h e 19h Telefone: 3237-8351 Pedro Pescador Baía do Sol - Mosqueiro Ter a sexta: 19h (Igreja S. Sebastião) Quarta: Matriz - 19h Sábado:19h (Igreja São Sebastião) Domingo: 8h (Ig. S. Sebastião); 10 h 3 0 ( I g . D i v. E s p . S a n t o ) ; 19h ( Matriz) Telefone: 99919-4153

Área Missionária São Paulo, Apóstolo Rodovia BR-316 Domingo: 9h e 11h Telefone: 98292-9199 Santíssimo Sacramento Nova União - Marituba Sábado: 18h30 (Capela N. Sra. do Perpétuo Socorro) Domingo: 18h30 (Capela S. Francisco de Assis) REGIÃO EPISCOPAL SÃO VICENTE DE PAULO Cristo Rei Guanabara - Ananindeua Domingo: 7h, 9h30 e 19h Telefone: 3235-1405 Divino Espírito Santo Cidade Nova - Ananindeua Sábado: 7h. Domingo: 7h, 9h e 18h Telefone: 3263-0603 Santo Inácio de Loyola Icui Guajará - Ananindeua Domingo: 7h e18h Telefone: 991541971 São Lucas Evangelista Guajará - Ananindeua Quinta : 7h e 18h30. Sexta: 18h30 Sábado: 9h e18h30. Domingo: 7h, 17h e 19h Telefone: 3353-0364 Santa Maria Mãe de Deus Maguari - Ananindeua Terça, quarta, sexta e sábado: 7h Quinta: 19h; Domingo: 7h e 19h Fone: (91) 3255-5284 Santa Teresinha Águas Lindas - Ananindeua Domingo: 7h30 e 18h Telefone: 9916-4548/99169-3443 N. Senhora de Guadalupe Coqueiro - Ananindeua Terça a sexta: 19h Sábado: 18h30 Domingo: 7h ,9h e18h Telefone: 3245-7440 Cristo Peregrino Jaderlândia - Ananindeua De Segunda a Sábado: 19h Domingo: 7h,17h e19h Telefone: 3237-9891 Santa Paula Frassinetti Cidade Nova VI - Ananindeua Segunda e quarta: 18h30 Terça e quinta: 19h30 Sexta: 7h. Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h, 18h Telefone: 3279-2620 Transfiguração do Senhor Curuçambá - Ananindeua Sábado: 18h30 e 20h Domingo: 7h e 18h30 Telefone: 3286-8570 Santa Rita de Cássia Cidade Nova V - Ananindeua. Sábado: 6h30 e 17h30 Domingo: 6h30, 8h30, 7h30 e 19h30. Telefone: 3273-3191/ 3273-3310 Paróquia Santíssimo Redentor Icuí-Guajará - Ananindeua Sábado: 19h30 - Igreja Matriz Domingo: 7h - Igreja Matriz 9h - Comunidade Santo Afonso 17h - Igreja Matriz 19h - Comunidade Cristo Rei São Vicente de Paulo Paar - Ananindeua Domingo: 7h, 8h30 e 19h São José Operário Conj. Carnaúba, Icuí - Ananindeua Domingo: 7h e 18h Telefone: 3295-3545/3031-1172 Nossa Senhora do Amparo Cidade Nova 8 - Ananindeua Terça a Sexta: 19h - Sábado: 19h30 Domingo: 7h, 9h e 18h Telefone: 3287-2418 Santo André Apóstolo Coqueiro - Ananindeua Segunda a sexta - 19h Sábado: 19h45 - Domingo: 8h 19h Telefone: (91) 3235-1658

Não encontrou o horário das missas da sua paróquia aqui? Entre em contato com seu pároco ou com a secretaria da sua paróquia e solicite que nos informem para podermos publicar.


1º Caderno

Fundação Nazaré 11

BELÉM, DE 21 A 27 DE DEZEMBRO DE 2018

FOTOS:LUIZ ESTUMANO

w ENCONTRO de Dom Alberto com os ouvintes foi na confraternização

A

jornada da vida repassada com poesia, louvores a Deus e a Maria Santíssima, oração e a presença do Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa, celebraram o oitavo encontro do programa “A vida e o tempo”, da Rádio Nazaré FM, no último dia 15, durante confraternização realizada na sede da Fundação Nazaré de Comunicação. A apresentadora Eleonice Ribeiro, carinhosamente conhecida como Nice, e a equipe de produção comandaram a festiva manhã de confraternização. A poesia marcou o início da confraternização, seguida por Dom Alberto que conversou com os ouvintes e com equipe do programa “A vida e o tempo”. Relatou ser “imensa alegria que sinto hoje em partilhar deste momento

w ENCONTRO ocorreu na sede da Fundação Nazaré

Encontro entre ouvintes e Arcebispo de Belém

Dom Alberto prestigiou ouvintes do programa “A vida e o tempo” com todos vocês”. O programa “A vida e o tempo” está na grade de programação da Rádio Nazaré FM há 12 anos pela frequência 91.3 Mhz, todos os sábados às 17h, produzido pela Pastoral da Pessoa Idosa (PPI)com apoio da Arquidiocese de Belém, e de diversas entidades que dão apoio indireto ao programa buscando sempre esclarecer temas de relevância para a comunidade da melhor idade. Dom Alberto teve a oportunidade de conversar com os ouvintes como a senhora Joana

w EQUIPE do programa "A vida e o tempo" com Dom Alberto

Amoras, cuja fidelidade a conduz sempre a prestigia a Rádio Nazaré FM. O Arcebispo pontuou na sua saudação para os ouvintes que “a vida, se

refletirmos bem, é uma dádiva maravilhosa de Deus para nós em todo o tempo”, destacou, relacionando depois que “cada etapa que percor-

remos, está ligada ao tempo. É pelo discernimento de usufruirmos bem este dom que sabemos a hora certa de colher as maravilhas de Deus”, disse

o pastor, enaltecendo a importância do programa: “Nesse sentido, o programa “A vida e o tempo” cumpre o seu papel, também como Igreja, junto aos ouvintes e isso nos deixa muito felizes”. ORAÇÃO - Após a palavra de Dom Alberto, houve um momento de oração pelo restabelecimento da saúde do Arcebispo, quando todos invocaram a intercessão de Nossa Senhora da Saúde. A oração foi concluída com a participação da jovem Carolina do Socorro Lucena da Rocha, 21 anos, psicóloga que brindou a todos cantando o hino “Ave Maria” em saudação a Dom Alberto, que retribuiu ofertando aos presentes a Medalha Milagrosa. Seguiramse homenagens entre os ouvintes e equipe do programa.

Parabéns para você! DIVULGAÇÃO

E

u agradeço a Deus pelo dom da vida, e por mais um ano, poder celebrar essa graça. Agradeço por estar comemorando ao lado de minha família. Que continuemos juntos na fé e no amor. Agradeço pelo meu emprego que por intercessão de Nossa Senhora de Fátima, Deus me abençoou. Agradeço também à Fundação Nazaré pela evangelização. ELIELSON SANTANA DAS NEVES, coordenador de Merchandising 39 anos, 24/12

21/12 Almira dos Santos Brito Ana Lobato Pereira Cibelle Fernandes Cleide Fernandes Costa Edna Terezinha Ribeiro de Moraes Ismael Neves Tavares Raimundo Paz Moura Rosângela Seixas Melo Sônia Maria Bitar Braga Terezinha de Jesus Nunes de Lima

Thomé da Conceição Saraiva Vicente dos Santos Oliveira 22/12 Adriano Mesquita Tavares Antônia Xavier Pires da Costa Casal Francisco Antonino Chaves e Aldenei Loureiro Chaves Casal Sebastião Orlenilco Marques e Silvia Maria Marques Degmar Silva Miranda Francisco Teles Rodrigues Francisco Xavier Gomes Pantoja Geralda Benevides Ramos Iloana Silva Juliana Reis Moraes Laura Oliveira da Costa Maria de Nazaré Rocha de Sousa Trizalda Vidal de Oliveira 23/12 Casal Manoel Pantoja de Souza e Maria Silva de Souza Edelburga de Jesus Queiroz Heliana Segtowick da Silva Idamir Duarte Barbosa Lucimar de Sousa Oliveira Maria Astrogilda Solano de Oliveira Maria de Jesus Franco Maria Zélia Gonçalves Rosângela do Socorro Pena de Carvalho Rosilda Natalina dos Reis Damasceno 24/12 Carmita da Silva Barros Casal Arivaldo Augusto Leite e Sandra Maria Failache Casal Luiz Andrade Silva e Edilena Madureira Silva Cleidiane Nascimento de Sousa Elielson Santana das Neves Malvina da Silva Andrade Maria das Graças Oliveira Ferreira Maria de Sousa Ferrão Patrícia de Oliveira Andrade Sandra Santos Thyago Vasconcelos da Silva Pereira

25/12 Adélia Paiva Soares Ana Maria Rassy Carneiro Antônio Vieira dos Santos Benedita Furtado da Silva Deusa Viana dos Santos Edneuza Maria Benevides Ramos Licínia de Jesus Araújo Cardoso Lidia Santos de Lima Manoel Artur da Cruz Pureza Manoel Natalino de Oliveira Santos Maria de Nazaré Ferreira Cardoso Maria do Perpétuo Socorro das Neves Rafael de Jesus Rodrigues Ferreira Sandra Maria Gomes da Costa Sérgio Natalino Lins Terezinha de Jesus de Araújo 26/12 Benedita Melo Lisboa

w

Cândida de Jesus Ribeiro Nascimento Doralice dos Reis Costa Elizete Corrêa de Oliveira Juraci Livramento dos Santos Nildo Jorge Campos dos Santos Selua Souza Buraslan Sônia Maria do Carmo Paiva Valberto Helder Castro Gomes 27/12 Almir Bastos Costa Amanda Ferreira dos Santos Arlindo José Guimarães Bastos Casal Anderson Nogueira Cabral e Jorgeane do Socorro Cabral Flávia Solono de Carvalho Francinete de Jesus Santiago Bittencourt Jacira Marques Portilho Maria Rodrigues da Silva Sinval Caldas Texeira

Aniversário natalício de padres e diáconos diocesanos 21/12 - Diác. Ariosvaldo Cordeiro Soares 21/12 - Diác. Manoel Onildo Botelho de França 21/12 - Diác. Thomé da Conceição Saraiva 21/12 - Pe. Hélio Fronczak 22/12 - Diác. Waldomiro Carneiro Moreno 24/12 - Diác. Benedito da Costa Ribeiro 25/12 - Diác. Antônio Vieira dos Santos 25/12 - Diác. Emanuel José Santos Duarte

w

Aniversário de ordenação dos padres e diáconos diocesanos 21/12 - Pe. Maurício Henrique Almeida dos Santos 21/12 - Côn. Sílvio da Silva Trindade 23/12 - Diác. Manoel Arthur Siqueira Monteiro 26/12 - Pe. José Possidônio do Nascimento 26/12 - Pe. Joseildo Zeferino da Silva 26/12 - Pe. João Paulo de Mendonça Dantas 26/12 - Pe. Jonas Freire de Souza 27/12 - Pe. Vandilson Sousa Lima

AJUDE A MANTER A FUNDAÇÃO NAZARÉ DE COMUNICAÇÃO. LIGUE PARA 4006-9200 E SEJA SÓCIO DA FAMÍLIA NAZARÉ.


12

Panorama

BELÉM, DE 21 A 27 DE DEZEMBRO DE 2018

1º Caderno

Programações celebram o nascimento de Jesus Cristo ILUMINAÇÃO A Prefeitura de Belém, por meio da Secretaria Municipal de Urbanismo (Seurb), finalizou a instalação da decoração especial para as festas de fim de ano. Avenidas e pontos turísticos, em Belém e nos distritos receberam uma variedade de elementos decorativos e luminosos que deixam a cidade ainda mais no clima do Natal e Réveillon. Na avenida Doca de Souza Franco, a grande imagem que faz referência a santa padroeira dos paraenses, Nossa Senhora de Nazaré, na época do Círio, dá lugar a uma árvore de Natal gigante,

repleta de luzes de LED distribuídas em uma estrutura de 25 metros de altura. A Praça Santuário de Nazaré e o Portal da Amazônia também ganham árvores temáticas com luzes de LED em forma de estrelas, e medindo 15 metros. No distrito de Icoaraci, a orla ganha a decoração nos postes de luminárias das ruas Siqueira Mendes e Cruzeiro. Em Outeiro, o estacionamento da Praia a decoração foi em forma de anjos de quase quatro metros de altura e em Mosqueiro, a Praça Matriz objetos luminosos em formato de estrelas e meteoros.

“NATAL DE FÉ DA SÉ” NA CATEDRAL Nesta sexta-feira, 21, a Catedral Metropolitana apresenta pela primeira vez o evento “Noite Encantada” que integra a programação “Natal de fé da Sé”, que inicia com Santa Missa, às 18h, presidida pelo Cura, Cônego Roberto Cavalli. Em seguida, jovens e crianças da Paróquia de Nossa Senhora da Graça encenam o presépio vivo com execução de canções e abertura do coral da Schola Cantorum. Em seguida apresentação da Pastorinha, com execução de músicas natalinas feitas pelo músico Renato Rosas. No encerra-

mento, um cortejo vai até a feira natalina, onde a atração é o recital da Schola Cantorum; no local serão sorteadas imagens do menino Jesus. Para Antônia Costa Rosa, coordenadora do evento, este é um dos momentos que os visitantes podem conhecer melhor a comunidade paroquial da Paróquia de Nossa Senhora da Graça. “A Sé sempre é lugar de eventos tradicionais da Igreja de Belém e este momento é ocasião especial para as pessoas assistirem nossos grupos e equipes participando. Todos são convidados a prestigiar.”

Para celebrar o nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo, distintas programações acontecem em diversas instituições de Belém neste período natalino. MUITA MUSICA NO AEROPORTO DE BELÉM Quem chegou a Belém entre os dias 17 e 21 de dezembro pelo Aeroporto Internacional Val de Cans foi recepcionado com música aproveitando o clima natalino. A ação integrou o projeto “Natal com Música no Desembarque”, com apresentações de corais e bandas, o que ocorreu sempre às

11h30, em frente ao desembarque doméstico. Nesta sexta-feira, 21, a apresentação fica por conta da banda do Comando Militar do Norte, sob a regência do maestro Samuel Peçanha e Coro Universitário da UPFA – CORUNÍ, sob a regência da maestrina Cristina Owtake.

APRESENTAÇÕES DE CORAIS NA ESTAÇÃO DAS DOCAS DIVULGAÇÃO

O complexo turístico da Estação das Docas continua com programação de Natal totalmente gratuita neste sábado, 22 e até o dia 25. Apresentações de corais movimentam um dos principais pontos turísticos da capital. O Natal na Estação no sábado conta com apresentação simultânea do Coral Vozes de Belém e do Coral IDE, nas escadarias centrais dos Armazéns 1 e 2, respectivamen- w NA ESTAÇÃO DAS DOCAS apresentações de corais te, a partir das 17h30. No domingo, 23, tem o Coral Orla do Armazém 3. das 17h às 20h, Coral IDE às Infantil do Centro Martino BelNo dia 25 de dezembro, dia 17h e em seguida Auto de Natrame e Escola Santa Maria de Natal, serão três atrações: tal da Pastorinha Filha de Sion, Bertilla, a partir das 17h30, na visita do Papai e Mamãe Noel, às 18h30, no Armazém 3.

eu indico

“E

u indico o livro ‘O Fenômeno Religioso - Ser Católico No Meio Do Pluralismo Religioso’, da autora Irmã Mary Donzellini. Este livro é catequético e abre excelentes perspectivas para os que se empenham em ser católicos no meio do pluralismo religioso. Além disso, trata-se de um ótimo subsídio para a formação de nós, catequistas, frente às manifestações religiosas que marcam profundamente nossa sociedade. Todos podem ler, não somente os catequistas.”

MARCOS VINICIUS FARIAS, JORNALISTA

23 anos

BOA DICA

LIVROS E CD'S

n O QUE MARIA TEM A DIZER ÀS MÃES HOJE - Livro (Paulus, R$13,00)

n QUERO REZAR - Coletânea,

O

T

presente discurso teológico-existencial sobre a maternidade de Maria procura ar ticular-se com outros saberes humanos. Com a ajuda de algumas ciências humanas, especialmente a Psicologia e a Antropologia cultural, o autor pergunta-se: Em que consiste ser mãe? Como Maria exercitou sua missão de mãe? O que a maternidade de Maria diz também para mulheres e homens de hoje? Os textos bíblicos, em especial, estão repletos da presença do Espírito de Deus, que reserva aspectos enriquecedores para o leitor, ainda não plenamente descobertos e desenvolvidos.

Livro (Paulinas, R$8,00)

rata-se de uma obra em formato de bolso, com as orações que os católicos mais apreciam. Logo no início, são transcritas as principais orações do dia a dia: PaiNosso, Ave-Maria, Salve-Rainha e a saudação a Nossa Senhora, além do Ato de Contrição e do Hino ao Espírito Santo. Na sequência, o livro apresenta o Rosário, a Ladainha a Nossa Senhora, a Oração pela Família, na letra da música de Pe. Zezinho, e preces para as refeições, para viajar e para antes de levantar ou de dormir, entre outras.


BELÉM, DE 21 A 27 DE DEZEMBRO DE 2018

M

ais uma manhã especial para a Fu n d a ç ã o N a zaré de Comunicação na realização do último especial do ano do programa “Em Família” nesta sexta-feira, 21, com a participação dos benfeitores da Família Nazaré. Uma programação de atrações e participantes que culminará com o sorteio de um presépio para os benfeitores ativos. A apresentação do programa ficará com Marcelo Silva, voluntário, Elyvane Barbosa, coordenadora da Rádio Nazaré, e o padre Wagner Maria, coordenador de programação da rádio, que, a partir das 9h, irão conduzir o especial. O “Em Família”, integra a campanha “Seja + Um Sócio Evangelizador” que objetiva fidelizar novos membros para a Família Nazaré, programa subsidiário da Fundação. A generosidade de cada benfeitor propiciou à Fundação Nazaré de Comunicação chegar a um novo tempo, em que a Boa Nova da evangelização passou a ser emitida a partir das modernas instalações dos estúdios da Rádio Nazaré FM. Está em processo também a digitalização da Rede Nazaré de Televisão, o que

Caderno Dois

Programa Em Família sorteará presépio nesta sexta-feira, 21 Contribuintes ativos junto à Família Nazaré participam do certame FOTOS: LUIZ ESTUMANO

sorteio do presépio feito de forma eletrônica. Participarão todos aqueles membros ativos da Família Nazaré. Vários canais de interação serão disponibilizados para os espectadores como o Facebook (facebook.com/FNCBelem) e o aplicativo de mensagens instantâneas no número (91) 99315-5743. BOLETO BANCÁRIO

w BENEFEITORES e convidados podem acompanhar ao vivo a programação na TV Nazaré

permitirá chegar o sinal a maiores distâncias. Dessa forma a Fundação abre suas portas nesta sexta-feira para acolher benfeitores que querem tomar conhecimento do emprego da sua vital colaboração. Todos serão acolhidos e

participarão de um tour pelos setores e departamentos da instituição. Já o programa, transmitido tanto pela Rede Nazaré quanto pela Rádio Nazaré, Portal e Facebook, contará com diversos convidados religiosos como Monse-

w VISITA DO BENFEITOR - Acolhida dos sócios evangelizadores ao Portal

CAMPANHA SEJA MAIS UM - Colabore com a obra de evangelização da Arquidiocese sendo mais um benfeitor da Fundação Nazaré de Comunicação. O cadastro pode ser feito pessoalmente na sede da Fundação, situada na avenida José Malcher, nº 915 - Edifício Paulo VI, Nazaré, de segunda a sábado, das 7h às 19h. Ou pelos sites oficiais (www.sejamaisum.com), (www.fundacaonazare.com.br), ou pelo telefone (91) 4006-9211. Se preferir entrar em contato por e-mail, envie mensagem para famjor@fundacaonazare. com.br e faleconosco@fundacaonazare.com.br

nhor Raimundo Possidônio, Vigário Geral da Arquidiocese, Diácono Miguel Pinto, da Cáritas Belém e padre Gelcimar Santos, pároco da Paróquia de Nossa Senhora Auxiliadora, no bairro Anita Gerosa, em Ananindeua.

Famílias do Encontro de Casais com Cristo darão seu testemunho sobre a participação na Família Nazaré. As atrações confirmadas são o Coral Vozes da Amazônia do Banco da Amazônia e a Banda Agnus. Ao final da manhã haverá o

A Fundação Nazaré informa que aqueles membros da Família Nazaré que encontraram dificuldades em prestar sua colaboração nos últimos meses por conta do não recebimento dos boletos bancários, podem entrar em contato pelo telefone 4006-9211 e regularizar sua situação. Faça parte desta grande família evangelizadora ligando para o telefone (91) 4006-9211 ou acesse o Portal Nazaré no link (www.fundacaonazare.com.br) e preencha a ficha completa.

w PARTICIPAÇÕES testemunham a ação evangelizadora da Fundação


2

Igreja

BELÉM, DE 21 A 27 DE DEZEMBRO DE 2018

2º Caderno

Miscelânea Côn. Cláudio Barradas (claudiobarradaspe@gmail.com)

N

a edição passada, ao relacionar as peças teatrais apresentadas por mim, em 1953, no palco do salão Bento XV, centro paroquial da Igreja de São Francisco de Assis, dos frades capuchinhos, eu ia começar a falar da última citada, “O advogado em apuros”, quando, para minha tristeza, o espaço destinado a “Miscelânea”, coluna pela qual sou responsável, acabou. Por essa razão, começo por ela esta de hoje. “O advogado em apuros” era uma comédia farsesca, ou seja, uma peça cuja finalidade criticar os costumes – lema da comédia, em Latim: “ridendo castigat mores”, em vernáculo: rindo castigar os costumes – para o que exagera ao máximo, até à caricatura, o personagem criticado. O texto de “O advogado”, edição popular, papel ordinário, lembro bem que de capa azul, na qual se lia “autor desconhecido”, adquiri-o numa lojinha fuleira, de

Influências (continuação) porta única, estreitíssima, na Treze de Maio. Lá se vendiam tubos de maquiagem para teatro e outras miudezas. Na montagem dessa peça, além de diretor, eu – que egoísmo, o meu, e que pretensão! – interpretava o personagem que mais possibilitava ao ator mostrar seu talento: o empregadinho do tal advogado, o Crispim, nome que acabou tornando-se um de meus apelidos, (um outro era Gabilão, cujo significado jamais descobri, posto em mim, quando garoto, por um tio postiço, o Alberto, na intimidade Bebé), um negrinho (aqui não vai nenhum preconceito racial) tão enrolão e safado como seu patrão. A plateia morria de rir, do começo ao fim, tão bem engraçada era ela. Fez tanto sucesso que foi apresentada várias vezes, fato, então, raríssimo em Belém. Em todas as sessões, casa

DIVULGAÇÃO

w O PAPA que deu seu nome ao antigo salão Bento XV

lotada, para grande satisfação, não só de Frei Alfredo, mas também, é claro, de todo o elenco, em especial minha. Como ainda disponho de espaço, entremos nas peças lá apresentadas por mim no ano seguinte, 1954.

da Família, aqui em Belém, transcrevendo um levantamento do historiador Homerval Teixeira, cita apenas uma, “O trovador de Deus”. Na verdade, porém, foram quatro, incluída essa aí: “Quadros da Paixão”, “E a luz brilhou nas trevas”

Oswaldo Coimbra, em sua obra “Cláudio Barradas, o lado invisível da cultura amazônica”, editada em 2004, com apoio financeiro do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPQ, impressa na gráfica Sagra-

e “As mãos de Eurídice”, em dois atos, monólogo só de nome, pois seu único personagem, Gumercindo Tavares, conversa o tempo todo com a plateia. Três delas, “O trovador de Deus”, “Quadros da Paixão” e “E a luz brilhou nas trevas”, de minha autoria. “Quadros da Paixão”, uma adaptação minha dos relatos evangélicos da Paixão de Jesus, foi apresentada, como já se disse acima, no palco do salão Bento XV, durante a Semana Santa, com Alberto Mendes no papel de Jesus, devido a ser o mais alto dos atores e o que mais bem apessoado, embora de voz meio anasalada. “E a luz brilhou nas trevas”, texto meu, a partir dos relatos evangélicos da infância de Jesus, foi apresentada no Natal. Tendo-se por hoje esgotado meu espaço, deixo os dados sobre as demais para a edição da semana vindoura. Um santo Natal e um frutuoso Ano Novo a todos os meus possíveis leitores e a seus familiares. Shalom!

Santos da semana Diác. Benedito Otávio (artpresent@superig.com.br)

21/12 - SEXTA-FEIRA. Santo Anastácio, o jovem - Mártir.

25/12 - TERÇA-FEIRA. Santo Alberto Chmielowski - Religioso.

Já imaginou um dia você descobrir que S. Francisco ou S. Antônio a quem você tanto reza, alguém diz que houve um erro histórico, era outro com um nome idêntico? Claro, isso jamais acontecerá, graças à Providência Divina: é o que nos dizem pesquisas muito apuradas. Anastácio, nome cujo significado aquele que ressuscitou, foi patriarca de Antioquia. Já mostramos aqui dois papas, um abade e um discípulo de S. Máximo, o confessor, com esse nome. Sem citar outros que viveram na mesma época. Muita pesquisa e obras sérias, como o “Liber Regulae Pastoralis”, do papa Gregório Magno, nos esclarecem os fatos.

Nasceu em Aigolonija, Polônia, 20/08/1845. Faleceu em Cracóvia, 25/12/1916. Era da ilustre nobreza alemã. Por graça de Deus, foi mais um nobre resgatado para se dedicar à caridade, apoiando-se na oração, na eucaristia e no mistério da cruz. Dedicou-se exclusivamente aos pobres e às vítimas da I Guerra Mundial. Fundou a Congregação de irmãos e irmãs da Ordem Terceira de São Francisco, para servir os necessitados. Hoje estão espalhados pela Itália, Estados Unidos e América Latina. 26/12 – QUARTA-FEIRA. Santo Evaristo de Constantinopla - Abade.

22/12 - SÁBADO. São Flaviano - Mártir. Foi martirizado no império de Juliano, o apóstata – 331 a 363. Juliano, mesmo depois de convertido e batizado, começou uma ação contra os cristãos e voltou ao paganismo, pelo que é chamado “o apóstata” – aquele que perde a fé. Quanto a Flaviano, pouco se sabe de sua vida, além do martírio, trabalhos forçados e torturas. Conhecemos-lhe o caráter através de sua santa família (Mt 12, 33): Santa Dafrosa, esposa; Santa Bibiana e São Demétrius, filhos. Marcados com um selo no rosto e condenados ao trabalho escravo. 23/12 - 4º DOM DO ADVENTO - ANO C. São João Câncio - Sacerdote. Polonês, professor de Filosofia e Teologia na Universidade de Cracóvia. Chamado pelo povo, de a “glória da nação polonesa” e, também, de o “pai da pátria”. Ao perceber a proximidade da morte, distribuiu os poucos bens que possuía aos pobres. Faleceu às vésperas do Natal de 1473, aos 83 anos de idade. Santificou sua vida na prática virtuosa do estudo e do ensino, assim como no exercício das funções de vigário na paróquia de Olkusz. A inteligência e a caridade têm de andar juntas, somos incompletos sem uma delas.

24/12 - SEGUNDA-FEIRA. Beatas Monjas Mercedárias de Bérriz - Virgens. Você tem seu grupo de oração? Eu tenho o meu! Se não tem, forme um, se tem, ame-o como irmãos: “pois é bom os irmãos viverem juntos bem unidos, é como um óleo perfumado na cabeça, que desce até a barba de Aarão” (Sl 132133). No Convento de Vera Cruz, em Bérriz, Espanha, essas irmãzinhas eram conhecidas pela mortificação, oração, humildade e contemplação. Tanto que a Ordem celebra todas no mesmo dia 24 de dezembro. Como precisamos de mais e mais grupos de oração!

Nasceu na Galácia, Ásia Menor, 819. Conheceu um alto funcionário da corte bizantina que o levou a trabalhar no tribunal. Um dia, ao lê-los, foi tocado por um dos escritos de Santo Efrém, diácono da Síria. Largou tudo, voltou para Constantinopla, onde ingressou no mosteiro de Studios, passando a viver em profunda oração e austeridade. Com mudanças políticas e de imperadores e de patriarcas, foi remanejado duas vezes do mosteiro, mas sempre voltando e tomando conta de seus irmãos, tudo isso por 30 anos. Faleceu em 897. 27/12 - QUINTA-FEIRA. São João - Apóstolo e Evangelista. Em Marcos é chamado com seu irmão Tiago (Mc 1, 19). Em seu evangelho, suas três epístolas e em seu livro de “Revelações” (o Apocalipse), podemos observar uma compreensão profunda de todo o mistério que perpassou sua vida e a dos seus companheiros. No Calvário, representou toda a Humanidade quando recebeu como Mãe Maria Santíssima e foi -lhe entregue como filho, por Jesus (Jo 19, 26-27). Viveu na ilha de Patmos, pertencente à Grécia, onde teve visões místicas. Faleceu em Éfeso, no final do século I.


2º Caderno

Arquidiocese

BELÉM, DE 21 A 27 DE DEZEMBRO DE 2018 GHGHGHGHGH

w MOVIMENTAÇÃO animou a Santa Missa no residencial

A

área livre existente no Condomínio Popular Liberdade II, na travessa Tucunduba, próximo ao Campus III da Universidade Federal do Pará (UFPA) deu lugar no dia 16, domingo, para Dom Antônio de Assis Ribeiro, um dos bispos auxiliares da Arquidiocese de Belém, presidir a 1ª Missa na Praça na Terra Firme, bairro da região Metropolitana de Belém. A celebração reuniu dezenas de pessoas. A Missa iniciou às 8h e contou com a participação de paroquianos, membros das quatro comunidades que compõem a Paróquia Santa Maria de Belém, Comunidade Matriz, Comunidade São Guido, Comunidade Sagrado Coração de Jesus e Comunidade São Francisco de Assis, e moradores do Residencial. Concelebraram os padres Romeo Catan e Vitório, respectivamente, pároco e vigários, da matriz. Em sua homilia, Dom Antônio, destacou o respeito e o amor dentro da comunidade, em virtude do crescimento da intolerância. “O cristão verdadeiro consegue amar primeiro”. Segundo Welber Castro, do ministério de música da Comunidade Sagrado Coração de Jesus, a presença de Dom Antônio no local foi acolhedora ainda mais com a linguagem simples e familiar que costuma usar. “Foi uma experiência ótima, ele é um bispo cativante que dialoga com a sua comunidade, e o que mais me chama atenção é que ele usa uma linguagem popular para dialogar”. O espaço recém habitado foi o local escolhido para a Santa Missa, na promoção da evangelização. A celebração no local, motivada após a visita pastoral de Dom Antônio, àmatriz da Paróquia de Santa Maria de Belém, em novembro, quando teve a oportunidade de conhecer as comunidades pertencentes à matriz e a realidade territorial da área. A missa foi uma inicia-

3

FOTOS: DIVULGAÇÃO

w COMUNIDADE compareceu e deu testemunho de alegria e serviço

Dom Antônio celebra 1ª Missa na Praça na Terra Firme Visita pastoral impulsionou trabalho para formação de nova comunidade local

w MISSA foi presidida pelo Bispo Auxiliar de Belém, Dom Antônio

w ORGANIZAÇÃO e zelo da comunidade resultou em harmoniosa celebração da Missa

tiva muito apreciada pela comunidade, conta Dom Antônio. "O povo correspondeu à iniciativa com boa participação. Foi uma celebração campal, pois ainda não há capela naquele território". “Está acontecendo um grande multirão de evangelização no bairro, estamos iniciando, despertando a animação da missionariedade da paróquia e, ao mesmo tempo, estimulando a solidariedade das outras paróquias, movimentos e grupos para evangelizar. A Igreja é uma grande família, nós não podemos deixar de forma alguma uma paróquia lutando sozinha, sobretudo na periferia. Temos grandes desafios violência, prostituição, tráfico de drogas, a pobreza , o fenômeno da indiferença e, assim, por diante. Por tanto é necessário uma força tarefa para evangelizar”. Dom Antônio também enalteceu a força viva da comunidade visitada. O bispo registrou a presença do vigário , padre Vitório, e do pároco, padre Romeu Catan, e anunciou que o próximo passo será a aquisição de um terreno para a edificação da igreja da comunidade.

A MISSIONARIEDADE DA IGREJA EM DESTAQUE APÓS A VISITA PASTORAL A necessidade de mais comunidades no bairro da Terra Firme foi uma constatação após a visita pastoral realizada por Dom Antônio de Assis Ribeiro, em novembro. Segundo ele, há uma carência da presença pastoral da Igreja, pois há uma paróquia situada no centro do bairro e, cerca de 70% da área está sem comunidades. O momento atual é de mobilização que conta com a colaboração das pastorais,

grupos, movimentos, novas comunidades e das demais comunidades e paróquias da Arquidiocese de Belém, que aceitaram a convocação para a criação de áreas para o surgimento de novas comunidades, considerando que os missionários são fundamentais para este momento de evangelização e de missionariedade. Um exemplo de sucesso e inspirador ocorre na Área Missionária Cannaã, em Marituba, onde desde o início deste

ano vem ocorrendo. Antes, havia apenas uma comunidade, agora, existem seis, progresso que segue o Plano de Pastoral da Arquidiocese de Belém, alicerçada no eixo da Missionariedade. Para Dom Antônio, este dinamismo deve ser promovido na Arquidiocese. “Eu creio que esse dinamismo missionário, de solidariedade, de corresponsabilidade, devemos, cada vez mais, estimular em toda a Arquidiocese”. Para a implantação de futu-

ras comunidades no bairro da Terra Firme existe o apoio financeiro de grupos de empresários católicos para a compra de terrenos, construção das capelas e apoio às atividades sócio-educativas, porém é necessário mais empresários solidários com a causa. Na Área Missionária Cannaã a colaboração para compra de terrenos partiu da Caritas e o investimento de vários empresários, além de muita gente de boa vontade.


4

Igreja

D

om Flávio Giovenale tomou posse no domingo, 16, na Diocese de Cruzeiro do Sul, no Acre. A celebração iniciou às 18h na Catedral Diocesana de Nossa Senhora da Glória. Vários bispos estiveram presentes, entre eles o arcebispo de Porto Velho, Dom Roque Paloschi, Dom José Altevir da Silva, Bispo de Cametá (PA) e Dom Bernardo Bahlmann, Bispo de Óbidos (PA) e atual presidente do Regional Norte 2 da CNBB. Dom Flávio sucede Dom Mosé Pontelo, então Bispo de Cruzeiro do Sul, que teve sua renúncia por limite de idade aceita pelo Papa Francisco em 19 de setembro passado. Iniciando a celebração Dom Mosé ressaltou que “é um presente de Deus que ganhamos com a chegada de Dom Flávio à nossa Igreja”. Em seguida foi feita a leitura do decreto de nomeação feita pelo cura da catedral, padre Francisco Nepomuceno. Prosseguindo o rito de posse dom Mosé entregou a mitra e o báculo para dom Flávio que também sentou na cátedra, cadeira do bispo na Igreja-Mãe da diocese. O novo bispo então deu

BELÉM, DE 21 A 27 DE DEZEMBRO DE 2018

2º Caderno

Diocese de Cruzeiro do Sul recebe Dom Flávio Giovenale

Substitui Dom Mosé, que teve sua renúncia por limite de idade aceita pelo papa FOTOS: DIVULGAÇÃO

w DOM FLÁVIO durante a cerimônia com o presente recebido dos povos indígenas

continuidade à celebração eucarística. Como a bula de nomeação até então não havia chegado à Cruzeiro do Sul, a Nunciatura Apostólica enviou o decreto que foi lido publicamente. No fim da celebração houve uma apresentação cultural de alguns indígenas do povo Nukini, originários da Serra do Môa, parque de

conservação brasileira localizado no Acre. Os indígenas, cuja maioria de sua população é católica, fizeram uma dança como forma de gratidão a dom Mosé e recepção do novo bispo como um familiar; dom Flávio e dom Mosé receberam de um casal indígena um cocar como sinal de gratidão e vínculo parental.

Dom Bernardo, em nome do Regional Norte 2, agradeceu dom Flávio que já passou pelas dioceses de Abaetetuba e de Santarém. “Deixo meu agradecimento a dom Flávio porque sempre o tivemos como grande irmão e amigo, sempre com a fraternidade e alegria que lhe são características próprias. Queremos dizer a você,

dom Flávio, muito obrigado. Você é um grande irmão! Deus lhe abençoe em todos os dias de sua vida e que o trabalho aqui seja fecundo e vocês consigam expandir o Reino de Deus nesta região”, destacou. O bispo ainda chamou os leigos e sacerdotes da Diocese de Santarém que estavam presentes, bem como todas as crianças

de Cruzeiro do Sul que estavam na celebração, para entrega e recepção do novo bispo. Dom Joaquim Fernández, bispo de Rio Branco (AC) e vice presidente do Regional Noroeste, e dom Benedito Araújo, bispo de Guajará-Mirim (RO) e secretário do Regional Noroeste, também participaram da cerimônia. Do Regional também estiveram presentes os padres Odirley Maia, Walter Imbiriba, Ademar Ribeiro, Ronaldo Nascimento, Rubinei Valente, Auricelio Paulino, Jose Saji e José Ronaldo Brito, todos da Diocese de Santarém. E ainda o padre João Thimóteo, vigário geral da Diocese de Cametá (PA). Dom José Altevir, bispo de Cametá e natural da região de Cruzeiro do Sul, participou da celebração e também comemorou seu primeiro aniversário de ordenação episcopal.

Agentes da Diocese de Ponta de Pedras participam de encontro formativo A Comissão de Justiça e Paz (CJP), da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) realizou de 14 a 16 de dezembro encontro formativo para lideranças de seis paróquias da Diocese de Ponta de Pedras, localizada na Ilha do Marajó. O encontro, que aconteceu no Seminário Diocesano Nossa Senhora da Assunção, em Ananindeua, teve como objetivo a implantação da comissão que deve ocorrer no próximo mês de março. O coordenador regional das pastorais sociais, Francisco José Araújo, abriu o encontro na tarde do primeiro dia abordando a dimen-

são social da Igreja. O bispo emérito do prelado do Marajó, dom José Luís Azcona, esteve no encontro na manhã do sábado, 15, e destacou a fundamentação bíblica e teológica da dimensão social, sobretudo no que tange à dignidade humana. Os membros da coordenação regional da CJP, Henriqueta Cavalcante e Rodrigo Leite, palestraram sobre o funcionamento e fundamentação da comissão e o princípio da dignidade e a violação dos direitos humanos, respectivamente. A coordenação diocesana da CJP já tem por coordenadores os padres Carlindo Pinho e Raimun-

YOUCAT

O

Jornal Voz de Nazaré segue os estudos sobre o YOUCAT Catecismo da Igreja Católica, escrito para JOVENS que querem saber em q ue acredit am. Este projeto iniciouse por ocasião da Jornada Mundial da Juventude, Rio, 2013.

w DOM JOSÉ LUÍS AZCONA durante o encontro em Ananindeua

do Aguiar, mas segundo padre Carlindo, haverá novo encontro antes da

implantação e um método de fortalecimento da CJP nas paróquias:

“A realidade da diocese é um desafio enorme, por isso também

buscaremos fortalecer a CJP nas paróquias, para que elas não dependam especificamente de algumas pessoas, mas tenham autonomia dentro de seu município e depois cada paróquia terá um representante na coordenação diocesana”, explicou. O novo encontro será realizado entre os dias 09 e 10 de março. “Nós temos muitos desafios para trabalhar na diocese, por isso teremos novo encontro para definir os eixos de ação, é muito importante tomarmos conhecimento sobre a comissão, seu papel e sua importância para a vida da Igreja”, disse padre Carlindo.

TERCEIRA PARTE

A VIDA EM CRISTO SEGUNDA SEÇÃO: OS DEZ MANDAMENTOS SEGUNDO CAPÍTULO

Ama o teu próximo como a ti mesmo que não é aceitável 383do-oPor aborto em nenhuma fase desenvolvimento embrionário?

- Pode uma criança 384 portadora de deficiência ser abortada?

A vida, concedida por Deus, é uma posse direta; é sagrada desde o primeiro instante e deve ser preservada de qualquer atentado humano. Antes de te formar no ventre materno, Eu te escolhi; antes que saísses do seio de tua mãe, Eu te consagrei. (Jr 1, 5) [2270-2274, 2322]

Não. Abortar uma criança portadora de deficiência é sempre um crime grave, mesmo quando o motivo é poupála de um sofrimento futuro.


2º Caderno

BELÉM, DE 21 A 27 DE DEZEMBRO DE 2018

Arquidiocese

5

Paróquia do Bengui acolhe Missão Providentina em 2019 Evento anual sempre realizado numa paróquia

A

Pa r ó q u i a N o s s a Senhora R ainha da Paz, situada no bairro do Bengui, inicia o ano de 2019 com a Missão Providentina, com visitas missionárias, celebrações litúrgicas e penitenciais, orações e partilhas. A expectativa é acolher 150 missionários vindos de Mocajuba, da região tocantina, a programação também integra os festejos pelo Jubileu do Tricentenário da Diocese de Belém. Desta forma, a paróquia mantém-se em sintonia com o pedido do Papa Francisco para o desenvolvimento de uma ‘‘Igreja em Saída’. A programação acontece de 14 a 20 de janeiro. Durante os sete dias de programação, os missionários serão alocados em casas e espaços das comunidades que integram a paróquia. Na segunda-feira, 14, iniciando a Missão Providentina, missa, às 9h, na Matriz. Em seguida, café de manhã e a distribuição dos missionários para as comunidades. À tarde, já nas comunidades, os missionários reúnem-se e planejam os

detalhes da missão e, a noite, já celebram com a comunidade. Na terça, quarta e quinta, dias 15, 16 e 17, respectivamente, a manhã inicia com a Leitura Orante da Palavra seguida de café da manhã e visitas nas famílias até 11h. À tarde serão realizados cenáculos. À noite a programação difere: na terça-feira será um momento celebrativo; na quarta-feira, um momento formativo e catequético; e na quinta-feira, Santa Missa e procissão eucarística dentro de cada núcleo. Na sexta-feira a programação da manhã é semelhante aos outros dias. À noite, a partir das 18h, será rezada a Via Sacra que sai de uma das comunidades paroquiais rumo à matriz, onde está programado celebração penitencial e mutirão de confissões. No sábado, às 8h, Leitura Orante, café da manhã e um momento de partilha e avaliação. À noite serão realizados momentos de louvor e artes (teatro, dança, música) nas comunidades. A missão encerra no

domingo, 20, com Santa Missa e café da manhã partilhado entre os missionários e paroquianos, na Matriz. A Missão Providentina é o momento para os padres e seminaristas do Instituto Nossa Senhora Mãe da Divina Providência, Movimento Providentino, congregarem-se e promover as vocações. A missão, que é um evento anual, é realizada sempre numa paróquia onde o instituto esteja presente. Este ano, o município de Mocajuba, distante a aproximadamente 232 km de Belém, acolheu 30 missionários entre seminaristas, benfeitores do movimento e sacerdotes. O pároco de Nossa Senhora Rainha da Paz, padre Vanderson Jorge Barata, ressaltou que a comunidade paroquial recebeu com júbilo a notícia de que receberia os missionários. “Queremos praticar cada vez mais o mandato do Senhor de evangelizar e o apelo de nosso papa Francisco de sermos uma Igreja em saída. Estamos cheio de alegria por participar dessa história de missão na DIVULGAÇÃO

w EVENTO assembleia eletiva e celebrativa em âmbito regional DIVULGAÇÃO

w PARTICIPANTES do evento ocorrido na sede da CNBB, em Belém

nossa arquidiocese.” De acordo com ele, os preparativos acontecem junto com a comissão do Movimento Providentino, formado por padres, seminaristas e catequistas e, no momento, estão sendo providenciados os lares que acolherão os missionários, as comunidades que serão as sedes dos setores além de toda logística, os encontros e as formações que ocor-

rerão nos dias: “Temos muitos desafios e trabalhos graças a Deus. Vamos juntos na missão e Maria no coração!” MOVIMENTO PROVIDENTINO

O Movimento Providentino é uma entidade arquidiocesana que tem por finalidade descobrir e promover vocações para a Pastoral da Catequese e sacerdócio, tanto secular, regular ou com

vida comunitária neste Instituto, desenvolvendo ações de caráter pastoral, religioso, educacional, cultural e filantrópico. Trata-se, portanto, de um Movimento e não de uma congregação religiosa, uma entidade de direito privado e sem fins econômicos, com sede em Belém, capital do Estado do Pará. Da redação Voz de Nazaré, com informações da Pascom paroquial.

Conselho Pastoral dos Pescadores comemora jubileu Em comemoração aos 50 anos do Conselho Pastoral dos Pescadores (CPP) foi realizada de 11 a 13 de dezembro na sede da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em Belém, assembleia eletiva e celebrativa em âmbito regional. Entre os temas abordados na programação destacaram-se a avaliação do território, meio ambiente, direitos, além da análise de conjuntura. “Os grandes projetos são para quem?” questionaram os participantes a respeito de projetos que impossibilitam a pesca, prejudicam a qualidade de vida, poluindo as regiões onde vivem com as famílias. “É um momento também de avaliar, articular fraternalmente a serviço dos pescadores e o direitos devem ser preservados”, ressaltou Sueli Miranda, coordenadora regional.

Durante os três dias, a secretária executiva nacional, Homezita Barbosa, fez explanações acerca das linhas de ação, como renda, economia solidária, fortalecimento e articulação das organizações a partir das bases. Segundo ela, a população deve apoiar os pescadores na luta pela permanência e a legalização do território pesqueiro, além afirmação da identidade pesqueira. “Nós não queremos outra profissão, queremos ser pescadores e pescadoras e repassar aos nossos filhos, famílias o que aprendemos e fazemos para nos manter, alimentar e viver”, disse a pescadora Josana da Costa, que enfatizou que “o abandono das políticas da pesca artesanal é muito preocupante”. O Conselho Pastoral dos Pescadores tem por missão “Anunciar aos pescadores e as pescadoras a força liber-

tadora do Evangelho revelado aos pobres e, através dele, promover a transformação das estruturas geradoras de injustiça, tornando-os agentes de sua história e construtores de uma nova sociedade”. Durante o ano de 2018 foram realizadas outras atividades como o seminário de escuta dos pescadores para o Sínodo da Amazônia com diversos representantes dos estados do Amazonas, Amapá, Maranhão e Pará, e com o presidente do CPP, Dom José Valdeci Mendes, bispo de Brejo, no Maranhão. O bispo, que esteve presente durante toda a assembleia, afirmou que o “Jubileu é a oportunidade de celebrar a história e missão da pastoral, celebrar as conquistas, mas ao mesmo tempo, alimentar a esperança, alimentar esse profetismo, alimentar a coragem”.


Arquidiocese 2º Caderno Programação de Natal na Arquidiocese 6

BELÉM, DE 21 A 27 DE DEZEMBRO DE 2018

Diversas paróquias estão com tudo pronto para celebarar o Natal do Senhor em Belém

A

Igreja viverá nos próximos dias as celebrações mais marcantes da liturgia, celebrando o nascimeto do Menino Jesus. Durante este mês as comunidades já promoveram festividades para honrar a Virgem de Nazaré, especialmente no

dia 8, quando a Igreja celebrou a Solenidade da Imaculada Conceição de Maria. No dia 12 passado foi a vez de reverenciar a imagem de Nossa Senhora de Guadalupe. Todas as comunidades prestaram suas homenagens, como o Papa

Francisco presidiu a celebração eucarística na Basílica Vaticana em intenção da América Latina a qual venera a Virgem Mãe de Deus como padroeira . Agora nos próximos dias será a especialíssima ocasião de toda a Igreja vivenciar a Sole-

nidade do Natal do Senhor. O Papa Francisco presidirá a Santa Missa no dia 24 de dezembro na Basílica Vaticana às 21h30. Já no dia 25, do balcão da Basílica Vaticana às 12h, Francisco fará a tradicional benção “Urbi et Orbi”.

BELÉM

E em unidade com a Santa Sé, a Arquidiocese de Belém organizou programação nas suas paróquias para que todos possar partilhar deste momento de fé. Abaixo, o horário de algumas paróquias:

CELEBRE O NATAL COM A ARQUIDIOCESE DE BELÉM LUIZ ESTUMANO

CATEDRAL METROPOLITANA DE BELÉM 24 de dezembro (Véspera do Natal do Senhor) –Vigília às 21h 25 de dezembro (Natal do Senhor) – Missa às 9h e 19h PARÓQUIA NOSSA SENHORA DE NAZARÉ DO DESTERRO - BASÍLICA DE NAZARÉ

PARÓQUIA SANTA MARIA GORETTI 24 de dezembro (Véspera do Natal do Senhor) - Missa às 20h 25 de dezembro (Natal do Senhor) - Missa às 19h

24 de dezembro (Véspera do Natal do Senhor) – Missa às 20h 25 de dezembro (Natal do Senhor) – Missa às 19h PARÓQUIA MENINO DEUS - MARITUBA 24 de dezembro (Véspera do Natal do Senhor) – Vigília às 19h30 25 de dezembro (Natal do Senhor) – Missa às 7h (Círio) e19h PARÓQUIA SANTA TERESINHA DO MENINO JESUS - JURUNAS 24 de dezembro (Véspera do Natal do Senhor) - Missa às 19h 25 de dezembro (Natal do Senhor) – Missa às 18h PARÓQUIA SÃO BENEDITO - BARREIRO 24 de dezembro (Véspera do Natal do Senhor) - Missa às 19h 25 de dezembro (Natal do Senhor) – Missa às 19h PARÓQUIA SANTA ROSA DE LIMA - BENEVIDES 24 de dezembro (Véspera do Natal do Senhor) - Missa às 19h 25 de dezembro (Natal do Senhor) – Missa às 19h PAROQUIA NOSSA SENHORA DO AMPARO 24 de dezembro (Véspera do Natal do Senhor) - Missa e Vigília às 21h 25 de dezembro (Natal do Senhor) – Missa às 9h e 19 PARÓQUIA NOSSA SENHORA MÃE DA DIVINA PROVIDÊNCIA 24 de dezembro (Véspera do Natal do Se-

PARÓQUIA SÃO GERAL DO MAGELA 24 de dezembro (Véspera do Natal do Senhor) – Missa às 19h30 25 de dezembro (Natal do Senhor) – Missa às 18h

PARÓQUIA SÃO JOÃO PAULO II 24 de dezembro (Véspera do Natal do Senhor) - Missa às 19h 25 de dezembro (Natal do Senhor) - Missa às 18h

25 de dezembro (Natal do Senhor) – Missa às 19h

PARÓQUIA NOSSA SENHORA DAS GRAÇAS (ANANINDEUA) 24 de dezembro (Véspera do Natal do Senhor) - Missa às 19h 25 de dezembro (Natal do Senhor) - Missa às 19h

PARÓQUIA SÃO PEDRO E SÃO PAULO 24 de dezembro (Véspera do Natal do Senhor) – Missa às 20h 25 de dezembro (Natal do Senhor) – Missa às 8h e 18h

PARÓQUIA SANTA BÁRBARA - SANTA BÁRBARA 24 de dezembro (Véspera do Natal do Senhor) - Missa às 19h30 25 de dezembro (Natal do Senhor) - Missa às 10h- na Comunidade Menino Jesus

PARÓQUIA NOSSA SENHOR DO Ó - MOSQUEIRO 24 de dezembro (Véspera do Natal do Senhor) – 18h - Missa na Capela do Colégio Nossa Senhor do Ó 20h - Missa na Igreja Matriz 25 de dezembro (Natal do Senhor) 8h - Missa Capela do Colégio Nossa Senhor do Ó 17h - Capela Menino Jesus 19h - Missa na Igreja Matriz

PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO - BENFICA 24 de dezembro (Véspera do Natal do Senhor) – 19h - Comunidades Santa Maria e São Francisco 21h - Matriz 25 de dezembro (Natal do Senhor) - Missa às 10h8h - Santa Maria 18h - São Francisco 19h30 - Matriz

w MARITUBA - Paróqui do Menino Deus aguarda os fiéis nhor) - Missa às 20h 25 de dezembro (Natal do Senhor) – Missa às 18h30 PARÓQUIA SÃO JUDAS TADEU 24 de dezembro (Véspera do Natal do Senhor) –Vigília na Matriz às 20h 25 de dezembro (Natal do Senhor) – Missa às 19h na Matriz e na Capela de São Judas Tadeu, no Canaã PARÓQUIA DA SANTA CRUZ 24 de dezembro (Véspera do Natal do Senhor) – Vigília às19h 25 de dezembro (Natal do Senhor) – Missa às 19h PARÓQUIA SANTA MARIA DE BELÉM - TERRA FIRME 22 de dezembro – CONCURSO DE CORAIS E PRESÉPIOS – AUTO DE NATAL às 19h 24 de dezembro (Véspera do Natal do Senhor) – Vigília às 19h30 25 de dezembro (Natal do Senhor) – Missa 7h30 e 19h30 PARÓQUIA SÃO MIGUEL ARCANJO (CREMAÇÃO) 24 de dezembro (Véspera do Natal do Senhor) – Vigília às 19h30

PARÓQUIA SANTÍSSIMA TRINDADE 24 de dezembro (Véspera do Natal do Senhor) – Vigília às19h 25 de dezembro (Natal do Senhor) – Missa às 10h,11h30, 17h30 e 19h

PARÓQUIA SANTA PAULA FRASSINETTI 24 de dezembro (Véspera do Natal do Senhor) - Missa às 19h30 25 de dezembro (Natal do Senhor) – Missa às 19h

Bispo Auxiliar visita Centro Catequético no bairro do Guamá Na última segundafeira, 17, Dom Antônio de Assis Ribeiro, Bispo Auxiliar de Belém, realizou uma visita no Centro Catequético Santa Izavel da Hungria, localizado no bairro do Guamá. O Bispo Auxiliar conheceu a estrutura do Centro, que abriga uma creche e uma escola. Na ocasião, Dom Antônio conheceu o berçário, as crianças com idade de dois anos e a Escola e ficou feliz com a visita. “Maravilhosa estrutura, bem cuidada, bem zelada, bem equipada. Eu creio que merece toda a nossa atenção e o

nosso carinho”, destacou o Bispo Auxiliar. O complexo abriga a creche Oasis Infantil Dom João Antônio Farina, que recebe crianças na faixa etária entre seis meses e três anos, oriundas do bairro do Guamá e proximidades. Para a irmã Lidiane Cruz, coordenadora geral do Oasis Infantil Dom João Antônio Farina, a missão é acolher crianças na creche e também na educação infantil. “Nós acolhemos crianças de baixo peso, desnutridas, a creche nasceu para isso, mas a gente ampliou também para a educação infantil, porque as crian-

DIVULGAÇÃO

w INSTITUIÇÃO recebeu visita do Bispo Dom Antônio

ças que saíam da creche às vezes elas não encontravam outras escolas” destacou.

O espaço foi fundado há mais de 30 anos e acolhe crianças em estado de desnutrição.

A gestão é de responsabilidade das Irmãs da Congregação mestras de Santa Dorotéia, filhas

do Sagrado Coração de Jesus e de Maria, que uma das missões é amar as crianças e acolhe-lás com os mesmos sentimentos de Cristo. O Centro dedica-se a educação e a iniciação cristã das crianças com a missão de resgatar as crianças, ajudar as famílias e trabalhar a desnutrição e principalmente, a educação. O local e a manutenção do mesmo são feitas por meio de doações, que podem ser com a entrega de alimentos, fraldas, materiais de higiene e limpeza e todos os itens necessários para preservação do local.


2º Caderno

BELÉM, DE 21 A 27 DE DEZEMBRO DE 2018

Arquidiocese

LUIZ ESTUMANO

7 DIVULGAÇÃO

w PROGRAMAÇÃO com celebrações eucarísticas e tríduos no período

w PROGRAMAÇÃO solene diante da igreja de São Sebastião

Festejos para igreja secular de Icoaraci Igreja de São Sebastião, situada no bairro do Cruzeiro, em Icoaraci, completa 120 anos

A

comunidade de Icoaraci festejou os 120 da Igreja de São Sebastião, a segunda mais antiga daquele distrito, situada no bairro do Cruzeiro e ligada à Paróquia de São João Batista e Nossa Senhora das Graças. Festejos marcaram a comemoração que foi marcada com a Santa Missa presidida por Dom Alberto Taveira Corrêa, Arcebispo Metropolitano, na quinta-feira, 20. A programação contou ainda com tríduo ocorrido nos dias 18, 19 e 20. O festejos tiveram início na terça-feira, 18, com celebração eucarís-

tica presidida pelo padre Agostinho. Após a Missa, houve arraial no Largo da Igreja. Na quartafeira, 19, Padre George Jenner Evangelista, da Paróquia de São Francisco, em Icoaraci presidiu celebração e na quinta, 20, Dom Alberto. Em mensagem, o pároco de São João Batista e Nossa Senhora das Graças, padre Agostinho Filho de Sousa Cruz, afirmou que o povo de Icoaraci vive um momento áureo e de grande alegria pelo transcurso dos 120 anos de fundação da Igreja. “Por ocasião de data tão significa, queremos

trazer na grata memória tantos quantos, ao longo do tempo, se dispuseram a manter e animar a vida devota nesta igreja dedicada ao glorioso mártir de Cristo, São Sebastião. Queremos que esta pérola do Cruzeiro resplandeça a beleza da vida cristã por todo o Distrito de Icoaraci, como um sinal peculiar da imagem da Igreja que habita nos céus.” HISTÓRICO

No final do último quartel do século XIX, era alicerçada em 1894 a pedra fundamental da segunda igreja construída na centenária Vila do

Pinheiro. Esta igreja, logo no início de sua construção, tomou o nome de batismo de São Sebastião, localizada na confluência da Rua Siqueira Mendes com a Travessa Pimenta Bueno, em terreno de 200 metros de frente por 74 ditos de fundos, adquiridos por compra pelas senhoras Honorina Cavalcante de Albuquerque Costa, esposa do farmacêutico Eupídio Rodrigues da Costa, e mais Rosa Ribeiro Pond, Virginia de Castro Martins, Maria Alvares Rodrigues, Jesuína Pursel e, Evangelina Rodrigues.

A construção durou aproximadamente quatro anos, vindo a ser inaugurada no dia 18 de dezembro de 1898, logo em seguida, por volta de 1899 a 1902 passou a pertencer ao bispado de Belém, sob a total responsabilidade do vigário da Paróquia de Nazaré, que solicitou que ficassem encarregadas pela zeladoria do templo, as irmãs de Caridade do Sagrado Coração de Jesus, residentes na vila. Em fevereiro de 2010 precisou ser fechada, pois sua estrutura inspirava cuidados urgentes. Com isso fechou-se suas

Santo Terço na ilha de Cotijuba Domingo, 16, integrantes do Movimento Arquidiocesano Terço dos Homens Mãe Rainha (THMR) da Região Episcopal São João Batista visitaram o grupo do Terço dos Homens da Paróquia São Francisco das Ilhas, matriz paroquial na ilha Cotijuba, para realizar o encontro denominado “Santo Terço na Ilha”. Os homens devotos de Nossa Senhora chegaram a Cotijuba em meio a Santa Missa e ali foram recepcionados na Paróquia São Francisco

das Ilhas pelo pároco, padre Joseildo da Silva. Junto com os fiéis o sacerdote acolheu o grupo cantando o hino “Mãe Peregrina”, o canto de entrada oficial do movimento do Terço dos Homens Mãe Rainha. “Que acolhida linda!”, exclamou Davi dos Anjos Leal, secretário episcopal do THMR. Encerrada a Santa Missa, os homens da Região São João Batista uniram-se aos integrantes do THMR da Paróquia São Francisco das Ilhas, para recitarem

portas para as atividades litúrgicas e religiosas, e começou um laborioso empenho de Monsenhor Raimundo Possidônio, à época pároco de São João Batista e Nossa Senhora das Graças, junto com o Conselho Paroquial para Assuntos Econômicos e a comunidade católica. A obra fora concluída na gestão do atual pároco, padre Agostinho Cruz, no dia 23 de junho de 2012, com solene celebração de Dedicação da Igreja e sagração do altar, presidida por Dom Alberto Taveira Corrêa, Arcebispo Metropolitano. DIVULGAÇÃO

w GRUPO de homens devotos de Nossa Senhora, unidos sempre em oração na ilha de Cotijuba

juntos o Santo Terço. Após a oração, a coordenação regional de São João Batista doou dez livros do THMR, atualizados, para que o grupo de São Francisco DIVULGAÇÃO

w PARTICIPANTES do grupo de São Francisco, em unidade nas orações

das Ilhas conduza seus encontros em unidade com todo o movimento,

conforme estabelecido pelo THMR nacional. O “Santo Terço na

Ilha” foi concluído com café da manhã festivo ofertado pelos anfitriões.


Em Nazaré 2º Caderno Crianças fizeram sua Primeira Comunhão 8

A

Pastoral da Catequese da Paróquia d e N a z a r é p ro moveu no sábado, 15, a cerimônia da 1ª Comunhão para cerca de 100 crianças. A Santa Missa foi presidida pelo pároco de Nazaré, padre Giovanni Incampo, e acompanhada por familiares e amigos das crianças que mais uma vez confirmaram sua fé através do recebimento de Jesus Hóstia. Em sua homilia, padre Giovanni agradeceu a todos os catequistas da Paróquia de Nazaré que doaram seu tempo e dedicação em prol da evangelização dos pequenos: “Que Nossa Senhora de Nazaré

BELÉM, DE 21 A 27 DE DEZEMBRO DE 2018

Catequese de primeira comunhão é fundamental para a formação religiosa ALINE ANDRADE

w PE. GIOVANNI Incampo distribui a Sagrada Comunhão

interceda por cada catequista que direciona junto com os pais estas crianças no caminho de Jesus. Nosso desejo

é de que cresçam em sabedoria e humildade diante de Deus”. A catequese de primeira comunhão é DIVULGAÇÃO

w ELENCO do Auto de Natal "Uma jovem chamada Maria"

ALINE ANDRADE

w PARTE das cerca de 100 crianças da Primeira Comunhão

fundamental para a formação religiosa da criança, pois, se ela for bem trabalhada desde as bases (familiar, es-

colar, comunitária), no futuro é possível evitar uma série de problemas sociais como afastar a criança do mun-

do das drogas, das más companhias, e auxiliar na formação de um bom cristão e também de um bom cidadão.

Pastoral do Turismo promove 5ª edição do Auto de Natal Poucos dias para um dos momentos mais importantes para a Igreja Católica que é o nascimento de Jesus Cristo. Com o objetivo de preparar espiritualmente o coração de toda a comunidade para os festejos do natal, a Pastoral do Turismo (Pastur) da Paróquia de Nazaré

realizou nos dias 15 e 16 de dezembro a 5ª edição do Auto de Natal, cujo tema foi “Uma Jovem Chamada Maria gera o Salvador da Humanidade”. O evento contou com uma programação voltada para a evangelização do público, como a apresentação musical do coral

da Guarda de Nazaré e o Gran Metropolitano de Belém, além do Grupo de Jovens Yeshua, e o Grupo Capuccinhos com a peça “Os filhos de Assis a caminho de Belém”. O momento recebeu a bênção do diretor espiritual da Pastur, padre Francisco Saraiva.

“Sagrada Família, modelo de família cristã” é tema da festividade

C

om o tema “Sagrada Família, modelo de família cristã”, a Comunidade Sagrada Família, que integra a Paróquia de Nazaré, inicia no próximo dia 24 a festividade deste ano. A programação con-

ta com missas, tríduo, adoração ao Santíssimo Sacramento e procissão durante os seis dias de festividade. De acordo com a coordenação da comunidade, tudo será preparado com muito amor e dedicação,

para que todos se sintam acolhidos e vivam de forma verdadeira os ensinamentos da família de Cristo. A comunidade está localizada na Rua Domingos Marreiros, 938, entre Alcindo Cacela e Boaventura da Silva.

PROGRAMAÇÃO 24/12 (Segunda-feira) 19h: Missa da noite de Natal (abertura) 26/12 (Quarta-feira) 18h: Tríduo a São José, seguido de Missa 27/12 (Quinta-feira) 18h: Tríduo a Maria Santíssima, seguido de Missa 28/12 (Sexta-feira) 18h: Tríduo ao Menino Jesus, seguido de Missa 29/12 (Sábado) 17h30: Adoração ao Santíssimo Sacramento 30/12 (Domingo) 8h: Procissão, seguida de Missa de encerramento da Festividade.

Confraria de Nazaré recebe novos integrantes Na manhã do sábado, 15, a Confraria de Nossa Senhora de Nazaré, da Paróquia de Nazaré, recebeu mais três integrantes. A programação teve início com uma missa na Basílica Santuário e, logo em seguida, um café da manhã na Casa de Plácido. Maria Xavier, Bruno Aracati e Adriana Vaz passaram ao longo de 2018 por uma formação que constou de missas, reuniões e encontros de evangelização, para então receberem a fita da Confraria, símbolo de pertença ao grupo. Com a direção espiritual do padre Francisco Maria Saraiva, a Confraria de Nossa Senhora de Nazaré foi fundada em 1911 e há mais de 10 anos é coordenada pela senhora Sebastiana Mesquita.

ALINE ANDRADE

w OS NOVOS integrantes da Confraria


Em Nazaré 9 Natal do Senhor no Cantinho São Rafael

2º Caderno

BELÉM, DE 21 A 27 DE DEZEMBRO DE 2018

Apresentação artística, participação de coral, teatro e entrega de presentes aos alunos

E

m contagem regressiva para a celebração do Natal, que representa o nascimento do menino Jesus, as crianças e os jovens atendidos pelo Projeto Social Cantinho São Rafael, mantido pelas Obras Sociais da Paróquia de Nazaré e Diretoria da Festa, participaram no sábado, dia 15, da confraternização de encerramento do ano letivo. Estiveram presentes o superior provincial norte dos clérigos regulares de São Paulo e diretor espiritual do Cantinho São Rafael, padre Barnabita José Adelson Ramos das Mercês, e ainda, integrantes da Diretoria da Festa de Nazaré. O sacerdote classificou a celebração como um presente para relembrar que este é um dos momentos mais esperados para a Igreja Católica. “Recebemos hoje tantos presentes para lembrar-

YÊDA SOUSA

w PROGRAMAÇÃO representação do nascimento de Jesus

mos e alegrarmos a noite do Natal. Quando Jesus nasceu apareceram os anjos do céu que diziam para aqueles que estavam acordados “Eu vos anuncio uma grande alegria, nasceu para vós o Salvador”. E é essa alegria que renovamos todos os anos por ocasião do Natal do Senhor”, disse. N a p ro g r a m a ç ã o, apresentação artística, participação do Coral Cantinho São Rafael,

representação do nascimento de Jesus e entrega de presentes aos alunos. Além disso, a novidade deste ano foi o reconhecimento recebido pela aluna Emanuelle Costa por ter frequentado, assiduamente, a biblioteca do Projeto, durante o ano inteiro. O casal coordenador da Diretoria da Festa avaliou a participação da DFN como o complemento de realização pes-

YÊDA SOUSA

w APRESENTAÇÕES artísticas realizadas pelas crianças

soal e cristão. “A gente vem aqui pra se alegrar com vocês nesse dia de natal e dizer que é muito bom podermos colaborar com este espaço. O natal é isso. E se não tivéssemos o Cantinho São Rafael como faríamos para doar um pouco de alegria? É aqui que nos realizamos. É aqui que podemos realizar um pouquinho do nosso tempo e carinho. A DFN deseja pra vocês um san-

to e abençoado Natal e que Deus abençoe muito essas famílias que estão aqui. Que em 2019 podemos caminhar juntos para fortalecer ainda mais esse projeto que alegra a vida de muitos jovens e suas famílias”, agradeceram. Na oportunidade, os jovens Adriano Gomes, Ana Carolina Araújo, Franco Carvalho Costa e Marcos Felipe Ramos despediram-se do

“Cantinho” após completarem 18 anos de idade. Os três primeiros, já atuam como colaboradores das Obras Sociais da Paróquia de Nazaré (OSPAN) por meio do Projeto Menor Aprendiz, promovido pelo Governo Federal. Seja um padrinho ou madrinha de uma destas crianças e adolescentes. Ajude o Cantinho São Rafael. Ligue: (91) 3255-5868

Comunidade São Brás promoveu Natal Solidário Estamos por celebrar o natal de Jesus, a cada ano os cristãos revivem o acontecimento o qual a humanidade teve a graça de contemplar a Deus face a face, o Divino encarnado e adorado em uma paupérrima manjedoura. O natal é ocasião especial que une o mundo inteiro para fazer lembrar que todos somos irmãos. Os cristãos mundo a fora se confraternizam e celebram o cumpri-

mento da promessa de Deus. Mesmo que para muitos o sentido da festa esteja, de certa forma, distorcido, a sua essência vai sempre permanecer: celebrar o amor! Foi pensando nisso que a Comunidade São Brás, uma das sete que integra a Paróquia de Nazaré, realizou no último final de semana o Natal solidário para as crianças do entorno. Durante a comemoração as famílias confrater-

nizaram com lanche distribuído pelos integrantes da comunidade e presentes para cada criança. Para o casal coordenador da Comunidade, João e Cassandra Romeiro, o natal é sempre uma data feliz e especial. “Todas as famílias que aqui estão frequentam a comunidade e enxergam como Igreja. São famílias carentes, não só no sentido material, mas de palavras. Aqui não é o

ANDREIA TEIXEIRA

w PARTICIPAÇÃO de crianças que moram perto da comunidade

papai Noel que entrega os presentes, então não há um desvio do sentido que é o nascimento de

Cristo. O centro do natal é Jesus, nossa missão é mostrar que ele está presente nas nossas vidas”.

A comunidade fica localizada na passagem Tapajós, 39, Vila Farah, no bairro de São Brás.

Confraternização das Obras Sociais da Paróquia de Nazaré Na noite da sexta-feira, dia 14, as Obras Sociais

da Paróquia de Nazaré (OSPAN), por meio do

Núcleo de Projetos Sociais (Nups), realizou a

confraternização para os funcionários. A programação teve início com uma missa em agradecimento ao ano de trabalho na Capela Bom Pastor, no Centro Social de Nazaré, presidida pelo pároco, padre Giovanni Incampo e concelebrada pelo padre Mário Pozzoli. Logo em seguida, os colaboradores participaram de um jantar na Casa de Plácido. O evento contou com momentos de animação,

sorteio de brindes e homenagens. Os barnabitas que atuam em Belém, padres José Adelson Ramos, Giovanni Incampo, Luiz Carlos Gonçalves, Francisco Saraiva, Mário Pozzoli, Deogratias Cirhakarhula e Anthony Pondoc partilharam deste momento de alegria. A Ospan é composta por 170 funcionários que desempenham funções nos setores administra-

tivos, comunicação, sacristia, segurança, atendimento, jurídico, loja Lírio Mimoso, cozinha, limpeza, tecnologia de informação, dízimo, Associação dos Devotos de Nossa Senhora de Nazaré, além de duas creches e um projeto social. Ao final, o superior da Província Norte dos Clérigos Regulares de São Paulo, José Ramos, concedeu uma bênção especial aos presentes. ANDREIA TEIXEIRA

w PARTICIPANTES agradecimento ao ano de trabalho


10

Opinião

BELÉM, DE 21 A 27 DE DEZEMBRO DE 2018

2º Caderno

Servindo à verdade Prof. Ricardino Lassadier

Natal: via de Redenção

O

lá, meu irmão e minha irmã. A luz do Natal, que é Jesus, se aproxima. Que época maravilhosa! Aliás, a luz é um dos símbolos natalinos que mais expressam a beleza do Senhor. Diz o Papa Bento XVI que a luz é “um símbolo que recorda uma realidade que atinge o íntimo do homem. Refiro-me à luz do bem que vence o mal, do amor que supera o ódio, da vida que derrota a morte. O Natal faz pensar nessa luz interior, na luz divina que nos volta a propor a Vitória definitiva do amor de Deus sobre o pecado e a morte” (Catequese 21/12/2005). O Natal nos alerta para que Jesus, Luz do mundo, brilhe em nós. A verdade, porém, é que a luz do Natal nem sempre brilha em mim! E em você? Lembro o que o Natal é um caminho de Redenção. Um dia desses reli a memorável obra de Charles Dickens, Um Conto de Natal. Nela, Dickens traça um caminho de conversão do velho rico e miserável, Ebenezer Scrooge. Scrooge odeia o Natal. Na sua concepção, é uma data inventada para que as pessoas, nesse caso ele mesmo, gastem e fiquem mais

pobres.Scrooge é um homem materialista, para quem o que importa são os bens, o dinheiro, não importam as pessoas, Deus menos ainda. O personagem “Tio Patinhas” foi inspirado em Scrooge, na versão original do “Pato Milionário”, em inglês, chamado de “Uncle Scrooge” e apesar de ser ranzinza, Tio Patinhas tem algo de engraçado. Já Ebenezer, é medonho. Assim Dickens o descreve: “nenhum vendaval poderia ser mais terrível do que ele, nenhuma neve era mais implacável, nenhuma garoa, mais persistente”, e continua dizendo que quando Scrooge passava na rua, ninguém manifestava alegria em vê-lo, nenhum mendigo se atrevia a pedir algo, nem lhe pediam sequer informação, até os cãesguias dos cegos puxavam seus donos para longe de Scrooge quando o avistavam. Assustador, não? Mas isso não é o pior. O pior vem agora: ele nem ligava. Diz Dickens: “era isso mesmo que ele queria, caminhava pela vida alertando a toda generosidade humana, para que ficassem bem lon-

wCONTO que traça um caminho de conversão

ge”. Fazia sete anos que o sócio de Ebenézer, o igualmente sovina Jacob Marley, havia falecido, e justamente, na noite de Natal, dá-se a visita do espectro de Marley ao antigo sócio. Sua aparência é terrificante e, ao mesmo tempo, muito significativa. Marley se apresenta arrastando enormes correntes com pesados cofres nas extremidades, e diz que essas correntes foram forja-

Graduado (Bacharel e Licenciado) e Especialista em Filosofia pela UFPA e Especialista em Teologia pelo CESUPA.

PRÓXIMO ARTIGO: Maria Elisa Bessa de Castro

Mais um Natal

n Côn. Jaime Pereira Por trás do humilde presépio um imenso mistério... Séculos antes do maravilhoso acontecimento, o profeta Miquéias já havia predito o lugar onde nasceria o Menino: “Mas tu, Belém, embora o menor dos clãs de Judá, de ti sairá aquele que apascentará Israel”(Mi 5,1). O profeta Isaías (7,14) descreve como seria o nascimento do Menino Jesus. Fala de “uma virgem dando à luz”. Lucas, séculos depois, constata o que fora previsto pelo profeta e acrescenta ao seu comentário outro fato extraordinário: uma mulher idosa e estéril (Isabel) daria à luz um menino (João Batista) porque “para Deus nada é impossível” (Lc 1,37). Realmente, é fato extraordinário uma fecundação de uma jovem sem a colaboração do elemento masculino. Só mesmo com a intervenção divina, “para quem nada é impossível”. O Menino Jesus vem ao encontro de um sonho há muito acalentado pelos antigos profetas. Assim se expressa Isaías: “Ele julgará as nações e corrigirá muitos povos. Estes quebrarão suas espadas, transformando-as em relhas de arado, e suas lanças, a fim de fazerem delas foices. Uma nação não levantará a espada contra a outra, e nem se treinará mais para a guerra” (Is 2,4).

das em vida, ou seja, as escolhas feitas em vida são perpetuadas e petrificadas na eternidade. O destino de Ebenézer, alerta Marley, será igual ao seu, se não mudar seu coração. Para ajudar essa mudança, três fantasmas, ou espíritos, visitaram Scrooge: os fantasmas dos natais passado, do presente e do futuro. O fantasma do Natal passado o faz lembrar o que ele viveu

e o que ele foi. O do Natal presente o faz ver como as pessoas pobres são enriquecidas pela alegria do Natal, no exercício do amor ao próximo. Mostra a Scrooge como ele é pobre, apesar de ser miseravelmente rico. O fantasma do Natal futuro é o mais sombrio, nada fala, somente aponta um futuro tenebroso de esquecimento e morte, caso não ocorra mudança de vida. Desse modo, vamos acompanhando a transformação interior de um homem. Penso que a obra de Dickens traz a mensagem ou a crença de que o bom uso da liberdade, que é um dom de Deus aos homens, determina o futuro. Aprendemos que com a graça de Deus, aqui simbolizada pelos fantasmas ou espíritos dos natais, podemos nos tornar pessoas melhores. Há em mim um Scrooge que vive como se Deus não existisse. Não raras vezes,

devo admitir, sou Scrooge, quando considero Deus alheio aos meus interesses, ou quando considero Deus como um obstáculo que impede meus interesses egoístas. Ao abrir-se ao Natal, a soberba do velho Scrooge definhou. Bento XVI, em uma catequese de 17//2008, nos diz: “na Gruta de Belém, Deus se mostra a nós como um humilde menino, para derrotar esta nossa soberba. Talvez nos teríamos rendido mais facilmente diante do poder, diante da sabedoria. Ele, porém, não quer a nossa rendição, pelo contrário, faz apelo ao nosso coração e à nossa livre decisão de aceitar o seu amor. Fez-se pequeno para nos libertar daquela humana pretensão de grandeza que brota da soberba. Encarnou-se livremente para nos tornar deveras livres, livres para amar. Sigamos em frente, pensando com a Igreja, no serviço da Verdade. Feliz Natal, na companhia de Nossa Senhora e São José!

DIVULGAÇÃO

w UMA IMAGEM do Divino recém-nascido, em sua humilde manjedoura

Jesus de Nazaré seguiu esta trilha e foi morto também por esta causa: estabelecer, aqui na terra, o Reino de Deus que terá o seu coroamento na escatologia, mas que deve ter o seu início na convivência fraterna e solidária de todos os povos e de cada um dos filhos do mesmo Pai entre si. Um Reino de verdade, justiça, amor e paz. Um mundo onde ricos e pobres teriam uma morada digna, comida na mesa, escola para os filhos, água potável, saneamento básico e até um dinheirinho na

poupança. Por que não? “Vida plena para todos”, dizia Jesus adulto (Jo 10,10). Um mundo onde a natureza criada por Deus com toda a sua riqueza seria preservada e colocada a serviço de todos igualmente. Um mundo onde ninguém se sentisse só, abandonado e triste, já que todos fazem parte do Universo. Finalmente, um mundo onde “cada um poderá se sentar debaixo de sua vinha e debaixo de sua figueira e ninguém o inquietará” (Miquéias 4,4). Traduzindo para a nossa

realidade de hoje: um mundo onde cada um poderá sentar à sombra da mangueira ou na calçada, em frente de sua casa (como acontecia antigamente), e ninguém o inquietará. O profeta Sofonias falou algo parecido: ”eles apascentarão e repousarão sem que ninguém os inquiete” (3,13). Perfeita paz. A paz anunciada pelos anjos aos pastores. Nenhum medo de assalto ou de bala perdida. Utopia? Talvez. Mas não podemos deixar de lado o sonho de Deus – se é que pode-

mos falar assim - que chegou a nós através dos escritores sagrados. Compete a cada um de nós a responsabilidade de lutar para transformar este sonho tão bonito em realidade. “Então a paz de Deus que excede toda a compreensão, guardará os nossos corações e pensamentos, em Cristo Jesus”. (Carta aos Filipenses 4, 7). O nascimento do Menino Jesus é um convite à reflexão e à ação. Desejo a todos um Natal Feliz com muita paz e harmonia.


2º Caderno

Festividades 11

BELÉM, DE 21 A 27 DE DEZEMBRO DE 2018

FOTOS: DIVULGAÇÃO

w CASAL DE MARUJOS em sintonia dentro do salão, em Bragança

w DANÇA DA MARUJADA beleza das roupas chama atenção pelas cores

Bragança comemora E São Benedito com a tradicional marujada São 220 anos de tradição no município

w IMAGEM de São Benedito durante os festejos do ano passado

m Bragança, no nordeste do Pará, as homenagens a São Benedito iniciaram no dia 18, com missa de abertura da festividade e a primeira novena em honra ao padroeiro do município. A festividade em sua 220° edição é promovida pela Paróquia Nossa Senhora do Rosário, juntamente com a Irmandade da Marujada de São Benedito, com o tema “A exemplo de São Benedito sejamos verdadeiros cristãos”. A programação religiosa e cultural estende-se até quarta-feira, 26, Dia da Festa Litúrgica de São Benedito. Segundo a coordenadora da festividade, irmã Kelly da Silva Osório, da congregação missionária de Santa Terezinha, os meses que antecederam a festividade foram

rais e religiosas. A Irmandade da Marujada de São Benedito de Bragança apresenta uma hierarquia evidente nos espaços dos homens e das mulheres, sendo a figura feminina da marujada a mais importante em todos os eventos da Festividade do Glorioso São Benedito. A principal autoridade da marujada a Capitoa -cargo vitalício- que disciplina e comanda as demais marujas.

litúrgica de São Benedito, missa solene, presidida por Dom Jesus Maria Cizaurre Berdonces, bispo diocesano de Bragança, no Largo de São Benedito. Para homenagear São Benedito os marujos e marujas se vestem com traje nas cores vermelho e branco. Às 15h30, louvação a São Benedito, na Igreja de São Benedito. Às 16h, procissão com a imagem do glorioso São Benedito pelas ruas do município, num percurso de 3,5 Km, reunindo aproximadamente 100 mil pessoas. No final, celebração eucarística; dentro da programação deste dia também, apresentação no teatro da marujada. O encerramento é marcado mais uma vez pela apresentação da marujada, desta vez no entorno da Igreja de São Benedito.

w PROCISSÃO pelas ruas de Bragança, harmonia e beleza no ritmo

A DEVOÇÃO Em 1798, foi fundada a Irmandade da Marujada por iniciativa de 14 escravos africanos, da então Vila de Bragança, que pediram aos seus senhores -patrões na época- a autorização para organizarem a Irmandade do Glorioso São Benedito. Os negros em sinal de reconhecimento e agradecimento foram dançar de casa em casa dos seus benfeitores. A data é lembrada com atividades cultu-

de espiritualidades através das peregrinações com a imagem do santo, momento de ladainhas e orações nos lares bragantinos. “Para nós bragantinos esse ano a festividade tem uma marca muito especial em nossos corações de devotos, pois são 220 anos, que como devotos de São Benedito procuramos seguir o seu exemplo de santidade de amor a Deus e ao próximo. Ao celebrarmos os 220 anos queremos pela intercessão de São Benedito pedir que Deus que nós abençoe, abençoe todos os devotos, devotas, cada marujo e maruja, todos os bragantinos e os que se fizeram bragantinos, que neste ano seja uma festividade de muita luz e paz e que a exemplo de São Benedito sejamos verdadeiros cristãos”. No dia 26, na festa

TRADIÇÃO A marujada é uma dança que compreende aspectos da religiosidade popular ao som de vários ritmos, sendo o principal o retumbão. Marujos e marujas dançam em homenagens ao Glorioso São Benedito. As danças são comandadas pelas mulheres; os homens, responsáveis pela música, tocam instrumentos típicos, como a rabeca e o banjo. A beleza das roupas chama atenção pelas cores e tradição das peças, sendo dois figurinos distintos, cada um usado em momentos específicos da fes-

tividade. A vestimenta da marujada é a branca e azul e a branca e vermelha. A primeira, branca e azul é usada durante todos os dias de festividade exceto no dia da solenidade do santo preto, dia 26. A segunda, branca e vermelha, no dia 1° de janeiro. No Dia da Solenidade de São Benedito, 26, a vestimenta tem um colorido especial. As mulheres usam blusas brancas franzidas com pala e rendada, saia vermelha, anágua branca, flor vermelha do lado esquerdo do peito,

fita vermelha da direita para a esquerda. Na cabeça um chapéu dourado com flores brancas feitas de penas de pato cheio de fitas coloridas. Os homens vestem calça branca, cinto preto, camisa branca, chapéu de palha, vestido de pano branco com aba virada e fixada do lado direito com uma flor artificial vermelha e um espelho. No braço esquerdo, amarram uma fita vermelha com um laço. As roupas seguem um padrão, e em todas as indumentárias os pés ficam descalços.


Igreja 2º Caderno Canção “Noite Feliz” completa 200 anos 12

BELÉM, DE 21 A 27 DE DEZEMBRO DE 2018

Música foi declarada pela Unesco como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade

S

e tem uma canção que não pode faltar na época do Natal, é a clássica Noite Feliz. Neste Natal de 2018, se completarão 200 anos desde que Stille Nacht – como é chamada no original em alemão – foi ouvida pela primeira vez, na Igreja de São Nicolau, em Oberndorf, na Áustria, na missa da noite do Natal de 1818. Traduzida para centenas de línguas, Noite Feliz foi declarada em 2011 pela Unesco um Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade. Quem esteve lá naquela noite ouviu a canção sendo executada a voz e violão pelos seus dois compositores: o da letra, o padre Joseph Mohr (1792-1848) – era um poema que ele havia escrito dois anos antes –, e o da música, o profes-

sor e organista Franz Xaver Gruber (1797-1863). Gruber havia escrito a partitura no mesmo dia, em poucas horas, após receber uma visita do padre pela manhã. Mohr tinha apenas 23 anos de idade e, apenas, um como padre, quando escreveu o poema que deu origem à canção. A Europa acabava de passar por um momento atribulado – as Guerras Napoleônicas assolaram o continente entre 1803 e 1815. Não é de se estranhar, portanto, que o tema da paz atravesse o texto. A letra original fala de Jesus que “como um irmão abraça carinhosamente os povos do mundo”. A casa em que Gruber viveu por 28 anos, em Hallein, é hoje o Stille Nacht Museum – o “Museu Noite Feliz”.

FOTOS: DIVULGAÇÃO

w LOCAL onde a canção foi executada pela 1ª vez, Stille-Nacht-Kapelle

A Igreja de São Nicolau não existe mais: a região sofria com constantes alagamentos e o templo acabou por ser demolido em 1913. Porém, em seu lugar foi construída entre 1924 e 1936 a StilleNacht-Gedächtniskapelle, ou “Capela Memorial Noite Feliz”.

TRADUÇÕES

A versão em inglês da canção surgiu em 1859, traduzida pelo padre episcopaliano John Freeman Young em Nova York. Já a versão em língua portuguesa é de 1912 e se deve ao frade franciscano Pedro Sinzig. Nascido na Alema-

nha, ele veio ao Brasil em 1898, aos 22 anos, e aqui foi ordenado padre e trabalhou por toda a vida – passou por Salvador, Lages (SC), Petrópolis (RJ) e Rio de Janeiro. Sinzig foi um dos grandes nomes da música sacra brasileira de sua época, além de jornalis-

ta e escritor, tendo sido membro da Academia Brasileira de Música, da Associação Brasileira de Imprensa e do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro. Foi também consultor de muitos compositores nos assuntos referentes à música sacra, inclusive de Heitor Villa-Lobos, que lhe dedicou a sua Missa de São Sebastião. O frade era ainda ativista antinazista. Publicou em 1938 no Rio sob um pseudônimo o livro “O Nazismo” sem máscara: fatos e documentos e em 1942 foi cofundador do movimento Alemanha Livre, que reunia cidadãos brasileiros de origem alemã e austríaca contrários ao nazismo. Sinzig morreu em 1952, durante uma viagem à Alemanha.

Bicentenário da canção é tema do selo de Natal deste ano A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos colocou em circulação este mês a emissão especial “Natal 2018 – 200 anos da canção Noite Feliz”. A música, uma das mais populares do mundo, tornou-se um clássico e foi declarada Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade pela UNESCO em 2011. Os selos autoadesivos estão recortados no formato de uma estrela de oito pontas, número considerado símbolo do equilíbrio cósmico, a ligação entre o físico e o espiritual. No primeiro selo, estão as representações dos criadores da canção: o padre Mohr,

escrevendo a letra, e o músico Franz Gruber, de perfil, tocando violão. Ao fundo, em sépia, a partitura da música. No canto inferior direito, o título “Noite Feliz, 200 Anos”, em português e alemão. No segundo selo, a Capela Noite Feliz, localizada em Oberndorf, na Áustria, destaca-se na paisagem de uma noite de inverno, rodeada por símbolos natalinos, luzes e pinheiros decorados, sob um céu estrelado, onde se sobressai uma delas, com brilho intenso, referência à noite de 24 de dezembro. Na lateral esquerda, a letra de “Stille Nacht”, em alemão.

Acima, ao centro, o título “Noite Feliz, 200 Anos”, em alemão e português. Em ambos os selos foi utilizada tinta especial dourada, nos títulos, na palavra “Brasil” e nos portes dos selos, situados no canto inferior direito. O bloco foi recortado com faca especial, no formato de oratório, em referência à Capela Noite Feliz. Nas abas laterais, a letra da canção – à esquerda na língua original, em alemão, e à direita, em português - ambas impressas com tinta especial na cor amarela. Na aba central, além dos dois selos já citados, vitrais exibem as figuras do padre Mo-

w SELOS AUTOADESIVOS recortados no formato de estrela de oito pontas

hr, da cidade de Oberndorf, do instrumentista Franz Gruber e do povoado de Arnsdorf.

A emissão tem tiragem de mais de um milhão de cada selo, com valor facial de 1º porte de carta

comercial. As peças estão disponíveis nas agências de todo o país e também na loja virtual.

Concerto no Vaticano marca os 200 anos As notas da conhecida canção Noite Feliz (Stille

Nacht) ressoou entre as colunas de Bernini e a

Praça São Pedro no final da tarde da terça-feira,

18 de dezembro, durante o concerto dos tiroleses da Schützen Tiroler. Papa Francisco recordou várias vezes a importância da música. Em 10 de novembro deste ano ao encontrar um grupo da associação “Alunos do Céu” evidenciou que a música e o canto são linguagens para “teste-

munhar o Evangelho” e para “chegar ao coração de todos, inclusive dos que estão afastados da Igreja ou da fé”. Dirigindo-se dia 4 de março de 2017 aos participantes do Congresso Internacional de Música Sacra, o Papa indicou em particular uma prioridade: “É necessário

fazer com que a música sacra e o canto litúrgico sejam plenamente ‘inculturados’ nas linguagens artísticas e musicais da atualidade, ou que saibam encarnar e traduzir a Palavra de Deus em cânticos, sons e harmonias que façam vibrar o coração dos nossos contemporâneos”.

A LETRA DA CANÇÃO “NOITE FELIZ”

w APRESENTAÇÃO no Vaticano comemora os dois séculos da canção

Noite feliz, noite feliz Ó senhor, Deus de amor Pobrezinho nasceu em Belém Eis na lapa, Jesus nosso bem Dorme em paz, ó Jesus Dorme em paz, ó Jesus. Noite feliz, noite feliz Eis que no ar vem cantar Aos pastores os anjos dos céus

Anunciando a chegada de Deus De Jesus, Salvador! De Jesus, Salvador! Noite feliz, noite feliz Ó senhor, Deus de amor Pobrezinho nasceu em Belém Eis na lapa, Jesus nosso bem Dorme em paz, ó Jesus Dorme em paz, ó Jesus

Profile for Fundação Nazaré de Comunicação

Voz de Nazaré  

Edição de 21 a 27 de dezembro de 2018.

Voz de Nazaré  

Edição de 21 a 27 de dezembro de 2018.

Advertisement