Page 1

ARQUIDIOCESE

DE BELÉM

PE. FLORENCE DUBOIS FUNDADOR

www.fundacaonazare.com.br BELÉM, DE 18 A 24 DE JANEIRO DE 2019

O JORNAL CATÓLICO DA FAMÍLIA

ANO CV - Nº 859 - PREÇO AVULSO: R$1,00 DIVULGAÇÃO

w OS VEÍCULOS DE COMUNICAÇÃO da Fundação Nazaré são os principais instrumentos a serviço da evangelização, irradiando a Palavra de Deus

Família Nazaré e os desafios da evangelização A Família Nazaré é um dos mais nobres projetos da Fundação Nazaré de Comunicação, existindo em função do processo evangelizador que se dá através dos quatro meios de comunicação social existentes. Mas, para continuar levando a boa nova de Jesus Cristo a todos os confins da terra, é necessário o valoroso comprometimento do povo de Deus. Por isso o apelo é sempre atual: “Seja um benfeitor e nos ajude a evangelizar”. CADERNO 1, PÁGINA 11. DIVULGAÇÃO

Imagem peregrina ao Maranhão A cidade de Carutapera recebeu com muita devoção a imagem de Nossa Senhora de Nazaré. Essa foi a segunda visita oficial este ano. CAD. 2, PAG. 9

Arquidiocese promove estudos w PROGRAMAÇÃO na cidade maranhense contou com carreata, caminhada, missa, momentos marianos e visitas

Jovens missionários A segunda experiência missionária vivenciada pelos jovens do Setor Juventude acontece

De aprofundamentos da Campanha da Fraternidade 2019 nas diversas paróquias das regiões episcopais. CADERNO 2, PÁGINA 7 LUIZ ESTUMANO

nas ilhas de Belém. Programação tem como objetivo a evangelização. CAD. 2, PAG. 1

COMUNICADO HORÁRIOS DE MISSAS Solicitamos que as paróquias verifiquem os horários de missas publicadas na página 10, do Caderno 1. Caso seja necessário alterar, entrar em contato através do e-mail voz@fundacaonazare.com.br, ou ligar para o telefone 4006 9200 / 4006 9209.

w PARÓQUIA São Francisco das Ilhas, em Cotijuba, receberá os jovens em missão


2

Opinião

BELÉM, DE 18 A 24 DE JANEIRO DE 2019

IGREJA E VIDA CRISTÃ EM IMAGENS

1º Caderno

PRIVILÉGIO DE SER CATÓLICO João Carlos Pereira

Jornalista e professor jcparis1959@gmail.com

O silencioso sinal do vinho

O w ADORANDO A DEUS A importância de reconhecer Deus e sua soberania, sempre.

LUIZ ESTUMANO (JORNAL VOZ DE NAZARÉ)

PANORAMA José Pereira Ramos

joseulina1@gmail.com

Estamos fazendo tudo o que Ele nos disse?

O

Economista e escritor

Evangelho da Missa do segundo domingo do Tempo Comum (Jo. 1-11) narra o primeiro milagre público de Jesus Nazareno, a transformação da água em vinho. Essa foi a demonstração de que a mãe Maria sabia que ELE poderia fazê-lo. Disse aos serventes: “Fazei tudo que ELE vos disser”. Os séculos correm e as palavras do Evangelho não passam. Permanecerão indicando o rumo correto para aqueles que procuram a salvação. Coitados dos homens que se esqueceram de Deus e pretenderam inverter os conceitos evangélicos. Vivi a segunda Grande Guerra e medito sobre o que conquistaram os ambiciosos daquele tempo como Hitler, Musssolini, seus aliados japoneses e Stalin. Cada um deles querendo ser dono do

ENCONTRO FRATERNO Ivens Coimbra Brandão

ivenscb@oi.com.br; ivenscb@gmail.com

Matrimônio (parte 2)

C Engenheiro civil e escritor

onforme o previsto prosseguese no assunto inspirado nos ensinamentos contidos na Exortação Apostólica ‘Amoris Laetitia’, do Papa Francisco, bem como nas experiências em pastorais de nossa paróquia e do próprio casal. A celebração do nosso matrimônio ocorreu na Catedral, isto porque o celebrante era o Cura da Sé, o hoje saudoso Monsenhor Geraldo Menezes. No entanto, tudo foi muito simples. Em seguida não houve ‘festança’, mas um jantar, reunindo alguns parentes e amigos. Todavia, tinha-se o propósito de que o compromisso era para sempre. Logo nos primeiros meses de casados, quando a fase de adaptação do casal é mais intensa, logo surgiram desafios, a começar com o recém-casado perdendo o emprego, tendo de aceitar a oportunidade que se ofereceu em uma

Fundado em 5 de julho de 1913 FUNDADOR Pe. Florence Dubois, barnabita

ARQUIDIOCESE DE BELÉM-PARÁ

PRESIDENTE Dom Alberto Taveira Corrêa Arcebispo Metropolitano de Belém do Pará VICE-PRESIDENTE Monsenhor Marcelino Ferreira Vigário-geral da Arquidiocese de Belém do Pará

mundo, levando milhares de conterrâneos ao sacrifício e milhares de famílias destruídas. Todos em perseguição ao Judaísmo e ao Cristianismo. Vi a Rússia dominar os países da Europa Central, além dos já dominados pela URSS. Vi os USA detonar o Japão com a bomba atômica e dominar parte do mundo com o capitalismo. Todos usando como slogan a defesa dos seus povos, quando na realidade foram esses povos os mais sacrificados. Todos esses líderes esqueceram as palavras de Cristo, a recomendação de Maria Santíssima. A humanidade se esquece de “Fazer o que ELE nos disse”. Ideologias que pregam falsa liberdade levaram populações africanas ao estado de fome que não passavam antes. A mesma coisa está acontecendo na América Central e na do Sul. Particularmente prefiro permanecer no regime de amor e de perdão pregado por Jesus. Esforço-me em atender ao pedido de sua Mãe, procurando fazer tudo o que ELE me disse. Não alcançarei a salvação se não tratar com amor ao nosso próximo. Precisamos rezar mais e lutar contra a corrupção. Ter confiança absoluta em Jesus. cidade do interior do nosso Estado. Decorria o início dos anos 60, sendo o jovem casal levado a ocupar uma casa cedida pela empresa contratante, não se contando com geladeira, nem fogão a gás, deixando a recém-casada com o redor das unhas enegrecidas pelo manuseio do carvão. Nos dias de hoje, quando conversamos com os noivos de nossa paróquia, invocamos as naturais dificuldades do início de uma vida em comum, consideradas as diferenças de temperamento, hábitos, etc. No campo da psicologia, ocorrem também diferenças inerentes ao homem e à mulher. Por exemplo, enquanto o homem, em geral, se encanta pelo que vê, a mulher é sensível ao que ouve; enquanto o homem age pela razão, a mulher se deixa levar pelo coração. São diferenças que se ajustam pelo diálogo, que brota do amor. “Tudo suporta: (...) É manter-se firme no meio de um ambiente hostil. Não consiste apenas em tolerar algumas coisas incômodas, mas é algo de mais amplo: uma resistência dinâmica e constante, capaz de superar qualquer desafio” (Papa Francisco – ‘Amores Laetitia’, pág. 79).

DIRETOR GERAL Padre Roberto Emílio Cavalli Junior DIRETOR ADMINISTRATIVO E FINANCEIRO Marcos Aurélio de Oliveira DIRETOR DE COMUNICAÇÃO Mário Jorge Alves da Silva DIRETOR DE CAPTAÇÃO DE RECURSOS Arnaldo Pinheiro

Evangelho que a Igreja nos propõe como leitura, no próximo domingo, poderia ser tema de muitas colunas, porque abre margem a uma série de reflexões. Nele São João narra a primeiro sinal do poder de Jesus, no instante em que, sem fazer um gesto cenográfico, sem sequer tocar nas talhas, onde cabiam cem litros de água, transformou o conteúdo em vinho. E não num vinho qualquer, mas no melhor vinho servido na festa. Naquele instante, Nossa Senhora O estimulou a agir e orientou os funcionários da casa a fazerem tudo que Jesus mandasse. Não se trata de uma metáfora, mas de um ensinamento que atravessou os séculos e deve ser seguido até agora: “fazer tudo que Ele mandou”. Imagino a cena: os empregados pegaram as talhas com água, que deveriam estar fora do ambiente onde acontecia o casamento para o qual Jesus e sua Mãe haviam sido convidados, e as levaram até a presença daquele a quem o

que o tradutor do texto para a língua portuguesa chamou de “mestre-sala”, cujas funções seriam as de um mordomo. Quando ele abriu o grande vaso – naturalmente surpreso, porque nem imaginava a razão de estarem lá – encontrou um vinho maravilhoso. As bodas, em Caná, continuaram como se nada tivesse acontecido. Os convidados, provavelmente, nem ficaram sabendo do acorrido. Nossa Senhora foi discreta e Jesus mais discreto ainda. Não moveu um dedo para efetuar a mudança. Apenas desejou que acontecesse e assim foi feito. Não pronunciou uma palavra e o milagre aconteceu. Nossa Senhora pediu, Jesus atendeu e a vida (no caso, a festa de casamento) continuou normalmente. Basta esta pequena informação para que todos entendam a dimensão do poder da Virgem Maria de Nazaré, que foi feita Mãe da Igreja e, sobretudo, nossa Mãe. O assunto ainda vai render bastante. Semana que vem, se Deus quiser, retomo a reflexão.

ASSIM NA TERRA COMO NO CÉU ... Pe. Helio Fronczak

heliofronczak@gmail.com

O discernimento: um dom sobrenatural

O

número 170 da exortação apostólica Alegraivos e exultai afirma: “É verdade que o discernimento espiritual não exclui as contribuições de sabedorias humanas, existenciais, psicológicas, sociológicas ou morais; mas transcende-as. Não bastam sequer as normas sábias da Igreja. Lembremo-nos sempre de que o discernimento é uma graça. Embora inclua a razão e a prudência, supera-as, porque trata-se de entrever o mistério daquele projeto, único e irrepetível, que Deus tem para cada um e que se realiza no meio dos mais variados contextos e limites. Não está em jogo apenas um bem-estar temporal, nem a satisfação de realizar algo de útil, nem mesmo o desejo de ter a consciência tranquila. Está em jogo o sentido da minha vida diante do Pai que me conhece e ama, aquele sentido verdadeiro para o qual posso orientar a

COORDENAÇÃO Pe. Nilton Cezar Reis (DRT 2840) CONSELHO DE PROGRAMAÇÃO E EDITORAÇÃO Padre Agostinho Filho de Souza Cruz Cônego Cláudio de Souza Barradas Edwaldo Lobo Monteiro EDITORAÇÃO ELETRÔNICA Sérgio Santos (DRT/PA 579) Assinaturas, distribuição, administração e redação Av. Gov. José Malcher, Ed. Paulo VI, 915 CEP: 66055-260

minha existência e que ninguém conhece melhor do que Ele. Em suma, o discernimento leva à própria fonte da vida que não morre, isto é, conhecer o Pai, o único Deus verdadeiro, e a quem Ele enviou, Jesus Cristo (cf. Jo 17, 3). Não requer capacidades especiais nem está reservado aos mais inteligentes e instruídos; o Pai compraz-Se em manifestar-Se aos humildes (cf. Mt 11, 25)”. E no número 171 nos lembra que a dimensão da oração é muito importante: “Não nos esqueçamos de que o discernimento orante exige partir da predisposição para escutar: o Senhor, os outros, a própria realidade que não cessa de nos interpelar de novas maneiras. Somente quem está disposto a escutar é que tem a liberdade de renunciar ao seu ponto de vista parcial e insuficiente, aos seus hábitos, aos seus esquemas".

- Nazaré, Belém - PA Tel.: (91) 4006-9200/ 4006-9209. Fax: (91) 4006-9227 Redação: (91) 4006-9200/ 4006-9238/ 4006-9239/ 4006-9244/ 4006-9245 Site: www.fundacaonazare.com.br E-mail: voz@fundacaonazare.com.br Um veículo da Fundação Nazaré de Comunicação CNPJ nº 83.369.470/0001-54 Impresso no parque gráfico de O Liberal

FUNDAÇÃO NAZARÉ DE COMUNICAÇÃO


1º Caderno 1º

Arcebispo

BELÉM, DE 18 A 24 DE JANEIRO DE 2019

3

Conversa com meu povo Dom Alberto Taveira Corrêa Arcebispo Metropolitano de Belém do Pará

Cada dia melhor

O

lhar para a própria história com os olhos de Deus é um desafio constante, pois com ele se contam mais as rosas do que os espinhos da roseira. De fato, Deus nos concede a visão de um plano de salvação e de graça, pensado para a humanidade e para todas as pessoas. Não fomos feitos para a perdição e condenação, mas para a vida de comunhão com Deus e com os outros. No entanto, o cristão não olha para vida com pensamento positivo, quase mágico, mas é chamado ao realismo que só a fé pode suscitar em seu coração. Antes, ele é capaz de enxergar tudo através das chagas do Coração de Cristo. Pode proclamar com confiança: “Chagas abertas, ó coração ferido! Sangue de Cristo está entre nós e o perigo! Deus pode cuidar de tudo, posso descansar seguro, Deus está cuidando de tudo, ele é o meu amparo e abrigo” (Celina Borges). O cristão abraça a Cruz com seu Senhor Jesus Cristo e passa além da chaga e da morte, para ver a luz resplandecente da Ressurreição. Este realismo pode receber o nome de otimismo da fé! Jesus se manifestou de várias formas e a Igreja abre diante de nossos olhos tais manifestações. Os primeiros a vê-lo nascido em Belém foram pobres pastores dos arredores do presépio. Homens vindos de longe, magos ou sábios, guiados pela estrela da consciência que aponta para Deus, venceram todos os obstáculos para adorá-lo e oferecer-lhe o obséquio de seus presentes de ouro, incenso e mirra. Depois da saga

da vida oculta em Nazaré, as margens do Jordão assistiram a manifestação da voz do Pai, o Espírito em forma de pomba e o Filho amado, descido às águas e saindo para a missão. Em Caná (Jo 2,1-12), os primeiros discípulos foram os destinatários do primeiro milagre, o da alegria dos tempos messiânicos, simbolizada pelo vinho novo. Certamente ali puderam também conhecer a Estrela da Evangelização, Mãe de Jesus, com seu testamento: “Fazei o que ele vos disser” (Jo 2,5) Na história da Igreja, ficou muito clara a força da palavra dos Atos dos Apostolos: “É preciso que passemos por muitos sofrimentos para entrar no reino de Deus” (At 14,22). Passar da tristeza para a alegria, passar do pecado para a graça, das trevas para a luz! Passar pelos embates da implantação da vida da Igreja, como assistimos em nossa longa história da Diocese de Belém, compartilhar as dores e alegrias, as esperanças e as conquistas, descobrir que a falta do necessário sempre conduziu a ouvir a Virgem Maria dizendo para fazer o que Ele diz. Na história da Igreja, os santos e especialmente os mártires, nos mostraram quantos frutos podem vir do abraço à Cruz de Cristo. Tomemos o exemplo do mártir São Sebastião, ajudados pelas indicações de Santo Ambrósio a respeito do santo de tanta devoção popular, celebrado também neste final de semana (Cf. o Comentário sobre o Salmo 118, de Santo Ambrósio, bispo,século IV): É originário de Milão. Talvez o perseguidor já tivesse se

DIVULGAÇÃO

testemunha fiel de Cristo, conheceu este martírio, pois afirmou: “A nossa glória é esta: o testemunho da nossa consciência” (2Cor 1,12). Os mártires e todos os que se gloriam do nome de cristãos estão mergulhados na vida cotidiana como todos os outros homens e mulheres. Ninguém está isento das perseguições internas e externas, ninguém está vacinado contra crises e decepções. Só que aprenderam a passar pelas dores e sofrimentos, superando os obstáculos. Para os cristãos de verdade, o dia de hoje é sempre melhor do que ontem, e o amanhã será melhor do que hoje. Trata-se da capacidade, e esta só pode vir de Deus, de “dar a volta por cima”, prática w OS PRIMEIROS discípulos foram destinatários do 1º milagre pascal, a fim de que no dia a dia se repita o milagre do gosto novo para a existência, com a graça de aproveitar sempre e cada vez mais as lições do cotidiano. Na memória de nossa Igreja de Belém, no alto de afastado ou talvez ainda não da morte para a vida. Se só seus trezentos anos de criativesse vindo a este lugar, ou houvesse um perseguidor, ção, sabemos que tudo tem fosse mais condescendente. talvez este mártir não tives- concorrido para o bem dos De qualquer modo, Sebas- se sido coroado. Mas o pior é que amam a Deus (Cf. Rm tião compreendeu que ali, ou que os perseguidores não são 8,28). No mar e nos rios da não haveria luta, ou ela seria apenas os que se veem; há misericórdia de Deus, muito insignificante. Partiu então também os invisíveis, e estes mais do que as seis talhas de para Roma, onde por causa são muito mais numerosos. Caná, estão repletas as nosda fé havia uma tremenda Sobre tais perseguições foi sas vasilhas da purificação da perseguição. Passou para a dito: Todos os que querem memória que nos cabe fazer, provação maior! Em Roma levar uma vida fervorosa em sabendo que a intercessão de sofreu o martírio, isto é, lá Cristo Jesus serão persegui- Nossa Senhora, de Nazaré a foi coroado com a vitória. As- dos (2Tm 3,12). Quantos Belém, passando pela Graça, sim, no lugar onde chegara há que, às ocultas, todos os sempre nos tem oferecido como hóspede, encontrou a dias, são mártires de Cristo a receita do milagre. Nunca morada da eterna imortali- e proclamam que Jesus é o nos faltou e não faltará o vidade, passando com Cristo Senhor! O apóstolo Paulo, nho da alegria!

Nossa Senhora sempre nos tem oferecido a receita do milagre. Nunca nos faltou o vinho da alegria!


4

Arquidiocese

AGENDA DE DOM ALBERTO TAVEIRA CORRÊA

BELÉM, DE 18 A 24 DE JANEIRO DE 2019

AGENDA DE DOM IRINEU ROMAN

1º Caderno

AGENDA DE DOM ANTÔNIO DE ASSIS RIBEIRO

n De 18 a 24 de janeiro de 2019

n De 18 a 24 de janeiro de 2019

n De 18 a 24 de janeiro de 2019

n SEXTA-FEIRA, 18 DE JANEIRO

n SEXTA-FEIRA, 18 A

n SEXTA - FEIRA, 18 DE JANEIRO 15h – 3ª Reunião (Terra Firme) 19h - Missa comemorativa de 10 anos (Paróquia Sagrado Coração de Jesus - Júlia Seffer)

8h - Gravações

n SÁBADO, 19 DE JANEIRO

QUINTA, 24 DE JANEIRO Em Viagem

18h - Primeira Missa de Dom Alberto na Área Missionária do CANAÃ (Comunidade São Judas)

n SÁBADO, 19 DE JANEIRO 18h - Primeira Missa de Dom Alberto na Área Missionária do Canaã (Comunidade São Judas)

n DOMINGO, 20 A QUINTA-FEIRA, 24 DE JANEIRO

n DOMINGO, 20 A QUINTA-FEIRA, 24 DE JANEIRO Jornada Mundial da Juventude (Panamá)

Em viagem

Os compromissos de Dom Alberto Taveira podem sofrer alterações sem aviso prévio.

Os compromissos de Dom Irineu Roman ser alterados sem aviso prévio.

Os compromissos de Dom Antônio de Assis podem sofrer alterações sem aviso prévio.

Homilia Dominical Domingo - 20 de janeiro | 2º Domingo do Tempo Comum EVANGELHO

(Jo 2,1-11) Naquele tempo, 1houve um casamento em Caná da Galileia. A mãe de Jesus estava presente. 2Também Jesus e seus discípulos tinham sido convidados para o casamento. 3Como o vinho veio a faltar, a mãe de Jesus lhe disse: “Eles não têm mais vinho”. 4Jesus respondeu-lhe: “Mulher, por que dizes isto a mim? Minha hora ainda não chegou”. 5Sua mãe disse aos que estavam servindo: “Fazei o que ele vos disser”. 6Estavam seis talhas de pedra colocadas aí para a purificação que os judeus costumam fazer. Em cada uma delas cabiam mais ou menos cem litros.

7Jesus disse aos que estavam servindo: “Enchei as talhas de água”. Encheramnas até a boca. 8Jesus disse: “Agora tirai e levai ao mestresala”. E eles levaram. 9O mestre-sala experimentou a água, que se tinha transformado em vinho. Ele não sabia de onde vinha, mas os que estavam servindo sabiam, pois eram eles que tinham tirado a água. 10O mestre-sala chamou então o noivo e lhe disse: “Todo mundo serve primeiro o vinho melhor e, quando os convidados já estão embriagados, serve o vinho menos bom. Mas tu guardaste o vinho melhor até agora!” 11Este foi o início dos sinais de Jesus. Ele o realizou em Caná da Galileia e manifestou a sua glória, e seus

discípulos creram nele. PRIMEIRA LEITURA

(Is 62,1-5) Leitura do Livro do Profeta Isaías:

Abandonada, e tua terra não mais será chamada Deserta; teu nome será Minha Predileta e tua terra será a BemCasada, pois o Senhor agradou-se de ti e tua terra será desposada. 5Assim como o jovem desposa a donzela, assim teus filhos te desposam; e como a noiva é a alegria do noivo, assim também tu és a alegria de teu Deus.

1Por amor de Sião não me calarei, por amor de Jerusalém não descansarei, enquanto não surgir nela, como um luzeiro, a justiça e não se acender nela, como uma tocha, a salvação. 2As nações verão a tua justiça, todos os reis verão a tua glória; serás chamada com um nome novo, que a boca do Senhor há de designar. 3E serás uma coroa de glória na mão do Senhor, um diadema real nas mãos de teu Deus. 4Não mais te chamarão

Irmãos: 4Há diversidade de dons, mas um mesmo é o Espírito.

Evangelho (Jo 2,1-11) w 21/01, SEGUNDA Cor (vermelho) Primeira Leitura (Hb 5,1-10) Responsório (Sl 109) Evangelho (Mc 2,18-22) w 22/01, TERÇA-FEIRA

Cor (verde) Primeira Leitura (Hb 6,10-20) Responsório (Sl 110) Evangelho (Mc 2,23-28) w 23/01, QUARTA-FEIRA Cor (verde) Primeira Leitura (Hb 7,1-3.15-17)

SEGUNDA LEITURA

(1Cor 12,4-11) Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios:

5Há diversidade de ministérios, mas um mesmo é o Senhor. 6Há diferentes atividades, mas um mesmo Deus que realiza todas as coisas em todos. 7A cada um é dada a manifestação do Espírito em vista do bem comum. 8A um é dada pelo Espírito a palavra da sabedoria. A outro, a palavra da ciência segundo o mesmo Espírito. 9A outro, a fé no mesmo Espírito. A outro, o dom de curas no mesmo Espírito. 10A outro, o poder de fazer milagres. A outro, profecia. A outro, discernimento de espíritos. A outro, falar línguas estranhas. A outro, interpretação de línguas. 11Todas estas coisas as realiza um e o mesmo Espírito, que distribui a cada um conforme quer.

Liturgia da Semana w 18/01, SEXTA-FEIRA Cor (verde) Primeira Leitura (Hb 4,1-5.11) Responsório (Sl 77) Evangelho (Mc 2,1-12) w 19/01, SÁBADO Cor (verde) Primeira Leitura (Hb 4,12-16)

Responsório (Sl 18,8-15) Evangelho (Mc 2,13-17) w 20/01, DOMINGO Cor (verde) Primeira Leitura (Is 62,1-5) Responsório (Sl 95) Segunda Leitura (1Cor 12,4-11)

Responsório (Sl 109) Evangelho (Mc 3,1-6) w 24/01, QUINTA-FEIRA Cor (branco) Primeira Leitura (Hb 7,25–8,6) Responsório (Sl 39) Evangelho (Mc 3,7-12)


Vaticano Papa: para amar a Deus, é preciso amar o irmão

1º Caderno 1º

C

om informações Vatican News. Para amar a Deus concretamente, é preciso amar os irmãos, isto é, rezar por eles, simpáticos e antipáticos, inclusive pelo inimigo. Na homilia da manhã do dia 10, na capela da Casa Santa Marta, o Papa fez um forte apelo ao amor. Quem nos dá a força para amar assim é a fé, que vence o espírito do mundo. A reflexão de Francisco se inspirou na Primeira Carta de São João apóstolo (1Jo 4,19 - 5,4) proposta pela Liturgia do dia. O apóstolo João, de fato, fala de “mundanidade”. Quando diz: “Quem foi gerado por Deus é capaz de vencer o mundo” está falando da “luta de todos os dias” contra o espírito do mundo, que é “mentiroso”, é um “espírito de aparências, sem consistência”, enquanto “o Espírito de Deus é verdadeiro”. “O espírito do mundo é o espírito da vaidade, das coisas que não têm força, que não têm fundamento e que acabarão”, destacou Francisco. Como os doces de Carnaval, os crepes – chamados em dialeto de “mentiras” – não são consistentes, mas “cheios de ar”, isto é, do espírito do mundo. O apóstolo nos ofe-

BELÉM, DE 18 A 24 DE JANEIRO DE 2019

Forte apelo ao amor. Quem nos dá força para amar assim é a fé FOTOS: DIVULGAÇÃO

w PAPA FRANCISCO celebra missa na Casa Santa Marta

rece o caminho da concretude do espírito de Deus: dizer e fazer são a mesma coisa. “Se você tem o Espírito de Deus” – recordou o Papa –, fará coisas boas. E o apóstolo João diz uma coisa “cotidiana”: “Quem não ama o seu irmão, a quem vê, não poderá amar a Deus, a quem não vê”. “Se você não é capaz de amar algo que vê, como conseguirá amar algo que não vê? Isso é a fantasia”, destacou o Papa, exortando a amar “o que

se vê, se pode tocar, que é real. E não as fantasias, que não se vêem”. Se você não é capaz de amar a Deus no concreto, não é verdade que você ama a Deus. E o espírito do mundo é um espírito de divisão e quando se infiltra na família, na comunidade, na sociedade sempre cria divisões: sempre. E as divisões crescem e vêm o ódio e a guerra … João vai além e diz: “Se alguém diz ‘Amo a Deus’, mas entretanto

odeia o seu irmão, é um mentiroso”, isto é, é filho do espírito do mundo, que é pura mentira, pura aparência. E isso é algo sobre o qual nos fará bem refletir: eu amo a Deus? Mas vamos fazer uma comparação e ver como você ama o seu irmão: vamos ver como você o ama. O Papa então indicou três sinais que indicam que não amo o irmão. Antes de tudo, Francisco exortou a rezar pelo próximo, também por aquela pessoa que é antipáti-

ca e sei que não me quer bem, também por aquela que me odeia, pelo inimigo, como disse Jesus. Se não rezo, “é um sinal que você não ama”: O primeiro sinal, pergunta que todos devemos fazer: eu rezo pelas pessoas? Por todas, concretas, as que são simpáticas e antipáticas, por aquelas amigas e não são amigas. Primeiro. Segundo sinal: quando eu sinto dentro de mim sentimentos de ciúme, de inveja e quero desejar o mal ou não... é um sinal que não ama. Pare ali. Não deixar crescer esses sentimentos: são perigosos. Não deixá-los crescer. E depois o sinal mais cotidiano de que eu não amo o próximo e, portanto, não posso dizer que amo a Deus, é a fofoca. Vamos colocar no coração e na cabeça: se eu faço fofocas, não amo a Deus porque com as fofocas estou destruindo aquela pessoa. As fofocas são como balas de mel, que são saborosas, uma

5

chama a outra e depois o estômago se consuma, com tantas balas... Porque é bom, é “doce” fofocar, parece uma coisa bela, mas destrói. E este é um sinal de que você não ama. A NECESSIDADE DA FÉ

Se uma pessoa deixa de fofocar na sua vida, “eu diria que é muito próxima a Deus”, porque – explicou Francisco – não fofocar “protege o próximo, protege Deus no próximo”. E o espírito do mundo se vence com este espírito de fé: acreditar que Deus está no meu irmão, na minha irmã. A vitória que venceu o mundo é a nossa fé. Somente com tanta fé é possível percorrer esta estrada, não com pensamentos humanos de bom senso … não, não: não são necessários. Ajudam, mas não servem nesta luta. Somente a fé nos dará a força para não fofocar, para rezar por todos, inclusive pelos inimigos e de não deixar crescer os sentimentos de ciúme e de inveja. O Senhor, com este trecho da Primeira Carta de São João apóstolo, nos pede concretude no amor. Amar a Deus: mas se você não ama seu irmão, não pode amar a Deus. E se você diz amar o seu irmão, mas na verdade não o ama, o odeia, você é um mentiroso.

Papa: é em casa que a fé é transmitida Com informações Vatican News. Um sinfonia diferente na Capela Sistina na manhã do domingo, 13, Festa do Batismo do Senhor, uniu às vozes do Coral Pontifício o choro e o balbuciar das crianças que foram batizadas pelo Santo Padre. Em sua breve homilia, o Papa enfatizou a importância do testemunho dos pais na transmissão da fé: É em casa que a fé é transmitida! “Vocês pedem a fé à Igreja para os filhos de vocês. E hoje eles receberão o Espírito Santo, o dom da fé em seus corações, na sua alma. Mas esta fé, depois, deve se desenvolver, crescer”. Mas antes de estudar a fé na Catequese que

as crianças frequentarão mais adiante – chamou a atenção Francisco – “a fé é transmitida. E este é um trabalho que diz respeito a vocês. É uma missão que vocês recebem hoje. Transmitir a fé. A transmissão da fé e isso se faz em casa. Porque a fé é sempre transmitida em dialeto, o dialeto da família, o dialeto da casa, no ambiente da casa.” A missão dos pais, portanto, é “transmitir a fé com o exemplo, com as palavras, ensinando a fazer o sinal da cruz, acrescentou. E isso é importante. Há crianças que não sabem fazer o sinal da cruz (…). Mas o importante, é transmitir a fé com a vida de fé de vocês. Que vejam o amor dos cônjuges, que

vejam a paz da casa, que vejam que Jesus está ali”. NUNCA BRIGAR DIANTE DAS CRIANÇAS

Francisco então, dá um conselho aos pais: “Nunca briguem diante das crianças. Nunca! É normal que os esposos briguem, é normal! Seria estranho se não. Mas façam de forma que eles não ouçam, não vejam. Vocês não sabem a angústia que tem uma criança quando vê os pais brigarem! Permitam-me este conselho, que ajudará vocês a transmitir a fé (…)”. Deixando todos bem à vontade no recinto adornado com afrescos de Michelangelo, Rafael, Perugino e Sandro Botti-

w NA FESTA DO BATISMO DO SENHOR, Rito do Batismo de 27 crianças

celli, Francisco disse às mães para não se constrangerem em amamentar as crianças: “Vocês sabem que as crianças se sentem hoje em um ambiente que é estranho: muito calor, estão cobertas. E sentem o ar abafado – isto por primeiro – e depois choram porque tem fome, tem fo-

me. E um terceiro motivo do choro é o “choro preventivo”. Como algo estranho, não? Não sabem o que acontecerá, “mas primeiro eu choro e depois vejamos…”. É uma defesa. Eu digo para vocês: que estejam acomodados. Cuidem para não cobrilos muito, e se choram de fome, os amamentem.

Digo às mães: “Amamentem as crianças, tranquilas, o Senhor quer isto”. Um começa a chorar, e o outro faz o contraponto, e o outro, e depois isto se torna um coral de choro. E assim sigamos em frente com esta cerimônia em paz, com a consciência que cabe a vocês a transmissão da fé”.

Migrantes e Refugiados: as indicações do Papa em dois novos documentos

O A

lhemos para nossas mãos, muitas vezes vazias de amor, e procuremos hoje pensar num dom gratuito que podemos oferecer. (14 de janeiro)

pequenez é liberdade. Quem é pequeno – no sentido evangélico – é leve e livre de toda mania de aparecer e de toda pretensão de sucesso. (12 de janeiro)

Para aprofundar dois temas cada vez mais atuais e centrais no magistério do Papa Francisco, a divisão ‘Migrações e Refugiados’ do Dicastério para o Desenvolvimento Integral preparou dois documentos que foram apresentados na quintafeira, 17 no Vaticano. O primeiro, “Orientações pastorais sobre o Tráfico de Pessoas” com texto recomendan-

do para compreender, reconhecer, prevenir e debelar o tráfico humano, proteger as vítimas e promover a reabilitação dos sobreviventes. “Luzes nos Caminhos da Esperança – Ensinamentos do Papa Francisco sobre migrantes, refugiados e tráfico” é uma coletânea de ensinamentos magistrais do Pontífice desde o início do Pontificado até o fim de 2017.

Os dois documentos serão apresentados à imprensa em um “Meeting Point” com a presença do Prefeito do Dicastério para a comunicação, Paolo Ruffini, e os dois subsecretários da ‘Seção Migrantes e Refugiados’ do Dicastério para o Desenvolvimento Integral Padre Fabio Baggio Cs, e Padre Michael Czerny Sj. A Seção é presidida diretamente pelo Santo Padre.


6

Igreja no Mundo

BELÉM, DE 18 A 24 DE JANEIRO DE 2019

1º Caderno

A procissão do Nazareno Negro Evento é realizado nas Filipinas e este ano reuniu mais de um milhão e meio de pessoas

C

om informações agência Gaudium Press. Mais de 1,5 milhão de fiéis foram às ruas em Manila (Filipinas) na quarta-feira, 09 de janeiro, para participar da procissão anual do Nazareno Negro, uma das maiores do mundo. A tradição, que se repete desde o século XVII, também é conhecida como a ‘translação’ e representa o sofrimento que Jesus experimentou quando percorreu o caminho até o Monte Calvário. Ao longo da procis-

são, a imagem, que é transportada em um carro sem rodas, é puxada pelos fiéis através de cordas. Apesar de ser utilizada uma réplica, a multidão tenta ficar o mais próximo possível da imagem do Cristo Negro chegando inclusive a subir uns sobre os outros na esperança de conseguir tocá-la. Iniciada durante a madrugada, a procissão percorreu três quilômetros até chegar à Basílica de Quiapo, onde está conservada a imagem original, exposta para a veneração

FOTOS: DIVULGAÇÃO

w IMAGEM DO SANTO é transportada em um carro sem rodas

durante todo o dia. No ano de 1606, os missionários Agostinia-

nos Recoletos levaram do México até Manila a imagem do Cristo

Negro ajoelhado e carregando a Cruz. Sua fama de milagrosa surgiu

após sair intacta de um incêndio que destruiu o navio dos missionários. A primeira igreja a acolher a imagem milagrosa foi a de Bagumbayan, hoje Luneta, nas proximidades de Manila. Em 1608 ela foi transferida para a paróquia de São Nicolau Tolentino, onde permaneceu até o ano de 1700. Em seguida, o Arcebispo Dom Basilio Sancho Santas Justa, ordenou a transferência definitiva à igreja de Quiapo, onde ela permanece até os nossos dias.

Igreja em Porto Rico proclama Ano Missionário Extraordinário Com informações agência. Gaudium P ress. Os Bispos de Porto Rico convocaram um Ano Missionário Extraordinário que iniciou no dia 13 de janeiro, festa do Batismo do Senhor, e concluído no dia 19 de outubro, véspera do Domingo Mundial das Missões. Os objetivos da iniciativa, segundo os cinco Bispos do país, são os mesmos indicados pelo

Papa Francisco para o Mês Missionário Extraordinário de outubro de 2019: reavivar a consciência batismal em relação a missão da Igreja; despertar a consciência da missão ad gentes; retomar com um novo impulso a responsabilidade de proclamar o Evangelho; reforçar a vitalidade missionária e situar a missão de Jesus no coração mesmo da Igreja.

Através de um comunicado, os prelados assinalam um caminho em três etapas que serão seguidas nos momentos mais importantes do ano litúrgico e que se baseiam em três chamados: o da conversão pessoal e pastoral; o da comunhão; e finalmente, o da missão vivida em termos concretos, de acordo com o método clássico da Igreja latino-americana

w CONVOCAÇÃ feita pelos bispos de Porto Rico em três etapas distintas

centrado nos gestos de olhar, discernir e atuar. O Ano Missionário Extraordinário se

encerrará através de uma Missa Solene na qual se lançará o Sexto Congresso Missionário

Americano, programado para ocorrer na Diocese porto riquenha de Ponce no ano de 2023.

Igreja no Brasil

Jaboatão dos Guararapes em festa C

w TRADIÇÃO festa acontece há mais de quatro séculos em Pernambuco

Arquidiocese de Aracaju promove primeiro Congresso de Música Litúrgica Com informações agência Gaudium Press. “A Música Litúrgica: Expressão Sonora da Fé” será a temática que envolverá os fiéis sergipanos e interessados durante as atividades do I Congresso Arquidiocesano de Música Litúrgica, que acontece

no dia 19 de janeiro. O congresso apresentará os critérios nas escolhas dos cantos para as partes fixas e móveis das celebrações eucarísticas. Organizado pelo Coral do Seminário Maior Nossa Senhora da Conceição, o encontro é visto

como uma oportunidade para os animadores de música na liturgia. O intuito é contribuir com a formação litúrgico-musical de todos aqueles que exercem alguma função no setor da música nas paróquias e comunidades da Arquidiocese de Aracaju.

om informações agência Gaudium Press. O município pernambucano de Jaboatão dos Guararapes prepara-se para celebrar a 421ª edição da Festa de Santo Amaro. Com o tema da festa intitulado “Para Santo Amaro, ser santo é realizar ações ordinárias de forma extraordinária”, as celebrações aconteceram no dia 15 de janeiro na Paróquia de Santo Amaro. A programação teve início com alvorada festiva e repique dos sinos da paróquia, seguida de

missa na matriz, presidida por Dom André dos Santos Vicente. Em seguida concelebração eucarística, presidida pelo Padre Francisco Damião Silva, na matriz. “As 18h, ocorreu a procissão pelas ruas do centro de Jaboatão em honra ao santo padroeiro do município. Os festejos foram encerrados com a Solene Missa Campal em frente à matriz, presidida pelo Arcebispo de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido. Acerca da mensagem que os festejos pretendem

transmitir aos fiéis, o pároco, Frei Damião Silva, explicou que o amor e a obediência são as grandes lições transmitidas por Santo Amaro. “Com o amor, faremos nascer entre nós um novo mundo de irmãos. Deus veio ao mundo para unir a humanidade e o amor é o caminho”, disse. A Paróquia de Santo Amaro, criada em 1598 e localizada na Praça Nossa Senhora do Rosário, é o único templo dedicado ao Padroeiro local na Arquidiocese de Olinda e Recife.


Igreja 7 Caminhada Franciscana da Juventude realizada em Santa Catarina

1º Caderno 1º

BELÉM, DE 18 A 24 DE JANEIRO DE 2019

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Programação acontece na cidade de Curitibanos

C

om informações agência Gaudium Press. Realizada desde 2012 em várias partes do Brasil, a Caminhada Franciscana da Juventude (CFJ) deste ano chegou à cidade de Curitibanos, em Santa Catarina, entre os dias 11 e 13 de janeiro. Mais de 500 participantes participaram do evento. Centenas de jovens, vestidos com coletes amarelos, caminharam pelas ruas do município catarinense, transmitindo a fé e a animação

por mais uma edição do evento franciscano. Para este ano, a atividade foi inspirada nos 800 anos do encontro de São Francisco com o Sultão. Logo, enquanto que o tema escolhido intitula-se “São Francisco e o Sultão: rompendo fronteiras no diálogo pela paz”, o lema será “Todos saberão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros.” (Jo 13, 35). Durante os momentos de mística, esse capítulo da vida de São Francisco foi recordado e atualizado

de Melo, coordenador do Serviço de Animação Vocacional (SAV). Ainda conforme o frade, “nesta Caminhada, fomos acolhidos em grande parte por comunidades rurais. Os jovens tiveram contato com a realidade de quem vive e trabalha no campo, se alimenta daquilo que produz”. “Cada vez mais vamos consolidando um trabalho de evangelização da juventude, criando vínculos de amizade e reforçando a divulgação do nosso carisma. A cada ano que passa, vocações são despertadas e/ ou confirmadas através destes eventos”.

w JOVENS têm mais contato com os anfitriões e a realidade local

para a realidade atual. A CFJ acontece pela motivação e o desejo de que os jovens tenham mais contato com os an-

fitriões e a realidade local. “A estadia nas famílias é um momento forte e oportuno de evangelização, troca de conheci-

mentos, cultura, partilha de vida. Viver a cultura do encontro, como pede o Papa Francisco”, afirmou o Frei Diego Atalino

JMJ: Jovens de todo o mundo a caminho do Panamá

w JOVENS de todas as partes do mundo a caminho do Panamá

Mundo juvenil e a fé cristã

As atenções da juventude católica voltam-se para o Panamá, onde de 22 a 27 de janeiro terá lugar a Jornada Mundial da Juventude. Alguns já partiram e outros preparam-se para partir. O período universitário-escolar na Europa impedirá que muitos jovens participem. A Polônia

é o país europeu que envia o maior número de jovens ao mega evento. A JMJ acontece com o tema “Eis a serva do Senhor; faça-se mim segundo a tua palavra” (Lc 1:38). E é grande a expectativa para o encontro com o Papa Francisco, que chegará ao Panamá no dia 23 de janei-

ro. Mais de 600 jovens são esperados do Uruguai, enquanto 75 jovens partirão da Dinamarca, juntamente com o bispo de Copenhague, Czeslaw Kozon, e o diretor da Pastoral juvenil, P. Kasper Baadsgaard-Jensen. Outras delegações de várias partes do mundo seguem rumo ao Panamá.

Dom Antônio de Assis Ribeiro - Bispo Auxiliar de Belém (domantoniodeassis@arqbelem.org)

Documento do Sínodo sobre os jovens: (Parte 3) O mistério da vocação (N. 77-90 II capítulo) INTRODUÇÃO

A

narração da vocação de Samuel (cf. 1Sm 3,1-21) nos apresenta alguns traços fundamentais do discernimento vocacional: a escuta, o reconhecimento da iniciativa, a experiência pessoal da compreensão progressiva e o acompanhamento paciente e respeitoso do mistério de Deus que nos chama para servir. A história vocacional de cada um de nós é como uma espécie de longa viagem existencial. É uma experiência que exige processo de descoberta cotidiana e deve ser entendida e interpretada. Trata-se de uma descoberta gradual; os jovens precisam ser ajudados nessa experiência para que interpretem a própria existência à luz da Fé e da vontade de Deus; nem tudo parece claro no início.

1

Vocação, graça e liberdade (N.78-80) Na história vocacional de cada um de nós há um grande mistério. Diversos fatores concorrem para o mistério vocacional; mas, em última instância, trata-se de um mistério de Deus; na narração bíblica de Samuel nós encontramos

uma profunda combinação amorosa entre a escolha divina e a liberdade humana; portanto, nada há de determinismo divino e também nada de decisão unicamente humana. Aquele que é chamado, o é, por livre iniciativa divina para vivenciar uma grande relação harmoniosa e amorosa para com Deus. Trata-se de um mistério onde se faz presente a graça de Deus com seu amor e o dom da Liberdade daquele que é chamado. A questão vocacional vai além dos humanos; também abraça a totalidade da criação; Deus chamou à vida outros seres. Infelizmente, na cultura atual há uma tendência de se pensar a existência sem nenhum vínculo com o Criador; desse modo se concebe a vida sem vocação; todavia, a partir do batismo somos chamados a desenvolver a cultura vocacional.

2

A vocação cristã (N. 81-83) Muitos jovens são fascinados pela figura de Jesus: admiram a beleza da sua existência, a sua vida de pobreza, a sua capacidade de fazer amizades profundas, a sua generosidade, o dom da sua vida

voltada para os outros. Jesus continua ainda hoje sendo uma fonte atraente e inspiradora para muitos jovens. Ele é o revelador do verdadeiro sentido da vocação e da existência do ser humano. Aqueles que ficaram fascinados pela vida de Jesus também foram chamados explicitamente à fé; aqueles que o encontraram tornaram-se seus discípulos e suas testemunhas; mas também Jesus não negou as exigências de carregar a própria cruz todos os dias e segui-lo. Dentre os diversos discípulos de Jesus, podemos encontrar também Maria, sua mãe; Ela foi primeira discípula que é também, o modelo perfeito para todo discípulo. Maria seguiu seu filho durante toda a sua existência e o acompanhou vendo-o passar pela cruz, ressurreição até o Pentecostes. Maria é modelo daquele que responde à sua vocação com fidelidade e generosidade.

3

A variedade das vocações na igreja (N. 84-90) Da vocação batismal deriva uma diversidade de vocações específicas, mas todas elas

têm como meta a santidade; a vocação cristã é um chamado à santidade. Na Igreja “há uma diversidade de dons, mas o Espírito é sempre o mesmo; há diversidade de serviços, mas o Senhor é o mesmo; há diversos modos de agir, mas é o mesmo Deus que realiza tudo em todos” (1Cor 12,4-6). Muitos jovens, conscientes da própria vocação cristã, fazem experiência da orientação profissional como compromisso de promoção do Reino de Deus e santificação pessoal. * A vocação à família continua sendo espaço de cooperação insubstituível para o testemunho do Evangelho, do amor recíproco, da geração e da educação dos filhos. A Igreja é chamada sempre a redescobrir e a tornar compreensível aos jovens a beleza da vocação matrimonial. * A vida consagrada, tanto na forma contemplativa como na ativa, é um dom para a vida da Igreja com grande valor profético de alegre testemunho e gratuito amor aos outros. A vida consagrada ativa manifesta concretamente a dedicação de uma Igreja em saída, servindo àqueles que estão nas periferias existenciais.

* O Sacerdócio: a Igreja sempre reservou, ao longo da história, especial e cuidado para com a promoção da vocação sacerdotal. A Igreja hoje é chamada à promoção de uma renovada pastoral vocacional capaz de levar os jovens a sentirem o fascínio pela pessoa de Jesus Cristo e da sua chamada a serem pastores do seu rebanho; merece também especial atenção a promoção do diaconato permanente. * A condição de solteiro por diversas razões, voluntárias e involuntárias, por fatores culturais, religiosos e sociais, também faz parte da atenção da Igreja. A Igreja reconhece que também essa condição de vida deve ser assumida como dom, vivida na lógica da fé e como caminho de santidade. REFLEXÃO:

1

Releia a narração da vocação do profeta Samuel (1Sm 3,1-21). O que mais lhe chama a atenção nesse texto? Por que a vocação é dom de Deus e, ao mesmo tempo, também responsabilidade humana? Qual é o chamado comum a todas as vocações cristãs?

2 3


8

Nazaré Repórter

BELÉM, DE 18 A 24 DE JANEIRO DE 2019

J ATENDIMENTO MÉDICO

FOTOS: DIVULGAÇÃO

A Paróquia de São Raimundo Nonato, localizada na Avenida Senador Lemos, no Umarizal, em Belém, realiza nos dias 19 e 26 de janeiro a ação de atendimento médico gratuito à comunidade. A ação ocorre nos dois sábados, das 8h às 11h30, na sala do ECC (com entrada pela Rua Manoel Evaristo). O agendamento deve ser feito na secretaria com a assistente social, terça e quinta-feira das 15h às 17h. Mais informações 3277-4644.

1º Caderno

RÁDIO NAZARÉ

Z MH 3 . 91 FM

J PASTORAL FAMILIAR

PROMOVE ESPIRITUALIDADE A Pastoral Familiar Arquidiocesana promoveu no domingo, 13, no Centro de Cultura e Formação Cristã, a espiritualidade para todos os agentes da pastoral, com o tema “Família, torna-te aquilo que és”. A programação contou com mais de 400 participantes. Durante o evento, o Padre Idamor da Mota, da Paróquia de Santa Paula Frassineti ministrou palestra sobre o tema principal e ainda presidiu a Missa de encerramento.

J INSCRIÇÕES

ABERTAS PARA CURSOS TÉCNICOS

J NOVO PÁROCO NA DIVINA MISERICÓRDIA

A Arquidiocese de Belém convida todos a participarem da Santa Missa de posse canônica do novo pároco da Paróquia da Divina Misericórdia, padre Gelcimar Sousa Santos, nomeado pelo Arcebispo de Belém, Dom Alberto Taveira. A celebração acontece no dia 3 de fevereiro, às 9h30, J FESTA EM HONRA DE SÃO SEBASTIÃO na Matriz, localizada na Rodovia Augusto A Paróquia de Nossa programação inicia-se às Montenegro, 1980, distrito Senhora da Conceição, 13h, com a derrubada de Icoaraci, em Belém. localizada em Benfica, do mastro, e conta com convida a todos a diversas brincadeiras, J VOLUNTÁRIOS RENOVAI-VOS participarem da festa em sorteio de bingo, Festival do Picolé, às 18h, Santa Missa A Comunidade Católica queiram ajudar nas equipes honra de São Sebastião no dia 20 de janeiro, e procissão. Informações: Maíra, localizada na do “Renovai-vos” 2019. Os na Praça da Matriz. A (91) 3456-8428. Travessa 14 de Março, encontros são realizados 1182, bairro do Umarizal aos sábados, às 18h. em Belém, continua com Inscrição no local. Mais as inscrições abertas para informações (91) 3266vagas de voluntários que, 8624.

A Escola de Teatro e Dança da UFPA está com inscrições abertas para os cursos técnicos em Cenografia, Técnico em Dança – Dança Clássica, Técnico em Dança – Intérprete Criador, Técnico em Figurino Cênico e Técnico em Teatro. As inscrições podem ser feitas até 14 de fevereiro na Rua Dom Romualdo de Seixas, 820. Maos informações pelo telefone (91) 3201-7463

Vida e obra do renomado escritor português em exposição no Museu do Estado do Pará. Após temporada inaugural em São Paulo, a mostra chega a Belém. A Exposição tem entrada

franca e ficará aberta à visitação até 17 de fevereiro, sempre de terça a domingo, das 10h às 17h, aos sábados, domingos e feriados, das 9h às 13h.

J ROSEAR CRISTO FEST 2019 A Paróquia de Santa Rosa de Lima, localizada em Benevides, realiza no dia 24 de fevereiro a 3ª edição do Rosear Cristo Fest, cujo tema “Por amor nos libertou”. A programação inclui shows, dança e muita

animação. O evento será realizado na Praça do Leão, centro de Benevides, a partir das 14h. Os abadás estão sendo vendidos na secretaria paroquial.Mais informações pelo telefone (91) 98826-2556.

O programa Saúde e Cidadania da próxima segunda-feira, 21, apresenta o tema “Má circulação – como identificar e tratar”. Após um dia de trabalho ou muitas horas em pé, você pode ter notado que os pés, tornozelo e pernas ficam inchados. Mas, atenção. Caso esses sintomas venham a se repetir por mais dias, talvez seja o

momento de procurar acompanhamento médico. Um especialista falará sobre o assunto e esclarecer as dúvidas dos ouvintes. Sintonize 91,3 MHz a partir das 16h. Lembramos que o ouvinte pode interagir durante a programação ligando para a central de atendimento, número 4006-9211 ou pelo facebook.com/ radionazare. Participe!

RÁDIO NAZARÉ FM - 91,3. A SERVIÇO DA VIDA. NOSSA MISSÃO É EVANGELIZAR!

REDE NAZARÉ DE TELEVISÃO

AL CAN

30

l NOTÍCIAS PASTORAIS Acompanhe pela TV Nazaré, Canal 30.1 – ou na sintonia de sua cidade – a transmissão do programa Notícias Pastorais, aos sábados, no horário de 7h, 12h e 16h45 e aos domingos, no horário de 8h e 12h20. O programa aborda a vida da Igreja na Amazônia, no Brasil e no mundo. Além de informações da

Arquidiocese de Belém, regionais e prelazias do Regional Norte 2, da CNBB e informações da Terra Santa e Vaticano.

PORTAL NAZARÉ

W. WW RE. A NAZ .BR O A COM DAC FUN

l PRIMEIRA MATÉRIA DA SÉRIE

J EXPOSIÇÃO “SARAMAGO - OS PONTOS E A VISTA”

l PROBLEMAS DE CIRCULAÇÃO

J ADORAÇÃO AO SANTÍSSIMO A Paróquia da Imaculada Conceição, localizada na Passagem Snapp, no bairro do Castanheira, em Belém, convida a todos a participarem da Adoração

ao Santíssimo Sacramento, realizada na Matriz toda quinta-feira, a partir das 17h. Participe com a sua família! Mais informações: (91) 3277-4642.

Acesse o portal Nazaré: www. fundacaonazare. com.br e confira a primeira matéria da série de reportagens comemorativa aos 300 anos da Diocese de Belém. Acompanhe as notícias da Arquidiocese de Belém e da Igreja em nosso portal e em nossas redes sociais, Facebook:/FNCBelem e Twitter: @ FundacaoNazare. E faça parte da Família Nazaré e seja um sócio

Evangelizador. Conheça nossa campanha Seja mais Um, acesse: www. sejamaisum.com ou ligue: (91) 4006-9211.


1º Caderno 1º

C

om informações agência Gaudium Press. De 15 a 18 de maio de 2019, a cidade de Aparecida recebe a 13ª edição do Congresso Mariológico. Inspirado no tema central “Maria e o Espírito Santo”, o evento pretende trazer reflexões sobre Maria Santíssima na tradição cristã, com base na perspectiva pastoral, teologia contemporânea, na mística cristã e na vida pentecostal. O CONGRESSO

Durante os quatro dias de encontro, serão realizadas diversas atividades, como palestras, lançamentos de livros, exposições, música, discussões e debates, além de celebração eucarística no Altar Central do Santuário. Entre os teólogos experientes e de referência nacional confirmados para o congresso estão Afonso Murade, Maria Clara Bingemmer, Lina Boff e Lúcia Pedrosa, bem como teólogos comunicadores como Frei Rinaldo Stecanela. Além deles, estarão em Aparecida teólogos emergentes, tais como o mestre em mariologia Frei Jonas Nogueira da Costa e o leigo Vinícius da Silva

Igreja

BELÉM, DE 18 A 24 DE JANEIRO DE 2019

Santuário de Aparecida sedia 13ª edição do Congresso Mariológico

A AÇÃO DO ESPÍRITO SANTO NA VIDA DE NOSSA SENHORA

Segundo o Padre João Carlos Almeida, ou Padre Joãozinho, que é um dos organizadores

podem ser efetuadas pelo Portal A12. Para mais informações, os telefones são (12) 3104-1549 e (12) 3104-1548 , ou, se preferir, envie um email para academia@ santuarionacional.com. ACADEMIA MARIAL DE APARECIDA (AMA)

Fundada em 16 de julho de 1985 e vinculada ao Santuário Nacional de Aparecida, a Academia Marial de Aparecida (AMA) é uma Associação Pública de Fiéis, cujo intuito promover o cultivo da reflexão sobre a Virgem Maria em todos os seus aspectos, com destaque para a pastoral, incluídas a promoção da devoção à Padroeira do Brasil, a pesquisa científica marial e a preservação de um acervo mariológico.

Evento inspirado no tema central “Maria e o Espírito Santo” Paiva, juntamente com 36 pesquisadores que, nas mesas temáticas, debaterão o resultado dos seus estudos. Um dos destaques do congresso, a Noite Cultural, contará neste ano com a participação da Orquestra PEMSA (Projeto de Educação Musical do Santuário Nacional) e do Grupo “Ir ao Povo”, que fará uma homenagem ao Padre José Fernandes de Oliveira, mais conhecido como Padre Zezinho, cantando suas composições marianas.

9

FACULDADE DEHONIANA

do evento, o objetivo é ampliar o número de participantes de 300 para 500, motivando mais pessoas a conhecerem e compreenderem a ação do Espírito Santo na vida de Maria Santíssima. O sacerdote, que é representante da Fa-

culdade Dehoniana, ressalta ainda que, durante a Noite Cultural, haverá o lançamento de três livros. “Um deles é fruto do Congresso Mariológico de 2018; outro será um livro de artigos de alguns alunos concluintes da primeira

turma de pós-graduação em Mariologia; o terceiro será um estudo sobre Maria, de autoria do palestrante Vinícius da Silva Paiva”. INSCRIÇÕES

As inscrições ao XIII Congresso Mariológico

Instituição de 94 anos de tradição em Taubaté, e aprovada pelo MEC, é conhecida pela alta qualidade de ensino. Possui cursos de Graduação de Teologia, Filosofia e Administração de Empresas. Junto com a AMA, mantém a Pós-Graduação em Mariologia. (LMI)

Iniciativas promovem catequese voltada para pessoas com deficiência A Igreja tem sido presença marcante no trabalho voltado a Pessoas com Deficiência, no Brasil mais de 45 milhões com algum tipo de deficiência. No âmbito da catequese, há uma atenção especial com iniciativas de formação e integração com a comunidade, em vista da preparação para os sacramentos. Os bispos do Brasil garantem, no Diretório Nacional de Catequese, que as pessoas com deficiência têm o mesmo direito à catequese, à vida comunitária e sacramental que o restante da comunidade. As pistas de ação desse documento da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), bem como as indicações do Documento 107, “Iniciação à vida cristã: itinerá-

rio para formar discípulos missionários”, fundamentam iniciativas promovidas Brasil afora para uma catequese inclusiva. Em Cascavel (PR), uma equipe de cerca de 10 pessoas está envolvida em um projeto arquidiocesano de Catequese Inclusiva, entendida como “o direito de toda pessoa com deficiência à participação da vida da Igreja e o dever da comunidade eclesial de envolver esses irmãos como sujeitos no processo de transmissão da fé”, explica Angelita da Cunha, que faz parte dessa equipe de catequese inclusiva arquidiocesana. Ela ressalta o compromisso coletivo com envolvimento do clero, de catequistas, catequizandos, familiares e comunidade.

DIVULGAÇÃO

w PRÁTICAS para uma catequese inclusiva

Na arquidiocese do Rio de Janeiro (RJ), há um serviço de “catequese especial” há cerca de 40 anos. Dentro do processo de iniciação cristã, é coordenado por Rosali Villa Real e Fátima Lopes Martins, responsáveis por 35 núcleos já instalados em paróquias da arquidiocese e pelo curso de capa-

citação, que acontece em dois períodos de três meses a cada ano. DOCUMENTOS CATEQUÉTICOS

A Igreja reconhece em documentos catequéticos a necessidade de dar a devida atenção às pessoas com deficiências e fazer esforços para superar to-

Cursilho de Cristandade

A

2ª guerra mundial foi uma desgraça imensa para a humanidade. Foram rios de sangue e cascatas de lágrimas. Muitíssimos morreram e outros ficaram mutilados. A destruição foi imensa. A Europa ficou quase irreconhecível: destruição, escombros de pontes, estradas, casas, palácios e igrejas. Acabada a guerra, os sobreviventes começaram reconstruir tudo, inclusive as Igrejas. Os fiéis de uma paróquia na Alemanha removeram os

do tipo de discriminação. Também é lembrada a presença dessas pessoas nas comunidades, onde há os que se sentem chamados a trabalhar junto àqueles com deficiência, que também estão envolvidas nas atividades da catequese ou de pastorais. Já em 2005, quando foi aprovado o Diretório Nacional de Catequese, os bispos já percebiam o aumento do número de voluntários nesse trabalho inclusivo, além da organização e da presença de organismos e movimentos representativos. Os bispos, àquela ocasião, buscaram a superação de ideias preconceituosas e de atitudes que dificultam o protagonismo social e eclesial. Também apontaram para a importância da família como parte fundamental

Pe. Antônio Mattiuz, csj (antoniomattiuz@gmail.com)

O Cristo mutilado escombros da sua igreja e recuperaram o que puderam. No meio dos escombros encontraram a artística estátua de Cristo crucificado, o seu padroeiro tão amado. Cristo estava mutilado: mãos, braços, orelhas, rosto, pernas e pés mutilados. Inteiro só mesmo o tronco. Restaurada a Igreja, alguns sugeriram um bom artista para

na primeira experiência de comunidade das pessoas com deficiência. Mais recentemente, com novo impulso a uma catequese catecumenal, o episcopado brasileiro aprovou o Documento 107 da CNBB, que também propõe um caminho de acolhida à pessoa com deficiência, por meio da escuta e da compreensão de sua realidade. O texto orienta que não deve ocorrer a formação de grupos apenas com pessoas com deficiência, “pois o melhor para elas e para a comunidades é estarem incluídas nos grupos existentes”. De acordo com o documento da CNBB, a comunidade paroquial também deve estar preparada nesse processo.

restaurar a linda imagem e depois recolocá-la no seu lugar no altar de mármore da Igreja. Um dos fiéis sugeriu que a estátua fosse colocada no pedestal assim como estava, sem dedos, sem braços, sem orelhas, sem pernas e sem pés. O povo concordou e assim fizeram. Embaixo da estátua colocaram uma placa:

“Suas mãos, seus braços, suas pernas, seus ouvidos, seu coração é cada um de nós”. Daquele dia em diante, cada fiel daquela Igreja começou a sentir-se e agir como um membro de Cristo cumprindo a sua função. São Paulo (1Cor 12, 12ss) diz que a Igreja é formada por Cristo como cabeça e os fiéis são os seus membros.

Cristo pensa, orienta, ilumina e fortalece. Seus membros fazem as ações do Cristo e seus milagres. Que lugar você ocupa como membro de cristo? O que você é? Suas mãos, seus olhos, seus braços, seu coração, sua língua? O que você está fazendo? Membro paralítico é até de estorvo para o corpo? Irmão, assume a tua função de dedo, mão, braço, ouvido, língua, coração, pé de Cristo para a salvação. Sem ti, Cristo é mutilado.


10

Santa Missa

BELÉM, DE 18 A 24 DE JANEIRO DE 2019

1º Caderno

Horários de Missas nas paróquias da Arquidiocese de Belém REGIÃO EPISCOPAL SANT’ANA Nossa Senhora da Graça (Catedral) Cidade Velha - Belém Sábado: 19h, Domingo: 7h, 9h e 19h Telefone: 2121-3723/ 2121-3724 N. Sra. das Mercês (Reitoria) Comércio - Belém Sábado: 12h e 17h, Domingo: 12h e 17h Sant'Ana da Campina Comércio - Belém Sábado: 12h (Igreja Matriz) Domingo: 7h (Col. D. Bosco) 9h (Igreja Matriz) Telefone: 3230-3734 São Judas Tadeu Condor - Belém Sábado: 19h. Domingo: 7h, 9h e 19h Telefone: 3115-6020 Santa Teresinha do Menino Jesus Jurunas - Belém Sábado: 6h e 18h30 Domingo: 6h30, 8h30 e 18h Telefone: 3272-2251

(Basílica Santuário) Nazaré - Belém Sábado: 7h, 8h30,12h,17h Domingo: 6h30, 8h, 10h, 16h30, 18h e 20h Telefone: 4009-8400 São Francisco de Assis (Capuchinhos) São Brás - Belém Sábado: 19h30 Domingo: 6h, 7h30, 9h30,18h, 20h Telefone: 3073-1500 Santo Antônio do Tucunduba Guamá - Belém Sábado: 19h30 Domingo: 7h e 19h30 Telefone: 3274 -9001 REGIÃO EPISCOPAL SANTA CRUZ Imaculada Conceição Castanheira - Belém Sábado: 17h. Domingo: 7h e 19h Telefone: 3277-4642/98111-8110 São Sebastião Sacramenta - Belém Sábado e domingo: 7h, 17h e 19h Telefone: 3264-9060/3254-7354

Santo Antônio de Lisboa Batista Campos - Belém Sábado: 6h30, 12h, 17h e 18h30 Domingo: 8h, 11h, 17h, 18h30 e 20h Telefone: 3215-7004/ 3222-0097

Jesus Ressuscitado Marambaia - Belém Sábado: 18h Domingo: 7h, 10h e 18h Telefone: 3277-4643

Santíssima Trindade Campina - Belém Sábado: 16h,Domingo: 7h, 10h, 11h30, 17h30 e 19h Telefone: 3215-7007/ 3242-4917

São Geraldo Magela Val de Cans - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h30, 11h e 18h Telefone: 3257-7950

Nossa Senhora da Conceição Cidade Velha - Belém Sábado: 18h30, Domingo: 7h, 9h e 18h Telefone: 3215-7006

N. Sra do Perpétuo Socorro Telégrafo - Seg. a sábado: missa - 19h Domingo: missa: 7h, 8h30, 17h30 e 19 h - Telefone: 3233 1797

São José Umarizal - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 11h e 19h Telefone: 3230-1633 Santa Luzia Jurunas - Belém De terça a sexta-feira: 19h Sábado: 18h30 Domingo: 7h; 9h; 18h30 Telefone: 3271-2146 Nossa Senhora de Lourdes Nazaré - Belém Seg a Sáb: 6h30 e 18h Domingo: 7h, 9h, 17h30 e 19h30 Telefone: 3223-5728 Nossa Senhora do Carmo Cidade Velha Sábado: 18h - Domingo: 7h REGIÃO EPISCOPAL SANTA MARIA GORETTI Santa Maria de Belém Terra Firme - Belém Terça: 19h Sábado: 19h - Domingo: 7h30 e 19h Telefone: 3253-5422 São Pedro e São Paulo Guamá - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h e 18h30 Telefone: 3283-6021/3259-0413 São José de Queluz Canudos - Belém Segunda a sábado: 6h30 e 19h Domingo: 7h, 10h, 17h e 19h Telefone: 3226-2612 São Domingos de Gusmão Terra Firme - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h e 19h30 Telefone: 3253-2656/3274-4746 São Miguel Arcanjo Cremação - Belém Sábado: 18h30 Domingo: 7h30, 11h e 18h30 Telefone: 3283-6022 Nossa Senhora de Fátima Fátima - Belém Sábado: 17h30 Domingo: 6h45, 8h30, 17h30 e 19h30 Telefone: 3266-1392/3226-0503 Santa Maria Goretti Guamá - Belém Domingo: 9h30 e 18h Telefone: 3283-6023 Nossa Senhora de Nazaré

São Jorge Marambaia - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h, 17h e19h Telefone: 3277-4641 São Raimundo Nonato Umarizal - Belém Sábado: 6h30 e 18h Domingo: 6h30, 8h30 e 18h Telefone: 3277-4644 Santa Cruz Marco - Belém Sábado: 18h30 Domingo: 7h, 9h, 11h e 18h30 Telefone: 3277-4640/3276-0941 Nossa Senhora da Conceição Aparecida Pedreira - Belém Terça a Sábado: 18h Dom.: 7h, 9h e 18h/1ª Sexta-mês: 9h Telefone: 3233-4224/3276-9573 São Francisco Xavier Marco - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h e 18h Telefone: 3352-8845 N. Senhora, Mãe da Divina Providência Val de Cans - Belém Sábado:19h - Domingo: 7h e 19h Telefone: 3257-2388 Sagrada Família Curió Utinga - Belém. Sábado: 7h e 19h30 Domingo: 7h, 9h e 19h30 São João Paulo II Souza - Belém De terça a sábado: 18h Domingos: 8h e 18h Telefone: 3277-4062 Nossa Senhora de Loreto Marco - Belém Telefone: (91) 3355-6302 Sábado: 17h Domingo: 7h, 9h, 11h, 17h e 19h

São Francisco de Assis Tapanã - Belém Domingo: 7h e 18h30 Telefone: 3258-8036 Nossa Senhora de Fátima Icoaraci - Belém Terça, quinta e sexta: 18h30 Sábado: 19h - Domingo: 19h Telefone: 3297-7251 Jesus Bom Samaritano Tapanã - Belém Domingo: 7h30 e 19h30 Telefone: 3033-2004 São Francisco das Ilhas Cotijuba - Belém Terça e quinta: 19h30 Sábado: 19h30 Domingo: 7h e 19h30 Telefone: 3247-1438 Nossa Senhora da Imaculada Conceição Outeiro - Belém Terça e quinta: 19h; Sábado: 9h Domingo: 7h e 18h Telefone: 3267-1174 Nossa Senhora do Livramento Icoraci - Belém Terça, quinta, sexta e sábado:19h Domingo: 7h e18h Telefone: 3288-4250 Divina Misericórdia Águas Negras - Icoaraci Terça a sexta: 18h30 Sábado: 17h e 19h30 (comunidade) Domingo: 7h e 19h 30 Santo Afonso de Ligório Pratinha - Belém Sábado: 19h Domingo: 8h30 e19h Telefone: 3258-1554/3274-8281 São Francisco de Assis Campina - Icoaraci Domingo: 7h, 9h e 18h30 De terça-feira a sexta-feira: 19h Telefone: 3297-0765 REGIÃO EPISCOPAL CORAÇÃO EUCARÍSTICO DE JESUS Coração Eucarístico de Jesus Catalina - Belém Sábado: 18h Domingo: 7h, 10h e 18h Telefone: (91) 3285-1433

Domingo: 9h e 11h Telefone: 98292-9199

N. Senhora Auxiliadora Anita Gerosa (Aurá) - Ananindeua Domingo: 7h e 18h Telefones: 3255-3828

Santíssimo Sacramento Nova União - Marituba Sábado: 18h30 (Capela N. Sra. do Perpétuo Socorro) Domingo: 18h30 (Capela S. Francisco de Assis)

N. Senhora das Vitórias Almir Gabriel - Marituba Sábado: 19h Domingo: 7h, 19h Telefone: 3292-0013 Sagrado Coração de Jesus Júlia Seffer - Ananindeua Sábado: 19h Domingo: 7h30, 9h e18h Telefone: 3265-5413 Sagrado Coração de Jesus Distrito Industrial - Ananindeua Sábado: 19h Domingo: 7h, 8h30 e 17h30 Telefone: (91) 98855 - 2232

Santa Luzia do Bom Futuro Cabanagem - Belém Sábado: 17h - Domingo: 7h e 19h São José de Anchieta Alameda Ns-13, 65 - Coqueiro Sexta - 7h30 Domingo - 7h; 18h Santa Teresinha do Menino Jesus Tenoné - Belém Domingo: 7h e 18h Telefone: 3289-5368

REGIÃO EPISCOPAL SÃO JOÃO BATISTA

Nossa Senhora de Lourdes Coqueiro - Ananindeua Sábado: 17h. Domingo: 7h e 19h Telefone: 3275-2391 Arcanjo São Miguel Una - Ananindeua Sábado: 19h Domingo: 7h30. 9h30 e 19h Telefone: 3234-4674

Santo Inácio de Loyola Icui Guajará - Ananindeua Domingo: 7h e18h Telefone: 991541971

Santa Maria Mãe de Deus Maguari - Ananindeua Terça, quarta, sexta e sábado: 7h Quinta: 19h; Domingo: 7h e 19h Fone: (91) 3255-5284

N. Sra. de Nazaré Marituba - Quarta - feira Horário de Missa: às 19h Domingos: às 8h30 Telefone: 98040-5117 /98102 - 7344 N. Sra. das Graças Centro - Ananindeua Sábado: 19h Domingo: 7h e 19h Telefone: 3255-2654 N. Sra. do Ó Vila - Mosqueiro Sábado: 19h30 Domingo: 6h30, 9h30 e 19h30 Telefone: (91) 3771-1278 São Pio X Águas Lindas - Ananindeua Domingo: 7h30 e 19h30 Telefone: 32155-2583

Bom Pastor Nova Marituba - Marituba Segunda a Sexta: 18h Sábado: 6h, 9h30 e 19h Domingo: 6h, 9h30 e 19h Telefone: 4106-0202

Natividade de Nosso Senhor Jesus Cristo Conjunto Sideral - Belém Domingo: 7h, 9h e18h Telefone: 3067-2017

Divino Espírito Santo Cidade Nova - Ananindeua Sábado: 7h. Domingo: 7h, 9h e 18h Telefone: 3263-0603

Menino Deus Centro - Marituba Domingo: 6h, 8h30 e 18h Telefone: 3237-8351

Santa Edwiges Mangueirão - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h30 e18h Telefone: 3279-1654

Nossa Senhora do Bom Remédio Conjunto Satélite - Belém Sábado: 17h30 Domingo: 7h e 18h30 Telefone: 3289-5355/3248-1136

Cristo Rei Guanabara - Ananindeua Domingo: 7h, 9h30 e 19h Telefone: 3235-1405

São Lucas Evangelista Guajará - Ananindeua Quinta : 7h e 18h30. Sexta: 18h30 Sábado: 9h e18h30. Domingo: 7h, 17h e 19h Telefone: 3353-0364

Santa Rosa de Lima Independente - Benevides Terça a Sexta:18h, Sábado:17h, 19h Domingo: 07h30 e 19h Telefone: (91)3724- 1135

N. Senhora Rainha da Paz Bengui - Belém Domingo: 7h, 9h e 18h30 Telefone: 3277-4645

REGIÃO EPISCOPAL SÃO VICENTE DE PAULO

Paróquia Nossa Senhora do Carmo Benevides Sábado - 19h Domingo - 8h e 19h Telefone: (91) 3724-1098

Santo Antônio de Pádua Rod. Mário Covas - Coqueiro, Ananindeua Sábado: 19h. Domingo: 7h e 18h Telefone: 98152-2200

São Benedito Rua São Benedito, Barreiro Terça a sexta-feira - 19h Sábado - 8h (missa com crianças) Domingos - 7h30 e 18h30

São João Batista e Nossa Senhora das Graças Icoaraci - Belém Terça a sexta: 6h30 Sábado: 6h30, 17h, 20h Domingo: 7h e 18h Telefone: 3297-7250

REGIÃO EPISCOPAL MENINO DEUS

N. Sra da Conceição Praça Matriz - Benfica Domingo: 6h15 e 19h30 Telefone: 3450-8147 N. Sra da Conceição Carananduba - Mosqueiro Ter a Sex: 18h30 Sábado: 18h30 Domingo: 7h e 19h Telefone: 3772-1183 Santa Bárbara Centro - Santa Bárbara Domingo: 7h30 e 19h Telefone: 3776-1529 São Marcos Uriboca - Marituba Terça: 19h. Domingo: 7h e 19h Telefone: 3237-8351 Pedro Pescador Baía do Sol - Mosqueiro Ter a sexta: 19h (Igreja S. Sebastião) Quarta: Matriz - 19h Sábado:19h (Igreja São Sebastião) Domingo: 8h (Ig. S. Sebastião); 10 h 3 0 ( I g . D i v. E s p . S a n t o ) ; 19h ( Matriz) Telefone: 99919-4153 Área Missionária São Paulo, Apóstolo Rodovia BR-316

Santa Teresinha Águas Lindas - Ananindeua Domingo: 7h30 e 18h Telefone: 9916-4548/99169-3443 N. Senhora de Guadalupe Coqueiro - Ananindeua Terça a sexta: 19h Sábado: 18h30 Domingo: 7h ,9h e18h Telefone: 3245-7440 Cristo Peregrino Jaderlândia - Ananindeua De Segunda a Sábado: 19h e 20h Domingo: 7h, 8h30 e19h Telefone: 3237-9891 Santa Paula Frassinetti Cidade Nova VI - Ananindeua Segunda e quarta: 18h30 Terça e quinta: 19h30 Sexta: 7h. Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h, 18h Telefone: 3279-2620 Transfiguração do Senhor Curuçambá - Ananindeua Sábado: 18h30 e 20h Domingo: 7h e 18h30 Telefone: 3286-8570 Santa Rita de Cássia Cidade Nova V - Ananindeua. Sábado: 6h30 e 17h30 Domingo: 6h30, 8h30, 7h30 e 19h30. Telefone: 3273-3191/ 3273-3310 Paróquia Santíssimo Redentor Icuí-Guajará - Ananindeua Sábado: 19h30 - Igreja Matriz Domingo: 7h - Igreja Matriz 9h - Comunidade Santo Afonso 17h - Igreja Matriz 19h - Comunidade Cristo Rei São Vicente de Paulo Paar - Ananindeua Domingo: 7h, 8h30 e 19h São José Operário Conj. Carnaúba, Icuí - Ananindeua Domingo: 7h e 18h Telefone: 3295-3545/3031-1172 Nossa Senhora do Amparo Cidade Nova 8 - Ananindeua Terça a Sexta: 19h - Sábado: 19h30 Domingo: 7h, 9h e 18h Telefone: 3287-2418 Santo André Apóstolo Coqueiro - Ananindeua Segunda a sexta - 19h Sábado: 19h45 - Domingo: 8h 19h Telefone: (91) 3235-1658

Não encontrou o horário das missas da sua paróquia aqui? Entre em contato com seu pároco ou com a secretaria da sua paróquia e solicite que nos informem para podermos publicar.


1º Caderno 1º

Família Nazaré 11

BELÉM, 18 A 24 DE JANEIRO DE 2019

“Seja um benfeitor e nos ajude a evangelizar” Faça parte dessa família! Anuncie Jesus Cristo e o seu Reino

A

Família Nazaré é um projeto subsidiário da Fundação Nazaré de Comunicação. Foi pensado e efetivado para ser um dos canais de compromisso dos fiéis da Igreja em Belém para com as exigências e desafios do processo de evangelização, através dos meios de comunicação social.

Esse é, aliás, o maior dos objetivos. Foi oficialmente instituído no dia 25 de março de 2000, na Missa da Anunciação na Basílica de Nossa Senhora de Nazaré, presidida pelo, então Arcebispo de Belém, Dom Vicente Joaquim Zico, e concelebrada por seu auxiliar, Dom Carlos Verzelet-

LUIZ ESTUMANO

ti, atualmente bispo de Castanhal. Por que fazer parte da Família Nazaré?

Em primeiro lugar, você, na condição de católico-membro da Igreja em Belém, é co-responsável por todos os projetos de pastoral pensados e levados a efeito nesta e para esta Igreja em particular. A Família Nazaré é um dos seus mais nobres projetos, pois existe em função do processo evangelizador. Há tantos irmãos, perto ou distante de você, necessitados das palavras de conforto e de salvação. Doar para a Família w ACESSE O SITE www.fundacaonazare.com.br/ Nazaré é fazer

w TRANSMISSORES levando a informação cristã para o mundo

a pregação da sua Igreja dar voos mais altos, alcançando horizontes mais distantes dela mesma, pois a Família Nazaré existe para manter no ar, sempre buscando aperfeiçoamento, os meios de comunicação social da Igreja. Você que está em outras cidades, outros Estados, e que usufrui dos benefícios desses meios de comunicação através da Internet, ou pela TV Nazaré instalada em sua cidade ou mesmo via parabólica, pode fazer par-

te dessa Família Evangelizadora. Temos a certeza de cumprir o mandato de Jesus: “Aquilo que vos falo em segredo, gritai-o sobre os telhados”! Faça logo parte dessa família! Anuncie Jesus Cristo e o seu Reino com mais força e eficiência. A Fundação Nazaré de Comunicação aguarda o seu cadastro. Você receberá mensalmente uma cartinha de nosso Arcebispo e um boleto bancário. Você pode pagar sua contribuição não apenas no banco, mas também

na própria Fundação Nazaré ou na rede autorizada: Livraria Paulus, Livraria Paulinas e loja Lírio Mimoso. Quem mora fora de Belém pode depositar sua contribuição e se tornar conosco um EVANGELIZADOR NOTA 10. Deposite no Bradesco - Agência 2398-1 - C/C 7900-6, em nome da Fundação Nazaré de Comunicação. “Quem colabora com o apóstolo, recebe o prêmio de apóstolo”, São Paulo.

Testemunho de Fé

“E

m 2017, fiquei desempregado, e por um bom tempo não conseguia emprego. Durante este tempo, eu comecei a freqüentar as adorações de quarta-feira na Basílica Santuário, onde incansavelmente eu recorria a Nossa Senhora pedindo que ela me abençoasse com um trabalho de carteira assinada. Ao passar do tempo surgiu uma grande oportunidade, eram muitas pessoas para uma determinada vaga. Eu entreguei nas mãos

DIVULGAÇÃO

de Deus e de Nossa Senhora, e fiz a promessa de que se eu conseguisse a vaga de emprego, iria ao Círio de Nazaré e a promessa seria distribuir água na corda para os romeiros. Eu graças a Deus conseguir o emprego e fui cumprir minha promessa. Sou eternamente grato, pois sei que diante de Deus nada é impossível, basta ter fé.” MARCELO DA SILVA 23 anos, Universitário

Parabéns para você! DIVULGAÇÃO

“A

gradeço a Deus por tudo e por mais um ano de vida. Agradeço pelas graças alcançadas, e peço principalmente paz para minha família, e proteção divina a todos, para que todos se livram do mal. Que Deus continue nos abençoando a cada dia mais, amém.” ANA CÉLIA OLIVEIRA DE ANDRADE 65 anos (19/01) Aposentada

18/01 Andreza de Souza Borges Dulce Guimarães Ramos da Fonseca Luiz Santos de Alencar Maria da Conceição de Lima Moy

Maria da Salete Azevedo Andrade Maria do Carmo Silva Maria Luiza de Souza dos Santos Nicholas Oliveira Raimunda da Silva Lajes Sandra Regina da Costa Pimenta 19/01 Alan Parker Amoras de Moraes Ana Célia Oliveira de Andrade Antônio Soares Dinair Nascimento Machado Elair da Costa Eunice do Socorro França Monteiro Lustosa Izabel Monteiro dos Santos Liana Reis Miranda Marcello Dellavalle Maria Zenaide Rodrigues Santos Mirian Texeira Botelho Tatiana Fabrícia Vasconcelos da Silva William Rubens Lisboa Chagas Zenaide Pereira da Silva 20/01 Ana Maria da Silva Braga Carlos Sebastião Lima de Souza Casal Edvaldo Cruz Lopes e Roseane Monteiro Pinheiro Daniel Sebastião Nascimento Eliana de Nazaré de Lima Queiroz Inês de Miranda Martins José Pereira Ramos Maria de Fátima de Carvalho Sales Maria Francisca da Costa Pimenta Nilda Carneiro da Silva Oneide Macedo Ferreira Sebastiana Alves Maciel Sebastiana Amaral de Araújo Sebastiana Emília Guimarães

Sebastiana Rodrigues Teixeira Sebastião da Silva Oliveira 21/01 Adalgiza da Silva Eleres Casal Quintino José de Souza e Silvana Lima de Souza Diácono Antônio Carlos Gomes de Freitas Floraci Oliveira Monteiro Inês Conceição Araújo Karita Suely Valente Gaia Lima Maria Bernadete Nunes de Freitas Maria das Graças Nunes Aviz Pinho Maria de Fátima Valente da Silva Neuci Lima de Brito Mendes Raimunda Inez da Silva Suarez Raimundo do Socorro Castro Furtado 22/01 Alcinéa Silva Lima Augusto Ângelo Noronha Risuenho Heloise Helena Gavin da Silva Luzia Rosa Faro Baulo Marco Antônio da Costa Azevedo Maria do Carmo Ferreira Franco Raimundo Nonato Pereira Filho Sheila Bechir Nogueira 23/01 Aldalita Sarmento Cunha w

Carla Nathalie Nunes Biancard Cinthya Lúcia Nahmias de Oliveira Leão Dirce da Silva Paes Elcinda de Lima Pinheiro Joana da Graça da Costa Souza Maria das Graças Távora de Albuquerque Maria de Nazaré das Neves Fernandes Maria Teixeira Chagas Mauro Francisco Cardoso dos Santos Messias Rodrigues Pacheco Roberto Basile Rodrigo Salles Duarte Roseane Serra dos Santos 24/01 Ana Rosa Zwicker Martins Antônio Carlos da Silva Celina da Paz Ramos Lima Eduardo Nicolau Demetrio Esmeralda Macedo da Cruz Francisco Ferreira Risuenho Lourdes de Fátima Gonçalves Furtado Maria da Paz de Souza Ferro Maria José de Souza Pereira Maria Nelci da Paz Coelho Rainice dos Santos Lopes Rayssa Pires de Farias Rosemeire Regina de Almeida Souza

Aniversário natalício de padres e diáconos diocesanos 18/01 - Diác. Ricardo Agnaldo Ferreira Trindade 18/01 - Diác. José dos Santos Ventura 19/01 - Diác. Édson Martins da Costa 21/01 - Diác. Antônio Carlos Gomes de Freitas 23/01 - Diác. João Bosco Pessoa Chaves 24/01 - Diác. Henrique Amoedo da Costa Neto

AJUDE A MANTER A FUNDAÇÃO NAZARÉ DE COMUNICAÇÃO. LIGUE PARA 4006-9200 E SEJA SÓCIO DA FAMÍLIA NAZARÉ.


Panorama Parque do Utinga retoma visitas monitoradas 12

Elas são gratuitas e podem ser solicitadas por instituições

D

esde a segunda-feira, dia 14, o Parque Estadual do Utinga retomou as visitas monitoradas. Elas são gratuitas e podem ser solicitadas por instituições de ensino e pesquisa, entidades públicas, projetos sociais e sociedade civil. Os interessados devem fazer a solicitação de visita monitorada por e-mail,

com no mínimo 10 dias de antecedência da data desejada. As solicitações podem ser enviadas para o e-mail visitacao.peut@ ideflorbio.pa.gov.br. A mensagem deve conter nome e endereço da instituição proponente, dados do responsável pelo grupo (nome, RG, CPF) e também a quantidade de pessoas que compõem o

BELÉM, DE 18 A 24 DE JANEIRO DE 2019

1º Caderno FOTOS: DIVULGAÇÃO

w PARQUE DO UTINGA uma das mais novas atrações turísticas implantada em Belém

grupo. O Parque Estadual do Utinga recebe visitas para grupos de até 40 pessoas, entre segunda e sexta-feira, com exceção aos feriados e às terças-feiras, em que o Parque está fechado para manutenção. As visitas monitoradas têm caráter educativo e buscam promover a convivência com a natureza

e a conscientização com relação à importância da preservação do meio ambiente. O percurso da visita monitorada inicia no Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade (Ideflor-bio), onde as instituições poderão estacionar ônibus e van. Em seguida, os visitantes

caminhampela pista principal do Parque até a entrada da trilha do Patauá, em que são realizadas atividades de educação ambiental. As visitas passam, ainda, pelo mirante do Lago Bolonha e, em caso de grupos formados por maiores de 14 anos, retornam pela trilha do canal Yuna.

O Parque realiza até duas visitas diárias, sempre pela manhã, às 8h e às 9h. Todas as visitas solicitadas são acompanhadas por profissionais do Ideflor-bio. O transporte dos visitantes ao Parque, assim como alimentação e hidratação ficam por conta da instituição solicitante.

Anatel começa o processo de bloqueio de celulares irregulares Com informações agência Brasil. Celulares irregulares nos estados da Região Nordeste, além de São Paulo, Minas Gerais, do Amapá, Amazonas, Pará e de Roraima já começaram a receber desde o dia 7 de janeiro mensagens de alerta de que serão bloqueados a partir de março. D e a c o rd o c o m a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), o bloqueio começa a partir de 24 de março, 75 dias após o início do envio das mensagens. Nesses estados, os usuários de aparelhos irregulares começarão a receber mensagens de SMS, informando que o aparelho é irregular e que será bloqueado. “Operadora avisa: Pela Lei 9.472 este celular está irregular e não funcionará nas redes celulares em 75 dias”.

Segundo a agência reguladora, a medida vale apenas para celulares irregulares habilitados nas redes das prestadoras a partir do dia 7, não incidindo sobre os aparelhos adquiridos antes. De acordo com a Anatel, a medida visa combater o uso de celulares falsificados, sem certificação ou com IMEI (do inglês International Mobile Equipment Identity) adulterado, clonado ou outras formas de fraude. A medida também busca inibir a comercialização de aparelhos não homologados no país. “Um celular sem certificação pode aquecer, dar choques elétricos, emitir radiação, explodir e causar incêndio, pois não passou pelos testes necessários”, informou a agência. O IMEI é o número de

do Acre, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, de Rondônia, Santa Catarina e do Tocantins. CELULARES ESTRANGEIROS

identificação do celular. É composto por um código composto por 15 números utilizado internacionalmente que permite identificar a marca e modelo do aparelho. Todas as mensagens são enviadas pelo número 2828. Para saber se o número de IMEI é legal, basta discar *#06#. Se a numeração coincidir com o que aparece na caixa, o aparelho é regular. Caso contrário, há uma grande chance de o aparelho ser irregular.

eu indico

“E

u indico o livro ‘O Católico de Amanhã’, do autor Michael Morwood. Este livro tenta transpor a lacuna entre a doutrina da Igreja e a mensagem evangélica essencial que é nosso legado cristão. Durante a leitura, o autor apresenta um fascinante esboço da cosmologia contemporânea que liga a mensagem de Jesus e a espiritualidade de Pentecostes ao mundo em que vivemos. As questões sugeridas para discussão, a extensa bibliografia e o índice abrangente fazem deste livro um valioso recurso para o desenvolvimento da fé dos adultos.”

A Anatel informou ainda que o usuário de serviço móvel que estiver com sua situação irregular deve procurar a empresa ou pessoa que vendeu o aparelho e buscar seus direitos como consumidor. A Anatel criou em seu Portal na Internet um espaço com informações do projeto de bloqueio de celulares, o projeto Celular Legal. No Portal da Anatel também é possível verificar se o celular apresenta alguma irregularidade.

BOA DICA

CRONOGRAMA

O bloqueio de celulares irregulares começou pelos Distrito Federal e por Goiás. Os aparelhos irregulares começaram a ser bloqueados no dia 8 de maio. Segundo a Anatel, já foram excluídos das redes das prestadoras móveis 103 mil celulares irregulares nas duas unidades da federação. No dia 8 de dezembro teve início o bloqueio de celulares irregulares, também chamados de piratas, nos estados

Celulares comprados no exterior vão continuar funcionando no Brasil, desde que sejam certificados por organismos estrangeiros equivalentes à agência reguladora. Um celular só é considerado irregular quando não possui um número IMEI registrado no banco de dados da GSMA, associação global de operadoras. Não serão considerados irregulares os equipamentos adquiridos por particulares no exterior que, apesar de ainda não certificados no Brasil, tenham por origem fabricantes legítimos.

LIVROS E CD'S

n SANTO AGOSTINHO

Roberto Rossellini, DVD (Paulus R$22,50)

C

om rigor histórico e realismo, o filme mostra o combate de Santo Agostinho aos heréticos donatistas, a sua famosa oratória, suas ideias e a realização de seus primeiros livros, como Confissões e Cidade de Deus. Inédito no Brasil, Santo Agostinho é um dos melhores trabalhos de Rossellini e uma oportunidade imperdível de se conhecer um pouco sobre a vida e a obra de Santo Agostinho.

n ALEGRES NA ESPERANÇA

Rodrigo Araújo OFMCCap, Livro (Paulinas R$21,50)

O LEANDRO MIRANDA MOREIRA

21 anos, Estudante

livro pretende ser um instrumento literário que consegue conjugar a voz de Deus, através das citações bíblicas, com a realidade concreta de cada pessoa. A leitura é fácil, agradável, mas ao mesmo tempo profunda. É fruto muito mais de um orar que um pensar instrumental. Assim, o leitor poderá tirar boas lições para sua vida e com isso encarar sua existência de modo muito mais alegre, encontrando em Deus a paz e uma vida mais confiante e abençoada.


BELÉM, DE 18 A 24 DE JANEIRO DE 2019

Caderno Dois

FOTOS: DIVULGAÇÃO

w JOVENS EM MISSÃO representantes de movimentos e grupos de jovens

D

esde a quinta-feira, 17, um grupo de 40 pessoas do Setor Juventude de Belém, está nas ilhas que compõem a Paróquia de São Francisco das Ilhas, em Cotijuba, vivenciando a segunda experiência missionária. A programação tem como principal objetivo a evangelização naquela região, bem como suscitar a missionariedade nos jovens, que estarão acompanhados de Dom Antônio de Assis Ribeiro, um dos bispos auxiliares de Belém e responsável pelo Setor Juventude. A primeira experiência missionária foi realizada no final de novembro de 2018, durante a celebração do Dia Nacional da Juventude. Naquela ocasião, todas as regiões episcopais realizaram uma ação evangelizadora. Esta de janeiro, porém, foca nas seis ilhas (Jutuba 1, Jutuba 2, Nova, Uribuoca, Longa e a de Cotijuba) que estão dentro da

w DOM ANTÔNIO durante encontro de preparação com os jovens

Jovens em experiência missionária nas ilhas de Belém Programação tem como principal objetivo a evangelização naquela região

w ÁREA RIBEIRINHA região que receberá a visita dos jovens em missão

área de abrangência da Paróquia de São Francisco das Ilhas.

Segundo Dom Antônio, essa experiência tem a finalidade desper-

estão sendo trabalhados como o favorecimento de uma experiência de formação do discípulo missionário; promoção da experiência do encontro com realidades necessitadas do despertar da fé e da animação da vida eclesial e a de capacitar jovens para evangelizar outros jovens. Ainda de acordo com o Bispo Auxiliar, esses objetivos irão exigir outras atividades, tais como curso bíblico, formação missionária em cristologia e eclesiologia, experiência da leitura orante da Palavra de Deus, retiros espirituais e visita às áreas de periferias e territórios de ocupação.

AGENDA DE ATIVIDADES

APROXIMAR OS MORADORES DAS ILHAS DE CRISTO Na última semana a comissão organizadora, com a presença de Dom Antônio, reuniu-se para definir os últimos detalhes. O foco da reunião foi a importância de aproximar os moradores das Ilhas de Cristo e dos grandes centros de nossa diocese. Destacou-se, ainda, que na área insular moram centenas de famílias necessitadas de alguém que as leve o Evangelho diário. “Tudo isso foi cuidadosamente pensando pelo Sínodo da Amazônia que será esse ano, e

tar a paixão missionária nos jovens: “a catequese teórica não basta, é ne-

cessário nós proporcionarmos aos jovens experiências concretas do discipulado de Jesus Cristo, que também inclui a experiência missionária. Os jovens gostam de fazer experiências. Através da experiência missionária vão assimilando a luta pelo Reino de Deus, crescendo no Amor à igreja e assim se sentindo verdadeiros cristãos, discípulos de Jesus Cristo e promotores do mundo novo.” Essa experiência missionária não será um fato isolado, sendo parte integrante de um processo de formação proposta para ser feito com os jovens. Dessa forma, outros objetivos concretos

também pelos 300 anos da nossa diocese, para que não parássemos de evangelizar em nossas regiões ribeirinhas”, afirmou Jairo Mota, da coordenação da experiência missionária. Para a missão foram chamados jovens de várias paróquias com o perfil missionário, que tenham a sensibilidade de enxergar além do que está visível. “Enxergar a alma das famílias e que esteja preparado para encarar uma realidade existente, porém dificilmente vivenciada”, afirma Jairo.

Na quinta-feira, 17, aconteceu a chegada dos missionários e, às 19h30, Dom Antônio presidiu Santa Missa de envio na Igreja Matriz. Após a liturgia, às 20h30, houve formação para os missionários, oferecida por Dom Antônio. Nesta sexta-feira, 18, a saída dos grupos de missionários aconteceu logo cedo, às 8h. Cada grupo, ao todo seis, o mesmo número de ilhas, fora dividido conforme reunião. Cada grupo a ser envia-

do deverá motivar as comunidades num horário marcado com os líderes das Ilhas em uma celebração conforme o melhor horário a ser vivenciado entre eles. Os grupos também devem lembrar a importância de ser Igreja e de rezar pela unidade da Igreja celebrando os oito anos de vida paroquial de São Francisco das Ilhas. No sábado, 19, os grupos promovem entre si troca de experiências da missão e, à noite, na Capela de São Sebastião, na

Praia Funda, participam de noite cultural. Dia 20 os missionários participam de caminhada missionária que conclui na Missa de encerramento da Festividade de São Sebastião. Para Jairo Mota as expectativas são as melhores possíveis. “Na primeira vez fomos muito bem aceitos por todos os moradores. O que mais ouvimos de muitas famílias que visitamos era que pudéssemos ir mais vezes, pois os povos das Ilhas necessitam e se sentem esquecidos”.

Sacerdote de São Paulo desenvolve Missão Amazônia em Belém

w PADRE Silvestre Sangala

De 20 a 27 de janeiro as áreas ribeirinhas da região metropolitana de Belém recebem a Missão Amazônia, uma iniciativa do padre Silvestre Sangala, pároco da Paróquia de Nossa Senhora do Bom Conselho, da Diocese de Campo Limpo, em São Paulo. A ação tem por finalidade conhecer a realidade das comunidades locais e tentar ajudar, principalmente ,no pro-

cesso de evangelização. O idealizador da missão, padre Silvestre, é natural da República Democrática do Congo. Ele conheceu a Amazônia durante o Congresso Eucarístico, em 2016. A missão em Belém reúne membros do Movimento Terço dos Homens da paróquia paulista e da Paróquia de Nossa Senhora Conceição, de Outeiro.

Ao chegar a Belém, dia 15, padre Silvestre cumpriu uma série de atividades, dentre elas, a celebração da missa e conduziu novena em honra a Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, em Outeiro. No sábado, dia 19, às 18h, missa na Comunidade de São Pedro, também em Outeiro. A Missão Amazônia compreende celebrações e visitas nas comunidades ribeirinhas.

No primeiro dia de missão, 20, às 7h30, celebração na matriz , no bairro do Fama, Às 18h, solenidade de São Sebastião, os missionários, conhecem a devoção em honra a São Sebastião no distrito. As atividades continuam no dia seguinte nas ilhas das Onças, em Barcarena, em Cotijuba e em outras áreas ribeirinhas da região metropolitana.


2

Igreja

BELÉM, DE 18 A 24 DE JANEIRO DE 2019

Miscelânea

A

democratização da informação, graças, dentre outros meios, ao poderoso celular, que não sai das mãos, a cada novo dia, de mais e mais gente, até da ralé sem eira nem beira, que pode não ser dona de nada, sequer do próprio nariz, mas que não larga seu aparelhinho, às vezes dos mais sofisticados, tem lá, sim, seu lado bom, força reconhecê-lo, mas, desgraçadamente, tem também seu lado mau, que como e quanto vem arruinando, e, o que mais triste, impunemente, a reputação de pessoas e instituições imerecedoras dessa crueldade. Manipulando-o, para ficar a par do que se passava pelo mundo, uma noite, poucos dias atrás, em que não havia jeito de conciliar o sono, captei dois vídeos cheios de inverdades. O primeiro, a respeito de nós padres, do Papa Francisco e, até, da Virgem Maria, enquanto que o segundo, da Bíblia Sagrada, mais especificamente dos dois primeiros capítulos de Mateus e Lucas, bem como contra o Espírito

2º Caderno

Côn. Cláudio Barradas (claudiobarradaspe@gmail.com)

Refutação

são todos, pelo que coSanto, inexistente para meteu a asneira de geseu autor. neralizar. Ignora, por Como não poderia acaso, que toda e deixar de ser, sendo LUIZ ESTUMANO qualquer generalizacomo sou, vidrado na ção é injusta, porque Igreja da qual humilirrealista? de servidor, e em tudo Quando alguém se que ligado a ela, achei mete a falar do que dever nesta edição de não conhece, diz-se “Miscelânea”, e em que ouviu o galo canquantas mais se fizer tar mas não sabe onnecessário, deixar de de. Com ele foi pior: lado o assunto sobre nem sequer ouviu o o qual vinha escregalo cantar, falou sem vendo, para refutar conhecimento de cauas infâmias contidas sa. Se nos conhecesse, nos tais vídeos. saberia que todo padre Faço-o, não pa- w SALMOS na Liturgia das Horas tem a obrigação de, ra que seus autores, que tudo me levar crer babaquices, para dizer mente isso que ele fa- sob pena de pecado, reserem de outras plagas, o mínimo, do primeiro zia. Se apenas simulava zar diariamente a Liturpor nunca ter ouvido vídeo, vomitado por um estar ao volante, para gia das Horas, também falar deles, venham a cidadão que se auto- mim uma mentira, de- chamada de Breviário. tomar conhecimento denomina evangélico, feito imperdoável em Nela, em todas as horas desta minha reputação, membro da Assembleia quem se autodenomina – invitatório, ofício das leituras, oração das nove mas, sim, por achar bem de Deus não especificou evangélico. possível que alguns de de onde, ares de quem Mas vamos às suas horas, do meio-dia, das meus prováveis leitores, se julga dono da verda- descabidas acusações. quinze horas, Vésperas tenham assistido, co- de, palmatória do mun- De nós padres dizia e Completas – há, nemo eu, aquelas injustas do. Ele me pareceu estar que não lemos a Bí- cessariamente, salmos, diatribes, e elas – quei- ao volante num carro blia. Como sabe disso normalmente três cada ra Deus que não -, en- em movimento, uma vez se, pelo visto, não con- uma, e trechos da Bíblia, cham-lhes a cabeça de que a paisagem ia pas- vive com nenhum de ora do Antigo Testamenminhocas que urge aju- sando. Se estava mesmo, nós, o que é notório, to, ora do Novo, ora de dar a extirpar, antes que já aí uma infração, pois pois que essa raça, em ambos. Ainda mais: na sua fé se estiole, ou come- tinha a atenção voltada, geral, foge de nós por Missa, que celebramos ce a balançar. Daí porque todinha, ao que bosteja- nos julgar condenados diariamente, às vezes eis me aqui, esperando va. Perdão, leitor, pelo ao inferno? E, mesmo mais de uma, faz-se a não ser o único. emprego desse verbo que conhecesse a fun- leitura de trechos bíbliSem mais, vamos às chulo, mas era exata- do um de nós. Um não cos e recita-se, quando

Santos da semana

Diác. Benedito Otávio (artpresent@superig.com.br) 22/01 - TERÇA-FEIRA. Beato László Batthyány -Strattmann - Médico.

18/01 - SEXTA-FEIRA. Santa Margarida de Hungria - Princesa e Vírgem.

Proveniente de uma aristocrática família de Dunakiliti, Hungria, 1870. Estudou medicina na Universidade de Viena. Casou-se com a Condessa Maria Teresa Coreth, com quem teve treze filhos. Em 1902, fundou um pequeno hospital particular em Kittsee Mais tarde mudou-se para Kormend, o castelo da família, onde começou a atender os pobres, que chegavam de todo o país. Preço da consulta: rezarem o Pai nosso com ele. Saiam com um folheto: “Abra os olhos e veja”. Ele cuidava do corpo e da alma de seus pacientes. Às vezes, em vez de abandonar as riquezas, os santos usavam-nas para Deus.

Temos aqui um exemplo de mais uma princesa, só que essa não fugiu de casa para ser religiosa; nem aceitou as decisões da família pacientemente até que a providência a transformasse em esposa de Cristo depois da viúvez. Não. Essa filha da Hungria se dizia vítima proposital para a salvação de seu povo. Seu pai, rei Béla IV, entregou-a a Deus em agradecimento pela libertação do domínio tártaro e construiu um mosteiro para ela na ilha das Lebres. Uma aparente imposição dos pais, mas a comprovação de que esse era o caminho certo é que ela se tornou uma das maiores místicas da Europa. Canonizada em 1943.

23/01 - QUARTA-FEIRA. Santo André Chong Hwa-gying - Catequista e Mártir.

19/01 - SÁBADO. Santos Mário e Família - Mártires. Mário, o pai, Marta, a mãe, Abacus e Audifax, os filhos. Uma família nobre, proveniente da Pérsia, convertidos ao Cristianismo, doaram seus bens aos pobres e partiram para Roma em peregrinação, mesmo sabendo da perseguição de Cláudius. Eles estavam recolhendo para sepultamento restos mortais de cristãos queimados vivos, quando foram descobertos, presos e torturados. Os pais e os meninos foram decapitados, a mãe foi jogada em um rio dentro de um saco, longe de Roma. Isso aconteceu em 270. 20/01 - 2º DOMINGO DO TEMPO COMUM. Maria Cristina da Imaculada Conceição - Vírgem e Fundadora. A santidade mais expressiva é marcada por sangue; às vezes por muito amor interior, assemelhando-se a Maria; às vezes por fatos extraordinários. Não se pode limitar o caminho da santidade. No caso de Adelaide, seu nome de batismo, foi uma passagem quase imperceptível para os daqui da terra, mas, na noite de Natal de 1868, com 12 anos, na frente do presépio, ela consagra-se a Deus. O resto é sua bela história: a passagem pelas Sacramentinas; uma enfermidade que lhe trouxe pesar, até a fundação das Irmãs Vítimas Expiadoras de Jesus Sacramentado, de Nápoles, atuantes em muitos outros lugares.

menos, um salmo. Como então, seu babaca, não lemos a Bíblia? No Seminário, que nos prepara para o sacerdócio, entre as matérias estudadas, avulta a Sagrada Escritura. Portanto, nós padres, além de ler, conhecemos a Bíblia. E aí, papudo? Esborrachou-se, né? Referindo-se ao Papa Francisco, ele o acusa de ser comunista. Errou, deslavada mentira. Nem precisa ser papa, ou cardeal, ou bispo, ou padre, basta ser cristão, para não ser comunista. Impossível, impossibilíssimo ser cristão e, ao mesmo tempo, comunista, ou vice-versa. Por que? Simplesmente porque todo comunista, se o for de verdade, não apenas de nome, é visceralmente ateu, isto é, nega a existência de Deus, que, para nós cristãos, um dogma de fé. Quanto à afirmação de não constar na Bíblia que Maria foi arrebatada aos céus, deixo a resposta para a edição da semana vindoura, que neste meu espaço está chegando ao fim. Shalom!

21/01 - SEGUNDA-FEIRA. Beato João Batista Turpin du Cormier e 13 comp. - Mártires. Já passaram por aqui muitos mártires da revolução espanhola da década de trinta, e raríssimos da revolução francesa, 1789 a 1799, causadora do maior impacto na fé de todo o mundo. Pois bem, eis um exemplo da intolerância de um regime maquiado de “liberdade, igualdade e fraternidade”, coisas que não se lêem nos livros de História. Reunidos em Laval, no convento das clarissas que virou prisão, 14 sacerdotes, na hora do julgamento, negaram o juramento revolucionário. Guilhotinados, eles cantavam o Salve Regina e o Te Deum.

Em Cheongsan, Coréia do Sul, 1808, temos o exemplo de André, um catequista, que prestou ajuda ao seu santo bispo, o também mártir Lourenço Imbert, e fez de sua casa um refúgio para os cristãos. Mais tarde, em perseguição, foi baleado e jogado na prisão sem cuidados médicos, sobrevivendo de orações. Observando que ele ainda estava vivo, estrangularam-no. Neste mês de janeiro, em que muitas paróquias realizam preparações para catequistas, imitemos aqueles que doaram suas vidas pela santa Igreja. 24/01 - QUINTA-FEIRA. Santos Babila, Timóteo e Agapio de Antioquia - Mártires. Na antiga coleção de hagiografias, ou seja, vida dos santos, da Igreja Ortodoxa Grega, Oriental e Católica Oriental, chamado de “Coleção Sinassário”, equivalente ao nosso Martirológio Romano, temos a história desses mártires da época do imperador Décio. Babila era de família nobre de Antioquia. Ao se tornar sacerdote, distribuiu tudo aos pobres. Ao conhecer os grandes amigos, Timóteo e Agapio, os três pregaram o Evangelho em vários lugares até serem denunciados, presos, torturados e mortos na Sicília.


2º Caderno

3

BELÉM, DE 18 A 24 DE JANEIRO DE 2019

2019: Arquidiocese de Belém vive o jubileu dos 300 anos de criação (continuação)

DIVULGAÇÃO

Elevação a arquidiocese, seus arcebispos e seus auxiliares

E

m continuidade, o Jornal Voz de Nazaré veicula a série de matérias que estão sendo produzidas pela assessoria de comunicação da Arquidiocese de Belém na comemoração dos 300 anos de criação da Diocese de Belém do Pará. Todo esse material pode ser encontrado no site da arquidiocese e vem sendo elaborado com a ajuda do clero e historiadores da região, para evidenciar a história da Igreja de Belém, que é a quinta diocese mais antiga e a terceira arquidiocese do Brasil. Nesta edição a continuação da elevação a arquidiocese, os respectivos

arcebispos e a criação das diversas paróquias. A Arquidiocese de Belém vive em 2019 o Ano Jubilar que será aberto no dia 22 de fevereiro, às 19 horas, no Ginásio do Mangueirinho, em celebração eucarística presidida pelo Núncio Apostólico no Brasil, Dom Giovanni D’Aniello. “Será a grande oportunidade de manifestar nossa ação de graças, memória agradecida pelos trezentos anos, nosso jubileu! Nessa data, todas as Paróquias, Pastorais e Movimentos de nossa Igreja se apresentarão. As Paróquias e Áreas Missionárias apresentarão

w GINÁSIO do Mangueirinho, local da abertura do Ano Jubilar, em 22 de fevereiro, às 19 horas

estandartes retratando seus padroeiros e padroeiras. Assim, poderemos tomar consciência de nossa identidade, o rosto com o qual desejamos viver a nossa missão”, destaca Dom

Alberto Taveira Corrêa, Arcebispo de Belém. Dom Alberto reforçou ainda que “Tudo isso revela a vitalidade da Igreja, que fará com que este ano seja novo a partir de dentro, na força re-

novadora suscitada pelo Espírito Santo na Igreja. Ninguém pode ficar de fora! Todos os setores do Povo de Deus se sintam no direito de participar. O contato com as Paróquias abrirá as portas

para que todos experimentem o chamado à missão e se envolvam diretamente. Trata-se de uma consequência de nosso Batismo, para que Jesus seja manifestado ao mundo”.

As nomeações de bispos e arcebispos e a criação de paróquias em regiões distintas Em 1980, Dom Vicente Joaquim Zico foi nomeado pelo Papa João Paulo II, Arcebispo Coadjutor de Belém, assumindo o cargo em 1981, com direito à sucessão. Foram nove anos (1981-1990), até Dom Zico se tornar o oitavo arcebispo em 1990, ficando até 2004. Dom Vicente contou com Dom Frei Tadeu Henrique Prost (19621992), como bispo auxiliar, herdado de Dom Alberto R amos. Em 1996 recebeu Dom Carlos Verzeletti como bispo auxiliar, sendo o quarto da Arquidiocese. Dom Carlos ficou até 2004, quando foi nomeado Bispo da Diocese de Castanhal. Como Arcebispo, Dom Zico criou em 1990 a Paróquia de Santa Rita de Cássia, em 1994 a de Santa Teresinha do Menino Jesus, em Águas Lindas e a de São Vicente de Paulo; 1995 a de Nossa

LUIZ ESTUMANO

w DOM VICENTE ZICO o oitavo arcebispo de Belém do Pará

Senhora da Imaculada Conceição, em Outeiro. Em 1999 as de São Francisco de Assis, no Tapanã, e a da Transfiguração do Senhor. Em 2000 as de Jesus Bom Samaritano, a da Imaculada Conceição no Castanheira e a da Natividade de Nosso Senhor Jesus Cristo. Já em 2003, a de Nossa Senhora das Vitórias.

Em 2002 Dom Vicente pediu renúncia, como é recomendado pela Igreja Católica ao se completar 75 anos. A resposta da Santa Sé chegou em 2004, quando passou a ser Arcebispo Emérito da Arquidiocese de Belém, até seu falecimento em 2015. Dom Orani João Tempesta foi o nono arcebispo (2004-2009). DIVULGAÇÃO

w SANTÍSSIMO REDENTOR uma das paróquias mais novas da Arquidiocese

Em sua gestão criou sete paróquias: em 2005 a do Bom Pastor e a de Santa Bárbara; em 2006, as de Santo Inácio de Loyola, de Santa Teresinha do Menino Jesus , no Tenoné, e a de Santo Afonso Maria de Ligório; em 2008, a de Nossa Senhora da Conceição, no Mosqueiro e, em 2009, a do Sagrado Coração de Je-

DIVULGAÇÃO

w DOM CARLOS VERZELETTI seu bispo auxiliar

sus, no Julia Seffer. Em 2009 Dom Orani foi nomeado arcebispo da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, onde permanece até hoje. Atualmente a arquidiocese conta com o décimo arcebispo, Dom Alberto Taveira Corrêa, que assumiu em 2010, e com dois bispos auxiliares, Dom Irineu

Roman, nomeado em 2014, sexto bispo auxiliar, e Dom Antônio de Assis Ribeiro, nomeado em 2016, como sétimo bispo auxiliar. Dom Alberto teve como seu primeiro bispo auxiliar Dom Teodoro Mendes Tavares, quinto bispo auxiliar (2011- 2015), atualmente bispo da Diocese de Ponta de Pedras, no Marajó.

A Arquidiocese de Belém em números A Arquidiocese conta com 245 sacerdotes, 153 diáconos, sete Regiões Episcopais e 89 paróquias, 30 delas criadas por Dom Alberto, o arcebispo que mais criou paróquias, estando prevista a criação da oitava Região Episcopal e duas Áreas Missionárias, a deSanta Tereza de Calcutá e a de Canaã. Paróquias criadas por ele: em 2010 , a de Nossa Senhora de Lourdes, a de Nossa Senhora de Guadalupe e a da Sagrada Família; em 2011, a de

São Francisco das Ilhas, a de São José, a de Cristo Peregrino, a da Divina Misericórdia, a do Coração Eucarístico de Jesus, a de Nossa Senhora Auxiliadora, a do Sagrado Coração de Jesus (Distrito Industrial), a de São José Operário, a do Arcanjo São Miguel e a de Santo Antônio do Tucunduba. Em 2012 a de Nossa Senhora do Amparo. Em 2013, a de São Pio X , a de São João Paulo II, a de Santa Maria de Belém e a de São Marcos. Em 2014 a de Santa

Rosa de Lima, a de São Pedro Pescador, a de Santa Luzia do Bom Futuro e a Paróquia-Área Missionária de São Paulo Apóstolo. Em 2015 a de São Francisco de Assis, em Icoaraci. Em 2016, a de Santo André Apóstolo, a de Nossa Senhora do Livramento, a de São Benedito e a de Santa Maria Mãe de Deus. Em 2017, a do Santíssimo Sacramento e, em 2018, a do Santíssimo Redentor e a de São José de Anchieta.


Arquidiocese 2º Caderno Paroquianos participam de retiro no Tapanã 4

BELÉM, DE 18 A 24 DE JANEIRO DE 2019

Paróquia São Francisco de Assis promoveu dois dias de espiritualidade para mais de 150 pessoas

A

FOTOS: DIVULGAÇÃO

O domingo iniciou-se com a Santa Missa, seguindo-se, depois do café da manhã, a primeira palestra, “Maria nossa Mãe”. A segunda palestra teve como tema “Espírito Santo”, terminada a qual, imposição das mãos dos intercessores aos participantes, repouso no espírito e recebimento dos dons do Espírito Santo. Após o almoço, término do retiro, com testemunho de curas e graças alcançadas pelos paroquianos que vivenciaram esses dois dias.

Paróquia de São Francisco de Assis, no Tapanã, realizou nos dias 12 e 13 de janeiro passado retiro espiritual, coordenado pelo pároco, Padre Osmar, sjs. O evento contou com a participação de mais de 150 paroquianos que vivenciaram o encontro pessoal com Deus. Toda a programação teve o apoio da Paróquia da Natividade de Nosso Senhor Jesus Cristo, localizada no Sideral, sendo que o trabalho de limpeza, acolhida, cozinha e cuidados com os filhos dos paroquianos participantes ficaram ao encargo dos paroquianos da Natividade.

Os dois pregadores desses dois dias de encontro vieram de São Paulo. Padre Osmar e eles anteciparam o evento promovendo uma preparação nas comunidades São Geraldo Magela, São Benedito e Nossa Senhora do Carmo. O retiro iniciouse no sábado, com c afé d a ma n h ã , a cargo dos paroquianos da Natividade. Logo após, palestra “Anúncio de uma nova w PROGRAMAÇÃO foi coordenada pelo pároco, padre Osmar aliança”. A manhã À tarde, inicialmente, mento especial, pedido dotes. Finalizando o dia, seguiu com louvor e depalestra sobre o “Per- de perdão dos presentes adoração ao Santíssimo pois a segunda palestra, dão”, seguida de um mo- aos familiares e sacer- Sacramento. “Apelo à conversão”.

A

Escola de Oração e Formação São João da Cruz inicia-se em fevereiro

Comunidade Católica Kerygma promove em fevereiro o aprofundamento na doutrina da Igreja Católica, sacramentos, catecismo, leitura orante da Palavra, através da Escola de Oração e Formação São João da Cruz, voltada, gratuitamente, para o público em geral e, em especial, para quem desejar fazer caminhada vocacional. Inicia-se a no dia 5, às 19h, na Casa da Comunidade Kerygma, localizada na Avenida Alcindo Cacela, ao lado da matriz da Paróquia de São Judas Tadeu, bairro da Condor, e estende-se até o mês de dezembro, sempre às terças-feiras. Inscrições na própria Casa da Comunidade, no bairro da Condor. É o 5° ano que de formação promovido pela Comunidade Católica Kerygma. Este ano ele terá como tema o pensamentop de São João da Cruz “Quem foge da oração foge de todo o bem”. Seu objetivo: preparar as pessoas para a fé católica e fortalecer-lhes a espiritualidade. Segundo o fundador da comunidade Kerygma, Gerson Pojo, a formação vai ao encontro do carisma

Formação com aprofundamento da doutrina da Igreja irá até dezembro

w GERSON POJO fundador da comunidade Kerygma

da comunidade, formada por pregadores e evangelizadores. Daí a formação visar preparar as pessoas para que elas possam pregar de casa em casa e sintamse preparadas para ser missionárias dentro da Igreja, findos esses dez meses de formação.

Para ele, esse período dará subsídios sobre a fé católica e a espiritualidade: “O objetivo é preparar as pessoas para conhecer em a fé católica e terem uma espiritualidade. Elas terão formação específica sobre a oração, sobre como rezar e ao mesmo tempo ter for-

mação específica sobre a nossa fé. A partir do material oferecido, deverão seguir uma formação pessoal ou fazer uma caminhada vocacional, crescer dentro da própria Igreja a partir dessa consciência, dada a partir das formações”. As formações estão

Jornal Voz de Nazaré segue os estudos sobre o YOUCAT - Catecismo da Igreja Católica, escrito para JOVENS que querem saber em que acreditam. Este projeto iniciou-se por ocasião da Jornada Mundial da Juventude, Rio, 2013.

até dezembro, mês de encerramento. Inscrições gratuitas, na Casa da Comunidade Kerygma. As formações ocorrem durante o ano, sempre às terças-feiras, às 19h. Os interessados podem inscrever-se ao longo do ano, sendo aconselhado, para melhor aproveitamento, participar desde o início da formação. Mais informações: (91) 98156-1222 ou 98181-2513.

TERCEIRA PARTE

YOUCAT

O

estruturadas em módulos, sendo um a cada mês. Por exemplo: sobre a Bíblia, a Fé, a Santíssima Trindade, Espiritualidade, Vida de Oração. A cada mês os participantes receberão um material apostilado. Cada módulo terá um facilitador. A formação, com duração de dez meses, realizar-se-á durante dois semestres, com férias no mês de julho e retomada em agostos, estendendo-se

A VIDA EM CRISTO SEGUNDA SEÇÃO: OS DEZ MANDAMENTOS SEGUNDO CAPÍTULO

Ama o teu próximo como a ti mesmo que é importante 391-aPor doação de órgãos?

Como é ferido o direito de uma à integridade corporal? 392-pessoa

A doação de órgãos pode prolongar a vida do receptor ou elevar a sua qualidade de vida. Por isso, desde que o doador não seja forçado, ela é um autêntico serviço ao próximo. [2296]

O direito de uma pessoa à integridade corporal é ferido com o recurso à violência, ao rapto, aos maus-tratos, ao terrorismo, à tortura, à violação, à esterilização forçada, assim como à amputação e mutilação sem fins médicos. [2297-2298]


2º Caderno

Arquidiocese

BELÉM, DE 18 A 24 DE JANEIRO DE 2019

Região Episcopal C Coração Eucarístico promove semana catequética Na Matriz de Santa Edwiges, Mangueirão

5 5 DIVULGAÇÃO

om o tema “Ide pois ensinai a todas as nações, tudo quanto vos tenha mandado” (Mt 28,19) a Região Episcopal do Sagrado Coração Eucarístico de Jesus realiza de 20 a 26, na Matriz de Santa Edwiges, Mangueirão, a segunda edição da Semana Catequética, cujo objetivo é aper- w LOCAL do evento, Paróquia de Santa Edwiges feiçoar cate“Nós temos essa Ela conclui reafirmanquistas existentes bem como formar novos. do que “a semana cate- preocupação porque o O evento contará com quética é de grande im- catequista hoje tem dia presença do Padre portância também para ficuldade de como deFrancisco Lelo, refe- que o catequista tenha a senvolver um encontro rência nacional para a dimensão de pertença à catequético, a nossa preIgreja. Esse sentimento, ocupação maior é isso, é iniciação cristã. A organização aguar- que vai além da comuni- dar formação, dar base da para os sete dias de dade e da paróquia, é o de para que esses catequisformação um público olhar a beleza que cada tas tantos os iniciantes de 300 catequistas, um catequista leva em suas quanto os que já estão na aumento em relação ao experiências partilhadas missão há algum tempo, ano passado, na primei- aos catequizandos”. possam ter conhecimenra edição da semana Segundo a professo- to de como desenvolver a catequética, em que ra Maria da Conceição sua catequese”, declarou. cerca de 260 pessoas da Silva, catequista que O tema foi escolhido participaram. Todas as compõe a coordenação pelo padre Vanderson 11 paróquias perten- do evento, o momento Costa, da matriz da Pacentes à Região Episco- formativo visa através róquia de Nossa Senhopal Coração Eucarístico das temáticas motivar ra Rainha da Paz, assesde Jesus devem enviar os trabalhos que serão sor da catequese da Rerepresentantes. desenvolvidos no de- gião Episcopal Coração Para Plácida Piteira, correr do ano e, busca Eucarístico de Jesus. A coordenadora da cate- preencher lacunas da escolha está em sintonia quese na região, as ex- semana realizada no ano com os 300 anos da Diopectativas são as melho- anterior, ou seja, objetiva cese de Belém, caracteres possíveis. Ela frisa atender as necessidades rizado pelo papel missioque a participação de to- dos catequistas. nário da Igreja. dos envolvidos na iniciação cristã: “é muito imSERVIÇO portante e essencial para celebrarmos a unidade As inscrições para o evento são realizadas nas em nossa região, uma secretarias das paróquias da região e no local do vez que são momentos evento através da aquisição do livro no valor de R$ de vivências, partilha e 10. A Matriz de Santa Edwiges está situada no Conde formação visando o junto Panorama XXI, Quadra 9, Mangueirão. Inforcrescimento na missão mações pelo telefone (91) 3279-1657. evangelizadora.”

PROGRAMAÇÃO Neste domingo, 20, a programação iniciará com Santa Missa de abertura, às 18h, presidida pelo Padre Vanderson Jorge, na Igreja Matriz de Santa Edwiges. Na segunda, 21, às 19h, Pe. Vanderson ministra a palestra “Querigma – Experiência com Deus”, sobre o

anúncio da Palavra. No dia seguinte, também às 19h, o sacerdote Cleber Lopes elucidará aos participantes sobre os ritos da Iniciação da Vida Cristã. No dia 23, Padre Evandro Favacho, a partir das 19h, abordará o tema “Igreja Sacramento no Cristo” em sua

palestra. Na quinta-feira, 24, também às 19h, os voluntários Joyce Figueiredo, Hugo Carvalho e Leila Almeida irão ministrar a Metodologia Catequética com ênfase na psicopedagogia das idades. Já na sexta-feira, 25, Padre Antônio Francisco

Lelo, autor de diversos livros sobre iniciação cristã, ministra o workshop sobre Mistagogia, quarta etapa da iniciação Cristã que começa depois da celebração dos sacramentos da iniciação cristã, onde o catecúmeno obtém o conhecimento completo dos mistérios

através das explicações e da experiência dos sacramentos recebidos. A semana catequética encerra no sábado, 26, com Adoração ao Santíssimo Sacramento às 17h com o Diácono Israel Tavares e, em seguida, partilha fraterna com animação de Silvio Louvor.

São Sebastião é festejado no Tapanã A Comunidade de São Sebastião que pertence a Paróquia São Francisco de Assis, localizada no bairro do Tapanã, realiza festividade em honra ao padroeiro, sob o tema “São Sebastião, soldado de Cristo, e defensor da Igreja”, no período de 18 a 20 de janeiro. A programação litúrgica começa no dia 18, com missa na capela de São Sebastião, dando inicio à festividade, às 19h. Após a celebração, é realizado o arraial com vendas de comidas típicas, sorteio e atração musical. No segundo dia de festa, às 19h Santa Missa e

arraial logo após a celebração, com atração musical e apresentações do grupo de jovens da comunidade. No dia 20, encerramento, a programação começa com o terço da alvorada, às 7h, na capela, em seguida, a procissão para homenagear o padroeiro, percorrendo as principais ruas do bairro do Tapanã em destino a comunidade, localizada na Rua 2 de julho. Logo após a procissão, inicia a missa da chegada e de encerramento de mais uma festividade, às 9h, presidida pelo padre João Otávio, pároco da Paróquia São Francisco de Assis.

HISTÓRIA São Sebastião foi um soldado cristão cuja fidelidade a Deus e exemplo de vida o tornou santo. Ele é padroeiro de muitas cidades e costuma ser invocado para interceder contra algumas mazelas como a fome, as guerras e as epidemias. São Sebastião tornouse defensor da Igreja como soldado, como capitão e também como apóstolo. Também foi apóstolo dos mártires, os que confessavam Jesus em todas as situações, renunciando à própria vida. O coração de São Sebastião tinha esse desejo: tornar-se mártir.


Panorama 2º Caderno UFPA obtém patente de invenção C de sistema para energias alternativas 6

om informações Ufpa. O Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, concedeu à Universidade Federal do Pará a Patente de Invenção do Sistema para Iluminação Externa, destinado ao setor de Energias Alternativas. A outorga de titularidade da propriedade intelectual ocorreu em dezembro de 2018. O trabalho foi desenvolvido pelos professores Marcos Allan Leite dos Reis, Hallan Silva Souza, Eliomar Azevedo do Carmo e pela engenheira Mayara Pereira Rodrigues, a época, discente do curso de Engenharia Industrial do Campus de Abaetetuba. De acordo com os inventores, o sistema poderá ser aplicado para a iluminação de ambientes externos, como passarelas, bosques, praças, entre outros espaços públicos ou privados, por meio da geração de energia renovável (solar).

BELÉM, DE 18 A 25 DE JANEIRO DE 2019

Acesso a essa tecnologia poderá ser adquirido por pessoa física ou jurídica FOTOS: DIVULGAÇÃO

O acesso a essa tecnologia poderá ser adquirido por pessoa física ou jurídica que necessite de iluminação externa remota e autônoma, ou seja, iluminação de ambientes externos desconectados da rede de distribuição elétrica, desde condomínios residen-

ciais até a iluminação pública de cidades. No caso do Sistema para Iluminação Externa, a patente de invenção promove o avanço do estado da técnica no campo das Energias Alternativas, seja na redução dos custos de fabricação e montagem,

seja na praticidade de manutenção. Ambas refletem diretamente a difusão e o emprego dessa tecnologia verde na iluminação externa. Em comparação com diversos sistemas propostos, o Sistema para Iluminação Externa promove o progresso da

técnica por integrar seus componentes eletro/eletrônicos a uma mesma estrutura no corpo da luminária, configurando-a como monobloco e reduzindo-lhe custo de fabricação, bem como evita o furto das baterias, que, em outros sistemas, são alocadas em caixa à parte instalada no poste. Além disso, outra inovação obtida pela invenção é a possibilidade de o sistema ser removido e substituído completamente para manutenção por meio do acionamento de um encaixe incorporado à meia altura do poste. PATENTES VERDES

O Programa Patentes Verdes surgiu em 2012 como projeto-piloto. Em

2016, o INPI tornou-o permanente, tendo como objetivo contribuir para as mudanças climáticas globais, acelerando o exame dos pedidos de patentes relacionados a tecnologias voltadas para o meio ambiente. Com isso, a iniciativa visa possibilitar a identificação de novas tecnologias que possam ser rapidamente usadas pela sociedade, estimulando o seu licenciamento e incentivando a inovação no País. O tempo de espera para conseguir patentes no Brasil é um dos principais desafios, levando em média 10 anos, enquanto nos Estados Unidos, por exemplo, leva-se cerca de três anos para registrar uma patente.

Cientistas brasileiros apostam em alternativas naturais aos plásticos Com informações Correio Braziliense. Um dos maiores entraves no combate ao acúmulo de plástico é a falta de substitutos à altura. De fácil manipulação e custo baixo, esse material acaba sendo usado em diversos tipos de produtos. Cientistas têm trabalhado em tecnologias que tenham essas mesmas características, mas também um descarte menos impactante ao meio ambiente. O uso de matérias-primas naturais é uma das estratégias exploradas. Outra alternativa que pode se tornar realidade em pouco tempo é um plástico sintético, com degradação mais rápida e possibilidades amplas de reúso. O plástico comum é um dos materiais mais difíceis de serem recicla-

dos, devido a dois pontos cruciais: não pode ser reutilizado diversas vezes e demora muito tempo — mais de um século — para se degradar naturalmente. Para resolver esses problemas, pesquisadores americanos desenvolveram um polímero sem químicos tóxicos, com as mesmas características do material tradicional — durabilidade, força e resistência ao calor — e a possibilidade de ser reutilizado quantas vezes for necessário. PESQUISAS NO BRASIL

No Brasil, Edla Maria Bezerra Lima, pesquisadora da Embrapa Alimentos, aposta em uma solução natural para o problema. Ela desenvolveu um plástico feito a partir de caro-

w PLÁSTICO COMUM dificil de reciclagem

ços de manga:“Escolhi essa fruta porque é uma das mais produzidas no Brasil. O seu uso industrial acaba gerando grande quantidade de resíduos, que ficam sem utilidade. Essa pesquisa buscou uma maneira de também sanar esse problema”. O projeto foi iniciado em 2014. Edla Lima e a equipe conseguiram desenvolver um plásti-

co feito da amêndoa do caroço da manga, que foi misturado ao biopolímero PHBV. Biodegradável, o material resultante da combinação poderá ser usado em embalagens e também na área médica, para a construção de próteses ósseas, por exemplo. Segundo a criadora, o novo plástico, que segue em desenvolvimento, é um exemplo de

mudanças positivas ao meio ambiente: “Estamos caminhando para um mundo em que todos os rejeitos serão reutilizados, como a fibra da casca de banana. Pe s q u i s a d o re s d a Unesp (Universidade Estadual Paulista) de Ribeirão Preto têm se dedicado a desenvolver substitutos para o plástico com outras matériasprimas abundantes no Brasil: o milho e a mandioca. No primeiro caso, eles usam uma proteína presente no grão do cereal: zeína. “Ela não é muito boa para nossa alimentação porque é deficiente em dois aminoácidos, mas tem alta capacidade de polimerização. Por isso, a utilizamos na produção de plástico biodegradável. A mandioca também tem grande potencial”,

explica José Francisco Lopes, um dos cientistas envolvidos na pesquisa e professor da Faculdade de Engenharia de Alimentos da Unesp. As pesquisas estão em fase inicial, mas José Lopes adianta uma possível vantagem do novo material: “O plástico derivado do milho, além de substituir bem o atual, tem a vantagem de ser comestível. Isso faz com que ele possa, por exemplo, ser usado para empacotar grãos que poderão ser jogados direto na panela”. O pesquisador acredita que, a médio prazo, será possível vencer os obstáculos que dificultam a reciclagem do material sintético, assim como aqueles que impedem o surgimento de materiais alternativos.

‘’Projeto nasce uma criança, planta-se uma árvore’’ Com informações agência Câmara Notícias. Tramita na Câmara dos Deputados um projeto de lei que cria o ‘’Projeto nasce uma criança, planta-se uma árvore’’. A ideia é que, a cada criança nascida na rede pública de saúde de um município, uma árvore ornamental ou frutífera seja plantada para incentivar a preservação do meio ambiente e a educação ambiental. Segundo o texto, empresas privadas poderão

participar da iniciativa em parceria com o poder público ou doar as mudas de árvores. A muda também poderá ser ofertada ao pai ou à mãe que expressamente solicitála em até 90 dias após o nascimento da criança. A nova árvore deverá ser plantada preferencialmente em área urbana, observadas as regras de urbanismo vigentes. As famílias que participarem do projeto receberão o certificado “Criança Amiga da Na-

tureza”, que incluirá a data de nascimento do filho e a do plantio da árvore com o nome da espécie vegetal. Receberá ainda a titulação de “Cidade Amiga da Natureza” o município que aderir ao projeto. Se for preciso, o governo local poderá solicitar mensalmente aos cartórios de registro civil a lista completa dos nascimentos ocorridos. A proposta (PL 11040/18) foi apresentada pelo deputado Car-

w ARBORIZAÇÃO propicia à cidade diversos fatores positivos

los Henrique Gaguim (DEM-TO). Ele argumenta que a medida, apesar de simples, significará um despertar da consciência ecológica. “É importante que o cidadão participe do de-

senvolvimento sustentável, pois se sabe da eficiência da climatização natural do espaço urbano, da sua importância no controle das erosões e das águas subterrâneas e superficiais”, afirma.

Em tramitação, o projeto precisa ser analisado pelas comissões de Desenvolvimento Urbano, de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, e de Constituição e Justiça e de Cidadania.


Igreja Arquidiocese de Belém aprofunda-se na Campanha da Fraternidade 2019

2º Caderno

E

m 2019 a Igreja no Brasil convida a comunidade para na Campanha Fraternidade neste ano discutirá as Políticas Públicas à luz da Palavra de Deus e da Doutrina Social para fortalecer a cidadania e o bem comum. Para o início em todo o país no dia 6 de março da campanha, as arquidioceses e dioceses promovem estudos do tema “Fraternidade e Políticas Públicas” e o lema “Serás libertado pelo direito e pela Justiça”, e em Belém a Arquidiocese promove a partir do dia 28 o aprofundamento. Na área de sua abrangência, a Arquidiocese de Belém promoverá de 28 de janeiro até 1º de fevereiro os estudos. De 28 a 29, na área Belém, os estudos acontecem de 19h às 2130, no Centro Social de Nazaré. Na Área Metropolitana, de 29 a 30, o aprofundamento será na Igreja Matriz da Paróquia de Menino Deus, em Marituba. E, por fim, de 31 de janeiro até 1º de fevereiro, a Área Icoaraci

5 7

BELÉM, DE 18 A 24 DE JANEIRO DE 2019

Estudos serão realizados nas diversas paróquias das regiões episcopais

conclui os estudos com encontros realizados na Matriz da Paróquia de São João Batista e Nossa Senhora das Graças. Os estudos levam em consideração o texto-base preparado pela Comissão Nacional da Campanha da Fraternidade, que contou com a participação e contribui-

ção de vários especialistas e pesquisadores, bem como com a consulta a lideranças de movimentos e entidades sociais. Dividido no método ver, julgar e agir, o subsídio aponta uma série de iniciativas que ajudarão a colocar em prática as propostas incentivadas pela Campanha.

Como exemplo dessas ações, o texto-base além de contextualizar o que é o poder público, os tipos de poder e os condicionantes nas políticas públicas, fala sobre o papel dos atores sociais nas políticas públicas. A participação da sociedade no controle social das políticas públicas é

outro tema de destaque no texto-base. Além do texto-base, outros materiais foram produzidos para dar apoio nesta missão: círculos bíblicos, que trazem aprofundamento da Palavra de Deus; sugestão de celebração ecumênica, para reunir pastores e representantes de outras Igrejas na preparação desse evento; a Cartilha Fraternidade Viva, rodas de conversa com a perspectiva de aprofundar-se no tema e a vigília eucarística e celebração da misericórdia. Todos eles estão disponíveis no site da Editora da CNBB. CARTAZ CF 2019

Levando em consideração que as políticas públicas dizem respeito a toda a sociedade em suas

várias dimensões, e que visam assegurar os direitos humanos mais elementares para que cada pessoa tenha condições de viver com dignidade, o autor do cartaz da CF 2019, padre Erivaldo Dantas, buscou ressaltar na arte, através de silhuetas, a presença de algumas categorias sociais que considera importante para a reflexão da Igreja e da sociedade. A escolha da obra vencedora foi feita pelo Conselho Episcopal Pastoral (Consep) da CNBB, e devia obedecer a especificações estipuladas no edital do concurso, entre as quais evidenciarem o tema da CF 2019: “Fraternidade e Políticas Públicas” e o lema “Serás libertado pelo direito e pela justiça (Is 1,27)”.

Cáritas Brasileira lança campanha com a Signis Brasil

A

Cáritas Brasileira, organismo vinculado à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em parceria com um conjunto de organizações, lançou na quinta-feira, 10 de janeiro, a Campanha #EuMigrante baseada na ideia de que migrar é um direito humano. “Migrar diz respeito à mobilidade espacial das pessoas, ou seja, trocar de casa, de cidade, de região, de estado ou de país. Esse processo ocorre desde o início da história da humanidade. Todos nós temos, em nossas famílias, realidades migratórias, deslocamentos. Uns migram por escolha, outros são forçados a isso”, diz o texto de divulgação do projeto. A campanha #EuMigrante tem como objetivo mostrar a realidade e o drama vivido pelos migrantes, em especial os ve-

nezuelanos, que chegam ao Brasil e será executada até o dia 30 de junho deste ano. As ações buscarão sinalizar caminhos para ajudá-los no processo de integração, como pede o papa Francisco: “acolher, proteger, promover e integrar os migrantes e os refugiados”. A campanha faz parte do Programa Pana, que é uma iniciativa desenvolvida pela Igreja do Brasil, por meio Cáritas Brasileira, com apoio da Cáritas Suíça e do Departamento de Estado dos Estados Unidos. O objetivo de sensibilizar e mobilizar pessoas e recursos para a questão migratória no Brasil, com foco para a crise humanitária vivenciada na fronteira Brasil & Venezuela. FASES E MOMENTOS

A campanha #EuMigrante estrutura-se

em três momentos: 1) Sensibilização; 2) Mobilização; e 3) Integração. A proposta é que ao longo do primeiro semestre de 2019, diversas ações sejam dinamizadas pelo país, buscando visibilizar a realidade migratória no Brasil a partir da ação do Projeto Pana que ao longo de um ano, visa favorecer mais de 3.500

pessoas, sendo, pelo menos, 1.224 delas migrantes venezuelanos, a partir da integração em sete capitais do Brasil: Boa Vista (RR); Brasília (DF); Curitiba (PR); Florianópolis (SC); Porto Velho (RO); Recife (PE) e São Paulo (SP). Nesse processo, 612 pessoas já estão sendo integradas nessas capitais.

As iniciativas têm como referência as Casas de Direitos, espaços onde são desdobradas as ações do Programa Pana, que estão situadas nas sete capitais. As Casas são ambientes para acolhida e garantia de direitos aos migrantes. Nesse sentido, uma equipe multidisciplinar, formada por assistentes

sociais, advogados, educadores e psicólogos, atende e acompanha os migrantes. No site da campanha eumigrante.org é possível verificar as diversas maneiras de ajudar, seja com quantias em dinheiro ou doações de móveis, eletrodomésticos, roupas e calçados em bom estado de uso, bem como produtos de limpeza e de higiene pessoal. A Campanha #EuMigrante nasce da parceria entre a Cáritas Brasileira, que é uma instituição com mais de 62 anos de história no país, que atua como uma rede solidária, com cerca de 15 mil agentes espalhados por todo o território nacional, com a Signis Brasil Jovem que tem pouco mais de um ano de existência, um novo setor da Associação Católica de Comunicação – Signis Brasil, fundada há 10 anos.

Revista Bote Fé destaca Projeto Igrejas Irmãs e CF 2019 Nos meses de janeiro, fevereiro e março, a Editora da CNBB estará circulando a revista “Bote Fé”, edição de número 26, com uma matéria especial sobre a Campanha da Fraternidade de 2019, que refletirá sobre o tema das Políticas Públicas inspirada pelo versículo bíblico: Serás libertado pelo direito e pela justiça” (ls, 1,27). A reportagem traz experiências concretas da Igreja no Brasil neste âmbito, como é o caso

de um grupo de catadores de material reciclável de Itapeva (SP) que com a ajuda do bispo local se organizaram em uma cooperativa e hoje contam com um espaço para tratamento e separação do lixo. Outro exemplo neste sentido, é o dos produtores rurais de Orizona (GO) que com o auxílio da Comissão Pastoral da Terra (CPT) potencializaram a produção e comercialização institucional de seus produtos. O Projeto Igrejas Ir-

w DOM LEONARDO entrevistado da edição

mãs, criado em 1972, pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) é outro ponto

de destaque na Revista Bote Fé. Nele, há quase 50 anos, missionários e missionárias religiosos

ou leigos se dedicam a evangelizar e cuidar da saúde da população que vive nas mais longínquas comunidades brasileiras e também em países como Guiné-Bissau, Haiti e Moçambique. A matéria destaca a atuação de igrejas particulares que participam do projeto recebendo e também enviando missionários. A entrevista especial deste trimestre é com o bispo auxiliar de Brasília e secretário-geral da CNBB, dom Leonardo Steiner,

que na ocasião fala sobre a preocupação da Igreja com a democracia. Dom Leonardo responde à Revista Bote Fé quais são as conquistas, os desafios e as fragilidades da democracia brasileira. Ele também aponta que o Evangelho deve orientar a atuação dos cristãos neste momento e que as comunidades devem ser protagonistas de iniciativas para a promoção do diálogo que aprimore o ambiente democrático.


8

Em Nazaré

BELÉM, DE 18 A 24 DE JANEIRO DE 2019

2º Caderno

Comunidade São Brás inicia festividade dia 21 No último dia ocorre a tradicional benção das gargantas

A

Comunidade São Brás, que integra a Paróquia de Nazaré, dará início na próxima segunda-feira, 21, a festividade em honra ao seu padroeiro, com uma programação voltada para a realização de missas, novenas, adoração ao Santíssimo Sacramento e a tradicional benção das gargantas. Com o tema “Como São Brás, batizados e enviados!”, a

comunidade está se preparando para receber os devotos de São Brás. De acordo com o pároco de Nazaré, padre Giovanni Maria Incampo, a festividade além de homenagear o santo, também serve como forma de interação entre os paroquianos. “Temos a benção de mais uma vez de forma integrada realizar a festividade de São Brás, todos unidos como um único

objetivo de agradecer as bênçãos alcançadas e rogar pela misericórdia de Jesus para este ano que estamos iniciando. Todos são convidados a viver estes dias em nossa Capela”. Participe da Festividade! A Comunidade São Brás é localizada na Passagem Tapajós, 67, bairro São Brás. Mais informações pelo telefone (91) 40098407 / 8400

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA Segunda a Sexta-feira (21 a 25 de Janeiro) Período Missionário Domingo, 27 de Janeiro, 9h: Missa de Abertura Segunda-feira (28 de Janeiro) 19h - novena seguida de palestra sobre o tema da festividade Terça-feira, 29, a sexta, 1º de fevereiro - nove-

O sacramento do batismo em Nazaré Na Basílica Santuário de Nazaré a cerimônia do batismo é realizada sempre aos sábados, às 10h (particular) e às 15h (comunitário). As inscrições podem ser feitas, apenas na semana do batizado, de segunda-feira a quinta-feira, das 07h às 19h. Para mais informações, ligue: 4009-8400/8407. Os documentos necessá-

rios são para criança a cópia da Certidão de Nascimento, cópia do comprovante de residência dos pais, uma transferência de batismo da paróquia mais próxima (caso não seja da nossa área paroquial); para o padrinho ou madrinha (solteiro-a), cópia RG; padrinho ou madrinha (casado/a) cópia da Certidão de Casamento Religioso.

DIVULGAÇÃO

w O SACRAMENTO DO BATISMO representa o nascimento, o fundamento da vida cristã ALINE ANDRADE

w COMEMORAÇÃO paroquianos se reuniram para parabenizar o padre

Celebração dos 60 anos do padre José Ramos Como forma de homenagem e agradecer a um dos padres mais queridos que atuam na Paróquia de Nazaré, no sábado, 12, as madrinhas das vocações Barnabitas promoveram um café da manhã em celebração ao aniversário de 60 anos de vida do Padre José Adelson Maria Ramos das Mercês. A programação teve início com uma Santa Missa, na Basílica Santuário de Nazaré.

A celebração foi presidida pelo aniversariante, que é o Provincial Norte dos Barnabitas, e concelebrada por confrades que atuam na Região Metropolitana de Belém, além de seminaristas e noviços da ordem. Em sua homilia, padre Ramos agradeceu a Deus pelo dom da vida e aos amigos que contribuíram para sua caminhada nestes 60 de existência: “Deus é bom o tempo todo, neste dia

na seguida de celebração Sábado, 2 de Fevereiro, 19h: adoração ao Santíssimo Sacramento com o participação do Ministério Adorar Jesus Domingo, 3, 9h - Dia de São Brás - Missa Solene seguida de benção das gargantas

em que tenho a alegria de celebrar com todos vocês estes 60 anos de vida, só tenho a agradecer as infinitas dádivas de nosso Senhor em meus dias”. Logo após a celebração, todos se dirigiram à Casa de Plácido, local onde aconteceu um café da manhã especial. Amigos, familiares e confrades homenagearam padre Ramos com um vídeo de agradecimento e cantaram os parabéns.


2º Caderno

BELÉM, DE 18 A 24 DE JANEIRO DE 2019

Em Nazaré

DIVULGAÇÃO

w IMAGEM PEREGRINA durante a visita à cidade maranhense

N

o ultimo final de semana a Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Nazaré visitou a Paróquia de São Sebastião, em Carutapera, no Maranhão. Foram dois dias de uma intensa programação, que contou com carreata, caminhada, missa, jantar, momentos marianos, visitas ao Hospital Regional de Carutapera e à Unidade Prisional de Ressocialização. Parti-

DIVULGAÇÃO

w CENTENAS de devotos acompanham as homenagens a Nossa Senhora

Imagem Peregrina visita Carutapera, no Maranhão Região cultiva relação de fé e devoção com o Círio de Nazaré ciparam da viagem um dos bispos auxiliares de Belém, Dom Antônio de Assis Ribeiro, integrantes da Diretoria da Festa de Nazaré e integrantes da

Guarda de Nossa Senhora de Nazaré. Liderando a equipe, o pároco, padre Agnaldo Oliveira. O litoral norte do Maranhão, que com-

5 9

preende as cidades de Carutapera, Luís Domingues, Godofredo Viana, Amapá do Maranhão e Cândido Mendes, sempre cultivou,

ao longo dos anos, além de uma proximidade territorial, uma relação de fé e devoção com o Círio de Nazaré, evidente nos muitos feste-

jos dedicados à Virgem Santíssima com essa denominação em muitas comunidades dessas paróquias. A despedida ocorreu na Igreja Matriz de Carutapera, que tem como padroeiro São Sebastião. O festejo é celebrado entre 11 e 20 de janeiro e recebe milhares de devotos de várias regiões do país. Essa foi a segunda visita oficial da Imagem Peregrina neste ano. A primeira foi a Recife.

Pastoral da Catequese segue com inscrições abertas Seguem até o dia 26 de janeiro as inscrições para crianças, jovens e adultos. As turmas recebem crianças a partir dos cinco anos

de idade, com encontros aos fins de semana. Para efetuar a inscrição basta apresentar cópia da Certidão de Nascimento

(caso seja menor de idade), Certidão de Batismo (caso seja batizado), comprovante de residência, uma foto 3x4 e o pagamento de uma

taxa de R$20,00. A Paróquia de Nazaré também está recebendo inscrições para catequistas. Homens e mulheres

que já receberam o sacramento da crisma podem participar. As inscrições seguem até o dia 18 de janeiro. A sala da Pastoral

Abertas inscrições para o curso de noivos Já estão abertas as inscrições para o Curso de Noivos destinado aos casais que estão em preparação para a vida matrimonial. O cadastro pode ser feito no atendimento

da Basílica Santuário, das segundas às sextasfeiras, das 7h às 19h e, aos sábados, das 7h às 17h. Taxa: R$ 80 para o casal. No ato da inscrição, deve-se apresentar a

da Catequese é localizada no Centro Social de Nazaré e funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 15h às 18h. KAROL COELHO

cópia do documento de identidade dos noivos. O curso acontecerá nos dias 1, 2 e 3 de fevereiro, no Centro Social de Nazaré. Mais informações: 4009-8432.

w NOVIÇOS com os padres barnabitas durante a cerimônia de renovação

Noviços barnabitas renovaram os votos Na última semana os padres Barnabitas que atuam na Basílica Santuário de Nazaré promoveram a renovação dos votos dos noviços barnabitas Bruno Maria Barbosa, André Patrick Maria Nas-

cimento e Josué Maria Bosco. Os noviços fizeram a renovação dos votos de profissão simples: pobreza, castidade e obediência. Após uma temporada no Chile, este ano os jovens devem continuar

os estudos de Teologia na cidade de São Paulo, no Seminário São Barnabé. Que Santo Antônio Maria Zaccaria interceda pela vida religiosa desses jovens que decidiram viver a vida consagrada.

Mojuvena está sob nova coordenação O Movimento da Juventude Nazarena (Mojuvena), que integra a Paróquia de Nazaré, está sob nova coordenação. Os voluntários Celso Fonseca e Nilza Lopes iniciaram essa nova missão neste mês de janeiro e estão planejando as atividades a serem realizadas em 2019. Que Nossa Senhora de Nazaré interceda pelo trabalho missionário desses cristãos!

w NOVA MISSÃO: Celso Fonseca e Nilza Lopes


10

Igreja

BELÉM, DE 18 A 24 DE JANEIRO DE 2019

Servindo à Verdade

O

lá, meu irmão e minha irmã. Continuemos a refletir sobre a principal meta para este ano (e para a vida toda). Refiro-me à busca da santidade, meta principal de nossa existência, meta norteadora de todas as outras metas. Concluí o último “Servindo à verdade” afirmando que ao fazer um exame de consciência percebo que estou longe de ser enquadrado no exemplo de santidade que Jesus apresenta na parábola do “Bom Samaritano”. Disse também que meu consolo está em saber que os santos não nascem prontos. Continuo a partir deste ponto. Acho catequeticamente edificante e até estimulante conhecer a vida dos santos. Falo, porém, do conhecimento adequado, isto é, real. É que existem certas biografias que são românticas ao extremo. A pessoa parece que nem é de carne e osso, que não tem sentimentos ou dificuldades. Essas biografias tornam o santo muito distante de nós. A verdade é bem diferente. Todo santo labutou muito em si mesmo e deixou se forjar pela graça de Deus. To d o s a n t o l u t o u muito contra suas paixões baixas, desregradas, contra suas fraquezas. Todo santo é um guerreiro, um gla-

diador forjado no fogo da batalha interior, da batalha espiritual e moral. Todo santo precisou enfrentar ao menos duas realidades: a si mesmo e a satanás. São Pedro alerta: “Sede sóbrios e vigilantes. O diabo anda em derredor como um leão que ruge procurando a quem devorar”. (1 Pd 5,8). O primeiro Papa compara o diabo a um predador. De modo geral os predadores, quando caçam, posicionam-se contra o vento, pois, caso contrário, a presa sente-lhe o cheiro, percebe o perigo e escapa. Satanás é o predador. A pessoa humana é a presa. O vento que nos faz ficar alertas contra o perigo é o Espírito Santo. Outro detalhe que chama a atenção é que São Pedro inicia aconselhando: “Sede sóbrios”. O que seria ser sóbrio? É estar consciente, não estar embriagado pelos instintos, pelos sentidos, pelas paixões. Sobriedade implica em tomar cuidado, em reconhecer nossos limites. Sóbrio é quem sabe que pode cair, que não diz algo como: “Eu sou incapaz de fazer”. Ou ainda: “Esse pecado eu não cometeria”. Ser sóbrio, em última instância, pode significar desconfiar de si mesmo. Satanás se aproveita de nossa falta de sobriedade, isto é, de nossos

Prof. Ricardino Lassadier

A meta (parte 2) instintos, de nossas fraquezas para devorar. Dou exemplo para ficar mais claro. Você já fez algo, ou pensou, ou desejou fazer algo que se envergonha? Algo que, depois de cair em si o faz pensar: “Meu Deus! como fui capaz de fazer isso”?. Pois é! Aqui nós temos a combinação

de nossas fraquezas com a ação do capeta. Também os santos, em suas caminhadas tiveram defeitos, fraquezas. Também eles sofreram com a ação nefasta do predador do inferno. Aliás, São Pedro mesmo diz: “Resisti-lhe, firmes na fé, certos de que

Também os santos, em suas caminhadas tiveram defeitos, fraquezas. Também sofreram com os defeitos deles iguais sofrimentos atingem também os vossos irmãos pelo mundo afora” (1Pd 5,9). Você sofre com seus defeitos? Os santos também sofreram com os defeitos deles. Você sofre com os seus pecados? Os santos também sofreram com os pecados deles. Você sofre com as tentações do inimigo? Os santos também sofrem com as tentações. Não podemos, não devemos esmorecer, caso aconteça a queda. A vitória de satanás sobre nós estaria justamente em nos fazer desistir de lutar. Em nos fazer acreditar que a misericórdia não nos alcança. Que somos indignos do amor de Deus e, por isso, Ele não nos ama mais. Acreditem, meu irmão e minha irmã, se somos

dignos do amor de Deus, Ele nos ama. Se somos indignos do amor de Deus, Ele nos ama. Ele é o amor, sempre. Como falei, a vitória do capeta estaria em nos fazer desistir de lutar e isso ocorre quando deixamos de confiar na misericórdia, já que deixamos de confiar em Deus. O Papa Emérito Bento XVI diz que uma das características do cristão é o abandono confiante nas mãos de Deus: “Na realidade os cristãos continuam a crer, não obstante todas as incompreensões e confusões do mundo circunstante, na bondade de Deus e no seu amor pelos homens. Apesar de estarem imersos, como os outros seres humanos, na complexidade dramática das vicissitudes da história, eles permanecem

Semeando

“N

2º Caderno

inabaláveis na certeza de que Deus é pai e nos ama, ainda que o seu silêncio seja incompreensível para nós”. (Deus Caritas Est, 39). Portanto confiar em Deus, apesar das adversidades. A luta contra satanás implica também em não nos deixarmos levar pela falta de confiança no amor misericordioso de Deus. Quando uma pessoa cai num pecado grave satanás como que sussurra-lhe no ouvido: “Ele não te ama mais. Você está na lama e é impuro, por isso Deus se afastou de você”. Resultado: a pessoa pode se afastar de Deus, da Igreja. Fica sem vontade de ir à Missa, deixa de rezar, abandona as práticas de piedade. Quando alguém está em pecado, pode acontecer de ser julgado ou visto com desconfiança até por outros irmãos na Igreja, como se fosse um leproso do tempo de Jesus. A desconfiança dos homens é, erroneamente, interpretada como falta de amor de Deus e da Igreja. Essa interpretação é suscitada pelo demônio,

que quer nos afastar de Deus e da Igreja. Mas o Papa Francisco nos ensina: “A Igreja tem a missão de anunciar a misericórdia de Deus, coração pulsante do Evangelho, que por meio dela deve chegar ao coração e à mente de cada pessoa (Misericórdiae Vultus, 12). Portanto, a Igreja não torna ninguém marginal por causa do pecado. Ela corrige sim, porém, jamais deixa de acolher seu filho pecador. Quando alguém está doente é renegado por sua mãe ou é por ela acolhido e tratado? Ora, o pecado é a doença da alma. O pecador é um doente. A Igreja, como mãe que é, quer curar seu filho pecador, acolhendo-o. Na via da santidade precisamos permanecer na luta contra nós mesmos e contra o demônio. Assim fizeram os santos que não se conformaram com suas falhas. Volto ao assunto a partir desse ponto. Sigamos em frente pensando com a Igreja no serviço da Verdade. Fique com Nossa Senhora e com São José.

Graduado (Bacharel e Licenciado) e Especialista em Filosofia pela UFPA e Especialista em Teologia pelo CESUPA.

PRÓXIMO ARTIGO: Maria Elisa Bessa de Castro

Leno Carmo (lenocarmo@yahoo.com.br)

Na beleza da liberdade para voar

ão os esconderemos dos nossos filhos; contaremos à próxima geração os louváveis feitos do Senhor, o seu poder e as maravilhas que fez. Ele decretou estatutos para Jacó, e em Israel estabeleceu a lei, e ordenou aos nossos antepassados que a ensinassem aos seus filhos, de modo que a geração seguinte a conhecesse, e também os filhos que ainda nasceriam, e eles, por sua vez, contassem aos seus próprios filhos. Então eles porão a confiança em Deus; não esquecerão os seus feitos e obedecerão aos seus mandamentos”. Quanta sabedoria neste belo Salmo! Quanto valor nestas orientações felizes! Quanta alegria e conforto nos traz a Palavra de Deus! Convivendo com ela todos os

dias, podemos ouvir o Senhor, ser gerados nela e assim, deixar que o nosso ser seja tomado pela graça de escutar o céu, contemplando o logos divino, acalmando o nosso ser ao ouvir a voz do Senhor. Neste janeiro, minha filha segue para seu período sabático. Em outras terras, na confiança do chamado, como fez Abraão, ela viverá a eucaristia diária, a presença frequente diante do Senhor, uma importante e, por certo, decisiva caminhada na escuta ativa do Verbo. Viverá também de forma contemplativa e missionária a descoberta do conhecimento de sua vocação. A exemplo de Maria de Betânia, poderá “escolher a melhor parte”, aos pés de Jesus, assim, como atuará em um “Ora et labora” constante, como nos ensina São Bento. Para

nós, cresce na alma de família um sentimento de gratidão a Deus por ser esta sua livre decisão, o que adoça nossos lábios em permanente louvor ao Senhor pelo período de aprendizado e de discernimento em que ela estará, na graça que nossa Comunidade Semente do Verbo ofe-

rece a todos os que querem trilhar este período de profunda intimidade com Deus. Bendito seja o Senhor, que a chama na juventude de sua existência para perto de si, no silêncio eloquente das orações juvenis e no acompanhamento fundamental para as escolhas que fará em

Bendito seja o Senhor, que a chama na juventude de sua existência para perto de si, no silêncio das orações sua vida. Nós pais, que desde cedo entregamos a vida de nossos pequenos nas mãos de Deus com plena confiança e esperança, trabalhamos em nosso coração este desprendimento necessário que seria, mais dia menos dia, uma realidade, na certeza de

que o Senhor a cuidará. Gostamos do nosso ninho preenchido com estes dons que Deus nos concedeu na maternidade/paternidade com que nos abençoou duas vezes, mas aprendemos na Palavra que nossos filhos não são n o s s a p ro p r i e d a d e , eles são de Deus, são

cidadãos do céu. Somos responsáveis por sua acolhida entre nós, pelo cuidado com seu desenvolvimento, sua saúde e educação, mas pr i n c i pa l me n t e po r cultivar neles o amor e o temor de Deus, princípio da Sabedoria, como nos diz o livro dos Provérbios. Na escola de Maria, na referência da Sagrada Família de Nazaré, buscamos seguir, mesmo em nossas imperfeições, os passos da Mãe Maria, que ama e conserva tantos momentos da vida de Jesus em seu coração. A Virgem, com a companhia e proteção do Glorioso São José, cuidou do seu Jesus de tal modo que o fortaleceu de amor e solidez para realizar o Plano de Deus e nos abrir as portas do céu, libertando-nos do mal do pecado e destruindo a morte para sempre, por isso

sua herança que ecoa na eternidade: “Fazei tudo o que Ele vos disser”. Ó escola bendita de amor e exemplo inigualável! E assim, mesmo com a alma um pouco apertada, típica das limitações humanas e dos laços familiares de apego, somos chamados a abrir com segurança e decisão as janelas do ninho para que voos bonitos e livres sejam possíveis aos nossos filhos nas asas de Deus. Pensando bem, foi para isso que nos unimos, constituindo família e encaminhamos os nossos na vida de fé e dos Sacramentos. Para que os nossos, na plena liberdade dos filhos de Deus, sejam capazes de decidir amar e servir, perdoar, crer, viver e anunciar o amor infinito de Deus, “para a vida do mundo”. Nada mais a fazer a não ser louvar e louvar e louvar o Cria-


Arquidiocese Papa Francisco agradece a Dom Alberto pelo vídeo

2º Caderno

BELÉM, DE 18 A 24 DE JANEIRO DE 2019

5 11

Mensagem foi enviada pelo Vaticano ao arcebispo de Belém

O

Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa, recebeu mensagem de agradecimento pelo DVD com imagens sobre o Círio de Nazaré de 2018. A mensagem destaca que “por ocasião do recente encontro de Dom Bernardo Johannes Bahlmann, O.F.M, Bispo de Óbidos (PA), quis fazer chegar ao Santo Padre um DVD com imagens da celebração do Círio de Nazaré, na Arquidiocese de Belém, significando também deste modo estima e veneração pelo sucessor de Pedro”. A mensagem está assinada por Dom Edgar Peña Parra, Substituto

FOTOS: DIVULGAÇÃO

w DVD com imagens sobre o Círio de Nazaré

w BISPO DE ÓBIDOS, Dom Bernardo Johannes durante reunião com Papa

para Assuntos Gerais da Secretaria de Estado, no Vaticano, que ressal-

tou ainda que o “ Papa Francisco em sinal de apreço por este gesto,

deseja manifestar a expressão do seu agradecimento pela delicada

homenagem”. E finalizando como intérprete “dos melhores votos e o certifique das suas preces que eleva ao céu pela pessoa e ministério de Vossa Excelência Reverendíssima, ao conceder-lhe, extensiva aos dois Bispos Auxiliares de Be-

lém, uma propiciadora Bênção Apostólica, pedindo também que, por favor não deixem de rezar por ele”. Com duração de oito minutos, o DVD apresenta os principais momentos da grande festa do Círio de Nossa Senhora de Nazaré.

Fundação Nazaré recebe medalha do mérito eleitoral A Fundação Nazaré de Comunicação foi uma das 83 personalidades agraciada com a medalha do mérito eleitoral entregue pelo Tribunal Regional Eleitoral do Pará (TRE). A homenagem aconteceu na terça-feira, 15, na Igreja de Santo Alexandre, no bairro da Cidade Velha. A Fundação Nazaré foi representada pelo diretor de captação de recursos da instituição, Arnaldo Pinheiro. A homenagem foi direcionada para personalidades, representantes da imprensa e servidores da justiça eleitoral, que

contribuíram de forma direta com o trabalho desenvolvido pelo TRE no ano de 2018. A Medalha do Mérito Eleitoral do Estado do Pará vem sendo utilizada desde 2005. Segundo Célia Regina de Lima, presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Pará, a condecoração é o reconhecimento do trabalho realizado. “Nós somos aqui gratos e estamos nesse momento fazendo reconhecimento de público das autoridades que nos auxiliaram nesse grande trabalho desenvolvido neste biênio 2017-2018 da Justi-

w DIRETOR da Fundação Nazaré, Arnaldo Pinheiro, recebendo a medalha

ça Eleitoral, nós estamos aqui fazendo essa outorga desse mérito eleitoral para todos aqueles que junto de todos foi possí-

Capuchinhos com inscrições abertas para cursos multidisciplinar A matriz da Paróquia de São Francisco de Assis, Capuchinhos, em São Brás, está com as inscrições abertas para os cursos do Projeto Multidisciplinar oferecido a comunidade. A programação atende crianças, adolescentes e adultos com vagas para o curso de língua estrangeira, esporte e dança. As inscrições podem ser feitas na secretaria da matriz, localizada na Travessa Castelo Branco, 1541, bairro São Brás. Mais informações: (91) 3073-1500. O projeto objetiva aproximar a comunidade da Igreja, proporcionando a evangelização e oportunidade a quem não tem con-

dições financeiras de realizar os cursos. A iniciativa surgiu no final do ano passado e foi idealizada por frei Arilson Uchôa, pároco da Paróquia de São Francisco de Assis. O projeto multidisciplinar visa, também, atender as necessidades de preservação do patrimônio da matriz, devido a grandiosidade do espaço físico, cujo valor arrecado com as matrículas e com as taxas mensais dos inscritos, serão voltadas para manutenção do grande complexo no entorno da matriz. Os cursos contam com uma equipe específica que atuarão dentro das modali-

dades oferecidas. As vagas estão disponíveis nos horários da manhã, tarde e noite, de segunda a quinta. As aulas dos cursos iniciarão no mês de fevereiro e seguem ao longo do ano. “Nós estamos oportunizando o desenvolvimento psico-sóciocultural, porque aqui as crianças têm contato com outras crianças, trabalhamos a área da sociabilidade, além da oportunidade da parte cultural que é vivenciar uma modalidade nova, dar a ela essa oportunidade de poder escolher qual modalidade ela tem mais aptidão”, destacou Célia Santos, coordenadora do Projeto Multidisciplinar.

vel concretizar e materializar a realização da Justiça Eleitoral”, disse. A condecoração destina-se a pessoas físicas

ou entidades nacionais e estrangeiras que, por méritos e relevantes serviços prestados à Justiça Eleitoral do Pará, me-

reçam especial distinção. A condecoração foi entregue aos membros efetivos do TRE PARÁ, desembargadores, juízes, advogados, bacharéis. Em seguida, representantes da sociedade civil. Para Arnaldo Pinheiro, da Fundação Nazaré, receber a comenda é “muito orgulho, com muito prazer, sabendo que estamos trabalhando em prol de uma eleição limpa, uma eleição sadia fazendo o possível para divulgar todas as matérias que nos são dadas para fazer na TV, na Rádio e no Jornal Voz de Nazaré”.

Escola Santo André promove curso Nova Vida Estão abertas as inscrições para o curso Nova Vida, promovido pela Escola de Evangelização Santo André (EESA) nos dias 25 a 27 de janeiro na Matriz da Paróquia de Nossa Senhora do Amparo, na Cidade Nova, em Ananindeua. A formação, voltada para agentes da escola, tem em sua programação formações e celebração eucarística. O curso tem o formato de retiro e visa proporcionar aos participantes uma experiência, não coletiva, mas pessoal e incondicional, do Amor de Deus. Com muita alegria, dinâmicas e testemunhos, tudo embasado na Palavra de Deus. Assim cada pessoa é levada ao anúncio de uma nova vida que pode ser

perfeitamente vivida de acordo com os planos de Deus para cada um. De acordo com Paola Resque Carvalho, coordenadora arquidiocesana da EESA, a Escola forma pessoas para o primeiro anúncio, com a evangelização de porta em porta: “Nosso trabalho é o de multiplicadores. Neste curso, que chamamos de oficina, buscamos levar as pessoas para uma experiência pessoal com Deus.” A programação inicia na sexta-feira, 25, com apresentação do curso. No dia seguinte, 26, os formadores acolhem os participantes a partir das 7h30 para, às 8h, dar inicio às atividades com oração da manhã. Logo após, a primeira pregação com

o tema “O Amor de Deus” que será seguida de outra “O pecado”. Após o almoço, a programação é retomada com animação, às 14h, com palestra logo em seguida com o tema “A salvação em Jesus”. Ainda no dia 26 haverá mais duas pregações com o tema “A Fé” e “Conversão”. No domingo, último dia de programação, haverá a pregação às 8h com o tema “O senhorio de Jesus” que culmina no intervalo para lanche. Às 10h30, haverá a palestra “A promessa do Pai” seguida do almoço. Pela tarde haverá mais duas formações e o curso encerra com Santa Missa na Matriz presidida pelo pároco, padre Ivan da Silva Conceição.


12

BELÉM, DE 18 A 24 DE JANEIRO DE 2019

Especial Juventude

Jovens protagonistas de um mundo melhor

O

destaque nesta edição é para a realização da Jornada Mundial da Juventude que está ocorrendo até o dia 27 de janeiro no Panamá. A JMJ ou originalmente em italiano Giornata mondiale della gioventù ou GMG) é um evento religioso instituído pelo Papa João Paulo II em 20 de dezembro de 1985, que reúne milhões de pessoas de todo o mundo, sobretudo jovens. Com duração de cerca de uma semana, promove eventos da Igreja para os jovens e com os jovens.

C

om informações Vatican News. Dois jovens com necessidades especiais e o fundador da entidade católica foram selecionados para dar um testemunho de vida e de música na Jornada Mundial da Juventude, que acontece de 22 a 27 de janeiro, no Panamá. A missão em defesa da vida mobiliza todos os envolvidos dentro na Comunidade Católica Jesus Menino com sedes no Brasil e na Argentina e em mais cinco países da Europa. O testemunho, vivido em primeira pessoa, fará parte da programação oficial da Jornada Mundial da Juventude. O fundador da comunidade de Petrópolis, no Rio de Janeiro, Antônio Carlos Tavares de Mello, conhecido como Tônio, explicou que a JMJ analisou mais de 400 pedidos e acabou selecionando três brasileiros da entidade: o fundador dará seu testemunho de 30 anos de missão em defesa da vida e dois jovens – com necessidades especiais – irão interpretar músicas, numa mensagem de inclusão e do valor da pessoa como ela é. O cantor Felipe, de 32 anos, e o compositor Alex, de 34, têm paralisia cerebral, nunca estudaram música, mas, segundo Tônio, configuram o dom especial dado por Deus: “eu vejo a resposta de Deus. Eu vejo esses meninos, de fato, respondendo àquilo que a comunidade dá a eles: dá amor e eles levam amor. Com o Panamá e o México, serão 19 países nestes 10 anos de missão fora, em que eles cantam e levam a missão para ser presença e ser vida”. A dupla participou de outras jornadas: no Rio de Janeiro, em 2013, cantaram para os grupos de europeus que foram ao Brasil. Na JMJ da Polônia, em 2016, subiram ao palco para cantar onde, uma hora depois, estaria o Papa Francisco. De fato, Felipe e Alex já encontraram três papas: Francisco, Bento XVI e

Jovens com paralisia cerebral interpretam músicas na JMJ Testemunho faz parte da programação oficial da Jornada Mundial da Juventude FOTOS: DIVULGAÇÃO

w REPRESENTANTES da Comunidade Jesus Menino com o Papa Francisco, no Vaticano

João Paulo II. OBRA DA PROVIDÊNCIA

Tônio comenta que a comunidade “é uma obra da providência, com

muita simplicidade, mas com profundidade muito grande, pois seguimos aquilo que o Evangelho fala: defender a vida, a família e o direito da pessoa, além de rezar,

criando esse sentido de amor e família”. As próprias músicas seguem esse testemunho de ternura vivido dentro da comunidade, criada na década de 90,

para acolher crianças especiais abandonadas. Um mutirão abraça a causa entre funcionários, benfeitores, amigos e voluntários, coordenação terapêutica e diretor

espiritual – os primeiros apoiadores e fãs dos jovens músicos. A dupla já tem três álbuns gravados, com participação especial de cantores católicos e da mídia secular, tanto nacionais como internacionais, como, por exemplo, padre Fabio de Melo e Elba Ramalho. Segundo Tônio, “são músicas inspiradas no coração de Deus, vindas do Espírito Santo. Eles procuram cantar o que está dentro do coração deles: a superação e a defesa da vida. Eles querem levar essa mensagem ao mundo de que todos devem ser amados e acolhidos, porque Deus tem uma missão para cada um, independente de ser especial ou não, de ter uma deficiência ou não, são pessoas que necessitam ser amadas”.

PAPA ENTREGA ROSÁRIOS AOS JOVENS DURANTE A JMJ Procedentes de férias para pagar Belém chegaram suas matrículas e ao Panamá um também a pessoas milhão de Rosácom deficiência; rios que o Santo uma mensagem Padre entregará que os promotores aos jovens durante do projeto buscam a JMJ. Os rosários, transmitir aos joelaborados em vens que se reunimadeira de oliveirão na JMJ. ra na cidade onde A JMJ implicou a nasceu Jesus, permuitos em torno da correram 12 mil devoção do Santo quilômetros para Rosário. Como é o chegar ao Panacaso das mulheres má, e fazem parte privadas da liberw ROSÁRIOS produzidos em madeira de oliveira na cidade onde nasceu Jesus do projeto ‘AVEdade do Centro JMJ’, inspirado no Feminino de Reachamado feito pelo Pa- rada por Dom Pierre 38, será o lema da JMJ excelência, será muito bilitação ‘Cecilia Orillac pa Francisco para orar Bürcher, Bispo Emérito Panamá 2019, sendo a importante dentro do de Chiari’ do Panamá, primeira vez que a Jor- evento mundial. pela paz no mundo. A de Reykjavik, Islândia. onde um grupo de 60 “Eis aqui a Serva do nada girará em torno A iniciativa envol- elaborou denários e cainiciativa nasceu da associação suíça Saint- Senhor. Faça-se em de um tema mariano. veu muitas pessoas, mândulas para oferecer Jean-Marie Vianney mim segundo a tua pa- Daí que a promoção sobretudo estudantes aos jovens que se enconde Lausanne e Cáritas lavra”, frase tirada do da devoção ao Rosário, universitários que tra- tram na Jornada MunJerusalém, sendo lide- Evangelho de Lucas 1, oração mariana por balharam durante suas dial da Juventude.

Profile for Fundação Nazaré de Comunicação

Voz de Nazaré  

Edição de 18 a 24 de janeiro de 2019.

Voz de Nazaré  

Edição de 18 a 24 de janeiro de 2019.

Advertisement