Voz de Nazaré

Page 1

ARQUIDIOCESE

DE BELÉM

PE. FLORENCE DUBOIS FUNDADOR

www.fundacaonazare.com.br BELÉM, DE 15 A 21 DE FEVEREIRO DE 2019

O JORNAL CATÓLICO DA FAMÍLIA

ANO CV - Nº 863 - PREÇO AVULSO: R$1,00 JOÃO PARAENSE

Celebração: 300 anos da Diocese de Belém Aproxima-se a grande festa jubilar pelos 300 anos de criação da Diocse de Belém do Pará. Preparativos seguem intensos para acolher o povo de Deus no ginásio Mangueirinho no dia 22. O Arcebispo Metropolitano, Dom Alberto Taveira Corrêa, festeja três séculos de missão da Igreja na Amazônia ao lado de Dom Giovanni D´Aniello, Núncio Apostólico no Brasil, que presidirá a Missa solene de abertura do Ano Jubilar. CAD. 1, PÁG. 3, E CAD. 2, PÁG. 1.

w NÚNCIO APOSTÓLICO Dom Giovanni D´Aniello presidirá a Missa solene da abertura do Ano Jubilar pelos 300 anos da Diocese de Belém

Paróquias recebem novos párocos LUIZ ESTUMANO

DIVULGAÇÃO

DIVULGAÇÃO

Seguem as mudanças nas paróquias. Nesta semana três padres assumiram missão em igrejas de Belém e Ananindeua. CADERNO 2, PÁGINA 3.

Retiro Popular não sairá em 2019 w PE. WAGNER: N. Sra. Aparecida

w PE. MÁRCIO: N. Sra. Auxiliadora

Itacoã louva Virgem de Montserrat

w PE. SEBASTIÃO: No Tucunduba

Arquidiocese de Belém informa que livro de Dom Alberto não será editado este ano. CAD. 2, PÁG. 7 DIVULGAÇÃO

Comunidade remannes- padroeira na área do Biaxo cente de quilombo festeja a Acará. CAD. 2, PÁG. 11.

Missa para Retiros calouros espirituais no dia 15 vão começar Pastoral Universitária Comunidades iniciam convida para Missa pelos preparativos do "Carnaval novos univesitários. com Cristo" para os fiéis. CADERNO 2, PÁGINA 12.

CADERNO 1, PÁGINA 12.

w TRADICIONAL círio na ilha de Itacoã-Miri reverencia Nossa Senhora do Montserrat


2

Opinião

BELÉM, DE 15 A 21 DE FEVEREIRO DE 2019

IGREJA E VIDA CRISTÃ EM IMAGENS

1º Caderno

PRIVILÉGIO DE SER CATÓLICO João Carlos Pereira Jornalista e professor jcparis1959@gmail.com

O Amor como essência do pensamento de Jesus Cristo

A

w BELA IMAGEM de Jesus Crucificado existente em nossa Catedral (LUIZ ESTUMANO: VOZ DE NAZARÉ)

PANORAMA José Pereira Ramos Economista e escritor

joseulina1@gmail.com

Oração a Nossa Senhora do Desterro

R

ecebi de presente o livrinho “Encontro Diário de Deus”, da Editora Vozes. No dia 17, próximo domingo, descreve a conhecida oração a Nossa Senhora do Desterro, que recito diariamente com minha esposa. Logo lembrei que o título da nossa Paróquia é Nossa Senhora de Nazaré do Desterro, provavelmente originário do tempo em que foi fundada, numa pobre capela “desterrada” às margens do Igarapé Murutucu, onde hoje é a travessa 14 de Março. Três séculos se passaram e,

há muito tempo, transformouse na paróquia mais frequentada na capital e referência da maior romaria popular do Brasil, quiçá do mundo. Neste momento em que, por consequência de os Estados e de a nação terem mudado de governantes, não posso deixar de exclamar cheio de fé um trecho da referida oração. “Lembrai-vos, ó clementíssima mãe, Nossa Senhora do Desterro, que nunca se ouviu dizer que algum daqueles que a vós têm recorrido, invocado vosso santíssimo nome e implorado vossa singular proteção,

ENCONTRO FRATERNO Ivens Coimbra Brandão Engenheiro civil e escritor

ivenscb@oi.com.br; ivenscb@gmail.com

Gratas lembranças

D

ecorria o final do ano de 1954, quando eu cursava o 1º ano do curso de Engenharia, sendo admitido como estagiário remunerado com tarefas de auxiliar técnico, na então Comissão Mista FAB-SPVEA, que tinha a missão de projetar e construir campos de pouso na Amazônia. Os recursos vinham da então SPVEA, hoje SUDAM, e a gerência do empreendimento a cargo da FAB. Ao tempo, a aviação comercial na Amazônia era incipiente, daí a participação da FAB, operando com aviões anfíbios do tipo ‘Catalina’, empregados em missões de patrulha duran-

te a 2ª Guerra Mundial. Conforme relato do entusiasta, hoje saudoso, Brigadeiro Protásio Lopes de Oliveira, com o fim do conflito, os Catalina tiveram o armamento removido, de tal forma que, ‘em vez de metralhadoras e bombas, eram levados alimentos, remédios, livros, sementes, animais, etc., para ajudar o desenvolvimento e a ocupação de áreas isoladas do resto do país. ‘O pouso era feito nos rios, surgindo a necessidade da implantação de campos de pouso, com projetos observando o exigente regulamento internacional. Minha atividade era de

Fundado em 5 de julho de 1913 FUNDADOR Pe. Florence Dubois, barnabita

ARQUIDIOCESE DE BELÉM-PARÁ

PRESIDENTE Dom Alberto Taveira Corrêa Arcebispo Metropolitano de Belém do Pará VICE-PRESIDENTE Monsenhor Marcelino Ferreira Vigário-geral da Arquidiocese de Belém do Pará

fosse por vós abandonado”. É com confiança absoluta na afirmação dessa oração que imploro a vossa proteção para os governantes do Brasil. Que seja implantada uma nova filosofia de respeito entre os eleitos e os seus eleitores. Que haja mais dignidade, mais respeito ao próximo, que os dignitários procurem dar exemplos dignificantes aos seus descendentes e que estes sejam dignos desse exemplo. Precisamos viver o amor para aspirar o perdão de Deus e dos irmãos. Sem ética e respeito às leis naturais e às leis dos homens, não teremos paz. Que todos nós nos lembremos de que estamos nesta terra apenas de passagem. Que Nossa Senhora do Desterro, perdoe nossos desatinos. Peçamos, pois, a benção e a inspiração de nossa Mãe do Céu. escritório, cabendo-me receber as informações numéricas trazidas pelos topógrafos, transformando-as em gráficos. Obtinha-se então, a configuração de um retângulo medindo 3.000 por 1.000 metros, mostrando o relevo do terreno. Cabia então ao experiente e hoje saudoso eng. Hermógenes Lima Filho traçar a posição da pista, observados critérios como a direção predominante dos ventos, com informações obtidas na localidade. Seguiase o desenvolvimento do projeto, desenhado a cores, em papel indeformável, a cargo de três dedicados desenhistas. O programa previa a implantação de aeroportos desde Cruzeiro do Sul, no Acre, até Barra do Corda, no Maranhão. São gratas lembranças, de uma importante experiência em favor da minha formação profissional.

DIRETOR GERAL Padre Roberto Emílio Cavalli Junior DIRETOR ADMINISTRATIVO E FINANCEIRO Marcos Aurélio de Oliveira DIRETOR DE COMUNICAÇÃO Mário Jorge Alves da Silva DIRETOR DE CAPTAÇÃO DE RECURSOS Arnaldo Pinheiro

igreja nos propõe refletir, neste domingo, sobre o momento em que Jesus desce da montanha e vai para a planície. A Ele e a seus amigos soma-se uma multidão de gente desejosa de se alimentar da Palavra de Vida Eterna. São Lucas é preciso, quando descreve, usando as expressões do Redentor, quem estava lá: pobres, famintos, tristes, infelizes, injustiçados, amaldiçoados pela sorte. E também os que viviam em situação confortável e não se preocupavam com os excluídos. Quando foi isso? Há uns 2000 anos, ou um pouco mais. De lá para cá, o cenário é o mesmo. Na base da montanha, ou da pirâmide, se alguém assim desejar ver, estão todos esses infelizes no mesmíssimo lugar. Os pobres, sempre pobres; os ricos, cada vez mais ricos. Nem todos, contudo, são indiferentes aos mais pobres, graças a Deus, mas as desigualdades não foram atenuadas. Jesus fala de desgraças terrenas como bem-aventuran-

ças, pontes, travessia para uma vida melhor. Nossa Senhora de Lourdes, quando apareceu a Bernadette, igualmente não lhe fez promessa de felicidade terrena, mas garantiu-lhe vida boa em outro momento. Todo mundo sabe que não é fácil passar por privações, sem esperar por dias ensolarados. Quem tem fome e sede quer comida e água agora. Quem vive triste, angustiado, desempregado, deseja alegria, paz e emprego o mais breve possível. Mas Jesus promete algo mais do que “curativos” e garante que o quadro vai mudar e que todo cenário de sofrimento será alterado. Quando se dirige aos ricosindiferentes, pronuncia uma dura advertência de justiça social. Na planície, ao nosso lado, o Mestre fala para o povo, para o povão, como se diria hoje. Reporta-se às massas oprimidas e lhes promete melhoras. Não há nada de política, nem de esquerda, nem de direita, nessa fala, porque Jesus estava acima disso tudo. Aqui está a essência de sua doutrina: o Amor.

ASSIM NA TERRA COMO NO CÉU ... Pe. Helio Fronczak

heliofronczak@gmail.com

Nossa vida à luz da Trindade

D

EUS PAI é visto biblicamente como o libertador dos oprimidos e como quem convoca um povo livre e de irmãos; JESUS, O CRISTO, é visto como o iniciador de um Reino de Deus que se concretiza na história, invertendo convicções e estruturas em favor dos pobres e dos marginalizados. O ESPÍRITO SANTO é visto como “Espírito de verdade”, contraposto ao julgamento míope e egoísta daqueles que se desinteressam dos próprios semelhantes ou se aproveitam deles, e como “Espírito de fortaleza”, que consegue sustentar um testemunho cristão alegre mesmo em meio às adversidades e às perseguições por causa da justiça. Alguns teólogos consideram as intervenções de Deus na história, atribuindo a criação a Deus Pai, a revelação-redenção ao Filho, e a santificação ao Espírito Santo; e analisam a história da salvação segundo uma estrutura tri-unitária: o Pai envia o Filho, que, por sua vez, nos dá o Espírito Santo, que nos reconduz de novo ao Filho, e este ao Pai.

COORDENAÇÃO Bernadete Costa (DRT 1326) CONSELHO DE PROGRAMAÇÃO E EDITORAÇÃO Padre Agostinho Filho de Souza Cruz Cônego Cláudio de Souza Barradas Edwaldo Lobo Monteiro EDITORAÇÃO ELETRÔNICA Sérgio Santos (DRT/PA 579) Assinaturas, distribuição, administração e redação Av. Gov. José Malcher, Ed. Paulo VI, 915 CEP: 66055-260

Ao referir-se à Igreja, os textos do Concílio Vaticano II privilegiam três nomes bíblicos, relacionando-os entre eles, inseparavelmente: Povo de Deus, Corpo de Cristo e Templo do Espírito Santo. Estes colocam em relevo a importância teológica e prática do fato de que a Igreja é “um povo reunido em virtude da unidade do Pai, do Filho e do Espírito Santo”. E, portanto, o “modelo supremo” da unidade da Igreja “é, na trindade de pessoas, a unidade de um só Deus, Pai, Filho e Espírito Santo”. A vida trinitária é o fundamento de toda a nossa vida ética. Não só; todas as dimensões da nossa vida podem ser iluminadas pela vida intratrinitária. Também a realidade matrimonial, sempre mais, descobre DEUS CRIADOR como fonte da bondade intrínseca do amor conjugal; o relacionamento entre CRISTO e a Igreja como modelo de amor fiel e incondicional; o ESPÍRITO SANTO como Aquele que “torna sadio” permanentemente o amor, ajudando-o a superar os seus limites naturais mediante um dinamismo evangélico.

- Nazaré, Belém - PA Tel.: (91) 4006-9200/ 4006-9209. Fax: (91) 4006-9227 Redação: (91) 4006-9200/ 4006-9238/ 4006-9239/ 4006-9244/ 4006-9245 Site: www.fundacaonazare.com.br E-mail: voz@fundacaonazare.com.br Um veículo da Fundação Nazaré de Comunicação CNPJ nº 83.369.470/0001-54 Impresso no parque gráfico de O Liberal

FUNDAÇÃO NAZARÉ DE COMUNICAÇÃO


1º Caderno 1º

Arcebispo

BELÉM, DE 15 A 21 DE FEVEREIRO DE 2019

Conversa com meu povo

3

Dom Alberto Taveira Corrêa Arcebispo Metropolitano de Belém do Pará

O que pretende a Igreja?

A

Igreja de Belém olha para os trezentos anos de sua criação como Diocese. No próximo dia vinte e dois de fevereiro, em celebração eucarística presidida por Dom Giovanni D’Aniello, Núncio Apostólico no Brasil, faremos a grande ação de graças, iniciando um ano jubilar que terá como colunas as Visitas Pastorais Missionárias, atendendo ao convite do Papa Francisco, que convocou um mês missionário especial para outubro de dois mil e dezenove. Para nós, a grande Missão de outubro é o Círio de Nazaré! Além disso, neste ano os Bispos de toda a Amazônia estarão reunidos em Roma, com o Papa para um Sínodo Episcopal Especial. Sínodo é uma reunião de Bispos, quando o Papa apresenta um tema a ser aprofundado e depois a ele apresentado para as necessárias orientações pastorais. De sete a vinte e seis de outubro, os Bispos participantes, todos dos nove países da Amazônia, serão acompanhados pela fervorosa oração do Povo de Deus. Este é um tempo especial da graça de Deus para todos nós, e não temos o direito de desperdiçá-lo! Ao comemorar o nosso Jubileu, faremos muitas perguntas sobre nossa missão de Igreja na Arquidiocese e na Amazônia. A esta altura, queremos verificar as nossas “pretensões”. No domingo que estamos para celebrar, ouviremos a proclamação das bem-aventuranças na versão do Evangelista São Lucas (Lc 6,17.20-26). Depois de escolher doze apóstolos entre seus discípulos, Jesus desceu da montanha, onde havia permanecido em oração, para encontrar a multidão que a ele acorria. “Vieram para ouvi-lo e

JOÃO PARAENSE

w DOM GIOVANNI, Núncio Apostólico, presidirá Missa dos 300 anos

Com esta alma, espero todo o povo de Deus na festa do dia vinte e dois de fevereiro, no Mangueirinho serem curados de suas doenças. Também os atormentados por espíritos impuros eram curados. A multidão toda tentava tocar nele, porque dele saía uma força que curava a todos” (Lc 6,18-19). Nossa Igreja também é feita de uma imensa multidão, consciente da força irresistível de Jesus, desejosos todos de ir ao seu encontro, para dele saber o que faremos para realizar, também em nosso tempo, o mandato missionário da evangelização. Nossa Igreja quer ser fiel ao Evangelho e ouve a proclamação de Jesus: “Bem-aventurados vós, os pobres, porque vosso é o Reino de Deus!” Vivemos numa região com grandes desafios. Os que são socialmente pobres constituem a maior parte de nosso povo santo. Sem desprezar quem quer que seja, nossa Igreja quer incluir os que estão ou se sentem mais distantes e excluídos. Daí se entende a força missionária com a qual

estamos implantando Paróquias e Áreas Missionárias nos pontos mais desafiadores de nossa Arquidiocese. “Bem-aventurados vós que agora passais fome, porque sereis saciados! Bem-aventurados vós que agora estais chorando, porque haveis de rir!” Não nos é lícito fechar os olhos, os ouvidos e os bolsos às necessidades dos mais sofredores. Desejamos ser presença consoladora junto dos que sofrem. Nossa Igreja quer tomar a iniciativa da partilha, para que os bens sejam postos em comum e não haja necessitados entre nós, de acordo com a proposta dos Atos dos Apóstolos. “Bem-aventurados sereis quando os homens vos odiarem, expulsarem, insultarem e amaldiçoarem o vosso nome por causa do Filho do Homem.” Se muitas vezes os cristãos não são compreendidos, mas julgados e condenados, desejamos crescer na coerên-

cia com o Evangelho, caminhando contra a correnteza do egoísmo da corrupção, da falsidade, da impureza e do relaxamento. Na primeira vez em que encontrei o Papa Francisco, por ocasião da Jornada Mundial da Juventude do Rio de Janeiro, olhou-me o Santo Padre com uma força incrível. Foram fortes as suas palavras: “Tenham coragem! Sejam ousados! Se não forem ousados, já estão errando de princípio”. No mesmo dia, no encontro do Papa com os voluntários da Jornada, tive a alegria de presenteá-lo com uma Imagem de Nossa Senhora de Nazaré, a pessoa mais corajosa e ousada da história. Com singeleza, o Papa apenas olhou-me com profundidade e perguntou, a modo de uma criança: “É para mim?” E recebeu a Imagem da Rainha da Amazônia! Ao fazer agora a pergunta sobre nossa “pretensão”, desejo que sejam acolhidas como

nosso programa algumas palavras ousadas do Papa na Exortação Apostólica “Evangelii Gaudium”: “Primeirear, envolver-se, acompanhar, frutificar e festejar. A Igreja em saída é a comunidade de discípulos missionários que ‘primeireiam’, que se envolvem, que acompanham, que frutificam e festejam. Primeireiam – desculpai o neologismo –, tomam a iniciativa! A comunidade missionária experimenta que o Senhor tomou a iniciativa, precedeu-a no amor (Cf. 1 Jo 4, 10), e, por isso, ela sabe ir à frente, sabe tomar a iniciativa sem medo, ir ao encontro, procurar os afastados e chegar às encruzilhadas dos caminhos para convidar os excluídos. Vive um desejo inexaurível de oferecer misericórdia, fruto de ter experimentado a misericórdia infinita do Pai e a sua força difusiva. Ousemos um pouco mais no tomar a iniciativa! Como consequência, a Igreja sabe ‘envolver-se’. Jesus lavou os pés aos seus discípulos. O Senhor se envolve e envolve os seus, pondo-se de joelhos diante dos outros para os lavar; mas, logo a seguir, diz aos discípulos: ‘Sereis felizes se o puserdes em prática’ (Jo 13, 17). Com obras e gestos, a comunidade missionária entra na vida diária dos outros, encurta as distâncias, abaixa-se – se for necessário – até à humilhação e assume a vida humana, tocando a carne sofredora de Cristo no povo. Os evangelizadores contraem assim o ‘cheiro de ovelha’, e estas escutam a sua voz. Em seguida, a comunidade evangelizadora dispõe-se a ‘acompanhar’. Acompanha a humanidade em todos os seus processos, por

mais duros e demorados que sejam. Conhece as longas esperas e a suportação apostólica. A evangelização patenteia muita paciência, e evita deter-se a considerar as limitações. Fiel ao dom do Senhor, sabe também ‘frutificar’. A comunidade evangelizadora mantém-se atenta aos frutos, porque o Senhor a quer fecunda. Cuida do trigo e não perde a paz por causa do joio. O semeador, quando vê surgir o joio no meio do trigo, não tem reações lastimosas ou alarmistas. Encontra o modo para fazer com que a Palavra se encarne numa situação concreta e dê frutos de vida nova, apesar de serem aparentemente imperfeitos ou defeituosos. O discípulo sabe oferecer a vida inteira e jogá-la até ao martírio como testemunho de Jesus Cristo, mas o seu sonho não é estar cheio de inimigos, mas antes que a Palavra seja acolhida e manifeste a sua força libertadora e renovadora. Por fim, a comunidade evangelizadora jubilosa sabe sempre ‘festejar’: celebra e festeja cada pequena vitória, cada passo em frente na evangelização. No meio desta exigência diária de fazer avançar o bem, a evangelização jubilosa torna-se beleza na liturgia. A Igreja evangeliza e se evangeliza com a beleza da liturgia, que é também celebração da atividade evangelizadora e fonte dum renovado impulso para se dar” (Evangelii Gaudium 24). Com esta alma, espero todo o povo de Deus na festa do dia vinte e dois de fevereiro, no Mangueirinho, para festejar nossa unidade e fidelidade à Cátedra de Pedro!


4

Arquidiocese

AGENDA DE DOM ALBERTO TAVEIRA CORRÊA

AGENDA DE DOM ANTÔNIO DE ASSIS RIBEIRO

AGENDA DE DOM IRINEU ROMAN

n De 15 a 21 de Fevereiro de 2019 n SEXTA, 15 DE FEVEREIRO

n De 15 a 21 de Fevereiro de 2019

n De 15 a 21 de Fevereiro de 2019

n SEXTA, 15 DE FEVEREIRO

n SEXTA, 15 DE FEVEREIRO

8h30 - Audiências 19h30 - Missa - Comunidade “Semeando com Maria” (Cidade Nova)

Atendimento aos Seminaristas, Missa e Reunião da Equipe de Formação Sacerdotal 6h25 – Missa (Carmelo Santa Teresinha)

n SÁBADO, 16 DE FEVEREIRO

9h - Formação e Missa com irmãs Missionárias da Santíssima Trindade 18h - Missa - Comunidade Bom Pastor (Paróquia São José Operário)

n SÁBADO, 16 DE FEVEREIRO Atendimento aos Seminaristas, Missa e Reunião da Equipe de Formação Sacerdotal 9h – Missa pelo jubileu de ouro de Irmã Elide (Mosqueiro) 19h – Missa com as Comunidades Neocatecumenais (Paróquia Jesus Bom Samaritano) – Tapanã

n DOMINGO, 17 DE FEVEREIRO

n DOMINGO, 17 DE FEVEREIRO

n QUARTA, 20 E QUINTA, 21 DE FEVEREIRO

17 DE FEVEREIRO

I Encontro Formativo Anual dos Conselhos Regionais do Setor Juventude

8h30 - Audiências 9h - Elaboração do Projeto Turismo Religioso(Centro Social de Nazaré) 18h - Missa no Cantinho da Misericórdia

n QUARTA, 20 E QUINTA-FEIRA,

8h30 - Audiências 10h - Atividades – CNBB 19h30 - Missa - Com. N. Sra. da Conceição - Área Missionária São Clemente

Os compromissos de Dom Alberto Taveira podem sofrer alterações sem aviso prévio.

n SÁBADO, 16 E DOMINGO,

n SEGUNDA, 18 DE FEVEREIRO

n TERÇA, 19 DE FEVEREIRO

Reunião dos Bispos do Regional Norte II

8h – Aulas e Encontro de formação com os colaboradores (Faculdade Católica) 13h – Estudo 18h – Missa com universitários (Basílica Santuário) 20h30 – Encontro com Casais

10h - Missa (Condomínio Jardim Ananin - Paróquia Santo Antônio de Pádua) 11h - Missa com os Coordenadores Paroquiais da Catequese (sala Paulo Apóstolo - Basílica) 17h - Primeiro Escrutínio (Rito) - Seminário de Ponta de Pedras

n SEGUNDA, 18 DE FEVEREIRO

19h – Missa de instalação (Paróquia de Santa Teresa de Calcutá)

1º Caderno

BELÉM, DE 15 A 21 DE FEVEREIRO DE 2019

9h – Encontro com o superintendente do Sistema Penal

n TERÇA, 19 DE FEVEREIRO

8h – Aulas (Faculdade Católica) 20h – VI Encontro empresários católicos

21 DE FEVEREIRO

Reunião dos Bispos do Regional Norte II - CNBB Os compromissos de Dom Antônio de Assis podem sofrer alterações sem aviso prévio.

n QUARTA, 20 DE FEVEREIRO

8h30 - Audiências 19h30 - Missa - Comunidade São Clemente - Área Missionária São Clemente

n QUINTA, 21 DE FEVEREIRO

8h30 - Audiências 14h - Programa “Entre nós” - Rádio FM - 91.3 Mhz

Os compromissos de Dom Irineu Roman ser alterados sem aviso prévio.

Homilia Dominical A) Texto: Lc 6,17.20-26 17Jesus desceu da montanha com seus discípulos e parou num lugar plano. Ali estavam muitos dos seus discípulos e grande multidão de gente de toda a Judeia e de Jerusalém, do litoral de Tiro e Sidônia. 20 E, levantando os olhos para os seus discípulos, disse: “Bemaventurados vós, os pobres, porque vosso é o reino de Deus!21 Bem-aventurados, vós que agora tendes fome, porque sereis saciados! Bem-aventurados vós, que agora chorais, porque havereis de rir! 22 Bem-aventurados sereis quando os homens vos odiarem, vos expulsarem, vos insultarem e amaldiçoarem o vosso nome por causa do Fi-

lho do homem!23Alegrai-vos, nesse dia, e exultai, pois será grande a vossa recompensa no céu; porque era assim que os antepassados deles tratavam os profetas. 24Ai de vós, ricos, porque já tendes vossa consolação!25 Ai de vós, que agora tendes fartura, porque passareis fome! Ai de vós, que agora rides, porque tereis luto e lágrimas!26 Ai de vós quando todos vos elogiam! Eram assim que os antepassados deles tratavam os falsos profetas”. B) COMENTÁRIO

Eis o discurso de Jesus, sobre a Felicidade: “As Bemaventuranças”. E Bem-aventurado significa Feliz.

Padre Romeu Ferreira - Formado em Exegese pelo Pontifício Instituto Bíblico de Roma (romeufsilva@gmail.comg) É um discurso que inova, impacta; é um contraste, mas é genuinamente cristão. Para ser verdadeiro cristão, tem que ser assim; jamais se chegará lá por outra direção. Ora, todo humano quer ser ou sentir-se feliz. O que se tem como causa da infelicidade, o mestre aponta em sua pauta como base da própria felicidade. Há um adágio conhecido: “Quem não quer sofrer é quem mais sofre”, por pensar em demasia na recusa do sofrimento. Às vezes o mal se torna pior esperado que chegado. É importante requerer ou submeter-se ao poder de quem é capaz, o Eterno. Um santo suplicava: “Senhor, dá-me o que tu queiras e faz com que eu queira o

que tu me dás”! É saber viver as carências do presente, para chegar com vigor no futuro. E tudo isso é fruto da Fé. Ela nos faz capaz de “crer no incrível, ver o invisível e realizar o impossível”. Jesus dirige sua palavra aos necessitados: aos pobres, aos aflitos, aos famintos; aos pecadores; aos perseguidos; injustiçados, traídos e excluídos de qualquer alegria ou notícia boa! E a palavra “Evangelho” em seu original, significa “Boa notícia”. Jesus é o Evangelho! Muita gente vive imergida numa suposta felicidade! O mundo pensa que tais pessoas são felizes, porém, vivem iludidas. Quanta gente iludida neste mundo! Mas Jesus resulta ser

Evangelho (Lc 6,17.20-26) w 18/02, SEGUNDA Cor (verde) Primeira Leitura (Gn 4,1-15.25) Responsório (Sl 49) Evangelho (Mc 8,11-13) w 19/02, TERÇA-FEIRA Cor (verde)

Primeira Leitura (Gn 6,5-8; 7,1-5.10) Responsório (Sl 28) Evangelho (Mc 8,14-21) w 20/02, QUARTA-FEIRA Cor (verde) Primeira Leitura (Gn 8,6-13.20-22)

o Evangelho para todos os que realmente querem viver. Neste texto, o mestre usa oito proposições: são quatro sobre dita felicidade (pobres, famintos, choram, odiados) na inversão de valores vigentes ou naturais, para quatro desfechos finais e positivos, daquilo que é tido em geral como desgraça: a pobreza, a fome, o pranto, a perseguição. A força da mensagem de Cristo está na transformação do mal em bem. É viver um presente, com esperança na dinâmica interior, para um futuro de superação ou inversão positiva da situação da vida, que é dom de Deus. A vida se nos é dada para fazer o bem sem olhar a quem. Eis a Felicidade.

Liturgia da Semana w 15/02, SEXTA-FEIRA Cor (verde) Primeira Leitura (Gn 3,1-8) Responsório (Sl 31) Evangelho (Mc 7,31-37) w 16/02, SÁBADO Cor (verde) Primeira Leitura (Gn 3,9-24)

Responsório (Sl 89) Evangelho (Mc 8,1-10) w 17/02, DOMINGO Cor (verde) Primeira Leitura (Jr 17,5-8) Responsório (Sl 1) Segunda Leitura (1Cor 15,12.16-20)

Responsório (Sl 115) Evangelho (Mc 8,22-26) w 21/02, QUINTA-FEIRA Cor (verde) Primeira Leitura (Gn 9,1-13) Responsório (Sl 101) Evangelho (Mc 8,27-33)


Vaticano 5 Papa: chamados a testemunhar a bondade e a misericórdia

1º Caderno 1º

C

om informações Vatican News. A pesca milagrosa é sinal do poder da palavra de Jesus: “quando nos colocamos com generosidade ao seu serviço, Ele faz grandes coisas em nós. Assim age com cada um de nós, nos pede para acolhê-lo no barco da nossa vida, para compartilhar com ele e navegar um novo mar que se revela cheio de surpresas”, disse o Papa no Angelus do V Domingo do Tempo Comum, em 10 de fevereiro. Deus faz grandes coisas em nós quando nos colocamos com generosidade ao seu serviço. Se confiamos n’Ele, “nos liberta de nosso pecado e abre diante de nós um novo horizonte: colaborar na sua missão”. O chamado de Pedro, a pesca milagrosa. Na reflexão proposta aos milhares de peregrinos presentes na Praça São Pedro para o Angelus dominical, o Papa enfatizou que a resposta de fé de Pedro ao lançar as redes, narrada no Evangelho de Lucas, é a mesma que “nós somos chamados a dar; é a atitude da disponibilidade que o Senhor pede a todos os seus discípulos, sobretudo àqueles que têm cargos de responsabilidade na Igreja”. Uma “obediência confiante” que gera um

BELÉM, DE 15 A 21 DE FEVEREIRO DE 2019

Reflexão proposta aos milhares de peregrinos presentes na Praça São Pedro FOTOS: DIVULGAÇÃO

w DURANTE o Angelus dominical de 10 de fevereiro deste ano

resultado prodigioso. De fato, Pedro estava cansado e desiludido, pois não haviam pescado nada naquela noite, e é surpreendido pela atitude de Jesus que entra no barco, para assim poder falar à multidão que está às margens do Mar da Galileia. Mas as palavras de Jesus “reabrem à confiança também o coração de Simão”. E com outro “movimento sur-

preendente”, Jesus diz a ele: “Faze-te ao largo, e lançai as vossas redes para pescar”. Inspirado pela presença de Jesus e iluminado pela sua Palavra, Pedro obedece: “É a resposta da fé, que também nós somos chamados a dar; é a atitude da disponibilidade que o Senhor pede a todos os seus discípulos, sobretudo àqueles que têm cargos de respon-

sabilidade na Igreja. E a obediência confiante de Pedro gera um resultado prodigioso: ‘Assim o fizeram e apanharam uma grande quantidade de peixes’”. “Trata-se - explica Francisco - de uma pesca milagrosa, sinal do poder da palavra de Jesus: “Quando nos colocamos com generosidade ao seu serviço, Ele faz grandes coisas em nós. Assim

age com cada um de nós, nos pede para acolhê-lo no barco da nossa vida, para compartilhar com ele e navegar um novo mar que se revela cheio de surpresas. O seu convite para sair ao mar aberto da humanidade do nosso tempo, para ser testemunhas de bondade e de misericórdia, dá um novo sentido à nossa existência, que muitas vezes corre o risco de debruçarse sobre si mesma”. Às vezes, observa o Papa, “podemos ficar surpresos e hesitantes diante do chamado que nos dirige o Divino Mestre, e somos tentados a rejeitá-lo por causa da nossa incapacidade”. Mesmo Pedro, depois daquela “incrível pesca”, disse de joelhos diante daquele que já reconhece como “Senhor”, esta “bela e humilde oração”: “Afasta-te de mim, pois sou um pecador”. “Mas a resposta de Jesus é de encorajamento: ‘Não temas; de agora em diante serás pescador de

homens’, porque Deus, se confiamos nele, nos liberta de nosso pecado e abre diante de nós um novo horizonte: colaborar na sua missão”: “O maior milagre realizado por Jesus por Simão e os outros pescadores desiludidos e cansados, não é tanto a rede cheia de peixes, mas tê-los ajudado a não cair vítimas da desilusão e do desânimo diante das derrotas. Os abriu para se tornarem anunciadores e testemunhas da sua palavra e do reino de Deus. E a resposta dos discípulos foi imediata e total: ‘E, atracando as barcas à terra, deixaram tudo e o seguiram’.” A exemplo de Maria “Que a Virgem Santa, modelo de imediata adesão à vontade de Deus – disse o Papa ao concluir - nos ajude a sentir o fascínio do chamado do Senhor, e nos torne disponíveis para colaborar com ele para propagar em todos os lugares a sua palavra de salvação”.

A Viagem Apostólica do Papa ao Marrocos

w ESTADO da Cidade do Vaticano

Simpósio Santa Sé e SCV no novo contexto internacional Santa Sé e Estado da Cidade do Vaticano (SCV) no novo contexto internacional (19292019): esse, é o título do Simpósio que a “Escola de Alta Formação em Direito Canônico, Eclesiástico e Vaticano” dedica com o patrocínio de Consociatio internationalis studio iuris canonici promovendo – ao aniversário dos 90 anos da assinatura do Tratado de Latrão (11 de fevereiro de 1929), ato que sancionou o início de relações bilaterais entre Itália e Santa Sé. O Simpósio, que ocorreu na quinta-feira, dia 7, em Roma na Livre Universidade Maria Santíssima Assunta (LUMSA), reunirá em

duas sessões de trabalho, alguns dos maiores estudiosos do setor para uma reflexão multidisciplinar sobre a Santa Sé e sobre o Estado da Cidade do Vaticano no novo contexto internacional. Tratado de Latrão “O Tratado de Latrão – declara o diretor da Escola de Alta Formação em Direito Canônico, Eclesiástico e Vaticano da LUMSA e presidente do Tribunal do Estado da Cidade do Vaticano, professor Giuseppe Dalla Torre – constitui um evento importante para a nossa história: encerrou o conflito entre Estado e Igreja na Itália e conciliou o caso de consciên-

cia dos católicos italianos, divididos entre as razões de duas fidelidades, à Igreja e à Pátria.” “A prova do tempo transcorrido desde aquele 11 de fevereiro de 1929, dia da assinatura dos Acordos, fez emergir a bondade das soluções de então, que manifestam ainda hoje uma vitalidade singular.” “Por outro lado – continua o professor Dalla Torre –, a revisão dos Acordos, ocorrida em 1984, constituiu confirmação e desenvolvimento de um programa de colaboração entre Estado e Igreja, que no respeito pela laicidade é direito à promoção do homem e ao bem do país.”

Com informações Vatican News. Foi divulgado no sábado, 9, o programa da Viagem Apostólica do Papa Francisco ao Marrocos, a 28ª de seu Pontificado. O Santo Padre partirá no dia 30 de março. No local o Papa realiza visita de cortesia ao Rei Mohammed VI (no Palácio real) e o encontro com o povo marroquino, as autoridades, a Sociedade Civil e o Corpo Diplomático na Esplanada da Mesquita Hassan, onde o Pontífice pronuncia seu primeiro discurso. Depois visita ao Mausoléu Mohammed V, e ao Instituto Mohammed VI dos Imames, Pregadores e Pregadoras. Após o encontro com migrantes na

A S

sede da Caritas diocesana, onde Francisco fará uma breve saudação. No domingo, 31, o Papa inicia suas atividades visitando o Centro Rural de Serviços Sociais de Témara. Na Catedral de Rabat, encontra os sacerdotes, religiosos, consagrados e o Conselho Ecumênico de Igrejas, onde profere seu segundo discurso e reza o Angelus. No final da tarde, a cerimônia de despedida no Aeroporto Internacional de Rabat/Salé, No encontro com os jornalistas no voo de retorno de abu Dhabi, o Papa Francisco afirmou que “a proximidade entre as duas viagens é um pouco casual. Eu queria

ir para o encontro em Marrakech (a Conferência intergovernamental sobre as migrações, em dezembro de 2018), mas havia questões protocolares, não podia ir ao encontro sem fazer um visita ao país. E por isso adiamos a visita e agora coincide com esta viagem. E o Secretário de Estado foi a Marrakech. Foi uma questão diplomática e de educação, a proximidade das datas não foi algo planejado. Mas também ao Marrocos eu sigo as pegadas de São João Paulo II, que foi o primeiro a ir lá. Recebi convites de outros países árabes, veremos no próximo ano, eu ou outro Pedro. Alguém irá”.

atitude generosa para com os doentes é sal da terra e luz do mundo. A Virgem Maria nos ajude a praticá-la, e obtenha paz e alívio para todos os sofredores. (11 de fevereiro) e nos exercitamos para ver com o olhar de Jesus, seremos sempre capazes de reconhecer aqueles que precisam de nós. (10 de fevereiro)


Igreja no Mundo 1º Caderno Redescobrindo as Sagradas Escrituras 6

BELÉM, DE 15 A 21 DE FEVEREIRO DE 2019

Para promover a difusão do Evangelho a Grã Bretanha dedica o ano de 2020 à Bíblia

C

om informações agência Gaudium Press. Por ocasião do décimo aniversário da Exortação Apostólica ‘Verbum Domini’ de Bento XVI sobre a Palavra de Deus, e os 1600 anos da morte de São Jerônimo, tradutor da Bíblia, a Igreja Católica na Grã Bretanha dedicará 2020 como o ano para redescobrir as Sagradas Escrituras. A iniciativa vem da Conferência de Bispos Católicos da Inglaterra e Gales, com a colaboração da Sociedade Bíblica, que buscam para

esse tempo promover de modo especial a difusão dos Evangelhos. Ao longo deste período serão colocados em prática vários projetos, como será um Evangelho para as pessoas com autismo, e o Santo Evangelho de Mateus na língua dos sinais para os fiéis com deficiência auditiva. Além disso, se desenvolverão diferentes obras de arte e concertos com coros de migrantes que se apresentarão em cada uma das Dioceses de Gales e Inglaterra, tudo com o propósito de

FOTOS: DIVULGAÇÃO

w PROMOVER de modo especial a difusão dos Evangelhos

“iniciar uma conversa com Deus”. O coordenador da

iniciativa é Fleur Dorrell, que junto com Dom Peter Brignall,

Bispo de Wrexham, é membro de um grupo de estudo sobre a

Bíblia. Em entrevista difundida pelo Serviço de Informação Religiosa (SIR), Dorrell diz sobre o ano dedicado à Bíblia: O “Ano do Deus que fala”, como se chama este tempo, começará no próximo dia 30 de setembro, festa de São Jerônimo, durante um evento na Galeria Nacional com uma vídeo mensagem do Cardeal Vincent Gerard Nichols, Primaz do Reino Unido e Gales, que ilustrará a figura do Santo, e sua importância como doutor da Bíblia.

Igreja na Espanha promove Congresso Nacional de Leigos Com informações agência Gaudium Press. Entre os dias 14 a 16 de fevereiro de 2020 será realizado na Espanha o Congresso Nacional de Leigos, evento no qual se pretende mostrar a importante presença da Igreja neste país europeu. A iniciativa tem por objetivo oferecer uma maior visibilidade à realidade dos leigos e seu papel primordial dentro da Igreja, fortalecendo

a comunhão eclesial e potencializando as delegações de Apostolado Secular, além de atualizar o documento da Conferência Episcopal Espanhola ‘Os cristãos leigos, Igreja no mundo’, de novembro de 1991. As Dioceses espanholas iniciaram um itinerário de difusão e preparação para o congresso através de grupos de trabalho nas paróquias onde se reflete sobre

os leigos e seu papel na Igreja tendo como ponto de partida a exortação ‘Gaudete et Exsultate’, do Papa Francisco sobre o chamado à santidade no mundo atual. A preparação para este evento é sobretudo espiritual e consiste em refletir sobre a vocação universal à santidade a partir da aproximação da vida cristã seguindo o método da Lectio Divina e à luz da exortação apostólica.

w OBJETIVO oferecer uma maior visibilidade à realidade dos leigos

Igreja no Brasil

Igreja de Olinda e Recife restaura imagens do século XVII

C

wSÃO Francisco Xavier, santo missioneiro

om informações agência Gaudium Press. A Arquidiocese de Olinda e Recife tem investido cada vez mais na restauração de suas peças sacras. Um exemplo disso foi a contratação de um grupo especializado para recuperar a cátedra usada por professores para dar aulas no Seminário de Olinda, no Alto da Sé, e as imagens de Santo Inácio de L oyola e de São Francisco Xavier, da

Igreja de Nossa Senhora da Graça. As edificações ficam no mesmo terreno e estão interditadas. A obra de restauração, contratada pela arquidiocese, teve início em novembro de 2018 e se estenderá até fevereiro de 2019. Duas restauradoras e um entalhador trabalham de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h, em sala no oitão da Igreja da Sé, na Cidade Alta de Olinda. Eles ficam responsáveis

por trazer de volta os traços originais de imagens de santos e objetos antigos do acervo da Arquidiocese de Olinda e Recife. No serviço, estão inclusas a limpeza das peças, remoção das camadas de tinta que cobriam a pintura primitiva e recomposição na madeira das partes perdidas por ataques de cupim. As imagens de Santo Inácio de Loyola e de São Francisco Xavier remetem à origem do prédio, cons-

truído no século XVI no ponto mais alto de Olinda para abrigar o colégio da Companhia de Jesus. O seminário somente é instalado na edificação em 1800. Feitas de pinho de riga, elas apresentavam danos causados por cupins e enxertos de gesso de restaurações realizadas no passado. Após o restaurado, o acervo será levado para o Museu de Arte Sacra de Pernambuco, no Alto da Sé.

Diocese de Quixadá (CE) inicia triênio antes de seu Jubileu de Ouro Com informações agência Gaudium Press. Em 2021, a Diocese de Quixadá celebrará seu Jubileu de Ouro de 50 anos de criação. No final do ano passado, época de aniversário de dedicação da Igreja Catedral, o bispado cearense celebrou a abertura do triênio que precede seu Jubileu de Ouro. Logo no início, a solenidade teve a leitura do decreto jubilar, no qual o bispo diocesano, Dom Angelo

Pignoli, declarou oficialmente aberto o triênio em preparação aos 50 anos da diocese. Depois, o prelado fez a entrega do decreto aos párocos e administradores paroquiais, afim de que o seu conteúdo possa ser conhecido por todos os fiéis diocesanos. Na celebração da Santa Missa, que ocorreu na Sé Catedral de Quixadá, na Paróquia de Jesus, Maria e José, houve a presença do clero de Quixadá e de um

extenso número de fiéis. Dom Angelo lembrou que a Igreja existe onde existe concretizado, feito carne, o amor de Deus. Além disso, declarou que diversas ações foram feitas ao longo destes quase 50 anos de diocese e que, para a comunidade sempre louvar, bendizer e resplandecer a glória de Deus, ainda mais neste período jubilar, cabe invocar o Espírito Santo para que Ele conduza toda a caminhada.


1º Caderno 1º

Igreja

BELÉM, DE 15 A 21 DE FEVEREIRO DE 2019

Brasil acolhe Assembleia Continental das POM Membros das Pontifícias Obras Missionárias da América

C

om informações POM (Pontíficias Obras Misssionárias). Pela primeira vez, o Brasil será sede da Assembleia Continental das POM, reunindo Diretores da América e Bispos referenciais da missão, de 18 e 23 de fevereiro, na sede das POM em Brasília. Tudo foi preparado para receber em Brasília (DF) representantes

das Pontifícias Obras Missionárias de toda a América.O encontro acontece na sede das POM reunindo bispos, padres, religiosos (as) e leigos(as) responsáveis pelo trabalho missionário nos países da América. A assembleia tem representantes de 23 países: Argentina, Peru, Colômbia, Equador, Venezuela, Chile, México,

7 DIVULGAÇÃO

w EVENTO presença de bispos, padres, religiosos e leigos responsáveis pelo trabalho missionário

EUA, República Dominicana, Porto Rico, Costa Rica, Canadá, Paraguai, Guatemala, Uruguai, Honduras, Antilhas, Nicáragua, El Salvador, Bolívia, Cuba e Brasil. Representando a Secretaria Internacional das POM, a assembleia conta com a presença do Padre Fabrizio Meroni, Secretário-Geral da Pontifícia União Missionária (PUM).

Entre os objetivos da assembleia, destaca-se a reflexão sobre os fundamentos da missão, vocação e serviço das POM. Outro ponto de pauta é da assembleia é a reflexão sobre um itinerário comum em preparação ao Mês Missionário Extraordinário em sintonia com o Sínodo para a Amazônia, nos distintos níveis (continental, regional e nacional).

Também serão recebidas na assembleia as conclusões do 5º Congresso Missionário Americano (CAM 5). Padre Maurício Jardim, diretor nacional das POM no Brasil, ressalta a importância desse encontro para a missão brasileira: “Acolher a Assembleia continental das POM no Brasil, com os bispos referenciais da missão e os repre-

sentantes de Roma e do CELAM, tem grande significado para as Obras Pontifícias no país" Continua o sacerdote: "Este encontro impulsiona e valoriza nosso ser e viver a missão. Ele é uma feliz coincidência, pois realiza-se no ano em que o Papa Francisco convoca toda a Igreja para o Mês Missionário Extraordinário”, finaliza o padre Maurício.

Dom Antônio de Assis Ribeiro - Bispo Auxiliar de Belém

Mundo juvenil e a fé cristã

(domantoniodeassis@arqbelem.org)

Rumo à Civilização do Amor: Itinerário de Formação Juvenil Integral INTRODUÇÃO

O

documento conclusivo da III Conferência Episcopal Latino-americana, o documento de Puebla (1979), convocou os bispos, os sacerdotes e os agentes de pastorais em geral, a se preocuparem com as verdades fundamentais do processo de evangelização. São João Paulo II já havia aberto esse caminho, falando sobre a importância da adoção de itinerários de crescimento na fé. Não há verdadeira evangelização sem o conhecimento da verdade sobre Jesus Cristo, sobre a pessoa humana, sobre a missão da Igreja e sobre as exigências do Reino de Deus. O documento contendo as orientações sobre a pastoral juvenil latino-americana, intitulado “a civilização do amor: tarefa e esperança”, retomou esse horizonte de evangelização da juventude que assume esse compromisso de formação integral. Num mundo profundamente marcado pela fragmentação e imediatismo, é de extrema importância a promoção de processos formativos. Somente através do desenvolvimento de itinerários, será possível proporcionar aos jovens a assimilação de conteúdos fundamentais da fé cristã e propiciar-lhes o crescimento em virtudes e convicções. “O bom cristão e o honesto cidadão” são frutos de uma árdua e delicada gestação!

1

Itinerário formativo O Projeto Sócio-edu-

cativo do Setor Juventude da Arquidiocese de Belém, em sintonia com essas grandes orientações da pastoral juvenil latino-americana e diretrizes nacionais, abraçou o compromisso de promover a formação integral dos jovens através de processos, itinerários, etapas, atividades, experiências formativas com projetos específicos, propiciando aos jovens tempos de reflexão, oração e atividades missionárias. Dessa forma, queremos apresentar-lhe o itinerário que vamos percorrer como Setor Juventude nos próximos anos. Trata-se de um complexo processo de formação que exige a assimilação de diversos conteúdos organizados em quatro etapas: Primeira Etapa: ano 2019

TEMA: A verdade sobre a pessoa humana (Educar para o sentido da Vida). Subtemas específicos: a vocação humana, a dignidade da pessoa humana com seus elementos constitutivos (consciência, vontade, liberdade, sociabilidade, espiritualidade, afetividade, sexualidade...), discernimento vocacional, o sentido da vida, o chamado à felicidade... Segunda Etapa: ano 2020

TEMA: a verdade sobre a pessoa de Jesus Cristo. Subtemas específicos: o projeto de Deus para salvação da humanidade, a identidade de Jesus e seus títulos, Jesus Cristo e a promoção do Reino de Deus, paixão morte e ressurreição de Jesus.

Terceira Etapa: ano 2021

TEMA: a verdade sobre a Igreja e sua missão no mundo. Subtemas específicos: a comunidade dos discípulos de Jesus, a missão de Jesus e a missão da Igreja, aspectos constitutivos e organizativos da Igreja Católica, critérios fundamentais do ser Igreja. Quarta Etapa: ano 2022

TEMA: as exigências do Reino de Deus. Subtemas específicos: Jesus Cristo e a promoção do Reino de Deus, o mundo aos olhos de Deus e os problemas da humanidade, a responsabilidade dos batizados, o Espírito Santo a serviço da promoção do Reino de Deus, as periferias existenciais, missionariedade: “avançar para águas mais profundas”, a civilização do amor!

2

Gestão do processo de formação Esse processo de formação integral dos jovens, enquanto caminho de formação pastoral, não será possível, se não houver uma profunda sintonia, comunhão, sinergia e envolvimento dos mais variados sujeitos da pastoral juvenil, a saber: os bispos, os vigários episcopais, os assessores, os párocos, os conselhos episcopais juvenis, os conselhos paroquiais e os líderes dos mais variados grupos juvenis das paróquias, das comunidasdes, dos movimentos, institutos, congregações e novas comunidades. De fato, não podemos aceitar uma pastoral juvenil que não promove a formação

humana dos jovens, que não estimula o conhecimento de Jesus Cristo, que não favorece o engajamento eclesial e nem forma pessoas apaixonadas pelo Reino de Deus, profundamente comprometidas com a transformação da sociedade. Quando uma Pastoral perde a sua tensão profética esvazia o seu significado eclesial, porque deixou de ser “sal da terra e luz do mundo”. Quando isso acontece infelizmente, caímos num profundo intimismo alienado com diversos ingredientes centrados em experiências e eventos intimistas e narcisistas, conservando as pessoas profundamente ignorantes sobre a pessoa de Jesus Cristo, a Igreja e seu compromisso com a transformação do mundo.

3

Sujeitos e atividades a serem desenvolvidas A promoção desse itinerário formativo acontecerá mediante a realização de muitas atividades (em diversas dimensões) e numa variedade de contextos: arquidiocesanos, por regiões episcopais, por paróquias, comunidades, expressões juvenis específicas. O tema de formação de cada ano deverá ser refletido em atividades como retiros, cursos, manhã de formação, palestras, seminários, retiros... Neste ano 2019, queremos estimular uma profunda reflexão sobre o sentido da vida que brota do conhecimento e assimilação dos elementos constitutivos da dignidade humana. É de fundamental impor-

tância que o tema da dignidade humana e do sentido da vida seja trabalhado nas bases, nos grupos, na catequese em cada comunidade. Diante do drama do vazio existencial no mundo juvenil, da exacerbada violência, da intolerância nas relações humanas, da fragilidade psicológica dos jovens, do relativismo moral, somos chamados, urgentemente, a promover o sentido da vida e a paixão pela dignidade humana!

4

Objetivos desejados Para cada tema anual desse processo de formação, há um objetivo geral e objetivos específicos a serem alcançados. Para este ano veja aquilo que está previsto e já em processo de efetivação. Com o tema “a Verdade sobre a pessoa humana” (ano 2019) deseja-se contribuir para o processo de fortalecimento do sentido da vida dos jovens, assimilando a beleza da dignidade humana, estimulando-os a viverem com alegria, generosidade, liberdade e responsabilidade, sem medo de serem felizes encarando com serenidade e bom senso os desafios da própria existência. REFLEXÃO:

1

Você acha importante que a pastoral juvenil promova um processo de formação integral dos jovens? Por quê? Que relação existe entre os temas entre si? Qual relação há entre eles? Quais são as consequências do intimismo pastoral?

2 3


8

Nazaré Repórter

BELÉM, DE 15 A 21 DE FEVEREIRO DE 2019

J SAGRADA COMUNHÃO PARA IDOSOS E ENFERMOS

1º Caderno

RÁDIO NAZARÉ

A Paróquia São Geraldo Magela informa aos paroquianos idosos ou enfermos que desejam a receber a Sagrada Comunhão e não estão em condição de ir à igreja que podem solicitar a visita de um Ministro Extraordinário da Comunhão Eucarística (MECE) em sua residência. Basta informar o dia e horário na secretaria paroquial pelo número

Z MH 3 . 91 FM

J PRIMEIRA EUCARISTIA E CRISMA A Comunidade Católica Caju abriu as inscrições para novas turmas para a Primeira Eucaristia e para a Crisma que iniciam a formação no dia 9 de março. Os catequisandos com idade mínima de 10 anos terão encontros aos sábados, de 10h às 12h,

para a Primeira Eucaristia. Os encontros para a Crisma são aos sábados também, das 17h30 às 19h30, com idade mínima de 18 anos. A inscrição requer os documentos necessários e pagamento de taxa única. Mais informações: (91) 3236-1188.

J ENCONTRO RENASCER J FEIJOADA BENEFICENTE A Comunidade Maíra realiza no dia 24, a partir das 11h, a Feijoada Beneficente para arrecadar fundos para os eventos de carnavais que a comunidade promoverá

em março. Cartelas serão vendidas na hora. Prestigie! Mais informações: Trav. 14 de Março, 1182, bairro do Umarizal em Belém, ou pelos números (91) 32668624 / (91) 98229-5413.

J DISCIPULADO A Comunidade Católica “Mar a dentro” está inscrevendo até o dia 12 de março para o curso de discipulado, visando promover para os interessados “a vivência da intimidade com o Mestre Jesus, que nos chama

pelo nome e nos envia em missão”, de acordo com os organizadores da atividade. Informações: Av. Alcindo Cacela, 708, no Umarizal, pelo e-mail belem@maradentro.com.br ou pelo número (91) 32284452 / 9941-2770.

A Comunidade Shalom Belém convida a todos para o encontro ‘Renascer’ que acontece de 3 a 5 de março. Este ano, o evento será realizado em dois lugares: Escola Madre Celeste, na Marambaia, e no Colégio Intelectual,

em Ananindeua. A programação envolve missa, pregações, confissão, oração e aconselhamento, Renascer Kids e muito mais. A entrada é gratuita. Participe com sua família! Mais informações: (91) 3353-9956.

l USO DA INTERNET SERÁ TEMA NA RÁDIO NAZARÉ FM O programa “Educação e cidadania” da próxima quarta-feira, 20, vai apresentar o tema “Cuidados e responsabilidade com o uso da internet”. Não se expor de maneira excessiva, pensar bem antes de publicar algo e

RÁDIO NAZARÉ FM - 91,3. A SERVIÇO DA VIDA. NOSSA MISSÃO É EVANGELIZAR!

REDE NAZARÉ DE TELEVISÃO

A Paróquia da Santíssima Trindade promove no dia 23, o 4º Bailinho de Carnaval Trindade Kids, no horário das 10h às 13h, no salão paroquial Dom Vicente Zico, localizado atrás da igreja, na travessa Presidente Pernambuco,

no bairro da Campina, em Belém. A programação envolve lanches, animador, brincadeiras, concurso de fantasias e muito mais. Leve seu filho fantasiado e participe! Mais informações: (91) 3223-4871.

J SEMINÁRIO DE VIDA

30

l ABERTURA DO ANO JUBILAR - 300 ANOS DA DIOCESE DE BELÉM

PORTAL NAZARÉ

Diocese de Belém do Pará, na Arena Guilherme Paraense - o Mangueirinho. A celebração solene será às 19h, presidida pelo Núncio Apostólico no Brasil, Dom Giovanni D’Aniello. W. WW RE. A NAZ .BR O A COM DAC FUN

Arterial 18), esquina da Estrada da Providência. Os encontros iniciados no dia 1° deste mês continuarão até o dia 12 de abril, sempre às sextas-feiras, às 19h, exceto no dia 1º de março, pois será a preparação para o retiro espiritual “Enchei-vos!”. Participe! Mais informações pelos números (91) 985386706/98952-1548.

l ACOMPANHE O ANO JUBILAR DA DIOCESE DE BELÉM NO PORTAL

O evento inicia às 22h e será animado por uma banda local, no Cassazum, localizado na avenida Duque de Caxias, 1375, bairro do Marco. A participação é mediante pagamento de ingressos. Mais informações: (91) 98717-6453, 983548770 e 98856-9606.

Na próxima sexta-feira, 22, a Arquidiocese de Belém realizará a abertura do Ano Jubilar em comemoração aos 300 anos da criação da Diocese de Belém com programação especial a partir das 17h, na arena Guilherme Paraense, o “Mangueirinho”. Acompanhe as principais notícias e a cobertura

J “FOLIA” FAMILIAR Neste sábado, 16, a Pastoral Familiar da Matriz da Paróquia São José de Queluz realiza a 2ª edição do “Família na folia”, evento que resgata os tradicionais bailes de fantasia. A edição visa arrecadar recursos para a evangelização no regional Norte 2.

AL CAN

J BAILINHO DE CARNAVAL KIDS

Acompanhe pela Rede Nazaré de Televisão, canal 30.1 – ou na sintonia de sua cidade – a transmissão ao vivo da Santa Missa de Abertura do Ano Jubilar em comemoração aos 300 anos de criação da

A Paróquia do Divino Espírito Santo, na Cidade Nova 8, em Ananindeua, convida para o “Seminário de vida no Espírito Santo”, promoção do Grupo de Oração “Unidade no Espírito Santo” (GOUES), núcleo da Renovação Carismática Católica (RCCPA) naquela igreja, situada na avenida Dom Vicente Zico (mais conhecida como

não fornecer a senha são algumas das orientações repassadas pelo especialista. Sintonize 91,3 MHz e participe conosco! Lembrando que o ouvinte pode interagir durante a programação ligando para a central de atendimento, no número 4006-9211.

J ENCONTRO DE NAMORADOS A Paróquia Santo Antônio de Lisboa realiza no dia 17, às 10h, o Vll Encontro para namorados firmes, com o tema “NamOrar: o desafio de seguir o plano de Deus”. O objetivo maior é orientar os namoros com mais de um ano de duração para que caminhem por meio

do projeto de Deus até o sacramento do Matrimônio. Neste ano, o encontro será realizado no Colégio Santa Rosa, localizado na travessa Padre Eutíquio, 1549, bairro da Batista Campos em Belém. Mais informações: (91) 3215-7004.

desta grande festa da Arquidiocese de Belém pelo Portal Nazaré: www.fundacaonazare. com.br e pelas nossas redes sociais: Facebook:/ FNCBelem e Twitter:@ FundacaoNazare. Faça parte da Família Nazaré, acesse www. sejamaisum.com e conheça a nossa campanha e seja um sócio evangelizador.


Igreja 9 Presidente da CNBB, Cardeal Sergio da Rocha, vai a Brumadinho (MG)

1º Caderno 1º

BELÉM, DE 15 A 21 DE FEVEREIRO DE 2019

Arcebispo de Brasília participou de encontro com vítimas do desastre ambiental nas barragens

“A

s lições da tragédia de Mariana não foram devidamente aprendidas”, esta foi uma das afirmações que o Arcebispo de Brasília (DF) e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Cardeal Dom Sergio da Rocha, fez no encontro com as famílias vítimas da tragédia em Brumadinho (MG), na terça-feira, dia 12 deste mês. Os familiares foram acolhidos na Igreja Matriz de São Sebastião, às 13h30, pelo Bispo Auxiliar, Dom Vicente Ferreira. O Cardeal Sergio da Rocha recebeu um colete com os dizeres: “Juntos por Brumadinho”, usado por voluntários da Arquidiocese de Belo Horizonte e pela comunidade local. “Eu estou aqui para favorecer a participação da CNBB em ações de solidariedade, superação e prevenção de tragédias semelhantes a esta”, disse. O Cardeal Sergio afirmou que vai intensificar os trabalhos do Grupo de Mineração que já existe na CNBB com vistas ao diálogo e à sugestão ao Congresso Nacional de propostas para aprimorar a legislação brasileira de modo a prevenir novas tragédias, proteger e preservar a natureza e cuidar das pessoas. “Queremos estar juntos trabalhando por Brumadinho e pelo Brasil e para que outras tragédias possam ser evitadas”, disse. Vigário para a Ação Missionária no Vale do Paraopeba e pároco da Paróquia São Sebastião de Brumadinho, padre Renê Lopes agradeceu a Dom Sergio da Rocha

FOTOS: DIVULGAÇÃO

w DOM SERGIO conversa com familiares de vítimas em Brumadinho durante visita à cidade

w "PERSISTIR na solidariedade com efetiva prevenção", diz Dom Sergio

pela visita e explicou que a Igreja se faz presente em cada lar de pessoa vítima da tragédia. “Vivenciamos, assim, o que nos pede o Papa Francisco: sermos Igreja em saída”. A convite do padre Renê, a família do jovem Gustavo Xavier, sepultado na última sex-

ta-feira, falou em nome de cada pessoa que enfrenta o luto. “Meu filho era amigo, carinhoso. A dor por perdê-lo é muito grande. A ganância do ser humano fez isso com a gente”, disse emocionado o pai, Mário Antônio Xavier. Dom Sergio alertou

para o risco de as autoridades, na medida que o tempo passa, ir esquecendo esta realidade o que, em sua avaliação, não pode ocorrer. “Agora temos esta situação que nos desafia não apenas para ações imediatas de solidariedade, muito necessárias, mas preci-

samos também de ações efetivas de prevenção para que não ocorra mais a destruição da casa comum e sobretudo da família que habita esta casa comum”, avaliou. O p re s i d e n t e d a C N B B e x p re s s o u a oração, mas também a proximidade fraterna e a solidariedade e apoio dos bispos do Brasil. “A Igreja no Brasil está disposta a trabalhar junto não apenas para consolar aqueles que agora estão sofrendo, como as famílias enlutadas, mas também para criar melhores condições para nosso povo”, reforçou. SOLIDARIEDADE DO PAPA - Ele lembrou

que estava junto ao Papa Francisco, no Panamá, na Jornada Mundial da Juventude, quando o Santo Padre recebeu a notícia do rompimento da barragem. “Trago aqui o afeto, a oração e a solidariedade do Papa

Francisco”. Com viagem marcada para o Vaticano na próxima semana, o cardeal afirmou que levará o colete ao papa como símbolo da luta das famílias de Brumadinho. O cardeal ainda agradeceu o testemunho que está sendo dado por inúmeras pessoas, da Igreja que está em Brumadinho e da Arquidiocese de Belo Horizonte, sob a condução do Arcebispo Dom Walmor Oliveira de Azevedo. A Arquidiocese de Belo Horizonte, em parceria com a Defensoria Pública da União, está atendendo as vítimas da tragédia em Brumadinho, em local próximo à rodoviária da cidade. Desde o dia 25 de janeiro, quando houve o rompimento da barragem com rejeitos de minério, a Arquidiocese de Belo Horizonte vem realizando amplo trabalho de amparo às famílias de Brumadinho. O Bispo Auxiliar Dom Vicente Ferreira mudouse para a cidade e, com o pároco da Paróquia São Sebastião, Igreja Matriz da cidade, padre Renê Lopes, tem visitado velórios, se reunido com famílias, dia e noite. Uma ampla campanha solidária com o mote "Juntos por Brumadinho" foi realizada e tem levado apoio material e emergencial aos que perderam tudo com a tragédia. A pedido do Arcebispo Dom Walmor, que também tem visitado famílias e se reunido com as vítimas, em Brumadinho, padres, diáconos e seminaristas de diferentes cidades da Região Metropolitana de Belo Horizonte, têm ajudado no trabalho.

Monsenhor Marco Frisina no Brasil Monsenhor Marco Frisina passará pelas cidades de Campinas, São Paulo, Rio de Janeiro e Aparecida. Em sua permanência no Brasil, de 9 a 22 de março, realizará conferências, concertos e celebrações. O evento chamado “Marco Frisina no Brasil” está sendo organizado pelo Pateo do Collegio (Jesuitas), Schola Cantorum (Pateo do Collegio) e o CoroArquidiocese de Campinas. Monsenhor Marco Frisina, nasceu em Roma, depois dos estudos clássicos diplomou-se em Composição no Conservatorio di Santa Cecilia. Depois de ter completado os es-

tudos teológicos, especializou-se em Sagrada Escritura no Pontificio Istituto Biblico. Ordenado sacerdote em 1982, desde então exerce o seu ministério na Diocese de Roma. De 1991 a 2011 foi diretor da Comissão de Liturgia da Diocese de Roma e atualmente é presidente da Comissão Diocesana para a Arte Sacra e os Bens Culturais, consultor do Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização e Reitor da Basílica de Santa Cecília no Trastevere. Professor na Pontificia Università della Santa Croce e do Pontificio Istituto di Musica Sacra.

Autor de numerosos cânticos litúrgicos conhecidos e apreciados na Itália e no estrangeiro. Em 1984 fundou - e desde então dirige - o Coro da Diocese de Roma, com o qual anima as mais importantes liturgias diocesanas, algumas das quais são presididas pelo Santo Padre. Sua produção musical tem mais de trinta Oratórios Sagrados inspirados em personagens bíblicos ou na vida de grandes santos. Ao lado destes, merecem ser mencionados: “Cântico dos Cânticos” escritos em 2009 e apresentados no “Festival Anima

Mundi” em Pisa, “Passio Caeciliae” composto em 2011 e apresentado em Roma e Nova Iorque por ocasião das celebrações dos 150 anos da Unificação da Itália, “Paradiso Paradiso” em 2013, para o 56º “Festival dos Dois Mundos” em Espoleto com a participação de Giorgio Albertazzi, e “Até os confins da terra”, inspirado na narrativa no naufrágio de São Paulo em Malta e lá se apresentou em fevereiro de 2017 no centenário do martírio do Apóstolo. Em 2007 compôs a peça “La Divina Commedia”, a primeira transposição musical da

w MONS. FRISINA talento será visto no Brasil

obra-prima homónima de Dante. Na temporada 2009-2010, sua segunda obra para o teatro foi encenada: “Il miracolo di Marcellino”, inspirado no romance de José Maria Sanchez Silva “Marcellino Pane e Vi-

no”. Assina a música de “In Hoc Signo”, apresentada em 2013 em Belgrado no milénio do Édito de Milão e da Opera-Oratorio “Passio Christi”, em 2018 em Málaga, dentre tantas obras do padre.


10

Santa Missa

BELÉM, DE 15 A 21 DE FEVEREIRO DE 2019

1º Caderno

Horários de Missas nas paróquias da Arquidiocese de Belém REGIÃO EPISCOPAL SANT’ANA Nossa Senhora da Graça (Catedral) Cidade Velha - Belém Sábado: 19h, Domingo: 7h, 9h e 19h Telefone: 2121-3723/ 2121-3724 N. Sra. das Mercês (Reitoria) Comércio - Belém Sábado: 12h e 17h, Domingo: 12h e 17h Sant'Ana da Campina Comércio - Belém Sábado: 12h (Igreja Matriz) Domingo: 7h (Col. D. Bosco) 9h (Igreja Matriz) Telefone: 3230-3734 São Judas Tadeu Condor - Belém Sábado: 19h. Domingo: 7h, 9h e 19h Telefone: 3115-6020 Santa Teresinha do Menino Jesus Jurunas - Belém Sábado: 6h e 18h30 Domingo: 6h30, 8h30 e 18h Telefone: 3272-2251

(Basílica Santuário) Nazaré - Belém Sábado: 7h, 8h30,12h,17h Domingo: 6h30, 8h, 10h, 16h30, 18h e 20h Telefone: 4009-8400 São Francisco de Assis (Capuchinhos) São Brás - Belém Sábado: 19h30 Domingo: 6h, 7h30, 9h30,18h, 20h Telefone: 3073-1500 Santo Antônio do Tucunduba Guamá - Belém Sábado: 19h30 Domingo: 7h e 19h30 Telefone: 3274 -9001 REGIÃO EPISCOPAL SANTA CRUZ Imaculada Conceição Castanheira - Belém Sábado: 17h. Domingo: 7h e 19h Telefone: 3277-4642/98111-8110 São Sebastião Sacramenta - Belém Sábado e domingo: 7h, 17h e 19h Telefone: 3264-9060/3254-7354

Santo Antônio de Lisboa Batista Campos - Belém Sábado: 6h30, 12h, 17h e 18h30 Domingo: 8h, 11h, 17h, 18h30 e 20h Telefone: 3215-7004/ 3222-0097

Jesus Ressuscitado Marambaia - Belém Sábado: 18h Domingo: 7h, 10h e 18h Telefone: 3277-4643

Santíssima Trindade Campina - Belém Sábado: 16h,Domingo: 7h, 10h, 11h30, 17h e 19h Telefone: 3215-7007/ 3242-4917

São Geraldo Magela Val de Cans - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h30, 11h e 18h Telefone: 3257-7950

Nossa Senhora da Conceição Cidade Velha - Belém Sábado: 18h30, Domingo: 7h, 9h e 18h Telefone: 3215-7006

N. Sra do Perpétuo Socorro Telégrafo - Seg. a sábado: missa - 19h Domingo: missa: 7h, 8h30, 17h30 e 19 h - Telefone: 3233 1797

São José Umarizal - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 11h e 19h Telefone: 3230-1633 Santa Luzia Jurunas - Belém De terça a sexta-feira: 19h Sábado: 18h30 Domingo: 7h; 9h; 18h30 Telefone: 3271-2146 Nossa Senhora de Lourdes Nazaré - Belém Seg a Sáb: 6h30 e 18h Domingo: 7h, 9h, 17h30 e 19h30 Telefone: 3223-5728 Nossa Senhora do Carmo Cidade Velha Sábado: 18h - Domingo: 7h REGIÃO EPISCOPAL SANTA MARIA GORETTI Santa Maria de Belém Terra Firme - Belém Terça: 19h Sábado: 19h - Domingo: 7h30 e 19h Telefone: 3253-5422 São Pedro e São Paulo Guamá - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h e 18h30 Telefone: 3283-6021/3259-0413 São José de Queluz Canudos - Belém Segunda a sábado: 6h30 e 19h Domingo: 7h, 10h, 17h e 19h Telefone: 3226-2612 São Domingos de Gusmão Terra Firme - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h e 19h30 Telefone: 3253-2656/3274-4746 São Miguel Arcanjo Cremação - Belém Sábado: 18h30 Domingo: 7h30, 11h e 18h30 Telefone: 3283-6022 Nossa Senhora de Fátima Fátima - Belém Sábado: 17h30 Domingo: 6h45, 8h30, 17h30 e 19h30 Telefone: 3266-1392/3226-0503 Santa Maria Goretti Guamá - Belém Domingo: 9h30 e 18h Telefone: 3283-6023 Nossa Senhora de Nazaré

São Jorge Marambaia - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h, 17h e19h Telefone: 3277-4641 São Raimundo Nonato Umarizal - Belém Sábado: 6h30 e 18h Domingo: 6h30, 8h30 e 18h Telefone: 3277-4644 Santa Cruz Marco - Belém Sábado: 18h30 Domingo: 7h, 9h, 11h e 18h30 Telefone: 3277-4640/3276-0941 Nossa Senhora da Conceição Aparecida Pedreira - Belém Terça a Sábado: 18h Dom.: 7h, 9h e 18h/1ª Sexta-mês: 9h Telefone: 3233-4224/3276-9573 São Francisco Xavier Marco - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h e 18h Telefone: 3352-8845 N. Senhora, Mãe da Divina Providência Val de Cans - Belém Sábado:19h - Domingo: 7h e 19h Telefone: 3257-2388 Sagrada Família Curió Utinga - Belém. Sábado: 7h e 19h30 Domingo: 7h, 9h e 19h30 São João Paulo II Souza - Belém De terça a sábado: 18h Domingos: 8h e 18h Telefone: 3277-4062 Nossa Senhora de Loreto Marco - Belém Telefone: (91) 3355-6302 Sábado: 17h Domingo: 7h, 9h, 11h, 17h e 19h

São Francisco de Assis Tapanã - Belém Domingo: 7h e 18h30 Telefone: 3258-8036 Nossa Senhora de Fátima Icoaraci - Belém Terça, quinta e sexta: 18h30 Sábado: 19h - Domingo: 19h Telefone: 3297-7251 Jesus Bom Samaritano Tapanã - Belém Domingo: 7h30 e 19h30 Telefone: 3033-2004 São Francisco das Ilhas Cotijuba - Belém Terça e quinta: 19h30 Sábado: 19h30 Domingo: 7h e 19h30 Telefone: 3247-1438 Nossa Senhora da Imaculada Conceição Outeiro - Belém Terça e quinta: 19h; Sábado: 9h Domingo: 7h e 18h Telefone: 3267-1174 Nossa Senhora do Livramento Icoraci - Belém Terça, quinta, sexta e sábado:19h Domingo: 7h e18h Telefone: 3288-4250 Divina Misericórdia Águas Negras - Icoaraci Terça a sexta: 18h30 Sábado: 17h e 19h30 (comunidade) Domingo: 7h e 19h 30 Santo Afonso de Ligório Pratinha - Belém Sábado: 19h Domingo: 8h30 e19h Telefone: 3258-1554/3274-8281 São Francisco de Assis Campina - Icoaraci Domingo: 7h, 9h e 18h30 De terça-feira a sexta-feira: 19h Telefone: 3297-0765 REGIÃO EPISCOPAL CORAÇÃO EUCARÍSTICO DE JESUS Coração Eucarístico de Jesus Catalina - Belém Sábado: 18h Domingo: 7h, 10h e 18h Telefone: (91) 3285-1433

Domingo: 9h e 11h Telefone: 98292-9199

N. Senhora Auxiliadora Anita Gerosa (Aurá) - Ananindeua Domingo: 7h e 18h Telefones: 3255-3828

Santíssimo Sacramento Nova União - Marituba Sábado: 18h30 (Capela N. Sra. do Perpétuo Socorro) Domingo: 18h30 (Capela S. Francisco de Assis)

N. Senhora das Vitórias Almir Gabriel - Marituba Sábado: 19h Domingo: 7h, 19h Telefone: 3292-0013 Sagrado Coração de Jesus Júlia Seffer - Ananindeua Sábado: 19h Domingo: 7h30, 9h e18h Telefone: 3265-5413 Sagrado Coração de Jesus Distrito Industrial - Ananindeua Sábado: 19h Domingo: 7h, 8h30 e 17h30 Telefone: (91) 98855 - 2232

Santa Luzia do Bom Futuro Cabanagem - Belém Sábado: 17h - Domingo: 7h e 19h São José de Anchieta Alameda Ns-13, 65 - Coqueiro Sexta - 7h30 Domingo - 7h; 18h Santa Teresinha do Menino Jesus Tenoné - Belém Domingo: 7h e 18h Telefone: 3289-5368

REGIÃO EPISCOPAL SÃO JOÃO BATISTA

Nossa Senhora de Lourdes Coqueiro - Ananindeua Sábado: 17h. Domingo: 7h e 19h Telefone: 3275-2391 Arcanjo São Miguel Una - Ananindeua Sábado: 19h Domingo: 7h30. 9h30 e 19h Telefone: 3234-4674

Santo Inácio de Loyola Icui Guajará - Ananindeua Domingo: 7h e18h Telefone: 991541971

Santa Maria Mãe de Deus Maguari - Ananindeua Terça, quarta, sexta e sábado: 7h Quinta: 19h; Domingo: 7h e 19h Fone: (91) 3255-5284

N. Sra. de Nazaré Marituba - Quarta - feira Horário de Missa: às 19h Domingos: às 8h30 Telefone: 98040-5117 /98102 - 7344 N. Sra. das Graças Centro - Ananindeua Sábado: 19h Domingo: 7h e 19h Telefone: 3255-2654 N. Sra. do Ó Vila - Mosqueiro Sábado: 19h30 Domingo: 6h30, 9h30 e 19h30 Telefone: (91) 3771-1278 São Pio X Águas Lindas - Ananindeua Domingo: 7h30 e 19h30 Telefone: 32155-2583

Bom Pastor Nova Marituba - Marituba Segunda a Sexta: 18h Sábado: 6h, 9h30 e 19h Domingo: 6h, 9h30 e 19h Telefone: 4106-0202

Natividade de Nosso Senhor Jesus Cristo Conjunto Sideral - Belém Domingo: 7h, 9h e18h Telefone: 3067-2017

Divino Espírito Santo Cidade Nova - Ananindeua Sábado: 7h. Domingo: 7h, 9h e 18h Telefone: 3263-0603

Menino Deus Centro - Marituba Domingo: 6h, 8h30 e 18h Telefone: 3237-8351

Santa Edwiges Mangueirão - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h30 e18h Telefone: 3279-1654

Nossa Senhora do Bom Remédio Conjunto Satélite - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h e 19h Telefone: 3248 0515

Cristo Rei Guanabara - Ananindeua Domingo: 7h, 9h30 e 19h Telefone: 3235-1405

São Lucas Evangelista Guajará - Ananindeua Quinta : 7h e 18h30. Sexta: 18h30 Sábado: 9h e18h30. Domingo: 7h, 17h e 19h Telefone: 3353-0364

Santa Rosa de Lima Independente - Benevides Terça a Sexta:18h, Sábado:17h, 19h Domingo: 07h30 e 19h Telefone: (91)3724- 1135

N. Senhora Rainha da Paz Bengui - Belém Domingo: 7h, 9h e 18h30 Telefone: 3277-4645

REGIÃO EPISCOPAL SÃO VICENTE DE PAULO

Paróquia Nossa Senhora do Carmo Benevides Sábado - 19h Domingo - 8h e 19h Telefone: (91) 3724-1098

Santo Antônio de Pádua Rod. Mário Covas - Coqueiro, Ananindeua Sábado: 19h. Domingo: 7h e 18h Telefone: 98152-2200

São Benedito Rua São Benedito, Barreiro Terça a sexta-feira - 19h Sábado - 8h (missa com crianças) Domingos - 7h30 e 18h30

São João Batista e Nossa Senhora das Graças Icoaraci - Belém Terça a sexta: 6h30 Sábado: 6h30, 17h, 20h Domingo: 7h e 18h Telefone: 3297-7250

REGIÃO EPISCOPAL MENINO DEUS

N. Sra da Conceição Praça Matriz - Benfica Domingo: 6h15 e 19h30 Telefone: 3450-8147 N. Sra da Conceição Carananduba - Mosqueiro Ter a Sex: 18h30 Sábado: 18h30 Domingo: 7h e 19h Telefone: 3772-1183 Santa Bárbara Centro - Santa Bárbara Domingo: 7h30 e 19h Telefone: 3776-1529 São Marcos Uriboca - Marituba Terça: 19h. Domingo: 7h e 19h Telefone: 3237-8351 Pedro Pescador Baía do Sol - Mosqueiro Ter a sexta: 19h (Igreja S. Sebastião) Quarta: Matriz - 19h Sábado:19h (Igreja São Sebastião) Domingo: 8h (Ig. S. Sebastião); 10 h 3 0 ( I g . D i v. E s p . S a n t o ) ; 19h ( Matriz) Telefone: 99919-4153 Área Missionária São Paulo, Apóstolo Rodovia BR-316

Santa Teresinha Águas Lindas - Ananindeua Domingo: 7h30 e 18h Telefone: 9916-4548/99169-3443 N. Senhora de Guadalupe Coqueiro - Ananindeua Terça a sexta: 19h Sábado: 18h30 Domingo: 7h ,9h e18h Telefone: 3245-7440 Cristo Peregrino Jaderlândia - Ananindeua De Segunda a Sábado: 19h e 20h Domingo: 7h, 8h30 e19h Telefone: 3237-9891 Santa Paula Frassinetti Cidade Nova VI - Ananindeua Segunda e quarta: 18h30 Terça e quinta: 19h30 Sexta: 7h. Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h, 18h Telefone: 3279-2620 Transfiguração do Senhor Curuçambá - Ananindeua Sábado: 18h30 e 20h Domingo: 7h e 18h30 Telefone: 3286-8570 Santa Rita de Cássia Cidade Nova V - Ananindeua. Sábado: 6h30 e 17h30 Domingo: 6h30, 8h30, 7h30 e 19h30. Telefone: 3273-3191/ 3273-3310 Paróquia Santíssimo Redentor Icuí-Guajará - Ananindeua Sábado: 19h30 - Igreja Matriz Domingo: 7h - Igreja Matriz 9h - Comunidade Santo Afonso 17h - Igreja Matriz 19h - Comunidade Cristo Rei São Vicente de Paulo Paar - Ananindeua Domingo: 7h, 8h30 e 19h São José Operário Conj. Carnaúba, Icuí - Ananindeua Domingo: 7h e 18h Telefone: 3295-3545/3031-1172 Nossa Senhora do Amparo Cidade Nova 8 - Ananindeua Terça a Sexta: 19h - Sábado: 19h30 Domingo: 7h, 9h e 18h Telefone: 3287-2418 Santo André Apóstolo Coqueiro - Ananindeua Segunda a sexta - 19h Sábado: 19h45 - Domingo: 8h 19h Telefone: (91) 3235-1658

Não encontrou o horário das missas da sua paróquia aqui? Entre em contato com seu pároco ou com a secretaria da sua paróquia e solicite que nos informem para podermos publicar.


Família Nazaré 11 Fundação transmitirá abertura do jubileu de 300 anos da Diocese de Belém

1º Caderno 1º

BELÉM, DE 15 A 21 DE FEVEREIRO DE 2019

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Cerimônia e Missa serão no ginásio Mangueirinho

O

Ano Jubilar pelos 300 anos de criação da Diocese de Belém do Pará será aberto no próximo dia 22, na Arena Guilherme Paraense, o Mangueirinho. A Arquidiocese de Belém se prepara para esse grande momento festivo da Igreja particular da Amazônia com uma cerimônia e Santa Missa solene na noite de sextafeira, 22. A comemoração jubilar reunirá as equipes de todos os setores da Cúria Metropolitana de Belém, assim como da Fundação Nazaré de Comunicação (FNC) não apenas para festejar a data importante, mas

também para compartilha-la com todos através dos veículos de comunicação arquidiocesanos que divulgam todo o trabalho de evangelização realizado no âmbito da arquidiocese. A cargo da Arquidiocese, toda a organização da festa jubilar será divulgada para conhecimento do povo de Deus pelos veículos da Fundação Nazaré. IMPRENSA - A evangelização realizada na Arquidiocese de Belém conta com o suporte da Fundação Nazaré de Comunicação. Durante reunião realizada na instituição na última terça-feira, 12, as equipes do Jornal Voz de

w MANGUEIRINHO local da abertura e ponto de onde será gerada toda a cobertura jornalística

Nazaré, Rádio Nazaré FM, Portal Nazaré e Rede Nazaré de Televisão estarão a postos no ginásio Mangueirinho desde a véspera do evento na

quinta-feira, 21, para regiostro dos preparativos do local, assim como do ensaio geral que haverá ali a fim de que seja ajustado todos os detalhes da

cerimônia de aberturado ano jubilar. ABERTURA - Para quem não puder comparecer ao Mangueirinho para a abertura, poderá

acompanhar tudo de casa, pois TV Nazaré, Rádio Nazaré, o Portal Nazaré e redes sociais da Arquidiocse e da Fundação Nazaré.

Testemunho de Fé

O

ano de 2018 foi muito difícil, pois foi quando descobri por alguns exames de rotina que eu estava com cálculo vesicular que saíam a caminho do pâncreas. Após a notícia, comecei o tratamento e fui submetido à cirurgia normalmente, porém, não tinha como permanecer ali e fazer mais uma cirurgia. Portanto, precisei fazer um procedimento muito delicado, chamado CPRE (endoscopia), mas eu tive outra complicação, uma hemorragia interna. Fiquei na UTI mais de nove dias. Durante esse período recebi anjos que

eram os profissionais e um desses anjos me deu uma oração de ‘Maria passa na frente’. Foi através dessa oração que eu fui me fortalecendo a cada dia. Foram nove dias de luta e essa novena são nove dias. Sei que com a ajuda de Maria , Deus me curou. Recebi uma grande melhora após esse período e retornei para casa, curado e bem. Maria fez um grande milagre em minha vida. Sou eternamente grato.” PATRICK BESSA MARTINS, universitário, 23 anos

Parabéns para você!

E

u quero agradecer a Deus, primeiramente, pelo dom da vida, por estar comemorando esta data prazerosamente ao lado da minha família e amigos. Peço a intercessão de Nossa Senhora pela minha saúde, que todos os dias eu esteja livre dos perigos do nosso cotidiano e agradeço pelo meu trabalho de educar, um dom muito lindo que Deus também me concede e honro com muito amor. Amém.

ROSILENE FARIAS DA SILVA, professora, 45 anos 18/02 15/02 Alberto Plácido Pinheiro Cavalcante Júnior Catarina Ellem Martins da Silva Eduardo Alexandre Souto Machado

José Ilson Neves Maria de Jesus da Costa Maria Siqueira Melo Raimunda Lopes Pantoja Robson de Sousa Costa 16/02 Carmen Pedreira de Melo Eunice Coelho Martins Francisca Audeni Mesquita Andrade Maria da Conceição de Sousa Dias Maria de Nazaré da Cruz Brito Maria Lucrécia Calderaro Mileo Maria Raimunda de Carvalho Nogueira Rosa Ferreira de Sousa Roselyr Barroso Cordeiro Sandra Maria Barata Gomes Valderiza Nascimento 17/02 Aldo Henrique Risuenho Garcia Alexandre Pontes dos Santos Arminda da Cunha Pinho Elizabeth Lima Pessoa Guiomar Gadelha de Brito João Bosco Silva Cruz Cardoso Jorge Tryon Miranda Lima José Ferreira da Silva Filho Maria de Nazaré Câmara Rodrigues Maria do Socorro Pena Marques Maria José Garrido Bastos Maria Nazaré Cardoso dos Santos Raimundo Alves Cardoso Sebastião Soares da Silva Wilson Augusto de Carvalho 18/02 Anderson Gomes Neves Antônio Carlos Bittencourt Braga Elza Leal Bezerra Ivone dos Santos Coelho

Maria de Lourdes Monteiro Feitosa Maria Rosele Sena Couto Ferro Milton Tomé da Silva Otenes Luís Pereira da Silva Paulo Roberto Duarte de Almeida Rosilene Farias da Silva 19/02 Antônia Rocha da Silva Carlos de Melo Sobrinho Dielly Oliveira Gonçalves Edinamar do Socorro Pantoja da Costa Ivan Ferreira Barbosa Nadir da Costa Moraes Nair França Carvalho Nair Oliveira Ramos Raymunda Santana Amoras Ricardo do Nascimento 20/02 Ana Paula dos Santos Carlos André Vieira Aleixo w

Domingas de Souza Zani Edilson Modesto Corrêa José Narciso de Carvalho Júlia Maria Gomes de Pinho Luciléia Monteiro de Oliveira Nildes Lopes Mota Paula Ataíde Mendes Pedro dos Santos Raimundo Joaquim dos Santos Sebastião de Lima Vasconcelos Venício de Oliveira Barbosa 21/02 Casal Milton Freire dos Mercês e Maria de Lima Melo Glória Maria de Oliveira Silva Iracilda da Silva Franco Maria das Graças Gomes do Nascimento Maria Leusina Paula de Castro Maria Regina Sacramento Maurício Siqueira Gomes

Aniversário natalício de padres e diáconos diocesanos 17/02 - Diác. Armínio Albues Gonçalves 17/02 - Diác. Gilmar da Silva Lobato 18/02 - Diác. José Maria da Consolação 18/02 - Diác. Paulo Roberto Duarte Almeida

w

Aniversário de ordenação dos padres e diáconos diocesanos 17/02 - Pe. Paulo Humberto Rodrigues Cruz

AJUDE A MANTER A FUNDAÇÃO NAZARÉ DE COMUNICAÇÃO. LIGUE PARA 4006-9200 E SEJA SÓCIO DA FAMÍLIA NAZARÉ.

de rotina que eu estava com cálculo vesicular que saíam a caminho do pâncreas.

tive outra complicação, uma hemorragia interna. Fiquei na UTI mais de nove dias. Durante esse período recebi anjos que


1º Caderno Arquidiocese Paróquia Nossa Senhora da Graça promove “Bloco da Sé - Carnaval com Fé” 12

BELÉM, DE 15 A 21 DE FEVEREIRO DE 2019

Programação neste domingo, a partir das 9h

A

Catedral Metropolitana, em parceria com a Comunidade Shalom e o Ministério Sal e Luz, realiza neste domingo, 17, a partir das 9h a primeira edição do Bloco da Sé – Carnaval com Fé. Com cortejo, animação e muito louvor pelas principais ruas da Cidade Velha, a programação culminará na quadra de esportes do Colégio Salesiano Nossa Senhora do Carmo. O “Bloco da Sé” faz parte da programação de pré-carnaval, organizado pela Prefeitura Municipal e Governo do Pará. Com objetivo de reunir famílias, jovens e crianças, o evento promovido pela Catedral busca ser uma alternativa saudável para os brincantes, oferecendo, entre uma canção e outra, momentos para oração e

evangelização. A programação tem início às 9h, com Santa Missa na Sé, presidida pelo Cônego Roberto Cavalli Jr, Cura. Ao final do ato eucarístico, concentração às 10h em frente à Catedral, na Praça Dom Frei Caetano Brandão. Em seguida, saída do cortejo que terá animação de trio elétrico comandado pelo Ministério de Música Sal e Luz. Na comissão de frente, Volé de Dança e Ministério de Dança realizam apresentações artísticas. O bloco irá percorrerá algumas das principais ruas da Cidade Velha até chegar ao Colégio Sa-

lesiano Nossa Senhora do Carmo, na Travessa Dom Bosco, 72. No pátio do colégio, às 12h30, haverá show da banda Shalom e animação com Vado Coelho. Também no espaço acontecerão brincadeiras e concurso de fantasias. O cortejo não tem limitações para os participantes, mas para as atividades no pátio do colégio do Carmo será necessário adquirir o abadá, disponível na secretaria paroquial e em um shopping da capital, situado na Avenida Doca de Souza Franco. Crianças não precisam adquirir o abadá, sendo livre a participação.

SERVIÇO Primeira edição do Bloco da Sé – Carnaval com Fé Programação inicia às 9h, com Santa Missa na Sé Informações: (91) 98293-0230/ (91) 98116-4909.

Baile de Carnaval da Família do Perpétuo Socorro no dia 24 A Matriz da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, situada na Rodovia Arthur Bernardes, no Telégrafo, no próximo dia 24, realiza, a partir das 10h, o “Baile de Carnaval da Família do Perpétuo Socorro” no novo Centro Cultural Beato Pedro Donders, que na ocasião será inaugurado. A programação festiva, aberta ao público gratuitamente, contará com brincadeiras, concurso de fantasia, bingo e muito mais. Este evento tem como objetivo promover a pastoral de conjunto e a confraternização da comunidade paroquial. O Baile de Carnaval será realizado no novo espaço de convivência e recreação da pa-

eu indico

E

u indico o livro ‘Chamados a viver’, do autor Jacques Philippe. Neste livro, o autor nos mostra que através dos acontecimentos felizes ou difíceis, dos desejos que nascem no nosso coração, do eco que suscita em nós, Deus nunca cessa de nos amar de um modo discreto ou misterioso, mas sim, real. Somos convidados a sair das nossas reclusões, a escolher a vida, a desenvolver todas as nossas capacidades de crer, esperar e amar, para nos tornarmos assim plenamente homens ou mulheres.

LUCAS MENDONÇA RAMOS,

professor, 20 anos

BOA DICA

róquia, o Centro Cultural Beato Pedro Donders, situado atrás da Igreja. O novo Centro Cultural recebeu seu nome em homenagem ao missionário redentorista, Beato Pedro Donders, conhecido como o apóstolo dos leprosos e padroeiro da assistência social, teve suas atividades missionárias no extremo norte do Pará e no Suriname, atendendo os ribeirinhos e garimpeiros, e seu tumulo está na Catedral da cidade de Paramaribo. O espaço foi preparado especialmente para os mais diversos eventos, e conta com uma cozinha, depósitos, palco, dois camarins, banheiros, quadra de esporte e sonorização. A exe-

LIVROS E CD'S

n PEDRO - DVD (Paulinas, R$31,16)

O

cução da obra durou mais de quatro meses para ficar pronta e é aguardada com grande expectativa pelos paroquianos. O baile de Carnaval terá início às 10h00 com apresentações artísticas de marchinhas de carnaval, concurso de fantasias, música ao vivo, brincadeiras com crianças, bingo e carreata do Bloco da Paz, que percorrerá a área externa da igreja Matriz. A programação saudável é aberta para as famílias que buscam uma alternativa saudável e santa para confraternizar. A Matriz de Perpétuo Socorro está situada na Rodovia Arthur Bernardes, 480, Telégrafo. Informações: 3233-1797.

filme apresenta um dos principais eventos de todos os tempos: a introdução do Cristianismo em Roma e por todo o Império romano. É a história de uma cidade e seus habitantes em um momento crítico. Mostra uma comunidade que testemunha corajosamente a sua fé e em meio a dificuldades persevera no seguimento de Jesus, com a ajuda desses dois homens carismáticos: Pedro e Paulo.

n AS FESTAS CRISTÃS

- Livro (Paulus, R$30,40)

A

s festas religiosas são numerosas e dão ritmo à nossa vida, mas, para muitos, elas perderam seu sentido. A finalidade desse livro é reencontrar esse sentido e pôlo ao alcance de todos numa linguagem simples e clara.


BELÉM, DE 15 A 21 DE FEVEREIRO DE 2019

Caderno Dois

Abertura do Ano Jubilar - 300 anos da Diocese de Belém

LUIZ ESTUMANO

Programação especial será sexta-feira, 22, no Mangueirinho

E

stá sendo finalizada a etpa dos preparativos da solenidade de abertura do Ano Jubilar que celebrará os 300 anos de criação da Diocese de Belém do Pará, festa que a Igreja de Belém irá vivenciar na próxima sexta-feira, 22, a partir das 16h, na Arena Guilherme Paraense, o Mangueirinho. A cerimônia de abertura terá a participação das paróquias das sete Regiões Episcopais da Arquidiocese de Belém que vivenciarão a ocasião histórica para a Arquidiocese de Belém envolvidos pelo tema “Anunciando o Evangelho de Jesus Cristo na Amazônia” e o lema “Ide e anunciai…” (Mc 16, 15). De acordo com a organi-

zação da solenidade, a culminância da abertura se dará com a Santa Missa solene a ser presidida pelo Núncio Apostólico no Brasil, Dom Giovanni D´Aniello. As comunidades diocesanas estarão identificadas por camisas de cores diferentes e adentrarão o ginásio em equipes portando estandartes e bandeiras pastorais, representando a presença missionária da Arquidiocese de Belém nas paróquias onde atuam. Os portões do ginásio Manguerinho estarão abertos ao público na parte da tarde, a partir das 16 horas para a melhor acomodação de todos no local. A chegada cedo ao ginásio também facilitará a organização das homenagens que

w DIOCESE de Belém do Pará, a grande homenageada com o Ano Jubilar

serão prestada no decorrer da cerimônias, orinta a organização do evento. A Santa Missa solene será às 19h, e durante a celebração, além dos representantes ds regiões episcopais, haverá o momento de entrada da imagem de Santa Maria de Belém, a padroeira da Arquidiocese de Belém e também a padroeira da cidade de Belém. A organização da solenidade está sob a responsabilidade do Monsenhor Raimundo Possidônio da Mata (Monsenhor Cid), Coordenador de Pastoral e Vigário Geral da Arquidioce-

se de Belém. Ele explica que a solenidade de abertura, com a participação de todas forças vivas da Igreja de Belém representa um movimento concreto de unidade do povo de Deus, assim como "a uniadde da Igreja nesta data tão significativa para a evangelização da Amazônia". A Missa contará com a presença dos Bispos de Belém, o Arcebispo Metropolitano, Dom Alberto Taveira Corrêa, e seus auxiliares, os bispos Dom Irineu Roman e Dom Antônio de Assis Ribeiros, os quais acolherão todo o clero arquidioce-

sano, assim como convidados. FAMÍLIA NAZARÉ

A Fundação Nazaré de Comunicação depende de doações para continuar divulgando a obra de evangelização da Arquidiocese de Belém. Assim, na abertura, agentes identificados com a marca da campanha Seja + Um sócio evangelizador acolherão novos benfeitores desta obra de Deus. Participe! Ligue (91) 4006-9211 ou acesse o facebook.com/FNCBelem ou o aplicativo de mensagens instantâneas no número (91) 99315-5743.

Arcebispo convida para a abertura solene O Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa, e diretores da Festa de Nossa Senhora de Nazaré foram recebidos no Palácio do Governo do Estado do Pará pelo governador Helder Barbalho e pelo vice-governador Lúcio Vale, acompanhados das respectivas esposas, Daniela Barbalho e Andrea Vale, na tarde do dia 7.O Arcebispo convidou os governantes para os festejos pelos 300 anos de criação da Diocese de Belém do Pará, celebração solene que acontecerá no próximo dia 22, na Arena Gui-

lherme Paraense (Mangueirinho), com a Santa Missa presidida pelo Núncio Apostólico no Brasil, Dom Giovanni D´Aniello. A celebração marcará solenemente na Arquidiocese de Belém a abertura do Ano Jubilar pelos 300 anos de criação da Diocese de Santa Maria de Belém do Pará. A Diocese foi elevada à Arquidiocese de Belém em 1906, logo a Diocese é mais antiga. Além desse tema, o diretorcoordenador do biênio 2018/2019 da Diretoria da Festa de Nazaré, Cláudio Acatauassú,

CAMPANHA SEJA MAIS UM - Colabore com a obra de evangelização da Arquidiocese sendo mais um benfeitor da Fundação Nazaré de Comunicação. O cadastro pode ser feito pessoalmente na sede da Fundação, situada na avenida José Malcher, nº 915 – Edifício Paulo VI, Nazaré, de segunda a sábado, das 7h às 19h. Ou pelos sites oficiais (www.sejamaisum.com), (www.fundacaonazare.com.br), ou pelo telefone (91) 4006-9211. Se preferir entrar em contato por e-mail, envie mensagem para famjor@fundacaonazare. com.br e faleconosco@fundacaonazare.com.br

DIVULGAÇÃO

gestão, apesar das grandes dificuldades que sabemos que o poder público está enfrentando”, frisou Acatauassu. EVANGELIZAÇÃO

w VISITA Dom Alberto entrega convite ao Governo: 300 anos da Diocese

também apresentou ao governador um relatório sobre o Círio 2018 e falou sobre as dificuldades que a Diretoria da Festa

enfrenta para realizar a festa de devoção mariana capital paraense, considerada um dos maiores eventos católico

do mundo. “Temos certeza de que a parceria do Governo do Estado com o Círio continuará firme e forte nesta nova

Aualmente, a Arquidiocese de Belém conta com 240 sacerdotes, 153 diáconos e 89 paróquias, divididas em sete regiões episcopais. A procissão do Círio de Nazaré, que acontece sempre no segundo domingo de outubro, é considerada como um dos maiores eventos do tipo no mundo, e leva às ruas da capital paraense cerca de 2 milhões de pessoas.


2

Igreja

BELÉM, DE 15 A 21 DE FEVEREIRO DE 2019

Côn. Cláudio Barradas

Miscelânea

(claudiobarradaspe@gmail.com)

Contestação III

N

ão é de estranhar, muito pelo contrário, perfeitamente compreensível, que o cidadão do segundo vídeo, a que casualmente assisti em recente noite de insônia, tenha afirmado categoricamente que o Espírito Santo não existe. Razão: contendo a Bíblia a seu ver inúmeros erros e sendo nela que mais se fala do Espírito Santo, mais que natural que, pela lógica, a existência da terceira pessoa da Santíssima Trindade seja um deles. Aceitá-la é que seria de se estranhar. Já que acabo de afirmar que nela é que mais se fala do Espírito Santo, seja-me permitido provar a veracidade dessa afirmação. Embora, segundo a Concordância Bíblica, edição da Sociedade Bíblica do Brasil, Brasília, 1975, no Primeiro Testamento – não gosto das expressões Antigo e Velho – Ele seja citado 81 vezes – 3 em Gênesis; 2 no Êxodo; 7 em

Números; 7 em Juízes; 7 em 1 Samuel; 1 em 2 Samuel; 2 em 1 Reis; 1 em 2 Reis; 1 em 1 Crônicas; 4 em 2 Crônicas; 1 em Esdras; 1 em Neemias; 1 em Jó; 5 em Salmos; 17 em Isaías; 13 em Ezequiel; 2 em Joel; 2 em Miquéias; 1 em Ageu; e 3 em Zacarias – fico com o Segundo Testamento (Novo Testamento). A menos que minha contagem esteja errada, - espero que não – só nele o Espírito Santo é citado, ao todo, 226 vezes. Em Mateus 12 vezes; em Marcos 6; em Lucas 17; em João 14; nos Atos 55; na Carta aos Romanos 22; na 1ª Coríntios 22; na 2ª Coríntios 9; em Gálatas 14; em Efésios 11; em Filipenses 3; em Colossenses 1; na 1ª Tessalonicenses 4; na 2ª Tessalonicenses 1; na 1ª Timóteo 1; na 2ª Timóteo 1; na Carta a Tito 1; na Carta aos Hebreus 7; na Carta a Tiago 1; na 1ª Pedro 4; na 2ª Pedro 1; na 1ª João 7; na Carta de São Judas 2; no Apocalipse 10. Especifico-os,

2º Caderno DIVULGAÇÃO

w PENTECOSTES: o Espírito Santo, sob a forma de línguas de fogo

um a um, para, caso o leitor não acredite, poder verificá-lo pessoalmente em sua Bíblia, qualquer que ela seja. Mateus: 1,18; 1,20; 3,11; 3,16; 4,1; 10,20; 12,18; 12,28; 12,31; 12,32; 22,43; 28,19. Marcos: 1,8; 1, 10; 1,12; 3,29; 12,36; 13,11. Lucas: 1,15; 1,35; 1,41; 1,67; 2,25; 2,26; 2,27; 3,16; 3,22; 4,1, duas vezes; 4,14; 4,18; 10,21; 11,13; 12,10; 12,12.

João: 1,32; 1,33, duas vezes; 3,5; 3,6; 3,8; 3,34; 7,39, duas vezes; 14,17; 14,26; 15,26; 16,13; 20,22. Atos: 1,2; 1,5; 1,8; 1,16; 2,4, duas vezes; 2,17; 2,18; 2,33; 2,38; 4,8; 4,25; 4,31; 5,3; 5,9; 5,32; 6,3; 6,5; 6,10; 7,51; 7,55; 8,15; 8,17; 8,18; 8,19; 8,29; 8,39; 9,17; 9,31; 10,19; 10,38; 10,44; 10,45; 10,47; 11,12; 11,15; 11,16; 11,24; 11,28; 13,2; 13,4; 13,9; 13,52; 15,8; 15,28;

Diác. Benedito Otávio

Santos da semana

(artpresent@superig.com.br)

19/02 - TERÇA-FEIRA São Ásia de Antioquia - Médico e Mártir

15/02 - SEXTA-FEIRA Beato Ângelo Scarpetti - Sacerdote Eremita

Mencionado no Martirológio de Rabban Slibá, séc. XIII, nos dias 1 e 15 tesrín qdem - outubro, 19 sbat – fevereiro, e 27 de Tammuz - julho, datas provavelmente de vários martírios. É também chamado de Pantaleão ou Pantaleone, comemorado em 27 de julho. Nos questionamentos entre gregos e sírios, sobressaiu o siríaco. “Ásia” significa médico e comprovou-lhe a existência em Antioquia. Foram-lhe atribuídas muitas curas. Morto por professar sua fé devido a intolerância no séc. III.

Nasceu na Itália, séc. XIII, em Sansepolcro,cidade fundada a partir de uma pedra extraída do Sto. Sepulcro na Palestina. Ingressou no convento dos Eremitas de João, o Bom. Mais tarde, esse convento foi transferido para a Ordem dos Eremitas de S. Agostinho. Segundo muitos relatos ele operou milagres ainda em vida, inclusive a ressurreição de um homem condenado à morte. Possuía um coração bondoso. Seu carisma: convencer as pessoas a praticar o bem. Seu processo de canonização começou muito tarde, em 1905. Foi beatificado em 1922.

20/02 - QUARTA-FEIRA Santo Euquério de Orléans - Bispo

16/02 - SÁBADO Beato Mariano Arciero - Sacerdote Nasceu em Contursi, Província de Salermo, Itália, 1707. De família muito pobre, fez trabalhos domésticos até Dom Emanuel levá-lo sob seus próprios cuidados. Foi catequista de crianças. Estudou literatura e filosofia. Aprendeu a Teologia com Dom Emanuel. Foi grande exemplo para o clero napolitano. Mostrou grande caridade nos becos e hospitais, estendendo-a a outras dioceses, foi o chamado o “Apóstolo da Calábria”. Em seu velório uma freira afirma ter visto sua alma sair-lhe do corpo e ser levada por anjos. Beatificado em 2012. 17/02 - 6º DOMINGO DO TEMPO COMUM São Mesrop - Doutor da Igreja da Armênia A Igreja da Armênia não faz parte do grande bloco oriental, apesar de estar no oriente. É uma Igreja particular, mas que mantém uma certa comunhão com o Santo Padre, ou seja, uma das Igrejas “sui júris”. Evangelizada pelos apostolos Bartolomeu e Judas Tadeu e fundada por S. Gregório, o Iluminador, em 301. Papel de Mesrop (362 a 441): criar o alfabeto armênio e traduzir os textos bíblicos e litúrgicos para o vernáculo armênio, livrando o povo do paganismo sírio.

16,6; 16,7; 19,2, duas vezes; 19,6; 19,23; 20,28; 21,4; 21,11; 28,25. Romanos: 5,5; 8,2; 8,4; 8,5; 8,6; 8,9, três vezes; 8,11, duas vezes; 8,13; 8,14; 8,16; 8,23; 8,24, duas vezes; 9,1; 14,17; 15,13; 15,16; 15,19; 15,30. 1ª Coríntios: 2,10, duas vezes; 2,11; 2,12; 2,13; 2,14; 3,16; 6,11; 6,19; 7,40; 12,3, duas vezes; 12,4; 12,7; 12,8, duas vezes; 12,9, duas vezes; 12,11; 12,13, du-

as vezes. 2ª Coríntios: 1,22; 3,3; 3,8; 3,17, duas vezes; 3,18; 5,5; 6,6; 13,13. Gálatas: 3,2; 3,3; 3,5; 3,14; 4,6; 4,29; 5,5; 5,16; 5,17; 5,18; 5,22; 5,25, duas vezes; 6,8. Efésios: 1,13; 2,18; 2,22; 3,5; 3,16; 4,3; 4,4; 4,30; 5,18; 6,17; 6,18. Filipenses: 1,19; 2,1; 3,3. Colossenses: 1,8. 1ª Tessalonicenses: 1,5; 1,6; 4,8; 5,9. 2ª Tessalonicenses: 2,13. 1ª Timóteo: 4,1. 2ª Timóteo: 1,14. Tito: 3,5 Hebreus: 2,4; 3,7; 6,4; 9,8; 9,14; 10,15; 10,29. Tiago: 4,5. 1 Pedro: 1,2; 1,11; 1,12; 4,14. 2 Pedro: 1,21. 1 João: 3,24; 4,2; 4,13; 5,6, duas vezes; 5,7; 5,8. Judas: 19; 20. Ap: 1,4; 2,7; 2,11; 2,17; 2,29; 3,6; 3,13; 3,22; 4,13; 22,17. Antes que a cabeça e a vista de meu pacientíssimo leitor fiquem zonzas com tantos números, o que é bem possível, pingo o ponto final. Até à semana vindoura se for da vontade de Deus. Shalom!

18/02 - SEGUNDA-FEIRA Beata Gertrude Comensoli - Virgem Já na infância demonstrava uma singular e precoce sensibilidade eucarística. Recebeu a 1ª Comunhão aos 7 anos com muito entusiasmo. Ingressou na Companhia de Santa Ângela Merici, mas teve de voltar para casa, a fim de ajudar a família. Mais tarde, em 1879, criou a Congregação das Irmãs Sacramentinas, reconhecida oficialmente pelo Vatcano em 1906, voltada para a instrução de meninas, com forte carisma eucarístico. João Paulo II beatificou-a em 1989. Uma de suas frases prediletas: “Jesus, amar-te e fazer-te amado”.

Destacou-se desde jovem pela sabedoria, santidade e devoção a Maria Santíssima. Fez-se monge e, algum tempo depois, tornou-se bispo de sua cidade natal, Orléans, França. Durante 15 anos cumpriu os deveres episcopais, até que, devido a intrigas na corte francesa, foi exilado para Hasbain, próximo a Liège, Bélgica, por determinação de Carlos Martel, governante dos reinos francos. Ali viveu seis anos de recolhimento em um mosteiro, até a morte em 20 de fevereiro de 738. 21/02 - QUINTA-FEIRA Beatos Baltazar, Inácio e Antonio Uchibori - Mártires Em Shimabara, perto de Nagasaki, Japão, aconteceu a história do martírio de três jovens irmãos da família Uchibori: Baltazar, provavelmente o mais velho, Antonio, 18 anos, e Inácio, 5. Filhos do também Beato Paulo Uchibori, que igualmente sofreu o martírio, uma semana mais tarde, em Unzen, 1627. Todos, vítimas da terrível perseguição sofrida naquele país. Foram beatificados em 24 de novembro de 2008, juntamente com outros 185 mártires japoneses, pelo Papa Bento XVI.


2º Caderno

BELÉM, DE 15 A 21 DE FEVEREIRO DE 2019

Arquidiocese

Paróquia de Aparecida acolhe padre Wagner Lima

LUIZN ESTUMANO

Arquidiocese de Belém segue com as mudanças paroquiais

D

omingo, dia 10 de fevereiro, a Arquidiocese de Belém empossou três novos párocos para assumirem o pastoreio nos bairros da Pedreira e do Guamá, na capital paraense, e em Ananindeua, na região metropolitana. Os paroquianos da Paróquia Nossa Senhora da Con-

ceição Aparecida, Nossa Senhora Auxiliadora e Santo Antônio do Tucunduba conheceram seus novos párocos. Dom Irineu Roman, um dos bispos auxiliares de Belém, presidiu a Missa solene da posse do padre Hellyson Wagner Amaral de Lima na Paróquia Nossa Senho-

w PADRE WAGNER recebe de Dom Irineu Roman as chaves da paróquia

ra da Conceição Aparecida, localizada no bairro da Pedreira, às 18h. As expectativas do padre Wagner o levam a um projeto de incentivar a missionariedade dos fiéis. “O projeto para Aparecida é o projeto

da Igreja de Belém. A partir da conversa que tive com os nossos bispos é o trabalho, sobretudo, da missionariedade em toda a área da Pedreira. É uma paróquia muito grande, uma das maiores, quanto à

população, na arquidiocese. Então, nos empenharemos para que seja feita essa animação missionária nas comunidades, sobretudo, no meio do nosso povo espalhado em toda região da paróquia”, explica o

5 3

sacerdote. A comunidade lotou a igreja para a celebração que contou também com a presença de amigos e familiares do padre Wagner, como os seus pais Dorival Lima e Nilce Amaral de Lima. A paroquiana Eliane Santos percebe o novo tempo para sua paróquia com muitas expectativas. “Que ele dê continuidade ao trabalho que o outro pároco estava fazendo e venha acrescentar, que ele evangelize bem o nosso povo”. Dorival Lima, pai do sacerdote, assistiu à posse e pede a Deus que o filho consiga realizar o seu projeto de evangelização naquela paróquia. “Eu desejo que ele tenha bastante êxito junto com os fiéis. Sei que só ele não pode progredir. Os fiéis tem que ajudá-lo de toda a maneira”.

Fiéis acolhem padre Sebastião Antero no Tucunduba O novo pároco da Paróquia Santo Antônio do Tucunduba é o padre Sebastião Nazaré Antero, que também tomou posse no domingo, 10 de fevereiro, durante a Santa Missa solene, presidida às 9h por Dom Irineu Roman, um dos bispos auxiliares de Belém, na igreja situada no bairro do Guamá. Padre Sebastião irá partilhar com o rebanho boa parte da vivência na Paróquia São Judas Tadeu, no bairro da Condor, em Belém, onde ele atuou por mais de três anos como vigário paroquial. A Paróquia Santo Antônio do Tucunduba caminhará a partir de agora sob o pastoreio do terceiro pároco

daquela comunidade. Padre Sebastião recebe a missão pastoral como uma oportunidade de crescimento espiritual e pastoral. “Esta é uma área de missão com seus desafios e problemas importantes. Diante de todas essas necessidades pastorais da paróquia, estamos aqui para começar um novo trabalho e dar continuidade àquilo que já foi começado. Desafios virão e, diante de toda essa dimensão, nós estaremos fazendo o possível para vencelos, como um pastor que realmente cuida do seu rebanho. Mais do que servir à paróquia, também viveremos juntos um aprendizado”. O povo de Deus com-

DIVULGAÇÃO

w MOMENTO da posse de padre Sebastião no Tucunduba

pareceu à igreja para receber o novo pároco com muita alegria. A expectativa entre os paroquianos é que a comunidade

possa crescer mais na evangelização.Orlandino Viana, ministro da Eucaristia. “Espero que ele venha crescer conosco

na evangelização”. “Tudo dará certo na nova missão do padre Sebastião”, afirmou, animada, a paroquiana

Lucimar Vinhas. “Os padres que passaram por aqui também foram ótimos e eu espero que ele seja ótimo também, que traga a palavra de Deus, que nós estamos precisando muito, muita paz, muita alegria”. Paróquia - Erigida no governo diocesano do Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa, a Paróquia Santo Antônio do Tucunduba foi fundada a 28 de dezembro de 2011, sendo desmembrada da Paróquia São Francisco de Assis (Capuchinhos). Atua animada também pelas comunidades São José, Divina Misericórdia, Jesus de Nazaré, Guadalupe e Nossa Senhora Aparecida.

Padre Márcio Motta assume a Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora A Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora, em Ananindeua, também prestigiou a posse de seu novo pároco no domingo, 10 de fevereiro, pela manhã, durante a Missa solene presidida por Dom Antônio de Assis Ribeiro, um dos bispos auxiliares. Padre Márcio José de Sousa Motta passa a dirigir a caminhada de evangelização daquela igreja, situada no bairro Anita Gerosa. Padre Márcio leva para os novos paroquianos a experiência vivida como pároco da Paróquia Nossa Senhora da Conceição Aparecida, no bairro da Pedreira, em Belém, onde trabalhou cerca de cinco anos. O sacerdote chega à paróquia com grande expectativa, pois é a primeira vez que atuará nessa área da região metropo-

litana. “É sempre uma expec t at i va. N u nc a trabalhei aqui antes, nem mesmo como seminarista. É a primeira vez que venho, e agora como sacerdote. Venho de coração aberto para todos, para acolher a Igreja Matriz, as capelas, todos os fiéis de toda esta grande área paroquial”, comentou. Os paroquianos também acolheram padre Márcio muito esperançosos de renovação haja vista a experiência do novo pároco. “Ele já vem de outra comunidade. Nós esperamos, da mesma forma que ele veio da outra comunidade, ele traga coisas novas também pra nós. A gente se renova todo dia, a Igreja se renova todo dia. Então, cada vez mais, nós temos que estar aprendendo. Que ele venha de

DIVULGAÇÃO

w DOM ANTÔNIO preside a posse do padre Márcio em Ananindeua

coração e venha trazendo coisas boas para nós. Coisas novas que estamos ansiosos de aprender e a nossa Igreja precisa”, opinou o guarda paroquial Edilson Costa. O novo pároco recebeu o carinho dos

paroquianos também na forma de presente: uma imagem de Nossa Senhora Auxiliadora. Conhecer a realidade de sua nova missão é a prioridade do padre Márcio. “O meu primeiro gesto será celebrar em

cada capela para ter essa convivência, contato e conhecimento e, aos poucos desenvolver o que a Arquidiocese pede no seu plano de pastoral: uma igreja aberta, uma igreja presente”, explicou. A paróquia - No dia

24 de maio de 2011, o Arcebispo Dom Alberto Taveira Corrêa, oficializou a ereção da Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora na área antes conhecida como a comunidade de Santana do Aurá. A paróquia foi desmembrada da Paróquia Nossa Senhora das Graças, a Matriz de Ananindeua, e a evangelização local é realizada com apoio de 12 comunidades: Beato João Paulo II, Divino Espírito Santo, Nossa Senhora Desatadora dos Nós, Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, Sagrado Coração de Jesus, Santíssima Trindade, Santo Antônio de Pádua, São Benedito dos Inocentes, Nossa Senhora Mãe da Divina Providência, São Frei Galvão, Nossa Senhora Rainha dos Mártires e São José Operário.


Igreja 2º Caderno Cetel finaliza tradução do Missal Romano 4

BELÉM, DE 15 A 21 DE FEVEREIRO DE 2019

Comissão trabalha há 12 anos buscando sempre manter a fidelidade aos textos bíblicos

R

eunidos desde o dia 12, terça-feira, na sede provisória da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em Brasília (DF), os membros da Comissão Episcopal de Textos Litúrgicos (Cetel) finalizaram dia 14, quinta-feira, a tradução do Missal Romano. Dom Armando Bucciol, presidente da Comissão para a Liturgia da CNBB, relatou que no momento o grupo está terminando a parte da Missa dos Defuntos, última do Missal. “Temos somente um apêndice, mas estamos graças a Deus vislumbrando a conclusão”, disse.

Ainda conforme o bispo, a Comissão já trabalha há 12 anos realizando todo esse processo. “É um trabalho árduo, difícil, mas levado em frente com afinco, com alegria, com muito amor a Igreja, para poder oferecer um texto litúrgico sempre mais transparente, bonito e também fiel aos textos originais”, argumentou. Padre Leonardo Pinheiro, assessor da Comissão chamou atenção para o fato de que embora o grupo esteja empenhado em terminar a tradução até quinta-feira, isso não significa que os trabalhos chegarão ao fim. “Todo o conteúdo ainda precisa ser colo-

FOTOS: DIVULGAÇÃO

w REUNIDOS Bispos finalizam o trabalho sobre o Missal Romano

cado, trabalhado junto, editado, depois ser encaminhado a Roma para receber a confirmação, para só depois pensarmos em todo o trabalho

de editoração, de impressão junto à Edições CNBB, à gráfica para termos o nosso missal para o uso na liturgia”, ponderou.

O trabalho, de acordo com o padre, já vem sendo pouco a pouco encaminhado aos bispos do Brasil. “Ano passado nós terminamos a últi-

ma parte das missas por diversas circunstâncias, fizemos toda a parte das missas votivas e iniciamos essa dos defuntos, então essa última parte das missas em diversas necessidades e as missas votivas já foram encaminhadas para todos os bispos, já foram recebidas algumas contribuições de correção, de avaliação”, explicou. Essa é a última reunião da Cetel antes da próxima Assembleia Geral da CNBB, que acontecerá de 1 a 10 de maio, em Aparecida (SP). Agora, a expectativa é levar o trabalho realizado para apreciação dos bispos que lá estarão.

Retiro regional da Pastoral Familiar

w AGENTES participaram de formação com Dom José Luiz Azcona

A Pastoral Familiar do Regional Norte 2 da CNBB promoveu em Marabá, sudoeste paraense, a quarta edição de seu retiro anual que, neste ano, teve por tema: “A conversão e a missão da Família”. A pregação do retiro ficou a cargo do bispo prelado emérito do Marajó, dom José Luís Azcona Hermoso. O bispo é referencial da Família no Regional Norte 2.

O retiro ocorreu entre os dias 8 e 10, na Casa Sagrado Coração de Jesus, bairro Belo Horizonte. Esta foi a primeira vez que o retiro anual da Pastoral Familiar não ocorreu em Belém. A ideia, segundo Luciana Limão, coordenadora regional da pastoral, é dinamizar os encontros e propor maior participação de outros agentes da pastoral.

Iniciado na tarde da sexta-feira, 08, o encontro contou com momentos de deserto, oração, Missas, meditações e pregações. O encerramento foi no domingo com o almoço. Quem marcou presença também foi o assessor eclesiástico da Pastoral Familiar, Pe. Acácio Carlos Cardoso, e o bispo de Marabá, dom Vital Corbellini.

Pará terá R$ 2,7 bilhões em investimento em 2019

“N

ão quero derrubar as árvores, eu quero plantar!”: Esse é um dos lemas de vida do Evaldo Silva, morador da Ilha de Mosqueiro. Junto com a esposa, Roziane Silva, eles são agricultores familiares e mantém uma produção de frutas, hortaliças e galinhas caipiras. Assim, oferecem produtos de qualidade ao público por meio da agricultura familiar, fomentando esse importante segmento da economia do Pará. Para realizar e ampliar mais iniciativas como esta no Pará, o governador do Estado, Helder Barbalho, e o presidente

do Banco da Amazônia, Valdecir Tose, assinaram o Protocolo de Intenções para Aplicação de Recursos em 2019. Neste ano, a instituição disponibilizará R$ 3,48 bilhões para todos os setores econômicos, além de contar com novas oportunidades para o setor de Infraestrutura e para a produção de Energia Verde. De acordo com o presidente do Banco, Valdecir Tose, no ano de 2018, o Banco da Amazônia aplicou R$ 1,6 bilhão, somente com recursos do FNO, em negócios no Pará. “A expectativa é ampliar este resultado pa-

ra 2019 em parceria com o governo do estado. Por isso, a importância da assinatura deste protocolo para firmar o compromisso de aplicar os recursos de fomento disponíveis para o desenvolvimento das potencialidades econômicas paraenses”, ressalta o presidente, que também destacou a participação do Banco nesse cenário, pois 73,9% do crédito de fomento realizado no Estado contam com recursos da instituição, principalmente, com verbas federais via o Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO).

O

o Banco disponibiliza novas linhas de crédito para movimentar ainda mais o Estado. Seguindo as expectativas do mercado, que apontam para o crescimento de 44% da produção de Energia Solar no país, os paraenses contarão com uma nova oportunidade para investirem na implantação desta tecnologia nas residências: o FNO - Energia Verde. Além deste lançamento, visando melhorar a qualidade de vida dos cidadãos, o Banco lança o FNO - Infraestrutura, linha com recursos destinados para obras como saneamen-

to básico, telecomunicações, transporte, dentre outras. FNO - Com a atuação do Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO), principal fonte de recursos do Banco, a região amazônica conquistou resultados positivos, como a diminuição da pobreza, a geração de emprego e renda, a contenção do êxodo rural, a inclusão social e a redução das desigualdades intra e inter-regionais. “Os impactos são imensos, pois a cada 100 empresas ou novos negócios que tomam recursos de fomento, 63 têm a participação do Banco.

TERCEIRA PARTE

YOUCAT J o r n a l Vo z de Nazaré segue os estudos sobre o YOUCAT Catecismo da Igreja Católica, escrito para JOVENS que querem saber em que acreditam. Este projeto iniciou-se por ocasião da Jornada Mundial da Juventude, Rio, 2013.

NOVIDADES - Em 2019,

A VIDA EM CRISTO SEGUNDA SEÇÃO: OS DEZ MANDAMENTOS SEGUNDO CAPÍTULO

Ama o teu próximo como a ti mesmo é permitido o da força militar? 399-usoQuando O uso da força militar só se justifica em casos de extrema necessidade. São válidos os seguintes critérios para uma “guerra justa”: 1. Tem de haver autorização da legítima autoridade. 2. Tem de haver um motivo justo. 3. Tem de haver uma intenção justa. 4. Uma guerra tem de ser uma última possibilidade. 5. Os meios utilizados têm de ser proporcionais. 6. Tem de haver possibilidade de êxito. [2307-2309]

6º Mandamento: Não cometerás adultério!

400

- O que significa dizer que o ser humano é um ser sexual?

Deus criou o ser humano homem e mulher. Ele os fez um para o outro e para o amor. Ele concebeu-os com desejos eróticos e com a capacidade de ter prazer. Ele criou-os para transmitirem a vida [2331-2333, 2335, 2392].


2º Caderno

BELÉM, DE 15 A 21 DE FEVEREIRO DE 2019

Arquidiocese

5 5

Terço dos Homens em comemoração 10 anos do movimento na Matriz da Paróquia de Santa Edwiges, no bairro da Nova Marambaia

O

s dez anos de existência do movimento Terço dos Homens Mãe Rainha (THMR), implantado na Matriz da Paróquia de Santa Edwiges, bairro da Nova Marambaia foi marcado com Santa Missa presidida por Dom Irineu Roman, um dos Bispos Auxiliares de Belém e concelebrada pelo padre Luciano Costa vigário da matriz, na última segunda-feira, dia 10. A ocasião reuniu os membros do movimento, o coordenador do Grupo Arquidiocesano Terço dos Homens Mãe Rainha (THMR), Edmilson Viana e os paroquianos. A celebração com a presidência de Dom Irineu Roman, foi um convite dos membros do movimento que reconheceram o papel do sacerdote, pois em 2009, ano de implantação do movimento, ele era o pároco da matriz de Santa Edwiges e, foi um grande incentivador na criação

do Terço dos Homens, movimento que resgata a ação do homem na Igreja, como apóstolo e gestor de um mundo novo, que unidos a Maria, Mãe Rainha e Mestra, conduz no caminho de fé, em direção à Cristo e a Deus Pai. Pela ocasião da solenidade de Nossa Senhora de Lourdes, Dom Irineu destacou em sua homilia, o pedido de Nossa Senhora - a Oração, Conversão e Caridade. Segundo padre Idair Bonadiman, pároco da matriz de Santa Edwiges, o que chamou a atenção durante a homilia foi o pedido da Mãe de Deus, Nossa Senhora. “Ele apresentou esses aspectos que os homens sejam pessoas de oração, que as famílias sejam de oração, que é preciso estar em um constante processo de conversão e que o exercício da caridade é fundamental”. O pároco, Idair Bonadiman, reconhece o

FOTOS: DIVULGAÇÃO

w MOMENTO reuniu membros do grup e diversos paroquianos

papel dos homens no movimento, na Igreja e nas famílias: “É uma benção de Deus! Com o Terço dos Homens, estamos garantido na matriz e nas comunidades lideranças que assumem um compromisso, e o mais importante; o resgate do homem. Se o homem vem para Igreja, vem a mulher, vem os filhos, então acaba

trazendo toda família. Quando ele toma um caminho bom a família tende a seguir”. Segundo Rosivaldo Braga, coordenador do movimento Terço dos Homens Mãe Rainha (THMR), da matriz da Paróquia de Santa Edwiges, houve um grande progresso, porém há muito a ser feito. “Eu espero que a gente con-

EAPADI capacita novas lideranças A Equipe Arquidiocesana da Pastoral do Dízimo (EAPADI) promove um curso para coordenadores paroquiais e diocesanos da Pastoral do Dízimo. Os estudos serão realizados em dois módulos que totalizarão 18h de carga horária, no Salão Paroquial de Santa Rita de Cássia, em Ananindeua-PA. As inscrições custam R$ 35 e poderão ser feitas ao dia 15/03. O valor corresw FORMAÇÕES tem o objetivo de desenvolver bem a missão de partilhar ponde ao curso todo. Entre os objetivos da capacitação, estão: a da CNBB; a reflexão so- namento do trabalho da turno da manhã. reflexão sobre a lideran- bre o perfil e atribuições Pastoral do Dízimo no Informações: (91) ça cristã na história da do coordenador (a) de contexto paroquial. 3212-9411; e-mail: arsalvação, relacionada ao Pastoral do Dízimo; avaO primeiro módulo já quidiocesedebelem.eatrabalho da Pastoral do liação da importância do será nos dias 23 e 24 de padi@gmail.com ou faDízimo; a compreensão planejamento, plano de março. O segundo e úl- lar com Eliézer Martins do contexto paroquial; a ação, calendário e pau- timo ocorre nos dias 27 no telefone celular/aplicompreensão sobre o dí- ta para a organização, e 28 de abril. Em ambas cativo de mensagens inszimo no documento 106 dinamização e o funcio- as datas, o curso será no tantâneas: 98133-8494.

tinue trabalhando firme na fé e nós estamos convidando mais homens pra rezarmos e fazermos um trabalho evangelizador, mas ainda precisa ser feito muito mais”, disse. Ao término da celebração houve uma partilha com a presença dos membros do movimento e a comunidade. O movimento que resgata o homem para o am-

biente da Igreja tem os trabalhos voltados para oração, atendimentos, caridade e apoio as famílias e comunidades. Na matriz, às segundasfeiras, às 19h30 ocorre a recitação do Terço dos Homens e na última segunda-feira do mês, às 19h30, é celebrado a Missa da Família, organizada pelos membros do movimento. Segundo o coordenador Rosivaldo Braga, cerca de 100 homens atuam no movimento implantado na matriz e há pequenos grupos inseridos em comunidades pertencentes à matriz de Santa Edwiges, localizada no Conjunto Panorama XXI, Quadra 09, bairro Nova Marambaia. Em Belém, o Grupo Arquidiocesano Terço dos Homens Mãe Rainha (THMR) foi fundado no dia 20 de março de 2006 e, possui integrantes nas sete Regiões Episcopais da Arquidiocese de Belém.

Encontro Magis Folia

O

próximo evento da comunidade Magis será durante a quaresma, pois, período de especial significado para a comunidade cristã, onque representa um convite à mudança, levando a recordar a fragilidade da vida humana e assim apresentar um sentido maior para vivencia-la. É com esse sentimento que o Centro MAGIS Amazônia faz um convite aos jovens para uma experiência humana e espiritual, o Magis Folia que será realizado no período de 2 a 5 de março, em Belém (PA). Esse será um tempo favorável para ordenar a própria vida na direção do sonho de Deus para a humanidade.

Embasada na espiritualidade inaciana, a experiência de carnaval tem como proposta priorizar espaços em que os jovens possam estar com outros jovens, tecendo redes de convivência, partilhando fé e vida, unindo experiências nos eixos espiritual, socioambiental, artística e cultural, objetivando torná-lo questionador de sua própria realidade e desejosos em ser mais para os demais. As inscrições estão abertas e podem ser feitas durante a semana no centro, na Avenida Governador José Malcher, 1169, bairro de Nazaré em Belém. Para mais informações, ligue: (91) 98322-0075.

Renovação Carismática promove retiro latino-americano no Brasil O Conselho Católico Carismático Latino-americano (CONCCLAT) promove o Retiro Latinoamericano de Sacerdotes da Renovação Carismática Católica no período de 19 a 22 de agosto, no Centro de Eventos Padre Vitor Coelho de Almeida, em Aparecida (SP). O encontro fechado objetiva reunir padres e bispos que participam ou apoiam a Corrente de Graça para intensos momentos de oração, formação, parti-

lha da Palavra de Deus e convivência fraterna. As inscrições seguem abertas até o dia 15 de junho. O evento acontece a cada dois anos e, em 2019, será realizado no Brasil. A última edição aconteceu na Colômbia, em 2017. O encontro irá refletir, na perspectiva sacerdotal, a missão e importância da graça de Pentecostes e do movimento carismático na América Latina. São aguardadas a participa-

ção de padres do Brasil, Colômbia, Argentina, Venezuela, Uruguai, Equador, Chile, Peru, Guatemala, Panamá, México, países de língua hispânica, entre outros. O Retiro Latino-americano de Sacerdotes da Renovação Carismática Católica vai acontecer no Centro de Eventos Padre Victor Coelho de Almeida, em Aparecida (SP). O local fica dentro do Complexo da Basílica de Nossa Senhora Apareci-

da e tem capacidade para 8.500 pessoas. O Centro de Eventos possui uma arena, onde acontecerão as atividades centrais. PREGADORES

Diversas lideranças e membros do CONCCLAT estarão no evento. Como pregadores, já estão confirmadas as presenças de Dom José Luís Azcona (Bispo espanhol emérito da Prelazia do Marajó- PA), Dom Francis Kalist (Bispo indiano,

Conselheiro do Serviço Internacional para a Renovação Carismática Católica e assessor episcopal da RCC na Índia). Estarão palestrando no evento, também, Andrés Arango (colombiano,

residente nos Estados Unidos e presidente CONCCLAT) e Katia Roldi Zavaris (brasileira, presidente do Conselho Nacional da RCCBRASIL e vice-presidente do CONCCLAT).

SERVIÇO O evento ocorre de 19 a 22 de agosto, no Centro de Eventos Padre Vitor Coelho de Almeida, em Aparecida (SP). As inscrições para o evento seguem abertas até o dia 15 de junho de 2019, pelo site: https://www.rccbrasil.org. br/retirosacerdotes.


Arquidiocese 2º Caderno Campanha solidária: “Venham A trabalhar na minha vinha” (Mt 20,4) 6

Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) - Regional Norte 2 (Pará e Amapá) - através da Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Social Transformadora (Cepast), promove campanha solidária de voluntários para aturarem no Regional Norte 2. Com o tema “ Venham trabalhar na minha vinha” (Mt 20,4), a campanha visa incentivar o engajamento de novos voluntários para auxiliar no serviço pastoral de ação social transformadora da CNBB Norte 2, cuja sede fica localizada na Travessa Barão do Triunfo, 3151, bairro Marco, em Belém. A Igreja Católica, presente nos Estados Federativos do Pará e Amapá, que compõem o Regional Norte 2 da CNBB, apresenta em suas Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora a Urgência de ser “Igreja à Serviço da Vida Plena para Todos”. Por meio da Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Social Transformadora (Cepast) objetiva contribuir, enquanto Pastorais Sociais, Organismos e Setor da Mobilidade Humana, para a promoção da pessoa e

BELÉM, DE 15 A 21 DE FEVEREIRO DE 2019

Voluntários devem atuar nas ações promovidas pelo Regional Norte 2, da CNBB

das comunidades para que se tornem protagonistas, promotores e defensores da vida no planeta, garantindo os direitos da Mãe Terra e atendendo os clamores dos pobres, a partir da realidade da Amazônia e dos demais biomas brasileiros, expressando o rosto profético, missionário e misericordioso da Igreja. Para alcançar este objetivo, esta Comissão

no Regional Norte 2, realiza suas atividades pelos seguintes serviços: Pastoral Afro-Brasileira, Pastoral Carcerária, Pastoral do Menor, Pastoral da Criança, Pastoral de Aids, Pastoral da Saúde, Pastoral da Sobriedade, Pastoral do Povo de Rua, Pastoral da Pessoa Idosa, Pastoral do Turismo, Pastoral dos Portos, Pastoral das Ilhas, Caritas Brasileira, Comissão Justiça e Paz,

Comissão Pastoral da Terra e Conselho Pastoral dos Pescadores. Para manter esta ação social transformadora a CNBB reconhece os leigos e leigas, na condição de sujeitos eclesiais, como agentes pastorais chamados ao engajamento na Igreja e na sociedade. Contudo, a “messe é grande, mas os trabalhadores são poucos” (Mt 9, 37) e por isso o Senhor nos diz:

Pastoral Familiar da Paróquia de Santa Maria Mãe de Deus promove formação para casais Em Ananindeua, a Matriz da Paróquia de Santa Maria Mãe de Deus, no bairro do Maguarí, através da Pastoral Familiar, promove formações nos meses de fevereiro, março e abril, para os casais que irão oficializar o sacramento do matrimônio durante o casamento comunitário, no dia 4 de maio, na matriz. Os interessados em participar deste momento podem deixar cópias dos documentos na secretaria paroquial, localizada na Avenida

Cláudio Sanders, 1670, até quinta-feira, dia 28. As preparações são realizadas todos os anos às vésperas do casamento comunitário. Durante os três meses de preparação serão realizados dois encontros por mês, cada encontro à luz de um tema proposto, facilitado pelos organizadores do evento. Em fevereiro, dia 23, às 17h, ocorre o primeiro encontro de preparação para casais. No mesmo mês, dia 24, às 8h. Em março, nos

dias 30 e 31, respectivamente, às 17h e às 8h. Em abril, nos dias 27, às 17h, e 28, às 8h. Os encontros serão realizados no salão paroquial, Centro de Evangelização Nossa Senhora das Graças, anexo a matriz. Os noivos interessados em realizar as preparações devem pagar uma taxa de 16,00 reais, que corresponde ao livro com o conteúdo dos encontros, que pode ser adquirido na secretaria paroquial até o próximo sábado, dia 23. As cópias

dos documentos que devem ser entregues são: RG, comprovante de residência, certidão de batismo para fins matrimoniais, estes dos noivos e das testemunhas que podem ser no mínimo duas e no máximo quatros pessoas são as seguintes: RG, comprovante de residência e certidão de casamento. As cópias devem ser entregues até o dia 28 de fevereiro, na secretaria da matriz. Informações: (91)3255-5284 ou (91) 998082676.

“Venham trabalhar na minha vinha” (Mt 20,4). Que os corações sintam este chamado à sensibilidade, solidariedade, profetismo, misericórdia, espiritualidade libertadora e missionariedade. Para cadastrar-se como voluntário (a) e auxiliar no serviço da Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Social Transformadora espera-se, prioritariamente, que: tenha iniciação à

vida cristã e experiência pastoral, disponha de carga horária semanal de 4h, tenha ensino Superior (concluído ou em curso), possua afinidade com as causas sociais da Comissão e possua conhecimentos básicos de informática. Motivamos, de modo especial, os (as) alunos (as) dos cursos de graduação (licenciatura/ bacharelado) de: Administração, Ciências Contábeis, Direito, Medicina, Enfermagem, serviço Social, Letras, Comunicação, Música, Ciências Sociais, Filosofia, Psicologia, História, Biologia, Pedagogia e áreas afins. Os interessados precisarão preencher o termo de voluntariado e ao final do tempo estabelecido, receberão um certificado. Para maiores informações, entre em contato através do email: pastoralsocial@cnbbn2. org.br ou pelo telefone: (91) 32660055 ou (91) 982637814.

ENCONTRO A Pastoral da Catequese Arquidiocesana promove neste domingo, 17, uma espiritualidade com os coordenadores paroquiais de Catequese, no Centro Social de Nazaré, das 8h às 12h. A programação, cujo tema “Fatigado da caminhada Jesus sentou-se junto à fonte” (Jo 4,6b), terá uma espiritualidade centralizada na temática

e Santa Missa no encerramento. Informações: (91) 98348-9944.

Comunidade Maíra inscreve voluntários para o Renovai-vos A 29º edição do Renovai-vos, evento que possibilita a qualquer pessoa viver um carnaval diferente, conta com a colaboração dos voluntários, pela ocasião do evento promovido pela Comunidade Católica Maíra sob a luz do tema “Eis que faço nova todas as coisas” (Ap 21, 5), no período de 2 a 5 de março, no Ginásio da Universidade Estadual do Pará (UEPA), situado na Avenida Almirante Barroso. Os interessados em ser voluntários podem se inscrever gratuitamente na Comu-

nidade Católica Maíra, localizada na Travessa 14 de Março, 1182, entre Boaventura da Silva e Domingos Marreiros, bairro Umarizal. Para a realização do Renovai-vos um grande exército é formado, ele é composto por voluntários dispostos a atuar durante os quatros dias de evento promovido pela Comunidade Católica Maíra. O público em geral pode se candidatar ao serviço voluntário, cujo interessado atuará em uma das equipes, ao todo são 19 equipes, dentre elas: Liturgia,

Música, Creche, Mirim, Saúde, Lanchonete, Cozinha, Intercessão, Acolhida, Assessoria padres, Cantinho Maíra, Artes, Livraria, Caixa, Externa e Comunicação. Segundo Fabrício Simões, membro da comunidade, a meta é atingir 250 voluntários, porém até o momento, o número de inscritos ainda é reduzido e, existem equipes que têm carência de voluntários, por exemplo, a equipe da limpeza, mas a meta deve ser alcançada. Após a inscrição os voluntários irão partici-

par de reuniões preparatórias para o evento, ou seja, formações gerais que ocorre aos sábados às 18h, com Santa Missa, em seguida louvor e oração, no Centro de Evangelização da Comunidade Católica Maíra, localizado na Travessa 14 de Março, 1182, entre Boaventura da Silva e Domingos Marreiros, bairro Umarizal. Cada voluntário poderá escolher a equipe que deseja atuar pela ocasião do Renovai-vos, com isso eles passarão por orientações especificas para subsidiar

a atuação durante os quatro dias de evento. As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas na sede da Comunidade Católica Maíra, localizada na Travessa 14 de Março, 1182, bairro Umarizal. Mais informações: (91) 3266-8624 ou (91) 98229-5413. EVENTO

Em 1991, a Comunidade Católica Maíra realizou o primeiro carnaval católico da Arquidiocese de Belém, com o nome “Renovai-vos”. O evento objetiva levar as pessoas a uma experiência

pessoal com Cristo, um carnaval com oração, pregação, Santa Missa, adoração e louvor direcionados a partir de um tema anual. Em 2019, o evento gratuito chega a sua 29° edição com o tema “Eis que faço nova todas as coisas” (Ap 21, 5), que ocorre de 2 a 5 de março, no Ginásio da Universidade Estadual do Pará (UEPA), situado na Avenida Almirante Barroso, com a presença do padre Anderson Marçal, missionário da Comunidade Católica Maíra. O evento é acessível em Libras.


2º Caderno

5 7

Arquidiocese Retiro Popular 2019 não será publicado

BELÉM, DE 15 A 21 DE FEVEREIRO DE 2019 LUIS ESTUMANO

Arquidiocese de Belém esclarece sobre livro de reflexão do Arcebispo, Dom Alberto Taveira Corrêa

A

Arquidiocese de Belém comunica que este ano não estará disponível para o público em geral o tradicional livro de reflexão quaresmal, o Retiro Popular, de autoria do Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa. Seria a 27ª edição da obra. Durante 26 anos ininterruptos de produção do periódico, o Arcebispo Dom Alberto sempre disponibilizou para o leitor essa literatura a título de proposta de meditação para os fiéis bem viverem o período quaresmal como um meio de aprofundamento espiritual em preparação para Páscoa do Senhor. Entretanto, a escrita do Retiro Popular requer do pastor meses de dedicação, o que demanda muito esforço e ajuste da agenda pastoral para não com-

w TRADIÇÃO Arcebispo escreve o Retiro Popular há 26 anos ininterruptos

prometer as demais atividades do episcopado. No entanto, devido a recuperação da saúde que o arcebispo passou ao longo dos últimos meses e por orientações médicas, a agenda teve que ser reduzida, infelizmente tendo que cancelar muitos eventos e algumas atividades, dentre elas a redação do livro Retiro Popular. No mês de novembro o Arcebispo foi diagnosticado com coágulo na cabeça, mediante exames de rotina. Após 45 dias de acompanhamento médico e redução de atividades enfim veio a notícia de sua recuperação completa. Voltando às atividades normais apenas em janeiro deste ano. O Retiro Popular é um roteiro oracional que propõe uma vivência profun-

da da quaresma, com os olhos fitos na graça maior para o cristão, a Páscoa. Com propostas diárias de leitura orante da Palavra de Deus, reflexão da Palavra, leituras espirituais, roteiros de práticas de piedade, como a Via Sacra, Rosário e Ladainha. Indicações para a participação litúrgica na vida da Igreja, em caminhada para a Vigília Pascal. Um guia prático, que o Arcebispo convida a se preparar para Semana Santa e a viver este tempo de penitência, conversão, caridade e recolhimento. Dom Alberto já publicou 26 edições, por ocasião da Quaresma, o livro “Retiro Popular”, sendo 21 pela Editora Canção Nova, mesma editora que já publicou outros títulos, como o livro “É Cristo que vive em mim” e a coleção de meditações “Aos pés do Senhor”, em quatro volumes, entre outros títulos.

e a situação de crianças marginalizadas.

O DMO é um momento, sobretudo, de afirmação e reconhecimento, entre cristãs e cristãos, uma vez que a oração e a ação são inseparáveis porque possuem incontestável influência no mundo. É um momento de unidade e fortalecimento da resistência diante de agruras, unindo mãos na esperança de dias justos para todos e todas.

RETIRO POPULAR

Dia Mundial de Oração 2019 Mulheres cristãs de várias denominações e tradições religiosas vão se reunir no próximo dia 1º de março no Centro de Evangelização Nossa Senhora de Fátima (Cefat), a partir das 19h, para juntas celebrarem o Dia Mundial de Oração, um momento universal ecumênico que tem como lema “Informar-se para orar. Orar para agir” e neste ano aprofundará o convite de Jesus para o grande banquete: “Venham porque tudo está preparado!” (Lc, 14,17). O movimento iniciou em 1887 e é realizado em 170 países e regiões, sempre na primeira sexta-feira de março, congregando e aproximando

mulheres que ressalvam um dia comum de oração por ano, para também estreitar relacionamento, compreensão e trabalho, encontro para o qual todos são convidados. Afirmando a fé em Cristo e compartilhando esperanças, temores, alegrias e tristezas, oportunidades e necessidades, o encontro do DMO encoraja as mulheres a conhecerem a realidade de seu próprio local e do entorno, de maneira a não se isolarem, a se fortalecerem na fé ouvindo experiências vividas por cristãos em outras partes do mundo, a reconhecerem seus dons e talentos, e usá-los em benefício da

comunidade. A Eslovênia é o país escolhido em 2019. É o terceiro país com maior área florestal da Europa, com mais de 60% de sua extensão coberta por florestas. Entre os 2 milhões de habitantes,

50,5% são mulheres, e atualmente, o DMO é realizado em seis locais. Foram mulheres eslovenas que prepararam o encontro deste ano, e a peça de divulgação é obra de uma artista da terra, ilustrando o país

SERVIÇO Dia Mundial de Oração – 01/03/2019 - 19h Local: Centro de Evangelização Nossa Senhora de Fátima (Cefat) Endereço: Trav. Antônio Baena, 155 - Marco, Belém - PA DIVULGAÇÃO

ENCONTRO Missionários coordenadores das 13 Fazendas da Esperança, localizadas na Região Norte do Brasil, estiveram na Residência Episcopal da Arquidiocese de Belém no último dia 8 para um encontro fraterno com o Arcebispo, Dom Alberto Taveira Corrêa. À frente dos responsáveis, o coordenador

geral das fazendas na Região Norte, padre Vinicius Gouveia. O grupo esteve em visita ao Arcebispo, após uma semana de retiro espiritual, realizado em meio ao encontro anual dos coordenadores para planejar a programação do ano corrente, bem como a partilha de um momento de vivência em família.

A Fazenda da Esperança atua na recuperação de dependentes químicos com base no trabalho, como processo pedagógico e fonte de autoestima, e na vida em comunidade, respeitando o espaço do próximo, como instrumento de mudança de valores, sob a luz da espiritualidade do evangelho, com moral e princípios.

w COORDENADORES das Fazendas na Residência Episcopal


8

Em Nazaré

BELÉM, DE 15 A 21 DE FEVEREIRO DE 2019

2º Caderno

DIVULGAÇÃO

KAROL COELHO

w ANO LETIVO Volta às Aulas Projeto Social Cantinho São Rafael

Volta às Aulas 2019 Obras Sociais da Paróquia de Nazaré

C

om muita alegria e diversão, os pequenos da Creche Santo Antônio Maria Zaccaria (Casulo) e do Projeto Social Cantinho São Rafael, mantidas pelas Obras Sociais da Paróquia de Nazaré, inicia-

ram o ano letivo de 2019 na terça-feira (5) e nesta segunda-feira (11), respectivamente. Na Creche Casulo, as turmas do maternal, jardim I e jardim II participaram de atividades desenvolvidas pelas pedagogas da

instituição. As crianças são assistidas em horário integral e recebem todos os cuidados necessários para o desenvolvimento e crescimento pessoal e educacional. No Cantinho, as crianças e adolescentes

w INÍCIO ANO LETIVO Volta às Aulas na Creche Casulo

entre 5 e 17 anos que são atendidas pela instituição contam com atividades lúdicas e pedagógicas, como incentivo à leitura, escrita, artes cênicas, artes plásticas, ensino religioso, informática e esportes, de segunda a sábado, nos turnos da manhã e da tarde. Os alu-

nos matriculados devem estar matriculados na rede pública de ensino. Durante toda esta semana, acontecerá o evento preparatório com o tema “Mídias sociais: como vivemos e aprendemos” com programação especial dedicada aos jovens.

KAROL COELHO

Atualmente, o Cantinho São Rafael também proporciona aos pais e responsáveis cursos profissionalizantes em prol da qualificação e inserção no mercado de trabalho. A expectativa é de que as aulas da Creche Sorena voltem no dia 20 de fevereiro. DIVULGAÇÃO

w COMEMORAÇÃO Aniversário Padre Luiz Carlos promovida pela DFN

w PADRE LUIZ CARLOS e Colaboradores da Ospan em comemoração

Feliz Aniversário!

juntamente com o Superior Provincial Norte, Padre José Ramos das Mercês, o Pároco de Nazaré, Padre Giovanni Incampo, Padre Deogratias Muderwa e o Padre Manoel Maria Almeida de Melo, que atualmente, exerce seu ministério na Paró-

No dia 08 de fevereiro foi comemorado o aniversário natalício do Reitor da Basílica Santuário de Nazaré e Presidente da Festa de Nazaré, Padre Barnabita Luiz Car-

los Nunes Gonçalves. Por ser muito querido por todos que o conhecem e que convivem com este sacerdote, nesta semana Padre Luiz Carlos recebeu várias homenagens,

dentre elas a organizada pelos colaboradores das Obras Sociais da Paróquia de Nazaré (OSPAN) e, também, pelos integrantes da Diretoria da Festa de Nazaré (DFN). Na sexta-feira (08) os colaboradores da OSPANse reuniram no refeitório

quia São Diogo, localizada em Fortaleza-CE. Já na segunda-feira (11) foi a vez da DFN celebrar a vida deste cristão humilde e sacerdote admirável. O casal coordenador, Cláudio e Lilian Acatauassú, entregaram um presente em

nome de todos os integrantes da equipe, como forma de homenagear e agradecer a dedicação daquele que está à frente da presidência do Círio de Nazaré e do grupo que se empenha em realizar a Grande Festa da Rainha da Amazônia.


2º Caderno

BELÉM, DE 15 A 21 DE FEVEREIRO DE 2019

Em Nazaré

ANDREIA TEIXEIRA

w FORMAÇÃO Colaboradores Ospan

5 9 DIVULGAÇÃO

w FORMAÇÃO Colaboradores Ospan

OSPAN promoveu 1ª Formação para gestores Obras Sociais da Paróquia de Nazaré promovem Encontro de Planejamento Estratégico e Metas

N

o sábado (09) as Obras Sociais da Paróquia de Nazaré promoveram o 1º Encontro de Planejamento Estratégico e Metas para os seus gestores. A capacitação aconteceu no Centro Social de Nazaré e teve como objetivo apresentar e debater de forma franca os preceitos que devem nortear as importantes ferramentas de gestão, permitindo que elas continuem a potencializar o projeto de per-

petuação da instituição. A Formação teve como facilitadora Silvia Pires da Silva, formada em Administração de Empresas com PósGraduação de Recursos Humanos,Mestra em Gestão Empresarial – Universidade Lusófona – Portugal – Revalidado no Brasil pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, além de doutorado pelo NAEA - UFPA e Cléa Mendes, formada em Administração de

Empresas com especialização em RH, Formação em Dinâmica de Grupo e Pós – Graduada em Gestão nas Organizações; Practitioner em Programação Neolinguística. Líder Coaching – BH Treinamentos e Homci Consulting, Executive Coaching - Net Profit Formação em Liderança e Relações Interpessoais. Padre José Ramos das Mercês, Administrador da Ospan, falou sobre a

importância de planejar e organizar as atividades desenvolvidas pela empresa. “Com técnicas administrativas que, através da análise do ambiente de uma organização, podemos criar a consciência das suas oportunidades e ameaças dos seus pontos fortes e fracos para o cumprimento de sua missão e, através desta consciência, estabelecemos o propósito de direção que a organização deve-

rá seguir para aproveitar oportunidades e evitar riscos”. E concluiu, “nossos lideres e liderados são corresponsáveis pelos planos e ações que levarão a nossa instituição a alcançar missão: Promover o acolhimento de pessoas por meio de ações e projetos sociais, visando a evangelização e a inclusão na sociedade”. Padre Deogratias Chirhakarhula, Coordenador do Dízimo, esteve na formação e falou sobre

DIVULGAÇÃO

O Sacramento do Batizado em Nazaré

“R

enovo a todos o convite para manter viva a memória do próprio Batismo. Ali estão as raízes da nossa vida em Deus; as raízes da nossa vida eterna, que Jesus Cristo nos deu com a sua Encarnação, Paixão, Morte e Ressurreição”. Assim como o Papa Francisco esclareceu, o sacramento do Batismo representa o nascimento, o funda-

mento da vida cristã, onde por meio dele somos libertados do pecado e regenerados como filhos de Deus. Na Basílica Santuário de Nazaré, a cerimônia do batismo é realizada sempre aos sábados, às 10h (particular) e às 15h (comunitário). As inscrições podem ser feitas, apenas na semana do batizado, de segunda-feira a quinta-feira, das 07h às 19h.

Para mais informações, ligue: 4009-8400/8407. Saiba quais são os documentos necessários:

Criança: Cópia da Certidão de Nascimento Cópia do Comprovante de residência dos Pais da Criança Uma transferência de batismo da Paróquia mais próxima (caso não seja da

nossa área paroquial) Padrinho ou Madrinha - Solteiro (a):

Cópia do Documento de Identidade (RG) Padrinho ou Madri-

PASTUR realizou primeira formação de 2019 Com o tema “Chamados a ser Discípulos”, integrantes da Pastoral do Turismo da Paróquia de Nazaré participaram da 1ª formação técnica, realizada nesta segunda-feira (11). A programação

contou com a explanação do formador Silvio Xavier, que integra o Grupo de Oração Semeando no Cenáculo da RCC da Paróquia Nossa Senhora do Bom Remédio. O Bispo Auxiliar de Belém e Bispo

o momento. “Debater e compartilhar nos permitiu uma riquíssima troca de conhecimentos e de relacionamento, valorizando a formação pessoal dos nossos colaboradores”. A próxima etapa será a elaboração do Plano de Ação para as atividades de 2019. A OSPAN segue capacitando e valorizando a formação profissional e pessoal de seus colaboradores.

nha - Casado (a): Cópia da Certidão de Casamento Religioso DIVULGAÇÃO

Referencial da Pastoral do Turismo do Brasil, Dom Irineu Roman, também participou do evento. Aproximadamente 30 voluntários, tanto veteranos quanto novatos, compareceram ao evento. KAROL COELHO

w INÍCIO das atividades dos Casais de São Paulo

Benção marcou início de atividades dos Casais de São Paulo

w PRIMEIRA Formação de 2019 para antigos e novos voluntários PASTUR

Na sexta-feira (08), os Casais de São Paulo, que integram a Província Norte da Ordem dos Clérigos Regulares de São Paulo, iniciaram as atividades de 2019, com uma celebração conduzida pelo Diretor Espiritual do grupo e Reitor da Basílica San-

tuário, Padre Barnabita Luiz Carlos Nunes Gonçalves, que aconteceu na capela localizada na casa dos Padres na Basílica. Os integrantes do grupo estão divididos em atividades como o “postulantado” formado por cinco casais e dois

solteiros;“aspirantado” formado por doze casais e o“discipulado” composto por seis casais. O grupo foi fundado por Santo Antônio Maria Zaccaria que criou, também, a Ordem dos Clérigos Regulares de São Paulo e a Congregação das Irmãs Angélicas.


Igreja 2º Caderno C O Sínodo: uma celebração da Igreja para a Igreja 10

om informações CNBB. Dom Leonardo Steiner, secretário-geral da CNBB, na tarde da segundafeira, 11 de fevereiro, lembrou que o Sínodo dos Bispos para a PanAmazônia é uma iniciativa para que a Igreja compreenda sua missão evangelizadora naquela região do mundo: “é um evento, uma celebração da Igreja e para a Igreja”. O secretário-geral gravou um vídeo que está disponível nas redes sociais no qual se vê o anúncio feito pelo Papa Francisco da realização da assembleia especial do Sínodo dos Bispos no mês de outubro de 2017. Dom Leonardo esclareceu: “da Igreja para a Igreja envolve toda a questão da Pan-Amazônia: os povos, o meio ambiente. Toda essa realidade, certamente será abordada. O Santo Padre, no entanto, deseja que encontremos novos caminhos para a evangelização, para a Pan-Amazônia”. Dom Leonardo pede, no vídeo, que os brasileiros e as populações dos outros oito países que integram a região da Pan-Amazônia rezem pela boa realização do Sínodo. SÍNODO ESPECIAL

O documento preparatório para a assembleia de outubro está definido que a Amazônia é “uma região com rica biodiversidade, é multiétnica, pluricultural e plurirreligiosa, um espelho de toda a humanidade que, em defesa da vida, exige mudanças estruturais e

BELÉM, DE 15 A 21 DE FEVEREIRO DE 2019

Sínodo dos Bispos para a Pan-Amazônia - a Igreja entendendo sua missão evangelizadora na região

FOTOS: DIVULGAÇÃO

w NO SÍNODO "os povos, o meio ambiente. Toda essa realidade, certamente será abordada"

pessoais de todos os seres humanos, dos Estados e da Igreja”. Na primeira parte deste documento, verifica-se a preocupação da Igreja em fazer um chamado a todos para “olhar a identidade e os clamores da Pan-Amazônia. Território, diversidade sociocultural, identidade dos povos indígenas, memória histórica eclesial, justiça e direitos dos povos, espiritualidade e sabedoria.Segundo o documento preparatório, “em sua história missionária, a Amazônia tem sido lugar de testemunho concreto de estar na cruz, inclusive, muitas vezes, lugar de martírio. A Igreja também apren-

w DOM LEONARDO STEINER secretário-geral da CNBB, gravou um vídeo

deu que neste território, habitado por mais de 10 mil anos por uma grande diversidade de povos, suas culturas se constru-

íram em harmonia com o meio ambiente”. O Sínodo se propõe, desde a sua convocação, a fazer uma revisão do

trabalho de evangelização e, por isso, a Igreja deve fazer um sério discernimento diante da Palavra de Deus. O

anúncio do Evangelho de Jesus na Amazônia é apresentado a partir das dimensões bíblico-teológica, social, ecológica, sacramental e eclesialmissionária. “Hoje o grito da Amazônia ao Criador é semelhante ao grito do povo de Deus no Egito (cf. Ex 3,7). É um grito de escravidão e abandono, que clama pela liberdade e o cuidado de Deus. É um grito que anseia pela presença de Deus, especialmente quando os povos amazônicos, por defender suas terras, são criminalizados por parte das autoridades; ou quando são testemunhas da destruição do bosque tropical, que constitui seu habitat milenar; ou, ainda, quando as águas de seus rios se enchem de espécies mortas no lugar de estarem plenas de vida”, afirma o texto de preparação. E, por fim, o texto-base aponta para um comprometimento de todos diante da realidade: novos caminhos para uma Igreja com rosto amazônico. O texto reflete o que seria esse rosto, a dimensão profética, os ministérios e os novos caminhos. “No processo de pensar uma Igreja com rosto amazônico, sonhamos com os pés fincados na terra de nossos ancestrais e com os olhos abertos pensamos como será essa Igreja a partir da vivência da diversidade cultural dos povos. Os novos caminhos terão uma incidência nos ministérios, na liturgia e na teologia”, destaca o texto.

A experiência de jovens missionários nas ilhas de Belém Com informações Vatican News. A juventude da Arquidiocese de Belém (PA), coordenada pelo bispo auxiliar, Dom Antônio de Assis Ribeiro, reservou parte das férias de janeiro para uma experiência nas ilhas no litoral de Belém. A experiência missionária a quatro ilhas localizadas no litoral de Belém, sob os cuidados da Paróquia São Francisco, foi finalizada em 20 de janeiro. Foram quatro dias efetivos de visitas às ilhas de Jutuba 1 e 2, Ilha Nova, Ilha de Uribuoca, Ilha Longa e Ilha de Cotijuba onde cerca de 30 jovens que fazem parte do processo de formação de jovens missionários testemunharam a experiência de sentir-se amado por Deus, através de momentos de estudos bíblicos, retiros espirituais e celebração dos sacramentos. RESPEITO E INTERAÇÃO

Para Dom Antônio

CARACTERÍSTICAS DO MODELO DE JOVEM MISSIONÁRIO

w PROGRAMAÇÃO aconteceu em quatro ilhas localizadas no litoral de Belém

de Assis, “a experiência missionária requer a experiência da visita, uma forma de encontro com o outro para perceber os clamores do povo. Requer uma atitude de liberdade, disponibilidade, respeito, contemplação, meditação e ao mesmo tempo de serena interação para com o próximo. O modelo do missionário, que esses jovens carregam é Jesus Cristo, o enviado de Deus Pai para salvar

a humanidade. Ele é o nosso Mestre, Senhor e Salvador. O Missionário é continuador da missão de Jesus Cristo. E essa juventude foi convocada e enviada por Ele”. “Para ser missionário é preciso ter características com base no modelo missionário que é Jesus Cristo”. “O jovem missionário tem que estar em consonância com os ensinamentos de Jesus. Deve possuir algumas atitudes

importantes como a simpatia e a empatia, esforçando-se para entrar em sintonia com os outros, em relação agradável de escuta respeitosa; deve ter alegria porque o missionário é portador da Boa Noticia da Salvação, daí a sua alegria e otimismo em anunciar; deve ter disponibilidade como Maria e Jesus, pois o missionário precisar estar pronto para dar respostas às necessidades”.

“Não pode ser frio e nem seco, tem que ter sensibilidade, ser atencioso, ter compaixão principalmente junto aos mais necessitados e sofredores; o evangelizador faz parte da comunidade dos discípulos de Jesus, por isso, não anda isolado, não é individualista, tem profundo senso de responsabilidade e espírito fraterno; desse senso comunitário brota o espírito comunitário, e tem que ser proativo, ter o espírito de iniciativa, como Maria, tem que ter a capacidade em perceber as necessidades e tomar iniciativas discretas para dar respostas oportunas” detalha o salesiano. MAIS CONHECIMENTO E MATURIDADE

Muitos jovens se identificaram com essas características como Adriano, 22, da paróquia Divina Misericórdia, Mayara

Sena, 20, da paróquia Nossa Senhora de Fátima, e Érick Dias, 19, representante da Área Missionária de Santa Teresa de Calcutá. “Estes jovens estão fixando o seu olhar nas atitudes de Jesus, em seus gestos, em suas palavras e aderindo ao seu projeto, o Reino de Deus. A visita missionária fez com que eles tenham uma experiência de Fé no projeto de Deus para com a humanidade que quer a salvação de todos, eles são a continuação da missão de Jesus Cristo, sentem-se convocados e enviados por Ele. Esta experiência fará com que esses jovens tenham a oportunidade de exercitarem o seu protagonismo na dimensão pastoral, dando a oportunidade de darem o verdadeiro testemunho de maturidade cristã, tornando-se evangelizadores de outros jovens”, concluiu Dom Antônio de Assis.


2º Caderno

A

equipe arquidiocesana da Pastoral das Ilhas partiu domingo, 3 de fevereiro, bem cedo do trapiche da praça Princesa Isabel, na Cremação, para a comunidade Itacoã-Miri, na área insular de Belém, para levar a termo a festa mais importante para aquela localidade: o círio de Nossa Senhora do Montserrat. Junto com a equipe da pastoral também seguiram pelo caminho de terra até a sede da vila alguns missionários que foram prestigiar a festa. Os diáconos Nazareno Carvalho e Ricardo Coutinho, e a religiosa Ir. Carmem Silva, do Instituto Missionárias da Santíssima Trinadde, iam à frente, acompanhados ainda do Movimento Arquidiocesano do Terço dos Homens Mãe Rainha. Nas principais residências próximas à capela da padroeira, todos eram recepcionados para um café da manhã. Dentre os anfitriões, um grupo bem animado era o da família Montserrat, liderada por Carlos, 86 anos, o último dos patriarcas que anima a festa de Nossa Senhora na ilha com a fidelidade de conservar uma tradição que se originou de graça alcançada na família pela intercessão da Virgem de Montserrat, e por isso, o título de Maria na comunidade foi adotado como nome de família. Depois, todos se dirigiram à igreja onde houve a celebração da Palavra, animada pelo diácono Nazareno Carvalho. Após o momento litúrgico, teve início a procissão que conduziu o andor com a imagem de Nossa Senhora do Montserrat pelas principais trilhas da comunidade, saudando os moradores. Entoando hinos marianos, os fiéis acompanharam alegremente a procissão saudada com fogos ao passar por algumas residências. Durante a procissão também foi recitado o Santo Terço a cargo do Terço dos Homens.

BELÉM, DE 15 A 21 DE FEVEREIRO DE 2019

Arquidiocese

Nossa Senhora do Montserrat homenageada em Itacoã-Miri Comunidade quilombola festejou a padroeira no Baixo Acará FOTOS: DIVULGAÇÃO

w BENÇÃO na chegada da procissão à capela onde se venera Nossa Senhora do Montserrat

ra servir às caravanas que chegaram desde a véspera e também no domingo de homenagem à Virgem. “Eu tenho descendência alemã, mas é a pertença ao povo negro que mais me enche de orgulho”, diz a anfitriã. ORIGEM DA DEVOÇÃO

w PATRIARCA Carlos Sousa Montserrat busca manter a tradição local

nidade em Itacoã-Miri, às margens do rio na região do Baixo Acará. O rastro da memória não se apaga no cotidiano do povo quilombola que habita a área da antiga fazenda Itanquãm, uma das que eram mantidas para a plantação, a mesma de onde se colhem os adornos que

ornamentam o mastro da festa em homenagem à Virgem de Montserrat. “Temos tudo aqui”, informa orgulhoso Jose Maria, que ao lado da esposa Antônia Silva Holles, recorda-se do começo. “Essa terra aqui foi um quilombo. Ainda é. Nós vivemos aqui sabendo onde é cada lugar que

nos pertence, às nossas famílias, onde está cada árvore de frutos, mas sempre fazemos o uso coletivo de tudo. Isso é muito lindo pra nós aqui na comunidade”. Na esteira da unidade, a esposa Ana esmerava-se no acolhimento dos visitantes em volta da mesa farta da culinária local pa-

FESTA NO QUILOMBO

A comunidade de Itacoã-Miri localiza-se no território do município do Acará, na região das ilhas de Belém, no Estado do Pará. A sua origem remonta à história do Brasil no que se refere à colonização e a vinda dos negros trazidos para o país para servir ao colonizador como escravos. A resistência aos costumes e à crença dos seus senhores, lhes serviu como luta para fazer valer as suas tradições. Ao espaço organizado para a sobrevivência cultural do povo negro chamou-se quilombo, mesma raiz de identidade histórica que alimenta a vida em comu-

5 11

A comunidade cultua três santos: Santa Maria, São Sebastião e Nossa Senhora do Montserrat. Pelo contexto histórico da vida dos fiéis, a religiosidade que liga os moradores à fé na intercessão desses santos é que o culto a eles tenha vindo na bagagem cultural dos primeiros proprietários da terra, sendo inserida de maneira gradativa na cultura dos negros, os quais a adotaram e a preservam até hoje, sem deixar suas características originais. A história de Itacoã-

Miri e a festa religiosa que anima os moradores foi fortificada pelo casal Anacleto Teles de Sena e Mariana Alves de Sousa, filhos de agricultores da comunidade de GuajaráMiri, vizinha de Itacoã. Como na época as doenças tropicais assolavam as populações ribeirinhas e o número de crianças que morriam antes mesmo dos dez anos de idade era muito alto, pouco podiase fazer já que a medicina daquele momento histórico não apresentava recursos para a cura das doenças. Mariana, comovida pelo modo trágico como perdeu seus primeiros filhos para doenças endêmicas na localidade, recorreu a Nossa Senhora do Montserrat, cuja imagem é guardada na humilde capela onde os negros faziam suas orações. Rezou, pedindo à Virgem Maria que se seus próximos filhos conseguissem sobreviver às doenças desconhecidas, a partir daquele momento os nomes das crianças receberiam o mesmo nome da santa, como sinal de devoção e agradecimento a Deus. Mariana teve sete filhos, mas apenas três sobreviveram e foram batizados como João Alexandre Sousa do Montserrat, Carlos Sousa do Montserrat e Paulo Sousa do Montserrat. “Nosso objetivo é nos mantermos unidos, mesmo ue a distância geográfica e profissional entre nós, mantenha-nos separados a maior parte do tempo”, diz Tony Wesley do Montserrat, um dos descendentes. Atualmente, apenas Carlos Sousa Monserrat encontra-se convivendo com a família, sendo o último dos patriarcas. João e Paulo já faleceram. COMUNIDADE

w PROCISSÃO conduz a imagem pels trilhas da ilha de Itacoã-Miri

Uma terra deixada para trás pelos proprietários falidos, Itacoã-Miri aos poucos tornou-se território do povo negro graças aos herdeiros dos fazendeiros que as arrendaram para os que ali já moravam. Moradores mais antigos contam que tentouse fazer de Itacoã-Miri uma olaria em paralelo à agricultura na fazenda, empreitada de franceses que não prosperou, entrou em colapso e caiu no esquecimento.


12

BELÉM, DE 15 A 21 DE FEVEREIRO DE 2019

Especial Juventude

Jovens protagonistas de um mundo melhor

D

estaques nesta edição: a tradicional Missa do Calouro, sexta-feira, 15, às 18h, na Basílica Santuário de Nazaré, e o primeiro Encontro Formativo Anual dos Conselhos Juvenis das sete regiões episcopais, realização do Setor Juventude da Arquidiocese de Belém, de sexta-feira, 15, a domingo, 17, no Centro Arquidiocesano de Pastoral Juvenil (CAPJ).

A

Arquidiocese de Belém, por meio da Pastoral Universitária (PU), realiza nesta sexta-feira, 15, às 18h, na Basílica Santuário de Nazaré, a tradicional Missa do Calouro, a ser presidida por Dom Antônio de Assis Ribeiro, um dos bispos auxiliares de Belém, e concelebrada pelos padres Idamor da Mota Júnior e Paolo Merone. A celebração, realizada desde 2005, visa dar graças por todos que ingressaram em alguma instituição de ensino superior. Para Mayda Alethea, coordenadora PU há três anos, a celebração eucarística do dia 15 é momento de alegria para a pastoral que recepcionará os calouros: “são jovens e adultos que atingiram o sonho de entrar no ambiente acadêmico. Para nós será ocasião também para agregar todos que integram a pastoral. Estarão presentes docentes, corpo técnico, estudantes e colaboradores.” A PU, segundo ela, articula-se promovendo diálogo entre as Instituições de Ensino Superior (IES) e seus agentes pastorais, realizando rodas de conversa, rodas de leitura, espiritualidades, ciclo de palestras e Lectio Divina (leitura

Pastoral Universitária convoca acadêmicos para Missa do Calouro Celebração nesta sexta-feira, 15, às 18h, na Basílica Santuário de Nazaré

orante da Bíblia). Os agentes pastorais também participam de simpósios, colóquios e en-

contros de formação. “Acreditamos que a pastoral é sinal de diálogo e dá teste-

munho diante das indiferenças causadas pela racionalidade desenfreada. Somos uma pastoral de fronteira, estamos no meio do ateísmo, do agnosticismo, das discussões sobre ideologia de gênero e feminismo, enfim, nossos agentes pastorais se modificam a cada formatura, a cada ano. Assim, vamos conquistando nosso espaço, dialogando com as diferenças de crentes e não crentes e convidando novas pessoas.” A PU na Arquidiocese é composta por uma equipe de coordenação de quatro integrantes: Mayda Alethea, coordenadora; Irmão Lucas e Irmão

Vicente, ambos da comunidade Sementes do Verbo; Anderson Porto, Padre Idamor da Mota Júnior, assessor Eclesiástico, e de Dom Antônio de Assis Ribeiro. As reuniões são itinerantes: às vezes acontecem na Universidade Federal do Pará (UFPA), outras na Universidade do Estado do Pará (UEPA), ou na Cúria Metropolitana e também na Faculdade Católica de Belém. Este ano a pastoral irá mobilizar-se de forma mais efetiva, iniciada com o 1º Encontrão da PU, no dia 23, e o segundo, no dia 31 de março, no Centro Juvenil. Em abril, acontecerá o primeiro Retiro Arquidiocesano da PU. Além disso, a pastoral promoverá ao longo do ano mini cursos com caráter acadêmico com os seguintes eixos temáticos: Formação Humana, Ética, Cidadania, Espiritualidade e Meio ambiente.

Encontro Formativo Anual dos Conselhos Regionais do Setor Juventude O Setor Juventude da Arquidiocese de Belém realiza a partir desta sexta-feira, 15, no Centro Arquidiocesano de Pastoral Juvenil, o CAPJ, o primeiro Encontro Formativo Anual dos Conselhos Juvenis das sete regiões episcopais. O evento, cujo tema “Para que seja capaz de encorajar outros” (Tt 1, 9), acontecerá até o domingo, 17, constando de estudo em grupo, noite cultural, celebrações, palestras e convivência. Voltado para as lideranças juvenis que constituem os conselhos juvenis regionais, o encontro formativo segue as orientações do Projeto Educativo Pastoral do Setor Juventude que, entre outros eixos, destaca a formação integral com os jovens das expressões abordando temáticas de interesse juvenil. Segundo Karina Araújo, da organização do evento, cada

conselho juvenil é formado por dois integrantes de uma paróquia na região episcopal em que está situada. O objetivo do encontro formativo é promover a comunhão entre os conselhos: “Todos os sete conselhos estão formados, mas alguns estão em um nível de amadurecimento maior que os outros. Esta será uma grande oportunidade para eles trocarem experiências, encorajando-se entre si.” São esperados cerca de 100 jovens para a programação que terá como sub-temas: A decadência das lideranças; Aspectos Humanos do Líder; Jesus o Modelo de Líder; Os Jovens, a Fé, o Discernimento Vocacional; Desafios e horizontes da Pastoral Juvenil e Estudo e Apresentação do Quadro Referencial do Setor Juventude Belém. A programação inicia-se no

dia 15, a partir das 16h, com acolhida e apresentação das acomodações. As inscrições ainda estão abertas. Para efetivá-las é necessário efetuar pa-

gamento de taxa, para custear alimentação e hospedagem dos participantes. Após o jantar, a programação prosseguirá com dinâmi-

ca de integração, celebração de abertura e a primeira formação, às 20h, assessorada por André Ribeiro, salesiano cooperador e coordenador do Setor Juventude. A sexta-feira é concluída com recitação do Terço, após o que, descanso. No sábado, 16, os pontos principais serão a celebração eucarística às 7h, e formação, com dois temas: “Jesus o Modelo de Líder” com Dom Antônio de Assis Ribeiro, e “Aspectos Humanos do Líder”, facilitado pela Irmã Jucélia Silva. Na parte noturna, noite festiva. No domingo, 17, a programação contará com duas formações: “Desafios e Horizontes da Pastoral Juvenil (103) após o Sínodo da Juventude” e “O quadro referencial do Setor Juventude Belém”. Encerramento às 11h30 com Santa Missa, seguida de almoço festivo.