Voz de Nazaré

Page 1

ARQUIDIOCESE

DE BELÉM O JORNAL CATÓLICO DA FAMÍLIA

PE. FLORENCE DUBOIS FUNDADOR

ANO CV - Nº 896 - PREÇO AVULSO: R$1,00

www.fundacaonazare.com.br

BELÉM, DE 4 A 10 DE OUTUBRO DE 2019

Arquidiocese no Círio e no Sínodo Dom Alberto Taveira Corrêa, Arcebispo Metropolitano de Belém, informa alteração no Círio 2019 em razão da participação da Arquidiocese no Sínodo dos Bispos para a Amazônia que inicia dia 6 no Vaticano. CADERNO 2, PÁGINA 1. LUIZ ESTUMANO

n COLETIVA à Imprensa: Arcebispo Dom Alberto presidiu entrevista, ladeado por Mons. Cid e diretor do Círio, Cláudio DIVULGAÇÃO

Comunicação mariana Fundação Nazaré prepara a comunicação oficial do Círio de Nazaré. CADERNO 2, PÁGINA 6

Mensagem do PAPA para o Círio n PAPA FRANCISCO enviou à Arquidiocese de Belém mensagem para o Círio

Igreja de Belém é SINODAL O Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa, seus bispos auxiliares, Dom Irineu Roman e Dom Antônio de Assis Ribeiro, e Mons. Raimundo Possidônio (Cid) seguem nesta semana para o Vaticano, na Itália, para participarem do Sínodo dos Bispos especial para a Amazônia que iniciará domingo, 6, e continua até o dia 27, dirigido pelo Papa Francisco.

Sumo Pontífice faz votos fé e o encontro com Deus. de que os fiéis reforçem a CADERNO 1, PÁGINA 4

Sessão solene na ALEPA Assembleia Legislativa do Pará realiza sessão solene em homenagem aos 300 anos da Diocese de Belém. CADERNO 2, PÁGINA 2 DIVULGAÇÃO

n CÔNEGO ROBERTO CAVALLI durante a sessão solene na Alepa com Dom Irineu

pelo Papa Francisco.


2

OPINIÃO

BELÉM, DE 4 A 10 DE OUTUBRO DE 2019

JOÃO CARLOS PEREIRA

PE. HELIO FRONCZAK

Jornalista e professor (jcparis1959@gmail.com)

heliofronczak@gmail.com

ASSIM NA TERRA COMO NO CÉU ...

PRIVILÉGIO DE SER CATÓLICO

O Círio na porta e na alma

Q

uase impossível acreditar que, daqui a uma semana, a imagem peregrina de Nossa Senhora de Nazaré terá começado um trajeto que começará na Basílica Santuário e terminará no Colégio “Gentil”. Serãodezenas de quilômetros até Ananindeua, depois Icoaracy, em seguida as águas da baía do Guajará, o centro da cidade, avenida Nazaré e a escola, de onde, no final da tarde de sábado, sairá a Trasladação. Quase impossível acreditar que o Círio está na porta. Quando esta “Voz de Nazaré” estiver nas ruas faltarão apenas sete dias para que o coração da gente, ou das gentes, como preferem os portugueses, pulse num ritmo que faz coro

ao hino de Nossa Senhora de Nazaré. Coração que acompanha o “Vós sois o lírio mimoso” é coração de paraense. Quase impossível acreditar que um ano passou tão rápido. Em 2018, por essa época, a campanha eleitoral pegava fogo e Hélder Barbalho já estava virtualmente eleito Governador do Estado. Em doze meses, muita coisa mudou no Pará e no Brasil. A Senhora de berlinda prosseguiu peregrinando, a fim de cumprir a missão de evangelizar. Um ano passou rápido demais. Quase impossível acreditar que o Círio está à porta e não mais refletimos o tema “Uma Jovem Chamada Maria”, mas nos debruçamos sobre outra proposta, desta

Abertura ao novo

vez de conteúdo mais filosófico, mais profundo, mais denso, ligando a figura de Nossa Senhora à maternidade da Igreja. “Maria, Mãe da Igreja” é um tema que envolve história, conhecimento de documentos pontifícios e um mergulho na história de uma jovem que se fez Mãe do Redentor. O tema do Círio 2019 é uma espécie de prolongamento, de amadurecimento do ano anterior. E seguramente anuncia o de 2020, a ser anunciado no final da festa. Quase impossível acreditar – mas é pura verdade – que novamente é Círio e estamos envolvidos, de novo, e para sempre, na mesma emoção de puro amor pela Virgem Maria de Nazaré.

C

ontinuo indicando meios que ajudemnos crescer sempre mais no estilo de vida segundo o modelo do relacionamento das pessoas divinas. Neste prisma trinitário nós, cristãos, somos chamados a olhar toda a realidade, repensar continuamente atitudes e comportamento. As exigências evangélicas são para o cristão permanente exame de consciência, e deveremos estar dispostos a corrigir-nos quantas vezes for necessário, “obedecer a Deus antes que aos homens” (At 5, 29). O cristão é chamado, como os seres bíblicos de Ezequiel (Ez 10, 12), a ter olhos na frente e atrás: não separar jamais passado e futuro, profecia e memória. O Evangelho é, segundo S. Irineu de Lião, perfume precioso, conservado em um recipiente muito especial,

que se mantém inalterado, melhora o recipiente que o contém. M. Merleau-Ponty disse que os cristãos são maus conservadores e revolucionários pouco confiáveis. O cristão de fato é chamado a ser “revolucionário”, pois os planos de Deus são sempre maiores do que os mais audaciosos programas que a mente humana possa conceber. São muitos os casos de cristãos - até recentemente - que, plenamente empenhados em uma certa revolução social, se dissociaram dela ao constatarem que os novos detentores do poder não eram coerentes com os ideais iniciais ou caíam nos mesmos erros daqueles que haviam substituído. Em relação ao conservador, é óbvio que o cristão defende valores autênticos recebidos do passado. Mas

o seu modo de conservar é estar sempre atento aos novos sinais dos tempos e do Espírito: fechar-se às mudanças não é conservar, é sufocar e trair. Em síntese, nós, cristãos, segundo o estilo de vida do Deus Uno e Trino, devemos atentar ao “novo”. O amor sempre contém um elemento de surpresa, que o mantém vivo. Estas “novidade” e “surpresa” dinamizam a vida em Deus, nos ajudam a compreender fenômenos da nossa experiência de cristãos e nos capacitam para ver a realidade que nos rodeia: a vida transforma-se em permanente novidade e atividades e gestos mais normais do cotidiano tornam-se ocasião para viver uma aventura divina, experimentar sempre novas oportunidades para crescer e amadurecer.

BIANCA MASCARENHAS Psicóloga e formadora do Seminário São Pio X (mascarenhaspsi@yahoo.com.br)

HUMANUS

R

otina, trabalho, preocupações (com futuro, filhos, saúde), trânsito, redes sociais... O “estou estressado” nos chega diariamente ao consultório, refletido na ansiedade, principal sintoma do estresse. O estresse é um sinal de tensão repetida que vai esgotando nossa saúde, motivada por diferentes razões, caracterizando-se por irritação, medo, preocupação,

Estresse é bom e ruim! frustração, nervoso, etc. Não deriva de um fato isolado, mas de situações acumuladas, que provocam alterações no organismo, elevam o cortisol, afetam a imunidade e facilitam ação de diversas doenças. Mas nem todo estresse é negativo. Há o estresse bom (o eustresse), que

nos ajuda a reagir positivamente às situações de mudança/desafio, como o que fez nossos antepassados saírem das cavernas em busca de comida, preservando nossa espécie. Já o estresse em excesso (distresse) é prejudicial para todas as áreas de nossa vida, sendo importante reconhecer nossos

níveis de estresse e revisar nossas escolhas. Para combater o cortisol, podemos, por exemplo, trabalhar com o “quarteto da felicidade”! Dançar, cantar (eleva endorfina); tomar sol, exercícios aeróbicos, gratidão (eleva serotonina); ouvir música, sono de qualidade (eleva dopamina);

abraçar, dar/receber presentes (eleva oxitocina). Ressaltamos, também, a prática da oração e seus benefícios comprovados cientificamente pela neuroteologia ou neurociência da religião. Quando oramos experimentamos sentimentos como amor e compaixão (que liberam serotonina

e dopamina), além de outros benefícios como: fortalecimento da autoconfiança; melhora nos relacionamentos; maior gratidão e, redução do estresse e da ansiedade!

“Não vos inquieteis com nada! Em todas as circunstâncias apresentai a Deus as vossas preocupações, mediante a oração, as súplicas e a ação de graças.” Filipenses 4,6

Festa de APARECIDA segue na Pedreira A Paróquia Nossa Senhora Conceição Aparecida, localizada no bairro da Pedreira, em Belém, dá continuidade à festividade em homenagem à padroeira até o dia 12 deste mês, animada pelo tema “Com Nossa Senhora Aparecida, discípula e missionária, evangelizando a Amazônia”. A partir de sexta-feira, 4, começa a oração do terço mariano, sempre às 6h, atividade que se estenderá até o fim da festividade. Outra programação especial são as celebrações que acontecerão às 12h e às 18h30. A Missa das 18h30 serám preFundado em 5 de julho de 1913 FUNDADOR Pe. Florence Dubois, barnabita

ARQUIDIOCESE DE BELÉM-PARÁ

PRESIDENTE Dom Alberto Taveira Corrêa Arcebispo Metropolitano de Belém do Pará VICE-PRESIDENTE Antônio de Assis Ribeiro Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Belém do Pará

DIRETOR GERAL Padre Roberto Emílio Cavalli Junior DIRETOR ADMINISTRATIVO E FINANCEIRO Marcos Aurélio de Oliveira DIRETOR DE COMUNICAÇÃO Mário Jorge Alves da Silva DIRETOR DE CAPTAÇÃO DE RECURSOS Kleber Costa Vieira

cedida pela novena em honra de Nossa Senhora Aparecida. As crianças emprestam a sua alegria à procissão mirim no dia sábado, 5, pela manhã, e a partir das 16h30, quem comanda as homenagens à Padroeira do Brasil é a juventude. A procissão jovem sairá da Igreja Matriz e percorrerá a avenida Pedro Miranda, travessa Lomas Valentinas, avenida Marquês de Herval, travessa Mauriti e avenida Pedro Miranda, retornando para a Matriz. Uma celebração de destaque ocorre na sextafeira, dia 11. Nesse dia,

haverá a novena e em seguida a Santa Missa. Após a celebração eucarística, das 18h30 haverá o Traslado da Imagem de Nossa Senhora Aparecida para a Capela Sagrado Coração de Jesus. A procissão com a imagem de Aparecida sai da Igreja Matriz, segue pela avenida Pedro Miranda, travessa Enéas Pinheiro, rua Antônio Everdosa, travessa Humaitá e encerra na Capela do Sagrado Coração de Jesus. A festa litúrgica de Nossa Senhora Conceição Aparecida no dia 12 de outubro, inicia com Santa Missa às 7h, na quadra da Capela do

COORDENAÇÃO Bernadete Costa (DRT 1326) CONSELHO DE PROGRAMAÇÃO E EDITORAÇÃO Padre Agostinho Filho de Souza Cruz Cônego Cláudio de Souza Barradas Alan Monteiro da Silva EDITORAÇÃO ELETRÔNICA Sérgio Santos (DRT/PA 579) Assinaturas, distribuição, administração e redação Av. Gov. José Malcher, Ed. Paulo VI, 915 CEP: 66055-260

Sagrado Coração de Jesus. Depois da Missa, nova procissão sai pela avenida Pedro Miranda, contorna a praça Eneida de Moraes, e toma novamente a avenida Pedro Miranda até a Matriz. O encerramento da festividade no dia 12 inclui celebrações às 12h e às 18h30. Toda a programação festiva conta programação cultural e apresentações musicais regionais e católicas após as celebrações eucarísticas. A paróquia fica na avenida Pedro Miranda, 1566 , no bairro da Pedreira, em Belém. Prestigie a festividade!

- Nazaré, Belém - PA Tel.: (91) 4006-9200/ 4006-9209. Fax: (91) 4006-9227 Redação: (91) 4006-9200/ 4006-9238/ 4006-9239/ 4006-9244/ 4006-9245 Site: www.fundacaonazare.com.br E-mail: voz@fundacaonazare.com.br Um veículo da Fundação Nazaré de Comunicação CNPJ nº 83.369.470/0001-54 Impresso no parque gráfico de O Liberal

FUNDAÇÃO NAZARÉ DE COMUNICAÇÃO


Arcebispo

belém, De 4 a 10 de outubro de 2019

3

Dom Alberto Taveira Corrêa Arcebispo Metropolitano de Belém do Pará

“F

elizes os que em vós têm sua força, e se decidem a partir quais peregrinos!” (Sl 83,6). Aqui estamos, Maria de Nazaré, peregrinos de todas as partes de nossa Amazônia, chamados pelo Senhor através de tua presença, depois de percorrer todos os caminhos, quais romeiros que não medem esforços nem cansaço. Chegamos de todo lugar, trazemos nossa fé cristã para testemunhá-la. Trazemos nossas esperanças, nossas angústias e nossas alegrias. Nos irmãos e irmãs,em tantas distâncias percorridas, que acorrem à Casa de Plácido, estamos todos nós, certos do alívio e da cura, para que todos nos levantemos de nossas quedas.

Nossas ruas se encham de gente que luta e trabalha, e todos nos tornamos iguais Sim, Maria de Nazaré, o aconchego de tua casa acolhe a todos, especialmente os mais pobres, sofredores e pecadores. Por isso, junto contigo dizemos: “A minha alma engrandece o Senhor, e meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador, porque ele olhou para a humildade de sua serva. Todas as gerações, de agora em diante, me chamarão feliz, porque o Poderoso fez para mim coisas grandiosas. O seu nome é santo, e sua misericórdia se estende de geração em geração sobre aqueles que o temem. Ele mostrou a força de seu braço: dispersou os que tem planos orgulhosos no coração. Derrubou os poderosos de seus tronos e exaltou os humildes. Encheu de bens os famintos, e mandou embora os ricos de mãos vazias.Acolheu Israel, seu servo,

conversa com meu povo

Conversa com Maria de Nazaré, Mãe da Igreja lembrando-se de sua misericórdia,conforme prometera a nossos pais, em favor de Abraão e de sua descendência, para sempre” (Lc 1,47-55). Aproveitamos as portas abertas de tua casa de Nazaré, tu que és Mãe da Igreja, Consoladora dos aflitos, Refúgio dos pecadores e Auxílio dos Cristãos, para trazer muita gente e entrar em tua casa de família. Conosco estão nossas crianças, meninos e meninas de todos os recantos, com os olhos brilhando de alegria e esperança, provenientes de nossas Paróquias, da Catequese, das Escolas e das Creches. Com elas chegam também crianças que pela vida afora foram deixadas na rua. Tu podes ver que todas as nossas crianças chegam, como que conduzidas por um imenso carro dos anjos, maior do que a multidão do Círio. Queremos que sejam acolhidas em teu colo maternal, para que todos aqueles que aceitam anúncios de anjos corram até Belém, entrem na casa de Nazaré, e encontrem Maria, com o menino ao colo. Sim, Virgem Mãe de Nazaré, todas as crianças são teus filhos. Vemos que a peregrinação que se formou em direção a Nazaré traz consigo nossos jovens. Eles querem visitar a jovem Maria, aquela que os anos, as lutas e os sofrimentos não apagaram a luz daquela resposta dada ao Anjo da Anunciação. Queremos confiá-los a ti para que sejam arautos e guardiães do futuro da Igreja. Na vida de cada um deles esteja presente a ousadia e a coragem de

uma resposta generosa aos apelos de Deus. Faze com que eles sejam luminosos para percorrer com presteza todos os caminhos, por mais íngremes que sejam, para serem servidores do Evangelho. Maria de Nazaré, a tua casa é casa de família. Com certeza ela foi procurada pelos vizinhos e parentes, pois todos viam ali uma família tão normal que era diferente! Hoje queremos visitá-la, junto com muita gente, com santa curiosidade. Permite-nos olhar para cada cantinho

da casa de Nazaré, pois vemos a delicadeza com que os detalhes eram tratados com teu carinho de mãe. Sim, aqui a tua maternidade se mostrou na total delicadeza. E tu nos permites agora confiar-te as nossas famílias, com as qualidades e os defeitos que possam ter! Ajuda-nos com tua prece e teu exemplo a buscar as coisas do alto, a recolher tudo o que existe de bom em nossas casas, pobres ou ricas, feias ou bonitas, mas cada uma delas é a nossa casa, onde pode resplandecer o que existe de melhor,

o segredo da presença de Jesus, teu Filho que prometeu estar presente onde dois ou mais estivessem reunidos em seu nome. Sim, nossas famílias sejam conduzidas por teus braços e de São José, para que Jesus habite nelas! Maria de Nazaré, tu és chamada Sede da Sabedoria e foste mãe de família. José, o homem justo foi operário, e Jesus, Verbo de Deus encarnado foi apenas e tão somente, aos olhos humanos, filho do carpinteiro. Em Nazaré a lição humilde e grandiosa do trabalho humano. Como podes ver, nossa romaria a Nazaré, hoje na cidade de Belém, que sendo do Pará continua sendo Casa do Pão, é composta de muitas mãos calejadas, outras cabeças repletas de conhecimentos, um sem número de profissões, mas todos os homens e mulheres nos rendemos diante da grandeza humilde do lugar onde Jesus habita contigo e São José. Nossas ruas se encham de gente que luta e trabalha, e todos nos tornamos iguais, apenas peregrinos, para nos inclinarmos, abaixar a cabeça de nossos orgulhos humanos, todos com jeito de Círio, todos desejosos de tocar na corda que protege teu caminhar por Belém. Nossa Senhora de Nazaré, Mãe da Igreja! Acorrem a Nazaré nossos sacerdotes, diáconos, religiosos e religiosas, seminaristas, tantas pessoas consagradas! Com eles estão os nossos bispos! Tu vês que o Círio os faz todos iguais e romeiros, e queremos que entrem conosco em tua casa, para que tu se-

jas modelo e sinal para todas as pessoas que se entregaram totalmente a serviço de teu Filho, para o bem da imensa multidão que quer se espremer dentro da Casa de Nazaré. Sabemos o que Deus quer de todos eles e quer de nós, pois temos a certeza de que, neste Círio, com a Mãe da Igreja que nos conduz, realiza-se a palavra profética: “Eu os lacei com laços de amizade, eu os amarrei com cordas de amor; fazia com eles como quem pega uma criança ao colo e a traz até junto ao rosto. Para dar-lhes de comer eu me abaixava até eles” (Os 11,4). Enfim, Nossa Senhora de Nazaré, Mãe e Rainha da Amazônia, longe daqui, mas perto de nós e de nossa oração, lá em Roma, na Capela da Sala do Sínodo dos Bispos, tua imagem, dada de presente ao Papa Francisco na Jornada Mundial da Juventude do Rio de Janeiro, está presidindo com amor de mãe o encontro dos sucessores dos apóstolos, em plena comunhão de amor com o sucessor de Pedro, na grande graça do encontro que trará novas luzes para a Evangelização em nossa região. Nossa Senhora de Nazaré, Maria Mãe da Igreja, rogai por nós!

Sede da Sabedoria

Todos com jeito de Círio, todos desejosos de tocar na corda que protege teu caminhar por Belém


4

IGREJA

BELÉM, DE 4 A 10 DE OUTUBRO DE 2019

Mensagem do PAPA para o Círio 2019

JOÃO PARAENSE

EM MENSAGEM, Papa saúda todos os devotos que depositam aos pés da Mãe do Senhor os pedidos e agradecimentos

S

ua Santidade o Papa Francisco enviou, no último dia 20 de setembro, a tradicional mensagem aos fiéis da Arquidiocese de Belém e de outras partes do Brasil que participam da 227ª edição do Círio de Nazaré, no segundo domingo de outubro. O Papa expressou votos sinceros para que as celebrações do Círio de Nazaré sejam uma oportunidade para reforçar a fé e a entrega a Deus, a exemplo de Maria. E relembra o discurso, feito na vigília da Jornada Mundial da Juventude de 2019, sobre o “sim” de Maria, “Era determinada: compreendeu do que se tratava e disse ‘sim’. Foi o ‘sim’ de quem quer comprometer-se e arriscar, de quem quer apostar tudo, sem ter outra garantia para além de saber que é portadora de uma promessa.” O tema para edição deste ano do Círio de Nazaré é “Maria, Mãe da Igreja”, Maria do sim às promessas do Senhor, co-

n MENSAGEM do Papa Francisco: votos de um círio para reforçar a fé e entrega a Deus Brasília, 20 de setembro de 2019

mo destaca o Santo Padre em mensagem ao Círio, “a força daquele ‘faça-se em Mim’”, que disse ao anjo. Foi uma coisa distinta de uma aceitação passiva ou resignada. Papa Francisco pede aos fiéis para juntar-se a ele para confiar à intercessão de Nossa Senhora de Nazaré os trabalhos e os frutos do Sínodo para Amazônia (com realização a partir do dia 6 de outubro, no Vaticano). Por fim, o Santo Padre manifestou sua Bênção Apostólica e se despede pedindo aos fiéis que não deixem de rezar por ele. Leia a carta na íntegra:

N

a ausência do senhor Núncio Apostólico, apraz-me transmitir a Vossa Excelência o texto da mensagem que, a nome do Santo Padre, envia-lhe o Cardeal Pietro Parolin, Secretário de Estado, por ocasião das celebrações do “Círio de Nossa Senhora de Nazaré”. “Excelentíssimo e Reverendíssimo Dom Alberto Taveira Corrêa, Arcebispo de Belém do Pará Por ocasião das festividades em honra de Nossa Senhora de Nazaré, padroeira da Arquidiocese de Belém do Pará, o Santo Padre deseja fazer chegar a sua saudação a todos os fiéis que, devotamente, depositam aos pés da Mãe do

Senhor as seus pedidos e agradecimento, juntando-se ele a todos e cada um para confiar a intercessão de Nossa Senhora os trabalhos e os frutos do Sínodo para a Amazônia. Sua Santidade faz votos de que as celebrações do Círio de Nazaré sejam uma oportunidade para reforçar a fé e a entrega a Deus, seguindo o exempla de Maria, concretamente “a força daquele ‘faça-se em Mim’”, que disse ao anjo. Foi uma coisa distinta de uma aceitação passiva ou resignada. (…) Era determinada: compreendeu do que se tratava e disse “sim”, sem rodeios de palavras. (…) Foi o “sim” de quem quer comprometer-se e arriscar, de quem quer apostar tudo, sem ter outra garantia para além da

PADRE ROMEU FERREIRA Formado em Exegese pelo Pontifício Instituto Bíblico de Roma (romeufsilva@gmail.comg)

certeza de saber que é portadora de uma promessa” (Papa Francisco, Discurso no Vigila da XXXIV Jornada Mundial da Juventude, 26/01/2019). Lembrando a cada um que também é portador de uma promessa do céu para os outros, a Papa Francisco sobre todos invoca a proteção de Nossa Senhora de Nazaré e lhes concede uma propiciadora Benção Apostólica, pedindo também que, por favor, não deixem de rezar por ele. Cardeal Pietro Parolin, Se-

cretário de Estado” Unindo-me aos votos, asseguro-lhe minhas orações. Mons. Massimo Catterin

Secretário, Nunciatura Apostólica do Brasil

LITURGIA

HOMILIA DOMINICAL A) Texto: Lc 17,5-10. 5Os apóstolos disseram ao Senhor: “Aumenta a nossa fé!” 6 O Senhor respondeu: “Se vós tivésseis fé, mesmo pequena como um grão de mostarda, poderíeis dizer a esta amoreira: ‘Arranca-te daqui e planta-te no mar’, e ela vos obedeceria. 7 Se algum de vós tem um empregado que trabalha a terra ou cuida dos animais, por acaso vai dizer-lhe, quando ele volta do campo: ‘Vem depressa para a mesa’? 8 Pelo contrário, não vai dizer ao empregado: ‘Prepara-me o jantar, cinge-te e serveme, enquanto eu como e bebo; depois disso tu poderás comer e beber’? 9 Será que vai agradecer ao empregado, porque fez o que lhe havia mandado? 10 Assim também vós, quando tiverdes feito tudo o que vos mandaram, dizei: ‘Somos sevos inúteis; fizemos o que devíamos fazer’”.

B) COMENTÁRIO

“Aumenta a nossa fé!” (v 5). Este é o primeiro apelo dos apóstolos no texto. E o mestre não responde se vai aumentar ou não a fé deles; já que ela pode ser maior (Mt 8,10). Ele lhes devolve a questão, como que perguntando: E vocês têm fé? Para aumentar a fé, antes de tudo é necessário tê-la. “Ninguém dá o que não tem”, e ‘não se aumenta o que não existe’. E Jesus comenta: “Se vós tivésseis fé, mesmo pequena como um grão de mostarda, poderíeis dizer a esta amoreira: ‘Arranca-te daqui e planta-te no mar’, e ela vos obedeceria” (v 6). Jesus não fez muitos milagres em sua cidade pela falta de fé (Mt 13,58). No comentário (v 6), Jesus leva os discípulos e a cada pessoa a examinar sua própria vida em relação à fé. Pelo modo do meu viver, sou capaz de demonstrar que te-

nho fé? Qual é a minha postura diante das dificuldades que a vida me impõe? Sou pessoa de fé ou não? Ele já dissera: “Pedi e vos será dado” (Mt 7,7); e logo: “Tudo o que pedirdes com fé, em oração, vós o recebereis” (Mt 21,22). Jesus prossegue: “Se algum de vós tem um empregado...” (v 7s). Ora, o empregado aqui é figura da pessoa de fé, enquanto a ilustração da parábola se dá no campo. O proprietário tem só um empregado o qual não deve esperar recompensa extra ou trato especial pelo que faz, mas o empenho de bem cumprir seu dever. É como um escravo que não pode exigir elogios pelo trabalho, pois é parte integrante de sua função. Da mesma forma o homem não deve requerer de Deus recompensa por algo que é obrigação do ser humano. Os missionários somos servidores da Pala-

vra, e devemos anunciar o que escutamos e cremos a seu respeito, sem ficar ansioso por resultados. Paulo nos adverte: “Quem é, portanto, Apolo? Quem é Paulo? Servidores, pelos quais fostes levados à fé: cada um deles agiu segundo os dons que o Senhor lhe concedeu. Eu plantei; Apolo regou; mas era Deus quem fazia crescer. Assim, pois, aquele que planta nada é; aquele que rega nada é; mas importa tão-somente Deus, que dá o crescimento. Aquele que planta e aquele que rega, são iguais entre si; mas cada um receberá seu próprio salário, segundo a medida do seu trabalho. Nós somos cooperadores de Deus, e vós sois a seara de Deus, o edifício de Deus” (1 Cor 3,5-9). “Somos servos inúteis”, se refere ao bom senso no cumprimento de nossos deveres: o ouvido é para ouvir e o servo para servir.

n 04/10, SEXTA-FEIRA Cor (branco) Primeira Leitura (Br 1,15-22) Responsório (Sl 78) Evangelho (Lc 10,13-16) n 05/10, SÁBADO Cor (branco) Primeira Leitura (Br 4,5-12.27-29) Responsório (Sl 68) Evangelho (Lc 10,17-24) n 06/10, DOMINGO Cor (verde) Primeira Leitura (Hab 1,2-3;2,2-4) Responsório (Sl 94) Segunda Leitura (2Tm 1,6-8.13-14) Evangelho (Lc 17,5-10) n 07/10, SEGUNDA

Cor (branco) Primeira Leitura (At 1,12-14) Responsório (Lc 1,46s.) Evangelho (Lc 1,26-38) n 08/10, TERÇA-FEIRA Cor (verde) Primeira Leitura (Jn 3,1-10) Responsório (Sl 129) Evangelho (Lc 10,38-42) n 09/10, QUARTA-FEIRA Cor (verde) Primeira Leitura (Jn 4,1-11) Responsório (Sl 85) Evangelho (Lc 11,1-4) n 10/10, QUINTA-FEIRA Cor (verde) Primeira Leitura (Ml 3,13-20a) Responsório (Sl 1) Evangelho (Lc 11,5-13)


5 SETORJUVENTUDE

BELÉM, DE 4 A 10 DE OUTUBRO DE 2019

DOM ANTÔNIO DE ASSIS RIBEIRO Bispo Auxiliar de Belém (domantoniodeassis@arqbelem.org)

MUNDO JUVENIL E A FÉ CRISTÃ INTRODUÇÃO

H

á poucos dias foi lançado na Cúria Metropolitana o livreto “Orientações pedagógicas e pastorais para a promoção dos Oratórios Paroquiais”. O que é o Oratório Paroquial? É uma experiência de educação e evangelização informal voltada, prioritariamente, para o público infanto-juvenil. O Oratório acontece através da promoção de atividades esportivas, tais como, futebol, vôlei, basquete, queimado, pingpong, pebolim, jogos de mesa; de atividades artísticas como a música, dança, coreografias, capoeira, teatro, etc; de atividades

O Oratório é uma das mais eficientes e baratas respostas contra a criminalidade infanto-juvenil associativas como grupos e passeios; e experiências religiosas como momento de oração e escuta de uma boa palavra. As atividades se desenvolvem num clima educativo, marcado pela espontaneidade, espírito de família, amizade, liberdade e corresponsabilidade. Acima de tudo, o Oratório é um ambiente de rica e alegre convivência entre adolescentes e jovens, sempre acompanhados por educadores voluntários.

1

Um pouco da história do Oratório Essa experiência informal e criativa de educar e evangelizar crianças, adolescentes e jovens já tem uma histó-

O Oratório Festivo Paroquial: uma criativa forma de educar para a vida e EVANGELIZAR! ria secular. Tudo começou em Roma, por um sacerdote chamado Felipe Neri (*1515 +1595), que era muito simpático, apostólico, criativo. Mas, apesar do seu zelo pastoral percebia que as crianças e os adolescentes de sua paróquia, após saírem da catequese e das celebrações, seguiam perambulando pelas feiras e pelo centro da cidade, e consequentemente acabavam entrando no mundo do vício e da criminalidade, pois havia muitas atrações nas ruas! Foi aí que ele percebeu a necessidade de “prolongar a experiência da oração”, mas com outras atividades inerentes ao contexto infanto-juvenil. Então começou por promover, após os momentos de liturgia, a ocupação dos meninos com o lazer educativo através da música, jogos e teatro. A fidelidade da garotada foi plena, os pais gostaram e o grupo cresceu! O sucesso foi total! Dessa forma o Pe. Felipe Neri fidelizando a meninada em atividades sadias, deu uma efetiva resposta preventiva à criminalidade infanto-juvenil. O Pe. João Bosco (Dom Bosco), sacerdote da diocese de Turim que viveu de 1815-1888, foi um apaixonado pela experiência do Oratório. Desde cedo, após ser ordenado (1841), começou a trabalhar com adolescentes e jovens pobres, moradores de ruas e muitos deles crimi-

nosos. A maioria, analfabeta, vinha do interior e perambulava pelas ruas de Turim a procura de um emprego. Dom Bosco começou a reuni-los e a ocupá-los com jogos nas ruas aos finais de semana e em dias festivos, e assim passou a chamá-lo de “oratório festivo”, diferenciando do “oratório paroquial” que acontecia nas paróquias com “bons meninos”. Mas a garotada de Dom Bosco não tinha paróquia e muitos já estavam vivenciando as experiências do mundo do crime. Dom Bosco propôs uma reforma no Oratório tornando-o mais aberto, festivo, criativo, rico de propostas educativas e evangelizadoras. Zelou para que no ambiente do oratório houvesse um clima de festa: músicas, jogos, danças, teatro... e que este clima, estivesse em sintonia com o gosto dos jovens. Era um Oratório aberto e festivo, diferente dos tradicionais. O Oratório festivo, portanto, é uma proposta educativa e evangelizadora muito versátil que pode ser promovida em qualquer lugar com ou sem infra-estrutura. Basta que tenhamos disponível um espaço adequado, alguns materiais esportivos e muita boa vontade. Essa estratégia educativa e evangelizadora, profundamente criativa e dinâmica, estimuladora do clima festivo transforma o ambiente paroquial e favorece formação de bons cristãos e honestos cidadãos.

2

Sintonia com a psicologia juvenil Assim como as abelhas são atraídas por algo doce, da mesma forma podemos dizer que essa dinâmica também acontece com as crianças, os adolescentes e jovens em relação à diversão. Atenta à psicologia infanto-juvenil, a Igreja com profunda sensibilidade humana e pastoral, é chamada a pensar propostas educativo-pastorais que considerem esse anseio infanto-juvenil. Muitas vezes perdemos os jovens nas nossas comunidades e sedes paroquiais porque estes ambientes carecem de criativas propostas educativas e evangelizadoras. É preciso ir além da liturgia! É necessário que ampliemos o olhar sobre as múltiplas formas de evangelização. Também educamos e evangelizamos através do esporte e das artes. Como podemos educar e evangelizar os jovens se ficarmos distantes da sensibilidade deles?

3

Estratégia preventiva O Oratório é uma das mais eficientes e baratas respostas contra a criminalidade infanto-juvenil. Lamentavelmente, os investimentos na área da prevenção em nível governamental, em suas diversas esferas, ainda são frágeis, esporádicos e pedagogicamente com pouca consistência. A Igreja Católica tem essa sensibilidade preventiva. Não basta responder

à violência com a repressão aos criminosos, é urgente e mais inteligente envidarmos esforços educativos em vista da diminuição das possibilidades do crime acontecer. É preciso cuidar dos jovens investindo em atividades preventivas! A pastoral juvenil não deve estar fechada na dimensão religiosa. Crianças, adolescentes e jovens precisam de acolhida, convivência, atenção e ambientes onde possam se encontrar como amigos com liberdade, confiança e segurança. Esse espaço pode ser o Oratório.

4

Renovar a pastoral Juvenil O Sínodo sobre os jovens pediu uma urgente renovação da pastoral juvenil (cf. Christus Vivit, N. 218, 226). É preciso a abertura da mente e do coração para podermos evangelizar os jovens. Para isso é preciso a presença deles no meio de nós. A pastoral juvenil deve ser jovial, criativa, rica de experiências dinâmicas e educativas que vão ao encontro da sensibilidade dos jovens. Eles sentem a necessidade de experiências de amizade, gostam das artes e suas representações como a música, a dança, o teatro; estão sempre abertos à participação em atividades recreativas, esportivas, bem como aderem com docilidade à experiência da reflexão e da oração. A experiência da promoção do Oratório juvenil vai ao encontro da

necessidade e direito à diversão, entretenimento e de sadia ocupação do tempo livre. As atividades promovidas no oratório tem uma tripla finalidade: divertir, educar e evangelizar. Tratase da promoção da formação cristã, da saúde física e da cidadania através da boa e segura convivência porque as atividades são e devem ser acompanhadas. PARA REFLEXÃO: O que você pensa a respeito dessa proposta? Por que o Oratório é também uma estratégia preventiva contra a criminalidade? Que relação existe entre o Oratório e a Pastoral Juvenil?

1 2 3

Divertir, educar e evangelizar

O Dom Bosco começou a reuni-los e a ocupá-los com jogos nas ruas aos finais de semana e em dias festivos, e assim passou a chamá-lo de “oratório festivo”,

Juventude é convidada para o CÍRIO MUSICAL A programação do Círio de Nazaré, em Belém do Pará, no segundo domingo do mês de outubro, inclui também uma grandiosa atividade cultural na praça Santuário: o projeto Círio Musical. Na noite do mesmo dia em que acontece a maior manifestação de fé do povo paraense em homenagem a Nossa Senhora de Nazaré, um grande público, sobretudo jovens,

lota a praça em frente à Basílica Santuário para ser alegrar e ser evangelizado pela música cristã. O “Domingo do Círio” de 13 de outubro de 2019 será animado pelo grupo “Anjos de Resgate”, que abrirá a temporada de shows dos artistas, um a cada noite, até o dia 26 de outubro, animando, dessa forma, todas as noites da quinzena da festa de Nossa Senhora

de Nazaré, sempre a partir das 20h, tão logo encerra a Santa Missa na Basílica Santuário. Nos momentos finais das apresentações, um sacerdote comparece ao palco dos shows conduzindo a imagem Peregrina de Nossa Senhora de Nazaré para a benção final sobre o público presente. Participam do Círio Musical reúne os maiores nomes da música católica

brasileira em apresentações abertas ao público e acesso gratuito ao local dos shows. O festival é parte da programação da festa de Nossa Senhora de Nazaré, realizado pela Arquidiocese de Belém, Basílica Santuário de Nazaré e Diretoria do Círio de Nazaré, com produção artística da Comunidade Católica Shalom. Confira a programação:


6

IGREJA

BELÉM, DE 4 A 10 DE OUTUBRO DE 2019

NAZARÉ REPÓRTER LUIZ ESTUMANO

A A

través dos nossos pequenos passos de amor, Deus faz grandes coisas, Deus realiza a salvação do mundo. Confiemos a Santa Teresa do Menino Jesus, amiga fiel, o Mês Missionário que começa hoje. (1º de setembro) doçura da Palavra de Deus impele-nos a comunicá-la a quantos encontramos na nossa vida, expressando a certeza da esperança que ela contém. (30 de setembro)

n CÍRIO FLUVIAL

A Comunidade Católica Nova Aliança informa ao povo de Deus que estará com uma embarcação preparada para participar da Romaria Fluvial no dia 12 de outubro, parte da programação do Círio de Nazaré 2019. Interessados devem procurar a secretaria da Catedral Metropolitana de Belém das 8h às 18h, ou dirigir-se ao Centro Social São João Paulo II, situado na rua Dr. Assis, 130, bairro da Cidade Velha. Informações: (91) 982179327 (whatsApp)/ 2121-3722/2121-3723 e 2121-3724.

RÁDIO NAZARÉ FM 91 .3 MHZ

n COBERTURA CÍRIO 2019 Faltam poucos dias para a grande festa do Círio de Nossa Senhora de Nazaré e a Rádio Nazaré FM já está a todo vapor trazendo informações sobre os mais diversos assuntos da festa da Rainha da Amazônia. Na próxima semana todos os funcionários, colaboradores e voluntários da Rádio Nazaré estarão envolvidos na produção e transmissão do Círio 2019. Sintonize 91,3 MHz e participe conosco pelo 4006-9211 ou 9.8814-0275 (WhatsApp).

n EXPOSIÇÃO

Aberta no dia 1º de outubro, a “Copiosus in Misericordia”, promove mostra pública de parte do significativo acervo da Catedral de Belém do Pará, integrando a celebração dos 300 anos de criação da Diocese do Pará pelo Papa Clemente XI, através da bula que nomina a exposição. A visitação pode ser feita até o dia 31 de outubro, de segunda a sexta-feira, pela manhã e à tarde, das 10h às 12h e das 15h às 18h, na Catedral de Belém. Entrada fraca. A igreja fica na praça Frei Caetano Brandão, no centro histórico de Belém.

TV NAZARÉ CANAL 30.1

n JANTAR DO CÍRIO

n CÍRIO MUSICAL NA TV NAZARÉ

Uma tradição que vem ajudando abrilhantar ainda mais a festa de Nossa Senhora de Nazaré a cada ano é o jantar solidário promovido por funcionários e amigos do Banco da Amazônia. Toda a renda obtida com a mobilização para a realização do evento é doada para a Arquidiocese de Belém para contribuir com a maior festa mariana do povo paraense. Neste ano, o jantar será no dia 9, na sede social da Assembleia Paraense, a partir das 20h.

Durante a quadra nazarena você pode acompanhar pela Rede Nazaré de Televisão, canal 30 – ou na sintonia da sua cidade – toda a programação do Círio Musical. A partir do dia 13 até o dia 26 de outubro, sempre às 20h, as apresentações na Concha Acústica poderão ser vistas ao vivo. O grupo “Anjos de Resgate” estreia a programação que anima, sobretudo, a juventude que lota a praça Santuário no período da festa de Nossa Senhora de Nazaré, curtindo shows de grandes artistas do cenário regional e nacional da música cristã. A entrada é gratuita. Participe!

n CANTORES MARIANOS

Acostumada a alegrar a comunidade na Paróquia São Benedito, no bairro do Barreiro, a Banda Athos Belém, celebra a oportunidade de elevar os costumeiros louvores a Nossa Senhora no Círio de Nazaré, pela primeira vez, na passagem da imagem Peregrina, ao longo da avenida Presidente Vargas.

PORTAL NAZARÉ WWW. FUNDACAONAZARE. COM.BR

n ACOLHIDA

n PORTAL NAZARÉ: O CÍRIO PELA INTERNET É Círio outra vez! E você acompanha todas as romarias, eventos e celebrações do Círio de Nazaré pelo Portal Nazaré (www.fundacaonazare.com.br), nosso canal no Youtube:/ FNComunicacao e pela nossa página no Facebook:/FNCBelem . Não perca nenhum momento! A programação do Círio Musical, de 13 a 26 de outubro, você também pode acompanhar pelo nosso portal e nossas redes sociais, ao vivo, direto da Praça Santuário. Faça parte da Família Nazaré e ajude-nos a realizar as transmissões para levar mais longe o Evangelho. Acesse nosso site www.sejamaisum.com e conheça nossa campanha ou entre em contato pelo telefone: (91) 4006-9211 ou envie uma mensagem para nosso número (91) 99315-5743.

Vigília de ADORAÇÃO pelo Círio KAROL COELHO

n VIGÍLIA Adoração ao Santíssimo Sacramento pelo Círio

Quarta-feira, dia 9, a Diretoria da Festa de Nazaré (DFN) iniciará a Vigília de Adoração pelo êxito do Círio de Nazaré. O preparo espiritual para os fiéis que participarão da Grande Festa da Rainha da Amazônia começará às 8h. Serão 48 horas interruptas de Adoração ao Santíssimo Sacramento, exposto na Capela Bom Pastor, localizada no Centro Social de Nazaré. Grupos, movimentos, serviços, pastorais e integrantes da DFN se revezarão neste momento de oração que já se tornou tradição na programação que antecede o segundo domingo de outubro. No encerramento da vigília, um cortejo sairá em direção ao Santuário da Rainha da Amazônia, local onde os fiéis receberão a bênção final, a partir das 6h30. A Vigília de Adoração passou a fazer parte do calendário oficial do Círio de Nazaré em 2002.

O Movimento Arquidiocesano do Terço dos Homens “Mãe Rainha” prepara-se para momentos de intensa participação no Círio de Nazaré. Os homens devotados à Nossa Senhora estarão atuando em revezamento para acolher romeiros que chegam a pé a Belém, procedentes de vários municípios do interior paraense para pagar suas promessas por graças alcançadas. Esses romeiros encerram o percurso na Basílica Sabtuário e são acolhidos na Casa de Plácido.

BOA DICA n AMIGOS DA FAMÍLIA - Livro (Paulus, R$ 25,00)

O

livro, de autoria de Dom Orlando Brandes, afirma que o homem é um ser social e, por isso mesmo, um ser familiar. Precisa dos outros para existir, crescer e sobreviver. A primeira sociedade que a pessoa encontra e da qual depende é a família. O homem é um ser familiar, com a vocação de se preparar para conviver com os outros, em sociedade. A vocação da humanidade é ser uma grande família. O próprio Criador é, em seu mistério trinitário, uma família. Cria o homem e a mulher à sua imagem e semelhança, para serem uma comunidade de vida e de amor.

n DUPLAMENTE GRÁVIDOS: 100 experiências

- O que um filho ensina aos pais - Livro (Paulinas, R$25,30)

A

gestação é um divisor de águas na vida de um casal, e a condição física, emocional, mental e espiritual dos pais é fundamental para o desenvolvimento saudável do bebê. Os cuidados dos pais antes, durante e após a gravidez são essenciais na formação do novo ser. O livro traz sugestões e experiências dos autores que possam contribuir, orientar e esclarecer as dúvidas mais frequentes de todos aqueles que recebem o dom de ser pais ou que estão esperançosos em gerar uma nova vida e construir uma família cristã.


FUNDAÇÃO NAZARÉ

BELÉM, DE 4 A 10 DE OUTUBRO DE 2019

7

LUIZ ESTUMANO

FAMÍLIA NAZARÉ

A Peregrina na CÚRIA e Fundação

SANTA MISSA reunirá funcionários das instituições

A

partilha do Círio 2019 chegará à Arquidiocese de Belém com a visita da imagem Peregrina de Nossa Senhora de Nazaré na quarta-feira, 9, às 15h, reunindo para a Santa Missa os colaboradores da Cúria Metropolitana de Belém, do Tribunal Eclesiástico, da Caritas Arquidiocesana e da Fundação Nazaré de Comunicação. A imagem chegará às 15h ao edifício Paulo VI, sede da Cúria e da Fundação.

A visita da imagem Peregrina celebra também o encerramento das peregrinações realizadas

na Fundação Nazaré, encontros de oração para a preparação espiritual da administração e das equipes de profissionais que irão atuar na cobertura do Círio 2019. A peregrinação em preparação ao Círio envolveu funcionários, estagiários, colaboradores e voluntários da (FNC) em todos os setores da Fundação, programação que faz parte do calendário anual da instituição, totalizando nove encontros, buscando refletir o tema para o Cí-

n MISSA será culminância da visita da imagem Peregrina

rio de Nazaré deste ano, “Maria, Mãe da Igreja”. Nove encontros são realizados para propiciar a reflexão dos funcionários da instituição. Nesta sexta-feira, 5, o 8º encontro na sala do call Center será entre o setor de Apoio Cultural e a Família Nazaré. No dia 9, quartafeira, um encontro geral acontecerá na sala da presidência.

A visita da imagem peregrina de Nossa Senhora de Nazaré é aguardada pelos profissionais da Cúria e da Fundação Nazaré de Comunicação, revestindo-se de ocasião propícia de agradecimento a Deus . VISITA - A imagem Peregrina de Nossa Senhora de Nazaré é conduzida em intensa programação de visitas anu-

ais, iniciadas em maio. Percorre instituições de todos os segmentos, a exemplo de escolas, presídios, empresas, faculdades, organizações públicas e privadas em Belém, demais municípios paraenses e até fora do Pará, como o Rio de Janeiro. As visitas causam nos fiéis sempre muita emoção, e homenagens à Rainha da Amazônia.

CAMPANHA SEJA MAIS UM Colabore com a obra de evangelização da Arquidiocese sendo mais um benfeitor da Fundação Nazaré de Comunicação. O cadastro pode ser feito pessoalmente na sede da Fundação, situada na avenida José Malcher, nº 915 – Edifício Paulo VI, Nazaré, de segunda a sábado, das 7h às 19h. Ou pelos sites oficiais (www.sejamaisum.com), (www. fundacaonazare.com.br), ou pelo telefone (91) 4006-9211. Se preferir entrar em contato por email, envie mensagem para famjor@ fundacaonazare.com.br e faleconosco@fundacaonazare.com.br

NOSSOS ANIVERSARIANTES Carlos Alberto Gonçalves Junior Dionea Do Rosario Belo Evarista Assis De La Rocque Coelho Francisca Cardosos Da Silva Francisca De Assis Freitas Penha Francisca Lopes De Andrade Margarida Assis De Oliveira Mendes Maria Da Consolacao Monteiro Da Silva Maria Das Gracas Dos Santos Carvalho Maria De Jesus Saldanha Pinheiro Maria Estela Evangelista Da Silva 05/10 Alberto Placido Cavalcante America De Nazareth Sobral Magalhaes Eduardo Henrique Elma Marcia Bastos De Castro Heber Jorges Vieira De Souza Leidelene Cristina Pereira Costa Maria Das Gracas C. De Andrade Maria De Nazare Estumano Lima Maria De Nazaré Vera Cruz Padilha Maria Raimunda Mamede

Paulo Eugenio Santos Cecim Rosangela Correa Dos Santos Tereza Ribeiro Da Silva Terezinha De Jesus Lima Do Carmo 06/10 Andrea Cardoso Amaral Edinaldo Ferreira Da Costa Campos Jose Maria Costa Braga Marcia Mariana Monteiro Barbosa Maria Do Rosario Da Costa Viega Raimundo Paulo Goncalves Sandra Maria Borges De Souza 07/10 Cristiana De Nazaré Egues Cardoso Familia Torres Salgueiro Maria Augusta Sales Duarte Valente Maria Celeste Ribeiro Bastos Maria De Nazareth Ferreira De Souza Maria Do Rosario Valente Lobato Maria Neves De Melo Milton Melo Leao Raquel Carleo Lima Silva 08/10 Deusarina Menezes Da Costa

Deuzila Da Conceicao Galdino Joilda Santos Almeida Batista Jose Avelino Dos Santos Leila Namura Buraslan Manoel Martins De Carvalho Junior Maria De Fatima De Alencar Macedo Maria Jose Souza De Oliveira Maria Raimunda Pantoja Batista Patrice Joseph Da Silva Farah 9/10 Antonio Carlos Dos Santos Pinto Francisco Cavalcante Jose Luis Arias Bahia Maria De Lourdes Contente Gomes Maria Salete Araujo Ataide 10/10 Altamira De Souza Gomes Angela Santa Brigida Das Merces Antonio Marcos Nascimento De Souza Edson Batista Castro Sousa Emilia Nazare Felipe Jacob Bastos Euclides Santos Nascimento Fernando Antonio Jares Martins Geraldo Basilio De Brito

Luiza Bentes Naif Marcos Aurelio De Oliveira E Familia Maria Auxiliadora Mileo Brasil Maria Conceicao De Sousa Pantoja Maria Das Gracas Cordeiro Xavier Paula Gabriella Costa Da Penha Rosemary Aparecida De Oliveira Vanda Celia Ferreira De Souza n NATALÍCIO DE PADRES E DIÁCONOS 04/10 - Pe. Welbert de Oliveira 07/10 - Pe. Rangel Anderson Campos Bentes 10/10 - Diác. Ricardo Nazareno B. Cordeiro

n ORDENAÇÃO DE PADRES E DIÁCONOS 04/10 - Diác. Iacyr Milhomem Fernandes 04/10 - Diác. Roberto Canelas Cardoso 05/10 - Diác. Pedro Rocha Silva


8

BELÉM, DE 4 A 10 DE OUTUBRO DE 2019

CÍRIO 2019


GHGHGHGHGH

BELÉM, DE 4 A 10 DE OUTUBRO DE 2019

CADERNO DOIS

Arquidiocese de Belém fala sobre o CÍRIO e o Sínodo

SÍNODO leva Bispos de Belém ao Vaticano e Círio terá alterações em razão do evento

N

a quarta-feira, 2, pela manhã, na sala de imprensa da Cúria Metropolitana, Dom Alberto Taveira Corrêa, Arcebispo Metropolitano, Monsenhor Raimundo (Cid) Possidônio, Vigário Geral, e Cláudio Acatauassu Nunes, Diretor Coordenador da Festa de Nazaré, estiveram presentes na coletiva de imprensa sobre a edição 227 do Círio de Nossa Senhora de Nazaré, cujo tema “Maria, Mãe da Igreja”. Foram divulgados a mensagem do Papa Francisco para o festejo e informações referentes ao Sínodo dos Bispos especial para a região da Pan-Amazônia. Dom Alberto con-

duziu a coletiva dando boas-vindas à imprensa e apresentou a tradicional carta-mensagem da Sua Santidade, o Papa Francisco, enviada pelo Cardeal Pietro Parolin, Secretário de Estado. O Papa expressou votos sinceros para que as celebrações do Círio de Nazaré sejam uma oportunidade para reforçar a fé e a entrega a Deus, a exemplo de Maria. Por ocasião do Sínodo dos Bispos para a PanAmazônia, Dom Alberto e seus auxiliares, Dom Irineu Roman e Dom Antônio de Assis Ribeiro, obedientes ao Santo Padre, estarão em Roma participando da conferência. Para presidir as celebrações e momentos

FOTOS: LUIZ ESTUMANO

n DOM ALBERTO dirigiu a coletiva com jornalistas em Belém

importantes do Círio de Nazaré, foram convidados bispos de outras dioceses, entre eles, o Núncio Apostólico no Brasil, Dom Giovanni d’Aniello. Don Alberto lembrou

o tema do círio deste ano afirmando que o desejo é o de que todos sintam-se muito acolhidos: “Círio é uma expressão maravilhosa de relacionamento dessa multidão de pesso-

as não só nos dias do Círio, mas também na quadra nazarena. Muitas vezes identificamos muitos machucados na vida do nosso povo do ponto de vista social, econômico,

mas o Círio é esperança, é ter gosto pela vida para trabalharmos para nos ajudar mutuamente.” A expectativa para realização de mais uma edição da festa de Nazaré é a de que seja melhor que no ano anterior, afirma Cláudio Acatauassu: “tudo que foi planejado durante o ano está pronto. Pode haver imprevistos? Mas estamos preparados com uma equipe pronta. É nosso segundo ano na coordenação e isso já nos deu certa experiência. Tenho certeza que tudo vai dar certo com a intercessão e o amor de Nossa Senhora de Nazaré.”

ARQUIDIOCESE DE BELÉM PARTICIPA DO SÍNODO Na coletiva o Arcebispo destacou, também, informações referentes ao Sínodo, entre elas a do encerramento do credenciamento da imprensa para recebimento de conteúdo referente ao encontro sinodal. O Arcebispo sinalizou também que, a imagem da Senhora de Nazaré doada ao Santo Padre por ele na ocasião da Jornada Mundial da Juventude, em junho de 2013, ficará na sala dos encontros do Sínodo. No dia 8 de outubro, próxima terça-feira, Dom Alberto irá proferir a homilia durante a oração do dia ao lado do Papa Francisco. “Nós esperamos encaminhamentos a partir das sugestões dos bispos e das orientações do Papa que não sairão agora porque o Santo Padre recebe todo o material e só posteriormente, no tempo que ele julgará oportuno, é que será feito uma exortação apostólica. Aguardamos caminhos de evangelização, de vocações, para organização da vida da igreja em nossa região. Queremos colocar debaixo do manto de Nossa Senhora a realização do sínodo dos bispos”, afirmou o Arcebispo. Monsenhor Raimundo Possidônio, que participou da elaboração do Instrumento de Trabalho, afirmou que o sínodo é a vontade expressa do Papa, mas que também reflete toda uma realidade da Amazônia: “o Papa Francisco para a

Ela também acontece pouco antes (29 de novembro) da celebração do 40º aniversário da proclamação de São Francisco de Assis como Padroeiro dos cultores da ecologia por São João Paulo II. E

lebrada na Basílica de São A celebração na presença do Papa Francisco nos Jardins Vaticanos,

instrumento de trabalho que provocou tanta reação é resultado de não apenas uma cabeça ou de um teólogo ou bispo, mas de um processo de escuta que durou um ano, relatórios imensos. O sínodo, se é vontade do Papa, ele é reflexo também do sensus fidei. Será para nós um momento ímpar, um kairós,” Durante toda a quinzena da Festa de Nazaré a vela que foi entregue no Encontro dos Bispos da Amazônia Brasileira será acesa na Basílica Santuário. Também orientouse às paróquias que seja acendida uma vela para expressar a unidade e oração pelo Sínodo, além da realização do tríduo. NO VATICANO - Às 12 horas (horário italiano) desta sexta-feira, 4 de outubro, Festa de São Francisco, o Papa Francisco presidirá uma celebração nos Jardins Vaticanos onde consagrará o iminente Sínodo para a Amazônia ao Santo de Assis. O site Vatican News transmitirá a celebração, com comentários em português, a partir das 6h55, horário de Brasília. A festa de São Francisco neste ano, de fato, adquire uma relevância especial, por coincidir com diversas datas simbólicas. A festa conclui, por exemplo, o Tempo da Criação, a recorrência que é celebrada anualmente de 1º a 4 de outubro, e que pela primeira vez foi proclamada oficialmente pelo

Papa Francisco para a Igreja Católica. Ela também acontece pouco antes (29 de novembro) da celebração do 40º aniversário da proclamação de São Francisco de Assis como Padroeiro dos cultores da ecologia por São João Paulo II. E depois, naturalmente, dois dias antes da abertura do Sínodo para a Amazônia, com a Santa Missa celebrada na Basílica de São Pedro no domingo. A celebração na presença do Papa Francisco nos Jardins Vaticanos, inclui o plantio de uma árvore, vinda de Assis, como gesto visível de uma ecologia integral. O evento prevê participação de lideranças indígenas e da Igreja, para enviar mensagem ao mundo sobre o compromisso da Igreja com cuidado pela Casa Comum. A celebração e o gesto simbólico de plantar uma árvore no coração da Igreja universal, também será uma oportunidade para comunicar a importância do Tempo da Criação, sendo o primeiro gesto visível do Papa Francisco após o convite à Igreja em todo o mundo para celebrar este “período de oração e ação mais intensa em benefício da casa Comum”. Mas também para comunicar a importância do Sínodo Amazônico e propor São Francisco como modelo e guia para o processo sínodo. Neste sentido, o evento incluirá uma

n DOM IRINEU ROMAN

oração de consagração do Sínodo à intercessão de São Francisco, para que este processo constitua um passo fecundo para

n DOM ANTÔNIO de ASSIS

discernir novos caminhos para a Igreja e por uma ecologia integral nesta complexa região. O evento é organiza-

do pela Ordem dos Frades Menores, pelo The Global Catholic Climate Movement (GCCM) e pela Repam.


2C

aderno 2

ARQUIDIOCESE

BELÉM, DE 4 A 10 DE OUTUBRO DE 2019

Rádio NAZARÉ no percurso das duas maiores romarias TRASLADAÇÃO

e a Procissão do Círio de Nazaré

É

inconfundível a animação que chega aos romeiros no percurso de duas, das 12 romarias oficiais do Círio de Nazaré, sendo a Trasladação e a Procissão do Círio, que ocorrem nos próximos finais de semana, dias 12 e 13. O som que ecoa no percurso de cerca de 3,6 KM é gerado pela Rádio Nazaré, 91,3 Mhz, e objetiva um momento de evangelização e, acima de tudo, uma caminhada orante voltada aos fiéis. O conteúdo que chega ao corredor tomado de gente durante as procissões da Trasladação, dia 12, e a do Círio, dia 13, têm como subsídio o Livro das Peregrinações 2019. A partir dele,

FOTOS: DIVULGAÇÃO

é definido um roteiro que mescla momentos de motivação e oração. A motivação se dá após a Santa Missa, e consistem em preparar os fiéis através da oração, das mensagens dos bispos. O segundo momento, que é a oração, ocorre basicamente quando corda

é atrelada à Berlinda. A partir daí, inicia-se a Oração do Terço, Leitura do Evangelho, meditação do sacerdote presente no estúdio, além de músicas marianas, sendo assim ao longo do percurso, que inclui também a motivação que segue um caráter meditativo e oracional. Este ano cerca de 20 pessoas vão atuar voluntariamente durante a animação, eles se revezam durante as duas procissões. Leigos, sacerdotes, religiosas e teólogos, compõem a equipe de animadores que desempenham o papel de encorajar os fiéis. Segundo Elyvane Barbosa, coordenadora da Rádio

n DIRETO DO ESTÚDIO levando o som para as duas maiores romarias

Nazaré, que é uma das animadoras, o compromisso é dar conforto: “O nosso compromisso enquanto animadores é justamente dar esse conforto às pessoas, não só através da oração como também da motivação, demonstrando através das nossas vozes que nós estamos com elas, que nós queremos que elas chegue ao seu propósito de contemplar o pagamento da sua promessa, que chegue até a Catedral e até a Basílica Santuário de forma animada apesar do cansaço”. É dentro do estúdio da

Rádio Nazaré que a animação acontece, mesmo assim, é como se eles estivessem dentro da procissão, pois é feito o monitoramento das imagens geradas pela Rede Nazaré de Televisão, e, também, das informações repassadas pela Diretoria do Círio. Elyvane destaca: “É nossa responsabilidade, a partir do pedido da Diretoria do Círio, para a gente não deixar a corda enrolar, fazer com que as pessoas se sintam alegres, além de proporcionar este momento de oração”. Os relatos da animação não se resumem

aqueles que estão no percurso da Trasladação ou do Círio, pois os ouvintes da Rádio Nazaré recebem o mesmo conteúdo e, de casa, se sentem como se estivessem dentro da procissão. Para eles, impossibilitados por motivos de saúde ou de compromisso de trabalho ou pela distância é como vivenciar as romarias pelas ondas da Rádio Nazaré. Para Elyvane Barbosa, a animação é importante. “A gente percebe sim e tem o retorno das pessoas do quanto é importante essa animação”.

Igreja vive o MÊS MISSIONÁRIO Extraordinário O Papa Francisco proclamou outubro de 2019 como Mês Missionário Extraordinário com objetivo de “despertar em medida maior a consciência da missio ad gentes e

retomar com novo impulso a transformação missionária da vida e da pastoral”. Acontecimento eclesial de grande importância que abrange todas as Conferências Episcopais,

membros dos institutos de vida consagrada, sociedades da vida apostólica, associações e movimentos eclesiais. “Que o Mês Missionário Extraordinário se torne uma ocasião

de graça intensa e fecunda para promover iniciativas e intensificar de modo particular a oração – alma de toda a missão –, anúncio do Evangelho, reflexão bíblica e teológica so-

bre a missão, as obras de caridade cristã e as ações concretas de colaboração e solidariedade entre as Igrejas, de modo que se desperte e jamais nos seja roubado o entusiasmo missio-

nário”. Esse é o desejo do Papa. Todos os Batizados são convocados a comprometerem-se missionariamente, com o anúncio e o testemunho do Evangelho diariamente.

VATICANO

Encontro sobre “O bem comum na era DIGITAL”

n PAPA recebendo no Vaticano, participantes do seminário

Com informações Vatican News. Em seminário, participantes propõem as bases éticas para a defesa da dignidade de toda pessoa humana, em vista do bem comum. O Papa Francisco recebeu na manhã de sexta-feira, 27 de setembro, participantes no Seminário sobre “O bem comum na era digital”, promovido pelo Pontifício Conselho para a Cultura e o Dicastério para o Serviço do Desenvolvimento Humano Integral. “Os notáveis desenvolvimentos no campo tecnológico, especialmente sobre a inteligência artificial, apresentam implicações cada vez mais significativas em todos os setores da ação humana. Por isso, acho mais do que necessários debates abertos e concretos sobre este tema”, disse Francisco. O Papa retomou sua Encíclica sobre o cuidado da casa comum, fazendo um paralelismo básico: o benefício indiscutível, que a humanidade pode obter do progresso tecnológico, dependerá da extensão em que as novas possibilidades disponíveis serão usadas de maneira ética. Esta correlação, frisou

Francisco, exige que, de pari passo com o imenso progresso tecnológico em andamento, haja um desenvolvimento adequado de responsabilidades e valores. Caso contrário, afirmou o Papa, um paradigma dominante - o “paradigma tecnocrático” -, que promete um progresso descontrolado e ilimitado, será imposto e, talvez, até poderá eliminar outros fatores de desenvolvimento, com enormes perigos para toda a humanidade. Com este encontro sobre “O bem comum na era digital”, disse Francisco, “vocês contribuem para prevenir esta deriva e tornar concreta a cultura do encontro e do diálogo interdisciplinar”. O objetivo principal que vocês visam, disse o Pontífice, é bastante ambicioso: obter critérios e parâmetros éticos básicos, capazes de fornecer orientações sobre as respostas aos problemas éticos suscitados pelo uso invasivo das tecnologias. A humanidade enfrenta desafios inauditos e novos, que exigem novas soluções. As problemáticas que vocês são chamados a

analisar, neste encontro, explicou o Papa, dizem respeito a toda a humanidade e exigem soluções urgentes. “Se o chamado progresso tecnológico da humanidade se tornar inimigo do bem comum, poderia levar a uma infeliz regressão e a uma forma de barbárie ditada pela lei dos mais fortes. Portanto, queridos amigos, agradeço pelo seu trabalho por uma civilização, que busca reduzir as desigualdades econômicas, educacionais, tecnológicas, sociais e culturais”. Francisco concluiu seu pronunciamento expressando seu apreço pelas bases éticas propostas pelos participantes, que garantem a defesa da dignidade de toda pessoa humana, em vista do bem comum. Um mundo melhor, disse por fim o Papa, só será possível graças ao progresso tecnológico, se, porém, for acompanhado por uma ética baseada na visão do bem comum, na ética de liberdade, na responsabilidade e fraternidade, capaz de promover o pleno desenvolvimento das pessoas em relação à criação.


Caderno 2

EM NAZARÉ

BELÉM, DE 4 A 10 DE OUTUBRO DE 2019

3

YÊDA SOUSA

NAZARÉ EM DESTAQUE

Manhã dos ELEITOS na Casa de Plácido ACOLHE mulheres em situação de vulnerabilidade social

T

radicionalmente, a Diretoria da Festa de Nazaré (DFN) promove às pessoas em situação de vulnerabilidade social ou econômica um momento de espiritualidade, lazer e diversão para que possam vivenciar o Círio de Nazaré na plena essência que a grande festa da Rainha da Ama-

zônia representa. Este ano, a Manhã dos Eleitos, como assim o evento é chamado, aconteceu no dia 6 de outubro, na Casa de Plácido, acolhendo aproximadamente 80 pacientes mulheres que foram submetidas ao procedimento de mastectomia, atendidas pelos hospitais Barros

Barreto e Ophyr Loyola, além das pacientes escalpeladas que integram o projeto ORVAN. O evento foi organizado pelas esposas dos diretores da DFN. Nesta edição, em especial, o público foi escolhido com a justificativa de que a exemplo de Maria, estas mulheres também

n TODOS dos anos a DFN seleciona um grupo para ser acolhido

venceram suas dificuldades com esperança e fé diante as bênçãos de Deus e a intercessão da Virgem de Nazaré. Na programação o padre Giovanni Maria Incampo

conduziu um momento espiritualidade. Logo após, as convidadas participaram de uma sessão de maquiagem e assistiram ao show da cantora Juliana Sinimbú. ALINE ANDRADE

Transporte dos CARROS de promessas para o galpão da CDP YÊDA SOUSA

n SAÍDA do traslado reúne centenas de fiéis YÊDA SOUSA

n O LIVRO está a venda na Loja Lírio Mimoso

ALINE ANDRADE

O tradicional traslado dos 13 carros de promessas para o galpão da Companhia Docas do Pará (CDP) aconteceu na quarta-feira, dia 9. Saindo da Praça Santuário, às 21h, o percurso seguiu pela Travessa 14 de Março, Rua Antônio Barreto, Av. Doca de Souza Franco e Marechal Hermes até a CDP. Desde 1980 o transporte dos carros que participam da Festividade de Nossa Senhora de Nazaré é feito desta forma. A procissão tem crescido com o passar dos anos. Em 2018, levou às ruas de Belém aproximadamente três mil fiéis, dentre crianças, jovens, famílias e amigos que saem de suas casas para louvar e agradecer à Virgem de Nazaré durante os 4 km de percurso.

A história dos anos de VIDA missionária do Padre José Ramos Histórias da família, da infância, da juventude, vocação, dos estudos e ainda sobre a vida sacerdotal. Tudo contado em uma obra escrita para celebrar os quarenta anos de vida missionária e os trinta anos destinados ao sacerdócio, escrita pelo Superior Provincial Norte dos Clérigos Regulares de São Paulo, Padre José Maria Ramos das Mercês. O livro “Trinta anos edificando a Esperança e a Fé” está à venda na Loja Lírio Mimoso e pode, também, ser enviado para todo o Brasil. Para mais informações, ligue: (91) 4009-8448 / 98440- 4957.

n A LIMPEZA contemplou diversos aspectos do Santuário

BASÍLICA Santuário recebeu limpeza geral para o Círio Pensando sempre no bem estar das pessoas que frequentam a Basílica Santuário, principalmente no período da festividade nazarena, aconteceu nos dias 30 de setembro e 1º de outubro a limpeza geral da casa da Rainha da Amazônia. Os colaboradores realizaram o procedimento nos es-

paços internos da Igreja como piso, bancos, altares e presbitério. Houve também o polimento dos objetos sacros do altar principal, com uma atenção especial para o Glória, local onde a Imagem Original de Nossa Senhora de Nazaré, a mesma encontrada por Plácido no ano de 1700,

está entronizada. Durante o ano, a Basílica Santuário passa por três lavagens gerais. A primeira no mês de março, dias antes da Semana Santa. A segunda em maio, na preparação para o aniversário do Santuário e a terceira sempre nas semanas que antecedem o Círio. YÊDA SOUSA

n O PARQUE fucionará até dia 24 de novembro

Arraial de Nazaré está de portas abertas para receber o PÚBLICO O Ita Center Parque já está de portas abertas para receber o povo paraense em mais um mês de outubro. Foram montados os brinquedos e estandes para comercialização de diversos produtos, em especial

artesanatos, artigos religiosos, bijuterias, comidas típicas e os tradicionais brinquedos de miriti. A locação do espaço propõe arrecadar fundos para ajudar as obras sociais mantidas pela Paróquia de Nazaré. O Par-

que funcionará até 24 de novembro, de segunda a quinta das 16 às 22h, e sexta, sábado, domingo e feriados de 16 às 22h30. Durante a quadra nazarena, o ITA Center Parque funcionará todos os dias de 16 às 23h.


4C

aderno 2

CÍRIO 2019

BELÉM, DE 4 A 10 DE OUTUBRO DE 2019

Santa Missa dá abertura oficial ao CÍRIO DE NAZARÉ na terça-feira, 8 EM VIRTUDE DO SÍNODO Dom Alberto e os bispos auxiliares não participarão do Círio

A

Quadra Nazarena aproxima-se e nestes dias fiéis irão viver fortes momentos de fé e de devoção mariana. O ponto de partida de toda festividade é a celebração eucarística de abertura e, a da Festa de Nazaré será na próxima terça-feira, 8, sob presidência de Dom Fernando José Guimarães, CSsR, Arcebispo Militar do Brasil, na Basílica Santuário. A Santa Missa será seguida de cerimônia com autoridades civis e eclesiais na Casa de Plácido, no Centro Social de Nazaré. A edição 227 do Círio de Nazaré, cujo tema “Maria Mãe da Igreja”, tem como inspiração o ano em que a Igreja de Belém celebra seu Ju-

FOTOS: DIVULGAÇÃO

bileu pelos 300 anos da criação da Diocese de Santa Maria de Belém, com uma identidade mariana e missionária. A temática aproveita o ensejo, ainda, para destacar o Sínodo especial sobre a Amazônia, em Roma, Itália, a ser realizado nos dias 6 a 27 deste mês. CELEBRANTES

Aliás, em virtude do Sínodo convocado pelo Papa Francisco, Dom Alberto Taveira Corrêa, Arcebispo Metropolitano, junto de Dom Irineu Roman e Dom Antônio de Assis Ribeiro, bispos auxiliares, não participarão da Festa de Nazaré, e outros sacerdotes conduzirão os momentos da quadra nazarena como missa de apresentação do manto, saída do traslado, traslado, romarias, trasladação e a grande procissão do segundo domingo de outubro.

Diretoria da Festa, representantes do Estado e do município, patrocinadores e apoiadores oficiais do Círio, e demais convidados, participam do acendimento das luzes dos tradicionais arcos de Nazaré e da fachada da Basílica. Em seguida, na Casa de Plácido, haverá o coquetel onde são feitas homenagens com a entrega de diplomas de reconhecimento e divulgação dos ganhadores do concurso de redação do Círio. ECONOMIA

n CELEBRANTE Dom Fernando, Arcebispo Militar

Dom Fernando, celebrante da missa de abertura da Festa de Nazaré, é também detentor das patentes de General do Exército, Brigadeiro da

Aeronáutica e Almirante da Marinha. ACENDIMENTO DOS ARCOS E COQUETEL

Após a missa, o clero,

O Círio de Nazaré, segundo estudo do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, (Dieese) movimenta quase todos os setores produtivos da economia paraense, principalmente o de serviço, o comércio, a agropecuária e a indústria. Den-

tro do setor “Serviço” destaca-se as atividades ligadas ao turismo em todas as suas vertentes, como o turismo receptivo e eventos, e o turismo de negócios. Com isso, além de evangelizar, o Círio de Nazaré também funciona como um grande propulsor da economia no Estado gerando emprego e renda. No caso especifico do emprego, a estimativa é a de que cerca de 60 mil pessoas estajam ocupadas, a grande maioria com ocupações informais. Na questão de fluxo de turistas espera-se 83 mil visitantes, que irão gastar aproximadamente R$ 120 milhões de reais. Quanto aos impactos globais, é de que com o efeito Círio deste ano sejam injetados na economia paraense cerca de um bilhão de reais.

Alepa: sessão solene em HOMENAGEM aos 300 anos Na última segundafeira, dia 30, foi realiza-

da uma sessão solene em homenagem aos 300

anos da Diocese de Belém, no Plenário Nilton

Miranda, na Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa). Na ocasião, a mesa foi composta por membros da Arquidiocese de Belém, entre eles Dom Irineu Roman, um dos bispos auxiliares de Belém e a deputada estadual, Nilse Pinheiro, propo- n DOM IRINEU e o cônego Roberto Cavalli durante a sessão nente da sessão. Segundo a deputada disse Nilse Pinheiro. ainda contribuem para é uma honra em noSegundo Dom Irineu que essa evangelização me de todos os parla- a homenagem é acolhi- possa chegar a toda a mentares prestarem a da com alegria: “Nós Amazônia”. homenagem. “A gente acolhemos com muita Para o cônego Roberpensou exatamente em alegria essa homena- to Cavalli Júnior, cura fazer essa homenagem, gem que a professora da Catedral de Belém, o retribuição, a tantos Nilse, propôs junto com reconhecimento se une benefícios que a Igre- a Assembleia Legisla- ao momento de ação de ja Católica tem trazido tiva na comemoração graças “com toda a nospara a Região Metropo- dos 300 anos da Dioce- sa vivência de fé, nós litana, sobretudo, em se de Belém, porém a lembramos a memória, fazer agora o seu júbilo evangelização na Ama- a identidade e a missão 300 anos da Diocese e, zônia chegou a mais de da Igreja, lembrando homenagear os nossos 400 anos atrás, quando assim todo o trababispos, nossos padres os missionários vindos, lho realizado tanto na tendo, a oportunidade principalmente da Eu- evangelização, como o da Assembleia Legisla- ropa, de outros países do trabalho social, cultural tiva promover essa arti- mundo aqui se aporta- que a Igreja tem grande culação, essa homena- ram e se embrenharam importância e relevângem através de meda- floresta adentro, pelos cia. É importante que a lhas e de certificação. rios da Amazônia, levan- sociedade civil olhe paPara nós é uma honra do o evangelho, levando ra esse momento como muito grande, em no- a Palavra de Deus, traba- um momento de ação me do nosso deputado lhando na área da edu- de graças, como um presidente, Doutor Da- cação, da saúde, abrindo momento importante niel, estar fazendo essa obras sociais, construin- da vida da sociedade homenagem essa valo- do igrejas, realizando de Belém e de toda a rização à Arquidiocese um imenso trabalho Amazônia”, destacou o de Belém, sem dúvida que continua até hoje. cônego Roberto. nenhuma, nós temos Hoje, nós nos sentimos Dom Irineu e o pacerteza que é esse o ca- gratos a todo esse tra- dre Odorico Raffin fominho. O caminho da balho, dos nossos ante- ram agraciados com a congregação, da unida- passados, bispos, arce- Ordem Mérito Cabade, do amor e da paz e, bispos, religiosos, reli- nagem, destinada a hoessa a transmissão que giosas, padres, leigos e menagear pessoas que a Arquidiocese trás para leigas, que deram mui- prestam serviços reletodos nós paraenses”, to e que contribuíram e vantes ao povo do Pará.


Caderno 2

CÍRIO 2019

BELÉM, DE 4 A 10 DE OUTUBRO DE 2019

5

Missa dos COMUNICADORES e envio dos casais coleteiros

CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA será presidida pelo cônego Roberto Cavalli, na Basílica Santuário LUIZ ESTUMANO

O

s p ro f i s s i o n a i s da comunicação que se revezam na cobertura da Festa da Rainha da Amazônia são aguardados pela ocasião da Santa Missa dos Comunicadores nesta segunda-feira, dia 7, na Basílica Santuário de Nossa Senhora de Nazaré, às 18h. A celebração eucarística será presidida pelo cônego Roberto Cavalli Júnior, Cura da Catedral Metropolitana de Belém. Na Santa Missa haverá a benção e envio dos casais do Encontro de Casais com Cristo (ECC) que atuam na coleta do Círio, em prol dos veículos de Comunicação da Arquidiocese de Belém. A iniciativa da Arquidiocese de Belém visa abençoar os trabalhos dos profissionais da imprensa que trabalham na cobertura jornalística do Círio de Nazaré. Segundo o diretor de comunicação da Fundação Na-

n DOM ALBERTO durante a celebração na Basílica, em 2018

zaré de Comunicação, Mário Jorge Alves, é um momento de graça para todos os profissionais da comunicação que propagam a Festa do Círio. “A gente fica feliz de poder proporcionar esse momento de graça, para que a gente reflita sobre o nosso papel enquanto comunicadores desse evento tão importante que é o Círio de Nazaré. É uma bênção a participação dos profissionais nesse momento tão importante de evangelização da Igreja em Belém, no Pará e para o mundo”, destacou o diretor. Durante a missa será feito a benção e o envio dos casais do Encontro de Casais com Cristo (ECC), que atuarão voluntariamente em cinco das 12 romarias oficiais. Ao todo, cerca de 500 casais estão envolvidos o que totaliza mil coleteiros. No dia 11, no Traslado para Ananindeua, 400 coleteiros. No dia 12, Romaria Rodoviária, 160; no mesmo dia, à tarde, na Trasladação, 200. No dia 13, dia do

Círio, 240 coleteiros e no dia 20, Círio das Crianças 160. Ao longo das romarias a missão deles é sensibilizar os romeiros para importância de colaborar para os meios de comunicação da Arquidiocese de Belém, para divulgar o Evangelho. Lena Maria Sena, que junto com o seu esposo Miguel Sena, compõem a equipe de casal coordenador da Coleta, afirma que a benção e o envio fortalecem o trabalho de evangelização realizado ao longo do ano e, principalmente, agora, próximo à missão. “Nós, casais, temos a oração como o pilar de nossos trabalhos e, quando falamos em mil coleteiros, são 500 casais que estão de mãos dadas, durante este ano. Tivemos vários momentos de espiritualidade, inclusive em agosto tivemos uma espiritualidade com momento motivacional com Dom Antônio de Assis Ribeiro. A missa de envio será para nós a benção maior para o nosso trabalho nessas romarias”.


6C

aderno 2

CÍRIO 2019

BELÉM, DE 4 A 10 DE OUTUBRO DE 2019

O CÍRIO pela Fundação Nazaré de Comunicação

VEÍCULOS arquidiocesanos fazem a divulgação oficial do Círio de Nazaré

C

omunicação oficial da Arquidiocese de Belém, a Fundação Nazaré (FNC), composta por quatro veículos de imprensa, iniciou os preparativos para a cobertura da Festa de Nossa Senhora de Nazaré, sob o tema “Maria, Mãe da greja”. O público contará com horas de conteúdo, flashes, transmissões ao vivo e informes sobre a programação da quadra nazarena. A FNC, rosto da comunicação social da Arquidiocese de Belém, todos os anos realiza a cobertura dos momentos antes, durante e depois do Círio

de Nazaré. O trabalho da Fundação, durante a festividade, reúne conjuntamente diretoria, funcionários, estagiários e o voluntariado para levar ao público local, do Brasil e estrangeiro, a devoção mariana do paraense. Mário Jorge, Diretor de Comunicação, destaca que, em seus 227 anos de realização, o Círio tornou-se um marco na evangelização na Igreja de Belém, no Brasil e no mundo, "haja vista os milhares de acessos em nosso portal e Facebook, em mais de 105 países. Assim, precisamos superar-nos a cada Círio." Houve conversas com instituições envolvidas na realização da festa: "Um evento de tal mag-

nitude exige de nós um nivelamento de ações, e por isso, realizamos encontros de preparação com a Diretoria da Festa, a Guarda de Nazaré, Comunidade Shalom e a Assessoria de Comunicação da Basílica Santuário", afirmou o diretor. COBERTURA

A Rádio Nazaré FM iniciará a partir da segunda-feira, 7, as prévias da programação como a abertura da festa, a apresentação do manto, além de flashes do traslado da imagem Peregrina rumo à Matriz de Ananindeua, e de momentos como a descida da imagem Original de Nossa Senhora do Glória e romarias. O final de semana será

de 48 horas ininterruptas de conteúdo, todo produzido pela equipe da rádio. Animação, entrevistas, programas musicais, transmissões de Santa Missa, são o ápice de toda a grade de programação. Elyvane Barbosa, coordenadora da rádio, diz que a evidência maior é a responsabilidade evangelizadora do veículo: “Temos a consciência de que as pessoas esperam o melhor da gente. Temos um cuidado extremo para fazer uma programação diferenciada que mude a vida das pessoas que nos ouvem, que as eduquem na fé”. A Rede Nazaré de Televisão exibirá mais de

100 horas de conteúdo gravado e ao vivo. O telespectador verá todo o percurso da Romaria Fluvial e, pelo segundo ano, a Trasladação, também na íntegra, além, é claro, a procissão de domingo, o Círio Musical e Missas. As outras romarias e momentos da festa serão exibidos em flashes ao vivo. O Jubileu do Tricentenário da Diocese terá espaço na TV Nazaré. “Um documentário sobre os 300 anos da criação da Diocese será exibido durante a programação. Esse será o cerne do nosso trabalho, ir ao encontro da Igreja nesses três centenários”,

destacou Marcos Valério, coordenador. O Portal Nazaré e redes sociais transmitirão em tempo real as celebrações, eventos e romarias para que usuários acompanhem tudo pelo smartphone. “Alegria, expectativa e responsabilidade nos move a levar a tantas pessoas dentro e fora do estado o Círio de Nazaré”, diz Lorena Saraiva, analista de mídias sociais do Portal. Todo o trabalho tem suporte técnico coordenado por Raimundo Brabo, que junto com sua equipe verificou os locais para instalação de câmeras, checagem da unidade móvel, e serviços para diminuição dos riscos e dos entraves. Seráo cinco câmeras robóticas e duas unidades móveis no início e fim do percurso. O Jornal Voz de Nazaré também leva ao público uma edição especial toda dedicada ao Círio de Nazaré. LUIZ ESTUMANO

n PROTEGER a berlinda que conduz a imagem de Nossa Senhora

Guarda de NAZARÉ promove treinamento com corda

C

om dois milhões de pessoas nas ruas, conduzir e manter o isolamento ao redor da Berlinda e das estações da corda exige muito preparo físico e muito treinamento. Para isso a Guarda de Nossa Senhora de Nazaré realizou dia 29 de setembro, na praça Santuário, diversas simulações que ocorrem na Trasladação e na procissão do Círio. Equipes do núcleo da cabeça das estações 1, 2, 3, 4 e 5, atrelamento da corda, do núcleo da berlinda e da retaguarda da berlinda re u n i r a m se no último treinamento antes do início da festa da Senhora de Nazaré. O trabalho da Guarda visa proteger a berlinda que conduz a imagem de Nossa Senhora de Nazaré e também evitar o corte antecipado da corda, cujo trabalho

de conscientização já está sendo feito através das redes sociais. O Círio 2019 contará com um contigente de pouco mais de 1.600 voluntários, além 1.700 guardas de outras paróquias que irão colaborar com a grande romaria do dia 13 junto aos milhões de devotos nas ruas de Belém. dos guardas de apoio que auxiliarão o grupo durante a procissão. Guilherme de Azevedo, coordenador da Guarda de Nazaré, ressalta que o último treinamento serve apenas para afinar detalhes finais, ratificando treinamentos e capacitações realizados desde o primeiro semestre pelo grupo: “Simulamos várias situações que podem acontecer principalmente como o atrelamento da corda, e também a hora que passamos com a berlinda, da Sé e vai até a área de atrelamento”. Guilherme referese ao momento em que a imagem na Berlinda percorre cerca de 500 metros, passando pela pedra do Ver-o-Peso e

ultrapassando o isolamento das Forças Armadas, considerado um dos momentos mais críticos. “As simulações é para que não haja surpresas na hora. Então fazemos diversas situações em que treinamos várias formas de conduzir, de atrelar, para que não haja problema algum. E, assim, atrelar da melhor forma possível e dar seguimento ao Círio”, destacou Azevedo. O coordenador informa ainda que os guardas recebem, meses antes, um treinamento teórico com palestras, fotos rememorando situações passadas e vídeos de momentos cruciais. Mesmo para quem está há 14 anos na guarda, como Caio Silveres, o treinamento é fundamental: “Há toda uma preparação física, na verdade preparamos mais o espiritual que o físico porque na hora precisamos muito de oração, precisamos estar numa sintonia e Maria conduz tudo certo, graças a Deus. A cada ano nos renovamos e é muito gratificante estar nesse serviço para Deus, para Nossa Senhora".


Caderno 2

CÍRIO 2019

BELÉM, DE 4 A 10 DE OUTUBRO DE 2019

“O Turismo e o Trabalho: um futuro melhor para todos”, tema do DIA MUNDIAL do turismo

O

“O Turismo e o Trabalho: um futuro melhor para todos” é o tema da Igreja para o Dia Mundial do Turismo, 27 de setembro. Lançada pelo prefeito do Dicastério para o Serviço do Desenvolvimento Humano

Integral (DHI), cardeal Peter Turkson, a temática encsejou uma reflexão de Dom Irineu Roman, bispo auxiliar de Belém do Pará e referencial da Pastoral do Turismo da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Ele ana

lisa a mensagem para o Dia Mundial do Turismo, que evoca a iniciativa “O Futuro do Trabalho” no centenário da Organização Internacional do Trabalho (OIT), comemorado este ano. “O trabalho é uma lei da condição

humana, antes mesmo de ele se saber chamado à salvação de Deus (Dt 5,13)”, destaca Dom Irineu. Leia a mensagem, a serguir, intercalada das considerações de Dom Irineu, face à vivência na Pastoral do Turismo.

7

DIVULGAÇÃO

n DOM IRINEU Bispo referencial para o Turismo, da CNBB

MENSAGEM PARA O DIA MUNDIAL DO TURISMO 2019

“O Turismo e o Trabalho: um futuro melhor para todos”

O

C a rd e a l Pe t e r Turkson, prefeito do Dicastério para o Serviço do Desenvolvimento Humano Integral (DHI), lançou uma reflexão para toda a Igreja sobre a temática “O Turismo e o Trabalho: um futuro melhor para todos”. É o tema para o Dia Mundial do Turismo deste ano, celebrado dia 27 de setembro, que evoca a iniciativa “O Futuro do Trabalho”, querida pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), que este 2019 celebra seu centenário.

1

O Valor do trabalho na Sagrada Escritura Nesta primeira parte, para melhor entendermos a dignidade do trabalho e o turismo, vamos partir da Sagrada Escritura: Em toda parte, na Bíblia, o homem está trabalhando. A Bíblia, tomada em sua totalidade, nos introduz na realidade do trabalho, de seu valor, de seu aspecto penoso e de sua redenção. Partindo do Decálogo, compreendemos que ao cabo de seis dias de trabalho, no sétimo, Deus descansou (Ex 20,8ss). A apresentação imaginosa da criação em seis dias sublinha que o trabalho do homem corresponde à vontade divina e o apresenta como reflexo da ação do Criador. O trabalho é uma lei da condição humana, antes mesmo de ele se saber chamado à salvação de Deus (Dt 5,13). A Bíblia sabe apreciar o trabalho bem executado, a habilidade e o empenho do agricultor, do ferreiro e do oleiro (Sl 38,26). Ela está repleta de admiração pelas realizações da arte: o palácio de Salomão (1Rs 7,1-12) e seu trono, mas acima de tudo o Templo e suas maravilhas (1Rs 6; 7,1350). No Novo Testamento podemos partir da figura de José, carpinteiro de Nazaré, que em sua labuta diária, dava testemunho de um homem repleto de virtudes, ao lado da Virgem Maria em seu trabalho no lar

da Sagrada Família. José, perfeito exemplo de um trabalhador que compreende a dignidade e a importância do trabalho de suas mãos. Jesus, como filho do carpinteiro não só vai buscar no AT, títulos e comparações no mundo do trabalho: pastor, vinhateiro, médico, semeador (Jo 10,1ss; 15,1; Mc 2,17; 4,3). Jesus não só apresenta o apostolado como um trabalho, o da ceifa (Mt 9,37; Jo 4,38) ou da pesca (Mt 4,19), não só está atento à profissão dos que ele escolhe (Mt 4,18), senão que supõe um mundo que trabalha: o lavrador em seu campo (Lc 9,62), a dona de casa com sua vassoura (15,8), e acha anormal deixar-se enterrado um talento sem fazê-lo render (Mt 25,14-30). Cristo dá ao trabalho seu pleno valor. Torna sua obrigação mais premente, fundamentando-a nas exigências concretas do amor sobrenatural; revelando a vocação dos filhos de Deus.

2

O Turismo e o Trabalho: um futuro melhor para todos A Mensagem do Cardeal Turkson apresenta muitos problemas relacionados ao exercício do trabalho no setor do turismo: muitos atuam em condições de instabilidade, na ilegalidade, com retribuições não equânimes, num trabalho árduo, distantes da família, com alto risco de stress e submetidos às regras de uma competitividade agressiva. Analisando os problemas do trabalho no setor turismo, percebemos que as preocupações com a dignidade do trabalho humano sempre foram evidenciadas na história, mas nos últimos anos, o homem e o trabalho humano passaram a ser considerados “fatores de produção”, ‘coisas’ que devem produzir bens e serviços e com isso promoveu também injustiças sociais, considerando que o valor-trabalho passou a ser apropriado para o lu-

cro e transformou o trabalhador e o trabalho em fatores de produção. Por outro lado, ocorreu nas últimas décadas o processo de transformação das relações de trabalho no Brasil, com o aumento dos trabalhadores e dos assalariados em muitas categorias; registrou-se o intensivo processo de urbanização e respectiva migração da população rural para as cidades. Neste sentido, como o fator ‘turismo’, que está em alta hoje, pode contribuir na geração de oportunidades de trabalho e dignidade? Como afirma o Cardeal Peter, “a escolha de tratar o tema do turismo a partir da perspectiva do trabalho mostra-se particularmente oportuna diante das situações de dificuldades radicadas e crescentes que caracterizam a dimensão do trabalho na vida de muitas pessoas, em todas as latitudes. O cardeal Turkson, ressalta que “trabalhar é próprio da pessoa humana. Expressa sua dignidade de ser criado à imagem de Deus. Onde não há trabalho, não pode haver progresso, não pode haver bem-estar, e certamente, não há lugar para um futuro melhor. O trabalho que não é somente o emprego, mas a modalidade através da qual o homem realiza a si mesmo na sociedade e no mundo, é uma parte essencial na determinação do desenvolvimento integral tanto da pessoa quanto da comunidade na qual ela vive”. “Somos chamados ao trabalho desde a nossa criação”, escreveu o Papa Francisco na Encíclica Laudato Si, evidenciando que o “trabalho é uma necessidade, é parte do sentido da vida sobre esta terra, caminho de amadurecimento, de desenvolvimento humano e de realização pessoal”. “Sem trabalho não há dignidade”, disse o Papa na mensagem de vídeo aos participantes da 48ª Semana Social dos Católicos Italianos (Cagliari, outubro 2017). O cardeal Peter Turkson, cita São João Paulo

II na Mensagem para o XXIV Dia Mundial do turismo, em 2003, na qual evidenciava que “A atividade turística pode desempenhar um papel relevante no combate à pobreza, tanto do ponto de vista econômico, quanto social e cultural. Viajando se conhece lugares e várias situações, e se dá conta do enorme fosso social entre países ricos e países pobres”. Nesse sentido, continua o cardeal do Dicastério para o DHI, “as potencialidades de desenvolvimento oferecidas pelo setor do turismo são enormes, tanto em termos de oportunidade de emprego quanto

de promoção humana, social e cultural.”

3

Apelo a favorecer o trabalho dos jovens no setor turístico A mensagem para o dia Mundial do Turismo conclui-se com um apelo do Dicastério para o Serviço do Desenvolvimento Humano Integral a todos os governantes e aos representantes das políticas econômicas nacionais a fim de que favoreçam o trabalho, particularmente dos jovens, no setor do turismo. Um trabalho que coloque no centro a dignidade da pessoa humana. Que se faça instrumento de

promoção do desenvolvimento integral de todo homem e do homem em sua totalidade. Acrescenta ainda por fim, o Cardeal em sua mensagem: “Os almejados objetivos da paz, a segurança, a promoção e a inclusão social não podem ser alcançados caso se negligencie o esforço conjunto para assegurar a todos um trabalho digno, equânime, construído em torno da pessoa e das suas exigências primárias de desenvolvimento humano integral”. Dom Irineu Roman, CSJ Bispo Auxiliar de Belém e Referencial da Pastoral do Turismo – CNBB


8C

aderno 2

BELÉM, DE 4 A 10 DE OUTUBRO DE 2019

CÍRIO 2019