Voz de Nazaré

Page 1

ARQUIDIOCESE

DE BELÉM

www.fundacaonazare.com.br belém, De 3 a 9 de fevereiro de 2017

D o jornal católico da família D

Pe. Florence Dubois Fundador

ANO CIII - Nº 757 - PREÇO AVULSO: R$1,00

Aula magna na Faculdade Católica Arcebispo de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa, abriu a programação com misssa solene na quarta-feira, 1. Aula inaugural sucedeu a celebração eucarística, inciando o ano letivo da instituição. CADERNO 2, Página 1. luiz estumano

w abertura Iniciando as atividades letivas de 2017, Cônego Vladian Alves, Diretor Geral da faculdade, fala para os presentes à aula inaugural divulgação

anúncio

Romaria da Juventude 2017 Este ano a procissão terá como ponto de partida o Santuário

de Nossa Senhora de Fátima. caderno 2, página 9. divulgação

w mudança Paróquia da Imaculada Conceição, no Castanheira, recebe novo pároco

Provisões

comemoração

Eles assumem as paróquias da Imaculada Conceição, e Nossa Senhora Rainha da Paz, no Benguí.

Quarto centenário do nascimento de seu carisma de serviço aos pobres, terá ampla programação.

Pároquias recebem novos párocos

caderno 2, página 3.

Família Vicentina celebra 400 anos de carisma caderno 1, pag. 6 e caderno 2, pag. 4.

w jovens em uma das maiores romarias do Círio


2

belém, De 3 a 9 de fevereiro de 2017

Igreja Privilégio de ser católico João Carlos Pereira

charge do andré abreu

Jornalista e professor jcparis@orm.com.br

Há 159 anos, em Lourdes

O

Comente esta charge: voz@fundacaonazare.com.br

Panorama José Pereira Ramos (joseulina1@gmail.com)

Como ser o sal da terra!

Q Economista e escritor

ue leituras maravilhosas a liturgia nos coloca neste 5º domingo do tempo comum, depois de termos meditado sobre as Bem-aventuranças. A começar pela profecia de Isaias: “...se deres o teu pão, se alimentares os pobres, tua luz se levantará na escuridão, e tua noite resplandecerá como o dia pleno”.(58-10). Aí vem a meditação sobre os pobres em espírito, que é bem diferente dos pobres de bens materiais, propagados no meio do mundo em que vivemos. Na segunda leitura da 1ª carta de S. Paulo aos Coríntios, nós lemos: “A minha palavra e a minha pregação, longe estavam da eloquência persuasiva da sabedoria; eram antes, uma demonstração do Espírito e do poder divino, para que vossa fé não

se baseasse na sabedoria dos homens, mas no poder de Deus”(2,4-5). Alertanos a não ficarmos presos às palavras bonitas, baseadas nos interesses meramente humanos, esquecendo a doutrina pura e objetiva de Jesus. No Evangelho de São Mateus, exortanos a meditar: “Assim, brilhe vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem vosso Pai que está nos céus” (5-16). Só com a Luz Divina nos nossos corações, podemos ser o “Sal da Terra” a que o evangelista se refere e dar à nossa vida o verdadeiro sabor. O sabor do amor, da justiça e do perdão, que são os caminhos diretos para a verdade a que Cristo se referiu. O que justifica esta caminhada é a fidelidade que devemos manter na nossa vida à família e à única Igreja que Jesus fundou. Terminando elevo as minhas preces, pedindo a todos nós católicos que sejamos fieis à nossa Igreja. Vejo muita gente repetindo e elogiando os oportunos pronunciamentos do Papa Francisco, mas lembro que o importante é segui-los e praticá-los, atendendo ao seu apelo e sendo mais missionários.

mundo católico vai comemorar, em 2017, o 159º aniversário da primeira aparição de Nossa Senhora de Lourdes a Bernadette Soubirous, numa gruta onde se criavam porcos. Era 11 de fevereiro e fazia um frio de rachar. Lourdes fica aos pés dos montes Pirineus, no sudoeste da França, e o inverno, naquela região, costuma ser rigoroso. A menina a quem Deus escolheu para ser a mediadora das mensagens de Nossa Senhora e os homens de pouca ou nenhuma fé era fragilzinha. Havia saído de casa, na companhia de uma irmã mais nova e de uma amiga, para apanhar lenha. Como precisasse atravessar o rio que passa em frente à gruta, tirou os sapatos. Nesse momento, um vento tocou-lhe as faces e conduziu seus olhos para o alto das pedras. Foi ali que a “bela Senhora”, como a descreveu, se apresentou. Encantada, a menina não mais sentiu frio e teve suas forças restauradas. Nossa Senhora ainda voltaria outras vezes àquele espaço para falar aos homens. A história das aparições e o sacrifício de Bernadette são bem conhecidos. Ninguém acreditava nas palavras da menina, que chegou a ser detida, proibida de ir à gruta, foi humilhada, até que, obedecendo à ordem da Senhora, cavou o chão e de lá brotou uma fonte de água milagrosa, que jorra até hoje. A Igreja reconhece a veracidade dos fatos e há registro de mais de 7.000 casos de cura e de milagres. Normalmente só vou a Lourdes no verão, mas, há alguns anos, aconteceu de poder ir em fevereiro. A temperatura estava perto de zero e ventava demais. Diante da torneira da fonte canalizada, as pessoas tiravam água com muito cuidado, porque estava geladíssima. Quando me livrei das luvas e molhei as mãos, a surpresa: ela veio em temperatura agradável, quase tépida. Para os outros, um gelo. Graça? Sinal? Única certeza: presença de Maria para sempre em minha vida.

Assim na terra como no céu ... Pe. Helio Fronczak

heliofronczak@gmail.com

Encontro Fraterno ivens Coimbra Brandão

ivenscb@oi.com.br

Fecundidade e imigração

I

Engenheiro civil e escritor

nicia-se fazendo um amável desafio ao leitor para que estabeleça uma relação entre as palavras que encimam o presente texto. De minha parte fui motivado a estabelecer tal relação, diante da baixa taxa de fecundidade das mulheres que habitam os países da Europa Central, assim levando nações à redução demográfica; e a forte corrente migratória oriunda do Oriente Médio, que busca asilo em tais países como que a compensar a ‘economia’ de filhos. A taxa de fecundidade é uma estimativa do número de filhos que uma mulher tem ao longo da vida. Para ser mantida a densidade demográfica, o chamado ‘nível de substituição’, a média deve ser de 2,1 filhos por mulher, através da qual duas crianças substituem os pais,

Fun­da­do em 5 de ju­lho de 1913 fundador Pe. Flo­ren­ce Du­bois, bar­na­bi­ta

arquidiocese de belém-pará

presidente Dom Alberto Taveira Corrêa Arcebispo Metropolitano de Be­lém do Pa­rá vice-presidente Monsenhor Marcelino Ferreira Vigário-geral da Arquidiocese de Belém do Pa­rá

sendo a fração 0,1 para compensar os que morrem antes da idade reprodutiva. Segundo um estudo feito pelo Instituto Max Planck de Rostock, todos os países europeus apresentam taxa de natalidade abaixo do ‘nível de substituição’, sendo que as menores taxas de fecundidade foram registradas nos países de idioma alemão, variando entre 1,3 e 1,5 filhos por mulher. São apontadas como causas da redução do nível de nascimentos o adiamento da formação de famílias, priorizando-se a formação profissional, e a crescente inserção da mulher no mercado de trabalho, consideradas as dificuldades para conciliar uma atividade fora de casa com os compromissos de família. Aqui no Brasil, onde já foram registradas elevadas taxas de natalidade, o índice de fecundidade vem diminuindo. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a média é de 1,94 filho por mulher. A realidade está a demonstrar que os países europeus com as mais baixas taxas de fecundidade estão sendo ocupados por ‘filhos adotivos’ vindos do Oriente Médio, em uma torrente migratória de difícil controle.

DIRETOR GERAL Padre Roberto Emílio Cavalli Junior diretor administrativo e financeiro ­Marcos Aurélio de Oliveira diretor de comunicação Mário Jorge Alves da Silva diretor de captação de recursos ­Arnaldo Pinheiro

Volta às aulas!

Q

uando uma criança entra na escola a primeira coisa que necessariamente deve aprender são as letras do alfabeto; se não as aprende permanece analfabeta por toda a vida. Primeiro aprende as letras, depois as sílabas e palavras e, só mais tarde começa a compreender o significado do que lê. Do mesmo modo quem quer tornar-se discípulo de Cristo precisa necessariamente aprender as letras do Evangelho que formam o Cristo em nós. Quem não aprende a viver cada pensamento contido no Evangelho – e em toda a Bíblia Sagrada – não entra na “Escola da Trindade”, na lógica do Amor divino. Entre os muitos possíveis métodos que, aos poucos, modelam nossa mente e nosso coração e nos levam a adquirir a “forma de pensar” de Cristo está o método de viver durante um mês inteiro a “Palavra de Vida”. Este método consiste em viver durante todo um mês uma frase da Sagrada Escritura. Fazendo assim, gradualmente aprendemos a pensar e a viver com a mentalidade de Cristo. Aliás, o “Voz de Nazaré” publica a cada mês a "Palavra de Vida" convidando todos nós, seus leitores, a fazermos esta experiência. Neste mês a Palavra de Vida – tirada de Ezequiel 36, 26 – nos desafia com um pedido surpreendente: “Eu vos darei um coração novo e porei em vós um espírito novo”. Vamos vivê-la juntos? À página 8, no caderno 2 desta edição, leia o comentário desta frase e descobrirá uma grande luz para sua vida.

coordenação - INTERINO Padre Nilton Cezar Reis (DRT/PA 2840) conselho de programação e editoração Padre Agostinho Filho de Souza Cruz Cônego Cláudio de Souza Barradas Edwaldo Lobo Monteiro editoração eletrônica Sérgio Santos (DRT/PA 579) As­si­na­tu­ras, dis­tri­bui­ção, ad­mi­nis­tra­ção e re­da­ção Av. Go­v. Jo­sé Mal­cher, Ed. Pau­lo VI, 915 CEP: 66055-260

- Na­za­ré, Be­lém - PA Te­l.: (91) 4006-9200/ 4006-9209. Fax: (91) 4006-9227 Re­da­ção: (91) 4006-9200/ 4006-9238/ 4006-9239/ 4006-9244/ 4006-9245 Site: www.fundacaonazare.com.br E-mail: voz@fundacaonazare.com.br Um veí­cu­lo da Fun­da­ção Na­za­ré de Co­mu­ni­ca­ção ­CNPJ nº 83.369.470/0001-54 Im­pres­so no par­que grá­fi­co de O Li­be­ral

fundação nazaré de comunicação


belém, De 3 a 9 de fevereiro de 2017

Conversa com meu povo

3

Arcebispo

Dom Alberto Taveira Corrêa Arcebispo Metropolitano de Belém do Pará

“V

ós sois o sal da terra, vós sois a luz do mundo” (Cf. Mt 5, 1414). O Papa Francisco, há poucos dias, apresentou dois cenários nos quais se move a humanidade. De uma parte, ele chamou de “carnaval” da curiosidade mundana, da sedução, a busca contínua de novidades, numa sociedade em busca das aparências, na qual também a verdade é truncada, uma sociedade “líquida”, expressão cunhada pelo filósofo polonês Zygmunt Bauman, recentemente falecido, sem pontos fixos de referência, a cultura do efêmero, do uso e descarte imediato. Diante do mundanismo reinante, o Papa apresenta o cenário oposto para passar da superficialidade barulhenta através das boas obras daqueles que se tornam discípulos de Jesus e que se tornam sal e luz. “Assim também brilhe a vossa luz diante das pessoas, para que vejam as vossas boas obras e louvem o vosso Pai que está nos céus” (Mt 5, 16). A resposta de Jesus e da Igreja a este ambiente “líquido, ensina o Papa, são justamente as boas obras que podemos realizar, graças a Cristo e ao Espírito Santo, que fazem nascer no coração a gratidão ao Pai, o louvor e a justa inquietação diante da força do Evangelho. Mas para que esta verdadeira “sacudida” aconteça é necessário que o sal não perca o sabor e a luz não se esconda (Cf. Mt 5, 13-15). Infeliz o sal que perde o seu sabor. Infeliz uma Igreja que perde seu sabor (Cf. Papa Francisco, Homilia do dia 21 de janeiro de 2017, no encerramento do Jubileu pelos oitocentos anos da confirmação da Ordem dos Pregadores – Dominicanos) As “boas obras” que agradam a Deus e podem mudar o mundo são descritas de forma poética e profética no texto de Isaías (58, 7-10). Surge a luz da prática do serviço aos mais pobres, assim como a libertação de todos os vínculos de opressão que, infelizmente, acompanham todas as etapas da história humana, inclusive a nossa. Estes acompanham dolorosamente a humanidade, inclusive, e, sobretudo, em nossos dias. Este texto inspirou um belíssimo canto, retomado muitas vezes em nossas liturgias: “Como o raiar, raiar do dia, a tua luz surgirá e minha glória te seguirá, e minha glória te seguirá! Penitência que me agrada é livrar o oprimido das algemas da injustiça, abrigar o desvalido, repartir comida e roupa com o faminto e maltrapilho! Teus clamores ouvirei, tuas chagas sararão, se expulsares de tua terra toda vil escravidão, se com pobres e famintos dividires o teu pão! Tua noite será clara, teu jardim florescerá, vivas fontes jorrarão! Sobre antigos alicerces reconstróis nova cidade, se prezares o meu nome, se meu dia respeitares. Se por mim deixas teus planos, acharás felicidade!” (Reginaldo Veloso). É Deus que fala ao seu povo, já numa fase desafiadora de sua história, no retorno do exílio, quando tudo deve ser

Evangelho, sal e luz divulgação

w é necessário que o sal não perca o sabor e a luz não se esconda

Brilhe a vossa luz para que vejam as vossas boas obras e louvem o vosso Pai que está nos céus reconstruído. O nosso tempo é também desafiador. Nos presídios ou em nossas ruas, a violência se espalha e o sonho da paz começa a se transformar em grito! Passados os séculos, pode acontecer que a escuridão gerada pelo mistério da iniquidade, sempre presente, impeça a visão dos sinais de esperança. Jesus no Sermão da Montanha (Cf. Mt 5, 13-16), apresenta dois elementos importantes da própria natureza, com os quais abre horizontes à vida dos discípulos missionários e os impulsiona na tarefa da Evangelização. Sal e luz podem se ligar a outras comparações usadas pelo Senhor, como a semente ou o fermento, através dos quais a presença do Reino vem a ser compreendida. São comparações em que a desproporção entre a imensidade do mundo a ser transformado parece suplantar a pequenez do que temos

à disposição para edificar o Reino de Deus. Deixemos que o aparente exagero de Deus tome conta de nossa cabeça! Parábolas são contadas a partir da vida e são compreendidas por quem se empenha em viver com profundidade, já que, para Deus, o livro da Bíblia e o livro da vida estão sempre unidos. O sal faz emergir o sabor dos alimentos, serve para conservar, pode ser remédio para curar feridas e é oferecido com abundância pela própria natureza criada por Deus. Se não vem na justa medida e aparece mais do que o alimento, atrapalha tudo. Assim o cristão presente no mundo haverá de testemunhar primeiro com a vida, de modo que onde ele se encontrar tudo ganhe sabor e sentido. Até seu modo de falar deve ser trabalhado e aperfeiçoado: “Que vossa conversa seja sempre agradável, com uma pitada de sal, de modo que saibais

responder a cada um como convém” (Cl 4, 6). A luz, por sua vez, faz ver cada coisa em suas verdadeiras dimensões. Optar por aparecer e fazer sucesso, ou até transformar a própria fé em exibicionismo, prejudica o próprio caminho da Evangelização. “Que ninguém vos iluda com palavras fúteis: é isso que atrai a ira de Deus sobre os rebeldes. Não sejais cúmplices destes. Outrora éreis trevas, mas agora sois luz no Senhor. Procedei como filhos da luz. E o fruto da luz é toda espécie de bondade e de justiça e de verdade. Discerni o que agrada ao Senhor e não tomeis parte nas obras estéreis das trevas, mas, pelo contrário, denunciai-as. O que essa gente faz em segredo é vergonhoso até dizê-lo. Mas tudo o que é denunciado é manifestado pela luz; e tudo o que é manifestado torna-se claro como a luz. Eis por que se diz: ‘Desperta, tu que estás dormindo, levanta-te dentre os mortos, e Cristo te iluminará’. Portanto, ficai bem atentos à vossa maneira de proceder. Procedei não como insensatos, mas como pessoas esclarecidas, que bem aproveitam o tempo presente, pois estes dias são maus. Não sejais sem juízo, mas procurai discernir bem qual é a vontade do Senhor” (Ef 5, 6-17). O autor destas palavras escreveu ainda: “Com efeito, Deus, que disse: Do meio das trevas brilhe a luz, é o mesmo que fez brilhar a luz em nossos corações, para que resplandeça o conhecimento da glória divina que está sobre a face de Jesus Cristo” (2 Cor 4, 6). Sabemos que Paulo passou por um processo de conversão. De fato, teve um encontro com uma luz diferente: “Paulo aprendeu o que devia fazer: se ficou cego, se a luz do mundo lhe foi subtraída durante certo tempo, foi para que no seu coração brilhasse a luz interior. A luz é retirada ao perseguidor para ser dada ao pregador; naquele momento em que não via nada deste mundo, viu Jesus. Ele é um símbolo para todos os que professam a fé: aqueles que creem em Cristo devem fixar nele o olhar de sua alma, sem ter em consideração as coisas exteriores” (Santo Agostinho, Bispo de Hipona, doutor da Igreja, Sermão 279). Quem viu o Cristo com os olhos da fé, mesmo sem ter caído fisicamente do cavalo a caminho de Damasco, traz consigo as marcas do encontro que transformou sua vida. Deixar-se iluminar por Cristo é condição para que sua luz se reflita em nós, a fim de que os outros acreditem. Não se trata de ofuscar as pessoas, mas discreta e decididamente mostrar-lhes a estrada. Além disso, não desprezar qualquer oportunidade para que as diversas situações humanas sejam diferentes para melhor, com a presença dos cristãos, chamados sal da terra!


4

belém, De 3 a 9 de fevereiro de 2017

Arquidiocese agenda de dom alberto corrêa

agenda de dom irineu roman

n De 3 a 9 de fevereiro de 2017 w SEXta, 03 A DOM 05

n De 3 a 9 de fevereiro de 2017 w QUINTA, 09 FEVereiro 08h30 - Reunião do Conselho Presbiteral 15h30 - Gravações 17h - Audiência

w QUARTA, 08 FEVereiro 09h - Reunião (Cabido Catedral) 15h30 - Gravações

w Sexta, 3 a segunda, 6 de fevereiro Em visita ao Rio Grande do Sul (RS) w Terça, 7 de fevereiro 8h30 - Reunião com a coordenação da Pastoral do Dízimo 10h - Atividades CNBB 19h – Missa na Festividade da Paróquia Nossa Senhora de Lourdes w Quarta, 8 de fevereiro 9h - Reunião do Cabido 19h - Missa de posse de pároco - Paróquia Imaculada Conceição (Castanheira) w Quinta, 9 fevereiro 8h30 - Reunião do Conselho Presbiteral

Os compromissos de Dom Alberto Taveira podem sofrer alterações sem aviso prévio.

Os compromissos de Dom Irineu Roman podem sofrer alterações sem aviso prévio.

FEVereiro

Em Viagem w SEGUNDA, 06 FEVereiro 08h - Gravações 10:h - Audiências 16h - Reunião w TERÇA, 07 FEVereiro 09h - Reunião (Faculdade Católica de Belém) 15h – Atendimento, primeira reunião e Missa (Equipe de Formadores dos Seminários - CCFC)

Bispos participam de reuniões, celebrações e posses de párocos Nesta semana, o Arcebispo Metropolitano, Dom Alberto Taveira Corrêa, e seu Auxiliar, Dom Irineu retornam a Belém após um período em viagem. Até o próximo dia 9 de fevereiro, os bispos participam de reuniões, celebrações e posses de párocos que movimentam a Arquidiocese. N a t e rç a - f e i ra , 7, o A rc e b i s p o Metropolitano participa pela manhã de

reunião na Faculdade Católica de Belém e às 15h Dom Alberto realiza atendimento, primeira reunião e celebração eucarística com a equipe de formadores dos seminários, no Centro de Cultura e Formação Cristã (CCFC). Na quarta feira, 8, junto com o Bispo Auxiliar, Dom Alberto reúne com o Cabido Catedral. A agenda de Dom Irineu programa

para o dia 7 reunião com a coordenação da Pastoral do Dízimo, às 8h30 e, às 19h, preside missa na festividade da Paróquia Nossa Senhora de Lourdes, no Coqueiro, em Ananindeua. No dia 8, o Bispo Auxiliar preside missa de investidura do cargo de pároco do Padre Antônio Oliveira na Paróquia Imaculada Conceição, bairro da Castanheira.

Homilia Dominical Padre Romeu Ferreira romeufsilva@gmail.com

A) Texto: Mt 5,13-16

D Formado em Exegese pelo Pontifício Instituto Bíblico de Roma

isse Jesus a seus discípulos: 13“Vós sois o sal da terra. Ora, se o sal se tornar insosso, com que salgaremos? Ele não servirá para mais nada, senão para ser jogado fora e ser pisado pelos homens. 14Vós sois a luz do mundo. Não pode ficar escondida uma cidade construída sobre um monte. 15Ninguém acende uma lâmpada e a coloca debaixo de uma vasilha, mas sim num candeeiro, onde brilha para todos os que estão na casa. 16Assim também brilhe a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e louvem o vosso Pai que está nos céus”. B) Comentário “Vós sois o sal da terra” (v 13); “Vós sois a luz do mundo”

(v 14). Ora, “sal” e “luz” são os elementos que Jesus usa para classificar seus discípulos; o que eles são, o que deveriam ser. Logo, é importante determinar o significado do sal e da luz, para melhor entender a missão de todos os que se apresentam ou são convocados a serem alunos; discípulos de Jesus. O sal tem como função conservar ou dar sabor aos alimentos do ser humano; o bom gosto da refeição. Na língua original do Novo Testamento, o grego, permite outra tradução para a expressão, e é esta: “com que coisa se restituirá o sabor”? Portanto, o sal é que permite o deleite alimentício para as pessoas. Destarte, os discípulos do Cristo, os cristãos, devem atuar de tal maneira a dar o bom gosto de viver, o sentido maravilhoso da vida, para as pessoas com as quais terão contato ou convivência. Os discípulos têm como missão da parte Deus, dar sabor a terra, a

humanidade. O homem tirado da terra (Gn 2,7: 18,27) é chamado a dar sentido ao terrestre: “Vós sois o sal da terra”. “Vós sois a luz do mundo” (v 14). A luz foi o primeiro elemento criado por Deus, no comando de sua palavra dizendo: “haja luz”! E a luz se fez (Gn 1,3). Já o último ser criado por Deus na mesma narrativa, foi o homem (Gn 1,26). O homem é chamado a iluminar o mundo com suas boas obras (v 16). A humanidade, começando com os discípulos, é chamada a ser o espelho da ação de Deus. Quando o mestre diz: “Vós sois a luz do mundo” (v 14), ele mesmo já se colocara como fonte primeira, proclamando: “Eu sou a luz do mundo” (Jo 8,12). E no prólogo do evangelho de João, Jesus é enfocado como sendo Palavra, Vida e Luz (Jo 1, 1-9). No Antigo Testamento, se afirma que o povo de Deus, Israel,

Evangelho (Mt 5,13-16)

07/02, TERÇA-FEIRA

é “luz das nações” (Is 42,6). Logo esta prerrogativa do antigo Israel, passa para o novo povo de Deus: “Vós sois a luz do mundo” (v 14). - “uma cidade construída sobre um monte” (v 15). A referência desta cidade construída sobre o monte, certamente é Jerusalém, construída sobre o Monte Sião, na Terra Santa, de onde deveria irradiar a luz salvífica da“palavra de Deus” (Is 2,3). Em vários textos da Sagrada Escritura há uma predileção, uma escolha de Jerusalém por parte de Deus: “na cidade amada repousei, e em Jerusalém está o meu poder” (Eclo 24,11). Os discípulos foram como Jerusalém, escolhidos para ser luz por meio da prática do bem, num ambiente violento e pecaminoso; num mundo de escuridão. A função da luz é afugentar as trevas, como os discípulos; e dar gosto e sentido à vida, no mundo criado por Deus.

Liturgia da Semana 03/02, SEXTA-FEIRA

Cor ( Vermelho ) Leitura (Hb 13,1-8) Responsório (Sl 26) Evangelho (Mc 6,14-29)

04/02, SÁBADO

Cor ( Verde) Leitura (Hb 13,15-17.20-21)

Responsório (Sl 22) Evangelho (Mc 6,30-34)

06/02, SEGUNDA-FEIRA

Cor ( Verde) Primeira Leitura (Is 58,7-10) Responsório (Sl 111) Segunda Leitura (1Cor 2,1-5)

Cor (vermelha) Leitura (Gn 1,1-19) Responsório (Sl 103) Evangelho (Mc 6,53-56)

05/02, DOMINGO

Cor (Verde) Leitura (Gn 1,20-2,4a) Responsório (Sl 8) Evangelho (Mc 7,1-13)

08/02, QUARTA-FEIRA

Cor ( Verde) Leitura (Gn 2,4b-9.15-17)

Responsório (Sl 103) Evangelho (Mc 7,14-23)

w 09/02, QUINTA-FEIRA Cor ( Verde) Leitura (Gn 2,18-25) Responsório (Sl 127) Evangelho (Mc 7,24-30)


belém, De 3 a 9 de fevereiro de 2017

5

Vaticano fotos: divulgação

Angelus do domingo, 29

Papa: quanto mais tenho, mais quero: isso mata a alma

Francisco partiu das Bem-aventuranças

C

om informações da Rádio Vaticano. Quanto mais tenho, mais quero: isso mata a alma. E o homem ou a mulher que tem essa atitude não é feliz e não alcançará a felicidade: disse o Papa Francisco no Angelus do domingo, 29, ao meio-dia, na alocução que precedeu a oração mariana. Francisco havia partido das Bemaventuranças, “carta magna” do Novo Testamento, que caracterizam a liturgia deste IV Domingo do Tempo Comum. No sermão da montanha “Jesus manifesta a vontade de Deus de conduzir os homens à felicidade”, destacou. Nesta sua pregação Jesus segue um caminho particular: começa com o termo “bem-aventurados”, ou seja, “felizes”; prossegue com a indicação da condição para ser tais; e conclui fazendo uma promessa, explicou o Pontífice. Francisco acrescentou que o motivo da bem-aventurança não está na condição de “pobres em espírito”, “aflitos”, “famintos de justiça”, “perseguidos”, mas na promessa

sucessiva, a ser acolhida com fé como dom de Deus. “Parte-se da condição de dificuldade para abrir-se ao dom de Deus e aceder ao mundo novo, o ‘reino’ anunciado por Jesus.” Não é um mecanismo automático, disse o Papa. “Não podem ser bemaventurados se não se converteram”, se não se tornaram “capazes de apreciar e viver os dons de Deus”. Francisco quis ater-se à primeira bem-aventurança: “Bem-aventurados os pobres em espírito, porque deles é o reino dos céus” (Mt 5,4), para em seguida explicitar quem são estes: “O pobre em espírito é aquele que assumiu os sentimentos e a atitude daqueles pobres que em sua condição não se rebelam, mas sabem ser humildes, dóceis, disponíveis à graça de Deus.” A felicidade dos pobres – dos pobres em espírito – tem uma dúplice dimensão: em relação aos bens e em relação a Deus, explicou o Santo Padre, acrescentando: “Em relação aos bens, aos bens materiais, esta pobreza em espírito é sobriedade: não necessariamente

w EM REFLEXÃO Papa Francisco antes do Angelus do domingo, 29

renúncia, mas capacidade de experimentar o essencial, de partilha; capacidade de renovar todos os dias a admiração pela bondade das coisas, sem sucumbir na opacidade do consumo voraz.” “Quanto mais tenho, mais quero; mais tenho, mais quero: esse é o consumo voraz. E isso mata a alma. E o homem ou a mulher que faz isso, que tem essa atitude ‘mais tenho, mais quero’, não é feliz e não alcançará a felicidade.” Em relação a Deus, afirmou, “é louvor e reconhecimento que o mundo é bênção e que na sua origem está o amor criador do Pai. Mas é também abertura a Ele, docilidade a sua senhoria: “ é Ele, o Senhor, é Ele o Grande, não eu sou grande porque tenho tantas coisas! É Ele: Ele que quis o mundo para todos os homens e o quis para que os homens fossem felizes”, acrescentou.

O pobre em espírito é o cristão que não deposita sua confiança em si mesmo, nas riquezas materiais, não é obstinado nas próprias opiniões”, disse ainda o Papa fazendo em seguida uma observação pertinente à convivência nas comunidades cristãs: “Se em nossas comunidades existissem mais pobres em espírito, haveria menos divisões, contrastes e polêmicas. A humildade, como a caridade, é uma virtude essencial para a convivência nas comunidades cristãs. Os pobres, nesse sentido evangélico, se mostram como aqueles que mantêm firme a meta do Reino dos céus, fazendo entrever que este é antecipado de forma germinal na comunidade fraterna, que privilegia a partilha à posse.” O Pontífice despediu-se dos presentes pedindo que não se esquecessem de rezar por ele.

Cristiano, Pio Clementino, as Capelas Sixtina, Nicolina e de Urbano VIII; além das salas da Imaculada e dos Claustros, por mencionar os mais

destacados. O portal pode ser acessado ingressando no website www. museivaticani.va

Museus Vaticanos lançam novo website Com informações da agência Gaudium Press. Os Museus Vaticanos contam agora com um novo website. O novo espaço virtual foi apresentado na manhã do dia 23 de janeiro, durante uma coletiva de imprensa que ocorreu na Sala Stampa da Santa Sé. Uma das características do novo portal é sua maior abertura, que permitirá aos Museus Vaticanos chegar a muitos. Sobre isto falou Dom Fernando Vérgez Alzaga, L.C., Secretário-Geral do Governo do Estado da Cidade do Vaticano, tomando palavras do Santo Padre: “Desejo recordar as palavras do Papa Francisco: ‘Os museus estão abertos a todos. Se o Papa tem os museus, é por isto: porque a arte pode ser um veículo extraordinário para contar aos homens e mulheres de todo o mundo, com simplicidade, a Boa Notícia de Deus, que se faz homem por nós, porque nos ama’”.

N S

A diretora dos Museus Vaticanos, Barbara Jatta, comentou que o novo website “está completamente renovado desde o ponto de vista editorial como a partir do design” e que “está dotado de uma simplicidade no acesso e na produção que o fazem moderno e de vanguarda”. “ I s t o p e r m i t e a p rox i m a r o s Museus Vaticanos a um público vasto. De levar a missão de fazer conhecer, preservar e compartilhar o extraordinário laço de cultura e de beleza que os pontífices romanos têm recolhido e custodiado por séculos”, acrescentou. Além disso, ressaltou a maior agilidade e acesso com que conta agora o novo portal; que às vezes congrega em um só espaço todos os museus e as diferentes coleções que ali se encontram: entre eles os museus Gregoriaro Epicio, Gregoriano Profano, Gregoriano Etrusco,

ada é impossível se nos dirigimos a Deus na oração. Todos podemos ser artesãos de paz. (30 de janeiro)

enhor, Deus da Paz, escute a nossa prece e concede-nos a paz na Terra Santa. Shalom, salaam, paz! (29 de janeiro)

Pontificado de Francisco é recordado em selos postais do Vaticano Com informações agência Gaudium Press. Quatro séries de selos postais estão sendo emitidos pelo Escritório Filatélico e Numismático do Vaticano em comemoração pelo pontificado do Papa Francisco. Com tiragem prevista para o dia 10 de fevereiro, os selos reproduzem o Pontífice em diversos momentos de seu magistério. Em uma das reproduções o Papa é retratado na celebração de Pentecostes do dia 08 de junho de 2014, onde ele agradece aos presentes por terem aceitado o convite de invocar a Deus pedindo a paz, na esperança de que seja “um caminho em busca daquilo que une para superar aquilo que divide”. Já em outro selo é reproduzido o Santo Padre sorrindo durante a Audiência Geral do dia 1° de junho,

quando recordou que se é “justo ou pecador não pela própria condição social, mas pelo modo de se relacionar com Deus e com os próprios irmãos”. No terceiro selo Francisco é retratado celebrando a Santa Missa com os novos Cardeais no dia 23 de fevereiro de 2014, quando ressaltou a importância de ouvir o Espírito Santo: “neste momento, todos nós, juntos com os novos Cardeais, queremos ouvir a voz do Espírito que fala através das escrituras proclamadas”. O quarto e último selo retrata o Pontífice em um momento de recolhimento durante a Quaresma no dia 30 de novembro de 2013. A tiragem dos selos postais serão de 300 mil séries completas nos valores 0,95 a3,00.


6

belém, De 3 a 9 de fevereiro de 2017

Igreja no Brasil fotos: divulgação

aniversário

Arquidiocese de São Paulo celebra festa do padroeiro Estejamos sempre atentos a voz de Deus

C

om informações da agência Gaudium Press. Na quarta-feira, 25, festa da conversão de São Paulo Apóstolo e data em que se comemorou os 463 anos de fundação da capital paulista, o Cardeal Arcebispo de São Paulo, Dom Odilo Pedro Scherer, presidiu uma Missa na Catedral da Sé, que foi concelebrada pelos Bispos auxiliares da Arquidiocese, Sacerdotes e

Bispos das igrejas católicas de rito oriental. No início da celebração Dom Odilo recordou que a cidade, que possui atualmente 12 milhões de habitantes, nasceu em torno de um colégio e de uma capela. E que “São Paulo Apóstolo, que dá nome ao estado, a cidade e a Arquidiocese é o nosso padroeiro e também padroeiro da cidade desde 1958

declarado pelo Papa Pio XII”. Durante sua homilia, o purpurado refletiu sobre a conversão de São Paulo narrada pelo próprio Apóstolo. “A conversão de São Paulo foi uma obra da graça de Deus, uma obra extraordinária. Nesta festa, nossa arquidiocese e nossa Igreja de São Paulo roga ao seu padroeiro e pede sua intercessão a Deus”. O Arcebispo também reforçou q u e d eve m o s s e m p re

w São Paulo Apóstolo dá nome ao estado e a cidade

agradecer a Deus pelo testemunho de Fé Cristã do Apóstolo Paulo. Dom Odilo animou os fiéis a seguirem o exemplo de São Paulo, Apóstolo, estando atentos a voz de Deus e renovando o propósito de trilhar os caminhos do bem. “Na festa da conversão de São Paulo, somos convidados a olhar o exemplo de Paulo,

o homem que aceitou o desafio de mudar de vida radicalmente, dando ouvidos a voz de Deus e a voz de Cristo que o chamava e lhe cobrava uma atitude”. E completou: “Para todos existe a possibilidade de ouvir a voz de Deus e de seguir o que essa voz diz. Deus procura nos encontrar em todos os caminhos”.

Arquidiocese de Cuiabá realiza o ‘Vinde e Vede 2017’ Com informações da Arquidiocese de Cuiabá. O ‘Vinde e Vede’, organizado pela Arquidiocese d e C u i a b á , é o m a i o r eve n t o religioso nos dias de carnaval em Mato Grosso, reunindo cerca de 120 mil pessoas nos quatro dias do evento. A cada edição o público se torna maior. A e s t r u t u ra i d e a l i za d a v i s a acomodar e proporcionar quatro dias de intensa interatividade, alegria,fé, oração e devoção. Toda a programação conta com o apoio da Prefeitura

Municipal de Cuiabá. O Memorial Papa João Paulo II se torna a “Cidade da Fé” com mil e duzentos voluntários, totalmente coberto de tendas, abrigando os participantes do sol e da chuva, além dos espaços adequados para a praça de alimentação, shopping de artigos católicos, emergência médica, Bombeiros, Policia Militar, estacionamento para dois mil veículos proporcionando conforto e segurança as pessoas,criando um ambiente respeitoso e familiar.

O 31º ‘Vinde e Vede” nos dias 25, 26, 27 e 28 de fevereiro com a seguinte programação

w programação 2016 reuniu centenas de pessoas na 'cidade da fé'

Dia 25 de fevereiro - MicareCristo - das 19h às 6h Dia 26 de fevereiro - ‘Vinde e Vede’ - das 14h às 21h30 Dia 27 de fevereiro - ‘Vinde e Vede’ - Grande Cenáculo Mariano - das 14h às 21h Dia 28 de fevereiro – ‘Vinde e Vede’ -– Rumo a Aparecida (SP)

Reunião ampliada da PJ em Crato, no Ceará Com informações da Arquidiocese de Fortaleza. A Diocese de Crato, no Ceará recebeu, em 22 de janeiro, a reunião Ampliada Nacional da Pastoral da Juventude (ANPJ). Recordando a realidade do interior do Nordeste brasileiro e a identidade dos membros da Pastoral, a temática proposta foi “SerTãoPJ: Romper barreiras, renovar a esperança e celebrar a vida”. Cerca de 120 agentes participaram das atividades. O primeiro compromisso dos participantes foi a missa na Catedral Nossa Senhora da Penha, presidida pelo bispo diocesano, Dom Gilberto Pastana de Oliveira, ainda no domingo. No ofertório, a equipe de mística propôs a apresentação de símbolos e frutos da evangelização das juventudes pelo Brasil. O hino oficial, escolhido pelos agentes e de autoria das agentes cearenses Amanda Luiz e Aline Nobre, embalou os primeiros momentos da Ampliada. Itaibele Pereira, que é delegada pela PJ no Regional Oeste 2 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), disse que a poesia da música “ecoou no coração e fez

surgir mais forte o sentimento de fazer uma semana cheia de frutos e flores”. A música é inspirada na cultura e religiosidade local, além de buscar trechos da obra de Guimarães Rosa. A Flor de Mandacaru, que representa tão fortemente a realidade do Ceará, está presente em vários trechos do hino. Na segunda-feira, 23, os pejoteiros deram início às atividades em oração pelos lugares “onde pisam os pés, a cabeça pensa e o coração ama”. A chamada “mesa institucional”, acolheu Dom Gilberto Pastana, a secretaria nacional da PJ, Aline Ogliari; a assessora nacional da PJ, irmã Tomelina Barbosa; a coordenadora da PJ no Regional Nordeste 1, Ludmylla Yanna, e o coordenador diocesano da PJ em Crato, Licaon Rocha. Para Dom Gilberto, a realização da Ampliada já é de grande importância para a juventude. “É essa partilha que constrói a vida, a juventude e a igreja” disse o bispo que acolhe pela segunda vez uma Ampliada da Pastoral. Quando foi bispo de Imperatriz (MA), Dom Gilberto recebeu o evento em 2011.

w encontro contou a participação de diversas lideranças da área Juventude pejoteira

Na ocasião foi lida carta de saudação do bispo de Caxias do Maranhão (MA) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da CNBB, Dom Vilsom Basso, que saudou a juventude pejoteira, lembrou do seu carinho especial com a PJ e convidou a Ampliada a ir além das ações habituais. Nos dias de evento, os jovens re c o rd a ra m a s re a l i d a d e s d a s juventudes no Brasil, realizaram dinâmicas e momentos de mística.

Na metodologia do ver, julgar e agir, continuaram as atividades com a oração popular voltada para a reflexão. O primeiro passo do julgar foi uma caminhada rumo ao Horto do Padre Cícero, em Juazeiro do Norte (CE). Os jovens também trataram de questões estruturais e de serviços oferecidos pela PJ e lançaram o subsídio “Bora falar de Pastoral da Juventude?”, e discussões acerca do material “Somos Igreja Jovem”, com a íntegra da carta do Papa Francisco.


belém, De 3 a 9 de fevereiro de 2017

7

Igreja no Mundo FUNDAÇÃO

Família Vicentina celebra 400 anos Viva o Carisma Vicentino. Quatro séculos de caridade. Extensa programação ao longo do ano

C

om informações da Rádio Vaticano. A Família Vicentina celebra, este ano, o quarto centenário do nascimento de seu carisma de serviço aos pobres. O a n o d e 1 61 7 f o i importante na vocação de São Vicente de Paulo por dois motivos: 25 de janeiro, festa da Conversão de São Paulo, o Santo pregou o primeiro sermão da missão, em Folleville, na França, depois de ouvir a confissão de um agricultor em fim de vida que lhe fez entender o abandono espiritual em que viviam os pobres das áreas rurais. Em agosto daquele ano, em sua experiência de pároco em Châtillon, se encontra face a face com a pobreza e a miséria que transformará a vida do Santo da Caridade. Vicente de Paulo percebe que era necessário educar as pessoas, torná-las conscientes de sua dignidade, eleválas como seres humanos e ensiná-las a verdade do desígnio de Deus. Carisma

Os acontecimentos

fotos: divulgação

w a família Vicentina está presente nos cinco continentes com uma variedade de ações

de Folleville e Châtillon marcaram, em 1617, o início do carisma vicentino que prossegue hoje um caminho de 400 anos de serviço aos pobres, seguindo o exemplo de seu fundador São Vicente de Paulo, padroeiro universal das Obras de caridade. A Família Vicentina está presente nos cinco continentes com uma grande variedade de ministérios: missões, obras de assistência médica, atenção aos sem-teto, refugiados,

crianças abandonadas, mães que sustentam suas famílias, e a favor da educação, f o r m a ç ã o , p ro m o ç ã o e desenvolvimento das obras. Atualmente, a Família Vicentina possui 225 ramos de várias comunidades de vida consagrada e associações laicais em mais de 80 países do mundo. Dentre os ramos mais importantes estão a Associação Internacional da Caridade (AIC), a Congregação da Missão, as Filhas da Caridade

(fundadas por Santa Luísa de Marillac), a Sociedade de São Vicente de Paulo (fundada pelo Beato Frederico Ozanam), a Associação da Medalha Milagrosa, a Juventude Vicentina Mariana (JMV), os seculares Lazaristas (MISEVI), as Irmãs Missionárias da Caridade de Santa Joana Anthida Touret e outros ramos. O Superior Geral da Congregação da Missão e da Companhia das Filhas da

Caridade, Pe. Toma Mavri, incentivou a v i ve r e s t e a n o jubilar, partilhando a experiência de quatro projetos comuns: - A peregrinação da relíquia do coração de São Vicente de Paulo que teve início na quarta-feira, 25 de janeiro, em Folleville, na França, e visitará todos os países onde a Família Vicentina está presente. - A implementação de um projeto mirado a envolver todos os ramos da Família Vicentina em favor dos estrangeiros, refugiados, semteto e migrantes deslocados. -Um simpósio internacional sobre a atualidade do carisma da missão e caridade, que se realizará, em Roma, de 13 a 15 de outubro deste ano. Após o encontro a Família Vicentina será recebida pelo Papa Francisco. -O International Film Festival, concurso internacional focalizado na vida de São Vicente de Paulo.

Nas Filipinas inaugurado maior imagem dedicada à Divina Misericórdia

w imagem tem 30 metros de altura, memorial do quarto congresso

Com informações da agência Gaudium Press. A mais alta imagem do mundo dedicada à Divina Misericórdia foi inaugurada em 19 de janeiro no complexo do Santuário Nacional da Divina Misericórdia em Bulacan, Filipinas. A notável imagem de 30 metros de altura servirá como memorial do Quarto Congresso Apostólico Mundial da Misericórdia (WACOM) e sua bênção fez parte das atividades do encontro. O Bispo nigeriano Martin Uzoukwu presidiu a cerimônia de bênção e o Bispo de Malolos, Filipinas, Dom José Oliveros, pregou a homilia da Missa que marcou o ato. Numerosos devotos e delegados do Congresso se reuniram no lugar de peregrinação, localizado a uns 24 quilômetros de Manila. “Desejo que as pessoas que visitem

este lugar sejam inspiradas pela imagem e sintam a misericórdia de Deus através de sua recordação de viver a espiritualidade da Divina Misericórdia”, o Padre Próspero Tenorio, Reitor do Santuário, Secretário-Geral da WACOM Ásia e promotor da criação do monumento. “É o que chamamos o ‘ABC’: Acudir a Misericórdia de Deus, Ser misericordiosos e Confiar plenamente na misericórdia de Deus”. Para a construção do monumento foram arrecadados fundos provenientes de doações particulares que chegaram a um milhão e 800 mil dólares, dos quais já se empregaram 861 mil em um projeto que será concluído no mês de abril, antes do Domingo da Divina Misericórdia. A imagem que coroa a estrutura está terminada em 70 por cento.

Arquidiocese do Panamá lança concurso para logo e hino da JMJ 2019 Com informações da agência Gaudium Press. Na sexta-feira, 20, durante uma coletiva de imprensa foi feito o lançamento oficial dos concursos para a criação do Hino e logo oficial da JMJ Panamá 2019. A convocatória foi feita pelo Comitê Organizador Local (COL) e o Dicastério para os leigos, a Família a Vida, organismo vaticano a cargo da promoção do encontro mundial. O concurso para o desenho do logo é voltado para os panamenhos maiores de idade que sejam pintores, designers gráficos profissionais ou empíricos, ou estudantes de universidades públicas ou privadas. O logo deve ser inspirado no lema da JMJ 2019, incorporar um elemento mariano, conter uma cruz

ou referência dela, que evoque o evento cristão e ao país sede, além de incluir o nome “JMJ Panamá 2019”, e ser um desenho chamativo, simples e adaptável a diversos formatos e plataformas de comunicação. O concurso para a letra e a música do Hino da JMJ do Panamá também é voltado para panamenhos maiores de idade, podendo ser compositores, músicos, artistas profissionais ou empíricos. O hino deve inspirar-se no lema mariano do evento, e o gênero musical deve ser popular, alegre e juvenil, com uma letra fácil de aprender e que seja atrativa para os jovens. Por outro lado, a melodia deve ser adaptável a elementos da cultura panamenha e

w evento conta com a participação de jovens de todos os países

a estilos internacionais. A letra e a música devem ser originais. A data limite para a apresentação

das propostas de ambos concursos é o dia 17 de fevereiro. O resultado será apresentado no dia 17 de março.


8

belém, De 3 a 9 de fevereiro de 2017

Nazaré Repórter

rádio nazaré

fm

z mh 3 . 91

J Espiritualidade da Pastoral do Dízimo

A Pastoral Arquidiocesana do Dízimo realizará no próximo dia 18, das 8h às 12h, na matriz da Paróquia de Santo Antônio de Pádua, no Coqueiro, seu Encontro Espiritual, com louvor, pregação e Missa, destinado a padres, missionários, e membros das equipes de Pastoral do Dízimo das paróquias. Informações: 3215-7001 ou 3215-7002.

l PROGRAMA SEGURANÇA E CIDADANIA

J Concurso para

fotos: divulgação

arte do cartaz da Festividade de Santa Paula Frassinetti

A Paróquia de Santa Paula Frassinetti, na Cidade Nova VI, Ananindeua, abriu edital do concurso para arte do cartaz da festividade 2017. Os interessados devem enviar seu material até o dia 15 deste mês, atendendo alguns critérios, como o tema “A exemplo de Maria e Santa Paula, aprendamos a fazer a vontade de Deus” e o lema “Vontade de Deus: tu és meu paraíso”. O edital pode ser baixado através da página da paróquia no facebook. Informações: (91) 3263-9426.

rede nazaré de televisão

J Encontro das

O Ministério Unidos por Jesus, da Paróquia Nossa Senhora Rainha da Paz, Benguí, promove de 17 a 19 deste mês, no Sítio Madre Giovana, Marituba, o retiro “Sede Santos”, destinado a jovens desejosos de um encontro verdadeiro com Deus. Tema “Fazei tudo o que Ele vos disser”. Na programação, Missa, adoração, workshop’s e pregações. Informações: 98061-1998.

De 10 a 12 deste mês, ocorrerá na sede da CNBB, em Belém, a assembleia ampliada das Comunidades Eclesiais de Base (CEBS) Regional Norte 2, objetivando programá-las para este ano, possibilitar o estudo do texto-base do 14º intereclesial das CEBS, definir as vagas dos assessores para o Seminário do Nortão das CEBS, detalhar a organização dos delegados do Regional para o 14 º intereclesial Nacional, em Londrina. Informações: pelo telefone (91) 3266-0055.

A Paróquia de Santa Teresinha do Menino Jesus, no Jurunas, segue com as inscrições abertas para novos guardas da santa. As inscrições podem ser feitas após as celebrações do sábado e do domingo e nas terças-feiras após a novena. Informações: (91) 3272–2251.

J Festival do Sorvete na

Paróquia de São Jorge

A Paróquia de São Jorge, Marambaia, promoverá neste domingo, 5, a partir das 12h30, o Festival do Sorvete. As cartelas estão disponíveis

na secretaria paroquial no horário comercial. A paróquia localiza-se na avenida Dalva, nº 445. Informações: (91) 3277-4641.

J Curso de

discipulado

A comunidade Católica Mar a Dentro abriu inscrições para o curso de discipulado, visando o aprofundamento do estudo da Bíblia. O encontro ocorrerá todas as quartas– feiras, com duração de três anos. A comunidade localiza-se na avenida Alcindo Cacela, nº 708. Informações pelo telefone (91) 3328–4452.

30

l MISSAS NA TV NAZARÉ Nesta sexta-feira, 3, a Rede Nazaré de Televisão transmite ao vivo da Capela da Fundação Nazaré, a Novena da Misericórdia e a Missa da Família Nazaré, presidida

novos guardas

A Paróquia de Santa Rosa de Lima, em Benevides, recorda no próximo dia 9, a data em que foi erigida, há três anos. A comemoração será com missa às 18h30, presidida pelo pároco, pe. Leonardo Bonze.

al can

Comunidades de Base

J Inscrições para

da Paróquia de Santa Rosa de Lima

Sintonize 91,3 MHz e o acompanhe. O ouvinte pode interagir durante a programação, ligando para a central de atendimento, no número 4006-9211, ou pelas redes sociais twitter.com/ radionazare e pelo facebook. com/radionazare, enviando suas dúvidas, ou sugerindo novos temas para os próximos programas.

Rádio Nazaré FM - 91,3. A serviço da vida. nossa missão é evangelizar!

J Sede Santos

J Missa de três anos

Todas as sextas-feiras, das 14h às 16h, a Rádio Nazaré FM apresenta o Programa Segurança e Cidadania, com apresentação da Delegada adjunta da Polícia Civil, Christiane Ferreira. Toda semana são pautados assuntos referentes à segurança pública, cidadania, prestação de serviços, utilidade pública e outros assuntos.

J Missa do Movimento Sacerdotal Mariano No próximo dia 13, às 14h, Padre Laurent Larroque, responsável pelo Movimento Sacerdotal Mariano, preside o Cenáculo e a Santa Missa, na Basílica Santuário de

Nazaré, com a presença de Dom Alberto Taveira Corrêa, pe. José Edmundo, Diretor Espiritual do Movimento, e Otávio Albuquerque, membro do Movimento.

portal nazaré

pelo diretor geral da Fundação Nazaré, Padre Roberto Cavalli, a partir das 14h45. Domingo, às 7h, transmite da Capela de Lourdes a Missa dominical. Sintonize na sua cidade. w. ww re. a naz .br o a com dac fun

l A VOZ DO PASTOR EM ÁUDIO No Portal Nazaré, além dos inúmeros conteúdos dos meios de comunicação da FNC, o internauta pode encontrar em áudio o Programa "A Voz do Pastor", apresentado por Dom Alberto Taveira Corrêa e, em seu impedimento, por Dom Irineu Roman, na Rádio Nazaré FM 91,3Mhz. Nele, diariamente, proclamase o Evangelho. No Portal, também é possível encontrar as edições anteriores do programa. Basta acessar: www.

fundacaonazare.com.br e clicar na aba Rádio Nazaré. Para ouvir online digite na barra de pesquisa: mms:// streaming.fundacaonazare. com.br/radio


belém, De 3 a 9 de fevereiro de 2017

9

Fundação Nazaré Escute na Rádio Nazaré FM 91.3 SEXTA - FEIRA 04h00 - Abertura da Emissora 04h05 - Especial Pe. Zezinho 05h00 - Abertura da Emissora 05h00 - Lírio Mimoso 05h05 - Cura-me Senhor 05h10 - Ângelus 05h15 - Liturgia das horas - laudes 05h30 - Oração do Terço - Mistérios Dolorosos 06h00 - A Voz do Pastor 06h15 - Forrozinho da fé 07h00 - Jornal Brasil Hoje 07h35 - Novo tempo 08h00 - Igreja ponto a ponto 08h55 - Plantão R.C.R 09h00 - Nazaré em revista 09h30 - Informe Noticias 09h55 - Plantão R.C.R 10h30 - Informe Notícia 11h55 - Momento de Oração - Ângelus, Pai - nosso 12h00 - A voz do pastor 12h15 - Cardápio Instrumental 14h00 - Segurança e cidadania 14h30 - Informe Noticias 15h00 - Terço da Misericórdia 15h30 - Informe Noticias 15h55 - Plantão R.C.R 16h00 - Varanda Musical 16h30 - Informe Notícia 17h30 - Informe Notícia 17h45 - Ângelus – Liturgia das Horas - Vésperas 18h00 - A Voz do Pastor 18h15 - Oração do Terço - Mistérios Dolorosos 18h40 - Musical Mariano 19h00 - Voz do Brasil 20h00 - Saudade em Versos e Canções 22h00 - A voz do pastor 22h30 - Jornal R.N.A 23h00 - Programa Salmos ao Deus da Vida 23h50 - Mensagem de Encerramento 00h00 - Rede Milícia Sat – Igreja no Rádio

SÁBADO 04h00 - Abertura da Emissora 04h05 - Especial Pe. Zezinho 05h00 - Lírio Mimoso 05h05 - Cura-me Senhor 05h10 - Ângelus 05h15 - Liturgia das horas - laudes 05h30 - Oração do Terço - Mistérios da Alegria 06h00 - A Voz do Pastor 07h00 - Jornal Brasil Hoje 07h30 - Musical Mensagem

08h00 - Conhecendo Jesus 10h00 - Maria de Todos os Povos 11h55 - Momento de Oração - Ângelus, Pai - nosso 12h00 - A voz do pastor 12h15 - Cardápio Instrumental 14h00 - Musical Nazaré 15h00 - Criança Evangelizando Criança 16h00 - Evangelizando Através do Dizimo 17h00 - A vida e o tempo 18h00 - A Voz do Pastor 18h15 - Ângelus - Liturgia das Horas - Vésperas 18h15 - Oração do Terço - Mistérios da Alegria 18h30 - Musical Mariano 19h00 - Musical Nazaré 22h00 - A voz do Pastor 22h15 - Domínio jovem 23h50 - Mensagem de Encerramento 00h00 - Rede Milícia Sat

DOMINGO 04h00 - Abertura da Emissora 04h05 - Especial Pe. Zezinho 05h00 - Abertura da Emissora 05h00 - Lírio Mimoso 05h05 - Cura-me Senhor 05h10 - Ângelus 05h15 - Liturgia das horas - laudes 05h30 - Oração do Terço - Mistérios Gloriosos 06h00 - A Voz do Pastor 07h00 - Santa Missa 08h00 - Vem e Segue-me 10h00 - Domingo Alegre 11h55 - Momento de Oração - Ângelus, Pai - nosso 12h00 - A voz do pastor 12h15 - Cardápio Instrumental 14h00 - As Mais Tocadas 18h00 – A Voz do Pastor 18h15 - Ângelus - Liturgia das Horas - Vésperas 18h30 - Oração do Terço - Mistérios Gloriosos 19h00 - Clássico Nazaré 20h00 - Circuito M.P.B 22h00 - A voz do Pastor 22h15 - Especial PE. Zezinho 23h50 - Mensagem de Encerramento 00h00 - Rede Milícia Sat – Igreja no Rádio

SEGUNDA - FEIRA 04h00 - Abertura da Emissora 04h05 - Especial Pe. Zezinho 05h00 - Abertura da Emissora 05h00 - Lírio Mimoso 05h05 - Cura-me Senhor

Ligue: (91) 4006-9251 05h10 - Ângelus 05h15 - Liturgia das horas - laudes 05h30 - Oração do Terço - Mistérios da Alegria 06h00 - A Voz do Pastor 06h15 - Forrozinho da fé 07h00 - Jornal Brasil Hoje 07h35 - Novo tempo 08h00 - Igreja ponto a ponto 08h55 - Plantão R.C.R 09h30 - Informe Notícia 09h00 - Nazaré em revista 09h55 - Plantão R.C.R 10h30 - Informe Notícia 11h50 - Momento de Oração - Ângelus, Pai - nosso 12h00 - A voz do Pastor 12h20 - Cardápio Instrumental 14h00 - Varanda Musical 14h30 - Informe Notícia 15h00 - Terço da Misericórdia 15h30 - Informe Notícia 15h55 - Plantão R C R 16h00 - Saúde e Cidadania 16h30 - Informe Notícia 17h30 - Informe Notícia 17h45 - Ângelus - Liturgia das Horas - Vésperas 18h00 - Voz do Pastor 18h15 - Oração do Terço - Mistérios da Alegria 18h40 - Musical Mariano 19h00 - Voz do Brasil 20h00 - Crescendo na Fé 21h00 - Orando com Você - Com. Maíra 22h00 - A voz do pastor 22h30 - Jornal R.N.A 23h00 - Programa Salmos ao Deus da Vida 23h50 - Mensagem De Encerramento 00h00 - Rede Milícia Sat - Igreja no Rádio

TERÇA - FEIRA 04h00 - Abertura da Emissora 04h05 - Especial Pe. Zezinho 05h00 - Lírio Mimoso 05h05 - Cura-me Senhor 05h10 - Ângelus 05h15 - Liturgia das horas - laudes 05h30 - Oração do Terço - Mistérios Dolorosos 06h00 - A Voz do Pastor 06h15 - Forrozinho da fé 07h00 - Jornal Brasil Hoje 07h35 - Novo tempo 08h00 - Igreja ponto a ponto 08h55 - Plantão R.C.R 09h00 - Nazaré em revista 09h55 - Plantão R.C.R 10h30 - Informe Notícia

11h55 - Momento de Oração - Ângelus, Pai - nosso 12h00 - A voz do Pastor 12h15 - Cardápio Instrumental 14h00 - Varanda Musical 14h30 - Informe Notícia 15h00 - Terço da Misericórdia 15h30 - Informe Notícia 15h55 - Plantão R.C.R 16h00 - Direito e cidadania 16h30 - Informe Notícia 17h25 - Informe Notícia 17h30 - Ângelus - Liturgia das Horas - Vésperas 17h45 - Voz do Pastor 18h00 - Novena Nossa Senhora Perpétuo Socorro 18h30 - Musical Mariano 19h00 - Voz do Brasil 20h00 - Família em Ação 22h00 - A voz do pastor 22h30 - Jornal R.N.A 23h00 - Programa Salmos ao Deus da Vida 23h50 - Mensagem de Encerramento 00h00 - Rede Milícia Sat – Igreja no Rádio

QUARTA - FEIRA 04h00 - Abertura da Emissora 04h05 - Especial Pe. Zezinho 05h00 - Lírio Mimoso 05h05 - Cura-me Senhor 05h10 - Ângelus 05h15 - Liturgia das horas - laudes 05h30 - Oração do Terço - Mistérios Gloriosos 06h00 - A Voz do Pastor 06h15 - Forrozinho da fé 07h00 - Jornal Brasil Hoje 07h35 - Novo tempo 08h00 - Igreja ponto a ponto 08h55 - Plantão R.C.R 09h00 - Nazaré em revista 09h55 - Plantão R.C.R 10h30 - Informe Notícia 11h55 - Momento de Oração - Ângelus, Pai - nosso 12h00 - A voz do Pastor 12h15 - Cardápio Instrumental 13h30 - Informe Notícia 14h00 - Varanda Musical 14h30 - Informe Notícia 15h00 - Terço da Misericórdia 15h30 - Informe Noticia 15h55 - Plantão R.C.R 16h00 - Educação e Cidadania 16h30 - Informe Notícia 17h30 - Informe Notícia

17h45 - Ângelus - Liturgia das Horas - Vésperas 18h00 - A Voz do Pastor 18h15 - Oração do Terço - Mistérios Gloriosos 18h40 - Musical Mariano 19h00 - Voz do Brasil 20h00 - Musical Mensagem 21h00 - Orando com Você - Com. Mar adentro. 22h00 - A voz do pastor 22h30 - Jornal R.N.A 23h00 - Programa Salmos ao Deus da Vida 23h50 - Mensagem de Encerramento 00h00 - Rede Milícia Sat - Igreja no Rádio

QUINTA - FEIRA 04h00 - Abertura da Emissora 04h05 - Especial Pe. Zezinho 05h00 - Lírio Mimoso 05h05 - Cura-me Senhor 05h10 - Ângelus - Liturgia das horas - laudes 05h30 - Oração do terço - Mistérios Luminosos 06h00 - A Voz do Pastor 06h15 - Forrozinho da fé 07h00 - Jornal Brasil Hoje 07h35 - Novo tempo 08h00 - Igreja ponto a ponto 08h55 - Plantão R.C.R 09h00 - Nazaré em revista 09h55 - Plantão R.C.R 10h30 - Informe Notícia 11h55 - Momento de Oração - Ângelus, Pai - nosso 12h00 - A voz do pastor 12h15 - Cardápio Instrumental 13h30 - Informe Notícia 14h00 - Entre nós 14h30 - Informe Notícia 15h00 - Terço da Misericórdia 15h15 - Musical Nazaré 15h30 - Informe Notícia 15h55 - Plantão R.C.R 16h00 - Varanda Musical 16h30 - Informe Notícia 17h30 - Informe Notícia 17h45 - Ângelus - Liturgia das Horas - Vésperas 18h00 - A Voz do Pastor 18h15 - Oração do terço - Mistérios Luminosos 18h40 - Musical Mariano 19h00 - Voz do Brasil 20h00 - Musical Mensagem 21h00 - Orando com Você 22h00 - A voz do Pastor 22h30 - Jornal R.N.A 23h00 - Programa Salmos ao Deus da Vida 23h50 - Mensagem de Encerramento 00h00 - Rede Milícia Sat - Igreja no Rádio

Assista na TV Nazaré - Canal 30 SEXTA - FEIRA 00h00 - Palavra de Vida Eterna 00h05 - Mulher.com 02h30 - Caminhando Na Fé 02h45 - Mãe Maria 02h55 - Palavra de Vida Eterna 03h00 - Evangeliza Show 03h55 - Palavra de Vida Eterna 04h00 - Diálogo Aberto 05h00 - Telecurso Ensino Médio 05h30 - Telecurso Espanhol 05h45 - Palavra de Vida Eterna 05h55 - Consagração a Nª Sª de Nazaré 05h58 - Abertura da Programação da TV 06h00 - Terço Doloroso 06h30 - Caminhando Na Fé 06h45 - Meu Pensamento 06h55 - Preparando a Festa 07h00 - Santa Missa 08h00 - Palavra de Vida Eterna 08h05 - Mulher.com 10h15 - Sobre Todas as Coisas 10h30 - De Mãos Dadas 10h55 - Palavra de Vida Eterna 11h00 - Terço das Santas Chagas 11h30 - Mãe Maria 11h45 - Desenho 12h00 - Nazaré Notícias 12h45 - Novena de Nossa Senhora de Nazaré 12h55 - Palavra de Vida Eterna 13h00 - Fazendo Esperança 13h30 - Caminhando Na Fé 13h45 - Meu Pensamento 13h50 - Despertai Para o Amor 14h45 - Terço da Misericórdia e Missa da Família Nazaré 16h00 - Telecurso Ensino Médio 16h30 - Fazendo Esperança 17h00 - Caminhando Na Fé 17h15 - Sobre Todas as Coisas 17h30 - Terço Doloroso 17h55 - Preparando a Festa 18h00 - Santa Missa 18h55 - Palavra de Vida Eterna 19h00 - Nazaré Notícias 19h45 - Caminhando Na Fé 20h00 - Clip Show 21h00 - Meu Pensamento 21h05 - Mãe Maria 21h15 - Terra Santa News 21h40 - Palavra de Vida Eterna 21h45 - Nazaré Notícias 22h30 - Espaço Cultural 23h58 - Encerramento da Programação da TV

SÁBADO 00h00 - Música Mensagem 02h00 - De Coração 02h30 - Conversa com Meu Povo 03h00 - Clip Show 04h00 - Espaço Cultural 05h00 - Evangeliza Show 05h55 - Consagração a Nª Sª de Nazaré 05h58 - Abertura da Programação da TV 06h00 - Terço Gozoso 06h30 - Conversa com Meu Povo 06h55 - Palavra de Vida Eterna 07h00 - Notícias Pastorais 07h45 - Eu Creio 07h50 - Maria de Todos os Povos

08h00 - Missa no Rio de Janeiro-RJ 09h00 - Viola Brasil 09h30 - Conversa com Meu Povo 10h00 - Diálogo Aberto 11h00 - Pesca Amazônia 12h00 - Notícias Pastorais 12h45 - Eu Creio 12h50 - Maria de Todos os Povos 13h00 - Viagem pela Amazônia 13h30 - Conversa com Meu Povo 14h00 - Santa Missa e Adoração em São Paulo-SP 15h45 - Pensando Bem 16h45 - Notícias Pastorais 17h30 - Terço Gozoso 18h00 - Especial Musical 18h55 - Palavra de Vida Eterna 19h00 - Encantos da Amazônia 20h00 - Conversa com Meu Povo 20h30 - Música Mensagem 22h30 - Conversa com Meu Povo 23h00 - Palavra de Vida Eterna 23h05 - Espaço Cultural 23h59 - Encerramento da Programação da TV

DOMINGO 00h00 - Música Mensagem 02h00 - Vida Consagrada 03h00 - Clip Show 04h00 - Igreja que Sofre 04h30 - Música Arte e Vida 05h30 - Igreja no Brasil 05h45 - Maria de Todos os Povos 05h55 - Consagração a Nª Sª de Nazaré 05h58 - Abertura da Programação da TV 06h00 - Terço Glorioso 06h30 - Conversa com Meu Povo 06h55 - Palavra de Vida Eterna 07h00 - Santa Missa Dominical 08h00 - Notícias Pastorais 08h45 - Eu Creio 08h50 - Maria de Todos os Povos 09h00 - Desenho 09h30 - Viagem pela Amazônia 10h00 - Diálogo Aberto 11h00 - Pesca Amazônia 12h00 - Notícias Pastorais 12h45 - Clip Show 13h40 - Encantos da Amazônia 14h40 - Ângelus 14h55 - Palavra de Vida Eterna 15h00 - Vida Consagrada 16h00 - Palavra de Vida Eterna 16h05 - Dedo de Prosa 17h00 - Missa Santuário Nacional de Aparecida 18h00 - Desenho 18h30 - Terço Glorioso 18h55 - Palavra de Vida Eterna 19h00 - Instrumental SESC Brasil 20h00 - Janela Aberta 21h00 - Espaço Cultural 22h30 - Palavra de Vida Eterna 22h35 - Questão de Fé 23h35 - Terço Glorioso 23h58 - Encerramento da Programação da TV

SEGUNDA - FEIRA 00h00 - Palavra de Vida Eterna 00h05 - Mulher.com 02h30 - Caminhando Na Fé

02h45 - Mãe Maria 02h55 - Palavra de Vida Eterna 03h00 - Encantos da Amazônia 04h00 - Clip Show 05h00 - Telecurso Ensino Médio 05h30 - Telecurso Espanhol 05h45 - Palavra de Vida Eterna 05h55 - Consagração a Nª Sª de Nazaré 05h58 - Abertura da Programação da TV 06h00 - Terço Gozoso 06h30 - Caminhando Na Fé 06h45 - Meu Pensamento 06h55 - Preparando a Festa 07h00 - Santa Missa 08h00 - Palavra de Vida Eterna 08h05 - Mulher.com 10h15 - Sobre Todas as Coisas 10h30 - De Mãos Dadas 11h00 - Terço das Santas Chagas 11h30 - Mãe Maria 11h45 - Desenho 12h00 - Nazaré Notícias 12h45 - Novena de Nossa Senhora de Nazaré 12h55 - Palavra de Vida Eterna 13h00 - Fazendo Esperança 13h30 - Caminhando Na Fé 13h45 - Meu Pensamento 13h50 - Mãe Maria 14h00 - Igreja Que Sofre 14h30 - Sobre Todas as Coisas 14h45 - Igreja No Brasil 15h00 - Diálogo Aberto 16h00 - Telecurso Ensino Médio 16h30 - Fazendo Esperança 17h00 - Caminhando Na Fé 17h15 - Sobre Todas as Coisas 17h30 - Terço Gozoso 17h55 - Preparando a Festa 18h00 - Santa Missa 18h55 - Palavra de Vida Eterna 19h00 - Nazaré Notícias 19h45 - Caminhando Na Fé 20h00 - Despertai Para o Amor 20h30 - Terra Santa News 20h50 - Palavra de Vida Eterna 20h55 - Meu Pensamento 21h00 - Janela Aberta 22h00 - Nazaré Notícias 22h45 - Sobre Todas as Coisas 22h55 - Palavra de Vida Eterna 23h00 - Caminhando Na Fé 23h20 - Mãe Maria 23h30 - Religare 23h58 - Encerramento da Programação da TV

TERÇA - FEIRA 00h00 - Palavra de Vida Eterna 00h05 - Mulher.com 02h30 - Conversa com Meu Povo 03h00 - Janela Aberta 03h55 - Palavra de Vida Eterna 04h00 - Diálogo Aberto 05h00 - Telecurso Ensino Médio 05h30 - Telecurso Espanhol 05h45 - Palavra de Vida Eterna 05h55 - Consagração a Nª Sª de Nazaré 05h58 - Abertura da Programação da TV 06h00 - Terço Doloroso 06h30 - Conversa com Meu Povo 06h55 - Preparando a Festa 07h00 - Santa Missa

08h00 - Palavra de Vida Eterna 08h05 - Mulher.com 10h15 - Desenho 10h30 - De Mãos Dadas 11h00 - Terço das Santas Chagas 11h30 - Igreja no Brasil 11h45 - Sobre Todas as Coisas 12h00 - Nazaré Notícias 12h45 - Novena de Nossa Senhora de Nazaré 12h55 - Palavra de Vida Eterna 13h00 - Igreja que Sofre 13h30 - Conversa com Meu Povo 14h00 - Mãe Maria 14h10 - Desenho 15h00 - Novena do Perpétuo Socorro 15h40 - Sobre Todas as Coisas 16h00 - Telecurso Ensino Médio 16h30 - Conversa com Meu Povo 17h00 - Mãe Maria 17h10 - Palavra de Vida Eterna 17h15 - Desenho 17h30 - Terço Doloroso 17h55 - Preparando a Festa 18h00 - Santa Missa 18h55 - Palavra de Vida Eterna 19h00 - Nazaré Notícias 19h45 - Sobre Todas as Coisas 20h00 - Conversa com Meu Povo 20h30 - Igreja que Sofre 21h00 - Questão de Fé 22h00 - Nazaré Notícias 22h45 - Sobre Todas as Coisas 23h00 - Conversa com Meu Povo 23h30 - Religare 23h58 - Encerramento da Programação da TV

QUARTA - FEIRA 00h00 - Palavra de Vida Eterna 00h05 - Mulher.com 02h30 - Caminhando Na Fé 02h45 - Mãe Maria 02h55 - Palavra de Vida Eterna 03h00 - Novena do Perpétuo Socorro 03h40 - Mãe Maria 03h55 - Palavra de Vida Eterna 04h00 - Questão de Fé 05h00 - Telecurso Ensino Médio 05h30 - Telecurso Espanhol 05h45 - Palavra de Vida Eterna 05h55 - Consagração a Nª Sª de Nazaré 05h58 - Abertura da Programação da TV 06h00 - Terço Glorioso 06h30 - Caminhando Na Fé 06h45 - Meu Pensamento 06h55 - Preparando a Festa 07h00 - Santa Missa 08h00 - Palavra de Vida Eterna 08h05 - Mulher.com 10h15 - Sobre Todas as Coisas 10h30 - De Mãos Dadas 11h00 - Terço das Santas Chagas 11h30 - Mãe Maria 11h45 - Sal da Terra 12h00 - Nazaré Notícias 12h45 - Novena de Nossa Senhora de Nazaré 12h55 - Palavra de Vida Eterna 13h00 - Fazendo Esperança 13h30 - Caminhando Na Fé 13h45 - Meu Pensamento 13h50 - Mãe Maria 14h00 - Igreja que Sofre

14h30 - Religare 15h00 - Pensando Bem 16h00 - Telecurso Ensino Médio 16h30 - Fazendo Esperança 17h00 - Caminhando Na Fé 17h15 - Sobre Todas as Coisas 17h30 -Terço Glorioso 17h55 - Preparando a Festa 18h00 - Santa Missa 18h55 - Palavra de Vida Eterna 19h00 - Nazaré Notícias 19h30 - Adoração ao Santíssimo 21h00 - Meu Pensamento 21h05 - Encantos da Amazônia 22h00 - Nazaré Notícias 22h45 - Caminhando Na Fé 23h00 - De Coração 23h30 - Religare 23h58 - Encerramento da Programação da TV

QUINTA - FEIRA 00h00 - Palavra de Vida Eterna 00h05 - Mulher.com 02h30 - Conversa com Meu Povo 03h00 - Pensando Bem 03h55 - Palavra de Vida Eterna 04h00 - Encantos da Amazônia 05h00 - Telecurso Ensino Médio 05h30 - Telecurso Espanhol 05h45 - Palavra de Vida Eterna 05h55 - Consagração a Nª Sª de Nazaré 05h58 - Abertura da Programação da TV 06h00 - Terço Luminoso 06h30 - Conversa com Meu Povo 06h55 - Preparando a Festa 07h00 - Santa Missa 08h00 - Palavra de Vida Eterna 08h05 - Mulher.com 10h15 - Desenho 10h30 - De Mãos Dadas 11h00 - Terço das Santas Chagas 11h30 - Igreja no Brasil 11h45 - Sobre Todas as Coisas 12h00 - Nazaré Notícias 12h45 - Novena de Nossa Senhora de Nazaré 12h55 - Palavra de Vida Eterna 13h00 - Igreja que Sofre 13h30 - Conversa com Meu Povo 14h00 - Mãe Maria 14h10 - Desenho 15h00 - Diálogo Aberto 16h00 - Telecurso Ensino Médio 16h30 - Conversa com Meu Povo 17h00 - Mãe Maria 17h10 - Palavra de Vida Eterna 17h15 - Desenho 17h30 - Terço Luminoso 17h55 - Preparando a Festa 18h00 - Santa Missa 18h55 - Palavra de Vida Eterna 19h00 - Nazaré Notícias 19h45 - Sobre Todas as Coisas 20h00 - Conversa com Meu Povo 20h30 - Terra Santa News 20h55 - Palavra de Vida Eterna 21h00 - Evangeliza Show 22h00 - Nazaré Notícias 22h45 - Sobre Todas as Coisas 23h00 - Conversa com Meu Povo 23h30 - Religare 23h58 - Encerramento da Programação da TV


10

belém, De 3 a 9 de fevereiro de 2017

Santa Missa Horários de Missas nas paróquias da Arquidiocese de Belém Região Episcopal de Sant’Ana N. Sra da Graça (Catedral) Cidade Velha - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h e 19h Telefone: 2121-3723/ 2121-3724 N. Sra. das Mercês (Reitoria) Comércio - Belém Sábado: 12h e 17h Domingo: 12h e 17h Sant'Ana da Campina Comércio - Belém Sábado: 12h (Igreja Matriz) Domingo: 7h (Col. D. Bosco) 9h (Igreja Matriz) Telefone: 3230-3734 São Judas Tadeu Condor - Belém Sábado: 19h. Domingo: 7h, 9h e 19h Telefone: 3115-6020 Sta. Teresinha do Menino Jesus Jurunas - Belém Sábado: 6h30 e 18h30 Domingo: 6h30, 8h30 e 18h Telefone: 3272-2251 Santo Antônio de Lisboa Batista Campos - Belém Sábado: 6h30, 12h, 17h e 18h30 Domingo: 8h, 11h, 17h, 18h30 e 20h Telefone: 3215-7004/ 3222-0097 Santíssima Trindade Campina - Belém Sábado: 16h Domingo: 7h, 10h, 11h30, 17h30 e 19h Telefone: 3215-7007/ 3242-4917 N. Sra. da Conceição Cidade Velha - Belém Sábado: 18h30 Domingo: 7h, 9h e 18h Telefone: 3215-7006 São José Umarizal - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 11h e 19h Telefone: 3230-1633 Santa Luzia Jurunas - Belém Sábado: 7h, 17h e 19h Domingo: 7h30 e 19h Telefone: 3271-2146 N. Sra de Lourdes Nazaré - Belém Seg a Sáb: 6h30 e 18h Domingo: 7h, 9h, 17h30 e 19h30 Telefone: 3223-5728 N. Sra do Carmo Cidade Velha Sábado: 18h - Domingo: 7h Região Episcopal Santa Maria Goretti Santa Maria de Belém Terra Firme - Belém Terça: 19h Sábado: 19h - Domingo: 7h30 e 19h Telefone: 3253-5422 São Pedro e São Paulo Guamá - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h e 18h30 Telefone: 3283-6021/3259-0413 São José de Queluz Canudos - Belém Sábado: 6h30 e 20h Domingo: 7h, 8h30, 17h30 e 20h Telefone: 3226-2612 São Domingos de Gusmão Terra Firme - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h e 19h30 Telefone: 3253-2656/3274-4746 São Miguel Arcanjo Cremação - Belém Sábado: 18h30 Domingo: 7h30, 11h e 18h30 Telefone: 3283-6022 N. Sra de Fátima Fátima - Belém Sábado: 17h30 Domingo: 6h45, 8h30, 17h30 e 19h30 Telefone: 3266-1392/3226-0503

Santa Maria Goretti Guamá - Belém Domingo: 9h30 e 18h Telefone: 3283-6023 N. Sra de Nazaré (Basílica Santuário) Nazaré - Belém Sábado: 7h, 8h30,12h,17h Domingo: 6h30, 8h, 10h, 16h30, 18h e 20h Telefone: 4009-8400 São Francisco de Assis (Capuchinhos) São Brás - Belém Sábado: 19h30 Domingo: 6h, 7h30, 9h30,18h, 20h Telefone: 3073-1500 Santo Antônio do Tucunduba Guamá - Belém Sábado: 19h30 Domingo: 7h e 19h30 Telefone: 3274 -9001 Região Episcopal Santa Cruz Imaculada Conceição Castanheira - Belém Sábado: 17h. Domingo: 7h e 19h Telefone: 3277-4642/98111-8110 São Sebastião Sacramenta - Belém Sábado e domingo: 7h, 17h e 19h Telefone: 3264-9060/3254-7354 Jesus Ressuscitado Marambaia - Belém Sábado: 18h Domingo: 7h, 10h e 18h Telefone: 3277-4643 São Geraldo Magela Val de Cans - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h30, 10h30 e 18h Telefone: 3257-7950 N. Sra do Perpétuo Socorro Segunda a sábado: missa - 19h Domingo: missa: 7h, 8h30, 17h30 e 19 h - Telefone: 3233 1797 São Jorge Marambaia - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h, 17h e19h Telefone: 3277-4641 São Raimundo Nonato Umarizal - Belém Sábado: 6h30 e 18h Domingo: 6h30, 8h30 e 18h Telefone: 3277-4644 Santa Cruz Marco - Belém Sábado: 7h e 18h30 Domingo: 7h, 9h, 11h30 e 18h30 Telefone: 3277-4640/3276-0941 N. Sra da Conceição Aparecida Pedreira - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h e 19h Telefone: 3233-4224/3276-9573 São Francisco Xavier Marco - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h e 18h Telefone: 3352-8845 N. Sra Mãe da Divina Providência Val de Cans - Belém Sábado:19h - Domingo: 7h e 19h Telefone: 3257-2388 Sagrada Família Curió Utinga - Belém. Sábado: 7h e 19h30 Domingo: 7h, 9h e 19h30 São João Paulo II Souza - Belém De terça a sábado: 18h Domingos: 8h e 18h Telefone: 3277-4062 N. Sra de Loreto Marco - Belém Telefone: (91) 3355-6302 Sábado: 18h Domingo: 7h, 9h, 11h, 17h e 19h São Benedito Rua São Benedito, Barreiro

Terça a sexta-feira - 19h Sábado - 8h (missa com crianças) Domingos - 7h30 e 18h30 Região Episcopal São João Batista São João Batista e N. Sra das Graças Icoaraci - Belém Terça a sexta: 6h30 Sábado: 6h30, 17h, 20h Domingo: 7h e 18h Telefone: 3297-7250 São Francisco de Assis Tapanã - Belém Domingo: 7h e 18h30 Telefone: 3258-8036 N. Sra de Fátima Icoaraci - Belém Terça, quinta e sexta: 18h30 Sábado: 19h - Domingo: 19h Telefone: 3297-7251 Jesus Bom Samaritano Tapanã - Belém Domingo: 7h30 e 19h30 Telefone: 3033-2004 São Francisco das Ilhas Cotijuba - Belém Terça e quinta: 19h30 Sábado: 19h30 Domingo: 7h e 19h30 Telefone: 3247-1438 N. S. da Imaculada Conceição Outeiro - Belém Terça e quinta: 19h Sábado: 9h Domingo: 7h e 18h Telefone: 3267-1174 Nossa Senhora do Livramento Icoraci - Belém Terça, quinta, sexta e sábado:19h Domingo: 7h e18h Telefone: 3288-4250 Divina Misericórdia Águas Negras - Icoaraci Terça a sexta: 18h30 Sábado: 17h e 19h30 (comunidade) Domingo: 7h e 19h 30 Santo Afonso de Ligório Pratinha - Belém Sábado: 19h Domingo: 8h30 e19h Telefone: 3258-1554/3274-8281 São Francisco de Assis Campina - Icoaraci Domingo: 7h, 9h e 18h30 De terça-feira a sexta-feira: 19h Telefone: 3297-0765 Região Episcopal Coração eucarístico de jesus Coração Eucarístico de Jesus Catalina - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 10h e 19h Telefone: (91) 3285-1433

Telefone: 3289-5368

Telefone: 3237-8351

N. Sra de Lourdes Coqueiro - Ananindeua Sábado: 17h. Domingo: 7h e 19h Telefone: 3275-2391 Santo Antônio de Pádua Coqueiro - Ananindeua Sábado: 19h. Domingo: 7h e 18h Telefone: 3237-8350

Pedro Pescador Baía do Sol - Mosqueiro Ter a sexta: 19h (Igreja S. Sebastião) Quarta: Matriz - 19h Sábado:19h (Igreja São Sebastião) Domingo: 8h (Ig. S. Sebastião); 10h30 (Ig. Div. Esp. Santo); 19h ( Matriz) Telefone: 99919-4153

Arcanjo São Miguel Una - Ananindeua Sábado: 19h Domingo: 7h30. 9h30 e 19h Telefone: 3234-4674

Área Missionária São Paulo, Apóstolo Rodovia BR-316 Domingo: 9h e 11h Telefone: 98292-9199

Região Episcopal Menino Deus

Região Episcopal São Vicente de Paulo

N. Sra. Auxiliadora Anita Gerosa (Aurá) - Ananindeua Domingo: 7h e 18h Telefones: 3255-3828

Cristo Rei Guanabara - Ananindeua Domingo: 7h, 9h30 e 19h Telefone: 3235-1405

N. Sra. das Vitórias Almir Gabriel - Marituba Sábado: 19h Domingo: 7h, 19h Telefone: 3256-7655 Sagrado Coração de Jesus Júlia Seffer - Ananindeua Sábado: 19h Domingo: 7h30, 9h e18h Telefone: 3265-5413 Sagrado Coração de Jesus Distrito Industrial - Ananindeua Sábado: 19h Domingo: 7h, 8h30 e 17h30 Telefone: (91) 98855 - 2232 Menino Deus Centro - Marituba Domingo: 6h, 8h30 e 18h Telefone: 3237-8351 N. Sra. de Nazaré Quarta - feira Horário de Missa: às 19h Domingos: às 8h30 Telefone: 98040-5117 /98102 - 7344 N. Sra. das Graças Centro - Ananindeua Sábado: 19h Domingo: 7h e 19h Telefone: 3255-2654 N. Sra. do Ó Vila - Mosqueiro Sábado: 19h30 Domingo: 6h30, 9h30 e 19h30 Telefone: (91) 3771-1278 São Pio X Águas Lindas - Ananindeua Domingo: 7h30 e 19h30 Telefone: 32155-2583 Santa Rosa de Lima Independente - Benevides Terça a Sexta:18h Sábado:17h, 19h Domingo: 07h30 e 19h Telefone: (91)3724- 1135

Santa Edwiges Mangueirão - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h30 e18h Telefone: 3279-1654

Bom Pastor Nova Marituba - Marituba Segunda a Sexta: 18h Sábado: 6h, 9h30 e 19h Domingo: 6h, 9h30 e 19h Telefone: 4106-0202

N. S. Rainha da Paz Bengui - Belém Domingo: 7h, 9h e 18h30 Telefone: 3277-4645

N. Sra da Conceição Praça Matriz - Benfica Domingo: 6h15 e 19h30 Telefone: 3450-8147

N. S. do Bom Remédio Conjunto Satélite - Belém Sábado: 17h30 Domingo: 7h e 18h30 Telefone: 3289-5355/3248-1136

N. Sra da Conceição Carananduba - Mosqueiro Ter a Sex: 18h30 Sábado: 18h30 - Domingo: 7h e 19h Telefone: 3772-1183

Natividade de Nosso Senhor Jesus Cristo Conjunto Sideral - Belém Domingo: 7h, 9h e18h Telefone: 3067-2017

Santa Bárbara Centro - Santa Bárbara Domingo: 7h30 e 19h Telefone: 3776-1529

Santa Luzia do Bom Futuro Cabanagem - Belém Sábado: 17h - Domingo: 7h e 19h Santa Teresinha do Menino Jesus Tenoné - Belém Domingo: 7h e 18h

São Marcos Uriboca - Marituba Terça: 19h. Domingo: 7h e 19h

Divino Espírito Santo Cidade Nova - Ananindeua Sábado: 7h. Domingo: 7h, 9h e 18h Telefone: 3263-0603 Santo Inácio de Loyola Icui Guajará - Ananindeua Domingo: 7h e18h Telefone: 991541971 São Lucas Evangelista Guajará - Ananindeua Sábado: 19h. Domingo: 7h e 19h Telefone: 3279-2621 Santa Maria Mãe de Deus Maguari - Ananindeua Terça, quarta, sexta e sábado: 7h Quinta: 19h Domingo: 7h e 19h Fone: (91) 3255-5284 Santa Teresinha Águas Lindas - Ananindeua Domingo: 7h30 e 18h Telefone: 9916-4548/99169-3443 N. Sra. de Guadalupe Coqueiro - Ananindeua Terça a sexta: 19h Sábado: 18h30 Domingo: 7h ,9h e18h Telefone: 3245-7440 Cristo Peregrino Jaderlândia - Ananindeua De Segunda a Sábado: 19h Domingo: 7h,17h e19h Telefone: 3237-9891 Santa Paula Frassinetti Cidade Nova VI - Ananindeua Segunda e quarta: 18h30 Terça e quinta: 19h30 Sexta: 7h. Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h, 18h Telefone: 3279-2620 Transfiguração do Senhor Curuçambá - Ananindeua Sábado: 18h30 e 20h Domingo: 7h e 18h30 Telefone: 3286-8570 Santa Rita de Cássia Cidade Nova V - Ananindeua. Sábado: 6h30 e 17h30 Domingo: 6h30, 8h30, 7h30 e 19h30. Telefone: 3273-3191/ 3273-3310 São Vicente de Paulo Paar - Ananindeua Domingo: 7h, 8h30 e 19h São José Operário Conj. Carnaúba, Icuí - Ananindeua Domingo: 7h e 18h Telefone: 3295-3545/3031-1172 N. Sra do Amparo Cidade Nova 8 - Ananindeua Sábado: 7h e19h Domingo: 7h, 9h e 18h Telefone: 3287-2418 Santo André Apostolo Coqueiro - Ananindeua Terça a sexta - 19h Sábado: 19h - Domingo: 8h e 19h Telefone: (91) 3235-1658

Não encontrou o horário da sua paróquia aqui? Entre em contato com seu pároco ou com a secretaria da sua paróquia e solicite que nos informem para podermos publicar.


belém, De 3 a 9 de fevereiro de 2017

11

Fundação Nazaré comunidade em ação

Jovens recebem certificado andré Macedo

Encerramento da primeira etapa do projeto

N

w diretor da Fundação, Mário Jorge, durante a entrega de certificado

a manhã da sexta-feira, 27, a Fundação Nazaré de Comunicação (FNC) realizou a entrega dos certificados de conclusão da primeira etapa do projeto Comunidade em Ação a 10 jovens atendidos pelo Lar Fabiano de Cristo e pelo Centro de Referência da Assistência Social (Cras), ambos localizados no bairro do Guamá. Douglas Thiago, 15 anos, é um dos jovens contemplados pelo projeto. Acompanhado da mãe, a autônoma Catarina Cecília, 54, ele disse que o projeto foi importante em sua vida: “me esforcei muito. Não perdi nenhum dia do encontro, irei aplicar o que aprendi”. Débora Souza, coordenadora pedagógica do Lar Fabiano, considerou a iniciativa relevante: “Trouxe-os para uma nova realidade e nos faz acreditar que mais pessoas estão colaborando conosco, pensando projetos e ações. Temos uma rádio pátio e um jornal que funcionam dentro da instituição. O projeto veio somar ainda mais para o aprendizado dos jovens”. “Os dois órgãos atendem jovens em situação de vulnerabilidade. Eles estão a serviço da vida. E a Fundação, com a missão de transmitir a vida à luz do Evangelho, está dando essa contribuição junto a essas instituições. Enquanto diretoria vamos continuar dando o suporte para que esses encontros ocorram”, disse Marcos Aurélio de Oliveira, Diretor Administrativo e

Financeiro da Fundação Nazaré. Segundo Jérsica Moy, assistente social da Fundação Nazaré, na próxima fase os jovens irão se aprofundar sobre as áreas de informática e sistema de computadores: “Ofereceremos a eles noções sobre o programa de edição de vídeo: coral draw e de diagramação: indesign e outros tipos de formações, como liderança e noções de comunicação. Eles também irão se aprofundar em conhecimentos sobre rádio, como pauta, edição e ao final irão desenvolver um programa de rádio”. Iniciado em agosto do ano passado, o projeto Comunidade em Ação tem como objetivo fazer a prevenção, o resgate e a proteção social de jovens em situação de vulnerabilidade e risco social, através da formação e capacitação cidadã, por meio das comunicações sociais. Segundo Jérsica Moy, o projeto também é uma oportunidade ao mercado de trabalho: “O nosso intuito enquanto Fundação é trazer a esses jovens uma oportunidade para ingressar no mercado de trabalho com a ênfase em comunicação para tentar formá-los através de uma educação cidadã, porque não são cursos técnicos, mas cursos livres. Proporcionamos a eles treinamento desde como se comportar em uma entrevista, como preparar um currículo e até como exercer uma liderança”.

Testemunho de Fé

E

m 2004 comecei a sentir fortes dores nas pernas (em maior proporção na perna direita), exatamente nos joelhos. Depois de mais de seis meses passando por inúmeros médicos, sem descobrir de fato o que eu tinha, comecei a sentir minha perna direita na região do joelho paralisar. Depois de uma ressonância magnética descobri que ela estava perdendo os movimentos e eu iria ficar sem andar se não me operasse com urgência. Me apeguei a Nossa Senhora de Nazaré e com Jesus Mi-

sericordioso, pedindo a eles que conduzissem as mãos dos médicos naquele momento delicado que eu estava passando. Fiz a cirurgia, depois de mais seis meses de recuperação recebo a notícia de que estava curado. Maria intercedeu por mim e cuidou de minha saúde, grato sou e sempre serei a Nossa Senhora por essa graça! Sidnei Rodrigues, secretario, 25 Anos.

Parabéns para você!

S

ou grato ao Senhor pelo dom da vida e pelas graças que ele me concedeu mesmo sem merecimento. Agradeço por minha família estar sempre ao meu lado e pela intercessão de Nossa Senhora junto a seu filho Jesus.

Jorge José Faro Paulo,

42 anos. Servidor público. 05/02 12/01 Benedita Marques Lobato

03/02 Anderson Pereira Nunes Antonio Marques de Oliveira Gizely C. M. Guimarães Maria Amélia Silva Tavares Neuza Alves Rodrigues Zélia da Silva Santos 04/02 Ana Lucia Bandeira da Silva Edileuza Mourão do Nascimento Giuseppe Dimarco Iracy Fagundes Nascimento Maria Monte Maria de Fátima Dias Negrão Maria do Pilar Nunes dos Santos Marta Silva Rodrigues 05/02 Alice Arede Alves da Silva Ângela Maria Martins e Silva Janilde das Graças Nascimento Jorge José Faro Paulo Lucia Pinheiro da Silva Marcilia Siqueira de Souza Maria de Lourdes Abreu dos Santos Maria do Socorro Vieira Corrêa Maria Judite de Freitas Ferreira Rosinete Nazaré da Cruz Rodrigues Vera Raposo 06/02 Esmelina da Silva Cruz Emerson Mendes Ribeiro

João Antônio da Costa Costeiro Manoel Pedro dos Santos Maria Antonia de Souza Silva Maria de Fátima Albuquerque Maria José da Silva 07/02 Leonice Barros Secco Neusalina do Carmo Monteiro Raimundo Conceição de Oliveira Vilma Dias do Vale 08/02 João Seixas Martins w

Maria Terezinha da Cruz Costa Paulo Monteiro dos Santos Rafael Corrêa da Silva 09/02 Catarina de Nazaré Pinto Carvalho Manoel Raimundo da Costa Maria da Graça Nabica de Oliveira Maria de Nazaré Ferreira Vidal Maria José Moreira Vieira Maria Ruth dos Santos Morais Maria Seabra de Souza

Aniversário natalício de padres e diáconos diocesanos 03/02 - Pe. Luiz Fernando Martins do Rosário 03/02 - Pe. Frei Antônio Rabanal 05/02 - Pe. Francisco Nicodemos de Sousa 05/02 - Pe. Frei João Schwieters 05/02 - Pe. Romeu Ferreira da Silva 06/02 - Pe. Francisco das Chagas Souza Nunes 06/02 - Diác. Walmir de Jesus Corrêa de Souza 08/02 - Pe. Marcelo José da Silva Sampaio 08/02 - Pe. Francisco José Sadeck dos Santos 09/02 - Pe. Manoel Pereira de Azevedo

w

Aniversário de ordenação dos padres e diáconos diocesanos 07/02 - Diác. Sílvio Farias da Silveira

Ajude a manter a Fundação Nazaré de Comunicação. Ligue para 4006-9200 e seja sócio da Família Nazaré.


12

belém, De 3 a 9 de fevereiro de 2017

Panorama C

om informações Portal FCP. A Biblioteca Pública Arthur Vianna, da Fundação Cultural do Pará (FCP), reabriu ao público suas atividades na segunda-feira, 30, de 8h às 18h, disponibilizando aos usuários todos os serviços das várias seções oferecidas pelo espaço. A reabertura marcou também o início da “3ª Semana do Quadrinho Nacional” que foi realizada nos espaços da Biblioteca no 3º andar, de 30 de janeiro a 2 de fevereiro. O s e s p a ç o s , q u e e s t ava m fechados há um ano, como as seções da Fonoteca, Audiovisual, Jornais e parte da seção de Obras Raras, devido à reforma no terceiro andar, voltaram a funcionar junto com todos os demais serviços, que desde o início de janeiro estão sendo remanejados para reinauguração do novo espaço da biblioteca. Fundada em 1971, com um valioso acervo em todas as vertentes literárias, técnicas e didáticas, composto de aproximadamente 800 mil volumes, entre livros, folhetos, revistas, jornais, mapas, discos em vinil, fitas de vídeo, DVDs, CDs, livros em Braille, microfilmes, jogos, gibis, entre outros, a Biblioteca Pública Arthur Vianna objetiva promover o acesso à informação e à difusão de bens culturais, na perspectiva da memória cultural do Estado do Pará. Os espaços também promovem atividades como cursos, oficinas, palestras, seminários, exposições, torneios, lançamentos de livro, campanha de arrecadação, apresentações lítero-musicais, teatro de fantoches, contação de histórias, exibição de filmes e atividades lúdicas. Obras Raras

A seção de Obras Raras, uma das áreas mais importantes, trabalha com a informação, apoiando as atividades de ensino, pesquisa e extensão e possui obras de reconhecido valor histórico dos séculos XVII, XVIII, XIX e XX. As obras fazem parte da formação da Biblioteca Pública e compõem-se em sua maioria de coleções de particulares como Lauro Sodré, Amazonas de Figueiredo, Magalhães Barata, Olavo Nunes, entre outros. Segundo o bibliotecário Andrey dos Anjos, a seção de Obras Raras não estava totalmente parada, pois 436 títulos estão digitalizados e podem ser acessados diretamente no portal

atendimento ao público

Biblioteca Arthur Vianna retoma as atividades Espaço estava fechado há um ano, voltou a funcionar em 30 de janeiro fotos: divulgação

w novo espaço oferece melhor comodidade aos usuários

da FCP, e agora depois da reforma do 3º andar, os usuários terão acesso total, tanto ao material físico quanto o conteúdo digital. “Aqui na seção existem obras raríssimas, que só a biblioteca Arthur Vianna é curadora delas, como as obras de Camões, considerado como um dos grandes poetas que já existiu, com exemplares dos anos de 1572 e 1595, totalmente protegidas aos cuidados da biblioteca”, comenta o bibliotecário. Ainda sobre as Obras Raras, o

historiador da FCP, Alam Lima, conta que dentro do acervo procura encontrar obras pertinentes que possuem uma verdadeira importância histórica, para assim classificá-las como obras raras. “Por termos um acervo muito grande, precisamos classificar quais são as legítimas obras raras e quais são apenas obras antigas, e assim separá-las, para que passem por todo um processo de cuidado, conservação e preservação” explica o historiador.

Audiovisual

As seções Fonoteca e Audiovisual também voltam à ativa, disponibilizando ao público serviços de audição de acervo sonoro, como discos em vinil, fitas K7, CDs, DVDs e coleções inteiras de grandes astros da música e serviços específicos de acervo em formato de mapas, fotografias, slides, gravuras, cartazes, selos e filmes e documentários de grandes clássicos em formato de fita VHS e DVD. Segundo a coordenadora da Biblioteca Arthur Vianna, Ruth Selma dos Santos, a reinauguração do 3º andar já era um desejo, não só da própria equipe, mas também do usuário, que sempre solicitou espaços mais modernos, climatizados, com melhor iluminação. Destaca ainda que a maior proposta da reforma é oferecer aos usuários um maior conforto para que realmente ele se sinta bem dentro dos espaços.

Serviço Reabertura Biblioteca Pública Arthur Vianna Fundação Cultural do Pará FCP (Centur, 3º andar - Av. Gentil Bitencourt, 650 - Nazaré)

Confira os serviços oferecidos pela Biblioteca Arthur Vianna l Referência - Específicos de acesso do acervo geral. l Microfilmes - Específicos de pesquisa em microfilme. l Infantil - Acesso à leitura e promoção de atividades culturais ao público infantil. l Periódicos - Específicos de acesso de revistas, jornais, diários oficiais, anuários e recortes de jornais. l Gibiteca - Acesso a leitura de histórias em quadrinhos. l Hemeroteca - Específicos de acesso de revistas, jornais, diários oficiais, anuários e recortes de jornais. l Brinquedoteca - Específicos de acesso ao brincar. l Audiovisual - Específicos de acesso de acervo em formato de: mapas, fotografias, slides, gravuras, cartazes, DVDs e selos. l Circulante - Empréstimos de livros. l Braille - Específicos à pessoas com deficiência visual. l Obras do Pará - Acesso a pesquisa de acervos regionais. l Obras raras - Específicos de acesso de acervo rara ou antigo. l Fonoteca - Audição de acervo sonoro. l Infocentro – Acesso a computadores com o acesso gratuito à internet

quadrinhos andré abreu

BOA DICA

livros e cd's

n Cura dos sentimentos em mim e no mundo - Livro (Paulinas R$ 25,90)

E

eu indico divulgação

Gabriela Esperante, 43 anos, Estudante.

E

u indico o livro “Mães que oram pelos filhos“, Da doutora Ângela Abdo, este livro me ajudou a orientar na fé meus filhos, através dessa leitura percebi que tenho entregar a vida da minha família nas mãos de Deus. Através do livro você tem a certeza de amor sem limites, como Maria amou seu filho até os pés da Cruz. Tudo pode ser mudado pela força da oração.

ste livro trata das dores profundas, traumas e posicionamentos que as pessoas tomam ao longo da vida para “se proteger”. O problema acontece quando se protegem tanto a ponto de se fecharem, cruzando os braços para a vida, para o cônjuge, para os filhos, para o mundo. Tais sofrimentos afetam o corpo, o cérebro, mas milagres podem acontecer quando a criança divina, que todos trazem dentro de si, é acordada.

n Cantos de abertura e comunhão

- CD (Paulus R$ 19,90)

E

xcelente subsídio para as comunidades utilizarem nas celebrações litúrgicas. O CD Cantos de Abertura e Comunhão apresenta 13 cantos para abertura e 10 cantos de comunhão. A interpretação é do Coral Nossa Senhora Aparecida (Apucarana - PR), sob regência de Adenor Leonardo Terra. Os arranjos e produção musical são do maestro Misael Passos Junior.


belém, De 3 a 9 de fevereiro de 2017

ano letivo

2º C aderno

Aula magna da Faculdade Católica Dom Alberto Taveira Corrêa presidiu celebração eucarística A Faculdade Católica de Belém (Facbel) iniciou as suas atividades acadêmicas no ano de 2017 na quarta-feira, 1, com celebração eucarística e aula inaugural. Ambos os momentos aconteceram nas dependências do Seminário São Pio X, localizado na rodovia BR 316, em Ananindeua, Região Metropolitana de Belém, onde funciona a instituição de ensino superior. O Arcebispo Metropolitano de Belém e Grão Chanceler da faculdade, Dom Alberto Taveira Corrêa, presidiu a celebração que contou com a presença de presbíteros, diáconos, corpo docente e discente. A celebração eucarística em ação de graças aconteceu na matriz da Paróquia São Pio X, presidida por Dom Alberto. Além de parte do clero arquidiocesano, esteve presente o Bispo Emérito da Diocese de Bragança, Dom Luís Ferrando. Em sua homilia, Dom Alberto re c o rd o u - s e d e t o d o o esforço para que o sonho da faculdade fosse concretizado, e agora, seja uma semente para a Universidade Católica no futuro. “A faculdade católica tem esse sentido de um grande p ro ce ss o mu i to bo ni t o que vai se estender pelos próximos anos. Nós temos muitas esperanças e alegrias guardadas dentro do nosso coração. Pedimos ao Espírito que conduza especialmente os seminaristas que estudam agora em nossa faculdade”, apontou o Arcebispo. O início do ano acadêmico acontece após a realização de dois processos seletivos para

fotos: luiz estumano

w missa solene deu início à programação na abertura do ano letivo de 2017

para a responsabilidade acadêmica que se evidencia diante dos desafios na região amazônica. “Este espaço foi pensado e criado, e agora, implantado, para que seja de fato um local para que muitos dos que aqui vierem, aprofundem ainda mais sua fé, sempre estando presente diante de si e do próprio Cristo, a verdade evangélica. E percebendo-se que, assim, pode ajudar tantos irmãos e irmãs a descobrirem sua missão, sua essência e o significado de sua formação para nossa realidade social. É uma esperança que é nutrida pelo desejo de tantos outros, não somente seminaristas, mas leigos que querem aprofundar a sua fé, mediante o estudo filosófico e teológico”. Aula inaugural

w após a missa, membros do clero dirigem-se para a aula inaugural da faculdade

leigos o que reforça o caráter da instituição em oferecer os cursos de Filosofia e Teologia para seminaristas que frequentam o Seminário São Pio X e para pessoas

interessadas em adquirir conhecimento filosófico e teológico com grau de bacharelado. Cônego Vladian Alves, Diretor Geral da Faculdade,

w aula inaugural reuniu autoridades em ato solene na faculdade

a f i r m a q u e o o b j e t i vo d a Fa c u l d a d e C a t ó l i c a é oferecer formação em sintonia com a identidade católica, e assim despertar a consciência do discente

Após a missa, o corpo docente e discente dirigiu-se para o auditório Guará, onde houve a aula magna sobre a a bioética na realidade atual, proferida pela Dra. Milena Caldato e o professor Cássio Caldato, especialistas na temática. A escolha pelo tema não podia ser mais apropriada, segundo o Diretor Geral. “É um tema recente. Nos leva a pensar, partindo do princípio da verdade impressa por Deus em cada pessoa. Então quisemos refletir esse tema, também proposto pelo Papa Francisco, nos chamando a atenção para olhar para toda a criação”, disse padre Vladian.

w acadêmicos participaram da aula magna sobre Bioética atual

Histórico A Faculdade Católica de Belém é um projeto idealizado pelo Cardeal Dom João Orani Tempesta quando era Arcebispo de Belém e do Padre Fabrizio Meroni quando foi Diretor do Centro de Cultura e Formação Cristã. Nos últimos anos o projeto teve grande avanço no cenário da educação superior. No dia 24 de junho 2016 foi entregue ao Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto

Taveira Corrêa, o credenciamento da instituição pelo Ministério da Educação (MEC), publicado no Diário Oficial da União na portaria 521 do dia 21 de junho de 2016. O credenciamento representou oficialmente que a faculdade estava habilitada ao funcionamento com os dois cursos iniciais, sendo o curso superior em Filosofia e Teologia. Com a abertura das inscrições para o

vestibular serão ofertadas por ano 400 vagas, sendo 200 vagas para cada um dos cursos. As vagas foram preenchidas no primeiro processo seletivo, aberto para 97 seminaristas que iniciaram sua formação visando o presbitério. No dia 12 de setembro do ano passado, a faculdade foi implantada em solenidade com a presença de diversas autoridades eclesiais, civis, acadêmicas além do clero

arquidiocesano, seminaristas, corpo docente e funcionários da mais nova faculdade. Agora, a faculdade caminha para sua devida ampliação com o objetivo de se destacar como referência em formação. O projeto da instituição de ensino superior prevê a abertura para especializações, novos cursos, entre outras atividades, visando tornála um centro acadêmico e, em seguida, universidade.


2

5

belém, De 3 a 9 de fevereiro de 2017

Igreja

2º Caderno Miscelânea

Côn. Cláudio Barradas (claudiobarradaspe@gmail.com)

Lições de Jesus durante a longa viagem a Jerusalém (III)

C

ontinuemos acompanhando Jesus em sua longa viagem a Jerusalém (Lc 9,31 – 19,40), para nos enriquecermos com seus preciosíssimos ensinamentos. Adentremo-nos no capítulo 10 do evangelho de Lucas, onde eles são, ao todo, seis. O primeiro deles (Lc 10, 2) é por ocasião da escolha e do envio de setenta de seus discípulos, - em alguns códices setenta e dois – em dupla, à sua frente, a todos as cidades e aos lugares aonde pensava ir, não para lhe prepararem hospedagem e cuidar da alimentação, mas sim, creio eu, para preparar espiritualmente seus habitantes, de modo a poderem tirar o máximo proveito da visita. Note-se que esse envio é o segundo feito por Jesus. No primeiro, foram doze os enviados e seu destino o norte, a Galileia. No de agora, ele é mais longe, o sul, a Judéia, com o que se alarga o círculo da evangelização. Por que setenta os enviados e por que dois a dois? Setenta, explicam os exegetas, como era o número dos povos que então compunham a humanidade, de acordo com as informações do livro do Gênesis, cap. 10. E também, ou antes, como eram setenta os auxiliares de Moisés, participantes de seu espírito. (Nm. 11,16-30). Dois a dois, porque iam como testemunhas de Jesus, e, como

divulgação

estatui o livro do Deuteronômio, só é válido, legal, o testemunho de, no mínimo, duas pessoas. Messe, ensinam-nos os dicionários, é uma extensão de terra cultivada, já no ponto da ceifa. Ao enviá-los, Jesus recorre à metáfora da messe, dizendo que ela é abundante, mas que os operários são poucos, querendo significar, com ela, que a população está pronta para ser evangelizada, enquanto que escasseiam os evangelizadores. Pelo que, ordena-lhes: pedi, pois, ao dono da messe que mande operários para sua messe. Ou seja: que orem, para que Deus envie mais

w preciosíssimos os ensinamentos de Jesus durante sua longa viagem a Jerusalém

evangelizadores, ficando implícito, aí, que eles, nem ninguém, devem julgar-se monopolizadores da evangelização, pois que ela não é privilégio de uns poucos, mas sim um dever de quem quer que se diga seguidor de Jesus. Portanto, amigo leitor, também seu, de você. E logo os previne contra as dificuldades e os inimigos que encontrarão, uma vez que, sendo a Verdade, não é de enganar a

ninguém, ao contrário de certa denominação religiosa que, como chamariz, vive anunciando dia e noite, aos quatro ventos: “venha para nós e pare de sofrer”, muito embora saiba muito bem que isso não acontece, pois que o sofrimento faz parte da existência humana. “Eu vos envio como ovelhas entre lobos”, previne-os Jesus. A seu exemplo, serão rejeitados, alguns maltratados e, até, mortos. Quando em missão, não deverão levar consigo “nem bolsa, nem sacola, nem sandálias”. Ou seja: cumpre-lhes renunciar a quaisquer seguranças e comodidades. Penso que por duas razões: para dar crédito ao que ensinarão e para sua mensagem não ficar só em palavras, ser ao vivo, encarnada em suas pessoas. Como entre os orientais de então as saudações, por tradição, costumavam ser demoradas, intermináveis, e sua missão era urgentíssima, não saudassem a quem quer que fosse, “a ninguém”, pelo caminho. Ao entrarem numa casa, o que primeiro devem fazer é dizer: “paz a esta casa.” Se houver aí gente de paz, continua Jesus, a vossa paz descansará sobre ela. Do contrário, voltará para vós. Por hoje é só. Em nossa próxima edição, abriremos um parêntese para ver o que se entende por paz.

Santos da semana Diác. Benedito Otávio (artpresent@superig.com.br)

07/02 - Terça-feira. Beato Pio IX - Papa.

03/02 - Sexta-feira. São Brás - Bispo e Mártir.

Maria Santíssima sempre presente em sua vida: no nascimento, 13 de maio de 1792; no nome, Giovanni “Maria” Mastai Ferretti; na enfermidade, curado graças a uma promessa feita a N. Sra. de Loreto; na 1ª missa como padre em 1819: Igreja de Sant’Ana dos Carpinteiros; na proclamação da Imaculada Conceição em 08/12/1854. Ao encontrar São Vicente Pallotti em 1815, este lhe profetizou o pontificado. Também como papa, o culto ao Sagrado Coração de Maria e o início de uma nova era para a Igreja, o concílio Vaticano I, de 1869 a 1870.

Foi médico e depois bispo de Sebaste, Armênia, onde sofreu o martírio em 316, por não oferecer sacrifícios aos deuses pagãos. É invocado especialmente contra as doenças da garganta, pois certa vez, conforme narram as atas de sua vida, salvou um menino que estava para morrer por ter engolido uma espinha de peixe. E até hoje, mães aflitas, pessoas com doenças na garganta, cantores, recorrem à sua intercessão. Em sua missa, que neste ano cai em uma sexta-feira, há a “bênção da garganta”, em que o sacerdote cruza duas velas na garganta do fiel e dá a bênção, assim como na figura.

08/02 - Quarta-feira. São Jerônimo Emiliano - Confessor.

04/02 - Sábado. São João de Brito - Mártir. Seu pai, o português Salvador Pereira de Brito, foi governador-geral do Brasil, nomeado pelo rei Dom João IV. São João de Brito ingressou na Companhia de Jesus e foi enviado como missionário às Índias. Ocorre que as idéias defendidas por ele iam totalmente contra os princípios da sociedade hindu, que, com suas divisões de castas, tinha verdadeiro horror à pregação de: “um só rebanho onde todos são iguais perante o Criador”. Mesmo com toda a oposição dos poderosos, João de Brito converteu comunidades inteiras de hindus. Foram 15 anos de um difícil e cansativo apostolado, até ser decapitado em Oreiour, em 1693. 05/02 - 5º Domingo do Tempo Comum. Santa Águeda ou Ágata - Virgem e Mártir. Uma das mais conhecidas mártires dos primeiros séculos do Cristianismo. De origem nobre, sofreu sem esmorecer um cruel martírio, para preservar a virtude da pureza e a integridade de sua fé. Teve os ossos desconjuntados e os seios dilacerados e arrancados com garfos de ferro; arrastaram-na sobre cacos de vidro e carvões em brasa. Depois, foi conduzida ao cárcere e ali morreu enquanto rezava. Isso ocorreu na ilha da Sicília em 251.

06/02 - Segunda-feira. Santos Paulo Miki e Companheiros - Mártires. Foi graças à evangelização de São Francisco Xavier que o Japão tomou conhecimento do cristianismo, entre 1549 e 1551. São Paulo Miki, filho de militar imperial, torna-se jesuíta, dedicando-se ao ensino do catecismo com muito zelo, obtendo inúmeras conversões. Foi crucificado em Nagasaki, Japão, em 1587, por ordem do imperador, juntamente com outros dois jesuítas, seis franciscanos e dezessete leigos. Canonizados por Pio IX, em 1862. O lugar da cruxificção ficou conhecido como “Monte dos Mártires”.

Pertencente a uma família nobre de Veneza, fez rápida carreira como militar e como político. Aprisionado pelos franceses, durante o cativeiro resolveu renunciar ao mundo e consagrar-se por inteiro a Deus. Foi libertado prodigiosamente por Nossa Senhora e retornou a sua cidade natal, onde foi ordenado sacerdote e se dedicou ao cuidado dos órfãos pobres. Fundou a Ordem dos Clérigos Regulares. Foi canonizado em 1767. Dia de sua festa: 8/02. Em 1928, Pio XI o declarou padroeiro dos órfãos e das crianças abandonadas. 09/02 - Quinta-feira. Beata Ana Catarina Emmerich - Religiosa e Mística. Todos duvidavam das visões desta humilde agostiniana. Em 1813 recebeu os estigmas de Cristo. Reconhecia e determinava com exatidão as relíquias dos santos, as obras e os sofrimentos de cada um deles, só em tocálas. Viu a vida e a Paixão de Cristo, os trabalhos dos Apóstolos, fatos do AT. e eventos futuros. O Dr. Francisco Wesener tratou-a por onze anos, registrando tudo num diário. O escritor Clemente Brentano foi quem publicou seus relatos. Depois de um longo processo de 135 anos, João Paulo II, em 2004, declarou-a beata.


belém, De 3 a 9 de fevereiro de 2017

3

Arquidiocese

2º Caderno

fotos: divulgação

provisões

Paróquias de Belém acolhem novos párocos

Serão as duas últimas provisões do período

A

Arquidiocese de Belém continua movimentando a comunidade com provisões que desde o início do mês de janeiro vem reunindo o povo de Deus para a posse dos párocos como titulares de paróquias. As duas últimas provisões ocorrerão na próxima semana nas paróquias da Imaculada Conceição, no bairro da Castanheira, e Nossa Senhora Rainha da Paz, no bairro do Benguí, quando ambas receberão os presbíteros para a investidura do cargo em missa solene. Em decreto datado do dia 25 de dezembro de 2016, Solenidade do Natal do Senhor, o Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa, anunciou as provisões para a Arquidiocese. As novas funções de párocos e vigários paroquiais tiveram efeito a partir do dia 1º de janeiro passado, verificando-se na comunidade diversas missas de posse, realizadas a partir daquela data. No comunicado das provisões, Dom Alberto informou que as alterações se deram após tratativas nos meses anteriores. No comunicado

o Arcebispo diz também que outros titulares permanecem como antes. Quarta-feira, 8, será a posse do Padre Antônio José Gaces de Oliveira, CM, na Paróquia da Imaculada Conceição, substituindo o Padre Severino Bezerra de Melo, CM, em celebração presidida pelo Bispo Auxiliar de Belém Dom Irineu Roman. Padre Antônio José, da Congregação de Missão, é o quarto pároco a assistir a paróquia desde quando e s t a f o ra l i g a d a , c o m o comunidade, à Paróquia de São Jorge, situada na Marambaia. A Paróquia da Imaculada Conceição está entre as igrejas erigidas pelo já f a l e c i d o D o m Vi c e n t e Joaquim Zico, à época em que foi Arcebispo de Belém, que a inaugurou no dia 18 de junho de 2000. Atualmente a paróquia, localizada na Rua Snapp, conta com dez comunidades: Caminhando com Maria, Jesus de Nazaré, Jesus Misericordioso, Nossa Senhora das Graças, Nossa Senhora de Lourdes, Santa Odília, Santa Inês, São José, São Raimundo e Videira. Tem cerca de 30 grupos, entre movimentos, pastorais, ministério de música e grupos de oração. Já no dia 12 a comunidade da Paróquia Nossa Senhora Rainha da Paz acolhe o Padre Vanderson Jorge da Costa Barata como o novo titular.

w pe. VAnderson assumirá a Paróquia Nossa Senhora Rainha da Paz, no Benguí

w paróquia viva na missão de acompanhar 14 comunidades em ações pastorais

O pároco anterior, Padre Romeu Ferreira da Silva foi designado para ser Vigário Paroquial na Paróquia Santa Rita de Cássia, no Coqueiro. A paróquia é constituída de 14 comunidades, formadas por pastorais,

g r u p o s e m ov i m e n t o s . Dentre as pastorais estão a do Dízimo, da Aids, do Batismo e da Catequese. Ao todo, oito grupos integram a paróquia, sendo que os grupos da Guarda de Nossa Senhora Rainha da Paz e o Terço dos

Homens foram implantados com a chegada do antigo pároco. A c e l e b ra ç ã o de investidura do novo titular será presidida pelo Arcebispo Metropolitano, D o m A l b e r t o Ta v e i r a Corrêa, às 19h30, no dia 12.

Kairós Vocacional na Paróquia São José de Queluz Em Belém, a Pastoral Vocacional do Brasil Agostiniana Recoleta promove a segunda edição do Kairós Vocacional na Paróquia São José de Queluz, no Bairro de Canudos. O evento acontece nesta sexta-feira, 3, e conta com a presença de Thiago Brado, cantor católico, que pela primeira vez pisa em solo paraenses para participar do momento de louvor e adoração na paróquia localizada na avenida Cipriano Santos, 311. Para começar as atividades da pastoral vocacional é proposto o Kairós Vocacional que este ano tem como tema “Verdade do tempo”. Kairós significa tempo de graça e é assim que será na ocasião do evento que vai ser antecedido de missa às 19h, em seguida acontece o evento que é um chamado vocacional, sendo o encontro íntimo através da oração. Além da apresentação, o cantor Thiago Brado participa do momento de adoração eucarística, presidido pelo presidente do secretariado de pastoral juvenil e vocacional da Ordem dos Agostinianos Recoletos, província Santo Tomás de Villa Nova, no Brasil, Frei Danilo Janegitz, que atua como vigário na Paróquia São

w evento costuma reunir dezenas de jovens para a programação

José de Queluz. A vinda do jovem Thiago Brado é fruto de participações em outros Kairós pelo Brasil, em que esteve presente Frei Danilo Janegitz, que segundo ele, é uma honra recebêlo no Estado do Pará. O momento de adoração terá cerca de uma hora de duração, quando é aguardado a juventude e o público em geral para

viver o momento de espiritualidade. Para Frei Danilo Janegitz, os jovens vem sendo acompanhados pela pastoral vocacional e mais ainda pela ordem dos Agostinianos Recoletos. “A pastoral vocacional é como se fosse uma pedagoga que pega na mão e ensina a pessoa a encontrar com a sua verdade, nós queremos nesse sentido sermos pedagogos da graça de Deus e

podermos conduzir as pessoas a essa graça. O Papa Francisco, também este ano, colocou Maria como grande modelo vocacional e o Papa temse reunido bastante em Roma com vários promotores vocacionais, com várias comissões que estão estudando também esse tema da pastoral vocacional hoje, e agora, dia 28, o Papa Francisco fez uma mensagem muito bonita a congregação para a vida consagrada junto ao cardeal, Dom João Braz de Aviz, que é brasileiro, ele é prefeito da congregação para a vida religiosa. O Papa dizia da importância deste momento para os jovens para serem acompanhados. Nós em Belém, nós como Agostinianos Recoletos trabalhamos muito o tema do acompanhamento vocacional, então o Kairós é esse primeiro momento dentro do projeto. Aquele jovem que se sentir inquieto e quiser fazer um acompanhamento mais sério vocacional, esse é o nosso trabalho. No Brasil nós somos dois freis dispensados de todas as outras atividades para estarmos somente para esse acompanhamento. A nossa ordem enriquece muito servindo dessa maneira a Igreja”, disse Frei Danilo.


4

5

belém, De 3 a 9 de fevereiro de 2017

Igreja

2º Caderno

comemoração

Família vicentina em Belém celebra 400 anos Programação alusiva ocorre durante todo o ano de 2017

A

familia vicentina em todo o mundo está rendendo graças a Deus pelos seus 400 anos do carisma vicentino comemorados no decorrer deste ano de 2017. Nesse clima jubilar os ramos da família vicentina em Belém celebrou na Paróquia de São Raimundo Nonato nos dias 23 24 e 25 o tríduo vicentino, numa programação de abertura

de uma extensa agenda que acontece por todo este ano. Segundo Padre Adriano Sousa Santos, CM, reitor do Seminário São Vicente de Paulo, o carisma da caridade “é um rio que corre sem parar na direção dos pobres, das periferias existências e sociais”. “A comemoração dos 400 anos do carisma vicentino deve ser marcada por alguns

adjetivos fundamentais para a vivacidade do mesmo nestes tempos de mudança cultura rápida e profunda. Um olhar perspicaz, capaz de perscrutar a realidade que assola e destrói a vida dos mais necessitados. A mudança realizada por Deus no coração de São Vicente começou a partir do olhar preciso que São Vicente passou a ter sobre as mazelas

existências e espirituais de sua época. Um homem de coragem. A boa vontade só tem peso quando convertida em atitude. Esta é movida pela coragem. Coragem de mudar o mundo a partir dos “pequenos mundos” nos quais cada ser humano

se encontra. Se Folleville e Châtillon são hoje qualquer lugar do mundo onde se necessita um olhar e um agir vicentino, é porque antes foram um lugarzinho, um vilarejo que inquietaram o considerado Pai da Caridade”, destaca a mensagem.

Arquidiocese promove estudos sobre a Campanha da Fraternidade A Arquidiocese de Belém deu início está semana aos estudos sobre a Campanha da Fraternidade (CF) 2017, cujo tema “Fraternidade: biomas brasileiros e defesa da vida” e o lema: “Cultivar e guardar a criação”. A formação objetiva preparar os fiéis da Igreja de Belém para a abertura da CF, que este ano ocorrerá no dia 4 de março, às 9h, na Praia do Farol, na Ilha de Cotijuba. Os estudos foram estruturados em três áreas, cada uma responsável por organizar as paróquias das regiões episcopais próximas.

A área Belém, foi a primeira a receber a formação nos dias 30 e 31 janeiro e 1º de fevereiro, no Centro Social de Nazaré. No dia 30, abertura, ocorreu o primeiro ensaio dos cantos da CF, facilitado Grupo de Canto Vozes da Imaculada, da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição, Bairro da Cidade Velha; a apresentação da proposta da campanha deste ano, ministrada pelo coordenador arquidiocesano de pastoral, Monsenhor Raimundo Possidônio da Mata (Cid) e a primeira parte do texto base, com o estudo

sobre o gesto VER, facilitado pelo diácono permanente, Edward de Aquino e pelo professor da Universidade Federal do Pará, Fernando Maia. No dia 31, além dos debates, e outros momentos, ocorreu o estudo do J U L GA R , m i n i s t ra d o pela irmã Téa Frigério, da Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB). No dia 1º, a professora Fátima Fonseca, da Universidade da Amazônia, facilitou a última parte do texto base, AGIR, e por fim, o gesto concreto. Na área Metropolitana, os estudos iniciaram-se na quarta-

w público participante do processo de formação, à frente, o professor Fernando Maia

Compêndio do Catecismo da Igreja Católica O Jornal Voz de Nazaré continua as reflexões iniciadas em 2013, Ano da Fé, com a publicação do Compêndio do Catecismo da Igreja Católica. De maneira concisa, a publicação apresenta, numa visão de conjunto, todo o panorama da fé católica, com seus elementos fundamentais.

III Parte (A Vida em Cristo) CAPÍTULO SEGUNDO O Terceiro Mandamento: lembra-te de santificar as festas

451

. Como se comporta Jesus em relação ao sábado?

Jesus reconhece a santidade do sábado e, com autoridade divina, dá sua interpretação

autêntica: “0 sábado foi feito para o homem, e não o homem para o sábado” (Mc 2,27). 2173

feira, 1º, e seguirá até nesta sexta-feira, 3, na matriz da Paróquia do Menino Deus, em Marituba. Monsenhor Cid e Padre George Evangelista, d a Pa r ó q u i a d e S ã o Francisco de Assis, Icoaraci, facilitaram a formação. Já a área missionária das Ilhas será a última atendida. A formação ocorrerá no dia 12 de fevereiro na comunidade Boa Vista, no Baixo Acará.

Lançamento e coletiva à imprensa

No dia 1º de março haverá o lançamento da Campanha da Fraternidade e a coletiva de imprensa, às 9h, na Cúria Metropolitana, com transmissão ao vivo pela Rede Nazaré de Televisão e Rádio Nazaré FM 91,3. A abertura da CF, ocorre no dia 4 de março, às 9h, na Ilha de Cotijuba.

w apresentação Monsenhor Raimundo Possidônio

Nota falecimento

Madre Maria da Paz dos Anjos, carmelita paraense Faleceu no Carmelo de Fortaleza, aos 85 anos de idade Madre Maria da Paz dos Anjos, carmelita paraense. Irmã Maria da Paz, era irmã do falecido Arcebispo do Pará, Dom Alberto Gaudêncio Ramos. Entrou para o Carmelo aos 19 anos de idade quando seu irmão era Bispo de Manaus. Não existindo Carmelos na Amazônia, naquele tempo, foi para Fortaleza. Por 12 anos foi mestra de noviças e oito

vezes priora. Construiu o prédio do Carmelo no Bairro do Castelão. Mas, o mais importante, era o conceito de que sempre desfrutou e como era procurada por leigos e sacerdotes necessitados de orientação espiritual. Faleceu na Paz do Senhor no dia 30 do corrente ao meio dia. Festejou os 65 anos de Carmelo em Setembro de 2016. Que do Reino do Senhor, nos proteja a todos.


belém, De 3 a 9 de fevereiro de 2017

5

Arquidiocese

2º Caderno

fotos: divulgação

estudos

Apostolado da Oração realiza formação nas paróquias

Programação serve de subsídio para evento que ocorre em outubro

O

Apostolado da Oração de Belém está realizando estudos de formação nas paróquias desde o mês de novembro de 2016. Um dos objetivos é divulgar a recriação do movimento. No início deste ano os estudos foram realizados nas paróquias de São Miguel Arcanjo, Santa Rita de Cássia, São José de Queluz e Nossa Senhora do Loreto. Em 2017 foram visitadas as paróquias de São Judas Tadeu, Jesus Ressuscitado que reuniu as paróquias de São Geraldo Magela e Imaculada Conceição. A formação propõe o resgate por meio de estudos sobre a memória histórica do movimento, enfrente os desafios da humanidade com verdadeiro espirito missionário abastecido pela oração. A formação fica sob a responsabilidade da coordenadora

Arquidiocesana do Apostolado da Oração, Graça Tavernard. Segundo ela, o estudo é feito a partir da criação e história do movimento, devoção até a chegada da recriação do movimento. De acordo com ela, o movimento se aprofunda na sua essência que é ajudar através da oração: “A recriação do A p o s t o l a d o d a O ra ç ã o nada mais é do que voltar às fontes. Padre Eliomar Ribeiro, diretor nacional do movimento, fala-nos que o Apostolado da Oração nasceu para nos ajudar na missão da Igreja. E a forma de ajudar, comenta a coordenadora, é através da oração”. Os estudos ocorrem ao longo do ano e servem de subsídios para a formação dos membros do grupo, que ocorre de 5 a 9 de outubro e contará com presença do diretor nacional da Rede Mundial de Oração do Papa no Brasil, Padre Eliomar

w processo formativo está percorrendo as diversas paróquias da Arquidiocese

w estudos servem de subsídio para a formação geral que acontecerá em outubro

Ribeiro, SJ. Movimento em Belém

O Apostolado da Oração surgiu no Pará entre os anos de 1860 e 1890 por obra de Dom Antônio de Macedo Costa. Na Arquidiocese de Belém foi implantado no Colégio Santo Antônio, em 10 de novembro de 1885. O movimento está presente nas

sete regiões episcopais de Belém, Sant’ana, Santa Maria Goretti, Santa Cruz, São João Batista, Coração Eucarístico de Jesus, Menino Deus e São Vicente de Paulo, com 96 centros formados por 77 paróquias e 15 comunidades. Em Belém, o número de associados do Apostolado da Oração chega a cinco mil, sendo que três mil realizam atividades diversas

Ajudar na missão da igreja O Apostolado da Oração é um movimento eclesial formado por leigos católicos criados para ajudar na missão da igreja através da oração. A origem do movimento nasceu de uma proposta de oração no seminário jesuíta na França, em 3 de dezembro de 1844. Hoje conta com 40 milhões de associados no mundo, dos quais de 6 a 7 milhões estão no Brasil.

YOUCAT

O Carisma principal do movimento é o oferecimento diário de si mesmo, orações pelas intenções do Papa, consagração do associados e revisão do dia, além de ser responsável pela divulgação da intenção do Papa. Também é responsável pela devoção ao Sagrado Coração de Jesus no mundo. É um movimento pontifício, isto é, coordenado pelo papa e designado por ele como a Rede Mundial de Oração do Papa.

Segunda parte

Como celebramos os mistérios cristãos segunda seção CAPÍTULO QUARTO

Outras Celebrações Litúrgicas

276- Qual é o sentido das peregrinações?

O

Jornal Voz de Nazaré segue os estudos sobre o YOUCAT - Catecismo da Igreja Católica escrito para JOVENS que querem saber em que acreditam. Este projeto iniciou-se por ocasião da Jornada Mundial da Juventude, Rio, 2013.

Quem faz peregrinações “reza” com os pés e experimenta com todos os sentidos que a sua vida é um grande caminho para Deus.” [1674].

Frequentes vezes se lê que no Antigo Testamento o povo peregrinava para Jerusalém. Trata-se de um sinal cristão a ter em conta. Na Idade Média, esta antiga tradição concretizou-se em vastas e famosas peregrinações às cidades

santas de Jerusalém, Roma e Santiago de Compostela. As peregrinações são sinais de penitência e são também um modo de libertação de maus pensamentos, dispondo-se deste modo o homem a aproximar-se de Deus. Hoje em dia, assistimos a um renascimento deste costume de peregrinar. Os cristãos querem dizer através deste sinal que procuram a paz e que o poder da graça de Deus os seduz.

e dois mil são os idosos que atuam diretamente nas quermesses. Existe também como o Movimento Eucarístico Jovem (MJE), que nasceu por volta de 1998 e está implantado em 14 paróquias e quatro comunidades de Belém, distribuído nas sete regiões episcopais da Arquidiocese de Belém, com cerca de 120 jovens.

Aplicativo Em julho passado f o i l a n ç a d o n o B ra s i l , através do Apostolado da Oração: Rede Mundial de Oração do Papa, o Click ToPray, “Juntos, cada dia é diferente”, o aplicativo móvel para difundir as intenções mensais de oração do Papa Francisco. O a p l i c a t i vo d a R e d e Mundial de Oração do Papa apresenta uma oração diferente para cada um dos 365 dias do ano, através das quais as pessoas possam rezar pelos desafios da humanidade e se unir em prol desta causa universal. Click To Pray, que em português significa clik para orar, é um aplicativo lançado globalmente em março de 2016. Propõe orar pelos desafios da humanidade e da missão da Igreja expressos pelo Papa nas intenções de oração. A plataforma envia notificações para lembrar o dia mundial de oração, a primeira sexta-feira de cada mês, e propõe um ritmo diário de oração em três momentos: com Jesus pela manhã, à tarde e à noite. Acesse: https://clicktopray. org/pt/pope_prayers


6

5

belém, De 3 a 9 de fevereiro de 2017

Igreja

2º Caderno

Mensagem do Papa para o Dia Mundial das Comunicações Sociais

A celebração desse dia é no domingo que antecede o Pentecostes e, neste ano de 2017, será no dia 28 de maio. Mas a mensagem do Papa é divulgada tradicionalmente no dia 24 de janeiro, na Festa litúrgica de São Francisco de Sales, que é o padroeiro dos jornalistas, dos comunicadores em geral. Leia a íntegra da mensagem do Papa Francisco para o 51º Dia Mundial das Comunicações Sociais.

“N

ão tenhas medo, que Eu estou contigo” (Is 43, 5). Comunicar esperança e confiança, no nosso tempo. Graças ao progresso tecnológico, o acesso aos meios de comunicação possibilita a muitas pessoas ter conhecimento quase instantâneo das notícias e divulgá-las de forma capilar. Estas notícias podem ser boas ou más, verdadeiras ou falsas. Já os nossos antigos pais na fé comparavam a mente humana à mó da azenha que, movida pela água, não se pode parar. Mas o moleiro encarregado da azenha tem possibilidades de decidir se quer moer, nela, trigo ou joio. A mente do homem está sempre em ação e não pode parar de «moer» o que recebe, mas cabe a nós decidir o material que lhe fornecemos (cf. Cassiano o Romano, Carta a Leôncio Igumeno). Gostaria que esta mensagem pudesse chegar como um encorajamento a todos aqueles que diariamente, seja no âmbito profissional seja nas relações pessoais, «moem» tantas informações para oferecer um pão fragrante e bom a quantos se alimentam dos frutos da sua comunicação. A todos quero exortar a uma comunicação construtiva, que, rejeitando os preconceitos contra o outro, promova uma cultura do encontro por meio da qual se possa aprender a olhar, com convicta confiança, a realidade. Creio que há necessidade de romper o círculo vicioso da angústia e deter a espiral do medo, resultante do hábito de se fixar a atenção nas «notícias más» (guerras, terrorismo, escândalos e todo o tipo de falimento nas vicissitudes humanas). Não se trata, naturalmente, de promover desinformação onde seja ignorado o drama do sofrimento, nem de cair num otimismo ingênuo que não se deixe tocar pelo escândalo do mal. Antes, pelo contrário, queria que todos procurássemos ultrapassar aquele sentimento de mau-humor e resignação que muitas vezes se apodera de nós, lançando-nos na apatia, gerando medos ou a impressão de não ser possível pôr limites ao mal. Aliás, num sistema comunicador onde vigora a lógica de que uma notícia boa não desperta a atenção, e por conseguinte não é uma notícia, e onde o drama do sofrimento e o mistério do mal facilmente são elevados a espetáculo, podemos ser tentados a anestesiar a consciência ou cair no desespero. Gostaria, pois, de dar a minha contribuição para a busca dum estilo comunicador aberto e criativo, que não se prontifique a conceder papel de protagonista ao mal, mas procure evidenciar as possíveis soluções, inspirando uma abordagem propositiva e responsável nas pessoas a quem se comunica a notícia. A todos queria convidar a oferecer aos homens e mulheres do nosso tempo relatos permeados pela lógica da «boa notícia». A boa notícia

A vida do homem não se reduz a uma crônica asséptica de eventos, mas é história, e uma história à espera de ser contada através da escolha duma chave interpretativa capaz de selecionar e reunir os dados mais importantes. Em si mesma, a realidade não tem um significado unívoco. Tudo depende do olhar com que a enxergamos, dos «óculos» que decidimos pôr para a ver: mudando as lentes, também a realidade aparece diversa. Então, qual poderia ser o ponto de partida bom para ler a realidade com os «óculos» certos? Para nós, cristãos, os óculos adequados para decifrar a realidade só podem ser os da boa notícia: partir da Boa Notícia por excelência, ou seja, o «Evangelho de Jesus Cristo, Filho de Deus» (Mc 1, 1). É com estas palavras que o evangelista Marcos começa a sua narração: com o anúncio da «boa notícia», que tem a ver com Jesus; mas, mais do que uma informação sobre Jesus, a boa notícia

divulgação

w a alegria de francisco 'comunicar a beleza paradoxal da vida nova em Cristo'

é o próprio Jesus. Com efeito, ao ler as páginas do Evangelho, descobre-se que o título da obra corresponde ao seu conteúdo e, principalmente, que este conteúdo é a própria pessoa de Jesus. Esta boa notícia, que é o próprio Jesus, não se diz boa porque nela não se encontra sofrimento, mas porque o próprio sofrimento é vivido num quadro mais amplo, como parte integrante do seu amor ao Pai e à humanidade. Em Cristo, Deus fez-Se solidário com toda a situação humana, revelando-nos que não estamos sozinhos, porque temos um Pai que nunca pode esquecer os seus filhos. «Não tenhas medo, que Eu estou contigo» (Is 43, 5): é a palavra consoladora de um Deus desde sempre envolvido na história do seu povo. No seu Filho amado, esta promessa de Deus – «Eu estou contigo» – assume toda a nossa fraqueza, chegando ao ponto de sofrer a nossa morte. N’Ele, as próprias trevas e a morte tornam-se lugar de comunhão com a Luz e a Vida. Nasce, assim, uma esperança acessível a todos, precisamente no lugar onde a vida conhece a amargura do falimento. Trata-se duma esperança que não decepciona, porque o amor de Deus foi derramado nos nossos corações (cf. Rm 5, 5) e faz germinar a vida nova, como a planta cresce da semente caída na terra. Visto sob esta luz, qualquer novo drama que aconteça na história do mundo torna-se cenário possível também duma boa notícia, uma vez que o amor consegue sempre encontrar o caminho da proximidade e suscitar corações capazes de se comover, rostos capazes de não se abater, mãos prontas a construir. A confiança na semente do Reino

Para introduzir os seus discípulos e as multidões nesta mentalidade evangélica e entregar-lhes os «óculos» adequados para se aproximar da lógica do amor que morre e ressuscita, Jesus recorria às parábolas, nas quais muitas vezes se compara o Reino de Deus com a semente, cuja força vital irrompe precisamente quando morre na terra (cf. Mc 4, 1-34). O recurso a imagens e metáforas para comunicar a força humilde do Reino não é um modo de reduzir a sua importância e urgência, mas a forma misericordiosa que deixa, ao ouvinte, o «espaço» de liberdade para a acolher e aplicar também a si mesmo. Além disso, é o caminho privilegiado para expressar a dignidade imensa do mistério pascal, deixando que sejam as imagens – mais do que os conceitos – a comunicar a beleza paradoxal da vida nova em Cristo, onde as hostilidades e a cruz não anulam, mas realizam a salvação de Deus, onde a fraqueza é mais forte do que qualquer poder humano, onde o falimento pode ser o prelúdio da maior realização de tudo no amor. Na verdade, é precisamente assim que amadurece e se entranha a esperança do Reino de Deus, ou seja, «como um homem que lançou

a semente a terra. Quer esteja a dormir, quer se levante, de noite e de dia, a semente germina e cresce» (Mc 4, 26-27). O Reino de Deus já está no meio de nós, como uma semente escondida a um olhar superficial e cujo crescimento acontece no silêncio. Mas quem tem olhos, tornados limpos pelo Espírito Santo, consegue vê-lo germinar e não se deixa roubar a alegria do Reino por causa do joio sempre presente. Os horizontes do Espírito

A esperança fundada na boa notícia que é Jesus faz-nos erguer os olhos e impele-nos a contemplá-Lo no quadro litúrgico da Festa da Ascensão. Aparentemente o Senhor afasta-Se de nós, quando na realidade são os horizontes da esperança que se alargam. Pois em Cristo, que eleva a nossa humanidade até ao Céu, cada homem e cada mulher consegue ter «plena liberdade para a entrada no santuário por meio do sangue de Jesus. Ele abriu para nós um caminho novo e vivo através do véu, isto é, da sua humanidade» (Heb 10, 19-20). Através «da força do Espírito Santo», podemos ser «testemunhas» e comunicadores duma humanidade nova, redimida, «até aos confins da terra» (cf. At 1, 7-8). A confiança na semente do Reino de Deus e na lógica da Páscoa não pode deixar de moldar também o nosso modo de comunicar. Tal confiança que nos torna capazes de atuar – nas mais variadas formas em que acontece hoje a comunicação – com a persuasão de que é possível enxergar e iluminar a boa notícia presente na realidade de cada história e no rosto de cada pessoa. Quem, com fé, se deixa guiar pelo Espírito Santo, torna-se capaz de discernir em cada evento o que acontece entre Deus e a humanidade, reconhecendo como Ele mesmo, no cenário dramático deste mundo, esteja compondo a trama duma história de salvação. O fio, com que se tece esta história sagrada, é a esperança, e o seu tecedor só pode ser o Espírito Consolador. A esperança é a mais humilde das virtudes, porque permanece escondida nas pregas da vida, mas é semelhante ao fermento que faz levedar toda a massa. Alimentamo-la lendo sem cessar a Boa Notícia, aquele Evangelho que foi «reimpresso» em tantas edições nas vidas dos Santos, homens e mulheres que se tornaram ícones do amor de Deus. Também hoje é o Espírito que semeia em nós o desejo do Reino, através de muitos «canais» vivos, através das pessoas que se deixam conduzir pela Boa Notícia no meio do drama da história, tornando-se como que faróis na escuridão deste mundo, que iluminam a rota e abrem novas sendas de confiança e esperança. Vaticano, 24 de janeiro


belém, De 3 a 9 de fevereiro de 2017

7

Igreja no Mundo FUNDAÇÃO

Família Vicentina celebra 400 anos Viva o Carisma Vicentino. Quatro séculos de caridade. Extensa programação ao longo do ano

C

om informações da Rádio Vaticano. A Família Vicentina celebra, este ano, o quarto centenário do nascimento de seu carisma de serviço aos pobres. O a n o d e 1 61 7 f o i importante na vocação de São Vicente de Paulo por dois motivos: 25 de janeiro, festa da Conversão de São Paulo, o Santo pregou o primeiro sermão da missão, em Folleville, na França, depois de ouvir a confissão de um agricultor em fim de vida que lhe fez entender o abandono espiritual em que viviam os pobres das áreas rurais. Em agosto daquele ano, em sua experiência de pároco em Châtillon, se encontra face a face com a pobreza e a miséria que transformará a vida do Santo da Caridade. Vicente de Paulo percebe que era necessário educar as pessoas, torná-las conscientes de sua dignidade, eleválas como seres humanos e ensiná-las a verdade do desígnio de Deus. Carisma

Os acontecimentos

fotos: divulgação

w a família Vicentina está presente nos cinco continentes com uma variedade de ações

de Folleville e Châtillon marcaram, em 1617, o início do carisma vicentino que prossegue hoje um caminho de 400 anos de serviço aos pobres, seguindo o exemplo de seu fundador São Vicente de Paulo, padroeiro universal das Obras de caridade. A Família Vicentina está presente nos cinco continentes com uma grande variedade de ministérios: missões, obras de assistência médica, atenção aos sem-teto, refugiados,

crianças abandonadas, mães que sustentam suas famílias, e a favor da educação, f o r m a ç ã o , p ro m o ç ã o e desenvolvimento das obras. Atualmente, a Família Vicentina possui 225 ramos de várias comunidades de vida consagrada e associações laicais em mais de 80 países do mundo. Dentre os ramos mais importantes estão a Associação Internacional da Caridade (AIC), a Congregação da Missão, as Filhas da Caridade

(fundadas por Santa Luísa de Marillac), a Sociedade de São Vicente de Paulo (fundada pelo Beato Frederico Ozanam), a Associação da Medalha Milagrosa, a Juventude Vicentina Mariana (JMV), os seculares Lazaristas (MISEVI), as Irmãs Missionárias da Caridade de Santa Joana Anthida Touret e outros ramos. O Superior Geral da Congregação da Missão e da Companhia das Filhas da

Caridade, Pe. Toma Mavri, incentivou a v i ve r e s t e a n o jubilar, partilhando a experiência de quatro projetos comuns: - A peregrinação da relíquia do coração de São Vicente de Paulo que teve início na quarta-feira, 25 de janeiro, em Folleville, na França, e visitará todos os países onde a Família Vicentina está presente. - A implementação de um projeto mirado a envolver todos os ramos da Família Vicentina em favor dos estrangeiros, refugiados, semteto e migrantes deslocados. -Um simpósio internacional sobre a atualidade do carisma da missão e caridade, que se realizará, em Roma, de 13 a 15 de outubro deste ano. Após o encontro a Família Vicentina será recebida pelo Papa Francisco. -O International Film Festival, concurso internacional focalizado na vida de São Vicente de Paulo.

Nas Filipinas inaugurado maior imagem dedicada à Divina Misericórdia

w imagem tem 30 metros de altura, memorial do quarto congresso

Com informações da agência Gaudium Press. A mais alta imagem do mundo dedicada à Divina Misericórdia foi inaugurada em 19 de janeiro no complexo do Santuário Nacional da Divina Misericórdia em Bulacan, Filipinas. A notável imagem de 30 metros de altura servirá como memorial do Quarto Congresso Apostólico Mundial da Misericórdia (WACOM) e sua bênção fez parte das atividades do encontro. O Bispo nigeriano Martin Uzoukwu presidiu a cerimônia de bênção e o Bispo de Malolos, Filipinas, Dom José Oliveros, pregou a homilia da Missa que marcou o ato. Numerosos devotos e delegados do Congresso se reuniram no lugar de peregrinação, localizado a uns 24 quilômetros de Manila. “Desejo que as pessoas que visitem

este lugar sejam inspiradas pela imagem e sintam a misericórdia de Deus através de sua recordação de viver a espiritualidade da Divina Misericórdia”, o Padre Próspero Tenorio, Reitor do Santuário, Secretário-Geral da WACOM Ásia e promotor da criação do monumento. “É o que chamamos o ‘ABC’: Acudir a Misericórdia de Deus, Ser misericordiosos e Confiar plenamente na misericórdia de Deus”. Para a construção do monumento foram arrecadados fundos provenientes de doações particulares que chegaram a um milhão e 800 mil dólares, dos quais já se empregaram 861 mil em um projeto que será concluído no mês de abril, antes do Domingo da Divina Misericórdia. A imagem que coroa a estrutura está terminada em 70 por cento.

Arquidiocese do Panamá lança concurso para logo e hino da JMJ 2019 Com informações da agência Gaudium Press. Na sexta-feira, 20, durante uma coletiva de imprensa foi feito o lançamento oficial dos concursos para a criação do Hino e logo oficial da JMJ Panamá 2019. A convocatória foi feita pelo Comitê Organizador Local (COL) e o Dicastério para os leigos, a Família a Vida, organismo vaticano a cargo da promoção do encontro mundial. O concurso para o desenho do logo é voltado para os panamenhos maiores de idade que sejam pintores, designers gráficos profissionais ou empíricos, ou estudantes de universidades públicas ou privadas. O logo deve ser inspirado no lema da JMJ 2019, incorporar um elemento mariano, conter uma cruz

ou referência dela, que evoque o evento cristão e ao país sede, além de incluir o nome “JMJ Panamá 2019”, e ser um desenho chamativo, simples e adaptável a diversos formatos e plataformas de comunicação. O concurso para a letra e a música do Hino da JMJ do Panamá também é voltado para panamenhos maiores de idade, podendo ser compositores, músicos, artistas profissionais ou empíricos. O hino deve inspirar-se no lema mariano do evento, e o gênero musical deve ser popular, alegre e juvenil, com uma letra fácil de aprender e que seja atrativa para os jovens. Por outro lado, a melodia deve ser adaptável a elementos da cultura panamenha e

w evento conta com a participação de jovens de todos os países

a estilos internacionais. A letra e a música devem ser originais. A data limite para a apresentação

das propostas de ambos concursos é o dia 17 de fevereiro. O resultado será apresentado no dia 17 de março.


8

5

belém, De 3 a 9 de fevereiro de 2017

Panorama N

o dia 5 de fevereiro comemora-se o Dia do Datiloscopista. Você sabe o que é a datiloscopia, para que serve e como surgiu essa data? Apesar do nome difícil, essa área do conhecimento está bastante presente na vida das pessoas. Datiloscopia faz parte da vida. A datiloscopia começou a ser comemorada no dia 5 de fevereiro, no Brasil, a partir do Decreto nº 52.871, de 1963. No mesmo dia, em 1903, foi publicado outro decreto (nº 4.764) instituindo o sistema datiloscópico no país. O datiloscopista atua na identificação humana por meio da análise das papilas dérmicas. Por isso, também é conhecido como papiloscopista. É essa pessoa que identifica as, de acordo com padrões morfológicos, linhas, pontos e outras características técnicas. A identificação vai além da impressão digital. A representação facial humana, seja pelo retrato falado ou laudo prosopográfico, também é competência do papiloscopista. Por meio da datiloscopia, é feita a identificação de cadáveres, que impede o sepultamento de pessoas desconhecidas. Havendo um pouco de tecido, já é possível conseguir identificar e evitar que a pessoa seja enterrada como indigente. Na identificação criminal, a a j u d a é p a ra b u s c a r

2º Caderno

5 de fevereiro

Datiloscopia: saiba mais sobre essa especialidade O datiloscopista está mais presente na sua vida do que você imagina fotos: divulgação

w Identificação das impressões digitais é uma das funções do profissional

acusados de crimes e evitar a condenação de inocentes. Os profissionais atuam com a polícia, em seu quadro técnico-científico. Nos Institutos Médicos Legais,

a identificação é atribuição dos papiloscopistas. Nos de identificação, eles são responsáveis pelo registro civil. Já nos institutos de criminalística, os profissionais

atuam com os peritos em cenas de crimes. Reconhecimento da profissão

Atualmente, existem

projetos de lei tramitando para que o profissional de datiloscopia seja reconhecido como perito oficial. O reconhecimento é importante para agilizar perícias e principalmente para dar mais segurança jurídica a processos e procedimentos. A datiloscopia também está no centro de outra questão: a adoção de um documento único de identificação. Atualmente, cada estado possui um sistema e um Instituto de Identificação. Uma lei de 1997 chegou a instituir o Registro de Identidade Civil (RIC), mas ele não saiu do papel. O ideal seria aproveitar estruturas já existentes, como a do Rio Grande do Sul, que já conta com o Sistema de Informação de Impressão Digital - AFIS (em inglês, Automated Fingerprint Identification System), e fazer com que todos alimentassem um banco de dados a que se tivesse acesso com as devidas autorizações.

Palavra de vida Chiara Lubich

“Eu vos darei um coração novo e porei em vós um espírito novo.” (Ez 36,26)

O

coração faz pensar nos afetos, nos sentimentos, nas paixões. Para o autor bíblico, no entanto, o coração é muito mais: juntamente com o espírito, ele é o centro da vida e da pessoa, o lugar das decisões, da interioridade, da vida espiritual. O coração de carne é dócil à Palavra de Deus, deixase guiar por ela e formula “pensamentos de paz” para com os irmãos. Já o coração de pedra está fechado em si mesmo, é incapaz de escuta e de misericórdia. Será que precisamos mesmo de um coração novo e de um espírito novo? É só olhar ao nosso redor. A violência, a corrupção, as guerras nascem em corações de pedra que se fecharam ao projeto preparado por Deus para a sua criação. Nós também, se nos examinarmos com sinceridade, não nos sentimos movidos muitas vezes por desejos egoístas? Será mesmo o amor, o bem do outro, o que orienta as nossas decisões? Observando essa nossa pobre humanidade, Deus é

w “Trata-se de amar a cada um que de nós se achega, como Deus o ama"

movido de compaixão. Ele, que nos conhece melhor do que nós mesmos, sabe que precisamos de um coração novo. E o promete ao profeta Ezequiel, pensando não somente nas pessoas individualmente, mas em todo o seu povo. O sonho de Deus é criar novamente uma grande família de povos, tal como ele a imaginou desde as origens, imbuída da lei do amor mútuo. A nossa história mostrou muitas vezes, por um lado, que somos incapazes de realizar

sozinhos o seu projeto; e, por outro lado, que Deus nunca se cansou de se envolver em primeira pessoa, até o ponto de nos prometer que Ele mesmo nos daria um coração e um espírito novos. Ele cumpriu plenamente a sua promessa quando mandou o seu Filho à terra e infundiu o seu Espírito no dia de Pentecostes. Daí nasceu uma comunidade, a dos primeiros cristãos de Jerusalém, símbolo de uma humanidade caracterizada por “um só coração e uma só

alma”1. Também eu, que escrevo este breve comentário, também você que o lê ou escuta, somos chamados a fazer parte desta nova humanidade. Ainda mais: somos chamados a construíla ao nosso redor, a torná-la presente no nosso ambiente de vida e de trabalho. Imagine quanto é grande a missão que nos é confiada e quanta confiança Deus deposita em nós! Em vez de nos deprimirmos diante de uma sociedade que muitas

vezes se apresenta corrupta, em vez de nos resignarmos diante de males que nos superam e de nos fecharmos na indiferença, dilatemos o coração “segundo a medida do Coração de Jesus. Quanta labuta! Mas é a única necessária. Isso feito, tudo feito”. Assim nos convidava Chiara Lubich. E continuava: “Trata-se de amar a cada um que de nós se achega, como Deus o ama. E, dado que estamos no tempo, amemos ao próximo um por vez, sem guardar no coração resquícios de afeto pelo irmão encontrado um minuto antes”2. Não confiemos nas nossas forças e capacidades, que são inadequadas, mas no dom que Deus nos dá: “Eu vos darei um coração novo e porei em vós um espírito novo”. Se permanecermos dóceis ao convite de amar a todos, se nos deixarmos guiar pela voz do Espírito em nós, então nos tornaremos células de uma humanidade nova, artesãos de um mundo novo, na grande variedade de povos e culturas. Fabio Ciardi 1. Cf. At 4,32 2. Chiara Lubich, Ideal e São Paulo : Cidade Nova, 2003, p. 123.


belém, De 3 a 9 de fevereiro de 2017

9

Em Nazaré

2º Caderno

N

o dia 28, a Pastoral Familiar da Basílica Santuário de Nazaré celebrou os 10 anos de realização do Casamento Comunitário. Nesses anos, a Pastoral uniu centenas de casais e, para comemorar o aniversário, reuniu todos em uma celebração eucarística: casais, familiares, integrantes da pastoral, todos reunidos e unidos em uma única missão, evangelizar em prol da família cristã. A celebração foi presidida pelo Padre Giovanni Incampo, Paróco da paróquia de Nossa de Nazaré do Desterro, que realizou um rito de Renovação do Matrimônio em que os casais puderam renovar seus compromissos matrimoniais. No final da Santa Missa foi apresentada a nova coordenação da Pastoral Familiar para 2017, que este ano passa para a coordenação geral de Rômulo e Liduina Braga. Depois da Santa Missa, os casais foram surpreendidos com uma valsa e fogos de artifício na Praça Santuário. Em seguida, todos se dirigiram à Casa de Plácido Centro Social de Nazaré, para uma confraternização. A Pastoral Familiar

A Orientação às famílias na Basílica começa desde a Catequese, passa pelo período de namoro, noivado, casamento e continua até o pósmatrimônio. São vários momentos em que a Igreja busca se aproximar dos fiéis para dar orientação,

pastoral familiar

Missa dos10 anos do Casamento Comunitário Dezenas de casais participaram da cerimônia realizada na Basílica fotos: divulgação

w momento de confraternização dos participantes com os religiosos

aconselhamento e evangelizar. Aos casais é oferecido o curso para namorados, por meio do qual sãolhes apresentadas a responsabilidade e a beleza do namoro. Aos que já passaram pelo namoro e estão às vésperas do casamento, a Basílica

oferece o Encontro de Preparação Matrimonial (EPM), para orientar os noivos sobre essa nova fase da vida a dois. Depois do casamento, a Igreja promove o Encontro Pós-matrimônio, no qual os casais são convidados a

fazer uma avaliação de como está o relacionamento, quais as dificuldades, desafios e conquistas. A igreja de Nazaré inaugurou e introduziu no Norte dois grandes movimentos que dizem respeito à família: as equipes de Nossa Senhora, espalhadas no mundo inteiro, compostas por sete casais e um padre, e o Encontro de Casais com Cristo (ECC), que acontece todo mês, no qual, os casais descobrem o verdadeiro valor da família no sentido cristão. Os divorciados que estão no 2° casamento também podem contar com a orientação espiritual da igreja de Nazaré. No fim do ano, a Igreja oferece como que a sobremesa de toda uma atividade enorme em prol da família: uma festa aos casais que vivem juntos, mas não têm dinheiro para arcar com a cerimônia: o Casamento Comunitário. A festa acontece todo dia 8 de dezembro, dia da Imaculada Conceição.

Bênção das gargantas encerra festividade de São Brás A Comunidade São Brás, da Paróquia de Nazaré, encerrou dia 3 sua festividade, com a tradicional benção das gargantas, em missa solene ocorrida às 19h30. A programação começou em 22 de janeiro com o tema: “Com São Brás lutemos pela paz, em defesa da vida”. A comunidade é uma das seis que fazem parte da paróquia. Foi criada no final da década de 1970, oficializada por Padre Giovanni Incampo, funcionando atualmente

na capela localizada na Vila Farah, na Av. Governador José Malcher, onde são realizadas as celebrações e encontros das pastorais e grupos que atuam na comunidade. A f e s t i v i d a d e re ú n e , tradicionalmente, além dos integrantes da comunidade, os trabalhadores do complexo de São Brás, incluindo o antigo mercado e a feira, especialmente durante a procissão que todos os anos percorre as ruas do

bairro, cujo nome também homenageia o padroeiro, acontecendo sempre no domingo que antecede o Dia de São Brás (3 de fevereiro). História

São Brás nasceu na Armênia, no século III. Foi médico e bispo em Sebaste. Como médico, usava dos seus conhecimentos para resgatar a saúde, não só do corpo, mas também da alma, pois se ocupava em

evangelizar os pacientes. Em sua época aconteceu uma forte perseguição religiosa. Po r i s s o , c o m o b i s p o , dedicou-se a exortar seus fiéis à firmeza da fé. Por medida de segurança, retirou-se para um lugar solitário, a fim de continuar governando aquela Igreja, mas, descoberto por soldados, torturado com ferros em brasa e depois e decapitado em 316. O costume de abençoar as gargantas no seu dia continua

até hoje, para lembrar o fato da mãe que curou seu filho com velas levadas a ele depois de abençoadas por São Brás na prisão. Muitos eventos miraculosos são mencionados nos estudos sobre ele, que é muito venerado na França e na Espanha. A Comunidade São Brás fica localizada na Av. Governador José Malcher, Vila Faráh, Alameda Tapajós (próximo ao Yamada Plaza).

Anunciado local de saída da Romaria da Juventude 2017 A mais animada e uma das maiores procissões da programação do Círio de Nazaré já tem local de saída em 2017. A Romaria da Juventude, única

procissão que tem ponto de saída modificado a cada ano, neste sairá do Santuário de Nossa Senhora de Fátima.

O anúncio aconteceu na Santa Missa das 18h do domingo, 29, na Basílica Santuário de Nazaré. A celebração foi presidida pelo Reitor da Basílica Santuário, Padre Luiz Carlos N. Gonçalves e coordenação da romaria. Este ano a escolha foi feita de forma diferente: em vez de sorteio, através da oração. “Colocamo-nos em oração e escolhemos o Santuário de Fátima, como homenagem à paróquia de Fátima que completa 50

anos, pelo ano mariano que a igreja católica está vivendo, pelo centenário das aparições de Nossa Senhora de Fátima e também porque ela foi a primeira paróquia da romaria quando está tornou arquidiocesana” explicou Luciene Costa, coordenadora da Romaria da Juventude. Por sua vez, a Procissão Luminosa, tradição na festividade de Fátima, também será diferente: sua saída este ano será da Basílica Santuário de Nazaré rumo ao Santuário de Fátima.

w romaria da juventude: este ano sairá do Santuário de Fátima


10

belém, De 3 a 9 de fevereiro de 2017

Igreja A

Pastoral da Juventude (PJ) do Regional Norte 2 (Pará e Amapá), da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), realiza, de 09 a 12 deste mês, na cidade de Abaetetuba, nordeste do Pará, a 11ª Assembleia Regional e o Festival em comemoração aos 40 anos de sua história, com o tema “Juventude, partilha, esperança e profecia” e o lema “Nesta terra de jovens fortes e valentes, celebramos 40 anos de sonhos, vida e missão”. A p ro g ra m a ç ã o i n i c i a - s e à s 16h, com o acolhimento e o credenciamento dos delegados, das lideranças e das assessorias que representarão suas arquidioceses, dioceses e prelazias. A Arquidiocese de Belém será representada por membros da Pastoral Arquidiocesana da Juventude. Segundo Bruno Costa, secretário da PJ, o evento é uma oportunidade de unidade para os trabalhos na arquidiocese:“Atuamos em aproximadamente 30 paróquias e realizamos várias atividades através do Setor Juventude, como por exemplo, a Semana do Estudante e da Cidadania. Somos uma instância que alcança as pastorais, os movimentos e os serviços. E também estamos presentes nas comunidades de vida e nas novas comunidades. O encontro é uma oportunidade de estarmos em unidade com os demais grupos do Regional”. Ao longo dos dias do evento, o c o r re r ã o ro d a s d e c o n ve r s a , a p re s e n t a ç ã o e a p rova ç ã o d o Regimento Interno, análise da conjuntura social e oficinas. No dia 11, ocorrerá uma caminhada e o festival, e no dia 12 a Missa de encerramento. O evento contará com a presença de representantes das 13 dioceses e prelazias do Regional, além da coordenação nacional e

2º Caderno conquistas

Pastoral da Juventude comemora 40 anos de atuação Assembleia Regional e festival acontecem na cidade de Abaetetuba fotos: divulgação

foram despertados e formados com os valores cristãos para atuar em nossa sociedade. Compreendemos que ainda há muito a ser feito, mas nos alegramos com as vitórias que conquistamos nesses 40 anos”. Atuação do Regional

w programação envolve juventude das diversas dioceses e prelazias

de pessoas que fizeram parte da história da PJ ao longo dos 40 anos. Na ocasião ocorrerá a eleição para a nova coordenação. Segundo Sammy Olveira, coordenadora da Pastoral, cada diocese e cada prelazia devem indicar nomes de seus membros para a eleição que

escolherá a equipe que atuará nos próximos três anos. Ela afirma que há muito a comemorar nos 40 anos, principalmente no enfrentamento às mazelas da juventude: “As mazelas da juventude em nosso Regional são gritantes e urgentes e como cristãos precisamos fazer algo. Muitos jovens

Devido às suas dimensões geográficas, a PJ do Regional Norte 2 está dividida em quatro áreas, cada uma com um(a) coordenador(a) e um(a) assessor(a), todas acompanhadas por representante da coordenação nacional. Cada coordenador(a) acompanha as dioceses e prelazias de sua área, auxiliando nas dificuldades e atividades e no que for solicitado. A Coordenação regional também é a ponte de informação entre as dioceses e prelazias e a PJ Nacional. “A PJ está em 13 das 14 dioceses e prelazias de nosso Regional. Estamos dentro das comunidades e paróquias trabalhando em conjunto com as outras pastorais. Trabalhamos com a formação integral dos jovens, formando-os para atuar dentro da igreja e em todos os espaços da sociedade levando sempre os valores cristãos onde estiverem. Em sua maioria, os grupos da PJ se encontram localizados em bairros periféricos, onde a violência e o extermínio de jovens são realidades latentes”, disse Sammy.

Comissão de Justiça e Paz realiza seminário de direitos humanos A Comissão Justiça e Paz do Regional Norte II da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) realizará nos dias 15 e 16, em parceria com o Comitê Estadual de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas (COETRAP), o Seminário de Direitos Humanos - contra a Exploração Sexual e Tráfico de Pessoas. O evento, que está com as inscrições abertas, acontece no auditório do Instituto de Ciências da Educação, da Universidade Federal do Pará. O o b j e t i vo d o s e m i n á r i o é provocar e reforçar a discussão junto à sociedade civil organizada e instituições governamentais frente ao tráfico humano e à exploração sexual. “Nós temos consciência de que o tráfico de pessoas é um tema bastante invisível, pouco debatido, o movimento de redes criminosas é bastante denso”, afirma a coordenadora da Comissão Justiça e Paz, Irmã Henriqueta Cavalcante. “Nós queremos que esse seminário venha contribuir para a formação e a informação das pessoas, para que, conhecendo a problemática, elas também se tornem protagonistas no enfrentamento desse crime que hoje vem maltratando tantas vidas inocentes de crianças e adolescentes, como também de mulheres e homens, que também são traficados para fins de exploração sexual tanto a nível interestadual como internacional”, explica a coordenadora. A programação inicia-se com a acolhida do bispo emérito da Prelazia do Marajó, Dom José Luís Azcona, segue com palestra sobre Direitos Humanos e continua com palestras e oficinas sobre as

Ao final do segundo dia, será elaborada uma carta com pedido de providências, assinada por todos os presentes. “É um movimento muito grande dessa rede de exploração sexual, principalmente em alguns municípios do Marajó. Atualmente, algumas das nossas grandes lutas estão na região entre Breves e Melgaço, devido ao fluxo de embarcações que passam pelo rio Tajapuru. Hoje a gente tem conhecimento suficiente de que o movimento de crianças e adolescentes nas embarcações é g ra n d e e é s i m p a ra s e re m exploradas sexualmente”, denuncia Irmã Henriqueta. Inscrições

wirmã Henriqueta, coordenadora da Comissão Justiça e Paz

temáticas centrais, enfatizando a identificação, acolhimento e atendimento. O seminário elucidará também sobre a rede de proteção,

instrumentos jurídicos e a questão das mídias e tecnologias para o combate à exploração sexual e tráfico de pessoas.

As inscrições são gratuitas, mas os participantes podem doar livros didáticos para o programa “leitura para a liberdade”, coordenado pelo Juiz Cláudio Rendeiro, que visa equipar as bibliotecas nos presídios estaduais do Pará. As inscrições podem ser feitas pelo link online disponibilizado no site da Regional Norte II: www.cnbbn2.com.br.

Justiça e Paz A Comissão Justiça e Paz (CJP) da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil Regional Norte II tem o desafio de implementar projetos para contribuir com a erradicação dos abusos e exploração sexual de crianças e adolescentes, tráfico de pessoas e o desarmamento em todo o Estado do Pará.

Estão, entre as atividades d a C J P, c o n t r i b u i r p a r a o desenvolvimento integral da pessoa humana como parte da missão da Igreja, segundo as orientações do Magist ério eclesi ástic o, especialmente dos documentos conciliares e pontifícios, promover a justiça na sua dimensão tanto individual como social, procurando

interpretar “os sinais dos tempos” segundo a Constituição Pastoral Gaudium et Spes, promover a paz de acordo com o espírito das bemaventuranças, além de estimular o exercício da cidadania e da democracia nas dimensões política, civil (promoção dos direitos humanos), econômica, social e cultural.


belém, De 3 a 9 de fevereiro de 2017

Arquidiocese

2º Caderno

“P

or meio de Maria nos veio a luz da vida” é o tema da festividade da comunidade Nossa Senhora das Candeias, pertencente à Paróquia de São Geraldo Magela. A festividade vai de 2 a 6 de fevereiro. A comunidade localiza-se à Rua Carlos Drummond de Andrade, entre as avenidas Pedro Álvares Cabral e Julio Cesar. N a q u i n t a - f e i ra , 2 , D i a d a Solenidade, acontece a abertura dos festejos dedicados a Nossa Senhora das Candeias, conhecida também como Nossa Senhora da Luz. Pela manhã, às 6h30, reza do Terço da Esperança e à tarde, às 18h30, procissão luminosa com a imagem de Nossa Senhora das Candeias, com saída da Comunidade Santos Inocentes, localizada no Canal Água Cristal, próximo à Julio Cesar. A procissão segue por algumas ruas do bairro da Marambaia em direção à comunidade que tem seu nome. À chegada, Missa presidida pelo Cônego Ronaldo Menezes. No período da festividade, toda manhã, às 06h30, terço da esperança e, às 19h30, Missa, presidida cada noite por um padre convidado. À programação religiosa segue-se a cultural, com vendas de comidas típicas, sorteio de prêmios e atrações culturais. No encerramento, 6, haverá Missa, às 19h30, em memória de Dom Vicente Joaquim Zico, que, já emérito, em 2014 celebrou Missa aos domingos na comunidade e realizou batizados, levando-a, por isso a ser-lhe imensamente grata e estar sempre lembrada de sua abençoada presença. Devoção

11

A d e vo ç ã o à S e n h o r a d a s Candeias deve sua origem à festa

Nossa Senhora da Luz

Comunidade festeja Nossa Senhora das Candeias

Comunidade pertence à Paróquia São Geraldo Magela

fotos: divulgação

w A procissão luminosa seguiu por ruas do bairro da Marambaia

da apresentação do Menino Jesus no Templo e da purificação de Nossa Senhora, 40 dias após o seu nascimento, celebrada, portanto, no dia 2 de Fevereiro. De acordo com a tradição mosaica, as parturientes, após darem à luz, ficavam impuras, devendo inibir-se de visitar o Templo até 40 dias após o parto. Nessa data, deviam apresentar-se diante do sumosacerdote, a fim de oferecer seu

sacrifício, um cordeiro e duas pombas ou duas rolas, e assim purificar-se. Dessa forma, José e Maria apresentaram-se diante de Simeão para cumprir o seu dever, e este, depois de lhes ter revelado maravilhas acerca do filho que lhe traziam, assim falou: “Agora, Senhor, deixa partir o teu servo em paz, conforme a tua Palavra. Pois os meus olhos viram a tua salvação que preparaste diante

dos olhos das nações: Luz para aclarar os gentios, e glória de Israel, teu povo” (Lucas, 2,29-33). Com base na festa da Apresentação de Jesus / Purificação da Virgem, nasceu a festa de Nossa Senhora da Purificação, também conhecida como de Nossa Senhora das Candeias, geralmente celebrada com uma procissão luminosa, para relembrar o fato.

Paróquia de Cristo Rei acolhe novo pároco Padre Pedro Júnior Pereira Vila Nova é o novo pároco da Paróquia de Cristo Rei, no bairro da Guanabara, em Ananindeua. Ele será empossado por Dom Alberto Taveira Corrêa, no próximo dia 9, às 19h, na matriz de Cristo Rei. Sobre a nova missão na Igreja de Belém, o sacerdote, assim se expressou: “Padre Vicente Lotte há 12 anos esteve à frente desta paróquia. Começou com uma capela e transformou-a

em quase santuário. Quando meu superior disse que viria para cá, fiquei muito feliz. Fui muito bem acolhido pelo povo. Já comecei a reunir com os grupos da paróquia. Estou bastante contente e disposto a prosseguir com o belíssimo trabalho deixado por Padre Lotte”. Natural de Araguaína, Tocantins, Padre Pedro têm 41 anos de idade e oito anos de sacerdócio. Estudou Filosofia no Instituto São

w padre Lotte deixa a paróquia depois de 12 anos

Tomá de Aquino (Ista), em Belo Horizonte, Minas G e r a i s , e Te o l o g i a n a Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC). Desenvolveu durante nove anos sua missão no atendimento às pessoas com deficiência através da Obra Social Pequeno Cotelengo, na cidade de Caucaia, no Ceará. A entidade filantrópica é ligada à Congregação de São Luíz Orione, que desde 1964 se destina a acolher em regime de internato e semi-internato crianças com deficiência física ou mental leve, que sejam carentes ou sem família.

Despedida de Padre Lotte

Pa d re Vi c e n t e L o t t e deixou a Paróquia de Cristo Rei depois de 12 anos, para assumir a administração das Obras Social Pequeno Cotelengo, na cidade de Caucaia, no Ceará. No dia 22 de janeiro foi homenageado na matriz de Cristo Rei pelos paroquianos e pelos membros das pastorais, movimentos e serviços. Desde 18 do mesmo mês a administração da paróquia está sob a responsabilidade do novo pároco. Congregação Orionita

Criada em 8 de setembro d e 1 9 7 2 , i n a u g u ra d a e dedicada no dia 14 de setembro de 2014, a Paróquia de Cristo Rei é administrada pelos padres orionitas, Congregação fundada por São Luís Orione, conhecido como apóstolo da caridade. Atualmente é responsável também pelo Seminário São Luiz Orione, ambos em Ananindeua, Região Metropolitana de Belém. Atualmente administram os espaços o padre Pedro, pároco, padre Enrico Zardone, vigário paroquial, e padre Nelzivan Alves Gama, vigário paroquial e reitor do seminário.

w padre Pedro Júnior é o novo pároco: "fui muito bem acolhido pelo povo"


12

belém, De 3 a 9 de fevereiro de 2017

Igreja

2º Caderno

debate e partilha

Jornada Litúrgica recorda 50 anos de Medellín Evento é promovido pela Associação dos Liturgistas do Brasil

C

om informações da CNBB. Os 50 anos da II Conferência Geral do Episcopado Latino-Americano, em Medellín, na Colômbia, foram lembrados durante a 2ª Jornada Litúrgica e 28ª Assembleia da Associação dos Liturgistas do Brasil (Asli), que aconteceram em Florianópolis (SC), de 30 de janeiro a 03 de fevereiro. A proposta da Jornada é de debater e partilhar trabalhos que abordam a temática da Liturgia à luz da Conferência de Medellín, que completa meio século em 2018. Na preparação para a celebração jubilar do encontro do episcopado latino-americano realizado após o Concílio Vaticano II na cidade colombiana, os liturgistas seguiram a metodologia de partilha do contexto e da caminhada histórica da liturgia a partir das reflexões de Medellín. Uma palestra sobre a temática principal antecedeu este momento. Os associados foram convidados pelo presidente da Associação, Padre Kleber Rodrigues, a contribuírem através de comunicações e artigos científicos, resultados de experiências ou de atividades de pesquisa, realizados nos últimos anos e condizentes ao campo da Ciência Litúrgica, Pastoral Litúrgica, Música e Arte Sacra. As contribuições foram apresentadas

em resumos na 2ª Jornada Litúrgica. As íntegras dos materiais foram divulgadas nos anais da 2ª Jornada Litúrgica da Asli e, em seguida, publicadas. A previsão é que esta etapa seja concluída em março deste ano. Durante a Jornada, reservada aos membros, aconteceu a 28ª Assembleia da Asli, órgão máximo de decisão e planejamento da Associação, na qual foram desenvolvidos temas de interesse dos liturgistas conforme

o desafio que representam para a ciência litúrgica. O assessor da Comissão Episcopal Pastoral para a Liturgia da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), frei Faustino Paludo, é membro da Asli e participou da Jornada e Assembleia. O bispo de Paranaguá (PR) e membro da

Comissão para Liturgia da CNBB também faz parte da Associação e esteve presente no evento. Ainda são associados à Asli os arcebispos de Mariana (MG), Dom Geraldo Lyrio Rocha, e o de Santa Maria (RS), Dom Hélio Adelar Rubert, e o bispo de Cornélio Procópio (PR), Dom Manoel João Francisco.

Episcopado Latino-Americano A Segunda Conferência Geral do Episcopado Latino-americano realizouse em Medellín, Colômbia, de 24 de agosto a 6 de setembro de 1968. A Conferência foi convocada pelo Papa Paulo VI para aplicar os ensinamentos do Concílio Vaticano II às necessidades da Igreja presente na América Latina. A temática proposta foi “A Igreja na presente transformação da América Latina à luz do Concílio Vaticano II”. A abertura da Conferência foi feita pelo próprio Papa que realizou a primeira visita de um pontífice à América Latina. Durante os três anos de duração do Concílio Vaticano II, de 1962 a 1965, os padres conciliares latino-americanos mantiveram várias reuniões do CELAM (Conselho Episcopal Latino-Americano) em Roma. Ali brotou a idéia de propor ao Santo Padre a realização da segunda Conferência Geral.

Em 1966 a presidência do CELAM apresentou a Paulo VI a proposta da nova Conferência. O pontífice a acolheu com satisfação e a convocou para se realizar em Medellín, de 26 de agosto a 6 de setembro de 1968. Com o tema “A Igreja na atual transformação da América Latina à luz do Concílio”, Medellín apresentouse como uma recepção do Concílio Vaticano II na América Latina. A Conferência foi inaugurada por Paulo VI na catedral de Bogotá, no dia 24 de agosto, por ocasião do XXXIX Congresso Eucarístico Internacional. Dela participaram 86 bispos, 45 arcebispos, 6 cardeais, 70 sacerdotes e religiosos, 6 religiosas, 19 leigos e 9 observadores não católicos, presididos por Antônio Cardeal Samoré, presidente da Pontifícia Comissão para a América Latina, e por Dom Avelar Brandão Vilela, arcebispo de Teresina

e presidente do CELAM. No total, participaram 137 bispos com direito a voto e 112 delegados e observadores. Três foram os grandes temas de Medellín: Promoção humana, Evangelização e crescimento na fé, Igreja visível e suas estruturas. Foram produzidos 16 documentos, no horizonte dos três grandes temas citados: I) Justiça, Paz, Família, Demografia, Educação, Juventude. II) Pastoral popular, Pastoral de elites, Catequese, Liturgia. III) Movimentos de Leigos, Sacerdotes, Religiosos, Formação do Clero, Pobreza da Igreja, Pastoral de Conjunto, Meios de Comunicação. Ganharam grande repercussão os documentos sobre a Justiça, a Paz e a Pobreza da Igreja. Diante da relevância e impacto desses documentos, elementos característicos de Medellín foram as reflexões sobre pobreza e libertação.

Servindo à Verdade Prof. Ricardino Lassadier

O

lá, meu irmão e minha irmã. A frase que direciona o tema deste “servindo à Verdade” originou-se em um momento comum. Encontrei uma antiga professora: Eunice para ser mais exato. A querida professora Eunice foi minha primeira mestra. Ela participa das Missas na paróquia de São Pedro e São Paulo. Todas as vezes que a encontro, diz que acompanha o Jornal “Voz de Nazaré” e tece comentários (graças a Deus, na absoluta maioria positivos) sobre minha coluna. No dia citado, não foi diferente. Caminhando para casa encontrei a professora Eunice. Ela comentou sobre a última parte da série “Anjos e Demônios” e depois perguntou qual seria o próximo assunto. Respondi que ainda não tinha nada em mente e perguntei se ela tinha alguma sugestão. A resposta: “Fale da Família”. Estas linhas escrevo obedecendo à minha professora. Não é segredo que a família, realidade pensada e desejada por Deus, vem sendo atacada. Na medida em que a sociedade atual segue a cultura do prazer,

Fale da Família!

divulgação

w não é segredo que a família pensada por Deus vem sendo atacada

tornam-se presentes as uniões sem compromisso, o aborto, o “casamento” de pessoas do mesmo sexo. Tudo isso é expressão da grande desordem moral dos dias atuais. Seremos ingênuos, para não dizer

lesos, se consideramos que tudo se dá por acaso. Em 1994 vivíamos o Ano da Família. Nesse ano, São João Paulo II, que essa tendência contradiz o verdadeiro amor que deve existir

entre homem e mulher. Os frutos disso são as divisões nas famílias e a péssima formação espiritual e moral dos filhos. E diz São João Paulo II: “Fica obscurecida a consciência moral, parece deformado o que é verdadeiro, bom e belo e a liberdade acaba suplantada por uma verdadeira escravidão” (Cartas às Famílias, 8) Então, para João Paulo II, a crise que assola as famílias, que desestabiliza a realidade matrimonial, que falseia o verdadeiro amor entre homem e mulher, não é “coisa do destino”. Resulta de um conjunto de ações oficiais e oficiosas que promovem contra-valores. Quer um exemplo? Fica para a próxima, Sigamos em frente, buscando pensar com a Igreja no serviço da Verdade. Fique com Nossa Senhora e São José. Graduado (Bacharel e Licenciado) e Especialista em Filosofia pela UFPA e Especialista em Teologia pelo CESUPA.

Próximo artigo: Maria Elisa Bessa de Castro