Page 1

ARQUIDIOCESE

DE BELÉM

PE. FLORENCE DUBOIS FUNDADOR

www.fundacaonazare.com.br BELÉM, DE 31 DE AGOSTO A 6 DE SETEMBRO DE 2018

O JORNAL CATÓLICO DA FAMÍLIA

ANO CIV - Nº 839 - PREÇO AVULSO: R$1,00

Chamados a evangelizar Arquidiocese de Belém impulsiona a evangelização por ocasião do Círio de Nazaré. Mais de 110 mil lares receberão peregrinações com a imagem de Maria. Dom Antônio de Assis Ribeiro presidiu a Missa do Mandato. CAD. 2, PÁG. 7. ALINE ANDRADE/ASCOM BASÍLICA

w MISSA na Basílica na segunda-feira, 27, marcou o início das peregrinações, ação evangelizadora que deve alcançar mais de 110 mil lares

Tudo "Em Família"

DIVULGAÇÃO

Dia 31, o grande dia. A Família Nazaré para o pro- sorteio de imagem de NosFundação Nazaré espera a grama "Em Família" com sa Senhora. CAD. 2, PAG. 1. DIVULGAÇÃO

w DOM ANTÔNIO presidindo missa em Marituba

Paróquia ganha acólitos w FUNCIONÁRIOS da Fundação Nazaré prontos para acolher os benfeitores

Bom Remédio festeja a padroeira

Arquidiocese instituiu Paróquia localizada no três acólitos leigos para a Conjunto Satélite realiza Paróquia de Bom Pastor, festividade de 1º a 9 de Marituba. CAD. 2, PAG. 5 setembro. CAD. 2, PAG. 11


2

Opinião

BELÉM, DE 31 DE AGOSTO A 6 DE SETEMBRO DE 2018

1º Caderno

PRIVILÉGIO DE SER CATÓLICO

CHARGE DO ANDRÉ ABREU

João Carlos Pereira

Jornalista e professor jcparis@orm.com.br

A voz do Papa

Q

Comente esta charge: voz@fundacaonazare.com.br

Relembrando com saudade nosso querido chargista André Abreu

PANORAMA José Pereira Ramos joseulina1@gmail.com

A cidade de Nossa Senhora

S

Economista e escritor

e a memória não me trai, parece que uma vez já escrevi sobre isso, mas não posso deixar de fazê-lo quando as festas de Belém e Nazaré aproximam-se e se interligam através da maior romaria católica do Brasil. A nossa Belém nasceu no Forte do Presépio onde foi instalada a primeira capela dedicada a Nossa Senhora da Graça, em 1616, a mesma dedicação dada à primeira Catedral mandada construir por Dom João V, de Portugal. Tendo a cidade nascido no ciclo das festas do Natal, com o nome de Santa Maria de Belém do Grão Pará, ao ser concluída a nova Catedral, com planta modificada em 1775 pelo italiano Antônio José Landi, foi-lhe dedicado o mesmo nome dado à cidade. Belém, cidade do nascimento de Jesus, passou a ser, pela Graça de

ENCONTRO FRATERNO Ivens Coimbra Brandão ivenscb@oi.com.br; ivenscb@gmail.com

Falar e ouvir

N

Engenheiro civil e escritor

ada mais constrangedor do que uma discussão acalorada, as pessoas falando ao mesmo tempo, sem ouvir. No caso de um casal, cada cônjuge é levado a impor suas razões, sem deixar que o outro exponha as suas, sem ouvi-lo. Quando descamba para os gritos é sinal de que seus corações estão distantes, ambos precisando gritar para serem ouvidos, bem diferente dos cochichos no tempo de namoro... Não só entre cônjuges deve ser cultivada nossa capacidade de falar e de ouvir, mas em todos os graus do relacionamento humano. Quando duas pessoas eventualmente se encontram, por exemplo, e uma delas fala um breve comentário e segue adiante, tolhe o direito da outra de se manifestar, de ser ouvida. Sem dúvida, é quando falamos e ouvimos que se estabele-

Fundado em 5 de julho de 1913 FUNDADOR Pe. Florence Dubois, barnabita

ARQUIDIOCESE DE BELÉM-PARÁ

PRESIDENTE Dom Alberto Taveira Corrêa Arcebispo Metropolitano de Belém do Pará VICE-PRESIDENTE Monsenhor Marcelino Ferreira Vigário-geral da Arquidiocese de Belém do Pará

Deus, o nome da cidade fundada por Caldeira Castelo Branco no estuário do rio Amazonas. Santa Maria de Belém do Grão Pará passou a ser comemorada no dia 1º de setembro, quando, na época atual, se iniciam as novenas de Nossa Senhora de Nazaré pelas casas das famílias em preparação à grande romaria do Círio, que neste ano será o de número 225. A romaria, inspirada pela fé popular, sempre fez a ligação entre a Catedral e o “Largo de Nazaré”, aberto pelo então governador para o 1º círio e a primeira feira. Largo que já teve diversos nomes oficiais, mas, na realidade, permanece como o “Largo de Nazaré”. Se em 1º de setembro reverenciamos Nossa Senhora de Belém, no início de outubro, após inúmeras romarias, carregaremos sua imagem em triunfo da Catedral para a sua Basílica. Será uma grande oportunidade para que os seus muitos devotos do Pará e do Brasil inteiro peçam a intercessão da Mãe de Deus para que aprendamos a melhor escolher os nossos legisladores e governantes. Que cada um de nós cumpra com dignidade seus compromissos de cidadãos cristãos.

ce o diálogo, a ponte que estimula o relacionamento humano, a troca de ideias, deixando fluir sentimentos e conhecimentos que poderão reconstruir vidas. Não basta ouvir, é preciso acolher a mensagem, deixar que seja filtrada pela razão, ou, simplesmente, pouse no coração. Foi o próprio Criador, em sua infinita onisciência, que estabeleceu a Palavra como meio de comunicação com as suas criaturas, quando mandou seu Filho Único, o Verbo de Deus, para a salvação da Humanidade. O diálogo é tão importante que, ao observarmos as narrativas dos Evangelhos, Jesus Cristo, o Verbo Encarnado, estava sempre disposto a ouvir, ou mesmo suscitar respostas das pessoas. Pedro foi escolhido o primeiro Papa a partir de um diálogo com Jesus, ou seja, o Verbo de Deus, que tudo sabia, provocou uma resposta do discípulo (cf. Mt 16, 13-18) Neste 1º domingo do Mês da Bíblia, peçamos a intercessão de Nossa Senhora de Nazaré, para que a escuta da Palavra, seguida da meditação e da oração, seja instrumento de diálogo com Deus, assim alimentando nosso processo de conversão.

DIRETOR GERAL Padre Roberto Emílio Cavalli Junior DIRETOR ADMINISTRATIVO E FINANCEIRO Marcos Aurélio de Oliveira DIRETOR DE COMUNICAÇÃO Mário Jorge Alves da Silva DIRETOR DE CAPTAÇÃO DE RECURSOS Arnaldo Pinheiro

uando o Papa se pronuncia oficialmente, como Papa, o faz em nome da Igreja. Suas palavras não lhe pertencem, mas refletem o sentimento universal de uma instituição criada e firmada sobre a força de Pedro. A voz do Papa – como vigário de Cristo – vem do próprio Cristo e precisa ser ouvida. Ao observar que, quando o Papa fala como Papa, posso parecer redundante, mas um olhar atento desmentiria essa afirmativa. Lembro que, quando o papa emérito Bento XVI publicou uma coleção sobre a vida de Jesus, seu primeiro cuidado foi alertar que aqueles livros, ainda que tivessem na capa o nome do Sumo Pontífice, haviam sido escritos por Joseph Ratzinger, o cardeal alemão que, há tempos, se dedicava ao tema. Por isso, não se tratava de um conjunto de verdades incontestáveis e, como tal, dizia o autor, estava aberto a críticas. Na semana passada, quando se dirigiu ao rebanho católico, através de uma carta, na qual, em nome da Igreja

pedia perdão ao mundo pelos casos de má conduta de sacerdotes, o Papa não falava pela voz de Jorge Mario Bergoglio, e, sim, pela de Francisco. Bergoglio sempre viveu longe desse problema e, portanto, a rigor, não precisaria se desculpar. O mesmo aconteceu com São João Paulo II que, algumas vezes, se dirigiu ao mundo, suplicando perdão por erros cometidos num passado que jamais conheceu. A voz do Papa, hoje, ecoa pelo planeta para dizer que nossa Igreja atua com tolerância zero, sofre e se envergonha com situações deploráveis contra jovens e crianças molestados. A vergonha do Papa é a vergonha da Igreja e seu pedido de perdão também é nosso. Uma parte desprezível – numérica e moralmente - do clero não responde pela Igreja. No mundo todo, milhares de sacerdotes e freiras agem e vivem dignamente, salvando vidas, curando almas e levando Cristo aos irmãos... Eles, sim, são a Igreja. E deles todos nos orgulhamos.

ASSIM NA TERRA COMO NO CÉU ... Pe. Helio Fronczak heliofronczak@gmail.com

Buscar a justiça com fome e sede: isto é santidade

N

os números 77, 78 e 79 Papa Francisco explica bem o que significa a bem-aventurança: Felizes os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados. “Fome e sede” são experiências muito intensas, porque correspondem a necessidades primárias e têm a ver com o instinto de sobrevivência. Há pessoas que, com esta mesma intensidade, aspiram pela justiça e buscamna com um desejo assim forte. Jesus diz que elas serão saciadas, porque a justiça, mais cedo ou mais tarde, chega e nós podemos colaborar para torná-la possível, embora nem sempre vejamos os resultados deste compromisso. Mas a justiça, que Jesus propõe, não é como a que o mundo procura, uma justiça muitas vezes manchada por interesses mesquinhos, manipulada para um lado ou para outro. A realidade mostra-nos como é fácil entrar nas súcias da corrupção, fazer parte dessa política diária do

COORDENAÇÃO Bernadete Costa (DRT/PA 1326) CONSELHO DE PROGRAMAÇÃO E EDITORAÇÃO Padre Agostinho Filho de Souza Cruz Cônego Cláudio de Souza Barradas Edwaldo Lobo Monteiro EDITORAÇÃO ELETRÔNICA Sérgio Santos (DRT/PA 579) Assinaturas, distribuição, administração e redação Av. Gov. José Malcher, Ed. Paulo VI, 915 CEP: 66055-260

“dou para que me deem”, onde tudo é negócio. E quantas pessoas sofrem por causa das injustiças, quantos ficam assistindo, impotentes, como outros se revezam para repartir o bolo da vida. Alguns desistem de lutar pela verdadeira justiça, e optam por subir para o carro do vencedor. Isto não tem nada a ver com a fome e sede de justiça que Jesus louva. Esta justiça começa por se tornar realidade na vida de cada um, sendo justo nas próprias decisões, e depois manifesta-se na busca da justiça para os pobres e vulneráveis. É verdade que a palavra “justiça” pode ser sinônimo de fidelidade à vontade de Deus com toda a nossa vida, mas, se lhe dermos um sentido muito geral, esquecemo-nos de que se manifesta especialmente na justiça com os inermes: “procurai o que é justo, socorrei os oprimidos, fazei justiça aos órfãos, defendei as viúvas” (Is 1, 17).

- Nazaré, Belém - PA Tel.: (91) 4006-9200/ 4006-9209. Fax: (91) 4006-9227 Redação: (91) 4006-9200/ 4006-9238/ 4006-9239/ 4006-9244/ 4006-9245 Site: www.fundacaonazare.com.br E-mail: voz@fundacaonazare.com.br Um veículo da Fundação Nazaré de Comunicação CNPJ nº 83.369.470/0001-54 Impresso no parque gráfico de O Liberal

FUNDAÇÃO NAZARÉ DE COMUNICAÇÃO


1º Caderno

BELÉM, DE 31 DE AGOSTO A 6 DE SETEMBRO DE 2018

Arcebispo

3

Conversa com meu povo Dom Alberto Taveira Corrêa Arcebispo Metropolitano de Belém do Pará

Dai-nos a sabedoria e o juízo reto

O

mês de setembro é dedicado no Brasil a uma maior e crescente atenção à Bíblia, nosso Livro Sagrado, a ser tocado diariamente com o beijo dos lábios do coração, a fim de iluminar todos os passos a serem dados. Para este ano, a proposta é estudar e rezar o Livro da Sabedoria, tendo como tema: “Para que nele nossos povos tenham vida Livro da Sabedoria” e o lema: “A Sabedoria é um espírito amigo do ser humano” (Sb 1,6a). Vejamos a linda experiência de Salomão (Cf. I Rs 3, 5-14): “O Senhor apareceu a Salomão em sonho durante a noite e disse-lhe: “Pede o que te devo dar”. Salomão respondeu: ‘Dá ao teu servo um coração que saiba perceber a verdade, para julgar o teu povo e discernir entre o bem e o mal. Pois quem poderia governar este teu povo tão numeroso?’ O Senhor gostou que Salomão tivesse feito tal pedido. Por isso, Deus lhe respondeu: ‘Já que pediste estes dons e não pediste para ti longos anos de vida nem riquezas nem a morte dos teus inimigos, mas pediste o discernimento para prestar ouvidos ao direito, eis que eu cumpro o teu pedido e te dou um coração tão sábio e prudente como não houve nenhum outro antes de ti e nem haverá depois. Dou-te também o que não pediste, tanta riqueza e glória, em toda a tua vida, como jamais houve entre os reis. Finalmente, se andares nos meus caminhos, guardando os meus preceitos e mandamentos, a exemplo de teu pai Davi, eu te darei uma longa vida’”. O mesmo pedido é reportado no citado livro da Sabedoria (Sb 9,1-8). Ao propor-nos a es-

DIVULGAÇÃO

w MÊS DA BÍBLIA este ano a proposta é de estudar o Livro da Sabedoria

A Sabedoria conhece as coisas passadas e as futuras (Sb 8,8). Mas isto é de Deus! colha da sabedoria, a Escritura toca nas preferências de nossas vidas. O que queremos? Que ideias e que ideais norteiam a nossa vida? O que significa preferir? Trata-se de uma escolha que precede todas as outras, dandolhes o sentido correto. O livro do Eclesiástico (Cf. Eclo 24,23-27) identifica a Sabedoria com a Lei de Deus. “Ela, a Lei, transborda de sabedoria, inunda de inteligência, como o Eufrates, e como o Jordão, nos dias da colheita; espalha, como o Nilo, a instrução.” A Sabedoria conhece as coisas passadas e as futuras (Sb 8, 8). Mas isto é de Deus! Ela conhece, pois, o que é de Deus, o que Deus pen-

sa, o seu projeto, seu desígnio desde toda a eternidade. Ela faz memória, guarda no coração, percebe o Senhor atuando no presente. O povo de Israel é o povo da escuta, o povo da memória. Aí está a sua sabedoria. Mas não é um saber qualquer, é um saber religioso, que revela e vai ao encontro do que Deus realiza na história da salvação. Sabedoria é descobrir o tempero que Deus deixou nos acontecimentos e na história. São Paulo entendeu isso: “Cristo é a sabedoria de Deus!” (Cf. 1 Cor 1, 20-30). “Onde está o sábio? Onde o letrado? Onde o pesquisador das coisas deste mundo? Não transformou Deus em loucura a sabedo-

ria deste mundo? Uma vez que na sabedoria de Deus o mundo não o reconheceu pela sabedoria, aprouve a Deus servir-se da loucura da pregação para salvar os que creem. Nós pregamos Cristo crucificado, escândalo para os judeus, loucura para os pagãos, mas poder e sabedoria de Deus para os chamados, quer judeus, quer gregos”. Podemos então afirmar que Sabedoria é o pensamento e o projeto de Deus, em Cristo, desde toda a eternidade. Os dons do Espírito Santo nos fazem participar de modo divino da vida de Cristo. Consequência é que começamos a agir por inspiração divina. O cristão vai tornando

habitual e predominante o exercício dos dons do Espírito. Um deles é a Sabedoria! Outro dom, a ela ligado, é o do Conselho, com o qual o Espírito Santo nos leva a tomar decisões corretas no comportamento diário. Para que se atue em nós o dom do Conselho, ouvir a Escritura, olhando para ela a partir de seu centro, que é Jesus Cristo. Olhar também para dentro do coração, onde Deus, pela virtude do Espírito Santo, habita em nós, o que suscita profundidade e serenidade! Depois procurar pessoas inspiradas por Deus, o irmão acolhido, amado, ouvido, reconhecido como conselheiro. Se Cristo na Escritura encontra Cristo em você, e o mesmo Cristo nas pessoas que são “conselheiras”, emerge a presença de Deus, de forma nova e intensa. Em todo encontro, buscar

o irmão Jesus Cristo. Buscar a Trindade em cada criatura e confrontar com o que o Espírito Santo diz no íntimo de cada pessoa que ouve. São indicações muito práticas, pois nos levam a guardar a lei de Deus com o necessário discernimento, certos da convicção testemunhada na Sagrada Escritura (Cf. Dt 4,1-8): “Eu vos ensinei leis e decretos, conforme o Senhor meu Deus me ordenou para que os pratiqueis na terra em que ides entrar e da qual tomareis posse. Guardai-os e ponde-os em prática, porque neles está vossa sabedoria e inteligência diante dos povos. Ao tomarem conhecimento de todas essas leis, dirão: ‘Sábia e inteligente é, na verdade, essa grande nação’. Qual a grande nação que tenha leis e decretos tão justos quanto toda esta Lei que hoje vos proponho?” O discernimento que é resultado da ação do Espírito Santo em nós dará condições para estabelecermos prioridades e distinguirmos os passos a serem dados. Assim conduzidos, seremos sábios para não cair no relaxamento nem no escrúpulo (Cf. Mc 7,21-23). Em tempos como os que correm, com a situação social e política em nossa nação, será muito importante aprender a distinguir o que deve ser feito ou dito, conscientes do ensinamento do Senhor: “É de dentro, do coração humano, que saem as más intenções: imoralidade sexual, roubos, homicídios, adultérios, ambições desmedidas, perversidades; fraude, devassidão, inveja, calúnia, orgulho e insensatez. Todas essas coisas saem de dentro, e são elas que tornam alguém impuro”.


4

Arquidiocese

AGENDA DE DOM ALBERTO TAVEIRA CORRÊA

BELÉM, DE 31 DE AGOSTO A 6 DE SETEMBRO DE 2018

1º Caderno

AGENDA DE DOM ANTÔNIO DE ASSIS RIBEIRO

AGENDA DE DOM IRINEU ROMAN

n De 31 de agosto a 6

n De 31 de agosto a 6

n De 31 de agosto a 6

n SEXTA, 31 DE AGOSTO A SÁBADO, 1 DE SETEMBRO

n SEXTA, 31 DE AGOSTO

n SEXTA, 31 DE AGOSTO

de setembro de 2018

de setembro de 2018

9h - Especial “Em Familia” - Fundação Nazaré de Comunicação 19h30 - Crisma - Comunidade São Raimundo Nonato e Chicanos (Paróquia de Santa Bárbara)

Retiro no Mosteiro da Ressurreição (Ponta Grossa - PR) n DOMINGO, 2 DE SETEMBRO

n SÁBADO, 1 DE SETEMBRO

19h - Missa (Paróquia Nossa Senhora do Bom Remédio) n SEGUNDA, 3 A QUINTA, 6 DE SETEMBRO

Retiro das Pequenas Missionárias de Maria Imaculada (São José dos Campos - SP)

Os compromissos de Dom Alberto Taveira podem sofrer alterações sem aviso prévio.

de setembro de 2018

8h - Gravação - Programa “Comunidade Viva” (Assembleia Regional - CRB) 10h30 - Gravação - Programa “Comunidade Viva” - Pastoral Social (Paróquia Santa Edwiges) 18h30 - Missa no retiro “Revolução Jesus” - Sitio dos Barnabitas n DOMINGO, 2 DE SETEMBRO

9h - Formação na Jornada Catequética Arquidiocesana (CESEP) 11h - Missa na Jornada Catequética Arquidiocesana (CESEP) 19h - Missa - Paróquia São José (Umarizal)

8h - Aulas na Faculdade Católica 15h - Audiências 19h - Missa - Paróquia Nossa Senhora do Bom Remédio - Início da festividade n SÁBADO, 1 DE SETEMBRO

8h - Encontro de reflexão sobre a PJ Indígena 11h - Audiências 15h - Viagem a Ourém 18h - Missa - Igreja Matriz de Ourém n DOMINGO, 2 DE SETEMBRO

9h - Missa - Comunidade Nossa Senhora Auxiliadora – Canaã 15h - Encontro com jovens voluntários no Círio 2018 n SEGUNDA, 3 A QUINTA, 6 DE SETEMBRO

n SEGUNDA, 3 DE SETEMBRO

8h30 - Audiências 19h - Espiritualidade com ECC - Paróquia São Lucas Evangelista n TERÇA, 4 DE SETEMBRO

8h30 - Audiências 10h - Atividades - CNBB 19h - Missa - Paróquia São Domingos de Gusmão

Em Roma - Curso para novos bispos Os compromissos de Dom Antônio de Assis podem sofrer alterações sem aviso prévio.

n QUARTA, 5 DE SETEMBRO

8h30 - Audiências 18h - Missa Seminário Propedêutico n QUINTA, 6 DE SETEMBRO

9h - Visita às casas penais - Presídio Metropolitano III 14h - Programa “Entre nós” - Rádio Nazaré FM Os compromissos de Irineu Roman podem sofrer alterações sem aviso prévio.

Homilia Dominical Padre Romeu Ferreira romeufsilva@gmail.com

A) Texto: Mc 7,1-8.1415.21-23.

Formado em Exegese pelo Pontifício Instituto Bíblico de Roma

1Os fariseus e alguns mestres da lei vieram de Jerusalém e se reuniram em torno de Jesus. 2Eles viam que alguns dos seus discípulos comiam o pão com as mãos impuras, ...sem as terem lavado. 3Com efeito, os fariseus e todos os judeus só comem depois de lavar bem as mãos, seguindo a tradição recebida dos antigos. 4Ao voltar da praça, eles não comem sem tomar banho. E seguem...por tradição: a maneira certa de lavar copos, jarras e vasilhas de cobre. 5Os fariseus e os mestres da lei pergunta-

ram então a Jesus: “Porque os teus discípulos não seguem a tradição dos antigos mas comem o pão sem lavar as mãos?” 6Jesus respondeu: “Bem profetizou Isaías a vosso respeito, hipócritas, como está escrito: ‘Este povo me honra com os lábios, mas seu coração está longe de mim. 7De nada adianta o culto que me prestam, pois as doutrinas que ensinam são preceitos humanos’. 8Vós abandonais o mandamento de Deus para seguir a tradição dos homens”. 14Em seguida, Jesus chamou a multidão para perto de si e disse: “Escutai, ...e compreendei: 15o que torna impuro o homem não é o que entra nele vindo de fora, mas o que sai do seu interior. 21Pois é de dentro do co-

ração humano que saem as más intenções, imoralidades, roubos, assassínios, 22adultérios, ambições desmedidas, maldades, fraudes, devassidão, inveja, calúnia, orgulho, falta de juízo. 23Todas essas coisas más saem de dentro e são elas que tornam impuro o homem”. B) COMENTÁRIO “Porque os teus discípulos não seguem a tradição dos antigos mas comem o pão sem lavar as mãos?” É a pergunta central do texto, e feita pelos fariseus e mestres da lei a Jesus (v 5). O incidente se apresenta fútil, mas a pergunta é importante, por se tratar do confronto e contraste entre o ritual e o espiritual na vida do pio israelita.

É como dizendo a Jesus: Que mestre és? Que ensinas? Como teus alunos não aprendem a respeitar a tradição sadia entre nós? Que explicação tu dás a respeito de teus discípulos que não purificam as mãos? Onde está o valor das abluções? Jesus mostra que tocar a comida indevida, não se fica impuro; nem fica santo, por tocar no santo. Ele não defende os discípulos, mas acusa os adversários, com base nos profetas: ‘Este povo me honra com os lábios, mas seu coração está longe de mim’... (v 7s; Is 29,13). O mestre destaca a importância da prática do homem para com Deus; a sintonia da moral e do culto. Ele indica que o ético deva superar o superficial da prá-

tica no culto: a oração deve brotar do profundo do coração do orante. É como dizer em coerência: “Senhor, que as palavras de meus lábios sejam eco de um coração que vos pertence”! Na questão central, Jesus responde primeiro aos fariseus, logo à multidão e, por fim, a lição de esclarecimento a todos: “o que torna impuro o homem não é o que entra nele..., mas o que sai do seu interior” (v 15-23). Um puro formalismo litúrgico pode revelar um egoísmo; como um a crítica acerbada ao farisaísmo pode ocultar a intolerância às normas e até desculpar a indiferença aos ditames verdadeiros da religião. Uma pessoa vale o que ela é, e não o que pretende mostrar.

Liturgia da Semana w 31/08, SEXTA-FEIRA Cor (verde) Primeira Leitura (1Cor 1,17-25) Responsório (Sl 32) Evangelho (Mt 25,1-13) w 01/09, SÁBADO Cor (verde) Primeira Leitura (1Cor 1,26-31)

Responsório (Sl 32) Evangelho (Mt 25,14-30) w 02/09, DOMINGO Cor (verde) Primeira Leitura (Dt 4,1-2.6-8) Responsório (Sl 14) Segunda Leitura

(Tg 1,17-18.21b-22.27) Evangelho (Mc 7,1-8.14-15.21-23) w 03/09, SEGUNDA-FEIRA Cor (branco) Primeira Leitura (1Cor 2,1-5) Responsório (Sl 118) Evangelho (Lc 4,16-30)

w 04/09, TERÇA-FEIRA Cor (verde) Primeira Leitura (1Cor 2,10b-16) Responsório (Sl 144) Evangelho (Lc 4,31-37) w 05/09, QUARTA-FEIRA Cor (verde)

Primeira Leitura (1Cor 3,1-9) Responsório (Sl 32) Evangelho (Lc 4,38-44) w 06/09, QUINTA-FEIRA Cor (verde) Primeira Leitura (1Cor 3,18-23) Responsório (Sl 23) Evangelho (Lc 5,1-11)


1º Caderno

Vaticano

BELÉM, DE 31 DE AGOSTO A 6 DE SETEMBRO DE 2018

5

Multidão participa do encerramento do Encontro Mundial das Famílias Programação levou mais de 500 mil pessoas de diversos países para Dublin, na Irlanda

C

om informações agência Ecclesia. O Papa Francisco presidiu no domingo, 26 de agosto, em Dublin à Missa de encerramento do 9.º Encontro Mundial das Famílias (EMF), com a presença de cerca de 500 mil pessoas de mais de uma centena de países, incluindo Portugal. Na sua homilia, Francisco pediu às famílias católicas atenção aos mais frágeis da sociedade e na defesa da vida. “Como é difícil perdoar àqueles que nos magoam! Que grande desafio continua a ser o acolhimento do migrante e do estrangeiro! Como é doloroso suportar a desilusão, a rejeição ou a traição! Como é incômodo proteger os direitos dos mais frágeis, dos nascituros ou dos mais idosos, que parecem estorvar o nosso sentido de liberdade”, declarou, diante de uma multidão que enfrentou a chuva durante várias horas, na capital irlandesa. O Papa disse aos participantes no EMF que devem levar ao mundo o Espírito de Deus, como “fonte de encorajamento para os outros”,

testemunhando o amor de Jesus, o “único que pode salvar o mundo da escravidão do pecado, do egoísmo, da ganância e da indiferença às necessidades dos menos afortunados”. Jesus encarnou no nosso mundo por meio duma família, e em cada geração, através do testemunho das famílias cristãs, tem o poder de romper todas as barreiras para reconciliar o mundo com Deus e fazer de nós aquilo que desde sempre estamos destinados a ser: uma única família humana que vive conjuntamente na justiça, na santidade e na paz”. Francisco admitiu que esta tarefa “não é fácil”, mas deu como exemplo o trabalho dos primeiros missionários na Irlanda. “Naturalmente, haverá sempre pessoas que se oporão à Boa Nova, que «murmurarão» contra as suas «palavras duras». Todavia, como São Columbano e os seus companheiros que enfrentaram águas geladas e mares tempestuosos para seguir Jesus, não nos deixemos jamais influenciar ou desanimar pelo olhar gelado da in-

FOTOS: DIVUGAÇAÕ

As famílias do mundo inteiro são convidadas pelo Papa para participar neste encontro global. Bento XVI prosseguiu esta tradição e Francisco presidiu na Irlanda ao segundo EMF do seu pontificado. FESTA DAS FAMÍLIAS EM DUBLIN

w PAPA FRANCISCO chegando em Dublin para a Missa de encerramento

diferença ou pelos ventos borrascosos da hostilidade”, precisou. O Papa desafiou a Igreja Católica a “sair”, para “levar as palavras de vida eterna às periferias do mundo”. “Que a nossa celebração de hoje confirme cada um de vós – pais e avós, crianças e jovens, homens e mulheres, frades e freiras, contemplativos e missionários, diáconos e sacerdotes – na partilha da alegria do Evangelho! Que possais partilhar o Evangelho da família como alegria para o mundo”, concluiu. A celebração no Pho-

enix Park foi um dos pontos altos da visita do Papa à Irlanda, iniciada na manhã de sábado, 25, para as cerimônias conclusivas do 9.º EMF. O espaço na capital irlandesa é um dos maiores parques urbanos da Europa, albergando uma cruz gigante que evoca a passagem de São João Paulo II pelo local, em setembro de 1979. ROMA 2021

O próximo EMF vai assim acontecer pela terceira vez em Roma, no 5.º aniversário da exortação apostólica póssinodal ‘Amoris Laetitia’,

que o Papa Francisco dedicou às questões da família e do casamento. Os Encontros Mundiais das Famílias iniciaram-se em 1994, repetindo-se a cada três anos, com o objetivo de “celebrar o dom divino da família” e aprofundar a “compreensão da família cristã como Igreja doméstica e unidade básica de evangelização”. Aquele que é hoje o maior encontro das famílias a nível mundial foi pensado em 1992 por São João Paulo II e veio a ser concretizado por ocasião do Ano Internacional da Família.

“A Igreja é a família dos filhos de Deus; uma família, onde se regozija com aqueles que estão na alegria e se chora com aqueles que estão na tribulação ou se sentem desanimados com a vida”, foi uma das passagens do discurso do Santo Padre aos presentes no Croke Park Stadium, em Dublin. A noite de sábado, 25 de agosto, foi dedicada à Festa nas Famílias no Croke Park Stadium, em Dublin. Francisco chegou de papamóvel, sendo ovacionado pela multidão presente no estádio. Após as palavras de boas-vindas do cardeal Kevin Jospeh Farrel, foram executados números de dança ao som de músicas típicas irlandesas e cânticos, que foram intercalados com testemunhos.

Irlanda: Papa faz «mea culpa» por falhas da Igreja Católica Com informações agência Ecclesia. O Papa fez uma intervenção surpresa no final do Encontro Mundial das Famílias, em Dublin, , no domingo, 26, num ‘mea culpa’ perante as falhas da Igreja Católica na Irlanda em casos como os abusos sexuais ou o sequestro de menores. Francisco explicou à multidão reunida no Phoenix Park, para a celebração da Missa, que a declaração partiu do seu encontro de sábado, na capital irlandesa, com oito vítimas de abusos por parte de membros do clero ou em instituições católicas. A intervenção, proferida em espanhol, língua materna do Papa, colocou “diante da misericórdia de Deus” os “crimes” de abusos de “poder, de consciência e sexuais” no seio da Igreja Católica, com um pedido de “perdão”. Pedimos perdão pelos abusos na Irlanda, pelos abusos de poder e de consciência, abusos sexuais por parte de membros qualificados

da Igreja. De modo especial, pedimos perdão pelos abusos cometidos em vários tipos de instituições dirigidas por religiosos, religiosas e outros membros da Igreja”. A dura intervenção condenou depois os casos de exploração laboral a que foram submetidos “muitos menores”. “Pedimos perdão pelas vezes em que, como Igreja, não olhamos para os sobreviventes de qualquer tipo de abuso em busca de justiça e verdade, com ações concretas. Pedimos perdão por alguns membros da hierarquia que não assumiram estas situações dolorosas e as observaram em silêncio”, acrescentou. Numa referência a polêmicas históricas na Irlanda, o Papa evocou os menores que foram “afastados das suas mães” e por todas as vezes que estas mesmas mães foram impedidas de ver os seus filhos, dizendo-lhes que isso era “pecado mortal”. “Pedimos perdão. Que o Senhor faça crescer

este estado de vergonha e compunção, dandonos a força para que nos comprometamos a trabalhar cada vez mais para que isto nunca mais aconteça e para que se faça justiça”, concluiu. O texto é apresentado pelo Vaticano como um “ato penitencial“. Já na manhã de domingo, na visita ao santuário de Knock, o pontífice reforçou a condenação dos abusos sexuais de menores por membros do clero ou em instituições católicas, considerando que esta é uma “chaga aberta” na vida da Igreja que “nunca mais” se deve repetir. No sábado, 25, na sua primeira intervenção em solo irlandês, o Papa tinha sublinhado a urgência de combater os “crimes repugnantes” cometidos contra menores no seio da Igreja Católica. Mais tarde, Francisco encontrou-se em Dublin com vítimas de abusos por parte de membros do clero e religiosos, de forma privada.

w PAPA FRANCISCO "Pedimos perdão pelos abusos na Irlanda"

S Q

e o Senhor lhe deu riquezas, é para fazer em seu nome muitas boas obras para os outros. (28 de agosto) ueridas mães, como Santa Mônica, nunca desanimem, rezem incansavelmente por seus filhos. (27 de agosto)


Igreja no Mundo Igreja de Portugal festeja Nossa Senhora d’Agonia 6

BELÉM, DE 31 DE AGOSTO A 6 DE SETEMBRO DE 2018

1º Caderno FOTOS: DIVULGAÇÃO

Evento tradicional na cidade de Viana do Castelo

C

om informações agência Ecclesia. A igreja da cidade de Viana do Castelo, em Portugal, realizou no mês de agosto sua tradicional festividade em homenagem a Nossa Senhora d’Agonia. O ponto alto da festa é a procissão ao mar que os pescadores organizam no seu próprio local de trabalho, sendo realizada há mais

de 50 anos. As festas, que decorrem em Viana do Castelo durante todo o período, nasceram da devoção dos pescadores que do mar avistavam em terra a igreja da Senhora d’Agonia, a quem pediam proteção. Como momentos altos dos dias de festa acontecem as procissões à cidade, onde a imagem da Se-

nhora d’Agonia, acompanhada de outros andores, percorre as ruas de Viana, e a procissão ao mar. A primeira de todas as procissões ao mar foi com a imagem peregrina de Nossa Senhora em 1962, por ocasião de uma visita. Anos depois, em 1968, decidiram levar a imagem de Nossa Senhora d’Agonia, a 20 de agosto, ao mar, ritual que se man-

w O PONTO ALTO da festa é a procissão ao mar que reúne os pescadores

teve até aos dias de hoje”. A procissão à cidade, marcada para a tarde de domingo, tem início com a oração das vésperas e estende-se, depois, por toda a cidade Viana, com a participação de vários andores, este ano com a imagem

de Santa Maria Maior e o Senhor do Aflitos. “Cada andor é feito com o coração e a alma, com muito brio, para oferecer ao céu”, explica o padre Vasco Gonçalves, pároco da igreja da Senhora d’Agonia. Ao longo do percurso,

constata-se o envolvimento de muitas pessoas, nomeadamente dos que integram o Apostolado do Mar, que se vestem de varinas e pescadores. Este ano, assinalando os 50 anos da primeira procissão e os 40 anos da instauração da diocese.

Capela em honra a Beata Chiquitunga será construída no Paraguai

w IMAGEM da Beata Chiquitunga, capela será uma grande obra de arte

Com informações agência Gaudium Press. Uma capela dedicada à Maria Felicia de Jesus Sacramentado, mais conhecida como Chiquitunga, será construída em Assunção, no Paraguai. Considerada como um monumento artístico-religioso, a construção se levantará próximo ao bairro de habita-

ções sociais ‘Jardins da Bahia’, localizado em um dos principais eixos do centro da capital. Segundo o Arcebispo de Assunção, Dom Edmundo Valenzuela, a capela é um antigo desejo da comunidade. O novo templo protegerá o retábulo com a imagem da Beata Chiquitunga realizado pelo artista Delfín Roque Ruiz utilizando

milhares de rosários. Segundo Ruiz, a capela “será uma grande obra de arte com os artesãos, com a participação de todo o povo, onde todos se sintam parte e com sentido de pertencimento”. O artista acrescenta que “as pessoas terão um espaço religioso, turístico, onde poderão conhecer a vida, obra e trajetória da Beata”.

Igreja no Brasil

Exposição sobre iconografia de São Francisco

C

om informações agência Gaudium Press. Uma exposição sobre a iconografia de São Francisco que reúne 20 obras de mestres italianos pintadas entre os séculos XI a XVIII acontece pela primeira vez no Brasil. Reunindo obras de renomados pintores como Tiziano, Perugino, Gentileschi, Guido Reni, Guercino, Carracci e Cigoli, a mostra acontece na Casa Fiat de Cultura, em Belo Horizonte, e re-

alça o significativo valor artístico e histórico desses trabalhos contemporâneos que possuem alcance cultural. Intitulada “São Francisco na Arte de Mestres Italianos”, a exposição é vista como uma oportunidade única para os fiéis e interessados se aprofundarem nas obras que foram pintadas em suas respectivas épocas e foram comissionadas por pessoas da alta sociedade que pagavam aqueles artistas.

Além disso, a mostra procura responder a seguinte pergunta: por que São Francisco é um dos Santos mais representados pelos artistas? Com curadoria do especialista em História da Arte, Giovanni Morello e do professor Stefano Papetti, diretor da Pinacoteca Civica Di Ascoli, a mostra apresenta as fases mais relevantes da representação de São Francisco por meio de trabalhos que se integraram à cultura local de

toda uma época e que ainda encontram espaço na cultura ocidental por seus valores artístico, histórico e simbólico. Entre as atrações oferecidas pelo evento está uma sala de Realidade Virtual, na qual o visitante poderá se transportar da Casa Fiat de Cultura para a Basílica Superior de Assis, na Itália, em 1228, com o uso de óculos de tecnologia 3D, proporcionando uma experiência imersiva e única.

Diocese de Quixadá (CE) sedia primeiro Encontro de Música Litúrgica Com informações da agência Gaudium Press. “Os cantos da Missa: características, função ritual e execução” foi o tema que inspirou o primeiro Encontro Diocesano de Música Litúrgica, realizado em 20 de agosto, em Quixadá, no Estado do Ceará. O evento, que contou com centenas de pessoas vindas das paróquias da Diocese de Quixadá, foi organizado pela Co-

missão Diocesana de Liturgia em parceria com a Unicatólica da cidade cearense. No total, cinco exposições teóricas e três oficinas foram realizadas, nas quais se aplicou o conteúdo estudado. O intuito do encontro era o de explicar a natureza do Canto Litúrgico da Missa a partir da teologia da Música Sacra, aplicando o conteúdo teórico em

oficinas e ensaios. Participaram do encontro cantores, instrumentistas, agentes da pastoral litúrgica e alguns seminaristas que contribuíram para organização e realização da reunião, além do Professor Rudy Albino, coordenador dos cursos de filosofia e teologia da Unicatólica, e o Padre Francisco Otaviano, assessor da Comissão Diocesana de Liturgia.

w EVENTO organizado pela Comissão Diocesana de Liturgia


Igreja 7 Entrega do prêmio Dom Helder Câmara

1º Caderno

BELÉM, DE 31 DE AGOSTO A 6 DE SETEMBRO DE 2018

Reportagem retrata história de mulheres marcadas por cotidiano de violência física e psicológica

Â

ngela Bastos, jornalista profissional, foi a grande vencedora do prêmio Dom Helder Câmara da última edição dos Prêmios de Comunicação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) com a matéria “Sozinhas – A história das mulheres que sofrem violência no campo”. Nela, trabalhadoras rurais de Santa Catarina denunciam a cultura de dominação masculina marcada por agressões físicas, psicológicas, torturas, abusos sexuais, feminicídios. O prêmio “Dom Helder Câmara” se deu por força de uma festa jubi-

DIVULGAÇÃO

lar, em 2002, quando a CNBB completava 50 anos de existência. O objetivo é justamente premiar reportagens e trabalhos jornalísticos voltados à promoção humana e social, cuja finalidade coincida com as propostas da Igreja no Brasil. Ao dar o nome de Dom Helder ao prêmio, a CNBB quis prestar uma homena- wPERSONAGENS que fizeram parte da reportagem vencedora do Prêmio gem a um dos fundadores da Conferência, nal, desde que tenham justamente nessa catego- da área rural de um dos que é reconhecido como matérias jornalísticas ria em que Ângela inscre- estados de maior IDH do um grande comunicador publicadas em impresso veu o seu trabalho. Sua país, e mobilizou organina Igreja e na sociedade. (ainda que tenham ver- reportagem deu visibilida- zações nacionais. Para essa premiação sões eletrônicas); revista de inédita à temática da Segundo a jornalista, a podem concorrer traba- ou matérias publicadas violência no campo, espe- matéria nasceu de uma lhos na categoria de jor- em formato de série. E foi cialmente no isolamento vontade e curiosidade de

saber o porquê que em um determinado momento houve o aumento no número de casos de violência contra as mulheres, no interior de Santa Catarina. A CERIMÔNIA

A cerimônia de entrega desta e das outras categorias dos Prêmios de Comunicação da CNBB, que incluem ainda as categorias de TV, Rádio, Internet, Cinema ocorreu no dia 20 de julho, nos estúdios da TV Aparecida e foi exibida nos canais de TV de inspiração católica no Brasil.

Mundo juvenil e a fé cristã Dom Antônio de Assis Ribeiro - Bispo Auxiliar de Belém (domantoniodeassis@arqbelem.org)

A afetividade: capacidade de amar (parte 7) INTRODUÇÃO

C

ontinuemos a fazer o nosso caminho de reflexão explorando as implicações do sentido da vida. No texto anterior dissemos que o sentido da vida passa por escolhas maduras, livres e responsáveis. Outra condição muito importante para saborearmos a beleza da vida é o desenvolvimento da afetividade, enquanto capacidade de bem-querer e de amar. Na verdade, quem quer o bem, deseja o amor e quem quer o amor promove o bem. Isso não é poesia e nem puro jogo de palavras. É, na verdade, uma convicção profunda: aquela pela qual não se pode conceber o Amor fora da promoção do bem do outro. Quando essa perspectiva objetiva não é levada em conta, passamos a entender os crimes passionais. O egoísmo está para a violência, assim como o amor para a acolhida, o respeito e a promoção do outro.

1

Afetividade é capacidade de amar O ser humano é capaz de expressar seus sentimentos, geri-los, canalizá-los! Mas não devemos reduzir a dimensão afetiva aos gestos e atitudes de carinho. Também fazem parte da dimensão afetiva as manifestações de agressividade. Quando a dimensão afetiva não é desenvolvida retamente e amadurecida harmoniosamente, ela se converte em dureza. No exercício da capacidade de amar a criatura humana imita seu Criador – “Deus é amor”. Através da afetividade o ser humano expressa ternura, carinho, solidariedade, compaixão... aos seus semelhantes; enquanto imita o Criador, o ser humano se manifesta com uma dimensão afetiva totalmente voltada para o bem e a verdade,

porque amor e verdade se identificam (Sl 85,11). O ser humano também manifesta o dinamismo da sua afetividade através do zelo para com as demais criaturas através do cuidado para com elas. A afetividade saudável se manifesta na capacidade de zelo! Fomos criados para cuidar! (cf. Gn 1,28). Trata-se de uma força que nos convida a sairmos de nós mesmos para dar manutenção à beleza da natureza e do ambiente onde estamos. É exatamente esse fantástico recurso que mais contribui para os sentimentos de bem-estar, realização ou felicidade de uma pessoa.

2

Afetividade e sexualidade são inseparáveis Visto que o ser humano só existe de forma sexuada, como masculino ou feminino, então também a forma de expressar os nossos sentimentos só pode ser manifestada naturalmente de maneira sexuada, ou seja, na modalidade masculina ou feminina. Portanto, a sexualidade condiciona a nossa forma de amar e de expressarmos os nossos sentimentos. Ou seja, o homem ama como homem e a mulher como mulher. Não confunda sexualidade com sexo! A sexualidade é o conjunto de fatores físicos, psicológicos e emocionais que nos definem como masculino ou feminino, homem ou mulher. A sexualidade é uma energia vital, uma força impulsiva, um dinamismo que marca profundamente a nossa vida e que, por isso, exige naturalmente a nossa responsabilidade. Nós, seres humanos, não devemos nos deixar levar pela força dos nossos instintos, como os animais irracionais o fazem. A sexualidade é uma dimensão muito profunda do

ser humano: é fisicamente condicionante; psicologicamente estruturante e unificadora do ser humano. A sexualidade define nosso modo de ser humano no mundo, independente da cultura e das ideologias. Ser mulher e ser homem não são definidos pela vontade, muito menos pela cultura, como deseja a tal ideologia de gênero. Por outro lado, é claro que se reconhece a variedade dos papéis para ambos, de acordo com as culturas.

3

Manifestações da afetividade imatura Manifestamos nossa afetividade através das nossas palavras, gestos, atitudes, pensamentos, sentimentos... Nossas atitudes são reveladoras da maturidade, harmonia e saúde da nossa afetividade. Vejamos, a título de exemplo, algumas situações acusadoras de uma afetividade deficitária: * Baixa-autoestima: quem é afetivamente imaturo não gosta de si mesmo porque não se aceita; não reconhece as suas próprias capacidades, talentos e virtudes. * Fechamento: tem vergonha de si mesmo; não se associa facilmente com os outros e, com facilidade, foge do relacionamento com os outros; é portador de excessiva timidez; a imaturidade socioafetiva nos leva a termos atitudes antissociais. Por outro lado, tendem a se apegar a determinadas categorias de pessoas, sentindo para com elas especiais atrações, muitas vezes, morbosas (doentias). O pedófilo é afetivamente imaturo e doente! * Agressividade: rejeição dos outros através da violência, ou pior, com manifestações de atos que atentam contra o próprio bem estar, saúde ou contra a própria vida (masoquismo, drogadição, automutilação, suicídio...).

* Egocentrismo: é a atitude de estar sempre voltado para si mesmo; o egoísta, por imaturidade, tende ao narcisismo caindo na mania da autorreferencialidade, fazendo do próprio modo de pensar e gerir a sua vida a referência para os outros. Nesse apego a si mesmo está também a doentia experiência do ciúme e da possessividade. * Incapacidade de renúncia: a pessoa que não desenvolveu a sua afetividade tem um exagerado apego a si mesma (às suas ideias, coisas, espaço, função, amigos...). Desejosas e sedentas de segurança, sentem grande dificuldade de manifestar espontaneamente gestos proativos, de solidariedade e de serviço aos outros. Por isso, quase sempre, sem maldade, estão quietas na própria zona de conforto, sem se importar com a situação dos outros. * Frieza no trato: pessoas que não desenvolveram a dimensão afetiva são, em geral, frias, desconfiadas, defensivas; manifestam pouca alegria na acolhida aos outros; a pessoa afetivamente imatura é reprimida. * Má gestão de sentimentos: pessoas afetivamente imaturas sentem forte dificuldade de gestão de frustrações e perdas e, por isso, se tornam secas, intolerantes, rancorosas; tantas vezes, são portadoras de “azedume”, amargura e pessimismo.

4

Manifestações da afetividade madura e harmoniosa Muitas são também as atitudes e os gestos humanos reveladores de harmonia, saúde e equilíbrio afetivo. Vejamos alguns exemplos desse nível de maturidade afetiva: * Abertura e acolhida universal aos outros: a pessoa afetivamente madura está espontaneamente aberta aos outros e evita a todo custo ser refém

de um gueto. * Autoestima: vive a experiência de estar de bem consigo mesma porque se aceita como é, reconhece seus talentos e limitações, bem como está sempre aberta ao crescimento. * Manifestação de ternura: aberta aos outros e livre em relação a si mesma, é capaz de demonstrar com liberdade e equilíbrio sentimentos de afeto, atenção, carinho, ternura. * Reconhecimento do mérito dos outros: manifesta-se na capacidade de perceber virtudes, esforços, conquistas e todo bem que o outro tem e, por isso, é capaz de elogiar e estimular. * Sensibilidade altruísta: é o dinamismo de serviço aos outros, que se traduz na experiência de solidariedade, doação, voluntariado (como expressões de gratuidade). * Experiência de sacrifício: é a prática de renúncias pessoais em prol de alguém ou de uma boa causa social; este é um dos mais profundos gestos de maturidade humana, por isso Jesus declarou: “ninguém tem maior amor do que aquele que dá a sua vida por seus amigos” (Jo 1,13). * Serenidade na gestão de contrariedades: a pessoa afetivamente madura é capaz de enfrentar as contrariedades da vida com firmeza e serenidade; são muitas as adversidades pelas quais passamos, sobretudo, aquelas que dizem respeito às relações interpessoais. É preciso serenidade para gerir conflitos, evitar a intolerância, manter-se íntegro e resiliente. REFLEXÃO: O que contribui para o nosso amadurecimento afetivo? Você já conviveu com uma pessoa afetivamente imatura? Como foi essa experiência? O que mais lhe tocou em relação às atitudes de uma pessoa afetivamente madura e imatura?

1 2 3


8

Nazaré Repórter

BELÉM, DE 31 DE AGOSTO A 6 DE SETEMBRO DE 2018

J JORNADA DE ESTUDOS

RÁDIO NAZARÉ

Ananindeua. Teólogos e doutores renomados, experts no assunto, explanarão a temática. Na ocasião haverá também o lançamento do livro “Bento XVI, a Igreja Católica e o Espírito da Modernidade”, por Rudy Albino de Assunção, no auditório Guará. Inscrições estão abertas. Informações: (91) 3255-2324.

A Faculdade Católica de Belém promoverá no dia 22 de setembro a Jornada de Estudos Ratzingeriana. Palestras e reflexões de aprofundamento sobre a Teologia, à luz dos conceitos do Papa Emérito. A formação será das 9h às 18h na faculdade, localizada na rodovia BR 316, km 6, em

1º Caderno Z MH 3 . 91 FM

l SEGURANÇA NAS ELEIÇÕES 2018

J ACAMPAMENTO

J SORTEIO DE IMAGEM A Equipe Missionária da Paróquia de Bom Pastor, localizada no conjunto Nova Marituba, está em promoção junto à comunidade, visando o sorteio de uma réplica da

imagem de Nossa Senhora de Nazaré. O sorteio será no dia 6 de outubro, ao final da Missa na igreja, localizada em Marituba. Informações: (91) 41060202.

A Comunidade Católica Fraternidade – O Caminho Belém convida a todos a participarem do 1º Acampamento “Missão Sede Sóbrios” que será realizado nos dias 08 e 09 de Setembro, na Paróquia São Judas Tadeu, localizada na Av. Alcindo Cacela, 4195, bairro da Condor, em Belém. Com tema “Vinde a Mim todos os que estão cansados e oprimidos e eu Vos darei descanso (Mt 11, 28-29)”, a comunidade preparou esse momento super especial, para você que deseja passar um momento a sós com Deus, na busca pela sua sobriedade. As inscrições estão abertas. Informações: (91) 3222-7673.

J CAMPANHA DE ARRECADAÇÃO A Paróquia de Santa Maria, Mãe de Deus está em campanha de arrecadação de material de higiene destinado ao Seminário que forma os novos padres da Arquidiocese de Belém. A iniciativa, alusiva ao mês das vocações que vai se encerrando – agosto, segue para ajudar o caminhar desses seminaristas. Quem puder contribuir, pode doar itens, como: creme dental, sabonete, escova dental, toalha de banho e outros. A doação pode ser entregue na secretaria da igreja situada na avenida Cláudio Saunders, 1670, bairro do Maguari, em Ananindeua/ PA. Informações: (91) 3255-5284.

J POSSE

J REVOLUÇÃO JESUS O tema “Eu sou revolução, Jesus” anima o Acampamento 2018, um final de semana de intensas atividades com trilhas, circuito, louvor e muito mais. A idade mínima para participar: 15 anos. O evento acontece nos dias 31 de agosto e dias 1 e 2 de setembro. Tudo acontecerá no Seminário Divina

Providência, situado em Benevides (PA). Os ingressos estão sendo vendidos na loja de artigos religiosos localizada na avenida Generalíssimo Deodoro, 1332, em frente à Praça Santuário de Nazaré. Mais informações: (91) 98235-1204.

Mestre e doutora em Ecologia, pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA), com período sanduíche na University of Canberra, na Austrália, na formação, e pósdoutorado na University of East Anglia, no Reino Unido, a bióloga Ana Luisa Albernaz é a quarta mulher a dirigir a mais antiga instituição científica da Amazônia, o Museu Emílio Goeldi, fundado em 1866. De 2018 a 2022, ela sucede o linguista Nilson Gabas Jr., diretor por duas gestões seguidas. A complexidade das questões socioambientais que envolvem a região

amazônica e um cenário de grandes dificuldades para a ciência brasileira é o desafio para Albernaz. Gustavo Zarif Frayha, representando Gilberto Kassab, empossou a pesquisadora na terçafeira, 28, em Belém, sob a chancela do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

O Ministério da Caridade da Arquidiocese de Belém convida a todos a participarem do Seminário “Orientações da CNBB sobre as Eleições 2018”. O evento será realizado no dia

01 de setembro, às 11h30, na Capela Nossa Senhora de Lourdes, centro Magis, localizado na Avenida Governador José Malcher, 1169. Mais informações: (91) 3215-7001.

A Paróquia da Natividade de Nosso Senhor Jesus Cristo, localizada no conjunto Ariri Bolonha, 2100, no Sideral, bairro Parque Verde em Belém, realizará a Xlll edição do Festival do Açaí no dia 09 de setembro, a partir das 10h, na área paroquial. Adquira sua cartela na secretaria e concorra a prêmios no bingo. Haverá vendas de diversas comidas, sorvetes e açaí, além de show cultural. Mais informações: (91) 3355-0242.

localidades, durante o período das eleições. Sintonize 91,3 MHz a partir das 14h para ficar por dentro de tudo sobre o assunto. O ouvinte pode interagir durante a programação ligando para a central de atendimento, no número 4006-9211 ou pelo facebook.com/ radionazare. Participe!

RÁDIO NAZARÉ FM - 91,3. A SERVIÇO DA VIDA. NOSSA MISSÃO É EVANGELIZAR!

REDE NAZARÉ DE TELEVISÃO

AL CAN

30

l TV NAZARÉ COM PROGRAMAÇÃO ALTERADA O programa “Janela aberta”, da Rede Nazaré de Televisão, está sendo exibido em novo horário. Acompanhe pela TV Nazaré, canal 30.1 – ou na sintonia de sua cidade – toda segunda-feira, às 21h. Também o programa “Pensando bem”, exibido na quarta-feira, também

J FESTIVAL DO AÇAÍ J SEMINÁRIO: ELEIÇÕES 2018

O programa “Segurança e cidadania” desta sexta-feira, 31 de agosto, abordará o tema “Segurança nas Eleições 2018”. A Rádio Nazaré FM receberá representantes de Órgãos de Segurança do Estado para explicar como funcionará a segurança na capital paraense e demais

PORTAL NAZARÉ

está em novo horário, às 21h. Outro programa com mudança de horário é o “Fiaccolata”, exibido aos sábados, às 21h. A mudança de horário ocorreu devido à propaganda eleitoral obrigatória, que começa na sexta-feira, 31 de agosto. W. WW RE. AZA ON M.BR A C CO DA FUN

l NOVENA DO PERPÉTUO SOCORRO AO VIVO PELO FACEBOOK Acompanhe todas as terçasfeiras, a partir das 15h, ao vivo pela nossa fanpage (facebook. com/FNCBelem) a novena em honra de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro direto da paróquia localizada no bairro do Telégrafo, em Belém. A transmissão é feita simultaneamente com a Rede Nazaré de Televisão para que você, nosso seguidor, viva este belo momento de devoção e encontro com

a Mãe de Deus. Seja um sócio evangelizador e colabora para que outras transmissões sejam possíveis. Ligue para (91) 4006-9211 ou acesse o site sejamaisum.com e faça parte da Família Nazaré.


1º Caderno

BELÉM, DE 31 DE AGOSTO A 6 DE SETEMBRO DE 2018

Fundação Nazaré

Escute na Rádio Nazaré FM 91.3 SEXTA – FEIRA 05h00 - ABERTURA DA EMISSORA 05h00 – Lírio Mimoso 05h05 - Cura-me Senhor 05h10 – Regina Coeli - Liturgia das horas - Láudes 05h30 - Oração do Terço - Mistérios Dolorosos 06h00 – A Voz do Pastor 06h15 - Forrozinho da fé 07h00 - Prestando Contas – Governo do Estado 07h00 – Jornal Brasil Hoje 07h35 – Novo tempo 08h00 – Igreja ponto a ponto 08h55 - Plantão R C R 09h00 - Nazaré em revista 09h30 - Informe Noticias 09h55 - Plantão RCR 10h30 - Informe Notícia 11h55 - Momento de Oração – Regina Coeli, Pai - nosso 12h00 - A voz do pastor 12h15 - Cardápio Instrumental 14h00 – Segurança e Cidadania 14h30 - Informe Noticias 15h00 - Terço da Misericórdia 15h30 - Informe Noticias 16h00 – Varanda Musical 15h55 - Plantão R C R 17h45 - Regina Coeli – Liturgia das Horas - Vésperas 18h00 – A Voz do Pastor 18h15 – Oração do Terço – Mistérios Dolorosos 18h40 - Musical Mariano 19h00 - Voz do Brasil 20h00 - Saudade em Versos e Canções 22h00 - A voz do pastor 22h30 – Jornal RNA 23h00 - Programa Salmos ao Deus da Vida 23h50 - Mensagem de Encerramento 00h00 - Rede Milícia Sat – Igreja no Rádio SÁBADO 05h00 - ABERTURA DA EMISSORA 05h00 – Lírio Mimoso 05h05 - Cura-me Senhor 05h10 – Regina Coeli - Liturgia das horas - Láudes 05h30 - Oração do Terço – Mistérios da Alegria 06h00 – A Voz do Pastor 07h00 – Jornal Brasil Hoje 07h30 – Musical Mensagem 08h00 - Conhecendo Jesus 10h00 - Maria de Todos os Povos 11h55 - Momento de Oração – Regina Coeli, Pai - nosso 12h00 - A voz do pastor

12h15 - Cardápio Instrumental 14h00 – Musical Nazaré 14h30 – Terço da Misericórdia 15h00 - Criança Evangelizando Criança 16h00 - Evangelizando Através do Dizimo 17h00 – A vida e o tempo 18h00 – A Voz do Pastor 18h15 - Regina Coeli - Liturgia das Horas - Vésperas 18h15 - Oração do Terço – Mistérios da Alegria 18h30 - Musical Mariano 19h00 - Musical Nazaré 22h00 - A voz do Pastor 22h15 - Domínio jovem 23h50 - MENSAGEM DE ENCERRAMENTO 00h00 - Rede Milícia Sat DOMINGO 05h00 - ABERTURA DA EMISSORA 05h00 – Lírio Mimoso 05h05 - Cura-me Senhor 05h10 – Regina Coeli - Liturgia das horas - Láudes 05h30 - Oração do Terço – Mistérios Gloriosos 06h00 – A Voz do Pastor 07h00 - SANTA MISSA 08h00 - Vem e Segue-me 10h00 - Domingo Alegre 11h55 - Momento de Oração Regina Coeli, Pai - nosso 12h00 - A voz do pastor 12h15 - Cardápio Instrumental 14h00 – Universo Acadêmico 15h00 – Terço da Misericórdia 18h00 – A Voz do Pastor 18h15 - Regina Coeli - Liturgia das Horas - Vésperas 18h30 - Oração do Terço – Mistérios Gloriosos 19h00 - Clássico Nazaré 20h00 - Circuito M P B 22h00 - A voz do Pastor 22h15 - Especial PE. Zezinho 23h50 - MENSAGEM DE ENCERRAMENTO 00h00 - Rede Milícia Sat – Igreja no Rádio SEGUNDA - FEIRA 05h00 - ABERTURA DA EMISSORA 05h00 – Lírio Mimoso 05h05 - Cura-me Senhor 05h15 - Regina Coeli, Liturgia das horas - Láudes 05h30 - Oração do Terço – Mistérios da Alegria 06h00 – A Voz do Pastor 06h15 - Forrozinho da fé 07h00 - Prestando Contas – Governo do Estado 07h00 – Jornal Brasil Hoje

9

Ligue: (91) 4006-9251 07h35 – Novo tempo 08h00 – Igreja ponto a ponto 08h55 - Plantão R C R 09h30 - Informe Notícia 09h00 - Nazaré em revista 09h55 - Plantão RCR 10h30 - Informe Notícia 11h50 - Momento de Oração - Regina Coeli, Pai - nosso 12h00 - A voz do Pastor 12h20 - Cardápio Instrumental 14h00 – Varanda Musical 14h30 - Informe Notícia 15h00 - Terço da Misericórdia 15h30 - Informe Notícia 15h55 - Plantão R C R 16h00 – Saúde e Cidadania 16h30 - Informe Notícia 17h30 - Informe Notícia 17h45 – Regina Coeli - Liturgia das Horas - Vésperas 18h00 - Voz do Pastor 18h15 - Oração do Terço – Mistérios da Alegria 18h40 - Musical Mariano 19h00 - Voz do Brasil 20h00 - Crescendo na Fé 21h00 - Orando com Você – Com. Maíra 22h00 - A voz do pastor 22h30 – Jornal RNA 23h00 - Programa Salmos ao Deus da Vida 23h50 - MENSAGEM DE ENCERRAMENTO 00h00 - Rede Milícia Sat – Igreja no Rádio TERÇA - FEIRA 05h00 - ABERTURA DA EMISSORA 05h00 – Lírio Mimoso 05h05 - Cura-me Senhor 05h15 - Regina Coeli, Liturgia das horas - Láudes 05h30 - Oração do Terço – Mistérios Dolorosos 06h00 – A Voz do Pastor 06h15 - Forrozinho da fé 07h00 - Prestando Contas – Governo do Estado 07h00 – Jornal Brasil Hoje 07h35 – Novo tempo 08h00 – Igreja ponto a ponto 08h55 - Plantão R C R 09h00 - Nazaré em revista 09h55 - Plantão RCR 10h30 - Informe Notícia 11h55 - Momento de Oração - Regina Coeli, Pai - nosso 12h00 - A voz do Pastor 12h15 - Cardápio Instrumental 14h00 – Varanda Musical 14h30 - Informe Notícia

15h00 - Terço da Misericórdia 15h30 - Informe Notícia 15h55 - Plantão R C R 16h00 – Direito e cidadania 16h30 - Informe Notícia 17h25 - Informe Notícia 17h30 – Regina Coeli - Liturgia das Horas - Vésperas 17h45 - Voz do Pastor 18h00 - Novena Nossa Senhora Perpétuo Socorro 18h30 – Musical Mariano 19h00 - Voz do Brasil 20h00 - Família em Ação 22h00 - A voz do pastor 22h30 – Jornal RNA 23h00 - Programa Salmos ao Deus da Vida 23h50 - MENSAGEM DE ENCERRAMENTO 00h00 - Rede Milícia Sat – Igreja no Rádio QUARTA - FEIRA 05h00 - ABERTURA DA EMISSORA 05h00 – Lírio Mimoso 05h05 - Cura-me Senhor 05h15 - Regina Coeli, Liturgia das horas - Láudes 05h30 - Oração do Terço – Mistérios Gloriosos 06h00 – A Voz do Pastor 06h15 - Forrozinho da fé 07h00 - Prestando Contas – Governo do Estado 07h00 – Jornal Brasil Hoje 07h35 – Novo tempo 08h00 – Igreja ponto a ponto 08h55 - Plantão R C R 09h00 - Nazaré em revista 09h55 - Plantão RCR 10h30 - Informe Notícia 11h55 - Momento de Oração – Regina Coeli, Pai - nosso 12h00 - A voz do Pastor 12h15 - Cardápio Instrumental 13h30 - Informe Notícia 14h00 – Varanda Musical 14h30 - Informe Notícia 15h00 - Terço da Misericórdia 15h30 - Informe Noticia 15h55 - Plantão RCR 16h00 - Educação e Cidadania 16h30 - Informe Notícia 17h30 - Informe Notícia 17h45 – Regina Coeli - Liturgia das Horas - Vésperas 18h00 - A Voz do Pastor 18h15 - Oração do Terço – Mistérios Gloriosos 18h40 - Musical Mariano 19h00 - Voz do Brasil 20h00 – Musical Mensagem

21h00 - Orando com Você – Com. Mar adentro. 22h00 - A voz do pastor 22h30 – Jornal RNA 23h00 - Programa Salmos ao Deus da Vida 23h50 - MENSAGEM DE ENCERRAMENTO 00h00 - Rede Milícia Sat – Igreja no Rádio QUINTA - FEIRA 05h00 - ABERTURA DA EMISSORA 05h00 – Lírio Mimoso 05h05 - Cura-me Senhor 05h10 – Regina Coeli - Liturgia das horas - Láudes 05h30 – Oração do terço – Mistérios Luminosos 06h00 - A Voz do Pastor 06h15 - Forrozinho da fé 07h00 - Prestando Contas – Governo do Estado 07h00 – Jornal Brasil Hoje 07h35 – Novo tempo 08h00 – Igreja ponto a ponto 08h55 - Plantão RCR 09h00 - Nazaré em revista 09h55 - Plantão RCR 10h30 - Informe Notícia 11h55 - Momento de Oração - Regina Coeli, Pai - nosso 12h00 - A voz do pastor 12h15 - Cardápio Instrumental 13h30 - Informe Notícia 14h00 - Entre nós 14h30 - Informe Notícia 15h00 - Terço da Misericórdia 15h15 – Musical Nazaré 15h30 - Informe Notícia 15h55 - Plantão R C R 16h00 - Varanda Musical 16h30 - Informe Notícia 17h30 - Informe Notícia 17h45 - Regina Coeli - Liturgia das Horas - Vésperas 18h00 - A Voz do Pastor 18h15 - Oração do terço - Mistérios Luminosos 18h40 - Musical Mariano 19h00 - Voz do Brasil 20h00 – Musical Mensagem 21h00 - Orando com Você 22h00 - A voz do Pastor 22h30 – Jornal RNA 23h00 - Programa Salmos ao Deus da Vida 23h50 - MENSAGEM DE ENCERRAMENTO 00h00 - Rede Milícia Sat – Igreja no Rádio

Assista na TV Nazaré - Canal 30 SEXTA-FEIRA 00:00 Fraternidade em Ação 00:10 Adoração Ao Santíssimo 01:10 Terra Santa News 01:30 Mãe Maria 01:40 Comunidade Viva 02:00 Igreja que Sofre 02:30 Caminhando Na Fé 02:45 Mãe Maria 02:55 Palavra de Vida Eterna 03:00 EvangelizaShow 04:00 Diálogo Aberto 05:00 TeleCurso - Ensino Médio 05:30 TeleCurso - Ensino Médio Espanhol 05:45 Palavra de Vida Eterna 05:50 Mãe Maria 06:00 Terço Doloroso 06:25 Palavra de Vida Eterna 06:30 Caminhando Na Fé 06:45 Em Família 06:55 Preparando a Festa 07:00 Santa Missa Mantinal 08:00 Palavra de Vida Eterna 08:05 Mulher.com 10:15 Fraternidade em Ação 10:25 Palavra de Vida Eterna 10:30 Caminhando Na Fé 10:45 Mãe Maria 10:55 Meu Pensamento 11:00 Desenho 12:00 Nazaré Notícias 12:45 Novena de Nossa Senhora do Nó 12:55 Palavra de Vida Eterna 13:00 Fazendo Esperança 13:30 Caminhando Na Fé 13:45 Sal da Terra 14:00 Igreja que Sofre 14:30 Fraternidade em Ação 14:40 Em Família 14:50 Palavra de Vida Eterna 14:55 Meu Pensamento 15:00 De Mãos Dadas 16:00 TeleCurso - Ensino Médio 16:30 Fazendo Esperança 17:00 Palavra de Vida Eterna 17:05 Caminhando Na Fé 17:20 Fraternidade em Ação 17:30 Terço Doloroso 17:55 Preparando a Festa 18:00 Santa Missa Vespertina 19:00 Nazaré Notícias 19:45 Caminhando Na Fé 20:00 EvangelizaShow 21:00 Espaço Cultural 22:30 Terra Santa News 22:50 Novena de Nossa Senhora do Nó 23:00 Palavra de Vida Eterna 23:05 Caminhando Na Fé 23:20 Fraternidade em Ação 23:30 Terço Doloroso 23:55 Meu Pensamento SÁBADO 00:00 Música Mensagem 02:00 Fiacolata 03:00 EvangelizaShow 04:00 Despertai Para o Amor 05:00 Telecurso Ensino Fundamental 06:00 Terço Gozoso 06:25 Conversa com Meu Povo 06:55 Palavra de Vida Eterna 07:00 Notícias Pastorais 07:45 Sal da Terra 08:00 Palavra de Vida Eterna 08:05 Comunidade Viva 08:25 Meu Pensamento 08:30 Conversa com Meu Povo 09:00 Missa no Rio de Janeiro-RJ

10:00 Pesca Amazônia 11:00 Sal da Terra 11:15 Mãe Maria 11:25 Meu Pensamento 11:30 Palavra de Vida Eterna 11:35 Igreja no Brasil 11:40 Terra Santa News 12:00 Notícias Pastorais 12:45 Meu Pensamento 12:50 Mãe Maria 13:00 Viagem pela Amazônia 13:30 Conversa com Meu Povo 14:00 Pensando Bem 15:00 Despertai Para o Amor 16:00 Sal da Terra 16:15 Conversa com Meu Povo 16:45 Notícias Pastorais 17:30 Terço Gozoso 17:55 Palavra de Vida Eterna 18:00 Música Mensagem 20:00 Conversa com Meu Povo 20:30 Cine Nostalgia 21:30 Fiacolata 22:30 Despertai Para o Amor 23:30 Terço Gozoso 23:55 Meu Pensamento DOMINGO 00:00 Música Mensagem 02:00 Despertai Para o Amor 03:00 Sal da Terra 03:15 Notícias Pastorais 04:00 Igreja que Sofre 04:30 EvangelizaShow 05:30 Palavra de Vida Eterna 05:35 Terra Santa News 05:55 Palavra de Vida Eterna 06:00 Terço Glorioso 06:30 Sal da Terra 06:45 Fraternidade em Ação 06:55 Meu Pensamento 07:00 Santa Missa Dominical 08:00 Notícias Pastorais 08:45 Desenho 09:30 Comunidade Viva 09:50 Meu Pensamento 09:55 Palavra de Vida Eterna 10:00 Diálogo Aberto 11:00 Pesca Amazônia 12:00 Notícias Pastorais 12:45 Ângelus 13:00 Encantos da Amazônia 14:00 Terra Santa News 14:20 Palavra de Vida Eterna 14:25 Meu Pensamento 14:30 Igreja que Sofre 15:00 Cine Nostalgia 16:00 Dedo de Prosa 17:00 Palavra de Vida Eterna 17:05 Sal da Terra 17:20 Mãe Maria 17:30 Terço Glorioso 17:55 Palavra de Vida Eterna 18:00 EvangelizaShow 19:00 Despertai Para o Amor 20:00 Espaço Cultural 21:30 Janela Aberta 22:30 Palavra de Vida Eterna 22:35 Questão de Fé 23:35 Terço Glorioso SEGUNDA-FEIRA 00:00 Fraternidade em Ação 00:10 De Mãos Dadas 01:10 Terra Santa News 01:30 EvangelizaShow 02:30 Caminhando Na Fé 02:45 Mãe Maria

02:55 Palavra de Vida Eterna 03:00 Encantos da Amazônia 04:00 Diálogo Aberto 05:00 TeleCurso - Ensino Médio 05:30 TeleCurso - Ensino Médio Espanhol 05:45 Palavra de Vida Eterna 05:50 Mãe Maria 06:00 Terço Gozoso 06:25 Palavra de Vida Eterna 06:30 Caminhando Na Fé 06:45 Em Família 06:55 Preparando a Festa 07:00 Santa Missa Mantinal 08:00 Palavra de Vida Eterna 08:05 Mulher.com 10:15 Fraternidade em Ação 10:25 Palavra de Vida Eterna 10:30 Caminhando Na Fé 10:45 Mãe Maria 10:55 Meu Pensamento 11:00 Desenho 12:00 Nazaré Notícias 12:45 Novena de Nossa Senhora do Nó 12:55 Palavra de Vida Eterna 13:00 Fazendo Esperança 13:30 Caminhando Na Fé 13:45 Mãe Maria 13:55 Palavra de Vida Eterna 14:00 Igreja que Sofre 14:30 Fraternidade em Ação 14:40 Em Família 14:50 Palavra de Vida Eterna 14:55 Meu Pensamento 15:00 De Mãos Dadas 16:00 TeleCurso - Ensino Médio 16:30 Fazendo Esperança 17:00 Palavra de Vida Eterna 17:05 Caminhando Na Fé 17:20 Fraternidade em Ação 17:30 Terço Gozoso 17:55 Preparando a Festa 18:00 Santa Missa Vespertina 19:00 Nazaré Notícias 19:45 Caminhando Na Fé 20:00 Janela Aberta 21:00 Cine Nostalgia 22:00 Nazaré Notícias 22:45 Novena de Nossa Senhora do Nó 22:55 Meu Pensamento 23:00 Caminhando Na Fé 23:15 Fraternidade em Ação 23:25 Palavra de Vida Eterna 23:30 Terço Gozoso 23:55 Meu Pensamento TERÇA-FEIRA 00:00 Igreja no Brasil 00:10 De Mãos Dadas 01:10 Conversa com Meu Povo 01:40 Palavra de Vida Eterna 01:45 Meu Pensamento 01:50 Mãe Maria 02:00 Igreja que Sofre 02:30 Conversa com Meu Povo 03:00 Religare 03:30 De Coração 04:00 Janela Aberta 05:00 Telecurso Ensino Médio 05:30 Telecurso Espanhol 05:45 Palavra de Vida Eterna 05:50 Em Família 06:00 Terço Doloroso 06:25 Conversa com Meu Povo 06:55 Preparando a Festa 07:00 Santa Missa Mantinal 08:00 Palavra de Vida Eterna 08:05 Mulher.com 10:15 Palavra de Vida Eterna

10:20 Mãe Maria 10:30 Conversa com Meu Povo 11:00 Desenho 12:00 Nazaré Notícias 12:45 Novena de Nossa Senhora do Nó 12:55 Palavra de Vida Eterna 13:00 Sal da Terra 13:15 Meu Pensamento 13:20 Mãe Maria 13:30 Conversa com Meu Povo 14:00 Desenho 15:00 Novena do Perpétuo Socorro 15:45 Sal da Terra 16:00 Telecurso Ensino Médio 16:30 Conversa com Meu Povo 17:00 Palavra de Vida Eterna 17:05 Comunidade Viva 17:25 Meu Pensamento 17:30 Terço Doloroso 17:55 Preparando a Festa 18:00 Santa Missa Vespertina 19:00 Nazaré Notícias 19:45 Sal da Terra 20:00 Conversa com Meu Povo 20:30 Terra Santa News 20:50 Em Família 21:00 Questão de Fé 22:00 Nazaré Notícias 22:45 Novena de Nossa Senhora do Nó 22:55 Meu Pensamento 23:00 Conversa com Meu Povo 23:30 Terço Doloroso 23:55 Meu Pensamento QUARTA-FEIRA 00:00 Fraternidade em Ação 00:10 De Mãos Dadas 01:10 Terra Santa News 01:30 Encantos da Amazônia 02:30 Caminhando Na Fé 02:45 Mãe Maria 02:55 Palavra de Vida Eterna 03:00 Novena do Perpétuo Socorro 03:45 Caminhando Na Fé 04:00 Questão de Fé 05:00 TeleCurso - Ensino Médio 05:30 TeleCurso - Ensino Médio Espanhol 05:45 Palavra de Vida Eterna 05:50 Mãe Maria 06:00 Terço Glorioso 06:25 Palavra de Vida Eterna 06:30 Caminhando Na Fé 06:45 Em Família 06:55 Preparando a Festa 07:00 Santa Missa Mantinal 08:00 Palavra de Vida Eterna 08:05 Mulher.com 10:15 Fraternidade em Ação 10:25 Palavra de Vida Eterna 10:30 Caminhando Na Fé 10:45 Mãe Maria 10:55 Meu Pensamento 11:00 Desenho 12:00 Nazaré Notícias 12:45 Novena de Nossa Senhora do Nó 12:55 Palavra de Vida Eterna 13:00 Fazendo Esperança 13:30 Caminhando Na Fé 13:45 Sal da Terra 14:00 Igreja que Sofre 14:30 Fraternidade em Ação 14:40 Em Família 14:50 Palavra de Vida Eterna 14:55 Meu Pensamento 15:00 De Mãos Dadas 16:00 TeleCurso - Ensino Médio

16:30 Fazendo Esperança 17:00 Palavra de Vida Eterna 17:05 Caminhando Na Fé 17:20 Fraternidade em Ação 17:30 Terço Glorioso 17:55 Preparando a Festa 18:00 Santa Missa Vespertina 19:00 Nazaré Notícias 19:45 Caminhando Na Fé 20:00 Pensando Bem 21:00 Encantos da Amazônia 22:00 Nazaré Notícias 22:45 Novena de Nossa Senhora do Nó 22:55 Meu Pensamento 23:00 Caminhando Na Fé 23:15 Fraternidade em Ação 23:25 Palavra de Vida Eterna 23:30 Terço Glorioso 23:55 Meu Pensamento QUINTA FEIRA 00:00 Igreja no Brasil 00:05 Palavra de Vida Eterna 00:10 De Mãos Dadas 01:10 Conversa com Meu Povo 01:40 Palavra de Vida Eterna 01:45 Meu Pensamento 01:50 Mãe Maria 02:00 Igreja que Sofre 02:30 Conversa com Meu Povo 03:00 Encantos da Amazônia 04:00 Pensando Bem 05:00 Telecurso Ensino Médio 05:30 Telecurso Espanhol 05:45 Palavra de Vida Eterna 05:50 Em Família 06:00 Terço Luminoso 06:25 Conversa com Meu Povo 06:55 Preparando a Festa 07:00 Santa Missa Mantinal 08:00 Palavra de Vida Eterna 08:05 Mulher.com 10:15 Palavra de Vida Eterna 10:20 Mãe Maria 10:30 Conversa com Meu Povo 11:00 Desenho 12:00 Nazaré Notícias 12:45 Novena de Nossa Senhora do Nó 12:55 Palavra de Vida Eterna 13:00 Sal da Terra 13:15 Meu Pensamento 13:20 Mãe Maria 13:30 Conversa com Meu Povo 14:00 Desenho 14:55 Meu Pensamento 15:00 Adoração Ao Santíssimo 16:00 Telecurso Ensino Médio 16:30 Conversa com Meu Povo 17:00 Palavra de Vida Eterna 17:05 Terra Santa News 17:25 Meu Pensamento 17:30 Terço Luminoso 17:55 Preparando a Festa 18:00 Santa Missa Vespertina 19:00 Nazaré Notícias 19:45 Sal da Terra 20:00 Conversa com Meu Povo 20:30 Comunidade Viva 20:50 Em Família 21:00 Diálogo Aberto 22:00 Nazaré Notícias 22:45 Novena de Nossa Senhora do Nó 22:55 Meu Pensamento 23:00 Conversa com Meu Povo 23:30 Terço Luminoso 23:55 Meu Pensamento


10

Santa Missa

BELÉM, DE 31 DE AGOSTO A 6 DE SETEMBRO DE 2018

1º Caderno

Horários de Missas nas paróquias da Arquidiocese de Belém REGIÃO EPISCOPAL SANT’ANA

(Basílica Santuário) Nazaré - Belém Sábado: 7h, 8h30,12h,17h Domingo: 6h30, 8h, 10h, 16h30, 18h e 20h Telefone: 4009-8400

Telefone: 3297-7250

N. Sra. das Mercês (Reitoria) Comércio - Belém Sábado: 12h e 17h, Domingo: 12h e 17h

São Francisco de Assis (Capuchinhos) São Brás - Belém Sábado: 19h30 Domingo: 6h, 7h30, 9h30,18h, 20h Telefone: 3073-1500

Nossa Senhora de Fátima Icoaraci - Belém Terça, quinta e sexta: 18h30 Sábado: 19h - Domingo: 19h Telefone: 3297-7251

N. Senhora Auxiliadora Anita Gerosa (Aurá) - Ananindeua Domingo: 7h e 18h Telefones: 3255-3828

Sant'Ana da Campina Comércio - Belém Sábado: 12h (Igreja Matriz) Domingo: 7h (Col. D. Bosco) 9h (Igreja Matriz) Telefone: 3230-3734

Santo Antônio do Tucunduba Guamá - Belém Sábado: 19h30 Domingo: 7h e 19h30 Telefone: 3274 -9001

Jesus Bom Samaritano Tapanã - Belém Domingo: 7h30 e 19h30 Telefone: 3033-2004

N. Senhora das Vitórias Almir Gabriel - Marituba Sábado: 19h Domingo: 7h, 19h Telefone: 3292-0013

Nossa Senhora da Graça (Catedral) Cidade Velha - Belém Sábado: 19h, Domingo: 7h, 9h e 19h Telefone: 2121-3723/ 2121-3724

São Judas Tadeu Condor - Belém Sábado: 19h. Domingo: 7h, 9h e 19h Telefone: 3115-6020 Santa Teresinha do Menino Jesus Jurunas - Belém Sábado: 6h e 18h30 Domingo: 6h30, 8h30 e 18h Telefone: 3272-2251 Santo Antônio de Lisboa Batista Campos - Belém Sábado: 6h30, 12h, 17h e 18h30 Domingo: 8h, 11h, 17h, 18h30 e 20h Telefone: 3215-7004/ 3222-0097 Santíssima Trindade Campina - Belém Sábado: 16h,Domingo: 7h, 10h, 11h30, 17h30 e 19h Telefone: 3215-7007/ 3242-4917 Nossa Senhora da Conceição Cidade Velha - Belém Sábado: 18h30, Domingo: 7h, 9h e 18h Telefone: 3215-7006 São José Umarizal - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 11h e 19h Telefone: 3230-1633 Santa Luzia Jurunas - Belém De terça a sexta-feira: 19h Sábado: 18h30 Domingo: 7h; 9h; 18h30 Telefone: 3271-2146 Nossa Senhora de Lourdes Nazaré - Belém Seg a Sáb: 6h30 e 18h Domingo: 7h, 9h, 17h30 e 19h30 Telefone: 3223-5728 Nossa Senhora do Carmo Cidade Velha Sábado: 18h - Domingo: 7h REGIÃO EPISCOPAL SANTA MARIA GORETTI Santa Maria de Belém Terra Firme - Belém Terça: 19h Sábado: 19h - Domingo: 7h30 e 19h Telefone: 3253-5422 São Pedro e São Paulo Guamá - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h e 18h30 Telefone: 3283-6021/3259-0413 São José de Queluz Canudos - Belém Segunda a sábado: 6h30 e 19h Domingo: 7h, 10h, 17h e 19h Telefone: 3226-2612 São Domingos de Gusmão Terra Firme - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h e 19h30 Telefone: 3253-2656/3274-4746 São Miguel Arcanjo Cremação - Belém Sábado: 18h30 Domingo: 7h30, 11h e 18h30 Telefone: 3283-6022 Nossa Senhora de Fátima Fátima - Belém Sábado: 17h30 Domingo: 6h45, 8h30, 17h30 e 19h30 Telefone: 3266-1392/3226-0503 Santa Maria Goretti Guamá - Belém Domingo: 9h30 e 18h Telefone: 3283-6023 Nossa Senhora de Nazaré

REGIÃO EPISCOPAL SANTA CRUZ Imaculada Conceição Castanheira - Belém Sábado: 17h. Domingo: 7h e 19h Telefone: 3277-4642/98111-8110 São Sebastião Sacramenta - Belém Sábado e domingo: 7h, 17h e 19h Telefone: 3264-9060/3254-7354 Jesus Ressuscitado Marambaia - Belém Sábado: 18h Domingo: 7h, 10h e 18h Telefone: 3277-4643 São Geraldo Magela Val de Cans - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h30, 10h30 e 18h Telefone: 3257-7950 N. Sra do Perpétuo Socorro Telégrafo - Seg. a sábado: missa - 19h Domingo: missa: 7h, 8h30, 17h30 e 19 h - Telefone: 3233 1797 São Jorge Marambaia - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h, 17h e19h Telefone: 3277-4641 São Raimundo Nonato Umarizal - Belém Sábado: 6h30 e 18h Domingo: 6h30, 8h30 e 18h Telefone: 3277-4644 Santa Cruz Marco - Belém Sábado: 18h30 Domingo: 7h, 9h, 11h e 18h30 Telefone: 3277-4640/3276-0941 Nossa Senhora da Conceição Aparecida Pedreira - Belém Terça a Sábado: 18h Dom.: 7h, 9h e 18h/1ª Sexta-mês: 9h Telefone: 3233-4224/3276-9573 São Francisco Xavier Marco - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h e 18h Telefone: 3352-8845 N. Senhora, Mãe da Divina Providência Val de Cans - Belém Sábado:19h - Domingo: 7h e 19h Telefone: 3257-2388 Sagrada Família Curió Utinga - Belém. Sábado: 7h e 19h30 Domingo: 7h, 9h e 19h30 São João Paulo II Souza - Belém De terça a sábado: 18h Domingos: 8h e 18h Telefone: 3277-4062 Nossa Senhora de Loreto Marco - Belém Telefone: (91) 3355-6302 Sábado: 17h Domingo: 7h, 9h, 11h, 17h e 19h São Benedito Rua São Benedito, Barreiro Terça a sexta-feira - 19h Sábado - 8h (missa com crianças) Domingos - 7h30 e 18h30 REGIÃO EPISCOPAL SÃO JOÃO BATISTA São João Batista e Nossa Senhora das Graças Icoaraci - Belém Terça a sexta: 6h30 Sábado: 6h30, 17h, 20h Domingo: 7h e 18h

São Francisco de Assis Tapanã - Belém Domingo: 7h e 18h30 Telefone: 3258-8036

São Francisco das Ilhas Cotijuba - Belém Terça e quinta: 19h30 Sábado: 19h30 Domingo: 7h e 19h30 Telefone: 3247-1438 Nossa Senhora da Imaculada Conceição Outeiro - Belém Terça e quinta: 19h; Sábado: 9h Domingo: 7h e 18h Telefone: 3267-1174 Nossa Senhora do Livramento Icoraci - Belém Terça, quinta, sexta e sábado:19h Domingo: 7h e18h Telefone: 3288-4250 Divina Misericórdia Águas Negras - Icoaraci Terça a sexta: 18h30 Sábado: 17h e 19h30 (comunidade) Domingo: 7h e 19h 30 Santo Afonso de Ligório Pratinha - Belém Sábado: 19h Domingo: 8h30 e19h Telefone: 3258-1554/3274-8281 São Francisco de Assis Campina - Icoaraci Domingo: 7h, 9h e 18h30 De terça-feira a sexta-feira: 19h Telefone: 3297-0765 REGIÃO EPISCOPAL CORAÇÃO EUCARÍSTICO DE JESUS Coração Eucarístico de Jesus Catalina - Belém Sábado: 18h Domingo: 7h, 10h e 18h Telefone: (91) 3285-1433 Santa Edwiges Mangueirão - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h30 e18h Telefone: 3279-1654 N. Senhora Rainha da Paz Bengui - Belém Domingo: 7h, 9h e 18h30 Telefone: 3277-4645 Nossa Senhora do Bom Remédio Conjunto Satélite - Belém Sábado: 17h30 Domingo: 7h e 18h30 Telefone: 3289-5355/3248-1136 Natividade de Nosso Senhor Jesus Cristo Conjunto Sideral - Belém Domingo: 7h, 9h e18h Telefone: 3067-2017 Santa Luzia do Bom Futuro Cabanagem - Belém Sábado: 17h - Domingo: 7h e 19h São José de Anchieta Alameda Ns-13, 65 - Coqueiro Sexta - 7h30 Domingo - 7h; 18h Santa Teresinha do Menino Jesus Tenoné - Belém Domingo: 7h e 18h Telefone: 3289-5368 Nossa Senhora de Lourdes Coqueiro - Ananindeua Sábado: 17h. Domingo: 7h e 19h Telefone: 3275-2391 Santo Antônio de Pádua Coqueiro - Ananindeua Sábado: 19h. Domingo: 7h e 18h Telefone: 98152-2200 Arcanjo São Miguel Una - Ananindeua

Sábado: 19h Domingo: 7h30. 9h30 e 19h Telefone: 3234-4674 REGIÃO EPISCOPAL MENINO DEUS

Sagrado Coração de Jesus Júlia Seffer - Ananindeua Sábado: 19h Domingo: 7h30, 9h e18h Telefone: 3265-5413 Sagrado Coração de Jesus Distrito Industrial - Ananindeua Sábado: 19h Domingo: 7h, 8h30 e 17h30 Telefone: (91) 98855 - 2232

Área Missionária São Paulo, Apóstolo Rodovia BR-316 Domingo: 9h e 11h Telefone: 98292-9199 Santíssimo Sacramento Nova União - Marituba Sábado: 18h30 (Capela N. Sra. do Perpétuo Socorro) Domingo: 18h30 (Capela S. Francisco de Assis) REGIÃO EPISCOPAL SÃO VICENTE DE PAULO Cristo Rei Guanabara - Ananindeua Domingo: 7h, 9h30 e 19h Telefone: 3235-1405 Divino Espírito Santo Cidade Nova - Ananindeua Sábado: 7h. Domingo: 7h, 9h e 18h Telefone: 3263-0603 Santo Inácio de Loyola Icui Guajará - Ananindeua Domingo: 7h e18h Telefone: 991541971

Paróquia Nossa Senhora do Carmo Benevides Sábado - 19h Domingo - 8h e 19h Telefone: (91) 3724-1098

São Lucas Evangelista Guajará - Ananindeua Quinta : 7h e 18h30. Sexta: 18h30 Sábado: 9h e18h30. Domingo: 7h, 17h e 19h Telefone: 3353-0364

Menino Deus Centro - Marituba Domingo: 6h, 8h30 e 18h Telefone: 3237-8351

Santa Maria Mãe de Deus Maguari - Ananindeua Terça, quarta, sexta e sábado: 7h Quinta: 19h; Domingo: 7h e 19h Fone: (91) 3255-5284

N. Sra. de Nazaré Marituba - Quarta - feira Horário de Missa: às 19h Domingos: às 8h30 Telefone: 98040-5117 /98102 - 7344

Santa Teresinha Águas Lindas - Ananindeua Domingo: 7h30 e 18h Telefone: 9916-4548/99169-3443

N. Sra. das Graças Centro - Ananindeua Sábado: 19h Domingo: 7h e 19h Telefone: 3255-2654

N. Senhora de Guadalupe Coqueiro - Ananindeua Terça a sexta: 19h Sábado: 18h30 Domingo: 7h ,9h e18h Telefone: 3245-7440

N. Sra. do Ó Vila - Mosqueiro Sábado: 19h30 Domingo: 6h30, 9h30 e 19h30 Telefone: (91) 3771-1278

Cristo Peregrino Jaderlândia - Ananindeua De Segunda a Sábado: 19h Domingo: 7h,17h e19h Telefone: 3237-9891

São Pio X Águas Lindas - Ananindeua Domingo: 7h30 e 19h30 Telefone: 32155-2583

Santa Paula Frassinetti Cidade Nova VI - Ananindeua Segunda e quarta: 18h30 Terça e quinta: 19h30 Sexta: 7h. Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h, 18h Telefone: 3279-2620

Santa Rosa de Lima Independente - Benevides Terça a Sexta:18h, Sábado:17h, 19h Domingo: 07h30 e 19h Telefone: (91)3724- 1135 Bom Pastor Nova Marituba - Marituba Segunda a Sexta: 18h Sábado: 6h, 9h30 e 19h Domingo: 6h, 9h30 e 19h Telefone: 4106-0202 N. Sra da Conceição Praça Matriz - Benfica Domingo: 6h15 e 19h30 Telefone: 3450-8147 N. Sra da Conceição Carananduba - Mosqueiro Ter a Sex: 18h30 Sábado: 18h30 Domingo: 7h e 19h Telefone: 3772-1183 Santa Bárbara Centro - Santa Bárbara Domingo: 7h30 e 19h Telefone: 3776-1529 São Marcos Uriboca - Marituba Terça: 19h. Domingo: 7h e 19h Telefone: 3237-8351 Pedro Pescador Baía do Sol - Mosqueiro Ter a sexta: 19h (Igreja S. Sebastião) Quarta: Matriz - 19h Sábado:19h (Igreja São Sebastião) Domingo: 8h (Ig. S. Sebastião); 10 h 3 0 ( I g . D i v. E s p . S a n t o ) ; 19h ( Matriz) Telefone: 99919-4153

Transfiguração do Senhor Curuçambá - Ananindeua Sábado: 18h30 e 20h Domingo: 7h e 18h30 Telefone: 3286-8570 Santa Rita de Cássia Cidade Nova V - Ananindeua. Sábado: 6h30 e 17h30 Domingo: 6h30, 8h30, 7h30 e 19h30. Telefone: 3273-3191/ 3273-3310 Paróquia Santíssimo Redentor Icuí-Guajará - Ananindeua Sábado: 19h30 - Igreja Matriz Domingo: 7h - Igreja Matriz 9h - Comunidade Santo Afonso 17h - Igreja Matriz 19h - Comunidade Cristo Rei São Vicente de Paulo Paar - Ananindeua Domingo: 7h, 8h30 e 19h São José Operário Conj. Carnaúba, Icuí - Ananindeua Domingo: 7h e 18h Telefone: 3295-3545/3031-1172 Nossa Senhora do Amparo Cidade Nova 8 - Ananindeua Terça a Sexta: 19h - Sábado: 19h30 Domingo: 7h, 9h e 18h Telefone: 3287-2418 Santo André Apóstolo Coqueiro - Ananindeua Segunda a sexta - 19h Sábado: 19h45 - Domingo: 8h 19h Telefone: (91) 3235-1658

Não encontrou o horário das missas da sua paróquia aqui? Entre em contato com seu pároco ou com a secretaria da sua paróquia e solicite que nos informem para podermos publicar.


1º Caderno

Fundação Nazaré 11

BELÉM, DE 31 DE AGOSTO A 6 DE SETEMBRO DE 2018

FOTOS: DIVULGAÇÃO

w IMAGEM de Nossa Senhora ao lado: oração e intercessão

A

proximidade do Círio de Nossa Senhora de Nazaré em outubro vai envolvendo toda a cidade de Belém, e nesse clima de alegria a Fundação Nazaré de Comunicação (FNC), também partilha com a comunidade toda essa preparação entre os devotos da Virgem de Nazaré. Os quatro veículos de comunicação – TV Nazaré, Rádio Nazaré FM, o Portal Nazaré e o jornal Voz de Nazaré vão aproximando o povo de Deus, divulgando toda a movimentação rumo à grande festa. Uma das produções são os encontros de oração dos fiéis pedindo a intercessão de Nossa Senhora de Nazaré para alcançar graças junto ao seu filho Jesus. São as novenas, a exemplo daquilo que se realiza nos lares, só que veiculados pelos meios de comunicação da Arquidiocese em torno do tema deste ano - “Uma jovem chamada Maria”.

w CASAIS da Paróquia São Judas Tadeu participam da peregrinação

Peregrinações do Círio nas mídias da Fundação Nazaré TV, Rádio e Portal Nazaré exibem reflexões a partir do dia 28 de setembro

w MÃES que oram pelos filhos: unidas em peregrinação

A Fundação Nazaré realiza todos os anos a cobertura de todos os momentos -antes, durante e depois - do Círio de Nazaré. O trabalho da Fundação envolve conjuntamente a Direto-

ria, as áreas de jornalismo (rádio, TV, internet e jornal impresso), funcionários, estagiários e o voluntariado para levar ao público local, do Brasil e estrangeiro, toda as informações da devoção

mariana do paraense. A produção da TV Nazaré já começou a preparar as peregrinações. As primeiras gravações realizadas contaram com a participação de leigos como o grupo “Mães

que oram pelos filhos” e o grupo do Encontro de Casais com Cristo (ECC) da Paróquia São Judas Tadeu, localizada no bairro da Condor. A peregrinação pelos veículos de comunicação começa a ser exibida a partir do dia 28 de setembro, seguindo-se por 15 dias até às proximidades do Círio de Nazaré. OUTROS - Na Rádio Nazaré FM também será possível acompanhar a peregrinação no mesmo período, além de acompanhar as “histórias de fé”, com depoimentos e relatos sobre graças alcançadas por intercessão de Nossa Senhora. Da mesma maneira, essa

produção pode ser acompanhada pelo Portal Nazaré, que também estará divulgando em tempo real o noticiário sobre o Círio de Nazaré, dentre outras programações. PEREGRINAÇÕES NOS SETORES DA FUNDAÇÃO

A Fundação Nazaré de Comunicação também aproveita a ocasião para promover a preparação espiritual das equipes da instituição para que todos possam desempenhar com êxito a extensa cobertura dos eventos ligados ao Círio de Nazaré durante toda a festividade na Arquidiocese de Belém.

Parabéns para você!

Q

uero agradecer, primeiramente, a Deus pelo dom da vida, pela minha saúde, pela minha família. Agradeço por Ele ter me feito cristã, de poder crer na Trindade Santa e na Mãe de Jesus. Peço que sempre aumente minha fé e me guie nessa caminhada! ALINE CARDOSO DOS SANTOS, secretária executiva 31 anos, (04/09) 31/08 Celeste Monteiro Gonçalves Elyvane Barbosa Monteiro e Eilyn Juliana Irany Nogueira da Costa Jamil Moreno Sales Maria Helena Duarte

Raimunda Arlete Faro da Silva Raimunda do Socorro Pinheiro Carvalho Raimunda Lameira Lima Raimunda Nobre Oliveira Raimunda Vitor Farias 01/09 Izabel de Jesus Amaral Maria das Gracas Rodrigues Sasaki Maria de Belém Leão Cunha Maria de Belém Teixeira Angelim Maria do Socorro Jesus dos Santos Farias Maria Helena Soares Costa Milza Hage Cecim Raimundo Marques Cardoso Simone da Silva Mamede 02/09 Aline do Socorro Furtado da Silva Analéa Menezes Gomes Isaura Barbosa da Silva Lizélia de Barros Ferreira Maria de Nazaré Silva Maria José da Silva Moura Maria Lúcia da Fonseca Gomes Maria Soares 03/09 Altair dos Santos Fonseca Aurilena Neves Deuzalina Faro Sampaio Deuzilene Moreira Viana Edilena Cordeiro da Silva Jaime Barros da Silva Jeffer Júnior Duarte Gonçalves Jorge Aristeu Costa José Humberto Vianna Longo José Maria Alves da Silva Josivan Pinheiro Correia Manoel Carmelino Mendes de Souza Maria das Graças Afonso do Amaral Maria do Socorro Tavares Castro Ruth Pimentel Monteiro

Silney Alexandre Costa dos Santos Terezinha de Jesus dos Santos Théo Fonseca Botelho 04/09 Aline Cardoso dos Santos Carlos Alberto Frota Domingas Medeiros da Silva Maria do Socorro Ferreira das Dores Raimunda Nonata Nantes de Abreu Roberto Costa de Andrade Rômulo Cunha Vieira Rosa Soares Moreira de Sousa Rosalina da Silva Silvia Clélia Lobato da Silva Vale Terezinha de Jesus Pereira Guimarães 05/09 Carlos Ernani Nunes Garcia Elizângela Neves Fernandes

w

Francisca Barbosa de Paiva João do Carmo Barbosa Manoel Benedito Lobato da Silva Manoel Luiz Fernandes da Silva Maria de Lourdes Brito Souza Maria Odila da Silva Pereira Neide do Socorro Serrão de Oliveira Raimunda de Souza Gonçalves Vangel Vasconcelos Pinto 06/09 Eliana Helena Fernandes Evangelista Lidia Suely Lago de Araújo Maria do Carmo Silva Neide Barbosa Brabo Nilma de Nazaré de Souza Ferreira Terezinha Costa da Silva Vitória do Socorro Santos Negrão Zacarias Tavares

Aniversário natalício de padres e diáconos diocesanos 31/08 - Diác. Moisés de Jesus Conceição Rabelo 31/08 - Diác. Raimundo Hédison Alves de Oliveira 31/08 - Diác. Raimundo Nonato Braga 02/09 - Pe. Amadeu Alves Linhares Neto 02/09 - Pe. Antônio Cleidvan Bezerra Vieira 04/09 - Pe. Cleiton Marcos da Silva Liker 04/09 - Diác. Raimundo Cordeiro de Brito 05/09 - Pe. Ulisses José Albuquerque de Campos

w

Aniversário de ordenação dos padres e diáconos diocesanos 02/09 - Pe. Ederaldo da Mata Silveira 03/09 - Pe. Hellyson Wagner Amaral de Lima 04/09 - Diác. Benedito Otávio Cardoso Quaresma

AJUDE A MANTER A FUNDAÇÃO NAZARÉ DE COMUNICAÇÃO. LIGUE PARA 4006-9200 E SEJA SÓCIO DA FAMÍLIA NAZARÉ.


12

Arquidiocese

BELÉM, DE 31 DE AGOSTO A 6 DE SETEMBRO DE 2018

1º Caderno FOTOS: DIVULGAÇÃO

w EVENTO está inserido dentro da Semana Nacional da Família

w SEXTA CAMINHADA em prol dos valores humanos e cristãos

Arquidiocese de Belém promove VI Caminhada pela Vida e pela Família Programação mostra para toda a sociedade o posicionamento da Igreja em favor da vida

P

elo sexto ano consecutivo a Arquidiocese de Belém, por meio da Pastoral Familiar, realizou a Caminhada Pela Vida e Pela Família no último domingo, 26, que congregou todas as forças vivas da Igreja de Belém em um público estimado em três mil pessoas. Com o tema “Ser Luz do mundo é dizer sim à vida e à família”, o evento teve início com Santa Missa, às 7h, presidida por Dom Alberto Taveira Corrêa, Arcebispo Metropolitano, e concelebrada por diversos padres, na Matriz de São Raimundo Nonato, no Umarizal. Inserido dentro da

Semana Nacional da Família, a sexta caminhada teve como principal foco ser um gesto concreto da pastoral organizadora em prol dos valores humanos e cristãos junto à sociedade. O evento também é uma manifestação de apoio incondicional à vida e a família que, em episódios recentes, estava ameaçada com a discussão da legalização do aborto até a 12ª semana. Presente em todo trajeto da caminhada, Dom Alberto destacou que é necessário um cultivo de uma paixão pela vida: “‘Escolhe, pois a vida’ diz a palavra de Deus. Então nós escolhemos a

vida e ao escolhê-la queremos viver de verdade para que essa defesa seja sustentada com toda a disposição. Portanto, é a nossa oração, nossa participação nos movimentos familiares, participação na pastoral da Igreja e, é claro, cada pessoa viver bem na sua própria família.” Sobre o contexto recente, o Arcebispo afirma que “a nossa Arquidiocese, podemos dizer assim, tomou a iniciativa muito antes dessa explosão pró-aborto, pois tínhamos a consciência da importância e de como deveríamos trabalhar. Portanto, é a nossa adesão a um trabalho

w PROGRAMAÇÃO contou com participação de mais de três mil pessoas

eu indico

MAURÍCIO DA SILVA MENEZES

24 anos, Estudante

E

u indico o livro “Orações do cristão católico”, do autor Edrian Josué. Rezar faz parte, ou deveria fazer parte do dia a dia de cada pessoa cristã. A fé se alimenta da oração, seja mediante livros ou na inspiração e intimidade. Esse livro de orações diárias é uma companhia excelente para todos. São oferecidas as orações que estão na memória afetiva de todos nós, cristãos, pois, é da oração que nasce a inspiração e a força para nos manter animados, equilibrados e íntegros em nossa vida.

que está sendo feito no país inteiro em favor da vida. Para nós é fundamental fazer isso.” Ao término da celebração, os participantes, acompanhados de um trio elétrico que animava com louvores, rumaram à Matriz de Perpétuo Socorro, no Telégrafo, percorrendo um trajeto de 1,7 km. Para o padre Idamor da Mota, assessor arquidiocesano da Pastoral Familiar, a caminhada mostra para toda a sociedade o posicionamento da Igreja em favor da vida: “temos que ser a voz daqueles que não podem falar. É de grande importância essa iniciativa da pastoral familiar que os

cristãos vêm nos apoiar. O foco principal é contra o aborto e também em favor da família que está sendo destruída em todos os âmbitos. Não é uma questão de religião, mas algo que acomete toda a sociedade e da mesma forma devemos nos posicionar.” Presente em 85% das paróquias da Arquidiocese de Belém, a Pastoral Familiar mobilizou um grande número de seus agentes. Com cartazes, faixas e outros tipos de materiais de divulgação, o apoio dessas pessoas foi fundamental para o êxito da caminhada. Com a esposa, Diones Pinto, do núcleo da pastoral na

Paróquia de São Pedro e São Paulo, no Guamá, participava pelo segundo ano da caminhada e para ele, o evento possui um valor imensurável: “O aborto é uma espécie de assassinato que está camuflado. A vida vem do início, da concepção, e toda ela deve ser preservada. Cristo deu a vida por nós e como nós podemos tirar ela? Essa caminhada é uma ferramenta muito importante no combate dessas situações que são contra os valores familiares. Família é a base, é a célula de tudo. E todas as coisas que são contra a família, para mim, devem ser combatidas ferrenhamente.”

w UMA MANIFESTAÇÃO de apoio incondicional à vida e a família

BOA DICA

LIVROS E CD'S

n PAULO E O DOM - Livro (Paulus, R$41,00)

n VOCAÇÃO EM CANÇÃO - Pe. Zezinho, CD (Paulinas, R$10,99)

O

P

título “Paulo e o dom” tem uma dupla nuance. Vai ao encontro d o e n q u a d ra m e n t o d e nossa discussão dentro da antropologia do dom, mas também indica que nosso foco primário será a doação divina do dom, o que, para Paulo, é realçado e realizado no dom de Cristo (o dom). O que está diante de você é uma reconsideração de ‘graça’ dentro da antropologia e da história do dom, um estudo das interpretações da beneficência divina no período do Segundo Templo e, dentro desse contexto, uma nova avaliação da teologia de Paulo do evento Cristo como dom, como se expressa em Gálatas e Romanos.

e. Zezinho, scj, celebra 50 anos de evangelização cantando a fé. C o m p o s i t o r, cantor, escritor, pregador, comunicador e descobridor de talentos. Com alegria e gratidão a Paulinas-COMEP celebra seus 50 anos de Evangelização com a canção e neste CD resgatamos 12 canções Vocacionais que certamente marcaram a história de muitas pessoas no Brasil e em outros países.


Caderno Dois

BELÉM, DE 31 DE AGOSTO A 6 DE SETEMBRO DE 2018

Tudo pronto: “Em Família” será dia 31 FOTOS: DIVULGAÇÃO

O benfeitor da Família Nazaré é o foco do programa

F

w APRESENTADORES Dom Irineu e Elyvane

w BENFEITORES acompanhando o programa ao vivo

inalizados os preparativos, chegou o grande dia. Nesta sexta-feira, 31 de agosto, todo o quadro de diretores e funcionários da Fundação Nazaré de Comunicação dedicase ao programa “Em Família” e aguarda na sede da instituição o seu convidado especial: o benfeitor da Família Nazaré. É chegado o momento de, agradecer a Deus, mais uma vez pela vida de todas as pessoas que ajudam a Arquidiocese de Belém a manter e a divulgar para o mundo o seu trabalho de evangelização. Desde o mês de maio, tão logo foi concluído o programa especial daquele mês, as atenções de todos os setores da Fundação Nazaré se voltaram à preparação da edição deste mês. Assim, a partir das 9h, de sexta-feira, 31 de agosto, os benfeitores podem acompanhar tudo pelos veículos de comunicação da Fundação Nazaré. A programação tam-

bém vai enaltecer a participação do benfeitor na formação das vocações surgidas para a Igreja de Belém, a partir do trabalho desenvolvido pela Fundação. A temática vocacional justifica-se pela atenção da Igreja a esse assunto, ressaltado por toda o mês de agosto. Desse modo, participam do programa personalidades ligadas à missão evangelizadora, como: sacerdotes, religiosas e ministérios de música, pessoas que em algum momento de sua caminhada tiveram participação no trabalho da Fundação. BENFEITOR É ESPERADO

A sede da Fundação Nazaré de Comunicação é toda preparada com o objetivo de acolher os benfeitores que, desde o começo da iniciativa no ano passado, além de acompanhar o programa feito ao vivo e gerado a partir dos estúdios da TV Nazaré,

gosta mesmo é de estar presente na sede da Fundação e ver como tudo se processa dentro das dependências da instituição. O benfeitor, se assim desejar, pode comparecer na Fundação Nazaré na hora do programa. A apresentação do programa deste mês é de Dom Irineu Roman, Bispo Auxiliar de Belém, ao lado de Elyvanne Barbosa, coordenadora da Rádio Nazaré FM, do padre Vandilson Lima, pároco da Paróquia São Pedro Pescador, em Mosqueiro. A programação é realizada para destacar a Família Nazaré. Expressa o agradecimento da Arquidiocese de Belém e, também, através do exemplo daquele que já faz parte da Família Nazaré, e é também um convite para que outras pessoas também possam integrar-se ao grupo de benfeitores e, dessa forma, alcançar mais pessoas que possam ajudar a manter a obra de evangelização arquidiocesana em Belém.

Estilista contribui pela segunda vez com Família Nazaré Nesta sexta-feira, 31, a imagem de Nossa Senhora de Nazaré sorteada durante o programa especial “Em Família” para os benfeitores da Família Nazaré adimplentes e inscritos em agosto será acompanhada de um belo manto confeccionado pelo estilista Luiz Langer. Esta é a segunda contribuição do designer de moda com

a Fundação Nazaré. Langer, que já contribuiu com o Círio de Nazaré em 2006 quando, naquele ano, confeccionou o manto que vestiu a imagem na Romaria da Juventude, conta que para peça a ser sorteada no dia 31, a inspiração deuse com o tema da Festa de Nazaré 2018: “Uma jovem chamada Maria”. Segundo ele, o man-

to, que levou duas semanas para ser produzido, possui os símbolos religiosos de dois anjos que representam a figura do anjo Gabriel na anunciação de Jesus a Maria. Na parte de trás, o Espírito Santo representado como uma pomba branca. “Como na passagem do anúncio que o anjo anunciou e o Espírito Santo encar-

SORTEIO Para ser benfeitor, basta cadastrar-se e confirmar sua inscrição efetuando a primeira contribuição. O interessado pode faze-lo aqui mesmo nesta página, preenchendo o formulário abaixo e entrega-lo na Fundação Nazaré. Há outras formas de cadastrarse. (Leia a informação ao lado formulário). Encontre o melhor meio

CAMPANHA SEJA MAIS UM - Colabore com a obra

de evangelização da Arquidiocese sendo mais um benfeitor da Fundação Nazaré de Comunicação. O cadastro pode ser feito pessoalmente na sede da Fundação, situada na avenida José Malcher, nº 915 – Edifício Paulo VI, Nazaré, de segunda a sábado, das 7h às 19h. Ou pelos sites oficiais (www.sejamaisum. com), (www.fundacaonazare.com.br), ou pelo telefone (91) 4006-9211. Se preferir entrar em contato por e-mail, envie mensagem para famjor@fundacaonazare.com.br e faleconosco@fundacaonzare.com.br estilista com Fundação Nazaré. No ano

a

quidiocese de Belém com a sua doação: “devido os recursos poucos viabilizados, como doação pensei que o manto, símbolo religioso

para inscrever-se. A cada evento do “Em Família”, a Arquidiocese de Belém tem procurado registrar concretamente seu agradecimento pelas doações. O programa desta sexta-feira, 31 de agosto, terá o sorteio de uma imagem de Nossa Senhora de Nazaré, ornadacom coroa, e o manto confeccionado e doado pelo estilista Luiz Langer.

nou-se no ventre da Virgem Maria e aí nasceu Jesus, nosso Salvador”, afirma o estilista. Como dito anteriormente, esta é a segunda contribuição do a estilista com Fundação Nazaré. No ano

passado, no período do Círio, a instituição sorteou uma imagem réplica da Virgem de Nazaré. O estilista destaca a alegria em ajudar os meios de comunicação da Arquidiocese de Belém com a sua doação: “devido os recursos poucos viabilizados, como doação pensei que o manto, símbolo religioso

e de grande apreciação dos fiéis no revestimento das imagens, que esse instrumento de evangelização pudesse chamar a atenção dos fiéis para poder reforçar essa contribuição aos meios de comunicação da Fundação Nazaré.”


2

Igreja

BELÉM, DE 31 DE AGOSTO A 6 DE SETEMBRO DE 2018

2º Caderno

Miscelânea Côn. Cláudio Barradas (claudiobarradaspe@gmail.com)

R

etomo, nesta edição, a síntese cronológica do culto à Virgem de Nazaré em nossa Belém, interrompida, na da semana passada, para transcrição do belo escrito do saudoso barnabita pe. Vicente Di Schiena, intitulado “Teologia da Corda”. Prossigo a partir de onde, então, fiquei: o ano de 1971. 1972: - Primeira Missa do Mandato, na Basílica de Nazaré, felicíssima iniciativa do pároco, Pe. Giovanni Incampo, com, ao final, bênção e envio das imagens da Virgem destinadas à peregrinação a residências integrantes da paróquia, nos trinta dias que antecedem o Círio em preparação espiritual à grande Festa. Com o passar dos anos essas benditas e frutuosas peregrinações estenderam-se a quase todas as paróquias da Arquidiocese. - A Diretoria da Festa teve a ideia de substituir os bois que puxavam os carros do Círio por pequenos tratores de roda pneumáticas, mas o povo protestou e os carros ficaram mas puxados

A propósito do Círio (38) por pessoas. - A mensagem especial do programa da festividade desse ano foi de autoria nada mais nada menos que do Papa Paulo VI. 1973: - O Círio saiu da capela do Palácio Lauro Sodré, fronteira à lateral do Palácio da Prefeitura, Antônio Lemos, também conhecido como Palacete Azul, recuperada pelo Governador, o engenheiro Fernando Guilhon, gente boa, tão simples que, nas manhãs de sábado, fazia o trotoir pela João Alfredo, costume de então, para poder conversar com quem encontrava. Eu era um. Em cada esquina, um grupo de amigos, a bom bater papo. No final da manhã, a maioria acabava tomando cerveja num barzinho aí perto. - A fachada da Basílica, nesse ano, teve iluminação indireta, feita por possantes holofotes, colocados estrategicamente no largo em

DIVULGAÇÃO

w O CÔNEGO ÁPIO já idoso e meio calvo

frente, coisa de que não houve quem gostasse, - como é difícil agradar ao nosso povo, gentinha mais exigente! - para desapontamento da Diretoria, que agira assim com a melhor das intenções. 1974: - a Grafisa, editora aqui de Belém, edita o livro de José Maria Barbosa “Os Caminhos do Círio”. - O programa da fes-

tividade, muito bem elaborado, com treze folhas, traz a capa desenhada e mensagem do Cônego Ápio Campos, grande intelectual, poeta, contista, cronista, romancista, professor universitário, ilustre membro da Academia Paraense de Letras. Fomos bons amigos. Eu era leitor assíduo de sua biblioteca. Graças a ele fiquei conhecendo

as obras de, entre outros, Gustavo Corção, Tristão de Ataíde (Alceu de Amoroso Lima), Chesterton, Fulton Shen, ao depois bispo, Jacques e Raíssa Maritain, todos grandes escritores católicos. Deus o tenha e à sua querida mãezinha, a professora Evarinta, uma santa mulher, a quem todos que tinham tido a honra de conhecê-la chamavam de mãe e aos quais ela, por sua vez, tinha como filhos. Euzinho aqui, que glória a minha, fui um deles. Cônego Ápio costumava chamar carinhosamente “meu camarada” a cada um dos não poucos jovens acolhidos por ele e sua mãe na casa em que moravam. Faleceu aos 84 anos, a meu ver num injusto esquecimento, apesar dos pesares, o que, convenhamos, não vem ao caso. Não há esse homem, por mais ilustre ele seja, que não tenha lá suas falhas. Sem um único defeito, perfeitís-

simo, só mesmo Deus e ninguém mais. - Nelson Ribeiro, Diretor da Festa, e o pároco de Nazaré, Padre Giovanni Incampo, criam a Guarda de Nazaré, organização da maior importância, que presta relevantes serviços, não só durante a chamada Quadra Nazarena, como também o ano inteiro e não apenas à Paróquia de Nazaré, mas, igualmente, a toda a Arquidiocese sempre que chamada e, até, sem o ser. Isso que é bem servir! Meus entusiásticos aplausos. 1975: - O Pe. José Fernandes de Oliveira, scj, mais conhecido como Padre Zezinho, mineiro, compõe a letra e o hino de “Maria de Nazaré”, que não há quem não conheça, não só aqui em Belém, como Brasil afora, e é um dos mais cantados pelo povo que sabe de cor suas seis estrofes. Os anos finais da década de 70 ficam para a próxima edição. Shalom!

Santos da semana Diác. Benedito Otávio (artpresent@superig.com.br)

04/09 - TERÇA-FEIRA Santa Rosália - Virgem

31/08 - SEXTA-FEIRA São Raimundo Nonato - Cardeal

Nasceu de uma família nobre do sul da Itália, em 1125. Tinha 14 anos quando Nossa Senhora lhe apareceu e recomendou que deixasse o mundo, pois, nele, sua alma correria perigo. Rosália, obedecendo à Virgem, fugiu ocultamente de casa, sem avisar os pais. Dois Anjos, com figuras humanas, a acompanharam até uma gruta onde ela se ocultou, levando vida de oração e penitência. Novamente escoltada pelos mensageiros celestes, Santa Rosália foi para o alto do Monte Pelegrino, onde passou 16 anos até sua morte.

Mais um grande homem da Espanha, que, ao nascer, em 1200, teve complicações, vindo sua mãe falecer com ele ainda no ventre, pelo que foi chamado de “Nonato” – não nascido de mãe viva. Aos 24 anos ingressou nos recém-formados Mercedários, cujo objetivo resgatar escravos cristãos que sofriam nas mãos dos mouros muçulmanos. Ele mesmo sofreu muito na prisão moura. Libertado, é eleito cardeal aos 39 anos. Faleceu em 31/08/1240. É invocado pelas parteiras e obstetras. 01/09 - SÁBADO S. Maria de Belém - Padroeira da Cidade e da Arquidiocese de Belém

Há quem pense, erradamente que a padroeira de Belém é Nossa Senhora de Nazaré. Não: é Santa Maria de Belém cuja festa ocorre dia 1º de setembro. Essa devoção teve início, como se pode ver, num mosaico da antiga catedral de Belém de Judá, na gruta da Natividade, construída pelo convertido imperador Constantino em 330. Depois espalhou-se pela Europa até Portugal. Conhecidos nomes da nossa história tiveram grande fé e a trouxeram até nós essa devoção. Os pontífices, Clemente XI, 1719, e Pio X, 1906, declararam-na padroeira principal da cidade de Belém e da Arquidiocese. 02/09 - 22º DOMINGO TEMPO COMUM Santa Ingrid - Religiosa

Falta para o mundo moderno orientação espiritual. Vejamos o exemplo desta sueca que viveu no séc. XIII. Muito centrada na fé desde criança. Obediente aos costumes de sua época, aceitou o matrimônio que lhe impuseram, e nunca largou o auxílio espiritual do padre dominicano Pedro de Dacia, e também a prática da caridade. Até que enviuvou pouco tempo depois. Então, sim, pôde, com a permissão do bispo e do rei, fazer os votos perpétuos. Fundou um mosteiro em Skanninge, Suécia, sob as regras de São Domingos.

05/09 - QUARTA-FEIRA São Bertino - Confessor

03/09 - SEGUNDA-FEIRA Santa Phoebe - Viúva e Colaboradora de São Paulo

Uma antiga tradição aponta esta grega como grande colaboradora do apóstolo dos gentios. Os primeiros documentos chamam-na de “ministra”. Mais tarde, surgirá uma expressão muito ligada a ministra, as diaconisas, que não eram como os diáconos, mas desempenhavam grande papel na Igreja. 1Tm 5, 3-16 nos esclarece o papel das viúvas. Uma visão revolucionária desse texto pode confundir a verdadeira intenção, principalmente de quem não tem amor em servir.

Natural de Konstanz, na Alemanha, recebeu formação monástica no célebre Mosteiro de Luxeuil, que seguia a austera regra de São Columbano. Fundou, auxiliado por Santo Omer e outros companheiros, o Mosteiro de São Pedro, na Ilha de Sithiu, no Artois, e governou-o durante cerca de 60 anos, até sua morte no ano 700, com mais de 100 anos de idade. Esse mosteiro, que depois passou a se chamar de São Bertino, teve nada menos que 22 monges elevados pela Igreja às honras dos altares. 06/09 - QUINTA-FEIRA Santa Eva de Dreux - Mártir

S. João Crisóstomo, outros santos e até mesmo na oração eucarística, “Eva” indica o início do pecado, o rasgo, a queda original. Dificilmente algum cristão gostaria de se chamar assim, embora há algumas que se chamam só para contrariar. Porém, independente do nome, essa jovem de Dreux, território do norte da França de hoje, dôo-u sua vida e foi obediente à fé, ao contrário da primeira Eva. Os relatos de seu martírio são vagos, mas a Tradição confirma-lhe a existência. Depositaram suas relíquias na igreja de S. Pedro, em Dreux.


2º Caderno

C

oncluímos nesta edição as meditações de Dom José Tolentino Calaça de Mendonça no Encontro Internacional das Equipes de Nossa Senhora, um Movimento de Espiritualidade Conjugal, ocorrido em Fátima, Portugal, de 16 a 21 de julho, para casais de equipistas e sacerdotes conselheiros espirituais de 92 países, 46% dos quais oriundos das Américas. To l e n t i n o n a s c e u em Machico, em 15 de dezembro de 1965. Teólogo e poeta português, é arcebispo titular de Suava. Foi nomeado Arquivista do Arquivo Secreto do Vaticano e Bibliotecário da Biblioteca Apostólica Vaticana, cargos na Cúria Romana que assumirá dia 1 de setembro. É professor e foi vicereitor da Universidade Católica Portuguesa até 26 de julho, dia de sua nomeação como arquivista. Foi também

Igreja

BELÉM, DE 31 DE AGOSTO A 6 DE SETEMBRO DE 2018

3

O Filho Pródigo, por Dom José Tolentino de Mendonça Tema do Encontro Internacional das Equipes de Nossa Senhora, em Fátima FOTOS: DIVULGAÇÃO

w DOM TOLENTINO proferiu em Portugal profunda reflexão para casais

diretor da Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa. Foi nomeado arcebispo titular de Suava pelo Papa Francisco dia 26 de junho de 2018, depois de ter orientado o retiro de Quaresma do Papa e dos membros da Cúria Romana, de 18 a 23 de fevereiro, em Ariccia, perto de Roma. Como arcebispo nomeado Arquivista e Bibliotecário da Santa Sé, substitui o arcebispo francês Jean-Louis Brugès. A Ordenação Episcopal de Tolentino foi no dia 28 de julho no Mosteiro dos Jerônimos, em Lisboa, presidida pelo Cardeal-

Patriarca de Lisboa, Dom Manuel Clemente, e concelebrantes principais o Cardeal Dom António Marto, Bispo de LeiriaFátima e Dom Teodoro de Faria, Bispo Emérito do Funchal, que em 1990, presidiu sua Ordenação sacerdotal. A temática do encontro mundial das Equipes de Nossa Senhora foi centralizada na Sagrada Escritura, na passagem do “Filho Pródigo”, Lucas, 15, 11-32. A publicação das pregações de Dom Tolentino no Jornal Voz de Nazaré iniciou na edição nº 835 (3 a 9/08/18), caderno 2, página 6.

5ª Meditação

E

“O meu filho estava morto e voltou à vida”

ntre tudo aquilo que assumimos habitualmente como dever, raramente está de maneira explícita a alegria. Sentimos mais a alegria com um desejo que por vezes se realiza, do que com um dever que em cada dia nos compromete. Mas o pior que nos pode acontecer é investir numa vida acelerada, altamente produtiva, mas que perdeu a capacidade de espanto, a possibilidade da delícia, a ocasião do riso e do júbilo. Temos que nos perguntar se não há um déficit de festa nas nossas famílias. O escritor russo León Tolstoi começa o seu célebre romance Anna Karenina dizendo que “Todas as famílias felizes se parecem. Só as famílias infelizes são infelizes à sua maneira”. Não é bem verdade. Se o modo de chorar é pessoalíssimo, também o é o modo de fazer a festa e de construir conjuntamente a alegria. Diz-nos Jesus no Evangelho de São João: “Eu quero que a minha alegria esteja em vós e a vossa alegria seja completa.” (Jo 15,11). E: “Ninguém vos poderá roubar a vossa alegria.” (Jo 16,22). Há, portanto, uma alegria que constitui o horizonte da nossa vida. É fundamental que a família sinta que é para a alegria que está a ser chamada. É para a roda dos eleitos. Na verdade, somos atravessados, somos conduzidos, somos

levados pela mão de uma promessa, e essa promessa é a alegria. A alegria não se reduz a uma forma de bem-estar ou a um conforto emocional, embora se possa traduzir também dessa maneira. A alegria é, fundamentalmente, uma expressão profunda do ser: em bondade, em verdade, em beleza. A alegria não nos vem quando interrompemos a vida: a alegria nasce quando pegamos num dos seus fios, seja ele qual for, e somos capazes de levá-lo criativamente ao seu momento culminante. Em vez de crescermos na severidade, na intransigência, na indiferença, no sarcasmo, na maledicência, no lamento, caminhemos esperançosamente no sentido contrário. Cresçamos na simplicidade, na gratidão, no despojamento e na confiança. Bem aventuradas as famílias que dizem de si mesmas: “somos um laboratório para a alegria”; “somos uma escola do sorriso”; “somos um ateliê para a esperança”; “somos uma fábrica para o abraço e para a festa”. Regressemos à parábola do pródigo. O pai explica ao reticente filho mais velho o acolhimento festivo com que acolheu o mais novo: “Mas tínhamos de fazer uma festa e alegrar-nos porque este teu irmão estava morto e voltou à vida, estava perdido e foi reencontrado” (Lc 15, 32). “Tínhamos de fa-

w ALEGRIA da reunião familiar seja para sempre

w O FILHO PRÓDIGO, do artista Rembrandt

zer uma festa”. Eles não tinham de fazer festa nenhuma. Mas há um dever que a misericórdia faz-nos descobrir: “Nós tínhamos de fazer uma festa”. Isto é misericórdia. Este dever a que ninguém nos obriga, mas que é uma obrigação que nasce do fundo da esperança, que brota do desejo de relançar a vida, que irrompe da vontade de afirmar que ela é o bem mais precioso. Acontece, por vezes, que, à medida que os filhos crescem, desaparece das famílias a caixa dos brinquedos. As casas tornam-se (um pouco) mais ordenadas, aderem a uma rotina perfeita que durante anos

não tiveram, ganham outra vez uma respeitabilidade normalizadora. Principia-se então uma estação de tréguas, sem as surpresas que desesperavam: os jogos espalhados por todo o lado, os bonecos a ressurgirem onde absolutamente não deviam, etc. Primeiro respira-se de alívio, portanto. Mas depois, estranhamente, nem tanto. Pois há uma hora em que se percebe a falta que nos faz a caixa dos brinquedos. É nessa caixa que se encontram os símbolos, as brincadeiras, os risos distendidos, as férias em família, os aniversários, os jogos intermináveis à volta da

mesa com velhos e novos contagiados pelo mesmo entusiasmo, a contemplação carinhosa sem nenhuma finalidade. É nessa caixa que estão as histórias disparatadas e sábias que contamos pela vida fora. Aí se conservam os odores, os registros, as palavras de uma canção que cantamos muitas vezes e depois esquecemos, a primeira bicicleta, os livros antes de se saber ler, os cromos, o silêncio da intimidade, a viagem à aldeia, as conversas à janela voltados para a noite. Nessa caixa está a arte de fazer tempo, de perdê-lo para que se torne mais nosso, permitindo a imaginação, o sentido lúdico, a alegria. A caixa dos brinquedos não serve para nada e, por isso, dá-nos razões para viver. Lembro-me de uma história que uma amiga me contou. O seu pai era juiz. Um homem exigente, sem tempo a desperdiçar, sem grande vontade de escutar as minudências por que passavam os miúdos. Ela cresceu, formou-se

e, durante os primeiros anos, chegou a trabalhar como secretária do pai. Essa proximidade em nada alterou o quadro que conhecia: continuavam dois estranhos, com uma relação formal, e um mundo submerso de coisas por dizer. Ela conta que um dia fizeram uma viagem de trabalho a uma das ilhas gregas. Foram de barco, e podemos imaginar os longos tempos de travessia. De madrugada, porém, sobressaltada, ela percebe que o pai está no seu camarote, a acordá-la. Fixa-o sem perceber o que se está a passar. E ele diz-lhe: “Vem ver o sol que está a nascer. É enorme, enorme. Vem depressa. Vais gostar. Vem!”. Muitos anos depois, o pai já tinha morrido, a minha amiga confiava-me: “Se ele tivesse feito pelo menos mais uma coisa destas, pelo menos mais uma, eu ter-lhe-ia perdoado tudo”. Rezemos para que as nossas famílias se tornem comunidades do encontro, do perdão e da festa.


Arquidiocese 2º Caderno Padre João Paulo Dantas apresenta livro 4

BELÉM, DE 31 DE AGOSTO A 6 DE SETEMBRO DE 2018

A obra tem o prefácio assinado pelo Arcebispo de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa

D

urante sessão de autógrafos e palestra sobre o Celibato Sacerdotal, o professor doutor padre João Paulo Mendonça Dantas lançou na quarta-feira, dia 22 de agosto, a edição atualizada de “Consagrados para a Missão: Teologia do Sacramento da Ordem” na Sala dos Pontificais, na Catedral Metropolitana. Com prefácio do Arcebispo Metropolitano, a obra publicada pela editora Ecclesiae é um manual acerca do ministério sacerdotal para seminaristas, sacerdotes ordenados e também para os fiéis leigos. Padre João é diretor de Pós-Graduação e Extensão da Faculdade Católica de Belém. O livro traz o prefácio do Arcebispo Metropolitano, Dom Alberto Taveira Corrêa, onde afirma que a obra “me trouxe de volta à mente e ao coração a afirmação lapidar que remete à natureza do ministério sacerdotal. Esta obra corresponde ao anseio

de muitas pessoas ansiosas por textos profundos que ajudem a valorizar o tesouro da Igreja.” Ele prossegue: “O sacramento da Ordem acolhe e consagra homens que são enviados nos diversos níveis do ministério ordenado. Sem exceção, cada um deles é chamado a ser nada! Trata-se da dimensão relacional, voltada para Jesus Cristo. Ele é o Pastor e Guarda, o Bispo de nossa alma. É Ele o Sacerdote verdadeiro, pois nela um padre pode dizer ‘Isto é o meu Corpo’. Jesus é o servidor, o diácono por excelência – ‘o Filho do Homem veio para servir’. O ministro ordenado só é alguma coisa enquanto vazio de si, para que Cristo atue na Igreja e no mundo. Ministério maravilhoso e provocante.” Segundo o autor, que possui experiência na área de Teologia com ênfase em Teologia Sistemática, o Sacramento da Ordem sempre foi objeto de interesse e pesquisa, desde o Primeiro Testa-

mento passando ao Segundo: “ao me dedicar a um doutorado em Teologia, escolhi esse tema e, mais tarde, como professor da Faculdade Católica de Fortaleza notei que não tinha um manual no

Brasil para o ensino ao longo do bacharelado.” MANUAL

A obra, o primeiro em língua portuguesa, é um manual para aqueles que estudam o

curso de Teologia, contendo os fundamentos bíblicos, históricos e teológicos do ministério: “Todo mundo conhece um bispo, um padre, mas às vezes não sabe o que é esse ministério, de onde vem, se foi Cristo que instituiu, se havia alguma coisa parecida no Antigo Testamento, se foi uma invenção da Igreja ou se realmente é um ministério que vem de Cristo e que vem dos Apóstolos. É um ministério bonito, um ministério santo, mas que nós precisamos conhecer melhor e o livro é um caminho para isso”. A primeira edição, ainda pela editora Shalom, foi iniciada em 2011 após um ano de produção. Anos depois, padre João Paulo buscou enriquecer a edição com novos elementos e fazer correções e lançá-lo pela Editora Ecclesiae. O sucesso desta versão ampliada atualmente está esgotado. Uma nova tiragem dever ser dispo-

nibilizada nesse próximo mês. Para o autor, o êxito se dá pela novidade do manual que já estava sendo usado em vários seminários como o de Brasília (DF) e o de Niterói (RJ). “A nova edição por ter um maior enriquecimento, tiragem maior e uma distribuição melhor, creio que contribuirá mais com as formações. É um livro útil para todos os padres, porque todo padre precisa de vez em quando voltar à raiz do seu próprio ministério, mas é um livro voltado para os leigos também que devem conhecer melhor a vida sacerdotal. Se nos conhecermos melhor vamos nos amar mais. E a vida vai ser mais rica em comunhão, em participação e em colaboração no serviço.” A obra pode ser adquirida pelo site da editora, na livraria Paulus, no espaço anexo à Basílica Santuário, na secretaria da Catedral Metropolitana e na Faculdade de Belém.

Filme “Deus Não Está Morto: Uma Luz na Escuridão” nos cinemas Uma igreja destruída. Uma congregação silenciada. Uma relação estilhaçada. Ainda assim, nos vales mais sombrios da vida, uma pequena chama pode iluminar o caminho para a cura e esperança. Essa é a trama e a promessa de “Deus não está morto: uma Luz na escuridão. Quando um fogo mortal engole a Igreja de Saint James, devastando a congregação e

Compêndio do Catecismo da Igreja Católica Gratos pelo prestígio de nossos leitores, informamos que nesta edição encerramos o projeto de divulgação do Compêndio do Catecismo da Igreja Católica no Jornal Voz de Nazaré. Iniciado em 2013 - Ano da Fé, a meta foi apresentar, de maneira concisa e numa visão de conjunto, todo o panorama da fé católica, com seus elementos fundamentais.

IV PARTE (A Oração Cristã) SEGUNDA SEÇÃO Os sete pedidos

598

. O que significa o Amém final?

“N

o final da oração, tu dizes: Amém, ressaltando com o Amém, que significa `Assim seja, tudo o que está contido na oração que Deus nos ensinou” (São Cirilo de Jerusalém). 2855-2856 2865

Dave (David A. R. White), a universidade vizinha Hadleigh University usa a tragédia para tentar despejar a igreja do campus. A batalha logo se levanta entre a igreja e a comunidade, Dave contra seu amigo de longa data Thomas Ellsworth (Ted McGinley), o presidente da universidade, envolvendo também a estudante Keaton (Samantha Boscarino), membro do ministério da igreja, questionando sua fé cristã. Sofrendo um processo e sua própria luta para ver a luz de Cristo em seu coração sofrido, Davi pede ajuda de seu irmão Pearce (John Corbett), um advogado figurão que se tornou ateu, para lutar pela reconstrução da igreja. A reunião familiar reabre velhas feridas, enquanto os irmãos discutem as mesmas questões

que os separaram anos atrás: Deus realmente é bom o tempo todo? Onde está Deus quando coisas ruins acontecem? Pode Cristo realmente curar os corações? Mesmo lidando com essas questões pessoais, Dave deve encarar outro dilema, pedindo ajuda ao seu protegido Josh Wheaton (Shane Harper) para sabedoria para responder a difícil questão diante dele: Poderiam os cristãos lutar por seus direitos e ainda serem um exemplo de amor perante Cristo ao mesmo tempo? O filme estreiou dia 30 nos cinemas de Belém e para entender essas questões que estão não estão só no coração do filme – "elas estão diante da sociedade”, diz o ator David A. R. White, é bom assisti-lo integralmente nas salas de exibição da capital.


Arquidiocese 5 Dom Antônio instituiu três acólitos leigos em Bom Pastor, Marituba

2º Caderno

D

entro do Ano do Laicato a Igreja no Brasil destaca a importância dos leigos nos serviços, pastorais e movimentos e seu papel fundamental na evangelização e anúncio da Palavra. Nesse sentido, a Arquidiocese de Belém, em celebração eucarística, presidida por Dom Antônio de Assis Ribeiro, um dos bispos auxiliares, no último dia 19, instituiu três acólitos leigos para a Paróquia de Bom Pastor, em Marituba, dentro da programação da Semana Nacional da Família. A autorização à Paróquia do Bom Pastor, dada pela pessoa de Dom Alberto Taveira Corrêa, para instituir o Ministério de Acólito aos três paroquianos: Belmiro José dos Santos Junior, Eurides Amorim Dias e Ivair Pinto da Costa, é uma iniciativa inédita. Assim, esta é a primeira a contar com pessoas preparadas para o ofício religioso, sem que necessariamente sejam pessoas consagradas pelo Sacramento da Ordem. Na homilia, Dom Antônio destacou que “a Igreja se renova através de novos ministros de novos servidores, nos constituímos a Igreja servidora a Igreja ministerial.” Em entrevista ao Jornal Voz de Nazaré, o bispo destaca que a promoção de novos ministros é, por si mesma, um grande benefício para uma paróquia porque é um fato revelador de atenção, formação, acompanhamento e chamado à corresponsabilidade dos leigos na Igreja. “Não existe missionariedade numa comunidade sem servidores, sem ministros, sem pessoas capacitadas para o serviço. Esse fato representa um reforço na animação pastoral e missionária da comunidade paroquial, pois a finalidade de todos os ministérios é a evangelização que deve, de diferentes formas,

BELÉM, DE 31 DE AGOSTO A 6 DE SETEMBRO DE 2018

Ajudarão nas celebrações da Palavra, adorações e zelo pelos vasos sagrados FOTOS: DIVULGAÇÃO

w DOM ANTÔNIO com acólitos e padre Acácio

w ACÓLITOS LEIGOS os paroquianos Belmiro, Eurides Amorim e Ivair

a anunciar a Palavra de Deus. Um pároco que não promove servidores, está atrofiando do dinamismo pastoral da paróquia. O pároco não deve centralizar tudo em si mesmo!”

róquia, ocasião em que ficou bastante impressionado com o desempenho e testemunho relevante das forças vivas da igreja, assim como dos fiéis. Depois, em conversa com padre Acácio, o sacerdote pediu ao bispo providências no sentido de poder contar com auxílio de Ministros Extraordinários da Comunhão. “Dom Antônio colocou em sua homilia uma coisa muito bonita que uma igreja que possui vários ministérios é porque há bastante serviço

PESSOAS DE VIDA COMUM

Os três paroquianos são pessoas de vida comum, possuem família, são casados, mas não intencionam chegar ao sacerdócio, explicou o padre Acácio Carlos Cardoso, pároco em Bom

Pastor. Segundo ele, são pessoas que se destacam na comunidade, exercendo uma fervorosa evangelização nas comunidades sob influência da paróquia, a título de evangelização. O resultado de suas atuações tem se refletido em intensa participação na vida de igreja das comunidades assistidas por eles, segundo padre Acácio. A decisão de conceder-lhes o Ministério de Acólito partiu do próprio Arcebispo, Dom Alberto, durante visita àquela pa-

w COMUNIDADE participou da missa para instituição dos acólitos

e justamente o fato de ter instituído os três leigos é para corresponder a necessidade de serviço da paróquia nas celebrações da Palavra. Nesse Ano do Laicato queríamos valorizar os vários ministérios, pois já possuímos ministros da Palavra e da Comunhão.”, afirmou padre Acácio. Os três acólitos passaram por uma formação com duração de dois meses e há dois anos participavam de formações com o pároco. Agora eles estão aptos a realizar a celebração da Palavra nas comunidades, distribuir a Sagrada Comunhão aos fiéis na Celebração da Palavra, levar a Sagrada Comunhão para os enfermos, além de, na ausência do sacerdote, fazer a celebração da Palavra e distribuir a Sagrada Comunhão. Durante o rito litúrgico eles auxiliam os presbíteros na igreja, podendo arrumar a Mesa do Altar, purificar os vasos sagrados, segurar o Cálice para o sacerdote

(quando a Sagrada Comunhão for distribuída em duas espécies: pão e vinho), expor o Santíssimo Sacramento para a Adoração e guardálo e também poder ser confiado a eles o pleno zelo da Sacristia das comunidades. SEMANA NACIONAL DA FAMÍLIA

No dia 12 de agosto aconteceu a abertura da Semana Nacional da Família na Paróquia Bom Pastor em Marituba na Missa das 19h. Durante toda a semana houve momentos de louvor, pregação, oração e partilha em diversas comunidades da paróquia. A Equipe Missionária da paróquia, juntamente com a Pastoral Familiar foi responsável pela organização da semana. Todas as noites uma imagem da Sagrada Família vinda de Fortaleza (CE) toda feita de Pedra Sabão foi levada para uma das comunidades, e, no final da programação, foi sorteada.

TERCEIRA PARTE

YOUCAT

A VIDA EM CRISTO PRIMEIRA SEÇÃO

Para que estamos na terra, o que devemos fazer e como nos ajuda o Espírito Santo de Deus? SEGUNDO CAPÍTULO

A Comunhão Humana

356- Será o esoterismo compatível com a fé cristã?

O

Jornal Voz de Nazaré segue os estudos sobre o YOUCAT - Catecismo da Igreja Católica, escrito para JOVENS que querem saber em que acreditam. Este projeto iniciou-se por ocasião da Jornada Mundial da Juventude, Rio, 2013.

Não. O esoterismo passa ao lado da realidade de Deus. Ele é um Ser pessoal, é o amor e a origem da vida, não uma energia cósmica fria. O ser humano é desejado e criado por Deus; não é divino, mas uma criatura

ferida pelo pecado, ameaçada pela morte e necessita de redenção. Enquanto os adeptos do esoterismo aceitam geralmente que o ser humano se pode redimir a si mesmo, os cristãos creem que só Jesus Cristo e

a graça de Deus os salvam. De igual modo, nem a Natureza nem o Cosmos são Deus (Panteísmo); antes, o Criador, que nos ama com todo amor, é infinitamente maior e distinto de tudo o que Ele criou. [2110-2128].


6

“C

Igreja

om as bênçãos de Nossa Senhora de Nazaré, voltemos para as nossas dioceses e sigamos nossos trabalhos”. Com essas palavras, o Cardeal Cláudio Hummes finalizou o III Encontro da Igreja Católica na Amazônia Legal. Estiveram reunidos no Centro de Treinamento da Maromba, em Manaus, entre os dias 20 e 23 de agosto, os 58 bispos das dioceses e prelazias da região. Organizado pela Comissão Especial para Amazônia/CEA da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil/CNBB e pela Rede Eclesial PanAmazônica/REPAM, os participantes puderam partilhar experiências, criar metas em conjunto e aprofundar questões relacionadas ao Sínodo para a Amazônia. Para o arcebispo de Belém, Dom Alberto Taveira, o III Encontro da Igreja Católica na Amazônia foi uma excelente oportunidade de partilha e de enxergar melhor todo o caminho para o Sínodo e, também, de conhecimento das atividades da REPAM. “Penso que foi para todos nós os participantes uma oportunidade privilegiada,

BELÉM, DE 31 DE AGOSTO A 6 DE SETEMBRO DE 2018

2º Caderno

Igreja na Amazônia finaliza encontro em Manaus

Participantes redigiram uma carta para o Papa Francisco pois vamos aprendendo a trabalhar juntos cada vez mais”, destacou o bispo. O Cardeal Cláudio Hummes agradeceu a todos os participantes do III Encontro, as equipes de trabalho, a presença dos colaboradores e

parceiros da Igreja na Amazônia que estiveram no encontro. Agradeceu, ainda, a participação da jornalista do Vatican News e Secretaria do Sínodo, em Roma, Cristiane Murray em toda a atividade. “Laudato se-

jas! Creio que foi um encontro bom e que atingiu os seus objetivos. O clima de oração, fraternidade e abertura, com todas as diferenças que temos, fez desse encontro um tempo de graça. Que a comunhão cresça

entre nós, e o papa espera muito isso de nós em toda a Pan-Amazônia”, concluiu o Cardeal. Os bispos deliberam pela realização de um próximo encontro, mas a data será definida na próxima Assembleia Ge-

ral da CNBB, em abril de 2019, quando todos estarão juntos novamente. Eles também redigiram uma carta para o papa Francisco, assinada pelo Cardeal, em nome de todos os bispos da Amazônia Legal. Confira abaixo a integra da carta. DIVULGAÇÃO

w BISPOS presentes no III Encontro da Igreja Católica na Amazônia Legal, em Manaus

III Encontro da Igreja Católica na Amazônia Legal Manaus, 21 a 23 de agosto de 2018

Amazônia: novos caminhos para a Igreja e para uma ecologia integral

“A

glória de Deus é o ser humano vivo e a vida do ser humano é a visão de Deus; se já a manifestação de Deus pela criação dá vida a todos os seres que vivem sobre a terra quanto mais a revelação do Pai pelo Verbo dá a vida aos que veem Deus!” (Santo Irineu de Lião, Contra as heresias, IV, 20,7) A Igreja Católica presente na Amazônia, em nove países, está em processo de preparação do Sínodo Especial para a Amazônia, a ser realizado em outubro de 2019. Nestes dias, de 21 a 23 de agosto, realizouse, em Manaus, o III Encontro desse processo de reflexão. Desta vez, estiveram reunidos bispos, religiosos e leigos de toda a Amazônia Legal. O papa Francisco nos pede que sejamos uma Igreja próxima, solidária, defensora da dignidade humana, profética, capaz de discernir o que nos pede o Espírito Santo, de denunciar as injustiças e alimentar a Esperança para os povos da Amazônia! A finalidade do Sínodo é encontrar novos caminhos para a evangelização do povo de Deus, sobretudo, dos povos indígenas que sofrem grandes ameaças. O desejo do papa Francisco é uma Igreja impulsionada pela missionariedade, aberta, em saída, em estado permanente de missão. O te-

ma da ecologia está inserido no contexto da Igreja aberta e misericordiosa. A misericórdia nos leva à experiência do cuidado. A evangelização tem uma dimensão ecológica. Ao longo desses dias, rezando, estudando, ouvindo especialistas com suas análises, o que ampliou nossa visão do conhecimento de toda complexa realidade amazônica, expusemos também nossas preocupações com todas essas situações e experiências dolorosas da vida de nossos povos, como o que está acontecendo com os migrantes venezuelanos em Roraima, no município de Pacaraima, e o que estamos realizando em nossas Igrejas particulares por meio de nossas ações evangelizadoras e pastorais. Constatamos com alegria e esperança que a Igreja Católica na Amazônia está solidária com seus povos e dando passos decisivos para a concretização do Sínodo, por meio do levantamento e mapeamento de nossas realidades eclesiais e ambientais, da realização das Assembleias Territoriais, das Rodas de Conversas, das Assembleias Diocesanas e Regionais. Percebemos, porém, que ainda há muito para fazer. Os desafios são imensos. Todos os dias nos chegam notícias desalentadoras que afetam a vida e a existência de nossos povos, como a continuação dos

grandes projetos: a construção das hidrelétricas, o avanço do agronegócio, a exploração das mineradoras e o incontrolável desmatamento. Enfim, ameaças constantes à grande floresta, às nossas águas e à sobrevivência dos habitantes da região, sobretudo os povos tradicionais e aqueles que sobrevivem da pesca, do extrativismo, da agricultura familiar, como por extensão, os habitantes das cidades que, nestes últimos anos, cresceram consideravelmente na região, com todas as sequelas de degradação da condição humana, espelhada de modo especial na violência que cresce cada dia, na proliferação do narcotráfico e do tráfico de pessoas, ceifando a vida de uma quantidade enorme de pessoas, especialmente dos jovens. Não obstante esses desafios, sonhamos com uma Igreja de rosto amazônico. Esta Igreja já existe nas comunidades que se formaram e se fortaleceram a partir do encontro dos Bispos da Amazônia, em 1972, na cidade de Santarém. As organizações indígenas com as quais a Igreja católica colaborou e colabora, o compromisso com a luta pela terra, por saúde e educação diferenciadas marcam a pastoral indigenista. O envolvimento em projetos de desenvolvimento sustentável, a partir da fé, e a luta por melhores condições de vida nas

grandes periferias urbanas marcam a nossa Igreja. No nosso coração de pastores, estará o atendimento e o acompanhamento pastoral das comunidades que têm direito de serem alimentadas pelo pão da Eucaristia, da Palavra e pelos sacramentos. Crescemos muito nos ministérios leigos, nos quais destacamos a participação efetiva das mulheres, formamos catequistas, dirigentes de celebração, animadores de comunidades, ministros e ministras da Palavra, das exéquias e da sagrada comunhão; formamos e ordenamos um bom número de padres diocesanos e diáconos permanentes; nos últimos tempos, já temos um clero local que, se não é numeroso, tem identidade própria. Mas as necessidades ainda são grandes e as nossas características regionais exigem soluções diferenciadas. Seguimos os rumos traçados pelo processo sinodal na firme esperança de que o Espírito que conduz a Igreja nos animará e sustentará em nossa caminhada nesta Amazônia, pois sentimos a necessidade de estabelecer uma unidade em torno dos mais diversos desafios que a Amazônia apresenta, fortalecerá o imenso esforço, às vezes desconexo da evangelização, dos movimentos e das práticas pastorais para tornar eficaz essa rede de soli-

dariedade e comunhão. Não podemos perder de vista que a Igreja na Amazônia está inserida num contexto eclesiológico mais amplo que é a Igreja no continente americano e caribenho. Por isso, ao concluir esta carta, não poderíamos deixar de destacar que a vivência eclesial em nossa região encontra-se em plena consonância com todo o debate em torno do tema do Sínodo e em profunda comunhão com o magistério do Papa Francisco. Que Maria de Nazaré, expressão da face materna de Deus no meio de nosso povo, por sua intercessão, acompanhe os passos da Igreja de seu Filho nas águas e terras amazônicas para que ela seja sinal e presença do Reino de Deus e que ajude, com sua tarefa evangelizadora, a humanizar e a dignificar cada vez mais a realidade da vida em nossa região. Manaus, 23 de agosto de 2018 Dia de Santa Rosa de Lima, Padroeira da América Latina Bispos católicos da Amazônia Legal e demais representantes participantes no III Encontro Cardeal Dom Cláudio Hummes,

Presidente da Comissão Episcopal para Amazônia da CNBB. Presidente da REPAM - Rede Eclesial Pan-Amazônica


2º Caderno

BELÉM, DE 31 DE AGOSTO A 6 DE SETEMBRO DE 2018

Arquidiocese

7

FOTOS: ALINE ANDRADE/ASCOM BASÍLICA

wMISSA presidida por Dom Antônio, concelebrada por padres Barnabitas

S

egunda-feira, 27 de agosto, a Arquidiocese de Belém deu início às peregrinações do 226º Círio de Nazaré, com a celebração da Missa do Mandato, na Basílica Santuário, presidida por Dom Antônio de Assis Ribeiro, Bispo Auxiliar de Belém, e concelebrada pelos Padres Barnabitas Luiz Carlos Maria Nunes Gonçalves e Giovanni Maria Incampo. A partir da solene celebração eucarística, saem em campo os missionários, dirigentes das peregrinações nas comunidades diocesanas que irão se dirigir aos lares paraenses, conduzindo imagens de Nossa Senhora de Nazaré a fim de preparar espiritualmente o povo de Deus para o Círio a realizar-se no dia 14 de outubro. EVANGELIZAÇÃO É a missão maior do Círio de Nazaré, segundo o Bispo Auxiliar, Dom Antônio, e motivo de muitas alegrias neste ano. “Nossa meta é repetir o mesmo gesto de Nossa Senhora quando visitou sua prima Isabel. Um gesto de alegria, de solidariedade e, especialmente, de compromisso, por levar a Boa Nova de Nosso Senhor para os nossos irmãos. Aproveitemos,

w DOM ANTÔNIO: nossa meta é repetir o mesmo gesto de Nossa Senhora

Missa do Mandato inicia as peregrinações do Círio 2018 Missionários visitarão mais de 110 mil lares todos nós – padres, diáconos, Bispos, e também os leigos – essa oportunidade de evangelização!”. Dom Antônio referiase à missão dos próximos dias que movimentarão as novenas nas casas das famílias paraenses, por intermédio dos mais de cinco mil grupos de peregrinações nas 89 pa-

róquias da Arquidiocese de Belém e dioceses vizinhas. Portando o kit com a imagem de Nossa Senhora de Nazaré, cartazes do Círio e o livreto com os roteiros para 15 encontros preparados pela Diretoria da Festa, eles serão os responsáveis por visitar mais de 110 mil casas. As imagens que percorrerão as

casas serão sorteadas ao final das peregrinações nas comunidades, entre as famílias participantes. PEREGRINAÇÃO - Foi o padre Giovanni Incampo, naquela ocasião pároco da Paróquia de Nossa Senhora de Nazaré, quem, em 1972, começou a organizar as peregrinações em família. Atualmente, padre

w A PARTIR DA CELEBRAÇÃO saem em campo os missionários

Giovanni segue como pároco e sua iniciativa de evangelização, no princípio, contou com apenas algumas pessoas, mas logo espalhou-se para toda a Arquidiocese, a pedido de Dom Alberto Gaudêncio Ramos, Ar-

cebispo àquela época, o qual identificou as peregrinações como uma grande oportunidade de levar a mensagem do Evangelho às famílias, propiciando a união familiar, rezar, refletir e louvar a Deus.

w IMAGENS: sorteio ao final das peregrinações

Ministério Público encampa campanha pela Amazônia O projeto Amazônia Protege (www.amazoniaprotege.mpf.mp.br), uma forma inovadora de combater o desmatamento ilegal da floresta amazônica brasileira, é uma campanha do Ministério Público Federal. O projeto utiliza imagens de satélite e informações de dados públicos para identificar quem desmata ilegalmente áreas com tamanho igual ou superior a 60 hectares e instaurar ações judiciais contra os responsáveis. Para divulgar o projeto, envolver a população na defesa do meio ambiente e possibilitar que os cidadãos

consigam prevenir-se da compra de áreas ilegais, o MPF produziu uma campanha publicitária com linguagem leve, simples e objetiva. A campanha está com todo o material disponível no site http://www. amazoniaprotege.mpf. mp.br/campanha. Ministério Público Federal está buscando o apoio de toda a Imprensa para repercuti-la, como forma de apoio ao combate ao desmatamento e aos crimes a ele associados. IMAGENS - Com uma nova metodologia de trabalho, que utiliza imagens de satélite e cruzamento de dados públi-

cos, o Ministério Público Federal instaurou ações civis públicas contra os responsáveis pelos desmatamentos ilegais com mais de 60 hectares registrados entre 2015 e 2016 pelo Projeto de Monitoramento do Desflorestamento na Amazônia Legal (Prodes/Inpe). A hastag #PraCegoVer marca o material da campanha nas redes sociais, ajudando a divulgá-la com ilustrações que lembram o mapa do Brasil, satélite, prédio do MPF, páginas de documentos, além de informar o site Amazônia Protege, que explica como funciona a atuação do MPF


Em Nazaré Pré-Romaria da Juventude realizada na Paróquia do Perpétuo Socorro 8

Jovens homenageiam Nossa Senhora

N

o sábado, 25 de agosto, a coordenação da Romaria da Juventude, juntamente com a Diretoria da Festa de Nazaré, promoveram a Pré-Romaria 2018. A programação aconteceu na paróquia anfitriã da caminhada deste ano, a Paróquia de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. A missa foi celebrada pelo Pároco, Padre Marcio Halmenschlager, e concelebrada pelo reitor da Basílica Santuário e presidente da Diretoria da Festa de Nazaré, padre Luiz Carlos Nunes Gonçalves. A presença da Imagem de Nossa Senhora de Nazaré emocionou todos os presentes que aproveitaram o momento para agradecer e pedir sua intercessão. A Romaria da Juventude 2018 irá acontecer

BELÉM, DE 31 DE AGOSTO A 6 DE SETEMBRO DE 2018

2º Caderno FOTOS: DIVULGAÇÃO

w PRESENÇA da Imagem de Nossa Senhora de Nazaré emocionou a todos

no dia 20 de outubro, a partir das 16h, com saída da Matriz Santuário Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, rumo à Basílica Santuário de Nazaré. HISTÓRICO

É a vez de a juventude homenagear a Rainha da Amazônia. A procissão é animada por um trio elétrico e é o momento de confraternização entre jovens de paróquias e comunidades da Arquidiocese de Belém, o que faz desta Romaria uma das mais animadas. Ela começou a ser realizada em 2001, com a procissão saindo da Comunidade São Braz, que integra a Paróquia de Nazaré, e a cada ano uma paróquia é sorteada para a saída do cortejo. À chegada é celebrada a Santa Missa na Basílica.

w MEMBROS da Diretoria da Festa, com os cordenadores da Romaria da Juventude

Abertas inscrições para a 24ª edição do Concurso de Redação do Círio

w TEMÁTICA DA REDAÇÃO: a partir do tema do Círio 2018

Na última segunda-feira, a Diretoria da Festa de Nazaré abriu as inscrições para os alunos do ensino médio de escolas públicas e particulares de todo o Estado do Pará desejosos de participar da 24ª edição do Concurso de Redação do Círio. A prova será realizada no dia 23 de setembro, às 9h da manhã, no Centro Social de Nazaré.

w CONFRATERNIZAÇÃO jantar festivo encerrou a programação do dia

w AO TODO 70 pessoas fazem parte da Pastoral da Catequese

No último fim de semana comemorou-se o dia do Catequista. Para homenagear a data especial celebrou-se uma missa em ação de graças pelo trabalho dos catequistas que fazem

Os três primeiros colocados serão premiados com um notebook, um smartphone e um tablet, assim como seus professores orientadores. O tema do texto em prosa que os alunos terão que desenvolver é

SERVIÇO O edital e a ficha de inscrição do Concurso estão disponíveis no site oficial do Círio de Nazaré: ciriodenazare.com.br. As inscrições vão até o dia 20 de setembro.

Pastoral celebrou o Dia do Catequista parte da Paróquia de Nazaré, presidida pelo padre Barnabita Anthony Maria Pondoc. Ao todo, 70 pessoas

fazem parte da Pastoral da Catequese e dedicam as suas vidas em prol da evangelização de crianças, jovens e adultos,

tanto na Paróquia quanto nas comunidades a ela pertencentes. Após a celebração, os integrantes da Pastoral

um segredo guardado a sete chaves, mas que vai girar em torno do tema do Círio 2018: “Uma jovem chamada Maria”. As redações serão avaliadas por uma banca formada por três professores de Língua Portuguesa.

da Catequese se reuniram em um jantar festivo na Casa de Plácido e participaram de brincadeiras, além de serem

premiados com brindes. Que Nossa Senhora de Nazaré interceda pelos catequistas do mundo inteiro e que eles continuem desempenhando esse belo papel dentro da Igreja.


2º Caderno

Em Nazaré

BELÉM, DE 31 DE AGOSTO A 6 DE SETEMBRO DE 2018 DIVULGAÇÃO

9

Iniciam-se as vendas de ingressos para as arquibancadas do Círio Este ano algumas novidades foram anunciadas

C w ARQUIBANCADAS são de responsabilidade da Diretoria da Festa

omeça no dia 1º de setembro a venda de ingressos para as arquibancadas localizadas na Avenida Presidente Vargas, por onde passam a Trasladação e o Círio de Nazaré. Este ano, algumas novidades foram anunciadas pela Diretoria da Festa de Nazaré (DFN) para facilitar a compra pelo público interessado em assistir as duas maiores procissões da quadra Nazarena. Uma delas é o novo site de vendas, desenvolvido com as mais modernas tecnologias de segurança, em uma interface que facilita o acesso e a compra dos ingressos. O pagamento poderá ser feito através de boleto bancário ou cartão de crédito. As vendas serão realizadas a partir de 8h do dia 1º de setembro, exclusivamente pelo site www.lojinhadocirio.com.br. Cada pessoa interessada poderá adquirir até três ingressos por procissão, informando o seu CPF. Em cada ingresso, além da identificação do comprador, um QRCode impresso evitará as falsificações e garantirá um melhor controle de acesso do público às arquibancadas. Serão disponibilizados ao todo quatro mil lugares para a rasladação e o Círio. GRATUIDADE

Ao público com direito à gratuidade, idosos, a partir de 65 anos, e portadores de necessidades especiais, serão disponibilizados 900 ingressos gratuitos, sendo 300 para o Círio e 600

para a Trasladação. O cadastro para ter acesso à gratuidade deverá ser realizado no mesmo site de vendas, no período de 1º a 15 de setembro. Os ingressos serão entregues na Diretoria da Festa de Nazaré, localizada no Centro Social de Nazaré, nos dias 03 e 04 de outubro, mediante a comprovação da gratuidade e apresentação de documento com foto. Crianças de até dois anos de idade não pagam ingressos e também não precisam ser cadastradas no site. VALORES

Para a Trasladação, o ingresso poderá ser adquirido por R$ 40,00 e para as arquibancadas do Círio, o valor será R$ 80,00, mais a taxa de conveniência no valor de 15% do total do ingresso, para ambos os casos. Há dois anos os ingressos não sofriam reajustes e, de acordo com a DFN, o reajuste se deve principalmente ao aumento dos custos da montagem das estruturas das arquibancadas. Serão disponibilizados dois lotes de ingressos, sendo que no primeiro a compra poderá ser feita por cartão de crédito ou boleto bancário, com pagamento em até 24h. Para o segundo e último lote, somente pagamento com cartão de crédito. As arquibancadas do Círio são de responsabilidade da Diretoria da Festa de Nazaré desde 2012. O arrecadado com as vendas de ingressos será destinado ao pagamento das

despesas do Círio, bem como à manutenção das obras sociais mantidas pela Paróquia de Nossa Senhora de Nazaré. COMPRA DE INGRESSO

Para comprar o ingresso, é preciso, primeiramente, realizar um cadastro no site e em seguida escolher o evento: Círio ou Trasladação. “É importante observar que este ano o site traz mudanças que facilitarão o acesso, a compra e a impressão do ingresso. O público poderá assistir a um vídeo tutorial com a explicação, passo a passo, de como realizar a compra pelo site. Caso ocorra algum problema, poderá fazer contato direto com uma equipe de suporte observa o Diretor de Recursos Sócio-Econômicos Filantrópicos da DFN, Roberto Souza. NÚCLEO DE PROJETOS SOCIAIS PROMOVEU MAIS UMA CAPACITAÇÃO

Como forma de incentivar e gerar renda para aqueles que precisam, o Núcleo de Projetos Sociais de Nazaré (NUPS) realizou o curso de panificação na Comunidade Santo Antônio Maria Zaccaria. Durante uma semana os alunos participaram do curso feito em parceria com o Senar e aprenderam a fazer uma variedade de pães e salgados, podendo agora executar o conhecimento adquirido ao longo dos dias e investir nessa especialidade.


10

Opinião

BELÉM, DE 31 DE AGOSTO A 6 DE SETEMBRO DE 2018

2º Caderno

Servindo à verdade Prof. Ricardino Lassadier

O

lá, meu irmão e minha irmã. Concluímos o mês vocacional e caminhamos no mês de setembro que é, como todos os anos, dedicado à reflexão da Sagrada Escritura. Provavelmente você estará lendo estas linhas em setembro, porém estou escrevendo ainda em agosto após ter concluído a prova de corrida de rua da OAB . P ratico (de modo amadorístico) corrida de rua desde agosto de 2015 quando fiz 10km na prova conhecida como “Night Run”. Desde então foram várias provas de 5 km, 10 km, algumas poucas de 14 km e 4 km. Entre as provas sempre há treinos variados. A corrida de rua é uma paixão. Esporte que mais cresce no mundo. Talvez em razão de certas características: não é um esporte caro, é democrático, sempre conhecemos pessoas novas, é marcado pela solidariedade (não é incomum, por exemplo, pessoas pegando copo de água apenas para dar ao colega que nunca viu), também há o incentivo mútuo entre pessoas que – em tese – seriam rivais: “Bora, força!”; “desiste não!”; “o importante é chegar”. No final, com orgulho, recebemos a medalha de participação. Mais uma para a coleção e mais uns “kms pra conta”. Fotos para registrar o momento. Cansados e contentes voltamos para nossas casas com a expectativa da

A corrida

DIVULGAÇÃO

w A EXEMPLO DE SÃO PAULO será que poderíamos dizer que corremos com rumo certo?

prova seguinte. Pois bem, a prova que concluí, como disse, foi a da OAB e foi minha primeira meia maratona. Fiz 21 km. Há, sim, satisfação, um orgulho pela conquista pessoal. Mas, na verdade, nem tudo são flores, como diz o ditado popular. Acordar cedo e treinar antes de sair para trabalhar. Ou, como prefiro treinar, à noite - depois da jornada diária. Ainda que sem exagero, há de se ter cuidado com a alimentação. Mas a própria prova apresenta muitos desafios além da distância em si: subidas e descidas; o calor que, em certo momento, passa a ser mais um obstáculo que precisa ser enfrentado e superado; a sede; o corpo que cansa e a

mente que não descansa, ele querendo desistir e ela o domina e insiste em persistir. Durante o percurso da meia maratona eu ia refletindo e traçando um paralelo entre a corrida que é a vida. Na corrida, o objetivo é completar o percurso. A medalha comprova a conquista. A vida também pode ser entendida como uma corrida em busca de uma conquista. Aliás, São Paulo já havia traçado uma comparação entre a vida cristã e a prática esportiva: “Nas corridas de um estádio todos correm, mas bem sabeis que um só recebe o prêmio. Correi, pois de tal maneira que o consigais. Todos os atletas se impõem muitas privações; e o fazem para alcançar

uma coroa corruptível. Nós o fazemos por uma coroa incorruptível. Assim eu corro, mas não sem rumo certo” (1Cor 9, 24-26). No tempo de São Paulo os atletas recebiam como prêmios, coroas de louros, hoje substituídas pelas medalhas. Penso, como disse acima, que a vida pode ser interpretada como uma corrida em busca de um prêmio: a felicidade. Mas, a exemplo de São Paulo, será que poderíamos dizer que corremos com rumo certo? Será que sabemos o sentido de nossa vida? Será que sabemos onde está a felicidade? Quais valores, ideais, metas regem nossa existência? Alguns correm pelo prazer desenfreado. Outros correm atrás

do lucro desmedido. Há quem viva correndo para conquistar poder. A liberdade descomprometida também é o objetivo da corrida de muitos de nós. Para muita gente a corrida pode ser em prol da fama, da popularidade, da vaidade, mas tudo passa. A Igreja nos ensina que a verdadeira felicidade é viver em comunhão plena como Nosso Senhor: “O aspecto mais sublime da dignidade humana está nesta vocação do homem à comunhão com Deus. Este convite que Deus

dirige ao homem existe, é porque Deus o criou por amor e, por amor, não cessa de dar-lhe o ser, e o homem só vive plenamente, segundo a verdade, se reconhecer livremente este amor e se entregar ao seu Criador” (CIC, 27). É verdade que, nessa corrida que é a existência humana, as dificuldades se fazem presentes de modo abundante. Mas como seria belo se nos tornássemos solidários entre nós. Que não nos víssemos como rivais e, sim, como “companheiros de prova”, que nos incentivássemos e nos ajudássemos na hora da fraqueza, pois, afinal, a vida não é uma corrida de velocidade e, sim, de resistência. Perdemos tempo nos digladiando e não nos empenhamos no exercício da misericórdia. Ao final dos 21 km, fiquei muito contente. Mas fico imaginando como deve ser pleno poder dizer que corremos a boa corrida, que guardamos a fé e resta-nos receber a coroa (ou medalha) da justiça que o Senhor tem para nós (Cf. 2Tm, 7-8)? Sigamos em frente pensado com a Igreja no Serviço da verdade. Fique com Nossa Senhora e São José.

Graduado (Bacharel e Licenciado) e Especialista em Filosofia pela UFPA e Especialista em Teologia pelo CESUPA.

PRÓXIMO ARTIGO: Maria Elisa Bessa de Castro

Palavra de vida Chiara Lubich “Recebei com mansidão a Palavra que em vós foi implantada, e que é capaz de salvar-vos.” (Tg 1,21)

A Palavra de Vida deste mês provém de um texto atribuído a Tiago, personalidade relevante na Igreja de Jerusalém. Ele recomenda ao cristão a coerência entre crer e agir. O trecho inicial da carta chama a atenção para uma condição essencial: libertar-se de toda maldade para acolher a Palavra de Deus e deixar-se orientar por ela no caminho rumo à plena realização da vocação cristã. A Palavra de Deus tem uma força bem característica: ela é fecunda, faz germinar o bem na pessoa individualmente e na comunidade; com ela, cada um de nós encontra uma relação pessoal de amor com Deus;e ela constrói um relacionamento de amor entre as pessoas. Ela já foi, como diz Tiago,

“implantada” em nós. “Recebei com mansidão a Palavra que em vós foi implantada, e que é capaz de salvar-vos.”

Foi implantada? De que modo? Isso ocorreu com certeza porque Deus, desde a criação, pronunciou uma Palavra definitiva: o homem é “imagem” Dele. Realmente, cada criatura humana é o “tu” de Deus, chamado à existência para compartilhar a Sua vida de amor e de comunhão. Por outro lado, para os cristãos, o sacramento do batismo é que nos insere em Cristo. Cristo, que é a Palavra de Deus que entrou na história humana. Ou seja: Ele depositou em cada pessoa a semente da sua Palavra, chamando todos ao bem, à justiça, ao dom de si e à comunhão. Quando essa semente é acolhida e cultivada com amor no próprio “chão”, ela é capaz de produzir vida e frutos.

“Recebei com mansidão a Palavra que em vós foi implantada, e que é capaz de salvar-vos.”

Um lugar onde Deus nos fala com clareza é a Bíblia, que para os cristãos tem o seu ponto mais alto nos Evangelhos. É preciso acolher a Sua Palavra na leitura amorosa da Escritura de modo que, vivendo-a, possamos ver os seus frutos. Também podemos escutar Deus no profundo do nosso coração, onde nos sentimos muitas vezes infestados por tantas “vozes”, tantas “palavras”: slogans e sugestões de escolhas a serem feitas, modelos de vida, além de preocupações e medos... Mas como podemos reconhecer a Palavra de Deus e dar-lhe espaço para que viva em nós? É preciso desarmar o coração e “render-nos” ao convite de Deus, para colocar-nos em uma livre e corajosa escuta da Sua voz, que muitas vezes é justamente a mais delicada e discreta.

Ela nos pede a coragem de sairmos de nós mesmos e de nos aventurarmos pelos caminhos do diálogo e do encontro com Ele e com os outros, e nos convida a colaborar para tornar mais bonita a humanidade: que nela possamos todos nos reconhecer cada vez mais como irmãos. “Recebei com mansidão a Palavra que em vós foi implantada, e que é capaz de salvar-vos.”

Realmente, a Palavra de Deus tem a possibilidade de transformar o nosso dia a dia em uma história de libertação das trevas do mal pessoal e social, mas espera a nossa adesão pessoal e consciente, mesmo que imperfeita, frágil e sempre peregrina. Os nossos sentimentos e os nossos pensamentos se tornarão cada vez mais semelhantes aos do próprio Jesus; a fé e a esperança no Amor de Deus serão reforçados; ao mesmo tempo os nossos olhos e os

nossos braços se abrirão às necessidades dos irmãos. Em 1992, Chiara Lubich dava esta sugestão:

Em Jesus via-se uma profunda unidade entre o amor que Ele tinha pelo Pai celeste, e o amor para com os homens, seus irmãos. Havia uma profunda coerência entre as suas palavras e a sua vida. Isso fascinava e atraía a todos. É assim que também nós devemos ser. Devemos acolher as palavras de Jesus com a simplicidade das crianças e colocá-las em prática com toda a sua pureza e luminosidade, com a sua força e o seu radicalismo, para sermos discípulos tais como Ele deseja, isto é, discípulos iguais ao mestre: “outros Jesus” espalhados no meio do mundo. Existirá para nós uma aventura maior e mais atraente?1 LETIZIA MAGRI

1Cf. Chiara Lubich, Coerência de vida, revista “Cidade Nova”, março de 1992.


2º Caderno

BELÉM, DE 31 DE AGOSTO A 6 DE SETEMBRO DE 2018

Paróquia do Bom Remédio inicia festividade no Satélite Evento com programação cultural, litúrgica e romarias que ocorrem no período

N

o período de 1º a 9 de setembro, a Paróquia Nossa Senhora do Bom Remédio, localizada no Conjunto Satélite, WE 6, no bairro do Coqueiro realiza festividade em homenagem à padroeira. A festividade será vivida com base no tema “Nossa Senhora do Bom Remédio, Mãe intercessora das famílias”, e no lema “Lançai as redes do sim ao chamado de Deus” (Lc 5, 4), escolhido a partir de um sorteio junto da comunidade. A preparação para a festividade iniciou com a semana de peregrinações, que foram realizadas através dos grupos de orações da paróquia. A imagem peregrina foi levada tam-

bém para visitas nas escolas da comunidade. A programação litúrgica iniciou na sexta-feira, 24, com a formação sobre Mariologia. No domingo, 26, foi realizada a carreata que percorre as ruas do bairro com a imagem de Nossa Senhora. Na sexta-feira, 31, às 19h, ocorre durante missa solene a apresentação oficial do manto da imagem de Nossa Senhora do Bom Remédio, presidida pelo padre José Luiz. No sábado, dia 1º, está programada a trasladação, saindo da Igreja Matriz, após a celebração eucarística, às 18h30, em destino a Comunidade do Imaculado Coração de Maria, localizada no Conjunto

Pedro Teixeira. No domingo, 2, às 6h, ocorre a Missa que antecede ao Círio, na Comunidade Imaculado Coração de Maria; às 8h realizase a romaria pelas ruas dos conjuntos Pedro Teixeira e Satélite. Na chegada da procissão à igreja Matriz, haverá missa solene, as 10h30, presidida pelo padre Everson Vianna. Às 19h, Santa Missa presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira, após a celebração, inicia a primeira noite cultural, com apresentação do cantor regional, Jorginho Gomez e vendas de comidas típicas. E assim por oito dias realizam-se as missas e programações culturais na quadra da matriz com diversas atrações e arraial. ROMARIA DA JUVENTUDE

No sábado, 8 de se-

Arquidiocese 11

tembro, a juventude se reúne para a tradicional romaria da juventude, às 15h, com concentração na igreja Matriz, e em seguida, percorrerá as ruas do bairro do Satélite com louvor e muita animação, retornando para a paróquia. Ao chegar,

haverá celebração eucarística, às 19h. No encerramento da festividade, domingo, dia 9, pela manhã, ocorre missa, às 9h, logo após, inicia o Círio das Crianças, saindo da Matriz, realizando trajeto pelas ruas do bairro e retornando a Paróquia

para benção final. Às 19 horas missa presidida pelo Bispo Auxiliar de Belém, Dom Irineu Roman. Após a celebração, acontece show cultural da banda Warilow e na sequência a atração do show pirotécnico encerrando mais uma edição da festividade.

Segue a festividade de Santa Maria de Belém Nesta sexta-feira, 31 de agosto, o Plenário da Câmara Municipal de Belém (CMB) acolhe a partir das 9h a imagem de Santa Maria de Belém que chega ao legislativo municipal junto com a carreata que parte da frente da Catedral de Belém, no bairro da Cidade Velha para o momento solene das homenagens à padroeira da cidade de Belém, culminando tudo com a Santa Missa em honra à padroeira da

Arquidiocese de Belém. À noite, a partir das 18h30, haverá a Consagração, seguida de Missa presidida pelo Côn. Vladian Alves às 19h. É a noite das Vocações animada pelo Ministério da Família. Marquinho e banda movimenta a Noite Portuguesa da comunidade no arraial em frente à Sé. Dia da padroeira – A festa de Santa Maria iniciou no dia 26, mas continua até o dia 2 de

setembro. O ponto alto da festividade é neste sábado, 1 de setembro, o Dia da Padroeira. A Missa dos Enfermos às 8h, animada pelos Ministros Extraordinários da Comunhão reúne a comunidade pela manhã. Cura da Sé, cônego Roberto Cavalli, é quem conduz a festividade na parte da noite, no dia dedicado à Catedral de Belém, a começar pela procissão às 18h. Depois haverá a Missa às 19h. A

w COMUNIDADE também rende homenagens à padroeira

FOTOS: DIVULGAÇÃO

w IMAGEM de Santa Maria de Belém: alvo das homenagens

Noite Abaetetubense anima a todos no arraial ao som da banda Fruta Quente Encerramento - A juventude participa da festividade de Santa Maria no domingo, 2 de setembro, à tarde. Entretanto, pela manhã, haverá Missas às 7h e às 9h. Às 17h, a Juventude da Arquidiocese de Belém anima a Missa das 17h. Às 18h15, as Vésperas Solenes e, às 19h, Côn.Roberto Cavalli Jr. preside a Santa Missa, no noitário para todos os grupos pastorais da Catedral. A Noite de Muaná, ao comando de Sandro Aragão e Ministério “Chagas de Cristo” festejam tudo no arraial e, após o show, a festividade será encerrada com queima de fogos.

w CÔN. ROBERTO conduz a imagem


12

BELÉM, DE 31 DE AGOSTO A 6 DE SETEMBRO DE 2018

Especial Juventude

Jovens protagonistas de um mundo melhor

O

o

Vaticano prepara para outubro de 2018 o Sínodo dos Bispos, com o tema “Os jovens, a fé e o discernimento vocacional”, visando estabelecer os pilares da atividade pastoral da Igreja com os jovens, na XV Assembleia Geral Ordinária dos Bispos. Acolhendo a sugestão do Papa Francisco, o Jornal Voz de Nazaré vem destacando nesta página a atuação do Setor Juventude na Igreja de Belém. Nesta edição, o destaque é para a celebração eucarística presidida por Dom Antônio na Região Episcopal Sant'Ana. FOTOS: DIVULGAÇÃO

w DOM ANTÔNIO com os jovens durante a programação da Região

w BISPO AUXILIAR presidindo celebração eucarística no Santa Rosa

Missa da Juventude Região Sant’ana Os jovens receberam durante a programação os livros das peregrinações do Círio 2018

O

cenário antes da Missa era dos mais animados no ginásio do Colégio Santa Rosa no dia 19 de agosto passado. Era a manifestação da alegria dos jovens na convivência preparada especialmente para eles pelo Setor Juventude da Arquidiocese de Belém, momentos antes da Santa Missa para a juventude da Região Episcopal de Sant´Ana. A programação na tarde do dia 19 reuniu cerca de 350 jovens. Naquela ocasião, eles receberam os livros das peregrinações do Círio 2018, uma vez que este ano a juventude participa de maneira engajada à Diretoria da Festa de Nossa Senhora de Nazaré dos eventos da maior festa mariana da capital paraense que vai acontecer no dia 14 de outubro. Animados, os jovens aproveitaram bem a tarde com direito a atividades que buscam uma integração maior dentre eles por meio de apresentações musicais, danças, coreografias, oficina de manuseio do livro de peregrinações, culminando tudo com a Santa Missa, presidida por Dom Antônio. “A participação da ju-

ventude da Região, como tal, poderia ter sido melhor. Várias Paróquias estão precisando de urgente articulação, mais abertura e criatividade pastoral. ENVIO

Durante o encontro da juventude, eles receberam a visita da imagem de Nossa Senhora de Nazaré, conduzida ao local por representantes da Diretoria da Festa. Por alguns momentos, Dom Antônio promoveu com os jovens uma breve meditação a respeito do tema do Círio deste ano: “Uma

w ACOLHIDA religiosas com o bispo auxiliar

jovem chamada Maria”. Depois, o Bispo procedeu o envio dos missionários jovens que vão realizar a peregrinação deste ano levando com eles a imagem de Nossa Senhora

aos lares de outras famílias, sobretudo, a outros jovens, como eles. A MISSA

Visando fortalecer a vivência da fé entre os

jovens e incentivar a unidade pastoral das atividades juvenis nas paróquias, a Arquidiocese de Belém estabeleceu a celebração da Santa Missa nas regiões episcopais como uma oportunidade para a confraternização dos jovens que tomam para sim o desafio de evangelizar. A programação é uma iniciativa da Arquidiocese que começou no dia 22 de abril deste ano, reunindo no ginásio Almir Gabriel (Abacatão), em Ananindeua, a juventude das paróquias da Região

Episcopal São Vicente de Paulo. A partir de então, as atividades vem acontecendo nas demais regiões episcopais, segundo um cronograma pré-estabelecido e orientado pelo Bispo Auxiliar de Belém, Dom Antônio de Assis Ribeiro, Referencial da Juventude em nível arquidiocesano em Belém. Ainda serão celebradas Missas na Região Episcopal São João Batista no dia 16 de setembro e na Região Episcopal Coração Eucarístico de Jesus no dia 25 de novembro.

PEDIDO DE DOM ANTÔNIO "A juventude é sempre boa, rica de talentos... e em todas as paróquias temos jovens, mas a maioria está fora da Igreja. Devemos sentir esse drama... por isso há tanta vazio nos jovens, desorientação, violência, drogadição, criminalidade, suicídios, homicídios... Somos responsáveis por isso... Há um clamor social! A Igreja não dever ser cega e anestesiada... A missão da Igreja tem uma profunda responsabilidade social. É necessário termos os olhos FIXOS EM JESUS... A participação da juventude da Região como tal poderia ter sido melhor. Várias Paróquias

estão precisando de urgente articulação, mais abertura e criatividade pastoral. Isso depende da consciência missionária de todos os agentes de pastorais da paróquia, em primeiro lugar do pároco e diáconos. Temos muitos motivos sociais e eclesiais para renovar a nossa opção preferencial pelos Jovens; se a Igreja não assumir uma decidida promoção da evangelização dos jovens, o envelhecimento precoce das paróquias será inevitável. E se sente em algumas paróquias observando as cabeças brancas nas lideranças e das presenças nas mis-

sas. A promoção do Sínodo dos bispos sobre os jovens está nos alertando para a urgência da atenção pastoral aos jovens. Devemos obedecer! Esses eventos mensais juvenis em regiões episcopais diferentes, tem como finalidade proporcionar aos jovens o reforço da consciência eclesial para que cresçam na comunhão eclesial, na interparoquialidade; percebam que a paróquia é parte integrante da Arquidiocese; se afinem com o Projeto Arquidiocesano do Setor Juventude. Estamos pedindo mais atenção dos párocos na evangelização da

juventude, isso significa não ter medo dos jovens, abrir-se para a escuta, para o diálogo; é preciso rever esquemas e postura pastorais obsoletas, promover a formação de novas lideranças juvenis, organizar a pastoral juvenil na paróquia, colocar em prática as inúmeras pistas de ação presentes do Projeto do Setor Juventude. Quem leva a sério o seu ministério de Bom Pastor, inseparável da vocação sacerdotal, cuida dos jovens como suas ovelhas prediletas, assim fez Jesus com as crianças e jovens que encontrou".

Profile for Fundação Nazaré de Comunicação

Voz de Nazaré  

Edição de 31 de agosto a 6 de setembro de 2018

Voz de Nazaré  

Edição de 31 de agosto a 6 de setembro de 2018

Advertisement