Voz de Nazaré

Page 1

ARQUIDIOCESE

DE BELÉM

www.fundacaonazare.com.br belém, De 4 a 10 de Agosto de 2017

D o jornal católico da família D

Pe. Florence Dubois Fundador

ANO CIV - Nº 783 - PREÇO AVULSO: R$1,00

Mês dedicado às Vocações Este mês a Igreja celebra as vocações: sacerdotal, diaconal, religiosa, familiar e leiga. A Igreja no Brasil, por ocasião do Ano Mariano, foca no exemplo de Maria. No primeiro domingo celebram-se as vocações sacerdotais CAD. 2, Págs. 1 e 5 luiz estumano/arquivo

w vocações Sacerdotais O sacerdote age em nome de Cristo e é seu representante. Padres reunidos na Catedral na missa do Crisma deste ano luiz estumano/arquivo

Celebração pelos benfeitores Santa Missa em feira, 4, na Capela da a ç ã o d e g r a ç a s Fundação Nazaré. acontece nesta sextacaderno 2, página 11.

Dom Irineu celebra aniversário Missa na Basílica Santuário marca a celebração do dom da vida do Bispo Auxiliar de Belém caderno 2, página 7.

w abertura do Congresso Eucarístico Nacional, em agosto de 2016, no Mangueirão

Um ano do Congresso Eucarístico Evento eucarístico que reuniu meio milhão de

fiéis da Igreja de todo o Brasil em Belém em 2016 divulgação

w estoques estão reduzidos e dificultando atendimento a quem precisa

será lembrado este mês. caderno 2, página 3.

Hemopa espera doadores Hemocentro enfrenta dificuldades com ausência de doadores de sangue. caderno 2, página 11.


2

belém, De 4 a 10 de Agosto de 2017

Opinião Privilégio de ser católico João Carlos Pereira

charge do andré abreu

Jornalista e professor jcparis@orm.com.br

Não tenhais medo

O

Comente esta charge: voz@fundacaonazare.com.br

Panorama José Pereira Ramos joseulina1@gmail.com

Transfiguração

A

Economista e escritor

liturgia deste domingo descreve a “Transfiguração” de Jesus, frente aos seus discípulos amados: Pedro, Tiago e João. O Mestre transfigurouse e apareceu brilhante ao lado de Moisés e Elias, dando aos seus seguidores uma rápida visão gloriosa do paraíso celeste. Duas vezes é repetida a frase “Este é o meu filho muito amado, no qual pus todo meu agrado”: na leitura da 2ª Carta de São Pedro (1,17) e no Evangelho de Mateus (17, 5). É difícil ocorrer a repetição da mesma frase na liturgia em uma Missa. Isto deve despertar-nos para o seu conteúdo. Jesus apresenta-se a esses discípulos como o filho de Deus, o Messias. Mas, rapidamente, tudo volta ao normal. O Senhor ordenou: levantem-se e “não contem a ninguém”. Ainda não era chegado o momento da revelação. Dá-nos a convicção de que

Encontro Fraterno ivens Coimbra Brandão

ivenscb@gmail.com

Dois nascimentos (parte 1)

F

Engenheiro civil e escritor

oram ‘dois nascimentos’, distanciados por 38 anos. Evidente que não se trata de reencarnação, crença que o saudoso Padre Léo, da comunidade católica Canção Nova, abordava de forma ao mesmo tempo simples e objetiva, quando proclamava: “Deus não trabalha com material reciclado”. Sem dúvida, nós, cristãos, acreditamos, sim, na ressurreição. “... Os homens devem morrer uma só vez” (Hb 9, 27). Não existe ‘reencarnação’ depois da morte ” (cf. CIC §1013). Decorria o ano de 1933, quando meus pais - minha mãe já grávida acompanhados de minha avó materna, morando aqui em Belém, foram convidados a visitar uma tia minha, então residente em São Luis, MA, casada com um maranhense, tenente do Exército, que teve a patente tomada pela ditadura de Getúlio Vargas, por

Fun­da­do em 5 de ju­lho de 1913 fundador Pe. Flo­ren­ce Du­bois, bar­na­bi­ta

arquidiocese de belém-pará

presidente Dom Alberto Taveira Corrêa Arcebispo Metropolitano de Be­lém do Pa­rá vice-presidente Monsenhor Marcelino Ferreira Vigário-geral da Arquidiocese de Belém do Pa­rá

o Senhor estava preparando-os para a grande realidade. O seu Reino não é deste mundo. Isto deveria merecer de nós, cristãos, uma profunda meditação. Somos impelidos a nos preocupar com as coisas mundanas. Esquecidos de que estamos aqui de passagem e a verdadeira vida é eterna. Fico triste quando vejo os pais mais preocupados em ensinar os filhos a ganhar dinheiro do que trabalhar com honestidade para salvar suas almas. Quando falo isto, ainda me chamam de desatualizado ou de beato. Essa tendência de materialização das coisas, que eleva a vaidade e induz à ambição, sempre produziu as guerras e jamais nos levará à paz. O respeito à dignidade alheia levanos ao amor verdadeiro. O bem-estar, para nós e o nosso próximo, começa na nossa família. A satisfação das nossas vaidades é o caminho aberto para o egoísmo. O mundo vive em guerra usando até o nome de Deus. Para vivermos em Paz, bastaria prestarmos mais atenção à Palavra do Senhor, contrariando a nossa vaidade. Esta seria a nossa Transformação. se posicionar a favor da Revolução Constitucionalista de 1932. Depois de algumas semanas de convivência, meu pai, já se valendo de algumas intervenções profissionais, fez o convite àqueles que seriam meus padrinhos: ‘Vocês poderiam ficar mais algum tempo...deixem a criança nascer aqui’. Nasci no mês de agosto de 1933, em um sobrado situado na rua de Nazaré, nº 135, no Centro Histórico de São Luis, vindo à luz assistido por uma parteira. Passados dois meses, levaramme a passeio até Alcântara, no litoral maranhense, viajando em um barco. Lá chegando, fui tomado nos braços de um tripulante, a fim de vencer uma estreita prancha de madeira lançada na praia. Vim para Belém com apenas três meses, viajando no navio Poconé, do Lloyd Brasileiro. O meu ‘segundo nascimento’ também ocorreu em um mês de agosto, quando participei do 21º Cursilho de Cristandade da Arquidiocese de Belém. Na próxima edição estarei partilhando as experiências desse ‘novo nascer’, de uma nova mentalidade que, mercê de Deus, perdura ao longo de 46 anos.

DIRETOR GERAL Padre Roberto Emílio Cavalli Junior diretor administrativo e financeiro ­Marcos Aurélio de Oliveira diretor de comunicação Mário Jorge Alves da Silva diretor de captação de recursos ­Arnaldo Pinheiro

Evangelho que a Igreja nos apresenta no próximo domingo e sobre o qual nos propõe uma reflexão fala da transfiguração de Jesus, cujo rosto brilhou como o sol e as roupas ficaram brancas como a luz, diante de Moisés e de Elias. Pedro, Thiago e João assistiram a esse momento maravilhoso e, como teria acontecido a qualquer um de nós, ficaram apavorados, principalmente porque escutaram a voz do próprio Deus, que apresentou Jesus como seu Filho amado e mandou que O escutassem. A palavra de Jesus, após esses acontecimentos, em socorro àqueles pobres homens assustados (para dizer o mínimo), nos alcança a todo momento, quaisquer que sejam as nossas aflições: “não tenhais medo”. Ele disse tenhais – ou pelo menos a tradução usou essa forma – mas a intimidade com o Redentor pode nos fazer escutar assim: “´não tenhas´, ou então ´não tenha´ medo, meu filho.” E a outra promessa completa a frase: “porque eu estarei

com você (ou contigo) até o fim dos tempos”. O fim dos tempos – assim imagino, perdoem, se estiver enganado - não será determinado por algum governante maluco que detiver poder sobre um arsenal atômico e resolver explodir o planeta, assim como, um dia, Nero decidiu incendiar Roma. Jesus estará conosco até o fim do nosso tempo neste mundo e não quer que tenhamos medo pelo único fato de que nos criou para a vida plena (não para a vida mixuruca), para as alegrias verdadeiras (não para a pirotecnia), para a confiança na Verdade (não para o medo) e para a certeza de que Ele é a luz que devemos seguir. O Cristo que se transfigurou diante dos apóstolos é o mesmo que se faz caminho para a humanidade e nos orienta a não temer as incertezas da vida, o amanhã cercado de incógnitas, as armadilhas do inimigo, as tentações açucaradas (ou apimentadas) da vida sem freios. O Cristo luz é, sobretudo, coragem.

Assim na terra como no céu ... Pe. Helio Fronczak

heliofronczak@gmail.com

Vendeu o relógio – cortou o cabelo

U

m homem muito pobre vivia com sua esposa, cujo cabelo era muito longo. Um dia, a esposa pediu para o esposo lhe comprar um pente, para que seus cabelos longos pudessem continuar a crescer e ser bem cuidados. O homem sentiu tamanha tristeza e disse: “Não tenho dinheiro nem para consertar a correia do meu relógio que acabou de quebrar”. A esposa não insistiu... No caminho para o trabalho, o esposo passou por uma loja, vendeu seu relógio danificado por um preço irrisório e foi comprar um pente para sua esposa. Ele voltou para casa à noite com um pente na mão, pronto para dá-lo a sua esposa, mas ficou surpreso ao

coordenação Bernadete Costa (DRT/PA 1326) conselho de programação e editoração Padre Agostinho Filho de Souza Cruz Cônego Cláudio de Souza Barradas Edwaldo Lobo Monteiro editoração eletrônica Sérgio Santos (DRT/PA 579) As­si­na­tu­ras, dis­tri­bui­ção, ad­mi­nis­tra­ção e re­da­ção Av. Go­v. Jo­sé Mal­cher, Ed. Pau­lo VI, 915 CEP: 66055-260

vê-la com os cabelos curtos. A esposa cortou o cabelo e vendeu para comprar um novo relógio para o marido. Nesse momento, as lágrimas caíram dos olhos de ambos, pela reciprocidade de seu amor. O amor é gerado quando a felicidade da outra pessoa é mais importante do que a sua. Quão grande será o mundo se nós, como casal, como amigos, irmãos, colegas de trabalho, vizinhos e servos de Deus, superarmos as adversidades com um amor sincero. Que o amor de Deus seja real em nossas vidas para realizarmos a obra do Senhor da forma que Ele deseja. E que esse amor comece dentro da nossa casa.

- Na­za­ré, Be­lém - PA Te­l.: (91) 4006-9200/ 4006-9209. Fax: (91) 4006-9227 Re­da­ção: (91) 4006-9200/ 4006-9238/ 4006-9239/ 4006-9244/ 4006-9245 Site: www.fundacaonazare.com.br E-mail: voz@fundacaonazare.com.br Um veí­cu­lo da Fun­da­ção Na­za­ré de Co­mu­ni­ca­ção ­CNPJ nº 83.369.470/0001-54 Im­pres­so no par­que grá­fi­co de O Li­be­ral

fundação nazaré de comunicação


belém, De 4 a 10 de Agosto de 2017

Conversa com meu povo

3

Arcebispo

Dom Alberto Taveira Corrêa Arcebispo Metropolitano de Belém do Pará

A

Do pior para o melhor

Igreja celebra a Festa da Transfiguração (Cf. Mt 17,1-9), no início do mês tradicionalmente dedicado, em nosso país, às vocações. E vocação quer dizer chamado, trato pessoal de Deus com cada homem e cada mulher, possibilitando-lhe contribuir de forma original com a realização de seu plano de amor, que quer envolver a todos. Para nós, não existe cristão sem vocação, sem chamado especial de Deus! Responder ao seu chamado é deixar-se transfigurar e contribuir por um mundo melhor. O Papa Francisco começou a Exortação Apostólica Evangelii Gaudium com palavras de fogo: “A alegria do Evangelho enche o coração e a vida inteira daqueles que se encontram com Jesus. Quantos se deixam salvar por Ele são libertados do pecado, da tristeza, do vazio interior, do isolamento. Com Jesus Cristo, renasce sem cessar a alegria... O grande risco do mundo atual, com sua múltipla e avassaladora oferta de consumo, é uma tristeza individualista que brota do coração comodista e mesquinho, da busca desordenada de prazeres superficiais, da consciência isolada. Quando a vida interior se fecha nos próprios interesses, deixa de haver espaço para os outros, já não entram os pobres, já não se ouve a voz de Deus, já não se goza da doce alegria do seu amor, nem fervilha o entusiasmo de fazer o bem. Este é um risco, certo e permanente, que correm também as pessoas que creem. Muitos caem nele, transformando-se em pessoas ressentidas, queixosas, sem vida. Esta não é a escolha de uma vida digna e plena, este não é o desígnio que Deus tem para nós, esta não é a vida no Espírito que jorra do coração de Cristo ressuscitado” (Evangelii Gaudium, 1). Os discípulos de Jesus de ontem e de sempre receberam de seu Senhor a tarefa de levar a Boa Notícia a todos. Não nos é possível o acomodamento, pois precisamos chegar aos confins da terra, e estes limites tantas vezes estão bem próximos de nós. Evangelizar significa proporcionar a todos, no anúncio do nome de Jesus Cristo, o reconhecimento da própria dignidade e a realização dos anseios de felicidade e a perfeita alegria, mesmo sabendo que a plenitude só se encontrará no Céu, no face a face do amor eterno com a Santíssima Trindade. Diante da falta de esperança e a escuridão de uma verdadeira noite da cultura, que muitas vezes abate o ânimo da humanidade, com a crise de valores referenciais para os passos a serem dados, a Igreja nos faz a proposta de caminhar no seguimento de Cristo, o único que acende efetivamente as luzes necessárias para o nosso tempo. Buscamos um roteiro consistente, que permita às pessoas dar passos mais seguros! Acreditar no bem que está no coração das pessoas e na potencialidade que foi nelas plantada pelo próprio Deus. Assim Jesus conduziu seus discípulos num caminho de formação, sem levar em conta o quanto eram limitados. Pedro, Tiago e João, ao subirem com Jesus ao Monte, carregavam consigo suas inseguranças e limites. Jesus sabia da existência de uma semente do bem no coração de seus três amigos, assim como conhecia

divulgação

w responder ao chamado especial de Deus é deixar-se transfigurar e contribuir para um mundo melhor

Quando a vida interior se fecha nos próprios interesses, deixa de haver espaço para os outros. suas fraquezas. Dentro do coração daqueles homens e no coração de todas as pessoas existe o melhor de tudo, que foi plantado pelo próprio Deus. Ele não criou ninguém para a infelicidade! Jesus conduziu seus discípulos a um alto monte, onde se transfigurou. Apontar para o alto do monte. Para frente e para cima, esta é a direção a ser seguida, sem nivelar a existência pelo rodapé. O Evangelho de São Lucas (Cf. Lc 9,28-36), acrescenta que subiram ao monte “para rezar”. É verdade! Quem olha para frente a para o alto percebe que há outros elementos e uma outra vontade, a de Deus, interferindo

no rumo da História. Deus não nos abandona, mas está sempre presente, conduzindo os acontecimentos, sem violar nossa liberdade. Só ele é capaz de agir assim! Rezar significa abrir espaço para a intervenção de Deus. Os erros existem, o pecado ronda em torno de nós de forma devoradora e destrutiva. Nossa tarefa é identificar o que existe de negativo, dar a nossa contribuição para aperfeiçoar as pessoas, as estruturas e a sociedade, propor soluções concretas para os problemas, sem acomodamento nem denuncismo destruidor, cujo fruto é somente o mal estar corrente em nossos dias, como se a raiva e a revolta

conseguissem resolver os impasses. Os três amigos de Jesus contaram com testemunhas de alto valor: Moisés e Elias – Lei e Profetas, a nuvem luminosa do Espírito que os envolveu e a voz do Pai. Em nossa aventura cotidiana, além da voz de Deus, é frequente contar com a ajuda das pessoas que convivem conosco. Apurar o que as outras pessoas fazem, como respondem aos problemas, ouvir o testemunho de gente envolvida, não desprezar o caminho feito por muitos que já apanharam muito para enfrentar dificuldades semelhantes, valorizando o fato de que temos na Igreja uma miríade de testemunhas, especialmente os santos e santas, que lutaram e se dedicaram, cada um em seu tempo e seu contexto de vida, para ajudar o mundo a ser melhor. Basta recordar o próprio Pedro: “Esta voz, nós a ouvimos, vinda do céu, quando estávamos com ele na montanha santa. E assim se tornou ainda mais firme para nós a palavra da profecia, que fazeis bem em ter diante dos olhos, como uma lâmpada que brilha em lugar escuro, até clarear o dia e levantarse a estrela da manhã em vossos corações” (2 Pd 1,18-19). Após a magnífica experiência do Tabor, os discípulos voltaram para a planície do dia a dia surrado, marcado pelo contato com todos os problemas. Ainda por cima, tinham que ficar calados, até a ressurreição de Jesus! (Cf. Mt 17,9). Na maior parte das vezes, trata-se de acender as luzes em silêncio, iluminando a vida das pessoas com o exemplo, outras vezes é o serviço da consolação, feito de escuta e de palavras encorajadoras, para mostrar-lhes o bem existente em seu interior. Vale ainda o esforço para recolher os fragmentos do bem, existentes no meio de tanta maldade. Tudo isso há de ser vivido com o sereno otimismo da fé, com o qual nos firmamos na terra, mas o olhar voltado para e eternidade, aquela que, em Cristo, já está presente em nossa história.


4

belém, De 4 a 10 de Agosto de 2017

Arquidiocese agenda de dom alberto corrêa

agenda de dom irineu roman

n De 4 a 10 de agosto de 2017 w SEXTA, 04 DE Agosto

n De 4 a 10 de agosto de 2017 16h - Gravações 19h - Reunião com Conselho da RCC

8h - Gravações 10h - Audiências 19h30 - Missa Comunitária em Genipaúba (Santa Bárbara)

w TERÇA, 8 DE AGOSTO

9h - Reunião da Região São Vicente de Paulo

w SÁBADO, 5 DE AGOSTO

15h - Missa no encerramento do evento “Mil Ave-Marias” (Basílica Santuário) 19h - Missa (Paróquia de Santo Inácio de Loyola)

w DOMINGO, 6 AGOsto

7h - Missa - Comunidade Divina Providência (Paróquia do Santíssimo Sacramento) 11h - Missa (Paróquia do Bom Pastor) 19h - Missa (Paróquia do Mistério da Transfiguração)

w QUARTA, 9 DE AGOSTO

9h - Reunião do Cabido Catedral 16h - Gravações 18h - Missa com o Movimento Familiar Cristão (Paróquia do Coração Eucarístico de Jesus)

w QUI NTA, 10 DE AGOSTO

8h30 - Reunião do Conselho Episcopal 16h - Gravações 18h - Missa com os Diáconos Permanentes (Basílica de Nazaré)

w SEXTA, 4 DE Agosto 8h30 - Audiências 18h - Missa - Seminário São João Maria Vianney SÁBADO, 5 DE AGOSTO 11h - Missa - Fazenda Esperança 19h - Missa - Comunidade Nossa Senhora dos Navegantes (Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro) DOMINGO, 6 DE AGOSTO 7h - Crisma - Paróquia da Santíssima Trindade 11h - Batizado - Residência Episcopal 19h - Crisma - Paróquia de Jesus Ressuscitado SEGUNDA, 7 DE AGOSTO 8h30 - Reunião - Pastoral das Ilhas 19h - Missa - Comunidade São Lourenço (Paróquia Santo Antonio de Lisboa)

w SEGUNDA, 7 DE AGOSTO

8h30 - Confraternização pelo Dia do Padre (Icoaraci) Os compromissos de Dom Alberto Taveira podem sofrer alterações sem aviso prévio.

TERÇA, 8 DE AGOSTO 9h - Missa de Abertura do Círio da Policia Civil (Delegacia Geral) 10h - Missa - CNBB 16h - Visita a Casa do Menino Jesus II QUARTA, 9 DE AGOSTO 9h - Reunião do Cabido 11h - Visita da Imagem Peregrina (74ª Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia) – Hangar 19h30 - Crisma - Paróquia Nossa Senhora Aparecida QUINTA, 10 DE AGOSTO 8h30 - Reunião do Conselho Episcopal 14h - Programa “Entre nós” 18h - Missa com Diáconos - Basílica

Os compromissos de Dom Irineu Roman podem sofrer alterações sem aviso prévio.

Confraternização pelo Dia do Padre O Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto, celebrará Missa em Genipaúba, Santa Bárbara, sexta-feira, 4, e no sábado, 5, presidirá a Missa de encerramento das “Mil Ave Marias” na Basílica à tarde. À noite estará na Paróquia de Santo Inácio de Loyola, no Icuí-Guajará, em Ananindeua. Domingo, Dom Alberto, celebrará a Santa Missa em paróquias de Belém e Ananindeua. Segunda-feira, 7, Dom Al-

berto participará da confraternização pelo Dia do Padre no Tabor, em Icoaraci, e quartafeira, 9, celebrará Missa com o Movimento Familiar Cristão na Paróquia do Coração Eucarístico de Jesus, no conjunto Catalina. Dia 10, o Arcebispo celebrará Missa com Diáconos na Basílica. Missa no Seminário São João Maria Vianney é um dos compromissos do Bispo Auxiliar, Dom Irineu Roman, esta

semana. Sábado, 5, ele celebrará Missa na Fazenda Esperança e à noite estará na Comunidade Nossa Senhora dos Navegantes, pertencente à paróquia de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Domingo, 6, Dom Irineu ministrará os Sacramentos do Batismo e Crismas em paróquias diocesanas e segunda, 7, celebrará Missa à noite na Comunidade São Lourenço, da Paróquia de Santo Antônio de Lisboa. A Missa de abertura do

Círio da Policia Civil, na Delegacia Geral, será seu compromisso de terça-feira, 8, pela manhã e à tarde ele visitará a Visita a Casa do Menino Jesus II. Visita da imagem Peregrina na 74ª Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia, no Hangar, na quarta-feira, 9, pela manhã, será conduzida por Dom Irineu, e à noite ele presidirá Crisma na Paróquia Nossa Senhora Aparecida. Confira a agenda episcopal!

Homilia Dominical Padre Romeu Ferreira romeufsilva@gmail.com

A) Texto: Mt 17,1-9

Formado em Exegese pelo Pontifício Instituto Bíblico de Roma

1 Jesus tomou consigo Pedro, Tiago e João, seu irmão, e os levou a um lugar à parte, sobre uma alta montanha. 2E foi transfigurado diante deles; o seu rosto brilhou como o sol e as suas roupas ficaram brancas como a luz. 3Nisto apareceram-lhes Moisés e Elias, conversando com Jesus. 4Então Pedro tomou a palavra e disse: “Senhor, é bom ficarmos aqui. Se queres, vou fazer aqui três tendas: uma para ti, outra para Moisés e outra para Elias”. 5Pedro ainda estava falando quando uma nuvem luminosa os cobriu com sua sombra. E da nuvem uma voz

dizia: “Este é o meu filho amado, no qual eu pus todo meu agrado. Escutai-o!” 6Quando ouviram isso, os discípulos ficaram muito assustados e caíram com o rosto em terra. 7Jesus se aproximou, tocou neles e disse: “Levantai-vos e não tenhais medo”. 8Os discípulos ergueram os olhos e não viram mais ninguém, a não ser somente Jesus. 9 Quando desciam da montanha, Jesus ordenoulhes: “Não conteis a ninguém essa visão até que o Filho do homem tenha ressuscitado dos mortos”. B) Comentário Este é o texto da transfiguração do Senhor, também nos outros evangelhos (Mc 9,2-8; Lc 9,28-36). O véu da humanidade do mestre se

rasga e surge o esplendor de sua natureza divina. A luz, primeiro elemento criado (Gn 1,3) e seu esplendor, revelam o Eterno presente em Jesus. Pedro relata esta extraordinária experiência em sua carta (2 Pd 1,16-18). Jesus é o novo Moisés que prepara seus discípulos para a aceitação do Messias sofredor, nos profetas e salmos (Is 52,13-53,12; Sl 22). Era difícil entender um Messias, um Cristo debilitado, padecedor. Portanto, a transfiguração vem iluminar a compreensão da Paixão do Senhor. Mateus não diz o conteúdo da conversa de Jesus, Moisés e Elias; mas Lucas sim: tratava de sua morte redentora em Jerusalém (Lc 9,31).

Pedro, com as tendas queria alongar a experiência feliz com os três personagens. Nós, como Pedro, queremos saltar a paixão para chegar logo à Ressurreição. Também incorremos na falha de querer estar só na gloria do Senhor: “é bom ficarmos aqui” (v 4). Mas o Cristo nos ensina que não há Ressurreição sem Calvário. O sofrimento é duro, mas faz parte do itinerário de vida do cristão; é o único caminho da verdadeira glória. Por tal razão é que os discípulos recebem a ordem de guardar segredo até o momento propício (v 9). Entende-se que a cor transparente em brancura (v 2) indica que Jesus pertence ao mundo celeste como Filho amado, sen-

do maior que os demais profetas, portanto o Messias esperado. Ele já fora anunciado por Moisés ao povo: “teu Deus suscitará um profeta como eu no meio de ti, dentre os teus irmãos, e vós o ouvireis (Dt 18,15). E agora, Deus como Pai envia das alturas, sua voz determinando a escuta do Filho (v 5). O centro da narrativa destaca o Pai, referindo-se a Jesus como Filho a quem todos devemos escutar e praticar sua palavra. A transfiguração é força para entender o Messias sofredor; que já se mostra vencedor. Para o cristão a cruz dá sentido ao esplendor de Cristo. E quanto ao sofrimento, deve ser como a escuridão da noite que antecede o despontar da aurora.

Liturgia da Semana w 4/08, Sexta-feira

Cor ( Branco) Leitura (Lv 23,1.4-11.15-16.27.34b37) Responsório (Sl 80) Evangelho (Mt 13,54-58)

w 05/08, SÁBADO

Cor (Verde )

Leitura (Lv 25,1.8-17) Responsório (SI 66) Evangelho (Mt 14,1-12)

w 06/08, DOMINGO

Cor (Branco) Primeira Leitura (Dn 7,9-10.13-14) Responsório (Sl 96)

Segunda Leitura (2Pd 1,16-19) Evangelho (Mt 17,1-9)

w 07/08, SEGUNDA-FEIRA

Cor (Verde) Leitura (Nm 11,4b-15) Responsório (Sl 80) Evangelho (Mt 14,13-21)

w 08/08, TERÇA-FEIRA Cor (Branco) Leitura (Nm 12,1-13) Responsório (Sl 50) Evangelho (Mt 14,22-36)

w 09/08, QUARTA-FEIRA

Cor (Verde) Leitura (Nm 13,1-2.25-14,1.26-

30.34-35) Responsório (Sl 105,6-23) Evangelho (Mt 15,21-28)

w 10/08, QUINTA-FEIRA

Cor (Vermelho) Leitura (2Cor 9,6-10) Responsório (Sl 111) Evangelho (Jo 12,24-26)


belém, De 4 a 10 de Agosto de 2017

5

Vaticano Angelus: com Jesus, a alegria nasce e renasce Papa convidou a contemplar a alegria do camponês e do comprador das parábolas

C

om informações Rádio Vaticano. A alegria do Evangelho nos livra da tristeza e do vazio interior: palavras do Papa no Angelus do último domingo de julho, 30. Aos milhares de fiéis na Praça de São Pedro não obstante o calor, o Pa p a c o m e n t o u o Evangelho do dia sobre o discurso das parábolas de Jesus. De modo especial, Fr a n c i s c o f a l o u d e duas delas: o tesouro escondido e a pérola preciosa. Ambas destacam a decisão dos protagonistas de vender qualquer coisa para obter o que descobriram. O camponês decide arriscar todos os seus pertences, assim como o comprador decide apostar tudo naquela pérola, a ponto de vender todas as outras.

fotos: divulgação

w papa Francisco durante a oração do Angelus, no domingo, 30 de julho

Busca e sacrifício Essas semelhanças, explicou o Papa, evidenciam duas características sobre a posse do Reino de Deus: a busca e o s a c r i f í c i o. O R e i n o

de Deus é oferecido a todos, mas não é colocado à disposição num prato de prata, requer um dinamismo: t r a t a - s e d e b u s c a r, caminhar, mexer-se. “A a t i t u d e d a busca é a condição

essencial para encontrar; é preciso que o coração arda do desejo de alcançar o b e m p re c i o s o, o u seja, o Reino de Deus que se faz presente na pessoa de Jesus. É Ele o tesouro

e s c o n d i d o, é E l e a pérola de grande valor. Ele é a descoberta fundamental que pode dar uma reviravolta decisiva à nossa vida, p re e n c h e n d o - a d e significado.” Sacrifício e renúncias Já a avaliação do valor inestimável do tesouro leva a uma decisão que implica sacrifício e renúncias. Quando o tesouro e a pérola foram descobertos, isto é, quando encontramos o Senhor, é preciso não deixar esta descoberta estéril, advertiu Francisco, mas sacrificar tudo a ela, c o loc a ndo - O e m p r i m e i ro l u g a r. “A graça em primeiro lugar.” Com Jesus Cristo, sempre

nasce e renasce a alegria “O discípulo de Cristo não é alguém que se privou de algo essencial; é alguém que encontrou muito mais: encontrou a alegria plena que somente o Senhor pode doar. Aqueles que se deixam salvar por Ele foram livrados do p e c a d o, d a t r i s t e z a , do vazio interior, do isolamento. Com Jesus Cristo, sempre nasce e renasce a alegria.” O Pontífice convidou os fiéis a contemplarem a alegria do camponês e do comprador das parábolas. “Rezemos, por intercessão da Virgem Maria, para que cada um de nós saiba testemunhar, com as palavras e os gestos cotidianos, a alegria de ter encontrado o tesouro do Reino de Deus, isto é, o amor que o Pai nos doou mediante Jesus.”

Francisco: o tráfico humano é cruel, aberrante e criminoso Com informações da Rádio Vaticano. “Cruel, aberrante e criminoso”: o Papa Francisco não usou meias-palavras para condenar o tráfico de seres humanos no Dia Mundial, promovido pelas Nações Unidas contra o fenômeno. Após rezar a oração do Angelus, no domingo 30 de julho, com os fiéis na Praça de S ã o Pe d ro, o Pa p a Francisco lançou um apelo à comunidade internacional com estas palavras: “ To d o s o s a n o s , milhares de homens, mulheres e crianças são vítimas inocentes da exploração laboral e sexual e do tráfico de órgãos. Parece que todos nos acostumamos a isso. Mas é cruel, é criminoso. Desejo pedir o empenho de todos para que esta chaga aberrante, forma de escravidão moderna, seja adequadamente

combatida. Rezemos juntos a Nossa Senhora para que ampare as vítimas do tráfico e converta os corações dos traficantes.” Twitter A data também foi lembrada na conta do Papa no Twitter, com a seguinte mensagem: “Conclamamos todas as pessoas de fé e de boa vontade a se comprometerem contra a escravidão moderna em todas as suas formas”. Por ocasião deste Dia Mundial contra o Tráfico de Pessoas, diversas organizações ligadas à Igreja divulgaram uma Declaração para pedir maior empenho das autoridades. Condenações jurídicas irrisórias “As pessoas estão sendo traficadas, internamente no país e além-fronteiras, para

servidão doméstica, exploração sexual e laboral, mendicância, casamento forçado, remoção de órgãos, útero de aluguel e atos criminosos. Enquanto a estimativa do número de pessoas traficadas apresenta cifras de dezenas de milhões, as sentenças judiciais contra os traficantes de pessoas são, globalmente, menos de 10.000”, é o que se lê na declaração assinada, entre outros, p o r Ta l i t h a K u m , Serviço Jesuítas para Refugiados, a CLAR e a Cáritas Internacional. Fechamento das fronteiras O texto menciona de modo especial os migrantes e os re f u g i a d o s c o m o o grupo mais vulnerável à exploração, agravada pelo fechamento das fronteiras e pela falta de vias legais de migração. Os signatários pedem

aos governos que ratifiquem e garantam a implementação do Protocolo de Palermo (2000) e de outros acordos internacionais relevantes; garantam rotas migratórias para migrantes e refugiados, que permitam a

passagem das fronteiras de maneira segura, legal e responsável, conforme compromisso assumido pelos países, na Agenda dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável 2030 (2015) e na Declaração de Nova Iorque (2016).

A Declaração pede ainda a melhoria dos serviços de proteção e apoio aos sobreviventes do tráfico, em particular através da concessão da autorização para permanência e residência humanitária a longo prazo.

Papa receberá presente de artesãos da Colômbia Diversas iniciativas irão expressar o carinho do povo colombiano pelo Papa Francisco, quando de sua visita ao país, em setembro. Entre estas, a da Federação Nacional dos Cafeicultores da C o l ô m b i a , q u e p re s e n t e a rá o Pontífice com três férulas talhadas em madeira de pés de café. A madeira usada para as férulas foi talhada com esmero e dedicação

por artesãos de diferentes regiões c a f e i c u l t o ra s , c o m o f o r m a d e demonstrar a grande diversidade que caracteriza a cafeicultura colombiana. Em nível mundial, a Colômbia é o maior produtor mundial de café suave. Os principais países importadores são Estados Unidos, Alemanha, Japão, Países Baixos e Suécia.

O

bem pratica-se e é eficaz sobretudo quando é feito sem procurar recompensa nem aparecer, nas diárias situações concretas da vida. (1º de agosto)

C

onclamamos todas as pessoas de fé e de boa vontade a se comprometerem contra a escravidão moderna em todas as suas formas. (30 de julho)


6

belém, De 4 a 10 de Agosto de 2017

Igreja no Mundo

Papa concede Ano Jubilar para Irmãs Clarissas de Sória, na Espanha Tempo de graça será aberto sexta-feira, 11 de agosto, e se prolonga por um ano C om informações da Rádio Vaticano. O Papa Francisco, por meio da Penitenciaria Apostólica, concedeu um Ano Jubilar às Irmãs Clarissas de Sória, Espanha. O Pontífice autorizou a celebração por ocasião dos 75 anos da exposição permanente de Jesus Eucarístico. Esse tempo de graça será aberto pelo Bispo de Osma-Soria, Dom Abilio Martínez Varea, na sextafeira 11 de agosto, festividade de Santa Clara de Assis e se prolongará até 11 de agosto de 2018.

“Aquí el Amor es amado” será o lema do Ano Jubilar. Esta frase era pronunciada pela Venerável Madre Clara diante do clamor de São Francisco de Assis que, sofrendo pela indiferença de muitos, repetia frequentemente: “O amor não é amado!”.

Santíssimo Sacramento Foi a então Abadessa da comunidade - a hoje Venerável Madre Clara Sánchez de la Concepción - que viu a necessidade de manter permanentemente exposto o

Santíssimo Sacramento em sua comunidade de irmãs pobres de Santa Clara. Assim, desde 11 de agosto de 1942, Jesus Eucarístico é adorado dia e noite, permanecendo a Igreja de Santo Domingo de Sória aberta das 7 da manhã às 9 da noite. “Nós nos rejubilamos nos ideais que deixou Madre Clara, declarada Venerável em 3 de abril de 2014. Ela viveu neste convento desde 1922 até 1973, ano em que faleceu repentinamente, e o Espírito Santo infundiu nela um amor ardente por Jesus na Eucaristia e

fotos: divulgação

w convento de Sória comunidade das Clarissas com 54 religiosas

para retornar às fontes do carismas clariano”, afirmou uma religiosa da comunidade. Cerca de cem irmãs formam essa comunida-

de de Clarissas, divididas em cinco conventos: 54 em Sória (onde ingressará outra jovem de Toledo nos próximos dias), 14 em Valdemoro (Madrid),

dez em Medinaceli, 12 em Zimbabwe e seis em Moçambique, onde nos últimos meses ingressaram duas jovens moçambicanas.

Imagens de Lourdes são entronizadas no Iraque Com informações da agência Gaudium Press. Em janeiro deste ano, Dom Pascal Gollnisch, Diretor da Associação L’Oeuvre d’Orient, viajou ao Iraque e ficou impressionado com o estado dos templos e Santuários da Planície de Nínive. Diante daquele horror, comprometeu-se a enviar imagens de Nossa

Senhora aos lugares onde eram veneradas antes do ataque do Estado Islâmico. Sua promessa foi cumprida meses depois, mais precisamente entre os dias 20 a 25 de julho. No total, 15 imagens de Nossa Senhora de Lourdes foram entronizadas nos templos anteriormente ocupados

pelo Estado Islâmico. A operação foi qualificada pela associação como um “símbolo da reconstrução” das comunidades cristãs locais após a perseguição do Estado Islâmico. Antes de saírem da França, as imagens foram abençoadas pelo Bispo de Tarbes e Lourdes, Dom Nicolás Brou-

wet, e assim que chegaram ao Iraque receberam uma nova bênção no templo siríaco católico de Mar Shmouni. Os fiéis dos povoados de Karamless, Bartella, Bashiqa, Barzani, Qaraqosh, Telescoff, Baqofa e Batnaya, puderam voltar a venerar Nossa Senhora de Lourdes e agradecer sua proteção.

w imagens nos templos ocupados

Igreja no Brasil

Igreja da Paraíba realiza Festa das Neves

C

w procissão marca o encerramento da programação da Igreja

om informações da Arquidiocese da Paraíba. O Arcebispo Metropolitano da Paraíba, Dom Manoel Delson, abriu, no dia 27 de julho, na Catedral Basílica de Nossa Senhora das Neves, no Centro de João Pessoa, onde toda ela será realizada, a programação religiosa da 432ª Festa de Nossa Senhora das Neves - padroeira de João Pessoa e da Paraíba. O tema da Festa deste ano é “Maria, Mãe da Divina Caridade”. Todas as noites até o dia 4, sempre às 19h30,

haverá missa e oração da novena em homenagem à padroeira. A presença do Núncio Apostólico no Brasil, Dom Giovanni d’Aniello, está confirmada na programação. Ele representa o Papa Francisco no Brasil e vai estar na festa para impor o Pálio Arquiepiscopal ao novo Arcebispo da Paraíba, Dom Manoel Delson. O arcebispo recebeu o Pálio das mãos do próprio papa no dia 29 de junho, junto com outros quatro bispos brasileiros, mas deve

usá-lo pela primeira vez na solenidade que acontece às 9h do dia de Nossa Senhora das Neves, 5 de agosto. Além da celebração com a presença do núncio, o principal dia da festa também conta com a tradicional procissão da imagem de Nossa Senhora das Neves pelas ruas do Centro de João Pessoa. Às 15h, vai ser recitado o terço, seguido de missa e de procissão.

Peregrinação do Terço dos Homens ao Santuário da Piedade

w santuário na cidade de Caeté, em MG

Com informações da agência Gaudium Press. A quarta edição da Peregrinação Mineira do Terço dos Homens ao Santuário de Nossa Senhora da Piedade, em Caeté, Minas Gerais, está com as inscrições abertas. Durante essa peregrinação, centenas de grupos de diferentes cidades mineiras se reúnem para vivenciar a

fé e a devoção à Padroeira de Minas Gerais. “Para planejar a acolhida aos peregrinos, a equipe do Santuário solicita que cada grupo faça a sua inscrição até o dia 10 de agosto”, informa o site da Arquidiocese de Belo Horizonte. Na edição deste ano, a Peregrinação Mineira do Terço dos Homens será ainda mais espe-

cial, uma vez que são celebrados os 250 anos de história da população católica peregrinando neste território. Logo no início, às 7h, haverá a acolhida dos peregrinos na Praça Antônio da Silva Bracarena (espaço da Cavalhada). Em seguida, às 8h, os devotos partem em procissão até a Ermida da Padroeira de Minas Ge-

rais. Às 11h, acontece a Santa Missa e, mais tarde, às 14h, a Oração do Terço, na Praça Cardeal Mota. O envio do ícone peregrino será realizado às 15h. Meia hora depois, ocorre a abertura do “manto” de Nossa Senhora da Piedade. Por fim, às 16h, os fiéis receberão a bênção final.


belém, De 4 a 10 de Agosto de 2017

7

Igreja

Arcebispos do Brasil recebem ‘Pálio Arquiepiscopal’ do Papa Francisco A imposição do pálio passou a ser realizada nas respectivas dioceses pelas mãos do núncio apostólico

C

om informações da CNBB. Cinco arcebispos metropolitanos brasileiros receberam do Papa Francisco, no dia 29 de junho, o Pálio Arquiepiscopal, durante a missa da solenidade dos Santos Apóstolos Pedro e Paulo, na capela papal, na basílica Vaticana, no Vaticano (Itália). Receberam o Pálio todos os Arcebispos nomeados entre julho do ano passado até 14 de junho de 2017. Neste ano são 36 do mundo todo, destes cinco são brasileiros. O arcebispo de Brasília, cardeal dom Sergio Rocha, presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil,

esteve no Vaticano (Itália) para, entre outras agendas, participar da solenidade. Os brasileiros que receberam a insígnia foram Dom João José da Costa, arcebispo de Aracajú (SE), Dom Orlando Brandes, nomeado arcebispo de Aparecida (SP), Dom Manoel Delson Pedreira da Cruz, arcebispo da Paraíba (PB), Dom Júlio Akamine, nomeado arcebispo de Sorocaba (SP) e Dom Geremias Steinmetz, nomeado recentemente arcebispo de Londrina (PR). Do grupo, apenas Dom Geremias não esteve presente no Vaticano. O Vaticano comunicou, no dia 12 de janeiro

fotos: divulgação

w ocasião em que foi anunciada no Vaticano o recebimento aos cinco arcebispos brasileiros

de 2015, a decisão do Papa Francisco de modificar a modalidade de entrega do Pálio aos novos Arcebispos Me-

tropolitas. Desde então, a faixa de lã branca passou a ser apenas entregue, e não mais colocada pelo Santo Padre,

como rezava a tradição, em 29 de junho, na Solenidade dos Santos Pedro e Paulo. A imposição do Pálio aos novos

Arcebispos passou a ser realizada nas respectivas Dioceses de origem pelas mãos dos Núncios Apostólicos locais.

Agenda das cerimônias de imposição A imposição do Pálio Arquiepiscopal Dom Julio Endi Akamine, SAC, ocorreu durante a celebração do Jubileu de Prata dos 25 anos da Arquidiocese de Sorocaba. A cerimônia para o recebimento da insígnia a Dom Manoel Delson está marcada para 5 de agosto, às 9h, na Catedral Basílica de Nossa Senhor das Neves, em João Pessoa, durante a festa da padroeira. Em Aracaju,

para Dom João José da Costa, a c e r i m ô n i a o c o r re rá n o d i a 15 de setembro, na Catedral Metropolitana. A imposição do Pálio a Dom Orlando será feita no dia 1º de outubro, domingo, durante a missa das 8h, no Santuário Nacional. A imposição feita pelo Núncio Apos tólico a D o m G i o v a n i D ’A n i e l l o , em Londrina, ainda sem data agendada.

w imposição Pálio Arquiepiscopal sobre Dom Julio, em Sorocaba (SP)

Forma e decoração do pálio De acordo com referências históricas há uma diferença sensível entre a forma do pálio moderno e o usado nas épocas cristãs mais remotas, conforme se pode ver nos mosaicos de Ravena (terceira capital do Império Romano do Ocidente - 402 - 476). No século VI, o pálio era uma longa faixa, moderadamente larga, branca, ornamentada em sua extremidade com uma cruz preta ou vermelha, e terminada fora com borlas; era drapejado em torno da garganta, dos ombros, e do peito em tal maneira que ficava com a forma de um V na parte dianteira, tendo duas extremidades penduradas para baixo do ombro esquerdo, uma na parte dianteira e outra atrás. O pálio tomou a sua forma de uma letra Y, no século VIII,com medida de cerca de 5 cm. de largura. No século IX, conforme se vê em pinturas das igrejas ro-

manas, a faixa do pálio, que era solta e mantinha-se no lugar pela aplicação de alfinetes (Spinelli), foi costurada e teve as pontas encurtadas. A forma circular atual data do século X ou XI. Dois exemplares antigos desta forma circular, que pertenceram ao arcebispo de São Heriberto (1201) e ao arcebispo de Sant’Ana (1075) encontram-se bem preservados em Siegburg, na arquidiocese de Colônia. As duas faixas verticais do pálio circular foram encurtadas até o século XV,até atingirem, atualmente, um comprimento de aproximadamente doze polegadas. Ornamentação Inicialmente, as únicas decorações no pálio eram duas cruzes perto das extremidades, conforme demonstram os mosaicos de Ravena e de Roma. Parece que a ornamentação do pálio, com um número maior de cruzes não

se tornou habitual até o século IX, quando as cruzes pequenas foram aplicadas, especialmente sobre os ombros. Entretanto, durante a Idade Média, não havia nenhuma regra definida quanto ao número de cruzes, contudo havia um preceito que determinava a sua cor. Eram, geralmente, negras; mas, às vezes, vermelhas. Os pinos, que de início serviam para a fixação do pálio no lugar, foram mantidos como ornamentos, mesmo depois que o pálio passou a ser costurado na forma apropriada, embora já não tivessem toda a função prática. Em 1605 foi encontrado o pálio que envolveu o corpo de Papa Bonifácio VIII o que comprovou que no século XIII já era uso colocar pelos nas extremidades pendentes do pálio. Isto também o demonstrou os fragmentos do pálio encontrados no túmulo de Clemente IV.

O que é o Pálio Arquiepiscopal e seu sentido O Pálio, do latim “pallium”, manto, é uma espécie de colarinho de lã branca, com cerca de 5cm de largura e dois apêndices – um na frente e outro nas costas. Possui seis cruzes bordadas em lã preta – quatro no colarinho e uma em cada um dos apêndices. Como o pálio mostra a ligação mais íntima do Arcebispo com o Papa, é confeccionado pelas monjas beneditinas do Mosteiro de Santa Cecília, em Roma, utilizando a lã de duas ovelhas que são oferecidas ao Papa no dia 21 de janeiro de cada ano na Solenidade de Santa Inês (Padroeira da Pureza). Logo, O pálio é confeccionado com lã de cordeiro e benzido pelo Sumo Pontífice. Simboliza a função do Pastor que, na feliz expressão do Papa Francisco, deve ter o “cheiro das ovelhas”. Por isso traz sobre os próprios ombros, como faixa representativa, este símbolo feito de lã de cordeiro. Como o Pastor é uma pessoa viva, com nome próprio, o pálio é estritamente pessoal. Liga o arcebispo à sua Arquidiocese. Se, por acaso, for transferido para outra Arquidiocese, deverá receber outro pálio. O Arcebispo emérito fica com o seu pálio, que levará para o túmulo. O uso do Pálio, que nos primeiros séculos do Cristianismo era exclusivo dos Papas, passou a ser usado pelos Arcebispos Metropolitas a partir do século VI. Após a sua confecção, o Pálio é depositado junto ao túmulo de São Pedro, na Basílica Vaticana, até a Solenidade de São Pedro e Paulo, quando, então, é entregue pelo Papa aos Arcebispos.

Os pálios, insígnias litúrgicas de ‘honra e jurisdição’, são envergados pelos arcebispos metropolitas nas suas igrejas e nas da sua província eclesiástica. O arcebispo metropolita preside a uma província eclesiástica, constituída por diversas dioceses. O pálio é símbolo do serviço e da promoção da comunhão na própria Província Eclesiástica e na sua comunhão com a Sé Apostólica. O significado da forma de entrega mudança é o de colocar em maior evidência a relação dos Arcebispos Metropolitas com a sua Igreja local e assim dar também a possibilidade a mais fiéis de estarem presentes neste rito tão significativo para a Igreja. Outro ponto importante é propiciar a participação dos bispos da província eclesiástica.


8

belém, De 4 a 10 de Agosto de 2017

Nazaré Repórter

rádio nazaré

fm

J Festividade de São Tarcísio

z mh 3 . 91 fotos: divulgação

As Regiões Episcopais da Arquidiocese de Belém celebrarão São Tarcísio no período de 5 a 15 deste mês com o tema “São Tarcísio, assim como Maria, ensina-nos a nos doar por inteiro a Jesus”. A programação terá varias celebrações nas diversas paróquias de cada região e no dia 12 haverá o ato de consagração ao padroeiro. Dia 15, às 17h, na Região Coração Eucarístico de Jesus, haverá procissão saindo Paróquia de Santo Antônio de Pádua, situada na rodovia Mario Covas, no bairro do Coqueiro, para a Paróquia de Arcanjo São Miguel, no bairro do Una.

J Ciop divulga pesquisa sobre trotes

O Centro de Investigações e Operações Policiais do Pará (CIOP) divulgou levantamento das ligações falsas recebidas no primeiro semestre deste ano. De acordo com a pesquisa, a cada quatro ligações recebidas, uma é trote. No período do levantamento foram registradas mais de 1.400 chamadas falsas por dia. São quase 10 trotes por minuto, e a maioria das ligações falsas é realizada por crianças e jovens. Segundo o artigo 340 do Código Penal, “comunicar informação falsa de crime é punido com multa e até seis meses de detenção”. Já o artigo 266 diz que “interromper serviço telegráfico dá multa e até três anos de prisão”.

J fies 2017 - segunda chamada

J Treinamento em saúde O Hospital Ophir Loyola inscreve até sexta-feira, 11, para o treinamento em prática hospitalar, destinado aos enfermeiros recém-formados. Interessados devem comparecer, das 8h às 17h, à Divisão de Educação Continuada do hospital, para a inscrição. Os documentos exigidos são a cópia do certificado ou diploma, carteira do Conselho Regional de Enfermagem (Coren) e RG, além de taxa de inscrição. A seleção dos candidatos será no dia 23 de agosto, mediante prova objetiva. Mais informações: (91) 3265-6690.

O Ministério da Educação (MEC) divulgou o resultado com a lista dos pré-selecionados para contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) neste segundo semestre de 2017. Os candidatos tem até a segunda-feira, 7, para concluir a inscrição no SisFies, sistema utilizado pelo MEC. Este é o último semestre do Fies no modelo antigo. No início do mês, o Ministério da Educação (MEC) anunciou novas regras para o programa, com três categorias diferentes de financiamento, variando de acordo com a renda familiar do candidato, região do curso e juros.

l Rádio Nazaré FM orienta sobre AVC Causas, sintomas e prevenção do acidente vascular cerebral (AVC) serão o tema do programa “Saúde e cidadania”, de segunda-feira, 7, na Rádio Nazaré FM. O AVC, conhecido também como derrame, atinge cerca de 16 milhões de pessoas no mundo. Cerca de 6 milhões das vítimas chegam a óbito e outras 10 milhões de pacientes ficam com alguma sequela. Anualmente, no Brasil, são registrados aproximadamente 70 mil mor tes por AVC. A recomendação da

Organização Mundial de Saúde (OMS) é que a população adote medidas necessárias para a prevenção e tratamento da doença. Sintonize 91,3 MHz a partir de 16h e participe! O ouvinte pode interagir durante a programação ligando para a central de atendimento, no número 4006-9211 ou ainda pelas redes sociais twitter.com/radionazare e pelo facebook.com/ radionazare, enviando suas dúvidas, ou sugerindo novos temas para os próximos programas.

Rádio Nazaré FM - 91,3. A serviço da vida. nossa missão é evangelizar!

rede nazaré de televisão

al can

30

l TV Nazaré retoma programação normal

J Oficina: Palhaços e poesia A Fundação Cultural do Pará abriu inscrições para a oficina “Palhaçaria Poética”, a ser realizada na Casa das Artes, no período de 14 de agosto a 1º de setembro. O curso é direcionado para artistas, arte-educadores, educadores sociais,

professores e estudantes de artes cênicas. Interessados devem dirigir-se à Casa das Artes levando documento de identificação com foto e pagar taxa de inscrição para as 25 vagas do curso com carga de 30 horas/ aula.

J Festividade de são lourenço A Comunidade de São Lourenço, ligada à Paróquia de Santo Antônio de Lisboa, em Belém, realizará a partir de domingo, 6, a festividade em honra ao padroeiro. Com o tema “Com São Lourenço e Nossa Senhora, eu e minha família serviremos ao Senhor” e o lema “Com as virtudes de Maria, São Lourenço, guiai nossas famílias”, o festejo seguirá até o dia 13, com programação constando de missas e atividades culturais. A comunidade está localizada na rua dos Tupinambás, 1855, na Condor.

J Encontrar: jovens do cristo rei Lectio Divina N o s d i a s 9 e 16 deste mês a Catedral Metropolitana promoverá o curso “Lectio Divina”, com o intuito de aprofundar os conhecimentos e

evidenciar a beleza da Sagrada Escritura. O curso acontecerá na Sala de Pontificais, às 19h, e a participação é gratuita. Informações: (91) 21213722/2121-3723.

J Show vocacional A Pastoral da Juventude, da Paróquia de Santa Teresinha do Menino Jesus, promoverá o Show Vocacional 2017 no dia 19 deste mês às 19h30 com o tema “Acaso não sabeis

que sou a Imaculada?”, alusivo às aparições de Nossa Senhora de Fátima, em Portugal. A paróquia fica localizada na Avenida Roberto Camelier, 808, no Jurunas. Entrada franca.

A Paróquia de Cristo Rei promove, às 8h30, no dia 20 deste mês o “Encontrar”, voltado para os jovens paroquianos e demais comunidades. Com o tema “Juventude Orionita em missão com Maria”, o evento tem o objetivo estudar a perspectiva de São Luiz Orione, devoto de Nossa Senhora e propagador da devoção mariana. A programação será no Seminário Juliano Moretti com celebração, workshop, dinâmicas e palestra com padre Edson, reitor do seminário orionita em Fortaleza (CE). Inscrições gratuitas podem ser feitas na Matriz. Informações: (91) 3235-1405

J Festival de Música O Transfest 2017, promoção da Paróquia da Transfiguração do Senhor, será no dia 16 de setembro às 19h30. As inscrições para o festival de música estão abertas na secretaria paroquial. O endereço é a Estrada do Curuçambá, Rua novo Paraíso, Quadra 19, nº 38 - Conj. Roraima, em Ananindeua. Informações ( 91) 3286-8570.

O mês de agosto traz atualizações para a TV Nazaré que retoma sua programação normal com destaque para os programas de entrevistas ao vivo como o “Diálogo aberto”, “Questão de fé”, “Janela aberta”, “ Pe n s a n d o b e m ” . A apresentadora Larissa Cristina (foto) volta ao comando das “Notícias pastorais”, após período de férias. Sintonize o canal 30 – ou a sintonia da sua cidade – e acompanhe a programação da TV

portal nazaré

Nazaré. O telespectador pode interagir com a produção da emissora arquidiocesana mandando sugestões de temas e perguntas pelo watsapp: (91) 98802-3444. w. ww re. a naz .br o a com dac fun

EVANGELIZANDO PELO YOUTUBE No canal do YouTube Fundação Nazaré de Comunicação, pertencente à Arquidiocese de Belém do Pará, você pode acompanhar as programações ao vivo. Digite na barra de pesquisa T V NAZARÉ AO VIVO e assista aos telejornais, missas, entrevistas e muito mais. Confira também o Evangelho Diário no programa Palavra de Vida Eterna, do Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alber to Taveira Corrêa, disponível todos

os dias no Portal Nazaré e Youtube. Envie sugestões d e p a u t a : p o r t a l @ fundacaonazare. com.br ou para mais informações acesse: www. fundacaonazare.com.br


belém, De 4 a 10 de Agosto de 2017

9

Opinião Mater ecclesiae

Pe. Wiremberg Miranda (wiremberg.miranda@gmail.com)

Anos Marianos -2

P

ara a estreita relação entre estes dois dogmas, sendo solenemente promulgada e colocar em sua luz adequada da Assunção da Virgem ao céu que é como a coroa e complementar o outro privilégio mariano-, tem manifestado a grandeza a harmonia mais sábio e esplendor desse plano divino, segundo a qual Deus quis que a Virgem Maria era imune de toda a mancha do pecado original. Portanto, com estes dois privilégios distintos concedidos à Virgem, ambos os primórdios da sua peregrinação na terra como o crepúsculo de sua vida iluminada com flashes da

luz brilhante; a inocência perfeita de sua alma limpa de qualquer mancha, é conveniente e admirável glorificação maior de seu corpo virginal assim; e ela era o mesmo que o seu Filho único unidos na luta contra a serpente infernal, de modo juntamente com ele participou do glorioso triunfo sobre o pecado e suas consequências tristes. Digna celebração reta Naquele ano foi exposto e solicitou que o Dogma da Imaculada fosse difuso com tanta profusão e autoridade em cada diocese do mundo, através de sermões, conferencias, estudos, publicações cientificas

e /ou pastorais. Para o culto verdadeiro e católico rendido à Virgem Maria, em capelas ou altares localizados em cada cidade e atividades públicas e privadas devendoassim fazer em honra da Virgem Maria com peregrinações aumentando a devoção mariana que fosse uma devoção especial, especialmente o Santuário de Nossa Senhora de Lourdes e Basílica de Santa Maria Maggiore, em Roma. No o final do ano mariano, o papa coroa a“Salus Populi Romani” na Basílica de São Pedro”. At é n o s s a p r ó x i m a edição com os dois anos marianos de São João Paulo II.

Cursilho de Cristandade

Pe. Antônio Mattiuz, csj (antoniomattiuz@gmail.com)

Núcleos ambientais ou pequenas comunidades de fé

D

esde o início, Jesus fundou a sua Igreja como comunidade. Os primeiros discípulos se reuniam para rezar e para ouvir a Palavra de Deus. Eles se reuniam nas casas ou no Templo. Os cursilhistas seguem esse caminho traçado por Jesus. Eles também se reúnem nas casas ou na igreja. Ninguém pode ser

cristão isolado, só para si. Os cursilhistas formam Núcleos nos ambientes onde vivem: reúnem-se uma vez por mês para reavivar a fé e planejar o trabalho a fim de ajudar Jesus a salvar o mundo. Você pode formar um Núcleo Ambiental com outros cursilhistas lá onde você mora. É muito simples: Convide o u t ro s c u r s i l h i s t a s ,

marque local, dia e hora do encontro. É bom que o Núcleo se reúna uma só vez por mês. É melhor que o encontro seja breve: não mais de uma hora. Todos trazem consigo o Guia do Peregrino. Abra a reunião como o sinal da cruz; todos rezam uma oração do Guia do Peregrino. Depois alguém lê um trecho da Palavra de Deus.

Alguém faz breve c o m e n t á r i o s o b re a Palavra. Breve, significa menos de um minuto para cada pessoa. Quem quiser p o d e f a z e r b reve s comunicações. Por último vamos responder a essas duas perguntas: * Que atividades fizemos neste mês que passou? * O que iremos fazer neste próximo mês?

Dadas estas respostas, antes de partir, o Núcleo marca o próximo encontro, determinando dia, hora e local. Para o Núcleo não fracassar é preciso fazer isto: * Ser pontual: o atraso é sempre falta de respeito e de consideração para com os outros. * Não servir lanches e nem refeições. * O encontro deve ser breve: é muito melhor

deixar saudades do que enjoar por ser muito longo. * Alguém escreve num caderno as decisões tomadas. * Comunique o fato da formação do novo Núcleo à Coordenação do Cursilho, na travessa 14 de março, nº 1154. Se no ambiente onde você vive ou atua, ainda não existe Núcleo Ambiental, queira formálo o quanto antes.

Santa Sé: nasce uma rede global contra a máfia e a corrupção “Criar uma frente comum contra as d i ve r s a s f o r m a s d e corrupção, crime organizado e máfia”: é o objetivo do Dicastério para o Serviço do Desenvolvimento Humano Integral, através do Conselho sobre a justiça. É a afirmação contida no documento final do debate sobre a corrupção realizado no Vaticano no último dia 15 de junho. Trata-se de uma rede em nível internacional inspirada no chamado de Francisco na sua intenção universal de oração para o mês de fevereiro de 2018, em memória do assassinato do Beato Giuseppe Puglisi, de modo que “aqueles que têm um poder material, político e espiritual não se

deixem dominar pela corrupção”. É isso o que deseja esse Conselho. A Igreja “no mundo já é uma rede – lê-se no texto final - e por isso pode e deve colocar-se a serviço dessa intenção com coragem, decisão, transparência, espírito de colaboração e criatividade”. O C o n s e l h o “ va i aprofundar o estudo sobre uma resposta global - através das conferências episcopais e das Igrejas locais – sobre a excomunhão dos mafiosos e das organizações criminosas semelhantes e sobre a perspectiva de excomunhão para a corrupção”. O Conselho vai orientar “a partir de setembro, as suas iniciativas olhando para esse compromisso do próximo ano”.

A corrupção - diz o documento – “antes de ser um ato é uma condição: portanto, há a necessidade da cultura, da educação, da instrução, da ação institucional, da participação dos cidadãos”. O Conselho “ n ã o i r á s e re d u z i r somente a exortações piedosas, porque são necessárias ações concretas. A tarefa educativa exige, de fato, professores críveis, também na Igreja”. “Não é crível afirma o texto – quem procura alianças para privilégios, isenções, caminhos preferenciais ou mesmo ilegais. Todos nós nos tornaremos irrelevantes, nocivos e perigosos se agirmos desta forma. Não é crível aquele que se aproveita de sua posição

para recomendar pessoas muitas vezes não recomendáveis, seja no que diz respeito ao valor, seja no que diz respeito à honestidade”. Po r i s s o “ a a ç ã o do Conselho será educativa e informativa, e se dirigirá à opinião pública e a muitas instituições para criar uma mentalidade de liberdade e justiça, em vista do bem comum” e irá intervir, “especialmente lá onde, no mundo, a corrupção é por si só o sistema social dominante”. Um caminho que “não será fácil” – prossegue o documento – n o q u a l a I g re j a deve “colocar-se na escuta de todas as suas articulações para avançar no diálogo também com os não-cristãos,

de modo participado, transparente e eficaz”. “Fundamental, também, será desenvolver a conexão – hoje quase perdida - entre justiça e beleza. O extraordinário patrimônio histórico, artístico e arquitetônico será um formidável elemento de apoio para a ação educativa e social contra todas as formas de corrupção e crime organizado”. “ O C o n s e l h o va i desenvolver também uma proposta de um pensamento político com especial atenção à democracia e à laicidade - que ilumine a ação em relação às instituições para garantir que os tratados internacionais sejam efetivamente aplicados e as legislações sejam uniformes, para perseguir do melhor

modo os tentáculos do crime, que superam as fronteiras dos Estados. “O Conselho irá ainda aprofundar a relação entre os processos de paz e as formas de corrupção”, porque “a corrupção causa também falta de paz”. “É necessário - conclui o texto - um movimento, um despertar de consciências. Esta é a nossa principal motivação, que sentimos como uma obrigação moral. As Leis são necessárias, mas não são suficientes. O s n í ve i s d e a ç ã o serão três: educação, cultura, cidadania. É necessário mover-se com coragem e tocar as consciências para passar da indiferença à percepção da gravidade de tais fenômenos e combatê-los”.


10

belém, De 4 a 10 de Agosto de 2017

Santa Missa Horários de Missas nas paróquias da Arquidiocese de Belém Região Episcopal Sant’Ana

17h30 e 19h30 Telefone: 3266-1392/3226-0503

Nossa Senhora da Graça (Catedral) Cidade Velha - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h e 19h Telefone: 2121-3723/ 2121-3724

Santa Maria Goretti Guamá - Belém Domingo: 9h30 e 18h Telefone: 3283-6023

N. Sra. das Mercês (Reitoria) Comércio - Belém Sábado: 12h e 17h Domingo: 12h e 17h Sant'Ana da Campina Comércio - Belém Sábado: 12h (Igreja Matriz) Domingo: 7h (Col. D. Bosco) 9h (Igreja Matriz) Telefone: 3230-3734 São Judas Tadeu Condor - Belém Sábado: 19h. Domingo: 7h, 9h e 19h Telefone: 3115-6020 Santa Teresinha do Menino Jesus Jurunas - Belém Sábado: 6h e 18h30 Domingo: 6h30, 8h30 e 18h Telefone: 3272-2251 Santo Antônio de Lisboa Batista Campos - Belém Sábado: 6h30, 12h, 17h e 18h30 Domingo: 8h, 11h, 17h, 18h30 e 20h Telefone: 3215-7004/ 3222-0097 Santíssima Trindade Campina - Belém Sábado: 16h Domingo: 7h, 10h, 11h30, 17h30 e 19h Telefone: 3215-7007/ 3242-4917 Nossa Senhora da Conceição Cidade Velha - Belém Sábado: 18h30 Domingo: 7h, 9h e 18h Telefone: 3215-7006 São José Umarizal - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 11h e 19h Telefone: 3230-1633 Santa Luzia Jurunas - Belém De terça a sexta-feira: 19h Sábado: 18h30 Domingo: 7h; 9h; 18h30 Telefone: 3271-2146 Nossa Senhora de Lourdes Nazaré - Belém Seg a Sáb: 6h30 e 18h Domingo: 7h, 9h, 17h30 e 19h30 Telefone: 3223-5728 Nossa Senhora do Carmo Cidade Velha Sábado: 18h - Domingo: 7h Região Episcopal Santa Maria Goretti Santa Maria de Belém Terra Firme - Belém Terça: 19h Sábado: 19h - Domingo: 7h30 e 19h Telefone: 3253-5422 São Pedro e São Paulo Guamá - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h e 18h30 Telefone: 3283-6021/3259-0413 São José de Queluz Canudos - Belém Segunda a sábado: 6h30 e 19h Domingo: 7h, 8h30, 17h e 19h Telefone: 3226-2612 São Domingos de Gusmão Terra Firme - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h e 19h30 Telefone: 3253-2656/3274-4746 São Miguel Arcanjo Cremação - Belém Sábado: 18h30 Domingo: 7h30, 11h e 18h30 Telefone: 3283-6022 Nossa Senhora de Fátima Fátima - Belém Sábado: 17h30 Domingo: 6h45, 8h30,

Rua São Benedito, Barreiro Terça a sexta-feira - 19h Sábado - 8h (missa com crianças) Domingos - 7h30 e 18h30 Região Episcopal São João Batista

Telefone: 3289-5368

Telefone: 3237-8351

Nossa Senhora de Lourdes Coqueiro - Ananindeua Sábado: 17h. Domingo: 7h e 19h Telefone: 3275-2391 Santo Antônio de Pádua Coqueiro - Ananindeua Sábado: 19h. Domingo: 7h e 18h Telefone: 98152-2200

Pedro Pescador Baía do Sol - Mosqueiro Ter a sexta: 19h (Igreja S. Sebastião) Quarta: Matriz - 19h Sábado:19h (Igreja São Sebastião) Domingo: 8h (Ig. S. Sebastião); 10h30 (Ig. Div. Esp. Santo); 19h ( Matriz) Telefone: 99919-4153

Arcanjo São Miguel Una - Ananindeua Sábado: 19h Domingo: 7h30. 9h30 e 19h Telefone: 3234-4674

Área Missionária São Paulo, Apóstolo Rodovia BR-316 Domingo: 9h e 11h Telefone: 98292-9199

Nossa Senhora de Nazaré (Basílica Santuário) Nazaré - Belém Sábado: 7h, 8h30,12h,17h Domingo: 6h30, 8h, 10h, 16h30, 18h e 20h Telefone: 4009-8400

São João Batista e Nossa Senhora das Graças Icoaraci - Belém Terça a sexta: 6h30 Sábado: 6h30, 17h, 20h Domingo: 7h e 18h Telefone: 3297-7250

São Francisco de Assis (Capuchinhos) São Brás - Belém Sábado: 19h30 Domingo: 6h, 7h30, 9h30,18h, 20h Telefone: 3073-1500

São Francisco de Assis Tapanã - Belém Domingo: 7h e 18h30 Telefone: 3258-8036

Região Episcopal Menino Deus

Região Episcopal São Vicente de Paulo

Nossa Senhora de Fátima Icoaraci - Belém Terça, quinta e sexta: 18h30 Sábado: 19h - Domingo: 19h Telefone: 3297-7251

N. Senhora Auxiliadora Anita Gerosa (Aurá) - Ananindeua Domingo: 7h e 18h Telefones: 3255-3828

Cristo Rei Guanabara - Ananindeua Domingo: 7h, 9h30 e 19h Telefone: 3235-1405

Jesus Bom Samaritano Tapanã - Belém Domingo: 7h30 e 19h30 Telefone: 3033-2004

N. Senhora das Vitórias Almir Gabriel - Marituba Sábado: 19h Domingo: 7h, 19h Telefone: 3256-7655

Santo Antônio do Tucunduba Guamá - Belém Sábado: 19h30 Domingo: 7h e 19h30 Telefone: 3274 -9001 Região Episcopal Santa Cruz Imaculada Conceição Castanheira - Belém Sábado: 17h. Domingo: 7h e 19h Telefone: 3277-4642/98111-8110 São Sebastião Sacramenta - Belém Sábado e domingo: 7h, 17h e 19h Telefone: 3264-9060/3254-7354 Jesus Ressuscitado Marambaia - Belém Sábado: 18h Domingo: 7h, 10h e 18h Telefone: 3277-4643 São Geraldo Magela Val de Cans - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h30, 10h30 e 18h Telefone: 3257-7950

São Francisco das Ilhas Cotijuba - Belém Terça e quinta: 19h30 Sábado: 19h30 Domingo: 7h e 19h30 Telefone: 3247-1438 Nossa Senhora da Imaculada Conceição Outeiro - Belém Terça e quinta: 19h; Sábado: 9h Domingo: 7h e 18h Telefone: 3267-1174 Nossa Senhora do Livramento Icoraci - Belém Terça, quinta, sexta e sábado:19h Domingo: 7h e18h Telefone: 3288-4250

N. Sra do Perpétuo Socorro Segunda a sábado: missa - 19h Domingo: missa: 7h, 8h30, 17h30 e 19 h - Telefone: 3233 1797

Divina Misericórdia Águas Negras - Icoaraci Terça a sexta: 18h30 Sábado: 17h e 19h30 (comunidade) Domingo: 7h e 19h 30

São Jorge Marambaia - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h, 17h e19h Telefone: 3277-4641

Santo Afonso de Ligório Pratinha - Belém Sábado: 19h Domingo: 8h30 e19h Telefone: 3258-1554/3274-8281

São Raimundo Nonato Umarizal - Belém Sábado: 6h30 e 18h Domingo: 6h30, 8h30 e 18h Telefone: 3277-4644

São Francisco de Assis Campina - Icoaraci Domingo: 7h, 9h e 18h30 De terça-feira a sexta-feira: 19h Telefone: 3297-0765

Santa Cruz Marco - Belém Sábado: 7h e 18h30 Domingo: 7h, 9h, 11h30 e 18h30 Telefone: 3277-4640/3276-0941

Região Episcopal Coração eucarístico de jesus

Nossa Senhora da Conceição Aparecida Pedreira - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h e 19h Telefone: 3233-4224/3276-9573 São Francisco Xavier Marco - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h e 18h Telefone: 3352-8845 N. Senhora, Mãe da Divina Providência Val de Cans - Belém Sábado:19h - Domingo: 7h e 19h Telefone: 3257-2388 Sagrada Família Curió Utinga - Belém. Sábado: 7h e 19h30 Domingo: 7h, 9h e 19h30 São João Paulo II Souza - Belém De terça a sábado: 18h Domingos: 8h e 18h Telefone: 3277-4062 Nossa Senhora de Loreto Marco - Belém Telefone: (91) 3355-6302 Sábado: 17h Domingo: 7h, 9h, 11h, 17h e 19h São Benedito

Coração Eucarístico de Jesus Catalina - Belém Sábado: 18h Domingo: 7h, 10h e 18h Telefone: (91) 3285-1433

Sagrado Coração de Jesus Júlia Seffer - Ananindeua Sábado: 19h Domingo: 7h30, 9h e18h Telefone: 3265-5413 Sagrado Coração de Jesus Distrito Industrial - Ananindeua Sábado: 19h Domingo: 7h, 8h30 e 17h30 Telefone: (91) 98855 - 2232 Menino Deus Centro - Marituba Domingo: 6h, 8h30 e 18h Telefone: 3237-8351 N. Sra. de Nazaré Quarta - feira Horário de Missa: às 19h Domingos: às 8h30 Telefone: 98040-5117 /98102 - 7344 N. Sra. das Graças Centro - Ananindeua Sábado: 19h Domingo: 7h e 19h Telefone: 3255-2654 N. Sra. do Ó Vila - Mosqueiro Sábado: 19h30 Domingo: 6h30, 9h30 e 19h30 Telefone: (91) 3771-1278 São Pio X Águas Lindas - Ananindeua Domingo: 7h30 e 19h30 Telefone: 32155-2583 Santa Rosa de Lima Independente - Benevides Terça a Sexta:18h Sábado:17h, 19h Domingo: 07h30 e 19h Telefone: (91)3724- 1135

Santa Edwiges Mangueirão - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h30 e18h Telefone: 3279-1654

Bom Pastor Nova Marituba - Marituba Segunda a Sexta: 18h Sábado: 6h, 9h30 e 19h Domingo: 6h, 9h30 e 19h Telefone: 4106-0202

N. Senhora Rainha da Paz Bengui - Belém Domingo: 7h, 9h e 18h30 Telefone: 3277-4645

N. Sra da Conceição Praça Matriz - Benfica Domingo: 6h15 e 19h30 Telefone: 3450-8147

Nossa Senhora do Bom Remédio Conjunto Satélite - Belém Sábado: 17h30 Domingo: 7h e 18h30 Telefone: 3289-5355/3248-1136

N. Sra da Conceição Carananduba - Mosqueiro Ter a Sex: 18h30 Sábado: 18h30 - Domingo: 7h e 19h Telefone: 3772-1183

Natividade de Nosso Senhor Jesus Cristo Conjunto Sideral - Belém Domingo: 7h, 9h e18h Telefone: 3067-2017 Santa Luzia do Bom Futuro Cabanagem - Belém Sábado: 17h - Domingo: 7h e 19h Santa Teresinha do Menino Jesus Tenoné - Belém Domingo: 7h e 18h

Santa Bárbara Centro - Santa Bárbara Domingo: 7h30 e 19h Telefone: 3776-1529 São Marcos Uriboca - Marituba Terça: 19h. Domingo: 7h e 19h

Divino Espírito Santo Cidade Nova - Ananindeua Sábado: 7h. Domingo: 7h, 9h e 18h Telefone: 3263-0603 Santo Inácio de Loyola Icui Guajará - Ananindeua Domingo: 7h e18h Telefone: 991541971 São Lucas Evangelista Guajará - Ananindeua Sábado: 19h. Domingo: 7h e 19h Telefone: 3279-2621 Santa Maria Mãe de Deus Maguari - Ananindeua Terça, quarta, sexta e sábado: 7h Quinta: 19h; Domingo: 7h e 19h Fone: (91) 3255-5284 Santa Teresinha Águas Lindas - Ananindeua Domingo: 7h30 e 18h Telefone: 9916-4548/99169-3443 N. Senhora de Guadalupe Coqueiro - Ananindeua Terça a sexta: 19h Sábado: 18h30 Domingo: 7h ,9h e18h Telefone: 3245-7440 Cristo Peregrino Jaderlândia - Ananindeua De Segunda a Sábado: 19h Domingo: 7h,17h e19h Telefone: 3237-9891 Santa Paula Frassinetti Cidade Nova VI - Ananindeua Segunda e quarta: 18h30 Terça e quinta: 19h30 Sexta: 7h. Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h, 18h Telefone: 3279-2620 Transfiguração do Senhor Curuçambá - Ananindeua Sábado: 18h30 e 20h Domingo: 7h e 18h30 Telefone: 3286-8570 Santa Rita de Cássia Cidade Nova V - Ananindeua. Sábado: 6h30 e 17h30 Domingo: 6h30, 8h30, 7h30 e 19h30. Telefone: 3273-3191/ 3273-3310 São Vicente de Paulo Paar - Ananindeua Domingo: 7h, 8h30 e 19h São José Operário Conj. Carnaúba, Icuí - Ananindeua Domingo: 7h e 18h Telefone: 3295-3545/3031-1172 Nossa Senhora do Amparo Cidade Nova 8 - Ananindeua Terça a Sexta: 19h30 Sábado: 19h30 Domingo: 7h, 9h e 18h Telefone: 3287-2418 Santo André Apóstolo Coqueiro - Ananindeua Segunda a sexta - 19h Sábado: 19h45 - Domingo: 8h 19h Telefone: (91) 3235-1658

Não encontrou o horário da sua paróquia aqui? Entre em contato com seu pároco ou com a secretaria da sua paróquia e solicite que nos informem para podermos publicar.


belém, De 4 a 10 de Agosto de 2017

11

Fundação Nazaré

A

nova representação da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) da Fundação Nazaré de Comunicação (FNC) tomou posse segunda-feira, 31 de julho. A comissão tem como objetivo atuar na prevenção de acidentes e doenças decorrentes do trabalho, de modo a tornar compatível permanentemente o trabalho com a preservação da vida e a promoção da saúde do trabalhador, assim como o zelo do local de trabalho. A cerimônia de posse contou com a presença dos diretores Marcos Aurélio de Oliveira e Mário Jorge, dos coordenadores da TV, Rádio e do Jornal Voz de Nazaré, e demais funcionários e estagiários da Fundação. O diretor administrativo e financeiro, Marcos Aurélio, fez a abertura dando as boas vindas para a nova comissão, apresentando cada um deles e, ainda, agradecendo o trabalho realizado pelos membros da comissão anterior. A nova gestão da CIPA 2017/2018 é formada pelos funcionários Ronildo Silva, do setor

Novos membros da CIPA da Fundação Nazaré são empossados Gestão 2017/2018 da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes

joão paraense

w Posse O presidente da Cipa, Ronildo Silva, ao centro, juntamente com os demias membros

administrativo, como presidente; Greison Dias, do setor de criação, como suplente;

Edson Lima, do setor de edição de imagem da TV Nazaré, como vice-presidente; como

suplente também, Herison Williams, editor de som da Rádio Nazaré, e na secretaria, Daniele

Maciel, repórter do Jornal Voz de Nazaré. Nos dia 27 e 28 de Julho, os representantes

participaram de uma formação para conhecer melhor qual a função da CIPA na empresa. Emilia Jacob, secretaria da CIPA 2016/2017, falou que “as formações realizadas durante esse período pretendiam sempre promover o zelo com os funcionários e colaboradores, pois tudo o que foi apresentado foi atendido e tentamos resolver com maior cuidado possível”. Silvano Vianna, s u p l e n t e d a C I PA 2016/2017, destacou a parceria com a diretoria da Fundação Nazaré: “Todas as pautas apresentadas em cada reunião foram atendidas, o que ajudou a prevenir os acidentes com os funcionários e visitantes”. O presidente, Ronildo Silva, disse que “se empenhará ao máximo para esse desafio e que junto aos seus colegas pretende estabelecer uma relação de ambiente de trabalho como uma extensão de uma família”. Edson Lima, vice-presidente, ressaltou que esse trabalho veio para complementar sua atuação na fundação, “me apresentando para ajudar no que for necessário durante essa gestão”

Testemunho de Fé divulgação

A

graça que eu recebi de Nossa Senhora foi em uma situação na minha família. Eu fui à igreja para arrumar a berlinda de Nossa Senhora das Neves, mas esqueci de avisar o meu pai a que horas voltaria e isso o deixou preocupado e aborrecido. Por isso, ele me avisou que eu não sairia de casa por um longo tempo. Antes dis-

so eu bordei o manto de Nossa Senhora das Neves para a peregrinação nas comunidades. Fiquei triste e passei uns dias sem ir à igreja. Um dia pedi ajuda da minha mãe para voltar à igreja. Me ajoelhei diante da minha cama e pedi a Nossa Senhora que tocasse no coração de meu pai. Na mesma noite, minha mãe conversou com ele e

contou a ele que eu tinha bordado o manto de Nossa Senhora das Neves, aí ele cedeu. E na manhã de uma sexta-feira, ele me perdoou e pude ir à procissão. Com um sorriso eu agradeci a ele, a Nossa Senhora e ao seu filho Jesus. José Luiz Silva dos Santos, 14 anos, estudante

Parabéns para você! divulgação

A

gradeço ao Senhor Deus pela minha vida, pela maravilha de me ter dado uma família. Agradeço a Nossa Senhora da Alegria e de Loreto. Peço ao Pai do céu que aumente a minha fé e derrame graça sobre graça sobre todos nós e traga de seu filho a Paz que vem de Deus! Alexandro T. de Arruda Furtado, 43, odontólogo, 07/08 4/08 Ana Maria Moreira Monteiro Luiz de Franca Solon

Luiza de Fátima Sabóia de Oliveira Maria de Nazareth Pena de Vasconcelos Maria Maurícia Lima Maria Noélia Souza da Silva Maria Terezinha Castro Daibes Raimunda Soares de Lima 05/08 Antônio Maria Brígido de Araújo Francisco Golenhesky da Luz Maria do Socorro de Oliveira Lisboa Maria José Freitas Pereira Maria Neves da Costa Mussio Maria Virgínia Soares 06/08 Alcilene Osmarina Gomes da Silva Alzira Reinaldo Simor Aurora Caleja Lima Carlos Augusto Modesto da Costa Darcy Cunha Brabo Domingas Socorro Cristo dos Santos Glacy Cunha Brabo Maria de Jesus Siqueira da M. Cunha Maria Leuda de Nazaré Silva Mauro Moura da Silva Ronaldo Martins Espíndola 07/08 Acácio Nascimento dos Reis Alexandro Teixeira de Arruda Furtado Caetana Andrade dos Anjos Egídio da Silva Ferreira Filho Ilzadéa dos Santos Rebelo João Ferreira Paulo (in memoriam) Maria Borges de Oliveira Maria de Nazaré de Almeida Rodrigues

Maria Helena Santa Maria Moraes Osmarina de Sousa Neves Sandra Maria Sousa Monteiro Sebastiana Elaine Vasconcelos Brito 08/08 Casal Antônio de Jesus Pantoja Magno e Selma do Socorro Gomes Eny Barros Barbosa Fátima Silva da Conceição Izana Marlise Santana Lúcia de Nazaré Pantoja Batista Maria Barros Feitosa Nazaré dos Reis Lima e família Raimunda Carvalho de Almeida 09/08 José Raimundo Sousa da Silva Margarida Amarante

w

Maria Auxiliadora de Jesus Tavares Maria Stela Pereira de Oliveira Maria Tereza Vallinoto de Souza Vera Lúcia Azevedo Duarte 10/08 Casal José Alípio Pimentel da Costa e Rosângela Maria S. de Souza Casal Lauro da Silva Pinheiro e Maria do Socorro Ernestina dos Santos Silva José Carlos Queiroz da Silva Lourença Fernandes Menezes Mara Cely Souza de Abreu Marly Sales do Nascimento Raimunda do Reis Siqueira Sérgio Ronaldo Dias da Mota Vagner Costa da Silva

Aniversário natalício de padres e diáconos diocesanos 07/08 - Pe. Evandro Luiz Fonseca Araújo 10/08 - Pe. Edvaldo Andrade Amaral 10/08 - Diác. Wilson Ferreira Faro Lima

w

Aniversário de ordenação dos padres e diáconos diocesanos 04/08 - Pe. Antônio Cezar Augusto de Souza 05/08 - Diác. Alberto Alexandre Gonçalves Martins 05/08 - Diác. Manoel Onildo Botelho de França

Ajude a manter a Fundação Nazaré de Comunicação. Ligue para 4006-9200 e seja sócio da Família Nazaré.


12

belém, De 4 a 10 de Agosto de 2017

Entretenimento C

om informações da FNP. A Biblioteca Pública Arthur Vianna, da Fundação Cultural do Pará (FCP), inicia suas atividades com vasta programação. Vai ter oficina de Restauro de Livros, oficina de Higienização, Encontro de RPG, Folclore Literário, além de outras atividades externas. A oficina de Higienização de acervo bibliográfico será realizada de 21 a 31 de agosto e a de Restauro de livros de 2 a 31 do mesmo mês, ambas no prédio do Centur. As palestras preparatórias para o Enem também serão realizadas no Centur e em outros espaços da Fundação, como as Casas da Linguagem e das Artes, visando contribuir para o aprendizado de alunos que irão realizar o exame este ano. As palestras e s t ã o a g e n d a d a s p a ra o período de 17 a 23 de agosto e as inscrições são gratuitas. As matrículas devem ser feitas pelo site da FCP. No dia 16 de agosto, às 17h, haverá também o projeto Fonoteca Acústico, que traz como artista convidado o cantor e compositor paraense

Biblioteca Arthur Vianna reinicia atividades em agosto

Programação envolve oficinas, palestras e musicais

fotos: divulgação

w biblioteca Arthur Viana aberta para o público com diversas atividades em agosto

Re g i n a l d o S i l va e s e u acompanhante Nenê Silva, no auditório Aloísio Chaves. O cantor apresentará algumas de suas músicas românticas, além de participar de um bate papo sobre sua carreira e vida artística.

Serviço Oficina de Higienização de Acervo Bibliográfico - de 21 a 31 de agosto Oficina de Restauro de Livros - de 2 a 31 de agosto Palestras preparatórias para o Enem - dias 17 e 18 de agosto, das 14h30 às 17h, Centur (Auditório Aloísio Chaves); dia 22, das 9h às 11h, na Casa da Linguagem (Auditório) e dia 23, das 14h30 às 17h, na Casa das Artes (Auditório) Fonoteca Acústico dia 16 de agosto, às 17h, Centur (Auditório Aloísio Chaves) Mais Informações: 3202-4332

Um mundo cultural na Campina e Cidade Velha No próximo domingo, 6 de agosto, acontece a 18ª edição do Circular Campina Cidade Velha. A programação reúne música, arte, oficinas, contação de história, visitas guiadas, exposições, bate papos, passeios, atividades de rua ou em galerias, porões, museus, restaurantes, botecos, ateliers e espaços culturais diversos. Tudo em pleno centro histórico da capital paraense, das 8h às 20h. São aproximadamente 40 espaços que abrem suas portas trazendo vida aos bairros históricos, revelando seu potencial cultural e turístico, promovendo a circulação de pessoas, a valorização do patrimônio, o incentivo ao turismo e

fomento à economia criativa. A coordenadora do projeto, Makiko Akao, explica que o “Circular” traz uma perspectiva de revalorização e ocupação da cidade em sua área histórica. “A gente vem agregando e articulando ações e projetos que tenham algo em comum para somar e trazer de positivo aos bairros mais antigos da cidade”. Entre as atrações destacamse práticas de Yoga, oficinas diversas, como de origami, taumatropo, em cadernos, pintura, fotografia e ainda muita atração cultural e oportunidade para degustar vários sabores. D o m i n g o a c o rd e b e m cedinho e circule pelos roteiros do Projeto.

quadrinhos andré abreu

Serviço Data: Domingo, 6 de agosto - Hora: 8h Local, bairros da: Cidade Velha, Campina, Reduto Contato: (91) 98134 - 7719

BOA DICA

w 18ª edição, programação do circuito cultural atrai pessoas de todas as idades para os bairros da Cidade Velha e Campina

livros e cd's

n Cantando os Salmos - Ano A - Volumes I e II - CD (Paulus, R$ 25,90)

C

eu indico

Maria Carmen Araújo 66 anos, pedagogapsicopedagoga

E

u indico o livro “Eu sou o amor e a própria misericórdia”, do Prof. Dr. Bruno Rychlowski, SD. Ele relata nesse livro a vida, as virtudes e a missão de Santa Faustina, que divulgou a mensagem de Jesus. Ela ressalta que devemos confiar em seu amor e buscar os meios para alcançar a sua divina misericórdia.

antando os Salmos e Aclamações - Ano A é um projeto coordenado pela Ir. Miria T. Kolling e traz a interpretação do grupo vocal Caracoral sob a regência de Vitor Gabriel, do Coral Sacrashow sob regência de Rafael Righini e também do grupo Palestrina de Curitiba, sob regência da Ir. Custódia M. Cardoso. O CD apresenta salmos para ocasiões como Advento, Natal, Pentecostes, Páscoa e Ascensão do Senhor. Outras solenidades e festas também são atendidas pelo repertório do CD, entre elas a da Imaculada Conceição, Todos os Santos, Apresentação do Senhor e Exaltação da Santa Cruz. n Palmas para a harmonia conjugaL - Livro (Paulinas R$ 19,90)

N

esta obra, o autor, Leonilton Carneiro, reproduz as “conversas preparatórias para noivos”, sobre a harmonia conjugal, que eram apresentadas por ele na Paróquia de São José do Carpina (PE). Tem por objetivo fazer com que os casais, sobretudo os jovens, entendam a importância dos gestos de amor na vida a dois, traduzidos em paciência, aceitação, liberdade, maciez, atenção e sabedoria.


belém, De 4 a 10 de Agosto de 2017

2º C aderno

Igreja do Brasil celebra o mês vocacional Cada domingo do mês de agosto é dedicado à celebração de uma determinada vocação fotos: Divulgação

N

o mês de agosto, tempo para oração e reflexão, a Igreja, em especial a do Brasil, voltase para as vocações, leigas, matrimoniais, sacerdotais e religiosas. Instituído na 19ª Assembléia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, em 1981, o Mês Vocacional, como é conhecido, tem como objetivo conscientizar as comunidades da responsabilidade que

elas compartilham no processo vocacional. É por isso que cada domingo do mês de agosto é dedicado à celebração de uma determinada vocação. N o p r i m e i ro, c e l e bram-se o os ministérios ordenados, em especial o sacerdócio; no segundo, parte da Semana da Família, o matrimônio; no terceiro, a vida consagrada; por fim, no quarto, a vocação dos leigos. Do latim, “vocare”,

que significa “chamar”, vocação é uma inclinação, tendência ou habilidade que leva quem a possui para uma carreira ou profissão. Na Igreja, as vocações têm papel fundamental na missão, evangelização e manutenção do trabalho pastoral. Para Padre Lindomar Pinheiro, assessor da Pastoral Vocacional da Arquidiocese de Belém, todas as vocações estão a

serviço da Igreja e são um convite feito por Jesus, presente no Evangelho de São Mateus (9, 37-38): “A messe é grande, mas os trabalhadores são poucos. Pedi pois ao dono da messe que envie trabalhadores para a sua colheita!” “Vemos que é um mandato de Jesus. A vocação, e amplio para todas, é um apelo, um chamado que Deus faz para cada um de nós. Devemos

ter consciência desse nosso chamado e saber o que Deus quer de cada um nós”, afirmou Padre Lindomar. Para ele, é de extrema importância fomentar as vocações, principalmente as matrimoniais, pois, a partir dela surgem novas: “a família é o seio de toda vocação, por isso, deve ser incentivada a partir dos preceitos ditos pela Igreja. Os pais devem, antes de tudo, ser os primeiros animadores vocacionais de seus filhos”. Ainda segundo o sacerdote, o momento para se pensar no chamado de Deus

dá-se ainda na juventude, logo após o Sacramento da Crisma, cabendo a orientação à Pastoral que anualmente organiza dois eventos, a Jornada Vocacional, em fevereiro, e o Festival Vocacional, em agosto. “Às vezes o jovem encontra-se sem um referencial e precisa de alguém para dar esse discernimento. A animação vocacional é uma pedagogia que levará esse jovem a conhecer melhor qual vocação seguir. A pastoral é aquela que semeia e está intimamente ligada à missão da Igreja”, finalizou.

w padre Lindomar, da Pastoral Vocacional

Em cada semana a celebração de uma vocação Primeiro Domingo – Vocações Sacerdotais – Dia do Padre O sacerdote age em nome de Cristo e é seu representante dentro daquela comunidade. Ao padre compete ser pastor e pai espiritual para todos sob sua responsabilidade. Pela caridade pastoral, ele deve buscar ser sinal de unidade e contribuir para a edificação e crescimento da comunidade de forma que ela se torne cada vez mais atuante e verdadeira na vivência do Evangelho.

Segundo Domingo – Vocação Familiar – Dia dos Pais Neste domingo celebra-se a vocação da família na pessoa do pai, por ocasião do Dia dos Pais. A família é chamada por Deus a ser testemunha do amor e da fraternidade, colaboradora da obra da Criação. Toda vocação concerne em primeiro lugar ao próprio interessado, mas, visto que ela é um ato de Deus, inclui os outros. Neste sentido, um lar cristão, por sua existência, é uma testemunha viva prestada ao amor de Deus.

Terceiro Domingo – Vocações Religiosas – Dia da Vida Religiosa N o t erceiro domingo do mês vocacional, a Igreja lembra-se dos religiosos, homens e mulheres que consagraram suas vidas a Deus e ao próximo. Desta vocação brotam carismas e atuações que enriquecem nossas comunidades com pessoas que buscam viver verdadeiramente seus votos de castidade, obediência e pobreza. São testemunhos vivos do Evangelho.

Quarto Domingo – Vocações Leigas – Dia dos Ministérios Leigos No dia, celebram-se todos os leigos que, entre família e afazeres, dedicamse aos trabalhos pastorais e também missionários. Os leigos atuam como colaboradores dos padres na catequese, na liturgia, nos ministérios de música, nas obras de caridade e nas diversas pastorais existentes. Ser leigo atuante é ter consciência do chamado de Deus a participar ativamente da Igreja e do Reino, contribuindo para a caminhada e o crescimento das comunidades.

Arquidiocese promove Festival Vocacional em agosto

Nos dias 26 e 27, a Arquidiocese de Belém, por meio do Serviço de Animação Vocacional (SAV), promove na Faculdade Católica de Belém, a sexta edição do Festival Vocacional. Com o objetivo de promover um “despertar vocacional” a todos os participantes, em especial aos jovens da grande Belém, o festival oferec programação

variada que consta de pregações, Adoração ao Santíssimo, Santa Missa, e muita animação com gincanas e louvores. Serão montados vários stands no local do evento, nos quais as várias congregações re l i g i o s a s e n ova s comunidades irão expor aos jovens um pouco de seu carisma e sua espiritualidade,

p rovo c a n d o , d e s s a maneira, a curiosidade e a motivação necessária para que os jovens trilhem especificamente uma caminhada vocacional pautada na oração cotidiana, na oferta de vida e no escutar a voz do Senhor. A entrada é franca. No local do evento, haverá uma lanchonete oferecendo um cardápio bem variado a todos os participantes, com preços acessíveis, além do almoço. Para mais informações, entrar em contato pelo telefone 3255-9012 ou 981986832.


2

5

belém, De 4 a 10 de Agosto de 2017

Igreja

2º Caderno Miscelânea

Côn. Cláudio Barradas (claudiobarradaspe@gmail.com)

H

oje, nosso trabalho aqui, que eu espero prazeroso para o leitor como está sendo para mim, será, em continuação ao estudo que vimos fazendo sobre a palavra maldição, ver os textos bíblicos em que ela aparece dez vezes, o que acontece no livro dos Números e em Jeremias. Sem mais, ao livro d o s N ú m e ro s . N e l e todas encontram-se no capítulo 5 e fazem parte das determinações divinas conhecidas como lei dos ciúmes, vv 11-31. No v 18, lê-se, em tradução livre, de minha autoria: nas mãos do sacerdote que apresentará diante do Senhor a mulher suspeita ou acusada de adultério, a partir daqui textualmente, no dizer da Bíblia de Jerusalém, “estarão as águas amargas e de maldição.” No versículo 19, o que o sacerdote fará a mulher jurar e lhe

Maldição (VIII) divulgação

w que estas águas de maldição façam teu ventre se inchar

dirá: “se não é verdade que algum homem se deitou contigo e te desviaste e te tornaste impura enquanto sob o

domínio do teu marido, que estas águas amargas e de maldição te sejam inofensivas.” No v 21, o que o sacerdote dirá à

mulher: “que o Senhor te faça, no teu povo, objeto de imprecação e maldição , fazendo murchar o teu sexo e

inchar o teu ventre.” No v 22, ainda o sacerdote: "que estas águas de maldição penetrem nas tuas entranhas, a fim de que o teu ventre se inche e o teu sexo murche!” O v 23 estatui que “o sacerdote escreverá essa maldição no documento e o lavará com água amarga.” No v 24, a palavra em questão aparece duas vezes: “o sacerdote fará a mulher beber a água da maldição, de modo que a água da maldição entre nela. " No v 26, volta-se a determinar: “o sacerdote fará a mulher beber a água da maldição.” Enfim, no v 27, também duas vezes: ... “então, as águas da maldição, penetrando nela, (ou seja, na mulher ré ou suspeita de infidelidade matrimonial), ser-

lhe-ão amargas: seu ventre inchará, seu sexo murchará e ela servirá para seu povo de exemplo nas maldições.” Se alguém estiver interessado em se aprofundar no conhecimento da tal lei dos ciúmes, tomo a liberdade de recomendarlhe a leitura de todo o capítulo 5 do livro dos Números, de preferência na Bíblia do Peregrino, edição da Paulus, uma vez que ela traz, no rodapé, à página 237, uma longa e excelente nota explicativa. Para evitar o possível risco de ter de ficar pelo caminho, por falta de espaço, deixo para a edição da semana vindoura as dez vezes em que a palavra em estudo aparece em Jeremias. Shalom!

Santos da semana Diác. Benedito Otávio (artpresent@superig.com.br)

4/08 - Sexta-feira Beata Berta – Virgem Beneditina

08/08 – Terça-feira Beato Antero Mateo Garcia – Ferroviário e mártir

Ela cresceu no mosteiro beneditino de Santa Felicita, em Florença, Itália, e lá demonstrou grande zelo pela fé e pela Igreja, tanto que o superior confiou-lhe a reforma do mosteiro de Cavriglia, em Arezzo. Lá, ela permaneceu por dez anos, de 1153 a 1163. Reformou tanto espiritual como numericamente o lugar. Pressentindo a sua morte, na Quinta-feira Santa lavou os pés de suas filhas, passou as últimas ordens, viveu com fervor a Sexta e o Sábado Santo, vindo a falecer à noite, nascendo para sua Páscoa definitiva. É grande a devoção a ela em Cavriglia, onde sua festa é transferida para o 1º domingo de agosto.

Para aumentar a esperança leiga, um espanhol que viveu de 1875 a 1936. Casado, pai de oito filhos, dois dos quais religiosos. Era funcionário da ferrovia de Barcelona. Nas idas à missa com sua família, conheceu os dominicanos, onde se consagrou na Ordem Terceira. Grande fé na Eucaristia e no Rosário (poderia ser padroeiro do Terço dos Homens). Na perseguição católica da guerra civil, foi preso e levado ao campo de extermínio. Antes disse a sua filha: “Dou minha vida pelo triunfo do Reino de Deus na Espanha”.

05/08 – Sábado Santa Margarida Descalça de Cesolo – Viúva Nascida em 1325, Cesolo, Itália. Teve uma vida simples e profunda educação cristã. Aos 15 anos, enquanto cuidava das ovelhas, Jesus apareceu-lhe como um peregrino pobre e cansado. Ela lhe deu o único pão que tinha. Voltando para casa com fome, perguntou à mãe se tinha algo para comer. “Nada !”, disse a mãe. “Olhe de novo no armário”, disse a menina. Então constataram que o armário estava cheio de pães para sua família e todo o bairro. Fez a vontade dos pais e se casou, tendo uma filha. Com a morte do marido, viveu em penitência e oração, andando descalça e repudiando privilégios, até sua morte. 06/08 – Festa da Transfiguração do Senhor São Hormisdas – Papa Foi casado, diácono e teve um filho, Silvério, que mais tarde viria a ser papa também, de 536 a 537, uma realidade que muitos não aceitam e questionam: o fato de antes haver padres, bispos e até papas casados, e hoje não. A verdade é que duvidam de que a Igreja seja guiada pelo Espírito Santo, e pensam que, se antes era de um jeito e hoje de outro, é porque o Espírito assim o quer para melhor desempenhar o papel de santificar as almas, objetivo primordial. E se tiveram filhos ruins foram vencidos pelo amor de Deus. Pai e filho fizeram seu papel e a prova de seu grande exemplo é a canonização de ambos.

09/08 – Quarta-feira Beato Faustino Oteiza – Escolápio e Mártir

07/08 - Segunda-feira Beato Edmundo Bojanowski – Leigo e Fundador Não se deve pensar que os santos são na grande maioria eclesiásticos. É que a vivência evangélica não fica escondida (Mt 5, 15). Quando um leigo assume isso é uma bela luz para o mundo. Este polonês, de família nobre do século XIX, foi de encontro às estatísticas. Enquanto seu país vivia uma tormenta, sujeitando-se à Rússia, à Prússia e à Áustria, ele compadecia-se dos pobres, grandes vítimas das questões políticas. Criou a Congregação das Servas da Imaculada Conceição da Mãe de Deus, objetivando o ensino e um futuro melhor para as crianças. São João Paulo II beatificou-o em 1999.

E na mesma guerra civil espanhola, temos também um sacerdote da Ordem Religiosa dos Clérigos Regulares das Escolas Pias, os Escolápios. Foi professor de ensino primário e formador de noviços. Escreveu entre outros: “Um livro a Jesus Eucarístico” e a “Maria Santíssima”. Quando a perseguição aumentou, era o “repórter” dos fatos. Em uma das cartas ao provincial escreveu: “...em vários quilômetros, sou o único padre. Estou vivo até agora. Se o Senhor me chamar estou pronto, este será o meu destino”. Foi preso e morto à bala juntamente com seu irmão florentino Felipe, na estrada para Azanuy. 10/08 – Quinta-feira São Lourenço - Diácono e Mártir Depois da morte do seu pastor, Papa Sisto II, chegou a vez de Lourenço, prenunciada pelo papa: “sua coroa será daqui a três dias”. Ao governador, que lhe pedirá para entregar-lhe os tesouros da Igreja, trouxe viúvas, aleijados e mendigos, dizendo: “eis o tesouro precioso da Igreja". Foi então condenado a ser queimado vivo em uma grelha. Diz a tradição que Lourenço, com humor, disse ao carrasco: “Vira-me, deste lado já está bom”. Considerado como “Príncipe dos Mártires”.


belém, De 4 a 10 de Agosto de 2017

3

Arquidiocese

2º Caderno

Arquidiocese celebra um ano do CEN2016 Programação na Catedral Metropolitana recordará o grande evento eucarístico

N

este mês de agosto a Arquidiocese de Belém comemora um ano da realização de um dos grandes eventos da Igreja do Brasil, o XVII Congresso Eucarístico Nacional 2016 (CEN2016). O Congresso, cujo tema “Eucaristia e partilha na Amazônia missionária” e o lema “Eles o reconheceram no partir do Pão” (Cf. Lc 24, 35), realizouse de 15 a 21 de agosto do ano passado, congregando não somente bispos, padres, diáconos e religiosos, mas também o povo de Deus de várias partes do país. No próximo dia 21 de agosto, uma programação a se realizar na Catedral Metropolitana festejará esse momento eucarístico. O Congresso, cujo o b j e t i vo e x a l t a r a Eucaristia, contou com uma programação envolvendo jornadas

pastorais, missas, procissões, simpósio, feira e exposição, em diferentes pontos de Belém. Esses momentos de união proporcionaram trocas de experiências, como nas vigílias, onde as paróquias da Arquidiocese acolheram bispos de todo o Brasil, propiciando-lhes um contato próximo com as comunidades. O CEN2016 c o ro o u t a m b é m a s comemorações dos 400 anos de fundação de Belém, celebrados durante todo o ano de 2016, sendo assim o grande presente dado pela Arquidiocese à capital. Dom Alberto Ta v e i r a C o r r ê a , Arcebispo de Belém, logo após a realização do evento, declarou que o Congresso Eucarístico foi resultado do empenho de todas

jOÃO PARAENSE

w abertura do XVII Congresso Eucarístico Nacional no estádio do Mangueirão, agosto de 2016

as comissões, grupos de trabalho e coordenação envolvidos: “Trabalharam pela preparação do Congresso Eucarístico Nacional, e foi muita gente com dedicação,

com seriedade e com grande amor à Igreja”. P a r a a Ta b e l i ã , Tereza Kós Miranda, o CEN2016, por meio da sua extensa programação, propiciou

a renovação da fé cristã. Ela que participou do Congresso Eucarístico de 1953, também em Belém, conta da experiência que foi o congresso no ano

passado: “Participei de alguns momentos com o coração transbordando. Foi algo maravilhoso ver tanta gente participando. Nos dias que não pude ir, assistia pela TV Nazaré”.

Programação revive os dias intensos do Congresso O CEN2016 teve início com a missa no estádio estadual jornalista Edgar Augusto Proença, o Mangueirão, presidida p e l o C a rd e a l D o m Cláudio Hummes, designado pelo Papa Francisco para representá-lo como L e g a d o Po n t i f í c i o . Em sua homilia, Dom Cláudio destacou a cidade-sede do Congresso, Belém, apaixonada pela Virgem Maria, Nossa Senhora de Nazaré, e venerada a cada ano com o Círio de Nazaré. O Legado Pontifício d i s s e a i n d a p a ra a

m u l t i d ã o p re s e n t e as palavras do Santo Padre: “O Papa manda uma grande bênção, um abraço. Ele sempre l e m b ra c o m m u i t o carinho os missionários que labutam nesta região, mas também os antigos missionários que em situações mais difíceis evangelizaram a população, especialmente os indígenas”. Outro momento durante a programação que marcou tanto congressistas como os fiéis locais, foi a chegada da Procissão Eucarística Fluvial ao Portal da Amazônia,

ponto turístico situado na orla da cidade. A procissão, iniciada em Manaus (AM), passou por seis municípios até chegar a Belém no dia 17 de agosto de 2016, na Escadinha do Cais do Porto. Jesus Eucarístico desembarcou do navio da Marinha pelas mãos de Dom Alberto, acompanhado de seu Bispo Auxiliar, Dom Irineu Roman. Do cais, em um carro patrulha, o Santíssimo Sacramento seguiu para a orla, sendo recebido por uma multidão que entoava louvores. Após alguns instantes de adoração EDSON LIMA

w espiritualidade intensa e muita oração proporcionadas pelo CEN2016

houve a bênção eucarística, seguida de apresentação de orquestra, coral e show do Padre Reginaldo Manzotti. Pa ra a j o r n a l i s t a Lorena Saraiva, que trabalhou na parte da imprensa durante o Congresso Eucarístico, a emoção das pessoas quando o Santíssimo chegou ao Portal ainda é uma memória recente: “Viver o Congresso foi uma experiência marcante tanto pessoal como profissional, pela

dimensão do evento e por ver toda a cidade envolvida em algo tão lindo. Todos os dias foram emocionantes.”. O aprofundamento de temas sobre a Eucaristia também foi um dos objetivos do Congresso. No Hangar Convenções & Feiras da Amazônia aconteceram outras atividades principais do CEN2016, como o Simpósio Teológico, com quatro cursos, além de workshops, Feira Católica e Exposição de

Arte Sacra e Artesanato Regional. A C a t e d ra l Metropolitana, Igreja Mãe da Arquidiocese, recebeu diversas celebrações eucarísticas que foram presididas pelos Cardeais, Núncio Apostólico e Legado Po n t i f í c i o . A l é m disso, houve ainda as Jornadas Pastorais nas seis Regiões Episcopais da Arquidiocese de Belém, celebrações nas paróquias da Arquidiocese e Missas em outros Ritos.

Comemoração

w cardeal Dom Cláudio Hummes - Legado Pontifício no Congresso

N o d i a 21 h a v e r á S a n t a Missa em Ação de Graças pelo primeiro aniversário do Congresso Eucarístico Nacional, às 19h, na Catedral Metropolitana, presidida por Dom Alberto. Após a celebração haverá a solenidade de lançamento do livro memorial do CEN2016, no momento em processo de finalização, que trará

matérias e fotos de vários momentos do evento. Ainda no mesmo dia, no Salão dos Pontificais, haverá a abertura da EXPOCEN2016, com exposição do acervo do XVII Congresso Eucarístico Nacional. A exposição irá até o 3 de setembro, culminância da festividade de Santa Maria de Belém, padroeira da cidade e da Arquidiocese.


4

5

belém, De 4 a 10 de Agosto de 2017

Igreja

2º Caderno

JMJ Panamá 2019: lançado site oficial Disponível em cinco línguas, inclusive o idioma português

O

site oficial da Jornada Mundial da Juventude no Panamá 2019 já pode ser acessado desde 31 de julho. Disponível em cinco línguas – espanhol, p o r t u g u ê s , f ra n c ê s , inglês e italiano – o portal apresenta em

sua homepage um cronômetro com a contagem regressiva em tempo real para o início do evento: dias, horas, minutos e segundos. A data escolhida para o lançamento do site não é mera casualidade, pois coincide – como observou o Arcebispo

José Domingo Ulloa – com o aniversário do anúncio por parte do Papa Francisco na Polônia da escolha do Panamá como sede da Jornada Mundial da Juventude. Uma imagem que sintetiza as várias realidades paisagísticas da

nação – das montanhas à costa, das antigas igrejas aos modernos arranha-céus, das pontes ao famoso Canal do Panamá que une dois Oceanos – acompanha o tema mariano escolhido para o evento: “Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua

palavra.” (Lc 1,38). A vídeo-mensagem do Papa Francisco divulgada no Domingo de Ramos deste ano e um convite para conhecer o país completam as seções principais do novo site,

que na intenção dos organizadores serve para estabelecer contato e informar os jovens de todo o mundo até a Jornada que se realizará de 22 a 27 de janeiro de 2019.

e de comunhão. Jesus lembrou-nos que temos Deus como nosso Pai comum e que isto nos torna irmãos. O amor fraterno só pode ser gratuito (…). Esta mesma gratuidade leva-nos a amar e aceitar o vento, o sol ou as nuvens, embora não se submetam ao nosso controle. (…) É necessário voltar a sentir que precisamos uns dos outros, que temos uma responsabilidade para como os outros e o mundo, que vale a pena ser bons e honestos”.2 Aproveitemos então os momentos livres dos compromissos de trabalho, ou todas as ocasiões que temos durante o dia, para dirigir o olhar à profundidade do céu, aos majestosos cumes das montanhas e à imensidão do mar, ou mesmo só ao pequeno fio de erva que germinou na beira da estra-

da. Isso nos ajudará a reconhecer a grandeza do Criador “que ama a vida” e a reencontrar a raiz da nossa esperança na sua infinita bondade, que envolve e acompanha todas as coisas. Adotemos para nós mesmos e para a nossa família um estilo de vida sóbrio, que respeita o ambiente e considera as necessidades dos outros, para nos enriquecermos de amor. Vamos compartilhar os bens da terra e do trabalho com os irmãos mais pobres e testemunhemos essa plenitude de vida e de alegria, tornando-nos portadores de ternura, benevolência e reconciliação no nosso ambiente.

Palavra de vida Chiara Lubich

“O Senhor é bom para com todos, compassivo com todas as suas criaturas.” (Sl 144[145],9) Este salmo é um cântico de glória para celebrar a realeza do Senhor que domina toda a história: é eterna e majestosa, mas se exprime na justiça e na bondade e se assemelha mais à proximidade de um pai do que à potência de um soberano. O protagonista desse hino é Deus, que revela a sua ternura, superabundante como a ternura materna: Ele é misericordioso, compassivo, lento para a cólera, grande no amor, bom para com todos… A bondade de Deus se manifestou para com o povo de Israel, mas se estende a tudo o que saiu de suas mãos criadoras, a cada pessoa e a toda a criação. No final do salmo, o autor convida todos os viventes a se juntarem a

esse cântico, para fazêlo ressoar ainda mais, num harmonioso coral de muitas vozes: “O Senhor é bom para com todos, compassivo com todas as suas criaturas.” O próprio Deus confiou a criação às mãos trabalhadoras do homem e da mulher, como “livro” aberto no qual está escrita a sua bondade. Eles são chamados a colaborar na obra do Criador, acrescentando páginas de justiça e de paz, caminhando de acordo com o Seu projeto de amor. Infelizmente, porém, o que vemos ao nosso redor são as inúmeras feridas infligidas a pessoas muitas vezes indefesas e ao ambiente natural. Isso por causa da indiferença de muitos e devido ao egoísmo e à avidez de quem explora as grandes riquezas do ambiente só em função dos próprios interesses, em prejuízo do bem comum. Nos últimos anos

foi ganhando espaço na comunidade cristã uma nova consciência e sensibilidade quanto ao respeito pela criação. Nessa perspectiva podemos recordar os muitos apelos de pessoas abalizadas que promovem a redescoberta da natureza como espelho da bondade divina e patrimônio de toda a humanidade. Assim se exprimiu o Patriarca Ecumênico Bartolomeu I, na sua Mensagem para a Jornada da Criação, do ano passado: “Exigese uma vigilância contínua, formação e instrução, de modo que fique clara a relação da atual crise ecológica com as paixões humanas (…) cujo (…) re-

sultado e fruto é a crise ambiental que estamos vivendo. Constitui-se, portanto, como única saída o retorno à beleza antiga (…) da moderação e da ascese, que podem conduzir à sábia gestão do ambiente natural. De modo especial, a avidez em satisfazer as necessidades materiais leva com certeza à pobreza espiritual do homem, a qual implica a destruição do ambiente natural”.1 E o Papa Francisco, no documento Laudato si’, escreveu: “O cuidado da natureza faz parte dum estilo de vida que implica capacidade de viver juntos

Eles são chamados a colaborar na obra do Criador

Letizia Magri 1.Cf. Patriarca Ecumênico Bartolomeu I, Mensagem para a Jornada da Criação, 1º de setembro de 2016 2.Cf. Papa Francisco, Carta Encíclica Laudato si’, 24 de maio de 2015 (nº 228-229).

Compêndio do Catecismo da Igreja Católica O Jornal Voz de Nazaré continua as reflexões iniciadas em 2013, Ano da Fé, com a publicação do Compêndio do Catecismo da Igreja Católica. De maneira concisa, a publicação apresenta, numa visão de conjunto, todo o panorama da fé católica, com seus elementos fundamentais.

III Parte (A Vida em Cristo) CAPÍTULO SEGUNDO “Amarás o teu próximo como a ti mesmo” O SEXTO MANDAMENTO: Não PECAR CONTRA A CASTIDADE

491

492

Todos, seguindo a Cristo, modelo de castidade, são chamados a levar uma vida casta segundo o próprio estado de vida: uns vivendo na virgindade ou no celibato consagrado, um modo iminente de se dedicar mais facilmente a Deus com coração indiviso; outros, se casados, vivendo a castidade conjugal; se não casados, vivendo a castidade na continência. 2348-2350 2394

Pecados gravemente contrários à castidade, cada qual segundo a natureza do próprio objeto: o adultério, a masturbação, a fornicação, a pornografia, a prostituição, o estupro, os atos homossexuais. Esses pecados são expressão do vício da luxúria. Cometidos com menores, esses atos são um atentado ainda mais grave contra a integridade física e moral deles. 2351-2359 2396

. De que modo todos são chamados a viver a castidade?

. Quais são os principais pecados contra a castidade?


belém, De 4 a 10 de Agosto de 2017

5

Igreja

2º Caderno

Mês Vocacional destaca exemplo da Virgem Maria

Com o tema “A exemplo de Maria, discípulos missionários” e o lema “Eis-me aqui, faça-se”

C

om informações da CNBB. Todos os anos, durante o mês de agosto, a Igreja no Brasil convida os fiéis a refletirem sobre as vocações, em diferentes aspectos. Em 2017, o chamado “mês vocacional” irá focar o exemplo de Nossa Senhora. Com o tema “A exemplo de Maria, discípulos missionários” e o lema “Eis-me aqui, faça-se”, a CNBB busca motivar a oração pelas vocações nas comunidades, paróquias e dioceses, além de conscientizar adolescentes e jovens ao chamado de servir à Igreja. De acordo com o presidente da Comissão para

os Ministérios Ordenados da CNBB e arcebispo de Porto Alegre, Dom Jaime Spengler, a escolha da temática se deu por ‘Nossa Senhora ser exemplo de mulher de oração’. “A oração é também o pedido que Nosso Senhor faz aos discípulos quando vê o tamanho da messe sem o número suficiente de pastores, a messe é grande, mas os operários são poucos”, explica. Para ele, a intenção deste ano é justamente alertar para o número de vocações sacerdotais e religiosas no Brasil: “É pedir ao Senhor da messe que envie operários. A oração é o meio privilegiado para suplicar, pe-

dir ao Senhor que envie esses operários de que a Igreja tanto precisa. O nosso povo, sedento de Deus, sedento de transcendência, sedento do Evangelho, necessita de pastores, de pessoas capazes de anunciar essa palavra como fez Maria. Isto, seja no Ministério Ordenado, seja através da Vida Consagrada, seja através do anúncio catequético, nas diversas atividades do cotidiano e também no mundo leigo”. O mês vocacional é também celebrado no contexto do Ano Nacional Mariano, proclamado pela CNBB, por ocasião dos 300 anos do encontro da imagem de

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Nossa Senhora Aparecida, no Rio Paraíba do Sul. Por isso, a escolha da temática dedicada a Nossa Senhora também se fez presente. “A Igreja no Brasil realmente deseja neste mês de agosto de 2017 promover um grande mutirão e dentro das comemorações dos 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida realmente suplicar ao céu que não faltem operários para a vinha. Esperamos que muitos jovens, tanto do sexo feminino quanto do masculino, possam responder como fez Maria: Eis-me aqui, faça-se em mim segundo a tua palavra”, .

Material de apoio Para ajudar nas reflexões do mês vocacional, a Comissão para os Ministérios Ordenados e a presidência nacional da Pastoral Vocacional/SAV todo ano propõem subsídio, editado pela Edições CNBB. Desta vez, o material oferece um tríduo de oração pelas vocações. Segundo o coordenador nacional da Pastoral Vocacional, padre Elias Silva, a proposta é oferecer celebrações vocacionais em torno da Palavra, momentos onde a comunidade possa se alimentar da Palavra rezando pelas vocações: “É uma forma

de rezar pelas vocações e com todos os vocacionais seja pela vida religiosa, consagrada e todas as outras formas”. Dom Jaime explica que, com o subsídio, a Pastoral Vocacional do Brasil deseja promover a partir da Sagrada Escritura uma abordagem particular em torno da temática das vocações: “ N ó s a c re d i t a m o s q u e a Leitura Orante da Palavra é capaz de iluminar as buscas de todo ser humano e é a partir da Sagrada Escritura que nós podemos melhor compreender o que significa fazer a vontade

de Deus, então foi preparado um pequeno subsídio para favorecer essa reflexão e essa oração também nas nossas comunidades, tendo s e m p re c o m o p a n o d e fundo a Sagrada Escritura, porque é a partir da Palavra que nós encontramos orientações seguras para as iniciativas da comunidade de fé”. O material já está à venda no site da ‘Edições CNBB’, assim como o hino do mês vocacional pode ser ouvido e baixado.

Vocação - antídoto contra o individualismo Durante a celebração do 54ª Dia mundial de oração pelas Vocações, comemorado no dia 7 de maio passado, quarto Domingo da Páscoa, o Papa Francisco lembrou, em sua mensagem divulgada na data citada, que a vocação é um chamado para ser vir à Igreja e aos irmãos, sendo um antídoto contra a indiferença

e o individualismo, sustentados pela sociedade, pois a vocação exige “uma saída de nós mesmos, colocando nossa ex i s t ê n c i a a s e r v i ç o de Deus. Ninguém é chamado exclusivamente para uma determinada região, nem para um g r upo ou movimento eclesial, mas para a Igreja e para o mundo.”

YOUCAT

O

J o r n a l Vo z d e Nazaré segue os estudos sobre o YOUCAT - Catecismo da Igreja Católica escrito para JOVENS que querem saber em que acreditam. Este projeto iniciou-se por ocasião da Jornada Mundial da Juventude, Rio, 2013.

O Santo Padre disse ainda que os cristãos devem seguir o exemplo de Maria, modelo de servidão e prontidão: “Maria Santíssima, Mãe do nosso Salvador, teve a coragem de abraçar este sonho de Deus, pondo a sua juventude e o seu entusiasmo nas mãos d’Ele. Que a sua intercessão nos obtenha a mesma abertura de coração, a prontidão em

dizer o nosso «Eis-me aqui» à chamada do Senhor e a alegria de nos pormos a caminho, a seu exemplo (cf. Lc 1, 39), para anunciá-Lo ao mundo inteiro.” Ao final da mensagem, Francisco reforçou que para haver vocação é preciso oração: “Não poderá jamais haver pastoral vocacional nem missão cristã, sem a oração assídua e contemplativa”.

TERCEIRA PARTE

A VIDA EM CRISTO PRIMEIRO CAPÍTULO

A dignidade do ser humano

303- O que significa ter fortaleza? Quem tem fortaleza responsabiliza-se pelo bem que é conhecido, mesmo que

tenha, em caso extremo, de sacrificar a própria vida. [1809, 1837]


6

5

belém, De 4 a 10 de Agosto de 2017

Arquidiocese

2º Caderno

Catequistas recebem formação no Telégrafo

Paróquia do Perpétuo Socorro promove encontros durante todo o mês de agosto

A

Pastoral Catequética da Paróquia Nossa Senhora Mãe do Perpétuo Socorro promove, a partir do sábado, dia 5, encontros de formação para catequistas. A capacitação objetiva facilitar as preparações dos encontros para uma eficaz evangelização. As formações nos finais de semana seguem até o dia 27 e acontecerão no salão paroquial aos sábados, a partir das 15h, e aos domingos, às 8h30, no auditório Santo Afonso, ambos na área da matriz, na Rodovia Artur Bernardes, 459, bairro do Telégrafo. O encontro anual reunirá cerca de 50 catequistas, entre eles o s n ovo s i n s c r i t o s , que participarão pela primeira vez. Com o tema “O Redentor te chama pelo nome e a Pastoral Catequética precisa de ti!”, serão realizados estudos com base nos documentos do itinerário catequético com temáticas variadas. Os catequistas da matriz têm como tema “Catequistas

anunciadores da Copiosa Redenção, seguindo o exemplo da Mãe do Perpétuo Socorro”. O primeiro encontro, dia 5, terá como tema “O Redentor te chama pelo nome”. O do segundo encontro, dia 6, domingo, será “Eis-me aqui!”. De acordo com a coordenadora da Pastoral, Iandra Costa, todas as atividades que serão realizadas nos finais de semana foram pensadas com carinho, visando o aprendizado de todos. Dia 12, sábado, a temática abordada será “Bíblia”. No próximo encontro, 19, sábado, a temática será a Exortação Apostólica "Evangelii Gaudium”. Domingo, 20, a Exortação Apostólica Amoris Laetitia”. No dia 26, “Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil”. Essas formações contarão com sacerdotes como facilitadores. No domingo, 27, Dia do Catequista, haverá uma programação mais que especial, com o tema “Dia do Catequista: Envia-me!”. Nesse dia,

fotos: divulgação

w encontros de formação de catequistas acontecem nos finais de semana deste mês

pela manhã, as atividades serão realizadas em um sítio, com momentos de estudos, evangelização e confraternização. Para coroar o Dia dos Catequistas na Paróquia de Nossa Senhora Mãe do Perpétuo Socorro, às 19h haverá celebração eucarística e o envio dos catequistas. A partir de setembro terão início os encontros voltados à pré-catequese, Primeira

O novo documento da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) “Iniciação à vida cristã: itinerário para formar discípulos

missionários”, está disponível. O texto foi aprovado pela 55ª Assembleia Geral d a C N B B e re c e b e o número de 107 da coleção azul da Conferência. No primeiro capítulo o texto apresenta o itinerário a partir do “ícone bíblico” representado pelo encontro de Jesus com a Samaritana, retratado no capítulo

quatro do Evangelho de São João. O documento oferece novas disposições pastorais para a iniciação à vida cristã, presente nas Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora desde 2011. Segundo a coordenadora da pastoral catequética, Iandra Costa, que é catequista há cinco anos, esse documento será visto nas próximas formações destinadas aos catequistas.

“apegar-se” a Cristo para uma mudança de vida verdadeira”. Somente desse modo, segundo ele, é possível refletir Cristo para o outro e atraí-lo para perto de Deus. Nesse clima celebrativo pelos dois anos do Centro, Aglauberto Nascimento, consagrado à Comunidade de Vida, partilha um pouco do sentimento de ter acompanhado tudo bem de perto até aqui:

“ainda me lembro de todos os detalhes. Não tenho como esquecer da primeira casa, dos irmãos pintando, fazendo a casa ficar preparada para o dia da inauguração. E hoje, nesses dois anos, p o d e r ve r a g ra n d e obra de Deus na vida das pessoas. É um sentimento de gratidão a Deus, só tenho a louvar a Ele e transbordar esse sentimento de alegria”. Na certeza de que

muito pouco ainda foi feito até aqui e que é preciso se doar ainda mais, ele completa dizendo: “queria desejar a toda a Obra Shalom aquilo que o Ressuscitado nos dá, na força do Seu amor. Que o nosso coração se encha de gratidão para dar ainda mais a Deus, ofertar a nossa vida por aqueles que não conhecem esse amor. “Para dar de graça o que de graça recebemos” (cf. Mt 10,8)”.

Comunhão, crisma de jovens e de adultos. Mensalmente, no último sábado, os catequistas realizam formação que compreendem estudos e espiritualidade. Novo documento

Shalom Cidade Nova comemora dois anos No dia 1º de agosto o Centro de Evangelização Shalom Cidade Nova completou dois anos de atividades. Pa r a c o m e m o r a r a data foi celebrada no

domingo, dia 30 de julho, Santa Missa em ação de graças a esse aniversário. Durante a homilia, o presidente da Celebração, Padre Gustavo Bonassi, frisava

a importância de tomar uma decisão verdadeira por Cristo: “às vezes, não sentimos Jesus, porque não tomamos uma decisão definitiva por Ele. É preciso

w celebração Santa Missa em ação de graças pelo aniversário

Serviço Shalom Cidade Nova Grupos de Oração para Iniciantes JOVENS: Sabadão Jovem – 17h MISTO: Quarta da Paz – 19h30 Missa Domingo às 17h

Oração e Aconselhamento Segunda à sábado, de 14h às 21h Localização: Cidade Nova 4, Rua SN-3, esquina c/ WE-44 – Coqueiro – Ananindeua Contato: Telefone: (91) 98231-8765


belém, De 4 a 10 de Agosto de 2017

Arquidiocese Dom Irineu celebra o dom da vida com missa na Basílica

2º Caderno Na quinta-feira 10, o Bispo Auxiliar de Belém, Dom Irineu Roman, celebra o Dom da Vida com missa presidida na Basílica Santuário de Nazaré, às 18h. Dom Irineu receberá uma homenagem dos candidatos ao diaconato e dos diáconos permanentes da Escola Diaconal Santo Efraim, que na data celebram o dia do padroeiro dos diáconos, São Lourenço. Após a Santa Missa, Dom Irineu, os sacerdotes e os diáconos presentes participarão de confraternização na Casa de Plácido, quando será servido um jantar, oferecido pelos diáconos, em homenagem ao bispo auxiliar. O momento contará com a presença do Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa. Dom Irineu Roman é natural de Vista Alegre do Prata, no Estado do Rio Grande do Sul. Nasceu em 10 de agosto de 1958. Filho do casal Marcelino Roman e Idolvina Biasotto Roman, recebeu o ba-

Bispo Auxiliar receberá uma homenagem especial dos candidatos ao diaconato e dos diáconos permanentes divulgação

w Dom Irineu Roman, Bispo Auxiliar de Belém

tismo, primeira comunhão e crisma na Paróquia São José, em sua cidade natal. Em 1973, teve início a caminhada junto à Igreja. Em 1988 fez votos perpétuos na Congregação de São José (Josefinos de Murialdo) e em 1989 a ordenação diaconal aconteceu no Santuário São José de Murialdo, em Porto Alegre (RS). Sua ordenação presbiteral, também na Matriz da Paróquia São José, em Vista Alegre do Prata, teve como presidente Dom Paulo Moretto, Bispo da Diocese de Caxias do Sul (RS). Permaneceu trabalhando em Caxias do Sul até ser transferido para Planaltina (DF) em

1994. Em 1999, chegou a Belém e tomou posse da Paróquia Santa Edwiges, no bairro Nova Marambaia. Entre as atividades exercidas, o cargo de vice-diretor, ecônomo e diretor da Comunidade Religiosa dos Josefinos de Murialdo. Em 2013 atuou como membro do Conselho Presbiteral e Vigário Episcopal da Região São João Batista. Ainda participou de forma permanente de cursos, momentos de espiritualidade, retiros mensais e anuais até a eleição, pelo Papa Francisco, como Bispo Auxiliar de Belém do Pará, em 8 de janeiro de 2014. No dia 19 de março de

Ciclo de palestras sobre Santo Agostinho A Fraternidade Secular Agostiniana Recoleta de Belém promoverá um ciclo de palestras sobre Santo Agostinho no período de 21 a 23 deste mês na Paróquia São José de Queluz. As palestras começarão sempre às 19h30. O evento será coordenado pelo Frei Pa u l o A l e s s a n d ro Moreira Dias, OAR,

pároco e Superior da Ordem dos Agostinianos Recoletos e, também o Assistente Espiritual da Fraternidade. O ciclo de palestras é uma das atividades comemorativas pelos 35 anos da Fraternidade Agostiniana Recoleta e tem o objetivo de difundir o pensamento de Santo Agostinho, patrono da Ordem. A atividade contará

com a participação de especialistas na área da Filosofia, como o Prof. Dr. Delmar Cardoso, SJ, da Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia (FAJE), de Belo Horizonte, MG; da Teologia Dogmática com a presença do Prof. Dr. Frei Sílvio de Almeida, OFM, da Faculdade Católica de Belém (FACBEL) e da Teologia Pastoral na pessoa de Dom José Luiz Azcona,

luiz estumano

w Rinaldo na Ordenação Diaconal - 2016

para aquele seminário. “Para nós esse evento será muito importante dado que será o primeiro padre missionário o rd e n a d o e m n o s s a Arquidiocese”.

R i n a l d o Fe l i p e recebeu a Ordenação Diaconal no dia 28 de novembro do ano passado, na Paróquia Jesus Bom Samaritano, no Tapanã, por ocasião

2014 foi ordenado Bispo Auxiliar e adotou como lema episcopal “Vim para servir”, no dia de São José, padroeiro da congregação da qual o bispo faz parte, em Vista Alegre do Prata. Em 2015 completou o Jubileu de Prata de ordenação presbiteral, com missa em ação de graças na Paróquia Santa Edwiges, onde atuou como pároco por 15 anos. Desde o ano de 2015, faz parte da Comissão Episcopal para a Juventude da CNBB como bispo representante da Pastoral Juvenil do Regional Norte II da CNBB. No mesmo ano assumiu a Pastoral da Ilhas como Bispo responsável. Em junho de 2016 foi nomeado pela Presidência da CNBB Nacional como bispo Referencial da Pastoral do Turismo. divulgação

OAR, Bispo Emérito da Prelazia do Marajó. O evento tem parceria da Faculdade Católica

Seminário “Redemptoris Mater” tem primeiro padre Ordenado em Belém A Arquidiocese de Belém, por meio do Seminário Arquidiocesano “Redemptoris Mater”, ligado ao Caminho Neocatecumenal, convida a comunidade para a Ordenação Sacerdotal do Diácono Rinaldo Felipe dos Santos. A cerimônia de Ordenação será no próximo dia 12, às 9h, durante celebração presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa, na Catedral Metropolitana de Belém. Pa d re A n t o n i o Cleidivan, vice-reitor do Seminário Redemptoris Mater conclama o povo de Deus a participar da solene celebração eucarística por ser uma ocasião muito especial

7

da celebração presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Ta v e i r a C o r r ê a , e concelebrada pelo padre A n t ô n i o C l e i d i va n Vieira, monsenhor Raimundo Possidônio, padre Roberto Cavalli e demais representantes do clero presentes. Vocação - Natural do município de Mogi das Cruzes em São Paulo, Rinaldo Felipe dos Santos, caçula dos 11 filhos, conheceu o amor de Deus quando começou a frequentar a Comunidade d o C a m i n h o Neocatecumenal em 1999, quando tinha 33 anos de idade, percebendo os planos de Deus para sua vida.

de Belém, com a emissão de certificado para os participantes, mediante pagamento de taxa

simbólica.Informações: mariaaugustabarbosa7@ gmail.com e 99987-8778 (whatsApp).

Candidatos ao Diaconato recebem Leitorato Quinta-feira, 10, às 18h, a Arquidiocese de Belém e a Escola Diaconal Santo Efraim celebrarão o Dia do Diácono na festa de São Lourenço com a instituição do ministério do Leitorato para 40 homens oriundos das paróquias diocesanas. A celebração especial será na Basílica Santuário às 18h, p re s i d i d a p o r D o m Irineu Roman, Bispo Auxiliar de Belém, que na ocasião também estará celebrando Ação d e G ra ç a s p e l o s e u aniversário natalício, eventos importantes para a Igreja e para as quais é convidado todo o povo de Deus. Trata-se da conclusão de importante etapa de formação dos candidatos ao Diaconato, informa o

diácono Onildo Botelho, um dos integrantes da equipe de formação da Escola Santo Efraim. Na cerimônia, os candidatos receberão o Leitorato pelas mãos de Dom Irineu, estando aptos após essa etapa, a proceder às leituras da liturgia da Santa Missa, quando necessário. O Diaconato é uma caminhada comum a candidatos que desejem seguir missão na Igreja como leigos, mas é uma jornada de formação de muita importância para aqueles que almejam o sacerdócio, explica ainda Onildo. A atual turma de candidatos ao Diaconato começou sua formação no segundo semestre de 2014 e ingressou na Escola Diaconal Santo Efraim no ano de 2015.


8

5

belém, De 4 a 10 de Agosto de 2017

Em Nazaré

2º Caderno

Movimento Adorar Jesus com inscrições abertas Programação envolve momentos de muita espiritualidade, um encontro com Deus

Nos dias 18, 19 e 20 de agosto o Movimento Adorar Jesus, que integra a Paróquia de Nazaré, promoverá seu primeiro retiro espiritual. Com o tema “Vinde a mim”, o

evento será no Seminário Mãe da Divina Providência, em Benevides. Na programação, momentos de evangelizashow, orações, adorações ao Santíssimo. As inscri-

ções podem ser feitas até o dia 15 de agosto com valor promocional, podendo o pagamento ser feito em dinheiro com parcelamento em até 2x.

Plantão de inscrições: Terça-feira- 10h às 13h/ 16h às 19h Quarta-feira -10h às 13h/ 15:00 às 17h/ 17h às 21h Quinta-feira - Plantão na missa da bênção na Comunidade Santo Antônio Maria Zaccaria às 18h Sexta-feira - 10h às 13h/ 16h às 19h Missa da Bênção na Basílica Santuário as 19h30 às 20h30

Inscrições para o Encontro com Cristo encerram-se sexta-feira, 4 O Encontro com Cristo (EC), mais um evento promovido pela Pastoral Familiar da Paróquia de Nazaré, encerrará as inscrições nesta sexta-feira, 04. O encontro destina-se à inclusão de pessoas que estão em segunda união, solteiras e viúvas. Este

ano, o EC terá várias palestras com temas diversos e círculos de estudos. A programação acontece no dia 17 de setembro, no Centro Social de Nazaré. As inscrições podem ser feitas no atendimento da Basílica Santuário, nas secretarias das seis

Comunidades que integram a Paróquia de Nazaré: Sagrado Coração de Jesus, Santo Antônio Maria Zaccaria, Sagrada Família, Santa Bernadete, Nossa Senhora das Graças e São Brás, bem como no Centro Social de Nazaré.

Pastur de Nazaré abre inscrições para novos monitores A Pa s t o r a l d o Tu r i s m o ( Pa s t u r ) d a P a r ó q u i a d e Nazaré está com as inscrições abertas para novos monitores desejosos de atuar durante as programações do Círio de Nazaré 2017. Para participar

Círio 2017: Diretoria de Nazaré promoverá Mil Ave Marias A Diretoria da Festa de Nazaré, em preparação para o Círio 2017, convida a todos para participar da recitação das Mil Ave Marias. O momento irá acontecer neste sábado, dia 05 de agosto, a partir

das 8h, no Auditório Dom Vicente Zico, localizado no Centro Social de Nazaré. No encerramento, às 15h, a Santa Missa será presidida pelo Arcebispo de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa. Participe!

basta solicitar a ficha de inscrição para o email pasturbasilicadenazare@ gm ail .co m a té o dia 20 d e agosto. A capacitação ocorrerá de 21 a 30 de agosto no Centro Social de Nazaré.Participe!


belém, De 4 a 10 de Agosto de 2017

2º Caderno

9

Em Nazaré fotos: ASCOM/BASILICA

w ambiente propício para a realização de encontros espirituais

w refeitório instalações novas e apropriadas para as refeições

Centro de Espiritualidade Nossa Senhora Mãe da Divina Providência Espaço ideal para a realização de eventos religiosos

S

w com ótimas instalações, a Casa de Retiro possui capela, salas climatizadas, cozinha, refeitório, dormitórios, auditório e estacionamento

w cozinha é um dos ambientes do local

ituado no município de Benevides, Região Metropolitana de Belém, o local pertence à Congregação dos Clérigos Regulares de São Paulo, Barnabitas, e está à disposição dos interessados. Pensado e elaborado para oferecer uma excelente opção a quem deseja organizar retiros, encontros e celebrações, a Casa de Retiros Nossa Senhora Mãe da Divina Providência, com capacidade para receber até 150 pessoas, está aberta a paróquias, grupos e comunidades. Conta com espaço para meditação, partilha e encontro com Deus e em contato com a natureza. Possui três salas de oração climatizadas, capela, refeitório, dormitórios, cozinha, estacionamento e auditório climatizado. Próximo a Belém, está situado no quilômetro 26 da BR 316, município de Benevides. Entre em contato e agende uma visita para conhecer melhor este espaço: (91) 4009-8425.


10

5

belém, De 4 a 10 de Agosto de 2017

Igreja

2º Caderno Servindo à verdade Prof. Ricardino Lassadier

O

lá meu irmão e minha irmã. Sempre achei que o Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo e obviamente os valores que nele estão presentes, são poderosamente católicos. Sinais dessa característica podem ser percebidos nas mais variadas dimensões da vida. No entanto precisamos treinar nossos olhares para percebermos esses sinais nas coisas mais prosaicas e realizar uma catequese eficiente. Te n h o m u i t a admiração por Sherlock Holmes. Ele é, sem sombra de duvidas, o melhor e mais amado d e t e t i ve d e t o d a a literatura policial. Holmes foi criado pelo médico Artur Conan Doyle (1858-1930). As aventuras de Holmes e de seu inseparável amigo Dr. Watson, já foram retratadas de diversos modos. O mais recente é uma edição em estilo Mangá que reproduz uma serie produzida para TV. No cinema, a mais recente adaptação de Sherlock Holmes foi encarnada pelo ator Robert Downey Jr. (o

Lendo os sinais mesmo que representou o Homem de Ferro). Nesse filme, intitulado “Sherlock Holmes: o jogo das sombras”, o genial detetive enfrenta o igualmente genial professor James M o r i a r t y. O v i l ã o pretende deflagrar uma guerra mundial e lucrar vendendo armas. Moriarty representa o mal. Ele é um intelectual rico, influente, ganancioso, que quer ter mais e mais. Para isso vai promover a discórdia que resultará na morte de milhões de pessoas. Para Moriarty a vida humana não significa nada. O que conta é o lucro. Prevalece em Moriarty o ter mais do que o ser. Ele promove no mundo um “vale de lagrimas”. Quanto mais lágrimas mais poder. Voltando ao filme: Holmes e Moriarty se enfrentam num jogo de xadrez que representa o duelo que ambos vêm travando. Moriarty, ao perceber que seus planos foram frustrados, dirige-se a Holmes nestes termos: “O homem esconde no seu subconsciente o desejo insaciável pelo conflito. Então, não está lutando

divulgação

w Sherlock Holmes melhor e mais amado detetive da literatura policial

apenas contra mim, mas também contra a condição humana. Eu só quero ser o dono das balas e dos curativos”. Moriarty está se referindo à concupiscência que é a inclinação humana para o mal, o apetite que vai contra a razão humana (cf. CIC, 2515). Ele quer “apenas” se aproveitar dessa inclinação. Satânico, não é? Mas é verdade que carregamos essa inadequação: queremos a paz, mas amamos a guerra. Diz a Igreja: “A inadequação entre o

querer e o fazer indica o conflito entre a ‘lei da razão’ e a outra lei, ‘que acorrenta à lei do pecado que existe em meus membros (Rm 7,23)” (CIC, 2542). Todos nós padecemos dessa assimetria: sabemos o certo, no entanto, muitas vezes não conseguimos realizá-lo. Até o gigante da fé, São Paulo, padeceu dessa inadequação: “Eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita o bem, porque o querer o bem está em mim, mas não sou capaz de efetuá-lo. Não faço o

bem que quero, mas o mal que não quero” (Rm 7, 18-19). Sherlock está longe de ser perfeito. É arrogante e algumas ve z e s e g o c ê n t r i c o . Porém, apesar de suas falhas e limitações, dedica-se a vencer o mal, a ajudar pessoas

que nem conhece, sem esperar reconhecimento. Muitas vezes o mérito das resoluções dos casos vai para o Lestrade, medíocre inspetor de polícia. A Sherlock basta a satisfação de ter solucionado o caso. Mesmo em suas imperfeições, ele luta contra o mal, procurando fazer uso dos seus talentos, fazendo bem ao próximo. Holmes, ainda que não seja um exemplo de piedade, não poderia ser classificado como o servo inútil da parábola dos talentos (cf. Mt 25, 14-30). Mais do que o fictício d e t e t i ve , o s s a n t o s experimentaram isso em suas próprias vidas. Portanto, seja na ficção, seja na realidade, o que é bom sempre vem de Deus. Sigamos em frente, procurando pensar com a Igreja, no serviço da Verdade. Fique com Nossa Senhora e São José.

Graduado (Bacharel e Licenciado) e Especialista em Filosofia pela UFPA e Especialista em Teologia pelo CESUPA.

Próximo artigo: Maria Elisa Bessa de Castro

Sal e Luz Leno Carmo (lenocarmo@yahoo.com.br)

D

edico este artigo ao pequeno Charlie Gard, o bebê inglês que emocionou o mundo com sua breve passagem de 11 meses por aqui. Luz que chegou, no entanto, aos mais distantes pontos do planeta, onde ecoou sua luta pela vida em uma difícil batalha que terminou no último 28 de julho, uma sexta-feira “fria” no verão europeu. Charles sofria de uma doença genética muito rara, que debilita a força muscular e provoca, entre outras consequências, danos cerebrais, o que fez com que desde os primeiros meses de vida fosse internado e mantido vivo por aparelhos à medida que sua debilidade avançava. Sem esperança de cura no hospital que era atendido no Reino Unido, Charles seguiria, por vontade, investimento e esforço de seus pais, para um tratamento ex-

A Charlie Gard perimental nos EUA, mas, a pedido do próprio hospital, o que foi acatado pela justiça local, teve desligadas as máquinas que o mantinham vivo, não sem antes ter o caso se transformado em uma batalha judicial, movida pelos pais, para garantir o direito de buscar a cura ou sobrevida fora da Europa. Ao longo de mais de cem dias, Charles teve sua história analisada nas cortes britânicas até chegar à Corte Europeia de Direitos Humanos e compartilhada pelo mundo, via web, por meio das mídias sociais e dos mass media, emocionando milhões de pessoas, inclusive o Papa Francisco e o presidente dos EUA. Por Charles, pessoas de todo o globo acompanharam, torceram e rezaram para manter viva a esperança de sua recuperação que, infelizmente, não teve tempo

suficiente para tentar ser viabilizada fora do Reino Unido. A demora da batalha judicial e a burocracia também foram obstáculos para a a g i l i d a d e q u e e ra fundamental no caso e a corrida contra o tempo foi perdida, aniquilando as últimas chances de tratamento alternativo, c o mo f o i o ca s o d o hospital “Bambino Gesù”, administrado pelo Vaticano, que ofereceu ajuda. Penso que a história de Charlie nos remete a muitas discussões, desde o questionamento ético fundamental sobre o valor da vida humana, sobre o progresso médico-científico e sua missão de lutar pela vida até o último recurso, sobre a moralidade ou direito que levou a justiça britânica a impedir a retirada da criança para buscar tratamento em outro país, sobre o

dilema da eutanásia que o caso Charles Gard levanta ou a chamada “eutanásia de Estado” ou ainda a ortotanásia, que discursa sobre o morrer “com dignidade”, sem necessariamente definir o que isto significa e que, certamente, é um ponto de questionamento em que se consideram elementos que parecem simples de serem analisados mas que nos levam a observar

Penso que a história do pequeno Charlie nos remete a muitas discussões

com cuidado os valores da sociedade em que vivemos ou seus c o n t r a va l o r e s , q u e em resumo avalia, na verdade, o paradigma da utilidade, quando a vida só vale enquanto é útil ou não. É uma discussão, enfim, sobre o valor da vida de cada um de nós e a dignidade da pessoa humana cuja referência é o próprio Senhor. Afinal, a quem pertence a vida humana senão Àquele que a criou? A quem cabe o direito de decidir sobre sua viabilidade? Em nosso país, onde sequer este tipo de diagnóstico seria possível para a maioria da população, onde as pesquisas são ainda diminutas para casos desta complexidade e o n d e o s re c u r s o s públicos são desviados em boa parte para os bolsos da corrupção e dos corruptos, muitos Charlie’s morrem

todos os dias também pela “eutanásia” da omissão dos maus administradores que desviam os recursos públicos, agindo como donos da vida, amputando ano após ano a esperança de ter ou recuperar a saúde de milhões de pessoas, as quais, muitas vezes, não dispõem do mínimo para sobreviver com dignidade, condenadas assim à morte. Rezemos pela alma de Charlie, rezemos por nós também, por nosso país, pela conversão dos que atuam pelo mal, dos que se acham deuses, dos que compõem a politicagem funesta que indigna. Rezemos para que não esqueçamos o valor da pessoa humana, da vida que precisa ser protegida, defendida sempre. Rezemos para que não morram em nós a fé e a esperança. Que assim seja!


belém, De 4 a 10 de Agosto de 2017

Panorama

2º Caderno

A

Fundação Centro de Hemoterapia e Hematologia do Pará (Hemopa) enfrenta dificuldades devido à ausência de doadores de sangue no mês de julho. Na última semana do mês a redução atinge 50%. A gravidade é relativamente aos tipos sanguíneos negativos e ‘O Positivo’, o que pode interferir no atendimento integral à demanda da rede hospitalar, já que, enquanto o número de coletas cai, a necessidade de sangue aumenta. Segundo a gerente de Captação de Doadores do Hemopa em Belém, Juciara Farias, o estoque de sangue dos tipos ‘B Positivo’ e ‘AB Positivo’ está satisfatório, mas os negativos e o de maior consumo, ‘O positivos’, estão preocupantes: “O negativo, por exemplo, estamos com estoque zerado. Para reverter a situação, o serviço tem investido no contato direto com os voluntários. Estamos ligando para os nossos doadores, seja de forma individual ou pelos grupos solidários. Essas pessoas são fundamentais nesses momentos de crise. Apelamos especialmente aos familiares e amigos de pacientes para que doem sangue. Muitas pessoas dependem desse gesto solidário”. Enquanto as doações caem, a necessidade de sangue aumenta por exemplo, na região nordeste do Pará. O He-

11

Hemopa registra queda de doações de sangue

Instituição enfrenta dificuldades com redução do número de doadores fotos: divulgação

w doação pode ser feita por pessoa de boa saúde, adultos acima de 50 quilos

wsão retirados apenas 400 ml de sangue por paciente, o que leva de 5 a 10 m

mocentro Capanema atende aos municípios de Salinópolis e Bragança, que recebem muitos veranistas e onde a utilização de sangue se eleva em cerca de 30%. Juciara explica que existem pessoas que acreditam que, após doar sangue, o voluntário não pode se divertir. Isso é um mito. “Não há qualquer impedimento de um doador fazer sua doação de sangue e viajar em seguida. Doar sangue é um ato de amor ao próximo”. QUEM PODE DOAR? Podem doar sangue pessoas com boa saúde, que tenham entre 16 e 69 anos e pesem acima de 50 quilos. Menores de 18 anos podem doar somente com autorização dos pais ou responsável legal. É necessário portar documento de identidade original, assinado e com foto, além de estar bem alimentado. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher, a cada três. O interessado passa por uma triagem técnica, feita por um enfermeiro, onde é realizada uma en-

trevista sobre histórico de doenças, exame de hemoglobina para taxar o índice de anemia e o uso recente de medicamentos. Caso aprovado, o candidato é considerado apto, podendo fazer a doação de sangue no mesmo dia. Retiram-se apenas 400 ml de sangue por paciente, o que leva de cinco a dez minutos. A quantidade de sangue doada pode atender até dois pacientes. Ao final da doação, recebe-se um lanche para recuperação protéico calórica. “O doador sai da fundação sabendo que cumpriu seu papel social e garantindo que uma vida possa ser salva através do seu gesto”, destaca Lílian Both, assistente social do Hemopa.

Serviço Para ter mais informações, os interessados devem entrar em contato com a ouvidoria do Hemopa, através do telefone 0800 208 8118, das 8h às 18h.

Círio de Nazaré é tema de oficina no Curro Velho

fotos: divulgação

No segundo semestre de 2017 a Fundação Cultural do Estado do Pará (FCP), por meio do Curro Velho, oferta diversas oficinas, ao todo 36, que vão desde a iniciação à fotografia digital, passando por manutenção de c o m p u t a d o re s , a t é à serigrafia. Uma das oficinas é a de confecção de acessório d e d e c o ra ç ã o c o m o tema do Círio de Nazaré. As inscrições, iniciadas no dia 1º de agosto, estendem-se até o dia 11. Guirlandas, mini berlindas, estandartes, entre outros utensílios de decoração, serão os objetos fabricados na oficina, pela primeira vez voltados para a temática do Círio de Nazaré. “Sempre trabalhamos com oficinas e cursos que abordam o tema do Círio nessa época do ano. A procura sempre é grande por parte dos interessados”, explica Dilma Teixeira,

coordenadora de Artes Visuais do Curro Velho. Segundo ela, a ideia da oficina surgiu a partir da sugestão de Silvana Azevedo, que já possui um trabalho com confecção de objetos de decoração e irá ministrar o curso. Formada em Artes pela UFPA em 2002, Silvana sempre desenvolveu atividades manuais. A formação, segundo ela mesma, serviu para aprimoramento do trabalho em artes, “como ressignificar manualidades na busca de um contexto estético mais artístico para o que chamamos de artesanato”. Um diferencial da oficina é que os materiais utilizados na fabricação são oriundos de reciclagem. “ To d a m i n h a l i n h a de trabalho envolve um pensamento sustentável. Materiais como caixinhas de leite, filtro de coar café, revistas usadas, escamas de peixe e uma

w curro velho está com inscrições abertas até o dia 11 de agosto para o público em geral

infinidade de materiais descartáveis podem nos proporcionar peças manuais muito interessantes quando trabalhadas com um olhar estético mais sensível e artístico.”,

explica Silvana P ú b l i c o a l vo d a oficina: pessoas a partir dos 12 anos, não precisando ter conhecimento prévio das ações ou grandes habilidades

manuais. Basta ter um pouquinho de dedicação e vontade de aprender, que as ideias fluem. Início do curso: 16 de agosto, com oferta de 15 va g a s . H o r á r i o : d e

10h30 às 12h30, de segunda a sexta, com carga horária de 30h. Ao final do curso, cuja duração dois meses, será montada uma exposição com os resultados obtidos.

INSCRIÇÕES As inscrições iniciaram-se no dia 1º deste mês e serão concluídas no próximo dia 11. Para se inscrever o aluno deve ir até o local onde pretende fazer a oficina, munido com o documento de

identidade e declaração da escola, caso seja da rede pública, para garantir a isenção na taxa de inscrição. Os demais pagam uma taxa única de 20 reais. Os universitários,

alunos da rede particular e outros interessados pagam a taxa no momento da inscrição. Informações: 3323-0049 (Curro Velho) e 33230301 (Casa da Linguagem).


12

belém, De 4 a 10 de Agosto de 2017

Arquidiocese

2º Caderno luiz estumno

w celebração congrega diversos movimentos das paróquias

A

exemplo do que vem acontecendo todos os meses deste ano, a Arquidiocese de Belém convida a comunidade para a Santa Missa, nesta sexta-feira, 4, na Capela da Fundação Nazaré de Comunicação. A celebração, toda primeira sexta-feira do mês, é um momento de ação de graças a Deus pelos sócios benfeitores – Família Nazaré - que ajudam a manter o trabalho de evangelização desenvolvido pela Arquidiocese através dos meios de comunicação – TV Nazaré, Rádio Nazaré FM, Portal Nazaré e o jornal Voz de Nazaré. A celebração mensal sempre começa com a o r a ç ã o d o Te r ç o Mariano, momento que conta com a participação do Movimento Arquidiocesano Terço dos Homens Mãe Rainha (MTMR), uma homenagem ao Jubileu Mariano que está sendo vivido pela Igreja no Brasil, e do grupo do

luiz estumno

w a celebração mensal sempre começa com a o raçao do terço

Missa celebra gratidão pelos benfeitores da Família Nazaré Em agosto a celebração acontece na sexta-feira, 4, na capela da Fundação divulgação

w participação do Movimento Terço dos Homens Mãe Rainha

Apostolado da Oração, uma vez que a missa pelos benfeitores acontece na primeira s e x t a - f e i ra d o m ê s , com vista a celebrar a devoção ao Sagrado Coração de Jesus.

A oração do Santo Te r ç o , a s s i m c o m o a Santa Missa são transmitidos em cadeia pela TV Nazaré (canal 30 – ou na sintonia da sua cidade), Rádio Nazaré FM (91.3 Mhz) e pelo

Portal Nazaré (WWW. fundacaonazare.com.br), a partir das 14h30. Terço Mariano

A recitação do Terço Mariano, às 14h30, antecede a Missa,

sob os cuidados dos membros do movimento. O s b e n f e i t o re s e a comunidade podem participar pessoalmente da celebração, comparecendo à capela, localizada na avenida Governador José Malcher, 915 - edifício Paulo VI, no bairro de Nazaré. Para aqueles que não possam chegar à capela, podem acompanhar tudo ao vivo, tanto pela rádio, pela TV ou pela internet no portal Nazaré, onde o internauta deve buscar o link TV ao vivo. Ano Mariano

O Ano Nacional Mariano foi convocado pela presidência da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), estabelecido

como um tempo para celebrar, fazer memória e agradecer pelos 300 anos do encontro da imagem da Padroeira do país, Nossa Senhora Aparecida. A iniciativa aprovada pela 54ª Assembleia Geral da CNBB começou no dia 12 de outubro de 2016 e segue até o dia 11 de outubro de 2017. Próxima Missa

A Missa em Ação de Graças pelos benfeitores da Fundação Nazaré de Comunicação no mês de setembro será no dia 1º, primeira sexta-feira do mês, a partir das 14h30, na Capela da Fundação Nazaré localizada na avenida Governador José Malcher, 915 - edifício Paulo VI, bairro Nazaré, em Belém.

Recadastramento Família Nazaré Benfeitores devem atualizar informações urgente

V

ocê que contribui para a divulgação do Evangelho, faça a sua atualização cadastral. Com essa atualização e sua contribuição vamos poder continuar a evangelizar. Informe seu nome, e n d e r e ç o e C P F.

Sua ajuda é muito importante pra nós. Atualize seu cadastro pelo telefone (91) 4006-9211, pelo Whatsapp (91) 993155743, pelo site www. fundacaonazare.com. br e também nas nossas redes sociais. Continue mantendo os

meios de Comunicação da Arquidiocese de Belém. Preencha o cupom ao lado e entregue na Fu n d a ç ã o N a z a r é , s i t u a d a n a ave n i d a Governador José Malcher, 915 - Edifício Paulo VI, no bairro de Nazaré, em Belém.