Issuu on Google+

ARQUIDIOCESE

DE BELÉM

www.fundacaonazare.com.br BELÉM, DE 10 A 16 DE JANEIRO DE 2014

D O JORNAL CATÓLICO DA FAMÍLIA D

PE. FLORENCE DUBOIS FUNDADOR

ANO C - Nº 597 - PREÇO AVULSO: R$1,00 FOTOS: LUIZ ESTUMANO

w ANÚNCIO Dom Alberto deu a notícia durante uma coletiva de imprensa

Belém ganha novo Bispo Monsenhor Irineu Roman é pároco da Paróquia Santa Edwiges, no Panorama XXI, e foi nomeado pelo Papa Francisco como Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Belém. Sua sagração episcopal poderá ser no dia 19 de março. CADERNO 2, PÁGINA 1

Belém completa 398 anos Entre contrastes, capital paraense resiste entre a memória histórica da Belle Époque e a dura realidade urbana. CADERNO 2, PÁGINAS 8 E 9

w BELÉM Vista noturna de uma cidade que encanta e precisa ousar mais para vencer sérios problemas urbanos

33º aniversário de nomeação episcopal de Dom Zico

Fiéis homenagearam o Bispo Auxiliar, que já conquistou o carinho dos paraenses.

Data foi celebrada com missa na residência episcopal na manhã do dia 6 de janeiro.

CADERNO 2, PÁGINA 5

CADERNO 2, PÁGINA 5

Igreja celebra Batismo do Senhor

Os seis eventos que marcaram 2013 ARQUIDIOCESE

DE BELÉM

A VOZ traz nesta edição os eventos que emocionaram os belemenses em 2013. CADERNO 2, PÁGINA 13

Belém ganha novo Bispo

Dom Teodoro completa 50 anos de vida

Festa encerra o Tempo do Natal e inicia o Tempo Comum. w VOCAÇÃO Dom Zico celebra 33 anos dedicados ao trabalho episcopal

CADERNO 2, PÁGINA 2


2

BELÉM, DE 10 A 16 DE JANEIRO DE 2014

Opinião Alegria de ser católico João Carlos Pereira

CHARGE DO ANDRÉ ABREU

jcparis@orm.com.br

João Paulo II e os milagres (parteI)

A

Comente esta charge: voz@fundacaonazare.com.br

ndreas Englisch é um jornalista alemão, especializado em assuntos do Vaticano, autor, entre outros títulos, de livros sobre João Paulo II, Bento XVI e Francisco. O último que li não foi o mais recente, mas um que trata dos possíveis milagres atribuídos a João Paulo II. A edição em língua portuguesa está repleta de erros de tradução, mas nada tão grave que comprometa a leitura. O texto de Englisch é ágil, como deve ser o texto jornalístico, e objetivo. Suas informações não aparecem porque o autor teve a impressão de que poderiam ser verdadeiras. Tudo que publica é resultado de muita pesquisa, de muita busca, de muita transpiração profissional. Não se trata, portanto, de peça de ficção, produzida em gabinete. O que me chamou atenção na obra “O Papa dos milagres - João Paulo II” não foi, propriamente, o cuidado do autor de achar veracidade na informação, mas um detalhe, que foi registrado também aqui em Belém, no ano em que João Paulo II nos visitou. Diz o jornalista que, numa de suas viagens, o Papa, que será canonizado em abril deste ano, desceu do avião, procurando alguém. Os olhos do pontífice buscavam, sem cessar, uma pessoa que, provavelmente, nem ele sabia quem era. Mas sua intuição o fazia querer achar alguém. Provavelmente era uma criança. Pois eis que, de repente, o Papa encontrou quem procurava. Era de fato, uma criança, que estava muito doente, abraçada ao colo da mãe. O menino nascera com um problema neurológico gravíssimo e não conseguia se mexer na cama. Para tudo dependia dos cuidados alheios. Pois João Paulo II tocou nele, fez uma oração e, dias depois, a mãe foi surpreendida pelos gritos vindos da casa. O menino, a bem dizer um vegetal, levantou-se e caminhou pela casa, bonzinho, como se nunca estivesse impedido de andar e de falar. Em Belém, algo semelhante aconteceu. O depoimento que ouvi não deixa dúvidas. Contarei na próxima semana.

Jornalista e professor

Panorama José Pereira Ramos joseulina@oi.com.br

Sempre uma nova esperança

R Economista e escritor

enovando as esperanças para o ano 2014, devo dar uma olhada no que de mais importante ocorreu em 2013. No âmbito da Igreja Católica, no dia 28/02/2013, uma notícia que surpreendeu o mundo. Pela primeira vez um Papa renunciou ao cargo de Sumo Pontífice: O santo e ilustre Bento XVI. Depois da enxurrada de palpites na imprensa internacional, a surpresa: O argentino, Cardeal Jorge Mario Bergoglio, SJ, foi eleito Papa e escolheu o nome de Francisco! Senti o dedo do Espírito Santo. Surge um novo tempo de esperança para a nossa Igreja. Uma maior responsabilidade missionária para nós, batizados. Francisco reuniu cardeais dos diversos continentes para estudar modificações nas normas administrativas da Igreja, anunciando que uma coisa é imutável.

Encontro Fraterno Ivens Coimbra Brandão

ivenscb@oi.com.br

No limiar de 2014

A

Engenheiro civil e escritor

o fecharem seus balanços no dia 31de dezembro, último do ano civil, as empresas verificam seus lucros ou prejuízos, tudo apurado na ‘ponta do lápis’. Planejam então novas estratégias de atuação, de tal modo que os resultados obtidos no ano findo sirvam de aprendizado para o que se inicia. No entanto, quando se trata de pessoas, não há ‘balanço’ que expresse lucro ou prejuízo, porque o homem, a mulher, não são coisas que possam caber no rol de uma avaliação numérica, escapando à lógica da matemática. Seus valores e deficiências não podem ser medidos nem julgados, porque a natureza humana é dinâmica, com sentimentos que sofrem mutações, por vezes inesperadas. Cada ser humano é único, encerrando um mistério

Fundado em 5 de julho de 1913

ARQUIDIOCESE DE BELÉM-PARÁ

FUNDADOR Pe. Florence Dubois, barnabita PRESIDENTE Dom Alberto Taveira Corrêa Arcebispo Metropolitano de Belém do Pará VICE-PRESIDENTE Monsenhor Marcelino Ferreira Vigário geral da Arquidiocese de Belém do Pará

A mensagem de Jesus. Quatro meses após, Papa Francisco chegou ao Brasil para a Jornada Mundial da Juventude. Conquistou a todos com suas atitudes simples, seu carisma comunicativo. Paralelamente, no Brasil, políticos que se consideravam donos do país, foram finalmente julgados e condenados. Uns queriam continuar deputados, outros não queriam ser presos. E eu pergunto, onde fica a justiça que esses políticos propagavam e prometiam nos seus discursos? Ou a justiça é só para os outros? O povo se levantou e fez protestos. Fez ameaças. Os baderneiros aproveitaram a onda. Mas os políticos continuam os mesmos promesseiros. É só ver os programas dos partidos na TV. Houve dinheiro para estádios. Falta para os aposentados do INSS!!! O Brasil ganhou a Copa das Confederações, mas, agora virá a Copa que vale. Precisamos rezar muito, pedindo a Deus que dê juízo àqueles que lidam com o dinheiro recolhido dos “impostos” que são impostos ao povo. Precisamos aprender a votar, para podermos ter novas Esperanças neste Ano Novo. que só o Criador conhece plenamente. Os cônjuges, por exemplo, devem fazer um permanente esforço para se conhecerem cada vez mais, tomando as diferenças como desafios, e fazendo do diálogo um instrumento de amor. O ser humano é a obra prima do Criador, dotado de valores naturais (virtudes humanas), e sobrenaturais (vir tudes teologais). Os valores naturais são o discernimento, vontade, consciência moral e liberdade. “As virtudes teologais fundamentam, animam e caracterizam o agir moral do cristão. Informam e vivificam todas as virtudes morais. São infundidas por Deus na alma dos fieis para torná-los capazes de agir como seus filhos e merecer a vida eterna. São o penhor da presença da ação do Espírito Santo nas faculdades do ser humano. Há três virtudes teologais: a fé, a esperança e a caridade,” (CIC §1813). No limiar deste ano, não nos deixemos alcançar pelos prejuízos sofridos no ano que passou. Que mágoas e desencantos se façam instrumento de renovação, firmando-se o propósito de viver o presente com fé, esperança no futuro, nos deixando arrebatar pelo Amor de Deus.

DIRETOR GERAL Diácono Antônio Carlos Gomes de Freitas DIRETORA ADMINISTRATIVO E FINANCEIRO Marluce Guerreiro Milhomem DIRETOR DE COMUNICAÇÃO Mário Jorge Alves DIRETOR DE CAPTAÇÃO DE RECURSOS Arnaldo Pinheiro COORDENAÇÃO Marcos Valério (DRT/PA 1516)

Sua voz O que você deseja para Belém nos seus 398 anos?

CONSELHO DE PROGRAMAÇÃO E EDITORAÇÃO João Carlos Pereira Padre Nilton Cezar Reis Padre Cláudio de Souza Barradas EDITORAÇÃO ELETRÔNICA Sérgio Santos (DRT/PA 579) Assinaturas, distribuição, administração e redação Avenida Governador José Malcher, Edifício Paulo VI, 915 CEP: 66055-260, Bairro Nazaré, Belém - Pará Telefones: (91) 4006-9200/ 4006-9209.

Desejo uma cidade mais limpa, organizada e preparada para o crescimento em todos os sentidos. LUIZ FELIPE DA SILVA, 19, universitário

Eu desejo mais Jesus no coração da população da cidade de Belém do Pará. TALITA SANTOS PINHEIRO, 21, estudante de Ciências Contábeis

Mais segurança, saneamento, pavimentação, educação digna e cidadania. Que esse ano seja de renovação e prosperidade. WELLINGTON LUZ, 24, estudante

Fax: (91) 4006-9227 Redação: (91) 4006-9200/ 4006-9238/ 4006-9239/ 4006-9244/ 4006-9245 Site: www.fundacaonazare.com.br E-mail: voz@fundacaonazare.com.br Um veículo da Fundação Nazaré de Comunicação CNPJ nº 83.369.470/0001-54 Impresso no parque gráfico de O Liberal

FUNDAÇÃO NAZARÉ DE COMUNICAÇÃO


3

BELÉM, DE 10 A 16 DE JANEIRO DE 2014

Arcebispo Conversa com meu povo Dom Alberto Taveira Corrêa Arcebispo Metropolitano de Belém do Pará

H

á muitas expressões na Sagrada Escritura que indicam o Senhor que fala ao seu povo, e manifestam a força de sua palavra que cria, repreende, educa, acompanha. Desde a forte palavra criadora do livro do Gênesis, passando pela intimidade com os patriarcas e profetas, que “emprestavam” a boca para Deus falar. De Moisés se diz que tinha uma grande amizade com Deus e o Senhor se entretinha com ele face a face. Deus fala! “Muitas vezes e de muitos modos, Deus falou outrora aos nossos pais, pelos profetas. Nestes dias, que são os últimos, falou-nos por meio do Filho, a quem constituiu herdeiro de todas as coisas e pelo qual também criou o universo. Ele é o resplendor da glória do Pai, a expressão do seu ser. Ele sustenta o universo com a sua palavra poderosa. Tendo feito a purificação dos pecados, sentou-se à direita da majestade divina, nas alturas, elevado tão acima dos anjos quanto o nome que ele herdou supera o deles” (Hb 1, 1-4). “Por estas palavras, a carta aos Hebreus dá a entender que Deus emudeceu, por assim dizer, e nada mais tem a falar, pois o que antes dizia em parte aos profetas, agora nos revelou no todo, dandonos o Tudo, que é o seu Filho. Se agora, portanto, alguém quisesse interrogar a Deus, ou pedir-lhe alguma visão ou revelação, faria injúria a Deus não pondo os olhos totalmente em Cristo, sem querer outra coisa ou novidade alguma. Deus poderia responder-lhe deste modo: Este é o meu Filho amado, no qual eu pus todo o meu agrado. Escutai-o! (Mt 17,5). Já te disse todas as coisas em minha Palavra. Põe os olhos unicamente nele, pois nele tudo disse e revelei, e encontrarás ainda mais do que pedes e desejas” (Tratado “A subida do Monte Carmelo”, de São João da Cruz, presbítero, Lib. 2, cap. 22). A Igreja tem clara a convicção de que tudo o que é estritamente necessário já foi dito por Deus e encontra o fundamento de sua ação na Escritura Sagrada. Sabe também a Igreja que lhe foi dada a graça do discernimento, pela qual o sadio desdobramento daquilo que foi revelado é expresso nos ensinamentos que são oferecidos pelo longo e seguro exercício do magistério que acompanha a tradição viva, na qual existe a certeza da ação do Espírito Santo, que a acompanha e preserva do erro. E Deus se calou? Temos a certeza de que continua a dizer sua Palavra, que ele inspira o bem, suscita a pregação corajosa do Evangelho, sustenta o testemunho dos cristãos. Sabemos que todas as chamadas revelações particulares são objeto de discernimento cuidadoso, pois são reconhecidas como estímulo à vivência do que se expressou na Sagrada Escritura, para que as pessoas não corram de um lado para outro em busca de novidades e pretensos anúncios, especialmente quando estes apontam para datas ou eventos

Arcebispo

“A voz de Deus” DIVULGAÇÃO

Deus falou outrora aos nossos pais, pelos profetas. Nestes dias, falou-nos por meio do Filho, a expressão do seu ser. extraordinários. O que falta é o discernimento cotidiano e dedicado do que Deus nos fala através dos acontecimentos e de uma quantidade imensa de fatos simples e aparentemente corriqueiros. Deus nos fala através do próximo que grita pela nossa ajuda e pelo serviço de amor, dizendo que tudo o que fazemos ao menor dos irmãos é feito a Jesus. Deus nos fala pela última notícia de violência, que nos assusta e escandaliza, a dizer-nos que nos foi oferecido o caminho para a paz, através dos mandamentos e a prática da fraternidade. Deus nos fala pela Igreja que se reúne e proclama a cada dia a Palavra Sagrada, fonte de vida e santidade. Deus nos fala pelo testemunho corajoso de pessoas que vivem o Evangelho, arrastando com seu exemplo gente que vivia na lama do pecado. Deus nos fala através de seus enviados, e basta pensar na lucidez com que o Papa Francisco tem oferecido à Igreja e ao mundo as propostas de vivência do Evangelho e amor ao próximo. Não faltam palavras vindas da boca de Deus. O que pode faltar são ouvidos atentos. A Igreja celebra neste final de semana o Batismo de Jesus, quando o Senhor vai ao Rio Jordão, onde João Batista pregava a penitência e a conversão, justamente na preparação da plena manifestação do Messias esperado. Diante de um João Batista surpreso, que diz “Eu preciso ser batizado por ti, e tu vens a mim” (Mt 3,13-17), Jesus entra na fila dos pecadores, ele que é o Cordeiro sem mancha que tira o pecado do mundo! E ali, no gesto de imensa humildade de Jesus, acontece a revelação da intimidade de Deus Trindade. O Filho nas águas, o Espírito em forma de uma pomba e a voz do Pai: “Este é o meu Filho amado, no qual eu pus o meu

agrado”. O Senhor Jesus confiou uma missão à Igreja, de ir pelo

mundo inteiro e anunciar a Boa-Nova. “Quem crer e for batizado será salvo. Quem não crer será condenado” (Mc 16,16). Prometeu inclusive “sinais que acompanharão aqueles que crerem: expulsarão demônios em meu nome; falarão novas línguas; se pegarem em serpentes e beberem veneno mortal, não lhes fará mal algum; e quando impuserem as mãos sobre os doentes, estes ficarão curados” (Mc 16,17-18). O mesmo Senhor Jesus, que falou com seus discípulos, “foi elevado ao céu e sentou-se à direita de Deus” (Mc 16,19). Como os primeiros discípulos, está agora em nossas mãos o anúncio da Boa-Nova. Pedimos a Deus que se multipliquem os operários para a sua messe, vindos de todos os cantos, dispostos a transformar sua vida e sua palavra em testemunho corajoso do Senhor, diante de um mundo que anseia pela palavra de Deus. De fato, a sede e fome da voz de Deus está presente, mesmo quando as pessoas não sabem dar nome ao grito que brota de dentro de si, no cumprimento da palavra profética: “Dias hão de vir, quando hei de mandar à terra uma fome, que não será fome de pão nem sede de água, e sim de ouvir a Palavra do Senhor” (Am 8,11).


4

BELÉM, DE 10 A 16 DE JANEIRO DE 2014

Liturgia Homilia Dominical Padre Romeu Ferreira romeufsilva@gmail.com

A) Texto: Mt 3,13-17.

Formado em Exegese pelo Pontifício Instituto Bíblico de Roma

13Jesus veio da Galileia para o rio Jordão, a fim de se encontrar com João e ser batizado por ele. 14 Mas João protestou, dizendo: “Eu preciso ser batizado por ti, e tu vens a mim? 15 Jesus, porém, respondeu-lhe: “Por enquanto deixa como está, porque nós devemos cumprir toda a justiça!” E João concordou. 16 Depois de ser batizado, Jesus saiu logo da água. Então o céu se abriu e Jesus viu o Espírito de Deus descendo como pomba e vindo pousar sobre ele. 17 E do céu veio uma voz que dizia: “ Este é o meu filho amado, no qual eu pus o meu agrado”. B) COMENTÁRIO

É encantador ver este Jesus tão humano como os humanos, este Jesus que entra na fila dos pecadores para ser batizado! Jesus, eras mesmo surpreendente e admirável...! João Batista fica pasmo e extasiado, ele pensa e comenta: Que fazes aqui, Jesus? Na fila com os pecadores? Se fosse eu, até que se poderia entender...! Mas tu, que fazes num lugar e postura que não seriam para ti? (v 14). Jesus lhe convence de igual maneira ao que passara com Pedro, que querendo agradar Jesus, não entendera ter seus pés lavados pelo mestre, como se fosse um serviço indigno dele e lhe diz: “Senhor, tu, lavar-me os pés?!” Respondeu-lhe Jesus: “O que faço, não compreendes agora, mas o compreenderás mais tarde”. Disse-lhe Pedro: “Jamais me lavarás os pés!” Jesus respondeu: “Se eu não te lavar, não terás parte comigo”. Simão Pedro lhe disse: “Senhor, não apenas meus pés,

mas também as mãos e a cabeça” (Jo 13,6-9). E agora declara aqui o mestre ao Batista: “Por enquanto deixa como está, porque nós devemos cumprir toda a justiça!” E João concordou (v 15). É magnânimo o ensinamento do mestre! Ele vive ensinando, e ensina vivendo. Quando João diz a Jesus: “Eu preciso ser batizado por ti, e tu vens a mim?” (v 14), ele está reconhecendo não só a superioridade de Jesus, como a do seu batismo, a do batismo cristão. Assim sendo, no evangelho de Marcos diz o texto usando as palavras do Batista que proclama: “Depois de mim, vem o mais forte do que eu, a quem não sou digno de, abaixar-me, desatar a correia das sandálias. Eu vos tenho batizado com água. Ele, porém, vos batizará com o Espírito Santo” (Mc 1,7-8). Este episódio do batismo de Jesus, assim com o da tentação, é

de certo modo, uma introdução ao seu magistério. Já a proclamação celeste (v 16-17), constitui uma investidura ao ministério público, em forma oficial de Jesus como Messias, como Cristo. João fica inquieto ao ver o Messias vestido em traje penitencial, e questiona Jesus que o responde no plural: “nós devemos cumprir toda a justiça” (v 15). Este “nós”, dos lábios do mestre, faz lembrar que ele mesmo se compadece de “nossas fraquezas”; assume toda a nossa condição humana, menos a do pecado (Hb 4,15). Aqui é algo parecido ao diálogo dele com a samaritana, no evangelista João. Estão sós os dois conversando, e Jesus usa um plural “nós”, contrastando a um vós da parte também de uma só pessoa, que é a samaritana: “Vós adorais o que não conheceis; nós adoramos o que conhecemos” (Jo 4,22). Logo, as palavras e ações de Jesus envolvem todas as pessoas.

Liturgia da Semana w Dia 10, sexta-feira Cor (bramco) Primeira leitura (1Jo 5,5-13) Responsório (147) Evangelho (Lc 5,12-16) w Dia 11, sábado Cor (branco) Primeira leitura (1Jo 5,14-21) Responsório (149)

Evangelho (Jo 3,22-30) w Dia 12, domingo Cor (branco) Primeira leitura (Is 42,1-4.6-7) Responsório (28) Segunda leitura (At 10,34-38) Evangelho w Dia 13, segunda-feira Cor (verde)

Cor (verde) Primeira leitura (1Sm 3,1-10.19-20) Responsório (39) Evangelho (Mc 1,29-39) w Dia 16, quinta-feira Cor (branco) Primeira leitura (1Sm 4,1-11) Responsório (43) Evangelho (Mc 1,40-45)

Primeira leitura (1Sm 1,1-8) Responsório (115) Evangelho (Mc 1,14-20) w Dia 14, terça-feira Cor (verde) Primeira leitura (1Sm 1,9-20) Responsório (1Sm 2,1ss) Evangelho (Mc 1,21b-28) w Dia 15, quarta-feira

Santos da semana Benedito Otávio (artpresent@superig.com.br) 03/01 - SEXTA-FEIRA. Beato Ciríaco Elias Chavara - Cofundador indiano.

07/01 - TERÇA-FEIRA. Beato Ambrósio Fernandez - Jesuíta e Mártir.

Nasceu na vila de Kainakari, estado de Kerala, 1805. Entrou para o seminário em 1818 e foi ordenado em 1829. Lançou as primeiras bases da futura congregação em Mannanam. Em 1866, finalmente fundou a Congregação das Irmãs da Mãe do Carmelo. Ainda foi nomeado Vigário Geral da Igreja Siro-Malabar. Grande defensor da unidade da Igreja contra o cisma e trabalhou para a renovação espiritual da Igreja. Distinguiu-se como um homem de oração e cheio de zelo para com a Eucaristia, e uma devoção especial à Virgem Imaculada. Fundou também a Cong. Carmelitas de Maria Imaculada.

Eis um dos muitos irmãos da Companhia de Jesus que doaram a vida pela evangelização do mundo. Penso que muitos dos santos, tanto asiáticos, africanos e norte-americanos como os já citados, devem a bravura a homens como Ambrósio. Nascido em 1551, nem imaginava que um dia iria tornar-se missionário, pois viajava sempre a trabalho, ambicionando grandes lucros com negócios às vezes até escusos. Tocado por Deus, conheceu a missão jesuíta e aceitou. Foi para o Japão e acabou sendo preso em Nagasaki, sofrendo terríveis torturas por quatro anos, até morrer de fome em 1620.

04/01 - SÁBADO. Santa Elisabete Ana Baylei Seton - Viúva e fundadora.

08/01 - QUARTA-FEIRA. São Pedro Tomás - Bispo e Mártir. Nascido na França, foi carmelita e se destacou como diplomata a serviço do Papado, sendo encarregado de difíceis negociações em vários países. Foi nomeado Legado Papal para todo o Oriente e, nessa condição, chefiou uma Cruzada que partiu de Chipre e atacou os muçulmanos em Alexandria. Durante o combate, conservou-se com a Cruz elevada, no meio dos que lutavam, e recebeu ferimentos em conseqüência dos quais faleceu alguns meses depois, em 1366. Foi um dos mais ardorosos defensores da Imaculada Conceição de Maria Santíssima, 488 anos antes do seu decreto que foi em 08 de dezembro de 1854.

Finalmente uma santa norte-americana, nascida em Nova York em 1774 e de família protestante, casada e com cinco filhos. O marido contrai tuberculose, e eles vão à Itália para tratá-lo melhor. Porém, seu esposo vem a falecer. E lá, no berço da fé e em meio às dores da perda, ela conhece o Catolicismo, e se encanta com sua doutrina. Quando voltou, foi hostilizada, claro, pela família, mas teve a proteção do bispo de Baltimore. Mais tarde, com uma amiga de fé, fundou a 1ª escola paroquial dos Estados Unidos, na prática da caridade sempre expansiva acabou fundando a Cong. da Caridade de São José. 05/01 - DOMINGO DA EPIFANIA DO SENHOR. São João Nepomuceno Neuman - Bispo. Mais uma grande contribuição para a evangelização norte-americana foi do padre João. Inteligentíssimo! Era autodidata, sabia várias línguas e para realizar o “desejo” de ser padre, deixa sua terra, a Boêmia, para ser sacerdote Redentorista em Búfalo, que juntamente com Nova York e Nova Jersey formavam uma grande região com poucos padres. Foi-lhe negado o sacerdócio de primeira, pois era uma “ânsia incontrolável”, porém, pela graça de Deus, veio se tornar padre mais tarde. Construiu várias igrejas, fundou institutos até ser bispo da Filadélfia. Morreu em 1860.

06/01 - SEGUNDA-FEIRA. Santo André Bessette Sacerdote Alfred Bessette, natural de Quebec, Canadá, 1845 a 1937. De família operária muito humilde, nasceu com aparência de quase morto, e foi batizado às pressas. Mas, na verdade, surgiu um grande e milagroso homem de Deus. Ingressou na Congregação da Santa Cruz, em Montreal, e viveu cheio de graças até aos 91 anos. Em seu enterro, cerca de um milhão de pessoas presentes. Tão querido que, pode-se visitar uma exposição de cera na basílica de São José, em Montreal, (construída por ele). E que agora guarda suas relíquias e objetos do seu dia-a-dia. Bento XVI em 17/10/2010, confirma-o como santo.

09/01 - QUINTA-FEIRA. Santo Adriano de Canterbury - Abade. Sabe-se que veio da África próximo do Mediterrâneo. Foi abade de Nerida, Nápoles. Até ser convidado a ser bispo de Canterbury, atual Inglaterra. Adriano porém recusou, e indicou Teodoro de Tarso, que acabou sendo realmente um grande arcebispo. Mesmo assim, o santo padre pediu a ele para acompanhar Teodoro como auxiliar. Como uma lâmpada não pode ficar debaixo de uma mesa (Mt 5, 15), sua sabedoria não passava despercebida. Foi professor, conselheiro e grande amigo por 40 anos. Assumiu a abadia de São José, também administrada por Santo Agostinho. Faleceu em 710.


5

BELÉM, DE 10 A 16 DE JANEIRO DE 2014

Vaticano

DIVULGAÇÃO

SOLENIDADE

Papa visita Basílica de Santa Maria Maior Igreja celebrou no primeiro dia do ano a Solenidade de Santa Maria, Mãe de Deus

O

Papa Francisco celebrou, na manhã do dia 1º de janeiro, a missa solene de Maria, Mãe de Deus e do Dia Mundial da Paz, na Basílica de São Pedro. À tarde, visitou a Basílica de Santa Maria Maior, no centro de Roma, para fazer orações diante da imagem da Mãe de Deus, o ícone da “Salus populi romani” (Salvação do povo romano). A devoção mariana do Papa teve destaque no primeiro dia do ano. Na homilia da missa celebrada pela manhã, Francisco falou sobre a importância das palavras da primeira leitura neste início de ano, recordando a súplica de bênção ensinada por Deus a Moisés para que fosse passada aos seus descendentes. “O Senhor te abençoe e te proteja. O Senhor faça brilhar sobre ti a sua face e te seja

favorável. O Senhor dirija para ti o seu olhar e te conceda a paz” (Nm 6, 24-26). Para o Papa, os votos de Deus realizaram-se com plenitude em uma mulher, Maria. O título de mãe de Deus, definido no Concílio de Éfeso, foi lembrado como reconhecimento terno genuíno do povo de Deus, desde sempre, segundo o Pontífice. Para ele, a Igreja caminha seguindo os passos de Maria no caminho da fé. Na oração do Angelus, após a celebração, o Papa refletiu sobre o tema do 47º Dia Mundial da Paz: Fraternidade, fundamento e caminho para a paz. Disse que “somos todos filhos do único Pai Celeste” e que “fazemos parte da mesma família humana e partilhamos um destino c o m u m ” . A re s p o n s a b i l i d a d e de atuação de cada uma para a

J D D N T A D N

esus Menino revela a ternura do amor imenso com que Deus envolve cada um de nós (3 de janeiro). eus não Se revela na força nem no poder, mas na fraqueza e vulnerabilidade de um recém-nascido (2 de janeiro). o presépio tiremos a alegria e paz profunda, que Jesus vem trazer ao mundo (31 de dezembro). o rosto do Menino Jesus, contemplamos o rosto de Deus. Vinde, adoremos! (30 de dezembro). oda formosa é Maria, nossa Mãe, porque cheia de graça (28 de dezembro). alegria do Evangelho esteja sempre nos vossos corações, especialmente neste tempo de Natal (27 de dezembro). iante do Presépio, rezemos de modo especial por aqueles que sofrem perseguição por causa da fé (26 de dezembro). o Natal, Cristo vem para o meio de nós: é o momento propício para um encontro pessoal com o Senhor (25 de dezembro).

Angelus

w ORAÇÃO Pontífice ora e contempla ícone de Nossa Senhora em igreja

construção de uma “verdadeira comunidade de irmãos, que se respeitam e aceitam as diversidades e cuidam uns dos outros”, fez parte desta reflexão concluída com o pedido de que sejam colocadas as esperanças de paz, diálogo e reconciliação nas mãos de Maria, com confiança filial. SALUS POPULI ROMANI

Assim como após a eleição para

a sucessão de Pedro e em outras oportunidades, o Papa Francisco dirigiu-se na parte da tarde à Basílica de Santa Maria Maior, no Centro de Roma, para fazer orações diante do ícone de Nossa Senhora, a “Salus Populi romani”. Muitos fiéis, a maioria jovens, encontravam-se na basílica no momento da visita do Papa, mas todos respeitaram seus vinte minutos de recolhimento.

Espírito Santo, que fecundou o seio da Virgem, é a força que anima construtores da paz Foi o Papa Francisco que fez essa afirmação. “Caros irmãos e irmãs, no início do novo ano a todos dirijo os mais cordiais votos de paz e de todos os bens. A todos faço votos de um ano de paz, na graça do Senhor e com a proteção materna de Maria”. Esses foram os votos de Ano Novo do Papa Francisco, ao meio-dia deste primeiro de janeiro, solenidade de Santa Maria Mãe de Deus e também quadragésimo sétimo Dia Mundial da Paz, tendo desta vez como tema Fraternidade, fundamento e caminho para a paz. Dirigindo-se à imensa multidão congregada na Praça de São Pedro, para a tradicional oração do Angelus, o Papa começou por observar que os seus votos de bom ano são os votos da Igreja, votos cristãos, não ligadas a um sentido um tanto mágico e fatalista de um novo ciclo que agora se inicia. “Nós sabemos que a história tem um centro: Jesus Cristo, encarnado, morto e ressuscitado; tem um fim: o Reino de Deus, Reino de paz, de justiça, de liberdade, de amor; e tem uma força que a move em direcção àquele fim: o Espírito Santo. Este Espírito é a potência de amor que

fecundou o ventre da Virgem Maria . E é o mesmo que anima os projetos e as obras de todos os construtores de paz. Duas estradas se entrecruzam hoje - a festa de Maria Santíssima Mãe de Deus e o Dia Mundial da Paz”. O Papa recordou o tema deste Dia Mundial da Paz - “Fraternidade, fundamento e caminho para a paz” e a mensagem a todos dirigida a esse propósito. “Na base está a convicção de que somos todos filhos do único Pai celeste, fazemos parte da mesma família humana e partilhamos um destino comum. Daqui deriva para cada um a responsabilidade de atuar para que o mundo se torne uma comunidade de irmãos que se respeitam, se aceitam na sua diversidade e cuidam uns dos outros. Somos também chamados a darmo-nos conta das violências e das injustiças presentes em tantas partes do mundo e que não nos podem deixar indiferentes e imóveis: é necessário o empenho de todos para construir uma sociedade verdadeiramente mais justa e solidária”.

(Papa Francisco)

Papa ressalta a situação de famílias refugiadas “José, Maria e Jesus experimentam a condição dramática de refugiados, marcada pelo medo, pela incerteza e pelo incômodo. Infelizmente, em nossos dias, milhões de famílias podem se identificar com esta triste realidade”, disse o Papa Francisco, durante a Oração do Angelus, realizada no domingo, 29 de dezembro, dia dedicado à Sagrada Família. Segundo o Papa, “quase todos os dias, a televisão e os jornais transmitem notícias de refugiados, que fogem da fome, das guerras e de outros graves perigos, à busca de segurança e de uma vida digna, para si e para suas famílias”.

Francisco lembrou que, em terras distantes, quando refugiados e imigrantes encontram trabalho, nem sempre têm uma boa acolhida. “Por isso, quando fixamos nosso olhar na Sagrada Família de Nazaré, quando é obrigada a se refugiar, pensemos no drama daqueles migrantes e refugiados que são vítimas da rejeição e da exploração, que são vítimas do tráfico de pessoas e do trabalho escravo. Pensemos também nos ‘exilados’ - e eu os chamaria de ‘exilados escondidos’ - aqueles exilados que podem existir no âmbito das próprias famílias: os idosos, por exemplo, que, às vezes,

são tratados como presenças incômodas. Muitas vezes, penso que um sinal, para saber como vai uma família, é ver como são tratados as crianças e os idosos”, acrescentou. O Papa afirmou que Jesus quis pertencer a uma família e que passou por essas dificuldades. “A Fuga para o Egito, por causa das ameaças de Herodes, nos mostra que Deus se encontra onde o homem corre risco, onde o homem sofre, onde é fugitivo, onde experimenta a rejeição e o abandono; mas é também o lugar onde o homem sonha, espera voltar à sua terra natal, em liberdade,

faz projetos e escolhas para a sua vida e a sua dignidade e a dos seus familiares”, explicou. O Pontífice convidou os fieis a olhar a Sagrada Família e lembrou três palavras importantes para se viver em paz e alegria em família: dá licença, obrigado e perdão. “Quando em uma família não se é um intruso e se pede ‘com licença’, quando em uma família não se é egoísta e se aprende a dizer ‘obrigado’, e quando em uma família alguém se dá conta que fez uma coisa errada e pede ‘perdão’, então nesta família existe paz e alegria. recordemos estas três palavras: ‘com licença, obrigado, perdão’”.


6

BELÉM, DE 10 A 16 DE JANEIRO DE 2014

Igreja no Brasil PANORAMA

Dom Eduardo Pinheiro envia carta aos responsáveis pela evangelização FOTOS: DIVULGAÇÃO

Presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude trata no texto de encontro com os jovens

O

presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude, Dom Eduardo Pinheiro, enviou carta aos párocos e responsáveis pela evangelização da juventude no Brasil, na qual recorda o Encontro Nacional de Revitalização da Pastoral Juvenil. Na carta, Dom Eduardo faz um apelo para que “todos os que apostam sua vida, seu ministério, sua consagração, seus sonhos na juventude: leiam, conheçam, estudem, divulguem e busquem aplicar as conclusões deste En-

contro de Revitalização”. O texto inicia-se assim: “um novo ano se descortina à nossa frente! Agradeçamos à Deus por mais este presente! Depois de um ano intenso de atentos olhares, bons sentimentos, fortes esperanças com relação aos jovens agora entramos em 2014 confiantes de que nossa Igreja do Brasil, além do muito que já realizou a favor deles, sente-se mais animada para abraçar com criatividade novas formas de incrementar a evangelização da juventude”.

w JUVENTUDE Encontro tratará de revitalização da Pastoral da Juventude no Brasil

Missa marca abertura do Ano da Família em Oeiras (PI) O Bispo da Diocese de Oeiras (PI), Dom Juarez Sousa da Silva, celebrou missa dedicada à Sagrada Família, no último domingo, 29 de dezembro, dando início às atividades do Ano da Família, que será realizado em toda a Diocese.

A missa aconteceu na paróquia Sagrada Família e foi concelebrada por padres diocesanos. Estavam presentes fiéis de outras paróquias, seminaristas, religiosas e famílias que levaram seus filhos para serem batizados.

O Ano da Família tem como tema “Família promotora da vida e dos valores cristãos, éticos e humanos” e como lema “Fazei tudo o que Ele vos disser” (Jo 2, 5b). Várias atividades envolvendo as famílias estão programadas

para este ano, como seminários, momentos celebrativos e um show de encerramento. Na homilia, Dom Juarez convidou todos a abraçarem o compromisso de salvaguardar as famílias, “patrimônios da humanidade e berço da alegria”.

Seminaristas vivenciam experiência missionária em Porto Velho Mais de 80 missionários outras perguntas serão participaram da missa refletidas e aprofundadas nos três dias de avaliação do envio, na catedral de Porto Velho (RO), no dia ao final da experiência 27 de dezembro de 2013, missionária”, afirma o Arcebispo. marcando o início da 2ª “O Espírito Santo Experiência Missionária ilumine e fecunde esse com Seminaristas, que processo de formação prosseguirá até o dia 26 de de futuros missionários janeiro. De acordo com o presbíteros a fim de que Arcebispo, Dom Esmeraldo possam entregar toda a Barreto, o evento reúne 65 sua vida à missão. Deus seminaristas diocesanos ajude que abram ainda vindos do Rio Grande mais o coração para que, do Sul, Santa Catarina, sendo da vontade de Deus, Paraná, São Paulo, Rio de possam um dia servir em Janeiro, Goiás, Tocantins, alguma das dioceses ou Mato Grosso, Bahia e prelazias da Amazônia ou Rio Grande do Norte. outro lugar do Brasil e do Também estão presentes mundo”, acrescenta Dom dez seminaristas de Porto Esmeraldo. Velho, duas missionárias A experiência leigas, dois diáconos missionária acontece na religiosos, seis padres e paróquia de São José de jovens da Arquidiocese, que Monte Negro formada fazem acompanhamento pelos municípios de vocacional. Monte Negro e Campo O Arcebispo de N ovo d e R o n d ô n i a , Manaus (AM), Dom w CELEBRAÇÃO Missa marcou experiência missionária entre homens vocacionados de P. Velho que compreende 43 Sérgio Castriani, assessora comunidades. A paróquia o aprofundamento está sob responsabilidade de dois do tema “Hoje devo ficar na tua encontros e celebrações organizados perguntas se tornarão fortes para padres enviados pela diocese de casa” (Lc 19,5), nos dias 28 e 29. nas comunidades, descobrindo os missionários: Fui surpreendido Novo Hamburgo (RS). Segundo dom No dia 30, haverá um momento e valorizando os sinais da ação pela graça de Deus nessas várias Esmeraldo, as comunidades da região de espiritualidade. No dia 31, do Espírito Santo na vida das atividades? De que maneira acolho “trazem a marca forte da migração que os missionários visitarão as pessoas”, explica dom Esmeraldo. essa graça e como pode marcar a se tornou acentuada a partir dos anos comunidades. “Seguirão de casa Nas comunidades, os missionários minha vida a fim de que a missão 70 e nelas estão presentes pessoas de em casa, escutando a história de ficarão hospedados em casas de seja realmente centro e possa quase todos os Estados do Brasil”. cada família, participando dos famílias. “É evidente que algumas determinar minha vida? Estas e


7

BELÉM, DE 10 A 16 DE JANEIRO DE 2014

Igreja no Mundo CLAMORES PELA PAZ

Vaticano promove encontro sobre a situação na Síria Iniciativa reunirá especialistas do mundo da política, diplomacia, cultura e economia, em Roma

“S

íria, como ficar indiferente?”. Este é o tema do encontro que acontecerá no dia 13 de janeiro, no Vaticano. Trata-se de uma iniciativa da Pontifícia Academia das Ciências e que reunirá especialistas do mundo da política, da diplomacia, da cultura e da economia, como o ex-primeiro ministro britânico Tony Blair, o egípcio Mohamed El Baradei, Miguel Angel Moratinos e Joseph Maila. A abertura do evento será presidida pelo presidente do Pontifício Conselho para o Diálogo Inter-religioso, cardeal Jean Louis Tauran. Durante o encontro, os participantes debaterão a dramática situação da Síria e

da guerra que já se estende por mais de dois anos. Haverá uma reflexão sobre a situação dos cristãos sírios, com atenção às perseguições religiosas e ao diálogo entre as diferentes confissões. No dia 28 de dezembro, o secretário de Estado da Santa Sé, Dom Pietro Parolin, e o secretário para as relações com os Estados, Dom Dominique Mamberti, receberam delegação do governo sírio composta p e l o m i n i s t ro d e E s t a d o , Joseph Sweid, acompanhado do embaixador ante a Santa Sé, Hussam Eddin Aala. A delegação levou uma mensagem do presidente Assad para o papa Francisco, informando sobre a posição do governo sírio.

FOTOS: DIVULGAÇÃO

w SÍRIA Situação de guerra na Síria e nos países do Oriente Médio é preocupante

700 cidades em 78 países realizaram manifestações pela Paz Po r o c a s i ã o d o 4 7 ° Dia Mundial da Paz, a Comunidade de Santo Egídio promoveu no dia 1º de janeiro, pelo 12º ano consecutivo, diversas marchas e manifestações populares em mais de 700 cidades de 78 países do mundo. Sob o título comum “Paz em todas as nações”, milhares de cristãos, fiéis de outras religiões e homens e mulheres de boa vontade, encontraram-se para dizer que a guerra nunca é um destino inevitável e que a paz é sempre possível. Atualmente, existem pelo menos 17 conflitos no mundo: guerra na Síria, na República Centro Africana, no Sudão do Sul, além da instabilidade no

Pedro em apoio à mensagem de paz deste 1º de janeiro: “Fraternidade, fundamento e caminho para a paz”. O Presidente da Comunidade Santo Egídio, Marco Impagliazzo, recordou aos participantes da Marcha, que “a guerra é a mãe de w ANO NOVO O primeiro dia de janeiro é o Dia Mundial da Paz toda a pobreza” e que “há 100 anos Médio Oriente, as tragédias Egídio, “a paz permanece c o m e ç a va a P r i m e i r a na Nigéria, as vítimas uma necessidade na agenda Guerra Mundial, um incontáveis no Iraque e do mundo”. aniversário que nos deve Em Roma, a Marcha no Afeganistão, junto a fazer refletir”. Todos os pela Paz reuniu mais de tantos outros episódios participante desta iniciativa 60 organizações e partiu de violência em diversas em Roma estiveram na do Largo João XXIII partes do planeta. Para Praça de São Pedro para o em direção à Praça São a Comunidade de Santo Angelus do Papa Francisco e

Inaugurada no Quénia a Associação dos Médicos Católicos “Não pode haver paz e justiça se não houver respeito total pela vida, pela sacralidade e pela dignidade de cada pessoa humana”. Foi com estas palavras que o Cardeal Jonh Njue, presidente da Conferência Episcopal do Quénia, inaugurou oficialmente, nos dias passados, em Nairobi, a Associação Nacional dos Médicos Católicos. Fruto do Ano da Fé, declarado pelo então Papa Bento XVI para celebrar os 50 anos do Concílio Vaticano II e que se concluiu em novembro de 2013, a associação pretende dar assistência a todos os médicos católicos que a ela aderirem, sobretudo em questões de particular relevância para a vida profissional. Re c o rd a n d o d e p o i s q u e “ a sacralidade da vida é um princípio

fundamental” e que “a vida inicia-se desde a concepção e termina com a morte natural”, o Cardeal Njue pôs em realce o empenho da Igreja católica na Pastoral da Saúde e solicitou os profissionais do setor a defenderem os princípios e as normas morais, na ótica do Evangelho . O desejo continuou - é que “associações deste tipo sejam fundadas numa fé sólida, na oração constante e na partilha entre os respectivos membros, a fim de que se reforcem mutuamente na sua vida profissional” . O presidente da Conferência Episcopal do Quénia exortou os médicos “a verem Cristo” em “todas as alegrias e sofrimentos, em defesa da dignidade da pessoa humana e da sacralidade da vida” dando, portanto, “testemunho do Evangelho no mundo” .

ouviram-no dizer que a Paz exige a força não violenta da verdade e do amor e que deve começar na casa de cada em de nós: “Neste primeiro dia do ano, que o Senhor nos ajude a encaminharmonos mais decididamente pelos caminhos da justiça e da paz… comecemos em casa, justiça e paz em casa, entre nós, começamos em casa e depois vamos a toda a humanidade”. “Que o Espírito Santo atue nos corações, desfaça a rigidez e durezas e nos conceda a graça de nos enternecermos diante da fragilidade do Menino Jesus. A paz, de fato, exige a força da doçura, a força não violenta da verdade e do amor”.

“A Europa necessita de vossa fé”, diz o Papa aos jovens de Taizé O secretário de Estado do Vaticano, dom Pietro Parolin, enviou, em nome do Papa, uma mensagem aos participantes do 36º Encontro Ecumênico Europeu de Jovens, promovido pela comunidade de Taizé, em Estrasburgo, França, de 28 de dezembro a 1º de janeiro. Na mensagem, os jovens são lembrados sobre a necessidade de compromisso, fé e coragem, diante dos momentos difíceis que a Europa enfrenta. “Sois conscientes de que a divisão dos cristãos constitui um obstáculo para o cumprimento da missão c o n f i a d a à I g re j a e q u e a credibilidade da mensagem cristã seria muito maior se os cristãos deixassem de lado suas divisões”,

afirma o Arcebispo. “O Papa compartilha com vocês a convicção de que podemos aprender muito uns com os outro, e que as realidades que nos unem são muitas. E conta com vocês para que, por meio da fé e do testemunho, o espírito de paz e reconciliação do Evangelho irradie entre os vossos contemporâneos”, acrescenta. A mensagem termina com a benção do Papa aos jovens participantes da reunião, aos irmãos de Taizé, assim como aos pastores e a todos os que acolhem aos jovens na Alsacia e Ortenau. O encontro reuniu cerca de 30 mil jovens de toda a Europa para um momento de aprofundamento da fé, oração e testemunho.


8

BELÉM, DE 10 A 16 DE JANEIRO DE 2014

Em Nazaré

FOTOS: DIVULGAÇÃO

PANORAMA DA BASÍLICA

Comunidade SAMZ recebe a visita do Bispo Auxiliar, Dom Teodoro No período de Natal e fim de ano o Bispo visitou duas vezes a comunidade

N

o dia 1º de janeiro de 2014 a Comunidade Santo Antônio Maria Zaccaria recebeu a visita de Dom Teodoro Mendes, Bispo Auxiliar de Belém. Durante a visita, Dom Teodoro presidiu missa que reuniu dezenas de fiéis e logo em seguida cumprimentou individualmente todos os presentes e abençoou vários casais. Quem também participou da celebração e acolheu o Bispo, foi o reitor da Basílica Santuário de Nazaré,

padre José Ramos das Mercês, que concelebrou a missa juntamente com Dom Teodoro. Atendendo a convites da coordenação, esta foi a segunda visita feita por Dom Teodoro à comunidade só no período de Natal e fim de ano. A primeira aconteceu no dia 25 de dezembro, quando o Bispo, acompanhado pelo pároco de Nazaré, padre Waldeci Silva, celebrou a Missa de Natal. Na ocasião, Dom Teodoro falou da importância do momento e

w ATENCIOSO Dom Teodoro abençoou individualmente fiéis e conversou

seu verdadeiro significado e colocou o menino Jesus no presépio. “Foi muito bom termos Dom Teodoro aqui na comunidade e poder contar com a sua bondade e simplicidade. Foram momentos de muita alegria”, disse Gerson, coordenador da comunidade. A COMUNIDADE A Comunidade Santo Antônio Maria Zaccaria iniciou-se na década de 60, como Centro Social Santo

Antônio Maria Zaccaria, local onde funcionava o Clube de mães. Seu primeiro coordenador foi Giuseppe Di Marco. Membros da comunidade tiveram a ideia de criar a Creche Casulo, que atualmente atende cerca de 60 crianças com idade entre 3 e 5 anos oferecendo refeições e desenvolvendo atividades pedagógicas, recreativas, como contação de história, vídeos, brincadeiras, jogos e campanhas educativas.

Nova edição da Revista Santuário já está à venda Na semana do Natal, a Basílica de Nazaré lançou mais uma edição da Revista Santuário, especial de Fim de Ano, que trouxe como tema “... e paz na Terra aos homens”. Já na sua 12º edição, de forma clara e de fácil leitura, a revista conta com assuntos que remetem o leitor a uma reflexão sobre o verdadeiro sentido

do Natal e também mostra os principais eventos que marcaram a Paróquia de Nazaré e o mundo neste período, assim como as principais mudanças e reformas da Basílica Santuário em 2013. A revista conta também com a mensagem deixada pelo Papa Francisco, artigos do Arcebispo Metropolitano de

Belém e do reitor do Santuário, Pe. José Ramos das Mercês. Além disso, a edição traz os já habituais testemunhos; cartinhas dos devotos; dicas de saúde; receita paraense, e o editorial. A Revista Santuário pode ser adquirida na sala de atendimento da Basílica de Nazaré e na loja Lírio Mimoso.

Pastoral Familiar retoma atividades no dia 14 Retiro, casamento, 15 anos, encontro de casais e mais atividades marcam o ano da pastoral Familiar da Basílica Santuário de Nazaré, e depois de um recesso de final de ano, a pastoral retoma suas atividades no próximo dia 14 de janeiro. Segundo Cleonice Vilhena, coordenadora da pastoral, inicialmente as atividades serão internas e contarão

com a organização da equipe e do cronograma para o ano. “Começaremos dia 14 com a nossa primeira reunião geral e lá já vamos começar a nos reunir e também conhecer os novos colegas que nos ajudarão neste ano”, diz. Quem quiser fazer parte da pastoral e ajudar nas atividades é só ir à reunião, antecedida pelo Santo Terço, que acontecerá

no dia 14 de janeiro às 19h30 no Centro Social de Nazaré. A reunião marcará também o inicio da preparação espiritual dos integrantes que participarão de um retiro espiritual nos dias 7, 8 e 9 de fevereiro. Logo após o retiro serão abertas as inscrições para os eventos organizados pela pastoral, com o calendário certo a confirmar. Mais informações: (91) 8294-8151 /8874-5356.

Pastoral da Catequese abre matrículas para turma de 2014 Na última terçafeira, 7, a Pastoral da Catequese da Basílica Santuário de Nazaré abriu matrículas para as turmas de 2014 de précatequese, 1ª eucaristia p a ra a d o l e s c e n t e s , adultos e idosos, e Crisma. Com o dever de evangelização, a Pastoral da Catequese realiza um trabalho de preparação de adolescentes, adultos e crianças para a vida w CATEQUESE Jovens recebem a iniciação cristã durante encontros cristã. Segundo Irla Marques, Além de novos alunos, a As matrículas para a coordenadora da Pastoral, pastoral também inscreve Catequese acontecerão no o objetivo é formar cristãos novos catequistas. Para fazer Centro Social de Nazaré, de conhecedores da palavra de parte da equipe é necessário terça-feira a sábado, das 8h Deus: “não apenas na teoria, a participação na “Formação” às 12h e 14h às 18h. Para se mas sim queremos fazer com que acontecerá entre os dias inscrever as crianças devem ter que eles conheçam a Jesus e 20 e 24 dej no Centro Social a partir de 4 anos de idade. Mais os ensinamentos de Deus”. de Nazaré. informações: (91) 3223-1564.


9

BELÉM, DE 10 A 16 DE JANEIRO DE 2014

Nazaré Repórter FOTOS: LUIZ ESTUMANO

J MDS investirá R$ 69 bilhões em assistência social O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) vai investir R$ 68 bilhões nos serviços, programas e benefícios do Sistema Único de Assistência Social (Suas) em 2014. Esse valor representa um aumento de quase 10% em relação ao orçamento de 2013 para a área, que foi de R$ 62,8 bilhões, e é quase três vezes maior do que os R$ 22,8 bilhões investidos na área pelo governo federal em 2005, ano em que o Suas foi criado. O Suas é o sistema público que garante

J Hemopa inicia campanhas externas de 2014

J Vigília Eucarística A Igreja das Mercês, localizada no bairro da Campina, realiza na próxima sexta-feira, 17, sua 38º Grande Vigília, com o tema “Jesus é o Senhor da história”. A programação, que abre o calendário de vigílias de 2014, acontece a partir das 20h com a oração do Terço e Ofício de Nossa Senhora, seguida de missa às 21h e outras programações ao longo da

madrugada, terminando com missa às 6h de sábado. A Igreja também promove no dia 2 de fevereiro, de 9h às 17h, o Seminário de Vida no Espírito Santo. As vigílias ainda acontecerão neste primeiro semestre nos dias 21 de fevereiro, 21 de março, 18 de abril (dia da Paixão do Senhor), dia 16 de maio, 20 de junho, 18 de julho e 15 de agosto. Mais informações: 32123102.

J Aumento de Combustíveis

J Missa de Posse

O balanço feito pelo Dieesse/Pa com base em pesquisas semanais realizadas em 80% dos postos de Belém mostra que o preço dos combustíveis (gasolina, etanol e diesel) comercializados em postos ficaram mais caros em 2013. Os reajustes estão variando em aproximadamente 8,00% a 20,00%. Todos os reajustes estão, portanto, acima da inflação, estimada em torno de 6,00 % para 2013. Entre os combustíveis, o maior reajuste acumulado no ano para aos paraenses foi no preço do óleo diesel.

Na última quarta-feira, 8, a Paróquia São Jorge, localizada no bairro da Marambaia, promoveu uma missa em homenagem à posse das Equipes Dirigentes do ECC - 2014. O Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa, foi o presidente da celebração. Na ocasião, o Conselho Arquidiocesano do ECC prestou uma homenagem em memória a Dom Antonio Lino da Silva Diniz, então assistente eclesiástico nacional do ECC, falecido no último dia 1º de dezembro.

J Primeiro Pôr-do-Som do ano na Estação O espetáculo “Mitos e louvores da Amazônia” abriu a programação de 2014 do projeto Pôr-do-Som no último dia 3, na Estação das Docas. Quem se apresentou foi o grupo trilhas da Amazônia, que aborda o misticismo regional por meio de danças e canções.

J Salário mínimo tem reajuste A partir de 1º de janeiro passou a vigorar o novo valor do salário mínimo: R$ 724,00. Aproximadamente 42% da população paraense irá receber nesse próximo fim de mês. O reajuste foi de 6,78% em relação ao mínimo praticado no ano passado. O DieesePa calcula que o impacto do mínimo sobre a economia será de 28,4 bilhões de reais.

atendimento a pessoas e famílias em situação de vulnerabilidade e risco social, além de fazer o acompanhamento dos beneficiários do Bolsa Família. Para isso, conta com uma rede de 7.507 Centros de Referência de Assistência Social (Cras) em 5.527 municípios, 2.318 Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas) em 2.073 cidades e 291 Centros de Referência Especializados para a População em Situação de Rua (Centros POP), entre outros equipamentos públicos.

Retratadas com coreografias interessantes sobre as lendas do Boto e da Iara, chamaram a atenção do público que esteve na orla do complexo turístico. A noite contou ainda com uma homenagem a São Benedito, embalada pela Marujada.

A Fundação Hemopa começou desde o dia 3 o calendário de campanhas externas com coleta de sangue na unidade móvel do hemocentro. Neste sábado, 11, das 8h às 15h, haverá campanha em parceria com a direção do Centro Social Santo Agostinho, na Avenida Cipriano Santos, 265, em Canudos. Com a meta de 100 bolsas por dia, a ação estratégica terá continuidade durante todo o decorrer do ano, com o objetivo de reforçar o

J Hemopa estimula

doação de sangue aos sábado

Começou no dia 3 a campanha externa pela doação de sangue aos sábados. O evento foi realizado na Presidente Vargas e teve um excelente resultado. Mais de 94 pessoas compareceram para doar e 21 entraram também para o banco de dados de doadores de medula óssea. O intuito deste programa, além de aumentar o estoque de sangue, é o de mobilizar pessoas que durante a semana não tenham disponibilidade de tempo.

estoque de sangue do hemocentro, que atende mais de 200 hospitais no Pará. Podem doar sangue pessoas com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos e peso acima de 50 quilos. Menores de 18 anos só podem doar com autorização dos pais ou responsáveis. É necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses.

J Mutirão de indulto No final de ano de 2013, 135 presos do sistema penitenciário do estado foram beneficiados com o indulto de Natal, garantindo, assim, a extinção de suas penas. O processo foi realizado entre os dias 16 e 19 de dezembro de 2013 pelo Grupo de Monitoramento e fFiscalização Carcerária do Pará (GMF) - formado por instituições ligadas à execução penal - entre as quais o Tribunal de Justiça do Estado (TJE), a Defensoria Pública e a Superintendência do Sistema Penitenciário (Susipe). O grupo iniciou o mutirão de indulto no ano passado porque foi verificado que existe um número muito grande de pessoas que poderiam ser alcançadas pelo decreto e poderiam retomar suas vidas, disse Geane Salzer, diretora do Núcleo de Execução Criminal (NEC) da Susipe, que também é membro do GMF. w CARINHO Diretora adninistrativa e financeira da Fundação Nazaré, Marluce Milhomem, cumprimentou Monsenhor Irineu, nomeado Bispo Auxiliar de Belém

J Exposição

Dalcidio Jurandir

Desde o dia 3 de janeiro o Centro de Convenções da Amazônia, Hangar, está com a exposição “Dalcídio Jurandir - barro do princípio do mundo”, no Hall dos Elevadores. O evento é uma realização dos estudantes do curso de letras da Unama. O levantamento foi feito pelos próprios alunos. A exposição está aberta até 28 de fevereiro, de 9h às 18h. Mais Informações: (91) 3344 01 00.

J Audiência Pública

J Seduc inicia matrícula

No ultimo sábado, 4, cerca de 600 pessoas participaram de uma audiência pública realizada pela Secretaria de Estado de Integração Regional e Desenvolvimento Urbano e Metropolitano (Seidurb) para discutir o projeto de duplicação da Avenida Perimetral, em Belém. O debate ocorreu na quadra da escola parque Amazônia, no bairro da Terra Firme. Durante a plenária, que contou com a participação do titular da Seidurb, Luciano Dias, e de representantes do Detran, Universidade Federal do Pará, lideranças comunitárias e moradores que vivem ao longo de toda a avenida, foi apresentado o detalhamento da obra que deverá beneficiar um milhão de habitantes.

Desde o último dia 6 de janeiro, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) iniciou o processo de matrícula 2014, com a pré-matrícula para alunos novos, incluindo os com deficiência. A pré-matrícula poderá ser feita pelo site da Seduc (www.seduc.pa.gov.br ), ou pelo fone 0800 280 0078, de segunda a sexta, das 8h às 18h. De acordo com a coordenadora do processo de matrícula, professora Suely Domont, para este ano serão disponibilizadas 290 mil vagas para alunos novos nas escolas da rede estadual. A pré-matrícula segue até o dia 7 de fevereiro. Esses alunos terão o período de 10 a 14 de fevereiro para a confirmação da matrícula, sendo que as pessoas com deficiência terão prioridade na confirmação e até o dia 11 para garantir a vaga. Depois o processo segue com a confirmação dos demais.

FESTA PARA BELÉM A parte lúdica do aniversário de Belém se iniciará a partir de hoje, 10, a partir das 18h, e se estenderá pela madrugada. Acompanhe a programação: Dia: 10 de Janeiro de 2014 - (Sexta-feira) - 18h a 1h - Local: Praça do Carmo 18h - Show com Gravação do DVD da Cantora Ângela Carlos 20h - Grupo de Teatro Experiência - Verde Ver-O-Peso 21h30 - Show com o Grupe Uirapuru do Mestre Verequete 22h30 - Show de Guitarrada com Sebastião Tapajós 23h30 - Show com a Banda Fruta Quente Dia: 11 de Janeiro de 2014 - (Sabádo) Local: Parede do Elevado do BRT - Entrocamento 9h às 13h - Show de Grafitagem, grupo de hip hop e Djs Dia: 11 de Janeiro de 2014 - (Sábado) - 20h às 00h Local: Praça do Carmo “Seresta dos Trovadores Poéticos” 20h - Show do grupo “Gente do Choro” 22h30 - Show da Banda “Jorginho Silva e Banda II Via” Obs: No intervalo de cada show, poetas irão recitar suas poesias para Belém Dia: 12 de Janeiro de 2014 - (Domingo) 18h às 00h30 - Local: Portal da Amazônia 19h30 - Orquestra Carlos Gomes 20h - Banda Quero Mais 20h30 - Bruno e Trio 21h30 - Thiago Costa 23h30 - Escola de Samba Deixa Falar


10

BELÉM, DE 10 A 16 DE JANEIRO DE 2014

Fundação Nazaré Escute na Rádio Nazaré FM 91.3 QUINTA - FEIRA 04h00 - ABERTURA DA EMISSORA 04h00 - Lírio Mimoso 04h05 - Especial PE. Zezinho 05h05 - Cura-me Senhor 05h10 - Oração do Ângelus 05h15 - Liturgia das horas - Láudes 05h30 - Oração do Terço - Mistérios Luminosos 06h00 - A Voz do Pastor 06h15 - Forrozinho da fé 06h30 - A Bíblia ao alcance de todos 06h55 - Prestando Contas - Governo do Estado 07h00 - Jornal Brasil Hoje 07h30 - Bom dia Belém - Prefeitura de Belém 07h35 - Musical Mensagem 08h00 - Igreja Ponto a ponto 08h55 - Plantão RCR 09h00 - Nazaré em revista 09h55 - Plantão RCR 10h30 - Informe Notícia 11h55 - Momento de Oração - Oração do Ângelus, Pai - nosso 12h00 - A voz do pastor 12h15 - Cardápio Instrumental 13h30 - Informe Notícia 14h00 - Entre nós 14h30 - Informe Notícia 15h00 - Terço da misericórdia 15h15 - Musical Nazaré 15h30 - Informe Notícia 15h55 - Plantão R C R 16h00 - Freqüência Musical 16h30 - Informe Notícia 17h30 - Informe Notícia 17h45 - Oração das Vésperas 18h00 - A Voz do Pastor 18h15 - Oração do Terço - Mistérios Luminosos 18h40 - Musical Mariano 19h00 - Voz do Brasil 20h00 - Musical Nazaré 21h00 - Orando com Você - Com. Shalon. 22h00 - A voz do Pastor 22h30 - Jornal RNA 23h00 - Programa Salmos ao Deus da Vida 23h50 - Mensagem de Encerramento 00h00 - Rede Milícia Sat - Igreja no Rádio SEXTA - FEIRA 04h00 - ABERTURA DA EMISSORA 04h00 - Lírio Mimoso 04h05 - Especial PE. Zezinho 05h05 - Cura-me Senhor 05h10 - Oração do Ângelus 05h15 - Liturgia das horas - Láudes 05h30 - Oração do Terço - Mistérios Dolorosos 06h00 - A Voz do Pastor 06h15 - Forrozinho da fé 06h30 - A Bíblia ao alcance de todos 06h55 - Prestando Contas - Governo do Estado 07h00 - Jornal Brasil Hoje 07h30 - Bom dia Belém - Prefeitura de Belém 07h35 - Musical Mensagem 08h00 - Igreja Ponto a ponto 08h55 - Plantão R C R 09h00 - Nazaré em revista 09h30 - Informe Noticias

09h55 - Plantão RCR 10h30 - Informe Notícia 11h55 - Momento de Oração - Oração do Ângelus, Pai - nosso 12h00 - A voz do pastor 12h15 - Cardápio Instrumental 14h00 - Estação Segurança 14h30 - Informe Noticias 15h00 - Terço da Misericórdia 15h30 - Informe Noticias 15h55 - Plantão R C R 16h00 - Freqüência Musical 16h30 - Informe Notícia 17h30 - Informe Notícia 17h45 - Liturgia das horas - Vésperas 17h55 - Oração do Ângelus 18h00 - Voz do Pastor 18h15 - Oração do Terço - Mistérios Dolorosos 18h40 - Musical Mariano 19h00 - Voz do Brasil 20h00 - Saudade em Versos e Canções 22h00 - A voz do pastor 22h30 - Jornal RNA 23h00 - Programa Salmos ao Deus da Vida 23h50 - Mensagem de Encerramento 00h00 - Rede Milícia Sat - Igreja no Rádio SÁBADO 04h00 - ABERTURA DA EMISSORA 04h00 - Lírio Mimoso 04h05 - Especial PE. Zezinho 05h05 - Cura-me Senhor 05h10 - Oração do Ângelus 05h15 - Liturgia das horas - Láudes 05h30 - Oração do Terço - Mistérios Gozosos 06h00 - Voz do Pastor 06h30 - Questão de Fé 07h00 - Jornal Brasil Hoje 07h30 - Musical Mensagem 08h00 - Conhecendo Jesus 10h00 - Maria de Todos os Povos 11h55 - Momento de Oração - Oração do Ângelus, Pai - nosso 12h00 - A voz do pastor 12h15 - Cardápio Instrumental 14h00 - Caminho Aberto 15h00 - Criança Evangelizando Criança 16h00 - Evangelizando Através do Dizimo 17h00 - Musical Nazaré 17h45 - Oração das Vésperas 17h55 - Oração do Ângelus 18h00 - Voz do Pastor 18h15 - Oração do Terço - Mistérios Gozosos 18h30 - Musical Mariano 18h30 - Preparando a Festa 19h00 - Musical Nazaré 22h00 - A voz do Pastor 22h15 - Domínio jovem 23h50 - Mensagem de Encerramento 00h00 - Rede Milícia Sat DOMINGO 04h00 - ABERTURA DA EMISSORA 04h00 - Lírio Mimoso 04h05 - Especial Pe. Zezinho 05h05 - Cura-me Senhor

Ligue: (91) 4006-9251 LUIZ ESTUMANO

O programa

IGREJA

PONTO A PONTO apresenta

mensagens do dia, previsão do tempo, santos do dia, notícias pastorais e do Vaticano, curiosidades da Igreja, além da participação dos ouvintes. É apresentado pelo PE. NILTON CÉSAR REIS diariamente, às 8h. 05h10 - Oração do Ângelus 05h15 - Liturgia das horas - Láudes 05h30 - Oração do Terço - Mistérios Gloriosos 06h00 - A Voz do Pastor 06h30 - Preparando a Festa 07h00 - SANTA MISSA 08h00 - Vem e Segue-me 10h00 - Domingo Alegre 11h55 - Momento de Oração - Oração do Ângelus, Pai - nosso 12h00 - A voz do pastor 12h15 - Cardápio Instrumental 14h00 - A Vida e o Tempo 16h00 - As Mais Tocadas 17h00 - Raiz do Céu 18h00 - Voz do Pastor 18h15 - Liturgia das Horas - Vésperas 18h30 - Oração do Terço - Mistérios Gloriosos 19h00 - Clássico Nazaré 20h00 - Circuito M P B 22h00 - A voz do Pastor 22h15 - Especial PE. Zezinho 23h50 - Mensagem de Encerramento 00h00 - Rede Milícia Sat - Igreja no Rádio SEGUNDA - FEIRA 04h00 - ABERTURA DA EMISSORA

04h00 - Lírio Mimoso 04h05 - Especial Pe. Zezinho 05h05 - Cura-me Senhor 05h10 - Oração do Ângelus 05h15 - Liturgia das horas - Láudes 05h30 - Oração do Terço - Mistérios Gozosos 06h00 - A Voz do Pastor 06h15 - Forrozinho da fé 06h30 - A Bíblia ao alcance de todos 06h55 - Prestando Contas - Governo do Estado 07h00 - Jornal Brasil Hoje 07h30 - Bom dia Belém - Prefeitura de Belém 07h35 - Musical Mensagem 08h00 - Igreja Ponto a ponto 08h55 - Plantão R C R 09h30 - Informe Notícia 09h00 - Nazaré em revista 09h55 - Plantão RCR 10h30 - Informe Notícia 11h50 - Momento de Oração - Oração do Ângelus, Pai - nosso 12h00 - A voz do Pastor 12h20 - Cardápio Instrumental 14h00 - Freqüência Musical 14h30 - Informe Notícia 15h00 - Terço da Misericórdia 15h30 - Informe Notícia 15h55 - Plantão R C R 16h00 - Saúde e Cidadania 16h30 - Informe Notícia 17h30 - Informe Notícia 17h50- Oração do Ângelus 17h45 - Liturgia das horas- Vésperas 18h00 - Voz do Pastor 18h15 - Oração do Terço - Mistérios Gozosos 18h40 - Musical Mariano 19h00 - Voz do Brasil 20h00 - Crescendo na Fé 21h00 - Orando com Você - Com. Maíra 22h00 - A voz do pastor 22h30 - Jornal RNA 23h00 - Programa Salmos ao Deus da Vida 23h50 - Mensagem de Encerramento 00h00 - Rede Milícia Sat - Igreja no Rádio TERÇA - FEIRA 04h00 - ABERTURA DA EMISSORA 04h00 - Lírio Mimoso 04h05 - Especial Pe. Zezinho 05h05 - Cura-me Senhor 05h10 - Oração do Ângelus 05h15 - Liturgia das horas - Láudes 05h30 - Oração do Terço - Mistérios Dolorosos 06h00 - A Voz do Pastor 06h15 - Forrozinho da fé 06h30 - A Bíblia ao alcance de todos 06h55 - Prestando Contas - Governo do Estado 07h00 - Jornal Brasil Hoje 07h30 - Bom dia Belém - Prefeitura de Belém 07h35 - Musical Mensagem 08h00 - Igreja Ponto a ponto 08h55 - Plantão R C R 09h00 - Nazaré em revista 09h55 - Plantão RCR 10h30 - Informe Notícia 11h55 - Momento de Oração - Oração do Ângelus, Pai - nosso

12h00 - A voz do Pastor 12h15 - Cardápio Instrumental 14h00 - Freqüência Musical 14h30 - Informe Notícia 15h00 - Terço da Misericórdia 15h30 - Informe Notícia 15h55 - Plantão R C R 16h00 - Direito e cidadania 16h30 - Informe Notícia 17h25 - Informe Notícia 17h30 - Liturgia das Horas - Vésperas 17h45 - Voz do Pastor 18h00 - Novena Nossa Senhora Perpétuo Socorro 18h30 - Musical Mariano 19h00 - Voz do Brasil 20h00 - Família em Ação 22h00 - A voz do pastor 22h30 - Jornal RNA 23h00 - Programa Salmos ao Deus da Vida 23h50 - Mensagem de Encerramento 00h00 - Rede Milícia Sat - Igreja no Rádio QUARTA - FEIRA 04h00 - ABERTURA DA EMISSORA 04h00 - Lírio Mimoso 04h05 - Especial Pe. Zezinho 05h05 - Cura-me Senhor 05h10 - Oração do Ângelus 05h15 - Liturgia das horas - Láudes 05h30 - Oração do Terço - Mistérios Gloriosos 06h00 - A Voz do Pastor 06h15 - Forrozinho da fé 06h30 - A Bíblia ao alcance de todos 06h55 - Prestando Contas - Governo do Estado 07h00 - Jornal Brasil Hoje 07h30 - Bom dia Belém - Prefeitura de Belém 07h35 - Musical Mensagem 08h00 - Igreja Ponto a ponto 08h55 - Plantão R C R 09h00 - Nazaré em revista 09h55 - Plantão RCR 10h30 - Informe Notícia 11h55 - Momento de Oração - Oração do Ângelus, Pai - nosso 12h00 - A voz do Pastor 12h15 - Cardápio Instrumental 13h30 - Informe Notícia 14h00 - Freqüência Musical 14h30 - Informe Notícia 15h00 - Terço da Misericórdia 15h30 - Informe Noticia 15h55 - Plantão RCR 16h00 - Educação e Cidadania 16h30 - Informe Notícia 17h30 - Informe Notícia 17h45 - Liturgia das horas - Vésperas 18h00 - A Voz do Pastor 18h15 - Oração do Terço - Mistérios Gloriosos 18h40 - Musical Mariano 19h00 - Voz do Brasil 20h00 - Musical 21h00 - Orando com Você - Com. Mar adentro. 22h00 - A voz do pastor 22h30 - Jornal RNA 23h00 - Programa Salmos ao Deus da Vida 23h50 - Mensagem de Encerramento 00h00 - Rede Milícia Sat - Igreja no Rádio

Assista na TV Nazaré - Canal 30 SEXTA-FEIRA 00h00 00h05 02h30 02h45 02h50 03h00 03h55 04h00 05h00 05h15 05h20 05h25 05h55 05h58 06h00 06h30 06h45 06h55 07h00 08h00 08h05 10h15 10h55 11h00 11h45 12h00 12h45 13h00 13h30 13h45 13h50 14h00 15h00 15h30 16h10 16h30 17h00 17h15 17h30 18h00 18h55 19h00 19h45 20h00 21h00 21h05 21h15 21h40 21h45 22h30

A Palavra de Deus é Luz Mulher.com Caminhando Na Fé A Palavra de Deus é Luz Palavra de Vida Eterna Evangeliza Show Palavra de Vida Eterna Diálogo Aberto Caminhando Na Fé A Palavra de Deus é Luz Palavra de Vida Eterna Fazendo Esperança Consagração a Nª Sª de Nazaré Abertura da Programação da TV Terço Doloroso Caminhando Na Fé A Palavra de Deus é Luz Palavra de Vida Eterna Santa Missa Palavra de Vida Eterna Mulher.com De Mãos Dadas Palavra de Vida Eterna Atelier na TV Desenho Nazaré Notícias Desenho Fazendo Esperança Caminhando Na Fé A Palavra de Deus é Luz Mãe Maria Família em Foco De Coração De Mãos Dadas Desenho Fazendo Esperança Caminhando Na Fé Sinais do Sagrado Terço Doloroso Santa Missa Palavra de Vida Eterna Nazaré Notícias Caminhando Na Fé Clip Show A Palavra de Deus é Luz Mãe Maria Terra Santa News Palavra de Vida Eterna Nazaré Notícias Espaço Cultural

SÁBADO 00h00 02h00 02h30 03h00 04h00 05h00 05h55 05h58 06h00 06h30 06h55 07h00 07h45 07h50 08h00 09h00 09h30 10h00 11h00 12h00 12h45 12h50

Música Mensagem De Coração Conversa com Meu Povo Clip Show Espaço Cultural Evangeliza Show Consagração a Nª Sª de Nazaré Abertura da Programação da TV Terço Gozoso Conversa com Meu Povo Palavra de Vida Eterna Notícias Pastorais Eu Creio Maria de Todos os Povos Missa no Rio de Janeiro-RJ Viola Brasil Conversa com Meu Povo Diálogo Aberto Pesca Amazônia Notícias Pastorais Eu Creio Maria de Todos os Povos

13h00 13h30 14h00 15h45 16h45 17h30 18h00 18h55 19h00 20h00 20h30 22h30 23h00 23h05 23h59

Viagem pela Amazônia Conversa com Meu Povo Santa Missa e Adoração em São Paulo-SP Pensando Bem Notícias Pastorais Terço Gozoso Especial Musical Palavra de Vida Eterna Encantos da Amazônia Conversa com Meu Povo Música Mensagem Conversa com Meu Povo Palavra de Vida Eterna Espaço Cultural Encerramento da Programação da TV

LUIZ ESTUMANO

09h00 09h30 10h00 11h00 12h00 12h45 12h50 13h00 13h30 13h40 14h40 14h55 15h00 16h00 16h05 17h00 18h00 18h30 18h55 19h00 20h00 21h00 22h30 22h35 23h35 23h58

Música Mensagem Vida Consagrada Clip Show Igreja que Sofre Música Arte e Vida Igreja no Brasil Maria de Todos os Povos Consagração a Nª Sª de Nazaré Abertura da Programação da TV Terço Glorioso Conversa com Meu Povo Palavra de Vida Eterna Notícias Pastorais Eu Creio Maria de Todos os Povos Santa Missa Dominical -378 Anos de Belém-Pa ao vivo - Catedral de Belém-Pa Desenho Viagem pela Amazônia Especial Belém 378 Anos Pesca Amazônia Notícias Pastorais Eu Creio Maria de Todos os Povos Igreja que Sofre Igreja no Brasil Encantos da Amazônia Ângelus Palavra de Vida Eterna Vida Consagrada Palavra de Vida Eterna Dedo de Prosa Missa Santuário Nacional de Aparecida Desenho Terço Glorioso Palavra de Vida Eterna Instrumetal Sesc Brasil Especial Belém 378 Anos Espaço Cultural Palavra de Vida Eterna Questão de Fé Terço Glorioso Encerramento da Programação da TV

SEGUNDA-FEIRA 00h00 00h05 02h30 02h45 02h50 03h00 04h00 05h00 05h15 05h20 05h25 05h55 05h58

A Palavra de Deus é Luz Mulher.com Caminhando Na Fé A Palavra de Deus é Luz Palavra de Vida Eterna Encantos da Amazônia Clip Show Caminhando Na Fé A Palavra de Deus é Luz Palavra de Vida Eterna Fazendo Esperança Consagração a Nª Sª de Nazaré Abertura da Programação da TV

Sinais do Sagrado Palavra de Vida Eterna Caminhando Na Fé Mãe Maria Boas Notícias Encerramento da Programação da TV

TERÇA-FEIRA

DOMINGO 00h00 02h00 03h00 04h00 04h30 05h30 05h45 05h55 05h58 06h00 06h30 06h55 07h00 07h45 07h50 08h00

22h45 22h55 23h00 23h20 23h30 23h58

O programa J A N E L A tem o formato de entrevistas com vários especialistas que discutem temas atuais, educacionais, políticos e sociais, sempre com um olhar cristão. Apresentado pelo psicólogo e radialista THÉO CRUZ , e exibido às segundas-feiras, às 21h. A B E R TA

06h00 06h30 06h45 06h55 07h00 08h00 08h05 10h15 11h00 11h45 12h00 12h45 13h00 13h30 13h45 13h50 14h00 15h00 16h00 16h30 17h00 17h15 17h30 18h00 18h55 19h00 19h45 20h00 20h30 20h50 21h00 22h00

Terço Gozoso Caminhando Na Fé A Palavra de Deus é Luz Palavra de Vida Eterna Santa Missa Palavra de Vida Eterna Mulher.com De Mãos Dadas Atelier na TV Desenho Nazaré Notícias Desenho Fazendo Esperança Caminhando Na Fé A Palavra de Deus é Luz Mãe Maria Família em Foco Diálogo Aberto De Palavras Fazendo Esperança Caminhando Na Fé Sinais do Sagrado Terço Gozoso Santa Missa Palavra de Vida Eterna Nazaré Notícias Caminhando Na Fé Fazendo Esperança Terra Santa News Eu Creio Janela Aberta Nazaré Notícias

00h00 00h05 02h30 03h00 03h55 04h00 05h00 05h30 05h45 05h50 05h55 05h58 06h00 06h30 06h55 07h00 08h00 08h05 10h15 11h00 11h45 12h00 12h45 13h00 13h30 14h00 15h00 15h40 16h00 16h30 17h00 17h15 17h30 18h00 18h55 19h00 19h45 20h00 20h30 21h00 22h00 22h45 23h00 23h30 23h58

Palavra de Vida Eterna Mulher.com Conversa com Meu Povo Janela Aberta Palavra de Vida Eterna Diálogo Aberto Conversa com Meu Povo Sobre Todas as Coisas Palavra de Vida Eterna Eu Creio Consagração a Nª Sª de Nazaré Abertura da Programação da TV Terço Doloroso Conversa com Meu Povo Palavra de Vida Eterna Santa Missa Palavra de Vida Eterna Mulher.com De Mãos Dadas Atelier na TV Sobre Todas as Coisas Nazaré Notícias Desenho Igreja que Sofre Conversa com Meu Povo Desenho Novena do Perpétuo Socorro Sobre Todas as Coisas De Palavras Conversa com Meu Povo Desenho Sinais do Sagrado Terço Doloroso Santa Missa Palavra de Vida Eterna Nazaré Notícias Sobre Todas as Coisas Conversa com Meu Povo Igreja que Sofre Questão de Fé Nazaré Notícias Sinais do Sagrado Conversa com Meu Povo Boas Notícias Encerramento da Programação da TV

QUARTA-FEIRA 00h00 00h05 02h30 02h45 02h50 03h00 03h40 03h55 04h00 05h00 05h15 05h20 05h25 05h55 05h58 06h00 06h30 06h45 06h55 07h00

A Palavra de Deus é Luz Mulher.com Caminhando Na Fé A Palavra de Deus é Luz Palavra de Vida Eterna Novena do Perpétuo Socorro Mãe Maria Palavra de Vida Eterna Questão de Fé Caminhando Na Fé A Palavra de Deus é Luz Palavra de Vida Eterna Fazendo Esperança Consagração a Nª Sª de Nazaré Abertura da Programação da TV Terço Glorioso Caminhando Na Fé A Palavra de Deus é Luz Palavra de Vida Eterna Santa Missa

08h00 08h05 10h15 11h00 11h45 12h00 12h45 13h00 13h30 13h45 13h50 14h00 15h00 16h00 16h30 17h00 17h15 17h30 18h00 18h55 19h00 19h45 20h00 21h00 22h00 22h45 23h00 23h30 23h58

Palavra de Vida Eterna Mulher.com De Mãos Dadas Atelier na TV Desenho Nazaré Notícias Desenho Fazendo Esperança Caminhando Na Fé A Palavra de Deus é Luz Mãe Maria Família em Foco Pensando Bem De Palavras Fazendo Esperança Caminhando Na Fé Sinais do Sagrado Terço Glorioso Santa Missa Palavra de Vida Eterna Nazaré Notícias Caminhando Na Fé Encantos da Amazônia Vida Consagrada Nazaré Notícias Caminhando Na Fé De Coração Boas Notícias Encerramento da Programação da TV

QUINTA-FEIRA 00h00 00h05 02h30 03h00 03h55 04h00 05h00 05h30 05h45 05h50 05h55 05h58 06h00 06h30 06h55 07h00 08h00 08h05 10h15 11h00 11h45 12h00 12h45 13h00 13h30 14h00 15h00 16h00 16h30 17h00 17h15 17h30 18h00 18h55 19h00 19h45 20h00 20h30 20h55 21h00 22h00 22h45 23h00 23h30 23h58

Palavra de Vida Eterna Mulher.com Conversa com Meu Povo Pensando Bem Palavra de Vida Eterna Encantos da Amazônia Conversa com Meu Povo Sobre Todas as Coisas Palavra de Vida Eterna Eu Creio Consagração a Nª Sª de Nazaré Abertura da Programação da TV Terço Luminoso Conversa com Meu Povo Palavra de Vida Eterna Santa Missa Palavra de Vida Eterna Mulher.com De Mãos Dadas Atelier na TV Sobre Todas as Coisas Nazaré Notícias Desenho Igreja que Sofre Conversa com Meu Povo Desenho Diálogo Aberto De Palavras Conversa com Meu Povo Desenho Sinais do Sagrado Terço Luminoso Santa Missa Palavra de Vida Eterna Nazaré Notícias Sobre Todas as Coisas Conversa com Meu Povo Terra Santa News Palavra de Vida Eterna Evangeliza Show Nazaré Notícias Sobre Todas as Coisas Conversa com Meu Povo Boas Notícias Encerramento da Programação da TV


11

BELÉM, DE 10 A 16 DE JANEIRO DE 2014

A Semana AGENDA DE DOM TEODORO TAVARES

AGENDA DE DOM ALBERTO CORRÊA n De 10 a 16 de janeiro de 2014

n De 10 a 16 de janeiro de 2014

w QUINTA, 9 JANEIRO 06:30 – 07:30 Missa no Carmelo - Benevides 20:00 – 21:00 Lançamento da Marca do XVII Congresso Eucarístico Nacional - Catedral - Salão dos Pontificais w SEXTA, 10 JANEIRO 15:00 – 20:00 Audiência e Missa - Seminário Menor (Aniversário do Seminário São João Maria Vianney) w SÁBADO, 11 JANEIRO 18:00 – 19:00 Rito de Admissão - Escola Diaconal w DOMINGO 12 JANEIRO 08:00 – 09:00 Missa - Em ação de graças pelo aniversário da Cidade de Belém 18:30 – 19:30 Crismas - Paróquia Nossa Senhora do Ó w SEGUNDA, 13 JANEIRO Renasem Nacional – Palmas /TO

w QUINTA, 9 JANEIRO 08:30 – Reunião com Pastoral Afro – Cúria 20:00 – 21:00 - Lançamento da Marca do XVII Congresso Eucarístico Nacional - Catedral - Salão dos Pontificais w SEXTA, 10 JANEIRO 08:30 – Audiências w SÁBADO, 11 JANEIRO 08:00 – Participação na Assembleia das Irmãs Missionárias da Santíssima Trindade - Icuí 19:00 – Celebração da Missa e CRISMA – Santa Bárbara w DOMINGO 12 JANEIRO 08:30 – Celebração da Missa na Catedral– Aniversário de Belém 19:00 – Celebração da Missa e Posse

Os compromissos de Dom Alberto Taveira podem sofrer alterações sem aviso prévio.

do Pe. Rangel Bentes na Igreja Matriz Santo Afonso - Pratinha w SEGUNDA, 13 JANEIRO 08:30 - Celebração da Missa – Pão de Santo Antonio w TERÇA, 14 JANEIRO Viagem a Carutapera - Maranhão w QUARTA, 15 JANEIRO Viagem a Carutapera w QUINTA, 16 JANEIRO 08:30 - Reunião Pastoral Ecumênica 19:30 - Celebração da Missa e CRISMA – Cotijuba

Os compromissos de Dom Teodoro Mendes Tavares podem sofrer alterações sem aviso prévio.

Horários de Missas na Arquidiocese de Belém REGIÃO EPISCOPAL DE SANT’ANA

São Miguel

Nossa Senhora da Graça

Cremação - Belém Sábado: 18h30 Domingo 7h30, 11h e 18h30 Telefone: 3283-6022

Igreja N. S. das Mercês

Fátima - Belém Sábado: 17h30 Domingo: 6h45, 8h30, 17h30e 19h30 Telefone: 3228-0864

(Catedral) Cidade Velha - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h e 19h Telefone: 3223-2362/3225-2715 (Reitoria) Comércio - Belém Sábado: 12h e 17h Domingo: 12h e 17h Telefone: 3212-3102

Sant'Ana da Campina

Comércio - Belém Sábado: 12h (Igreja Matriz) Domingo: 7h (Col. D. Bosco) 9h (Igreja Matriz) Telefone: 3230-3734 São Judas Tadeu

Condor - Belém Sábado: 18h Domingo: 7h e 18h Telefone: 3283-6020

Nossa Senhora de Fátima

Paróquia Santa Maria Goretti

Guamá - Belém Domingo: 9h30 e 18h Telefone: 3283-6023 N. S. de Nazaré (Basílica Santuário)

Nazaré - Belém Sábado: 7h, 8h30,12h,17h Domingo: 6h30, 8h, 10h, 16h30, 18h, 20h Telefone: 4009-8400 São Francisco de Assis

Sta. Terezinha do Menino Jesus

(Capuchinhos) São Brás - Belém Sábado: 19h30 Domingo: 6h, 7h30,9h30,18h, 20h Telefone: 3073-1500

Santo Antônio de Lisboa

Guamá - Belém Sábado: 19h30 Domingo: 7h e 19h30 Telefone: 3274 -9001

Jurunas - Belém Sábado: 6h30 e 18h30 Domingo: 6h30, 8h30 e 18h Telefone: 3272-2251

Batista Campos - Belém Sábado: 6h30, 12h, 17h e 18h30 Domingo: 8h, 11h, 17h, 18h30 e 20h Telefone: 3215-7004/ 3222-0097

Santíssima Trindade

Santo Antônio do Tucunduba

REGIÃO EPISCOPAL SANTA CRUZ Imaculada Conceição

Telefone: 3277-4640/3276-0941 Nossa Senhora da Conceição Aparecida

Pratinha - Belém Sábado: 19h Domingo: 8h30, 19h Telefone: 3258-1554/3274-8281

Val de Cans - Belém Sábado:19h Domingo: 7h e 19h Telefone: 3257-2388

Sagrada Família

Curió Utinga - Belém. Sábado: 7h e 19h30 Domingo: 7h, 9h e 19h30 REGIÃO EPISCOPAL SÃO JOÃO BATISTA

São João Batista e Nossa Senhora das Graças

Icoaraci - Belém. Sábado: 6h30 e 20h Domingo: 7h, 10h, 18h Telefone: 3297-7250

São Francisco de Assis

Tapanã - Belém Domingo: 7h e 18h30 Telefone: 3258-8036

Nossa Senhora de Fátima

Icoaraci - Belém Sábado: 20h Domingo: 7h, 19h Telefone: 3297-7251

Tapanã - Belém. Sábado: 7h Domingo: 7h30 e 19h30 Telefone: 3033-2004

Jesus Ressuscitado

São Francisco das Ilhas

Umarizal - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 11h e 19h Telefone: 3230-4916

Santa Luzia

Jurunas - Belém Sábado: 7h, 17h e 19h Domingo: 7h30 e 19h Telefone: 3271-2146 REGIÃO EPISCOPAL SANTA MARIA GORETTI

São Pedro e São Paulo

Guamá - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h e 18h30 Telefone: 3283-6021/3259-0413

São José de Queluz

Canudos - Belém Sábado: 6h30 e 20h Domingo: 7h, 8h30, 17h30 e 20h Telefone: 3226-2151/ 3226-2612

São Domingos de Gusmão

Terra Firme - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 8h30 e 19h30 Telefone: 3253-2656

São Geraldo Magela

Val de Cans - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h30 e 18h Telefone: 3257-7950

N. S. do Perpétuo Socorro

Telégrafo - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 8h30, 17h30 e 19h Telefone: 3264-9061 São Jorge

Marambaia - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h, 17h, 19h Telefone: 3277-4641 São Raimundo Nonato

Jesus Bom Samaritano

Cotijuba - Belém Sábado: 19h30; Domingo: 8h, 9h30, 19h30 Telefone: 3247-1438

Santa Edwiges

Nova Marambaia - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h30, 18h Telefone: 3279-1654

N. S. Rainha da Paz

Bengui - Belém Domingo: 7h, 9h, 18h30 Telefone: 3277-4645

Coração Eucarístico de Jesus

Catalina - Belém Sábado: 19h30 Domingo: 7h, 10h e 19h

N. S. da Imaculada Conceição

Umarizal - Belém. Sábado e domingo: 6h30 e 18h Telefone: 3277-4644

Outeiro - Belém Sábado: 8h Domingo: 7h Telefone: 3277-4648

Santa Cruz

N. S. do Bom Remédio

Marco - Belém Sábado: 7h e 18h30 Domingo: 7h, 9h, 11h30 e 18h30

Santo Inácio de Loyola

Nossa Senhora Mãe da Divina Providência

Sacramenta - Belém Sábado e domingo: 7h; 17h e 19h Telefone: 3264-9060/3254-7354 Marambaia - Belém Sábado: 18h Domingo: 8h e 18h Telefone: 3277-4643

Santo Afonso de Ligório

Coqueiro - Ananindeua Sábado: 19h Domingo: 7h e 18h Telefone: 3237-8350

N. S. da Conceição

São José

Divino Espírito Santo

São Francisco Xavier

Castanheira - Belém Sábado: 17h Domingo: 7h e 19h Telefone: 3277-4642

Cidade Velha - Belém Sábado: 18h30 Domingo: 7h00, 9h00 e 18h00 Telefone: 3215-7006

Santo Antônio de Pádua

Conjunto Sideral - Belém Domingo: 7h, 9h, 18h Telefone: 3288-4250

Marco - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h, 18h Telefone: 3283-3052

Conjunto Satélite - Belém Sábado: 17h30 Domingo: 7h, 18h30

REGIÃO EPISCOPAL SÃO VICENTE DE PAULO

Cristo Rei

Pedreira - Belém Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h, 19h Telefone: 3233-4224/3276-9573

Campina - Belém Sábado: 16h Domingo: 7h, 10h, 11h30, 17h30 e 19h Telefone: 3215-7007/ 3242-4917

São Sebastião

Telefone: 3289-5355

Natividade de Nosso Senhor Jesus Cristo

Arcanjo São Miguel

Una - Ananindeua Sábado: 6h30 Domingo: 7h, 20h Telefone: 3234-4674

REGIÃO EPISCOPAL MENINO DEUS N. S. Auxiliadora

Anita Gerosa (Aurá) - Ananindeua Domingo: 7h e 18h Telefones: 3255-3828 N. S. das Vitórias

Almir Gabriel - Marituba Sábado: 19h Domingo: 7h, 19h Telefone: 3256-7655 Sagrado Coração de Jesus

Júlia Seffer - Ananindeua Sábado: 19h Domingo: 7h30, 9h, 18h Telefone: 3265-5413

Sagrado Coração de Jesus

Distrito Industrial - Ananindeua Sábado: 19h Domingo: 7h, 8h30, 17h30 Telefone: 3255-9475 Menino Deus

Centro - Marituba Domingo: 6h, 8h30, 18h Telefone: 3237-8351

Guanabara - Ananindeua Domingo: 7h, 9h30, 19h30 Telefone: 3235-1405 Coqueiro - Ananindeua Sábado: 7h Domingo: 7h, 9h30, 19h30 Telefone: 3263-0603 Icui Guajará - Ananindeua Domingo: 7h, 18h Telefone: 91541971

São Lucas Evangelista

Guajará - Ananindeua Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h, 18h Telefone: 3279-2621

Santa Teresinha

Águas Lindas - Ananindeua Domingo: 7h30, 18h Telefone: 3237-1489

N. S. de Guadalupe

Coqueiro - Ananindeua Terça a sexta: 19h Sábado: 18h30 Domingo: 7h, 11h, 18h Telefone: 3245-7440

Cristo Peregrino

Jaderlândia - Ananindeua Domingo: 19h Telefone: 3237-9891

Santa Paula Frassinetti

Cidade Nova VI - Ananindeua Sábado: 19h30; Domingo: 6h30, 8h15, 18h Telefone: 3279-2620

Transfiguração do Senhor

Curuçambá - Ananindeua Sábado: 18h30, 20h Domingo: 7h30, 19h Telefone: 3286-8570

Santa Rita de Cássia

Colônia - Marituba Domingo: 9h Telefone: 3279-2624

Cidade Nova V - Ananindeua. Sábado: 6h30, 17h30 Domingo: 6h30, 8h30, 17h30, 19h30. Telefone: 3273-3191/ 3273-3310

N. S. das Graças

São Vicente de Paulo

N. S. de Nazaré

Centro - Ananindeua Sábado: 19h Domingo: 7h, 19h Telefone: 3255-2654 N. S. do Ó

Vila - Mosqueiro Sábado: 19h30 Domingo: 6h30, 9h30, 19h30 Telefone: (91) 3771-1278 São Pio X

Águas Lindas - Ananindeua Sábado: 19h Domingo: 10h e 19h Telefone: 3215-7003

Paar - Ananindeua Domingo: 7h, 8h30, 19h Telefone: 3283-8400

São José Operário

Conj. Carnaúba, Icuí Domingo: 7h e 18h

Telefone: (91) 3295-3545/3031-1172 Nossa Senhora do Amparo

Cidade Nova 8 - Ananindeua Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h, 18h e 19h45 (Com. São José) Telefone: 3287-2418

Não encontrou o horário da sua paróquia aqui? Entre em contato com seu pároco ou com a secretaria da sua paróquia e solicite que nos informem para podermos publicar.


12

BELÉM, DE 10 A 16 DE JANEIRO DE 2014

Panorama Cidadela

Pe. Cláudio Barradas (pjrbarradas@ig.com.br)

Parecer

V

oltando ao parecer aqui da coluna, em atenção ao pedido de um leitor que se quer anônimo, sobre algumas afirmações, infelizmente não poucas, referentes a assuntos religiosos, de certo intelectual nosso, em recente edição de sua página dominical num dos jornais da cidade, interrompido, em nossa edição de Natal, para um breve estudo da boa nova de um anjo do Senhor aos pastores, a quando do nascimento de Jesus: Uma das ainda não vistas é a de que os israelitas saídos do Egito sob o comando de Moisés eram fugitivos através dos desertos. Eram mesmo? É o que procuraremos ver a partir de agora. Para isso, comecemos por onde manda o bom senso que se comece, para fazê-lo corretamente, qualquer que seja o assunto: pelo significado da palavra que o designa. Desde que me entendo por gente, até onde me é dado saber, é voz geral que fugitivo é todo aquele, tanto faz se inocente ou culpado, que procura, por todos os meios possíveis e imagináveis, pôr-se a salvo, às pressas e às escondidas, de tudo quanto, seja lá o que for, lhe esteja causando, ou venha a lhe causar, não importa que tipo de mal. No caso dos israelitas em questão, o mal - e que mal! - era sua dura escravidão no Egito. O capitulo 1 do Livro do Êxodo detalha os sofrimentos a que aí estavam sujeitos: explorados como carregadores na construção

(parte 6) DIVULGAÇÃO

das cidades - celeiros Piton e Ramsés; obrigados aos trabalhos pesados do barro, dos tijolos e a todo tipo de trabalhos do campo. Tudo isso - ainda o Livro do Êxodo 1, 6-10 - como estratagema das autoridades egípcias para “vencêlos com astúcia”, por verem que eles “cresciam e se propagavam, multiplicavam-se, tornavam-se extremamente fortes, mais fortes e numerosos que eles, egípcios, a ponto de encherem o país”, e por temerem que, em vista disso, em caso de guerra eles se aliassem ao inimigo, atacassemnos e depois se fossem dali. Estratagema que, na prática, deu em nada, pois que, “quanto mais os oprimiam, mais eles cresciam e se propagavam”. (Ex 1, 11) Daí, então,

Testemunho de Fé

a ordem às parteiras hebreias de matarem todos os recém-nascidos de seu povo de sexo masculino, e, depois, porque não a cumprissem, alegando que as mães davam à luz antes que elas chegassem, aos homens do faraó, de os jogarem no rio Nilo. Essa vida para lá de sofrida no Egito durou quatrocentos e trinta anos, como nos informa o já citado Livro do Êxodo (12,40s). Vale acrescentar que, bem antes, ela fora prenunciada a Abraão pelo próprio Deus: “deves saber que tua descendência viverá como forasteira em terra alheia, terá de servir e sofrer opressão durante quatrocentos anos: mas eu julgarei o povo a quem haverão de servir e, no fim, sairão carregados de riquezas” (Gn 15, 13s).

Dito e feito. No tempo aprazado, Deus manifestouse a Moisés - este, sim, um fugitivo do Egito, refugiado em Madiã, devido a, lá, estar jurado de morte pelo faraó, por ter assassinado um egípcio que, em sua presença, maltratara um hebreu - e assim lhe falou, depois de se identificar como o Deus de seus pais, o Deus de Abraão, o Deus de Isaac, o Deus de Jacó: - “Vi a opressão do meu povo no Egito, ouvi suas queixas contra os opressores, prestei atenção a seus sofrimentos. E desci para livrá-los dos egípcios, para tirá-los desta terra e levá-los a uma terra fértil e espaçosa, terra que mana leite e mel, o país dos Cananeus, Heteus, Amorreus, Ferezeus, Heveus e Jebuseus. A queixa dos israelitas chegou até mim, e vi como os egípcios os tiranizam”. (Ex 3, 7-9). Na ocasião, o Senhor deu duas incumbências a Moisés: uma, junto ao faraó, opressor dos israelitas, outra, junto aos oprimidos, seus irmãos de raça. Ambas, por força da exiguidade de espaço, ficam para a próxima edição, certo?

Envie seu TESTEMUNHO para: voz@fundacaonazare.com.br DIVULGAÇÃO

Fé é você acreditar e crer no que Deus promete, mesmo nos momentos difíceis. Passei por muitos momentos de dificuldades na minha vida e com a minha família, mas nunca perdi a fé. O momento mais doloroso foi quando passei a viver verdadeiramente o seguimento da Igreja Católica Apostólica Romana e não foi fácil, mas quando eu me propus a seguir o Senhor, não desisti. Fui muito machucada, chorei diversas vezes e muitas pessoas que eu amava

e continuo amando viraram as costas, mas Deus colocou muitos amigos de fé e a cada dia fui me sentindo fortalecida. Quando olhava para trás, via toda aquela tempestade passar. Quanto mais doía, mas eu me ajoelhava e glorificava a Deus e minha fé só crescia. Obrigada, Senhor, por não desistir de mim. FÁTIMA GARCIA, 49 anos, contadora

Parabéns para você! Há oito anos eu tive uma doença muito grave e só tenho a agradecer a Deus que me curou e a Nossa Senhora de Nazaré que intercedeu por mim e permitiu que eu estivesse aqui pra contar a história. Agradeço a Deus pela minha vida. ANA MARIA BARBALHO DA SILVA, 67 anos

10/01

Cassia Michele Modesto Del Castilho Iraci Goes Ivanilda de Olanda Cardim Jackson Hugo Silva Vilhena Jovelino Leao Filho Maria Celia Moreira de Souza Maria do Socorro da Conceição Ferreira Maria Eremita dos Santos Maria Ernestina Pacheco Pinheiro Raimunda Martins Gomes Roseana Ferreira Boga Stones Bentes Junior

11/01

Aldebaro Barreto R. Klautau

Fernando Daltro Sodre da Silva Maria Iracema da Silva Natalia Rodrigues Coutinho Regina Baia dos Santos Regina Celia Araujo da Silva Valdirene Ferreira de Souza Walnize Maria Garrido do Lago

12/01

Antonio Nonato de Azevedo Benedita Marques Lobato Esmeralda Macêdo Maria da Conceição Bastos da Silva Maria de Lourdes Paixão do Nascimento Marluisa de Oliveira Guimarães Ishak/ Ricardo Ishak e Cynthia Guimarães Maria Rita Gomes Modesto Nadilson Souza dos Santos Ney Syneris Amorim da Silva Paroquia Santa Terezinha do menino Jesus(especial)

Rosa Nogueira da Costa Teixeira Rosileide Maria da Costa Cunha

14/01

Ana Clara Aguiar Mota da Silva Antonia Araujo Cabral Glenda Pereira da Silva Marlene Dias do Nascimento Raimundo Leão Filho Rigoberto Cordeiro Nery Terezinha Pinto Mendes Valentina Travassos Lopes

15/01

Ana Maria Barbalho Silva Domingas Rodrigues de Lima w

16/01

Cristiano Carlos Vivacqua Wichert Eurico Barbosa da Rocha Maria do Socorro Sardinha de Oliveira Maria Jose dos Reis Pinho Marilda Vieria de oliveira coentro Salatiel jônatas dias alves

Aniversário natalício de padres e diáconos diocesanos 10/01 - Pe. Antônio Jailson da Silva 10/01 - Pe. Carlos Paris

13/01

Alexandre Reis Charchar Francisco Hilario da Silva Hosana Duarte Ribeiro João Gregorio da Costa Lima Leonor Carvalho Oliveira Maria do Socorro Rebelo Maria Zeferino de Souza Marizete Bahia

Eloisa Flora de Arruda Moura Fernando Edson da Silva Jose Gonçalves Chaves Marcia Denise Costa Alves Maria de Fátima Ferreira Rodrigues Marta Maria do Amaral Mousinho Stela Maria soares Tavares

w

Aniversário de ordenação dos padres e diáconos diocesanos 15/01 - Pe. Ozenildo Dias Figueiredo

Ajude a manter a Fundação Nazaré de Comunicação. Ligue para 4006-9200 e seja sócio da Família Nazaré.


13

BELÉM, DE 10 A 16 DE JANEIRO DE 2014

Entretenimento Cinema & DVD

Na Locadora

Pedro Veriano (pveriano@gmail.com)

Álbum de Família Doença como pano de fundo da história que revela crise e fragilidades da família moderna

C

hegando o tempo das premiações em cinema, especialmente das norte-americanas Globo de Ouro e Oscar. A maioria dos filmes cotados não chegaram ainda (ou jamais chegarão) a Belém, mas ainda assim dá para se observar alguma coisa. O caso das candidatas a prêmio de atriz. Como favorita está Cate Blahchett por “Blue Jasmin”, mas ameaçando-a de perto está Meryl Streep por “Álbum de Família” ora em cartaz. “Álbum....”, que no original chamase “August Osage County”, começa com um close de um marido (Sam Shepard) maldizendo-se da vida que leva. Em seguida passa-se a conhecer a mulher dele (Meryl Streep), em tratamento de câncer expandindo mau humor. Sabe-se depois que o homem morre e as filhas que moram distante chegam para tratar do funeral e da herança. Daí começa a exibição de mágoas. Todas as personagens estão amargando dramas pessoais que se cruzam em contraponto com o deserto onde se encontram. O argumento vem de uma peça escrita por Tracy Lets também autor do roteiro para cinema. Penso no quanto os filmes atuais mostram

familiares em conflito. Já vai longe o tempo em que as famílias focalizadas pelas câmeras são unidas e seus membros quando procuram seus espaços fora de casa não guardam rancores. Tempo de “Nossa Vida com Papai”, “Papai Batuta”, “Corações Enamorados”, etc. Hoje a predileção vai para textos de Tenessee Williams, o Nelson Rodrigues ianque, ou Carson McCullers. A ideia é de que as pessoas consanguíneas guardam segredos que só confessam quando se sentem infelizes. E não se vê uma só feliz nos enredos. “Álbum de Família” se passa em Oklahoma e o terreno em volta da casa simboliza o vazio das almas que ali moram ou passam um tempo. Mostrando isso o teatro (muitas falas) dá licença ao cinema. É a aridez fotografada dizendo que tudo é muito amargo, motivo para Meryl Streep e Julia Roberts (mãe e filha na peça) exibam seus pendores artísticos. O outro filme em

Três Mundos cartaz, “Ender’s Game, O Jogo do Exterminador”, é mais ameno. Passase no futuro distante e os militares querem atacar um planeta de onde veio uma pretensa invasão à Terra 50 anos atrás. Os habitantes do tal planeta chamam-se “Formics” (de fórmico, formiga) e no entender desses militares terrestres os seres podem voltar a atacar e o melhor é eliminá-los antes. Criam soldados desde criança para isso. Só que um menino convocado pensa filosoficamente que formiga se não fala pensa e se pensa sente. Depois de acabar com o “formigueiro” vai pedir perdão à formiga-raínha. Bom enredo camuflado por efeitos especiais e narrativa infantil (é na verdade um grande videogame, desses que a garotada gosta muito). Nota mais alta para o garoto Asa Butterfield que esteve em “Hugo Cabret”. Mas é hora de parar. Mais sobre isso outra vez.

w DRAMA Filme conta a trajetória de uma família em conflito em meio à doença da mãe. A luta pela herança retrata os dramas pessoais de cada um dos seus membros

Eu indico o filme “TE AMAREI PARA SEMPRE”, que conta a história de amor vivida pelo viajante do tempo Henry, que, em uma de suas viagens involuntárias, conhece Clare, que vem a ser o seu grande amor. O filme é um romance com uma pitada de drama prendendo a atenção para saber se esse amor sobrevive a tantas idas e vindas, sem que eles possam evitar.

DIVULGAÇÃO

eu indico

PAULA MARIANA PANTOJA OLIVEIRA, 23 anos, universitária.

QUADRINHOS SANTA PACIÊNCIA - ANDRÉ ABREU

BOA DICA

de parar. Mais sobre isso outra vez.

“Álbum de Família” se passa em Oklahoma e o terreno em volta da

sacramentos e dos símbolos. Traz, ainda, o

da diretora Catherine Corsini e o primeiro a chegar por aqui (mesmo assim só em DVD). Há bons desempenhos dos principais interpretes (Raphael Personnaz e Clotilde Hesme) e uma narrativa em

PALAVRAS CRUZADAS NASSRALLA

LIVROS E CD'S

n QUEM É O PAPA FRANCISCO?

n ENCONTRO COM JESUS

O DVD conta as origens do primeiro Papa latino-americano, Jorge Mario Bergolio, e a sua caminhada até tornar-se Papa em março de 2013. Além de uma verdadeira biografia, o filme apresenta os acontecimentos e os aspectos que mostram a personalidade coerente e firme do Papa Francisco. O carisma, a simplicidade das ações e a humildade com que trata o povo.

Este livro p ro p o rc i o n a u m enriquecimento e uma inspiração no encontro com Jesus contendo as principais orações que acompanham os cristãos diariamente, o roteiro de C e l e b ra ç ã o e a explicação dos sacramentos e dos símbolos. Traz, ainda, o Santo Rosário e ensina como rezá-lo.

(PAULINAS, R$ 25,90, 45 MIN.)

sentem infelizes. E não se vê uma só

Jovem advogado, p re s t e s a c a s a r com a filha de um milionário que é seu patrão, atropela fatalmente um imigrante numa rua de Paris. Não socorre a vítima. Mas o fato foi visto por uma mulher da janela de seu apartamento. Com o passar do tempo o remorso toma conta do atropelador. E a testemunha do crime, que não é devidamente investigado pelos parentes do atropelado por estarem ilegalmente no país, procura saber mais do atropelador. Daí nasce um relacionamento que seria superficial se o roteiro não mergulhasse numa história paralela implausível. “Três Mundos” (Trois Mondes/ França.2012) é o oitavo filme da diretora Catherine Corsini e o primeiro a chegar por aqui (mesmo assim só em DVD). Há bons desempenhos dos principais interpretes (Raphael Personnaz e Clotilde Hesme) e uma narrativa em tom de aventura policial capaz de atrair o público. Não se trata de um trabalho que esgote um assunto que merece muita atenção. O roteiro fica sempre na superfície do drama. E encerra com o herói entregue ao desprezo de todos, condenado pelos próprios parentes a vítima como a melhor maneira de castigá-lo já que a polícia faria um mínimo para pagar seu crime. A historia é da própria diretora junto a Benoit Graffin.

(PAULINAS, R$ 10,50, 96 PÁGS)


14

BELÉM, DE 10 A 16 DE JANEIRO DE 2014

Arquidiocese

FOTOS: LUIZ ESTUMANO

MINHA PARÓQUIA, MINHA VIDA

Paróquia evangeliza há 68 anos o bairro do Guamá Atuação da Pastoral da Juventude vem ganhando destaque no bairro

F

undada há 68 anos, a Paróquia São Pedro e São Paulo, no bairro do Guamá, além do trabalho de evangelização promove vários serviços para a comunidade como consultas médicas, doação de cestas básicas e aulas de música. A paróquia pertencente à Região Episcopal Santa Maria Goretti, é uma das três paróquias presentes no Guamá junto com Santa Maria Goretti e Santo Antônio do Tucunduba. A Paróquia, como já diz o nome, preserva a devoção a São Pedro e São Paulo, apóstolos de Jesus, cada um com uma missão diferenciada, porém ambos fiéis a Jesus Cristo. Há cerca de três anos está aos cuidados do pároco padre Antônio de Pádua, juntamente com o vigário paroquial Sebastião Nazaré. Possui seis comunidades ligadas a ela: Nossa Senhora das Graças, Nossa Senhora de Fátima, São José, Beato Papa João Paulo II, Jesus de Nazaré e Nossa Senhora Aparecida. Em 2014 essas

comunidades terão aulas para a pré-catequese e catequese. Em todas há a “Hora da Família”, encontro que reúne os pais para orientações. A Igreja promove atividades com as pastorais Catequética, da Juventude, Pessoa Idosa, Criança, Dízimo, Teatro, Família e Dança, além dos grupos que atuam dentro das pastorais somando cerca de 30 organizações. Para Mayk de Almeida, 31, catequista há quatro anos e paroquiano há mais de 15 anos, o sentimento de trabalhar para Deus é o a m o r. P re p a ra r a s crianças e os jovens para a 1ª Eucaristia é mostrar que existe a possibilidade de transformação de uma vida. Dessa forma, eles entendem que há um caminho e que Jesus é o centro de tudo. Além das atividades evangelizadoras, a Igreja oferece aulas de música, de canto e de instrumentos musicais como violão. Vem ganhando destaque a atuação da Pastoral da Juventude, q u e e s t á p r o m ove n d o trabalhos de evangelização

w GRUPOS E MOVIMENTOS Guardas de S. Pedro e S. Paulo são atuam na paróquia

w ADORAÇÃO Fiéis adoram o Santíssimo na capela

nas comunidades carentes do bairro do Guamá como o Riacho Doce. Segundo Benedito do Nascimento, 18, acólito há sete anos, ser acólito é servir a Deus. “Eu sempre tive vontade e nunca dava certo, até que participei da minha primeira missa no dia da procissão de São Pedro e São Paulo, no dia 25 de julho de 2007”, lembra. Benedito também participa da Pastoral da Juventude e comenta a importância de ter uma paróquia em um bairro tão populoso quanto o Guamá: “o bairro é muito violento, por isso muitas pessoas acham perigoso levar a Palavra de Deus aos irmãos. Sempre levaremos um ‘não’, mas não devemos desistir”, conta o acólito. No dia 1° de janeiro, a Paróquia completou 68 anos e a data foi comemorada com uma Celebração Eucarística, presidida pelo pároco Pe. Antônio, com a presença de vários padres da Arquidiocese que já passaram pela Igreja como Pe. Romeu da Silva, da Paróquia N.S. Rainha da Paz, e Pe. Adalberto Brandão, da Paróquia N.S. da Imaculada Conceição.

SERVIÇO

w PÁROCO Pe. Antônio, à frente da paróquia há 3 anos

w IMAGENS S. Pedro e S. Paulo são padroeiros da igreja

Paróquia São Pedro e São Paulo. End: Rua Barão de Igarapé Miri, 430. Horário das missas: Terça a sexta-feira: 18h30. Na terça ocorre Novena de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Sábado: 19h. Domingo: 7h, 9h e 18h30.


15

BELÉM, DE 10 A 16 DE JANEIRO DE 2014

Arquidiocese P

or Decreto datado de 25 de dezembro de 2013, o Arcebispo Metropolitano da Arquidiocese de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa, instituiu uma nova congregação religiosa. O Instituto das Irmãs Missionárias de “Jesus Bom Samaritano” tem como Espiritualidade a Compaixão. O mais novo instituto de religiosas da Arquidiocese de Belém tem por carisma a exortação de Jesus contida na Parábola do Bom Samaritano: “Vai tu e faze a mesma coisa” (Lc 10, 29-37). É um carisma de acolhimento aos pobres, doentes e abandonados, cujo serviço caritativo terá atuação no “Abrigo João de Deus”, fundado pelo Padre Xaveriano Francisco Gulliota. A solenidade que marcou a instituição da nova congregação deu-se no dia 1º de janeiro de 2014, às 10h, em Missa realizada na Capela da Cidadela, em Marituba, espaço que também integra o complexo do “Abrigo João de Deus”, sob a presidência de Dom Alberto Taveira Corrêa. A celebração foi concelebrada pelo Bispo Auxiliar Dom Teodoro Mendes Tavares, pelo vigário episcopal da Região Menino Deus, padre Francisco Sadeck dos Santos, pelo chanceler da Cúria e vigário episcopal para a vida religiosa, padre Jaime Sidônio, além de outros sacerdotes presentes. A Capela ficou pequena para abrigar a grande quantidade de pessoas que compareceram à solenidade, entre sacerdotes, religiosas, familiares e amigos das irmãs do instituto recém-criado, bem como benfeitores, voluntários, assistidos e integrantes da diretoria do “Abrigo João de Deus”. A solenidade contou também com a presença da Irmã Iaci Miranda, presidente da Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB) - Regional Belém. Naquela bela manhã do primeiro dia do ano de 2014, o sonho do padre Francisco Gulliota (de ter um espaço para cuidar dos pobres, doentes e abandonados) foi rememorado por Dom Alberto em sua emocionante e profunda homilia, atualizando-o, agora com a instituição da nova congregação, o Instituto das Irmãs Missionárias de “Jesus Bom Samaritano”, tendo como Madre Geral a Irmã Maria Raiol Gonçalves. Dom Alberto falou também sobre a importância das coisas simples, por meio das quais Deus fala pessoalmente conosco e intervém na história humana, realizando a sua obra. O Arcebispo de Belém citou o sonho do padre Francisco e o trabalho humilde realizado pelas irmãs no “Abrigo João de Deus” como exemplo da simplicidade de Deus atuando na existência humana. Na solenidade, Irmã Maria Raiol Gonçalves, Irmã Benedita Ferreira Miranda, Irmã Aracélia Bernardino Rocha, Irmã Maristela Bernardino Rocha e Irmã Maria Cristovina da Costa renovaram os votos perante Dom Alberto Taveira Corrêa, desta feita, como integrantes da nova congregação, o Instituto das Irmãs Missionárias de “Jesus Bom Samaritano”; enquanto que a Irmã Maria Goreth dos Santos Soeiro proferiu seus votos pela primeira vez, perante a Madre Geral Irmã Maria Raiol Gonçalves, também pelo mesmo instituto. Foram apresentadas como postulantes as jovens Simone Noeli Costa da Silva e Claudinéia de Jesus. Ao final da Celebração Eucarística, já com Dom Vicente Zico presente, as irmãs e as postulantes da mais nova congregação religiosa da Arquidiocese de Belém foram abençoadas pelos três Bispos e também pelos padres concelebrantes. Fo i u m a m a n h ã d e i n d i z í ve l contentamento para todos os que testemunharam aquele histórico momento e certamente também o foi para o fundador do Abrigo “João de Deus”, Padre Francisco Guiliota, na Itália, onde se encontra em tratamento de saúde.

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Dom Alberto institui nova Congregação religiosa em Belém Instituto das Irmãs Missionárias de “Jesus Bom Samaritano” tem como Espiritualidade a Compaixão

w MISSA Celebração de instituição aconteceu no primeiro dia de 2014


16

BELÉM, DE 10 A 16 DE JANEIRO DE 2014

Palavra Final I

niciado o ano novo, vêm à minha memória as impressionantes e belas manifestações da fé católica que eu presenciei em 2013. Sejam as pequenas e silenciosas, sejam as imensuráveis e sonoras. A todas vejo como verdadeiras dádivas divinas a nós possibilitadas pelo bom Jesus. O espaço é pequeno para citar todos os fatos litúrgicos, oracionais e ou de piedade popular que compuseram o universo místico do ano que passou. Limitar-me-ei a resumir alguns dos principais que edificaram a minha pobre e pequena alma durante este tempo. Ainda em fevereiro, na terça-feira de Carnaval, fomos surpreendidos com a impactante notícia da renúncia de Bento XVI; uma decisão histórica e inusitada que muito nos ensinou de humildade, silêncio e amor. Iniciava para nós, católicos, uma eclesial e frutuosa Noite Escura da Alma. Em meio ao deserto vivido à espera de um novo Papa, fomos alimentados pelas palavras inspiradoras de D. Alberto Taveira, enquanto itinerário espiritual por ele proposto, no Retiro Popular 2013 sob o título “A quem iremos Senhor?”. Igrejas lotadas e um povo sedento de Deus marcaram este período, além das inúmeras manifestações de carinho e afeto ao então renunciante Papa. Uma dolorosa Quaresma, que uniu e fortaleceu o povo católico, ao mesmo tempo em que aprofundou o nosso amor a Jesus Cristo e a sua Igreja. Vivenciei este deserto à espera da eleição do novo Pontífice com algumas amigas-irmãs de oração (entre elas Ivana Fayal, de Belém; e Francisca Bezerra da Silva, de Marituba) diante do Santíssimo Sacramento, no silêncio orante da Igreja de Nossa Senhora das Mercês; bem como ouvindo as belas e profundas catequeses proferidas pelo Pe. José Ramos nas missas semanais das 18h na Basílica de Nazaré. Nestas celebrações percebi, em lugares diferentes deste templo santo, o olhar de infinito e brilhante de duas jovens, que pareciam flutuar em êxtase de oração. Posteriormente, soube tratarse de Lorena Pinheiro e Deylane Mendes, integrantes do grupo de jovens daquela paróquia. Ambas têm vinte e poucos anos, mas, possuem a face de criança. Tamanha a ternura e a pureza de coração. Nestas missas, percebi também outra jovem, que canta no Ministério de Música, ou melhor, que reza cantando, por vezes com os olhos fechados, por vezes com o olhar voltado para o alto. Falo de Iona Vasconcelos, que, ao cantar, transcende luz de seu semblante. Eis que em 13 de março a Luz predita no canto orante de Iona nos chega com a eleição do humilde e pobre Francisco inaugurando um novo tempo na história da Igreja. Grandes sinais foram vistos no mundo inteiro, com uma indescritível manifestação popular em todos os cantos da Terra, com os católicos saindo das catacumbas modernas (igrejas, santuários, basílicas, catedrais, capelas, mosteiros, conventos etc) para ir às ruas e praças proclamar a alegria, o amor e a paz. Um imensurável estado de contentamento tomou conta do nosso ser. A Solenidade de Corpus Christi, realizada em 30 de maio, cuja missa foi presidida por D. Alberto Taveira na Catedral (com sua sempre rica e poética homilia), seguida de procissão pelo centro histórico de Belém, foi outro grande

Evangelização no Terceiro Milênio MARIA ELISA BESSA DE CASTRO

As Alegrias Místicas de 2013 LUIZ ESTUMANO

w PROCISSÃO Dom Alberto Taveira conduz o Santissimo Sacramento

Sentimos o toque da ternura de Jesus nos abraçando com o olhar afetuoso de Dom Alberto... acontecimento do ano. Quando a procissão percorreu a Trav. Padre Prudêncio e passou em frente à Casa da Misericórdia “Santa Faustina” (sede do Movimento Apostólico da Divina Misericórdia, lugar de oração e acolhimento aos pobres, dirigido pela abnegada bondade de Marta Coelho de Souza), recebemos uma benção eucarística do Arcebispo que conduzia solenemente o Santíssimo Sacramento. Não existem palavras para descrever o profundo significado que este fato teve para nós, apóstolos da Misericórdia. Sentimos o toque da ternura de Jesus nos abraçando com o olhar afetuoso de D. Alberto e com os raios da Misericórdia que emanaram daquela inesquecível benção. Em julho fomos marcados com os selos da humidade do Papa Francisco em visita ao Brasil e da alegria dos jovens na JMJ Rio 2013. A mim, particularmente, teve o sentido de um grande mergulho no Coração de Jesus e de sua Igreja, uma grande renovação do ardor missionário. Já em 15 de agosto, vivemos o grande contentamento do aniversário de 40 anos de ordenação sacerdotal de D. Alberto, em meio a um memorável Sacrifício Eucarístico celebrado na Catedral, com a presença de sacerdotes, freiras, integrantes de movimentos, comunidades de vida e pastorais da Arquidiocese, enfim, todo o povo de Deus. Participamos de uma solene e bela celebração do sentido de ser sacerdote, somada a gratidão de termos um Arcebispo como ele, cujas homilias e presença episcopal nos ensinam permanentemente a humildade e o amor a Jesus e ao próximo. Em 8 de setembro, testemunhamos a profissão dos votos perpétuos das Irmãs Maria do Socorro Silva e Carmem Dolores Silva do Instituto das Irmãs Missionária da Santíssima Trindade, em Missa presidida por D. Alberto na Igreja Matriz de Santo Inácio de Loyola, em Ananindeua. Em uma bela tarde de domingo, rodeadas pelo povo pobre e humilde a quem elas servem, fomos

iluminados pela entrega definitiva destas VERBI SPONSA. Como bem disse o Arcebispo naquele dia feliz, elas “escolheram a melhor parte, escolheram viver antecipadamente na terra a glória que nos é destinada no céu”. Durante o ano que passou vivi uma grande efusão do Espírito Santo nas Adorações Eucarísticas das quartas-feiras organizadas pelos jovens do Ministério “Adorar Jesus” da Basílica de Nazaré, sob a direção do Pe. Geffison Silva e do diácono José Ventura. Tive oportunidade de conhecer melhor as jovens contemplativas sobre quais me referi no início deste escrito; e, conheci também outras jovens cuja vida de santidade é visível, seja nas obras de misericórdia corporal, seja nas obras de misericórdia espiritual. São elas: Alessandra Seixas, Taynah Oliveira, Karla Brito, Lumiá Almeida, Lorena Martins e Nurilane Pereira. Descobri que entre os jovens que servem na Basílica Santuário, alguns são moradores do próprio bairro de Nazaré e adjacentes, mas, muitos outros são de bairros longínquos e vêm diariamente àquele templo sagrado comungar a Hóstia Santa e trabalhar pelos pobres. Todos têm a alma fortemente marcada pela prostração de perpétuos adoradores e testemunham Jesus Cristo com humildade e delicadeza, em meio a lágrimas, sacrifícios e contentamentos. Muitas foram as manifestações de amor ao Senhor Jesus que testemunhei nestas adorações eucarísticas, embaladas pelo canto orante do Pe. Gefisson Silva, um jovem de apenas dois anos de sacerdócio, cujas homilias e exortações impeliram as multidões que ali compareciam a uma verdadeira e autêntica vida de santidade. Diria eu, que dessas adorações emanou uma primavera espiritual na vida da Igreja de Belém, incentivando muitos outros jovens dos diversos movimentos e comunidades da Arquidiocese. Em 21 de dezembro,

testemunhamos a ordenação sacerdotal de Maurício Henrique dos Santos na Igreja de Nossa Senhora Aparecida, naquela noite totalmente tomada de gente. Uma grande alegria encheu o nosso ser ao ver um jovem, em pleno século XXI, colocar-se perpetuamente a serviço do Reino. Prostrado diante dos três Bispos (D. Alberto, D. Teodoro e D. Zico) e ante o olhar extasiado do povo, Maurício proferiu os votos de pobreza, castidade e obediência e, ao final de sua fala, proclamou-se “Apóstolo da Misericórdia”. Sem sombra de dúvida, estes foram momentos de indizível ternura e beleza divina. Não poderia findar este artigo sem mencionar o pequeno exército das filhas consagradas da Virgem Santíssima, um dos belos presentes místicos que recebi em 2013; a saber: Maria Lygia Franco, Cristal Carvalho, Ivana Fayal e Chiara Chaves. Fervorosas na oração do Rosário, estas florzinhas mimosas de Nossa Senhora (e, também, filhas espirituais de Santa Terezinha do Menino Jesus) muito me ensinaram com suas vidas de oração silenciosa e pureza de alma e, é claro, sobre a Consagração Total a Sabedoria Encarnada, por Maria. Também compuseram o jardim de flores místicas do Coração Imaculado de N. Senhora em 2013 as adoradoras Marlene Martins e Marcelene Amador, esta última de Mosqueiro. Quantas alegrias foram por nós vivenciadas durante Missas, Adorações Eucarísticas, Espiritualidades, shows oracionais, procissões etc. Foram, de fato, muitos e verdadeiros encontros com o Sagrado. Findamos o ano participando de missa presidida por D. Teodoro Mendes na Capelinha da comunidade ribeirinha de São Benedito. Celebrar a Eucaristia em meio à simplicidade do povo daquele lugar, às margens da Baía do Guajará, na pequenez daquele espaço litúrgico e ouvindo a bela homilia do humilde Bispo Auxiliar, foi realmente um pequenino e inesquecível céu. Nesta perspectiva, podemos afirmar que em 2013 fomos deveras agraciados com numerosas alegrias místicas, que nos foram possibilitadas por meio da Igreja. Que em 2014 possamos novamente acorrer à Jerusalém de Luz, leia-se, a Igreja Católica, a fim de bebermos da fonte de Misericórdia, que é o Coração Eucarístico de Jesus.

Maria Elisa Bessa de Castro Movimento Apostólico da Divina Misercórdia Adoradores Eucarístico da Igreja das Mercês bessadecastroadv@gmail.com

PRÓXIMOS ARTIGOS:

Pe. Giovanni Martoccia

Irmã Ângela Tutas


Caderno Dois BELÉM, DE 10 A 16 DE JANEIRO DE 2014

FOTOS: LUIZ ESTUMANO

w COLETIVA DE IMPRENSA Dom Alberto Taveira fez anúncio ao lado dos Bispos, Auxiliar e Emérito, e do próprio Monsenhor nomeado

N

a última quarta-feira, 8, o Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa, convocou uma entrevista coletiva com a imprensa paraense para fazer um pronunciamento importante para a Arquidiocese de Belém: o anúncio de mais um Bispo Auxiliar, nomeado pelo Papa Francisco, para a ajudar na evangelização da Arquidiocese. Monsenhor Irineu Roman será o novo Bispo Auxiliar de Belém. Na coletiva também estavam presentes o atual Bispo Auxiliar, Dom Teodoro Mendes, o Arcebispo Emérito de Belém, Dom Vicente Zico, e representantes do Clero de Belém, todos muito ansiosos para a revelação do novo Bispo. Monsenhor Irineu Roman é, atualmente, pároco da Paróquia Santa Edwiges, no bairro da Nova Marambaia, e foi Vigário Episcopal da Região São João Batista até o início deste mês. O comunicado da nomeação do novo Bispo partiu do Santo Padre, Papa Francisco, por meio do Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa. O padre disse que está feliz com a nomeação e que irá fazer um bom trabalho pela Arquidiocese de Belém. “Estou muito emocionado, mas ao mesmo tempo meu coração está muito feliz em poder servir a Igreja. Muita coisa passou pela minha cabeça, pensei em muita coisa, mas minha resposta foi positiva. Quero deixar claro a todos que o meu objetivo assumindo esse novo ministério não é por orgulho ou por honras, e sim, exclusivamente, por servir a igreja, por servir à população da nossa Região Metropolitana, justamente no serviço da Palavra, na educação da fé e também na caridade”, explica o Monsenhor. O Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa, disse que a Igreja de Belém cresce cada vez mais e se estende nas suas exigências, com uma grande necessidade de assistir ao povo paraense. Por isso ele pediu ao Papa Francisco mais um Bispo Auxiliar e parabenizou Monsenhor Irineu Roman pela nomeação. “É uma imensa alegria para nós. Eu tinha feito esse pedido ao Papa e fiz a indicação de Padre Irineu, que é uma pessoa de grande serviço prestado à Arquidiocese de Belém. Graças a Deus foi aceito. Essa nomeação realmente nos alegra e muito, e nós desejamos que ele venha a se unir a nós para realizar esse trabalho e será um presente especial de Deus para toda a Arquidiocese. A Paróquia Santa Edwiges e a Região

ARQUIDIOCESE

Belém ganha um novo Bispo Auxiliar D. Alberto anunciou que Monsenhor Irineu, nomeado pelo Papa Francisco, é o novo Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Belém Episcopal São João Batista podem testemunhar a qualidade do trabalho, de testemunho e de relacionamento que o Monsenhor Irineu sempre ofereceu para nós, e desejamos que ele continue com esse trabalho”, falou o Arcebispo. O Bispo Auxiliar, Dom Teodoro Mendes, também o parabenizou e diz está feliz com a nomeação. “A notícia é muito boa e nós acolhemos com muita alegria e gratidão. Dou graças a Deus pelo dom da vida, da vocação, e pelo sim do Monsenhor Irineu, pessoa escolhida pela ação divina. O Nosso povo agradece e damos graças a Deus por essa nomeação, e, sobretudo, pela escolha. Ele conhece bem a realidade de Belém, gosta muito do povo, é uma pessoa simples, um sacerdote zeloso, se dedica à missão. Estamos realmente todos agradecidos e felizes

w SAUDAÇÃO Monsenhor Irineu recebe o carinho dos padres Cláudio Barradas e Sebastião Fialho

por essa nomeação. Peço que Deus o abençoe e que ele possa também responder às expectativas dele e da nossa da Igreja, para que faça um bom trabalho”, disse Dom Teodoro. A data para a ordenação episcopal de Padre Irineu não está definida, mas provavelmente será no dia 19 de março, quando se celebra o dia de São de José, padroeiro da congregação à qual o sacerdote pertence, a Congregação de São José, também conhecida como “Josefinos de Murialdo”. Aproveitando a ocasião de sua nomeação, Monsenhor Irineu, como será chamado até o dia de sua ordenação, lançou uma proposta de desafio às autoridades civis e militares, estaduais e municipais, aos meios de comunicação e às demais comunidades religiosas, juntamente

com todo o povo paraense, de fazer um pacto e um compromisso pela paz e pela defesa da vida no estado. Ele diz: “vamos juntar nossas forças para que possamos viver e conviver, ir e vir em paz, e que a vida de todos seja preservada do início ao fim, e que a paz seja fruto da fraternidade e da justiça entre nós. Vamos ser irmãos entre irmãos como o Papa Francisco nos pede”. E acrescenta: “meu nome, Irineu, significa ‘portador da paz’, e vou fazer valer o significado do meu nome, que tem origem grega, para que eu seja um verdadeiro portador da paz, nos lares, nas famílias, nas comunidades, nos bairros, para que possa ter um fim nessa violência da Região Metropolitana de Belém”. Continua na pagina 2


2

BELÉM, DE 10 A 16 DE JANEIRO DE 2014

Arquidiocese PARÓQUIA SANTA EDWIGES

Com a saída de Padre Irneu da Paróquia Santa Edwiges, a paróquia receberá um novo pároco, Padre Idair Bonadiman, que é da mesma congregação do antigo pároco.

Atualmente pe. Idair atua na Paróquia Nossa Senhora da Guia, na Bahia. O novo pároco chega dia 24 de janeiro em Belém para conhecer a realidade da cidade e da paróquia. Sua posse, porém, só acontece no dia 4 de fevereiro.

Caderno Dois Ao s e r p e rg u n t a d o s o b re o sentimento de deixar a paróquia Santa Edwiges, padre Irineu disse: “Eu sou muito grato aos meus paroquianos. Estou muito feliz. Quero enviar o meu abraço, a minha saudação fraterna à

CERTIFICADOS E DIPLOMAS

HISTÓRICO Padre Irineu Roman é natural de Vista Alegre do Prata, no Rio Grande do Sul. Nasceu em 10 de agosto de 1958. Filho de Marcelino Roman e Idolvina Biasotto Roman, recebeu o Batismo, 1ª Eucaristia e Crisma na Paróquia São José, em sua cidade natal, onde frequentou a Escola de Ensino Fundamental. Foi a partir de 1973 que começou a sua história. 1973 a 1975 - Continuação do Ensino Fundamental no Seminário Josefino - Fazenda Sousa - Caxias do Sul - RS. 1976 a 1978 - Seminário Murialdo - 2º Grau - Araranguá - SC. 1978 - Postulado - Araranguá - SC. 1979 - Noviciado - Porto Alegre - RS. 1980 - Primeiros Votos Religiosos na Congregação de São José - Josefinos de Murialdo em Porto Alegre - RS. 1980 - 1º Ano de Filosofia - Seminário Maior de Viamão - RS. 1981 - Residência na Comunidade Religiosa de Ana Rech - Caxias do Sul- RS. Exerceu o cargo de acompanhamento aos jovens nos pátios e grupos de jovens na Paróquia Nossa Senhora de Caravaggio, além dos estudos filosóficos na Universidade de Caxias do Sul - RS. 1981 a 1983 - Conclusão da Licenciatura Plena em Filosofia pela Universidade de Caxias do Sul - UCS. Curso reconhecido pelo MEC. 1982 a 1983 - Estágio (Magistério) na Comunidade do Seminário Josefino de Fazenda Sousa - RS - Neste período exerceu o cargo de Professor do Ensino Fundamental e Formação dos Seminaristas. 1984 a 1986 - Teologia no Instituto Teológico do Norte do Paraná - Londrina - PR. 1987 a 1989 - Curso de Licenciatura Plena em Teologia na PUC - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, com Estágios e Monografia sobre Evangelização da

minha Paróquia Santa Edwiges. Nunca vou esquecer essa paróquia. Trabalhei 15 lá visitando famílias, criando novas comunidades, até novas paróquias nós criamos juntos, e sou muito grato ao meu povo”.

Juventude.

1979 - Curso de Iniciação à Vida Religiosa

1987 a 1989 - Membro da Equipe Executiva do Instituto

de Pastoral de Juventude - IPJ em Porto Alegre - RS, como representante da Província dos Josefinos de Murialdo do Brasil. 1988 - Votos Perpétuos na Congregação de São José Josefinos de Murialdo. 1989 - Ordenação Diaconal no Santuário São José de Murialdo, em Porto Alegre - RS - Bispo Ordenante: Dom Tadeu. 01/01/1990 - Ordenação Presbiteral na Paróquia São José, em Vista Alegre do Prata - RS - Bispo Ordenante: Dom Paulo Moreto (Bispo da Diocese de Caxias do Sul - RS). 1990 a 1991 - Seminário Menor em Fazendo Sousa Caxias do Sul - RS - Exerceu o cargo de Professor, Ecônomo, Formação dos Seminaristas e Vigário Paroquial. 1992 a 1994 - Seminário de 2º Grau em Ana Rech - Caxias do Sul - RS - Exerceu o cargo na Formação dos Seminaristas, Professor no Colégio Murialdo e Vigário Paroquial. 1994 a 1998 - Vigário Paroquial na Paróquia Santa Rita de Cássia - Planaltina - DF. 1999 - Curso de Missiologia (março a junho), no Centro Missionário José Allamano, em São Paulo - SP. 15/07/1999 - Chegada a Belém. 17/10/1999 - Posse como Pároco da Paróquia Santa Edwiges (com condução da Arquidiocese de Belém com Dom Vicente Joaquim Zico). 1999 a 2013 - Pároco da Paróquia Santa Edwiges em Belém - Pará. Exerceu o cargo de Vice-Diretor, Ecônomo e Diretor da Comunidade Religiosa dos Josefinos de Murialdo em Belém. Na Arquidiocese de Belém exerceu até 31 de dezembro de 2013 o cargo de membro do Conselho Presbiteral e Vigário Episcopal da Região São João Batista.

- Porto Alegre - RS. - Curso de Extensão Universitária de Teologia sobre Terra, Migração, Cidade e PastoralPUC-RS. 1980 a 1990 - Certificados dos Retiros: ESCOLA EM BUSCA DO SER - Caxias do Sul - RS. 1981, 1982 e 1983 - Cursos vários de Extensão Universitária. 1985 - Diploma de “LICENCIADO EM FILOSOFIA”, pela Universidade de Caxias do Sul - RS. 1986 - Semana Teológica - Londrina - PR. 1986 - II Seminário Josefino de Menor - Caxias do Sul - RS. 1986 a 1987 - Curso de Assessores de Jovens (CAJO) - Porto Alegre - RS. 1987 - Participação do Cristão no Projeto Político Popular - PUC - RS. 1987 - V Mês Murialdino - Caxias do Sul - RS. 1989 - V Congresso Nacional sobre “Sistema Preventivo de Dom Bosco” - Porto Alegre - RS. 1990 - “Ciclo de Debates” - Criança - Prioridade Absoluta - Caxias do Sul - RS. 1 9 9 0 - Diploma de “LICENCIADO EM TEOLOGIA” - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - Porto Alegre - RS. 1993 - XV Congresso de Apamemur - Caxias do Sul - RS. 1996 - Curso de Treinamento em Prevenção ao uso indevido de Drogas - Brasília - DF. 1997 - VI Seminário Murialdino do Menor Caxias do Sul - RS. 1999 - Curso de MISSIOLOGIA - São Paulo - SP. 1980

Festa do Batismo do Senhor encerra o Tempo do Natal

A

Igreja viveu, em todo o mundo, um período celebrativo intenso por conta do Tempo do Natal, iniciado com a Solenidade do nascimento de Jesus Cristo. Este tempo encerra-se neste domingo, 12, com a Festa do Batismo do Senhor, e a Igreja começa a viver um novo tempo em seu calendário litúrgico: o Tempo Comum. A Festa do Batismo do Senhor marca o início da vida pública e missionária de Cristo. Neste domingo, em todas as paróquias os fiéis realizarão a renovação das suas promessas batismais e, também nesta data, costuma-se realizar muitos batizados. Como o Advento, tem também o Tempo do Natal dois momentos. Um, imediato: é a Oitava do Natal, que prolonga a solenidade natalina por oito dias, encerrando-se no dia primeiro de janeiro. O segundo momento vai de 2 de janeiro até a Festa do Batismo do Senhor, quando então se encerra o ciclo natalino. Além da Solenidade do Natal, principal do ciclo natalino, com vigília e três missas, há duas solenidades e duas festas celebradas no Tempo do Natal. As solenidades são: a Solenidade de Santa Maria, Mãe de Deus, celebrada em 1º de janeiro, com a qual se encerra a Oitava do Natal, e a Solenidade da Epifania do Senhor. Epifania significa manifestação. É, pois, a manifestação de Jesus ao mundo, como salvador universal. Os magos simbolizam o conjunto das nações e dos povos. A Epifania marca, assim, a universalidade da redenção de maneira viva e simbólica. No Brasil, celebra-se a Epifania no domingo que cai entre os dias 2 a 8 de janeiro.

COLABORAÇÃO DE GABRIELA ESTUAMNO

w BATISMO DO SENHOR Solenidade contece no dia 12 e muitas renovações batismais são realizadas neste dia As duas festas são: a Festa da Sagrada Família, celebrada no domingo que cai entre os dias 26 e 31 de dezembro (se não houver domingo neste período, então a Festa da Sagrada família é celebrada no dia 30 de dezembro, em qualquer dia da semana), e a Festa do Batismo do Senhor, com a qual encerra-se o ciclo do Natal. A data de sua celebração depende da Solenidade da Epifania. Se a Epifania for celebrada até o dia 6 de janeiro, então o Batismo do Senhor se celebra no domingo seguinte. Se, porém, a Epifania for celebrada no dia 7 ou 8 de janeiro, então a Festa do Batismo do Senhor será celebrada no dia seguinte, isto é, na segunda-feira. A Festa do Batismo do Senhor marca o início da vida pública e missionária de Cristo. A Palavra de Deus diz que às margens do Jordão Jesus foi ungido com o Espírito Santo como o Messias, o Cristo, aquele que as Escrituras prometiam e Israel esperava. Agora,

ele pode começar publicamente a missão de anunciar e inaugurar o Reino de Deus. Esta missão, ele começou desde que se fez homem por nós; agora, no entanto, vai manifestar-se publicamente, primeiro a Israel e, após a ressurreição, a toda a humanidade. É na força do Espírito Santo que ele pregará, fará seus milagres, expulsará Satanás e inaugurará o Reino; é na força do Espírito que ele viverá uma vida de total e amorosa obediência ao Pai e doação aos irmãos até a morte e morte de cruz. Segundo a Igreja, esse Jesus que é o Filho, é também o Servo sofredor, anunciado por Isaías. Ou seja, o Pai revela a Jesus qual o modo, qual o caminho que ele deve seguir para ser o Messias como Deus quer: na pobreza, na humildade, no despojamento, no serviço! É assim que o Reino de Deus será anunciado no mundo. Jesus deverá ser manso: “Ele não clama nem levanta a voz, nem se faz

ouvir pelas ruas”. Deve ser cheio de misericórdia para com os pecadores, os fracos, os pobres, os sem esperança: “Não quebra a cana rachada nem apaga um pavio que ainda fumega”. Ele irá sofrer, ser tentado ao desânimo, mas colocará no seu Deus e Pai toda a sua esperança, toda a sua confiança: “Não esmorecerá nem se deixará abater, enquanto não estabelecer a justiça na terra”. O Senhor Deus estará sempre com ele e ele veio não somente para Israel, mas para todas as nações da terra: “Eu, o Senhor, te chamei para a justiça e te tomei pela mão; eu te formei e te constituí como aliança do povo, luz das nações, para abrires os olhos aos cegos, tirar os cativos da prisão, livrar do cárcere os que vivem nas trevas”. Três celebrações natalinas ainda existem, mas são comemoradas fora do ciclo do Natal: A festa da Apresentação do Senhor, em 2 de fevereiro, no Tempo Comum; A solenidade de São José, esposo da Santíssima Virgem, em 19 de março; e a solenidade da Anunciação do Senhor, em 25 de março. Estas duas últimas na Quaresma, s e n d o q u e , c o m re f e r ê n c i a à Anunciação, esta também pode cair, eventualmente, na Semana Santa. Nesta última hipótese, tal solenidade é transferida para depois da Oitava da Páscoa, uma vez que na Semana Santa não se pode fazer nenhuma comemoração que não seja a da sua própria liturgia. Dentro ainda da Oitava do Natal, três festas do “Santoral” são celebradas, mas com Vésperas da Oitava. São elas: Santo Estêvão, diácono e protomártir, em 26 de dezembro; São João, Apóstolo e Evangelista, em 27 de dezembro; e Santos Inocentes, em 28 de dezembro.


3

BELÉM, DE 10 A 16 DE JANEIRO DE 2014

Arquidiocese

Caderno Dois

NOVA MISSÃO

Posses de novos párocos acontecem a partir deste mês na Arquidiocese Documento divulgado pelo Arcebispo mostra que 33 sacerdotes assumirão em breve novas missões

O

ano de 2014 chegou trazendo consigo novas mudanças na Arquidiocese de Belém, com a posse de novos párocos em todas as paróquias da Região Metropolitana de Belém. Em 2014, ano novo é sinônimo de uma nova missão para muitos sacerdotes. Em novembro do ano passado, a Cúria Metropolitana de Belém

divulgou um documento protocolado pelo Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa, que informava os novos párocos e vigários paroquiais que fariam as mudanças para as devidas paróquias com o objetivo de novas missões, de acordo com a necessidade dos serviços de evangelização da Igreja de Belém. O documento mostra que 33

POSSE DOS NOVOS PÁROCOS Dom 12/01: Padre Rangel Campos Bentes na Paróquia Santo Afonso Maria de Ligório - Pratinha Dom 26/01: Padre José Antônio da Paixão da Silva na Paróquia Santo Antônio de Pádua - Coqueiro Dom 02/02: Padre Jaime Sidônio na Paróquia de Sant’Ana da Campina Posse do Vigário Paroquial Padre João Evangelista Nunes Sousa Ter 04/02: Padre Idair Bonadiman na Paróquia Santa Edwiges Qua 05/02: Padre Márcio José Rodrigues Motta na Paróquia Nossa Senhora da Conceição Aparecida - Pedreira Posse do Vigário Paroquial Padre Daniel Gomes Morais Qui 06/02: Padre Cosme Raimundo Cosme Batista Alves na Paróquia São Miguel - Cremação Sex 07/02: Padre Moacir Robledo de Oliveira na Paróquia Arcanjo São Miguel Sáb 08/02: Padre André Maia Teles na Paróquia Santa Rita de Cássia - Cidade Nova V Posse do Vigário Paroquial Padre Francisco Monteiro Ferreira - Padre Red Dom 09/02: Padre Antonio Cezar Augusto de Souza na Paróquia Santo Antonio - Tucunduba Padre Djalma Lopes da Costa na Paróquia São Domingos de Gusmão - Terra Firme Posse do Vigário Paroquial Padre Luiz Fernando Martins do Rosário Posse do Administrador Paroquial Padre Paulo Humberto Rodrigues Cruz na Paróquia Sagrado Coração de Jesus - Distrito Industrial de Ananindeua Padre Ricardo, com elevação do Curato à categoria de Paróquia Santa Rosa de Lima na Paróquia Santa Rosa de Lima - Benevides - PA Qua 12/02: Padre Ronaldo de Souza Menezes na Paróquia São Geraldo Magela - Marex Qui 13/02: Padre Antônio Beltrão Ribeiro Filho na Paróquia Santíssima Trindade

sacerdotes assumirão em breve novas missões. As alterações compreendem um total de 19 novos vigários paroquiais, 12 novos párocos, um sacerdote agraciado com o Ano Sabático e um administrador paroquial. As posses começaram a ser efetivadas desde o dia 5 de janeiro. Padre Valdemir Batista de Sena Júnior assumiu como pároco e o Padre

Lucivaldo como Vigário Paroquial na Paróquia Nossa Senhora de Lourdes, no bairro do 40 Horas. O Bispo Auxiliar de Belém, Dom Teodoro Mendes, presidiu uma celebração Eucarística durante a qual deu à posse dos padres. O restante das posses dos novos párocos ocorrerá até o final de fevereiro, com alguns vigários paroquiais, com datas indefinidas.

POSSES SEM DATAS DEFINIDAS Padre Valdinei de Lima Silva como Vigário Paroquial

na Paróquia de Nossa Senhora do Ó - Mosqueiro Padre Maurício Henrique Almeida dos Santos como Vigário Paroquial

na Paróquia de São João Batista e Nossa Senhora das Graças - Icoaraci Padre Fabrício da Silva Albuquerque como Vigário Episcopal na Paróquia de Nossa Senhora de Fátima Padre Everson Vianna Corrêa como Vigário Paroquial na Paróquia de São Vicente de Paulo do PAAR e Coordenador do Setor Juventude da Arquidiocese de Belém Padre Luiz Rabelo Santos como Vigário Paroquial na Paróquia do Divino Espírito Santo - Cidade Nova IV Padre José Maria da Silva Santos como Pároco na Paróquia de São Marcos Padre Igino Sala, SX, como Vigário Paroquial na - Paróquia de Santo Inácio de Loyola do Icuí para a Comunidade do Santíssimo Redentor Padre Edilson Moreira da Silva, MPS, como Vigário Paroquial na Paróquia de Jesus, Bom Pastor - Marituba - PA Padre Valter Parise, SX, será responsável peça Área Missionária Santo André, no Bairro Coqueiro - Ananindeua - PA Diácono Cleiton Liker será membro da Equipe de Formadores dos Seminários da Arquidiocese, e responsável pela Área Missionária da BR 316, a partir de fevereiro de 2014.

VIGÁRIOS EPISCOPAIS Padre Acácio Carlos Cardoso, MPS, como Vigário Episcopal da Região Menino Deus Padre Sílvio da Silva Trindade como Vigário Episcopal da Região São Vicente de Paulo Padre Agostinho Filho de Sousa Cruz como Vigário Episcopal da Região São João Batista Padre Antônio de Assis da Silva, CM, como Vigário Episcopal da Região Santa Cruz

Igreja celebrou a Epifania do Senhor No último domingo, 5, a Igreja Católica celebrou mais uma importante Solenidade: a Epifania do Senhor, que é a festa da universalidade da salvação oferecida como dom de Deus a toda a humanidade. Todas as missas nas paróquias da Arquidiocese tiveram suas leituras baseadas na ocasião. Desde sempre, Deus quis que todos os povos fossem iluminados. O texto de Isaias é muito claro: “As nações caminharão à tua luz, os reis, ao brilho do teu esplendor”. A festa da Epifania, que vem do grego “epiphanéia”, significa “manifestação, aparição do Senhor”. Essa Epifania é apresentada em três grandes mistérios, por meio dos quais Jesus Cristo se manifestou no mundo como Filho de Deus e Salvador. O primeiro destes mistérios é a adoração que os três Magos (Baltazar, Gaspar e Melquior) prestaram ao Menino Deus, em Belém (cf. Mt 2, 1-12). O segundo é o Batismo de Jesus Cristo no Rio Jordão, ocasião em que o Pai celeste fez a apresentação de Seu Filho, dizendo: “Este é meu Filho muito amado, em quem pus minha complacência” (cf. Mt 3, 1317). E finalmente o terceiro, que é a transformação da água em vinho, milagre que Cristo fez, por ocasião das bodas de Caná, para manifestar aos discípulos sua missão messiânica

LUIZ ESTUMANO

w EPIFANIA Fiés lotaram a Paróquia Santa Cruz, no bairro do Marco, para participar da Solenidada da Epifania

(cf. Jo 2, 1-12). Por ter ocorrido na mesma região e por a Estrela que guiou os magos aparecer no Oriente, para os orientais, a festa desse dia ocupa o lugar que o Natal ocupa entre nós. Trata-se da celebração da grande ideia que é a

Manifestação ou “Epifania do Senhor”. Dom Eurico dos Santos Veloso, Arcebispo Emérito de Juiz de Fora (MG), diz que a estrela que os magos seguiam para encontrar o Menino Deus “é a estrela que nos orienta, de maior brilho, que é o próprio Jesus

Cristo, que nos legou sua vida, seu exemplo e sua mensagem. Portanto, cabe a nós, como os magos do Oriente, seguir essa estrela, seguir de corpo e alma para que possamos conquistar o Reino para nós e para o mundo tão carente de bondade e de amor”.


4

BELÉM, DE 10 A 16 DE JANEIRO DE 2014

Arquidiocese

Caderno Dois

EVANGELIZAÇÃO

Família Nazaré é a base para evangelizar por meio dos meios de comunicação LUIZ ESTUMANO/ARQUIVO

Ano novo é sinônimo de desafios para a missão de evangelização por meio da TV, da rádio e do jornal

N

o dia 29 de dezembro de 2013, dia em que a Igreja celebrou a Solenidade da Sagrada Familia, aconteceu, na capela da Fundação Nazaré de Comunicação (FNC), a tradicional missa que reúne membros da Família Nazaré. Esta família é constituída por fiéis colaboradores dos meios de comunicação da Arquidiocese de Belém (TV Nazaré, Rádio Nazaré, Jornal Voz de Nazaré e Portal da FNC). Pa r t i c i p a r a m d a m i s s a o s colaboradores, diretores da FNC e funcionários. Instituída oficialmente desde o dia 25 de março de 2000 na

w MISSÃO Família Nazaré possui mais de quatro mil colaboradores

Missa da Anunciação, presidida pelo então Arcebispo de Belém Dom Vicente Zico e concelebrada por seu auxiliar, Dom Carlos Verzaletti, o projeto, até os dias de hoje, gera frutos positivos e se mostra imprescindível para o bom funcionamento da fundação.

É graças à colaboração desses fiéis que as ondas da Rádio Nazaré poderão chegar aos lares do mundo, assim como o sinal da TV Nazaré e as páginas da VOZ. O diácono Antonio Carlos de Freitas, um dos diretores da FNC, fala da importância da “Família Nazaré”: “essa família é um projeto subsidiário

da Fundação Nazaré de Comunicação. Foi pensada e efetivada para ser um dos canais de compromisso dos fiéis da Igreja em Belém para com as exigências e desafios do processo de evangelização por meio dos meios de comunicação social”. Contando atualmente com 4.400 colaboradores, um dos obstáculos é fazer com que o número de benfeitores cresça, como explica o diácono: “um dos desafios é expandir os membros da ‘Família Nazaré’ para buscarmos um equilíbrio financeiro, que vise maximizar as oportunidades que se oferece em busca de melhores resultados”. Ele esclarece como a Igreja de Belém faz uso dos meios de comunicação para evangelizar: “promovemos e incentivamos a formação educacional, cívica, moral, cultural e religiosa do povo da Amazônia. Para isso, procurase levar o Evangelho ao homem todo e todo homem a Jesus Cristo por meio da rádio, do jornal, da TV e do portal, com uma comunicação sadia e fiel aos valores humanos, culturais e evangélicos”.

Comunidade Católica realiza primeiro seminário de 2014 A Comunidade Católica Missão Louvai, ligada à Arquidiocese de Belém, iniciou o ano de 2014, ano da alegria, com um momento de espiritualidade. Realizou o I Seminário de Pastoreio Louvai com o tema “Louvai é a nossa gênese, o desejo do Pai de sermos um n’Ele”, entre os dias 08, 09 e 10 de janeiro, no Centro de Formação e Espiritualidade Dom Orani João Tempesta, na Cidade Nova VI. O Seminário é voltado para despertar as lideranças cristãs e ajudar na formação de novos pastores para atuação em pastorais e nas atividades realizadas pela Igreja Católica. De acordo com o Almir Sans, fundador da Comunidade Louvai, o objetivo é formar pastores com base na

exortação apostólica “Evangelii G a u d i u m ” , e m q u e o Pa p a Francisco fala sobre a anunciação do Evangelho com alegria e convicção das suas atitudes. Dentro da programação acontecem reflexões, orações e adorações. No dia 8 ocorreu o estudo e reflexão da exortação apostólica “Evangelli Gaudium” voltado para a realidade local e da comunidade. Na quinta-feira, 9, o Seminário aconteceu na Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora, no bairro do Aurá, onde os participantes levaram a Palavra de Deus aos moradores do bairro e os convidaram para a Adoração, que se iniciou às 19h, na Igreja. Hoje, dia 10, haverá o encerramento com a proposta dos

desafios para as lideranças. A Comunidade Católica Louvai foi criada no dia 7 de fevereiro de 19987 e há 16 anos promove vários trabalhos assistenciais para os moradores da Cidade Nova VI. Além das atividades de evangelização, formação e adorações comunitárias a Comunidade realiza núcleos de convivência com os idosos, escolinhas de balé e artes marciais para crianças e celebrações todos os sábados, às 18h30. Para Almir Sans a dedicação ao trabalho é um verdadeiro sentimento de amor. “É uma missão, é algo que eu sinto que Deus me deu. A minha felicidade e a minha alegria não estão apenas nos meus estudos, mas no trabalho que eu faço. Eu faço isso

com amor, porque foi o que Deus me enviou para fazer, foi a missão que Ele me deu”, conta Almir. Mais informações: 8042-4444/ 3263-5963.

Falecimento Na manhã da última segunda-feira, 6 de janeiro, faleceu o padre xaveriano George Taiusco. O corpo foi velado na Paróquia Santo Antônio de Pádua, em Ananindeua. A VOZ DE NAZARÉ se solidariza em oração com a família neste momento de tristeza e esperança.

Compêndio do Catecismo da Igreja Católica Para reflexões durante o Ano da Fé, o jornal Voz de Nazaré continua, nesta edição, a publicação do Compêndio do Catecismo da Igreja Católica. De maneira concisa, a publicação apresenta todos os elementos essenciais e fundamentais da fé da Igreja numa visão de conjunto, todo o panorama da fé católica.

CAPÍTULO TERCEIRO (Segunda Seção PARTE 1)

A Igreja no desígnio de Deus A Igreja é una, santa, católica e apostólica

171

O que significa a afirmação: “Fora da Igreja não há salvação”? Significa que toda salvação vem de Cristo Cabeça por meio da Igreja que é seu corpo. Portanto, não podem ser salvos os que, conhecendo a Igreja como fundada por Cristo e necessária à salvação, nela não entrarem e nela não perseverarem. Ao mesmo tempo, graças a Cristo e à sua Igreja podem conseguir a salvação eterna todos os que, sem culpa, ignoram c Evangelho de Cristo e a sua Igreja, mas procuram sinceramente a Deu., e, sob a influência da graça, se esforçam por cumprir a vontade dele conhecida por meio do ditame da consciência. 846-848

172

Por que a Igreja deve anunciar o Evangelho a todo o mundo? Porque Cristo ordenou: “Ide, pois, fazer discípulos entre todas as nações e batizai-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo” (Mt28,19) Essa ordem missionária do Senhor tem a sua fonte no amor eterno de Deus que enviou o seu Filho e o seu Espírito porque “quer que todos sejam salvos e cheguem ao conhecimento da verdade” (1 Tm 2,4). 849-851


5

BELÉM, DE 10 A 16 DE JANEIRO DE 2014

Arquidiocese

Caderno Dois

COMEMORAÇÃO

Dom Teodoro celebra seus 50 anos ao lado do povo paraense Bispo Auxiliar agradece o carinho com que foi acolhido no Estado do Pará

N

a última terça-feira, 7, a Paróquia São Pedro e São Paulo, no bairro do Guamá, foi palco para uma bonita celebração eucarística em homenagem ao Bispo Auxiliar de Belém, Dom Teodoro Mendes, que nesse dia completou 50 anos de vida. A Santa Missa foi presidida pelo próprio Bispo, com a co-celebração do Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa, do Arcebispo Emérito de Belém, Dom Vicente Joaquim Zico, e do pároco da paróquia, padre Antônio de Pádua Rodrigues da Silva. Dom Teodoro agradeceu ao povo paraense pelo carinho e acolhimento que o Pará tem por ele. Disse que se sente muito honrado em trabalhar pelo Estado. “Com o povo paraense eu estou em casa. O povo me acolheu muito bem. Quero até agradecer a Deus por essas pessoas que são tão carinhosas, amigas, acolhedoras comigo desde quando cheguei. Quando eu digo que me sinto em casa é verdade. As pessoas me acolheram aqui como um irmão, um amigo. O Bispo deve ser um pai, um amigo e um irmão e o maior dom que Deus nos pode conceder é o dom da vida. Acho que é a maior benção para cada um de nós. Acolho essa minha vida como um dom e quero colocála ao serviço de Deus, do seu povo, para fazer o bem”. Ele acrescentou: “continuo bendizendo e louvando a Deus pela graça do dom da vida, por completar mais um ano de vida. Lembro-me da minha família com muito carinho, particularmente dos meus pais, mas também de toda a minha família religiosa, de todo o povo de Deus aqui na Arquidiocese de Belém, e dou graças a Deus por isso.

FOTOS: LUIZ ESTUMANO

w HOMENAGEM Fiéis lotaram a Paróquia São Pedro e São Paulo para celebrar o aniversário de Dom Teodoro

Peço que Deus abençoe as pessoas, e que vocês continuem rezando por mim, pois eu continuarei rezando por vocês. Muito obrigado”. Dom Teodoro Mendes nasceu na Ilha de Santigo, em Cabo Verde, em janeiro de 1964. Foi ordenado padre em 1993 e atuou como missionário no Brasil. Em fevereiro de 2011, foi nomeado pelo Papa Bento XVI Bispo Auxiliar de Belém, e até hoje cumpre o seu papel de evangelizar ao lado de Dom Alberto Taveira Corrêa. Em junho do mesmo ano foi apresentado em Belém como Bispo Auxiliar.

Na Arquidiocese de Belém, Dom Teodoro tem um trabalho pastoral intenso. É responsável pelas Pastorais Ecumênicas e pelas comunidades ribeirinhas. É diretor do Instituto de Formação Presbiteral e o Bispo referencial pelo ecumenismo no Regional Norte II. Atua como professor de ecumenismo e diálogo intereligioso no Instituto Regional para Formação Presbiteral Norte II. Em fevereiro do ano passado, o Bispo Auxiliar foi convidado para coordenar o trabalho da Pastoral Afro-Brasileira da Comissão Nacional dos Bispos do

Brasil (CNBB), iniciada em Belém há 13 anos. N o d i a 1 9 , D o m Te o d o r o participará de uma Missa às 9h com todas as comunidades católicas do Baixo Acará em homenagem ao seu aniversário. Após a celebração haverá um momento de confraternização com todos os presentes. D o m Te o d o r o M e n d e s , a Arquidiocese de Belém parabeniza-o pelos seus 50 anos de vida, e agradece o seu trabalho realizado pela Igreja de Belém.

Dom Zico celebra seu 33º aniversário de nomeação episcopal A Igreja de Belém celebrou no dia 6 de janeiro o 33° aniversário de nomeação episcopal do Arcebispo Emérito de Belém, Dom Vicente Joaquim Zico. Várias missas nas paróquias da Arquidiocese de Belém colocaram em suas orações o aniversário episcopal de Dom Vicente Zico. “Dom Zico”, como também é conhecido, foi ordenado em 6 de janeiro de 1981, aos 53 anos, pelo Papa João Paulo II, atualmente reconhecido como Beato pela Igreja, na Basílica de São Pedro, em Roma, na Itália. Em seguida, João Paulo II enviou o Arcebispo para Belém, com a finalidade de exercer o cargo de Arcebispo Coadjutor. Foi quando c o m e ç o u a s u a g ra n d e evangelização pelo estado. No Pará, Dom Vicente Zico tornou-se uma das autoridades eclesiásticas mais

queridas e respeitadas pelos católicos, sendo nomeado Arcebispo de Belém no dia 4 de julho de 1990, sucedendo Dom Alberto Gaudêncio Ramos. Em Belém, desenvolveu vários trabalhos como a criação de paróquias e cinco das seis atuais Regiões Episcopais. A primeira paróquia de sua gestão foi a Paróquia São Vicente de Paulo, no bairro do Paar, nome que o próprio Arcebispo escolheu. Outro marco importante foi a criação da Fundação Nazaré de Comunicação. Hoje ele se sente muito orgulhoso de ver a FNC crescer e evoluir. “Tenho a impressão de que Deus me fez ver o nascimento da FNC. Quando me apareceu a sugestão, eu vi a inspiração de Deus, mas sinceramente me senti pequenino e até via como ousadia em entrar nesse plano. Tenho muito a

w DOM ZICO Missa em ação de graças por mais de três décadas de serviço episcopal

agradecer à minha querida Rádio Nazaré, à Tv Nazaré e ao nosso jornal VOZ DE NAZARÉ. Eu me sinto

muito ligado a tudo isso, pelo nascimento desta benção de Deus na Arquidiocese”, disse Dom Vicente.

A Arquidiocese de Belém parabeniza-o e agradece por todo o trabalho feito em prol do Pará.


6

BELÉM, DE 10 A 16 DE JANEIRO DE 2014

Cidade

Caderno Dois DIVULGAÇÃO

w LOUVOR Maíra Fest Dance foi marcado por adorações e cânticos a Jesus Cristo

F

ogos, festejos, orações e muitas felicitações. Foram assim os dias de festas de fim de ano na cidade de Belém. No dia 20 a Igreja de Santo Alexandre, com sua programação natalina, apresentou para a comunidade o Concerto de Natal com apresentação da Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz. A apresentação foi resultado do projeto “Natal com arte por toda parte’’, que tem o apoio da Secretaria de Cultural do Estado. Essas apresentações também o c o r re ra m e m I c o a ra c i e e m Castanhal. Já no dia 24, no Santuário de Nazaré ocorreu Missa do Galo às 20h e no dia 25 o Natal do Senhor foi celebrado em horários dominicais, pela manhã e pela parte da noite, nas paróquias da Arquidiocese de Belém. No Réveillon, pontos turísticos da cidade tiveram programação especial. Como todos os anos, a Estação das Docas teve a sua tradicional queima de fogos e contagem regressiva para a chegada do novo ano. Escolas

DIVULGAÇÃO

w ANIMAÇÃO Bandas Católicas alegraram a virada do ano

ALEGRIA

Programações católicas marcaram o Réveillon Queima de fogos e louvor a Cristo aconteceram na cidade no dia 31 de samba e DJs estavam entre as atrações. No portal da Amazônia os festejos foram feitos por varias bandas locais, grupos folclóricos e pela cantora Fafá de Belém, que embalou o público com musicas como “Foi assim’’ e “Luar do sertão”. Na sede campestre da Assembleia Paraense os festejos ficaram por conta de varias atrações: o sambista Jorge Aragão e a bateria da Escola de Samba Salgueiro

colocaram muita gente para sambar. E para quem preferiu entrar o ano em clima mais evangelizador, opção não faltou. No salão da Paróquia de Nossa Senhora Aparecida aconteceu a oitava edição do Maíra Fest Dance, com o tema “Vinho novo em odres novos, e assim tanto um como outro se conservam”. O evento católico começou às 22 horas do dia 31 e seguiu até as 6h do novo

ano. A atração foi movida por louvores, adorações e shows das bandas Central de Cristo, Arautos do Louvor e DJs. A programação foi encerrada com a celebração eucarística presidida pelo Arcebispo de Belém Dom Alberto Taveira Corrêa. O acontecimento é organizado pela Comunidade M a í ra , c o m a re a l i za ç ã o d a Arquidiocese de Belém.

Sua voz O que você espera em 2014? Espero um ano de paz, saúde e fraternidade, em que haja amor e solidariedade entre as pessoas acima de tudo. Para a minha vida eu espero um ano de muitas realizações, principalmente profissionais. ALIX RIBEIRO. Estudante universitário. Para 2014 desejo saúde e paz não somente para mim e para meus familiares e amigos, mas estendo aos desconhecidos também. Que todos consigam realizar seus sonhos. Um dos meus sonhos é profissional e tenho fé de que neste ano que bate em nossa porta conseguirei alcançar. ROSANA LOPES. Professora de teatro O ano que passou foi muito bom, pelo menos para mim. Consegui superar vários obstáculos e espero que o ano de 2014 seja melhor ainda. Por isso desejo saúde, paz, tranquilidade e equilíbrio para todos. Que possamos dar mais de nós ao próximo sem pedir nada em troca RAYSSA PONTES. Estudante de Cinema. Que seja o ano de colheita... Que seja um tempo de renovar as esperanças e de novos sonhos. Quero pegar na mão de cada um dos meus familiares e amigos e dar um novo passo rumo ao futuro que nos espera. Um sonho real será voltar para a minha Faculdade de Jornalismo. Como Missão, junto ao Ministério, por meio da música, possamos levar o amor de Deus a muitos corações. Maria Santíssima, Mãe de Deus e nossa, passe em frente abrindo todos os caminhos e ilumine os novos horizontes deste ano! Feliz e abençoado Ano Novo. Beijos no coração. EMILIA JACOB

Cantora e estudante de Comunicação

O novo ano chegou e, com ele, vem a retrospectiva de tudo que passou de bom e ruim em 2013. Com essa reflexão é momento de fazer sua própria revolução humana, mudando nosso modo de ver o outro, deixar o negativismo de lado e ser mais solidário com as outras pessoas. É momento de adquirir sabedoria e maturidade para que objetivos sejam alcançados. É bom termos a consciência de que sempre haverá adversidades durante o ano, mas que jamais devemos retroceder diante de uma dificuldade, pois elas servem para nos fortalecer a cada dia. Desejo que 2014 seja repleto de vitórias e felicidades! LETÍCIA SARGES. Estudante de jornalismo Gostei muito de 2013. Foi um ano de muitos batalhas e alegrias. Espero que 2014 seja melhor ainda. Sei que isso depende fundamentalmente de nós e busco a cada dia reconhecer isso. Todos temos tristezas e alegrias. Sejam elas interiores ou exteriores, nós precisamos saber entender que isso faz parte da vida e que os momentos felizes são bons mas os problemas também podem ser vistos de forma positiva, pois são eles que nos fazem sentir vitoriosos diante das dificuldades enfrentadas e conquistas alcançadas. VERÔNICA PASSOS. Cursa publicidade. Espero que em 2014 eu tenha muita saúde para alcançar meus objetivos e projetos. Que seja um ano de muitas vitórias para todos, que nunca deixemos de ter fé e esperança, pois em tudo que vivemos somos vencedores por meio daquele que nos amou. Desejo continuar participando de projetos sociais, ajudar pessoas que mais necessitam como forma de agradecimento por todas as graças alcançadas a cada ano de minha vida. ALDENICE RIBEIRO. Universitária


7

BELÉM, DE 10 A 16 DE JANEIRO DE 2014

Sociedade

Caderno Dois DIVULGAÇÃO

PARTILHA

Papa reconhece que a JMJ fez para a Igreja Pontífice doou R$ 11,7 milhões para ajudar a pagar dívidas da JMJ

A

Assessoria de Imprensa do Comitê Organizador Local da Jornada Mundial da Juventude Rio2013 informou no dia 3 de janeiro, que o Papa Francisco dispôs

w INCENTIVO Ainda sob efeitos da JMJ, Papa ajuda sanar as despesas pendentes

a contribuição de R$ 11,7 milhões para saldar parte dos últimos investimentos feitos para a realização da Jornada. Segundo a nota divulgada pelo

COL, “quando o Papa Francisco esteve no Rio, em julho de 2013, ficou bem impressionado com tudo que experimentou naqueles dias, manifestando a intenção de contribuir

financeiramente com a Jornada Mundial da Juventude. Foi uma iniciativa que partiu dele, reconhecendo a importância da JMJ para a juventude, a sociedade e a Igreja”.

Desalojados de Abaetetuba receberão auxílio n Fonte: Adison Ferrera-Secom

AGÊNCIA PARÁ

Com os olhos fixos nas casas soterradas após a erosão provocada pela cheia do rio Maratauíra, ocorrida na manhã do último sábado, 4, no bairro de São João, em Abaetetuba, seu Manoel dos Santos, 44 anos, acompanha atentamente o trabalho do Corpo de Bombeiros. Desde a manhã de ontem, ele tem feito plantão no local do acidente. “A gente leva uma vida inteira para construir as coisas, e tudo é destruído em questão de segundos”, conta o morador, que perdeu tudo com o desabamento. “A minha esposa e os meus filhos já pediram para eu sair daqui, ir com eles para o abrigo da Prefeitura. Mas eu não quero, prefiro ficar aqui acompanhando tudo. Quero ter certeza mesmo se isso não é um pesadelo”, desabafa. No local da erosão, o cenário é de tristeza. Enquanto o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil avaliam a estrutura das casas atingidas, um grupo de moradores tenta salvar o pouco que restou em meio aos imóveis destruídos. “Eu nasci e me criei aqui. É muito triste ver a sua casa, a casa da sua mãe, dos seus amigos, toda uma vida ir por água abaixo em questão de segundos”, afirma o ajudante de pedreiro Miguel de Jesus, que também perdeu tudo com o acidente. Próximo dali, em uma igreja que leva o mesmo nome do bairro, uma equipe de técnicos da Cohab, Defesa Civil e Corpo de Bombeiros, tenta tranquilizar os moradores, explicando quais os passos que devem ser seguidos a partir de agora. “O governo do Estado

w AJUDA Moradores recebem doações de roupas, alimentos e colchões

disponibilizará o que for necessário para amenizar a perda e a dor das famílias atingidas. Estamos com duas frentes de trabalho. Uma parte dos nossos técnicos está cadastrando as famílias para o programa Cheque Moradia e a outra está avaliando e repassando orientações técnicas para reconstrução das casas atingidas”, explica a diretora de Relações com o Cliente da Cohab, Bernardete Costa. No Ginásio Municipal, disponibilizado para abrigar os desalojados, o clima é de recomeço. De acordo com a Prefeitura, uma força tarefa foi montada no local para atender as principais necessidades das famílias atingidas. Enquanto uma parte de voluntários recebe doações de alimentos, brinquedos, roupas,

material de higiene e colchões, outra parte cuida da alimentação e do apoio psicológico às dezenas de pessoas. “O nosso dever como ser humano, antes de tudo, é ajudar o próximo. Nessas horas é que a gente percebe o quanto pode ser útil”, ressalta o voluntário Jesus de Nazaré, que trouxe toda a família para ajudar as vítimas da erosão. Com a neta no colo, a pescadora Esmelita Costa, 51, relembra o momento da tragédia. Ela é uma das dezenas de pessoas que ficaram apenas com a roupa do corpo durante o acidente. “Foi horrível. Eu fecho os olhos e tudo vem de novo à minha mente. Eu tinha acabado de chegar do médico e me preparava para dar a comida do meu netinho de seis anos,

quando eu ouvi um estouro, uma gritaria e vi a casa desabando na minha cabeça. Na mesma hora eu peguei meu neto pelos braços e pulei para o rio desesperada. Quando olhei para trás, tudo já estava no chão”, lembra emocionada. D e a c o rd o c o m a D e f e s a Civil, até o momento cerca de 30 famílias foram atingidas diretamente ou tiveram que deixar suas casas por conta do risco de desabamento. Ao redor do local da erosão, rachaduras por todo o chão mostram que ainda há o risco de novas erosões. “Toda essa área aqui está comprometida, por isso a preocupação dos orgãos de segurança em retirar todas as famílias que vivem ao redor. Pela nossa avaliação, infelizmente, ainda há, sim, perigo de desabamento”, afirma o subtenente do Corpo de Bombeiros, Odinaldo Negrão. Os trabalhos dos órgãos de segurança pública devem continuar por todo o dia de hoje. Segundo o oficial dos Bombeiros, alguns moradores insistem em invadir a área para retirar materiais de construção. Por isso a preocupação dos autoridades de segurança em permanecer no local. “Queremos evitar qualquer tipo de desastre na área. Mesmo informando a população sobre os riscos, muitos ainda insistem em desobedecer as nossas orientações e acabam se arriscando para tentar salvar algum bem. Por isso, temos aumentado nosso trabalho de vigilancia e fiscalização”, explicou o subtenente.

Ministro do STF mantém corte de salários acima do teto no Senado O ministro do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, negou pedido de liminar feito pelo Sindicato dos Servidores do Poder Legislativo Federal e do Tribunal de Contas da União contra o corte dos salários de servidores do Senado que ultrapassem o teto do

funcionalismo público. Hoje o teto é de R$ 28.059,29. Em setembro TCU havia determinado o fim dos salários acima do teto no Senado e a devolução do excedente nos últimos 5 anos. A Mesa do Senado acatou a determinação em outubro. Ao contestar a decisão no

Supremo, o sindicato alegou que valores pagos a título de horas extras e de exercício de funções comissionadas estão excluídos do teto constitucional e, por isso, seria regular que alguns servidores ganhassem acima dos R$ 28.059,29. Na decisão sobre o

pedido de decisão liminar (provisória), proferida no último dia 19 mas divulgada apenas nesta terça (31), Dias Toffoli disse que não é necessário que o tribunal conceda uma liminar, já que não há risco de lesão grave e de difícil reparação para os servidores. “A efetivação

da medida não implicará supressão do pagamento de remuneração ou pensão, mas, sim, de parcela que exceda o valor do subsídio mensal, em espécie e atualmente em vigor, dos ministros do Supremo Tribunal Federal, ou seja, R$ 28.059.28”, afirmou o ministro.


8

BELÉM, DE 10 A 16 DE JANEIRO DE 2014

Aniversário de Belém A

porta de entrada para a Amazônia - como ficou conhecida Belém durante anos - comemora 398 anos de fundação neste domingo, 12. Das margens da Baía de Guajará, onde nasceu em 1616, a cidade de Belém está prestes a completar 400 anos. À chegada de mais um aniversário, o que tem a dizer a população que viu a cidade crescer a partir do núcleo de ocupação do Forte do Castelo e depois avançar para as áreas da Cidade Velha e da Campina? Belém ainda pode sustentar vaidosamente o título de “Metrópole da Amazônia”? A VOZ DE NAZARÉ traz nesta edição um passeio pela evolução da Cidade das Mangueiras. O nome Antônio Lemos não se esquece, sobretudo porque o imponente palácio que leva seu nome ainda está de pé abrigando a sede do poder municipal. Arquitetura digna de contemplação assim como tantos belos exemplares edificados na capital do Estado do Pará, desde a sua fundação. Construções históricas cujas raízes estão mergulhadas nas fundações do Ver-O-Peso. O historiador Aldrin de Moura Figueiredo atribui grande valor ao intendente que sedimenta grande parte da memória de Belém, levantada sob os auspícios de sua autoridade. Autoridade e poder estavam intrinsecamente unidos. O nome do Intendente Antônio Lemos é assinatura fartamente entremeada à história de Belém. Em 2011, o historiador Aldrin denominava uma exposição montada num dos suntuosos salões do Palácio Antônio Lemos com o título “Janelas do passado, espelhos do presente: Belém do Pará, arte, imagem e história”. Toda história ali exposta pretendia mostrar a janela da “alma” de uma cidade. O período mais glorioso na vida de Belém do Pará foi entre as décadas finais do século XIX e as primeiras do século XX. Quem nasceu e se criou nessa época pôde conhecer o chamado tempo áureo proporcionado pelo Ciclo da Borracha. Foi exatamente nesse tempo que a população pôde testemunhar e conviver com um tempo de riqueza em que era tão comum o vislumbre de tantas coisas belas e concretizadas aos olhos do belenense na ostentação de verdadeiras joias, não apenas como elementos d e a d o r n o d a f i g u ra h u m a n a , mas também pela reprodução de riquíssimos detalhes na edificação e na decoração dos prédios residenciais ou empreendimentos públicos e comerciais exigidos pela pompa daquele saudoso e confortável tempo. A população belenense, entretanto, prepara-se para os “parabéns” à Belém de 2014. Da ostentada saudade, o que ainda resta? O professor Aldrin afirma que o mosaico da cidade é formado pelos resquícios do belo tempo repleto de joias e as outras peças são representadas por uma sociedade que hoje sobrevive em meio a escombros. Afinal, a charmosa Belém, ricamente registrada nos acervos fotográficos históricos, parece resistir, apenas. Em alguns aspectos, vive dias com a certeza de que em algum tempo teve seu glamour. Houve certo gestor que sempre recorria à expressão “terra do já teve”. A chuva típica das tardes tornase motivo de tensão para pequenos imóveis situados logo ali, na ilharga de Batista Campos. “Mas não é o centro da cidade? Por que alaga tanto?”, indagam revoltados os seus habitantes. Um contraste, pois ali mesmo, um dos bairros nobres da capital, também há muitas suntuosas residências, marcas de bairro habitado pela classe média da cidade. Ironia

Caderno Dois

ESPECIAL BELÉM - 398 ANOS

Dos tempos áureo

Entre contrastes, capital paraense resiste entre a memóri FOTOS: LUIZ ESTUMANO

w NATUREZA E O MEIO URBANO Cidade é rodeada pelas águas da Baía do Guajará e por ilhas que a circundam

do desenvolvimento que convive em paralelo com as características peculiares dos ricos bairros como é Batista Campos, Nazaré, Umarizal, Pedreira. Confortável realidade urbana que infelizmente não é igualmente reproduzida em todos os recantos dos bairros. Olhando Belém da janela do hotel ou dos edifícios a imagem da capital não deixa a desejar em similaridade com outras grandes capitais brasileiras. Mas, descendo aos detalhes, a constatação da realidade é um misto de alegria e tristeza. Projetos megalômanos imprimem à capital paraense um ar de metrópole moderna: pórticos e viadutos na entrada da cidade e em outros corredores viários importantes. A altura dos empreendimentos

modernos, porém, ainda não conseguiu escalar na mesma proporção o progresso harmonioso a toda a cidade, onde todos possam desfrutar das benesses da capital. Passados séculos dos áureos tempos da borracha, não é necessário ir muito longe para ver as mazelas da linda Belém. No alto das passarelas, o retrato humano do descaso social é fato. Ninguém se arrisca a passar por elas: há sempre um cidadão perdido, carente de suas necessidades mais elementares, culpa de alguém. A sociedade belenense clama por um real desenvolvimento. Apesar de Belém reunir um complexo metropolitano imponente na extensão territorial limitada por várias cidades, basta um olhar na entrada da capital, o mesmo caminho pelo qual chega

o caboclo ou o turista para visitar, encantar-se com a Belém retratada romanticamente em verso e prosa para ver o traçado urbano tão característico das grandes cidades: Belém é contada entre as maiores capitais do país. Os gestores municipais não perdem de vista esse potencial campo de marketing. No Entroncamento pode se ver de tudo: viaduto de tantos anéis viários que levam os veículos a rodar em círculos e depois deslocar-se para as mesmas pistas de um engarrafamento p e r m a n e n t e q u e v i ro u m a rc a registrada de Belém. Subir o viaduto, tomar várias direções como atalhos inteligentes e terminar sufocado sem ter para onde ir, quando o condutor defronta-se com a realidade: Belém não tem planejamento viário.

Caminhos do progresso, refúgio para o abandono social Para especialistas, o progresso em Belém é obra interminável, sucessão de equívocos e fonte para investimentos pesados sem medidas para as consequências desastrosas. A megalomania insiste em mudar a face provinciana de uma Belém que tanto encantou no passado e fascina o presente como cidade tão propícia à hospitalidade, aspecto tão peculiar do povo paraense, tanto mais latente naqueles cidadãos que vivem na capital. Por que não haveria de ser assim: deve-se receber bem o visitante, fazê-lo sentir em casa. Belém é uma festa em tempos de festa! A segurança pública tem trabalho de sobra, esmera-se, mas não dá conta de tantos incidentes, acidentes ou negligências que colocam o estado do Pará entre os maiores índices de registro de violência que assusta a todos e põe em estado de alerta a população. A vitrine de Belém é a mais visada. “Vão destruir o Ver-O-Peso pra construir um shopping Center. Por que será que ninguém nos leva a sério, só o nosso minério?”, dizia a letra da canção do Mosaico de Ravena. Os Ravena eram jovens e animaram uma juventude que também ficou na saudade. Os índices da violência divulgados de tempos em tempos pelas autoridades informam que é necessário estar vigilante: as ocorrências policiais

w PALÁCIO ANTÔNIO LEMOS Imponente palácio abriga sede da prefeitura

elevam em suas estatísticas o curto período de vida que parece impor à juventude o preço da incompetência pela implantação de políticas públicas eficazes para elevar os padrões de vida da população. Por aqui é inevitável ficar preso no engarrafamento. Os românticos paraenses isolam-se em seus fones de ouvido e mergulham suas almas na solidão tecnológica que torna mais confortável o enfrentamento do caos. De vidros fechados, ar condicionado ligado ou suportando as elevadas

temperaturas no interior de um ônibus coletivo, o belenense parece ir se acostumando ao que é imutável. Suporta em pé as longas distâncias percorridas pelos poucos veículos disponibilizados pelas empresas concessionárias do serviço público de transporte que levam e trazem aqueles que insistem em resistir. A vida pulsa no dia-a-dia e é preciso correr para não perder a viagem. Para não perder o passageiro, as alternativas vans do corredor viário clandestino gritam no silêncio descaso do governo


BELÉM, DE 10 A 16 DE JANEIRO DE 2014

Aniversário de Belém

9

Caderno Dois

os a 2014: Belém resiste

ia histórica da Belle Époque e a dura realidade urbana

w SUJEIRA Cidade é vítima do descaso dos seus habitantes, apontado pelo historiador Aldrin Moura de Figueiredo

pelo desrespeito ao direito de ir e vir aos locais mais distantes do centro de Belém. A guerra de volantes está declarada! Em nome da sobrevivência de maneira autônoma, o povo vai aonde quer. Nos poucos “fresquinhos” ônibus colocados à disposição daqueles que podem pagar o preço, não cabem todos. “Vamos de van!”, sugerem os desesperados passageiros o dia inteiro às margens das pistas. O grito ouvido por dignos pais de famílias foi respondido no início com alguns veículos, uma frota inicial constituída de poucas vans, agora incontáveis e capazes de fechar o trânsito em protestos que exigem sua legalização. Luta árdua do transporte legal para dar conta de todos, não “queimar” as paradas para os idosos, deficientes físicos e estudantes, passes especiais cada dia mais invisíveis nas lotações. A rentável atividade de pegar os passageiros abandonados no acostamento coloca em atrito todas as direções veiculares: cuidado ao parar ou saltar de uma veículo: um alternativo grita da janela ou da porta com quase todo o corpo para fora para dizer que “há vaga sentado até o ônibus não entra”. Crônica diária do trânsito caótico de Belém. Usurpados nos seus direitos, os cidadãos, com direitos especiais assegurados em leis, seguem em pé, testemunhando na história recente de Belém a falta de pulso do poder público para sanar os abusos, e revoltados também pela gritante audácia de cidadãos que fazem questão de portarse como mal educados, totalmente reclinados nos assentos especiais, destinados a quem realmente necessita do local diferenciado para acomodarse durante a viagem. “Rubiiiii!!!!!!!!”, gritam as canções da juventude nos fones de ouvidos que deixam qualquer passageiro imóvel, insensível e sonolento a ponto de roncar a bordo de um dos assentos especiais do transporte público. A falta de política de transportes faz de Belém uma malha viária conturbada, perdida em todas as direções, retrato de idas e vindas de gestores que a cada gestão municipal encampam grandiosas obras em porte e cifras, mas não conseguem tirar a cidade do caos, mesmo que a frota de veículos aumente a olhos nus. Desde a Avenida Almirante Barroso pedestres

w PRECIOSIDADE Belém contém belos prédios construídos por Landi

precisam de gigantescas doses de paciência para transpor o transtorno causado pelo enorme extensão de estresse provocado pelas obras do BRT, promessa que já interliga mandatos de gestores com a garantia de que, finalmente, o trânsito irá fluir. Belém vai chegar aos 400 anos repleta de pequenas galerias comerciais - tendência crescente! Luta para não sucumbir aos shoppings nem recorrer aos camelôs abrigados onde o poder público acha melhor, longe dos corredores de intenso rush! As grandes redes de supermercados e magazines deixa aos poucos a atenção ao centro para se instalar nos eixos mais distantes assim como os condomínios. À margem das rodovias, o progresso avança, as moradias são de luxo. Será o retrato de uma nova Belém, mais rica, tentando implantar uma Belle Époque techno? O cemitério da Soledade, bem no centro da cidade, na Avenida Serzedelo Correa, nem de longe lembra os modernos campos santos. Serviços póstumos de luxo permitem uma despedida digna dos grandes centros urbanos do mundo, com diversas maneiras de eternizar as lembranças mais queridas. Os escombros sociais denunciados pelo historiador e professor Aldrin Figueiredo precisam ser reerguidos! Uma densa chuva um pouco mais forte do que aquela que leva ao mundo a fama de Belém como a cidade onde chove todas as tardes é o suficiente para revelar a carência de projetos eficazes de saneamento básico para a cidade.

Apesar de tanto esmero arquitetônico na aparência da moderna Belém, ainda é impossível deixar de notar que os bairros mais distantes não estão no centro da atenção do poder público. É na periferia que estão os registros estatísticos das mazelas sociais de Belém que sobram na pauta da mídia local. A mais desgastante delas é o alagamento na hora da chuva. As casas são invadidas pela inundação pluvial e tem sido assim há décadas. Os canais necessários ao escoamento das águas até dão um contorno interessante à paisagem urbana, contudo são motivo de pânico de um contraste educacional: limpos pelo poder público, logo depois ocupados pelos detritos depositados pelo próprio cidadão. Culpa de quem? As áreas de ocupação crescem na mesma intensidade com que cresce o progresso irreal de Belém. De todas as adjacências dos bairros, sobem vidas para o centro da cidade na esperança de conquistar dias melhores. Entretanto, em meio à massa humana do burburinho do complexo urbano, essas vidas se misturam a tantas outras para dizer ao mundo a que vieram. “Sem chances!”, alguém diria àqueles que superlotam as ruas e depois superlotam cadeias. O progresso urbano de Belém é notável, porém, mais evidente ainda é a diferença de vida entre seus habitantes. Deixando o coração da cidade, pode-se ver imediatamente perto que nem tudo que reluz é ouro em Belém. Parece um tempo propício para repensar o retrato da nova Belém. Como eliminar

o visível caos que permite que a coleta seletiva de lixo não seja eficiente nem no centro da cidade? Asfalto e lixo em vias completamente deterioradas compõem o álbum de fotografias da Cidade das Mangueiras. Para muitos, a beleza da cidade de Belém é inquestionável. De fato, é uma cidade de lindas paisagens. Mais uma vez o professor Aldrin Figueiredo defende sua tese de que Belém é uma cidade vista por meio de dois espelhos, os quais refletem as desigualdades que insistem em permanecer na vida do belenense: a saudade de um tempo rico e memorável plantado aqui na época do Ciclo da Borracha e realidade de uma cidade abandonada em muitas áreas pelo poder público. E crítico no amor que devota à sua cidade ele aproveita para chamar a atenção para uma dica essencial: conhecedor de grandes centros urbanos que percorre como pesquisador e historiador no Pará, o professor Aldrin sente que um detalhe faz a diferença entre nações: o zelo que cada pessoa deve ter com aquilo que possui. No caso de Belém, Aldrin denuncia que é impossível fechar os olhos às mazelas de uma cidade metropolitana tão importante, porém, destaca que um gesto bem simples pode começar a mudar o cartão postal de Belém: a educação. Educação intimamente ligada à consciência ambiental. O professor Aldrin pondera que essa não é uma atitude difícil de ser conquistada. Ele considera que essa postura é verificada nos grandes centros urbanos do mundo. Constatase a sua eficácia quando visita essas cidades. Qualquer desrespeito à memória ou ao meio ambiente é solucionado energicamente por meio de uma política educacional que privilegia a prevenção de problemas caóticos e investimentos pesados em ações de educação e cidadania. O direito à moradia que movimenta tantos grupos pelo país é uma luta árdua e justa, afiançada pelo Papa Francisco. Em 2014 é tempo de cuidar do povo de Deus que precisa desfrutar do conforto de um lar. Obediência a Deus e justiça no Reino é governar com sabedoria a fim de diminuir o número de pessoas sem casa, pensa o Santo Padre. Belenenses pensam: então seria hora de olhar melhor para o povo de Belém? Afinal, aniversário é o momento ideal para apresentar ao povo um banquete farto. Em oração uníssona com o Papa Francisco, para a Igreja de Belém, este é o momento de planejar as políticas que poderão diminuir a fome das pessoas. Ela quer que Belém seja um cesto fortalecido pela solidariedade dos homens dispostos a aderir a campanhas como a “Belém, a Casa do Pão”, por exemplo, que alimentou mais de 33 mil famílias no último Natal. Sanados os problemas de ordem mais estrutural, para a Igreja, torna-se necessário investir na preservação da vida. Unida em oração, convoca ao trabalho árduo todas as pastorais que em conjunto agem para proporcionar uma vida mais digna às comunidades paroquiais em Belém. Essa é a motivação maior do projeto Igreja de Belém em Missão, que vem trabalhando para comemorar a presença da vida em Jesus no estado do Pará.


10

BELÉM, DE 10 A 16 DE JANEIRO DE 2014

Cidade

Caderno Dois LUIZ ESTUMANO/ARQUIVO

PREPARAÇÃO PARA 2016

Lançada a logo do Congresso Eucarístico Belém sediará o evento que reunirá pessoas do mundo todo. Comissões já trabalham

U

ma cerimônia na noite de ontem, 9 de janeiro, no salão dos pontificais da Catedral Metropolitana de Belém, marcou o lançamento da logomarca oficial do XVII Congresso Eucarístico Nacional, um grande evento para a Igreja, que acontecerá em Belém, de 14 a 21 de agosto de 2016. A partir desse lançamento iniciam-se oficialmente

os trabalhos de capcitação de recursos para o evento de 2016. Desde junho do ano passado já começaram os preparativos para o Congresso. Comissões foram criadas para levar em frente a missão de organizá-lo. Após o lançamento da logo, as equipes de captação de recursos iniciarão a busca por patrocinadores e apoiadores. As equipes são: Teológico

Circuito das Artes 2013 Seguem até 13 de fevereiro as apresentações fruto de intensos sete meses de pesquisa nas áreas de teatro, fotografia, música, dança, audiovisual, literatura e artes plásticas. Entre os locais de realização estão: Belém, I c o a ra c i , A n a n i n d e u a , Castanhal, Marabá, Soure, Ilha de João de Pilatos, Moju, Vila de Abacabal, Santarém, Marituba e Paragominas. São mais de 38 apresentações, resultado de 30 bolsas oferecidas durante o ano por meio do edital de Bolsa de Criação, Experimentação

e Divulgação Artística do IAP. O edital teve início em 2002 e já teve excelentes resultados como a animação “Turma da Pororoca”, de Cássio Tavernard, entre outros. Na edição de 2013 foram contemplados também artistas do interior do Pará. Os perfis e releases de cada participante estão disponíveis no site www. iap-circuitodasartes.com. br. A programação completa d o C i rc u i t o d a s A r t e s está no endereço www. circuitodasartes.com.br e também na página do Instituto: www.iap.pa.gov.br.

Obras de Cândido Portinari em Belém Mostra com 40 obras do artista estarão acessíveis ao público. O Museu Histórico do Pará receberá obras originais de grande valor. A exposição intitulada “Portinari na Coleção Castro Maya” será aberta no dia 14 de janeiro e permanecerá na cidade durante dois meses. O tema da exposição é a relação de 20 anos de amizade entre colecionador e artista, que reúne 59 das 168 obras originais do pintor Cândido Portinari pertencentes à coleção de Raymundo de Castro Maya,

o maior acervo público do artista. A a p re s e n t a ç ã o em Belém faz parte de uma nova intinerância, patrocinada pela Petrobras, selecionada pelo Edital de Circulação de Exposições, a qual conta ainda com uma apresentação subsequente em Belo Horizonte. A visitação é de terça a sexta-feira das 10h às 18h e sábado, domingo e feriados das 10h às 14h. O museu do Estado fica na Praça Dom Pedro II, Cidade Velha. Contato: (91) 4009 -9833.

w EVENTO Abertura do Congresso Eucarístico será no Mangueirão

Espiritual (Bíblico), Liturgia, Jurídico, Finanças e Infraestrutura, Hospedagem e Acolhida, Comunicação (Fundação

Nazaré), Cultura, Educação, Saúde, Segurança, Pastoral e Relações Institucionais (Pública).

Mostra Fotoativa Belém 1616 - Retrospectiva

“O exercício do caos” marca retorno de sessões

Segue até o dia 12 deste mês a mostra Fotoativa Belém 1616 - Retrospectiva, no SESC Boulevard. A exposição reúne os trabalhos dos participantes das maratonas fotográficas do projeto Belém 1616. A visitação pode ser feita das 10h às 21h, de terça a domingo. O Sesc Boulevard fica na Boulevard Castilho França 522/523- Campina.

O longa metragem de Frederico Machado é um pequeno conto sobre um pai autoritário que lida com as perturbações diárias de uma vida de isolamento no sertão maranhense ao lado de suas três filhas. A família sente a ausência da mãe. Um capataz estranho explora a família enquanto persegue a inocência das meninas que, por sua vez, estão divididas entre a ilusão da

Salão de Artes Visuais e Mostra de Design de Produto A exposição apresenta obras desenvolvidas por alunos e ex-alunos da Fundação Curro Velho, dos diversos cursos oferecidos pela instituição e premiados no Projeto Cobra Criada que incentiva os alunos em suas produções. Nela podem ser vistas obras em artesanato, objetos e audiovisuais. A visitação vai até o dia 17. A entrada é franca. A Fundação Curro Velho fica na Rua Professor Nelson Ribeiro, 287. Mais informações: (91) 3224-6240.

infância e a realidade cruel de suas vidas. Enquanto os fundamentos da família desmoronam cada vez mais, os enfraquecidos personagens ficam no limiar entre a razão e a loucura, caos e fé. As sessões acontecem de 8 a 11/01 (quarta a sábado) às 19h; 12/01 (domingo) às 17h e 19h; de 15 a 18/01 (quarta a sábado) às 19h; e 19/01 (domingo) às 17h e 19h.

Mangal das Garças apresenta exposição sobre guarás Segue até o dia 28 de fevereiro a primeira exposição do Parque Zoobotânico, que compõe o calendário de comemorações do aniversário de Belém. Ela é composta por elementos que possuem em sua matéria prima o miriti. A programação é um recorte da exposição já feita no Galpão da Estação das Docas, intitulada Miriti das Águas, em que foram apresentadas diversas figuras que ilustram a região como barcos, canoas, garças e

outros pássaros, porém agora os elementos se voltam para o ambiente do parque. O Armazém do Tempo (antigo galpão de ferro utilizado como oficina mecânica) recebe por toda sua dimensão a instalação suspensa contendo cerca de cem garças, cem guarás representando uma grande revoada, e mais oito canoas em tamanho real que ajudam a compor a exposição. A visitação pode ser feita de terça a domingo, das 9h às 18h, até o dia 28 de fevereiro.

Veja a lista de feriados nacionais e pontos facultativos de 2014 Abril terá folga prolongada, mas o 2º semestre tem feriados aos domingos. Datas nacionais foram publicadas no Diário Oficial da União. O governo divulgou na segunda-feira, 6, os feriados nacionais e pontos facultativos de 2014. Ao todo, são 16 datas, sendo nove feriados nacionais e sete pontos facultativos. As datas foram publicadas no Diário Oficial da União (DOU). Em abril, haverá um feriado prolongado, que emenda os feriados da Sexta-feira da Paixão (18) e de Tiradentes (21), que cai na segunda-feira.

Já o segundo semestre terá muitos feriados durante os fins de semana. Os dias da Independência, de Nossa Senhora Aparecida e de Finados caem em um domingo, enquanto a Proclamação da República será lembrada em um sábado. Veja na lista abaixo os feriados e pontos facultativos nacionais – não estão incluídas as datas comemorativas estaduais e municipais:

FERIADOS E PONTOS FACULTATIVOS 1° de janeiro: Confraternização Universal 3 de março: Carnaval 4 de março: Carnaval 5 de março: Quarta-feira de Cinzas 18 de abril: Paixão de Cristo 21 de abril: Tiradentes 1° de maio: Dia Mundial do Trabalho 19 de junho: Corpus Christi 7 de setembro: Independência do Brasil 12 de outubro: Nossa Senhora Aparecida 28 de outubro: Dia do Servidor Público 2 de novembro: Finados 15 de novembro: Proclamação da República 24 de dezembro: véspera de Natal 25 de dezembro: Natal 31 de dezembro: véspera de Ano Novo

(feriado nacional) quarta-feira (ponto facultativo) segunda-feira (ponto facultativo) terça-feira (ponto facultativo até as 14h) quarta-feira (feriado nacional) sexta-feira (feriado nacional) segunda-feira (feriado nacional) quinta-feira (ponto facultativo) quinta-feira (feriado nacional) domingo (feriado nacional) domingo (ponto facultativo) terça-feira (feriado nacional) domingo (feriado nacional) sábado (ponto facultativo após as 14h) quarta-feira (feriado nacional) quinta-feira (ponto facultativo após as 14h) quarta-feira


11

BELÉM, DE 10 A 16 DE JANEIRO DE 2014

Mensagem

Caderno Dois

MENSAGEM DO SANTO PADRE FRANCISCO PARA A CELEBRAÇÃO DO XLVII DIA MUNDIAL DA PAZ

1. Nesta minha primeira Mensagem para o Dia Mundial da Paz, desejo formular a todos, indivíduos e povos, votos duma vida repleta de alegria e esperança. Com efeito, no coração de cada homem e mulher, habita o anseio duma vida plena que contém uma aspiração irreprimível de fraternidade, impelindo à comunhão com os outros, em quem não encontramos inimigos ou concorrentes, mas irmãos que devemos acolher e abraçar. Na realidade, a fraternidade é uma dimensão essencial do homem, sendo ele um ser relacional. A consciência viva desta dimensão relacional levanos a ver e tratar cada pessoa como uma verdadeira irmã e um verdadeiro irmão; sem tal consciência, tornase impossível a construção duma sociedade justa, duma paz firme e duradoura. E convém desde já lembrar que a fraternidade se começa a aprender habitualmente no seio da família, graças sobretudo às funções responsáveis e complementares de todos os seus membros, mormente do pai e da mãe. A família é a fonte de toda a fraternidade, sendo por isso mesmo também o fundamento e o caminho primário para a paz, já que, por vocação, deveria contagiar o mundo com o seu amor. O número sempre crescente de ligações e comunicações que envolvem o nosso planeta torna mais palpável a consciência da unidade e partilha dum destino comum entre as nações da terra. Assim, nos dinamismos da história - independentemente da diversidade das etnias, das sociedades e das culturas -, vemos semeada a vocação a formar uma comunidade feita de irmãos que se acolhem mutuamente e cuidam uns dos outros. Contudo, ainda hoje, esta vocação é muitas vezes contrastada e negada nos fatos, num mundo caracterizado pela “globalização da indiferença” que lentamente nos faz “habituar” ao sofrimento alheio, fechando-nos em nós mesmos. Em muitas partes do mundo, parece não conhecer tréguas a grave lesão dos direitos humanos fundamentais, sobretudo dos direitos à vida e à liberdade de religião. Exemplo preocupante disso mesmo é o dramático fenômeno do tráfico de seres humanos, sobre cuja vida e desespero especulam pessoas sem escrúpulos. Às guerras feitas de confrontos armados juntam-se guerras menos visíveis, mas não menos cruéis, que se combatem nos campos econômico e financeiro com meios igualmente demolidores de vidas, de famílias, de empresas. A globalização, como afirmou Bento XVI, torna-nos vizinhos, mas não nos faz irmãos.[1] As inúmeras situações de desigualdade, pobreza e injustiça indicam não só uma profunda carência de fraternidade, mas também a ausência duma cultura de solidariedade. As novas ideologias, caracterizadas por generalizado individualismo, egocentrismo e consumismo materialista, debilitam os laços sociais, alimentando aquela mentalidade do “descartável” que induz ao desprezo e abandono dos mais fracos, daqueles que são considerados “inúteis”. Assim, a convivência humana assemelhase sempre mais a um mero do ut des pragmático e egoísta. Ao m e s m o t e m p o , r e s u l t a claramente que as próprias éticas c o n t e m p o r â n e a s s e m o s t ra m incapazes de produzir autênticos vínculos de fraternidade, porque uma fraternidade privada da referência a

1º DE JANEIRO DE 2014

FRATERNIDADE, FUNDAMENTO E CAMINHO PARA A PAZ DIVULGAÇÃO

w PAPA FRANCISCO Pontífice pede incessantemente a paz no mundo

um Pai comum como seu fundamento último não consegue subsistir.[2] Uma verdadeira fraternidade entre os homens supõe e exige uma paternidade transcendente. A partir do reconhecimento desta paternidade, consolida-se a fraternidade entre os homens, ou seja, aquele fazer-se “próximo” para cuidar do outro. “Onde está o teu irmão?” (Gn 4, 9)

2. Para compreender melhor esta vocação do homem à fraternidade e para reconhecer de forma mais adequada os obstáculos que se interpõem à sua realização e identificar as vias para a superação dos mesmos, é fundamental deixar-se guiar pelo conhecimento do desígnio de Deus, tal como se apresenta de forma egrégia na Sagrada Escritura. Segundo a narração das origens, todos os homens provêm dos mesmos pais, de Adão e Eva, casal criado por Deus à sua imagem e semelhança (cf. Gn 1, 26), do qual nascem Caim e Abel. Na história desta família primigênia, lemos a origem da sociedade, a evolução das relações entre as pessoas e os povos. Abel é pastor, Caim agricultor. A sua identidade profunda e, conjuntamente, a sua vocação é ser irmãos, embora na diversidade da sua atividade e cultura, da sua maneira de se relacionarem com Deus e com a criação. Mas o assassinato de Abel por Caim atesta, tragicamente, a rejeição radical da vocação a ser irmãos. A sua história (cf. Gn 4, 1-16) põe em evidência o difícil dever, a que todos os homens são chamados, de viver juntos, cuidando uns dos outros. Caim, não aceitando a predileção de Deus por Abel, que Lhe oferecia o melhor do seu rebanho - “o Senhor olhou com agrado para Abel e para a sua oferta, mas não olhou com agrado para Caim nem para a sua oferta” (Gn 4, 4-5) -, mata Abel por inveja. Desta

forma, recusa reconhecer-se irmão, relacionar-se positivamente com ele, viver diante de Deus, assumindo as suas responsabilidades de cuidar e proteger o outro. À pergunta com que Deus interpela Caim - “onde está o teu irmão?” -, pedindo-lhe contas da sua ação, responde: “Não sei dele. Sou, porventura, guarda do meu irmão?” (Gn 4, 9). Depois - diz-nos o livro do Gênesis -, “Caim afastou-se da presença do Senhor” (4, 16). É preciso interrogar-se sobre os motivos profundos que induziram C a i m a i g n o ra r o v í n c u l o d e fraternidade e, simultaneamente, o vínculo de reciprocidade e comunhão que o ligavam ao seu irmão Abel. O próprio Deus denuncia e censura a Caim a sua contiguidade com o mal: “o pecado deitar-se-á à tua porta” (Gn 4, 7). Mas Caim recusa opor-se ao mal, e decide igualmente “lançar-se sobre o irmão” (Gn 4, 8), desprezando o projeto de Deus. Deste modo, frustra a sua vocação original para ser filho de Deus e viver a fraternidade. A narração de Caim e Abel ensina que a humanidade traz inscrita em si mesma uma vocação à fraternidade, mas também a possibilidade dramática da sua traição. Disso mesmo dá testemunho o egoísmo diário, que está na base de muitas guerras e injustiças: na realidade, muitos homens e mulheres morrem pela mão de irmãos e irmãs que não sabem reconhecer-se como tais, isto é, como seres feitos para a reciprocidade, a comunhão e a doação. “E vós sois todos irmãos” (Mt 23, 8)

3 . S u rg e e s p o n t a n e a m e n t e a pergunta: poderão um dia os homens e as mulheres deste mundo corresponder plenamente ao anseio de fraternidade, gravado neles por Deus Pai? Conseguirão, meramente c o m a s s u a s f o r ç a s , ve n c e r a indiferença, o egoísmo e o ódio,

aceitar as legítimas diferenças que caracterizam os irmãos e as irmãs? Parafraseando as palavras do Senhor Jesus, poderemos sintetizar assim a resposta que Ele nos dá: dado que há um só Pai, que é Deus, vós sois todos irmãos (cf. Mt 23, 8-9). A raiz da fraternidade está contida na paternidade de Deus. Não se trata de uma paternidade genérica, indistinta e historicamente ineficaz, mas do amor pessoal, solícito e extraordinariamente concreto de Deus por cada um dos homens (cf. Mt 6, 25-30). Trata-se, por conseguinte, de uma paternidade eficazmente geradora de fraternidade, porque o amor de Deus, quando é acolhido, torna-se no mais admirável agente de transformação da vida e das relações com o outro, abrindo os seres humanos à solidariedade e à partilha ativa. Em particular, a fraternidade humana foi regenerada em e por Jesus Cristo, com a sua morte e ressurreição. A cruz é o “lugar” definitivo de fundação da fraternidade que os homens, por si sós, não são capazes de gerar. Jesus Cristo, que assumiu a natureza humana para a redimir, amando o Pai até à morte e morte de cruz (cf. Fl 2, 8), por meio da sua ressurreição constitui-nos como humanidade nova, em plena comunhão com a vontade de Deus, com o seu projeto, que inclui a realização plena da vocação à fraternidade. Jesus retoma o projeto inicial do Pai, reconhecendo-Lhe a primazia sobre todas as coisas. Mas Cristo, com o seu abandono até à morte por amor do Pai, torna-Se princípio novo e definitivo de todos nós, chamados a reconhecer-nos n’Ele como irmãos, porque filhos do mesmo Pai. Ele é a própria Aliança, o espaço pessoal da reconciliação do homem com Deus e dos irmãos entre si. Na morte de Jesus na cruz, ficou superada também a separação entre os povos, entre o povo da Aliança e o povo dos Gentios, privado de esperança porque permanecera até então alheio aos pactos da Promessa. Como se lê na Carta aos Efésios, Jesus Cristo é Aquele que reconcilia em Si todos os homens. Ele é a paz, porque, dos dois povos, fez um só, derrubando o muro de separação que os dividia, ou seja, a inimizade. Criou em Si mesmo um só povo, um só homem novo, uma só humanidade nova (cf. 2,14-16). Quem aceita a vida de Cristo e vive n’Ele, reconhece Deus como Pai e a Ele Se entrega totalmente, amando-O acima de todas as coisas. O homem reconciliado vê, em Deus, o Pai de todos e, consequentemente, é solicitado a viver uma fraternidade aberta a todos. Em Cristo, o outro é acolhido e amado como filho ou filha de Deus, como irmão ou irmã, e não como um estranho, menos ainda como um antagonista ou até um inimigo. Na família de Deus, onde todos são filhos dum mesmo Pai e, porque enxertados em Cristo, filhos no Filho, não há “vidas descartáveis”. Todos gozam de igual e inviolável dignidade; todos são amados por Deus, todos foram resgatados pelo sangue de Cristo, que morreu na cruz e ressuscitou por cada um. Esta é a razão pela qual não se pode ficar indiferente perante a sorte dos irmãos. Continua na pagina 212


12

BELÉM, DE 10 A 16 DE JANEIRO DE 2014

Mensagem A fraternidade, fundamento e caminho para a paz

4. Suposto isto, é fácil compreender que a fraternidade é fundamento e caminho para a paz. As Encíclicas sociais dos meus Predecessores oferecem uma ajuda valiosa neste sentido. Basta ver as definições de paz da Populorum progressio, de Paulo VI, ou da Sollicitudo rei socialis, de João Paulo II. Da primeira, apreendemos que o desenvolvimento integral dos povos é o novo nome da paz[3] e, da segunda, que a paz é opus solidaritatis, fruto da solidariedade.[4] Pa u l o V I a f i r m a q u e t a n t o as pessoas como as nações se devem encontrar num espírito de fraternidade. E explica: “Nesta compreensão e amizade mútuas, nesta comunhão sagrada, devemos (...) trabalhar juntos para construir o futuro comum da humanidade”.[5] Este dever recai primariamente sobre os mais favorecidos. As suas obrigações radicam-se na fraternidade humana e sobrenatural, apresentando-se sob um tríplice aspecto: o dever de solidariedade, que exige que as nações ricas ajudem as menos avançadas; o dever de justiça social, que requer a reformulação em termos mais corretos das relações defeituosas entre povos fortes e povos fracos; o dever de caridade universal, que implica a promoção de um mundo mais humano para todos, um mundo onde todos tenham qualquer coisa a dar e a receber, sem que o progresso de uns seja obstáculo ao desenvolvimento dos outros.[6] O ra , d a m e s m a f o r m a q u e se considera a paz como opus solidarietatis, é impossível não pensar que o seu fundamento principal seja a fraternidade. A paz, afirma João Paulo II, é um bem indivisível: ou é bem de todos, ou não o é de ninguém. Na realidade, a paz só pode ser conquistada e usufruída como melhor qualidade de vida e como desenvolvimento mais humano e sustentável, se estiver viva, em todos, “a determinação firme e perseverante de se empenhar pelo bem comum”.[7] Isto implica não deixar-se guiar pela “avidez do lucro” e pela “sede do poder”. É preciso estar pronto a “perderse” em benefício do próximo em vez de o explorar, e a “servi-lo” em vez de o oprimir para proveito próprio (...). O “outro” - pessoa, povo ou nação - [não deve ser visto] como um instrumento qualquer, de que se explora, a baixo preço, a capacidade de trabalhar e a resistência física, para o abandonar quando já não serve; mas sim como um nosso “semelhante”, um “auxílio”.[8]

A solidariedade cristã pressupõe que o próximo seja amado não só como “um ser humano com os seus direitos e a sua igualdade fundamental em relação a todos os demais, mas [como] a imagem viva de Deus Pai, resgatada pelo sangue de Jesus Cristo e tornada objecto da ação permanente do Espírito Santo”,[9] como um irmão. “Então a consciência da paternidade comum de Deus, da fraternidade de todos os homens em Cristo, “filhos no Filho”, e da presença e da ação vivificante do Espírito Santo conferirá - lembra João Paulo II - ao nosso olhar sobre o mundo como que um novo critério para o interpretar”,[10] para o transformar. A fraternidade, premissa para vencer a pobreza

5. Na Caritas in veritate, o meu Predecessor lembrava ao mundo que uma causa importante da pobreza é a falta de fraternidade entre os povos e entre os homens.[11] Em muitas sociedades, sentimos uma profunda pobreza relacional, devido à carência de sólidas relações familiares e comunitárias; assistimos, preocupados, ao crescimento de diferentes tipos de carências, marginalização, solidão e de várias formas de dependência patológica. Uma tal pobreza só pode ser superada através da redescoberta e valorização de relações fraternas no seio das famílias e das comunidades, através da partilha das alegrias e tristezas, das dificuldades e sucessos presentes na vida das pessoas. Além disso, se por um lado se verifica uma redução da pobreza absoluta, por outro não podemos deixar de reconhecer um grave aumento da pobreza relativa, isto é, de desigualdades entre pessoas e grupos que convivem numa região específica ou num determinado contexto históricocultural. Neste sentido, servem políticas eficazes que promovam o princípio da fraternidade, garantindo às pessoas - iguais na sua dignidade e nos seus direitos fundamentais - acesso aos “capitais”, aos serviços, aos recursos educativos, sanitários e tecnológicos, para que cada uma delas tenha oportunidade de exprimir e realizar o seu projeto de vida e possa desenvolverse plenamente como pessoa. Reconhece-se haver necessidade também de políticas que sirvam para atenuar a excessiva desigualdade de rendimento. Não devemos esquecer o ensinamento da Igreja sobre a chamada hipoteca social, segundo a qual, se é lícito - como diz São Tomás de Aquino - e mesmo necessário que

YOUCAT

Caderno Dois “o homem tenha a propriedade dos bens”,[12] quanto ao uso, porém, “não deve considerar as coisas exteriores que legitimamente possui só como próprias, mas também como comuns, no sentido de que possam beneficiar não só a si mas também aos outros”.[13] Por último, há uma forma de promover a fraternidade - e, assim, vencer a pobreza - que deve estar na base de todas as outras. É o desapego vivido por quem escolhe estilos de vida sóbrios e essenciais, por quem, partilhando as suas riquezas, consegue assim experimentar a comunhão fraterna com os outros. Isto é fundamental, para seguir Jesus Cristo e ser verdadeiramente cristão. É o caso não só das pessoas consagradas que professam voto de pobreza, mas também de muitas famílias e tantos cidadãos responsáveis que acreditam firmemente que a relação fraterna com o próximo constitua o bem mais precioso. A redescoberta da fraternidade na economia

6. As graves crises financeiras e econômicas dos nossos dias - que têm a sua origem no progressivo afastamento do homem de Deus e do próximo, com a ambição desmedida de bens materiais, por um lado, e o empobrecimento das relações interpessoais e comunitárias, por outro - impeliram muitas pessoas a buscar o bem-estar, a felicidade e a segurança no consumo e no lucro fora de toda a lógica duma economia saudável. Já, em 1979, o Papa João Paulo II alertava para a existência de “um real e perceptível perigo de que, enquanto progride enormemente o domínio do homem sobre o mundo das coisas, ele perca os fios essenciais deste seu domínio e, de diversas maneiras, submeta a elas a sua humanidade, e ele próprio se torne objeto de multiforme manipulação, se bem que muitas vezes não diretamente perceptível; manipulação através de toda a organização da vida comunitária, mediante o sistema de produção e por meio de pressões dos meios de comunicação social”.[14] As sucessivas crises econômicas devem levar a repensar adequadamente os modelos de desenvolvimento econômico e a mudar os estilos de vida. A crise atual, com pesadas consequências na vida das pessoas, pode ser também uma ocasião propícia para recuperar as virtudes da prudência, temperança, justiça e fortaleza. Elas podem ajudarnos a superar os momentos difíceis e a redescobrir os laços fraternos que nos

unem uns aos outros, com a confiança profunda de que o homem tem necessidade e é capaz de algo mais do que a maximização do próprio lucro individual. As referidas virtudes são necessárias sobretudo para construir e manter uma sociedade à medida da dignidade humana. A fraternidade extingue a guerra

7. Ao longo do ano que termina, muitos irmãos e irmãs nossos continuaram a viver a experiência dilacerante da guerra, que constitui uma grave e profunda ferida infligida à fraternidade. Há muitos conflitos que se consumam na indiferença geral. A todos aqueles que vivem em terras onde as armas impõem terror e destruição, asseguro a minha solidariedade pessoal e a de toda a Igreja. Esta última tem por missão levar o amor de Cristo também às vítimas indefesas das guerras esquecidas, através da oração pela paz, do serviço aos feridos, aos famintos, aos refugiados, aos deslocados e a quantos vivem no terror. De igual modo a Igreja levanta a sua voz para fazer chegar aos responsáveis o grito de dor desta humanidade atribulada e fazer cessar, juntamente com as hostilidades, todo o abuso e violação dos direitos fundamentais do homem.[15] Por este motivo, desejo dirigir um forte apelo a quantos semeiam violência e morte, com as armas: naquele que hoje considerais apenas um inimigo a abater, redescobri o vosso irmão e detende a vossa mão! Renunciai à via das armas e ide ao encontro do outro com o diálogo, o perdão e a reconciliação para reconstruir a justiça, a confiança e esperança ao vosso redor! “Nesta ótica, torna-se claro que, na vida dos povos, os conflitos armados constituem sempre a deliberada negação de qualquer concórdia internacional possível, originando divisões profundas e dilacerantes feridas que necessitam de muitos anos para se curarem. As guerras constituem a rejeição prática de se comprometer para alcançar aquelas grandes metas econômicas e sociais que a comunidade internacional estabeleceu”.[16] Mas, enquanto houver em circulação uma quantidade tão grande como a atual de armamentos, poder-se-á sempre encontrar novos pretextos para iniciar as hostilidades. Por isso, faço meu o apelo lançado pelos meus Predecessores a favor da não-proliferação das armas e do desarmamento por parte de todos, a começar pelo desarmamento nuclear e químico. Continua na próxima edição.

PRIMEIRA PARTE

Em que cremos

92

Porque razão Jesus chamou Apóstolos?

Jesus tinha, à Sua volta, um grande círculo de discípulos, homens e mulheres. Deste círculo, Ele escolheu doze homens, a quem deu o nome de APÓSTOLOS (Lc 6,1216). Os Apóstolos foram formados especialmente por Ele, que lhes confiou diversas tarefas: “Enviou-os a proclamar o Reino de Deus e a curar os doentes” (Lc 9,1-2). Também apenas a estes doze Apóstolos confiou, na Última Ceia, uma nova missão: “Fazei isto em memória de Mim!” (Lc 22, 19) [551-553, 567]

E

m preparação à Jornada Mundial da Juventude Rio 2013, o jornal Voz de Nazaré realizou seus estudos sobre o YOUCAT, que é o Catecismo da Igreja Católica, escrito para JOVENS que querem saber em que acreditam.

Os APÓSTOLOS tornaram-se testemunhas da ressurreição de Jesus e garantes da Sua Verdade. Eles continuaram a missão de Jesus após a Sua morte; e escolheram bispos para seus sucessores. Os sucessores dos Apóstolos partilham, ainda hoje, do pleno poder transmitido por Jesus: eles guiam, ensinam e celebram a Liturgia. A união dos Apóstolos tornou-se o fundamento da Igreja (SUCESSÃO APOSTÓLICA). Entre os Apóstolos ainda se destaca Pedro, a quem Jesus concedeu uma especial autoridade: “Tu és Pedro; sobre esta pedra edificarei a Minha Igreja” (Mt 16,18). Do especial lugar de Pedro entre os Apóstolos proveio o ministério papal.

93

Por que razão Se t r a n s f i g u ro u J e s u s n o monte?

Já durante a vida terrena de Jesus, o Pai quis revelar a glória divina do Seu Filho. A transfiguração de Cristo deveria mais tarde ajudar os discípulos a compreender a Sua morte e a Sua ressurreição. [554556, 568]

Três evangelhos referem como Jesus, no topo de uma montanha, resplandeceu (“transfigurou-Se”) perante o olhar dos Seus discípulos. A voz do Pai celeste chamou a Jesus o “Filho amado”, a quem se deve escutar. Pedro queria “armar três tendas” e reter o momento. Jesus, porém, estava a caminho do sofrimento. Por ora, pretendia apenas que os discípulos fossem fortalecidos.


13

BELÉM, DE 10 A 16 DE JANEIRO DE 2014

Retrospectiva 2013

Caderno Dois

Os seis eventos que marcaram

M

uitos outros eventos marcaram 2013. Vale ressaltar que em janeiro, por exemplo, tivemos boas notícias. Cresceu em todo o mundo o número de padres segundo a agência Fides. Os dados levantados foram do anuário estatístico divulgado pela Igreja Católica. O anuário comprovou também que a Igreja cresceu na áfrica e na Ásia. Além disso, a conta do então Papa Bento XVI no Twitter alcançou a marca de 2,5 milhões de seguidores. Neste mês também o Papa Bento XVI lançou sua mensagem para o Dia Mundial das Comunicações. E m f e ve r e i r o t i ve m o s u m acontecimento histórico para a Igreja Católica: depois de muitos séculos um Papa renunciou a seu pontificado. Jornais noticiaram que a saída de Bento XVI da Cátedra de Pedro se deu por motivos de saúde. Nesse mesmo mês iniciou-se a Quaresma, um tempo de conversão para o cristão, e a Campanha da Fraternidade, com o tema “Fraternidade e Juventude”. Nesse período morreu o Bispo Emérito

da Diocese de Yunchuan, na China, que ficou preso durante 20 anos. Em março iniciou-se o Conclave e elegeu-se o Papa Francisco. Um argentino que conquistou o mundo e, com suas doces e fortes palavras, emocionou milhões de pessoas.. Em abril novamente o Papa Francisco encantou o mundo com um simples gesto de consertar os seus sapatos. A causa para beatificação de Dom Oscar Romero foi reaberta Em maio, o Papa Francisco, com toda a sua humildade, assumiu que também tem pecados e um padre que foi preso mais de 70 vezes por rezar na frente das clinicas de aborto morreu. Nesse mês também Bento XVI voltou para o Vaticano como Papa Emérito. Já em junho, a carta dos direitos da família completou 30 anos e estudantes iniciaram as manifestações que tomaram conta do país, exigindo um Brasil mais justo. 0 Papa lançou seu canal no Twitter em árabe. Em julho, o Papa, dando apoio às manifestações populares do mês de junho e julho, disse que as vozes

das ruas estavam de acordo com o Evangelho. Além disso, o padre Murad foi decapitado por milícia mulçumana, na Síria; o Papa João Paulo II teve seu segundo milagre aprovado e sua canonização aprovada; e a ONU reconheceu que o aborto não é direito humano. O Papa chegou ao Brasil para participar da JMJ e mostrou que é o Papa do povo. Dilma pôs em prática, em abril, a lei que abre precedentes para o aborto no Brasil. Qualquer mulher que disser que foi estuprada pode abortar sem que tenha de fazer exames para confirmar a agressão. No seu sexto mês de pontificado, s e t e m b r o , o Pa p a Fr a n c i s c o surpreendeu participantes com marcha pela vida na Itália. Assim começou o Mês da Bíblia. Além disso, o Vaticano anunciou a data da canonização de João XXIII e de João Paulo II. “O Papa é Pop”: “Francisco” passou a ser o termo mais procurado na internet em outubro. O Pontífice se reuniu pela primeira vez com o conselho de Cardeais e, exortando

ao povo, disse que missa não é evento social. Este foi o mês em que Francisco rezou em Assis, terra de São Francisco de Assis, e que ficou mais popular ao lançar perfil no Instagram. O Pontífice escolheu neste mês o tema da JMJ 2016: “Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia”, e mostrou como devemos agir com o próximo. Também o s ossos de São Pedro foram apresentados no Vaticano. Já no último mês do ano, dezembro, além do reconhecimento do Círio como patrimônio imaterial da humanidade, o Cardeal Arcebispo de São Paulo, Dom Odilo Pedro Scherer, foi nomeado pelo Papa Francisco como membro da congregação da educação católica. Angola entrou para a história ao ser o primeiro país a proibir a pratica do islamismo em seu território e o Papa Francisco passou a ser o mais falado no Facebook no ano de 2013. Ele presidiu a sua missa do galo, foi eleito a “pessoa do ano” pela revista Time, e completou 44 anos de sacerdócio e 77 de vida.

O ANO DE 2013 FOI UM ANO DE MUITOS ACONTECIMENTOS, BONS E RUINS. A VOZ DE NAZARÉ ELEGEU OS SEIS MELHORES EVENTOS DIGNOS DE RETROSPECTIVA DO ANO QUE SE PASSOU: MARÇO - No dia 13 de março o Cardeal argentino Jorge Mario Bergoglio foi eleito o novo Papa. Antes de o primeiro Papa latinoamericano da história abençoar a multidão na Praça de São Pedro, pediu: ‘Quero que vocês orem e peçam que Deus me abençoe’. Francisco tem a missão de pastorear 1,2 bilhão de católicos do mundo após a renúncia de Bento XVI , oficializada em 28 de fevereiro .

DIVULGAÇÃO

JOÃO PARAENSE/ARQUIVO

J U N H O - No mês de junho iniciaram-se as manifestações que tomaram conta do Brasil. Milhões de pessoas tomaram as ruas do país para protestar por um país mais justo. Melhoras na educação, saúde, transporte público e na política foram as pautas principais das ruas. No dia 17 de julho o país acompanhou uma cena histórica: milhares de manifestantes subiram a rampa do Congresso Nacional, em Brasília, para dizer que muita coisa precisa melhorar no Brasil.

DIVULGAÇÃO

DIVULGAÇÃO

JULHO - O Jornal Voz de Nazaré, da Arquidiocese de Belém (PA), completou 100 anos na sexta-feira, 5. Para comemorar, a Arquidiocese realizou uma missa na Basílica Santuário de Nazaré e o lançamento de um selo comemorativo. A celebração foi presidida pelo Arcebispo Dom Alberto Taveira Corrêa e concelebrada pelo Bispo Auxiliar, Dom Teodoro Mendes Tavares, e pelo Arcebispo Emérito, Dom Vicente Joaquim Zico. Na Casa de Plácido foram expostos artigos, fotografias e reportagens de destaque na história da publicação.

JULHO - A Jornada Mundial da Juventude, no Rio de Janeiro, reuniu mais de 3 milhões na Praia de Copacabana, um contingente nunca registrado antes. O Papa Francisco emocionou o mundo com seus gestos durante o evento com os jovens. IVAN CARDOSO/ARQUIVO

LUIZ ESTUMANO

OUTUBRO - No segundo domingo de outubro Belém viveu seu 221º Círio de Nazaré. Segundo o Dieese-Pa, 2,1 milhões de pessoas participaram da procissão apenas do domingo, um número recorde de fiéis. Alem do mais populoso, esse foi, até então, o Círio mais caro da história e os dados relacionados à evangelização de famílias aumentou novamente este ano.

DEZEMBRO - O Círio de Nazaré, que reúne uma multidão todos os anos pelas ruas de Belém, agora é Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade. A festa foi reconhecida pela Unesco por reunir vários elementos que refletem a diversidade da cultura brasileira. A organização também destacou as dimensões religiosa, estética, social e turística da procissão, realizada há 221 anos.


14

BELÉM, DE 10 A 16 DE JANEIRO DE 2014

Retrospectiva 2013

- Um incêndio ocorreu na madrugada na Boate Kiss, em Santa Maria (RS), matou 242 pessoas e deixou centenas de feridos. 27 DE JANEIRO

13 DE FEVEREIRO

- Organizada pela Conferencia Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), no ano de 2013 o tema da Campanha da Fraternidade foi “Fraternidade e Juventude”. O evento teve inicio na QuartaFeira de Cinzas e se estendeu pelo período da Quaresma.

Caderno Dois FOTOS: DIVULGAÇÃO

6 DE FEVEREIRO - O então Papa Bento XVI elevou

10 A 12 DE FEREVEIRO - Em Belém pelo menos 2 mil pessoas entre crianças, jovens e adultas participaram do Carnaval com Cristo, idealizado pela Renovação Carismática Católica (RCC). O evento que ocorreu entre os dias 10, 11 e 12 contou com adorações, missas, pregações e animações.

28 DE FEVEREIRO - O Papa

31 DE MARÇO - A Igreja celebrou a Páscoa de Nosso Senhor Jesus Cristo. Neste feriado cristão, comemora-se a ressurreição de Jesus Cristo depois de sua morte crucificado.

a Prelazia de Cametá a Diocese com uma Missa em Ação de Graças, na Catedral de São João Batista. A Diocese conta com 26 sacerdotes, quatro lazaristas e 21 diocesanos. A prelazia foi criada em novembro de 1952 pela Bula Providentissimi Consilium, do Papa Pio XII.

Bento XVI renunciou ao seu Pontificado, sendo a primeira vez depois de mais de cinco séculos que isso aconteceu na história da Igreja. O Pontífice afirmou que deixou o cargo devido à idade avançada. Joseph Ratzinger sucedeu João Paulo II, sendo eleito Papa em 19 de abril de 2005, aos 78 anos de idade.

- Conclave elegeu Jorge Mario Bergoglio como sucessor de Bento XVI. A decisão foi anunciada pelo Conclave, no dia 13 de março. O argentino é o primeiro Papa Latino-americano e jesuíta. Ele escolheu ser chamado Francisco, fazendo referência a São Francisco de Assis. 13 DE MARÇO

- A negra Francisca de Paula de Jesus, conhecida como Nhá Chica, foi beatificada no dia 4 de maio de 2013, em Minas Gerais, na celebração de beatificação presidida pelo Cardeal Ângelo Amato, representante do Papa Francisco. Nhá Chica é a primeira negra e filha de escrava a receber o título de Beata no Brasil. O processo para a beatificação começou em 1993, porém somente em 2011 o então Papa Bento XVI aprovou suas virtudes como heróicas. 4 DE MAIO

7 DE ABRIL - O Papa Francisco tomou posse da cátedra de Bispo de Roma. O Pontífice foi recebido com aplausos na Basílica de São João de Latrão. Antes, o Papa inaugurou uma praça em homenagem ao Beato João Paulo II.

- A Igreja viveu, em todo o mundo, a Semana santa 2013. Celebra-se a paixão, morte e ressurreição de Cristo. 25 A 31 DE MARÇO

19 DE MAIO - Celebrada 50 dias depois do Domingo de Páscoa e 10 dias depois do dia da Ascensão, a Solenidade de Pentecostes em 2013 foi celebrada no Estádio do Baenão, em Belém. Trata-se da celebração da descida do Espírito Santo sobre os apóstolos de Jesus. A solenidade marca o fim do Tempo Pascal.

30 DE MAIO - A Igreja celebrou a Solenidade de

Corpus Christi. Nesta data os católicos celebram o Sacramento do Corpo e do Sangue de Cristo.

5 DE JULHO - O jornal Voz de Nazaré completou

um século de existência. Para comemorar a data, uma exposição fotográfica, na Casa de Plácido, contou com belíssimas imagens de seus fotógrafos profissionais do impresso. Uma celebração eucarística, na Basílica de Nazaré, reuniu autoridades, funcionários da Fundação Nazaré, a equipe do jornal e demais fiéis. A missa foi presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira, e concelebrada pelo Arcebispo Emérito, Dom Vicente Zico. A negra Francisca de Paula de Jesus, conhecida como Nhá Chica, foi beatificada no dia 4 de maio de 2013, em Minas Gerais, na celebração de beatificação presidida pelo Cardeal Ângelo Amato, representante do Papa Francisco. Nhá Chica é a primeira negra e filha de escrava a receber o título de Beata no Brasil. O processo para a beatificação começou

- Começaram a se intensificar as manifestações que tomaram conta do Brasil, pedindo um país mais justo. 11 DE JUNHO

17 DE JUNHO - Uma cena histórica: manifestantes subiram a rampa do Congresso, em Brasília, durante protesto. Milhões de brasileiros foram às ruas nesse dia.


15

BELÉM, DE 10 A 16 DE JANEIRO DE 2014

Retrospectiva 2013

Caderno Dois FOTOS: DIVULGAÇÃO

23 DE JUNHO - A Arquidiocese de Belém criou a

sua 78ª Paróquia em 2013 cujo padroeiro é o Beato João Paulo II. A sua Matriz fica localizada no bairro Curió-Utinga e é intitulada Paróquia João Paulo II.

24 DE JULHO - Durante

23 DE JULHO - Fiéis lotaram a praia de Copacabana para a abertura da Jornada Mundial da Juventude no Rio de Janeiro.

a visita ao Brasil, o Papa Francisco levou multidões às ruas e desfilou no Papamóvel. Com o tema: “Ide e fazei discípulos entre todas as nações”, a JMJ, entre os dias 23 e 28 de julho, reuniu 3,5 milhões de pessoas e marcou a primeira viagem do Papa Francisco ao Brasil. Foram mais de 400 mil inscrições de 175 países diferentes. A cidade da próxima jornada, anunciado no Rio, será Cracóvia, na Polônia.

26 DE JULHO - O Pará foi bem representado na JMJ por seus Bispos do Pará para as pregações da Catequese. Estiveram os Bispos do Marajó, Dom José Luiz Azcona; de Castanhal, Dom Carlos Verzelletti; da Santíssima Conceição do Araguaia, Dom Dominique Jean; de Santarém, Dom Flávio Giovenale; o Arcebispo de Belém, Dom Alberto Taveira, e o Bispo Auxiliar, Dom Teodoro Mendes.

- O Bispo Auxiliar de Belém, Dom Teodoro Mendes, celebrou 20 anos de dedicação à vida sacerdotal com uma Santa Missa em Ação de Graças, na Paróquia Santíssima Trindade, presidida por ele próprio, com a co-celebração do Arcebispo Emérito, Dom Vicente Zico e do Arcebispo de Belém, Dom Alberto Taveira. Dom Teodoro foi ordenado padre em 1993 e tornou-se Bispo em 2011 e chegou a Belém em junho do mesmo ano. 11 DE JULHO

- O Show Vocacional realizado em Belém dentro da programação da Semana Vocacional completou 10 anos na busca de despertar o sentimento das vocações religiosas nos jovens. Em 2013, o show foi realizado pela cantora Jake e pelo grupo Chamas e reuniu mais de duas mil pessoas no Seminário São Pio X. O Show Vocacional foi criado em 2003. 10 DE AGOSTO

- O Arcebispo de Belém, Dom Alberto Taveira Côrrea, celebrou o seu 40° aniversário de ordenação sacerdotal com Santa Missa na Catedral de Belém, presidida por ele junto com o Arcebispo de Goiânia, Washington Cruz. Dom Alberto está à frente da Arquidiocese de Belém desde 2009 e foi ordenado padre em 1973, em Nova Lima. 15 DE AGOSTO

- A Imagem Peregrina de N. S. de Nazaré visitou os cariocas entre os dias 6 e 8 de setembro para a realização da quinta edição do Círio de Nazaré no RJ. A Imagem visitou diversas paróquias dentro de uma programação especial elaborada pela Arquidiocese do Rio. O Círio acontece no Rio de Janeiro há quatro anos levado por Dom Orani Tempesta, então Arcebispo de Belém. 6 DE SETEMBRO

- Com saída da Igreja N. S. Aparecida, na Avenida Pedro Miranda, bairro da Pedreira, a Romaria da Juventude chegou por volta das 19h30 à Praça Santuário, num percurso de 4,9 km. Estimou-se que mais de 60 mil jovens participaram da caminhada. 19 DE OUTUBRO

- Dom Vicente Zico, Arcebispo Emérito de Belém, celebrou 63 anos de ordenação sacerdotal com Missa em Ação de Graças, no dia 22 de outubro, na Basílica Santuário de Nazaré, com a presença do Arcebispo de Belém, Dom Alberto Taveira; do Bispo Auxiliar, Dom Teodoro Mendes e do Arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta. Dom Vicente foi nomeado Arcebispo de Belém em 1990 e permaneceu no cargo por 14 anos. 22 DE OUTUBRO

- A Renovação Carismática Católica (RCC) completou 40 anos em 2013. Realizou entre os dias 14 e 16 de setembro o XIII Congresso Arquidiocesano, em Belém, que contou com a presença do Arcebispo de Belém e assessor eclesiástico da RCC Brasil, Dom Alberto Taveira. 14 DE SETEMBRO

- O Papa Francisco anunciou a data da canonização de João Paulo II e João XXIII, após o reconhecimento pela Igreja do segundo milagre atribuído a João Paulo. A canonização será no dia 27 de abril de 2014, em cerimônia solene no Vaticano. João XXIII foi Papa entre os anos 1958 e 1963 e João Paulo II de 1978 a 2005. 30 DE SETEMBRO


16

BELÉM, DE 10 A 16 DE JANEIRO DE 2014

Retrospectiva 2013

13 DE OUTUBRO -

O Círio de Nazaré 2013 reuniu número recorde de fiéis. Apenas a Romaria do domingo, 13, reuniu 2 milhões e 100 mil devotos da Virgem. Dieese destacou a intensa participação do jovem nas procissões.

Caderno Dois FOTOS: DIVULGAÇÃO

28 DE OUTUBRO - Manaus foi sede da primeira edição do Encontro da Igreja Católica na Amazônia Legal, no período de 28 a 31 de outubro. O Encontro discutiu a realidade social, econômica e cultural da região amazônica e foi uma solicitação do Papa Francisco, sendo realizado pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). O evento reuniu Bispos de várias regiões, religiosos, leigos, entre outros, e contou com a presença do Cardeal Dom Cláudio Hummes, presidente da Comissão Episcopal para a Amazônia.

- O Círio de Nazaré foi reconhecido pela UNESCO como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade. A Arquidiocese de Belém e a Diretoria da Festa de Nazaré declararam que foram: “a força da fé, da religiosidade e da devoção do povo paraense” os maiores valores resguardados com o reconhecimento. A procissão em honra a Nossa Senhora de Nazaré é realizada em Belém do Pará há 221 anos, desde 1793. O trabalho da Unesco foi acompanhado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional - IPHAN. 4 DE DEZEMBRO

26 DE NOVEMBRO - O Papa Francisco lança sua primeira Exortação Apostólica: Evangelii Gaudium “Alegria do Evangelho”. O texto, em que o Papa anuncia o Evangelho no mundo atual, também propõe diretrizes de coragem e orientação para uma fase mais evangelizadora da Igreja. A exortação está dividida em cinco capítulos.

- “Nelson Mandela construiu uma nova África do Sul”, disse o Papa Francisco em carta de condolências ao presidente da República Sul-Africana, Jacob Zuma. No texto, louva o compromisso de Mandela pela promoção da dignidade humana e construção de países da África e do mundo sem violência. O Sumo Pontífice ainda deseja que Mandela seja inspiração para as futuras gerações. 5 DE DEZEMBRO

5 DE DEZEMBRO - Morre Nelson Mandela, ícone da luta pela igualdade racial. Presidente da África do Sul entre 1994 e 1999, ele tinha 95 anos. Ele liderou transição que encerrou a política do apartheid em seu país.

6 DE DEZEMBRO - Após exumação, os restos mortais do ex-presidente João Goulart retornaram à cidade de São Borja (RS) para o enterro com honras de chefe de Estado.

10 DE DEZEMBRO - No dia 10 de dezembro, Dia

- A Arquidiocese de São Paulo apoia o Projeto de Lei 6867/2013, que visa combater a fome e promover a função social dos alimentos, e se tornar uma Política Nacional para Erradicação da Fome e cumprimento da Função Social do Alimento (PEFSA). O projeto foi protocolado no Congresso Nacional em 3/12, mas ainda tem que ser aprovado. 10 DE DEZEMBRO

Internacional dos Direitos Humanos, a Conferência dos Bispos do Brasil (CNBB), junto com a Cáritas Brasileira, lançou a campanha de combate à fome, com o tema: “Uma família humana, pão e justiça para todas as pessoas”, que vigorará até 2015. A campanha busca sensibilizar a sociedade sobre a fome e a miséria e tem o apoio do Santo Padre. Neste mesmo dia, as Organizações das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO) reuniram 170 soluções escolhidas no mundo todo para por um fim à fome e o Pontífice lançou a campanha em Roma.

18 DE DEZEMBRO - O Beato José de Anchieta pode ser canonizado em 2014. A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) enviou o pedido de canonização do padre para o Papa Francisco, que mostrou acolhimento ao pedido. José de Anchieta chegou ao Brasil em 1553 e passou por diversas cidades propagando o Evangelho. Foi beatificado pelo Papa João Paulo II em 22 de junho de 1980.


Voz de Nazaré