Page 1

fake news Telefone sem fio

ANO

14 • Nº 79 • R$ 15,00

ESPECIAL

COMPORTAMENTO

Você já se encontrou hoje?

DIÁRIO DE BORDO

Uma semana em alto mar

EDITORIAL DE MODA

CONEXÃO com GAIA


bontempo.com.br • @bontempo_oficial Av. Getúlio Dorneles Vargas, 2135, Loja B • Chapecó/SC • (49) 2049.2555


10

CARTA DA CARLA #79

NADA É MAIS ENERGÉTICO, IMAGINATIVO E CRIATIVO QUE A NATUREZA

HTTP://REVISTAFLASHVIP.COM.BR/ /revistaflashvip

@flashvip

sentir, usar, vestir, calçar. Recarregar energias, trazer leveza, elegância e extrair, quem sabe até da janela de sua casa, mensagens de paz que a similaridade pode nos proporcionar.... ...Como nem tudo na vida é belo, temos que falar também assuntos nada agradáveis, porém importante para a saúde da uma sociedade. O mal que notícias falsas (fake news), disseminadas indiscriminadamente pelas redes sociais, faz para os “culpados” em informações mentirosas. Muito mais nocivas que aparentam, as fake news são poderosos artifícios para influenciar a opinião pública e instigar discussões acaloradas. Tendenciosas, caluniosas e sensacionalistas, essas notícias encontram na crença popular sua força para serem reproduzidas em grupos de whatsapp e redes sociais. E como bem disse a jornalista Carol Bonamigo, autora da matéria: Não acredite em tudo que você leu aqui também. Pesquise, compare, tire suas próprias conclusões e, somente depois disso, se concorda, compartilhe.

Superbeijo e boa leitura! FOTO: MAURICIO V. GOMES

N

ão é novidade a natureza ser a fonte inspiradora para estilistas famosos na criação das coleções de moda. E por que também não usarmos a natureza como palco das nossas produções? Nesse viés concebemos o editorial de moda “Conexão”. A ideia foi unir cores das folhas, do céu, da terra, formas das árvores, altas, rasteiras, secas, robustas, terra árida, água corrente e vincular com a energia, equilíbrio, paz, harmonia e beleza que essa explosão de vida proporciona. Foi um êxtase resultando em um belíssimo trabalho de conexão entre a moda, fotografia e natureza. Com isso queremos mostrar a outra conexão, não aquela em que todos vivem freneticamente no afã contínuo de estar online, da exposição exagerada, do saber tudo de todos. Mas sim o que surge ao nosso redor em detalhes simples como o vento no rosto, o canto dos pássaros, o calor do raio do sol. Acredito piamente ser a obra de Deus, mas se quiserem podem chamar de grande força cósmica ou qualquer outra explicação que desejar. E é da natureza que pretendemos conectar, tornar os dias mais belos, em

CARLA HIRSCH carla@revistaflashvip.com.br @carlahirsch Jornalista e especialista em marketing pela FGV


11

ÍNDICE

A FORÇA DO MATRIARCADO

14

PAPO CABEÇA

TELEFONE SEM FIO

20

ESPECIAL

VOCÊ JÁ SE ENCONTROU HOJE?

34

COMPORTAMENTO

BONTEMPO / WIZARD

26/28

PUBLIEDITORIAL

SOMOS TODOS CHAPE

40

REGISTRO

MEIA ENTRADA / LITERATURA / GAMES / TRILHA SONORA

52

GUIA CULTURAL

UMA SEMANA EM ALTO MAR

62

DIÁRIO DE BORDO

A CONEXÃO COM GAIA

68

EDITORIAL DE MODA

KIKO SANTOS / THAÍS DUTRA / THIAGO FREITAS

78

SOCIAL

OS MOMENTOS “OLD BUT GOLD” DE CHAPECÓ

68

BADALANDO NAS ANTIGAS

CONVIDADOS DA FV INDICAM

86

#CURTIMOS

COLUNISTAS DA EDIÇÃO

42

MEIO AMBIENTE

44/46

48 50

SAÚDE

NUTRIÇÃO MODA


12

UM TIME DESSES, BICHO

EXPEDIENTE

CÚMPLICES

EDITORA-CHEFE

Carla Grace Medeiros Hirsch M.Tb: Sc 0002596-Jp carla@revistaflashvip.com.br DIRETORA DE JORNALISMO

Carol Bonamigo - M.Tb: 3768 SC ATENDIMENTO/COMERCIAL

Fernando Sbruzzi DESIGN EDITORIAL E PROJETO GRÁFICO

Duana Scussiato COLUNISTAS E CONVIDADOS DA EDIÇÃO

Greici Audibert, Caroline Beutler, Fernando Bonetto Schinko, Lina Ana Hirsch, Rafael Hirsch, Ana Claudia Bê, Silvane Loro, Hilario Junior, Fil Souza, Kiko Santos, Thaís Dutra e Thiago Freitas PRODUÇÃO/FOTOS E CRIAÇÃO DE ANÚNCIOS

Cidade Comunicação Ltda CNPJ 05.888.333/0001-12

EQUIPE QUE PRODUZIU O EDITORIAL DE MODA DA EDIÇÃO: LÁ EM CIMA, NANDO E CARLA / NO MEIO, GABI, DUANA E CAROL / EMBAIXO: CRYS, MAURI E JAQUE

CONTATO/MARKETING E SUGESTÕES

jornalismo@revistaflashvip.com.br (49) 3322.0033 revistaflashvip.com.br @flashvip revistaflashvip

CAROL BONAMIGO Jornalista, especialista em Cinema e Realização Audiovisual. Também é nossa Diretora de Jornalismo

CONTATO/REDAÇÃO

DUANA SCUSSIATO Designer de moda, atua como designer editorial. Também é a diagramadora da edição

Rua Uruguai, 844D Bairro Jardim Itália 89802-501 / Chapecó/SC Fone: (49) 3322.0033 IMPRESSÃO

Gráfica Arcus / Chapecó,SC

GREICI AUDIBERT Jornalista, especialista em Marketing Digital e Mídias Sociais

A REVISTA FLASH VIP NÃO SE RESPONSABILIZA POR ARTIGOS ASSINADOS E OPINIÕES DE ENTREVISTADOS.

HTTP://REVISTAFLASHVIP.COM.BR/ /revistaflashvip

@flashvip

FERNANDO SBRUZZI Publicitário. Também realiza o atendimento e comercial da Flash VIP

ANUNCIE NA FLASH VIP atendimento@revistaflashvip.com.br Fernando Sbruzzi (49) 9 9917 8998


13

DESIGN EXCLUSIVO, QUALIDADE E

CONFORTO EM SAPATOS FEMININOS, MASCULINOS, BOLSAS E ACESSÓRIOS.

SHOPPING PÁTIO CHAPECÓ


14

entrevista CAROL BONAMIGO

A FORÇA DO MATRIARCADO À FRENTE DE UMA DAS EMPRESAS MAIS TRADICIONAIS DE CHAPECÓ, ROZE DÁVI É UM EXEMPLO DE COMO SEGUIR ADIANTE PERANTE OS PERCALÇOS DA VIDA. EM UMA CONVERSA COM A FV, A DIRETORA DO GRUPO NOSTRA CASA FALOU SOBRE A IMPORTÂNCIA DA CONTRIBUIÇÃO SOCIAL NA CONSTRUÇÃO DE UMA CIDADE. >>

FLASH VIP. EM 2019, A NOSTRA CASA IRÁ COMPLETAR 40 ANOS DE ATIVIDADE. PODEMOS DIZER, SEM MEDO DE PARECER EXAGERO, QUE A EMPRESA CONTRIBUIU COM O CRESCIMENTO DE CHAPECÓ. ROZE DÁVI. Temos ótimas construtoras e imobi-

FV. O GRUPO POSSUI UMA GESTÃO FAMILIAR E SEMPRE TEVE UMA FORTE ATUAÇÃO NA PARTE SOCIAL DO MUNICÍPIO, COMO O CASO DA DOAÇÃO DA ALA DE FISIOTERAPIA DO HOSPITAL DA CRIANÇA DE CHAPECÓ. COMO A SENHORA AVALIA A IMPORTÂNCIA EM EMPRESAS E ENTIDADES SE MOBILIZAREM EM PROL DO BEM-ESTAR SOCIAL? RD. A Nostra Casa sempre teve essa maneira de

pensar e agir. No caso do Hospital da Criança, nós equipamos toda a sala de fisioterapia e a intenção era permanecer anônimos, como sempre fizemos. Nunca quisemos usar essas ações como marketing, pensando na responsabilidade social que temos. A inauguração da sala estava programada para setembro de 2016 e acabou atrasando. E então aconteceu o acidente, no final de novembro daquele ano. E a direção do Hospital nos pediu se poderia dar o nome da sala em homenagem ao Daví (Daví Barella Dávi, presidente do Grupo Nostra Casa, fa-

A PRAÇA EMÍLIO ZANDAVALLI possui um espaço de 3.450m², onde a Nostra Casa prevê um investimento inicial de R$ 100 mil para a revitalização. Inspirada em manter a sua essência, de acordo com a coordenadora do projeto, Monyk Dávi, a revitalização prevê intervenções no playground, banheiros acessíveis, calçadas, mobiliário, criada uma minipista de patinação e um labirinto. A empresa adotou a praça, a princípio, por cinco anos, portanto neste período a manutenção e conservação são feitas com recursos da empresa e sem isenção ou incentivo fiscal!

FOTOS: ASSESSORIA NOSTRA CASA/DIVULGAÇÃO

liárias em Chapecó que, com certeza, contribuíram para a construção e expansão do município. Nos últimos 40 anos, a cidade cresceu muito, principalmente na área da construção civil. E temos muito orgulho de poder dizer que também participação nesse crescimento.


confira mais no site >> revistaflashvip.com.br

lecido no acidente do voo da Chapecoense, em 28 de novembro de 2016). Então é por isso que o nome acabou aparecendo, embora nunca tenha sido a intenção. FV. OUTRO EXEMPLO DE CONTRIBUIÇÃO PARA O BEM-ESTAR SOCIAL É A ADOÇÃO DE PRAÇAS E CANTEIROS DA CIDADE, COM INVESTIMENTOS EM REVITALIZAÇÃO, ATRAVÉS DO PROGRAMA CHAPECÓ MAIS BONITA. RD. Isso já era uma ideia antiga do Daví. Tanto

que, no dia que ele faleceu, a paisagista estava na cidade para ter uma reunião com ele, no final daquela semana (faz uma pausa, emocionada). Então, essa ideia de colaborar com o embelezamento da cidade através da revitalização dos espaços públicos é um projeto antigo. É tão bom ir a um lugar bonito, bem cuidado, onde nos sentimos bem e valorizados enquanto cidadãos. Tenho notado que esses espaços ficam com uma energia muito boa. As pessoas aproveitam para passear, sentar, tomar um chimarrão, conversar. É uma forma de contribuir não apenas com o embelezamento da cidade, mas com o bem-estar da população. O Átrio (construído ao lado da Arena Condá), por exemplo, é um lugar que não ficou fúnebre. Ficou um espaço de homenagem, mas de uma maneira leve. Inclusive, uma vez estava passando em frente ao local e um repórter do Japão me parou para uma entrevista, pedindo o que a Arena Condá representava para mim e como eu achava que o Brasil se sairia na Copa do Mundo. Respondi que representava momentos bons e ruins, e acabei me emocionando. Ele ficou curioso e questionou por que eu estava chorando. E expliquei que meu marido era um dos dirigentes que faleceu no acidente e que a nossa empresa tinha construído o Átrio. Então ele me disse que, quando entrou no local, ele se sentiu flutuar, pois emanava uma energia muito boa. Percebemos que traz algo bom inclusive para as pessoas que não têm tanto contato com o que aconteceu.

PAPO CABEÇA

E isso é sentido porque foi feito com muito amor. Não apenas por nós, mas por todas as pessoas que participaram da obra. Era fim de ano, e mesmo assim todos os colaboradores se dispuseram a trabalhar muito além das horas previstas, pois eles queriam participar daquela homenagem. Então não foi apenas a gratificação em fazer essa doação, mas o prazer em sentir a doação de todos que ajudaram com tanto carinho. FV. E COM CERTEZA, FICOU UMA LINDA HOMENAGEM. ESSA LIGAÇÃO DA SUA FAMÍLIA COM A CHAPECOENSE SEMPRE FOI MUITO FORTE E PERMANECERÁ ETERNAMENTE. RD. Certamente. A frase que está no Átrio, que o Daví sem-

pre dizia, “se existe uma palavra mais forte que bairrismo, essa me define em relação a Chapecó e a Chapecoense”. Ele sempre acreditou muito no desenvolvimento tanto da cidade quanto do time. Mesmo quando a Chapecoense não tinha Série nenhuma. Tanto que nunca quisemos investir em outros lugares. Ele acreditou e contribuiu muito, como várias outras pessoas da cidade. Felizmente, Chapecó teve muitas pessoas que pensaram dessa forma também. Nossa família e nossa empresa fizeram parte disse, mas outros também, e isso nos deixa muito felizes, porque temos certeza que não irá parar por aí.

O ÁTRIO DAVÍ BARELA DÁVI é um exemplo de que uma cidade é construída por todos, com união, atitude e boas ideias. Este projeto foi realizado através do Programa Chapecó Mais Bonita, instituído por Lei Municipal. O Programa visa compartilhar com a comunidade a construção, reforma, conservação ou manutenção de praças, canteiros, áreas verdes, monumentos, entre outros espaços públicos. A Lei ganhou vida com o pedido do Grupo Nostra Casa para adotar este espaço ao lado da Arena Condá com o objetivo de revitalizar a área de 1.286m², eternizando os guerreiros da Associação Chapecoense de Futebol, vitimados no acidente aéreo de novembro de 2016.

15


GASTRONOMIA

revistaflashvip.com.br

ESPAÇO VIP

INVERNO E PIZZA: A COMBINAÇÃO PERFEITA! A DICA DESTA EDIÇÃO É A PIZZA DI CAPRI, ACOMPANHADA DE UM BOM VINHO.

Com uma massa fina e crocante e a cobertura que inclui o molho de tomate da casa, mussarela, bacon, parmesão, tomates em lâminas decorados com manjericão fresco, mussarela de búfala e azeitonas pretas, a pizza Di Capri é simplesmente uma delícia. A Pizza Arte oferece a você a arte de fazer pizzas maravilhosas. Conte com este delivery e desfrute destes sabores, recebendo a pizza quentinha na sua casa. Acesse ao menu na página oficial no facebook e faça seu pedido: Pizza Arte Chapecó.

FOTOS: DIVULGAÇÃO

16


MORAR

17

EXPLORE OS SEUS SENTIDOS DIMENSÃO LANÇA EVIDENCE RESIDENTIAL.

A Dimensão, Construtora e Incorporadora, é reconhecida no mercado por sua solidez há mais de 25 anos, executando empreendimentos exclusivos, de excelente padrão. O lançamento do Evidence Residential endossa esta particularidade e engrandece ainda mais esse conceito, pois foi feito para quem exige o melhor em um imóvel, uma obra de arte onde tudo foi feito para durar. A inovação já começou antes da obra, já que o edifício foi projetado através da plataforma de projetos integrados conhecida como BIM (Building Information Modeling),

que permite que todos os profissionais modelem as informações com precisão. Cada espaço foi pensado para você aproveitar tudo o que a vida pode lhe proporcionar. O edifício conta com sala multiuso, briquedoteca, salão de festas, espaço gourmet, piscina e uma recepção a sua altura, com charmoso hall de entrada onde a beleza está em cada detalhe. Um andar somente seu, com três amplas suítes e uma vista incrível da sacada. São muitas singularidades no que envolve conforto, segurança, beleza e exclusividade. Acesse sentirchapeco.com.br e sinta a beleza de cada momento!


18

SAÚDE

revistaflashvip.com.br

ESPAÇO VIP

PELE SENSÍVEL COMO LIDAR COM SENSAÇÕES COMO PELE FINA, QUEIMAÇÃO, ARDÊNCIA, COCEIRA, PINICAÇÃO.

matite atópica, rosácea, dermatite seborréica, dermatite perioral, acne, dermatite de contato alérgica e psoríase. “Melhorar a pele sensível envolve fundamentalmente o uso de produtos adequados a essa população, além da avaliação e eliminação dos possíveis desencadeantes. Somente quando se melhora a pele e controla a sua irritabilidade, que se pode utilizar produtos anti-idade com ácidos, realizar clareamento de manchas, peelings e outros procedimentos”, explica Juliano Grock. Controlar os sintomas da pele sensível e obter a melhora da qualidade da pele dependem muito da avaliação cuidadosa realizada pelo médico dermatologista e da prescrição criteriosa e individualizada do tratamento para cada paciente.

REABILITAÇÃO COM IMPLANTES DENTÁRIOS PROCEDIMENTO APRESENTA RESULTADOS COM TAXA DE SUCESSO DE ATÉ 98%.

Vários fatores estão condicionados a este índice, entre eles o tipo de implante, que pode reduzir ao longo do tempo e variar em torno de 90% após cinco anos de instalação e cerca de 83% após 16 anos. “A reabilitação com implantes também envolve um planejamento complexo, minucioso e, muitas vezes, desafiador. A razão da perda dentária deve ser considerada, assim como o tipo de osso e o tempo da perda que podem determinar a presença de defeitos ósseos,

trazendo a necessidade de enxertia. O tipo de gengiva na região do implante a ser feito é de suma importância na resolução do caso, assim como as relações oclusais e as alterações sistêmicas são aspectos relevantes que devem ser observados no planejamento da cirurgia, com uma visão multidisciplinar”, orienta o cirurgião dentista Lenoir Giachim. Por outro lado, se não forem observados estes fatores citados, o implante pode ter complicações biológicas, estéticas e biomecânicas.

FOTOS: DR. LENOIR GIACHIM: CIDADE COMUNICAÇÃO / DR. JULIANO GROCK: ANDRIGO GUGEL / OUTRAS: UNSPLASH

A pele começa a ficar vermelha com facilidade, irritável e intolerante ao uso da maioria dos cosméticos e produtos de higiene pessoal, assim como a agentes físicos (calor, frio, vento, radiação solar), fatores psicológicos (estresse, ansiedade) ou hormonais (ciclos menstruais). “Isso é a pele sensível, queixa muito frequente no consultório. Ela acontece tanto em homens como em mulheres, especialmente na face, nas laterais do nariz, maçãs do rosto, queixo, testa e lábios”, esclarece o dermatologista Juliano Grock, da Clínica da Pele. De acordo com o médico, as pessoas que mais sofrem com a pele sensível são aquelas com pele clara e fina, que usam sabonetes e adstringentes potentes ou cremes dermatológicos com corticóides - que levam ao afinamento e fragilidade cutânea - e os portadores de doenças inflamatórias como der-


19

Rua Guaporé, 32 E Centro - Chapecó 49 98915 8915


20

VOCÊ SABE A VERACIDADE DA INFORMAÇÃO QUE COMPARTILHA? por CAROL BONAMIGO arte DUANA SCUSSIATO


revistaflashvip.com.br

ESPECIAL

21

>>


S

O

22

F

A

L

2016

Q

uando criança, uma brincadeira muito comum era falar uma frase no ouvido de alguém. Essa pessoa tinha que repassar a mensagem à próxima, como havia entendido, e assim sucessivamente, até a última pessoa revelar, em voz alta, o que lhe foi dito. O intuito do jogo era mostrar como as informações se distorcem conforme repassadas de um para outro. Algo nada divertido quando vai além de uma inofensiva brincadeira. Hoje, assim como quando éramos crianças, estamos repassando informações falsas e distorcidas, sem ao menos perceber o dano que causamos, com as chamadas Fake News. Embora o termo tenha se popularizado em 2016, durante as eleições norte-americanas, quando Donald Trump foi eleito, a disseminação de notícias falsas existe há muito mais tempo. Há registros de manipulação de informação com o objetivo de influenciar o processo político desde o Império Romano. O historiador norte-americano Robert Darnton relembra o surgimento dos Pasquins, na Itália do século XVI, que se transformaram em um meio para difundir notícias desagradáveis, em sua maioria falsas, sobre personagens públicos; e o surgimento dos Canards, gazetas com falsas notícias que circularam em Paris a partir do século XVII. Assim como o jornal New York Sun, que fez sucesso em 1835, com a publicação de artigos alardeando a descoberta de vida na Lua.

O Jornal Extra, do Rio, revelou a história do serralheiro Carlos Luiz Batista, que precisou se esconder após sua foto circular em uma corrente falsa de WhatsApp na qual era acusado de estupro.

Muito mais nocivas que aparentam, as Fake News são poderosos artifícios para influenciar a opinião pública e instigar discussões acaloradas sobre determinados assuntos, para interesse de alguns grupos específicos. Tendenciosas e sensacionalistas, essas notícias encontram na crença popular sua força para serem reproduzidas. “Não tem nível de escolaridade ou socioeconômico mais propenso a ser enganado pelas Fake News. Geralmente, isso se propaga porque envolvem as crenças e ideologias da pessoa. Desta forma, se estabeleceu um mercado nebuloso e tem gente ganhando dinheiro assim. Embora se cite muito a área política, isso vale também para a área empresarial. Há organizações contratando empresas para produzir e disseminar notícias falsas de seus concorrentes”, afirma o jornalista e mestre em Ciência da Informação, Vagner Dalbosco. FÁBRICA DE BOATOS Um estudo realizado pelo MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts), nos EUA, concluiu que as notícias falsas têm 70% maior probabilidade de serem retransmitidas que as verdadeiras. Os cientistas analisaram todas as postagens que foram verificadas por seis agências independentes de checagem de fatos e disseminadas no Twitter desde 2006, quando a rede social foi lançada, até 2017. Foram mais de 126 mil postagens replicadas por cerca de 3 milhões de pessoas. De acordo com a pesquisa, as informações falsas ganham espaço na internet de forma mais rápida, mais profunda e com mais abrangência que as verdadeiras. Cada postagem verdadeira atinge, em média, mil pessoas, enquanto as falsas mais populares – aquelas que estão entre o 1% mais replicado – atingem


ESPECIAL

23

I

R

A

revistaflashvip.com.br

T

2014

M

E

N

A dona de casa Fabiane Maria de Jesus foi espancada até a morte no município do Guarujá, em São Paulo, após ter sua foto confundida em uma página do Facebook, afirmando que ela sequestrava crianças para utilizá-las em rituais de magia negra.

Uma pesquisa realizada em 2006, pela Agência Advice Comunicação Corporativa, constatou que

78%

dos brasileiros informam-se por redes sociais e

42% 39%

compartilham notícias falsas, sendo que procuram saber mais antes de postar.

de mil a 100 mil pessoas. Segundo o estudo, quando a notícia falsa é ligada à política, o alastramento é três vezes mais rápido. Assustador? Pois vai achar ainda mais quando parar para pensar que você mesmo pode ter sido um propagador de uma informação errada. “As pessoas tendem a disseminar com o título que elas leem na timeline e condiz com a sua crença. E crença vale para vários assuntos, religião, futebol, cor preferida, etc. Somos educados a tomar partido. Como se o que você pensa ou deixa de pensar precisa ser compartilhado. E as notícias falsas são combustíveis para isso”, analisa Vagner.

Não podemos culpar apenas os veículos de comunicação, a mídia ou mesmo as redes sociais digitais por tal comportamento. Estes são apenas os canais. Devemos questionar os interesses por trás dessas manobras e, especialmente, a nossa própria falta de preparo (ou interesse) em lidar com isso. Conforme a Pesquisa Brasileira de Mídia 2016 – Hábitos de Consumo de Mídia pela População Brasileira, da Presidência da República, a internet hoje é a segunda fonte de informação mais popular no País. Por meio da rede, citada por 89% dos entrevistados, é possível obter informações mais diversas do que aquelas disponíveis, por exemplo, nos poucos canais de TV aberta existentes. E isso não é errado, mas preocupante quando somado a outra estatística. O estudo Robôs, Redes Sociais e Política no Brasil, da Fundação Getúlio Vargas (FGV), mostra como robôs ou bots (perfis falsos presentes em mídias sociais) são capazes de distribuir, em escala industrial, mensagens pré-programadas, e concluiu que contas automatizadas motivam até 20% de debates em apoio a políticos no Twitter. Esses robôs são capazes de fazer um tema se transformar em tendência, atacar uma figura pública, espalhar um boato e, inclusive, ser importante arma política. “Isso tem mudado o rumo da democracia, interferindo em processos eleitorais. Devemos nos precaver para evitarmos sermos ‘massa de manobra’. Como estamos num período, não apenas no Brasil, mas no mundo, de muitos extremos, isso é pior. Certamente, neste ano, teremos uma campanha eleitoral marcada por muitas notícias falsas. E o eleitor, o cidadão, precisa se munir de critérios para saber o que vai consumir, o que vai ler e, principalmente, o que vai compartilhar”, opina o jornalista.

>>


24

W E N

F

A

K

E

Um motorista embriagado perdeu o controle de sua caminhonete e invadiu uma creche, em Chapecó, deixando oito crianças feridas. Na ocasião, um senhor que entrou no local para oferecer ajuda às vítimas foi fotografado e teve sua imagem compartilhada em diversos grupos de WhatsApp. Não demorou para que perpetuasse a informação que aquele homem era o motorista embriagado que causou o acidente. O fato causou diversos transtornos à família, que recorreu à mesma rede para desmentir o boato.

S

ABRIL DE 2018

ASSASSINATO DE REPUTAÇÃO Neste ano, testemunhamos o impacto dos boatos se espalhando após o assassinato da vereadora Marielle Franco, no Rio de Janeiro. O fato causou comoção em todo o País, com milhares de pessoas protestando nas ruas. E na internet o caso foi igualmente comentado. A FGV analisou a repercussão da notícia no Twitter durante os quatro primeiros dias, após o fato. Dos mais de 2 milhões de tuítes sobre a morte da vereadora, 22,19% eram formados por perfis que, além de difundir as notícias falsas, utilizaram esses argumentos para desmerecer a representatividade de Marielle. “Isso é muito significativo. E só não foi maior porque os veículos – e pessoas – que estavam sensibilizados conseguiram contra-atacar e sobressair a sua versão. Mas se não tivesse tido uma reação, o que teria ficado para a opinião pública seriam as informações falsas”, reflete Vagner.

O advogado e doutor em Direito com pesquisa na área de Inclusão Digital e Sociedade do Conhecimento, Rodrigo da Costa Vasconcellos, afirma que produzir Fake News pode ser classificado como crime contra a honra. “Sempre que a ‘matéria’ for atentatória à imagem ou a honra de alguém, ela poderá ser combatida pelas vias legais. Todo aquele que agir de modo a imputar de forma ofensiva um fato que atenta contra a honra e a reputação de alguém, com a intenção de gerar descrédito a alguém perante a opinião pública, age de forma difamatória, então, de forma criminosa”, explica. E a fiscalização é responsabilidade de quem? “Hoje, no Congresso Nacional, existem cerca de 20 projetos de lei que buscam inibir a disseminação de notícias falsas. Só que aí tem outro problema: como o Estado irá regularizar isso? Como o Estado vai dizer o que é notícia falsa e o que é verdadeira? Corremos o risco de sermos inseridos em uma censura, pois serão os governantes que irão dizer o que pode e o que não pode ser divulgado. E isso é perigoso”, avalia Vagner. Para Rodrigo, tanto a inclusão digital quanto a liberdade de expressão são de extrema importância, mas é necessário mais critério com as informações perpetuadas. “É muito simples reenviar informações, compartilhar mensagens, textos, sem o mínimo de conhecimento sobre o seu conteúdo, e tampouco sem averiguar a qualidade da informação que está sendo reenviada, pura e simplesmente pelo desejo de participar de uma reivindicação, de um movimento ou de campanhas que nunca existiram ou já foram superadas no tempo. São rumores mais genéricos, quase sempre sem procedência, sem propósitos específicos e que, normalmente, não engajam tão eficazmente o público”, observa o advogado.


revistaflashvip.com.br

ESPECIAL

Segundo artigo da Science, há de

29 49

a milhões de robôs no Twitter = 9% a 15% das 330 milhões de contas ativas. Já no Facebook são cerca de

60 MILHOES

de bots controlando perfis = 3% dos + de 2 bilhões de usuários.

A ERA DA PÓS-VERDADE O Dicionário Oxford consagrou o termo “pós-verdade” (post-truth) como a palavra do ano de 2016, afirmando que esta é usada para referir-se às “circunstâncias na qual os fatos objetivos têm menos influência na formação da opinião pública que aquelas que apelam para a emoção e à crença pessoal”. De acordo com jornalista espanhol José Antonio Zarzalejos, ex-diretor da ABC e do El Correo, a pós-verdade consiste na relativização da verdade, na banalização da objetividade dos dados e na supremacia do discurso emocional. E que o antídoto para isso é o fact-cheking (checagem de fatos). Opinião compartilhada por Vagner. Para o jornalista, a melhor alternativa para detectar e evitar as notícias falsas é através da educação, uma vez que elas utilizam a linguagem e as técnicas jornalísticas, justamente para ganharem credibilidade e confundirem o público. “A orientação é que a pessoa se informe por diferentes fontes, não apenas uma. Isso, às vezes, é confuso porque no Brasil os meios de comunicação se apresentam como algo isento. Em países como os EUA, em uma pré-campanha eleitoral, os jornais expõem nos seus editoriais as suas tendências políticas. Os fatos serão reportados jornalisticamente, mas, enquanto empresa, eles apoiam um candidato. Aqui no Brasil, os veículos não apoiam explicitamente ninguém, mas nos bastidores os donos estão articulando. Então não sabemos diferenciar as linhas editoriais dos veículos, e isso é complicado. O que tem é o enquadramento. Que cada fato será enquadrado para ser veiculado de uma determinada maneira. E isso não é agir de má fé, pois a comunicação não é uma ciência exata. Cada veículo dá o seu enfoque diferente e conta a história de uma forma diferente”, explica o profissional.

Já nos primeiros dias da Copa do Mundo da Rússia, o site

BOATOS.ORG

listava uma série de notícias falsas à respeito de uma das maiores competições esportivas do planeta. Declarações polêmicas de cunho político e informações envolvendo gastos de recursos públicos para custear a viagem dos jogadores da seleção brasileira estavam entre as principais manchetes enganosas.

Para evitar cair na armadilha das Fake News, Rodrigo indica o mesmo que Vagner: a comparação de informação, buscando mais de um veículo. Se, num primeiro momento, não for possível perceber que se trata de uma notícia falsa, a atitude ideal é ter o cuidado de ler a matéria, já que muitas vezes a chamada é claramente apelativa ou sensacionalista e o texto pode não guardar correspondência com a chamada. “Identifique os fatos e os personagens que participam na notícia. Numa busca rápida é possível verificar que as pessoas lá mencionadas sequer existem ou estarão fora de contexto, ou ainda, apontar incoerências entre nomes, cargos ou funções. Sempre ver a data de publicação, pois, muitas vezes, as Fake News são uma tentativa de reacender fatos antigos e que já haviam sido superados de alguma forma. Então, uma boa forma de confirmação da veracidade da informação está em procurar a mesma notícia em outras fontes”, indica o advogado. O chileno Iván Weissman, fundador e editor geral do El Mostrador Mercados, disse: “Os seres humanos sempre gostaram de ouvir boas histórias. Seja na forma oral, como nossos antepassados homens das cavernas, em vídeos de 30 segundos ou em 140 caracteres. O desafio para os meios de comunicação é contar boas histórias”. Desta forma, as notícias falsas se sobressaem por serem mais apelativas ao público. E como evitar se tornar uma marionete nas mãos e interesses de outrem? Resista! “Parta sempre da desconfiança. Desacredite, antes de acreditar em algo”, diz Vagner e Rodrigo completa: “Somente compartilhe aquilo que você comentaria pessoalmente com seus conhecidos, sem medo de passar vergonha”. Portanto, recomendo: não acredite em tudo que você leu aqui também. Pesquise, compare, tire suas próprias conclusões e, somente depois disso, compartilhe.

25


DECOR

revistaflashvip.com.br

26

BONTEMPO CHEGA A CHAPECÓ

apre sentado po r

Capital do Oeste Catarinense se junta a mais de 40 franquias distribuídas pelo Brasil, Uruguai e Estados Unidos.

Desta forma, cada projeto se torna exclusivo, personalizado de acordo com o estilo de cada um, sem restrições de formas, cores e tamanhos. “Pois não existe nada mais sofisticado do que ter personalidade e tomar cada decisão exatamente de acordo com o que somos, e não com o que o mundo quer que sejamos. Assim, encorajam os arquitetos, designers e decoradores a planejar lares totalmente em sintonia com os sonhos de seus clientes. A tarefa final, materializar, é de nossa responsabilidade”, finaliza Joselaine.

IMAGEM: CASA COR-SP/DIVULGAÇÃO

A

Bontempo surgiu como uma empresa familiar e, hoje, comemorando seus 40 anos, segue exatamente assim, embalada pelo sentimento que sempre a guiou: um profundo orgulho pela sua história, com um olhar inquieto e desafiador em direção ao futuro. Há quatro décadas conta com a experiência de cinco gerações na fabricação de móveis e com a essência italiana correndo em suas veias. Desde que foi fundada, a empresa nunca deixou de visitar a Europa anualmente para conferir as mais recentes novidades do setor moveleiro mundial. A marca acredita que os móveis deixaram de ser meras necessidades cotidianas para se transformarem em algo muito maior: uma extensão de nossa personalidade, um meio constante de vivermos nossa vida de forma mais confortável e feliz. A Bontempo presa pela total liberdade de criação, revolucionando o mercado moveleiro com lançamentos exclusivos, pensados conforme o estilo de seus clientes. Isso é feito através da customização e da personalização de cada projeto com móveis exclusivos. Para isso, os investimentos em design, profissionais qualificados e tecnologia de ponta possibilitam a Bontempo antecipar necessidades do mercado e atender aos consumidores mais exigentes. O parque fabril, localizado em São Marcos, na Serra Gaúcha, conta com equipamentos de última geração do mercado moveleiro mundial. As atualizações de estrutura resultam na criação de produtos diferenciados, que ampliam o leque de possibilidades e mantêm característico o desejo pela execução de ambientes perfeitos. “Nós vimos na Bontempo um grande diferencial em termos da customização e da personalização do produto. É uma marca que se posiciona de uma maneira diferente. Ela atende qualquer projeto, qualquer sonho e necessidade do cliente. Isso vai ao encontro do nicho de mercado de poder atender o cliente em cada detalhe. A empresa é extremamente sólida, com 40 anos de mercado e, ao mesmo tempo, extremamente inovadora. Ela mudou todo paradigma das empresas de modulados e é uma marcenaria de alta tecnologia, com acabamento impecável”, afirma a franqueada Joselaine Bierende.


I n o vaç ão é o q u e n o s m o v e. w w w. p o r t o b e l l o s h o p . c o m . b r


EDUCAÇÃO

revistaflashvip.com.br

28

PARLEZ-VOUS FRANÇAIS?

apre sentado po r

Aprender francês é a oportunidade de se comunicar com mais de 200 milhões de pessoas ao redor do mundo.

IMAGEM: ARQUIVO WIZARD

F

rancês é a língua oficial de 30 países e o idioma oficial de trabalho da ONU, Otan, Unesco, Cruz Vermelha e dos campeonatos internacionais de tênis. É também a língua internacional da gastronomia, moda, teatro, artes visuais, dança e arquitetura. Conhecê-la significa ter acesso, em versão original, aos grandes textos da literatura francesa, bem como ao cinema e à música. Famosa no mundo todo por ser considerada romântica, o francês é o idioma de Victor Hugo, de Edith Piaf, de Jean-Paul Sartre, de Alain Delon, de Zinedine Zidane, entre tantas outras figuras importantes. Na I Noite Cultural Francesa da Wizard Idiomas Chapecó, os alunos tiveram a oportunidade de, em uma atividade diferente fora da sala de aula, praticar o idioma e testar seus conhecimentos sobre a língua e cultura dos países que falam a língua francesa. “Hoje, o francês representa uma língua muito importante no mundo. A Wizard trabalha com o idioma em situações reais e como o aluno vai realmente usá-lo. Nossa I Noite Cultural Francesa veio com esse intuito: desenvolver o idioma e a interação dos alunos fora da sala de aula. E foi um sucesso. Tivemos atividades para expandir os conhecimentos gerais sobre o idioma. A Wizard é líder de mercado e nos transmite isso dando todo o apoio para melhor desenvolver nossos alunos e suas habilidades, de diferentes formas”, disse Gabriel Figueiredo, professor de francês da Wizard. Para deixar a noite ainda mais gostosa, os alunos foram desafiados a criarem pizzas que lembrassem a França, tanto pelo sabor quanto pela aparência. “A Noite Cultural é um momento de união, descontração e, ao mesmo tempo, de aprendizagem. A forma lúdica como nossas pizzas com recheio da cozinha francesa foram feitas, tornou a atividade divertida e interativa”, relatou a aluna Ane Battirola.


30

SAÚDE

revistaflashvip.com.br

ESPAÇO VIP

DOAÇÃO DE ÓRGÃOS

As enfermeiras Letícia Aguiar e Telma Scarsi; a médica coordenadora Dra. Silvia Fachin; a psicóloga Liciane Dalla Costa, a assistente social Vanice De Quevedo Barasuol e a enfermeira Suelem Klein.

A transformação de vidas de quem recebe um novo órgão. Recentemente, esse recomeço se tornou possível graças à uma cirurgia de captação de órgãos realizada no Hospital Unimed Chapecó. O último procedimento desta natureza havia acontecido no hospital da Cooperativa Médica no ano de 2014. Desta vez, um paciente de 28 anos, vítima de um acidente de trânsito, foi quem deu uma nova chance de vida para outras pessoas. Após constatada morte encefálica, fator determinante para que haja o processo de doação, foram retirados o coração, rins, pâncreas e fígado. O procedimento foi conduzido pela equipe da SC Transplantes, de Florianópolis. Ofereceram suporte à equipe, colaboradores dos setores de Internação, Laboratório, Enfermagem, Centro Cirúrgico, UTI e, especialmente, integrantes da Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante (CIHDOTT), composta por médica intensivista, enfermeiras, assistente social e psicóloga.

REJUVENESCIMENTO do terço superior da face MÉTODO REDUZ A APARÊNCIA DAS RUGAS.

Com o passar dos anos, a face e suas características sofrem alterações que fazem as pessoas se sentirem como se parecessem cansadas ou mais velhas. Estas alterações, muitas vezes, começam a ocorrer na região da sobrancelha ou fronte, incluindo a formação de linhas na testa, dobra glabelar e queda dos supercílios. “Um lifting da fronte (testa) pode auxiliar a levantar a linha da sobrancelha para uma posição mais elevada e reduzir a aparência das rugas no terço superior da face. É uma das técni-

cas que tiveram mais benefícios com a abordagem endoscópica, reduzindo a necessidade das grandes incisões coronal e pré-capilar, proporcionando uma cirurgia menos agressiva, com ótimos resultados e recuperação mais rápida”, explica o cirurgião plástico Rafael Tirapelle. De acordo com o médico, a associação deste procedimento com a blefaroplastia (cirurgia das pálpebras) trouxe grande melhora da estética da região periorbital nas pacientes que apresentam ptose (queda) dos supercílios.

TRATE BEM A SUA PELE ENTENDA O CAMPO DE ATUAÇÃO DO MÉDICO DERMATOLOGISTA.

Os médicos dermatologistas são os profissionais que tratam tudo que está ligado ao sistema tegumentar: pele, cabelos e unhas. A formação deste profissional compreende em seis anos de graduação em medicina e três anos de residência ou especialização em dermatologia. “Quando falamos em tratamento, nossa meta é alcançar o completo bem-estar físico e psíquico dos nossos pacientes, aliando a saúde à estética. Lembre-se, uma pessoa bela, acima de tudo, é uma pessoa saudável e feliz”, afirma a dermatologista Vanessa Gheno, associada titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Portanto, não arrisque a sua pele. Visite o site da Sociedade Brasileira de Dermatologia e certifique-se que o profissional escolhido para cuidar da sua saúde possui a formação adequada: www.sbd.org.br.

FOTOS/IMAGENS DIVULFAÇÃO E UNSPLASH

UM ATO DE AMOR E SOLIDARIEDADE


31


GASTRONOMIA

32

revistaflashvip.com.br

ESPAÇO VIP

PASTEL DE DAR ÁGUA NA BOCA O SABOR INCONFUNDÍVEL DA RECEITA DA DONA MARIA.

SABOR E TRADIÇÃO PARA OS MAIS VARIADOS PALADARES E VERDADEIROS APAIXONADOS POR PIZZA.

A Don Giuseppe Pizzaria, há quatro anos em Chapecó, conta com ingredientes selecionados e profissionais qualificados, que tornam a casa referência no assunto qualidade e requinte. Além de manter a tradição da pizza assada em forno a lenha, também conta com um maravilhoso e aconchegante ambiente para degustação à la carte. Um lugar preparado para noites e experiências memoráveis. A Pizza na Pedra traz a irresistível pizza assada em forno a lenha, servida na pedra, deixando o produto deliciosamente crocante e quentinho por mais tempo.

O Pastel de Maria completa um ano em Chapecó. Prezando pela extrema qualidade e produtos inconfundíveis, possui mais de 30 sabores disponíveis para os mais variados paladares. “Surgimos com a ideia de oferecer uma experiência magnífica no quesito pastelaria, e é por isso que optamos em trabalhar com insumos de altíssimo padrão, resultando em sabores originais e exclusivos. Aqui, os ingredientes são sele-

cionados e rigorosamente frescos. Esse primor nos permite ter excelência no que produzimos”, relata a proprietária Stéfany Breda. A equipe qualificada e em constante aperfeiçoamento na arte de fabricar pastéis, é supervisionada pela própria Dona Maria, que preza pela originalidade, mas também pela inovação do processo diário. Não se prive dessa delícia. Afinal, existem pastéis e o pastel da Dona Maria.


MORAR

MODERNO & DO SEU JEITO APARTAMENTOS ESTILO STUDIO, COM PLANTA ABERTA.

Através de seu novo empreendimento – o Onno Studio Home – a Nostra Casa traz para Chapecó e região o conceito de Studio (planta aberta), onde cada um poderá construir seu apartamento do jeito que quiser, respeitando o seu estilo de vida. “Foi pensado para um perfil de público que é jovem de espírito e vê no compartilhamento de ideias, novas formas de viver e se relacionar com o mundo”, conta a arquiteta Monyk Dávi. Este empreendimento é inovador e arrojado em sua proposta e apresenta novas formas de relacionar arquitetura, design e comportamento. Além disso, o

Onno também tem a premissa que pode ser do seu jeito, mas pode ser compartilhado. Esta frase define o foco nos detalhes das áreas comuns do Onno, espaços pensados com base no entendimento de que o dia a dia compartilhado em ambientes residenciais é muito mais saudável e sustentável. O Onno apresenta como possibilidade três espaços diferenciados de salões de festas, lavanderia, academia de ginástica, pet play, espaço cinema, sauna, espaço zen e piscina com borda infinita e vista panorâmica no terraço do edifício. Todas as áreas compartilhadas são mobiliadas e equipadas.

33


34

VOCÊ JÁ SE ENCONTROU HOJE? A vida nos proporciona grandes encontros, o tempo todo. Alguns deixam marcas profundas, outros nos fazem seguir o dia com um sorriso sincero no rosto.

E

u tinha acabado de sair do cinema quando conheci Janaína. Fui ver O Filme da Minha Vida, de Selton Mello, gravado na Serra Gaúcha, região onde nasci. Não estava nos planos daquele sábado ensolarado, mas resolvi seguir o conselho da minha mãe. “Faça algo para melhorar seu dia”, disse ela sabiamente quando liguei choramingando depois de perder meu óculos de sol. Era um óculos caro. Caro demais para quem tem uma vida meio atrapalhada. Ao sair da sessão, ainda refletia sobre minha ligação afetiva com o filme, quando alguém gentilmente interrompeu minha viagem no tempo. “Moça, você trabalha no shopping?”, perguntou a menina magrinha, de cabelos longos e olhos curiosos. Naquele exato momento eu percebi. Era um encontro. Janaína, de mais ou menos uns sete anos, estava no ponto de ônibus, acompanhada da mãe, dona Rosa. Quando contei o porquê estava ali, ela logo falou: “eu nunca fui ao cinema”. Dona Rosa, uma senhora de cabelos brancos e olhos cansa-

FOTOS: SAM MANNS (UNSPLASH) / JOSIANE: ARQUIVO PESSOAL

por GREICI AUDIBERT


COMPORTAMENTO

“Dessa vez acho que as coisas vão sam despercebidos e outros, por menores que melhorar” – Dona Rosa

dos, quis explicar. Parecia que há tempos queria falar, e então se abriu. Contou que a menina, filha temporona, segundo ela, tratava um câncer desde bebezinha. Não podia ir para a escola, muito menos para o cinema. Mas fazia duas semanas que tinha ganhado mais uma alta do hospital. A conversa então seguiu por mais uns 30 minutos, até o ônibus chegar e interromper a prosa, que terminou esperançosa. Mãe e filha embarcaram e dona Rosa lá de cima gritou: “dessa vez acho que as coisas vão melhorar”. Nunca mais vi Janaína. Nunca mais pensei no meu óculos de sol. Sempre achei que tinha algum tipo de chamariz que atraía as pessoas e as deixava à vontade em compartilhar comigo suas histórias. Com o tempo percebi que não é uma questão de ser e sim de estar. De estar aberto, atento às sutilezas dos pequenos encontros. Micro-momentos que acontecem na rua, na fila do supermercado, na padaria, no bar, no caminho de casa, dentro do ônibus, com os vizinhos, com desconhecidos. E que, no fundo, somam às nossas experiências e nos tornam quem somos hoje. “É o que chamamos de devir (vir a ser). Estamos o tempo todo em relação, nos constituindo enquanto sujeitos e, nesse processo, nos tornamos o tempo todo indivíduos com necessidades e desejos diferentes. Ou seja singulares”, explica a psicóloga Maria Carolina Silveira. “E não é isso o belo no ser humano?”, complementa. São situações que não se explicam, acredita Maria Carolina. Eles simplesmente acontecem. É o que podemos chamar de um bom encontro. “Bons encontros produzem o novo, nos tiram do lugar comum, produzem novos sentidos para a vida”, acrescenta a psicóloga. Tem alguns que pas-

sejam, produzem ressignificados, re-existência. Henrique Lammel, por exemplo, jornalista que tive a sorte de encontrar em Porto Alegre no ano passado, estava descrente na humanidade. Tinha perdido a fé nas pessoas, quando decidiu pegar a mochila e conhecer a América Latina, sem roteiro e sem data para voltar. Foram 10 meses, 23.447,60 quilômetros, 119 cidades e seis países. Setecentos quilômetros caminhando e 102 noites acampando. Durante esse caminho todo, muitos encontros. Bons encontros. Ele lembra de todos eles. Não muito bem dos nomes, mas as pessoas, as histórias e toda a ajuda que encontrou pelo trajeto estão muito vivas na sua memória. Ressignificaram a sua própria existência. “Um amigo que conheci viajando falou algo que nunca mais esqueci. Quando tudo que você tem está dentro de uma mochila, quando ninguém lhe conhece e você não conhece ninguém, pouco importa se você é rico ou pobre. Importa quem você é”, conta. Logo no terceiro dia de viagem, enquanto fotografava uma ilha de Cartagena, na Colômbia, Henrique e uma mexicana que conheceu pelo caminho, foram abordados por seis homens. Roubaram todo o dinheiro que tinham. Enquanto ainda pensando no que fazer, encontraram um

JOSIANE, ENCONTRANDO O M U N D O

35


revistaflashvip.com.br

jovem colombiano, líder da comunidade, que os levou até a sua casa. Uma casa de pedra e chão batido, contornada por uma cerca feita com galhos de arbusto. No quintal, onde as galinhas se espalhavam, eles encontraram refúgio e descanso embaixo de uma árvore. “Uma família simples, que nos acolheu e nos deu o que comer. O rapaz ainda nos levou até o local de onde saem os barcos e negociou a nossa travessia até a próxima cidade, para continuarmos a viagem”, relata. Já no Sul da Patagônia, depois de dois dias caminhando, enfrentando muito frio e vento forte, e preocupado em acampar na estrada, um alento. Um caminhão para na estrada e oferece carona. Um caminhão velho, sujo, com os vidros quebrados. Um motorista de bom coração. “Estar na estrada, com muita chuva e frio, e alguém parar e levar você por dois minutos até um lugar seco vale muito mais que dinheiro. Essas experiências, eu tenho certeza, mudam a gente. Abrem a nossa cabeça. Nos deixam menos preconceituosos. A maioria das pessoas com quem cruzei não tinham grande poder aquisitivo. E mesmo assim, sem bens, elas davam um jeito de ajudar”. Do tempo em que resolveu viajar, quando lia no jornal sobre pessoas esfaqueadas por um tênis de R$ 100 no centro de Porto Alegre, até agora, muita coisa mudou em Henrique. Graças aos encontros importantes que salvaram sua vida e também aos que garantiram momentos de extrema felicidade e aventura. Como quando percorreu o deserto do Atacama em meio a raios, tempestade e chuva de pedra, com um ciclista chileno que tinha acabado de conhecer. Ou quando visitou Toro Toro, o parque mais famoso de Cochabamba, na Bolívia, com um grupo de pessoas de seis países diferentes. “Na estrada recuperei a fé no ser humano e descobri que o planeta é muito maior do que dizem. Porque algumas pessoas têm o mundo dentro delas”, destaca o jornalista.

O MUNDO É SALVO TODOS OS DIAS Eliane Brum, no livro A Vida que Ninguém vê, começa dizendo que "o mundo é salvo todos os dias por pequenos gestos. Diminutos, invisíveis. O mundo é salvo pelo avesso da importância. Pelo antônimo da evidência. O mundo é salvo por um olhar. Que envolve e afaga. Abarca. Resgata. Reconhece. Salva. Inclui.” Pensando nisso e nas histórias que Henrique me contou, logo imagino que o ser humano só conseguiu sobreviver porque trocou experiências entre si. E que as histórias das pessoas que conhecemos ao longo do caminho vão moldando as nossas. Para isso, claro, é preciso estar disponível. Segundo Maria Carolina, estar inclinado. Não só escutar, mas ouvir, por todos os órgãos de sentido. “Afinal, nos comunicamos por diversos modos. Às vezes não é preciso dizer nada, às vezes é preciso horas de conversa”, acrescenta a psicóloga. E foi assim, quase sem dizer nada, apenas ouvindo, que a contadora de histórias Josiane Geroldi, que tive a graça de conhecer em Chapecó, retomou a sua própria história. Foi em 2015, quando ela voltava de um espetáculo, no norte do Paraná. Bastante cansada, depois de dirigir quase 15 mil quilômetros em seis meses, ela cochilou no volante e o carro capotou. Foi levada para o hospital mais próximo, em Pato Branco. No quarto, estavam mais cinco mulheres. Duas delas, bastante senhoras. Foram elas que acolheram Josiane até a família chegar. Com o quadril e mais seis costelas fraturadas, cansada já da estrada, lá mesmo no hospital decidiu não mais viajar. “Eu estava tão cansada que decidi parar e fazer outra coisa da vida. Esse caminho passou a ser muito perigoso”, relembra a artista. Mas entre as cinco mulheres, estava dona Maria, uma avó cabocla. E dona Maria, quando descobriu que a colega de quarto era contadora de histórias, se empolgou. “Eu adoro contar causos”, disse ela sorrindo. Foi quando Josiane conseguiu falar pela primeira vez. Pediu para

FOTO: ARQUIVO PESSOAL (HENRIQUE)

36


COMPORTAMENTO

“Na estrada recuperei a fé no ser humano e descobri que o planeta é muito maior do que dizem. Porque algumas pessoas têm o mundo dentro delas” – Henrique que a senhora narrasse algumas das suas histórias. “Ela foi lembrando e contando os causos. E aconteceu uma coisa muito bonita aquele dia. As pessoas que estavam internadas e os acompanhantes começaram a sentar nas camas para escutar as histórias de dona Maria. E todas as mulheres do quarto tinham memórias de histórias parecidas”, lembra. Uma acompanhante do quarto ao lado, ao ouvir as risadas que fugiam pelos corredores, chegou a se encostar na porta entreaberta para ouvir também. Enfim, o riso e a alegria abraçaram aquele ambiente tão costumeiro de dor. “Depois de dona Maria contar os seus casos ela disse: ai ai, inté se esqueci que tava no hospital, e deu uma gargalhada”. Josiane conta que, naquele momento, as pessoas realmente esqueceram a dor e os motivos pelos quais estavam alí. Dona Maria conseguiu suspender o tempo. “Eu me emocionei e chorei. E percebi que não podia parar. A minha experiência com a dona Maria ressignificou a minha existência de fato. Eu precisei quase morrer, para renascer e perceber que o que eu faço não é só por mim”, reflete. Hoje, ela segue viajando e contando his-

H E N R I Q U E , E M U M D O S SEUS ENCONTROS COM A ESTRADA

tórias. Toda vez que sobe no palco, agradece muito por ter a oportunidade de encontrar as pessoas, principalmente dona Maria. Afinal, se ela não tivesse se envolvido na história da artista, esse causo de agora poderia ser diferente. “Foi uma das experiências mais fortes e importantes na minha vida. Desistir nunca mais passou pela minha cabeça. Graças a esse encontro”. Estamos aqui falando das miudezas da vida, de estar aberto ao mundo, sensível ao detalhes ao redor. Olhar e enxergar o outro. Andar mais sem fones de ouvido. Algo incrível pode estar acontecendo ao seu lado nesse exato momento. Marisa Monte, quando canta a música Gentileza, uma homenagem ao profeta famoso por escrever nas pilastras do Viaduto do Gasômetro, no Rio de Janeiro, pergunta: o que é mais inteligente, o livro ou sabedoria? Mas de onde vem a sabedoria? Há quem diga que quem viaja tem muito para contar, mas como diz Walter Benjamin, o homem que ganha honestamente sua vida sem sair do seu país, que conhece suas histórias e tradições, também tem muito para narrar, basta escutarmos com prazer.

37


38

MODA

revistaflashvip.com.br

ESPAÇO VIP

FESTA DO PIJAMA NÃO ABRA MÃO DO SEU ESTILO, NEM NA HORA DE DORMIR.

Anúncio_Flash_VIP.pdf

1

12/06/2018

15:34

No inverno, com a queda de temperatura, os programas da sexta-feira à noite são substituídos por um bom filme, pijama e edredom. O conforto se torna prioridade e essa é uma das premissas da Verità, aliar o conforto ao estilo, inclusive na hora de dormir. Na loja você encontra as melhores marcas de pijamas, edredons, lençóis térmicos e mantas, com uma grande variedade de produtos de alta qualidade. A marca Upman possui linha térmica de durabilidade e aconchego para os dias mais frios, mantendo a temperatura corporal estável, confeccionados com material de excelência. Para pijamas de inverno, marcas como Daniela Tombini, Lua Luá, Any Any, Mensageiro dos Sonhos, Recco, Sonhart e Toque Íntimo invadem as araras. Já na área masculina, a Upman traz pijamas que aliam estilo e conforto. E na linha íntima, além da Upman, Lupo e Calvin Klein completam a lista de desejos. O vestir bem vai além da comodidade. Com elegância e conforto, a Verità possui peças que garantem o aquecimento ideal, mantendo a autoestima. Prezando pelo bem-estar, inclusive na moda íntima, sem perder a confiança e segurança. Na parte de lingeries, marcas como Liz, Hope, Valisere, Fruit de La Passion, Beautiful e Plie, apresentam diferencial de qualidade elevada, oferecendo além da sofisticação, a comodidade necessária para a moda íntima.

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K


PET

39

UM CANTINHO PARA SEU FELINO TRANSFORME A IDA AO PET EM UMA COLÔNIA DE FÉRIAS PARA O SEU BICHINHO.

Já pensou em deixar seu gato no pet para um banho e tosa e, ao mesmo tempo, ter um lugar em que ele possa passar o dia sem ficar trancado numa jaula de cimento e grade ou gaiolas? No Recanto das Patas você encontra um cantinho especial, amplo e com diversos brinquedos para que seu bichinho passe o dia todo confortável e se divertindo. Isso é o chamado enriquecimento ambiental, que é a criação de um ambiente mais complexo e interativo, promovendo desafios e novidades que simulam situações que ocorreriam na natureza, oferecendo oportunidade de escolha ao animal, permitindo expressão de comportamentos específicos, dissipação de estresse, mantendo-o mais saudável e feliz. “Toda nossa proposta na clínica foi montada para as necessidades básicas dos animais. No espaço destinado aos gatos, pensamos em partes mais altas, para que eles possam pular, saltar, com brinquedos como cordas para arranhar, afiar as unhas e atrativos que acalmem o gato para a hora do banho, pois não usamos sedativos. Visamos atender as necessidade básicas, diminuindo o nível de estresse, porque o felino é mais sensível”, afirmam os veterinários Thanise Ganzer e Julian Severo.


REGISTRO/#VAMOSCHAPE

por ALESSANDRA SEIDEL

revistaflashvip.com.br

40

Somos Todos Chape Paixão e dedicação definem os 45 anos de história da Associação Chapecoense de Futebol.

à obra”, integrando o Departamento de Futebol no ano da reconstrução. “É meu time do coração. A vi crescer e, hoje, faz parte da minha vida. E sempre vai fazer. Fora de campo, daqui pra frente, serei sempre Chapecoense. Inclusive, meu filho nasceu nessa cidade. Por isso, tenho que honrar esse time até o final dos meus dias”, conta. Odair Souza, o Neném, ultrapassa a marca de Nilvado como o jogador que mais vezes atuou com a camisa da Chapecoense. São mais de 300 partidas disputadas desde que chegou à equipe, em 2009, para participar de todos os acessos no Campeonato Brasileiro, conquistar três títulos estaduais e a Taça Sul-Americana. "A Chapecoense representa uma vida. Uma das histórias mais bonitas dentro do futebol, por tudo que aqui vivi e ainda estou passando. As conquistas, as alegrias… os momentos difíceis, também. Ter o respeito e o carinho do torcedor e corresponde-los, é maravilhoso. Tanto eu sou grato ao clube, quanto sei que o clube e o torcedor – por todo o carinho e respeito que têm comigo – são gratos pela minha dedicação e pelo meu trabalho nestes 10 anos", afirma Neném, que segue vestindo a camisa alviverde, agora com a maestria do número 10 estampado nas costas.

FOTO: SIRLI FREITAS

D

izem que algumas coisas são para sempre. E que entre as que resistem ao poder do tempo, do destino ou do acaso, está a Chapecoense. O clube nasceu da paixão das pessoas, se consolidou pela coragem, foi longe pelo trabalho, renasceu pela fé e seguiu em frente, de novo, pelo amor das pessoas. Como pensar, então, neste clube de futebol – que, neste ano, completa 45 anos de uma riquíssima e inspiradora história – sem falar em quem o move? Uma dessas pessoas é Jandir Moreira do Santos. O Janga deixou seu nome marcado na Chapecoense ao conquistar, com o time de 1977, o primeiro título do clube. “A minha relação com a Chapecoense começou em 1976, quando cheguei aqui. Joguei até 1986. Tive a alegria e o prazer de estar aqui no primeiro título que a gente conseguiu, na final contra o Avaí, quando ganhamos por 1 a 0, em 1977. Foram 10 anos como jogador e 40 morando em Chapecó. Mesmo não fazendo mais parte, diretamente, seja na diretoria ou em qualquer outro cargo, sempre fiz e continuo fazendo parte da história”, relata. Atualmente, usa a Kombi personalizada – que ganhou da Chape – para vender um dos cachorros-quentes mais famosos da cidade. Na principal avenida de Chapecó ou na Arena Condá, nos dias de jogo do Verdão, Janga ainda é reconhecido e respeitado como ídolo por toda a torcida alviverde. Assim como Janga, José Nivaldo Martins Constante, o Nivaldo, faz parte dessa trajetória. É o “goleiro de todas as séries”. Chegou ao clube em 2006 – quando nem sequer tinha série – e participou de todas as ascensões com a camisa do Verdão. Em 2016, com 298 jogos na conta, pendurou as luvas, mas continuou com as “mãos


COLUNA/MEIO AMBIENTE

revistaflashvip.com.br

42

p o r C A R O L I N E B E U T LE R *

OS OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Já imaginou vivermos em um mundo onde todos trabalhassem unidos em prol de um objetivo global? Cada um de nós, em nossas casas, trabalho e comunidade trabalhando por um mundo sustentável para todos? Não seria maravilhoso?

*Caroline Beutler Engenheira Ambiental e Pós-graduanda em Eng. Segurança do Trabalho

ALGUNS DOS OBJETIVOS SÃO: Acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar, melhorar a nutrição, e promover a agricultura sustentável; Alcançar igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas; Construir infraestrutura resiliente, promover a industrialização inclusiva e sustentável, e fomentar a inovação; Tomar medidas urgentes para combater a mudança do clima e seus impactos; Proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater à desertificação, bem como deter e reverter a degradação do solo e a perda de biodiversidade.

IMG: CHUTTERSNAP/UNSPLASH

O

nosso mundo ideal talvez esteja longe de ser alcançado, mas um movimento global em prol de objetivos comuns já existe e é o movimento Nós Podemos pelos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – ODS. O movimento iniciou com o comprometimento dos países membros da ONU com a Agenda 2030, durante a 70ª Assembleia Geral realizada em setembro de 2015, em Nova York. O acordo requer ações globais em prol do controle das mudanças climáticas, da proteção ao meio ambiente, da erradicação da fome, promoção do bem-estar da população, dentre outras propostas. Mas tantos objetivos não se originaram do nada. Eles partiram dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio – ODM, que propuseram metas a serem cumpridas até 2015. Nem tudo foi alcançado, porém, a partir daí, novas ações foram traçadas e, dos oitos objetivos pensados inicialmente, foram abertos 17 ODS, para que nos níveis global, nacional, estadual e municipal sejam buscadas ações que visem cumprir as 169 metas previstas para estes objetivos. Entretanto, como fazer um movimento tão grande dar certo? O movimento social se estrutura por voluntários, de caráter apartidário, plural e ecumênico. Cada empresa ou pessoa física pode se juntar a esse movimento, buscando disseminar em seu meio ações que busquem o cumprimento das metas traçadas. Há movimentos municipais, estaduais e nacionais estruturados pelos voluntários, que compõem para organizar o andamento de cada movimento. As ações são realizadas a nível local pensando na busca do objetivo global. Não é bacana? Pensar que o que você está fazendo aqui, em seu munícipio, pode contribuir para a busca de um objetivo que é do mundo todo! Por isso, não fique de fora. Busque a organização local Nós Podemos (www.nospodemos-sc.org.br) e faça parte desse pequeno movimento em busca de grande resultados.


COLUNA/SAÚDE

revistaflashvip.com.br

44

p o r FE R N A N D O B O N ET TO S C H I N KO *

RADIOFREQUÊNCIA NO COMBATE DAS VARIZES Promover a qualidade de vida do paciente é a principal característica do procedimento.

*Fernando Bonetto Schinko Integrante da Sociedade Brasileira de Cirurgia Vascular (SBACV) e professor na Unochapecó / CRM/SC 11403 RQE 10908 Cirurgião vascular

IMAGEM: CLEM ONOJEGHUO/UNSPLASH

A

lém de ser um método menos doloroso, com a radiofrequência o paciente recebe alta no mesmo dia e, por consequência, tem um pós-operatório mais confortável. A rotina diária volta ao normal em pouco tempo, sendo necessário utilizar meias elásticas para auxiliar no tratamento da veia. Através de uma punção na pele, sem utilização de cortes e pontos, o procedimento consiste na introdução de uma fibra óptica ou o cateter de radiofrequência diretamente na veia, guiada pelo ultrassom vascular. É então liberada energia no interior desta veia para excluí-la. Este é um método moderno e seguro, realizado no mundo todo e apresenta baixos índices de complicações. O pós-operatório da cirurgia exige, em média, repouso de apenas dois dias, permitindo que o paciente retome suas atividades normais após avaliação médica, enquanto a cirurgia convencional pode chegar a 15 dias de repouso. A rotina diária exige apenas alguns cuidados, como o uso de meias elásticas, para auxiliar na tratamento da veia tratada. O laser e a radiofrequência são métodos eficazes de tratamento, desde que sejam bem indicados e bem executados por profissionais capacitados. Porém, não substituem todas as outras modalidades de tratamento existentes e, muitas vezes, devem ser usadas vários tipos de tratamentos conjuntamente para que sejam obtidos os melhores resultados.


COLUNA/SAÚDE

revistaflashvip.com.br

46

por LINA ANA HIRSCH*

ATENÇÃO À PERDA AUDITIVA Não é incomum pessoas que falam: “hein? Não entendi… Repete, por favor”, ou quando estão em lugares com maior número de pessoas escutam o que elas falam, porém, não compreendem.

*Lina Ana Hirsch Médica Otorrinolaringologista CRM/SC 16081 RQE 12689

e exames audiológicos complementares, sendo algumas vezes necessário exames de imagem. O tratamento pode ser feito através de medicamentos, cirurgia, uso de próteses auditivas ou implante coclear, vai depender da causa base que está causando a surdez. Portanto, se você apresentar alguma dessas queixas, não tenha vergonha em procurar um especialista e solucionar o problema o mais rapidamente possível, afinal, tratamento precoce pode amenizar o grau da perda da audição. “Ouça” os sinais do seu corpo.

FOTOS: JESSICA FLAVIA (UNSPLASH)

S

egunda a Organização Mundial da Saúde, atualmente 466 milhões de pessoas no mundo sofrem com problemas auditivos – sendo 34 milhões crianças. A perda auditiva é uma realidade que tende a aumentar, com uma perspectiva de até 900 milhões de indivíduos que poderão apresentar surdez até 2050. Um dos principais fatores que explicam esse aumento do número de casos é o envelhecimento da população. Mas esta não é a única causa. Sabemos que um paciente pode apresentar perda auditiva em qualquer fase da vida, desde recém-nascidos até idosos. Devemos ficar mais atentos para os casos de surdez em recém-nascidos e crianças pequenas, pela dificuldade de comunicação nessa fase. Os pais devem prestar atenção às reações dos filhos quando sons intensos, como barulhos fortes, porta batendo, ou não virar a cabeça quando é chamado. Para crianças maiores, deve-se ficar atento para quando elas aumentam muito o volume da TV, ou falam muito alto, ou mesmo o professor do colégio relata que tem que falar várias vezes para a criança entender.Já adolescentes, adultos e idosos, tendem a relatar o problema com maior facilidade, percebendo a perda auditiva em rotinas básicas do dia a dia, como: “tenho que trocar o telefone de orelha, pois o som de um lado é muito baixo”, ou, “ as pessoas têm que repetir mais de uma vez o que falaram para eu escutar”, “acordei escutando menos”, entre outras situações, como o vizinho falar “você não está escutando direito”. As causas de surdez são diversas, como: súbitas, genéticas, ambientais, infecciosas, medicamentosas, a exposição a ruídos intensos por períodos prolongados e a presbiacusia (vinda do envelhecimento). Nós classificamos perda auditiva em: condutiva (quando o paciente tem algum problema no ouvido externo ou médio, o que dificulta que o som seja conduzido até o ouvido interno, exemplo disso são cerúmen e otites); neurossensorial (quando o paciente tem alguma dificuldade de perceber o som e o mesmo ser impulsionado pelo nervo auditivo até o córtex cerebral); e a mista (problemas de condução e neurossensorial concomitante). Seja qual for a causa, ela deve ser investigada e tratada o mais breve possível. O diagnóstico é feito através da história clínica


COLUNA/NUTRIÇÃO

revistaflashvip.com.br

48

p o r R A FAE L H I R S C H *

PARA UMA VIDA SAUDÁVEL Há 40 anos, uma das 55 especialidades médicas reconhecidas pelo Conselho Federal de Medicina, pesquisa e avalia os benefícios e malefícios causados pela ingestão dos nutrientes.

*Rafael Hirsch Médico, pós-graduando em nutrologia CRM-SC 25699 / CRM-RS 42636

esse engorda e aquele emagrece. Mas não é bem assim, devemos nos conscientizar a respeito do que ingerimos, conhecer os nutrientes e para que servem no corpo. Aliar estes conhecimentos com uma boa qualidade de sono, prática de atividades físicas e gerenciar o estresse são pilares fundamentais para uma rotina saudável, evitando assim muitas doenças da velhice. Você já deve ter ouvido falar na frase: “Nós somos aquilo que comemos.” Eu diria mais: “Nós somos aquilo que comemos, absorvemos, pensamos e amamos.”

FOTOS: JESSIC A FLAVIA (UNSPLASH)

O

Médico Nutrólogo ganhou espaço devido o aumento considerável de doenças nutrometabólicas e as consequências na qualidade e na expectativa de vida que estas doenças causam na vida das pessoas. Uma de suas atribuições é identificar possíveis “erros” alimentares, hábitos de vida ou estados orgânicos que estejam contribuindo para o quadro nutricional do paciente. A genética não é a culpada! Sabe-se hoje que a genética contribui em apenas 15% para problemas de saúde, já o estilo de vida corresponde a 65%, ou seja, você que decide como vai querer envelhecer. Muitas vezes achamos que estamos nos alimentando bem, porém temos um “furo” nos alimentos saudáveis dos dias de hoje. O solo das monoculturas, por exemplo das macieiras, estão pobres em alguns nutrientes, como o selênio. O adubo desse tipo de plantação é feito com NPK (Nitrogênio, Fósforo e Potássio) e deixam de repor o selênio. Então, se você for estudar quais são os nutrientes da maçã, no livro vai estar escrito que tem selênio, mas a maçã da sua mesa não possui o nutriente. E, aos poucos, vamos ficando desnutridos, piorando a qualidade do nosso metabolismo. Por esse e outros motivos que a suplementação se faz essencial na procedência médica e nutrológica. O processo de industrialização dos produtos alimentares provocou uma mudança importante nos alimentos, outro exemplo é o trigo, que foi modificado transgeneticamente, com o objetivo de aumentar a produção e, consequentemente, aumentar a concentração do glúten (principal proteína do trigo). Houve um aumento de 400% da quantidade do glúten no trigo, devido a essa modificação genética para produção em larga escala. E o nosso metabolismo não está preparado para isso, portanto, mesmo que uma pessoa não possua intolerância ou alergia a glúten, se consumir o trigo diariamente, em algum momento da vida, a sensibilidade ao glúten vai se desenvolver e causar efeitos adversos como: dores de cabeça frequentes, tremores, diarreia, dor abdominal, lesões de pele e inclusive estimular doenças autoimunes. Vivemos em um mundo de excessos, hoje estamos focando no alimento de um jeito muito simplificado: ou ele é bom ou é ruim,


MODA

A N A C L AUDIA BÊ designer de moda e proprietária da loja Wanabe

revistaflashvip.com.br

WINTER IS HERE!

A

moda está se tornando cada dia mais dinâmica e nem sempre conseguimos acompanhá-la. O importante é nos vestirmos conforme a nossa personalidade, sendo fiéis ao estilo e aproveitar as tendências que realmente nos identificamos, buscando nelas, referências e inspirações para criarmos nossas produções. Com a chegada do frio, as principais tendências se mantiveram firmes e fortes, prometendo serem vistas ainda por um longo período. Lembrando, claro, que é preciso filtrar o que combina com seu estilo, usar sua personalidade e montar a produção. Afinal, conforto e bem-estar é essencial para levarmos a vida adiante. A POCHETE está de volta! Depois de aparecer em diversos comprovamos seu retorno. Moderninha, versátil e útil, ressurge em novos e diferentes materiais. Para usar com vestido, calça, shorts ou o que você preferir, ela vai deixar suas mãos livres e seu look atualizado. Peça coringa e queridinha pela maioria da população, as T-SHIRTS VINTAGES recebem referências dos anos 80 e 90, em uma pegada de logomania, modelagem ampla e estamparia localizada. Ótima para usar com calça pantacourt, saia lápis ou o eterno jeans básico. Nos pés, aposte no conforto e arrase no look.

TC

H!

o Fl

O FLORAL geralmente predominante nas estações quentes, ressurge nessa temporada em fundos mais escuros e estamparia com cara de vintage. Uma mistura de drama com romantismo. Para compor as produções, aposte em jaquetas de couro ou jeans, coturnos e trench coats. Saindo da zona de conforto, o MOLETOM passa a ser um item fashion e passa a completar o look. Basta misturar peças ousadas, um bom salto e caprichar nos acessórios, pronto. Famoso hi-lo que adoramos.

ral

& Moletom

IMG: MARINA&GABRIELLA/ DIVULGAÇÃO

desfiles gringos e ser vista sendo usada por celebridades,

MA

Com uma pegada mais grunge, o XADREZ aparece novamente, porém recebe cores fechadas. A dica para usar a estampa e nunca errar na produção é sempre pegar a cor que menos predomina no xadrez e usar na peça lisa que finalizará o look. Aposte na estampa em vestidos, tops e calças.

50


GUIA CULTURAL/MEIA ENTRADA

revistaflashvip.com.br

52

O futuro que todos tememos

A

o mesmo tempo em que nunca tivemos tanta diversidade sendo representada no mundo, vivemos, gradativamente, uma retomada do conservadorismo. Através de ascensões políticas, discursos organizados e manifestações populares, temos testemunhado, pouco a pouco, uma tendência reacionária. E as artes nunca estiveram alheias aos movimentos sociais. Em 1949, George Orwell já nos falava do “Grande Irmão” que vigiaria os passos da

Carol Bonamigo Jornalista, especialista em Cinema e Realização Audiovisual

“Os homens temem que as mulheres riam deles. As mulheres temem que os homens as matem”

humanidade, na sua obra 1984. Dezessete anos antes, o inglês Aldous Huxley antecipou o nosso futuro sendo condicionado pela manipulação psicológica e tecnológica, em Admirável Mundo Novo. Ambos os livros foram fonte de inspiração para inúmeras outras adaptações. E agora, outra produção tem dado o que falar, através da profetização de um futuro distópico. Baseado no romance homônimo de Margaret Atwood, escrito em 1985, a série The Handmaid’s Tale (ou, em português, O Conto da Aia) apresenta um mundo no qual a taxa de natalidade diminuiu consideravelmente, ameaçando a perpetuação da própria humanidade. Mas, ao invés de recorrer à ciência e tecnologia, o que temos é uma sociedade retrógrada,

regida pela religião, o medo e a intolerância. Neste novo mundo, as mulheres identificadas como férteis tornam-se “aias”, são condicionadas à obediência, privadas de suas famílias e seus próprios nomes e são entregues a casais de alto poder aquisitivo para servirem como “incubadoras”, cedendo ao patriarca em um bizarro estupro ritualizado para que possam engravidar. “Nunca deveriam ter nos dado uniformes se não queriam que fôssemos um exército”

Essa produção original do serviço de streaming Hulu (principal concorrente da Netflix) encontra em suas poderosas atuações a força necessária para nos fazer chocar a cada cena. Elisabeth Moss, Alexis Bledel, Samira Wiley e Joseph Fiennes nos entregam interpretações primorosas que, somadas à linda fotografia e direção de arte, constituem uma verdadeira obra prima. A primeira temporada, composta por 10 excelentes episódios, nos mostra, através de flashbacks, como a humanidade permitiu (sim, permitiu) chegar a esse ponto. A segunda, ainda em exibição, dá continuidade à narrativa. O resultado foram oito prêmios Emmy e dois Globos de Ouro – incluindo Melhor Série Dramática e Melhor Atriz, para Elisabeth Moss, em ambas as premiações.

IMAGEM: HULU/DIVULGAÇÃO

Através da ficção, obras literárias, televisivas e cinematográficas nos alertam para o possível caminho que a humanidade tem traçado.


O

ano é 2018, mas, olha, às vezes é preciso recorrer ao calendário para confirmar. É tanto alarde sobre retrocessos que não dá para acreditar que estejamos, de fato, no ano em que estamos. Por isso, Lute como uma garota surge neste espaço como uma forma de lembrar a história que muitos por aí parecem ter esquecido. Escrito em parceria com a jornalista Fernanda Lopes e a escritora, editora e feminista Laura Barcella, Lute como uma garota: 60 feministas que mudaram o mundo faz um resumo da vida e da obra de mulheres que fizeram a diferença para nós que cá estamos desfrutando desta tal liberdade, direitos e justiça. A obra traz perfis de visionárias que, já no século XVIII, brigavam para poderem estudar, depois trabalhar e, quem sabe, num futuro escolher seus próprios maridos. Louco né?! E loucas elas eram julgadas tanto por homens como por outras mulheres que, por medo e covardia, preferiam deixar as coisas como estavam. Que bom, mas que bom mesmo, que sempre existiram estas loucas e que cada uma, a seu tempo, obteve tantas melhorias para o mundo. No livro, temos nomes bastante conhecidos como Mary Wollstonecraft (a primeira feminista),

Frida Kahlo, Simone de Beauvoir, Rosa Parks, Yoko Ono, Madonna e Beyoncé, além de 15 brasileiras, dentre elas Nísia Floresta (considerada a primeira feminista brasileira), Chiquinha Gonzaga, Anália Franco, Clarice Lispector e Maria da Penha. E se lá atrás a luta começou pelo direito ao estudo, hoje existe para tentar equalizar os anos de machismo que delegaram papeis subalternos às mulheres, como se fossem incapazes de desenvolver e executar determinadas ações; é para tentar mostrar que, mesmo usando roupa curta, a mulher nunca é culpada pelo seu estupro; é para tentar mostrar que nenhum homem pode bater na mulher só porque tem com ela um laço religioso ou legal; é para tentar esclarecer que nós temos o direito de falar e agir sobre nosso corpo, ele é nosso. Termino, assim, a leitura, mais consciente do papel que cada uma de nós tem em discutir e não aceitar o machismo seja na forma que for. Seja na piada pronta, na não contratação pelo simples fato de ser mulher, na violência (doméstica e urbana – existe esse termo?!), nos julgamentos e nos inúmeros preconceitos que sofremos. Como cita Nana Queiroz, na apresentação do livro: “Celebrar o passado é responsabilidade de quem está comprometido com a construção do futuro. Essas mulheres sofreram, e seu sofrimento é hoje o nosso festejo para podermos nelas nos inspirar”.

LUTE COMO UMA GAROTA autora Laura Barcella e Fernanda Lopes editora Cultrix preço sugerido R$ 45

Silvane Loro Jornalista e editora do blog Prazer Literário

Lute como uma garota

revistaflashvip.com.br

54

FOTOS: MIGUEL BRUNA/UNSPLASH

GUIA CULTURAL/LITERATURA


GUIA CULTURAL/GAMES

revistaflashvip.com.br

56

Show de Truman e a realidade em jogo

cidíssemos usar tudo que aprendemos sobre jogos para consertar o que a realidade tem de errado?”. Algum leitor vai pensar de cara em games que resolvem os problemas na base da violência, mas não é sobre estes games que ela está falando. Mas sim, de jogos inteligentes, instigantes, criativos, que estimulam o raciocínio ao invés de consumi-lo. Existe sim, um grande número destes games por aí, convidando jogadores para experimentá-los, da mesma forma que a TV traz produções, ao mesmo tempo, questionáveis e lindas, que podem ensinar muitas coisas. Faltaria desenvolver a capacidade crítica de fazer boas escolhas, vislumbrando encontrar as melhores práticas. Para quem quiser investir mais neste debate recomendo Jogador Nº1 (Ready Player One, 2018), o mais recente filme de Steven Spielberg, que aborda justamente os mundos virtuais dos jogos e a construção de valores dentro deles, transformando o mundo real.

IMAGEM/ARTE: DUANA SCUSSIATO

S

how de Truman é um dos maiores filmes já realizados no cinema – simples assim. Mal compreendido na época de seu lançamento, ele foi esquecido de premiações, como o Oscar, por conta de filmes que foram mais felizes no marketing. O drama, protagonizado por Jim Carey, conta sobre um personagem que não sabe que está em um reality show, o qual ainda evoca debates. Outro ponto de vista, residia na crítica da mídia televisiva ou do entretenimento supermidiático, que levava pessoas a passarem horas observando a vida de um sujeito em uma cidade construída ao seu redor, com atores interpretando papéis ao longo de uma vida inteira, numa realidade tão bela, limpa e perfeita. Ou seja, até que ponto a televisão virou um escape para encontrar satisfação na ficção, onde o herói representa os anseios da sociedade e com um propósito em sua jornada? Retomar este ponto de vista 20 anos depois e olhar para os games é, justamente, para refletir como hoje as pessoas têm feito um movimento similar, com um entretenimento diferente. Segundo Edward Castronova, estamos vivendo um verdadeiro “êxodo em massa” para os mundos virtuais. Pesquisas mostram que cada vez mais pessoas estão investindo seu ganha pão em sustentar uma vida virtual, simplesmente porque, “a realidade, em comparação aos jogos, se esgotou” — McGonigal. A provocação da escritora e game designer, diferente do que pode parecer, não reside em criticar este movimento, mas em analisar como ele deve ser refletido e pode ser positivo, pois os jogos têm um potencial de interação que a TV tradicional não traz, como construir valores nestes ambientes. A autora traz uma questão interessante: “e se de-

Hilario Junior é bacharel em Computação, especialista em Cinema, mestre em Comunicação Social e doutorando em Ciências da Comunicação

“Os jogadores de videogame estão cansados da realidade.” É assim que Jane McGonigal inicia seu livro A realidade em jogo (2012). Nos 20 anos de Show de Truman, trago uma reflexão, ainda muito relevante, ligada ao entretenimento X realidade.


GUIA CULTURAL/TRILHA SONORA

revistaflashvip.com.br

58

Back and Forth O que se faz após atingir o auge, de conquistar tudo o que muitos sequer imaginariam poder conseguir? Deitaria em berço esplêndido e viveria eternamente dos louros de outrora? Ou após breve comemoração, arregaçaria as mangas e começaria tudo de novo?

mentos em que quase se perderam, pausas e reflexões, ou seja, todas as idas e vindas do grupo. No entanto, todo o documentário funciona quase que como um prefácio para o registro do novo disco, tanto que se poderia dividir o DVD em dois capítulos: historia e gravação de Wasting Light. Além de muito bem produzido, o documentário é extremamente cativante, porque, ao contrario dos grandes ícones do Rock ‘n Roll, que tentam passar uma imagem de incompreendidos, de gênios, de todos os tipos de excentricidades, Dave Grohl se mostra gente como a gente, alguém que tem família, trabalho (banda), que sofre, que ri e que também gosta de se divertir. A impressão que dá ao assistir o DVD é que estamos sentados escutando a história daquele amigo da escola que teve uma banda e tocou por aí, e não um documentário sobre uma grande banda de rock. É inegável a vontade de ouvir ininterruptamente todos os discos da banda depois de assistir ao filme. Não bastasse o registro histórico, o documentário ganhou, em 2012, um Grammy Award na categoria Melhor Longa de Videoclipe. Fica aí a minha dica para essa edição. Baixe, assista e depois, se for o caso, critique.

IMAGEM: FOO FIGHTERS/DIVULGAÇÃO

Fil Souza Advogado, músico amador, apreciador de um bom e velho disco

P

ois bem, o Fioo Fighters, após seis álbuns de estúdio, um disco ao vivo acústico e lotar duas apresentações no mítico estádio de Wembley em apresentações antológicas (que viraram DVD), resolveu lançar um novo disco, Wasting Light. Da ideia de um novo álbum que seria gravado de sua garagem com equipamento analógico, surgiu a ideia de se fazer um registro dessa nova etapa. E se o trabalho seria num momento histórico da banda, com a gravação do disco com equipamento analógico para se resgatar a autenticidade do som, não seria a hora de contar a história da banda? Dessa premissa surgiu o documentário Back and Forth, relatando a trajetória da banda, os bastidores da gravação do novo álbum, Wasting Light, e a performance exclusiva das faixas do novo material discográfico. Tudo começa com o fim do Nirvana. Sim, o Nirvana é uma peça importante na vida artística e musical de Dave Grohl (vocalista e alma do Foo Fighters). O filme passa pelo recrutamento e diversas formações, com várias entrevistas com os atuais membros da banda, ex-membros William Goldsmith e Franz Stahl, e o produtor Butch Vig. O DVD contém imagens históricas e inéditas, trechos de shows, gravações, etc. O documentário traz os bons e maus momentos da banda, desde o inicio, prêmios, crises, mo-


60

SAÚDE

revistaflashvip.com.br

ESPAÇO VIP

REALÇAR A BELEZA DE MODO SAUDÁVEL VALORIZE SUAS EXPRESSÕES

A harmonização facial, como propedêutica médica, sistematiza a avaliação e a execução de tratamentos estéticos e rejuvenescimento facial, valoriza a beleza individual e preserva uma das essências do ser humano que é a capacidade de expressão não verbal. Após concluir um curso na área, juntamente com o médico especialista Matheus Arantes, Beauthy Authority – referência em rejuvenescimento e harmonização facial em Campinas/SP – a médica Deizi Fernanda Schwengber, iniciou

em Chapecó os procedimentos na área de medicina estética e harmonização facial com toxina botulínica e preenchimento facial com ácido hialurônico. O curso abordou o que existe de mais atual em relação às técnicas avançadas para harmonização funcional da face com toxina botulínica e ácido hialurônico. O objetivo é realçar o belo de forma saudável melhorando a função de cada estrutura tratada. Criar a beleza viva é a missão do médico que atua nesta área.


DECOR

61

A BELEZA ESTÁ NOS DETALHES PEÇAS QUE IMPRIMEM PERSONALIDADE AOS AMBIENTES.

Esquadria em alumínio HÁ MAIS DE SEIS ANOS NO MERCADO, A AVANTO COMÉRCIO DE VIDROS, ATUA NA DISTRIBUIÇÃO DA LINHA DE ESQUADRIAS EM VIDRO TEMPERADO E ALUMÍNIO. SÃO JANELAS, PORTAS, BOX E SACADAS EM MODELOS E CORES DIFERENCIADAS PARA SUA REFORMA OU CONSTRUÇÃO.

A dica para essa edição é a esquadria em alumínio. As portas e janelas nesse material apresentam vantagens em seu custo benefício e ainda são versáteis e têm uma maior durabilidade. E o melhor de tudo, não precisa de manutenção. São portas e janelas de alumínio com veneziana ou persiana integrada de diversas cores. Ficou interessado? Faça uma visita e confira os valores direto de fábrica e solicite seu orçamento. No mês de junho e julho, a Avanto estará com promoção na linha de box em vidro.

Vai promover uma festa em casa e precisa de um novo balde de gelo para suas bebidas? Que tal mudar um pouco e investir em uma champanheira para o seu lar? Este lindo acessório é ideal para acomodar garrafas e latas de diversos drinks enquanto os mantêm na temperatura certa para o consumo. Recorrer à champanheira para deixar à disposição as bebidas durante festas e ocasiões especiais é uma ótima maneira para servir os convidados com estilo. Uma peça elegante e combina com qualquer decoração, economizando lugar a mesa, pode ser usada ao lado da mesa de jantar ou como apoio. Charmosa e funcional, é confeccionada em fibra natural de bananeira você encontra na Triarte Móveis.


62

DIÁRIO DE BORDO

revistaflashvip.com.br

UMA SEMANA em alto mar com DUANA SCUSSIATO fotos ARQUIVO PESSOAL

Q

uando penso em cruzeiro, lembro da frase “eu sou o rei do mundo”, popularizada pelo ator Leonardo DiCaprio, em Titanic. Ou no outro extremo, lembro de O Cruzeiro das Loucas, mas a realidade é que, não é nem uma coisa, nem outra. Para mim, a viagem começou aqui em Chapecó. Não, não estou louca, não peguei o cruzeiro no Goio-Ên, mas um ônibus que levou a mim, meu pai, Chico, e a esposa dele, Tai, ao Porto de Santos, onde esperamos por horas, para finalmente realizar o embarque no navio. Bom, até aí, nada de novo no reino dos brasileiros (filas). Depois disso, só curtir o cruzeiro e seu roteiro.

CRUZEIRO Meu pai já fez vários passeios de cruzeiro e foi através dele e da Tai que cogitei a possibilidade de também fazer parte dessa viagem. Então, no dia 14 de janeiro embarcamos no navio – que parece um mix de shopping, resort e cassino – onde ficamos até dia 20 do mesmo mês. O melhor do cruzeiro, certamente, foram as pessoas legais que conheci durante a viagem, que passei noites em claro, para ver o nascer do sol no oceano, da jacuzzi, tomando espumante (essa parte acho riqueza, luxo e ostentação). O atendimento da tripulação, majoritariamente filipina e indiana, era muito bom, já até sinto saudades do Nixon, o camareiro, do Alan, garçom da nossa mesa no restaurante principal, e do Yoshoua, o barman

>>


63


64

DIÁRIO DE BORDO

revistaflashvip.com.br

4 ILHABELA Os principais pontos de turismo, são atividades relacionadas à natureza, visita às praias e trilhas. Como sou bicho da cidade, aproveitei para fazer um passeio pela Vila, assim chamado o centro histórico. Definitivamente, é um lugar com vários lugares aconchegantes, com destaque à arquitetura das casas, pousadas, restaurantes e cafés.

2 1 3

ILHÉUS Na histórica Cidade do Cacau e de Gabriela, Cravo e Canela, a parada principal foi na Praça Dom Eduardo [1], onde fica o famoso Bar Vesúvio, a Catedral de São Sebastião [2] e próxima à Casa de Cultura Jorge Amado [3]. Além da história e dos pontos turísticos, Ilhéus me trouxe uma grata surpresa, daquelas que faz a gente ficar maravilhada com as pequenas coincidências da vida, que foi o prazer de conhecer pessoalmente minha colega de SP, da pós EAD, Fernanda [4], que estava na cidade visitando familiares e curtindo as férias.


65

SALVADOR Tudo que consigo pensar é em Caetano Veloso dizendo “a Bahia é linda” pelo simples fato de: ela é! Salvador tem muita magia e história, para todo lugar que a gente olha e, estando lá, eu pude sentir essa energia. O Pelourinho fica na Cidade Alta, famoso pelas suas ruas de pedras e arquitetura de origem barroca, estilo colonial e sobrados pintados em cores vibrantes, uma história preservada e que nos transmite a verdadeira veia cultural e artística da região.

Fomos bem turistinhas até a Igreja do Senhor do Bonfim, enquanto nossa guia nos contava mais sobre a história da capital baiana, especialmente a parte religiosa. A igreja é famosa pela sua grade, toda enfeitada com as fitas do Bonfim.

Pegamos o Elevador Lacerda, na Cidade Baixa e subimos 63m até a Cidade Alta, para que eu pudesse, finalmente, conhecer a Igreja e Convento de São Francisco, famosa pela sua riqueza de detalhes em ouro e madeira entalhada. Sua beleza é indescritível, tanto que, nem fiz fotos dentro da igreja, fiquei apenas admirando. Já no convento, seus ricos painéis de azulejo português, encantam com as cenas e inscrições, retiradas do livro Teatro Moral da Vida Humana e de toda a Filosofia dos Antigos e Modernos.


66

COMUNIDADE

revistaflashvip.com.br

ESPAÇO VIP

REITOR DA UNOCHAPECÓ É ELEITO O NOVO VICE-PRESIDENTE DA ACAFE OS NOVOS DIRIGENTES FICAM À FRENTE DA ASSOCIAÇÃO ATÉ 2020.

Reitor da Unochapecó permanece na gestão da Acafe até 2020

O reitor da Unochapecó, professor Claudio Alcides Jacoski, foi eleito o novo vice-presidente da Associação Catarinense das Fundações Educacionais (Acafe). O professor Günther Lother Pertschy, reitor da Unifebe, foi escolhido o presidente. “É uma honra representar a Unochapecó no cargo de vice-presidente da Acafe. Sabemos o importante papel que as Universidades Comunitárias realizaram nos últimos 50 anos para Santa Catarina. O desenvolvimento de nossas regiões se deu especialmente pela atuação da interiorização do ensino superior. Agora, é importante defendermos o modelo comunitário pois a política

educacional brasileira coloca esta história em cheque. Temos a certeza que são as Instituições Comunitárias as responsáveis por manter a qualidade acadêmica associada ao desenvolvimento regional”, avalia o reitor. A proposta da nova gestão é discutir, junto aos representantes de cada uma das universidades do sistema, assuntos relacionados ao funcionamento das instituições, o fortalecimento da Acafe, as bolsas de estudo do artigo 170, além de outros temas. Para levantar as principais demandas, os professores eleitos percorreram o Estado, visitando as 16 instituições que integram a Associação.


SAÚDE/MODA

TECNOLOGIA A FAVOR DO CONFORTO INOVAÇÕES NA OTORRINOLARINGOLOGIA CLÍNICA AURIS ESTEVE PRESENTE NA JORNADA SUL BRASILEIRA DE OTORRINOLARINGOLOGIA.

O casal de otorrinolaringologistas, Lina Ana Hirsch e Rodrigo Kohler, esteve em Blumenau, nos dias 9 e 10 de junho, para a XVIII Jornada Sul Brasileira de Otorrinolaringologia. O dr. Rodrigo, que também é especialista em Medicina do Sono, foi um dos palestrantes convidados do evento. Enquanto a dra. Lina Ana participou de uma Conferência Internacional. As inovações na especialidade foi um dos temas discutidos durante o fim de semana, que contou também com III Encontro Sul Brasileiro de Otorrinolaringologia Pediátrica e a I Jornada Catarinense de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-facial.

Sempre atualizada com as tendências, a Mr.Cat é atenta aos detalhes que envolvem conforto e durabilidade dos produtos, desde a confecção. Com rigor no acabamento, se destaca por ter modelos exclusivos e de qualidade única. As opções na linha Comfort possuem solado 40% mais leve do que as demais, sem comprometer a resistência. A marca também desenvolveu uma palmilha exclusiva que garante maior amortecimento e conforto. Solados flexíveis, antiaderentes e com maior durabilidade também fazem parte dos sapatos. As franquias da Mr.Cat estão presentes em todo o País. Em Chapecó, você encontra a loja no Shopping Pátio e pode acompanhar as novidades pelo Instagram @mrcatchapeco.

67


CONEXÃO com fotos MAURÍCIO V. GOMES modelos, produção de moda e styling CRYS ORLANDIN E JAQUELINE OLIVEIRA make e hair GABRIEL CERUTTI assistentes de produção CARLA HIRSCH, CAROL BONAMIGO, DUANA SCUSSIATO E NANDO SBRUZZI tratamento de imagens DUANA SCUSSIATO

NA MITOLOGIA GREGA, GAIA ERA TIDA COMO A MÃE-TERRA, A FORÇA PRIMORDIAL QUE GEROU O CÉU, O MAR E AS MONTANHAS. NAS MAIS DIVERSAS CULTURAS ANCESTRAIS, O ARQUÉTIPO FEMININO ERA RESPONSÁVEL PELOS CICLOS DA NATUREZA, TRAZENDO EQUILÍBRIO E HARMONIA À HUMANIDADE. NESTA EDIÇÃO, A FV CONVIDA A REDESCOBRIR ESSA CONEXÃO COM O UNIVERSO E EXPRESSAR A SUA ESSÊNCIA COM TECIDOS, TEXTURAS E CORES.


looks WANABE calรงados MR.CAT acessรณrios TANIA PESERICO


looks VERITร€ calรงados MR.CAT acessรณrios TANIA PESERICO


looks REMAZON bolsa MR.CAT acessรณrios TANIA PESERICO รณculos CRISTAL ร“TICA


looks LAÇAROTE bolsas e calçados MR.CAT acessórios TANIA PESERICO óculos CRISTAL ÓTICA


looks MANIAS calรงados MR.CAT acessรณrios TANIA PESERICO


looks LOOV calรงados MR.CAT acessรณrios TANIA PESERICO รณculos CRISTAL ร“TICA


SOCIAL

K I KO SANTOS colunista social do jornal Sul Brasil

1

78

revistaflashvip.com.br

2

15 ANOS

BALÃO MÁGICO

Camilly Bernardi Etz, filha do Oftalmologista João Artur Etz Jr. e da empresária Patricia Bernardi, comemorou seus 15 anos com grande festa no dia 5 de maio.

1. O local da festa foi na CDL Chapecó, justamente para que Camilly pudesse chegar em um voo de balão a gás, onde foi conduzida até o clube pelo seu pai. 2. Camilly entre sua família, a irmã Letícia, os pais, Patrícia e João Arthur. 3. Deslumbrante, Camilly exibe seu vestido confeccionado sob medida, com mais de

4. Camilly emocionada no momento dos parabéns pra você.

3

4

FOTOS: VANDERLEI AZEVEDO

20m de tecido.


TH A Í S DUTRA apresentadora do programa Glamour na Gen TV e colunista social

1

2

SOCIAL

revistaflashvip.com.br

80

2

3

4

1. A Pastora Francine Ribas e acadêmica de Psicologia comemorou aniversário recentemente. 5

esbanjando profissionalismo e simpatia. 3. Com romântica cerimônia Valdo Padilha e Patricia de Oliveira comemoraram a união em sua residência. Convidados animados e noivos radiantes, deram o tom de felicidade, amor e companheirismo. 4. O casal Rovane e Fernanda Camargo esbanja carisma e cumplicidade. 5.

A mamãe Francieli Borsoi e

os filhos Joanaliz e Murilo, em momento muito fofo. 6. Muito estilo e personalidade no dia a dia do acadêmico de arquitetura Diego Costa.

6

FOTO 4: ELIZANDRO GIACOMMINI / FOTO 6: AMALIA CANDIOTO / OUTRAS: ARQUIVO PESSOAL / DIVULGAÇÃO

2. A linda Rachel Quadros, sempre de bem com a vida,


TH I A GO FREITAS jornalista (MTB/SC 3063) e colunista social do Diário do Iguaçu

SOCIAL

82

revistaflashvip.com.br

NOVIDADE A empresária Joselaine Bierende, do grupo Aquário Ambientes, juntamente de profissionais do ramo de arquitetura e decoração, participaram da CasaCor/SP, um dos maiores eventos de arquitetura e decoração da América Latina. O objetivo foi conhecer o espaço da Bontempo - Móveis de Alto Padrão, empresa que inaugurou uma nova loja em Chapecó, juntamente com o Grupo Aquário. Essa é a 44ª unidade da franquia no Brasil, fortalecendo ainda mais o mercado de móveis em Chapecó e região. 1 1. A arquiteta Graciela Dall Agnol, o casal de empresários Joselaine Bierende e Milton Bierende, as profissionais Luzia Massa e Janine Dal Prá. 2. A empresária Joselaine Bierende com as profissionais Cheila Castilhos e Débora Cavalli. 3. Destaque para a arquiteta chapecoense Lia Herrmann, que na CasaCor/SC, em Itapema. O espaço Spa Murion, criado em parceria com arquiteto Mateus Spricigo, chamou a atenção dos visitantes pela sua leveza e aconchego.

2

3

FOTOS: THF/DIVULGAÇÃO

apresentou seu trabalho


revistaflashvip.com.br

BADALANDO NAS ANTIDAS

FATIMA GIARETTON RAMOS, ANA LUCIA MIGLIAVACCA, ISA MEZZOMO, VERA LUCIA MALACARNE, ARLETE MARIA ANHALT, MARLI LUNARDI, NILVA MARCON, INEZ GIARETTON BIZZANI, NOEMI BUBA, MARILENE MOCELIN, MARILENE ZIMMER, PAULO LISE, FATIMA PIMENTA, MARIS BERTICELLI, MARICEIA BENETTI...

84

...JOACIR GONÇALVES, TÂNEA MARA CITRON, DEOMAR DAL PRÁ, MARISTELA CELLI COMERLATTO, TANIA DZIEDZIC, RICARDO PADILHA MARAFON, MONICA CORREA, ISIQUIEL ALVES DE SÁ, PAULA HANAUER, PAULA HANAUER MEIRA, MARIA SALETE CAMARGO PERIN E LUZI LÉA STÜRMER

FOTOS: ARQUIVO FLASH VIP / DIVULGAÇÃO

NERI LUCIA LEITE, PAULO WEBER, MARINO CESAR TREICHEL, NHENHO, EDISON FEHMBERGER, ROSÂNGELA MORAIS E EDEGAR FEHMBERGER.

ROSANE DIAS DE CASTRO, (Miss Santa Catarina), ATOR PORTUGUÊS NA ÉPOCA, MINHA ESPOSA,MARIALICE MORANDINI MIGLIORINI, LEDÔNIO F. MIGLIORINI, DR. JOÃO VALVITE PAGANELLA, DÉCIO DO LAGO, PM SC


85

MARIBEL TOCHETTO E EDILENE KLAUCK, REPRESENTANTES DA BELEZA CHAPECOENSE.

CHAPECOENSES EM VIAGEM PARA CURITIBA

WALTHER ECKSTEIN, QUATIZINHO, NERI DAMO, PLINIO DAVID DE NES, CÉLIO DAMO, CESAR AUGUSTO BICANCA, LAIRTON FORTES, RUI BALDISSERA, CARLOS PALMA, JOSÉ TESSARI, FLORIVAL HASS E ODILAR FRANCHESCHI


86

DE NÓS PARA VOCÊS // CONVIDADOS DA FV REVELAM SEUS GOSTOS COM INDICAÇÕES:

@ajaqueoliveira

#CURTIMOS

// MODA

Para os amantes dos “fashionismos”, o site LOOKBOOK.nu é uma espécie de rede social de moda, no estilo streetwear. Lá encontramos muita referência e inspiração de looks criativos e inovadores, postados por fashionistas, blogueiros, estudantes de moda, designers, produtores, fotógrafos, modelos e artistas, e pessoas de diversos países do mundo, que esbanjam estilo e originalidade. Acesse para conhecer, buscar aquela inspiração de look e descobrir novas e diferentes formas de vestir e combinar as peças do seu armário.

@nandosbruzzi // MÚS ICA

Uma flashLIST todinha para você no Spotify. A Flash Vip, juntamente com a Ahazô, montou uma seleção musical especial para você curtir. Tem de tudo um pouco, para todos os gostos e ritmos. Um seleção eclética, assim como a turma da FV é! Então, dê o play e curta conosco. Ah, se quiser colaborar, adiciona lá suas músicas favoritas para que todos possam curtir também: spoti.fi/2KasciX ou entre no seu Spotifye pesquise: flashLIST

Escrita por Maria Adelaide Pasquali Hirsch, a obra Ernesto Bertaso: de Verona a Chapecó aborda fatos históricos das primeiras colonizações ocorridas no oeste catarinense, narrando a vida de Ernesto Bertaso, colonizador da atual Chapecó. O livro tem como diferencial a proximidade da autora com o tema. Neta do Cel. Bertaso, dona Maria sempre gostou de ouvir as histórias sobre o homem que tinha desbravado a cidade onde moravam. Lançada originalmente em 2005, a obra ganhou uma segunda edição em 2017, contendo mais detalhes e fotos que foram encontradas nesse meio tempo.

HTTP://REVISTAFLASHVIP.COM.BR/

@guipofer

//LEITURA

//F ILME

Lembro até hoje, que por volta dos meus 10 anos, encontrei a animação “A Viagem de Chihiro” na prateleira de dvds da locadora, me interessei e resolvi assistir. Desde então, minha paixão pelos Studios Ghibli, do Japão, só aumentou, em especial por um dos seus colaboradores, Hayao Miyazaki. Os filmes são cheios de fantasia, paisagens incríveis, mas, acima de tudo, possuem uma abordagem muito sensível acerca dos assuntos que trata. Trazem um sentimento eterno de infância, mas, ao mesmo tempo, ensinando lições que podem ser levadas conosco a vida inteira.

/revistaflashvip

@flashvip

FOTOS: DIVULGAÇÃO

@carlahirsch


87


TRATAMENTOS E CIRURGIA DE VARIZES A LASER

@drfernandobonetto

fernandobonetto@yahoo.com.br

49 3323.4605 | Av. Fernando Machado, 615-E Centro, Chapecó-SC 49 3433.9470 | R. José Bonifácio, 253 Ed. Atlanta, Sala 16, Xanxerê-SC

Flash VIP #79  

Conexão com Gaia, Fake News e Uma semana em alto mar.

Flash VIP #79  

Conexão com Gaia, Fake News e Uma semana em alto mar.

Advertisement