Issuu on Google+

revistaon.com.br

1


2

Abril | Maio


revistaon.com.br

3


4

Abril | Maio


revistaon.com.br

5


OPINIÃO

A Igreja, o Papa e a sociedade A Igreja não é autora de uma verdade humana, submetida a uma permanente revisão, mas a depositária de uma verdade revelada por Deus, que é eterna

Roberto Wagner rwnogueira@uol.com.br

Roberto Wagner Lima Nogueira é procurador do município de Areal, mestre em Direito Tributário - UCAMRio, advogado tributarista .

8

Abril | Maio

Q

ualquer pessoa que estivesse diante da tevê na quarta-feira de Cinzas ficaria surpresa com a notícia: o Papa renunciou, isto mesmo Bento XVI abdicou do poder, isto não ocorria na Igreja Católica há mais de 700 anos. Por óbvio, eu também fiquei. Passei todos estes dias lendo e acompanhando a repercussão da renúncia de Bento XVI e daqui deste cantinho da Revista On vou meter o meu nariz nesta matéria. A minha geração é quase toda ela católica de berço, grande parte abandonou o barco no decorrer da vida, uns tornaram-se evangélicos, outros ateus e agnósticos, e outros ficaram no catolicismo, mas a seu modo. Quem conhece um pouco do catolicismo sabe que a Igreja defende ser a depositária da verdade única revelada por Jesus Cristo filho de Deus. A Igreja não é dona desta verdade, mas sim fiel depositária de uma verdade que não é sua, mas sim de Jesus Cristo. Ou no dizer de Reinaldo Azevedo, a Igreja não é autora de uma verdade humana, submetida a uma permanente revisão, mas a depositária de uma verdade revelada por Deus, que é eterna. O mundo atual nega isto, pois entende que a verdade revelada por Cristo se iguala a tantas outras. Não para a Igreja. Não para os católicos. Feita a esta pequena digressão, mas decisiva, pois assim podemos entender o que é ser católico, ou seja, crer numa verdade revelada por Deus através de Jesus. O desafio da Igreja hoje e sempre é como transmitir esta verdade para a sociedade atual? Através de que linguagem e meios? O Papa disse que não tem condições físicas para continuar nesta missão, transmitir a verdade de Jesus Cristo à sociedade, penso que falou a verdade. O mundo atual é o local cada vez mais apropriado à liberdade e ao individualismo. O cidadão moderno não se vê mais tutelado por nenhuma instituição. O sociólogo francês Olivier Bobineau afirma que a modernidade é a cultura da separação entre as instituições e os sentimen-

tos dos indivíduos. O cidadão atual não pertence mais a paróquia ou a aldeia, ele quer se tornar cada vez mais autônomo. É aí que surge o conflito com a Igreja, que é uma instituição que coloca os homens e seus sentimentos sob uma autoridade. Evidente que a mensagem de Jesus monopolizada pela Igreja não condiz com a boa nova do amor repetida 117 vezes nos Evangelhos de Mateus, Lucas, Marcos e João. A crise de fundo é esta: a sociedade atual, individualista e autônoma não aceita mais a tutela de uma Igreja hipercentralizadora e piramidal sobre seus sentimentos. O catolicismo romano considera que é verdadeira e legítima a interpretação que venha da tradição (doutrina católica) e de cima, digamos assim para simplificar, e é aceito pelo Papa, já as sociedades modernas individualistas consideram verdadeiro e legítimo o que vem de baixo, da discussão, da deliberação de vários homens. Há salvação fora da Igreja? Talvez uma boa pergunta para o novo Papa. A Igreja é de fato depositária da verdade de Cristo, mas como interpretar e transmitir a boa nova da verdade de Cristo nos dias atuais? Como responder e articular esta verdade com as questões ligadas ao uso de DIU, camisinhas, pílulas do dia seguinte, inseminação artificial, reprodução assistida, casamento gay, celibato. Como diz o médico Dr. Márcio Coslovski, especialista em reprodução humana, “daqui a 10 ou 15 anos, quando a técnica avançar e se popularizar, ninguém mais vai querer ter um filho transando”, tendo em vista a possibilidade de se detectar anomalias genéticas em um embrião antes mesmo da sua implantação no útero. (Cf, “Em busca do DNA perfeito”, Duilo Victor, O GLOBO, 24/02/2013, p. 51). Com a eleição do Papa Francisco, penso que os católicos podem ter esperanças de mudanças nos rumos da Igreja, sem perder de vista os fundamentos de verdade que a criou, que não são nem velhos nem reacionários, mas apenas eternos. Para quem crê, por evidente.


revistaon.com.br

9


OPINIÃO

(Des) Envolvimento Enquanto o Brasil não tomar vergonha na cara e começar a olhar o país de forma menos genérica, vamos continuar encenando o papel de “falso-rico” Helder Caldeira helder@heldercaldeira.com.br

Helder Caldeira é escritor, articulista político, palestrante, conferencista e colunista do portal Revista On. É autor dos livros “A 1ª Presidenta”, primeira obra publicada no Brasil com a análise da trajetória da presidente Dilma Rousseff, e “Águas Turvas”. Também apresenta o “iPOLÍTICA”, com comentários nos telejornais da afiliada da Rede Record em Diamantino/MT.

10

Abril | Maio

N

os últimos três anos, o Brasil vem consolidando uma imagem de expressiva importância no cenário geopolítico internacional. Suposto sobrevivente da crise econômica planetária em vigor, saiu da grotesca classificação de nação emergente e projetou-se à ogiva dos países mais ricos do mundo. No entanto, fique claro: há uma distância gigantesca entre os estudos, pesquisas e estatísticas de institutos nacionais e internacionais e a realidade palpável do nosso país, o dia a dia dos brasileiros num território de proporções continentais. Infelizmente, quando governos, estudiosos e até a própria imprensa falam em desenvolvimento, em geral revelam profunda ignorância do que seja o Brasil à miúde. Basta observar que é impossível falar em civilização quando mais de 90% dos municípios brasileiros de pequeno e médio portes têm Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) muito abaixo do que é recomendado pela Organização das Nações Unidas (ONU). No último ranking de IDH, o Brasil ocupa apenas a 84ª posição, com índices menores que países como Trinidad e Tobago (62ª), Venezuela (73ª) e até a anacrônica e fechada Cuba (51ª), do moribundo “companheiro” Fidel Castro. Por que vivemos essa realidade dicotômica? Se você perguntar isso a um especialista ou a um político, certamente vai ouvir uma série de explicações complicadas e uma pá de promessas vazias versando sobre projetos mirabolantes para o país dos ex-miseráveis e agora apenas pobres. Na verdade, a resposta é bem simples: deixamos de observar a origem da expressão “Desenvolvimento”. Desenvolver requer, por princípio, envolvimento. Conhecer detalhadamente a diversidade do território brasileiro e seus múltiplos regionalismos e começar a trilhar um seríssimo (e premente) caminho de envolver as cidades do interior do país, abraçar e solucionar suas demandas e mazelas. Vejamos um exemplo clássico, que assombra

o interior do Brasil há mais de dois séculos e que tem ganhado destaque nos últimos anos: mesmo com faculdades de Medicina contadas em milhares e jovens médicos desempregados tropeçando uns nos outros, há centenas (talvez milhares) de cidades brasileiras oferecendo, sem sucesso, salários superiores a R$ 20 mil mensais a profissionais da Saúde para trabalharem em seu território. Obviamente, essas cidades estão nos rincões esquecidos do nosso país. O mesmo se repete com as mais variadas profissões, gerando uma carência absoluta de qualificação no interior do Brasil. É idiotice imaginar que tais profissionais rejeitam essas “ofertas” de emprego por conta da distância ou da ausência de diversão, festejos tão necessários no país do Carnaval. As objeções podem até passar por essas escusas, mas o cerne da questão está, justamente, na falta de desenvolvimento. Basta raciocinar: se uma cidade tem carências explícitas em serviços básicos (saúde, educação, saneamento e afins), o que esperar em termos de infraestrutura? Não há alto salário que faça valer a pena um jovem profissional deixar os grandes centros e seguir para os rincões sem internet, sem telefonia, sem produtos de qualidade nas lojas e supermercados e sem um mínimo do que chamamos de qualidade de vida nos dias atuais. Quiçá serviços essenciais. Quem quer ir “tocar” nessas “bandas”? O grande equívoco dos especialistas e das políticas públicas brasileiras é querer falar em desenvolvimento, sem falar em (des)envolvimento. Enquanto o Brasil não tomar vergonha na cara e começar a olhar o país de forma menos genérica, vamos continuar encenando o papel de “falso-rico”, obrigados a inflar sistematicamente as muitas “Bolsas Famílias” que hão de vir. Em suma, desenvolver sem (des)envolver é encher o bucho de sardinha e sair por aí arrotando caviar. “Você sabe o que é caviar? Nunca vi, nem ouvi... só ouço falar!”


revistaon.com.br

11


OPINIÃO

O acordo de Leniência e a moral no Brasil A utilização da delação premiada para o combate à formação dos cartéis, em defesa da livre concorrência e sua perspectiva moral

David Elmôr david@elmorecorreaadv.com.br

David Elmôr é advogado criminalista, originário de uma das mais respeitáveis bancas de direito do Brasil (SAHIONE Advogados), sócio sênior do ELMÔR, CORRÊA & MATOS Advogados

12

Abril | Maio

E

m sintonia com as novas demandas da sociedade moderna, dentro da perspectiva do mundo capitalista, as práticas mercantilistas evoluem rapidamente, impulsionadas pelo fenômeno da globalização, sendo certo que, neste panorama, é crescente a ocorrência de delitos contra a ordem econômica, transgredindo, ao nosso sentir, em primeiro plano, a livre concorrência, e, por consequência, os direitos dos consumidores. É de assaz importância ressaltar que grande parte dos delitos contra a ordem econômica são praticados pelos denominados “cartéis”, que vale dizer, são formados por empresas que se coadunam com a finalidade de executar atos para limitar, prejudicar ou eliminar a livre concorrência e a livre iniciativa, como, por exemplo, “preços predatórios” e a elevação dos preços e do lucro, isto, para níveis mais próximos aos de monopólio, e devido ao fato de que estes grupos se valem de manobras e meios sigilosos para evitar a detecção destas atividades ilícitas, surge a incontestável dificuldade das autoridades para apuração de tais práticas. Daí decorre a importância da efetivação de um Programa de Leniência (Acordo de Leniência), instrumento de investigação altamente eficaz, de ampla aplicação em nações estrangeiras. Ocorre que, este instituto, incipiente no Brasil, não deve ser simplesmente importado ao nosso ordenamento jurídico, tal qual utilizado em terras alienígenas (ex. plea bargain dos EUA). É imprescindível que o Programa de Leniência seja efetivado em consonância com a legislação ordinária, infraconstitucional, a luz da Carta Magna de 1988, inclusive, sem ignorar os direitos imanentes ao delator. Destarte, em apertada síntese, o Programa de Leniência Brasileiro (Lei 12.529/2011) prevê a possibilidade de que um participante de cartel se beneficie com a extinção de sua punibilidade na esfera penal, através da delação premiada, ou seja, aquele que denunciar a existência de tais práticas anticoncorrenciais,

das quais esteja incurso, será privilegiado, em detrimento dos demais comparsas. Realizando uma análise crítica acerca deste instituto jurídico, e dos seus reflexos, no intento de desmistificar suas nuances, cabe indagar: será que a delação premiada pode ser considerada uma violação ética? Será que esse pacto associa criminosos e autoridades? Será que ao premiar a delação o Estado eleva a traição ao grau de virtude? Será que o Estado não tem capacidade científica para chegar à verdade sem corromper valores? Pode o Estado ter menos ética do que os indivíduos que encarcera? Pode o Estado barganhar vantagens em troca de atitudes que transgridem valores de índole moral? Este é o verdadeiro caminho da justiça? Nesta ponderação, em tempos modernos, com os valores morais extremamente banalizados, é imprescindível refletir sobre o que é certo e o que é errado, de forma que não realizemos condutas temerárias, levianas, utilizando, para tanto, justificativas evasivas, ou mesmo, em prol da coletividade, do interesse público, isto, sob pena de não darmos exemplo aos nossos filhos, aos nossos netos, os desviando dos caminhos que devem ser seguidos. Por derradeiro, insta salientar, que esta singela reflexão não tem o condão de fragilizar este novo instituto jurídico, de suma importância para a sociedade, mas sim, de fazer emergir discussões que possam evidenciar suas incongruências e impropriedades, especialmente aquelas que nutrem suspeitas acerca de sua constitucionalidade, tudo isso com o escopo de cooperar com a sua adequação ao ordenamento jurídico pátrio, sem afronta a moral, de modo que se torne, efetivamente, um meio de investigação para o combate aos crimes contra a ordem econômica, sobretudo, a formação de cartel, todavia, sem se olvidar dos direitos íntimos ao delator, tanto na seara administrativa, quanto na penal, mitigando a discricionariedade, o subjetivismo e a insegurança jurídica que permeiam o acordo de leniência, tornando-o, inclusive, mais atraente aos candidatos.


revistaon.com.br

13


14

Abril | Maio


revistaon.com.br

15


16

Abril | Maio


revistaon.com.br

17


MEIO AMBIENTE

EMPRESA CONSCIENTE

SOCIEDADE SUSTENTÁVEL POR LETICIA KNIBEL

FOTOS REVISTA ON

Nos últimos anos, fatores como sustentabilidade e questões relacionadas às políticas ambientais tornaram-se fundamentais para algumas empresas locais. Através de projetos simples, os empreendimentos adotaram posturas mais “verdes” visando melhorias na produção e nos trabalhos internos, principalmente entre os funcionários.

18

Abril | Maio


D

ARQUIVO PESSOAL

ano passado foram coletadas 15 toneladas e, com isso, o material usado recebe a destinação adequada, deixando de ser jogado nos rios ou em aterros sanitários. “Agora, colocamos postos de captação de óleo, pilhas e baterias na matriz de Três Rios”, completa. Além disso, ela explica sobre o projeto ambiental que coleta lâmpadas fluorescentes. “No ano passado, destinamos 7.000 lâmpadas utilizadas pelos empreendimentos do Grupo Mil a uma empresa de São Paulo, responsável por transformar o mercúrio e os outros componentes em material não perigoso”. O resultado positivo de tais projetos é a visibilidade. “Mas acredito que os resultados maiores são as questões sociais e ambientais, que cada vez mais recebem estímulos e incentivos por parte da empresa”. Outros planos realizados pelo grupo são a fábrica verde (produção de argamassa, asfalto e bloco de concreto), que possui tecnologia de ponta com controle de poeira, economia de energia, o que garantiu à empresa o ISO 14000 (conjunto de normas que definem parâmetros e diretrizes para a gestão ambiental para as empresas); e o plano de Coleta Consciente, que separa o lixo úmido do seco. O secretário municipal de Meio Ambiente e Agricultura, Thiago Vila Verde, explica que ainda não há uma identificação das empresas que cuidam do meio ambiente e, consequentemente, praticam a gestão ambiental. “Alguns desses empreendimentos, que alcançam tais objetivos e são eficazes, recebem o Selo Verde. Futuramente, a

ARQUIVO DA EMPRESA

e acordo com uma publicação da WWF (World Wildlife Fund) “a definição mais aceita para desenvolvimento sustentável é o que seja capaz de suprir as necessidades da geração atual, sem comprometer a capacidade de atender as demandas das próximas. É o crescimento que não esgota os recursos para o futuro”. O objetivo é simples: harmonizar o avanço econômico e a conservação ambiental. Aliado a este conceito, empresas de Três Rios decidiram modificar algumas políticas e passaram a investir em projetos sustentáveis. Alda Amaral, responsável pelo setor de marketing coorporativo do Grupo Mil, conta que a empresa já apoia, há alguns anos, diversos planos e iniciativas, como caminhadas a favor do meio ambiente. Entre eles, destaca-se o projeto de sacolas retornáveis. “A concepção partiu de uma lei que determina que o varejista deve promover o retorno consciente de tudo o que comercializa e produz, e, dentro disto, está a questão das sacolas”. Alda explica que a cada cinco produtos comprados, caso o consumidor não utilize a sacola plástica, há um desconto de R$ 0,03. “Com isso, surgiu a ideia da comercialização da bolsa ecológica nas lojas”. Outra iniciativa é a coleta de óleo. “Todo o produto utilizado nas cantinas, cozinhas e padarias das lojas é coletado por empresas credenciadas, certificadas pelo INEA (Instituto Estadual do Ambiente). Em contrapartida, essas instituições nos fornecem artigos de limpeza que são doados para creches e entidades locais”. Alda destaca que no

EMPRESA CONSCIENTE O Grupo Mil recolhe as lâmpadas fluorescentes

ECONOMIA Michelli Pereira ressalta que há lucro com ações sustentáveis revistaon.com.br

19


ESTUDOS Segundo Clésio, a Sola Construtora trabalha com a melhoria contínua dos pocessos

intenção é oferecer algum tipo de isenção, como o Estado faz em relação ao ICMS Ecológico (imposto arrecadado pelo Governo Federal e repassado para os estados, que pode definir critérios para o repasse aos municípios)”, destaca. Thiago ainda ressalta que há benefícios para a comunidade e melhora na qualidade de vida a partir de atitudes sustentáveis, como as das empresas. A Sola Construtora investe há dois anos em projetos socioambientais, como utilização de energia solar, reutilização de água e implantação de coberturas ambientais em construções. “O processo é lento, o que chamamos de melhoria contínua. Aos poucos trabalhamos com alguns itens, adaptamos, testamos e só depois usamos em nossos empreendimentos”, explica Clésio Sérgio Bastian, diretor técnico da empresa. Ele destaca que já deixaram de utilizar madeira nas coberturas dos prédios e passaram a investir em estruturas metálicas. Os resíduos das obras também recebem um destino adequado, não são despejados no meio ambiente. Tais atitudes renderam à empresa o Selo Casa Azul, da Caixa. Outro aspecto positivo é a rede de esgoto. “Nós empregamos o sistema RAFA (Reator Anaeróbio de Fluxo Ascendente),

20

Abril | Maio Janeiro | Fevereiro

ARQUIVO DA EMPRESA

REVISTA ON

MEIO AMBIENTE

POLÍTICA INTERNA A Pifer se destaca, também, no projeto de reflorestamento

“Uma empresa sustentável é interessante para a comunidade do entorno pois respeita a qualidade de vida daquela população”, Erika Melo Brandão Assis, engenheira florestal

que é um filtro biológico e funciona da seguinte maneira: o esgoto passa por esse filtro e a água sai praticamente pura, limpa, sem odor e resíduo”, explica. Algo benéfico não só para os moradores como para a comunidade. “O resultado disso é poder entregar um produto de qualidade e a satisfação do cliente, além de contribuir com o meio ambiente”, conclui Clésio. A engenheira florestal Erika Melo Brandão Assis ressalta que uma empresa sustentável é interessante para a comunidade do entorno, pois leva benefícios como possibilidade de empregos e ainda respeita a qualidade de vida daquela população. “Empresas que adotam práticas inadequadas relacionadas ao ambiente são prejudiciais, pois geram um dano a curto, médio ou longo prazo”. O presidente da Pifer, Otávio Henrique

Ilha Campos, empresa que produz interiores ferroviários e possui projetos de peças de fibra de vidro para veículos de transportes públicos, conta que a política interna visa a preservação ambiental. Através de medidas simples, como enviar os resíduos dos materiais utilizados para uma empresa responsável pela captação e reutilização do alumínio, os demais detritos também são reciclados. “Ano passado tivemos um lucro de aproximadamente R$ 2.000 com a venda de plástico, papelão e outros materiais recicláveis”, explica Micheli Pereira Piras, engenheira ambiental da Pifer. Para Erika, a consciência ecológica cresceu muito nas últimas décadas e a procura por produtos de empresas com esta visão também. Logo, a organização que atende esta demanda da sociedade se torna mais competitiva. “As que não atendem, correm o risco de sofrerem sanções legais, tendo em vista que a legislação ambiental vigente é uma das mais rigorosas do mundo”. Além disso, a especialista explica que as empresas devem seguir criteriosamente a legislação com o objetivo de reduzir, reciclar e reutilizar. “E a comunidade deve se organizar para ter representatividade junto às empresas e ao poder público a fim de cuidar da região e estar atenta aos possíveis impactos”, conclui.


revistaon.com.br

21


22

Abril | Maio


CULTURA

OBRAS

DA ARTE POR SAMYLA DUARTE

FOTOS REVISTA ON

A cultura em Três Rios está cada vez mais valorizada. Com a criação da Secretaria de Cultura e Turismo e a oferta de cursos de capacitação, a cidade forma artesãos, dançarinos, atores e até carnavalescos. Conheça um exemplo de quem, através da arte, mostrou talento e capacidade e já leva o nome da cidade para outros carnavais. A RQ

UI V

OP

ES

SO

AL ARQU IVO P

revistaon.com.br

ESS

OA L

23


CULTURA

A

récio Alves de Oliveira Aires. Alguém conhece? O apelido dele é Júnior Pernambucano. Agora ficou mais fácil! Quem é fã de carnaval, o viu fazer sucesso como carnavalesco em Três Rios e, nos últimos anos, levantar os troféus de campeão com a G.R.E.S. Bom das Bocas. O sucesso se expandiu e o tornou vitorioso, também, na escola de samba carioca Império da Tijuca, que passou da Série A ao Grupo Especial no último carnaval. O carnavalesco chegou a Três Rios em 2005, motivado pela esposa trirriense. Porém, o interesse pelo carnaval começou cedo, já que herdou do pai a profissão. “Esse interesse vem de criança, meu pai é carnavalesco, fui criado no meio, sempre tive contato com a arte. Assim, foi uma consequência de destino”, afirma. Nos oito anos que vive na cidade, Júnior passou por várias etapas, nem todas dedicadas ao carnaval. Segundo ele, muitos artistas sofrem pela falta de uma renda fixa e vários não conseguem viver

“Estou muito feliz. Três Rios me acolheu muito bem e vou levar o nome da cidade para todo o Brasil”,

da arte devido aos salários baixos, com isso, procuram outros empregos com carteira assinada e estabilidade. “Acho uma pena, porque perdemos grandes artistas por isso”, completa. O carnavalesco afirma, ainda, que o início da profissão é muito complicado, afinal, a maioria dos trabalhos só é paga no fim. Mas Júnior conseguiu fazer diferente após enfrentar dificuldades e passar meses sem salário: fez com que o trabalho dele fosse valorizado e deixava claro que precisava receber por mês. Antes de ganhar o valioso reconhecimento, Júnior Pernambucano trabalhou com festas infantis, ornamentação de flores artificiais e como cenógrafo e figurinista, sempre com o objetivo de ajudar outras pessoas que pretendiam seguir o caminho da arte. Ele ministrou cursos de artesanato com apoio da prefeitura e, com orgulho, afirma ter conseguido lapidar e ARQUIVO PESSOAL

ARQUIVO PESSOAL

Júnior Pernambucano

DIFICULDADES Para ele, uma das maiores barreiras na carreira de um artista é a falta de salário fixo

CULTURA LOCAL Júnior acredita que a capacitação faz surgir novos artistas

mostrar o caminho certo para várias pessoas que estavam perdidas. Ao chegar à cidade, ele notou o apoio dos órgãos públicos em relação à cultura local e considera que é um incentivo que não para de progredir. Na opinião do artista, poucas mudanças iriam complementar o grande avanço cultural já iniciado, como mais cursos para a população e, consequentemente, o surgimento de novos artistas, além de um espaço cultural dedicado à arte. “Sem qualificação, falta mão de obra especializada e, com isso, artistas de fora são convocados, principalmente da capital”. Este ano foi de vitórias para Júnior Pernambucano e os próximos anos também prometem ser. À frente de duas escolas de samba, foi vencedor em ambas. O que lamenta foi ter que escolher apenas uma delas para representar no próximo ano. “Quero deixar claro que a minha saída do Bom das Bocas foi por não ter condição de fazer os dois desfiles, e me deixa triste não conseguir. Muita gente não sabe e critica. Para quem torce para meu novo projeto, agradeço”. O artista vai continuar prestando auxílio ao Bom das Bocas no que for necessário. Apesar da mudança para o Rio de Janeiro com a finalidade de se dedicar ao desfile da mais nova escola do Grupo Especial, ele não descarta retornar a Três Rios em 2015 e garante que levará o nome da cidade para o brilho do carnaval na Sapucaí. “Estou muito feliz. Três Rios foi a cidade que

ESCOLA DE SAMBA Com outros integrantes da Bom das Bocas no último carnaval


me acolheu muito bem, tenho carinho e paixão. Agora vou levar o nome da cidade para o Brasil todo. Na verdade, para o mundo todo”, finaliza. A criação de uma secretaria municipal exclusiva para a cultura e o turismo contribuiu significativamente para o crescimento do setor e dos artistas na cidade.

Segundo Pernambucano, muitos artistas sofrem pela falta de renda fixa e vários não conseguem viver da arte por salários baixos

O secretário, Marcos Pinho, que está no cargo desde a fundação da pasta, há quatro anos, acredita que o crescimento se deve, também, aos esforços da iniciativa privada e ao surgimento de diversos produtores culturais. Marcos destaca que existem programas, já em curso ou para os próximos quatro anos, com a finalidade de reforçar a cultura municipal e ressalta a inserção ao Plano Nacional de Cultura, que visa planejar e implementar políticas públicas voltadas à proteção e promoção da diversidade cultural. “Realizamos as conferências necessárias, elegemos o conselho e, agora, começaremos a trabalhar para pensar a cultura a longo prazo. Isso é importante porque ordena a política cultural no município de maneira democrática e atua em

consonância tanto com a política cultural nacional como a estadual”. Ainda para o primeiro semestre deste ano, estão previstas novas modalidades de cursos, como dança de salão, dança contemporânea, orquestra de tambores, formação instrumental com a Banda 1º de Maio, capoeira nas

O carnaval e os festivais de diversos segmentos, como música, teatro, gastronomia e dança, movimentam a economia do município


CULTURA

PREMIAÇÃO O carnavalesco com o vice-presidente da Bom das Bocas, o prefeito e o secretário de Cultura e Turismo na entrega do troféu

escolas, oficinas de teatro, cursos de artesanato e novas turmas de hip hop, o que gera 4.000 novas vagas para capacitação. Uma parceria com o Sebrae também disponibiliza vagas gratuitas em cursos relacionados ao turismo, gastronomia e produção cultural. O carnaval e os festivais de diversos segmentos, como música, dança, teatro e gastronomia, ajudam a movimentar a economia da cidade. Segundo o secretário, na última edição do Festival de Dança, 700 bailarinos se hospedaram por cinco dias na cidade. O gasto médio de cada pessoa foi de R$ 30 diariamente, o que equivale a um total de R$ 105 mil só em um evento. No Festival de Teatro, em setembro, 300 atores permaneceram em Três Rios por nove dias. O gasto total girou em torno de R$ 70 mil. “Isso gera empregos para cinegrafistas, atores, bailarinos, produtores, decoradores, hotéis, restaurantes, taxistas, enfim, para a cadeia de profissionais que atendem a essa clientela. Sem con-

26

Abril | Maio

tar que estas pessoas são empreendedores individuais e micro e pequenos empresários em sua grande maioria”, finaliza Marcos Pinho, lembrando que a cultura e o turismo são responsáveis pelo sustento de milhares de famílias em todo o país, gastos que não fazem parte da economia tradicional.


revistaon.com.br

27


NEGÓCIO

Euler Massi emassi@invistaativa.com.br

Agente autônomo de investimentos, certificado pela Ancord e autorizado pela CVM. Também é palestrante da Ativa Educar, braço educacional da Ativa Corretora, onde opera no mercado de capitais e presta assessoria personalizada para clientes, pessoas físicas e jurídicas na cidade do Rio de Janeiro. Cursa gestão financeira pela Universidade Estácio de Sá.

30

Abril | Maio

A pequena cresceu!

Nos próximos 14 anos, os municípios da região terão a oportunidade de vivenciar um crescimento econômico altíssimo

O

desafio desta edição é falar sobre o crescimento e desenvolvimento de nossa cidade, lugar onde nasci, cresci, aprendi muito do que sou hoje e carrego com orgulho um passado cheio de boas lembranças! A cidade cresceu, o comércio se desenvolveu ainda mais, o pátio industrial voltou a chamar atenção, a construção civil acelerou a mudança na paisagem, as ruas mudaram de direção, nos dando oportunidade de notar como nossa cidade está viva e cheia de novas possibilidades! Quem se lembra de Três Rios há uns dez anos, talvez não imaginasse tanta mudança como hoje. Nossa cidade se tornou um canteiro de obras, endereços de casas tradicionais hoje são grandes edifícios, reflexo da expansão industrial que nosso município tem vivido. Somente em 2010, foram abertas 270 novas empresas nos ramos de prestação de serviço, comércio e indústria. Os números são apontados pela Secretaria Municipal de Indústria e Comércio, baseados em dados da Junta Comercial do Estado do Rio de Janeiro (Jucerja), e, desde então, não param de crescer! Boa parte do aquecimento imobiliário se deu por conta da chegada dos cursos superiores oferecidos na cidade, principalmente pela

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), que a cada período letivo traz estudantes de diversos estados e localidades do país. Entre faculdades públicas e privadas, com ensino presencial ou à distância, são oferecidos mais de 30 cursos. E ainda tem mais. Nos próximos 14 anos, os municípios de Três Rios, Paraíba do Sul e Comendador Levy Gasparian terão a oportunidade de vivenciar um crescimento econômico altíssimo, impulsionado pelo setor ferroviário, se beneficiando de parte dos R$ 91 bilhões que serão investidos através do PAC, lançado em agosto de 2011 pelo Governo Federal com o objetivo de expandir o setor ferroviário na matriz de transportes, desafogando portos e rodovias do nosso país. Como diz o velho ditado, “religião, política e futebol não se discute”. Eu fico na torcida para que os próximos governos continuem investindo em educação, saneamento básico, segurança, transporte, lazer e cultura, e que tragam para nossa cidade o que há de melhor em infraestrutura e oportunidades de trabalho e desenvolvimento para nossa população! Agradeço mais uma vez a oportunidade de colaborar com a cidade através da equipe Fiobranco e Revista On. Abraço e até a próxima edição.


revistaon.com.br

31


BOM PARA O COLABORADOR

ÓTIMO PARA O CLIENTE Consultoria Celso Jacob conquista dois selos de qualidade e busca ser uma das principais do setor no país até 2014 Todo profissional já se fez essa pergunta: quais são os melhores lugares do mundo para trabalhar? E a resposta sempre nos leva à sede de uma multinacional em Nova Iorque, ao coração de um grupo financeiro em Londres ou um escritório refinado em Paris. Os mais jovens logo sonham com o centro de inovação tecnológica do Vale do Silício, na Califórnia. Porém, com a grande competição e globalização do mundo corporativo, as vantagens de trabalhar nesses locais também estão sendo oferecidas pelas empresas nacionais, regionais e até mesmo locais. As organizações priorizam cada vez mais a melhoria do ambiente corporativo, dão as melhores condições de trabalho, investem em tecnologia e conhecimento que estimulem a criatividade e a valorização do profissional. As empresas também oferecem uma série de benefícios e ações para que o colaborador sinta-se cada vez mais motivado

e integrado à filosofia da empresa para alcançar a excelência nos serviços prestados e na satisfação dos clientes. Ter um ambiente de trabalho diferenciado, com integração e dinamismo, uma equipe jovem, motivada, preparada para novos desafios e, principalmente, com vontade de crescer profissionalmente, tornou-se o objetivo principal da Consultoria Celso Jacob. Há 28 anos no mercado, a empresa investe constantemente na melhoria do ambiente de trabalho.

Há 28 anos no mercado, a empresa investe constantemente na melhoria do ambiente de trabalho

Pela experiência adquirida, a consultoria percebeu que os funcionários que possuem melhor qualidade de vida dentro da empresa são mais felizes e produzem mais. Isto também resulta em uma maior probabilidade de obter qualidade de vida pessoal, social e familiar. Embora sejam esferas diferentes, e nelas sejam desempenhados papéis diferentes, o funcionário precisa de tempo para administrar as várias carreiras, seja como pais, mães, filhos, maridos esposas e cidadãos. E uma empresa preocupada com o bem-estar dos seus colaboradores certamente irá ajudá-los a manter esse equilíbrio. Buscando sempre essa qualidade e trabalhando com sensibilidade, honestidade, transparência e ética na incessante busca pela excelência dos produtos entregues, satisfação dos clientes, e, também, na excelência do trabalho realizado internamente, a Consultoria Celso Jacob conquistou dois selos de qualidade: o Selo de


EQUIPE Profissionais jovens, motivados e preparados para novos desafios

PRÊMIOS A Consultoria Celso Jacob está à frente da concorrência

Gestão da Qualidade Contábil e o Prêmio MPE Brasil. Esses prêmios colocaram a consultoria à frente da concorrência, tornando-se uma referência, como uma empresa sempre atualizada em todos os assuntos do ramo contábil e, consequentemente, gerando um aumento palpável de resultados para todos os clientes. Para conquistar o Selo de Gestão de Qualidade Contábil, a Consultoria Celso Jacob passou por dez meses de treinamento intenso, com capacitações profissionais, aprendizado sobre organização,

produtividade, além das normas do novo sistema de gestão contábil. Depois, os funcionários foram avaliados e auditados para que o escritório pudesse receber esse certificado. O selo representa a conquista da qualidade, da produtividade e de melhores resultados, que geram a satisfação plena, tanto interna quanto externa. “Este selo é dado às empresas que incentivam as mudanças de paradigmas, o que leva à prática de bons atos e atitudes positivas e gera melhora no comportamento das pessoas, cria e aper-

feiçoa todas as atividades, além de gerar melhor relacionamento com os clientes”, explica a gerente de RH da Consultoria Celso Jacob, Simone Govea, ao afirmar que a missão da Consultoria de atender com eficiência, dinamismo e atenção criteriosa para cada caso, encontrando sempre as melhores soluções na gestão financeira e contábil, também foi determinante na conquista do selo. O outro prêmio conquistado, o MPE Brasil, é dado para as empresas que apresentam melhorias internas efetivas, que investem no material humano e em melhores condições de trabalho para seus colaboradores. A conquista desse prêmio foi resultado da implantação das políticas de qualidade e da criação constante de uma série de benefícios para valorizar os funcionários. “Uma consultoria que possui esse selo é a prova de que sua equipe está altamente integrada e satisfeita, onde os próprios colaboradores participam da melhoria constante dos procedimentos de trabalho, para que o resultado final para os clientes seja cada vez melhor”, afirma a gerente de RH. A conquista destes selos faz parte das estratégias de crescimento da Consultoria Celso Jacob, que busca o reconhecimento no mercado onde atua como uma empresa que preza pela qualidade e efetividade de serviços, sendo considerada referência em consultoria nas questões contábeis e empresariais. O objetivo da consultoria é, até 2014, posicionar-se entre as maiores empresas do segmento no Brasil. “A cada visita, a cada e-mail de um cliente agradecendo e parabenizando os nossos serviços, ou em um sorriso de um colaborador, a Consultoria Celso Jacob ganha mais forças para alcançar os objetivos. A junção desses esforços, da melhoria interna e externa, é a nossa maior satisfação e o nosso melhor prêmio. Se tivesse que escolher apenas uma palavra para definir o atual momento da Consultoria Celso Jacob seria ‘felicidade’”, completa Simone. Consultoria Celso Jacob Tel.: (24) 2251-8035 Rua Barão do Rio Branco, 266 Centro - Três Rios/RJ CEP 25804 010 consultoriacelsojacob.com.br


34

Abril | Maio


revistaon.com.br

35


EMPREENDEDORISMO

“O ATUAL DESAFIO É DESENVOLVER FORNECEDORES” POR FREDERICO NOGUEIRA

FOTOS REVISTA ON

As notícias sobre o desenvolvimento de Três Rios são diversas e constantes. Quem ouve falar no crescimento ou sente as diferenças no dia a dia, pode imaginar que este é o momento certo para investir no município e ter a garantia de sucesso em todo e qualquer empreendimento. Mas é importante observar alguns aspectos antes de aventurar-se como gestor.

J

orge Luiz Gomes de Pinho é gerente regional do Sebrae, está em Três Rios há mais de 20 anos e afirma que o nível de desenvolvimento da economia do município é muito claro. “Percebemos o quanto a atração de médias e grandes empresas para a região se reflete na economia do município em geral”, garante. Em um bate-papo, ele explica como esse crescimento pode gerar resultados ainda maiores e como descobrir se você está preparado para ingressar neste mercado. 36

Abril | Maio

01 Como a chegada das grandes empresas movimenta a economia local?

Ela é positiva, principalmente, de duas formas. Primeiro quando ativa o setor de comércio e serviços. Segundo, quando traz a possibilidade de desenvolvimento da cadeia de fornecedores. As grandes empresas só causam impacto positivamente na região se gerarem, em torno dela, o desenvolvimento de fornecedores. Já está acontecendo hoje? Ainda não, mas este é o grande campo a ser desenvolvido. Ainda não é o tipo de em-

presas que temos aqui, já que para atender algumas grandes empresas, as menores precisam atender algumas exigências e adequarem-se a elas. Quando uma grande empresa se instala aqui e compra pouco da região, acaba mandando para fora recursos que poderiam ficar aqui. Ela se instala, gera 200 ou 300 empregos e isso ajuda a movimentar a economia, claro. Mas se o grosso do investimento, na compra de produtos e serviços, continua indo para outra região, estamos exportando riqueza, exportando capacida-


de de manter recursos aqui e gerar mais empregos. O grande desafio agora, que já temos um parque industrial montado e robusto, é inserir as micro e pequenas empresas nesse ciclo de riqueza. Se isso não acontecer, vai ser ruim? Claro que não, mas, caso isso aconteça, será muito melhor para a região. 02 O Sebrae já foi procurado por empresários buscando esta fatia do mercado?

Ainda não é uma procura, uma espontaneidade dos micro e pequenos empresários, mas estamos provocando essa discussão desde o ano passado, quando fizemos um diagnóstico junto a 15 grandes empresas que se instalaram aqui para identificação das oportunidades de negócios, o que elas compram fora que gostariam, de comprar aqui. Agora queremos pegar esse trabalho, que é um retrato de oportunidades, e começar a discutir como conseguimos trazer as pequenas empresas, olhando para essa demanda, vendo quais são os pré-requisitos, e fazer o desenvolvimento de fornecedores. Estamos preparando as micro e pequenas empresas para atender às grandes. Esse é o grande desafio para os próximos anos. 03 Três Rios já tem empresas que podem atender esta demanda?

Já temos algumas que atendem outros setores, temos empresas que fornecem para o setor de petróleo e gás, por exemplo, mas ainda há muitas para se desenvolverem. É claro que nem todas estarão aptas a serem fornecedoras, vamos trabalhar aquelas que querem vender para grandes empresas. Uma loja de roupa, por exemplo, pode investir para atender melhor o público, mas não vai se inserir nessa cadeia de atendimento às grandes empresas. 04 Como o desenvolvimento industrial afetou o comércio local?

O comércio melhorou muito. Quando comparado há 15 anos, você vê uma grande evolução. Talvez seja um dos segmentos que mais investem em capacitação, em desenvolvimento. Vejo o

comércio de Três Rios em sua estrutura física e de atendimento muito melhor que no passado. Mas sempre tem espaço para aperfeiçoar, até porque a dinâmica da economia é muito rápida. 05 Pode chegar um momento em que o centro comercial não tenha mais espaço físico para ser ampliado. Qual seria a solução?

Para a ampliação do comércio, a tendência é a construção de novos shoppings verticais. Quando acabarem os pontos comerciais, se houver demanda de mercado, novos pontos comerciais vão surgir, com certeza. Se não surgirem, é porque a demanda está razoavelmente atendida. Vejo um campo de crescimento nos setores de alimentos, de hospedagem e de moda. Não temos um estudo de esgotamento de demanda nem de clara necessidade. Ninguém tem uma bola de cristal para dizer o que vai dar certo, você pode abrir em um setor com grande demanda e não dar certo. 06 A chegada de franquias e grandes redes também é um reflexo do bom momento econômico?

As franquias não chegam aqui de graça, as grandes redes também não. Lembro que quando as Lojas Americanas e a Casa & Vídeo vieram para cá, passaram seis meses fazendo pesquisas, entrevistas, buscando dados. Eles chegam quando sabem que tem mercado. Funciona da mesma forma para as franquias. O nível de exigência diz que você tem que convencê-la de que expor a marca naquele determinado mercado será bom. Já tivemos casos de franquias que não vieram porque o mercado não comportava, hoje o cenário mudou. Três Rios é uma cidade polo, para a qual converge a população das cidades do entorno. Isso também é levado em conta na hora destes estudos. Você tem mais consumidores no entorno que no passado. Como a cidade cresce, a tendência é atrair as pessoas dos municípios vizinhos para comprarem aqui. Você não tem a garantia de que 400 mil virão ao mesmo tempo, mas em algum momento acontece, até mesmo pelo

setor de serviços. Ao vir, ele conhece toda a oferta que a cidade tem. 07 Esse movimento poderia prejudicar as cidades vizinhas?

As cidades se complementam. Em um determinado momento, quando a economia era muito ruim, se discutia a dificuldade que tinha de reter o consumidor local, que perdíamos para os grandes centros. Mesmo naquela época, o número de pessoas que saíam para comprar em outros centros nunca foi maior que 30%, que eram aqueles com condição de vida melhor, os outros ficavam aqui. E isso é um fenômeno que está acontecendo com Três Rios como o centro da região. 08 Mas ainda há espaço para novos investidores no varejo?

Um determinado comércio só abre porque alguém imagina que há demanda. Ela não aumenta nem diminui porque abre uma loja. Se você tem competência para se estabelecer e ganhar uma fatia do mercado, vai brigar e dividir. Como a economia está em expansão, quanto mais lojas abrem, mais conseguimos medir o quanto o mercado está crescendo. Uma hora satura, mas hoje está em crescimento. Há um número grande de aberturas de empresas, isso mostra que as pessoas acreditam no mercado e que ele está correspondendo. Alguém pode falar que uma empresa abriu e fechou e talvez este mercado não esteja tão bom. Mas, talvez ele tenha fechado por outros motivos, pode ser que o empresário não fosse preparado para ser um gestor. 09 Estar preparado para este mercado é difícil?

O perfil de quem monta uma empresa, na maioria das vezes, é mais técnico que gerencial. Muitas vezes é um cozinheiro que monta um restaurante, um mecânico que monta uma oficina. Apesar de ser um profissional bom, pode não ser tão bom gestor. É apenas falta de informação. Se enquanto investir na parte técnica investir na parte gerencial, entendendo que a parte gerevistaon.com.br

37


EMPREENDEDORISMO

rencial é tão fundamental quanto a técnica para o sucesso, a tendência é ele deslanchar e ter a empresa por muito tempo. Sou um pouco utópico. Acredito que a pessoa que entra no mercado hoje tem que fazer alguma coisa que goste muito, que dê prazer e sirva à sociedade. Se conseguir conciliar essas coisas, tem boa possibilidade de sucesso. Deve observar o plano de negócio e tentar fazer desse empreendimento uma coisa prazerosa. Se buscar só dinheiro, talvez até ganhe, mas pode se desinteressar em algum momento e ficar menos competitivo, o que pode levar ao fim dele. 10 Então, o que deve ser observado antes de abrir um negócio?

Qualquer manual, consultor ou instituição dirá: planeje sua empresa. Olhe para ela, coloque no papel e veja se é viável. Tem clientes? Tem concorrência? Tem fornecedores? O lugar é o mais adequado? Quando você começa a responder estas perguntas, começa a tomar decisões corretas. Hoje algumas pessoas já fazem com muito mais frequência que no passado. Antes, muitos montavam na intuição. Normalmente um investimento demora entre dois e três anos para dar retorno e o proprietário não tinha capital para sustentar durante esse tempo. Com isso, a empresa quebrava. Essa, tradicionalmente, é a história da microempresa no Brasil. Agora, já há uma procura maior para fazer um plano de negócios. Não precisa fazer uma faculdade para entender, o Sebrae e outras instituições podem ajudar. Conseguimos ajudar com o plano de negócios, o plano de desenvolvimento e outros cursos interessantes. A base gerencial você pode conseguir. 11 Todo planejamento garante o sucesso de um negócio?

Não é garantia de sucesso, mas é um grande passo para não ter o insucesso. A garantia não é determinada só pelo conhecimento, mas a possibilidade de insucesso a partir da não formação, do não conhecimento, do não plane38

Abril | Maio

jamento, é fatídica. Há alguns anos, quase 70% de microempresas abriam e fechavam em menos de dois anos. Hoje está em torno de 52%. Diminuiu muito, mas ainda é muito alto. E, segundo pesquisas, isso acontece por falta de capacidade gerencial. Mas, ainda há muitos que aprendem na prática, que sabem mais até que quem fez cursos e treinamentos. O próprio negócio funciona como uma universidade prática e, quem mergulha nesse universo, também tem chances de sucesso. 12 O crescimento de Três Rios acontece no mesmo período do surgimento da figura do Microempreendedor Individual (MEI). Como ele é beneficiado com o desenvolvimento?

O crescimento da economia fortaleceu inclusive a informal. O MEI, que é de 2009, deu a possibilidade da formalização para aquela economia que ficava meio subterrânea. A pessoa saiu dessa ‘marginalidade’ e veio para o centro da economia. Ele quer se sentir reconhecido. Ninguém quer ser informal, todo mundo quer dizer que é um ‘pequeníssimo’ empresário, que tem CNPJ, que emite nota fiscal. Isso começa a dar a possibilidade de ampliar o negócio. Já temos casos de MEI que já migraram para microempresas. Fizeram um processo de incubação e viram que dava certo. A pessoa testa o negócio e, se for bom e tiver oportunidade de crescer, ele vai crescer. 13 Hoje, qual é o maior desafio para a economia local?

Um grande desafio a ser enfrentado é o desenvolvimento dos fornecedores. O grosso das grandes empresas já chegou, não vão continuar chegando na mesma proporção que chegaram até agora, e isso não é ser pessimista. Agora, temos um número de empresas em expansão para atender às grandes. Se você se preparar para vender para uma grande empresa, estará preparado para vender para qualquer grande empresa.


revistaon.com.br

39


EDUCAÇÃO

MORADORES POR EDUCAÇÃO De acordo com o Ministério da Educação, Três Rios conta com cursos superiores de nove universidades, entre presenciais e a distância. O número de instituições está em crescimento e, consequentemente, o número de alunos. Prontas para atender quem “é de casa”, elas também são responsáveis pela chegada de novos moradores que, por consequência, utilizam os serviços disponíveis no município e contribuem com o aquecimento da economia local. POR SAMYLA DUARTE

O

FOTOS REVISTA ON

costume, até pouco tempo, era ver os jovens trirrienses com data certa para deixar a cidade, logo após o fim do ensino médio. A idade era padrão, cerca de 18 anos. A finalidade também: conseguir o diploma de graduação. Juiz de Fora, Petrópolis, Vassouras e até o Rio de Janeiro eram os destinos mais comuns, dependendo muito da escolha da universidade e, principalmente, do curso. Vale lembrar que nem todos tinham a oportunidade de arcar com os custos financeiros dessa mudança e deixavam o sonho para depois. Porém, essa realidade mudou. Apesar da UFRRJ (Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro - uma das principais no município, que tem os cursos de administração, ciências econômicas, direito e gestão

ambiental) iniciar as atividades em 1998, foi no final da última década que tornou-se comum ver a chegada de jovens de outras localidades para cursar o ensino superior. E chegaram, como diz o ditado, “de mala e cuia”, interferindo, positivamente, no desenvolvimento econômico local. Economista, mestre em educação e batalhador da causa no município, Cel-

“A presença de universidades aquece, estimula e qualifica o consumo na cidade”,

Carla Nasser Monnerat, secretária municipal de Educação

so Jacob foi prefeito por dois mandatos e hoje é deputado federal. De acordo com ele, a educação é o primeiro passo para um município promissor como Três Rios. “Antes recebíamos ônibus e vans de fora, hoje o cenário mudou completamente. A cidade tem alunos até de fora do estado, de outras regiões do Brasil, principalmente por causa da Rural. Fiz um projeto que integra da educação infantil até o ensino médio. Muita gente voltou a estudar, encontrou um caminho”. Priscila de Araújo Lima, de 19 anos, é um dos exemplos citados por Celso. A carioca “da gema” é aluna do curso de gestão ambiental da UFRRJ e mora em Três Rios desde o início de 2011, quando passou no vestibular. Primeiro, para o curso de direito, para seguir a


Antes recebíamos ônibus e vans de fora, hoje o cenário mudou completamente”, Celso Jacob, ex-prefeito de Três Rios

capaz de fazê-la desistir do curso ou de viver na cidade. A jovem diz amar o Rio de Janeiro, mas já aprendeu a gostar da “esquina do Brasil”, tanto que após a graduação pretende permanecer no município. Entre os pontos fortes da cidade, na visão da estudante, está a calmaria do interior, e um ponto fraco é a falta de recursos e serviços quando comparada à capital. Priscila aconselha quem pretende seguir caminho semelhante. “As tentações de uma vida longe de casa podem te levar para realidades adversas. Viva aqui como se vivesse em sua cidade natal, nunca perca sua particularidade e integridade”. Ir para a capital é mais viável que ir para Macaé. Quem sai de Três Rios rumo ao norte do estado de transporte coletivo utiliza duas conduções. Essa é a dificuldade mais complexa da 42

Abril | Maio

FASE TRIRRIENSE Marina Lamim pretende retornar à cidade natal após a graduação

estudante Marina Lamim, de 20 anos, que morava com o pai na cidade e mudou-se também devido aos estudos. Ela não mediu esforços e, mesmo sem nunca ter ouvido falar em Três Rios, transferiu seu endereço. Apesar da felicidade em ter sido aprovada em uma universidade federal, sonho de muitos jovens, a estudante se decepcionou quando soube que a Rural funcionava em um local improvisado no início, mas conseguiu levar o primeiro período com tranquilidade. Porém, a saudade da família e a grande distância que a impede de visitar constantemente, transformaram o humor de Marina. “Eu fui começando a me sentir mal, me sentia triste diariamente, nunca gostei de ficar longe da família, dos amigos e principalmente do meu namorado. O que realmente me prendeu foi o curso que é excelente e os ótimos professores que tenho. Apesar dessas dificuldades e ter pensado mil vezes em voltar, em momento algum desisti da minha decisão ou me arrependi. A vida é assim mesmo, para realizarmos nossos sonhos, somos obrigados a passar por desafios”, diz. Diferente de Priscila, Marina pretende voltar para a cidade natal ao se formar. Ela acredita nas oportunidades de

ARQUIVO PESSOAL

carreira da mãe, mas, como era ligada à área biológica, decidiu tentar o curso de veterinária ao mesmo tempo em que passou para gestão ambiental. O curso se tornou prioridade. “Quando cheguei à cidade, gostei muito das pessoas, todos foram muito prestativos. O único problema foi arranjar um local para morar, o mercado imobiliário está saturado. Fiquei duas semanas em um hotel até achar um apartamento”, lembra. Além da dificuldade em achar um imóvel para locação, ela não imaginava que a mudança estaria acompanhada de outros problemas, como a distância da família, dos animais de estimação considerados filhos e as despesas com a estadia. Priscila participa das buscas por melhorias no Instituto Três Rios, como é chamado o campus da UFRRJ, e garante que nenhum percalço foi

ARQUIVO PESSOAL

EDUCAÇÃO

CARIOCA DA GEMA Priscila Lima teve dificuldade em encontrar um local para morar em Três Rios

grandes empresas instaladas em Macaé, mas não vai esquecer as amizades construídas em Três Rios. “Aqui eu fiz amigos que vão ser para sempre, pessoas que fazem parte dessa fase da minha


DIVERSOS CURSOS O Colégio Municipal Walter Francklin sedia algumas universidades

“Para realizarmos nossos sonhos, somos obrigados a passar por desafios”, Marina Lamim, estudante

vida e me ajudam a superar os desafios diários de ficar longe de casa”, revela. Para sempre ou não, a decisão de permanecer no município só depende da vontade dos estudantes. Porém, é importante observar que por, no mínimo, quatro anos, é em Três Rios que eles escolheram morar e, consequentemente, consumir no comércio local, buscar lugares para diversão e utilizar os serviços públicos oferecidos. Rumos novos para a educação são importantes não só para a população, como também para o município. A secretária municipal de Educação, Carla Nasser Monnerat, salienta que a eco-

nomia e a educação da cidade estão diretamente ligadas. “Os diversos interesses manifestos ou concretizados na implantação de campus universitários públicos e privados indicam claramente o caminho para a cidade se tornar também centro de excelência em formação técnica e superior, celeiro de competência a ser utilizado pela economia local. Por outro lado, a presença de universidades aquece, estimula e qualifica o consumo na cidade, já que sua prática também é influenciada pelo processo de aprendizagem. Ou seja, para termos economia aquecida e sustentável, em todos os seus aspectos, campus universitários são condições competitivas”. Há universidades em processo de instalação e ampliação, logo, há expectativa de chegada de novos moradores. Dispostos a contribuir com a economia, seja por necessidade ou por diversão e prazer, formam um grupo em crescimento e sempre em busca de novidades. revistaon.com.br

43


MERCADO DE TRABALHO

PROFISSIONAL

QUALIFICADO! A globalização encurtou as noções de tempo e espaço e acirrou a concorrência entre as empresas, que passaram a ter que buscar um diferencial neste mundo competitivo, seja em qualidade de serviços e produtos ou na mão de obra qualificada de seus colaboradores. No Brasil, o desenvolvimento econômico é algo recente, mas tem mexido com as estruturas das organizações em âmbito nacional e, em consequência, cidades que estão acompanhando esse processo, como Três Rios, precisam se adequar às demandas em diversas áreas e setores.

FOTOS DIVULGAÇÃO

SHUTTERSTOCK

POR ALINE RICKLY

44

Abril | Maio


CENTRO VOCACIONAL A unidade oferece qualificação em idiomas, informática e construção civil

cimento na área de alimentos e bebidas. Recebemos muitos currículos de pessoas que não possuem ensino médio (requisito básico para ser um colaborador da empresa), além disso, faltam especialistas em manutenção e elétrica de máquinas para a tecnologia que a organização trabalha”. Com 150 trabalhadores, a Nestlé, em Três Rios, conta com a maior parte dos colaboradores oriundos da cidade. “Trabalhamos, cada vez mais, para oferecer oportunidades para os cidadãos trirrienses para que possam se desenvolver e crescer junto com a fábrica”, afirma. Já a psicóloga Regina Cantarino, que trabalha na área de recrutamento e seleção do Grupo Mil, explica que a captação da mão de obra é feita através de currículos que compõem o banco de dados da empresa e são entregues através do site ou por e-mail. Ela informa que grande parte das vagas disponibilizadas necessita de maior qualificação, mas aponta que, quando necessária, não há dificuldade. “Em situações específicas, disponibilizamos alguns treinamentos internos de capacitação com foco em liderança e desenvolvimento pessoal, por exemplo, além de fazermos convênios com instituições como Sest/Senat e Senai”, diz. Regina acrescenta que a divulgação das possibilidades oferecidas na cidade pode contribuir para profissionalizar os cidadãos e, de modo geral, as deficiências concentram-se em ocupações que exigem conhecimento prático, como açougueiro, padeiro, confeiteiro e pedreiro. Martha Ribas é coordenadora do Senac em Três Rios e destaca que, atualmente, existem dois carros chefes na unidade. O primeiro é de técnico de segurança do trabalho e, o segundo, de técnico em enfermagem. Ela diz que a maioria dos alunos são pessoas mais maduras e que a procura pelos cursos cresceu nos últimos anos. Maurília dos Santos Marinho, de 34 anos, é uma das alunas do curso de cabeleireira no Senac. “Trabalho há 15 anos nas casas das minhas clientes e, depois que comecei a estudar, tive a oportunidade de abrir meu próprio salão. O público é exigente e preciso atender às necessidades dos clientes”, comenta. Maurília não deixa de frisar que o curso mudou sua vida em

ARQUIVO PESSOAL

U

m grande problema do desenvolvimento observado em Três Rios, de acordo com empresários e profissionais de recursos humanos, diz respeito à demanda por mão de obra qualificada. Alguns empreendimentos buscam alternativas, como importação de profissionais de outras cidades e a capacitação da população trirriense através de cursos especializados. A coordenadora regional do núcleo ABRH-RJ (Associação Brasileira de Recursos Humanos) e gerente do Senai em Três Rios, Daniele Fonseca, explica que o país está vivendo, atualmente, um apagão da mão de obra. Para ela, o motivo é o desenvolvimento que impulsionou a economia e, nesse contexto, a qualificação de profissionais não acompanhou, no mesmo volume, o aumento dos investimentos. Em Três Rios, ela destaca que houve uma expansão econômica com a política municipal agressiva, no sentido de instalar novas indústrias. Segundo a coordenadora, todas as áreas na cidade encontram dificuldades para contratação de profissionais. “Antes, víamos empresas com pilhas de currículos. Hoje não vemos isso”, conta. A psicóloga Fernanda Jacon trabalha há sete anos na área de RH (Recursos Humanos) e há três anos e meio faz parte da equipe da Nestlé, maior empresa mundial de alimentos e bebidas, que tem uma fábrica em Três Rios. Para ela, vivemos a era do pleno emprego, não apenas na cidade, mas em todo o Brasil. Em contrapartida, ela cita a dificuldade para encontrar mão de obra qualificada. “Na cidade, temos uma carência muito grande em achar profissionais com conhe-

LÍDER DE PRODUÇÃO Antônio Eugênio é um profissional esforçado e dedicado

tudo. “Atualmente, posso dizer que sou uma profissional. O número de clientes duplicou e hoje sei fazer coloração, corte e diversos penteados”, relata. As vagas de empregos surgem em diversos setores, como o que Antônio Eugênio do Nascimento ocupa atualmente, Ele trabalha como líder de produção (almoxarifado) da Pifer (Projetos de Interiores Ferroviários). Anos antes, foi líder industrial na Pif Paf, em Areal. “Quando saí da empresa, recebi propostas de outras organizações no ramo, mas em cidades muito distantes. Por isso, fiquei muito feliz quando recebi o convite da Pifer. No início, não estava na função que queria, mas, com esforço e dedicação, fui conquistando o meu espaço”. Em meados de 2012, Antônio concluiu o curso de logística, onde teve, na prática, a oportunidade de aprender tudo o que tinha aprendido na teoria. O líder de produção lembra, ainda, que, quando entrou no mercado de trabalho, há 20 anos, Três Rios era uma cidade pequena e sem muitos recursos. “Hoje está em constante crescimento. Minha pretensão para o futuro é crescer junto com a empresa, contribuindo, assim, para o meu próprio desenvolvimento profissional”, almeja. Quem não sabe o que é “control quality” certamente não imagina que existem empresas em Três Rios com demanda para esses profissionais. Ludmilla Coimbra Correia trabalha no setor de garantia de qualidade da indústria espessante de carragena. A profissional é formada em Farmácia pela Unipac, de Juiz de Fora. Já Elidiane, de apenas 17 anos, já se preocupa em como será revistaon.com.br

45


MERCADO DE TRABALHO

“Antes víamos empresas com pilhas de currículos e hoje não vemos mais isso”, Daniele Fonseca, coordenadora regional do núcleo ABRH-RJ

LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA A área da computação exige mão de obra qualificada

COORDENADOR DO CVT Flavio explica que o objetivo dos cursos é qualificar o aluno

sua inserção no mercado de trabalho. “Faço curso de técnico de informática, onde estou aprendendo muita coisa e já posso conseguir um estágio”, diz. Entre os cursos de aperfeiçoamento para a qualificação da mão de obra destacam-se, também, os oferecidos pelo CVT (Centro Vocacional Tecnológico de Três Rios). Segundo o coordenador, Flavio Duarte, o centro possui uma frequência de 1.991 alunos por semana. “O objetivo é oferecer, no âmbito da educação profissional, cursos de qualificação em consonância com as novas tecnologias e demandas econômicas e sociais que contribuam para a inserção do aluno no mercado de trabalho”, explica. Entre os cursos oferecidos, estão o de idiomas, construção civil, informática e música. Que a falta de qualificação existe, é um fato. Mas, de acordo com Silvinei Cordeiro Toffanin, especialista nas áreas contábeis, trabalhistas e recursos humanos, ela se limita a determinados setores. “Além disso, existe uma exigência muito forte das empresas em te46

Abril | Maio

rem profissionais com o conhecimento técnico e experiência juntos, o que dificulta mais o recrutamento”, afirma. Segundo ele, as áreas que mais penam em qualificação são tecnologia da informação, engenharia, medicina, construção civil, educação e a indústria de óleo e gás. Em Três Rios, Silvinei acredita que a solução é integrar as empresas às escolas locais, oferecer cursos profissionalizantes a fim de suprir a necessidade da mão de obra qualificada. “Outro caminho que vem sendo utilizado pelas empresas é a implantação de cursos de capacitação no ambiente de trabalho através de parcerias”, sinaliza.

Fernanda Jacon comenta que a Nestlé, em parceria com a Prefeitura de Três Rios, desenvolveu um curso de qualificação em alimentos e bebidas com carga horária de 360 horas. “Essa iniciativa está contribuindo muito para a contratação de novos colaboradores”. Ela sugere como sugestão de melhoria para o problema da profissionalização a oferta de cursos de forma regular e contínua, com investimentos em aulas práticas, além do reforço nas escolas. Para as vagas que exigem maior qualificação, ela acrescenta: “É extremamente importante o investimento em um segundo idioma, como o inglês”. Se você se encaixa nas características de um profissional qualificado, seja bem-vindo ao mercado de trabalho! Se ainda não se encaixa, aproveite as oportunidades para aperfeiçoamento e qualificação profissional.

Importação de mão de obra Pontos negativos Aumento dos custos Falta de oportunidade aos moradores locais Possibilidade do profissional desistir do emprego devido ao deslocamento Pontos positivos Oxigenar a cidade com pessoas com padrão cultural e comportamental de outros locais Aprendizado com a integração entre profissionais de outros lugares e os da cidade

Características de um profissional qualificado Conhecimento (base teórica) Habilidades (saber fazer) Atitudes (querer fazer) Você é qualificado e gostaria de fazer parte da equipe On? Envie seu currículo para rh@fiobranco.com.br e faça parte do nosso Banco de Talentos


revistaon.com.br

47


COMPORTAMENTO

COMPRAR PARA SER FELIZ POR SAMYLA DUARTE

FOTOS ARQUIVO PESSOAL

O crescimento econômico de Três Rios favorece diversos segmentos e o comércio é um deles. Com a chegada de novas marcas, os apaixonados por vitrines se sentem mais atraídos pela variedade que antes não existia. Se os lojistas estão satisfeitos, mais contentes ainda ficam os consumistas, que fazem de tudo para saciar a vontade desenfreada de comprar. 48

Abril | Maio


V

er, se envolver, provar, gostar e levar. Em poucas palavras conseguimos descrever algo considerado uma terapia: comprar. O ato de adquirir certos produtos, hoje em dia, pode ser visto como lazer, uma forma de esquecer os problemas. Isso só se adequa a quem realmente é consumista e faz compras por impulso. A jornalista Ananda Amaral é um exemplo. Mãe há poucos meses e com 23 anos, ela se diz compradora compulsiva e não nega a atração pelas vitrines. “Compro coisas que não preciso, principalmente quando tenho uma folga no orçamento mensal. Às vezes, antes disso, já faço o possível e o impossível para adquirir o que eu quero e, depois, passo aperto no fim do mês”, conta. Como boa leonina que gosta das atenções voltadas a ela, Ananda adora usar batom de cor forte junto com outras maquiagens coloridas, além dos óculos de grau dourados da moda. Ela não esquece os acessórios: anéis, brincos, pulseiras, colares e tudo o que a deixa elegante e realça a beleza da mulher. Quando gosta de algo, não mede esforços financeiros, o que vale é comprar. Quando questionada sobre o produto de preferência, a resposta foi rápida: “Com certeza as bolsas me deixam louca”, afirma. “Se acho alguma que me agrada, vou fazer de tudo para comprar. Meus olhos brilham. Para as bolsas, não vejo preço, basta apenas me apaixonar. Teve uma novela no ano passado com uma personagem que só usava bolsas douradas, achei o máximo e, como adoro coisas chamativas, entrei no shopping e dei de cara com uma. Por estar na moda, o preço estava nas alturas. Esperei uns dois dias para ver se achava uma parecida. Como não achei, corri para comprar. Imagina se alguém leva a minha bolsa?”, enfatiza a jornalista. Apesar de ser consumista declarada, Ananda não é adepta às promoções. Ela prefere as novidades, as coleções recém-chegadas. As vendedoras das lojas preferidas já a conhecem e informam quando chegam novos produtos. Uma peça ou outra nas promoções agradam em razão da economia, mas geralmente as promoções chegam quando a carteira já está vazia. Ter se tornado mãe a fez repensar.

As vendedoras das lojas preferidas de Ananda já a conhecem e a informam quando chegam novos produtos Os próprios gastos foram transferidos ao bebê antes mesmo da data de nascimento. Mãe de primeira viagem, conta que o filho já tinha mais sapatinhos que ela antes mesmo de sair do útero. Apesar da mudança de hábitos e costumes, os gastos com ela se tornaram bem menores, tudo por conta do bem-estar do recém-nascido. O exemplo do consumismo no caso de Ananda não surgiu em casa. “Minha mãe me deu um cartão de crédito adicional ao dela na época da faculdade caso eu tivesse gastos inesperados, já que estávamos morando longe. Eu extrapolei o limite do cartão na primeira oportunidade e ela brigou muito comigo. Fora os conflitos, é bom que ela seja o meu oposto nesse sentido porque só assim alguém me segura”, revela. O ato de comprar perdura desde a

CONSUMISTA Ananda assume que já estourou o limite do cartão de crédito no primeiro mês de uso revistaon.com.br

49


COMPORTAMENTO

“A relação de consumo, desejo e necessidade não é recente”, Leandra Calegario, publicitária

existência dos primeiros seres humanos, começando nas trocas até a criação das moedas. Esta é a opinião da especialista em comunicação e cultura Neidecy Torchia do Nascimento, professora de psicologia do Centro Universitário de Barra Mansa. Para ela, independente da cultura e das condições financeiras, todo ser humano gosta de adquirir produtos, sendo eles extremamente necessários ou não. “O comportamento do consumidor pode ser influenciado por fatores culturais, sociais, pessoais e psicológicos. Dessa forma, comprar pode constituir-se num processo que é gerado no íntimo da pessoa a partir de sua estrutura psicológica, a forma como foi educado, as suas motivações para a vida, o grau de necessidade para diferentes coisas e também a maior ou menor disponibilidade de fundos para concluir o ato de comprar”, explica. Segundo Neidecy, quando falamos em compra ou ato de consumir, temos que pensar em várias modalidades, como em lojas de rua ou de grandes shoppings centers, catálogos, internet e até as barraquinhas de camelô e vendedores ambulantes. Levando em conta esses diversos fatores, as motivações são diversas e específicas. Antigamente, o impulso era a única justificativa para as compras. Entretanto, diversos tópicos servem como explicação: desejo, necessidade, influência dos grupos que frequenta, satisfação de competir com outras pessoas e até curiosidade. No caso de Ananda, por exemplo, surgiu o desejo e a satisfação em competir com outros quando ela descobriu a citada bolsa dourada. Além de considerar algo mais racional que emocional, a psicóloga agrega também o consumismo a um distúrbio de comportamento em alguns casos específicos. “Caso seja um distúrbio, podemos avaliar uma síndrome que representa um 50

Abril | Maio

conjunto de sinais, que são aspectos que podem ser observados sobre o sujeito que consome, e também os sintomas, os aspectos que o consumidor diz que sente em relação ao distúrbio que apresenta” diz Neidecy, que aconselha a ajuda psicológica a quem tem o impulso descontrolado de comprar. Mas não são apenas as vitrines que enchem os olhos das pessoas. Um comercial de TV pode fazer um desejo se tornar real. Na verdade, ele tem essa finalidade. Conseguir transformar um impacto em desejo é uma verdadeira arte de sedução e um dos principais atores nessa atividade é a TV. Essa é a opinião de Leandra Calegario, publicitária com MBA em marketing empresarial, coordenadora de marketing de uma emissora de TV regional. “A relação de consumo, desejo e necessidade não é recente. Mas o cenário que vemos hoje é certamente mais intenso do que há alguns anos e vários fatores contribuem para isso. Um bom exemplo é o grande número de produtos e serviços aos quais somos expostos, somado a esforços promocionais, a necessidade de aceitação e afirmação da sociedade, além de muitos outros”, explica.

A vontade de deixar o consumidor mais perto do produto gerou a regionalização das marcas e anúncios, como se pode notar em Três Rios

A publicitária acredita que, quando novos produtos surgem, eles substituem ou agregam valores a um antigo desejo. Com isso, o objetivo é que o comprador chegue ao momento de aquisição. E é desse modo que as propagandas de TV pretendem tornar certo produto indispensável. E novamente lembramos da bolsa dourada da Ananda. Ela já tinha paixão por bolsas, mas viu um novo modelo na novela. Foi neste momento que

PROFISSIONAL Para Leandra, a aproximação com o público é mais forte em anúncios locais

atrelou uma vontade antiga a uma nova. Atualmente há, também, uma percepção maior dos empreendedores em relação às propagandas. A vontade de deixar o consumidor mais perto do produto levou a outra tendência, a de regionalização das marcas e anúncios, como se pode notar em Três Rios. “Com o crescimento econômico da cidade, a economia regional teve um grande impulso, estimulando o surgimento de novos anunciantes nesse mercado e levando grandes empresas nacionais a investirem na publicidade da cidade. A regionalização é a forma mais eficaz para isso, as pessoas querem se ver no que é anunciado. Essa aproximação com o público é muito forte nos anúncios locais, eles realmente conhecem o consumidor e muitas vezes o apelo é mais forte do que um grande anunciante nacional”, lembra Leandra. Com o comércio em crescimento, os lojistas trirrienses se deparam com os desafios de conquistar novos clientes, manter os antigos e atrair as atenções dos consumidores. “Até mesmo eu, que trabalho com essas estratégias de convencimento, me surpreendo com atitudes compulsivas de compras. Afinal, quem resiste a uma novidade agradável aos olhos?”, finaliza.


revistaon.com.br

51


52

Abril | Maio


MODA OPINIÃO

Fernanda Eloy fernanda@dafilha.com.br Designer de moda, proprietária do e-commerce www.dafilha.com.br e do blog de moda ww.sushidechocolate.blogspot.com FOTOS SHUTTERSTOCK

O PRINT DA VEZ Listrados vs. Quadriculados

A

tendência de 2013 será de fato o grafismo. Desde que o estilista Marc Jacobs mostrou a sua coleção na grife Louis Vuitton, a profusão de looks geométricos entre atrizes e fashionistas não para. Em versão geométrica, como o xadrez em diferentes tamanhos ou através das listras diferenciadas, em suas mais diversas formas, a estampa veio com tudo no mundo fashion, tomando espaço inclusive no red carpet (tapete vermelho). Lembrando que a tendência não se limita só a estampa, podendo ser encontrada nos formatos das roupas. Além de ditar o mundo da moda, o print vem com tudo na decoração, invadindo os revestimentos de parede, móveis e objetos para casa. A moda sempre influencia no design de interiores, tanto

nas cores, como na padronagem, e dessa vez não vai ser diferente. Podemos adotar essa tendência no nosso dia a dia, misturando duas peças com estampas diferentes para dar um ar descolado ou para quem é do time mais discreto, uma peça só com a tendência geométrica está valendo! É a onda retrô voltando de novo, e cada vez mais modernizada! O resultado é uma variedade de estampas com traços e formas de efeito poderoso, em versões geométricas como no xadrez da Louis Vuitton e nos looks super jovens da Chanel, p&b (preto e branco) — outro hit da temporada — ou multicoloridas como visto nas novas coleções da Hermès e de Pedro Lourenço. Vai apostar na tendência? Confira alguns dos ótimos exemplos dos desfiles de Nova York, Londres, Milão e Paris.

revistaon.com.br

53


MODA ESTILO

LADO A, LADO B DA MODA TRIRRIENSE Há alguns anos, os moradores de Três Rios precisavam recorrer a Juiz de Fora ou Petrópolis, na maioria das vezes, para comprar roupas de qualidade e com bom preço. Atualmente, o setor de vestuário da cidade atende não só aos consumidores locais, como atrai, cada vez mais, clientes das regiões circunvizinhas. POR ALINE RICKLY

O

Censo Comercial de Três Rios realizado pelo Sistema Fecomércio, em 2012, apontou um crescimento em relação a 2002 de 19 lojas no segmento de roupas femininas e masculinas. Já o número de lojas de roupas exclusivamente femininas saltou de 18 para 33, enquanto as voltadas ao público masculino aumentaram de duas para cinco. Na moda infantil, o número cresceu de dez para 15 e em roupas e materiais esportivos foram registradas sete lojas a mais.

54

Abril | Maio

FOTOS REVISTA ON

A pesquisa foi realizada apenas no centro da cidade e comprova que mais de 40 novas lojas direcionadas à área da moda se instalaram no município. Para o presidente do Sicomércio (Sindicato do Comércio Varejista de Três Rios), Julio Cezar Rezende de Freitas, a cidade está se destacando em diversas esferas, como infraestrutura urbana e boa localização geográfica, e, por este motivo, é visada por empresas de variados segmentos, desde indústrias até estabelecimentos comerciais. “Dentro dessa perspectiva, aliada a

“A cidade está em franco crescimento e tem consumidores, porém, precisamos entender que crescemos muito mais nas opções de venda do que em faturamento”, Paulo Kappler


NEGÓCIO EM FAMÍLIA Paulo com seu filho Gabriel e sua esposa Denise

políticas de fomento, incentivo econômico e aumento da massa salarial, os empresários viram uma oportunidade de ampliar o negócio e abrir novas lojas. Assim, trabalham com uma oferta de produtos e marcas que atendem à demanda da popu-

lação”. O presidente ressalta que, atualmente, a cidade conta com grandes redes varejistas e franquias como em qualquer grande centro urbano e que os consumidores prestigiam o comércio local. O empresário Paulo Roberto Kappler Vaz montou há 33 anos uma boutique na cidade. Na época, junto com amigos, resolveu inovar no mercado trirriense. “Antigamente, as boutiques eram em casa, em tempos que a moda não era profissionalizada. Depois, foram para as ruas com lojas e eram novidade. Atualmente, se proliferaram pelo país. O grande lance desse modo de trabalho é o ‘fazer diferente’. Porém, vejo que vamos ter que nos reinventar, acredito que será necessário fazer uma reengenharia da moda”, diz. Com o tempo, Paulo assumiu a loja junto com o filho e a esposa. A característica do negócio abrange a venda de roupas multimarcas, atende de 50 a 100 pessoas por dia e tem um ticket médio de venda de R$ 110 diariamente. Os valores das peças variam de R$ 25 a R$ 500 e ele afir-

ma que há público para consumir. “A cidade está em franco crescimento e tem consumidores, porém precisamos entender que crescemos muito mais nas opções de venda do que em faturamento”, destaca. Como risco ao setor ele destaca o fato de liquidar verão no verão e inverno no inverno. “Essa antecipação gera um custo monstruoso”, cita. O aumento de franquias com roupas a preços mais baixos pode ser constatado por quem passa nas ruas ou entra nos shoppings. Esse é o caso da loja onde Thales Moreira é gerente. Há três anos em Três Rios, a franquia atende a todos os públicos com peças que variam de R$ 7,99 a R$ 150. “Por dia, recebemos cerca de 200 clientes e a loja veio para a cidade justamente pelo crescimento que ela está vivendo”, conta. Com uma média de 40 funcionários, Thales garante que as vendas correspondem às expectativas. “Essa é uma das melhores lojas do grupo”, ressalta. Ele diz ainda que 15% dos clientes são de cidades vizinhas, como Paraíba do Sul.

revistaon.com.br

55


MODA ESTILO

A consumidora Maria da Glória Soares de Sousa diz que compra em qualquer loja que tenha preço bom, mas que em Três Rios “o valor é mais ou menos”. Já o protético Eliézer de Oliveira procura um lugar que o agrade, mas é comum comprar fora da cidade. “Até as lojas grandes que vieram para cá tem preços mais caros e um material ruim”, argumenta. Em um dos shoppings da cidade, uma loja de roupas multimarcas tem, também, uma confecção própria. A proprietária, Isabela Serpa Vieira de Azevedo, conta que o estabelecimento completa dois anos em 2013 e que o sangue da área da moda corre na veia. “Meu avô era alfaiate, minha tia é costureira e eu, apesar de ter me formado em psicologia, percebi o crescimento da cidade e vi que tinha uma chance de dar certo”, relata. Ao decidir abrir o comércio, ela conta que quis buscar um diferencial, um espaço mais acolhedor onde as pessoas sentam, conversam, tomam café e água. Isabela destaca que já chegou a revender oito marcas, mas que, atualmente, são apenas quatro. As roupas custam entre R$ 39 e R$ 390 e conseguem abranger um grande leque de clientes. “Apesar da concorrência ter crescido, principalmente aqui no shopping, que só nos últimos meses ganhou mais quatro lojas de roupas, acredito que ela também acrescenta. Além disso, tenho uma clientela certa que busca o diferencial que oferecemos, como as camisas exclusivas e as facilidades de adaptação das roupas para o

tamanho que o cliente precisa”, enfatiza. Leila Maria da Silva Pinho é uma das clientes de Isabela e de outras lojas na cidade. “Eu acho que a moda atual em Três Rios está antenada. Ela já foi ruim, mas de uns seis, sete anos para cá, melhorou bastante. As lojas ficaram modernas, eu não saio daqui para comprar roupas. Na cidade, há até lojas simples que tem produtos muito bons”, conta. Andréa Serpa trabalha há 15 anos como fornecedora no município e afirma que a situação mudou porque há mais mercadorias para comprar. “Vejo que as grandes lojas abrem aqui achando que o mercado está muito aquecido, mas não está. De qualquer forma, a vinda delas é positiva porque atrai mais clientes”. Andréa destaca que as pessoas procuram bons preços e qualidade juntos, e que, atualmente, saem menos para comprar em outros lugares. O presidente do Sicomércio reforça que a cidade oferece uma gama extensa de variedade de preços. “Como a moda está cada vez mais popularizada, isto é,

as mais diversas camadas sociais têm acesso a diferentes meios de informação que mostram aquilo que está em alta (revistas, internet, novelas, TV e jornais), é de interesse do comércio seguir as tendências e atingir todos os públicos. Além disso, a facilidade nas formas de pagamento e o acesso maior ao crédito também contribuem para que pessoas de todas as classes possam satisfazer os desejos de consumo”, acredita. Apesar do número de lojas no segmento ter crescido, o censo mostrou, também, que a quantidade de confecções diminuiu. Em 2002 eram 11 no centro da cidade e em 2012 apenas três. “Este setor não tem uma base muito forte no município em razão de problemas passados, como o fechamento de várias empresas e diminuição da oferta de empregos até a retomada do crescimento econômico, o que ocasionou essa redução”, diz Julio. Embora não esteja em ascensão, ainda há quem acredite na indústria têxtil e tenha bons resultados no segmento. Este é o caso da jovem Mariana Esteves, que herdou da mãe uma loja tradicional de jeans. O sucesso é tão grande que a unidade que vende para atacado e varejo atende cerca de 5.000 clientes por mês e nem todos são da cidade. “Temos consumidores de Paraíba do Sul, Levy Gasparian, Areal e Petrópolis, por exemplo”. Para ela, o preço e o investimento em inovação são os diferenciais da marca. “Uma

MODA POPULAR Na cidade há opções para todas as classes

BOUTIQUE MULTIMARCAS A loja trabalha com multimarcas e tem o ticket médio de R$ 110 por dia

CLIENTE Eliézer acha os produtos em Três Rios caros

56

Abril | Maio

“Eu acho que a moda atual em Três Rios está antenada, ela já foi ruim, mas de uns seis, sete anos para cá, melhorou bastante”, Leila Pinho, consumidora


EMPRESÁRIA Isabela de Azevedo tem o sangue da moda correndo na veia e em 2013 comemora os dois anos da loja

calça que custa R$ 50 em uma loja comum, aqui o cliente paga R$ 25 porque vem direto da fábrica”, revela. Para se adequar às necessidades do mercado, foi necessário criar um playground no espaço. “As mães vinham com os filhos e não conseguiam olhar as mercadorias direito, agora as crianças têm um espaço para diversão”, diz. Ainda segundo Mariana, o crescimento da cidade contribuiu para as vendas. “A cultura da loja é o atacado, mas essa virada do comércio favoreceu a venda no varejo”, afirma. Rosane Medina mora em Simão Pereira e compra jeans em Três Rios há muito tempo. “Gosto do preço, da qualidade e do atendimento. Eu nasci na cidade, então tenho que dar preferência”, diz. Já a gerente de uma loja popular no calçadão conta que as roupas variam de R$ 3 a R$ 30. “O movimento é muito bom. Passam por aqui umas 800 pessoas por dia e sempre foi assim. Não acredito que o crescimen-

to da cidade interfira nas vendas”, comenta Ana Paula Andrade Vieira. Para o estilista Eraldo Silva, a população tem preconceito com os profissionais da cidade por acharem que não são qualificados. “60% dos meus clientes são de fora e vejo um comportamento muito diferente em relação aos daqui”, confessa. Em contrapartida, o estilista afirma acreditar que muitos comerciantes procuram um lucro absurdo e colocam a culpa nos impostos, encarecendo os produtos e, com isso, desestimulando a compra em Três Rios. O número de lojas aumenta e as facilidades de compra e crédito contribuem para o desenvolvimento da cidade e para a o dia a dia do consumidor. E, para quem pensa em investir no setor, o presidente do Sicomércio conclui que, “se ela mantiver o crescimento dos últimos anos, a tendência é de mais e melhores oportunidades para investidores e consumidores”.

revistaon.com.br

57


58

Abril | Maio


revistaon.com.br

59


CAPA

TRÊS RIOS POR FREDERICO NOGUEIRA

FOTOS FLÁVIO DUARTE

E NENHUM PETRÓLEO

60

Abril | Maio

O hino de Três Rios foi escrito por Áquilas Rodrigues Coutinho há décadas e, entre seus versos, garante: “trabalhar é teu lema que vence e proclama teu grande valor”. Em quase 75 anos de história, este “solo fecundo e bendito” apresenta, hoje, seus maiores


frutos. O desenvolvimento é visível e o crescimento pode assustar. Como e por que grandes empresas olharam para o município? Quais as consequências positivas e negativas do desenvolvimento? De que forma a população

é beneficiada? O que ainda deve ser aperfeiçoado? Há alguma possibilidade deste crescimento cessar e retroceder? As oficinas estão “vibrando ao trabalho” e a Revista On apresenta um panorama desta nova cara

de Três Rios, um dos cinco municípios do Estado que não são beneficiados diretamente pelos royalties do petróleo, mas, ainda assim, convive com o desenvolvimento econômico.

revistaon.com.br

61


62

Abril | Maio


revistaon.com.br

63


CAPA

OS TRÊS RIOS O encontro das águas que formam o principal ponto turístico natural do município GLÓRIA EXCELSA DO SUL-FLUMINENSE / Ó TRÊS RIOS, CIDADE-LABOR

de Geografia e Estatística), a população caiu de 81.248 em 1991 para 71.885 em 2000 e, segundo contagem populacional

E

mancipada de Paraíba do Sul em 14 de dezembro de 1938, a cidade de Três Rios tem muitas histórias para contar. Sucessos, insucessos, felicidades, tristezas e orgulhos. Nascida às margens do rio que dá nome à cidade-mãe e desenvolvida a partir da ferrovia, já viveu momentos de altos e baixos quando o assunto é economia. No fim do século passado, sofreu um dos maiores baques, com o encerramento das atividades de grandes empresas e, consequentemente, também das menores que estavam ligadas a elas. De acordo com dados do IBGE (Instituto Brasileiro

O desenvolvimento como é visto hoje começou em 2010

P

MEMÓRIA Registro histórico da Praça São Sebastião na década de 1950

64

Abril | Maio

ARQUIVO EZILMA TEIXEIRA

ara cessar a falta de desenvolvimento, alguém precisava agir. Caso contrário, o município viveria, até hoje, como viveu durante os anos seguintes ao fechamento das grandes indústrias. “O início da formatação da vinda das empresas começou em 2001, quando foi dado o início ao processo de implantação de um condomínio industrial na Barrinha. Até então, no início do processo que foi feito com a Codin (Companhia de Desenvolvimento Industrial do Estado do Rio de Janeiro), tínhamos uma área de terras, mas faltavam alguns mecanismos para

ARQUIVO EZILMA TEIXEIRA

do órgão, em 1996 o número era 65.885. A “esquina do Brasil” de JK foi sustentada pelo comércio e chegou a ser chamada em rede nacional de “cidade fantasma”.

TRABALHAR É TEU LEMA QUE VENCE E PROCLAMA TEU GRANDE VALOR

TRENS E POUCO MOVIMENTO A Avenida Condessa do Rio Novo no início do século 20, ainda distante do desenvolvimento


o desenvolvimento acontecer. Então veio a criação da Codetri (Companhia de Desenvolvimento de Três Rios). Ela foi criada para agilizar e criar mecanismos de sustentação para que as empresas pudessem adentrar em Três Rios”, explica Otorino Bilheri, diretor da companhia trirriense. Mesmo com a Codetri criada, ainda faltavam atrativos para a chegada de novos investidores. “O grande ‘boom’ começou em 2010”, recorda. O fato aconteceu devido à inclusão do município na Lei Rosinha, que reduz de 19% para 2% a base de cálculo da alíquota do ICMS (Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços), através da lei 5.636/10, sancionada pelo governador Sérgio Cabral. “Como está ligada ao ICMS, que é a parte que mais preocupa as empresas, este passou a ser mais um ponto de atratividade. Desta forma, agilizamos o processo da Barrinha e criamos o Centro Empresarial, com 1 milhão de metros quadrados divididos em 79 lotes”, diz Otorino. Junto a isso, foram criadas leis municipais de incentivos fiscais para aumentar ainda mais a atratividade. Ainda de acordo com o diretor da Codetri, empresários que buscavam a cidade para investir antes da inclusão na lei, acabavam escolhendo outras que competiam diretamente com Três Rios e já tinham benefícios fiscais. “Hoje, se

elas procurassem a cidade novamente, certamente ficariam. A vida não é feita só de alegrias, temos a tristeza de algumas perdas. Mas, com certeza, fazendo um comparativo, temos hoje um número muito menor de empresas que não ficam aqui”, afirma o prefeito, Vinicius Farah. Além dos incentivos, Otorino recorda outra ação importante para o desenvolvimento. “A aproximação do estado com o município foi fundamental. Quando o governo do estado, através da Codin, entende que um município está bem preparado, eles indicam para as empresas. Como Três Rios se preparou, passamos a ser indicados”. Para Farah, os incentivos fiscais podem ser o primeiro passo da decisão, mas, em seguida, os investidores observam outras vantagens. “Como prefeito, sou

Um conjunto de fatores fez com que as atenções estivessem voltadas para o município

o vendedor da cidade. Visito o Brasil inteiro a oferecendo. Conquisto os empresários pelos investimentos

CENÁRIO ATUAL Mais residências, lojas, pessoas e maior número de automóveis retratam o crescimento

gerais que temos feito”. Segundo ele, nos últimos quatro anos os setores de indústria, comércio e serviço geraram aproximadamente 8.000 empregos diretos. “Isso fez com que a economia crescesse de forma absurda. É clara e notória a transformação”, afirma. SALVE SOLO FECUNDO E BENDITO, CANAÃ ONDE TUDO PRODUZ

P

ara produzir os bons resultados, foram feitos investimentos em diversos setores. “Não basta só o município ter o benefício dos 2%, ter área e incentivo próprio. É importante ter um conjunto de fatores, o que inclui localização, política de educação, política de saúde e, inclusive, cursos técnicos profissionalizantes. As empresas cobrariam do município esses cursos. Então, naquele momento, antes da chegada do CVT (Centro Vocacional Tecnológico), foram criados centros profissionalizantes em escolas municipais, gratuitamente, para formar mão de obra para atender às empresas. Esse conjunto de fatores alicerçou o crescimento”, analisa Otorino. E, embora o município conte, hoje, com grandes empresas, como Nestlé, Latapack-Ball e Neobus, a cidade também se preparou para as menores, como explica o diretor da Codetri,

FUTURO Segundo o prefeito, uma má gestão pública pode retroceder os bons momentos

revistaon.com.br

65


CAPA

que garante, ainda, haver mais de 50 empresas se instalando na Barrinha. “A pequena empresa é tão importante quanto a grande. Você nunca pode ter olhos só para as grandes. Elas são consequência. Focamos em todos e damos, inclusive, de certa forma, apoio para quem trabalha como prestador de serviços. Temos cadastros de profissionais especializados que podem servir essas empresas. Temos a Coordenadoria de Empregos com o plano de ação de currículos que, com vários cadastrados, facilita quando a empresa quer buscar um perfil de profissional disposto e com chances de ser colaborador”. EXALTANDO-TE A GLÓRIA ACREDITO, À VITÓRIA TEU NOME CONDUZ

E

m quatro anos, o orçamento do município aumentou em aproximadamente 200%, o que fez com que diversas áreas fossem beneficiadas. “Somos obrigados a investir 15% do orçamento total na Saúde e 25% na Educação, mas ultrapassamos com sobra essas marcas no último ano, sendo que há, na maioria dos municípios, uma luta para atingir esses índices. Na Saúde esse investimento está muito claro. Aumentamos de 390 funcionários para 1.400 em quatro anos. Na Cultura eram gastos R$ 50 mil por ano, hoje são R$ 6 milhões. Na Educação, observamos transformações

ETAPAS DO CRESCIMENTO Uma sucessão de ações contribui para o atual cenário socioeconômico de Três Rios

66

Abril | Maio

com o piso nacional do professor e com plano de cargos e salários. No Saaetri (Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Três Rios), investimos R$ 4 milhões em infraestrutura após 40 anos sem receber nada. Três Rios cresce como nenhuma outra cidade no estado e, através desse crescimento econômico, podemos investir em todas as outras áreas”, garante Vinicius Farah. E, segundo Otorino, o que hoje é visto como um “momento mágico”, será ainda maior nos próximos anos. “Um detalhe que ninguém observou é

“Um detalhe que ninguém observou é que a maioria dessas empresas ainda está em fase de instalação”, Otorino Bilheri, diretor da Codetri

que a maioria dessas empresas ainda está em fase de instalação. O quantitativo de mão de obra ainda não foi completamente preenchido, a receita ainda não entrou no município. Talvez 70% dessas empresas ainda não estejam em funcionamento. Há uma previsão orça-

mentária para 2016/2017 no município de R$ 600 milhões. Isso muda tudo”. Ele explica que os resultados de uma empresa para as finanças municipais começam a surgir apenas após dois anos. Portanto, uma empresa que começou a funcionar em 2012 vai interferir na receita do município em 2014. “Entre setembro de 2011 e dezembro de 2012, colocamos mais de 1.300 novos funcionários na Saúde e na Educação. O poder público contribui diretamente com o crescimento e a geração de empregos”, informa Farah, que completa: “O maior legado não é só o crescimento econômico e dos outros setores, mas o crescimento com qualidade de vida”. Todo este crescimento interfere, também, no comércio local, o mesmo que segurou a economia durante anos. “Trata-se do reflexo da expansão da atividade econômica vivida em nossa cidade e colabora para o aumento da oferta de empregos. Tal crescimento exige qualificação por parte dos funcionários e de inovação por parte dos empresários do setor, uma vez que há a abertura de grandes redes varejistas e de franquias nacionalmente reconhecidas. Vale destacar que o comércio da nossa cidade, em razão da localização geográfica do município, mantém uma posição de destaque na geração de emprego e renda, influenciando positivamente o crescimento econômico”, explica Julio

OBRAS Embora tenha causado certa polêmica na época, a duplicação da principal avenida do centro foi fundamental


Cezar Rezende de Freitas, secretário municipal de Indústria e Comércio e presidente do Sicomércio. VERDEJANTES OUTEIROS CIRCUNDAM MINHA TERRA MEU BERÇO NATAL

O

desenvolvimento de Três Rios não fica restrito ao município. Cidades vizinhas também são beneficiadas em diversas áreas. “Não vamos ter, dentro de um ano, uma capacidade de mão de obra que atenda a demanda de todas as empresas. O crescimento da cidade alavanca o emprego também para os municípios vizinhos. O empresário que veio junto com a empresa trouxe a família. Muitos querem fixar residência no município ou próximo daqui, por isso procuram áreas de lazer, chácaras, sítios e fazendas nas redondezas. Ao mesmo tempo em que o desenvolvimento fortalece internamente, fortalece fora, ao redor”, diz Otorino Bilheri. FÉRTEIS CAMPOS SEMENTES FECUNDAM / ENTRE RIOS DE IMENSO CAUDAL

O

movimento na “esquina do Brasil” continua intenso este ano. Segundo Julio Cezar Rezende de Freitas, a exemplo do comportamento nos últimos dois anos, este será ainda de crescimento para o setor comercial, não só no número de lojas, bem como no au-

mento de vendas em razão do aumento de empregos que a cidade vem gerando com os novos negócios. Entre as grandes novidades, está a chegada de uma empresa indiana, a segunda maior fabricante do mundo de torres de transmissão, com geração de 300 empregos diretos. “No dia 1º de maio, vamos inaugurar o terminal rodoviário na avenida Condessa do Rio Novo e o Café do Trabalhador, que vai oferecer 600 cafés da manhã, gratuitamente, de segunda a sexta-feira. Outra novidade é que fechamos uma parceria com o Hospital Santa Catarina e vamos transformar o Sase (na Vila Isabel) em

“As pessoas reclamavam do tempo de espera, mas e se não tivesse a UPA?”, Vinicius Farah sobre a recente epidemia de dengue no município

um grande hospital, com realização de exames, médicos especialistas e, no terceiro andar, que será construído, teremos 50 novos leitos. Estamos dando estrutura para o crescimento”. Ainda no setor da saúde, o município receberá uma Clínica da Família.

GRANDES EMPRESAS A chegada de indústrias conhecidas internacionalmente fortaleceu a economia local

Segundo Otorino, o município já foi procurado por um grupo em busca de uma área de 60 mil a 100 mil metros quadrados para a construção de um shopping. “Não será fácil achar esta área de terra, mas isso mostra que a cidade está no caminho certo porque, até chegar ao ponto de surgir o interesse de uma instalação como essa, são feitos estudos para provar que o local é ideal para investimento”. OFICINAS VIBRANDO AO TRABALHO, AO LABOR QUE CONSTRÓI E EDIFICA

R

eeleito na última eleição, o prefeito escolheu uma meta para o novo mandato: colocar Três Rios entre as dez cidades com maiores índices no Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica). “Tenho certeza que vamos conseguir e, para isso, vamos investir na equipe e implantar ações”. Ele garante que os maiores beneficiados com o desenvolvimento são os moradores. “Afeta a vida da população em geral de forma crucial. A pessoa começa a ter serviços de saúde que antes não tinham, por exemplo. Às vezes as pessoas reclamam da UPA e fico imaginando como seria se não tivesse. Ela chega a atender 500 pessoas por dia. O crescimento beneficia todas as pessoas, mas, principalmente as mais humildes. Hoje há pais tirando filhos das escolas par-

CONDOMÍNIO INDUSTRIAL A área está em crescimento e quase todos os lotes foram vendidos

revistaon.com.br

67


CAPA

DESAFIOS Aliar crescimento econômico com qualidade de vida é a principal questão para os próximos anos

ticulares para colocar nas municipais. Quem ganha mais são os que mais precisam. Até mesmo os eventos culturais que organizamos são gratuitos. O meu primeiro ato como prefeito foi a redução do preço da passagem de ônibus e hoje ainda é mais barato que naquela época”, recorda. O desafio, para o prefeito, é gerir o progresso aliado à qualidade de vida. “Esse é o resumo do meu maior desafio. Não tenho dúvidas de que o progresso está consolidado. O desafio é conseguir gerir com competência, não permitir que esse crescimento vire uma bagunça. Por exemplo, já estamos estudando mudanças no trânsito da Vila Isabel, já nos atentamos que é necessária. O trânsito do centro da cidade era um caos e modificamos. Melhorou? Melhorou muito, mas já observamos que precisa de novas alterações. Isso significa que a cidade está crescendo”. HÁ ESCOLAS DA PENA E DO MALHO NESTA GLEBA FELIZ E TÃO RICA

P

or falar em caos, o crescimento vem acompanhado de desafios e problemas a serem enfrentados. A rede hoteleira, por exemplo, já não suporta todos os que visitam a cidade semanalmente, no chamado “turismo de negócios”. Por isso, há dois empreendimentos em construção que atenderão esta necessidade. “A Codetri é uma companhia de desenvolvimento e tem que olhar para todos os ângulos de ação. Vemos a necessidade das empresas. Temos problemas de hotéis, de bons 68

Abril | Maio

restaurantes e ainda nas áreas técnica e profissionalizante. A diversificação de empresas que adentram é bastante grande, por isso, às vezes você tem um curso em andamento que não atende aquela empresa e tentamos implantar”, explica Otorino. Em pesquisa realizada na página oficial da Revista On no Facebook, a Saúde foi a área apontada como a que merece maior atenção por parte do governo atualmente. Com a palavra, o prefeito: “Quando oferecemos um serviço melhor que um plano de saúde, várias pessoas começam a vir. É o que acontece, também, na Educação. Com isso, temos que oferecer sempre novas estruturas, o que não é fácil. Nesse episódio da dengue, por exemplo, as pessoas reclamavam que ficavam seis horas esperando para serem atendidas. Mas, e se não tivesse a UPA? Houve dias que ela atendeu mais de 1.000 pessoas. Se o atendimento demorou mais horas que o normal, é porque este número aumentou. Entendemos a cobrança, mas as pessoas precisam entender que, muito do que acontece hoje, passou a existir por conta de novos serviços que antes não existiam. Daqui a pouco vou ter desafios com a Educação e vamos precisar construir novas escolas. Quando atingirmos nosso objetivo, do índice do Ideb, muitos vão preferir a escola pública”. Ele enxerga, ainda, três problemas a serem solucionados. O primeiro trata dos bairros e da cobrança da população por melhorias. “É uma herança de 70 anos. Não transfiro a responsabilidade, mas se todos os gestores tivessem feito um pou-

co, não estaríamos com essa situação. Essa questão me preocupa, mas tenho certeza que vamos terminar o governo pavimentando todas as vias”. O segundo desafio está relacionado ao meio ambiente. “Não dá para uma cidade que vive esse crescimento, que ganha prêmios nacionais e internacionais, conviver com a ausência de um aterro sanitário”, afirma. Para isso, há um consórcio entre seis municípios da região para a construção de um aterro e o fim da agressão ambiental com lixões. Já o terceiro problema observado pelo prefeito (e pela população) é o fato de 90% das tubulações de água e esgoto serem antigas. “Quando chove, algumas não comportam mais o volume da água porque a cidade cresceu e a população aumentou. Já conseguimos R$ 3 milhões para a construção do canal extravasor naquela área do Triângulo e entrada da Vila Isabel. Quero adequar a realidade estrutural para a Três Rios de hoje e, talvez, em um ano, novas mudanças devam ser feitas”. Com todos os investimentos e preocupações, haveria alguma chance de, mais uma vez, o município e a população acompanharem outra queda econômica? “Se o crescimento for bem administrado pelos próximos prefeitos, esse crescimento nunca para. Se tiverem a irresponsabilidade e não tiverem a certeza do fundamental papel do gestor para organizar esse processo, o crescimento não só para como retrocede. Vou torcer para que os próximos administrem com visão e envolvimento neste processo”, finaliza Farah.


CAPA EMPRESAS INTELIGENTES

O

selo Empresa Inteligente 2013 foi concedido a organizações que contribuem com o crescimento socioeconômico de Três Rios, seja de forma direta ou indireta, seja na área industrial, comercial ou de serviços. São 42 empresas que investem ou estão em processo de aperfeiçoamento de dez características de sucesso: governança corporativa, relacionamento, marketing, inovação, tecnologia, planejamento estratégico, sustentabilidade, pesquisa, equipe e marca.

As características de sucesso foram definidas por pesquisas e foi o critério utilizado pela Revista On para convidar empresas a estarem nas próximas páginas. A seguir, cada uma delas apresenta cinco destas características de forma detalhada, além de histórico, missão e visão. Conheça, agora, as Empresas Inteligentes e veja os motivos de assim serem consideradas.

Indústria 70 Consel Engenharia 71 Pifer 72 Sola Construtora

73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98

Serviço 3DTR Arsenic Arquitetos Bastos Juris Advocacia CCAA Centro Empresarial Américo Silva Construtora Rodrigues Monteiro Consultoria Celso Jacob Elmôr, Corrêa & Matos Advogados Fiobranco Editora HWJ Engenharia Ibis Styles Hotels JR Contabilidade Laboratório Tinoco LD Móveis Maria Luiza Cruz Predimóveis Administração e Corretagem Priscila Estética RiT Odontologia Avançada Santa Isabel Diagnóstico por Imagem SegTrabMed SIAC Santa Izabel Análises Clínicas Transa Transporte Coletivo Triseg Unimed Três Rios Viação Progresso Wizard Três Rios

99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111

Comércio Biba Calçados Bramil Casa Solo Itaipava Tintas Lumman Calçados & Sports Sapataria 3 Rios Serraria e Materiais de Construção Líder Shopping Américo Silva Silvia Estima Solidum Saúde & Seguros Solução Equipamentos Via 3 Automóveis Vitallisa Nutri

revistaon.com.br

69


CAPA INDÚSTRIA

E

m abril de 1985, os engenheiros Ricardo Chartuni Bandeira e Reinaldo Maia fundaram a Consel Engenharia. Foram lançadas, naquela ocasião, as bases de uma empresa que hoje tem significativa presença no setor de construção civil e engenharia no Estado do Rio de Janeiro. Tanto na construção de importantes edifícios, quanto na execução das obras civis de indústrias de renome, a Consel vem deixando sua marca, tendo como principal característica um alto padrão de qualidade. A Consel Engenharia é uma empresa dedicada essencialmente à colaboração técnica, mediante a elaboração de estudos e projetos, bem como supervisão, implantação e execução de obras de engenharia civil. Seus responsáveis técnicos e engenheiros consultores acumulam experiências anteriores em diversos setores da engenharia, possibilitando, assim, um antecedente dentro dos melhores padrões de qualidade altamente confiáveis aos seus clientes.

Desde 1985

101 - 200 Funcionários

Construção Civil Rua 14 de Dezembro, 109 Centro - Três Rios/RJ - 25802-210 (24) 2255-2797 consel.com.br

Missão

Construir empreendimentos inovadores para clientes exigentes que contribuam para o desenvolvimento da sociedade, com qualidade, segurança e respeito ao meio ambiente através da melhoria contínua de seus processos e pessoas.

Visão

consel@consel.com.br

Ser referência em construção civil na Região Centro-Sul Fluminense, construindo através de pessoas, processos excelentes até 2015.

Marca

Sendo a construtora com maior tempo de mercado em Três Rios, a marca Consel Engenharia consolidou-se como uma das empresas de maior solidez e credibilidade da cidade e região. No mês de abril de 2013 a Consel Engenharia comemora 28 anos de mercado, com um modelo inovador na construção civil e alto padrão de qualidade em seus empreendimentos.

Equipe

Inovação

A Consel sabe que a essência e os pilares que sustentam a empresa estão em sua equipe. A construtora orgulha-se em dizer que a maior razão de seu sucesso são seus colaboradores, depositando neles todo o reconhecimento e credibilidade conquistados nos 28 anos de mercado.

A Consel já está há quase três décadas inovando a construção civil. Os grandes empreendimentos que marcaram a história da cidade apresentam a assinatura da empresa, tendo, em todos eles, um modelo inovador de arquitetura e construção.

Planejamento Estratégico

Relacionamento

O planejamento estratégico foi o grande responsável pela introdução de uma nova cultura organizacional, possibilitando a implementação de um programa de qualidade, reformulação da área de comunicação e marketing, projeção de empreendimentos lançados anualmente e um crescimento sustentável. Através dele, a empresa obteve um crescimento de 173% em 2012 referente ao ano de 2011.

Visando melhorias no relacionamento com seus stakeholders (colaboradores, fornecedores, clientes e parceiros), a empresa iniciou o ano de 2013 investindo e priorizando ações de relacionamento em seu planejamento de marketing.

ED. RES. E SHOPPING OLGA SOLA Maior empreendimento já construído em Três Rios

HOTEL IBIS E CENTRO EMPRESARIAL Mais um empreendimento que será um marco na história da cidade

RESIDENCIAL MONT BLANC Lançamento 2013 com arquitetura inovadora e divisão de espaços inteligentes 70

Abril | Maio


CAPA INDÚSTRIA

A

empresa foi idealizada por Otávio Henrique Ilha Campos, que desde 1976 trabalha na área ferroviária e em 2001 teve a oportunidade de fundar a PIFER. Desde então, a PIFER vem se dedicando ao fornecimento de interiores, incluindo painéis de revestimento, assentos e máscaras frontais para veículos ferroviários de passageiros. Temos fornecido nossos produtos para trens e metrôs no Brasil e no exterior através de exportações de bancos e poltronas para a Coréia, Espanha e Argentina, sempre obedecendo a rigorosos requisitos de segurança (Retardância a Chama, Baixa Emissão de Fumaça e Toxicidade), de robustez (em função do alto nível de vandalismo) e de conforto; ergonômico e visual. Durante estes anos fomos líderes incontestes nos fornecimentos de bancos, com quase 100% do mercado, e atualmente somos líderes no mercado de interiores de trens e de metrôs em geral no Brasil. Em 2012 criamos a PIFER Plastic Products para atuar em outros segmentos, interiores de navios, assentos para estádios e outros complexos, etc. Missão

Ser um Grupo Empresarial empreendedor com produtos e serviços inovadores, buscando o crescimento sustentável e rentável com novas tecnologias, valorizando nossos colaboradores e superando a expectativa dos clientes.

51 - 100 Funcionários

Desde 2001

Fabricação de peças e acessórios para veículos ferroviários Rodovia BR 040, KM 18,5. Vila Isabel - Três Rios/RJ - 25812-470 (24) 3311-0400 pifer.com.br pifer@pifer.com.br

Visão

Ser um grupo de referência e reconhecido pela excelência e confiabilidade de seus produtos e serviços.

Inovação

Somos a única empresa do setor que atende além da fabricação da peça, desenvolvendo design, projeto e engenharia, buscando um produto inovador e sustentável, dentro das normas, através de novas técnicas de produção e com a utilização de matérias-primas e de consumo ecologicamente corretas.

Sustentabilidade

Nossa preocupação com o meio ambiente é perceptível a todos que visitam a fábrica. A área foi totalmente revitalizada. A PIFER possui Licença Ambiental e desde janeiro de 2012 temos o ECOPONTO em funcionamento, onde são separados e destinados corretamente todos os resíduos gerados. Na PIFER Plastic Products, desenvolvemos assentos sustentáveis para estádios, onde, inclusive, entramos com pedido de patente.

Equipe

Além de termos construído uma boa estrutura industrial para atender a demanda do mercado, contamos com uma excelente equipe de profissionais que possibilitam atender os requisitos dos clientes nas diversas etapas, tais como: desenvolvimento de projeto, qualidade, produção e SMS.

QUALIDADE Nossos padrões atendem exigências internacionais

Planejamento Estratégico

É realizado pela direção com participação dos gestores para enriquecer as discussões e deliberações, com isso criamos um Conselho de Administração. Esta forma de trabalho propicia uma gestão intrinsecamente ligada às decisões estratégicas da empresa, às expectativas de clientes, colaboradores e parceiros e à necessidade de estar continuamente em aprimoramento.

PRO GOL Projeto social que teve a participação da PIFER. Apoio a projetos sociais

Governança Corporativa

Em 2005 implantamos a ISO 9001 e definimos um conjunto de valores, processos, políticas e regulamentos que norteiam a maneira como a empresa é dirigida, administrada ou controlada. Todos os nossos processos são integrados e sistematizados através do sistema ERP Totvs. Um dos objetivos para 2014 é finalizarmos a implantação da ISO 14000.

EMPRESA Reflorestamento da área em torno de nossas instalações revistaon.com.br

71


CAPA INDÚSTRIA

P

ertencente a um grupo empresarial sólido presente no mercado há mais de 60 anos, com a expertise da liderança de três gerações, a Sola Construtora atua de forma integrada no setor imobiliário residencial desde 1999, com a incorporação, construção e comercialização de seus imóveis. Contando com um corpo de profissionais experientes, a empresa está em constante desenvolvimento, visando à melhoria de seus processos, buscando sempre as melhores alternativas para satisfazer seus clientes. Missão

Ser referência na construção de imóveis com relação custo x benefício atrativa, reduzir o déficit habitacional e transformar o sonho da casa própria em ótimos negócios para seus clientes.

Visão

Manter-se como uma das principais empresas de incorporação, construção e comercialização de empreendimentos do interior do sudeste brasileiro, gerando resultados crescentes e sólidos para seus controladores, clientes e fornecedores.

Desde 1999

201 - 500 Funcionários

Incorporação e Construção Civil Rua Lincoln de Almeida Peçanha, 200 Vila Isabel - Três Rios/RJ - 25815-112 (24) 2252-8881 solaconstrutora.com.br sac@solaconstrutora.com.br

Planejamento estratégico

Com foco em um planejamento estratégico arrojado, a equipe busca incessantemente praticar sua Missão e alcançar sua Visão. Já foram entregues 1.250 apartamentos e o objetivo é ter, até 2017, mais 5.000 unidades construídas. Hoje, a Sola Construtora tem 1.000 unidades em construção e um cadastro de clientes com 4.500 pré-reservas. A Construtora possui 365 mil metros quadrados de terrenos a fim de atender à sua demanda. Em seu planejamento está prevista também a expansão para outros municípios.

Equipe

A Sola Construtora conta com um corpo técnico diferenciado, formado por engenheiros, arquitetos, técnicos em edificações e mestres de obras com sólida experiência profissional, com todos os setores atuando integrados para o desenvolvimento da equipe e aperfeiçoamento dos processos administrativos. Possui uma equipe administrativa, de vendas e incorporação imobiliária capacitada, sendo a performance destas avaliadas constantemente através de auditorias internas e externas.

Sustentabilidade

Entre as ações nas construções estão: instalação individual de gás canalizado; substituição do uso da madeira por estrutura metálica em etapas da obra; estações de tratamento de esgoto em todos os empreendimentos; destinação de resíduos de obra em local apropriado e busca de parceiros com práticas sustentáveis.

Relacionamento

Tecnologia

A Construtora acredita que a integração com a comunidade favorece o desenvolvimento econômico-financeiro e social. As parcerias com órgãos públicos permitem desenvolver equipamentos urbanos e infraestrutura local. No relacionamento interno, investe na formação de seus líderes e na promoção de um clima organizacional adequado. Com os clientes, a estrutura de venda própria proporciona maior interação.

A Sola Construtora desenvolve parcerias com profissionais de referência nacional, possui amplo domínio da técnica de execução da alvenaria estrutural, avalia e aperfeiçoa constantemente suas rotinas e investe em treinamento, visando à otimização e ao aperfeiçoamento de seus processos. Como resultado destas e de outras ações, a Construtora possui as certificações: GERIC, pela CEF; PBQPH, nível A e Selo Verde, e não para por aí! Outras certificações também já fazem parte de seus planos.

72

Abril | Maio

ENG., MESTRES DE OBRAS E TÉCNICOS Participam do programa de desenvolvimento de Líderes

SOLA De batom e blush as mulheres reforçam a equipe dos canteiros de obra

EQUIPE DE BACKOFFICE Sempre pronta para ajudar em todos os processos internos e externos da Sola


CAPA SERVIÇO

T

rês Rios e região tem apresentado forte desenvolvimento sócio-econômico. Somado a isso, a odontologia local ganhou importante impulso devido à evolução dos dentistas nas mais diversas especialidades. Este rico quadro de profissionais exigiu que a odontologia de nossa região oferecesse modernos recursos de imagem que atendessem a essa demanda de diagnóstico. Há tempos os pacientes precisavam deixar a região para obter imagens em três dimensões que possibilitassem aos dentistas maior precisão no diagnóstico e planejamento dos casos. Para preencher esta lacuna, a 3DTR vem com o conceito de uma radiologia odontológica 100% digital, oferecendo equipamentos alemães de última geração que proporcionam menor exposição à radiação, maior conforto ao paciente e maior rapidez na entrega dos exames.

Desde 2012

1 - 10 Funcionários

Radiologia Odontológica Rua Prefeito Walter Francklin, 13. Sala 205 Centro - Três Rios/RJ - 25803-010 (24) 2252-1821

Missão

Oferecer a mais alta tecnologia em equipamentos, proporcionando aos dentistas as melhores imagens com o mínimo de exposição dos pacientes à radiação.

Visão

radiologia_3dtr@yahoo.com.br

Se tornar referência regional em diagnóstico por imagens no setor de radiologia odontológica, conquistando confiança dos profissionais e pacientes.

Tecnologia

A 3DTR trouxe para Três Rios a mais moderna tecnologia em aquisição de imagens em três dimensões. A odontologia de nossa região pode, agora, contar com diagnósticos mais precisos e planejamentos mais previsíveis através de um tomógrafo do tipo Cone Beam. Agora, os pacientes de Três Rios e cidades vizinhas não precisam mais se deslocar por longas distâncias para fazer um exame de tomografia para seu dentista. Os dentistas podem contar com uma clínica 100% digital que gera imagens em tempo real.

Inovação

Inovamos no segmento de radiologia oral trazendo equipamentos revolucionários para oferecer aos dentistas imagens radiográficas e tomográficas de alta qualidade e precisão. Equipe

Todo o processo de aquisição das imagens e elaboração dos laudos tem acompanhamento especializado. Nossa equipe é composta por profissionais gabaritados em cada segmento da imagiologia.

Relacionamento

Nosso foco é o relacionamento com o dentista. Os pacientes que nos são confiados são tratados de forma ética, respeitosa e diferenciada. O estreito contato com cada especialista favorece o melhor resultado na obtenção dos exames.

RADIOLOGIA ODONTOLÓGICA Clínica especializada em tomografia

Sustentabilidade

Sendo uma clínica 100% digital, pregamos a sustentabilidade. Nos países desenvolvidos, os exames por imagem são transmitidos virtualmente sem a necessidade de revelação dos filmes ou qualquer tipo de impressão, preservando o meio ambiente.

TECNOLOGIA Clínica 100% digital. Imagens obtidas imediatamente

TOMÓGRAFO Ferramenta essencial no planejamento de implantes dentários revistaon.com.br

73


CAPA SERVIÇO

O

escritório de arquitetura e urbanismo, ARSENIC Arquitetos Associados, nasceu em 2006, em Juiz de Fora-MG, Brasil. Nikola Arsenic (Fundador e Diretor Executivo) coordena um Conselho formado pelos arquitetos Juliana Borges (Coordenadora de Qualidade), Henrique Gonçalves (Coordenador de Arte) e Laucirene Venturelli (Coordenadora de Patrimônio), sendo estes partes constituintes de uma equipe profissional de 14 arquitetos e urbanistas, apoiados por um time de oito estagiários. Com foco em criação, desenvolvimento, coordenação de projetos e consultorias, a empresa mantém atuação em todas as áreas de produção profissional no Brasil e exterior. A genuína vontade de construir um mundo melhor, aliada a técnicas de vanguarda que traduzem sofisticação e despojamento, fazem de ARSENIC Arquitetos um referencial no campo de arquitetura e urbanismo.

Desde 2006

21 - 50 Funcionários

Arquitetura e Urbanismo Rua Espírito Santo, 1.115. Salas 1902, 1903 e 1904. Centro - Juiz de Fora/MG - 36016-200 (32) 3214-8978 arsenicarquitetos.com

Missão

Trabalhar para que os espaços onde o ser humano habita e transita sejam autênticos, funcionais, sustentáveis e significativos.

Visão

Caminhar rumo a uma excelência máxima na qualidade dos serviços prestados com reconhecimento nacional e internacional.

nikola@arsenicarquitetos.com facebook.com/arsenicarquitetos twitter.com/Arsenic_Arq

Equipe

Todos os profissionais da ARSENIC Arquitetos são comprometidos com um objetivo em comum: trabalhar em comunhão no aperfeiçoamento do produto e do processo, buscando evoluir a cada dia. Forte dinâmica de grupo gera sinergia que valoriza a prestação dos serviços da empresa, tanto na sua velocidade quanto na qualidade dos seus projetos, processo no qual o maior beneficiado é o cliente.

Planejamento Estratégico

Relacionamento

A estratégia empresarial da ARSENIC Arquitetos se baseia em seus valores de liderança compartilhada e construção coletiva. Estas são premissas de sua estrutura organizacional, que conta com equipe competente de mais de 20 profissionais distribuídos em níveis estratégicos, táticos e operacionais da empresa, consolidados em núcleos de criação, desenvolvimento e tecnologia de materialização.

Consciente de sua importância na formação de opinião pública, ARSENIC Arquitetos está atenta ao seu papel social e procura influenciar sem imposição, buscando conquistar a liderança através de suas ideias e serviço prestado. Trabalhando fortemente com parcerias público-privadas, aprendeu que com o trabalho em conjunto as pessoas alcançam um objetivo comum.

Inovação

Marca

O permanente foco em pesquisa de novas técnicas e processos representa o marco da inovação tecnológica da ARSENIC Arquitetos. Desde a sua forma original em abordar o assunto especifico, utilização do equipamento de última geração e moderno processo de gestão de projetos, a empresa continuamente busca novas formas de resolver antigos e novos desafios, porque acredita que é assim que o resultado final supera a expectativa do cliente. 74

Abril | Maio

Com mais de 100 mil m² de projetos e propostas para Três Rios e região, desenvolvidos em parceria com poder público e iniciativa privada, ARSENIC Arquitetos está se consolidando como uma nova marca de qualidade. Buscando excelência profissional, associa personalidade a qualidade do seu produto, comprovando assim a reputação da sua organização e qualificação técnica.

ARQUITETO NIKOLA ARSENIC Fundador e Diretor Executivo da empresa

PROJETO EM DESENVOLVIMENTO Hotel Ibis e Centro Empresarial Américo Silva

PROPOSTAS FUTURAS Reurbanização do Complexo “Paço da Condessa”


CAPA SERVIÇO

J

á faz 10 anos que a empresa de advocacia vem atuando no mercado por todo o Estado do Rio de Janeiro, também possuindo demandas em outros estados como São Paulo, Minas Gerais e Bahia, além de processos com correspondentes em Porto (Portugal). Com um trabalho muito sério e uma longa história de serviços prestados, conta com corpo jurídico especializado em diversas áreas do direito, tais como, área cível, trabalhista, consumidor, família, previdenciário, tributário, contratual e empresarial. Atualmente, a empresa conta com boa estrutura de escritório, com atendimento personalizado, prezando pela confidencialidade e ética. Em nosso escritório, localizado no recém-inaugurado Centro Empresarial Três Rios, contamos com várias salas privadas para cada advogado e também com sala de reuniões.

Desde 2003

1 - 10 Funcionários

Advocacia Rua Sete de Setembro, 159, Grupo 4 Centro - Três Rios/ RJ - 25802-130 (24) 2252-3651 bastosjuris.com.br

Missão

Nossa missão é atender com presteza e eficiência a todos os nossos clientes, obter o melhor resultado, nas melhores condições possíveis e com o mínimo de impacto.

Visão

Ser uma consultoria que irá proporcionar ao cliente segurança, agilidade no atendimento e conforto, minimizando a tensão que envolve as demandas judiciais.

bastosjuris@bastosjuris.com.br facebook.com/pages/Bastos-Juris-Advocacia

Equipe

O profissional especializado é aquele que irá dominar da melhor maneira os assuntos a serem tratados, de forma que venha a proporcionar um atendimento mais qualificado. Nossa equipe é especializada, cada um dos membros é qualificado para determinado ramo do direito. Além da especialização, também contamos com profissionais éticos, que sempre levam a amizade e o respeito como valores de trabalho. Todos os profissionais atuam com total transparência, apresentando ao cliente suas reais possibilidades.

Planejamento Estratégico

Inovação

No cenário do mercado atual, é de extrema importância que possamos antever as possíveis mudanças, gerando assim segurança no planejamento, não só para o escritório, como também aos clientes. Realizado com a consciência das necessidades, envolvimento, organização e readaptando-o sempre que preciso.

Nossa equipe trabalha sempre buscando inovações, tanto na área tecnológica para a facilitação do trabalho e do atendimento, como também na própria área do direito, buscando o direito certo para cada caso específico e criando novas teses.

Relacionamento

Tecnologia

Possuímos um atendimento a todos os nossos clientes, que é prestado de uma forma totalmente pessoal e que sempre busca o melhor relacionamento possível entre ambas as partes envolvidas. Sempre visando o melhor desfecho para cada situação.

Contamos com equipamentos modernos, além de programas de busca de publicações (impossibilitando perda de prazos), novas determinações legais e jurisprudência, além da digitalização das ações, o que possibilita ao cliente o acesso total a sua documentação.

IDENTIDADE VISUAL Uma mudança a fim de agregar valor ao novo espaço físico do escritório

SALA DE ATENDIMENTO Conforto e sofisticação no atendimento de nossos clientes

RECEPÇÃO Espaço amplo e organizado na sala de espera do novo escritório revistaon.com.br

75


CAPA SERVIÇO

O

CCAA Três Rios foi inaugurado em agosto de 1974, pela professora Lúcia Helena Gonçalves Silva, que encantada com a metodologia do Grupo CCAA, abriu sua franquia. Com muito trabalho, o aprendizado de uma nova língua foi sendo desmistificado e o desempenho dos alunos CCAA passou a chamar atenção. Em 1981, no intuito de fazer os alunos utilizarem o que aprendiam, o curso começou a organizar excursões para os EUA, consolidando sua liderança na cidade. Nestes quase 40 anos, os alunos passaram a ter melhores condições de empregabilidade por dominarem outro idioma e alguns professores até abriram seus próprios cursos. Hoje saber inglês é obrigação e os ex-alunos trazem seus filhos, os avós trazem seus netos numa relação de confiança conquistada com respeito, qualidade e transparência.

Desde 1974

11 - 20 Funcionários

Ensino de idiomas Rua Pref. Walter Francklin, 123 - Calçadão Centro - Três Rios/RJ - 25803-010 (24) 2252-1672 ccaa.com.br

Missão

Contribuir para o fortalecimento intelectual e emocional de cada indivíduo, tornando extremamente simples a sua comunicação com pessoas de todas as partes do mundo, através do ensino efetivo de idiomas por método próprio, original e inovador, capaz de fazer do aprendizado uma experiência única e prazerosa.

Visão

Preservar e ampliar, no mercado de ensino de idiomas, a posição reconhecida de “líder” pelo incomparável “desempenho” apresentado por nossos alunos.

tresrios@ccaa.com.br facebook.com/canalccaa

Marketing

O Inglês e o Espanhol que você aprende e nunca mais esquece. Por trás dos 50 anos de experiência do Grupo CCAA, há uma proposta de valor que se reflete na sala de aula, no material didático e no aprendizado. O aluno aprende o idioma como se estivesse morando fora do Brasil. O método reproduz o processo natural de construção do conhecimento, no qual o aprendizado se dá de forma gradual e intuitiva. O aluno fala inglês ou espanhol o tempo todo, desde o primeiro dia de aula. Esta é a melhor forma de praticar a pronúncia, fixar o vocabulário e articular sons.

Inovação

Tecnologia

O CCAA busca inovação, agregando recursos e tecnologia que possibilitem a máxima eficiência no ensino de idiomas. Para atender às especificidades dessa metodologia exclusiva surgiram a Waldyr Lima Editora, o Studio CCAA, o Departamento de Pesquisa e Desenvolvimento, o Cultural Center for Language Studies, hoje presente em 10 países e a Faculdade CCAA.

Para o CCAA a tecnologia é imprescindível, hoje estamos na era dos tablets, com eles os alunos tem vários recursos de áudio e vídeo em um único lugar, dando mais agilidade e praticidade no momento de estudo e tornando tudo ainda mais interessante e interativo.

Equipe

Relacionamento

As pessoas e suas competências são de extrema importância no sucesso desta franquia. Todos os professores são formados pelo próprio curso, passam por treinamento contínuo e são avaliados. Cursos de aperfeiçoamento são oferecidos a cada seis meses. Da mesma forma os agentes de atendimento são qualificados. 76

Abril | Maio

EQUIPE Fábio sempre disposto a ajudar os alunos

Para fazer bem alguma coisa, é preciso tempo e dedicação. A aprendizagem de um idioma não é diferente e, cada um tem seu ritmo. Por isso, o CCAA Três Rios estabelece seus relacionamentos focado na ética, no comprometimento e na qualidade. Estes valores permeiam todo material didático e de comunicação.

CAMPANHA O CCAA investe em comunicação

TABLET Tecnologia a serviço do ensino


CAPA SERVIÇO

A

carência de amplas salas e escritórios com vagas de estacionamento privativo e rotativo em Três Rios faz com que o Centro Empresarial Américo Silva se encaixe perfeitamente na necessidade do empreendedor moderno e atualizado. É um empreendimento único, a solução tanto para uso quanto para investimento em Três Rios. Funcionará junto ao Hotel Ibis e as obras devem ser concluídas em 30 meses. Missão

Oferecer espaços que contemplem o crescimento do município de forma ordenada e com conforto e comodidade.

Visão

Ser um centro de referência para quem busca espaços para investimento e para quem necessita dos serviços prestados.

Serviços Rua 15 de novembro, 340 Centro - Três Rios/RJ - 25804-000 (32) 9917-8099

Inovação

Em conjunto com o Ibis, o empreendimento funcionará como um “quatro em um”, que agrega estacionamento, lojas, salas comerciais e hotel. O Centro Empresarial Américo Silva terá salas de 35 a 110 m² para todos os usos, como escritórios, consultórios e clínicas. As divisões podem ser feitas de acordo com as necessidades dos investidores. O estacionamento rotativo com 90 vagas oferecerá conforto aos clientes, escritórios e comércio local. O Bradesco já faz parte do complexo.

Marketing

Pesquisa

Mesmo ainda em fase de construção, o Centro Empresarial Américo Silva já é divulgado e reconhecido por empresários e cidadãos como um importante marco para a história da cidade. Esta confiança é possível, primeiro, pelo projeto inovador e, segundo, pelo marketing realizado.

A concretização dos planos para construção do Centro Empresarial Américo Silva foi possível pela observação da demanda por novos lugares para ampliação dos setores de comércio e serviço no centro de Três Rios.

Equipe

Marca

As lojas e salas comerciais serão, certamente, preenchidas por empresas e profissionais que farão a diferença no momento em que a população necessitar dos serviços e produtos ofertados no local. Portanto, as equipes profissionais do Centro Empresarial Américo Silva serão os grandes destaques do complexo.

Américo Silva é o nome de um dos maiores industriais da história do município e, hoje, tornou-se sinônimo de sucesso e empreendedorismo. O shopping inaugurado no final de 2009 com seu nome já faz parte do desenvolvimento de Três Rios e conquistou respeito de empresários e consumidores. Com o Centro Empresarial, certamente não será diferente.

INVESTIMENTO Projeto arquitetônico de alto padrão e excelente localização

DIFERENCIAL Salas comerciais de 35 a 110 m² com estacionamento privativo e rotativo

ESTRUTURA Hotel, lojas, salas comerciais e estacionamento em um só lugar revistaon.com.br

77


CAPA CAPA SERVIÇO SERVIÇO

AA

Rodrigues Rodrigues Monteiro Monteiro foi criada foi criada em em 1991, 1991, quando quando o empreiteiro o empreiteiro Sr. Jorge Sr. Jorge Rodrigues Rodrigues e seue seu filhofilho Ricardo Ricardo da Silva da Silva Monteiro Monteiro decidiram decidiram construir construir algoalgo superior superior em benefício em benefício da realização da realização de projetos de projetos e obras e obras de médio de médio e grande e grande porteporte do setor do setor público público e privado. e privado. Hoje, Hoje, apósapós 21 anos 21 anos de excelentes de excelentes ser-serviços viços prestados, prestados, a empresa a empresa se tornou se tornou um um referência referência no mercado, no mercado, sendo sendo posicionada posicionada por por seusseus clientes clientes como como umauma escolha escolha preferencial preferencial às soluções às soluções dos dos maismais diversificados diversificados projetos projetos da construção da construção civilcivil em em TrêsTrês RiosRios e região. e região. A RM A RM realiza realiza projetos projetos de engede engenharia, nharia, arquitetura arquitetura e urbanismo, e urbanismo, comcom execução execução de obras de obras de infraestrutura de infraestrutura e refore reformasmas residencial, residencial, predial, predial, comercial, comercial, industrial industrial e rural, e rural, legalização legalização e aprovação e aprovação de de projetos projetos junto junto aos aos órgãos órgãos competentes. competentes.

Desde Desde 19911991

51 - 100 51 - Funcionários 100 Funcionários

Engenharia, Engenharia, Arquitetura Arquitetura e Urbanismo e Urbanismo Rua Dr. RuaVasconcelos, Dr. Vasconcelos, 87 87 Centro Centro - Três- Três Rios/RJ Rios/RJ - 25804-240 - 25804-240 (24) 2252-1470 (24) 2252-1470

Missão Missão

rodriguesmonteiro.com.br rodriguesmonteiro.com.br

Visão Visão

Construir Construir comcom qualidade qualidade parapara edificação edificaçãoSer Ser reconhecida reconhecida no mercado no mercado através através da da dos dos sonhos sonhos de nossos de nossos clientes. clientes. excelência excelência dos dos serviços serviços e torná-la e torná-la a pria primeira meira escolha escolha dos dos potenciais potenciais clientes clientes do do setorsetor público público e privado e privado da região. da região.

atendimento@rodriguesmonteiro.com.br atendimento@rodriguesmonteiro.com.br facebook.com/rodrigues.monteiro.54 facebook.com/rodrigues.monteiro.54

Planejamento Planejamento Estratégico Estratégico

O planejamento O planejamento estratégico estratégico é a ferramenta é a ferramenta queque norteia norteia os nossos os nossos negócios. negócios. ImporImportantetante saber saber ondeonde estamos estamos e onde e onde queremos queremos chegar, chegar, parapara assim assim entendermos entendermos como como vamos vamos alcançar alcançar nossas nossas metas metas e objetivos, e objetivos, principalmente principalmente no longo no longo prazo. prazo.

Inovação Inovação

Governança Governança Corporativa Corporativa

Equipe Equipe

Relacionamento Relacionamento

A inovação A inovação estáestá presente presente nas nas pessoas pessoas e nae naTemos Temos concentrado concentrado esforços esforços parapara desendesencadeia cadeia dos dos processos. processos. Buscamos Buscamos sempre semprevolver volver umauma gestão gestão moderna moderna e eficaz, e eficaz, que que criarcriar algoalgo novo, novo, diferente, diferente, que que agregue agregue va- va-possibilite possibilite o fortalecimento o fortalecimento das das relações relaçõesPROJETO PROJETO & PLANEJAMENTO & PLANEJAMENTO loreslores aos aos parceiros parceiros e clientes e clientes da RM. da RM. Sur-Sur-através através de de umauma cultura cultura organizacional organizacionalA Rodrigues A Rodrigues Monteiro Monteiro presta presta serviços serviços de de engenharia, arquitetura arquitetura e urbanismo e urbanismo preender preender e fazer e fazer o que o que ninguém ninguém pensou pensou é étransparente, transparente, comcom valores valores percebidos percebidos por porengenharia, marca marca diferenciada diferenciada de nossa de nossa empresa. empresa. todos todos os interessados os interessados em nosso em nosso sucesso. sucesso. O capital O capital intelectual intelectual é o émaior o maior ativoativo da da Sabemos Sabemos queque relacionamento relacionamento é tudo. é tudo. empresa. empresa. Os colaboradores Os colaboradores são são estimulaestimula- Por Por esseesse motivo, motivo, relações relações de qualidade de qualidade dos dos a pensar a pensar e agir. e agir. A gestão A gestão temtem caráter caráter são são estimuladas estimuladas em em nossa nossa organização. organização. participativo participativo e asedecisões as decisões são são comparticomparti- UmUm ambiente ambiente se torna se torna maismais agradável agradável lhadas. lhadas. A RM A RM atinge atinge resultados resultados através através e criativo e criativo quando quando as pessoas as pessoas se sentem se sentem de sua de sua equipe equipe treinada treinada e desenvolvida. e desenvolvida. respeitadas respeitadas em em seusseus pensamentos pensamentos e e pontos pontos de vista. de vista.

RESIDÊNCIA RESIDÊNCIA DE CAMPO DE CAMPO Execução Execução de obra de obra de de infraestrutura infraestrutura residencial residencial

MINISTÉRIO MINISTÉRIO PÚBLICO PÚBLICO TRÊS TRÊS RIOS RIOS Urbanismo Urbanismo e edifi e edifi cações cações de grandes de grandes valores valores 78

Abril | Maio


CAPA SERVIÇO

N

os 28 anos de atuação, a Celso Jacob Consultoria acumulou a experiência que todo empreendedor precisa para gerir o seu negócio. Nessa caminhada, a expertise e a sensibilidade se aprimoraram para assessorar nossos clientes na busca pelos melhores caminhos e decisões. É esse o nosso trabalho: mostrar que, com a Celso Jacob Consultoria, sua empresa só tem a progredir. E progredir é essencial, além de aperfeiçoar os custos de forma inteligente e planejada e maximizar os resultados. Isso é o que toda empresa precisa para caminhar bem e prosperar.

Desde 1984

11 - 20 Funcionários

Consultoria Rua Barão do Rio Branco, 266 Centro - Três Rios/RJ - 25804-010

Missão

Atender com eficiência, dinamismo e atenção criteriosa para cada caso, encontrando, sempre as melhores soluções na gestão financeira e contábil de seus clientes.

Visão

Ser reconhecida no mercado onde atua como uma empresa que preza pela qualidade e eficiência de seus serviços, sendo considerada referência em consultoria nas questões contábeis e empresariais. Até 2014, posicionar-se como referência entre as maiores empresas do seu segmento no Brasil.

(24) 2251-8035 consultoriacelsojacob.com.br rosangela@celsojacob.com facebook.com/celsojacobconsultoria twitter.com/cjconsultoria

Relacionamento

Um dos principais pilares da consultoria Celso Jacob é a realização de um eficiente atendimento, construindo pró-ativamente relacionamentos duradouros. Com toda a equipe focada na excelência e processos bem desenhados, a cada visita ou reunião fica demonstrada maior cumplicidade entre cliente/consultoria visando o aumento da qualidade, produtividade e competitividade.

Equipe

Marca

Juntos somos muito melhores! Funcionários, diretores e gestores, todos em busca de soluções e resultados com a prática constante de fundamentos e ações vencedoras, tendo a certeza da importância do espírito de equipe na conquista da vitória.

Em 28 anos de atuação, a Celso Jacob Consultoria acumulou a experiência que todo empreendedor precisa para gerir o seu negócio, sempre nos aprimorando para assessorar nossos clientes na busca pelos melhores caminhos e decisões.

Planejamento Estratégico

Marketing

Na consultoria Celso Jacob, o planejamento é um processo contínuo, estabelecendo a melhor direção a seguir, atuando de forma inovadora e diferenciada, sendo uma ferramenta imprescindível para a criação de valores, manutenção e crescimento no mercado.

A Celso Jacob Consultoria, através de ações externas de marketing, conseguiu a satisfação do cliente, gerando relacionamento lucrativo para ambas as partes sem esquecer das ações de marketing interno, com a qualificação e treinamento dos colaboradores.

LOCALIZAÇÃO A empresa está situada no coração econômico da cidade

PROFISSIONAIS Com uma equipe comprometida, os clientes são os maiores beneficiados

ESTRUTURA Ambiente ideal para o funcionamento da empresa revistaon.com.br

79


CAPA SERVIÇO

E

m agosto de 2010, foi inaugurado o escritório ELMÔR, CORRÊA & MATOS Advogados, no auge do progresso da região Centro-Sul Fluminense, momento sem precedentes. O ideal de afixar um escritório de advocacia composto por profissionais especializados, ramificado nas mais diversas áreas de direito, surgiu da conjunção de reflexões de três qualificados advogados, David Elmôr, Glaucia Corrêa e Vanessa Manhães de Matos. A fusão intelectual se deu naturalmente, com a convergência dos ideais exprimidos por estes advogados na época que compuseram os quadros do SAHIONE Advogados - uma das maiores bancas de direito da América Latina - atuando como patronos de notáveis personalidades do panorama nacional, assim como de multinacionais, como o Grupo Carrefour S.A. e a FIAT, entre outras grandes empresas.

Desde 2010

11 - 20 Funcionários

Advocacia Rua Presidente Vargas, nº 606, 1º andar Centro - Três Rios/RJ - 25802-200 (24) 2252-5053

Missão

O ECM Advogados tem como missão a prestação de serviços de excelência, para tanto, o aperfeiçoamento profissional é valor permanente a ser exercitado.

Visão

Ser referência na advocacia especializada, sendo reconhecido pela excelência, transparência e eficácia nos serviços prestados no campo jurídico.

elmorecorreaadv.com.br contato@elmorcorreaadv.com.br facebook.com/elmorecorrea.advogados

Equipe

A vivência profissional de seus advogados, em sintonia com as novas demandas da sociedade e do mercado, é marca distintiva do ECM Advogados, que convergem para a qualidade das soluções jurídicas oferecidas aos seus clientes. O advogado criminalista David Elmôr é originário da escola do célebre penalista Clóvis Sahione, carregando a experiência de uma respeitável banca, de notáveis defesas como a do caso do “ônibus 174” (BOPE - PMERJ), entre outras (Salvatore Cacciola, cantor Belo, Delegado Álvaro Lins, Eurico Miranda). Planejamento Estratégico

Tecnologia

O objetivo é prestar um serviço de excelência através da advocacia especializada, que é alcançada pelo constante aperfeiçoamento profissional. O ECM Advogados atua nas seguintes áreas: Direito Penal, Direito Civil, Direito de Família, Direito Securitário, Responsabilidade Civil do Médico, Direito do Consumidor, Direito do Trabalho, Direito Empresarial e Direito Tributário.

O ECM Advogados disponibiliza aos seus clientes um moderno sistema tecnológico de acompanhamento processual, capaz de proporcionar respostas rápidas e confiáveis, sendo possível acessá-lo de qualquer parte do planeta, através da internet, com a finalidade de permitir a visualização de todo o trabalho desenvolvido, estampando o processo, página por página, em uma “pasta virtual”, na íntegra e em tempo real.

Inovação

Relacionamento

Aprimorando suas atividades, o ECM inovou ao criar um Plano Empresarial destinado às Pessoas Jurídicas, de forma a viabilizar a resolução de situações decisivas para o sucesso de uma empresa, através de medidas preventivas (Consultoria Jurídica), corretivas (Advocacia Contenciosa) e personalizadas (Assessoria Jurídica), que visam a criação de condições mais favoráveis à otimização das atividades empresariais, melhorando os rendimentos e reduzindo os custos, ampliando possibilidades e agregando valores ao empreendimento. 80

Abril | Maio

Para alcançar a excelência nos serviços prestados, o ECM também aposta no atendimento personalizado, desempenhado através do estreitamento do relacionamento profissional dedicado aos seus clientes. Além do atendimento especializado, muitas das vezes realizado “in loco”, o escritório mantém todos informados sobre a situação de seus processos através de relatórios explicativos, emitidos mediante a verificação de um relevante andamento processual.

VALORES Ética, qualidade e transparência são os compromissos assumidos com os clientes

SISTEMA Software elaborado para o acompanhamento do trabalho desenvolvido

ESTRUTURA Salas de trabalho, área para estagiários, sala de reuniões e vídeo conferência e biblioteca


CAPA SERVIÇO

O

Grupo Fiobranco atua há mais de quatro anos no segmento de comunicação, com foco em produtos regionalizados, que permitem atingir públicos selecionados e nichos de mercado bem definidos. O Grupo se divide em Fiobranco Editora e Gráfica, que produz as edições das Revistas On e o maior portal de notícias e entretenimento da região (revistaon.com.br), além de oferecer soluções completas em revistas corporativas, e a Fiobranco Mídia, que comercializa espaços publicitários nos próprios veículos de comunicação, atendendo agências de publicidade ou produzindo textos e anúncios para clientes que ainda não possuem agência. A Revista On, o produto mais conhecido do Grupo, teve a primeira edição publicada em janeiro de 2011. Em novembro do mesmo ano, foi lançada a Revista On Petrópolis, com conteúdo totalmente voltado para Petrópolis e cidades vizinhas. Em julho de 2012, o site Três Rios Online, primeiro veículo de comunicação da Fiobranco, deu espaço ao portal Revista On que leva, 24 horas por dia, informação regionalizada sobre as cidades abrangidas pelas revistas impressas. Missão

Produzir informação regionalizada com qualidade e oferecer soluções de publicidade em mídia impressa e digital.

Visão

Ser referência em conteúdo informativo e publicitário em todo o Estado do Rio de Janeiro.

Desde 2009

11 - 20 Funcionários

Comunicação Rua Prefeito Walter Francklin, 13/404, Centro - Três Rios/RJ - 25.803-010 (24) 2252-8524 fiobranco.com.br sac@fiobranco.com.br facebook.com/revistaon twitter.com/revistaon

Marca

O Grupo Fiobranco conquistou, em pouco tempo, o respeito, o reconhecimento e a credibilidade por parte da população que consome seus produtos e dos empresários que têm a certeza do retorno garantido com investimento nos espaços publicitários oferecidos pela Fiobranco Mídia. A marca está cada vez mais presente no dia a dia da região, seja através da Revista On, revistas corporativas e outros produtos. Aliar o nome de uma empresa à marca Fiobranco significa associá-la a qualidade e conteúdo inteligente.

Equipe

Inovação

Formada por profissionais jovens e especializados nas áreas em que atuam, a equipe do Grupo Fiobranco é parte fundamental do reconhecimento e sucesso da empresa e dos produtos por ela oferecidos. Mesmo dividida por setores, o bom desempenho só é alcançado pelo envolvimento de todos em prol do objetivo final de cada peça produzida. Além da equipe da base da Fiobranco, cerca de 30 colaboradores atuam diretamente com a empresa.

A cada nova edição das Revistas On, o leitor se surpreende com alguma inovação. A cada acesso ao portal Revista On, o internauta pode observar que a interatividade é uma palavra-chave respeitada. A cada revista corporativa lançada, uma surpresa para os stakeholders daquela marca. Inovação é e sempre será uma das características da construção e manutenção do sucesso do Grupo Fiobranco.

Governança Corporativa

Planejamento Estratégico

Para aliar qualidade à produtividade, a governança corporativa está presente no dia a dia do Grupo Fiobranco. A empresa acredita que a melhoria constante de processos e políticas internas contribui com o sucesso e crescimento da marca e dos que a ela estão ligados. Um dos exemplos é a presença de uma intranet própria, à qual todos os membros da equipe têm acesso.

A área de atuação da Fiobranco é essencialmente a comunicação. Para que o processo seja eficaz, atingindo o público-alvo de cada produto, há a necessidade de um planejamento de todos os processos de formas detalhadas. Este é, também, um dos pontos fundamentais para os resultados satisfatórios, tanto para a equipe como para os que acreditam no potencial da marca.

REVISTAS ON Informação de qualidade a cada dois meses em Três Rios, Petrópolis e região

PORTAL REVISTAON.COM.BR Além da redação, usuários e assessorias produzem conteúdo 24 horas por dia

REVISTAS CORPORATIVAS Solução completa. Desde a produção de textos até a impressão e distribuição revistaon.com.br

81


CAPA CAPA SERVIÇO SERVIÇO

AA

HWJHWJ Engenharia Engenharia surgiu surgiu da união da união de três de três colegas colegas do curso do curso de engenharia de engenharia civil,civil, em em Barra Barra do Piraí do Piraí (RJ),(RJ), queque decidiram decidiram montar montar umauma construtora construtora no no finalfinal da década da década de 1980. de 1980. Hélio, Hélio, Waldir Waldir e José e José Roberto Roberto apostaram apostaram maismais queque nas nas iniciais iniciais de seus de seus nomes. nomes. ComCom muito muito trabalho, trabalho, dinamismo dinamismo e seriee seriedadedade conquistaram conquistaram o mercado o mercado em em TrêsTrês RiosRios (RJ),(RJ), diferenciando-se diferenciando-se da concorrência da concorrência em diversos em diversos aspectos. aspectos. Em Em 2013, 2013, a HWJ a HWJ completa completa 25 anos, 25 anos, umauma empresa empresa sólida sólida e atue atuanteante no melhor no melhor período período parapara a construção a construção civilcivil vivenciado vivenciado pelos pelos sócios. sócios. A HWJ, A HWJ, cer-certificada tificada pelopelo Sistema Sistema Brasileiro Brasileiro de Qualidade de Qualidade na Produtividade na Produtividade Habitacional Habitacional (PBQP(PBQP-H),-H), o selo o selo de qualidade de qualidade do setor, do setor, é uma é uma referência referência no mercado no mercado da construção da construção em Três em Três RiosRios e região. e região. Focados Focados na qualidade, na qualidade, masmas disponibilizando disponibilizando acesso acesso a construções a construções de de altoalto padrão, padrão, os empreendimentos os empreendimentos encontram encontram nas nas novas novas tecnologias tecnologias as mais as mais modernas modernas tendências tendências de gestão de gestão e sustentabilidade. e sustentabilidade.

Desde Desde 19881988

1 - 101 Funcionários - 10 Funcionários

Construção Construção civil civil Rua Duque Rua Duque de Caxias, de Caxias, 517 Sala 517 301 Sala 301 Centro Centro - Três- Três Rios/RJ Rios/RJ - 25802-120 - 25802-120 (24) 2252-3818 (24) 2252-3818 hwj@hwjengenharia.com.br hwj@hwjengenharia.com.br

Missão Missão

Visão Visão

Proporcionar Proporcionar conforto, conforto, dignidade, dignidade, qualiquali-Tornar-se Tornar-se umauma referência referência no no setorsetor da da dadedade de vida de vida e segurança, e segurança, através através de sode so-construção construção civil,civil, atendendo atendendo às novas às novas exi-exiluções luções inovadoras, inovadoras, comcom focofoco nas nas pessoas, pessoas,gências gências do mercado. do mercado. na comunidade na comunidade e meio e meio ambiente, ambiente, contricontribuindo, buindo, assim, assim, parapara o desenvolvimento o desenvolvimento da da nossa nossa cidade, cidade, estado estado e país. e país. Equipe Equipe

Os profissionais Os profissionais que que trabalham trabalham na empresa na empresa são são qualificados qualificados e cuidadosos e cuidadosos quando quando um um novonovo empreendimento empreendimento começa começa ser projetado. ser projetado. Focados, Focados, executam executam o trabalho o trabalho comcom sa- satisfação tisfação e certos e certos de que de que maismais umauma obraobra bembem sucedida sucedida seráserá finalizada finalizada pelaspelas mãomão deles. deles. Nossa Nossa equipe equipe trabalha trabalha felizfeliz e disposta, e disposta, o que o que faz toda faz toda diferença diferença no ramo no ramo que que atuamos. atuamos.

Tecnologia Tecnologia

Relacionamento Relacionamento

Planejamento Planejamento Estratégico Estratégico

Governança Governança Corporativa Corporativa

LANÇAMENTO LANÇAMENTO Maquete Maquete do novo do novo empreendimento empreendimento da HWJ, da HWJ, Varandas Varandas do Rio. do Rio.

A empresa A empresa busca busca incessantemente incessantemente a atua atu- UmaUma das das principais principais particularidade particularidade da da alização alização através através de estudos de estudos relacionados relacionados HWJHWJ é a éparceria a parceria desenvolvida desenvolvida entreentre a a a construção a construção civil,civil, comcom implantação implantação de de empresa empresa e ose clientes. os clientes. Buscamos, Buscamos, sem-semnovas novas tecnologias tecnologias e capacitação e capacitação de seus de seus pre,pre, a satisfação a satisfação ímpar ímpar desejada desejada entreentre as as profissionais. profissionais. Buscamos Buscamos levarlevar aos aos nos-nos- partes partes envolvidas, envolvidas, poispois sabemos sabemos queque o o sos sos empreendimentos empreendimentos o que o que há de há mais de mais resultado resultado positivo positivo geragera outros outros negócios negócios atualatual no mercado. no mercado. de boa de boa qualidade. qualidade.

Incluímos em em nossa nossa administração administração o o Antes Antes de desenvolver de desenvolver qualquer qualquer projeto, projeto,Incluímos SÓCIOS desenvolvimento de políticas de políticas e regulae regula-SÓCIOS pensamos pensamos em em prazos prazos reais, reais, o que o que gerageradesenvolvimento Helio Helio Gomes Gomes de Moraes, de Moraes, Waldir Waldir dos Santos dos Santos mentos queque norteiam norteiam os processos os processos quequeJunior confiabilidade confiabilidade de nossos de nossos clientes clientes quando quandomentos Junior e José e José Roberto Roberto de Oliveira de Oliveira Costa Costa executamos em em nosso nosso dia dia a dia. a dia. TrabaTrabaentregamos entregamos no prazo no prazo a obra a obra concluída. concluída.executamos lhamos comcom um um sistema sistema integrado, integrado, ondeonde EsseEsse reconhecimento reconhecimento vemvem de todos de todos os oslhamos visualizamos todos todos os departamentos os departamentos e e tipostipos de contratos, de contratos, sejaseja federal, federal, estadual, estadual,visualizamos também o andamento o andamento de cada de cada obra,obra, tan-tanmunicipal municipal ou, ou, principalmente, principalmente, particular particulartambém to no to campo, no campo, como como na parte na parte contratual contratual das das obras obras executadas. executadas. financeira financeira dentre dentre outras. outras.

PROJETO PROJETO Maquete Maquete do Galileu, do Galileu, um dos um dos empreendimentos empreendimentos da HWJ da HWJ 82

Abril | Maio


CAPA SERVIÇO

A

falta de hotéis em Três Rios já é notória e prejudicial ao crescimento econômico. Os empresários Américo Silva Neto e Rafael Ribeiro trazem para a cidade o Ibis Styles Hotel, uma das bandeiras do Grupo Accor. Presente em diversos países, a Accor opera mais de 4.400 hotéis e 530.000 apartamentos. O projeto trirriense contempla 128 quartos, seguindo o padrão mundial, o que significa um ambiente funcional e moderno para quem trabalha ou passeia no município. O Ibis funcionará junto ao Centro Comercial Américo Silva e as obras devem ser concluídas em 30 meses. Missão

Garantir o máximo conforto nos nossos quartos, na forma como acolhemos e servimos os nossos clientes e na concepção dos nossos hotéis.

Visão

Hotelaria Rua 15 de novembro, 340 Centro - Três Rios/RJ - 25804-000 (32) 3214-8978

Suprir a necessidade de Três Rios e oferecer uma nova possibilidade de investimento.

Planejamento Estratégico

O Hotel Ibis é uma das bandeiras do Grupo Accor, a operadora líder na Europa e quarta maior do mundo. É uma excelente oportunidade de aplicar seu dinheiro com segurança, já que o Ibis funcionará com aluguel em sistema de Pool Hoteleiro. Você será proprietário de uma suíte e ganha duas vezes: na valorização natural do imóvel adquirido e com a rentabilidade mensal através de um pool de locação. Todo o know how do Grupo Accor chega a Três Rios e possibilita um retorno como poucos investimentos e com muita tranquilidade.

Inovação

Relacionamento

O Ibis Styles tem energia, dinamismo e personalidade, e o projeto criado para Três Rios, traz novidades como um centro empresarial, estacionamento, pub e café. Tudo em um mesmo lugar para melhor atender a população. Cada Ibis Styles possui irreverência, vigor e personalidade.

O Ibis oferece todos os serviços de um hotel tradicional combinando conveniência, simplicidade, generosidade, praticidade e proximidade com design moderno. O Hotel Ibis tem transparência em suas tarifas, garantindo um preço justo com o melhor custo-benefício.

Pesquisa

Sustentabilidade

A Hotel Invest apontou, através de um estudo de viabilidade, a grande carência de oferta do setor hoteleiro em Três Rios. A pesquisa foi fator fundamental para a tomada de decisão para o investimento.

A Accor tem 21 compromissos em favor do bem-estar do planeta. Nos hotéis da rede, colaboradores, clientes e parceiros reinventam a hotelaria de forma sustentável. São sete pilares (saúde, natureza, carbono, inovação, desenvolvimento local, emprego e diálogo) que dão base aos objetivos.

PROJETO Chega em Três Rios, a maior rede hotéis do Brasil

IBIS HOTEL Tem a maior e a mais completa estrutura de hospedagem

REDE Em Três Rios será construído o Ibis Styles revistaon.com.br

83


CAPA SERVIÇO

J

osé Ricardo começou sua carreira no escritório “Dicas Contabilidade”, onde permaneceu como sócio durante 30 anos. Na inauguração da JR Contabilidade, em 01/06/2003, José Ricardo contava com uma equipe de 11 colaboradores em um prédio de 625 m², com cerca de 40 clientes. Hoje, o escritório JR Contabilidade conta com um quadro de colaboradores que gira em torno de 120 pessoas e aproximadamente 700 clientes. O progresso não pode parar. Após 10 anos de sua fundação, a equipe se prepara, agora, para inaugurar uma nova sede. É mais uma atitude inovadora desse contador que nunca desiste de tornar seus sonhos em realidade. Trata-se de um “Condomínio Inteligente”. Um prédio próprio com mais de 3.700 m², com uma estrutura totalmente informatizada.

Desde 2003

101 - 200 Funcionários

Contabilidade Rua Nelson Viana, nº 652 Centro - Três Rios/RJ - 25805-290 (24) 2251-6300

Missão

Criar valor e atuar com soluções contábeis de excelência, de forma segura e transparente, assessorando nossos clientes na tomada de decisão.

Visão

Ser reconhecida na região sudeste como centro de referência pela capacidade, eficácia e ética no seguimento contábil e jurídico empresarial.

jrcontabiltr.com.br jrcontabilidade@jrcontabiltr.com.br facebook.com/JRContabilidade

Inovação

A JR Contabilidade tem como política um programa de gestão para atingir a satisfação total dos clientes e colaboradores. Por esse motivo estamos sempre adquirindo equipamentos de última geração em tecnologia e criando novas ferramentas para a melhor prestação do serviço. São algumas delas: importação e transmissão de informações de forma segura, gestão eletrônica de documentos GED, auditoria dos arquivos magnéticos, outsourcing (atendimento presencial no cliente), treinamento para clientes, entre outras. Tecnologia

Planejamento Estratégico

Desenvolvemos uma infraestrutura preparada para vídeo conferência, auditório com 150 lugares e recursos áudio e vídeo, três servidores integrados com mais de 3 TB para segurança de dados, 400 pontos de rede e datacenter junto ao nosso sistema operacional.

Para realizar nossa missão, sabemos o quanto é importante o planejamento estratégico. Por isso utilizamos ferramentas como indicadores de desempenho, mensuração de resultados, balanced scorecard, etc.

Equipe

Governança Corporativa

A prioridade da empresa é a busca constante da qualificação de nossa equipe. Essa qualificação está ligada não somente ao conhecimento técnico, mas, também, clima organizacional e também na sua qualidade de vida.

Com o Programa de Qualidade foram desenvolvidos os seguintes procedimentos: Gestão de Recursos, Regimento Interno, Foco no Cliente, Gestão de Processos, Ação Corretiva e Preventiva, Auditoria Interna e Programa 5S´s.

PQNC Confraternização de entrega do certificado do Programa da Qualidade Necessária Contábil

SEDE EM 2003 A antiga empresa ficava localizada em um prédio com 625 m²

NOVA SEDE “PROJETO” 2013 Com 3.700 m², a JR oferece a melhor estrutura da cidade 84

Abril | Maio


CAPA SERVIÇO

A

história do Laboratório Tinoco começa na década de 1950. Em 1953, Hélvio Tinoco inaugurou a empresa que ainda é referência em exames na cidade de Três Rios. Atualmente, o laboratório é gerenciado pelo filho Cláudio e pelo neto Diogo Tinoco. O Laboratório Tinoco tem investido em novas tecnologias e novos métodos de trabalho. Além disso, a empresa inaugurou um posto de coleta na Vila Isabel em 2012 e, em expansão, construiu duas novas unidades: uma na cidade de Comendador Levy Gasparian e outra na Rua da Maçonaria, em Três Rios. Missão

Ser rápido e preciso nos serviços que oferecemos.

Visão

Ser referência em análises clínicas em Três Rios e região.

Desde 1953

21 - 50 Funcionários

Saúde Rua Dr. Walmir Peçanha, 175 Centro - Três Rios/RJ - 25802-180 (24) 2255-2973 labtinoco.com.br contato@labtinoco.com.br

Marca

Seis décadas se passaram e se manter em um mercado competitivo não é fácil. Diante de todo esse tempo, nossa marca sempre transmitiu segurança. Em 2013, ousamos em um projeto novo para representar a onda de expansão pela qual o Laboratório Tinoco vivencia. Marketing

Tecnologia

O marketing é mais uma ferramenta que investimos. Nosso foco é contribuir com a qualidade de vida das pessoas que procuram nossos serviços e a campanha em nossas redes sociais contra a dengue (#nãofaçaparte) demonstra isso.

O Laboratório Tinoco conquistou a confiança da população de Três Rios e região nesses 60 anos, mas essa relação baseada somente no tempo não basta. Por isso, acompanhar a evolução tecnológica é uma das premissas de nossa empresa.

Equipe

Relacionamento

Os profissionais têm uma visão humana do trabalho que desenvolvem e, por isso, focam sempre no bem-estar dos clientes. O compromisso deles com a precisão e a qualidade são garantias que tornam o Laboratório Tinoco referência na cidade.

facebook.com/laboratoriotinoco

A transparência é o que fortalece o relacionamento com nosso cliente. No entanto, a capacidade de atendê-lo de maneira cômoda e agradável é responsável por sua fidelização.

TRADIÇÃO O Laboratório Tinoco surgiu em 1953 com o bioquímico Hélvio Tinoco

ATUALIZAÇÃO O constante investimento em equipamentos garante mais segurança para os clientes

ESTRUTURA Em expansão, o Laboratório Tinoco está abrindo uma filial em Levy Gasparian revistaon.com.br

85


CAPA SERVIÇO

A

empresa teve seu início em meados de 1995 e começou suas atividades com o objetivo de fornecer ao mercado soluções em madeira. Inicialmente desenvolvendo móveis simples e fornecendo aos clientes serviços de marcenaria, mais tarde passou por uma renovação de conceito. Foi ampliada, promovendo cada vez mais avanço e sofisticação para atendermos melhor a necessidade do nosso cliente. Contando com parcerias de conceituados arquitetos, temos realizado em todo o estado do Rio de Janeiro mobiliários residenciais e comerciais com o mais alto padrão de qualidade. Hoje vem se destacando entre as mais conceituadas empresas do mercado moveleiro, sempre se atualizando com o que há de mais moderno no ramo de móveis e marcenarias personalizadas.

Desde 1995

11 - 20 Funcionários

Móveis e marcenaria Rua Barão de Santa Martha, 70 Ponto Azul - Três Rios/RJ - 25821-120 (24) 22514456

Missão

Manter-se sempre à frente do mercado de móveis sob medida com uma postura e padrões de serviços diferenciados, com qualidade que venha satisfazer as exigências dos nossos clientes e focando sempre nas novas tendências do mercado.

Visão

Acreditamos que um móvel bem elaborado e uma relação amigável pode resultar em bem-estar para o cliente, oferecendo, assim, as melhores soluções para enfrentar os desafios de um mercado cada vez mais competitivo e dinâmico.

ldmoveis.com.br contato@ldmoveis.com.br facebook.com/ldmoveis

Equipe

Contamos com profissionais experientes e dedicados a fazer sempre o melhor em móveis. Na empresa, todos estão sempre envolvidos, formando, assim, um processo contínuo e uma troca de ideias / experiências que resultam em um conjunto harmonioso, durável e confiante. Tecnologia

Relacionamento

Com um maquinário todo informatizado, garantimos um perfeito acabamento, agilidade na produção,montagem limpa e baixa manutenção. Máquinas de última geração, totalmente informatizadas com CNC garantem corte, furação, encaixes e filetamentos perfeitos.

Somos uma empresa que gosta de criar relacionamentos, entendemos que todo bom marceneiro deve conhecer o closet, a cozinha, o estilo de cada clientes. Conhecendo isso, é possível atender melhor a cada um, pois, se cada cliente é único, cada móvel também pode ser.

Sustentabilidade

Inovação

Prezamos em trabalhar com matérias primas provenientes de empresas certificadas e que contribuem com ações de proteção e manejo florestal. Os móveis produzidos na LD são 100% MDF.

Buscamos sempre inovar em nossos projetos, trabalhando com o que há de mais moderno em ferragens, acabamentos e projetos. Além disso, hoje a LD conta com um carro de apoio avançado, que garante maior agilidade das montagens e entregas.

EMPRESA Oferece ao mercado soluções em madeira

PROJETO Mobiliário residencial com o mais alto padrão de qualidade

FROTA Carro de apoio avançado para as montagens 86

Abril | Maio


CAPA SERVIÇO

T

ransformar um nome em uma marca que presta serviços é uma grande responsabilidade. De forma gradativa a cirurgiã dentista Drª. Maria Luiza Gomes da Cruz tornou-se MLC, uma marca de respeito e credibilidade que exerce a odontologia dentro de princípios técnicos e científicos. Localizada no edifício Jose Vaz desde meados dos anos 90 a clínica MLC se preocupa em atender a todos com respeito tendo o paciente como uma pessoa que por si só é especial.

Desde 1990

1 - 10 Funcionários

Odontologia

Missão

Promover saúde com função e estética.

Visão

Manter a credibilidade profissional trabalhando sempre para exercer uma odontologia com excelência.

Rua Prefeito Walter Francklin, 13 Sala 401 Centro - Três Rios/RJ - 25803-010 (24) 2255-3661 ondonto.estetica@uol.com.br

Inovação

A clínica MLC tem por princípio procurar se inovar e dentro deste pensamento mantém atualizado os conhecimentos profissionais participando de cursos e congressos. Sua sócia fundadora possui especialização em Dentística Restauradora pela USP de Bauru, pós-graduação em Reabilitação Oral, Mestrado e especialização em Implantodontia. Tais cursos na verdade permitem o exercício da odontologia de forma especializada, mas com uma ampla visão clínica. Marca

Desde o início a clínica MLC focou no crescimento contínuo do conhecimento e nas boas relações humanas. Dentro destes princípios esta marca vem se fortalecendo e as oportunidades acontecem. Foi lançado no Fórum Brasileiro de Endodontia-Sâo Paulo, em maio de 2012 o livro Endodontia - Uma Visão Contemporânea. Os coordenadores Ruy Fragnani e Eduardo Hizatugu reuniram professores e pesquisadores do Brasil e da América Latina e fizeram um dos livros de endodontia mais completo da atualidade focando na endodontia e a interligando às demais especialidades. Participando do capítulo 59 como co-autora a Dra Maria Luiza Gomes da Cruz fez parte deste projeto. Tecnologia

A MLC possui em sua estrutura física dois consultórios odontológicos sendo uma sala clínica e um centro cirúrgico a fim de que os procedimentos sejam realizados dentro de normas de assepsia. Como auxiliar de tratamento fotografias digitais são realizadas e os resultados alcançados são analisados e estudados. A clínica possui radiografia digital que facilita o diagnóstico.

Marketing

No ano de 2004 Maria Luiza G.Cruz teve um artigo publicado na Revista Internacional de Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial, em 2005 foi professora na Universidade Federal de Juiz de Fora na cadeira de Dentística Restauradora. A divulgação profissional é importante e os meios de comunicação são excelentes veículos. A MLC faz uso dos meios de divulgação escrito, falado e digital e tem o privilégio de contar com um marketing especial que é o boca a boca. O nosso agradecimento aos pacientes e amigos que promovem a nossa marca.

Equipe

A clínica MLC possui apenas duas funcionárias a fiel escudeira Rosely Correa que vale por muitas e a cirurgiã dentista Dra. Maria Luiza G. Cruz, mas tem uma grande equipe compostos por protéticos e colegas colaboradores endodontista, ortodontista e radiologista que apesar de não estarem no mesmo espaço físico são importantes para os resultados alcançados.

TRADIÇÃO Uma marca que colabora para uma odontologia melhor

PUBLICAÇÕES O conhecimento é compartilhado no meio acadêmico

RADIOGRAFIA DIGITAL O uso da tecnologia para facilitar o diagnóstico revistaon.com.br

87


CAPA SERVIÇO

O

diretor presidente da Predimóveis, José Carlos Costa, iniciou no segmento imobiliário há 56 anos, no distrito da Posse, em Petrópolis. Através de conhecimento e relacionamentos, era indicado pelos comerciantes da região para auxiliar interessados em adquirir terras, fazendas e outros tipos de imóveis. Naquela época, sua atividade principal era a indústria. Com o passar do tempo transferiu seu escritório para Itaipava. Surgiu então a Predimóveis, em 1986. A empresa cresceu, ampliou sua área de abrangência e, hoje, tem orgulho de estar presente nos lançamentos dos mais importantes empreendimentos da região. A Predimóveis ampliou recentemente sua área de atuação para a cidade de Três Rios e região, inaugurando em 2012 a sua filial na cidade.

Desde 1986

11 - 20 Funcionários

Negócios imobiliários Rua da Bandeira, 41, loja 2 Centro - Três Rios/RJ - 25804-120 (24) 2255-4202 predimoveis.com.br

Missão

Gerar negócios no setor imobiliário visando não somente o retorno financeiro, mas também contribuir para o crescimento e o desenvolvimento das regiões em que atua.

Visão

Ser reconhecida como líder em negócios imobiliários na região serrana e manter esta posição sempre com ética e transparência em todos os negócios.

contato@predimoveis.com.br

Marca

Nosso grande diferencial é estar no mercado há quase 30 anos, participando nos melhores lançamentos do mercado. Atuamos no lançamento da Quinta do Lago, Granja Brasil, Shopping Estação, Vale da Boa Esperança, Fazenda Itaipava, La Villete, Fazenda Boa Vista, Vale do Barão, Asgard, entre vários outros. Em Três Rios, a pré reserva para o Alto da Boa Vista Apart Hotel, Condomínio Quintas da Boa Vista e Jardim América já pode ser feita.

Relacionamento

Equipe

A Predimóveis é uma empresa geradora de negócios. Por isso, estamos em constante busca por soluções que atendam aos desejos dos clientes. Seja para morar bem ou conseguir a melhor localização para um negócio, a Predimóveis possui cadastros para todas as necessidades.

Nossa equipe é especializada em encontrar a opção mais adequada para o cliente. Entender suas necessidades e contribuir em sua escolha. Muitas vezes trabalhamos com a realização de sonhos, por isso é fundamental que a equipe saiba da importância de seu trabalho.

Inovação

Pesquisa

A Predimóveis se destaca também por estar sempre atualizada com o andamento do competitivo mercado imobiliário. Utilizamos ferramentas modernas que nos ajudam a criar estratégias de atuação. A nossa nova unidade em Três Rios é fruto de nossa estratégia de ampliação de participação de novos mercados.

Nosso cadastro possui casas, apartamentos e terrenos comerciais e residenciais dentro e fora de condomínios. Buscamos os melhores locais que ofereçam conforto e qualidade de vida aos futuros moradores e investidores. Nossa pesquisa contribui diretamente nos benefícios que levamos aos clientes.

FACHADA Sede da empresa em Itaipava

EQUIPE Diretores assinando contrato de correspondentes da Caixa Econômica

ESTRUTURA Em ambiente sofisticado, oferecemos conforto aos nossos clientes 88

Abril | Maio


CAPA SERVIÇO

A

Priscila Estética ocupa há 16 anos uma posição especial na lista das mais conceituadas clínicas de estética da região. O cliente pode contar com os melhores e mais modernos tratamentos personalizados, aplicados por profissionais qualificados e especializados, em constante aperfeiçoamento. Nosso público-alvo são pessoas inteligentes que buscam poupar o tempo com tratamentos de curta duração e com grande eficácia. A diretora da clínica, Priscila Soares, é fisioterapeuta e membro de sociedades científicas, sempre em busca de novos recursos e tratamentos diferenciados.

Desde 1996

1 - 10 Funcionários

Tratamentos estéticos Av. Alberto Lavinas, 1261 Centro - Três Rios/RJ - 25804-100

Missão

Oferecer resultados estéticos através de técnicas inovadoras com o menor desconforto possível.

Visão

Ser referência no interior do estado do Rio de Janeiro e parte de Minas Gerais em resultados estéticos com técnicas não invasivas.

(24) 2252-2663 priscilaestetica.com.br priscilasesteticacientifica@hotmail.com facebook.com/priscilaestetica1

Inovação

A busca constante por novidades é marca registrada da empresa. Presença em todos os congressos nacionais e internacionais, está sempre por dentro das novidades. Esta é a palavra que sempre moveu a Clínica Priscila Estética. A fisioterapeuta Priscila Sores sempre investiu em equipamentos, material e aperfeiçoamento de técnicas para oferecer o que há de melhor no país. O pioneirismo e as inovações são marcas registradas da Priscila Estética. Pesquisa

Novidades não faltam na área de estética, por isso as pesquisas e os testes de eficácia são de suma importância, já que a clínica oferece garantia de resultados aos clientes. Todos os equipamentos, antes de serem incluídos às técnicas exclusivas da clínica, são testados pela Drª Priscila para comprovar os resultados. Equipe

A equipe é formada por esteticistas, fisioterapeutas e nutricionista. O treinamento é obrigatório e o estudo constante. Os profissionais se reúnem para aprimoramento das técnicas semanalmente durante quatro horas.

Relacionamento

Se buscamos novidades, todas são pensando nos clientes. Realizamos avaliações individualizadas, as quais levam em conta o histórico e a rotina do paciente, a fim de orientar sobre os melhores tratamentos. A boa relação com o cliente é sempre o primeiro passo para os resultados serem satisfatórios.

NOVO ENDEREÇO A fim de levar comodidade e conforto a seus clientes, a clinica muda de endereço

Tecnologia

Tudo que há de mais moderno no mercado e possibilita resultados com qualidade e agilidade, de maneira não invasiva e indolor, são os focos da Priscila Estética. Após 16 anos de estudos, prática e pesquisas, temos cinco tratamentos próprios e exclusivos: Lipoconfort (lipo não invasiva), New time (para estrias), Esculturê (para flacidez e celulite), Freecel (para celulites de último grau), e o New Face (lifiting saem cirurgia).

EQUIPE A Drª Priscila Soares, diretora da clínica e sua equipe

SEGURANÇA Única clínica a emitir certificado de garantia de seus tratamentos revistaon.com.br

89


CAPA SERVIÇO

N

o início dos anos 2000, os dentistas Dr. Alexandre Junqueira Marques e Dr. Rodrigo Martins Lopes iniciaram suas atividades individualmente, se desenvolvendo em especialidades distintas. Com os primeiros anos dividindo um consultório com outra competente profissional, amadureceram a filosofia de trabalho em equipe. O consultório sempre foi situado no mesmo edifício, mas com o passar dos anos, surgiu a necessidade de um novo espaço que favorecesse esse trabalho conjunto. Nasceu, assim, a clínica Innova Três Rios. Novos especialistas foram agregados à equipe visando oferecer o que há de mais moderno em cada especialidade. Esta equipe de especialistas não para de crescer. A serviço da reabilitação de seus pacientes, usando tecnologia e inovação, a marca evoluiu: surge agora a RiT > Reabilitação, Inovação & Tecnologia. Missão

Atender os pacientes com ética, respeito, segurança, confiabilidade, tecnologia e conforto.

Visão

Se tornar sinônimo de reabilitação oral de excelência, oferecendo a seus pacientes todos os recursos disponíveis na odontologia mundial.

Desde 2002

1 - 10 Funcionários

Odontologia Rua Prefeito Walter Franklin, 13 sala 111 Centro - Três Rios/RJ - 25803-010 (24) 2252-4619 ritodontologia.com.br sac@ritodontologia.com.br

Equipe

Por mais valiosa que seja uma marca, o material humano faz a diferença na odontologia. A formação de uma equipe de especialistas qualificados é pré-requisito para o sucesso neste segmento. Um time de apoio bem treinado e supervisionado cria as condições ideais para a prática de uma odontologia segura. Nossa clínica investe constantemente em capacitação de seus especialistas para oferecer as últimas técnicas da odontologia mundial. Relacionamento

Inovação

Nossos pacientes são o principal motivo de existência da clínica. Crescemos e nos desenvolvemos obedecendo as necessidades individuais de cada um que nos procura. Lidamos com todos da mesma forma, mas sempre de maneira única e individual.

Buscamos inovar a cada dia. Estamos atentos às novidades em cada especialidade para oferecer sempre o melhor aos nossos pacientes. O que até hoje foi o nosso nome (Innova), passa agora a ser parte da nossa filosofia, cedendo espaço à RiT.

Tecnologia

Marca

Passamos por profundas modificações nos últimos anos, importando equipamentos para aliar a qualidade de nossos especialistas a uma tecnologia de ponta, já existente nos países de primeiro mundo.

A Innova foi incorporada à marca RiT, simbolizando, assim, uma parte de sua essência: Reabilitação, Inovação e Tecnologia.

AMBIENTE Estrutura moderna com uma equipe de profissionais altamente qualificados

ODONTOLOGIA AVANÇADA Implantes dentários, aparelho ortodôntico, odontologia estética e cirurgia ortognática

MARCA A INNOVA agora se chama RiT, do francês risos 90

Abril | Maio


CAPA SERVIÇO

A

Casa de Saúde Santa Isabel, importante e fundamental por oferecer qualidade de vida à população trirriense e da região, nasceu na década de 1960 com os médicos Manoel Vasconcellos, João Fidélis e Altino Moreira . Com o tempo, Manoel Vasconcellos assumiu o setor de imagem e, em 1982, surgia a Santa Isabel Serviços de Radiologia. No ano seguinte, passou a ser administrada por Manoel Vasconcellos Filho, o primogênito que acabara de se formar. Os serviços foram ampliados e, hoje, a clínica oferece Raios-X, Ecocardiografia, Densidometria Óssea, Mamografia, Ultrassonografia e Tomografia Computadorizada. Em parceria com a clínica Cedimagem, a Ressonância Magnética passa a fazer parte dos serviços da empresa, consolidando a tradição da marca e a força da equipe médica. A Santa Isabel Diagnóstico por Imagem está presente na vida de cada um dos que buscam por seus serviços e a melhor recompensa para cada um de seus colaboradores é a possibilidade de contribuir com o bem mais precioso da população: a vida.

Desde 1982

21 - 50 Funcionários

Saúde Rua Doutor Osvaldo Cruz, 312. Salas 5, 6 e 7 Centro - Três Rios/RJ - 25802-140 (24) 2252-1170 santaisabeldiagnotico.com.br sac@santaisabeldiagnostico.com.br

Missão

Prestar serviços de diagnósticos por imagem com qualidade e precisão, atraves de profissionais qualificados e equipamentos modernos, visando a satisfação e o bem-estar dos nossos pacientes.

Visão

facebook.com/santaisabeldiagnostico

Ser referência em diagnóstico por imagem no estado do Rio de Janeiro, garantindo resultados precisos e imediatos

Equipe

Nenhum equipamento, por mais moderno que seja, substitui o conhecimento humano. Por isso, a equipe da Santa Isabel Diagnóstico por Imagem é a primeira responsável pelo sucesso da empresa. Com secretárias capacitadas e treinadas que fazem o primeiro contato com os pacientes; setor administrativo atento às necessidades gerais em busca de agilizar processos e operações; e os médicos mais conceituados da região, técnicos em radiologia, entre outros colaboradores, a empresa é capaz de oferecer os melhores serviços e atendimentos.

Marca

Tecnologia

A tradição da empresa como referência em saúde na região é um orgulho para os profissionais, que têm a constante missão e desafio de manter a qualidade dos serviços reconhecidos pela população. Sua importância para a região é tão marcante, que a Casa de Saúde Santa Isabel foi a responsável pela primeira ambulância particular da cidade.

Com equipamentos modernos, a Santa Isabel Diagnóstico por Imagem pode assegurar resultados precisos. É possível, por exemplo, realizar o exame de densidometria óssea e detectar perdas menores de 1% de massa óssea, prevenindo a osteoporose. A mais recente conquista é uma unidade especializada em ressonância magnética.

Planejamento Estratégico

Marketing

Anualmente, todo o plano de negócio da empresa é revisto pelos seus diretores. Com isso garantimos o foco dos investimentos e ajustamos o rumo conforme a necessidade e o crescimento. São gerados, periodicamente, relatórios com os indicadores chave que baseiam as decisões mais importantes.

INOVAÇÃO A clínica Cedimagem é parceira na área de Ressonância Magnética

Embora com nome forte e reconhecido, o investimento em marketing é incessante. Atualmente, além da própria Revista On, investimos na internet. Através dela, é possível transmitir informações de utilidade pública aliadas aos serviços oferecidos. Ao final, o que se busca é estar próximo e cuidar da população.

PRECISÃO A clínica oferece Tomografia Computadorizada desde 2011

TRADIÇÃO Exame de Ultrassonografia é referência na região revistaon.com.br

91


CAPA SERVIÇO

A

SegTrabMed foi criada em 1995 com o propósito de prestar serviços de Engenharia de Segurança do Trabalho e funcionava em uma sala no Edifício José Vaz. Em 2005 transferiu-se para uma casa localizada na Praça São Sebastião, expandiu seus negócios e passou a oferecer também, serviços de Medicina do Trabalho. Em dezembro de 2012, inaugurou suas novas instalações no Centro Empresarial Três Rios na Rua Sete de Setembro, 159. Buscando o melhor para seus clientes, a empresa investiu em infraestrutura e hoje ocupa uma área de 200m² com instalações modernas e confortáveis. A SegTrabMed tem seus valores pautados no comprometimento com pessoas, na qualidade, na ética, na responsabilidade social e na segurança e saúde dos trabalhadores.

ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO

Desde 1995

11 - 20 Funcionários

Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho

Rua Sete de Setembro, 159 - 1º andar Centro - Três Rios/RJ - 25802-130 (24) 2252.3763

Missão

Promover nas empresas um ambiente de trabalho seguro e favorável à alta produtividade. Através da prestação de serviços de engenharia de segurança e medicina do trabalho, cumprindo os aspectos legais, trazendo benefícios para a sociedade.

Visão

Ser referência na Região Centro-Sul Fluminense na prestação de serviços de segurança e medicina do trabalho.

segtrabmed.com.br atendimento@segtrabmed.com.br

Inovação

Diante do cenário de oportunidades na cidade de Três Rios, a direção da SegTrabMed inova, projetando e construindo amplas e modernas instalações visando à qualidade, agilidade nos seus processos e conforto para seus clientes internos e externos. A SegTrabMed oferece a engenharia de segurança, treinamentos e a medicina do trabalho com a disponibilidade de realizar em um só lugar todos os exames médicos como audiometria, espirometria, exames laboratoriais, eletrocardiograma, exame oftalmológico, etc. Relacionamento

Planejamento Estratégico

O relacionamento com clientes e fornecedores é imprescindível para o sucesso de uma organização. A SegTrabMed possui um canal de acesso livre com seus clientes e fornecedores, promovendo a comunicação de forma clara e objetiva, atendendo de forma personalizada as necessidades de cada um.

O planejamento estratégico é que norteia o modelo de gestão da SegTrabMed. Sua metodologia está baseada na integração de todas as áreas da empresa, contribuindo na tomada de decisões estratégicas para o alcance dos resultados planejados.

Sustentabilidade

Equipe

A ideia de um ambiente de trabalho saudável é fator essencial para a qualidade de vida do trabalhador, para que possa alcançar as metas estabelecidas pelas empresas. Atenta à redução de riscos inerentes aos processos e, em consonância com as normas de proteção e promoção da saúde e segurança do trabalhador, a SegTrabMed tem como filosofia empresarial construir junto com as empresas um ambiente de trabalho seguro buscando a melhoria da qualidade de vida dos trabalhadores. 92

Abril | Maio

O trabalho em equipe é um dos diferenciais da SegTrabMed. Sempre pensando em estratégias que possam elevar o grau de satisfação de seus colaboradores, fazendo que todos caminhem na mesma direção. Em equipe nosso potencial se multiplica e os nossos objetivos se tornam mais possíveis de realização.

RECEPÇÃO Uma nova estrutura ampla e confortável para melhor atender nossos clientes.

INSTALAÇÃO INTERNA Setor de administração e engenharia da SegTrabMed

SEDE SEGTRABMED Centro Empresarial Três Rios, no centro da cidade


CAPA SERVIÇO

I

nicialmente, o laboratório era vinculado à Maternidade e Casa de Saúde Santa Izabel. Na década de 80, a casa de saúde fechou e, então, se transformou no Laboratório SIAC – Santa Izabel Análises Clínicas, dirigido pela Dra. Maria Inês e o Dr. Norival Rodrigues, até hoje à frente do laboratório. Ao longo desses anos, foram feitos investimentos em tecnologia e, hoje, se tornou o laboratório com a melhor infraestrutura de Três Rios. Toda essa mudança resultou em um reconhecimento, através da acreditação laboratorial que o SIAC recebeu. Essa premiação é dada por uma entidade governamental ou privada, que avalia um laboratório por intermédio de uma auditoria e julga se ele atende aos requisitos predeterminados para exercer as tarefas a que se propõe. O SIAC é o 1º laboratório da cidade a conseguir esse feito.

Decáda de 80

1-10 Funcionários

Diagnóstico em medicina laboratorial Rua Dr. Oswaldo Cruz, 312 Centro - Três Rios/RJ - 25802-140 (24) 2252-1692

Missão

Ser referência de qualidade, bom atendimento e ótimos preços em toda a região. Uma excelência que tem como principal objetivo oferecer o melhor para sua saúde.

Visão

Oferecer com excelência o melhor atendimento e serviço no segmento.

laboratoriosiac.com.br semeur3rios@hotmail.com

Equipe

Nossa equipe passa por constante treinamento, para que a qualificação seja comprovada pelos nossos clientes. Lidamos com a saúde das pessoas, por isso, procuramos nos colocar no lugar do outro, deixando o cliente confortável e despreocupado na hora de fazer os exames necessários.

Relacionamento

Inovação

A base de todo trabalho é o relacionamento. Trabalhamos diariamente para que as pessoas confiem e acreditem nos nossos serviços e é fundamental entender que todos são diferentes e cada um tem sua necessidade. A partir desse prisma, conseguimos construir relacionamentos sólidos e duradouros.

Estamos sempre buscando novas perspectivas, para conseguirmos oferecer sempre o melhor para operar no que há de mais atual no mercado de diagnóstico laboratorial. Além de buscarmos os melhores equipamentos, buscamos, também, a melhor solução caso a caso, conseguindo atender com excelência as necessidades dos nossos clientes.

Tecnologia

Marca

Em nosso ramo de atuação, atenção é crucial. Precisamos de toda agilidade e precisão possível, por isso, investimos cada vez mais em equipamentos modernos e de alto padrão. Esse investimento é importante para que o sucesso nos resultados seja de qualidade, nossa maior preocupação.

Com anos no mercado trirriense, nossa marca já é conhecida entre as pessoas. Esse reconhecimento veio através da boa relação que temos com nossos clientes e a certificação do bom trabalho que oferecemos. O SIAC – Santa Izabel Análises Clínicas, é referência em diagnóstico laboratorial no nosso município.

DIREÇÃO Drª. Maria Inês Rocha Costa e o Dr. Norival Rodrigues, sócios

EQUIPE DE ATENDIMENTO O SIAC se preocupa com o bom atendimento ao público

EQUIPE TÉCNICA Profissionais capacitados para realização dos exames revistaon.com.br

93


CAPA SERVIÇO

F

undada em 16 de abril de 1977, a Transa vem, ao longo de sua história, investindo continuamente na formação de seus colaboradores e na modernização de sua frota, visando oferecer aos usuários um serviço de qualidade. Inicialmente contando com 23 ônibus, a empresa enfrentou e superou obstáculos provocados pela crise do petróleo e planos econômicos, conseguindo, graças à coragem e determinação de seus proprietários, investir em melhorias em sua sede, como a construção do novo prédio administrativo e a instalação do lavador automático. Atualmente a frota é composta por 56 ônibus, que circulam em Três Rios e Comendador Levy Gasparian. Os veículos,fazem parte da paisagem de Três Rios, e a empresa é referência no setor de transporte coletivo. Peças fundamentais para esta trajetória vitoriosa são os 270 colaboradores que integram a Família Transa.

Desde 1977

201-500 Funcionários

Transporte coletivo de passageiros BR 040, KM. 123 nº 522 Cidade Nova – Três Rios/RJ - 25821-492 (24) 2251-8500 transatransporte.com.br

Missão

Transportar as comunidades de Três Rios e Comendador Levy Gasparian com pontualidade, conforto e segurança, oferecendo um serviço de qualidade que garanta a satisfação dos clientes e promovendo ações socioambientais que contribuam para o desenvolvimento da sociedade.

Visão

Ser referência em transportar com qualidade, baseados no constante aperfeiçoamento de seu pessoal, buscando assim um modelo de transporte mais acessível e mais humano.

transa@transatransporte.com.br facebook.com/transa-transporte-coletivo twitter.com/transatransport

Relacionamento

Transportar com excelência, comprometendo-se com o desenvolvimento das sociedades de Três Rios e Comendador Levy Gasparian, mantendo uma relação de respeito e confiança com todos os clientes. Equipe

Para a direção da empresa, a satisfação de seus colaboradores é de vital importância ao bom desempenho de suas funções, e reflete diretamente na imagem da Transa junto a sociedade. A equipe é continuamente motivada, através de ações que envolvem saúde, lazer e educação. Instalações modernas e confortáveis, palestras, cursos e workshops contribuem para o bem estar e a capacitação dos profissionais. Marca

Há 36 anos no mercado, a Transa busca superar continuamente o nível de satisfação de seus fornecedores, colaboradores e clientes, buscando um modelo de transporte mais acessível e humano.

94

Abril | Maio

Sustentabilidade

A empresa contribui para a preservação do meio ambiente, cumprindo exigências dos órgãos governamentais. Os veículos modernos e confortáveis utilizam o Diesel S10, combustível menos poluente e, mensalmente, o nível de fumaça é aferido. A preocupação com o destino das sobras de produção é constante. Pneus velhos, peças gastas e lubrificantes queimados são encaminhados para processos de re-refino e reciclagem, o mesmo ocorrendo com papéis descartados. Tecnologia

Rompendo a barreira da inacessibilidade, a Transa foi pioneira investindo na tecnologia dos elevadores para o transporte de cadeirantes. Recentemente, a empresa adquiriu novos ônibus com a tecnologia Bluetec 3, que converte gases poluentes em gases inofensivos à natureza, melhorando a qualidade do ar, e contribuindo para a diminuição do efeito estufa.

1977 Primeira pintura dos ônibus que acompanhou a população durante 24 anos

NOVA FROTA Em 2010 com a pintura atual e tecnologia para cadeirantes

COLABORADORES Confraternização de Natal da Família Transa


CAPA SERVIÇO

A

TRISEG foi fundada em 1996 e acompanhou ao longo destes anos toda a evolução do mercado de Segurança Eletrônica. Nosso desenvolvimento foi fantástico! Como imaginar um sistema de alarme transmitindo sinais via dados GPRS e Internet? Ou circuitos fechados de TV acessados via internet e com a possibilidade de enviar fotos do local onde está ocorrendo um delito? E o inovador uso de biometria e leitura facial para controle de acesso? A TRISEG está na vangarda das tecnologias de segurança eletrônica patrimonial. Estamos preparados para assessorar os nossos clientes na escolha dos equipamentos adequados. A TRISEG utiliza os melhores equipamentos, pratica preços justos e tem como objetivo oferecer um serviço de qualidade e a satisfação dos nossos clientes. TRISEG, segurança, qualidade e tecnologia aliados a mais de 15 anos de experiência.

Desde 1996

1 - 10 Funcionários

Segurança Eletrônica Rua 14 de dezembro, 360 Centro - Três Rios/RJ - 25802-210 (24) 2252-0080 alarmestriseg.com.br

Missão

Atender as necessidades dos clientes com produtos e serviços de qualidade no setor de Segurança Eletrônica.

Visão

Ser líder no mercado de segurança eletrônica sempre visando atender com produtos e serviços de qualidade, respeitando clientes e colaboradores.

triseg@uol.com.br

Tecnologia

A TRISEG foi pioneira na tecnologia GPRS (transmissão de dados) e IP (Internet) em sistemas de alarmes monitorados. O software de monitoramento da TRISEG permite ao cliente emitir um relatório, que controla todo o funcionamento do sistema de segurança. Este relatório pode ser enviado automaticamente para uma conta de e-mail. Quando ocorre acionamento do alarme, realizamos supervisão local motorizada, verificando a área periférica. Caso ocorra sinais de invasão, o proprietário e a polícia são acionados.

Inovação

Equipe

A TRISEG emprega os mais modernos equipamentos para segurança eletrônica. Os sistemas de câmeras permitem gravação local, acesso remoto via celular, tablets e notebooks. As câmeras poderão se integrar ao sistema de alarme, quando ativadas por invasão automaticamente enviam fotos do local.

A empresa possui mão de obra cuidadosamente preparada, íntegra e preocupada com o sigilo. O diferencial da TRISEG, além da experiência de mais de 15 anos, é o atendimento personalizado dos clientes. O mercado de segurança eletrônica, por ter grande demanda, sofre com prestadores de serviços oportunistas que podem gerar prejuízos e atrasos na finalização dos projetos.

Relacionamento

Marca

Por ser a pioneira no segmento em Três Rios, nossos clientes reconhecem a qualidade do nosso trabalho. A fidelização dos clientes nos incentiva a continuar aperfeiçoando a qualidade no atendimento, a eficiência e a eficácia na prestação de serviços.

A marca está ligada a duas vertentes: longa experiência no segmento e parceria com as marcas líderes de mercado. A indicação de determinado equipamento de segurança por nossa equipe é fruto de avaliação criteriosa de seu funcionamento para que haja melhor custo/benefício.

FACHADA A loja está no ramo da tecnologia eletrônica há mais de 15 anos

MONITORAMENTO Os sistemas de câmeras da TRISEG possuem todo recurso que sua segurança precisa

ALARMES A TRISEG é pioneira nos sistemas de GPRS e IP revistaon.com.br

95


CAPA SERVIÇO

A

Unimed Três Rios foi fundada em 21 de junho de 1995 e trabalha para ser um modelo de excelência na promoção integral da saúde, oferecendo segurança e credibilidade aos seus clientes e realizando ações de responsabilidade social nas comunidades onde atua: Três Rios, Paraíba do Sul, Sapucaia, Areal e Comendador Levy Gasparian. Atualmente, a Unimed Três Rios se orgulha de possuir, hoje, um quantitativo de 14 mil clientes, sendo líder na região no segmento saúde suplementar. A equipe conta com 50 colaboradores e 128 médicos das mais diversas especialidades, que possuem como compromisso principal o bem-estar e a satisfação de quem confiou à Unimed Três Rios seu bem mais precioso: a saúde.

Desde 1995

21- 50 Funcionários

Saúde Suplementar Rua Dr. Bernardo Bello, 63 Centro - Três Rios/RJ - 25804-030 (24) 2251-6262

Missão

Oferecer serviços e ações de promoção à saúde com excelência, valorizando os médicos cooperados, buscando a satisfação de clientes, parceiros e colaboradores, com o compromisso da sustentabilidade.

Visão

Consolidar-se como referência em assistência e promoção da saúde em nossa região, até a metade da próxima década*. *Planejamento estratégico de 2009.

unimed.coop.br/tresrios unimed@tresrios.unimed.com.br

Governança Corporativa

Através do Índice de Desempenho da Saúde Suplementar (IDSS), divulgado pela Agência Nacional de Saúde (ANS), a Unimed Três Rios alcançou a melhor faixa de avaliação entre as operadoras médico-hospitalares do Brasil, constando entre as 59 melhores do Brasil e a terceira melhor singular Unimed no estado do Rio de Janeiro. Importante ressaltar que de todas as 1.361 operadoras do país com registro na ANS, apenas 4,3% estão avaliadas na melhor faixa de desempenho.

Equipe

Marca

Sustentabilidade

Relacionamento

A Unimed Três Rios, busca solidificar as políticas de gestão de pessoas e, assim, profissionalizar seus talentos a fim de melhorar a qualidade das relações em âmbitos internos e externos. Entre as ações desenvolvidas estão a Pesquisa de Clima Organizacional e a implantação do Processo de Cargos e Salários.

Entre as ações promovidas pela singular, está o projeto “Consumo Consciente”, que tem como objetivo evitar o desperdício e preservar as fontes de recursos naturais com valorização por resultados. Busca engajar o colaborador em ação diária no combate ao desperdício de energia, água, papel, toner e telefone com foco na preservação de recursos naturais; motiva-o tanto no sentido de contribuição ao meio ambiente, quanto no sentido de economizar para uma gestão sustentável. A cooperativa promove também a coleta seletiva de lixo e, através de parceria, recicla os mais de 10 mil cartões de clientes que são inutilizados anualmente. 96

Abril | Maio

Em 2012, pelo 19º ano consecutivo, a marca Unimed conquistou o Folha Top of Mind, na categoria “Plano de Saúde”, em pesquisa realizada pelo Jornal Folha de São Paulo e pelo Instituto Datafolha, sendo citada por 32% dos entrevistados. A 2ª colocada ficou com apenas 5% e a 3ª com 3%. A diferença mostra a força que o sistema de cooperativas tem no Brasil. A Unimed Três Rios alcançou a 10ª colocação no Prêmio Nacional Unimed de Relacionamento com o Cliente, dentre as 197 cooperativas consideradas de pequeno porte. O prêmio é um reconhecimento da Central Nacional Unimed às singulares que se destacam pelo atendimento oferecido aos clientes. A Unimed Três Rios obteve da ANS a nota máxima no indicador de satisfação do beneficiário. Em 2012, não houve nenhuma reclamação na ANS referente à cooperativa.

SEDE UNIMED A Unimed oferece um espaço confortável para o atendimento aos seus clientes

DIRETORIA Diretoria executiva e gerências administrativa e de controladoria

EQUIPE Os colaboradores que trabalham dia a dia em prol da saúde das pessoas


CAPA SERVIÇO

A

Viação Progresso surgiu em 1952, a partir de uma ideia dos filhos do sr. Chiquinho, que, com a orientação e aprovação do pai, optaram por abrir uma empresa que seria diferente à padaria que a família já possuía. Os irmãos Soares compraram uma pequena empresa de ônibus, com apenas dois veículos de madeira, surgindo, assim, a verdadeira vocação daquela família que, nove anos mais tarde, vendeu a padaria para dedicar todos os esforços e investimentos à Viação Progresso. Hoje, os mais de 500 colaboradores que atuam em diversas linhas interestaduais, intermunicipais e municipais são responsáveis pelo excelente desempenho da empresa. Os sócios garantem que não há fórmula para o sucesso, mas deixam claro que cinco palavras ajudaram bastante na construção dos pilares: honestidade, união, respeito, disciplina e persistência.

Desde 1952

501 - 1000 Funcionários

Transporte rodoviário e urbano e fretamento Av. Condessa do Rio Novo, 881 Centro - Três Rios/RJ - 25803-000 (24) 2251-5050 (R. 5066)

Missão

Encantar nossos clientes para que possam confiar suas vidas em nossas mãos, tendo como princípios a segurança e o atendimento exemplar.

Visão

Ser uma empresa reconhecida como referência por sua excelência operacional em transporte.

viacaoprogresso.com.br comunicacao@viacaoprogresso.com.br facebook.com/viacaoprogresso.turismo

Marca

Pela postura ética e pela constante busca para oferecer o que há de melhor aos clientes, a marca da Viação Progresso conta com a tradição dos fundadores como base do negócio e, ao mesmo tempo, é carregada de inovações. Reconhecida por onde os veículos passam, a marca consegue agregar as qualidades, a missão e a visão da empresa. A Viação Progresso está presente no dia a dia e na vida dos passageiros das cidades abrangidas pela frota, que buscam conforto e qualidade. Viação Progresso: o melhor caminho.

Pesquisa

Equipe

A Progresso realiza, anualmente, pesquisa de satisfação com os clientes para avaliar e identificar as necessidades destes. Com isso, conseguiu identificar que o ponto de maior destaque é a Segurança (item de maior satisfação medido nas pesquisas). Para isso, realiza o acompanhamento sistematizado in loco e virtual de cada viagem; analisa o desempenho operacional diário de cada motorista e de cada viagem; faz manutenção preventiva, que garante viagens sem quebras mecânicas; e realiza checklist diário da frota, corrigindo pequenos defeitos

A empresa investe na capacitação dos profissionais, como motoristas e vendedores. Há investimento constante, também, em seleção de novos colaboradores. A reciclagem é feita periodicamente para que todos os envolvidos nos processos tenham consciência da política da qualidade da empresa. A Viação Progresso possui equipes para atendimento ao cliente 24 horas por dia, pelo site e telefone.

Inovação

Sustentabilidade

A Progresso atua, também, no segmento de fretamento empresarial e estudantil. Preocupa-se em atender todas as exigências legais, garantindo a tranquilidade de quem contrata o serviço. Disponibiliza veículos de acordo com cada necessidade, da van ao ônibus executivo. Além disso, preza pelos requisitos de qualidade Progresso: segurança, pontualidade e conforto.

PROFISSIONAIS Nossos colaboradores são capacitados para atender aos clientes com excelência

MONITORAMENTO Utilizamos tecnologia de ponta para promover a segurança dos clientes

Preocupada em atender às exigências ambientais, a Viação Progresso não mede esforços para prestar os serviços de forma consciente, promovendo ações de preservação ambiental, como o controle de emissão de poluentes de toda a frota, tratamento de esgoto e efluentes e descarte correto de resíduos sólidos.

FROTA Qualidade e conforto para oferecer mais comodidade aos usuários revistaon.com.br

97


CAPA SERVIÇO

I

niciada em janeiro de 2008, éramos uma escola de pequeno porte em um sobrado no centro de Três Rios. Tínhamos somente seis salas de aula e muita vontade de fazer o melhor que podíamos. No início, contávamos com somente quatro professores e duas secretárias, números bem distantes dos atuais, uma vez que já são cerca de 16 professores. Além disso, também estruturamos os setores financeiro e pedagógico da escola. Nossa atual sede tem aproximadamente 420 m² e é dividida em 13 salas de aula, dois lounges, três banheiros, salas de multimídia, recepção e banheiros com acessibilidade e rampas. Temos salas com TVs e lousas interativas. A mais nova aquisição da escola foi a construção da Casinha de Madeira, que tem por principal utilidade diversificar a forma de ensinar inglês aos nossos alunos.

Desde 2008

21- 50 Funcionários

Educação Rua Duque de Caxias, 408 Centro - Três Rios/RJ - 25802-120

(24) 2252-0887

Missão

Promover, desenvolver, capacitar e respeitar o potencial de cada aluno. Através de um processo de comunicação plena, a fala, escrita e leitura são priorizadas utilizando em sala de aula situações do dia a dia, como ferramentas especiais.

Visão

Ser referência mundial pela excelência de ensino de idiomas.

ww2.wizard.com.br/tresrios tresrios@wizard.com.br facebook.com/wizard3rios

Marca

Em 1987 nascia em Campinas (SP), como uma simples escola, aquela que se tornaria a maior rede de ensino de idiomas do mundo. A Wizard oferece cursos em oito idiomas (Inglês, Espanhol, Francês, Italiano, Alemão, Português para estrangeiros, Japonês e Chinês) e é pioneira no ensino de inglês em Braile. Foi a primeira a utilizar a certificação internacional TOEIC como modelo pedagógico. Com uma metodologia diferenciada, a Wizard prepara os alunos para aproveitarem totalmente o aprendizado. A Wizard já ultrapassou a marca de 1.200 escolas e continua a ser a principal rede de ensino de idiomas do Brasil. Equipe

Inovação

A Wizard Três Rios acredita que o recurso humano é o mais importante e de maior valor na empresa. Por isso, investe em pessoal e cria nos colaboradores um amor incondicional pela marca e uma vontade constante de atingir o nível de excelência. A troca de ideias entre direção e colaboradores mostra a vontade de melhorar os resultados já obtidos.

Esta é a palavra chave de sucesso da marca. Ela aparece desde o nosso material didático até à forma de atendimento. Nossos livros, por exemplo, têm hoje, a mais alta tecnologia para o ensino de idioma. Com o uso da caneta que fala inglês, o resultado final na aquisição desse conhecimento é extraordinário.

Relacionamento

Marketing

A Wizard Três Rios acredita nos resultados positivos a partir do respeito e cordialidade no relacionamento entre cliente e escola. Desde o atendimento inicial, com a assessora comercial, até o atendimento no snack bar da escola, o aluno é tratado como único e grande merecedor da escola que temos atualmente.

98

Abril | Maio

CASINHA DE MADEIRA WIZARD KIDS Para as crianças, um jeito novo e irreverente de aprender

Nos últimos dois anos, a Wizard tem focado no marketing pela internet por acreditar que é um forte canal de comunicação direta, além de deixar transparente a relação entre o consumidor e a marca. Com o crescimento deste meio, cada vez mais pessoas utilizam as redes sociais para buscar novidades e promoções ofertadas pelas marcas.

EQUIPE Comemoração de um ano na nova sede

FACHADA A escola ja está em Três Rios há mais de cinco anos


CAPA COMÉRCIO

F

undada em 1979, a Biba Calçados é fruto de um sonho. E de uma homenagem. Um sonho dos irmãos João Rezende e Severino Rezende de iniciar a sua pequena rede de lojas, uma vez que já existia uma primeira, chamada Bel Passo Calçados. Na época, ao buscar um nome para o novo negócio, resolveram homenagear uma querida prima, Manoelina de Freitas, carinhosamente apelidada de Biba. A localização da loja era excelente e os produtos tinham qualidade. Mas, o grande diferencial, era o tratamento dotado de carisma e respeito com os clientes, amigos e colaboradores. O tempo passou. O negócio cresceu e prosperou. O sonho está acontecendo, de verdade. O compromisso de oferecer os melhores produtos e de tratar todas as pessoas com carinho e respeito, isso não mudou. E não vai mudar. Nunca.

Desde 1979

51 - 100 Funcionários

Calçados Rua Prefeito Walter Francklin, 116 Centro - Três Rios/RJ - 25803-010 (24) 2255-2848

Missão

Oferecer produtos e serviços com qualidade e inovação. Construir relacionamentos duradouros, gerar e distribuir satisfação e prosperidade.

Visão

Crescer de forma moderna e sustentável, com ética, compromisso e reconhecimento.

bibacalcados.com.br atendimento@bibacalcados.com.br

Relacionamento

No nosso entendimento, relacionamento é coisa séria. É algo que depende de uma boa comunicação, de transparência, e, acima de tudo, de um compromisso constante em fazer sempre o melhor. E é isso que temos feito ao longo dos anos no mercado. Nos orgulhamos de cada cliente, inclusive daqueles que depositaram em nós sua confiança ainda no final da década de 70.

Marketing

Marca

Os elementos de marketing sempre foram cruciais ao sucesso dessa marca. Desde o início, ainda que de forma empírica, tivemos o cuidado de atender bem o cliente, oferecendo produtos de qualidade com preço justo, em um ambiente bonito, limpo e organizado.

A marca Biba Calçados é resultado de um trabalho 100% focado na palavra qualidade. Através de nossos valores e princípios, como também da credibilidade dos fundadores, conquistamos um espaço precioso na mente e no coração de muitas pessoas.

Tecnologia

Equipe

Que orgulho poder dizer que fomos o primeiro varejista trirriense a utilizar um computador em sua gestão, ainda na década de 80. Nascia, então, um grande diferencial competitivo, do qual colhemos os frutos até hoje.

As pessoas são nossos maiores patrimônios. Em virtude disso, investimos em treinamento constante, a fim de criar equipes com propósitos bem definidos, e engajadas em prestar um atendimento humano e personalizado.

BIBA CALÇADOS Fachada da loja no calçadão Prefeito Walter Francklin

BIBA CALÇADOS Fachada da loja localizada em frente a rodoviária

BIBA CALÇADOS Fachada da loja na principal avenida da cidade revistaon.com.br

99


CAPA COMÉRCIO

I

naugurada no dia 13 de maio de 1969, a Cereais Bramil Ltda., empresa de comércio de gêneros alimentícios, escreve uma bela história de desempenho empresarial. Oferece grande variedade de produtos, sempre primando pela qualidade, excelente atendimento e melhores preços. A empresa mantém a política de investimentos constantes na melhoria e modernização de suas instalações, bem como em programas de treinamento e qualificação profissional, conquistando a preferência de seus consumidores. Com o slogan “Bramil, sempre pensando em você”, a empresa demonstra sua preocupação em aproximar-se ao máximo possível de seus clientes. A credibilidade alcançada em todos estes anos de trabalho garante ao Bramil um forte poder de negociação frente às principais indústrias fornecedoras do setor, beneficiando seus clientes com os melhores preços, solidificando sua posição de líder no mercado.

Desde 1969

+ de 6.000 Funcionários

Comércio varejista Praça da Autonomia, 17 Centro - Três Rios/RJ - 25802-310

(24) 2251-6000 bramil.com.br

Missão

Oferecer uma grande variedade de produtos com qualidade pelo menor preço, gerando satisfação total de nossos clientes.

Visão

Ser reconhecida como uma empresa que alia qualidade a preço baixo.

sac@grupomil.com.br facebook.com/bramilsupermercados

Planejamento estratégico

A direção da empresa, acredita e investe na força do trabalho, ampliando e diversificando as atividades permanentemente. Com plano de ações muito bem definidos, o Grupo Mil está presente em várias cidades e atua em diversos segmentos.

Inovação

Relacionamento

A busca de novos produtos e serviços é uma marca do Grupo Mil, atualmente a empresa lançou um novo produto para atender uma importante necessidade dos municípios, do segmento de pavimentação. Trata-se do produto PaviMil Fácil, massa asfáltica fria que permite realizar a operação tapa-buracos, inclusive na chuva.

A empresa mantém um serviço exclusivo de atendimento aos clientes com ligação gratuita 0800, além de disponibilizar uma rede de relacionamento digital por meio do site (www.bramil.com.br) ou facebook (facebook.com/bramilsupermercados).

Governança corporativa

Equipe

O Grupo Mil possui rigoroso processo financeiro, fazendo com que todos os seus compromissos sejam honrados pontualmente. Tornando-se um exemplo, sempre citado pelos principais fornecedores e grandes indústrias que nunca tiveram atrasos nos pagamentos. Garantia que se estende aos pagamentos dos funcionários e demais obrigações.

Uma das características principais que está na alma desta empresa é a fé em Deus. Acreditamos que tudo somente é possível graças ao poder divino do Pai. Apesar das importantes conquistas, os diretores da empresa mantém um excelente relacionamento com seus colaboradores, seja do mais simples ao mais graduado funcionário, todos são tratados com igualdade e respeito.

DIFERENCIAIS Investimento em reforma e modernização garantem a qualidade dos serviços

EXPANSÃO Inauguração da filial do Bramil em Barra do Piraí

DIREÇÃO Da esquerda para a direita: os irmãos Sr. Jurandir, Sr. Josemo e Sr. Mário Luiz 100 Abril | Maio


CAPA COMÉRCIO

A

Casa Solo nasceu da parceria entre a LD Móveis, sediada em Três Rios e da arquiteta e designer Mariela Amodeo, carioca que escolheu a cidade para morar com sua família. O início do projeto surgiu logo após a edição do Centro Sul Negócios 2011, onde juntos expuseram móveis para escritório, desenhados pela arquiteta e fabricados pela LD Móveis, ocasião na qual empresários e designers cobraram a abertura de um espaço para atender a demanda dos trirrienses, grandes empresas e funcionários que estão chegando à cidade. A partir daí se concretizou o conceito da criação de uma loja que mostrasse tudo que se oferece de melhor em design de mobiliário com alta qualidade, e principalmente produzido na própria cidade. Através de parcerias com arquitetos, designers, lojas de decoração, marmorarias e vidraçarias com seus diversos estilos, a Casa Solo pretende atender plenamente seus clientes.

Desde 2013

1 - 10 Funcionários

Comércio Av. Alberto Lavinas1561, loja 3 Centro, Tres Rios/RJ - 25804-100

(24) 2252-1944 contato@casasolo.com.br

Missão

Conquistar clientes especiais que gostariam de ter móveis exclusivos e alguns objetos de arte dentro de projetos totalmente personalizados e dentro de seus orçamentos.

Visão

casasolo.com.br

Pretendemos atender as expectativas dos consumidores mais exigentes da região, apresentando sempre o que há de melhor no mercado nacional e internacional.

Inovação

A Casa Solo busca diariamente a inovação dos móveis apresentados, através dos desenhos e materiais modernos, utilizados na sua confecção. As parcerias com os melhores arquitetos da região, possibilitam apresentar ao cliente diversos estilos. Isso faz da loja uma galeria informal.

Relacionamento

Sustentabilidade

Através da nossa qualidade no atendimento, pretendemos conquistar cada vez mais a confiança dos nossos clientes e sempre apresenta-los às novas tendências do mercado de móveis e de artes.

Sustentabilidade é a palavra do momento em todas as áreas, e na nossa, se mostra fundamental, pois nenhum consumidor fica satisfeito em comprar algo que precisa de manutenção constante ou deteriora rapidamente. Para isso apresentamos o que há de melhor em materiais ecologicamente corretos.

Tecnologia

Marca

A Casa Solo sempre apresentará o que existe de mais avançado em tecnologia na fabricação de mobiliário. Trabalhamos com todos os tipos de ferragens, inclusive a Blum, que atualmente é considerada a melhor marca brasileira.

Nosso objetivo é que a marca Casa Solo seja sempre associada à excelência no atendimento, qualidade, tecnologia e principalmente exclusividade.

FACHADA Inaugurada recentemente, a marca já se tornou referência em design na cidade

MÓVEIS Aqui você decora toda sua casa com bom gosto e exclusividade

EXCLUSIVIDADE A Casa Solo, oferece também, além do mobiliário, belíssimas obras de arte revistaon.com.br

101


CAPA COMÉRCIO

D

esde 1978, o empresário Guilherme Soares de Azevedo atua no ramo das tintas. Começou uma loja de abrasivos e ferramentas em Três Rios e, mais tarde, se especializou no comércio de tintas imobiliárias e automotivas. Com credibilidade e confiança dos clientes, foi expandindo seus negócios para outros locais, como Petrópolis, Itaipava e Rio das Ostras. Sempre preocupado em oferecer produtos de qualidade e garantir a excelência nos serviços prestados, o empresário Guilherme Azevedo consolidou a marca Itaipava Tintas como referência em comercialização de tintas automotivas e imobiliárias em toda a região. Em outubro de 2012 reconquistou o mercado de Três Rios com a abertura da Itaipava Tintas na cidade. O desafio para 2013 é abrir mais três lojas da marca no Estado do Rio.

Desde 1992

101 - 200 Funcionários

Comércio de tintas Avenida Condessa do Rio Novo, 1305 à 1309 Centro - Três Rios/RJ - 25803-000 (24) 2251-6050

Missão

Buscar excelência na prestação de serviços, estabelecer relação sustentável com fornecedores e clientes e se tornar referência no comércio de tintas.

Visão

Identificar as necessidades, oferecer os melhores produtos e marcas, garantir a satisfação do serviço e superar as expectativas dos nossos clientes.

vendastresrios@itaipavatintas.com.br facebook.com/itaipava.tintas

Marca

A Itaipava Tintas atua no comércio de tintas imobiliárias e automotivas, combinando tradição e experiência com inovação e tecnologia, que através da excelência nos serviços prestados aos clientes e na capacidade de agregar valor ao produto comercializado, conquistou o mercado de tintas em toda região. Uma marca forte e pioneira que busca sempre a satisfação dos seus clientes. A Itaipava Tintas não vende só tintas, vende satisfação e garantia na qualidade dos produtos. Quer tradição? Vem pra cá.

Governança Corporativa

Planejamento Estratégico

A Itaipava Tintas conta com a experiência de quem já está há mais de 35 anos no mercado. Um líder que tem a confiança dos seus colaboradores e fornecedores, que busca superar metas e tem coragem para vencer novos desafios. Quer credibilidade? Vem pra cá.

A Itaipava Tintas orgulha-se do seu crescimento sólido, bem estruturado, planejado e fundamentado na manutenção de sua posição no mercado. Sua expansão comprova sua consolidação e em 2013 planeja abrir mais três lojas. Quer crescer? Vem pra cá.

Equipe

Relacionamento

Um dos maiores valores e diferenciais da Itaipava Tintas está no capital humano. O sucesso vem do comprometimento e da garra da equipe em estar sempre superando as expectativas e conquistando os melhores resultados. Quer atendimento de qualidade? Vem pra cá.

A Itaipava Tintas tem orgulho em manter um bom relacionamento com os seus clientes, investindo em credibilidade, confiança e oferecendo o maior estoque do estado do Rio para garantir a satisfação do cliente. Quer gastar uma vez só? Vem pra cá.

EMPRESA Empresário Guilherme Azevedo atua no ramo de tintas desde a década de 70

EQUIPE O empresário e sua equipe de colaboradores da Itaipava Tintas

LOJA A empresa está localizada no centro da cidade 102 Abril | Maio


CAPA COMÉRCIO

A

Lumman foi criada em dezembro de 2009. O jovem empresário Leonardo Rezende, através de sua visão de mercado, percebeu uma oportunidade para inovar no comércio local, com um modelo de negócio que, em um mesmo espaço físico e com apenas uma administração central, pudesse atuar em dois segmentos diferentes. Com esse pensamento, nascia a Lumman Calçados & Sports. Uma loja completa, para toda a família, pronta para atender, tanto ao público voltado mais para o esporte, quanto aos que buscavam moda e sofisticação. Dotado de um modelo de gestão participativo, com foco no mercado e nas pessoas, o negócio prosperou, obteve reconhecimento dos clientes e da sociedade, e foi contemplado, em 2011, com a conquista da etapa estadual do Prêmio MPE Brasil, Prêmio de Competitividade entre Micro e Pequenas Empresas, na categoria Comércio.

Desde 2009

21 - 50 Funcionários

Calçados Rua Barão do Rio Branco, 303. Lj 23/24 Centro Shop. Américo Silva. Três Rios/RJ - 25804-010 (24) 2252-2077 lumman.com.br

Missão

Oferecer produtos e serviços com qualidade e inovação. Construir relacionamentos duradouros, gerar e distribuir satisfação e prosperidade.

Visão

Crescer de forma moderna e sustentável, com ética, compromisso e reconhecimento.

atendimento@lumman.com.br facebook.com/lummancalcados

Marketing

Um plano de marketing vai muito além de uma boa campanha publicitária. E isso nós compreendemos bem. Acreditamos que nossos resultados se devem ao fato de estarmos totalmente orientados para o mercado, sempre dispostos a conhecer e entender a fundo a dinâmica dos fatores externos e internos que o regem. Com isso, conseguimos oferecer produtos e serviços que atendam às necessidades de nossos clientes. Inovação

Inovação é uma palavra que está no DNA da Lumman Calçados & Sports. O modelo híbrido, onde duas lojas operam dentro de um mesmo espaço, segue como um marco de ousadia e inovação em nossa cidade. Pesquisa

Pautamos todo o negócio em números e tendências. No cotidiano, a ferramenta de pesquisa e validação de informações é utilizada em todas nossas ações, externas e internas, como também em todos novos procedimentos.

Planejamento Estratégico

Ações planejadas. Cotidiano monitorado. Resultados mensurados. Todo o dia a dia do negócio está descrito e é controlado. Focamos em planejar e executar todos os processos de forma sistêmica, buscando sempre pontos de melhoria.

EQUIPE Todas as nossas equipes dão um show

Equipe

Nossos colaboradores são nossos maiores patrimônios. Temos como objetivo criar equipes de alto desempenho, com princípios e valores bem definidos, capazes de vencer os desafios do competitivo ambiente de negócios.

LUMMAN CALÇADOS Fachada vista da Rua Barão do Rio Branco

LUMMAN SPORTS Fachada vista na região central do shopping Américo Silva revistaon.com.br

103


CAPA COMÉRCIO

H

á mais de 25 anos no mercado de Três Rios, tendo como proprietário o empresário Sivanil de Souza, com duas lojas na cidade, se consolidou como a primeira empresa a ofertar crédito para as classes B e C em uma época que o crédito não era democratizado. Ficou popularmente conhecida como a loja da menor prestação do Brasil, slogan muito forte que até hoje encanta os clientes. Além disso é percebida pelos consumidores como uma empresa que produz grandes promoções e ações de marketing além de patrocínios que incentivam e apoiam a cultura trirriense. Sempre buscamos e valorizamos os talentos da nossa cidade, que é mais uma forma de acreditar e ajudar no crescimento da mesma. Hoje a Sapataria 3 Rios faz parte das lojas Mirella Calçados, que tem atuação em sete cidades do Sul Fluminense.

Desde 1987

51 - 100 Funcionários

Varejo de calçados Praça Visconde do Rio Novo, 50 Centro - Três Rios/RJ - 25802-280 (24) 2252-2358

Missão

Vender calçados e acessórios da moda através da concessão de crédito, e atender os clientes e colaboradores garantindo o resultado da empresa.

Visão

Ser uma empresa reconhecida por sua excelência no atendimento ao cliente, diferenciando-se pela qualidade do relacionamento com colaboradores e fornecedores e por suas crenças expressas através da sua gestão empresarial.

mirellacalcados.com.br 3rios@mirellacalcados.com.br facebook.com/mirellacalcados twitter.com/mirellacalcados

Planejamento Estratégico

Somos uma empresa que sabe exatamente onde está, para onde quer ir e por qual caminho chegará lá. Acreditamos que o planejamento é a etapa essencial de qualquer projeto e é quem dá as diretrizes a serem seguidas pela parte operacional. Antes de colocar a mão na massa é necessário saber como, quando, quem e principalmente por que devemos fazer as coisas para que não haja a necessidade do retrabalho, que só gasta energia e recursos da empresa.

Governança Corporativa

Marketing

O varejo é ágil e para isso é necessário uma administração que acompanhe esse ritmo. Sem muitos níveis e direta, pois a tomada de decisão nesse segmento determina muitas vezes o sucesso do negócio.

É a parte pulsante da empresa. Aquela que encanta os clientes, ajuda a reter os colaboradores e ativa os fornecedores em nosso conceito empresarial. É ser relevante ao cliente de alguma forma, expor a marca de maneira consciente.

Relacionamento

Marca

Primamos por um relacionamento de excelência com todos que estão a nossa volta como empresa. Transparência é um valor que não pode faltar em qualquer nível de relacionamento de uma empresa.

Trabalhar a marca para que todo o contato do consumidor com ela seja uma experiência positiva. Estar conectado com os desejos dos clientes e fortalecer a marca em seu meio.

TRÊS RIOS Loja em dia de movimento

FAMÍLIA O empresário Sivanil, sua esposa e seus filhos

ATENDIMENTO Atenção e carinho são nossos diferenciais 104 Abril | Maio


CAPA COMÉRCIO

N

ossa história se inicia na década de 70, quando, mesmo antes de ingressar na Escola de Engenharia no Rio de Janeiro, o jovem Gilson Geraldo Fraga Granzinoli já demonstrava sua aptidão para o comércio, voltado para o ramo de madeira. Nessa época, ao lado do pai, já iniciava, em um velho engenho de serra, suas atividades, mas foi no ano de 1980 que Gilson deu seus primeiros passos no ramo de materiais de construção na cidade natal, Santana do Deserto. Em 1982, nasce a Serraria e Materiais de Construção Líder, uma pequena empresa formada pelo recente casal Gilson Granzinoli e Maria de Fátima em um pequeno espaço ao lado da casa de seus pais. Nessa época, ainda com madeira originada de seu velho engenho de serra, inicia-se a trajetória de uma empresa com mais de 30 anos de existência. Nos anos que seguiram sua fundação, Gilson construiu a própria loja e, embora possua uma lista de produtos com mais de 4.000 itens, continua sendo a madeira sua principal fonte de negócios e de reputação em um grande raio de influência.

Desde 1982

21 - 50 Funcionários

Madeiras e Materiais de Construção em Geral Praça Mauro Roquete Pinto, 276 Centro - Santana do Deserto/MG - 36620-000 (32) 3275-1018 | (32) 3275-1011 madeiraslider.com.br vendas@madeiraslider.com.br

Missão

Oferecer um ótimo atendimento, ser líder em qualidade, ter responsabilidade social e ambiental buscando sempre a satisfação dos nossos clientes.

Visão

Satisfazer nossos clientes, atendendo às suas necessidades com ética, transparência e competência.

Equipe

O organograma da empresa possui uma estrutura verticalizada e com fácil acesso a todos os departamentos, abolindo a direção centralizada que existia no passado. Não existe dificuldade em se chegar aos departamentos superiores. A direção da empresa procura estar presente em todos os departamentos fazendo um acompanhamento diário de todas as atividades, o que nos inclui no novo modelo de gestão do mercado, onde a participação de todos faz toda diferença. Nossa equipe é a base do trabalho que oferecemos, por isso temos colaboradores qualificados e comprometidos, a fim de alcançarmos a sinergia necessária para o sucesso.

Relacionamento

Atender bem o cliente é uma obrigação, mas entender ele é um diferencial. Identificamos, primeiro, a necessidade real do cliente e, com isso, oferecemos os produtos e os serviços adequados. Por ter a ética aliada aos nossos planos, conquistamos todos os dias novos clientes e fidelizamos aqueles que já confiam no nosso trabalho. Marketing

O maior foco da nossa empresa é trabalhar com produtos que interessem ao nosso consumidor. Por isso, procuramos escolher bem os veículos em que nossa marca é trabalhada. O objetivo é criar valores e satisfazer nosso cliente, gerindo relacionamentos lucrativos para ambas as partes. Nossos investimentos estão voltados para mídias como revista, rádio e televisão.

TELHADO O maior estoque de madeiras da região

Governança Corporativa

Nosso processos são aprimorados a cada ano. Trabalhamos em cima da orientação, ou seja, do que aprendemos nesses anos de mercado e aplicamos o diagnóstico. Esse diagnóstico é passando à direção e, verificada viabilidade, colocamos no operacional para as devidas ações. Sustentabilidade

Nosso principal produto, a madeira, é totalmente legalizada, assim como nossa empresa, que é regular aos órgãos competentes, como o IBAMA. Desta forma, contribuímos ao meio ambiente e, por consequência, nos tornamos socialmente responsáveis. Acreditamos que responsabilidade social e preservação ambiental significam um compromisso com a vida.

DECK PARA PISCINA Madeiras resistentes garantem a qualidade dos seus projetos

LOGÍSTICA Frota própria permite entrega rápida em toda região revistaon.com.br

105


CAPA SERVIÇO

O

Shopping Américo Silva, inaugurado em dezembro de 2009, passa agora por uma expansão no segundo piso contando com uma loja âncora, a LEADER. Com seis lojas na praça de alimentação, uma academia de ginástica, três salas de cinema, sendo uma 3D, totalizando 615 lugares e várias lojas satélites formando ao todo, 30 novas lojas no segundo piso e 45 já existentes no primeiro piso. O shopping tem como foco na expansão a aquisição de novas franquias, pois acreditamos que marcas conhecidas geram maior credibilidade e a variedade de ofertas atrai um público maior e mais variado. Temos como meta oferecer condições para que o consumidor não precise sair da cidade para fazer suas compras, se alimentar e se divertir, por isso trabalhamos 24 horas por dia, para gerar cada vez mais opções e nos firmarmos como ponto principal de encontro dos trirrienses e também para os visitantes de outras cidades.

Desde 2009

21-50 Funcionários

Comércio e serviços Rua Barão do Rio Branco, 303 Centro - Três Rios/RJ - 25804-010 (24) 2252-1020 parkcenter@uol.com.br

Missão

Nossa missão é transmitir segurança, respeito e satisfação para que nossos clientes tenham atendimento completo, preservando a integridade de cada frequentador.

Visão

Temos excelência no dinamismo, buscando aprimorar o mix de lojas e serviços do shopping atendendo às necessidades do consumidor.

Relacionamento

O relacionamento é fundamental entre o shopping e os lojistas e principalmente entre os lojistas e seus consumidores, que são na verdade, o principal foco de ação do nosso negócio. Todos devem andar em direção ao mesmo objetivo, que é atender as necessidades e aprimorar as técnicas perante os consumidores para que tenhamos excelência no serviço prestado, desde as necessidades básicas, como limpeza e segurança do shopping até a venda nas lojas instaladas em nosso espaço.

Inovação

Marca

Buscamos a atualização constante por diferenciais de mercado, tendo como meta no dia a dia, oferecer melhores condições e conforto aos nossos consumidores. Uma das maiores inovações do nosso negócio foi a implantação da escada rolante, uma novidade em nosso município. Tudo para que nosso consumidor se sinta a vontade enquanto transita pelas imediações do shopping.

Estamos fortalecendo nossa marca nos meios de comunicação, tanto no município, como fora da cidade. Queremos que Três Rios seja, cada vez mais, um ponto de visitação de outros municípios, e por isso estamos mudando a nossa marca por acreditar na força e credibilidade que uma marca bem definida transmite.

Equipe

Marketing

Para manter a integridade e o conforto dos nossos clientes, a equipe é fundamental no dia a dia do shopping. As pessoas que trabalham conosco cuidam do shopping, mantendo-o limpo, seguro e atendendo as necessidades que surgem. Com isso, transmitimos credibilidade e confiança para os frequentadores.

Hoje, o marketing é peça fundamental em todo tipo de negócio. Como sempre procuramos pela atualização e pelo desenvolvimento, aderimos à divulgação do nosso negócio, com anúncios em diversos meios de comunicação, pois sem eles não conseguiríamos apresentar nossas campanhas nas datas estratégicas e oferecer ao consumidor as ofertas e promoções das lojas.

SUCESSO O empreendimento foi capa da Revista On Três Rios

CRESCIMENTO O shopping iniciou sua expansão com as obras do segundo pavimento

PIONEIRISMO Primeiro empreendimento da cidade a contar com escada rolante 106 Abril | Maio


CAPA COMÉRCIO

C

riada em 1998, a marca Silvia Estima teve como inspiração o propósito da empresa Estima Joias, que desde a década de 60 destaca-se pela excelência na fabricação e comercialização de seus produtos. Após anos de trabalho com atendimento diferenciado, Silvia Estima abriu a primeira loja no ano de 2005, em Três Rios, no Shopping Olga Sola. O sucesso do empreendimento foi imediato, visto o bom gosto dos produtos e a qualidade do atendimento. Para oferecer mais espaço e ainda mais conforto aos clientes, inaugurou a segunda loja no Shopping Américo Silva em 2010. Com a mesma sofisticação e atendimento já conhecidos, oferece as mais belas joias para momentos especiais. O sucesso da marca só é possível com comprometimento, respeito aos clientes e a constante busca pela excelência.

Desde 1998

1 - 10 Funcionários

Joalheria Rua Barão do Rio Branco, 303. Lj 14 Shop. Américo Silva. Três Rios/RJ - 25804-010 (24) 2255-1319 silviaestima.com.br

Missão

Traduzir amor e emoção em forma de joia.

Visão

Consolidar a marca tornando-se referência em joias no interior do Estado do Rio de Janeiro.

atendimento@silviaestima.com.br facebook.com/silviaestimajoias silviaestimajoias

Marca

A marca Silvia Estima já se firmou no cenário trirriense como referência em joias. Toda elegância e sofisticação foram transmitidas em uma marca simples e sólida que, há quase nove anos, atende todos os públicos que procuram por um produto bonito e de qualidade. A força da marca ganhou evidência quando percebemos que ganhar uma joia Silvia Estima é mais que um presente, é um sonho que se realiza.

Equipe

Relacionamento

A parceria da empresa com os colaboradores se reflete, diretamente, no bom atendimento que a equipe dedica aos clientes. Com treinamentos constantes para mantê-los sempre atualizados, trabalhamos para garantir qualidade dos serviços e satisfação dos nossos clientes.

Muito mais que uma simples relação de compra, a empresa se preocupa em entender as necessidades e expectativas de cada cliente, procurando estabelecer cada vez mais a confiança em uma empresa sólida e sempre preparada para recebê-lo em um ambiente agradável e aconchegante, que conta com a proximidade da proprietária, que acompanha de perto o dia a dia das lojas.

Inovação

Marketing

A preocupação com os produtos e o atendimento existem desde o surgimento da marca e, por isso, montamos uma estrutura sofisticada e confortável para receber os clientes. Investimos em um projeto arquitetônico de alto padrão. Além disso, trabalhamos com peças exclusivas e estamos sempre buscando novos conceitos e tendências, não só em joias, mas também nas embalagens, para surpreender nossos clientes e agregar valor a nossa marca.

Procuramos sempre nos atualizar e estar presentes nos meios de comunicação mais atuais. Utilizamos esses espaços para transmitir as novidades e colocar os clientes e parceiros mais próximos da marca. Além das mídias consolidadas (revista, rádio e TV), somos pioneiros em nosso segmento ao investir na mídia digital, com presença diária nas redes sociais e projetos mobile, como envio de sms.

SÓCIOS O casal acompanha os produtos de perto para certificar a qualidade

COLABORADORES Profissionais capacitados e em constante aperfeiçoamento

ESTRUTURA Lojas que proporcionam conforto para atender melhor seus clientes revistaon.com.br

107


CAPA COMÉRCIO

A

Solidum Saúde & Seguros (Ommni Petri) é uma corretora especializada em venda de Planos de Saúde e seguros, com mais de 25 anos de experiência no mercado. Atualmente, trabalha em sua grande maioria com Planos de Saúde das Empresas Golden Cross e Amil no interior do Estado do Rio de Janeiro, mais precisamente na cidade de Três Rios.

Desde 1989

1 - 10 Funcionários

Venda de planos de saúde e seguros

Missão

Prover soluções em saúde e seguros, proporcionando satisfação e segurança aos nossos clientes.

Visão

Ser uma empresa rentável no setor securitário, com crescimento sustentado, reconhecida como uma liderança no mercado.

Rua Barão do Rio Branco, 303, quiosque 10 Centro Três Rios/RJ - 25804 - 010 (24) 2252-1742 solidumsaude.com.br

Equipe

solidum@solidumsaude.com.br

Nossa equipe é preparada, com treinamentos e conhecimentos específicos da área, possuindo foco estratégico, com compromisso com o cliente, buscando sempre a credibilidade e qualidade de vida.

Relacionamento

Panejamento estratégico

Nossa principal meta é ter o cliente acima de tudo, visando seu conforto e bem estar.

Com campanhas de marketing e atividades promocionais, buscamos estar à frente de nossos concorrentes, proporcionando assim um crescimento com qualidade.

Sustentabilidade

Marketing

Somos uma empresa que não visa unicamente o lucro, mas sim que possamos estar em perfeita harmonia com nossos colaboradores e clientes.

facebook.com/pagesSolidumSa%C3%BAdee-Seguros/343798412391731?fref=ts

Utilizamos várias estratégias de marketing, com aplicação de propagandas em rádios, jornais e revistas, buscando um maior alcance do mercado e clareza com relação a nossos produtos.

EMPRESA Corretora especializada em venda de planos de saúde e seguros

LOCALIZAÇÃO A empresa está situada no shopping Américo Silva

QUIOSQUE Estrutura ideal para atender os clientes 108 Abril | Maio


CAPA COMÉRCIO

A

empresa nasceu no meio do ano de 2009 e surgiu com a visão de negócios do empresário José Francisco, que percebeu o crescimento da cidade e viu a carência no ramo de atuação da empresa (locação de equipamentos para obra). A princípio, a empresa só trabalhava com andaimes. Foi bem sucedida, porém, a procura por outros equipamentos era constante. Com isso, fomos investindo em outras máquinas apenas com o lucro dos andaimes. Nossa marca acompanha o crescimento da cidade e praticamente todas as empresas e indústrias que se instalaram na cidade, trabalham ou já trabalharam com nossos serviços. Hoje, podemos dizer que a empresa deu certo. Temos uma quantidade de equipamentos capaz de atender com qualidade todos os nossos clientes. Não foi fácil, foi preciso muito trabalho e dedicação para chegar onde estamos. Mas ainda temos muito para fazer e chegarmos ao nível que desejamos. Continuaremos investindo em máquinas, melhorando a organização da empresa, aprimorando o atendimento e a qualidade da mão de obra dos nossos funcionários. Missão

Buscar soluções através da locação de máquinas e equipamentos para a construção civil, transformando nossos clientes em parceiros, com qualidade no atendimento.

Desde 2009

1 - 10 Funcionários

Locação de equipamentos Rua Professor Moreira, 919 Vila Isabel - Três Rios/ Rj - 25815 - 070 (24) 2252-2075 solucaoobras@yahoo.com.br

Visão

Sermos a melhor empresa da região e atendermos com qualidade e eficiência todos nossos clientes.

Equipe

O grande diferencial da empresa é a equipe, todos têm suas funçoes definidas, porém todos fazem um pouco de tudo para que as tarefas do dia a dia sejam executadas com mais rapidez e melhor qualidade. A união de todos faz com que o ambiente de trabalho fique bom, mesmo nos dias mais cansativos e complicados. A participação, boa vontade, honestidade e trabalho duro de todos os presentes na empresa é o principal combustível.

Relacionamento

Pesquisa

Nossa maior preocupação é a forma como tratamos e lidamos com nossos clientes. O cliente tem que se sentir à vontade para negociar e depois satisfeito com o fechamento do negócio.

A empresa mantém uma constante pesquisa para saber das nessecidades do mercado, os modelos e as marcas de equipamentos que atendem melhor nosso consumidor.

Planejamento Estratégico

Marketing

Nosso planejamento estratégico se resume em atender com rapidez e qualidade. Tentamos a cada dia desenvolver nossa capacidade coletiva para que isso aconteça.

GALPÃO Sede da empresa localizada no bairro Vila Isabel

A empresa sempre investiu na área de propaganda, porém ainda não possuímos uma pessoa que trabalhe exclusivamente na área, procuramos evoluir mais neste quesito.

FROTA Para um trabalho mais rápido, a empresa investiu em transporte próprio

ESCRITÓRIO Novas instalações para uma comodidade ainda melhor revistaon.com.br

109


CAPA COMÉRCIO

C

om 15 anos no mercado, a Via 3 se consolidou como uma das maiores concessionárias multimarcas de Três Rios e toda a região. Pela credibilidade e confiança conquistados com muito trabalho e esforço, a Via 3 tornou-se representante autorizado da Rodobens na cidade. Sempre buscando oferecer os melhores carros e as melhores marcas, a Via 3 tem um compromisso de excelência com seus clientes. Para garantir somente produtos de qualidade, a Via 3 montou uma equipe capacitada, sempre pronta para atender as suas necessidades e que procura pelos melhores negócios para termos sempre o melhor estoque de veículos. Na Via 3 o cliente tem a liberdade para escolher o veículo que quiser, não importa a cor, marca, ano, combustível ou estilo, nós temos todos. Isso é liberdade. Isso é Via 3 Automóveis, a marca de todas as marcas.

Desde 1998

1 - 10 Funcionários

Concessionária de automóveis Rua Jacinto Sobrinho, 1 Vila Isabel - Três Rios/RJ - 25815 - 240 (24) 2255-2595 via3.com.br

Missão

Oferecer aos nossos clientes, os melhores serviços e atendimento especializado para a compra e venda de veículos novos e seminovos.

Visão

Ser a melhor concessionária multimarca da região, reconhecida pela qualidade no atendimento e na garantia da comercialização dos melhores veículos.

via3@via3.com.br facebook.com/via3automoveis

Equipe

O grande diferencial da Via 3 é ter uma equipe apaixonada por carros. Só quem gosta, conhece e entende de automóvel e tem a credibilidade, segurança e a confiança de oferecer aos clientes somente os melhores veículos. Outro diferencial da Via 3 é o conhecimento técnico da nossa equipe, que está sempre pronta para tirar todas as dúvidas dos clientes na escolha de um veículo, além de um suporte no pós-venda. Uma equipe que está sempre por dentro das novidades do mundo automotivo para garantir sempre a melhor compra, venda ou troca do seu veículo. Todos os veículos 0km vendidos em nossa loja têm a garantia e preferência na hora da revisão, graças a parcerias estratégicas firmadas pela Via 3 com nossos fornecedores.

Marca

Planejamento Estratégico

Com 15 anos no mercado, a Via 3 se consolidou como uma das maiores concessionárias multimarcas da região. Uma marca que transmite credibilidade e confiança aos clientes tanto na venda quanto na compra de automóveis, tornando-se sinônimo de garantia e qualidade.

As ações de planejamento da Via 3 visam sempre oferecer os melhores veículos pelos melhores preços. Através do contato permanente com os clientes, a Via 3 consegue montar um estoque de veículos de acordo com a demanda do seu público.

Marketing

Tecnologia

A Via 3 tem orgulho de ser lembrada sempre por suas campanhas criativas e pela sua forte presença online. Através do site e do perfil nas redes sociais, a Via 3 reforça e renova sua imagem junto aos seus clientes como uma das melhores concessionárias da região.

DIREÇÃO Empresário e proprietário da Via 3, Flávio Gameleira

Sempre antenada com as novidades do mercado, a Via 3 disponibiliza seu estoque de veículos no site da loja e também nos maiores portais de venda de automóveis do país. A Via 3 também oferece atendimento online para que você escolha seu carro sem precisar sair de casa.

FROTA O melhor estoque de carros da região

FACHADA A loja da Via 3, localizada no bairro da Vila Isabel 110 Abril | Maio


CAPA COMÉRCIO

C

riada no ano de 2011, a Vitallisa Nutri veio para atender a falta de oferta nesse segmento no município de Três Rios. A loja atende um público especifico, oferecendo suplementos alimentares e acessórios de luta para os amantes dos exercícios físicos. Em pouco tempo, a loja vem construindo fidelidade com seus clientes e sempre procurando melhorar seus serviços, trazendo toda inovação lançada nesse ramo e, também, conhecimento àqueles que querem cuidar do corpo. A marca conta com a loja de Três Rios e, também, com a de Paraíba do Sul há mais tempo no mercado.

Desde 2011

1-10 Funcionários

Suplementos alimentares Rua 7 de Setembro, 277 Loja 3 e 4 Ed. Lavinas Centro - Três Rios/RJ - 25802-130

Missão

Ser uma empresa reconhecida pela excelência de seus produtos e comprometida com a melhoria da qualidade de vida e desempenho de seus clientes.

Visão

Oferecer em um mesmo lugar a maior variedade de produtos e serviços para o corpo através de nossa experiência.

(24) 2252-3680 vitallisanutri@hotmail.com facebook.com/vitallisa.nutritr

Planejamento Estratégico

O ramo de atuação da nossa empresa é específico e tem de ser muito bem planejado, pois trabalhamos com a orientação, antes de tudo. Ao efetuarmos uma venda, precisamos estar certos de que estamos indicando o produto certo para a necessidade do cliente e, pensando nisso, monitoramos nossas ações com nossos colaboradores para não influenciarmos na saúde do nosso cliente. Procuramos analisar todo processo de venda para que nosso cliente saia satisfeito, mas principalmente obtenha o resultado esperado de forma saudável.

Equipe

Marca

Nossa equipe é treinada e qualificada para efetuar o trabalho de orientação e venda ao usuário de suplementos alimentares e acessórios de luta. Procuramos o produto correto para o tipo físico e intenção do usuário para que ele obtenha os resultados esperados.

Apesar de novos no mercado, a marca Vitallisa Nutri já é conhecida no segmento que atua. Parte dessa consolidação está ligada ao fato de trabalharmos com as melhores marcas dos produtos que oferecemos a fim de levar qualidade e saúde aos nossos clientes.

Relacionamento

Pesquisa

A cartela de clientes da Vitallisa é grande no município de Três Rios. Antes, não havia um lugar completo nesse segmento, por isso conquistamos um mercado carente e ativo. Nossos clientes são fieis e indicam para seus conhecidos, o que fortalece o relacionamento da marca com os adeptos de uma vida saudável.

Diariamente procuramos a satisfação dos nossos clientes, avaliando o atendimento e a qualidade dos produtos que oferecemos. Através do pós-venda, conseguimos medir todo esse fluxo, trabalhando melhorias e fixando sucessos.

RODRIGO E ÉRIKA Sócios nos negócios e amigos na vida pessoal

EQUIPE PARAÍBA DO SUL Primeira loja Vitallisa Nutri conta com uma equipe experiente e preparada

EQUIPE TRÊS RIOS Em sua segunda loja, Rodrigo ja tem a receita do sucesso: ter bons profissionais ao seu lado revistaon.com.br

111


112 Abril | Maio


COTIDIANO

AMOR, ÓDIO E MUITA HISTÓRIA PARA CONTAR... POR ALINE RICKLY

FOTOS ARQUIVO PESSOAL

Em 1959 se estabeleceu em Três Rios a C.I.S.M. (Companhia Industrial Santa Matilde). O nome e a empresa são familiares à parte da população trirriense que acompanhou a história do auge ao declínio, que viu a cidade viver a economia como nunca haviam pensado antes e morrer como jamais puderam imaginar.

revistaon.com.br

113


COTIDIANO

D

urante a Primeira Guerra Mundial (1914-1918), mais especificamente em 1916, nasceu, em Conselheiro Lafaiete (Minas Gerais), a Companhia Industrial Santa Matilde, voltada para a extração de minério de manganês. Com o passar do tempo, a empresa passou a fazer reparos nas próprias vaganetas e nas minas de terceiros. Assim é o início de uma história que envolve amor, dinheiro, poder, felicidade, tristeza, lágrimas, ódio, mortes e uma contribuição não apenas histórica, mas que afetou a cidade de Três Rios economicamente, tanto nos bons momentos quanto ao partir em encontro ao declínio. “Meu bisavô, que também se chamava Humberto, era advogado, mas sempre teve loucura por engenharia. Essa era realmente sua paixão. Por este motivo, ele fundou em Conselheiro Lafaiete a mina para extrair manganês. Em 1926, a empresa começou a reparar vagões e, dali, seguiu para a fabricação deles”, relembra Ana Lidia Pimentel, filha do herdeiro da C.I.S.M., Humberto José Pimentel Duarte. Já em 1959, ela rememora que o pai adquiriu o terreno em Três Rios. “Dizem que era um brejo, mas foi o que conseguiu, na época, com o governo”, conta. Na ocasião, a fábrica começou a produzir implementos agrícolas e, em 1960, iniciou a produção de estruturas metálicas. Neste momento, as duas unidades cresciam juntas com os novos produtos, como explica Ana Lidia. “Os produtos eram muito bem feitos porque meu pai era perfeccionista”, diz. A filha retrata o pai como um homem que falava alto, observador, mas que tinha um coração imenso, além de ser apaixonado pela “Santa Matilde” (como é chamada a empresa até hoje). “Nas veias dele, corria óleo e gasolina. Ele amava trabalhar. A diversão nos finais de semana era consertar trator. Minha mãe dizia que a maior rival dela era uma fábrica. Mas, vale dizer, era, também, um ótimo chefe de família, inteligente, engraçado.

“A Santa Matilde foi minha empresa querida. Dediquei toda a minha vida a ela”, Humberto Fiorelli

Nós fomos muito companheiros”, recorda. Waldir José de Medeiros foi prefeito da cidade de 1977 a 1982 e relembra que o prefeito da época, Joaquim José Ferreira, favoreceu a instalação da Santa Matilde com a contribuição dos incentivos fiscais que eram permitidos. “O Pimentel era uma excelente pessoa, pagava tudo direito. A empresa correspondia, em média, 70% do PIB (Produto Interno Bruto) do município”, revela. Contudo, Waldir salienta que a cidade já possuía, nesse período, uma tendência industrial. Já o prefeito de 1993 a 1997, Luiz Carlos de Oliveira, acredita que a Santa Matilde deu um incremento muito bom para a cidade. A historiadora Ezilma Teixeira destaca que a indústria foi muito importante economicamente para o município, pois deu uma “arrancada” nesta área. “Muitas pessoas deixavam os empregos nas ferrovias para trabalhar na Companhia devido aos altos salários”. Em seu livro “Era uma vez...”, faz referência à situação de Três Rios no período. “Durante as décadas de 70 e 80, a economia trirriense acompanhou o ritmo de crescimento do país, só que de forma bem mais acentuada: super desenvolvimento nos anos 70 e a queda nos anos 80. Nessa década, verificou um aumento do índice de desempregos e, consequentemente, uma diminuição de renda generalizada, tanto dos agentes econômicos quanto da população como um todo. Durante a década de 80, a economia trirriense teve um desempenho ascendente até 1986 atingindo, naquele ano, a colocação de 12ª maior economia do estado”. Humberto Fiorelli, 74 anos, foi um dos colaboradores da Santa Matilde. Ele conta

que iniciou na empresa em 24 de abril de 1963 através de um concurso para trabalhar na parte tributária. “Depois fui consultor tributário, procurador total da empresa e membro da diretoria. A Santa Matilde foi minha empresa querida. Dediquei toda a minha vida a ela”, frisa emocionado. Apesar de toda a história gloriosa de empregos, bons salários e aquecimento da economia local, a Companhia sofreu, segundo Fiorelli, com a falta de apoio do governo. Em entrevista ao órgão informativo do Clube de Diretores Lojistas de Três Rios em 1996, ele afirmou que os governos Moreira Franco e Brizola não tiveram a mínima sensibilidade com a empresa. “Em dezembro de 1986, a C.I.S.M. paralisou suas atividades, quando entrou na pior crise da sua história. Acumulando uma dívida vultuosa, nas áreas trabalhista, tributária, bancária e de fornecedores. Tornando-a totalmente inadimplente e sem condições de participar dos editais de concorrências por mais de dez anos”. Foram greves feitas pelo sindicato dos metalúrgicos, perdas irreparáveis, como o suicídio da Anna Luiza Pimentel (esposa de Humberto Pimentel) em 1993, após inúmeras ligações de “mau gosto”, e a perda de bens materiais, como revelou a filha Ana Lidia. Além de todo o estresse envolvido entre as classes que trabalhavam na empresa, o que levou também à morte o próprio Humberto Pimentel, já em 2005. Os dois não foram os únicos a perderem a vida por conta da proporção que a situação da Santa Matilde se encontrou. M.L.C.A, que não quis se identificar, perdeu o pai, que ficou endividado com a falta de pagamento da empresa. “Ele lutou muito pela Companhia e, aos 54 anos, teve um infarto fulminante, deixando dívida e dor de cabeça aos espólios”. No final, restaram diversos processos judiciais dos trabalhadores que queriam e querem até os dias atuais receber os direitos. O desenrolar desta história você acompanha em tópicos aprofundados a seguir.

1916

1926

1946

Fundação da mina para extração de manganês - Conselheiro Lafaiete

Começa a reparar vagões Conselheiro Lafaiete

Começa a produzir vagões Conselheiro Lafaiete

114 Abril | Maio


Tempos aúreos

A Companhia fabricou, no seu auge, diversos produtos em variados setores, como ferroviário, agrícola, de estruturas metálicas, naval e automotivo. Em um folder informativo, usou o slogan “Tradição e qualidade” e pontuou cada detalhe que era produzido na fábrica. “Vagões de todos os tipos para todas as finalidades, carros de passageiros, trens elétricos, carros de metrô e pré-metrô, colhedeiras, tratores de esteiras e de pneus, guinchos elétricos e hidráulicos para amarração, torres para linhas de transmissão de energia elétrica, pontes e viadutos, galvanização, comportas e grades, carrocerias para automóveis e caminhões, equipamento para a lavoura, piscinas, bandejas hospitalares, Carro ‘SM’”, entre outros. Segundo Ana Lidia, até móveis a Santa Matilde chegou a fabricar. Já Fiorelli conta, ainda na entrevista da CDL, que “a C.I.S.M. funcionou a pleno vapor por mais de 23 anos, ininterruptamente, e propiciou emprego a Três Rios, cidades circunvizinhas, aos estados de São Paulo e Minas Gerais, com cerca de 5.000 operários, proporcionando os melhores salários do Estado do Rio de Janeiro”. Ana Lidia acrescenta que o salário mais baixo era acima do mínimo da época. “Todo mundo queria trabalhar na Companhia. Três Rios cresceu em função da C.I.S.M e da Sola. Quando fui à cidade pela primeira vez, era uma vila. O município, com a ajuda do comércio, foi crescendo à medida que precisavam atender os funcionários da Santa Matilde”, diz. Em abril de 1976, o jornal “O Cartaz” publicou a abertura do banco Bradesco no interior da empresa. “A Santa Matilde é a primeira fábrica de grande porte a receber um estabelecimento de crédito em seu complexo industrial”.

1959 Inicia a produção de implementos agrícolas em Três Rios

CASAL PIMENTEL Humberto junto com a esposa, Anna Luiza

Em outra citação, na mesma matéria, faz uma ligação entre a cidade e a Santa Matilde com a instalação do banco. “É o progresso que caminha, a passos de gigante... É o bem-estar social... É o resultado do trabalho incansável daqueles que manuseiam as rédeas do controle e que colocam a satisfação coletiva acima dos interesses pessoais”. Ezilma relata que a mão de obra ofertada era para toda a região, em empregos diretos e indiretos. “Posso dizer que foi o eldorado dos empregos na cidade”, afirma. O que pode ser comprovado pela publicação do jornal “O Cartaz” em 1977. “Além do que representa em termos de trabalho, a Companhia Industrial Santa Matilde é, também, um centro formador de mão de obra especializada, mantendo cursos de treinamento para o seu pessoal”. O irmão de Ana Lidia, Carlos Hum-

1960 Inicia produção de estruturas metálicas – Conselheiro Lafaiete

SANTA MATILDE A protetora tem um lugar especial na fábrica

1968 Inicia a fabricação de colhedeiras sob licença da CASE revistaon.com.br

115


COTIDIANO

PAIXÃO PELO AUTOMÓVEL Fernando Monnerat trabalha na recuperação dos carros da Santa Matilde

FACHADA A fábrica chegou a empregar mais de 5.000 pessoas

LINHA DE MONTAGEM O primeiro modelo SM foi lançado em 1977

berto Pimentel, reforça que a empresa foi algo que marcou a história da família. “No seu auge, fechei bons negócios, viajei muito e ela já era reconhecida pelo setor ferroviário”, afirma. Além das fábricas em Conselheiro Lafaiete, foram montados, também, escritórios no Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte e Porto Alegre.

Essa foi a chamada de uma matéria publicada em 1985 pelo jornal “O Globo”. O texto dizia: “Luxuoso, esportivo, bem acabado, confeccionado de maneira quase artesanal, exclusivo e de bom desempenho, o SM, veículo fabricado no Rio de Janeiro pela Santa Matilde, chega, no entanto, em sua versão mais cara (conversível, câmbio automático e motor à gasolina) à casa dos Cr$ 100 milhões”. A produção de automóveis começou quando Humberto Pimentel entrou na fila para comprar um Puma GTB. “Papai deu um sinal em dinheiro, mas o carro estava demorando muito a ficar pronto. Um dia, fomos a São Paulo e vimos que ele ainda não estava finalizado e meu pai cancelou a compra. Foi então que dei a ideia ‘Por que o senhor não fabrica o próprio carro?’.

A princípio ele achou uma loucura. Mas, certa vez, chegou com uma cara engraçada depois do trabalho, com o copo de whisky na mão, balançando o gelo, como de praxe, e me perguntou sobre aquela ideia de produzir um carro. Na ocasião, eu cursava a faculdade de engenharia mecânica e isso foi o suficiente para que começássemos a esboçar o carro. E foi assim que nasceu o automóvel SM”, rememora. Fiorelli informa que o SM 4.1 foi considerado um dos automóveis mais luxuosos do país, nas versões coupê e conversível. Lançado em 1977, foi exposto no internacional parque de Exposições do Anhembi, em São Paulo. “Foi, sem dúvidas, um vedete da exposição”, alega. O primeiro lançamento foi um modelo sedã, com carroceria em fibra de vidro e chassis em aço galvanizado a quente e moto GM (General Motors). Luiz Fernando Monnerat, 54, foi desenhista projetista desse departamento e, atualmente, trabalha na recuperação dos carros que foram produzidos pela Santa Matilde. “Foram fabricados quase 980 veículos, no total. Foi um sucesso desde o primeiro modelo. Produzíamos, em média, de 16 a 18 carros mensalmente. Era uma empresa organizada, nível de organizações norte-americanas. O maquinário era

‘violento’. A SM tinha fila para comprar carros”, lembra. Luiz Fernando ressalta que, mesmo nos dias atuais, os carros SM não são baratos e custam de R$ 23 mil a R$ 36 mil. Ana Lidia era a gerente de produção naquele tempo e conta que sente saudades da equipe porque era unida e “sem frescuras”. Ela lembra que o pai dizia que o carro era muito caro para ter defeito. “Ele era minucioso e o sucesso fez com que o automóvel SM ultrapassasse o Puma GTB”, revela. José Carvalho fundou, em 2001, junto com a esposa, o “SM Clube”. “Minha história com o SM começou em 1991, quando eu havia saído para comprar um Puma GTB e o dono tinha vendido. Já que estava com o dinheiro no bolso, comprei o jornal para ver se tinha algum anúncio de venda de um Puma. Foi aí que vi o anúncio de um SM 78 e resolvi ver o carro. Não foi difícil me apaixonar, ele tinha potência, estabilidade e conforto, não podia querer mais”, comenta. Em 1997, José Carvalho comprou outro SM, um 84 azul. “Um ano depois tive que vendê-lo e, em 2001, vi no jornal um SM conversível por R$ 8.500. Foi amor à primeira vista”, lembra. Sobre a ideia do clube, ele diz que tinha o objetivo de reunir os amantes e proprietários do carro para que pudessem

1972

1973

1994

Começa a exportar colhedeiras e implementos agrícolas

Inicia a fabricação de peças em fibra de vidro

Inicia a fabricação de móveis em fibra de vidro

“SM, um carro de Cr$ 100 milhões”

116 Abril | Maio


“A crise foi dolorosa, um processo lento. Vimos uma parte grande da nossa vida ir embora. Atualmente, a Santa Matilde é uma página virada. Uma coisa importante que passou”, Carlos Humberto Pimentel

trocar informações. “Em poucos meses já tínhamos mais de 100 membros e surgiu a ideia de fazer um encontro anual, que veio a acontecer em 2002. Atualmente, temos 1.500 amigos que participam do SM Clube em todo o Brasil”, orgulha-se. Já Monnerat relembra uma frase dita por Humberto Pimentel quando começaram a fabricar o carro. “A SM vai ficar conhecida no mundo por causa do automóvel”. Declínio

“A decadência foi uma conjuntura nacional que atingiu várias áreas em Três Rios. Apesar de ter outras empresas, nenhuma competia com a Santa Matilde. Seu declínio teve um impacto comercial muito grande, um esvaziamento populacional, fechamento de lojas, até a educação foi influenciada, digo isso porque eu era professora da rede particular, naquela época, e muitos pais deixaram de pagar as mensalidades dos filhos porque trabalhavam na Companhia e estavam com salários atrasados. Existiram campanhas para socorrer as famílias. Acho que foi uma lição para Três Rios, no sentido de não correr o risco de contar apenas com uma empresa de peso”, lamenta Ezilma Teixeira. “Começamos a perceber a crise pelo atraso dos salários, greves, dificuldades de matéria-prima. A gente foi sentindo

1978 Lança o automóvel SM 4.1, sedã, com motorização GM – Chevrolet

TESTE GUIA QUATRO RODAS O automóvel SM foi destaque por todo o Brasil e chegou a ser exportado para o Canadá

até que chegou a usufruto do sindicato. A falência foi terrível, a cidade ficou mórbida, foi um grande baque. Em 1986 já estava parada parcialmente. Tentava voltar e não dava certo. Com a falência, não imaginávamos que a cidade ia crescer de novo”, diz Monnerat. Ana Lidia explica que o motivo da crise foi, primeiro, porque o Parque Fabril de Conselheiro Lafaiete foi desativado devido à falta de subsídios do governo mineiro. E, segundo, porque a empresa havia recebido uma encomenda da CBTU (Companhia Brasileira de Trens Urbanos) para fabricar dois ‘trens unidade’ por mês. “Eles davam um incentivo para a fábrica se adequar àquela encomenda. Quando ela era entregue antes do prazo previsto, a empresa ganhava um prêmio que era melhor que o próprio incentivo. Com o dinheiro inicial, meu pai comprou todo o material necessário

1985 Lança o automóvel SM 4.1conversível

e diminuíram a encomenda de dois trens para um. Foi uma pedrada na área financeira. A empresa ficou numa situação de

“A C.I.S.M. funcionou a pleno vapor por mais de 23 anos, ininterruptamente; e propiciou emprego a Três Rios, cidades circunvizinhas, aos estados de São Paulo e Minas Gerais, com cerca de 5.000 operários, proporcionando os melhores salários do Estado”, Humberto Fiorelli

1986 Exporta o SM 4.1 para o Canadá revistaon.com.br

117


COTIDIANO

PROPAGANDA O automóvel SM 4.1 foi considerado um dos automóveis mais luxuosos do país

CATÁLOGO Humberto Pimentel era minucioso quando se tratava da qualidade dos seus produtos

FOLDER Unidade da C.I.S.M. de Conselheiro Lafaiete

liquidez muito difícil e começou a atrasar os salários. Então, o sindicato dos metalúrgicos entrou com uma ação judicial de usufruto e ganharam”, conta. O presidente do sindicato atualmente, Pedro Paulo de Oliveira, afirma que a Santa Matilde foi a maior empresa da América Latina de fabricação de vagões e a segunda no Brasil em produção de torres de transmissão. Com a crise instalada, o sindicato conseguiu assumir a empresa. “Começamos a refazer a empresa, fizemos contratos, parcerias, mas, tempos depois, ela foi devolvida ao antigo dono. De 2000 a 2004 ela entrou em declínio e não conseguiram mais salvá-la”, declara. Sobre as críticas voltadas ao sindicato, Pedro Paulo esclarece que a situação era de pessoas trabalhando, produzindo e sem receber. “Trabalhávamos com a esperança de ver o dinheiro e passavam três, quatro meses, e nada. Isso gerou uma insatisfação dos trabalhadores. Quem faz greve, faz por um motivo justo”, conta. Já Edson Ferreira entrou na empresa

em 1978 como estagiário e, em 1982, ocupava uma posição de destaque dentro da divisão da controladoria. Segundo ele, o dinheiro não circulava e isso gerou o processo de crise. “Por volta de 1985, 1986, aconteceram as primeiras manifestações nas ruas. Eu quis recuperar a Santa Matilde e comecei a participar das assembleias do sindicato, tentamos negociar com o Humberto Pimentel mas não foi possível, então pedimos o usufruto”, revela. Edson diz que, após a vitória com o usufruto, a empresa desenvolveu excelentes trabalhos, que foi um momento de retomada da produção. “Geramos emprego, renda, pagávamos funcionários, fornecedores. Existia um planejamento. Conseguimos até reativar a fábrica de Lafaiete. Foi um momento muito bom. Mas existiam as cobranças do crédito trabalhista e não tínhamos como pagar. Em 2000, um movimento contrário ao usufruto estava criticando o que vinha sendo desenvolvido. Depois disso, eu fui cuidar da minha vida profissional, dei continui-

dade aos meus estudos. Mas ainda faço parte do sindicato. Acompanhei o leilão da C.I.S.M. de Três Rios para beneficiar os trabalhadores. De 2001 a 2005 denunciamos várias atividades que ocorreram dentro da empresa, como a retirada de máquinas. Em 2005, ela faliu e restou ao sindicato tentar uma medida para que os trabalhadores recebam o que têm direito”. A pesquisadora Cinara Jorge lembra que, sempre que os salários atrasavam na empresa, o sindicato entrava em greve. “Chegaram ao ponto de pegarem as máquinas e colocar em frente ao Banco do Brasil. Com o fechamento da Santa Matilde, a cidade passou a sobreviver de impostos do comércio. A Companhia foi motivo de muito orgulho para os trirrienses”, recorda. Quando a Justiça devolveu a empresa a Humberto, em 2000, ele sofreu um AVC ao receber a notícia. “Meu pai voltou para a Santa Matilde em uma cadeira de rodas. Fez-se o que podia, mas a empresa faliu. Em maio de 2005 ele

1988

1997

2005

A empresa é fechada

Reativação da produção de automóveis

É decretada a falência

118 Abril | Maio


revistaon.com.br

119


COTIDIANO

ENTREVISTA Ana Lidia Pimentel fala sobre a história da Santa Matilde

UMA HISTÓRIA DE AMOR Fiorelli dedicou toda a vida à empresa

JUSTIÇA O juiz Eduardo Buzzinari explica que a Santa Matilde é, atualmente, uma massa falida

morreu e, em outubro, foi decretada a falência”, lamenta Ana Lidia. “A crise foi dolorosa, um processo lento, quando vimos uma parte grande da nossa vida ir embora. Atualmente, a Santa Matilde é uma página virada, uma coisa importante que passou”, diz Carlos Humberto. No livro “Era uma vez”, Ezilma diz que o município perdia o fôlego. “O comércio sangrou em crises; os estabelecimentos de ensino particular conheceram o maior período de inadimplência; muitos moradores se transferiram para outras localidades; a locação residencial sofreu um duro golpe”. Na opinião de Waldir Medeiros, o erro de Humberto Pimentel foi diversificar em demasia a linha de produtos. “Ele acreditou demais nos governantes do país na época e o governo federal preferiu importar vagões da Hungria ao invés de prestigiar as fábricas nacionais. Foi esmagado por uma administração federal da época. E não foi só a Santa Matilde que quebrou, mas outras do mesmo segmento no país também”, comenta. Waldir ressalta, ainda, que a cidade sobreviveu ao impacto devido a outras fábricas que tinham na região. Fiorelli finaliza dizendo que viu a empresa germinar, nascer a árvo-

re frondosa e aparecer o fruto maravilhoso, mas viu, também, ela sucumbir.

Após o decreto da falência, inúmeros trabalhadores entraram na Justiça em busca dos direitos. Em 18 de julho de 2007 foi realizado o leilão do parque industrial de Três Rios, que arrecadou cerca de R$ 12 milhões. Atualmente, o espaço abriga diversas empresas. O segundo leilão, que seria para arrematar o parque industrial de Conselheiro Lafaiete, em 2008, não recebeu lances. Aliás, segundo o juiz Eduardo Buzzinari Ribeiro de Sá, este parque de Lafaiete sofreu com diversos impedimentos, como a ocupação do local. De qualquer maneira, ele está otimista e revela que estão próximos de leiloar a área avaliada em R$ 15 milhões. Eduardo destaca que a Santa Matilde, hoje, é uma massa falida com um débito total aproximado de R$ 136 milhões, dos quais R$ 69 milhões se referem a créditos trabalhistas. “A alienação parcial do patri-

mônio da companhia perfaz a quantia atualizada de pouco mais de R$ 16 milhões. Reservando a quantia suficiente para as despesas processuais vindouras, o Juízo optou por distribuir a quantia aproximada de R$ 15 milhões de modo uniforme entre os 1.923 credores habilitados”, informa o juiz. Segundo Eduardo, esta foi uma forma de promover a valorização dos empregados que possuíam os menores salários e que, geralmente, são detentores dos menores créditos. Desta maneira, o valor fixo a se pagar é de R$ 7.800 e todos têm direitos iguais. O juiz acrescenta, ainda, que o processo conta com 27 volumes e mais de 1.900 habilitações de crédito. “É certo que a maioria dos trabalhadores titulares de créditos a receber já se encontra em idade avançada e alguns até mesmo já faleceram sem usufruir da quantia que lhes era devida”, destaca. A ordem dos pagamentos será feita de forma alfabética. Porém, após a liberação destes, houve recurso, o que paralisou o processo. “Agora, estamos dependendo do pronunciamento do STJ (Superior Tribunal de Justiça) e não temos previsão para a liberação desse dinheiro”, afirma.

2007

2012

2013

Leilão do Parque Industrial de Três Rios

A Justiça liberou o pagamento fixo de R$ 7.800 para os trabalhadores

Após recurso, o processo encontra-se paralisado

120 Abril | Maio

A Santa Matilde nos dias atuais


FLÁVIO DUARTE

“O processo conta com vinte e sete volumes e mais de 1.900 habilitações de crédito” Quando Joaquim José Ferreira promoveu os incentivos necessários para que a C.I.S.M. se instalasse na cidade, mal podia imaginar tudo que estava por vir. Do auge, com manchetes em grandes revistas e jornais, exportações, renda e emprego, ao declínio, com brigas, dívidas e mortes. Quem viveu, sabe exatamente o que a Companhia Industrial Santa Matilde representou para a cidade. Quem não viveu, pode, através destas palavras e depoimentos, entender quantas vidas ela envolveu ao longo de tantos anos. As lembranças e importância da empresa no município certamente se perpetuarão em jornais, revistas e, quiçá, livros.

ATUALMENTE O espaço da Santa Matilde passou a abrigar novas indústrias em Três Rios

revistaon.com.br

121


122 Abril | Maio


revistaon.com.br

123


COTIDIANO

MERCADO

IMOBILIÁRIO POR FREDERICO NOGUEIRA

FOTO FLÁVIO DUARTE

Se estudantes, empresários e trabalhadores mudam-se para Três Rios, em algum lugar essa nova população precisa morar. Além disso, a vida de quem nasceu na cidade não para, logo, jovens que crescem e casam [ou não] saem das casas dos pais e iniciam novos lares. Por isso, novos edifícios residenciais surgem a cada ano e a construção civil está em alta. De um lado, a oferta de mão de obra cai. Do outro, os valores sobem.

124 Abril | Maio


revistaon.com.br

125


COTIDIANO

D

e acordo com dados do Censo de 2000, organizado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), Três Rios tinha, naquele ano, 19.920 domicílios. Já no Censo de 2010, o número passou para 24.124. Enquanto isso, o Censo Comercial realizado pela Fecomércio (Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro) aponta que houve um crescimento de 1.528 para 2.728 moradias no centro da cidade entre 2002 e 2012. O que as estatísticas mostram, é visível: o número de residências aumentou e as novas construções não param de surgir. “Antes tínhamos uma oferta em torno de 15 a 20 imóveis desocupados, o que dava condições de escolha ao cliente. Hoje temos de quatro a cinco, que são locados rapidamente, visto a procura. Com isso, os valores, por força do mercado, subiram também e as novas construções ainda não supriram esta demanda de moradias”, revela o presidente do Creci - RJ (Conselho Regional de Corretores de Imóveis), Alexandre Ribeiro de Moura. Segundo Alexandre, os valores mais altos estão no centro da cidade, principalmente na Praça São Sebastião e Avenida Alberto Lavinas. “Há apartamentos de alto padrão em Três Rios que podem ser comparados a algumas áreas da capital, como Flamengo, Laranjeiras e Botafogo. Infelizmente a renda da população não acompanhou este aumento dos valores, por isso há queixa de várias pessoas sobre o mercado imobiliário local. Algumas vezes até culpam os corretores pela situação, o que não é verdade. Esta é, simplesmente, a lei da oferta e da procura. Onde há pouca oferta e muita procura, a tendência é a elevação dos preços”, explica. Para ele, as novas unidades serão ocupadas rapidamente, mas isso ainda não repercutirá nos preços, que ainda devem permanecer

Uma parcela dos compradores de imóveis tem como objetivo o investimento 126 Abril | Maio

altos. O aluguel de um apartamento nas regiões citadas por Alexandre pode chegar a R$ 2.000 ou ultrapassar este valor. Já nos bairros, é possível encontrar apartamentos por 25% deste preço. Na região mais valorizada do centro, há unidades à venda por valores que ultrapassam R$ 500 mil. Para suprir a demanda, as construtoras locais investem no setor e participam do desenvolvimento. Em 2012, a Sola Construtora chegou à marca de 1.000 apartamentos construídos e entregues. Entre as construções visíveis atualmente no município, cinco levam a assinatura da Consel Engenharia, que já é responsável pela existência de 11 edifícios residenciais. Já a HWJ Engenharia está, no momento, com quatro edifícios comerciais e residenciais em construção, além de um conjunto habitacional do Programa Minha Casa Minha Vida.

O aluguel de um apartamento no centro pode chegar e ultrapassar R$ 2.000

Ricardo Monteiro, arquiteto e diretor executivo da Rodrigues Monteiro Arquitetura e Construção, lembra que na década de 1990, quando assumiu a direção da empresa, chegou a estabelecer a sede no Rio de Janeiro em função da escassez de serviços gerados à época no município, panorama completamente diferente do atual. “Houve, sem dúvida, nos últimos anos, um acentuado crescimento por parte dos clientes, em buscar orçamentos de variados tipos de construções”, informa. O diretor executivo da Consel Engenharia, Guilherme Bandeira, diz que a empresa observou um significativo crescimento no setor a partir de 2010. “Para o lançamento dos empreendimentos, a empresa se baseia em pesquisa de mercado e o estudo do marketing mix, onde analisa os ‘4P’s’, que são preço, praça, produto e promoção. A

“O preço sofreu aumento tanto pela valorização dos terrenos como pela carência da mão de obra”, Waldir dos Santos Júnior

partir desse estudo, a empresa constata qual tipo de imóvel lançar e qual o melhor momento para o lançamento. Todos os empreendimentos lançados pela empresa são localizados nas melhores regiões da cidade, o que facilita bastante a comercialização das unidades. Além disso, a obra por preço de custo (sistema de condomínio) se tornou um ótimo investimento nos últimos anos, tendo a valorização do imóvel garantida, que em alguns casos ultrapassa os 100%”, explica sobre a decisão pelo início de novas construções. A HWJ Engenharia, de acordo com Waldir dos Santos Júnior, sócio-proprietário da empresa, possui uma equipe que também realiza constantemente pesquisas de mercado. Desse modo, sabe-se exatamente qual é a atual demanda, direcionando assim os empreendimentos. “Desde a Revolução Industrial, observou-se uma mudança no comportamento das pessoas e consequentemente de suas exigências. Nos últimos anos, esse processo se acentuou e coube aos empreendedores se adaptarem às novas demandas. A empresa, por entender esse processo, busca sempre inovar, implantando novas tecnologias e promovendo o conforto e eficiência em seus empreendimentos. Desse modo, os lançamentos se tornam viáveis e atingem o público esperado, não havendo grandes dificuldades na hora da venda”, informa Waldir. Para o empresário, o preço final sofreu aumento tanto pela valorização dos terrenos como pela carência da mão de obra, que gera um inflacionamento no mercado de trabalho. “A implantação de novas tecnologias na construção civil, como buscamos, almeja diminuir os efeitos desse processo, aumentando a eficiência e diminuindo os desperdícios”.


REVISTA ON

EM CONSTRUÇÃO Para atender novos moradores, o número de apartamentos não para de crescer

A mão de obra é um fator que preocupa os empresários do ramo em geral. “A demanda está imensamente superior à oferta. A capacitação também é um fator decisivo. Não podemos deixar de mencionar que, antes da capacitação, é de suma importância que o interessado

tenha cursado a educação básica, pois os cursos oferecidos hoje no mercado são somente para quem tem um mínimo de estudo no que se refere a ensino fundamental básico. É cada vez mais desafiante encontrar bons profissionais nestas áreas. Será cada vez mais neces-

sária a implementação de uma política de atração de novos candidatos à indústria da construção civil”, comenta Ricardo Monteiro. “Apesar do oferecimento de cursos profissionalizantes para o setor, a mão de obra, em grande parte, não possui interesse em se quali-

revistaon.com.br

127


FLAVIO DUARTE

COTIDIANO

CRESCIMENTO INDUSTRIAL Com a chegada de grandes empresas, o setor ficou ainda mais aquecido

ficar, o que gera uma carência de bons profissionais no mercado”, completa Waldir dos Santos Júnior. Guilherme Bandeira afirma que 80% da mão de obra da empresa onde atua como diretor é da cidade. “Com o setor em constante crescimento, a empresa tem investido na qualificação dos profissionais em todos os níveis (operacional, tático e estratégico)”, esclarece. Segundo ele, a empresa tem como meta lançar, até 2016, dois empreendimentos por ano. “Com a Copa do Mundo no Brasil em 2014 e as Olimpíadas no Rio de Janeiro em 2016, enxergamos uma grande oportunidade para a cidade, o estado e o país”, finaliza. Seria, então, o momento ideal para investir em imóveis? Para Robson Junior Gripp Martins, empresário formado em administração com experiência na mesa de operações em bolsa de valores, sim. “Assim como Resende, que passa por um 128 Abril | Maio

momento de grande expansão do Polo Industrial com a chegada de empresas como Nissan e Hyundai, Três Rios recebe mão de obra com o objetivo de suprir as necessidades das grandes empresas. Uma parcela dos compradores de imóveis tem como objetivo o investimento, sendo este

Segundo o IBGE, o número de domicílios em Três Rios passou de 19.920 para 24.124 em dez anos

visto como um dos mais seguros do mercado ao longo do tempo. Se comparado com investimentos como a Bolsa de Valores, onde existem vários riscos, o inves-

timento em imóveis se torna algo atrativo, seguro e com riscos reduzidos”. Porém, o especialista faz um alerta. “A aquisição de um imóvel por pessoa física como forma de investimento requer muito estudo e planejamento. Se a compra for realizada com o imóvel ainda na planta, onde o valor é menor, deve-se observar se a empresa já entregou outros do mesmo porte, se existem reclamações contra ela, quais os valores de financiamento e as taxas utilizadas. Até o valor a ser pago pelo condomínio futuramente deve ser levado em consideração para que a compra seja saudável e segura”. Ele lembra, ainda, que todo tipo de investimento tem riscos e que rendimento passado não é garantia de rendimento futuro. “O boom imobiliário deve ser visto com muita atenção, pois a alta momentânea pode ocasionar uma estagnação no valor do imóvel no futuro, dependendo de onde ele está construído e se está relacionado a algo sazonal”, finaliza.


revistaon.com.br

129


EU SEI FAZER

DA COZINHA PARA O TRIBUNAL POR LETICIA KNIBEL

FOTOS REVISTA ON

Famosa na cidade pelos deliciosos salgados, Edna Aparecida da Cruz Machado explica a fórmula para o sucesso nas vendas e como concilia o trabalho com a realização de um antigo sonho

N

ascida em Três Rios, Edna nunca teve um vida fácil. Assim como milhares de brasileiros, saiu de uma família humilde e tornou-se um exemplo de superação. A fala mansa e o jeito simples escondem uma mulher de muita determinação e fé. Casou-se pela primeira vez aos 15 anos e enfrentou todos os tipos de dificuldades possíveis de serem imaginadas e, em um momento de desespero, devido a problemas familiares, tentou o suicídio. Apesar disso, encontrou forças para continuar e lutar, sempre com a mãe ao lado. E, por ela, resolveu fazer o curso superior de direito. “Decidi que precisava defender pessoas como minha mãe, que não conhe130 Abril | Maio

cem e não sabem o direito que têm”, revela. Após o falecimento da mãe, o desejo de cursar a faculdade se tornou ainda maior. Desde cedo, o gosto e a curiosidade por aprender estão presentes na vida de Edna, que colocou as ações em prática na cozinha. “Algumas vezes, cismava e ia fazer bolo e salgados para comemorar o aniversário do meu pai ou de outra pessoa da família”, relembra. Apesar de ter aprendido somente o básico, a vontade de desenvolver o talento permanecia e a oportunidade apareceu anos mais tarde, quando conseguiu um emprego em uma tradicional confeitaria da cidade. “Eu não sabia preparar nenhum daqueles bolos e tortas. No primeiro dia, a dona do

local pediu para fazer um marshmallow. Eu não tinha ideia de como fazê-lo, mesmo assim ela me deixou ficar e me ensinou todas as receitas”. Em pouco tempo e com muita habilidade, ela aperfeiçoou o trabalho e passou a criar outros doces. Anos depois, mudou-se para Marataízes, no Espírito Santo, e na nova cidade passou a vender salgados. “Foi depois de ler uma matéria sobre salgados congelados em uma revista. Mas, como estava na beira da praia e não podia vendê-los dessa forma, tive a ideia de fazê-los assados”, conta. Ela acrescenta que a inspiração não surgiu apenas pela necessidade, mas, também, pela vontade de fazer algo diferente. Consequentemente, a iniciativa foi um


SUSTENTO O dinheiro da venda dos salgados ajuda a manter a casa e pagar a faculdade

sucesso. Ao retornar para Três Rios, continuou o trabalho iniciado no estado vizinho. No início, Edna vendia-os à noite e, por isso, ganharam fama como “salgados noturnos”. Desde então, não parou mais. Há mais de 15 anos no mercado, a “Pretinha dos salgados”, como é conhecida na cidade, produzia, até pouco tempo atrás, entre 20 e 30 bandejas dos quitutes diariamente e vendia todas nas ruas. Atualmente, devido à realização

do antigo sonho, sai para vender apenas aos sábados, pois durante a semana estagia no Juizado Especial e estuda à noite em Valença (onde está a faculdade). Além disso, Edna ainda tem tempo para cuidar da casa, dos filhos e do marido. “Ela é uma guerreira, muito generosa”, diz o marido, José Eduardo Vilaverde. “São 21 anos juntos, lutando e enfrentando todas as dificuldades. Eu a admiro muito”, completa. Edna fatura, em média, aos sábados, R$ 600. Cada bandeja custa R$ 10 e contém entre 20 a 25 salgados de tipos variados, como empadas, coxinhas, rissoles, entre outros. “Não importa a quantidade que faça, sempre consigo vender tudo”, garante. Os clientes (salões de beleza, escritórios, firmas em geral) são antigos, fieis e cobram quando Pretinha não aparece. Vale ressaltar que a fama dos salgados é tão grande que ela tem clientes em outras cidades. “Além disso, faço doces por encomenda, como bolos, tortas, docinhos, bombons”, destaca. Com o passar do tempo, ela conquista novos fregueses a cada dia, mesmo sa-

A “Pretinha dos salgados”, como é conhecida, está no penúltimo período do surdo de direito bendo que eventualmente terá que deixar de vender os salgados para seguir a carreira que sempre sonhou, de juíza. Pretinha atribui o sucesso a Deus, à vontade de dar aos filhos o que os pais não puderam lhe dar ao desejo de ajudar ao próximo. “Ela tem uma luta constante que a leva a realizar os sonhos. A perseverança e o fato de não ter medo fazem com que ela tenha esse sucesso. Ela é um exemplo de superação”, conta a sobrinha, Lélia Pereira Vilaverde. Edna já está no penúltimo período do curso de direito e, por ser inspiração para outras pessoas da sociedade, foi uma das homenageadas este ano no Dia Internacional da Mulher em uma cerimônia realizada Teatro Celso Peçanha.

revistaon.com.br

131


132 Abril | Maio


revistaon.com.br

133


SAÚDE

Dengue: sintomas e prevenção A ação mais simples é evitar o nascimento do mosquito, já que não existem vacinas ou medicamentos que combatam a contaminação

Leonardo Muniz leonardo.sauer@hotmail.com

Médico Coordenador de Reconstrução de seios do Departamento de Cirurgia Plástica do Hospital Federal de Ipanema/RJ e Cirurgião Plástico do Centro de Tratamento de Queimados - Hospital Pedro II/RJ

134 Abril | Maio

O

vírus da dengue é transmitido pela picada da fêmea do Aedes aegypti, um mosquito diurno que se multiplica em depósitos de água parada acumulada nos quintais e dentro das casas. A grande maioria das infecções é assintomática. Quando surgem, os sintomas costumam evoluir em obediência a três formas clínicas: dengue clássica, forma benigna similar à gripe; dengue hemorrágica, mais grave, caracterizada por alterações da coagulação sanguínea; e a chamada síndrome do choque associado à dengue, forma raríssima, mas que pode levar à morte, se não houver atendimento especializado. Dengue clássica: Nos adultos, a primeira manifestação é a febre alta (39º a 40º), de início repentino, associada à dor de cabeça, prostração, dores musculares, nas juntas, atrás dos olhos, vermelhidão no corpo (exantema) e coceira. Num período de três a sete dias, a temperatura começa a cair e os sintomas geralmente regridem, mas pode persistir um quadro de prostração e fraqueza durante algumas semanas. Nas crianças, o sintoma inicial também é a febre alta acompanhada de apatia, sonolência, recusa da alimentação, vômitos e diarreia. O exantema pode estar presente ou não. Dengue hemorrágica: As manifestações iniciais da dengue hemorrágica são as mesmas da forma clássica. Entretanto, depois do terceiro dia, quando a febre começa a ceder, aparecem sinais de hemorragia, como sangramento nasal, gengival, vaginal, rompimento dos vasos superficiais da pele (petéquias e hematomas), além de outros. Em casos mais raros, podem ocorrer sangramentos no aparelho digestivo e nas vias urinárias. Síndrome do choque associado à dengue:

O potencial de risco é evidenciado por uma das seguintes complicações: alterações neurológicas (delírio, sonolência, depressão, coma, irritabilidade extrema, psicose, demência, amnésia), sintomas cardiorrespiratórios, insuficiência hepática, hemorragia digestiva, derrame pleural. As manifestações neurológicas, geralmente, surgem no final do período febril ou na convalescença. O diagnóstico de certeza da dengue é laboratorial. Pode ser obtido por isolamento direto do vírus no sangue nos três a cinco dias iniciais da doença ou por exames de sangue para detectar anticorpos contra o vírus (testes sorológicos). Uma vacina contra os quatro tipos da dengue, desenvolvida a partir de uma cepa do vírus vivo, geneticamente modificado, está sendo testada em humanos. Até o momento, os voluntários não apresentaram reações adversas. Não existe tratamento específico contra o vírus da dengue. Tomar muito líquido para evitar desidratação e utilizar medicamentos para baixar a febre e analgésicos são as medidas de rotina para aliviar os sintomas. Pacientes com dengue, ou com suspeita da doença, precisam de assistência médica e jamais podem usar antitérmicos que contenham ácido acetilsalecílico (AAS, Aspirina, Melhoral, etc.), nem anti-inflamatórios (Voltaren, diclofenaco de sódio, Scaflan), que interferem no processo de coagulação do sangue. A ação mais simples para prevenção da dengue é evitar o nascimento do mosquito, já que não existem vacinas ou medicamentos que combatam a contaminação. Para isso, é preciso eliminar os lugares que eles escolhem para a reprodução. A regra básica é não deixar a água, principalmente limpa, parada em qualquer tipo de recipiente.


revistaon.com.br

135


136 Abril | Maio


SAÚDE

INVESTIMENTO

ALTERNATIVO POR ALINE RICKLY

Segundo dados do Ministério da Saúde, mais de 47 milhões de brasileiros possuem planos de saúde. Em Três Rios, de acordo com uma pesquisa feita pela ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) em 2012, 28% da população estava credenciada a algum tipo de plano. Você sabe como eles podem te ajudar e o que deve ser observado antes de contratá-los?

revistaon.com.br

137


SAÚDE

O

sistema de saúde em Três Rios conta, atualmente, com 21 unidades de saúde da família, que são os tradicionais postos de saúde e que, agora se chamam Estratégia de Saúde da Família (ESF); duas policlínicas que realizam atendimentos de atenção básica e especializado; dois centros de atenção psicossocial (CAPS II e CAPSad); um centro de vigilância epidemiológica, com ambulatório especializado; uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento) e dois hospitais gerais. Apesar da oferta, uma pesquisa feita pela ANS em 2012 mostra que 28% da população trirriense prefere investir em planos de saúde, ou seja, um número superior a 20 mil pessoas. A Unimed é um dos planos que atendem na cidade e, atualmente, concentra 14 mil credenciados na região e 129 médicos cooperados em todas as especialidades. Segundo o diretor administrativo, Alcendino de Almeida Junior, a área de abrangência inclui as cidades de Paraíba do Sul, Areal, Comendador Levy Gasparian e Sapucaia. Entre as

UNIMED Da esquerda para a direita, o presidente Fábio Monnerat, o médico Alcendino de Almeida e o gerente Márcio Pereira

138 Abril | Maio

“Um dos planos que atendem na cidade, atualmente concentra 14 mil credenciados na região e 129 médicos cooperados em todas as especialidades”

vantagens de ser um credenciado da Unimed, ele cita o acesso a várias opções de serviços e o tempo de atendimento mais rápido em relação à saúde pública. Os valores dos planos variam, segundo ele, de R$ 60 a mais de R$ 1.000, no caso de pessoa jurídica, e, de acordo com a faixa etária e o plano que a pessoa escolher, que pode ser participativo, no qual ela paga um valor simbólico sempre que faz uma consulta. Já o sócio da corretora Solidum Saúde & Seguros, Igor Muniz, que trabalha com planos de saúde das empresas Golden Cross e Amil na cidade, ressalta


Dicas do IDEC ( Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor) ao contratar um plano de saúde Verificar se a operadora tem registro na ANS; Ler o contrato antes de assinar e exigir uma cópia e a lista atualizada dos prestadores credenciados: médicos, hospitais e laboratórios; Contratar um plano que seja adequado às suas necessidades e às de sua família; Considerar a cobertura assistencial; a abrangência geográfica e a rede credenciada/referenciada; Verificar os prazos de carência; Comparar preços e verificar a forma dos reajustes, inclusive se eles são feitos por faixa etária;


SAÚDE

140 Abril | Maio

que, contar com o serviço nos dias atuais é essencial porque ele permite um atendimento mais rápido e seguro. Os valores dos planos que a empresa trabalha variam de R$ 122,98, para pessoa jurídica, sem participação (ou seja, a pessoa não paga taxa ao ser consultada ou ao fazer um exame), à R$ 367,71 para clientes até 58 anos. “Depois dessa idade, é feita uma cotação, que é enviada para o plano, que faz uma análise e envia o valor”, comenta. Beatriz Alves, 26 anos, conta que aderiu ao plano de saúde para o filho quando ele, que agora tem três anos, nasceu. “É uma forma de dar conforto para a criança e para nós que somos mães. No SUS (Sistema Único de Saúde) não encontramos médicos competentes como no plano”, afirma. Rosimere Dias de Oliveira tem uma filha de dois anos e já chegou a pensar em fazer o plano de saúde para a menina. “Infelizmente o orçamento não permitiu e, para falar a verdade, eu acho caro”, diz. Para o médico Hedílio de Araújo Cortez, o investimento em plano de saúde é válido para todas as faixas etárias. “O atendimento em relação a consultas, exames, procedimentos de

alta complexidade, como tomografia e cirurgias eletivas, é diferenciado”, explica. Porém, ele não deixa de ressaltar que existe uma grande reclamação dos pacientes que precisam do hospital com alta tecnologia e não conseguem. “Isto é resultado de um relacionamento ruim entre a prestadora de serviços e o cliente”, assinala. Em sua clínica de pediatria, 30% dos pacientes possuem plano de saúde e os outros 70% pagam a consulta particular que custa R$ 90. “Pelo plano eu recebo R$ 54, ou seja, menos que no particular, mas não tem jeito, visto que existe a demanda na cidade”, afirma. E não é só nas clínicas que o plano de saúde simboliza uma vantagem, nos

PEDIATRA Hedílio é conveniado a planos de saúde, mas também atende através de consultas particulares

SOLIDUM Igor Muniz e Helena Reis vendem planos como Golden Cross e Amil

“A vantagem que o paciente tem com o plano é a certeza do pronto atendimento com a qualidade dos serviços prestados”, Maria Inês Rocha Costa


laboratórios também. Maria Inês Rocha Costa é sócia proprietária do laboratório SIAC e revela que a unidade atende, por dia, uma média de 120 pessoas credenciadas a algum tipo de plano. O laboratório é credenciado à Golden Cross, Amil, Unimed, Saúde Bradesco, Plansfer, Faria Schmititz, CAC, 18 de Julho, entre outros. “A vantagem que o paciente tem com o plano é a certeza do pronto atendimento com a qualidade dos serviços prestados”, diz. Além dos planos normais, existem também os que são feitos pelas empresas que oferecem aos funcionários esse diferencial. Isso acontece, por exemplo, na Transa Transporte Coletivo, onde todos os 270 colaboradores possuem o be-

nefício. “Oferecemos o plano de saúde há 13 anos, pois acreditamos que essa é uma forma de viabilizar um tratamento médico digno, melhorando a saúde de todos eles”, explica a psicóloga Virgínia Cassini Antunes Fonseca. Já Kívia Almeida, 41, é professora e a escola onde dá aulas de inglês paga uma parte do plano. “O restante é descontado no meu contracheque”, conta. Como vantagem, ela destaca o fato de ir a médicos e fazer exames de imediato e diz estar muito satisfeita com os serviços prestados. Se você também acha que é importante investir em planos de saúde, confira as dicas e escolha o plano que mais se adeque às suas necessidades e ao seu bolso.


ESPORTE

INVESTIMENTO

CAMPEÃO Eles colocam o corpo e a mente à disposição do esporte. Participam de competições dentro e fora da cidade, do estado ou do país e conquistam posições satisfatórias nos pódios. Muitos ainda são considerados amadores, embora os resultados já provem o contrário. Ainda assim, passam por dificuldades em busca de apoio financeiro, o que pode fazer com que sonhos e carreiras terminem da noite para o dia. Apoiar o esporte é simples e também tem vantagens para as marcas estampadas em uniformes. POR FREDERICO NOGUEIRA

FOTOS ARQUIVO PESSOAL

T

rês Rios é um município que também respira esporte e tem grandes esportistas, alguns, inclusive, com destaque internacional. Eles treinam diariamente, investem tempo e energia, participam de competições e buscam troféus e medalhas como reconhecimento do esforço. Porém, para tudo há custos, que muitas vezes são altos. “Em média, só as inscrições para competições custam entre R$ 70 e R$ 180. Além disso, ainda tenho gastos com gasolina, pedágios e alimentação, o que fica em torno de R$ 120. Então, para uma competição dentro do estado do Rio, há um gasto total entre R$ 190 e R$ 300”. Os valores são revelados por Alexandre Guajará, de 17 anos, praticante de Jiu-Jitsu. O jovem participa de competições desde 2009, tem títulos como o de campeão brasileiro (2010), vice-campeão do Rio Open International (2011) e esteve nos últimos dois anos no ranking da Federação de Jiu-Jitsu do Estado. Se “é de batalhas 142 Abril | Maio

MEDALHISTA O número de títulos ainda não foi suficiente para Alexandre conquistar patrocinadores

que se vive a vida”, como diz a canção, é desta forma que Alexandre segue no esporte, já que não tem patrocinadores.

“Tenho apoio de uma academia, onde faço musculação de graça, e tenho um acompanhamento com uma fisioterapeuta, onde faço pilates. Nunca tive patrocínio mensal, apenas apoiadores que ajudam com parte das despesas em algumas competições”, afirma. Os pais são os maiores incentivadores da carreira de Alexandre, mas sabem que ela pode terminar caso não tenha apoio. “Eu e meu marido o acompanhamos em todas as competições e ouvimos sempre pessoas que dizem ‘ele tem talento’ ou ‘ele nasceu para isso’. Essas palavras nos motivam a continuarmos investindo, mas ficamos tristes porque existem competições muito importantes que acontecem fora do estado e do país e não podemos levá-lo. Financeiramente fazemos o máximo para que ele continue competindo, mas o nosso máximo nem sempre é suficiente. Falta de patrocínio pode, sim, acabar com o futuro promissor dele”, explica a mãe, Anna Carolina Guajará. “Eu tenho obtido bons resultados, te-


Uma vantagem do investimento no esporte é ter a imagem atrelada à saúde

e o marketing ainda sai barato comparado a outras mídias, sendo que, para projetos incentivados, a verba pode sair do que iria para pagar imposto de renda, ICMS ou outros impostos, que variam de cidade para cidade”. A especialista recorda que o brasileiro é tão apaixonado por esporte que o time dele não vence o do amigo, é ele que vence o amigo. “Diversas vezes presenciei conversas em que um torcedor diz a outro ‘eu dei de goleada no seu time no jogo de ontem’ ou ‘viu meu título?’ ou, até mesmo ‘fechamos patrocínio com a empresa X!’. Ou seja, o torcedor tem um elo tão forte que se sente parte do time e o apelo emocional de ações de marketing nesse ambiente é enorme e ainda é possível investir em ações de

REVISTA ON

nho títulos importantes e quero crescer no meu esporte cada vez mais. Os benefícios para um patrocinador são vários, como, no meu caso, associar a marca a um esporte que cresce a cada dia e divulgá-la a cada competição”, diz o atleta. “Não sei se não há interesse em investir nesse esporte por ele não ser olímpico. E o que eu acho mais estranho é que as artes marciais ganham cada vez mais adeptos e mais espaço na mídia”, completa Anna Carolina. Para Yára Haquim, engenheira de produção e mestre em tecnologia, sócia de uma empresa com foco em gestão de patrocínios, incentivos fiscais e branding através de projetos culturais, esportivos e sociais, a primeira vantagem do investimento no esporte é ter a imagem atrelada à saúde, dinamicidade, foco, superação e outras virtudes relacionadas ao esporte em geral. “Cada ação implementada traça um pouquinho da reputação que o patrocinador conseguirá atingir no mercado

SAÍDA DE ATLETAS Jovens que começaram no ciclismo com Tuchê já se destacam no cenário nacional

relacionamento, levando alguns clientes ou mesmo investidores da empresa a campeonatos ou outros eventos junto aos seus patrocinados”, esclarece. Adayr Aparecido de Souza, o Tuchê, está no ciclismo há 30 anos e participa da preparação de jovens atletas da modalidade no município. Porém, por falta de patrocínio, ele, como presidente da Associação Ciclística Trirriense, precisou interromper as atividades da escola de ciclismo, que já revelou alguns talentos. “Já pude viver do esporte, correr em equipes grandes, mas nunca tive apoio financeiro em Três Rios. Muito do que consegui foi através de amigos e parceiros de fora da cidade. Gente igual a mim, que gosta e briga pelo esporte, existe em todo o país”. Segundo Tuchê, os melhores ciclistas de base do estado foram descobertos na cidade. “Hoje, há garotos que estão em São Paulo, com estrutura disponível para eles se destacarem ainda mais. Aqui, temos o jeito de fazer, mas não temos recurso. Já tive 30 atletas para usar dez bicicletas. Tenho certeza que um destes atletas estará nas Olimpíadas, posso afirmar”, diz. Para ele, a maior parte das pessoas

gosta de ver a equipe campeã, mas não se interessa em saber como chegou até lá. “Muitas vezes ficam sem comer. Fomos para o campeonato brasileiro e cada um levou R$ 30 no bolso para ficar uma semana. E eu, como diretor do projeto, muitas vezes precisava me virar para investir, contribuir, mas chegou a um ponto que não consigo mais”. Tuchê garante que, caso exista investimento, ele está disposto a retornar com as ações do projeto. “Encontramos campeões, mas o mais interessante é a parte social, o esporte tira esses meninos do caminho errado”. Tiago Luiz Cardoso é um dos fundadores do Triângulo Futsal Clube, o TFC, do bairro que dá nome à equipe, e também passa por dificuldades para manter a equipe em competições. “O time tem cinco anos, começamos batendo pelada entre amigos e jogávamos contra times de outros bairros. Compramos o primeiro uniforme, participamos de um torneio e ganhamos. Isso animou a continuar”, lembra. No terceiro ano de existência, o grupo preparou um ofício e buscou apoio no comércio para contribuir com a confecção de novos uniformes. “Ouvimos muitos ‘nãos’, as pessoas não entendiam revistaon.com.br

143


os benefícios de ver a marca estampada, mas tivemos alguns parceiros importantes que contribuíram”, explica. De acordo com Tiago, os maiores gastos ficam com taxas de participação em campeonatos, como pagamento de arbitragem e aluguel de quadras, e a necessidade de novos uniformes. “Se essas empresas investirem nos times de futsal da cidade, não apenas no TFC, mas em todos, além de divulgar a marca, vão incentivar o esporte na região, que está em um nível magnífico, mas não tem apoio. Se essas empresas ajudarem, a liga amadora terá uma estrutura melhor, poderá revelar mais garotos e fazer com que o esporte fique ainda mais forte e ganhe destaque no estado”, garante.

“Encontramos campeões, mas o mais interessante é a parte social”, Tuchê, da Associação Ciclística Trirriense

Um dos empresários que já enxergaram vantagens em contribuir com o esporte local é Rafael Machado e, segundo ele, o apoio que oferece não visa apenas divulgar a marca. “É, também, por ajudar na vida de uma pessoa que se dedica ao esporte ou que está praticando algo saudável. Já apoiamos diversas modalidades e o importante nesse tipo de ação é o incentivo ao atleta ou à equipe que buscam ser campeões, pois acredito que patrocinando ou apoiando estamos dividindo o sonho de ser campeões com essas pessoas”, diz. Antes de buscar patrocínio, é importante que os atletas definam quais empresas têm valores similares aos do esporte que praticam, entrar em contato e marcar reuniões para apresentar projetos, é o que explica Yára Haquim. “O importante é saber o que eles têm a oferecer às empresas e o que querem delas em troca, informações sobre resultados, histórico do clube e dos atletas, público impactado direta e indiretamente (faixa etária, classe social e quantidade, por exemplo), plano de divulgação e diferenciais do projeto. Quanto 144 Abril | Maio

REVISTA ON

ESPORTE

FUTSAL O TFC já recebeu apoio para confecção de uniformes, mas ainda precisa de novos investidores

mais puder entender a empresa antes de uma reunião, melhor, pois o responsável pela decisão na empresa recebe inúmeras propostas e precisa contar com o responsável pela captação para ajudá-lo a gerir a ação e trazer o maior retorno possível para a empresa”. Ainda de acordo com ela, cada projeto deve ter atratividade, credibilidade e um interlocutor que inspire confiança no potencial patrocinador. O economista e atleta Erno Paulinyi explica as leis de incentivo a projetos esportivos. “Quanto à deduções fiscais, a principal lei federal é a Lei de Incentivo ao Esporte. Ela foi sancionada em dezembro de 2006, permite que patrocínios e doações para a realização de projetos desportivos e paradesportivos sejam descontados do Imposto de Renda devido por pessoas físicas e jurídicas. Pessoas físicas podem descontar até 6% do Imposto de Renda devido, e pessoas jurídicas, até 1%. No estado do Rio de Janeiro, também há uma lei de incentivo e a empresa pode solicitar o desconto de parte do ICMS (Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços) em troca do patrocínio a um evento esportivo de sua escolha”. Segundo a subsecretária municipal de Esporte e Lazer, Dilcinete Grijó, há dois projetos prontos no município que poderão ser encaixados nas leis de incentivo. “Um é de saltos ornamentais, para desenvolver atletas da modalidade no país, que precisa muito de apoio e não é tão caro. O outro chama-se ‘O mundo é uma bola’,

que engloba diversas modalidades para o alto rendimento. Este valorizará os profissionais que estão trabalhando de graça, com escolinhas, por exemplo”. Ainda de acordo com a subsecretária, ela observa uma diferença no envolvimento das empresas locais com o esporte em comparação com a capital. “Ouço rádios do Rio de Janeiro e as empresas falam no esporte, mas aqui não estamos percebendo isso. As empresas estão com foco no esporte porque o Brasil vive um momento bom na área, então o público percebe que a marca está antenada no atual momento, o que gera retorno para os empresários. Em Três Rios, ainda não vemos muito isso, ainda precisam entrar no ritmo, porque gera retorno”, afirma. Os esportistas estão dispostos a conquistar cada vez mais troféus e medalhas, divulgar o nome da cidade e, com o apoio de patrocinadores, levar resultados também às empresas parceiras. Eles são muitos e competentes, assim como as empresas trirrienses. “Os resultados a médio e longo prazo de um investimento adequado agem sobre a reputação da empresa, reforçam seus valores junto ao público, trazem memória afetiva da marca, potencializam o poder de compra e fortalecem os laços com o governo. Dependendo dos objetivos de cada empresa e da estratégia utilizada, um ou outro aspecto se sobressairá sobre os demais”, finaliza Yára Haquim.


revistaon.com.br

145


KM LIVRE

FROTA EM CRESCIMENTO POR FERNANDA TAVARES

FOTOS REVISTA ON

Os dados do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) comprovam: o número de carros emplacados em Três Rios passou da marca de 26 mil. Apesar do aumento, a mobilidade urbana enfrenta problemas comuns nas grandes cidades, como a falta de estacionamentos e pequenos engarrafamentos nas horas de pico.

146 Abril | Maio


T

omando como base os números do IBGE, o Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores mostra que já é real a existência de um automóvel para cada seis pessoas. O aumento já tinha sido percebido em 2011, quando uma pesquisa apontou que a frota brasileira havia crescido 7% em relação a 2010. Do total, 32,9 milhões são automóveis e comerciais leves, 1,54 milhão são caminhões e 354 mil são ônibus. Incluindo as 11,674 milhões de motocicletas em circulação, a relação passa a 4,1 habitantes por veículo. Nas pequenas cidades, a percepção não é diferente. A falta de vagas nos centros comerciais já aponta para uma necessidade de pensamento em mobilidade urbana. Em Três Rios, nos últimos anos, algumas ações foram to-

A idade média da frota, hoje, é de oito anos e oito meses

madas prevendo o crescimento da frota, como a adoção de um novo plano viário, que alterou algumas “mãos” de ruas e criou áreas específicas para carga e descarga. Além disso, foram criadas as ciclofaixas que, no princípio, atendiam exclusivamente ciclistas e pedestres, porém, com o tempo, passou a servir, em determinados momentos do dia, como local para estacionamento. Duas das mais recentes ações relacionadas à mobilidade urbana foram a construção de um viaduto sobre a principal transposição férrea do centro da

cidade e a criação do terminal rodoviário na avenida Condessa do Rio Novo, que será, em um segundo momento, utilizado como transbordo. Questionada sobre os números de emplacamentos e as soluções governamentais utilizadas para amenizar os problemas do aumento, a Secretaria de Transportes de Três Rios informou, em nota, que “considerando os flutuantes, a frota atinge aproximadamente 34 mil veículos. Podemos afirmar que, com uma população de 80 mil habitantes, existem 0,42 veículos por habitante. Já na cidade do Rio de Janeiro, que possui uma população de 6.400.000 e uma frota de 2.327.000, existem 0,36 veículos por habitante. Ou seja, temos mais veículos por habitantes do que a cidade do Rio de Janeiro”. Sobre as ações futuras a serem tomadas a fim de minimizar os efeitos

revistaon.com.br

147


KM LIVRE

Em 2002, Três Rios tinha 12.754 veículos; no final de 2012, já eram 26.280

TRANSTORNO A passagem de trens ainda causa pequenos congestionamentos

SINALIZAÇÃO Em todas as ruas e esquinas do centro há placas de orientação aos motoristas

deste crescimento, não houve resposta. Para o caminhoneiro Walter Ferreira, o aumento é resultado das facilidades financeiras que as concessionárias proporcionam aos novos compradores. “Está muito mais fácil comprar um automóvel hoje. Antigamente, as pessoas juntavam dinheiro por anos para dar

uma entrada razoável e financiar um veículo por cerca de dez anos. Agora, não. Você consegue até financiar completamente, existem mais opções de marcas e o valor vale a pena quando comparamos a qualidade do produto”, afirmou. A idade média da frota, hoje, é de

FALTA DE CONSCIÊNCIA Mesmo com a sinalização, motoristas estacionam em áreas proibidas 148 Abril | Maio

oito anos e oito meses. Até 2007, o mesmo indicador estava acima de nove anos. Segundo dados do Denatran, o aumento é resultado do crescimento econômico, da ascensão da classe média e do crédito facilitado. Só o investimento da classe média mostra que ocorreu um aumento de 61,3% em uma década, atingindo 32,4 milhões de veículos em 2010. No mesmo período, a população aumentou 12,3%, para 190,7 milhões de pessoas. De acordo com informações da Secretaria de Transportes de Três Rios, em janeiro de 2009, a frota emplacada era de 19.856 veículos. Em dezembro do mesmo ano, ocorreu o acréscimo de 6%, ou seja, mais 1.179 automóveis. Em 2010, o aumento registrado foi de 70%, ou seja, 1.400 carros a mais circulando pela cidade. E os índices crescem à medida em que os meses passam: 2011: acréscimo de 8%, que equivale a mais 1.861 veículos; e 2012, um aumento de 9%, com 1.984 carros a mais na cidade. Segundo a secretaria, o somatório chega a 6.424 veículos, considerando que o total de emplacamento em dezembro, levando em consideração outros tipos de utilitários, chega a 26.280. Dados do Denatran comprovam esse crescimento. Os números de 2002 mostram que o total de veículos era de 12.754, sendo 8.190 automóveis. Já em dezembro de 2012, o total era de 26.280, sendo 14.746 carros. Para amenizar os problemas decorrentes das crescentes frotas que tomam todas as cidades do país, o Denatran mobiliza, todos os anos uma campanha com o objetivo de dar continuidade às


PERMISSÃO Criadas para ciclistas e pedestres, as ciclofaixas passaram a atender, também, motoristas

CRESCIMENTO O número de motos já ultrapassa a marca de 6.000

ações da Década Mundial de Ação pela Segurança no Trânsito – 2011/2010 criada pela Organização das Nações Unidas em 2010. Comumente, a semana ocorre em setembro com o objetivo de chamar a atenção, principalmente, dos jovens entre 18 e 25 anos, considerados o grupo mais vulnerável e de maior exposição ao risco de acidentes de trânsito. Durante todo o ano o departamento mantém campanhas nos veículos de comunicação, como nas datas festivas de festas juninas, Corpus Christi, Semana Santa e a campanha ‘Sou Legal – Motorista Consciente no Trânsito’, que ocorre em maio e fala sobre a importância de cuidados como o uso do bebê conforto e a cadeirinha para as crianças menores.

revistaon.com.br

149


DIREITO COM RESPONSABILIDADE FOTOS DIVULGAÇÃO

Escritório ultrapassa marca de 5.000 clientes atendidos e amplia espaço de atendimento para oferecer mais conforto


DESTAQUE O escritório tem clientes até no exterior

NOVO ESPAÇO Oferecer mais conforto aos clientes foi um dos objetivos da mudança

ATENDIMENTO Basta marcar horário e a equipe estará pronta a atender

escritório Bastos Juris Advocacia completa 10 anos de uma história de sucesso e tem orgulho em ter contribuído com processos de mais de 5.000 clientes. Situado em Três Rios, atualmente são mais de 2.000 processos ativos de clientes de todo o país e do exterior. Com profissionais de excelente qualificação que sempre buscam atualizações com base nas mudanças legislativas, o escritório atua nas áreas cível, tributária, trabalhista, consumidor, previdenciária, contratual, imobiliária e em casos da área de família. A seriedade e compromisso com os processos são pontos fortes da equipe, que utiliza softwares jurídicos de última geração que permitem a gestão dos processos e procedimentos administrativos com qualidade e sem erros, o que impede a perda de prazos e audiências.

“Trabalhamos com honestidade e clareza para não gerar falsas expectativas e, principalmente, mostrar quais os prováveis resultados das ações”, afirma Delton Pedroso Bastos Júnior, sócio-fundador da Bastos Juris. Com o reconhecimento dos excelentes serviços prestados e o crescimento do número de clientes, o escritório acaba de ganhar nova sede. São 200 m² no Centro Empresarial Três Rios, um edifício que tem o objetivo de atender plenamente as necessidades de empresários, com serviços de diversos setores. “Temos mais conforto para oferecer aos clientes e estamos prontos para atender a todos”, completa Delton. Para isso, basta agendar um horário no escritório, que funciona entre 8h e 18h durante a semana. Uma curiosidade interessante sobre os profissionais da Bastos Juris é que eles criam teses e buscam contribuir com

a região através de reuniões internas. “Criamos uma tese sobre a questão dos cadastros restritivos de crédito terem a obrigação de notificar as pessoas antes de acontecer a negativação. No começo, perdemos muitas ações, hoje já estamos ganhando várias”, informa Delton Bastos. Outra questão interessante debatida e discutida pela equipe poderá beneficiar a população do trecho entre Sapucaia e Volta Redonda. “Trata-se de um processo para que uma TV por assinatura libere o sinal da TV Globo na grade de canais disponíveis. Pegamos uma resolução da Anatel que explica que a liberação é obrigatória. Está aguardando julgamento e temos certeza que temos chance”, afirma o advogado. A equipe é formada, ainda, por Alessandro Alvim de Mattos, Rodrigo de Oliveira Lavinas, Glauco Capdeville Fajardo Sampaio e Pedro Teixeira Silva Junior.

ASSOCIADOS Os advogados são especializados em diferentes áreas

SÓCIO-FUNDADOR Delton Bastos atua com a equipe em todo o país

CENTRO EMPRESARIAL A nova sede foi inaugurada em março

O


“Temos mais conforto para oferecer aos clientes e estamos prontos para atender a todos�, Delton Bastos


Rua Sete de Setembro, 159, 4Âş andar Centro - TrĂŞs Rios/RJ Tel: (24) 2252-3651 / 2252-2821 bastosjuris@bastosjuris.com.br bastosjuris.com.br


CELULITE

ZERO Novo tratamento é indolor e duradouro

A

Novo endereço Av. Alberto Lavinas, 1261 Centro – Três Rios – RJ Tel.: (24) 2252–2663 / 2251-5691 facebook.com/priscilaestetica1 154 Abril | Maio

Priscila Estética inova mais uma vez e pensa, em primeiro lugar, no bem-estar dos clientes. Além da mudança de endereço (que passa da Avenida XV de Novembro para a Avenida Alberto Lavinas), com mais espaço e conforto, o centro de beleza se prepara para mais um lançamento que vai atender e superar as expectativas no tratamento contra as celulites. O freecel surge como uma alternativa a um processo cirúrgico, a subisição, que, até então, era realizado para o tratamento de celulites de grau avançado, além de ser invasivo e com diversos efeitos colaterais desconfortáveis. “Com essa técnica, conseguimos romper a fibrose sem usar métodos invasivos. Funciona com um ultrassom que age na frequência das fibroses e causa um pequeno hematoma, que sai após alguns dias”, explica a Drª Priscila Soares, fisioterapeuta, Diretora ténica da clínica. São necessárias, em média, quatro sessões para eliminar a celulite de forma indolor.

Como ele destrói a proteína que causou a celulite, o resultado tem uma durabilidade maior. Se, antes, havia necessidade de manutenções semanais, com o freecel elas podem ser feitas uma vez por mês. Em caso de feridas na região que o paciente pretende realizar o tratamento, este é desaconselhável. Novo ambiente, mais conforto e muitas novidades. Ah, em breve a Priscila Estética estará com novos tratamentos para eliminar de vez aquela gordura localizada que tanto incomoda. Você sabe o que é celulite?

Celulite é uma alteração de relevo na pele, presente principalmente em mulheres e surgem, na maioria dos casos, nos glúteos, culotes e abdômen. Ela é caracterizada por ondulações e causada por alterações no tecido gorduroso sob a pele. Entre os fatores do aparecimento estão a predisposição genética, alterações hormonais, alimentação inadequada e sedentarismo.


GASTRONOMIA

PRATO FEITO,

POR QUILO OU À LA CARTE? POR ALINE RICKLY

FOTOS REVISTA ON

Com o crescimento de vários setores da cidade, a instalação de grandes indústrias e uma população flutuante de 400 mil pessoas, a área da gastronomia começou a se fortalecer. Em contrapartida, alguns especialistas locais e consumidores citam a carência de restaurantes mais sofisticados e opções noturnas em Três Rios.

revistaon.com.br

155


GASTRONOMIA

D

e 2002 para 2012, o número de restaurantes no centro de Três Rios saltou de 19 para 36 e o de lanchonetes passou de 38 para 45. Os dados são do Censo Comercial realizado pela Fecomércio e mostram a demanda do setor na cidade que, em grande parte, deve-se à chegada de novas empresas e, consequentemente, um número maior de pessoas no dia a dia trirriense. Porém, alguns pontos sobre a diversidade de alimentação ainda são questionados e se mostram carentes, como a ausência da oferta de restaurantes sofisticados, com serviço à la Carte e alta gastronomia. De acordo com o presidente do Sicomércio, Julio Cezar Rezende de Freitas, o setor de serviços, de um modo em geral, teve um aumento significativo por conta da instalação das grandes indústrias. “Essas organizações estão modificando a rotina dos cidadãos, que passaram a se alimentar fora de casa com maior frequência. A migração da mão de obra de outras cidades para cá acarretou não só no crescimento como na qualificação deste segmento para atender efetivamente essa demanda”, ressalta. Para Julio, este é um setor que atrai públicos de todos os tipos, além de ser lucrativo. “Basta observar o número de novos estabelecimentos abertos nesse último ano”, constata. Bernadete Mattos é colunista da Revista On, formada em gastronomia e reside na cidade há seis anos. Para a especialista, o contexto do cenário gastronômico local acompanha o crescimento do município, mas com muitas dificuldades. “Três Rios era um local onde as pessoas iam almoçar em casa, elas não saíam para comer fora, essa é, basicamente, a cultura daqui. Entretanto, tenho percebido nos últimos meses um renascimento da economia gastronômica na região”, diz. Entre as deficiências do setor, Bernadete indica como fator principal a falta do atendimento de boa qualidade e a dificuldade em encontrar produtos requintados nos mercados locais. “A gastronomia não é só a comida. É o serviço, a forma de atendimento”, argumenta. Além disso, cita que não há um bom restaurante de carnes nem de alta gastronomia. “A cidade está mu156 Abril | Maio

AMBIENTE MODERNO O local está aberto há dois meses e atrai cerca de 300 pessoas por fim de semana

“A cidade está mudando e a mentalidade dos empresários também precisa mudar”, Bernadete Mattos

dando e a mentalidade dos empresários também precisa mudar”, destaca. Pensar na franquia italiana de fast food especializada em massas era apenas um sonho para quem vive ou trabalha no município, mas, no final de 2012, ele virou realidade. “Com o crescimento, Três Rios passou a contar com pessoas de regiões maiores e, assim, começam a se formar hábitos de consumo”, diz o empresário Marcelo Medeiros Barros, que apostou no conceito da alimentação no dia a dia não apenas neste investimento, mas em outros ligados à área. Para ele, especificamente no caso do restaurante e da pizzaria (que funcionam juntos), a ideia preencheu uma lacuna para que as pessoas possam almoçar na rua a qual-

COMIDA ITALIANA E PIZZA A novidade foi bem recebida pela população trirriense

quer hora, com o mesmo padrão de qualidade. “O público recebeu bem a novidade e temos tido um bom faturamento”, revela. O empresário conta que, ao resolver instalar o negócio, avaliou a tabela de preços e conseguiu fazer uma específica para a cidade. “Colocamos o valor abaixo das franquias de São Paulo e do Rio de Janeiro e, assim, ficamos com um preço competitivo para a região”, enfatiza. Elisanara da Silva Almeida mora em Areal e trabalha em Três Rios há um ano e meio. Ela considera as opções de


alimentação fracas. “É barato, mas não tem qualidade”. Elisa, como é chamada, gasta de R$ 200 a R$ 250 por mês com almoço. Já à noite, ela argumenta que não tem para onde ir. “Tem quantidade, mas os lugares não são bons”. O mercado, porém, é visto como promissor, tanto para investidores da cidade como de regiões próximas. Este é o caso da empresária petropolitana Manuela Vianna, que há três anos abriu um restaurante de comida italiana em Itaipava. “Apesar de não conhecer muito Três Rios, acompanho as notícias, pesquisas e tenho contato com pessoas que falam do crescimento do município. Então, comecei a pensar que a cidade não está preparada para receber esse público que está chegando”. Manuela conta que percebeu, principalmente, que nos finais de semana não tem nada aberto. “Eu não montaria

CONSUMIDOR Para Leonardo, a gastronomia local o atende satisfatoriamente como cliente

FUTURA INVESTIDORA Manuela pretende abrir um negócio em Três Rios

revistaon.com.br

157


GASTRONOMIA

um negócio agora porque não tenho condição de investir, mas acredito no potencial do segmento no local”, comenta. Mas há, também, quem não veja essa área como lucrativa, como Romário Guimarães, que há nove anos tem um restaurante especializado em frutos do mar em Itaipava e atende cerca de 600 pessoas por fim de semana. “Abri em Três Rios após muitos convites de clientes e não deu certo. Para obter sucesso, precisaria mudar toda a minha estrutura e isso eu não posso fazer. Acredito que a cidade é o futuro e não o presente”. O empresário percebeu que os próprios moradores do município preferem sair para comer em Itaipava ou Juiz de Fora. “No começo foi bom, mas depois foi caindo e não entendi. Eu apenas troquei figurinha, se não fechasse agora seria pior”, lamenta. Marcelo Marinho chegou por conta das notícias do crescimento. Para ele, as maiores dificuldades em ter um restaurante na cidade se concentram na facilidade que os próprios moradores têm de almoçar em casa e, também, das empresas grandes já virem com cozinhas próprias. “Além disso, os preços dos aluguéis são caríssimos e, na verdade, eu me decepcionei. Vendo, em média, 50 pratos diariamente, o que é muito pouco”. Silvana Barbosa Costa, que

COMIDA POR QUILO O resturante de Simone atende cerca de 700 pessoas diariamente 158 Abril | Maio

“Falta às pessoas enxergarem que é uma oportunidade. Elas precisam investir mais, sofisticar mais e ousar mais. Necessitamos da profissionalização do segmento”, gerente regional do Sebrae Jorge Pinho

tem o restaurante por quilo especializado em comida mineira, concorda em partes com Marcelo. “As empresas chegam, mas o salário dos funcionários não acompanha, eles recebem muito pouco”, diz. Silvana atende cerca de 200 pessoas por dia no início do mês e depois diminui. “O dinheiro gira na cidade em datas, mas o comércio gastronômico é lucrativo, se não fosse não abririam mais estabelecimentos”, afirma. Ela admite que a inauguração do shopping influenciou o negócio. “O aumento se deu mais pela vinda das lojas para o shopping que atraem pessoas de foras do que pelas indústrias”, garante. Para Simone Vasconcelos Rodrigues Matos, proprietária de duas unidades de restaurantes por quilo que movimentam quase 700 pessoas por dia (no Shopping Olga Sola e na Galeria Martha Dutra), o crescimento influenciou muito o movimento. “São estudantes, trabalhadores, pessoas da cidade e de fora que frequentam a casa diariamente”, revela. Leonardo Figueiredo Chaves é consumidor da gastronomia trirriense. Ele mora em Itaipava, trabalha em uma corretora de imóveis em Três Rios e acredita que a oferta de restaurantes e lanchonetes atende às pessoas que estão hoje na cidade, mas vai ficar precária no futuro. “Muitos consumidores que moram em outros lugares vão vir para cá e, com isso, a rede gastronômica vai ficar pequena. Além disso, não existe um bom lugar para jantar ou, pelo menos, eu não conheço. Apesar disso, o preço é justo e atende satisfatoriamente o meu perfil”. Nos últimos meses, o município passou a contar, ainda, com um ambiente

diferenciado que tem chamado a atenção da clientela. “A ideia é que o restaurante pertença a uma futura rede. A cidade está em ascensão, além de acharmos que Três Rios merece algo de qualidade. Com tudo isso, buscamos inovar com uma proposta de ‘conforto food’ (comida caseira com toque de chef)”, destaca o gerente, Vagner Gôuvea Ramos. Entre os diferenciais, Vagner cita o atendimento, o conforto, a qualidade e o preço acessível. “Atendemos mais ou menos 300 pessoas por fim de semana e temos um bom movimento durante a semana. A maioria do público são pessoas da cidade que buscavam algo do nosso nível”, finaliza o gerente. Festival Gastronômico

Para fortalecer o segmento, foi criado em 2010 o Festival Gastronômico de Três Rios, que valoriza a área na cidade. Segundo o secretário de Cultura e Turismo, Marcos Pinho, a ideia nasceu com a finalidade de dar vez, voz e oportunidade para a gastronomia local. “A ideia é aproveitar o crescimento e valorizar a comida no município. O objetivo é atrair pessoas de outros locais e qualificar a mão de obra através de oficinas. É, também, um palco de aprendizagem e troca de experiências”, afirma. Marcos ressalta que, através do festival, é possível movimentar a economia, criar cultura e o hábito local de frequentar restaurantes. Em 2013 acontece a terceira edição do evento e, de acordo com Marcos, promete ser ainda melhor. Com o tema “Viagem de Sabores”, irá contar com uma programação cultural intensa, além de uma novidade, que é o funcionamento do restaurante do chef à noite para servir pratos da alta gastronomia. O gerente regional do Sebrae, Jorge Pinho, acrescenta que os cursos de capacitação que ocorrem antes, durante e depois do festival contribuem para a profissionalização. “A gastronomia é complementar ao turismo, principalmente pelo perfil das pessoas que chegam a Três Rios que, geralmente, vem para negócios e desfrutam da alimentação”, sinaliza. Jorge revela alguns cursos que serão ministrados em 2013: “Melhoria tecnológica da inovação,


HENRIQUE MAGRO

ILUSÃO Marcelo foi atraído pelas notícias do crescimento, mas encontrou dificuldades, como aluguel caro

CHEF Barão é um dos organizadores do Festival Gastronômico de Três Rios

Administração de conflitos, Como manter a equipe motivada, Controles financeiros para bares e restaurantes, Harmonização de cardápios, Como controlar a qualidade dos produtos: perdas e desperdícios, entre outros”. Segundo ele, os cursos e oficinas contribuem para melhorar a qualidade do atendimento ao cliente (que possuem um nível de exigência) e profissionaliza os garçons. Ele salienta que os cursos são gratuitos para o setor gastronômico da cidade. “Falta que as pessoas enxerguem a oportunidade. Elas precisam investir mais, sofisticar mais e ousar mais. Necessitamos da profissionalização do segmento”, enfatiza. Já Alessandro Vieira, o chef Barão, que é um dos organizadores do evento, afirma que a proposta é trazer novidades técnicas, desenvolvimento e renda para a cidade. De acordo com ele, o setor gastronômico em Três Rios é promissor, mas tanto a população quanto as empresas devem acompanhar o crescimento do município e surpreender o cliente.

revistaon.com.br

159


VIAGEM CHECK-IN

UM SAFÁRI ENTRE AMIGOS FOTOS ARQUIVO PESSOAL

Após essa experiência, tive a comprovação da perfeição da natureza. Apesar de sempre estar perto dela, nunca havia tido contato tão próximo e ativo com a flora e principalmente com os animais. Esse contato se deu na África do Sul, mais precisamente em um safári de quatro dias realizado no Parque Nacional Kruger, na fronteira entre a África do Sul e Zimbábue e, sem dúvidas, foi uma das mais fantásticas viagens que realizei. A proposta, que por si só já era fantástica, se tornou mais fantástica ainda por ser realizada na companhia de amigos. Que se inicie a aventura...

160 Abril | Maio


Fauna i

ncrĂ­ve

l

Felino em tratamento

revistaon.com.br

161


VIAGEM CHECK-IN

A

vontade de conhecer de perto os animais vem desde pequeno e, por várias vezes, com eles eu estive, mas confesso que dessa foi diferente. Já tive a oportunidade de apreciar algumas espécies, mas sempre em espaços fechados ou em situações não naturais, acho que por isso me impressionei tanto ao ver os ‘Big Five’, nome dado aos cinco animais mais selvagens da natureza, de perto, livres e vivendo em seus habitats. O safári era mais um dos muitos programas que tínhamos programado para a viagem à África do Sul. Sabíamos que teríamos 17 dias de muita emoção e de programas exóticos e aventureiros, porém não tínhamos noção de que vivenciaríamos dias tão incríveis dentro daquele safári. Digo nós porque nessa aventura eu estava na companhia de dois amigos, o Rodrigo Zaquieu e a Bianca Lellis, que engrandeceram em todos os sentidos a viagem.

A experiência do safári acabou sendo agendada para o início da viagem pelo fato da proximidade com Johanesburgo, que seria a primeira cidade a ser explorada. Após visitar a capital do país, tomamos um carro e percorremos aproximadamente 700 km até a reserva de Guernsey, onde ficamos hospedados. Confesso que a viagem demorou bastante a passar e que viajamos bem angustiados, com o curioso fato de, no dia anterior, terem nos furtado mil dólares após a clonagem do cartão de crédito de um de nós. Aquela ‘vibe’ de lamentação pelo fato durou somente até cruzar a entrada da reserva, quando começamos a realmente vivenciar os ares de um safári africano. Daquele momento em diante, não tivemos tempo para pensar em nada que não fosse pertinente aos animais e seus arredores. Foram quatro dias intensos, desbravando as savanas em jipes durante diferentes períodos do dia, admirando os animais de perto, tendo contato com cidadãos nativos, conhecendo hospitais de recuperação de animais, apreciando a culinária local e, ainda, tendo a oportunidade de conhecer pessoas de diferentes lugares do mundo que estavam ali com o mesmo objetivo que nós.

Ao acordar com a visão de animais na porta da nossa habitação, tomávamos um café da manhã local e já tínhamos um jipe nos esperando para adentrar as savanas em busca dos animais. Era uma espécie de jogo, onde passávamos o dia à procura deles e, quando os achávamos, éramos premiados com imagens únicas e recompensadoras. No meio do dia parávamos para um rápido almoço e voltávamos para a segunda etapa da busca incessante pelos ‘Big Five’. Ah esses tais ‘Big Five’ nada mais são do que os elefantes, búfalos, rinocerontes, leopardos e, claro, os leões. Ao final do dia tínhamos um verdadeiro banquete de alimentos típicos da região acompanhado de música, dança e costumes locais. Assim passaram os quatro dias como se fossem quatro horas. Dessa forma, vivenciamos dias de imersão total em um safári africano, conseguimos ver de perto todos os ‘Big Five’ e estreitamos ainda mais os laços da nossa amizade. De lá, retornamos a Johanesburgo e ainda temos muitas histórias para contar na segunda parte da viagem na Cidade do Cabo, mas deixa isso para uma outra hora... Acho que nem preciso recomendar aos leitores da Revista On essa aventura. Diria que, mais que uma recomendação, é uma necessidade a ser cumprida por aqueles que admiram a natureza e, principalmente, os animais. See you soon!

e viagem

d Companheiros

Contato

com os a

nimais

s savanas

na Aventura 162 Abril | Maio


Parque Nacional Kruger Região Limpopo e Mpumalanga / África do Sul

Fronteiras Moçambique ao Leste e Zimbábue ao Norte

Inauguração 1898 Área 20 mil km²

Animais Aproximadamente 800 espécies diferentes Funcionários e colaboradores 1.885 permanentes e 200 temporários

Moeda Local Rande Sul Africano Temperatura média anual 24º C

Quando ir A melhor época para realizar um safári no Parque Nacional Kruger é durante os meses de junho e agosto, no inverno sul-africano, época que tem a observação dos animais facilitada. Como chegar Voando pela companhia South África Airways, no trecho São Paulo x Johanesburgo, e de lá até o parque, alugando um carro ou contratando um serviço de transfer. Os bilhetes aéreos custam em torno de R$ 2.100 para trechos de ida e volta. Onde ficar Aconselho algum tipo de acomodação dentro das divisas do parque. Existem várias opções, desde campings até hotéis de altíssima qualidade. Quanto aos valores, a variação também é grande, permitindo, assim, hospedagem para todos os tipos de bolsos. Onde comer Você terá as opções que seu acampamento, lodge ou hotel oferecer. O requinte dos pratos está condicionado ao nível de requinte da hospedagem

Animal símb olo de impo

nência

escolhida. De qualquer maneira, você terá a oportunidade de apreciar uma culinária bastante saborosa e com variada exploração de carnes e vegetais. Eu curti demais! O que fazer Explorar intensamente a cultura sul-africana, apreciar a culinária local, que é variada e muito apetitosa, e tentar ver os Big Five durante os dias de imersão no safári. Antes de viajar Turistas brasileiros não necessitam de visto para entrada no país e podem permanecer por até 90 dias consecutivos. Só é exigido o certificado de vacinação internacional contra a febre amarela. Quem leva A empresa BeTrip - Solução em viagens. Para maiores informações sobre roteiros, datas e valores: (24) 8829-2645 ou www.betrip.com.br

revistaon.com.br

163


VIAGEM CARTÃO POSTAL

A! P A P S O M E JÁ T POR

SO DIEGO RAPO

CONTATO@

DIEGORAPO

SO.COM

te com proi construída parcialmentros grandes fo ica síl Ba A e e em saber sobr contou com ou ssim como a curiosidad descobrirmos as jeto de Michelangelo e o tamanho é descomunal o novo papa, que tal Afinal de contas, arquitetos. Por dentro, um enorme espaço aberto , belezas do Vaticano? ver o papa”!? (186 metros de altura)sensação de paz enorme! É o nã a e a um m m Ro co a como “ir r todos os - e arejado, o menor Estado sobera recheado de obras de arte e história poestá a esculé o an tic Va do de da erar A Ci ito, ²), que podemos consid na entrada, ao lado dire no do mundo (0,44 kmteirão dentro de Roma. Com lados. Logo ”, esculpida por Michelangelo aos 25 tidão para praticamente um quar ais de 800 pessoas, é con- tura “La Pieta uir uma brecha na mul eg ns co m e o nt uc Te . po os de an o çã área popula os detalhes! do mundo, tanto pela poder observar de pertomos encontrar o Museu do Vasiderado o menor país habitantes. Seguindo o muro, va e, a fim de regular o fluxo, quanto pelo número dem os maiores segredos da é enorme té Não por isso, de nta com um patrimônio ticano. O acervo circuito predefinido que termina na co e um história ocidental e ar o fôlego. Comece pela a visita segu , a tão famosa “sala” onde é realizado o na tir sti artístico/cultural de desenhada por Bernini para Capela Si m o teto todo pintado por Michelangelo e Praça de São Pedro, sse visto pelo maior número conclave. Te não se admirar. Um dia é suficiente para permitir que o papa fo duas ferraduras, as colunas é impossível ticano. A entrada da basílica é gratuita, minissaia ou de fiéis. Em forma deparecer alinhadas se você se conhecer o Va em estiver de bermuda, ingresso para qu : ão te nç en m ate el as iv m cr in nm be pode não entra, sem choro! O das marcas no chão. A posicionar sobre uma domingo às 12h. Em frente manga cavadaem torno 15 euros e vale a pena comprar ção do papa ocorre no Pedro, a igreja mais bonita o museu ficat para evitar as filas. Para conferir mais está a Basílica de Sãoia de arquitetura e detalhes. pela interne do local, acesse o site www.vatican.va informações que já entrei. Uma joimpressionar! te As dimensões vão

A

Janeiro | Maio | Fevereiro 164 Abril


revistaon.com.br

165


fiobranco.com

166 Abril | Maio


VIAGEM DIÁRIO DE BORDO

cos s Por

do Baía Brasil País: Estados Unidos Estado: Flórida Área: 286,66 km² População: 278,300 hab.

Mirant e do Bo

ldró

Quando ir

De acordo com os guias, nunca chove em outubro e novembro, então é uma boa época. Como chegar

Fui de avião do Rio para Recife e, depois, de Recife até Fernando de Noronha. Antes de viajar

Planejar tudo, desde a taxa de permanência na ilha até a escolha da pousada e passeios. Não esquecer o protetor solar! Onde ficar

Recomendo a Pousada Simpatia da Ilha, mas lá existem várias outras pousadas ótimas. Onde comer

A própria pousada ou os restaurantes locais oferecem comidas deliciosas. O que fazer

Ilhatur, passeio de barco, PlanaSub, batismo de mergulho, trilhas, alugar um buggy, enfim... todos os passeios que a ilha oferece valem a pena!

Fernando de Noronha, a viagem dos sonhos de Maria Fernanda

M

inha viagem foi para um lugar muito especial, pois desde criança sonhava conhecer Fernando de Noronha. Meu namorado, sabendo disso, decidiu fazer uma surpresa e começou a pesquisar tudo com antecedência, afinal, por ser um local paradisíaco e preservado, tudo exigiu bastante planejamento, como a taxa de preservação ambiental, carteira do IBAMA dando acesso às praias restritas... enfim, muitos detalhes. Viajamos em novembro de 2012 e nos deparamos com dias lindos e ensolarados. Saímos do Aeroporto Galeão, no Rio de Janeiro, às 7h e chegamos em Recife por volta das 10h30. Aproveitamos para conhecer a famosa praia da Boa Viagem, pois nosso próximo voo seria somente às 15h, saindo de Recife direto para Fernando de Noronha. Assim foi feito e chegamos ao paraíso por volta das 16h. Valeu a pena todo o sacrifício da viagem e todo o planejamento minucioso, afinal o lugar é realmente um paraíso. Ficamos em uma pousada chamada Simpatia da Ilha, onde fomos muito bem atendidos e fica próxima às agências de turismo responsáveis pelos passeios na ilha. Essas agências são ótimas dicas, pois buscam e deixam na porta da pousada, além de darem todas as informações sobre os melhores passeios e mostrarem a melhor maneira de aproveitar a viagem, com segurança e guias qualificados para isso. Opções de diversão não faltam em Fernando de Noronha. Fizemos o passeio chamado Ilhatur, no qual se conhece 90% da ilha, explorando o paraíso em uma revistaon.com.br

167


VIAGEM DIÁRIO DE BORDO

caminhonete e, também, por trilhas, com um guia contando todas as histórias locais, da fauna e da flora, e mostrando os lugares mais lindos. Acontecem algumas paradas para banho de mar e para mergulho nas principais praias, como a Baía do Sancho, Baía do Sueste e Baía dos Porcos, todas magníficas. Tartarugas, peixes, arraias e até tubarões ficam ao seu redor o tempo todo, é muito lindo! Porém, a fiscalização é rigorosa e não podemos tocar ou pegar os animais, só apreciar tanta beleza. Além desse, fizemos o passeio de barco pela ilha, no qual pudemos ver vários golfinhos de perto e mergulhar com tartarugas, arraias e peixes diferentes. O PlanaSub, outro passeio famoso do local, é bem emocionante: um barco te puxa enquanto você segura uma prancha, com máscara e snork, para visualizar o fundo do mar e suas maravilhas. Fizemos, ainda, o batismo de mergulho, com toda a segurança (incluindo um guia só para você), a 12 metros de profundidade. Pura adrenalina! Ainda há a opção de alugar um buggy por 24 horas para voltar nas praias mais lindas e ver (ou rever) todas as belezas de Noronha, além da aventura de dirigir por um lugar tão lindo e perfeito! A gastronomia é riquíssima, representada principalmente por peixes e frutos do mar. A comida é realmente deliciosa. Entre os pratos típicos estão o peixe na folha de bananeira e a moqueca de frutos do mar. A viagem é um sonho, afinal Fernando de Noronha é um paraíso mais lindo que eu imaginava. Ficará na memória para sempre como a melhor viagem da minha vida!

168 Abril | Maio

Lugar

dos s

Baía do Sanch o

onho

s


PlanaSub

Praia do Le達o

revistaon.com.br

169


SABORES

Ceviche

C

eviche é um prato de origem peruana baseado em peixe cru marinado em suco de limão ou outro cítrico. O essencial é que o pescado seja branco (sem muita gordura nem vermelho como o atum), mas de carne firme; camarão, lagosta ou mesmo polvo também podem ser usados. A laranja-azeda também pode ser usada, mas um citrico que confere um sabor especial é a lima, um pequeno limão com a casca e a polpa esverdeadas. Um importante ingrediente da preparação do Ceviche é o “leche de tigre”, suco feito com o peixe marinado na lima com os outros componentes. O nome “leite” se deve à de cor branca e o “tigre” ao fato desse molho ser usado no Peru para curar “ressacas” e para dar força a quem o ingere. Outros ingredientes “obrigatórios”, pelo menos no Peru, onde é considerado o “prato nacional”, são a cebola e o piri-piri ou pimenta (no sentido brasileiro). Ingredientes acessórios, mas aparentemente muito importantes naqueles países, são o abacate, o milho ou a batata-doce, ou seja, um “legume” para dar mais “consistência” ao prato. A salsa, o coentro e outros “cheiros verdes” também são sempre utilizados. Uma primeira versão do Ceviche foi registrada por volta de 2000 a.C. com o povo Mochica, do litoral norte do Peru, onde o peixe era marinado em suco de tumbo (similar ao maracujá). Os incas faziam algo similar usando “chincha”, bebida fermentada de milho. Ainda em tempos pré-colombianos foi acrescentada a pimenta “aji”, muito picante, hoje obrigatória nesse prato. O limão só passou a ser usado a partir do século XVI, quando chegaram os espanhóis, sendo hoje indispensável nas receitas. Embora presente em toda a América do Sul andina, somente os peruanos transformaram o Ceviche em orgulho nacional como parte do patrimônio cultural do país. O dia 28 de julho, véspera do dia de São Pedro, é a data comemorativa. Há, somente em Lima, mais de 2.000 restaurantes especializados, as “cevicherias”. O gastrônomo peruano Gastón Acúrio tem filiais de sua “Chevicheria” em várias cidades do mundo.

170 Abril | Maio

INGREDIENTES

300 gramas de cebola roxa Pimenta dedo de moça (sem sementes) picada a gosto 1 kg de linguado 8 limões Sal a gosto


MODO DE FAZER

JCLICK

Coloque o peixe fresco limpo, cortado em finas fatias transversais, em uma travessa funda com cebolas cortadas à Juliana [fatias finas]. Tempere com sal, coentro, cebolinha, misture com a mão, adicione a pimenta picada e o suco dos 8 limões. Aguarde 30 minutos e estará pronto para ser degustado.

Bernadete Mattos Consultora graduada em gastronomia bemattos1@gmail.com Luiz Cesar Apresentador do programa Papo Gourmet, no Canal 5 luizcesarcl@uol.com.br

revistaon.com.br

171


SABORES

Salada da Maricota Dia das Mães

A

memorada no segundo domingo de maio. Mãe é a mulher que gera e dá à luz um filho, mas também pode ser aquela que cria um ente querido como se fosse sua geradora, dando-lhe carinho, proteção, educação, caráter disciplina e amor. As mães merecem respeito e amor dos filhos, da família e dos amigos. E para homenagear a minha eterna mãe Maria Aparecida, a Salada da Maricota.

No Brasil, nos Estados Unidos, Japão, Turquia e Itália, a data é comemorada no segundo domingo de maio. A festa fez tanto sucesso que no dia 26 de abril de 1910, o governador de Virgínia Ocidental, William E. Glasscock, incorporou o Dia das Mães ao calendário de datas comemorativas daquele estado e, em 1914, o presidente americano Thomas Woodrow Wilson oficializou a data, e a comemoração se difundiu pelo mundo afora. No Brasil, a data foi instituída pela associação cristã de moços, em 12 de maio de 1918, sendo oficializada pelo presidente Getúlio Vargas, no ano de 1932. Assim como no Brasil, nos Estados Unidos, Japão, Turquia e Itália, a data é co-

INGREDIENTES

MARCIO SCHMIDT

s mães são homenageadas desde os tempos mais antigos. Os povos gregos faziam uma comemoração à mãe dos deuses, Reia. Na Idade Média, os trabalhadores que moravam longe de suas famílias ganhavam um dia para visitar suas mães, o que os ingleses chamavam de “mothering day”. Mas a data surgiu em virtude do sofrimento de uma americana, Anna Jarvis, no Estado da Virgínia Ocidental, que iniciou a campanha para instituir o Dia das Mães. Em 1905, Anna, filha de pastores, perdeu a mãe e entrou em grande depressão. Preocupadas com aquele sofrimento, algumas amigas tiveram a ideia de perpetuar a memória de sua mãe com uma festa. Anna quis que a festa fosse estendida a todas as mães, vivas ou mortas, com um dia em que todos os filhos se lembrassem e as homenageassem. A ideia era fortalecer os laços familiares e o respeito pelos pais.

1/2kg de peito de frango temperado e cozido, desfiado 150g de uva-passa branca sem semente 1 maçã verde picadinha 1 talo de salsão picado 2 cenouras pequena raladas 1 lata de milho verde escorrido 1 vidro de palmito picado e escorrido 150g de azeitonas verdes cortadas 1 colher (sopa) de mostarda Dijon 50g de presunto picado em cubinhos 6 colheres (sopa) de creme de leite ou de Iogurte natural Sal e pimenta-do-reino a gosto 1 galho de tomilho picado 1 pitada de açúcar DECORAÇÃO

Folhas de alface roxa e agrião para decorar o prato Salsinha e cebolinha a gosto 250g de batata chips SALADA DA MARICOTA A receita foi escolhida para homenagear as mães

172 Abril | Maio


HENRIQUE MAGRO

MODO DE PREPARO

Junte o frango desfiado com todos os ingredientes e misture bem. Tempere com o sal, a pitada de açúcar, a pimenta a gosto e o tomilho picado. Forre um prato ou travessa com folhas de alface roxa e folhas de agrião e coloque a salada no meio. Salpique com a salsinha, a cebolinha e distribua a batata chips por cima, Leve à geladeira até a hora de servir. Decorar com um galho de tomilho.

HENRIQUE MAGRO

Barão Chef do restaurante Barão Gastronomia & Eventos, indicado e recomendado pelo Guia Quatro Rodas 2012 e 2013. www.baraogastronomia.com.br Facebook.com/baraogastronomiaeventos contato@baraogastronomia.com.br

OPS! ERRAMOS

Na edição anterior, erramos ao publicar a lista de ingredientes na receita do “Pernil de Cabrito a Antenor”. A Revista On pede desculpas ao chef Barão e aos leitores pela falha. Confira a receita correta do Pernil de Cabrito a Antenor. INGREDIENTES

1 pernil de cabrito de 1,5kg a 1,8kg 1 molho de sálvia debulhado 2 ramos de alecrim debulhado 3 ramos de tomilho debulhado Raspas de 1 limão taiti Pimenta do reino a gosto Sal a gosto 1 cebola bem picada 4 dentes de alho bem picado 1 garrafa de vinho tinto seco 500 ml de água filtrada Rendimento: para 6 pessoas

MODO DE PREPARO

Em um recipiente coloque a cebola picada, o alho picado, a sálvia, o tomilho, o alecrim, as raspas de limão a pimenta do reino a gosto, o sal a gosto. Misture bem todos os temperos e, em seguida, coloque a água e misture. Reserve. Coloque o pernil de cabrito em uma bandeja plástica e cubra com todo o tempero. Passe um filme na bandeja plástica e leve a geladeira por 24 horas, virando o pernil pelo menos quatro vezes. Caso não tenha uma caixa plástica, coloque o pernil de cabrito em um saco plástico com o tempero e amarre com barbante a boca do saco

plástico e leve à geladeira. No dia seguinte coloque o pernil temperado em um tabuleiro, acrescente o vinho tinto e cubra o tabuleiro com papel alumínio. Leve o pernil de cabrito ao forno 180 graus por 2 horas para cozinhar. Em seguida, retire o papel alumínio, retorne o pernil ao forno para dourar e vá regando com o molho para não ressecar. Sirva o Pernil de Cabrito a Antenor com o molho e legumes cozidos no vapor ou legumes assado com azeite, tomilho e alho porro. revistaon.com.br

173


GUIA

Música

Cinema

VAI QUE DÁ CERTO (MAURÍCIO FARIAS - 2013)

CAMERATA DE VIOLÕES A Camerata de Violões de Três Rios tornouse, em pouco mais de um ano de existência, uma das maiores do Brasil. Começou com 30 integrantes e já conta com 60 músicos. A ideia partiu do músico Felipe Carretiero, hoje maestro do grupo, com o intuito de criar um mercado de trabalho para os músicos que se formam na cidade. O projeto é patrocinado pela prefeitura de Três Rios. A intenção do maestro é que, em breve, os integrantes

sejam recompensados financeiramente por se apresentarem na camerata. As apresentações da Camerata têm um repertório eclético, com música popular, celta e rock. Em novembro de 2012, foi gravado o primeiro DVD de registro do grupo de músicos, que tem previsão de lançamento ainda para o primeiro semestre deste ano e contou com as participações de João Gumury e Adler Tatagiba.

Para conferir os primeiros vídeos do DVD, acesse: youtube.com/carretiero

174 Abril | Maio

Do mesmo diretor de “Verônica” e “O Coronel e Lobisomem”, a ideia do filme surgiu em 1994, o argumento foi apresentado dez anos depois a uma produtora e apenas agora o longa entra em cartaz. A comédia narra o reencontro de cinco amigos de adolescência que chegam a conclusão que não conseguiram realizar os sonhos que projetaram para a vida. Para recuperar o tempo perdido e mudar o cenário, os amigos colocam em prática o plano de assaltar uma transportadora de valores. No elenco estão atores consagrados por atuações em comédias, seja na TV, teatro ou cinema: Bruno Mazzeo, Danton Mello, Lúcio Mauro Filho, Natalia Lage, Gregório Duvivier, Lúcio Mauro, Fábio Porchat e Felipe Abib.


Pare de fazer cera!

Faça como todo mundo: evolua para fotodepilação. Fotodepilação é melhor do que cera. Agende uma sessão e descubra as vantagens com a pioneira em fotodepilação com preço único no mundo. Com mais de 1.300 unidades em 15 países, que possui os profissionais mais bem treinados e qualificados do mercado.

1º ANO

CERA

NÃO + PÊLO

PREÇO

R$ 540,

R$ 480,

FREQUÊNCIA*

CADA 21 DIAS

CADA 30 DIAS

NÃO MUDA

MAIOR

PREÇO

R$ 540,

R$ 120,

FREQUÊNCIA*

CADA 21 DIAS

POUCAS AO ANO

NÃO MUDA

MAIOR

INTERVALO

2º ANO

INTERVALO

* O número de sessões depende de diversos fatores, como fototipo da pele, área tratada, características do pelo, sexo, idade e estado hormonal.

UNIDADE PETRÓPOLIS Rua Dezesseis de Março, 349 Loja 05 Centro | (24) 2246-0653

UNIDADE TRÊS RIOS Rua da Bandeira, 41 Loja 05 Centro | (24) 2220-2530

líder mundial em fotodepilação

Feita com luz, como um flash. revistaon.com.br

175


176 Abril | Maio


FB | Revista On Três Rios #14