Page 1

1 9 Metró ole www:metropolejornal.com.br

R$

Terça-feira

Ano 19 | Nº 4467 | 13 de março de 2018

1,20

Diário de Circulação Nacional

Estado propõe marco regulatório para biogás e biometano Orlando Kissner/ANPr

» O governador Beto Richa assinou nesta segundafeira (12), na sede da Federação da Agricultura do Paraná (Faep), em Curitiba, mensagem de lei propondo a instituição de marco regulatório do biogás e biometano no Paraná. Elaborada pelo Governo do Estado, em parceria com o setor produtivo, a proposta foi enviada à Assembleia Legislativa onde tramitará na forma de projeto de lei. A iniciativa faz parte do Programa Paranaense de Energias Renováveis e o objetivo é dar segurança jurídica a empreendedores que desejam investir neste setor e abrir oportunidades de negócios baseados nas energias renováveis. Com o marco regulatório, afirmou Richa, o Estado avançará no compromisso que assumiu com a Organização das Nações Unidades (ONU) para um desenvolvimento sustentável. Página 3

Pinhais agiliza expedição de alvará de Construção e Certificado de Vistoria O governador Beto Richa assinou nesta segunda-feira (12), na sede da Federação da Agricultura do Paraná (Faep), em Curitiba, mensagem de lei propondo a instituição de marco regulatório do biogás e biometano no Paraná

» Vários bairros de São José dos Pinhais estão recebendo um trabalho minucioso de manutenção das redes de captação de águas pluviais e a substituição das manilhas quebradas por novas e maiores para dar mais vazão às águas. Nesta semana, os moradores do Costeirinha, no bairro Costeira, foram contemplados com este trabalho feito pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Obras, onde a rede de captação da Rua C está passando por manutenção para evitar transtornos aos moradores em períodos de chuva.

Página 4

Divulgação/PMSJP

Prefeitura realiza obras emergenciais no Costeirinha

Equipes da Secretaria de Obras trabalham na manutenção da rede de captação no Costeirinha

» A Prefeitura de Pinhais publicou o Decreto 103/ 2018 que trata da simplificação dos processos de expedição de alvará de construção e expedição de certificado de conclusão de obra. As principais mudanças são

Paraná abre comemorações dos 110 anos da imigração japonesa » O governador Beto Richa e o cônsul-geral do Japão em Curitiba, Hajime Kimura, abriram oficialmente nesta segunda-feira (12), no Palácio Iguaçu, as comemorações pelos 110 anos da imigração japonesa no Paraná. Na mesma solenidade, foi lançado em parceria com os Correios um selo comemorativo à data. Também foi criada a comissão estadual dos 110 anos de Imigração que organizará as festividades no Estado. Richa ressaltou que os

Lucio Rasera, Otelo Queirolo, Carlos Fracaro e Isabel Witters Gomm (Bigorrilho); Thomaz Edison (Prado Velho); e Professor Luiz Carlos Pereira da Silva (Jardim Botânico). Já na Regional do Tatuquara, serão recuperadas as ruas Lucas Carvalho, Lídia Carvalho Bertoldi, Belmira Carvalho Bertoldi e Marcos Bertoldi, no bairro Campo de Santana, e a Estrada Delegado Bruno de Almeida, ligação entre a Caximba e o Campo de Santana, já iniciada. No bairro Tatuquara, as ruas que vão ganhar asfalto novo são: Faustino Batista Burbello, Faustino Raimundo Pellanda, Matheus Luiz Dalagassa, João Amadeu Pedro Bom e a Antonio Zanon.

Pedro Ribas/SMCS

Festas nas regionais Matriz e Tatuquara têm anúncio de obras e shows de etnias » Com danças folclóricas, bolo e música da Banda Lyra Curitibana, as regionais da Matriz e Tatuquara foram as primeiras a comemorar o aniversário de Curitiba, que fará 325 anos no dia 29 de março. O prefeito Rafael Greca, acompanhado do vice-prefeito, Eduardo Pimentel, distribuiu bolo para crianças das escolas municipais que participaram das festas e anunciou obras para as duas regionais. Na Matriz, Greca anunciou a renovação do asfalto nas ruas Albano Reis (Ahú); Nossa Senhora da Penha e Delegado Leopoldo Belczak (Cristo Rei); Romano Bortagnoli, Pedro Nolasko Pizzato e Edmundo Saporski (Mercês);

a redução do prazo para análise dos protocolos, além da simplificação e agilidade nas correções. A partir de agora, as análises dos projetos contemplarão somente os parâmetros construtivos Página 8 relevantes.

eventos são uma forma de reconhecimento à contribuição da comunidade japonesa para a formação cultural e econômica do Paraná. “Nosso Estado deve muito à comunidade japonesa, que com seu trabalho e valores ajudam a construir o Paraná que hoje o Brasil admira”, afirmou. “São contribuições notáveis, como na agricultura que é a base da economia paranaense”, disse. Os 110 anos da imigração japonesa estreitam ainda mais as relações do Paraná com o Japão. “O Paraná tem laços de irmandade com a província de Hyogo e quatro municípios paranaenses têm irmandade com cidades japonesas”, lembrou o governador. Curitiba é cidade-irmã de Himeji; Londrina de Nishinomiya; Maringá de Kakogawa; e Paranaguá de Awaji-shi

Editais página 8


2

| Terça-feira, 13 de março de 2018 |

AB Notícias

abnoticias@abcom.com.br (41) 3014-6764

PRONTO ATENDIMENTO Arapongas, norte do Paraná, contará com a reforma do antigo Pronto Atendimento Municipal e do Centro de Especialidades Jaime de Lima. O investimento, no valor de R$ 829 mil, vai possibilitar a reabertura do serviço 24 horas, fechado há anos por conta da precariedade das instalações.

PRAÇA OSWALDO CRUZ O Centro de Esporte e Lazer Dirceu Graeser, maior estrutura pública da capital paranaense para atividades físicas, foi reinaugurado. A unidade, localizada na Praça Oswaldo Cruz, no centro da capital, passou por obra de revitalização que começou em fevereiro de 2015. Com investimentos de R$ 3,9 milhões, o espaço conta agora com piscina externa coberta e aquecida, uma antiga solicitação dos usuários do centro esportivo.

Presidente da Câmara visita novas instalações da Escola Judiciária Eleitoral do TRE Paraná O presidente da Câmara Municipal, vereador Professor Assis, visitou (07), as novas instalações da Escola Judiciária Eleitoral do TRE Paraná, inaugurada no último mês de janeiro. Acompanhado da equipe da Escola da Cidadania do Legislativo, Assis foi recebido pelo presidente do órgão, desembargador Luiz Taro Oyama. O Tribunal Regional Eleitoral, por meio da EJE, é parceiro da Câmara no Projeto Parlamento Jovem/Vereador Mirim. Em 2017 e no decorrer deste ano, alunos do ensino médio têm vivenciado na prática o trabalho legislativo exercido pela Casa e pelos vereadores. A coordenadora da EJE, Juliana Paula Zigovski, acompanhou os visitantes em tour pelo espaço cultural, o museu da justiça eleitoral e a biblioteca. “A parceria com o TRE tem enriquecido os programas da Escola de Cidadania. Por isso, fortaleceremos o trabalho para 2018”, disse Assis.

PRODUÇÃO DE MEDICAMENTO O Instituto de Tecnologia do Paraná investirá R$ 82 milhões para a construção de um Centro de Desenvolvimento e Produção de Medicamentos Biológicos em Maringá. A unidade vai produzir medicamentos para o sistema público, principalmente os utilizados no tratamento de câncer e de artrite reumatoide.

FESTIVAL DE CURITIBA O Fringe do Festival de Teatro de Curitiba 2018 chega a sua 21ª edição com 20 mostras específicas, um número recorde. As mostras ocuparão espaços da capital paranaense e região metropolitana. O evento acontece entre os dias 27 de março e 8 de abril. No total, serão 372 espetáculos do Brasil, Portugal, Chile, Uruguai e Colômbia, e quase 1,5 mil apresentações.

LITERATURA BRASILEIRA Nelson Rodrigues é o homenageado da edição de março do jornal Cândido, editado mensalmente pela Biblioteca Pública do Paraná. Morto há 38 anos, o autor deixou uma obra desafiadora, instigante e atualíssima. O Cândido tem tiragem mensal de 10 mil exemplares e é distribuído gratuitamente na Biblioteca Pública do Paraná e em diversos pontos de cultura de Curitiba.

OFICINA DE FOTOGRAFIA O Museu da Imagem e do Som do Paraná em Curitiba promove dois cursos em março. A “Oficina como filmar e editar no celular” será no dia 13 de março. No dia 28, das 19h às 21h30, ocorre a “Oficina de fotografia em celular” com mediação da fotógrafa Paty Zupo. As inscrições para as duas oficinas devem ser feitas pelo e-mail aamispr@gmail.com e é necessário que o aluno leve seu próprio smartphone ou tablet.

RESPONSABILIDADE SOCIAL A Ceasa Paraná repassará cerca de 16 mil quilos de hortigranjeiros para 12 comunidades carentes dos bairros Portão e Cidade Industrial de Curitiba que tiveram áreas alagadas em função da forte chuva no último fim de semana. Os produtos foram doados pelos agricultores e permissionários atacadistas que atuam na Ceasa de Curitiba. A estimativa é que 2,6 mil famílias sejam atendidas com a iniciativa do programa Banco de Alimentos da Ceasa.

MÚSICA EM PAUTA A Orquestra Sinfônica do Paraná estreia o projeto Música de Câmara no dia 14 em Curitiba. Idealizada pelo maestro titular Stefan Geiger, a iniciativa tem como objetivo a formação de novas plateias, além de mostrar a versatilidade dos músicos. O concerto apresentará duas obras de Richard Strauss e de Johannes Brahms.

No Sudoeste, Osmar defende investimentos em infraestrutura Em agenda pelo região Sudoeste, Osmar Dias destacou a necessidade de investimentos em infraestrutura que alavanquem a produção e industrialização do estado. Para Osmar, que é pré-candidato ao Governo do Estado, este é um dos desafios que precisam ser enfrentados de forma urgente nos próximos anos no Paraná. “Uma das principais reivindicações que tenho ouvido dos cidadãos, empresários e produtores em todo o Paraná é a melhoria das estradas. É um problema que temos de resolver com planejamento e efetividade, pois o desenvolvimento das cidades e o fortalecimento da economia e da agricultura passa necessariamente por uma infraestrutura mais ade-

quada aos dias atuais”, disse Osmar, que esteve com lideranças das cidades de Pato Branco e Francisco Beltrão. Osmar também pontuou que deve apresentar em seu plano de governo novos programas de apoio à agricultura, base econômica do Paraná, e em especial aos pequenos agricultores. “Vamos retomar programas que assegurem que o aumento da produtividade e renda e investir também na agricultura de precisão e na agroindustrialização”, frisou. Os encontros foram organizados pela Coordenação Estadual do PDT no Sudoeste, sob liderança dos deputados Nelson Luersen (estadual) e Assis do Couto (federal), e do prefeito de Pato Branco, Augustinho Zucchi.

Decreto beneficia policiais civis aposentados por invalidez O Governo do Estado corrigiu na quinta-feira (8) o Decreto que regulamenta a concessão do benefício pecuniário pago a servidores aposentados por invalidez considerados hipossuficientes – pessoas sem condições físicas de sustento próprio. Com isso, quatro policiais civis que haviam sido excluídos do recebimento em decisão anterior, voltam a ter o direito pago mensalmente. “Fico feliz com esta notícia por uma questão de justiça, já que esse benefício é um direito dos policiais que necessitam de cuidados especiais por terem sofrido acidente em combate”, afirmou o deputado Delegado Recalcatti (PSD). Agora os quatro policiais civis passaram a ter tratamento isonômico com os cerca de 500 policiais militares que já recebem o benefício. Criada em 2013, a regulamentação do benefício sofreu diversas alterações nos últimos meses, chegando a excluir até os PMs.

FOMENTO PARANÁ Estão abertas as inscrições para o Curso de Formação de Agentes de Crédito da Fomento Paraná. O treinamento é feito em duas etapas. Uma turma terá aulas em Londrina e em Maringá. As vagas são limitadas a 25 por turma. O curso é destinado a capacitar funcionários e servidores de entidades parceiras, como prefeituras, sindicatos patronais, federações e associações comerciais e industriais que atuarão como agentes de crédito nos municípios.

SAÚDE DA MULHER R$ 13,1 milhões serão aplicados na construção do Centro de Saúde da Mulher do Hospital do Trabalhador, em Curitiba, que ampliará o número de leitos da instituição de 222 para 302. O prédio está com 90% das obras concluídas, com a finalização prevista para o primeiro semestre deste ano. Em média, o hospital faz cerca de 250 partos, 80 deles cesáreas, além de aproximadamente de 1,6 mil atendimentos obstétricos por mês.

Metró ole SAÚDE 5 Mitos e Verdades da Endoscopia Digestiva

Fundador: Ary Leonel da Cruz

Home Page: www.metropolejornal.com.br Curitiba / PR EDITAL CENTER LTDA

CNPJ nº 04.150.383/0001-35 Diretor Comercial: Maurício Mosson Rua Amintas de Barros, 164 – Centro Conj 46 – CEP 80.060-205 Fones: (41) 3024-6766 Email: cial@ctbametropole.com.br São José dos Pinhais / PR Rua Dr. Manoel Ribeiro de Campos, 756 Centro - CEP 83.005-310 Fones: (41) 3383-6650 / (41) 3383-0421 Contato Redação – e-mail: lustosa@onda.com.br Departamento Comercial / Administrativo Email: adm.metropole@hotmail.com Filiado: Sindicato das Empresas de Jornais e Revistas do Estado do Paraná ADI – PR – Associação dos Diários do Interior Representante em Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília: Central e Comunicação – SCS – QD 02 – Bl. D/Salas 1002/1003 – Edif. Oscar Niemeyer CEP 70.316-900 – Brasília – Distrito Federal Fones: (41) 3323-4071 – (41) 98133-3400 As matérias opinativas que venham assinadas, não expressam necessariamente a opinião do jornal

Um dos métodos mais simples e seguros para detecção de doenças do aparelho digestivo, a endoscopia digestiva alta ainda é constantemente envolvida em mitos. O procedimento faz parte da chamada “medicina preventiva”, cuja promoção é fundamental, sobretudo ao pensarmos em doenças importantes, como o câncer. Com o exame, é possível detectar neoplasias ainda em estágio inicial, de forma não invasiva, aumentando as chances de cura. “Atualmente, os aparelhos que realizam endoscopia são equipados com câmeras sensíveis e de alta definição, que permitem verificar com precisão a superfície dos órgãos. Além disso, podemos realizar magnificação da imagem e filtros de cromoscopia que auxiliam no diagnóstico precoce. O

procedimento é indicado para pacientes que tenham histórico familiar de problemas digestivos, além dos que apresentam dor e queimação na boca do estômago, má digestão, azia, sensação de estufamento após ingerir pequenas porções de comida, e perda de peso e/ ou anemia sem motivo aparente”, explica o Dr. Tomazo Franzini, diretor da Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva (SOBED). O especialista reforça a necessidade de informar-se acerca do procedimento, para não deixar que lendas impeçam a sua realização. Corroborando para a difusão desses dados, o diretor da SOBED esclarece mitos e verdades referentes à Endoscopia Digestiva Alta. Fazer endoscopia dói. MITO A endoscopia digestiva é

um exame completamente indolor, pois um sedativo é utilizado, evitando qualquer tipo de desconforto. Deve-se levar um acompanhante. VERDADE O exame só pode ser realizado com a presença de um adulto maior de 18 anos como acompanhante, que será o responsável por levar o paciente de volta para casa. Durante o exame, a respiração é comprometida. MITO Os caminhos do exame não são os mesmos da respiração: o endoscópio é introduzido pela boca e encaminhado ao esôfago; já o ar entra pelo nariz, passando pela laringe e traqueia até alcançar o esôfago. A endoscopia também pode ser

usada para tratamento. VERDADE Pólipos e até câncer em estágio inicial podem ser removidos por meio de acessórios específicos. Hemorragias causadas por úlcera ou ruptura de varizes no esôfago ou estômago também podem receber o tratamento por meio da endoscopia digestiva. Fístulas no esôfago e estômago podem ser tratadas com clips ou próteses, estas últimas também utilizadas em casos de paliação de tumores avançados. É um procedimento demorado. DEPENDE Se for usado apenas para rastreio, pode durar aproximadamente 10 a 15 minutos. Esse tempo pode ser maior, caso a endoscopia seja para fins terapêuticos.


| Terça-feira, 13 de março de 2018 |

O governador Beto Richa assinou nesta segunda-feira (12), na sede da Federação da Agricultura do Paraná (Faep), em Curitiba, mensagem de lei propondo a instituição de marco regulatório do biogás e biometano no Paraná. Elaborada pelo Governo do Estado, em parceria com o setor produtivo, a proposta foi enviada à Assembleia Legislativa onde tramitará na forma de projeto de lei. A iniciativa faz parte do Programa Paranaense de Energias Renováveis e o objetivo é dar segurança jurídica a empreendedores que desejam investir neste setor e abrir oportunidades de negócios baseados nas energias renováveis. Com o marco regulatório, afirmou Richa, o Estado avançará no compromisso que assumiu com a Organização das Nações Unidades (ONU) para um desenvolvimento sustentável. “O Paraná foi o primeiro estado do mundo a aderir aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Por isso buscamos aperfeiçoar as políticas públicas e ações de governo para ampliar o uso de energia renovável e diminuir a emissão de gases do efeito estufa”, disse ele. A assinatura da mensagem aconteceu durante a posse da diretoria da Faep. O presidente da entidade, Ágide Meneguette, foi reconduzido a um novo mandato de três anos. O encontro reuniu produtores, dirigentes de sindicatos rurais de todo o Estado e diretores da Faep. O evento contou com a presença dos secretários estaduais Norberto Ortigara (Agricultura e Abastecimento) e Juraci Barbosa Sobrinho (Planejamento e Coordenação Geral). Meneguette explicou que a Faep está diretamente envolvida na elaboração do marco regulatório, promovendo reuniões com produtores rurais de todo o Estado e visitas técnicas a plantas de biogás no exterior. “A produção de biogás traz benefícios não só aos produtores, mas também à sociedade e ao meio ambiente. Vamos usar resíduos que são poluentes para produ-

Orlando Kissner/ANPr

Estado propõe marco regulatório para biogás e biometano

zir biogás, biometano e adubo para fertilização do solo”, disse. PROJETOS Dois projetos foram enviados para a Assembleia Legislativa. Um dispõe sobre a Política Estadual do Biogás e Biometano, incluindo também a produção de biofertilizantes. O outro altera a Lei Complementar 205/17, que trata dos serviços de distribuição de gás canalizado no Paraná. Além disso, será assinado um novo decreto do Paraná Competitivo, permitindo que as empresas utilizem créditos de ICMS para financiar a construção de biodigestores. O Instituto Ambiental do Paraná vai também expedir uma portaria para tratar do licenciamento ambiental do setor. Com isso, será criado um arcabouço jurídico que dá segurança ao agronegócio, comércio, indústria e prestadores de serviços das cadeias produtivas do biogás e do biometano quanto aos aspectos regulatórios, ambientais e tributários para o desenvolvimento do setor. POTENCIAL De acordo com o Centro Internacional de Energias Renováveis (Cibiogás), o Paraná tem o potencial de produzir 20 milhões de metros cúbicos de biogás, o que equivale ao abastecimento de 4 milhões de residência com o consumo médio

de 217 kW/h. É o estado com maior potencial do Brasil, segundo o diretor-presidente da Cibiogás, Rodrigo Régis. “O Estado tem também a maior diversidade de tecnologias e de plantas para geração de energia. Existe conhecimento técnico e um ambiente favorável, mas faltava um marco legal para criar um ambiente político e institucional para consolidar o biogás como um novo vetor econômico do Estado”, afirmou Régis. Para o presidente da Copel, Antonio Guetter, a diversificação das fontes de energia garante grandes benefícios ao Estado. “Da mesma forma que o Paraná conta com rios importantes para geração de energia hidráulica, temos também um grande potencial de geração por biomassa e biogás. O marco regulatório é importante para dar segurança aos investidores e regular o mercado, que vai ganhar espaço neste setor”. DESTINAÇÃO CORRETA O secretário de Estado da Agricultura e Abastecimento, Norberto Ortigara, ressaltou que a geração de energia e biofertilizantes darão um destino correto aos resíduos da produção de aves, suínos, cana-deaçúcar e mandioca. “Somos grandes produtores de biomassa e de dejetos com

potencial de produzir energia renovável, a exemplo do que é feito em diversos países”, disse ele. “Além de gerar energia localmente, trazendo mais segurança energética aos produtores, também resolveremos os problemas dos dejetos, que poluem a terra e os lençóis freáticos”, destacou. PARCERIA A elaboração dos projetos foi coordenada pela Secretaria de Estado do Planejamento, em um grupo de trabalho que teve participação de representantes das pastas da Fazenda e da Agricultura, da Procuradoria-Geral do Estado, Copel, Compagas, Sanepar, IAP. Por parte do setor produtivo, além da Faep, também participaram a Itaipu, Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Cibiogás e Associação Brasileira de Biogás e Biometano (Abiogás). FINANCIAMENTO Além da regulação do setor, o Governo do Estado também vai trabalhar com o financiamento de plantas de biogás e na produção de pesquisa por meio das universidades estaduais, afirmou o secretário estadual do Planejamento, Juraci Barbosa. “O marco regulatório vai dar condições para que qualquer empresa, seja pública ou privada, possa buscar esta nova fonte de produção que é a bioenergia”, disse.

Cida tem habilidade e liderança, diz ministro Osmar Terra No evento em comemoração aos dois anos de sanção da Lei da Primeira Infância, o ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, destacou a habilidade e a liderança da então deputada federal, Cida Borghetti, na presidência da Comissão Especial que redigiu o texto. "Ela deu o ritmo necessário às reuniões e aos debates. A presidência da Cida Borghetti na Comissão Especial foi essencial para a aprovação do Marco Legal em tempo recorde e por unanimidade no Congresso Nacional", disse Osmar Terra, que foi o relator do projeto de lei na época.

Reunião em Pato Branco trouxe um debate amplo sobre as demandas de toda a região Antes do Encontro Democrático, na Sociedade Rural, o deputado estadual Ratinho Júnior visitou várias empresas e em todas elas a pauta de reivindicações listou a necessidade de investimentos em infraestrutura. Além de pedir a reestruturação da BR 280, os empresários também pediram novos investimentos em energia e garantia de abastecimento de água e saneamento. Outro ponto importante destacado é a agilidade do estado, a eliminação da burocracia e a presença do governo como agente de desenvolvimento, facilitador de investimentos. No Encontro Democrático, a pauta dos pedidos dos participantes foi de encontro à criação de novos empregos e oportunidades e a melhoria da infraestrutura para estimular o crescimento econômico da região.

3

Fábio Campana Política, Cultura & o Poder por trás dos Panos OSMAR FICA NO PDT Uma ala do PSB, liderada pelo deputado e líder do governo Richa, Luiz Cláudio Romanelli, não perdeu a esperança de convencer Osmar Dias a se enturmar com ela para disputar o governo. Osmar tem uma reunião marcada com a direção nacional do PSB amanhã. Mas, sem ilusões, ele já deu a resposta. Em entrevista ao jornalista Aroldo Murá, Osmar Dias foi definitivo. Sem titubear, afirmou: – Vou ficar no PDT, partido em que estou há 17 anos, presido no Paraná, e no qual tenho plena liberdade de ação, voz e poder de decisão. Não mudo de partido como quem muda de camisa, disse. Osmar também deixou claro que fará uma campanha de oposição ao governo. Morrem aí as esperanças de gente de alto coturno no PSDB, que sonha com a vice de Osmar. O caso mais notório é o do chefe da Casa Civil de Rocha, Valdir Rossoni, que encontrou Osmar neste fim-de-semana em Francisco Beltrão. TESTEMUNHA MENTIU O inquérito 186/16 da Polícia Federal revela mais do que os supostos valores repassados ao senador Álvaro Dias (que, por sinal, nega qualquer transação com a Odebrecht). O técnico responsável pelo sistema Drousys, Paulo Sérgio da Rocha Soares, irmão de Luiz Eduardo, diretor da Odebrecht, foi pego de calças curtas. Ele disse aos agentes, em depoimento, que o e-mail de Samir Assad (foto) nunca chegou a ser utilizado no departamento de propina da empreiteira. O problema é que o inquérito contra o senador Dias mostra outra coisa. Há, sim, registros do endereço eletrônico do empresário. MORO NO RODA VIVA Na noite de 26 de março, estará no centro do programa Roda Viva o juiz Sergio Moro, em sua primeira entrevista ao vivo concedida a uma emissora de TV. O juiz vai conversar durante 90 minutos com cinco jornalistas. Este será o último programa sob a direção do jornalista Augusto Nunes. SURTO EM REQUIÃO Rodrigo Maia informa que amanhã será instalada a comissão especial para tratar do projeto de privatização da Eletrobras. O senador Requião ao saber disso terá achaques nacionaleiros, urticária, erisipela e um surto de cólera a provocar brados que serão ouvidos de Montevidéu a Brasília. Para o PT, mais uma oportunidade de dizer que houve golpe que um dos objetivos era esse, privatizar a Eletrobras. ROSSONI PEDESTRE Ora, pois, o chefe da Casa Civil, Valdir Rossoni, informou em seu programa dominical que deixa o cargo no dia 7 de abril e reassume seu mandato de deputado federal em Brasília. Se desincompatibiliza para tentar a reeleição. Não mais jatinhos e helicópteros para circular no estado. Sem a Casa Civil, Rossoni volta a ser pedestre. Vai ter que caminhar. SILÊNCIO DE BERNARDO O ex-ministro Paulo Bernardo, réu na Lava Jato, vai ajudar a escrever uma carta que Lula da Silva pretende distribuir para distribuir principalmente à classe média para tentar quebrar a resistência dessa para sua, quem sabe, candidatura ao terceiro mandato de presidente. A tempos Bernardo está em silêncio total, ainda mais depois que passou uns dias na cadeia. Por isso, tem a ver, pois escrever não faz barulho e assinar o nome do outro é melhor ainda. TURISMO INSTITUCIONAL Requião usou seu Twitter para informar ao distinto público que está novamente em Montevidéu, Uruguai, num daqueles encontros do parlamento regional do Mercosul, o Parlasul, que tem sido de pouca ou nenhuma utilidade, a não ser para justificar encontros do tipo. Quem paga é a viúva, ou seja, todos nós, contribuintes. OSMAR EXIGE No Sudoeste, Osmar Dias destacou a necessidade de investimentos em infraestrutura que alavanquem a produção e industrialização do estado. Para Osmar, candidato do PDT ao governo do Estado, este é um dos desafios que precisam ser enfrentados de forma urgente nos próximos anos no Paraná. ESTRADAS “Uma das principais reivindicações que tenho ouvido dos cidadãos, empresários e produtores em todo o Paraná é a melhoria das estradas. É um problema que temos de resolver com planejamento e efetividade, pois o desenvolvimento das cidades e o fortalecimento da economia e da agricultura passa necessariamente por uma infraestrutura mais adequada aos dias atuais”, disse Osmar, que esteve com lideranças das cidades de Pato Branco e Francisco Beltrão.

Frase “Não saio do PDT.” Osmar Dias, candidato a governador “Candidatura de Temer é encenação.” Alvaro Dias, senador


4

PUBLICAÇÕES LEGAIS/NACIONAL

| Terça-feira, 13 de março de 2018 |

32ª Festa da Colheita atraiu grande público

Prefeitura realiza obras emergenciais no Costeirinha

Paulo Szostak/PMSJP

Um público de mais de 5 mil visitantes passou pela Colônia Murici durante a realização da 32ª Festa da Colheita, que foi realizada no domingo (11). O evento faz parte do calendário oficial de São José dos Pinhais e conta com o apoio da Prefeitura de São José dos Pinhais. A festa teve início com a celebração na Paróquia Sagrado Coração de Jesus, que tradicionalmente enfeita o altar com os produtos das colônias e comunidades da Costeira, Cupim, Mergulhão, Gamelas, Capão Grosso, Papanduva, Avencal, Antinha, Malhada, Roça Velha, Saltinho e Murici. O prefeito Toninho Fenelon prestigiou a festa e destacou a importância da comemoração para São José dos Pinhais. “A Prefeitura apoia os eventos tradicionais da cidade porque entende que preservam a cultura e a tradição dos povos que construiram a história de São José dos Pinhais. Além da im-

Vários bairros de São José dos Pinhais estão recebendo um trabalho minucioso de manutenção das redes de captação de águas pluviais e a substituição das manilhas quebradas por novas e maiores para dar mais vazão às águas. Nesta semana, os moradores do Costeirinha, no bairro Costeira, foram contemplados com este trabalho feito pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Obras, onde a rede de captação da Rua C está passando por manutenção e recebendo novas manilhas para evitar transtornos aos moradores em períodos de chuva. Além da substituição de todo o manilhamento, a rua também está recebendo novas galerias e troca de ralos para evitar o entupimento por meio de entulhos e galhos. Este mesmo trabalho já foi feito em outras ruas do Costeirinha e agora se estende para esta via em atendimento às reivindicações dos moradores. Na semana passada, as equipes finalizaram trabalho semelhante no Bairro Afonso Pena.

portância cultural tem também a econômica, já que muitos turistas prestigiam a festa”, disse o prefeito. Outro momento muito aguardado foi o desfile de carroças, caminhões enfeitados e cavaleiros – momento este em que os moradores da região rural são o centro das atenções e encantam os visitantes. Os secretários de Governo Augustinho Michalizen, de Indústria, Comércio e Turismo Giam Celli, de Habitação Rita Meyer e de Agricultura Arnaldo Woitch, o deputado federal Leopoldo Meyer e os vereadores Tico Setnarski, Nina Singer, também estiveram na solenidade. Na hora do almoço, além de pratos típicos da culinária polonesa, não faltou o cardápio tradicional das festas de São José dos Pinhais: risoto, maionese, saladas e churrasco. Durante a tarde as atrações ficaram pela apresentação da companhia de dança folclórica Wawel, roleta e show de prêmios.

Educação integral é tema de palestra realizada pela Secretaria de Educação de SJP

Paulo Szostak/PMSJP

CARTÓRIO LIDIA KRUPPIZAK Uma palestra sobre educação integral foi realizada na tarde desta segunda-feira, 12 de março, na Central de Treinamento do Paço Municipal pela Secretaria de Educação (Semed) de São José dos Pinhais. A concepção de educação integral garante o desenvolvimento do indivíduo em todas as suas dimensões, sendo elas a intelectual, a física, emocional, social e cultural. Tal prática é discutida no Brasil desde meados das décadas de 1920 e 1930, quando o país passava por importantes mudanças políticas, culturais, sociais, econômicas e educacionais. De acordo com a diretora do Departamento de Educação de Ensino Fundamental da Semed, Adriana Alflen, a educação integral é uma forma de fazer com que as crianças sejam protagonistas de suas próprias experiências. “A educação integral no Município, feita por meio do Programa Ampliando Saberes, é feita de acordo com o currí-

culo escolar nacional e prioriza os direitos humanos das crianças”, explica. Segundo Adriana, “essa prática é uma forma de ampliar a formação dos alunos”. O objetivo da palestra realizada pela Semed foi de apresentar aos participantes os resultados efetivos da educação integral. A palestrante, Márcia Baiersdorf Araújo, é professora da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e apresentou o resultado de sua tese de mestrado intitulada Notas para uma Educação Integral. “A aplicação dessa prática leva em conta a integração da criança por meio de todos os seus círculos, como a cidade em que vive, a bagagem cultural que traz de casa em conjunto com o conteúdo programado no currículo nacional de aprendizagem, tendo a individualidade de cada um como norteador e, consequentemente, melhorando o desenvolvimento escolar e social desses indivíduos”, explica Márcia.

Antes da palestra principal, a coordenadora do Programa Ampliando Saberes da Escola Municipal Rosi Machado Marchesini, Rosiani Silva Franchetto, falou sobre a importância e os resultados obtidos por meio da educação integral no aprendizado dos 160 alunos que participam das ações realizadas. “Com essa gama de opções que trabalhamos, sem dúvidas o aprendizado é mais significativo. Diferente do tempo normal, ou seja, as quatro horas da criança na escola, o contra turno proporciona um caminho diferente, com mais opções para a cri-

ança aprender”, explica ela. Quem participa das atividades de educação integral propostas por meio do Programa Ampliando Saberes são alunos com dificuldade de aprendizagem, com atrasos escolares, com abandono escolar e, dependendo da situação, crianças em vulnerabilidade social. “Para isso, levamos em consideração três formas de trabalhar; a ludicidade; a construção, que é a fase de experimento; e a sistematização, que é trabalhar as atividades juntamente com o conteúdo escolar para que a criança consiga fixar o conteúdo aprendido”, finaliza Rosiani.

Registro Civil – Títulos e Documentos – Pessoas Jurídicas - Fone (41) 3035-3200

EDITAL DE PROCLAMAS LIDIA KRUPPIZAK, Oficial do Registro Civil da sede da Comarca de São José dos Pinhais – PR, na forma da lei FAZ SABER que pretendem se casar: URIAS DE SOUZA JÚNIOR e FRANCIELE MARIA POZORSKY LUIZ RICARDO SABIÃO e SUELLEN BEATRIZ NATEL PEDRO AUGUSTHO BIASUZ BLOCK e MAYARA MIQUELETTI DE LIMA RAFAEL EUGEAN DE JESUS RODRIGUES e PRISCILA TERESINHA PIVOVAR DE OLIVEIRA TIAGO DE ANDRADE SILVA e TATIANE DE FÁTIMA GILIET LUIZ GUSTAVO LOPES PINTO e KELLY CRISTINA LOPES FILIPE COELHO MACHADO e PAMELA ESCHILYN SANTOS ALAN DE SOUZA e ROSELEI CORDEIRO LEANDRO FERREIRA DOS SANTOS e SIMONE MELLO DOS SANTOS JONATHAN RODRIGO LOOS SKOCYNSKI e BRUNA FRANCIELE FELIPE DE OLIVEIRA MANOEL DE JESUS DE SOUSA MOTA e JOYCINARA AIRES LOPES RENAN ABEL DO NASCIMENTO SILVA e PRISCILA APARECIDA DA SILVA ALVES CARLOS ALONDIR CARVALHO DE LIMA e MAIQUEL GONÇALVES GOMES ADEILDO ALVES DOS SANTOS e AMANDA SALLAS DA SILVA DIONES DA SILVA DO NASCIMENTO e KARINA TABONI DOS SANTOS PAULO SERGIO GRANUSSO e SOLANGE REGINA RAMOS DA CUNHA JEAN KAIO FERREIRA e ELISANGELA PALHANO GUSTAVO DE OLIVEIRA ANDRADE e STEPHANIE JONCK ORTIZ UILSON PRUDENCIO MAIA e LUANA NOGARE PEREIRA EDVALDO ALMEIDA DE SOUZA e MÁRCIA ALVES DA SILVA

Se alguém souber de impedimento legal, acuse-o para os fins de direito. E para constar e chegar este ao conhecimento de todos, lavro o presente para ser afixado no lugar de costume. São José dos Pinhais, 12 de março de 2018. LIDIA KRUPPIZAK OFICIAL DO REGISTRO CIVIL


| Terça-feira, 13 de março de 2018 |

Agora sei: sou sĂł. Eu e minha liberdade que nĂŁo sei usar. Grande responsabilidade da solidĂŁo. Clarice Lispector

Sol pela manhĂŁ. 29Âş Pancadas Ă tarde. 17Âş

Frango Ă valenciana

Ingredientes 10 sobrecoxas de frango 3 dentes de alho amassados 2 cubos de caldo de galinha 1 lata de creme de leite 1 copo de ĂĄgua 1 colher (sopa) de manteiga 1 copo de vinho branco seco 15 mini cebolas (ou 1 cebola grande picada) 1 pimentĂŁo verde em cubos 1 pimentĂŁo verde batido no liquidificador 1 vidro pequeno de champignon tomilho a gosto sal e pimenta-do-reino a gosto

Pantera Negra Dublado em portuguĂŞs 15:00 - 16:00 - 18:00 19:10 - 20:50 - 22:00

Os Farofeiros Dublado em portuguĂŞs 14:30 - 17:00 - 19:30 21:50

Modo de Preparo Em uma panela, derreta a manteiga e, em seguida, refogue o frango com o alho. Deixe que o frango fique douradinho, mas sem queimar o alho. Em seguida, acrescente o pimentão picado, o pimentão batido, as cebolas, misture e deixe refogar mais um pouco. Após dar uma breve refogada, adicione o vinho branco seco, o champignon e os outros temperos. Acrescente meio copo de ågua e deixe o frango cozinhar por cerca de 10 minutos com a panela tampada. Para finalizar, adicione o creme de leite e vå mexendo. Assim que começar a borbulhar, desligue o fogo e estå prontinho pra ser servido!

A Maldição da Casa Winchester Dublado em português 17:40 20:00

Duda e os Gnomos Dublado em portuguĂŞs 15:40

Diabetes JOANA AFIRMA A MANUELA QUEFLORA A IRMĂƒ NĂƒO É OBRIKAVACO DESPISTA GABRIELA. SE ENCANTA GADA A FICAR COM CAIO. Lucas senĂŁo surpreende ao en-vĂŞ POR ÉRICO E TITO PERCEBE. PĂŠrola gosta quando contrarAlice Luizanaeturma. Martinha juntas, cuidando de Luquinha. Sula e Maria Rafael tenta se aproximar de Gabriela. Nanda torcida por RĂ´mulo. Juliana briga com Jade se disputam incomodaacom os alunos bolsistas. Kavaco presencia BĂĄrbara por causa deJairo Manuela. RĂ´mulo vence a luta ae GetĂşlio todos uma discussĂŁo entre e Melissa. Érico confirma comemoram. Caio nĂŁoprecisa gosta quando visitarTito Ricardo. que conseguirĂĄ o que na novaManuela escola. pede Heitorpara incentiva a nĂŁoJoana desistir afirma a Giovane lutarĂĄ para ajudar Belloto e JĂŠssica decidem de Flora. Isadora eque PĂŠrola descobrem queManuela. Eduardo permanecerĂĄ na cadeia e que deixar a academia causa de MĂ´nica. avisa a Gabriel que nĂŁo querde as duas estĂŁo sempor recursos. Gabriela seGiovane desespera com o desaparecimento mais jogar vĂ´lei. O Juiz decide dar a guarda provisĂłria de Manuela para Caio. Kavaco.

TEMPO DE AMAR NOVO MUNDO TEODORO PEDE AJUDA A EVA PARA SELEOPOLDINA REERGUER JOAQUIM REVELA QUE VEIO FALAR COM FINANCEIRAMENTE. Vicente comenta MariaThomas Vitória que E ANNA COBRA EXPLICAÇÕES DOcom RAPAZ. se sente saudade de velejar. EleutÊrio perdão a Artur eaoavisa surpreende ao ver Joaquim falando pede com Anna e anuncia rival ao filho quenoivo irå para Argentina com Dirce. Nicota que estå da aprofessora. Wolfgang afirmadescobre a Diara que que Raimundo estå cortejando Maria Vitória e Vicente comprarå Idalina e Matias.Marineia. Elvira se despede de Quinzinho. aceitam o convite padrinhos casamentos de Helena e Pedro acredita quepara o autor de seudos atentado seja Avilez. Chalaça Natålia. Bernardo compra de Homero o diamante roubado. Natålia, Tomaso, procura Domitila e dois se beijam. Germana se emociona com a partida de Helena e Giuseppe se casam. Augusto celebra sua boa colheita e convida Elvira. Joaquim invade o quartoJosÊ de Anna e admira seus desenhos. Thomas tenta Izabel parasua ajudå-lo administrar a Quinta da Carrasqueira. falar com noiva,amas ela o manda embora do palåcio. Inåcio vê Fernão e Lucinda juntos.

DEUS SALVE O REI PETRÔNIO PARACOM LUCRÉCIA QUE FOI GUI TENTA INVENTA CONVERSAR JÚLIA, MAS ELAELE SE QUEM DEIXOU CATARINA SAIR DO QUARTO. Lucíola AFASTA DO MÚSICO AO SABER DA GRAVIDEZ DEe CatarinaOpercebem estãoe osendo por Latrine. DIANA. carro de LÊoque quebra músicovigiadas acaba sozinho com Orlando diz a de Petrônio que LucrÊcia Ê fiel ae Gordo não trairå rei. Manu no meio uma estrada. Diana conta que oestå LucrÊcia consente que Latrine se aproxime de Lucíola para gråvida de Gui. Júlia diz a Tiago que darå um novo rumo a sua conseguir Catarina.que Catarina då dinheiro para vida. Dianainformaçþes confessa ade Vanessa sua gravidez Ê falsa. Emídioseem troca deDu, umque favor. Betânia Brumela poraconselha ela relutar Jaílson irrita com não busca fica seuschateada irmãos nacom escola. Bianca em adar uma chance Ulisses na cozinha.que Emídio se fez apresenta a Afonso Eva esclarecer compara Gordo as acusaçþes Nanda sobre ele. Vandae Amålianocomo irmão de Samara, e avisa que levarå Levi. mente tribunal, dizendo que Júlia roubou a bengala que Alex lhe deu.

OUTRO LADO PARAISO FORÇA DODO QUERER BRUNO APREENDE A ESMERALDA SOPHIA. HELENINHA PERCEBE QUE BIBIDE NĂƒO SABEElizabeth QUE O desenha noiva para Clara, que estranha o traço IMĂ“VELum EMvestido QUE de ESTĂ PERTENCE A SEU IRMĂƒO. Eutremido da mĂŁe.Caio Sophia repreende Gael tĂŞ-la denunciado a gĂŞnio convida para trabalhar comporele. Caio pede para Clara. Mariano alerta ZĂŠ Victor um possĂ­velVitor deslizamento, Dantas empregar Rubinho emsobre seu restaurante. pede Jeiza mas o rapaz nĂŁoCaio dĂĄ atenção. LĂ­via Heleninha ameaça Renato e oempresacusa em casamento. explica para por que de a guarda de Tomaz para ficarocom as esmeraldas. touquerer sua casa para Bibi. EugĂŞnio recebe telefonema de Irene Rafael incentiva Laura a procurar a psicĂłloga. que Mariano fale com na frente de Eurico e fica sem graça. AuroraValdo avisasugere a Rubinho sobre o emprego Renato para empregar Tomaz eespeculam JosafĂĄ aprovam de Clara que conseguiu para ele.Johnny. Bibi e Rubinho sobreoocasamento amigo de Aurora. Zu eaconselha Renato. Mercedes garante a Patrick quecasamento. ele terĂĄ o que desejaculpa e dizRuy quepelo nĂŁo irĂĄ Ruy a tomar cuidado com seu Ritinha fim ao LĂ­via decasamento seu noivadodeeClara. implora quealerta ZecaClara a levesobre para Renato. o Rio de Janeiro.

1) COMO SE CHAMAVA A PERSONAGEM DA ATRIZ CINARA LEAL, NA NOVELA "FLOR DO CARIBE"? a) Tereza b) Vanessa c) Nicole d) Marinalva 2) QUE FAMOSA ATRIZ UMA VEZ DISSE A FRASE: "TOMO SUPLEMENTO ALIMENTAR, ALMOÇO MACARRĂƒO E JANTO SOPA DE MACARRĂƒO COM FEIJĂƒO. TUDO PARA GANHAR MASSA MUSCULAR. ALÉM DISSO, FAÇO ANĂ LISE UMA VEZ POR SEMANA. ACHO ESSENCIAL!" a) Malu Mader b) PatrĂ­cia Pillar c) Grazi Massafera d) Mariana Ximenes 3) EM QUE BICHO O VELHO DO RIO (CLĂ UDIO MARZO) SE TRANSFORMAVA NA NOVELA "PANTANAL"? a) Sucuri b) Onça c) TuiuiĂş d) JacarĂŠ 4) COMO SE CHAMA A FILHA DA ATRIZ CAMILA PITANGA? a) AntĂ´nia b) Maria c) Mara d) Silvia 5) EM "NEGĂ“CIO DA CHINA", COMO SE CHAMAVA O PERSONAGEM DE NEY LATORRACA? a) Alaor b) Edmar c) Heitor d) Diego (Respostas: 1-C; 2-C; 3-D; 4-A; 5-B)

5

O que Ê Diabetes Ê uma doença do metabolismo, ou seja, ela surge por uma falha de nosso organismo. Deficiência na produção de insulina Nesta enfermidade, o pâncreas, órgão responsåvel pela produção de insulina (hormônio que permite entrada de glicose nas cÊlulas), apresenta produção insuficiente, ou, nenhuma, deste hormônio. Consequentemente, pouca glicose entra nas cÊlulas e muita glicose permanece no sangue. Uma vez que a glicose funciona como fonte de energia para as cÊlulas, fazendo com que elas produzam energia atravÊs da respiração celular, sua deficiência Ê extremamente prejudicial ao seu metabolismo. Problemas causados Quando esta doença não Ê tratada, seus portadores possuem um maior risco de desenvolver outras doenças como: hipertensão, arteriosclerose, problemas na visão, doenças renais, etc. AlÊm destes problemas, em muitos casos, os diabÊticos tambÊm sofrem com lesþes de difícil cicatrização em determinadas regiþes do corpo, sendo que estas, em alguns casos, podem levar a amputação. Grupos Segundo sua classificação, o diabetes pode ser divido em quatro tipos: Diabetes Mellitus tipo 1 (quando o portador necessita de injeçþes diårias de insulina), Diabetes Mellitus tipo 2 (não hå a necessidade de injeçþes de insulina), Diabetes gestacional (ocorre durante a gravidez) e outros tipos mais específicos (ocorre a partir de doenças de origem genÊtica, do pâncreas, hormonais, etc).

Dia 14: Max 29Âş - Min 19Âş Dia 15: Max 31Âş - Min 20Âş Dia 16: Max 28Âş - Min 18Âş

127,1+$6 '$

)$=(1'268&(662 rem o aniversårio de um 'LUHWRGDV%DKDPDV$QW{QLD mês das gêmeas, Helena )RQWHQHOOH SRVWRX IRWRV QDV e Marina. O irmãozinho UHGHV VRFLDLV QDV TXDLV Marcelo tambÊm ganhou DSDUHFHQDSUDLDGHLWDGDQD um bolo. BonitoH de ver. DUHLD GH FRVWDV ID]HQGR TIETAGEM WRSOHVV $ EHOD H[LEH IRUPD Dias LQYHMiYHO atrås, Grazi MassaItVLFD DSyV FLQFR fera curtiu muito show de PHVHVGHQDVFLPHQWRGRVHX Pabllo6DOYDWRUH Vittar durante ILOKR IUXWRfesGR FDVDPHQWR FRP -RQDWKDQ ta de lançamento de uma &RVWD badalada marca de cos6+2:$3$57( mÊticos. No final, a atriz 'XUDQWH VKRZque UHDOL]DGR GLDV pediu para a artista DWUiV HP 6mR gravasse um 3DXOR vídeo /XFDV para /XFFRIH]RPDLRUVXFHVVRQmR a filha Sofia, de 5 anos. VRPHQWHSRUFDXVDGHVXDLQWHUSUHWDomRH SEM PRECONCEITOS FDULVPD PDV SRUTXH IH] TXHVWmR GH Solteira, Demi Lovato declarou que LQWHUDJLUFRPRS~EOLFRSUHVHQWHLQFOXVLYH tem plena consciência de seus próFRQYLGDQGRDOJXQVSDUDVXELUHPDRSDOFR prios desejos e do quer para sua vida %RQLWRGHVHYHU amorosa. E mais, ela se diz uma 520$1&( pessoa "natural" e acha que "amor 7XGRLQGLFDTXH0{QLFD,R]]LHQJDWRXXP Ê amor" e pode ser encontrado em URPDQFHFRPRGLUHWRU)HOLSH)ORUHV3RU qualquer gênero. HQTXDQWR QLQJXpP VH SURQXQFLRX RILFLDOPHQWHVREUHRDVVXQWR VIDA REAL 0$,6/2,5$ Vera Holtz estå prestes a aparecer 3DROOD 2OLYHLUD HVWi FRP RVinterpretanFDEHORV PDLV novamente na telinha FODURV H IRUPD LQYHMiYHO $ DWUL] do uma mulherItVLFD que só pensa em caFRPSDUHFHX j IHVWD GH DQLYHUViULR GH sar suas cinco filhas com homens

-8/,$1$3$(6 NA NOVELA DAS SEIS $JRUDIDODQGRXPSRXFRGH-XOLDQD Atualmente, Júlia Lemmertz pode ser 3DHVDERQLWLQKDORJRYROWDjWHOLQKD vista no "Vale a Pena Ver de Novo", TXDQGRHVWUHDU³$)RUoDGR4XHUHU´ que estå mostrando a novela "Cele1DQRYDQRYHODGD*ORERDDWUL]GDUi bridade", mas em breve ela voltarå a YLGDjSHUVRQDJHP%LEL bater ponto nos Estúdios Globo. A $*(1'$6&+(,$6 atriz foi confirmada no elenco de "O $QRWtFLDTXHVHWHPpTXHRFDQDO Avesso da Vida". SDJR0XOWLVKRZHVWiFRPGLILFXOGDGH TALENTO MUSICAL GH 7DWi )iELR Não UHXQLU Ê segredo que:HUQHFN Marcelo, H filho de 3RUFKDW SDUD eDDaniel JUDYDomR Ivete Sangalo CadyGH temPDLV inXPD WHPSRUDGD GR ³7XGR 3HOD clinaçþes musicais. A cantora publi$XGLrQFLD´ cou vídeo noeTXHDPERVWrPVXDV qual o menino aparece DJHQGDVORWDGDVGHFRPSURPLVVRV ricos. No entanto, a atriz declarou arrasando na bateria. Claro que -D\GHU6RDUHVSUHVLGHQWHGDHVFRODGH VDPED H SUDWLFDPHQWH 3$5$/(0%5$5 que na*UDQGH vida real5LR Ê uma pessoa bem Veveta Ê toda orgulho. diferente de sua personagem na 7DWi :HUQHFN FRPDQGDUi XP URXERXDFHQD$ERQLWLQKDVHUiXPD O ANIVERSà RIO GDVSURWDJRQLVWDVGDQRYHOD³$)RUoD novela "Orgulho & Preconceito" e DE 1 MÊS SURJUDPDVRORQR0XOWLVKRZ$QRYD LQWHUSUHWDQGR XPD que4XHUHU´ não teve filhos por escolha próE falando na cantora, Ivete Sangalo GR DWUDomRYDLVHFKDPDU³/DG\1LJKW´e pria. reuniu os familiares para comemora- GHOHJDGDOXWDGRUDGH00$ HVSHUDUHFRQIHULU

Nem tudo Ê perfeito, por isso, não exija de si nem dos outros o impossível. Aprenda a respeitar as diferenças que existem entre si e os que o cercam. Amor procure ouvir mais.

A família e os amigos devem de estar em primeiro plano. Com a agitação semanal acaba-se por perder momentos importantes da vida de quem gostamos.

É livre de escolher o seu grupo de amigos, por isso não se obrigue a estar com quem não quer. O tempo Ê um bem precioso e deverå aproveitå-lo com quem gosta.

Procure ser justo nas suas opiniþes, mas sem pretensþes, caso lhe seja pedido um conselho. Poderå haver uma pequena nuvem cinzenta sobre sua relação, descubra o motivo.

Cuidado para que não imponha aos outros as suas ideias e vontades. Lembre-se que cada um Ê livre de escolher o caminho que quiser. Procure ouvir e aceitar as diferenças.

Termine o dia em grande estilo, podendo desfrutar da companhia de quem mais ama. Se assegure que nenhuma conversa vai acabar em conflito. Vibraçþes serão as melhores.

Se nem tudo corre como tinha planejado, não se martirize. Não då, não då! Seja pråtico, procure outra direção e mude de rota. Avalie com isenção todas as questþes.

Tenha especial atenção a uma situação que ficou por resolver e que pode provocar um mal maior. Esclareça a questão com serenidade Tente perceber o que te deixa triste.

É provåvel que sinta necessidade de se isolar. Não contrarie essa tendência e procure o silencio e um local confortåvel fazer uma meditação. Encontre tempo e espaço para você.

Situaçþes conflituosas podem surgir no ambiente familiar. As conversas mal interpretadas podem dar origem a outras questþes. Esclareça as pendengas para ficar tranquila.

O momento indica que o ambiente familiar pode nĂŁo estar tranquilo. Cabe a vocĂŞ mudar essa tendĂŞncia e transmutar mĂĄs energias. Experimente a magia das artes.

Se não estå comprometido não deixe que as diferenças sejam um entrave ao começo, permita que as pessoas se deem a conhecer melhor antes de fazer um primeiro julgamento.

ALUGO SOBRADO EM IPANEMA COM PISCINA 5 quartos, 4 banheiros, sala, cozinha, churrasqueira e garagem para 4 carros R$ 400,00 diaria - Fotos no WhatsApp

Fones: 3332-8193 99718-9656


6

PUBLICAÇÕES LEGAIS / NACIONAL

| Terça-feira, 13 de março de 2018 |

CNPJ 77.043.511/0001-15 - Colombo - ParanĂĄ

Notas

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2017 E 2016 - (Valores expressos em reais) ATIVO CIRCULANTE Caixa e equivalentes Contas a Receber Estoques Impostos a recuperar Outras contas a receber Despesas antecipadas Total do ativo circulante NĂƒO CIRCULANTE Valores a receber Investimentos Imobilizado IntangĂ­vel Total do ativo nĂŁo circulante Total do ativo

Nota

2017

2016

4 5 6

354.165 15.765.470 12.695.237 1.517.694 1.701.659 304.380 32.338.605

1.507.157 14.538.074 8.329.178 659.058 1.576.296 126.909 26.736.672

67.614 8.372.770 11.304.567 42.143 19.787.093 52.125.698

66.551 8.372.770 12.087.939 68.150 20.595.410 47.332.082

7

10 8 9

SERVIÇO DISTRITAL DE UBERABA

DEMONSTRAÇÕES DOS RESULTADO DOS EXERC�CIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2017 E 2016 - (Valores expressos em reais)

Quimtia S.A. Passivo CIRCULANTE Fornecedores EmprĂŠstimos e financiamentos Obrigaçþes trabalhistas Obrigaçþes tributĂĄrias Outras contas a pagar Total do passivo circulante NĂƒO CIRCULANTE EmprĂŠstimos e financiamentos Total do passivo nĂŁo circulante PATRIMĂ”NIO LĂ?QUIDO Capital social Reservas de lucros Total do patrimĂ´nio lĂ­quido Total do passivo

Nota

2017

2016

11 12 13 14

14.860.338 13.793.854 1.693.938 717.245 71.235 31.136.610

11.285.785 13.006.461 2.039.597 338.756 55.790 26.726.389

12

93.454 93.454

186.909 186.909

15

13.885.705 7.009.929 20.895.634 52.125.698

13.885.705 6.533.079 20.418.784 47.332.082

Receita operaciona bruta Venda de produtos Deduçþes da receita bruta impostos sobre vendas Receita operacional líquida Custos dos produtos vendidos Lucro bruto Despesas operacionais Despesas administrativas Despesas comerciais Receitas financeiras 16 Despesas financeiras 16 Outras despesas operacionais Resultado antes das provisþes tributårias Provisão para Imposto de renda e contribuição social Lucro líquido do exercício

2017

2016

115.213.062

107.646.715

(10.261.827) 104.951.236 (76.005.249) 28.945.986

(8.328.566) 99.318.149 (73.204.294) 26.113.855

(8.020.715) (10.505.580) 1.686.033 (2.575.204) (343.702) 9.186.819 (2.485.989) 6.700.830

(8.825.878) (10.394.893) 3.139.605 (2.965.328) (240.759) 6.826.602 (1.657.435) 5.169.167

As notas explicativas são parte integrante das demonstraçþes contåbeis.

DEMONSTRAĂ‡ĂƒO DE RESULTADOS ABRANGENTES PARA OS EXERCĂ?CIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2017 E 2016 - (Valores expressos em reais)

notas explicativas são parte integrante das demosntraçþes contåbeis.

DEMONSTRAĂ‡ĂƒO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMĂ”NIO LĂ?QUIDO - (Valores expressos em reais) Reservas de lucros

Descrição Em 31 de dezembro de 2015 Lucro líquido do exercício Constituição de reserva legal Distribuição de dividendos Reserva de retenção de lucros Em 31 de dezembro de 2016 Lucro líquido do exercício Constituição de reserva legal Distribuição de dividendos Reserva de retenção de lucros Em 31 de dezembro de 2017

Capital social 13.885.705

Reserva Legal 694.285

Retenção de lucros 5.188.577

13.885.705

952.743

(4.518.950) 4.910.709 5.580.336

335.041

13.885.705

1.287.785

Lucros (prejuĂ­zos) acumulados 5.169.167 (258.458)

258.458

(6.223.980) 6.365.788 5.722.144

(4.910.709) 6.700.830 (335.041) (6.365.788) -

2016 5.169.167 5.169.167

As notas explicativas são parte integrante das demonstraçþes contåbeis.

Total 19.768.567 5.169.167 (4.518.950) 20.418.784 6.700.830 (6.223.980) 20.895.634

As notas explicativas são parte integrante das demosntraçþes contåbeis.

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTà BEIS REFERENTES AOS EXERC�CIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2017 E 2016 (Valores expressos reais) 1. CONTEXTO OPERACIONAL A Quimtia S.A. iniciou suas atividades em 24 de junho de 1975 (sob a denominação social Nuvital Nutrientes S.A.) e tem por objeto social a indústria, comÊrcio e representação comercial de produtos para alimentação animal, importação e exportaçþes de bens e serviços, administração de outras empresas, participação em outras sociedades, realizar estudos e pesquisas no desenvolvimento de novos produtos. A partir do mês de julho de 2011 a sociedade mencionada acima passou a fazer parte do Grupo GIF (Grupo Iberoamericano de Fomento S.A.) a mesma detentora na marca Quimtia, onde passou a fazer parte da unidade de químicos. 2.Base de elaboração e apresentação das demonstraçþes contåbeis 2.1.Declaração de conformidade (com relação às normas IFRS e às normas do CPC) As demonstraçþes contåbeis foram elaboradas e estão sendo apresentadas de acordo com as pråticas contåbeis adotadas no Brasil, incluindo as disposiçþes da Comissão de Valores Mobiliårios - CVM, as normas e procedimentos emanados pelo Comitê de Pronunciamentos Contåbeis - CPC, bem como as do Instituto dos Auditores Independentes - IBRACON. 2.2.Base de apresentação As demonstraçþes contåbeis são apresentadas na moeda Real, que Ê a moeda funcional da empresa. As demonstraçþes contåbeis foram aprovadas pela administração em 02 de março de 2018. 3.Principais pråticas contåbeis adotadas As Demonstraçþes Contåbeis estão estruturadas de acordo com as normas contåbeis de uso corrente e de conformidade com as disposiçþes vigentes na legislação societåria, onde aplicåvel, apresentando-se de forma comparada com as do exercício anterior, inclusive, de acordo com a Lei nº 11.638/07. As Demonstraçþes Contåbeis foram elaboradas de acordo com as pråticas contåbeis adotadas no Brasil, levando em conta as seguintes e principais diretrizes: 3.1. Apuração do resultado O resultado Ê apurado pelo regime de competência de exercícios. Os rendimentos e encargos incidentes sobre os Ativos e Passivos, bem como os efeitos de ajustes de valores do Ativo para o valor de realização ou de mercado, quando aplicåvel, estão reconhecidos no resultado. 3.2. Conversão de operaçþes em moeda estrangeira Os direitos e obrigaçþes monetårios denominados em moedas estrangeiras são convertidos às taxas de câmbio vigentes na data das demonstraçþes contåbeis. As receitas de vendas, custo e despesas denominadas em moedas estrangeiras são convertidas pela taxa mÊdia de câmbio do mês de suas ocorrências. 3.3. Caixa e equivalentes de caixa Caixa e equivalentes de caixa incluem dinheiro em caixa, depósitos bancårios e outros investimentos de curto prazo de alta liquidez, com vencimentos originais de atÊ três meses (com risco insignificante de mudança de valor), sendo o saldo apresentado líquido de saldos em contas garantidas na demonstração do fluxo de caixa. 3.4. Contas a receber de clientes Os valores a receber são registrados e mantidos no balanço patrimonial pelo valor nominal dos títulos representativos desses crÊditos, acrescidos das variaçþes monetårias ou cambiais, quando aplicåveis, deduzidos de provisão para cobrir eventuais perdas na sua realização. A provisão para crÊditos de liquidação duvidosa Ê constituída em montante considerado suficiente pela Administração para cobrir eventuais perdas estimadas na realização desses crÊditos. O valor estimado da provisão para crÊditos de liquidação duvidosa pode ser modificado em função das expectativas da Administração com relação à possibilidade de se recuperar os valores envolvidos, assim como por mudanças na situação financeira dos clientes. 3.5. Estoques Os estoques foram avaliados ao custo mÊdio de aquisição ou produção, não superando os de mercado. As perdas comprovadas ou provåveis de determinados itens que, em função do tempo, do avanço tecnológico ou de outros fatores, tenham se tornado ou possam tornar-se obsoletos ou deteriorados, devem ser objeto de ajuste por provisão. Nesses casos devem ser avaliados pelo seu valor líquido de realização. 3.6. Imobilizado Demonstrado ao custo histórico de aquisição, depreciados com base no mÊtodo linear sobre o custo de aquisição ou construção, determinadas em função do prazo de vida útil estimada dos bens, conforme nota explicativa 8. O imobilizado não supera provåvel valor de recuperação e foi submetido ao impairment test. 3.7. Provisþes para perdas por impairment em ativos não financeiros Os ativos não financeiros são revisados anualmente para verificação do valor recuperåvel. Quando houver indício de perda do valor recuperåvel (impairment), o valor contåbil do ativo (ou a unidade geradora de caixa à qual o ativo tenha sido alocado) serå testado. Uma perda Ê reconhecida pelo valor em que o valor contåbil do ativo exceda seu valor recuperåvel. Este último Ê o valor mais alto entre o valor justo de um ativo (ou de uma UGC), menos as despesas de venda, e o valor em uso. Para fins de avaliação de perda, os ativos são agrupados nos níveis mais baixos para os quais existem fluxos de caixa identificåveis separadamente (Unidades Geradoras de Caixa (UGCs)). Os ativos não financeiros que tenham sofrido redução são revisados para identificar uma possível reversão da provisão para perdas por impairment na data do balanço. 3.8. Não circulante Os direitos realizåveis e as obrigaçþes vencíveis após os 12 meses subsequentes à data das demonstraçþes contåbeis são consideradas como não circulantes. 3.9. EmprÊstimos Estão segregados em curto e longo prazo, atualizados pelos encargos contratuais incorridos atÊ a data do Balanço e contabilizados como despesas financeiras. 3.10. Passivo circulante e não circulante Os passivos circulantes e não circulantes são demonstrados pelos valores conhecidos ou calculåveis acres-

2017 6.700.830 6.700.830

Resultado lĂ­quido do exercĂ­cio Outros resultados abrangentes Resultado abrangente do exercĂ­cio

cidos, quando aplicåvel dos correspondentes encargos incorridas atÊ a data do balanço patrimonial. 3.11. Benefícios a empregados Os pagamentos de benefícios tais como salårio, fÊrias vencidas ou proporcionais, bem como os respectivos encargos trabalhistas incidentes sobre estes benefícios, são reconhecidos mensalmente no resultado obedecendo-se o regime de competência. 3.12. Provisão para contingências Os passivos contingentes são constituídos sempre que a perda for avaliada como provåvel o que ocasionaria uma provåvel saída de recursos para a liquidação das obrigaçþes, e quando os montantes envolvidos forem mensuråveis com suficiente segurança levando em conta a opinião dos assessores jurídicos, a natureza das açþes, similaridade com processos anteriores, complexidade e no posicionamento de tribunais. Os passivos contingentes classificados como perdas possíveis não são reconhecidos contabilmente, sendo apenas divulgados nas demonstraçþes financeiras, e os classificados como remotos não requerem provisão e nem divulgação. 3.13. Reconhecimento da receita A receita compreende o valor justo da contraprestação recebida ou a receber pela comercialização de serviços no curso normal das atividades da Fundação. A receita Ê apresentada líquida de impostos, abatimentos e descontos. Geralmente, o montante de receitas brutas Ê equivalente ao valor das notas fiscais emitidas. A Quimtia reconhece a receita quando: (i) o valor da receita pode ser mensurado com segurança; (ii) Ê provåvel que benefícios econômicos futuros fluam para a entidade e (iii) critÊrios específicos tenham sido atendidos para cada uma das atividades da Quimtia, conforme descrição a seguir. 3.14. Mudanças em políticas contåbeis Novas normas, interpretaçþes e alteraçþes com aplicação efetiva após 31 de dezembro de 2017 Existem três novas normas que serão efetivas em 2018 e 2019 que poderão afetar diversos tipos de entidades e devem resultar em alteraçþes bastante significativas nas suas demonstraçþes contåbeis. Estas normas são o IFRS 9 Financial instruments, o IFRS 15 Revenue from contracts with customers e o IFRS 16 Leases. Portanto, elas não foram adotadas de forma antecipada nestas demonstraçþes contåbeis e, portanto, poderão impactar de maneira significativa as demonstraçþes contåbeis da Companhia no futuro. IFRS 9 Financial Instruments: O IFRS 9 estarå vigente para exercícios findos a partir de 1° de janeiro de 2018. Esta nova norma contÊm três categorias principais para classificação e mensuração de ativos financeiros: (i) Custo Amortizado; (ii) Valor Justo registrado por meio de Outros Resultados Abrangentes; e (iii) Valor Justo registrado por meio do Resultado do Exercício (categoria residual). Uma das principais alteraçþes estå relacionada aos ativos financeiros classificados na categoria de "Valor Justo registrado por meio de Outros Resultados Abrangentes", sendo tambÊm aplicåvel em determinados passivos financeiros que atendem determinados critÊrios de classificação. Assim, os instrumentos financeiros na categoria de "Valor Justo por meio de Outros Resultados Abrangentes" são registrados no balanço pelo seu valor justo (para refletir os fluxos de caixas esperados pela venda), sendo a parte relativa ao custo amortizado registrada no resultado do exercício (para refletir o recebimento dos fluxos de caixa contratuais), sendo a diferença registrada em Outros Resultado Abrangentes, devendo ser posteriormente reciclada para o resultado do exercício quando da venda/baixa do instrumento financeiro. A outra principal alteração estå relacionada ao "impairment" de ativos financeiros, como por exemplo as provisþes para crÊditos de liquidação duvidosa, em que o modelo de "perda esperada" substitui o modelo de "perda incorrida". O novo modelo de "perda esperada" deve impactar materialmente todas as entidades que detenham instrumentos financeiros nas categorias de "Custo Amortizado" e "Valor Justo por meio de Outros Resultados Abrangentes". IFRS 15 Revenues from contracts with customers: O IFRS 15 estarå vigente para exercícios findos a partir de 1° de janeiro de 2018. Esta nova norma contÊm significativamente mais orientaçþes e requerimentos em comparação às normas e interpretaçþes existentes. Na nova norma, a receita deverå ser reconhecida levando-se em consideração os cinco critÊrios a seguir que precisam ser atendidos de forma cumulativa: (i) identificar o contrato; (ii) identificar as obrigaçþes de "performance"; (iii) determinar o preço da transação; (iv) alocar o preço da transação para cada obrigação de "performance"; e (v) reconhecer a receita somente quando cada obrigação de "performance" for satisfeita. A adoção desta nova norma pode resultar no fato de que em muitas entidades o momento e a natureza do reconhecimento de receita deverão ser modificados. IFRS 16 Leases: O IFRS 16 estarå vigente para exercícios findos a partir de 1° de janeiro de 2019. Esta nova norma substitui IAS 17 Leases, IFRIC 4 Determining whether an Arrangement contains a Lease, SIC-15 Operating Leases - Incentives e SIC-27 Evaluating the Substance of Transactions Involving the Legal Form of a Lease. Os requerimentos de contabilização para os arrendadores permanecem substancialmente os mesmos em comparação às normas atualmente vigentes. Entretanto, hå alteraçþes significativas para os arrendatårios na medida em que o IFRS 16 determina um modelo único apenas para os arrendatårios ao eliminar a distinção entre arrendamento financeiro e operacional de forma a resultar em um balanço patrimonial refletindo um "direito de uso" dos ativos e um correspondente passivo financeiro. Assim, para muitas entidades o efeito de registrar todas as operaçþes de leasing no balanço patrimonial poderå ser muito significativo. Os efeitos do IFRS 15 Revenues from Contracts with Customers e IFRS 9 Financial Instruments ainda estão sob anålise da administração da Entidade (2), uma vez que os mesmos poderão gerar impactos significativos nas demonstraçþes contåbeis no futuro.

 ,QVWLWXLomR

0RGDOLGDGH

%DQFRGR%UDVLO6$ %DQFR6DQWDQGHU %DQFR,WD~6$ %DQFR,WD~6$ %DQFR,WD~6$ %DQFR%UDGHVFR6$ %DQFR6DQWDQGHU %DQFR6DQWDQGHU %DQFR6DQWDQGHU %DQFR6DQWDQGHU %DQFR6DQWDQGHU %DQFR6DQWDQGHU %DQFR6DQWDQGHU %DQFR$%&

&DSLWDO*LUR /HDVLQJ &DSLWDO*LUR &DSLWDO*LUR &DSLWDO*LUR &DSLWDO*LUR &DSLWDOGH*LUR &DSLWDOGH*LUR &DSLWDOGH*LUR &DSLWDOGH*LUR &DSLWDOGH*LUR &DSLWDOGH*LUR &DSLWDOGH*LUR &DSLWDOGH*LUR

3DVVLYR FLUFXODQWH



3DVVLYRQmR FLUFXODQWH

3DVVLYR FLUFXODQWH

3DVVLYR QmR FLUFXODQWH

             

             

             

             









Como garantias de emprÊstimos foram concedidos avais dos sócios e para os leasings, os próprios bens. 13. OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS 2017 2016 FGTS 77.845 128.171 INSS 222.762 192.082 Contribuiçþes sindicais 977 Salårios 9 9 Provisão de fÊrias 872.753 887.376 Encargos sobre a provisão fÊrias 242.265 247.606 Provisþes p/ Bonificaçþes Cargos 233.337 583.376 Provisþes Diversas 44.968 1.693.938 2.039.597 14. OBRIGAÇÕES TRIBUTà RIAS 2017 2016 IRRF 161.789 164.647 IRPJ 396.833 ICMS 68.644 PIS 10.581 COFINS 48.880 CSLL 141.939 PIS, COFINS, CSLL 15 3.363 ISS retido 286 1.966 IPI 461 ICMS Difal 16.383 40.214 717.245 338.756 15. CAPITAL SOCIAL O capital social da Companhia, subscrito e integralizado, Ê de R$13.885.705 (idem em 2016), divididos em 9.085.705 açþes ordinarias nominativas sem valor nominal, distribuidas da seguinte forma: Açþes % Dantepeak Trading Sociedade Anônima 9.044.909 99,55% Grupo Iberoamericano de Fomento S.A. 40.796 0,45% 16. RECEITAS E DESPESAS FINANCEIRAS 2017 2016 Variação Cambial não Realizada (21.524) 134.631 Variação Cambial Passiva (39.042) (199.232) Juros Pagos (20.490) (13.635) Juros s/ Operaçþes Financeiras (2.490.182) (2.870.706) Descontos Concedidos (3.967) (15.689)

Multas de Mora (697) Total das despesas financeiras (2.575.204) (2.965.328) Rendimento s/ Aplicação Financeira 6.680 63.862 Variação Cambial Ativa 118.510 440.940 Variação Monetåria Ativa 159 Variação Cambial Ativa não realizada (4.068) 65.574 Descontos Obtidos 191.555 81.870 Juros Recebidos 79.788 57.960 Recuperação de Despesas 10.235 55.856 Bonificaçþes e Amostras recebidas 112.513 229.703 Vendas de Imobilizado 77.169 107.286 Receita Recuperação de Impostos 1.068.656 1.638.472 Correção Selic 11.022 370.187 Receita ICMS Ciap Ativo Fixo 13.972 27.736 Total das receitas financeiras 1.686.033 3.139.605 17. INSTRUMENTOS FINANCEIROS Os valores de mercado estimados de ativos e passivos financeiros da empresa foram determinados por meio de informaçþes disponíveis e metodologias apropriadas de avaliaçþes. Entretanto, consideråvel julgamento foi requerido na interpretação dos dados para produzir a estimativa do valor de mercado mais adequada. Como conseqßência, as estimativas a seguir não indicam, necessariamente, os montantes que poderão ser realizados troca corrente. O uso de diferentes metodologias pode ter um efeito material nos valores estimados. A administração dos instrumentos financeiros Ê efetuada por meio de estratÊgias operacionais, visando liquidez, rentabilidade e segurança. A política de controle consiste em acompanhamento permanente das taxas contratadas versus as vigentes no mercado. A Companhia não efetua aplicaçþes de caråter especulativo em derivativos ou quaisquer outros ativos de risco. a. Gerenciamento de risco O principal fator de risco de mercado que afeta o negócio da Companhia pode ser considerado como: • Risco de crÊdito Esses riscos são administrados por normas específicas de aceitação de clientes anålise de crÊdito e estabelecimento de limites de exposição por cliente. b. Composição de saldos Em atendimento à Instrução CVM nº 475/2008, os saldos contåbeis e os valores de mercado dos instrumentos financeiros inclusos no balanço patrimonial em 31 de dezembro de 2017 estão identificados a seguir: Saldo Contåbil Saldo Contåbil Disponibilidades 354.165 1.181.811 Contas a receber 15.765.470 17.061.276 Fornecedores (14.860.338) (13.575.062) EmprÊstimos e financiamentos (14.015.435) (14.052.619) (12.756.139) (9.384.593) c. CritÊrios, premissas e limitaçþes utilizados no cålculo dos valores de mercado • Disponibilidades Os saldos em contas correntes mantidas em bancos têm seus valores de mercado próximos aos saldos contåbeis. • Contas a receber O saldo de contas a receber tem seus valores de mercado próximos aos saldos contåbeis pela sua natureza de curto prazo. • Estoques O saldo dos estoques de produtos e materiais, tem seus valores de mercado próximos aos saldos contåbeis, e os estoques em andamento estão apresentados pelos custos e despesas aplicados na produção. • Derivativos A Companhia tem como política a eliminação dos riscos de mercado, evitando assumir posiçþes expostas a flutuaçþes das taxas de câmbio de curto prazo e operando apenas instrumentos que permitam controles destes riscos. De acordo com suas políticas financeiras, a Companhia não tem efetuado operaçþes envolvendo instrumentos financeiros que tenham caråter especulativo. Em 31 de dezembro de 2017, a Companhia não possuía qualquer contrato de "forward" e/ou "swap" em aberto. 18. SEGUROS A Companhia mantÊm apólices de seguros para cobertura de riscos operacionais, måquinas e equipamentos, equipamentos de informåtica, imóveis, responsabilidade civil, em valores suficientes para cobertura de eventuais perdas decorrentes de sinistros com esses bens. As premissas de riscos adotadas, dada a sua natureza, não fazem parte do escopo de uma auditoria das demonstraçþes contåbeis, consequentemente não foram auditadas pelos nossos auditores independentes.

PODER JUDICIĂ RIO DO ESTADO DO PARANĂ COMARCA DA REGIĂƒO METROPOLITANA DE CURITIBA – FORO CENTRAL DE CURITIBA 22ÂŞ VARA CĂ?VEL DE CURITIBA – PROJUDI Rua Mateus Leme, 1142 – 11° andar – Centro CĂ­vico – Curitiba/PR – CEP: 80.530-010 - JUIZO DE DIREITO DA VIGÉSIMA SEGUNDA VARA CIVEL FORO CENTRAL DA COMARCA DA REGIĂƒO METROPOLITANA DE CURITIBA/PR EDITAL DE CITAĂ‡ĂƒO DE T&D Security Distribuidora de Tecnologia (CPF/ CNPJ: 19.140.999/0001-00) na pessoa de seu rep legal, com prazo de 40 dias. FAZ SABER a todos que o presente edital virem ou dele conhecimento tiverem, expedido dos autos expedidos nos autos de Indenização por Dano Moral registrados sob nÂş 0004864-07.2016.8.16.0194 proposta pelo CONDOMINIO EDIFICIO SOLAR BARROCO (CPF/CNPJ: 07.004.594/0001-58) contra Banco do Brasil S/A (CPF/ CNPJ: 00.000.000/0001-91) e T&D Security Distribuidora de Tecnologia (CPF/ CNPJ: 19.140.999/0001-00) e, estando a requerida T&D Security Distribuidora de Tecnologia (CPF/CNPJ: 19.140.999/0001-00) em local incerto, ficam citados dos termos da ação, referente cobranças indevidas constantes em Duplicata Mercantil emitida em nome do CondomĂ­nio, a qual fora protestada pela Requerida, bem como indenização por danos morais. Ocorre que em data de 26 de abril do corrente ano o CondomĂ­nio autor recebeu carta do Tabelionato de Protesto de TĂ­tulo RogĂŠrio Portugal Bacellar, com o fim de intimar o autor acerca do protesto de Duplicata Mercantil emitida em seu nome por falta de pagamento, de R$ 2.444,36 . DĂĄ-se a causa o valor de R$ 10.000,00 em 05/5/16. Outrossim, fica citada dos termos da ação e, e, para no prazo de quinze dias, contestar a ação, querendo, por intermĂŠdio de advogado, bem como, fica ciente de que, nĂŁo contestando a ação, presumirse-ĂŁo aceito, como verdadeiros, os fatos articulados pelo autor. Bem como, fica intimada do despacho proferido, que, a) ocorrendo transação antes da sentença, as partes ficam dispensadas das custas remanescentes (CPC; art. 90, § 3Âş); b) se o rĂŠu reconhecer a procedĂŞncia do pedido e, simultaneamente, cumprir integralmente a prestação reconhecida, os honorĂĄrios serĂŁo reduzidos pela metade (art. 90, § 4Âş) e, bem como poderĂĄ manifestar-se, sem interrupção ou suspensĂŁo do prazo para a defesa, eventual proposta de autocomposição e, bem como fica advertida que serĂĄ nomeado curador especial em caso de revelia. DADO E PASSADO nesta Cidade e Comarca de Curitiba, Capital do Estado do ParanĂĄ, 26/02/18 . Eu, Marlene Romeiro Coleta, empregada juramentada, que o digitei e subscrevi. Paulo B Tourinho Juiz de Direito

EDITAL DE PROCLAMAS Faz saber que pretendem casar-se: ROMUALDO SHIMODA e JANE ALVES DE LIMA. DIRCEU MACHADO JUNIOR e GISELA IWAMOTO RALICKAS ALEXANDRE WOJCIECHOWSKI e PATR�CIA KELLY DA SILVA ARAUJO DE OLIVEIRA. EMERSON GIRARDI e LEIDIANE DE SOUSA BRITO ANDERSON LUIZ ROSA VIEIRA e MARIANA PONTAROLO DE OLIVEIRA DILERMANDO BRAGA TULIO e CLEUNICE DIAS DE SOUZA Se alguÊm souber de algum impedimento, oponha-o na forma da lei. O referido Ê verdade e dou fÊ. Curitiba, Uberaba, 12 de Março de 2018

Eliane Kern Bassi Oficial Designada

DEMONSTRAĂ‡ĂƒO DOS FLUXOS DE CAIXA PARA OS EXERCĂ?CIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2017 E 2016 - (Valores expressos em reais) Lucro lĂ­quido do exercĂ­cio Baixas do ativo imobilizado e intangĂ­vel Depreciaçþes e amortizaçþes Redução (aumento) dos ativos operacionais Contas a receber de clientes Estoques Impostos a recuperar Outras contas a receber Despesas antecipadas Aumento (redução) dos passivos operacionais Fornecedores Outros exigĂ­veis de longo prazo Obrigaçþes trabalhistas e tributĂĄrias Outras contas a pagar Disponibilidades lĂ­quidas absorvidas pelas atividades operacionais FLUXO DE CAIXA DAS ATIVIDADES DE FINANCIAMENTOS Obrigaçþes com acionistas EmprĂŠstimos e financiamentos Disponibilidades lĂ­quidas geradas pelas atividades de financiamentos FLUXO DE CAIXA DAS ATIVIDADES DE INVESTIMENTOS Investimentos Ativo permanente Disponibilidades lĂ­quidas das atividades de investimentos AUMENTO (REDUĂ‡ĂƒO) NO SALDO DE CAIXA E EQUIVALENTES No inĂ­cio do exercĂ­cio No final do exercĂ­cio Aumento (redução) de caixa e de equivalentes de caixa

2017 6.700.830 245.203 1.396.365

2016 5.169.167 1.309.202

(1.227.396) (4.366.059) (858.636) (125.363) (177.471)

2.523.202 467.833 1.753.664 (134.608) 100.102

3.574.553 32.830 15.445 5.210.300

(2.289.276) (12.709) (2.561.582) 6.438 6.331.433

(6.223.980) 693.939 (5.530.041)

(4.518.950) (865.086) (5.384.036)

(1.063) (832.188) (833.251) (1.152.992) 1.507.157 354.165 (1.152.992)

(622.051) (622.051) 325.346 1.181.811 1.507.157 325.346

As notas explicativas são parte integrante das demonstraçþes contåbeis.

4. DISPONIBILIDADES Caixa Bancos conta movimento Aplicaçþes financeiras

2017 14.785 25.840 313.540 354.165

2016 18.828 40.350 1.447.979 1.507.157

2017 15.926.116 423.935 (584.581) 15.765.470

2016 13.587.553 1.652.806 (702.285) 14.538.074

2017 2.273.641 8.675.193 799.891 946.512 12.695.237

2016 1.622.301 5.753.595 519.651 433.631 8.329.178

2017 1.681.248 20.411 1.701.659

2016 1.555.775 20.521 1.576.296

2017 1.918.574 7.051.240 10.022.678 468.869 816.375 802.273 554.915 2.946.684 24.581.608 (13.277.041) 11.304.567

2016 1.918.574 6.974.362 9.580.227 453.821 857.301 694.476 554.915 2.960.947 23.994.623 (11.906.684) 12.087.939

2017 62.388 587.491 649.880 (607.737) 42.143

2016 62.388 587.491 649.879 (581.729) 68.150

5. CLIENTES Cliente mercado interno Cliente mercado externo PECLD 6. ESTOQUES Produto acabado MatÊria-prima Embalagem Estoques diversos 7. OUTRAS CONTAS A RECEBER Adiantamentos diversos Cheques a receber e outros 8. IMOBILIZADO Taxa de depreciação Terrenos Edificaçþes Maquinas e equipamentos Móveis e utensílios Veículos Equipamentos de informåtica Imobilizado em andamento Instalaçþes

4% 10% e 20% 10% 20% 20% 10%

Depreciação acumulada 9. INTANG�VEL Marcas e patentes Software Outros Intangíveis Amortização 10. INVESTIMENTOS

2017 2016 8.372.770 8.372.770 8.372.770 8.372.770 Durante o exercício de 2013, foi registrado contabilmente o resultado do Laudo de Avaliação Patrimonial (mais valia), onde a diferença entre o valor pago pela aquisição da Nuvital Nutrientes S.A. e, o saldo contåbil de seus respectivos ativos se se converteu em à gio fundamentado em expectativa de rentabilidade futura, gerando dessa forma um acrÊscimo no saldo de Investimentos da Companhia. Investimentos

CONTINUA

CONTINUAĂ‡ĂƒO DO QUADRO ACIMA A Quimtia avalia a recuperabilidade do ĂĄgio anualmente, usando prĂĄticas aceitĂĄveis de mercado, incluindo fluxos de caixa projetados e, comparando o valor contĂĄbil com o valor recuperĂĄvel dos ativos. 11. FORNECEDORES 2017 2016 Fornecedores MI 12.696.147 8.321.066 Fornecedores ME 608.451 240.650 Outros Fornecedores 1.555.740 2.724.069 14.860.338 11.285.785 12. EMPRÉSTIMOS E FINANCIAMENTOS

Av. Sen. Salgado Filho, nÂş 2.368 - MunicĂ­pio e Comarca de Curitiba - PR

RELATĂ“RIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES CONTĂ BEIS Aos Administradores e Acionistas da Quimtia S.A. Colombo - PR OpiniĂŁo Examinamos as demonstraçþes contĂĄbeis da Quimtia S.A., que compreendem o balanço patrimonial em 31 de dezembro de 2017 e as respectivas demonstraçþes de resultados, dos resultados abrangentes, das mutaçþes do patrimĂ´nio lĂ­quido e dos fluxos de caixa para o exercĂ­cio findo nessa data, bem como as correspondentes notas explicativas, incluindo o resumo das principais polĂ­ticas contĂĄbeis. Em nossa opiniĂŁo, as demonstraçþes contĂĄbeis acima referidas apresentam adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira da Quimtia S.A. em 31 de dezembro de 2017, o desempenho de suas operaçþes e os seus fluxos de caixa para o exercĂ­cio findo nessa data, de acordo com as prĂĄticas contĂĄbeis adotadas no Brasil. Base para opiniĂŁo Nossa auditoria foi conduzida de acordo com as normas brasileiras e internacionais de auditoria. Nossas responsabilidades, em conformidade com tais normas, estĂŁo descritas na seção a seguir intitulada “Responsabilidades do auditor pela auditoria das demonstraçþes contĂĄbeisâ€?. Somos independentes em relação Ă Quimtia S.A., de acordo com os princĂ­pios ĂŠticos relevantes previstos no CĂłdigo de Ética Profissional do Contador e nas normas profissionais emitidas pelo Conselho Federal de Contabilidade, e cumprimos com as demais responsabilidades ĂŠticas de acordo com essas normas. Acreditamos que a evidĂŞncia de auditoria obtida ĂŠ suficiente e apropriada para fundamentar nossa opiniĂŁo. Responsabilidades da administração pelas demonstraçþes contĂĄbeis A Administração ĂŠ responsĂĄvel pela elaboração e adequada apresentação das demonstraçþes contĂĄbeis de acordo com as prĂĄticas contĂĄbeis adotadas no Brasil e pelos controles internos que ela determinou como necessĂĄrios para permitir a elaboração de demonstraçþes contĂĄbeis livres de distorção relevante, independentemente se causada por fraude ou erro. Responsabilidades do auditor pela auditoria das demonstraçþes contĂĄbeis Nossos objetivos sĂŁo obter segurança razoĂĄvel de que as demonstraçþes contĂĄbeis, tomadas em conjunto, estĂŁo livres de distorção relevante, independentemente se causada por fraude ou erro, e emitir relatĂłrio de auditoria contendo nossa opiniĂŁo. Segurança razoĂĄvel ĂŠ um alto nĂ­vel de segurança, mas nĂŁo uma garantia de que a auditoria realizada de acordo com as normas brasileiras e internacionais de auditoria sempre detectam as eventuais distorçþes relevantes existentes. As distorçþes podem ser decorrentes de fraude ou erro e sĂŁo consideradas relevantes quando, individualmente ou em conjunto, possam influenciar, dentro de uma perspectiva razoĂĄvel, as decisĂľes econĂ´micas dos usuĂĄrios tomadas com base nas referidas demonstraçþes contĂĄbeis. Como parte da auditoria realizada de acordo com as normas brasileiras e internacionais de auditoria, exercemos julgamento profissional e mantemos ceticismo profissional ao longo da auditoria. AlĂŠm disso: • Identificamos e avaliamos os riscos de distorção relevante nas demonstraçþes contĂĄbeis, independentemente se causada por fraude ou erro, planejamos e executamos procedimentos de auditoria em resposta a tais riscos, bem como obtemos evidĂŞncia de auditoria apropriada e suficiente para fundamentar nossa opiniĂŁo. O risco de nĂŁo detecção de distorção relevante resultante de fraude ĂŠ maior do que o proveniente de erro, jĂĄ que a fraude pode envolver o ato de burlar os controles internos, conluio, falsificação, omissĂŁo ou representaçþes falsas intencionais; • Obtemos entendimento dos controles internos relevantes para a auditoria para planejarmos procedimentos de auditoria apropriados Ă s circunstâncias, mas, nĂŁo, com o objetivo de expressarmos opiniĂŁo sobre a eficĂĄcia dos controles internos da Quimtia S.A.; • Avaliamos a adequação das polĂ­ticas contĂĄbeis utilizadas e a razoabilidade das estimativas contĂĄbeis e respectivas divulgaçþes feitas pela administração; • ConcluĂ­mos sobre a adequação do uso, pela administração, da base contĂĄbil de continuidade operacional e, com base nas evidĂŞncias de auditoria obtidas, se existe incerteza relevante em relação a eventos ou condiçþes que possam levantar dĂşvida significativa em relação Ă  capacidade de continuidade operacional da Quimtia S.A. Se concluirmos que existe incerteza relevante, devemos chamar atenção em nosso relatĂłrio de auditoria para as respectivas divulgaçþes nas demonstraçþes contĂĄbeis ou incluir modificação em nossa opiniĂŁo, se as divulgaçþes forem inadequadas. Nossas conclusĂľes estĂŁo fundamentadas nas evidĂŞncias de auditoria obtidas atĂŠ a data de nosso relatĂłrio. Todavia, eventos ou condiçþes futuras podem levar a Quimtia S.A. nĂŁo mais se manter em continuidade operacional; e • Avaliamos a apresentação geral, a estrutura e o conteĂşdo das demonstraçþes contĂĄbeis, inclusive as divulgaçþes e se as demonstraçþes contĂĄbeis representam as correspondentes transaçþes e os eventos de maneira compatĂ­vel com o objetivo de apresentação adequada. Comunicamo-nos com os responsĂĄveis pela governança a respeito, entre outros aspectos, do alcance planejado, da ĂŠpoca da auditoria e das constataçþes significativas de auditoria, inclusive as eventuais deficiĂŞncias significativas nos controles internos que identificamos durante nossos trabalhos. Curitiba, 02 de março de 2018.

BDO RCS Auditores Independentes S.S. CRC 2 PR-006853/F-9 Paulo SĂŠrgio Tufani CRC 1SP 124504/O-9 “Sâ€? PR

Gilberto de Souza Schlichta CRC 1 PR 35508/O-5

EDITAL DE LEILĂƒO – ALIENAĂ‡ĂƒO FIDUCIĂ RIA IMĂ“VEL: Curitiba/PR – Apartamento residencial nÂş 24, do EdifĂ­cio Puerto Banus, situado na Rua dos FuncionĂĄrios, nÂş 906, na cidade de Curitiba, Estado do ParanĂĄ. MatrĂ­cula nÂş 52.341, da 2Âş CartĂłrio de Registro de ImĂłveis da Circunscrição ImobiliĂĄria da Comarca de Curitiba/ParanĂĄ Data e HorĂĄrio do 1Âş LeilĂŁo: dia 26/03/2018 Ă s 14:00 horas; Data e HorĂĄrio do 2Âş LeilĂŁo: dia 02/04/2018 Ă s 14:00 horas; Local dos leilĂľes: Rua JoĂŁo Lunardelli, 2095 – Bairro CIC – CEP: 81.460-100 – Curitiba/PR CLAUDIO CESAR KUSS, Leiloeiro Oficial, JUCEPAR – 507, devidamente autorizado pelo Credor FiduciĂĄrio PARANĂ BANCO S/A, inscrito no CNPJ/MF sob o nĂşmero 14.388.334/0001-99, estabelecida na Rua Visconde de Nacar, 1441, Centro, Curitiba, Estado do ParanĂĄ, levarei a LEILĂƒO EXTRAJUDICIAL – ALIENAĂ‡ĂƒO FIDUCIĂ RIA no dia 26 de março de 2018 Ă s 14:00 horas, em PRIMEIRO LEILĂƒO, o imĂłvel abaixo descrito, nos termos do seguinte (a) Decreto nÂş 21.981, de 19 de outubro de 1932, que regula a profissĂŁo de Leiloeiro Oficial; (b) art. 22 e seguintes da Lei nÂş 9.514/97, com as alteraçþes introduzidas pela Lei nÂş 10.931/2004 e (c) CĂŠdula de CrĂŠdito BancĂĄrio – Contrato nÂş 130614031051, emitida em 18/06/2014. DESCRIĂ‡ĂƒO DO IMĂ“VEL: - Apartamento residencial nÂş 24, localizado no 5Âş pavimento ou 2Âş pavimento do EdifĂ­cio Puerto Banus, situado na Rua dos FuncionĂĄrios, nÂş 906, na cidade de Curitiba, ParanĂĄ, situado Ă  esquerda, nos fundos, de quem da Rua dos FuncionĂĄrios olha o referido edifĂ­cio, com ĂĄrea privativa de 47,6700m², ĂĄrea de uso comum de 14,6577m², ĂĄrea total de 62,3277m², correspondendo-lhe a fração ideal do solo de 0,012749, ou 7,0449m², apartamento esse cadastrado na Prefeitura Municipal de Curitiba sob o nÂş 54-076040.018-8; O referido imĂłvel encontra-se devidamente matriculado no 2Âş CartĂłrio de Registro de ImĂłveis da Circunscrição ImobiliĂĄria da Comarca de Curitiba/ParanĂĄ sob o nÂş 52.341, e serĂĄ vendido no estado em que se encontra e em carĂĄter “AD CORPUSâ€? pelo valor mĂ­nimo de R$ 215.000,00 (duzentos e quinze mil reais), para o 1Âş LeilĂŁo. O imĂłvel encontra-se OCUPADO. Se o maior lance oferecido no Primeiro LeilĂŁo for inferior ao valor mĂ­nimo estipulado, fica desde jĂĄ designado o dia 02 de maio de 2018, Ă s 14:00 horas, no mesmo local, para a realização do 2Âş LEILĂƒO pelo maior lance oferecido, desde que igual ou superior ao valor mĂ­nimo de R$ 120.427,70 (cento e vinte mil, quatrocentos e vinte e sete reais e setenta centavos). Havendo arrematação, serĂĄ lavrada escritura pĂşblica no prazo de atĂŠ 90 (noventa) dias contados a partir da data do leilĂŁo. Todas as despesas “propter remâ€?, ou seja condomĂ­nio, IPTU etc., com fato gerador atĂŠ a data da arrematação, serĂŁo de responsabilidade do Credor FiduciĂĄrio. As despesas com a transferĂŞncia da propriedade correrĂŁo por conta do comprador. O arrematante pegarĂĄ no ato do leilĂŁo, o valor da arrematação, mais 5% correspondente Ă  comissĂŁo do Leiloeiro Oficial.


PUBLICAÇÕES LEGAIS / NACIONAL

| Terça-feira, 13 de março de 2018 |

7

Preço do chocolate tem variação de até 133,4%, aponta Disque Economia Há poucos mais de duas semanas para a Páscoa, a palavra de ordem é “pesquisar ” antes de comprar ovos e chocolates para a celebração. A variação de preço de um mesmo produto pode chegar a 133,4% em diferentes supermercados de Curitiba, segundo o primeiro levantamento do Disque Economia, da Prefeitura, feito no dia 9 de março. A equipe da Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento (Smab) percorreu dez estabelecimentos da capital. “Muitos supermercados fazem promoções diárias, levando a essas grandes variações. Por isso, é importante que as pessoas façam a comparação dos preços”, orienta Thiago Cavichiollo, coordenador do Disque Economia. Foram pesquisados 224 produtos, entre ovos, barras, bombons, coberturas, colombas e caixas de variedades. Preços Os pesquisadores constataram que os preços dos chocolates tiveram uma alta, média, de 8,85% em relação ao ano passado. Além disso, Cavichiollo revela que alguns chocolates tiveram redução média de 2,35% no peso neste ano, em comparação ao ano passado, mas os preços de alguns produtos não tiveram queda proporcional. “Constatamos, por exemplo, que um ovo teve sua gramatura reduzida de 210 gramas para 185 gramas e o preço ainda subiu em comparação ao valor praticado na Páscoa anterior (de R$ 26,51 para R$ 35,72). Se levarmos em conta o preço por quilo do chocolate, a alta chegou a 52,9%”, exemplifica o coordenador do serviço da Prefeitura. Diferenças De acordo com o coordenador do Disque Economia, as diferenças mais significativas ocorreram em produtos com até 150 gramas. No caso da variação de 133,4%, ela foi constatada em uma barra de chocolate (100 gr), em que os preços tinham diferenças de R$ 2,99 a R$ 6,19 entre os supermercados. Outra grande variação foi encontrada em pequenos chocolates de 115 gr, que tinham preços variando entre R$ 2,65 a R$ 4,88 (84,1%). Entre os ovos, a pesquisa do Disque Economia encontrou diferenças de até 62,5%. No caso das caixas de variedades, a diferença de preço de um mesmo produto chegou a 59,1%. Em relação às colombas, a diferença chegou a 21,4% entre os pontos pesquisados. Doze marcas fizeram parte do levantamento (Lacta, Nestlé, Garoto, Ferrero Rocher, Arcor, Hershey’s, Linea, Olvebra, Balducco, Festtone, Panco e Visconte). “Até a Páscoa, a equipe estará fazendo acompanhamentos periódicos. Ao todo, ainda serão oito pesquisas”, acrescenta Cavichiollo. A pesquisa de preços de chocolates para a Páscoa já está disponível para consulta no site do Disque Economia (http://disqueeco nomia.curitiba.pr.gov.br/). Basta clicar no menu Pesquisa ovos de chocolate.


8

PUBLICAÇÕES LEGAIS / NACIONAL

| Terça-feira, 13 de março de 2018 |

Pinhais agiliza expedição de lvará de Construção e Certificado de Vistoria e Conclusão de Obra

DISQUE 3912-5153

As principais mudanças são a redução do prazo para análise dos protocolos, além da simplificação e agilidade nas correções

CENTRAIS DE ABASTECIMENTO DO PARANÁ S.A. CNPJ 75.063.164/0001-67

AVISO DE LICITAÇÃO ± PREGÃO ELETRÔNICO nº 001/2018 PROTOCOLO: 15.092.317-4 OBJETO: Aquisição de veículos para CEASA/PR. ABERTURA: 26/03/2018 às 13:00 hrs no site www.licitacoes-e.com.br PREÇO MÁXIMO: Lote 01 - R$ 234.608,69 (duzentos e trinta e quatro mil, seiscentos e oito reais e sessenta e nove centavos) e Lote 02 - R$ 346.055,62 (trezentos e quarenta e seis mil, cinquenta e cinco reais e sessenta e dois centavos). INFORMAÇÕES: www.ceasa.pr.gov.br, licitacaoceasa@ceasa.pr.gov.br Natalino Avance de Souza Diretor-Presidente

CENTRAIS DE ABASTECIMENTO DO PARANÁ S.A. CNPJ 75.063.164/0001-67

AVISO DE LICITAÇÃO ± PREGÃO ELETRÔNICO nº 002/2018

No último dia 7, a Prefeitura de Pinhais publicou o Decreto 103/2018 que trata da simplificação dos processos de expedição de alvará de construção e expedição de certificado de conclusão de obra.As principais mudanças são a redução do prazo para análise dos protocolos, além da simplificação e agilidade nas correções. A partir de agora, as análises dos projetos contemplarão somente os parâmetros construtivos relevantes.Ainda segundo o documento, o projeto que for submetido à aprovação deverá atender a todas as exigências das Legislações Municipal, Estadual e

Federal, além das normas técnicas aplicáveis. Os projetos que já estão em trâmite deverão ser adequados às disposições estabelecidas pelo decreto no prazo máximo de 90 dias, mediante apresentação de Termo de Responsabilidade firmado pelo proprietário da obra e pelos profissionais autores do projeto, além do responsável técnico. Serviço Mais informações com a Secretaria Municipal de Urbanismo pelo telefone 3912-5158.

PROTOCOLO: 15.097.879-3 OBJETO: Aquisição de equipamentos e materiais para o Banco de Alimentos das Unidades Atacadistas da CEASA/PR. ABERTURA: 26/03/2018 às 09:00 hrs no site www.licitacoes-e.com.br PREÇO MÁXIMO: Lote 01 ± R$ 36.049,64 (trinta e seis mil, quarenta e nove reais e sessenta e quatro centavos); Lote 02 ± R$ 86.573,98 (oitenta e seis mil, quinhentos e setenta e três reais e noventa e oito centavos); Lote 03 ± R$ 19.331,33 (dezenove mil, trezentos e trinta e um reais e trinta e três centavos); Lote 04 ± R$ 32.533,62 (trinta e dois mil, quinhentos e trinta e três reais e sessenta e dois centavos); Lote 05 ± R$ 21.790,49 (vinte e um mil, setecentos e noventa reais e quarenta e nove centavos); Lote 06 ± R$ 40.667,08 (quarenta mil, seiscentos e sessenta sete reais e oito centavos); Lote 07 ± R$ 46.087,15 (quarenta e seis mil e oitenta e sete reais e quinze centavos); Lote 08 ± R$ 72.968,66 (setenta e dois mil, novecentos e sessenta e oito reais e sessenta e seis centavos); Lote 09 ± R$ 30.799,25 (trinta mil, setecentos e noventa e nove reais e vinte e cinco centavos) e Lote 10 ± R$ 32.397,13 (trinta e dois mil, trezentos e noventa e sete reais e treze centavos). INFORMAÇÕES: www.ceasa.pr.gov.br, licitacaoceasa@ceasa.pr.gov.br Natalino Avance de Souza ± Diretor-Presidente

13032018  
13032018