Page 1

1 9 Metró ole www:metropolejornal.com.br

R$

Terça-feira

Ano 19 | Nº 4527 | 12 de junho de 2018

1,20

Diário de Circulação Nacional

Governo notifica concessionárias sobre o fim dos contratos do pedágio Orlando Kissner/ANPr

» A governadora Cida Borghetti informou nesta segunda-feira (11) que as seis concessionárias do Anel de Integração foram notificadas para que iniciem os processos de finalização dos contratos, que serão encerrados em 2021. “O Paraná precisa avançar e, desde já, iniciar a elaboração de um novo modelo de concessão para promover a justiça tarifária com mais obras e redução das tarifas em 50%, em média”, disse a governadora. A iniciativa do Governo do Estado busca organizar o encerramento do complexo modelo de concessão iniciado em 1997. “Uma medida de gestão para garantir agilidade, rapidez e o encerramento correto dos contratos”, afirmou Cida Borghetti. “Estamos comunicando antecipadamente para que as concessionárias se preparem e tenham a consciência de que os contratos não serão renovados”, explicou.

Página 3

Parque das Águas de Pinhais terá mais de 7 km de pista de caminhada e ciclovia A governadora do Paraná, Cida Borghetti, durante entrevista nesta segunda-feira (11), no Palácio Iguaçu, anuncia medidas para a finalização dos contratos das concessionárias que operam rodovias do Anel de Integração

Prefeitura de São José inaugura Central de Recuperação de Crédito

Aos estudantes, que participaram da inauguração durante aula de campo do programa Linhas do Conhecimento, o prefeito falou sobre a importância das abelhas nativas para o ecossistema de regulação e equilíbrio do planeta. “As abelhas são especialistas em espalhar o pólen e com isso as flores e frutas nascem em abundância. Queremos que Curitiba seja a mais doce e ecológica das cidades do Brasil”, declarou. Este foi o 8º Jardim de Mel, fruto de uma parceria entre a Prefeitura, por meio das secretarias municipais do Meio Ambiente e da Educação, com o agroecólogo Felipe Thiago de Jesus.

Daniel Castellano / SMCS

"Que Curitiba seja a mais doce e ecológica das cidades do Brasil", diz Greca » Ao lado do prefeito Rafael Greca, um grupo de estudantes da Escola Municipal Colombo, do Bairro Novo, participou da inauguração do Jardim de Mel da Praça Osório, nesta segundafeira (11/6). Instalado próximo ao chafariz, entre a vegetação da praça, o meliponário com três caixas de abelhas nativas, sem ferrão, servirá para polinizar a região central da cidade. “As abelhas sairão voando pelas ramas altas das sibipirunas da Praça Osório e polinizarão as árvores e as plantas. Teremos maior florada de ipês, de jacarandás e mais flores na nossa Rua das Flores”, disse Greca.

vias em asfalto; área de estacionamento de 4.386,38m² para aproximadamente 200 veículos, incluindo carros, motos e ônibus. Com área total de 1.042.744,33 m², o parque contará com iluminação externa. Página 8

Ações integradas reduzem em 58% trabalho infantil no Paraná » O Paraná reduziu em 58% o número de crianças e adolescentes, de 5 a 14 anos, exercendo alguma atividade remunerada, enquanto no Brasil a redução foi de 43,5%. O resultado foi levantado na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD/ IBGE), considerando o período de 2011 a 2015. Nesta terça-feira (12), o Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil, mobilizações e ações devem ser promovidas em todo o país. A secretária da Família e

Paulo Szostak/PMSJP

» Com o objetivo de buscar a aproximação com o contribuinte de São José dos Pinhais, proporcionando atendimento individualizado na busca pela melhor solução para a regularização tributária, a Prefeitura de São José dos Pinhais inaugurou na manhã desta segunda-feira (11) a Central de Recuperação de Crédito, um setor gerenciado pela Secretaria Municipal de Finanças e pela Procuradoria Geral do Município. A Central é um espaço de atendimento criado para manter o cadastro dos contriPágina 4 buintes.

» As obras no Parque das Águas seguem em várias frentes de trabalho e tem previsão de conclusão ainda neste ano. A nova área de lazer de Pinhais contará com mais de 7 km de pistas de caminhada e ciclo-

Desenvolvimento Social, Fernanda Richa, afirma que o bom resultado é fruto de ações integradas entre secretarias estaduais, prefeituras e entidades sociais, desenvolvidas pelo Governo do Estado desde 2011. “São diversas iniciativas para o desenvolvimento social e econômico dos municípios, que fomentam a geração de emprego e renda e trazem melhores condições de vida para a população. Tudo isso, aliado aos constantes investimentos na rede de proteção de crianças e adolescentes”, diz a secretária. Para o superintendente da Política de Garantias de Direitos da secretaria, Leandro Meller, é fundamental que os investimentos em ações preventivas e protetivas sejam contínuos. “É um trabalho incessante para sensibilizar a sociedade e as famílias em que a violência é cometida. É um ciclo por vezes cultural, que prejudica o desenvolvimento saudável da criança e do adolescente, impedindoos de estudar e brincar ”, explica Meller. No Paraná, as ações de combate ao trabalho infantil envolvem a integração de diversas políticas públicas.


2

PUBLICAÇÕES LEGAIS / NACIONAL

| Terça-feira, 12 de junho de 2018 |

AB Notícias

abnoticias@abcom.com.br (41) 3014-6764

NO CAMPO Os produtores de trigo da região dos Campos Gerais, o plantio mais intenso do grão nesta semana. Após as chuvas registradas no fim de semana, produtores dos municípios de Arapoti, Piraí do Sul, seguem até o início de julho no plantio do trigo. Há uma perspectiva de alta no rendimento total, superando as 400 mil toneladas, cerca de 2,5% a mais que na safra anterior.

Metró ole RMC PINHAIS

NA INDÚSTRIA A produção industrial no Paraná cresceu 12,8% em comparação a 2017, o que coloca o Estado acima do índice nacional. No mesmo período, o crescimento da produção industrial no Brasil foi de 8,9%. Os setores que impulsionaram o crescimento paranaense foram o de bebidas, veículos automotores, material elétrico e derivados de petróleo.

CULTURA O Teatro Municipal de Guarapuava, centro do Paraná, está reaberto. A estrutura, localizada na região central, ao lado da Escola Municipal Antônio Lustosa de Oliveira conta com 316 poltronas, bilheteria, hall de entrada, palco, camarins, sala de aquecimento e iluminação. Ao todo serão investidos R$ 5,5 milhões na reforma do teatro.

AGROTECNOLOGIA Será realizada entre os dias 13 e 14 de junho a Digital Agro. O evento ocorre no Parque de Exposições Frísia, anexo ao Parque Histórico de Carambeí. Neste ano, participam 30 empresas expositoras, ligadas ao ramo da tecnologia. A perspectiva é receber cerca de oito mil visitantes entre produtores rurais, acadêmicos e profissionais da área.

CÃES QUENTINHOS Com a queda na temperatura, os cães abrigados no Canil Municipal de Apucarana, norte do Paraná, receberam agasalhos nesta semana e ficarão com a proteção até os dias ficarem mais quentes. A ação foi uma iniciativa do Canil Municipal de Apucarana em parceria com Sociedade Protetora dos Animais de Apucarana.

CONTAÇÃO DE HISTÓRIA Segue até o dia 14 em Ponta Grossa, o Festival Nacional de Contadores de Histórias. O público irá se divertir, se emocionar e se surpreender com os Contos e Lendas do Brasil, em que os contadores convidados trarão histórias de suas regiões. A entrada é gratuita.

COLÉGIO AGRÍCOLA Será construída uma nova sede do Colégio Estadual Agrícola do Noroeste, em Diamante do Norte. As novas instalações serão construídas no câmpus regional da Universidade Estadual de Maringá, onde já funciona com sede provisória. O investimento será de R$ 15,5 milhões.

FEIRA DE CURSOS Acontece hoje, 12, na Secretaria Municipal do Trabalho, Emprego e Renda de Londrina, uma feira de cursos técnicos. O evento vai reunir várias escolas da rede estadual que vão ofertar cursos neste segundo semestre. As aulas começam no dia 30 de julho e serão sempre no período noturno. Os cursos são gratuitos e têm duração de um a dois anos.

RIO PARANÁ Municípios do noroeste do Paraná vão receber recursos para recuperar e preservar áreas degradadas. O repasse será feito a sete municípios da região, a maioria às margens do Rio Paraná. São eles: Porto Rico, São Pedro do Paraná, Terra Rica, Tapira, Marilena, Querência do Norte, Loanda. Os valores somam R$ 7,4 milhões, repassados por meio do Instituto Ambiental do Paraná.

VACINE-SE A campanha de vacinação contra gripe vai até o dia 15. Entre os grupos-alvo da campanha, o índice de cobertura vacinal é de 81% do total previsto. Entre os grupos que devem ser vacinados, as crianças com idade entre seis meses e menores de cinco anos apresentam a menor taxa de cobertura vacinal. Apenas 62% das crianças paranaenses dessa faixa etária foram imunizadas.

CASA PRÓPRIA Cento e vinte e duas famílias de Formosa do Oeste, oeste receberam as chaves da casa própria. O conjunto Deputado Moacir Micheletto recebeu investimento de R$ 4,6 milhões, parceria do governo do Estado, governo federal e prefeitura.

Fundador: Ary Leonel da Cruz

Home Page: www.metropolejornal.com.br Curitiba / PR EDITAL CENTER LTDA

CNPJ nº 04.150.383/0001-35

Diretor Comercial: MaurÌcio Mosson Rua Amintas de Barros, 164 ñ Centro Conj 46 ñ CEP 80.060-205 Fones: (41) 3024-6766 Email: cial@ctbametropole.com.br São José dos Pinhais / PR Rua Dr. Manoel Ribeiro de Campos, 756 Centro - CEP 83.005-310 Fones: (41) 3383-6650 / (41) 3383-0421 Contato Redação – e-mail: lustosa@onda.com.br Departamento Comercial / Administrativo Email: adm.metropole@hotmail.com Filiado: Sindicato das Empresas de Jornais e Revistas do Estado do Paraná ADI ñ PR ñ AssociaÁ„o dos Di·rios do Interior Representante em Santa Catarina, Paran·, S„o Paulo, Rio de Janeiro e BrasÌlia: Central e ComunicaÁ„o ñ SCS ñ QD 02 ñ Bl. D/Salas 1002/1003 ñ Edif. Oscar Niemeyer CEP 70.316-900 ñ BrasÌlia ñ Distrito Federal Fones: (41) 3323-4071 ñ (41) 98133-3400 As matérias opinativas que venham assinadas, não expressam necessariamente a opinião do jornal

Seminário em Pinhais debate questões ambientais O evento teve como tema “Novas atitudes – reeducando o olhar e o coração” e foi promovido pelas Secretarias Municipais de Meio Ambiente e de Educação Com o tema “Novas atitudes – reeducando o olhar e o coração”, Pinhais realizou a quarta edição do Seminário Metropolitano de Educação Ambiental. O evento foi promovido pelas Secretarias Municipais de Meio Ambiente e de Educação, em parceria com a Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) e o Ministério Público do Paraná, entre os dias 7 e 8 de junho. A programação contou com palestras, minicursos e apresentações culturais. A prefeita de Pinhais Marli Paulino esteve presente na abertura do evento e falou sobre a dedicação dos profissionais que realizaram a atividade. “Em mais um Seminário vemos a atenção aos detalhes, desde a decoração com reaproveitamento de materiais, até a rica programação. Estão todos de parabéns pelo maravilhoso evento”, enalteceu a prefeita. “Destacamos também a participação dos palestrantes, que

trabalharam temas tão pertinentes e contribuíram muito para o sucesso da ação”, finalizou. Leonardo Ferreira da Silva, do Grupo de Atividades Socioambientais do Baldo (GASB), que pertence ao Colégio Estadual Luiz Sebastião Baldo, do município de Colombo, destaca a importância de trabalhar a temática ambiental. “A gente trabalha as questões de sustentabilidade no Colégio e procuramos inovar para trazer uma nova interação com a comunidade escolar, para deixar o tema mais interessante e pra que deixe de ser visto como chato”, afirma. “Temos muito a melhorar e mostrar para as outras pessoas que precisamos mudar atitudes simples como não jogar papel na rua, por exemplo”, completa. Emerson de Oliveira Matias, servidor da Secretaria Municipal de Meio Ambiente foi responsável pelo minicurso: “O Horto Municipal de Pinhais

como Espaço Não-Formal para Educação Ambiental”. Ele afirma que o município tem feito sua parte em prol da preservação e educação ambiental. “Nos últimos anos Pinhais tem pensado muito em como contribuir para a melhoria das questões ambientais dentro e fora do município. Entre as ações estão o Horto Municipal, utilizado como espaço não formal de educação ambiental, e o Mutirão de Educação Ambiental e Limpeza, os quais têm contribuído muito para a melhoria da qualidade ambiental municipal”, detalha. Presença Estiveram presentes na abertura do Seminário: a viceprefeita de Pinhais, Rosa Maria; a secretária Municipal do Meio Ambiente, Rosana Boeira Ilhéu; a secretária Municipal se Educação de Pinhais, Andrea Franceschini; a secretária de Assistência Social, Rosangela Batista; a secretária de Saúde, Adriane da Silva Jorge Carva-

lho; representando a Câmara Municipal de Pinhais, a vereadora professora Cinéia e o vereador Dirceu da Aposentadoria; o procurador de Justiça, Coordenador do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Proteção ao Meio Ambiente e da Habitação e Urbanismo, Dr. Alberto Vellozo Machado; o coordenador Adjunto do Programa de Pós-Graduação em Formação Científica Educacional e Tecnológica da UTFPR, Campus Curitiba, Profº Dr. João Amadeus Alves; o coordenador executivo e exprefeito de Pinhais, Luizão Goulart. A solenidade também contou com a apresentação cultural da Escola Municipal Candido Portinari, com o musical País das Águas. Os organizadores do 4º Seminário Metropolitano de Educação Ambiental destacam ainda que a resposta do público foi bastante positiva, devido à diversidade das atividades propostas.


| Terça-feira, 12 de junho de 2018 |

A governadora Cida Borghetti informou nesta segundafeira (11) que as seis concessionárias do Anel de Integração foram notificadas para que iniciem os processos de finalização dos contratos, que serão encerrados em 2021. “O Paraná precisa avançar e, desde já, iniciar a elaboração de um novo modelo de concessão para promover a justiça tarifária com mais obras e redução das tarifas em 50%, em média”, disse a governadora. A iniciativa do Governo do Estado busca organizar o encerramento do complexo modelo de concessão iniciado em 1997. “Uma medida de gestão para garantir agilidade, rapidez e o encerramento correto dos contratos”, afirmou Cida Borghetti. “Estamos comunicando antecipadamente para que as concessionárias se preparem e tenham a consciência de que os contratos não serão renovados”, explicou. O documento encaminhado às seis empresas cita a necessidade de realizar a verificação, levantamentos e análises de dados e dos bens reversíveis (estradas, pontes, viadutos, edifícios e outras instalações). O Anel é formado por 2,5 mil quilômetros de rodovias. Destes, 1,8 mil quilômetros são federais, delegados ao Paraná, e 700 quilômetros estaduais. Ao todo, há 27 praças de pedágio. Uma comissão liderada por técnicos da Secretaria de Infraestrutura e Logística e do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), com o apoio da Agência Reguladora do Paraná (Agepar), ficará encarregada dos trabalhos de encerramento dos contratos, com análise do que ainda está para ser executado e conclusão do contrato. Segundo o secretário estadual do Desenvolvimento Urbano, Silvio Barros, este é um dos três grupos de trabalho que ficarão responsáveis por questões envolvendo a concessão de rodovias. O segundo trabalha na renovação da delegação de rodovias federais que cortam o Estado e o terceiro tem a tarefa de elaborar um novo modelo de concessão.

Orlando Kissner/ANPr

Governo notifica concessionárias sobre o fim dos contratos do pedágio

A governadora do Paraná, Cida Borghetti, durante entrevista nesta segunda-feira (11), no Palácio Iguaçu, anuncia medidas para a finalização dos contratos das concessionárias que operam rodovias do Anel de Integração

“No Paraná existem rodovias federais que formam um importante corredor de exportação e o projeto precisa incluí-los para que tenhamos qualidade logística que o Estado precisa”, afirmou. “A meta dos estudos é para que possamos ter uma tarifa de pedágio 50% menor do que os valores praticados atualmente”, completou o secretário, ressaltando que projetos de concessão deverão serão avaliados e validados em audiências públicas. “É o momento de fazer as mudanças necessárias para que os paranaenses paguem o justo pelo que usam”, acrescentou o secretário estadual de Infraestrutura e Logística, Abelardo Lupion. “O novo modelo está sendo construído em parceria com o Ministério dos Transportes com a inclusão de obras prioritárias”, explicou. DELEGAÇÃO Há um mês, a governadora Cida Borghetti se reuniu com o ministro dos Transportes, Valter Casimiro, em Brasília, para solicitar uma nova delegação das rodovias federais que formam o Anel de Integração. No encontro, ficou estabelecido que o Estado e a União vão discutir em conjunto um novo modelo de concessão das estradas. “As notificações às concessionárias,

para iniciar o encerramento dos contratos, também são uma medida para viabilizar a nova delegação das rodovias federais ao Paraná”, salienta Cida. PRAZO Segundo Silvio Barros, o prazo para a notificação das concessionárias está no limite para que o processo tenha fluidez nos próximos anos. A licitação para um novo modelo deverá ser lançada somente entre 2020 e 2021. “Até lá temos muito trabalho a fazer. Se não começarmos já, estaremos sendo omissos e o próximo governo não terá tempo dentro do prazo”, disse. A governadora reforçou que o Paraná quer ser protagonista na elaboração do futuro processo de concessão das rodovias paranaenses e que ele será amplamente discutido com todos os setores da comunidade. “Faremos audiências públicas para que as pessoas que conhecem a realidade das cidades opinem sobre o que consideram o melhor”, disse. “Independente de quem esteja no governo, será preciso ouvir os paranaenses”, com o secretário Silvio Barros. Cida adianta também que a Secretaria Especial do Desenvolvimento Econômico vai articular junto ao setor produtivo e aos representantes dos usu-

ários estudos para definir valores das tarifas que mantenham as empresas paranaenses competitivas nos cenários nacional e internacional. HISTÓRICO Em 1995, o Governo do Paraná apresentou ao Governo Federal o programa de concessões do Anel de Integração, que totaliza 2,5 mil quilômetros de extensão. No ano seguinte foram celebrados seis convênios através dos quais a União delegava ao Estado 1,8 mil quilômetros de trechos de estradas federais. Outros 700 quilômetros de rodovias estaduais completam o Anel de Integração. Ao todo, há 27 praças de pedágio. Os seis lotes definidos pelo governo paranaense foram licitados em 1997, quando as empresas vencedoras – Econorte, Viapar, Ecocataratas, Caminhos do Paraná, CCR Rodonorte e Ecovia – assumiram tanto a conservação e manutenção dos trechos quanto a realização de um cronograma de novas obras. Desde o início do programa de concessões foram concluídos 270 quilômetros de duplicações e estão em execução outros 191 quilômetros. Além disso, foram finalizados 43 quilômetros de contornos. Com duração de 25 anos, os convênios de delegação e os contratos vencem em 2021.

Paraná é líder em vagas de empregos pelas Agências do Trabalhador Cecília do Pavão, São João do Triunfo, São Jorge do Ivaí, São Mateus do Sul, Sengés e Tijucas do Sul. “Os carros foram distribuídos obedecendo critérios técnicos. Isso vai ajudar para que os municípios melhorem ainda mais e gerem mais empregos no Estado”, destacou o secretário.

Jonas Oliveira/Governadoria

A governadora Cida Borghetti entregou nesta segundafeira (11) mais 22 automóveis para as Agências do Trabalhador e destacou o desempenho do Paraná na geração de empregos. De acordo com o Ministério do Trabalho e Emprego, o Paraná foi o estado brasileiro que mais intermediou vagas pelas Agências do Trabalhador no primeiro trimestre deste ano. Das 137.429 vagas intermediadas pelo Sistema Nacional de Emprego (Sine), 34.691 foram ocupadas no Estado. Cida disse que os números confirmam uma tendência positiva no Estado e ressaltou que dos 508.189 empregos intermediados pelo Sine durante o ano passado, 107.978 foram nas Agências do Trabalhador instaladas no Paraná, o que representa 21% do total. “Pelo segundo ano consecutivo, o Paraná ficou à frente de estados maiores. São Paulo, que é praticamente um país, ficou em segundo lugar na intermediação de vagas, com 74.178 empregos ofertados no período pelas Agências do Trabalhador”, disse ela. Os 22 novos veículos entregues representam investimento de R$ 800 mil feito com recursos do Fundo de Amparo do Trabalhador, do Ministério do Trabalho e Emprego. Eles somam a 100 unidades entregues em março, compradas pelo Governo do Estado, por R$ 3,3 milhões. A governadora enfatizou

A governadora Cida Borghetti nesta segunda-feira(11) durante entrega de veículos para as agência do trabalhador. Esteve presente o secrtário especial do trabalho Paulo Rossi e demais autoridades

que a melhoria no sistema, com a renovação da frota, e as parcerias articuladas pela Secretaria Especial do Trabalho e Relações com a Comunidade, que foi formalizada no mês passado, ajudam o Paraná Estado a criar oportunidades de emprego. “Enquanto o Brasil e o mundo vivem situações difíceis com relação à geração de mão de obra, o Paraná dá respostas positivas neste setor e comemora resultados significativos”, disse ela. “A nova secretaria tem o poder de articular e buscar novos postos de trabalho, além de viabilizar e organizar cursos de capacitação para nossos trabalhadores.” AJUDAM A INTERMEDIAR O secretário do Trabalho e

Relações com a Comunidade, Paulo Rossi, explicou que o objetivo é colocar os profissionais das Agências do Trabalhador em contato com os empregadores para acompanhar, intermediar e ampliar a colocação de trabalhadores em todas as regiões do Estado. “Os veículos ajudam os servidores do Sine na intermediação de mão de obra, fazer visitas às empresas e comunidades”, disse Rossi. Os veículos entregues nesta segunda-feira são para os municípios de Alto Piquiri, Apucarana, Cambará, Cambé, Campo Largo, Campo Magro, Foz do Iguaçu, Imbaú, Mamborê, Marialva, Nova Londrina, Palmeira, Piên, Piraquara, Quitandinha, Roncador, Santa

PARCERIAS O prefeito de Santa Cecília do Pavão, Edimar Santos, explicou que a intermediação de mão de obras é feita constantemente pelos profissionais das agências. “O município tem parcerias importantes com empresas, inclusive de municípios vizinhos. O veículo agiliza e vai possibilitar aos nossos servidores buscarem mais parcerias para colocar mais gente no mercado de trabalho”, afirmou. PRESENÇAS Participaram da solenidade o superintendente do Ministério do Trabalho no Paraná, Paulo Kroneis; os secretários da Fazenda, José Luiz Bovo; e da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos, Elias Thomé; os deputados federais Alex Canziani, Toninho Wandscheer, Luiz Carlos Hauly e Aliel Machado; e os deputados estaduais Maria Victória, Luiz Cláudio Romanelli, Alexandre Curi, Doutor Batista e Missionário Ricardo Arruda.

3

Fábio Campana Política, Cultura & o Poder por trás dos Panos TODO PODER SERÁ CASTIGADO No Brasil, poder é dinheiro. Poder tornou-se sinônimo de condição para a corrupção. É tanta revelação de falcatruas inomináveis que, para os cidadãos comuns, todo aquele que galga uma posição de comando na vida pública, do menor ao maior poder, passa imediatamente a ser olhado como suspeito de praticar os piores crimes com o dinheiro público em proveito pessoal ou de grupos. Mas acendeu-se uma nova esperança nos brasileiros. A de que, enfim, a corrupção que assola o país seja investigada em profundidade e rigorosamente punida como processo de reeducação. Se depender dos Procuradores da República representados emblematicamente por Deltan Dallagnol, e principalmente do juiz Sergio Moro, todo poder será castigado. Sim, todo poder usado de forma criminosa sofrerá investigação. A história sustenta a convicção de que no Brasil todos os Poderes são usados, em maior ou menor grau, para o cometimento de crimes contra a sociedade, a democracia e, especialmente, contra as finanças públicas que já são poucas para tanta demanda social. UM VICE PARA RATINHO Ratinho Jr, até agora, tem quatro candidatos a compor sua chapa e segurar a bandeira de vice: o ex Fecomércio Darci Piana; o ex-prefeito de Assis Châteaubriant, Marcel Micheletto; o ex-secretário da Agricultura, Norberto Ortigara; e o ex-Fiep Edson Campagnolo. GUARDANAPO PARA MORO Desde o dia 12 de abril, está guardado pela direção de um restaurante no bairro Juvevê um recadinho de deputados e militantes do PT. O grupo assinou guardanapo com o texto "Com base no direito de petição e no Pacto de São José da Costa Rica, rogamos a liberdade de Luiz Inácio Lula da Silva, condenado sem provas, preso político. Para deferimento". O bilhete foi deixado porque o endereço é, ou era, também frequentado por Sergio Moro. OSMAR NO TRECHO Osmar Dias esteve ontem no auditório da Faculdade de Pinhais. Encontro para reunir líderes políticos em Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba para que o précandidato fale sobre a importância da participação dos jovens na política. Osmar também aproveitou a oportunidade para falar da integração do transporte e da saúde na RMC e em outras regiões metropolitanas no Estado e para coletar sugestões para seu projeto de governo. CIDA EXTINGUE ESCRITÓRIO O Escritório de Representação do Paraná em Brasília funciona, entre outras coisas, como um local para reuniões, encontros e debates que o pessoal do governo pode ocupar quando viaja à capital do país. Tem status de secretaria especial. Luciano Pizzatto ocupava o cargo principal até sua morte em março. Cida Borghetti considera que é hora de extinguir o órgão e enxugar a despesa. ADIAMENTO O presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Ademar Traiano (PSDB), anunciou hoje a retirada de pauta dos projetos que preveem reajuste salarial de 2,76% para os servidores da Casa, Tribunal de Justiça, Tribunal de Contas, Ministério Público e Defensoria Pública. A votação dessas propostas estava prevista para a sessão desta segunda-feira, mas os servidores do Executivo – que estão com os salários congelados desde 2016, cobram do governo o direito ao reajuste também para a categoria. O PARANÁ E O BRASIL Um levantamento comparativo dos principais dados socioeconômicos do Paraná em relação aos números do país: Homicídios da população jovem (taxa por cem mil habitantes): Paraná 53,7 / Brasil 60,9; Homicídios (taxa por cem mil habitantes): Paraná 26 / Brasil 30; Desemprego: Paraná 9,6% / Brasil 12,9%; Dívida consolidada: Paraná 29,34% / Brasil 70,03%; População analfabeta: Paraná 4,6% / Brasil 7%; Adolescentes com ensino fundamental: Paraná 10,5% / Brasil 9,7%; Número de médicos (taxa por cem mil habitantes): Paraná 2,09 / Brasil 2,18; Mortalidade infantil (taxa por cem mil habitantes): 9,7 / Brasil 13,8 EM FRANGALHOS O que não retorna com facilidade é a confiança dos brasileiros nas instituições em frangalhos – e não adianta achar que garante o contrário o fato de elas estarem funcionando como se normalidade existisse –, economia ainda engasgada e atividade política em descrédito absoluto. Saídas para esse tripé agonizante deveriam concentrar o debate nacional, quanto mais a quatro meses das eleições. Mas estão longe de frequentá-lo.

Frase "A pesquisa Datafolha deixa duas certezas: Lula é o preferido pra governar o Brasil e é o grande eleitor de 2018." Gleisi Hoffmann "Datafolha, continuas pagando vexame e com toda a certeza recebendo algo de muito bom dos seus patrocinadores." Jair Bolsonaro, irritado com os resultados do Datafolha.


4

| Terça-feira, 12 de junho de 2018 |

Prefeitura de São José dos Pinhais inaugura Central de Recuperação de Crédito Poder Legislativo, lembrou que a Central vem trazer solução para o Município e para o munícipe. “Esse serviço é importante porque o Município precisa da receita dos impostos para manter os serviços, assim como o contribuinte que está em dívida com o município também precisa de solução para poder quitar seu débito”, destacou. APROXIMAÇÃO A aproximação da Prefeitura com o contribuinte é um dos objetivos da Central, conforme explicou o secretário de Finanças. “Muitas vezes o munícipe não sabe a qual setor recorrer e não procura a administração porque acha que não terá condições de quitar sua dívida. Com a Central, a Prefeitura está criando possibilidades de parcelamento e quitação da dívida, adequando à condição financeira do contribuinte dentro das legislações, promovendo condições de pagamento”, ressaltou o secretário Milton Talamini Cardoso. De acordo com o procurador do Município, José Carlos Alves Silva, a Administração Pública reconhece que o atual momento econômico nacional trouxe como consequência a dificuldade do contribuinte manter as contas em dia. “A Central vem facilitar esse acesso, para que em um local único o munícipe possa ser atendido, tenha suas questões e com isso evite ação ju-

Paulo Szostak/PMSJP

Com o objetivo de buscar a aproximação com o contribuinte de São José dos Pinhais, proporcionando atendimento individualizado na busca pela melhor solução para a regularização tributária, a Prefeitura de São José dos Pinhais inaugurou na manhã desta segunda-feira (11) a Central de Recuperação de Crédito, um setor gerenciado pela Secretaria Municipal de Finanças e pela Procuradoria Geral do Município. A Central de Recuperação de Crédito é um espaço de atendimento multiprofissional criado para manter o cadastro dos contribuintes atualizado, esclarecer dúvidas, orientar e, principalmente, fazer com que a execução de tributos fiscais na justiça seja o último recurso a ser tomado, esgotados todos os contatos – hoje existem cerca de 15 mil processos ajuizados e em fase de execução. “A Prefeitura precisa arrecadar para garantir serviço público de qualidade. Essa Central vai proporcionar a recuperação fiscal e também oportunizar ao contribuinte como proceder para regularizar seus compromissos com Município. É mais um serviço que a administração pública em prol da população”, disse o prefeito Toninho Fenelon, durante a inauguração. O vereador Abilio Alves, que na ocasião representou o

dicial, onde além da dívida com o município incidem as custas processuais”, disse o procurador, explicando que antes o contribuinte tinha que se deslocar em diferentes setores da Prefeitura para buscar informações e regularizar sua situação. O projeto foi desenvolvido no ano de 2017 com base nas estatísticas registradas na Prefeitura. Em 2016, por exemplo, a inadimplência resultou em 3.158 certidões de dívida ativa, das quais 1.998

foram transformadas em ações judiciais, sem contar as 1.160 certidões de dívida ativa que foram devolvidas à Secretaria Municipal de Finanças, pois precisavam ter informações atuais dos contribuintes. REFIS 2018 O projeto do Programa Municipal de Recuperação Fiscal 2018 já foi elaborado pela Prefeitura de São José dos Pinhais já foi enviado à Câmara Municipal. Assim

Na manhã desta segundafeira (11) o prefeito de São José dos Pinhais, Toninho Fenelon recebeu em seu gabinete a visita do comandante do 6º Comando Regional da PM (6º CRPM), coronel Chehade Elias Geha, acompanhado do presidente do Conselho Municipal de Segurança – Antonio Carlos Pedroso, e do secretário de Segurança do município – Fabiano da Rosa. Em pauta questões de Segurança Pública, estratégias e cooperação entre a Polícia Militar do Paraná e a Secretaria Municipal de Segurança, por meio da Guarda Municipal (GM). “Precisamos otimizar recursos e efetivo das forças de segurança pública, de uma maneira assertiva e que permita a continuidade e melhoria dos serviços prestados à população”, comentou Fabiano. O Cel. Chehade lembrou que segurança pública é um dever do Estado, mas é de responsabilidade de todos. “O que queremos é uma sociedade participativa, juntamente com os agentes de se-

Paulo Szostak/PMSJP

Segurança Pública é pauta no gabinete do prefeito Toninho Fenelon

gurança, administração pública, onde cada personagem agregue soluções às demandas apresentadas, uma vez que segurança pública permeia todas as esferas do poder público”, afirmou o coronel. Para o prefeito Toninho Fenelon, a parceria e relação com a PM sempre foi muito importante e gera a cada dia

ótimos resultados no município, sendo a visita do coronel Chehade Elias Geha um gesto de grande contribuição para com a segurança de São José dos Pinhais. “Temos imensa alegria em receber o Cel. Chehade que vem agregar e compartilhar experiência para a melhoria da segurança pública em nosso município, bem como a presen-

ça constante do Pedroso que representa o Conseg, e o Dr. Fabiano que está a frente da GM”, ressaltou o prefeito, que na ocasião reforçou o entendimento dos envolvidos na reunião de que há uma necessidade constante de ações pontuais a ponto de não causar sobreposição de esforços dos agentes de segurança.

Nas Asas da Arte de junho conta com a participação dos artistas Ailton e Ranger A Secretaria de Cultura de São José dos Pinhais, em parceria com a Infraero, realiza mensalmente no Aeroporto Afonso Pena a exposição Nas Asas da Arte, com obras de artistas do município. A ação faz parte do projeto de descentralização da cultura, tornando-a acessível para todos. No mês de junho as obras dos artistas Ailton e Ranger estão no saguão do Aeroporto para mostrar um pouco da arte produzida por eles. “Fico satisfeito ao ver que o trabalho da equipe da Secretaria de Cultura está trazendo resultados. Agradeço a Infraero pela parceria, nos ajudando a realizar o Nas Asas da Arte“, declara o secretário de Cultura, professor Imar Augusto.

Para os artistas esse projeto é uma maneira de divulgar a arte por eles produzida. “Estamos imensamente agradecidos pelo apoio recebido da Secretaria Municipal da Cultura em nossa Cidade e da Infraero, que acreditou no sucesso deste importante evento Intitulado Nas Asas Da Arte enriquecendo e enaltecendo nossa arte, novamente, fruto desta parceria”, conta Ranger. Sua exposição está no primeiro piso do Aeroporto. O espaço foi cedido pela Infraero para que os artistas possam expor suas obras. “Quanto ao espaço, a recepção e a exposição dos trabalhos, eu achei maravilhoso”, relata Ailton, que está expondo no segundo piso do Aeroporto.

que analisado e aprovado pelos vereadores, poderá ser colocado em execução nas próximas semanas. O último Refis aconteceu na gestão passada, em 2015. PRESENÇAS Estiveram presentes na inauguração da Central de Recuperação de Crédito os secretários municipais de Administração e Recursos Humanos, Carlos Pereira, de Habitação Rita Meyer, de Segurança, Fabiano da Rosa,

de Governo Augustinho Michalizen, de Viação e Obras Públicas Sérgio Muniz, a diretora geral da Secretaria de Educação Marli Patricia Mikrut, a representante da Associação dos Procuradores de São José dos Pinhais Thais Bazzaneze, além de servidores e convidados. Central de Recuperação de Crédito Rua Passos de Oliveira 1.101 (em cima do Protocolo Geral do Paço Municipal) Telefone: (41) 3299-8701

Semana do Meio Ambiente e Educação ambiental registra grande público Cerca de duas mil pessoas, estudantes e transeuntes, passaram pela estrutura montada pela Prefeitura de São José dos Pinhais na Rua XV de Novembro, onde a Secretaria de Meio Ambiente realizou a Semana do Meio Ambiente e Educação Ambiental, entre os dias 6 e 8 de junho. “O objetivo foi cumprido, trouxemos informação e conscientização para a população através das parcerias que proporcionaram a realização deste evento que marcou a Semana do Meio Ambiente”, comentou o secretário de Meio Ambiente Áriston Ghidin lembrando que o dia foi lembrado mas as ações acontecem o ano inteiro. Outro destaque foi a realização da “Cão-minhada”, no Parque São José e a Feira de Adoção de Cães, que aconteceu no sábado (9), onde foram divulgados os serviços da Secretaria de Meio Ambiente através do setor de Guarda Responsável. “Com relação às castrações gratuitas de cães e gatos estamos com edital aberto para credenciamento de clínicas nos bairros, pois a nossa intenção é que as população mais carente tenha fácil acesso ao programa”, explicou Áriston. SEMANA A Semana de Meio Ambiente e Educação Ambiental, foi realizada pela Prefeitura de São José dos Pinhais, por meio da Secretaria de Meio Ambiente e em parceria com as secretarias de Saúde, Educação, Esporte e Lazer e Cultura, além da Força Verde – Batalhão de Polícia Ambiental, Instituto Ambiental do Paraná, Sanepar, Transresiduos, Consórcio Urbano, Espaço de Vida e Instituto Estre. No local aconteeu troca de lixo reciclável por muda de flores, a apresentação da peça “Macacos me Mordam”, realizada pela Secretaria de Cultura, estandes com exposições sobre: trilha ambiental do Paraná – IAP; áreas de preservação permanente e unidades de conservação da natureza/ arborização urbana/ bacias hidrográficas de São José dos Pinhais (Semma– Demob); água/ barragem do Miringuava (Sanepar); Parque Linear do Rio Ressaca/ Parque Linear do Rio Itaqui – Espaço de Vida e SOS Mata Atlântica; apresentação dos trabalhos realizados nas escolas sobre uso responsável da água – Semed; Guarda responsável de animais/ programa de controle ético da população canina e felina – Semma- setor de Bem Estar Animal; exposição de animais taxidermizados – Batalhão de Polícia Ambiental (Força Verde); limpeza pública, coleta e destinação de resíduos – Transresíduos/Ecosystem; Programa Recicla São José / Associação de Catadores/ Saneamento Básico (Semma – Decam); Programa de Olho no Óleo (coleta de óleo de cozinha) – Ambiental Santos; Caminho do Lixo – aterro sanitário – Instituto Estre; Saúde Ambiental e Zoonoses – SMS; Projeto Cidade Ativa Cidade Saudável – Semel.


PUBLICAÇÕES LEGAIS / NACIONAL

| Terça-feira, 12 de junho de 2018 |

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO PARANÁ. COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA – FORO REGIONAL DE SÃO JOSÉ DOS PINHAIS 2ª VARA CÍVEL DE SÃO JOSÉ DOS PINHAIS – PROJUDI. Rua João Ângelo Cordeiro, s/n - Ed. do Fórum – São José dos Pinhais/PR CEP: 83.005-570 - Fone: (41) 3434-8403. Autos nº. 0003657-96.2015.8.16.0035. EDITAL DE CITAÇÃO DE INTERESSADOS AUSENTES, INCERTOS OU DESCONHECIDOS E DAQUELE EM CUJO NOME PORVENTURA ESTEJA TRANSCRITA A ÁREA USUCAPIENDA, BEM COMO OS CÔNJUGES DOS QUE FOREM CASADOS E EVENTUAIS HERDEIROS OU SUCESSORES DOS FALECIDOS, COM O PRAZO DE TRINTA (30) DIAS. Edital de interessados ausentes, incertos ou desconhecidos e daquele em cujo nome citação porventura esteja transcrita a área usucapienda, bem como os cônjuges dos que forem casados e eventuais herdeiros ou sucessores dos falecidos para, querendo, no prazo de quinze dias, contestarem a ação de USUCAPIÃO sob n.º 003657-96.2015.8.16.0035, promovida por SARA MIRANDA DA SILVEIRA, em trâmite perante o Juízo e Cartório da 2ª Vara Cível da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba - Foro Regional de São José dos Pinhais – PR., que tem por objeto o reconhecimento do domínio sobre a área de terras rural medindo 74.655,33 metros quadrados, situado no lugar denominado Salto dos Fernandes, Município de Tijucas do Sul/PR, o qual confrontanta com lotes de propriedade de Rogério Knopick, Franciane Franco Knopick, João Alberto de Souza, Emílio Rubem Manfra, Inez Doloret Manfra, Casseano Altair da Silva e uma estrada municipal. Os Cartórios de Registro de Imóveis da 1.ª e 2.ª Circunscrições desta Cidade, forneceram certidões (evento 1.7) dizendo que não têm condições de dizer se a área usucapienda está ou não registrada em nome de alguém. ADVERTÊNCIA: Presumem-se aceitos, como verdadeiros, os fatos alegados na inicial, se não contestados no prazo de lei (art. 344 do CPC), cujo prazo fluirá da data da primeira publicação do presente edital. E, para que chegue ao conhecimento dos interessados e não possam alegar ignorância, foi expedido o presente edital a ser afixado no lugar de costume do juízo e publicado pela imprensa, na forma da lei. São José dos Pinhais, 17 de maio de 2018. Eu__ (Ivete Marly Hahn - Auxiliar de Justiça Juramentada), que o digitei e subscrevi. ELIANA SILVEIRA DA ROSA – Escrivã. Assinatura Autorizada pela Portaria 02/2018.

C-O-N-V-O-C-A-Ç-Ã-O que faz o S-I-N-D-I-C-A-TO dos Pintores de Paredes, Metais, Madeiras e Letras do Estado do Paraná – SINDIPINTORES para que sua categoria compareça na A-S-S-E-M-B-L-E-I-A Geral designada para 02/07/2017, 15:00h a 1ª convoc. (a 2ª, com Qualquer quorum às 15:30h), na Av. Mal. Floriano Peixoto, 228, conj. 807, Curitiba. Assuntos: Discussão e elaboração da pauta de Reivindicações da classe; autorização para negociação e celebração da C-O-N-V-E-N-Ç-Ã-O Coletiva de Trabalho 2018/19. Discussão e deliberação dos descontos salariais a título de c-o-n-t-ri-b-u-i-ç-õ-e-s, a-s-s-i-s-t-e-n-c-ia-i-s, financeiras ao Sindicato e a-u-t-o-r-iz-a-çã-o para recebimento das c-o-n-t-r-i-b-u-i-ç õ-e-s financeiras das Empresas em favor dos serviços assistenciais do Sindicato Presidente Claudete Costa da Silva, Curitiba, 05/06/2018. Atenciosamente SINDIPINTORES Duvidas http://sindipintores.wix.com/sindipintores

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO PARANÁ COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA – FORO CENTRAL DE CURITIBA 13ª VARA CÍVEL DE CURITIBA – PROJUDI Rua Mateus Leme, 1142 - 2ª andar - Centro Cívico - Curitiba/PR - CEP: 80.530-010 - Fone: (41) 32548334 Autos nº. 0021986-30.2016.8.16.0001 Processo: 0021986-30.2016.8.16.0001 Classe Processual: Procedimento Ordinário Assunto Principal: Rescisão / Resolução Valor da Causa: R$10.495,68 Autor(s): ASSOCIACAO RELIGIOSA PIO XII (CPF/CNPJ: 76.713.643/0001-44) Rua Fernando Simas, 488 Bigorrilho - CURITIBA/PR - CEP: 80.430-190 NOVA PARANAENSE ADMINISTRACAO E PARTICIPACOES LTDA (CPF/CNPJ: 76.647.106/0001-43) Rua Fernando Simas, 488 - Bigorrilho CURITIBA/PR - CEP: 80.430-190 Réu(s): GUSTAVO MEIER BRASIL (CPF/CNPJ: 019.384.889-97) Rua Salvador, 718 Ap 403 - Bloco 7 - Cajuru - CURITIBA/PR - CEP: 82.940-160 EDITAL DE CITAÇÃO DE GUSTAVO MEIER BRASIL COM PRAZO DE 60 (SESSENTA) DIAS. A Dra. Renata Ribeiro Bau, Juíza de Direito da (13ª)Décima Terceira Vara Cível do Foro Central da Comarca de Curitiba – Estado do Paraná a todos que tiverem conhecimento do presente edital, que por FAZ SABER este Juízo tramitam os autos sob nº 0021986-30.2016.8.16.0001- PROJUDI - Ação Rescisão de Contrato em que figura como autores Assoc. Religiosa Pio XII e Nova Paranaense Adm. Part. Ltda e réu GUSTAVO MEIER BRASIL: Resumo: As partes pactuaram o contrato nº 914870, uso do jazigo nº 413. O réu não efetuou o pagamento da taxa de manutenção e administração. Requer a rescisão do contrato. Fica assim devidamente CITADO o réu GUSTAVO MEIER BRASIL, para que, querendo, apresentem resposta aos termos da presente ação, no prazo de (15) quinze dias, com as advertências dos artigos 231, 335 e 344 do CPC. Advertência: Decorrido o prazo, será nomeado curador especial. E para que ninguém, no futuro, possa alegar ignorância, passou-se o presente Edital, que será publicado na forma da lei e afixado no local de costume na sede deste Juízo, localizado na Rua Mateus Leme nº 1142 – 2º andar, Curitiba – Pr. Curitiba, 07 de junho de 2018. Eu, Isabel Karman Saldanha, Analista Judiciário, o digitei e subscrevi. Renata Ribeiro Bau Juíz de Direito Substituta

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO PARANÁ COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA - FORO CENTRAL DE CURITIBA 4ª VARA CÍVEL DE CURITIBA - PROJUDI Rua Cândido de Abreu, 535 - Centro Cívico - Curitiba/PR EDITAL DE CITAÇÃO PRAZO DE 30 (trinta) DIAS. O DR. JOSÉ EDUARDO DE MELLO LEITÃO SALMON, MM. JUIZ DE DIREITO DA QUARTA VARA CÍVEL DESTA COMARCA DE CURITIBA CAPITAL DO ESTADO DO PARANÁ, NA FORMA DA LEI, ETC. F A Z S A B E R a todos que vierem o presente edital, ou dele tiverem conhecimento, que por este Juízo e Cartório da 4ª Vara Cível se processam os autos de ação de COBRANÇA registrada e autuada sob n° 2017858.2014.8.16.0001 em que é requerido MARGEM - COMÉRCIO DE MATERIAS HIDRÁULICOS LTDA - EPP e requerido MEGA CONSTRUÇÕES E SERVIÇOS LTDA - EPP (CNPJ: 07.128.204/0001-51), tendo o presente à finalidade de CITAR a parte requerida MEGA CONSTRUÇÕES E SERVIÇOS LTDA - EPP (CNPJ: 07.128.204/0001-51), para que, no prazo de 15 (quinze) dias, promova ao pagamento espontâneo do débito no valor de R$ 24.248,53 (vinte e quatro mil, duzentos e quarenta e oito reais e cinqüenta e três centavos), sob pena de incidência de multa de 10% e honorários advocatícios na mesma proporção (art. 523, §1º, do NCPC). Determino também que a publicação se dê na forma do parágrafo único do art. 257 do CPC. 3.Decorrido o prazo sem o pagamento voluntário, terá início o prazo de 15 (quinze) dias para eventual oferecimento de impugnação ao cumprimento de sentença, nos termos do art. 525 do CPC. 4.Após, intimese a pessoa jurídica exequente para que se manifeste, no prazo de 15 (quinze dias), devendo promover à juntada da planilha de cálculo com o valor atualizado do débito. Síntese: “Em processo de conhecimento que tramitou perante este juízo deu-se provimento aos pedidos formulados pela requerente nos seguintes termos que ora transcreve: Assim, diante do inadimplemento da obrigação fixada no decisum, se faz necessário o início da fase de cumprimento de sentença. A quantia já vencida e igualmente não paga totaliza o valor de R$ 23.000,90 (vinte e três mil reais e noventa centavos)”. E para que chegue ao conhecimento do requerido e a todos interessados e ninguém no futuro alegue ignorância, expedi o competente edital o qual foi afixado na forma da lei. DADO E PASSADO, nesta Cidade e Comarca de Curitiba, aos 04 de Junho de 2018. Eu, (a). (Wagner Luiz de Lara) - Auxiliar Juramentado, digitei e subscrevo. (BAN) Assinado Digitalmente José Eduardo de Mello Leitão Salmon Juiz de Direito Substituto

5

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO PARANÁ COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA – FORO REGIONAL DE CAMPINA GRANDE DO SUL VARA CÍVEL DE CAMPINA GRANDE DO SUL – PROJUDI Avenida São João, 210 - Centro - Campina Grande do Sul/PR - CEP: 83.430-000 - Fone: (41) 3210-7853 - E-mail: CGS-1VJ-S@tjpr.jus.br Processo: 000551185.2016.8.16.0037 Classe Processual: Usucapião Assunto Principal: Usucapião Extraordinária Valor da Causa: R$60.000,00 Autor(s): JAIR LUIZ MERIGO (CPF/CNPJ: 430.373.999-53) Rua Deputado Neo Marins, 76 - CURITIBA/PR LORENA SIMON MERIGO (CPF/CNPJ: 526.425.189-49) Rua Deputado Neo Marins, 76 - CURITIBA/PR Réu(s): GISELDA OLIVEIRA KUZECHEN (CPF/CNPJ: Não Cadastrado) AVENIDA DOM PEDRO II, 2551 - Florestal - QUATRO BARRAS/PR - CEP: 83.420-000 PEDRO LUSZCZYNSKI (CPF/CNPJ: Não Cadastrado) Rua Atalaia, 331 - Guaraituba - COLOMBO/PR - CEP: 83.410-100 RUI FRANCISCO KUZECHEN (RG: 1550023 SSP/PR e CPF/CNPJ: 088.479.759-72) Avenida Dom Pedro II, 2551 - Florestal - QUATRO BARRAS/PR - CEP: 83.420-990 RUZENI LUSZCZYNSKI (RG: 20821108 SSP/PR e CPF/CNPJ: Não Cadastrado) incerto, sn - Quatro Barras - QUATRO BARRAS/ PR - CEP: 83.420-000 Terceiro(s): Alda Silvia Ferreira Golçalves Boldt (CPF/CNPJ: 092.787.288-96) Rua Pará, 1128 - Água verde - CURITIBA/PR - CEP: 80.610-020 Angelica Beate Winter Boldt (CPF/CNPJ: 876.696.339-72) Rua Pará, 1132 - Água verde - CURITIBA/PR - CEP: 80.610-020 Autopista Régis Bittencourt S.A (CPF/CNPJ: 09.336.431/0001-06) Rodovia Régis Bittencourt - BR 116, KM 56, s/nº - Zona Rural – CAMPINA GRANDE DO SUL/PR - CEP: 83.430-000 ESTADO DO PARANÁ (CPF/CNPJ: 76.416.940/0001-28) Praça Nossa Senhora de Salette, S/N Palácio Iguaçu - Centro Cívico - CURITIBA/ PR - CEP: 80.530-909 - Telefone: (41) 3350-2400 GIOVANI JOSÉ KUGCHEN (RG: 60655332 SSP/PR e CPF/CNPJ: 965.796.259-53) Rua Arnaldo Perini, 20 - Centro - QUATRO BARRAS/PR - CEP: 83.420000 - Telefone: 3672-1191 JOSÉ JUVENAL PENTEADO PEDROSO (CPF/CNPJ: 929.204.388-91) Rua Bartolomeu Lourenço de Gusmão, 684 - Hauer - CURITIBA/PR - CEP: 81.610-060 - E-mail: pedroso@sokort.com.br MARCIO CRISTIANO THOMÉ LOPES (RG: 1053714273 SSP/RS e CPF/CNPJ: 759.797.480-91) Avenida 25 de janeiro, 898 - Quatro Barras - QUATRO BARRAS/PR - CEP: 83.420-000 - E-mail: promarcio@gmail.com - Telefone: 41-3672-2250 // 99877-2000 Marcelo Boldt (CPF/CNPJ: 844.128.369-91) Rua Cel. José Gomes do Amaral, 634 - Água verde - CURITIBA/PR - CEP: 80.620-380 Marcos Henrique Boldt (CPF/CNPJ: 735.518.219-68) Rua Pará, , 1132 - Água verde - CURITIBA/PR CEP: 80.610-020 Município de Quatro Barras/PR (CPF/CNPJ: 76.105.568/0001-39) Av. Dom Pedro II, 110 Paço Municipal - centro - QUATRO BARRAS/PR - CEP: 83.420-000 - Telefone: 36718800 Paulo Ernesto Boldt (CPF/CNPJ: 853.400.739-04) Rua Pará, 1128 - Água verde - CURITIBA/PR - CEP: 80.610020 Thais Luciane de Castro Boldt (CPF/CNPJ: 875.421.889-68) Rua Cel. José Gomes do Amaral, 634 Água verde - CURITIBA/PR - CEP: 80.620-380 UNIÃO - PROCURADORIA GERAL DA UNIÃO (CPF/CNPJ: 00.394.460/0234-35) AVENIDA MUNHOZ DA ROCHA, 1247 - CABRAL - CURITIBA/PR EDITAL DE CITAÇÃO DOS RÉUS AUSENTES, INCERTOS, DESCONHECIDOS E EVENTUAIS INTERESSADOS, SEUS RESPECTIVOS CÔNJUGES, QUEM CASADO FOR, SEUS HERDEIROS OU SUCESSORES, COM PRAZO DE (30) TRINTA DIAS. FAÇO SABER a todos que o presente Edital virem, ou dele conhecimento tiverem, com prazo de (30) trinta dias, que por parte de LORENA SIMON MERIGO (CPF/CNPJ: 526.425.189-49) JAIR LUIZ MERIGO (CPF/CNPJ: 430.373.999-53) foi proposta a ação de USUCAPIÃO, autuada sob n.º 0005511-85.2016.8.16.0037, e como requeridos GISELDA OLIVEIRA KUZECHEN (CPF/CNPJ: Não Cadastrado), PEDRO LUSZCZYNSKI (CPF/ CNPJ: Não Cadastrado), RUI FRANCISCO KUZECHEN (RG: 1550023 SSP/PR e CPF/CNPJ: 088.479.759-72), RUZENI LUSZCZYNSKI (RG: 20821108 SSP/PR e CPF/CNPJ: Não Cadastrado), no qual os requerentes são possuidores, de forma mansa e pacífica, a mais de 15 (quinze) anos, do imóvel usucapiendo: Imóvel rural, com a área de 12.632,43 m², dentro de uma área maior de 11 (onze) alqueires e 20 (vinte) litros, localizado no lugar Florestal, município de Quatro Barras, Paraná, com as seguintes medidas e confrontações: “Inicia-se a descrição deste perímetro no vértice P-01, localizado na Faixa de Domínio da Rodovia Regis Bitencourt - BR 116, km 72+366,54m, à 50,00m (Ortogonal ao eixo da Rodovia - Lado direito da Rodovia, no sentido São Paulo - Rio Grande do Sul), de coordenadas N 7.194.403,70m e E 697.046,20m; deste segue confrontando pela faixa de domínio da Rodovia Regis Bitencourt - BR 116, pelos seguintes azimutes e distâncias: 164°38’30" e de 5,36 m até o vértice P-02, à 50,00m (Ortogonal ao eixo da Rodovia - Lado direito da Rodovia, no sentido São Paulo - Rio Grande do Sul), de coordenadas N 7.194.398,53m e E 697.047,62m, km 72+ 371,90m; 165°03’42" e de 10,78 m até o vértice P-03, à 50,00m (Ortogonal ao eixo da Rodovia - Lado direito da Rodovia, no sentido São Paulo - Rio Grande do Sul), de coordenadas N 7.194.388,11m e E 697.050,40m, km 72 + 382,68m; 164°32’13" e de 12,56 m até o vértice P-04, à 50,00m (Ortogonal ao eixo da Rodovia - Lado direito da Rodovia, no sentido São Paulo - Rio Grande do Sul), de coordenadas N 7.194.376,00m e E 697.053,75m, km 72 + 395,24m; 164°43’57" e de 8,13 m até o vértice P-05, à 50,00m (Ortogonal ao eixo da Rodovia - Lado direito da Rodovia, no sentido São Paulo - Rio Grande do Sul), de coordenadas N 7.194.368,16m e E 697.055,89m, KM 72 + 403,37m; 165°09’00" e de 11,78 m até o vértice P-06, à 50,00m (Ortogonal ao eixo da Rodovia - Lado direito da Rodovia, no sentido São Paulo - Rio Grande do Sul), de coordenadas N 7.194.356,77m e E 697.058,91m, KM 72 + 415,15m; 165°39’50" e de 10,66 m até o vértice P-07, à 50,00m (Ortogonal ao eixo da Rodovia – Lado direito da Rodovia, no sentido São Paulo - Rio Grande do Sul), de coordenadas N 7.194.346,44m e E 697.061,55m, KM 72 + 425,81m; 166°11’18" e de 13,61 m até o vértice P-08, à 50,00m (Ortogonal ao eixo da Rodovia - Lado direito da Rodovia, no sentido São Paulo - Rio Grande do Sul), de coordenadas N 7.194.333,22m e E 697.064,80m, KM 72 + 439,42m; 166°52’47" e de 16,39 m até o vértice P-09, à 50,00m (Ortogonal ao eixo da Rodovia - Lado direito da Rodovia, no sentido São Paulo - Rio Grande do Sul), de coordenadas N 7.194.317,26m e E 697.068,52m, KM 72 + 455,81m ; 166°27’45" e de 13,37 m até o vértice P-10, à 50,00m (Ortogonal ao eixo da Rodovia - Lado direito da Rodovia, no sentido São aulo - Rio Grande do Sul), de coordenadas N 7.194.304,26m e E 697.071,65m, KM 72 + 469,18m; 168°39’45" e de 12,21 m até o vértice P-11, à 50,00m (Ortogonal ao eixo da Rodovia - Lado direito da Rodovia, no sentido São Paulo - Rio Grande do Sul), de coordenadas N 7.194.292,29m e E 697.074,05m, KM 72 + 481,39m; 167°39’50" e de 11,28 m até o vértice P-12, à 50,00m (Ortogonal ao eixo da Rodovia - Lado direito da Rodovia, no sentido São Paulo - Rio Grande do Sul), de coordenadas N 7.194.281,27m e E 697.076,46m, KM 72 + 492,67m; 168°31’52" e de 12,72 m até o vértice P-13, à 50,00m (Ortogonal ao eixo da Rodovia - Lado direito da Rodovia, no sentido São Paulo - Rio Grande do Sul), de coordenadas N 7.194.268,80m e E 697.078,99m, KM 72 + 505,39m; 168°14’36" e de 10,06 m até o vértice P-14, à 50,00m (Ortogonal ao eixo da Rodovia - Lado direito da Rodovia, no sentido São Paulo - Rio Grande do Sul), de coordenadas N 7.194.258,95m e E 697.081,04m, KM 72 + 515,45m; 169°37’01" e de 13,09 m até o vértice P-15, à 50,00m (Ortogonal ao eixo da Rodovia - Lado direito da Rodovia, no sentido São Paulo - Rio Grande do Sul), de coordenadas N 7.194.246,07m e E 697.083,40m, KM 72 + 528,54m; 169°20’46" e de 15,42 m até o vértice P-16, à 50,00m (Ortogonal ao eixo da Rodovia - Lado direito da Rodovia, no sentido São Paulo - Rio Grande do Sul), de coordenadas N 7.194.230,92m e E 697.086,25m, KM 72 + 543,96m; 167°45’50" e de 11,89 m até o vértice P-17, à 50,00m (Ortogonal ao eixo da Rodovia – Lado direito da Rodovia, no sentido São Paulo - Rio Grande do Sul), de coordenadas N 7.194.219,30m e E 697.088,77m, KM 72 + 555,85m; 170°33’31" e de 13,53 m até o vértice P-18, à 50,00m (Ortogonal ao eixo da Rodovia - Lado direito da Rodovia, no sentido São Paulo - Rio Grande do Sul), de coordenadas N 7.194.205,95m e E 697.090,99m, KM 72 + 569,27m; 171°55’09" e de 9,89 m até o vértice P-19, à 50,00m (Ortogonal ao eixo da Rodovia - Lado direito da Rodovia, no sentido São Paulo - Rio Grande do Sul), de coordenadas N 7.194.196,16m e E 697.092,38m, KM 72 + 579,27m; 171°56’05" e de 13,76 m até o vértice P-20, à 50,00m (Ortogonal ao eixo da Rodovia - Lado direito da Rodovia, no sentido São Paulo - Rio Grande do Sul), de coordenadas N 7.194.182,54m e E 697.094,31m, KM 72 + 593,03m; 171°26’54" e de 16,34 m até o vértice P-21, à 50,00m (Ortogonal ao eixo da Rodovia - Lado direito da Rodovia, no sentido São Paulo - Rio Grande do Sul), de coordenadas N 7.194.166,38m e E 697.096,74m, KM 72 + 609,37m; 172°17’23" e de 10,81 m até o vértice P-22, à 50,00m (Ortogonal ao eixo da Rodovia – Lado direito da Rodovia, no sentido São Paulo - Rio Grande do Sul), de coordenadas N 7.194.155,67m e E 697.098,19m, KM 72 + 620,18m; 172°56’53" e de 13,60 m até o vértice P-23, à 50,00m (Ortogonal ao eixo da Rodovia - Lado direito da Rodovia, no sentido São Paulo - Rio Grande do Sul), de coordenadas N 7.194.142,17m e E 697.099,86m, KM 72 + 633,78m; 172°57’07" e de 8,31 m até o vértice P-24, à 50,00m (Ortogonal ao eixo da Rodovia - Lado direito da Rodovia, no sentido São Paulo - Rio Grande do Sul), de coordenadas N 7.194.133,92m e E 697.100,88m, KM 72 + 642,09m; deste segue confrontando com a Propriedade de Marcos Henrique Boldt, Paulo Ernesto Boldt e Marcelo Boldt, pelos seguintes azimutes e distâncias: 270°00’00" e de 86,23 m até o vértice P-25, de coordenadas N 7.194.133,92m e E 697.014,65m; deste segue confrontando com a Propriedade de Giovani José Kugchen, Matrículas 6.824 e 6.823 - Comarca de Piraquara, pelos seguintes azimutes e distâncias: 6°40’14" e de 255,25 m até o vértice P-26, de coordenadas N 7.194.387,44m e E 697.044,30m; 6°39’53" e de 16,37 m até o vértice P-01, localizado na Faixa de Domínio da Rodovia Regis Bitencourt - BR 116, km 72+366,54m, à 50,00m (Ortogonal ao eixo da Rodovia - Lado direito da Rodovia, no sentido São Paulo - Rio Grande do Sul), de coordenadas N 7.194.403,70m e E 697.046,20m; ponto inicial da descrição deste perímetro. Todas as coordenadas aqui descritas estão georreferenciadas ao Sistema Geodésico Brasileiro, e encontram-se representadas no sistema UTM, referenciadas ao Meridiano Central 51 WGr, tendo como o datum SIRGAS 2000. ficam citados os réus os eventuais interessados ausentes, E PELO PRESENTE EDITAL incertos e desconhecidos, e seus respectivos cônjuges, quem casado for, seus herdeiros ou sucessores, para que querendo, contestem a presente ação, através de advogado, no prazo legal de (15) quinze dias, a contar do prazo findo deste Edital, sob pena de se decorrido o prazo sem a devida manifestação, serem reputados como verdadeiros os fatos articulados pelo autor na inicial, como preceituam os artigos 335 e 344 do Código de Processo Civil, em conformidade do r. despacho a seguir transcrito: DESPACHO SEQ. 28.1 “Autos n. 0005511-85.2016.8.16.0037. /// 2. Citese pessoalmente o proprietário que consta da transcrição juntada no mov. 1.8, bem como os confinantes indicados na petição inicial e documento 25.4. 2.1. Expeça-se o edital para citação de terceiros interessados e notifiquem-se às Fazendas Públicas. LUCIANA BENASSI GOMES CARVALHO Juíza de Direito FICA ADVERTIDO de que será nomeado curador especial em caso de revelia. Campina Grande do Sul, 28 de Maio de 2018. Eu, Cleiton Paulo Toaldo, Técnico Judiciário, digitei e conferi. LUCIANA BENASSI GOMES CARVALHO Juíza de Direito

DISQUE 3912-5153

RMC DE OLHO EM SEU ANÚNCIO

DISQUE: (41) 3024-6766 / 3383-6650


6

PUBLICAÇÕES LEGAIS / NACIONAL

| Terça-feira, 12 de junho de 2018 |

SERVIÇO DISTRITAL DE COLÔNIA MURICI EDITAL DE PROCLAMAS

SUMULA DE REQUERIMENTO DE RENOVAÇÃO DA LICENÇA DE OPERAÇÃO A empresa POSTO DE COMBUSTÍVEIS EL CHARIF LTDA, torna público que solicita junto a Secretaria Municipal do Meio Ambiente, o pedido de renovação da Licença de Operação para posto de gasolina, situado á Rodovia BR 277 Curitiba/Paranagua nº 793, bairro Cajuru, Curitiba-PR. SUMULA DE PEDIDO DE RENOVAÇÃO DE LICENÇA DE OPERAÇÃO A empresa AUTO POSTO CARANGA EIRELI, torna público que solicita junto a Secretaria Municipal do Meio Ambiente, o pedido de renovação da Licença de Operação para posto de gasolina, situado á Av. Desembargador Hugo Simas nº 2078, Bairro Bom Retiro, em Curitiba-PR

Faço saber que pretendem se casar: MARCOS EDUARDO ZARPELLON SIQUEIRA MORO e PAMELA PAULA GUEDES DOS ANJOS VALDERI JOSÉ DE OLIVEIRA e MARIE CLAIRE VALOSKI Se alguém souber de algum impedimento, oponha-o na forma da Lei, no prazo de 15 (quinze) dias. São José dos Pinhais, 11 de junho de 2018. JOSÉ JAVORSKI Oficial

Rua Guilherme Weigert, 1.955, Jardim Aliança, Santa Cândida, Curitiba/PR, CEP: 82720-000 Fone: (41) 2103-0511 - CNPJ - 78.404.860/0001-88

Senhores Acionistas: Em cumprimento às disposições legais e estatutárias, temos a grata satisfação de submeter à apreciação de V. Sas., o BALANÇO PATRIMONIAL, acompanhado das demonstrações financeiras, relativo ao exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2017. Curitiba / Pr, 31 de dezembro de 2017.

BALANÇOS PATRIMONIAIS DOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2017 E DE 2016 (Valores expressos em reais) 2017

2016

55.328 63.495.643 13.783.816 90.102.236 1.667.288 723.120 169.827.431

28.217 51.021.680 35.385.109 97.597.997 3.137.230 640.349 187.810.582

9

6.605.321 43.329 6.648.650 35.404 3.969.204 18.373.309 114.954 22.492.871

6.350.031 45.463 6.395.494 35.404 3.969.204 19.753.689 146.631 23.904.928

29.141.521

30.300.422

198.968.952

218.111.004

Não circulante Depósitos Judiciais Outros créditos Investimentos Propriedades para investimentos Imobilizado Intangível

10 11 12

Total do ativo não circulante Total do ativo

Passivo e patrimônio líquido Circulante Fornecedores Empréstimos e financiamentos Obrigações sociais Obrigações tributárias Adiantamentos de clientes Aluguéis a pagar Outras contas a pagar

Nota 13 14

Não circulante Empréstimos e financiamentos Provisão para contingências Obrigações tributárias Partes relacionadas Tributos diferidos

13 9 14 15 16

Patrimônio líquido Capital social Reserva de reavaliação Reserva legal Reserva de lucros

2017

2016

2.112.134 175.821 1.949.846 865.363 782.049 17.224 829.510 6.731.947

3.084.717 117.325 2.891.312 1.220.824 2.888.475 1.477.996 832.510 12.513.159

5.401.393 1.675.878 4.613.861 27.272 534.331 12.252.735

3.339.270 1.442.032 3.878.622 6.901.650 534.331 16.095.905

130.000.000 1.037.233 5.172.282 43.774.755 179.984.270 198.968.952

130.000.000 1.037.233 5.172.282 53.292.425 189.501.940 218.111.004

17

Total do passivo e patrimônio líquido

As notas explicativas da administração são parte integrante das demonstrações financeiras DEMONSTRAÇÕES DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO DOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2017 E DE 2016 (Valores expressos em reais)

Saldos em 31 de dezembro de 2015 (reapresentação) Resultado do exercício Absorção do prejuízo do exercício Saldos em 31 de dezembro de 2016 Resultado do exercício Absorção do prejuízo do exercício Saldos em 31 de dezembro de 2017

Capital social 130.000.000 130.000.000 130.000.000

Reserva de reavaliação 1.037.233 1.037.233 1.037.233

Reserva legal 5.172.282 5.172.282 5.172.282

Reserva de lucros 60.606.391 (7.313.966) 53.292.425 (9.517.670) 43.774.755

Lucros / prejuízos acumulados (7.313.966) 7.313.966 (9.517.670) 9.517.670 -

Total 196.815.906 (7.313.966) 189.501.940 (9.517.670) 179.984.270

As notas explicativas da administração são parte integrante das demonstrações financeiras NOTAS EXPLICATIVAS DA ADMINISTRAÇÃO ÀS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2017 E DE 2016 (Valores expressos em reais) 1. Contexto operacional A Companhia tem por objeto social principal a comercialização, importação, exportação e fabricação de antenas de telecomunicações, bem como conectores, cabos e demais equipamentos e dispositivos para telecomunicações, estruturas e demais itens voltados para captação de energia eólica, artefatos de concreto pré-moldado para abrigo de equipamentos de informática e telecomunicação, galvanização, armazenagem de equipamentos e dispositivos para telecomunicações, antenas, refletores, transporte rodoviário urbano e interurbano de casa própria, serviço de abastecimento de veículos próprios, locação de bens móveis . 2. Elaboração e apresentação das demonstrações financeiras a) Elaboração e apresentação As demonstrações financeiras da Companhia foram elaboradas e estão sendo apresentadas em conformidade com as práticas contábeis adotadas no Brasil e com observância às disposições contidas na legislação societária brasileira e nos pronunciamentos, orientações e interpretações técnicas emitidos Conselho Federal de Contabilidade (CFC). As demonstrações financeiras são apresentadas em Real, que é a moeda funcional da Companhia, e foram preparadas com base no custo histórico, exceto quando indicado de outra forma. A preparação das demonstrações financeiras de acordo com as normas contábeis requer que a Administração da Companhia faça julgamentos, estimativas e premissas que afetam a aplicação de políticas contábeis e os valores reportados de ativos, passivos, receitas e despesas. Por definição, os resultados reais podem divergir das respectivas estimativas. Estimativas e premissas com relação ao futuro são revistas de maneira sistemática pela Companhia e são baseadas na experiência histórica e em outros fatores, incluindo expectativas. Revisões com relação a estimativas contábeis são reconhecidas no período em que as estimativas são revisadas e em quaisquer períodos futuros afetados. As demonstrações financeiras, incluindo as notas explicativas, são de responsabilidade da Administração da Companhia, cuja autorização para sua conclusão ocorreu em 29 de março de 2018. As operações da Companhia são continuadas. Portanto, não há operação descontinuada cujos valores precisem ser segregados para apresentação destacada na demonstração do resultado do exercício. 3. Principais práticas contábeis As principais práticas contábeis adotadas pela Companhia nessas demonstrações financeiras estão descritas abaixo. Essas políticas foram aplicadas de modo consistente nos exercícios apresentados, salvo quando indicado de outra forma. 3.1. Moeda estrangeira Transações em moeda estrangeira são convertidas para a moeda funcional pelas taxas de câmbio vigentes nas datas das transações. Os ganhos ou perdas cambiais oriundas da conversão de moeda estrangeira são reconhecidos no resultado. 3.2. Instrumentos financeiros 3.2.1 Ativos financeiros não derivativos A Companhia reconhece os recebíveis inicialmente na data em que foram originados. Todos os outros ativos financeiros são reconhecidos inicialmente na data da negociação na qual a Companhia se torna uma das partes das disposições contratuais do instrumento. A Companhia deixa de reconhecer um ativo financeiro quando os direitos contratuais aos fluxos de caixa do ativo expiram, ou quando a Companhia transfere os direitos ao recebimento dos fluxos de caixa contratuais sobre um ativo financeiro em uma transação na qual essencialmente todos os riscos e benefícios da titularidade do ativo financeiro são transferidos. Eventual participação que seja criada ou retida pela Companhia nos ativos financeiros é reconhecida como um ativo ou passivo individual. 3.2.2 Passivos financeiros não derivativos A Companhia reconhece passivos financeiros inicialmente na data em que são originados. Todos os outros passivos financeiros são reconhecidos inicialmente na data de negociação na qual a Companhia se torna uma parte das disposições contratuais do instrumento. A Companhia baixa um passivo financeiro quando tem suas obrigações contratuais retiradas, canceladas ou vencidas. A Companhia tem os seguintes passivos financeiros não derivativos: empréstimos e financiamentos, limite de cheque especial bancário, fornecedores e outra contas a pagar. 3.3. Caixa e equivalentes de caixa Compreendem os saldos de caixa, depósitos bancários à vista, investimentos de curto prazo de alta liquidez e com risco insignificante de mudança de valor. 3.4. Contas a receber de clientes As contas a receber de clientes são inicialmente reconhecidas pelo valor da transação e subsequentemente mensuradas pelo custo amortizado com o uso do método da taxa de juros efetiva menos estimativas de perdas com créditos de clientes. 3.5. Estoques Os estoques estão registrados pelo valor de custo. O custo é determinado usando o método do custo médio. O custo dos produtos acabados e em elaboração compreende o custo das matérias-primas, mão de obra e outros custos indiretos relacionados à produção baseados na ocupação normal da capacidade e não inclui o custo de empréstimos e financiamentos. 3.6. Propriedades para investimentos Os terrenos são avaliados pelo custo histórico de aquisição. O custo histórico inclui os gastos diretamente atribuíveis necessários para que o bem específico tenha o uso pretendido. 3.7. Imobilizado Os itens do imobilizado são avaliados pelo custo histórico de aquisição, menos a depreciação acumulada. O custo histórico inclui os gastos diretamente atribuíveis necessários para que o item específico tenha o uso pretendido. A depreciação é reconhecida de modo a alocar o custo dos ativos menos os seus valores residuais ao longo de suas vidas úteis estimadas, utilizando-se o método linear. As taxas anuais de depreciação estão demonstradas na nota 11. 3.8. Intangível Os itens do intangível são avaliados pelo custo histórico de aquisição, menos a amortização acumulada. O custo histórico inclui os gastos diretamente atribuíveis necessários para que o item específico tenha o uso pretendido. 3.9. Fornecedores As contas a pagar aos fornecedores são inicialmente reconhecidas pelo valor justo e, subsequentemente, mensuradas pelo custo amortizado com o uso do método de taxa de juros efetiva. 3.10. Provisões As provisões são reconhecidas quando a Companhia tem uma obrigação presente ou não formalizada

18. Receita operacional líquida Receita Operacional Bruta Mercado Interno

2017

Venda de produtos Revenda de produtos Venda de sucatas Venda de serviços Locação de bens móveis Mercado Externo Venda de produtos CONTINUAÇÃO DO QUADRO ACIMA

Deduções Impostos sobre vendas Devoluções e abatimentos

Receita Operacional Líquida 19.Resultado financeiro Receitas financeiras Descontos obtidos Juros sobre atraso de clientes Rendimento de aplicação financeira Variação cambial ativa Atualização monetária depósitos judiciais Outras receitas financeiras Despesas financeiras Descontos concedidos Despesas bancárias Juros sobre empréstimos bancários Juros sobre atraso de fornecedor Variação cambial passiva Outras variações monetárias Ouras despesas financeiras

como resultado de eventos passados; quando é provável que uma saída de recursos seja necessária para liquidar a obrigação; e quando o valor possa ser estimado com segurança. 3.11. Demais ativos, passivos circulantes e não circulantes Um ativo é reconhecido no balanço quando for provável que seus benefícios econômicos futuros serão gerados em favor da Companhia e seu custo ou valor puder ser mensurado com segurança. Um passivo é reconhecido no balanço quando a Companhia possui uma obrigação legal ou constituída como resultado de um evento passado, sendo provável que um recurso econômico seja requerido para liquidá-lo no futuro. 3.12. Segregação entre circulante e não circulante As operações ativas e passivas com vencimentos inferiores a 360 dias estão registradas no circulante e as com prazos superiores no não circulante. 3.13. Resultado das operações É apurado pelo regime contábil de competência de exercícios para a apropriação de receitas, custos e as despesas correspondentes. As receitas de vendas de mercadorias são reconhecidas quando há transferência dos riscos inerentes ao comprador pelos seus valores brutos, deduzidas de devoluções, abatimentos e impostos sobre vendas. As despesas e custos são reconhecidos quando há a redução de um ativo ou registro de um passivo, e podem ser razoavelmente mensurados. 3.14. Demonstrações do fluxo de caixa As demonstrações dos fluxos de caixa foram preparadas pelo método indireto. 4. Caixa e equivalentes de caixa 2017 2016 Caixa 16.700 16.700 Bancos conta movimento 38.628 11.517 55.328 28.217 5. Aplicações financeiras As aplicações de curto prazo foram classificadas como mantidas até o vencimento e são representadas basicamente por operações compromissadas, junto a instituições financeiras de primeira linha, com rendimentos atrelados ao CDI. 6. Contas a receber de clientes 2017 2016 Mercado interno 15.248.730 36.147.313 (-) Estimativas de perdas com créditos (1.464.914) (762.204) 13.783.816 35.385.109 7. Estoques 2017 2016 Produtos acabados 21.739.463 18.268.119 Produtos em processo 15.373.026 16.447.160 Matéria prima 58.824.806 69.162.478 Outros estoques 1.740.213 2.076.852 (-) Redução ao valor recuperável (7.575.272) (8.356.612) 90.102.236 97.597.997 8. Tributos a recuperar 2017 2016 ICMS sobre ativo fixo 39.839 319.753 PIS/COFINS sobre ativo fixo 24.220 113.447 IRPJ/CSLL sobre o lucro 291.701 1.229.964 IRPJ sobre aplicações financeiras 973.707 1.298.089 Outros impostos a recuperar 337.821 175.977 1.667.288 3.137.230 9. Depósitos judiciais e provisão para contingências Depósitos judiciais Provisão para contingências 2017 2016 2017 2016 901.463 1.263.486 1.675.878 1.442.032 4.933.668 4.117.215 770.190 969.330 6.605.321 6.350.031 1.675.878 1.442.032 No desenvolvimento de suas operações a Companhia está sujeita a certos riscos, representados por ações tributárias, cíveis e processos trabalhistas (passivos contingentes). Em 31 de dezembro de 2017 a Administração, com base nas opiniões dos seus assessores jurídicos, classificou e quantificou as perdas futuras, relacionadas aos processos em curso: Probabilidade de perda 2017 Trabalhista Possível 1.071.900 Cível Possível 934.114 2.006.014 10. Propriedades para investimentos Na composição de propriedades para investimento existem terrenos urbanos e rurais. A propriedade para investimento denominada Fazenda São Joaquim, localizada no município de Teixeira Soares – PR, está envolvida em processo de desapropriação do imóvel rural para interesse social, sendo o autor do processo o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária. Em 31 de dezembro de 2017 (e 31 de dezembro de 2016) o saldo de propriedade para investimento, relacionado a esta fazenda, é de R$ 3.969.204. 11. Imobilizado Composição do saldo 2017 2016 Taxa Custo Depreciação anual corrigido acumulada Líquido Líquido Benfeitorias em imóveis de terceiros 4 % 6.173.826 (2.422.782) 3.751.044 3.973.037 Hardware 20% 3.606.924 (3.480.437) 126.487 150.927 Máquinas e equipamentos 1 0 % 69.030.365 (57.959.534) 11.070.831 13.944.914 Móveis e utensílios 10% 1.572.710 (1.284.147) 288.563 358.627 Veículos 20% 1.570.186 (1.570.186) 5.346 Outros 10% 2.117.125 (1.808.230) 308.895 265.449 Imobilizado em andamento 2.827.489 2.827.489 1.055.389 86.898.625 (68.525.316) 18.373.309 19.753.689 Descrição Trabalhistas Tributários Cível

122.297.089 1.626.827 571.081 2.050.642 -

85.413.622

177.415 126.723.054

(12.354.160) (414.857) (12.769.017) 72.644.605

(8.187.826) (1.088.388) (9.276.214) 117.446.840

2017

2016

75.687 18.873 5.634.367 20.150 2.987.147 531.935 9.268.159

135.142 5.220 7.191.312 178.158 7.509.832

(6) (30.745) (289.695) (10.417) (17.542) (88.691) (437.096) 8.831.063

(19.494) (55.725) (226.245) (1.721) (6.995) (123.201) (146.816) (580.197) 6.929.635

Resultado financeiro 20. Instrumentos financeiros Os instrumentos financeiros ativos e passivos constantes no balanço patrimonial, como aplicações financeiras, empréstimos e financiamentos e outras contas a receber e pagar estão registrados a valores contábeis, os quais se aproximam dos valores justos, conforme critérios mencionados nas correspondentes notas explicativas das práticas contábeis. A Companhia não realizou no exercício operações com derivativos e quaisquer outros ativos em caráter especulativo. 21. Cobertura de seguros (não auditado) A Administração da Companhia mantém cobertura de seguros contra incêndios e riscos diversos para bens do imobilizado e dos estoques, por valores considerados suficientes para cobrir eventuais sinistros.

SUMULA DE CONCESSÃO DE LICENÇA DE OPERAÇÃO A empresa AUTO POSTO CARANGA EIRELI, torna público que recebeu da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, a Licença de Operação LO-16/266, para posto de gasolina válida até 28/ 02/2018, situado á Av Desembargador Hugo Simas nº 2078, Bairro Bom Retiro, em Curitiba-PR.

Prejuízo operacional antes do resultado financeiro Receitas financeiras Despesas financeiras

Nota 18

19 19

Prejuízo operacional antes do impostoe renda e contribuição social Imposto de renda e contribuição social Prejuízo do exercício Quantidade de ações Prejuízo por ação

2017 72.644.605 (59.632.919) 13.011.686

2016 117.446.840 (92.653.698) 24.793.142

(1.832.237) (30.113.092) 584.910 (31.360.419) (18.348.733) 9.268.159 (437.096) 8.831.063

(2.483.069) (36.727.252) 173.578 (39.036.743) (14.243.601) 7.509.832 (580.197) 6.929.635

(9.517.670) (9.517.670) 130.000.000 (0,07)

(7.313.966) (7.313.966) 130.000.000 (0,056)

As notas explicativas da administração são parte integrante das demonstrações DEMONSTRAÇÕES DOS FLUXOS DE CAIXA DOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2017 E DE 2016 (Valores expressos em reais) Atividades operacionais Prejuízo do exercício Juros sobre empréstimos e financiamentos Depreciação e amortização Provisão para contingências Provisão para créditos de liquidação duvidosa Baixa dos bens do ativo imobilizado Redução ao valor recuperável de estoques Redução (Aumento) nas contas do ativo Contas a receber de clientes Estoques Tributos a recuperar Depósitos judiciais Outros créditos Aumento (Redução) nas contas do passivo Fornecedores Obrigações tributárias Obrigações trabalhistas Adiantamentos de clientes Aluguéis a pagar Outras contas a pagar

2017

2016

(9.517.670) 22.739 3.216.316 233.846 702.710 2.047.635 (781.340) (4.075.764)

(7.313.966) 143.890 2.265.089 (1.163.022) 762.204 1.517.386 296.049 (3.492.370)

20.898.583 8.277.101 1.469.942 (255.290) (80.637) 30.309.699

(16.540.299) 16.120.300 227.689 (1.213.177) (44.286) (1.449.773)

(972.583) 379.778 (941.466) (2.106.426) (1.460.772) (3.000) (5.104.469) 21.129.466

1.691.376 396.804 (1.772.759) 13.699 135.749 464.869 (4.477.274)

Caixa líquido gerado (consumido) nas atividades operacionais Atividades de investimento Aplicações financeiras (12.473.963) Aquisições de imobilizado (3.851.894) Caixa líquido consumido (gerado) nas atividades de investimento (16.325.857) Atividades de financiamento Partes relacionadas (6.874.378) Captação de recursos 2.097.880 Caixa líquido consumido nas atividades de financiamento (4.776.498) Aumento (redução) de caixa e equivalentes de caixa 27.111 Saldo inicial de caixa e equivalentes de caixa 28.217 Saldo final de caixa e equivalentes de caixa 55.328 Aumento (redução) de caixa e equivalentes de caixa 27.111

11.184.266 (2.737.582) 8.446.684 (7.275.535) 3.312.705 (3.962.830) 6.580 21.637 28.217 6.580

As notas explicativas da administração são parte integrante das demonstrações a) Movimentação do custo corrigido no exercício de 2017 Saldos iniciais Adições Baixas Saldos Finais Benfeitorias em imóveis de terceiros 6.540.365 1.047.928 (1.414.467) 6.173.826 Hardware 3.550.678 59.293 (3.047) 3.606.924 Máquinas e equipamentos 69.020.425 323.508 (313.568) 69.030.365 Móveis e utensílios 1.578.905 882 (7.077) 1.572.710 Veículos 1.570.186 1.570.186 Outros 2.038.247 78.878 2.117.125 Imobilizado em andamento 1.055.389 2.341.405 (569.305) 2.827.489 85.354.195 3.851.894 (2.307.464) 86.898.625 b)Movimentação da depreciação acumulada no exercício de 2017 Saldos iniciais Adições Baixas Saldos Finais Benfeitorias em imóveis de terceiros (2.567.328) (99.664) 244.210 (2.422.782) Hardware (3.399.751) (83.574) 2.888 (3.480.437) Máquinas e equipamentos (55.075.511) (2.891.585) 7.562 (57.959.534) Móveis e utensílios (1.220.278) (69.038) 5.169 (1.284.147) Veículos (1.564.840) (5.346) - (1.570.186) Outros (1.772.798) (35.432) - (1.808.230) (65.600.506) (3.184.639) 259.829 (68.525.316) 12. Intangível 2017 2016 Taxa Custo Depreciação anual corrigido acumulada Líquido Líquido Software 20% 136.902 (31.677) 105.225 136.902 Outros 9.729 9.729 9.729 146.631 (31.677) 114.954 146.631 13. Empréstimos e Financiamentos Vencível Modalidade Encargos Até 2017 2016 Cheques a compensar 164.096 110.076 Financiamento industrial - FINEP TR+ 5% a.a. Jul/25 5.413.118 3.346.519 5.577.214 3.456.595 Passivo circulante 175.821 117.325 Passivo não circulante 5.401.393 3.339.270 5.577.214 3.456.595 Em garantia do financiamento industrial tem-se o aval dos acionistas e alienação fiduciária de bens imóveis. 14. Obrigações tributárias 2017 2016 PIS/COFINS a recolher 211.419 306.728 ICMS a recolher 495.462 425.066 IPI a recolher 55.645 339.057 PIS/COFINS – exigibilidade suspensa (i) 4.613.861 3.878.622 Outros tributos a recolher 102.837 149.973 5.479.224 5.099.446 Passivo circulante 865.363 1.220.824 Passivo não circulante 4.613.861 3.878.622 5.479.224 5.099.446 (i) A Companhia é integrante de ação judicial, na qualidade de autora, na qual pleiteia a exclusão do ICMS da base de cálculo do PIS/COFINS. Os valores a pagar estão integralmente suportados por depósitos judiciais contabilizados no ativo não circulante. 15. Partes relacionadas Referem-se a operações financeiras entre a Companhia e a controladora BrasilSat Ltda, na modalidade de conta corrente. Não há incidência de juros sobre as operações. 16. Tributos diferidos Referem-se aos tributos diferidos sobre terrenos reavaliados, e ainda não realizados. (As reavaliações foram constituías em período permitido legalmente permitido – anterior ao exercício de 2008.) 17. Patrimônio líquido a) Capital social O capital social no valor de R$ 130.000.000 é dividido em 130.000.000 ações, com valor nominal de R$ 1,00 cada. b) Reserva de capital Relacionada exclusivamente a reserva de reavaliação de terrenos. c) Reserva legal Constituída a alíquota de 5% do lucro líquido de cada exercício social, com a finalidade de assegurar a integridade do capital social. Continua

Aos administradores e acionistas da e)

A administração da Companhia não revisou as vidas úteis e nem fixou o valor residual dos bens do imobilizado, conforme menciona os Pronunciamentos técnicos CPC 27 e ICPC 10. As taxas de depreciação utilizadas são as apresentadas pela legislação tributária.

f)

A administração da Companhia não avaliou o valor contábil dos bens do ativo imobilizado, visando identificar possíveis perdas por impairment, relacionadas às mudanças nas circunstâncias econômicas, operacionais ou tecnológicas.

Brasilsat Harald S.A. Curitiba - PR Abstenção de opinião Fomos contratados para examinar as demonstrações financeiras da Companhia BrasilSat Harald S.A., que compreendem o balanço patrimonial em 31 de dezembro de 2017 e as respectivas demonstrações do resultado, das mutações do patrimônio líquido e dos fluxos de caixa para o exercício findo nessa data, bem como as correspondentes notas explicativas, incluindo o resumo das principais políticas contábeis. Não expressamos uma opinião sobre as demonstrações financeiras da companhia. Devido à relevância do assunto descrito na seção intitulada “Base para abstenção de opinião”, não nos foi possível obter evidência de auditoria apropriada e suficiente para fundamentar nossa opinião de auditoria sobre essas demonstrações financeiras. Base para abstenção de opinião a)

b)

c)

DIRETORIA JOÃO DO ESPÍRITO SANTO ABREU GELZA REGINA DE ABREU Diretor Presidente Diretora Vice-Presidente JOÃO ALEXANDRE DE ABREU GELZA TEIXEIRA DE ABREU Diretor Vice-Presidente Diretora Administrativa CLÁUDIO JOSÉ KAVIATKOVSKI Técnico em Contabilidade CRC/PR: 021779/O-6

Eliane Kern Bassi Oficial Designada

Relatório dos auditores independentes sobre as demonstrações financeiras

2016

82.917.877 125.414 1.537.452 370.039 462.840

Faz saber que pretendem casar-se: GUSTAVO DE LIMA e STEPHANIE VOIDELA DE SOUZA. LUCAS MARCHIORI PEREIRA e ANA CAROLINA ABRAHÃO CAPRARO. MICHAEL FERNANDO SPIGUEL e TEREZINHA CALGAROTTO BROCKVELD. OSVALDINO ALOISIO BUNN e SAMANTHA SHAROL KIENTEKA. JOSÉ EDUARDO PEREIRA SILVA e ANA CLAUDIA DE OLIVEIRA. DIEGO AUGUSTO CHAVES BUTTENCOURTE e DAYANE BREVESTEKY. Se alguém souber de algum impedimento, oponha-o na forma da lei. O referido é verdade e dou fé. Curitiba, Uberaba, 11 de Junho de 2018

Receita operacional líquida Custo dos produtos vendidos Lucro bruto Receitas (Despesas) operacionais Despesas de vendas Despesas gerais e administrativas Outras receitas (despesas) operacionais

RELATÓRIO DA DIRETORIA

4 5 6 7 8

EDITAL DE PROCLAMAS

DEMONSTRAÇÕES DO RESULTADO DOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2017 E DE 2016 (Valores expressos em reais)

Brasilsat Harald S.A.

Nota

Av. Sen. Salgado Filho, nº 2.368 - Município e Comarca de Curitiba - PR

SUMULA DE CONCESSÃO DE LICENÇA DE OPERAÇÃO A empresa POSTO DE COMBUSTÍVEIS EL CHARIF LTDA, torna público que recebeu da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, a Licença de Operação – para posto de gasolina LO-17/136, em 19/10/2017, válida até 25/08/2018, situado á Rodovia Br 277 Curitiba/Paranagua nº 793, Bairro Cajuru, em Curitiba-PR.

JOSÉ JAVORSKI – OFICIAL Alameda Bom Pastor, 171 – Campina – Fone (41) 3283-4371 – São José dos Pinhais-PR

Ativo Circulante Caixa e equivalentes de caixa Aplicações financeiras Contas a receber Estoques Tributos a recuperar Outros créditos

SERVIÇO DISTRITAL DE UBERABA

SÚMULA DE RECEBIMENTO DE RENOVAÇÃO DA LICENÇA DE OPERAÇÃO AMBSERV TRATAMENTO DE RESIDUOS LTDA torna público que recebeu do IAP, a Renovação da Licença de Operação para Tratamento e/ ou disposição final de resíduos sólidos instalada Rua Alexandre Zanchetta, 337 – São José dos Pinhais/PR.

d)

A administração da Companhia, por motivos operacionais, não permitiu a realização de nosso acompanhamento de inventário físico da unidade de Manaus. Desta forma, não é possível mensurar, com razoável segurança, a quantidade de itens de estoques existentes nesta unidade, cujo valor contábil, em 31 de dezembro de 2017, é de R$ 10.270.534. Os tributos PIS/COFINS, recuperáveis na aquisição de matéria prima, não foram deduzidos dos estoques até 31 de dezembro de 2016. Os valores foram contabilizados como receitas no resultado do exercício. Este procedimento distorce a avaliação dos estoques (superavaliados) e do PIS/COFINS registrados no resultado como dedução de vendas (subavaliados). Devido ao giro muito lento, com relevante volume de estoques em 31 de dezembro de 2017, que pertencem a outros exercícios, consideramos que a avaliação dos estoques continua com o efeito das distorções ocorridas pela não dedução dos tributos recuperáveis. Não é possível mensurar com razoável segurança, os efeitos destas distorções. No período de março de 2015 a março de 2017, a Companhia não possui direito a créditos de ICMS na entrada de mercadorias, somente crédito presumido. Entretanto, na aquisição de mercadorias, foram deduzidos indevidamente os valores de ICMS dos estoques. Os ajustes de regularização, das deduções indevidas, são realizados no resultado do exercício (custo dos produtos vendidos). Não é possível mensurar com razoável segurança, os efeitos destas distorções. A Companhia escolheu o método de custos para mensurar e reconhecer contabilmente suas propriedades para investimentos. Entretanto, os valores justos destas propriedades não foram divulgados em nota explicativa, conforme determina o Pronunciamento Técnico CPC 28 – Propriedade para investimento.

CONTINUA NO QUADRO ABAIXO

Responsabilidades da administração e da governança pelas demonstrações financeiras A administração é responsável pela elaboração e adequada apresentação das demonstrações financeiras de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil e pelos controles internos que ela determinou como necessários para permitir a elaboração de demonstrações contábeis livres de distorção relevante, independentemente se causada por fraude ou erro. Na elaboração das demonstrações financeiras, a administração é responsável pela avaliação da capacidade de a companhia continuar operando, divulgando, quando aplicável, os assuntos relacionados com a sua continuidade operacional e o uso dessa base contábil na elaboração das demonstrações financeiras a não ser que a administração pretenda liquidar a companhia ou cessar suas operações, ou não tenha nenhuma alternativa realista para evitar o encerramento das operações. Os responsáveis pela governança da companhia são aqueles com responsabilidade pela supervisão do processo de elaboração das demonstrações financeiras. Responsabilidade do auditor independente pela auditoria das demonstrações financeiras Nossa responsabilidade é a de conduzir uma auditoria das demonstrações financeiras da companhia de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil e a de emitir um relatório de auditoria. Contudo, devido ao assunto descrito na seção intitulada “Base para abstenção de opinião”, não nos foi possível obter evidência de auditoria apropriada e suficiente para fundamentar nossa opinião de auditoria sobre essas demonstrações financeiras. Somos independentes em relação à companhia de acordo com os princípios éticos relevantes previstos no Código de Ética Profissional do Contador e nas normas profissionais emitidas pelo Conselho Federal de Contabilidade e cumprimos com as demais responsabilidades éticas de acordo com essas normas. Joinville - SC, 29 de março de 2018. MOORE STEPHENS METRI AUDITORES S/S CRC SC 001489/0-8 José Alexandre Simão Contador CRC SC 025.191/O-8

Paraná notifica concessionárias sobre o fim dos contratos do pedágio A governadora Cida Borghetti informou nesta segunda-feira (11) que as seis concessionárias do Anel de Integração foram notificadas para que iniciem os processos de finalização dos contratos, que serão encerrados em 2021. “O Paraná precisa avançar e, desde já, iniciar a elaboração de um novo modelo de concessão para promover a justiça tarifária com mais obras e redução das tarifas em 50%, em média”, disse a governadora. A iniciativa do Governo do Estado busca organizar o encerramento do complexo modelo de concessão iniciado em 1997. “Uma medida de gestão para garantir agilidade, rapidez e o encerramento correto dos contratos”, afirmou Cida Borghetti. “Estamos comunicando antecipadamente para que as concessionárias se preparem e tenham a consciência de que os contratos não serão renovados”, explicou. O documento encaminhado às seis empresas cita a necessidade de realizar a verificação, levantamentos e análises de dados e dos bens reversíveis (estradas, pontes, viadutos, edifícios e outras instalações). O Anel é formado por 2,5 mil quilômetros de rodovias. Destes, 1,8 mil quilômetros são federais, delegados ao Paraná, e 700 quilômetros estaduais. Ao todo, há 27 praças de pedágio. Uma comissão liderada por técnicos da Secretaria de Infraestrutura e Logística e do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), com o apoio da Agência Reguladora do Paraná (Agepar), ficará encarregada dos trabalhos de encerramento dos contratos, com análise do que ainda está para ser executado e conclusão do contrato. Segundo o secretário estadual do Desenvolvimento Urbano, Silvio Barros, este é um dos três grupos de trabalho que ficarão responsáveis por questões envolvendo a concessão de rodovias. O segundo trabalha na renovação da delegação de rodovias federais que cortam o Estado e o terceiro tem a tarefa de elaborar um novo modelo de concessão. “No Paraná existem rodovias federais que formam um importante corredor de exportação e o projeto precisa incluí-los para que tenhamos qualidade logística que o Estado precisa”, afirmou. “A meta dos estudos é para que possamos ter uma tarifa de pedágio 50% menor do que os valores praticados atualmente”, completou o secretário, ressaltando que projetos de concessão deverão serão avaliados e validados em audiências públicas. “É o momento de fazer as mudanças necessárias para que os paranaenses paguem o justo pelo que usam”, acrescentou o secretário estadual de Infraestrutura e Logística, Abelardo Lupion. “O novo modelo está sendo construído em parceria com o Ministério dos Transportes com a inclusão de obras prioritárias”, explicou. DELEGAÇÃO – Há um mês, a governadora Cida Borghetti se reuniu com o ministro dos Transportes, Valter Casimiro, em Brasília, para solicitar uma nova delegação das rodovias federais que formam o Anel de Integração. No encontro, ficou estabelecido que o Estado e a União vão discutir em conjunto um novo modelo de concessão das estradas. “As notificações às concessionárias, para iniciar o encerramento dos contratos, também são uma medida para viabilizar a nova delegação das rodovias federais ao Paraná”, salienta Cida. PRAZO - Segundo Silvio Barros, o prazo para a notificação das concessionárias está no limite para que o processo tenha fluidez nos próximos anos. A licitação para um novo modelo deverá ser lançada somente entre 2020 e 2021. “Até lá temos muito trabalho a fazer. Se não começarmos já, estaremos sendo omissos e o próximo governo não terá tempo dentro do prazo”, disse. A governadora reforçou que o Paraná quer ser protagonista na elaboração do futuro processo de concessão das rodovias paranaenses e que ele será amplamente discutido com todos os setores da comunidade. “Faremos audiências públicas para que as pessoas que conhecem a realidade das cidades opinem sobre o que consideram o melhor”, disse. “Independente de quem esteja no governo, será preciso ouvir os paranaenses”, com o secretário Silvio Barros. Cida adianta também que a Secretaria Especial do Desenvolvimento Econômico vai articular junto ao setor produtivo e aos representantes dos usuários estudos para definir valores das tarifas que mantenham as empresas paranaenses competitivas nos cenários nacional e internacional. HISTÓRICO - Em 1995, o Governo do Paraná apresentou ao Governo Federal o programa de concessões do Anel de Integração, que totaliza 2,5 mil quilômetros de extensão. No ano seguinte foram celebrados seis convênios através dos quais a União delegava ao Estado 1,8 mil quilômetros de trechos de estradas federais. Outros 700 quilômetros de rodovias estaduais completam o Anel de Integração. Ao todo, há 27 praças de pedágio. Os seis lotes definidos pelo governo paranaense foram licitados em 1997, quando as empresas vencedoras – Econorte, Viapar, Ecocataratas, Caminhos do Paraná, CCR Rodonorte e Ecovia – assumiram tanto a conservação e manutenção dos trechos quanto a realização de um cronograma de novas obras. Desde o início do programa de concessões foram concluídos 270 quilômetros de duplicações e estão em execução outros 191 quilômetros. Além disso, foram finalizados 43 quilômetros de contornos. Com duração de 25 anos, os convênios de delegação e os contratos vencem em 2021.


PUBLICAÇÕES LEGAIS / NACIONAL

7

| Terça-feira, 12 de junho de 2018 |

Edital de Leilão - Normas e Condições de Venda

EDITAL DE CURATELA Justiça Gratuita O Dr. AUGUSTO GLUSZCZAK JUNIOR, Juiz de Direito, no uso de suas atribuições legais, FAZ SABER aos que o presente edital, virem ou dele conhecimento tiverem, que pelo presente edital de curatela, cientifica a todos os interessados, que neste juízo processou-se os autos de CURATELA sob n.º 001881004.2017.8.16.0035, em que é requerente CÉLIA MARIA DE PAULA, sendo declarada por sentença a curatela de ESTELLA DEPAULA SCHRAIBER, brasileira, solteira, nascida em 02/10/1998, natural de Curitiba/PR, filha de Evanio Renato Schraiber e Celia Maria de Paula, residente e domiciliada nesta Cidade de São José dos Pinhais/PR, portadora de PARALISIA CEREBRAL, DEFICIÊNCIA MENTAL GRAVE e EPILEPSIA, CID G80, F72 e G40.1, sendo-lhe nomeada curadora a Sra. CÉLIA MARIA DE PAULA, tendo a curatela a finalidade de representar o curatelado em todos os atos de sua vida civil para: realizar atos que importem disposição de bens/direitos de natureza patrimonial e negocial; compras, vendas e trocas rotineiras; compras, vendas e trocas não rotineiras (bens móveis, imóveis, compras de maior valor mediante autorização judicial, com fulcro nos artigos 1748, IV e 1749, I c/c art. 1774, todos do Código Civil Brasileiro); contratação e demissão de empregados; movimentação da conta bancária e operações mediante uso de cartão bancário ou cheque, representação perante o INSS e administração de bens, por tempo indeterminado. O presente edital será publicado na rede mundial de computadores, no sítio do tribunal a que tiver vinculado o juízo e na plataforma de editais do Conselho Nacional de Justiça, onde permanecerá por 6 (seis) meses, na imprensa local, 1 (uma) vez, e no órgão oficial, por 3 (três) vezes, com intervalo de 10 (dez) dias, constando do edital os nomes do curatelado e da curadora. Dado e passado nesta Cidade da São dos Pinhais, em 09/08/2017. AUGUSTO GLUSZCZAK JUNIOR - JUIZ DE DIREITO

EDITAL DE CURATELA Justiça Gratuita O Dr. AUGUSTO GLUSZCZAK JUNIOR, Juiz de Direito, no uso de suas atribuições legais, FAZ SABER aos que o presente edital, virem ou dele conhecimento tiverem, que pelo presente edital de curatela, cientifica a todos os interessados, que neste juízo processou-se os autos de CURATELA sob n.º 0018779-81.2017.8.16.0035, em que é requerente SONIA FERREIRA SAMPAIO, sendo declarada por sentença a curatela de MATHEUS ROBERTO SAMPAIO VILVERT, brasileiro, solteiro, nascido em 29/10/ 1995, natural de São José dos Pinhais/PR, filho de Roberto Carlos Vilvert e Sonia Ferreira Sampaio, residente e domiciliado nesta Cidade de São José dos Pinhais/PR, portador de Retardo Mental Moderado CID’s n.º 10 F71.1, sendo-lhe nomeada curadora a Sra. SONIA FERREIRA SAMPAIO, tendo a curatela a finalidade de representar o curatelado em todos os atos de sua vida civil para: realizar atos que importem disposição de bens/direitos de natureza patrimonial e negocial; compras, vendas e trocas rotineiras; compras, vendas e trocas não rotineiras (bens móveis, imóveis, compras de maior valor mediante autorização judicial, com fulcro nos artigos 1748, IV e 1749, I c/c art. 1774, todos do Código Civil Brasileiro); contratação e demissão de empregados; movimentação da conta bancária e operações mediante uso de cartão bancário ou cheque e administração de bens, por tempo indeterminado. O presente edital será publicado na rede mundial de computadores, no sítio do tribunal a que tiver vinculado o juízo e na plataforma de editais do Conselho Nacional de Justiça, onde permanecerá por 6 (seis) meses, na imprensa local, 1 (uma) vez, e no órgão oficial, por 3 (três) vezes, com intervalo de 10 (dez) dias, constando do edital os nomes do curatelado e da curadora. Dado e passado nesta Cidade da São dos Pinhais, em 09/08/2017.

Em complemento ao Edital publicado no dia 11/06/2018, neste mesmo jornal, Claudio Cesar Kuss, Leiloeiro Oficial informa que foram incluídos, no público leilão marcado para o dia 12/06/2018, às 10 horas, na Rua João Lunardelli, 2095 - Curitiba/PR., os seguintes itens : Axor 08 - 9BM9584519B627233; Siena 08 - 9BD17206G93480132; Cobalt 14 - 9BGJC69Z0FB161333; Gol 10 9BWAA05UXBT038775. Informações nos dias de visitação e vistoria, na internet em www.claudiokussleiloes.com.br, ou fone/fax (41) 3012-4800. Claudio Cesar Kuss - Leiloeiro Oficial.

EDITAL DE CURATELA Justiça Gratuita O Dr. AUGUSTO GLUSZCZAK JUNIOR, Juiz de Direito, no uso de suas atribuições legais, FAZ SABER aos que o presente edital, virem ou dele conhecimento tiverem, que pelo presente edital de curatela, cientifica a todos os interessados, que neste juízo processou-se os autos de CURATELA sob n.º 0019129-69.2017.8.16.0035 em que é requerente ANA PAULA RODRIGUES DE SOUZA, sendo declarada por sentença a curatela de TATIANE RODRIGUES DE SOUZA, brasileira, solteira, nascida em 17/11/1986, natural de Curitiba/PR, filha de Pedro Rodrigues de Souza Filho e Ana Paula Rodrigues de Souza, residente e domiciliada nesta Cidade de São José dos Pinhais/PR, portadora de PARALISIA CEREBRAL, CID10 G80 e RETARDO MENTAL PROFUNDO, CID10 F73, sendo-lhe nomeada curadora a Sra. ANA PAULA RODRIGUES DE SOUZA, tendo a curatela a finalidade de representar o curatelado em todos os atos de sua vida civil para: realizar atos que importem disposição de bens/direitos de natureza patrimonial e negocial; compras, vendas e trocas rotineiras; compras, vendas e trocas não rotineiras (bens móveis, imóveis, compras de maior valor mediante autorização judicial, com fulcro nos artigos 1748, IV e 1749, I c/c art. 1774, todos do Código Civil Brasileiro); contratação e demissão de empregados; movimentação da conta bancária e operações mediante uso de cartão bancário ou cheque, representação perante o INSS e administração de bens, por tempo indeterminado. O presente edital será publicado na rede mundial de computadores, no sítio do tribunal a que tiver vinculado o juízo e na plataforma de editais do Conselho Nacional de Justiça, onde permanecerá por 6 (seis) meses, na imprensa local, 1 (uma) vez, e no órgão oficial, por 3 (três) vezes, com intervalo de 10 (dez) dias, constando do edital os nomes do curatelado e da curadora. Dado e passado nesta Cidade da São dos Pinhais, em 09/08/2017. AUGUSTO GLUSZCZAK JUNIOR - JUIZ DE DIREITO

AUGUSTO GLUSZCZAK JUNIOR - JUIZ DE DIREITO

Comissão do governo recebe representantes de servidores estaduais Uma comissão do governo estadual recebeu nesta segunda-feira (11), no Palácio das Araucárias, representantes do Fórum das Entidades Sindicais (FES), formado por sindicalistas que representam as diversas categorias de servidores do Estado. A reunião teve como objetivo analisar a reivindicação do funcionalismo com relação à reposição salarial. O secretário estadual da Fazenda, José Luiz Bovo, ressaltou que a reunião de trabalho mostra que o governo está aberto ao diálogo e para a análise de alternativas possíveis com relação ao aumento das despesas com folha salarial. Dilceu Sperafico, chefe da Casa Civil, frisou que o Governo Cida Borghetti tem um olhar sensível aos servidores e que, dentro do ambiente de diálogo que foi estabelecido, deu um passo importante com a proposição de uma emenda ao projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2019, que abre espaço para o reajuste no próximo exercício, situação que anteriormente estava totalmente vedada. A comissão estadual estava composta pelos secretários Fernando Ghignone (Administração e Previdência); Lucia Cortez Martins (Educação); Paulo Rossi (Trabalho e Relações com a Comunidade); e o líder do governo na Assembleia Legislativa, Pedro Lupion.

IESDE BRASIL S/A CNPJ Nº 03.295.274/0001-43 - NIRE 41300018561 Alameda Dr. Carlos de Carvalho, 1482, Bairro Batel CEP 80730-200, Curitiba/PR

Senhores Acionistas: Em cumprimento às disposições legais e estatutárias, a diretoria tem a satisfação de submeter a apreciação de V.Sas. o Balanço Patrimonial, Demonstrações: do Resultado do Exercício, dos Lucros Acumulados, das Mutações do Patrimônio Líquido, das Origens e Aplicações de Recursos, Fluxo de Caixa e Notas Explicativas relativas ao exercício encerrado em 31 de dezembro de 2017.

BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO

2017

2016

1.685.606,01 1.819,15 9.076,41 1.674.710,45 28.384.585,05 23.825.296,26 486.392,67 549.977,87 127.881,74 3.251.552,21 143.484,30 221.068,52 3.072.647,11 33.363.906,69

1.862.288,78 196,15 23.588,92 1.838.503,71 30.961.054,47 25.071.358,65 663.636,25 665.377,38 0,00 4.462.111,53 98.570,66 488.455,88 2.670.763,68 35.982.562,81

ATIVO CIRCULANTE Disponível Caixa Geral Bancos Conta Movimento Aplicações Financeiras Créditos Clientes Impostos a Recuperar Adiantamentos a Fornecedores Adiantamentos a Terceiros Devedores Diversos Adiantamentos a Funcionários Estoques de Mercadorias Despesas Antecipadas TOTAL ATIVO CIRCULANTE ATIVO NÃO CIRCULANTE Realizável a Longo Prazo Depósitos Judiciais Investimentos Participações Societárias Imobilizado (-) Depreciações Acumuladas Intangível TOTAL ATIVO NÃO CIRCULANTE TOTAL GERAL DO ATIVO

2.032.071,70 1.776.753,82 2.032.071,70 1.776.753,82 7.534.566,52 10.820.566,94 7.534.566,52 10.820.566,94 30.138.911,16 29.362.084,64 (23.590.166,19) (21.733.379,33) 10.460.358,31 10.326.020,16 26.575.741,50 30.552.046,23 59.939.648,19 66.534.609,04

DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO RECEITA OPERACIONAL BRUTA 38.320.702,83 60.950.726,36 Vendas de Mercadorias e Serviços 33.464.267,04 52.351.116,47 Receitas de Aluguel 4.856.435,79 8.599.609,89 DEDUÇÕES DA RECEITA BRUTA (811.513,06) (2.317.493,98) Devolução de Venda de Mercadorias (143.770,58) (1.185.960,91) Impostos e Contribuições (667.742,48) (1.131.533,07) RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 37.509.189,77 58.633.232,38 CUSTO DAS VENDAS E SERV.PRESTADOS (4.956.674,54) (25.562.288,43) LUCRO BRUTO 32.552.515,23 33.070.943,95 DESPESAS OPERACIONAIS (38.816.396,87) (52.796.985,20) Despesas c/Pessoal (14.612.068,07) (23.296.013,44) Despesas Gerais e Administrativas (15.902.726,89) (15.928.092,00) Despesas Financeiras e Tributárias (8.410.149,35) (13.730.495,13) (-) Receitas Financeiras 108.547,44 157.615,37 OUTRAS RECEITAS/DESPESAS 5.767.870,96 15.101.394,00 Lucros na Alienação de Part. em Coligadas 5.767.870,96 15.101.394,00 RESULTADO ANTES DA EQUIVALÊNCIA PATRIMONIAL (496.010,68) (4.624.647,25) Equivalência Patrimonial 382.538,74 (940.012,33) LUCRO (PREJUIZO) DO EXERCÍCIO (113.471,94) (5.564.659,58)

PASSIVO

2017

2016

PASSIVO CIRCULANTE Fornecedores Obrigações Trabalhistas Obrigações Fiscais e Sociais Empréstimos e Financiamentos Contas a Pagar Provisões Trabalhistas TOTAL PASSIVO CIRCULANTE

1.030.361,59 423.950,00 1.606.397,85 10.709.220,07 140.514,57 824.852,87 14.735.296,95

1.912.273,89 487.842,00 7.531.594,81 14.555.435,93 308.286,19 991.151,92 25.786.584,74

PASSIVO NÃO CIRCULANTE Passivo Exigível a Longo Prazo Créditos de Pessoas Ligadas Empréstimos e Financiamentos Impostos Parcelados TOTAL PASSIVO NÃO CIRCULANTE

10.184.577,37 8.725.309,22 7.257.119,92 9.882.175,40 16.785.532,04 10.792.945,83 34.227.229,33 29.400.430,45

PATRIMÔNIO LIQUIDO Capital Social Reserva Especial do Capital Social Reserva Legal Lucros Acumulados TOTAL PATRIMÔNIO LÍQUIDO

3.595.000,00 4.015.539,72 719.000,00 2.647.582,19 10.977.121,91

3.595.000,00 4.015.539,72 719.000,00 3.018.054,13 11.347.593,85

TOTAL GERAL DO PASSIVO

59.939.648,19

66.534.609,04

DEMONSTRAÇÃO DE LUCROS OU PREJUÍZOS ACUMULADOS

Lucro acumulado em 31/12/2016

3.018.054,13

Ajustes Exercícios Anteriores Prejuízo em 2017

(257.000,00) (113.471,94)

SALDO FINAL EM 31/12/2017 - LUCRO

2.647.582,19

DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO SALDO INICIAL Capital Social Reserva Especial de Capital Reserva Legal Lucros Acumulados TOTAL EM 31/12/2016 Ajustes Exercícios Anteriores Prejuízo do Exercício 2017 TOTAL PATRIMÔNIO LÍQUIDO EM 31/12/2017

3.595.000,00 4.015.539,72 719.000,00 3.018.054,13 11.347.593,85 (257.000,00) (113.471,94) 10.977.121,91

DEMONSTRAÇÃO DO FLUXO DE CAIXA

FLUXO DE CAIXA DAS ATIVIDADES OPERACIONAIS Lucro líquido (prejuízo) do exercício Ajustes para conciliar o resultado das disponibilidades Geradas pelas atividades operacionais: Ajuste exercicios anteriores Depreciação e amortização Juros sobre empréstimos Equivalência patrimonial Baixa de investimento Baixa ativo intangível

31/12/2017 (113.471,94)

(257.000,00) 1.856.786,86 1.340.318,10 (382.538,74) 4.426.625,03 3.567.124,60 10.437.843,91

(Aumento) redução no ativo: (Aumento) redução conta clientes (Aumento) redução estoques (Aumento) redução impostos a recuperar (Aumento) redução devedores diversos (Aumento) redução despesas antecipadas (Aumento) redução outras contas a receber (Aumento) redução adiantamento para fornecedores (Aumento) redução adiantamento de terceiros (Aumento) redução depósitos efetuados em juízo

1.246.062,39 267.387,36 177.243,58 1.210.559,32 (401.883,43) (44.913,64) 115.399,51 (127.881,74) (255.317,88) 2.186.655,47

Aumento (redução) no passivo: Aumento (redução) de fornecedores Aumento (redução) obrigações trabalhistas Aumento (redução) obrigações fiscais e sociais Aumento (redução) contas a pagar Aumento (redução) provisões trabalhitas Aumento (redução) crédito de pessoas ligadas Aumento (redução) impostos parcelados

(881.912,30) (63.892,00) (5.925.196,96) (167.771,62) (166.299,05) 1.459.268,15 5.992.586,21 246.782,43

Disponibilidades líquidas geradas pelas (aplicadas às) atividades operacionais Fluxo de caixa das atividades de investimentos Em investimentos Em imobilizado Em intangível Disponibilidades líquidas aplicadas às atvidades de investimentos Fluxo de caixa das atividades de financiamentos Empréstimos e financiamento tomados Pagamentos de empréstimos e financiamentos Disponibilidades líquidas geradas pelas (aplicadas às) atividades de financiamentos Aumento (redução) nas disponibilidades Aumento (redução) nas disponibilidades Disponibilidades - no início do exercício Disponibilidades - no final do exercício Aumento (redução) nas disponibilidades

12.871.281,81 (758.085,87) (776.826,52) (3.701.462,75) (5.236.375,14)

2.839.235,31 (10.650.824,75) (7.811.589,44) (176.682,77) 1.862.288,78 1.685.606,01 (176.682,77)

NOTAS EXPLICATIVAS 1. Informações gerais A Iesde Brasil S.A é uma sociedade anônima de capital fechado com sede em Curitiba, Estado do Paraná, constituída em 28 de Junho de 1999. A companhia tem como atividade principal a edição integrada a impressão de livros, sendo seus principais produtos as videoaulas on-line, videolivraria, videoteca, projetos especiais, educação corporativa, sistema de apoio ao ensino, sistema de complementação curricular, programa de acessibilidade a deficientes. A companhia oferece materiais didáticos e suporte para grandes instituições de ensino de todo o Brasil. 2. Apresentação das Demonstrações Contábeis As demonstrações contábeis estão sendo apresentadas de acordo com as praticas contábeis adotadas no Brasil, observando as disposições contidas na lei das sociedades anônimas, com alterações introduzidas pela lei nº11.638/07, bem como pelas normas técnicas ditadas pelo Comitê de Pronunciamentos contábeis - CPC. 3. Principais Práticas Contábeis Ajuste valor presente Foi efetuada análise específica não sendo apurado nenhum efeito significativo ou relevante que justificasse, nos ativos e passivos de curto prazo, a adoção deste procedimento. Apuração de resultado As receitas e despesas estão registradas em obediência ao regime contábil de competência. Imposto sobre a renda O imposto a pagar baseia-se no Lucro Real ajustado pelas adições e exclusões calculado mensalmente. Caixa e equivalente de caixa Incluem dinheiro em caixa, depósitos bancários à vista, investimentos temporários de curto prazo considerados de liquidez imediata ou conversíveis em um montante conhecido de caixa, e que estão sujeitos a um insignificante risco de mudança de valor, os quais são registrados pelos valores de custo acrescidos dos rendimentos auferidos até as datas dos balanços, que não excedem o seu valor de mercado ou de realização.

Estoques Os estoques são demonstrados pelo custo médio de aquisição, controlados por relatórios próprios extraídos de software de operação da companhia. O prazo médio de estocagem gira em torno de 45 dias. É constituída a Provisão de Perda de Estoque de Livros no valor de R$ 96.632,25 (noventa e seis mil, seiscentos e trinta e dois reais e vinte e cinco centavos) conforme a Lei 10.753 de 30/10/2003. Investimentos O investimento refere-se à participação societária ajustada pela Equivalência Patrimonial. Imobilizado Registrados ao custo de aquisição. A depreciação é calculada pelo método linear e leva em consideração o tempo de vida útil econômica estimada do bem, em função do prazo estimado de sua realização. Intangíveis Os Ativos Intangíveis são bens incorpóreos, separáveis ou resultantes de direitos contratuais ou de outros direitos legais. O Ativo Intangível é demonstrado pelo custo inicial de aquisição e, posteriormente, deduzido da amortização acumulada. Foram compostos durante o ano de 2017 novos produtos classificados em rubrica de intangível no valor de R$ 3.701.462,75 (três milhões, setecentos e um mil, quatrocentos e sessenta e dois reais e setenta e cinco centavos). No decorrer do exercício, foram também, deduzidos como despesas os valores de intangíveis no montante de R$ 2.809.038,73 (dois milhões, oitocentos e nove mil, trinta e oito reais e setenta e três centavos), e convertidos em investimentos o montante de R$ 758.085,87 (setecentos e cinquenta e oito mil, oitenta e cinco reais e oitenta e sete centavos). Demais ativos Os demais ativos são apresentados ao valor de custo ou realização, incluindo, quando aplicável, os rendimentos e as variações monetárias e cambiais auferidos. Passivo circulante e não circulante

Os passivos são demonstrados por valores conhecidos ou calculáveis, acrescidos, quando aplicável, dos correspondentes encargos e das variações monetárias e cambiais auferidos. Quando aplicável, os passivos são registrados a valor presente, transação a transação, com base em taxas e juros que refletem o prazo, a moeda e o risco de cada transação. Contingências Trabalhistas: Sem incidência significante. Tributárias: Em curso normal e sem execuções por parte das Fazendas Municipais, Estaduais e Federais. Principais fontes de incerteza na estimativa Não houve eventos subsequentes que possam alterar significativamente no resultado das demonstrações. Não há ônus reais ativos. Demonstração do resultado abrangente - DRA Não é aplicado, uma vez que não houve fatos para a elaboração do demonstrativo, a exceção do lucro líquido do exercício que já consta no Demonstrativo dos Lucros e Prejuízos Acumulados. Capital social O capital social da empresa é de R$ 3.595.000,00 (três milhões e quinhentos e noventa e cinco mil reais), sendo que o capital subscrito e integralizado é composto por 3.595.000 ações de R$1,00 (um real). Lucros Acumulados A retenção de lucros acumulados servirá para manter o capital de giro operacional da empresa. Curitiba-PR, 31 de dezembro de 2017.

Antonio Luis Roxo de Oliveira Diretor Presidente CPF 007.256.920-49

Maria Adelina Gueiral Pires Contadora - CRC/RS Nº 39.238 CPF 457.028.960-68


8

| Terça-feira, 12 de junho de 2018 |

Parque das Águas de Pinhais terá mais de 7 km de pista de caminhada e ciclovia A área de estacionamento de 4.386,38m² atenderá aproximadamente 200 veículos, incluindo carros, motos e ônibus As obras no Parque das Águas seguem em várias frentes de trabalho e tem previsão de conclusão ainda neste ano. A nova área de lazer de Pinhais contará com mais de 7 km de pistas de caminhada e ciclovias em asfalto; área de estacionamento de 4.386,38m² para aproximadamente 200 veículos, incluindo carros, motos e ônibus. Com área total de 1.042.744,33 m², o parque contará ainda com iluminação externa ecologicamente correta com sistema de baterias solares, reduzindo significativamente o gasto mensal de energia. Devido ao amplo espaço que possuirá, a expectativa é de que o Parque receba grande circulação de pessoas, entre visitantes locais e também de outros municípios. Outro ponto positivo é que o acesso ao local será facilitado com as obras de duplicação da Rodovia João Leopoldo Jacomel, conduzidas pelo Governo do Estado. O projeto do parque também prevê a construção de sanitários; pontes, bancos, pergolados e portal em madeira; mirante; bicicletário e áreas de lazer diversas. Além disso, também haverá academia ao ar livre com os seguintes equipamentos: multiexercitador, simulador de caminhada e de cavalgada, pressão de pernas, esqui, roda vertical simples, roda diagonal tripla, barra alongadora tripla e aparelho para alongamento e de exercício dos membros inferiores. O parquinho possuirá área de 586,87m² onde estarão à disposição brinquedos como: gangorras, trepa-trepa, gira-gira, balanço e casinha.

12062018  
12062018