Issuu on Google+

Jornal Espírita

ORGÃO DA FEDERAÇÃO ESPÍRITA DO ESTADO DE SÃO PAULO FUNDADA EM 12 DE JULHO DE 1936

Junho de 2013 - Nº 435 - Ano XXXV - DISTRIBUIÇÃO NACIONAL

www.feesp.org.br R$ e-mail: divulgacao@feesp.org.br

4,50

Manaus, Boa Vista, Santarém, Rio Branco, Ji-Paraná e Macapá / Via Aérea

Walcyr Carrasco lança livro ‘Juntos para sempre’ na FEESP

“Evangelho no Lar - Nosso Encontro com a Paz” já à venda na FEESP Grupo Teatral Terceiro Milênio apresenta dia 16 de junho a peça “Entrevidas - A consciência de de si mesmo” na FEESP

Início das inscrições em dezembro de 2013

Vem ai o Congresso Espírita FEESP 2014 “É preciso nascer de novo” - Jesus

De 1º a 4 de maio, com abertura de Divaldo Franco


2

JUNHO DE 2013

Walcyr Carrasco “Altamente recomendável”

W

alcyr Carrasco é paulista, nascido em Bernardino de Campos, no dia 1º de dezembro de 1951. Formou-se em jornalismo pela Escola de Comunicações e Artes da USP. Trabalhou como jornalista nos principais órgãos de imprensa do país (nas revistas Veja e Istoé e nos jornais O Estado de São Paulo, Folha de S.Paulo e Diário Popular), ao mesmo tempo em que iniciava a carreira de escritor com histórias para a revista infantil Recreio. Aos 28 anos publicou seu primeiro livro “Quando meu irmãozinho nasceu”. Viriam depois muitos outros: “Vida de Droga”, “A corrente da vida”, “O Selvagem”, adaptação dos clássicos “Os Miseráveis”, “A volta ao mundo em 80 dias”, “Contos de Andersen” e outros, o que valeram diversas menções de “Altamente Recomendável”, da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil. Para o público adulto: “Em busca de um sonho” (autobio-

EXPEDIENTE FUNDADA EM 12 DE JULHO DE 1936

Conselho Editorial Julieta Ignez Pacheco de Souza, presidente da FEESP, Maria Elizabete Baptista, vice presidente, Silvia Cristina Stars de Carvalho Puglia, diretora da Área de Divulgação, e demais membros da Diretoria Executiva da FEESP Editor: Altamirando Dantas de Assis Carneiro (MTb 13.704) Reportagens: Sandra Cappellano Barbosa (MTb 13.555) e-mail: divulgação@feesp.org.br As opiniões manifestadas em artigos assinados, bem como nos livros anunciados são de responsabilidade de seus autores e editores não refletindo, obrigatoriamente, o pensamento do Jornal Espírita, de seu Conselho Editorial ou da FEESP. Redação

grafia), “Pequenos delitos”, “A Senhora das Velas”, “Anjo de quatro patas”. Também autor de teatro, com as peças: “O Terceiro Beijo”, “Até que o sexo nos separe” e “Êxtase”. Na televisão começou sua carreira com “Joana”, depois vieram: “Chica da Silva”, “O Cravo e a Rosa”, “A Padroeira”, “Chocolate com Pimenta”, “Sete Pecados”, “Alma Gêmea”, “Caras e Bocas”, e a adaptação de “Gabriela”. Com tantos trabalhos bem sucedidos, foi convidado a ser membro da Academia Paulista de Letras. Atualmente, Walcyr Carrasco está escrevendo a novela das 9 horas da Rede Globo, “Amor à Vida”, que tem alcançado altos níveis de audiência. Está retratando problemas sociais, os quais, observados pela ótica Espírita, trazem ao público tipos de comportamentos que podem ser modificados quando compreendidos através dos ensinamentos de Jesus. O Espiritismo, essencialmente cristão, não tem rituais, magias ou preconceitos, porque o maior mandamento que aprendemos com o Mestre é “Amar o próximo como a nós mesmos”, pois somos todos irmãos criados pelo mesmo Pai. Esse comportamento que no futuro levará a sociedade a menos violência e mais felicidade, está sendo escrito pelas mãos carinhosas e precisas de Walcyr Carrasco. Faremos na sede central Maria Paula, número 140 – Bela

Vista, uma homenagem ao conhecido autor, às 16h, no dia 15 de junho de 2013, (sábado), pelo lançamento do seu mais recente livro espírita, publicado: “Juntos para Sempre”, que é uma história comovente sobre outras vidas. Convidamos você, leitor amigo, a participar desse importante evento, porque consideramos

Administração Rua Maria Paula, 140 – Edifício Allan Kardec, 3º Andar, Bela Vista, São Paulo – SP, CEP 01319-000 – Tel.: (11) 31061619, 3107-5279, 3115-5544 – Fax.: (11) 3104-2344 Livraria Humberto de Campos CNPJ: 61.669.966/0014-25 - Inscr. Estadual: 114.816.133.117 Fundado em 1º de Julho de 1975 pelo Núcleo Espírita Caminheiro do Bem, registro nº 2.413, livro 33 de Matrículas de Oficinas Impressoras, Jornais, Revistas e outros periódicos, do 1º Cartório de Tí-

Walcyr Carrasco, “Altamente Recomendável”. Silvia Puglia

Campanha Nacional de boas notícias A equipe de edição do Jornal Espírita convida a todos a serem correspondentes desse veículo, para enriquecê-lo com boas notícias, na tentativa de ajudar os que sucumbem por falta de um exemplo encorajador de fé, de perdão, de humildade e de solidariedade. Para isso, envie para o email divulgacao@feesp.org.br: 1) Notícias recentes de fatos verídicos saudáveis, nos quais podemos sentir o grande valor do aprendizado dos ensinamentos de Jesus, por mais tristes que à primeira vista, possam parecer; 2) Fatos constatados de cura através da fé e da assistência espiritual; 3) Notícias sobre o sublime trabalho dos colaboradores dos Centros Espíritas que gratuitamente atendem aos necessitados do corpo e da alma. OBS: Todo material enviado deve ser acompanhado de comprovação publicada em veículos de imprensa O Jornal Espírita e a Revista O Semeador Internacional são distribuídos em penitenciárias e instituições de apoio social, gratuitamente. Também estão on line no portal www.feesp.org.br Colabore com a FEESP: faça sua assinatura anual do Jornal Espírita e da Revista O Semeador Internacional por R$60,00 ou divulgue sua empresa ou produtos em nossos veículos. Queremos que o Jornal Espírita seja um instrumento para os ajustes necessários à compreensão e prática do Evangelho de Jesus na construção de um mundo de paz.

Jornal Espírita O Jornal Espírita é um bimensal cultural, científico, filosófico e moral da Doutrina Espírita. Rua Maria Paula, 140, 3º Andar, Bela Vista, São Paulo – SP, CEP 01319-000 – Tel.: (11) 3107-5544

Silvia Puglia

tulos e Documentos de São Paulo, conforme despacho do Juiz de Direito da 2ª Vara de Registro. Transferido para a Federação Espírita do Estado de São Paulo em 16 de maio de 1990. Certificado de Registro na marca na classe 11.10 processo nº 815.511.973 publicada na “Revista da Propriedade Industrial” nº 1103, de 21/1/92, página 16. Distribuição para assinantes e Centros Espíritas: Livrarias e Editora Espírita Humberto de Campos da FEESP. Diagramação: TUTTO - 2409-5146 Impressão: TAIGA - 2409-7926 FEDERAÇÃO ESPÍRITA DO ESTADO DE SÃO PAULO CNPJ 61.669.966/0014-25 Rua Maria Paula, 140, Bela Vista,

Área de Divulgação

ORGÃO DA FEDERAÇÃO ESPÍRITA DO ESTADO DE SÃO PAULO

CEP 01319-000, São Paulo - SP Tel.: (11) 3106-1619, 3106-5964, 31061200, 3106-5579, 3107-5279, 3107-1276, 3105-5879, 3115-5544 – Fax.: (11) 31075544 Site: www.feesp.org.br - Email: feesp@feesp.org.br Diretoria Executiva: Presidente: Julieta Ignez Pacheco de Souza Vice Presidente: Maria Elizabete Baptista Diretor da Área de Assistência e Serviço Social: Eli de Andrade Diretora da Área de Ensino: Zulmira Hassesian Diretora da Área de Assistência Espiritual: Maria de Cássia Anselmo Diretora da Área de Divulgação: Silvia Cristina Stars de Carvalho Puglia Diretora da Área de Infância, Juventude e Mocidade: Vera Lúcia Leite

Diretora da Área Financeira: Sonia Puggina Diretora da Área Federativa: Nancy César Campos Raymundo Presidente do Conselho Deliberativo: Afonso Moreira Junior Assistência Social da FEESP Casa Transitória Fabiano de Cristo CNPJ: 61.669.966/0002-91 Av. Condessa Elizabeth de Robiano, 454, Belenzinho, São Paulo – SP, Tel.: (11) 2697-2520 Sede Santo Amaro: Rua Santo Amaro, 370, Bela Vista, São Paulo – SP, Tel.: (11) 3107-2023 Casa do Caminho, Av. Moisés Maimonides, 40, Vila Progresso, Itaquera, São Paulo – SP, Tel.: (11) 2052-5711 Centro de Convívio Infanto-Juvenil D. Maria Francisca Marcondes Guimarães – Rua França, 145, B. Bosque dos Eucaliptos, São José dos Campos – SP


3

JUNHO DE 2013 ÁREA DE DIVULGAÇÃO

C

A FEESP não para!

umprindo a missão de “ser farol de luz a guiar a humanidade”, a Federação Espírita do Estado de São Paulo mantém suas portas abertas de domingo a domingo, inclusive feriados, recebendo com muito carinho todos assistidos, necessitados e público em geral. As atividades não se restringem ao atendimento espiritual, mas abrangem também a arte como forma de divulgação da Doutrina

Espírita e como acolhimento àqueles que apreciam conversas enriquecedoras e boas músicas. Tudo gratuito. De 2ª a sábado, a FEESP está aberta das 8h às 21h30; aos domingos, das 8h às 17h. Acompanhe nossa agenda publicada semanalmente no portal www.feesp. org.br e confira alguns eventos ocorridos no último bimestre.

Às Vésperas da Páscoa Em 29 de março, o expositor e escritor Umberto Fabbri falou sobre o tema “ Às vésperas da Páscoa” para o público que veio à FEESP. Acompanhe o resumo da palestra. “Às Vésperas da Páscoa Páscoa, do hebraico Pessach, significa “passagem” e trata-se da celebração da libertação dos nossos irmãos hebreus da escravidão no Egito, e o rumo para a liberdade na Terra prometida. É também, um evento religioso cristão, normalmente considerado pelas igrejas ligadas a esta corrente religiosa como a maior e a mais importante festa do Cristianismo. Na Páscoa os cristãos celebram a Ressurreição de Jesus Cristo depois da sua morte por cruci-

ficação, que teria ocorrido nesta época do ano em 30 ou 33 dC. A Páscoa para nós espíritas toma um significado ainda mais amplo. A aparição de Jesus após o seu desencarne, vem comprovar a imortalidade da alma, e a reencarnação. Jesus não ressuscita como muitos acreditam. Ressuscitar significa voltar à vida no mesmo corpo, e uma vez que as Leis Divinas se aplicam a todas as criaturas, sabemos da impossibilidade deste fato. Na realidade Jesus ressurge, e se mostra com seu perispírito, que se materializa, se tornando visível a todos. O sentido da Páscoa é ainda mais profundo, pois fala do renascer, do recomeçar. Lindamente Jesus nos ensina a nascer de novo, com seu

Evangelho. Nascemos de novo quando perdoamos, quando nos esforçamos para sermos melhores, quando esquecemos o passado e nos esforçamos no presente para construir um futuro diferente. Este processo de ressurgimento acontece quando nos propomos a fazer mudanças interiores, quando então, queremos substituir velhos hábitos, pouco saudáveis, por atitudes mais convenientes em relação a nós e ao nosso próximo. Exatamente dentro dessa ótica é que Jesus nos ensina através do seu Evangelho redentor, orientando-nos para as mudanças necessárias no relacionamento com o nosso próximo, a começar obviamente dentro do círculo familiar, onde o respeito, a educação, a responsabili-

Público no auditório Bezerra de Menezes dade, fará com que exportemos para a sociedade na qual vivemos, qualidades e posturas mais responsáveis e conscientes. Páscoa para o espírita, não será por entendimen-

O equilíbrio entre o trabalho e a família Em 1º de maio, Reinaldo Gonçalves Toledo expôs o tema “O equilíbrio entre o trabalho e a família”, na FEESP Acompanhe a sinopse da exposição: “O equilíbrio entre o trabalho e a família Nesta data comemorativa ao dia do trabalho, podemos refletir sobre a sua importância em nossas vidas e em nossa sociedade. Podemos ainda refletir sobre momentos em que pode ocorrer um desequilíbrio entre o tempo que destinamos ora ao trabalho ora a família e, por consequência, ocorra perda de nossa qualidade de vida. Antes, porém, lancemos nosso olhar sobre o passado. Revendo nossa história, constatamos

que nem sempre ao trabalho foi atribuído o seu verdadeiro valor. Épocas houve que as atividades de labor eram consideradas indignas e, por isso, destinadas, exclusivamente, aos servos e escravos. A classe dominante considerava-se investida de certa nobreza que não poderia ser maculada pelos trabalhos que exigiam o emprego de esforço e empenho. Embora ainda hoje haja muitos vestígios dessas épocas, e, em muitos, pelos atavismos que ainda corrompem o espírito, haja quem professe tais princípios, a sociedade evoluiu impulsionada pelo progresso: a inexorável Lei do Progresso. Hoje a sociedade ressalta o valor trabalho e reconhece seu valor de dignificação do ser humano.

Viva bem informado sobre o mundo Espírita! Assine o Jornal Espírita e a Revista O Semeador

írita

Jornal Esp

FUNDADA EM DE 1936 12 DE JULHO

PAULO O DE SÃO DO ESTAD ESPÍRI TA NACION AL FEDER AÇÃO - DISTRIB UIÇÃO ORGÃO DA - Ano XXXV 2013 - Nº 433 Feverei ro de

É certo que a Doutrina Espírita, bem sabemos, convida-nos a buscar constantemente o progresso intelectual e moral. Convida-nos a termos, por objetivo, a dedicação ao trabalho para alçarmos o nosso progresso e também gerar o bem comum. No entanto, cuidado especial há que se ter para não esquecer ou deixar em segundo plano nossas outras obrigações perante os Homens e perante Deus. Precisamos, portanto, buscar o salutar equilíbrio entre nossas atividades. Todas as ilusões humanas, todas as fantasias terrestres, todos os desejos irrefreados da alma em desequilíbrios serão fustigados e flagelados pela amargura decorrente do distanciamento das Leis Divinas.

R$ 4,50

www.feesp.org.br ao@feesp.org.bre Macapá / Via Aérea e-mail: divulgac Ji-Paraná

Manaus, Boa

Vista, Santarém,

Rio Branco,

seus P certifica cial – FEES ntes Inserção So rsos profissionaliza cu s e do a s óri no alu sa Transit da Sede Ca nto Amaro da Sede Sa

FUNDADA EM 12 DE JULHO DE 1936

MARÇO DE 2013 Nº 896

O SEMEADO Internacio R nal ÓRGÃO DA

FEDERAÇÃO

ESPÍRITA DO

ESTADO DE FUNDA www.feesp.org.br DO EM 1º DE MARÇO DE 1944SÃO PAULO e-mail: divulg acao@feesp.o rg.br R$ 6,50

68

Assistênci A educ cAcionAl d A feesp

Mais de 300 crianças atend idas em 2012 9 e 10 Páginas 8,

ao Homenagem da e Ex President FEESP

Próximos lan çamentos das Edições Fee sp

Página 3

de dos Fraternida de Jesus Discípulos s dos acolhe aluno Ensino cursos do FEESP Espírita da

Página 11 PÁGINAS 1

Aulas Início das reiro de 18 de feve todas as 2013 em cursos sedes para ntes e aliza profission Espírita de Educação

E 28.indd 3

Com o Evang elho no Lar contrar as vamos enorientações corretas, que de que ainda somos imperf educam o ser e eitos. Evangelho no unida a Jesus unem a família. Família lar é propos nosso cresci honra a pátria, ta para o de e o lar, pois mento espirit a socieda- do ual, auxiliana transformar melhora o mundoaquele que vive Jesus a família materi família espirit e perdoa, compr al em ual. eenJulieta Pache co Ignez de Souza

Jesus, o Sublime Médico das Almas, o Bom Pastor, em seu inolvidável convite para que busquemos o “Reino dos Céus” , aguarda-nos, com Infinito Amor, que lhe sigamos os incomparáveis exemplos de amor e ternura, de renúncia e entrega. Passos estes que nos levarão a verdadeira conquista, a verdadeira vitória, a verdadeira autorrealização. Aceitando esse sublime convite, consagremo-nos ao trabalho, buscando o nosso progresso e o dos nossos semelhantes; consagremo-nos à família, dedicando-lhe nosso carinho, nossa atenção, nosso amor. Que Jesus abençoe nossos mais sinceros propósitos de dedicação ao trabalho e amor à família!”

Por apenas R$ 60,00 ao ano receba 6 exemplares de cada um

28/2/2013 11:20:49

e 16 Páginas 3

abertas Matrículas para 2013

Agora, o Jornal Espírita está mais informativo; você saberá tudo sobre as palestras doutrinárias ministradas aos domingos na FEESP. São 8 palestras, com seus resumos, recheadas de comentários. A Revista O Semeador é elaborada com artigos de renomados articulistas espíritas, que muito contribuem para o entendimento da Doutrina Espírita.Seja um assinante! Informações:

(11) 3106-1619, 3107-5279, 3107-1276, 3115-5544, ramal 217 - livraria da Sede Maria Paula. Fax.: (11) 3104-2344. Site: www.feesp.org.br E-mail: feesp@feesp.org.br

to diferente, menosprezar os valores alheios, a começar dentro do lar, mas sim, valorizar e trabalhar as mudanças tão necessárias em nós mesmos, tendo o Evangelho como roteiro de vida. Jesus não é apenas uma comemoração em data específica, Jesus é vida, e sendo vida, nos ensina a nos aproximarmos de todas as criaturas, como verdadeiras irmãs em Deus, para que as nossas celebrações estejam voltadas para as

conquistas do Espírito, no sentido de construirmos o reino de Deus em nosso interior, fazendo que ele possa refletir o amor em nosso próximo. Páscoa é tempo de mudança, de passagem realmente da condição de homem velho, para o homem novo em Jesus, evangelizado e consciente de sua posição no mundo, no sentido de transformálo através de suas ações, em um local cada vez melhor e mais belo para se viver.”


4

JUNHO DE 2013

ÁREA DE DIVULGAÇÃO

Palestras Públicas aos domingos na FEESP

A

Federação Espírita do Estado de São Paulo oferece ao público em geral uma ótima opção de enriquecimento espiritual todos os domingos a partir das 10h, em sua sede Central, à Rua Maria Paula, 140, no auditório Bezerra de Menezes, localizado no piso térreo. As palestras versam sobre temas diversos,

relativos ao cotidiano, proferidas por oradores gabaritados, antecedidas por números musicais de variadas tendências, desenvolvidos por virtuosos artistas. A FEESP disponibiliza estacionamento no local, a preço acessível, lanchonete e livraria. Venha nos conhecer!

Reencarnação e Educação

E

m 31 de março, o Coral Vozes do Caminho encheu de alegria e disposição o público presente no auditório Bezerra de Menezes. O palestrante Umberto Fabbri, trabalhador da FEESP e escritor espírita, trouxe aos presentes o tema “Reencarnação e Educação” – acompanhe a sinopse a seguir: “Reencarnação e Educação A respeito da reencarnação, não vamos falar do passado, seu processo de justiça no presente, explicações por que sofremos etc. Vamos ver a reencarnação no presente, seu processo, sua mecânica. Sabemos que a reencarnação se inicia no momento da fecundação do óvulo pelo espermatozóide e vai se dar por concluída, por volta dos 7 anos de idade, segundo André Luiz, através da pena abençoada de Francisco Cândido Xavier, no livro “Missionários da Luz”. Até então, o Espírito está em fase reencarnatória. Porém, é importante salientarmos alguns aspectos referentes ao período que vai de 0 à 7 anos de idade. Podemos dividir o desenvolvimento humano

em 4 grandes fases. São elas: De 0 a 6 meses: fase da fundamentação do eu. A base da personalidade. De 6 meses a 3/4 anos: fase do desenvolvimento do outro. Desenvolvimento e reconhecimento da identidade de fora. 3/4 a 7 anos: estabelecimento da afetividade em relação ao outro. Reconhecimento de hierarquia, maior ou menor laço de afetividade. 7 anos em diante: personalidade formada e estruturada. Processo educacional funcionando. Uma pergunta se faz necessária. - Por quê a reencarnação se completa aos 7 anos de idade? Porque aos 7 anos todos os nossos sistemas orgânicos estão completos. Até então, o mentor espiritual assiste o reencarnante na formação do plasma sanguíneo. Essa informação relativa ao plasma sanguíneo também se encontra no livro de André Luiz anteriormente citado. Outro ponto importante é sabermos que a ligação molecular do perispírito com o corpo é total ao atingir essa idade. Também curioso, sobre essa faixa etária, é

Coral Vozes do Caminho

Palestrante Umberto Fabbri na FEESP que biologicamente, nós trocamos todas as células corporais a cada período de7 anos, com exceção dos neurônios. Então, poderíamos questionar: como o processo educacional atua sobre os indivíduos durante esse período de 0 a 7 anos? Iniciaremos com pequena passagem ocorrida na fila de despedida do médium Francisco Cândido Xavier, no Grupo Espírita da Prece, em Uberaba. No encerramento dos trabalhos da noite, formava-se imensa fila para as pessoas se despedirem do Chico. Muitas vezes as situações mais interessantes ocorriam nesses breves instantes. Uma jovem senhora, com seu bebê no colo, perguntou ao Chico: - Chico, quando devo iniciar as leituras do Evangelho para o meu filho? O médium respondeu rápido: - O Emmanuel (mentor espiritual do médium),

está aqui ao meu lado, e pediu para perguntar à senhora quantos meses tem o seu bebê? A senhora respondeu: - O meu filho é muito novinho, está completando 2 meses agora. O Chico então finalizou: - N o s s o E mma n u e l pede para eu dizer que a senhora já está atrasada há 11 meses. Em outras palavras, o processo educativo se inicia desde o instante que a moça se saiba grávida. Dessa forma, verificamos os cuidados que devemos observar com aquilo que se fala para a grávida ou na frente do próprio bebê, porque os registros iniciam-se pelo Espírito reencarnante através de seu entendimento direto, porque pode haver consciência do que se passa ao seu redor ou o registro das próprias vibrações, ou seja, pensamentos emitidos. Quantos casos de re-

jeição e traumas oriundos dessa inobservância, não ocorrem, em virtude do total descaso por parte dos pais ou familiares, que acreditam que o reencarnante estando ainda com seu corpo em gestação ou durante os primeiros meses e anos de vida, não estejam registrando conversas desagradáveis ou situações outras, que podem influenciar negativamente o comportamento dos pequeninos. Por isso, o cuidado na educação, o trabalho contínuo, amor, segurança, equilíbrio e Evangelho no

Lar, para esses seres que estão sob nossa responsabilidade, onde tendências desagradáveis possam ser aplacadas e, as virtudes estimuladas. Até porque, reencarnamos sempre com aqueles que nos acumpliciamos ou então, nos reunimos pelo amor. Falamos tanto em praticar a caridade e podemos constatar que a oportunidade de ser caridoso, a chance de ajudar, está a nossa frente, em relação ao processo de educação que nós podemos participar ativamente, auxiliando a preparação das nossas crianças, que serão os adultos de amanhã. Já não temos mais espaço para o “faça o que eu mando e não faça o que eu faço”. O trabalho constante é o do exemplo positivo, porque a reencarnação não é para o passado e sim para o presente. Reencarnação não é para pagar, pagar. É para aprender; é para educarse e auxiliar na educação do outro. E nós, os Espíritas, busquemos assimilar os ensinos do Evangelho, que nos recomenda: Espíritas! Amai-vos e instruí-vos!”

Público presente

A sabedoria da humildade

O

auditório da FEESP recebeu, em 7 de abril, o renomado pianista Hélder Araujo, que com seu talento harmonizou o ambiente com suaves melodias musicais, elevando a todos através da arte da música. O palestrante Reinaldo Gonçalves de Toledo, trabalhador da Federação, nas áreas de Assistência Espiritual e de Ensino, completando tão iluminada manhã, falou sobre “A sabedoria da humildade”. Acompanhe o resumo enviado pelo expositor. “A sabedoria da humildade Dentre as virtudes, a humildade é uma das mais sublimes! Propósito essencial de todo cristão, imensurável

jornada é necessário para alcançá-la em sua plenitude. Seres em evolução, buscamos incansavelmente nosso progresso. Um impulso irrefreável impele-nos à aquisição do conhecimento. Ansiamos por ter sabedoria. Neste nosso mundo, no entanto, não raramente a sabedoria é confundida com a simples aquisição de conhecimento: conhecimento dos fatos históricos, dos sistemas filosóficos, das doutrinas teológicas, das leis da ciência... Mas, reflitamos: todo acúmulo de conhecimento, por si só, foi capaz de trazer ao Homem à paz que ele almeja? Foi capaz de apaziguar sua alma

tórios... quanta dor, quanta decepção, quanta insatisfação foi a colheita de muitos que buscaram, exclusivamente nos valores do mundo, a sua realização. É que nós, Espíritos imortais, desejamos muitos mais! Como a mulher samaritana, desejamos não ter mais sede, Palestrante Reinaldo Toledo desejamos a na palestra pública água da vida, tantas vezes conflitante que jorra da fone aflita? te eterna, dessedentando Com certeza não! nossa alma. Dos centros do poder Sabedoria é, pois, a temporal, dos redutos capacidade de aspirando acadêmicos, das cátedras aos valores celestiais, eméritas, dos púlpitos usar todo nosso conheda glória do mundo, de cimento, toda nossa batodos os castelos transi- gagem, a nossa intuição,

em benefício de nosso semelhante e do bem comum. A chave: a humildade. Só cultivando a humildade somos capazes de ver mais, ouvir mais, iluminando nossas consciências e despertando para a verdadeira vida. Nosso exemplo: Jesus, o Mestre incomparável. A

excelência do amor e da humildade. Nas trilhas de Jesus, podemos nós seguir para o aprisco! Das lições imortais do Evangelho, podemos extrair o verdadeiro saber para conquistar a humildade, a nobre virtude que revigora nosso ser, tornando-nos capazes de:

Helder Araujo, excepcional pianista, no evento da FEESP


5

JUNHO DE 2013 ÁREA DE DIVULGAÇÃO

As mulheres atuantes na época de Jesus

D

ia 21 de abril, o famoso contratenor DaNNilu abrilhantou o evento da FEESP com majestosa apresentação de obras musicais, tocando a alma dos presentes para a palestra de Fátima Giro, trabalhadora da área de Ensino da FEESP, sobre “Mulheres atuantes na época de Jesus”. A seguir, a sinopse enviada pela palestrante ao JE “As mulheres atuantes na época de Jesus Muitas mulheres que se destacaram na filosofia, nas artes, na ciência e em todo seguimento da sociedade foram brilhantes e merecem nosso destaque. A tecnologia avançou em seu último degrau de evolução e descobertas gigantescas de como nos enriquecer de bens materiais, de termos toda a facilidade em meios de comunicações. Mas estamos cada vez mais distantes da alegria do bem estar e da felicidade. A nossa felicidade seria a doação de amor em benefício dos filhos e da família consanguínea primeiramente para depois estender aos irmãos mais distantes.

Maria de Nazaré, que desenvolveu tarefa de extrema importância, foi o Espírito escolhido por Deus para servir de mãe carnal de Jesus Cristo. Era uma mulher de condições humildes e dedicadíssima. Assistiu, angustiada, à crucificação do seu filho e sempre trabalhou pela humanidade. Maria de Betânia, irmã de Lázaro, ouviu o Mestre de amor afirmar a sua irmã Marta: “...Maria escolheu a boa parte, a qual não lhe será jamais tirada...” pois ela assentava-se aos pés do Mestre Jesus para enriquecer-se do conhecimento que somos imortais em busca de crescimento espiritual neste imenso planeta que nos acolhe com tanto amor, e que devemos retribuir este amor às criaturas através da indulgência para as fraquezas alheias. Indulgência que faltou àquele grupo de doutores da Lei que segundo narração em o Evangelho Segundo o Espiritismo “... atiraram a mulher ao chão e lhe disseram: Mestre, esta mulher foi agora mesmo apanhada em adultério; e Moisés, na Lei, mandou apedrejar estas tais

que fossem pegas adulterando. Jesus de forma serena asseverou: “... aquele que estiver sem pecado atire-lhe a primeira pedra...”. Após alguns segundos, Jesus pergunta a mulher: “Ninguém te condenou ?” Ao que ela respondeu-lhe não Senhor. Ato contínuo Ele conclui: “Nem tampouco eu; vais e não peques mais”. A história nos revela que após dez anos de trabalho ao próximo, aquela mulher assiste ao marido numa casa em que ela prestava ajuda aos peregrinos que procuravam curas para suas mazelas físicas e espirituais. Sem identificar-se ela contagia com sua fé inabalável aquele homem tão miserável que pede socorro. Mas a mulher de Cananéia foi propositadamente tratada com severidade por Jesus para que pudesse afirmar mais ainda a sua fé, e certamente porque ela havia cometido a grande falta do “desgarramento” do seu rebanho em anterior encarnação. Jesus não se fez mais rogado, e satisfazendolhe o desejo, frisou bem: “vai-te, faça-se contigo

Palestrante Fátima Giro no auditório Bezerra de Menezes como queres, mulher, grande é a tua fé!”. E sua filhinha foi curada. Dimas o criminoso viu algo além dos hematomas e da fragilidade. Enxergou que o homem que estava morrendo

das cruzes, alguém conhecido, e os seus olhos se cruzaram com os de sua mãe Tamar. Pelas reminiscências, a memória evocou-lhe a infância e a adolescência na orfandade paterna,

em verdade, te digo: hoje entrarás comigo no paraíso”. E Jesus, tendo ressuscitado na manhã do primeiro dia da semana, apareceu primeiro a Maria Madalena, da qual

Público presente na FEESP ao seu lado na cruz não era um homem comum, mas um rei que possuía um reino invisível, mas real. Era a última lição de arrependimento e de recuperação. Procurou identificar no grupo exótico que se movimentava aos pés

DaNNilu na FEESP

- Na balbúrdia do mundo, silenciarmo-nos em prece e meditação; - Nos intermináveis conflitos de nossa era, nada disputarmos pela violência ou agressividade; - Nas excruciantes aflições de nosso semelhante, esquecermos nossa própria dor para cuidar de nosso próximo; - Nas disputas pelo poder e pela glória mundana, estarmos serenos e de coração pacífico, não desejando “ser o maior”; - No seio de nossas famílias, diante dos naturais embates resultantes do egoísmo, sermos a coluna de sustentação e preservação desta Instituição Divina: a família; - Chamados a servir na Seara do Mestre, dizermos: “Eis-me, aqui!” e seguirmos com fé

ardente e coração fraterno. Estamos aqui na Terra para aprender a eterna lei: a Lei do Amor. A Doutrina Espírita, providencialmente, lembra-nos de que, quando estávamos no Plano Es-

piritual, inúmeros compromissos nós assumimos. Compromissos estes cobrados pela nossa própria consciência. Estamos aqui e momento é agora! Façamos que nossa vida seja um exemplo ver-

Público presente na FEESP

dadeiro de virtude, e em especial de humildade. Que a nossa renovação seja verdadeira! Que a Inefável Luz ilumine nossas consciências! Que alcancemos as indizíveis alegrias do Reino dos Céus!”

bem como os sacrifícios daquela mulher extraordinária. Foi na juventude que se iniciara na rapina, unindo-se a outros desordeiros e atirando-se aos abismos do crime. Afogada em lágrimas esteve a ponto de cair, quando foi amparada pela jovem companheira, Esther, a noiva. Dimas desejou gritar, estremunhado e louco, no justo momento em que o Mestre o fitou com suavidade. Tomado de arrependimento pelas alucinações praticadas, exorou, em agonia e fé: “Senhor, lembra-te de mim, quando entrares no paraíso”... Resposta do Mestre:”Em verdade,

havia expulsado sete Espíritos imundos, ainda em sua trajetória no corpo físico. Dali por diante Maria passou a ser uma das suas mais assíduas assessoras, seguindo em suas peregrinações, pois através de lutas íntimas deixou para trás toda a sua vida desregrada a sua renovação foi tão completa que foi agraciada pela presença do Mestre do Amor também em Espírito, dando-nos a certeza da continuidade no plano hiperfísico Foi a mulher que aceitou em toda a sua plenitude a recomendação do mestre: Quem tomar do arado, não deve mais olhar para trás.”

Excelente musical de DaNNilu


6

JUNHO DE 2013

ÁREA DE DIVULGAÇÃO

Os Poderes de Simão, o Mago Os poderes de Simão, o mago, atraíram centenas de pessoas ao auditório Bezerra de Menezes, no dia 28 de abril. A palestra, ministrada pela expositora Vera Braga, trabalhadora da FEESP nas áreas de Assistência Espiritual e de Ensino, trouxe muito enriquecimento a todos os presentes. O número musical de abertura ficou a cargo do excelente músico Tadeu Maia, com seu acordeón mágico, que elevou a todos aos mais altos patamares da leveza e serenidade. Leia o resumo enviado pela palestrante: “Os Poderes de Simão, o Mago Simão, o Mago, foi contemporâneo de Jesus. Nasceu em Gita, na Samaria.

Jesus havia sido crucificado e morto. Aparecera para Maria Madalena, para os apóstolos e para a multidão. Seus ensinamentos deveriam ser relembrados. A coragem restituída. A fé renovada, a esperança como sendo o galardão da obra a ser realizada. Jesus veio... e disse: – a paz esteja convosco! – A paz! Depois de tanto sofrimento, humilhação, ficava a lição... A paz! O bem! Sempre o bem! Jesus entendia o quanto seria necessário infundir aos seus discípulos a certeza de que sobrevivemos e a esperança da vida do Espírito, que tem início, mas não tem fim. O Espírito é imortal. O caminho que seria empreendido pelos discípulos não seria fácil. Precisavam estar prepa-

Público presente no auditório Bezerra de Menezes durante evento Era conhecido como o Poder de Deus, porque realizava muitas mágicas. Seu título dava a entender que era uma emanação do Deus Supremo, isto é, que Deus habitava nele e, então ele possuía poderes sobrenaturais. Lucas esclarece quem foi Simão em Atos, capítulo 8º. Diz que ele fascinava a todos, desde o menor até o maior. Era o Poder de Deus. Por meio de Atos, temos informações a respeito de Simão, o Mago, aquele que praticava artes mágicas. Mas vejamos um pouco da história.

rados. Cada um teria uma missão a cumprir. Desencadeou-se grande perseguição contra a igreja de Jerusalém. Todos, com exceção dos apóstolos, dispersaramse pelas regiões da Judeia e da Samaria. Os que se dispersaram iam de lugar em lugar. Anunciavam a Boa Nova. Foi assim que Filipe, um dos sete diáconos, foi para a Samaria. Em Atos temos: Quando a perseguição espalhou a maioria dos cristãos, Filipe foi a Samaria; proclamou ali o Evangelho, realizou milagres, e com muita alegria muitos aceitaram

a mensagem e foram batizados, inclusive Simão, que praticava artes mágicas. (Atos 8:4-13) Assim, quando os apóstolos “ouviram que Samaria havia aceito a palavra de Deus, enviaram-lhes Pedro e João”, para que os crentes batizados recebessem o Espírito Santo.. — Atos 8:14-17. Existia em Samaria, um mago de nome Simão. Ele era um ilusionista. Praticava artes mágicas. E todos diziam ser ele o Poder de Deus. Ele fascinava a todos desde o menor até o maior. Mas chega Filipe com a Boa Nova. Anúncia o Reino de Deus. Divulga o nome e os ensinos de Jesus. Homens e mulheres se fazem batizar. Simão acreditou e também se batizou. Após o batismo seguia Filipe. Admiravase ao ver os atos que ele praticava. A comunidade recebia tudo o que Filipe fazia, tudo o que dizia. Ele ensinava com alegria. Os acontecimentos de Samaria chegam aos ouvidos dos apóstolos em Jerusalém. Então eram acolhidos os ensinos de Jesus? Que boa notícia! Em Jerusalém são escolhidos dois apóstolos – dois apóstolos experientes – era uma situação que requeria equilíbrio, conhecimento, bom senso. Não deveriam colocar a perder a recepção da Boa Nova em Samaria. Escolhidos são Pedro e João. E Simão, o Mago, aquele que era o Poder de Deus? O que fez? Afinal temos o relato de Lucas que mostra o confronto entre a cultura pagã e o cristianismo nascente. Simão proclamava: Eu sou o Poder de Deus. “Eu sou Simão”. Ele era alto, magro e feroz com os olhos que brilhavam no escuro. Viajara por terras longínguas. Egito, Grécia, Babilônia. Falava grego. Era de idade indeterminada. Casado com Helena. Tinha discípulos que o seguiam e o amparavam. As multidões

ajoelhavam-se à sua volta e oravam. Os fiéis perguntavam se as forças estraordinárias e incansáveis que empurravam a Terra para os abismos poderiam ser mantidas acima das profundezas abismais pela força do espírito de Simão, o Mago. Era a época em que a inquietação favorecia a existência e a proliferação de muitos que se diziam iluminados. O Império Romano alastrava suas asas de águia sobre todo o mundo civilizado. E Simão? Conhecia os Vera Braga, palestrante, fala sobre sortilégios, aprendera em os poderes de Simão, o mago Alexandria, mas não gostava de competições. Temia Jerusalém. Afastava- Como ele curava, como guntamos: por que uma se da cidade, pois lá es- ressuscitou Lázaro? dádiva tão importante não tavam todos os membros Pedro reaje. Diz-lhe: é somente apanágio dos importantes do reino. Lá “Pereça e o teu dinhei- bons. A resposta é dada era o palco no qual tudo ro e tu com ele, porque pelos Espíritos. Todas as acontecia. E ele temia os julgaste poder comprar pessoas a possuem: o rico sacerdotes. Seu cortejo o com dinheiro o dom de o pobre, o culto, o simples impelia naquela direção, Deus”! Não terás parte de conhecimentos. Assim mas Simão encontrava nem herança neste misté- ninguém poderá alegar sempre um pretexto para rio, porque o teu coração que não progrediu, não adiar sua entrada deci- não é reto diante de Deus! conheceu a prática do siva. (Carriere, p.13). E Simão disse: Rogai por bem por ser pobre. Todos Helena o seguia sempre. mim ao Senhor, para que dela desfrutam e não poDescrita como loira, com não me sobrevenha nada dem, por não lhes pertenolhos sombrios, sempre do que acabais de dizer”! cer, vendê-la ou receber vestida de negro, com Eis aí Simão, o Mago. algo em troca dela. Ela é doze peças de ouro puro, Lição dura, que nos faz dos Espíritos. Aquilo que espalhadas como adorno. comprender que as coisas nos foi dado de graça, de Fora tirada de um bordel, que nos são dadas de gra- graça ofereceremos. em Tiro, na Fenícia. Si- ça devemos oferecê-las Foi assim que o vocamão também a chamava de graça. Eis uma lição do bulário português acolheu de Selena, que significa, Evangelho, do Evangelho o termo simonia, para deem grego, Lua. Segundo o Espíritismo. signar a venda das coisas Simão falava, seus ou- A mediunidade é dada sagradas ou a mera influvintes iam às lágrimas. a todos. As diferenças ência realizada por meio Alguns o chamavam de encontram-se no desen- daquilo que não nos perSalvador. Mas como Si- volvimento desta capa- tence, já que advém dos mão agia? nterpreta- cidade. Alguns procuram Espíritos que nos instruem va sonhos. Decifrava as desenvolvê-la celeremen- com o desejo de que nos Escrituras. As elevemos cada vez mais, pessoas lhe perealizando assim o escopo diam conselhos de nossas encarnações e ele os dava, que é evoluir. ou melhor, venMas ainda um último dia-os. (Carrièpensamento para Simão, re, p. 133). o Mago. Aqueles, que por Mas chega o desconhecimento vendemomento do enram, ou receberam influcontro de Simão ências de coisas que não com Pedro. lhes pertenciam, poderão Simão, o contar com a misericcóBelíssimo número musical Mago deseja dia divina que é mais do de Tadeu Maia comprar de Peque justiça, pois embora dro tudo o que não avalize a conduta, Jesus fazia-–. relembra te, outros com vagar, mas comprende-a e perdoa os milagres – o vinho em todos a possuem. aqueles que ainda não Canaã, ... Como ele fazia A mediunidade é ofere- descobriram o quanto é descer o Espírito Santo? cida a todos. E então per- bom ser bom.”

Central de Doações da FEESP “a prestar quase 9 milhões de atendimentos anuais”

CNPJ 61.669.966/0001-00

Ajude-nos a Transformar Vidas Tel.: 31155544 ramal 230 doacoes@feesp.org.br


7

JUNHO DE 2013 ÁREA DE DIVULGAÇÃO

O sofrimento predomina atualmente na sociedade

N

o dia 12 de maio, a FEESP abriu as portas do auditório Bezerra de Menezes ao público de São Paulo, com a virtuosa apresentação do Coral e Orquestra Carlos Gomes, sob a brilhante

regência do queridíssimo maestro Sylvio Tancredi. Apresentação indelével emocionou a todos, preparando o ambiente para a palestra da expositora Leda Maria Flaborea, trabalhadora da FEESP na

Palestrante Leda Maria Flaborea fala sobre sofrimento na FEESP Área de Ensino, que expôs o tema “O sofrimento predomina atualmente na sociedade?” Acompanhe a sinopse enviada pela palestrante, a seguir:

Coral e Orquestra Carlos Gomes, sob a regência do maestro Sylvio Tancredi

“O sofrimento predomina atualmente na sociedade

Somos escravos daquilo que criamos e enquanto não nos dispusermos a modificar nossas atitudes, e passarmos a agir com mais amor, não nos libertaremos das situações aflitivas e conflitantes que norteiam nossas existências. Assim, du-

Roteiro de Palestras e Seminários Espíritas no Estado de São Paulo - 2013

Horário 20h

Local Clube Juventus Mooca

Contatos 2028-5222 99137-1323

Julho 24 (quarta)

20h

Bela Eventos Araçatuba - SP

18 9751-4784 3608-1311

Julho 25 (quinta)

20h

Centro Espírita Perseverança São Paulo

2672-8200

Setembro 29 (domingo)

09 às 19h

Encontro Fraternal na Creche Amélia Rodrigues - Santo André

11 3186-9788 11 3186-9766 11 3186-9777

19 (terça)

20h

Clube de Tênis Catanduva - SP

17 9106-2266 17 3531-3366 Roberto Caciari

20 (quarta)

20h

Clube Mascagni Jaboticabal - SP

16 3203-3977 3209-2626 9709-4411 Newton

21 (quinta)

20h

São Carlos - SP

16 3372-1929 16 9783-3310

22 (sexta)

20h

23 (sábado) 24 SEMINÁRIO

apmazzo@live.com Hotel Royal Campinas - SP

19 3255-6623 3256-3747 9771-4646 Augusto

20h

SEPI Amparo - SP

19 9722-1695 3808-8094 Raquel

09h às 13h

Araras Sayão F.C.

19 3543-3211 19 3543-3212 19 8204-2327 Adriana Furlam

Miguel Sardano Contatos: 11 3186-9788 / 4994-3832 E-mail: sardano@terra.com.br

dia 12 de maio

PALESTRAS PÚBLICAS E EVENTOS DA FEESP

Agenda de Divaldo Franco em São Paulo: confira e acompanhe Data Junho 24 (segunda)

rante nossas vidas su- ideias e sentimentos, pacessivas, vamos colhen- lavras e ações do Espírido as consequências das to, constantemente, mas escolhas irresponsáveis e que também poderemos modificar, a qualquer moinfelizes que fazemos. Por essa razão, renas- mento, esse quadro. Somos geradores das cemos no campo de sernossas aflições ou da viço em que se afinam nossas disposições e nossa tranquilidade. Criatendências, onde apren- mos guerras ou paz, alederemos produzir mais e grias ou tristezas, em nós melhor, aprendendo com e ao nosso redor.” o trabalho, não importa qual seja ele. Percebendo, através do sofrimento, que o livre arbítrio, no mundo inteiro, coPúblico presente na FEESP mandará

Junho / 2013 2 10h

TEMA: COMO ADMINISTRAR OS DESAFIOS DA VIDA PALESTRANTE: Maria Oliveira dos Santos ATRAÇÃO MUSICAL: Denise Manzo e Leando Gomes

9 10h

TEMA: VÍCIOS E PAIXÕES TRANSFORMADOS EM VIRTUDES PALESTRANTE: Bernardeth de Brito da Silva ATRAÇÃO MUSICAL: Rogério Ventura

15 16h

LANÇAMENTO DO LIVRO JUNTOS PARA SEMPRE AUTOR: Walcyr Carrasco (autor da novela da Globo - Amor à Vida)

16 10h

TEMA: ONDE ENCONTRAR A PAZ NA SOCIEDADE PALESTRANTE: Marcos Antonio Galindo ATRAÇÃO MUSICAL: Orquestra e Coral Carlos Gomes

16 17h

TEATRO: ENTREVIDAS - A CONSCIÊNCIA DE SI MESMO Grupo Teatral Terceiro Milênio (Seara Bendita)

23 10h

TEMA: O PERDÃO LIBERTA QUEM PERDOA PALESTRANTE: Victor Roberto Reis ATRAÇÃO MUSICAL: Coral Allegretto

29 19h

SEMINÁRIO: PAULO E ESTEVÃO PALESTRANTE: Haroldo Dutra Dias

29 18h

CINEMA NA FEESP - EM ALGUM LUGAR DO PASSADO (Comentários após o filme) * Excepcionalmente neste dia será transmitido na sala André Luiz, 2º andar

30 10h

TEMA: COMO REAJUSTAR A FAMÍLIA NA SOCIEDADE PALESTRANTE: Walkíria Soares de Figueiredo ATRAÇÃO MUSICAL: Denise Manzo e Leandro Gomes


8

JUNHO DE 2013

ACONTECEU

Notícias da FEESP

Teatro: Parabéns Seara Bendita! “Cada um tem o seu tempo de despertar”.... A Área de Divulgação da FEESP e o grupo teatral Terceiro Milênio, da Instituição Espírita Seara Bendita, promoveram a peça “Entrevidas – A Consciência de Si Mesmo”, no auditório Bezerra de Menezes, na sede central da Federação Espírita do Estado de São Paulo, em 19 de maio.

O espetáculo atraiu centenas de pessoas à FEESP, com uma emocionante história sobre Reencarnação e a lei de causa e efeito. A abertura do evento foi feita pela Banda GTTM, que harmonizou a plateia com músicas elevadas. Em seguida, o público pode desfrutar do espetáculo teatral que representou muito bem a doutrina

espírita. “Trabalhando os temas da homossexualidade, depressão e autoconhecimento, “Entrevidas” convida o público a viajar por três encarnações de seus personagens, ensinando que ninguém se liberta de suas mazelas sem antes cumprir a lei de causa e efeito. O público, viajando pelo tempo e por outras dimensões, é

Da esquerda para a direita, Silvia Puglia, diretora da Área de Divulgação, Fátima Giro, coordenadora das palestras públicas, Eraldo, Mariana, Thiago, Marlene, Aurora e Alex, do Terceiro Milênio envolvido pela trama do destino de personagens que outrora, em encarnações longínquas, abusaram do livre arbítrio, gerando carmas profundos que aos poucos vão se diluindo com o esforço de cada um na trilha do bem, do arrependimento, do perdão e principalmente no exercício do amor. Após a encenação, a diretora da Área de Di-

Interação com a plateia

vulgação, Silvia Puglia, foi homenageada pelo elenco, que agradeceu a oportunidade de estar na FEESP e divulgar o teatro e a Doutrina Espírita. “ Todos nós do Grupo Teatral Terceiro Milênio, adoramos o acolhimento. Temos a sensação do dever cumprido, com muito amor em prol da doutrina Espírita”, afirmou Eraldo Marcondes, responsável

pelo evento. A próxima apresentação, não perca, será em 16 de junho, às 17h, no auditório Bezerra de Menezes. Convite pode ser retirado na sede central da FEESP, à Rua Maria Paula, 140, Bela Vista, com Senhora Olga, no saguão de entrada, mediante a colaboração de 3 quilos de alimentos – 1 quilo de arroz, 1 quilo de feijão e 1 lata de óleo.

Depressão – causas e consequências

Entrevidas

Grupo musical

Dança Espanhola

Inveja

No mundo espiritual

Família em conflito

Reencarnação

Programa reencarnatório

Domínio de Espíritos obsessores

Traição

Perispírito deformando pelo mal praticado - obsessor

FEESP é homenageada no Dia do Espírita Julieta de Souza, presidente, recebe a homenagem feita aos espíritas, na Câmara Municipal de São Paulo, em 21 de abril

Doutora Marlene Nobre e o vereador Rubens Calvo

Mesa dos homenageados, representantes de Instituições Espíritas

Julieta de Souza agradece ao vereador Rubens Calvo


9

JUNHO DE 2013 ACONTECEU

Notícias da FEESP Ganhadora da Ação entre Amigos da FEESP Parabéns, Clarice! Clarice no Fiat sorteado pela FEESP

Reunião da Família Em 11 de maio foi realizado, no auditório Bezerra de Menezes, evento “Reunião da Família”, em homenagem ao dia da família, (comemorado dia 15). Promovido pela Área de Infância, Juventude e Mocidade,

e direcionado aos pais e aos alunos da Educação Espírita e aos da Creche, o evento contou com dinâmica de aconchego, exibição do filme “Dumbo” e confraternização. Confira as fotos a seguir.

Sorteio ocorreu no saguão da Federação

Ganhadora da Ação entre Amigos, Clarice Marques, e a presidente, Julieta de Souza

Cinema na FEESP

Venha curtir um bom filme, com direito a comentários no final! A Área de Divulgação promove sessões de cinema com filmes espíritas, todo último sábado de cada mês, sob a coordenação de Celisa Germano e apoio de José Maria Magalhães, às 18h30. A entrada é gratuita, mas você pode colaborar trazendo 1 kit de alimentos. Acompanhe a programação para os próximos meses:

Público presente no evento

“Minha vida na outra vida” - 25 de maio “Em algum lugar do passado” – 29 de junho “E se fosse verdade?” – 27 de julho Público do cinema FEESP Celisa Germano e José Maria Magalhães comentam aspectos do filme com a platéia

Voluntários que trabalharam na “Reunião da Família”, junto com a diretora da Área de Infância, Juventude e Mocidade, Vera Leite

Inauguração do Bazar “Espaço Presentes”

C

Julieta de Souza corta a fita para a inauguração do bazar

Maria Inês responsável pela linda decoração

Bazar Espaço Presentes

om o objetivo de divulgar a Doutrina Espírita e de manter seus atendimentos gratuitos a todos que a procuram, a FEESP, em sua sede central, mantenedora, (localizada no bairro da Bela Vista, à Rua Maria Paula, 140) , inaugurou seu novo bazar “Espaço Presentes”, em 10 de maio, com total aprovação do púbico e sucesso de vendas. Maria Inês P. Paschoa e sua equipe de voluntários e trabalhadores da FEESP capricharam nos produtos e no visual do espaço: roupas, sapatos, acessórios, objetos de decoração, artigos de cama, mesa e banho e mimos variados estão disponíveis para quem gosta de novidades e presentes úteis a preços acessíveis. “O bazar Espaço Presentes foi feito pra você, onde será atendido com carinho e atenção. Aquele presente de última hora, aquela bijuteria que estava precisando, a lembrancinha para o amigo ... tudo pode ser encontrado aqui. Nossos artigos são novos e de primeira linha. Venha nos visitar!”, convida Maria Inês, responsável pelo espaço. A inauguração atraiu dezenas de pessoas ao evento, prestigiado pela diretoria da FEESP. Venho conferir! Sede central da FEESP. Rua Maria Paula, 140. Aberto de 2ª a sábado, das 10h às 18h.

Maria Inês Paschoa e Elizabete Baptista, vice presidente, na inauguração do bazar

Carinho e cuidado nos detalhes

Muito movimento na inauguração

Sonia Puggina, diretora da Área Financeira, e Raquel, funcionária do bazar

Diversos artigos de primeira qualidade

Linda decoração do bazar


10

JUNHO DE 2013

ÁREA DE INFÂNCIA, JUVENTUDE E MOCIDADE DA FEESP

2º Fórum Mocidade Espírita: Conexão direta com os jovens

A

Acolhida no início do Fórum

Área de Infância, Juventude e Mocidade através da Mocidade Espírita Cairbar Schutel da FEESP, promoveu em 5 de maio, na sede central da FEESP, o 2º Fórum da Mocidade Espírita, com o tema “O Homem no Mundo” do (cap. XVII do Evangelho Segundo Espiritismo, item X) apresentado em cinco tópicos: prazer, fortalecer,

sucesso, conexões e jovem ativador. O encontro trouxe Mocidades de vários Centros Espíritas coligados à FEESP; jovens da Aliança Espírita e da USE, - da Capital e da região do ABC, Vale do Paraíba e Interior de São Paulo. O evento, transmitido ao vivo pelo Portal www. FEESP.org.br, foi aberto por Ane Amorim, coorde-

Abertura do evento nadora, Felipe Barreiros e Fábio Nunes, voluntários da área, que apresentaram o Fórum à plateia do auditório Bezerra de Menezes. A proposta do fórum foi abordar assuntos que mostrassem ao jovem a importância de se relacionar com o mundo vivendo os preceitos de Jesus e da Doutrina Espírita de forma natural, coesa e

Apresentação da Mocidade FEESP

Maria de Cássia Anselmo falou sobre “Prazer” no Fórum

consciente. Como ser perfeito diante de tantas propostas que o mundo oferece? Como conseguir alcançar o Reino dos Céus prometido por Jesus e ser o Homem normal que caminha pelo mundo? Esses e outros questionamentos foram tratados pelos palestrantes de forma amorosa, dinâmica, leve e profunda, atingindo todas as idades, mas principalmente atingindo o essencial, que é o Espírito encarnado que vem em busca de informações a cerca de sua existência e de sua conduta moral. Os palestrantes foram: Maria de Cássia Anselmo, que falou sobre o “Prazer”; Vinícius Lara, que expôs sobre “Fortalecer”; Wagner de Assis, “Sucesso” e Antonio Schuch, “Conexões”. O tema “Bem Aventuranças - Jovem Ativador” foi desenvolvido pela Mocidade Cairbar Schutel, convidando todas as mocidades a serem a Mocidade de Jesus.

Ane Amorim e Julieta de Souza agradecem aos participantes

Vera Leite, Maria de Cássia Anselmo, Fátima Giro, Julieta de Souza, Elizabete Baptista, Ana Claudia, Nancy Cesar Raymundo, Ane Amorim e Antonio Schuch

Após as palestras, os oradores respondiam às perguntas do público, mediados jornalista Ana Claudia Faccin. Após o almoço, todos puderem se entreter com as salas interativas

lhoso em todos os sentidos, principalmente do ponto de vista espiritual, no qual todos participantes receberam o alimento espiritual proporcionado através das músicas,

Ane Amorim, coordenadora do evento (oficinas) montadas pelos voluntários da Mocidade, ligadas aos temas debatidos. Apresentações artísticas emolduraram o domingo festivo, que se encerrou com emocionante apresentação da Mocidade da FEESP, e agradecimentos da diretoria a todos os envolvidos. “O Fórum foi maravi-

palestras e oficinas. Para o próximo Fórum esperamos atingir mais jovens trazendo-os de outros Estados. Esse evento acontecerá ainda esse ano, em 22 de setembro. O tema será “Expansão do Espiritismo nas Universidades”, afirmou a diretora da Área, Vera Leite.

Maria de Cássia Anselmo e Ana Claudia interagem com a plateia

Elizabete Baptista, vice presidente, e Julieta de Souza, presidente da FEESP, prestigiaram o evento


11

JUNHO DE 2013 ÁREA DE INFÂNCIA JUVENTUDE E MOCIDADE DA FEESP

Depoimento da vice presidente da FEESP, Elizabete Baptista “A Infância, Juventude e Mocidade da FEESP sempre empenhada na Educação do Espírito de crianças e jovens, e na divulgação da Doutrina Espírita, tem sido pioneira na apresentação de temas nos encontros e fóruns que promove. Estamos cientes de que já estamos na nova era, Terceiro Milênio, época de regenerar para sermos coadjuvantes da transição Planetária. Neste contexto, a Mocidade da FEESP já organizou dois fóruns com olhos no Planeta de Regeneração. No ano passado, o 1º Fórum da Mocidade da FEESP projetou o Brasil do futuro, uma reflexão 50 anos a frente. O tema “Trilhar, Compartilhar e Regenerar” trouxe reflexões aos jovens espíritas como será o Brasil em 2062 com questionamentos: o que muda no mundo em 2062; quais são as mudanças de paradigmas

e comportamentos e quais as novas maneiras de atuarmos na sociedade com o conhecimento da Doutrina Espírita? O evento da Mocidade da FEESP de 2012 que congregou mocidades de todo o estado teve ótima repercussão. Jovens e adultos atentos em iniciar já cada um o seu aperfeiçoamento espiritual. Neste 2º. Fórum em minha opinião a Mocidade da FEESP se superou, com o tema muito atual: O HOMEM NO MUNDO. Agradecimentos a: Nossa grande amiga Maria de Cássia Anselmo. Querida como sempre sua palestra foi ótima, sou sua fã. Ao querido Wagner de Assis, cineasta, que apesar de compromissos importantes no Rio de Janeiro nos prestigiou com seus conhecimentos e belíssima palestra. A Vinicius Lara, que gentilmente veio de Mi-

nas, e além da palestra descontraída e inteligente, nos trouxe a psicografia de Cairbar Schutel: O jovem espírita no mundo. A Antonio Schuch, voluntário da Assistência Espiritual, que nos brindou também com inteligente palestra. E à queridíssima Ana Claudia Faccin que gentilmente foi a mediadora do Fórum. Parabéns à diretora da AIJM, Vera Lucia Leite, à Coordenadora da

Mocidade Cairbar Schutel da FEESP, Ane Amorim, e aos nossos queridos jovens integrantes e participativos da equipe da nossa mocidade. Este ano eles inovaram fazendo várias oficinas cada uma de acordo com o tema apresentado pelos palestrantes. Foi uma grande satisfação vê-las! Como são alegres e criativos a nossa mocidade! Este ano também várias mães prestigiaram a mocidade, muitas ajudaram na cozinha no preparo da comida e do lanche servido após o fórum. Todos trabalhadores incansáveis da seara do Cristo. E a nossa casa, a Federação Espirita do Estado de São Paulo pelo incentivo ao trabalho no bem! Parabéns a todos!”

Vinícius Lara psicografa mensagem de Caibar Schutel

Antonio Schuch responde às perguntas da plateia

Depoimento da presidente da FEESP, Julieta de Souza “Gostei muito do Fórum e dos palestrantes. Foi bem adequado ao público alvo, na proposta e na linguagem empregada. Vejo em iniciativas como o Fórum, uma maneira de aproximar os jovens da Doutrina Espirita e mostrar que eles podem viver uma vida normal na sociedade, conhecendo Jesus e seus ensinamentos. O Fórum, nesse trabalho que foi desenvolvido pela Mocidade (nas salas interativas e apresentações artísticas do evento), mostrou que a Arte

é uma ferramenta positiva para atrair a juventude para a Casa Espírita, além de ser também uma forma de trabalhar e empregar a energia característica dos indivíduos dessa idade, desviando-os de atividades que não lhe seriam propícias. Jesus, no Evangelho Segundo o Espiritismo, (cap. XVII), deixa claro que todos devemos ser um exemplo na sociedade, agindo como homens de bem. Por isso acentuo, principalmente para os jovens, a importância

Vinícius Lara em sua exposição no Fórum

Sala interativa

de frequentarmos uma Casa Espírita e vivermos na sociedade aplicando os ensinamentos de Jesus. Viver no mundo, sempre atento a que “ tudo me é permitido, mas nem tudo me é lícito”. Porque somos responsáveis pela mudança do nosso Planeta Julieta de Souza no Terra. encerramento do evento Estou confiante da FEESP por esse marano próximo Fórum, vilhoso evento. em setembro. Parabéns a todos!” Agradeço a Mocidade

Público aproveita sala interativa

Vera Leite, diretora da Área de Infância, Juventude e Mocidade, se emociona ao final do evento

Wagner de Assis expõe sobre Sucesso

Sala Interativa que chamou atenção do público


JUNHO DE 2013

ÁREA DA INFÂNCIA, JUVENTUDE E MOCIDADE DA FEESP

Edições FEESP

Curso Espírita de Preparação de Educadores

“... É notável verificar que as crianças educadas nos princípios espíritas ad-

quirem uma capacidade de raciocinar precoce, que as torna infinitamente mais fá-

Lançamento próximo

ceis de serem conduzidas, orientadas....”

Viagem Espírita de 1862 Allan Kardec

“Filosofia Espírita é com o um instrumento musical AÇÃO ESPÍRITA marFEDER avilhoso SÃO osPAULO O DEtem a mão, mas que não sabemo DO ESTADque s tocar; olhamo-lo com enlevo, com o a um amor que nunca se realizou em definitivo, está permanentemente presente na memória, e não se satura, está apenas ali, ao nosso alcance, perto, ao mesmo tempo longe. Não temos o condão que o faz vibrar, que o faz tran sformar-se em infinitas melodias, em pere ne encantamento. Só temos uma imensa e gran de vontade! E isso é o quanto basta e chega para começar.”

Turmas de agosto Noções de História da

FILO SO FIA

Este livro está destinado a todos aqueles que, com amor a Jesus e seus ensinamentos, reconhecem a importância de fazê-los florir nos corações das nossas crianças e jovens.

Manoel Pelicas São Mar cos

cadores Curso Espírita de Preparação de Edu

Buscando sempre melhorar, as Edições FEESP apresentam lançamentos e relançamentos de títulos que vão surpreender!

7/5/2013 10:42:09

Relançamento Manoel Pelicas São Mar cos

Noç ões de Hist ória da Filo sofi a

s -

12

FEDERA FED ERAÇÃO ÇÃO ESP ESPÍRIT ÍRITA A DO EST DO ESTADO ADO DE DE SÃO SÃO PAU PAULO LO Manoel Pelicas São Mar

cos

30/4/2013, 11:58

Início das inscrições 1º de junho de 2013 Local – Secretaria da Área de Ensino 1º andar da sede Maria Paula

Manoel Pelicas São Mar cos, era formado em música pelo Conservatório Musical Villa Lob os, lecionava violão clássico, crio ue dirigiu o Grupo Musical Camerata Violonística, foi diretor e expositor do Curso de Filosofia Espírita da Federação Espírita do Estado de São Paulo.

Dias e horários – 2ªs às 6ªs – 8h às 20h30 Sábados = 8h às 18h30

Noção de História da Filo sofia, aborda a origem e passag em por todos os grandes filósofos desde a Grécia Antiga até o séc ulo atual. Dando prosseguimento a esse trabalho escreveu também Filosofia Espírita e seus Tem as.

Início das aulas 29 de julho de 2013

Início das inscrições em dezembro de 2013

Vem ai o Congresso Espírita FEESP 2014 “É preciso nascer de novo” - Jesus

De 1º a 4 de maio, com abertura de Divaldo Franco


13

JUNHO DE 2013 ÁREA DE DIVULGAÇÃO

Lançamento livro Reforma Íntima – A FEESP cumpre missão de Educação através da Doutrina Espírita

O

livro Reforma Íntima – Atividades desenvolvidas na Escola de Aprendizes do Evangelho – Orientações a Educadores Espíritas, Edições FEESP, foi lançado dia 17 de março, no auditório Bezerra de Menezes da Federação Espírita do Estado de São Paulo. A obra foi produzida pela Área de Ensino da FEESP, com a coordenação da diretora Zulmira Hassesian. O evento foi aberto, com alegria e serenidade, pelo Coral Mix, com a regência da maestrina Emilly, com muita alegria e serenidade, tornando o clima propício para a elevação e enriquecimento espiritual. A coordenadora de palestras públicas, diretora do curso de Aprendizes do Evangelho e expositora, Fatima Giro, foi a mestra de cerimônias da manhã, apresentando a mesa composta por Maria Elizabete Nogueira Rey,diretora de curso de expositores, Reinaldo Toledo, diretor de treinamento da Área de Assistência Espiritual, Nair Pedreira Gonçalvez, expositora, Zulmira Hassesian, diretora da Área de Ensino, e Silvia Puglia, diretora da Área de Divulgação. Silvia Puglia, em seu discurso de abertura, pa-

jetivo de levar o curso de Aprendizes do Evangelho para todos os cantos do Universo. Este livro veio preencher as necessidades dos alunos, na prática da reforma íntima – essencial para a evolução de cada um, a caminho da perfeição. Parabéns a todos!” Zulmira Hassesian afirmou “sentir imensa alegria e emoção com o lançamento da obra, que contribui para o grande edifício da Educação”. “Na capa do livro “Reforma Íntima, o jardim mostra o perfeito equilíbrio entre a criação do mundo e a do homem. O jardim nos transporta para uma interiorização de nós mesmos – cada um que o vê, o sente de maneira diferente. Assim é com a reforma íntima que nos permite uma viagem interior em busca de autoconhecimento.” Zulmira acentuou a importância dos cursos oferecidos pela FEESP lembrando as palavras de Kardec – “ Será pela Educação, mais ainda do que pela instrução, que se transformará a humanidade”. Ela agradeceu a toda equipe que fez um belíssimo trabalho de sistematização das atividades desenvolvidas em salas de aula,

Mesa composta por Maria Elizabete Rey, Reinaldo Toledo, Nair Pedreira, Silvia Puglia, Zulmira Hassesian e Fátima Giro expositores, Maria Elizabete Rey, dedicou a obra a Edgar Armond e a Razin, inspiradores dos discípulos de Jesus. Destacou a alegria e a honra que sentiu ao participar desse processo de aprendizagem e agradeceu a oportunidade de aprender com

Escola de Aprendizes do Evangelho – Orientações a Educadores Espíritas” – da Edições FEESP incentivou o público presente a conhecer mais os cursos oferecidos pela Federação. Gislene Barbosa, frequentadora da casa, ao final do evento, decla-

Apresentação do Coral Mix

Silvia Puglia, diretora da Área de Divulgação, responsável pelas Edições FEESP

Coral Mix com a maestrina Emilly rabenizou a Área de Ensino e a diretora Zulmira “pelo lançamento de tão importante obra, a qual faz a FEESP cumprir o ob-

possibilitando que mais pessoas possam se preparar para trabalhar na Seara de Jesus. A diretora do curso de

a equipe que com tanto empenho finalizou o livro, propondo nova pedagogia para os educadores da Doutrina Espírita. Reinaldo Toledo explicou a logística empregada nas aulas do curso de Aprendizes do Evangelho, na FEESP, acentuando que a proposta da Escola é a transformação pessoal. A apresentação do livro “Reforma Íntima – Atividades desenvolvidas na

Reinaldo Toledo explica a dinâmica da classe quando o assunto é reforma íntima rou “foi muito importante participar dessa manhã,

Zulmira Hasseisian, diretora da Área de Ensino, fala sobre o livro “Reforma Íntima”

Silvia Puglia, diretora da Área de Divulgação, com trabalhadores da Área de Ensino, na manhã festiva

aqui na Federação. Estou entusiasmada para iniciar os cursos sobre o Espiritismo da Federação e aprender mais sobre a reforma íntima”. Após o evento, Zulmira Hassesian e a equipe do Ensino autografaram os

Equipe da Área de Ensino

exemplares do público presente. Conheça essa obra,

à venda na Livraria da Federação Espírita do Estado de São Paulo (à Rua Maria Paula, 140, Bela Vista, São Paulo). Informações pelo telefone (11) 3115544- ramal 217. “A educação faz parte de nossa caminhada evolutiva no ontem – no hoje – e no amanhã; é a maior conquista do Espírito. Temos como modelo e exemplo o Mestre dos Mestres, Jesus. Pedagogo da Humanidade, o Cristo nos trouxe os princípios eternos da educação com amor. O Espiritismo como o Consolador prometido por Jesus tem como lema: ‘Espíritas! Amai-vos, eis o primeiro ensinamento; instruí-vos, eis o segundo. No Cristianismo se encontram todas as Verdades ...” (Zulmira Hassesian)

Elizabeth Nogueira Reys expõe sobre a logística empregada em salas de aulas a respeito da reforma íntima

Sessão de autógrafos após o lançamento do livro


14

JUNHO DE 2013

Lista de Livros das Edições FEESP 150 ANOS DE ESPIRITISMO Alceu Nunes ALÇANDO UM VÔO MAIOR Martha Gallego Thomaz ALVINHA Silvia Hiss ANDRÉ LUIZ EM REFLEXÃO Luiz Rodrigues da Cruz AOS PAIS E EDUCADORES DE CRIANÇAS Silvia Cristina Stars de Carvalho Puglia APOCALIPSE (O) José de Sousa e Almeida APRENDENDO COM AS EPÍSTOLAS Luiz Rodrigues da Cruz BEZERRA DE MENEZES Canuto de Abreu BRINCANDO E APRENDENDO O ESPIRITISMO – I Coordenação Geral Silvia Cristina Stars de Carvalho Puglia BRINCANDO E APRENDENDO O ESPIRITISMO – II Coordenação Geral Silvia Cristina Stars de Carvalho Puglia BRINCANDO E APRENDENDO O ESPIRITISMO – III Coordenação Geral Silvia Cristina Stars de Carvalho Puglia BRINCANDO E APRENDENDO O ESPIRITISMO – IV Coordenação Geral Silvia Cristina Stars de Carvalho Puglia BURRINHO INTELIGENTE (O) Genésio Loureiro Rocha CALENDÁRIO ESPÍRITA Francisco Candido Xavier CARLOS IMBASSAHY – O HOMEM E A OBRA Nazareno Tourinho CARNEIROS DE PANÚRGIO (OS) Adolfo Bezerra de Menezes CASARÃO DO GENERAL Cid Camargo CASOS CONTROVERTIDOS DO EVANGELHO Paulo Alves Godoy CASTÁLIA Wilson Ferreira de Melo CÉU E O INFERNO (O) Alceu Nunes CÉU E O INFERNO (O) ESPECIAL Alceu Nunes CISCO CÂNDIDO XAVIER Umberto Fabbri COLETÂNEA DO ALÉM Francisco Candido Xavier CONGRESSO ESPIRITA FEESP 2011 Coordenação Geral Silvia Cristina Stars de Carvalho Puglia CONGRESSO ESPIRITA FEESP 2011 - LUXO Coordenação Geral Silvia Cristina Stars de Carvalho Puglia CORUJA DO BOSQUE (A) Roberto Alves Toledo CRISTÃO MODERNO (O) Gerson Luiz Tavares CRISTÍADAS Edison Cavalheiro Ramos CRÔNICAS EVANGÉLICAS Paulo Alves Godoy CURSO APRENDIZES DO EVANGELHO – I Coordenação Geral Zulmira da Conceição Chaves Hansessian CURSO APRENDIZES DO EVANGELHO – II Coordenação Geral Zulmira da Conceição Chaves Hansessian CURSO BÁSICO ESPIRITISMO - I Coordenação Geral Zulmira da Conceição Chaves Hansessian CURSO BÁSICO ESPIRITISMO – II Coordenação Geral Zulmira da Conceição Chaves Hansessian CURSO EDUCAÇÃO MEDIÚNICA - I Coordenação Geral Zulmira da Conceição Chaves Hansessian CURSO EDUCAÇÃO MEDIÚNICA – II Coordenação Geral Zulmira da Conceição Chaves Hansessian CURSO PARA EDUCADORES DE CRIANÇAS - CEPE Coordenação Geral Elizabete Baptista CURSO O QUE E O ESPÍRITISMO Coordenação Geral Zulmira da Conceição Chaves Hansessian CURSO PARA DIRIGENTES E MONITORES DE PRÁTICA MEDIÚNICA (CDM) Silvia Cristina Stars de Carvalho Puglia DA GÊNESE AO APOCALIPSE Natalino D’ Olivo DEUS POR TESTEMUNHA Maria Aparecida Caetano Salles DEUS, ESPÍRITO E MATÉRIA Manuel de Oliveira Portásio DOAÇÃO DE ÓRGÃOS E TRANSPLANTES Vlademir Lisso EM BUSCA DO MESTRE Pedro de Camargo (Vinicius) ESCRAVO DOS ESCRAVOS (O) Rosa Freua de Carvalho ESPIRITISMO EM SUA EXPRESSÃO MAIS SIMPLES Allan Kardec ESTUDO E PRÁTICA DE ASSISTÊNCIA ESPIRITUAL Coordenação Geral Maria de Cassia Anselmo EVANGELHO DE REDENÇÃO Paulo Alves Godoy EVANGELHO MISERICORDIOSO Paulo Alves Godoy EVANGELHO NO LAR Maria Tonietti Compri EVANGELHO NO LAR NOSSO ENCONTRO COM A PAZ Vera Cristina Marques de Oliveira Millano EVANGELHO PEDE LICENÇA Paulo Alves Godoy EVANGELHO POR DENTRO (O) Paulo Alves Godoy EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO - BOLSO Allan Kardec EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO - LUXO Allan Kardec EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO - NORMAL Allan Kardec EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO PARA INFÂNCIA Maria Helena Fernandes Leite EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITUISMO - BOLSO - LUXO Allan Kardec

38,00 38,00 21,00 39,00 39,00 39,00 39,00 30,00 53,00 53,00 53,00 53,00 25,00 35,00 25,00 45,00 20,00 39,00 24,00 50,00 75,00 40,00 40,00 103,00 160,00 13,00 27,00 18,00 44,00 49,00 49,00 49,00 49,00 49,00 49,00 PRELO 40,00 49,00 39,00 38,00 39,00 32,00 35,00 25,00 14,00 59,00 39,00 39,00 41,00 29,00 39,00 39,00 27,00 75,00 50,00 59,00 43,00

EXPERIÊNCIAS A LUZ DO EVANGELHO NO LAR Maria Tonietti Compri FENÔMENOS DE TRANSPORTE Enesto Bozzano FILOSOFIA ESPÍRITA – TOMO II Manuel Pelicas São Marcos FILOSOFIA ESPÍRITA E SEUS TEMAS Manuel Pelicas São Marcos FLORESTA ENCANTADA Maria Helena Fernandes Leite FORMIGUINHA FAVO DE MEL Maria Helena Fernandes Leite GÊNESE - LUXO Allan Kardec GÊNESE - NORMAL Allan Kardec GOTAS DE ENERGIA Genésia Loreiro Rocha GRANDES VULTOS DO ESPIRITISMO Paulo Alves Godoy GRILO E O VAGALUME (O) Maria Helena Fernandes Leite INSTITUTO DE CONFRATERNIZAÇÃO UNIVERSAL Martha Gallego Thomaz INTRODUÇÃO À FILOSOFIA ESPÍRITA Herculano Pires JESUS CRISTO A LUZ DO MUNDO Paulo Alves Godoy JESUS JÁ FALAVA NO ESPIRITISMO - I Coordenação Geral Silvia Cristina Stars de Carvalho Puglia JESUS JÁ FALAVA NO ESPIRITISMO - II Coordenação Geral Silvia Cristina Stars de Carvalho Puglia JESUS JÁ FALAVA NO ESPIRITISMO - III Coordenação Geral Silvia Cristina Stars de Carvalho Puglia JESUS JÁ FALAVA NO ESPIRITISMO - IV Coordenação Geral Silvia Cristina Stars de Carvalho Puglia JUBILEU DE OURO - CORAL CARLOS GOMES Coral Carlos Gomes JUNTOS NO INFINITO Álvaro Basile Portughesi LEIS DE AMOR Francisco Candido Xavier LIVRO DOS ESPÍRITOS - EDIÇÕES FEESP - LUXO Allan Kardec LIVRO DOS ESPÍRITOS - NORMAL Allan Kardec LIVRO DOS MÉDIUNS - ESPECIAL Allan Kardec LIVRO DOS MÉDIUNS - NORMAL Allan Kardec LOUCURA SOB NOVO PRISMA, (A) Adolfo Bezerra de Menezes MARAVILHOSAS PARÁBOLAS DE JESUS (AS) Paulo Alves Godoy MEDIUNIDADENA BÍBLIA (A) Henrique Neyde Gimênez MESTRE LOUIS PASTEUR (O) Neyde Prado Zuhlke MOMENTOS DE PRECE Paulo Alves Godoy NA ESCOLA DO MESTRE Pedro de Camargo (Vinicius) NOÇÕES DE HISTÓRIA DA FILOSOFIA Manoel Pelicas São Marcos NOVOS RUMOS A MEDICINA - I Inácio Ferreira NOVOS RUMOS A MEDICINA - II Inácio Ferreira OBRAS POSTUMAS Allan Kardec OBRAS POSTUMAS - EDIÇÕES FEESP LUXO Allan Kardec PADRÕES EVANGÉLICOS (OS) Paulo Alves Godoy PARÁBOLAS (AS) José de Sousa e Almeida PEDRINHO Rosa Freua de Carvalho PÉROLAS NO CORAÇÃO Maria Aparecida Caetano Sales PORQUE CREIO NA IMORTALIDADE DA ALMA Oliver Lodge PSIQUIATRIA EM FACE DA REENCARNAÇÃO Inácio Ferreira PUREZA DOUTRINÁRIA Ary Lex QUANDO JESUS TERIA SIDO MAIOR Paulo Alves Godoy QUANDO O AMOR FALA MAIS ALTO Amílcar Del Chiaro Filho QUATRO SERMÕES DE JESUS Paulo Alves Godoy REFORMA ÍNTIMA - ORIENTAÇÕES A EDUCADORES ESPÍRITAS Coordenação Geral Zulmira da Conceição Chaves Hansessian REVELAÇÕES DA REVISTA ESPÍRITA Alceu Nunes SÍNTESE DE O LIVRO DOS ESPÍRITOS Benedito Godoy Paiva TEMAS ATUAIS NA VISÃO ESPÍRITA Wlademir Lisso TEMPO DE DESPERTAR Richard Simonetti TESOUROS DA REVISTA ESPÍRITA Alceu Nunes UM SENTIDO PARA SUA VIDA Marina Mallet UMA FAMÍLIA FELIZ Durval Ciamponi UMA FAMÍLIA IMPERIAL Rosa Freua de Carvalho UMA LUZ ATÉ A ETERNIDADE Maria Caetano Sales VIAGEM DE UMA GOTINHA DE ORVALHO (A) Maria Helena Fernandes Leite

39,00 39,00 37,00 37,00 20,00 24,00 75,00 50,00 17,00 39,00 31,00 39,00 33,00 39,00 53,00 53,00 53,00 53,00 27,00 36,00 15,00 75,00 50,00 75,00 50,00 36,00 34,00 39,00 35,00 20,00 35,00 37,00 42,00 42,00 50,00 75,00 44,00 39,00 20,00 37,00 36,00 39,00 34,00 39,00 24,00 30,00 23,00 50,00 30,00 37,00 39,00 50,00 34,00 31,00 32,00 37,00 20,00

Compre seus livros no atacado Telefone (11) 3115-5544, ramal 217, ou pelo e-mail: vendas@feesp.org.br

A partir de 100 exemplares

50%

de desconto

PARA OS CENTROS CADASTRADOS

LIVROS EDIÇÕES FEESP

30%

de desconto

QUALQUER QUANTIDADE NA LIVRARIA MARIA PAULA


15

JUNHO DE 2013

FEESP BATE RECORDE EM ATENDIMENTOS EM 2012

8 Milhões e 660 mil

atendimentos foram fraternalmente prestados nas diversas sedes da FEESP! Cumprindo a missão de ser “um farol de luz para a humanidade”, a FEESP continua com suas obras sociais, educacionais e espirituais e a divulgação da Doutrina Espírita! Venha trabalhar conosco! WWW. FEESP.org.br Sede Central – Rua Maria Paula, 140 – Bela Vista – SP/SP Tel.: 011 31155544 – ramal 224 Sede Santo Amaro - Rua Santo Amaro, 370 – Bela Vista – SP/SP Tel.: 011 31072023 Sede Casa Transitória Fabiano de Cristo – Av. Condessa Elizabeth de Robiano, 454 – Belenzinho – SP/SP Tel.: 011 27972990 Casa do Caminho – Av. Moisés Maimonides, 40 – Vila Progresso, Itaquera – SP/SP Tel.: 011 20525711 Centro de Convívio Infanto-Juvenil – Rua França, 145 – Bosque dos Eucaliptos – São José dos Campos – SP


Jornal Espírita

ORGÃO DA FEDERAÇÃO ESPÍRITA DO ESTADO DE SÃO PAULO FUNDADA EM 12 DE JULHO DE 1936

Junho de 2013 - Nº 435 - Ano XXXV - DISTRIBUIÇÃO NACIONAL

www.feesp.org.br e-mail: divulgacao@feesp.org.br

Manaus, BoaVista, Santarém, Rio Branco, Ji-Paraná e Macapá /Via Aérea

“Se a dor te visita o coração, improvisando tempestades de lagrimas em teu campo interior, não te confies ao incêndio do desespero, nem ao gelo da lamentação”. Emmanuel ( Chico Xavier)


Jornal feesp junho13